Page 1

Soeters Van Eldonk

architects and planners

Volpi Urbane

research and design


Office Soeters Van Eldonk, Amsterdam, The Netherlands


Soeters Van Eldonk

architects and planners

Volpi Urbane

research and design


Soeters Van Eldonk & Volpi Urbane Soeters Van Eldonk atua já há trinta anos na Europa. Estabelecido em Amsterdam, nós temos criado projetos prominentes na Holanda, Europa e China. Tendo iniciado como escritório de arquitetura, atua desde os últimos dez anos também na área de urbanismo e planejamento urbano. Projetos ao longo de orlas aquáticas, projetos residenciais assim como comerciais e a revitalização de áreas urbanas existentes fazem parte de nossa ampla experiência. Nossos projetos são frequentemente valorizados em premiações e publicações, tanto à nível nacional assim como à nível internacional. In 2009 a editora SUN Architecture publicou a monografia de nosso trabalho com o título: Diálogo com pessoas e lugares. Para cada cliente nós procuramos a solução mais excitante e sustentável. Cada novo projeto renova nossa inspiração por causa de sua localização, programa e cliente. Cada vez nossos prédios mostram suas funções de maneira imaginária. Nos nossos projetos de urbanismo, os princípios da cidade clássica e tradicional nos inspiram mais do que os princípios da cidade modernista. Cidades nescessitam de intimidade e segurança. Uma cidade de qualidade é mais do que uma coleção de edifícios; deveria ser definida por uma sequência clara de areas públicas e abrigar uma coleção extensa de funções. Sustentabilidade é um tema importantíssimo nos nossos projetos. Nós abordamos a questão de energia com consciência e cuidado e consideramos a sustentabilidade dos materiais usados e da construção. Volpi Urbane (Raposas Urbanas) é um escritório internacional fundado em 2011. Sua fundadora, a arquiteta urbanista Paola Huijding graduou-se em 1990 pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil. Em 2000 recebeu o títuo Holandês de arquiteta. Desde 1993 trabalha com projetos na Holanda, Alemanha e Bélgica executando projetos tanto para o sector público como o privado. O escritório dedica-se à realização de projetos através da pesquisa que busca soluções para propostas complexas combinando arquitetura, desenvolvimento urbano e biodiversidade com o objetivo de mitigar os efeitos negativos de processos de urbanização. Desta forma criando condições saudáveis para o bem estar de usuários e habitantes . Volpi Urbane opera com grande flexibilidade em processos de crescimento e transformações urbanas e com dedicada precisão no detalhamento de edificações. No Brasil contamos com o suporte de pesquisadores da Unifesp e Unisantos. Volpi Urbane e Soeters van Eldonk trabalham em colaboração em projetos no Brasil.

2

Paola Huijding Volpi Urbane


Soeters Van Eldonk & Volpi Urbane Soeters Van Eldonk has been active in Europe for over thirty years. Based out of Amsterdam, we have created prominent projects in the Netherlands, Europe and China. The office started off as an architecture firm and over the last decennia we have established ourselves as urban designers and planners as well. Waterfronts, housing, offices, shopping centers and the redevelopment of inner cities and industrial areas are important areas of expertise for us. Both on a national and international level, our designs frequently gather attention in awards and publications. In 2009 SUN Architecture published a monograph book on our work entitled Dialogue with Peoples and Places.

Jos van Eldonk Soeters Van Eldonk

For every client we find the most exciting and suitable solution. Every commission inspires us all over again due to its unique location, program and client. Each and every time, our buildings display their function in an imaginative way. In our urban design projects, the classic and traditional city often inspires us more than modern cities. Cities require intimacy and security. A good city is more than a collection of buildings; it should be a sequence of clearly defined public spaces and also harbors an extensive collection of urban functions. Sustainability is an important theme in all of our designs. We approach energy issues in a conscious and careful manner and we consider the sustainability of materials and structures. Volpi Urbane (Urban Foxes) is an international office founded in 2011 by Paola Huijding, graduated in Architecture and Urbanism from Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1990), Porto Alegre, Brazil. In 2000 she graduated in Architecture in the Netherlands. Since 1993 she has been working in the Netherlands, Germany and Belgium caring out projects for both the public and private sector. The office’s work focuses on an integral approach to research, design and master planning. It addresses urbanization conjoining design and biodiversity to reverse negative trends while improving human well-being. Exploring its design potentials, Volpi Urbane considers the development of creative and implementable planning strategies that help increase the capacity for resilience of our communities and cities. We engage in providing solutions to urban issues. In Brazil Volpi Urbane operates on the design flexible field with a collaborative research team from Unifesp and Unisantos. Volpi Urbane and Soeters Van Eldonk work together in cooperation on projects in Brazil.

Sjoerd Soeters Soeters Van Eldonk

3


Planejamento urbano

Urban design

Da mesma forma em que o projeto arquitetônico é, em grande parte, formulado a partir de considerações de desenho urbano, este é igualmente abordado a partir de um ponto de vista arquitetônico. Nos planos urbanísticos elaborados por Soeters Van Eldonk architects, é fundamental investigar qual o tipo de espaços públicos que possam proporcionar uma experiência agradável e como criar uma interação dinâmica entre os espaços públicos e os edifícios. Nas situações de áreas urbanas integradas, tomamos muitas vezes como ponto de partida a criação de uma série de espaços públicos íntimos, que são postos em “movimento” pelos peões em andamento, como o desenrolar de um filme. E como nenhum edifício se ergue sozinho numa tal seqüência de imagens, procuramos estabelecer ligações expressivas nos nossos projetos de desenho urbano: entre edifícios, entre edifícios e espaços públicos, entre a cidade e os edifícios e também entre paisagem e os edifícios. Neste conceito de “desenho urbano figurativo”, o objetivo final desta série de conjuntos harmônicos é que desapareça a distinção entre viver, trabalhar e lazer, e que as pessoas tenham a sensação de estar permanentemente de férias.

In the same way as the architectural assignment is to a considerable degree formulated in terms of urban design considerations, urban design is correspondingly approached from an architectural perspective. Central to the master plans drawn up by Soeters Van Eldonk architects, is the question of what kind of public spaces give a pleasant experience and how to create a lively interaction between public spaces and buildings. In city centre situations, we often take as our starting point series of intimate public spaces, which are set in motion by the pedestrian, like a film unspooling. Because no building stands alone in such a series of images, we search in our urban design assignments for expressive links: between buildings, between buildings and public spaces, between the city and the building and also between landscape and buildings. In this concept of “figurative urban design”, the ultimate aim of these series of harmonic ensembles is for the distinctions between “living”, “working” and “recreation” to fall away, and for people to have a sensation of being permanently on holiday.

