Issuu on Google+

®

ano 04 n° 13 janeiro 2009 R$ 5,90

®

AVIÕES X CARROS preçoS de aeronaves chegam a custar menos que um superesportivo

BIQUÍNIS coleção 2009

GUGU LIBERATO OS SONHOS E OBJETIVOS

CULTURA

HISTÓRIA E ARTE


direção executiva Alexandrina Vilar Jeifferson R. Moraes

diagramação

ANO 04 • NÚMERO 13 • 2009

Ana Lúcia Vilar

colaboradores Ernani Itamar Iza Pacheco

SUMÁRIO

Foto da Capa: Woo Bing Siew | Dreamstime

Israel Pacheco InHouse

impressão Intergraf | Bruno Fraccari (11) 9435.5001 | 7854.6538 Todas as publicidades, textos assinados, informes e fotos fornecidas são de responsabilidade exclusiva de seus autores, não representando a opinião da Revista Proibida a reprodução total ou parcial de texto e imagem sem a prévia autorização da Almav

para anunciar (13) 2138.3398 ou (13) 3019.8266 anuncios@almav.com

críticas ou sugestões (13) 3113.3777 sac@almav.com

na internet www.acapulcomagazine.com.br A Revista Acapulco Magazine é uma publicação da Almav Comunicação Ltda ME, Caixa Postal: 73.915 Santos - SP - CEP: 11025-972

06 08 12 16 18 26 34 38 42 44 46

lazer e informação cultura e arte ENTREVISTA COM GUGU guarujá nas alturas RÉVEILLON DA SAJA matéria da capa casa e construção reinauguração SCA Fashion rio coquetel bossa nova moda praia 2009

AO LEITOR sobre o jardim acapulco Loteamento aprovado em 1974. O lançamento oficial ocorreu em 1976. Hoje com 4 milhões de metros quadrados e 2 mil residências. Localizado na região da Praia de Pernambuco em Guarujá - SP

circulação e distribuição Uma publicação exclusiva dirigida gratuitamente ao público do Jardim Acapulco, distribuída de porta em porta. A revista também é entregue em outros condomínios da região, como: Park Lane, Jardim Pernambuco, Golf Clube, Península, Tortugas, Albamar, Marinas, Tijucopava, Taguaíba, Granville e outros.

assinaturas (13) 2138.3398 ou (13) 3019.8266 assinaturas@almav.com

4

acapulco_magazine

Alberto Santos Dumont ajudou a humanidade na realização do sonho de voar. E, hoje, este sonho não está tão distante devido ao baixo custo de pequenas aeronaves. Curiosamente, mesmo com a crise mundial e a alta do dólar, uma empresa de Sumaré continua a vender aeronaves de “vento em popa”. A fila de espera chega a ultrapassar os 12 meses e os pedidos continuam aumentando. A convite de um dos representantes de venda da empresa, saímos de Peruíbe e voamos até o hangar da Flyer em Sumaré. Lá foi possível ver de perto os modelos RV-10 e RV-9A, a sensação do momento na aviação desportiva e privada do País. Na cabine, o espaço e o conforto não é tão generoso quanto um automóvel, mas tudo isso é compensado, quando levantamos voo, pela maravilhosa paisagem. Possui comandos simples, pedais que controlam o leme para esquerda, para a direita e o manche que controla os aerelons. Vários instrumentos, alguns digitais, compõe o painel que proporcionam maior segurança. Fiquei impressionado com as possibilidades e autonomia desses ultraleves avançados. Na internet, cheguei a ler sobre uma viagem de dois pilotos que foram para os EUA em um RV-9, o site é www.noviair.com.br; a viagem foi feita em 2006 e durou quase 10 dias. Boa Leitura!


acapulco_magazine

5


LAZER_informação

passeios de lancha ©1

Enseada, Pitangueiras, Tombo... são todas belas praias entres outras dezenas que Guarujá ostenta ao longo de sua extensão da orla. Algumas delas são acessíveis apenas por trilha ou de barco. Então, que tal fazer um passeio diferente? Conhecer as praias do “Rabo do Dragão”, termo utilizado devido a forma geográfica da ilha ser muito parecida com um dragão alado. Na parte norte da cidade, estão as praias Branca, Preta e Camburizinho que fazem parte da Serra do Guararu, região de preservação. A Camburi, ou Camburizinho, é rústica com vegetação nativa, poucos moradores, quase deserta. O passeio de barco pode ser feito pela Aquilla Maris, que está localizada na Praia da Enseada, ao lado do condomínio Tortugas, na avenida Miguel Stéfano, 5540. Mais informações pelo telefone (13) 3351-3600 ou 3351-4699.

download grátis ©1

O site acapulcoweb.com e a revista Acapulco Magazine estão oferecendo gratuitamente uma bela imagem aérea da Praia do Pernambuco. São aproximadamente 10 MP, 3974 x 2373 pixels. Para fazer o download acesse: www.acapulcoweb.com/download e informe um e-mail válido no cadastro.

