Page 1

29HORAS | 29 de maio a 29 de junho de 2010 | erick jacquin

De 29 de maio a 29 de junho de 2010 – distribuição gratuita e exclusiva no embarque de congonhas

erick jacquin

quer levar a sopa de cebola de volta à

ceagesp

com sua grife de chef supremo. é a ponta mais visível de todo um plano para revitalizar o entreposto e levá-lo outra vez à glória de seus melhores dias

o arco-íris acha o pote de ouro

a 14ª edição da maior parada gay do mundo encontra um mercado crescente e todo um equipamento urbano para a comunidade homossexual em sp

amor fora do comum

fuja do óbvio nos presentes e programas para o dia dos namorados

cannes é uma festa. e é só o começo

Natale Giramondo explora a capital mundial dos publicitários e marqueteiros durante o mês de junho e dá uma (boa) esticada pela provence

30

dias tem junho. e a agenda 29horas tem

132

programas para todas as horas de todos os dias do mês


2 | 29HORAS | 29 de novembro a 29 de dezembro 2009


Estamos vivendo um novo Brasil. Feito por você. Respeitado pelo mundo. Nós brasileiros conquistamos um país cada vez melhor para todos. Estamos juntos, seguindo em frente. E é possível avançar ainda mais. US$ 239 milhões acumulados em reservas internacionais no último ano.

pobreza, entre 2003 e 2008. Fonte: Pesquisa Nacional

Aumento de 385% frente a 2003.

por Amostra de Domicílios (PNAD).

24,1 milhões de brasileiros superaram a

Fonte: Banco Central.

A classe C já corresponde a 53,6% da população brasileira e a classe AB aumentou de 10,7% para 15,6%, de 2003 a 2009. Fonte: FGV.

R$ 69,92 bilhões investidos em habitação. Aumento de 600% em relação a 2003. Fonte: Ministério das Cidades.

596 mil bolsas do Prouni concedidas em 1.253 municípios, de 2005 a 2009. Posição: março de 2010.

12,1 milhões de empregos formais gerados nos últimos 7 anos. Fonte: Rais e Caged.

Desmatamento 74,4% menor do que em 2004. O menor índice já registrado desde 1998, quando foi iniciada a apuração da taxa anual. Fonte: INPE.

O percentual da população pobre caiu de 42,7% para 28,8%. Fonte: PNAD.

Queda de 61,6% da desnutrição infantil, entre 2003 e 2008. Fonte: Ministério da Saúde.

Mais de 3 milhões de veículos vendidos em 2009, um novo recorde histórico. Crescimento de 150% em comparação a 2003.

www.confiancanobrasil.gov.br

3


beba com moderação 4 | 29HORAS | 29 de novembro a 29 de dezembro 2009


5


6 | 29HORAS | 29 de novembro a 29 de dezembro 2009


7


Olga, dona de casa.

8 | 29HORAS | 29 de novembro a 29 de dezembro 2009


Dona Olga pode até sair de casa sem dinheiro. Sem cartão, jamais. Para você, seu cartão pode significar muita coisa. Para dona Olga, significa segurança. Quando ela teve sua carteira furtada, ligou rapidinho para o atendimento do cartão. Ele foi cancelado e dona Olga não teve nenhum prejuízo. Ficou sim sem a carteira de que tanto gostava, mas em poucos dias o cartão novo já estava na sua mão. A ABECS – Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços quer que, assim como dona Olga, você use bem seu cartão. Lembre-se: em caso de perda ou roubo, ligue imediatamente para a central de atendimento.

Para saber mais, acesse: www.dicasdocartao.com.br

Usando corretamente, seu cartão só tem vantagens.

9


10 | 29HORAS | 29 de novembro a 29 de dezembro 2009


11


>sumário

de 29 de maio a 29 de junho

>hora H 16

moda A apresentadora Isabella Fiorentino lança livro sobre estilo

18

cinema O incrível romance entre Rodrigo Santoro e Jim Carrey

20

teatro Adriana Birolli interpreta uma mulher solitária em peça recém-lançada

22

saúde A história das sócias da empresa Tô de Olho, que criaram um produto inovador

24

história O restaurante Dinho’s coleciona conquistas em 50 anos de estrada

26

walking distance As atrações ao redor do Museu do futebol

28

comida Gastón Acurio, do restaurante La Mar, fala sobre a cozinha do Peru

30

comer, beber, viver O colunista Georges Henri faz uma ode ao veranico

32

adega Didú Russo comenta sobre os vinhos rosés da Provence

34

29 horas em... Carla Lamarca viaja para a capital mineira

36

das 23h às 29h Um novo bar no centro atrai as atenções de Carlos Minuano

38

hora livre Luiz Toledo relembra um passeio com a filha ao Zoológico

Agenda 29 horas 80

132 programas para as mais variadas horas do dia

29 horas com... 114

andrea cassolari A rotina de uma hairstylist que chegou de Londres


Publisher: Pedro Barbastefano Júnior Conselho editorial: Chantal Brissac, Claudio Elisabetsky, Clóvis Cordeiro, Didú Russo, Fabio Sgarbi, Georges Henri Foz, Pedro Barbastefano Júnior, Wagner Carelli Redação (contato@29horas.com.br): Brunno Carvalho (arte), Chantal Brissac, Claudio Elisabetsky (fotografia), Letícia Liñeira (estagiária), Maria Cecília Maciel (agenda), Vanda Fulaneto, Wagner Carelli Projetos editorial e gráfico, serviços editoriais: Studio San Floro Colaboradores: André Santos, Carla Lamarca, Carlos Minuano, Didú Russo, Dorotéia Fragata, Érico Hiller, Georges Henri Foz, Kike Martins da Costa, Luiz Toledo, Tainá Azeredo, Tânia Nogueira Gerente de produto: Ariovaldo Dias (ariovaldo@29horas.com.br)

SÓCIOS-DIRETORES Clóvis Cordeiro e Pedro Barbastefano Júnior MARKETING Diretor: Fabio Sgarbi (fabiosgarbi@meta29.com.br) Equipe de marketing: Coordenador: Rodolfo Torrezan (rodolfo@meta29.com.br), Anna Flávia Murata (annaflavia@meta29.com.br), Gabriel Fullen (gabriel@ meta29.com.br), Renata Piovezan (renata@meta29.com.br) Equipe de criação: André Yoshikawa, Cesar Valério, Karen Kohatsu, Rose Oseki PUBLICIDADE Diretor comercial nacional: Luiz Carlos Stein (stein@meta29.com.br) Diretor nacional de publicidade: Jeferson Teani Fullen (jeferson@meta29.com.br) Equipe comercial: Gerente: Ana Lúcia (analucia@meta29.com.br), Flávia Moraes (flavia@meta29.com.br), Lúcia Leão (lucia@meta29.com.br), Marcelo Rocha (marcelorocha@meta29.com.br),

>DESTAQUES

Clientes Diretos: Oswaldo Maffei Jr. (wado@meta29.com.br) Executivos de conta: Cláudia Maffei (claudia@29horas.com.br), Raphael Machado (raphael@meta29.com.br) Rio de Janeiro – Oscar de Oliveira Jr. (oscar@meta29.com.br) Curitiba – Andrea Gianini (andrea@meta29.com.br)

40 OS NOVOS ARES DA CEAGESP O chef francês Erick Jacquin quer revitalizar o entreposto e levá-lo à glória de seus melhores dias

50 DEVORE COM OS OLHOS O projeto Intimidades, do fotógrafo Moa Sitibaldi, revela uma visão das frutas e legumes que quase ninguém percebe

56 O POTE DE OURO No mês da maior parada gay do mundo, São Paulo impulsiona o mercado turístico e comercial e reequipa as áreas urbanas de vocação homossexual

60 AFTER HOURS FASHION Personalidades do mundo fashion contam onde vão comer, dançar, comprar e se divertir durante a semana de moda em São Paulo

Representantes: Brasília – Aloísio Nascimento (dbkn@uol.com.br), Rio Grande do Sul – Ricardo Rosa (ricardo@printsul.com.br), Pernambuco – Luis Augusto Carvalhaes Norfini (novosrumos@hotlink.com.br) ADMINISTRAÇÃO Administrativo e financeiro: João Carlos Vendramini (joaocarlos@meta29.com.br) Manutenção e logística de distribuição: Marcelo Mattos (marcelomattos@meta29.com.br) www.meta29.com.br Impressão e acabamento: IBEP Gráfica 29HORAS é uma publicação mensal sob encomenda da Meta 29 Serviços de Marketing Ltda. Editora contratada: San Floro Editoração Gráfica ME Jornalista responsável: Wagner Carelli (MTB 12986) Tiragem: 50.000 exemplares DISTRIBUIÇÃO GRATUITA E EXCLUSIVA NAS SALAS DE EMBARQUE DO AEROPORTO DE CONGONHAS A revista 29HORAS respeita a liberdade de expressão. As matérias, reportagens e artigos são de responsabilidade exclusiva de seus signatários. Meta 29 Av. Nove de Julho, 5966 - cj. 62 - Jd. Paulista - São Paulo - Cep: 01406-200 Tel.: 11.3086.0088 Fax: 11.3086.0676 AUDITADO PELA

66 AMOR FORA DO COMUM Confira as sugestões para comemorar o mês dos namorados com paixão e originalidade

70 CANNES É UMA FESTA Um passeio rumo ao paraíso terrestre dos publicitários e marqueteiros, com uma esticada pela Côte d’Azur e outras delícias da Provence

A Meta 29, consciente das questões ambientais e sociais utiliza papéis com certificação FSC (Forest Stewardship Council) na impressão deste material. A certificação FSC garante que uma matéria-prima florestal provenha de um manejo considerado social, ambiental e economicamente adequado e outras fontes controladas. Impresso na IBEP Gráfica Ltda. certificada na cadeia de custódia - FSC.


Sem crítica não tem polêmica. Sem polêmica não tem público. Sem público não tem arte.

O Prêmio ABCA 2009, da Associação Brasileira de Críticos de Arte, premiados os melhores nas artes visuais do ano que passou, na país. Sem dúvida nenhuma, essa é mais uma forma de contribuir a cultura nacional. No ano que vem tem mais. E, pode apostar, se 14 | 29HORAS | 29 de novembro a 29 de dezembro 2009

foi um verdadeiro sucesso. Foram opinião dos melhores críticos do para difundir, discutir e melhorar a crítica gostou, é porque é bom.


15

RAUL CÓRDULA DANIEL SENISE ANA LUISA MARTINS JOSÉ ARMANDO PEREIRA DA SILVA LÉLIA COELHO FROTA MARIO CRAVO JÚNIOR LAURO CAVALCANTI ACERVO DOS PALÁCIOS DO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO EXPOSIÇÃO VIRADA RUSSA CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL CONTINUUM ITAÚ CULTURAL PROJETO MONUMENTA SANTANDER CULTURAL SHEILA LEIRNER JOSÉ ROBERTO TEIXEIRA LEITE VERA CHAVES BARCELLOS


hora h

moda

depois da

passarela Apresentadora da versão brasileira do programa de TV Esquadrão da Moda, no SBT, a ex-modelo Isabella Fiorentino lança livro com dicas de estilo

Este ano, Isabella Fiorentino completa duas décadas de envolvimento com o universo da moda. A morena de 1,78 m e lindos olhos esverdeados começou a trabalhar como modelo quando ainda tinha apenas 13 aninhos. “Desde pequenininha, meus brinquedos prediletos eram os sapatos da minha mãe e de suas amigas!”, recorda. Durante os anos 90, Isabella foi capa de revistas como Elle, Vogue, Marie Claire e Estilo, desfilou nas semanas de moda de Milão e Nova York, fez campanhas para estilistas consagrados como Carlos Miele e Tufi Duek e posou para grandes fotógrafos como Jacques Dequeker, Miro, J.R. Duran e Bob Wolfenson. Hoje, afastada das passarelas e dos flashes, comanda o Esquadrão da moda, versão brasileira do programa de sucesso nas TVs dos Estados Unidos e da Inglaterra que, aqui no Brasil, inicia sua 3ª temporada na grade do SBT. “Quando casei e fui morar nos Estados Unidos, assistia a todos os episódios desse programa e não entendia por que não tínhamos nada parecido no Brasil. Um dia o telefone tocou e fui convidada para fazer um teste como apresentadora da versão brasileira. Fiquei eufórica.” Como já tinha atuado como apresentadora na revista eletrônica Tudo a ver, da Rede Record, Isabella não teve dificuldades diante das câmeras. Seu desempenho ao lado do stylist Arlindo Grund foi aprovado e, nos últimos meses, a dupla já repaginou dezenas de moças em rede nacional. “O programa não é só um reality show cruel no qual jogamos fora todas as peças do guardaroupas das participantes e trocamos por artigos

16 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

Especialista em estilo, a apresentadora ensina mulheres de diferentes...


fotos divulgação

...idades e tipos físicos como se vestir nas mais variadas ocasiões

mais elegantes. Temos uma função didática também, damos dicas sobre estilo e moda”, explica a ex-modelo. Muitas dessas dicas foram reunidas no livro Na moda com Isabella Fiorentino (ed. Nova Cultural, 130 páginas, R$ 14,90), recém-lançado. “No livro, passo noções básicas de proporções, de elegância, de cabelo, de maquiagem, de beleza. É importante entender os códigos da vestimenta para não passar mensagens equivocadas para quem te vê”, alerta Isabella. À frente da Officina de Imagem, ela já ensinou centenas de jovens a desfilar e a render boas imagens em um ensaio de moda. Agora com sua recém-aberta produtora de eventos, Isabella viaja pelo país ministrando palestras e workshops. “Gosto muito de me comunicar com o público, seja na TV ou ao vivo”, conclui esta exuberante paulistana descendente de italianos, que só fica triste quando o assunto é a performance de seu time de futebol do coração, o Palmeiras, atualmente em uma péssima fase. Ainda bem que este mês de junho tem SPFW e Copa do Mundo e ninguém vai querer falar mais do Verdão! –Kike Martins da Costa

17


hora h

cinema

louca e hilária

paixão

jim carrey e rodrigo santoro formam divertido par romântico no filme que estreia este mês

18 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

chocantes nas quais o que mais impressiona é a “entrega”; de McGregor, Carrey e Santoro, os três atores que interpretam magistralmente uma trinca de bibas. Jim Carrey vive o golpista Steven Russell, um mentiroso compulsivo, perturbado e com múltiplas personalidades; Ewan McGregor é Phillip Morris, uma bichinha frágil e romântica por quem Steven se apaixona, e Rodrigo Santoro é Jimmy, uma barbie sarada de ascendência latina com quem Steven tem um caso no começo da história. Nos primeiros minutos do filme, Steven é um comportado policial que toca órgão na igreja aos domingos, reza com sua esposa toda noite antes de dormir, tem uma linda filhinha e, nas horas vagas, busca sua mãe biológica, que o abandonou quando ele ainda era criança. Tudo muda após um acidente de carro. Steven sobrevive milagrosamente e decide dar vazão à sua porção gay. Larga a família e o emprego e vai para Miami, onde

Santoro e Carrey passeiam juntinhos pelas ruas de Miami

conhece Jimmy (Santoro) e passa a levar uma vida cheia de extravagâncias e luxos bancados por golpes, fraudes e pequenos furtos. Só que um dia essa farra acaba e ele é preso. Ao chegar na penitenciária, conhece Phillip Morris (Ewan McGregor) e os dois vivem uma grande paixão atrás das grades. Quando termina a pena de Steven, ele sai da prisão com uma ideia fixa na cabeça: libertar seu amor. Aí é que Steven pira de vez – encarna um advogado, forja documentos e ligações telefônicas até finalmente conseguir tirar Phillip daquele lugar. Empolgado com sua performance de salafrário, envolve-se em outros negócios fraudulentos e até se estabelece com uma bem-sucedida carreira no mundo corporativo. Só que essa série de mentiras tem prazo de validade, e um dia a polícia os reconduz

à prisão. Nesse entra e sai dos pres ídios, Steven até simula estar morrendo de Aids para escapar. Este é um dos momentos mais politicamente incorretos e surreais do filme, e tudo até soa um pouco exagerado, mas nós, os espectadores, só engolimos essas reviravoltas fantásticas porque somos alertados que a história toda incrivelmente se baseia em fatos reais! Dirigido por Glenn Ficarra e John Requa, a mesma dupla da comédia sarcástica Papai Noel às avessas, o filme vale a pena, mas a plateia precisa de um certo preparo. O personagem de Carrey é doido demais, e a história por vezes parece excessivamente rocambolesca. Mas é um prazer ver atores sem medo de encarar papéis polêmicos, ousados e instigantes de maneira tão sensível, corajosa e despudorada. –K.M.C.

fotos divulgação

Para um astro de Hollywood como Jim Carrey e dois jovens galãs em ascensão como Ewan McGregor e Rodrigo Santoro, aceitar o convite para interpretar na telona um trio de personagens gays não deve ter sido uma decisão simples e fácil. Mas as filmagens certamente foram muito divertidas, e o público paulistano poderá conferir o resultado disso a partir do dia 4 de junho, quando o longa O golpista do ano (título brasileiro para o original I love you Phillip Morris) estrear nos cinemas da cidade. O filme já está pronto desde janeiro de 2009, mas até agora não entrou em circuito comercial nos Estados Unidos, só foi exibido em alguns festivais e mostras de cinema. A estreia nos EUA está prevista para acontecer só no dia 30 de julho, isso se não sofrer mais um adiamento. Os pudicos distribuidores norte-americanos temem que a imagem dos atores seja irremediavelmente maculada com a produção, que de fato possui cenas


19


hora h

teatro

Ela não fica

à espera

Atriz-revelação da última novela global, Adriana Birolli é o avesso da personagem que interpreta no teatro Jaraguá O sucesso no papel da irmã malvada Isabel na novela Viver a vida foi enorme. A atuação de Adriana Birolli, de 22 anos, fez com que sua personagem passasse a ser odiada pela maioria dos telespectadores – na vida real, apesar de já ter brigado muito com a irmã, ela garante que sempre foi muito ligada a ela. Novela terminada, a atriz curitibana dá sequência a outros projetos e chega a São Paulo com a peça Manual prático da mulher desesperada – em cartaz há três anos e que lhe rendeu o Troféu Gralha Azul de melhor atriz, em 2007 (prêmio concedido pelo Governo do Estado do Paraná por meio do Centro Cultural Guaíra). Na peça, uma tragicomédia inspirada em três obras da escritora americana Dorothy Parker (A telephone call, Cousin Larry e The waltz), Adriana interpreta Alice, que mora sozinha e aguarda enlouquecida pela ligação do namorado. Com direção de Ruiz Bellenda, a peça retrata as frustrações amorosas dessa mulher.

20 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

“É meio complicado me comparar com a Alice, pois sempre mantive relacionamentos estáveis”, explica. Adriana não costuma esperar sentada que as coisas aconteçam. Em todas as áreas, sempre buscou o que quis. Aos oito anos, começou a se apresentar em palcos da capital paranaense. Aos 13, fase em que o turbilhão da puberdade só traz incertezas, ela decidiu o que faria da vida: seria atriz. A primeira peça foi O teimosinho e o mandão. A música e a dança também ocuparam espaço na história de Adriana. Antes de se mudar para o Rio de

Janeiro, em 2007, deu aulas de forró em Curitiba. Depois, quando chegou à capital carioca, logo descobriu o caminho das pedras para o seu objetivo de então, fazer televisão. Ela se apresentou em várias oportunidades e acabou conseguindo participar do funil para a escolha de atrizes para a novela das oito. A jovem revela que no processo de criação de suas personagens ela não gosta de decorar as falas, é mais intuitiva. “Acredito que decorar o texto limita muito. Prefiro estudá-lo”. Ela adora fazer laboratório para conhecer a realidade de suas personagens e se inspira em grandes nomes da dramaturgia, como Lília Cabral, Natália do Valle e Lolita Rodrigues. Como a grande maioria das atrizes, Adriana também pretende estrear no cinema. Ela disse que já foi procurada por diretores, mas preferiu não revelar nomes. Acostumada com a agitação carioca, acha que a mudança para

CONTOS MODERNOS A escritora, jornalista, poetisa e crítica literária americana Dorothy Parker foi um dos nomes mais importantes das décadas de 1920 e 1930. Era uma mulher à frente de seu tempo. Ficou famosa por fazer parte de um grupo de intelectuais que se reunia em um hotel em Nova York e tomava uísque em xícaras de chá. Sua obra, caracterizada por sua escrita satírica, se mantém atual até hoje. O conto Um telefonema, de 1928, retrata bem a situação em que Alice se encontra na peça: desesperada à espera de um telefonema masculino. Dorothy também chegou a ter uma série composta por 20 de seus contos – todos selecionados e traduzidos pelo escritor carioca Ruy Castro em Big loira e outras histórias de Nova York. Tentou suicídio três vezes. Morreu de ataque cardíaco em 1967, aos 74 anos. Em cena, Adriana e Alex Barg...


Fotos divulgação

Adriana e Barg, que também interpreta o manicure Celinho

...na tragicomédia que se baseia nos textos de Dorothy Parker

São Paulo não será tão impactante quanto a que sofreu ao se mudar de Curitiba para o Rio. “São Paulo é uma cidade tão badalada quanto o Rio, acho que vou me adaptar numa boa”, diz. A saudade da família em Curitiba é enorme e Adriana tenta manter contato com eles sempre que possível. Dividida em três miniatos, a história se passa no quarto de Alice, no salão de beleza e em uma balada. Enquanto espera a tal ligação do namorado, Alice decide ir ao salão de beleza, onde reflete sobre seus frustrados relacionamentos com os “homens errados”. Lá ela passa por alguns dos rituais de beleza que as mulheres se submetem para seduzir os homens: máscara facial, depilação e maquiagem e

divide seu desespero com seu manicure Celinho, interpretado por Alex Barg. Quando percebe que o rapaz não vai ligar, Alice decide sair sozinha pela noite e tentar arranjar alguma companhia agradável, mas o máximo que ela consegue é Everton, um cara que dança muito mal. Depois da passagem por São Paulo a peça retorna para Curitiba e passa por Maringá, Toledo, Porto Alegre, Londrina e Ponta Grossa. A temporada paulistana tem deixado Adriana ansiosa para conhecer os lugares mais bacanas da cidade. “São tantos que nem sei por onde começar”. –Letícia Liñeira Manual prático da mulher desesperada – Aé 2/7 – Teatro Jaraguá – R. Martins Fontes, 71, tel. 3255-4380. Sex. às 21h30 (R$50), sáb. às 21h (R$ 60) e dom. às 19h (R$ 50).

21


hora h

saúde

Olho vivo

Para convencer a filha a usar um tampão ocular, obrigatório no tratamento oftalmológico, Simone Sgarbi criou com a sócia, Paola Cerqueira, um produto inovador

22 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

diferenciados, em cores vivas e estampas divertidas. Junto com a sócia Paola Petti Cerqueira, designer responsável pela concepção dos produtos, Simone trouxe um novo alento às famílias que têm filhos com ambliopia, doença que atinge quatro em cada 100 crianças no Brasil e, se não tratada cedo, causa perda irreversível na visão. “É um desafio fazer um pequeno usar – sem tirar – um desses tampões convencionais por oito ou dez horas por dia, durante três anos ou mais. A aparência feia do produto, que lembra hospital, faz a criança se sentir mal, envergonhada. E infelizmente isso colabora para a rejeição de um tratamento que é essencial para a saúde dela”, explica

Simone Sgarbi e a sócia Paola Cerqueira patentearam um...

Simone. As duas sócias, que têm filhas da mesma idade, descobriram que estavam no caminho certo quando souberam que as colegas de Camila, na

escola, também queriam o novo tampão – mesmo sem precisar usá-lo. Os 80 modelos, com cores dos times de futebol e da Seleção Brasileira,

Deficiência pode passar despercebida Em muitos casos, o problema passa batido para pais e pediatras. Isso porque a criança, que sempre enxergou assim, não percebe que só tem um olho “bom”. Confira algumas dicas dos especialistas: • Mesmo que seu filho não apresente qualquer sintoma, leve-o ao oftalmologista até os quatro anos. • O interesse e o envolvimento dos pais, que devem estar cientes de que o tratamento é longo e também o único meio de corrigir o problema, são fundamentais. • Transformar o tratamento em um momento divertido, gostoso e simples garante a adesão da criança. Saiba mais: www.todeolhotampao.com.br

tainá azeredo

Dizem que a necessidade é a mãe da criatividade, e é a pura verdade. Há dois anos, Simone Sgarbi descobriu que sua filha caçula, Camila, então com quatro anos, tinha ambliopia, problema que exige um tratamento simples, porém sistemático: o uso de um tampão no olho bom para que o olho preguiçoso seja estimulado. Ao ver a menina, determinada, avisar que não iria usar aquele feio e desconfortável tampão, a mãe teve um lampejo criativo. Visualizou um produto mais confortável e “amigável” e chegou a um modelo feito de borracha macia, que se encaixa perfeitamente nos óculos. Foi neste momento que nasceu a Tô de Olho, empresa que produz tampões


...produto inédito no mercado para tratar a ambliopia

além de motivos variados (flores, estrelas, listras, caveiras etc), têm agradado em cheio à criançada. Os motivos são vários. Primeiro, porque eles podem ser usados várias vezes, não machucam nem causam alergias; depois, porque podem ser combinados com a roupa e o humor do dia. E, principalmente, porque a própria criança pode trocar e manejar o produto, o que a faz se sentir importante. “Elas têm orgulho de usar o tampão, coisa que não acontecia com os modelos

tradicionais”, diz Paola. “Trabalhar a autoestima da criança, tornando-a diferente positivamente, é o segredo para quem tem um filho com ambliopia ou estrabismo”. O estrabismo também exige uso de tampão, além do acompanhamento médico e dos exercícios com um profissional de ortóptica. As sócias têm feito palestras em congressos, hospitais, escolas, ONGs e clínicas de oftalmologia para mostrar a importância de seguir o tratamento para corrigir a ambliopia. Um

Para as crianças, o uso do tampão ocular é uma brincadeira

livro também deve sair do forno no próximo semestre, dirigido às crianças, para que se envolvam de forma lúdica com a causa. Simone e Paola pensam também em criar, em conjunto com o Ministério da Saúde, um dia de combate à ambliopia, doença séria e pouco conhecida. “O que me importa mesmo é que

todos os pais levem seus filhos ao oftalmologista antes dos quatro anos. A chance de eles terem o problema é real e só assim podem descobrir. A ambliopia tem que ser detectada e tratada antes dessa idade, quando a visão ainda está em pleno desenvolvimento”, alerta Simone. –Chantal Brissac

23


hora h

história

O mestre da

carne

Precursor da feijoada em bufê e da picanha, Fuad Zegaib comemora os 50 anos do Dinho’s, que continua a surpreender

24 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

eu fui ao Rio Grande do Sul visitar fazendas e frigoríficos e vi ali um novo corte de carne”, conta. No Sul, o corte especial retirado da parte traseira do boi já tinha o nome de picanha por causa do costume dos boiadeiros de tocar o gado com uma vara comprida, conhecida como “picana”. Fuad voltou decidido a vender a picanha em seu restaurante. “No início, ninguém sabia que carne era aquela. Eu ia diariamente de supermercado em supermercado explicando que precisava daquela exata parte debaixo da alcatra. Com o tempo, todos os restaurantes começaram a servir”. Outra novidade que o restaurateur emplacou no Dinho’s foi o bufê de saladas. “Fui o primeiro a oferecer esse serviço que facilita a vida de quem almoça fora de casa”, conta, lembrando, sem qualquer ponta de orgulho, que também foi o pioneiro no bufê de feijoadas. “Sempre

Fuad, 77 anos, festeja o sucesso da casa batizada com seu...

gostei de inovar e sempre adorei novidades”, confessa Fuad. Uma vez, há muito tempo, quando foi à Itália, se encantou com a mussarela de búfala. Logo depois, passou a servi-la no seu restaurante. Na verdade, o Dinho’s foi responsável por introduzir no mercado brasileiro um novo conceito de restaurante, o da churrascaria sofisticada que serve carnes especiais, acompanhamentos nobres e oferece um serviço atencioso em um ambiente agradável. Um estilo bem diferente do que existia até então: as churrascarias rústicas e descontraídas.

