__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

dezembro 2020 / fevereiro 2021

A REVISTA DA MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA

6

CANDIDATOS AO TRACTOR OF THE YEAR 2021

Fendt 1167 Vario MT Case IH Vestrum 130 CVXDrive Fendt 211 Vario New Holland T6.160 Fendt 211 V Vario Kubota M6142

Ano XXVII . Nº 124 | Bimestral dezembro 2020 / fevereiro 2021 | Diretora Catarina Gusmão

EM FOCO GRADE RÁPIDA

Horsch Joker 6RT

MONCHIERO

Automotrizes para frutos secos

Preço: € 6,00 Cont. | ISSN 2183-7023

NOVOS CARREGADORES FRONTAIS

Nº124 - Ano XXVIII

by

abolsamia.pt

NOVO KUBOTA EIMA 2020 Inovações técnicas

M6002

ENTRE O UTILITÁRIO E O CAMPO ABERTO

ANTIGAMENTE 100 anos da Auto Industrial


HERCULANO BY TENÍAS

É A HORA DE

PUBLIREPORTAGEM

A Herculano assinou uma parceria com o fabricante de carregadores frontais espanhol, Tenías, criando uma oferta melhorada e com uma maior cobertura de marcas e modelos de tratores.

DAR O SALTO 83%

Os carregadores frontais Herculano by Tenías alinham conhecimentos das duas empresas no desenvolvimento e distribuição desta ferramenta de auxílio ao trabalho na agricultura, pecuária ou construção.

POTÊNCIA AO SOLO*

Líderes de mercado em Espanha e fabricados com materiais de alta qualidade, estes equipamentos garantem a máxima segurança e durabilidade, equipando de série com desengate rápido de mangueiras de 2 funções com electroválvula.

PORQUE DEVO COMPRAR UM HERCULANO BY TENÍAS?

A Herculano by Tenías colocará à disposição dos agricultores carregadores de duas gamas, Evolution e Compact, consoante a dimensão do trator.

“O Agricultor não vai deixar de comprar um Herculano, será um carregador com ambas as marcas aliadas, os carregadores puros HC Herculano vão deixar de ser fabricados, mas os novos Herculano by Tenías irão ser uma evolução da oferta e pretendemos introduzir o ADN Herculano no desenvolvimento destes carregadores. Com esta parceria melhoramos a nossa oferta de carregadores cobrindo assim todas as necessidades dos agricultores, aumentado o foco no mercado de carregadores com a ajuda da capacidade técnica e produtiva da Tenías, uma vez que esta é uma empresa dedicada quase na totalidade a este produto. Ou seja, mais oferta, mais distribuição, assistência e desenvolvimento de produto, sobretudo no mercado nacional sendo aqui o papel da Herculano fundamental para aprimorar o produto às necessidades do mercado nacional”.

Mantendo a cor preta, característica dos carregadores Herculano, como standard, surge agora como opcional uma palete de 8 possibilidades que abrange as cores das principais marcas de tratores.

RICARDO TEIXEIRA, membro da Administração da Herculano

SÉRIE EVOLUTION SÉRIE COMPACT

A nova série “Evolution” é um exemplo de evolução de produto. Equipado com o sistema DRP, para engatar e desengatar mais rápido e seguro. Esta série é caracterizada pela sua estrutura de braço resistente, projetada para durar ao longo do tempo. Adaptabilidade a todos os modelos de tratores, flexibilidade, robustez, configuram um alto desempenho.

83% D E E FI C I Ê N C IA D O S I STE MA D E TR AN S M I S SÃO*

Esta série é dedicada aos modelos de tratores compactos, com especial atenção ao desempenho e trabalhos de alta performance, possui engates rápidos e funções de trabalho flexíveis.

A ... Altura máxima de alcance do eixo de rotação

A ... Altura máxima de alcance do eixo de rotação B ... Altura máxima de alcance do balde

B ... Altura máxima de alcance do balde

C ... Distância do solo com o balde voltado

C ... Distância do solo com o balde voltado

E ... Ângulo máximo de viragem

E ... Ângulo máximo de viragem F ... Alcance com o balde ao solo G ... Ângulo de recolha do balde

OPCIONAIS

H ... Profundidade de escavação

} Joystick } Amortecimento hidráulico } 3.ª função } Pintura cor trator } Cilindros Reforçados

I ... Força de arranque

AS19350.1POR_PT

O 6155M COM UMA IM PR E SSIO NANTE E FICIÊNCIA GLO BAL D O TR ATO R DE 83% Quanta potência um trator disponibiliza na verdade? O que é importante não é a potência do motor indicada no autocolante, mas sim a potência que é transmitida ao solo. O 6155M traduz mais de 83% da potência máxima do motor em potência de tração, o que é significativamente mais do que os tratores da concorrência.* Vai obter toda a potência de que precisa ao mesmo tempo que poupa combustível.

J ... Capacidade de carga a máxima altura K ... Peso

Mod.

A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

Hte 09

3142mm

2909mm

2295mm

1469

64º

75º

57º

211mm

2044 Kg

-

1362 Kg

Hte 10

3720mm

3484mm

2887mm

1706

64º

74º

57º

214mm

2728 Kg

2068 Kg

1628 Kg

Hte 20

4051mm

3815mm

3197mm

1792

64º

75º

59º

214mm

2160 Kg

1824 Kg

1530 Kg

Hte 30

4301mm

4065mm

3447mm

1970

62º

74º

57º

214mm

2858 Kg

2133 Kg

1755 Kg

Hte 40

4564mm

4327mm

3708mm

2140

62º

74º

57º

214mm

3177 Kg

2550 Kg

2215 Kg

abolsamia dezembro 2020 | janeiro 2021 * Teste PowerMix da DLG, DLG 06/2020 Teste n.º. 2001-002 G6.1; www.dlg.org

F ... Alcance com o balde ao solo

OPCIONAIS

G ... Ângulo de recolha do balde

} Joystick } Amortecimento hidráulico } 3.ª função } Pintura cor trator

H ... Profundidade de escavação I ... Força de arranque J ... Capacidade de carga a máxima altura K ... Peso

Mod.

A

B

C

E

F

G

H

I

J

K

L

Hme 05

1980mm

1790mm

1525mm

50º

1400

50º

90mm

450Kg

365Kg

Até 30cv

101Kg

Hme 06

2600mm

2420mm

2210mm

40º

1300

40º

50mm

770Kg

420Kg

de 30cv a 45cv

155Kg

Hme 07

2840mm

2660mm

2660mm

40º

1430

40º

50mm

1120Kg

600Kg

de 45cv a 60cv

181Kg

Modelos Compact

Hme 05 com balde de 1,20 m Hme 06 com balde de 1,50m Hme 07 com balde de 1,50 m www.abolsamia.pt


A LONG WAY

TOGETHER

V-FLEXA Por mais difíceis que sejam as suas necessidades, V-FLEXA é o seu melhor aliado para reboques agrícolas, cisternas móveis e espalhadores. Este produto de última geração é caraterizado pela tecnologia VF que permite transportar cargas pesadas no campo e na estrada, com pressões de enchimento inferiores. V-FLEXA é um pneu realizado com cintos de aço e talão reforçado, que proporcionam durabilidade, ótimas propriedades de autolimpeza e baixa resistência ao rolamento, mesmo com velocidades elevadas. V-FLEXA é a resposta da BKT para o transporte no campo e na estrada com cargas muito pesadas que evita a compactação do solo.

DISTRIBUIDOR PARA PORTUGAL

JOSÉ ANICETO & IRMÃO, LDA

Zona Industrial, Lote 13 Apt. 53 3060-197 Cantanhede Tel: 231 419 290 - Fax: 231 419 299 info@sjosepneus.com www.sjosepneus.com

www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

3


DEZEMBRO 2020 / FEVEREIRO 2021

FICHA TÉCNICA

CARO LEITOR,

Diretora Catarina Gusmão

ecorria o mês de novembro quando soubemos do falecimento de Gonçalo Ribeiro Telles, um dos maiores génios que o nosso país viu nascer. Muitas entrevistas e declarações foram reproduzidas entretanto e, foi precisamente numa dessas entrevistas, no caso dirigida por José Alex Gandum ao site Duas Linhas, que recordámos uma das ideias que mais defendia: recuperar uma dignificação do mundo rural, que se tem perdido à velocidade do desaparecimento das aldeias. “Mas não se poderia transportar um pouco do mundo rural para as cidades?” perguntou o entrevistador. “Hoje pensam-se as cidades em grandes edifícios, com muitos andares, com uma vacaria no 1º andar, com uma horta no telhado, com umas palmeiras nas empenas… utopia que só serve para desclassificar o mundo rural. Até porque o problema da biodiversidade está intimamente ligado com o mundo rural, não vale a pena fazermos charquinhos com rãs se não houver uma preservação e uma dignificação do mundo rural. Posso dar-lhe um exemplo aqui bem perto da falta de respeito do urbano intelectualóide pelo rural genuíno: o espaço que fica entre as dunas e a barreira das falésias da Costa da Caparica são os terrenos agrícolas mais produtivos da Europa, porque se conjugam ali uma série de factores propícios à agricultura, inclusive gente que sabe trabalhar a terra. No entanto, aprova-se um Polis que quer encher aquele espaço de construções para bairros sociais, em forma de caixotes intervalados com pequenos metros quadrados de relva que ainda por cima consome água da companhia…” (...) “Em resumo, muita coisa contribuiu para o desaparecimento do mundo rural: em grande parte também por culpa dos que decidem estas coisas a partir de gabinetes nas grandes cidades sem nunca terem sujado as mãos na terra.”

edição #124

Este é apenas um excerto de uma entrevista que vale a leitura na sua integra, e que nos faz pensar em vários temas. E, se por um lado é verdade que a “partir dos gabinetes das grandes cidades” são atiradas verdadeiras pedras aos “rurais genuínos”, também não é menos verdade que nem sempre quem faz parte do nosso mundo, o mundo rural, faz por enobrecer o setor. Naquilo que nos toca, na forma de comunicar, notamos um crescente distanciamento de vários atores do mercado, dos agricultores, uma ideia crescente de comunicar com o “rural genuíno” como se comunicasse com o “urbano intelectualóide”. Deixar cair as feiras, fazer conteúdos sem genuinidade, ou achar que o mundo rural é uma página de instagram também são pedras atiradas à nossa dignidade, à dignificação do mundo rural. Entrevista completa em: https://bit.ly/3nRGntg

Siga-nos www.abolsamia.pt www.facebook.com/abolsamia www.youtube.com/abolsamia www.issuu.com/abolsamia www.instagram.com/abolsamia

Assessor de Direção Bruno Meneses Redação Sebastião Marques sebastiaomarques@revista-abolsamia.com João Sobral joaosobral@abolsamia.pt Publicidade Catarina Gusmão - T. 91 346 9299 catarinagusmao@abolsamia.pt Américo Rodrigues - T. 91 776 9104 anericorodrigues@abolsamia.pt Design e Pré-impressão Rita d’Eça Colaboraram nesta edição Levi França Machado, Joana de Almeida Ferreira, Isabel Maia (Redação) Nelson Martins (Cartoonista) Victor Manfredo (Designer) Propriedade Nugon - Publicações e Representações Publicitárias, Lda. Contribuinte 502 885 203 Registo ERC 117122 Depósito legal 117.038/97 Sede R. S. João de Deus, 21, 2670-371 Loures Escritórios R. Nelson Pereira Neves, Lj.1 e 2 2670-338 Loures T. 219 830 130 Impressão Onda Grafe - Artes Gráficas Lda Rua da Serra Nº1, A-das-Lebres 2660-202 Santo Antão do Tojal Tiragem média 4.000 exemplares ISSN 2183-7023 Gerência Nuno Gusmão e Catarina Gusmão Sócios Nuno de Gusmão, Ana Gusmão, Catarina Gusmão e Francisca Gusmão Assinaturas Bruno Meneses brunomeneses@revista-abolsamia.com T. 21 983 0130

Sebastião Marques

abolsamia é membro do júri por Portugal

Os textos e fotos de autor são propriedade da Nugon,Lda., não podendo ser reproduzidos sem autorização, por escrito, da mesma. O conteúdo dos anúncios e das publireportagens dos clientes é da sua exclusiva responsabilidade. A abolsamia segue o AO90, embora nem todos os colaboradores tenham adotado a nova grafia. Estatuto Editorial www.abolsamia.pt/estatuto-editorial-e-distribuicao

4

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

www.abolsamia.pt


TRATORES MF

GAMA 19,5 - 400 CV

NOVIDADES NA GAMA MF: • MF 1700 M [35-40 cv] • MF 4700 M [82-100 cv] • MF 5700 M [105-135 cv] • MF 5S [105-145 cv] • MF 8S [205-285 cv]

Parque Movicortes, 2404-006 Azoia, Leiria T (+351) 244 850 240 / moviter@movicortes.pt / www.moviter.pt / facebook.com/moviter www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

5


SUMÁRIO

#124 DEZEMBRO 2 020 / FEVEREIRO 2021 04 | Editorial

EM FOCO

42 | Horsch Joker 6 RT

MERCADOS 08 | V  amos chegar aos números de 2019

54 | Culturas especializadas

EMPRESAS

PRODUÇÃO ANIMAL

EM FOCO

56 | Agricultora Veterinária e Mãe - E se as vacas avisassem quando estão a parir? É possível

10 | JA&MA- reboal 12 | Argo Tractors

26

48 | Monchiero 2240 e 30140

EM FOCO

PRODUTO

58 | Manitou apresenta dois novos modelos da série NewAg XL

16 | Notícias 20 | E  special EIMA 2021 - Inovações Técnicas TRACTOR OF THE YEAR

26 | Kubota M6002

60 | Notícias

FÁBRICAS 64 | As operações da Valtra na Finlândia

30 | Fendt 200 Vario 32 | Fendt 200 VFP Vario

FLORESTA

34 | Case IH Vestrum

68 | Notícias

38 | Fendt 1167 Vario MT

34

40 | New Holland T6.160 DC

CONCESSIONÁRIOS 75 | Regiões

42

90 | Momentos New Holland

ANTIGAMENTE ERA ASSIM 92 | 100 anos da Auto-Industrial

RESTAURO 96 | D  ois Fendt que são guardiões de memórias

CLICK! 98 | G  renadier marca o regresso dos jipes de trabalho

48

TEMA JURÍDICO 100 | F  alsos recibos verdes na agricultura? Falamos da tiragem de cortiça

DOIS DEDOS DE CONVERSA 102 | Antonio Molina Ruiz

58

6

92

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

www.abolsamia.pt


www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

7


MERCADOS // estatísticas

Vamos chegar aos números de 2019 Em 2019 entraram mais 6.497 matrículas de tratores no nosso mercado. Este ano, se o andamento das vendas se mantiver como até aqui, muito provavelmente, chegaremos aos números do ano passado. O apuramento das matrículas de tratores novos relativo aos primeiros 10 meses deste ano mostra que houve uma ligeira quebra de 4%, ou seja, ou menos 225 unidades, face ao período homólogo de 2019. No total, matricularam-se 5.371 tratores novos (833 unidades são ATV’s e UTV’s) com um decréscimo de 4% face a 2019. Nos três primeiros lugares está a New Holland com 758 unidades matriculadas, seguida da Kubota com 561 e da Deutz-Fahr com 423. Quando analisamos as três categorias de tratores, verificamos um crescimento de 3% nos Compactos face ao decréscimo de 9,5% nos Convencionais e Especializados. Na classe dos Compactos mantém-se à frente a Kubota com 267 matrículas, seguida de muito perto da Daedong/ Kioti com 262 e a LS com 212 unidades, cada uma com cerca 10% de quota. Ainda nos 3 algarismos mas abaixo das 2 centenas, com 181 matrículas temos a New Holland, e a Solis com 140. Os Compactos repre8

APENAS -4% DE JANEIRO A OUTUBRO sentam quase 50% do total de unidades matriculadas.´ Nos Especializados lidera a New Holland, com 12,78% de quota de mercado, 138 unidades matriculadas quase empatada com a Deutz-Fahr que detém 12,31% de quota e 133 unidades seguidas de muito perto pela Kubota, com 11% do mercado e 120 unidades. A McCormick foi a marca que mais cresceu neste período com uma percentagem de 170% subindo de 10 unidades em 2019 para 27, seguida da Branson com um crescimento de 150% , 8 para 20, e a Solis com 73% passando de 42 para 72 unidades. Os Especializados representam 20% do total mercado. Os Convencionais são dominados pela New Holland seguida, ainda a uma distância de 126 unidades pela John Deere, e de 238 pela Deutz-Fahr. Nas três primeiras, a marca do Grupo SDF foi a que mais cresceu (11,67%) face ao mesmo período do ano passado e a John Deere a que mais baixou (-22,33%). A New Holland aumentou a sua penetração no mercado em relação a 2019 com mais 3 pontos percentuais ficando nos 24,82%. No setor dos reboques a Galucho continua com um

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

Matrículas de Tratores Agrícolas Novos acumulado jan.-out. 20 Marca

Unidades 2020

2019

% Var

% Mercado 2020

2019

New Holland

758

764

-0,79

14,11

13,65

Kubota

561

675

-16,89

10,44

12,06

Deutz-Fahr

423

401

5,49

7,88

7,17

John Deere

411

536

-23,32

7,65

9,58

Linhai

406

320

26,88

7,56

5,72

Daedong/Kioti

314

300

4,67

5,85

5,36

CF Moto

248

199

24,62

4,62

3,56

Solis

246

240

2,50

4,58

4,29

LS

212

230

-7,83

3,95

4,11

Same

210

226

-7,08

3,91

4,04

Lamborghini

184

212

-13,21

3,43

3,79

Hürlimann

152

191

-20,42

2,83

3,41

Landini

117

144

-18,75

2,18

2,57

Massey Ferguson

107

108

-0,93

1,99

1,93

Case IH

95

96

-1,04

1,77

1,72

Branson

87

91

-4,40

1,62

1,63

BRP

81

73

10,96

1,51

1,30

Valtra

74

98

-24,49

1,38

1,75

Quaddy

68

61

11,48

1,27

1,09

Iseki

67

79

-15,19

1,25

1,41

McCormick

65

52

25,00

1,21

0,93

TYM

60

70

-14,29

1,12

1,25

Claas

56

52

7,69

1,04

0,93

Fendt

52

58

-10,34

0,97

1,04

KL

51

51

-

0,95

0,91

Antonio Carraro

37

40

-7,50

0,69

0,71

Arbos

31

49

-36,73

0,58

0,88

Farmtrac

30

3

900,00

0,56

0,05

Hinomoto

28

0

-

0,52

Dong Feng

26

29

-10,34

0,48

0,52 0,02

VST

19

1

1800,00

0,35

Arctic Cat

15

43

-65,12

0,28

0,77

Corvus

15

8

87,50

0,28

0,14

Ferrari

14

14

-

0,26

0,25

BCS

9

11

-18,18

0,17

0,20

Outros Total Mercado

42

71

-40,8

0,78

1,27

5 371

5 596

-4,02

100,00

100,00

Origem: IMT | Fonte: ACAP

forte crescimento face a 2019 (56,4%) e a Herculano, com 327 unidades matriculadas, recupera o segundo lugar da tabela que tinha perdido para

a Rates, que está agora a uma diferença de 60 unidades desta. A Joper continua colada ao pódio dos três primeiros com 216 unidades matriculadas. www.abolsamia.pt


estatísticas // MERCADOS

Matrículas de tratores agrícolas novos por Escalões de potência jan.-out. 20 Esc. Pot.(kW)

<19

19-25

26-29

30-39

40-59

60-73

Total Unid.

874

492

354

1 194

927

458

74-88

89-110

111-147

148184

>184

Total

668

202

128

45

29

5 371

Esc. Pot.(kW) Total Unid.

Matrículas de tratores agrícolas novos por Categorias jan.-out. 20 Tot. Unid.

Quota mercado

Var. 20/19 (%)

Compactos

2 522

47 %

3,1

Convencionais

1 769

33 %

-9,5

Especializados

1 080

20 %

9,6

Total

5 371

100 %

-4,0

Reboques Agrícolas Novos jan.-out. 20 Marca

2020

2019

Total

%

Evol. 20/19

Total

%

Unid.

%

Galucho

549

15,8

351

10,1

198

56,4

Herculano

327

9,4

330

9,5

-3

-0,9

Rates

268

7,7

271

7,8

-3

-1,1

Joper

216

6,2

155

4,5

61

39,4

Massil

103

3,0

149

4,3

-46

-30,9

Reboal

57

1,6

133

3,8

-76

-57,1

Rebossil

38

1,1

25

0,7

13

52,0

Outeiro

25

0,7

58

1,7

-33

-56,9

Rocha

19

0,5

18

0,5

1

5,6

Agrimeca

11

0,3

1

0,0

10

1000,0

Agriduarte

10

0,3

27

0,8

-17

-63,0

Bellon

10

0,3

8

0,2

2

25,0

Premetal

8

0,2

7

0,2

1

14,3

Gili

6

0,2

9

0,3

-3

-33,3

Costa

5

0,1

34

1,0

-29

-85,3

Maquireis

5

0,1

0

-

-

-

Rolgranjo

5

0,1

6

0,2

-1

-16,7

Agricargo

4

0,1

0

-

-

-

Juscafresa

4

0,1

2

0,1

2

100,0

Pronar

4

0,1

0

-

-

-

Outros

40

2,3

46

2,7

-6

-0,1

1 714

100

1 684

100

30

1,8

Total

www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

9


EMPRESA // em foco

JA&MA – reboal GANHA ENVERGADURA JA&MA – reboal é o nome que resultou da aquisição da Reboal, fabricante nacional do Norte do país, pelo Grupo AF Azevedos, empresa especializada na metalurgia de precisão com quarenta anos de experiência. Fomos até Vila Nova de Famalicão, conhecemos as unidades de produção de ambas as empresas, e entrevistámos os principais responsáveis pelo projeto: Filipe Azevedo, administrador, e João Montez, diretor comercial. P: Quais os valores e missão da Empresa?

R: Regemo-nos por valores que a nossa

rede tão bem conhece: confiança, humildade, resultados, qualidade e melhoria contínua dos produtos e serviços que satisfaçam o cliente. Tudo o que fazemos é com paixão e temos como missão criar e comercializar produtos e serviços que vão ao encontro da satisfação plena das necessidades do agricultor. P: Quais os motivos que levaram à integração da JA&MA - reboal no Grupo AF AZEVEDOS? R: Inicialmente, quando surgiu a oportunidade da aquisição da marca Reboal, a sua integração não era óbvia, no entanto, de uma forma mais intuitiva e menos estratégica a operação acabaria por se realizar. A verdade é que o tempo nos 10

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

provou o contrário, a reação do mercado ao reaparecimento da marca foi para nós uma agradável surpresa, mostrando claramente que a Reboal era e é uma referência na construção de máquinas agrícolas em Portugal. É bem verdade que uma longa história de qualidade é um bom ponto de partida, no entanto, planear o futuro mereceu da nossa parte também uma grande importância. Foi aqui que entrou a AF AZEVEDOS, com uma grande experiência na área da mecânica, nomeadamente no processamento de chapa, permitindo de uma forma direta e imediata uma alavancagem efetiva do processo de fabrico existente até à data nas máquinas agrícolas. Assim é hoje claro que a JA&MA - reboal é uma forte aposta para o Grupo AF AZEVEDOS.

P: Qual a estratégia da JA&MA - reboal

para o presente e futuro? R: A nossa estratégia no presente é de preparar o futuro focados no crescimento bem definido e no desenvolvimento de equipamentos de qualidade, para darmos soluções tecnológicas ao agricultor. Temos crescido na área comercial e de marketing com o melhoramento dos produtos e o desenvolvimento de novos equipamentos. Consideramos que este momento é um ponto de viragem da JA&MA - reboal, com investimentos ao nível da produção. Queremos ser a curto/médio prazo uma empresa de referência no mercado nacional, e a médio/longo prazo fazer a internacionalização da empresa, com sustentabilidade. P: Como planeiam obter esse posicionamento? R: Através de uma rede de revenda e parcerias consistentes e conhecedoras dos nossos produtos, que cubram todo o território nacional e Açores; da definição de uma política de preços coesa; trabalhando e explorando os nichos de mercados existentes e que conhecemos www.abolsamia.pt


em foco // PRODUTO

Criamos soluções de qualidade, juntos cultivamos o futuro.