4


Amsterdam CAN 2001>2015 A construção da linha de metro Norte/Sul em Amsterdã, ofereceu a oportunidade para renovar e ampliar o já existente centro comercial de Buikslotermeerplein e construir uma nova zona residencial, perto da estação terminal norte desta linha de metro. A zona de Amsterdã-Norte é caracterizada por uma alternância entre bairros típicos de aldeia e bairros tipicamente urbanos, formando assim enclaves, cada qual com o seu próprio ambiente. Esse contraste entre ambientes de prédios altos e de prédios baixos, assim como áreas verdes, são características fortes do plano. A zona comercial se define como uma sobreposição e mistura máxima de funções. As ruas e praças são flanqueadas por lojas de maior ou menor dimensões. Também à noite, se torna agradável frequentar este lugar, graças aos cafés e restaurantes, a um complexo de cinema, a uma pista de bowling e, também a um teatro. À volta dos pátios verdes comuns, por cima das lojas, se localizam as casas de habitação. Em torno da estação, foi reservado espaço para a realização de torres de habitação e escritórios. Ao contrário, na zona residencial, é criado um ambiente de edifícios baixos com espaço generoso ao redor das habitações. O canal longo, que corre de norte para sul em forma de curva, serve como espaço de transição, ligando essas zonas diferentes. Os edifícios ao longo de ambos os lados do canal serão altos, urbanos e de estilo tipo ‘pedra’. Através de portais, se tem acesso a áreas verdes com edifícios baixos por trás. Aqui, se encontram fileiras de casas de madeira com valas entre elas, inspiradas nas casas de aldeia das zonas rurais de Amsterdã-Norte e Waterland.

The construction of the North/South metro line in Amsterdam provides an occasion to renovate and expand the existing Buikslotermeerplein shopping centre and to build a new residential area near the north terminus station of this metro line. Amsterdam-Noord is characterized by an alternation of village-like and urban neighbourhoods, and is made up of enclaves, each with its own atmosphere. This contrast between high-rise and low-rise environments and green areas is a feature of the plan. The shopping area will have a maximum blending and stacking of functions. The streets and squares will be lined by large and small shops. At night, too, this will be a pleasant place to be, thanks to cafés and restaurants, a cinema complex, a bowling alley and probably a theatre. Dwellings will be located around communal green courtyards on the roofs of the shops. Space has been allocated around the station for high residential and office towers. In the residential zone, on the other hand, a low-rise environment will be created, with generous space around the dwellings. The long ring canal will serve as a transition area, curving north to south and linking the different zones. The buildings along either side of the canal will be high, urban and stone-like. Portals will provide access to the green areas with low-rises behind. Here rows of wooden houses will be built, with ditches in between, in a reference to the village houses in the rural areas of Amsterdam-Noord and Waterland.

situação velho | old situation

nova situação 2003 | new situation 2003

nova situação 2008 | new situation 2008

5


Nijmegen Mariënburg & Plein 44 1993>2014

SHOPPING CENTRE AWARD

2001 AWARD WINNER

6

nova situação | new situation

Plein 44 situação velho | old situation Mariënburg

The city of Nijmegen decided to give the inner city a new impetus, as the social and economic position of the city centre had declined significantly in the early 1990s. Mariënburg was the first phase of development and started in 1993. An intricately meshed structure of curved streets was recreated in this area, with enclosed spaces and squares instead of large buildings lost in the open space. The new shopping route created around the Mariënburg Chapel links up harmoniously with the existing historic city. In order to address the height differential of about four metres in the area, a high street and a low street were created, positioned to run across each other in order to accommodate a shopping programme on two levels. The project shows the success not only to the urban-design structure but also to the rich mixture of housing, shopping, culture, offices and hospitality venues. Plein 44 was the second phase of development, started in 2006. This square, built in the reconstruction period following the Second World War bombardment of the city centre, was not functioning well. It was known as ‘the ugliest square in the Netherlands’. Its expanse and lack of any buildings to demarcate it deprive it of any intimacy. An important modification is the new head building, which splits the existing square in two. This creates space for a separate entrance plaza with a bus station and a larger plaza for pedestrians. New buildings for shopping and housing, complement the existing buildings from the reconstruction period and create closed walls around the square.

Mariënburg

O município da cidade de Nijmegen decidiu dar um novo impulso ao centro da cidade, como reposta ao declínio significativo da posição social e econômica desta área, sofrido no início dos anos noventa. A Mariënburg foi a primeira fase do projeto de desenvolvimento, iniciado em 1993. Nessa área, foi recriada uma estrutura intricada de ruas curvas, com praças e espaços confinados, em vez de grandes edifícios perdidos em espaço aberto. A nova rota comercial criada em torno da capela de Mariënburg está harmoniosamente ligada com a cidade histórica existente. A fim de resolver a diferença de altura de cerca de quatro metros existente na zona, foram criadas duas ruas, uma rua alta e uma rua baixa sobrepostas entre si, de modo a se poderem realizar estabelecimentos comerciais em dois níveis. O projeto se revelou num sucesso, não só pela estrutura de desenho urbano, mas também pela rica combinação de habitação, comércio, cultura, escritórios e restauração. A Plein 44 foi a segunda fase do projeto de desenvolvimento, iniciado em 2006. Esta praça, construída durante o período de reconstrução após os bombardeamentos da Segunda Guerra Mundial no centro da cidade, não funcionava mais bem, ao ponto de ser conhecida como “a praça mais feia da Holanda”. A sua vasta extensão e falta de demarcação através de edifícios, privava-a de qualquer intimidade. Uma modificação importante foi a construção de um novo edifício no topo da praça, que a dividiu em duas partes. Isso criou espaço para uma praça de entrada separada com uma estação de ônibus, e de uma praça maior para peões. Os novos edifícios destinados a comércio e habitação complementam os edifícios existentes do período de reconstrução, garantindo “paredes fechadas” ao redor da praça, e portanto o sentido de confinamento.