novo endereço A Administradora Jardim Acapulco que sempre manteve seu endereço na av. 01, agora está temporariamente no final da avenida Primo Prieto (antiga av. 03), 1299. A mudança foi feita devido a reforma na sede que deverá se encerrar em maio. Mais informações pelos telefones (13) 3353-1010, 3353-1300, 3353-4009 ou 3353-2336.

king kong ©2

6

acapulco_magazine

O famoso King Kong é atração na Praia da Enseada em Guarujá. Com altura de um prédio de três andares e a largura de um ônibus o gorila cinematográfico pesa mais de 30 toneladas. Projetado pelo artista plástico Benedito Vieira Gonçalves, possui movimentos feitos através de mecanismos hidráulicos, estrutura de metal e borracha. Equipamento semelhante só existe na Universal Studios em Orlando nos EUA. Um passeio com diversão garantida. As apresentações ocorrerão das 16 às 24 horas, até o mês de março, na avenida Miguel Stéfano, 1739, no Shopping Russi. Informações pelo telefone (13) 3351-8778, ingressos R$ 10.

Fotos: © 1 Jeifferson Moraes | © 2 Meramente ilustrativo


acapulco_magazine

7


CULTURA_arte

síntese da arte do moderno ao contemporâneo HÉLIO OITICICA, ANDY WARHOL, PICASSO, ARTISTAS que p e r c or r e r a m a hist ória da c ult ura e suas rupt ura s

A

trajetória da arte, de sua fase moderna à contemporânea, exalta a realidade absoluta, negando, aos poucos, todos os adereços que se relacionaram, um dia, aos conceitos de estética. Molduras para contorno de quadros, pedestais para evidenciar as esculturas, suportes – madeira ou tela – de representação, ou ainda as exposições de arte em espaços convencionais – galeria, museu – , e, até mesmo, a dicotomia – obra ou público –, que um dia inaugurou o trânsito psicológico entre arte e observador, aos poucos vão perdendo força. A atualidade trouxe o emprego de conjuntos de objetos industriais e/ou de uso cotidiano; a Arte Povera fez uso de materiais “desprovidos de valor”, como terra, areia, e detritos. Os meios de comunicação e os suportes tecnológicos como vídeo, computador, fax, videotexto etc, começaram a integrar com força os cenários artísticos. O tema da morte da arte surge primeiro na filosofia, seguindo para a arte pictórica, quando as vanguardas artísticas do início do século 20 começam a romper com fatores estéticos herdados

8

acapulco_magazine

da tradição. Um dos primeiros fatores de transformação foi a crise de representação, ou seja, a ruptura com a mimese do ideal representado pela natureza. Quando os impressionistas, ao trocarem o ateliê pelo ar livre, começam a apreender o objeto em sua luminosidade natural, nasce dali a pintura naturalista, ainda mimese da natureza, mas em outro espaço, o aberto. A partir de pesquisas sobre a variante de cor e incidência de luz nos objetos naturais, os impressionistas abdicam da cor absoluta em pró da “cor arbitrária” – o fauvismo de Matisse –, e então a arte se liberta da fidelidade das cores e dos objetos representados. Com Picasso, no início dos anos 1900, é rompida a representação naturalista guiada pela perspectiva renascentista, de acordo com a qual o tema era apresentado a partir de um ponto de vista. O cubismo sintético – colagem – fez uma ruptura radical com a visão do espaço renascentista e com a visão de arte como “mimese”, ou representação da natureza. Na época da primeira guerra, Duchamp leva seus ready-mades para o circuito ar-

Fotos: Reprodução | Texto gentilmente fornecido pela Walter Imóveis


acapulco_magazine

9


CULTURA_arte

tístico. Objetos feitos industrialmente, não realizados pelo próprio artista, mas retirados do “real”, são incorporados no universo da arte. A crise de representação e o questionamento do papel do artista colocados em debate no início do século 20 trouxeram um rompimento com os suportes de representação mais tradicionais na pintura e na escultura. INDUSTRIALIZAÇÃO Malevich, em 1913, levou ao extremo o despojamento em relação ao ideal de representação: a forma atinge total simplificação e a cor desaparece. Em 1918, reduz ferozmente o vocabulário artístico decretando o fim da pintura representativa. Na obra do filósofo Walter Benjamin, de 1936, já há cogitações sobre as produções artísticas em mídias digitais. Para Benjamim, com a reprodutibilidade técnica, a obra de arte se metamorfoseia perdendo sua “aura”. Com a perda da aura, a relação artista/observador se modifica. Vários fatores contribuíram para essa mudança: a industrialização em ascendência, os produtos gerados em série – embalagens, por exemplo –, tudo isso vem a sofrer reformas estéticas e passar a competir com objetos artísticos. A arte POP desarticulou as fronteiras levando para o campo da arte o imaginário da cultura de massa e da sociedade de consumo. Claes Oldenburg com suas esculturas elevou objetos do cotidiano, sobretudo aqueles ligados à alimentação, como hambúrgueres, cachorros – quentes, e sorvetes, à produção artística, enquanto Andy Warhol utilizou imagens da cultura de massa transformando-as em arte.

