Issuu on Google+

junho 2010 nº 01

BIO EXTRATUS

edição de

nº 1 lançamento

Fernanda Vasconcellos junho 2010 nº 01

Corrida, musculação e boca fechada para manter a forma

Palavra de homem

Mário Frias, Ziraldo, Luciano (da dupla com Zezé)

Beleza com

Guilhermina Guinle, Patrícia Naves Sylvia Bandeira, Solange Frazão

Humor

Melhore o seu comendo direito

Promoção no trabalho Os 5 passos para subir na carreira

Xô,

celulite! Tratamento para todas olheiras! O batom milagroso

Truques para se dar bem na liquidação

Especial cabelos os 10 maiores pecados + o temido teste das ruas + as preferências masculinas


94

30 12 16 18 22 30

Horóscopo o que esperar dos astros nos próximos meses

Volta por cima da esclerose múltipla ao surto de felicidade

Lenço como esta peça se transforma em várias e valoriza o seu look

Moda

72 75

hi-lo, a onda é misturar peças baratas e caras dia e noite

Moda ele – deixe seu amado no maior estilo

Dormir é uma delícia!

76 92

veja os benefícios e caia nos sono

34

Cheirinho gostoso no ar as novidades em perfumes

60 64

Está em dia com as finanças? faça o teste e descubra!

4

16

64

Receita de vó conheça os “milagres” da babosa, uma planta milenar que encantava Cleópatra

Jequitinhonha quem conhece jamais esquece

Madame Cabellina ela ajuda você a resolver seus dilemas, dúvidas e preocupações

94

Saúde do peito quando é hora de examinar os seios

Meio ambiente assunto em alta nas empresas

96

Divirta-se alô, público, O Circo Vox chegou!

Morena Leite a badalada chef ensina um prato incrível para fazer em casa

CARLOS PRATES/2X1 LENÇO E DINHEIRO, SIC MÁSCARA, FELIPE DENUZZO CIRCO

08


Está na 14 24

Liquidação tentações que amamos e cuidados para não cair em armadilhas

Patrícia, Solange e Sylvia poderosas mostram o que fazem para continuar jovens e lindas

MÁXIMO JR. PATRÍCIA, MARCOS LOPES MARIO, ISMAR INGBER ZIRALDO,

26 28

Olheiras o que é que um simples batom tem a ver com elas? Descubra!

Celulite escolha qual a melhor maneira de combater este mal

54

capa 35

54

Especial cabelos dicas de tratamentos, as preferências masculinas e como ajudar o seu amor a enfrentar a calvície.

Fernanda Vasconcellos

24

atriz fala sobre carreira, corpo e saúde

62

66 68 88 80

Mau humor o seu pode estar relacionado ao que você leva à mesa, ou melhor, à boca

Carreira como conquistar a promoção tão desejada

Ziraldo uma entrevista com o pai do Menino Maluquinho

88

Mário Frias o ator revela suas grandes paixões

Luciano surpeenda-se com o que ele faz pelo Meio Ambiente

FOTO CAPA: PRISCILA PRADE CABELO E MAQUIAGEM: JÚNIOR MENDES

68

5


Nosso recado Compromisso e Responsabilidade sempre foram palavras de ordem para a Bio Extratus. Quem conhece nossos produtos e a preocupação da empresa com o futuro do planeta sabe muito bem do que estamos falando. Ao longo de nossa trajetória, passamos por diversos desafios e, com muita satisfação, percebemos que temos conquistado os resultados esperados. E é justamente embalados por um misto de satisfação e orgulho que entramos novamente em mais um desafio. Um desafio que foi muito bem pensado e que chega agora a suas mãos: a revista Fúcsia. Fazer uma revista não é tarefa fácil. Foram inúmeras reuniões, telefonemas, troca de ideias, noites em claro, friozinho na barriga, contatos mil e mais uma série de situações que levaríamos horas para relatar. Mas o que realmente importa é dizer que tudo valeu a pena. E para quem estiver curioso sobre o nome que escolhemos para nossa publicação, eis a resposta. Fúcsia é uma cor. Pode ser violeta para uns, magenta ou roxo para outros, e tantas quantas forem as variações que os olhos permitirem. Vem daí a

inspiração para criarmos um conteúdo diversificado e recheado de assuntos que fazem parte do dia a dia da mulher moderna, que gosta de acompanhar o cotidiano da casa, da família, dos filhos, mas que também trabalha e precisa estar antenada com os acontecimentos. Mas Fúcsia também é uma flor com quatro pétalas, que talvez você conheça com o nome de “brinco-de-princesa”. Como toda flor, quando ofertada a alguém, representa carinho, amor, amizade, sorte e sucesso. A revista Fúcsia é exatamente um pouco de tudo isso, cor e flor. Um presente que nos enche de alegria e que tem a pretensão de criar um forte elo de amizade com você, nossa querida leitora. Sintase à vontade para nos escrever e falar sobre o que achou de nossa nova empreitada. Diga também o que gostaria de ver aqui. Sua participação é o que mais conta para nós. Receber seu contato será uma honra para nossa equipe! Seja bem-vinda e tenha uma ótima leitura!

A direção

Conselho Editorial: Vera Lúcia Gonçalves Gomes Thiana Gonçalves Gomes

Presidente: Vera Lúcia Gonçalves Gomes Diretora de Marketing: Thiana Gonçalves Gomes A Revista Fúcsia é uma produção da Editora 2x1 sob encomenda da Bio Extratus Cosmetic Natural Ltda. E-mail: redacao@revistafucsia.com.br Bio Extratus Cosmetic Natural Ltda. Rua Mato Grosso, 800 – 3º andar – sala 301 Santo Agostinho – Belo Horizonte/MG – CEP: 30190-081 Atendimento ao Consumidor: (31) 3855.3002 | www.bioextratus.com.br marketing@bioextratus.com.br

Editora-Chefe: Cilene Soares – MTb 23.174 Diretora de Arte: Debora Barbieri Designers: Isabela Berger, Beatriz Garcias Diagramadores: Cleiton Caliman, Anderson Sunakozawa (estagiário) Colaboraram nesta edição: Aline Almeida, Carolina Thomeu, Françoise Terzian, Milla Mathias, Nilsa Tomé, Silvia Lourenço, Simone Argiles (textos); Aline Almeida, Aline Valier, Carlos Prates, Lucio Almeida, Thiago Pompeia (fotos) Revisão: Camila de Felice – MTb 35.155 Projeto Gráfico: [sic] comunicação Publicidade: Zavala Propaganda 2X1 Editora – www.editora2X1.com.br Tel.: (11) 3867.3848 Tiragem desta edição: 250.000 exemplares Impressão: Divisão gráfica da Editora Abril S.A.

"Nossa admiração e respeito à Natureza é uma forma de colaborar com a beleza do planeta.” 6


Participe Você na Fúcsia Não basta ler, tem que participar! Considere-se intimada a dizer o que pensa sobre nossa revista. A partir de agora, temos um relacionamento com você. E fazemos questão de ouvir suas opiniões, críticas, sugestões. O e-mail redacao@revistafucsia.com.br foi criado só para isso.

Caso prefira conversar diretamente com nossa temperamental consultora de etiqueta, estilo etc (sabendo que a resposta pode não ser a que gostaria de ouvir), envie sua mensagem para cabellina@revistafucsia.com.br

ILUSTRAÇÃO: SOUTH GAMA | FOTOS: CARLOS PRATES/2X1 (SÓ NÓS VIMOS), THIAGO POMPEIA/2X1(PARTICIPE)

Fúcsia sempre trará histórias de gente que soube vencer dificuldades. “Volta por cima” é um espaço para exemplos de superação. Faça como Roseli Del Sasso e conte o seu. voltaporcima@revistafucsia.com.br

Só nós vimos Quer conquistar um olhar radiante sem usar a sombra ou o pó iluminador? Então, veja o truque que o maquiador Celso Almeida usou na modelo Bianca Piovezana, que recheia nossas páginas do editorial de moda. Ele passa o bom e velho gloss nos cantos internos dos olhos e depois suaviza com a ponta dos dedos. O gloss, segundo Celso Almeida, tem efeito molhado e deixa o make super natural. Resultado: um olhar sexy e iluminado. Experimente!


seu astral

Previsões para os próximos meses

Áries Gêmeos

Touro De 21 de março a 20 de abril

De 21 de abril a 20 de maio

De 21 de maio a 20 de junho

Amor

Amor

Amor

Você terá de fazer escolhas: se romper um compromisso, achará que fez a escolha errada; se o conservar, certamente vai querer sair dele. O importante é compreender sua necessidade. Para quem está só, reserve tempo para a paquera.

Boas notícias. Está chovendo na roseira: vocês nunca estiveram tão encantadoras. Quem tem compromisso, a relação pede por renovações, desde aquele jantar à luz de velas, até presentear a pessoa amada. Tudo vale para reacender a chama.

Trabalho

Trabalho

Na vida amorosa, para quem já tem compromisso, tudo se esclarece: você entenderá as limitações do outro e as aceitará, mas nem por isso pactuará com elas. Para quem ainda não encontrou a cara-metade, as possibilidades são boas em julho e agosto.

Período favorável, novas oportunidades, novos clientes e conquistas. Cuidado com o desgaste, principalmente nas reuniões de trabalho. O nervosismo tem atingido a parte digestiva.

Com tanta energia, vá com calma com as parcerias de trabalho – ouça ao outro. Outubro certamente trará novidades e, finalmente, aquele projeto tão desejado tomará forma e seguirá o caminho da realização.

Trabalho

Saúde

Saúde

Saúde

Além de evitar o estresse, cuide da alimentação e procure repousar. Agasalhe-se para não pegar friagem: há uma tendência para gripes e resfriados, principalmente no mês de junho.

Na saúde, junho pede concentração, já que um pouco antes e um pouco depois do aniversário a energia vital cairá. Cuide das articulações.

Próximo ao mês de aniversário, os geminianos ficam mais ansiosos. Poupe-se ou seu corpo reclamará. Cuide de seu aparelho respiratório.

Família

Família

Nada de impor seu ponto de vista. Você vai precisar contar até 10 quando for anunciar suas decisões. Lembre-se: as pessoas estão habituadas com sua atuação serena – não mude de um momento para o outro.

As relações familiares, que estavam um pouco tensas, melhorarão a partir de agosto. Mantenha a postura de seriedade que teve até aqui e verá resultados.

Com a família, houve restaurações incríveis e a comunicação melhorou muito. Por isso mesmo é saudável manter os contatos, as visitas, os telefonemas, desde que você não invada ou não sinta seu território invadido.

Extras Suas cores são o laranja e o amarelo. Para junho, procure colocar flores brancas no ambiente. Uma essência benéfica para todo o período são os aromas orientais. Sua sorte está com o número 5 e seus múltiplos.

8

Por Vinicius Puttini

Extras O louro, como erva, traz a vitória. O benjoim é favorável em todo o semestre e sua cor, para junho, é o azul petróleo. Use uma ágata durante o período e tente a sorte com o número 2 e suas variações.

O período trará reorganização profissional e aquela situação que não se resolvia vai se definir. Outubro será um mês de sorte: propostas de alianças sólidas poderão acontecer.

Família

Extras A prática de atividades físicas como dança ou ioga servirá para aliviar a pressão interna. Os tons claros de azul e de verde-claros acalmarão os ânimos. A canela é um excelente revigorante. O número 7 e seus correlatos trarão sorte.


Leão Câncer

Virgem

De 21 de junho a 21 de julho

De 22 de julho a 22 de agosto

De 23 de agosto a 22 de setembro

Amor

Amor

Amor

Você tem olhado para a vida e para as relações de modo mais profundo. Em setembro, aquelas que estiverem sozinhas poderão encontrar uma pessoa especial. Para aquelas que têm relacionamento, o afeto crescerá em qualidade e intensidade.

O ambiente ficará movimentado: projetos, relacionamentos afetivos, mudanças. No amor, para quem tem compromisso, tudo sereno e, para quem está livre, depois de junho é o momento de começar a paquera.

Para quem está só, em julho pode aparecer a paquera ideal. Para quem tem companhia, a relação se firmará. O período é excelente para a vida social e festas.

Trabalho

Trabalho

Haverá realizações no campo material do final de maio até meados de agosto. Em outubro, evite formalização nas associações, pois você tenderá a não prestar atenção aos contratos.

Você estará com muito trabalho nos próximos meses e com muita energia. Faça contatos, converse com clientes, procure entender o que a chefia espera de você. Sempre com diplomacia e tato, você vai chegar aonde quer: ao sucesso.

Saúde A saúde, principalmente em agosto, poderá se ressentir. Fique de olho na pressão, e, de um modo geral, atente-se às enxaquecas. Para relaxar, faça caminhadas. Aproveite o período para tratamentos estéticos.

Família O período todo requer tato com familiares e amigos, pois você estará mais exigente, com mais demandas afetivas. O conselho aqui é que você “releve” as coisas pois, assim, evitará desentendimentos.

Extras Mudanças na decoração da casa estão favorecidas em todo o período e os tons de lilás, e mesmo o roxo, usados com sabedoria embelezarão o ambiente. Sua essência é a lavanda e os números de sorte são o 8 e seus correlatos.

Saúde Reserve suas energias até soprar as velinhas, ou vai se cansar muito. Se puder adiar alguma pequena cirurgia, deixe para realizá-la no mês de setembro, também depois de seu aniversário.

Família Depois de junho, a hora é boa para reunir as pessoas queridas; a família, que andava um pouco afastada, começará a se encontrar outra vez, motivada pela saudade e pelo bom entendimento.

Extras A cor de praxe para Leão são os tons de laranja, mas, para aplacar os ânimos, tons de marrom também são indicados. Para trazer bons fluidos, use o anis-estrelado. O 4 e seus múltiplos representarão a boa sorte.

Trabalho Particularmente em junho, a vida social estará muito movimentada. Convites não vão faltar e haverá reflexos no trabalho. Sua imagem pública será valorizada e seu carisma estará em alta. Aproveite sem perder o bom senso e a astúcia.

Saúde Com tanta bonança, é bom não se descuidar, principalmente se você precisa ficar de olho na balança. Como a estação estará mais fria, atente-se. Os pés também merecem cuidados.

Família Idealismo, sensibilidade, coração aberto e tolerância. Essas características pesarão nas relações afetivas e você terá uma imensa capacidade de doação. É bom ficar de olho na turma jovem, afinal regras e limites precisam ser estabelecidos.

Extras Aproveite para colocar no papel aquele projeto que você intuía e não sabia como formalizar. Use tons de âmbar. Sua essência é a verbena. Números de sorte: 3 e seus múltiplos.

9


Escorpião Sagitário

Libra

10

De 23 de setembro a 22 de outubro

De 23 de outubro a 21 de novembro

De 22 de novembro a 21 de dezembro

Amor

Amor

Amor

Para aquelas que já têm compromisso, calma: a pessoa amada estará queixosa. Para quem está livre, depois do aniversário, novidades. Talvez aquele “príncipe guerreiro” apareça, mas você precisa querer fazer parte desta fábula!

Após um período de desentendimentos, parece que as coisas começarão a se ajeitar, mas evite discussões. Para quem quer namorar, há boas perspectivas a partir de junho. Anime-se!

Amor em alta para Sagitário. Para quem já tem compromisso, prepare-se: o relacionamento ficará mais profundo; para aquelas que estão solteiras, a energia da paquera vai estar em alta. Aproveite... vai ser difícil alguém resistir ao seu encanto.

Trabalho

As finanças vão melhorar, pois você estará com aptidão para negociar, para reconsiderar, enfim, para ganhar dinheiro. Se estiver na vida corporativa, espere por promoção e aumento; se for profissional liberal, novos clientes e negócios virão.

Trabalho

É hora da reestruturação e das decisões. Tudo isso se refletirá nos próximos meses em conquistas e realizações. O período começará com a retomada de projetos e o ritmo seguirá até o início de junho.

Saúde

Saúde

Saúde

Mantenha uma dieta equilibrada e não exagere em atividades físicas. Com você tem sido “tudo ou nada”: socialize-se mais! Cuide da coluna e das articulações.

Em junho, cuide de seus órgãos duplos. Por ser uma época mais fria, é bom ficar de olho em gripes e resfriados, mas tenha cuidado também com os rins. Hidrate-se.

Família

Família

É essencial saber reunir forças e guardar energias para os próximos acontecimentos. O que você sentiu em termos de saúde foi um desgaste físico. Com a alta profissional, reserve-se e cuide da digestão.

Há questões de moradia que só se resolverão após seu aniversário, desde pequenas reformas até compras de imóveis. Então, não perca o controle da família, pois, com jeitinho, a liderança será sua (se já não for).

Pode haver melindres na vida familiar: não se envolva em questões que não são do seu interesse. Espere que as pessoas comuniquem as necessidades que têm para decidir se deve ou não interferir no assunto.

Família

Extras

Extras

Extras

Você precisa organizar seu cotidiano de modo exemplar para não se desgastar inutilmente. Sua cor é o azul, mas você pode acrescentar cinza e preto. Use essências de mel. Seu número de sorte é o “número mestre”, o 11.

Agosto é um mês que costuma ser tenso para Escorpião. Use tons de vermelho em toalhas e roupas de cama. A essência de maçã trará fluidos positivos e prosperidade. Números: 6 e suas variações.

Para que o ambiente fique ainda mais agradável, use essência de jasmim ou de mirra. Tons claros, quase infantis, são favoráveis e o número 13 e correlatos vão dar sorte!

Trabalho

Finalmente chegará um período de realizações. Os frutos de muito trabalho começaram a surgir, as decisões e os acontecimentos foram acertados. Por isso, evite conflitos com os superiores.

Há uma certa demora com algumas questões práticas ligadas à burocracia. Não perca o bom tom e espere. Discussões podem atrapalhar o andamento das coisas.


Aquário Peixes

Capricórnio De 22 de dezembro a 20 de janeiro

De 21 de janeiro a 19 de fevereiro

De 20 de fevereiro a 20 de março

Amor

Amor

Amor

Há uma certa tendência ao ciúme e à posse: modere-se. O cenário afetivo tenderá a melhorar em junho e julho, mas, até lá, muita cautela e paciência serão necessárias. Para quem está livre, tenha calma para fazer a escolha certa.

Os encontros amorosos serão positivos, mas não crie, de imediato, expectativas. Para quem está livre, socializar-se trará novas possibilidades na vida afetiva.

Você tem sentido a plenitude na vida. É recomendável que tenha dados de realidade ou fará com que a relação perca a perspectiva da vida a dois. Para as solteiras, os horizontes se abrirão, principalmente depois de julho.

Trabalho Você deverá tomar decisões muito acertadas quanto à vida profissional e pessoal, pois os ciclos penosos das situações terminarão. Disputas e vaidades poderão aflorar, então, mantenha a diplomacia e a discrição.

Saúde A saúde também requer atenção. O período indica intensidade bioquímica no seu organismo; bom para dietas depurativas, mas você tem de prestar atenção aos alimentos que podem ser tóxicos ou despertar alergias.

Família A família vai pedir sua presença mais frequentemente. Saiba dividir seu tempo para poder dar atenção às pessoas ou elas ficarão queixosas. Mantenha a cordialidade.

ilustrações: [sic] / dafont

Extras As cores vibrantes atraem as forças benéficas e as essências de rosas brancas, também. O número 8 – o número da transformação – e seus correlatos trarão boa sorte.

