Page 1

Foto: Luciano Bolonheis

Campeonato NTSEC Tecnokart 2019 começa no sábado (16/3) O Ferrari Kart, no Autódromo Nelson Piquet, em Brasília, está preparado para a temporada 2019 das competições de kart. No próximo sábado, 60 pilotos iniciam a briga pelo título da competição. Não faltará emoção. Em abril, o local também será palco da 1ª edição da Corrida Tecnokart – Só para Elas. Páginas 2 e 3

www.viversports.com.br

Brasília-DF, de 10 a 16 de março de 2019 Ano VIII – Nº 260 – Distribuição gratuita

Fotos: Arquivo Pessoal/Divulgação

Duas histórias de dedicação e perseverança Em meio a sonhos e à dura realidade que vive um esportista no Brasil, os atletas Carlos Eduardo Soares (Churrasco), 22 anos, e Leandro Rocha Batista (Leandrinho), 26, abrilhantaram as quadras do Distrito Federal nas diversas competições de futsal para ganhar visibilidade na Europa, na equipe FK Vytis Futsal, da Lituânia, em 2019. Conheça a história de vida dos dois jovens jogadores brasilienses que estão fazendo história lá fora. // Páginas 4 e 5

De 5 a 7 de julho, Brasília será palco de uma das etapas do Circuito Brasileiro de Skate Página 7


2

Brasília-DF, de 10 a 16 de março de 2019

Para as amantes da velocidade

Foto: Divulgação

Tecnokart promoverá a 1ª edição de uma corrida de kart só para mulheres no Distrito Federal. Evento já ocorre em BH

O

dia 26 de abril será especial para as mulheres que gostam de velocidade. O Tecnokart promoverá a 1ª edição da Corrida Tecnokart – Só para Elas em Brasília. O evento que é realizado desde 2016 em Belo Horizonte será realizado pela primeira vez na capital federal no kartódromo Ferrari kart. Serão 25 vagas para a corrida. Luciano Bolonheis, um dos organizadores do evento destaca a importância de eventos deste tipo para estimular a participação de mulheres no esporte, que culturalmente é visto muitas vezes com um esporte só para o público masculino. “Acreditamos que esse tipo de evento é muito importante para a divulgação do kart para as mulheres e para refletirmos sobre a participação das mulheres no automobilismo, que culturalmente é visto como um esporte predominantemente masculino. Não é comum vermos muitas mulheres tanto no kart amador como em outras categorias do automobilismo. Atitudes como essa devem

A corrida Só Para Elas tem o intuito de estimular a participação de mulheres no esporte automotivo, que é dominado pelopelo público masculino

ser mais estimuladas para que quem sabe um dia tenhamos mais mulheres no meio do automobilismo, tanto como opção de lazer como profissionalmente.” Várias das pilotos participantes da corrida são iniciantes no kart e para instruí-las o

piloto André Martinho, número 1 do ranking nacional na categoria Indoor, irá fazer o briefing da corrida e contará um pouco das sua trajetória no kart indoor e dará dicas de pilotagem para elas. As pilotos irão disputar a corrida no Kart Indoor de 10HP,

Comercial comercial@viversports.com.br ShoppingClass: 4063-9950

CF/DF: 07.580.711/001-01

um kart para iniciantes que possuem lâminas de polipropileno em suas laterais para maior proteção e segurança das pilotos. O valor da inscrição é de R$ 80 que já inclui a participação na corrida e o kit do evento, com camisa e brindes dos parceiros. A iniciativa conta com o

apoio de várias empresas: Apreciare, Biscoitos Belma, Noá Crossfit e Crocantíssimo. O evento será realizado no Kartódromo Ferrari Kart, às 18h30 com às 19h40. Mais informações pelo telefone (61) 99510-8332 ou pelo Instagram @tecnokart_brasília.

