Page 1

apontamentos MUSEU DE LAMEGO | dezembro

Boas Festas!

2

0

1

2


2

MUSEU DE LAMEGO | dezembro

0

1

24 11 12 Legenda da capa: Virgem do Ó (pormenor) Mestre Pêro Calcário branco / "pedra de Ançã" Séc. XIV Museu de Lamego, inv. 130

2


MUSEU DE LAMEGO | dezembro

2

0

1

2

AGENDA|dezembro


2

MUSEU DE LAMEGO | dezembro

0

1

TESOUROS RESERVA[DOS] | dezembro

24 MANUSCRITO

11

12

LAMEGO, EDITAL E APONTAMENTOS das cellas do recolhimento de Sta Tereza (…) 1723 Museu de Lamego

Tesouros [reserva]dos é um projeto expositivo desenvolvido ao longo de 2012, destinado a propiciar o diálogo entre as coleções do museu e o público e o confronto entre espécies habitualmente em reserva e o acervo em exposição permanente. Em dezembro, a encerrar o programa, apresentamos um manuscrito do séc. XVIII, sobre o desaparecido Recolhimento de Santa Teresa. Em exposição até 31 de dezmebro.

2


2

MUSEU DE LAMEGO | dezembro

0

1

2

As Invasões Francesas em Lamego: memória e realidade No âmbito daquela que viria a ficar conhecida por

7 de dezembro | 18h30 | Conferência

Guerra Peninsular, Portugal foi alvo de três invasões. Lamego esteve no trilho dos invasores em 1808, fazendo registar para a posteridade, sobre este facto, pouco mais do que o episódio quase caricatural de um general francês em fuga. Mais de duzentos anos depois, será interessante perceber melhor as circunstâncias da passagem das tropas de Loison, entre a memória e a realidade, pela voz da investigadora Isilda Monteiro. “As Invasões Francesas em Lamego

memória e

realidade” integra uma iniciativa conjunta do Museu de Lamego e do Teatro Ribeiro Conceição, que traz ainda a Lamego o filme “Linhas de Wellington”, já visionado por mais de 22 mil pessoas. Isilda Braga da Costa Monteiro é licenciada e mestre em História pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e doutorada em História pela Universidade Portucalense. Recebeu o Prémio Defesa Nacional 2002. Investigadora do CEPESE, Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade, da Universidade do Porto, é docente do Ensino Superior e tem vários trabalhos publicados no âmbito da História Contemporânea nas áreas da História Militar, História Parlamentar e História Política.

TEATRO RIBEIRO CONCEIÇÃO 16H30 - Sessão para escolas 21H30 - Filme “LINHAS DE WELLINGTON” A iniciativa traz a Lamego o ator Marcello Urgeghe (Major Jonathan Foster), um dos mais consistentes actores de cinema nacionais, tendo integrado o elenco de filmes como o “O Bobo”, “A Idade Maior”, “Mistérios de Lisboa” ou “Operação Outono”.

Entrada livre


2

MUSEU DE LAMEGO | dezembro

0

1

2

14 e 15 de dezembro | Workshop | INSCRIÇÕES ABERTAS O Museu de Lamego promove nos próximos dias 14 e 15 de dezembro um workshop de redescoberta do próprio museu, sob orientação da pintora Elisabete Oliveira. Após a inscrição e antes do workshop, cada participante terá de visitar o Museu e escolher a peça, o pormenor que mais o impressione. A equipa do Museu encarregar-se-á de registar fotograficamente a mesma. No dia do workshop basta trazer imaginação e boa disposição.

24 12

11 Informações: Dia 14 - Dos 10 aos 14 anos 14h00-17h00 Dia 15 - Público adulto 10h00-12h30 14h00-17h00 Inscrições: Até 10 de dezembro Contactos: 254 600230 mlamego.alexandrabraga@culturanorte.pt

Entrada livre

Preço; gratuito


MUSEU DE LAMEGO | dezembro

2

0

1

2

BALANÇO|novembro


2

MUSEU DE LAMEGO | dezembro

HOMENS QUE FALAM COMO MULHERES O Museu de Lamego e o Mosteiro de Santa Maria de Salzedas acolheram nos dias 15 e 16 de novembro os Cantares dos Trovadores Galaico-Portugueses, numa extraordinária reinterpretação contemporânea de Gisela Cañamero e José Manhita. Ora musicadas, ora declamadas, as Cantigas de Amigo entoaram para cerca de 150 pessoas, entre alunos e público em geral, recordando o tempo em que os homens se colocavam na pele das mulheres para lhes darem a voz que lhes era negada pelo analfabetismo. Pela voz da “arte pública”, ouviu-se uma sequência de poemas desde a donzela apaixonada à mulher casada, do diálogo entre mãe e filha à fuga desta para o encontro amoroso, do amor correspondido à relação defraudada. Numa performance onde não faltaram as leis do amor, publicadas por André Capelão (séc XII) em «Tractatus de Amore», os dois atores foram muito aplaudidos

12

pelo público, que foi presenteado com uma interpretação no português contemporâneo, que pôde acompanhar no original, através de um caderno elaborado para o efeito.

João Garcia de Guilhade, Pero Viviães, João Airas de Santiago ou Martim de Guinzo foram alguns dos trovadores recordados ao longo das quatro sessões da performance, em Lamego e Salzedas, celebrando o Berço da Poesia Portuguesa, na perspectiva dos homens que se colocaram na pele das mulheres para sentirem, por elas, as «coitas de amor».

