Page 1

Unipalmares News - Ano I nº 4

Isso é Real!

40 alunos da Zumbi no Real Em 2009 serão mais 50


Setembro 2008 - Unipalmares News

Editorial

Página 2

Unipalmares News é seu canal de comunicação - PARTICIPE O Unipalmares News foi criado para você: aluno, professor e funcionário dessa instituição de ensino portanto, gostaríamos de saber a sua opinião sobre o informativo. Escreva para a redação através do e-mail: unipalmaresnews@unipalmares.edu.br. Também estamos aguardando a sua participação através de sugestões de assuntos para serem abordados, como dicas de cultura, esporte, educação, mercado de trabalho e turismo, entre outros. A partir da próxima edição teremos a Coluna do Aluno – um espaço para você (aluno) escrever. Aproveite para mostrar seu talento.

A Zumbi está triste É com muita tristeza que damos a notícia do falecimento no sábado, dia 30 de agosto, de nossa ex-aluna Mayra Aparecida Alves Pires, de 29 anos, devido a problema cardíaco. Na Unipalmares, Mayra estudou até o 4º semestre de Administração, quando em 2007, chegou a fazer a matrícula do quinto semestre, mas não pôde dar continuidade aos estudos. Ela morava no Jardim Marajoara (Interlagos) e deixou uma Aos familiares e amigos nossos filhinha, Mel. A Zumbi está em luto sinceros votos de pêsames e de paz. e abalada com a perda da jovem.

Marta Suplicy debate na Unipalmares Nesta última semana (4.09), a Unipalmares trouxe a candidata a prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy para apresentar suas propostas e debater assuntos de interesse geral e dos alunos que assistiram à palestra no auditório da institição,

Prof. João Carlos Di Gênio. Marta apresentou suas idéias para a melhoria da cidade e depois abriu espaço para os alunos fazerem perguntas. A sabatina teve duração de uma hora, com a presença da administração e coordenação da Unipalmares. Entre os convidados estavam o reitor José Vicente, a vice-presidente executiva Ruth Lopes, a vicepresidente financeira Raquel Lopes, a diretora de comunicação Francisca Rodrigues e a candidata e vereadora Claudete Alves, entre outros. Em relação aos problemas da cidade, Marta abordou o trânsito, a educação, a saúde e o transporte, e frisou que a discrepância social e de renda dos paulistanos ainda é o maior problema de São Paulo. Para ela, o investimento em conhecimento e na educação é essencial, pois a ci-

dade precisa deixar de ser somente prestadora de serviço para investir em tecnologia e na formação de sua população. “Ainda temos uma parcela analfabeta e analfabeta digital, por isso temos que investir na qualificação básica, de ensino médio e superior – e fazer parcerias com universidades e institutos de pesquisas. Isso é investir na parcela de jovens que precisam de auxilio. São Paulo tem que voltar a ser a locomotiva do País”, disse. Se eleita, prometeu continuar a

concessão do novo campus da Unipalmares, veremos as parcerias que poderemos fazer. Vou continuar o compromisso da concessão. O novo campus vai ser muito bacana e desejo toda boa sorte. Podem contar com meu apoio”, afirmou. Ao final da palestra, o reitor José Vicente agradeceu a presença de todos e completou: “a Unipalmares está trabalhando para trazer também os outros candidatos a prefeitura da cidade”.

Expediente Unipalmares News é uma publicação da Unipalmares – Universidade da Cidadania Zumbi dos Palmares – Ano 1, Número 4 – Rua Padre Luís Alves de Siqueira, nº. 640 – Barra Funda – São Paulo/SP – Brasil – CEP 01137-040 – Tel. (55-11) 3392-6005. Conselho Editorial: José Vicente, Francisca Rodrigues, Ruth Lopes, Raquel Lopes. Direção Editorial e Executiva – Jornalista Francisca Rodrigues (MTB.14485 – francisca@afrobras.org.br) Redação- Zulmira Felício (MTB.11316 – zulmira.felicio@globo.com), Julia Ramos, Isabella De Luca (estagiárias), J. C. Santos (fotográfo) Editoração Eletrônica – Taise Alves de Oliveira - Impressão – L.T.J


