Issuu on Google+

JORNAL

SÁBADO, 26 DE ABRIL DE 2014. ANO 1 - EDIÇÃO 049 - DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Circulação: Araquari, Balneário Barra do Sul, Barra Velha, São João do Itaperiú e Balneário Piçarras PÁGs 8 e 9

SÃO JOÃO DO ITAPERIÚ

CONTRA A IMPORTAÇÃO DA

BANANA EQUATORIANA Prefeitura, vereadores, produtores e políticos da região Norte desaprovam medidas do Governo Federal que abrem portas para o produto equatoriano. Além da concorrência de preço, a entrada de novas pragas no país também preocupa.

REAJUSTE

BALNEÁRIO BARRA DO SUL

PÁG 4

INCÊNDIO COLOCA EM PAUTA ESTRUTURA DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS

AUMENTO DE 6% PARA OS PROFESSORES DE BARRA VELHA DEVE PASSAR EM BREVE PELA CÂMARA DE VEREADORES

Falta recursos para a compra de equipamento respiratório que prejudicou ação dos bombeiros. Garoto de dois anos morreu no incêndio e família protesta.

ESPORTES

HOJE É O DIA D DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE INFLUENZA PÁG.

PÁG 16

COMEÇA NESTE DOMINGO O CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO DE BARRA VELHA

SAÚDE

CERVEJAS ESPECIAIS 3

PÁG 11

PÁG 7

INAUGURADA EM ARAQUARI PRIMEIRA FÁBRICA DE CERVEJA ARTESANAL DA REGIÃO

CULTURA

FESTIVAL DE TEATRO ENCERRA NESTE SÁBADO EM BALNEÁRIO PIÇARRAS


2

EDITORIAL

Sábado, 26 de abril de 2014.

Cultura: muito além do lazer Neste sábado, se encerra o Festival de Teatro de Balneário Piçarras. Durante os dias do evento, a cidade teve a oportunidade de assistir a diversas peças e debater a arte com atores, críticos e entusiastas da área. O que houve de mais espetacular no Festival, no entanto, não foram as encenações. Não foram as presenças ilustres. Não foi nem a participação do público. Foi a preocupação em oferecer às pessoas algo muito além de um simples passatempo: Balneário Piçarras ofereceu aos munícipes um contato profundo com a experiência teatral, um incentivo real ao fazer artístico. É uma grande tristeza perceber que os municípios da região entendem cultura e lazer como sinônimos. É claro que a diversão é indispensável para aumentar o turismo, que grandes eventos aumentam os lucros do comércio local e que todos nós precisamos nos divertir. Mas pensar cultura apenas como shows musicais esporádicos e festas tradicionais é triste. Cultura (do latim Colere, que significa “cultivar”) não é um produto pronto: é muito mais uma semente que um buquê de flores. Não adianta exigir das pessoas que dêem flores quando não lhes foram dadas as sementes. A cultura, o con-

junto das diversas manifestações artísticas desenvolvidas por uma sociedade, tem seu sentido muito mais próximo da educação que do lazer. A cultura, no entanto, faz com que as pessoas enxerguem além do que a ciência, transmitida através da educação, lhes permite: elas passam a ver possibilidades onde antes haviam impasses. E o que era bagunça, como acontece em algumas peças de teatro experimental, vira arte. Temos um bom exemplo ocorrendo em Barra Velha: durante as noites, a avenida Beira-Mar vira uma verdadeira pista de skates. Jovens e adolescentes usam o espaço, de trânsito tranqüilo durante os dias da semana, para fazer manobras e se divertir sobre as rodinhas. A cidade, no entanto, tentou impedir com que os skatistas continuassem a usar a avenida e recomendou que fossem para a pista, que se encontra do outro lado da cidade, no bairro de São Cristóvão. O que ninguém enxergou foi a possibilidade de incluir a prática do skate na vida da cidade: por que é que, ao invés de desestimular este esporte e toda a cultura que o envolve, nós dispensamos os skatistas para longe? Por que não se organizou essas pessoas, cedeu-lhes o espaço em troca de responsabilidades, como

CONTATOS um horário para começar e terminar a prática? Mas não. É menos trabalhoso destruir uma estrutura de madeira velha que era a diversão desses jovens e dispensá-los. Qual a ligação desta situação com a cultura? Explicamos: a cultura é um laço capaz de unir gerações. É um meio onde o diálogo se torna criativo, aberto. E, numa cidade onde se alega a falta de recursos, a criatividade precisa ser um meio de solucionar problemas, principalmente os mais simples, como é o caso do skate. Para não se tornar uma critica vazia, aqui vai uma sugestão: por que não se convida os skatistas para a elaboração de um campeonato? Para isso, se formaria uma comissão dos praticantes, responsável pelas regras do evento, pelo convite de atletas de outras cidades e até pela busca de patrocinadores. O município só precisaria fornecer a estrutura física e, talvez, uma ambulância de plantão. “Mas o que a cidade ganha com isso”? Ganha pessoas que aprendem a lutar por aquilo que querem (a prática do skate, nesse caso). Ganha gente que se une em prol de uma causa. Ganha maneiras diferentes de lidar com o que hoje chamamos de problema. E assim “plantaríamos” cidadãos que aprendem a pensar em coletividade.

do Centro de Informações de Recursos Ambientais e de PREVISÃO DO TEMPO Informações Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram) da Epagri

SÁBADO

(26/04)

DOMINGO (27/04) SEGUNDA-FEIRA (28/04)

Nebulosidade variável e chuva isolada

Sol com chuva no início e final do dia

MÁX: 24º MÍN: 16º

MÁX: 22º MÍN: 16º

Sol com chuva no início e final do dia

MÁX: 22º MÍN: 16º

(47) 3456 1194 Reportagem - jornalismo@vozdoitapocu.com.br Comercial - comercial@vozdoitapocu.com.br Colunistas - colunas@vozdoitapocu.com.br Coluna Social - social@vozdoitapocu.com.br

EXPEDIENTE Tiragem: 5 mil exemplares / distribuição gratuita / semanário Circulação: Araquari, Balneário Barra do Sul, Balneário Piçarras, Barra Velha e São João do Itaperiú Reportagem Carolina Nunes Daniel Schiavoni Diagramação Germana Souza Edição Anderson Davi

Colaboradores Angelita Borba de Souza Lígia Delazzeri R. Balbinott Daniela Censi Volnei Antônio de Souza Jornalista Responsável Flávio Roberto DRT: 02494 JP

Colunas, artigos, cartas, e-mails enviados e assinados são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo não expressa, necessariamente, a opinião do jornal. UMA PUBLICAÇÃO

REDAÇÃO Avª Santa Catarina, 1192 - Sobreloja Centro - Barra Velha - SC CEP: 88390-000


GERAL

Sábado, 26 de abril de 2014.

Hoje é o Dia D de vacinação contra a gripe Influenza Mais de 13 mil pessoas devem ser vacinadas na região até o dia 9 de maio É neste sábado, dia 26, o “Dia D” de vacinação contra a gripe Influenza. As unidades de saúde de todos os municípios da região estarão abertas das 8h às 17h para atender a população que deve ser vacinada. Iniciada na última terça-feira, dia 22, a campanha nacional de vacinação vai até o dia 9 de maio. Nas cidades de abrangência do Voz do Itapocu Araquari, Balneário Barra do Sul, São João do Itaperiú, Barra Velha e Balneário Piçarras – fazem parte do público alvo de vacinação 13.381 pessoas. A novidade para este ano é a ampliação da faixa etária para crianças de seis meses a menores de cinco anos. No ano passado, o público infantil que recebeu a vacina foi de crianças de 6 meses até 2 anos. Além das crianças, integram o público-alvo da campanha pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), população privada de liberdade e os funcionários do

Campanha: Ministério da Saúde

Números da vacinação em cada cidade Balneário Barra do Sul Crianças: 158 Trabalhadores de saúde: 137 Gestantes: 79 Puérperas: 13 Indígenas: 67 Idosos: 1679 Total: 2133

Tire suas dúvidas sobre a vacinação contra a gripe Junto com a campanha, o Ministério da Saúde divulgou no seu site oficial (www.saude.gov.br) um informe com as respostas para as perguntas mais frequentes com relação à vacinação. Confira alguns dos itens mais relevantes: Há alguma contraindicação da vacina? A vacina só não é recomendada para quem tem alergia à proteína do ovo – usada na sua fabricação.

sistema prisional. As pessoas portadoras de doenças crônicas não-transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais também devem se vacinar, porém para esse grupo não há meta específica de vacinação. Em Santa Catarina a meta é vacinar 1,4 milhão de pessoas, de acordo com a secretaria de Saúde do Estado. O objetivo é imunizar 80% da população-alvo até o último dia da campanha. O tema deste ano é ‘Vacinação

Araquari Crianças: 662 Trabalhadores de saúde: 240 Gestantes: 331 Puérperas: 54 Indígenas: 216 Idosos: 1908 Total: 3411

Barra Velha Crianças: 564 Trabalhadores de saúde: 287 Gestantes: 282 Puérperas: 46 Indígenas: 0 Idosos: 3003 Total: 4182

contra a gripe: você não pode faltar’. A campanha é realizada em conjunto entre o Ministério da Saúde e as secretarias estaduais e municipais de todo o país. O principal objetivo da campanha é reduzir a mortalidade, as complicações e as internações que ocorrem em consequência das infecções pelo vírus da gripe, que mais circularam no inverno passado, que são: Influenza A (H1N1); Influenza A (H3N2) e Influenza B. Dados do Ministério da Saúde

São João do Itaperiú Crianças: 69 Trabalhadores de saúde: 59 Gestantes: 35 Puérperas: 6 Indígenas: 0 Idosos: 411 Total: 580

Balneário Piçarras Crianças: 407 Trabalhadores de saúde: 409 Gestantes: 203 Puérperas: 33 Indígenas: 0 Idosos: 2023 Total: 3075

Araquari adquire mais de 700 livros para a rede municipal de ensino Mais de 700 livros foram adquiridos pela prefeitura de Araquari chegaram nesta semana no município. Através da Secretaria da Educação, eles foram distribuídos nas bibliotecas das nove escolas municipais de Araquari. Os novos livros foram adquiridos com recursos próprios e custaram R$7.900. Clássicos da literatura como “O Cortiço” de Aluísio Azevedo e histórias infantis como “O Gato de Botas” e “A Branca de Neve”, estão na seleção que seguirá para as bibliotecas ficando à disposição dos alunos.