Expediente Marca Viver Sports - Registro legalmente requerido - Nº 904202852 Jornalista responsável Kátia Sleide (DRT-DF - 0007610) katiasleide@viversports.com.br katiasleide@gmail.com Projeto gráfico e diagramação Itamar Figuerêdo email: itamar@viversports.com.br Espaço do leitor leitor@viversports.com.br

Circulação contato@viversports.com.br Sugestões de pautas contato@viversports.com.br O Viver Sports é uma publicação da KSIF Assessoria e Comunicação Ltda. CNPJ: 13.984.556/0001-01

Endereço: Centro Comercial do Cruzeiro, Bloco D20, Sala 409; Cruzeiro Velho – Brasília-DF; CEP: 70.640-543; Site: www.viversports.com.br Fones: 3045-0287 / 8151-7287 (Vivo) 8644-5581 (Oi) / 9269-8286 (Claro) 8264-8357 (Tim) Impressão Gráfica e Editora Brasília Agora Fone: 3344-9063

VOCÊ CONECTADO Acompanhe o jornal ViverSports no site www.viversports.com.br e nas nossas mídias sociais e mande sua sugestão de pauta, crítica ou elogio para o e-mail leitor@viversports.com.br

twitter.com/viversports

facebook.com/viversports

youtube.com/viversports


3

Brasília-DF, de 10 a 16 de março de 2019

Sessenta pilotos na luta pelo título do NTSec Tecnokart 2019 Temporada começa no sábado (16), a partir das 15h15, no Ferrari kart (Autódromo Nelson Piquet) Ronaldo Marcatto Especial para o Viver Sports

C

ada vez mais forte e crescendo ano após ano o NTSec Tecnokart Brasília chega em 2019 em sua 5ª temporada. O campeonato deste ano contará com 60 pilotos, 20 a mais que na temporada anterior, o que confirma o torneio como um dos principais campeonatos de kart indoor Brasiliense. O campeonato que já é referência pela organização cada vez mais se torna também referência de nível técnico. Alguns dos principais pilotos brasilienses, com grande destaque em competições nacionais, já confirmaram participação, entre eles estão os 5 melhores pilotos do Distrito Federal, conforme classificação divulgada recentemente pelo Portal do Kart Indoor, André Martinho (líder do ranking PKI), Raphael Pegoraro (7º), Gustavo Shimoda (25º), Vinícius Dokas (27º) e o atual campeão do torneio Eduardo Prola (32º). Se a temporada 2018 já foi

uma das mais disputadas da história tendo sido decidida por 1 único ponto a expectativa para 2019 é ainda maior. A qualidade inquestionável dos pilotos e a experiência de grande parte do grid em competições de alto nível pelo Brasil trará para a pista do Ferrari Kart grandes disputas. As etapas, a partir desse ano, contarão com 3 baterias, e em cada uma delas 20 pilotos disputarão a vitória. Ao final da fase classificatória, que será disputada em 5 etapas, os 20 melhores colocados decidirão o título do grupo principal. Os demais 40 pilotos serão divididos em outros 2 grupos secundários. A fase final que também será disputada em 5 etapas. André Martinho, piloto Ferrari Kart e atual campeão brasileiro de kart indoor falou sobre a expectativa de estrear no NTSec Tecnokart. "Me sinto muito motivado para mais esse desafio, o nível dos pilotos realmente é muito forte e quem pretende chegar forte para disputa do título não vai poder cometer erros na fase classificatória”. ETAPAS O campeonato terá 10 etapas, todas disputadas no Kartódromo Ferrari Kart. Gustavo Dutra, um dos organizadores do evento acredita que a estrutura do kartódromo é um dife-