10

acapulco_magazine

Objetos e materiais da própria realidade, como tijolos, lâmpadas de néon etc. também foram usados pelos minimalistas que reforçaram o tema da crise da arte, aproximando Arte e Vida. Depois da primeira metade do século manifestou-se pouco a pouco uma corrente de ideias que tentou introduzir uma relação imediata entre arte e público. Seu objetivo era fazer o espectador participar na própria elaboração das obras de arte, ou seja, visão contemplativa versus visão participativa. Deve haver uma relação intrínseca entre o objeto estético e o espaço ilusionista que rompe definitivamente com o mutismo contemplativo do espectador. Quando Carl André dispôs 137 tijolos refratários em uma extensão de 11,5 metros no chão de uma galeria, sua preocupação era trabalhar não com o olhar, mas o público deveria percorrê-la com os pés. Daí, Lygia Clark (Bichos, 1960), Hélio Oiticica (Parangolés, 1964) etc. Neste espírito adveio a arte cinética, e Jesus Soto, produziu a ideia de movimento a partir das estruturas vibratórias. O efeito de movimento se realiza porque o artista dispõe uma estrutura de arame sobre um fundo rugoso. O efeito cinético só é possível se o espectador se movimenta diante da obra fazendo-a vibrar. Qualquer pessoa pode se deparar com trabalhos que procuram restituir às artes visuais um tom de engajamento, denúncias étnicas, desigualdades sociais, guerras, violência racial, drogas, enfim, POLITIZAÇÃO, em geral em forma de instalações, ambientes, obras do tipo site specific, intervenções urbanas etc. que visam romper com a aparente passividade daquele que um dia foi um observador contemplativo das obras de arte.

Fotos: Reprodução


acapulco_magazine

11


OBJETIVOS. Gugu revela o amor por sua família e os novos objetivos na carreira profissional

12

acapulco_magazine

Foto: Divulgação


ENTREVISTA_perfil

GUGU LIBERATO sonhos e objetivos para 2009

POR JEIFFERSON MORAES

“A VIDA DEIXARÁ DE TER GRAÇA nO DIa QUE EU NÃO p u d er mai s s on ha r ” , A n tôn i o August o L ib erat o

O

Guarujá sempre foi destino de celebridades. E poucos sabem, talvez alguns proprietários antigos no Jardim Acapulco, que o apresentador de televisão, o Gugu, já foi um grande frequentador do loteamento. Na década de 1980, Antônio Augusto Liberato, era proprietário de uma bela residência na avenida Alice Nehring Machado, antiga avenida Cinco. Sem muito luxo, mas extremamente charmosa, uma casa térrea, com piscina e quadra de tênis. Hoje, o imóvel, que já foi vendido, está todo reformado. Mas Gugu revela que ainda é um apaixonado pelo Guarujá, e sempre que pode, vem com a família para curtir os finais de semana.

No meio televisivo, Gugu sempre foi conhecido por sua enorme criatividade e foi com ela que conseguiu seu primeiro emprego na TV. Ficou conhecido por lançar quadros inusitados, polêmicos e emocionantes em seus programas no SBT, como o Táxi do Gugu. Mas o grande acontecimento de sua vida, foi o nascimento dos seus três filhos, João Augusto e as gêmeas Sofia e Marina, com a médica Rose, que já foi sua namorada no passado. Gugu é filho de Augusto Claudino Liberato e Maria do Céu Moraes, ele é o caçula. Nascido em 10 de abril de 1959, o apresentador tem dois irmãos, Amândio e Aparecida. Leia, a seguir, a entrevista com o Gugu.

acapulco_magazine

13


Livro. E em 1981, quando nasceu o SBT, em São Paulo, Gugu se tornou apresentador, função exercida até hoje no programa Domingo Legal. Formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Libero, em São Paulo, Gugu até cogitou, no início da carreira, ser correspondente internacional, mas mudou de ideia rapidamente

Revista – Você já frequentou o Jardim Acapulco anos atrás. Hoje, qual é a sua relação com o loteamento e o Guarujá? Gugu Liberato – Adquiri uma casa na década de 1980 e passei dias maravilhosos no Acapulco. Era uma casa ampla e muito confortável. Sou um apaixonado pelo Guarujá e sempre que posso venho com minha família. Revista – Quando vem ao Guarujá, onde costuma ficar e passear? Gugu – Gosto mesmo de curtir minha casa, que hoje é na Península [condomínio] e frequento bastante os maravilhosos restaurantes que temos por aqui [no Guarujá]. Revista – Quando o Silvio Santos inaugurou o Sofitel Jequitimar, o sucesso do hotel despertou o interesse de muitos empresários para a região. Da mesma forma que ele escolheu a cidade para este projeto, você, como empresário, investiria num novo mega empreendimento em Guarujá? Também escolheria o setor turístico? Gugu – Acredito muito no Guarujá e se houvesse oportunidade não teria receio de investir em algo no Município. Estamos tão perto de São Paulo, não é? Revista – Entre as décadas de 1950 e 1980 o Guarujá ostentou o Glamour da alta sociedade paulista. Hoje, esse glamour parece se resumir dentro de luxuosos empreendimentos, como o Jardim Acapulco e o Sofitel. O arquiteto Renato Scripilliti, um dos maiores cenógrafos do Brasil, chegou a criar um projeto de revitalização para a Praia do Pernambuco. Você concorda que o bairro precisa de um remanejo urbanístico? Gugu – Realmente a Praia do Pernambuco, que considero uma das mais bonitas do mundo, carece de uma reurbanização urgente. As ruas estão em péssimas condições, o que é uma pena.

