Issuu on Google+

Educação 3.0 O caminho certo para o aprendizado do Século XXI

r

te

En

Formação Continuada

12 9

3 6

AF B DKE P

G

= 3,14...

T

Portfólio de Soluções para a Educação www.vitaebrasil.com.br

soluções inteligentes


Soluções para a

Educação

As Soluções apresentadas neste portfólio contemplam todas as esferas envolvidas no processo de ensino e aprendizagem e estão distribuídas em soluções para o aluno, para o professor, para a comunidade e para o gestor, além dos recursos de infraestrutura necessários à realização dos programas.

Aluno 3.0

?

Aceleração da Aprendizagem

Aluno Monitor

Aula Genial

Conteúdo Digital

Ensino Médio Inovador

IT Academy

ProJovem Urbano

Recuperação de Conteúdo

= 3,14...

Línguas Estrangeiras

Matemática Descomplicada

Material Didático

Objetos de Aprendizagem

Saúde na Escola

Tecnologias Educacionais

UCA

Zico 10

Professor 3.0

AF B DKE P

G

Educação

3.0

Habilidades do Século XXI

T

Alfabetização e Letramento

Aprendizagem Sistêmica

Cinema e Educação

Ensino a Distância - AVA

Educação Inclusiva

Intel Learning Series

Intercâmbio Educacional

Microsoft na Aprendizagem

Portal Educacional

Teaching with Technology

Escola de Formação


aluno 3.0

comunidade 3.0 aluno 3.0 gestor 3.0 comunidade 3.0 infraestrutura 3.0 professor 3.0 gestor 3.0 aluno 3.0 professor 3.0 infraestrutura 3.0 professor 3.0 gestor 3.0

comunidade 3.0 infraestrutura 3.0

Gestor 3.0 12 9

3 6

100% Aula

Avaliação da Aprendizagem

Consultoria Especializada

Convênios

Formação Continuada

Educação em Tempo Integral

Educação na Infância

Semana de Educação

Formação Continuada

Gestão de Creches

Gestão do Transporte Escolar

Gestão Escolar

Organização de Eventos

Qualificação em Gestão

Inclusão Digital

Inclusão Linguística

Pró-Família Harvard

Rede Social da Educação

Internet

Manutenção

Comunidade 3.0 r

te

En

Carteirinha Inteligente

EJA Virtual Profissionalizante

Infraestrutura 3.0

Cidade Conectada

Equipamentos

Equipe Local

Instalações

Monitoramento Digital

Nimbus

Software

Suporte Técnico


ABORDAGEM SISTÊMICA VITAE BRASIL


CENÁRIO ATUAL DA EDUCAÇÃO À medida que a tecnologia se desenvolve, aumentando a oferta das ferramentas à disposição da aprendizagem, a educação trilha um caminho desafiante para produzir metodologias de ensino capazes de revolucionar o modo de aprender dos estudantes nativos digitais. A presença da tecnologia na sala de aula não significa, de fato, inovação. Afinal, o computador sozinho não é capaz de produzir conhecimento. Para usar tecnologia de forma inovadora e eficaz, a fim de conquistar mudanças no cenário educacional, é preciso integrá-la a um ambiente de trabalho colaborativo, com foco nas interações e no fazer coletivo. Paradoxalmente, essa mesma tecnologia deve ser a ferramenta que viabiliza o ensino personalizado, não importando quantos alunos existam em uma sala de aula. Eis o desafio. Temos, então, o conceito da Educação 3.0, em que o ambiente educacional deve adequar-se às expectativas da sociedade do conhecimento. A escola, por sua vez, deve utilizar todos os recursos disponíveis para desenvolver habilidades cognitivas e socioemocionais dos alunos. Além de investir na implantação do “estado da arte” em tecnologia, a Vitae Brasil oferece soluções inteligentes para a educação, as quais auxiliam no repensar das atuais abordagens pedagógicas. Propõe ainda um novo formato nas salas de aula, proporcionando ações essenciais para a melhoria da qualidade e eficiência dos processos de ensino e aprendizagem da nova geração.