ALFONSO ORTEGA

Esquerda para a direita: João Montez e Filipe Azevedo

Hermanos Garcia

com bastante clareza; melhorando os nossos equipamentos e ampliando a gama, nomeadamente nos reboques tribasculantes, de descarga à retaguarda, para produtos alimentares como a uva e azeitona, monocoques de um e dois eixos, cisternas de um e dois eixos, plataformas, trituradores de restos de poda; definindo um plano de atuação e comunicação, de forma a criar proximidade ao agente e ao agricultor, por fim, aumentando a capacidade produtiva com a abertura, no iníco do ano, de uma nova extensão coberta da fábrica que irá aproveitar toda a alta tecnologia existente no grupo AF Azevedos. P: Em que consistem as parcerias referidas e o que esperam alcançar? R: As parcerias têm como objetivo colocar à disposição dos nossos concessionários mais produtos e soluções para oferecerem aos seus clientes finais. Para isso, escolhemos criteriosamente empresas líderes de

mercado e com elevada qualidade e capacidade de entrega rápida dos seus produtos, em qualquer momento do ano. As sinergias entre empresas podem beneficiar significativamente a produção da Reboal, melhorarando a nossa performance e, em sentido inverso, com o fornecimento dos nossos produtos. Tanto os Hermanos Garcia como a JA&MA- reboal são empresas vocacionadas para a área da produção, fazendo então todo o sentido a partilha de experiências e um complemento dos produtos de ambas as empresas. O objetivo passou por conseguirmos ter no nosso portfólio produtos que completem a nossa gama, pois as potências dos tratores são cada vez mais elevadas. Neste sentido, surge a parceria com a Hermanos Garcia para toda a sua gama de equipamentos. Quisemos também alargar a oferta nas áreas da mobilização de solo e trituração (Alpego), floresta, e fruticultura, e, daí o acordo com a AG Group. P: Quais as novidades para o ano 2021? R: Para o ano 2021, vamos deixar que se criem expectativas pois, como todos sabemos, o segredo é a alma do negócio. ¢

A Remolques Hnos. García S.L. é uma empresa de fabricação de todo o tipo de reboques agrícolas. Desde 2002 que é líder do mercado espanhol em reboques. Em que consiste a parceria? O acordo estabelece que a distribuição exclusiva dos nossos produtos em Portugal seja feita pela JA&MA - reboal. Porquê a JA&MA - reboal? A trajetória e o know-how desta histórica empresa, bem

como a grande aposta de Filipe Azevedo e o profissionalismo de João Montez. Graças aos interesses comuns das duas empresas, aproveitámos para criar sinergias ao nível das vendas e do fabrico de novos produtos. Para além do acordo comercial, trabalhamos juntos em temas como a adequação das máquinas às novas normativas europeias (homologações, etc.).

AG GROUP

PASCUAL GALINDO

www.abolsamia.pt

O AG Group é uma empresa criada em 1987 que se especializou em serviços e soluções no ámbito da maquinaria agrícola, florestal e espaços verdes. Representa marcas como a Alpego, Strutmann ou a Claydon. Em que consiste a parceria? Antes desta parceria trabalhávamos o mercado português como

trabalhamos o espanhol. No entanto, fomos percebendo a importância de ter pessoas que falem o mesmo idioma e conheçam a cultura de cada região do país. Assim, chegámos a um entendimento com a JA&MA - reboal, que tem experiência e uma equipa motivada. Porquê a JA&MA - reboal?

As empresas são feitas pelas pessoas e, neste caso, já conhecíamos o João Montez, um grande profissional e conhecedor do mercado. Com o Engº Filipe Azevedo surgiu a sinergia perfeita e percebemos que temos ideias similares e que poderíamos desenvolver um projeto conjunto.

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

11


EMPRESAS // em foco

NA PRIMEIRA PESSOA

Andrés Moradas O diretor geral da Argo Tractors Ibérica, destacou a ampla variedade de possibilidades que este desafio oferece .“Estou muito emocionado com este novo projeto. Acredito que o mercado português tem muitas possibilidades de crescimento para as marcas do Grupo. Trata-se de mover toda a experiência e profissionalismo demonstrada pela filial em Espanha para colocá-la ao serviço dos profissionais portugueses. Temos a equipa e uma gama de produtos perfeitamente adaptada às condições do mercado português. A qualidade do serviço que podemos oferecer a partir da sede de Valladolid, far-nos-á dar um salto qualitativo na resposta aos agricultores lusos”.

12

Argo Tractors

 Filial Argo Tractors Ibérica, com sede em Villamarciel (Valladolid – Espanha)

atualiza a sua distribuição em Portugal grupo italiano Argo Tractors S.p.A. decidiu redobrar a sua aposta no mercado português com a unificação da distribuição dos seus tratores das marcas Landini e McCormick sob o mesmo “chapéu” da filial Argo Tractors Ibérica, com sede em Villamarciel (Valladolid – Espanha). Com esta reorganização, o Grupo Argo Tractors dá mais um passo na sua estratégia de consolidação das filiais europeias e confirma a sua aposta em incrementar a presença das marcas Landini e McCormick em Portugal, assim como potenciar e melhorar a relação direta com os seus clientes. O plano de negócio da nova etapa em Portugal centra-se em manter a rede de concessionários atual, mantendo-se aberta a possibilidade de incluir novos parceiros e nomear novas concessões. A integração na filial Ibérica

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

permitirá aos concessionários portugueses poder aceder a novas ferramentas para melhorar o seu plano de negócios e otimizar a relação com os clientes e os serviços que podem oferecer-lhes.

Uma rede profissional

A rede de distribuição da Landini e McCormick em Portugal tem agora aberta a porta a uma maior profissionalização da sua estrutura e dos serviços que pode oferecer aos clientes e agricultores portugueses. Também contará com um apoio mais próximo e direto por parte dos profissionais da Argo Tractors Ibérica, nas áreas da formação, financiamento e acesso a peças e equipamentos, entre outros. Neste sentido, a Argo Parts permitirá à rede de distribuição em Portugal oferecer um valor acrescentado aos clientes, com peças especificamente desenhadas para ambas as marcas.

Projeto digital Argo 4.0

Não menos importante será o acesso e o apoio na hora de integrar o projeto digital Argo 4.0. Este sólido investimento proporciona aos concessionários a incorporação de ferramentas digitais de última geração como é o configurador, para a criação do seu próprio site corporativo, a criação de um e-commerce, um avançado sistema de gestão CRM, o portal de máquinas usadas Argo Trade In, e o programa de geomarketing. Com a missão de oferecer um maior e melhor serviço aos profissionais do campo portugueses.

Filial em Espanha

Para além disso, a rede de distribuição terá à sua disposição a sede da Argo Tractors Ibérica. Estas instalações, sediadas na localidade de Villamarciel, na província de Valladolid (Espanha), contam com 6 hectares de terreno e uma superfície de 2.300 www.abolsamia.pt


em foco // EMPRESAS

metros quadrados construídos. Nelas estão disponíveis salas de formação teórica, workshops de formação prática e uma sala de exposição de tratores. Mais ainda, também existe na parte exterior um circuito de asfalto e campos de provas. Os concessionários portugueses poderão formar-se nestas instalações e também visitá-las com os seus clientes para poderem mostrar-lhes em primeira mão a gama de equipamentos e testá-los diretamente.

Modelos de vanguarda

A Argo Tractors está a levar a cabo importantes investimentos para contar com uma gama de tratores de vanguarda no desempenho e a nível tecnológico. Tanto a Landini

como a McCormick contam com uma gama de modelos adaptados para todo o tipo de explorações, com tecnologias de ponta, mas também com opções mais simples e adaptadas ao agricultor mais pequeno e consequentemente, sempre cumprindo com as últimas obrigações de homologação tais como os requisitos da Mother Regulation ou os motores da Stage V. São todos fabricados em Itália e com os componentes principais de cada um dos tratores fabricados internamente por parte do Grupo Argo.

sentado Landini Rex3 F com motor Stage V. A paixão pela inovação é uma característica da marca Landini, desde sempre. A nova versão do Landini Rex3 F, cumprindo agora a fase de emissões Stage V, caracteriza-se por soluções tecnológicas inovadoras, imagem renovada do capot e possibilidade de instalar uma cabine de perfil baixo. A linha do Rex3 F inclui três potências de motor de 4

cilindros e 2,5 litros Kohler de 55, 68 e 75 CV, com reserva de binário de 50%, 45% e 32%, respetivamente. A versatilidade e a comodidade fazem com que seja um trator fabricado em torno das exigências do operador: a transmissão funciona através do inversor mecânico e oferece, com o super redutor, 16 velocidades para a frente e 16 para trás num intervalo de velocidade de 0,4 a 40 km/h. O eixo dianteiro de acoplamento} ƒO novo Landini Rex3 F tem dimensões reduzidas o que facilita os trabalhos especializados no campo.

Landini Rex3 F

Um bom exemplo da aposta do Grupo é o facto de contar com produtos de última geração, como o recém apre-

NA PRIMEIRA PESSOA

Simeone Morra O corporate business director da Argo Tractors, sinaliza a consolidação da política da Argo Tractors em relação às grandes filiais europeias. “O novo âmbito de responsabilidade da filial de Villamarciel em Espanha, a recém inaugurada sede

www.abolsamia.pt

em França e o investimento que estamos a realizar para potenciar a filial alemã com novas instalações, demonstram a nossa aposta por este tipo de organização e a nossa determinação em consolidarmo-nos como um dos líderes de referência a

nível mundial no campo da mecanização agrícola. Tenho plena confiança que os bons resultados que demonstrou a filial em Espanha se refletirão também no mercado português”.

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

13


EMPRESAS // em foco

cia máxima (com Power Plus) até 165 CV e equipado com a transmissão de variação contínua VT-Drive. Dentro da gama de 6 cilindros, destaque para o novo X7.624 VT-Drive Stage V, apresentado pela primeira vez na Agritechnica de Hannover (Alemanha). A nova motorização, que cumpre com as exigências da Stage V, permite a este modelo aumentar a sua potência até aos 240 CV (o mais alto da gama). Estes tratores dispõem do motor Beta Power Fuel Efficiency de 6 cilindros, 24 válvulas e 6,7 litros. ¢ } eletro-hidráulico é produzido nas fábricas Argo Tractors e oferece um ângulo de viragem de 55°. As rodas traseiras de 20” (para a versão GE) e 24” (para as versões F) também equipam com pneus tipo Waffle estudados para reduzir ao mínimo as vibrações, maximizando o conforto nas deslocações em estrada, com implementos. Estes pneus também comportam a carga máxima permitida de 4.000 kg.

X7 da McCormick

NA PRIMEIRA PESSOA

Osvaldo Cordeiro

Se pretendemos mais potência, um bom exemplo são os modelos X7 da McCormick, um aliado perfeito para trabalhar com todo o tipo de implementos de forma eficiente. Estes tratores são trabalhadores incansáveis tanto nas versões de 4 como de 6 cilindros. Entre os equipados com propulsores de 4 cilindros há que destacar o X7.450 VT-Drive, um trator capaz de atingir uma potên-

Será a pessoa que estará a cargo da Direção Comercial em Portugal. Trata-se de um profissional com 11 anos de experiência no setor da maquinaria agrícola, que trabalhou com a marca Landini durante 7 anos. “O objetivo é estabelecer uma rede de distribuição plenamente comprometida

14

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

 A série Landini Rex3 F inclui três potências de 55, 68 e 75 CV.

ƒ A potência máxima é de 240 CV no modelo X7.624, o mais alto da gama.

e capaz de transmitir aos agricultores portugueses a força das marcas Landini e McCormick. A proximidade e a equipa de profissionais que fazem parte da Argo Tractors Ibérica representam a melhor garantia de êxito para este projeto que agora começa. Além disso, contamos com uma

gama de tratores que se adaptam perfeitamente às necessidades do mercado em Portugal, tanto relativamente à potência, como ao equipamento, permitindo que o agricultor português possa encontrar um trator que se adapte plenamente às suas necessidades”.

www.abolsamia.pt


NEW EDITION NOVAS CORES PARA UM NOVO SÃ&#x2030;CULO A MESMA QUALIDADE

www.galucho.pt

/galuchocom

/galucho.sa


PRODUTO // notícias

KRONE REVELA ENSILADORA PARA TRATORES DE CONDUÇÃO REVERSÍVEL Ainda não é o anúncio de um lançamento. Mas a novidade está a caminho. A Krone comunicou que tem em fase de desenvolvimento uma ensiladora de forragem destinada a fazer parceria com um trator que possua posto de condução reversível. Para já existe apenas um modelo de teste, cuja imagem foi revelada. De acordo com a marca, o desenvolvimento deste produto resulta de uma observação das necessidades solicitadas pelo mercado. Diversos elementos da frente de corte provêm das ensiladoras automotrizes Big X, com cabeças para milho entre 6 a 10 linhas de largura de trabalho.

Sistema de enchimento de pneus revisto A CLAAS reviu os seus sistemas de enchimento de pneus CTIC e CTIC 2800 para 2021. Passam também a estar disponíveis de fábrica para o AXION 900 e podem ser adaptados nos tratores ARION 500 e ARION 600, bem como no AXION 800 e no AXION 900. A operação passa agora a ser possível através dos terminais ISOBUS e, portanto, também através do terminal CEBIS.

A Krone pretende que os clientes se envolvam neste processo de evolução e convida-os a pronunciarem-se sobre o que esperam de uma máquina como esta. Quem pretender, pode enviar o seu contributo para o seguinte email: abh-entwicklung@ krone.de Quando chegar ao mercado, esta máquina preencherá uma página no catálogo da Krone que até aqui tem estado em branco.

Troca de dados entre máquinas Já está disponível a troca de dados de maquinaria entre a Claas, 365FarmNet e John Deere. Em breve, irão seguir-se outros parceiros DataConnect. O DataConnect permite a troca de dados essenciais de maquinaria entre as plataformas para permitir aos utilizadores que consultem todas as informações da sua frota de marcas mistas na plataforma única da sua escolha. Anteriormente, a visualização de tais informações exigia esforços 16

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

redobrados, ao utilizar plataformas distintas e correspondentes de cada fabricante ou portais Web para visualizar as informações da máquina. A estrutura da solução direta de nuvem para nuvem permite um fluxo de dados contínuo e automático sem qualquer es-

forço para o cliente. A troca de dados em tempo real permite uma visualização em direto de toda a frota de máquinas. Além disso, o DataConnect funciona sem quaisquer componentes adicionais de hardware ou software e garante o tratamento seguro dos dados. www.abolsamia.pt


www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

17


PRODUTO // notícias

Inclinação horizontal em carregadores Valtra A marca finlandesa apresentou uma funcionalidade inédita para carregadores frontais. Assume a designação X-Tilt e permite inclinar horizontalmente qualquer acessório ligado ao carregador num curso de 20° para ambos os lados. Quem trabalha com carregador frontal conhece as dificuldades típicas de nivelamento. Quando uma das rodas de trás do trator apanha um ponto mais alto do terreno, o carregador embica do lado oposto. Desta forma, em terrenos irregulares o trabalho não sai perfeito como pretendido. Este aspeto tem ainda relevância ao colocar paletes num reboque; quando o carregador frontal não está nivelado com a plataforma de carga, o controlo que o operador tem na movimentação da carga é limitado. Com este dispositivo, que

é colocado entre os braços do carregador e o acessório que está a ser utilizado (balde, forquilha, etc), o operador pode ajustar a inclinação horizontal num curso de 20° para ambos os lados. Este ajuste contribui para um menor número de manobras e para um maior controlo sobre a tarefa. E, ao deslocar cargas pesadas em terrenos inclinados, ajuda a corrigir o centro de gravidade para manter o trator estável. O X-Tilt pode ser enco- m e n d a d o a t r av é s d o Unlimited Studio da Valtra. Pesa 250 kg, é compatível com

os carregadores Valtra G5, G6 e G7 e funciona através da 4ª função hidráulica (Selecto4), estando todas as funções concentradas no mesmo joystick.

Dependendo do modelo de carregador, deverá custar aos clientes portugueses entre 4800 e 5300 Eur + IVA, com transporte incluído.

SAUTER PROPÕE ELEVADOR DIANTEIRO PIVOTANTE Sediada em Stetten, na Alemanha, a Sauter é uma firma especializada no fabrico de elevadores dianteiros. Produz diretamente para a Deutz-Fahr (e restantes marcas SDF), John Deere, Claas, New Holland e Case IH. Para além dos tradicionais kits de elevador dianteiro, com ou sem TDF integrada, esta casa acrescentou ao seu catálogo os elevadores dianteiros pivotantes. 18

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

Estes permitem orientar lateralmente uma alfaia engatada na frente, num curso de 20 cm cada um dos lados. A operação com gadanheiras frontais é das tarefas que mais ganham com este sistema. A alfaia segue mais facilmente a trajetória pretendida, sobretudo ao curvar e em pendentes, e é possível reduzir o raio de viragem. A Sauter é representada em Portugal pela Agridirect, sediada em Benfica do Ribatejo. www.abolsamia.pt


notícias // PRODUÇÃO ANIMAL

Fundada em 1929, a Hürlimann foi sempre associada a tratores agrícolas de qualidade. A atenção nos pormenores e nos acabamentos, o conforto, o rigor mecânico, a qualidade dos materiais e a tecnologia, entre outras, são algumas das principais características da marca. A Hürlimann apresenta-se no mercado com cerca de 45 modelos, dos 35cv aos 140cv, divididos em diferentes séries e soluções, para vários tipos de trabalhos.

Conheça a gama de tratores Hürlimann, na Moviter ou no concessionário da sua região.

www.abolsamia.pt

Parque Movicortes, Portelas, 2410-855 Cortes, Leiria T (+351) 244 890 180 / moviter@movicortes.pt www.moviter.pt / facebook.com/moviter

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

19


PRODUTO // EIMA

EIMA E S P E C I A L

Desde 1986 a FederUnacoma promove, por ocasião da EIMA, um concurso para premiar e valorizar os produtos inovadores da indústria do setor. O concurso está aberto a todas as empresas expositoras da EIMA que criaram máquinas, acessórios ou componentes verdadeiramente inovadores. O Concurso atribui a distinção “Inovação Técnica” a equipamentos e dispositivos que, na opinião da Comissão de Avaliação, sejam absolutamente inovadores, o “Blue Award” a soluções que se destaquem a nível ambiental e “Menção” a todos os dispositivos que apresentem melhorias originais em comparação com produtos já fabricados ou patenteados. Tendo em consideração a situação particular criada com

a emergência sanitária que levou à criação de duas datas EIMA, visualização digital em novembro de 2020 e exibição tradicional em fevereiro de 2021-entretanto adiada para datar a definir-, o concurso de inovações técnicas também terá um apêndice para permitir uma maior participação de empresas expositoras no concurso. Por ocasião da EIMA Digital Preview, foram apresentadas Inovações técnicas, Blue Awards e Menções com base nas propostas que chegaram até 28 de Setembro, sendo posteriormente consideradas as propostas adicionais que forem apresentadas até 4 de Dezembro. Todos os equipamentos serão exibidos durante a EIMA em fevereiro, assim como as entregas dos prémios.

Encontre neste artigo uma seleção de Inovações Técnicas já conhecidas.

20

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

INOVAÇÕES TÉCNICAS PREMIADAS Dispositivo eletromecânico para semeadores pneumáticos para manter a cabeça do distribuidor na horizontal, independentemente da inclinação da parcela ALPEGO SpA | HORIZON – Dispositivo de auto-alinhamento para distribuidores de sementes ou fertilizantes Em que consiste a inovação: tal dispositivo não estava disponível anteriormente. Benefícios esperados: uniformidade na distribuição de sementes para semeadores pneumáticos. Pode ser adaptado.

Subsolador rotativo, com braços que se deslocam ao longo de um percurso elipsoidal, graças a um sistema de manivela / biela SELVATICI Srl e BERTONI Srl | Subsolador rotativo Em que consiste a inovação: este tipo de máquina não existia. Benefícios esperados: pode trabalhar com sucesso em profundidades que variam entre os 15cm e os 40cm sem alterar a estrutura do solo, não requer passagem adicional com grade de acabamento, pode ser utilizada tanto em condições muito secas como muito húmidas e permite uma redução de cerca de 30% do consumo de combustível relação ao trabalho tradicional feito com escarificador e fresa.

em

www.abolsamia.pt


EIMA // PRODUTO

PEQUENOS GIGANTES IDEAIS PARA A AGRICULTURA NACIONAL

Barra de corte de girassol equipada com picador de caule hidráulico. OLIMAC Srl | Drago Gold Em que consiste a inovação: a potência do picador de caule é hidráulica, em vez de mecânica. Benefícios esperados: Nas soluções mecânicas, é necessário um compromisso entre o rendimento e o comprimento dos caules. Na verdade, o rendimento está relacionado com o corte da flor, que deve ser o mais curto possível. Mas, quanto mais curto é o corte da flor, mais longo é o caule, que também deve ser o mais curto possível. Com a solução hidráulica, é possível definir de forma independente a altura de corte dos caules e das flores.

Dispositivo de visão multiespectral, para detetar em tempo real as necessidades da cultura por meio de visão computadorizada. Em particular, pode realizar a aplicação de taxa variável de nitrogênio, reguladores de crescimento e desfolhante

Com uma boa relação custo/eficiência, os tratores LS estão muito bem adaptados às necessidades da agricultura em Portugal. Preparados para trabalhar com qualquer alfaia ou acessório, são a solução ideal para vinhas e pomares, explorações agrícolas e agroindustriais, manutenção de espaços verdes, municípios e outras aplicações. A LS apresenta-se no mercado nacional com tratores compactos e convencionais, dos 23 cv aos 103 cv.

Conheça a gama de tratores LS, na Moviter ou no concessionário da sua região.

AUGMENTA AGRICULTURE | Augmenta Field Analyzer Em que consiste a inovação: o dispositivo pode ser instalado em todas as combinações possíveis de trator-distribuidor de fertilizante sólido, desde que ambos tenham ISOBUS certificados pela AEF. Benefícios esperados: economia de custos, redução do impacto ambiental. Pode ser adaptado a uma ampla gama de aplicações. Parque Movicortes, Portelas, 2410-855 Cortes, Leiria T (+351) 244 890 180 / moviter@movicortes.pt www.moviter.pt / facebook.com/moviter www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

21


PRODUTO // EIMA

EIMA E S P E C I A L

Pulverizador para pomares com ventoinha elétrica e bicos de modulação por largura de pulso CAFFINI SpA | Smart Synthesis Em que consiste a inovação: as duas soluções são adotadas pela primeira vez num pulverizador para pomares: o motor elétrico que aciona a ventoinha e os bicos PWM. Benefícios esperados: o motor elétrico da ventoinha permite controlar com precisão o fluxo de ar, dependendo das características locais da copa. Além disso, os bicos PWM aumentam o controlo do líquido pulverizado. O resultado geral é a redução do impacto ambiental.

Trator estreito altamente especializado ANTONIO CARRARO SpA | SRX 5800/6800 Tora Em que consiste a inovação: a maior inovação é que o trator tem as mesmas dimensões da série anterior, mas agora com o motor equipado com filtro DPF, cumprindo assim a norma de emissões Stage V, tendo ainda mais potência. Além disso, possui um circuito hidráulico de alta capacidade, assento reversível e pode ser equipado com cabine. Benefícios esperados: este tipo de trator permite trabalhar em locais de difícil acesso. O contínuo endurecimento das regulamentações de emissões põe em risco a própria existência deste tipo de tratores.

Máquina de trabalho de solo intercepas com configuração automática independente da largura da máquina em cada lado RINIERI Srl | EASYRIDE - System for Automatic Positioning Em que consiste a inovação: o controle automático da largura da máquina de forma separada em cada lado. Benefícios esperados: aumento da produtividade, melhoria da ergonomia.

Fita de rega tratada com inseticida RIVULIS | Rivulis X-Pell Em que consiste a inovação: o inseticida é misturado com a matriz plástica da fita em dosagens muito baixas. A dosagem torna a solução repelente, mas não letal. Benefícios esperados: os danos à fita de gotejamento causados por ​​ picadas de insetos podem ser reduzidos até 98%.

22

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

Medidor de fluxo projetado para ser parte do sistema de controlo de um pulverizador ARAG Srl | Orion WR Em que consiste a inovação: o medidor de fluxo possui dois circuitos separados que podem ser acionados por uma válvula. Tal permite uma resposta rápida do sistema e medições precisas, especialmente na extremidade inferior da faixa Benefícios esperados: a solução permite aos fabricantes de pulverizadores projetar circuitos de distribuição mais precisos, rápidos e adequados para a agricultura de precisão. É uma solução que contribui para a redução do impacto ambiental dos produtos químicos utilizados na agricultura. www.abolsamia.pt


EIMA // PRODUTO

QUALIDADE E TECNOLOGIA

JAPONESAS

Trator de rastos com deslocamento autónomo e motor de combustão interna EARTH AUTOMATIONS Srl | DooD Em que consiste a inovação: projetado com os princípios da Agricultura 4.0. Está conectado, reconhece o ambiente e reage ao mesmo de maneiras diferentes de acordo com a situação, aprende com a experiência, e as suas funções de deslocamento são automatizadas. Benefícios esperados: otimização da força de trabalho, redução de custos, melhoria na segurança do operador.

De origem japonesa e com uma grande tradição no mercado nacional, a Iseki é uma marca de tratores compactos, com uma gama completa e diferenciada, bem conhecida dos agricultores. Com soluções dos 16 aos 49 cv, robustos e evoluídos, os tratores Iseki são indicados para pequenas propriedades, culturas especializadas, estufas, horticultura, manutenção de espaços verdes, municípios, entre outras aplicações.

Máquina para recolha de folhas vermelhas de uma vinha, montada na dianteira do trator

Conheça a gama de tratores compactos Iseki, na Moviter ou no concessionário da sua região.

SPEZIA Srl - TECNOVICT | Automatic Leafpickering and Storage ALS 2020 Em que consiste a inovação: as máquinas desfolhadoras para vinhas são conhecidas; mas, nenhuma delas foi projetada para colher especificamente as folhas vermelhas. Benefícios esperados: as folhas vermelhas contêm antocianinas, que são utilizadas em produtos farmacêuticos. Até agora, a colheita das folhas vermelhas era feita manualmente; esta máquina permite um aumento drástico na produtividade, bem como uma redução do cansaço dos operadores. www.abolsamia.pt

Parque Movicortes, Portelas, 2410-855 Cortes, Leiria T (+351) 244 890 180 / moviter@movicortes.pt www.moviter.pt / facebook.com/moviter dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

23


PRODUTO // EIMA

EIMA E S P E C I A L

Dispositivo a ser instalado na válvula de controlo direcional de um sistema hidráulico com deteção de carga WALVOIL SpA e DIECI Srl | ALS – Adaptive Load Sensing on Dieci Agriplus GD 42.7 Telehandlerl Em que consiste a inovação: a margem de pressão stand-by, ao invés de ser fixa e determinada na fase de projeto, é adaptada dinamicamente. Benefícios esperados: redução do consumo de combustível, otimização do uso da potência do motor, possibilidade de adaptação às máquinas existentes.