Fotos: Luciano Bolonheis

rencial para a disputa do campeonato: "A escolha por esse kartódromo se deve ao fato da estrutura que nos é oferecida, com uma frota de 40 karts os pilotos terão condições iguais de disputa de título, já que os karts estarão todos num nível de desempenho aproximados. A pista e sua variedade de traçados permitirá aos pilotos boas disputas durante o ano.`` A primeira etapa do NTSec Tecnokart será disputada no Ferrari Kart no dia 16 de março. A entrada é franca. Mais informações pelo telefone (61)

Pilotos iniciam no próximo sábado a luta pelo troféu de campeão da temporada 2019

99510-8332, pelo Instagram @ tecnokart_brasilia ou pelo site www.tecnokart.com.br. OUTROS EVENTOS Além do já tradicional NTSec Tecnokart, serão pro-

movidos mais dois eventos no primeiro semestre de 2019. A 1ª edição da Corrida Tecnokart – Só para Elas (veja matéria na página 2) e a 2ª edição das 2H do Tecnokart que acontecerão no dia 26 de abril.


Brasília-DF, de 10 a 16 de março de 2019

Eles saíram das quadras do Fotos: Arquivo Pessoal/Divulgação

Carlos Eduardo Soares e Leandrinho Batista deixaram o Brasil no fim do ano passado e estão fazendo história no futsal da Lituânia. Ambos atuam no FK Vytis

Kátia Sleide

N

ão importa a modalidade, o Distrito Federal é um celeiro de craques. São inúmeros os nomes que se destacaram e se destacam no cenário esportivo do nosso “quadradinho”. Como é o caso de Carlos Eduardo Soares e Leandro Rocha Batista, conhecidos entre os salonistas por Churrasco e Leandrinho. A dupla atuou em equipes de futsal do DF, como AABB/Upis, Cresspom, AJJR e

outras, e, no ano passado, embarcou para a Lituânia, para defender o FK Vytis Futsal. A história de vida dos atletas mostra que chegar à Lituânia para disputar uma das principais competições daquele país não foi fácil. Eles tiveram de superar dificuldades até desembarcar na Europa. O jornal Viver Sports conta um pouco da história desses guerreiros de Brasília que encontraram no futsal um caminho promissor.

Carlos Eduardo Soares de Carvalho: Perseverança, responsabilidade e fé Nascido em 1º de maio de 1996, Carlos Eduardo Soares de Carvalho, ou simplesmente Churrasco, começou a jogar futsal aos 15 anos, na AJJR Futsal. “A equipe da AJJR foi muito importante pra mim, pois foi onde comecei a gostar realmente de jogar o futsal e aprendi muitas coisas boas. Eu era bem jovem, fui bem acolhido e muito ajudado também”, comenta Carlos Eduardo. Da AJJR, o atleta, que hoje atua como fixo e ala, partiu para outros desafios, passando pelo Sest Senat e Cresspom, antes de seguir para o FK Vytis, equipe da Lituânia a qual é sua casa atualmente. Carlos Eduardo destaca também algumas pessoas e clubes que foram essenciais no seu crescimento na modalidade. “Luís Thiago Torres Magalhães, um grande amigo que me trouxe para o futsal. Sempre me falava que eu iria chegar a um lugar que nem eu imaginava. Ele sempre falou que tenho potencial enorme. Além disso, sempre me deu muita força, pegava no meu pé e eu entendia que era para o meu próprio bem. Até hoje ele me apóia e sou muito grato por isso”, destaca. Em se tratando de receber apoio, Churrasco fala de sua passagem pelo Cresspom, também com muita gratidão ao clube e aos colegas que atuaram