Realidade

Setembro 2008 - Unipalmares News

Página 3

Real efetiva 40 alunos da Unipalmares Durante a formatura, o banco anunciou a continuidade do programa para novos alunos Quarenta alunos da Unipalmares que participaram do 1º Programa Executivo Jr. do Banco Real foram efetivados. Neste ano em que se comemoram os 120 anos da abolição ações como esta empreendida pelo Banco Real, mesmo não sendo rotineiras, provam que esse é o caminho a ser trilhado com trabalho, perseverança e afinco, destacou o prof. José Vicente, reitor da Unipalmares, no decorrer da cerimônia de formatura do Programa Executivo Jr. “Que vocês nunca se esqueçam de suas origens e que sejam solidários”, disse como uma recomendação aos formandos para que eles contribuam para a ascensão de outros colegas negros. A mensagem do prof. José Vicente aos formandos se reveste de importância inconteste uma vez que a grande maioria dos alunos da comunidade Zumbi é oriunda de famílias carentes, mas que hoje têm a oportunidade de estudar, estagiar e ser efetivado em grandes empresas. Tudo isso é graças ao trabalho desenvolvido pela Unipalmares que favorece o acesso à educação e ao mercado de trabalho aos jovens afrodescendentes deste País.

Salto na vida

Victor, a esposa, e os pais

Estudar ética empresarial, administração financeira, matemática financeira, ter aulas on line, mais as presenciais, somadas à grade da Unipalmares, essa somatória se traduz em conhecimento profissional, completa Victor dos Santos, 24 anos, aluno do último semestre e também participante do programa Executivo Jr. Oriundo de uma família cujos irmãos mais velhos não tiveram a oportunidade de estudar, Victor entende que sua vida tomou outro rumo devido ao estudo. Casado com Ellen e pai de Vitória (1 ano), diz ter condições de oferecer melhor qualidade de vida à sua família, com mais saúde e conforto. Para os demais alunos da Unipalmares, manda o seguinte recado: acreditem nos estudos, “você é do tamanho do seu sonho”.

Continuidade do programa

Edson (centro) com os gestores

Há 8 anos, Edson Adriano Estevão da Silva, 32 anos, era um simples faxineiro, um aventureiro, sem perspectiva de vida. “Quando entrei na Unipalmares me sentia um peixe fora d´água, estava desmotivado, não sabia ao certo o que era uma faculdade, o que queria ser ou fazer”, recorda-se. Até então, ele havia trabalhado numa companhia de viação, em outra na área de saúde, e enfrentado as conseqüências de uma separação conjugal. Pai de Victor (5 anos), o aluno do último semestre de Administração hoje reconhece que a Unipalmares foi o começo de uma nova vida. “Perdi o medo de encará-la”, acredita. “A educação é o alicerce de nossas vidas”, destaca Leonice Silva Santos, 22 anos, aluna de Administração do 6º semestre, escolhida pela turma de formandos para ser a oradora do evento. “O conhecimento adquirido na Zumbi, na FGV ou no banco é para sempre. Além de agregar conhecimento é bom fazer amigos nessa trajetória”, comenta Leonice que pretende estudar inglês, uma pró-graduação em 2010, e seguir carreira no banco.

Leonice e os pais

Fábio Barbosa, presidente do Banco Real-Santander e da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), durante a cerimônia de formatura dos alunos, anunciou que devido ao sucesso da iniciativa com a Unipalmares, o banco dará continuidade ao programa para 50 outros novos alunos. Quando o Banco Real deu início ao seu 1º Programa Executivo Jr, em agosto de 2006, 403 candidatos concorreram a 50 vagas. “Na ocasião, estruturamos o programa numa parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), pois acreditamos que as pessoas precisam apenas de uma oportunidade na vida para desenvolver o seu potencial”, disse o executivo. A cerimônia de formatura ocorreu na sexta-feira (29/08), no Buffet Hasbaya, e contou com a presença de Edson Santos, ministro da Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial (Seppir).

Giovanni Harvey (Subsecretário de políticas de ações afirmativas da Presidência da Republica), Edson Santos (ministro da Seppir), Fábio Barbosa (presidente Real-Santander) e José Vicente (reitor da Unipalmares)


Setembro 2008 - Unipalmares News

No ar

Página 4

Corra!

Aqui você pode!

