Issuu on Google+

29HORAS | 29 de dezembro a 29 de janeiro | rui diaz

De 29 de dezembro a 29 de janeiro - distribuição gratuita

31

dias tem janeiro. e a agenda 29horas tem

132

programas para todas as horas de todos os dias do mês

ser ou não ser o cara

rui diaz, ator, protagonista de “lula, o filho do brasil”: “nem sob tortura digo em quem votei para presidente”

o tecno-funk de orlÉans e bragança

a princesa paola, dj, designer e modelo, ensina que nobreza é personalidade

downtown hotels três hotéis-boutique do centrão destoam da decadência ao redor e oferecem grandes serviços

Punta

neste verão, o belo extremo leste do uruguai volta a ser praia de paulista


2 | 29HORAS | 29 de novembro a 29 de dezembro 2009


3


Motorola Dext ™ coM Motoblur .

seus MunDos eM uM só. escolha.

tuDo o que você precisa eM uM só lugar. Twitter, Facebook™e Orkut* – atualize seu status, em todos, de uma única vez. Visualize todos os seus contatos: agenda, e-mails pessoal e do trabalho e sites de relacionamento em um só lugar. Baixe milhares de aplicativos** através do Android Market. Fácil acesso a serviços com o Claro Widgets. Touchscreen, Wi-Fi, 3G, GPS e 8GB de memória. Tudo isso, só na Claro. Afinal, só quem foi a primeira a trazer o 3G para o Brasil poderia trazer o MOTOBLUR para você.

MOTOrOla.COM 4 | 29HORAS | 29 de novembro a 29 de dezembro 2009


exclusivo na claro. A MOTOROLA e o logotipo do M estilizado estão registrados no Escritório de Patentes e Marcas Registradas dos Estados Unidos. Todos os demais nomes de produtos e serviços são de propriedade de seus respectivos donos. © Motorola, Inc. 2008. Todos os direitos reservados. Imagens ilustrativas. *Serviço disponível a partir de dezembro de 2009 e atualizado automaticamente no seu celular. **Aplicativos gratuitos e/ou pagos dependendo da disponibilidade.

5


ESTAMOS NAS NUVENS. Bahia, 1º lugar no coração dos brasileiros. Pesquisa do Ministério do Turismo e Vox Populi comprova:

DESTINO PRETENDIDO:

DESTINO PREFERIDO:

Bahia 21,4%

Bahia 11,6%

Pernambuco 11,9%

São Paulo 10,9%

Rio de Janeiro 11,3%

Rio de Janeiro 9,4%

Nos últimos 2 anos, a maioria dos turistas nacionais preferiu a Bahia. Somos o lugar dos sonhos

Inovação, qualificação e integração do setor têm sido alguns dos destaques da Bahia na área do turismo. E o resultado está chegando em forma de sucesso, expresso por uma presença cada vez maior de visitantes felizes com a boa terra. Já estamos em 1º lugar como destino turístico no Brasil, bem à frente de outros grandes centros de atrações. Fomos visitados por 7 milhões de turistas nacionais e estrangeiros, F o n t e s : P e s q u i s a r e a l i z a d a p e l o I n s t i t u t o V o x P o p u l i , e n t r e 1 7/ 0 6 e 7/ 0 7/ 2 0 0 9 , c o m 2 . 5 1 4 e n t r e v i s t a d o s . 6 | 29HORAS | 29 de novembro a 29 de dezembro 2009


para os brasileiros, pelas belezas naturais, cultura e hospitalidade dos baianos.

que, somados aos turistas baianos, chegam a um total de 9 milhões de viajantes. E o que é melhor: 95,2% adoraram a viagem e 92,6% vão voltar. A Bahia lidera também como o lugar dos sonhos, o Estado que o viajante quer conhecer. Pode aprontar as malas. Faça como o Verão, chegue mais cedo na Bahia. E p e s q u i s a F I P E – Fu n d a ç ã o I n s t i t u t o d e P e s q u i s a s E c o n ô m i c a s - 2 0 0 8 / S ã o P a u l o .

7


Caminhando juntos ao invés de separados. Sua busca os trouxe até aqui.

Seja para um jantar na mesa mais romântica do mundo ou um passeio pelas cidades mais antigas, o cenário perfeito começa com a The Leading Hotels of the World. Para informações e reservas, contate seu agente de viagens, visite nosso website www.lhw.com ou telefone para (5511) 3171 4000.

TODA 8 | 29HORAS | 29 de novembro a 29 de dezembro 2009

B U S C A T E M U M P O N T O D E PA R T I D A .


um 2010 de 29 horas todos os dias

Q

uerido passageiro,

Antes de tudo, e sobretudo, muito obrigado. Graças a você, 29HORAS chega ao seu terceiro número, o primeiro do ano de 2010, com algumas marcas notáveis a comemorar. Fechamos 2009 com o feliz lançamento, em 29 de outubro, desta revista criada inteiramente pensando em servir, divertir e confortar você, caro amigo. Nosso sucesso nessa tarefa mediu-se por sua resposta. Os 40 mil exemplares auditados daquela primeira edição – correspondente ao período de 29 de outubro a 29 de novembro, e que levava Fernanda Young na capa – esgotaramse antes de terminar o mês. Precisamos conter a distribuição nos dez dias finais de novembro para podermos manter supridos os totens no embarque de Congonhas. Por sua vez, os 50 mil exemplares igualmente auditados da segunda edição – correspondente ao período de 29 de novembro a 29 de dezembro, com as capas das garotas sommelières e de Miami – ameaçaram esgotar-se logo na primeira semana de distribuição. Foi preciso ginástica logística para ter a revista nos totens todos os dias até que a substituíssemos pelos exemplares desta nova edição. A aceitação foi total – a rejeição, nenhuma. 29HORAS demonstra também um notável poder de retenção para uma revista de embarque. O passageiro segue com ela a bordo e a leva daí para casa. Ou seja, trata-se de uma revista que não fica pelo caminho: ela acompanha o leitor e continua a servi-lo durante todo o mês. E para servi-lo ainda melhor, esta edição que você tem em mãos – correspondente ao período de 29 de dezembro a 29 de janeiro –, também de 50 mil exemplares auditados, ganhou mais um caderno de 16 páginas. A Agenda 29 Horas foi redesenhada, aumentada e está mais abrangente e sortida para levar a você um serviço completíssimo do muito que há de bom para ver e fazer em São Paulo, dia a dia, hora a hora – das 5h às 29h. É uma forma também de comemorarmos, neste 25 de janeiro, o aniversário da cidade que amamos e curtimos. E de agradecer igualmente aos anunciantes de 29HORAS, que de cara puseram fé nesta publicação sem parâmetros no mercado editorial e que seguem a cada edição mais fortes conosco. Seu apoio incondicional foi mais um motivo para que já nos propuséssemos a redimensionar nosso espaço, como resultado – e em homenagem – de tal suporte. Mais uma vez, muito obrigado, um grande e inteiro ano novo de boa leitura para você. e com 29 horas todos os dias. Pedro barbastefano Jr. publisher 29HORAS 9


>sumário

de 29 de dezembro a 29 de JANEIRO

>hora H 14

Cinema A estreia do musical Nine, que traz belas atrizes de diferentes gerações

16

Família Os divertidos filmes para as crianças assistirem nas férias

18

Walking Distance Um passeio para fazer com toda a família perto do Parque da Água Branca

20

Comida O frescor dos sorvetes para aliviar o calor desse verão

22

Comer, Beber, Viver Spas urbanos oferecem ótimas atrações para relaxar na cidade

24

Adega O colunista Didú Russo conta a incrível evolução dos vinhos uruguaios

26

29 horas em... O diretor do SPFW, Paulo Borges, dá suas dicas sobre Salvador

28

das 23 às 29 Carlos Minuano passa uma noitada exemplar no Bleecker Street

30

arte Inés Zaragoza coloca sua arte vibrante em uma vaquinha da Cow Parade

32

meio ambiente A história do dentista que decidiu abraçar a causa das árvores

34

beleza Como se proteger do sol no verão e manter a pele saudável

36

hora livre Luiz Toledo fala sobre as nuances da felicidade

Agenda 29 horas 64

132 programas para as mais variadas horas do dia

29 horas com... 98

Marcelo Mariaca Um dos maiores headhunters do país ensina a viver bem na cidade que adotou


11


Publisher: Pedro Barbastefano Júnior Conselho editorial: Chantal Brissac, Claudio Elisabetsky, Clóvis Cordeiro, Didú Russo, Fabio Sgarbi, Georges Henri Foz, Pedro Barbastefano Júnior, Wagner Carelli

>sumário

Redação (contato@29horas.com.br): Brunno Carvalho (arte), Chantal Brissac, Claudio Elisabetsky (fotografia), Letícia Liñeira (estagiária), Maria Cecília Maciel (agenda), Vanda Fulaneto (produção), Wagner Carelli Projetos editorial e gráfico, serviços editoriais: Studio San Floro

de 29 de dezembro a 29 de JANEIRO

Colaboradores: André Aparecido Alves dos Santos, Carlos Minuano, Christiane Tricerri, Didú Russo, Érico Hiller, Felipe Gombossy, Georges Henri Foz, Kike Martins da Costa, Liana Mazer, Lilian Pacce, Luiz Toledo, Paulo Borges, Roberto Seba, Silvia e Heitor Reali Diretor nacional de publicidade: Jeferson Teani Fullen (jeferson@meta29.com.br) Gerente de produto: Ariovaldo Dias (ariovaldo@29horas.com.br)

Sócios-diretores Clóvis Cordeiro e Pedro Barbastefano Júnior PUBLICIDADE Diretor comercial nacional: Luiz Carlos Stein (stein@meta29.com.br) Equipe comercial: Flávia Moraes (flavia@meta29.com.br), Marcelo Rocha (marcelorocha@meta29.com.br), Renata Piovezan (renata@meta29.com.br), Ricardo Passos (rpassos@meta29.com.br), Rogério Ferreira (rogerio@meta29.com.br)

>destaques

Rio de Janeiro– Gerente comercial: Leandro Iulianelli (leandro@meta29.com.br) Equipe comercial: Fábio Nunes (fabionunes@meta29.com.br) Curitiba– Equipe comercial: Andrea Gianini (andrea@meta29.com.br), Mitsuo Kaneko (mitsuo@meta29.com.br) Brasília– Aloísio Nascimento (dbkn@uol.com.br)

38 Na pista da realeza

A história de Paola de Orléans e Bragança, a tataraneta da princesa Isabel que veio para SP, virou modelo, designer e DJ

44 Esse é o cara

A inspiradora história de vida do talentoso Rui Ricardo Diaz, que estreia como protagonista na superprodução Lula, o filho do Brasil

48 Estilo novo no velho Centro

Hotéis Marabá, 155, Normandie e Pergamon são boas alternativas de hospedagem na região onde outrora brilhavam Hilton, Othon e Ca’D’Oro

ADMINISTRAÇÃO Administrativo e financeiro: João Carlos Vendramini (joaocarlos@meta29.com.br) Suporte mercadológico: Celina Ortiz Barbosa (celina@meta29.com.br), Juliana Pessota (juliana@meta29.com.br), Paula Benetton (paula@meta29.com.br), Rodolfo Torrezan (rodolfo@meta29.com.br), Equipe de criação: André Yoshikawa (andreyoshikawa@meta29.com.br), Cesar Valério (cesar@meta29.com.br), Karen Kohatsu (karen@meta29.com.br), Rose Oseki (roseoseki@meta29.com.br) Manutenção e logística de distribuição: Marcelo Mattos (marcelomattos@meta29.com.br) www.meta29.com.br Impressão e acabamento: IBEP Gráfica 29HORAS é uma publicação mensal sob encomenda da Meta 29 Serviços de Marketing Ltda. Editora contratada: San Floro Editoração Gráfica ME Jornalista responsável: Wagner Carelli (MTB 12986) Tiragem: 50.000 exemplares DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Auditado pela

54 Punta na ponta dos dedos

Com a valorização do real, Punta del Leste divide-se democraticamente entre brasileiros, argentinos e uruguaios. E neste verão é a praia do paulista

12 | 29HORAS | 29 de novembro a 29 de dezembro 2009

logo fsc

A Meta 29, como empresa consciente em relação às questões ambientais e sociais, usa papéis com certificação FSC (Forest Stewardship Council) para a impressão da revista 29HORAS. A Certificação FSC garante que a matéria-prima florestal utilizada em sua produção vem de um manejo considerado social, ambiental e economicamente adequado.


13


hora h

cinema

As mulheres de

contini

Após dirigir o vencedor de seis estatuetas do Oscar de 2003, Chicago, o diretor Rob Marshall volta às telas com mais uma superprodução que promete render outras tantas estatuetas. Adaptação de um musical da Broadway, Nine é inspirado no clássico 8 ½ (1963), de Federico Fellini. A trama mostra a crise em que o cineasta italiano Guido Contini, interpretado por Daniel Day-Lewis, se encontra por não conseguir conciliar a rotina pessoal e a profissional. Ao mesmo tempo em que prepara seu próximo filme, começa a lembrar das mulheres de sua vida, que o fazem repensar sobre seus intensos relacionamentos. Entre as protagonistas estão a amante, encarnada pela sensual Penélope Cruz; sua musa, vivida por Nicole Kidman; a mulher, interpretada por Marion Cotillard; e a veterana Sophia Loren, que encena brilhantemente a matriarca. A versão original de Nine na Broadway, em 1982, ganhou cinco Tony Awards, incluindo o de Melhor Musical. Nesta nova versão, que mescla realidade com fantasia, o musical traz belas mulheres com roupas insinuantes e movimentos provocativos, como as cenas em que a musa do cinema espanhol, Penélope Cruz, aparece em ousados passos de dança burlesca. Também fazem parte do belo elenco Kate Hudson, que interpreta uma jornalista de moda; Judi Dench, que aparece como a figurinista; e a vocalista do Black Eyed Peas, Fergie, na pele de uma prostituta. A produção, que custou cerca de R$ 173 milhões, está prevista para estrear no Brasil no dia 15 de janeiro. –Letícia Liñeira

14 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

divulgação

O filme Nine, que estreia este mês, reúne elenco de estrelas de diferentes gerações

A bela Penélope Cruz, a amante entre a musa, a mulher e a matriarca


15


cinema

Filmes para

gerações de garotos neste janeiro, leve seus filhos ao cinema e divirta-se como um deles

Férias escolares são sinônimo de boas estreias nos cinemas para a criançada, certo? Então fique por dentro das novidades que vão ganhar as telas da cidade e descubra que, em alguns casos, você pode até se divertir mais do que seus filhos. A temporada de lançamentos começou em dezembro, com a estreia de A princesa e o sapo, desenho animado dos estúdios Disney, mas janeiro ainda reserva boas novidades. Na sexta-feira, dia 8, a Fox lança o longa Alvin e os Esquilos 2, que mistura desenho animado e cenas em live action, feitas com atores de carne e osso. Neste segundo filme, com elenco “humano” encabeçado novamente pelo simpático Jason Lee (estrela do seriado de TV My name is Earl) e protagonizado pelos esquilos Alvin, Simon e Theodore, o trio descobre o amor ao conhecer três lindas esquilinhas numa típica escola americana. A história revive um pouco

16 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

aquele clima de “high school musical” com os agitados bichinhos encarando muita azaração, música e competição entre turmas diferentes dentro da escola. Na semana seguinte, os cinemas paulistanos estreiam um dos filmes mais aguardados dos últimos anos: Onde vivem os monstros, produzido por Tom Hanks, dirigido pelo ousado Spike Jonze e baseado na obra homônima escrita por Maurice Sendak, um dos dez livros infantis mais vendidos de todos os tempos. A história é protagonizada por Max, um garoto rebelde e sensível de 9 anos que se sente incompreendido em casa e vai parar numa ilha habitada por criaturas estranhas e misteriosas. Os monstros estão ansiosos por um líder, e Max passa a desempenhar esse papel, até descobrir que a tarefa não é assim tão simples quanto ele inicialmente imaginava. No elenco, o garoto Max Records, a atriz Catherine

Keener e o ator Mark Ruffalo, que atuou aqui em São Paulo em 2007 nas filmagens de Ensaio sobre a cegueira. Quem dubla os monstros são os consagrados Forest Whitaker (de O último rei da Escócia), Paul Dano (de Pequena miss sunshine) e Michelle Williams (de Dawson’s creek). Por causa deles, vale a pena buscar um cinema que esteja exibindo a versão com som original e legendas. Também no dia 15, chega às telonas a versão para cinema de Astro boy, personagem criado por Tezuka Osamu que foi lançado na década de 50 em mangás e depois migrou para a TV, onde foi o astro – sem trocadilhos

– de inúmeras séries de desenhos animados, produzidos inicialmente no Japão, na década de 60, e posteriormente “ressuscitados” nos anos 90 pelo Cartoon Network. Na trama do longa, produzido com modernos recursos de computação gráfica, nosso herói enfrenta poderosos e malvados robôs para salvar os habitantes de Metro City. Na versão original em inglês, os personagens são dublados por Nicolas Cage, Donald Sutherland e Nathan Lane. Como as aventuras de Astro Boy fizeram sucesso nos anos 60, 70 e 90, o filme tem tudo para encantar pais e filhos, espectadores de várias gerações. –Kike Martins da Costa

Agora, Alvin e sua turma encontram as esquilas de suas vidas

divulgação

hora h


CoNsUmA Com estilo, N達o Com exCesso.

www.chandon.com.br www.catalogomh.com.br

17


hora h

walking distance

para a família caminhar unida

Nestas férias, deixe o carro em casa, vá de metrô até a estação barra funda e daí até o Parque da Água Branca com a turma toda. depois curta as deliciosas atrações periféricas. Por Letícia Liñeira

Café da manhã na Feira de Produtos Orgânicos No próprio parque. Servido com produtos sem defensivos ou adubação química, todos certificados pela Associação de Agricultura Orgânica (AAO). Pague os produtos por unidade ou feche pacote para grupo de pessoas. Av. Francisco Matarazzo, 455, tel. 3865-4130. Ter., sáb. e dom.: das 7h às 12h. www. parquedaaguabranca.sp.gov.br

Black Dog Lanchonete famosa por seus cachorrosquentes super recheados, com cinco opções de salsicha e até doze tipos de acompanhamento. R. Dona Germaine Burchard, 224, tel. 3294-0104. De seg. a qua.: das 10h à meia-noite; de qui. a sáb.: 24h e dom.: das 14h à meia-noite. www.blackdog.com.br

8 min. Geribá Bar-restaurante O nome se refere à praia de Búzios. Ambiente aconchegante, variado cardápio de petiscos. Em 2008, o bar conquistou o caneco de prata entre os bares da cidade. R. João Ramalho, 899, tel. 3875-1029. www.bargeriba.com.br

1 min.

Parque da Água Branca Visite seus highlights: o Aquário, a Casa do Caboclo e o Museu Geológico. Av. Francisco Matarazzo, 455, tel. 3865-4130. De seg. a sex.: das 8h às 17h. www.parquedaaguabranca.sp.gov.br

Pastel Trevo Pompeia Mais de 30 tipos de pastéis gigantes (com 30cm), entre salgados e doces – todos com recheio generoso. Há os kids, em tamanhos menores. E sorvetes. R. Ministro Ferreira Alves, 730, tel. 38719609. www.pasteltrevopompeia.com.br

18 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

15 min. SESC Pompeia Atividades culturais e oficinas para todas as idades. Este mês, destaque para o Ateliê Pais e Filhos, para a partilha familiar de experiências criativas. R. Clélia, 93, tel. 3871-7700. De ter. a sáb.: das 9h às 22h; dom. e feriados: das 9h às 20h. Ateliê pais e filhos – Inscrições no dia e com 30min de antecedência nas Oficinas de Criatividade. Grátis. www.sescsp.prg.br.

fotos divulgação

20 min.

15 min.


19


hora h

comida

Doce

alívio O verão paulistano não tem brisa do mar, nem coqueirais, mas tem sorvetes incríveis, capazes de aplacar o calor e saciar os paladares mais exigentes

Suaudeau e as delícias do Vipiteno: só lá é possível encontrar os ultracremosos

20 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

a Häagen Dazs anuncia o lançamento de dois novos sabores: mascarpone com maracujá e trufas de chocolate e o sorbet de framboesa com frutas vermelhas. Na Cremeria Nestlé, as novidades são o sorbet de amora, a moça tropical (compota de uvas, kiwis, abacaxi e morangos cobertos com leite condensado light), o delicato (frozen yogurt natural com aveia em flocos e morangos picados) e a piña colada, feita com rodelas de abacaxi, sorvete de torta de limão, raspas de coco e folhas de hortelã. Na Kibon, o verão 2009/2010 ficará marcado pela estreia do Magnum Hall. A loja, que funciona só até o dia 31 de janeiro, serve sobremesas preparadas com os novos picolés Magnum

e que homenageiam os musicais da Broadway e de Hollywood. Bailarinos levam as delícias às mesas enquanto dançam ao som de canções de filmes como Cantando na chuva. Ainda no departamento dos picolés, outra novidade deste ano é a Diletto, que fabrica e comercializa delícias no palito em sabores refinados como

limão siciliano, gianduia, pistache, chocolate belga com menta, ca puccino e tiramisu. Perto desses, o de manga com mamão papaia pode parecer prosaico, mas é simplesmente delicioso: suave e doce na medida. Sorvetes elaborados com ingredientes nobres, sob a supervisão de chefs conceituados, também são a marca da SóDoces,

crème de la crème Por falar em gelados finos, se você ainda não conhece a sorveteria Vipiteno, no Itaim, não sabe o que está perdendo. As receitas foram desenvolvidas pelo consagrado chef francês Laurent Suaudeau, e a massa é feita com um riquíssimo leite fresco que só é obtido porque os donos do estabelecimento também são proprietários da tradicional padaria Saint Germain, há décadas no setor de comercialização de laticínios. Só na Vipiteno é possível tomar sorvetes ultracremosos de banana ouro, maçã verde, limão siciliano com champagne, azurro (algodão doce), mexerica decopon e chocopêra (chocolate com suave aroma de pêras). Um é mais gostoso do que o outro!

fotos felipe gombosy

Sorvetes gourmet, picolés feitos com ingredientes nobres, gelados com propriedades medicinais e até sobremesas no palito servidas por dançarinos profissionais: quando o assunto é sorvete, São Paulo tem de tudo e muito mais. Também pudera, com o calor que vem fazendo neste início de verão, o paulistano tem mesmo é que recorrer a essa alternativa prática, gostosa, nutritiva e relativamente barata. As grandes indústrias de alimentos investem pesado nesse segmento. Basta ver a recente multiplicação de lojas da Cremeria Nestlé, da Gelateria Parmalat, das sorveterias Häagen Dazs e, mais recentemente, o aparecimento da loja da Magnum Hall, da Kibon. Para este verão, por exemplo,


divulgação

paulistanas, no shopping Iguatemi. Alguns sabores merecem ser comidos de joelhos, como os de tangerina, figo com água de coco, melão com gengibre, nozes com ovos moles, fruta do conde e jabuticaba. Para quem quer sabores bem brasileiros como os da Mil Frutas, mas não quer saber da frescura artificial dos shoppings, a melhor pedida é uma passada na Feira Moderna, na Vila Madalena. Lá, o proprietário Carlos Buzolin “importa” de Belém do Pará os sorvetes da Cairu, especializada em frutas exóticas da Amazônia. Experimente os de açaí, cupuaçu, bacuri e tapioca. Ainda na Vila Madalena, no Lá da Venda, são vendidos sorvetes artesanais de pitanga, baunilha e limão com capim santo. Um poema! A sorveteria Taperebá, em Moema, é outro endereço que não pode deixar

Cremeria Nestlé – R. Alagoas, 900, Higienópolis, tel. 3823-2307. Possui mais cinco endereços na Grande São Paulo. Os Mil Frutas, no alto, e os Diletto, acima: para comer de joelhos, às vezes

confeitaria-boutique no bairro de Moema onde o jovem Flávio Federico mostra todo seu talento. Vale a pena ir até lá para provar iguarias geladas nos sabores caramelo-praliné, gianduia com banana caramelada e limão com capim santo. Outra marca sofisticada

que tem uma legião cada vez maior de exigentes fãs em São Paulo é a carioca Mil Frutas. A sorveteria desembarcou na cidade em 2008, com a abertura de um quiosque no elegante shopping Cidade Jardim. Em outubro de 2009, inaugurou sua segunda loja em terras

Diletto – Pedidos pelo e-mail sac@gelatodiletto.com.br. À venda em restaurantes e lojas como a Casa Santa Luzia e o Empório Santa Maria. Feira Moderna – R. Fradique Coutinho, 1246 , Vila Madalena, tel. 3032-2253. Gelateria Parmalat – Av. Higienópolis, 618, Higienópolis, tel. 3661-8334. Possui mais uma dezena de endereços na cidade. Lá na Venda – R. Harmonia, 161, Vila Madalena, tel. 3037-7702.

de constar da rota dos sorvetes brasileiros. Além de gelados feitos com frutas típicas como a graviola, o murici, a mangaba e o azedinho taperebá, a casa também oferece sorvetes terapêuticos, como o de abacate com nozes (usado para proteger a saúde cardiovascular), o de açaí com beterraba (usado no tratamento contra a anemia) e o de banana, graviola e água de coco, indicado para prevenir cãibras. Por fim, se você tem intolerância à lactose e não pode consumir produtos feitos com leite, não se desespere: a Soroko, no baixo Augusta, só vende sorvetes veganos, elaborados com leite de soja e sem ovos ou manteiga. Lá você pode provar sabores como rosas, tamarindo, castanha, chocolate com amêndoas e abóbora com coco. –K.M.C.

