Issuu on Google+


Copyright2008 por César Cezar Todos os direitos em língua portuguesa reservados por: A. D. Santos Editora Al. Júlia da Costa, 215 80410-070 - Curitiba - Paraná - Brasil +55(41)3324-9390 www.adsantos.com.br editora@adsantos.com.br

Capa: PROC Design Ilustração: Luciana Marinho e Roberto Zoellner Diagramação: Manoel Menezes Impressão e acabamento: Editora Betânia

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Cezar, César. SOCORRO! Tenho que preparar um sermão – Volume 2 / César Cezar – Curitiba: A. D. SANTOS EDITORA, 2008. 240 p. ISBN – 978-85-7459-155-4 1. Homilética 2. Oratória 3. Esboços de mensagens CDD – 250 1ª Edição: Julho / 2008 – 3.000 exemplares. Proibida a reprodução total ou parcial, por quaisquer meios a não ser em citações breves, com indicação da fonte.

Edição e Distribuição:


DEDICATÓRIA

Este livro é dedicado a três presentes de Deus em minha vida, meus filhos Jonathan, Farah e Iohann.

iii


AGRADECIMENTOS

Meu agradecimento especial ao meu Senhor Jesus Cristo, por ter me abençoado com muito sucesso no primeiro livro. A todos aqueles que gentilmente expressaram sua motivação pelo que Deus realizou em seus ministérios através da leitura daquele trabalho, e que mesmo sem saber contribuíram para que se tornasse possível a continuação do Pregador Criativo.

iv


APRESENTAÇÃO Ministério Self-Service Uma Faculdade de Teologia resolveu inovar o método de avaliar seus candidatos a pastores, com uma técnica chamada de ministério “self-service”. O método consistia na seguinte prova prática: O aspirante a pastor, antes de receber o seu diploma, recebia um papel com um endereço de uma casa, onde ele faria o teste prático final que revelaria cabalmente se ele possuía vocação ou não para assumir o ministério. Assim sendo, foi o que sucedeu com Nicanor, aluno dedicado que estudava nesta Faculdade. Após fazer a prova teórica, o futuro pastor Nicanor foi todo entusiasmado fazer a tal da última prova prática. Chegou todo afobado diante do endereço que lhe deram, entrou pelo portão e se deparou com um cartaz fixado na porta de entrada que dizia o seguinte: ATENÇÃO!!! Instruções para o teste vocacional prático para candidatos a pastor: 1. Ao entrar por esta porta você vai adentrar em uma sala com duas portas 2. Cada uma das portas terá um cartaz fixado 3. Leia atentamente o que diz cada um dos cartazes 4. Escolha apenas um deles 5. Entre pela porta escolhida 6. Repita o procedimento na próxima sala v


O que Nicanor não sabia é que se ele fizesse as escolhas certas, encontraria a sala onde uma festiva comissão o aguardava para fazer a entrega oficial de seu diploma e a sua consagração ao ministério. Nicanor então, todo animado entrou na primeira sala. Deparou-se num hall com duas portas, na porta à sua direita havia um cartaz escrito “igreja grande”, na porta à sua esquerda estava outro cartaz que dizia “igreja pequena”. Nicanor pensa um pouco e entra pela porta “igreja grande”. Novamente sai num outro hall com duas outras portas e mais duas opções. Numa se lia: “um salário muito bom” e na outra “um salário razoável”. Nicanor coça a cabeça e entra pela porta “um salário muito bom”, depara-se noutro hall com mais duas opções: “sermões elaborados com profundidade” e “sermões “rasos”, Nicanor põe a mão no queixo, pensa no trabalho que dá estudar para preparar sermões com profundidade, e então sem pestanejar, entra pela porta onde se lia: “sermões rasos”, sai em mais um hall com duas portas e mais dois cartazes: “igreja com problemas” e “igreja sem problemas”. Sem perder tempo, Nicanor entra correndo pela porta “igreja sem problemas” e então... saiu de novo na rua!