Hoje, o Dinho’s oferece novidades como a carne Dry Aged, um processo de maturação exclusivo que resulta em um produto com textura e sabor superiores. Aliás, a carne bovina é tratada com esmero não só no processo final. “A compra de carne inclui a visita a fazendas selecionadas, onde escolhemos os bois da raça angus, acompanhamos a criação, o abate, todo o processo, até que ele chegue à mesa do cliente”, explica o empresário. Para acompanhar esses cortes especiais, Fuad sugere vinhos de sua adega

tainá azeredo

Quando decidiu abrir um restaurante no bairro do Paraíso em 1960, Fuad Zegaib, paulistano descendente de libaneses, buscava apenas um negócio para manter a mulher e as duas filhas. Ele tinha 27 anos e trabalhava dia e noite com a esposa para dar conta do recado. “Éramos nós dois e mais dois funcionários”, relembra Fuad, conhecido desde menino como Dinho. Cinco décadas depois, a casinha se transformou num restaurante de 2 mil m² que hoje é considerado uma das melhores churrascarias da cidade, o Dinho’s. Nesses anos todos, muita história aconteceu. De olho nas tendências de fora, Fuad foi incorporando novidades ano a ano em sua casa. Segundo ele, prazeres hoje consagrados nacionalmente, como o de degustar uma picanha fatiada em uma churrascaria, nasceram bem ali, nesse pedaço que hoje ocupa a esquina da alameda Santos com a rua Dr. Rafael de Barros. “Nos idos de 1970


Método realça o sabor da carne

Nas suas inúmeras viagens pelo mundo, Fuad vai garimpando tendências e inovações. O novo método de maturação da carne, batizado de dry aged, ele conheceu em um restaurante de Nova York. Trata-se de um processo em que ela fica de 15 a 25 dias em uma câmara especial com temperaturas controladas. “Enzimas naturais favorecem o amaciamento das fibras”, explica Zegaib, que construiu no restaurante uma câmara de refrigeração que mantém a carne exposta à temperatura de 10ºC a 30ºC, umidade do ar controlada entre 70% e 75%, e luz ultravioleta para evitar a ação de bactérias. “O resultado está no sabor e na textura”, ele diz.

...apelido de infância: inovações gastronômicas

bem fornida, que conta com exemplares da Itália, França, Portugal, Espanha, Argentina, Chile e África do Sul, entre outros berços vinícolas. No restaurante é possível encontrar garrafas como um Chateau Latour (R$ 5.380) ou um Brunello di Montalcino (R$ 640), além,

Uma das salas do restaurante que hoje ocupa 2 mil m² no bairro do Paraíso

é claro, de opções boas e mais em conta. E a casa não agrada apenas os amantes da carne vermelha. O bufê de frutos do rio e do mar (R$ 98 por pessoa) nos almoços e jantares das sextas já é uma tradição do bairro. Um desfile de criações com lagosta, camarões pistola e peixes diversos atrai especialmente executivos no almoço e famílias à noite. O movimento na porta é grande e só não supera o de outro hit da casa: a feijoada das quartas e sábados, quando delícias calóricas como costelinha, leitão à pururuca, lombo e linguiça contracenam com ingredientes como couve picadinha, arroz branco e laranja em pedaços, entre vários outros itens deste prato que é o símbolo da cozinha brasileira. Dinho’s – Al. Santos, 45, tel. 3016-5333. www.dinhos.com.br

25


hora h

walking distance

Os sabores

da Copa

o museu do futebol reúne mais de mil fotos e 21 vídeos que narram a trajetória da história do futebol brasileiro. Em junho, fica em cartaz a exposição Copas de A a Z, com histórias das Copas do Mundo. Ao redor, experimente alguns dos sabores que a culinária da Copa tem a oferecer. Por Letícia Liñeira

Teatro FAAP Inaugurado em 1975, o teatro realiza oficinas e workshops de arte dramática. Em cartaz durante o mês de junho estão as peças A grande volta, com Fúlvio Stefanini e Rodrigo Lombardi e Usufruto, com Lúcia Veríssimo e André Fusko. R. Alagoas, 903, tel. 3662-7232. www.faap.br/teatro

Coq Localizado em um casarão antigo, esse restaurante francês decorado com móveis de diferentes épocas é um recanto descolado na região. Funciona apenas para o jantar, com opções como risoto de morango, cassoulet de lula e codornas recheadas com figo. O restaurante fica no andar de cima e o lounge no subsolo. R. Tupi, 832, tel. 3661-4011.

11 min.

10 min. Museu do futebol Pça. Charles Miller, s/n˚ – Estádio do Pacaembu, tel. 3664-3848 R$ 6 e R$ 3 (entrada gratuita às quintas). Das 10h às 18h. www.museudofutebol.org.br

Bar da praça As paredes desse bar estão repletas de fotografias das praças e parques da cidade. O cardápio também homenageia as praças paulistas, é o caso do sanduíche Panamericana (pastrame, tomate, pepino em conserva, cebola, alface americana, mostarda e maionese) e o da Bandeira (filet de frango, shimeji ao alho, aioli de limão e rúcula). De seg. a qua.: das 17h às 2h; qui. e sex.: das 17h às 3h; sáb, dom. e feriados: a partir das 12h. Pça. Vilaboim, 65, tel. 3826-2941. www.bardapraca.com.br

26 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

12 min.

Sí Señor Comandado pelo chef Frederico Dieckmann, esse mexicano apresenta os skillets, aperitivos de queijo fundido acompanhados por tortillas de trigo e os ZZ Top, churros crocantes com sorvete de creme e cobertura de chocolate, além do tradicional mojito. De seg. a qui.: das 18h às 24h; sex: das 18h às 2h; sáb: das 12h30 às 2h e dom: das 13h às 24h. R. Armando Penteado, 18, tel. 34762538. www.sisenor.com.br

fotos divulgação

14 min.


27


hora h

comida

o herói nacional

no peru, a gastronomia melhorou a autoestima da população. o chef Gastón Acurio é um os responsáveis por essa mudança

28 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

nos Estados Unidos, e ainda este ano deve inaugurar endereços em Nova York, Panamá e Bogotá. Além desses dois blockbusters, Gastón tem outras três marcas que, por enquanto, estão só no Peru: Tanta Peruvian Bistro, Pasquale Hermanos Sanguchería Peruana e Panchita Parrilla Peruana. E, em agosto, abre o Madame Tusán, um restaurante chifa (sinoperuano). Seu empreendedorismo é um dos principais fatores que alçaram a comida peruana ao status que tem hoje: a coisa mais moderna do momento. E tudo foi feito de caso pensado. Gastón vem à frente de um grupo de cozinheiros que usam os seus talentos na cozinha para promover o seu país e elevar a autoestima de seu povo. “Hoje se respira um sentimento de segurança no Peru”, diz. “As pessoas sentem mais orgulho de ser peruanas por causa do sucesso de nossa comida. É como o futebol no Brasil”. Confira a seguir a conversa do cozinheiro com a reportagem da 29HORAS:

Gastón prepara prato no restaurante La Mar

29HORAS: Sente orgulho de ser o grande representante da cozinha de seu país? Gastón Acurio: Eu sou representante da cultura peruana, não da cozinha. O Peru tem vários tipos de cozinha: a nikkei (fusão de

ingredientes locais com pratos japoneses), a chifa (sino-peruana), a amazônica, a andina, a criola, a arequipenha (do Sul), a nortenha (Norte), etc. Por ser limenho, cresci cercado por todas essas tradições. E aplico todas. Mas é bom

chefs viram ídolos Passados 20 anos, hoje há 7 mil jovens cursando faculdades de gastronomia no Peru. Gastón acha que o povo conseguiu transmitir princípios e valores ligados à cultura do seu país. As crianças no Peru têm verdadeira obsessão por comida. Entendem muito mais de sabores e ingredientes que seus pais. Olham os chefs na rua como ídolos, hipnotizadas, como se eles fossem artistas de TV. Daqui a dois anos, pela primeira vez, o estudo de gastronomia será incorporado ao ensino público.

fotos divulgação

Quarenta restaurantes espalhados pelo mundo levam o nome de Gastón Acurio. O peruano, que no início da década de 90 desistiu do Direito para estudar gastronomia na tradicional escola Le Cordon Bleu em Paris, é hoje mais do que o maior chef de seu país: é quase um herói nacional. Poucos fizeram tanto pela imagem do Peru quanto esse limenho que na verdade nem gosta de ser chamado de chef, prefere cozinheiro. Aos 42 anos, menos de 20 de profissão, ele expandiu seu império por todo o Ocidente. Astrid y Gastón, o primeiro e mais gastronômico de seus restaurantes, fundado em Lima em 1994 em parceria com sua mulher, a alemã Astrid, está hoje também em Madrid, Santiago do Chile, Bogotá, Quito, Caracas, Cidade do México e Buenos Aires. Em São Paulo, há um ano funciona o La Mar Cebichería, segundo o próprio Gastón, uma porta de entrada para as várias cozinhas peruanas. A casa tem filiais em outras quatro cidades da América, incluindo São Francisco,


Cebiche misto, criação com cebola, pimentão e camarões

lembrar que tem muita gente boa. Sou parte de uma geração de cozinheiros que tem feito um trabalho coletivo de valorização de nossa cultura. Hoje os dois maiores ícones peruanos são (as ruínas de ) Machu Pichu e a cozinha. Isso em um país acostumado a importar cultura. 29HRS: E qual o resultado prático na vida do país? GA: As pessoas se sentem mais seguras. Isso começou com o discurso culinário há uns 20 anos, com a minha geração, que foi estudar fora, porque não havia formação superior de cozinheiro no Peru, e voltou cheia de ideias. 29HRS: O chef japonês Nobu, que trabalhou por anos no Peru antes de abrir o seu badalado restaurante em Nova York, não abriu esse caminho ao levar para Manhattan a cozinha nikkei de alto padrão? GA: Com certeza. Não só ele. Nomes como Isabel Álvarez, Tereza Isquierdo

e Cucho La Rosa abriram muitos caminhos. Mas a elite peruana os via com reservas. Quando a minha geração voltou do exterior com o diploma na mão, se deparou com esse discurso que falava na abundância dos ingredientes locais, na importância de prezar as práticas tradicionais, na gastronomia como instrumento para elevar a autoestima do povo. E nós carregamos essa bandeira. 29HRS: O que sobrou da formação clássica francesa? GA: A primeira lição que recebi na França foi ter orgulho da própria origem. Eles se orgulham muito do que é deles. A segunda foi a busca permanente pela excelência. A terceira foi trabalhar com metodologia. E a quarta foi o respeito profundo pela profissão e pelo cliente. Esses são os princípios fundamentais. A eles, a gente incorpora a picardia, a genorisade e os sabores latinos. Técnicas são universais, eu podia ter estudado no Peru, na França

Saltado criollo, peixes e mariscos salteados com batatas douradas

Anticucho, espeto de polvo na brasa com chimichurri parrillero

ou no Brasil: um glaceado seria sempre um glaceado. 29HRS: Por que você não usa a palavra chef? GA: Chef é uma palavra da época em que não era bacana ser cozinheiro. Uma palavra estrangeira. Uma vaidade. Eu sou cozinheiro e tenho o maior orgulho disso, todos temos no Peru. 29: Essa mudança de paradigma já é fato consumado no Peru? GA: Sim. O resultado de nossa atuação política começou a aparecer apenas há uns 6 anos. Hoje a cozinha no Peru é como o

futebol no Brasil. 29HRS: E nos outros países da América Latina? GA: Os cozinheiros na América latina inteira hoje estão abraçando a sua cozinha local. No caso do Brasil, houve um trabalho paralelo ao do Peru, já há umas duas décadas que o Alex (Atala) e outros cozinheiros têm um discurso semelhante ao nosso. Nós não inventamos esses princípios. Eles são evidentes. Há um grito universal nesse sentido. –Tânia Nogueira La Mar – Rua Tabapuã, 1410, Itaim, tel.: 3073-1213.

29


hora h

comer, beber, viver por georges henri foz

Veranico na

varanda

Aproveite a melhor época do ano – e com a luz mais bonita – para almoçar com os amigos em restaurantes com jardim ou varanda

30 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

edição são lugares para o almoço com jardim ou varanda. Mas com duas premissas além do cenário: os restaurantes são descontraídos e baratos (até R$ 35, sem álcool). Isso quer dizer que são lugares despojados, mas de bom gosto, onde se come bem, sem frescuras. Ideal para estar entre amigos e dar umas risadas. Na Vila Madalena, bairro naturalmente descontraído, onde cada esquina é tomada por um boteco ou choperia, existe um espaço interessante. Na esquina das ruas Aspicuelta e Harmonia, encontra-se o Florinda. O restaurante é pequeno e emana um ar de comida saudável. Massas frescas caseiras são o foco da casa, que nesta estação traz combinados de sopas diversas, muito boas, com massas também diferentes e saborosas.

Fachada do Taormina, que só funciona para o almoço

Helena Morici e o marido Salvatore abriram em 2002 o Taormina

O lugar é agradável e, mesmo não sendo uma varanda propriamente dita, exerce a mesma sensação por ser inteiramente aberto para a esquina. O cardápio inteiro é peculiar e, antes da ótima sugestão do dia,

acertei ao pedir um pastel de forno recheado de queijo brie com pêra. No Itaim também existem opções ótimas para curtir esse período do ano. Na pequena Manuel Guedes, um quarteirão antes

fotos Camila Cordeiro

Parece mentira, mas já estamos em junho. O tempo voa mesmo e é nossa obrigação tentar reparar naquilo que cada momento tem de melhor. Na minha opinião esta é a época mais bonita do ano e tenho vários motivos para acreditar nisso. Primeiro, porque esse finzinho de outono tem uma luz muito especial. Segundo porque, com a temperatura mais baixa, todo mundo se veste melhor e com isso a cidade fica mais elegante. Finalmente, como não chove nessa época, as pessoas saem sem receios para desfilar a sua elegância. É o famoso “veranico”, quando dá vontade de se sentar para almoçar em uma varandinha, já que a luz deste mês deixa qualquer varanda mais bonita do que já é. Sendo assim, as sugestões dessa


do famoso Due Cuochi, ficam lado a lado dois bistrozinhos com varandas elegantes. O primeiro é o Osteria e, como sugere o nome, traz um cardápio italiano bastante amplo entre risotos, carnes, massas e polentas. As sugestões do dia são bastante flexíveis e permitem combinar entradas, pratos e sobremesas que driblam qualquer restrição de paladar. O segundo, vizinho de muro, é outro bistrô, só que francês, chamado L’amitié (a amizade), e pertence ao Chef Yann Corderon. Também tem uma varanda que nos deixa acreditar que estamos em outro país. Dentre os pratos, destaque para o Poêlon de champignon (frigideira de cogumelos com ovo pochê). Indo para os Jardins, outra casa, o Prêt Café, também oferece mesas em um jardim confortável e de bom gosto, que consegue extrair o que seria a rua Bela Cintra para dar lugar a um ambiente com muito verde e luminosidade. Oferece um buffet de alto nível com serviço também muito correto. Já mais perto da

Paulista, na alameda Itú, encontramos a opção talvez mais simples e mais surpreendente de todas que figuram nesta coluna. O Taormina é realmente uma experiência que vale a pena. Este restaurante siciliano pertence ao casal Salvatore e Helena Morici, que em 2002 tiveram a ideia de abrir uma rotisserie com foco na gastronomia originaria de Palermo, de onde vieram no fim da década de 80. Hoje em endereço novo, o Ristorante Taormina abre apenas para o almoço, de segunda a segunda, comandado por dona Helena e oferece como únicas entradas (mas que entradas!) as berinjelas (normal ou à parmigiana) e quatro tipos de massa com quatro ou cinco tipos de molhos que variam no dia a dia, sobremesa de frutas do dia e o cafezinho que vem na minicafeteira italiana acompanhado do cannoli mais “cannoli” que existe em São Paulo. Uma loucura! Diz a dona Helena que o molho de tomate dela é 100% pomodori pelatti italiano e que a panela nunca fica tampada para não reter acidez nenhuma. Aí também, na entrada,

A varandinha simpática do L’amitié acolhe amigos famintos

No Itaim Bibi, a Osteria convida para almoços preguiçosos

existe uma pequena varanda com quatro ou cinco mesas, muito agradável para apreciar o clima desta época. Tanto é que, pelo segundo ano consecutivo, dona Helena levou o prêmio Maestro della Gastronomia Italiana em Brasile, honraria concedida pela comunidade italiana em São Paulo. Isto sem contar a figura e a simpatia do casal. Caro leitor, lembro que as sugestões acima mixam simplicidade, qualidade e preços modestos, sem privar ninguém do agradável clima

de agora. Só no almoço de segunda a sexta. Em outra edição talvez possamos falar de lugares semelhantes, mais chiques e, portanto, mais caros, para poder juntar almoços com negócios. Até o mês de julho! georges@29horas.com.br Florinda – R.Aspicuelta, 181, tel. 3814-1060. Osteria – R. Manuel Guedes, 243, tel. 3073-1287. L’amitié – R. Manuel Guedes, 233, tel. 3078-5919. Prêt Café – R. Bela Cintra, 2.375, tel. 3085-8544. Taormina – Al. Itú, 251, tel. 3253-6276.

31


hora h

adega por Didú Russo

A terra

do rosé

A Provence produz um vinho emblemático que tem muito a ver com o clima, os temperos e os aromas dessa belíssima região da França

32 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

e com leveza e flexibilidade casam-se maravilhosamente à cozinha do verão ou como aperitivo. Coteaux Varois en Provence: Reflexo perfeito do interior da Provence, protegido pelas montanhas que o cercam, aproveitandose assim de um micro-clima de tipo continental, ele é alimentado por um terreno argilo-calcário. Os vinhedos contam com uma grande variedade de uvas, sutilmente associadas, que dão nascimento a cuvées típicas. Côtes de Provence: Extraindo sua força em solos pouco úmidos, estes vinhos se beneficiam do mistral e da luminosidade tão típica da Provence. Os cincos terroirs que compõem este AOC dão tintos amplos, estruturados e generosos, brancos aromáticos de grande classe, e distinguemse principalmente na arte do rosé. Autêntica tradição, a elaboração de rosé Côtes de Provence pede um conhecimento específico e produz vinhos secos, frutados e elegantes, cuja coloração luminosa não se assemelha a nenhuma outra.

Na terra das plantações de lavanda, o vinho rosé dá o tom

Se você estranhou a menção a vinhos tintos, saiba que existem maravilhosos tintos, com estrutura e frescor, que não se comparam aos corpulentos e adocicados vinhos do novo mundo não. Experimente. Com as uvas tintas da Provence são produzidos diversos vinhos: tintos potentes bem estruturados, robustos, ricos, equilibrados, com envelhecimento em madeira. Para isso as cascas permanecem por mais tempo em contato com o mosto (suco da uva prensada). Mas a maioria dos tintos da Provence é formada por tintos jovens. Para isso o tempo de contato do mosto com as cascas é menor. Assim se consegue um vinho fresco frutado e aromático . Os rosés são produzidos por dois métodos distintos, os de sangria ou maceração,

cujo contato das cascas com o mosto é de apenas algumas horas. O outro método é o de prensagem, processo que consiste em prensar lentamente as uvas, conseguindo-se uma grande delicadeza de cor. As castas tintas da região são: Grenache, Syrah, Mouvèdre, Cinssault, Tibouren, Carignan e Cabernet Sauvignon, e as brancas: Rolle, Clairette, Ugni-Blanc e Marsanne. Conheça mais os Vin de Provence. Prepare suas saladas Niçoise, os frutos do mar à vinagrete, os peixes grelhados, os aliches e procure conhecer melhor seus vinhos – você vai adorar, eles combinam muito com nosso clima. Confira os endereços: no Rio, a KB Vinrosé (www.kb-vinrose. com), e em São Paulo Le Cave Jado (www.cavejado. com.br) e o Le Tire Bouchon (www.letirebouchon.com.br).

istockphoto

No mundo do vinho, a Provence é muito mais do que você imagina. A bebida lá existe ainda antes dos romanos, levada pelos gregos que fundaram Marseilles há mais de 26 séculos. O vinho na época era claro, rosado – como foi até o século XVII –, depois se aprimorou e nunca saiu de moda. Hoje representa a tipicidade da região. Um verdadeiro rosé da Provence é claro, límpido, seco, estruturado, elegante, aromático e fresco. Sua cor é inimitável, indo do rosa clarinho ao cobre cintilante, passando pela cor de casca de cebola. Muito sedutor. Eles produzem cerca de 120 milhões de garrafas por ano dessa maravilha de frescor e estrutura que só a Provence consegue. Todos imitam sem o sucesso que gostariam. São três as DOCs da Provence: Coteaux d’Aix-enProvence, terra de Cézanne, terroir de solos argilocalcários, sol e mistral (vento frio regional), produz tintos de caráter, amplos, carnudos e de aroma potente, além de brancos aromáticos, finos e elegantes. Quanto aos rosés, estes são vivos, frutados


33


hora h

29 horas em...

29 horas em

Belo horizonte

A publicitária e apresentadora Carla Lamarca relembra os lugares mais interessantes da capital mineira e de seus arredores

34 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

línguas – a loira de 1,77m e olhos verdes é fluente em alemão, inglês, italiano e francês. Ainda em Londres, trabalhou na Apple como curadora de conteúdo do iTunes para a Europa. De Belo Horizonte ela guarda boas recordações. “Fiz uma viagem em que tive ótimos momentos ao lado de uma amiga muito querida, a quem fui visitar, e conheci lugares superbacanas. Quem passar por lá deveria conhecer também”, diz Carla, que hoje comanda o FTV MAG na Fashion TV Brasil – na Sky (canal 31) e na NET (canal 95), no qual entrevista gente da moda, das artes e do esporte, além de apresentar uma agenda cultural com programações de shows, exposições e lançamentos nacionais. –L.L.

Parque Inhotim

5h às 11h

“Começo o dia às 9h. Vou tomar um café delicioso na Casa Bonomi, uma padaria em um espaço superbacana em um casarão antigo da cidade. Lá encontro uma variedade enorme de pães, bolos e sanduíches. De lá vou para o Inhotim, que é um centro de arte

contemporânea localizado na cidade de Brumadinho, a um pouco mais de 1h de Belo Horizonte. O Inhotim foi arquitetado em um parque ecológico onde construíram alguns pavilhões que abrigam um acervo de diversos artistas contemporâneos – ao redor destes pavilhões e por todo o Inhotim fizeram jardins maravilhosos com diversas

fotos divulgação

Descendente de húngaros e italianos, formada em publicidade e moda, com pós-graduação em negócios da música pela Universidade de Westminster, em Londres, Carla, 27 anos, ganhou destaque em 2003, ao participar do programa VJ’s em teste, da MTV. Passou na seleção e assumiu o posto de nova VJ do Disk MTV, um dos programas de maior audiência da emissora. Um ano depois a moça estava à frente do Jornal da MTV, que divulga o noticiário de uma maneira irreverente. Alguns anos depois, ela decidiu encarar um desafio. Partiu para uma temporada internacional em Londres e em Paris para estudar, onde pôde praticar um dos seus hobbies, o aprendizado de novas


Edificio Niemeyer

plantas. Pelos jardins também ficam expostas algumas obras. É tudo muito lindo por lá”. Casa Bonomi – R. Cláudio Manoel, 460 (esquina com Afonso Pena), tel. (31) 3261-3460. Seg.: das 12h às 22h30 e de ter. a dom.: das 8h às 22h30. Parque Inhotim – R. B, 20, tel. (31) 3227-0001. De qua. a sex.: das 9h30 às 16h30; sáb., dom. e feriados: das 9h30 às 17h30.

11h às 17h

“Já pelo meio da tarde, depois de um passeio pelo Inhotim, volto para Belo

Horizonte e vou almoçar a típica comida mineira no restaurante Dona Lucinha. Tradicional na cidade, sua decoração remete às casas de fazenda e oferecem um buffet com uma grande variedade de comida, desde petiscos como o pastel de angu, o famoso pão de queijo e o torresminho a pratos como o feijão tropeiro, o tutu, o frango com quiabo e o ora-pro-nóbis, além de sobremesas como o doce de leite, o arroz doce e a ambrosia”. Dona Lucinha – R. Padre Odorico, 38, tel. (31) 3227-0562. www.donalucinha.com.br

17h às 23h Dona Lucinha

“Depois de algumas horas de descanso, já no início da noite, vou para o Café com letras. Um espaço bem bacana e descolado que reúne literatura, música

Café com letras

boa e diversas opções de drinques. Eles oferecem uma programação intensa de shows de jazz, apresentações de DJs, lançamentos de livros e exposições. É um ótimo lugar para começar a noite”. Café com letras – R. Antônio de Albuquerque, 781, tel. (31) 32259973. De seg. a qui.: das 12h às 24h; sex. e sáb.: das 12h à 1h e dom.: das 17h às 23h. Couvert artístico: R$ 1 (de qui. e sex.) e R$ 7 (de sáb. e dom.). www.cafecomletras.com.br

23h às 29h

“Para terminar a noite vou até o bar A obra. Ele fica em um porãozinho superalternativo e é famoso por abrir espaço para a cena independente e pelas noites de rock. É ótimo para dançar e ouvir as novidades. Nas pick-ups os DJs sempre lotam a pista e animam o pessoal durante o resto da noite”. A obra – R. Rio Grande do Norte, 1168, tel. (31) 3215-8077. www.aobra.com.br

35


hora h

das 23h Às 29h por carlos minuano

Alberta abre suas portas Novo clube no velho centrão paulistano promete boa diversão na madrugada

36 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

ligado, houve momentos em que duvidei disso. O teto muito baixo piorou um pouco o desconforto. Mas o bom gosto compensa os pontos fracos, a decoração está em justo alinhamento com os saguões dos antigos hotéis do centro. Para quem se aventurar pelo novo clube, um bom começo pode ser o bar, com um balcão logo após a entrada e outro no andar de cima. O romance por lá tem tudo pra rolar solto. Para turbinar os motores, uma dica bacana é o drinque Alberta, tequila e purê de manga com borda de sal e pimenta do reino (R$ 18), invenção do chef de bar Diego Salomão, que fez a carta de drinques do Z Carniceria e agora assina a do Alberta # 3. Depois se jogue na pista subterrânea. A melhor balada, na opinião deste velho dinossauro, promete ser mesmo a das noites de quarta, embaladas ao som de clássicos do rock’n’roll dos anos 1960, 1970, além de new wave, punk e outras sonoridades bacanas. Chamadas de Rocks Off, as festas que vão rolar

Com boa música, a nova casa reúne quem gosta de dançar

semanalmente a partir das 23h e prometem avançar madrugada adentro – oficialmente até 5h – serão conduzidas pelos donos, Claudio Medusa e a dupla Ivan Finotti e Théa Ts (a casa tem ainda outra sócia, a Noemi Santana, que aliás também pilota o Astronete). De todo modo, penso em conferir outras noites que também devem ser agitadas. O bar abre à tarde para uma happy hour regada a muito chopp Guinness, Erdinger e Braumeister, som da

melhor qualidade e, segundo os sócios da casa, para alívio de muitos, nada de samba ou MPB. Às terças rolarão as festas de mulheres, que também devem detonar. No comando do som, DJs sinalizam noites quentíssimas para as madrugadas frias que se aproximam. ALBERTA #3 – Av. São Luís, 272, tel. 3151-529. Happy hour de seg. a sex.: das 17h às 23h e festas de ter. a sáb.: das 23h às 5h. Entrada: de R$ 15 a R$ 35. www.alberta3.com.br

fotos divulgação

Caminhando pela nostálgica avenida São Luís, no velho e judiado centro de são Paulo, vi que o projeto de revitalização da região, prometido e discutido à exaustão nas últimas três administrações, acaba de ganhar cara nova. Na gélida noite do dia 12 de maio, o Alberta #3, mais novo endereço do rock na cidade, abriu finalmente suas portas. Este incansável repórter foi lá conferir. Logo na entrada, ao lado do letreiro luminoso, que remete aos elegantes e luxuosos hotéis dos anos 50, o velho e incomparável Bob Dylan dá as boas vindas (a propósito, o nome da casa foi inspirado por duas músicas do cara). Demorou mais um tanto até conseguir desbravar o caminho até minha primeira cerveja. Afinal, como já disse, o charmoso clube estava lotado. Para minha sorte, o público feminino compareceu em peso, o que tornou esta dificuldade de acesso bem mais agradável. Sobre a temperatura, estava alta em todos os sentidos. Apesar de jurarem que o ar estava


37


hora h

hora livre luiz toledo

No Zoo

Alguns momentos são para sempre. Coleciono vários deles, como diamantes.