Dispositivo que permite a ligação dos sistemas de travagem hidráulica de tratores pré-existentes com linha única, a reboques e máquinas rebocadas com linha dupla em conformidade com a Mother Regulation (EU Regulation 167/2013) SAFIM Srl | H1L-H2L Cuna Adaptor Em que consiste a inovação: tal dispositivo não existia. Benefícios esperados: facilita a penetração no mercado de reboques e máquinas rebocadas que cumpram a Mother Regulation.

24

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

www.abolsamia.pt


EIMA // PRODUTO

Trator híbrido compacto especializado, com caixa de velocidades robotizada e suspensão semi-ativa para a cabine RGO TRACTORS SpA | LANDINI REX4 Electra Evolving Hybrid Em que consiste a inovação: este é o primeiro trator compacto híbrido em que o eixo dianteiro é movido apenas por dois motores elétricos. Além disso, como trator compacto, oferece soluções normalmente projetadas para tratores de campo aberto: cabine semi-ativa controlada eletronicamente, caixa de velocidades robotizada. Benefícios esperados: melhorias no conforto, dirigibilidade e redução no consumo de combustível, possibilidade de escolher a relação entre as rodas dianteiras e traseiras de acordo com as necessidades, redução do raio de viragem.

Máquina para colher baby leafs HORTECH Srl | SLIDE Ventum Trax Em que consiste a inovação: parte da transferência do produto é feita por via aérea, para que todas as impurezas sejam separadas das folhas devido à sua diferente densidade. Além disso, as folhas são recolhidas automaticamente em pequenas caixas. O peso das caixas é controlado automaticamente para garantir a uniformidade do enchimento. Benefícios esperados: a solução permite um aumento de produtividade de até 50% em relação às soluções atuais, e uma redução da mão de obra na máquina de pelo menos 66%.

www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

25


PRODUTO // Tractor of the Year 2021

KUBOTA M6002

Entre o utilitário e o campo aberto O trator da marca japonesa pisa a fronteira que separa os utilitários dos tratores para campo aberto. Com um motor Kubota Fase V, de 4 cilindros e 6,1 litros de capacidade, atinge uma potência máxima com boost de 161 cv (M6142). E a distância entre eixos (2690 mm) e as 10 toneladas de carga máxima admissível também fazem contraste com o que é habitual no segmento dos utilitários. POR SEBA STIÃO MARQUES

26

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

obilizações, sementeiras e (algum) transporte terão marcado as últimas semanas de muitos dos leitores. Para quem tenha ou trabalhe em explorações mistas ou pecuárias, ao trabalho usual de carregador para movimentação de fardos ou bolas, limpeza de feedlots, ou rebocar o unifeed, a preparação e sementeira de parcelas para forragem ter-se-á juntado às tarefas do(s) trator(es) da casa. É nestes momentos que a vontade de ter www.abolsamia.pt


Tractor of the Year 2021 // PRODUTO

um trator com “corpo e pulmão” para todos estes serviços é mais forte. Pouco depois da vontade de ir buscar um “faz tudo” surgir, começamos a pensar nos requisitos e, por regra, tudo se complica. Algumas características essenciais para um trator ser bom executante num tipo de tarefas impedem, ao mesmo tempo, que tenha uma boa performance noutras. Por exemplo, uma longa distância entre eixos ajuda na lavoura ou no transporte, mas comwww.abolsamia.pt

plica as manobras “dentro de casa”. Várias marcas de tratores se têm aventurado na complicada viagem de construir “o tal” trator e algumas com bastante sucesso. Desta vez foi a Kubota a chegar-se à frente com uma proposta que se destaca dos seus concorrentes em alguns aspetos que consideramos bastante interessantes. Assim, ainda que já tivéssemos falado sobre ele em fevereiro, analisamos agora com mais detalhe o M6002.

O modelo M6142, com uma potência máxima com boost de 161 cv, é candidato a Melhor Utilitário no Tractor of the Year 2021 dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

27


PRODUTO // Tractor of the Year 2021

Motor

Quando a maioria dos fabricantes optou por descer a cilindrada, a Kubota não foi de modas e propõe um motor de 6.1 litros. O 4 cilindros V6108 (Fase V, o sistema de tratamento de gases é composto por EGR+DOC+DPF+SCR), conta com três níveis de potência: 121 cv (M6122), 131 cv (M6132) e 141 cv (M6142), oferecendo 20 cv adicionais em power boost durante as operações de transporte. O depósito de combustível tem agora capacidade para 230 litros.

pora um novo joystick multifunções com inversor, memória de rotações do motor, controlos do elevador e das mudanças de velocidades. O conjunto de dez luzes LED de série, e outras seis adicionáveis por opção, garantem uma cobertura a 360 graus. O assento é um modelo premium da Grammer. O tejadilho solar facilita a visibilidade para o trabalho com carregador frontal.

Transmissão

A transmissão de base é uma powershift 24/24, com 8 relações e 3 gamas robotizadas. Desenhada de raíz, permite ao trator alcançar os 40 km/h às 1640 rpm. A nova função Xpress Restart, que controla a embraiagem principal diretamente através do pedal de travão, fazendo com que o operador possa deter o trator e retomar a marcha sem utilizar aquele pedal, é também de destacar.

Trabalho com carregador frontal

Cabine

A cabine, mecanicamente suspensa, tem um novo design, com um apoio de braço mais ergonómico e que incor-

Potência e Binário kW

Nm BINÁRIO

140

POTÊNCIA

750

130 M6-142

120

M6-132

M6-142

110

M6-122

700 650

100 M6-132

90

600

80

550

70

M6-122

500

60 50 1,000

1,200

1,300

1,400

1,500

1,600 rpm

28

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

1,700

1,800

1,900

2,000

450 2,100

Com características que o põem à vontade no transporte e na preparação de solo, este trator pode também fazer parceria com um carregador frontal. E neste aspeto a oferta é vasta. A Kubota propõe de fábrica para este trator nada menos do que cinco diferentes modelos de carregador (dois modelos são de auto-nivelamento hidráulico e três são de auto-nivelamento mecânico). Para o segmento entre os 120 e os 140 cv, a Kubota apostou num portfólio de carregadores totalmente novo, desenvolvido em parceria com a MX, e que vai do funcional ao premium. A capacidade máxima cifra-se nos 2450kg. O controlo do carregador é feito através de um joystick que também permite controlar o hidráulico frontal. De acordo com o fabricante, a estrutura do carregador, ainda que estreita, é extremamente estável e oferece uma exceƒBinário: O motor pode fornecer mais de 600 Nm de torque numa ampla faixa de velocidade de 1.200 rpm a 1.900 rpm

www.abolsamia.pt


Tractor of the Year 2021 // PRODUTO ‚A Kubota propõe de fábrica para esta série 5 diferentes modelos de carregador frontal

lente visibilidade do interior da cabine. De forma a tornar o trabalho do operador mais confortável e eficiente, a Kubota equipa os seus carregadores com algumas soluções de suporte à operação. O AUTO-LEVEL SYSTEM® reposiciona de forma automática o balde para uma posição pré-selecionada através do pressionar de um só botão. Já o AUTO-UNLOAD SYSTEM® permite controlar o movimento simultâneo da garra e do balde com apenas um movimento (útil nas operações de descarregamento). Finalmente, o SPEED-LINK 2 SYSTEM® permite o engate/desengate automático de implementos e funções hidráulicas e elétricas sem sair do trator. Também permite o uso da 3ª e 4ª funções. Todos os equipamentos podem ser combinados. Independentemente de ter um MX, Euro ou SMS, a estrutura de troca rápida do carregador frontal adequa-se a todas elas.

Hidráulico e Eixo dianteiro

A longa distância entre eixos (2690 mm), quando muitos fabricantes têm ‘encurtado’ os seus modelos, é outro dos destaques do M6002. Apesar desta característica, o raio de viragem é de apenas 4,5 metros, o que se deve a um eixo dianteiro selado www.abolsamia.pt

...em resumo O motor de 6 litros, a distância longa entre eixos, o eixo dianteiro selado, os 56 cm de altura ao solo, ou a vasta oferta de carregadores são características que fazem com que o M6002 se destaque da concorrência. No fundo, traz aos agricultores a possibilidade de optarem por um trator mais ‘encorpado’ na faixa de potência entre os 120 e os 140 cv.

que inclui sistema Bi-speed de série. Este sistema aumenta a velocidade das rodas dianteiras, fazendo encurtar o espaço necessário para as manobras. As m e d i d a s do s p n e u s s ã o 480/65R24 e 650/60R38. Com uma altura ao solo de 56 cm, o M6002 tem seguramente uma das maiores do mercado. O elevador traseiro tem capacidade para sete toneladas e o sistema hidráulico proporciona um débito de óleo de 115 l/m. ¢ BILHETE DE IDENTIDADE Modelos Motor Fabricante / modelo Nº de cilindros / cilindrada (cm3) Potência nominal/ máxima (cv) Binário (nm) Nível de emissões

M6122

123 / 143 549

M6132

M6142

Kubota/ V6108-TIEF5 4/ 6,124 133 / 153 143 / 163 594 645 Fase V

Hidráulico Capacidade de elevação traseira / dianteira (kg) Fluxo da bomba (l/min)

7000/ 3260 115

Dimensões Distância entre eixos (mm) Carga máxima admissível (kg)

2690 10000

Transmissão Configuração Velocidade máxima (km/h)

Powershift (24x24) 40

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

29


PRODUTO // Tractor em focoof the Year 2021

Fendt

atualiza os modelos de entrada de gama De uma assentada, a Fendt renovou todos os modelos 200 Vario, que passam a dispor de novas potencialidades a nível de personalização dos comandos e visualização de dados. A nova geração dos 200 Vario convencionais e dos 200 Vario estreitos (VFP) chega ao mercado no início de 2021. TE X TO JOÃO SOBR AL

O mundo Fendt dentro dos 200 Vario Com uma estética à imagem dos irmãos grandes, os 200 Vario oferecem um pacote de tecnologia para uso profissional aos agricultores que necessitam de um trator compacto. A revisão do ambiente de trabalho no interior da cabine é um dos avanços mais assinaláveis aplicados a esta série. s Fendt 200 Vario são modelos compactos de arquitetura convencional, que cobrem uma faixa de potência entre os 79 e os 124 cv. Neste segmento de tratores multitarefas, que se desdobram abaixo e acima dos 100 cv, muitos fabricantes têm reforçado a sua oferta com modelos de baixas especificações, frequentemente provenientes de fábricas não europeias, no todo ou em parte dos 30

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

componentes empregues. Já a Fendt, dá mostras de querer manter-se firme como marca premium, reconhecida por propor soluções vanguardistas e para uma utilização vincadamente profissional. É uma estratégia de certa modo distanciada das franjas de mercado onde está o maior volume de vendas, e que pretende continuar a evidenciar-se por definir tendências. É exemplo disso o novo ambiente de trabalho FendtOne.

Boost de +10 cv no 211 Vario O novo boost DynamicPerformance, que foi estreado nos 300 Vario, é aplicado nesta série exclusivamente ao 211 Vario, fornecendo uma potência adicional de 10 cv quando existe uma solicitação. Ao contrário dos conceitos tradicionais de boost, pode entrar em ação mesmo em modo estacionário, por exemplo quando o trator estiver a ser utilizado com um unifeed.

5 modelos 200 Vario

A série é composta por 5 modelos (Fendt 207 a Fendt 211 Vario) com potências que vão dos 79 cv aos 124 cv, estando todos disponíveis nas variantes de equipamento Power, Profi e Profi+. www.abolsamia.pt


Tractor of the Year 2021 // PRODUTO

ƒA Fendt dá mostras de querer manter-se firme como marca premium para uma utilização vincadamente profissional

Hidráulico com sensor de carga

O sistema hidráulico é de tipo CCLS. Para o elevador frontal, e como opção, a Fendt disponibiliza um novo sistema de adaptação ao relevo, através do qual o operador pode controlar a pressão sobre o solo, especialmente útil para o trabalho com gadanheiras frontais. Um joystick 3L faz também parte dos extras. Este permite gerir até 27 diferentes funções em simultâneo, repartidas por três diferentes níveis de controlo.

Cabine com ambiente de trabalho FendtOne

Motor Agco Power de 3 cilindros

Em todos os modelos, a propulsão é assegurada por um bloco Agco Power de 3 cilindos e 3,3 litros de capacidade. Neste motor, que inclui ventoinha Viscotronic, os requisitos da Fase V de emissões são alcançados através de uma combinação DOC+DPF+SCR.

Transmissão Vario

A transmissão de variação contínua alcança os 40 km/h. É a única caixa proposta pela marca, permitindo a memorização de duas velocidades distintas, e a memorização do regime do motor para oter uma velocidade de TDF constante. É controlada através de um recém-estreado joystick multifunções que abre novas possibilidades de controlo, com botões configuráveis aos quais podem ser atraibuídas diferentes funções. www.abolsamia.pt

Estruturalmente mais alta do que na geração anterior, a cabine conta com um novo apoio de braço, onde se inclui o novo joystick multifunções que foi recentemente estreado nas séries superiores da Fendt. No que resp eita ao conceito FendtOne, os 200 Vario vêm de série com um painel digital de 10” instalado na coluna de direção e podem ser configurados com um terminal de 12” instalado no apoio de braço.

A pensar nos trabalhos com carregador frontal, a Fendt redesenhou a abertura superior da cabine, sobretudo para assegurar maior visibilidade em altura. Há ainda uns quantos pormenores que acrescentam versatilidade e conforto: o assento de passageiro é acolchoado; ambas as portas podem ser usadas; o vidro frontal é basculante; pode contar com um compartimento refrigerado para bebidas; e, para a estação fria, o sistema de aquecimento conta agora com saídas na zona dos pés, a complementar as saídas na coluna de direção e no teto.

Versão Profi+

Na versão de topo a nível de tecnologia, os 200 Vario assumem compatibilidade ISOBUS, podendo ainda dispor de condução automática FendtGuide e do software Fendt Task Doc para transferência de dados e documentação.

Candidato TOTY

O modelo de topo desta série disputa a categoria ‘Melhor Utilitário 2021’ do prémio Trator do Ano.

Encomendas

Os modelos desta série já podem ser encomendados junto dos concessionários, devendo as primeiras unidades sair da linha de montagem de Marktoberdorf no final de janeiro de 2021. ƒO posto de condução beneficia do ambiente de trabalho FendtOne, recém-estreado pela marca. Inclui uma maior área de visualização e uma nova organização de comandos.

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

31


PRODUTO // Tractor of the Year 2021

Ferramentas de precisão nos 200 VFP Vario Os especializados Fendt 200 Vario estão disponíveis São cincos os modelos, situados num intervalo de potência que vai dos 79 aos 124 cv. Tal como nos 200 Vario convencionais, com os quais partilham o motor, o boost de potência DynamicPerformance é uma característica exclusiva do modelo de topo da série. Reordenação de alguns elementos O depósito de combustível e respetivo bocal de enchimento passa a estar localizado junto à entrada da cabine. Na versão standard tem capacidade para 68 litros mas existe a opção de um depósito maior, de 80 litros. Comparativamente com a geração anterior, o sistema de escape foi redesenhado e colocado mais à frente, altera-

32

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

nas variantes V, F e P, com larguras entre os 1,07 e os 1,68 metros, e dispõem das mais evoluídas ferramentas da Fendt para agricultura de precisão. ção que visa libertar espaço na zona central do trator para acolher sem constrangimentos as alfaias de engate ventral. Também as válvulas ventrais foram redesenhadas e a bomba hidráulica apresenta agora uma maior performance: 119 L/min, ou seja, mais +15 L/min do que anteriormente.

res, o que favorece a visibilidade lateral. E a marca anuncia mais espaço em altura, na zona da cabeça, o que é uma boa notícia para os operadores mais altos. Adicionalmente, esta cabine está preparada para configuração com um sistema de filtragem de categoria 4 (opcional).

Cabine mais espaçosa e mais tecnológica

Monitor de 12” no teto

Passa de uma estrutura de 6 para 4 pila-

Em termos de comandos, os 200 VFP também recebem o ambiente de tra-

www.abolsamia.pt


Tractor of the Year em 2021 foco // PRODUTO

Quem trabalha em vinhas e pomares, passa a poder dispor de todas as funcionalidades associadas a um monitor de 12”, instalado acima do painel dianteiro da cabine.

balho FendtOne, que inclui o mais recente apoio de braço da Fendt, um monitor de 10” junto ao volante e um monitor de 12” que, exclusivamente nestes modelos especializados, está instalado em posição frontal no teto da cabine. Tem uma articulação e, quando não está a ser usado, pode ser recolhido. O joystick 3L está disponível também nestes modelos, a pensar no controlo de alfaias complexas a partir de um único comando.

Agricultura de precisão

Pa r a a lé m d a c o mp a t ib i l id a de ISOBUS e da condução automática FendtGuide, os agricultores que fazem um uso profissional destes tratores podem beneficiar ainda dos serviços Fendt Task Manager, para criar ordens de trabalho a partir do escritório, e Fendt Task Doc, para gestão e transferência de documentação.

Candidato TOTY

O modelo de topo desta série disputa a categoria ‘Melhor Especializado 2021’ do prémio Trator do Ano.

Disponível no início do ano

Estes modelos estreitos começam a sair da fábrica também no início de 2021.

www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

33


PRODUTO // Tractor of the Year 2021

CASE IH VESTRUM 120 CVXDRIVE

O primeiro Case IH Vestrum entregue em Portugal A série Vestrum fica entre os Luxxum e os Maxxum e traz ao segmento em que se posiciona um maior leque de extras e especificações. A transmissão de variação contínua e a cabine com ambiente de trabalho semelhante às séries de maior potência são os elementos que mais se destacam. TE X TO JOÃO SOBR AL | FOTOGR AFIA SEBA STIÃO MARQUES

34

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

edro Silva Soares, um jovem de 21 anos que estuda agronomia, está a dar os primeiros passos para instalar a sua atividade agrícola na Burinhosa, onde reside. O trator escolhido para levar este objectivo por diante é um Case IH Vestrum. Tratando-se da primeira unidade desta série entregue em Portugal, e www.abolsamia.pt


Tractor of the Year 2021 // PRODUTO

As razões que levaram à escolha de um Case IH

Veja estas e outras imagens em flickr.com/abolsamia

“Este trator tem uma caixa de variação contínua e suspensão à frente. E uma grande vantagem é a relação preço/qualidade. A Case IH é uma grande marca a nível mundial de que sempre gostei”, sublinhou Pedro Silva Soares no dia em que recebeu na Burinhosa o seu Case IH Vestrum.

Motor FPT de 4,5 litros

juntando o facto de este trator ser candidato ao TOTY na categoria ‘Melhor Utilitário’, o Entreposto Máquinas assinalou a entrega com uma demonstração em campo. Na Burinhosa, tivemos contacto com o Vestrum emparelhado com uma grade Galucho rebocada de 24 discos também a estrear.

Série Vestrum

São quatro os modelos que compõem a série, num intervalo de potência entre os 100 e os 130 cv de potência nominal. A potência máxima (sem recurso a boost) é de +10 cv em cada um dos modelos. O candidato oficial ao prémio TOTY 2021 é o Vestrum 130. A diferença relativamente a este modelo ensaiado está apenas na programação de potência do motor, sendo em tudo o resto semelhante. www.abolsamia.pt

Os Vestrum partilham o motor com os Maxxum. Com 4 cilindros e 4,5 litros de capacidade, este bloco está preparado para cumprir a norma de poluição da Fase V através de um sistema Hi-eSCR2 que dispensa manutenção. Da lista de opcionais fazem parte a ventoinha reversível, cuja atuação pode ser programada através do sistema de gestão de cabeceiras, e também o travão motor, providenciando este 15 kW de potência auxiliar de travagem.

Exclusivamente com transmissão CVXDrive

A CVXDrive é uma caixa de variação contínua na qual, graças à tecnologia de dupla embraiagem, a passagem entre as duas gamas mecânicas se faz com o trator em andamento. E oferece ao operador a possibilidade de programar 3 intervalos de velocidade, cada um com a sua velocidade alvo. Na versão standard permite uma velocidade máxima de 43 km/h. Em condições favoráveis, os 40 km/h podem ser alcançados um regime económico de 1700 rpm. Se o cliente pretender uma velocidade máxima de 50 km/h, tal é possível desde que o trator seja equipado, cumu-

lativamente, com os seguintes elementos: eixo dianteiro com suspensão e travões, e dupla linha de travagem, hidráulica e pneumática.

Sistema hidráulico

Na configuração de centro fechado com sensor de carga (CCLS), o sistema hidráulico oferece um fluxo de 110 L/ min. A direção é servida por uma bomba independente de 36 L/min. Pode equipar com um máximo de 4 distribuidores traseiros (8 vias) e 3 distribuidores ventrais (6 vias). Embora a unidade ensaiada apenas contasse com distribuidores mecânicos, a marca disponibiliza também os distribuidores elétricos e um joystick (com 3ª e 4ª função) que pode ser atribuído a diferentes finalidades: elevador frontal, carregador frontal ou válvulas elétricas traseiras. dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

35


PRODUTO

‚Os principais pontos de manutenção beneficiam de fácil acesso.

Cabine e ambiente a bordo

Em termos de estrutura, a marca propõe a cabine de teto alto, que tem como vantagem uma maior altura interior e está vocacionada para transporte e campo aberto, e duas variantes de teto baixo: com abertura de alta visibilidade (definitivamente pensada para os trabalhos com carregador) e outra com uma janela superior mais pequena (para uso em zonas em que altura é uma condicionante mas não se prevê a utilização frequente de carregador). A nova esco-

ƒO inversor inclui as funções de regresso a neutral e travão de parque. A coluna de direção é ajustável em altura e em inclinação.

ƒÉ no pilar A da cabine que está concentrada toda a instrumentação.

BILHETE DE IDENTIDADE Motor Fabricante / modelo Nº de Cilindros/ cilindrada Potência nominal /máxima Binário máximo Nível de emissões

FPT NEF 4.5 4 / 4.485 cm³ 120 cv / 130 cv 610 Nm Fase V

Transmissão Configuração Velocidade máxima

Variação contínua 43 km/h

Hidráulico Capacidade de elevação Fluxo da bomba

Traseira: 5.600 kg Ft: 2.300 kg 110 L/min

Dimensões Distância entre eixos Carga máxima admissível

2.490 mm 8.800 kg

36

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

va limpa para-brisas de 235° está disponível apenas nestas últimas variantes. O ambiente de trabalho é semelhante ao dos Case IH das séries superiores, e pode incluir uma caixa de refrigeração no espaço livre à frente do volante.

Apoio de braço

O apoio de abraço agrupa os principais comandos num tabuleiro onde também encontramos a manete Multicontroller, que concilia funcionalidades do hidráulico, da transmissão, e do sistema de gestão de cabeceiras. Este tabuleiro serve ainda de suporte ao monitor tátil AFS 700 Pro, um extra que pode ser adquirido por cerca de 1600 Eur. www.abolsamia.pt


Tractor of the Year 2021 // PRODUTO

Apreciação

Instalada no apoio de braço, a manete multicontroller permite gerir com precisão a transmissão CVXDrive.

É possível acrescentar extras numa perspetiva modular “Há hoje um sentido para os clientes de que tempo é dinheiro, o que torna determinante o planeamento de cada nova campanha. Nós preparamos os stocks para ir ao encontro da maior panóplia possível de equipamentos que os clientes nos possam solicitar. Fornecemos os equipamentos de origem a preço semelhante ao que se faria no momento da venda”, explicou Carlos Domingues, diretor de produto e de vendas da Case IH no Entreposto Máquinas.

www.abolsamia.pt

Recheio de tecnologia

A compatilidade ISOBUS permite aos Vestrum receberem ordens de uma alfaia, adaptando o regime e a velocidade de avanço aos requisitos de trabalho. Os clientes que optem por um recheio mais completo de tecnologia, têm ainda ao seu dispor, entre outros, os seguintes extras: } G estão de cabeceiras HMC II, que permite uma sequenciação automatizada de ordens no final e no início de cada torna. } Condução automática AccuGuide por GPS, com uma precisão anunciada de 1,5 cm. } AccuTurn Pro, que é um sistema de apoio ao condutor para realizar as manobras na cabeceira. Calcula a melhor rota e a velocidade mais adequada para realizar a viragem e reentrar na linha de trabalho. Funciona conjuntamente com o sistema de autoguiamento AccuGuide. } Telemetria AFS Connect para monitorização à distância e transferência de dados. } Rácio variável da direção, para aumentar ou diminuir o número de voltas do volante que são necessárias para virar as rodas de um extremo ao outro.

Preço

A versão ensaiada, que inclui eixo dianteiro com suspensão mas não dispõe de pré-instalação para carregador frontal, joystick hidráulico ou monitor, e cujos distribuidores são todos mecânicos, é comercializada no mercado nacional por 109.455 Eur + IVA.