Ainda dá tempo de se inscrever no processo do Citibank Para os alunos que ainda não se inscreveram no programa de estágio do Citibank ainda dá tempo! Os interessados devem estar cursando a partir do segundo ano de Administração (também pode participar quem cursa o último ano). As áreas de atuação são: cobrança,

internet,

tesoura-

ria e mercado financeiro. Para concorrer a vaga é preciso ter os seguintes conhecimentos: pacote Office, inglês básico e disponibilidade de horário (oito horas por dia). Entretanto, o aluno não pode ter nenhuma DP na faculdade. A bolsa-auxílio é de R$ 1.250,00, mais vale-refeição e férias. O local de trabalho será na avenida Paulista ou na avenida Francisco Matarazzo (próximo à Unipalmares). Os currículos devem ser cadas-

Semana Jurídica traz temas atuais Mário Frota, professor da Universidade de Paris XII, diretor do Centro de Estudos de Direito de Consumo (Cedc) e diretor da Revista Portuguesa de Direito do Consumo (Rpdc), apresentou durante a Semana Jurídica que aconteceu na Unipalmares, um tema bastante atual: As novas tendências do direito europeu do consumo. A palestra, no último dia 26, abordou a situação do consumidor no bloco da União Européia, analisando a importância dos países membros em relação aos direitos humanos. “A União Européia constitui a política social mais importante do globo. Há agregação de 27 povos de diferentes línguas, culturas, tradições e desenvolvimento

humano”, disse o palestrante e doutor, Mário Frota. A representante dos alunos no dia, Andréa Aquino, do primeiro semestre, ajudou a compor a mesa com a participação inclusive dos professores da casa. A palestra com o desembargador Erickson Gavazza, sob o tema Inseminação Artificial e Fertilização in vitro: Métodos de Procriação ou Processos de Fabricação aconteceu

Erickson Gavazza

DIREITO Uninove UNIPALMARES (Vergueiro) R$ 315,00* R$ 530,00 ADMINISTRAÇÃO Uninove UNIPALMARES (Vergueiro) R$ 295,00* R$ 436,00

Universidade Guarulhos R$ 630,53 Universidade Guarulhos R$ 549,47

* Valores válidos para mensalidades pagas até o dia 6 do mês de referência.

Novos cursos em 2009

J

á saiu o relatório oficial no sistema eletrônico do MEC do curso de Publicidade e Propaganda. Agora, a Unipalmares aguarda a publicação da portaria pela Secretaria de Ensino Superior. “Esse curso fui muito bem avaliado”, diz a professora Rosângela Hilário, diretora Acadêmica e de Graduação da Unipalmares, comentando o amplo investimento que a insti-

os

ári i g a t s es

tuição realizou, inclusive, no que se refere às instalações do laboratório. A professora também está satisfeita com o projeto do curso de Pedagogia muito bem avaliado no final de agosto. Pedagogia recebeu avaliação máxima no que se refere à constituição do grupo de professores que pensam sobre o tema Educação, mas que contribuem para quebrar paradigmas, e trabalham a diversidade com a riqueza de valores que ela realmente merece.

C

SB H o n

ba de a c a SBC vos H o n o c s n ê o O Ba ar mais tr s. Sã e r a lm at e contr da Unipa s Souza ários dos Santo ira, do i g a t es eixe straara T m a a r i S ini rre e m F eles: d o A o nald re de s Silva d t s e Regi o sem de Morae d de n u m é a l b seg i Cam e tam r t e s , e o çã o sem istração. gio no t r a u q á in Adm ram o est com icia n bro, i m s e o t n e u ,10, es 5 d 3 9 3 Os al . o dia o de R$1 o. m i t l ú xíli u feiçã a e r a s e l l bo o va s i a m

Novo


Por Dentro

Setembro 2008 - Unipalmares News

Página 5

Britânicos e Japoneses visitam a Zumbi

Na última semana do mês de agosto, a Unipalmares recebeu a visita de representantes de dois países: Japão e Inglaterra. Do Japão veio o correspondente internacional do jornal “The Yomiuri Shimbun”, Isaku Kotera, e seu assistente Ariel Morikone. E, da Inglaterra, cinco alunos da rede pública inglesa, Laure Venier, Victor Banigboyi, Jamie Salzin, Adam Hooton e Akilah Jeffers acompanhados por João Madureira e Elizabeth Fuzikava, da Cambridge University Press, empresa que patrocinou a visita.