com ele. “Aprendi muito no Cresspom jogando com grandes jogadores, como Carlos Henrique Munim, o Nilson da Silva, Daniel Andrade, Carlos Casio (Casin), Carlos Batista (Carlinhos) e o técnico do Cresspom, Luiz Almeida, entre outros. Desenvolvi mais ainda o meu futsal com o apoio dos atletas que me acolheram muito bem e me deram muita força”. OBSTÁCULOS De família humilde e morando em bairro de alto risco de vulnerabilidade social, Carlos Eduardo conseguiu driblar os desafios para seguir no caminho correto. Mas em se tratando de desafios a serem vencidos, o atleta se emociona quando lembra da separação dos pais. “Eu e meus irmãos éramos muito novos ainda. Muito ruim quando isso acontece”. As dificuldades o obrigaram a trabalhar bem novo para ajudar a família. O que por muitas vezes o impediu de jogar sua bola. “Muitas vezes, não podia jogar bola, pois meu pai não deixava, porque eu tinha de ir trabalhar com ele para ajudar. Isso me deixava muito chateado, mas hoje vejo que serviu de lição e força pra mim”, comenta o atleta. Um certo dia, jogando na quadra da Vila Dimas, o amigo Luís Thiago o viu jogando e fez o convite para

Os craques Carlos Eduardo Soares (Churrasco) e Leandro Rocha Batista (Leandrinho), em mais uma conquista

ele ir para a AJJR. “Aceitei o convite, mas mesmo assim, alguns amigos e o próprio Alex Borges, presidente da equipe, tinha de ir conversar com meu pai para ele me deixar treinar e jogar”, lembra Carlos Eduardo. O atleta foi evoluindo e conseguiu alinhar o trabalho e os treinos e também ganhar a confiança e o apoio do pai. “Com meus 17 anos, meu pai começou a me apoiar também para continuar jogando. Ele me incentivou a permanecer no esporte, pois tinha receio que eu entrasse nas drogas. Graças a Deus, não fui para esse caminho”. Ele conta que a família passou por muitas dificuldades em casa. Nesse período, chegou a parar de jogar bola e se concentrar apenas no trabalho, pois a situação estava realmente muito difícil. “Fiquei um tempo parado e pensei em nunca mais jogar bola. Mas trabalhei muito e a situação amenizou um pouco e voltei a jogar. Daí em diante, fui fazendo grandes amizades no esporte, as portas foram se abrindo e decidi que então era isso que eu tinha que fazer e comecei a me dedicar cada dia mais ao futsal”, conta o atleta. DEDICAÇÃO E ESFORÇO Vindo de uma grande fase de

aprendizado, desempenho e muito esforço e treinando forte, Carlos Eduardo deu o seu melhor nas competições de 2018 (Universitário e Campeonato Brasiliense, pela equipe do Cresspom) e teve seus esforços recompensados, com a indicação para o clube FK Vytis, onde o treinador Luciano Araújo, o Mistura, estava trabalhando. Hoje, o atleta conta que tinha em

mente, quando começou sua carreira no esporte, “ser um grande jogador” e hoje se sente realizado, mas acredita que pode melhorar. “Sempre busquei jogar com amor e muita vontade para chegar onde realmente quero. Eu me sinto muito feliz por ter chegado até aqui na Lituânia. Acredito que posso ir muito mais além, só depende de mim". “Nunca passou pela minha cabeça que um dia eu estaria aqui na Europa, mas aconteceu e sou muito grato por tudo. O céu é o limite e acredito muito em mim. Todos esses anos no futsal só me ensinaram que devo confiar e seguir firme”, afirma Carlos Eduardo. E para aqueles que querem seguir no caminho do esporte, o atleta manda uma mensagem: “Acreditem sempre no seu potencial. Nada é impossível, basta acreditar e correr atrás do objetivo, com humildade e sem diminuir ninguém”, completa. HUMILDADE Os técnicos que conviveram com Carlos Eduardo Soares de Carvalho endossam seu potencial em quadra e enaltecem o diferencial como pessoa. Alex Borges, da AJJR Futsal, o primeiro da dar oportunidade ao atleta, fala com emoção sobre ele. "O Carlos