Os principais argumentos desta série Vestrum comparativamente com a série abaixo são o posto de condução mais profissional, a transmissão de variação contínua (CVXDrive) e uma oferta de tecnologia bem mais completa. Durante o breve ensaio que realizámos, apercebemo-nos que se trata de um trator de fácil e rápida adaptação para o operador, e com uma boa visibilidade, inclusive sobre a frente. Numa parcela cujas dimensões eram reduzidas, apreciámos a boa manobrabilidade, o que transmite a sensação de o trator ter dimensões mais reduzidas do que aquelas que na realidade apresenta. Um aspeto interessante nos Vestrum é a marca permitir que cada trator seja construído à medida, a começar numa especificação básica e a terminar num pacote premium. Mesmo quando o cliente parte de uma configuração básica, como é o caso da unidade ensaiada, através do catálogo da Case IH é possível ir adquirindo praticamente todos os equipamentos de que venha a necessitar no futuro. Basta fazer a encomenda e agendar a instalação num concessionário certificado.

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

37


PRODUTO // Tractor of the Year 2021

FENDT 1167 VARIO MT

A série de maior potência da Fendt tem por base uma propulsão a baixo regime, passa a contar com transmissão Vario e recebe diversos aperfeiçoamentos de pormenor. O modelo de topo é candidato ao prémio Tractor of the Year 2021. POR JOÃO SOBR AL

esde que o Grupo Agco deslocou os tratores da Challenger para dentro do catálogo da Fendt, a marca alemã já lhes acrescentou diversas evoluções. São agora um produto mais amadurecido.

Um conceito de alta potência que junta rastos e variação contínua chassis que, na sua parte dianteira, inclui um dispositivo de suspensão. Este assegura maior conforto durante o trabalho e permite ajustar hidraulicamente a altura do trator para colocar ou retirar lastragem. A marca disponibiliza aos clientes bandas de borracha com diferentes padrões de piso e duas configurações possíveis de largura de via: standard (2286-2502 mm) e larga (até 3251 mm).

4 modelos 1000 Vario MT

A série 1100 Vario MT inclui 4 modelos – 1151, 1156, 1162 e 1167 Vario MT – a completarem uma faixa de potência entre os 511 e os 673 cv.

Motor MAN de 6 cilindros

Todos os modelos equipam com motor MAN de 6 cilindros, mas com diferença de cilindrada. Nos três primeiros trata-se de um bloco de 15,2 litros e no modelo de topo é de 16,2 litros. Em ambos os casos, o funcionamento assenta num conceito de baixo regime, com binário constante entre as 800 e as 1700 rpm. Um destaque diz respeito ao sistema de refrigeração, que é assegurado por uma ventoinha de acionamento hidráulico, servida por um circuito independente. Quanto à Fase V, esta norma de emissões é alcançada através de uma combinação EGR+DOC+DPF+SCR. 38

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

A direção é controlada pressionando ligeiramente o volante para o lado pretendido, num movimento mais curto do que num trator de rodas.

Depósito de 1320 litros

Para enfrentar as jornadas de trabalho no campo, esta série dispõe de um depósito com capacidade para 1320 litros de combustível e de um segundo depósito com capacidade para 135 litros de AdBlue.

Sistema de rastos

O sistema de tração está assente num

Ambiente a bordo

Na cabine, o operador encontrará o típico ambiente de trabalho da Fendt, anterior ao conceito FendtOne. Em termos de condução, existe a particularidade de o volante incluir alguns comandos e não funcionar como o de um trator convencional de rodas, uma vez que as manobras realizam-se através de uma ligeira pressão para o lado pretendido. Quanto a tecnologia para agricultura de precisão, a Fendt disponibiliza nesta série a mesma oferta que encontramos nas séries de topo dos modelos de rodas. www.abolsamia.pt


Tractor of the Year 2021 // PRODUTO

Engate pivotante

ƒO chassis e os rolos centrais dos rastos beneficiam de um sistema de suspensão.

Um pormenor a destacar nesta série é o facto de o sistema de engate de três pontos permitir um movimento oscilante lateral em ambas as direções de 12° (por controlo hidráulico) e a barra de engate poder oscilar até 28° (movimento livre ou por controlo hidráulico). A marca anuncia que estas funcionalidades favorecem o desempenho com alfaias de grande dimensão ao trabalhar em parcelas de formato irregular, onde é necessário fazer manobras de desvio.

www.abolsamia.pt

Transmissão Vario e sistema hidráulico Os 1100 Vario MT estão equipados com transmissão de variação contínua VarioDrive, que alcança os 40 km/h, e com uma performance hidráulica até 2 x 220 L/min.

Peso e lastragem

O Fendt 1167 MT pesa 19 toneladas e admite uma carga máxima de 27 toneladas. Em termos de lastragem, existem

4 suportes possíveis que podem ser utilizados em simultâneo: nas rodas motoras traseiras; nas rodas dianteiras; na lateral do sistema de rastos, entre ambas as rodas; e na frente do trator.

Candidato TOTY

O modelo de topo desta série está a disputar o prémio Tractor of the Year 2021 na categoria destinada a tratores para campo aberto.

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

39


PRODUTO // Tractor of the Year 2021

NEW HOLLAND T6.160 DC CHEGA EM 2021

N

o SIMA 2019, em fevereiro do ano passado, a New Holland apresentou pela primeira vez ao público o T6.160 Electro Command, que veio reforçar a sua oferta de tratores com motor de 6 cilindros no segmento abaixo dos 200 cv. Em comunicado recente, a marca esclarece que uma nova variante deste modelo, agora com transmissão Dynamic Command, ficará disponível no mercado no segundo semestre de 2021.

do novo New Holland T6.160 Dynamic Command é o motor. O bloco FPT de 6 cilindros, com 6,7 litros de capacidade, fornece 135 cv de potência nominal e pode alcançar os 165 cv de potência máxima com boost. Está em conformidade com a norma da Fase V e apresenta um intervalo de manutenção de 750 horas. Como fornece um binário mais elevado a baixo regime, tem perfil para realizar trabalhos de muito esforço de tração, por exemplo com charrua ou subsolador.

Caixa Dynamic Command de 24 relações

Maior distância entre eixos

Esta powershift robotizada de 24 veloci-

A configuração com este motor implicou um alongamento da distância entre eixos (2684 mm) face aos modelos de 4 cilindros, o que se traduz num incremento da estabilidade. De resto, a tecnologia disponível e o leque de opcionais coincidem com a oferta disponibilizada atualmente nos modelos T6 de 4 cilindros e no T6.180, de 6 cilindros, e que se manterá como modelo de topo da série.

O trator New Holland de dades apresenta um escalonamento de 8 relações repartidas por três gamas e conmais baixa potência do ta com a funcionalidade Smart Range segmento de seis cilindros Shift. Esta garante que seja automaticamente engrenada a relação seguinte (em recebe uma transmissão termos de rácio) ao fazer-se a transição robotizada. Chama-se entre gamas. Todas as relações sobreposT6.160 Dynamic Command e tas são ignoradas, o que proporciona pasde caixa sequenciais e uma rápida afirma-se como um modelo sagens progressão. Pode alcançar os 40 km/h a um regime económico de 1650 rpm, sen- Candidato TOTY que oferece um elevado Este novo T6.160 Dynamic Command binário a baixo regime, para do a velocidade máxima de 50 km/h. disputa a categoria principal do prémio trabalhos exigentes. Motor FPT de 6 cilindros Tractor of the Year 2021, destinada a Mas o principal elemento diferenciador

40

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

tratores para campo aberto.

www.abolsamia.pt


www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

41


PRODUTO // em foco

HORSCH JOKER 6 RT

Produzir terra fina para cama de sementeira Uma grade rápida de 6 metros em configuração rebocada é o mais recente reforço acrescentado ao parque de máquinas da Lagoalva. Com discos agrupados aos pares em suportes com suspensão, esta máquina está preparada para triturar e incorporar restolhos e para deixar a cama de sementeira pronta para a cultura seguinte. TE X TO JOÃO SOBR AL | FOTOGR AFIA WORKMOVE

42

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

www.abolsamia.pt


em foco // PRODUTO

ƒA série Joker está concebida para fazer mobilização superficial até cerca de 17 cm de profundidade.

Veja estas e outras imagens em flickr.com/abolsamia

o início de novembro estivemos em Alpiarça, na Quinta da Lagoalva de Cima, para termos contacto com uma máquina de preparação de solo recentemente adquirida por esta casa ribatejana. Apenas com duas semanas de trabalho concluídas nesta campanha, de futuro a nova Horsch Joker 6 RT será usada maioritariamente nas culturas de outono/inverno e também na preparação de algumas culturas de entrelinhas estreitas, de primavera/verão. Abílio Pereira, responsável pelos produtos Horsch na Lagoalva, acompanhou-nos na visita e começou por traçar o perfil da máquina: “Os modelos Joker são grades rápidas e como tal usam-se principalmente na incorporação de restolhos a seguir a uma colheita, e na preparação ou acabamento de cama de sementeira”. No decorrer do ensaio, fizemos trabalho de mobilização numa parcela de sequeiro, no espaço entre dois pivots, destinada à sementeira de aveia para feno.

Lagoalva Sediada em Alpiarça, a Lagoalva representa a Horsch nos mercados de Portugal e Angola. Em simultâneo, para os trabalhos que desenvolve na sua vertente agrícola, a Lagoalva tem vindo a reforçar o seu parque com máquinas da Horsch. www.abolsamia.pt

Complementar a outras alfaias

Na Lagoalva, a preparação de solo tem vindo a ser feita com um Horsch Tiger 3MT, que é uma alfaia combinada com discos, bicos e rolos, vocacionada para incorporar restolhos e para deixar a terra descompactada. Nas situações em que for necessário descompactar, este equipamento continuará a ser utilizado. A nova alfaia foi adquirida para servir de complemento ao Tiger. Quando não se justificar um trabalho profundo, será a Joker a entrar em ação, porque tem a vantagem de realizar mais hectares em menos tempo e com menor consumo de combustível. Na cultura do milho, é usado na Lagoalva um sistema de mobilização na zona, em faixas. Aqui, a grade rápida também serve como complemento, “quando temos solos fortes, com uma quantidade de argila relativamente elevada, condições em que as alfaias de preparação de faixa de sementeira têm algumas dificuldades em fazer terra fina”, explica Abílio Pereira.

Mobilização superficial

“Se tivermos solos compactados, não podemos pedir que esta alfaia nos faça a descompactação. É uma alfaia de trabalho rápido e superficial, para incorporar restolho, adubo e estrume”, esclarece Abílio. Equipada com discos de 52 cm de diâmetro, a Joker 6 RT realiza a mobilização até um máximo de 16/17 cm de profundidade. dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

43


PRODUTO // em foco

Principais elementos diferenciadores Versão 2019 Velocidade entre 10 e 20 km/h

O intervalo de velocidade recomendado pela marca alemã para trabalhar com este modelo é entre 10 e 20 km/h. “Pelo seu trabalho rápido, tem a particularidade de fazer muita terra fina para termos uma boa cama de sementeira e um bom contacto da semente com o solo. E quando temos uma colheita de ervilha que deixou o solo desnivelado, podemos fazer uma passagem rápida com esta alfaia”, acrescenta Abílio Pereira.

Menor compactação nas cabeceiras

Durante as manobras, a frente é levantada através de um macaco hidráulico que está instalado na parte superior da lança de engate. Nas cabeceiras, o corpo da grade fica apoiado sobre os rolos, o que permite uma maior distribuição do peso sobre toda a largura da máquina. Deste modo, e contrariamente ao que acontece com as alfaias que se apoiam sobre as rodas durante as viragens, não é originada uma sobrecarga nas cabeceiras, o que contribui para minimizar a compactação. 44

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

Nas manobras de viragem, o corpo da grade fica apoiado sobre a largura dos rolos para minimizar a compactação nas cabeceiras.

Comparativamente com a versão anterior a 2019, a geração Joker atual recebeu algumas melhorias. Foram feitos ajustes a nível do chassis e as rodas de transporte passaram do meio da máquina para a zona traseira. Os rolos duplos também foram aperfeiçoados, de modo a garantir que exerçam uma pressão homogénea sobre o solo.

Menor compactação na torna

Comparativamente com as grades de disco tradicionais, esta máquina minimiza também a compactação na torna porque o peso é suportado pelas rodas de regulação de profundidade e pelo rolo traseiro. “Nós aumentamos ou diminuímos a profundidade e a única coisa que estamos a fazer é aumentar ou diminuir a penetração do disco no solo”, sem que o peso do conjunto fique assente sobre os discos.

Rodas de regulação de profundidade A unidade ensaiada dispunha de rodas de regulação de profundidade, cujos cilindros hidráulicos atuam em simultâneo com os cilindros de regulação dos rolos. Em opção estas rodas podem ser duplas. No caso de a alfaia ser configurada sem rodas, é através da lança que se faz a regulação de profundidade. Discos de bordadura O disco em estrela e o disco de bordadura, de formato direito recortado, servem para que o restolho e a terra não sejam projetados lateralmente de umas passagens para as outras pela linha de bordadura, o que garante que o solo fique uniforme e nivelado. Discos de ângulo fixo A instalação de dois discos por cada braço de suporte tem associadas algumas vantagens: a largura dos suportes e dos amortecedores de www.abolsamia.pt


em foco // PRODUTO

www.

ƒAs rodas de regulação

.com

de profundidade atuam em simultâneo com a regulação dos rolos.

ƒOs discos de bordadura garantem uma preparação mais uniforme.

Os discos apresentam um ângulo fixo de 17°.

COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS PARA

„As rodas de transporte incluem a função de travagem.

borracha aumenta para o dobro, o que contribui para maior estabilidade dos discos; em solos duros o ângulo de trabalho mantém-se inalterado; existe mais espaço livre para o restolho passar, evitando empapamentos; e quando um par de discos apanha uma pedra tem a capacidade de oscilar independentemente dos restantes. Todos os discos apresentam um ângulo fixo de 17°, otimizado para cortar e revolver o solo. Os cubos dos discos são em banho de óleo e não www.abolsamia.pt

necessitam de manutenção. Rodas de transporte e travagem O trem de rodas é utilizado exclusivamente nas deslocações, com os corpos da alfaia recolhidos. A travagem hidráulica ou pneumática fazem parte do equipamento extra disponibilizado pela Horsch, com vista a garantir maior segurança nas deslocações. Quando desengatada, em parque, a Joker pode ser bloqueada através de um travão manual de estacionamento, acionado por manivela.

AGRICULTURA E ESPAÇOS VERDES

Estremoz - Sede Z. Ind. - Apartado 41 T.. 268 337 040 • F. 268 337 049

Ferreira do Alentejo Z. Ind. - Lote 23 T. 284 739 944 • F. 284 739 946

Évora Z. Ind. Horta Figueiras, R. Armando A. Silva, 47 T. 266 701 558 • F. 266 777 250

Muge Zona Industrial de Muge, Rua A - Lote 12 A - Nº 34 2125-363 Muge T. 263 151 608 / 263 098 129

Coruche Z. Ind. -Monte Barca, Lt.6 T. 243 678 041 • F. 243 689 206 Beja Z. Ind. - Pç. da Cooperação, 10 T./F. 284 329 278

www.tractomoz.com geral@tractomoz.com

REPRESENTAÇÕES

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

CONCESSIONÁRIO

45


PRODUTO // em foco

„Para a secção traseira a Horsch disponibiliza diferentes tipos de rolo

Preço

Opcionais

As máquinas são montadas de acordo com as especificações dirigidas a cada cliente, o que justifica variações consideráveis de PVP para modelos da mesma série. Outro fator é o prazo de entrega. Para prazos mais dilatados, por exemplo a 4 meses,a Horsch pode conferir um desconto correspondente a cerca de 1% por cada mês. No caso concreto deste modelo Joker 6 RT, o PVP situa-se num intervalo entre os 47.000 e os 52.000 Eur + IVA, incluindo já alguns opcionais.

Num catálogo de acessórios que é muito extenso, destacamos algumas das possibilidades de personalização oferecidas pela Horsch. Acessórios frontais

À frente dos discos é possível adicionar um rolo de facas (com controlo hidráulico autónomo) para triturar os restolhos mais fortes, em especial os de colza e girassol, durante a época seca. Uma alternativa a instalar em posição frontal é a barra de molas (crossbar), para trabalhar em solos lavrados, que ficaram muito entorroados, e que tem como função uniformizar a superfície à frente dos discos.

Semeador MiniDrill

A marca dá ao cliente a possibilidade de adicionar à Joker um semeador MiniDrill com tremonha de 400 litros, para semear culturas de cobertura, como por exemplo azevém. Acessórios traseiros

Para a secção traseira a Horsch disponibiliza diferentes tipos de rolo, que podem ser escolhidos em função da capacidade de autolimpeza e do tipo de solo ou do efeito de trabalho que é pretendido, nomeadamente a nível de:

BILHETE DE IDENTIDADE

Discos

Largura de trabalho efetiva Largura de transporte Altura de transporte Comprimento Peso total * Quantidade Diâmetro Ângulo fixo Potência requerida Rendimento

6m 3m 3,35 m 7m 5350 – 6900 kg 48 52 cm 17° 180 a 250 cv Até 50 ha/dia

* Peso na versão de base e na versão com o máximo de equipamento extra.

46

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

destorroamento, drenagem e consolidação do solo. A unidade ensaiada foi configurada com um rolo duplo RollPack, sem manutenção, constituído por anéis de ferro. A escolha deste formato foi justificada por Abílio Pereira: “Tem uma capacidade de autolimpeza muito grande e em termos de peso por metro linear fica a meio da escala, dando-nos uma flexibilidade grande entre solos mais leves e mais pesados”.

Unidades Joker em Portugal A Horsch tem cinco unidades Joker entregues no Alentejo e Ribatejo: duas em configuração montada de 5 metros; e três em configuração rebocada de 6 metros, sendo uma delas o modelo HD, com estrutura reforçada e discos de 62 cm de diâmetro, para trabalhar em condições mais adversas.

www.abolsamia.pt


em foco // PRODUTO

www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

47


PRODUTO // em foco

DUAS CULTURAS, UMA MÁQUINA

s culturas de frutos secos têm vindo a ganhar cada vez mais relevância na agricultura portuguesa. O número de hectares dedicados a pomares de 48

O processo de colheita dos frutos secos pode variar bastante consoante o contexto. Questões como a cultura, o compasso e o espaçamento, a mão de obra ou o tempo disponível influenciam a decisão por um ou outro tipo de equipamento. No caso da Nogam, a opção recaiu por duas máquinas automotrizes, um vibrador e uma recolhedora, do fabricante italiano Monchiero. Fique a conhecê-las melhor. POR SEBA STIÃO MARQUES

amendoeiras ou nogueiras em sistemas de produção intensiva ou super-intensiva em áreas anteriormente dedicadas a culturas arvenses, como no Alentejo, é, por isso, uma realidade.

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

Ainda que presentes no nosso país há várias centenas de anos, tem-se assistido, com o aumento das áreas de produção, à introdução de procedimentos vindos de outras latitudes, como a Califórnia

ou o Chile, onde levam muitos anos de prática. Foi assim, inspirados em observações realizadas no Chile e nos Estados Unidos, que os engenheiros da Nogam, empresa do Grupo familiar Ortigão www.abolsamia.pt


em foco // PRODUTO Veja estas e outras imagens em flickr.com/abolsamia

“Temos mais de 1200 máquinas automotrizes a trabalhar em todas as partes do mundo. Os mercados mais representativos são o dos EUA que, curiosamente, iniciámos há apenas cinco anos, França pela proximidade, África do Sul, Austrália, Chile e Espanha. Em Portugal temos já dez máquinas a trabalhar” Massimo Monchiero.

Costa dedicada à fileira dos frutos secos, iniciaram um projeto com um total de 785 hectares de nozes e amêndoas. A recolhedora automotriz é fabricada desde 1999. Antes, já eram fabricados outros modelos, mas propulsionados por um trator. Á medida que o tamanho dos pomares foi aumentando, o mesmo aconteceu com a capacidade das máquinas que, em determinado momento, passaram a ser automotrizes. Originária da região de Piemonte, a Monchiero nasceu em 1965.

www.abolsamia.pt

Contexto e processo de colheita

“No nosso projeto temos uma parceria com uma empresa chilena, a FRUNUT, na área da consultoria e do

know-how, quer a nível de produção, quer de transformação, assentando o nosso modelo naquilo que é o standard nos EUA, o maior produtor mundial de nozes, ainda que com adaptações a nível de compassos (7mx5m e 7mx2,5m) e orientação de culturas. Apesar de estarmos aqui num amendoal, a maior área do projeto está dedicada às nozes (460 hectares de

nozes e 170 de amêndoas). No final da fase 1 do projeto, com a plantação dos últimos 105 hectares, (em janeiro de 2021) vamos ter um total de 785 hectares. Esta proprieda-

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

49


PRODUTO // em foco

„Menos passagens, secagem na entrelinha e a possibilidade de trabalhar em diferentes culturas são apenas algumas das vantagens da 2240

de em que nos encontramos (Estremoz), conta com 170 de amêndoas e 63 de nozes. A restante área de nozes está próxima de São Mansos”, c o m e ç o u p o r ex p l i c a r Francisco Fragoso, Diretor de Negócio da Nogam. A colheita dos frutos secos pode variar bastante consoante o contexto. Questões como a cultura, o compasso e o espaçamento, a mão de obra ou o tempo disponível influenciam a decisão por um ou outro tipo de equipamento. No caso da Nogam, a opção recaiu por duas máquinas automotrizes, um vibrador e uma recolhedora, do fabricante italiano Monchiero.

Itália, Chile e Estados Unidos

O processo de tomada de decisão foi longo, com as visitas para observação a chegarem ao Chile. Massimo Monchiero, CEO da empresa com o mesmo nome, conta a história. “Há algum tempo os responsáveis pela Nogam visitaram um pomar em Itália (a propósito da visita para conhecer uma colhedora de tomate). A caminho da fábrica da colhedora de tomate pararam para ver um pomar onde uma das nossas máquinas estava a trabalhar. Nesse momento, entraram em contacto connosco para visitar a nossa fábrica. Em abril de 2019, no Chile, visitaram outros pomares durante a época de colheita onde pude50

A plantação foi iniciada em 2016. As nogueiras são de variedades californianas Chandler, Howard e Tulare. Já as amendoeiras, plantadas com um compasso de 6mx4m, são de variedades de origem espanhola de casca rija, nomeadamente, Lauranne, Belona, Penta, Guara, Marta e Soleta.

ram ver as nossas máquinas em trabalho. Temos mais de 100 máquinas a trabalhar no Chile. Depois deste processo, decidiram finalmente avançar para a compra”.

Pontos fortes: uma só passagem, várias culturas

No que toca à recolhedora, a 2240, o processo de colheita é completamente diferente de outras que existem no mercado, como a Tenías ou a Braud (New Holland), que colhem a partir da árvore. “Hoje em dia, 95% dos amendoais são recolhidos a partir do chão. Com esta máquina não podemos colher em amendoais super intensivos devido ao tipo de vibração necessário nesses pomares. No entanto, aquilo que observámos ao longo dos

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

anos é que, quando fazemos uma árvore vibrar, algumas amêndoas já se encontram no chão e essa quantidade vai aumentando ao longo dos dias de colheita. No primeiro dia teremos 99% das amêndoas

na árvore, mas à medida que os dias de colheita vão avançando, também o número de amêndoas no chão vai crescendo. Por isso, será sempre necessário utilizar a recolhedora porque não queremos per-

BILHETE DE IDENTIDADE

Motor

Peso Largura em estrada Largura em colheita Capacidade de tremonha Altura

John Deere 6 cilindros 6,8 litros Turbo Intercooler Common rail Tier 4 (DOC, SCR, DPF) JD6068 Potência máxima: 225 cv Regime nominal: 1800 rpm 8500 kg 2550 (mm) 3900-4600 (mm) 4.4-6 (m3) 1930( mm)

www.abolsamia.pt


em foco // PRODUTO

O Mundo Fendt

Lagoa da Amentela, EN 118, km 38,6 2130-063 Benavente Tel. 263 519 806 Assist. TÊcnica 263 519 823 Peças: Tel. 263 519 800 E-mail: geral@forte.pt www.abolsamia.pt

www.forte.pt dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

51


PRODUTO // em foco

O 30140 é um vibrador automotriz com varredor lateral que encaminha a colheita para o centro da linha.

der aquele produto - que pode variar entre os 10 e os 30%, em situações de vento forte. É nesse momento que um agricultor percebe que com esta máquina terá de fazer apenas uma passagem, no final, recolhendo todo o produto de uma só vez”, explicou Massimo.