Magnum Hall – R. Amauri, 352, Itaim. Mil Frutas – Av. Magalhães de Castro, 12.000, Real Parque, tel. 3552-5900. SóDoces – Al. dos Arapanés, 540, Moema, tel. 5051-5277. Soroko – R. Augusta, 305, Consolação, tel. 3258-8939. Sorveteria Häagen Dazs – R. Oscar Freire, 900, Jardins, SAC 0800-0310707. Possui outros quatro endereços na cidade. Taperebá Sorvetes – Av. Macuco, 703, Moema, tel. 5052-0330. Vipiteno Gelato & Caffè – R. Manuel Guedes, 85, Itaim, tel. 3476-1881.

21


hora h

comer, beber, viver por georges henri foz

RELAXe,ESTAMOS EM JANEIRO É o melhor mês para estar em são paulo. e o único do ano em que os melhores hotéis oferecem diárias e serviços com upgrades, descontos, pacotes. Confira e curiosidades que não são possíveis de se apreciar quando se está de carro, podem nessa época ser curtidos da melhor forma: em sossegados passeios a pé. A outra boa notícia é que janeiro é o único mês do ano em que hotéis bem localizados e diferenciados pelo seu design ou serviços oferecem diárias com descontos, upgrades ou pacotes com vantagens. Essas promoções incluem também oportunidades para descansar, relaxar e se embelezar em tratamentos e programas de seus spaclubs. É a chance de unir a hospedagem em um desses hotéis a um roteiro charmoso pela cidade. Ou

Tivoli: spa premiado, massagens, banhos de pés, mais chás e frutas

22 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

ainda, para quem não quer se hospedar, aproveitar os equipados spas dos hotéis – todos oferecem serviços com descontos também para quem não se hospeda. Confira cinco opções e relaxe. Esta é a hora! Tivoli Mofarrej São Paulo Situado a uma quadra da Av. Paulista e ao lado do verdíssimo parque Trianon, o antigo hotel Mofarrej foi comprado e reformado pelo grupo português de hotéis de luxo Tivoli e abriga o spa mais premiado de São Paulo, o famoso ElementsSpa. Lá é possível relaxar durante 90 minutos em uma sessão de beleza e bem-estar que inclui 60 minutos de massagens e 30 minutos de banhos de pés – tudo com direito a chás e frutas. O preço é R$ 285 e inclui um acompanhante, que recebe os mesmos tratamentos. Você não precisa se hospedar para utilizar os serviços do spa. Tel. 3146-5900. www.tivolihotels.com. Renaissance Também situado a uma quadra da Av. Paulista e a cinco minutos a pé do miolo dos Jardins, este hotel abriga o único spa com a

grife Givenchy do Brasil. Em janeiro, a hospedagem de luxe (básica) inclui café da manhã, welcome drink, massagem de 45 minutos e ofurô. Um pacote de duas noites custa R$ 1.112 e R$ 1.252 para duas pessoas. Boa oportunidade para ir acompanhado. Tel. 30692233 ou reservas.brasil@ marriott.com. Hotel Fasano Cravado no coração das compras de luxo dos Jardins, este belíssimo hotel-boutique propõe em janeiro uma massagem de cortesia de 15 minutos em seu spa no último andar e um upgrade conforme a disponibilidade desta época do ano. Com um pouco de sorte você terá direito a um agradável show no bar Baretto, no andar térreo. O apartamento superior custa U$ 435. Tel.3896-4000 ou www.hotelfasano.com.br. Emiliano Este é seguramente o hotel mais bem localizado da cidade. Está em plena Oscar Freire, a charmosa rua que reúne grifes internacionais e restaurantes gostosos. Também oferece 15 minutos de massagem e o uso dos ofurôs do

fotos divulgação

Pode acreditar, 2010 chegou! Se por um lado muitos aproveitaram as festas de fim de ano e o mês de janeiro pra tirar férias com a família, também são muitos os que vão começar o último ano desta década trabalhando. Como nossa especialidade é tirar o melhor de cada situação, a verdade é que janeiro em São Paulo está longe de ser um mico. A tranquilidade que se instala na cidade facilita, e muito, o trânsito normalmente caótico e também torna muito prazerosas as caminhadas pelos Jardins e pelo Itaim. Assim, lojas, restaurantes, brechozinhos


Hotel Unique Esta obra de arte foi projetada pelo arquiteto Ruy Ohtake e ganhou

R$ 1.100, cai para R$ 750, mais 5% de taxa. E o hotel oferece café da manhã, up-grade, champanhe toast na chegada, early check in e late check out. É o nosso campeão de boas condições. Tel. 3055-4709 ou www.hotelunique.com.br. Piscina do Unique: campeão das boas condições

prêmios pelo mundo inteiro. Tem o formato de melancia e é de extremo bom gosto – além de contar, no roof, com o restaurante Skye, comandado pelo competentíssimo chef Emanuel Bassoleil. Na parte externa do roof também se encontra o muito estiloso

“pool-bar”, com uma das vistas mais lindas de São Paulo. O spa deles não fica no hotel, é um hotel à parte chamado Unique Garden, em Mairiporã (www.uniquegarden. com.br ). As boas notícias são que em janeiro e fevereiro a tarifa balcão do resto do ano, que é de

Vamos combinar que, para quem visita esta megalópole a trabalho ou a passeio, hospedar-se em hotéis desse nível e cuidar da saúde e da beleza – podendo, de quebra, sair para jantar e “lamber as vitrines”, como se diz em Paris, dos bairros mais chics da cidade – faz bem para qualquer um.

Ismael Lago | CRM 1387

mini-spa no último andar. Sem contar que você fica ao lado de “tudo”. Em janeiro, o apartamento luxo cai de R$ 1.100 para R$ 850. Ah, o restaurante Emiliano também é muito competente e acessível, quando se compara a outros restaurantes de hotéis 5 estrelas. Detalhe: o som ambiente do hotel é de autoria do DJ residente Tony Montana, que definitivamente faz a diferença. Tel. 3068-4397 ou www.hotelemiliano.com.br.

23


hora h

adega por Didú Russo

Vinhos uruguaios, tão perto e tão longe...

É hora de prestar mais atenção a estes vinhos, marcados ainda por algum preconceito. sua evolução é extraordinária

Tão perto e tão longe dos brasileiros, o Uruguai tem um dos melhores “terroirs” da América do Sul, com muita mineralidade e cheio de caráter. É muito comum se encontrar conchas no solo dos vinhedos. Por conta de um passado recente de vinhos muito rústicos, os tintos uruguaios, notadamente os da casta Tannat, ficaram marcados por um preconceito ainda não superado. É hora de prestar mais atenção a estes vinhos, pois a exemplo do que aconteceu em toda a América do Sul, a evolução do setor evoluiu muito e o Uruguai, quando olhado de perto, surpreende. Recentemente, numa degustação às cegas no Rio de Janeiro em que havia 14 amostras de vinhos produzidos com a casta Nebbiolo – sendo 10 delas de Barolos e Barabarescos – foi o Vilasar da Bodegas Carrau que saiu-se vencedor. Se você se deixou seduzir pela proposta da matéria de Natale Giramondo sobre Punta del Este, nesta edição, não deixe

24 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

de se programar com a Ruta Del Vino (www.visituruguay.com/destination/ rutadelvino.aspx). São diversas alternativas de passeios, mesmo ficando em Montevidéu, onde há inúmeras bodegas bárbaras para conhecer. O Uruguai é uma espécie de Bourgogne da América do Sul, onde não existem megaprodutores – todos são pequenos, com estilos próprios. As famílias são quase todas descendentes de italianos, bascos franceses e espanhóis, e isso faz toda a diferença, pois seu DNA aparece nos vinhos. Você vai de um produtor a outro, às vezes atravessando uma rua, e experimenta vinhos de estilos e personalidades completamente distintos. Esse é o maior patrimônio do Uruguai. Muitos produtores, buscando o mercado, estão “amaciando” por demais a tannat e até exagerando na madeira. É arriscado, pois essa moda vai passar, enquanto as características da tannat e o terroir

uruguaio serão cada vez mais valorizados por quem conhece vinho e procura por autenticidade. Mas não é só de tannat que vive o Uruguai, os assemblages com outras castas e até os varietais, como Pinot Noir, Merlot e Cabernet Sauvignon encontram no país excelentes exemplares. Lá, diferentemente do que acontece por aqui, as parreiras de vinhas americanas foram todas substituídas por vitis-viníferas e assim

encontram-se vinhos simples de vitis a R$ 2,50. Um espetáculo que bem poderia acontecer por aqui. Pouca gente sabe, mas os brancos do Uruguai são de altíssimo nível e confesso que me surpreenderam ainda mais que os tintos. Entre tanto vinho bom e a bom preço destaco: Elegido Montes Toscanini Merlot Tannat – Um vinho de R$ 12,00 (www. casaflora.com.br) que é super agradável e bem feito, perfeito para receber

Não é só da tannat que vive o vinho uruguaio


Sede da Bodegas Carrau: vinhos capazes de bater Barolos e Barbarescos

muita gente em casa. Bouza Tannat – Uma das vinícolas mais bem cuidadas que conheço (www.decanter.com.br). O J. Carrau Pujol é um espetáculo e envelhece como poucos na América do Sul (www.zahil.com.br).

fotos divulgação

Dom Prospero Pisorno Sauvignon Blanc – É de um frescor inacreditável (www. grandcru.com.br). Marichal Pinot Noir Blanc / Chardonnay – Fantástico e único, com 65% de Pinot vinificado em branco (sem as cascas) e com 35% de chardonnay, este vinho é desconcertante e genial, tem uma ameixa fresca

madura ao nariz, lembra um rosé da Provence, fresco ligeiro, ótima acidez. (www. winecompany.com.br).

medalhas de ouro em concursos. Estilo Tokaj, bárbaro, com frescor e ótima acidez (www.buw.com.br).

Pisano RPF Petit Verdot – Reserva Pessoal da Familia Petit Verdot 100%, inacreditável, elegante, com muita tipiciadade grande surpresa, vinho fino (www.mistral.com.br).

El Preciado Branco 2004 – Com 72% de Viognier, 26% de Chardonnay e 2% de Sauvignon Blanc, este branco de Edgardo Echeverry Rosello é inacreditável! Lembra um grüner veltliner, com aquela complexidade que mistura pêra com casca de camarão grelhada e abacaxi glaceado no mesmo aroma e depois na boca é seco, untuoso e mineral (www.worldwine. com.br).

De Lucca – Um gênio produzindo vinhos extraordinários no Uruguai. Seu Marsane é um show, o Rio Colorado seu top, tudo dele é muito bom (www. premiumwines.com.br). Dante’s Botrytis – Um gewürztraminer botrytisado que ganhou mais de 15

Angel’s Cuvée Blanc de Bianco 2004 - Pablo

Falabrino é dos mais competentes enólogos do Uruguai. Secondo me, conhece muitíssimo, é jovem, sem frescuras, responde a tudo e é um grande inovador. Ele arrisca, se diverte, inventa. Este inacreditável Blanc de Bianco é uma raridade pois conseguiu obter a “flor” do Jerez em seu Chardonnay! Um ”crianza” biológico... No Uruguai, tudo é possível em termos de vinho. A composição é de 80% Chardonnay, 10% Viognier e 10% Trebiano, daí o “bianco”. Seu Angel’s Cuvée Ripasso de Tannat também é um show de vinho. Se for a Punta vá visitá-los pois é bem pertinho (www. vinedodelosvientos.com).

25


hora h

29 horas em...

29 horas em salvador Paulo Borges, o idealizador e diretor do São Paulo Fashion Week, o maior evento de moda do país, dá um giro por Salvador, sua “cidade do coração”

26 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

modelos para passarelas internacionais. Não é exagero afirmar que, depois de Paulo Borges, a moda brasileira virou uma respeitável indústria, que gera negócios na ordem de R$ 50 milhões ao ano e envolve mais de 30 mil empresas no país. O mago da SPFW, o maior evento de moda da América Latina, abre sua agenda de endereços de Salvador, cidade que ele define como “do coração”. Afinal, foi lá que ele adotou Henrique, seu filho querido.

por Baby Consuelo. É um lugar mágico e tem uma vantagem para quem tem filhos pequenos: o mar, além de transparente, é tranquilo e não traz riscos para as crianças. Outro programa que gosto de fazer com o Henrique pela manhã é ir ao Zoológico da cidade. É uma opção de lazer e refúgio ecológico bem no centro de Salvador,

e tem muitos animais silvestres e ameaçados de extinção. Quando temos mais tempo, vamos também para Arembepe, que ficou conhecido nacionalmente nos anos 60, quando abrigou uma das primeiras comunidades hippies do Brasil. Ao sul dessa vila hippie fica um projeto Tamar que preserva tartarugas marinhas.” Zoológico

5h às 11h

“Costumo acordar às 9h e logo depois do café da manhã vou à praia, no Porto da Barra. Sou um apaixonado pelo mar e acho esta praia incrível. É lá que fica o lendário Farol da Barra, cantado

divulgaçÃO

Entre os dias 17 e 22 de janeiro, Paulo Borges comanda a maratona fashion que acontece em sua 28ª edição no Pavilhão da Bienal em São Paulo. Mas antes disso ele também estará ocupado com as tendências da moda Inverno 2010: de 8 a 13 de janeiro, Borges dirige o 16º Fashion Rio, que irá acontecer no Píer Mauá, região do porto do Rio. O frisson e o burburinho desses eventos, lotados de modelos, jornalistas, fotógrafos, artistas, estilistas e curiosos, não desequilibram o ocupadíssimo empresário. Ele, que ficou conhecido por criar a cultura de moda no país, é tranquilo e centrado. Junto com o seu filho, Henrique, de 4 anos, costuma curtir os desfiles que mostram os lançamentos da próxima estação e projetam

Porto da Barra


saltur - Leonardo galeão

de Salvador: R. Alto de Ondina, S/Nº, tel. (71) 3116 7954 .Terça a domingo, das 8h30 às 17h. Arembepe: fica a 30 km de Salvador, em direção ao norte.

11h às 17h

“Se o dia é de muito sol, fico na praia até o pôr-dosol, que no Porto da Barra é o mais lindo do mundo, porque o sol se deita no mar preguiçosamente, em um espetáculo que mistura tonalidades incríveis. É realmente de se aplaudir! E de fato é o que as pessoas fazem: aplaudem! Depois, quando bate a fome, eu recorro a um clássico da Bahia: o acarajé. Esse bolinho de feijão que faz parte da vida do baiano também é uma paixão minha. Adoro o da Keka. O tabuleiro de Keka é ponto de encontro de muita gente

e o seu acarajé é delicioso. Quanto ao abará, o melhor é o da Dinda. À tarde, quando tenho um tempo de sobra, gosto também de visitar as lojas de design da alameda das Espatódias, uma rua que reúne marcas bacanas e onde costumo achar móveis e peças de decoração lindas.” Keka: R. Belo Horizonte, s/n°, Barra, tel. (71) 8178-3580. Dinda: R. Alceu Amoroso Lima, s/ nº, tel. (71) 8102-8414.

17h às 23h

“Adoro ficar em casa à noite conversando com amigos. Quando programo um jantar, costumo ir ao Soho, um restaurante delicioso que fica na Bahia Marina em um espaço supercharmoso projetado pelo David Bastos. A comida, japonesa, é ótima. Também curto bastante o restaurante Lafaiete, que fica

divulgação

Elevador Lacerda, Mercado Modelo e Forte São Marcelo

Restaurante Soho

debruçado sobre a Baía de Todos os Santos.” Soho: Av. Contorno, 1010, Píer D, Bahia Marina, tel. (71) 3322-4554. Lafaiete: Av. Contorno, 1010, tel. (71) 3321-6800.

23h às 29h

“Não sou mais notívago – quando eu tinha 20 e poucos anos eu era, mas agora não mais. Nas raras vezes que saio vou aos bares da Bahia Marina ou

a casas como o Amado, pilotado pelo Edinho Engel, que também é proprietário do ótimo Manacá, em Camburi, no litoral de São Paulo. Além da comida boa, tem um bar delicioso onde você fica vendo a paisagem deslumbrante da Praia da Preguiça. A casa fica próxima ao Mercado Modelo e o Elevador Lacerda. Amado: Av. Lafayete Coutinho, 660, Comércio, tel. (71) 3322-3520.

27


das 23h Às 29h por carlos minuano

Bleecker Street é aqui A casa mistura um cardápio musical eclético com drinques criativos e petiscos saborosos Tive a sorte de conhecer a Vila Madalena em meados da década de 80, época em que o bairro não era conhecido por sua infinidade de bares, restaurantes, casas de shows, entre outras opções de lazer. Respiravase por lá um ar diferente. Um dos únicos lugares para se tomar uma boa cerveja e encontrar pessoas bacanas era um boteco sem nome, dito Sujinho, que fechou enterrando com ele muitas histórias. Havia gente de todos os tipos circulando pelo velho bairro – reduto de artistas, poetas, cineastas, escritores e outros seres exóticos. Há tempos a maior

parte desses personagens desapareceu de lá. Mas ao visitar recentemente uma casa de shows da região, percebi que o bairro volta a ser ventilado por ares mais interessantes. Trata-se do Bleecker Street. Não por acaso, o nome da rua em Nova York onde circularam nomes como Bob Dylan, Janis Joplin e Jimi Hendrix. A proposta do lugar é fina, pra dizer o mínimo. Uma casa dedicada à boa música, do funk à MPB. Fui conferir a noite considerada a melhor da casa: sábado. E confesso entusiasmado que não estão pra brincadeira. Pouco depois da 1h da madrugada, a noitada foi embalada

pela banda Grooveria, conhecida pelo repertório sofisticado composto por releituras e arranjos cheios de elementos do samba, samba-rock e soul, com versões para Baden Powell, Chico Buarque, João Bosco, Jorge Ben Jor, Noel Rosa, entre outros. Antes e depois do show, quem segura a onda, e o ritmo, são as pickups do DJ Rick Dub. Acompanhei tudo degustando um dos mais novos drinques da casa, o Seu Jorge. (copo com gelo e limão, meia dose de Red Label e Coca-Cola, R$ 10,90). Segundo os donos da casa, a bebida entrou no cardápio depois do próprio Seu Jorge solicitar a mistura diversas vezes. Há também uma boa quantidade de cervejas, como Stella Artois e Heineken (ambas R$ 7,90). Para petiscar, uma boa dica são as bruschettas gratinadas (tomates frescos, parmesão e massa com folha de manjericão; R$ 16,90), ou vá de carne

seca desfiada com cebola (R$ 19,90). A balada por lá não termina cedo (o show costuma ir até 3h), por isso não vai faltar tempo pra comer, beber, dançar e namorar. Caso não puder aparecer no sábado, sem problemas. A casa oferece boas opções durante a semana. Um cardápio musical variado com sonoridades que vão do acid jazz ao funk, passando por outros ritmos como black, soul e música brasileira, sempre sob a regência do produtor e sócio Edu Pimenta. E não é apenas música que o lugar oferece. Arte e espetáculos justificam a boa fama que o espaço conquistou ao longo de cinco anos de existência. O Bleecker é pioneiro nas apresentações de stand up comedy em bares brasileiros, descobrindo em 2006 o Clube da Comédia, com os atuais participantes do CQC Rafinha Bastos, Danilo Gentili e Oscar Filho. Uma dica de Edu Pimenta são as quintas-feiras, reservadas a programas alternativos, entre eles, a Orquestra Brasileira de Música Jamaicana. No caso das sextas-feiras, quem embala a noitada é o grupo conhecido como “os mensageiros do swing”: o Funk Como Le Gusta. Bleecker Street – R. Inácio Pereira da Rocha, 367 (Pinheiros), tel. 3032-3697. Capacidade para 350 pessoas.

28 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

divulgação

hora h


29


hora h

arte

parada animal Inés Zaragoza transporta sua arte alegre e inusitada para a Cow Parade

30 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

retratar as mais incríveis festas religiosas brasileiras. Inés é uma entre os 25 artistas convidados para personalizar suas vacas, que ficarão expostas em pontos diferentes da cidade. Este rebanho inusitado, que ocupará a cidade por dois meses, estará instalado em espaços abertos, livres para o olhar, a contemplação e a diversão. É um dos poucos projetos que envolvem não só os artistas locais e a comunidade, como também empresas e o terceiro setor. Ao final de cada temporada numa cidade, as vaquinhas são arrematadas em leilões beneficentes com renda revertida para obras sociais das. Desde que veio pela primeira vez ao Brasil, o projeto já arrecadou quase R$ 3 milhões para ações de responsabilidade social no país. Em 2010, a arrecadação obtida pelo leilão será encaminhada para a Fundação Gol de Letra. –Chantal Brissac CowParade São Paulo Circuito das Vacas De 22/01 a 21/03.

andré santos

Apaixonada pela cultura popular e pelas festas religiosas, a artista plástica paulistana Inés Zaragoza ficou conhecida por sua obra mais recente, “Relicários”, na qual santos católicos, orixás e até Buda aparecem em caixas de madeira decoradas com vibrantes miçangas, lantejoulas, retalhos de tecidos, conchas e sucatas diversas. As lindas peças conquistaram um público bem eclético: de artistas, como Gal Costa e Regina Casé, a senhorinhas devotas. É justamente este visual colorido e alegre que a artista irá imprimir agora na sua “vaca Bumbá”, que estará exposta na CowParade – Circuito das Vacas, exposição que há 11 anos circula pelo mundo e está de volta a São Paulo, depois de quatro anos, a partir do dia 22 de janeiro. “Ela é inspirada no boi bumbá de São Luiz do Maranhão”, explica Inés, que também estará lançando, este ano, o livro Festa de santo (ed. DBA), resultado de três anos de pesquisas e viagens para


PROGRAMAÇÃO DO VIVO RIO “Encerramento da turnê MULTISHOW ao vivo”

Apoio:

OS HOMENS SÃO DE MARTE... E É PRA LÁ QUE EU VOU! 08 e 09 de janeiro

Transportadora Oficial:

Promoção:

RITA LEE

EVA

15 e 16 de janeiro

“Lançamento do DVD lugar da alegria”

Realização:

19 de janeiro

Realização:

Realização:

SHOW

AKON

28 de janeiro

FESTA COM

EDIÇÃO ESPECIAL VIVO RIO NA VARANDA

* Informações ingressos promocionais show + festa, www.vivorio.com.br

FÁBIO JR.