Trabalho O período é bom para que você resolva assuntos profissionais que estavam pendentes ou mesmo para dar um novo encaminhamento à carreira. Para quem é profissional liberal, a hora é boa para angariar novos clientes.

Saúde Evite condimentos fortes e nada de se exercitar sem orientação profissional. Basicamente, desarranjos podem vir por nervosismo e inquietude. Tire um tempo para você.

Família Questões familiares, que não eram discutidas há muito tempo, virão à tona. Fique firme e encaminhe as questões de maneira cordial. Depois de agosto, a crise passará.

Extras Bom período para cores neutras, pois aplacam a impetuosidade. O uso do alecrim, em forma de óleos, essências ou incensos, trará paz ao ambiente. Seus números de sorte são o 10 – número da vitória – e seus múltiplos.

Trabalho Você tenderá a acreditar em projetos e ideais novos, o que poder levar seu prestígio profissional em posição de risco. Faça uma averiguação das possibilidades concretas do empreendimento antes de se engajar nele.

Saúde Cuidado com exageros, pois você terá muita energia. Controle-se e aproveite para conhecer práticas espirituais e faça exercícios físicos de menor impacto. A saúde estará em alta.

Família Nos assuntos familiares, a maioria dos conflitos será minimizada simplesmente com sua presença, pois a fase é boa para aplacar vibrações negativas.

Extras Faça mentalizações positivas, decore a casa com o branco e use essências de flor de laranjeira. Sua sorte está no 12 e nos múltiplos dele.

www.astrologoonline.com.br

11


Surto de Felicidade

volta por cima 12

“Não deixe que a vida lhe traga uma doença crônica para aprender a ser uma pessoa melhor.” Roseli del Sasso, funcionária pública


Texto: Carolina Thomeu Foto: Thiago Pompeia/2X1

Se a vida diz “não”, ela transforma em “sim”. Como em um passe de mágica, a paulistana Roseli Aparecida Brunetta del Sasso, 44 anos, tem superado as dificuldades desde cedo. Aos seis anos de idade precisou ajudar em casa vendendo toalhas de crochê nos salões de beleza. O pai alcoólatra deixava o dinheiro do sustento da família nos bares. Mas o pior momento aconteceu quando Roseli, aos 22 anos, teve o primeiro sintoma da esclerose múltipla. “Estava numa fase radiante. Tinha sido aprovada em um concurso público, tinha um grande amor ao meu lado e uma mãe que sempre me apoiou. O que mais eu poderia querer?” Roseli era uma jovem que ainda desfrutava das primeiras conquistas quando levou o primeiro revés da vida. Um dia, voltando do trabalho, passou mal e desmaiou. Ao acordar, ela se viu num pesadelo. Uma parte do corpo estava paralisada e a boca torta. Os médicos acharam que era um derrame. Mas o esforço da funcionária pública em melhorar fez toda a diferença. Com pouco tempo de fisioterapia, recuperou os movimentos e voltou a trabalhar. A lembrança do susto ficou para trás. O que ela não imaginava é que outro estava por vir. “Para variar eu estava alegre. Era Copa do Mundo e nesta partida a Itália saía na frente.” Para entender o porquê da torcida, bastam cinco minutos de conversa. De família italiana, Roseli “fala” com as mãos e é muito espontânea. Quando a seleção fez mais um gol, ela vibrou, levantou os braços, mas não comemorou. Uma dor aguda tomou conta da coluna e Roseli não conseguiu mais se mexer.

Diagnóstico No hospital, os profissionais foram a fundo na investigação: ressonância magnética e retirada de um líquido da coluna. Mais tarde, o veredicto. “A médica disse que eu estava tetraplégica e que não voltaria a andar.” Em vez do derrame, Roseli descobriu que tinha esclerose múltipla. Essa doença crônica de causa ainda desconhecida atinge principalmente as mulheres na faixa dos 20 aos 40 anos. Imprevisível, ataca o sistema nervoso central e prejudica as informações que chegam ao cérebro, responsáveis por controlar o resto do corpo. Os sintomas variam conforme os surtos, mas podem ir desde um formigamento e desequilíbrio até uma convulsão e paralisia. A descoberta foi um choque, mas o “sim” para a vida novamente falou mais alto. “Olhei para a médica e disse que não passaria a vida numa cadeira de rodas. Ela não imaginava minha força de vontade.” Roseli sofreu muito com a doença e com o preconceito. “As pessoas achavam que eu era contagiosa. O namorado terminou comigo.” Mas aos 28 anos, aposentada por invalidez, ela encarou a doença. “Eu tinha de superar e acreditar que amanhã seria melhor.” E foi. Fez terapia, bons amigos, voltou a sorrir sem motivo, recuperou a vaidade. Hoje, além da fisioterapia, pratica pilates e aeróbica. Vitoriosa, agora socorre quem precisa. “Ajudo os portadores e os familiares a lidarem com a esclerose. Esta é a minha missão.” Próximos passos Roseli não espera a próxima crise, mas, se vier, estará pronta para enfrentá-la. Ela faz planos para descer uma cachoeira de rapel, saltar de paraquedas, voar de asa-delta e encontrar um companheiro que entenda sua condição. “Quem é portador de uma doença crônica traz uma bagagem para o outro carregar.” Roseli quer apenas ser feliz com uma família grande reunida no almoço de domingo saboreando uma bela macarronada. “Aí, então, estarei totalmente realizada.” Queremos ser convidadas. Roseli é moderadora da comunidade “Esclerose Múltipla Brasil”, no Orkut, com mais de 2.500 participantes.

13


moda

60%

30%

40%

20%

50%

70%

90%

Texto: Carolina Thomeu

Não adianta resistir. Liquidação é como um ímã que atrai a maioria das mulheres. Mesmo as que tentam ignorar o festival de descontos anunciado nas vitrines, acabam tomadas pelo desejo incontrolável de aumentar o guarda-roupa. Mas preço baixo nem sempre é sinal de bom negócio. No impulso, muita coisa vai para a sacola e depois vem o arrependimento. Por isso, antes de sacar o cartão da bolsa, tente lembrar destas dicas (algumas, pelo menos!) que preparamos para você.

A mor à primeira vista Esta é uma dica funda­ mental, que você precisa ter em mente quando en­ trar em uma liquidação. Bateu o olho e se apaixonou pela peça que faz seu estilo? comemore e a leve para casa. Se pensar muito, corre o risco de perdê­la.

B ata perna

Tome um bom café da manhã e saia cedo de casa. Vá às compras durante a semana! Você será muito melhor atendida, não enfrentará filas e terá mais paciência para provar as peças.

C lássica, como Coco Chanel

Quem in­ veste em peças clássicas nunca vai errar. roupas nas cores branca, cinza, o tradicional pretinho básico e a sapatilha sempre estarão em alta. Outros curingas: camisa branca, saia lápis, calça de alfaiataria, casaco de lã ¾, blazers, lenços.

D eixe o marido ou namorado em casa Só uma amiga bem próxima e também disposta a peregrinar em busca de boas pechinchas deve acompanhar você. A opinião dela valerá muito mais do que a de uma vendedora.

1

E mpolgação

Essa palavra está fora do manual de liquidacão. A mesma amiga a acompanha e ex­ perimenta um vestido amarelo que combinou muito com a pele morena dela. Você corre e pega um igual. Depois, com calma, o espelho na sua casa vai mostrar que não lhe caiu bem.

F ora, vergonha! Deixe a timidez do lado de fora da loja se realmente quiser se dar bem em uma liquidação. Os vendedores estão ali para VENDEr: não se acanhe em pedir a cor desejada, o número, o ta­ manho, experimentando quantas vezes precisar.

G rife Vale a pena saber quando as marcas famosas entrarão em promoção. Aquele escarpim das revistas poderá ser seu pela metade do preço e, se a marca tiver tradição, é provável que o sapato tenha qualidade.

H armonia Item indispensável para você enca­ rar a maratona de liquidação. Existem dias em que acordamos irritadas, inchadas, na TPM, e nada do que provamos fica bom. Então, espere essa nuvem negra sair da sua cabeça e adie as compras, para não perder um dia inteiro e voltar para a sua casa de mãos vazias.


I dem

Pagar mais barato significa não ter ex­ clusividade. Não foi só você que aproveitou os descontos. Sua vizinha também deu um pulinho na loja estilosa do bairro. Por isso, não use todas as peças da liquidação de uma só vez. Mescle o cardigã da pechincha com a calça que só deu para comprar parcelando no cartão. O risco de alguém te confundir com a vizinha na fila da padaria é bem menor.

J eito Tratar bem a vendedora pode ser um gran­ de trunfo. Se ela for com sua cara, poderá mostrar peças a você que ninguém viu e, quem sabe, dar um novo desconto.

L impe o armário Antes de sair para a liqui­ dação, dê aquela geral no guarda­roupa. Você terá mais espaço para as peças novas. Está há mais de um ano sem usar? Sinal de que não serve mais. O lado bom da limpeza é encontrar uma peça esque­ cida, que voltou com tudo na moda, e você nem lembrava dela. M aior ou menor Se não for seu tamanho, es­

queça. Aquela ideia de vestir 42 e levar uma calça 38 na esperança de perder uns quilinhos dificilmen­ te dará certo. O contrário também é arriscado. Sair da loja com uma roupa larga pensando na reforma pode ser um “tiro no pé”. Grandes ajustes às vezes saem mais caros do que a própria peça.

N ecessidade

ILuSTrAçõES: [SIc] / yOuTOArT

Faça uma lista do que falta no seu guarda­roupa. Você tem uma calça listrada que cairia perfeitamente bem com uma blusa azul­ ­marinho? Está aí seu objetivo: uma blusa azul­ma­ rinho. No entanto, tenha cuidado: a tal blusa pode ficar o máximo com a calça listrada, mas não funcio­ nar em nenhum outro look.

O lho nas trocas Muitas lojas não fazem trocas em liquidação. Por isso, tenha certeza que a roupa vestiu bem em você. As lojas são obrigadas a trocar somente peças com defeito e desde que esta (roupa defeituosa) não seja o motivo do desconto. P eça a nota fiscal Ela é essencial para você provar que comprou naquela loja e ainda é uma ga­ rantia caso tenha de reclamar por seus direitos.

Q uanto pode gastar Estamos falando de con­

sumo consciente. Não é porque tudo está mais bara­ to que você vai perder o juízo. De real em real a loja enriquece e você empobrece.

R elacionamento

Proximidade com vendedo­ ras e gerentes faz toda a diferença. Se você está acos­ tumada a comprar sempre naquela loja, não hesite em pedir para ser avisada da liquidação. Quem che­ ga primeiro à fonte bebe água limpa!

S egure bem a peça na loja Pode ser a úl­ tima. No meio de tanta gente, bobeou, você vai encontrar a peça no corpo de outra pessoa. Não subestime a cobiça alheia!

T empo para liquidação

Não adianta dar uma escapadinha do trabalho na hora da almoço para conferir o megabazar de descontos em sua loja preferida. Você já viu que não se compra roupa com pressa.

U se roupas confortáveis Guarde sua me­ lhor produção para mostrá­la a quem realmente interessa. Liquidação pede tênis, rasteirinha, sapa­ tilha, calça confortável ou um vestidinho bem leve (se for verão). V ista o que lhe cai bem Pode ser tendência, mas se não faz seu estilo não adianta, você não vai usar. Não caia nessa de imitar o look das passarelas se não está à vontade montada daquele jeito.

X epa Isso não é sinônimo de liquidação. Não con­ funda os restos vendidos no fim da feira com a troca de coleção nas lojas. É possível pagar pouco em rou­ pas com qualidade, que você usará por muito tempo e ainda receberá elogios por elas.

Z um zum zum

Depois de tudo que você aprendeu aqui, ago­ ra é hora de colocar os ouvidos para funcionar. Antena ligada nas conversas de suas colegas: sempre tem uma deixando esca­ par o endereço de uma boa pechincha! Consultoria: Carolina Bastos – Personal Stylist Sabina Donadelli – Consultora de imagem

15


Calça jeans e regatinha branca com certeza você tem no armário. Junte a essas peças básicas um belo lenço e pronto, surgem aí pelo menos 6 opções de looks incríveis. Veja as sugestões que preparamos e escolha a que mais combina com o seu estilo.

PRODUÇÃO: MILLA MATHIAS | FOTOS: CARLOS PRATES/2X1 | CABELO E MAQUIAGEM: CELSO ALMEIDA| MODELO: ANDREZA DE BARROS

moda

16


moda

Jeans Renner R$ 59,90 Bata Cyann R$ 434,00 Sapato Carrano R$ 288,00 Bolsa C&A R$ 59,90

18


Produção de Moda e Texto: Milla Mathias Fotos: Carlos Prates/2X1

Para um visual moderno e sofisticado, a dica é misturar Que tal andar na moda, mas ter consciência de quanto gastar com peças que vão encher seus olhos e o guarda-roupa? Há algum tempo, o conceito “hi-lo”, que é a abreviação de high and low e que significa “alto e baixo”, faz sucesso entre os fashionistas. Sua principal característica é misturar peças sofisticadas e caras com outras mais básicas e acessíveis para compor looks democráticos e atuais. É chique aderir ao “hi-lo” e aqui você conseguirá boas ideias de como fazer esse mix. Aproveite!

Legging Renner R$ 39,90 Vestido Daniele Mabe R$ 325,00 Sapatilhas Carrano R$ 195,00 Bolsa Virgem Santa R$ 383,00 Pulseira C&A R$ 15,90

19


20

Modelos: ana cabrino(esq.), bianca Piovezana (dir.) | cabelo e MaquiageM: celso alMeida

Short Elizabeth Marques R$ 120,00 Top Renner R$ 59,90 Bolsa Renner R$ 79,90 Ankle boot Luz da Lua R$ 319,00 Brinco C&A R$ 15,90 Pulseiras C&A R$ 19,90


Vestido Elizabeth Marques R$ 500,00 Carteira Luz da Lua R$ 300,00 Sapatos C&A R$ 69,90 Brincos e anel Brech贸 Arm谩rio da Vizinha R$ 20,00 cada

Brech贸 Arm谩rio da Vizinha Tel.: (11) 3872.2872 Carrano Tel.: (51) 2125.1549 C&A Tel.: (11) 5181.5888 Cyann Tel.: (11) 3337.2339 Daniele Mabe Tel.: (11) 3088.3007 Elizabeth Marques Tel.: (31) 2535.3448 Luz da Lua Tel.: (51) 3303.5000 Renner Tel.: (11) 2165.2800 Virgem Santa Bolsas Tel.: (51) 3066.8488

21


Jeans Via Veneto R$ 194,00 Pólo Renner R$ 49,90 Tênis C&A R$ 79,90

22

Modelos: rafael fier (esq.), regis farah (dir.) | cabeloe MaquiageM: celso alMeida

Camisa Harry´s R$ 209,00 Calça C&A R$ 39,90 Mocassim Harry´s R$ 279,00


Bermuda Renner R$ 49,90 Pólo Brooksfield R$ 132,00 Cinto Harry´s R$ 76,00 Tênis Brooksfield R$ 279,00

Calça chino C&A R$ 59,90 Camisa Harry´s R$ 209,00 Cinto de couro dupla face Harry´s R$ 125,00 Mocassim Harry´s R$ 279,00

Brooksfield Tel.: (11) 3812.9584

C&A Tel.: (11) 5181.5888

Via Veneto Tel.: (11) 3815.6832

Renner Tel.: (11) 2165.2800

Harry´s Tel.: (11) 3812.4093

Os preços foram pesquisados em março de 2010.

23


beleza

Ao natural

Patrícia Naves

Texto: Cilene Soares

Atriz • 47 anos • 3 filhos • 1 neta Ficou pasma ao ler que a bela ao lado já é vovó? Podemos dizer que a atriz Patrícia Naves é uma mulher de sorte. E não apenas por ter uma linda neta ou fazer um papel importante em uma novela global. O motivo em questão é outro. Ela chegou aos 47 anos desse jeito, enxutíssima, levando uma vida normal, sem as grandes preocupações e os esforços típicos para a manutenção da beleza. Patrícia se cuida, mas não é viciada em cremes como a maioria das mortais. “Meu cuidado é usar todo dia um bom hidratante com fator de proteção solar 30. Uso até mesmo quando estou dentro de casa.” Com uma pele normal, “fácil de cuidar”, a atriz conta que lava o rosto com um sabonete neutro depois que tira a maquiagem. Fora isso, faz hidratação nas mãos e só! Para a cútis, nada mais. A boa forma é mantida com duas horas de corrida por semana (não faz academia) e uma alimentação controlada. Mas sem sofrimento. Patrícia adora carne, salada, verdura, peixe e — ai, que inveja! — não é fã de chocolate. Ela revela que dispensa dietas; quando sente que exagerou, “compensa no dia seguinte”. Só não foge à regra das mulheres vaidosas quando o assunto é cabelo. Não usa tintura, mas costuma ir ao salão a cada 15 dias para fazer hidratação à base de queratina. E para manter as madeixas na altura dos ombros, corta de dois em dois meses. Consciente da beleza natural que tem, Patrícia leva à risca uma frase que o marido, Mauro Naves, repórter esportivo da TV Globo, costuma dizer: “Só não envelhece quem morre cedo”. Vamos combinar que, no caso dela, o tempo tem jogado a favor. E como o próprio Mauro lembra: “em time que está ganhando não se mexe”.

24


Lembra do velho ditado que diz que a vida começa aos 40? Pois bem, nossas musas já passaram desta prova de fogo. Lindas, poderosas e muito bem resolvidas, continuam despertando curiosidade e desejo. Antes de ficar com “raiva”, vamos ver o que elas fazem para cuidar da saúde, da cabeça e do corpo.

Cuidado moderado

FOTOS: PATRÍCIA (HENRIQUE VILELA) / SYLVIA (ANTONIO GUERREIRO) / SOLANGE (MARCO MÁXIMO)

Sylvia Bandeira

Atriz • 59 anos • 3 filhos • 2 netos Os homens suspiram por ela desde os tempos em que brilhava no “Viva o Gordo”, ao lado do ex-marido Jô Soares. Algumas décadas depois, Sylvia Bandeira continua esbanjando um visual de tirar o fôlego. “Que afago no ego ser considerada tão bonita assim.” Com esta modéstia, a atriz conta o que faz para ficar sempre linda e em forma e complementar a boa ajuda que a genética lhe deu. No dia a dia, um hidratante com proteção solar para o rosto e muitas caminhadas para manter o corpo. Sylvia também faz dinâmica muscular, uma modalidade de Pilates que serve para alongar a musculatura, e pratica 30 minutos de academia de três a quatro vezes por semana. Para os cabelos, xampus e condicionadores em casa e tratamentos mais específicos no salão. A ma maquiagem é sempre leve. Mas a atriz não sai sem batom e um toque de blush nas bochechas para dar um ar saudável, sem parecer que está maquiada. A outra parte da receita de beleza é estar de bem com a vida. “Acredito que os atores ficam jovens por mais tempo, uma vez que continuam ‘brin ‘brincando’ eternamente. Joie de vivre”, finaliza a bela em bom fran francês, que quer dizer: “Alegria de viver”.