38 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

Malu: Não gostei. Esta é a Zebra. Parece um cavalo, mas vive de pijama. As listras servem para confundir seus predadores. E sabe por que essa está vestindo o pijama de listrinhas? Porque o de bolinhas está lavando. Malu: Não gostei. Desse você vai gostar: o Elefante. Ele é grande, pesado, mas corre pra burro. Com a vantagem de que enquanto corre ele não precisa se desviar dos obstáculos – os obstáculos é que precisam se desviar dele. Em compensação, o elefante não consegue pular. Um fosso raso para o bicho. Por isso aqui não tem grade. Malu: Não gostei. Esse é um bicho gozado: a Girafa. Tem seis metros. Esse pescoção serve para ela comer as frutinhas lá no alto das árvores. As girafas parecem iguais, mas

cada uma tem um desenho – é assim que as mães reconhecem o filhote. Malu: Não gostei. Realmente não estávamos vivendo um grande dia. Ela não riu dos macacos. Não deu bola para o leão. E na jaula do tigre (emblema de terrível elegância, segundo Borges, que adorava os tigres, mas creio que ele gostava mesmo era de Blake – terrível simetria) ela dormiu. Dormir na frente de um tigre é demais. Resignado, resolvi encerrar nosso fascinante safári.

Já fora do zoo, no entanto, no meio daquela muvuca de algodão-doce, carrinhos de comida e balões coloridos, aconteceu: abanando o rabo, uma cadelinha viralata, feia, velha, mas muito simpática, veio em nossa direção como se fôssemos velhos amigos. E minha filha, que ainda estava meio dormindo, acordou: AuAu! Como ela também estava com fome, ficamos bastante tempo juntos, os três comendo cachorro-quente. yestoledo@gmail.com

Jose Lollo

Malu: Já chegamos? Essa vozinha que veio do banco de trás do carro é da minha filha. Na época com quase três anos. A pergunta foi repetida dezenas de vezes, desde que saímos de casa, a caminho do zoológico. Minha ideia e expectativa eram de que ela iria enlouquecer com os grandes mamíferos, rir dos macacos, seria sua primeira vez frente a frente com animais selvagens. Eu estava mais ansioso que ela. Preparado para nosso grande safári. Malu: Já chegamos? Chegamos. Este é o Hipopótamo. Quando eu era criança, pensava que hipopótamo era um palavrão. Mas é esse bichão. Pesa de três a quatro toneladas, come até 300 kg de vegetais por dia. Está vendo como é importante comer salada?


39


>capa

os novos ares da

Ceagesp o chef francês erick jacquin quer revitalizar o entreposto e levá-lo à glória de seus melhores dias por carlos minuano fotos érico hiller


São quase cinco horas da madrugada de uma quinta-feira qualquer. Na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo, com exceção de alguns notívagos que retornam da balada, tudo parece tranquilo, como sempre na região. Entretanto, apesar de muitos não perceberem, nem tudo é calmaria por aquelas bandas. Do lado de dentro da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo), o dia já começou há horas. Funcionários transpiram em bicas e fazem malabarismos para atender feiras livres, supermercados, sacolões, restaurantes e distribuidores. Todos à procura de uma enorme variedade de flores e peixes comercializados no atacado durante as madrugadas paulistas. No total, somando a movimentação de todos os períodos, aproximadamente 14 mil toneladas de mercadorias passam diariamente pelos portões de um dos um dos maiores centros atacadistas de alimentos do mundo. São frutas, verduras, legumes, pescados e flores que chegam de todos os cantos do planeta. Além dos 1.500 municípios brasileiros, 18 países, como EUA, Chile e China, são responsáveis por cerca de 250 mil toneladas de produtos que circulam por mês no entreposto paulista. A diversidade de produtos se reflete também no público que circula pelo complexo atacadista. Responsável por grande parte do abastecimento do estado, a Ceagesp atrai, desde 1966, personagens sui generis, seja dia, noite ou madrugada. Uma dessas figuras singulares é o chef francês Erick Jacquin, 45, um dos nomes mais importantes da cozinha francesa em São Paulo. Além de comandar o premiado restaurante La Brasserie (www.brasserie.com.br), em Higienópolis – há minutos da avenida Paulista – e o elegante bistrô Le Buteque, no Jardins, Erick Jacquin também assina um cardápio francês com pitadas orientais no Buddha Bar, na Vila Daslu, no Itaim.

O chef francês Erick Jacquin é assíduo frequentador da Ceagesp

41


Jacquin quer trazer de volta a tradicional sopa de cebola, que em outras épocas conquistou um público fiel

À esq., o proprietário do restaurante La Brasserie posa ao lado de legumes e verduras do entreposto; à dir., feira de peixes na madrugada

Mago do fogão Erick Jacquin nasceu em Dun Sur Auron, pequena e

elegante cidade próxima ao Vale do Loire, conhecida região vinícola repleta de castelos onde no passado viveram reis franceses. Como por lá a alta gastronomia não era tão tradicional, ele conta que se mandou para Paris, onde acabou trabalhando em importantes restaurantes franceses e conheceu nomes consagrados da gastronomia de seu país, como Henri Charvet, Maître Cuisinier de France. Em 1998, o mago do fogão Erick Jacquin também foi nomeado com o título de Maître Cuisinier de France, considerado a mais alta honraria da gastronomia francesa. Aliás, ele foi o primeiro chef a conquistar esse reconhecimento no Brasil e América Latina. Depois da temporada em Paris, com o chef Charvet, dono do Comte de Gascogne, onde se especializou em foie gras, Jacquin aceitou um convite para vir ao Brasil, trabalhar no Le Coq Hardy, depois no Café Antique. Após dez anos no país, em 2004, o chef francês decidiu abrir seu próprio restaurante, o La Brasserie, especializado na alta gastronomia francesa. Já o bistrô que inaugurou recentemente tem a ver com uma paixão mais brasileira mesmo. “Adoro boteco”, reconhece. Há 15 anos no Brasil, Jacquin é um dos milhares de frequentadores assíduos da Ceagesp. Semanalmente desembolsa por lá mais de R$ 10 mil em peixes, verduras, legumes e flores para abastecer seus restaurantes. E poderia gastar bem mais se o entreposto oferecesse outras opções. “Tem poucos produtos, tirando o que eu já compro habitualmente, não sobra nada”, diz. Inconformado, o premiado e exigente mestre cuca começa a flertar com um projeto que pre-

42 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

tende aquecer um pouco mais as noites na Ceagesp. Jacquin quer trazer de volta a tradicional sopa de cebola, que em outras épocas conquistou um público fiel. Para o francês, a Ceagesp precisa se diversificar e se modernizar. “Hoje não há nada que atraia as pessoas a ir lá, com exceção dos profissionais do ramo que precisam fazer compras”. A ideia já esteve no centro de conversas com a direção do entreposto, mas infelizmente ainda não será neste inverno que teremos de volta o famoso caldinho acebolado. “Há interesse por parte da Ceagesp, mas tudo que é feito aqui depende de licitação, e ainda existem problemas de infraestrutura que precisam ser sanados”, explica o gerente comercial da Ceagesp, Rubens Reis. Diferentes horários para a compra dos produtos é outro ponto negativo do entreposto, segundo Jacquin. “Pra comprar verduras tenho que ir à tarde, flores e peixe é na madrugada. Para um dono de restaurante é complicado, perde-se muito tempo”. Ele aposta nas mudanças que atendem o segmento de restaurantes, que compram praticamente todos os produtos, diferentemente de outros clientes da Ceagesp. “O ideal é que abrisse a uma hora da madrugada e fechasse ao meio-dia, com todos os produtos sendo comercializados ao mesmo tempo”, sugere o chef francês. E de preferência com uma oferta maior de produtos, prossegue. “Tudo o que compro na Ceagesp é muito comum, faltam itens diferenciados como uma salada fresca ou erva diferente. “Com o trânsito entupido de São Paulo, outro avanço seria oferecer um serviço de entrega”.


Acima, Zara em ação. Nas prateleiras, tintas e pincéis variados e trabalhos que marcaram época, com

43


>capa

A movimentação de cargas e caminhões na Ceagesp começa de madrugada


>capa

Revitalização

O fim da famosa sopa de cebola marca ainda um período

de ostracismo que a atual diretoria da Ceagesp quer encerrar. “Está em execução um projeto de revitalização da Ceagesp”, afirma o gerente do Entreposto São Paulo da Ceagesp, Vinicius Ferraz. De acordo com o gerente, estão em andamento obras como recapeamento do asfalto de todo o entreposto, melhorias da iluminação interna e externa, reforma dos banheiros e um estudo para facilitar fluxo interno de veículos. Sobre a oferta de produtos, Ferraz rebate: “Somos os primeiros da América Latina em números de comercialização e em diversidade de itens”. Para ele, o que falta é comunicação com o consumidor. Aliás, faltava. O gerente informa que em três meses deve estrear a TV Ceagesp. “Estamos negociando um espaço com a TV Cultura para exibir a programação”.

46 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

A ceagesp é a primeira da América Latina em números de comercialização e em diversidade de itens

Os funcionários descarregam melancias, frutas que estão entre as 10 mais vendidas no entreposto


Floristas das celebridades Menos crítico, outro habitué da Ceagesp é o decorador

Vic Meirelles, conhecido como o florista preferido de celebridades e socialites. Desde que voltou de Londres, onde se especializou em flores, frequenta assiduamente a Ceagesp. “Não passo mais do que quinze dias sem aparecer por lá, só não vou mais para não estourar as planilhas de gastos de minha empresa”, afirma. Ele se refere à sua produtora (www.vicmeirelles.com.br), responsável pelas festas mais badaladas da cidade e suntuosos casamentos de chiques e famosos, como o de Ronaldinho e Daniela Cicarelli. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e a ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, também já tiveram festas assinadas por ele. Com a clientela de alto padrão, as compras semanais na Ceagesp de flores, folhagens, cestas, vasos, musgos e plantas variam entre R$ 2 mil e R$ 50 mil. Aliás, é o que também pode custar uma produção assinada pelo florista, seja em casamentos, jantares ou festas corporativas e temáticas. O artista das flores diz que chega a trabalhar mais de 12 horas por dia, mas não reclama. “Trabalho com o que gosto”, diz. A agenda é apertada. Em média, dois a três grandes eventos por semana. Ainda assim encontra tempo para se divertir em São Paulo. “Adoro sair para beber com os amigos”. Um dos lugares preferidos é o Pandoro, tradicional ponto de encontro de boêmios no Itaim, que reabriu em 2008. Meirelles recomenda aos que aparecerem por lá degustar o famoso drinque Caju amigo (coquetel de vodka com caju).

47


>capa

vá de sardella

Enquanto a sopa de cebola não volta à Ceagesp, vá de

sardella, ou de azeitonella, se preferir. O difícil é não virar freguês depois de experimentar os antepastos da dona Zazá, como ficou conhecida Isabel Marulli, que há quinze anos arrebanha uma legião de fãs com seus quitutes italianos. Todas as quartas, sextas, sábados e domingos, ela e o marido Eloi Colin atendem centenas de clientes que passam pela conhecida banca de antepastos e pães italianos. Zazá diz que aprendeu o segredo dos antepastos quando começou a trabalhar na banca da Ceagesp. Ela conta que ia experimentando novas receitas, descobrindo novos sabores

48 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

e desenvolvendo novos produtos, sempre com o apoio apetitoso e solidário do marido. “Ele tem um paladar refinado, degustava e me orientava na direção certa”. O sucesso fez com que o casal começasse a vender também no atacado para vários restaurantes. Mas não é apenas no sabor que Zazá cativa sua clientela, ela esbanja também um bocado de simpatia. “Além de fregueses, fiz muitos amigos”. Banca da Zazá – Ceagesp – Av. Gastão Vidigal, 1946, Vila Leopoldina, São Paulo, SP. Qua. das 14h às 22h, pavilhão PBCF, entrada pelo portão 7, sáb. e dom., das 6h às 13h, Pavilhão MLP – entrada pelo portão 3, tel. 3712-0110.


À dir., caixas para acondicionar pescados, um dos produtos mais procurados na Ceagesp; abaixo, final de expediente no setor de verduras e legumes

Ceagesp em números

A Ceagesp é um universo complexo de números impressio-

nantes. Em média, 60 mil pessoas passam diariamente pelo entreposto paulista, parte deste montante chega e sai em 20 mil veículos. Além da comercialização no atacado, que movimenta 250 mil toneladas, outras 250 toneladas de hortifrutigranjeiros, carnes, aves, flores e outros produtos são vendidos mensalmente também no comércio de varejo. No último mês de abril, de acordo com o gerente de economia da Ceagesp, foram comercializados pouco mais de 260 toneladas de produtos, ou R$ 460 milhões. Frutas representam a maior fatia desse montante. No mesmo período, foram mais de 130 toneladas em volume de vendas, movimentando R$ 180 milhões. Aproximadamente 600 funcionários trabalham na administração direta da Ceagesp para que a enorme máquina, que funciona 24 horas por dia, continue operando. Isso sem contar um universo de 3.000 empresas que ocupam mais de 6.000 boxes e módulos, envolvendo 3.500 trabalhadores que se revezam na carga e descarga das mercadorias. “No total, são mais de 20 mil profissionais”, estima Ferraz.

Ranking da Ceagesp Conheça os dez campeões de 2009, em volume de vendas no entreposto

1º - Laranja – 366.000 toneladas 2º - tomate – 293.400 toneladas 3º - batata – 211.200 toneladas 4º - mamão – 141.500 toneladas 5º - maçã – 134.350 toneladas 6º - tangerina – 120.759 toneladas 7º - pêra – 102, 479 toneladas 8º - melancia – 100, 479 toneladas 9º - cenoura – 89, 784 toneladas 10º - cebola – 89, 784 toneladas

CEAGESP EM HORAS

confira os dias e horários de funcionamento Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946 – Vila Leopoldina – São Paulo – SP – CEP: 05316-900 Tel.: (11) 3643-3700 –  ceagesp@ceagesp.gov.br Horários de comercialização no atacado: Legumes – segunda a sábado - das 7h às 17h Frutas – segunda a sábado - das 6h ás 18h Verduras – segundas, quartas e quintas - das 8h às 18h, terças e sextas - das 12h30 às 18h, sábados - das 14h às 17h Diversos (batata, cebola, coco seco, ovos) – segunda a sábado das 8h às 19h Abóboras – segunda a sabádo - das 8h às 17h Pescado: – terça a sábado - das 2h às 6h Flores – segundas e quintas - das 3h às 14h  Varejões – Sábados:  7h às 12h30 - domingos:  7h às 13h – no Pavilhão MLP – entrada pelo portão 3; quartas-feiras:  16h às 22h – no Pavilhão PBCF – entrada pelo portão 7. Estacionamento Gratuito.

49


>ensaio

Devore com os olhos

O projeto Intimidades, do fotógrafo Moa Sitibaldi, revela uma visão das frutas e legumes que quase ninguém percebe por letícia liñeira

50 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

Acima, o fotógrafo Moa Sitibaldi; ao lado, corte de uma banana

À primeira vista, as fotografias não são nem um pouco óbvias. Até você perceber que está diante de uma cenoura, de um abacate, de uma maçã, de uma ameixa ou de um jiló, é preciso parar por um instante e reparar nos detalhes dessas imagens, em cada forma, cada cor. Em 1998, o fotógrafo paulistano Moa Sitibaldi, de 48 anos, criou Intimidades, exposição que ficou em cartaz durante 45 dias na sede da Fuji Film, em São Paulo. Nela, diversos tipos de frutas e legumes foram retratados a partir de um olhar minucioso. A escolha para o título não poderia ser mais adequada. Segundo Moa, “o espectador entra na intimidade dele próprio e as imagens revelam a intimidade de cada fruto”. O trabalho que ele teve para mostrar os detalhes de cada fruta e legume foi cuidadosamente pensado. “Eu tinha um fascínio pelos grafismos, texturas e a forma estelar das frutas e legumes. Comecei a notar certa coerência que nasce em cada fruto e que se repete, então resolvi fazer um estudo sobre isso”, ele observa.


Nas págs. anteriores, miolos da cenoura (à esq.) e do jiló (à dir.); ao lado, visão da maçã

A foto-mãe, aquela que deu início à série de fotografias, foi a de uma melancia, que fez parte de uma exposição coletiva. “Percebia que as pessoas soltavam diferentes olhares sobre aquela imagem, viam formas que nem eu havia visto, já que cada pessoa se identifica cada uma à sua maneira”, revela. Ele observou estrelas, mandalas e símbolos presentes nas frutas e nos legumes. Foi então que resolveu estudar sobre isso, observar a iluminação e o enquadramento desses elementos e começou a fotografar diferentes frutos. Quando já tinha um acervo, foi convidado para montar uma exposição com essas imagens, que busca trabalhar a leitura e a definição desses elementos. O encanto pelas frutas e legumes o acompanha desde cedo. Moa vem de uma família de feirantes. Trabalhou dos sete aos 14 anos com os pais em meio a frutas e legumes e adorava essa época. A fotografia, que também já despertava sua atenção, só passou a fazer parte de sua vida aos 18 anos. Talvez a junção dessas duas paixões tenha colaborado para que pudesse ter um olhar apurado para esse projeto. Atualmente, dedica-se a trabalhos editoriais para revistas como Marie Claire, Vogue e Gloss, e fotos para publicidade de empresas como Banco Itaú e Arno. O projeto agora está sendo repensado. E Moa pretende remontá-lo com algumas adaptações, incluindo características como interatividade, aleatoriedade, ludicidade e universalidade. Serão 55 imagens – algumas delas reproduzem as formas fálicas do ser humano, ampliadas em 1m x 0,8m que criam, segundo ele, uma vibração mais forte e mais lúdica para os espectadores – que farão parte da instalação/exposição itinerante em espaços alternativos, como saguão de aeroportos, estações de metrô e shoppings. Outra novidade é a criação de um espaço audiovisual. “Funcionaria como uma grande caixa preta fotográfica e as imagens passariam como um filme”, conta. O projeto também pretende criar parcerias com escolas públicas, a fim de incentivar aulas de sensibilização artística. “As crianças se divertem com a arte, elas sugerem várias coisas”, comenta Moa, que também quer reunir as imagens em um livro de arte-educação. O fotógrafo não foca apenas na beleza surpreendente de frutas e legumes. Um estudo sobre círculos, chamado Giramundo, e que ele iniciou em 2004, é a nova missão de Moa Sitibaldi.

“tinha um fascínio pelos grafismos, texturas e a forma estelar das frutas e legumes. Comecei a notar certa coerência que nasce em cada fruto e que se repete, então resolvi fazer um estudo sobre isso”

www.moasitibaldi.com.br

Este projeto está passando pela aprovação do Ministério da Cultura e será viabilizado comercialmente no segundo semestre deste ano pela Meta 29. Para mais informações: www.meta29.com.br ou comercial@meta29.com.br

55


>diversidade

Douglas Drumond, criador da ONG Casarão Brasil, quer fazer da Frei Caneca a rua gay mais famosa do mundo

No mês da maior parada gay do mundo, São Paulo impulsiona o mercado turístico e comercial, consolida os movimentos e reequipa as áreas urbanas de vocação homossexual por chantal brissac

Junho, mês da Parada Gay (este ano ela acontece no dia 6), é o período em que mais turistas homossexuais chegam à cidade. Segundo dados da SPTuris, São Paulo recebe cerca de 400 mil visitantes só na semana deste evento, que movimenta entre R$ 180 milhões e R$ 190 milhões na economia paulistana. Mineiro de Belo Horizonte, Douglas Drumond, 38 anos, ajuda a estimular toda essa movimentação. Fundador do Casarão Brasil, associação que atende a comunidade gay paulistana e que tem sede na rua Frei Caneca, Douglas tem lançado uma série de projetos em prol do público homossexual. Foi dele a ideia de lançar o Concurso Público do Projeto de Reurbanização da rua Frei Caneca, promovido em parceria com o Instituto de Arquitetos do Brasil e que premiou três projetos. É ele também quem tem oferecido à comunidade gay tratamento médico gratuito, palestras de saúde e cursos de várias áre-

56 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

as. Douglas montou na ONG três consultórios para exames e orientações médicas. “Já investi mais de R$ 300 mil no Casarão, um sonho que tenho há bastante tempo. Além do projeto de saúde para a comunidade, tenho como planos o cadastro nacional da população gay, a centralização dos canais com as ONGs afins, o agenciamento de empregos, a criação de abrigos para mendigos gays e a fundação de uma casa para abrigar os gays idosos”, ele enumera. “Se antes a rua mais gay de São Paulo era a da Consolação, agora é sem dúvida a Frei Caneca”, diz o empresário e benfeitor, assumidamente gay. Proprietário do motel gay 269, além de um condomínio gay em Suzano, Douglas, que também é hoteleiro em Minas Gerais, quer transformar a rua em um corredor turístico de prestígio entre os homossexuais do mundo todo, a exemplo de ruas gays famosas internacionalmente. “Já temos uma valori-

Milhões de brasileiros são gays


57


>diversidade Ao lado, multidão na avenida Paulista, palco da parada gay; abaixo, o reverendo Cristiano, da Igreja da Comunidade Metropolitana, abençoa a união de um casal

zação imobiliária evidente na região. O preço do metro quadrado quatriplicou em questão de dois anos”. A média do metro quadrado de um apartamento novo na rua é de R$ 5 mil. “Nosso objetivo é transformar esse espaço em uma referência para a comunidade gay e também para toda a sociedade, que vai sair ganhando com esse up-grade. Queremos um bairro arborizado, com calçadas uniformizadas, asfalto e iluminação sustentáveis”, pontua. No concurso feito com o Instituto dos Arquitetos do Brasil foram premiados trabalhos que ajudam também os arredores da Frei Caneca, como a Rua da Consolação e as avenidas Paulista e 9 de Julho, e levam em conta alternativas para o transporte coletivo e a sustentabilidade dos materiais usados. Outra novidade do Casarão é o Centro de Informações Turísticas (CIT) Gay, que começou a funcionar dia 18 de maio na ONG. Atendentes bilíngues treinados orientam as pessoas sobre o funcionamento de casas noturnas, boates, restaurantes, bares, cafés, hotéis e estabelecimentos “gay friendly”. Todas essas iniciativas reforçam o lado vanguardista da Frei Caneca, que tem em seu shopping um reconhecido polo de cultura e artes para a cidade. Além de dois teatros, uma escola para formação de atores e um centro de convenções e eventos, o Shopping Frei Caneca, inaugurado em 2001, tem nove salas de cinema com projeção digital. Cerca de 140 lojas, restaurantes e serviços variados como supermerca-

58 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010


Projeto que recebeu o primeiro prêmio no concurso de reurbanização da rua Frei Caneca

do, cabeleireiro, lavanderia e pet shop, entre outros, também fazem parte do complexo. Uma boa parte da sua clientela está no público gay. “O gay tem hábitos de consumo sofisticados e alto potencial de compra”, diz Douglas. A parada ajudou bastante a expansão desse mercado. Começou em 1997, quando quase 2 mil pessoas reuniramse num chuvoso dia 28 de junho para ocupar a avenida Paulista e caminhar em marcha até a Praça Roosevelt, no centro da cidade, protestando contra a discriminação e violência sofridas pela população gay. No ano seguinte, mais 5 mil se agregaram à manifestação e a Kombi que começou timidamente a rodar com o grupo foi substituída por trios elétricos. Mais de uma década depois, 3,5 milhões de pessoas participaram da maior Parada do Orgulho LGBT do mundo. Hoje ela é mais do que um evento para sensibilizar as pessoas sobre a importância de conviver bem com as diferenças. É também uma grande e colorida festa, que, além de interditar a Paulista, movimenta freneticamente toda a cidade: na semana do evento não faltam shows, espetáculos, exposições e outras manifestações culturais, que atraem não só o público gay. Por isso mesmo, gera divisas e dá um up-grade na economia de São Paulo. Segundo estimativas, o evento movimenta cerca de R$ 190 milhões para a economia da cidade. “Este ano o carro do Casarão vai sair com música de qualidade e com muitas plumas”, adianta o empresário Douglas Drumond. “Nossa intenção

não é fazer barulho, mas chamar a atenção das pessoas de forma agradável”. A campanha desta 14ª Parada do Orgulho LGBT é “Vote contra a homofobia: defenda a cidadania!” Segundo o pastor Cristiano Valério, que está à frente da Igreja da Comunidade Metropolitana (ICM), no bairro da Bela Vista, uma das mais procuradas pela comunidade gay em São Paulo, no mês de junho o número de cerimônias costuma aumentar. “Muita gente vem de outros Estados para a Parada Gay e há quem marque com antecedência o casamento aqui”, explica Cristiano, que faz em média quatro celebrações mensais em sua igreja. Fundada pelo reverendo Troy Perry em Los Angeles, em 1968, e hoje em 31 países, a ICM é uma igreja cristã inclusiva que acolhe minorias e é mais focada na comunidade LGBT. “O casamento é uma bênção da união, formalizada por um certificado entregue aos noivos e noivas. Como qualquer outro, o relacionamento entre gays pede uma celebração junto com familiares e amigos”, diz o pastor. Muitos pares de gays e lésbicas já caminharam sobre o tapete vermelho da igreja ao som da marcha nupcial para receber as bênçãos de Cristiano. Um desses casais é formado pelas paulistanas Susane Borges e Noemi Miranda, que há dois anos trocaram alianças e juraram amor eterno diante do padre e de 200 pessoas. “Foi emocionante casar de véu e grinalda”, diz Susane. Ela e Noemi usaram o mesmo figurino no dia do casamento: vestido longo branco, véu e grinalda.

da economia brasileira é movimentada

pelo público gay

dos consumidores

gays moram em SP

do público gay

tem nível superior O consumidor gay gasta

a mais em bens de consumo do que o publico

heterossexual

59


>spfw

After hours

fashion Personalidades do mundo fashion contam onde vão comer, dançar, comprar e se divertir durante a semana de moda em São Paulo por vanda fulaneto

Já começou a contagem regressiva para a 29ª edição do  SPFW (São Paulo Fashion Week), maior evento de moda da América Latina, que acontece entre os dias 9 e 14 de junho no prédio da Bienal, no Parque do Ibirapuera. Desta vez, ele terá cenário concebido por Daniela Thomas e irá mostrar 40 desfiles das mais prestigiadas grifes nacionais, que apresentarão o verão 2010/2011. Nesta semana em que a badalação rola solta e eventos paralelos acontecem na cidade, figuras importantes do cenário fashion abrem suas agendas de endereços e contam para a 29Horas onde se divertem – antes e depois dos concorridos desfiles. A grande dama da moda brasileira Costanza Pascolato, que acompanha o SPFW desde o início, confessa não mudar muito sua rotina por causa do evento. “Gosto de acordar cedo e me recuso a ir a baladas noturnas. A moda para mim é visceral: eu vivo um desfile com toda a minha energia, quero sempre entender a mensagem que o estilista passa e o porquê das cores  que ele usou. No final, saio sem pique para badalar. Como tenho um anjo que é meu motorista há 11 anos, peço apenas para ele me deixar no restaurante Carlota ou no 210 Diner, tudo ali na minha ilha que é Higienópolis”, revela a papisa da moda, que só sai de seu “pedaço” para

60 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010


Na pág. oposta, fachada do restaurante Carlota; acima, a empresária e expert em moda Costanza Pascolato; à esq., jardim da Fundação Oscar Americano; abaixo, lobby do hotel Fasano, um dos preferidos da estilista Glória Coelho, à dir.