INTERNATIONAL COUNCIL OF SHOPPING CENTRES


Amsterdam Polderweg 2004>2014 Com este plano urbanístico, o antigo local de Oostergasfabriek em Amsterdã é transformado num centro atrativo para o distrito de Watergraafsmeer, combinando habitação, trabalho, um grande aglomerado de lojas, instalações desportivas, uma escola comunitária, equipamentos culturais e novos escritórios distritais. A antiga zona industrial insere-se entre o canal anelar Ringvaart e as linhas ferroviárias, e está situada numa via sem saída, por trás de uma rua comercial (a Linnaeusstraat). Foi proposto o desafio de se encontrar formas de seduzir o público a entrar no interior dessa zona escondida, tão adentro quanto possível, a partir da rua comercial existente. Os princípios de “visão em série” e “encerramento provisório” foram aqui aplicados, de forma a criar uma área onde visitantes e usurários possam passear e serem constantemente surpreendidos. Ruas e praças alternam entre si, criando uma imagem diferente a cada 50 metros. As ruas comerciais são estreitas (oito metros), tal como numa malha urbana medieval, de tal modo que se sente a proximidade das paredes da rua. Uma característica importante do plano é o fato dos clientes das lojas poderem seguir uma rota circular em vez de terem de fazer um percurso de ida e volta idênticos. O grande centro comercial e bloco habitacional, no centro, foram concebidos de modo a se poder andar ao seu redor. A garagem de estacionamento sob o grande edifício, posiciona-se de forma a que os visitantes vindos desta, sigam naturalmente a ‘rota comercial’ completa. Embora a zona de Polderwerg seja constituída na sua maioria por construções novas, os edifícios industriais restantes da planta de gás Oostergasfabriek irão desempenhar um papel importante, especialmente nos seus limites. Alguns dos edifícios da antiga fábrica serão mantidos, adquirindo novas funções, enquanto que outros serão mantidos apenas nos seus contornos de desenho original.

situação velho | old situation

nova situação | new situation

The urban-design plan will transform the old site of the Oostergasfabriek in Amsterdam into an attractive centre for the borough of Oost/Watergraafsmeer, with a combination of housing, work, a large shopping cluster, sport facilities, a community school, cultural amenities and a new borough office. The former industrial site is wedged between the ring canal and the railway, and is situated on a dead-end route, right behind a shopping street (the Linnaeusstraat). The brief called for finding ways to tempt the public to enter this hidden zone as deeply as possible from the existing shopping street. The principles of ‘serial vision’ and ‘provisional closure’ were applied to create an area in which visitors and users can wander and be constantly surprised. Streets and squares alternate; a different picture is created every 50 metres. The shopping streets are narrow (eight metres), as in a medieval urban fabric, so that the proximity of the street walls becomes palpable. An important feature of the plan is that the shopping public can follow a circular route rather than an identical journey to and from. The large shopping and residential block in the middle has been designed so that people can go around it. The parking garage under this building is situated so that visitors coming out of it automatically follow the complete shopping route. Although the Polderwerg area consists mainly of new-build structures, the remaining industrial buildings of the Oostergasfabriek gas plant will play an important role, especially at its edges. Some of the old plant buildings will be retained and given new functions; for others, only the ‘footprint’ will be retained.

7


Cidades à beira-mar

Waterfront cities

Como designers, pensamos sobre espaço e programa a todo o momento; sobre a estrutura de uma cidade e os seus sistemas. Mas concluímos sempre que precisamos de mais para criar uma cidade agradável onde se viver. Racionalidade, por si só, não leva a um ambiente humano ou atmosfera confortável. Podemos até afirmar que quanto mais racional é a estrutura, mais se sente a falta de emoção numa cidade. Soeters Van Eldonk architecten tem muita experiência em criar planos urbanísticos a partir de uma forma de pensar mais imaginativa. A cidade tradicional é uma inspiração importante para nós. A cidade é mais do que apenas uma combinação de edifícios. As ruas, as praças e os espaços livres juntos criam o espaço público e a sua atmosfera, intimidade e aconchego. Uma cidade agradável não é uma cidade mono-funcional. A vida urbana é criada na combinação dos seus usos. Soeters Van Eldonk architecten tem uma grande experiência no desenho urbano de zonas relacionadas com água. E provavelmente isso não será surpresa, visto que há água por todo o lado na Holanda. A maioria das nossas cidades estão localizadas diretamente na margem de rios, canais, lagos ou até na frente do mar. Antigas zonas industriais tiveram de ser transformadas em zonas residenciais, nova “terra” foi criada sobre a água e portos esquecidos são transformados em novas frentes de água. Em todos esses projetos, a essência do lugar, o tão chamado genius loci, foi a inspiração principal para o conceito do projeto. Cada local é único nas suas particularidades. A identidade é baseada no caráter. Mostramos aqui o grande número de projetos à beira-mar realizados na Europa, por Soeters Van Eldonk. Embora pareçam diferentes, têm em comum o fato de terem sido realizados como partes novas da cidade, nas quais as pessoas se sentem felizes de viver.

As designer you think about space and programme all the time; about the structure of a city and its systems. But every time you conclude that you need more to create a pleasant city to live in. Rationality alone does not lead to a human environment or a comfortable atmosphere. You might even say: the more rational the structure is; the more you feel the lack of emotion in a city. Soeters Van Eldonk architecten has a great experience in creating urban plans out of a more imaginable way of thinking. The traditional city is an important inspiration to us. A city is more than just a combination of buildings. The streets, the squares and the spaces together create the public space and its atmosphere, intimacy and cosiness. A pleasant city is not a mono functional city. In the combination of use, urban live will be created. Soeters Van Eldonk has a great experience in the urban design of water related areas. It might not surprise because water is all around in the Netherlands. Most of our cities are directly located on a riverside, canal, lake or even a sea front. Old industrial areas had to be transformed into housing areas; new land was created in the water and forgotten harbours are transformed into new waterfronts. In all those projects the essence of the place, the so called genius loci, was the main inspiration for the design. In its specialties a location is unique. Identity is based on character. We show you a great number of the waterfront projects Soeters Van Eldonk realised in Europe. Although they look different; they have in common that we realised new parts of the city in which the people are happy to live in.