Desenvolvimento de Habilidades Socioemocionais

Saiba o nível de maturidade da sua escola no site: www.vitaebrasil.com.br/maturidade-educacional


Soluções inteligentes para quem sonha com grandes mudanças O Grupo Vitae Brasil possui mais de duas décadas de experiência no mercado mundial. Sua atuação teve origem com o desenvolvimento de soluções educacionais inovadoras, por meio da máster franqueadora americana Futurekids, que iniciou suas atividades no Brasil em 1992, oferecendo cursos livres de informática para crianças. À época, contou com o apoio de empresas renomadas como Itautec, Coca-Cola, Kibon, Lego e UNESCO, liderando seu segmento com projetos implantados em mais de 2 mil escolas, atingindo a marca de 3 milhões de alunos formados. Em 1995, a Futurekids foi destaque na Revista Veja como a franquia de serviços que mais cresceu no Brasil. Em 1996, o MEC (Ministério da Educação e Cultura) avaliou e reconheceu a metodologia desenvolvida pela empresa como de comprovada relevância para a Melhoria da Qualidade da Educação no país. Em 1998, a Futurekids foi agraciada com o prêmio “Empresa Destaque” na área de educação do Anuário Informática Hoje. No ano de 2000, o Grupo Vitae Brasil criou a marca Planeta Educação, empresa especializada no desenvolvimento e implantação de soluções educacionais diferenciadas e inovadoras, focando, a partir de então, no atendimento a escolas públicas. Atualmente, o Grupo conta com mais de 1.200 funcionários em 5 divisões e com um portfólio crescente de produtos e serviços, contemplando soluções nas áreas de educação, meio ambiente, saúde, gestão e tecnologia. O Grupo Vitae Brasil compreende as marcas Planeta Educação, Solum, Salute, Veritas e Inspire. Todas as marcas representam empresas altamente qualificadas, que visam oferecer soluções inteligentes para as cinco áreas já mencionadas. Todas elas servem de pilares para a construção de uma sociedade mais justa, igualitária e com ações afirmativas de garantia de direitos para todos.


ÍNDICE Em destaque na mídia .................................................................................................................................................................................................... 08

ALUNO 3.0 Aceleração da Aprendizagem ........................................................................................................................................................................................ Aluno Monitor ................................................................................................................................................................................................................. Aula Genial ..................................................................................................................................................................................................................... Conteúdo Digital ............................................................................................................................................................................................................. Ensino Médio Inovador ................................................................................................................................................................................................... IT Academy ..................................................................................................................................................................................................................... Línguas Estrangeiras ...................................................................................................................................................................................................... Matemática Descomplicada .......................................................................................................................................................................................... Material Didático ............................................................................................................................................................................................................. Objetos de Aprendizagem .............................................................................................................................................................................................. ProJovem Urbano ........................................................................................................................................................................................................... Recuperação de Conteúdo ............................................................................................................................................................................................ Saúde na Escola ............................................................................................................................................................................................................. Tecnologias Educacionais .............................................................................................................................................................................................. UCA ................................................................................................................................................................................................................................ Zico 10 ............................................................................................................................................................................................................................

12 14 16 18 20 22 24 26 28 30 32 34 36 38 40 42

PROFESSOR 3.0 Alfabetização e Letramento ............................................................................................................................................................................................ Aprendizagem Sistêmica ............................................................................................................................................................................................... Cinema e Educação ....................................................................................................................................................................................................... Educação a Distância - AVA ........................................................................................................................................................................................... Educação Inclusiva ........................................................................................................................................................................................................ Escola de Formação ....................................................................................................................................................................................................... Intel Learning Series ....................................................................................................................................................................................................... Intercâmbio Educacional ................................................................................................................................................................................................ Microsoft na Aprendizagem ........................................................................................................................................................................................... Portal Educacional .......................................................................................................................................................................................................... Teaching with Technology ...............................................................................................................................................................................................

44 46 48 50 52 54 56 58 60 62 64

GESTOR 3.0 100% Aula ....................................................................................................................................................................................................................... Avaliação da Aprendizagem ........................................................................................................................................................................................... Consultoria Especializada .............................................................................................................................................................................................. Convênios ....................................................................................................................................................................................................................... Educação em Tempo Integral ........................................................................................................................................................................................ Educação na Infância ..................................................................................................................................................................................................... Formação Continuada .................................................................................................................................................................................................... Gestão de Creches ......................................................................................................................................................................................................... Gestão do Transporte Escolar ........................................................................................................................................................................................ Gestão Escolar ............................................................................................................................................................................................................... Organização de Eventos ................................................................................................................................................................................................ Qualificação em Gestão ....................................................................................................................................................................... .........................