Os japoneses vieram com o objetivo de conhecer o projeto da Unipalmares, entrevistar alguns alunos e assistir a uma aula. Na oportunidade, assistiram Antropologia de Raça, Cultura e Sociedade, aula do primeiro semestre de Direito, com a professora Vera Cristina. Também os alunos ingleses vieram com o propósito de visitar a universidade e de conhecer uma instituição que preza pela inclusão do afrodescendente, em um “estágio de conhecimento” do qual participam pelos países do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China).

inatulhendo ass o c o tã s e i ck da Zumb oio a Bara p a m e s Os alunos re ricanas. os e familia ições ame le ras de amig e s à to icente, andida rof. José V p , Obama, c s re a lm te ao Unipa essoalmen p ta s O reitor da li a s, presentar a este mê d in a ê it pretende a m em seu co os EUA. Obama ou iagem que fará a v tá sendo idatura es d durante a n a c e à apoio Cristina d ra e V A lista de ª f. ro ultura, a pela p Raça e C ito. coordenad ia g lo o p o ire Antr ão e de D ç a tr Souza, de is in m de Ad dos cursos

Unipalmares é tema de seminário na Escola de Magistratura A história da construção da primeira universidade do Brasil e da América do Sul voltada para a inclusão do negro foi contada no 22/08, no Tribunal Regional Federal do Rio de Janeiro, pelo reitor José Vicente, no seminário Universidade da Cidadania Zumbi dos Palmares: uma experiência de ação afirmativa. “A Universidade da Cidadania Zumbi dos Palmares e a minha indicação para o STJ são dois esforços do comprometimento coletivo”, disse durante o evento, o novo ministro do Superior Tribunal de Justiça - STJ, Benedito Gonçalves.

A Unipalmares, segundo o magistrado, atinge dois objetivos: leva profissionais qualificados para o mercado de trabalho com ajuda de alguns segmentos, conseguindo subsídios para que, não só os negros, mas todos os que têm dificuldades em pagar seus estudos, tenham essa oportunidade. “A maior questão a ser promovida na comunidade afrodescendente é a auto-estima”, concluiu o ministro. O seminário contou com a participação de autoridades das esferas federal e estadual, e advogados de instituições acadêmicas e do movimento negro. O Fórum foi trans-

mitido por videoconferência para a Seção Judiciária capixaba. O evento que foi realizado pela Escola da Magistratura Regional Federal da 2ª. Região em parceria com o Iara - Instituto de Advocacia Racial e Ambiental e com a Unipalmares, integra o cronograma de 2008 do Curso de Aperfeiçoamento e Especialização (CAE) para magistrados federais da 2ª Região, e contou com o apoio, além do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, das Seções Judiciárias do Rio de Janeiro e do Espírito Santo, e da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe).

Campo de futebol e piscina na nova sede

N

a sede definitiva da

Unipalmares, que será inaugurada em 2009, no pelo Clube de Regatas Tietê, além do prédio universitário que será construído, os alunos poderão desfrutar da piscina e de uma área com campo de futebol. O endereço é Avenida Santos Dumont, 843, há duas quadras do metrô Tietê, próximo aos shopping “D” e Center Norte e também do terminal rodoviário do Tietê. Aguardem

mais

informa-

ções sobre a reforma do novo campus

nas

próximas

edi-

ções do Unipalmares News.


Setembro 2008 - Unipalmares News

Por Dentro

Página 6

Princesa Violeta, inspirada na atriz Sheron Menezes Obra fará parte do material didático do curso de Pedagogia Entre tantos autores que se destacaram na Bienal Internacional do Livro deste ano Veralindá Ménezes com sua obra a Princesa Violeta, inspirada na sua filha, a atriz Sheron Menezes, merece atenção especial . O livro - que, fará parte do material didático do futuro curso de Pedagogia - é um conto de fadas, sendo que todos os personagens principais são negros, inclusive a princesa, com pele cor de bombom, cachinhos miúdos, olhos negros e brilhantes e lábios carnudos. Veralinda inspirou-se em sua filha, a atriz ,Sheron Menezes. Princesa Violeta apresenta de for-

ma lúdica, com linguagem infantil, a relação pai e filha: o pai da princesa fica decepcionado por ter tido uma filha ao invés de um homem. É aí que entra o papel da princesa: forte e guerreira. Durante a Bienal Internacional do Livro que aconteceu em agosto, em São Paulo, a autora teve o prazer de apresentar o projeto Contando e Cantando Princesa Violeta forma que escolheu para apresentar a história, através da leitura cantada e dramatizada. Essa ação teve início nas escolas de Porto Alegre e agora deverá se expandir para as outras instituições de ensino do País.