>spfw A top model Raica Oliveira (à esq.) estará em vários desfiles do SPFW; abaixo, interiores da Forneria San Paolo e Rodeio, respectivamente

ir ao restaurante L’Entrecote de Ma Tante. Algo a evitar durante a turbulenta semana de moda? “Eu não evito nada e se estou muito cansada não saio”, diz, objetiva e elegante, como sempre foi. Para Costanza, o melhor do evento é estar em um só lugar com os estilistas e a imprensa internacional, sem precisar ficar pra lá e pra cá no trânsito caótico da cidade. “É ver tanta moda ao mesmo tempo e estar ali no meio da maior concentração. O SPFW é o espelho do que é a nossa indústria têxtil, cheia de vitalidade, criatividade e valor”. Uma das estilistas mais importantes do país, Gloria Coelho participa das edições do SPFW desde que o evento começou. Ela conta que se inspirou no amor e no sistema planetário para realizar sua coleção de verão. E como é criar moda de verão em pleno inverno? “É normal”, responde, “porque eu vivo mentalmente na Escandinávia”. Focada nas criações que irá mostrar, a criativa Gloria não sai para lugar algum até apresentar seu desfile. Depois do dia D, no entanto, gosta de ir ao cinema, tomar um drinque no Baretto, jantar com os amigos no Rodeio, Fasano ou Vecchio Torino e ainda dançar na Disco. Para quem vem de fora e quer fazer compras, ela recomenda o Shopping Iguatemi, onde tem uma de suas lojas. Outros lugares imperdíveis para turistas, especialmente estrangeiros, na opinião da estilista, são a loja de pedras e cristais Legep, a Fundação Maria Luiza e Oscar Americano (“Visite o museu e fique para o chá”) e a livraria Freebook, que importa e distribui livros incríveis. Tanta ferveção fashion tem um custo para o corpo e a mente. Muita gente fica cansada com o burburinho de desfiles, coquetéis, festas e lançamentos que acontecem nessa época. Para o make-up artist Ricardo dos Anjos, que trabalha nas temporadas de moda há 14 edições e não deixa o pincel de blush cair – ele irá maquiar e pentear modelos para 18 marcas durante a semana – em nenhum momento, fica mais fácil suportar essa maratona com algumas pausas para o esporte e o lazer. “Minha dica é curtir o Parque do Ibirapuera, um lugar lindo e que acalma a visão com todo aquele verde. Vale andar de skate, de bicicleta, de patins ou simplesmente passear pelas alamedas do parque. Mas o importante é aproveitar aquela paisagem e relaxar um pouco”, aconselha. E quando a fome aperta? Para almoçar, ele sugere o Restaurante da Silvinha: “a comida mineira de lá é deliciosa”. À noite, gosta de freqüentar o Dalva e Dito, do consagrado chef Alex Atala. “O restaurante serve pratos 100% brasileiros com aquele toque caseiro de comida afetiva, feita pela mãe ou pela avó”. Já

62 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010


azeite de oliva

-

vinho

-

longevidade

G uia d a

Cozinha Mediterrânea Clássica Excelente seleção de azeites e vinhos ao preço da importadora

restaurante & empório Rua Haddock Lobo, 1159 - Jardins - São Paulo - SP Reservas: (11) 3068-9797 www.dolivinorestaurante.com.br

63


>spfw O fotógrafo Martin Gurfein, da revista Caras, passa a semana nos desfiles; abaixo, o Paris 6, um de seus restaurantes preferidos, o makeup artist Ricardo dos Anjos em ação e o bar do Lions Nightclub

para a balada, Ricardo escolhe o Lions Nightclub. “O único que tem o poder de me tirar de casa”, jura. A top model Raica Oliveira, que por ter um corpo perfeito para vestir maiôs e biquínis já perdeu a conta de quantos desfiles já fez, é outra que adora intercalar compromissos na passarela com caminhadas no Ibirapuera e nos Jardins. “Como vivo na correria, pulando de um lado para o outro, quando tenho tempo gosto de caminhar um pouco”, conta a modelo, que ainda não sabe quantas marcas desfilará nessa edição do SPFW. Depois que o ofício termina, ela curte jantar na Forneria San Paolo, no Le Vin e no Rodeio. Outra paixão é a comida japonesa, em especial as criações do chef Tsuyoshi Murakami, do Kinoshita. Para as modelos que estão começando, Raica aconselha: “Tenha força de vontade, seja gentil com as pessoas, tenha personalidade e saiba o que você quer”. Como Raica, que não para um segundo durante o evento de moda, o fotógrafo argentino Martin Gurfein tem sempre muito trabalho pela frente nos dias do SPFW. Como editor de fotografia da revista Caras, ele praticamente passa a semana na Bienal. Para dar conta da rotina atribulada, começa o dia com um reforçado café da manhã em casa. Depois almoça na Bienal mesmo e, quando o trabalho acaba – “Em geral, bem tarde” – vai até o Paris 6, restaurante que funciona 24 horas e onde gosta de jantar tranquilamente.

Os endereços dos fashionistas Carlota – R. Sergipe, 753, tel. 3661-8670. Churrascaria Rodeio – R. Haddock Lobo, 1.498, tel. 3474-1333. Dalva e Dito – R. Padre João Manoel, 1.115, tel. 3064-6183. 210 Diner – R. Pará, 210, tel. 3661-1219. Disco – R. Professor Atílio Inocentti, 160, tel. 3078-0404. Fasano e Baretto – R. Vittório Fasano, 88, tel. 3896-4000. Forneria San Paolo – R. Amauri, 319, tel. 3078-0099. Fundação Maria Luisa e Oscar Americano – Av. Morumbi, 4.077, tel. 3742-4077. Freebook – R. da Consolação, 1.924, tel. 3256-0577. Kinoshita – R. Jacques Félix, 405, tel. 3849-6940. L’ Entrecote de Ma Tante – R. Dr. Mario Ferraz, 17, tel.3034-5324. Le Vin – Al. Tietê, 184, tel. 3063-1094. Lions Nigthclub – Av. Brig. Luiz Antonio, 277, 1º andar, tel. 3104-715. Paris 6 – R. Haddock Lobo, 1.240, tel. 3085-1595. Restaurante da Silvinha – R. Costa Carvalho, 138, tel. 2501-3219. Shopping Iguatemi – Av. Brig. Faria Lima, 2.232, tel. 3816-6116. Legep Mineração – Av. Washington Luiz, 4.407, tel. 5561-6255. Vecchio Torino – R. Tavares Cabral, 119, tel. 3816-0560.

64 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010


Lapinha Spa

Bem-estar, saúde e beleza combinam com você

Venha experimentar o primeiro Kneipp em ambiente fechado do Brasil, com seixos para massagear os pés e alternância de água quente e fria, que ativa a circulação e aumenta a imunidade. Uma exclusividade da Lapinha Spa. O primeiro spa do Brasil, fundado em 1972.

65


>especial dia dos namorados

Amor fora do Sábado, 12 de junho, é a vez dos casais apaixonados celebrarem o Dia dos Namorados. Tome cuidado para não transformar essa comemoração em um mico do tamanho do King Kong. Os donos de restaurantes adoram essa data festiva, pois seus restaurantes ficam completamente lotados de pares em busca de um jantar romântico. Mas o que acontece em grande parte dos casos é que essa superlotação acaba gerando transtornos e corta qualquer conotação idílica. Pensando nisso, a revista 29Horas selecionou algumas alternativas que fogem dos óbvias visitas a restaurantes e das noitadas em tumultuados bares e baladas, que nesse dia servem de refúgio aos solitários, carentes e desesperados. Garimpamos alguns presentes originais, serviços inusitados e opções de passeios que podem propiciar aos pombinhos momentos de intimidade e diversão longe das muvucas típicas dessas datas. E o melhor é que você pode aproveitar essas sugestões o mês inteiro.

66 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010


comum

Confira as sugestões para comemorar o mês dos namorados com paixão e originalidade por kike martins da costa

VEJO FLORES EM VOCÊ

Não pode entregar seu presente pessoalmente ou está sem tempo de parar tudo e sair para comprar um mimo que agrade seu amor? Então recorra às infalíveis lojas virtuais de flores, que fazem entregas em mais de 1000 cidades do país. Na Giuliana Flores, o bouquet Imaginação, com 8 rosas colombianas em diferentes tonalidades custa R$ 86,77. Outra boa opção lá também é a caixa de vidro com 9 tulipas em cores vibrantes – sai por R$ 92,16 e pode ter seu pagamento parcelado em 3 vezes no cartão de crédito. Giuliana Flores – Tel. 3383-1700. www.giulianaflores.com.br

ASAS DA PAIXÃO Para quem dividir com seu amor uma xícara de chocolate quente ou de irish coffee nessas noites frias de inverno, a marca francesa Pylones oferece essas graciosas canecas em porcelana branca com asas em silicone que podem vir nas cores azul, pink, verde, laranja e vermelho. Cada uma custa R$ 46. É um presente singelo e original, mas que transmite uma mensagem de carinho, zelo, consideração. Deixe sua meiguice se manifestar, afinal vocês são dois pombinhos, dois anjos, duas lindas criaturas aladas livres para alçar grandes voos lado a lado! Pylones – Av. Chucri Zaidan, 902 (Market Place), tel. 5181-7124.

Caneca em porcelana da Pylones

67


>especial dia dos namorados

DOCE SENSUALIDADE A chocolaterie Sweet Brazil preparou produtos especiais para o Dia dos Namorados. A caixa Kama Sutra (R$ 95) traz uma bisnaga de calda de chocolate para ser espalhada pelo corpo da pessoa amada e também 10 plaquinhas de chocolate com casais esculpidos em alto relevo em diferentes posições do livro indiano de ensinamentos. A caixa Desejos (R$ 90) se compõe de uma bisnaga de calda de chocolate e mais 15 plaquinhas com frases sugestivas. Sweet Brazil – R. Raja Gabaglia, 155, tel. 3842-0006. www.sweetbr.com.br

BORBULHAS DE AMOR Neste Dia dos Namorados, que tal um exclusivo kit com uma garrafa de champagne Dom Pérignon Rosé safra 1998 e duas taças desenvolvidas pela cineasta americana Zoe Cassavetes, filha do diretor John Cassavetes e da atriz Gena Rowlands? Inspirada pelo tema Opostos se Atraem, ela gravou em uma taça a sílaba “LO” e, na outra, a sílaba “VE”. Ao unirem-se em um brinde, as duas formam a palavra “Love”. O kit custa R$ 1.800 e chegou ao Brasil em edição ultralimitada. As taças e a garrafa vêm em um elegante estojo com tampa transparente em acrílico.

Caixa Desejos da Sweet Brazil traz plaquinhas inspiradoras

Dom Pérignon: SAC Moët-Hennessy do Brasil – tel. 3062-8388.

JANTAR 5 ESTRELAS EM CASA A chef Bianca Folla, dona do buffet A Chef em Casa, é especializada em pequenos eventos. Ela pode preparar um jantar cinco estrelas na sua casa com direito a decoração especial, comidinhas afrodisíacas e surpresinhas, como acessórios eróticos. Um jantar para dois com canapés em forma de coração com salmão defumado e sour cream, sopa de batata com alho poró, risotto de funghi e uma deliciosa sobremesa custa R$ 1.200, mas o preço inclui todos os ingredientes e acessórios, sem falar nas trufas de chocolate para o day after. É uma excelente alternativa aos restaurantes abarrotados. Buffet A Chef em Casa – Tel. 5634-1358. www.achefemcasa.com

MACARONS JE T’AIME A Bel Macarons preparou um interessante kit para os casais apaixonados. Ele inclui três itens: uma latinha dourada em forma de coração com três macarons em forma de coração, acompanhadas de rosas colombianas vermelhas dentro de um baldinho e uma garrafa baby de espumante espanhol Freixenet Carta Nevada. O kit custa R$ 110 e os macarons, esses típicos docinhos franceses, podem ser encontrados nos seguintes sabores: gianduia com mel, framboesa, pistache, morango, caramelo, chocolate, chocomenta, erva cidreira, café, laranja ou maracujá com chocolate, limão siciliano e praliné. Bel Macarons: Vendas pelo telefone 3895-1219.

68 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

Kit de macarons inclui espumante espanhol


Integrante da Associação Roteiros de Charme, o Ronco do Bugio, em Piedade, tem espaço acolhedor para um casal apaixonado

ESCAPADAS ROMÂNTICAS Aproveite que o Dia dos Namorados este ano caiu num fim de semana e prolongue os momentos com sua cara metade. Uma excelente opção é o Ronco do Bugio, uma pequena pousada com apenas 13 chalés situada em Piedade (a 100 km de SP) e integrante do seleto grupo da Associação Roteiros de Charme. As diárias custam de R$ 500 a R$ 945. Outra boa opção para quem quiser curtir o clima da Serra da Mantiqueira é a Pousada do Cedro, em Santo Antônio do Pinhal, a 175 km da capital. Os dez confortáveis lofts têm ofurô, deck e lareira. Em Monte Verde (MG), a 170 km de São Paulo, fica o Hotel Kuriuwa, um dos destinos prediletos de casais em lua de mel no trecho mineiro da Mantiqueira. Por fim, para quem pretende apenas passar o dia fora da metrópole, a dica

é a Casa da Lica, em Embu das Artes, onde o casal de anfitriões Eliane e René Cassettari receberão apenas 20 casais para um dia com caipirinhas de manga com gengibre e pimenta rosa, belisquetes e um campeonato de sinuca. No menu do almoço, delícias do chef Eduardo Duó, como o exibidinho de shiitake, o ossobuco com polenta cremosa e o pudim de tapioca com calda de coco queimado. É preciso fazer reserva com antecedência e cada pessoa desembolsa R$ 55. Ronco do Bugio (Piedade) – Tel. (15) 3299-8600. www.roncodobugio.com.br Pousada do Cedro (Santo Antônio do Pinhal) – Tel. (12) 3666-1713. www.pousadadocedro.com.br Hotel Kuriuwa (Monte Verde) – Tel. (35) 3438-1959. www.kuriuwahotel.com.br Casa da Lica (Embu das Artes) – Tel.: 4704-4689. www.casadalica.com.br

MOTEL DESIGN Se você não tiver como sair de São Paulo mas, mesmo assim, quiser passar a noite em um ambiente diferente e “estimulante”, tente a sorte em um dos bons motéis da capital. São poucas as opções que conseguem unir bom gosto, higiene absoluta e atendimento discreto e de qualidade, mas um deles certamente é o Studio A. Localizado na marginal do Tietê, entre as pontes Júlio de Mesquita e Freguesia do Ó, o motel tem suítes confortáveis e bem decoradas. Infelizmente, neste Dia dos Namorados, o Studio A não estará aceitando reservas, portanto prepare-se para uma considerável espera. O período de 12 horas nas custa de R$ 109 a R$ 550. Suíte do Studio A não aceita reservas

Studio A – R. Cel. Euclides Machado, 49, tel. 3931-9000.

69


>viagem

Um passeio rumo ao paraĂ­so terrestre dos publicitĂĄrios e marqueteiros,


cannes é uma festa. e muitos festivais texto e fotos natale giramondo

La Croisette como se via em maio, às vésperas da edição 2010 do Festival de Cinema: um mundo festivo antes mesmo de começar a festa

com uma (boa) esticada pela Côte d’Azur e outras delícias da Provence


>viagem

Desde a criação do Festival Internacional de Cinema, em 1946, Cannes é ponto de referência e sedia alguns dos principais festivais de cinema, publicidade e da indústria pornográfica em todo o mundo. Este ano, entre os dias 20 e 26 de junho, a cidade receberá a 57a edição do mais importante evento da propaganda mundial, o Cannes Lions Festival Internacional de Publicidade. É deste paraíso, no coração das regiões francesas da Côte d’Azur e da Provence, que vamos partir em peregrinação de uma semana com as nossas dicas. Como sempre fazemos com nossos roteiros, começaremos pelas melhores opções de chegada e estadia. Recomendo chegar ao sul da França pelo caminho mais rápido e menos estressante em termos de conexões. A opção mais óbvia é chegar em Nice para daí partir rumo a Cannes, independentemente das conexões escolhidas antes. Nós recomendamos um outro caminho: vá direto a Milão, para onde há diversas opções de voos diretos partindo de São Paulo. No aeroporto de Malpensa pegue um carro na Hertz, Europcar ou Avis e rume com seu GPS sentido Gênova. O trajeto todo, saindo de Milão, passando pela Riviera italiana, chegando à francesa e a Cannes não leva mais de quatro horas de autoestrada para ser feito. Easy. As estradas são ótimas, as paradas idem e o carro será um instrumento muito importante para garantir diversão completa durante esta semana de festa. Que pode ser a do festival. Para esta época, tente reservar o seu hotel em Cannes ou nas imediações com o máximo de antecedência possível. Além do festival, estamos no início da alta temporada europeia e a Provence é um dos principais destinos dos europeus descolados. Estando de carro, você poderá optar por ficar em Cannes, Juan Les Pins, Saint Paul de Vence, Antibes ou imediações. Como sempre, visite os principais sites de reserva para checar as opções. Podem ser o www.decolar. com, o www.hoteis.com ou o www.venere.com. Sempre haverá uma boa opção. Todos os “buxixos” e os “balacos” do festival estão próximos ao Palais (onde o festival acontece) e à famosa La A viagem de Natale Giramondo foi integralmente proporcionada por 29HORAS. A reportagem não tem compromisso ou obrigação com quaiquer das pessoas, empresas ou organizações nela citadas.

72 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

Acima, o Martinez, um dos grandes e mitológicos hotéis que abrigam os muito famosos e as melhores festas


No alto, o bar 72, ponto de encontro noturno da galera – todo o mundo está lá. Acima, o Al Charq, que produz o melhor kebab do planeta. À direita, todas as cores dos macarons maravilhosos do L’Atelier Jean Luc Pelé

À esquerda, a fromagerie Ceneri, a indiscutivelmente melhor do sul da França. Acima, o Coquillage Brun, de moules que criam dependência gastronômica. Cuidado!

73


>viagem

No caminho para cassis, deguste um bom vinho nas caves à beira da estrada. chegando lá, corra para os ouriços do Neno’s


Tarde deliciosa no porto de Cassis. Depois dos ouriรงos, siga para um sorvete na Gelateria Amorino


>viagem

Croisette, a passarela dos vips da publicidade. As festas que a organização do festival programa para a semana ficam à beira-mar, na areia, com hiperestruturas montadas exclusivamente para elas. Uma verdadeira loucura. As principais agências e veículos de mídia do mundo também promovem as suas festas e eventos paralelos nos grandes e mitológicos hotéis da cidade, como o Majestic, o Carlton e o Martinez. O grande barato desta temporada não é só o festival, ou tudo que a cidade proporciona, mas a diversidade de ótimas opções de passeios, entretenimento e gastronomia que encontramos nos arredores. Bem, comecemos por Cannes. No alto, o mercado provençal de Antibes, que merece no mínimo um tour pelas delícias de suas bancas. Acima, o underground da loja Balade en Provence, onde se prova absinto de todas as origens e todas as graduações alcoólicas até 80º

76 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

Passear pela Croisette, onde também ficam as mais famosas lojas de grifes e cafés, é um programa obrigatório e que se faz de forma incansável. Na esquina do Hotel Martinez fica o bar 72, o grande ponto de encontro noturno da galera após os eventos e jantares. Não dá pra acreditar. Fica lotado de pessoas interessantes do mundo inteiro até altas horas. Para aguentar essa “dura” jornada, recomendamos para as refeições diurnas o Al Charq, um restaurante libanês na Rue


Em Antibes, ao lado do mercado provençal, fica o mais fantástico bar de absinto do planeta Rouaze, próxima ao Hotel Martinez, que além de todas as especialidades árabes tem seguramente o melhor kebab do planeta. Sem exagero! Para quem quer comer as delícias do mar da Provence, recomendamos o Coquillage Brun, onde as moules são espetaculares e os pratos de conchas e crustáceos – acompanhados dos deliciosos rosés da Provence que nosso amigo Didú Russo indica em sua coluna desta edição de 29HORAS –, vão fazer você criar uma profunda dependência gastronômica. Para quem adora comprar um bom vinho e matar uma “lariquinha” no quarto do hotel, recomendamos a melhor fromagerie do sul da França, a fromagerie Ceneri, os queijos são inacreditáveis. Os de cabra que eles têm lá são difíceis de encontrar até mesmo em Paris. Como sempre, depois de um bom vinho e um bom queijo, nada melhor do que um verdadeiro docinho francês. Em Cannes encontram-se dois dos melhores lugares especializados em macarons: a Lenotre, a mesma de Paris, localizada na Rue d’Antibes, 63, e o L’Atelier Jean-Luc Pelé, na Rue Meynandier, 36, e vai ser difícil escolher o que levar. Para diminuir o stress com relação à possibilidade de

Acima, o porto de Saint-Tropez, que Brigitte Bardot eternizou. Abaixo, as águas de azul incrível da praia de Pampellone

77


>viagem

ganhar alguns quilinhos, lembre-se da tese defendida pela famiglia Giramondo há anos: “Tudo que é bom não engorda”! Ao sair de Cannes peregrinando pela região dos Alpes Marítimos temos a certeza de que os festivais podem ser apenas um pretexto para agendar esta maravilhosa semana. Além da obrigatoriedade de se visitar Montecarlo – que está apenas a 30 minutos de Cannes – para tomar um drinque no Café de Paris, em frente ao cassino, e subir a La Turbie para ter uma das vistas mais espetaculares do mundo, você deverá se preparar para os seguintes mini-roteiros:

1. Antibes. No alto, aproximação de Saint-Paul de Vence, a mais deliciosa ville perchée (cidade pendurada) das muitas da Provence. Acima, entrada e pátio do La Colombe d’Or, o hotel-restaurante onde Picasso pagava as contas com quadros . Na pág. oposta, à esquerda, pátio do Le Moulin de Mougins, o restaurante provençal estrelado; à direita, rua de Grasse, sede das essências que fazem a perfumaria francesa

78 | 29HORAS | de 29 de maio a 29 de junho 2010

Ao chegar, encoste seu carro próximo ao marché provençal. Comece seu tour apreciando o visual das bancas com as maravilhosas ervas e tentações. Saia do mercado e vá direto ao bar subterrâneo da loja Balade en Provence. Nesse underground você fará literalmente a grande viagem pela qual Picasso e seus amigos peregrinaram por vários anos: está aí provavelmente o único bar de absinto do planeta – e certamente o melhor. Prove várias versões da bebida, proibida no Brasil, com graduações alcoólicas que variam até os 80 graus. O ritual já é uma viagem. Em Antibes, segundo Gera, nosso grande amigo e expert em gastronomia internacional, você encontrará a melhor torta de morango do mundo no Bacon, um restaurante com vista para o mar. Daí caminhe por Cap d’Antibes, o famoso cabo que se estende para além da cidade, e vá até o farol de La Garoupe.


saint-paul de vence é a capital das artes na provence. grasse, a capital essencial da perfumaria francesa 2. Saint-Tropez e Cassis. Saint-Tropez foi um povoado de pescadores que, pela sua luminosidade, começou a atrair no início do século XX vários artistas. Em 1955, depois que Brigitte Bardot protagonizou o filme E Deus criou a mulher, o povoado ficou conhecido internacionalmente. Era um dos retiros prediletos de Picasso e Matisse. O centro da cidade e a marina são supercharmosos, mas se você preferir almoçar no famoso Club 55, na praia de Pampellone, você vai se supreender com o azul da água do mar. Fica um pouco mais distante, pois Saint-Tropez não tem praias perto do centro, mas vale a pena. Na sequência, rume para Cassis. Vá pela beira-mar por Toulon e retorne pela A8. No caminho para Cassis, pare para degustar um bom vinho nas várias caves encontradas ao longo do caminho. Chegando lá, vá até o porto e peça um ouriço no Neno, depois tome o melhor sorvete italiano da Riviera na Gelateria Amorino, caminhe até o farol e se delicie com a cor do mar e o visual do castelo e das falésias que circundam a cidade. Você vai se divertir ao ver a população jogando petanca na pracinha do porto; o jogo é parecido com a nossa bocha e é jogado em qualquer pracinha por toda a França, especialmente na Provence, e por pessoas de todas as idades.