Outra das grandes vantagens desta máquina é que pode ser utilizada para várias culturas. Por exemplo, no caso da Nogam uma única máquina colherá amêndoas e nozes, mas a máquina pode colher muitas mais, como avelãs, noz pecan ou pistácio, referindo

apenas algumas. “Pelo facto de as colheitas não acontecerem na mesma altura podemos colher uma cultura na primeira parte do ano e outra na segunda. Tal permite uma amortização muito mais rápida do investimento feito. Para mudar de uma cultura para

VIBRADOR MONCHIERO AUTO-MOTRIZ MOD. M30140 Relativamente à 30140, trata-se de um vibrador automotriz com dois varredores frontais que retiram os frutos da frente das rodas encaminhando-os para o centro da maquina, de forma a que não possam ser pisados. Neste equipamento destaca-se a possibilidade de pré-definir as operações do vibrador no display, de forma que o operador apenas tem de se preocupar em andar perto da árvore, já que os varredores são activados automaticamente quandoa máquina se desloca de uma árvore para outra em modo de trabalho. Pode ainda vibrar em dois sentidos CARACTERÍSTICAS Motor Equipamento

52

JD FTIV-140 HP Cabina de protecção fechada "nexus" com escada de accionamento Hidráulico Ar condicionado Pressurização e filtração de ar Vibrador com deslocamento hidráulico lateral 1+1 Varredoras hidráulicas frontais 3+3 Saídas hidráulicas auxiliares frontais

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

outra são apenas necessários ajustes mínimos na máquina que se fazem num par de horas de trabalho, sendo o investimento necessário o equivalente a 3% do valor total da máquina”, aprofundou o CEO do fabricante italiano. O responsável da Nogam explica o que espera obter com os equipamentos adquiridos. “Estas máquinas permitem-nos fazer as duas culturas, o que é muito interessante para um projeto como o nosso. São máquinas com um funcionamento muito diferente do standard americano, esperamos nós mais adaptadas à realidade europeia, onde as propriedades e parcelas são bastante mais pequenas. Acreditamos que a “capacidade de boca da máquina” – 4,30m – se adaptará bem à nossa entrelinha de 4 metros e, repito, é muito versátil quer a nível das culturas com que pode trabalhar, quer ao nível de operação – a www.abolsamia.pt


em foco // PRODUTO

descarga é muito mais simplificada do que outras presentes no mercado que quase obrigam a um “comboio” de equipamentos (vários atrelados uns nos outros). Esta não, sozinha consegue fazer tudo – varre, apanha e transporta. Acreditamos que, no caso das amêndoas, conseguiremos apanhar tudo com uma só passagem. Nas nozes precisaremos de fazer várias passagens porque não é uma cultura que se faça só numa passagem. Teremos de fazer duas a três. Com esta máquina fazemos a secagem na entrelinha dispensando a existência de uma eira”, sintetizou. A 2240 é o modelo mais potente da gama, com 240 cv de potência, destinando-se a pomares com 150 hectares ou mais. Trabalhando durante 24 horas pode colher até 300 hectares numa só campanha. No entanto, a marca dispõe de outros modelos de menor potência, 75, 95, 110, 145, e www.abolsamia.pt

A assistência será prestada, em campo, pela Manuel Fialho, importador exclusivo da marca para Portugal, dispondo a marca ainda de um serviço de comunicação via satélite que permite fazer um diagnóstico à máquina caso seja necessário. Este serviço de satélite também pode ser utilizado pelo cliente para controlar tudo aquilo que se passa com a máquina (performance, consumo, etc) em tempo real e à distância.

225 cv, o que leva Massimo Monchiero a afirmar que “temos uma máquina para qualquer tipo de pomar, do maior ao mais pequeno”.

Amortização e formação

“É o nosso primeiro ano de colheita de amêndoa e, nas nozes, atingiremos o nosso pleno de colheita dentro de quatro anos, portanto, a amortização da máquina não será tão rápida quanto poderia ser em pomares já em plena produção. Ter já as máquinas à disposição permite-nos aprender sobre duas culturas que, de forma intensiva, são relativamente jovens na Europa”. ¢ dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

53


CULTURAS ESPECIALIZADAS

Desfolha pneumática de árvores de fruto A desfolha dos pomares está a mecanizar-se. Esta técnica é praticada no nosso país sobretudo pelos produtores de maçã, imediatamente antes da colheita, embora de forma não mecanizada. O objetivo é obter uma maior incidência de luz solar no fruto, de forma a acelerar a maturação e ganhar cor. Esta prática valoriza o produto e permite fazer a colheita em menos passagens, já que o fruto amadurece de forma mais homogénea.

A Vimas GmbH, uma marca italiana de alfaias vocacionadas para pomares, está a mecanizar esta operação, com especial enfoque na região do Tirol do Sul. O modelo ML Deflector pode ser configurado em duas versões: uma unidade que se instala no elevador traseiro

de um trator e que, através de ligação à TDF, produz um fluxo de ar que é canalizado para um acessório na frente; ou todos os componentes concentrados num único elemento, o que faz sentido por exemplo para tratores com posto de condução reversível. Independentemente da versão, este equipamento é ajustável em altura e inclinação e adapta-se à copa das árvores, de modo a reduzir a carga de folhas alguns dias antes da colheita. Em termos de produtividade, cobre uma área de desfolha de 1,60 m, podendo a altura de trabalho variar entre os 0,5 e os 3,10 m. Quanto à pressão de ar aplicada, esta pode ir dos 0,65 aos 0,8 bar e a velocidade de avanço pode oscilar entre 1,3 e 2 km/h. A versão que concentra todos os elementos num único chassis é comercializada por um preço a rondar os 22.000 Eur. Se o cliente optar por instalar no elevador traseiro o compressor e no elevador dianteiro o acessório que projeta o ar, àquele valor há a acrescentar mais 1.500 Eur. A Vimas GmbH ainda não dispõe de representação em Portugal mas os responsáveis pela marca estão recetivos a novas parcerias.

ENTRE CEPAS RADIUS SL COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E AUTOMÓVEIS, S.A.

CONCESSIONÁRIO ENTRE CEPAS DISCOMATIC

SEDE SÃO JOÃO DA PESQUEIRA T. 254 489 150 FILIAL VILA REAL T. 259 342 147 GERAL@JOPAUTO.PT WWW.JOPAUTO.PT

54

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

PRÉ-PODADORA MÁQUINA DE TIRAR VIDES www.abolsamia.pt PRÉ-PODADORAS • AMPARADORAS • DESPONTADORAS • MÁQUINA DE TIRAR VIDES • ENTRE CEPAS • ESLADROADORAS


culturas especializadas // PRODUTO

PRINCE TEM NOVA IMAGEM O segmento entre os 50 e os 60 cv representa uma importante fatia do mercado nacional. A Hürlimann, representada em Portugal pela Moviter, apresentou os novos modelos do Prince, a sua aposta nesta faixa de potência. Com potências dos 51cv aos 59cv, o motor é um quatro cilindros, Stage V, e a caixa é uma 12x12. De dimensões compactas, os novos Prince destacam-se pela ergonomia,segurança, e fácil manutenção. Outro dos destaques é o design, que já segue a linha dos tratores da última geração Hürlimann.

AS TRÊS VERSÕES DISPONIBILIZADAS Prince 50

cabine e plataforma, com 51cv e caixa 12x12

Prince 50 rebaixado

plataforma, 50 cv, caixa 12x1

Prince 60

cabine e plataforma, 59cv, caixa 12x12.

QUALIDADE, SERVIÇO E DISPONIBILIDADE, GRANIT-PARTS O PARCEIRO IDEAL

ENTREGA EM 24 HORAS

www.abolsamia.pt

GRANIT PARTS S.L.S.com · Torres Vedras · Tel. 969 306 576 · sales.pt@granit-parts.com

55 www.granit-parts.es

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia


PRODUÇÃO ANIMAL // Agricultora, Veterinária e Mãe

ISABEL MAIA

Agricultora, Veterinária e Mãe Isabel Maia, Gonçalves por casamento. 38 anos. Abracei o desafio de trazer, para o século xxi, os negócios agrícolas da família que vêm a passar de geração em geração. Estando a construir um estábulo, há um estudo inevitável que tenho de fazer sobre a tecnologia disponível no mercado. É essa partilha que pretendo fazer a cada número de abolsamia. Se quiserem seguir o meu dia-a-dia, podem fazê-lo através do meu blog, em www.agricultoraveterinariaemae.pt , e/ ou respectivas páginas de facebook e Instagram com o nome “Agricultora, Veterinária e Mãe”.

E se as vacas avisassem quando estão a parir? É possível! É frequente um médico veterinário ter de assistir vacas em trabalho de parto que deveriam ter sido assistidas mais cedo. No caso das vacas a campo, como o dono só as visita 1-2 vezes por dia, acontece mais frequentemente. Nas vacadas de leite, estes atrasos estão muitas vezes relacionados com partos noturnos. Temos, no mercado nacional, soluções tecnológicas que nos permitem contornar este problema.

1.

CÂMARAS DE VIDEOVIGILÂNCIA

As imagens estão ao nosso alcance a qualquer momento através de um computador ou smartphone. Não configuram um investimento muito avultado, mas possuem algumas limitações. Em regimes abertos, como num campo, não são práticas. Em parques de maternidade, a instalação de 2 câmaras aumenta consideravelmente a hipótese de visualizarmos a zona genital da vaca. Todavia, as câmaras não nos avisam quando as vacas estão a parir. Continuamos a precisar de vigiar activamente estes animais, por exemplo, acordando a meio da noite para olhar para as imagens. 56

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

2.

SENSORES DE ACTIVIDADE

Devem ser instalados no animal uns dias antes da previsão do parto. O sensor compara a actividade diária do animal com o comportamento registado

nos dias anteriores. Quando o comportamento muda em virtude das dores de parto, dá-se o alerta. Os sensores comunicam com o proprietário, mandando mensagens ou notificações para o seu telemóvel, avisando do início do parto e das situações em que o parto está excessivamente prolongado. www.abolsamia.pt


„2.1 Sensor de cauda – Moocall Versátil. Ideal para quem quer monitorizar vacas a campo, mas também pode ser usado por quem tem os animais dentro de um estábulo. Uma boa solução para quem apenas pretende a detecção do parto. Sem necessidade de instalação de antenas.

ƒ2.2 Sensor de pé (pedómetro) – AfiAct II by Afimilk Para além da actividade de cio e doença, este sensor identifica a entrada em trabalho de parto da vaca. Uma óptima solução para quem quer um sensor mais completo. Exige a instalação de antenas.

2.3 Sensor de pescoço ou brinco – SenseHub by Allflex Avisa o produtor se a vaca apresentar sinais de stress prolongado antes do parto. Não avisará os partos fáceis. Dá o alerta perante partos excessivamente longos, o que pode ser uma desvantagem para quem quer uma abordagem mais proactiva e uma intervenção mais precoce para, por exemplo, encolostrar um vitelo nas primeiras 6 horas de vida. Para além do stress

animal pré-parto, detectam os cios e problemas de saúde no pós-parto com bastante precisão. Esta tecnologia exige a instalação de antenas.

Muito pontualmente, dizem-me alguns utilizadores, poderão ocorrer alguns falsos alarmes, pelo que o ideal para quem tem as vacas confinadas é combinar as câmaras com os sensores. Tudo depende das instalações, da disponibilidade de mão-de-obra e de quanto o criador dos animais está disposto a investir. As soluções existem. Já foram inventadas. ¢ www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

57


PRODUÇÃO ANIMAL // em foco

Manitou apresenta dois novos telescópicos para trabalho intensivo A Manitou alarga a sua oferta ao apresentar dois novos modelos da série NewAg XL: MLT 841 e MLT 1041. Com uma capacidade de carga de 4,1 toneladas e altura de elevação de 7,50 e 9,65 metros respetivamente, estes telescópicos já se encontram no mercado. POR JOÃO SOBR AL

Destinados a trabalho intensivo, para uma utilização superior a 1300 horas por ano, estes dois novos telescópicos foram projetados para explorações de grande dimensão, prestadores de serviço ou cooperativas e agroindústrias.

cilindros, com 4,5 litros de capacidade, que desenvolve 141 cv de potência. Segundo a marca, este bloco fornece um „A cabine é uma das mais silenciosas do mercado.

Motor Fase V de 141 cv

São propulsionados por um motor Yanmar Fase V de 4 58

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

O acréscimo de 13% na capacidade do depósito de combustível, agora com 142 litros, permite trabalhar mais horas sem interrupções. www.abolsamia.pt


O seu concessionário John Deere para os distritos de Lisboa, Coimbra, Leiria, Santarém (parcial) e Setúbal

Série 6M

DE 90 A 195CV

O pack de câmaras de alta visibilidade permite ao operador ver o interior do compartimento de carga de um reboque sempre que aproxima a lança para descarregar.

binário 12% superior (602 Nm) e regista uma redução de consumo na ordem dos 11% comparativamente com modelos anteriores equivalentes.

Fluxo hidráulico de 200 L/min

A transmissão M-Shif t (powershift automática) apresenta um escalonamento de 5/3 velocidades e alcança os 40 km/h. Quanto ao sistema hidráulico, este fornece um fluxo de 200 L/min. A mudança de óleo do hidráulico é feita a cada 2000 horas e a marca aplicou nestas máquinas diversas melhorias para facilitar as tarefas de manutenção, desde a limpeza à lubrificação.

Maior variedade de opcionais

O pack de câmaras de alta visibilidade é um dos extras disponíveis e permite ver o interior do compartimento de carga de um reboque durante o carregamento.

Mas a lista inclui também a suspensão activa da lança, que reduz os solavancos nas deslocações com carga, a direção Comfort de ajuste variável, que permite reduzir o número de voltas do volante em 40%, e o hidráulico inteligente que conta com as seguintes funcionalidades: sacudidor do balde, retorno à posição de carga e movimentos combinados da lança.

Série 7R

Série 6R

DE 250 A 350CV

DE 110 A 250CV

Nível Platinum

Para além dos níveis de especificações existentes (Classic, Premium e Elite) passa a estar disponível o nível Platinum que inclui: assento pneumático com suspensão adaptativa, bloqueio hidráulico dos acessórios, iluminação LED na ponta da lança, iluminação LED frontal, pack de câmaras de alta visibilidade, direção comfort, ecostop (com paragem do motor automática e configurável) e sistema automático de lubrificação. ¢

Séries 8R/RT/RX DE 280 A 410CV

Séries 9R/RT/RX DE 420 A 620CV

BILHETE DE IDENTIDADE Características

FINANCIAMENTO

Capacidade de elevação

Altura máxima de elevação

Alcance máximo

MLT 841

4,1 ton

7,60 m

4,45 m

MLT 1041

4,1 ton

9,65 m

6,50 m

www.abolsamia.pt

www.jinaciolda.pt • jinaciolda.concessao-jd.com LISBOA: Vermelha (Cadaval) – SEDE T. 262 699 000 • F. 262 299 009 jinaciolda@jinaciolda.pt SANTARÉM: Golegã T. 249 976 495 golega@jinaciolda.pt

COIMBRA: Montemor-o-Velho M. 966 203 369 • M. 966 203 367 montemorovelho@jinaciolda.pt

LEIRIA: Vieirinhos, Pombal T. 233 959 920 pombal@jinaciolda.pt

Centro de Usados: SETÚBAL: Alcácer do Sal Palhoça, Cadaval - T. 262 741 204 T. 265 619 260 usados@jinaciolda.pt alcacerdosal@jinaciolda.pt dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

59


PRODUÇÃO ANIMAL // notícias

Primeiro misturador autónomo da Kuhn Tem quase tudo o que pertence a um misturador convencional automotriz. Só lhe falta um posto de condução mas, sendo uma máquina para operar autonomamente, este componente é dispensável.

hama-se Aura, foi recentemente desvendado pela Kuhn e já conquistou um prémio de inovação atribuído pelo salão francês Space 2020, que este ano decorreu apenas em ambiente digital. A propulsão fica a cargo de um motor diesel Fase V com 56 cv de potência e existirá uma versão híbrida, que passa para modo elétrico quando a máquina entra no estábulo, o que anula as emissões poluentes e minimiza o ruido. O guiamento no exterior dos edifícios

é feito através de GPS em combinação com um odómetro. E no interior dos edifícios entra em ação um sensor Lidar em combinação com um odómetro. O Aura enquadra-se num projeto no domínio da operação autónoma que a marca francesa tem em marcha desde 2015, estando pensado para garantir uma alimentação de precisão de 280 vacas, completando todas as etapas desde o silo até à manjedoura de forma autónoma. Estará disponível no mercado a partir do primeiro trimestre de 2021.

VEÍCULO AUTÓNOMO FAZ RECOLHA DE FORRAGEM VERDE Está em fase experimental mas parece ser um grande passo para as explorações leiteiras. Chama-se Exos e é um veículo autónomo, movido a eletricidade, que corta e carrega forragem no campo e a distribui nos estábulos. Os primeiros protótipos Exos estão a ser utilizados em ex60

plorações de teste, de modo a que o fabricante recolha o máximo possível de informação para aperfeiçoar esta tecnologia, mas a Lely prevê vir a comercializar o sistema dentro de poucos anos. O conceito Exos pretender ser uma alternativa ao pastoreio direto, tendo como vantagem

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

não acamar a pastagem (foi desenhado para ter um mínimo impacto sobre o solo), e pretende contribuir para o consumo de silagem e rações que têm associados maiores custos de recolha e acondicionamento. Um aspeto que está a ser desenvolvido é a possibilidade de esta máquina autónoma poder vir a fazer aplicações localizadas de fertilizante líquido

na mesma passagem em que ceifa e recolhe forragem verde. O Exos enquadra-se num conceito de economia circular idealizado pela Lely para as explorações leiteiras e pode trabalhar em conjunto com o sistema Vector, que foi concebido para realizar de forma autónoma a mistura e distribuição de alimentação animal em estábulos. www.abolsamia.pt


notícias // PRODUÇÃO ANIMAL

Krone estreia-se nas plastificadoras montadas

simple | intelligent | feeding

SILOKING SelfLine 4.0 Premium 2215 A solução ideal para explorações com maior volume de trabalho e elevada altura de carga: Mais capacidade: 15 m3, 19 m3 e 22 m3 • Motorização turbo-diesel Volvo de 4 cilindros • Raio de viragem mín. devido ao chassis de 3 pontos

A Krone apresentou a sua primeira plastificadora em versão montada no engate de três pontos. A marca já dispunha de oferta para plastificação de fardos, mas apenas na combinação enfardadeira + plastificadora, tudo na mesma máquina. A nova alfaia assume a designação EasyWrap 150, adequa-se a fardos redondos com diâmetro entre 1 e 1,5 m, e pode trabalhar tanto em posição frontal como traseira. Os clientes que já possuem uma enfardadeira e não pretendam trocá-la por uma combinada com plastificadora, passam a encontrar no portfólio da marca alemã uma alfaia que lhes permite realizar a plastificação separadamente. Faz uso de um único braço que orbita em torno do fardo a uma velocidade de 36 rpm, sendo, segundo a Krone, a www.abolsamia.pt

plastificadora mono-braço mais rápida do mercado. Já os dois rolos maciços, um de superfície lisa e outro de superfície rugosa, garantem a viragem de fardos com peso até 1600 kg. Uma característica diferenciadora é não dispor de um temporizador. A duração dos embalamentos é definida por um sensor de ângulo que monitoriza a posição do braço plastificador. A Krone indica que esta tecnologia assegura uma sobreposição consistente do filme plástico, mesmo quando a alfaia é utilizada em diferentes tratores. A EasyWrap 150 usa filme de 750 mm e é controlada através de um terminal DS500. Na apresentação, a Krone deixou antever que esta alfaia não será filha única, estando a preparar outras versões de plastificadoras.

Unifeed rebocável de 5 m³ a 45 m³

SILOKING TrailedLine 4.0

• Desde máquinas adequadas para uso em espaços confinados, até às indicadas para explorações de mais de 1000 animais. • Gama completa caracterizada pela alta manobrabilidade, excelente funcionamento e mistura de alimentação rápida e homogénea, que economiza tempo e combustível. • Com várias opções de descarga, o unifeed rebocável pode ser adaptado individualmente às condições de cada exploração.

O sistema de alimentação de precisão, com tecnologia NIR, permite ao agricultor distribuir uma alimentação equilibrada aos animais, segundo o determinado pelo nutricionista, isto graças a uma análise contínua dos ingredientes utilizados e o ajuste ótimo e em tempo real do seu peso.

SABE COM PRECISÃO O QUE AS SUAS VACAS COMEM? » Analisador de tecnologia NIR  » Indicação do valor dos nutrientes e da matéria seca  » Refaz em tempo real e de forma dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia automática o cálculo do peso que deverá 61 carregar para manter os valores dos Tv. Cruz de Pedra n.º 4/6 - 4750-543 Barcelos nutrientes Email: maciel.lda.comercial@gmail.com

253 808 420


PRODUÇÃO ANIMAL // notícias

PLASTIFICADORA PARA FARDOS QUADRADOS E REDONDOS A irlandesa TANCO, representada na Península Ibérica pela Farming Agrícola, apresentou a sua nova série Q de plastificadoras montadas aos três pontos, para fardos quadrados e redondos. Desenvolvida ao longos dos últimos quatro anos, esta nova série serve de bandeira a várias inovações que serão posteriormente incorporadas na série S (para fardos quadrados). A série Q contará com dois modelos, a Q200-V, com dois dispensadores de plástico, e

a Q300-V, com três. De acordo com o fabricante, a Q200-V pode plastificar até 65 fardos por horas, enquanto a Q300-V chega até aos 80. Os distintos tamanhos dos fardos podem ser armazenados no monitor, assim, quando se acaba de plastificar fardos de 120x140 e se passa para 80x70, é apenas necessário selecionar o tamanho do fardo e a máquina ajusta a posição do rolo e a velocidade do plástico para garantir o número correto de camadas e sobreposições.

CARACTERÍSTICAS } Vários sensores dentro do rolo registam a posição do fardo durante a plastificação. Ao descarregar, o sistema de autonivelamento, nivela automaticamente o fardo, evitando que o operador tenha que ajustar manualmente a posição do fardo } O sistema hidráulico proporcional permite ajustar a velocidade. O braço de plastificação acelera ou abranda, o que resulta em menos vibrações e uma maior vida útil da máquina } A função Auto-Load permite criar sequências automáticas de carga. Quando é detetado um fardo, é carregado automaticamente e começa o ciclo de plastificação } Graças ao sistema Cut&Start, o plástico é recolhido num único cordão e uma vez preso, é cortado, evitando assim que se rasgue. Este sistema de corte e fixação do plástico não necessita de nenhum ajuste } A série Q plastifica fardos redondos de até 1,7 m de diâmetro

www.abolsamia.pt


notícias // PRODUÇÃO ANIMAL ƒA transferência para um reboque é feita através de um tubo de descarga. Este funciona com base num sistema por correia que minimiza o esmiuçamento do granulado.

Uma automotriz que transforma a forragem em granulado Recolher a forragem do campo e em simultâneo transformá-la em granulado. O conceito não é completamente inédito, basta recordarmo-nos da peletizadora Krone Premos, mas é a primeira vez que surge aplicado a uma máquina autopropulsionada. Para desenvolver a Metitron 560, a firma alemã CSP usa como base as ensiladoras Claas Jaguar 960 e aplica as estas máquinas alterações profundas. A começar pelo chassis, que é expandido com vista a criar espaço para acolher o sistema que processa a granulação. Esta máquina pode ser usada de três formas: em modo estacionário, para transformar fardos ou a forragem de um silo em granulado; em movimento para fazer a recolha de forragem em

cordão; e também em movimento usando as frentes de corte que sejam compatíveis com as Claas Jaguar. Produz até 6 toneladas de granulado por hora, com tamanho padrão de 8 mm mas é possível alterar para diâmetros entre 6 a 12 mm. A granulação tem a vantagem de aumentar a densidade de um material, o que está associado a menores custos de transporte e acondicionamento. Segundo o fabricante, o feno e a palha

Para trabalho em modo estacionário, a marca disponibiliza como opcional um equipamento picador de fardos.

transformados em granulado apresentam uma densidade de 650 a 700 kg/ m3, bastante mais alta do que a densidade de um fardo. Consoante o material processado, o granulado produzido pela Metitron pode ter diferentes finalidades, tais como: alimentação animal; cama de estábulos; digestores de biogás; sistemas de aquecimento, entre outros. Katrin Späth, CEO da Metitron, adiantou à revista abolsamia que a empresa desenvolve atividade internacional, sendo por isso viável a exportação para Portugal. Cada unidade é produzida por encomenda e o preço de venda ronda os 920.000 Eur, um montante a determinar que o investimento numa máquina destas tenha de ser mesmo muito bem planeado.

Miraldino Filipe Mendes & Companhia Lda. Alto da Boa Vista - Sousel • Tel. 268 551 170/1 • geral@miraldino.pt • www.miraldino.pt www.abolsamia.pt

Consulte o nosso microsite em www.abolsamia.pt/microsite/miraldino-filipe-mendes-c-lda-17062

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

63


FÁBRICAS // Valtra Suolahti

As operações da Valtra na Finlândia Uma parceria com a Yara para o domínio da digitalização e a construção de um centro logístico marcam a agenda da Valtra. E a provar que a tecnologia tem sempre por onde nos surpreender, na Finlândia experimentámos em primeira mão a nova funcionalidade SmartGlass.

 O centro de reparação de transmissões tem em stock cerca de 100 caixas reconstruídas prontas para entrega.

ƒUm sensor para determinar em tempo real as necessidades de azoto de uma cultura é uma das faces visíveis da parceria entre a Valtra e a Yara.

POR JOÃO SOBR AL

da Europa. No mercado interno da Finlândia os tratores seguem em camiões. E não só, como veremos mais adiante.