Cuidado extremo

Solange Frazão

Personal trainer • 47 anos • 3 filhas Ela é sinônimo de mulher sarada. A personal trainer que todas as mulheres de academia (e os homens também, claro) gostariam de ter pratica o que ensina. Não abre mão da musculação diária, pega pesado nos exercícios, além de correr 40 minutos. Cá entre nós, quando se trata de Solange Frazão, nada disso é novidade. Mas o que ela revela aqui são os outros cuidados que tem na intimidade para preservar o visual de arrasar. E não são poucos. “Eu adoro fazer um ritual de beleza que é, logo ao amanhecer e antes de dormir, jogar um jato de água fria pelo corpo. Logo depois, muito hidratante, creminhos e mais creminhos para o rosto, área dos olhos, pés, joelhos e cotovelos.” Solange conta que uma vez por semana faz um banho com sais e muita espuma para relaxar a mente. “Hum, adoro!!!“ E para quem acha que é só o corpo malhado que faz a personal se encher de orgulho quando olha no espelho, engana-se. Seu maior xodó são os cabelos. E tem razão de ser. Os fios lisos e brilhantes por natureza não precisam de muito trabalho para ficarem incríveis. As luzes feitas regularmente são só para realçar o que já nasceu com ela. “Tive sorte graças a minha bisavó índia. Obrigada, bisa!”, fala em tom de brincadeira. Aos 47 anos, Solange parece não sentir o tempo passar. “Não podemos fugir do envelhecimento, mas podemos ganhar 40 anos a mais com qualidade de vida. Basta adquirir bons hábitos.” Está dada a dica: praticar saúde é uma obrigação de todos!

25


beleza

Adeus, olheiras...

1

Comece passando lápis embaixo do olho. Se deixar para fazer isso depois, pode borrar e formar uma nova olheira.

4

26

muca explica que a única dificuldade é escolher a cor apropriada. tons alaranjados melhoram olheiras roxas, tons rosados disfarçam olheiras marrons. conheça a dica, copie e arrase!

2

3

Com a pele limpa, passe o batom (laranja, no caso da Vanessa) em torno dos olhos com um pincel.

Use pó facial, espalhado com um pincel grande para não deixar excessos.

Pronto: cadê as olheiras? Tem certeza que você nasceu com elas?

Cubra com uma base ou corretivo no tom da pele.

produção: milla mathias | agradecimentos: mmeilus studio | fotos: carlos prates/2X1

para algumas mulheres, é uma herança genética. para outras, resultado de uma noite mal dormida, cigarro, bebida. agora, cá entre nós, a origem pouco importa. Quem tem olheira quer saber mesmo o que fazer para disfarçar o problema. fúcsia foi atrás da resposta e descobriu uma dica infalível que ajuda muita gente famosa a aparecer sempre bela na tV. o segredo é do expert dos pincéis omar de lucca, o muca, maquiador da rede globo de são paulo, responsável pela beleza das apresentadoras carla Vilhena, mariana godoy, sandra annemberg e das “moças do tempo” flávia freire e rosana Jatobá. ele aceitou nosso convite e aplicou na fisioterapeuta Vanessa Villar, que tem olheiras profundas, o truque que usa de vez em quando na tV: com um simples batom, ele faz o problema desaparecer.


beleza

Camarim Itinerante Salão móvel espalha beleza pelo Brasil. E você pode ser a próxima felizarda! soas de todas as idades e classes sociais prestigiam o Camarim, que conta com a ajuda de distribuidores e profissionais qualificados para prestarem atendimento ao público. Por onde passa, o sucesso é garantido. Os visitantes elogiam e são frequentes as solicitações para permanecer por mais tempo ou retornar nas cidades visitadas. Segundo os distribuidores Bio Extratus, o salão móvel ajuda a divulgar os produtos no mercado e integra toda a equipe, proporcionando um importante trabalho social. É beleza, com gostinho de quero mais!

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Imagine um espaço todinho dedicado aos cuidados com a beleza dos cabelos e ainda por cima receber dicas de como tratar os mais variados problemas que ocorrem com os fios? Pois é, esse sonho é real e tem viajado por diversos cantos do país. O Camarim Bio Extratus, como é conhecido, é um salão itinerante que leva saúde e beleza aos cabelos de homens e mulheres de todas as regiões do Brasil. Desde agosto de 2008, já visitou mais de cento e oitenta cidades e atendeu mais de 20 mil pessoas. Nele são realizadas análises capilares, hidratações e escovas, além de sorteio de diversos brindes. Pes-

27


A celulite é um dos problemas estéticos que mais atingem as mulheres. Cerca de 90% delas, a partir da adolescência, passam a reclamar de maneira frequente nas conversas entre amigas, nos consultórios médicos, na academia e na frente do espelho. O aparecimento da celulite está ligado a diferentes fatores, como predisposição genética, hormônios, alimentação e sedentarismo. Não há mulher que não queira eliminar definitivamente a aparência de “casca de laranja”, depressões e ondulações que a celulite deixa na pele. No entanto, transformar esse desejo em realidade tem sido possível com a união de tratamentos estéticos de última geração, cosméticos e mudanças de hábitos e estilo de vida. De acordo com a dermatologista Paula Belloti, do Rio de Janeiro, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, é preciso detectar qual é o grau da celulite para definir o tra-

28

tamento mais adequado. “Levar uma vida regrada, com alimentação saudável, livre de frituras, açúcar em excesso e álcool já é um ótimo começo.” A médica explica que comer frutas, legumes, verduras e carne magra refogada não custa caro e é um cuidado acessível para todos os bolsos. “Outra atitude importante é fazer atividade física. Que tal caminhar nas horas de folga ou até mesmo definir uma hora do dia para se exercitar? Até mesmo limpar a casa faz a gente perder calorias.” Para quem não quer gastar, a dermatologista orienta ainda a tomar bastante água ou chá verde, líquidos que ajudam a drenar a pele e acabam com o inchaço. “Na hora do banho recomendo o uso de um sabonete com esponja que ajuda a massagear a pele e acaba drenando o local atacado.” Agora, se o bolso permitir, a dica é fazer uso dos cremes e tratamentos estéticos disponíveis no mercado.


Aparelhos

Boa parte dos tratamentos que surtem efeito é realizada com aparelhos eletrônicos que tentam atingir o mal pela raiz, mas há também profissionais com “mãos de ouro” que fazem massagem como ninguém, ajudando a minimizar a celulite. VelaShape Aparelho utilizado por dermatologistas e fisioterapeutas, que são os profissionais gabaritados para manuseá-lo. São quatro tecnologias já conhecidas no combate à celulite: radiofrequência, infravermelho, sucção e pressão mecânica. “É justamente o aquecimento provocado pelo infravermelho e a radiofrequência que fazem o metabolismo das células gordurosas diminuir de tamanho”, explica a dermatologista Paula Belotti. Indicação: 10 sessões, duas vezes por semana. Cada sessão dura 30 minutos. Preço: de R$ 2.000,00 a R$ 5.400,00. SmoothShape Nesse aparelho o laser e a luz agem simultaneamente, o que provoca o aquecimento moderado da pele e da gordura subcutânea. O aumento da temperatura ajuda a dissolver as células de gordura e melhora a circulação local. Indicação: 20 sessões, duas vezes por semana. Cada sessão dura 30 minutos. Preço: de R$ 2.000,00 a R$ 5.400,00. PowerShape Esse aparelho pode ser usado nos braços, abdômen, glúteos e nas partes posterior, anterior e interna das coxas. De acordo com a

Cosméticos

FOTOS: DIVULGAÇÃO, LUCIO ALMEIDA/2X1

Quem inicia um tratamento com cremes ou qualquer outro tipo de cosmético precisa ter força de vontade e usar o produto diariamente para alcançar os resultados esperados. Os cremes devem ser aplicados em forma de massagem para que possam agir e aumentar a circulação sanguínea, ajudando a eliminar toxinas. Uma boa hora para aplicá-los é após o banho, momento que facilita sua absorção. Bye-Bye Celulite (Nivea) O produto possui a L-Carnitina, substância produzida naturalmente pelo corpo humano e responsável pela quebra das moléculas de gordura, que age de forma eficaz e natural no tratamento da celulite. Ao mesmo tempo em que ameniza aqueles furinhos indesejáveis, promove hidratação, suavidade e elasticidade à pele. O produto deve ser aplicado duas vezes ao dia nas áreas afetadas. Preço: R$ 28, 82 – SAC: 0800 77 64832 RoC® Retinol Anti-Cellulite (J&J) Gel-creme ligeiramente perfumado que associa o retinol ao Forskolin em quatro estágios no combate à celulite. O retinol –

fisioterapeuta Ingrid Peres, da Rede Onodera, o aparelho reúne três diferentes tecnologias: laser, radiofrequência e sistema de sucção. O calor gerado penetra na pele a uma profundidade de até 30mm. O aparelho é indicado para tratar celulite, flacidez e gordura localizada. Indicação: 10 sessões, duas vezes por semana. Cada sessão dura 20 minutos. Preço: R$ 420,00 (valor aproximado – Pode variar de acordo com o programa de tratamento realizado por cada cliente).

Drenagem Linfática É uma das massagens mais pedidas em clínicas de estética. Tem como principal objetivo drenar os líquidos retidos, já que o acúmulo hídrico é um dos fatores que pioram o aspecto dos furinhos. Por meio de manobras feitas com as mãos, as toxinas e os líquidos excedentes são direcionados para as linfas, vasos paralelos aos sanguíneos, que, por sua vez, são eliminados pela urina. Indicação: 10 sessões, duas vezes por semana. Cada sessão dura entre 45 e 60 minutos. Preço: a partir de R$ 50,00.

ativo de maior evidência científica no tratamento da celulite – estimula a atividade celular, diminuindo a gordura. Já o Forskolin reforça a ativação da lipólise e transforma gordura em ácido graxo e glicose. A aplicação contínua melhora o aspecto da pele em oito semanas, deixando-a intensamente hidratada, flexível e macia. Preço: R$ 104,00 – SAC: 0800 703 6363 Lipo-Metric (Vichy) Atenua os volumes, retrai a ondulação cutânea do corpo e promete apresentar resultados comprovados em apenas quatro semanas de uso. É fruto de três ativos combinados: Adrenalyse-S, para uma dupla ação afinadora, Criste Samphira, que dificulta a transformação de pré-adipócitos para limitar a expansão das células de gordura, e Aminokine-G, para “remodelar a silhueta”. Preço: R$ 110,90 – SAC: 0800 701 1552

as medidas do alto e da metade da coxa. A cafeína e o manganês agem nas fibras que aprisionam os adipócitos, para fragmentar os grandes grumos e uniformizar o aspecto dos furinhos. A Rutina queima os lipídios armazenados, favorece sua eliminação e evita seu acúmulo. Preço: R$ 99,90 (estojo com 28 sachês para uso Dia/Noite) – SAC: 0800 701 1552

Cellu.Metric (Vichy) Possui uma ação anticelulite que acompanha o ciclo metabólico do corpo dia e noite. Em apenas 14 dias de uso, o produto promete diminuir em 20% o aspecto “casca de laranja” da pele e em um centímetro 29


beleza

Texto: Carolina Thomeu

Pagamos um preço alto pela vida moderna. Nós trabalhamos mais, nos estressamos mais e adoecemos mais. Tudo aumentou, com exceção de uma boa noite de sono. Se essa não é sua prioridade, pense melhor. Dormir mal compromete a saúde e também a aparência.

Uma hora e meia é o que perdemos de sono por dia desde o início do século. Cuidar da casa, da família, trabalhar fora (e ser boa profissional), ter tempo para nós e ainda dormir! Tudo em 24 horas? Difícil... algo tem de ser sacrificado. E é bem provável que nosso período de descanso esteja pagando a conta. Nós nos deitamos cada vez mais tarde, e levantamos cada vez mais cedo. Para os médicos, essa compensação equivocada tem nome: privação de sono. “É quando o corpo e a mente querem descanso, mas a pessoa não corresponde. Pelo contrário, luta contra isso por falta de tempo”, explica a médica do Instituto do Sono e professora da Universidade Federal de São Paulo, Dalva Poyares. Com o tempo, o resultado aparece: irritação, impaciência e comprometimento da memória são sinais imediatos. A longo prazo, aumento de peso, diabetes e risco de problemas no coração. Dormir mal também afeta diretamente nosso sistema de defesa contra gripes e inflamações. O problema é

30

que, quando algum desses sintomas surge, pouca gente imagina que a causa possa estar na falta de repouso. Ou por privação de sono ou por insônia, coisas bem diferentes. A primeira é voluntária, a segunda, não.

Distúrbio

A preocupação com o pai doente não deixava a cabeleireira Fernanda dos Santos, de 28 anos, pregar o olho à noite. “Não queria continuar sem dormir, mas o sono se tornou um vilão. Eu tinha medo da noite.” Para combater a insônia, passou a tomar remédios fortes, que mexiam com o humor. Os períodos de irritação se tornaram constantes. Sempre abatida, ela decidiu parar de trabalhar. “Fiquei com olheiras profundas. Como eu ia atender as clientes em um salão de beleza com aquela aparência?” Os olhos “entregam” quem dorme mal. Porém, a pele não fica atrás quando investigamos os reflexos da falta de sono no nosso visual.


urma bem

Coma alimentos leves no jantar e não muito tarde Evite bebidas à base de cafeína ou alcoólicas à noite Z Não pratique exercícios físicos antes de dormir Z Faça uma massagem em você: nos pés e no rosto Z Esqueça dos problemas: assista a um filme leve ou ouça uma música relaxante Z Z

e você não dormiu bem

ILUSTRAÇÕES E FOTO: SIC

Z

Para diminuir as olheiras, faça compressas geladas com chá de camomila. Gelo embrulhado em um plástico também ajuda. Mais natural ainda: o pepino, que alivia o inchaço Z Pela manhã, tome bebidas à base de cafeína para despertar Z Tome um banho, deixando a água escorrer nas costas Z Ao longo do dia, beba muita água e coma alimentos leves. Nada de feijoada. Você já não dormiu direito e não quer morrer de sono no trabalho

ono X Beleza Um hormônio chamado GH trabalha a todo vapor enquanto estamos descansando. Ele é liberado à noite e atua como rejuvenescedor, melhorando a flacidez e a hidratação da pele. Se dormimos pouco, o GH não consegue agir como deveria e as rugas aparecem. As sete ou oito horas de sono também são essenciais para todos os cremes que você comprou fazerem efeito. “À noite os nutrientes são absorvidos de maneira mais completa e o produto fica mais tempo em contato com a pele. Não há influências acentuadas de suor, vento, sol, ar-condicionado”, diz a dermatologista Daniela Pellegrino, médica da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Nunca tinha imaginado que dormir pouco também prejudica sua beleza? Então, talvez, já esteja na hora de procurar um médico. Em tratamento no Instituto do Sono, em São Paulo, a cabeleireira Fernanda recuperou a vontade de dormir. “Agora vejo o sono como aliado.” Ela descobriu a receita: dormir bem hoje para acordar ainda melhor amanhã!

31


beleza

Comprinhas perfumadas Glamour Secrets Rose e Glamour Secrets Black (O Boticário) Glamour Secrets Rose é uma fragrância oriental amadeirada, uma homenagem às mulheres sensuais e românticas. Já Glamour Secrets Black é uma fragrância frutal oriental, perfeita para mulheres sofisticadas e enigmáticas. (R$ 92,00 cada -75ml) – SAC: 0800 413 011

Madagascar (Kenzo) Lótus, frésia, baunilha natural e coração de madeira de cedro se harmonizam, dando frescor à baunilha. (R$ 109,00 - 50ml) – SAC: 0800 170 506

Si Lolita (Lolita Lempicka) Floral fresco com toque de especiarias. Possui notas de saída de bergamota, mandarina e pimenta rosa. Ervilha-de-cheiro, goivo-amarelo, heliotrópio, elemi, âmbar, patchuli e fava-tonca. (R$ 299,00 - 80ml) – SAC: 0800 773 3450

Perfume Lichia e Pimenta (Phebo)

Moschino Glamour A fragrância libera notas da flor de mandarina, absinto, hibisco e orquídea catleia combinados com ingredientes delicados como as exóticas e transparentes flores aquáticas. (R$ 360,00 - 100ml) – SAC: (11) 5504.6610

Uma combinação sofisticada e ao mesmo tempo contrastante de notas refrescantes e quentes. Notas exóticas de lichia, nuances de jasmim transparente, madeira, musk e baunilha ganham um calor adicional conferido pela nota quente e sensual da pimenta. (R$ 110,00 - 100ml) – SAC : 0800 940 6730

Ricci Ricci (Nina Ricci) Fragrância composta por notas de bergamota, rosa, tuberosa indiana e toques de patchuli e sândalo. Sensual, fresca e ousada, é ideal para mulheres urbanas. Seu principal ingrediente é a flor “dama-da-noite”. (R$ 169,00 - 30ml) – SAC: 0800 704 3440

Forever And Ever (Dior) Notas de jasmim indiano, essência de rosa da Bulgária, gerânio, baunilha, frésia e almíscar. (R$ 330,00 -100ml) – SAC:0800 708 2866

Magnolia Nobile

Eternal Magic (Avon) Notas de violeta, bergamota siciliana e pimenta rosa. No fundo, o calor e a cremosidade da baunilha com as madeiras transparentes. (R$ 59,00 - 75ml) – SAC: 0800 708 2866

34

Com pétalas brancas, bergamota, lima e citron combinando com um rico bouquet floral. Notas de rosa, jasmim e tuberosa se encontram com sândalo, patchuli, vetiver e baunilha. (R$ 466,00 - 100ml) – SAC: 0800 170 506

FOTOS: DIVULGAÇÃO

(Acqua Di Parma)


36

Tá com tudo, pode melhorar Flagras nas ruas! Um profissional do Studio W analisa os cortes fotografados por Fúcsia.

44

Fotos: Aline Valier/2X1 (p. 50), Carlos Prates/2X1 (p. 38), Maurício Gomes (p. 48)

38

Renove sem corte, sem tintura! Um bom cabeleireiro e produtos de qualidade ajudam a valorizar o seu look.

48

10 coisas que você não deve fazer com as madeixas Listinha para guardar para sempre.

46 47

Cabelos oleosos Acabe com o visual lambido.

Enfeite-se Acessórios que dão um up no visual.

Sou assim, já fui assim As várias fases de Guilhermina Guinle.

50

Enquete Fúcsia Veja como os homens preferem nossos cabelos.


cabelos

Fique atenta as nossas câmeras. Você pode ser flagrada por Fúcsia nas ruas e ter seus cabelos analisados aqui. Na estreia, convidamos o hair stylist Maurício Moreira, do badalado Studio W de São Paulo. Responsável pelo visual das atrizes Regina Duarte, Marília Pêra e Paula Burlamaqui, é ele quem vai dizer o que "está com tudo" e o que "pode melhorar". Muito bom. O corte valoriza a beleza afro.

Os traços nipônicos estão bem harmonizados com o cabelo longo e escuro, além do repicado nas pontas e a franja lateral, que dá leveza ao rosto com traços fortes.

O comprimento e o corte repicado valorizaram o rosto pequeno.

O cabelo mais claro ficou elegante. A cor e o corte se harmonizam com os traços orientais.

36

O corte moderno e jovial combina com ela. Para ficar ainda melhor, um repicado nas pontas.


A altura do cabelo apresenta um corte indefinido: nem curto nem longo. O ideal seria um corte acima dos ombros com leveza nas pontas, aumentando o volume e diminuindo o diâmetro do rosto, que é arredondado. A cor também poderia ser mais clara, o que daria a impressão de ter mais volume.