8


CULTURE FOUNDATION AWARD

WINNER

AWARD WINNER

2009 DENMARK

2009 COPENHAGEN DENMARK

nova situação | new situation

O município de Copenhague queria um projeto para a transformação da zona portuária do sul da cidade numa área habitacional. Sydhavn consiste inteiramente em quarteirões, localizados de forma a estarem orientados para a água por todos os lados. A fim de alcançar este objetivo, foram adicionados quilômetros de canal nessa área. O tamanho dos quarteirões em Sydhavn foi baseado nas dimensões dos grandes quarteirões do centro da cidade de Copenhague. Pontes ligeiramente convexas foram construídas sobre os canais, dando ritmo ao espaço público. Também a posição e as curvas dos canais criam efeitos espaciais e linhas de visão em constante mudança. Sluseholmen é o primeiro efeito do plano de Sydhavn. A área interior é formada por um canal principal com uma forma curva e por vários canais transversais curtos. Os grandes quarteirões são definidos com um lado virado para a grande extensão de água e os outros lados na direção destes novos canais. Os perfis dos canais foram mantidos simples: do lado ensolarado de cada canal há um cais estreito e do lado oposto estão os prédios, assentando diretamente sobre a água. Os canais laterais não estão em linha reta, mas fazem uma curva, pelo que não podem ser vistos em toda a sua extensão de um mesmo ponto. O lado mais longo do canal principal está orientado a sul. Nos pátios interiores dos quarteirões foram colocados jardins, com garagens subterrâneas. Tal como na ilha de Java, em Amsterdã, as diferentes parcelas foram elaboradas por diferentes arquitetos, neste caso arquitetos dinamarqueses. Foram definidas diretrizes arquitetônicas para os materiais, para as cores, efeitos espaciais e altura dos edifícios, garantindo a unidade de cada quarteirão em si mesmo, assim como a harmonia e consistência do conjunto num todo.

BYPLANPRISEN (URBAN AWARD)

situação velho | old situation

Copenhagen Sydhavn/Sluseholmen 2000>2009

The Copenhagen city government wanted a design for the transformation of the city’s southern harbour district into a residential area. Sydhavn consists entirely of city blocks, situated so as to be oriented toward the water on all sides. In order to achieve this, kilometres of canal were added to the area. The sizes of the blocks in Sydhavn were based on the dimensions of the large city blocks in the centre of Copenhagen. Slightly curved bridges were built over the canals, lending rhythm to the public space. The twists and curves of the canals also create constantly changing spatial effects and sightlines. Sluseholmen is the first application of the Sydhavn plan. The inner area is formed by a curved main canal and several short lateral canals. The large city blocks are laid out with one side toward the great expanse of water and the other sides toward these new canals. The outlines of the canals were kept to a minimum: a narrow quay runs along the sunny side of each canal, and the buildings stand directly on the water on the opposite side. The lateral canals are not straight; they have a bend, so that one cannot look down their entire length at once. The long side of the curved main canal is oriented to the south. Gardens have been laid in the courtyards of the blocks, with parking garages underneath. Each city block is made up of different dwelling types: apartment buildings are located along the water and individual canal houses made up of stacked maisonettes line the lateral canals. As on the Java Island, the different sections were worked out by different architects, Danish architects in this case. Architectural guidelines were set for materials, colours, spatial effects and building height, to ensure that each city block remains unified and fits in with the greater ensemble.

9


Amsterdam Java Island 1991>2000 Devido à localização privilegiada da Ilha de Java, parte da ‘Zona Portuária Oeste’ de Amsterdã, mas bem próximo do centro histórico da cidade, foi escolhida uma escala que melhor combinasse com o “genius loci” de Amsterdã. O objetivo foi criar o ambiente residencial ideal, usando como modelo o distrito de canais históricos da cidade. O plano consiste numa série de edifícios de apartamentos relativamente pequenos, projetados por arquitetos diferentes. A ilha foi dividida através da construção de quatro canais laterais. Os prédios ao longo do cais têm um tamanho que se enquadra bem com as grandes dimensões da ilha e da extensão de água, ainda assim tomando em conta a escala humana. Nos canais laterais estreitos, encontramos ‘casas de canal’ individuais. As ‘casas de canal’ e prédios do cais delimitam espaços públicos interiores, distintos entre si. O livro “The Visual and Spatial Structure of Landscapes” (em português, “A Estrutura Visual e Espacial das Paisagens”) de autoria do paisagista japonês Tadahiko Higuchi, foi uma importante fonte de inspiração para a elaboração do projeto. O ângulo de visão segundo o qual as superfícies horizontais e verticais são observadas é fundamental para que as pessoas experimenten o que está perto e o que está longe. Quando se anda para cima e para baixo, o sentido de longe e de perto muda constantemente. Da mesma forma, a Ilha de Java foi concebida como uma paisagem de colinas. Sobre os canais laterais foram construídas pontes convexas e os cais ao longo do rio aberto estão situados acima dos cais dos canais. Estas diferenças em altura reforçam o contato com a água e criam uma seqüência variada de linhas de visão e uma alternância de vistas abertas e de reclusão, em vez da perspectiva plana infinita.

Because of the unique location of the Java Island, part of the Eastern Harbour District in Amsterdam, but right next to the old city centre, a scale more in keeping with the ‘genius loci’ of Amsterdam was chosen. The aim was to create an ideal residential environment with the city’s historic inner cordon of canals as a model. The plan consists of a series of relatively small apartment buildings, designed by different architects. The island was partitioned by creating four lateral canals. The buildings along the quays are of a size that fits in well with the large dimensions of the island and the water yet keeps the human scale in mind. On the narrow later canals are individual canal houses. The canal houses and quay buildings enclose public inner areas, each with a different design. The book The Visual and Spatial Structure of Landscapes by Japanese landscape architect Tadahiko Higuchi was an important source of inspiration in the elaboration of the design. The viewing angle at which the horizontal and vertical surfaces are perceived is crucial to what people experience as near or far. As one walks up and down, the sense of far and near shifts constantly. In the same way, the Java Island was conceived as a hilly landscape. Curved bridges were built over the lateral canals and the quays along the open water are situated higher than the quays of the canals. These differences in height reinforce the contact with the water and create a varied sequence of sightlines and an alternation of open vistas and seclusion instead of the endless, flat perspective.