Parceria com a Yara para a digitalização

inda o calendário marcava o ano 2019 quando visitámos a sede da Valtra, na Finlândia. De véspera, antes de alcançarmos Suolahti, mais a norte, pernoitámos em Jyväskylä. Já noite feita, pelo meio da chu64

va, observávamos os comboios de passageiros na estação da cidade. Passado algum tempo, no meio desse tráfego ferroviário, surgiu uma surpresa. Um comboio de mercadorias atravessou a estação com uma carga inesperada. Várias

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

dezenas de tratores Valtra, a maioria de cor vermelha, desfilaram ao longo da linha. Na manhã seguinte, já em Suolahti, ficámos a saber que aqueles tratores seguiam para Helsínquia, para daí serem encaminhados por via marítima para os mercados do centro

Após passarmos pelo Atrium e termos apreciado alguns Volvo e Valmet que aí estão expostos, a recordarem o percurso da marca, estivemos numa conferência de imprensa onde foi dada a conhecer a parceria entre a Valtra e a Yara, especializada em fertilizantes. As duas empresas estão a trabalhar em conjunto no domínio da digitalização e pretendem encontrar soluções que contribuam para que mais agricultores possam tornar-se ‘precision farmers’ e ‘smart farmers’, ou seja, que passem a retirar partido de ferramentas para trabalho de precisão e para recolha e tratamento de dados que sirvam de suporte a decisões. www.abolsamia.pt


Valtra Suolahti // FÁBRICAS

Experimentámos em primeira mão um Valtra N equipado com painel SmartGlass. Com esta solução, o operador passa a poder consultar ao nível do seu ângulo natural de visão diversas informações sobre o funcionamento do trator.

Uma face visível desta parceria é a aplicação de um sensor (Yara N-Sensor) no topo da cabine dos tratores, que visa analisar as culturas para determinar em tempo real as necessidades de azoto. Utilizado durante a distribuição de fertilizante, permite calcular no momento a dose a aplicar em cada zona de uma parcela (apli-

www.abolsamia.pt

cação de taxa variável) e cruzar esses dados com o sistema de telemetria Valtra Connect.

Produção por encomenda

O ponto seguinte da agenda levou-nos ao interior da fábrica, onde nos inteirámos de que em Suolahti apenas são produzidos tratores por encomenda, segundo as especificações transmitidas através dos concessionários. Pamela Engels, a diretora de marketing e comunicação da Valtra,

assegurou-nos que “não há dois tratores iguais na linha de montagem”, o que mostra o grau de personalização que costuma ser solicitado. Em termos de cores, o vermelho básico é a cor mais pedida, logo seguida do branco e do preto. O verde é a cor que mais raramente os clientes pedem. Situada numa região que pode chegar aos 30 graus negativos durante o inverno, a linha de montagem está dotada de um sistema de aquecimento central para que possa manter a laboração durante todo o ano.

Ir de Suolahti até casa a conduzir o trator Em plena linha de montagem ficámos a saber que, para

além do camião e do comboio, há uma forma alternativa de os tratores chegarem a casa dos clientes. Quando perguntámos por que motivo um dos tratores, ainda a meio de assumir o seu formato definitivo, já tinha uma chapa de matrícula instalada, Pamela Engels deu-nos a explicação: “Alguns clientes preparam os documentos e podem vir recolher o trator à fábrica e conduzi-lo até casa. Há inclusive clientes italianos a fazerem o percurso até Itália com uma matrícula especial de transporte”. É caso para perguntarmos se haverá por aí algum português com coragem de percorrer no seu futuro Valtra os mais de 4.000 km que separam Suolahti de Vilar Formoso.

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

65


FÁBRICAS // Valtra Suolahti

VALTRA EM NÚMEROS

6 ha

ocupados pela fábrica.

7,5 horas em média para a montagem de um trator.

40 975 tratores produzidos/ 1 dia de trabalho.

funcionários na fábrica da Valtra, 140 M | 835 H

8.500

6

TRATORES PRODUZIDOS/ANO

}Valtra F Série produzida e montada em Itália em resultado da parceria com a Carraro Agritalia.

Maiores mercados

8%

21%

UK e Irlanda

França

9%

10.000

Noruega

10%

11%

Filândia

Alemanha

A VALTRA POR DEPARTAMENTOS VALTRA UNLIMITED STUDIO

CENTRO DE ASSISTÊNCIA E PEÇAS

É um departamento de personalização. 25% dos tratores passam por lá para serem personalizados e a tendência aponta para que essa percentagem cresça nos próximos anos.

Dá resposta às encomendas dos concessionários a nível de assistência técnica e pedidos de peças.

CENTRO LOGÍSTICO

LINHA DE MONTAGEM

Está em construção. Terá 8.000 m² e destina-se a armazenar em espaço fechado e num único local mais de 6.000 diferentes componentes destinados à linha de montagem.

É a zona principal da fábrica. Tem mais de 200 metros de comprimento e subdivide-se em 35 diferentes estações de montagem.

CENTRO DE RECONSTRUÇÃO DE TRANSMISSÕES Este departamento foi criado em 2013 e emprega sete funcionários. Situado a 12 km da fábrica de Suolahti, o departamento Valtra Reman recebe transmissões com desgaste que são enviadas pelos concessionários, desmonta-as, e renova-as por completo. Tem cerca de 100 transmissões reconstruídas em armazém, prontas para entrega e fornece ainda componentes reconstruídos, sempre que não for necessário reparar uma

66

transmissão por inteiro. Uma caixa reconstruída fica por cerca de 60 a 70% do custo de uma caixa nova e beneficia de 12 meses de garantia, sem limite de horas de trabalho. FÁBRICA DE MOTORES AGCO POWER Pertencente ao Grupo Agco, a fábrica de motores Agco Power (Sisu) situa-se em Linnavuori, a cerca de 250 km de Suolahti e é um dos principais fornecedores da Valtra. É de lá que provêm os motores destinados às séries N, T e S.

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

}Valtra A e G Séries montadas em Suolahti, com componentes maioritariamente provenientes de fábricas do Grupo Agco localizadas noutros países. }Valtra N e T Séries produzidas e montadas em Suolahti, na Finlândia, com componentes maioritariamente de origem finlandesa.

Suécia

10% visitantes recebidos anualmente pela Valtra em Suolahti.

Onde é produzida cada série?

}Valtra S Série montada em Beauvais, França, maioritariamente com componentes de origem francesa e finlandesa.

FÁBRICA DE TRANSMISSÕES A Valtra projeta e fabrica as transmissões que equipam as séries N e T.

CENTRO DE ENGENHARIA É este departamento que está a projetar agora as soluções tecnológicas que entrarão em produção e chegarão ao mercado nos próximos anos.

FÁBRICA DE CABINES MSK Sem pertencer ao universodo Grupo Agco, a MSK é um importante fornecedor de longa data da Valtra. Sediada em Ylihärmä, a 200 km de Suolahti, a MSK fornece as cabines com todo o recheio, já como um produto acabado.

O Atrium é a área pública, onde são recebidos os visitantes. Inclui salas para reuniões e conferências, uma zona de exposição de tratores históricos e uma loja de merchandising.

www.abolsamia.pt


ALTA COMPACTAÇÃO DE FORRAGENS

E.N. 118, Azeitada, 2080-321 Benfica do Ribatejo 243 589 222 961 724 400 geral@agridirect.pt www.agridirect.pt

40 ANOS NA COMERCIALIZAÇÃO E TRANSFORMAÇÃO

DE ALFAIAS E EQUIPAMENTOS AGRÍCOLAS • Multifresas • Raspadeiras

TEMOS UMA VASTA GAMA DE USADOS PARA VENDA. CONSULTE-NOS!

www.abolsamia.pt

• Inter-cepas

• Plantadores

• Transplantadores

• Alfaias

• Enxofradeiras

Representações MINIATURAS

www.apolinarios.pt T. 243 589 222 • geral@apolinarios.pt

PLANTADORES AUTOMÁTICOS

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

67


FLORESTA // notícias

Lâminas florestais Herculano para tratores de rastos Entre as aplicações mais típicas dos tratores de rastos estão os trabalhos de limpeza e manutenção em explorações florestais. É um contexto onde as lâminas são acessórios que acrescentam versatilidade. Medidas e preço mais versátil, já que para além da elevação e da inclinação para ambos os lados, inclui ainda um movimento angular relativamente ao trator, o que segundo a Herculano a vocaciona mais para a abertura de acessos.

Materiais de alta resistência

Para uso florestal, um dos acessórios complementares mais usados nos tratores de rastos são as lâminas frontais, que podem servir para abrir e limpar caminhos ou para empurrar materiais lenhosos. A aplicação nos tratores é feita na zona exterior dos rastos num ponto de fixação já previsto pelos fabricantes para este efeito. Quando à ligação

hidráulica, esta é feita através dos distribuidores do trator, não sendo necessário adicionar comandos adicionais.

Duas propostas Herculano

A Herculano propõe este acessório em duas variantes: bulldozer e angledozer, estando a principal diferença nos movimentos permitidos. O modelo angledozer é

A nível de construção, as peças de desgaste que estão em contacto com o terreno são construídas em materiais de alta resistência, e são substituíveis. Assim, as tiras de lâminas laterais apresentam um fabrico em aço de alta resistência Hardox 450 de 20 mm e as tiras de lâminas centrais estão construídas em aço carbono Ck45 de 20 mm, sendo estas “biseladas” de ambos os lados. Esta particularidade faz com que sejam reversíveis, o que significa o dobro da sua durabilidade.

BULLDOZER HPFT O modelo bulldozer HPFT está disponível em três diferentes larguras de trabalho – 2 m, 2,10 m e 2,20 m – com PVP entre os 8370 e os 8998 Eur + IVA.

ANGLEDOZER HPFA

O modelo angledozer HPFA está disponível com as mesmas três larguras de trabalho do bulldozer e ainda numa medida mais larga, com 2,30 m. Dependendo da largura, o PVP do angledozer vai dos 10.430 aos 11.243 Eur + IVA.

68

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

www.abolsamia.pt


em foco // PRODUÇÃO ANIMAL

A GAMA MAIS INOVADORA NO SETOR DAS MÁQUINAS FLORESTAIS, BIOMASSA E AGRÍCOLAS

Capinadeira de correntes na lateral do trator O modelo DLB 410 do fabricante espanhol Ventura destina-se ao trabalho lateral, para manutenção de caminhos ou em parcelas florestais e agrícolas onde este tipo de configuração seja mais conveniente. Comparativamente com os modelos centrados, permite uma maior aproximação a valas, vedações ou outros obstáculos, o que proporciona ao

operador diferentes possibilidades de realizar o trabalho. Está destinado a tratores com potência entre os 80 e os 140 cv e permite uma largura de trabalho de 1,5 metros. O peso é de 770 kg e possui um deslocamento lateral ajustado hidraulicamente que pode atingir os 4,10 metros de distância lateral a contar do centro do trator. O sistema de corte é assegurado por correntes.

ESTILHAÇADORES COM MOTOR A GASOLINA OU A DIESEL TRITURADOR FLORESTAL

ESTILHAÇADORES PARA TRATOR

FRESA E TRITURADOR DE PEDRA

TRITURADOR LATERAL

TRITURADOR LATERAL HIDRÁULICO

ROÇADORA PROFISSIONAL DE CHAPA DUPLA

TRITURADOR AUTOALIMENTADO PARA OLIVAL

www.abolsamia.pt

TRITURADOR DOBRÁVEL DE ALTO RENDIMENTO

TRITURADOR HIDRÁULICO

TRITURADOR FLORESTAL PARA CARREGADORAS

CRTA. VILABLAREIX, 18-20 (POL. IND. MAS ALIU) 17181 AIGUAVIVA (GIRONA) T. +34 972 40 15 22 • F. +34 972 40 01 63 cial@venturamaq.com dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

www.venturamaq.com

69


FLORESTA // notícias

Pezzolato com vasta oferta de processadores de estilha A marca italiana tem a sua atividade muito focada nas máquinas para rachar madeira e fazer estilha. Para além das máquinas de estilha com motor próprio, mais pensadas para espaços urbanos e manutenção das zonas circundantes a estradas, uma parte importante da oferta são as máquinas acionadas através da TDF de um trator, pensadas para uso florestal. Neste segmento a Pezzolato propõe sete diferentes modelos, a começar no PZ 110, que está destinado a tratores com potência a partir de 15 cv e pode triturar ramos com diâ-

70

metro até 110 mm. A série PZ encerra com o modelo PZ 250, para tratores acima de 60 cv, sendo capaz de triturar ramos até 250 mm de diâmetro. Numa linha acima existem ainda dois modelos da série H, sendo o H 980/300 o modelo de maior performance. Esta alfaia requer tratores com potência mínima de 90 cv e pode triturar troncos até 300 mm de diâmetro. Inclui esperas laterais hidráulicas e uma lança com grua para movi-

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

A Pezzolato é representada em Portugal pela Cabena, sediada em Benavente.

mentar o material lenhoso a triturar. Para o segmento profissional, a marca dispõe ainda de processadores de estilha da série PTH para a tratores acima dos 200 cv e que podem tri-

turar troncos até 800 mm. A encerrar a gama está o modelo automotriz PTH AllRoad, que é propulsionado por um motor de 796 cv e que pode triturar troncos até 1400 mm e 4,5 toneladas de peso.

www.abolsamia.pt


A versão de base com largura de trabalho de 100 cm, está disponível a partir de 14,265,00€+IVA (PVP)

em foco // PRODUÇÃO ANIMAL

Destroçador florestal para giratórias A máquina da FAE, equipada com rotor de martelos fixos e tecnologia “rotor bite limiter”, é uma das novidades da Herkulis. Com uma largura de trabalho entre os 100 e os 125 cm, a BL2/ EX/VT foi projetada para escavadoras entre as oito e as 14 toneladas. Capaz de triturar troncos até 15 cm de diâmetro, conta com a tecnologia “rotor bite limiter”. Este rotor é equipado com perfis especiais de aço hardox resistentes ao desgaste que limitam a profundidade de ação das lâminas, garantindo uma gestão otimizada da potência.

CARACTERÍSTICAS Transmissão por correias Motor hidráulico de pistões com cilindrada variável 55/38cc com válvula de segurança com função anti-cavitação (100-140 L/min) Válvula de controlo de fluxo Motor integrado no interior do chassis Porta frontal ajustável hidráulicamente Tampa traseira (defletor) Rotor tecnologia “BITE LIMITER” equipado com martelos tipo E/HD Opções Sistema de engate com pé de apoio Pé de apoio fixo Pinça hidráulica para pé de apoio Martelos tipo E

www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

71


#FicarEmLeasingSolutions

Nestes tempos delicados e como temos feito nos últimos 18 anos,

NÃO O DEIXAREMOS SOZINHO...

Acessórios BaSt-Ing para tornar o trabalho mais seguro Tornar os trabalhos florestais mais seguros, sobretudo os que são feitos de forma apeada, é uma das missões da BaSt-Ing. Os produtos que propõe podem ser adquiridos na sua loja virtual.

FINANCIAMENTO TOTAL Equipamentos usados

O VinZent pode ser adquirido online através da BaSt-ing por 700Eur + portes de envio.

Equipamentos novos Todos os equipamentos e marcas

Usar carapaça nos trabalhos com motossera

72

Verifique as condições com o seu gestor comercial habitual els.leasingsolutions.pt@bnpparibas.com abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021 Telf. 210 440 602

Muitas vezes, nos trabalhos florestais achamos que estávamos bem melhor se tivéssemos uma carapaça. Foi a pensar na queda de ramos que atingem os motosserristas que surgiu o acessório VinZent. Segundo o fabricante, esta proteção é construída num

material leve e não condiciona a liberdade de movimentos. Comparativamente com um capacete, oferece proteção contra ramos de maior porte, com a vantagem de distribuir o impacto por uma área de contacto maior e por proteger não só a cabeça mas também a coluna, o que tende a minimizar a ocorrência de lesões graves. www.abolsamia.pt


notícias // FLORESTA

Uma cunha acionada eletricamente

No abate de árvores de grande porte é aconselhado o uso de cunhas, e ainda mais quando é necessário orientar a queda numa direção muito precisa. As cunhas de fuso ValFast comercializadas pela BaSting são acionadas através de uma aparafusadora a bateria. Para maior segurança de operação, o momento de abate pode ser controlado à distância (até 6 metros) através de uma fita ligada ao gatilho da aparafusadora. O conjunto pesa 6 kg, permite um ângulo máximo de 14°, o que corresponde a uma altura de 82 mm, e pode elevar até 26 toneladas. Para os operadores é um sistema mais prático do que as cunhas apertadas com uma marreta ou do que os macacos hidráulicos. Os preços variam em função do modelo, sendo possível adquirir um conjunto a partir dos 1000 Eur + portes.

www.abolsamia.pt

Lâminas Agriduarte com inclinação para tratores de rodas Tradicionalmente, as lâminas para tratores estão assentes em braços de movimento paralelo e não incluem inclinação. Mas a Agriduarte dispõe no seu catálogo de modelos de lâminas com inclinação até 35°. Nos trabalhos com roça-mato ou destroçador a lâmina é útil para desviar material lenhoso. E nos trabalhos de rechega pode ter como função adicional estabilizar o trator. A casa bracarense disponibiliza este acessório com a possibilidade de montagem em tratores de rastos dos 60 aos 120 cv e para tratores de rodas num in-

tervalo de potência ainda mais vasto, entre os 40 e os 200 cv. Em ambos os casos, as lâminas estão ligadas a braços de movimento paralelo, para que se mantenha em posição vertical, e podem ser configuradas com

inclinação hidráulica lateral, que vai até aos 35° para cada lado. Nos borracheiros, as lâminas podem ser “amarradas” ao chassis ou podem ser configuradas para engate no elevador dianteiro, sempre que o trator disponha deste dispositivo. São quatro as larguras de trabalho disponíveis: 1,80 m, 2 m, 2,20 m e 2,40 m. Quanto ao peso, existe uma diferença considerável entre os modelos simples e os modelos com função de inclinação hidráulica. Tomando como exemplo a lâmina de 2,40 m, o modelo simples pesa 450 kg e o modelo com inclinação pesa 700 kg.

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

73


CONCESSIONÁRIOS

REGIÕES

Este símbolo refere-se a empresas com Microsite. Consulte todos os tratores e equipamentos para venda online em www.abolsamia.pt

CONCESSIONÁRIOS CLASSIFICADOS POR DISTRITO

BRAGA

Usados: Claas Celtis 446 RX • Deutz (2) DX 310, Agroplus 85 • JD 6100 c/cab. • Kubota M135 GX • MF 240 2 RM • Fendt (2) Farmer 309 LSA c/cab., 260S 4RM • Fiat 4566 DT • Hurlimann XE 70 • Same (2) Delfino 35, Minitauros 60 2RM • Steyr 975 c/cabina

Usados: Agrifull Jolly 50 • JD 2200 c/carr. frontal • Lamborghini Crono 56460 4RM c/ carreg. front Mitsubishi D1550 c/ fresa • NH 3566 • Pasquali 441 4RM • Renault 461• Same Solaris 45 4RM • Armador camalhões C.Magli • Motoc. Bertolini MTC 318

Mini trator corta-relvas Kubota, G26 HD, 14.500€ • Trator convencional Kubota, M8540, 26.500€

Usados: • Charrua Potinger 3F-20" • Tico-tico Agrovil • Unifeed Gilioli 7 m3

www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

75


PORTO | VILA REAL

Usados: Branson 47AF - 11.500€ • JD (2) 946 - 8.500€, 1445 - 8.500€ • Lamborghini Runer 350 - 8.500€ • Honda H6522 - 6.500€ • Same Delfino 35 - 3.500€

76

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

www.abolsamia.pt


CONCESSIONÁRIOS BRAGANÇA

Usados: Tratores: Ford (2) 1900, 5610 • John Deere 5310 • Kubota M 8950 • Lamborghini rastos clássico • Landini PowerMondial 115 • Massey Ferguson (2) 5450 Dyna 4, 5610 Dyna 4 • Charruas: Galucho 3F-13" • Ribatejo 2F-13"- 850€ • Enfardadeiras: Vicon RV 1501 - 7.800€ • Krone Combi-Pack 1500 • Gadanheiras Cond. Kuhn (2) FC 283, FC/303GC • Mini-giratórias: Yanmar Vio 33 - 24.800€ • Volvo ECR88 Plus - 29.800€ • Retros: Terex (2) TLB 850, 860 • Semeador Vicon Rotaflow

Usados: David Brown 1190 • Ford (2) 3600, 4610 • John Deere (2) 5400 DT, 1030 • Landini 5500 rastos • New Holland (3) TN70VA CC, 4835 DT, 80-66S, Enfardadeira 935, Retroescavadora NH95 LE • Renault R651 • Same (2) Solaris 45 DT, Argon 60 DT

www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

77


AVEIRO

Usados: Deutz DX 50V • Iseki TS 3510 D • Lamborghini Runner 450 • Landini 8860 DT • Same Solaris 45DT • Shibaura S330

Usados: Case IH 485 2RM • Renault Pales 240/70 • Pulverizador Rocha c/ turbina 300L • Rototerra Alpego 2,5m • Triturador Maschio Tigre 210

78

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

www.abolsamia.pt


AVEIRO | VISEU | GUARDA | CASTELO BRANCO

www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

79


CASTELO BRANCO | COIMBRA | LEIRIA

Usados: Ferrari Raptor 30 • Ford 2600 • Goldoni Star 55 • JD 1445F • Kioti LX500L • Kubota (4) 175, L3130DT, L2850 DT, L2050 DT • MF 390, (2) 245 • Mitsubishi MT230D, (2) MT190D • Shibaura ST440, ST318 • Same Argon 55

Usados: Fiat, 23-66 4RM, 8.750€ • Ford, 1520 4RM, 8.750€ • Steyr, 958 4RM, 16.000€ • Same, Solaris 35 • Same, Delfino 35

Usados: Claas (3) Arion 430 CIS, Arion 630 CIS, Ares 616 RZ • Renault Ares 566 RZ • Same Falcon 150

Usados: • Kubota L2250 • Same Minitaurus 60 2RM • Charrua Galucho 1F16 • Grade-discos Herculano HR2C • Empilhador Nissan TX 420 • Fresa 4 abre regos • Lavadora Alta Pres. Rocha Prokart 8,13 • Tesoura Pellenc

80

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

www.abolsamia.pt


LEIRIA

Ceifeira debulhadora Claas, Lexion 415 • Charrua Lemken, Opal 110 • Grade rápida Lemken, Rubin 9/400

Usados: • Ferrari Raptor 30 - 9.300€ • John Deere 5500 - 17.000€ • John Deere 1446F - 12.000€ • New Holland TS 110 - 15.000€ • New Holland 1920 - 10.000€ • Same Solaris 35 - 10.000€ • Trator p/ peças NH TS115A - 5.500€ • Trator p/ peças Valpadana 3675

Usados: Tratores: • Ford, 1710 • Daedong, T2600 4 WD • Hinomoto, E23 • Hürlimann, XT-909 • Iseki 3210, Iseki 321, Iseki 2160 • Grua florestal Costa, G3000 • Motoenxada Agrico 6 LD 360

www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

81


LISBOA

Usados: • Deutz-Fahr 420S, Agrotron 90 • McCormick F90 Cab. • Lamborghini 660F • NH TNF 90, M100 c/cab. • Hurlimann XF 880 • Same Rubin 120, Vigneron 62 • Landini Rex 90 F • Krone (2x) Gad. reb. 3mts. e 2,5 mts. • Alma Selecta 30HL • Rocha reb.1500L • Stagric reb. 1000L

Usados: New Holland (2) Boomer 30, TCE55

82

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

www.abolsamia.pt


LISBOA | SANTARÉM

Usados: Cisterna Joper 4.000 L com rodado simples

Lugar da Espera, Apartado 30 - 2565-716 Runa

T. 261 311 107 / Fax 261 311 707 sparexportugal@mail.telepac.pt www.sparex.com

50.000 +15.000

ACESSÓRIOS AGRÍCOLAS, DESDE ILUMINAÇÃO LED ATÉ TRANSMISSÕES

+5.000

PEÇAS DE DESGASTE

COM MAIS DE 50.000 PRODUTOS DE OFERTA GLOBAL

A nossa gama de pós-venda de peças para tractores abrange uma vasta gama de marcas e modelos, incluindo Massey Ferguson, Valmet/ Valtra, John Deere, Case IH, New Holland, Fiat e muitas mais.