3. Saint-Paul de Vence. Esta é uma vila medieval completamente preservada com muitas boutiques e galerias modernas e conta com uma das coleções de arte moderna mais admiradas da França, a da

Fundação Maeght. Em Saint-Paul está também o La Colombe d’Or , um hotel e restaurante muito agradável onde se pode comer ao ar livre. O Colombe foi frequentado por famosos de todas as áreas, e suas paredes estão forradas de obras com as quais, reza a lenda, Picasso, Signac, Bonnard, Dufy e outros pagavam suas contas no restaurante – que ainda tem no acervo obras de Modigliani, Chagall, Braque, Calder, por aí. Yves Montand e Simone Signoret, habitués do hotel, se casaram aí. Outra ótima opção é o Le SaintPaul, membro da rede Relais & Chateaux. Você comerá um foie gras fresco que ficará gravado na sua memória.

4. Grasse e Mougins. A apenas 20 minutos de Cannes, para o interior, está Grasse, a capital do perfume, onde se produz mais de 2/3 dos aromas naturais utilizados na composição dos famosos perfumes franceses. Uma visita que vale a pena, para quem não sofre de enjoos ao sentir diversos aromas simultaneamente, é a fábrica da Fragonard, fácil de se achar pois há sinalização pela cidade toda. Depois de apreciar a vista maravilhosa dos campos de flores desta simpática cidade romântica e passear pela pracinha no centro, programe-se para ir a Mougins. Faça uma reserva para comer no famoso hotel e restaurante Le Moulin de Mougins. Esqueça seu caro cardápio do menu confiance; selecione alguns pratos e se delicie com o top da culinária francesa. Queridos passageiros, marqueteiros e publicitários, espero que vocês tenham uma ótima temporada e au revoir!

79


dezembro 2009

por maria cecília maciel

87

83

Um dos espetáculos da programação Tchekhov 150 anos, na Caixa Cultural

Taça de sundae Avalanche, da Johnnie Pepper

Um mês cheio de emoções

de programas românticos a sugestões descoladas para acompanhar os jogos da copa, a temporada promete muitas surpresas

O coração vai bater mais forte nesta temporada que marca o início do inverno, o Dia dos Namorados e a Copa do Mundo na África do Sul. Se por um lado os dias frios são um convite para o aconchego da casa, por outro, são um verdadeiro estímulo para sair e conferir as novidades dos restaurantes, que já começam a incluir em seus cardápios as tradicionais sopas, cremes, fondues, além de queijos e vinhos – mais saborosos, ainda, numa mesa a dois, no dia 12 de junho. Para a data, há desde programas como o pacote romântico num luxuoso spa a uma aula de gastronomia para o casal, passando pelo esperado flash back de Billy Paul até sorteios de caixas

80 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010

92 Cachimbo da Porsche Design

de bombons nas altas horas da balada. Mas sem querer ofuscar o brilho dos amantes, o que está mobilizando a cidade, mesmo, é a Copa do Mundo na África do Sul. O espírito verde e amarelo se propagou por todos os lados: bares, botecos, com suas programações especiais, lojas de eletroeletrônicos, decoração, utensílios, roupas, adereços e fachadas. Agora só falta torcer. Avante, Brasil!


86 O cantor Michael W. Smith se apresenta no Auditório do Ibirapuera

100 Papel de parede da coleção Ralph Lauren, na Celina Dias

os destaques do mês

O quê? Gastronomia Copa 2010. Por quê? Entre os dias 11/6 e 11/7, acontece uma verdadeira viagem gastronômica por meio de pratos especiais ou menus fechados, com valores entre R$10 e R$ 110. Confira os restaurantes que participam do evento: Tantra (África do Sul), Bar des Arts (Espanha), D’Olivio (Grécia), Diversità Bistro (Brasil), Konstanz (Alemanha), Original Burger (EUA), Freddy (França), Jin Jin Wok (Coreias do Norte e do Sul), Marquês de Marialva (Portugal), Osteria Del Pettirosso (Itália), Sallvattore (Chile), Sassá Sushi (Japão) e Le Bistrot Marcel (Suíça). www.gastronomiacopa2010. com.br

23h às 29h

O quê? Casa Cor 2010. Por quê? Essa edição do evento mais importante da decoração no país conta com mais três mostras paralelas: Casa Hotel, dedicada à hotelaria e ao turismo; Casa Kids, com tendências para toda a família; e Casa Talento, com profissionais da arte e do design. Entre os ambientes assinados por muitos nomes estrelados, destaque para a Casa do Mirante de Débora Aguiar, projetada um nível acima do piso, com bela vista para o hipódromo. Até 13/7, ter. a sáb. e feriados: das 12h às 21h30; dom.; das 12h às 20h. Jockey Club de São Paulo – Av. Lineu de Paula Machado, 1.075, Cidade Jardim, tel. 2161-8300.

17h às 23h

O quê? Aguilar 50 Anos. Por quê? Primeira grande retrospectiva do multiperformático artista paulistano, José Roberto Aguilar, 69 anos, que reúne trabalhos produzidos ao longo de cinco décadas de carreira, entre 1960 e 2000. A curadoria fica por conta de Haron Cohen e a produção é da Arte 3. A mostra apresenta cerca de 75 pinturas e uma coletânea de gravuras, desenhos, filmes, videoarte e instalações, incluindo a inédita Vestidos de noiva. Até 17/7, de ter. a dom.: das 10h às 20h. Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo. R. Álvares Penteado, 112, Centro, tel. 3113-3651. www.bb.com.br/cultura

11h às 17h

5h às 11h

confira as sugestões que servem para todos os dias de sua semana O quê? Paribar. Por quê? O novo bar resgata grandes memórias da boemia paulistana e a elegância do velho Centro. Ali ainda estão o antigo balcão iluminado, com suas banquetas de madeira com braços e a fachada original, de mármore italiano. Sabores contemporâneos, como o drinque Kasato Maru (xarope de chá verde, suco de limão, saquê e wasabi) e clássicos, como o Negroni (gim, Campari e vermute). Para acompanhar, os Petiscos do Mercadão, com acepipes do Mercado Municipal e música ao vivo, todas as quintas, sextas e sábados. De seg. a dom. até o último cliente. Pça. Dom José Gaspar, 42, Centro, tel. 3237-0771.

81


sábado, 29

maio 2010

5h às 11h

arte O quê? Exposição Estranhos de Carla Barth. Por quê? É a primeira individual da artista gaúcha especializada em arte pop naïf. São seis novas obras criadas especialmente para a ocasião, além de alguns retratos e dois desenhos. Dessa vez, focada ao tema Paisagens, surgem cenas surreais em meio a florestas misteriosas, personagens inesperados, meio humanos, meio bichos, e personalidades nobres imaginárias. Até 5/6. De ter. a sáb.: das 13h às 18h. Acervo da Choque – R. Medeiros de Albuquerque, 250, Vila Madalena, São Paulo, tel. 3061-2365. www.choquecultural.com.br

11h às 17h

criança O quê? Disney on ice - Princesas e heróis. Por quê? Dois últimos dias para ver as clássicas histórias de amor e aventura, das mais lindas princesas e heróis, em um espetáculo de patinação com acrobacias – um show emocionante, cheio de efeitos especiais. Depois de passar por países da América do Norte, Europa, Ásia e Oceania, a nova turnê do espetáculo, produzido pela Feld Entertainment®, chega pela primeira vez na América do Sul. De R$ 40 a R$ 120. Hoje, às 15h e 20h; amanhã, às 11h, 15h e 20h. Ginásio do Ibirapuera – R. Manoel da Nóbrega, 1.361, tel. 4003-0848. www.ticketsforfun.com.br

música

17h às 23h

O quê? Turnê Cocked, locked, ready to rock do Aerosmith. Por quê? Essa banda de hard rock, formada em Boston, em 1970, já vendeu mais de 150 milhões de cópias no mundo inteiro. Às 22h. De R$ 150 (arquibancada) a R$ 500 (pista premium). Parque Antártica (Palestra Itália) – R. Turiassu, 1.840, tel. 38746500. www.palmeiras.com.br

bar

ELE CHEGOU TIRANDO ONDA WWW.MARMADUKEFILME.COM.BR 23h às 29h

VERIFIQUE A CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA

4 DE JUNHO NOS CINEMAS

O quê? Show de Pedro Mariano. Por quê? A turnê do seu álbum Incondicional é diversificada: passeia do samba de Jair Oliveira (A casa da dor) ao pop rock de Frejat, passando pela romântica Simplesmente, de Samuel Rosa e Chico Amaral, além de apresentar canções de sua autoria, como Voz no ouvido, Livre pra viver e Nau. Em única apresentação. Às 22h. Citibank Hall – Al. dos Jamaris, 213, Moema, tel. 2846-6232. www.citibankhall.com.br

O quê? Buchanan’s Lounge by Ranieri. Por quê? Hoje, o cigar bar, dos sócios Beto Ranieri, Cassio Gabus Mendes, Max Abdo e Sergio Dhelomme, espaço intimista com um pequeno palco anexo à charutaria Ranieri Pipes, nos Jardins, tem programação especial: show da cantora de jazz e bossa nova Juliana Ferretti, a partir das 22h30. Enquanto isso, drinques caprichados feitos pelo barman Martinho Piauí saltam do balcão ao lado de pratos rápidos e petiscos saborosos. De seg. a quar.: 10h/24h; qui. a sáb.: 10h/2h. Al. Lorena, 1.221, Jardim Paulista, tel. 3062-5504.

82 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


domingo, 30

maio 2010

O quê? Quatro Rodas Experience Visitante, OffRoad e On-Road. Por quê? É o único evento de test-drive multimarcas, com os melhores carros do país e do mundo. Oportunidade única para qualquer um viver o sonho de dirigir um carrão na pista de corrida da Fórmula 1, o Autódromo de Interlagos. Um programão para a família com mais diversões como videogames, pistas off-road, atrações infantis, praça de alimentação e exposição de veículos militares. Dias 30/5, 2/6, 4/6, 5/6, 6/6, às 8h, 12h e 16h. R$ 30 e R$ 15. Autódromo Luís Carlos Pacce – Av. Senador Teotônio Vilela, 261, Interlagos, tel. 5666-8822. www.autodromointerlagos.com

5h às 11h

evento

gastronomia

11h às 17h

O quê? Johnnie Pepper. Por quê? Acaba de chegar a São Paulo a famosa casa carioca de cortes especiais de carne. O restaurante combina gastronomia inspirada nos Estados Unidos a um ambiente claro, arejado e elegante. Aqui a cozinha é comandada pelo chef Thiago Guimarães, com larga experiência em famosas steak houses no Brasil e no exterior. Entre as melhores pedidas está o Tomahawk, 375 g do corte Porterhouse, filé mignon e contrafilé em uma única peça. Não dá para sair sem a Avalanche!, um grande sundae de creme coberto de chantilly, servido em uma taça congelada, mergulhada em calda de chocolate quente e coberta de castanhas. De seg. a qui.: das 11h às 24h; sex. a dom.: das 11h à 1h. R. Mário Ferraz, 528, Itaim, tel. 2528-3100. www.johnniepepper.com.br

O quê? Artista da casa: 6 estudos para flutuar. Por quê? O espetáculo de dança contemporânea dá continuidade há mais de 20 anos de pesquisa e atuação artística de Zélia Monteiro com a improvisação. A partir de seu trabalho como assistente e intensa convivência com Klauss Vianna (1928-1992), traçou seu próprio perfil como bailarina e coreógrafa. Para essa nova criação, convidou o pianista Manuel Pessôa para dividir o palco. Dias 29/5, às 20h e 30/5, às 18h. TD - Teatro de Dança. Av. Ipiranga, 344, subsolo, República, tel. 2189-2555.

17h às 23h

dança

O quê? Aboo Wine Lounge Bar do Sofitel São Paulo Ibirapuera. Por quê? O novo point pretende reunir um público intitulado como tribal chic, cosmopolita, apreciador de bons drinques e música. Na carta de vinhos, 83 rótulos do Novo Mundo. A caipirinha Aboo, feita com cachaça premium, carambola e kiwi, é outro destaque do bar que serve pratos frios, quentes e tapas. Às qui.: a partir das 19h, há shows alternados entre trio de jazz e chorinho e, nos outros dias, exceto nos fins de semana, piano ao vivo. De seg. a dom.: das 8h às 24h. R. Sena Madureira, 1.355, Bloco 1, Ibirapuera, tel. 3201-0800.

23h às 29h

bar

83


segunda, 31

maio 2010 compras

5h às 11h

B.A.

O quê? Samsung Experience. Por quê? Em tempo de Copa do Mundo, a marca coreana está entre os líderes mundiais do mercado de televisores de LCD, entre diversos outros produtos eletroeletrônicos. E São Paulo é uma das cinco cidades do planeta que sediam a Samsung Experience, um espaço privilegiado de experimentação de novos conceitos em tecnologia. Lá, os consumidores podem ter contato e testar os produtos antes de levá-los para casa. Shopping Morumbi – Av. Roque Petroni Jr., 1.089, Brooklin, tel. 5181-2444. www.samsung.com.br

gastronomia

11h às 17h

Cara-de-pau

O quê? Chef por um dia no Fillipa. Por quê? Tailândia, Vietnã, França, Itália e Brasil foram fontes de inspiração para a chef Ina montar seu menu e manter o bom nome do restaurante Mestiço, que também é de sua propriedade. Às segundas-feiras qualquer mortal pode comandar o almoço ou o jantar na casa, desde que seja para seus convidados, preparando a sua especialidade ou arriscando um dos pratos do menu. A casa oferece a infraestrutura e até a assistência dos funcionários. No grande dia, o Fillipa fecha para o evento, com direito a lista de convidados na entrada. No fim da noite, o chef ganha uma placa comemorativa com o nome do prato e um avental do restaurante com seu nome bordado. De seg. a qui.: das 11h45 às 24h; sex. e sáb.: das 11h45 à 1h; dom.: das 11h45 às 22h30. R. Joaquim Antunes, 260, tel. 3083-3868. www.fillipa.com.br

hanniBal

17h às 23h

musica O quê? José Carreras. Por quê? Depois de 10 anos, o tenor Josep Carreras Coll, conhecido como José Carreras, volta a encantar os paulistanos com seu timbre, uma das mais belas vozes de ópera do mundo. O concerto conta com a participação especial da soprano Ailyn Perez e acompanhamento de orquestra brasileira regida pelo maestro espanhol Miguel Ortega. Dias 31/5, às 21h, e 2/6, às 22h. HSBC Brasil – R. Bragança Paulista, 1.281, Chácara Santo Antônio, tel. 4003-1212. www.hsbcbrasil.com.br

murdock www.esquadraoclasseafilme.com.Br

11 de junho nos cinemas

23h às 29h

gastronomia O quê? Menu de inverno nos bares e restaurantes. Por quê? Uma sopinha ou creme vai muito bem nas noites frias. Vários estabelecimentos já incluíram as especialidades da estação em seus cardápios. O do Bar do Melo traz caldinhos de mocotó e feijão, típicos do Nordeste (www.bardomelo.com.br); já à moda lusitana, a chef Ilda Vinagre, do restaurante Trindade, elaborou o clássico caldo verde com torrada integral e a sopa de tomate à moda do Alentejo (www.restaurantetrindade.com); o Babette oferece o trio de creminhos (creme de alho-poró com gruyère, creme de camarão e creme de queijo) além do Gratin de Champignons de Paris (www.chezbabetterestaurante.com.br); e no Pé de Manga tem clássicas fondues de queijos e chocolate, além do pão italiano que recebe uma variedade de cremes, como os de mandioquinha e camarão (www.pedemanga.com.br); fondues também estão no menu do Abruzzi, que inclui cremes, capeletti in brodo e canja especial da casa (www.abruzzi.com.br).

84 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


terça, 01

junho 2010

O quê? Scandinavia Designs. Por quê? Primeira Concept Store e showroom no Brasil a vender produtos de designers escandinavos para todos os segmentos. A loja tem o projeto assinado por Aurélio Martinez Flores e traz as marcas em ilhas exclusivas que podem ser mudadas de acordo com as coleções. Além de utensílios domésticos, objetos de decoração e móveis para casa e escritório, a loja ainda oferece brinquedos educativos para crianças. De seg. a sex.: das 10h as 19h; sáb.: das 10h às 15h. R. Barão de Capanema, 559, Jardins, tel. 30815158. www.scandinavia-designs.com.br

5h às 11h

design

O quê? Exposição Cálculo da expressão Oswaldo Goeldi, Lasar Segall e Iberê Camargo. Por quê? É uma rara oportunidade de ver reunidas as obras de três ícones da arte moderna brasileira. A montagem no museu, com curadoria da historiadora Vera Beatriz Siqueira, conta com 54 gravuras, sete matrizes e quatro livros ilustrados desses três mestres. Até 10/7. De ter. a sáb.: das 14h às 19h; dom. e feriados.: das 14h às 18h. Grátis. Museu Lasar Segall Ibram – MinC – R. Berta, 111, Vila Mariana, tel. 5574-7322. www.museusegall.org.br

11h às 17h

arte

música

17h às 23h

O quê? Concerto da Filarmônica Bachiana Sesi-SP. Por quê? O maestro João Carlos Martins, considerado um dos maiores intérpretes de Johann Sebastian Bach (ele gravou a obra completa para teclado desse gênio da música) rege os músicos da Filarmônica Bachiana. Selecionados entre as melhores orquestras brasileiras, ela tem sido elogiada mundo afora: encantou o público americano com três atuações de gala, sendo duas no conceituado Carnegie Hall, em Nova Iorque, em 2007 e 2008; e uma no Lincoln Center em 2009, apresentando como solista o legendário Dave Brubeck. Às 21h. Teatro Bradesco. Shopping Bourbon São Paulo – R. Turiassu, 2.100, Piso Perdizes, Perdizes, tel. 3670-4100.

bar

ELE CHEGOU TIRANDO ONDA

O quê? Ministro 1153. Por quê? O primeiro bar de Juscelino Pereira, dono dos restaurantes Piselli e Zena Caffé, serve comida caseira benfeita e carnes preparadas na grelha – ao estilo das steak houses nova-iorquinas. À frente da cozinha, sua mulher Lu Pereira, Pedro Sant’Anna e Renata Loducca, que atuou na rede Four Seasons. Para os apreciadores de cerveja, há uma carta com cerca de 30 rótulos, produzidos em oito países, entre eles o Weihenstephaner Vittus, da Alemanha. Destaque para os objetos nostálgicos trazidos das casas dos sócios e de outros garimpos, como as peças amealhadas no leilão do Grand Hotel Ca’d’Oro. De seg. a qui.: das 12h à 1h; sex. e sáb.: das 12h às 2h. Al. Ministro Rocha Azevedo, 1.153, Jardins, tel. 3064-1153. www.ministro1153.com.br

WWW.MARMADUKEFILME.COM.BR 23h às 29h

VERIFIQUE A CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA

85

4 DE JUNHO NOS CINEMAS


quarta, 02

junho 2010

5h às 11h

compras O quê? Clube Amostra Grátis. Por quê? O novo espaço torna possível adquirir diversos itens sem precisar pagar por eles. No rastro de lojas precursoras na China, EUA, Japão e Espanha, aqui o ambiente dispõe de produtos como alimentos, cosméticos, artigos para pets, entre novidades. Basta se cadastrar online, no site www.clubeamostragratis.com. br, e pagar uma taxa de inscrição (R$ 50). A carteirinha de sócio garante a escolha de até cinco itens diferentes por mês. De seg. a sáb.: das 10h às 21h. R. Harmonia, 213, Vila Madalena, tel.3749-0788 ou 3742-3812.

11h às 17h

gastronomia O quê? Terraço Gourmet no Porto Paulista Shopping. Por quê? A mais paulistana das avenidas ganhou um novo centro gastronômico, o Terraço Gourmet, no Porto Paulista Shopping. Com capacidade para 250 lugares, a praça de alimentação do centro comercial oferece seis opções de restaurantes para almoço, jantar e happy hour: Green & Grill; Mangiare; Creperia Monet; Praça Central, tradicional self service por quilo; Prato Amigo, com sete tipos de pratos combinados; e o Saint Wish, para relaxar no fim de tarde e curtir um chopinho com os colegas. R. Augusta, 1.600, Consolação, tel. 3285-0300.

17h às 23h

música O quê? Michael W. Smith. Por quê? O premiado músico, com 12 milhões de CDs vendidos em todo o mundo, é uma referência no gênero gospel de música cristã. Ele traz ao Brasil a turnê de seu novo álbum, A new hallelujah. Ao lado do amigo Bono Vox, líder da banda U2, ainda trabalha em benefício da ONG Data, voltada ao combate da aids e ao perdão da dívida dos países africanos. Dia 2/6 e 3/6, às 21h. Auditório Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, portão 2, Ibirapuera, tel. 3629-1075.

balada

23h às 29h

O quê? Compadre Candela no Rey Castro. Por quê? A banda de salsa formada por brasileiros, peruanos e paraguaios, assume o comando das quartas-feiras cubanas na casa temática. Na união de alunos, professores e intercambistas do Conservatório Dramático e Musical Doutor Carlos de Campos, em Tatuí, São Paulo, o grupo foi criado com o propósito de pesquisar o gênero musical latino. Atualmente, traz no repertório desde clássicos da salsa de raiz, com arranjos simples, até releitura de canções com ritmos dançantes e modernos, de nomes como Rubén Blades, Célia Cruz, Marc Anthony e Hector Lavoe. Até 30/6, às quartas-feiras, a partir das 23h30. R. Ministro Jesuíno Cardoso, 181, Vila Olímpia, tel. 3842-5279. www.reycastro.com.br

86 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


quinta, 03

junho 2010

cultura

B.A. 5h às 11h

O quê? Programação Tchekhov 150 anos. Por quê? Trata-se de uma maratona de atividades culturais, entre espetáculos teatrais, leituras dramáticas, palestras, oficina de interpretação e encontros de reflexão sobre o escritor e dramaturgo russo Anton Tchekhov (1860-1904), um dos mais importantes e revolucionários autores do século XIX. A programação conta com a presença de artistas e intelectuais com profundo conhecimento sobre o autor. De 3/6 a 27/6, qua. a dom.: às 18h, 18h30 e 19h. Caixa Cultural São Paulo (Sé). Pça. da Sé, 111, Centro, tel. 3321-4400. www.caixa.gov.br/caixacultural.

gastronomia

Cara-de-pau 11h às 17h

O quê? La Poêle. Por quê? O ateliê de doces e bolos acaba de lançar o bem-amado, versão do bem-casado em forma de coração. Boa ideia para presentear no Dia dos Namorados. Além de originais, os bem-amados são deliciosos, macios e molhadinhos, feitos em massa com leve toque de baunilha, muito bem recheada com doce de leite. Podem ser oferecidos como presente, em lindas caixas de madeira branca, como a da foto, que vem com a frase Je t’aime, gravada numa charmosa plaquinha. R$ 45 (15 unidades). Tels. 9600-6726/9273-2531. www.lapoele.com.br

O quê? O Grande Cerimonial. Por quê? É a estreia da artista plástica Suzy Gheler no teatro – a moça é conhecida pela confecção de bonecos em tamanho natural, já expostos em vários pontos da cidade. Dessa vez, eles contracenam com os atores da Cia. Kaus na peça do dramaturgo espanhol Fernando Arrabal. Narra a história de Cavanosa e suas relações contraditórias com sua mãe, mulheres e bonecas. A montagem é do Teatro Kaus, tem direção de Reginaldo Nascimento e trata de uma história de amor às avessas, levada às últimas consequências. Até 1/7. Qua. e qui.: às 21h. Rua Augusta, 943, Cerqueira César, tel. 3151-4141.

17h às 23h

teatro

hanniBal

balada

23h às 29h

O quê? Kiss & Fly Club. Por quê? Com matriz em Nova York e localizado na Villa Daslu, a nova casa noturna conta com um hall de entrada, decorado no tom de azul de uma famosa marca de uísque, e oferece aos clientes uma combinação de lounge, restaurante e boate, tudo no mesmo local. Com projeto do americano David Graziano, ao lado de Rudolf Piper, o ambiente é luxuoso e ao mesmo tempo dinâmico, podendo se integrar ao Buddha Bar – há uma parede móvel de 15 m de largura que separa os estabelecimentos, o que dimensiona o espaço para receber até mil convidados em formato coquetel ou 220 pessoas sentadas para jantar. De qui. a sáb.: a partir das 24h. Av. Chedid Jafet, 131, Vila Olímpia, tel. 3044-6181.

87

murdock www.esquadraoclasseafilme.com.Br

11 de junho nos cinemas


sexta, 04

junho 2010 beleza

5h às 11h

O quê? Dior Cosmotic. Por quê? Parte de um plano de investimentos nos país, a grife ícone de moda, beleza e luxo no mundo acaba de abrir dois novos espaços na cidade para venda de seus produtos (perfumes e cosméticos), que contam com consultoras de beleza e especialistas, além de maquiadores, à disposição dos clientes, interpretando as últimas tendências das passarelas. A Dior Cosmetic Counter fica na Opaque do Shopping Vila Olímpia e o Espace Beauté Dior na Vent Vert Spécialité, no Morumbi Shopping. Ambas alinhadas às outras elegantes lojas internacionais, como a Le Bon Marché (em Paris) e Selfriedges (em Londres). Shopping Vila Olímpia – R. das Olimpíadas, 360, 3º piso, tel. 3047-6240. Morumbi Shopping – Av. Roque Petroni Jr., 1.089, loja 17/18 (piso superior), tel. 5181-4443. www.opaque.com.br.

11h às 17h

cinema O quê? Cinema na cidade. Por quê? Têm três estreias: Perdedores, com Jeffrey Dean Morgan, Zoe Saldana, Chris Evans e elenco, numa trama de traição e vingança, entre os membros de um grupo das Forças Especiais americanas enviado para a floresta boliviana e Príncipe da Pérsia, com Gemma Arterton, Jake Gyllenhaal, Ben Kingsley, trata de um príncipe guerreiro e uma misteriosa princesa que lutam contra forças obscuras para proteger uma antiga adaga com o poder de controlar o mundo. Nas redes Cinemark, Play Art e UCI.

17h às 23h

gastronomia

bar

ELE CHEGOU TIRANDO ONDA WWW.MARMADUKEFILME.COM.BR 23h às 29h

VERIFIQUE A CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA

4 DE JUNHO NOS CINEMAS

O quê? Festival de Fondues no All Seasons. Por quê? Foi elaborado pelo chef suíço Christophe Besse. Além da clássica Fondue de Queijo Suíço, o menu conta, ainda, com a fondue Grand ST Bernard, feita com queijo e ervas orgânicas do val Do Grand-ST-Bernard; a fondue Soft Cream Cheese, que inclui creme temperado batido na hora; a fondue de Camarões Crocantes e para sobremesa a fondue de chocolate. Quem quiser, pode optar pelo rodízio. De seg. a dom.: das 19h às 24h. Até 7/8. Flat Golden Tulip Paulista Plaza – Al. Santos, 85, Cerqueira César, tel. 2627-1336.

O quê? Buddha Bar. Por quê? A casa, reaberta na Villa Daslu, é um mix de restaurante, bar e clube, sem pista de dança e com mais vocação para a alta gastronomia. Um buda dourado de 4,5 metros de altura, recebe os clientes que entram no ambiente requintado, íntimo e acolhedor. Há uma ampla sala de refeições, lounges, bar central e terraço a céu aberto. Ao som de tango, bossa nova, deep house, jazz ou soul, o experimentado Erick Jacquin assina criações que unem a cozinha asiática com a francesa. Já Anderson Lourenço comanda o sushi bar e Aguinaldo Dornelas é o responsável pelos drinques da casa – no total, 14 opções, entre elas o Buddha, feito com rum, fava de baunilha, kiwi e saquê –, além da carta de vinhos com 166 rótulos nacionais e importados. O bar dá acesso à boate Kiss & Fly. De ter. a sáb.: das 20h à 1h. R. Chedid Jafet, 131, Vila Olímpia, tel. 3044-6181.