10

situação velho | old situation

nova situação | new situation


Monnickendam Galgeriet 2006> A zona empresarial Galgeriet está situada num dos locais mais belos de Monnickendam, junto ao centro histórico da cidade e diretamente na entrada de Monnickendammergat. Esta se destina a abrigar um bairro residencial, o qual irá contribuir para o fortalecimento do centro da cidade. Foi, portanto, crucial adicionar também empresas, comércio e espaços culturais. Além disso, houve uma série de circunstâncias a serem tomadas em conta: a quase inexistência de estacionamento no centro histórico, leva a que esse tenha que ser criado em grande parte no novo Galgeriet. Um problema também encontrado em outros centros urbanos, são as pequenas lojas locais que, em particular, enfrentam tempos cada vez mais difíceis. Aparentemente, estas só parecem sobreviver se estiverem localizadas perto de supermercados. Foi, portanto, introduzido um supermercado com um bom estacionamento no Galgeriet, em frente do porto e perto do centro, rodeado por pequenas lojas. Junto a este está uma praça ladeada por um hotel, um café-restaurante e uma biblioteca. A estrutura do plano foi baseada nas características do local. Uma premissa importante P do projeto é a relação com a água. Isso não só proporciona ambientes residenciais de alta qualidade, adequados a Monnickendam, mas também garante que se cumpra a exigência de criar mais água de superfície para a coleta de águas da chuva. Foi criada uma nova estrutura de canais que oferece vistas para a água a partir Monnickendam de qualquer lugar. Aqui podemos encontrar uma grande densidade de casas com jardins, tal como no centro da cidade, assim como apartamentos. 

datum 16-09-2009 schaal

1:2000

P

P

publiek toegankelijk park

P P

P

P

P

Kerkstraat 204 1017 GV A

Fase 4 - verdere ontwikkeling ring rond centrum variant hoge dichtheid: hema+Ubbels

Soeters Van Eldonk ar T

The Galgeriet commercial estate is situated in one of the most beautiful locations in Monnickendam, next to the historic town centre and right on the Monnickendammergat inlet. This is intended to house a residential neighbourhood that will also serve to reinforce the city centre. It was therefore crucial to add business, shops and cultural facilities. In addition, there were a number of circumstances that had to be taken into account: there are hardly any parking facilities in the historic town, so the new Galgeriet would have to have an ample supply. One problem that is also found in other city centres is that small shops, in particular, are facing tough times. It turns out they can only survive if they are located near supermarkets. A supermarket with good parking has therefore been situated in Galgeriet, at the entrance of the harbour, near the town centre, surrounded by small shops. Next to this is a square lined by a hotel, a café-restaurant and the library. The plan’s structure came out of the characteristics of the location. An important premise of the design is the relationship with the water. This not only produces high-quality residential environments that are suited to Monnickendam, but also makes it possible to meet the demand for more surface water for rainwater collection. We created a new canal structure that provides views of the water everywhere. There are single-family homes with gardens, in high density, such as you find in the existing town centre, as well as apartments.

11

(020) 624 29 39

F

(020) 624 69 28

E

arch@soetersva


Arquitetura

Architecture

¬¬¬Os edifícios devem de ser projetados de ‘fora para dentro’, assim como de ‘dentro para fora’. Os projetos devem atender à requisitos específicos em termos da sua localização geográfica e das funções desejadas; além disso, é considerado importante se expressar a natureza dessas funções dentro do espaço específico. Apenas levando estas várias pré-condições a sério se podem criar soluções consideradas atraentes, não só em si mesmas, mas também dentro do seu contexto. Por exemplo, podemos criar soluções que sejam confortáveis, não só quando vistas meramente do ponto de vista funcional, como também relativamente à sua localização. Uma biblioteca, apesar de tudo, tem uma aparência diferente do que uma prefeitura; um teatro apresenta exigências diferentes das de uma creche; por outro lado, uma biblioteca numa aldeia, pode ser um edifício muito diferente do de uma biblioteca numa cidade grande. Essa diferença se pode verificar, não só em termos de tamanho, mas também na maneira como cada edifício se deve relacionar com a sua vizinhança mais próxima, em termos de dimensionamento, escolha de materiais, cores e estilo. Como o ambiente e a história do contexto são igualmente importantes para a aparência final de um edifício, Soeters van Eldonk architects usa conscientemente uma variedade de linguagens arquitetônicas, ou estilos, variando desde o histórico e simbólico ao moderno.

Buildings should be designed both from the outside in and from the inside out. Demands are made of designs both in terms of the location and of the desired functions; in addition, it is considered important to express the nature of this function within the specific space. Only by taking these various preconditions seriously can solutions be created that are considered beautiful not just in and of themselves, but also within their context; and which feel comfortable not only when seen from a purely functional perspective, but also in relation to their location. A library, after all, looks different from a play centre; a theatre makes other demands than a children’s nursery; then again, a library in a village can be a very different building from one in a large city. Not only in terms of size, but also of the way in which every building must relate to its immediate neighbours, in terms of dimensioning, choice of materials, colour and style. As the environment and the history of the context are equally important to the final appearance of a building, Soeters Van Eldonk architects consciously uses a range of architectural languages, or styles, varying from historical to symbolic to modern.

12


Wuhan Energy Flower 2010>2014

INT. DESIGN COMPETITION

AWARD

2010

2011

WUHAN NEW ENERGY CENTRE - CHINA

PUBLIC AWARD

WINNER

A cidade de Wuhan (com mais de nove milhões de habitantes) tem o objetivo de se tornar, nos próximos anos, na cidade mais sustentável da China. Neste contexto, foi organizado um concurso internacional para a construção do Novo Centro de Energia de Wuhan (Wuhan New Energy Centre) um edifício que se tornará um importante instituto de pesquisa para o desenvolvimento de novas tecnologias energéticas e de sustentabilidade, assim como na plataforma de pesquisa pública da Universidade de Wuhan. Soeters Van Eldonk architecten, em colaboração com a firma de engenharia Grontmij, projetou o edifício em forma de uma flor, tomando o ‘Copode-leite’ como motivo de inspiração. O edifício de escritórios produz zero emissões de CO2 e foi projetado com a ambição de neutralidade energética. A construção terá aproximadamente 140 metros de altura, sendo envolvida por laboratórios em forma de folhas. O edifício foi projetado de forma a estar sob a sua própria sombra durante o verão quente chinês. O telhado da “flor” é composto sobretudo por painéis solares, de forma a gerar energia. A água da chuva é coletada no ‘copo’ e reutilizada no fornecimento de água do prédio. O pistilo característico consiste em turbinas eólicas verticais para gerar energia eólica. A borda do ‘copo’ forma um teto de abrir, concebido para o aquecimento e arrefecimento do edifício. A construção é caracterizada pelo princípio de ventilação natural: a chaminé central solar se destina à ventilação de ar natural dentro dos escritórios. Wuhan Energy Flower será um dos edifícios mais sustentáveis do mundo e, após conclusão da obra, é garantido a receber o prêmio mais alto de três estrelas no sistema de avaliação ‘China Green Building’.