66 68 70 72 74 76 78 80 82 84 86 88

COMUNIDADE 3.0 Carteirinha Inteligente .................................................................................................................................................................................................... 90 EJA Virtual Profissionalizante ........................................................................................................................................................................................ 92 Inclusão Digital .............................................................................................................................................................................................................. 94 Inclusão Linguística ....................................................................................................................................................................................................... 96 Pró-Família Harvard ....................................................................................................................................................................................................... 98 Rede Social da Educação ............................................................................................................................................................................................. 100

INFRAESTRUTURA 3.0 Cidade Conectada ........................................................................................................................................................................................................ 102 Equipamentos ............................................................................................................................................................................................................... 104 Equipe Local .................................................................................................................................................................................................................. 106 Instalações .................................................................................................................................................................................................................... 108 Internet .......................................................................................................................................................................................................................... 110 Manutenção .................................................................................................................................................................................................................. 112 Monitoramento Digital ................................................................................................................................................................................................... 114 Nimbus .......................................................................................................................................................................................................................... 116 Software ........................................................................................................................................................................................................................ 118 Suporte Técnico ............................................................................................................................................................................................................ 120 Ecossistema................................................................................................................................................................................................................... 122


01

TV Globo/Jornal Nacional (04/2008) O Programa de Interação Família-Escola existe há três anos e já soma 30 mil visitas feitas voluntariamente pelos professores de Taboão da Serra. No município da Grande São Paulo, se o aluno tem dificuldades, o professor vai até a casa dele saber o porquê.

02

TV Globo/Bom Dia Brasil (07/2008) Em Taboão da Serra, aulas durante as férias funcionam como um reforço para quem teve dificuldades no primeiro semestre letivo.

03

TV Globo/Jornal Nacional (02/2009) Programa de inclusão implantado em 2005 em Taboão da Serra aumentou de 78 para 348 o número de deficientes matriculados na rede municipal de ensino.

04

TV Globo/Vanguarda (06/2012) O Projeto Flat Stanley permite que os estudantes mantenham contato com alunos dos Estados Unidos por meio de cartas, possibilitando o desenvolvimento da linguagem escrita no idioma estrangeiro.

05

TV Globo/ Vanguarda (07/2005) Parceria do município com a Planeta Educação leva laboratórios móveis de informática à zona rural, possibilitando a inclusão digital dos alunos.

06

TV Globo/Tribuna (10/2010) Alunos de Cubatão contam com notebook para ajudar na pesquisa e trabalhos em sala de aula.

07

Record News (04/2008) A Prefeitura de Taboão da Serra, por meio da Secretaria Municipal de Educação, realiza um projeto pioneiro, o Programa de Interação Família-Escola, no qual os professores visitam seus alunos em casa.

08

TV Bandeirantes (03/2009)

09

SBT/TVB (03/2009)

10

Rede TV! (11/2012) Matheus sofre de Miopatia Miotubular, uma doença neuromuscular que o impede de frequentar a escola. Em parceria com a Planeta Educação, a Prefeitura viabilizou a inclusão do aluno ao possibilitar sua participação nas aulas com o uso de recursos tecnológicos.

Clique aqui para acessar o canal da Vitae Brasil e assistir nossas matérias. www.youtube.com/vitaefk

Em Taboão da Serra a palavra de ordem é facilitar o ensino da Matemática na rede municipal. Projeto promete mudar a visão negativa da disciplina.

Projeto implantado em Cubatão leva às salas de aula um jeito novo de ensinar a Matemática que prioriza o raciocínio por meio de jogos lúdicos.


01

02

03

04

05

06 07

08

09 10


ALUNO 3.0

ACELERAÇÃO DA APRENDIZAGEM Conteúdos e técnicas inovadoras para impulsionar o processo de aprendizado dos alunos No Brasil, há mais de 8,7 milhões de alunos do Ensino Fundamental em ano incompatível com a idade, segundo dados do Censo Escolar. São crianças e jovens que entraram tarde na escola ou foram reprovados. Há ainda aqueles que as estatísticas não mostram: os que estão no ano correto sem saber o que deveriam. Os programas de aceleração nasceram como uma política pública nos anos 90, mas só com a cobrança em torno do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) - criado em 2005 - o debate sobre a distorção idade-ano ganhou força. Com o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), as cidades passam a ter direito, caso precisem, ao apoio para a implantação de um programa de correção de fluxo. O programa Aceleração da Aprendizagem apresenta um trabalho personalizado que tem como objetivo atender às necessidades de cada aluno durante o processo de apropriação dos conhecimentos e habilidades, que são indispensáveis à sua reintegração no ensino regular, em anos mais compatíveis com sua idade.