14

acapulco_magazine

Revista - O Jardim Acapulco já foi palco das gravações de um quadro que faz muito sucesso no Domingo Legal, e criatividade sempre foi seu forte na televisão. Quais são os seus planos para 2009 no SBT? Gugu – Não só o Jardim Acapulco, como a própria Praia do Pernambuco e a Enseada. Em 2009, pretendemos manter o que está dando certo e lançar pelo menos uns cinco quadros novos que já estão sendo produzidos. Revista - Desde adolescente, até se tornar um dos maiores apresentadores da televisão brasileira, sua história de vida surpreende. Quando era office boy em uma imobiliária, nas horas vagas, enviava sugestões ao Silvio Santos que logo se convenceu do seu talento. Você poderia nos revelar quais foram essas ideias? Gugu – Eu nem me lembro mais, faz tanto tempo [risos] ... Mas foram algumas ideias de quadros para o programa Silvio Santos, que na época era transmitido pela Rede Globo – Estamos falando de 1972, 1973 ... Revista - Você é autor do livro “Sou pai, e agora?”. O que mudou na sua vida depois do nascimento dos seus três filhos? Gugu – Mudou muito a forma de ver a vida. Penso que fiquei mais responsável e preocupado com o futuro. Revista - Em entrevista para a revista Caras, você explica como seus filhos lidam com a fama. Você acredita que a fama pode atrapalhar a sua vida? Gugu – A fama é consequência do meu trabalho, as crianças de hoje são muito mais despachadas do que as da minha geração. Revista - Você ainda tem sonhos a serem realizados? Qual seria o seu maior projeto de vida? Gugu – A vida deixará de ter graça no dia em que eu não puder mais sonhar. Sonhar faz bem e tenho muitos sonhos não realizados. Mas o maior deles é poder acompanhar o crescimento dos meus filhos, vê-los se formarem, casarem, enfim, saber que valeu a pena viver.

Foto: Divulgação


acapulco_magazine

15


CLIC_social

guarujá nas alturas PASSEIO AÉREO SOBRE A BELA REGIÃO DA PRAIA

DO PERNAMBUCO PROMOVIDO PELA RD HELICÓPTEROS

1 2

16

acapulco_magazine

Fotos: Jeifferson Moraes


3

4

5

6

O Voo partiu do Heliponto Jequitimar, que faz parte do complexo do Sofitel. O evento foi uma iniciativa da RD Helicópteros e a RN Intermediações. 1. Foto aérea – realizada durante o passeio – do complexo do Sofitel Jequitimar Guarujá na Praia do Pernambuco em Guarujá; 2. Na decolagem a bela paisagem da Ilha do Mar Casado; 3. Eduardo Velucci e o diretor da RN Intermediações, Ruy Novaes; 4. Momento da decolagem com o Jet Ranger; 5. Nico e a esposa Sandra; 6. Eduardo Velucci com os filhos; 7. Nico e Ruy Novaes O Heliponto Jequitimar está localizado no complexo hoteleiro do Sofitel, na Praia do Pernambuco, em Guarujá. Coordenadas do GPS 23º 58’ 06” S / 046º 11’ 14” W – Indicativo: SJQC Mais informações com a RN Intermediações: )(13) 3289-4364 ou Nextel ID: 55*7*63747

7

acapulco_magazine

17


CLIC_social A TRADICIONAL FESTA DE RÉVEILLOn

Sóc i os e c on vidados em m om en t os in esquec íveis

2

1 A tradicional festa de Réveillon da SAJA é o evento mais esperado do ano no Jardim Acapulco e reune sócios e convidados para uma eletrizante virada de ano. O local foi decorado por Barbieri’s Buffet. Com o tema “Todos a Bordo”, o evento colocou os participantes no clima de festa, que teve como destino “o ano de 2009”; 1. Decoração temática; 2. Adelaide e João Alberto Bernacchio; 3. Carolina, Giovanna, Gabriela, Larissa e Roberta; 4. Marcio Cioffi e família; 5. Família Lopes e filho; 6. Walter Balsimelli e família; 7. Dorival Petiz e família. Veja outras fotos do evento no site da SAJA: www.saja.com.br

3

5 4

6

18

acapulco_magazine

7

Fotos: Alexsander Ferraz | Todas as fotos foram cedidas e autorizadas pela SAJA


acapulco_magazine

19


CLIC_social R éveillon da S AJ A ( c on t in uaç ão )

2

1 1. Eliane Sahyoun, Nabil Sahyoun e Isa Cardoso; 2. Denise Lopes F. David, Caio David e filhos; 3. Momento da virada; 4. Archimedes Pasqualeto e família; 5. Renata, Hamilton Cassiolatto e filhas; 6. Luciana, Carolina e Fernando Moraes; 7. Sérgio Bludeni e família, Paulo Saba com família e amigos. Sociedade Amigos do Jardim Acapulco (SAJA) Acesse o site: www.saja.com.br Rua Julieta de Azevedo Bonavides, 177 Jardim Acapulco, Guarujá, SP