DE VERNUFTELING

AWARD WINNER

In the coming years, the city of Wuhan (with over nine million inhabitants) will become the most sustainable city development in China. In this context, an international competition for the construction of the Wuhan New Energy Centre was a natural decision. The building will become a major centre for research and development into new energy technologies as the public research platform of Wuhan University. Soeters Van Eldonk architecten, in collaboration with Grontmij, designed the building in the shape of a flower, taking the Calla Lily as inspiration. The building will have zero carbon emissions and has zero-energy ambitions. The office building will be approximately 140m tall, surrounded by laboratories in the form of leaves. The building is designed so that it will be in its own shade in the hot Chinese summer. The roof of the flower consists mainly of solar panels for generating energy. Rainwater is collected in the bowl and used as water supply in the building. The characteristic pistil consists of vertical wind turbines to generate wind energy. The edge of the bowl forms a sunroof designed for heating and cooling of the building. The building is the principle of natural ventilation. The central solar chimney is designed for natural air ventilation into the offices. Wuhan Energy Flower, will be one of the most sustainable buildings in the world and will be guaranteed the most senior Three-star Award in the China Green Building Evaluation System.

13


Leeuwarden Provinciehuis 2004>2011

ARCHITACTURE YEAR AWARD

2012 2nd PLACE

O projeto para o novo edifício do governo da província do Friesland, no centro da cidade de Leeuwarden, foi realizado no mesmo local do edifício já existente. Os elementos de construção originais do século XVIII e a câmara do conselho do século XIX foram preservados e integrados na nova construção. Se revelou necessário construir um novo edifício, visto que o existente era demasiado pequeno e não respondia às exigências atuais. Como aspecto crucial do plano está o abandono dos três pátios interiores da arquitetura existente, e o novo edifício a ser composto por dois pátios interiores. No centro do espaço interior foi erguida uma nova torre. Outra modificação importante é a da via pública que atravessa todo o complexo. Através desta, a belíssima câmara do conselho neo-gótica, que inicialmente se escondia num dos pátios internos, foi recuperada novamente na paisagem urbana. Do lado exterior, os novos volumes combinam com os edifícios históricos existentes, se baseando nas dimensões e materialização desses últimos. Nos pátios interiores, foi procurado um contraste entre o ‘novo’ e o estilo ainda existente. A varanda de imprensa, parecendo medieval, é feita de madeira e zinco. A base clássica da torre é feita de blocos de alvenaria. As fachadas envidraçadas dos escritórios têm um visual moderno. Foi dada uma grande consideração à procura de um remate adequado no topo da torre situada no meio do edifício. Foi selecionada uma forma que se enquadra com a paisagem da cidade de Leeuwarden e que é inspirada nos telhados de toda uma série de prefeituras ‘Frísias’ *, típicas de meados do século XVIII: telhados negros e robustos com uma cornija resistente. O telhado é ladeado por torres com um lance de escadas em ambos os lados. * Frísia – província no norte dos Países Baixos.

In the design for the new provincial government building in the city centre of Leeuwarden, on the site of the existing provincial government building, the original eighteenth-century building elements and the nineteenth-century council chamber were retained and integrated in the new construction. A new building was need because the existing one was too small and no longer met present-day requirements. A crucial element of the plan was that the existing layout of three inner courtyards was abandoned and that the new building consists of two inner courtyards. A new tower was placed in the centre of the inner area. Another important modification is the public route through the whole complex. This has returned the beautiful neo-Gothic council chamber, which was initially hidden in one of the inner courtyards, to the cityscape. On the outside, the new volumes fit in with the existing historic buildings. In the inner courtyards, a contrast between the new and the extant was sought. The press balcony looks medieval and is made of wood and zinc. The classical base of the tower is made of brick blocks. The glass facades of the offices have a modern look. Extensive consideration was given to a proper top for the tower situated in the middle of the building. A form that fits in with the cityscape of Leeuwarden and is inspired by the rooftops of a whole series of typical Frisian town halls from the mid-eighteenth century was selected: chunky black roofs with a sturdy cornice. On either side of the roof are watchtowers containing stairs.

14

NETHERLANDS REGION NORTH


Halfweg Sugar silos 2002>2008

A força do local em Halfweg está no seu legado industrial. Os dois silos de açúcar de 50 metros de altura, juntamente com os fornos de cal, são os grandes indicadores dessa herança. O contraste de dimensão entre esses edifícios industriais e outros edifícios vizinhos é enorme. Cada um dos silos fechados é composto por dois cilindros concêntricos de betão, que se revelaram perfeitamente adequados para a conversão em espaço de escritórios. As fachadas de alvenaria no piso térreo foram removidas, revelando a estrutura de suporte principal e a beleza da forma com que esses silos gigantes se equilibram nas suas colunas estreitas. Posteriormente, foram construídas janelas e pisos em cada edifício. As paredes exteriores foram mantidas abstratas e sem escala, com a renúncia ao uso de qualquer linha horizontal, e com a aplicação de um padrão diagonal de janelas em forma de diamante ao longo de toda a fachada. Metade das janelas são reais, a outra metade são painéis de vidro espelhado. Assim, toda a construção se mantém num enigma, uma vez que a divisão em andares não se visualiza a partir do exterior. Foram realizados estudos intensivos da cor a ser usada nas fachadas, se decidindo no final pelo revestimento numa única cor, em alumínio-cinza prateado. Os efeitos de profundidade e sombra das janelas planas, em forma de diamante, contra as paredes redondas, provaram ser tão espetaculares que se concluiu não ser necessária adicionar qualquer cor. Quando escurece, esse efeito desaparece, mas à noite o edifício consegue atrair atenção, mais uma vez, através do jogo cintilante de luzes coloridas nas armações das janelas.

ALUMINIUM AWARD BENELUX

FIABCIA

PRIX D’EXCELLENCE

FIABCIA

PRIX D’EXCELLENCE

2007 AWARD WINNER

2011 AWARD WINNER

2011

RENOVATION AWARD UTILITY BUILDINGS

THE NETHERLANDS AWARD

INTERNATIONAL AWARD

2nd PLACE

The strength of the site in Halfweg lies in its industrial legacy. The two 50-metre sugar silos, along with the lime kilns, are the beacons of this heritage. The contrast in scale between these industrial buildings and the other buildings in the vicinity is huge. Each of the closed silos consists of two concentric concrete cylinders that proved perfectly suited for conversion into office space. The masonry walls on the ground floor were removed, revealing the main support structure and the beautiful way these giants are balanced on their narrow legs. Windows and floors were then built into each edifice. The outer walls have been kept abstract and free of scale by using no horizontal lines and applying a diagonal pattern of diamond-shaped windows over the entire façade. Half of the windows are real; the other half are made of panels of reflective glass. The whole building keeps the observer guessing in this way, because the division into storeys cannot be read from the outside. Extensive colour studies were carried out for the outer walls, but it was ultimately decided to clad them in a single colour, with silver-grey aluminium. The depth and shadow effects of the flat, diamond-shaped windows against the round walls proved so exciting that no colour was needed. This effect disappears as darkness falls, but at night the building manages to attract attention again through the glittering play of coloured lights in the window frames.