A cor deixa o visual pesado, acentuado pelo corte reto. Um repicado e uma leveza nas pontas deixariam o rosto mais harmonioso.

O corte valoriza o rosto, mas a cor dourada não está contrastando com a pele.

PRODUÇÃO: MILLA MATHIAS | FOTOS: THIAGO POMPÉIA/2X1

O cabelo está longo demais para a cor escolhida. A franja pesada acentua os traços do rosto redondo e deixa uma aparência mais "cheinha". O indicado seria dar uma leveza na franja e nas pontas, diminuindo o volume. Além disso, clarear um pouco as pontas iluminaria também o rosto.

Ela clareou o cabelo, apresentando uma raiz mais aparente. Deixou-o com dois tons e largo, além de a cor e a textura ficarem diferentes do tom natural.

O cabelo está muito reto, acentuando os traços arredondados. O melhor seria repicar um pouco as pontas, para deixar os fios mais leves. Até uma franja deixaria o rosto mais harmonioso.

37


Cabelos lisos

Cabelos

+vivos

O tratamento com pulverizador ultrassônico Queravit vai introduzir moléculas de queratina, silicone e provitamina B5 nas fissuras da fibra capilar e recomporá a estrutura interna dos cabelos.

1

2 A seguir, aplicar a queratina. Colocar 10ml de Megadose Queravit no copo de solução do pulverizador ultrassônico. Ligar o aparelho e passar a escova sobre as mechas de forma lenta e delicada, até que todos os fios estejam desembaraçados e com o produto. Não enxaguar o cabelo.

Lavar bem os cabelos com o Shampoo Antirresíduos Queravit. Retirar o excesso de umidade e separar o cabelo em mechas.

4

3 Misturar num borrifador duas colheres (sopa) de Pós-Shampoo Selador de Cutícula Capilar Queravit com 50ml de água e agitar. Borrifar essa mistura mecha a mecha e massagear delicadamente. Enxaguar bem, até retirar todo o excesso do produto.

38

Aplicar a Máscara Capilar de Hidratação Intensiva, massageando da raiz até as pontas. Caso queira intensificar o tratamento, sugira ao profissional que utilize a touca de hidratação com autoaquecimento Bio Extratus por 10 minutos.


Se você não está a fim de grandes mudanças que envolvam corte, tintura e alisamento, que tal realçar a beleza natural dos fios? Valorizar o visual de maneira mais simples pode ser uma grande sacada. Escolha um cabeleireiro de confiança e aposte em bons produtos. O Studio MMeilus de São Paulo topou o desafio de deixar duas mulheres de cabelos bem diferentes com as madeixas irretocáveis. Veja o passo a passo e os excelentes resultados: cachos mais definidos e lisos mais sedosos e brilhantes!

Para finalizar o tratamento, aplicar o Finalizador Antiestático sobre os cabelos úmidos, principalmente sobre as regiões mais danificadas.

5

6

Colocar um pouco do Cristal Líquido Selador de Pontas nas mãos, espalhar bem e distribuir nas pontas.

39


1

Lavar os cabelos com o Shampoo Biogelattine de Aloe Vera, Colágeno e D´Pantenol. Enxaguar bem e repetir a operação.

2

Pegar a ampola de Nutridose, que contém uma carga de ativos, e espalhar o conteúdo em pó por toda a extensão dos fios, massageando suavemente. Deixar agir por um minuto. Não enxaguar.

3

Aplicar a Máscara Hidratante, massageando da raiz até as pontas. Feito isso, envolver todo o cabelo com um filme plástico PVC e aquecer com o secador por dois minutos. Em seguida, colocar a touca de autoaquecimento Bio Extratus por três minutos e enxaguar.

4

Aplicar o Bálsamo Hidratante em toda a extensão dos fios. Massagear bem e enxaguar.

40

AGRADECIMENTOS: MMEILUS STUDIO | FOTOS: CARLOS PRATES/2X1 | CABELO: LEANDRO MONTESINO | MAQUIAGEM: MARLOS MEILUS | PRODUÇÃO: MILLA MATHIAS | MODELOS: JOYCE DE SOUZA LISOS, LUAH GALVÃO CACHEADOS

Cabelos cacheados

Com os produtos desta linha de tratamento, os cachos ficam hidratados, o volume controlado e a beleza dos cabelos destacada.


5 Aplicar o Finalizador Hidratante sobre os cabelos ainda úmidos e distribuir ao longo dos fios. Não enxaguar, apenas moldar os cachos como de costume.

6

Para terminar o tratamento, colocar o Fluido Relaxante na palma da mão e espalhar bem sobre os fios, principalmente nas pontas e regiões mais danificadas.

41


Aos 45 anos, o badalado cabeleireiro Ed­ son Freitas está à frente de uma rede de sete salões no Rio de Janeiro, os que usam com téc­ nicas exclusivas desenvolvidas por ele. Preocupado em acompanhar as tendências, viaja com frequência para os grandes centros internacionais de beleza, como Nova Iorque, Londres, Paris e Frankfurt. É nesses lugares que fica atualizado sobre cortes, tonalidades e tratamentos capilares. Quando visita a capital inglesa, faz questão de se reciclar nos cur­ sos da rede Toni&Guy, parada obrigatória para ele que já trabalhou em um dos salões da rede Sebastian, em Nova Jérsei, nos Estados Unidos. De volta ao país, adapta todo o aprendizado ao estilo dos brasileiros e divide as técnicas com sua equipe e com profissionais de todo o Brasil através de apresen­ tações em congressos. Não é à toa que Edson Freitas é o hair stylist preferido de várias celebridades como Sthefany e Kayky Brito, Adriana Bombom, Joana Prado e Vic­ tor Belfort, Victor Fasano, Daniel de Olivei­ ra e Vanessa Giácomo. Toda a badalação em torno de seu nome e trabalho começou quando, em 1997, foi parar no Planeta Xuxa, programa da TV Globo, no qual era res­ ponsável pelo quadro Transformação, que ficou cinco anos no ar com grande sucesso. Com tanta experiência, ele re­ conhece com facilidade quando um cabelo é bem cuidado ou mal­ tratado. Por isso, ele vai nos ajudar, expli­ cando 10 situações que devemos afas­ tar nossas madeixas. Aprenda e aproveite!

44

FOTO: DIVULGAÇÃO | ILUSTRAÇÕES: [SIC] / YOUTOART

cabelos


porque o condicionador abre as cutículas dos cabelos para tratá­los. Se ele permanecer nos fios, as cutículas não fecharão, deixando os cabelos elásticos e quebradiços.

4

1

Prender os cabelos molhados

Os fios úmidos quebram mais facilmente e quando se­ cam ficam marcados, com as­ pecto de maltratados. Além dis­ so, o couro cabeludo também acaba permanecendo molhado por mais tempo, propiciando o aparecimento de fungos e caspas. Com isso, a raiz do fio enfraquece e também provoca a queda.

2

Usar chapinha nos fios molhados

Antes de aplicar a chapinha, é fundamental secar os fios. Mesmo que o fabricante afir­ me que ela pode ser usada em cabelos molhados ou úmidos, o processo causa uma gran­ de agressão aos fios e, o pior, pode queimá­los, tornando­os quebradiços.

3

Deixar condicionador depois da lavagem

O produto deve ser retirado totalmente durante o banho

Clarear o cabelo tingido com outra coloração

Um cabelo já colorido não pode ser clareado por outra co­ loração, não adianta. Primeiro é necessário descolorir para re­ mover os pigmentos de tintas antigas com pó descolorante e oxidante para, apenas depois disso, aplicar a nova coloração.

5

Usar tonalizante em fios brancos

Se a quantidade de cabelos brancos for grande, o ideal é pintá­los com tinta, seja uma que se aproxime ao máximo do seu tom natural ou uma nova cor. Tonalizantes não cobrem to­ talmente e duram apenas cerca de 20 lavagens.

6

Desembaraçar os cabelos com escovas de cerdas moles e com força

Este tipo de escova é que quebra os fios. Nada de força para desembaraçar, tenha pa­ ciência e use sempre muito jei­ tinho. O ideal são pentes com dentes bem largos e firmes ou escovas do tipo raquete.

7

Exagerar no creme para pentear

O excesso do produto deixa um aspecto pesado e opaco,

principalmente para mulheres que têm quem tem cabelo ca­ cheado. A dica para acentuar os cachos é a seguinte: depois de lavar os cabelos normalmente com xampu e condicionador, aplique um produto leave-in e, usando uma toalha seca, amasse as mechas até a raiz, apertando­as com as mãos até retirar todo o excesso de água. Depois, é só deixar os fios seca­ rem naturalmente.

8

Aplicar creme hidratante na praia ou na piscina sem filtro solar

As máscaras de hidratação possuem um tempo determi­ nado para agirem nos fios; além disso, não protegem o cabelo dos raios ultravioleta e podem ajudar a queimá­lo. O ideal é aplicar antes de pegar sol um hidratante leave-in com protetor solar.

9

Ultrapassar o período de retoque da cor

A raiz deve ser retocada de quatro em quatro semanas. O certo é fazer sempre um banho de pigmentação no final do processo, puxando a tinta até as pontas para que a cor não fique desbotada.

10

Fugir da tesoura por mais de três meses

Além de perder o corte, os fios começam a ficar com pon­ tas duplas e quebram mais fa­ cilmente.

45


ninguém mais do que as mulheres sabe como é bom manter os cabelos limpos, bonitos, com brilho e saúde. Apesar disso, muitas de nós enfrentamos um problema bastante desagradável que acaba refletindo na aparência dos fios: a oleosidade. As queixas são as mais variadas e é muito fácil detectá-las: brilho excessivo do couro cabeludo, descamação ou caspa, cabelos que não aguentam mais do que um dia sem lavar porque ficam pesados. os cabelos tendem a ficar ensebados, surgem pequenas lesões no couro cabeludo que lembram espinhas e, até mesmo, o mais desconfortável dos sintomas: a coceira. Se você está passando por isso, seguem alguns pequenos cuidados que vão minimizar o problema: • evite lavar os cabelos com água exageradamente quente. ela aumenta a produção e secreção de óleo pelas glândulas sebáceas do couro cabeludo. • mantenha o couro cabeludo sempre limpo. Pessoas que sofrem com este problema podem e, às vezes, até devem lavar os cabelos diariamente ou duas vezes ao dia.

46

• evite alimentos gordurosos: a alimentação deve ser pobre em gorduras e frituras. • evite usar produtos muito oleosos no couro cabeludo. existem condicionadores que pioram demais o problema, principalmente se forem sem enxágue. • Há uma gama enorme de xampus no mercado para tratar a oleosidade do couro cabeludo. o importante é saber escolher o mais adequado para seu problema. Primeiro comece com um bom xampu para cabelos oleosos e, caso não funcione, procure xampus que tenham arnica, sulfeto de selênio, zinco, cetoconazol ou piroctone olamina na composição. • evite usar esses xampus nos fios de cabelo. use-os apenas no couro cabeludo, pois muitos deles, quando aplicados nos fios, ressecam demais os cabelos. • Fique de olho no rótulo do produto. Se nada disso adiantar, procure um dermatologista. Consultoria: Dr. Ademir Jr. – médico dermatologista especialista em Tricologia e presidente do Grupo de Assistência a Problemas Capilares – GAPCA.

Foto: Lucio ALmeidA/2X1 | cAbeLo e mAquiAgem: Leo ZAniboni

cabelos


cabelos

Está cansada de usar o mesmo cabelo de sempre? Que tal dar um up no visual com a ajuda dos acessórios? Além de darem um toque especial, as novidades deixam qualquer look mais divertido. Escolha o seu e arrase! Accessorize

Accessorize

Empérium

Empérium

Empérium

Maria Sem Vergonha

Maria Sem Vergonha Adriana Medeiros Accessorize Accessorize

Morana Acessórios

Adriana Medeiros

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Morana Acessórios

Maria Sem Vergonha Maria Sem Vergonha

Serviço: Accessorize – (11) 3812-6110 Adriana Medeiros – (11) 3569-3273 Empérium – (11) – 3931-0698 Maria Sem Vergonha – (11) 4049.1420 Morana Acessórios – (11) 4208-6200

47


cabelos

Texto: Cilene Soares

Antes de ser escalada para o remake global “Ti Ti Ti”, seu último trabalho na TV foi na novela “Caras e Bocas”. Linda, elegante, talentosa e com invejável “ar chique”, Guilhermina Guinle é uma daquelas atrizes que se entregam às personagens que interpreta. Prova disso está nas inúmeras vezes que teve de mudar o cabelo para viver as várias facetas da carreira. Carioca de família tradicional do Rio de Janeiro, aos 17 anos já tinha interesse pela profissão de atriz. O sucesso veio rapidamente e surgiram vários convites para televisão, teatro e cinema.

48

Foto: João Miguel Júnior/tV globo

Guilhermina Guinle


FOTOS ESQ. PARA DIR.: REnATO ROChA MIRAnDA/TV GLOBO, DIVuLGAçãO/TV GLOBO, MáRCIO DE SOuzA/TV GLOBO, MáRCIO DE SOuzA/TV GLOBO, MAuRíCIO GOMES

Mulheres Apaixonadas (2003)

A Lua me Disse (2005)

JK – minissérie (2006)

Paraíso Tropical (2007)

Foto de divulgação (2009)

Com tantas mudanças no visual para interpretar suas personagens, quais os cuidados que você tem com os cabelos? Antes eu não tinha muito cuidado com os cabelos, fazia um banho de creme muito de vez em quando. Isso era naquela fase meio adolescente, mas agora, com tantas mudanças de cor, não tem jeito: tenho de cuidar mesmo do cabelo! E quem faz esse “milagre” é a Cinthia, meu “anjo da guarda” do Fashion Clinic, no Rio de Janeiro. Ela é uma “expert” em cuidados com os fios e couro cabeludo e sempre me ajuda.

dou e você precisou entrar em um consenso para realizar o trabalho? Por enquanto tive sorte com relação a isso. Principalmente por causa da minha profissão, eu não tenho medo ou preguiça de mudar; pelo contrário, eu gosto mesmo de me entregar a cada mudança. Antes de um trabalho, sempre converso com o diretor e figurinista e chegamos a um consenso bacana entre o personagem e a vida real. Quando se trata de uma novela e escolhemos a “tal” cor, sabemos que teremos de ficar com ela pelos próximos nove, dez meses...

Teve alguma mudança que lhe deu muito trabalho? Quais cuidados precisou adotar? Sempre a mudança para o loiro dá mais trabalho, exigindo uma manutenção mais cuidadosa porque os fios ficam mais porosos e a raiz parece que começa a nascer mais rápido. As idas ao cabeleireiro aumentam e o maior cuidado foi quando fiquei bem loira para a novela “Paraíso Tropical” – optei por ter a raiz clara também. Deu muito trabalho porque como meu cabelo cresce rápido, de 15 em 15 dias eu tinha de retocar a raiz no salão. Também faço tratamentos semanais para dar uma aliviada em tanta química.

Os trabalhos na TV e no cinema a deixam em evidência, o que requer uma atenção especial no quesito “aparência”. Quando não está com algum trabalho em destaque, quais os cuidados que tem com os cabelos? Assim que termino um trabalho, eu gosto de mudar de novo! Mas tento dar umas “férias” para meu cabelo em relação à tanta química e capricho nos cuidados com a Cinthia!

Você é daquelas atrizes que realmente demonstram “vestir a camisa” da personagem, ou seja, defende-a com unhas e dentes. Alguma vez uma mudança nos cabelos lhe incomo-

Como é seu cabelo natural? Meu cabelo natural é castanho-claro. A raiz é um pouco mais oleosa do que as pontas. Geralmente, quando estou mais para o “natural”, tipo morena clara, eu tenho de usar xampu para cabelos oleosos. Quando estou mais loira, uso xampu para cabelos loiros, mas com mais hidratantes.

49


Lisos e compridos em alta na preferência masculina

50

Loiros 32%

Ruivos 18%

Pretos 26% Castanhos 24%

Crespos 3%

Cacheados 17%

Lisos 80%

Curtos 15% Compridos 53% Médios 32% ILUSTRAÇÕES: SIC / YOUTOART | FOTO: ALINE VALIER/2X1

Das passarelas às telas de cinema, é comum encontrar mulheres com os cabelos lindamente escorridos e sem nenhum frizz para contar história. Se a moda pede um cabelo ajeitado, prático, moderno e chique ao mesmo tempo, qual será a opinião dos homens em relação a esta parte do nosso corpo que desperta tanto a atenção deles? Fúcsia foi às ruas para descobrir a preferência masculina quando o assunto é cabelo de mulher. Ouvimos 100 homens na faixa dos 25 a 30 anos, na Avenida Paulista, em São Paulo. Nossa pesquisa revelou que 80% deles preferem os cabelos lisinhos, mesmo que sejam escovados todo santo dia. Mas calma: isso não é motivo para correr para o salão e alisar os fios. O que eles gostam mesmo é de cabelos bem cuidados, sejam escorridos, cacheados (17% das preferências) ou crespos (3%). Perguntados sobre o tamanho ideal, mais da metade (53%) respondeu “compridos” porque acha mais feminino e sensual. Uma parte dos entrevistados disse preferir os médios (32%) e 15%, os cabelos curtos. Naturais ou não, as loiras estão com tudo! Os cabelos claros predominam no gosto masculino (32%). Pretos (26%) e castanhos (24%) vêm depois, seguidos pelos ruivos na preferência masculina. O surpreendente para nós foi saber que a maioria dos entrevistados (70%) não mudaria as madeixas de suas companheiras. “Talvez apenas mais lisos e compridos” foi a opinião maciça deles. Nada que um bom cabeleireiro não resolva quando você também quiser dar uma repaginada e deixar seu amado cada vez mais apaixonado.


cabelos

Texto: Carolina Thomeu

Alguns produtos utilizam atida perda de cabelos. “DiariamenFios no travesseiro, no ralo do vos como o jaborandi, uma te atendo jovens desesperados chuveiro e até em suas mãos planta rica em substâncias com o problema. A perda se maquando faz um carinho na que aumentam a circulação nifesta no início da puberdade, cabeça dele indicam que seu sanguínea e melhoram a quando o garoto começa a ter companheiro está perdendo nutrição do bulbo capilar, barbas, pelos e a voz engrossa. cabelo. Se você percebeu qualprevenindo a queda. “Não A partir daí, os cabelos vão se quer um desses sinais, já é o existe nenhum remédio que afinando, caem e não crescem começo de uma boa ajuda. Ah, faça nascer os cabelos permais”, comenta o especialista em mas ele ainda é novo? Saiba que didos, mas os que restaram Tricologia e membro da Socie90% dos casos de calvície são podem engrossar”, diz Dr. José dade Brasileira de Dermatologia, genéticos e hereditários e não Marcos Pereira. Para quem já Dr. José Marcos Pereira. esperam a idade avançar para perdeu muitos fios em regiões Portanto, se as “entradas” dele aparecerem. Os outros 10% têm concentradas, o implante pode já estão parecidas com as do seu a ver com alterações hormoser uma boa opção. Os médicos sogro e para você cabeça pelada nais, anemia, má alimentação acreditam que o ideal é recorrer só fica bem no bebê gorducho ou mesmo excesso de oleosiao procedimento só depois do comercial de fraldas, perca o dade no couro cabeludo. Então, dos 28 anos. Agora, se seu medo e insista. É hora de pedir que tal propor a ele um exame marido ou namorado já está socorro, antes que seja tarde. dermatológico? O resultado no time dos “casos perdidos” vai dizer se a perda de cabelo “Dá para melhorar” ou resolveu assumir de vez a já é ou não um sinal de que a Os tratamentos demoram cerca careca, paciência, não seja mais careca se aproxima. Tudo bem de seis meses para começarem uma preocupação na cabeça que o assunto é delicado. Está a fazer efeito e vão desde comdele. Os cabelos se foram, para nascer um homem que asprimidos a loções capilares. Demas o homem continua do suma a calvície (ainda mais no pois, é preciso manutenção. seu lado e é isso que importa. começo) numa boa. Uma parTalvez, daqui a um tempo, cela significativa dos calvos, você engrosse o coro “é dos inclusive, apresenta discarecas que elas gostam túrbios psicológi“De cada dez homens, oito terão calvície mais...” cos em função

FOTO: TIAGO POMPÉIA/2X1

em algum momento da vida. Ruim para eles (e, por consequência, para muitas de nós também!) é quando este momento chega cedo demais. Agora, sabia que você pode ajudar?