0

1

2


2

MUSEU DE LAMEGO | dezembro

0

1

24 11 12

2


2

MUSEU DE LAMEGO | dezembro

PROMETEU TROUXE MAGIAAO MUSEU Um ambiente mágico instalou-se no dia 17 de novembro, no salão nobre do Museu de Lamego, onde Deuses, Titãs e Pandoras se uniram numa linguagem performativa única, fundindo em cena a música, o teatro e a expressão audiovisual. Pela mão do Teatro de Formas Animadas (TFA) de Vila do Conde, o público foi brindado com a peça Prometeu, numa recriação ocidental do Wayang Kulit, o famoso teatro de sombras indonésio, onde a tradição e as novas tecnologias de caráter experimental se cruzaram. Numa co-produção com a Casa da Música, a performance multimédia narrou a epopeia heróica de Prometeu, o titã irreverente que roubou o fogo aos deuses e o ofereceu aos homens recém-criados. Não faltou também a Caixa de Pandora, portadora de todos os males do mundo. Num jogo de intrigas, heróis, deuses e batalhas, a

12

narrativa foi-se desenrolando através de personagens representadas por silhuetas articuladas, numa cenografia que utilizou como recurso principal a manipulação de areia sobre uma superfície, criando desenhos e texturas que sugeriam espaços e ambientes visuais, além de uma sonoplastia original que acompanhou todos os momentos. Com encenação e interpretação de Marcelo Lafontana, o espetáculo proporcionou um momento mágico de união com o público que, no final, não se cansou de aplaudir a performance.

0

1

2


MUSEU DE LAMEGO | dezembro

2

0

1

2


2

MUSEU DE LAMEGO | dezembro

E DA MATEMÁTICA DE FEZ MÚSICA...

0

1

2

avanços científicos ao nível da tecnologia e da eletrónica, como assinalou a docente.

Na data em que se assinalou o Dia Nacional da Cultura

Os participantes tiveram oportunidade de verificar in

Científica, no Museu de Lamego falou-se de

loco estes problemas, através da audição das notas

matemática e de música. Numa abordagem

musicais de acordo com diversos tipos de afinação,

descontraída e informal, a investigadora e docente da

que foram variando de época para época, de região

Universidade do Minho, Ana Pereira do Vale, brindou a

para região.

audiência com números e sons que, no final, se

Efetivamente, muitas vezes estas questões passam

traduziram na matemática da música.

despercebidas, mas foi impressionante a clareza com

Inserida na Semana da Ciência e da Tecnologia, que

que a palestrante evidenciou aos presentes os

este ano decorreu entre 19 e 25 novembro, esta

problemas da afinação de instrumentos musicais e os

palestra foi a primeira colaboração entre o Museu e a

cálculos aritméticos para chegar à afinação

Agência Nacional para a Cultura Científica e

denominada de pura ou justa. No entanto, foi ainda

Tecnológica, estando previsto para 2013, como

percetível que, apesar das várias soluções

anunciou o Diretor do Museu de Lamego, Luís

encontradas, estas acabam por revelar outros

Sebastian, um conjunto de iniciativas em torno da

problemas.

promoção da Cultura Científica e Tecnológica, onde a

“Ouvir os números: a matemática da música” contou

matemática continuará a marcar presença.

com ainda com a simpatia e disponibilidade da

Na sessão do dia 24 de novembro, os participantes

oradora que atualmente trabalha os problemas

tiveram oportunidade de perceber as dificuldades

matemáticos da Teoria da Música. Entre as disciplinas

presentes na afinação dos instrumentos musicais e a

que leciona na Universidade do Minho está incluída

dificuldade em resolver com uma fórmula comum

uma disciplina de Matemática e Música para a

todos os problemas.

licenciatura em Música. Apresenta periodicamente

Centrada na música ocidental, Ana Pereira do Vale

palestras, que incluem temas como o papel dos

começou a sua intervenção recordando que a

grupos na construção das escalas musicais, as

matemática marca presença nas mais diversas

transformações geométricas na composição musical,

vertentes da música, desde a simbologia das notas

o problema da afinação, uma axiomática aritmética

musicais, aos compassos, passando pelas cadências,

para o contraponto de primeira ordem ou a análise de

pela construção dos próprios instrumentos e,

partituras através de caminhos definidos em

impreterivelmente, pela questão da afinação que era

estruturas geométricas em duas ou três dimensões.

e continua a ser um problema, apesar dos diversos

A sessão não terminou sem a audição de Chopin e a

24

identificação das diferentes afinações.


MUSEU DE LAMEGO | dezembro

2

0

1

2


2

MUSEU DE LAMEGO | dezembro

0

1

2

Museu de Lamego Largo de Camões 5100-147 Lamego Tel: 254600230 E-mail: mlamego@culturanorte.pt Horário De terça-feira a domingo, das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h00. Encerra às segundas-feiras. Gratuito aos domingos e feriados até às 12h30. Serviço Educativo Visitas orientadas/comentadas à exposição permanente e exposições temporárias, mediante marcação prévia. Biblioteca De terça a sexta-feira, das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h00. Auditório 100 lugares Loja

DIRECÇÃO REGIONAL DE CULTURA DO NORTE

MUSEU DE LAMEGO | apontamentos dezembro  

Newsletter mensal do Museu de Lamego.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you