Saldo das Olimpíadas de Pequim Na cidade de Pequim (Beijing) aconteceu no mês passado os XXIX Jogos Olímpicos, com o tema Nova Beijing (Pequim), Grandes Olimpíadas. O Brasil ficou em 23º lugar, com três medalhas de ouro (uma na natação - 50 metros livre com César Cielo; no atletismo – salto em distância com Maurren Maggi e o no vôlei feminino), quatro de prata e oito de bronze, somando quinze medalhas no total. As atletas brasileiras foram o grande destaque nesta edição dos jogos. Entre elas, merecem a nossa especial atenção as afrodescendentes: Fofão do vôlei feminino, Pretinha do futebol feminino e a judoca Ketlyn Quadros (bronze), a primeira medalha olímpica individual de uma mulher na história olímpica brasileira.

Ketlyn Quadros

Espaço r para vo eservado cê mos trar seu tal ento! Particip e sugestõ enviando es, mat dicas p érias, ara unipalm a unipalm resnews@ ares.ed u.br


Acontece

Setembro 2008 - Unipalmares News

Página 7

Faltam alunos e docentes negros nas universidades

Por Luiz Paulo Juttel www.comciencia.com.br 11/08/2008

Dados de uma pesquisa de 2003 do antropólogo José Jorge de Carvalho, da Universidade de Brasília (UnB), mostram que o percentual de alunos e docentes negros nas universidades públicas brasileiras girava até então em torno de 0,5%. Mantidas as condições sociais de hoje, a projeção de Carvalho para os próximos 170 anos indica que esse índice não ultrapassará 1% do total. Tristes informações como essas preocupam uma das maiores instituições científicas brasileiras, a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). A atenção se traduziu em debates sobre o tema durante a 60ª Reunião Anual, realizada em julho, na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Dentre as metas figurou a possibilidade de incentivar o ingresso dos negros e pardos no meio científico. O consenso maior entre os palestrantes ficou a cargo da defesa do sistema de cotas, algo que vem sendo amplamente discutido. Para Sonia Guimarães, pesquisadora do Centro Técnico Aeroespacial (CTA) e palestrante da conferência, para falar do negro na ciência é preciso tratar sobre a entrada dele na universidade. “Como é que os negros vão adentrar no meio científico se só 3% da população universitária brasileira alunos é negra?”, questiona a pesquisadora. As cotas, para Guimarães, são medidas que visam diminuir o impacto da desigualdade social entre brancos e negros visualizados nos dados estatísticos. Por isso, ela criticou o manifesto “113 cidadãos anti-racistas contra as leis raciais” entregue em abril deste ano ao presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes. Tal documento foi assi-

Sala de aula da Unipalmares

nado por artistas e intelectuais, entre eles Caetano Veloso e Ruth Cardoso, falecida recentemente. A função principal do documento é mostrar que a Lei de Cotas é inconstitucional e geradora de segregação racial, citando, por exemplo, artigos da Constituição brasileira como o 19 que diz: “é vedado à União, aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios criar distinções entre brasileiros ou preferências entre si”. De acordo com a pesquisadora do CTA, as estatísticas apontam que essa distinção já ocorre na prática. Dados divulgados pelo Portal UOL e jornal Folha de S. Paulo, em maio deste ano, mostram que mulheres negras ganham 51% do salário das brancas na cidade de São Paulo e que negros ocupam apenas 3,5% dos cargos de chefia. Sonia Guimarães ressalta que os negros dificilmente conseguirão reverter este quadro se não conseguirem cursar uma universidade. “O manifesto contra as cotas conclui que, basicamente, são as diferenças de renda e tudo que vem associado a elas, e não de

cor, que limitam o acesso ao ensino superior. Se a cor não tem nada a ver com isso, porque será que entre os mais pobres só 30% são brancos e 69% são pardos e negros?”, questiona Guimarães.