51


capa Na correria das gravações da novela global “Tempos Modernos”, a atriz arrumou um tempinho para conversar com Fúcsia. Cheia de determinação na vida profissional, ela transborda talento, simpatia e mostra que sabe o que quer. Texto: Cilene Soares

54


55

foto:ZĂŠ Paulo Cardeal/tV Globo


MÁRCIO DE SOUZA/TV GLOBO

lhação.

Como Betina, em Ma

WILLIAM ANDRADE/TV GLOBO

Em Casos e Acasos, ela

5

nca.

Bia interpretou a sensual

Os tribunais a perderam e devem existir várias lamentações por isso. Imagine os olhos incrivelmente verdes mirando para cá e para lá e a boa dicção explanando em uma sala de júri? A beleza certamente tiraria a atenção de todos os presentes e não haveria cansaço, por mais extenuante que fosse a sessão. Mas se o Direito perdeu, o mundo das artes ganhou. Fernanda de Vasconcellos Galvez, ou apenas Fernanda Vasconcellos, já figura como uma das atrizes mais promissoras de sua geração. “Costumava ir com minha mãe levar meu irmão para fazer comerciais de TV. Adorei o clima das gravações e logo já estava envolvida nesse meio. Cursei até o último ano da faculdade de Direito, mas tranquei o curso para me mudar para o Rio de Janeiro, onde fiz Malhação.” Nascida em São Paulo, essa virginiana relembra que começou na carreira artística como modelo em comerciais de TV, figurante e dançarina. Mas foi em 2004 que passou nos testes da novelinha global “Malhação” e tomou a difícil decisão de se mudar para o Rio. A causa era nobre: protagonizar a temporada de 2005, interpretando a personagem Betina. “Tive receio, foi uma mudança drástica, mas tem alegria maior do que viver para fazer o que se gosta?” Estrela O destino provou que a mudança valeu a pena. Após atuar durante um ano em “Malhação”, ela foi “promovida” e subiu do horário vespertino para o horário nobre. Foi em “Páginas da Vida”, do autor Manoel Carlos, que ela chamou bastante a atenção do público e da crítica. Apesar de Nanda, sua personagem, morrer na primeira fase da novela, foram várias manifestações por parte dos telespectadores que pediram ao autor para ela não sair de cena. De


SERGIO HUOLIVER/TV GLOBO

Como Laura, em Desejo Proibido. Nanda, em Páginas da Vida, chamou a atenção do público e da crítica. RENATO ROCHA MIRANDA/TV GLOBO

certa forma, Maneco atendeu aos pedidos do público e volta e meia Nanda voltava à tela em flashbacks e aparições em espírito. Neste trabalho, ela contracenava com Thiago Rodrigues, que também havia sido seu par em “Malhação”. No ano seguinte, em 2007, aceitou o convite para ser protagonista da trama das 18 horas, a novela “Desejo Proibido”, interpretando a mocinha Laura e contracenando com Murilo Rosa e Daniel de Oliveira. Sobre o preparo para cada trabalho e características de cada personagem, Fernanda é enfática. “Como atriz, todos os trabalhos são extremamente importantes, alguns têm maior impacto com o público e outros menos. Para mim, cada um tem seu valor. Podem ser diferentes, mas igualmente especiais. Pretendo transitar por todas as áreas que meu ofício me permitir.” Atualmente, Fernanda empresta seu talento para a personagem Nelinha, da novela “Tempos Modernos”, que estreou em janeiro deste ano. Mais uma vez ela é par romântico de Thiago Rodrigues e, na mesma trama, é filha de Leal, personagem interpretado por Antônio Fagundes. Corpaço Dá para imaginar a quantas anda a vida pessoal e profissional da atriz? Afinal, ser protagonista não é tarefa fácil. “É a minha quarta protagonista na mesma emissora. Meu trabalho é feito com muita dedicação e disciplina, não tenho medo de

5


MÁRCIO DE SOUZA/TV GLOBO

Em Tempos Modernos, como Nelinha, contracena com Antônio Fagundes (esquerda) e Thiago Rodrigues (direita).

trabalhar muito. Confio e respeito o trabalho de todos que estão envolvidos e sinto que recebo o mesmo em troca.” Se tudo vai bem na carreira, na saúde e na beleza a situação não é diferente. Aos 25 anos, Fernanda está em sua melhor forma. Desde que começou a praticar corrida há quase um ano, já perdeu sete quilos. “Não tem segredo: praticar atividade física e cuidar da alimentação são os melhores remédios para ficar em forma. Malho quatro vezes por semana, incluindo corrida e musculação. Carboidratos à noite são praticamente proibidos.” Vaidosa assumida, mas não neurótica, revela que não é adepta ao uso de vários cremes e não gasta muito com isso. “Faço esfoliação na pele toda semana com um pouquinho de açúcar e mel. Adoro cuidar da minha casa, afinal ela diz muito

5

sobre nós. Então, procuro deixá-la sempre muito bem organizada, arejada e limpa. Isso também me faz sentir bem.” Fernanda revela ainda que gosta de usar produtos naturais, principalmente para cuidar dos cabelos, que ela faz questão de manter sempre brilhantes e saudáveis. Perguntada sobre seu principal truque de beleza, ela entrega: “a beleza está na espontaneidade e na alegria de cada um. Cada ser humano é individualmente bonito por algum motivo. Acho que tratamento de beleza vem de dentro para fora, alimentando-se bem, respeitando as oito horas de sono, sorrindo e bebendo muita água.” Então, tudo certo – eis a dica da beldade. Anotou?

Televisão • 2010 – Tempos Modernos – Nelinha • 2008 – Casos e Acasos – Bianca • 2007 – Desejo Proibido – Laura • 2006 – Páginas da Vida – Nanda • 2005 – Malhação – Betina Filmes • 2006 – Eragon – Saphira (Dublagem)


saúde

Texto: Silvia Lourenço

Lembrar deles não é só na hora de comprar sutiã! “Comecei a perceber que, depois da menstruação, meu seio demorava para desinchar, ficava dolorido e muito estranho.” O relato é da empresária Marisa Liron, que estava com 46 anos quando notou os primeiros sinais que, mais tarde, viriam a confirmar um câncer de mama. Sem casos na família, o diagnóstico foi recebido com surpresa. “Fiquei muito assustada. Fazia exames todos os anos e nunca tinha dado problemas.” O primeiro médico consultado disse que a solução seria tirar o seio. “Eu não aceitei e fui atrás de outras avaliações, até que na terceira consulta encontrei o melhor tratamento.” A empresária foi operada em 2005 e não precisou retirar a mama

60

nem fazer radioterapia ou quimioterapia. “Passei três anos tomando remédios.” Talvez o parecer inicial – extrair o seio – seria a única alternativa se Marisa não tivesse corrido para o consultório assim que identificou os sintomas. Ela estava acostumada a fazer o que todas as mulheres devem adotar como hábito a partir dos 20 anos: o autoexame. Só uma vez por mês, uma semana após a menstruação, é suficiente. O ritual é simples e rápido. Basta levantar os braços e, com as pontas dos dedos, apalpar a região dos seios, especialmente em volta dos mamilos. Qualquer anormalidade como caroço, inchaço e/ou mudança de textura será facilmente notada. É consenso entre os especialistas que a primeira mamografia deva ser feita aos 35 anos. Mas a partir dos 40, ela vira uma obrigação uma vez por ano. Só a mamografia consegue identificar lesões na fase inicial, de milímetros. Um equipamento comprime a mama e faz uma foto. O desconforto é suportável, mas o exame deve ser realizado fora do período da menstruação, quando os seios ficam mais sensíveis à dor.


FOTOS: LUCiO ALMEidA/2X1, ArQUivO PESSOAL (MAriSA) | TrATAMENTO dE iMAgEM: OSwALdO rAMOLLA

Alerta

Tratamento

O Brasil tem perto de 50 mil novos casos de câncer de mama por ano. O número de pacientes maduras (40 a 60 anos) é dez vezes maior do que o de jovens. Contudo, segundo a mastologista Fabiana Makdissi, do Hospital A. C. Camargo, também conhecido como Hospital do Câncer, em São Paulo, é nas mulheres de menos idade que os tumores aparecem nas formas mais agressivas e mortais. “Atualmente, a mulher tem uma série de prioridades antes de pensar em ter filhos, usa anticoncepcional por muitos anos e, quando decide engravidar, amamenta pouco porque tem de retornar ao trabalho logo.” O efeito da mulher moderna tem uma relação direta com os fatores de risco. Adiar os planos que a Natureza preparou para a fase de ser mãe é um deles.

A receita nunca é igual. Cada caso deve ser tratado de um jeito. A mastologista explica que hoje a quimioterapia está mais eficiente tanto para a cura quanto para o controle da doença. A radioterapia também evoluiu muito e é feita com aparelhos cada vez mais modernos, com menos efeitos colaterais. E o tempo de tratamento diminuiu. Quando a opção é combinar a radiação com uma cirurgia (radioterapia intraoperatória), o que antes levava 30 dias, agora é realizado em apenas um dia. Aos 52 anos, Marisa hoje está curada. Ela comemora a descoberta precoce da doença e a escolha do tratamento adequado pelo médico. “É muito importante conhecermos nosso corpo e cuidarmos de nós. Nossa vida tem muito valor “, finaliza. Marisa Liron, empresária

Fatores de risco:

• Menstruação precoce ou menopausa tardia (depois dos 50 anos). • Uso indevido de reposição hormonal. • Não ter filhos ou ser mãe após os 30 anos. • Não amamentar. • Ter algum caso de câncer de mama na família, principalmente parentes de primeiro grau (mãe, irmã ou filha). Informe-se: mamainfo.org.br • femama.org.br • setoque.org.br Você sabia? A Lei 11.664/08 estabelece o direito à realização de exames de mamograria pelo SUS para todas as brasileiras com mais de 40 anos. Procure um posto de atendimento. É direito seu!

61


saúde

Texto: Françoise Terzian Fotos: Lucio Almeida/2X1

Descubra os alimentos que podem melhorar o astral.

62

em Ciências Endocrinológicas da Universidade Federal de São Paulo. Ou seja, não adianta passar o dia comendo um dos itens da lista ao lado – que a especialista nos ajudou a fazer – esperando virar a pessoa mais feliz e animada do mundo. Porém, a inclusão de alguns deles nos hábitos alimentares pode fazer diferença.

MODELO: ALINE CARBONARI | CABELO E MAQUIAGEM: LEO ZANIBONI

Uma noite mal dormida, trânsito, fila no banco: é bem provável que pelo menos uma dessas situações seja um atentado ao seu humor. Talvez você ainda tenha outras sugestões do que transforma um dia qualquer em um dia “daqueles”. E que ninguém se culpe por isso. Quem não tem vontade de xingar o mundo quando alguma coisa dá errado? Agora, quando essa sensação for frequente (a ponto de o mau humor fazer fama no trabalho) e vier acompanhada de desânimo e indisposição para a atividade física, a origem do problema pode estar onde você nem desconfia: no prato. Com o perdão do lugar-comum, mas neste caso vale a pena: “o homem é aquilo que come”. E o estado de espírito, sim, também tem a ver com a alimentação. Sabe aquelas delícias impregnadas de gorduras e carboidratos, que contentam na hora, mas depois fazem o maior estrago? Elas exigem muito do organismo para serem metabolizadas. E se a pessoa sofre de desequilíbrio da flora intestinal, aquele salgadinho frito ou o tentador doce cheio de chantilly podem impedir a absorção de alguns nutrientes. Consequências: cansaço, preguiça e ele, o mau humor. Agora, em vez de ficar aqui dizendo só o que não devemos comer (até porque isso você deve saber), vamos falar dos alimentos que fazem bem, que são capazes de acrescentar energia e alegria as nossas vidas. “Não existe milagre no consumo de um único alimento, mas sim na adoção de uma dieta equilibrada e variada”, alerta a nutricionista Rosana Farah Toimil, doutora


Tenha sempre à mesa: Cereal integral – contém alto teor de fibras e magnésio (a carência deste mineral pode causar irritação, confusão e fadiga). Ele ajuda no relaxamento, repõe a flora intestinal e, consequentemente, melhora a digestão e a absorção de nutrientes importantes ao humor e ao ânimo. Gérmen de trigo – diminui a irritação e reforça a concentração. Por ter uma boa dose de vitamina B5 (antiestresse), o gérmen é especialmente indicado como calmante natural. Linhaça dourada – fonte de Ômega-3 (antienvelhecimento) e rica em fibras, melhora a absorção de nutrientes e, quando associada a uma alimentação saudável, aumenta a disposição. Banana – carboidrato rico em vitamina B6, que impulsiona a produção de serotonina, um neurotransmissor que acalma e anima. Frutas cítricas (limão, laranja, tangerina) – todos contêm vitaminas, minerais e potássio, itens que aumentam a imunidade e o humor. Mel – funciona como um calmante natural e ajuda a aumentar a eficiência da serotonina no cérebro. Chocolate – libera endorfinas e gera a sensação de bem-estar, mas de forma momentânea. Alho e espinafre – combinados a uma dieta de baixo teor de gordura, melhoram a imunidade. Fontes de energia, elevam o humor. Água – claro, não é um alimento, mas a absorção de algumas vitaminas pode ficar prejudicada com sua ausência.

63


seu dinheiro

Será que você sabe administrar seu dinheiro ou é daquelas que vivem endividadas? Que as mulheres estão tomando conta cada vez mais das finanças das famílias, não é novidade. Se antes o homem era quem controlava os gastos, ho­ je a situação é completamente diferente. Sabendo disso, o consultor financeiro Reinaldo Domingos tem direcionado seu trabalho para as mulheres com o objetivo de entender a relação delas com o dinheiro. “Nas pesquisas que desenvolvi, observei

que as mulheres gastam menos do que os homens, o que acaba proporcionando a elas a chance de ad­ quirir mais bens do que eles.” Outro exemplo que o consultor destaca é que, quando as famílias preci­ sam comprar algum produto doméstico, geralmen­ te quem vai atrás do item é a mulher. Quando o assunto é dinheiro, vale o velho dita­ do: “Sabendo usar, não vai faltar!”.

Pegue papel e caneta e faça o teste criado pelo especialista para se conhecer financeiramente. Você vai aprender a estabelecer metas para sua vida e descobrir se tem controle sobre seus gastos. Boa sorte! 1. Você controla seus ganhos e gastos? a) Registro periodicamente todos os pequenos e grandes gastos e ga­ nhos, em detalhes, por tipo de des­ pesas/rendimentos. b) Registro somente os grandes ganhos e despesas. c) Começo o mês anotando, mas não con­ cluo, ou deixo alguns itens sem anotar. d) Não registro meus gastos e ganhos em nenhum período do ano.

2. Você já parou para pensar em seus sonhos e objetivos de curto, médio e longo prazos? a) Sim, sempre faço essa reflexão e registro em um lugar que vejo fre­ quentemente (agenda, caderno ou arquivo no computador). b) Sim, sempre faço essa reflexão mas não registro. c) Somente faço planos de curto prazo. d) Não tenho claramente meus sonhos de curto, médio e longo prazos.

3. Você já fez um diagnóstico financeiro de sua vida? a) Uma vez por ano faço essa análise (diagnóstico), registro o que eu ga­

64

nho e o que eu gasto e faço uma reunião familiar mensal. b) Faço a análise, mas não a registro em nenhum lugar. c) Faço a análise quando estou em situ­ ação de desequilíbrio financeiro. d) Nunca fiz a análise de diagnóstico financeiro, nem me reúno com a fa­ mília para falar sobre dinheiro.

4. Quando você recebe seu salário e ganhos mensais, você: a) Reserva (guarda) de 10% a 20% dos seus ganhos mensais para a realiza­ ção dos seus sonhos. b) Reserva (guarda) 10% dos seus ga­ nhos, mas ainda não sabe como vai utilizar essa reserva. c) Não costuma guardar dinheiro, mas está equilibrada financeiramente. d) Não guarda dinheiro porque não consegue pagar todas as suas des­ pesas do mês.

5. Quando você vai ao supermercado, você: a) Faz uma lista, pesquisa os preços antes de ir ao supermercado e leva encartes da concorrência para baixar

preços. Sempre respeita seu orça­ mento mensal para a alimentação. b) Às vezes faz uma lista de compras e costuma pesquisar alguns preços e marcas mais baratas no próprio super­ mercado. c) Tem uma ideia do que comprar, mas não costuma pesquisar preços. d) Não faz lista e compra os produtos de que mais gosta. Geralmente com­ pra alguns lançamentos.

6. Ao ir ao shopping center, como você se comporta? a) Vou ao shopping para passear, mas me contenho: só compro o que está previsto em meu orçamento. b) Gosto de passear no shopping e, quando há promoções, geralmente compro. c) Passeio no shopping aos finais de se­ mana; quando gosto de algum produ­ to da vitrine, experimento e compro. d) Adoro shopping. Vou mais de três vezes por semana e sempre compro o que me agrada.

7. Como você costuma pagar suas compras?


a) Sempre pesquiso o preço a vista do produto, peço desconto ou parcelo sem juros e observo a disponibilidade do meu orçamento. b) Sempre pesquiso o preço do produto e faço o pagamento parcelado. c) Costumo usar cheque pré­datado, crediário e parcelamento no cartão, mas somente quando compro mais do que deveria. d) Sempre opto pelo parcelamento, crediário e pelo cheque pré­ ­datado por falta de disponibilidade financeira.

8. Você utiliza um orçamento financeiro que prioriza uma reserva de dinheiro mensal para a realização de seus sonhos? a) Sim, reservo dinheiro mensalmente para meus sonhos de curto, médio e longo prazos. b) Faço orçamento mensal financeiro mas não priorizo meus sonhos. c) Utilizo orçamento, mas não o preencho todos os meses. d) Não faço orçamento financeiro.

FOTOS: CARLOS PRATES/2X1 | MODELO: MÁRCIA SPEZIA | CABELO E MAQUIAGEM: CELSO ALMEIDA

9. Onde você investe seu dinheiro guardado? a) Guardo dinheiro aplicando no mercado financeiro (ban­ cos, bolsas, previdência privada etc.). Sempre com perfil conservador. b) Invisto em imóveis para alugar e para aumentar meu pa­ trimônio. c) Invisto em títulos de capitalização e ações com perfil arrojado. d) Nunca sobra dinheiro para investir.