15


Amsterdam The Pyramids 2000>2006 A ilha Marcanti é uma área triangular escondida em Amsterdã - Oeste, que no final dos anos setenta foi construída em grande parte com fileiras escalonadas de casas. O plano original era simétrico no traçado, mas permaneceu parcialmente inacabado, devido a uma antiga escola temporária e pavilhões desportivos ainda presentes no local. Foi no entanto decidido completar o referido projeto dos anos setenta. Demolindo a antiga escola e os pavilhões de esportes, foi criado espaço para adicionar duas faixas de habitação de quatro andares ligadas, mantendo literalmente a atmosfera da arquitetura original. No eixo da ilha triangular, foi criado espaço para um edifício grande e alto. O primeiro projeto para este edifício consistia numa única torre piramidal de 75 metros de altura. Na opinião dos representantes do município esta era demasiado alta, e assim, em vez de uma torre alta, foram criadas duas torres triangulares mais baixas, aninhadas entre si e com lados escalonados. Estas assentam numa praça de piso elevado, com garagem subterrânea. A forma piramidal das torres reflete a forma triangular da ilha. Para além disso, as torres dão à ilha Marcanti um simbolismo que remete para o desenho urbano do arquiteto Berlage nas imediações, no qual a altura regular de quatro a cinco pisos é interrompida por um edifício alto em pontos cruciais. As pirâmides são diferentes em cada lado. Os lados escalonados proporcionam aos apartamentos terraços surpreendentes. A forma escalonada também possibilita uma transição suave a partir dos edifícios mais próximos de quatro andares. Assim, os extremos das torres são tão elevados quanto os edifícios existentes vizinhos, aumentando a partir daí em distância e altura, o que as torna menos dominantes.

The Marcanti Island is a secluded, triangular area in Amsterdam-West that was largely built up with staggered rows of houses in the late 1970s. The original plan was symmetrical in layout but remained partly unfinished, because an old temporary school and sport halls still stood on the site. It was decided to complete the design from the 1970s. Demolishing the old school and the sport halls created space to add two linked four-storey housing strips, literally in keeping the original architecture. On the axis of the triangular island, space was created for a high and large building. The first design for this building consisted of a single pyramidal tower, 75 metres high. The city found this too tall, and so instead of one tall tower, two shorter, interlocking triangular towers with stepped sides were created. They stand on a raised plaza with a parking garage underneath. The pyramidal shape of the towers mirrors the triangular shape of the island. The towers also give the Marcanti Island a symbol that refers to the Berlage urban design in the vicinity, in which at crucial points the normal height of four to five storeys is interrupted by a tall building. The Pyramids are different on every side. The stepped sides gave the apartments amazing terraces. The stepped shape also makes for a good transition to the surrounding four-storey dwellings. The shoulders of the building are the same height as the existing buildings, and from there the towers increase in distance and height. This makes them less dominant.

16


Gouda City Hall 2006>2012 O novo prédio da prefeitura de Gouda faz parte do novo desenvolvimento da zona ferroviária da cidade. O edifício alude num “piscar de olhos” à tradição de Gouda, ao mesmo tempo que se enquadra na cidade do século XXI. No exterior, são usados temas tradicionais tal como o tijolo vermelho e os caixilhos de madeira brancos, ao mesmo tempo que, em termos de forma, o edifício reflete os grandes volumes retangulares das imediações. Os tijolos nas fachadas, são colocados deliberadamente de forma “não-tradicional”, sendo em vez disso aplicados em tiras diagonais pré-fabricadas que envolvem todo o edifício. O motivo diagonal se refere tanto à cidade antiga como à cidade nova e é também uma alusão a um símbolo típico de Gouda, o qual já originou o seu apelido de “Stroopwaffle*”. O interior do edifício se deveria tornar, a nosso ver, na ‘câmara do cidadão’, onde cidadãos e políticos se reúnem novamente, sendo inspirado nas origens Gregas da democracia. Na Atenas antiga, os cidadãos debatiam ao ar livre, num cenário semelhante a um teatro. O espaço da assembléia tomou assim a forma de um anfiteatro. Nos andares destinados a escritórios, são introduzidas novas maneiras de trabalhar, nas quais os funcionários já não têm a sua própria secretária, passando a ser livres de escolher o seu lugar de trabalho todas as manhãs, em algum local dentro do edifício. Os andares de escritórios estão todos ligados através de uma vide central, no qual se encontra uma escadaria aberta.

* Stroopwafel - significa “waffle em calda” e é um doce regional típico dessa cidade.

The new Gouda Town Hall is part of a new development around the railway station. The building is a wink to traditional Gouda and at the same times fits in the city of the twenty-first century. On the outside, traditional themes such as red brick and white wooden window frames are used, while the building, in terms of shape, fits in with the large rectangular volumes in the immediate vicinity. The bricks in the outer walls are not laid in a traditional way, but applied in prefabricated diagonal strips over the whole building. In this the diagonal motif refers to the old as well as the new city and is also an allusion to a typical symbol of Gouda, which has already led to its being nicknamed ‘The Syrup Waffle’. The interior of the building had to become ‘a citizen’s chamber’, where citizens and politicians are brought together again, inspired by the Greek origins of democracy. In ancient Athens, citizens debated in the open air in a theatre-like setting. The council chamber was therefore given the form of a dish without a lid, like an amphitheatre. On the office floors modern forms of working are introduced. Employees no longer have their own desk, but are free to choose a desk every morning, somewhere in the building. All office floors are linked with a central void, in which an open staircase is positioned.

17


Pesquisa

Research

O ambiente urbano constitui o fator determinante do comportamento da sociedade em seus apectos sociais, econômicos e de meio ambiente. Urbanização faz parte de nossa história, e gostando ou não, define como vivemos, trabalhamos, recriamos e interagimos na sociedade. Interesses econômicos globais e locais estimulam o processo de urbanização e as transformações urbanas. Estas transformações exercem grande impacto sobre o meio ambiente e sobre a qualidade de vida nas cidades. Abordando as questões urbanas do ponto de vista da pesquisa podemos contribuir para o desenvolvimento de estratégias que ajudam a aumentar a capacidade de resiliência de nossas comunidades e nossas cidades.