3

A vacina contra a gripe causa algum efeito colateral? Não. A vacina usada na campanha contra a gripe é segura e bem tolerada. Em poucos casos, podem ocorrer manifestações de dor no local da injeção ou endurecimento. Isso pode ser associado a erro técnico de aplicação. Além disso, as pessoas que não tiveram contato anterior com os antígenos – substâncias que provocam a formação de anticorpos específicos – podem apresentar mal-estar, mialgia ou febre. Todas estas ocorrências tendem a desaparecer em 48 horas. Quem está dentro do grupo de doentes crônicos? O grupo é formado por pessoas: que tenham HIV/Aids; transplantados de órgãos sólidos e medula óssea; doadores de órgãos sólidos e medula óssea devidamente cadastrados nos programas de doação; imunodeficiências congênitas; imunodepressão devido a câncer ou imunossu-

pressão terapêutica; comunicantes domiciliares de imunodeprimidos; profissionais de saúde; cardiopatias; pneumopatias; asplenia anatômica ou funcional e doenças relacionadas; diabetes mellitus; fibrose cística; trissomias; implante de cóclea; doenças neurológicas crônicas incapacitantes; usuários crônicos de ácido acetilsalicílico; nefropatia crônica/síndrome nefrótica; asma e hepatopatias crônicas. Por que crianças com menos de seis meses não serão vacinadas? A vacina disponível atualmente não é recomendada para o grupo de menores de seis meses em razão de não haver estudos que demonstrem a qualidade da resposta imunológica, ou seja, a proteção não é garantida. Quanto tempo leva para a vacina fazer efeito? Em adultos saudáveis, a detecção de anticorpos protetores se dá entre duas e três semanas após a vacinação, e apresenta, geralmente, duração de 6 a 12 meses. O pico máximo de anticorpos ocorre após quatro a seis semanas após a vacinação. Quem se vacinou no ano passado, precisa se imunizar de novo? Sim, a imunidade dura – após a vacina – de 6 a 12 meses. A composição da vacina e produção é anual, e pode mudar conforme os vírus que circularam no ano anterior.


4

GERAL

Sábado, 26 de abril de 2014.

Reajuste de 6% para os professores de Barra Velha deve ser votado em breve na Câmara de Vereadores

Ofício que pede revisão dos planos de cargos e salários dos professores terá que passar por aprovação dos edis As negociações referentes ao reajuste salarial dos funcionários da rede de ensino de Barra Velha, resultado da paralisação ocorrida no último mês, têm avançado: de acordo com o secretário da Educação, Valdir Nogueira, deve ser enviado em breve um ofício à Câmara de Vereadores solicitando a revisão da Lei dos planos de cargos e salários dos professores. O aumento nesta primeira revisão será de 6%. Além disso, um contador foi contratado para analisar a possibilidade do aumento de 19% com recursos próprios da Educação, para atender a reivindicação de aumento inicial da classe. O secretário acredita que a possibilidade de uma nova paralisação é remota. “O sindicato ainda não se posicionou, mas as reuniões tem andado de maneira satisfatória. O processo está bem acertado”, afirmou. Uma comissão com

membros do Poder Executivo, do Legislativo e do movimento têm se reunido para debater a valorização do magistério municipal. No entanto, o líder do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público de Barra Velha (Sintrambav), Jossias Coutinho, se mostrou menos otimista. “Estamos aguardando apenas a palavra final do prefeito”, explica. Para ele, não existe por parte da prefeitura um desejo real de que o aumento saia. “Eles alegaram que todo o dinheiro do Fundeb era utilizado para o pagamento dos profissionais da Educação. Isso é mentira”, afirmou, com base em relatório recente enviado pela prefeitura a comissão sobre o uso do Fundo Nacional da Educação. Segundo o líder sindical, as contas do Fundeb foram rejeitadas por duas vezes nos anos anteriores. Jossias lembra também de que

Paralisação em março deu inicio ao movimento pelo reajuste do magistério em Barra Velha.

a negociação só está acontecendo porque todos os funcionários estão unidos em torno desta causa. “Na realidade, o prefeito só sentou para negociar com a gente porque houve uma pressão forte por parte dos profissionais da educação”, ressalta. Ele ainda lembrou que, caso o reajuste salarial fique apenas na palavra, como em anos an-

teriores, as escolas irão parar. “Dessa vez, se não andar, a greve é certa”, reforçou. O líder sindical ainda criticou o estado em que se encontra a dívida da prefeitura com o Instituto de Previdência do Estado de Santa Catarina, o Ipreve. “A administração parece não querer negociar esta dívida: prefere entrar na Justiça para anular a dívida. Isto é um

calote no servidor público”, explica. O prefeito Claudemir Matias afirmou, na quinta-feira, que estava aguardando as definições da comissão formada com os grevistas para decidir a situação. “Assim que tudo for averiguado, enviaremos para a Câmara o ofício”, diz, garantindo que o aumento decidido será retroativo ao mês de abril.

SDR Joinville repassa Cartão de Pagamento a 58 escolas do Norte do Estado A secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) de Joinville entregou na tarde da última terça-feira, dia 22, o Cartão de Pagamento do Estado de Santa Catarina (CPESC) a diretores de 58 escolas estaduais do Norte catarinense. A nova ferramenta servirá para o pagamento de despesas emergenciais e de consumo imediato, auxiliando na manutenção e conservação das unidades. A primeira parcela do valor estava agendada para ser depositada pela secretaria de Estado da Educação na quinta-feira, 24. De acordo com a diretora da escola estadual David Pedro Espíndola, Elizabeth Nunes Barcelos Giuradelli, o cartão terá uma grande utilidade na compra de produtos emergenciais. Durante a semana ela esteve reunida com os professores para tratar das prioridades para a escola. Segundo a diretora, os alunos tam-

bém estão cientes do cartão e poderão participar na escolha das compras emergenciais. Cada colégio receberá anualmente entre R$ 2 mil e R$ 8 mil, conforme o número de alunos matriculados, tendo como base os dados do censo escolar do exercício anterior. No caso da escola David Pedro Espíndola são 910 alunos, o que dá direito a escola de receber R$8 mil. Nesta semana R$4 mil seriam depositados. O segundo repasse financeiro está previsto para ocorrer no mês de agosto. Antes de receberem o cartão, os diretores escolares foram treinados pela Gerência Regional de Educação (Gered), que deu orientações quanto à operacionalização do cartão. Elizabeth explica que cada compra deve ser de, no máximo, R$400,00. “Será uma ajuda importante, porque toda a escola tem custos, então estamos vendo qual a melhor for-

Escola David Pedro Espíndola, com 910 alunos, receberá R$8 mil por ano.

ma de usar este recurso”, avalia. Os recursos serão disponibilizados para a compra de material de expediente, produtos de limpeza e higienização, produtos para a manutenção de bens móveis e imóveis, material elétrico e eletrônico

e de processamento de dados. O Cartão de Pagamento foi instituído por decreto em dezembro de 2013. Para a implantação do método, o Governo do Estado firmou parceria com o Banco do Brasil.


GERAL

Sábado, 26 de abril de 2014.

Secretário de Saúde de Barra Velha apresenta balanço de atendimentos do PA em sua gestão A secretaria de Saúde de Barra Velha fez recentemente um relatório com os números de atendimentos realizados no Pronto Atendimento 24h do município, nos sete primeiros meses da gestão do secretário Nelson Feder Junior. De acordo com informações da secretaria, 23.725 atendimentos médicos foram realizados entre setembro de 2013 e março de 2014. Destes, um total de 886 pacientes foram transferidos aos hospitais de referência de Joinville, uma média de 4,17 pacientes por dia. O maior número de transferências foi realizado no mês de janeiro. Foram 192 pessoas, uma média de 6,1 pacientes por dia. O relatório destaca também que foram realizadas 21.951 aferições de pressão arterial seguidas de sinais vitais, 917 suturas, 3.709 testes glicêmicos e 276 pacientes ficaram em observação por oito horas. Entre os dados apresentados também consta a administração de medicações: um total de 25.109 pacientes receberam

algum tipo de medicamento. Pronto atendimento De acordo com o documento emitido pela secretaria de Saúde, o Pronto Atendimento tem como função “atender pacientes que estejam em estado de Urgência ou Emergência. São pessoas que correm risco eminente de vida, como acidentados, suspeita de infartos, derrames, apendicite, pneumonia, fraturas, entre outras complicações”. Para a secretaria, essas informações visam o caminho correto para o bom atendimento. “Uma vez que a cada 10 pessoas que procuram o serviço, em média, seis não são casos de urgência. Em geral, esses casos poderiam ser atendidos com hora marcada, em consultórios e postos de saúde”, avalia a secretaria. Segundo o documento, esses casos são responsáveis pelo aumento do tempo de espera causado aos que necessitam ser atendidos com urgência, uma vez que os casos mais graves demandam mais tempo

5

Yoga

Instrutora de Yoga Lígia Delazzeri Rodrigues Balbinotti e-mail: ligiadelazzeri@yahoo.com.br

Vegetarianismo e Yoga

da equipe de atendimento. A secretaria de Saúde também aponta que o número “exagerado de acompanhantes” dificulta o trabalho da equipe do PA e causa a sensação de superlotação e aumenta o risco de contaminação. “O Pronto Atendimento também não é o lugar certo para solicitação de exames, trocas de receitas, atestados de saúde e outros procedimentos que não sejam de urgência. O uso consciente por parte dos usuários colabora para o melhor funcionamento do Pronto Atendimento, diminuindo o tempo de espera e melhorando o fluxo do atendimento médico-hospitalar”, finaliza o informativo repassado pela secretaria.