10. Se você hoje ficar desempregada, por quanto tempo você consegue manter seu mesmo padrão de vida? a) b) c) d)

Por 20 ou 30 anos. Por até 10 anos. Por menos de um ano. Por somente um, dois ou três meses.

De 110 a 155 Você está em um bom caminho para alcançar a independência financeira; porém, necessita estruturar melhor o controle, esta­ belecer e priorizar seus sonhos.

De 70 a 105 Muito cuidado! Seu desequilíbrio financeiro está muito próximo. Você precisa implementar uma operação de guerra em suas fi­ nanças. Baixe uma planilha de orçamento e utilize­a em seu dia a dia urgentemente.

De 50 a 65 Sua situação é muito grave! Mas sempre existe uma saída. Você precisa imediatamente fazer um diagnóstico financeiro, le­ vantando o quanto ganha, o quanto gasta, o que você tem de bem móveis e imóveis, dívidas etc. Em seguida, deverá estabe­ lecer prioridades em seus sonhos e objetivos. Terá de guardar parte do que ganha para o pagamento de suas dívidas e buscar seu equilíbrio financeiro. Fonte: Reinaldo Domingos é educador, terapeuta financeiro, autor do livro “Terapia Financeira” (Editora Gente) e presidente do DiSOP – Instituto de Educação Financeira.

RESULTADOS A = 20

B = 15

C = 10

D = 05

De 160 a 200 Parabéns! Suas respostas mostraram um elevado grau de edu­ cação financeira. A forma com que você lida com seu dinheiro e controles financeiros está correta. Continue aprimorando­se, cada vez mais priorizando seus sonhos e reservando um valor mensal para a conquista deles, que certamente você atingirá rapidamente todos os seus objetivos.

6


carreira

Texto: Silvia Lourenço

Quando foi sua última promoção no trabalho? E aquele aumento de salário que nunca vem? Não culpe seu chefe, talvez você esteja dando passos errados para subir na carreira. Não, você não teve a sorte de ser chefiada por um descobridor de talentos. Aquele tipo de gerente/diretor que enxerga o potencial escondido em cada uma de nós e decide apostar, sabe? Pena, mas, infelizmente, esse visionário não está presente em todas as empresas. Então, você vai fazer o quê? Cruzar os braços e esperar por um milagre para conseguir o aumento ou ser promovida? Claro que não! Se hoje 22% das mulheres que trabalham ocupam cargos de direção (há 13 anos eram só 10,39%, segundo a Catho Online) é porque estamos correndo atrás dos nossos objetivos. Não é um caminho fácil. Porém, como em toda escada, para chegar ao topo, devemos passar por alguns degraus, planejando as etapas que vão nos conduzir ao sucesso.

Exemplo Não fosse a força de vontade para percorrer os cinco degraus da escada ao lado, talvez a trajetória da hoje executiva de finanças Valéria Carneiro teria sido diferente. Ela nem havia terminado a faculdade e já sonhava em um dia presidir uma grande corporação. Assim que concluiu o curso, traçou um plano estratégico de carreira. “Teria de fazer um MBA e alguns cursos técnicos para me aperfeiçoar na área; além disso, precisava aprender um ou dois idiomas.” É provável que naquela época nem desconfiasse, mas estava pisando no primeiro degrau da escada do sucesso. A consultora de Recursos Humanos Tais Cardoso (Human Brasil Recrutamento e Seleção de Pessoas) fala que o começo de tudo é ter foco, certeza de onde se quer chegar, e estudar, buscando conhecimento para se destacar dos demais. O próximo passo, que vamos chamar de segundo degrau, passa por uma boa rede de relacionamento dentro da empresa, o tal “networking”. E aqui não estamos aconselhando

66

ninguém a bajular o chefe! Contatos em outros setores podem ajudar a conseguir uma transferência de área ou promoção. E já que falamos em chefe, é bom que ele saiba quais são suas pretensões. Transparência é o terceiro degrau. Você nem sempre precisa falar, mas deve demonstrar com atitudes e, óbvio, desempenho, que tem capacidade e disponibilidade para crescer.

Quase lá Valéria diz que nunca se contentou em “bater metas”. Quis sempre mais. Estudava, lia tudo o que encontrava sobre sua área e, por estar bem informada e atualizada, chegou rapidamente ao quarto degrau da escada rumo ao sucesso. Neste estágio, ousadia é a palavra. Acompanhar as tendências, a evolução do mercado, certamente abrirá sua cabeça e ideias inovadoras virão. E n��o tenha medo de levá-las adiante. Seja pró-ativa. Uma dessas ideias pode ser sua grande chance de conseguir a promoção tão esperada. Finalmente, o quinto degrau vem de uma atitude muitas vezes de coragem. A consultora de RH diz que, para alcançar nosso objetivo profissional, é preciso gostar do que se faz acima de tudo e ter ânimo para seguir em frente, mesmo diante das dificuldades. “Sempre é possível parar, reavaliar e, se for o caso, redirecionar-se para uma nova caminhada, com força total.” Valéria tinha um cargo de destaque em um banco e um salário invejável quando decidiu mudar. Aceitou ganhar três vezes menos para trabalhar mais feliz em outro lugar. Em um ano passou de gerente financeira à diretora e hoje coordena o setor de finanças de uma grande empresa de viagens de negócios. Chegou lá!


FOTO MURO: CG TEXTURES

67


68

entrevista


Texto: Cilene Soares

ziraldo alves Pinto é um daqueles brasileiros que dispensam apresentações. também pudera... É fácil reconhecer os traços de suas obras e saber o quanto é festejado por elas. quem nunca se emocionou com “o menino maluquinho”, que atire o primeiro lápis. lápis? sim, foi esse objeto de madeira e grafite que ajudou ziraldo a escrever sua própria história. aos 77 anos, ele prepara uma nova empreitada, revelando-a com exclusividade nesta entrevista à fúcsia: um livro sobre preservação do meio ambiente. Fúcsia: Você é pintor, cartazista, jornalista, teatrólogo, chargista, caricaturista e escritor. Dá para dizer do que gosta mais? Ziraldo: Hoje eu gosto mais de escrever e já fui muito menos preguiçoso com meus desenhos. Varava noites e noites desenhando com a maior de todas as paciências. Agora, com as facilidades que o computador oferece para se aprimorar uma ilustração – que meus jovens webdesigners me ajudam a fazer –, fiquei mais relaxado.

foto: ismar ingber | ilustração e quadrinhos: ziraldo

F: Você teve um desenho publicado em jornal aos seis anos de idade. De onde vem essa facilidade com as artes? Z: Desde menino eu sempre soube desenhar e fazer gracinha. Tudo o que eu faço está circunscrito nessas duas áreas: desenhar e fazer graça. Logo, enxerguei meu futuro. F: Como é seu processo criativo e como surgiu a inspiração para criar tantas personagens que caíram no gosto popular? Z: Não faço proselitismo com meus livros para crianças ou adultos, não trato de temas políticos, não quero fazer a cabeça de ninguém. Gosto, isso sim, de inquietar os adultos acomodados e de despertar as crianças para a alegria que é ler com desenvoltura. A diferença que existe entre escrever um livro para crianças e um livro para adultos, no meu caso, é muito sutil. O texto dos dois é, para mim, um parto difícil. Acho escrever mais difícil do

que desenhar. Escrever é, portanto, mais desafiante para mim, e eu adoro desafios. F: O Menino Maluquinho foi para o teatro, cinema, TV, videogame, internet, quadrinhos, parque de diversão temático. Virou até ópera e enredo de escola de samba. Fale um pouco sobre ele. Z: O Menino Maluquinho é apenas a apresentação poética do que pode ser um menino do meu tempo, no país onde vivo, um menino católico, bem amado, um menino brasileiro. Ele brinca muito, mas passa de ano, tira nota dez na escola e, às vezes, tira zero sem que o angustiem. Ele não tem de ganhar do outro, não tem de vencer. Não tem de ser melhor do que ninguém. Seu segredo máximo é que ele sabe que é um modelo de felicidade. Literatura pode fazer isso. Não acredito que livros para crianças tenham de despertá-las para as dificuldades da vida. Isso, a própria vida ensinará. Acho melhor falar do que a vida pode nos oferecer de bom. F: Ele tem servido de facilitador no aprendizado de crianças em idade escolar. O que isso significa para você? Z: O Menino Maluquinho marcou o início da minha vida itinerante. Há anos venho falando pelo Brasil afora sobre a importância primordial do aprendizado completo e total da leitura no ensino fundamental. Saí por aí, com meus cartazes, repetindo: “Ler é mais importante do que estudar”. F: A Turma do Pererê, outra criação de grande sucesso, em exibição na TV (TV Brasil), passa muitas mensagens sobre a Preservação do Meio Ambiente. De que forma seu trabalho tem ajudado a conscientizar as pessoas sobre isso? Z: Na minha opinião, não é legal dar palavras de ordem em campanhas educativas. “Não faça isto” ou ”Faça aquilo!” não é uma boa. Prefiro dar ao público uma sugestão. Tenho criado diversas cartilhas institucionais justamente sobre o tema de Preservação do Meio Ambiente, assunto

69


da maior importância. Espero que, dessa forma, alerte os leitores sobre a melhor forma de cuidar do nosso futuro. E, em primeira mão, informo que possivelmente meu próximo livro tratará sobre o tema. F: Você foi preso na época da ditadura militar. Como foi este período? Z: Deixe-me falar, primeiro, sobre a censura que enfrentamos enquanto fazíamos o Pasquim. Ela foi a mais rude censura jamais imposta à imprensa brasileira. Uma censura que riscava e rasgava nossos originais. Um censura que era exercida por policiais no interior das redações, em misteriosos departamentos. Porém, sobrevivemos. Foi uma vitória da consciência da sociedade brasileira. Fui preso por três vezes, em diferentes períodos. O mais longo deles foi na Vila Militar (seis meses). F: Como tem acompanhado a política no país? Z: Não paro de sonhar com a hipótese de um país menos canalha, menos hipócrita, menos mentiroso e falso, menos sórdido. Se conseguirmos diminuir o índice dessas más qualidades na parte da sociedade que comanda este país, teremos avançado rumo a um futuro decente e digno. Não perco a esperança de que, um dia, este país tome jeito. F: Existe alguma charge que lhe agrade mais? E qual o prêmio mais importante que já recebeu? Z: Charge é uma linguagem para expressar o pensamento de seu autor. Então, fica difícil dizer a que mais me agradou. Os prêmios todos foram significativos. Não dá para definir o “mais importante”. Então, vou citar o prêmio que recebi no ano passado. A Universidade de Alcalá, na Espanha, me concedeu o prêmio Quevedos de Humor Gráfico, o mais importante do gênero. O que me deixou ainda mais orgulhoso e feliz é que sou o primeiro brasileiro a recebê-lo. F: Você sempre estimulou a leitura e já disse que, para ajudar no aprendizado de uma criança, cada

70

cesta básica deveria conter pelo menos um livro. Qual análise faz da educação em nosso país? Z: A leitura é a minha preocupação imediata, quase uma obsessão. Eu acho que a escola fundamental brasileira devia largar tudo e ensinar apenas quatro coisas às crianças, até que elas estivessem equipadas para receber o ensino curricular: ler, escrever, contar e entender o que é ser cidadão. O resto, a vida, o ginásio e a universidade depois organizam e ensinam. No final do século não teríamos um só analfabeto no Brasil. E teríamos um povo capaz de escolher com lucidez seu destino. F: Você tem preocupações voltadas à inclusão social. Gostaria que explicasse como funciona o projeto no qual as crianças podem ser coautoras de livros que têm ilustrações criadas por você. Z: O projeto “Oficina do Texto”, criado pelo Grupo Positivo, é um grande sucesso porque não perdeu seu foco original: a educação. O projeto convida os alunos a escreverem livros a partir de minhas ilustrações e, também, a escreverem pequenos jornais. Todos os livros e jornais são impressos e cada aluno-autor recebe seu exemplar. Os alunos ficam motivados a ler, pesquisar, procurar informações. E olha que legal: por conta disso, eu posso me candidatar para o Guiness Book como o maior coautor do mundo. F: E o Zequinha, personagem que tem Síndrome de Down? Z: Zequinha tem um significado muito especial, pois veio numa época em que a sociedade, o governo e a mídia estavam dando um espaço bem maior para esse tipo de assunto. O Zequinha e o Menino Maluquinho têm muito em comum, pois são alegres, divertidos e cheios de vida. F: Finalmente, revele para gente: qual é o truque para chegar aos 77 anos com tanta vitalidade? Z: Não existe truque. Apenas trabalho... Muito trabalho...


Bio Extratus no

“Sertanejo do Bem”

FOTOS: ANDRÉ JACKSON

Texto: Luciana Matos

O badalado Club A, em SP, foi o palco de uma seleta festa que reuniu celebridades em um evento para lá de especial. Embalados pelo som do cantor Luan Santana, que explodiu nas paradas de sucesso este ano, os cerca de 1.500 convidados participaram da ação em prol dos necessitados do Nordeste. O evento foi promovido pelo Instituto Mundo Jovem e teve toda renda revertida para a entidade Amigos do Bem, que contribui para a erradicação da fome e miséria no sertão nordestino. A Bio Extratus foi uma das patrocinadoras da festa e teve uma área exclusiva, onde pode apresentar sua linha de produtos,

Amaury Jr, proprietário do Club A, e o ex-BBB Serginho recebem kits Bio Exratus.

alem de fazer análise capilar nos convidados. A empresa foi representada por Thiana Gonçalves, diretora de Marketing, e pelos distribuidores de São Paulo. “Participar de um evento beneficente de tamanha importância foi uma oportunidade de trabalhar pelo social que faz parte da filosofia da empresa”, declarou. Celebridades como as atrizes Mariana Rios, Isadora Ribeiro e Paloma Bernardi estiveram na festa. Os atores Leonardo Miggiorin e Leonardo Vieira atuaram como garçons voluntários e o cantor Junior Lima se apresentou na bateria do projeto eletrônico Crossover. Thiana Gonçalves, da Bio Extratus, e a atriz Paloma Bernardi

Show de Luan Santana “levanta” o público.

A empresa foi representada por Thiana Gonçalves, Gerente de Marketing e por alguns distribuidores do Estado de São Paulo.

71


nós

“A Força da Natureza” é também a força em favor da Natureza! Dentre as grandes preocupações da Bio Extratus, destaca-se o cuidado com o Meio Ambiente. A empresa tem uma área de aproximadamente 360.000 m², onde realiza ações de reflorestamento e preservação ambiental. 72


FOTOS: DIVULGAÇÃO

Quando a Bio Extratus se instalou na cidade mineira de Alvinópolis, em 1998, a área estava totalmente degradada e a vegetação praticamente inexistente consistia em mero pasto batido marcado pela poluição. Depois de muito trabalho e grandes investimentos, a empresa conseguiu reverter a situação e atualmente temos um cenário adequado à manutenção da biodiversidade local. Os caminhos da Natureza nos levam a entender que o Meio Ambiente tem aprovado e reagido satisfatoriamente aos esforços da Bio Extratus. A prova que temos de tudo isso é a beleza e encantamento dos jardins, nos quais passeiam livremente variadas espécies de pássaros e animais silvestres. Além disso, foram recuperadas neste espaço duas nascentes de água, devido a um projeto de arborização e construção de lagoas. Estas são apenas algumas marcas do compromisso com o Meio Ambiente expresso em nossa Política Ambiental, que também abrange: • Atender à Legislação Ambiental • Prevenir a poluição • Trabalhar para a melhoria contínua do desempenho ambiental no desenvolvimento das atividades, produtos e serviços Em cada etapa do processo de fabricação e em todas as atividades a este relacionadas, existe o comprometimento com o atendimento a esta Política. Para tanto, todos os colaboradores são treinados, orientados e incentivados a terem atitudes

conscientes no dia a dia. A empresa conta também com um Sistema de Gestão Ambiental que verifica constantemente seu funcionamento para garantir que em momento algum o Meio Ambiente seja prejudicado. A Bio Extratus possui ainda uma eficiente estrutura para tratamento de seu esgoto sanitário e efluentes industriais, a qual devolve ao solo água com características melhores do que as exigidas em Lei. Além disso, resíduos sólidos são encaminhados a empresas credenciadas pela FEAM (Fundação Estadual do Meio Ambiente) para realizar trabalhos de reciclagem, recuperação ou destruição de resíduos. Neste sentido, também apoiamos entidades de catadores de materiais recicláveis, sendo que nosso produto é biodegradável e seu material de embalagem também pode ser facilmente reciclado. Em reconhecimento a tal trabalho, a Bio Extratus, em abril de 2010, teve seu Sistema de Gestão Ambiental certificado pela ABNT, obtendo, assim, a Certificação ISO 14001. Por ser uma empresa visionária, dotada de grande senso de comprometimento ambiental, a Bio Extratus considera isso apenas um começo e procura a cada momento aprimorar o trabalho que realiza. Todo esse investimento é feito para cuidar de um bem que pertence a todos nós, sabendo-se que a empresa está ajudando a criar um futuro melhor. Bio Extratus – a força da Natureza e para a Natureza.

73


nós

Compromisso e solidariedade dão o tom ao trabalho da Fundação que atende a comunidade de Alvinópolis. Hoje a música faz parte da vida de crianças e adolescentes atendidos pela Fundação Bio Extratus – e não apenas a que elas ouvem no rádio. Desde 2005, o projeto “Flauta Mágica” vem chamando a atenção da garotada de Alvinópolis, cidade localizada a 170km da capital mineira. Atualmente, 81 alunos frequentam as aulas. Eles recebem uniforme, lanche e toda a infraestrutura necessária para um bom aprendizado. Como o objetivo é ambicioso – formar uma Banda Sinfônica –, o projeto teve de ser amplia-

74

do. Os aprendizes já estão tendo contato com novos instrumentos, conforme as habilidades de cada um. Por trás do ensino da música, está a preocupação em formar cidadãos. Certa de que uma empresa é feita de pessoas e para pessoas, a Bio Extratus atua no desenvolvimento social da comunidade. A Fundação conta com uma equipe de profissionais de primeira linha e um grupo de pedagogos (voluntários) que orienta os alunos nas questões educativas, culturais e éticas.


FOTOS: DIVULGAÇÃO

As apresentações dos pequenos músicos trazem orgulho aos pais e a todo o público, além de despertar um grande interesse pela música na região mineira. Através da Fundação, a empresa planeja levar o nome de Alvinópolis a várias regiões do país como exemplo de que investir em arte e cultura pode ser a melodia de um futuro melhor. Celebre essa ideia!