4

3

5

7

20

acapulco_magazine

Fotos: Alexsander Ferraz | Todas as fotos foram cedidas e autorizadas pela SAJA


acapulco_magazine

21


Publicidade

22

acapulco_magazine


acapulco_magazine

23


Publicidade

Jardim Acapulco

Nova, 7 stes (4 c/hidro e closet), espaço goumert, pisc c/ hdr, Constr. Inhouse, T: 1500m2, C: 1230m2

ALTO PADRÃO EM NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS Lavabo, 5 stes (2 masters), dep caseiro, pisc, bar e cascata, churr, forno, sauna, T: 2000 m2, C: 985 m2

Frente ao mar

24

acapulco_magazine

Jardim Acapulco

Lavabo, sala p/ 4 amb, terr, decorada, pisc c/ hidro, churr, decorada, T: 1120m2, C:715m2

Jardim Acapulco

Frente para a praça, 6 stes, dep caseiro, ste motorista, pisc, churr, forno, T: 2000 m2, C: 1090 m2

Todos os imóveis deste anúncio estudam prazo para pagamento e permuta. Valores sob consulta

Nova, 7 stes, dep caseiro, pisc, churr, forno, spa, 8 vagas gar, decorada, T: 2000 m2 C: 1290 m2

Frente ao mar

César (13) 9719.8877

CRECI 59.036 INSC. MUN. 35000795

ID 90*10599

Lavabo, 5 stes, dep caseiro, pisc, churr, sala de tv, quadra de tênis, campo fut,T: 4000 m2, C: 985 m2

Jardim Acapulco


Publicidade

Anuncie grรกtis na internet! Acesse o site e se cadastre: http://www.acapulcoweb.com/anunciegratis/

em breve na internet... acapulco_magazine

25


MATÉRIA_capa

aviões a preço Você já se imaginou pilotando o seu próprio avião?

Está pensando em comprar um carro esportivo? Se você não tem medo de voar, reavalie suas ideias. Vale conhecer alguns aviões que custam entre US$ 90 mil e US$ 200 mil

U

ltrapassam os 300 km/h, valem o mesmo, ou menos, que um carro de luxo, esbanjam no design e são equipados com um potente propulsor. Mas as comparações não param por aqui. Superesportivos como Ferrari, Porche, Audi, são excelentes carros, só que foram feitos para voarem baixo, literalmente. Os RV’s e o Pelican 500 BR, voam alto. São aviões que custam bem menos que uma Ferrari 430 e, no caso do RV-10, ainda podem voar com até quatro pessoas. Os novos aviões fabricados e montados no Brasil pela Flyer, com sede na cidade de Sumaré (SP), atraem boa parte de pilotos desportivos e profissionais. Mas o que fez da Flyer a segunda maior empresa da indús-

26

acapulco_magazine

tria de aviação no País? Segundo o diretor do Ilha Clube Aerodesportivo (ICA), Paulo Ortega, representante na venda de aeronaves, “a confiabilidade do equipamento, o baixo custo de manutenção e a facilidade na regulamentação de voo, são alguns dos fatores do sucesso de venda”, principalmente dos modelos RV-9A e RV-10. A empresa está, apenas, atrás da Embraer e, na América Latina, é líder no segmento de aviões ultraleves experimentais.


de carro de luxo Fabricados no Brasil, são a nova coqueluche dos céus

RV-10. Mais rápido e mais barato que uma Ferrari, esse avião atinge a velocidade máxima de 335 km/h. Tem capacidade para 4 pessoas, o que classifica o modelo como avião experimental e exige a certificação de Piloto Privado. A aeronave custa US$ 182 mil, dependendo dos equipamentos instalados

acapulco_magazine

27


ULTRALEVE AVANÇADO

©1

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) define através dos Regulamentos Brasileiros de Homologação Aeronáutica (RBHA), que os ultraleves são aeronaves com capacidade para até duas pessoas, devem pesar no máximo 750 kg na decolagem e são utilizados basicamente para o lazer. Esse tipo de definição da ANAC, elimina inúmeras questões burocráticas e facilitam aquisições desses ultraleves avançados que, na prática, são mais modernos e seguros que muitos aviões homologados. A economia de consumo é outra característica que atrai diversos empresários. Um voo de São Paulo à Ubatuba, com uma distância de 160 km, na velocidade de cruzeiro, será realizado em aproximadamente 40 minutos, num RV-9A, de motor Lycoming, de 260 HP. Com o preço da gasolina de aviação (AVGAS) à R$ 4 o litro, este voo poderia custar aproximadamente R$ 94. Custo muito parecido se o mesmo percurso fosse realizado por um carro à gasolina.