88 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


sábado, 05

junho 2010

O quê? Bibliotecas Louis Braille. Por quê? Comemorando 63 anos de existência, é a primeira entre seis bibliotecas municipais a receber a Bíblia completa em braile – um conjunto de 38 volumes, editado pela Sociedade Bíblica do Brasil. A biblioteca foi planejada e equipada para atender os usuários com deficiência visual, reunindo 6.159 títulos, entre livros em braile e audiolivros, além de computadores com programas específicos para a acessibilidade dos usuários. De ter. a sex.: das 10h às 19h; sáb. e feriados: das 10h às 18h. R. Vergueiro, 1.000, Paraíso, tel. 3397-4088.

5h às 11h

livros

gastronomia

gastronomia

teatro

O quê? 92 Festa de São Vito, no Brás. Por quê? É a mais tradicional festa popular italiana de São Paulo, e a maior fora da Itália, em homenagem a São Vito, padroeiro da cidade de Polignano a Mare. Há 92 anos reúne visitantes e descendentes ávidos pelas iguarias italianas, preparadas para mais de 80 mil pessoas, pelas “mammas” da São Vito. O evento, que tem música ao vivo com cantores típicos, é organizado pela Associação Beneficente São Vito Mártir, que destina a renda para a sua creche. Até 4/7, sáb., às 20h, e dom., às 19h. R. Polignano a Mare, 255, tel. 3227-8234.

O quê? Os melhores do mundo futebol clube, da Cia. de Comédia. Por quê? É tempo de Copa do Mundo e de vibrar com o esporte mais popular do planeta. Mas, que tal rir das situações de tensão, conflito, angústia e êxtase em que essa paixão coloca os torcedores? É o que faz esse espetáculo de teatro e vídeo, com figurinos e cenografia que recriam o clima de estádio. Sáb. 5/6, às 22 e dom., 6/6 às 20h. Citibank Hall – Al. dos Jamaris, 213, Moema, tel. 2846-6232. www.citibankhall.com.br

a

17h às 23h

11h às 17h

O quê? Grupo Per Paolo. Por quê? A rede, focada na cozinha italiana, tem sete unidades em vários bairros de São Paulo. No comando, o empresário e restaurateur paulista Paulo Baroni e o chef Jérôme Ferrer. Paulo, que também é dono e chef do restaurante La Nuova Cucina, em Orlando, EUA, foi o idealizador da rede de franquias La Pasta Gialla. Jérôme Ferrer, conhecido dos canadenses por seus programas de televisão e seus livros de receitas, é dono de três respeitados restaurantes em Montreal. Confira o endereço mais perto de você no site www. perpaolo.com.br.

O quê? Teatro na madrugada: Cartas a Um Jovem Poeta. Por quê? Belo drama baseado na obra do escritor checo Rainer Maria Rilke, com criação, adaptação e interpretação solo de Ivo Müller. O espetáculo relata a troca de correspondências de um poeta com um jovem, que está indeciso entre as carreiras militar e literária. Dias 5/6, 12/6, 19/6, 26/6 e 3/7, às 23h59. R$ 30 e R$ 15. Espaço Parlapatões – Pça. Franklin Roosevelt, 158, Centro, tel. 3258-6345.

23h às 29h

teatro

89


domingo, 06

junho 2010 design

5h às 11h

O quê? Alianças e solitários da coleção Premium da Corsage. Por quê? São inspiradores para o Dia dos Namorados. Da coleção Bem Querer, as alianças se encaixam como se fossem uma engrenagem. Há anéis poderosos, colares e brincos de ouro com ou sem diamantes no formato de símbolo do “infinito”. E uma das peças mais sensíveis: o conjunto de brinco, anel e colar Poema. Com formato de coração, as joias fogem ao tradicional ouro com diamantes e resgatam pedras brasileiras preciosas, como citrino, quartzo fumê e quartzo rutilado. Shopping Center Iguatemi – Av. Brig. Faria Lima, 2.122, Jardim Paulistano, tel. 3812-7422/ 3812-5900. E mais dois endereços www.corsage.com.br

11h às 17h

teatro O quê? Bark! Um latido musical. Por quê? Depois de Cats, é a vez dos cães estrelarem a versão brasileira do musical criado pelo compositor americano David Troy Francis e lançado em 2004, em Los Angeles. A direção é de José Possi Neto. Com letras de Gavin Geoffrey Dillard, Mark Winkler e Robert Schrock, em ritmos de blues, hip hop e jazz, a plateia fica sabendo o que o melhor amigo do homem pensa de seus donos. Até 27/06. Sáb.: às 21h; e dom.: às 17h. Teatro Nair Bello – Shopping Frei Caneca – R. Frei Caneca, 569, 3º piso, Consolação, tel. 3472-2414.

gastronomia

17h às 23h

O quê? Restaurante Maripili. Por quê? Comandado pelo chef João Calderón, o reduto, fora do circuito, segue à risca as tascas espanholas – tavernas ou locais despretensiosos que servem beliscos, pratos e bebidas. Nas paredes são encontradas imagens que remetem à cultura madrilenha, além de objetos decorativos. Caixas e garrafas de vinhos de várias nacionalidades enfeitam as prateleiras e podem ser consumidas ali ou levadas para casa. Serve nove opções de embutidos, como o fuet, que leva pimenta-do-reino e a sobressada, patê com pimentão picante. De seg. a sex.: das 11h às 22h; sáb.: das 11h às 16h. R. Alexandre Dumas, 1.152, Chácara Santo Antonio, tel. 5181-4422.

23h às 29h

balada O quê? A nova decoração do Cafe de la musique. Por quê? O dining club dos sócios Álvaro Garnero e Kadu Paes foi recentemente repaginado por um grupo de arquitetos talentosos e pelos estilistas Ricardo Almeida e Valdemar Iódice. O salão principal ganhou estampas tribais enquanto o mezanino apresenta móveis e estofados com referência a Luís XV (17101774). O estilo rococó foi escolhido em função da alegria, elegância, luxo e exuberância que representa. Os menus italiano e contemporâneo, incluindo sugestões orientais, continuam sendo comandados pelo chef Reginaldo Soares, enquanto o barman Francisco Ribeiro sugere drinques especiais como o Amazonas: vodca, suco de maracujá, licor peach, gengibre ralado, hortelã e sementes de maracujá. De ter. a sáb.: das 20h até o último cliente (5h). Av. Juscelino Kubitschek, 1.400, tel. 3079-5588.

90 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


segunda, 07

junho 2010

casa

5h às 11h

O quê? Copa do Mundo na decoração da casa. Por quê? Diversas empresas apostaram em objetos utilitários e decorativos verde e amarelo ou inspirados no universo do futebol para a Copa 2010. Se apertar para o lado brasileiro, é melhor acender a vela em forma de figa, da Dot; a Dpot lançou a mesa de jogos Brasileirinha, para relaxar a tensão; já a Artemix trouxe de fora o Cooler Bola, da Dynasty, que, além de decorativo, resfria ou aquece as bebidas em seu interior; a linha Prisma, da Ou, entra em campo com 16 itens para servir, em plástico translúcido. São pratos, copos, sousplat, jarra, cooler, bandeja, travessa, consomê, saladeira, molheira, cremeira e taça sobremesa. www.dot.art.br; www.dpot.com.br; www.artemix.com. br; www.ou.ind.br

evento

11h às 17h

O quê? 5º Encontro Mistral 2010. Por quê? A importadora trará ao Brasil mais de 80 das maiores celebridades do mundo do vinho. Realizado a cada dois anos, o evento é um dos mais importantes no setor da América Latina e um dos mais expressivos em todo o mundo, reunindo um time estrelado de produtores e enólogos, que servem pessoalmente ao público algumas de suas maiores criações. Neste ano, participam vinícolas como Catena Zapata, Cos d’Estournel, Paul Hobbs, Biondi Santi, Quinta do Vale Meão, Penfolds, Luis Pato e Viña Montes. Dias 7/6, 8/6 e 9/6, das 17h às 21h30. R$ 290/dia (não haverá ingresso no local). Hotel Grand Hyatt – Av. Das Nações Unidas, 13.301, Brooklin, tel. 3372-3400.

O quê? Corpos – A exposição. Por quê? Pela primeira vez na América Latina, essa mostra, nos moldes da que esteve no Brasil em 2007, conta com 20 corpos e 250 órgãos reais, focando nas movimentações e articulações humanas. Já foi vista por cerca de 15 milhões de pessoas na Europa e Estados Unidos. De seg. a sex.: das 9h às 19h; sáb., dom. e feriados.: das 8h às 19h. Até 8/8. R$ 40 e R$ 20. Oca do Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, Ibirapuera, tel. 5572-0985.

17h às 23h

exposição

O quê? Café Journal. Por quê? Agrega cozinha paulistana, wine bar, adega com 670 rótulos de vinhos e cigar bar. O ambiente despojado traz materiais de demolição, antiguidades e obras de arte. A cozinha internacional acaba de migrar para a brasileira, sob o comando do chef Ivan Achcar, com foco no que há de melhor da culinária regional, alinhando bom gosto e simplicidade. Abre para almoço, com um bufê variado de saladas, pratos frios e quentes, e uma mesa de massas que são preparadas na hora e a gosto de cada cliente. De seg. a dom.: das 12h até o último ciente. Al. dos Anapurus, 1.121, Moema, tel. 5055-9454 www.cafejournal.com.br

23h às 29h

bar

91


terça, 08

junho 2010

5h às 11h

design O quê? Porsche Design. Por quê? Os paulistanos, amantes dos carros Porsche, especialmente do clássico modelo 911, já podem comprar aqui os artigos que levam a assinatura do neto do fundador da marca: Ferdinand Alexander Porsche. São perfumes, óculos, roupas, celulares, malas, relógios e até artigos para a casa, que carregam o conceito dos carrões: muita qualidade, tecnologia, design limpo e elegância. Villa Daslu – Av. Chedid Jafet, 131, 2º piso, tel. 3044-7115. www.porsche-design.com

11h às 17h

cultura O quê? Capobianco Mostra Sinisterra. Por quê? Completando 70 anos, o Instituto Cultural Capobianco e a Construcap apresentam a primeira mostra no mundo sobre a obra do dramaturgo José Sanchis Sinisterra, uma das maiores assinaturas do teatro espanhol, pai da dramaturgia atoral, autor de uma vasta obra, com mais de 40 peças. A programação reúne apresentação de peças, leituras de texto, palestras e três oficinas para dramaturgos e atores: com o próprio Sinisterra, com a atriz e diretora brasileira radicada na Espanha, Daniela Del Vecchi, assistente de Sinisterra, e com a diretora brasileira Christianne Jatahy. O evento conta ainda com a presença de Denise Fraga, Fernando Peixoto, Georgette Fadel e Marco Antonio Braz, Lenise Pinheiro e Mauro Restiffe, entre outros. De 8/6 a 27/6, a partir das 14h (oficinas) e 21h (peças). Confira a programação no site www.institutocapobianco.org.br.

17h às 23h

musica O quê? Madeleine Peyroux. Por quê? A cantora de jazz, nascida na Georgia, nos Estados Unidos, começou a cantar aos 15 anos de idade, quando descobriu os artistas de rua do boêmio Quartier Latin, em Paris. Passou a integrar o grupo The Riverboat Shufflers e fez parte da The Lost Wandering Blues and Jazz Band com a qual passou dois anos em turnê pela Europa, interpretando canções de Billie Holiday e Ella Fitzgerald. Daí lançou o seu primeiro álbum, Dreamland. Madeleine já foi chamada de Billie Holiday do século XXI. Às 21h. Teatro Bradesco – Shopping Bourbon São Paulo – R. Turiassu, 2.100, Piso Perdizes, Perdizes, tel. 3670-4100.

23h às 29h

balada O quê? Festa 6 Degrees. Por quê? Nova festa do Lions Nightclub, no Centro, que acontece às terças feiras, promovida e com curadoria de José Tibiriçá Martins. A balada promove todos os estilos que serviram de base ou derivam do rock. De trilhas de filmes a música francesa, de jazz, swing, mambo, cha cha cha, ska, balkans, rock japonês até o pós-punk, do indie rock até a último hit de 1995 (um limite temporal escolhido aleatoriamente). É a noite dos DJs de rock profissionais, colecionadores de vinil, bandas e músicos consagrados. Ter., e qui.a sáb.: a partir das 23h. Av. Brig. Luís Antônio, 277, Bela Vista, tel. 3104-7157.

92 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


quarta, 09

junho 2010

moda

5h às 11h

O quê? Le Sacs Helena Buon. Por quê? A estilista, formada pela École Supérieure des Arts et Techniques de la Mode, produz bolsas em séries numeradas de até dez unidades, com muita bossa e bom gosto, em couro e ferragens de excelente qualidade. As sapatilhas não deixam por menos. R. Harmonia, 223, Vila Madalena, tel. 30342454 e R. Aspicuelta, 245, Vila Madalena, tel. 3081-4405. www.lesacs.com.br

O quê? 19ª ABF Franchising Expo 2010. Por quê? A principal feira de franquias da América Latina oferece oportunidades de negócios e investimentos em todos os segmentos da economia. Dias 9/6 a 12/6, das 13h às 21h (sábado, das 12h às 18h). Para 2010, há um aumento da participação de marcas estrangeiras, eventos internacionais paralelos e franquias de baixo custo. Expo Center Norte, Pavilhão Vermelho – R. José Bernardo Filho, 333, Vila Guilherme, tel. 20898500. www.centernorte.com.br

11h às 17h

evento

O quê? Gloria Gaynor. Por quê? Para ouvir o vozeirão da Rainha da Disco, em hits como I will survive, Never can say goodbye, Can’t take my eyes off you, It’s raining men, I am what I am, I never knew… A primeira, lançada em 1979, lhe rendeu, em 1980, o primeiro Grammy de Melhor Gravação para Disco Music. Às 22h. HSBC Brasil – R. Bragança Paulista, 1.281, Chácara Santo Antônio, tel. 4003-1212. www.hsbcbrasil.com.br

17h às 23h

música

O quê? Bar Dinorah. Por quê? Tem samba, futebol e uma calabresa feita na cachaça. Recém-reformulado pelos sócios Maurício Caldo e Rafael Duran, o bar está preparado para os jogos da Copa, com telão, projetor, novo sistema de áudio e música ao vivo, de segunda a segunda – com diversos gêneros, entre MPB, pagode, sertanejo e reggae. As terças são dedicadas ao eletrônico e nos sábados, depois da feijoada e do jogo, o samba rola solto. De seg. a sex.: a partir das 15h; sáb.: a partir das 14h. R. Fidalga, 429, Vila Madalena, tel. 2305-2700.

23h às 29h

bar

93


quinta, 10

junho 2010 compras

5h às 11h

O quê? Chopeira Mobicool. Por quê? É uma boa novidade para quem prefere chamar os amigos em casa para assistir aos jogos da Copa. A choperia, para barril de cinco litros, mantém a cerveja a 3º C até o fim. Várias marcas como Itaipava Premium, Petra e diversas alemãs se ajustam perfeitamente a ela. Bi-Volt, custa R$ 699, pelos sites www. multienergy.com.br ou www.mobicool.com.br

11h às 17h

música O quê? Concerto de Celebração da Copa do Mundo da Fifa. Por quê? Quem vai perder? Um dia antes do primeiro jogo da Copa 2010, o Estádio Orlando, no bairro de Soweto, em Joanesburgo, abre oficialmente o evento mundial com um concerto reunindo a elite da música africana: o grupo Freshlyground, cinco vezes ganhador do prêmio sul-africano Sama; o músico sul-africano Hugh Masekela; o Coral Gospel do Soweto, ganhador de dois prêmios Grammy e três prêmios Sama; o Coral Jovem de Mzansi, também do Soweto; e o rapper K’naan. O megasshow histórico conta, ainda, com a participação dos artistas Alicia Keys, Amadou & Mariam, Angélique Kidjo, Black Eyed Peas, BLK JKS, John Legend, Juanes, Shakira, The Parlotones, Tinariwen, Vieux Farka Touré e Vusi Mahlasela. Às 15h (20h local). Na Globo, Band e TVs por assinatura.

17h às 23h

gastronomia O quê? Yellow Giraffe. Por quê? É um endereço no Itaim, charmoso e bem decorado, que serve ótimos pratos para quem quer almoçar ou jantar de forma saudável e prazerosa. Há sugestões leves como a salada tropical, com folhas verdes, frutas, peito de peru defumado e queijo fresco, e pratos mais substanciosos como o strogonoff de filé mignon ou a lasanha ao forno. Faz entrega no bairro. R. Amauri, 356, tel. 3079-2438.

23h às 29h

bar O quê? Barthô Chopperia. Por quê? Casa boa para esticar a happy hour. Oferece um ambiente agradável, várias opções no cardápio de porções e bebidas, além de um surpreendente clube do Whisky e charutaria. Nas quintas, há bufê de sopas e música ao vivo com a dupla Woodstock e, aos sábados, feijoada com chorinho. De seg. a sex.: das 16h à 1h; sáb.: das 12h à 1h. R. Caiubi, 1.249, Perdizes, tel. 3877-0489.

94 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


sexta, 11

junho 2010

arte

5h às 11h

O quê? Mostra ELOS de Gilberto Salvador na igaler!a. Por quê? Com curadoria de Cláudia Cristina Paronetti, dona da galeria, a exposição traça um panorama da fase escultórica do artista plástico, com esculturas de três diferentes períodos de sua carreira. O público pode contemplar 25 obras em tamanhos variados, como esculturas de chão, de parede e de sobrepor. Cinco dessas obras estão expostas nos jardins do Condomínio Stadium, que abriga a igaler!a, em meio a folhagens, espelhos d’água e fontes. Suas obras enriquecem também espaços públicos, como o Metrô de São Paulo. Até 30/6, de seg. a sex.: das 10h às 20h; aos sábados: das 10h às 17h. Al. Rio Negro, 1.030, Alphaville, tel. 4193-1303.

O quê? Cinema na cidade. Por quê? Têm duas estreias: Cartas para Julieta, com Amanda Seyfried, Vanessa Redgrave e Gael García Bernal, comédia romântica sobre uma jovem americana que viaja para Verona; Kick-Ass – Quebrando Tudo, ação com Chloe Grace Moretz, Nicolas Cage, Christopher MintzPlasse, sobre um estudante nerd chamado Dave Lizewski que decide virar super-herói. Nas redes Cinemark, Play Art e UCI. Estreia dos jogos da Copa 2010 – Em Joanesburgo, África do Sul x México, às 11h. Na Cidade do Cabo, Uruguai x França, às 15h30.

11h às 17h

cinema

O quê? All You Need is Love e Orquestra. Por quê? O grupo, único do Brasil a obter os direitos de gravação e comercialização das músicas dos Beatles em DVD, lança o primeiro título, gravado no HSBC Brasil. O DVD conta com orquestra, efeitos especiais, instrumentos vintage, projeções e figurinos de época, tudo para recriar um cenário para as mais de 60 músicas de todas as fases da banda de John Lennon e Paul McCartney. HSBC Brasil – R. Bragança Paulista, 1.281, Chácara Santo Antônio, tel. 4003-1212. www.hsbcbrasil.com.br

17h às 23h

música

O quê? Bar Anhanguera. Por quê? Focado nas delícias regionais, o destaque fica por conta das cervejas artesanais, mais de 55 rótulos de toda a parte do Brasil. Para petiscar, uma das melhores pedidas é o camarão empanado com queijo coalho. Mas a música é americana: jazz e blues ao vivo. De ter. a qui.: das 18h às 1h; sex.: até 2h; sáb.: das 15h às 2h; dom.: das 13h às 24h. R. Aspicuelta,, 595, Vila Madalena, tel. 3031-2888

23h às 29h

bar

95


sábado, 12

junho 2010

5h às 11h

bem-estar O quê? Unique Garden. Por quê? O spa resort tem um pacote para comemorar a dois que inclui terapias corporais, relaxamento e até jantar francês, com direito a uma taça de Chandon no check-in. No quarto, rosas vermelhas, velas e frutas da estação, e no spa, antes do banho de ofurô, escalda pés e massagem aplicada nos dois pombinhos ao mesmo tempo. O jantar romântico é no Chez Victor, pilotado pelo chef Sival Candido, que oferece um menu de seis pratos com harmonização de vinhos. Entre as pedidas, a coxa de pato confitada no tucupi. Tel. 44868700 www.uniquegarden.com.br

gastronomia

11h às 17h

O quê? Personal Chef do Espaço Cultural Gourmet A Nossa Cozinha. Por quê? Para contratar um chef particular para sua casa, seja para cozinhar uma refeição em uma data especial ou para organizar um cardápio diário, feito no local e devidamente congelado. O Personal Chef também oferece treinamento de empregadas domésticas, organização da cozinha (despensas, geladeira e armários) e criação de um menu adequado às necessidades do cliente (como em casos de alergias ou recomendações médicas). O espaço também promoverá uma aula-jantar para casais na noite do dia 12/6, a partir das 20h, comandada pelos chefs Beto Rocha e Flávia Carnicelli, e cada casal poderá escolher um dos pratos para cozinhar, entre a entrada, prato principal e sobremesa. R. Assis Brasil, 99, Brooklin, tel. 5533-4181.

música

17h às 23h

O quê? Billy Paul. Por quê? Para embalar o Dia dos Namorados dos cinquentões e dos amantes de um dos maiores soul man da música americana, que chega aos 70 anos em plena forma. Com 23 álbuns lançados, a voz suave e a simpatia lhe renderam parcerias com artistas como Stevie Wonder, Miles Davis e Roberta Flack, além de um Grammy de melhor performance rhythmn’n’blues masculina, em 1972, com a canção Me, and Mrs. Jones e, recentemente, o documentário I’m not black enough for you? - A história de Billy Paul. Às 21h30. HSBC Brasil – R. Bragança Paulista, 1.281, Chácara Santo Antônio, tel. 4003-1212. www.hsbcbrasil.com.br

bar

23h às 29h

O quê? Noite dos Namorados no Akbar Lounge & Disco. Por quê? O bar promove uma grande festa neste dia com muito flashback, disco, flash house, rock’n’roll e um mix de atualidades. A pista é comandada pelos DJs residentes: Marcos Freitas, do Programa da Energia na Véia (97 FM), Daniel Tutunic e Zhenna. Vai ter distribuição de suvenirs da época, brindes, camisetas, CDs e até sorteios de várias caixas de bombom para os casais. Os aniversariantes do dia não entram na fila, podem pegar a entrada VIP. Quin. e sex., happy hour a partir das 19h30; sáb.: a partir das 21h. R. Inácio Pereira da Rocha, 109, Vila Madalena, tel. 3816-1703.

96 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


domingo, 13

junho 2010

O quê? Jardins dos Sons. Por quê? Um espaço para brincar e descobrir sons e sensações. Assim é a praça de Eduardo e Beatriz Fernandez Mera, criada para o evento Casa Kids 2010, que acontece paralelamente à mostra Casa Cor, no Jockey Club. Acostumados com projetos para grandes empreendimentos imobiliários na capital e no interior, os profissionais provam, em um espaço de 350 m², que paisagismo também pode ser coisa de criança. Ali, brinquedos sonoros, instalados a céu aberto, se integram e se misturam aos sons da natureza, despertando nas crianças o interesse pela música. O espaço, adaptado também para os pequenos com dificuldades de locomoção, permite que os pais possam brincar e interagir com seus filhos. A praça foi construída a partir da vegetação natural do local, sem que fosse necessária a retirada de nenhuma árvore. Mera Arquitetura e Paisagismo. R. Dr. Alceu de Campos Rodrigues, 275, cj. 121, Itaim Bibi, tel. 3842-6762. www.mera.com.br Copa 2010, em Polokwane, Argélia x Eslovênia, às 8h30 e em Tshwane/Pretória, Sérvia x Gana, às 11h.

5h às 11h

casa

gastronomia

11h às 17h

O quê? Confraria do Sabor. Por quê? Boa pedida em Campos dos Jordão. A casa recémampliada, com um jardim interno para jantar a luz de velas, tem novas sugestões para a alta temporada. No cardápio elaborado pelo chef e proprietário Fernando Couto, pratos preparados com produtos da região como o pinhão, o shiitake, a pera de inverno, a truta e o arroz negro. A galinha-d’angola ao molho de tamarindo, cogumelos e pinhão é um deles. Mas há outras opções, como o suflê de alcachofra e o confit de pato. Não saia sem pedir o fricassé de morango, na sobremesa. De sex. a dom.: das 12h às 16h e das 19h às 24h. R.Vitor Godinho, 191, Vila Capivari, Campos do Jordão, SP, tel. (12) 3663-6550.

O quê? A alma imoral. Por quê? Com humor fino e delicadeza, Clarice Niskier leva à cena adaptações feitas, por ela mesma, dos pensamentos escritos pelo rabino Nilton Bonder, no livro A alma imoral. Nele são abordados os conflitos entre o certo e o errado, a obediência e a desobediência e as fidelidades e as traições. Até 25/7, sex.: às 21h30; sáb.: às 21h; e dom.: às 19h. Teatro Augusta – R. Augusta, 943, Consolação, tel.3151-2464. www.teatroaugusta.com.br

17h às 23h

teatro

O quê? Guia visual Caribe, de Dorling Kindersley, Publifolha. Por quê? Para já ir sonhando com a sua próxima viagem. Com 1.200 imagens, o guia apresenta as melhores paisagens e atrações das 22 principais ilhas que formam o Caribe, como Cuba, com sua rica história cultural e política; Jamaica, da música contagiante e beleza natural; Porto Rico, dos tesouros coloniais; St. Martin/Sint Maarten, um dos destinos turísticos mais chiques do Caribe, com seus cassinos e resorts de luxo. Há também dicas de hotéis, restaurantes, bares, cafés, locais para fazer compras, mercados e museus, além de sugestões de lazer, com atividades ao ar livre, mergulho, caminhadas, músicas e festivais. Há ainda mapas detalhados das principais atrações e guias de ruas que ajudam na localização. Por R$ 97. Nas principais livrarias, pelo televendas 0800-140090 ou pelo site www.publifolha.com.br.

23h às 29h

livro

97


segunda, 14

junho 2010 bem-estar

5h às 11h

O quê? Ateliê Oral. Por quê? A clínica odontológica é de altíssimo padrão e conta com um time formado pelos melhores profissionais do país, em cada especialidade da saúde e estética bucal. E quanto ao usual incomodo pós-dentista, o Ateliê Oral conta com uma técnica inédita que utiliza uma terapia linfoenergética com drenagem no pré e pós-operatórios para ajudar a reduzir edemas e estimular a cicatrização e a regeneração dos tecidos. De seg. a sex.: das 8h às 19h. R. João Lourenço, 564, Vila Nova Conceição, tel. 3040-8888. www.atelieoral.com.br Copa 2010, em Johannesburgo, Holanda x Dinamarca, às 8h30 e em Mangaung/Bloemfontein, Japão x Camarões, às 11h.