4/5

o DF para brilhar na Europa Eduardo é um atleta de alta qualidade técnica, que tem facilidade de se adaptar à parte tática das equipes onde atua. Como todos os jovens, de vez em quando, discorda de certas situações, mas logo entende que é para o bem dele, seja no âmbito profissional ou no pessoal”. Já Luiz Almeida, técnico do Cresspom, última equipe em que Churrasco atuou no DF, fala da expectativa em volta do atleta, tão logo ele entrou no Cresspom. “Assim que ele chegou aqui, logo descobri que tinha um diamante. E somente com conversas com ele e dele com os colegas mais experientes, como o Munim e o Leandrinho, ele se tornou um excelente atleta de futsal de Brasília. Para mim, está entre os melhores”, relata o técnico. Almeida conta que no primeiro mês que Carlos Eduardo chegou ao Cresspom, já deu pra avaliar onde o atleta poderia chegar. “No primeiro mês, falei para todos que o Churrasco seria o melhor jogador de futsal de Brasília e em tempo recorde. E assim aconteceu. Ele foi tão destacado que hoje está jogando lá fora”. Além das características como jogador, Almeida destaca o comportamento do atleta extra-quadra: “O Churrasco tem uma característica muito peculiar: a humildade dele. Ele vem de família humilde, que tem suas necessidades e ele também. Ele é um excelente amigo, um excelente atleta. Tem um potencial muito grande”, enaltece o treinador.

Leandro Rocha Batista (Leandrinho):

Amor ao futsal

Em agosto de 2019, Leandro Rocha Batista, mais conhecido por Leandrinho, completa 27 anos. O atleta começou no futsal aos nove anos de idade, na escolinha do Mackenzie, no Cruzeiro. Aos 21 teve a oportunidade de jogar profissionalmente, na equipe do Peixe/Mazza, onde ficou até 2012. Em 2013, o ala direito se transferiu para o Green Team, mas foi em 2014 que teve sua primeira oportunidade de jogar fora do Distrito Federal, quando foi contratado pela equipe do Florianópolis Futsal. No ano seguinte, esteve no Balsas do Maranhão. De volta ao DF, Leandrinho atuou pela AABB/UPis, em 2016 e 2017. No ano seguinte, foi para o Cresspom, último time do DF em que jogou antes de partir para o FK Vytus Futsal, equipe da Lituânia, no final de 2018, para jogar no FK Vytis Futsal. Para o técnico Eugênio Lira, que acompanhou a equipe da AABB/Upis nesse período, Leandro só deixou coisas boas. “Foram dois anos de muitas conquistas para nossa equipe e o Leandrinho foi um dos principais responsáveis. Ele é um atleta muito dedicado nos treinamentos, líder dentro de quadra. Um bom exemplo para os mais novos, sempre pensando no trabalho em equipe, em jogar de forma coletiva”, comenta Eugênio. Eugênio destaca também os títulos individuais do atleta. “Nesse tempo que esteve com a gente, foi eleito melhor atleta de Brasília no Campeonato Brasiliense, foi artilheiro. Conseguiu alguns títulos individuais, mas sempre visando o grupo. Então é muito importante a gente dá muito valor a esse tipo de atleta, como o Leandro”. ADVERSIDADES Fazendo o resumo do currículo de Leandrinho, parece que foi tudo muito rápido e fácil, mas o atleta viveu momentos de angústia e buscou nos familiares e amigos, além da fé em Deus, a força que necessitava para vencer os obstáculos. “Primeiramente, agradeço a Deus e a minha família, pois sempre foram a minha força para superar os momentos de adversidades que essa vida de atleta nos proporciona. Meus pais, meus irmãos e, agora, minha filha,