INTERIOR. Espaço interno para 4 passageiros e mais 68 kg de bagagem

FLY E R

RV-10 28

acapulco_magazine

Velocidade máxima: 208 mph Vel. de cruzeiro: 197 mph Cap. combustível: 227 litros

Motor: Lycoming IO-540 Potência: 260 HP Peso vazio: 725 kg

Autonomia: aprox. 4,5 horas Assentos: 4 pessoas Trem de pouso: triciclo fixo

Envergadura: 9,6 metros Altura: 2,6 metros Preço: a partir de US$ 182,8 mil

Fotos: © 1 Jeifferson Moraes | © 2 Divulgação


COMPOSTOS. A estrutura é feita em alumínio aeronáutico, com partes da cabine, e portas, desenvolvidas com materiais compostos, como a fibra de carbono, muito utilizada na Fórmula 1

©1

AERODINÂMICA. O arrojado design garante uma excelente perfomance e navegabilidade, com respostas rápidas e precisas ao comando do piloto

FABRICANTE. A Flyer é a representante da Van’s Aircraft, que detém os direitos do projeto dos modelos RV’s, fornecendo kits para montagem da aeronave no Brasil

PERSONALIZAÇÃO. O interior do avião é revestido de couro com o teto em tecido. O painel pode ser configurado com instrumentação e equipamentos aviônicos de acordo com a necessidade do cliente. O motor é um Lycoming IO-540 de 260 HP

©2

©2

©2

acapulco_magazine

29


FLY E R

RV-9A

Velocidade máxima: 184 mph Vel. de cruzeiro: 176 mph Cap. combustível: 136 litros

Motor: Lycoming ou Superior Potência: 160 HP Peso vazio: 487 kg

Autonomia: aprox. 4,5 horas Assentos: 2 pessoas Trem de pouso: triciclo fixo

Envergadura: 8,5 metros Altura: 2,3 metros Preço: a partir de US$ 124,8 mil

©1

PISTA CURTA. O RV-9A utiliza apenas 145 metros de pista para a decolagem e 137 metros para o pouso. Com essa característica o avião pode operar em pequenos aeroportos

©1

INSTRUMENTOS. GPS, altímetro, ELT (transmissor localizador de emergência), transponder, horizonte artificial e rádio VHF, são alguns do itens que podem incorporar o painel do avião. Os motores Lycoming e Superior possuem modelos com carburador ou injeção de 160 HP ©2

ASSENTOS. Leva dois passageiros, lado a lado. Diferente de outros modelos que colocam piloto e copiloto “colados” ombro a ombro, o RV9A oferece um bom espaço interno na cabine

©1

30

acapulco_magazine

Fotos: © 1 Jeifferson Moraes | © 2 Divulgação


BUROCRACIA. Segundo o piloto e representante da Flyer, Paulo Ortega, afirma que “apesar desses aviões serem experimentais, todos estão aptos a serem homologados. Mas a maioria prefere manter esses aviões nesta categoria, para evitar a enorme burocracia da legislação brasileira na aviação”

©1

©2

BRASILEIRO. Com um projeto que foi aperfeiçoado durante 20 anos é um avião versátil e confortável. A empresa canadense Ultravia Aero, escolheu a Flyer para produzir o projeto, que é totalmente fabricado no Brasil para o mundo

PELICAN

500BR

Velocidade máxima: 145 mph Vel. de cruzeiro: 125 mph Cap. combustível: 110 litros

Motor: Rotax 912ULS Potência: 100 HP Peso vazio: 350 kg

Autonomia: aprox. 4,5 horas Assentos: 2 pessoas Trem de pouso: triciclo fixo

Envergadura: 9,7 metros Altura: 2,6 metros Preço: a partir de US$ 92 mil

©1

©1

KIT. O Coyote S-6S foi um grande sucesso de venda da Flyer. Hoje, a empresa somente monta esta aeronave se o cliente importar o kit, que ainda é vendido nos EUA pela Rans Aircraft. Mas existe também o mercado de usados com boas opções

RANS

COYOTE

Velocidade máxima: 120 mph Vel. de cruzeiro: 100 mph Cap. combustível: 90 litros

Motor: Rotax 912ULS Potência: 100 HP Peso vazio: 260 kg

Autonomia: aprox. 4,5 horas Assentos: 2 pessoas Trem de pouso: triciclo fixo

Envergadura: 9,7 metros Altura: 2,6 metros Preço: R$ 90 mil (usado)

acapulco_magazine

31


FLYER GT Vel. máx.: 85 mph Vel. de cruz.: 50 mph Motor: Rotax 582 Potência: 64 HP Peso vazio: 55 kg Autonomia: 4,5 horas Assentos: 2 pessoas Não é mais fabricado Preço: R$ 25 mil (usado) ESCOLA. Abaixo, o instrutor de voo Maurício Gimenez em demonstração no ULM Rans Coyote montado pela Flyer no Brasil

COMANDANTE Pilotar uma dessas aeronaves é basicamente simples. Mas para se tornar um piloto é necessário muito mais experiência. O Certificado de Piloto Desportivo (CPD) é a habilitação necessária para comandar um ultraleve. O curso pode ser feito em um Clube Desportivo homologado, e serão necessários em média 25 horas de aula de voo. A hora em um ultraleve avançado custa R$ 290. Para pilotar o RV-10 é necessário a certificação de Piloto Privado, por se tratar de uma aeronave com capacidade para quatro pessoas. Todos os ultraleves são desenvolvidos para voos diurnos e visuais, ou seja, os voos noturnos realizados por instrumentos são proibidos neste tipo de avião. O CPD não dá permissão para o piloto voar em espaço aéreo controlado, e para isso será necessário fazer um curso de Certificação de Piloto de Recreio (CPR) que ensina a fraseologia de comunicação com as torres de controle de voo e as normas do trafego aéreo. A vantagem do curso, é que as aulas práticas podem ser feitas na própria aeronave do cliente, ao mesmo tempo que se faz o curso teórico de voo. Voar não é mais um sonho.