11h às 17h

gastronomia O quê? Frios da Tosello. Por quê? A empresa, especializada em frios e embutidos, tem duas novidades: as terrines de peru com salsa e de peru com pimenta-rosa. Uma espécie de patê, as terrines são ótimas para fatiar e ficam saborosas em tábuas de frios e sanduíches; podem também ser cortadas em cubos para aperitivo, ou ainda acompanhar saladas e omeletes, entre outras criações. Uma peça pesa cerca de 1 kg. R. Rialma, 120, Jardim Dall’Orto, Sumaré, SP, tel. (19) 3832-5505. www.tosello.com.br Copa 2010, em Durban, Alemanha x Austrália, às 15h30. Na Cidade do Cabo, Itália x Paraguai, as 15h30.

17h às 23h

teatro

gastronomia

ELE CHEGOU TIRANDO ONDA WWW.MARMADUKEFILME.COM.BR 23h às 29h

VERIFIQUE A CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA

4 DE JUNHO NOS CINEMAS

O quê? Herdeiros do novo mundo. Por quê? O espetáculo pretende fazer refletir sobre as transformações da sociedade, frente às inúmeras catástrofes geológicas, mudanças climáticas e previsão pessimistas sobre esses fenômenos, seja por parte da sociedade científica ou das várias correntes espiritualistas. O tom é dinâmico e recheado de humor. Com Lucius e André Luiz Ruiz, com direção e adaptação de Marco Nicolatto. Até 18/7. Sáb.: às 18h30 e dom.: às 18h. R. Mário Amaral, 209, Paraíso, tel. 2148-2904.

O quê? Cardápio repaginado do Mr Mill’s Burguer. Por quê? Para conhecer o novo hambúrguer de carneiro e hortelã e o hot dog inspirado num famoso lanche americano. A nova carta inclui sucos especiais, como o de clorofila sabor laranja (com maçã, cenoura, couve e hortelã), servidos em copos de 500 ml. De seg. a qui.: das 18h às 2h; sex. e sáb.: das 18h às 4h. R. Abílio Soares, 165, Paraíso, tel. 3052-1390. www.mrmills.com.br

98 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


terça, 15

junho 2010

O quê? Exposição Visita da Família Real Belga ao Brasil – 1920. Por quê? A mostra reúne fotografias e documentos da visita do rei Alberto, rainha Elisabeth e príncipe Leopoldo, em 1920, aos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. São 54 reproduções fotográficas feitas a partir de originais conservados em coleções brasileiras e principalmente nos arquivos do Palácio Real de Bruxelas. Várias dessas fotografias são de autoria da própria rainha Elisabeth. E mais 350 imagens de 350 páginas ilustradas com vistas do Brasil, poemas, retratos, reproduções de obras de arte e dedicatórias, que o governo brasileiro ofereceu como recordação ao rei por sua visita ao Brasil. Até 18 de julho. De ter. a sex.: das 10h às 20h; sáb., dom. e feriados: das 13h às 17h. R. Alagoas, 903, Higienópolis, tel. 3662-7198. Copa 2010, em Rustenburgo, Nova Zelândia x Eslováquia, às 8h30 e na Baía Nelson Mandela/ Port Elizabeth, Costa do Marfim x Portugal, às 11h.

5h às 11h

fotografia

O quê? Bares com programação especial para acompanhar os jogos do Brasil. Por quê? Para torcer, bebericar, petiscar e badalar: Art n Pizza (R. da Consolação, 3.288, Cerqueira César, tel. 3061-2222); Alibabar Bar e Chopperia (R. Prof. Atílio Innocenti, 500, Vila Olímpia, tel. 38450207); Bahrem Snooker Bar (Av. General Olímpio da Silveira, 68, Santa Cecília, tel.3662-2626); Bar do Arnesto (R. Ministro Jesuíno Cardoso, 207, Vila Olímpia, tel. 3848-9432); Bar do Melo (R. Madre de Deus, 1.176, Mooca, tel. 2601-3505); Corleonne (R. Prof. Atílio Innocenti, 534, Vila Nova Conceição, tel. 3848-0028); Dona Mathilde Snooker Bar (Av. Pompeia, 1.415, Vila Pompeia, tel. 3672-4204); Melograno Forneria & Empório de Cerveja (R. Aspicuelta, 436, Vila Madalena, 3034-1837); Seu Beraldo Botequim (Av. Jurema, 90, Moema, tel. 5051-5966). Confira outros bares bacanas no www.circuitobaresdacopa.com.br. Estreia do Brasil na Copa 2010. Em Joanesburgo, Brasil x Coreia do Norte, às 15h30.

11h às 17h

bar

gastronomia

17h às 23h

O quê? The Salad Bar. Por quê? Entre as recentes novidades implementadas pelo francês Nicolas Louckewitch, na sua casa, que agora também abre aos domingos, está a cobertura do terraço, oferecendo mais opções para os dias frios do outono e inverno. No cardápio, a novidade é a sopa no pão, com croutons e parmesão. E o famoso gougère, aquele tipo de pão francês que fica entre um biscoito de polvilho e o pão de queijo, perfeito para ser degustado com uma taça de vinho ou uma cerveja, no happy hour e nos jogos da Copa do Mundo – o restaurante conta com dois telões. De segunda a sex.: das 12h às 24h; dom.: até às 19h. Al. Jaú, 1.372, Jardim Paulista, tel. 3061-5765.

O quê? Clube Pandoro. Por quê? O tradicional bar Pandoro, um dos marcos da cidade desde 1953, agora também é casa noturna. O clima é de interação entre amigos, com foco na coquetelaria contemporânea natural (sem xaropes), bem elaborada por Marcelo Vasconcellos, além de uma boa dose de glamour, percebida na decoração intimista de João Armentano e na direção musical de George Freire. Para beliscar, canapés variados, de salmão defumado a steak tartare, passando por rosbife, queijo e tomate. De seg. a dom.: das 20h até o último cliente. Av. Cidade Jardim, 60, Jardim Europa, tel. 3062-6000.

23h às 29h

bar

99


quarta, 16

junho 2010 casa

5h às 11h

B.A.

O quê? Celina Dias. Por quê? Já chegou à loja a coleção completa de papéis de parede Ralph Lauren. São cores mais sóbrias, listras, xadrezes e estampas minimalistas para uma decoração clássica, em tons neutros que vão muito bem em qualquer ambiente da casa. De seg. a sex.: das 10h às 19h; sáb.: das 10h às 14h. Al. Gabriel Monteiro da Silva, 1.417, Jardim Paulistano, tel. 3062-0466. www.celinadias.com.br Copa 2010, em Nelspruit, Honduras x Chile, às 8h30 e em Durban, Espanha x Suíça, às 11h.

gastronomia O quê? Almoço no JAM. Por quê? Música, assim como arte e culinária japonesa, também faz bem durante o dia. E novo cardápio de almoço conta com pratos do dia e grelhados, entre outras opções da cozinha e do sushi-bar. Na terça-feira, a pedida é o Tori Roll, peito de frango com um pouco de tarê, recheado com gengibre, hana nirá, cebola e cenoura, acompanhado de purê de batata-doce e oniguiri; na sexta, o peixe branco ao molho de camarão no azeite com alcaparra e tomate-cereja, acompanhado de risoto de shiitake e brócolis. De ter. a sex.: das 12 às 1h; sab., dom. e feriados: das 13 às 15h. Para jantar, de ter. a dom.: a partir das 19h. R. Bela Cintra, 1.929, Jardim Paulista, tel. 3473-3273. www.jam.com.br Copa 2010, em Tshwane/Pretória, África do Sul X Uruguai, às 15h30.

11h às 17h

Cara-de-pau

hanniBal

17h às 23h

gastronomia O quê? Plateau des Fruits de Mer do Chef Rouge. Por quê? A restauratrice Vanessa Fiuza é fã confessa de frutos do mar e resolveu aplicar em seu restaurante mais esse hábito parisiense. Assim, o restaurante passou a oferecer, de sexta a domingo, o Plateau des Fruits de Mer, que traz peixes, crustáceos e frutos do mar de frescor absoluto. De ter. a sex.: das 12h às 15h30; sáb. e dom.: das 12h às 17h para almoço e de ter. a qui.: das 19h às 24h30; sáb.: das 19h à 1h; dom. e feriados: das 19h às 24h. R. Bela Cintra, 2.238, Jardins, tel. 3081-7539.

murdock www.esquadraoclasseafilme.com.Br

11 de junho nos cinemas

23h às 29h

gastronomia O quê? Porção de edamame no YOI! Rolls & Temaki Por quê? Velho conhecido dos japoneses, o aperitivo promete virar mania na cena gastronômica de São Paulo. O edamame, soja verde que se assemelha a uma ervilha torta, começa a ser servido na rede de temakerias. Rico em proteínas, vitaminas e fibras, o edamame estimula o metabolismo e serve até como prevenção à ressaca – daí ter caído no gosto da juventude nipônica. Nos 22 endereços da rede. www.yrt.com.br

100 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


quinta, 17

junho 2010

evento

5h às 11h

O quê? 9º Salão São Paulo de Turismo/10ºCongresso do Turismo Paulista. Por quê? Para conferir os produtos e serviços turísticos do interior e do litoral paulista. Os visitantes podem obter informações sobre novos destinos, cidades que oferecem turismo de aventura, rural, ecológico, cultural e religioso, com vasto material sobre os meios de hospedagens, serviços, gastronomia e passeios, entre outros. De 17/6 a 19/6, das 8h às 18h. Centro de Eventos São Luís. R. Luís Coelho, 323, Consolação, tel. 3138-9667. www.salaospturismo.com.br Copa 2010, em Joanesburgo, Argentina X Coreia do Sul, às 8h30 e em Mangaung/ Bloemfontein, Grécia X Nigéria, às 11h.

gastronomia

11h às 17h

O quê? Rotisserie Panela de Ferro. Por quê? Prepara a comida como na época da vovó e entrega com a prontidão necessária dos tempos atuais. São receitas elaboradas com produtos frescos e naturais, sem condimentos prontos ou conservantes. Há molho de tomate feito com o legume fresco e manjericão ou enriquecido com deliciosas polpetinhas; massas frescas em grande variedade de formatos e recheios, como o nhoque de batata, agneloti de quatro queijos, capeleti de carne ou frango e ravióli de muçarela com tomate seco. Há também carnes e doces. De seg. a sáb.: das 10h às 19h. R. Girassol, 320, Vila Madalena, tel. 3032-3034. www.paneladeferronavila.blogspot.com Copa 2010, em Polokwane, México x França, às 15h30.

O quê? Show Faro de Vander Bee. Por quê? Para ouvir o último trabalho do cantor e compositor de MPB. O CD conta com as participações do africano Lokua Kanza, Regina Souza, Renegado. Neste ano, além da turnê pelo Brasil, Vander Lee teve suas músicas gravadas por Maria Bethânia (Estrela) e Fábio Jr. (Românticos). Às 21h30. Citibank Hall – Al. dos Jamaris, 213, Moema, tel. 2846-6232. www.citibankhall.com.br

17h às 23h

música

balada

ELE CHEGOU TIRANDO ONDA

O quê? Casa 92. Por quê? Para se sentir numa festa feita em casa e não num lugar público. Tem sala de estar com lareira, cozinha, biblioteca, quintal e jardim de inverno (que vira pista de dança depois da 1h). A decoração é retrô para acompanhar a estrutura original das duas casas, dos anos 30, que foram unidas para se transformar nesse espaço, misto de clube, bar e restaurante. Um dos donos é o artista Fernando Sommer, que idealizou o projeto, chamando para hostess a Mahê Machado, conhecida como a madrasta do programa Beija sapo, da MTV, na Casa 92 é chamada Missis Hannah, personagem criado por Sommer. Danielle Dahoui, do Ruella Bistrot, assina o cardápio com muitas delícias à base de batatas. De qui. a sáb.: a partir das 22h. R. Cristóvão Gonçalves, 92, Pinheiros, tel. 3032-0371.

WWW.MARMADUKEFILME.COM.BR 23h às 29h

VERIFIQUE A CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA

101

4 DE JUNHO NOS CINEMAS


sexta, 18

junho 2010 viagem

5h às 11h

O quê? B360 (be three-sixty). Por quê? A agência de turismo de Chris Bicalho, uma divisão da STB (Student Travel Bureau), tem experts espalhados pelas principais cidades dos Estados Unidos e Europa, que levam o cliente direto ao assunto: à exposição mais esperada, a galeria mais bem falada ou ao antiquário mais escondido; guias especializados acompanham ao ateliê do estilista que conquistou Paris, às corridas de Fórmula 1 ou aos jogos do Grand Slam. A agência até lançou uma parceria inédita com a Maison Perrier-Jouët no programa By and For, onde o cliente desenvolve sua própria coleção de champanhe ao lado do “chef de cave” da vinícola. Av. Brig. Faria Lima, 1.713, 14º andar, tel. 3038-1515. www.b360travel.com.br Copa 2010, na Baía Nelson Mandela/Port Elizabeth, Alemanha x Sérvia, às 8h30 e em Joanesburgo, Eslovênia x Estados Unidos, às 11h.

11h às 17h

cinema O quê? Estreia no Cinema. Por quê? A molecada adora Toy story. No terceiro filme dos bonecos Wood e Buzz, Andy, o dono deles, está prestes a ir para a faculdade e grande parte de deus brinquedos é doada a uma creche. Vozes de Tom Hanks, Tim Allen e Michael Keaton, entre outros. Nas redes Cinemark, Play Art e UCI. Copa 2010, Cidade do Cabo, Inglaterra x Argélia, às 15h30.

evento

17h às 23h

O quê? São João em São Paulo. Por quê? Evento focado na cultura e costumes do Nordeste, numa festança com três dias de duração. São nove espaços contemplados com as características do São João de cada Estado. Há coreto para apresentações folclóricas, desfile de quadrilhas, feira de artesanato, tenda para teatro de cordel, quermesse, espaço infantil e barracas de comidas e bebidas típicas. O ponto alto são os shows: dia 18/6, às 17h, Elba Ramalho, Parangolé e Chiclete com Banana; dia 19/06, às 15h, Genival Lacerda e Calypso; dia 20/6, às 15h, Zezé de Camargo e Luciano, Alceu Valença e Falamansa. R$ 54 (pista) e R$ 324 (camarote). Sambódromo do Anhembi – Av. Olavo Fontoura, 1.209, Santana, tel. 2226-0400. www.anhembi.com.br/

23h às 29h

teatro O quê? Stand-Up na madrugada com Comédia na Veia. Por quê? É uma das melhores opções do espetáculo de comédia. O membros desse grupo já se apresentaram em diversas cidades brasileiras, em teatros, hotéis, eventos e programas como Quem pode mais, A noite é uma criança, Toda sexta, Quinta categoria, além de terem dividido palco com grandes nomes do humor nacional, como Nany People, Rafinha Bastos, Enio Vivona, Danilo Gentili, Marcelo Adnet, Fábio Porchat, Japa, Fabio Rabin, Marcelo Mansfield. Às 23h59. Teatro Anhembi Morumbi – R. Dr. Almeida Lima, 1.134, Mooca, tel. 2183-8383. www.teatroanhembimorumbi.com.br

102 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


sábado, 19

junho 2010

viagem O quê? Hotel & Spa Blue Mountain, em Campos dos Jordão. Por quê? A 1.700 m de altitude, o novo hotel é completo e bem confortável, com fitness center, spa Kyron, kids club, quadras esportivas, piscina coberta e climatizada, inclusive no piso do entorno, arvorismo, piano bar e lounge, restaurante com cozinha internacional e bistrô, além do único estacionamento coberto da região. São 84 apartamentos de luxo e suítes com até 258 m², todos com piso do banheiro e toalheiro aquecidos. Na decoração, fotografias resgatadas pelo historiador Edmundo Ferreira da Rocha e painéis do artista plástico Camargo Freire. Reservas na av. Pacaembu, 1.702, tel. 2503-0197. www.bmhs.com.br

5h às 11h

B.A.

compras

Cara-de-pau 11h às 17h

O quê? Forninho Rotisserie da Cusinart. Por quê? Para ter uma minitelevisão de cachorro em casa. O forninho permite um assado por igual e sem gordura. Para utilizálo como um forno comum, basta retirar a grelha. A diferença está na potência: ele pode assar um bolo em até 20 minutos. Preço de lançamento: de R$ 799 por R$ 599. Al. Lorena, 1.931, Jardins, tel.3088-0862; R. Dr. Mário Ferraz, 507, Itaim, tel. 3078-0121. www.utilplast.com.br Copa 2010, em Tshwane/Pretória, Camarões x Dinamarca, às 15h30.

O quê? Carrinho de queijos do Canvas. Por quê? Servidos após as refeições, como manda o figurino francês, o carrinho de queijos do restaurante fez tanto sucesso que o serviço foi aprimorado. Agora há um carrinho especial para os queijos da WMF, pela primeira vez no Brasil. O maître fromager Jair Jorge Leandro é o responsável pela escolha e combinação, que, entre os nacionais, inclui o Parmesão Premium Reserva Especial Scala, Chèvres da Canastra, Serro Extra Afinado, Crottin de Vaca e Serro Meia Cura, todos produzidos em pequena escala em Minas Gerais. Além desses, os paranaenses Brie Witmarsum, Asiago Witmarsum e Colonial Maturado, o gaúcho Roquefort Lacaune e ainda os mineiros Reino Boa Nata e Creme Bola Nata. A cada dia, sete tipos diferentes são oferecidos aos clientes. A porção de 50g custa R$ 25. Hotel Hilton Morumbi – De seg. a dom.: das 12h às 15h, e das 19h30 às 24h. Av. das Nações Unidas, 12.901, Brooklin, tel. 2845-0050.

17h às 23h

gastronomia

hanniBal

O quê? Mulher, Cerveja & Futebol. Por quê? A loja virtual tem tudo que os homens gostam: presentes criativos, brinquedos etílicos, decoração de macho, gadgets úteis, como o pendrive de cerveja, nas versões de 4 ou 8 GB. Trata-se de um chip de memória Samsung dentro de um compartimento plástico transparente, recheado com um líquido semelhante à cerveja, que faz até espuma ao ser mexido. A seção de chaveiros também é bem legal, e o modelo bafômetro pode ajudar em tempos de lei seca. www.mulhercervejafutebol.com

23h às 29h

internet

103

murdock www.esquadraoclasseafilme.com.Br

11 de junho nos cinemas


domingo, 20

junho 2010

5h às 11h

arte O quê? Alexandre Woller: cartazes. Por quê? Último dia para ver a mostra, que exibe uma seleção do conjunto de obras produzidas pelo pioneiro do design visual. São 44 cartazes que mostram a essência defendida por Wollner ao longo de carreira. Para o autor, a linguagem utilizada nos cartazes é diferente das obras convencionais, pois eles carregam a responsabilidade de informar e comunicar de forma inteligente. Wollner é conhecido, sobretudo pelos programas de identidade que desenvolveu desde o final dos anos 50, como as marcas do banco Itaú, das divisórias Eucatex, das confecções Hering, dos envelopes Celucat e das fechaduras Papaiz. Curadoria de André Stolarski. Das 10h30 às 18h. Sesc Pinheiros. R. Paes Leme, 195, tel. 3095-9400. www.sescsp.org.br. Copa 2010, em Mangaung/Bloemfontein, Eslováquia x Paraguai, às 8h30 e em Nelspruit, Itália x Nova Zelândia, às 11h.

11h às 17h

bar O quê? Bares com programação especial para acompanhar o jogo do Brasil. Por quê? Para torcer, bebericar, petiscar e badalar: Art n Pizza (R. da Consolação, 3.288, Cerqueira César, tel. 3061-2222); Alibabar Bar e Chopperia (R. Prof. Atílio Innocenti, 500, Vila Olímpia, tel. 3845-0207); Bahrem Snooker Bar (Av. General Olímpio da Silveira, 68, Santa Cecília, tel.36622626); Bar do Arnesto (R. Ministro Jesuíno Cardoso, 207, Vila Olímpia, tel. 3848-9432); Bar do Melo (R. Madre de Deus, 1.176, Mooca, tel. 2601-3505); Corleonne (R. Prof. Atílio Innocenti, 534, Vila Nova Conceição, tel. 3848-0028); Dona Mathilde Snooker Bar (Av. Pompeia, 1.415, Vila Pompeia, tel. 3672-4204); Melograno Forneria & Empório de Cerveja (R. Aspicuelta, 436, Vila Madalena, 3034-1837); Seu Beraldo Botequim (Av. Jurema, 90, Moema, tel. 5051-5966). Confira outros bares bacanas no www.circuitobaresdacopa.com.br Copa 2010, em Joanesburgo, Brasil x Costa do Marfim, às 15h30.

gastronomia

17h às 23h

O quê? Pizzaria Mercatto. Por quê? O ambiente, intimista, é bonito; a carta de vinhos, variada; e a pizza, pra lá de especial. Entre as melhores pedidas está a Napolli in Mercatto (manchas de queijo roquefort sobre molho de tomates frescos, bem temperado). Para quem quer ficar nos beliscos, o cardápio Salumeira e Antipasto inclui a tábua Fantasia (pedaços generosos de queijo parmesão, filés de anchovas italianas, tomates secos, azeitonas chilenas e muçarela de búfala), o pão de linguiça e o crostini (massa de pizza crocante polvilhada com limão, pimenta e especiarias), também servido como couvert. De seg. a dom.: das 19h às 24h. R. Mal. Hastimphilo Moura, 93, Morumbi, tel. 3746-6634.

bar

ELE CHEGOU TIRANDO ONDA

O quê? Pier 1327 Beer & Wine. Por quê? Para você preparar sua própria cerveja e chamar os amigos para degustá-la. Explica-se. A casa oferece um cursos de fabricação de cervejas, com o expert Jaime Filho, mestre cervejeiro e consultor. Para a empreitada é preciso marcar com dois dias de antecedência. Os mais ansiosos devem relaxar, porque o processo da feitura leva 40 dias para a bebida estar pronta para o consumo. Fora isso, o bar é bem agradável, todo com decoração náutica, e graças à parceria com grandes importadoras traz uma carta com duas centenas de rótulos de vinhos e 115 de cervejas. Ter.: das 17h à 1h; qua. a dom.: das 12h à 1h. R. Joaquim Távora, 1.327, Vila Mariana, tel. 5539-6213.

WWW.MARMADUKEFILME.COM.BR

4 DE JUNHO NOS CINEMAS

23h às 29h

VERIFIQUE A CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA

104 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


segunda, 21

junho 2010

bem-estar

5h às 11h

O quê? Reactive. Por quê? A clínica localizada no Alto de Pinheiros oferece diversos tratamentos, como Fisioterapia, Educação Física, Psicologia, Medicina e Odontologia. Os atendimentos são particulares e personalizados. O espaço é amplo, com salas de atendimentos individuais. Destaque para o Pilates e o novo setor de neurologia que oferece um programa diferenciado às crianças com necessidades especiais. Estacionamento e serviço de manobrista gratuito. De seg. a sex.: das 7h às 21h. R. Macunis, 474, Alto de Pinheiros, tel. 3032-1479. Copa 2010, em Cidade do Cabo, Portugal x Coreia do Norte, às 8h30 e na Baía Nelson Mandela/Port Elizabeth, Chile x Suíça, às 11h.

O quê? Segundo Salão Moda Brasil. Por quê? Para conhecer as novas tendências. O salão engloba quatro eventos direcionados a segmentos diferentes: Salão Lingerie Brasil, Salão da Moda Masculina, Salão Praia & Fitness e Salão Têxtil & Aviamentos. Conta com as seguintes grifes: Rosset, Recco, Liz, Fits Well, De Chelles, Floralys, Belles, Portattti, Dressy, Beautiful Woman e Dois Rios, entre outras. Expo Center Norte. Dias 21/06 a 23/06, das13h às 20h. R. José Bernardo Pinto, 333, Vila Guilherme, tel. 5091-6707. www.salaomodabrasil.com.br Copa 2010, em Joanesburgo, Espanha x Honduras, às 15h30.

11h às 17h

evento

O quê? IV Semana Vocal 2010. Por quê? Em comemoração aos 50 anos do Conservatório Musical Beethoven, o evento oferece uma programação completa para o cantor. Os temas de workshop vão da black music ao canto lírico, passando pela MPB. Nessa edição, a novidade fica por conta das aulas práticas diárias de técnica vocal. A semana termina com a audição final dos participantes. A coordenação é de Sabrina Waltzer e de Yara Mangini. De 21/6 a 25/6, das 18h30 às 22h. R. Bento Frias, 135, Pinheiros, tel.3031-9057. www.beethoven.art.br

17h às 23h

evento

O quê? Era uma vez um Chalezinho. Por quê? No cardápio especial de fondues elaborado por Ricky Marcellini, a Original (preparada com queijos Emental e Gruyère fundidos com vinho branco seco e Kirsch) ainda é das melhores pedidas. Nas opções doces, para se deliciar com frutas, destaca-se a Lindt (elaborada com o famoso chocolate suíço e acompanhada por quatro miniaturas de Lindt para derreter na panelinha ou na boca). Tudo ao som do pianista Carlos Gelman, a partir das 20h30. Dom. a quin.: das 18h às 24h30; sex. e sáb.: das 18h às 2h. R. Itapimirum, 11, Morumbi, tel. 3501-9322. www.chalezinho.com

23h às 29h

gastronomia

105


terça, 22

junho 2010

5h às 11h

compras O quê? Scarlet. Por quê? É um endereço para quem busca fantasias e acessórios sensuais, com atendimento personalizado e privacidade. Em uma sala reservada encontram-se fantasias de alta qualidade e acabamento perfeito: de coelhinha a enfermeira, as opções são muitas e todas se sobressaem pelos detalhes. Há um lounge formatado especialmente para atender despedidas de solteira ou chá de lingerie, com estrutura de bufê. Oferecem cursos. De seg. a sex., das 10h às 19h; sáb., das 10h às 16h. R. Com. Miguel Calfat, 308, Itaim Bibi, tel. 2613-1870.

11h às 17h

gastronomia O quê? Mori Moema. Por quê? O restaurante japonês tem novidades: sobremesas da Sódoces, assinadas pelo chef confeiteiro Flávio Federico, e uma nova seção de Frozen Drinks, em que o cliente pode escolher os ingredientes de seu coquetel. Entre os doces, o Midnight Diet (pirâmide de chocolate ao leite diet, recheado com marquise de chocolate diet, R$ 16,10) é um dos mais atrativos. Já os frozen drinks são criados ao gosto do cliente, unindo saquê, vodca ou prosecco a uma base com sabores como romã, maçã verde, lichia, limão-siciliano, maracujá vermelho, chá verde e raspberry. No cardápio à la carte, o harumaki de salmão com cream-cheese e o novo formato do Mori Especial Executivo, servido somente no almoço. Almoço: de ter. a dom.: das 12h às 15h; jantar: ter., qua. e dom.: das 19h às 23h30; quin.: das 19h às 24h; sex. e sáb.: das 19h à 1h. R. Gaivota, 1.488, Moema, tel. 5532-0181. Copa 2010, em Rustenburgo, México x Uruguai, às 11h e em Mangaung/Bloemfontein, França x África do Sul, às 11h. Em Durban, Nigéria x Coreia do Sul, às 15h30 e em Polokwane, Grécia x Argentina, às 15h30.

gastronomia

17h às 23h

O quê? Bio Gourmet. Por quê? Para comer pratos leves e saborosos, feitos com 100% de produtos orgânicos. São saladas, sanduíches e sobremesas, elaborados pelo chef e banqueteiro João Belezia. O primeiro quiosque da marca chega ao mercado com a proposta de oferecer aos consumidores um mix de produtos orgânicos certificados – de alimentos, como queijos finos, até roupas e cosméticos de alta qualidade – tem como parceira a Fazenda Tamanduá, que existe há 33 anos, e há mais de 10 anos atua com agricultura e pecuária orgânica. De seg. a sex., das 10h às 22h. Shopping Nações Unidas. Av. das Nações Unidas, 12.901, piso 1, tel. 3508-1350.