Fluxo escolar dos alunos Os programas de aceleração de aprendizagem nasceram como uma política pública criada pelo Ministério de Educação em 1995, mas só com a cobrança em torno do IDEB - criado em 2005 - o debate sobre a distorção idade-ano ganhou força. A partir deste marco, as redes públicas tem feito trabalhos focados na correção do fluxo escolar dos alunos. (www.ipea.gov.br)

ESTRUTURA • Definir metas de aprendizagem de acordo com as necessidades e características de cada aluno. • Criar, planejar, gerir e avaliar cada situação pedagógica na busca da eficácia no aprendizado coletivo e individual. • Criar relações de parceria e colaboração com os pais, promovendo uma comunicação fluente entre eles e a escola.

BENEFÍCIOS • Formação técnica dos professores na metodologia e operacionalização das ações do programa. • Desenvolvimento de uma alternativa pedagógica de aceleração da aprendizagem fundamentada em aprendizagens significativas, a partir do currículo básico e do fortalecimento da autoestima. • Desenvolvimento e fortalecimento da autoestima dos alunos. • Construção de referências pedagógicas de melhoria da prática docente e do processo de ensino e aprendizagem. • Erradicação da cultura da repetência no Ensino com a implantação da “pedagogia” do sucesso. • Garantia da aprendizagem do aluno para que seja promovido, ao final de cada ano letivo, para o ano escolar adequado à sua idade. • Promover uma nova cultura baseada no sucesso do aluno, tendo como meta reduzir em 90% as taxas de distorção idade-ano nas escolas.

LIGAÇÕES ENTRE OS ELEMENTOS DO ATO ENSINO E APRENDIZAGEM O esquema abaixo apresenta as ligações básicas entre os elementos do ato ensino e aprendizagem. A atividade intelectual do aluno é que produz o saber aprendido.

Saber

Atividade do aluno

Atividade do professor

Condições materiais, financeiras e institucionais

A atividade do professor incide na atividade do aluno (mas não a determina). As condições materiais, financeiras, institucionais, etc., incidem nas práticas do professor e do aluno (mas não as determinam). O saber incide nas atividades do aluno e do professor.

Fonte: UNESCO / http://unesdoc.unesco.org/images/0015/001512/151253por.pdf

DEPOIMENTO “As aulas ocorreram de acordo com o planejado. As atividades são preparadas com antecedência e apresentadas ao professor da sala. Durante a aula, professor e mediador trabalharam juntos, apoiando e estimulando a ação do aluno na construção do conhecimento.” Marcelo de Oliveira Professor da EM José de Oliveira Santos de Bertioga (SP).

13


Parceria

?

ALUNO 3.0

ALUNO MONITOR Multiplicação do uso da tecnologia por meio da formação de alunos e educadores Inegáveis avanços têm sido apresentados no que diz respeito à inclusão digital e ao acesso da população brasileira à tecnologia e seus recursos, embora os números ainda revelem uma forte disparidade conforme as regiões do país, classes sociais e níveis de escolaridade. Contudo, a inclusão digital não deve ser caracterizada apenas pela democratização do acesso ao computador e à Internet, mas também pela efetiva utilização dos recursos disponíveis, visando à melhoria de vida dos cidadãos. O programa Aluno Monitor tem por objetivo promover a formação em conceitos básicos de tecnologia e a multiplicação de conhecimentos para educadores e alunos, bem como o gerenciamento do laboratório de informática das escolas. O ambiente de aprendizagem oferece recursos que permitem a troca de experiências, a realização de atividades colaborativas e a interação com um tutor online, que auxilia e incentiva o aprendizado.


Evolução profissional “Espero melhorar meus conhecimentos no uso das novas mídias para facilitar minha vida profissional, facilitando a metodologia de trabalho.” Mauro dos Santos Dias, Apiaí (SP) - Fonte: http://www.alunomonitor.com.br

ESTRUTURA • • • •

Qualificação tecnológica de educadores e alunos. Proposta de multiplicação fácil e rápida do conhecimento. Ambiente virtual de aprendizagem a distância. Encontros presenciais e a distância.