Apoio:

“Muito romantismo, amor e emoção em duas únicas apresentações”

PADRE FÁBIO DE MELO "Iluminar"

Realização:

31 de janeiro

29 e 30 de janeiro

VERÃO NA VARANDA JB FM NANDO REIS 06 jan A MELHOR FESTA DE SÃO PAULO TIRA AS FÉRIAS NO RIO DE JANEIRO

CASUARINA

13 jan

MOINHO

SÁBADO TEM GAMBIARRA NO VIVO RIO

27 jan

JORGE 20 jan VERCILLO

MARIA GADÚ 03 fev

23 JANEIRO - 23h. Apoio:

Cliente Vivo Pós tem 20% de desconto na compra de até 02 ingressos por show, mediante apresentação da última fatura e documento de identidade na bilheteria do Vivo Rio. Todos os descontos não são válidos para meia entrada e não são cumulativos.

Realização:

Consultar em nosso site a relação dos shows com preços populares.

O Vivo Rio fica no NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS

Av. Infante Dom Henrique, 85 | Pq. do Flamengo

www.vivorio.com.br

31


hora h

meio ambiente

o guardião das

árvores

Ricardo Cardim, fundador da Associação dos Amigos das Árvores de São Paulo, levanta sua bandeira a favor das calçadas verdes na cidade

32 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

se trata de um eco-chato. Aos 31 anos, ele trabalha em jornada tripla: atende em seu consultório odontológico, confecciona gratuitamente próteses faciais e oculares para pacientes carentes no ambulatório de Prótese Buco Maxilo Facial da USP e dedica-se a estudos e ações que possam semear uma paisagem mais verde na cidade. Não é de hoje que Cardim se preocupa com o meio ambiente. Aos quatro anos ele já começava a colher as sementes que encontrava pelo chão. A primeira árvore que plantou foi um araribá, quando estava na primeira série do ensino fundamental. Enquanto as outras crianças se contentavam em plantar um feijãozinho, ele preferiu fugir do comum: certo dia entrou no jardim da escola, onde encontrou uma semente com um formato diferente (a do tal araribá), germinou-a e foi plantá-la na casa de sua avó. Durante a

Cardim no parque Trianon: para ajudar basta zelar pela árvore em frente de casa

infância, Ricardo morou em um apartamento de 90m² no bairro de Moema e, para se sentir no meio da mata, forrava o chão com folhas secas. Depois,

foi com a família para um apartamento maior. Lá, chegou a plantar, ao longo de três anos, mais de 200 mudas no terraço. Levou todas para

festa em verde

No dia 25, aniversário de são paulo, um pomar do século 19 será recriado no Shopping Higienópolis Para celebrar o aniversário da cidade, Ricardo Cardim e Juliana Gatti preparam a exposição “Árvores da Cidade”, que reproduzirá um autêntico pomar do século 19, de 200m², com mudas de araçá, cambucá, cambuci, grumixama, jabuticaba, pitanga, uvaia, entre outras, no shopping Higienópolis. A exposição irá contar, de maneira lúdica e interativa, informações botânicas, ecológicas, históricas e culturais sobre as árvores. O objetivo é despertar o interesse para a importância delas no presente e no futuro de todos. Além da exposição, Ricardo também está escrevendo um livro em que conta, por meio do crescimento da cidade, a história da vegetação de São Paulo sob a perspectiva das árvores nativas. As árvores da Cidade - Shopping Higienópolis - Av. Higienópolis, 618. De 19/01 a 07/02. Das 10h às 22h.

elisabetsky

O cenário é o parque Trianon, em plena avenida Paulista, antiga mata Caaguaçu e, atualmente, a maior reserva de floresta nativa de São Paulo. Ricardo Cardim, um apaixonado pela natureza, conta aí parte da história da vegetação da cidade. Aponta o jequitibá branco, a maior árvore do parque – com 25 m de altura e cerca de 200 anos de existência – e diz que a antiga árvore, já viu passar tropeiros sob seus ramos. Hoje são milhares de pessoas que passam nas calçadas ao redor do parque, indiferentes ao quadrilátero de mata que guarda sua história. Cardim é cirurgiãodentista, mestre em Odontologia pela Universidade de São Paulo (USP) e mestrando em dendrocronologia – estudo dos anéis de crescimento das árvores – e arborização do departamento de Botânica do Instituto de Biociências da USP. Não


o sítio de um tio. Nenhuma dessas experiências com a natureza foi em vão. Seu primeiro grande projeto foi a recuperação de uma floresta ciliar. Dos 14 aos 17 anos ele trabalhou para reflorestar um afluente do Rio Peixe, na Serra da Mantiqueira, divisa entre São Paulo e Minas Gerais. Cardim costuma dizer que as árvores são prestadoras de serviços ambientais em espaços urbanos. E foi pensando nisso que ele decidiu fundar a Associação dos Amigos das Árvores de São Paulo. A ideia surgiu em 2007, mas a associação só começou a funcionar em meados

de 2008. Seu objetivo é chacoalhar as pessoas para uma realidade clara: as árvores são importantes sempre, mas elas se tornam absolutamente cruciais em uma cidade tão populosa, poluída e com poucos parques e jardins como São Paulo. Em seu blog, ele faz postagens que levam informações científicas, históricas e culturais das árvores paulistanas. Cardim procura abrir os olhos das pessoas para essa necessidade. Junto à associação, desenvolve um projeto muito interessante de compensação de carbono. É diferente dos demais, porque tem como objetivo

fazer com que as empresas plantem espécies nativas paulistanas e, de preferência, nas próprias calçadas. “A cidade precisa de calçadas arborizadas. Assim como em Paris e Madri, o verde das calçadas é um convite para que as pessoas deixem os carros na garagem e saiam para caminhar. Mais que o exercício físico em si, as pessoas têm a oportunidade de exercitar também a cidadania”. Em parceria com a amiga Juliana Gatti, que também é fundadora do Projeto Árvores Vivas, ele mantém ainda a Ação Árvore, uma consultoria de reflorestamento. Para os que querem colaborar e não sabem muito bem o que fazer, Ricardo mostra que é mais fácil do que se imagina: “Basta cuidar da árvore que você tem na frente de casa e impedir que podem árvores sem necessidade. As pessoas se preocupam com as geleiras e não se importam com o que está a poucos metros da sua porta. É um absurdo podar vidas que levam anos para se desenvolver”.  Ele também alerta para os problemas causados pelo plantio de espécies inadequadas. “É assustador saber que 80% da arborização aqui na cidade são de árvores estrangeiras”. É o caso

dos fícus, que têm origem asiática e que são uma das espécies mais comuns devido à facilidade que têm de se replicar, e as tipuanas, de origem boliviana, que, apesar de terem encontrado aqui um lugar propício para o seu crescimento, acabam caindo e são vulneráveis à proliferação dos cupins.  Cardim ainda coleciona curiosidades sobre as árvores paulistanas. Como histórias sobre a Figueira das Lágrimas, perto da Via Anchieta, a árvore mais antiga da cidade. Em 1862, o imigrante Emílio Zaluhar relatou quase poeticamene em seu livro “Peregrinação pela Província de São Paulo” que as pessoas iam até ela para se despedir de familiares que iam para o porto de Santos. O guardião cultiva toda uma memória verde e prepara a semeadura dos próximos anos. Até hoje, já plantou mais de 500 árvores. E projeta, a partir de 2010, semear muito mais. “Ao plantar, me sinto reenergizado, de bem com a vida”. –L.L. Associação dos Amigos das Árvores de São Paulo www.arvoresdesaoapaulo. wordpress.com Ação Árvore www.acaoarvore.wordpress.com Árvores Vivas www.arvoresvivas.com.br www.arvoresvivas.wordpress.com

33


hora h

beleza

noites com sol Especialistas dizem que já não há horário adequado para exposição e que é preciso tomar sol com os olhos no relógio Nos anos 60, 70 e até 80, estar bronzeado era sinônimo de status. No livro O grego, o magnata grego Aristóteles Onassis aconselhava: “Tome sol onde puder, porque se você for ao banco pedir um empréstimo o gerente vai saber que ele está falando

34 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

com um bon vivant”. Hoje, vivemos um outro tempo, no qual dermatologistas enfatizam a necessidade de proteger a pele contra os efeitos do sol a qualquer hora do dia e o filtro solar vem aparecendo cada vez mais nas nécessaires – ainda não é um item básico,

como a pasta de dentes, mas já faz parte da rotina das pessoas. Essa mudança é importante, ressaltam os especialistas. É chocante constatar que o câncer de pele ainda mata, a cada ano, 200 mil pessoas no Brasil. Até o final de fevereiro, a Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele, organizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, percorrerá 10 mil km e passará por várias cidades litorâneas, em um tour de prevenção.

Feito em um caminhãoconsultório com a parceria de médicos voluntários, o tour quer alertar a população sobre os efeitos cada vez mais nocivos do sol. O dermatologista Beni Grinblat, do Hospital Israelita Albert Einstein, diz que, com a destruição da camada de ozônio pelos poluentes, o sol está mais forte e os filtros devem ser usados durante todo o dia, já que eles promovem proteção do raio UVA e do raio UVB. “Antes, os dermatologistas achavam

elisabetsky

De sol, apenas algumas pitadinhas. E nos horários noturnos, se fosse possível


que só a radiação UVB (entre 10h e 16h) era prejudicial. Hoje, sabemos que a radiação UVA, presente durante todo o dia, também pode causar danos graves à pele”, diz Grinblat. Além do risco de câncer de pele, o dermatologista lembra que o sol também é responsável pelo envelhecimento precoce, favorecendo a aparecimento de manchas e rugas. As luzes artificiais podem, igualmente, provocar alguns tipos

de manchas, mas felizmente não causam câncer de pele. “Por isso, é importante usar protetor até dentro do escritório”, ressalta Grinblat, que é contra o bronzeamento artificial, proibido no Brasil neste ano e nos EUA há anos atrás. Para ele, o sol tem efeitos benéficos se tomado com cuidado, e recomenda, além do filtro solar, o uso de camisetas, bonés, óculos escuros e guarda-sol, especialmente entre 10h e 16h, período

em que só o cosmético com FPS não resolve. É preciso investir em uma proteção extra para evitar danos à pele. O ideal, ressalta Grinblat, é tomar sol com “os olhos no relógio”, cronometrando a exposição (e sempre antes das 9h). Em outras palavras: são algumas pitadinhas de sol por dia. Esteticista especializada em massagens e tratamentos naturais, Roseli Siqueira concorda com Grinblat e afirma que o sol, quando bem dosado,

traz saúde para a pele, já que o corpo metaboliza a energia solar e ajuda na produção de vitamina D. “Acorde antes das 8h e exponha-se ao sol apenas durante dez minutos”, aconselha Roseli. “Nesse período breve não é necessário o uso de filtro. Como somos descendentes do sol, essa energia solar fará nosso corpo funcionar e ativará nossa circulação, deixando-nos com ótima saúde “, explica a especialista. –Vanda Fulaneto

pele protegida

filtros solares para todos os horários

Fotoequilíbrio Emulsão Protetora da Natura FPS50 é um produto não oleoso, de fácil aplicação, que oferece proteção UVA, UVB, hidratação prolongada, é resistente à água e pode ser usado no rosto e corpo. R$ 39,70. SAC: 0800-115566.

Avène Haute protection para peles sensíveis é formulado com MP1Sorb, uma associação de diversos filtros solares que garantem proteção UVA e UVB. R$ 63. SAC: 0800-7021037.

Sundown Facial FPS 30 da Johnson & Johnson protege hidratando e tem ativos naturais de soja e camomila com longa duração. Pode ser usado nas mãos, rosto e pescoço. R$ 27,50. SAC: 0800-7036363.

Da L’Occitane, Buriti creme solar alta proteção com FPS 30 hidrata e protege, além de ser indicado para todos os tipos de pele. R$ 45. SAC: 0800-177212.

Da Dior, Bronze Protection Solaire SPF 10 é uma loção suave que protege a pele do corpo contra os efeitos nocivos do sol e proporciona um bronzeado uniforme. R$150. SAC: 0800-170500.

Soin Anti-Rides Contour des Yeux (para o contorno dos olhos) da Clarins assegura uma proteção perfeita contra os raios UVA e UVB. R$ 96. SAC: 0800-7043440.

35


hora livre luiz toledo

Serendipidade e

felicidade como descobri que a felicidade é algo que acontece quando trabalhamos pela felicidade do outro Trabalho numa agência de propaganda. Certa manhã, uma estagiária entrou no Depto. de Criação gaguejando (ela sempre fica assim quando está com pressa): – O Ma-Ma-Mauro está cha-chamando totodo mundo na sala lala-dele. Urur-ur-gente, gege-gente. Segunda-feira tudo é urgente. Você tem todos os problemas e nenhuma solução. No nosso caso, temos um problema a mais: o Mauro. Ele passa o fim de semana à solta, maquinando coisas,

e chega na segunda-feira cheio de amor pra dar. Na sala, já estavam algumas pessoas, todas gagas. Tocava Raul Seixas, O sonho de um sonhador. Começava assim o Movimento + FELIZ. Conto como começou porque ninguém sabe como esse movimento vai terminar, se é que vai terminar. Pelo jeito ele só tende a crescer, dentro e fora do Brasil. + FELIZ é um movimento apartidário e não governamental de diferentes pessoas,

Um movimento que beneficia quem ajuda e quem é ajudado

36 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

diferentes profissionais, diferentes empresas de todos os setores da economia, que se organizaram para incentivar a participação, o envolvimento e a doação para causas sociais. O primeiro beneficiado do Movimento + FELIZ será o Bairro-Escola, coordenado pela Cidade Escola Aprendiz, que transforma espaços ociosos e deteriorados em locais educativos, de desenvolvimento de habilidades para a comunidade. O projeto Cidade Escola Aprendiz é um trabalho de tecnologia social que tem o reconhecimento do UNICEF, da UNESCO, da Harvard e da Univerdade de São Paulo. Nossa campanha publicitária para divulgar o Movimento + FELIZ já está no ar. Seriam necessários milhões para produzir e veicular o que já foi feito, mas até o momento o custo foi zero. Graças à generosidade inteligente das empresas da nossa indústria e dos veículos de comunicação – a revista 29horas entre eles. Digo inteligente porque o Movimento + FELIZ é de todos e todos serão beneficiados. Tanto quem ajuda como quem é ajudado. Arrisco-me a dizer que os primeiros podem ser até mais. Comprovo dentro da agência, pela dedicação

alegre e entusiasmada de todos a esse trabalho e pelo ambiente produtivo que isso criou. Arrisco-me a mais: a supor que a felicidade seja algo que acontece enquanto estamos trabalhando pela felicidade do outro e não exatamente pela nossa. Existe uma palavra muito simpática que talvez faça sentido aqui: serendipidade. Um neologismo que significa mais ou menos o seguinte: fazer descobertas afortunadas aparentemente por acaso, por sorte (apesar de Louis Pasteur já dizer: o acaso só favorece a mente preparada). Do inglês serendipity, essa palavra foi criada pelo escritor Horace Walpole, em 1754, a partir do conto persa infantil “Os príncipes de Serendip”, que conta a história de três príncipes do Ceilão, atual Sri Lanka, que viviam fazendo descobertas inesperadas, cujos resultados eles não estavam procurando. O descobrimento da penicilina por Alexander Fleming, os princípios da hidrostática de Arquimedes – que gritou Eureka! na banheira –, a história da ciência está repleta de exemplos de serendipidade. Felicidade, aliás, rima com felicidade. Talvez não por acaso. Certamente não por acaso. Para saber mais sobre o Movimento + FELIZ, visite o site maisfeliz.org. E seja feliz. Seja + FELIZ.

istockphoto

hora h


37


>capa

na pista da

realez era uma vez uma princesa linda que vivia num palácio. ela não achou um príncipe, mas um dia se encontrou: foi para SP, virou modelo, designer, DJ, e é feliz para sempre. por chantal brissac fotos elisabetsky


a


>capa

Era uma vez uma jovem princesa, loira e muito linda, que vivia em um belo palácio, o Grão Pará, em Petrópolis, cercada de natureza, animais silvestres e muito sossego. Um dia, ela não encontrou o príncipe, mas se encontrou: decidiu desenhar joias, desfilar em eventos de moda, apresentar um programa na TV e tocar como DJ em casas noturnas. Como no filme A encantada, em que a princesa sai do campo e desembarca de repente em Nova York, Paola saiu das montanhas bucólicas de Petrópolis e foi parar na barulhenta São Paulo, a maior cidade da América Latina. Só que, ao contrário da personagem dessa aventura da Disney (que a contragosto é enviada para a “realidade” urbana), Paola mudou-se para São Paulo por livre e espontânea vontade. “Eu decidi investir na profissão de designer, trabalhar, morar sozinha e me conhecer melhor”, diz. A história de Paola Maria Bourbon de Orléans e Bragança Sapieha, tataraneta da princesa Isabel, é a de uma princesa moderna e antenada de 26 anos que não espera príncipe algum e tampouco sonha viver em um palácio cercada de serviçais. Ela quer a graça – e as dificuldades – da vida real, com tudo a que tem direito. Por isso, bate pernas pelas ruas da cidade, pega metrô ou ônibus (não tem carro e se recusa a participar do trânsito caótico), faz suas compras diariamente, cozinha. E se diverte com quem espera que ela, por ser descendente da família real portuguesa e ter passado a infância correndo pelos jardins de um palácio, deva ser a encarnação da princesa clássica dos contos de fada, com “coroa na cabeça e vestidos cor-de-rosa esvoaçantes”. “Quando converso com meninas, vejo no rosto delas a surpresa por eu ser tão normal. Sei que isso faz parte do imaginário popular e que é uma fantasia tradicional para as crianças, mas eu não sou esse tipo de princesa”. Por isso mesmo, ela não quis posar para a capa com uma delicada coroa arranjada pela produção. “Essa história de princesa às vezes atrapalha bastante”, confessa ela, que já escondeu a herança familiar em diversas épocas, como na faculdade, para poder se relacionar melhor com seus pares. “As pessoas costumam ter um pré-julgamento antes de me conhecer”. Um tanto camaleônica, até por também ser modelo, Paola se transforma conforme o estilo da roupa. Vira uma dama elegante com um vestido clássico, uma moleca com jeans e camiseta, uma jovem ousada com um vestido curto em que mostra as longas e torneadas pernas. “Mas no dia-adia gosto de roupas simples e sapatos baixos”, diz. Como boa taurina, valoriza o bem-estar e o conforto. E também a boa comida. “Adoro comer bem, de tudo. De steak tartar a hambúrguer vegetariano, passando por ceviches, minha atual mania, saladas e massas. Não tenho preconceitos alimentares”. Ela gosta de frequentar restaurantes diferentes com os amigos e sair em busca de endereços descolados em

40 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


Quando converso com meninas, vejo no rosto delas a surpresa por eu ser tão normal. Sei que é uma fantasia tradicional para as crianças, mas eu não sou esse tipo de princesa

29 horas em sp com paola os endereços preferidos da princesa

Pão na chapa – “Gosto de ir à padaria Villa Bahia, pertinho de casa, porque ela tem um pãozinho ótimo e também um buffet incrível de café da manhã aos sábados e domingos.” R. Bahia, 798, tel. 3666-9716.

Caminhada – “Vou bastante à Praça Victor Civita, em Pinheiros, um espaço bacana e que promove atividades ligadas à sustentabilidade. Gosto de andar por ali de manhã, tem uma ótima pista de caminhada.” R. Sumidouro, 580, tel. 3037-8696.

História – “Outro dia fui à tarde no Museu do Ipiranga – e adorei. É um marco representativo da Independência, da história do Brasil. São Paulo é muito mais do que essa pequena Manhattan que a gente conhece.” Parque da Independência, s n°, tel. 2065-8000.

Modernismo – “Depois do almoço às vezes saio para caminhar pelo Pacaembu, um bairro com casas modernistas lindas, prédios absurdos de interessantes, enfim, uma paisagem intrigante e que me inspira.” Comprinhas – “Quando vou à Pinacoteca, um prédio que eu amo, aproveito para dar uma olhada nas lojas do Brás e do Bom Retiro e comprar aviamentos. Toda aquela região ao redor do museu tem muitas pechinchas e atrações.” Av. Tiradentes, 141, tel. 3229-9844.

Empanadas – “Descobri a feira boliviana Kantuta que fica perto da estação Armênia do metrô, no bairro do Pari. Ela tem empanadas sen-sa-cio-nais, além de outras comidas típicas muito gostosas.” Todos os domingos, das 11h às 19h, na praça Kantuta, altura do no 625 da rua Pedro Vicente, no bairro do Pari. Desça na estação Armênia do metrô.

Gourmet – “Gosto dos ceviches do restaurante La Mar, do steak tartar do La Casserole, do penne frito do Z Carniceria e do filé com batatas rústicas do Anita.” La Mar – R. Tabapuã, 1.410, Itaim Bibi, tel. 3073-1213. La Casserole – Lgo. do Arouche, 346, Centro, tel. 3331-6283. Z Carniceria – R. Augusta, 934, tel. 2936-0934. Anita – R. Mato Grosso, 154, Higienópolis, tel. 2628-3584.

41


>capa

Abaixo, Paola exercendo full ahead o ofício de DJ na D-Edge

42 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

as belas das pistas

Elas são lindas, modelos, estilistas, musicais e agitam a cena da balada paulistana com seu som. Confira: Marina Novaes – Ela usa muitos grooves e balanço para mostrar até mesmo o lado de B de artistas como Sandra Sá, Tim Maia, Jorge Ben Jor e Chico Buarque, entre muitos outros. Depois de muitas festas em empresas e restaurantes, é DJ residente da casa noturna Diquinta (www.diquinta.com. br), onde toda sexta toca para mais de 400 pessoas.

Lara Gerin – Modelo e estilista, ela sempre foi apaixonada por música, mas só recentemente mergulhou de cabeça nessa vocação. Começou a tocar como brincadeira, mas hoje é profissional que toca no Brasil e lá fora. Passou duas semanas de dezembro acompanhando a turnê de Bebel Gilberto por Nova York, Boston, Chicago e Denver. Seu set é eclético e mistura vários gêneros de diferentes épocas, como uma ode a etnias e culturas variadas. É residente no badalado Bar Secreto, onde toca pelo menos duas vezes por mês. Ana John – Música e bailarina desde a infância, ela tecla, dança e faz intervenções vocais. Com seu visual inconfundível – ela veste figurinos de estilistas consagrados como Gloria Coelho e Reinaldo Lourenço e se apresenta com perucas estilo chanel nas cores preta, azul, vermelha e verde – Ana tem causado frisson nas pistas. Ana estudou piano clássico e popular, fez aulas de canto e percussão. Multidisciplinar, toca em vinil, em CD e no próprio Macintosh. Residente do underground Empório São Pedro, neste ano tocou na Sardenha para a marca Dolce & Gabbana.