“O vegetarianismo tem sido um marco importante na história da humanidade, pois desde tempos imemoriais já existia esta prática como um estilo de vida. (...) Esta prática tem mostrado que o vegetarianismo não se restringe apenas a uma dieta, com preocupações de saúde, mas acima de tudo, uma filosofia de vida que está de acordo com o Dharma (a Lei Eterna) que tudo cria, tudo mantém e tudo transforma na contínua ciclicidade cósmica. A vida vegetariana implica em responsabilizar cada um pela sua vida, pela vida de outras formas e pela vida do planeta. Assim, podemos reconhecer que o vegetarianismo nos leva a indagar que existem três razões principais para esta prática. Primeira, a saúde física; segunda, o respeito por outras formas de vida, permitindo que cada um conclua o seu ciclo naturalmente sem sofrimento, e terceira, fatores ecológicos, pois existe a mãe natureza que precisa ser respeitada, agradecida

e mantida em plena harmonia para a renovação da vida. Quando restringimos o vegetarianismo apenas a uma dieta, amputamos todo o seu lado mais profundo e para qual esta prática existe, que é o respeito irrestrito pelos seres vivos em todas as suas formas. (...)Ser vegetariano é compreender que nenhum animal está disponível ao sofrimento, que a terra e toda a natureza têm seus limites de equilíbrio e que a vida é sagrada. Ser vegetariano é, antes de tudo, uma atitude interna de reverência para com toda a vida, para com a natureza e para com o Divino. Ser vegetariano é viver uma vida que possa estar inserida na verdade, no respeito, na igualdade de direitos evolutivos. Ser vegetariano implica a escolha consciente de que podemos mudar a nossa vida e elevar a nossa consciência”. (Maria Laura Garcia Packer em seu livro A Senda do Yoga). Namaste.

As aulas de Hatha Yoga acontecem segundas e quartas, em dois horários: às 16:30h e as 18h. Estamos no centro de Barra Velha, na Av. Santa Catarina, 1192 – Sobreloja. Venha fazer uma aula experimental gratuita.


GERAL

Sábado, 26 de abril de 2014.

6

Encontros dos Amigos de Balneário Piçarras acontece neste domingo Acontece neste domingo, dia 27, o 8º Encontro dos Amigos de Balneário Piçarras. O evento será na realizado na avenida Beira Mar, entre às 10h e às 18h, com a participação de 15 grupos, que estarão reunidos em um dia que deve ser marcado pela variedade gastronômica e musical. Organizado pela secretaria de Turismo do município, o Encontro acontece entre as ruas Manoel Ferreira e José Duarte de Melo. Na tarde de terça-feira, dia 22, foram definidas as localizações das barracas para a edição deste ano do evento. A reunião para sorteio e definição da ordem das 19 barracas ac-

onteceu na sede da secretaria de Turismo, contando com a participação de representantes dos grupos, que conheceram os detalhes da organização do evento, além de sugerir opções e atrações para o próximo ano. A avenida Beira Mar será interditada na noite de sábado. Os grupos devem começar a montagem dos seus espaços a partir das 8h de domingo e o evento será aberto às 10h, seguindo até às 18 horas. As barracas serão numeradas, para facilitar a localização por parte dos grupos inscritos. Haverá lixeiras ao longo do espaço do evento, mas os grupos deverão ter as suas próprias. Banheiros químicos serão

Participantes A ordem das barracas no 8º Encontro de Amigos ficou da seguinte forma: 1 e 2 - Cri-Cri 3 - CDL 4 - Mais Impressões 5 - Assetur

Últimos dias para declarar o Imposto de Renda O prazo para enviar a declaração do Imposto de Renda de 2014 termina nesta quarta-feira, dia 30, às 23h59mim59s. A Receita Federal alerta que quem deixar para enviar nos últimos momentos corre o risco de enfrentar dificuldades por causa do grande número de acessos, que pode deixar o site lento. A multa por atraso na entrega da declaração é cobrada quando o contribuinte estiver obrigado a apresentar a declaração e a entrega for realizada após o prazo. Ela vária de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido apurado na declaração, ainda que integralmente pago. A multa mínima é de R$ 165,74 e o máximo é de 20% do imposto sobre a renda devido. É importante lembrar que quanto mais cedo a declaração for feita em relação ao prazo final, Mais rápido será a restituição. O contribuinte também pode e tem o direito de saber quando a

sua restituição será realizada, a informação deve ser fornecida pelo contador. Quem deve declarar Para quem não conseguiu reunir todos os dados, a orientação dos especialistas é enviar a declaração incompleta e evitar o pagamento da multa. Depois, o contribuinte pode enviar uma declaração retificadora. Está obrigado a declarar em 2014 o contribuinte que, em 2013, preencheu alguma das seguintes situações: 1 - recebeu rendimentos tributáveis (salários, por exemplo) acima de R$ 25.661,70; 2 - recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte (ganhos de poupança, por exemplo), acima de R$ 40.000,00; 3 - obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

Foto: Prefeitura de Balneário Piçarras

em maior quantidade que o ano passado, além disso, a prefeitura também contratou uma segurança especial para o evento. Susan Correa, secretária de Turismo, reforçou na reunião os cuidados que os grupos devem ter no preparo dos alimentos, no uso de óleos e a necessidade da limpeza e higiene do local do evento.

4 - optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja destinado à aplicação na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no prazo de 180 dias contados da celebração do contrato de venda; 5 - em caso de atividade rural: a) obteve receita bruta acima de R$ 128.308,50; b) vá compensar, no ano-base de 2013 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2013.; 6 - teve a posse ou a propriedade, em 31 de dezembro de 2013, de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil; 7 - passou a morar no Brasil em qualquer mês e nesta condição se encontrava em 31 de dezembro de 2013; * Informações retiradas do site da Receita Federal

6 - Guerreiros 7 - Feirinos 8 e 9 - Só Kako 10 e 11 – Secretaria de Turismo 12 - APAB 13 - PSD

14 - Amigos de Piçarras 15 - Vidraçaria Tironi 16 - Shottel do Brasil 17 - Moto Grupo Itacolomi 18 e 19 - Marina Park

Documentos necessários Cada caso tem suas particularidades e por isso os documentos para a declaração variam, qualquer dúvida deve ser tirada com um contador. Os principais documentos necessários para a declaração são: - Cópia da última declaração de imposto de renda, de preferência em Pen Drive ou CD; - Comprovante de rendimentos pagos e retenção do imposto de renda fornecido pela fonte pagadora (ex salários, empresa fornece comprovantes); - Comprovante de rendimentos enviado pelos bancos (extratos bancários em 31/12); - Comprovante de despesas médicas (Recibo ou Nota Fiscal de consultas), exames, despesas com internação hospitalar, aquisição de aparelhos e próteses ortopédicas, pagamento de plano de saúde e odontológico, tratamento odontológico. - Despesas com sua própria instrução e de seus dependentes, tais como, educação infantil (creche e de educação pré-escolar, ensino fundamental (1º grau) e médio (2º grau), superior (3º grau), curso de especialização ou profissionalizante; - Se houve compra ou venda de bens móveis e imóveis (carros, terrenos, cassas) apresentar notas fiscais e recibo de compra e venda que comprovem; - Se pagou pensão alimentícia judicial, relação dos pagamentos mês a mês; - Comprovante de pagamento da previdência privada, com o CNPJ da empresa emissora (para declarar pagamentos e doações); - Recibo de doações efetuadas (para declarar doações); - Guia da Previdência Social e cópia da carteira profissional de empregado doméstico (para declarar pagamentos); - Comprovantes oficiais de pagamento a candidato político ou partido político (para declarar doações).

Atividades na Academia da Melhor Idade de Araquari iniciam na próxima segunda-feira A partir da próxima segunda-feira, dia 28, os interessados em praticar atividades físicas nas unidades da Academia da Melhor Idade de Araquari terão orientação profissional. Instaladas nos bairros Itinga e Centro, as academias são compostas por equipamentos de musculação, alongamento e desenvolvimento da capacidade aeróbica. Em breve a academia do Itapocu também receberá o serviço. Inicialmente, as atividades serão desenvolvidas nos bair-

ros Itinga e Centro, das 8h às 10h. O programa é desenvolvido pela secretaria de Turismo, Esporte e Lazer e tem como objetivo estimular a prática de exercícios físicos, combater o sedentarismo e a obesidade. Segundo o educador físico que irá desenvolver o trabalho de orientação, Jean Carlos Leal, as atividades foram divididas por datas e horários. A unidade do Centro, que fica Praça Monsenhor Sebastião Scarzello, terá atendimento nas segundas, quartas e sextas-feiras, das 8h

às 10h. Já a unidade do Itinga, na rua Joel Elias Steil 555 (ao lado da escola Francisco Jablonski), terá acompanhamento do profissional nas terças e quintas-feiras, das 8h às 10h Jean recomenda para os frequentadores das academias manter o corpo hidratado – bebendo água antes, durante e após a prática das atividades físicas, alimentar-se meia hora antes de qualquer atividade, usar roupas leves e calçados confortáveis. Informações pelo telefone: 3447-1080.

Foto: Prefeitura de Araquari


GERAL

Sábado, 26 de abril de 2014.

Primeira cervejaria artesanal da região é inaugurada em Araquari Foi inaugurada na última semana em Araquari a primeira cervejaria artesanal da região. Fruto da paixão por produzir uma das bebidas mais consumidas no mundo, aliada ao senso de empreendedorismo dos amigos Felipe Mazon e Raffael Dell Olmo, a Dom Haus produzirá quatro tipos de cerveja Premium, na fábrica montada no bairro Porto Grande. Felipe conta que existe uma forte demanda por cervejas ‘gourmet’ no país. “As pessoas têm começado a enxergar a cerveja da mesma forma como enxergavam o vinho antigamente”. Ele explica que o público já não procura a bebida de forma genérica, mas tem buscado diferenciar seus tipos e sabores. Os sócios são moradores de Joinville e começaram fabricando cerveja em casa. Desde o inicio do ano passado a dupla tem se dedicado em montar uma estrutura para produzir em maior escala para o mercado consumidor nacional, em franco crescimento. O investimento estimado é de R$1 milhão. A diferença entre a cerveja artesanal e a convencional, é que a primeira deve ter pelo menos 80% de malte e a segunda 40% apenas. Os grãos de cevada da Dom Haus são

CLASSIFICADOS ENVIE SUAS OFERTAS PARA CLASSIFICADOS@VOZDOITAPOCU.COM.BR OU LIGUE 3456 1194 IMÓVEIS

A frente: Felipe Mazon, um dos sócios da Dom Haus

de origem alemã, britânica e brasileira, dependendo do estilo da cerveja. Entre as novidades, a Dom Haus pretende lançar uma linha específica para mulheres: é a “Dom Doca”, uma cerveja do tipo Blond Ale com frutas vermelhas na composição e 6,5% de teor alcoólico. “A ideia é produzir uma bebida que agrade mais o paladar feminino”, diz Felipe. Ele ainda comenta que, futuramente, a empresa pretende formar um grupo de mulheres amantes de cerveja para definir quais são as mais apreciadas por este público. As outras cervejas são a Dom Pedro, estilo Helles e 4,5% de teor alcoólico; a Dom Casmurro, estilo pale ale e 5,5% de teor alcoólico; e a Dom Quixote, de estilo weissbier e teor alcoólico de 5,5%. Os nomes das cervejas foram sugeridos pela agência de publicidade joinvilense contratada

pelos sócios para desenvolver a marca. Apesar de ainda não estar em sua capacidade máxima, a cervejaria produz 11 mil litros por mês, vendidos em barris de chope de 20, 30 e 50 litros. A partir do segundo semestre, a empresa planeja começar a venda da bebida engarrafada. “A meta é atingir o mercado nacional, a começar pelas grandes capitais”, conta Felipe. Por enquanto, a Dom Haus pode ser encontrada em dois bares de Joinville e através da venda direta, na própria fábrica, onde visitações poderão ser agendadas em breve. A cervejaria trabalha ainda com eventos, disponibilizando, além do chope, a estrutura necessária para armazenar a bebida, e entrega no sistema delivery. Mais informações pelo site: www.cervejariadomhaus. com.br.

