Page 1

Chroma Key A SÉTIMA ARTE COM OUTROS OLHOS

WhoWants toWatch Watchmen? O

ano de 1985 e a Guerra Fria servem de pano de fundo para uma época em que super-heróis fantasiados andam livremente pelas ruas. Entretanto, o assassinato do Comediante (Jeffrey Dean Morgan) leva Rorschach (Jackie Earle Halley) a descobrir uma trama para colocá-los nos descrédito e por fim serem todos assassinados. O herói, então, une sua liga da justiça para impedir as tragédias. Heróis como o Coruja (Patrick Wilson), o Dr. Manhattan (Billy Crudup), o ególatra Ozymandias (Matthew Goode) e a bela Espectral (Malin Akerman), ajudam a compor essa história que mescla fantasia e história. Folha de São Paulo Fev/2008

ANO 1 - N.º 1 - MARÇO - 2009


OU O MAL SE VESTE SEMPRE MELHOR!

A GLAMOURIZAÇÃO DO MAL

MATÉRIA

Você já parou para reparar que os vilões, de um modo geral, se vestem bem melhor que os mocinhos?

P

odemos usar vários e vários exemplos, desde a Bruxa da história da Branca de Neve, Darth Vader, Drácula, Agente Smith até Miranda Priestly (do filme O Diabo Veste Prada).Mas a grande questão que encontramos é: Por quê? Posso arriscar dizer que, mesmo inconscientemente, muitas vezes torcemos pelos bandidos, e queremos que os mocinhos se ferrem mesmo no final, pra, quem sabe, aquela máxima de que “A vida imita a arte” se torne verdadeira! E quem não tem, de vez em quando, aquela vontade de fazer uma super maldade contra aquela pessoa que te tirou do sério? Lutamos contra nós mesmos para que não concretizemos estas vontades! Ah, a eterna luta do bem contra o mal! Sabemos que, na maioria das histórias, o bem sempre vence no final, então, se o mal vai se dar mal

(literalmente falando), então que seja num vestido lindo da Chanel, com uma bolsa Gucci ou num salto Manolo Blahnik. Quer mais exemplos, pra que fique ainda mais claro o que quero dizer? Vamos mostrar o mal em sua melhor roupa então: Miranda Priestly (O Diabo Veste Prada) Agente Smith (Trilogia Matrix) Vampiro Lestat (Entrevista com o Vampiro) Bruxa Má (Branca de Neve, Bela Adormecida, Encantada) Drácula (Drácula, de Bran Stoker) Elle Driver (Kill Bill 1 e 2) Sharon Stone (Instinto Selvagem) Darth Vader (Star Wars) Rainha Branca (As Crônica de Narnia) Lex Luthor (Smallville) Fênix (X-Men 3) Don Vito Corleone (O Poderoso Chefão)


MORTE - O GRANDE MOMENTO DA VIDA

D

urante a entrevista de divulgação do filme Stardust, Neil Gaiman falou brevemente sobre o longa-metragem baseado em Morte e Sandman, duas de suas criações em quadrinhos para a DC/Vertigo. O filme da Morte, produzido por Guillermo Del Toro, se baseia, especificamente, nas minissérie “Morte - O Alto Preço da Vida e Morte - O Grande Momento da Vida”. “Guillermo me fez uma oferta: eu mesmo devo dirigir esse filme. Ele me disse: “Vou te fazer uma oferta que nunca fiz a ninguém e talvez nunca mais faça na vida. Se você quiser, pode passar duas semanas em Budapeste comigo, onde vou filmar Hellboy 2, um filme de orçamento de 90 milhões de dólares. Você pode me seguir para todo lado, ouvir todas as conversas que eu tiver com os atores, conversas com gente

do departamento e sempre que quiser pode me puxar de lado e perguntar o que quiser’. E eu pensei que normalmente não se fazem propostas como essa”, conta Gaiman. “Então considerei a oferta de Guillermo por uma fração de segundos e concordei em visitá-lo em Budapeste. Passei duas semanas com ele e depois retornei a Budapeste na volta da minha viagem à China via Itália... E foi sensacional. A coisa mais importante que eu aprendi com Guillermo que eu não tinha aprendido dirigindo meus próprios trabalhos é que quando Guillermo assiste a uma cena gravada em que eu pensaria ‘isso, está bom’, ele pede mais takes e puxa um pouquinho mais e mais até chegar ao ponto em que ele consegue exatamente o que queria.

PRÉ PRODUÇÃO

E para mim essa é a coisa mais incrível: ver o ponto de perfeição que se pode alcançar”, emendou Gaiman.