Produção Vanda Fulaneto; Beleza - Eliezer Lopes da Capa MGT; Paola Orléans e Bragança veste Glória Coelho

bairros distantes. “Curto muito andar a pé em São Paulo. Como não quero participar desse trânsito maluco, prefiro ser pedestre e caminhar bastante. Posso dizer que, depois de cinco anos morando na cidade, só agora, neste último ano, me sinto paulistana”, ela confidencia. A rotina como DJ tem sido tão agitada que às vezes ela mal tem tempo de cozinhar, outra de suas paixões. Emenda um compromisso no outro, como aconteceu na noite em que foi fotografada e entrevistada para 29HORAS. Quando terminou a sessão de fotos, correu rumo ao seu apartamento de Higienópolis para se arrumar e encarnar a DJ uma hora depois. Naquela noite, ela tocou até as 27h (3h da madrugada) para 600 pessoas na Pink Elephant, boate afluente do bairro dos Jardins. Paola faz parte do trio A3, formado também por Serginho Amorim e Marcio Naves, que tem agitado pistas como as do Sonique, Club A e Disco, entre outras. “Comecei a tocar por causa de meu ex-namorado, que é DJ, e me apaixonei pelo ofício. Tocar é muito prazeroso e também uma grande responsabilidade, porque todas aquelas pessoas esperam algo incrível de você”, diz Paola, que gosta bastante de rock – sua referência básica –, house, electro, funk americano e nu-disco, que tem uma batida especial. Como DJ, ela prefere pilotar laptop, embora também toque vinil e CD nos sets em que domina a mesa de efeitos e provoca gritos e aplausos da plateia. Paola adora dançar e por isso também tem gostado dessa programação agitada que ocupa praticamente todas as madrugadas da sua semana. “É muito bom e eu quero aproveitar agora que tenho todo o pique do mundo. Vai chegar a hora em que eu vou querer um pouco mais de sossego”, diz a princesa, que sonha “ter filhos e envelhecer ao lado de alguém que ama”. Ela conta que está namorando e pretende um dia realizar este plano. Mas antes quer se firmar na profissão e ser reconhecida como designer. Foi para isso que estudou desenho industrial quatro anos na FAAP. Recentemente, lançou sua segunda coleção de joias para a marca Dryzun, peças com flores, chaves, rendas e brasões que ela exibe nos dedos finos e longos. Além disso tudo, é apresentadora do programa I want it, que comanda no canal Fashion TV Brasil, e que cobre o segmento luxo em toda sua diversidade. De resorts de ilhas no Pacífico a carrões com acabamento personalizado, passando por chocolates raros, joias e outros produtos únicos encontrados no mercado, o programa mostra uma seleção destinada a um grupo privilegiado. Mas, na verdade, esses itens exclusivos não chegam a impressionar Paola, para quem luxo tem outro significado: “Luxo é ter tempo, é viajar, é poder sorrir, olhar para o céu, ter amigos”, diz a moça. E nobreza, para ela, não é ter um título – mas, sim, personalidade. Que ela tem de sobra.


ela diz que vai tocar enquanto tiver pique, depois, quer ter filhos e envelhecer ao lado de quem ama. não precisa ser príncipe. Talvez não.

43


>perfil Rui tira a m谩scara do personagem: trajet贸rias muito semelhantes em duas hist贸rias de finais felizes


ESSE ÉO CARA!

Nunca antes na história deste país se viu uma mistura tão feliz de talento e predestinação: o ator Rui Ricardo Diaz faz sua estreia no cinema na superprodução Lula, o filho do Brasil, no papel principal, o de Luiz Inácio Lula da Silva

por KIKE MARTINS DA COSTA fotos ELISABETSKY

A partir do dia 1˚ de janeiro, o público verá nos cinemas o momento de consagração de um homem originário de uma família simples, que largou o sertão e veio para um município da Grande São Paulo, se destacou no meio da massa e cativou a atenção e a admiração de milhões de brasileiros. Não, não estamos falando de Luiz Inácio Lula da Silva, embora a trajetória seja muito semelhante. O homem em questão é o ator Rui Ricardo Diaz, que nasceu na pequena Santa Maria do Suaçuí, no norte de Minas Gerais, veio para o Sul quando seus pais se mudaram de mala e cuia para tentar a sorte na cidade grande e, após anos de estudo e muita batalha em teatros alternativos, conseguiu ser o escolhido para estrelar uma superprodução do cinema nacional. Seu filme, Lula, o filho do Brasil, chega este mês às telas de aproximadamente 600 cinemas de todo o país e contará a história daquele jovem pernambucano que, contrariando todas as expectativas, estudou, formou-se torneiro mecânico, destacou-se no movimento sindical do ABC e elegeu-se presidente da República. Só que essa saga todo mundo já conhece, inclusive muitas das principais lideranças da política mundial. Para Barack Obama, presidente dos Estados Unidos, Lula é o cara. Mas neste momento, nas páginas desta revista, o cara é Rui, o brasileiro cuja trajetória é igualmente espantosa e também merece ser narrada. Atualmente com 31 anos, Rui é o mais velho de quatro irmãos. Ele chegou a Barueri, na região metropolitana de São Paulo, com apenas quatro anos. Lá, estudou até o final do ensino médio e depois resolveu cursar artes cênicas em São Paulo. “Eu pegava o trem todo dia para acompanhar as aulas na PUC e no Teatro Escola Macunaíma. Era duro, mas tinha certeza de que era aquilo o que eu queria”, relembra. No alternativo Teatro X, no Bixiga, atuou em espetáculos como O cobrador, de

Rubem Fonseca, e A propósito da chuva, inspirado em Memórias do subsolo, de Dostoiévski. Em 2008, começou a gravar a minissérie 9mm São Paulo, exibida pelo canal Fox. No início de 2009, foi recrutado para interpretar um pequeno papel no filme épico sobre a saga de Lula e Dona Lindu, sua mãe. Para os papéis principais, além de Glória Pires, parceira do diretor Fábio Barreto em outros dois filmes (Índia, a filha do sol e O quatrilho), foram cotados vários nomes conhecidos, inclusive Wagner Moura (de Tropa de elite) e João Miguel (de Estômago). Mas o papel do jovem Lula acabou indo parar nas mãos do ator Tay Lopes, de Última parada 174. Só que, nas vésperas do início das filmagens, Lopes foi obrigado a desistir. Pelo planejamento da produção, o ator que interpretasse o protagonista teria que rodar parte do filme magro, com cara de moleque de 18 anos, atuar em outra porção da trama mais cheinho e, no final, uns 10 kg mais gordo do que no início da história, com o jeitão de quem tem 35 anos. Como Tay Lopes sofria de hipertensão, foi obrigado a desistir porque seria temerário engordar e emagrecer no curto tempo reservado às filmagens. Na busca de um novo ator, após a análise de mais de 150 vídeos de candidatos a essa super-oportunidade, apareceu Rui, que fez uma série de testes e conquistou a preferência do diretor Fábio Barreto e de todos no set do filme. “Não acreditei. Inicialmente eu só ia fazer uma ponta como um enfermeiro no filme. De repente, havia conquistado o papel principal, foi demais!”. A preparação consumiu dois meses, e neste período Rui visitou fábricas, sindicatos, familiares de Lula e assistiu a inúmeros documentários sobre o movimento sindical do ABC. “As conversas com Frei Chico, um dos irmãos de

45


>perfil

Lula, e as imagens desse filmes foram fundamentais para a composição do meu personagem. Não queria fazer uma caricatura, mas incorporei vários detalhes do gestual daquele carismático torneiro mecânico na hora de criar a minha versão de Lula”, recorda. Quem assiste ao filme e vê Rui movendo os braços energicamente enquanto discursa para milhares de sindicalistas no Estádio de Vila Euclides, em São Bernardo, vê que o rapaz foi feliz na sua busca por uma interpretação realista e ao mesmo tempo natural. A semelhança física também chama a atenção do espectador, principalmente no final, depois que o torneiro mecânico já deixou de ser um jovem alienado e passou a liderar o sindicato e comandar greves. “Tripliquei a quantidade de comida para engordar os 10 kg que o filme exigia. Depois fui emagrecendo e voltei ao meu peso normal em três semanas. Foi complicado, mas tudo foi acompanhado bem de perto por um endocrinologista, um cardiologista e um nutricionista”. De volta ao seu peso normal, Rui agora só quer saber mesmo é de seus novos trabalhos como ator. Ainda este mês, ele deve iniciar os ensaios para a montagem da peça Um ato de humanidade, inspirado em Uma história lamentável, mais um texto de Dostoiévski. Em fevereiro, grava sua participação na terceira temporada de 9mm São Paulo. E, paralelamente a esses novos projetos, o ator acompanha ansioso a performance de Lula nas bilheterias. A crítica não tem perdoado o momento inoportuno – ou oportunista – do lançamento, em pleno ano de eleições presidenciais. Mas Rui não se incomoda com essa acusação, para ele o que interessa é o aspecto artístico do filme. “É por isso que eu não revelo nem sob tortura se votei ou não no Lula. Não quero alimentar ainda mais essa polêmica política. Para mim, o bacana do filme é o exemplo de superação do personagem principal e a maneira que a equipe de feras dessa superprodução encontrou para levar a história às telas”, finaliza.

No filme: semelhança física com o presidente e interpretação realista

46 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

Ele triplicou a quantidade de comida para engordar os10 kg que o filme exigia. Depois foi emagrecendo e voltou ao seu peso normal em apenas três semanas


29 horas em sp com o companheiro Rui MANHÃ AO AR LIVRE “O Parque Ibirapuera é o máximo. É um espaço sensacional que a cidade dispõe e oferece a seus moradores e visitantes. O Parque VillaLobos é outra boa opção para caminhadas de manhã e para praticar esportes.” Parque Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/ nº, Vila Mariana. Parque Villa-Lobos – Av. Prof. Fonseca Rodrigues, s/ nº, Alto de Pinheiros.

HORA DA LEITURA “Costumo frequentar a FNAC de Pinheiros, onde, além de livros, há revistas de todo tipo e um café ótimo. Mas a Livraria Cultura do Conjunto Nacional também é excelente, tem até um teatro!” FNAC – Pça. dos Omaguás, 34, Pinheiros, tel. 3579-2000. Livraria Cultura – Av. Paulista, 2.073, Cerqueira César, tel. 3170-4033.

TARDE ARTÍSTICA “Gostaria de ir mais à Pinacoteca, acontecem exposições incríveis por lá. Também curto o Masp. Ainda não consegui ver a mostra do Rodin, mas espero ainda conseguir um tempinho para conferir as esculturas.” Pinacoteca do Estado – Av. Tiradentes, 141, Luz, tel. 3229-9844. Masp – Av. Paulista, 1.578, Cerqueira César, tel. 3251-5644.

A NOITE É UM PALCO O SESC Anchieta é muito confortável e tem uma boa programação, sempre com ótimas peças em cartaz. Mas também curto a agitação da Praça Roosevelt, com seus teatros alternativos.” SESC Anchieta – R. Dr. Vila Nova, 245, Consolação, tel. 3234-3009.

MADRUGADA NA VILA “O Bar das Empanadas, na Vila Madalena, é um lugar muito especial. O ambiente é bem gostoso, a cerveja está sempre geladinha no ponto e as empanadas são nota dez!” Bar das Empanadas – R. Wisard, 489, tel. 3032-2116.

47


>hotelaria

Quarto do Hotel Marabรก: com acesso a internet e TV de LCD


ESTILO NOVO NO VELHO CENTro

HOTÉIS MARABÁ, 155, NORMANDIE E PERGAMON SÃO BOAS ALTERNATIVAS DE HOSPEDAGEM NA REGIÃO ONDE OUTRORA BRILHAVAM HILTON, OTHON E CA’D’ORO

por KIKE MARTINS DA COSTA fotos ÉRICO HILLER


>hotelaria

Nos últimos tempos, o Hilton se transferiu para a região da Berrini, o Othon encerrou suas operações e o Ca’d’Oro fechou suas portas para uma reforma que deve durar pelo menos três anos. Quem lê essas notícias imagina que o velho e bom Centro de São Paulo não tem mais nenhuma boa opção para quem quiser se hospedar por lá, não é? Mas a realidade não é bem essa, o que está acontecendo é uma mudança no perfil dos hotéis que funcionam na região. Velhas hospedarias vêm sendo reformadas, atualizadas e adaptadas para atender com mais conforto e preços acessíveis os turistas e visitantes que desejam ficar na região central da cidade – e não são poucas as pessoas que buscam isso. Só nos últimos meses de 2009, dois novos empreendimentos começaram a operar sintonizados com esta nova proposta. O 155 Hotel e o Hotel Marabá têm excelentes instalações e diárias a partir de R$ 120 e R$ 249, respectivamente, enquanto os preços cobrados por um pernoite nos hotéis da região da Berrini começam na casa dos R$ 400. O caso mais emblemático de que há uma nova realidade no Centro é o do 155 Hotel. O empreendimento abriu suas portas no início do segundo semestre de 2009 na rua Martinho Prado, perto do burburinho da praça Roosevelt e da rua Avanhandava. No imóvel em que está instalado, já funcionou nos

50 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

No projeto de reforma do Hotel Marabá, a arquiteta Janete Costa incluiu minibibliotecas: uma na entrada do restaurante (no alto) e outra ao lado da recepção

anos 80-90 o Hotel San Marino, que fechou em 1999. O novo proprietário, o jovem empresário Sergio Luiz Pereira, comprou o prédio abandonado há sete anos e investiu em uma completa remodelação que consumiu R$ 6 milhões e dois anos até a sua reinauguração. Surgiu ali um hotel moderno e sem luxos, mas totalmente sintonizado com o espírito dos anos 00. “Tentaram rotular o 155 como um hotel gay friendly, mas a verdade é que nós somos apenas frien-

dly. Queremos receber todos os tipos de público, sem nenhum preconceito e com todo o preparo. Se é um casal gay, será muito bem recebido, sem risadinhas ou perguntas inconvenientes; se é um hóspede deficiente, encontrará apartamentos totalmente adaptados; se é deficiente visual, terá botões com código braille nos elevadores e comandos sonoros para tornar sua estadia mais independente; por fim, se for um homem de negócios, terá um bom chuveiro no


O Normandie Design fica num trecho bem degradado da avenida Ipiranga, mas se destaca como um oásis de modernidade e bom gosto

final do dia, internet wi-fi em todos os ambientes e uma boa cama para descansar à noite”, explica Pereira. Os 72 apartamentos standard do hotel são equipados com TV LCD de 32’’, conexão para internet, colchão em box duplo, roupas de cama e banho antialérgicas, banheiro e piso de madeira. Tudo é muito prático e simples. Não há frigobar, mas vending machines oferecem no corredor bebidas e snacks a quem quiser adquiri-los. A diária custa apenas R$ 120, incluindo um farto café da manhã e até uma vaga para o carro na garagem. No térreo há um auditório e salas para reuniões e convenções. Todos os quartos são non smoking, as únicas áreas reservadas aos fumantes são um terraço nos fundos (com vista para o Minhocão) e as varandas dos quatro apartamentos do primeiro andar, que ficam debruçados sobre a movimentação da rua Avanhandava e a sinagoga que em breve será convertida em museu da cultura judaica em São Paulo. “Acredito muito no potencial do

Centro, tanto que já estou comprando outro hotel antigo aqui na região para reformar e inaugurar, ainda em 2010, o segundo empreendimento da rede 155. Mal começamos a operar e já estamos com uma taxa de ocupação média acima dos 60%. Isso me deixa muito entusiasmado. Eu adoro o Centro, moro aqui perto, na avenida São Luiz, e lamento muito o fato de tantas pessoas e empresas evitarem a região. Na minha opinião, é aqui que São Paulo é mais bonita e mais autêntica. A infraestrutura é excelente e algumas iniciativas pessoais, como a dos empreendedores que abrem novos bares no Baixo Augusta, os artistas que apostam na praça Roosevelt e a ação de empresários como Walter Mancini, que recuperou toda a rua Avanhandava, ajudam a ‘levantar’ a região”, analisa Pereira. Outro hotel que se beneficia dessa revitalização do Baixo Augusta e dos arredores da praça Roosevelt é o Pergamon. Inaugurado no final de 1999 para ser um hotel boutique, com “embaixado-

NO RECÉM-INAUGURADO MARABÁ, 15% DOS HÓSPEDES SÃO ESTRANGEIROS. ELES FAZEM QUESTÃO DE FICAR NO CENTRO

51


>hotelaria

O empresário Sergio Luiz Pereira, que abriu o 155 na rua Martinho Prado e já se prepara para adquirir outro hotel detonado no Centro para reformar. Abaixo a salada de folhas coloridas do bufê do hotel

res” chiques como a consultora de estilo Gloria Kalil e o chef de cozinha Laurent Suaudeau, viu seus planos naufragarem em pouco tempo de operação. Mas o hotel não sucumbiu, apenas mudou de perfil. Com arquitetura moderna, tem um agradável restaurante de comida brasileira comandado pelo chef William Kato (que já trabalhou no badalado DOM, de Alex Atala), uma bem montada sala de fitness e boas instalações para congressos e convenções, além de 120 confortáveis apartamentos single e double equipados com frigobar, TV a cabo, cofre privativo, conexão para a internet e secador de cabelo no banheiro. O empreendimento se reposicionou e hoje é uma excelente opção para executivos que querem ficar entre a Paulista e o Centro, além do público que vem a São Paulo para feiras e eventos. “Adotamos a filosofia do ‘chic & cheap’. Costumo dizer que vendemos acomodações na classe executiva pelo preço de classe econômica”, sintetiza Francisco Dalmário Cavalcante, diretor geral do hotel, onde as diárias mais baratas custam R$ 250.

pouco mais de 1km dali, na avenida Ipiranga, dois outros hotéis também oferecem confortáveis e modernas aco-

52 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

modações para seus hóspedes. O mais antigo é o Normandie Design, reinaugurado em 2001 no local onde há décadas funcionava outro hotel, pertinho da rua Santa Ifigênia e da igreja homônima. As instalações impressionam: são 174 apartamentos divididos em seis categorias, com internet, frigobar, cofre e TV a cabo em todas as acomodações, há ainda um bonito restaurante, um business center e uma área de eventos com capacidade para 150 pessoas, tudo bem estiloso e com um visual arrojado, de acordo com o que a palavra “design” incluída no atual nome apregoa. Apesar da vizinhança ainda bem deteriorada, a localização é ideal para quem visita o pólo de moda do Bom Retiro e da rua José Paulino, para quem pretende fazer compras na rua 25 de Março e na ladeira Porto Geral e para quem quiser frequentar o eixo cultural da Luz (formado pela Pinacoteca, pela Sala São Paulo e pelo Museu da Língua Portuguesa). As diárias variam de R$ 114 a R$ 450. Ao lado do recém-repaginado Cine Marabá, um dos mais tradicionais de São Paulo, e da famosa esquina das avenidas Ipiranga e São João, eternizada pela canção Sampa, de Caetano Veloso,

A EQUIPE DO 155 É TREINADA PARA DAR O MESMO TRATAMENTO A TODO HÓSPEDE, SEJA ELE EXECUTIVO, DEFICIENTE OU GAY


O gerente e chef de cozinha William Kato, que executa pratos de qualidade no restaurante Veríssimo, do Hotel Pergamon; abaixo, o seu caprichado salmão

obras raras. Quando não estiverem ocupados nas minissalas de leitura, repousam em confortáveis quartos dotados de TV de LCD, acesso à internet e piso de madeira – felizmente, parece que a era de ouro dos carpetes cheios de ácaros está próxima do fim!

“Diria que uns 15% ou 20% dos nossos

o Hotel Marabá acaba de dobrar de tamanho. O novo empreendimento nasceu da fusão dos extintos Marabá Palace e Terminus. Da união, surgiu agora em outubro um hotel com 175 apartamentos novinhos em folha, com decoração em estilo clean concebida pela arquiteta Janete Costa, responsável pelo projeto de grandes empreendimentos como os hotéis Renaissance e Intercontinental. A fachada do prédio é tombada pelos órgãos de preservação do patrimônio histórico, mas o interior da construção foi inteiramente refeito. O curioso projeto da arquiteta pernambucana incluiu a criação de várias pequenas bibliotecas distribuídas pelos 12 andares do hotel. Nelas, os hóspedes podem ler e consultar livros de arte e

hóspedes são estrangeiros. Em todo o mundo existe entre os turistas uma tradição de se hospedar no Centro da cidade. Em São Paulo não pode ser diferente, pois é aqui que está a maior parte da nossa história, das nossas atrações. Qual o sentido de um turista que não veio a trabalho para a cidade ficar isolado lá nos confins da Berrini?”, questiona Nilton Beschtold, gerente do Marabá. De fato, não há nada que justifique isso. Mas o Centro de São Paulo ainda precisa evoluir muito para se equiparar à região central de metrópoles como Londres, Nova York, Paris ou Tóquio. A revitalização está acontecendo a passos um tanto vagarosos, mas felizmente apontam para o caminho certo. Tomara que, já durante a Copa do Mundo, em 2014, quem vier a São Paulo possa encontrar um Centrão ainda mais receptivo e mais cuidado.

Os endereços 155 Hotel – R. Martinho Prado, 173, tel. 3150-1555. www.155hotel.com.br. Hotel Pergamon – R. Frei Caneca, 80, tel. 3123-2021. www.pergamon.com.br. Hotel Marabá – Av. Ipiranga, 757, tel. 2137-9500. www.hotelmaraba.com.br. Normandie Design Hotel – Av. Ipiranga, 1.187, tel. 3311-9855. www.normandiedesign.com.br.

53


>viagem

Punta na ponta dos dedos

com a valorização do real, punta del este deixa de ser um feudo argentino para dividir-se democraticamente entre brasileiros (40%), argentinos (40%) e uruguaios (20%). e neste verão Ê a praia do paulista por natale giramondo fotos elisabetsky em punta del este


A mĂŁo, tambĂŠm conhecida como Os dedos, escultura em concreto do artista chileno Mario IrrazĂĄbal erigida na Praia Brava, reduto de argentinos


>viagem

Continuando nossa peregrinação pelo mundo,

sugerimos a maravilhosa Punta del Este, no extremo leste do vizinho Uruguai, como um destino imperdível para o estressado paulista – lembre-se de que 29HORAS considera “paulista” qualquer pessoa que esteja em São Paulo, mesmo que só de passagem. – em busca de caminhos alternativos de lazer e diversão que minimizem o sofrimento cotidiano. Punta está agora muito mais viável para o viajante brasileiro graças ao real valorizado, o que acabou com décadas de “ocupação” dos “hermanos” argentinos. Além da proximidade e facilidade de acesso, os argentinos contavam ainda com a moeda fraca do lado brasileiro para ser maioria quase absoluta no balneário. Quem vive em Buenos Aires precisa apenas pegar um buquebus para chegar a Punta – um transporte fluvial super moderno, que leva seu carro, tem freeshop e faz a travessia do Prata em uma ou três horas, dependendo do barco. Agora Punta volta a ser um território neutro, ou quase, quem sabe com 40% de argentinos, 40% de brasileiros e 20% de uruguaios. E se mostra exuberante no verão. Para otimizarmos sua estadia, começaremos pela opções de acesso. Se você tiver um pouco mais de tempo, uma opção divertida é a viagem de carro pelo sul do Brasil. Depois de Porto Alegre, passando por Pelotas e rumando para o Chuí, a travessia da belíssima Estação Ecológica do Taim, que faz fronteira com o Uruguai, é o ponto forte desse roteiro terrestre. A distância de Porto Alegre ao Chuí é de aproximadamente 500 km, e do Chuí a Punta del Este outros 200 km. O Chuí lembra um filme de faroeste. A cidade se resume a uma avenida: de um lado dela está o Brasil e se fala português; do outro está o Uruguai, e se fala espanhol. Para quem não tem tanto tempo, sugerimos voos diários que partem de São Paulo para Montevidéu das companhias Gol, Tam ou Pluna, a custos abaixo de U$ 300 se você se programar com antecedência. Chegando em Montevidéu, alugue um carro e percorra os 120 km que vão do aeroporto de Carrasco a Punta em uma estrada bonita e tranquila.

Carlos páez Vilaró erigiu sua casa e atelier, a casa pueblo, para assistir de lá ao melhor pôr-do-sol do continente

A viagem de Natale Giramondo e Elisabetsky foi integralmente proporcionada por 29HORAS. A reportagem não tem compromisso ou obrigação com quaisquer das pessoas, empresas ou organizações nela citadas.