Stammtisch de Araquari acontece no final de maio Em Araquari, o encontro dos amigos, conhecido também Stammtisch, já tem data para acontecer neste ano. A segunda edição do evento na cidade será realizado no dia 31 de maio, das 10h às 17h, na rua Nereu Ramos, no Centro do município. As inscrições podem ser feitas diretamente com a empresa LZ Promoções, pelos telefones: 3027 7848 ou 9128 9040. Mais informações também podem ser obtidas pelo e-mail contato@lzpromocoes.com.br. Segundo a prefeitura, no ano passado o evento reuniu quase duas mil pessoas. Neste ano a intenção é que o evento conte com cerca de 40 barracas. A festa será realizada com o apoio Secretaria de Turismo, Lazer e Esportes, da Associação de Micro e Pequenas Empresas (AMPE) e da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Araquari.

7

Quinta dos Açorianos Vende-se casa com dois pavimentos, em fase de acabamento, com dois quartos, banheiro, uma suíte master e demais dependências amplas. Em terreno de 566,67m². Rua do Porto a 100 metros da ponte Pênsil. Preço bem baixo do padrão. Ligue (47) 8436 6962 / 8826 5256 / 8474 1040. Quinta dos Açorianos Vende-se um lote de 17,00 X 25,50m na Rua D. João Sexto. Com preço muito bom. Tratar pelos telefones (47) 8436 6962 / 8826 5256 / 8474 1040. Oportunidade

VEÍCULOS EMPREGOS

Itajaí -Telefone: 3083-4818 Sistema Nacional de Empregos (SINE) Cidade: Barra Velha Telefone: (47) 3456-3884 E-mail: sine@barravelha.sc.gov.br Vagas disponíveis Cozinheira Aux. de limpeza Promotor(a) de vendas Aux. de padeiro Atendente de padaria Os interessados deverão comparecer no SINE com os documentos (CPF e RG) e a carteira de trabalho. Para a vaga de operador de caixa é necessário ter o ensino médio completo, as demais vagas o ensino fundamental completo.

Casas em Itajuba. Área total 150m², área construída 69m²: sendo dois quartos, sala e cozinha conjugados. Financia CEF. Mais informações pelos telefones: (047) 9710 8586 / 8860 8338 / 8440 2759 / 9260 7315.

Voz do Itapocu contrata representante comercial. Trabalho comissionado com horário flexível. Mais informações: comercial@vozdoitapocu.com. br ou 3456 1194.

Barra Velha Vendo Fusca 1300L Ano 1975, bege. 60 mil Km, original. Segundo dono. Telefone para contato: 3456 1194

ADMINISTRADORA DE ÁREA Com experiência. Atuar em vendas internas. ASSISTENTE DE RH Com experiência. ESTAGIO EM PEDAGOGIA Cursando superior em pedagogia. ESTÁGIO EM SUPRIMENTOS/ COMPRAS Cursando superior em administração ou logística. ESTÁGIO EM RH Cursando superior em recursos humanos. DESENHISTA I Com experiência. Conhecimento em AutoCAD e Corel draw. ESTÁGIO EM ENGENHARIA CIVIL Cursando superior em engenharia civil. TÉCNICO EM ELETRÔNICA Curso técnico em eletrônica ou elétrica.

FK Auto Center - Revisões periódicas - Balanceamento e geometria - Baterias - Suspensão -Troca de óleo - Correia dentada Freios - Insulfilm e acessórios Rua: Deográcio de Oliveira, nº123 bairro São João -

Grupo Labor Humano Telefone: 3433 3362


GERAL

Sábado, 26 de abril de 2014.

8

Lideranças políticas e produtores de São João do Itaperiú temem a importação da banana do Equador A secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de São João do Itaperiú tem se manifestado junto aos órgãos superiores contra a importação de banana do Equador. A entrada da fruta estrangeira no Brasil pode começar a ocorrer nos próximos meses, após o Ministério da Agricultura divulgar normas fitossanitárias regulamenta a importação da banana equatoriana. Para a secretaria, a impor-

tação do produto prejudicaria a agricultura familiar de São João do Itaperiú e região. De acordo com dados colhidos pela Epagri e fornecidos pela Associação de Bananicultores do município, 142 famílias trabalham com o cultivo de banana. São 1260 hectares da fruta, que rendem cerca de 40 mil toneladas por ano. A justificativa contra a importação é a concorrência desleal nos preços, já que a produção

de banana no Equador é realizada por multinacionais americanas subsidiadas pelo governo. Outra preocupação dos bananicultores brasileiros é a entrada de pragas no país, em especial aos fungos da Sigatoka Negra, mais resistentes aos fungicidas usados no Brasil. No dia 8 de maio, representantes de São João do Itaperiú participarão de audiência pública sobre o assunto em

Câmara de Vereadores também luta contra a importação

A Câmara de Vereadores também entrou na campanha contra a banana estrangeira. De acordo com o vereador Lauro Golinski, que também é produtor de banana, uma moção de repúdio a entrada do produto equatoriano no Brasil e em Santa Catarina foi aprovada e enviada ao Ministério da Agricultura e o Governo do Estado, respectivamente. Lauro reforça que há diferenças entre as bananas dos dois países na espécie caturra. “Nós fazemos cerca sete pulverizações por ano, eles fazem até 40, ou seja, usam muito mais agrotóxicos. A nossa vantagem é o gosto, a equatoriana não tem gosto, mas é muito maior, vai impressionar o consumidor pelos olhos”. Com relação a praga que pode chegar ao Brasil através do produto estrangeiro,

o vereador conta que ela atinge a planta em sete dias. A mais comum nas plantações da região, leva até 40 dias para estragar o fruto. Atualmente uma caixa de banana com 22 quilos da fruta é vendida pelos produtores por R$20, o que é considerado um bom negócio para os bananicultores, comenta Lauro. Ele produz cerca de 17 mil caixas por ano. Segundo o auxiliar administrativo da Associação, André Azevedo, além do mercado interno, as bananas de São João do Itaperiú também são exportadas para Uruguai e Argentina. Ele conta que a Associação tem se mobilizado nas reivindicações levantadas pela Associação de Bananicultores de Corupá, onde há 750 famílias de produtores e 5,5 mil hectares.

Guaramirim. Estarão presentes deputados estaduais, deputados federais e senadores convidados. Segundo o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de São João do Itaperiú, Maurício Wilbert, “para cada agricultor existem pelo menos mais cinco ou seis pessoas que dependem diretamente do cultivo da banana”. O secretário ressalta que a questão não é apenas econômica, mas so-

cial, e envolve a sobrevivência da agricultura familiar e, por consequência, da agricultura no município, fortemente concentrada neste setor. O próximo passo para a liberação da banana equatoriana é taxação de impostos para a importação. Uma das medidas estudadas pelas lideranças contrárias a entrada da banana estrangeira é solicitar uma limitação de volume para a importação.

Darci de Matos se manifesta na Alesc Neste mês o deputado estadual Darci de Matos usou o seu espaço na tribuna da Assembleia Legislativa (Alesc) para se manifestar contra as normas estabelecidas pelo Governo Federal para a importação da banana equatoriana. “A atitude é catastrófica para os bananicultores brasileiros. Com o argumento de equilibrar a balança comercial, o Governo tomou uma decisão errada”, destacou. Segundo o deputado, em Santa Catarina, 25 mil produtores podem ser afetados com a decisão. “Além do impacto econômico, a banana do Equador pode causar efeitos negativos ao meio ambiente, pois a fruta daquele país pode infectar as áreas cultivadas no Brasil, visto que ela tem doenças sanitárias que não existem por aqui”, reforça. O posicionamento dos parlamentares catarinenses contra a importação da banana já perdura por mais de um ano. Em abril do ano passado, os deputados Darci de Matos, Carlos Chiodini e Mauro Mariani e representantes de bananicultores de Santa Catarina, Minas Gerais e São Paulo reuniram-se, em Brasília, com Antônio Andrade, Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O principal objetivo da comitiva na época era mostrar o impacto no setor produtivo brasileiro que a banana equatoriana poderia causar.

Quais são as normas do Governo Federal A secretaria de Defesa Agropecuária, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento publicou no final do mês de março as normas fitossanitárias para a importação de bananas vindas do Equador. Segundo a instrução, criada a fim de proteger a plantação brasileira dos riscos de pragas, as bananas devem estar em pencas, acondicionados em caixas de papelão, de primeiro uso, sendo que a partida deve estar livre de folhas e acompanhada de certificado fitossanitário emitido pela Organização Nacional de Proteção Fitossanitária do Equador (ONPF) declarando que a os frutos não apresentam risco quarentenário com respeito a específicos fungos. No caso de detecção de pragas, a ONPF do Brasil poderá suspender as importações, e caso no ingresso dos frutos, haja suspeitas de pragas, e, havendo motivos que justifiquem a coleta de amostras, essas serão coletadas e enviadas para análise fitossanitária em laboratórios oficiais ou credenciados. Os custos do envio das amostras, bem como os custos das análises, serão com ônus para o interessado. O texto estabelece também que a ONPF do Equador deverá comunicar à ONPF do Brasil qualquer ocorrência de nova praga no território equatoriano.


Sábado, 26 de abril de 2014.

GERAL

9

Artigo: Banana - a quem interessa importar do Equador POR: PIERRE SANTOS VILELA

Superintendente do Instituto Antonio Ernesto de Salvo (INAES), braço de pesquisa e desenvolvimento de agronegócio do Sistema FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais).