Moral da História: Um pastor que deseja uma igreja estruturada, um excelente salário, sem ter que se preparar para pregar e ainda por cima, que não tenha nenhum problema, não está preparado para o ministério!

vi


Sumário Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 Parte 1. NEURO-CIBERNÉTICA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 Capítulo 1 MOTIVANDO O PREGADOR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5 Capítulo 2 O “PODER” DO LIVRE ARBÍTRIO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11 Capítulo 3 O QUE É NEURO-CIBERNÉTICA?. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29 Capítulo 4 OS ESTÍMULOS SÃO POSITIVOS OU NEGATIVOS? . . . . . . . 33 Capítulo 5 COMO INSTALAR PROGRAMAS PARA OBTER SUCESSO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 39 Capítulo 6 A LEI DA AÇÃO E DA REAÇÃO (ELETROMAGNETISMO MENTAL) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 55

Capítulo 7 A RELAÇÃO ENTRE FÉ E COMANDOS MENTAIS . . . . . . . . . . 61 Capítulo 8 QUEM ESTÁ LHE INFLUENCIANDO? . . . . . . . . . . . . . . . . . . 67 Capítulo 9 COMO A MENTE CRIA PROGRAMAS . . . . . . . . . . . . . . . . . . 69

vii


Capítulo 10 MUDE A SUA MENTALIDADE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 73 Parte 2. TÉCNICAS DE PREGAÇÃO CRIATIVA . . . . . . . . . . . 79 Capítulo 11 VENCENDO OBSTÁCULOS PARA COMUNICAR-SE DE UMA FORMA MAIS EFICIENTE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 81 Capítulo 12 COMO TRANSFORMAR AS INTERFERÊNCIAS EXTERNAS EM ILUSTRAÇÕES CRIATIVAS. . . . . . . . . . . . . . . . . 143 Capítulo 13 A CAIXA DE FERRAMENTAS DO PREGADOR CRIATIVO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 153 Capítulo 14 COMO MONTAR UM COMPUTADOR COM MENOS DE $ 5.00 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 175 Parte 3. PREGANDO COM CRIATIVIDADE . . . . . . . . . . . . . 193 Capítulo 15 PREGANDO CRIATIVAMENTE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 195

viii


INTRODUÇÃO

D

urante meus anos de estudo em diversas escolas, seminários ou faculdades de Teologia não encontrei um professor ou literatura que me ensinasse uma fórmula para preparar sermões criativos. Por mais que vasculhasse as bibliotecas à procura de um trabalho assim, não o encontrei. Este é motivo pelo qual você tem em suas mãos o segundo volume deste trabalho que é dedicado a todos líderes, pastores ou aspirantes ao ministério que trazem dentro de si a chama do desejo de preparar sermões ungidos, cativantes e de impacto. Este trabalho se constitui num verdadeiro Manual de Pregação Criativa que lhe oferecerá inúmeras técnicas e ferramentas que certamente o ajudarão a desenvolver mensagens “recheadas” de conteúdo inédito. Você perceberá que este segundo volume está divido em três partes. A primeira lhe apresentará a uma técnica fantástica para que você aprenda a manter-se constantemente motivado, pois sem motivação não existe criatividade. Nesta sessão, estaremos abordando as técnicas da Organização Mental (aplico com sucesso tanto em meu gabinete pastoral quanto em meu consultório de Terapia Comportamental), com ela você terá condições de mudar suas atitudes mentais, levando-o assim a romper com as limitações e oferecendo-lhe condições de maior desenvolvimento pessoal e ministerial. Esta técnica é chamada de Neuro-Cibernética e temos convicção de que lhe oferecerá inspiração criativa e assim você poderá, na medida em que vai conhecendo a sua aplicação, tirar lições para acrescentar em muitos sermões, levando-o a ofe1


recer cada vez mais, o seu melhor ao rebanho que Deus confiou aos seus cuidados. Na segunda parte, você terá acesso a uma infinidade de técnicas, algumas recicladas em seus conceitos e outras desenvolvidas para transformá-lo numa verdadeira “máquina ungida de pregações criativas”. Na terceira e última parte, terá acesso a uma pregação criativa elaborada com alguns métodos apresentados neste livro. Este trabalho foi preparado com muito carinho, especialmente para você, de maneira que possa aproveitar todo o seu conteúdo. Rogo ao Senhor Deus que utilize este material para abençoar ainda mais a sua vida e o seu ministério. Boa leitura! Pr. César Cezar