The urban environment is a determining factor in the social, economic and environmental performance of societies and the quality of life of their citizens. Global and local forces bring about continuing urbanisation and urban transformation. These changes have increasing impact on the environment and on the liveability of cities and landscapes. Urbanity is our history and for or better or worse, it defines how we live, work, play and associate. Approaching city issues by means of research, exploring its design potentials, can contribute to the development of creative and implementable planning strategies that help increase the capacity for resilience of our communities and cities.

18


Baixada Santista Metropolitan Ecolution 2013>2016 A Baixada Santista é uma metrópole com alto índice de crescimento econômico e está localizada entre a Mata Atlântica e o litoral do Estado de São Paulo. Devido ao crescimento do Porto de Santos e às atividades da Petrobrás, o aumento da população está estimado em 25% até o ano 2020 enquanto que o crescimento demográfico do Estado de São Paulo é estimado em 9% no mesmo período. Apesar dos esforços em conservar as áreas naturais no processo de urbanização da região, os sinais de degradação ambiental se fazem presentes. As sociedades humanas dependem de um processo complexo que interliga aspectos físicos e biológicos. Pesquisas multidisciplinares demonstram claramente que a vida no planeta e a sociedade humana dependem do delicado equilíbrio entre este processo. O desequilíbrio atual está nos conduzindo para um estado desintegrado e portanto frágil. Como poderemos “reconstruir” nossas cidades de maneira a colocar o ser humano e os processos da natureza novamente em harmonia? Como transformar os problemas da cidade em “produtos” em voga e desejáveis do ponto de vista econômico? A desvalorização de produtos naturais e de serviços ecológicos gerados por ecosistemas é a razão mais importante pela falta de interesse em conservar este sistema natural dando-lhe o uso urbano como alternativa. Esta tendência de desvalorização se deve ao fato da falta de conhecimento do valor econômico destes sistemas. No entanto a falta de conhecimento ecológico e abordagem holística entre os responsáveis por estas transformações é um fator ainda mais importante. Este projeto de pesquisa é baseado na premissa que para abordar os desafios do nosso habitat metropolitano uma abordagem mais ecológica se faz necessária. Seremos finalmente capazes de mudar de uma posição egocentrica para uma sistemática que nos insira no ecosistema? Abordando o processo de urbanização através da gestão de ecosistemas, fazendo uso da estrutura aquática e da estrutura verde da região, e reciclando o lixo, acreditamos que, com participação da sociedade, se poderá mitigar os efeitos da urbanização com melhora do bem estar nas cidades e de suas comunidades.

Baixada Santista is a fast-growing metropolitan area between the Atlantic Forest and the littoral of the State of São Paulo. Due to the extension of the Port of Santos and the activities of the oil company Petrobrás the population in this metropolis will increase by 25% till 2020. In spite of efforts for the conservation of natural areas in the production of urban space signs of degradation are visible in the region. Research in a wide variety of disciplines is increasingly making it clear that life on earth and all human societies depend on the maintenance of a number of delicate balances within and between a whole series of complex, interrelated physical and biological processes. The separation of these processes has lead to the disintegrated and thus fragile state in which we currently live. How to “rebuild” our cities bringing man and natural processes into harmony? How to transform cities issues into trendy products and desirable from the economic point of view? The undervaluation of natural products and ecological services generated by ecosystems is a driving force behind the conversion of this system into urban alternative uses. This trend of undervaluation is partly due to the difficulty involved in placing a monetary value on all relevant factors, but lack of ecological knowledge and holistic approach among those performing the evolution may be even more important determinants. This project is founded on the premises that we need a more ecological approach towards tackling challenges related to our metropolitan habitat. Will we finally be able to change from an ego-centric view of mankind the city or will we move to having a more systemic view of mankind’s embeddedness within nature, where we understand how to live in harmony with nature, for the benefit of all living beings? This project addresses urbanization through ecosystem-management, taking advantage of green-blue structure, garbage recycling and participatory system reversing negative trends while improving human well-being.

Problemas urbanos em voga: Boutiques de Ecolução Quanto dinheiro se pode ganhar reciclando lixo? Quanto dinheiro se pode ganhar preservando o ecosistema? Quanto dinheiro se pode economizar integrando água na malha urbana ao invés de combatê-la? Quantos parceiros se pode engajar através de participação?

Trendy City Issues questions: Ecolution boutiques How much money you can make from garbage? How much money you can make preserving ecosystems? How much money you can save using water in the urban fabric instead of fighting against it i? How many partners you can engage through citizen inclusion?

19


Brazil/The Netherlands Selfservice Urbanism 2012>2014 Selfservice Urbanism foi um projeto de pesquisa colaborativo entre profissionais Holandeses e Brasileiros. Após um ano de estudo do Estatuto da Cidade realizamos um caso de estudo na Holanda em Julho de 2013. A área escolhida foi uma área portuária antiga de Roterdã que deverá ser revitalizada e reestruturada no decorrer dos próximos anos. Através de um trabalho em network com da participação da prefeitura e do porto de Roterdã, um instituto acadêmico, empresários e população local realizaram-se estudos de estratégias de desenvolvimento para esta área. Estratégias estas baseadas nos princípios e instrumentos do Estatuto da Cidade. Area Rotterdam: 0,2 km2

Selfservice Urbanism was a collaborative research project between Dutch and Brazilian professionals. After a year of study of the City Statute a case study was performed in the Netherlands in July 2013.

Princípios do Estatuto da Cidade Brasileiro / Principles of the Statute of the Brazilian City

The area chosen was an former harbour area of Rotterdam to be revitalized and restructured over the coming years. To foster new thinking through the engagement of wide groups of stakeholders in this former harbour area we study the principals of the City Statute to engage stakeholders from different sectors of society: citizens’ movements, professional bodies, academic institutions, trade unions, researchers and representatives of the municipality.

PROPOSAL

Imagens do caso de estudo / Images of the case study

20


Soeters Van Eldonk

architects and planners

Volpi Urbane

research and design

Soeters Van Eldonk

Volpi Urbane

architects and planners

research and design

Kerkstraat 204 1017 GV Amsterdam The Netherlands

P.O. Box 32032 2303 DA Leiden The Netherlands

P.O. Box 15550 1001 NB Amsterdam The Netherlands

+ 31 622 978 115 skype paola.huijding

+31 20 624 29 39 arch@soetersvaneldonk.nl www.soetersvaneldonk.nl

paola@volpiurbane.com www.volpiurbane.com


www.volpiurbane.com www.soetersvaneldonk.nl

Soeters Van Eldonk & Volpi Urbane  

Architecture - Urban Design - Research

Advertisement