Novo capítulo de um amplo, gradual e silencioso processo de abertura do mercado brasileiro para diversos produtos agrícolas, a liberação da importação de bananas provenientes do Equador saiu do campo técnico para o político. LONGA CONVERSA As tentativas do governo equatoriano de convencer seu par brasileiro a liberar a entrada da fruta não são recentes. Desde a década de 90 há incursões, mas vinham sendo rechaçadas com base nos vários problemas sanitários que a bananicultura equatoriana enfrenta e que poderiam ser trazidos ao país. Até então, pesquisadores de diversas instituições públicas conseguiam demonstrar os riscos que a bananicultura nacional poderia correr com a livre circulação de frutos importados no mercado interno. Os problemas sanitários no Equador permanecem e tornam a banana de lá um dos produtos que mais utilizam agrotóxicos no mundo. O que mudou então? QUEM GANHA Sob o suposto argumento de melhorar o equilíbrio da balança comercial entre os dois países, bastante favorável ao Brasil, o Itamaraty e a Casa Civil resolveram simplesmente ignorar toda a argumentação técnica. Aguardam apenas a aná-

lise de risco sanitário – meramente para cumprir a legislação - a fim de liberar a entrada. Estudos da FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) demonstram que de cada unidade monetária (dólar, euro, etc.) de banana vendida a um consumidor no mundo, o trabalhador equatoriano fica com 1,5% e o proprietário da fazenda, se equatoriano, com 10%. As grandes empresas comerciais, todas norte-americanas, em um negócio que movimenta mais de US$ 8 bilhões por ano, ficam com 31%. Portanto, a quem interessa um mercado como o brasileiro? Quem se beneficiará efetivamente? QUEM PERDE Os impactos sobre a bananicultura nacional são imprevisíveis e vão além dos riscos sanitários. Os equatorianos só produzem bananas do subgrupo Cavendish, equivalentes à nossa caturra ou nanica. Pode-se imaginar, portanto, que em um primeiro momento o grande poder econômico das empresas comerciais norte-americanas facilitará a entrada de frutas a baixo custo, até mesmo abaixo do custo de exportação, visando a abrir mercado. Consequentemente, em pouco tempo todo o mercado terá novos patamares

de preços. Os produtores da mesma variedade, que não tiverem custos compatíveis, poderão ser simplesmente alijados dos negócios. As demais variedades terão que acompanhar as cotações da banana importada, para manter seus consumidores. O mercado brasileiro, então, passa a acompanhar as tendências e variações do internacional, sobre o qual não temos nenhuma influência ou condições de intervir: um processo de “comoditização” da banana. Perde o consumidor, que não vai entender por que a fruta subiu ou caiu de preço, independentemente de quanto produzimos aqui. OUTROS PRODUTOS Decisões similares já foram tomadas e esclarecem bem a realidade atual de alguns produtos no país. Ainda no regime militar, o governo brasileiro decidiu que o trigo seria um produto de troca para negociações internacionais. Temos tecnologia e área, mas há a decisão política de não estimular a produção interna, mantendo as importações em cerca de 50% da demanda nacional. Gastamos, em 2012, US$ 1,9 bilhão com trigo importado. Em outra decisão de troca, o governo “ofertou” o mercado de alho nacional aos chineses. Em 2011, por exemplo, as importações brasileiras de alho alcança-

ram US$ 250 milhões, para um volume de 163,7 mil toneladas. A produção nacional no mesmo ano foi de 143,3 mil toneladas, com valor bruto de produção estimado em US$ 282 milhões. Mais recentemente, sob o argumento de controle da inflação, o feijão também entrou na lista de produtos sujeitos a importação, beneficiando a China e outros países. Em 2011, importamos 108 mil toneladas de feijão, cerca de 3% da safra nacional daquele ano, com despesa de US$ 77 milhões. No ano seguinte, a importação alcançou 345 mil toneladas – 12,2% da produção nacional – com despesa de US$ 285 milhões. A banana é o único produto agrícola plantado nos 27 estados e dela dependem economicamente muitas regiões. Decisões atropeladas e desmedidas da diplomacia brasileira como esta não consideram os dois elos da cadeia que sempre perdem com isso: o produtor e o consumidor brasileiro. Vamos exportar divisas que poderiam favorecer pequenos e médios agricultores nacionais. O ganho será dos traders norte-americanos, que certamente estão aplaudindo mais este capítulo vergonhoso de nossa história.


Sábado, 26 de abril de 2014.

Prefeitura de Balneário Barra do Sul encaminha projeto de ponte sobre o rio Perequê Obra de pavimentação de estrada em Salinas deve ser licitada dia 5 de maio, com recursos do Governo Federal A prefeitura de Balneário Barra do Sul apresentou ao Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) na última semana o projeto da nova ponte sobre o rio Perequê. No inicio do mês o mesmo projeto foi apresentado ao Governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo. De acordo com o secretario de Planejamento, Antonio Roberto de Borba, o Banco deverá apresentar, nas próximas semanas um parecer. “Seremos informados se o projeto terá que sofrer alguma mudança ou adequação”, esclareceu. Outra novidade é que no dia 5 de maio deve ser conhecido o vencedor da licitação da obra de pavimentação de trecho do bairro Salinas, com recursos do Governo Federal. Com apoio do deputado Federal Mauro Mariani, o município conseguiu a verba para realizar a benfeitoria através do Ministério do Turismo. No ano passado a ministra de Re-

Ministra Ideli Salvatti assinou pavimentação de estrada de Salinas.

lações Institucionais, Ideli Salvatti, assinou junto da Caixa Econômica Federal o recurso de R$ 4.988.707,76. Prefeitura nos bairros Borba destacou ainda que a prefeitura já iniciou a segunda etapa do projeto “Prefeitura nos Bairros”, que foi aplicado no bairro Conquista como projeto piloto. De acordo com o secretário o próximo bairro a ser contemplado com a ação será o Salinas. Neste primeiro momento o

prefeito Ademar Borges enviou as equipes de cada secretaria para realizar os levantamentos das necessidades do bairro, “Já estamos confeccionando 188 placas com os nomes das ruas. Com essa ação todas as ruas do bairro Salinas serão sinalizadas”. O projeto ainda não tem data certa para ser realizado; “Ele deverá ocorrer na 1ª quinzena de maio. Só estamos aguardando a finalização dos levantamentos”.

POLÍTICA

10

Matias solicita a Autopista Litoral melhorias nas marginais de Barra Velha Na última quarta-feira, dia 23, o prefeito de Barra Velha Claudemir Matias recebeu na sede do município representantes da Autopista Litoral Sul, concessionária que administra a BR-101 no litoral norte catarinense. O objetivo do encontro foi solicitar melhorias nos trechos da rodovia que atravessam a cidade, em especial as saídas e entradas. De acordo com Matias, algumas mudanças estruturais precisam ser realizadas para melhorar o tráfego nas vias marginais. Para ele, é necessária a alteração do trânsito no túnel da marginal que liga o Centro a Itajuba. Atualmente, a preferência é de quem trafega na marginal e o prefeito solicitou que a ordem fosse invertida, dando preferência para quem já está passando pelo viaduto. Outra solicitação do prefeito foi a melhoria da pista de desaceleração da rodovia para entrar em Barra Velha, no mesmo trecho da marginal. Matias disse que existem reclamações em relação ao estado do asfalto. “A empresa vai fazer uma avaliação desta entrada da cidade”, comentou. O prefeito ainda ressaltou que foi discutida a necessidade do estudo da bacia de São Cristóvão. Segundo ele, será analisada a necessidade da construção de uma nova galeria.

Escoteiros visitam prefeitura de Balneário Piçarras Uma comitiva dos Escoteiros do Brasil, região de Santa Catarina, visitou neste mês o prefeito de Balneário Piçarras, Leonel José Martins, e a secretária de Educação Laureci Bernadete Schneider Pereira. O objetivo do encontro foi oficializar a realização no município do Acampamento Regional da Modalidade do Mar, denominado Grande Jogo Naval, nos dias 20 e 21 de setembro deste ano. A comitiva foi composta por Nadir Antonio Mussio, diretor presidente dos Escoteiros do Brasil, Roberto Murilo Coutinho, gerente do escritório regional, Maria Sirley Marcondes, do grupo escoteiro do Mar Navegantes e Alexandre Luiz Schneider, do grupo Escoteiro do Mar Capitão Comandante Hassel.


Sábado, 26 de abril de 2014.

SEGURANÇA PÚBLICA 11

Morte em incêndio coloca em pauta estrutura dos bombeiros voluntários de Balneário Barra do Sul Na quinta-feira, dia 17, uma tragédia chocou a cidade de Balneário Barra do Sul. A morte de um garoto de apenas dois anos em um incêndio, na região central, voltou a colocar em pauta a estrutura dos bombeiros voluntários do município. Sem equipamento adequado para enfrentar a fumaça, um bombeiro não conseguiu realizar o salvamento e chegou a ser levado para o hospital intoxicado. Diante da situação, familiares se revoltaram com as dificuldades no atendimento da ocorrência, chegando até mesmo a agredir verbalmente os homens que trabalhavam no local. Uma faixa em frente a casa onde ocorreu o incêndio foi colocada criticando os bombeiros e o Poder Executivo. Diretor da Associação dos Bombeiros Voluntários de Barra do Sul, o bombeiro Ronaldo de Borba, conta que os voluntários fizeram tudo o que estava ao alcance para combater as chamas, mas a falta de equipamentos prejudicaram a ação. O custo da máscara é de cerca de R$8 mil. “Nós não tínhamos o equipamento necessário para este tipo de salvamento”, comenta, referindo-se ao Equipamento de Proteção Respiratória (EPR). O bombeiro explica que, sem esse tipo de material,

a entrada da equipe de resgate se torna ainda mais perigosa, colocando em risco toda a operação. As críticas feitas à Associação acusam a corporação de falta de treinamento dos voluntários e sucateamento do material de salvamento. Ronaldo rebate, afirmando que os todos os bombeiros passam por treinamentos constantes e estão qualificados para atuarem neste tipo de situação. Quanto aos equipamentos, o bombeiro assume que faltam recursos para a compra de itens indispensáveis. “Nossa receita é limitada. Recebemos R$ 52 mil por ano da prefeitura e R$1200 mensais. É muito pouco”, explica. O bombeiro reclamou também da falta de apoio da população, que pouco colabora com a Associação. “Até agora, ninguém veio dar sequer um chocolate. Só vieram críticas”, desabafa. Os R$1200 são oriundos de contribuições debitadas na conta de energia de moradores. Além do risco de morte a que ficaram expostos durante a tentativa de resgate, Ronaldo explica que o fato de não terem conseguido salvar o garoto abalou toda a Associação. “É como se fosse filho da gente. Todo mundo está muito abalado”, desabafou. Segundo ele, os homens que trabalharam no resgate estão receben-

do ajuda psicológica. O secretário de Administração de Balneário Barra do Sul, Sérgio Luís da Glória, disse que a família foi realocada para locais provisórios e que estão recebendo acompanhamento psicológico. Ele afirmou ainda que o prédio está interditado e que o caso vai entrar em investigação devido à morte do garoto. No dia da tragédia, o Instituto Geral de Perícias (IGP) esteve no local e um relatório sobre as causas do incêndio, que auxiliará a polícia civil no inquérito do caso. Segundo o secretário, além dos recursos que já são repassados para a Associação, a prefeitura planeja rever a parceria. “Os bombeiros têm dificuldades financeiras. A prefeitura vai solicitar recursos federais para equipá-los”. Já o secretário do Planejamento, Antônio Roberto de Borba, defendeu a Associação, ressaltando que a corporação tem uma séria defasagem de material. “Os bombeiros precisam de uma capacidade maior de recursos para comprar certos equipamentos”, comentou. De acordo com Antônio, se houvesse uma campanha de apoio aos bombeiros junto à população, a compra dos EPRs seria viável. “Hoje, existem sete mil casas na cidade. Se cada um pudesse doar R$2,00