GAMA DE CARREGADORES DE BATERIA

WIRELESS, MAGNÉTICO, SEM FIOS

Usados: Tratores: Case, MX110, MAGNUM 290 • Massey Ferguson, 6480 DYNA6 • Renault, 815 RZ • John Deere, 7230R • Lamborghini de rastos, 774 80 • Landini de rastos, 7830 • Charruas: Galucho (2), 2F 16, CHF 3-10-14H • Kverneland, PB100 • Enfardadeiras: John Deere, 578RC • Claas, 255 ROTO CUT • Ensiladora Claas, JAGUAR 690 • Fresa Maschio, MULTI FACAS SUPER COBRA 3MT • Gadanheira condicionadora Krone, EASY CUT 3200 CRI

www.abolsamia.pt

MARCAS EM QUE PODE CONFIAR

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

83


SANTARÉM

Usados: Reboques: Galucho 12.000Kg / PB 5.000Kg • Grade discos: Galucho (x2) NA2C 16-20, NA2C 2022 • Pijuca vinh. 4 c. - 2.250€ • Rototerras: Pegoraro Pegolama 2,5 - 5.750€ • Maschio Super Cobra 2,5Mts. e 3,0Mts. - 5.500€ • Charruas: Galucho 2F-10"- 900€ • Galucho 3F-14" • Escarif. Galucho E7D - 800€ • Tesouras: Pellenc Vinion • Electrocoup F3010 - 800€ • Despamp. corte horiz./ vert.- 3.250€

84

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

Usados: Case-IH MXU 125 4WD cab. • International 644AH DT • Lamborghini (2) 774-70 N, 874-90 DT • Leyland 154 • MF (2) 165 2RM, 275 2RM • NH TN75 • Same (4) Argon 3 80, Solaris 45, 55, Titan 145

www.abolsamia.pt


SANTARÉM | PORTALEGRE

Usados: Case-IH 255 • Hinomoto E280 • Lamborghini R2 86 (2007) • Leyland (2) 154, 253 • NH TD5030 DT c/cab. e car. frontal • Same (2) Mercury DT (1985); Explorer 90 DT • Suzue 1803 D • Yanmar 241 D

MATERIAL AGRO-PECUÁRIO E ENOLÓGICO SERVIÇOS ENOLÓGICOS | ANÁLISES ENOLÓGICAS | OUTRAS ANÁLISES www.agrovisul.pt A SUA PREFERÊNCIA, A MELHOR ESCOLHA geral@agrovisul.pt | laboratorio@agrovisul.pt | Tel. 266 746 137/569 | Fax. 266 747 814 Rua Sto. António de Lisboa, Bairro S. José da Ponte, 7005-405 Évora

www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

85


ÉVORA

Usados: Tratores: Case JX60 • Claas ARES 836 RZ • Gadanheiras: Claas WM-250F • Krone Eeasy Cut R 280 • Vicon 6 discos - Extra 428 • John Deere 324 • Grade de discos: Galucho NA2C 18X24, Galucho NA2C 20x22, Galucho A2CP 24x26, Galucho GPR 20x28, Galucho GPR 16x28, Galucho GPR 14X28 • Fialho, 18X26 • Pulverizador Tomix, P9 600 • Reboques: Galucho 4000KG, Galucho PB-5000 • Volta-fenos: Vicon RS/4V • Krone Swadro TS740 Twins • Krone, Swadro 42

Usados: Renault (2) 340 Ceres, 70-14LB • Máquina de vindimar Alma Selecta 2 rebocável

86

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

www.abolsamia.pt


ÉVORA | SETÚBAL | BEJA

www.abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

87


BEIJA | FARO | AÇORES | EUROPA

Peças e Acessórios para Máquinas Agrícolas D I ST R I B U I D O R :

» Todo o tipo de Rolamentos » Rolamentos Chumaceira

» Filtros

» Discos, Chumaceiras

» Lubrificantes

» Todas as medidas de Cruzetas » Discos e Embriagens

Rua Antiga Est. Ourique, 5 7700-029 ALMODÔVAR Telef./Fax: 286 662 269 TM. 964 577 254 - Luís TM. 964 407 318 - Henrique TM. 938 997 659 - André pecamodovar@gmail.com www.peçamodovar.pt

» Produtos de Limpeza Sprays » Material de Motor

» Caixas de Ferramentas

Siga-nos no Facebook

Lubrificantes e Baterias | Todo tipo de correias, rolamentos, retentores Venda de Máquinas Agrícolas

Usados: Tratores: Claas Celtis 446 • NH T595, T5050, T5120 • Enfardadeiras: Krone Fortima F1250 • Kuhn Bio combinada

88

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

www.abolsamia.pt


MOMENTOS

New Holland MATOS & PRATA New Holland T4.75S entregue em Almendra, concelho de Foz Côa

VARANDA & CORDEIRO New Holland T4110 LP entregue a Rosa Campilho, Alfandega da Fé. Na foto, Manuel Cunha e Francisco

DB TRACTORES New Holland T4.110LP entregue

EPL - ALGARVE

em Idanha-a-Nova a HVCZ

Entrega de New Holland TD3.50, devidamente equipado

Ventures SA

CAMEIRINHA New Holland T8 380 entregue a José Maria Charraz, na foto com José Manuel Vilão (Cameirinha), à direita

MIRALDINO F. M.

SEAC

New Holland B100C entregue a Diterra, Lda.

New Holland B100C entregue à empresa

Na foto (esq. para dir.), Francisco Vitorino,

Proteína Elegante - Produção

Rosália Mendes (cliente), Alexandra

Avícola, Lda em Albergaria-

Mendes, António Veloso

a-Velha

e Filipe Teles.

90

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

www.abolsamia.pt


ETELGRA New Holland BB890 RC PLUS entregue a Casal de Quintanelas, Lda. Na foto (esq. para dir.), Nuno Martins (manobrador), Eng. Castanheira (proprietário), Nuno Bernardino (Etelgra), Luís Profeta (Etelgra), Mário Cananão (Etelgra)

BRÁS & VASCONCELOS New Holland BOOMER 50

AGROMONÇÃO

ETELGRA

New Holland modelo T3.50F entregue

New Holland 9090X OLIVE entregue à

em Chaviães - Melgaço

Sociedade Agrícola da Turca do Meio. Na foto (esq. para dir.), Lino (operador) José Ferreira (cliente) Luís profeta (Etelgra) André Reis (Etelgra) Mário Cananão (Etelgra)

JOPAUTO Entrega de TD3.50 ao cliente Ricardo Martins.

www.abolsamia.pt

TRACTORUSSEIRA New Holland T4.55S rops entregue a André e família

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

91


ANTIGAMENTE ERA ASSIM...

1 SÉCULO A CONDUZIR O FUTURO sem esquecer o passado

Auto-Industrial foi fundada há um século, a 20 de Dezembro, em Coimbra, com o capital social de 250 mil escudos subscrito por 32 sócios, dos quais 26 pessoas particulares e 6 pessoas colectivas, alguns dos quais antepassados de muitos dos actuais accionistas. A figura 1, datada de 1920, é uma amostragem da prestação de serviços e dos artigos relacionados com automóveis com que a empresa iniciou a sua actividade. Um ano depois a empresa funde-se com a firma coimbrense F.Costa Menezes & Cia, representante dos automóveis Darracq,

92

As origens do Grupo Auto-industrial remontam a 1920 com a fundação, em Coimbra, da firma Auto-industrial POR NUNO DE GUSMÃO

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

www.abolsamia.pt


ANTIGAMENTE ERA ASSIM...

Em 1955 a empresa comprou o emblemático edifício Auto-Palace, na Rua Alexandre Herculano, em Lisboa, para permitir a ampliação dos serviços de assistência às viaturas vendidas na capital

dando início a uma actividade ligada ao sector de automóveis, e não só, durante um período de 100 anos e com a determinação de continuar por mais outros tantos. Dois anos depois da sua estreia a Auto-Industrial já representava, como agente, para além do Darracq, os automóveis franceses Rochet-Schneider (figura 2) e Le Zèbre (figura 3), bem como o norte-americano Buick (figura 4). Em 1928 passou a ter a representação, como agente, da Ford. Em 1930 aumentou o seu leque de ofertas, representando directamente as marcas de automóveis Darrack, Baiar-Clement, RochetSchneider e Buick, sendo sub-agente da Overland, Chevrolet, Citröen e DionBouton. No ano de 1932 a AutoIndustrial ficou com a representação dos automóveis da General Motors, nomeadamente: Oldsmobile, Bedford e G.M.C., e em 1940 representava ainda a OpelBlitz, Chevrolet, Vauxhall, Oldsmobile, Bedford e G.M.C.. (figura 5) www.abolsamia.pt

Crescimento sustentado

Como resultado do crescimento em contínuo, em 1939 ocorre o início da distribuição em exclusivo dos motores diesel da Perkins Engines Ltd. Em 1955 a empresa comprou por 6.000 contos o emblemático edifício AutoPalace, na Rua Alexandre Herculano em Lisboa (figura 6), para permitir a ampliação dos serviços de assistência às viaturas vendidas na capital, pela concessão dada pela General Motors, ampliada e tornada extensiva às viaturas Opel. Com o andar dos tempos a Auto-Industrial, por meio da sua vasta e bem equipada organização dedicada à venda de automóveis e de outros produtos motorizados, passou a comercializar e a dar assistência técnica à maior parte das marcas de automóveis do mercado português da especialidade, bem como, entre outros, na importação e distribuição a concessionários de tractores e máquinas agrícolas.

No seu currículo empresarial, por cada ano de actuação a Auto-Industrial foi-se expandido no mercado, através de novos produtos e de uma rede de vendas e assistência técnica espalhada por todo o país, nomeadamente no Porto, Lisboa, Coimbra e Leiria, acabando por ser uma empresa matriz, tornando-se na holding Grupo Auto-Industrial —, através de filiais, de empresas próprias e associadas, de concessionários, assim como foi accionista de Organizações que operam ligadas ao ramo comercial, como Bancos, entre outras.

Grande oferta de tractores e equipamentos

O percurso do Grupo AutoIndustrial, no que respeita ao exclusivo da importação

e distribuição de tractores e máquinas agrícolas, teve início no ano de 1964 através da firma sua associada Tecnicar. Desde essa data até aos dias de hoje, o Grupo passou a contar, também, com as firmas: Novicar, Forte, Divisão Agrícola da Auto-Industrial, Tractores Ibéricos e Sagar. No ano atrás referido, a AutoIndustrial é transformada em Sociedade Anónima de Responsabilidade Limitada, com o capital social de 25 milhões de escudos. A Tecnicar, em Beja, começou a desenvolver-se em 1969, altura em que ficou com a representação dos tractores finlandeses Valmet (os actuais Valtra), comercializados com a denominação de FAP (figura 7) por se tratar de um projecto de fabrico de peças e

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

93


ANTIGAMENTE ERA ASSIM...

montagem dos referidos tractores, em Cacia, na Fábrica de Automóveis de Portugal e daí o nome como foram baptizados os tractores. Em 1971 a Tecnicar Automóveis SARL. passa a representar as máquinas agrícolas Claas (figura 8). A Novicar, em Santarém, dá início em 1973 à distribuição dos tractores fabricados em Espanha, da marca Ebro, que posteriormente (em 1986) foi comprada pela japonesa Kubota —. o que já se esperava por os tractores, originalmente pintados de azul, terem começado a aparecer com a côr laranja e motor Kubota, passando a chamar-se EbroKubota. (figura 9) Durante os anos 70 a Novicar tinha o exclusivo de vendas, na distribuição por concessionários, dos tractores das marcas: Ebro, UTB (figura 10), Valtra e Valtra Florestal Vilsk, assim como toda a gama de máquinas da Claas, entre outras. E na área de equipamentos para a indústria, construção e obras públicas, a Novicar passou a dispor, em exclusivo, da Ingersol Rand.

Divisão Agrícola

Em 1982 a empresa Forte ficou a representar para Portugal os tractores e máquinas agrícolas 94

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

de fabrico alemão da Fendt marca seis vezes vencedora do Tractor of the Year® (figura 11) – posterior e actualmente, os equipamentos agrícolas das marcas Kverneland, McHale, Stara, Joskin, Bogballe e ID-David. A Divisão Agrícola da Auto-Industrial começou por ter a seu cargo, a partir de 1985, a distribuição dos tractores

Ebro e Hinomoto, das máquinas Claas e dos equipamentos Kuhn. Em 2003, na altura em que a marca dos tractores Renault foi vendida à Claas e o Grupo Auto-Industrial ter comprado a Sagar (importadora dos tractores Renault)., o Grupo ficou com a distribuição dos tractores com o novo nome de Claas. A empresa Tractores Ibéricos, fundada em 1987, iniciou a sua actividade com a representação dos tractores Hinomoto e Ebro, em 1990 e após o desaparecimento da marca pela sua venda final à Fiat-Hitachi, passou a representar os tractores Kubota. A Kubota, desde sempre líder no mercado português dos tractores compactos, obteve o primeiro lugar de vendas de tractores no nosso país no ano de 2017. Como equipamentos, os Tractores Ibéricos ficaram com a Kuhn, adquirida através das marcas que anteriormente eram da Sagar. E como a Kubota entretanto adquiriu a empresa de equipamentos Kverneland, e os mesmos passaram, depois de adaptados aos seus tractores, a ter a designação Kubota (figura 12) –, os equipamentos Kuhn ficaram a ser distribuídos pela Divisão Agrícola da Auto-Industrial. No início de 2018, a empresa do Grupo AI, TractorLuso, que actua na área da Agricultura e Máquinas, foi responsável, até este ano, pela importação e distribuição da gama completa de tractores McCormick fabricados pelo grupo italiano Argo Tractors. ¢ www.abolsamia.pt


Cost down ... life up Produtos igus sem manutenção para máquinas agrícolas ®

Os produtos da igus fabricados em polímeros deslizantes de elevada performance são aplicados em muitos equipamentos na indústria agrícola. Muitas aplicações com casquilhos metálicos ou guias lineares de esferas podem ser melhoradas com os casquilhos da igus isentos de lubrificação, por exemplo nos chassis, pedais, cabines ou nos painéis de comando. As maiores vantagens são: l Isenção de manutenção e de lubrificação l Amortecimento de vibrações l Elevada resistência ao desgaste l Compensação de desalinhamentos ®

®

3 4

2 1

5

7

8

6

9 10

11

12

13

1

14

2 3 4 5 6

25 15

7

26

8 9

17

16

10 11 12 22

20

13

Dobradiças do capot Ajuste dos espelhos Dobradiças das portas Inclinação e ajuste de monitores Ajuste do encosto das costas Apoio do veio da direção Comando operacional Ajuste dos apoios dos braços Comando de válvulas hidráulicas Alimentação elétrica do assento Pedais Apoios da suspensão Acoplamentos / Powerlift

21 23

18 24

PT-1278-igus Traktor 210x135M.indd 2

15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26

igus Produtos Polímeros Unipessoal Lda. Tel. 22 610 90 00 info@igus.pt ®

19

14

Eixos da direção Ajuste dos espelhos Ajuste de monitores Ajuste do encosto Apoio do veio da direção Apoio do veio da direção Calha articulada triflex Comando de válvulas hidráulicas Ajuste do encosto das costas Ajuste dos apoios de braço Alimentação elétrica do assento Limpa pára-brisas Dobradiças das portas ®

motion plastics

®

Visite-nos: www.igus.pt/virtualexhibition 11.02.20 12:42

AJAP

Associação dos Jovens Agricultores de Portugal


RESTAURO

Dois Fendt que são guardiões de memórias Um Fendt Farmer 1Z e um Fendt Farmer 2 deixaram de ter a seu cargo os trabalhos do quotidiano. Hoje assumem outro estatuto. São guardiões de memórias que no século passado marcaram a identidade da agricultura no norte de Portugal. POR JOÃO SOBR AL

86

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

Os irmãos Ramos gerem uma exploração leiteira que vem de família. Foi o pai de ambos que fez a transição para a agricultura mecanizada nos anos sessenta e começou com um Fendt Farmer 1Z. Daí para cá, não houve outra marca de tratores a passar para o lado de

dentro dos muros de pedra que rodeiam esta casa de Vairão, no concelho de Vila do Conde. A cada trator que compõe a frota está associada uma tarefa. Mas os dois veteranos já não fazem parte dessas contas. Assumem o estatuto de peças de época e saem da garagem sobretudo nos dias de festa. No Carnaval são eles que puxam os carros de desfile. Ambos os tratores parecem impecáveis mas os irmãos Ramos ainda não estão totalmente satisfeitos. “Há uns pormenores por aperfeiçoar. Andamos à procura de peças de origem para lhes pôr mas começa a ficar um bocado difícil”, concretiza Jorge Ramos. www.abolsamia.pt


RESTAURO ƒO Fendt Farmer 1Z possui dois sistemas para transmissão de força: polie para correia e veio de TDF ‚O eixo da frente inclui suspensão de molas.

‚O arranque a frio é auxiliado

por um dispositivo de descompressão.

O Fendt Farmer 1Z que voltou a casa “O Farmer 1Z foi o meu pai que o comprou em 1964. Ficou na casa até mais ou menos 1975 e depois, como já tinha comprado um Farmer 2 e um 102, vendeu-o”, começa por explicar Jorge Ramos. A história da casa seguiria o seu rumo com modelos Fendt mais recentes até que um dia, decorria o ano de 1997, Jorge visitou o concessionário local e viu lá um trator muito parecido com o que tinham possuído. De volta a casa, esteve a consultar com a família algumas fotografias antigas para descobrir a matrícula. No interior do álbum, lá estava a combinação de letras e números que confirmou a identidade. A negociação não foi fácil mas o trator acabaria por regressar a casa. Estava em mau estado de conservação mas, aos poucos, os irmãos Artur e Jorge foram fazendo a recuperação até lhe

Fendt Farmer 2

Artur, Jorge e José são os responsáveis pelo restauro destas duas máquinas que fazem parte da história de família.

devolverem a aparência que tem hoje. Nos primeiros tempos este trator fazia de tudo um pouco, com alfaias de solo, gadanheira e reboque. Chegou inclusive a trabalhar com máquinas de debulhar acionadas por correia e serviu para acionar uma bomba de água. “Fazia bastante trabalho de polie porque havia ainda poucas máquinas de cardan naquela altura”, sublinha Artur.

Este foi o segundo trator a entrar na casa e sempre lá permaneceu. Com uma potência ligeiramente superior e uma transmissão com maior leque de escolha, representou um progresso para esta casa de Vairão. E um aspeto em que os Fendt desta época se destacavam dos tratores de outras marcas era o conforto, o que se deve à suspensão de molas no eixo da frente. “Estes tratores são uma maravilha em estradas com buracos. Muito macios!”, esclarece Jorge Ramos. máquinas de debulhar acionadas por correia e serviu para acionar uma bomba de água. “Fazia bastante trabalho de polie porque havia ainda poucas máquinas de cardan naquela altura”, sublinha Artur. ¢

É impulsionado por um motor MWM de 2 cilindros, com 1810 cm³ e 25 cv de potência, refrigerado a ar. Tem seis mudanças para a frente e duas para trás, com as altas e baixas na mesma alavanca. Na traseira, oferece duas possibilidades de transmissão de força: TDF e polie para movimentar as alfaias que à época eram movidas por correias. O eixo dianteiro está equipado com suspensão de molas.

www.abolsamia.pt

FENDT FARMER 2

FENDT FARMER 1Z

BILHETE DE IDENTIDADE

É impulsionado por um motor MWM de 3 cilindros, com 2200 cm³ e 42 cv de potência, com arrefecimento a água. A transmissão é de 8 velocidades para a frente e 4 para trás. TDF oferece duas velocidades.

Inclui feixe de molas no eixo dianteiro.

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

87


CLICK!

GRENADIER Ainda não é desta que os jipes puros e duros desaparecem. À medida que as marcas tradicionais vão urbanizando as suas versões de fora de estrada, há novos construtores a ocuparem o espaço deixado vazio.

98

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

MARCA O REGRESSO DOS JIPES DE TRABALHO

www.abolsamia.pt


Click! imagens que marcam UMA IMAGEM VALE MAIS QUE MIL PALAVRAS Baseado neste presuposto desafiamos os leitores d´abolsamia a conhecer algumas imagens marcantes que nos levam a admirar e a compreender a beleza por trás de uma boa fotografia.

Dito isto, o mais provável é que lhe venham à memória os Land Rover Defender, os Mercedes G ou os Toyota Land Cruiser. Pois é precisamente com a intenção de recuperar o espírito destes veículos de trabalho que surgiu uma nova marca: a Ineos Grenadier. Sediada no Reino Unido, a Ineos é uma empresa de produtos químicos que decidiu criar uma divisão automóvel, com o intuito

www.abolsamia.pt

específico de desenvolver e comercializar um jipe. Do que já se conhece, o projecto prevê várias parcerias com fabricantes de renome: os motores serão fornecidos pela BMW (terá versões a gasolina e diesel), a caixa de velocidades provém da ZF, os eixos são fornecidos pela Carraro e a suspensão tem o carimbo Magna Steyr. Se a sua ideia é transportar uns sacos

de adubo ou uns fardos de palha para o gado, fique a saber que também está previsto o lançamento de uma versão pick-up. A Grenadier confirmou à revista abolsamia que este modelo será comercializado em Portugal mas sem adiantar ainda uma data em concreto de lançamento, o que não deverá acontecer antes de 2022.

Gostava de ver a sua fotografia publicada n`abolsamia? Envie-nos a sua imagem, em formato jpg, tif ou png, em alta resolução (300 dpi), com uma pequena descrição e o motivo da sua escolha, para

redacao@abolsamia.pt

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

99


JÚRIDICO

FALSOS RECIBOS VERDES NA AGRICULTURA? FALAMOS DA TIRAGEM DE CORTIÇA Podem os trabalhadores independentes que trabalhem em equipa passar recibos verdes sem que daí advenham complicações? Esta dúvida foi abordada na edição 117 d’abolsamia e na altura originou muitos contactos dos nossos leitores a solicitarem clarificações. Agora, com o apoio dos advogados da CCR Legal, e centrando a análise na tiragem de cortiça, damos seguimento à análise deste tema que continua controverso e a suscitar discussão. P O R C C R L E G A L ( L E V I F R A N Ç A M AC H A D O E J OA N A D E A L M E I DA F E R R E I R A – A DVO G A D O S N A Á R E A D E D I R E I TO D O T R A B A L H O )

os trabalhos sazonais realizados na agricultura e na floresta continuam a levantar-se questões sobre o tema do artigo. Adianta a ACT, entidade responsável, que “na tiragem de cortiça o trabalhador está sujeito a ordens, cumpre um horário e, sendo o trabalho realizado em equipa, não é possível mensurar um resultado individual”. É com base nestes elementos que classifica estas situações como falsos recibos verdes. Colocámos então a questão aos advogados da CCR Legal e é a sua resposta que se segue. A análise relativa à existência ou inexistência de uma situação que na gíria é apelidada de “falsos recibos verdes”, dificilmente poderá ser feita sem acesso às circunstâncias concretas em que o prestador de serviços 100

presta os serviços que lhe foram contratados. São vários os indícios legais que podem fazer presumir a existência de um contrato de trabalho, mas, como acima referido, a análise deverá ser feita caso a caso – colocando-se em perspetiva aqueles que são os indícios típicos de uma relação de trabalho vs os de uma prestação de serviços. Essencialmente, considera-se contrato de trabalho aquele pelo qual alguém se obriga a prestar a sua atividade a outra (pessoa coletiva ou singular), no seio da organização desta, sob a sua autoridade, poder de direção e mediante o pagamento de uma retribuição certa e regular. No âmbito de uma relação de contrato de trabalho o trabalhador não detém autonomia organizacional e técnica relativamente

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

à forma como melhor prestar o trabalho para o qual é contratado (característica que é essencial numa prestação de serviços). Em sentido contrário, numa relação de prestação de serviços “autonomia” é a palavra a sublinhar, sendo que o objetivo da entidade contratante se resume (ou deverá resumir) a receber um determinado resultado (exemplo: tiragem de cortiça, num determinado espaço e durante um período certo no tempo), o que faz sem exercer qualquer poder de autoridade ou direção sobre o prestador de serviços. Conforme é referido pela Autoridade para as Condições de Trabalho, numa relação de trabalho típica existe subordinação jurídica, nomeadamente no que diz respeito ao modo como a atividade é desenvolvida, o que é feito por via da prestação de ordens relativas à execução do trabalho, horário de trabalho, poder de direção e disciplinar. Assim, alguns indícios legais que fazem presumir a existência de contrato de trabalho são os seguintes: (i) a atividade ser realizada em local pertencente ao seu beneficiário ou por ele determinado; (ii) os equipamen-

tos e instrumentos de trabalho utilizados pertencerem ao beneficiário da atividade; (iii) o prestador de atividade observe horas de início e de termo da prestação, determinadas pelo beneficiário da mesma; (iv) pagamento de uma quantia certa ao prestador de atividade, com determinada periodicidade, como contrapartida da mesma; (v) o prestador de atividade desempenhe funções de direção ou chefia na estrutura orgânica da empresa. Embora sejam indícios legais de laboralidade, a sua maior ou menor relevância na análise de cada situação dependerá do tipo de atividade que esteja em causa, mas essencialmente da forma como os serviços são prestados. Posto isto e sem mais informação, temos alguma dificuldade em acompanhar o raciocínio da Autoridade para as Condições do Trabalho. A Autoridade para as Condições do Trabalho faz depender a sua conclusão de um juízo transversal a todo um sector de atividade económica e cujas condições muito bem sabe serem muito pouco homogéneas. Com efeito, a Autoridade para as Condições do Trabalho é rápida a afirmar que na tirawww.abolsamia.pt


gem da cortiça o prestador de serviços (i) está sujeito a ordens, (ii) cumpre um horário, (iii) que o trabalho é prestado em equipa e (iv) que não é possível mensurar um resultado individual e, logo, que, como regra, estamos perante uma relação de trabalho. Com o devido respeito e, novamente, sem mais informação, parece-nos que a Autoridade para as Condições do Trabalho se poderá ter precipitado na sua posição. Não poderá a Autoridade para as Condições do Trabalho estar a confundir a sujeição a ordens, com a prestação de instruções? Entenderá a Autoridade para as Condições do Trabalho que o beneficiário dos serviços (de qualquer serviço) está impedido de prestar instruções genéricas ao prestador dos serviços, sem que isso, claro, se confunda com o exercício de poder de direção? Parece-nos que não. Não será que no caso em análise e na esmagadora maioria das situações, as instruções às quais aquela autoridade se refere não se limitam à identificação dos sobreiros cuja cortiça pode ser tirada (que, de resto, estão devidamente numerados)? Mais, não poderá a Autoridade para as Condições do Trabalho estar a confundir a existência de um horário de trabalho, com a natural imposição pelo beneficiário dos serviços de um “período de abertura” da sua propriedade, durante o qual pretende que os serviços lhe sejam prestados? Não é aquele beneficiário livre de definir quando permitir o acesso à sua propriedade? A Autoridade para as Condições do Trabalho conclui ainda que no cenário avançado estamos perante uma relação de www.abolsamia.pt

trabalho porque não existe forma de individualizar um resultado? Ora, se é verdade que muitas vezes este trabalho é feito em parelhas, também é verdade que quando os sobreiros são pequenos ou quando o beneficiário do serviço apenas pretende que seja tirada cortiça do pé do sobreiro, que o trabalho é individual, sendo também possível individualizar um resultado. Terá esta autoridade considerado estes cenários? Mais, terá a Autoridade para as Condições do Trabalho considerado as inúmeras situações em que existe uma multiplicidade de prestadores de serviços a prestar um mesmo serviço e, logo, em que não é possível individualizar os resultados por indivíduo? Não pode um Arguido contratar dois ou mais advogados ou o dono de uma obra contratar dois ou mais arquitetos/ engenheiros? Não nos parece que a circunstância de existirem várias pessoas contratadas para a execução do serviço descaracterize a natureza da prestação de serviço, desde que, claro está, mantenham autonomia na realização e organização do seu trabalho, organizando-se entre elas por forma a entregarem ao contratante, no prazo acordado, o resultado pretendido. Posto isto, entendemos que a Autoridade para as Condições do Trabalhou andou mal e que, pelo contrário, se a empresa que contratar o serviço de tiragem de cortiça se limitar a (i) contratar um resultado, (ii) num determinado local, e (iii) por um determinado período de tempo, poucas dúvidas parecem existir relativamente à efetiva existência de uma relação de prestação de serviços. ¢

GAMA DE PRODUTOS

ALFAIAS KUBOTA

û û û û û

Sementeira Tratamento das culturas Soluções eletrónicas Equipamento para alimentação do gado Equipamento forrageiro

dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

www.tractoresibericos.pt

101


DOIS DEDOS DE CONVERSA COM...