56 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

Acima e ao lado, a Casa Pueblo, que Vilaró resolveu compartilhar com o visitante e na qual se oferecem serviços de hotel e restaurante


>viagem

Restaurante na praia de José Ignacio, que os brasileiros devem preferir às da Barra e de Punta Ballena se não quiserem sentir-se “oprimidos” pela presença maciça dos “hermanos” argentinos

58 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

nesta pág. fotos de natale giramondo

os “hermanos” dominam as praias da barra e de punta ballena. siga para josé ignacio


59


>viagem Fachadas de uma cidade-fachada: tudo se conserva do bom e velho estilo mesmo sob a pressão do irrefreável e tremendo crescimento

Acima e ao lado, frente e lateral de uma das grandes casas senhoriais de Punta, esta de arquitetura contemporânea; na pág. oposta, terminal de balsa e campo florido, em terrenos e cenários típicos da geografia da região

Recomendamos hotéis alternativos de design contemporâneo e que têm tudo a ver com o clima local. Tente o Serena na Playa Mansa, o Casa Suaya em Jose Ignacio, ou o Awa mais próximo do centro. Ficamos no Awa e o recomendamos. Se você quer farra e emoção, hospede-se no muito charmoso hotel e cassino Mantra (antigo Cipriani), no caminho da Barra, ou ainda no tradicional Conrad.

Como nossa missão é sempre indicar locais descolados para aproveitar o melhor da cultura e hábitos locais, começamos nossa rotina com uma deliciosa caminhada pelo coração de Punta, onde podemos curtir um visual quase que inimaginável de céu e mar. Nós, brasileiros, acostumados a entrar no mar o ano inteiro, nem imaginamos quão gelado pode ser o mar no sul do continente. Tome cuidado. As praias de Punta Ballena e da Barra continuam sendo

60 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


aproveite o carro e passeie num raio de 20 km. Em qualquer cafeteria, peça um tostado e um licuado território de argentinos. Aproveitando que você está de carro, opte por Jose Ignacio – 20 km à frente da península e com ótimas opções de paradas – para um excelente banho de mar. Em qualquer cafeteria, opte pelo hábito dos “hermanos” e peça um delicioso tostado (pão de miga quadrado com presunto e queijo, quente e prensado) acompanhado de um licuado (o meu preferido é o de pêssego, mas pode ser de outra fruta, hiper bem batido com muito gelo e pouco leite). Por toda a península você encontrará ótimos cafés. Um passeio imperdível para a parte da tarde é visitar a Fazenda Lapataia. Lá você pode ver como é feito o dulce de leche uruguaio, que até o mais chauvinista dos argentinos reverencia. O da Lapataia é especial. Na fazenda, além de podermos comprá-lo em potes, ainda saboreamos panquecas, arroz doce e outros produtos feitos lá mesmo.


>viagem

À noite recomendamos aquela passadinha no cassino

– onde, feliz ou infelizmente, não se pode fumar mais. O Uruguai é um país libre del humo. Para o dia seguinte, já mais ambientados a esta “dura” rotina, recomendamos o diurno de praias que nunca começa antes das 11h da manhã, mas com o final da tarde reservado para o mais bonito pôr-dosol do sul do continente na incomparável Casa Pueblo. Punta acolhe o principal artista plástico uruguaio vivo e um expoente da arte contemporânea no mundo: Carlos Páez Vilaró. Casa Pueblo é uma “piração” desse grande artista, é seu atelier e sua casa, construída e incrustrada em um dos lugares mais bonitos de Punta. Ele ampliou seu “cantinho” para compartilhar com o visitante eventual sua admirável construção. Casa Pueblo também oferece serviços de hotel e restaurante. Ao cair do sol, o bar do hotel oferece um momento inesquecível. Não perca! No campo da gastronomia, Punta é outra diversão. O restaurante El Palenque está na categoria imperdível. Em sua grelha, além das tradicionais carnes dos Pampas, se preparam um delicioso polvo e uma merluza negra, única. Acompanhe com uma parrillada de legumes e para a sobremesa peça a panqueque de manzana, fininha e crocante, melhor que muitas argentinas. Vale a pena! Nos finais de tarde você pode agendar um chá e comer os famosos waffles do hotel L’Auberge, que é um hotel muito charmoso a 4 km da praia Brava, no caminho para a Barra. A Punta atual permite que você se divirta, coma e se hospede a preços muito competitivos. Sempre próximo a celebridades brasileiras, argentinas e uruguaias. Não tenha medo de ser feliz. Estamos na era do acesso.

Acima, a grelha do inigualável El Palenque, onde as opções vão das carnes pamperas aos polvos e merluzas. Ao lado, a cozinha da fazenda Lapataia, onde se prepara um dulce de leche que até os argentinos reverenciam

62 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


no campo da gastronomia, punta é outra diversão. os grelhados do el palenque e o dulce de leche da lapataia são inigualáveis 63


dezembro 2009

96 Um dos novos drinques de verão do Zucco

74 Poltrona TROON da coleção L’Hiver

o mês ideal em SP O trânsito fica mais fluido; as pessoas, mais leves. Com menos gente na cidade, este é o momento de sair mais, conhecer novos lugares e curtir um verão cheio de opções

75 Pães de queijo da casa Lá da Venda, na Vila Madalena

Você não vai viajar em janeiro? Não vai à praia nem à montanha? Comemore. Você tem a cidade a seus pés. Este é o mês em que as coisas funcionam melhor na maior metrópole da América Latina: do trânsito aos serviços dos restaurantes e bares, tudo fica mais azeitado e mais fluido - ainda que a cidade esteja acostumada a trabalhar eficientemente durante o ano todo, sob qualquer ritmo e pressão. Sem filas e com algumas ofertas imperdíveis (confira na pág. 22 as dicas do colunista Georges Henri, que aponta as promoções

64 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

de alguns dos melhores spas de hotéis da cidade), São Paulo fica muito, muito mais amigável. No mês em que a cidade faz aniversário - no dia 25 ela completará 456 anos - acontecem também eventos, exposições, shows e estreias de filmes interessantes. A agenda que consta nas próximas páginas tem sugestões bacanas que cobrem todo esse período: elas vão do dia 29 de dezembro ao dia 29 de janeiro. Para todas as horas do dia. E, ao lado, você encontra programas que podem ser feitos em todas as horas de qualquer dia.


94 O cantor Akon vem ao Brasil para fazer show de sua turnê Freedom

67 Obra da exposição Pelas paredes, de Rosângela Dorazio

para fazer a qualquer dia O quê? Temporada de Verão no Itaim. Por quê? A região virou um verdadeiro pólo gastronômico, onde se concentram algumas das melhores casas de São Paulo. E agora cada um deles criou um menu com entrada, prato principal e sobremesa que vigorará durante a segunda quinzena de janeiro (de 15/01 a 31/01) pelo valor de R$ 55. Mais informações nos sites: www. tambouille.com.br, www. bardesarts.com.br, www. restauranteportorubaiyat. com.br, www.sallvattore. com.br, www. thaigardensbrasil.com.br, www.restaurantefreddy.com. br, www.quattrino.com.br, www.enerestaurante.com. br, www.sassasushi.com.br, www.torerovalese.com.br.

23h às 29h

O quê? Madureira. Por quê? É uma casa de sucos que prolonga o prazer de acordar mais tarde, graças a um café saudável e variado, que pode ser pedido a qualquer hora do dia, a semana inteira. Dos mesmos donos do Vaca Véia, bar de paquera ali perto no Itaim, a Madureira é bem carioca, daquelas que servem no balcão sucos de frutas naturais acompanhados de sanduíche de “paxxsta” de galinha ou torradas Petrópolis. O suco supera a tradição: é feito nos mais variados sabores com água de coco. No cardápio, opções para qualquer hora das 7h às 22h.. R. João Cachoeira, 217, tel. 30787367. www.madureirasucos. com.br.

17h às 23h

O quê? Novas lojas nos shoppings. Por quê? Pela manhã, é a melhor hora de conferir as novidades. A criativa estilista Isabela Capeto abriu loja no Shopping Iguatemi. Já a Dom Shoes, grife dos pés moderninhos, escolheu o Vila Olímpia para instalar seu segundo ponto. Este shopping conta com 187 lojas, boliche-bar, cinemas de última geração, teatro e um andar exclusivo de gastronomia. Shopping Iguatemi, Av. Brig. Faria Lima, 2232, tel. 3816-6116. De seg. a sáb.: das 10h às 22h; dom.: das 14h às 20h. Shopping Vila Olímpia. R. Olimpíadas, 360, tel. 5189-6701. De seg. a sáb.: das 10h às 22h; dom.: das 11h às 21h.

11h às 17h

5h às 11h

confira as sugestões que servem para todos os dias de sua semana

O quê? Wall Street Bar. Por quê? Tem como atração um pregão de bebidas nos moldes das bolsas de valores. Os clientes podem operar, em tempo real, da mesma forma que as negociações de títulos nas bolsas. Mas, neste caso, o que está em jogo são os preços dos drinques, que variam de acordo com a demanda. Eles criaram uma tecnologia que faz o preço das bebidas oscilarem de acordo com o volume de vendas. Desenvolveram um software que calcula o preço médio dos drinques. Já as categorias de “ações” foram montadas graças a uma fórmula criada por economistas e estatísticos. R. Jerônimo da Veiga, 149, tel. 3873-6922.

65


terça, 29

dezembro 2009 arte

11h às 17h

moda O quê? Bobstore, em Higienópolis. Por quê? Eleita quatro vezes pela Alshop como a melhor loja de moda casual feminina do país, a grife acabou de inaugurar uma loja em um dos bairros mais sofisticados da cidade. Projetado pelo arquiteto Luciano Dala Marta, com a coordenação dos donos da grife, Raphael Sahyoun e Tico Sahyoun, o novo espaço mantém o mesmo espírito de “casa da melhor amiga”, que há 13 anos tem conquistado uma fiel clientela que procura um estilo sintonizado com o contemporâneo. As peças foram divididas nas linhas jeans, fashion, tricô, camisaria e tecido plano, malharia circular e acessórios. Ao total, são cerca de 500 itens por coleção. R. Tupi, 754, tel. 3884-3406. www.bobstore.com.br.

17h às 23h

gastronomia O quê? Restaurante L’ Amitié. Por quê? Para se deliciar com pratos clássicos da culinária da França, sob a batuta de um autêntico chef francês: Yann Corderon. O sobrado onde está instalado é charmosíssimo, a começar pelo piso de ladrilho hidráulico, na entrada, que também leva a um terraço aberto, com mesinhas de ferro e teto retrátil, aberto nos dias mais quentes. Reserve apetite para a sobremesa, em especial para o sarkô-bruni, uma tartelete de geleia de goiaba com sorvete de mascarpone e biscoito crocante. R. Manuel Guedes, 233, tel. 3078-5919. www.lamitie.com.br.

livros

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? Elegância em Tensão. Por quê? Vencedor do Prêmio Universidade de Coimbra 2009, o artista plástico Julião Sarmento é considerado um dos maiores embaixadores da cultura portuguesa. Sua obra, “proeminentemente visual”, como ele próprio define, está representada em relevantes museus como o MOMA, Guggenheim (Nova York), Tate Collection (Londres), Hara Museum of Contemporary Art (Tóquio), Museo Nacional Reina Sofia (Madrid), Moderna Museet (Estocolmo), Tel Aviv Museum of Art (Tel Aviv), entre outros. Esta é a primeira mostra individual do artista português num museu brasileiro. São cerca de 50 obras, entre pinturas, fotografias, instalações e filmes. De ter. a dom.: das 10h às 17h30. Até 21/02. R$ 6 (sáb.: grátis). Estação Pinacoteca – Largo Gen. Osório, 66, tel. 3335-4990. www.pinacoteca.org.br.

O quê? Lista de livros entre os melhores de 2009 pela Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA). Por quê? Ler também é um bom programa para a madrugada. O rei do cheiro, de João Silvério Trevisan, Editora Record, foi escolhido o melhor romance. Narra a história de um moço simples, do interior, que faz fortuna em São Paulo. Melhor conto: Cine privê, de Antonio Carlos Viana (Cia. das Letras); melhor poesia: Entre milênios, de Haroldo de Campos (Perspectiva); melhor biografia: Cabeza de vaca, de Paulo Markum (Cia das Letras); melhor tradução: Poemas estalactites, de August Stramm, em tradução de Augusto de Campos (Perspectiva); melhor infantil/juvenil: Pivetim, de Délcio Teobaldo (SM); e melhor ensaio/crítica: Lições de Kafka, de Modesto Carone (Cia. das Letras). Nas boas livrarias de São Paulo. www.livrariacultura.com.br, www.livrariasaraiva.com.br, www.siciliano.com.br, www.livrariadavila. com.br, www.livrarianobel.com.br, www.traça.com.br.

66 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


quarta, 30

dezembro 2009

viagem

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? Casas Charmosas. Por quê? É uma boa dica para férias, feriados, fim de semana e outros dias. O site de Ana Carolina Salem ajuda quem prefere se hospedar em casas elegantes e confortáveis em vez de hotéis e resorts, no Brasil, Itália e Portugal. O serviço inclui burocracias de contratos de aluguel e até treinamentos com caseiros e funcionários. www.casascharmosas.com.br.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Exposição de Rosângela Dorazio: Pelas paredes. Por quê? Último dia para ver como a mala-direta ganha relevância nessa série de pinturas feitas com tinta a óleo sobre papel impresso. “Acho curioso como as malas-diretas me conhecem. Elas chegam por debaixo da porta sem nenhum convite. Estes papéis maravilhosos, sedutores e brilhantes avisam o que devo ter ou fazer ou comprar para finalmente ser feliz e de preferência linda. Passei a colecionar este material inútil e lindo para me valer dele no meu trabalho. Agora sou remetente desta mala direta, que torna ao mundo com outras mensagens, outras ideias, e destinada a quem se interessar a olhar”, conta a artista. DConcept Escritório de Arte – Al. Lorena, 1257- G1, tel. 30855006. Das 18h às 22h. www.dconcept.net.

11h às 17h

arte

O quê? AK Delicatessen. Por quê? A casa tem novidades no cardápio: saborosos hambúrgueres gourmets, inspirações da chef Andréa Kaufmann depois de uma viagem de pesquisa a Nova York. Entre os destaques, o AK Burger é feito com pastrame, queijo brie, ragu de cogumelos e latkes de batatas. Vale lembrar que são feitos artesanalmente, assim como os pães, pela própria casa. Na sobremesa, que tal um sundae servido com calda quente de chocolate amargo, farofa de nuts e frutas vermelhas frescas? De ter. a sex.: das 12h às 15h e das 20h às 24h; sáb.: almoço até às 16h; dom.: almoço até às 16h; fecha seg. R. Mato Grosso, 450, tel. 3231-4497. www.akdelicatessen.com.br.

17h às 23h

gastronomia

O quê? Festival de Verão em Ubatuba. Por quê? Para animar ainda mais a temporada na praia 2009/2010. Dia 30/12: show da dupla Fernando e Sorocaba; dia 01/01: Exaltasamba; dia 02/01: Claudia Leitte e dia 09/01: Inimigos da HP. De R$ 30 (pista) a R$ 80 (camarote). Pça. de Eventos – Av. Iperoig, Centro. Ingressos: www. ticketfacil.com.br.

23h às 29h

música

67


quinta, 31

dezembro 2009 tecnologia

11h às 17h

evento O quê? 85ª Corrida Internacional de São Silvestre. Por quê? É a mais famosa corrida de rua do Brasil. O evento que para a cidade no último dia do ano conta com a participação da elite de corredores internacionais, de ambos os sexos, entre outras variadas categorias. O percurso de 15 km, meia maratona, tem largada no MASP e chegada na Fundação Cásper Líbero – o jornalista que instituiu a prova. Os dois pontos são na Av. Paulista. A partir das 15h.

17h às 23h

réveillon O quê? Ceia de Réveillon no restaurante A Figueira Rubaiyat. Por quê? O lugar é elegante e o menu, requintado. Na entrada, xadrez de foie gras com goiaba confitada, seguida de quatro pratos principais: camarões ao forno de lenha, envoltos com presunto Ibérico pata negra e mesclum de verdes, merluza negra com palmitos ao creme de trufas, carre de cordeiro assado com arroz ao açafrão e leitão confitado com mini cebolas ao molho de laranja. Além das bebidas incluídas, o restaurante oferece uma garrafa de vinho para cada duas pessoas e um taça de espumante Mumm. Preço por pessoa: R$ 380; crianças de 6 a 12 anos: R$ 190. A partir das 20h. R. Haddock Lobo, 1738, tel. 3087-1399. www.rubaiyat.com.br/figueira.

réveillon

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? LG Watch Phone GD910. Por quê? É o primeiro celularrelógio do mercado nacional. Com tecnologia 3G, o aparelho faz vídeo chamadas por meio de uma câmera digital, reproduz mensagens de texto por voz e ainda tem estilo. Traz visor com display de 1,43 polegadas, totalmente sensível ao toque. Tem apenas 13,9 mm de espessura e é feito em aço inoxidável e vidro temperado. Preço sugerido: R$ 2.999. SAC 4004-5400.

O quê? Réveillon em São Paulo. Por quê? Além da grande virada na avenida Paulista, que neste ano será comandada pela cantora Maria Rita, há excelentes opções, como a contagem regressiva do Bar Skye. Localizado na cobertura com piscina do Hotel Unique, considerada uma das mais bonitas do mundo, o espaço oferece taça de champanhe, bela vista da cidade e som de DJ. Já no Terraço Itália, a melhor vista panorâmica da cidade, a 160 m de altura, a ceia é completíssima e a música, orquestrada. Em outro estilo, para a turma da balada, casas noturnas como A Lôca, D-Edge e Vegas, abrem para a festança geralmente depois da 1h. www.hotelunique.com.br, www.terracoitalia.com.br, www.aloca.com.br, www.d-edge.com.br e www.vegasclub.com.br.

68 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


sexta, 01

Janeiro 2010

viagem

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? Hotel Canto da Floresta. Por quê? Nada como acordar na primeira manhã do ano num confortável resort. Esse, a 140 km de São Paulo, entre Amparo e Monte Alegre do Sul, oferece um verdadeiro tratamento contra o stress, que inclui até caminhada por trilha de revitalização energética, aulas de yoga e tai chi chuan. Para os menos místicos, piscina climatizada, saunas seca e a vapor, quadras de tênis e de squash, campo de futebol society iluminado e passeio a cavalo. Diária a R$ 486, com pensão completa e toda a infraestrutura do hotel. Confira as promoções para janeiro: www.hotelcantodafloresta.com.br. Central de reservas: 3892-7732.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Estreia de Amor extremo. Por quê? Baseado em fatos reais, conta a história de dois jovens casais e suas perigosas relações em tempos de guerra. Com Cillian Murphy, Keira Knightley, Sienna Miller, Matthew Rhys. Direção de John Maybury. Em toda a rede Cinemark. www.cinemark.com.br.

11h às 17h

cinema

O quê? Novo restaurante da rede americana Applebee´s. Por quê? Hoje é feriado e se você estiver nas imediações de Itupeva, saindo do Hopi Hari ou do Wet’n Wild ou ainda fazendo compras no Outlet Premium, vale conhecer o recém aberto “casual dinning”, já com as novidades de verão no menu. Entre elas, destaque para o Codfish, bacalhau com molho agridoce, acompanhado por uma combinação de brócolis, pimentão vermelho, cenoura e camarões, banhados num molho de chilli ou o Ratatouille Tilápia, um filé de tilápia puxado na manteiga, na chapa, coberto com molho ratatouille com Arroz Pilaf. Para beber, caipirinhas não muito brasileiras, feitas de vodca, saquê e até cachaça, em sabores inesperados como carambola com morango ou de uva rubi, manjericão e hortelã. De seg. a sex.: das 17hs às 20h, os clientes podem aproveitar as bebidas em dobro. De seg. a dom.: das 12h às 21h. Outlet Premium, Rod. dos Bandeirantes, km 72, Itupeva (acesso pela entrada do Shopping Serra Azul, Hopi Hari e Wet’n Wild). www.applebees.com.br.

17h às 23h

gastronomia

O quê? Baretto. Por quê? Leva a grife Fasano, portanto é natural que seja um bar sofisticado, que sirva drinques à base de champanhe e que a música ouvida na casa seja o jazz – de preferência ao vivo. De seg. a sex.: das 19h às 3h; sáb.: das 20h às 3h. R. Vitório Fasano, 88, tel. 3896-4000.

23h às 29h

bar

69


sábado, 02

janeiro 2010 passeio

11h às 17h

fotografia O quê? Exposição de fotos de Júlia Pernambuco Tokyo Dolls. Por quê? A fotógrafa, filha da chef Carla Pernambuco, tem só 13 anos e já está super inteirada com a fotografia e com a Toy-Art. Suas musas? As bonecas Blythe e Pullip. Até 30/01, na moderninha Plastik Galerie. De seg. a sex.: das 11h às 20h; sáb.: das 11h às 19h. R. Melo Alves, 459, tel. 3081-2056.

17h às 23h

gastronomia O quê? Restaurante de cozinha brasileira Capim Santo. Por quê? A chef Morena Leite sabe potencializar o sentido do paladar com a mistura de elementos contrastantes (quente/frio, cremoso/crocante, doce/salgado), usando ingredientes nativos brasileiros de sabor autêntico, produtos frescos e associados a uma alimentação ideal, como azeite extravirgem, grãos, trigos, pescados e verduras. Entre muitas boas pedidas, croquete de palmito pupunha, vatapá de lagosta e camarão grelhado com banana-daterra com risoto de ervas. O espaço com mesas espalhada no meio de um jardim cercado por palmeiras e plantas tropicais é muito gostoso. De ter. a qui.: das 12h às 15h e das 19h30 às 24h; sex.: das 12h às 15h e das 19h30 à 1h; sáb.: das 12h30 às 16h30 e das 19h30 à 1h; dom.: das 12h30 às 17h. Al. Ministro Rocha Azevedo, 471, tel. 3068-8486. www.capimsanto.com.br.

balada

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? Programação fixa na Praça Victor Civita. Por quê? Além de a praça ser uma ótima opção de caminhada e um centro de convivência cultural e conscientização de recuperação ambiental, oferece atividades fixas, toda semana, como yoga (sáb. e dom.: às 9h) e o Programa Venha Malhar com Boa Forma (sáb.: às 10h), em que são ministradas aulas gratuitas pelos professores da Academia Bio Ritmo e palestra sobre nutrição e alimentação saudável oferecida pela Vital Nutri (sáb.: às 11h). Das 6h30 às 19h. R. Sumidouro, 580, tel. 3037-8696. www.pracavictorcivita.org.br.

O quê? B4. Por quê? Reúne gente bonita antes da balada. Daí o trocadilho com a palavra “before”. Instalada no piso superior do restaurante Ecco, foi idealizada pelo arquiteto João Armentano, que priorizou conforto e elegância. Com pé direito alto e capacidade para 200 pessoas, a casa é decorada com fotos P&B e esculturas. Pelo salão, confortáveis sofás e poltronas em clima de sala-de-estar, com biblioteca, mesa de sinuca e champanhe Möet & Chandon. Confira o sistema de membership cards para acesso. De ter. a sáb.: das 21h às 2h30. R. Amaury, 244, tel. 3073-0464.

70 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


domingo, 03

Janeiro 2010

arte

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? Sistema Uniplanetário – In Memorian Galileu Galilei. Por quê? Último dia para ver como o artista brasileiro Alex Flemming propõe o homem no centro do universo por meio de globos escolares que rodopiam em órbita sobre tocadiscos mudos, sendo cada planeta considerado um indivíduo que pertence a um espaço físico em concordância e harmonia com o mundo exterior. Das 10h às 17h30. R$ 6 e R$ 3 (sáb.: grátis). Pinacoteca do Estado – Pça. da Luz, 2, tel. 3324-1000.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Sabrina, 40 fantasmas, mais uns amigos e outras histórias. Por quê? Espetáculo de rádioteatro que une três histórias usando elementos radiofônicos e de sonoplastia. Como as novelas de rádio de antigamente, o grupo gaúcho Cuidado que Mancha quer despertar a imaginação das crianças transformando os cenários visuais em cenários sonoros. 45 minutos. Indicação a partir de 4 anos. R$ 8 e R$ 4 (usuário matriculado no SESC e dependentes). R$ 2 (trabalhador do comércio e serviços, matriculado no SESC e dependentes). Dias 03/01, 09/01, 10/01, 16/01, 17/01. Sáb.: às 13h30 e dom.: às 12h. SESC Pompeia – R. Clélia, 93, tel. 3871-7700.