PRF prende suspeita de tentativa de homicídio no Paraná A Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Barra Velha prendeu na última segunda-feira, dia 21, uma mulher suspeita de tentativa de homicídio no Paraná. De acordo com os policiais, que abordaram o veículo em fuga pela BR-101, a motorista foi perseguida até São João do Itaperiú. Ela admitiu ter esfaqueado o companheiro e fugido com o seu veículo. O caso ocorreu por volta das 14h50. Os policiais receberam a informação de que a mulher havia fugido na BR-101 Sul e montaram uma barreira para a abordagem do veículo. Ao avistar a PRF, a condutora realizou uma manobra de fuga em direção a SC-415. Já em São João do Itaperiú, ela

foi contida pela PRF, junto com outro homem que estava no veículo. O caso foi encaminhado para a polícia civil do município. Foto: PRF

Jovens são detidos por atacarem carros após procissão em Barra Velha Um princípio de tumulto provocado por um grupo de jovens chamou a atenção da população no Centro de Barra Velha, após a tradicional procissão da Via Sacra, na Sexta-feira Santa. De acordo com a polícia, os jovens, em sua maioria menores de idade, atiraram limões, laranjas e pedras contra veículos que saíam do ato religioso.

Para conter os ataques dos vândalos, a polícia chegou a usar armas com bala de borracha e bombas de efeito moral. Dez jovens foram presos e depois liberados após a assinatura de um termo circunstanciado. Este é o segundo ano seguinte que o grupo realiza tal atitude após a procissão religiosa.

Incompleto: falta máscara de proteção respiratória no equipamento de combate a incêndio da corporação.

junto com a conta de luz, a situação se aliviaria”, declarou. Ele afirmou que os bombeiros voluntários não recebem para fazer seu serviço e que essas doações seriam do interesse da própria população. O secretário concluiu dizendo que

a prefeitura pretende expandir a participação dos bombeiros militares na cidade, corporação do Governo do Estado. “Os militares ficam na cidade apenas no verão, por enquanto. Gostaríamos de trazer uma base permanente”.

Críticas aos bombeiros

Nas redes sociais, familiares da vítima e outros moradores reclamam da ação dos bombeiros durante o combate ao incêndio, já que a criança só foi resgatada por um vizinho, já sem vida. Além dos comentários sobre a falta de equipamentos contra incêndio, alega-se que houve negligência e falta de profissionalismo na operação. Além da criança, a bisavó do menino, que estava com ele no momento do incêndio, teve queimaduras graves e esta internada. A reportagem procurou a família da vítima, mas não conseguiu contato até o fechamento desta edição.

Homem morre atropelado na marginal da BR-101, em Barra Velha

Uma morte por atropelamento na marginal BR-101, em Barra Velha, marcou a Sexta-feira Santa na região. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, Vanderlei João Inácio, de 38 anos, foi atropelado no km 88 da marginal e o veículo provocou o acidente fugiu sem prestar socorro. O homem foi conduzido com vida pela Autopista Litoral até o hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, onde veio a falecer na madrugada de sábado, dia 19. Como no local não há acostamento, não há a informação se Vanderlei estava andando às margens da pista ou tentando atravessá-la. Os bombeiros voluntários realizaram o primeiro atendimento a vítima, que foi conduzida ao hospital com vários ferimentos. Como Vanderlei não veio a óbito no local do acidente, ele não entrou na estatística de mortes PRF catarinense do último feriadão. Nos cinco dias de operação, os policiais contabilizaram 312 acidentes, 170 feridos e 13 mortes em rodovias federais. Em 2013, apenas uma morte havia sido registrada no mesmo feriado. Capotamento Outro acidente grave registrado pela PRF na BR-101 foi no trecho de Araquari, onde um carro no sentido Sul, na quinta-feira, dia 17. Segundo a polícia, o motorista de 43 anos saiu da pista no km 59, capotou e bateu em pedaços de madeira às margens da rodovia. Ele e a passageira, de 38 anos, foram levados em estado grave para o hospital. Um menino de 13 anos que estava no veículo não teve ferimentos graves.


CULTURA

Sábado, 26 de abril de 2014.

12

Festival de Teatro de Balneário Piçarras encerra neste sábado Termina nesse sábado, dia 26, o 3º Festival de Teatro de Balneário Piçarras, realizado pela Fundação Municipal de Cultura. O evento promoveu ao longo da semana apresentações gratuitas de diversos gêneros teatrais, atingindo variados públicos. As peças foram divididas em dois locais. Durante o dia, em frente a Igreja Matriz da cidade e, pela noite, no Centro Cultural. Além dos espetáculos, também ocorreram debates com especialistas da área. Neste último dia, ocorre a apresentação do grupo Volta ao Poço, com a peça Síndrome, as 15h, no Centro Cultural. Às 17h, a Companhia Traço apresenta “Fulaninha e Dona Coisa”, na praça da Igreja Matriz. Para encerrar, às 19h, o grupo Risco apresenta a peça Cem Dias, no Centro Cultural. De acordo com a diretora de arte da Fundação, Luciellem dos Santos, desde 2012 o município vem trabalhando para o resgate do teatro na região, que já foi palco de outros festivais como este, durante os anos 90.

Avenida Lamparina, de Jaraguá do Sul, foi a atração de quinta-feira no Festival.

“A prefeitura realizou uma parceira com a Univali, que cedeu a professora Valéria de Oliveira, doutora em teatro, para oferecer cursos para a comunidade e para os professores da rede municipal de ensino”, conta. Luciellem explica que o projeto pretende despertar o interesse por este tipo de arte na população. “Nós estamos tentando fazer um trabalho de formação de público, de pessoas que vão consumir cultura”. Ela espera que, desta forma, a dramaturgia continue presente nas

manifestações culturais da cidade. Para esta edição, a Fundação contratou vários grupos da região, como é o caso da companhia artística Avenida Lamparina, de Jaraguá do Sul, que se apresentou na quarta-feira, dia 23. O grupo, que atua desde 2010, promove diversos tipos de intervenções artísticas para públicos variados. No Festival, eles apresentaram o espetáculo “Baús do Tesouro”, composto de três mini-histórias, em teatro lambe-lambe (tipo de apresentação

individual, realizada com miniaturas dentro de uma caixa), sobre piratas. “A gente está bem feliz pela cidade estar retomando este festival depois de tanto tempo”, disse Suzi Daiane, uma das atrizes da companhia. Para ela, a realização dos debates e das peças serve de incentivo para a sedimentação do teatro na cidade. A presença massiva do público na parte da manhã surpreendeu os atores. “Durante a tarde, temos um público ainda maior do que já tivemos”, afir-

mou Thiago Daniel, mais um dos ‘piratas’ da apresentação. Escolas da região trouxeram as crianças para assistir a apresentação do Avenida Lamparina. Os risos, a interação e a curiosidade em explorar o que havia dentro dos lambe-lambes evidenciavam o prazer dos pequenos em descobrir a arte. Para a professora Valdinéia Bortolato, da escola João Antonio Pinto, de Penha, os alunos tiveram um dia divertido e diferente. “As crianças estão super à vontade, estão participando bastante”, afirmou.


CULTURA

Sábado, 26 de abril de 2014.

13

Feira do Artesanato de Balneário Piçarras é apresentada a artesãos e associações

Fundação de Cultura de Araquari realiza oficina para artesãos em maio

Com o objetivo de promover a divulgação de Balneário Piçarras por meio da riqueza de seu artesanato e da cultura local, a Fundação Cultural do município está criando a Feira Municipal do Artesanato. Na última semana uma reunião foi realizada com associações artísticas e artesãos para apresentar o regulamento da feira, que vai acontecer mensalmente ao lado do ginásio Aurélio Solano de Macedo, no Centro. Ainda não foi definido a data de inicio. Podem participar da Feira Mu-

A Fundação de Cultura de Araquari, em parceria com a Univille, realiza no dia 7 de maio a Oficina de Empreendimentos em Artesania, no auditório da Prefeitura Municipal, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h. O encontro será ministrado através do Projeto de Extensão Design Social na Gestão de Empreendimentos em Artesania Solidária (Desol). O projeto Desol existe há quatro anos e atende artesãos de Joinville e região. A proposta é oferecer o auxílio aos artesãos de Araquari, por meio de assessoramento direto e voltado para o empreendimento, desde a identidade visual, design, melhoria da qualidade do produto, até a gestão e precificação. A segunda etapa do projeto deve acontecer no segundo semestre. A equipe da Univille que atua com o Desol é formada por professores, mestrandos e acadêmicos de vários cursos. A primeira etapa da oficina acontece agora, no primeiro semestre de 2014 e uma segunda deve dar continuidade aos conteúdos aprendidos no segundo semestre.

nicipal de Artesanato artesãos e artistas plásticos locais, que residam no município por, no mínimo, seis meses. Os interessados devem ter trabalho autoral, inscrever-se e ter aprovação do comitê gestor. Este comitê será formado por um representante da secretaria de Turismo, um da Fundação de Cultura, dois do Conselho Municipal de Cultura e um de cada associação de artesanato do município. O participante deverá ter frequência de participação de 70% no calendário anual de feiras e ser maior de

18 anos de idade. A Feira Municipal de Artesanato vai acontecer todos os sábados, das 7 h às 13h. As barracas serão padronizadas, em tamanho de 3x3 metros e ficarão sob responsabilidade dos artesãos, assim como bancadas, cavaletes ou biombos. As inscrições pelos interessados devem ser feitas na Fundação Cultural. O regulamento completo e a ficha de inscrição estão disponíveis no portal da prefeitura: www.picarras.sc.gov.br.