32

acapulco_magazine

VENDA. Acima, o diretor do ICA e representante da Flyer, empresa que fabrica e monta modelos Pelican e RV no Brasil Os interessados na aquisição dessas aeronaves podem buscar mais informações com o Ilha Clube Aerodesportivo (ICA). Localizado em Peruíbe, no final da avenida Luciano de Bona, telefones )(13) 9712.6302, 3455.3919 com Paulo Ortega; ou 9764.0202, 7803.6348, Nextel ID: 55*7*60750 com Maurício; : www.peruibeultraleve.com.br | * portega@uol.com.br Escola de Voo. Os cursos para pilotos ocorrem durante o ano inteiro e a matrícula de R$ 350 inclui algumas taxas, material didático e a primeira anuidade de sócio da Associação Brasileira de Ultraleves (ABUL). O aluno terá de cumprir uma média de 25 horas de aula em voo com o instrutor, que custa R$ 290 cada hora. Na instrução básica custa R$ 240 a hora no Flyer GT.

Fotos: Jeifferson Moraes


acapulco_magazine

33


CASA_construção

planejados

com estilo

34

acapulco_magazine

Foto: Jeifferson Moraes


Cozinhas, dormitórios, closets, home offices com

uma enorme variedade de opções em cores e padrões. Os ambientes retratam um cenário de estilo em cada detalhe. Somar privacidade com conforto e combinar um mobiliário elegante, traduzem o conceito deste novo showroom da SCA em Guarujá

quarto do loft. Nos armários o uso do sistema camarão com perfil de alumínio e vidro argentato bronze, com puxador Vega (novidade SCA)

acapulco_magazine

35


CASA_construção

HOME THEATER. Acima, Armários 100% MDF branco com madeirado Dueto Moro. Nos gaveteiros, puxadores embutidos Jazz. Na parte superior, as portas utilizam o sistema de abertura “push” que abre com um leve toque. Portas deslizantes e vidro refletente. Tampo em pedra Travertino Romano. Abaixo, à esquerda, a gourmeteria com a novidade no acabamento na cor Caffè Oliva e o vidro nas portas na cor Yogurte. Abaixo, à direita, destaque para as portas com sistema de correr TL 22 sem a utilização de trilho no chão

36

acapulco_magazine

Fotos: Jeifferson Moraes


Publicidade

acapulco_magazine

37


CLIC_social reinauguração sca GUARUJÁ

Novo showroom foi palco da festa que ocorreu no dia 7 de janeiro

2

1 O coquetel foi realizado no dia 7 de janeiro e apresentou a nova SCA Guarujá; 1. Os anfitriões Husni Hussein Hammoud (Renato) e Carolina Fischer Hammoud; 2. Nova loja SCA Guarujá; 3. Caled Ali da Plaza Planejados, advogado Adel Ali Mahmoud, Ahmad Hammoud e Kaled Hammoud; 4. Noha El Malt, Rena El Malt, Yasmin Hassane, Samir Husni, Fadia Caled; 5. os arquitetos Marcia Amazonas e Dirceu Dias de Lima; 6. Funcionárias SCA Via Mar; 7. O diretor da Rocaz Construtora, José Roberto Zanetti, a designer de interiores Danielle De Carli, a decoradora Christiane Gama e o gerente de vendas da Rocaz, Mário Óca.

3

5 4

6

38

acapulco_magazine

7

Fotos: Jeifferson Moraes


Publicidade

acapulco_magazine

39


CLIC_social S C A G uarujá ( c on t in uaç ão )

2

1 1. Ana Takahashi, Zina Bahiense, Helenice Celestine e Clarice Sprovieri; 2. a designer de interiores Carolina Fischer Hammoud e arquiteta Cris Fernandes; 3. Husni (Renato) e Ricardo, Chady, Carolina e Skey Hammoud, e as crianças Mona e Yasmin; 4. Cláudio Davanzo Junior (da Engerruffos), Adriana Mantovani Davanzo, Mauro Braga, Jeanne Braga e o engenheiro Duino Verri Fernandes; 5. Fernanda Magalhães, arquiteto Marcio Nascimentto e Maria Cristina Rossi; 6. Teixeira e o corretor Rodrigo da Itimar Imóveis; 7. Regina Arruda e Luciana Ventura; 8. Lúcia Ventura Pereira, Daniela Cunha, Alda Maria Pieragnoli e Nelson Aguiar.