11h às 17h

teatro

O quê? Happy Hour no Galeto’s. Por quê? Eleito o melhor restaurante de shopping pela revista Época São Paulo, o Galeto´s está em promoção: de seg. a sex.: das 18h às 21h, exceto feriados, a cada R$ 18 em bebidas, os saborosos petiscos ficam por conta da casa. Tem pão de grelha, polenta frita, quibe frito, queijo provolone, pastel de carne e queijo, bolinho de bacalhau, galeto à passarinho, entre outros. Desde 1971, o Galeto’s vem à frente na arte de desossar e assar frangos de leite. Para isso, conta com uma cozinha central, que elabora artesanalmente o cardápio e se encarrega de garantir o padrão de qualidade nos onze restaurantes da rede. Confira o endereço mais próximo: www.galetos.com.br.

17h às 23h

gastronomia

O quê? Champagne Bar & Caviar Emiliano. Por quê? Com uma carta que reúne mais de 300 rótulos de vinhos, 29 champanhes e nove espumantes rosés, esse sofisticado bar promove o “desafio” – uma espécie de degustação, em que o cliente prova quatro taças de espumantes diferentes e quatro tipos de caviares, para conhecer ou apenas se deleitar. De seg. a dom.: das 8h à 1h. Hotel Emiliano – R. Oscar Freire, 384, tel. 3068-4399.

23h às 29h

bar

71


segunda, 04

janeiro 2010 casa

11h às 17h

gastronomia O quê? Ekoa Café. Por quê? O expresso é bom, a comida, saudável e o clima aconchegante. O espaço reúne conceito sustentável – da arquitetura da casa, que reaproveita água de chuva até o alimento servido de acordo com a estação. Serviço de internet grátis (wi-fi) e loja de artesanatos feitos por comunidades brasileiras. Seg. e ter.: das 10h às 20h; de qua. a sex.: das 10h às 22h; sáb.: das 9h às 22h. R. Fradique Coutinho, 914, tel. 30327842. www.ekoacafe.com.br.

17h às 23h

gastronomia O quê? Restaurante Le French Bazar. Por quê? É novo, fiel ao conceito de bistrô parisiense (os sócios Dudu Borger, Beto Tempel e Karina Rapaport alternam-se entre a cozinha e o salão), o cardápio acompanha os produtos da época e, de quebra, os preços são acessíveis. Outro diferencial da casa é a adega, cuja metade dos 60 rótulos é servida em taça para garantir a boa harmonização com os pratos. De ter. a sex.: das12h às 15h e das 20h às 24h; sáb.: das 13h às 16h e das 20h às 24h; dom.: das 13h às 16h. R. Fradique Coutinho, 179, tel. 30631809/2768-0504.

arte

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? Org. Store. Por quê? Como o nome já diz, é um bom lugar para colocar em prática a promessa de organizar a casa no início do ano. As suas famosas caixas agora são forradas de tecido e podem ser feitas sob encomenda. Destaque para a prática bandeja de bijou para a gaveta, a R$ 55, e para o portarevista de chita, R$ 47. R. Manuel Guedes, 271, tel. 3167 0792.

O quê? Eternamente Michael. Por quê? A madrugada pode ganhar um toque cultural na estação Paraíso, e é o último dia para ver o coletivo de caricaturas em homenagem a Michael Jackson, com artistas de diversas nacionalidades e diferentes técnicas de produção. A mostra, criada pela cartunista e ilustradora Nicoleta Ionescu, estreou numa estação de metrô em Bucareste, na Romênia, e foi trazida pela internet por um dos integrantes, o desenhista brasileiro Fabio Shin. A exposição conta com 32 painéis de um metro de altura e dois bonecos personalizados em estilo de mangá (“nikadolls”), desenhados por Fabio. Estação Paraíso do Metrô – Linha Norte-Sul. Das 4h40 às 24h.

72 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


terça, 05

Janeiro 2010

design

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? Exposição Saint-Étienne, Cité du Design. Por quê? A mostra traz pela primeira vez ao Brasil projetos e obras inéditas da Bienal Internacional de Design SaintÉtienne 2008, evento realizado desde 1998 nessa cidade considerada um dos principais pólos mundiais de design ao lado de Milão. Neste ano o foco foi design, tecnologia e sustentabilidade. Até 31/01. De ter. a dom.: das 10h às 20h. Centro Cultural Banco do Brasil – R. Álvares Penteado, 112, tel. 3113-3651.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Os pratos de verão do Le Petit Gourmet. Por quê? É uma boa aposta na culinária saudável, sem radicalismos, leve e criativa. Abre de seg. a sex., apenas para o almoço. No bufê, carnes vermelhas magras e carnes brancas apresentadas em receitas leves e saborosas, como o fricassé de frango light (milho, salsão, tomates, bechamel light, vinho branco), bourguignon light (carne, cebola, cenoura, cogumelos e vinho tinto) ou a pescada nevada com ricota e gratinada com farinha integral. Tudo sob a batuta de Rita Atrib, chef, arquiteta e proprietária da casa. Das 12h às 15h. R. Gomes De Carvalho, 1104, tel. 3845-2020. www.petitgourmetrestaurante.com.br.

11h às 17h

gastronomia

O quê? Restaurante Sushi Papaia. Por quê? Para fugir da mesmice. A pedida é o Hot Roll – enrolado de alga, recheado de salmão, kani ou camarão, cream cheese e arroz, empanado com fina massa de tempura, servido com molho tarê, cebolinha e gergelim. Outra especialidade da casa são as entradas: pastéis de salmão, croquetes de kani com shimeji e trouxinhas com recheio de camarão. De seg. a sex.: das 12h às 15h; seg.: das 19h às 23h30; ter. a qui.: das 19h às 24h; sex.: das 19h às 24h30; sáb.: das 12h às 24h30; dom.: das 12h às 23h30. R. Dr. Veiga Filho, 171, tel. 3666-8666 e Pça. Vilancoiel, 93, tel. 3666-8900.

17h às 23h

gastronomia

O quê? Shopluxo. Por quê? Desde o começo de dezembro, a Caléche, Vent Vert e Suil, referências em varejo de perfumaria, passaram a atuar pela internet, por meio do portal Shopluxo. O diferencial deste portal é que as características de cada loja são preservadas: os clientes da Caléche contaram com as marcas internacionais do mercado do luxo; os da Vent Vert, com os tratamentos do Línstitut Lancôme, e os da Suil, com a variedade de produtos que a Suil oferece. Conheça a perfumaria virtual: www.shopluxo.com.br.

23h às 29h

beleza

73


quarta, 06

janeiro 2010 casa

11h às 17h

gastronomia O quê? Restaurante Marakuthai. Por quê? Serve os pratos em cabaças e metades de frutas, como abacaxis e cocos. Uma boa pedida é o Sadhu, lâminas de pato defumado com queijo de cabra, acompanhado de dois molhos: figo com balsâmico e tartare de damasco com maçã verde, ou peixe branco empanado com farinha de milho, acompanhado de purê de batata doce e aromatizado com azeite de trufas brancas. Ideias da jovem e premiada chef Renata Vanzetto, de penas 21 anos, que rege a filial desse restaurante de Ilhabela que subiu a serra para ancorar nos Jardins. Para almoço, de ter. a sex.: das 12h às 15h e sáb.: até às 16h; para jantar, de ter. a quin.: das 20h às 24h; sex. e sáb., das 20h à 1h; fecha dom. e seg. Al. Itu, 1.618, tel. 3062-7556.

17h às 23h

gastronomia O quê? A Emporter da Beth, Cozinha de Estar. Por quê? Agora você pode pedir para levar o prato sem constrangimentos. É que a chef Beth Branco lançou um cardápio de massas frescas, criadas e fabricadas pela própria, composto ainda por molhos, tortas, diferentes opções de cuscuz, pernil e sobremesas para se deliciar no aconchego de casa. De seg. a sex.: das 12h às 15h30; sáb.: das 12h30 às 16h; fecha dom. e feriados. R. Pedroso Alvarenga, 1061, tel. 3073-0354.

bar

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? Coleção L’Hiver. Por quê? Está belíssima e muito original. São móveis inéditos feitos pela Velho Brasil, também grande exportador brasileiro de revestimentos feitos com arte. A coleção mistura madeira antiga e reciclada de demolição com materiais nobres e inusitados, como vidro temperado, laca, aço inox, corian e ferro oxidado. Destaque para a poltrona TROON, com braços de madeira de demolição clareada e assento e encosto de vidro temperado. De seg. a sáb.: das 10h às 18h. Al. Gabriel Monteiro da Silva 137, tel. 3791-0398. www.velhobrasil.com.

O quê? Myny Bar. Por quê? Há uma área externa, O Beco, reservada especialmente para os fumantes, com grafites coloridos de Carlos Matuk. Emanuel Bomfim, da Rádio Eldorado, comanda a trilha sonora e o bartender Marcelo Serrano ressuscita drinques como o Cosmopolitan, e incorpora novas opções, como o 1285, com licor de melão, Chandon Bru, limãosiciliano e cereja. Petiscos imperdíveis no palitinho. Sex. e sáb.: das 20h às 4h; seg. e ter.: das 18h às 2h; qua. e quin.: das 18h às 3h. R. Pedroso Alvarenga, 1.285, tel. 3071-1166.

74 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


quinta, 07

Janeiro 2010

gastronomia

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? Lá da Venda. Por quê? Da chef Heloisa Bacellar, a casa é uma mistura de armazém chique e restaurante: “Como os de antigamente, que vendiam de tudo e ainda serviam algumas coisinhas para comer, num espaço simples mas cheio de requinte”, conta Heloisa. Além do almoço, têm sorvetes e picolés artesanais, feitos todos os dias, um pão de queijo mineiríssimo, com queijo da Serra da Canastra, bolos caseiros de fubá, chocolate, laranja e baunilha (com fava de verdade), biscoitos, geleias e tortas, entre mais de 800 itens diferentes. De seg. a sáb.: das 10h às 19h; dom.: até às 17h. R. Harmonia, 161, tel. 3037-7702.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Exposição Elenco – A cara da Bossa. Por quê? É sempre gostoso matar a saudade da Bossa Nova. Nesse caso, por meio das capas de disco da gravadora carioca Elenco, que estão reunidas pela primeira vez em exposição. São 75 projetos gráficos que ilustraram a música de Jobim, Vinícius, Nara, Maysa, Baden e muitos outros. Até 10/01. De ter. a dom. e fer.: das 11h às 20h. Grátis. Instituto Tomie Ohtake – R. Coropés, 88, tel. 2245-1900. Confira a programação dos cursos de arte do museu nesse mês, para todas as idades: www.institutotomieohtake.org.br.

11h às 17h

arte

O quê? La Façon. Por quê? Tem presentinhos cheirosos e charmosos, como o kit banheira rosas, que traz uma mini banheira de cerâmica recheada com sabonete nutritivo para o rosto, creme para as mãos e espuma cremosa. Além disso, a empresa acaba de reinaugurar seu Espaço Bem-Estar, abrindo a temporada de massagens nos Jardins. De seg. a sex.: das 10h às 19h; sáb.: das 10h às 15h. R. Bela Cintra, 1956, tel. 3085-5208.

17h às 23h

bem-estar

O quê? Sugestão magra do The Fifties. Por quê? É difícil resistir ao Pic Burger, tradicional hambúrguer de picanha. Então a casa lançou o Portofino, uma escolha saudável e nutritiva rica em Ômega 3. A delícia é composta por pão ciabatta, cream-cheese, fatias de salmão defumado, tomate e alface roxa, ideal para quem quer passar o verão com tudo em cima. O sanduíche custa R$ 19,80. Trata-se da primeira lanchonete com estrutura de restaurante, maître de terno e gravata para recepcionar os clientes e decoração dos anos 50, assinada por Sig Bergamin. De seg. a quin.: das 11h30 às 3h; sex.: das 11h30 às 5h; sáb.: das 11h30 às 6h; dom.: das 11h30 à 1h. São oito lojas, confira no site: www.thefifties.com.br.

23h às 29h

gastronomia

75


sexta, 08

janeiro 2010 moda

11h às 17h

gastronomia O quê? Festival Brasileiro de Wraps. Por quê? Não pesam muito na balança. São enrolados, bowls, sorvetes e smoothies “brasileirinhos”. Os wraps foram batizados com nomes de estados nacionais, como o Goiano, de frango marinado grelhado, cream cheese, pequi, palmito, ovo, milho, ervilha e azeitona verde. Já o novo bowl (grelhados com creme de leite e molhos especiais servidos em cumbucas sobre uma base de cuscuz marroquino ou arroz de cereais) Rio de Janeiro traz filé mignon, banana, tomate, cebola, pimentão verde, pitadas de salsinha e cebolinha, um toque especial de leite de coco light, suco de limão, alho e molho apimentado. Para acompanhar, dois novos smoothies bem tropicais: cajá com coco e umbu com banana, por R$ 10,90, cada. Até 01/03. Confira os endereços das lojas: www.wraps.com.br.

17h às 23h

viagem O quê? Pousada Picinguaba. Por quê? Retiro para quem precisa de um choque de natureza urgente. Sem TV, nem internet, luxo ali é a natureza, a tranquilidade e o modo de vida local. O destaque é a exposição permanente de obras da Galeria Brasiliano ali instalada. A vista para a praia, da piscina, é incrível. Diárias a partir de R$ 390, com café da manhã e jantar. Tel. (12) 3836-9105.

bar

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? Moda, cultura e arte juntas em novas butiques dos Jardins. Por quê? Se fosse simplesmente a nova loja de roupas assinadas pela estilista Elisa Chanan e de joias criadas pela designer Elisa Stecca já seria bom demais. Mas a parceria quer ir além: promover projetos de moda associados à cultura, arte e entretenimento. Estofo é o que não falta. Al. Franca, 1357, tel. 3062-2672. A estilista Fabia Bercsek também reserva um espaço para galeria no seu novo ateliê, onde ela mesma, ilustradora e pintora, expõe suas próprias obras. R. Bela Cintra, 1.677, tel. 3083-5259.

O quê? Drops Bar. Por quê? O casarão florentino, dos anos 30, já é um verdadeiro convite para entrar. Por dentro, ambientes intimistas exibem móveis confortáveis dos anos 50, comidinhas e drinques gostosos, além de uma programação animada, que pode ser conferida no site. Qua. e qui.: das 20h a 1h; sex. e sáb.: das 20h às 2h. R. dos Ingleses 182, tel. 2503-4486. www.dropsbar.com.br.

76 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


sábado, 09

Janeiro 2010

design

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? Conjunto Garden Paradise. Por quê? Para incrementar a varanda ou jardim, mesa e cadeiras dobráveis da marca parisiense Pylones, há quase 25 anos no mercado. São produtos com design assinado e bem-humorado, coloridos e funcionais para a casa inteira. E já que o assunto é área externa, os apetrechos para jardinagem “B’Net” e “Secator” são outras atrações da loja. Quiosques Pylones, nos horários de funcionamento dos shoppings Iguatemi – Av. Brigadeiro Faria Lima, 2232, tel. 2737-9799. Market Place – Av. Chucri Zaidan, 902, tel. 5181-7124. www.iguatemisaopaulo. com.br e www.marketplace.com.br.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Feijoada de sábado do restaurante Pandoro. Por quê? Além de muito boa, é servida sob as jabuticabeiras que ornamentam a casa reaberta em 2008. E o melhor: o clássico caju amigo, famoso coquetel criado em 1955, à base de vodca, caju em calda, suco de caju, açúcar e gelo, ainda é o campeão entre os aperitivos. Todos os dias, das 12h à 1h. Av. Cidade Jardim, 60, tel. 30631621. www.pandorobar.com.br.

11h às 17h

gastronomia

O quê? Kabanah Spa Praia. Por quê? Para sentir o clima de praia em São Paulo. Fica aberto durante a semana até 22h. O tratamento é feito em bangalôs privês, cada qual com uma terapia diferente e decorado com um cenário paradisíaco das mais belas praias do mundo. Há vários pacotes, chamados de experiências, que vão de spa day a spa gourmet, passando por spa amigas, casal, kids, mamy e baby zen. Preços médios entre R$ 100 e R$ 200. De seg. a sex.: das 10h às 22h e sáb.: das 10h às 19h. Av. Brig. Luís Antônio, 4442, tel. 3885-8278.

17h às 23h

bem-estar

O quê? Sorbets e novos drinques do SubAstor. Por quê? As dez novas receitas de coquetéis desse bar, desenvolvidas pelo consultor Márcio Silva e preparados pelo barman Pereira, com Ketel One – uma vodca super premium holandesa, destilada artesanalmente em tonel de cobre, o que torna seu sabor bem delicado. O Spiced Apple Martini mistura maçã verde com pimenta dedo de moça e o Grapefruit Julep, a fruta, mel e hortelã. Outra novidade são as porções de sorbets artesanais, que chegam à mesa em charmosas colheres. O bar importou uma máquina italiana para produzir os cinco sabores servidos todo dia na casa – maçã verde, pêra, limão, chocolate e morango. Seg.: das 20h às 2h; ter. a qui.: das 20h às 3h; sex. e sáb.: das 20h às 4h. R. Delfina, 163, tel. 3815-1364.

23h às 29h

gastronomia

77


domingo, 10

janeiro 2010 arte

11h às 17h

evento O quê? 3ª Edição Expo For Wedding. Por quê? Feira para os pombinhos que querem saber das novidades e economizar na contratação de serviços para o casamento. São mais de 100 empresas do setor reunidas num único dia de evento, com descontos de até 50%. Das 13h às 21h. Hotel Intercontinental – Al. Santos, 1123, tel. 3532-4201. www. expoforwedding.com.br.

17h às 23h

gastronomia O quê? Yellow Giraffe. Por quê? Tem um dos melhores beirutes da cidade – pão sírio, roast beef, queijo, tomate e orégano. De dom. a qui.: das 12h à 1h; sex. e sáb.: das 12h às 2h. R. Amauri, 356, tel. 3816-2026.

bar

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? Ocupação Abraham Palatnik. Por quê? Último dia para ver a mostra que traz um panorama da vida e trabalho de um expoente das artes plásticas no Brasil. Apresenta o caminho de sua arte cinética, desde 1940, em 21 objetos que se movimentam em engrenagens mecânicas. Das 10h às 19h. Itaú Cultural – Av. Paulista, 149, tel. 2168-1777.

O quê? DuJuZé. Por quê? Aberto recentemente em Perdizes, o bar leva o nome dos três sócios (Eduardo Viviani, Juan Guerschanik e José Olmos). No cardápio, diversos petiscos, sanduíches, cervejas e cachaças. Destaque para a deliciosa costeleta de cordeiro servida na chapa quente; a bruschetta mista, os minihambúrgueres na grelha e o escondidinho de carne seca. Rola um som de jazz, blues, chorinho, samba e MPB, ao vivo, nas ter., qui., sex. e sáb. De ter. a sex.: das 17h à 1h e sáb.: a partir das 12h. R. Itapicuru, 887, tel. 3871-9113.

78 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


segunda, 11

Janeiro 2010

esporte

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? ATA - Plentz System. Por quê? Uma das mais conceituadas escolas de arte marcial da cidade. Apesar de manter a base tradicional, oferece método de treinamento moderno, incorporando profissionais de psicologia, pedagogia, biomecânica, fisiologia do exercício e RPG. Para todas as idades – de crianças à terceira idade. Detalhe: as mulheres já representam 50% dos alunos. Confira os quatro endereços: www.ata-saopaulo.com.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Arthur Atahyde, no salão Beka Internacional. Por quê? Arthur é perito em cuidar dos pés. É especializado em pés da terceira idade, reflexologia e também em ortese – correção das unhas que crescem e provocam desconforto ao pisar. De ter. a sex.: das 10h às 19h e sáb.: das 10h às 16h. R. Oscar Freire, 565, tel. 3081-0355.

11h às 17h

beleza

O quê? Espaço Jean Nassó Gourmandise. Por quê? Com quatro focos de atuação (Espaço de eventos, Escola de Gastronomia, Boutique Gastronomique e Atelier de Foie Gras), o experiente chef franco-italiano criou um espaço cheio de charme voltado para o que a gastronomia tem de melhor, oferece inclusive degustações como a de ostras e moluscos, da Ostravagante, de Florianópolis, e de frutas exóticas da América do Sul. No Salão Petit Comitê, Jean promete realizar jantares bastante exclusivos. A decoração moderna exibe esculturas e quadros da Galeria de Renato Magalhães, que também estão a venda. R. Henrique Schaumann, 306, tel. 3062-0798.

17h às 23h

gastronomia

O quê? Quarteto Radamés Gnattali, na TV Cultura. Por quê? Não é sempre que um dos mais respeitados quartetos de cordas da atualidade aparecem na televisão. Os premiados músicos também integram as orquestras Sinfônica Brasileira, Petrobras Sinfônica e Sinfônica Nacional da Universidade Federal Fluminense (UFF). As partituras são de Camargo Guarnieri, Guerra-Peixe, Alberto Nepomuceno, Claudio Santoro, Villani-Côrtes e outros. Às 23h30.

23h às 29h

música

79


terça, 12

janeiro 2010 moda

11h às 17h

gastronomia O quê? O sanduíche de queijo branco derretido com banana do Octavio Café. Por quê? Acompanha um dos melhores expressos, tipo premium, do mundo. Esse café da Alta Mogiana foi o primeiro colocado no Campeonato Brasileiro de Baristas (2006) e o mais destacado no World Barista Championship -Tokyo (2007). Só a arquitetura e decoração já vale a visita à casa, também aberta para eventos corporativos e sociais. De ter. a sex.: das 7h45 às 24h; sáb.: das 9h às 24h; dom. e feriados: das 9h às 23h. Av. Brigadeiro Faria Lima, 2.996, tel. 3074-0110. www.octaviocafe.com.

17h às 23h

moda O quê? Charmmy. Por quê? Aberta recentemente, a loja oferece tudo o que você precisa para andar sempre em sintonia com a moda. Lá você encontra peças lindas e de qualidade, como os vestidos, as saias e as blusinhas. As sandálias e os diversos acessórios ajudam a compor o visual moderno. De seg. a sáb.: das 9h às 20h30. Av. Santa Mônica, 695, tel. 3473-4014 / 3473-3985.

bar

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? Santa Maria de Lamas. Por quê? É uma nova loja de moda infantil e puericultura nos Jardins. E onde você pode encontrar tanta grife chique reunida para vestir seu filhote: Calvin Klein Junior, John John Kits, Reserva, Carters, You, Green, Ma Poupée, 1 + 1, Chamomilla, Empório Baby, Toffee e Beth Bebê. De seg. a sex.: das 9h às 20h e sáb.: das 9h às 18h. Al. Lorena, 1499, tel. 3062-7490.

O quê? Rhino Pub. Por quê? Para fazer tudo o que um autêntico inglês mais gosta de fazer: beber muita cerveja, acompanhar os esportes, especialmente o futebol, e escutar rock’n’roll. Para isso, a casa investiu no conforto, com sofás e cadeiras forrados de couro capitanê e um telão de 150 polegadas e mais cinco TVs espalhadas pelo bar. Para beber, 60 rótulos de cervejas, nacionais e importadas, além boas marcas de chope. O som fica por conta do repertório da banda Powerhouse: clássicos do Rock and Roll como AC/DC, Rolling Stones e Van Hallen. De ter. a sex.: a partir das 18h; sáb: a partir das 20h. Av. Cotovia, 99, tel. 2729-1029.