Foto: internet

Zé Geraldo se apresenta neste domingo em Balneário Piçarras A choperia e restaurante Porto Quininho, em Balneário Piçarras, recebe neste domingo, dia 27, o músico mineiro Zé Geraldo, que ficou conhecido no Brasil entre as décadas 70 e 80. Ele irá se apresentar ao lado do violonista itajaiense Luis Vicentini, que já tem uma carreira consagrada na região. O show está marcado para as 20h. Mais informações pelo telefone: 3347 0054. Premiado em vários festivais das décadas de 70 e 80, Zé Geraldo lançou seu primei-

ro disco, Terceiro Mundo, em 1979, quando ficou conhecido no país pela música “Cidadão”. Era o primeiro de uma discografia de 16 álbuns, além de participações em coletâneas e compactos. Entre as músicas que não podem faltar em seu repertório, estão “Como diria Dylan”, “Senhorita” e “Rio Doce”, que chegou a virar hino oficial da cidade de Governador Valadares, em Minas Gerais. Duas de suas músicas foram temas de novelas da Rede Globo: “Semente de Tudo”, em

Esquinas da

História

Professora e historiadora Angelita Borba de Souza e-mail: angelitaborba@hotmail.com Parte 1 Sem sombra de dúvida, ao longo do desenvolvimento municipal, a Avenida Santa Catarina foi palco e também “espectadora” dos mais importantes acontecimentos dos 52 anos de Barra Velha, abrigando desde a instalação de pequenos comércios, até paço municipal. Rasgando o centro de ponta a ponta, a Avenida Santa Catarina é hoje o ponto mais cobiçado para comércios, e também é nela que podemos encontrar de tudo um pouco: desde linha e agulha, passando por roupas e atendimento médico, e finalizando em apartamentos ou casas. Citaremos nesta coluna os empreendimentos comerciais ou não que já passaram pela avenida e que não existem mais, além de outros que resistem às mudanças empreendidas pelo tempo. Iniciando por aqueles que já não existem mais, temos o Paço Municipal, que se localizou na região onde hoje temos o prédio Márcia Maria, em frente ao Bentinho Lanches, em uma casa alugada. Além deste local, a Prefeitura também atendeu aos cidadãos no final da avenida, já praticamente no Tabuleiro, em

Livre Para Voar, e “São Sebastião do Rodeiro”, em Paraíso. Atualmente o músico prepara o álbum Roqueiro da Roça, que afirma ainda mais a sua identidade em mesclar o rock com a música caipira, uma das características de seu trabalho nos últimos anos. Já Luis Vicentini é natural de Itajaí e toca violão desde os 12 anos de idade. Ele conta no currículo com cinco CDs e três DVDs gravados.

Av. Santa Catarina – Através dos Tempos

frente à BR-101. Além do prédio da Prefeitura, também a Câmara de Vereadores do Município teve como endereço a Avenida Santa Catarina. Lembramos que somente nos anos 90 é que José Brugnago e Luizinho Pacheco inauguram a atual sede da Prefeitura, que reservou um espaço também para a Câmara Municipal, na Avenida Governador Celso Ramos – e de onde o Legislativo está se transferindo oficialmente dia 9 de maio deste ano, para a sede própria na Rua Pedro Alcântara de Freitas. Outro exemplo era o comércio do “Beneval”, no Tabuleiro. Beneval José da Rosa possuía um complexo de lojas e ocupava local amplo e privilegiado, chamando a atenção dos que passavam. Várias salas eram ocupadas e moradores de toda a cidade tinham as conhecidas “contas”, “fichas”, “cadernetas” onde marcavam os valores devidos e quitavam em parcelas mensais. O comércio fechou e o local abriga hoje restaurante e salão de estética. Mais à frente, marcou época o “Restaurante da Lídia”, em dois endereços, também de frente para a rodovia – no prédio antigo demolido que deu lugar ao edifício da Brahma, do saudoso se-

nhor Orlando de Souza, hoje desativado. Também o escritório da Celesc já foi localizado na Santa Catarina. O órgão estadual localizava-se nas proximidades do que é hoje um empreendimento familiar - a Agropecuária do Chico Souza. Sob o comando da família Souza, a loja de artigos para animais resiste ao tempo e já está sendo administrada pela segunda geração da família. O prédio quase se confunde com a paisagem – impossível não notar. Fica ao lado do “Tabuleiro” que citamos, do Beneval Rosa. Nas proximidades do Tabuleiro – onde hoje temos o “Hotel do Inei” – Ineri José Rosa – tínhamos o “Comércio do Zé Pelúcia”, conhecida venda de “secos e molhados” que abastecia a região. Também tivemos neste mesmo local a famosa barbearia do Lúcio Brugnago – pai do ex-prefeito José Brugnago, ao lado do atual Pronto Atendimento 24 horas. Outro comércio concorrido era a “Venda do João Lindorfo”, localizado mais ao centro da avenida. O empreendimento comercial de secos e molhados foi substituído posteriormente pela Loja Santa Rosa, de propriedade de Maurito José Rosa e Neomar Caldeira de Lima

Rosa. A loja era referência em aviamentos, roupas e calçados e assim o foi por décadas. Não podemos imaginar a dificuldade em conseguir uma roupa nova, uma saia ou um traje mais elegante para participar nas novenas do Divino Espírito Santo ou da missa de domingo. A solução encontrada décadas atrás era correr atrás de um corte de tecido e de uma boa costureira ou alfaiate. Na Avenida Santa Catarina havia a “Casa Santa Rosa”, sob direção da família Rosa, que atendia a população nesta área. Ao lado deste comércio, a Barbearia do Bento também prestou valorosos serviços para a beleza do povo barra-velhense. São memórias da principal avenida barra-velhense que não são esquecidas pelos moradores mais antigos. Na próxima semana, “Esquinas da História” abordará estabelecimentos do ramo alimentício e de lazer que ocuparam a Avenida Santa Catarina ao longo dos anos. Também trataremos da história do nome desta Santa Católica. Fontes: Carlos Cezar de Borba, Nilma Borba e Juvan de Souza Neto


14

VARIEDADES

Sábado, 26 de abril de 2014.

CURIOSIDADE 1º de maio A História do Dia do Trabalho remonta o ano de 1886 na industrializada cidade de Chicago nos Estados Unidos. No dia 1º de maio deste ano, milhares de trabalhadores foram às ruas reivindicar melhores condições de trabalho, entre elas, a redução da jornada de trabalho de treze para oito horas diárias. Neste mesmo dia ocorreu no País uma grande greve geral dos trabalhadores.

MODA

No dia 4 de maio, num conflito de rua, manifestantes atiraram uma bomba nos policiais, provocando a morte de sete deles. Foi o estopim para que os policiais começassem a atirar no grupo. O resultado foi à morte de doze protestantes e dezenas de pessoas feridas. Para homenagear aqueles que morreram nos conflitos, a Segunda Internacional Socialista, ocorrida na capital francesa em

20 de junho de 1889, criou o Dia Mundial do Trabalho, que seria comemorado em 1º de maio de cada ano. No Brasil existem relatos de que a data é comemorada desde o ano de 1895. Porém, foi somente em setembro de 1925 que esta data tornou-se oficial. Fonte: http://www.suapesquisa. com/

Camisa xadrez para homem

HORÓSCOPO Áries

Você deve estar atento a sua voz interior, ariano. Evolução espiritual e percepção dos sinais que a vida apresenta são os desafios de hoje. Foco no que ocorre nos bastidores.

Gêmeos

Camisa xadrez não é peça só para looks casuais, as camisas com o xadrez com pequenos quadradinhos e com apenas dois tons podem muito bem ser usadas em uma ocasião social combinadas com um blazer, jaqueta ou mesmo só de gravata, tudo com um ar social e sofisticado. Pode parecer uma combinação diferente demais, mas a personalidade da camisa com xadrez menor e em tons mais clássicos é perfeita para tirar aquele seu look formal da seriedade e da mesmice, uma opção que inova uma produção tradicional sem muito esforço. O uso desse tipo de camisa é ótimo para o trabalho, se você precisa se vestir com um look mais social no dia a dia, e vai até opções para sair durante a noite. Se quiser um visual mais elegante use jeans preto, agora se quiser uma produção com um toque mais casual as calças jeans azul marinho e as de sarja também em cores como bege escuro são ótimas aliadas. Agora para o inverno, uma temporada que pede looks mais sofisticados e com toque de elegância, essas combinações ficam ótimas e vão dar uma cara ainda mais estilosa e imponente para as suas combinações. O que acha?

Para se sentir realizado, você precisa estar envolvido emocional e espiritualmente com o que faz. Expressar-se com mais criatividade, inspiração e sensibilidade faz parte do desafio de hoje.

Leão

Não se iluda com aparências. Foque no que tem valor emocional e espiritual. Deve ter cuidado com transações financeiras que não estejam baseadas em um lastro real.

Libra

LOTERIAS MEGA SENA

Resultado Concurso 1593 (23/04)

04 - 09 - 17 - 18 - 21 - 38 Próximo sorteio: 26/04 (hoje) Prêmio Estimado: R$3.000.000,00

LOTERIA FEDERAL

Resultado Concurso 04860 (23/04) 1º prêmio - nº 01.601 - R$250.000,00 2º prêmio - nº 65.911 - R$16.300,00 3º prêmio - nº 77.754 - R$16.000,00 4º prêmio - nº 95.245 - R$15.800,00 5º prêmio - nº 89.549 - R$15.223,00

Sagitário

GASTRONOMIA Assado de batata com atum

Ingredientes

Modo de preparo

- 600 g de batata cozida e passada no espremedor - 2 colheres (sopa) de maionese - 3 colheres (sopa) de queijo ralado - 2 claras batidas em neve - 2 latas de atum sólido - 2 tomates sem pele e sem sementes cortados em cubos - Sal e pimenta a gosto - Salsa picada a gosto

Em um recipiente misture bem a batata, a maionese, duas colheres de queijo e as claras em neve. Misture o atum, o tomate e tempere com o sal, a pimenta e a salsa. Aqueça o forno a 200ºC. Em um refratário untado com margarina ponha metade de batata, por cima a mistura de atum e cubra com o restante da batata. Polvilhe o restante do queijo e leve ao forno até dourar o assado.