2


Parte 1. NEURO-CIBERNÉTICA Como usar as Técnicas de Organização Mental para o desenvolvimento pessoal e ministerial


4


Capítulo 1 MOTIVANDO O PREGADOR A importância do entusiasmo e da organização mental no ministério “... Esforça-te, e tem BOM ÂNIMO, porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria. Tão somente esforça-te e tem mui BOM ÂNIMO, cuidando de fazer conforme toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; não te desvies dela, nem para a direita nem para a esquerda, a fim de que sejas bem sucedido por onde quer que andares. Não to mandei eu? Esforça-te, e tem BOM ÂNIMO; não te atemorizes, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus está contigo, por onde quer que andares. (Josué 1:6;7;9)

S

erá que é importante para Deus que os pregadores da sua Palavra estejam constantemente motivados? A Bíblia diz que sim! Basta ler acima os primeiros versículos do livro de Josué para descobrir esta verdade. Por quatro vezes, já no primeiro capítulo, o Senhor adverte a Josué sobre a importân5


César Cezar

cia de manter-se esforçando e tendo bom ânimo para conquistar a terra prometida, ou seja, a fórmula apresentada por Deus para obter grandes conquistas é: Esforço e ânimo longo. Ora, para manter um ânimo longo é preciso estar muito motivado. Um dos piores inimigos do ministério é a desmotivação. Justamente por isso, dediquei a primeira parte deste trabalho, para ensiná-lo como programar a sua mente para estar constantemente motivado. A motivação é o “gatilho” da criatividade, portanto, é impossível ser um Pregador Criativo quando se vive desmotivado. Creio que se você está lendo este livro é um indicador bem claro de que deseja vencer todos os obstáculos para tornar-se um pregador cada vez mais preparado para ser usado por Deus e assim obter sucesso pleno em seu ministério. Talvez por este motivo Deus tenha dado muita ênfase neste detalhe com Josué. Porém, apenas desejar não é o bastante, uma vez adquirido o desejo de obter êxito no ministério é também preciso romper qualquer condição que alimente a energia mental do desânimo que sempre conduz ao fracasso. Talvez você ainda não saiba que este inimigo do homem (o fracasso) se alimenta principalmente de sua energia psíquica, isto é, daquilo que você pensa e diz! Justamente por isso é preciso aprender como organizar a mente e a controlar os pensamentos e as emoções, pois quando você organiza a mente, você organiza toda a sua vida. Para vencer o desânimo é mister encará-lo como um inimigo e assim lutar contra ele. Por isso o Senhor ordena a Josué que se esforce (com uma disciplina militar) para transformar a mentalidade de um povo que tinha uma “atitude mental” de escravo, num povo que teria uma atitude mental de “conquistador”. E esse é o papel dos servos de Deus, não apenas ensinar a Palavra, mas também treinar o povo para que aprenda a lutar e assim possa conquistar as suas bênçãos. 6


SOCORRO! Tenho que preparar um sermão – Volume 2

Se você encarar o desânimo ministerial como um inimigo, já está quase pronto para enfrentá-lo e derrotá-lo, porém, quem conhece um pouquinho sobre as técnicas de combate já descobriu que antes de enfrentar um inimigo é preciso de antemão conhecer-lhe o nome, os seus hábitos, as suas fraquezas, seus pontos fortes, onde mora e só então, desenvolver uma estratégia eficiente de ataque que lhe garanta a vitória no menor tempo possível. Lembre-se que tanto Moisés, como Josué, mandaram primeiro espiões para conhecer aqueles a quem deveriam enfrentar e derrotar. Neste volume de “O Pregador Criativo” você aprenderá (dentre outras coisas) a treinar a sua mente para trazer à tona aquele “soldado” que existe em seu interior e que o levará a ensinar a Palavra de Deus de maneira entusiástica e criativa, cativando os seus ouvintes e levando-os a ter pleno entendimento de qual seja a boa, agradável e perfeita vontade do Senhor (Romanos 12:2b).