80 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


quarta, 13

Janeiro 2010

arte

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? Exposição Sara Carone cerâmicas e desenhos. Por quê? Reúne cerca de 200 trabalhos entre cerâmica utilitária, esculturas e desenhos realizados nos últimos dez anos por Sara, que tem participado de importantes exposições de desenho e cerâmica no Brasil e no exterior. A curadoria é de Ivo Mesquita, curador chefe da Pinacoteca do Estado. De ter. a dom.: das 10h às 18h. R$ 6 ou R$ 3; sáb.: grátis. Largo General Osório, 66, tel. 3337.0185.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Coleção Tear Mineiro, da Phenicia Concept. Por quê? É totalmente sustentável. Composta por modelos artesanais, confeccionados por Carolina Grossmann, que somente utiliza fibras naturais na base, são feitos em teares manuais, portanto, não fazem uso de energia elétrica. Até o fornecedor de lãs de ovelhas, que trabalha de forma diferenciada, realiza os tingimentos com produtos estritamente naturais, como erva de passarinho, eucalipto cheiroso, pelota de eucalipto, barba de pinheiro, boldo, carovinha, anil e urucum. Al. Gabriel Monteiro da Silva, 1.950, tel. 3061-2666.

11h às 17h

casa

O quê? Ping Pong. Por quê? A primeira filial da descolada rede inglesa é o lugar ideal para petiscar com os amigos as pequenas porções de “dim sum”, de vieiras, camarões com cogumelos shitake e mignon suíno envoltos ou abertos em massa fina e muito saborosa. Seg.: das 2h às 23h; ter. a qui.: das 12h à 1h; sex. e sáb.: das 12h às 2h.; dom.: das 12h às 22h. R. Lopes Neto, 15, tel. 3078-5808.

17h às 23h

gastronomia

O quê? Tapas Club. Por quê? Primeiro porque petiscar tapas é uma delícia. Acompanhados de chope Eisenbahn, melhor ainda. Se bobear, você acaba emendando a happy hour, a partir das 18h, depois de ver a apresentação dos pocket shows (de terça a domingo), na balada. A pista abre às 23h30 com vários ritmos. De seg. a sáb.: das 18h às 5h; dom.: das 18h à 1h. R. Augusta, 1.246, tel. 2574-1444.

23h às 29h

bar

81


quinta, 14

janeiro 2010 moda

11h às 17h

arte O quê? Exposição Espaço Invisível. Por quê? Apresenta 25 novas obras do escultor e pintor nipo-brasileiro Yutaka Toyota, festajandos os 50 anos de sua carreira. Hoje, às 19h, ainda tem o lançamento da biografia de Toyota, autografada por Sonia Pietro, pintora e doutora em História da Arte pela Sorbonne. Yutaka tem cerca de 100 monumentos expostos no Brasil e no Japão. Entre muitas premiações, recebeu Medalha de Ouro no Salão Paulista de Arte Moderna, de 1963, os prêmios Governo do Estado da Bahia na Bienal de Artes Plásticas, em 1968 e do Banco de Boston/ Aquisição – Itamaraty na Bienal, de 1969, além da Medalha do Cavaleiro da Ordem do Mérito, em 1981 (Brasília). Só até amanhã. Das 10h às 19h. Cultura Inglesa – R. Ferreira de Araújo, 741, tel. 3039-0500.

17h às 23h

gastronomia O quê? Restaurante Escobar. Por quê? Cardápio focado em carnes especiais e dois sommeliers, um para vinho e outro para cerveja, são o diferencial dessa casa que atende à moda argentina: grelhados como cordeiro-picanha, cordeiro-carré, leitãogigot, leitão-carré, vitela-bisteca e bacalhau-filé são preparados à vista dos frequentadores, com uma boa variedade de acompanhamentos. Na decoração, repleta de elementos rústicos, a atração fica por conta da grande mesa redonda central de madeira, da Tora Brasil, e da churrasqueira com base de pedra bruta e revestida em aço corten. De seg. a sáb.: das 12h à 1h e dom.: das 12h às 18h. R. Gaivota, 168, tel. 5051 9535. www.escobar.com.br.

balada

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? O novo espaço de moda da Villa Mercato. Por quê? É um endereço que veste a casa e o corpo com muito bom gosto. A publicitária Renata Betti se apropriou do piso superior da loja de móveis e objetos de decoração de sua mãe e irmã, Dalva e Alessandra Betti, há três anos na Vila Nova Conceição, para instalar suas coleções de roupas e acessórios. Trata-se de um andar inteiro, com 400 m2, onde Renata expõe 16 grifes com oferta variadíssima: de biquínis a joias, passando por sapatos, bolsas, camisas, todas descoladas, de gente nova, como a grife Amici per Amici, da própria Renata. De seg. a sex.: das 10h às 19h; sáb.: das 10h às 18h. R. Diogo Jácome, 337, tel. 3841-9292. www.villamercato.com.br.

O quê? Mokaï. Por quê? Uma casa noturna que já surgiu famosa. A matriz é badaladíssima em Miami. A ideia de trazê-la para São Paulo foi dos sócios Mário Bernardo Garnero, Rico Mansur, André Queiros e Amir Slama. O que a diferencia na noite é o seu caráter luxuriante. Para começar, uma cadeira inteirinha forrada de cristais Swarovski, logo na entrada da casa. Nos banheiros, frases apimentadas e projeções de strip-tease. A pista principal, um gigantesco painel de LED, com 50 metros quadrados, cobre o teto. Música? Eletrônica. Na outra pista, que funciona só depois das 3h da madruga, dançam os convidados VIPs. R. Augusta, 2.805, tel. 3081-3103.

82 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


sexta, 15

Janeiro 2010

gastronomia

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? Wondercakes. Por quê? É uma nova casa especializada em cupcakes, esses irresistíveis mini-bolos americanos que já fazem o maior sucesso por aqui. A dupla de sócias Paula Kenan e Marcella Lage promete agradar o paladar brasileiro, criando sabores originais com frutas frescas e da época, além de outros ingredientes de qualidade, como chocolate belga Callebaut (70% cacau), extrato de baunilha (feito a partir da fava) e açúcar mascavo no lugar do refinado sempre que possível. De seg. a sáb.: das 9h às 20h e dom.: das 11h às 18h30. R. Augusta, 2542, tel. 3063-1209.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Estreia de Onde Vivem os Monstros. Por quê? Do livro infantil escrito por Maurice Sendak, o filme mistura realidade e animação computadorizada e narra as aventuras de um menino que foge de casa, depois de brigar com a mãe, e vai parar na misteriosa floresta Wild Things. Com Forest Whitaker, Paul Dano, Lauren Ambrose, Catherine Keener, Catherine O`Hara. Direção: Spike Jonze. Nos cinemas da cidade.

11h às 17h

cinema

O quê? Cervejas especiais do restaurante Konstanz e da Cervejaria Devassa. Por quê? A happy hour vai ficar ainda mais feliz. No Konstanz, entre os garimpos pode-se descobrir uma Liechtensteiniano, produzida pela mais antiga cervejaria do mundo, fundada em 1.040 por monges beneditinos da cidade bávara de Freising. É uma cerveja turva e natural, de trigo, elaborada com leveduras especiais. De seg. a sáb.: das 12h à 1h e dom.: das 12h às 18h. Av. Aratãs, 713, tel. 5543-4813. www.konstanz.com. br. Já a Cervejaria Devassa ganhou o seu primeiro prêmio internacional com a versão Ruiva da marca, recebendo medalha de bronze no prêmio AIBA 2009, o segundo mais importante do mundo e com maior número de inscritos. Encorpada e de cor avermelhada, ela mistura seis maltes especiais com lúpulos europeus. De seg. a qua.: das 17hs à 1h; qui.: das 10h às 2h; sex.: das 12h às 2h e dom.: das 12h às 23h. Al. Lorena, 1040, tel. 3083-4470. www.devassa.com.br.

17h às 23h

bar

O quê? Pousada Solar Singuitta, em Ilhabela. Por quê? Tem clima de safári africano, a começar pelo nome, que na língua da África do Sul significa “o milagre” e o contraste de requinte e natureza selvagem, exceto pelo cenário da fauna e flora (coqueiros, cachoeiras, trilhas e tucanos). A suíte presidencial é um arraso, com terraço e vista de 180º para o mar, assim como em outros pontos da pousada, e a decoração com objetos trazidos de diversos lugares do Brasil e do mundo pelos anfitriões é uma verdadeira mostra de arte. Para completar, piscina climatizada com bar molhado, bons serviços de spa, salão de festa, salão de reuniões p/ 30 pessoas, heliporto, van para traslados, carro elétrico, estacionamento, loja de conveniência e o Bistre Afrosul. R. Doutor Mário Covas Junior, 14.500 A, tel. (12) 3894-1414 e (12) 3894-9164 (fax) / Nextel : 55*82*44216. www.pousadasolarsinguitta.com.br.

23h às 29h

viagem

83


sábado, 16

janeiro 2010 evento

11h às 17h

gastronomia O quê? Tonilu Bier. Por quê? É uma boa justificativa para almoçar nos arredores de São Paulo. Ao lado do Bar do Alemão, é uma das casas mais tradicionais da cidade de Itu, a 92 km do centro. Tem chope tirado na temperatura ideal, petiscos de dar água na boca (especialmente os pasteis) e saborosos pratos quentes da cozinha ituana. Das 11h às 15h e das 18h às 23h. R. Sete de Setembro, 49, tel. 4023-1806 / 40225443 e no Shopping Plaza Itu.

17h às 23h

música O quê? Eduardo Gudin & Notícias dum Brasil – 3 tempos. Por quê? Em 2010, esse cantor e compositor paulista comemora duas datas: os 60 anos de idade e os 15 anos do surgimento de seu grupo, pelo qual já passaram nomes de grande expressão da música brasileira. Em 40 anos de trabalho, Eduardo Gudin tornou-se especialista em descobrir novos talentos. Participam do show Mônica Salmaso, Renato Braz, Fabiana Cozza, Márcia Lopes, Luís Bastos, Maria Martha, Edson Montenegro, Luciana Alves, Marilise Rossatto, Selma Boragian, Ilana Volcov, Karina Ninni e Maurício Sant’anna. R$28 e R$14. 16/01, 17/01. Sáb.: às 21h e dom.: às 18h. SESC Pompeia – R. Clélia, 93, tel. 3871-7700.

balada

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? TM Fashion – Feira de Calçados e Acessórios. Por quê? Na sua terceira edição, consolidou-se como um dos maiores eventos do setor de calçados, bolsas e acessórios. Neste ano, traz mais de 100 importantes grifes. De 16/01 a 19/01. Renaissance SP Hotel – Al. Santos, 2233, tel. 3069-2233. www.tmfashion.com.br.

O quê? Akbar Lounge & Disco. Por quê? Para quem quer curtir um bom flashback, a programação dessa casa noturna, instalada num enorme casarão, decorado com imagens antigas da cidade de São Paulo e de ídolos do pop, promove todas as sextas festas com o melhor do flash back, black music e eletro. Aos sábados, mais flash back, pop e rock na pista, com os hits mais dançantes dos anos 70, 80 e 90, além de mix de sucessos atuais. Nos outros dias da semana, a casa está reservada para locação de festas, eventos aniversários. Sex.: a partir das 23h e sáb.: a partir das 22h. R. Inácio Pereira da Rocha, 109, tel. 3816-1703.

84 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


domingo, 17

Janeiro 2010

arte

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? Galeria Tátil de Esculturas Brasileiras. Por quê? Permite que visitantes com deficiências visuais possam apreciar 12 obras em bronze de forma autônoma, tocando-as e recebendo informações por meio de etiquetas e textos em dupla leitura (tinta e Braille), além de áudio-guia. Entre os artistas selecionados para a mostra estão Rodolfo Bernardelli, Victor Brecheret, Bruno Giorgio e Amilcar de Castro. De ter. a dom.: das 10h às 18h. R$ 4 e R$ 2; Sáb.: Grátis. Pinacoteca do Estado – Pça. da Luz, 2, tel. 3324-1000.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Restaurante D’Olivino. Por quê? Da importadora com o mesmo nome, a casa agrada os apreciadores da dieta mediterrânea e de seu grande representante: o sumo das azeitonas. Aliás, o restaurante oferece uma carta completa de azeites de diversas procedências e degustação com consultoria de Diana Huber, uma expert no assunto. Na entrada, a diferente Kebab Kuzu, uma carne de cordeiro envolvida em palitos de canela para ser saboreada com molho de hortelã. No piso superior, adegas climatizadas com vinhos selecionados, que são outra especialidade do local, para o cliente comprar e levar para casa. De ter. a qui.: das 12h às 15h e das 20h às 24h; sex.: das 12h às 15h e das 20h à 1h; sáb.: das 12h à 1h e dom.: das 12h às 17h. R. Haddock Lobo, 1159, tel. 3068-9797.

11h às 17h

gastronomia

O quê? Peça O disfarce do ovo. Por quê? Trata-se de um conjunto de respostas do Coletivo Teatro Dodecafônico, em dois contos de Clarice Lispector: A legião estrangeira e O ovo e a galinha. A peça pretende transpor para a cena a “experiência clariceana”, a partir de temas, imagens, sensações, abstrações e epifanias que criam corpo a partir das leitura de seus escritos. R$ 8 e R$ 4. Às 17h30. SESC Pompeia – R. Clélia, 93, tel. 3871-7700.

17h às 23h

teatro

O quê? Club Hotel. Por quê? Tem o Seu Jorge como sócio, diretor musical e decorador da casa. Uma casa, diga-se de passagem, bastante democrática, como um hotel, que recebe gente de todo jeito e de todos os cantos. Não é difícil imaginar que ela está sempre cheia de celebridades. No domingo, pop rock com a banda Oskalil, formada pelos donos da casa. Todos os dias a partir das 20h. R. Dr. Mário Ferraz, 590, tel. 3213-5678.

23h às 29h

balada

85


segunda, 18

janeiro 2010 evento

11h às 17h

casa O quê? Dragonetti. Por quê? Foi eleita a melhor loja de utilidade doméstica da cidade e é uma das preferidas pelos chefs, restaurateurs e gourmets. Entre copos, taças, panelas, kits para bar e vinho, oferece uma porção de apetrechos especiais para gastronomia, como um inédito moedor de salsa ou a tábua para corte dobrável, que facilita a colocação do alimento picado na panela. Vendas online e distribuição para todo o País. De seg. a sex.: das 8h30 às 19h e sáb.: das 9h30 às 18h. Av. Santo Amaro 898/904, tel. 38468782. www.dragonetti.com.br.

17h às 23h

passeio O quê? Rua Avanhadava. Por quê? O antigo reduto de artistas e intelectuais ficou parecendo um boulevard depois que o local passou por obras em 2006, numa parceria entre a subprefeitura e a associação dos restaurantes da rua, que ganhou piso de ladrilho intertravado e calçadas 2,5 m mais largas. O local reúne casas de cozinha italiana bastante tradicionais na cidade. Para quem tem saudade de pratos fartos e atendimento descontraído, lá está o concorrido restaurante Famiglia Mancini (n˚ 81, tel. 3256-4320) que gerou muitos filhotes: Piano & Bar Jeremias, O Bom (n˚ 37, tel. 3255.4120), Walter Mancini Ristorante (n˚ 126, tel. 3258-8510), Choperia & Petiscos Central 22 (n˚ 22, tel. 3258.4243) e Pizzaria Famiglia Mancini (n˚ 25, tel. 3231-0033), além do velho e bom Gigetto (n˚ 63, tel. 3256-6530). www.famigliamancini.com.br e www.gigetto.com.br.

bar

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? Couromoda – 37ª Feira Internacional de Calçados, Artigos Esportivos e Artefatos de Couro. Por quê? Maior feira especializada na América Latina e o mais importante evento para negócios e lançamentos de moda no mercado de calçados e artigos de couro. São mais de 1.200 expositores, que representam 90% da produção brasileira. Até 21/01. Parque do Anhembi – Av. Olavo Fontoura, 1209, tel. 3897-6100. www.couromoda.com.

O quê? Coobee. Por quê? É novo, traz uma extensa carta de drinques, boa programação musical, de jazz a MPB, e é assinado pelos experientes Paulo Ribeiro (São Pedro São Paulo), Markus Kleissl, ambos idealizadores do bar Lei Seca, Paulo Almeida Ribeiro (Caruso, Traço de União e DiQuinta) e Jorge Almeida Ribeiro. O menu é dividido em seções: para iniciar, os Bubble Cocktails (à base de espumantes), seguido dos inusitados Beertails (drinques com cerveja), como o Berliner Weisse (cerveja Weissbier com licor de Cranberry) e o Fram Beer (cerveja pilsen, espumante Brut e suco de framboesa). Há ainda seções dedicadas a drinques com vodca, gim, tequila, rum e uísque, como o Rusty Nail (uísque 8 anos e licor Drambuie). Todos os dias: das 12h até o último cliente. Av. Juscelino Kubitschek, 165, tel. 3045-1560.

86 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


terça, 19

Janeiro 2010

casa

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? Ateliê Mélangée. Por quê? Esse ateliê fechado das designers Roxie Duchini e Mariana Foltran é um ninho de ideias na criação e desenvolvimento de móveis e objetos “fora de série”. Para isso, a parceria experimenta inúmeras possibilidades, num trabalho bastante artístico, onde são utilizadas técnicas de tingimentos e bordados. O resultado são peças ecléticas e bem humoradas, em cores exuberantes e composições felizes, como é o caso do Atajo, um recamier com estrutura de madeira revestido de patchwork de sedas e veludos com aplicações de bordados, galões e pinturas manuais. Tel. 9975-3555 / 9486-6882.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Cafofo Chic. Por quê? É um novo espaço de moda que, além das melhores marcas e estilistas do circuito fashion, também revela novos talentos. Ao todo são 25 marcas, cada uma com seu próprio espaço. Entre as mais concorridas estão a Thelure, Missinclos e Lilly Sarti. De seg. a sáb.: das 10h às 20h. R. Oscar Freire, 954, tel. 3081-4462.

11h às 17h

moda

O quê? A nova pista oval do Kartódromo Internacional Granja Viana. Por quê? Para sentir a emoção de ser um piloto de verdade, acelerando em karts com motores Honda de 13hps. Um programão também para os pais que querem se divertir com os filhos – tem modelos para kids. Todos munidos de borrachões laterais. Uma equipe de funcionários bem treinados garante todo o suporte, desde as instruções na sala de briefing até a direção e fiscalização de provas de pista. Há socorristas, ambulância, extintores e tudo que é necessário para o pronto atendimento em caso de necessidade. De seg. a sex.: das 18h30 às 23h30; sáb.: das 15h às 23h30 (quando tem etapa da Copa São Paulo de Kart Granja Viana, locações a partir das 18h30) e dom.: das 15h às 21h. R. Dr. Tomas Tepe, 443, km 24,5 da Raposo Granja Viana sentido São Paulo, tel. 4702-5055. www.kartodromogranjaviana.com.br.

17h às 23h

PASSEIO

O quê? Armazém da Vila. Por quê? Para as noites de verão é ideal. O espaço conta com uma gostosa área ao ar livre, com pracinha, além de teto retrátil. A cozinha também é uma atração à parte, com forno à lenha para incrementar pratos à base de carnes, peixes e risotos. Na pista, um pouco de tudo: dance music, house, black music e electro. De ter. a sáb.: a partir da 21h. R. Beira Rio, 116, tel. 3845-9192.

23h às 29h

bar

87


quarta, 20

janeiro 2010 evento

11h às 17h

livro O quê? O livro Vico, o filhósofo (Editora Leya). Por quê? A autora, Deborah Bresser, colecionou as tiradas do seu filho Vinícius, de 7 anos, que, com sua ingenuidade e percepção singular do mundo, pode ser considerado um pequeno e surpreendente filósofo. Bom para quem tem filhos e também para quem não tem, porque nos transporta ao criativo e liberto mundo das crianças. Por R$ 29,90 na Livraria Saraiva. Tel. 3129-5448.

17h às 23h

música O quê? All You Need Is Love e Orquestra. Por quê? 2010 marca os 50 anos do surgimento dos Beatles e esse grupo apresenta talentosos representantes latino-americanos de John Lennon, Paul McCartney, Ringo Starr, George Harrison e George Martin. E é considerado um dos maiores espetáculos beatles do mundo. Às 21h, no HSBC Brasil. R. Bragança Paulista, 1281, tel. 4003-1212. www.hsbcbrasil.com.br.

balada

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? Premiere Vision Brasil. Por quê? É a primeira edição desta famosa feira têxtil, realizada duas vezes por ano na França desde 1973 – uma referência para os profissionais da moda de todo o mundo. Hoje, além de Paris, o evento acontece em Nova York, Xangai, Pequim, Moscou e Tóquio. Dias 20/01 e 21/01. Das 10h às 20h. Transamérica Expo Center – Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387, tel. 5643-3000. www.premierevisionbrasil.com.br.

O quê? Pink Elephant. Por quê? É uma das mais badaladas grifes de casas noturnas internacionais, nascida em Nova York e presente em locais como Southampton, St. Barths, Park City e, em São Paulo, desde dezembro de 2008. Todas oferecem um serviço impecável, som e iluminação de última geração e os melhores Djs. Para se ter uma ideia do cuidado com o projeto, a iluminação da casa foi feita pela mesma empresa que ilumina o Museu do Louvre. Minúcias que fazem a diferença: o ar condicionado com sistema que decanta a fumaça do cigarro e controla a umidade relativa do ar e um camarim, para as moçoilas, com profissionais que auxiliam no retoque da maquiagem e do cabelo. De qua. a sáb.: a partir das 23h. R. Gumercindo Saraiva, 289 (Edifício Dacon), tel. 3818-0831. www.pinkelephantclub.com.br.

88 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


quinta, 21

Janeiro 2010

moda

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? Casa Eurico. Por quê? O grande diferencial da grife é calçar pezinhos grandes de homens e mulheres. Há sempre os melhores e mais modernos calçados em numerações do 40 ao 43 (para elas) e do 44 ao 48 (para eles). A marca é antenada com as necessidades dos consumidores. Já viu como é difícil calçar uma garota teen? Lá tem várias opções. O simpático e paciente atendimento é outra marca registrada da Eurico, até em tempos de compras pela internet. De seg. a sex.: das 9h às 20h e sáb.: das 9h às 18h. R. Oscar Freire, 550, tel. 3061-3050 e av. Jandira, 49, tel. 5054-8877. www.eurico.com.br.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Tu - Mercado e Arte e Moda. Por quê? Agrega produtos nos segmentos feminino, masculino, teen, infantil, casa, presentes e joias, com inusitados eventos culturais, realizados no mezanino da loja. Como foi o caso da beautyparty, que teve o famoso hair e make-up designer Tony Borba, chamado para repaginar o visual das modernetes, a R$ 60. Das 18h às 22h. R. Pedroso de Moraes, 793, tel. 3816-3100.

11h às 17h

moda

O quê? Show de Eagle-Eye Cherry. Por quê? O cantor e compositor sueco-norteamericano é um dos nomes mais respeitados do pop internacional. A genética não falha: EagleEye é filho do grande trompetista de jazz Don Cherry e irmão da cantora Neneh Cherry. Às 21h30. De R$ 100 a R$ 200. Via Funchal – R. Funchal, 65, tel. 2144-5444.

17h às 23h

música

O quê? A Marcenaria. Por quê? Todas as quintas, quem comanda a noite é a banda de Maurício Gasperini, vocalista do Radio Táxi, acompanhado por Luiz Carlini, que trabalhou com Rita Lee no grupo Tutti Frutti. A casa, que fica instalada numa velha marcenaria de 1937, é bastante versátil e oferece restaurante, bar, lounge e programação com atrações variadas de pop, rock e black music. De qui. a sáb.: a partir das 21h. R. Fradique Coutinho, 1.378, tel. 3032-9006.