A imaginação e a criatividade devem ser expressas e aprimoradas no trabalho, libriano. Perceba a influência das emoções sobre a saúde. Você tende a absorver os problemas alheios.

Especificações Tipo de prato: Prato principal Preparo: Rápido (até 30 minutos) Rendimento: 6 porções Dificuldade: Fácil Categoria: Torta salgada e quiche Calorias: 243 por porção Dica: você pode substituir o atum por sardinha em conserva.

Situações familiares e emocionais requerem afeto e compreensão, sagitariano. Esteja atento ao que a sua sensibilidade aponta sobre casa, família e imóveis.

Aquário Relacionamentos enfatizados, assim como a capacidade de comunicação e expressão. Inteligência que deve ser, antes de tudo, emocional, para lidar positivamente com as relações.

Touro Observe o que está além das aparências e preste atenção na sua sensibilidade, taurino. Dia importante para as amizades e para perceber com quem você pode contar. Afeto, empatia e solidariedade.

Câncer Intuição, percepção de sinais, sonhos com mensagens importantes, canceriano. Dia que enfatiza conhecimentos, viagens, espiritualidade. Esteja atento às entrelinhas.

Virgem A ênfase está nos relacionamentos, onde é pedido de você compreensão e compaixão. Tenha cuidado com atitudes de mártir ou de vítima, pois isso não leva à evolução nas relações.

Escorpião Tendência a fantasiar e a idealizar em excesso as questões afetivas, escorpiano. Ensinamento de compaixão, de afeto incondicional e do verdadeiro significado de amar.

Capricórnio Concentre-se no seu desenvolvimento, mesmo que isso pareça egoísmo agora. Há muitas questões familiares e emocionais que precisam ser conscientizadas.

Peixes

Potencial positivo para o trabalho e as finanças. Criatividade e auto-afirmação. Tende a se sentir confiante na expressão de talentos que ainda não tinham sido explorados totalmente.


#SOCIAL

Sábado, 26 de abril de 2014.

ANIVERSÁRIOS DASEMANA

15

AGENDA #Parabéns

#Balneário Piçarras Challenge Rock Cafe

22 de abril

26/04 -Jardim Elétrico

Paulo Roberto Perucci

Prefeitura

27/04 - 8º Encontro de Amigos - Beira Mar de Balneário Piçarras

26 de abril

Thiago Pinheiro

#Penha Bailão do Silva

26 de abril

26/04 - Sangue Latino - Elas free até 23h30 ( a partir das 23h) 27/04 - Tarde Dançante: Gilberto Show( a partir das 16h) 30/04 - Coquetel de encerramento do curso de dança: Os Mateadores do Litoral

Caroline Vieira

#Balneário Camboriú Didge Steakhouse Pub

24 de abril

24 de abril

Rafael Fontes

1/05 - OneLove Marley Project

Natanael Rubens Pereira

BEM NA FOTO É campeão A Vidraçaria Ângela Maria ficou com o primeiro lugar no Torneio de Futebol Suíço, realizado dia 13, no campo dos irmãos Macedo em Itajuba. Parabéns aos jogadores.

Bombeiros Aconteceu nesta semana a confraternização de encerramento da Operação Veraneio de Barra Velha, com os guardas vidas civis que zelaram pelas praias da cidade durante a temporada. Eles receberam uma homenagem dos bombeiros militares e um presente pelos serviços prestados a comunidade.


16

ESPORTE

Sábado, 26 de abril de 2014.

Campeonato de futebol de campo de Barra Velha começa neste domingo

Medeiros é o atual campeão. Foto: Prefeitura de Barra Velha

A bola vai rolar neste domingo para a abertura do campeonato municipal de futebol de campo de Barra Velha. O primeiro jogo da competição, às 8h, será entre Rio Novo/ Novo Lar e Rio Novo. Além dessa partida, outros três jogos ocorrem ao longo do dia, todos no campo do Medeiros. Ao todo, dez equipes divididas em dois grupos se enfrentam, para definir os quatro semifinalistas. A grande novidade deste ano será a premiação, além de troféus em medalhas, os primeiros colocados vão receber uma quantia em dinheiro. O campeão receberá R$1800, o vice R$ 1000, o 3º lugar R$600 e o 4º lugar R$400. A equipe

mais disciplinada recebe R$ 200 e troféu. O artilheiro e o goleiro menos vazado também receberão troféus. Outra novidade decidida no congresso técnico será a final. Os dois finalistas se enfrentaram em dois jogos, com locais definidos através de sorteio. O campeão será definido na soma do placar agregado dos dois confrontos. No grupo A estão o atual campeão Medeiros, Amigos das Pedras Brancas, Amigos do Rio Novo, Pedras Brancas e Rio Novo/Novo Lar. Já no grupo B ficaram o vice-campeão do ano passado, São Cristóvão, Bavec, Nova Esperança, Seleção Brasileira e Unidos do São Cristóvão. Os jogos serão

aos domingos, divididos entre os campos da cidade. Cada time pôde inscrever até 23 atletas, sendo que apenas três jogadores podem ser de fora da cidade. O mínimo estipulado é de 16 atletas. Segundo o assessor de esportes da Fumtec, João Antônio Vicente, a intenção da organização é encerrar o campeonato antes do inicio da Copa do Mundo, em junho. Jogos da primeira rodada: Rio Novo/Novo Lar x Amigos do Rio Novo São Cristóvão x Seleção Brasileira Unidos do São Cristóvão x Bavec Medeiros x Amigos das Pedras Brancas

Campeonato de futebol suíço de Balneário Piçarras inicia em maio Foi realizado na última semana na secretaria de Esportes de Balneário Piçarras o congresso técnico do campeonato municipal de futebol suíço. Ficou decidido que a competição será disputada aos domingos, com inicio no dia 4 de maio, no campo do Quinca Ludo. Ao todo, 20 equipes do município se inscreveram e foram divididas em grupos. Serão duas chaves com quatro equipes e outras quatro chaves de três equipes, classificando dois times por grupo. Os 12 times serão divididos em quatro grupos de três, onde novamente duas equipes avançam. Os oito times que sobreviverem, entram na fase eliminatória até ser definido o campeão. Segundo Rafael Batista, representante da secretaria de Esportes, a expectativa é que a compe-

tição se estenda até o inicio de julho. Ele reforça que todas as competições organizadas pela secretaria não têm cobrança de inscrições. Em compensação, a premiação para os três primeiros colocados será em dinheiro, além dos tradicionais troféu e medalhas. O campeão receberá R$1200,00, o segundo R$800,00 e o terceiro R$400. Divisão dos grupos: A – Real Charme, Spartacus/Amigos do Bucica, Conceição e Geração/ Aliançados. B – Cruzeiro, Mevepi, Varianthe e River Plate. C – Norte Beach, Liara e Sogima. D – Lagoa, Hangover/Construtora Silva e Construtora Silva. E – Sedex, Supermercado Compre Bem e Águia FC. F – Morro Alto, Recreativo e Auto Posto Piçarras.

Joinville cai na primeira fase da Copa do Brasil O Joinville entrou em campo na última terça-feira e, pela quarta vez em cinco participações, acabou eliminado já na primeira fase da Copa do Brasil. Jogando na Arena, o JEC ficou no empate contra o Novo Hamburgo (RS) por 2 a 2. O Tricolor disse adeus à competição porque havia perdido o jogo de ida por 1 a 0. Em uma noite de muita chuva, o Joinville tomou o gol logo a um minuto do primeiro tempo. Júlio Santos aproveitou o escanteio para abrir o placar para o Novo Hamburgo. Precisando marcar três gols para se classificar, o JEC foi pra cima e chegou ao empate ainda no primeiro tempo, com uma bela finalização de Jael. No segundo tempo, o Joinville seguiu ofensivo, mas foi Elio-

mar, no contra ataque, quem marcou para os gaúchos, fazendo 2 a 1. Já no final do jogo, Jael sofreu pênalti e bateu, empatando a partida para o Tricolor. O JEC poderá mudar seu retrospecto ruim na Copa do Brasil só em 2015, quando estará de volta a competição nacional por ter sido vice-campeão catarinense neste ano. Em 2014 o JEC foca 100% das atenções no Campeonato Brasileiro da Série B. Ontem o Joinville enfrentou o Paraná, em Curitiba, em partida encerrada após o fechamento desta edição. Na estreia, o torcedor que foi a Arena viu apenas 16 minutos de jogo, contra a Portuguesa. O clube paulista abandonou o campo alegando que uma liminar o colocaria de volta na Série A do Brasileiro.

Barra Velha: inscrições para aulas de Beach Tennis A Fundação de Turismo, Esporte e Cultura de Barra Velha (Fumtec) abriu nesta semana inscrições para crianças e adolescentes de 10 a 15 anos e adultos para a prática do beach tennis. As aulas acontecem durante a semana, em dias e horários diferenciados para cada faixa etária. As segundas e sextas-feiras, na parte da manhã e tarde, são os dias de treino dos mais novos. Segundas, terças e quintas-feiras são para os adultos, a partir das 19h. As aulas começam na próxima segunda-feira, 28 de abril. A intenção da Fumtec é difundir o esporte no município, já que Barra Velha já recebeu duas etapas estaduais da modalidade nos últimos meses. Mais informações sobre as aulas e matrícula podem ser obtidas no ginásio de esportes, sede da Direção de Esportes da Fumtec. O telefone para contato é 3457-0642, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30.

Adultos chegam a fase final em São João do Itaperiú Chegou a hora de decisão na categoria adulta do campeonato de futebol suíço de São João do Itaperiú. Após o término da fase de grupos no último final de semana, foram conhecidos os quatros classificados de cada chave, que se enfrentam em sistema eliminatório a partir deste domingo. Entre os destaques, estão o KFC, líder do grupo A, com 14 pontos, e o União Sertão, dono da melhor campanha até aqui. O primeiro coloca-

do do grupo B somou 16 pontos e marcou 23 gols. Na fase de quartas de final, os confrontos serão no campo Duas Rodas, no Santo Antônio, a partir das 13h30. Confira os jogos: Santa Cruz x Porto Santa Luzia x União Barata x União Sertão KFC x Moleques da Vila.


Jornal Voz do Itapocu - 49ª Edição - 26/04/2014