foram sem dúvida o diferencial pra eu chegar até aqui”, destaca Leandrinho. O atleta faz questão de enaltecer algumas figuras que passaram em sua vida e que foram essenciais em sua caminhada. “Tive a sorte e o privilégio de trabalhar ainda jovem com três treinadores que entendem muito do jogo e me ensinaram tudo que eu precisava para jogar em qualquer lugar. São os professores Luciano Mistura, Sérgio Adriano e Antônio Carlos Barbosa (Banana)”. E não deixa para trás os amigos que, segundo ele, estiveram presentes em todos os momentos. “Meus amigos sempre estiveram ao meu lado nos momentos bons e ruins. Todos vivemos o mesmo sonho quando garotos e isso me ajudou a me afastar de muitas coisas ruins da vida que poderiam ter interrompido tudo isso”, pontua o atleta. Entre as dificuldades que enfrentou, Leandrinho destaca a lesão no joelho, em 2015, que quase o tirou das quadras. “Foi um ano muito difícil para mim, em que o desânimo foi um dos principais inimigos que tive que enfrentar”. Porém, o craque não esquece a primeira conquista nacional, a qual atribui o start para trilhar o caminho de sucesso no futsal. “Em 2012, ganhamos o primeiro título nacional, a Taça Brasil de Clubes Sub-20 – Primeira Divisão, com a equipe do Peixe/Mazza. Creio que esse título foi um dos mais importantes da minha carreira, porque depois dessa conquista, meus olhos se abriram para querer buscar coisas maiores na minha carreira”, conta o atleta.

GRATIDÃO Com humildade e reconhecimento, faz questão de agradecer todos os professores que passaram em sua vida: “Tenho uma enorme gratidão por todos os professores que já tive na minha carreira. Sempre joguei, porque eles me deram a oportunidade”, como Flávio Bastos, Betinho e Wando, os três na época do Mackenzie, Tio Chico, Mistura, Sérgio Adriano, Banana, Virley, Eugênio e Almeida. Todos os treinadores que me ajudaram muito e sempre me deram muita moral”. Quanto à formação profissional, Leandrinho também credita a alguns atletas com que teve a oportunidade de atuar e aprender “como Marlon, Cássio, Pulga, Rafa, Munin, Joe, Popeye. São alguns desses atletas consagrados em Brasília e no Brasil que me ajudaram muito na minha formação”. E para os atletas que também vislumbram uma carreira de sucesso, o jogador deixa seu recado: “A mensagem que eu posso deixar a todos os atletas que compartilham do mesmo sonho que o meu é que persistam, treinem forte, se dediquem. Porque o esforço sempre traz grandes recompensas e o trabalho é o segredo para se conquistar qualquer objetivo na vida”, finaliza o craque.

AMIZADES O pai, Carlinhos, jogava no Cresspom, quando ele tinha entre 6 e 7 anos e já demonstrava amor pelo futsal. O técnico do Cresspom, Luiz Almeida, lembra da infância do craque. “Aos seis, sete anos, Leandrinho já era um fominha. Estávamos jogando e, quando havia pedido de tempo, ele entrava na quadra pra jogar”, conta Almeida. Almeida lembra que ficou muito feliz quando ficou sabendo que o sonho de Leandrinho era jogar no Cresspom, mas antes de realizá-lo, o craque deu muito trabalho. “Primeiro, eu tive de aguentá-lo como adversário, ganhando tudo em cima da gente. Quando ele voltou a Brasília, jogou no projeto da AABB/Upis, onde deu muito trabalho para nós e nos tirou títulos e títulos. Mas, em 2018, ele veio jogar com a gente. Formamos uma equipe sensacional e ele era um dos líderes, junto a Munim, pois os dois tinham muita experiência fora do DF”, lembra Almeida. No ano passado, segundo Almeida, o Cresspom tinha tudo