23h às 29h

balada

89


sexta, 22

janeiro 2010 cultura

11h às 17h

cinema O quê? Estreia de Astro Boy. Por quê? Os filmes de personagens criados por cientistas que os rejeitam são sempre um sucesso – desde o Jovem Frankenstein até o monstrinho Stick (da Lillo). Aqui o cenário é a futurista Metro City e o Astro Boy é um menino robô, feito para substituir o filho perdido de seu criador. Vozes de Nicolas Cage, Kristen Bell, Bill Nighy, Freddie Highmore, Donald Sutherland, Eugene Levy. Direção de David Bowers. Salas a confirmar.

17h às 23h

teatro O quê? Cada um com seus probrema. Por quê? Comédiasolo de grande sucesso de bilheteria e crítica em todo o país, que está de volta a São Paulo em curta temporada (até 24/01). É escrita e interpretada por Marcelo Médici, que incorpora nove personagens divertidíssimos com muito talento e improviso. Direção de Ricardo Rathsam. Às 22h. De R$ 25 a R$ 100. Citibank Hall – Al. dos Jamaris, 213, tel. 6846-6040.

viagem

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? Gibiteria Hqs & Afins. Por quê? Os aficionados por gibis agora têm onde se encontrar, trocar ideias e falar de suas coleções. Um lugar onde é possível curtir plenamente o universo de superheróis e heróis do dia a dia. Fica numa sobreloja com vista para a feira de arte, design e antiguidades da Praça Benedito Calixto, no bairro de Pinheiros, que acontece aos sábados. De seg. a sáb.: das 10h às 20h. Pça. Benedito Calixto, 158 - 1º andar, loja 11, tel. 3167-4838.

O quê? Pousada do Quilombo. Por quê? Às vezes é necessário dar uma fugidinha para se livrar do stress. E esta pousada no meio da Serra da Mantiqueira, com vista para a Pedra do Baú – a referência turística da região – é ideal para isso. Tem ofurô, um spa no meio do verde, chalés com lareira charmosíssimos e um restaurante, Trincheira, que oferece uma seleta carta de vinhos, música ao vivo e pratos da alta gastronomia. R$ 20 a R$ 660 (diárias para jan/fev/jul, preços sujeitos à confirmação). Estrada do Quilombo, 1403, São Bento do Sapucaí, tel. 3031-1255 / 3807-3898.

90 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


sábado, 23

Janeiro 2010

arte

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? Arnaldo Pedroso d’Horta - Desenho da mão. Por quê? Apresenta o trabalho do artista plástico, jornalista, crítico de arte e ensaísta, em 120 obras. São pinturas, gravuras, desenhos, fotografias e documentos, realizados entre 1940 e 1972. Arnaldo Pedroso d’Horta (São Paulo, 1914-1973) escreveu uma série de artigos sobre a questão da criação artística, como “Desenho da mão”. Curadoria de Vera d’Horta, crítica de arte e filha do artista. Até 14/03. De ter. a dom.: das 10h às 18h. R$ 6 e R$ 3; sáb.: grátis. Pinacoteca do Estado – Pça. da Luz, 2, tel. 3324-1000.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Pé no Parque. Por quê? Ideal para quem quer saborear refeições saudáveis em um clima esportivo e descontraído. O açaí na tigela está entre os mais pedidos durante o verão. De seg. a sex.: das 11h às 2h; sáb., dom. e feriados: das 8h até o último cliente. R. Inhambu, 240, tel. 5051-3376.

11h às 17h

gastronomia

O quê? Os Ignorantes, Stand-Up com Pedro Cardoso. Por quê? Aborda a questão da violência na história do personagem José de Oliveira, sobrevivente de uma bala perdida quando menino. Dias 23/01 e 24/01, às 21h. Teatro Bradesco – Shopping Bourbon São Paulo – R. Turiassu, 2100, tel. 3670-4100.

17h às 23h

teatro

O quê? A Lanterna. Por quê? Há 16 anos faz sucesso, com agitos e espaços bastante ecléticos. A casa é bar, balada, paquera, restaurante e casa de show. O galpão de 500 m2 abriga mezanino, bar, lounge, jardim e área especial com o teto retrátil. De terça a sábado, tem bandas ao vivo e, na pista de dança, tecno britânico, rock internacional, MPB e pop rock nacional. Na cozinha, comida mediterrânea e coqueteis criativos. Das 18h até o último cliente. Sáb. e feriados: a partir das 19h; dom.: das 18h às 24h; fecha seg. e ter. R. Fidalga, 531, tel. 3031-0483.

23h às 29h

balada

91


domingo, 24

janeiro 2010 design

11h às 17h

teatro O quê? Circo de Bonecos. Por quê? Pretende ser um resgate reparador das brincadeiras infantis, no brincar desinteressado, entre pais e filhos, irmãos e amigos, no encontro com o outro de forma espontânea. O espetáculo transforma o simples brincar em magia de circo. O tradicional pega-pega vira, sem querer, um número acrobático, o esconde-esconde se transforma em mágica de desaparecer e reaparecer, e assim por diante. Teatro Cleyde Yáconis – Av. do Café, 277, tel. 5070-7018. www.teatrocleydeyaconis.art.br.

17h às 23h

teatro O quê? Nova temporada da peça TOC TOC. Por quê? É assinada pelo francês Laurent Baffie, um dos grandes nomes da comédia francesa atual, e aborda o comportamento de portadores do Transtorno Obsessivo Compulsivo. Direção de Alexandre Reinecke, com Giuseppe Oristanio, Flavia Garrafa, Riba Carlovich, Sandra Pêra, Andréa Mattar, Sergio Guizé e Carolina Parra no elenco. Sex.: às 23h; sáb.: às 22h e dom.: às 20h. Teatro Gazeta – Av. Paulista, 900, tel. 3253-4102.

balada

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? Andy Warhol na Lenat. Por quê? A tradicional tabacaria está se consolidando como uma loja de presentes descolados e originais. A última novidade a ocupar suas prateleiras são peças inspiradas nas obras de Andy Warhol. Entre elas, chaveiros, canetas, penduradores, abotoaduras e canetas, criados com a identidade do artista da Pop Art: o uso de cores fortes e vibrantes, além da releitura de obras famosas, como as latas de sopas Campbell. De seg. a sáb.: das 10h às 22h e dom.: das 14h às 20h. Shopping Iguatemi – Av. Brig. Faria Lima, 2232, tel. 3815-5835. www.lenat.com.br.

O quê? Royal. Por quê? Da parceria do empresário Marcus Buaiz e dos donos da Diesel no Brasil, Esber Hajli e Maurício Saade, nasceu essa casa noturna com vocação para clube privê. Instalada no mesmo espaço do elegante Paddock, restaurante bastante conhecido pelo jet set dos anos 70, agora ampliado e repaginado pelo arquiteto Felippe Crescenti, mantém o clima sofisticado e intimista. Nas paredes, desenhos eróticos inspirados nas obras de Pablo Picasso roubam a cena. Nos embalos, house e eletro. De qua. a sáb.: a partir das 22h30. R. da Consolação, 222, tel. 3129-9804.

92 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


segunda, 25

Janeiro 2010

evento

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? Campus Party 2010. Por quê? É considerado o maior evento de inovação tecnológica, internet e entretenimento eletrônico em rede do mundo, com 24 horas de atividades por dia, durante uma semana. Até 31/01. Centro de Exposições Imigrantes – Rod. dos Imigrantes, km 1,5, tel. 5067-6767. www.campus-party.com.br.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Novas atrações do Wet’n Wild. Por quê? Para soltar a adrenalina junto à criançada. São três novos tobogãs de alta velocidade; caiaques e pedal boats para curtir o Fun Lago; 14 estações de arvorismo com mais de 120 m de travessias suspensas e tirolesa e o Sun Deck, simplesmente para tomar um chopinho à beira do lago. E para quem prefere mais privacidade, tem o Cabanas Village: cinco cabanas com atendimento personalizado (valor à parte). Pelo melhor preço nos Pontos de Venda: R$ 39,90 (de seg. a sex.) e R$ 53,90 (sáb. e dom.). Rod. dos Bandeirantes, km72 , Itupeva, tel. 4496-8000. Consulte a programação: www.wetnwild.com.br.

11h às 17h

passeio

O quê? Jam Jardins. Por quê? Um novo japonês na região mais badalada da cidade não passa em branco. Principalmente se o projeto for de Helio Pellegrino e o paisagismo de Gil Fialho. A proposta também é nova para um oriental: o trinômio gastronomia, música ao vivo (uma programação para cada dia da semana) e arte, com exposições de obras em constante renovação. Na culinária, combinados e outras especialidades caprichadas, além de iguarias como minipolvo, filhote de enguia e barbatana de tubarão – também oferecidos no balcão que procura ser mais confortável com bancos baixos. De seg. a dom.: a partir das 19h. R. Bela Cintra, 1.929, tel. 3473-3273.

17h às 23h

gastronomia

O quê? Bar Brahma do Centro. Por quê? Com 60 anos de boemia, esse tradicional bar volta a ser uma grande atração na madrugada paulistana. A nova fórmula? Shows de artistas da velha-guarda, entre eles Cauby Peixoto, às segundas; Jair Rodrigues às terças, Futebol e Os Originais do Samba às quartas, além do Palco dos Bonecos, onde o ator Luiz Maurício apresenta uma proposta teatral inédita. Podem ser conferidos em três espaços: Varanda, Brahminha e Esquina da MPB. Entre os petiscos clássicos do boteco, a carne seca, acebolada, puxada na manteiga, servida com mandioca frita ou dentro do pastel. De seg. a qui.: das 11h30 às 2h30; sex. e sáb.: das 11h30 às 3h e dom.: das 11h30 às 24h. Av. São João, 677, tel. 3333.0855.

23h às 29h

bar

93


terça, 26

janeiro 2010 evento

11h às 17h

gastronomia O quê? Os novos pratos e sobremesas do Nou. Por quê? Além de ser uma boa escolha para a happy hour, com suas mesinhas na calçada, a casa também oferece pratos caprichados, como as últimas novidades do cardápio: paleta de cordeiro ao molho do assado com purê de batatas, fettuccine ao ragu de cordeiro e robalo grelhado ao molho de açafrão com risoto de grãos. O cheeseburguer, que é acompanhado por salada e fritas, ganhou recheios criados pelos chefs Tiago Del Bianco e Amilcar Azevedo, como queijo gorgonzola, crocante de presunto cru, molho poivre e molho béarnaise. Nas sobremesas, quitutes como musse de chocolate com morango e farofa de caramelo e o pavê Delícia, feito à base de chocolate e amêndoas, da Brigadeiro Doceria & Café. De seg. a sex.: das 12h às 15h e das 20h às 24h; sáb.: das 12h às 24h. e dom.: das 12h às 17h. R. Ferreira de Araújo, 419, tel. 2609-6939. www.nou.com.br.

17h às 23h

música O quê? Show de Akon. Por quê? Faz parte da turnê do terceiro disco do cantor, “Freedom“, de 2008. Entre os sucessos no Brasil e no mundo estão os hits “Don’t Matter” e “Smack That”. Às 21h30. R$ 170 (pista), R$ 200 (mezanino) e R$ 300 (camarote e pista premium em pé). Via Funchal – R. Funchal, 65, tel. 2144-5444.

balada

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? 38º EMF – Encontro da Moda Feminina. Por quê? Apresenta as novidades para o outono-inverno de mais de 115 marcas femininas vindas de diversas partes do país, como Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Goiânia. Até 29/01. Das 10h às 20h (último dia, das 10 às 17h). Centro de Convenções Frei Caneca – R. Frei Caneca, 569, tel. 3472-2000. www.encontrodamoda.com.br.

O quê? Disco. Por quê? É onde se reúnem os “bem-nascidos” de São Paulo. Para selecionar esse público a dedo tem até policial na porta, barrando quem não corresponde ao briefing. Portanto, se você não quer ser escaneado na porta, nem apareça. A cabine do DJ fica dentro da pista, onde o house embala o requebrado da moçada. Isay Weinfeld, o mesmo arquiteto que projetou o Fasano, e os premiados irmãos Campana, são responsáveis pelo projeto. De qui. a sáb.: a partir das 23h. Prof. Atílio Innocenti, 160, tel. 3078-0404.

94 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


quarta, 27

janeiro 2010

arte

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? Obra de Arte. Por quê? É um lugar que vende peças únicas, exclusivas e assinadas e está em promoção até fevereiro. A loja, que também é escola livre de arte, reúne artistas, aspirantes e muita gente descolada. Há peças de mais de 50 criadores brasileiros, como Eleonora Hoshino, Adriana Sappracone e Sandra Fukelmann. São trabalhos de vidro, cerâmica, porcelana, mosaico, papel, tecido e ainda moda e acessórios. Os descontos vão até 15%. Um conjunto de xícaras azuis de cerâmica, moldado pelo mestre José Maria de Pádua, custa R$ 32. De seg. a sáb.: das 10h às 18h. R. Indiaroba, 97, tel. 5535-5928. www.obradearte.art.br.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Rulla Kebab. Por quê? Quer uma opção leve e rápida para dias de pressa e de muito trabalho? O kebab turco. O restaurante adaptou o prato ao paladar brasileiro e oferece a especialidade nas versões falafel, frango, carne e cordeiro, todas elaboradas com ingredientes frescos e enrolados em finas camadas de pão folha. Uma opção para quem não come carne é o kebab vegetariano (com abobrinha, berinjela, cogumelos grelhados e manjericão, R$ 15). De seg. a sex.: das 12h às 15h e das 19h às 24h; sáb.: das 13h às 24h. R. da Consolação, 3193, tel. 2506-7386.

11h às 17h

gastronomia

O quê? Show dos The Original Wailers. Por quê? Esse grupo jamaicano, um dos mais importantes da história do Reggae, foi fundado por Bob Marley e Peter Tosh. Ainda hoje mantém à frente Junior Marvin e Al Anderson, ambos da formação original. Boa oportunidade para reviver grandes clássicos como “I Shot The Sheriff”, “Could You Be Love”, “Get Up Stand Up”, “Is This Love” e “Redemption Song”. Às 22h. De R$100 a R$180. Via Funchal – R. Funchal, 65, tel. 2144-5444.

17h às 23h

música

O quê? La Suite Vip. Por quê? Trata-se de um anexo do restaurante Chakras com a mesma decoração estilo Índia-Marrocos. Há três maneiras de curtir o espaço: reservar uma cama para jantar, com um menu degustação criado especialmente pelo chef Nilson de Castro; tomar um drinque ao som da música lounge selecionada por DJs feras; ou organizar uma festa oferecendo aos convidados um coquetel com aperitivos e open-bar. De ter. a sex.: das 12h até o último cliente; sáb. e dom.: das 13h até o último cliente. R. Dr. Melo Alves, 294, tel. 3062-8813.

23h às 29h

gastronomia

95


quinta, 28

janeiro 2010 design

11h às 17h

gastronomia O quê? Busy Bee. Por quê? Tem bombons, tabletes variados, guloseimas divertidas e tortas espetaculares. A grife, especializada em chocolate, usa um instrumento altamente sensível para confeccionálo: mãos de gourmets. São oferecidos em embalagens arrojadas, criadas pelo artista plástico Rodrigo Andrade. R. Fradique Coutinho, 1109, tel. 3816-6664.

17h às 23h

gastronomia O quê? Os novos drinques de verão do Zucco. Por quê? Estão uma delícia. Entre os destaques, o Café Grand Marnier, que une o famoso licor com café gelado e creme de baunilha e o Gabriela Cravo e Canela, com abacaxi, cravo, canela em pau, manjericão e vodca Grey Goose. De resto, o de sempre: massas artesanais, ingredientes de primeira linha, cardápio informativo e serviço exigente, que são os ingredientes básicos dessa casa, uma das preferidas do circuito paulistano. De seg. a qui.: das 12h às 24h30; sex. e sáb.: das 12h à 1h30; dom.: das 12h às 24h. R. Haddock Lobo, 1.416, tel. 3897-0666.

música

23h às 29h

www.italiancoffee.com.br

5h às 11h

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

O quê? Ventilador Viva Oggi. Por quê? Tem um design totalmente repaginado, que integra sistemas de iluminação e ventilação de forma inteligente, possibilitando ajustar a intensidade de luz (4 ou 8 lâmpadas fluorescentes de 15 watts). E mais importante: é silencioso, apesar dos sinais sonoros das teclas, úteis para deficientes visuais. Preço sugerido: R$ 450. Tel. 2409-1603. www.vivavento.com.br.

O quê? Turnê Sette de Claudia Leitte. Por quê? É uma prévia da performance da cantora no carnaval baiano, com muito axé, boas baladas românticas e antigos e novos sucessos. Às 23h. De R$ 140 a R$ 230. Via Funchal – R. Funchal, 65, tel. 2144-5444.

96 | 29HORAS | de 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


sexta, 29

janeiro 2010

arte

A melhor solução em café espresso e bebidas quentes.

5h às 11h

O quê? Yolanda Mohalyi - No tempo das bienais. Por quê? A artista que nasceu em Kolozsvar, em 1909, e morreu em São Paulo, em 1978, integrou o Grupo dos Sete ao lado de Brecheret, Gomide e Elisabeth Nobiling, por volta de 1937, e foi aluna de Lasar Segall. São 95 obras, entre desenhos, aquarelas, guaches, gravuras, reunindo importantes momentos de sua expressão artística: o Figurativo (décadas de 1930, 40, 50) e a Abstração (décadas de 1960,70), além de dois grandes painéis compostos por folhas de papel pintadas a guache, inéditos. Com curadoria de Maria Alice Milliet, critica e historiadora de arte, diretora da Fundação José e Paulina Nemirovsky. Até 21/02. De ter. a dom.: das 10h às 18h. R$ 6 e R$ 3; sáb.: grátis. Pinacoteca do Estado – Pça. da Luz, 2, tel. 3324-1000.

www.italiancoffee.com.br

O quê? Filme Invictus. Por quê? Mostra como o esporte rugby foi usado para diminuir o abismo de 40 anos entre negros e brancos na África do Sul, no período em que Nelson Mandela sai da prisão, em 1990, e torna-se presidente, em 1994. Com Morgan Freeman e Matt Damon. Nos bons cinemas da cidade. O quê? O Fim da Escuridão. Por quê? Nada como um bom policial. Aqui Thomas (Mel Gibson) é um detetive que testemunha o assassinato da filha na porta de sua casa. Perturbado pela perda, parte para uma investigação em que as evidências o levam para um terrível esquema de corrupção. Em toda a rede Cinemark. www.cinemark.com.br.

11h às 17h

cinema

O quê? The Cranberries. Por quê? A banda irlandesa de rock tem quatro álbuns no Top 20 da Billboard, oito singles no ranking e mais de 40 milhões de álbuns vendidos em todo o mundo. Depois de sete anos em projetos solos, a turnê reúne Dolores O´Riordan (vocal), Noel Hogan (guitarra), Mike Hogan (baixo) e Fergal Lawler (baterista). Às 22h. De R$ 50 a R$ 300. Credicard Hall – Av. das Nações Unidas, 17955, tel. 28466000. www.credicardhall.com.br.

17h às 23h

música

O quê? Zé Bonito. Por quê? Sexta é dia de boteco e esse fica numa rua calma, longe dos agitos. Tem petiscos tradicionais, a clássica cerveja de garrafa e caipirinhas criativas como de uva com pimenta rosa, jabuticaba com manjericão e lichia com anis. Há também uma vasta carta de cachaça com mais de 30 rótulos. Na decoração, uma parede revestida com capas de antigos discos brasileiros, garimpados em sebos. A programação musical conta com apresentações de Daniel Romano às terças-feiras, em estilo voz e violão. Sábado tem feijoada. Todos os dias: das 17h à 1h e sáb., a partir das 13h. R. Marcos Lopes, 246, tel. 3045-4684.

23h às 29h

bar

97


29 horas com... todas as horas 6h30.

“Acordo e pulo para calar o alarme e não acordar a Joyce, que levanta às 7h. Vou até a área de serviço para brincar com Oliver, o nosso cachorrinho Yorkshire.”

7h.

“Tomo café com a Joyce. Gosto de comer salada de frutas ou salada (salada, mesmo) e tomar um “cafezão” puro. Leio o Estadão na sala e depois vou tomar banho e fazer a barba ouvindo o jornal da Jovem Pan.”

9h30.

Marcelo Mariaca

“Meu motorista me leva ao escritório, no bairro da Vila Olímpia. Durante o trajeto, leio o Valor e o Brasil Econômico. Confiro no carro a agenda do dia.”

10h.

Ele tem o olhar aguçado para descobrir talentos e experiência para orientar a carreira de quem quer chegar ao topo da pirâmide corporativa. Marcelo Mariaca é um dos principais headhunters do país – sua empresa é parceira global da Lee Hecht Harrison e da InterSearch Worldwide, duas das maiores organizações de recolocação profissional do mundo. Foi diretor de bancos e indústrias internacionais e há 20 anos comanda seu próprio negócio com carisma e inovação. À frente de um time formado especialmente por mulheres, ele segue uma rotina atribulada de reuniões com clientes no Brasil e exterior, entrevistas com executivos, palestras,

98 | 29HORAS | 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010

eventos e aulas de MBA na BBS – Brazilian Business School, associada à Universidade de Richmond. Nascido na Bolívia, Marcelo viveu a infância e a juventude nos Estados Unidos, onde se formou e fez MBAs e pós-graduações em Finanças e Administração. Escolheu o Brasil para viver. “Eu me apaixonei por São Paulo desde a primeira vez que estive aqui, a trabalho, como executivo do Citibank. Eu tinha 25 anos”. Depois, contratado nos EUA para o posto de diretor geral da Black & Decker no Brasil, ele fortaleceu o vínculo com o país, naturalizou-se brasileiro e não arredou mais os pés de São Paulo – mais precisamente dos bairros de Alto de Pinheiros e Jardins,

onde sempre morou. Casado há quinze anos com Joyce Muhr, executiva de uma empresa farmacêutica, por quem é assumidamente apaixonado, Marcelo é uma figura simpática e divertida, que, apesar da agenda puxada, cultua o bom humor e os prazeres da vida, como as viagens e a gastronomia. “Eu sou o chef da casa”, diz ele, que ao sair do trabalho costuma passar em algum supermercado gourmet já pensando no jantar. Aqui, ele conta um pouco da sua rotina na Mariaca, que tem entre seus clientes Nestlé, Natura, Ambev, Votorantim, Itaú, Roche, Unilever, Instituto Ethos, Johnson & Johnson, entre mais de 500 nomes aqui e lá fora. –C.B.

11h.

“As manhãs são eficientes e corridas. Eu entrevisto, faço seminários e participo de reuniões na empresa. Às vezes, visito clientes e sou “briefado” no carro mesmo por uma das consultoras.”

13h.

“Almoço com clientes no Pinoli ou no Empório Ravióli. Mas pelo menos uma vez por semana fujo e me encontro com a Joyce, aí vamos ao Trio ou ao Bar des Arts e almoçamos segurando a mão. Eu já tinha falado que ela é linda?”

15h.

“No período da tarde é a mesma correria que de manhã: consultoria, palestras, entrevistas, reuniões ou visitas fora.”

19h.

“Saio do trabalho com o motorista, lendo no carro, e paro em alguma loja de vinhos ou um bom supermercado para escolher algo especial para o jantar.”

22h.

“Depois de jantar com a Joyce, assistimos filmes na TV. Não tenho hora para dormir. Costuma ser depois das 24h.”

andré santos

um dos maiores headhunters do país ensina a viver bem na cidade que adotou

“Chego à minha sala e meu dia já está planejado por alguma de minhas sócias ou consultoras. Todas estão autorizadas a me programar a qualquer hora, desde que não conflitem agendas. Às vezes elas me ‘negociam’ e fazem trocas”.


99


29 horas com...

100 | 29HORAS | 29 de dezembro a 29 de janeiro 2010


Revista 29HORAS - Ed.03 - janeiro 2010 - Capa 1