75


planeta verde

turismo

consciente Texto: Aline Almeida

Uma riqueza mineira que você precisa conhecer. O Vale do Jequitinhonha é muito rico. A frase pode até surpreender o leitor já acostumado a ouvir falar na miséria e no isolamento que assola a região. As citações sobre o baixo IDH - Índice de Desenvolvimento Humano - são verdadeiras, mas devemos discordar sobre o significado dessa “pobreza”. A verdade é que Jequitinhonha tem muita coisa boa a oferecer. E é disso que vamos falar. Localizado no nordeste de Minas Gerais, o Vale também tem um pezinho na Bahia. A área se divide em três regiões (alto, médio e baixo Jequitinhonha) e abrange 80 municípios. A região tem muitas riquezas, e não estamos falando apenas do ouro e dos diamantes do Arraial do Tijuco (a atual Diamantina), mas sim do valor da arte, da cultura popular e da preservação histórica e natural. Para começar uma viagem pelas redondezas, o melhor é ir de cara para Diamantina, que fica a 305km de Belo Horizonte. Cidade importantíssima durante o ciclo do ouro do Brasil, hoje com o título

76

de patrimônio cultural da humanidade, Diamantina é cheia de charme. O casario do século XVIII, o povo simpático e as muitas manifestações ao ar livre que o município oferece fazem dela uma cidade das mais especiais. Além de caminhar pelos paralelepípedos cheios de história, de saborear a comida oferecida pelos bons restaurantes e de repousar nas aconchegantes pousadas, o visitante pode se dar ao luxo de ouvir música ao ar livre nos encontros conhecidos como vesperatas, orquestradas das sacadas coloniais da Rua da Quitanda, bem no centrinho da cidade. Escolher um bom lugar para esticar o esqueleto é muito importante para quem visita uma cidade histórica. São inúmeras opções para todos os tipos de bolso. O Pouso da Chica é um casarão restaurado que abriga in��meras peças originais. Os chalés ficam em um jardim florido e dividem o espaço com jabuticabeiras e bananeiras. No fim do dia, um agradável


FOTOS: ALINE ALMEIDA, EMBRATUR (P. 77)

chá da tarde é servido para os hóspedes, que podem se deliciar com os quitutes acomodados em um fogão a lenha. Aos sábados o mercado municipal, que já foi um rancho de tropeiros, se enche de vida. As cores e aromas das barracas que vendem doces, salgados e produtos alimentícios abastecem com fartura a mesa dos mineiros e também dos visitantes menos resistentes à gula. Feito à mão Pertinho dali, em um bairro rural, um grupo de mulheres extrativistas forma a Associação de Artesãs de Galheiros. Elas desenvolvem um trabalho muito delicado e especial feito com sempre-vivas, uma florzinha típica do cerrado e característica na região. Utilizada como elemento de decoração, chegou a despertar preocupação de órgãos ambientais pela ameaça de extinção. No entanto, as mulheres de Galheiros entendem que geração de renda e conservação ambiental devem conviver em harmonia.

Com o apoio do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, órgão responsável pela criação do Parque Nacional das Sempre-Vivas, as artesãs aprenderam a replantar a espécie por meio de um plano de manejo. As associadas retiram da terra o que precisam e devolvem com gratidão as sementes para que nos meses seguintes a gentileza da Natureza encha de flores os campos de Diamantina. Das sempre-vivas aramadas em maços surgem lindas peças de decoração, luminárias, guirlandas, prendedores de guardanapos e arranjos de flores. O que as artesãs recebem com a venda das peças ajuda a complementar a renda familiar e garante uma melhor qualidade de vida ao grupo. As peças podem ser encontradas em diversas lojinhas de Diamantina, ou diretamente na Associação. Quem compra um artesanato feito com sempre-vivas leva para casa um pouquinho de felicidade em forma de flor que nunca murcha e nem perde o viço.

77


Mineirices Depois de deixar a cidade dos diamantes pela Estrada Real*, a próxima parada é o bucólico vilarejo de São Gonçalo do Rio das Pedras. Quem chega é recebido com os respingos de água da cachoeira enraizada na curva da estrada. É a mensagem de boas-vindas da Natureza. Aqui não se pode ter pressa porque o almoço não sai na hora marcada e o banquinho da pracinha vai esperar por você o dia todo. Na vila pode-se jogar conversa fora e pitar um cigarrinho de palha enquanto se observa o vaivém dos teares manuais das artesãs. O vizinho, o Distrito de Milho Verde, é outro cantinho cheio de personalidade que já faz valer a visita pela curiosidade do nome. No caminho de um para o outro, dedique um dedinho de prosa com algum morador que possivelmente oferecerá um café passado na hora com broinha enquanto lhe conta um “causo mineiro”. A Cerâmica do Vale Para um contato próximo com a cultura popular e com a arte é preciso se aventurar um pouco mais. Chegar a Turmalina e Minas Novas demora sim, mas compensa.

As duas cidades ficam a quase 500km da capital mineira. É nessa região que está a maior concentração de artesãs de barro do Jequitinhonha. Na comunidade de Campo Alegre, em Turmalina, a matéria-prima é a lama retirada das encostas. Ela é armazenada em quantidade generosa e seca. Depois, o barro é socado em pilão, peneirado, misturado com água e sovado até atingir a consistência ideal para o manuseio. Após isso, é só dar asas à imaginação. O que era um punhado de terra vira um rosto, um vestido, uma linda noiva com buquê em punho. Peças que, pelas mãos das artesãs, ganham um colorido especial vindo das diversas tonalidades da terra que, ao serem misturadas com água, dão origem ao oleio, uma tinta natural. Depois de pintadas, elas são queimadas em forno rudimentar para serem eternizadas em lindas obras de arte, uma das maiores manifestações do Vale do Jequitinhonha. A região é mais rica do que se imagina e, na língua indígena, significa um “rio cheio de peixes”. Para bom entendedor, sinônimo de fartura. Não há como negar.

Serviço TAM e GOL oferecem voos diários de São Paulo e Rio de Janeiro para Belo Horizonte com inúmeras opções de tarifas**. Do Aeroporto da Pampulha em BH saem voos para Diamantina pela Trip Linhas Aéreas a partir de R$ 159,00 cada trecho. Pouso da Chica – diárias a partir de R$120,00 – www.pousodachica.com.br Comunidade Campo Alegre – (38) 3527.0025 Ass. Sempre-Viva – (38) 3531.9532 – Secretaria de Turismo/Diamantina *A Estrada Real começa em Diamantina, corta três Estados, passa por 177 municípios até se encontrar com o mar, no Rio de Janeiro. Era rota de escoamento do ouro e dos diamantes no período colonial. **Antes de viajar, informe-se sobre preços e tarifas.

78


planeta verde

Texto: Carolina Thomeu

Que ele e o irmão Zezé têm dezoito anos de car­ reira, dezesseis álbuns lançados e um filme, é pos­ sível que você saiba. Que veio com a família de Piri­ nópolis, interior de Góias, para se tornar a segunda voz de uma dupla sertaneja que lota plateias Brasil afora em mais de cento e vinte e cinco shows por ano, também. O que provavelmente você não sabe é que Welson David de Camargo (sim, este é o nome dele!) tem um lado para lá de “ecologicamente correto”. Fúcsia entrevistou Luciano e ele fala sé­ rio quando o assunto é Meio Ambiente. “Uma vez perguntaram quanto tempo eu demoro no banho. Respondi: três minutos. Não precisamos mais do que isso. Eu me molho, fecho o chuveiro e me en­ saboo. Passo o xampu, abro de novo o registro para enxaguar e o jogo acabou.” Luciano dá detalhes do banho para mostrar que é possível sair limpinho

80

em pouco tempo. Esse hábito de economizar água vem dos tempos em que o cantor vivia na roça, em Goiás. Ritual parecido na hora de escovar os dentes. Com uma caneca cheia de água, ele molha, lava a escova e ainda enxagua a boca. “No hotel peço um copo emprestado. Pode parecer nojento, mas virou mania.” O rosto lisinho também independe da torneira aberta. “Faço barba só com barbeador elétrico.” E você já imaginou Luciano reciclando óleo de cozinha? Olha o cantor novamente com saudade da terrinha natal que o Brasil conheceu em “Dois Filhos de Francisco”. “Quando eu morava na fazenda, minha mãe já usava a gordura para fazer sabão. E ela faz isso até hoje.” Falando em deveres domésticos, o cantor confessa que é a Fau (forma carinhosa de chamar a esposa Flávia Fonseca) que vai ao supermercado. Tão consciente quanto o marido, ela leva engradados de casa para carregar as compras sem precisar das saco­ las plásticas fornecidas no caixa.


FOTOS: CHICO AUDI, ARQUIVO PESSOAL (LUCIANO E FLÁVIA) | ILUSTRAÇÕES: [SIC] / YOUTOART

Casa verde Luciano cresceu no campo, perto da Natureza. O verde faz parte da sua essência. Ele quer árvores nascendo, e não morrendo. Assim, os contratos de trabalho são todos por e­mail, nada de papel. “Para que imprimir!?! Nem foto a gente imprime mais hoje em dia.” Mas o maior projeto ainda está por vir. Em três anos, espera concluir a casa sustentável que ele e sua Fau planejaram. Ela é arquiteta e fez o projeto. “Até agora conseguimos uma casa 60% ecológica. A água da chuva será reutilizada para regar as plantas e a intenção é usar energia solar em vez de elétrica. Essas atitudes geram uma eco­ nomia; pode não ser de imediato, mas vem. E sem ser piegas, pensamos no futuro dos nossos filhos, netos.” É o amor (como diz a música) de Luciano pela Natureza! Luciano e a esposa Flávia Fonseca

Luciano tomando banho – máximo de 45 litros de água Banho de 15 minutos – mínimo de 135 litros Luciano escovando os dentes – copo de 300ml Torneira ligada por um minuto – 2,5 litros Fonte: SABESP/Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo

8


planeta verde

Empresas cada vez mais preocupadas com o Meio Ambiente dão exemplo do que é possível fazer (e vender) sem ferir a Natureza.

Jogos americanos A Le Lis Blanc, engajada em projetos ecossociais, tem parceria com comunidades artesãs e com a Associação Santa Maria, do Maranhão. A empresa lançou os jogos americanos feitos em fibra de buriti e fibras vegetais. É um legado deixado pelos índios e envolve retirada, manejo consciente do linho, tingimento natural, secagem e liçagem dos fios no tear. R$ 20 ,00 cada

Guardanapos Assinados pela famosa designer nova-iorquina Robin Zingone e feitos com papel 100% reciclado, os guardanapos da Rica Festa têm a função 2X1. Além do uso comum, servem para demarcar os lugares dos convidados, pois sua dobradura permite que eles fiquem em pé na mesa. R$ 31,00 (Caixa em acetato com 16 unidades)

Molduras A FastFrame / Moldura na Hora lança uma linha de molduras ecologicamente correta. As folhas de madeira natural que revestem o caixilho são de reflorestamento e imunizadas contra cupim. R$ 255,74 cada

Sacola A Oren faz seu “papel verde” na sociedade e revende as sacolas retornáveis da marca israelense Bramli. Feitas em plástico maleável e 100% biodegradável, são impermeáveis e laváveis, permitindo o uso em diversas situações: auxiliar no mercado, levar à praia ou até acomodar o adorado bichinho de estimação durante o passeio. Disponível nas cores vermelha ou rosa. R$ 60 ,0 ca 0 da

82


R$ 89,20

Caixas organizadoras Maleta em couro ecológico, organiza, de modo decorativo, fotos, documentos, papéis, cds etc. Tem dois fechos laterais e alça em metal. Caixa quadrada pequena nas cores marrom e bege. Também é feita em couro ecológico. Sob encomenda na Espaço Home.

Puff

Cachepô

R$ 4

6,00

Mesa lateral

,00

R$ 300

R$ 876,00

R$ 1.800,0

0 O Cachepô Ekos da Lider Interiores traz boas ideias de sustentabilidade.Todo em madeira de demolição, é uma peça curinga, pois pode ser feito em medidas personalizadas. Já o puff preto é um banco composto por uma trama de câmara de ar de pneu. São mais de 2.000 encaixes macho e fêmea para compor a peça, unindo o clássico e o contemporâneo e favorecendo o bom gosto e a Natureza. A mesa lateral Ciclo é feita em madeira de demolição da Lider. Com 67cm de altura, ela preenche qualquer ambiente.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Serviço: Aparador A Clami, que usa madeira de demolição e já adota ações sustentáveis, lança esse aparador com base em aço carbono pintado em diversas cores e tampo recortado em madeira maciça de demolição. Vale o quanto custa. R$ 1.778,0 0

Clami – (11) 3032.8103/ 2252.2960 Espaço Home – (11) 5084.8532 Fast Frame – 0800 10 85 85 Le Lis Blanc – (11) 3083.2549 Lider Interiores – 0800 283 1220 Oren – (11) 3062.8669 Rica Festa – (11) 3045.4700 Os preços foram pesquisados em abril de 2010.

83


planeta verde

O que estamos fazendo Texto: Aline Almeida

Há menos de 10% de Mata Atlântica no Brasil. Mas com esforço ainda temos chance de recuperar nosso verde.

Nativo: índio Pataxó O plantio

84

A triste estatística começa a ser revertida. Vários projetos em andamento no país caminham para mudar a realidade atual e repovoar a Mata. Um bom exemplo de envolvimento com a causa ambiental vem da Bahia. O Instituto Bioatlântica (IBIO) é uma organização não governamental resultante da união de outras ONGs ambientalistas e empresas privadas que trabalham pela conservação e restauração da Mata Atlântica e de seus ecossistemas associados, que incluem áreas de florestas, manguezais, restingas, zonas costeiras e marinhas. No sul do Estado baiano, o IBIO desenvolve planos de restauração da Mata e geração de trabalho e renda para as comunidades rurais e tradicionais. Dois projetos são bem significativos: a Cooplantar e a cadeia produtiva da piaçava sustentável. Cooplantar significa Cooperativa dos Reflorestadores de

Mata Atlântica do Extremo Sul da Bahia. É uma associação que conta com aproximadamente 40 pessoas que vivem no entorno do Rio Caraíva. O grupo foi capacitado pelo IBIO para fazer a restauração das áreas ameaçadas. O processo acontece de forma completa, desde a produção de mudas em viveiros até o plantio de espécies variadas para a manutenção da diversidade da Mata. Os locais escolhidos para o restauro são espaços ameaçados pelo desmate indiscriminado e propriedades privadas que precisam se adequar às leis ambientais, adquirindo e preservando áreas florestais. O trabalho de campo desses associados garante a recuperação da floresta e a renda dos trabalhadores que sofrem com a ausência de trabalho na região.

Várias espécies características de Mata Atlântica ainda podem ser encontradas no sul da Bahia. A piaçava é uma delas. Certamente você já deve ter ouvido falar na piaçava, ou até


FOTOS: ENRICO MARONE, CLIO LUCONI, CG TEXTURES

mesmo deve ter em casa uma vassoura feita com a fibra dessa palmeira, que é endêmica da região. Porém, saiba que a piaçava é muito mais importante do que se imagina e dela se extraem vários subprodutos que geram renda para muita gente. Na Reserva da Jaqueira, em uma área de 1.492 hectares pertencente a terras indígenas da Coroa Vermelha, vivem os remanescentes dos índios Pataxós. Para fortalecer a cultura indígena nesta região próxima a Porto Seguro, os índios que já exercem atividades ligadas ao turismo começam a explorar a piaçava como meio de renda secundário. Através de um plano de manejo, o IBIO detectou dentro da Reserva os locais onde as palmeiras poderiam ser exploradas. Capacitados, os índios e os “piaçaveiros” retiram a fibra de maneira sustentável e garantem a reprodução da planta nos anos seguintes. A piaçava que sai da Mata passa por várias etapas de tratamento. É limpa, lavada e penteada para que as fibras fiquem soltinhas, prontas para serem utilizadas.

A fibra da piaçava se transforma e vira cobertura de telhado, vassoura e artesanato. Artesanato feito por Pataxós e não Pataxós. Em Ponto Central, distrito de Santa Cruz Cabrália, a piaçava garante renda a um grupo de mulheres que produzem lindas peças de artesanato com a fibra da palmeira. As artesãs se encontram três vezes por semana na Associação de Ponto Central e utilizam a matéria-prima que vem da Reserva da Jaqueira e também de outros fornecedores. A intimidade e a habilidade das mulheres com a piaçava fazem da fibra cestos, bonbonnières, luminárias, mandalas, porta-copos, colares, pulseiras e outros tantos objetos. O dinheiro que completa a renda das famílias não é muito, mas o orgulho de apreciar peças tão bonitas e bem acabadas, esse sim, é imenso e transborda no sorriso de cada artesã. E assim o ciclo fica completo: piaçava sustentável, geração de renda e floresta em pé. A Mata Atlântica e todos os seus descendentes só têm a agradecer.

A colheita

O transporte

O trabalho O artesanato

Conheça mais: Instituto Bioatlântica: www.bioatlantica.org.br.

85


foto: marcos fortes

ele


Além do corpo sarado que chama atenção, o bom humor e o alto astral fazem qualquer mulher suspirar por Mário Frias. Mas contenha-se: o mocinho da foto ao lado já tem dona e morre de amores por ela. Na conversa com Fúcsia, o ator se revela um “homem família” e abre o jogo de sua história de vida, que daria um enredo de novela. Texto: Cilene Soares

a entrevista foi interrompida logo no início. o fox terrier marley, que vive na agradável companhia da shitzu Pepê, em mais um ataque de estripulias, havia feito xixi no chão da sala. sim, além das várias qualidades que toda mulher adora, mário frias cuida com carinho dos dois animais de estimação. “essas coisas acontecem, mas preciso ir logo limpar e `socorrer` o ambiente”, brinca - o ambiente em questão é a casa no rio de Janeiro onde mora com a mulher, a bailarina e personal trainer Juliana camatti. a conversa é retomada com o assunto “carreira”. aos 38 anos, esse libriano conta que começou por acaso, quando foi atender ao pedido de uma prima, produtora de tV, que o chamou para participar da abertura da novela “o campeão”, da tV Bandeirantes. “Isso aconteceu em 1994 e, no ano seguinte, fui chamado para fazer teste para a novela global malhação.” a participação durou um mês e mário deu vida ao vilão Ivan. resolveu entrar para a oficina de atores da Globo e, depois de um ano, foi chamado para um novo teste. Dessa vez, a vaga era de protagonista e, com muito talento, viveu o personagem escova. a partir daí, a carreira deslanchou. o ator ficou por 11 anos na emissora. em 2008, transferiu-se para a rede record, onde está até hoje. seu último trabalho foi na novela “Bela a feia”. Momentos difíceis o sucesso profissional coincidiu com uma das piores fases de sua vida pessoal. No início de 2008, mário frias perdeu a irmã Patrícia, vítima de aneurisma cerebral. “foi um baque, fiquei derrubado. Graças a Deus que tive a Ju para me apoiar e a minha mãe que mora perto de casa. sem elas, não sei o que seria de mim.” era a segunda grande perda da vida do ator. Quando tinha 14 anos, seu pai morreu em um acidente de helicóptero. o destino fez com que mário assumisse o papel de homem da casa.

mas foi após a morte da irmã que veio a depressão e, com ela, vários quilos a mais. o ator não tinha pique para praticar esportes e passou a comer muito por conta da tristeza. Porém, com o apoio da família, em seis meses conseguiu se livrar de mais de 10 quilos, voltou para o esporte e retomou planos antigos, entre eles, o teatro. “Mário família” Do casamento com a atriz Nívea stelmann, nasceu miguel, hoje com cinco anos. a relação com a ex-mulher é ótima. “somos amigos e acho que essa boa convivência só ajuda na educação e formação de nosso filho.” três vezes por semana miguel fica com o pai coruja. “estar com ele é demais. Quando estamos juntos, o tempo é só dele, adoro brincar no playground. além disso, o miguel tem piano e violão e adoramos ‘fazer música’” (só para constar, o ator toca violão, guitarra e bateria e dá canja em uma banda). mário conta que procura manter com o filho a mesma intensidade que tinha na relação com seu pai. “educo o miguel da melhor maneira possível. Quero que ele tenha uma boa base escolar, mas antes de saber quantos idiomas vai falar, quero que ele seja um ser humano independente e que saiba dizer ´obrigado`, ´por favor` e respeitar os idosos.” Quando fala de Juliana, o ator também se derrete. “estamos planejando encomendar um filho ainda neste ano. Nosso momento é muito legal. ela é uma mulher incrível e está disposta a renovar nossa relação diariamente. além disso, praticamos esporte juntos, o que faz a gente ficar mais tempo agarradinho.” Para ele, cada um tem de fazer sua parte no relacionamento. “o segredo é respeitar e se divertir com o outro. Que tal fazer do limão uma limonada? a força do casal vem do entendimento do papel de cada um.”