Nome Antonio Molina Ruiz Idade 27 anos Onde trabalha? Na casa agrícola de família, em Calzada de Calatrava, Espanha Por conta própria ou por conta de outrem? Trabalho por conta própria

ANTONIO MOLINA RUIZ

[ AGRICULTOR ESPANHOL QUE TRABALHA NA CASA AGRÍCOLA DE FAMÍLIA, EM CALZADA DE CALATRAVA, ESPANHA ]

Bem-vindo à “Dois dedos de conversa com”, uma rubrica onde conhecemos um pouco melhor os agricultores e tratoristas do nosso país. Porque “se o campo não planta, a cidade não janta”. Desta vez voltámos a Espanha para conversar com Antonio Molina Ruiz. O António completou os seus estudos em Madrid, onde fez uma licenciatura e um mestrado na área de Engenharia e Ciência Agronómica. Hoje trabalha na exploração de família, em Calzada de Calatrava, na província espanhola de Ciudad Real. Recentemente, aprofundou a sua formação com um mestrado em Viticultura e Enologia.

Tem ligação familiar à agricultura? Sempre tive. Os meus avós, tanto por parte de mãe como de pai, dedicaram-se a esta atividade e os meus vínculos com ela são muito fortes. Qual é o seu papel na exploração? A minha função é de valorizar a tomada de decisão. Faço a gestão de uma parte 102

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

dos fornecedores, a que está mais ligada à aquisição de novos produtos, mais direcionados à I+D ou a novas formas de trabalhar. Com o tempo, fui-me apercebendo de que forma eu podia ser útil no desenvolvimento de produtos para a nossa exploração e de como chegar diretamente ao consumidor. Foi assim que tomei a

Qual é a atividade da exploração/empresa? Agricultura de cereais, A exploração tem uma parte agrícola, onde fazemos cultivo de cereais de inverno (300 ha), olival tradicional, intensivo e superintensivo (40 ha) e vinha em espaldeira com variedades brancas e tintas (40 ha). E tem uma parte ganadeira, para produção de carne, formada por 800 cabeças de gado ovino e por 30 cabeças de gado vacum. Usa as redes sociais para divulgar o dia-a-dia no campo? Atualmente não, mas parece-me uma opção muito interessante para dar a conhecer o dia-a-dia, o sacrifício que custa levar as culturas por diante, o risco económico que somos capazes de suportar e o benefício que de forma indireta geramos para a sociedade.

decisão de especializar-me na elaboração de azeite e vinho, uma área em que tínhamos pouco conhecimento. Mas em períodos de pico de trabalho posso fazer qualquer outro tipo de tarefa, desde mudar relhas a consertar e regular as máquinas. Como costumo dizer, tenho de ser capaz de fazer todo o tipo de trabalhos, desde operário a engenheiro. www.abolsamia.pt


DOIS DEDOS DE CONVERSA COM... Qual é a melhor parte de trabalhar na agricultura? Ser capaz de produzir alimentos para as outras pessoas, e tentar prever todos os possíveis contratempos. Qual é a parte mais frustrante de trabalhar na agricultura? Há muitos dias em que tudo são problemas, com fatores incontroláveis que não permitem fazermos as coisas bem. Quando estamos para recolher a produção e se dá uma catástrofe climática, num dia podemos passar de tudo a nada.

Com que idade se começou a interessar pelas máquinas? Desde muito pequeno, a maquinaria foi e continua a ser a minha paixão. A casa estava cheia de tratores de brinquedo. Além disso, quando estava com o meu avô, íamos todos os dias dar uma volta ao armazém onde estava o seu trator, um John Deere 2030 ST. Como descreve a sensação de as manusear? Geralmente, o que me transmite é segurança. E também uma sensação que não saberia expressar com palavras. O que lhe facilita a vida nas máquinas com que trabalha? Com estas máquinas, utilizando apenas botões e alavancas, é possível realizar os trabalhos que antes realizavam os nossos antepassados através da força humana e animal. Atualmente, a maquinaria que existe permite que os trabalhos sejam feitos com maior comodidade, segurança e precisão. Sem a maquinaria, seríamos incapazes de fazer e gerir a exploração que temos. Que atividade desenvolve e o que gosta particularmente nesse setor? Das que enumerei, não posso destacar apenas uma. Do que gosto em cada uma delas é de poder acrescentar algo, uma inovação, uma experiência, ou seja, tentar gerar a cada ano algum conhecimento novo. www.abolsamia.pt

Pensa alargar a outras culturas/atividades? Em princípio, vamos continuar a aprofundar o conhecimento e profissionalização das atividades que já desenvolvemos. Quais as tarefas que mais gosta de realizar? A mobilização. Na nossa exploração há muitos tipos de solo e é muito difícil chegar no momento de humidade ótimo para fazer o trabalho. O trabalho do gestor passa por conhecer cada tipo de solo, como se comporta, para tentar chegar a cada solo no momento ótimo. Isto depende de muitos fatores, muitos dos quais incontroláveis, e a mim motiva-me tentar roçar a excelência. Quando está no trator, o que prefere ouvir? [o barulho do motor, música…]? Encanta-me escutar o ruído do motor, sobretudo quando já se passou algum tempo sem me montar num trator. Em jornadas de trabalho compridas, é preferível a música para uma pessoa não se saturar com o mesmo som. Dar massa e limpar o filtro fica para outro dia? É a primeira coisa que se tem de fazer, para que no decorrer da jornada não ocorram problemas que nos vão custar mais tempo e dinheiro.

A agricultura de hoje obriga a uma aprendizagem permanente. Já sentiu isso em alguma situação no seu trabalho? É preciso estar continuamente a gerar conhecimento e a melhorar todos os processos. Tem intenção de procurar trabalho noutro ramo? O meu caminho é conseguir obter produtos na exploração com os quais consiga chegar diretamente ao consumidor, explicando o nosso conhecimento, filosofia e forma de trabalhar. E para lá da agricultura? O que faz quando não está a trabalhar para a exploração/empresa? Gosto de visitar outras explorações, porque falando com outros companheiros obtenho pontos de vista diferentes que alargam a minha perspetiva. O que é que o faz rir? Que tudo funcione corretamente e que consiga concluir a maior parte das atividades. O que é que o chateia? Cometer erros que cometi no passado. Se ganhasse a lotaria, qual seria a primeira coisa em que ia investir? É difícil que me calhe a lotaria porque não gosto de jogar a dinheiro. Custa muito ganhá-lo. Mas no caso de algum dia acontecer, iria fazer investimentos que contribuíssem para continuar a desenvolver a nossa exploração. ¢ dezembro 2020 | fevereiro 2021 abolsamia

103


desde 1993

MEIOS DE DIVULGAÇÃO

01

abolsamia.pt

A REVISTA DA MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA

+ Novidades / + Tendências / + Medalhas

ESPECIAL AGRITECHNICA

SUSTENTABILIDADE FOI O MOTE

FENDT 942 VARIO

VENCEDOR SITEVI

TENDÊNCIAS PARA A VINHA, OLIVAL, FRUTA E LEGUMES

DEUTZ-FAHR 5115 DF TTV ACTIVESTEER PRIMEIRO CONTACTO

Ano XXVI . Nº 119 Bimestral dezembro / fevereiro 2020 Diretora Catarina Gusmão Preço: € 6,00 Cont. / ISSN 2183-7023 EXEMPLAR DE OFERTA

01 REVISTA

25

ANOS

ANIVERSÁRIO

TUDO SOBRE MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA A cada dois meses, atualizamos as principais inovações apresentadas no mercado, e fazemos chegar a informação através de reportagens, provas em campo, dossiers técnicos e entrevistas.

www.abolsamia.pt

02

02 ANUÁRIO

O GUIA DAS EMPRESAS DO SETOR DE MÁQUINAS AGRICOLAS Reúne as principais empresas deste mercado, para ajudar os empresários agrícolas a decidirem a compra de equipamentos para a sua exploração.

www.facebook.com/abolsamia

www.youtube.com/abolsamia


A MELHOR LIGAÇÃO ENTRE O AGRICULTOR E AS MÁQUINAS AGRÍCOLAS

03

04

03 WEBSITE

COM MAIS DE 1.000 VISITAS/DIA O site das máquinas agrícolas: Venda de usados, diretório de empresas, calendário de feiras, novidades do sector, artigos técnicos, estatisticas de mercado, etc.

www.issuu.com/abolsamia

04 NEWSLETTER

COM 3.500 SUBSCRITORES Divulgação dos temas de edição e dos usados para venda.

www.instagram.com/abolsamia

www.flickr.com/abolsamia


ASSINE A REVISTA

2021

A REVISTA DA MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA

e receba grátis o calendário 2021

25 € 1 ano de assinatura

A VIDA NO CAMPO

Portugal Europa 1 ano (5 revistas)

25€

65€

1 ano (5 revistas + 1 Anuário)

38€

90€

2 anos (10 Revistas + 2 Anuários) 70€

170€

Só o Anuário

PAGAR POR TRANSF. BANCÁRIA PT50 0035 0365 0000 1699 8307 7 Envie comprovativo para o email: brunomeneses@revista-abolsamia.com

COMPRAR ONLINE

15€

25€

POR CHEQUE à ordem de NUGON, LDA e envie para: R Nelson P. Neves, Lj.1 e 2 2670-338 Loures - Portugal

www.abolsamia.pt/pt/assinaturas

SEG

2021

JAN

TER

QUA

QUI

SEX

F

SÁB

DOM

28

29

30

31

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

SEG

TER

27 QUA

29

28 QUI

SEX

30 SÁB

31 DOM

Anuário 2021

FEV

01

02

03

04

05

06

08

09

10

11

12

13

14

16

17

18

19

20

21

15

F

07

22

23

24

25

26

27

28

01

02

03

04

05

06

07

www.abolsamia.pt

DADOS PESSOAIS Nome

PERFIL

Nif.

Ano de nascimento

Assinale com X as opções que correspondem aos seu perfil

AGRICULTOR

Morada

Agrícola Código Postal

Localidade

EMPREGADO DE EXPLORAÇÃO Pecuária

Mista

Florestal

Tamanho da exploração - hectares:

Telm.

Prestador de serviços

Fabricante

Importador/Concessionário

Técnico Especializado

E-mail

Professor

Outro

Estudante

A VIDA NO CAMPO

106

abolsamia dezembro 2020 | fevereiro 2021

www.abolsamia.pt


dezembro 2020 / fevereiro 2021

A REVISTA DA MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA

6

CANDIDATOS AO TRACTOR OF THE YEAR 2021

Fendt 1167 Vario MT Case IH Vestrum 130 CVXDrive Fendt 211 Vario New Holland T6.160 Fendt 211 V Vario Kubota M6142

Ano XXVII . Nº 124 | Bimestral dezembro 2020 / fevereiro 2021 | Diretora Catarina Gusmão

EM FOCO GRADE RÁPIDA

Horsch Joker 6RT

MONCHIERO

Automotrizes para frutos secos

Preço: € 6,00 Cont. | ISSN 2183-7023

NOVOS CARREGADORES FRONTAIS

Nº124 - Ano XXVIII

by

abolsamia.pt

NOVO KUBOTA EIMA 2020 Inovações técnicas

M6002

ENTRE O UTILITÁRIO E O CAMPO ABERTO

ANTIGAMENTE 100 anos da Auto Industrial


HERCULANO BY TENÍAS

É A HORA DE

PUBLIREPORTAGEM

A Herculano assinou uma parceria com o fabricante de carregadores frontais espanhol, Tenías, criando uma oferta melhorada e com uma maior cobertura de marcas e modelos de tratores.

DAR O SALTO 83%

Os carregadores frontais Herculano by Tenías alinham conhecimentos das duas empresas no desenvolvimento e distribuição desta ferramenta de auxílio ao trabalho na agricultura, pecuária ou construção.

POTÊNCIA AO SOLO*

Líderes de mercado em Espanha e fabricados com materiais de alta qualidade, estes equipamentos garantem a máxima segurança e durabilidade, equipando de série com desengate rápido de mangueiras de 2 funções com electroválvula.

PORQUE DEVO COMPRAR UM HERCULANO BY TENÍAS?

A Herculano by Tenías colocará à disposição dos agricultores carregadores de duas gamas, Evolution e Compact, consoante a dimensão do trator.

“O Agricultor não vai deixar de comprar um Herculano, será um carregador com ambas as marcas aliadas, os carregadores puros HC Herculano vão deixar de ser fabricados, mas os novos Herculano by Tenías irão ser uma evolução da oferta e pretendemos introduzir o ADN Herculano no desenvolvimento destes carregadores. Com esta parceria melhoramos a nossa oferta de carregadores cobrindo assim todas as necessidades dos agricultores, aumentado o foco no mercado de carregadores com a ajuda da capacidade técnica e produtiva da Tenías, uma vez que esta é uma empresa dedicada quase na totalidade a este produto. Ou seja, mais oferta, mais distribuição, assistência e desenvolvimento de produto, sobretudo no mercado nacional sendo aqui o papel da Herculano fundamental para aprimorar o produto às necessidades do mercado nacional”.

Mantendo a cor preta, característica dos carregadores Herculano, como standard, surge agora como opcional uma palete de 8 possibilidades que abrange as cores das principais marcas de tratores.

RICARDO TEIXEIRA, membro da Administração da Herculano

SÉRIE EVOLUTION SÉRIE COMPACT

A nova série “Evolution” é um exemplo de evolução de produto. Equipado com o sistema DRP, para engatar e desengatar mais rápido e seguro. Esta série é caracterizada pela sua estrutura de braço resistente, projetada para durar ao longo do tempo. Adaptabilidade a todos os modelos de tratores, flexibilidade, robustez, configuram um alto desempenho.

83% D E E FI C I Ê N C IA D O S I STE MA D E TR AN S M I S SÃO*

Esta série é dedicada aos modelos de tratores compactos, com especial atenção ao desempenho e trabalhos de alta performance, possui engates rápidos e funções de trabalho flexíveis.

A ... Altura máxima de alcance do eixo de rotação

A ... Altura máxima de alcance do eixo de rotação B ... Altura máxima de alcance do balde

B ... Altura máxima de alcance do balde

C ... Distância do solo com o balde voltado

C ... Distância do solo com o balde voltado

E ... Ângulo máximo de viragem

E ... Ângulo máximo de viragem F ... Alcance com o balde ao solo G ... Ângulo de recolha do balde

OPCIONAIS

H ... Profundidade de escavação

} Joystick } Amortecimento hidráulico } 3.ª função } Pintura cor trator } Cilindros Reforçados

I ... Força de arranque

AS19350.1POR_PT

O 6155M COM UMA IM PR E SSIO NANTE E FICIÊNCIA GLO BAL D O TR ATO R DE 83% Quanta potência um trator disponibiliza na verdade? O que é importante não é a potência do motor indicada no autocolante, mas sim a potência que é transmitida ao solo. O 6155M traduz mais de 83% da potência máxima do motor em potência de tração, o que é significativamente mais do que os tratores da concorrência.* Vai obter toda a potência de que precisa ao mesmo tempo que poupa combustível.

J ... Capacidade de carga a máxima altura K ... Peso

Mod.

A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

Hte 09

3142mm

2909mm

2295mm

1469

64º

75º

57º

211mm

2044 Kg

-

1362 Kg

Hte 10

3720mm

3484mm

2887mm

1706

64º

74º

57º

214mm

2728 Kg

2068 Kg

1628 Kg

Hte 20

4051mm

3815mm

3197mm

1792

64º

75º

59º

214mm

2160 Kg

1824 Kg

1530 Kg

Hte 30

4301mm

4065mm

3447mm

1970

62º

74º

57º

214mm

2858 Kg

2133 Kg

1755 Kg

Hte 40

4564mm

4327mm

3708mm

2140

62º

74º

57º

214mm

3177 Kg

2550 Kg

2215 Kg

abolsamia dezembro 2020 | janeiro 2021 * Teste PowerMix da DLG, DLG 06/2020 Teste n.º. 2001-002 G6.1; www.dlg.org

F ... Alcance com o balde ao solo

OPCIONAIS

G ... Ângulo de recolha do balde

} Joystick } Amortecimento hidráulico } 3.ª função } Pintura cor trator

H ... Profundidade de escavação I ... Força de arranque J ... Capacidade de carga a máxima altura K ... Peso

Mod.

A

B

C

E

F

G

H

I

J

K

L

Hme 05

1980mm

1790mm

1525mm

50º

1400

50º

90mm

450Kg

365Kg

Até 30cv

101Kg

Hme 06

2600mm

2420mm

2210mm

40º

1300

40º

50mm

770Kg

420Kg

de 30cv a 45cv

155Kg

Hme 07

2840mm

2660mm

2660mm

40º

1430

40º

50mm

1120Kg

600Kg

de 45cv a 60cv

181Kg

Modelos Compact

Hme 05 com balde de 1,20 m Hme 06 com balde de 1,50m Hme 07 com balde de 1,50 m www.abolsamia.pt


HERCULANO BY TENÍAS

É A HORA DE

PUBLIREPORTAGEM

A Herculano assinou uma parceria com o fabricante de carregadores frontais espanhol, Tenías, criando uma oferta melhorada e com uma maior cobertura de marcas e modelos de tratores.

DAR O SALTO 83%

Os carregadores frontais Herculano by Tenías alinham conhecimentos das duas empresas no desenvolvimento e distribuição desta ferramenta de auxílio ao trabalho na agricultura, pecuária ou construção.

POTÊNCIA AO SOLO*

Líderes de mercado em Espanha e fabricados com materiais de alta qualidade, estes equipamentos garantem a máxima segurança e durabilidade, equipando de série com desengate rápido de mangueiras de 2 funções com electroválvula.

PORQUE DEVO COMPRAR UM HERCULANO BY TENÍAS?

A Herculano by Tenías colocará à disposição dos agricultores carregadores de duas gamas, Evolution e Compact, consoante a dimensão do trator.

“O Agricultor não vai deixar de comprar um Herculano, será um carregador com ambas as marcas aliadas, os carregadores puros HC Herculano vão deixar de ser fabricados, mas os novos Herculano by Tenías irão ser uma evolução da oferta e pretendemos introduzir o ADN Herculano no desenvolvimento destes carregadores. Com esta parceria melhoramos a nossa oferta de carregadores cobrindo assim todas as necessidades dos agricultores, aumentado o foco no mercado de carregadores com a ajuda da capacidade técnica e produtiva da Tenías, uma vez que esta é uma empresa dedicada quase na totalidade a este produto. Ou seja, mais oferta, mais distribuição, assistência e desenvolvimento de produto, sobretudo no mercado nacional sendo aqui o papel da Herculano fundamental para aprimorar o produto às necessidades do mercado nacional”.

Mantendo a cor preta, característica dos carregadores Herculano, como standard, surge agora como opcional uma palete de 8 possibilidades que abrange as cores das principais marcas de tratores.

RICARDO TEIXEIRA, membro da Administração da Herculano

SÉRIE EVOLUTION SÉRIE COMPACT

A nova série “Evolution” é um exemplo de evolução de produto. Equipado com o sistema DRP, para engatar e desengatar mais rápido e seguro. Esta série é caracterizada pela sua estrutura de braço resistente, projetada para durar ao longo do tempo. Adaptabilidade a todos os modelos de tratores, flexibilidade, robustez, configuram um alto desempenho.

83% D E E FI C I Ê N C IA D O S I STE MA D E TR AN S M I S SÃO*

Esta série é dedicada aos modelos de tratores compactos, com especial atenção ao desempenho e trabalhos de alta performance, possui engates rápidos e funções de trabalho flexíveis.

A ... Altura máxima de alcance do eixo de rotação

A ... Altura máxima de alcance do eixo de rotação B ... Altura máxima de alcance do balde

B ... Altura máxima de alcance do balde

C ... Distância do solo com o balde voltado

C ... Distância do solo com o balde voltado

E ... Ângulo máximo de viragem

E ... Ângulo máximo de viragem F ... Alcance com o balde ao solo G ... Ângulo de recolha do balde

OPCIONAIS

H ... Profundidade de escavação

} Joystick } Amortecimento hidráulico } 3.ª função } Pintura cor trator } Cilindros Reforçados

I ... Força de arranque

AS19350.1POR_PT

O 6155M COM UMA IM PR E SSIO NANTE E FICIÊNCIA GLO BAL D O TR ATO R DE 83% Quanta potência um trator disponibiliza na verdade? O que é importante não é a potência do motor indicada no autocolante, mas sim a potência que é transmitida ao solo. O 6155M traduz mais de 83% da potência máxima do motor em potência de tração, o que é significativamente mais do que os tratores da concorrência.* Vai obter toda a potência de que precisa ao mesmo tempo que poupa combustível.

J ... Capacidade de carga a máxima altura K ... Peso

Mod.

A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

Hte 09

3142mm

2909mm

2295mm

1469

64º

75º

57º

211mm

2044 Kg

-

1362 Kg

Hte 10

3720mm

3484mm

2887mm

1706

64º

74º

57º

214mm

2728 Kg

2068 Kg

1628 Kg

Hte 20

4051mm

3815mm

3197mm

1792

64º

75º

59º

214mm

2160 Kg

1824 Kg

1530 Kg

Hte 30

4301mm

4065mm

3447mm

1970

62º

74º

57º

214mm

2858 Kg

2133 Kg

1755 Kg

Hte 40

4564mm

4327mm

3708mm

2140

62º

74º

57º

214mm

3177 Kg

2550 Kg

2215 Kg

abolsamia dezembro 2020 | janeiro 2021 * Teste PowerMix da DLG, DLG 06/2020 Teste n.º. 2001-002 G6.1; www.dlg.org

F ... Alcance com o balde ao solo

OPCIONAIS

G ... Ângulo de recolha do balde

} Joystick } Amortecimento hidráulico } 3.ª função } Pintura cor trator

H ... Profundidade de escavação I ... Força de arranque J ... Capacidade de carga a máxima altura K ... Peso

Mod.

A

B

C

E

F

G

H

I

J

K

L

Hme 05

1980mm

1790mm

1525mm

50º

1400

50º

90mm

450Kg

365Kg

Até 30cv

101Kg

Hme 06

2600mm

2420mm

2210mm

40º

1300

40º

50mm

770Kg

420Kg

de 30cv a 45cv

155Kg

Hme 07

2840mm

2660mm

2660mm

40º

1430

40º

50mm

1120Kg

600Kg

de 45cv a 60cv

181Kg

Modelos Compact

Hme 05 com balde de 1,20 m Hme 06 com balde de 1,50m Hme 07 com balde de 1,50 m www.abolsamia.pt


dezembro 2020 / fevereiro 2021

A REVISTA DA MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA

6

CANDIDATOS AO TRACTOR OF THE YEAR 2021

Fendt 1167 Vario MT Case IH Vestrum 130 CVXDrive Fendt 211 Vario New Holland T6.160 Fendt 211 V Vario Kubota M6142

Ano XXVII . Nº 124 | Bimestral dezembro 2020 / fevereiro 2021 | Diretora Catarina Gusmão

EM FOCO GRADE RÁPIDA

Horsch Joker 6RT

MONCHIERO

Automotrizes para frutos secos

Preço: € 6,00 Cont. | ISSN 2183-7023

NOVOS CARREGADORES FRONTAIS

Nº124 - Ano XXVIII

by

abolsamia.pt

NOVO KUBOTA EIMA 2020 Inovações técnicas

M6002

ENTRE O UTILITÁRIO E O CAMPO ABERTO

ANTIGAMENTE 100 anos da Auto Industrial

Profile for NuGon, Lda.

abolsamia 124 (Dez.20 / Fev.21)