Por que a maioria das pessoas vive como verdadeiros reféns da desmotivação? O desânimo age semelhante a um caçador experiente que subjuga as pessoas sob sua força e valentia. Ele conta com estratégias brilhantes de combate, ao ponto de conseguir dissimular (camuflar) tão bem a sua presença que muitos, nem sequer notam que estão sendo duramente golpeados e despojados por seus ataques constantes. E é justamente assim que esta força submete a maioria dos homens debaixo de seu “tacão” impiedoso; para que passem pela vida “em branco”, sem grandes realizações, basta dar uma olhadela em várias igrejas de nosso país para perceber quantos líderes têm sucumbido ante os seus ardis, caindo vitimados na desmotivação e na inércia ministerial. 7


César Cezar

A Bíblia conta que o rei Saul, continuou com a sua “pompa” real mesmo quando o Senhor já havia se retirado dele (1 Samuel 15:23). Coisa triste é observar um pastor ou líder mantendo as aparências no ministério e pregando ou ensinando nos púlpitos mesmo quando ele não sente mais a alegria, o prazer e a motivação para fazer a obra e assim vive rotinado e torna-se um mero religioso sem vida, mantendo as “aparências”.

Por que é tão difícil manter-se motivado? Ao contrário do desânimo que atrai o fracasso, a motivação parece ser “medrosa e acanhada” e assim, consequentemente busca estar ao lado de alguém que seja mais valente e destemido do que as forças do desânimo, alguém que esteja disposto a lutar para vencer o conformismo, o parasitismo e a procrastinação que são geradas pela desmotivação. Portanto é preciso saber que a motivação “busca” encontrar as pessoas que tenham disciplina, dedicação e determinação. Este é o motivo pelo qual uma multidão de líderes nunca sentiu o gostinho das grandes realizações e conquistas. Eles nem sequer têm a mais vaga idéia de que este sistema funciona desta maneira. E se não sabem, é porque aqueles que descobriram isto, nunca se dispuseram a compartilhar este “ingrediente do sucesso” que é tão bem guardado. Nunca ninguém lhes ensinou que para andar desmotivado e fracassar, colocando a culpa nas dificuldades (e até mesmo em Deus!) não é necessário nenhum esforço, nenhum planejamento ou estratégia de combate. E por isso alguns líderes sucumbem, e o que é pior, muitos acostumam-se a “tocar” o ministério desta forma. E acabam por achar indolentemente que a responsabilidade de fazer a obra crescer é apenas de Deus, sem que seja necessário o seu esforço e motivação. 8


SOCORRO! Tenho que preparar um sermão – Volume 2

O propósito desta parte do livro é justamente oferecer-lhe um treinamento eficaz para lhe dar condições para combater dignamente nesta guerra e colocar em suas mãos os planos de ataque, bem como ensinar-lhe a manejar todas as armas, além de treinar-lhe com técnicas e estratégias de combate que poderão num curto espaço de tempo assegurar-lhe a liberdade deste cativeiro enfadonho, que é viver sob a sombra da “mesmice”, da rotina ministerial e da não-realização. Lembre-se que você foi alistado no quartel do Senhor dos exércitos! Ele quer que você aprenda que somente lutando é possível conquistar a vitória. Deus sabe que aquele que luta já é um vencedor, pois venceu a inércia em que a maioria do povo vive. Devemos lembrar que todas as vezes em que houve uma vitória do povo é porque Deus levou-os à luta. Devemos ter em mente também que o Senhor rejeitou todos aqueles que não quiseram lutar, pois continuavam com uma atitude mental de escravos e assim achavam que Deus é que teria de fazer aquilo que eles deveriam fazer. No próximo capítulo você vai descobrir que é somente você quem escolhe se será um líder motivado ou desanimado, se o seu ministério será grande ou pequeno! Gostaria que refletisse por um momento e dissesse para você mesmo qual tem sido a sua escolha até agora? Para saber a resposta, simplesmente avalie como tem sido o seu ministério.

9


CĂŠsar Cezar

10


Socorro!!! Tenho que Preparar um Sermão! – Volume 2