89


Com a esposa Juliana: parceira de todas as horas

90

ele já fez

• “Bela, a Feia” (2009/2010)

• “O Quinto dos Infernos” (2002)

• “Promessas de Amor” (2009)

• “As Filhas da Mãe” (2001)

• “Floribella” (2005/2006) • “Sob Nova Direção” (2005)

• “Você Decide” (episódio “Gol de Placa” - 1999)

• “Senhora do Destino” (2004)

• “Meu Bem Querer” (1998)

• “Mater Dei” (2004)

• “Malhação” (1995/1997)

• “O Beijo do Vampiro” (2002)

• “Caça Talentos” (1996)

Outras participações: • “Zorra Total” (humorístico) • “Turma do Didi” (humorístico) • “Dê uma Chance ao Amor” (teatro) • “Dança no Gelo” (quadro do “Domingão do Faustão”) • “Dicas de um Sedutor” (seriado) outro cuidado do ator é lavar sempre o rosto com um sabonete natural e mantê-lo hidratado. “como tomo sol fazendo atividade física, também uso hidratante no corpo.” tanta preocupação e atenção têm dado resultado. o ator figura entre os homens mais bonitos da televisão. Vida longa para ele, igualzinho a sua avó que tem 102 anos! Genética boa, o mário tem!

Diversão com o filho Miguel

FotoS: arquivo peSSoal

Ele se cuida mário levanta cedo, por volta das oito horas, e faz refeições leves. Gosta de torradas, geleias light, sucos com adoçantes, peito de peru e não faz uso de leite e derivados. “tenho intolerância à lactose e tinha rinite. Depois que parei de consumir esses alimentos, o problema desapareceu e minha pele melhorou muito.” ele explica que costuma comer de três em três horas, não consome carne vermelha há mais de dois anos e também não toma refrigerantes. “Quando estou gravando, monto uma mochila com meus lanchinhos preferidos. Levo sanduíche de peito de peru e barrinhas de cereal. tomo água e chá verde o dia inteiro. o chá ajuda a desintoxicar e a emagrecer. Não uso açúcar, não como frituras e uso pouco sal.” se os cuidados com a saúde são muitos, a preocupação em manter o corpo malhado não fica atrás. “três vezes por semana vou à praia da Barra para jogar futevôlei e correr na areia. também gosto de surfar e, quando vou à academia, faço musculação.” como pratica esporte ao ar livre, não esquece do filtro solar. Nos cabelos – que são lisos, finos e castanhos-claros, quase loiros – ele usa xampu e condicionadores. Não se importa em mudar o corte, caso o trabalho exija. “Gosto de produtos naturais e uso a linha homem da Bio extratus.”


Dúvidas, dilemas e assuntos cabeludos 92

Bem-vinda! Esse é um espaço só nosso. Conversa de mulher sobre qualquer assunto. Solte-se! Nada de acanhamento, aqui ninguém vai te calar. Tem espaço até para uma fofoquinha básica. Vamos combinar que aquelas no salão de beleza são as melhores! Claro que devo mencionar também o privilégio que terão de aprender comigo, afinal, a cabeça de Madame Cabellina, esta mesma que vos escreve, não vive só de cabelos. É cheia de ideias e eu exijo a participação de vocês, minhas damas! É para se abrirem mesmo, sem pudores. Tirem dúvidas, coloquem a boca no trombone, reclamem do marido. Tudo pode! Até conselhos para melhorar o visual se estiver capenga eu posso dar. E o mais importante: vou ensiná-las a andar sempre na linha e o que fazer para evitar gafes imperdoáveis. Estamos entendidas? Como este é o nosso primeiro contato, decidi começar por cima, literalmente. Eles, os cabelos! São o “cartão de visita” que carregamos no corpo, revelando muito de nós. Personalidade, estado de espírito, tudo escancarado aos olhos de

um bom observador. E “venhamos e convenhamos”: atire a primeira pedra quem nunca se olhou no espelho e pensou como na música da Rita Lee: “Um belo dia resolvi mudar e fazer tudo o que eu queria fazer. Eu me libertei daquela vida vulgar, que eu levava estando junto a você”. Pois bem, o “você” do final da frase era seu cabelo. Esse tipo de libertação – do antigo visual – costuma vir depois de uma mudança que te deixou meio deprimida. E aí é que mora o perigo: a gente deposita excesso de ilusão naquela tesoura que sai da maleta do profissional, acha que ela é capaz de virar o jogo, de criar uma nova mulher. Hello! Aprenda: essas lâminas não fazem milagre, e isso não é culpa do cabeleireiro. A culpa é nossa mesmo, por não olharmos para dentro de nós e vermos que o problema não estava só nos cabelos. Já sei, achou que ficou curto? Não vai se ajeitar com a nova franja? Minha querida, chorar não adianta, tarde demais. As lágrimas derramadas não voltam, mas os cabelos sim. Eles crescem em média um centímetro por mês. Se não serviu de consolo, sugestão:


compre uma peruca – está super na moda e ainda ameniza sua sensação de Dama Cabelixo. O quê! Não adiantou? A infelicidade persiste? Ai, ai... você já está cansando minha beleza! Mas vou dar um último e precioso conselho: medite para esquecer a preocupação e as necessidades imediatas. Os Budas são devotos do desapego. E não se esqueça do barulho com o nariz: “MmmMmm...”.

ILUSTRAÇÃO: SOUTH GAMA

Grampinhos infantis e bobes? NÃOOO!!!

A franja estava caindo e o grampinho infantil que estava perdido na bolsa quebrou o galho? Vai é quebrar seu encanto, meu bem! Isso é cabeilícito para uma dama como você que agora me lê. Em nome da beleza, uma noite de franja no rosto não vai te matar, mulher. Use isso a seu favor. Esbanje charme toda vez que, elegantemente, tirar os cabelinhos do rosto com as mãos. E da próxima vez, já sabe, em vez de grampinhos, carregue presilhas ou fivelinhas (chique!) apropriadas para segurar as madeixas. Deixe as de bichinhos, Hello Kitty ou qualquer outro personagem que reme-

ta a sua infância para sua filha. Ela, sim, vai ficar uma fofura! Ah, ia quase esquecendo de dizer que o mesmo cuidado serve para os bobes. Só a mãe do Kiko, a Dona Florinda, pode desfilar por aí com eles. O efeito na ficção não é o mesmo da realidade. Não se iluda, muchacha!

Ih, sujou!

Esses dias eu estava almoçando e notei uma mulher muito bonita sentada à mesa ao lado. Bem vestida, classuda, cara de bem nascida, profissional de sucesso. Do tipo que deve ser casada com um bonitão. Imaginei os filhos lindos. Porém, quando olhei bem para os cabelos dela, aff!!!! Tudo mudou: do luxo foi para o lixo. Ai, que cabelixo! Sujo, grudado na cabeça, parece que tinham jogado óleo de cozinha nele. Coitado do marido, dos filhos lindos... Será que eles aguentam o cheiro? Para quem não sabe, o cabelo sujo começa a cheirar mal. Ah, não sente? É porque se acostumou, mas os outros não são obrigados a conviver com essa nojeira. Credo!!! A mulher quer manter a escova que fez no salão e

comete uma gafe dessas! A Madame aqui não tem muito o que dizer para vocês, damas, a não ser uma palavra: cabelimpo sempre!

Xampu, xampu e xampu. Melhor sair às pressas de casa, com os cabelos molhados, sem escova, mas limpos. Em último caso, último mesmo, passe um pouco de spray fixador (daqueles bem cheirosos) na parte de cima da cabeça, perto da raiz, e faça um rabo. Talco também ajuda a tirar o aspecto de oleoso. Dê umas boas borrifadas nas mãos e passe direto na raiz, espalhando bem. Mas atenção: essa dica só vale até o terceiro dia sem lavar e olhe lá! Bom, minhas damas, chegou a hora da despedida. Espero que tenham gostado da cabelição. Não se esqueçam do lema: cabeluxo sempre! Escrevam-me, peçam conselhos, estou aqui para isso. Afinal, vivo para meus mimos e esta coluna é um deles. cabellina@revistafucsia.com.br

93


diversão

Texto: Nilsa Tomé

“Começa, começa!!!”– quase sempre grita a plateia ansiosa depois que uma voz anuncia: “Dentro de três minutos o Circo Vox vai apresentar o espetáculo Nostalgia!”. E o nome não podia ser outro. Todos estão prestes a voltarem no tempo e a resgatarem a tradição da lona, da pipoca e do riso fácil. Os protagonistas – o casal Bobi (Gallo Cerello) e Judite (Elena Cerântola) – surgem como bons anfitriões. Logo de cara, oferecem ao público almofadas fofinhas para amenizar o desconforto das arquibancadas de madeira. E “Nostalgia” começa, em um formato intimista, nada tecnológico, sem uso de animais. Os trejeitos marcantes dos personagens (ela dança e faz “chuvas” de papéis, enquanto ele apresenta números mirabolantes de mágica), o figurino exagerado e a energia invejável surpreendem a cada tirada. “Fazemos coisas simples, que tocam as pessoas. Queremos que a plateia veja que quem está lá é um ser humano comum, de carne e osso”, diz Elena.

94

A música é ao vivo para acompanhar números tradicionais como trapézio, malabarismo e, claro, palhaço. Para relembrar o momento “áureo do circo”, imagens são projetadas em um telão com depoimentos de artistas que se consagraram no picadeiro. “Isso aqui é a minha vida”, afirma Gallo. Criado em 2005 pela atriz Elena Cerântola e pelo empresário Gallo Cerello – que largou sua empresa de correntes, na época, para “ir atrás do circo”–, o Vox hoje tem sede, escritório/ônibus, figurino próprio e muitos fãs. Mas nem sempre foi assim. Depois que voltou da França, onde estudou a arte circense, o casal levou quatro anos tentando montar o circo. Como não conseguia patrocínio e público suficientes para arrecadar uma boa bilheteria, a dupla fazia eventos em empresas. “80% do que a gente ganhava era para o circo e 20% para a gente comer. Fiquei no vermelho por um bom tempo”, lembra Elena.


FOTOS: FELIPE DENUZZO

O casal Gallo e Elena

Contudo, a vontade era tamanha que nada os fazia desistir, nem a falta de dinheiro, nem de público. “Estamos ao lado de uma escola com três mil alunos e, durante os três primeiros anos, se vieram 30 crianças por espetáculo foi muito.” Gallo conta que era muito triste quando a plateia se resumia a 12 pessoas. “O problema era ter 12. Se não tivesse ninguém, tudo bem. Mas eu não podia falar para eles: olha, o espetáculo é interativo. Tinha uma cena que eu pegava sete e aí?”. Com a proposta de montar um picadeiro à moda antiga com uma linguagem contemporânea, a trupe conquistou fãs no boca a boca e, este ano, ganhou patrocinadores importantes – empresas automobilísticas e do setor de saneamento básico. Hoje, se não bastasse ter “casa cheia” em todas as apresentações, muita gente vai embora chateada por não conseguir entrar no picadeiro.   Instalado em São Paulo, o grupo mantém uma escola circense, organiza eventos empresariais e viaja pelo Brasil. “Já estivemos em mais de 200 cidades”, comemora Cerello.

Nesse ano, a trupe volta a pôr o pé na estrada com a turnê “Caravana Circo Vox”, visitando o Norte e o Nordeste do país.   “Fizemos questão de chamar os artistas que estão com a gente desde o começo e pagar. Brigamos com a produtora por conta dos cachês. Vamos a pé, se necessário, mas vamos pagar bem os artistas.” Mesmo com poucos recursos, o grupo já tem cinco espetáculos no currículo. Apenas três receberam apoio e patrocínio. Elena conta que a meta agora é encontrar um local maior para ampliar o picadeiro. “Queremos crescer e, claro, sempre lotar. Adoramos o que fazemos.” Conhecendo a história desses artistas e se deliciando com suas peripécias dentro da lona, dá para entender porque os ingressos (R$ 20,00) têm se esgotado. Afinal, reinventar uma das mais antigas artes da história, resgatando toda a alegria, sedução e magia dos velhos tempos, é uma tarefa para poucos.

95


culinária

para fazer Texto: Françoise Terzian

Chef Morena Leite ensina a preparar um peixe inesquecível. Ela nasceu entre os mais marcantes aromas da Bahia. Por obra dos céus ou da rainha do mar, Iemanjá, seu sobrenome remete a um dos mais importantes itens da pirâmide alimentar. Parece que o destino da menina Morena Leite era virar chef de cuisine – assim mesmo em francês. E lá foi ela seguir o faro do

96

seu destino. Deixou para trás o restaurante dos pais, o Capim Santo, fincado na cidade de Trancoso, rumo à mágica Paris. Aprendeu a dominar as caçarolas francesas na renomada Le Cordon Bleu e retornou ao Brasil depois de uma longa temporada de imersão em inúmeras técnicas, texturas e sabores.


Os pratos de Morena são famosos por utilizarem técnicas francesas e ingredientes tipicamente brasileiros. “Cozinho com amor, técnica, planejamento e intuição”, revela. Isso explica o sucesso de sua casa, a filial paulistana do Capim Santo, um restaurante de gastronomia brasileira contemporânea que recebe os clientes em um ambiente cercado por coqueiros, jabuticabeiras, pitangueiras, bananeiras, figueiras e muitos passarinhos. Para as leitoras de Fúcsia, a chef ensina a preparar a deliciosa receita abaixo, recomendada para seis pessoas. É a oportunidade que faltava para um casal receber outros dois em casa e comprovar seus dotes culinários. Bom apetite!

• 1.200g de robalo (filé alto) • suco de 1 ½ limão • sal e pimenta-do-reino a gosto • azeite para grelhar Modo de preparo: tempere o robalo com limão, sal, pimenta-do-reino e um fio de azeite. Reserve.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Crosta de castanha de caju • 300g de castanha de caju – xerém (nada mais do que castanha picada, podendo ser feita em casa) • 225g de manteiga sem sal • 300g de farinha de pão (de preferência feita com torradas caseiras) • sal e pimenta-do-reino a gosto  Modo de preparo: misture todos os ingredientes, até formar uma farofa grossa. Coloque essa farofa por cima do peixe temperado e leve ao forno por 25 minutos a 180°C.

Mandioquinha sautée • 600g de mandioquinha • 3 colheres (sopa) de manteiga • sal e pimenta-do-reino a gosto • salsinha a gosto Modo de preparo: corte a mandioquinha em rodelas. Cozinhe em água com sal. Assim que estiver al dente, desligue o fogo. Em uma frigideira, derreta a manteiga para saltear a mandioquinha. Acrescente a salsinha, o sal e a pimenta-do-reino.

Vatapá • 6 pães amanhecidos, em rodelas • 1 ½ litro de leite • 3 colheres (sopa) de azeite de dendê • 1 ½ cebola pequena picada • 1 pimentão vermelho pequeno picado • 1 pimentão amarelo pequeno picado • 300g de camarões frescos sem casca • 300ml de leite de coco • 45g de tomates picados • 150g de castanhas de caju • 75g de amendoim • 45g de gengibre ralado • sal e pimenta-do-reino a gosto Modo de preparo: mergulhe os pães no leite, dentro de uma tigela, por 15 minutos. Em uma frigideira, aqueça o azeite de dendê, refogue o alho até ficar bem dourado e junte a cebola. Acrescente os pimentões e os camarões e deixe cozinhar por alguns minutos. Junte o leite de coco. No final, coloque o tomate, o amendoim, a castanha de caju e o gengibre. Tempere com sal e pimenta-do-reino. Misture tudo, com o pão embebido de leite, no liquidificador. Vá batendo aos poucos, dando intervalos, pois os ingredientes formarão uma massa grossa, difícil de ser batida (se necessário, acrescente um pouco de água). Coloque a mistura do liquidificador na panela e mexa muito bem. Leve ao fogo e cozinhe por mais alguns minutos, sem parar de mexer, para não ferver.

Rendimento: 6 porções. Tempo de preparo: 1h30. Apresentação: disponha o vatapá, como base, no centro do prato. Coloque o robalo sobre ele e contorne com a mandioquinha. Calorias: com a crosta, 1.400; sem a crosta, 790.

97


ativos

Aloe vera Vários produtos que usamos têm esse princí­ pio ativo em sua composição. Desde os tempos da vovó, todo mundo sabe que o aloe vera faz bem aos cabelos. A babosa, como é conhecida popularmente, é considerada a “planta dos mila­ gres” ou a “planta dos primeiros socorros”. A co­ munidade científica a reconhece como antibió­ tico, adstringente, coagulante, inibidor de dores e estimulante da regeneração dos tecidos e da proliferação das células. Destaca­se por ser uma planta milenar que traz vários benefícios para a saúde e beleza. tem sido largamente utilizada por sua eficácia no tratamento de queimaduras, na cura de feridas, na psoríase, na recuperação da pele desidratada, na eliminação de cicatrizes, no tratamento da acne, entre outras moléstias. Para fins cosméticos, é usada principalmente como hidratante, tanto em produtos skin care (pele) como hair care (cabelos).

São inúmeras as loções e emulsões corporais que usam seu extrato como ativo hidratante e que ajudam a prevenir o envelhecimento precoce da pele. em produtos capilares, é bastante utilizada em cremes e máscaras. Nos xampus, é encontrada em composições para cabelos secos ou danificados por tratamentos químicos, como alisamentos e tinturas. Por se tratar de um derivado natural – é usado o extrato da folha – não se conhecem casos de rejei­ ção ou de alergia. Como em outros extratos vege­ tais, somente pode causar alguma reação alérgica em pessoas que tenham sensibilidade ao princípio ativo. outra curiosidade é que pode ser consumida oralmente como complemento alimentar no com­ bate a doenças e infecções. No Antigo egito, o aloe era conhecido como a planta da imortalidade, chamado de “elixir da longa vida”. Diz a lenda que Cleópatra, rainha do egito, e Nefertiti, deusa da beleza, usavam­no de maneira abundante para seus cuidados pessoais.

Algumas propriedades Queimaduras Solares: a aplicação do gel da planta proporciona alívio e reduz complicações; por isso, é bom usar pro­ dutos solares que contenham aloe para evitar o problema. Coagulação: a presença do cálcio na com­ posição da babosa é fundamental no pro­ cesso de coagulação, além de regular os batimentos cardíacos. Sua função é reduzir o tempo necessário à coagulação.

Congestão Nasal: combate a congestão nasal e auxilia na respiração. Também reduz secreções.

98

Fonte: Angel Lizárraga – Diretor-Executivo da ABC Cosmetologia

foto: morguefile

Acne: por ter ação antisséptica, evita o entupi­ mento dos poros, que é o responsável pelas es­ pinhas, deixando­os livres para respirar. Também destrói bactérias.



Fúcsia Edição 1