RYAN REYNOLDS

FALA SOBRE DEADPOOL EM X-MEN ORIGINS:

WOLVERINE

aquilo estava previsto desde o começo, porque eu só poderia rodar as minhas cenas no final da filmagem, por questão de agenda”, emenda.

D

urante a divulgação da comédia Adventureland, o ator Ryan Reynolds falou sobre sua participação em X-Men Origins: Wolverine e a possibilidade de um filme solo de seu personagem, o mercenário desfigurado Deadpool. No longa, Deadpool ainda não ganhou as cicatrizes no rosto que o caracterizam - mas fotos indicam que isso ocorre em algum ponto do filme. “Já tive gente me procurando pra falar do filme solo, mas é absurdo negociar isso enquanto o filme não sair.

Eu sequer considero que estou interpretando o Deadpool mesmo. Eu faço Wade Wilson, a criatura que eventualmente se torna Deadpool, mas neste filme ainda é uma versão preliminar ”, indica. “Inicialmente minha participação começou como uma ponta, daí eles adicionaram um pouco mais. Na maior parte do tempo é o filme do Hugh [Jackman], mas é também um filme de equipe. Eles usaram alguns mutantes que os fãs vão gostar de ver. Sobre as cenas adicionais que fizeram com Deadpool,

Sobre as lutas no filme: “São intensas. Eu já fiz filmes de ação antes, mas não como este. Foi bem selvagem. Eu tenho uma sequência de luta de espada que deve durar um minuto no filme, mas levou meses de preparação. Na tela você consegue ver que sou eu ali, não um dublê. Então tomava tempo. Tivemos uma cena de luta que levou semanas para ser filmada”. Com direção de Gavin Hood, o filme contará a origem do mutante canadense, sua passagem pelo programa Arma X e seu relacionamento com vilões e aliados. O filme entra em cartaz no Brasil em 30 de abril.


Letra e Música Music and Lyrics

ASSISTA

(2007)

Direção: Marc Lawrence Roteiro: Marc Lawrence Elenco: Haley Bennett (Cora Corman), Hugh Grant (Alex Fletcher), Drew Barrymore (Sophie Fisher), Aasif Mandvi (Khan), Brad Garrett (Chris Riley), Campbell Scott, Kristen Johnston (Rhonda Fisher) Sinopse: Um fracassado cantor dos anos 80 tem uma chance de voltar à fama quando uma popstar do momento o convida para escrever e gravar um dueto com ela. Como está enferrujado para criar uma nova canção, ele convida uma talentosa compositora para ajudá-lo a retomar o caminho do sucesso. Mas esta colaboração pode render algo mais que simplesmente música.

Milk - A Voz da Igualdade Milk

(2008)

Direção: Gus Van Sant Roteiro: Dustin Lance Black Elenco: Emile Hirsch (Cleve Jones), Brandon Boyce (Jim Rivaldo), Lucas Grabeel (Danny Nicoletta), Sean Penn (Harvey Milk), Diego Luna (Jack Lira), Josh Brolin (Dan White), James Franco (Scott Smith), Victor Garber (George Moscone), Joseph Cross (I) (Dick Pabich) Sinopse: Harvey Milk foi um ativista dos direitos gay que, ao se mudar com seu namorado para São Francisco no início dos anos 70, abriu uma loja de revelações fotográficas e surpreendeu a todos ao se tornar um verdadeiro agente de mudanças. Com a ajuda de amigos e voluntários, foi eleito para o Quadro de Supervisores de São Francisco em 1977, tornando-se o primeiro gay assumido a ser votado para um importante cargo público nos Estados Unidos.

Constantine Constantine

(2005)

Direção: Francis Lawrence Roteiro: Frank A. Cappello,Kevin Brodbin Elenco: Pruitt Taylor Vince (Padre Hennessy), Tilda Swinton (Gabriel), Shia LaBeouf (Chas Kramer), Max Baker (Beeman), Djimon Hounsou (Midnite), Peter Stormare (Satã), Keanu Reeves (John Constantine), Rachel Weisz (Angela Dodson/Isabel Dodson) Sinopse: Baseado nos quadrinhos Hellblazer, de Alan Moore, Garth Ennis e Jamie Delano, Constantine conta a história do irreverente ocultista e exorcista John Constantine (Keanu Reeves), que, literalmente, chegou ao inferno. Ele une-se à policial Angela (Rachel Weisz) para solucionar o misterioso assassinato da irmã gêmea dela. A investigação leva a dupla a um mundo sombrio, com anjos e demônios, provocando vários acontecimentos terríveis. A partir de agora, o único objetivo deles é conseguir se livrar das forças do mal e ter paz novamente, custe o que custar.

Fanzine Chroma Key  

Trabalho acadêmico - Fanzine sobre cinema