para ser campeão de tudo, porém, a notícia da saída de Leandrinho e do Carlos Eduardo Soares da equipe acabou tirando o foco da equipe. “Estava tudo certo para o Cresspom ser campeão em tudo e logo veio a notícia da saída dele e do Churrasco. Isso abalou bastante a equipe e nós fomos vices nas competições que disputamos”. Mesmo a distância, Almeida afirma que a amizade e o respeito continuam os mesmos. “O Leandrinho é um excelente atleta e também uma excelente pessoa. Um amigo que tenho muito respeito. Ele sempre me respeitou. O pai dele e toda família são meus amigos. É espetacular em tudo”. O desejo dos amigos é que tanto Leandrinho quanto Carlos Eduardo brilhem lá fora e que aproveitem ao máximo as oportunidades que tiverem, porém, quando voltarem, terão portas abertas nas equipes do DF. “Para mim, é um prazer muito grande estar falando desses dois atletas, que só me deram glórias no Cresspom. Tanto que os dois saíram, mas as portas estarão sempre abertas para eles. É um pessoal que nos orgulha muito ter compartilhado quase um ano jogando com a gente”, finaliza Almeida. “Leandrinho vem colhendo frutos que ele mesmo plantou. Jogou liga, rodou o Brasil, voltou para Brasília e jogou com a gente. Foi campeão brasiliense, da Copa Rede Globo, campeão universitário regional e brasileiro. Conquistamos muitas coisas juntos. E com mérito conseguiu essa oportunidade e está hoje onde está. Então é um atleta que

marcou positivamente na passagem dele pelo projeto. Esse lado de guerreiro, de querer crescer juntamente com a equipe e com os demais companheiros dele também”, endossa Eugênio Lira.


6

Brasília-DF, de 10 a 16 de março de 2019

Esquenta a briga pela classificação na 3ª edição Copa APB de Futsal Sábado (9/3), seis partidas válidas pela terceira rodada animaram a competição, nas categorias Principal e Master

Foto: Viver Sports

Kátia Sleide

D

epois da folga do Carnaval, as equipes das categorias Master e Principal da Copa APB estarão a postos para a terceira rodada da competição. Pela Master, às 11h, o Viga’s/ Human Med, que não pontuou ainda na competição, encara o líder Capital, que soma 6 pontos. Na outra partida pela categoria, Taguatinga e Rei do Pão, segundo e quarto colocados, respectivamente, ambos com 3 pontos, tem confronto direto, às 13h30. Para fechar a rodada dos mais experientes, o lanterna União Capital (que ainda não pontuou), tem encontro com a AJJR/APB, que ocupa a terceira colocação na classificação, com 3 pontos ganhos. O duelos será às 16h.

A equipe da AJJR derrotou o ARC Print por 6 x 1, na segunda rodada da categoria Principal

Principal

Abrindo a terceira rodada da Principal, às 12h15, o vice-líder com 4 pontos, Geração 22, encara o Estácio, quinto colocado, com 3 pontos. Às 14h45, o lanterna Recanto

Futsal (0 ponto) encara o ARC Print, terceiro colocado, com 3 pontos. O último duelo da 3ª rodada será entre Quintino – 4º colocado, com 3 pontos – AJJR/

APB, líder da categoria Principal, com 4 pontos. > Até o fechamento desta edição, os jogos não haviam sido realizados.

RESULTADOS DA 2ª RODADA Master Rei do Pão 2 x 6 AJJR/APB Capital 8 x 4 União Capital

Principal AJJR/APB 6 x 1 ARC Print Quintino 2 x 5 Geração 22 Estádio 2 x 0 Recanto Futsal


7

Brasília-DF, de 10 a 16 de março de 2019

Brasília sediará etapa de Circuito Brasileiro de Skate COMPETE BRASÍLIA

Portaria da SEL altera prazo para pedir apoio ao Programa A Secretaria de Esporte e Lazer alterou os prazos para os atletas pedirem apoio ao Programa Compete Brasília. O requerimento tem que ser protocolado agora 40 dias antes da competição nacional e 60 dias antes se for internacional. Os prazos eram antes, respectivamente, 30 e 40 dias. A mudança, publicada na portaria nº 1, do Diário Oficial do Distrito Federal do dia 8 de fevereiro tem o objetivo de melhorar o atendimento aos atletas. O programa oferece apoio à participação de atletas e paratle-

tas de alto rendimento das mais diversas modalidades em campeonatos nacionais e internacionais, por meio da concessão de transporte aéreo e terrestre (destinos nacionais). Entre os requisitos para receber o benefício, o atleta precisa ser filiado à federação de sua modalidade, comprovar residência fixa no Distrito Federal há no mínimo dois anos e estar em plena atividade esportiva. Ao fazer o requerimento de apoio, são necessários a apresentação dos seguintes documentos:

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS – Declaração da entidade regional de administração do desporto contendo índice, classificação e ranking do atleta; – comprovação da qualificação do atleta na modalidade e habilitação para participar do evento requerido; – documentos comprobatórios da competição da qual o atleta participará; – cópia legível do documento oficial de identificação e CPF/MF; – declaração de contrapartida a ser oferecida ao Distrito Federal; – declaração de comprometimento de divulgação do programa.

Foto: CBSK/Divulgação

Pedro Barros, campeão mundial em 2018, esteve com o governador e com o secretário de Esporte do DF para acertar os detalhes

Pedro Barros é apontado como sucessor de dois grandes nomes do skate brasileiro reconhecidos internacionalmente: Sandro Dias e Bob Burnquist

O

campeão mundial da World Skate, Pedro Barros, visitou o governador Ibaneis Rocha para lhe dar uma boa notícia: Brasília irá sediar, em julho, uma etapa do Circuito Brasileiro de Skate. Pedro Barros esteve no gabinete do governador acompanhado do secretário de Esporte e Lazer do Distrito Federal, Leandro Cruz. “É muito importante para Brasília trazermos eventos como este. O Pedro é um grande campeão e um orgulho para nós. Temos certeza que nas Olimpíadas do ano que vem ele vai nos representar com todo esforço e trará medalhas para o país” disse o secretário. Pedro Barros é apontado por muitos como sucessor de dois grandes nomes do skate brasileiro que têm respeito internacional na modalidade Bowl: Sandro Dias e Bob Burnquist. E esse esporte irá estrear nos Jogos Olímpicos de Jogos de Tóquio ano que vem. O evento faz parte do Skate Total Urbe (STU), principal plataforma esportiva e comportamen-

CALENDÁRIO 2019 CALENDÁRIO STU 2019 – 24 a 27/1: Florianópolis-SC – PARK – 24 a 26/5: Lauro de Freitas-BA – STREET – 5 a 7/7: Brasília-DF – PARK – 26 a 28/7: Belo Horizonte-MG – STREET – 22 a 25/8: Sapiranga-RS – PARK e STREET

– 19 a 22/9: São Paulo / SP – PARK e STREET

tal de skate no mundo, com bons resultados em duas temporadas de sucesso em 2017 e 2018. Para 2019, a plataforma se consolida no cenário nacional e inicia sua expansão global através do STU Qualifying Series, circuito brasileiro de skate street e park; do STU Continental, competição continental classificatória para o ranking

olímpico; e o STU OPEN, principal evento 5-Stars da América Latina. Ao todo, já foram realizados mais de oito eventos, com a presença de mais de 200 mil pessoas e distribuição de mais de R$ 1, 4 milhão em premiações. O investimento é de R$ 2 milhões em reformas e construções de novas pistas pelo Brasil.

Artigos Esportivos

CONTINENTAL – 25 a 28/4: Rio de Janeiro / RJ – PARK e STREET OPEN – 13 a 1711: Rio de Janeiro / RJ – PARK e STREET

CND 3, lote 12, loja 2 – Praça do Bicalho. Taguatinga Norte. Fone: 3352-0168. www.mallui.com.br


Profile for Viver Sports

VS 260 - 10/03/2019 a 16/03/2019  

VS 260 - 10/03/2019 a 16/03/2019  

Advertisement