Unipalmares e ações afirmativas Para a química Denise Alves Fungaro, pesquisadora do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), as ações afirmativas, como a Lei de Cotas, são medidas importantes contra os fatores negativos que impedem a entrada do negro no meio acadêmico. Entre tais fatores ela cita principalmente o ensino público básico de baixa qualidade, a baixa renda familiar da população negra e a falta de bolsas de pós-graduação. Em seu relato pessoal, a pesquisadora explica que a ausência desses fatores foi determinante para o seu sucesso acadêmico e profissional na área de química ambiental. Apesar dos problemas, o núme-

ro de negros nas universidades públicas brasileiras tem aumentado nos últimos anos graças, segundo Fungaro, as ações afirmativas. Além das cotas, ela destaca outros acontecimentos que contribuem tal aumento. O primeiro foi a proliferação dos cursos pré-vestibulares comunitários na década de 1990 que passaram a preparar estudantes de baixa renda para o vestibular. O segundo trata sobre idéias inovadoras nessa área, como a criação da Universidade da Cidadania Zumbi dos Palmares em 2000 na cidade de São Paulo. A Unipalmares é uma instituição sem fins lucrativos focada na formação de afrodescendentes. Graças a parcerias feitas com diversas empresas do setor privado, os dois mil alunos que atualmente cursam os três cursos oferecidos - direito, administração de empresas e tecnologia de transportes - pagam mensalidades abaixo de um salário mínimo. Em março desse ano a primeira turma de graduação se formou. “Oitenta e nove porcento deles eram negros”, diz Sonia Guimarães. A idéia principal trabalhada nessa conferência é que medidas especiais precisam ser tomadas para assegurar que o negro, historicamente desfavorecido socialmente, consiga cursar uma graduação e, posteriormente, receba apoio para se especializar ao ponto de ter condições de trabalhar com ciência e tecnologia. Para Sonia Guimarães, o sistema de cotas é uma oportunidade capaz de gerar um futuro melhor a muitos afrodescedentes talentosos. “Se ficarmos podando essa chance da maioria das pessoas negras vamos ficar outros 170 anos nas mesmas condições. Precisamos agir diferentemente”.


Setembro 2008 - Unipalmares News

Tá Rolando

Página 8

Eleições 2008!

Alunos da Zumbi são candidatos Na Zumbi também temos dois candidatos a vereador. Alberto da Silva, 41 anos, mais conhecido como Aluno Alberto do terceiro semestre do curso de Direito. Candidato em eleições, desta vez está mais confiante, “meus colegas estão vendo a minha candidatura com bons olhos. Faço minha campanha nas escolas e nas universidades, pois meus projetos visam a educação até porque a maioria dos alunos que desiste do estudo é o negro”, disse o filiado ao PR. Alberto solicitará na Câmara Municipal de São Paulo a recuperação dos quilombos e a afirmação da história cultural do negro, ressaltando que um vereador tem que trabalhar por todos e por todas as etnias. O outro candidato aluno da Zumbi é Raimundo Xavier de Oliveira Cruz, 46 anos, o Dunga, apelido dado pelos ami-

gos ainda na infância. Ele defende a luta pelos direitos dos afrodescendentes brasileiros já que sua família é de origem africana, “aprendi sobre a cultura africana e sobre a escravidão em casa e não nos livros, meu avô era filho de escravos e morreu com 120 anos”, disse. Sua vida política começou em 79 durante a Greve dos Metalúrgicos. A partir de 80, começou a participar de movimento sindical. Em 86 entrou para o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e para a União dos Negros pela Igualdade (UNEGRO), onde foi militante até 94. Se eleito, Dunga pretende lutar pela diminuição da desigualdade social existente em São Paulo e pelo fortalecimento do poder do negro dentro do partido do Partido Socialismo e Igualdade (PSOL). Em relação ao seu “concorrente” da faculdade,

Alberto da Silva (aluno)

ele diz dar total apoio, “acho que aqui na Unipalmares, deveríamos ter mil candidatos a vereador, quanto mais afrodescendentes no poder Legislativo melhor. Só assim, poderemos levar nossas idéias e propostas já que somos a maioria da população, mas nunca reconhecida”, conclui. Xavier de Oliveira, o Dunga (aluno) com Heloísa Helena

Adalberto Camargo morre aos 84 anos

O primeiro deputado federal negro pelo Estado de São Paulo, Adalberto Camargo, morreu no último dia 16 de agosto, aos 84 anos, devido a problemas intestinais. Adalberto Camargo entrou no MDB, em 1966, sendo eleito deputado federal. O ex-deputado sempre teve orgulho de sua raça pela qual trabalhou. Foi autor de diversos projetos que visavam a inclusão social dos afrodescendentes brasileiros.

Jornal Zumbinews nº 4  

Jornal da Faculdade Zumbi dos Palmares - São Paulo - Brasil

Advertisement