3

5 4

6

40

acapulco_magazine

7

8

Fotos: Jeifferson Moraes


Publicidade

acapulco_magazine

41


MODA_estilo

fashion rio verão P O R I S R A E L PA C H E C O

A

moda carioca que já é sucesso no mundo encanta por conseguir transmitir as belezas de nossas praias, do nosso povo e da nossa cultura, fazendo despertar o interesse de brasileiros e estrangeiros que é o caso das marcas Redley e Espaço Fashion que levam essa alma carioca em suas coleções, como vimos no Fashion Rio. Uma moda que vai além e chega a ser um estilo de vida que nós, paulistas, adoramos viver e aproveitar ao máximo em nossas praias e na vida noturna do Guarujá. Uma moda que tem a cara do nosso verão.

fashion rio. Redley (nas duas primeiras fotos) e Espaço Fashion apresentaram a tendência para este verão, no desfile que marcou pela suavidade e estilo despojado. As novas coleções das marcas já estão disponíveis nas lojas. Em Guarujá, na Bossa Nova

42

acapulco_magazine

Fotos: Divulgação


acapulco_magazine

43


CLIC_social

2

1 1. Regina da Silva e José Roberto da Silva; 2. Seção masculina Bossa Nova; 3. Thierry Siqueira, Raphael Vieira, Vinícius Carneiro e Ítalo Pacheco; 4. Artur Taveira, Natalia Neves, Itamar Pacheco e Ivan Teixeira; 5. Bruno Pongeluppi e Camila Caruso; 6. Marco Antonio Silva, Gilson Passos e Andréa Oliveira; 7. Jaime e Magali Milheiro. Serviço: A nova loja Bossa Nova trabalha com roupas femininas e masculinas das marcas Armadillo, Redley, Espaço Fashion, Limits e Maria Filó. Av. Marjory Prado, 325 - Praia do Pernambuco - Guarujá - Telefone (13) 3353.2859

3

5 4

6

44

acapulco_magazine

7

Fotos: Jeifferson Moraes


COQUETEL BOSSA NOVA

C o m e m or a ç ã o d a n o va loja n a Praia do Pern am b uc o

9

8

8. Ernani Itamar e Iza de Moura Pacheco; 9. Loja Bossa Nova; 10. Geovana João, Juliana e Fernanda Steffen; 11. Israel Pacheco e Nabila Mohamed; 12. Itamar Pacheco e Natalia Neves; 13. Ítalo Pacheco e Geovana João; 14. Reinaldo Sinfães, Akram Mohamed e Débora J. dos Santos. Em comemoração aos 50 anos da Bossa Nova, a nova loja segue a temática do movimento da música popular brasileira. Som ambiente com músicas de João Gilberto, Vinicius de Moraes, Antonio Carlos Jobim e Luiz Bonfá. Um precioso disco está exposto na loja.

10

12 11

13

14

Fotos: Jeifferson Moraes

acapulco_magazine

45


MODA_estilo

VERÃO MODA PRAIA texto por Ernani Itamar e Iza de Moura Pacheco locação Jardim Acapulco produção Conceitual modelo Andressa Ramirez fotos Rafael Vaz colaboração Itiz Beach Wear INHOUSE Construtora

O

s biquínis e maiôs deste verão 2009 trazem muita descontração e jovialidade com várias estampas e cores. Cortes com modelagens confortáveis promovem a elegância entre peças frente única, com faixa lateral de amarrar de um lado só, apliques e brilho, além do tradicional cortininha e tomara-que-caia.

46

acapulco_magazine

CORRENTES. Biquíni com a parte superior em cortininha com bojo e detalhes com brilho. Na parte inferior, cortinão amarrado de um lado só. Bem jovial e sensual para o verão


leopardo. Mai么 frente 煤nica com bojo e babado esbanjando sensualidade no decote. Estampa pele de leopardo

acapulco_magazine

47


MODA_estilo

PSICODÉLICO. O detalhe fica para a tira fina do cortinão regulável na parte inferior. Bem descontraído e com estampa psicodélica anos 70

48

acapulco_magazine


listras. Frente única estampada com listras. Na parte inferior, faixa de um lado só que regula e dá conforto

acapulco_magazine

49


MODA_estilo

FOLHAGENS. Saída regatão de tecido amni composto com a bolsa do mesmo tecido para passeios pós-praia. Um visual bem leve com estampas em Folhagens estilizadas

50

acapulco_magazine


M O D A

P R A I A

V E R Ã O

Ta m b é m R y g y ,

Praia do Pernambuco Av. Marjory Prado, 295 (13) 3353.3612 Guarujá

c o m

Á g u a

a s

D o c e ,

Shopping La Plage Pitangueiras - lj. 127 (13) 3387.3945 Guarujá

2 0 0 9

m a r c a s S o l i n a s

M o v i m e n t o , e

Shopping Enseada Rua Argentina, 82 - lj. 01 (13) 3351.6667 Guarujá

P o k o

P a n o

Super Centro Boqueirão Rua Oswaldo Cruz, 319 - lj. 102 (13) 3223.8544 Santos



Acapulco Magazine 13