23h às 29h

balada O quê? Alberta #3. Por quê? Novo espaço do badalado DJ Medusa, dono do Astronete. Fica na Avenida São João, mais precisamente no conjunto Zarvos, onde funcionava o Clube Royal. O nome é uma referência a duas canções de Bob Dylan, mas na programação inclui vários estilos. De segunda a sexta, das 17h às 22h, a casa oferece um happy hour com excelentes drinques, petiscos, cervejas e chopes Erdinger, Guinness e Braumeister. Já na balada, as terças-feiras são dedicadas à festa mensal, Don’t touch my moleskine, de Daniela Arrais, com uma seleção de rock, pop e reggae; quarta é dia de rock clássico; quinta, soul e hip hop; sexta, eletro rock e sábado, indi rock. De ter. a sáb.: a partir das 23h. Av. São Luís, 272, República, tel. 3151-5299.

106 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


quarta, 23

junho 2010

O quê? Linha infantil de joias Fazendo Arte de Patrícia Centurion. Por quê? A joalheria idealizou um jeito divertido e gostoso de eternizar cada fase das crianças. A partir de um desenho, seu ateliê transforma as criações dos pequenos em joias, que podem ser de prata ou ouro branco e amarelo. Pode ser pingente, broche, chaveiro ou quadro. No espaço também há outras opções em preciosidades mirins, como a Linha Maria e Eugênio, desenvolvida após o nascimento de sua primeira filha. De seg. a sex.: das 10h às 19h. Al. Lorena, 1.611, cj. 111, tel. 3061-1548 www.patriciacenturion.com.br

5h às 11h

criança

O quê? Loja Mundo Verde. Por quê? É o primeira loja-conceito da maior rede de lojas de produtos naturais, orgânicos e para o bem-estar da América Latina. O novo espaço foi construído com conceitos, técnicas e materiais que diminuem o impacto ao meio ambiente e o uso de recursos naturais, energia e água. Para a Copa, a pedida são os petiscos saudáveis como o Okaki (de farinha de arroz, sem glúten, levemente apimentado e de poucas calorias), de alho e orégano, de aipim com gergelim e feijão azuki (com alecrim, sem glúten e sem lactose), junto ao Goodmais (de soja, crocante, assado e rico em proteínas), formam uma gama de opções para quem quer se divertir na Copa degustando com saúde. R. Afonso Braz, 337, Vila Nova Conceição, tel. 3045-8895. www.mundoverde.com.br Copa 2010, na Baía Nelson Mandela/Port Elizabeth, Eslovênia x Inglaterra, às 11h e em Tshwane/Pretória, Estados Unidos x Argélia, às 11h. Em Joanesburgo, Gana x Alemanha, às 15h30 e em Nelspruit, Austrália x Sérvia, às 15h30.

11h às 17h

compras

teatro

17h às 23h

O quê? Teatro Nara. Por quê? É um musical genuinamente brasileiro, que não precisou buscar referências lá fora para mostrar a importância da bossa nova, um dos gêneros mais apreciados em todo o mundo. O elegante espetáculo conta a trajetória de Nara Leão, cantora e mulher, seu envolvimento na política e suas posições artísticas. Nara descobre e ajuda Chico Buarque, Maria Bethânia, Fagner e tantos outros artistas. É a musa da bossa nova, mas se abre para o Tropicalismo, grava sambas do morro, Roberto e Erasmo e até versões de clássicos americanos. Com a atriz Fernanda Couto, acompanhada por três músicos-cantoresatores. Só hoje e amanhã, às 21h, no Teatro Augusta – R. Augusta, 943, Cerqueira César, tel. 3151-2464.

O quê? Lone Star... Por quê? A casa, decorada em estilo tex-mex, foi pioneira em cozinha mexicana no Brasil. Instalada nos Jardins, atrai um público estrangeiro, talvez dos flats e hotéis ao redor. Além de ter um cardápio bem sortido de pratos típicos, como taco, burrito, guacamole, a casa oferece pista de dardo, pinball, mesa de sinuca e um bom repertório de pop, rock, jazz e blues. De seg. a dom.: a partir das 18h. Al. Ministro Rocha Azevedo, 1.096, Jardins, tel. 3082-6408.

23h às 29h

gastronomia

107


quinta, 24

junho 2010

5h às 11h

beleza O quê? Studio W. Por quê? O salão de Wanderley Nunes, aclamado cabeleireiro das atrizes da TV Globo e um dos mais famosos da cidade, está com uma novidade incrível: a Escova Catiônica Gloss, da Redken – uma combinação de óleo de macadâmia, cera de candelila e refinadores catiônicos que dão um efeito especial de brilho gloss e melhor controle do frizz. É ideal para cabelos indisciplinados e rebeldes. Shopping Iguatemi – Av. Brig. Faria Lima, 2.232, tel. 3094-2640. www.studiow.com.br

11h às 17h

moda O quê? Avec Nuance. Por quê? Depois do sucesso da loja em cidades como Rio de Janeiro e Brasília, a loja chega à cidade trazendo exclusividade de venda em marcas de peso como Bottega Veneta, Anne Fontaine e Corto Moteldo. Em seu formato especial para São Paulo, o Avec Édition Spéciale, há um mix diferenciado de marcas como Anya Hindmarch, Charlotte Olympia, Luella, Moschino, Mulberry, Valentino Garavani, Daniel Swarovski, Loro Piana, Mari di Ripabianca e René Caovila. Hoje, é a única multimarcas de acessórios internacionais do Shopping Iguatemi. É possível realizar compras pelo telefone ou também pelo site da marca – www.avecnuance.com.br/loja. De seg. a sáb.: das 10h às 22h; dom.: das 14h às 20h. Av. Brig. Faria Lima, 2.232, tel. 3034-4443. www.avecnuance.com.br Copa 2010, em Joanesburgo, Eslováquia x Itália, às 11h e em Polokwane, Paraguai x Nova Zelândia, às 11h. Em Rustenburgo, Dinamarca x Japão, às 15:30 e na Cidade do Cabo, Camarões x Holanda, às 15h30.

gastronomia

17h às 23h

O quê? Portas Fechadas. Por quê? Com a ideia de oferecer aos clientes experiências únicas e sensoriais, a dupla de banqueteiros Demian Figueiredo e Pila Zucca idealizaram um restaurante para atender apenas a12 pessoas. Nesses jantares exclusivos, que acontecem quatro vezes por mês, a dupla apresenta pratos consagrados e novas receitas com ingredientes sazonais. Ao solicitar a reserva – imprescindível para participar do Portas Fechadas –, os interessados precisam se apresentar por e-mail e contar um pouco sobre seus interesses e gostos. Assim, os chefs buscarão montar a mesa da noite com o máximo de interação entre todos. O cardápio tem geralmente cinco pratos e segue temas diferentes, alterados a cada mês. Tel: 3021-9882. www.lesamiscozinha.com.br

23h às 29h

bar O quê? Bar do Nelson. Por quê? O bar é um tributo ao cantor Nelson Gonçalves, grande boêmio. Idealizado por sua filha, Lílian Gonçalves, todo o ambiente foi decorado em homenagem à vida do cantor e da própria música popular brasileira: os tampos das mesas que têm o formado de LPs; no mezanino, quadros em preto e branco e coloridos com cenas de Nelson Gonçalves nos estúdios dos programas Silvio Santos e Flávio Cavalcanti e uma linha do tempo, além de algumas imagens de taças, drinques e instrumentos musicais. Todos os dias os clientes podem desfrutar do melhor de Nelson Gonçalves na voz de Paulo Rodrigues. Na cozinha, a especialidade é o clássico Picadinho do Boêmio. Para os habitués, clubes do Vinho, do Whisky e da Cachaça. Todos os dias a partir das 18h e os shows, a partir das 21h. R. Canuto do Val, 83, Santa Cecília, tel. 3224-0586.

108 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


sexta, 25

junho 2010

O quê? Out-let da L’Occitane. Por quê? Quem não gosta de pagar metade do preço pelos produtos para tratamentos do rosto, corpo, cabelos, além de perfumes e aromas para casa da tradicional marca francesa? A empresa que passou por reformulações em meados do ano passado, deixando de ser franquia para atuar como filial da matriz, em Manosque, Provance, acaba de abrir uma bela loja no Shopping Jardim Sul e pretende ampliar a elegante rede para mais 15 novos pontos de venda pelo país. Mas só a primeira loja aberta na cidade vende os produtos com pequenos defeitos na embalagem ou de linhas interiores por preços bem abaixo do valor normal. R. Normandia, 18, Moema, tel. 5093-8656. Copa 2010, em Durban, Holanda x Japão, às 8h30 e em Rustenburgo, Gana x Austrália, às 11h. Na Baía Nelson Mandela/Port Elizabeth, Coreia do Sul x Grécia, às 8h30. Em Joanesburgo, Argentina x Nigéria, às 11h.

5h às 11h

arte

O quê? Restaurante Mangalô. Por quê? É uma boa aposta para quem gosta de saladas. Há mais de 30 opções à escolha do cliente que pode montar o seu prato acompanhado por grelhados, quiches, sopas e omeletes, entre outros. Para beber, smoothies cremosos e supergelados. O cardápio, com informações nutricionais, foi montado pela chef consultora Nathalie Sardenberg que se preocupou em trabalhar só com ingredientes frescos. Entre os destaques as versões especiais com rodela de abacaxi, queijo de minas grelhados, folhas verdes e mix de grãos (quinoa, aveia, cevada, trigo, lentilha e azeite aromatizado) ou alface americana, frango em tiras salpicada com amêndoa laminada, quinoa e uva itália. De seg. a sáb.: das 12h às 22h. R. Padre Antonio José dos Santos, 255, Brooklin, tel. 2737-7265. Copa 2010, em Durban, Portugal x Brasil, às 11h e em Nelspruit, Coreia do Norte x Costa do Marfim, às 11h. Em Tshwane/Pretória, Chile x Espanha, às 15:30 e em Mangaung/ Bloemfontein, Suíça x Honduras, às 15h30.

11h às 17h

gastronomia

O quê? KoiZan. Por quê? Localizado na Granja Viana, é considerado um dos melhores roteiros gastronômicos da região. Agora conta com um dos mais talentosos sushimen de São Paulo, com mais de 40 anos de experiência, o veterano Shundi Kobayshi, que passa a ser o responsável por orientar a equipe de profissionais da nova geração, ensinando seus cortes precisos e criações exóticas. De seg. a qua.: das 12h às 14h30, e das 19h às 23h; qui.: das 2h às 15h, e das 19h às 23h; sex. e sáb.: das 12h às 24h; dom.: das 12h às 22h30. R. José Félix de Oliveira, 852, Granja Viana, tel. 4702-6351.

17h às 23h

gastronomia

O quê? Casablanca. Por quê? Padaria lowprofile, 24 horas, na região do Morumbi, mais carente desse serviço. Tem como destaque os sanduíches generosos, tanto no tamanho como no recheio, no prato com acompanhamento, que dão para duas pessoas, tranquilamente. Os bolos especiais, servidos em fatias, são bem elogiados pelos habitués – os sabores de morango e o de massa indiana são imperdíveis. A temporada do rodízio de sopas já começou. Av. Giovanni Gronchi, 5.120, Vila Andrade, tel. 3743-5169.

23h às 29h

gastronomia

109


sábado, 26

junho 2010 viagem

5h às 11h

O quê? Pousada Ronco do Bugio, em Piedade. Por quê? Bela pousada em estilo colonial, com móveis e objetos centenários. Incluída na Associação Roteiros de Charme, conta com um restaurante, comandado pelo chef Luis dos Santos, que serve pratos feitos somente com ingredientes orgânicos. Em meio à mata atlântica, o projeto arquitetônico, que privilegiou materiais reciclados e a sua integração ao meio ambiente, poupou nascentes e árvores nativas e várias outras frutíferas foram replantadas para atrair as inúmeras espécies de animais da região, como o próprio macaco bugio, cujo “ronco” ainda se pode ouvir. Reservas pelo tel. 8259-7788. www.roncodobugio.com.br

11h às 17h

compras O quê? Mevolution. Por quê? Esta loja foi criada para oferecer ao público brasileiro o que o mercado internacional tem de melhor, em gadgets eletrônicos, aparelhos inovadores e produtos com tecnologia de ponta. Disponibiliza eletrodomésticos, equipamentos para a casa e para o escritório, “brinquedos” para quem vai viajar e uma linha de produtos para a saúde e o bem-estar. Os carros-chefes são as poltronas de massagem da marca Human Touch, os eletrônicos da linha Panasonic Premium (como a TV de 103 polegadas – a maior do mundo), e as traquitanas futuristas da The Sharper Image, marca símbolo no mundo todo da fusão entre a alta tecnologia, o design arrojado e as soluções mais improváveis para as necessidades mais inusitadas das pessoas. Homens e mulheres adoram os produtos malucos como as minigeladeiras de mesa ou os porta-retratos digitais. R. Oscar Freire, 583, Jardins, tel. 30613551. www.mevolution.com.br. Copa 2010, em Nelson Mandela Bay/Port Elizabeth, 1° A x 2° B, às 11h. Em Rustenburgo, 1° C x 2° D, às 15h30.

circo

17h às 23h

O quê? Circo roda – Bichos do mundo. Por quê? Foi o primeiro show produzido pela companhia Pia Fraus, em 25 anos de trabalho. Por meio de bonecos e 13 músicas, escritas por Beto Andreetta e composta por músicos da banda Strombolica, cantam pequenas histórias e situações de varias espécies de animais. No repertório, destacam-se o Pinguim Apaixonado – uma atrapalhada ave que se apaixona por tudo que é preto e branco – e o Tubarão Com Fome – que sempre se dá mal na hora de procurar comida. Hoje e amanhã, às 17h30. Circo Roda. Memorial da América Latina. Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, tel. 3823-4600. www.memorial.sp.gov.br

23h às 29h

bar O quê? Seu Boteco. Por quê? Feito para quem anda atrás de um boteco pra chamar de seu. Ali você dá palpite no cardápio, cola a sua foto no mural, participa do clube e é superbem atendido pelos garçons, que podem ser o Grande, o Bigode, o Fera... Aberto recentemente, a arquitetura é inspirada nos bares da Lapa, no Rio de Janeiro, e Recife Antigo, com pé-direito alto e espaço aberto. Coxa creme e criações exclusivas como o bolinho de feijão tropeiro com pimenta da casa e o pastel de angu com rabada e agrião. De ter. a sáb.: das 12h à 1h; dom.: das 12h às 24h. R. Harmonia, 337, Sumarezinho, tel. 2592-5763.

110 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


domingo, 27

junho 2010

O quê? Empório Moema. Por quê? Para tomar um café da manhã delicioso, com direito a papaya, açaí na tigela, salada de frutas, iogurte natural batido, vitamina mista, pão na chapa clássico, com requeijão ou cottage. Para os mais comedidos, café expresso cremoso, capuccino, chás nacionais e importados. Ao longo do dia, muitas opções entre sanduíches tradicionais e outros incrementados, porções, tábua de queijos e frios, pizzas, salgados, doces, massas, grelhados, saladas e, agora no inverno, festival de sopas a partir das 18h. De dom. a qua.: das 6h às 24h; de qui. a sáb.: das 6h à 1h. Av. Macuco, 218, Moema, tel. 2101-4000.

5h às 11h

gastronomia

música

11h às 17h

O quê? Orquestra Experimental de Repertório & Zizi Possi. Por quê? Mais uma programação especial do Teatro Bradesco em comemoração aos 20 anos da orquestra. Dessa vez, o concerto traz highlights da música sinfônica, como Berlioz, Bizet e Ravel, com a participação de Zizi Possi cantando Per amore, Tim-tim por Tim-tim, Melodia sentimental, Começaria tudo outra vez e O que é, o que é. Às 11h (ingressos com 1h30 de antecedência). Teatro Bradesco – Bourbon Shopping São Paulo – R. Turiassu, 2.100, 3° piso, Perdizes, tel. 3670-4100. Copa 2010, em Mangaung/Bloemfontein, 1° D x 2° C, às 11h. Em Joanesburgo,1º B x 2º A, às 15h30.

teatro

17h às 23h

O quê? Cine Belvedere. Por quê? Último dia para viver uma experiência teatral diferente sobre o universo onírico e os distúrbios do sono, pesquisa coordenada por Roberto Audio, que também dirige o espetáculo. O público é conduzido pelas salas e áreas externas do casarão, acompanhando a vida da família de Christoph Lichtmann, velho diretor e produtor de cinema que sofre de uma doença rara que o impossibilita de dormir e consequentemente de sonhar. Todas as noites, em suas madrugadas solitárias, ele reprisa os sonhos de sua própria família relatados à criada Pacha. Casarão do Belvedere. Hoje, às 19h. Até 27/6. R. Pedroso, 267, Bela Vista, tel. 3266-5272. www.casaraodobelvedere.com.br

gastronomia

23h às 29h

O quê? Achapa. Por quê? Na loja dos Jardins, os clientes podem acessar gratuitamente a internet, pelo sistema Wi-Fi, através de seu notebook ou palmtop. O farto cardápio de lanches tem como um dos carros-chefes o Monster Burger, sanduíche com 200 gramas de hambúrguer de fraldinha, produzido com 50% menos gordura que os encontrados no mercado, e vem montado em saboroso pão integral. Para acompanhar, batatas Country Wedges, rústicas, com casca; Onion Straws, cebolas cortadas em palitos, servidas crocantes e levemente apimentadas, além da linha de saladas Low Carb. No fim, café Suplicy preparado por baristas treinados. De seg. a qui. e dom.: das 12h à 1h30; sex. e sáb.: das 12h às 3h. R. Dr. Melo Alves, 238, Cerqueira César, tel. 3085-0521.

111


segunda, 28

junho 2010

5h às 11h

moda O quê? Linha homewear da Trousseau assinada por Amir Slama. Por quê? Para ficar chique dentro de casa. A coleção traz, principalmente, roupas, mas também há complementos como robes, roupões e chinelos. Entre os materiais utilizados por Amir estão as laises bordadas com motivos florais; tricolines italianas clássicas com padrões listrados e flanela de algodão. De seg. a sex.: das 10h às 19h; sáb.: das 10h às 16h. Al. Gabriel Monteiro da Silva, 912, Jardim Paulistano, tel. 3068-9946.

design

11h às 17h

O quê? Decameron. Por quê? Esse galpão na Vila Madalena é um showroom de vários designers brasileiros e estrangeiros. O espaço funciona como representante desses criativos produtores. Da Holanda, por exemplo, vem as piradas criações do coletivo de arquitetos Droog, como as jarras, luminárias, cabides e tapetes que vestem muito bem qualquer ambiente, apresentando soluções simples, práticas e bonitas para a casa. O tapetinho atoalhado de banheiro, com espaço para você calçar os pés e agasalhá-los enquanto escova os dentes, faz a barba ou pinta os olhos diante do espelho, é um must. R. Aspicuelta, 145, Vila Madalena, tel. 3097-8994. www.decamerondesign.com.br Copa 2010, em Durban, 1° E x 2° F , às 11h. Em Joanesburgo, 1° G x 2° H, às 15h30.

17h às 23h

viagem O quê? Pousada Frangipani. Por quê? Que tal dar uma fugidinha de São Paulo? Os mais aventureiros, que buscam os rios e os esportes radicais, encontram em Brotas um ótimo retiro. Entre as melhores opções de acomodações, a pousada oferece pacotes especiais para o casal, café da manhã continental das 10h30 às 12h para quem gosta de acordar mais tarde, menu de travesseiros, sistema wirelles, diária de 27 horas (das 12h às 15h, exceto para check-in aos domingos). Tel. (14) 3654-3529/3654-3569. www.frangipani.com.br

23h às 29h

balada O quê? Arabian Nights, no Capital Bar. Por quê? Segunda é dia de festa árabe animada nessa casa que tem uma programação semanal bem legal e variada. Além de assistir à dança de talentosas bailarinas, você pode participar da famosa roda Dapke (dança típica do Líbano, Síria, Jordânia e Palestina, que significa bater o pé no chão) e ouvir o cantor Gassan e seus convidados. O bar funciona de seg. a dom.: a partir das 17h. R. Henrique Fausto Lancelotti, 6.183, Campo Belo, tel. 4508-0655.

112 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010


terça, 29

junho 2010

O quê? Oficina de Quadrinhos com Caco Galhardo. Por quê? A oficina com o paulista Caco Galhardo, que publica suas tiras desde 1996 na Folha de S.Paulo, aborda a produção de quadrinhos, HQs, charges, cartuns e tiras, seus métodos, criação, a análise dos trabalhos de outros autores, os conceitos básicos e aplicação prática em um fanzine desenvolvido na aula. Inscrições abertas para as aulas que vão de 1/7 a 15/7, de seg. a quin.: das 15h30 às 18h. R$ 490. Escola São Paulo – R. Augusta, 2.239, tel. 3060-3636. www.escolasaopaulo.org

5h às 11h

curso

evento

11h às 17h

O quê? 9a Feira Mega Artesanal. Por quê? É o paraíso dos artesãos, com especialistas, lançamentos, técnicas, cursos e demonstrações em diversas modalidades, de pintura em tecido, tela, madeira, decoupage, cerâmica a feitura de bordados, biscuit, bijuterias, scrapbooking, origâmi, patchwork, tricô e crochê, entre outros. O evento também revela o artesanato em outros segmentos como moda, customização, decoração, festas e culinária. De 29/06 a 3/07, das 11h às 19h e 4/07, das 11h às 17h. Centro de Exposições Imigrantes – Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, tel. 5067-6767. www.megaartesanal.com.br Copa 2010, em Tshwane/Pretória, 1º F x 2º E, às 11h. Na Cidade do Cabo, 1º H x 2º G, às 15h30.

gastronomia

17h às 23h

O quê? Floriano Forno & Diversão. Por quê? Comandado pelo chef Hamilton Mellão, o restaurante sabe transformar um prato comum em especialidade gourmet. Nem as pizzas escapam – em vez da manjada quatro queijos, aqui existe a quatro estações (em cada quarto de pizza um sabor diferente: champignon, rúcula selvagem, calabresa e alcachofra) ou quatro funghi (muçarela artesanal com cogumelos shiitaki, shimeji, champignon e funghi seco, puxados no alho e óleo).Tem até a versão de confit de pato, cobertura que vira recheio nos saborosos Panzerottis (pasteizinhos de massa de pizza). Os paninis e coninis são de dar água na boca. R. Joaquim Floriano, 466, loja 16, Brascan Open Mall, Itaim, tel. 3079-3500

balada

23h às 29h

O quê? Bambu. Por quê? Um dos restaurantes-dançantes mais antigos de São Paulo, a casa tem decoração rústica feita de bambu, com ambiente aconchegante e um simpático jardim de inverno. Com duas bandas ao vivo que se revezam tocando canções de várias épocas e ritmos, agrada a todo o tipo de público. Quem prefere, pode jantar à luz de velas e aproveitar a ampla pista de dança. De qui. a sex.: das 20h30 às 2h; sáb.: até às 4h; das 12h às 17h. Av. Moreira Guimarães, 299, Planalto Paulista, tel. 5055-2037.

113


29 horas com...

De volta ao Brasil após uma longa temporada em Londres, a hairstylist e maquiadora que seguiu os passos do pai agora quer montar sua própria equipe A paixão pelo ofício é hereditária. Andrea Cassolari, de 27 anos, caçula de Ricardo Cassolari, que há mais de 40 anos faz a cabeça de mulheres e homens no seu salão no bairro dos Jardins, voltou ao Brasil para seguir carreira. Desde os seis anos, ela já gostava de passar o dia nos domínios do pai recolhendo as mechas de cabelo que caíam no chão. Apesar de ter se formado em artes plásticas na FAAP, a influência nunca deixou de existir – durante a faculdade fez uma escultura com oito quilos de cabelo que recolheu ao longo de dois meses. Indecisa sobre que rumo escolher, fez um mochilão de dois meses pela Europa ao lado do primo Pedro. Após conhecer diversos museus, Andrea

114 | 29HORAS | 29 de maio a 29 de junho 2010

decidiu que iria exercer a profissão da família – mais de 15 parentes trabalham na área. Em Londres, estudou na Vidal Sassoon e no Toni & Guy, duas das melhores escolas inglesas. Lá trabalhou com alguns dos mais renomados profissionais, como Guido Palau. Foi lá também que conheceu o marido, o professor Scott Hayman, de 36 anos, que também vem de família de cabeleireiros. “Resolvi passar na classe do meu amigo e dei de cara com o Scott, que estava dando aula. Quando o vi já comecei a suar, senti aquele friozinho na barriga”, relembra. Casados, eles vieram para o Brasil em janeiro do ano passado. Além de trabalhar com penteados, Andrea investiu também em make-up para a

moda. Foi assistente de Jan Przemyk para as revistas Vogue e Cosmopolitan Bride e já participou de duas temporadas da London Fashion Week. Também faz os editoriais para a fotógrafa Fernanda Calfat e é responsável pelo corte de alguns profissionais da Band. Os planos para o futuro são muitos, mas a moça é centrada. “Quero conhecer as pessoas do mercado para começar a formar minha equipe”, diz ela, que trabalha ao lado do marido no salão que leva o nome do seu pai. Grávida de cinco meses de um menino, ela está curtindo essa fase especial. “A gravidez traz prosperidade, muitas coisas boas começaram a acontecer depois que descobri que vou ser mãe”, afirma. –L.L.

todas as horas 7h30. “Acordo, tomo banho e um bom café da manhã. Ultimamente tenho feito também um pouco de yoga durante alguns dias da semana, isso ajuda muito.”

10h. “Vou para o salão e já começo a atender as minhas primeiras clientes do dia”.

13h30. “Faço uma pausa para comer alguma coisa leve.”

16h.

“Quando tenho um tempinho livre durante o trabalho gosto de fazer pesquisas na internet para conhecer as novidades da área, me atualizar.”

18h.

“Saio do salão mais ou menos nesse horário. Daqui vou direto pra casa.”

20h. “Costumo jantar com o Scott e aproveitamos para ficar um tempo juntos antes de irmos dormir.”

22h.

“Costumo dormir cedo. Acredito que uma boa noite de sono faz com que eu tenha disposição para encarar a correria do dia seguinte.”

tainá azeredo

andrea cassolari


revista 29HORAS - Ed.08 - junho2010 - Capa1  

Revista mensal com agenda cultural de São Paulo, distribuída gratuitamente no Aeroporto de Congonhas. Capa: Erick Jacquin - Os Novos Ares da...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you