BENEFÍCIOS • • • •

Desenvolvimento de habilidades tecnológicas. Inclusão digital com custos e tempo reduzidos. Melhores resultados e aumento da produtividade no ambiente de trabalho. Desenvolvimento de competências importantes como autoconhecimento, autossuficiência e autoconfiança.

“NEM NEM”

Os jovens que não trabalham nem estudam, conhecidos como "nem nem", despertaram a atenção de pesquisadores brasileiros nos últimos anos. Fatia de brasileiros de 17 a 22 anos com ensino fundamental incompleto que não estudava, não trabalhava e nem buscava emprego entre os anos de 2004 e 2011.

2004

23,9%

2011

26,6%

Base em dados da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do IBGE. Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2013/08/1331587-nem-nem-pouco-escolarizado-preocupa.shtml

DEPOIMENTO “Temos um grupo de professores realmente dedicados e comprometidos em oferecer o melhor aos seus alunos, o que torna os momentos de formação ainda mais produtivos. Além disso, a troca de experiências e os relatos apresentados por eles são verdadeiros depoimentos de uma realidade muitas vezes difícil, com inúmeros obstáculos que são superados por esses profissionais, o que comprova sua crença e dedicação aos objetivos do programa.” Alzira Coelho Lopes Filha Coordenadora de Tecnologias Educacionais da Secretaria Estadual de Educação de Piauí.

15


ALUNO 3.0

AULA GENIAL Desenvolvendo habilidades por meio de um Ambiente Virtual de Aprendizagem colaborativo e personalizado Cada aluno possui habilidades e aptidões que devem ser identificadas e estimuladas por meio de atividades colaborativas e personalizadas, possibilitando explorar ao máximo o potencial de cada um. O programa Aula Genial oferece um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), no qual a comunidade acadêmica compartilha o conhecimento usando conteúdos multimídia, com canais e atividades personalizados e que contemplam o uso de Redes Sociais, além de fornecer dados para o acompanhamento do desempenho acadêmico e social da Rede de Ensino. Esse ambiente virtual é facilmente assimilado pelos alunos do século XXI, que se sentem mais à vontade e mais produtivos com as estruturas da Aprendizagem Sistêmica, aplicando conceitos de Business Intelligence, Data Mining e Inteligência Coletiva. O programa oferece também ações de Big Data, um conjunto de soluções tecnológicas capaz de lidar com bases de dados complexas, analisando-as em volume, variedade, veracidade, valor e velocidade. Permite analisar qualquer tipo de informação digital em tempo real, criando um conjunto de informações, indicadores e tendências fundamentais para um ensino eficiente, o que o torna uma ferramenta fundamental para a tomada de decisões.


Conceito de inteligência O programa Aula Genial é pioneiro no segmento e utiliza conceitos de inteligência como Gestão à Vista, Business Inteligence, Data Mining e Inteligência Coletiva.

ESTRUTURA • • • • • •

Ambiente Virtual de Aprendizagem que contempla o uso de Redes Sociais. Estruturas da Aprendizagem Sistêmica. Recursos multimídia. Equipe especializada para acompanhamento. Conteúdo personalizado e adaptativo. Tecnologias adaptativas que realizam a análise das informações (Gestão à Vista, Business Intelligence - BI, Data Mining).

BENEFÍCIOS • • • •

Melhor desempenho individual de todos os alunos. Desenvolvimento de habilidades colaborativas. Acompanhamento acadêmico e social do aluno. Melhoria no aprendizado da criança em relação às habilidades sociais.

01 | Tela inicial do

Portal do Aluno

02 | Ficha de acompanhamento do aluno

01

02

DEPOIMENTO “O atual modelo de sala de aula não permite que os alunos sejam criativos e questionadores. O espaço de ensino deve, em primeiro lugar, permitir uma relação afetiva entre aluno e local de aprendizagem.” Eliane Bettocchi Professora da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

17


ALUNO 3.0

CONTEÚDO DIGITAL Aulas interativas que estimulam as habilidades do século XXI Este programa tem base num pressuposto que alia qualidade, conhecimento, competência e garantia de resultados, respeitando também as particularidades da cultura local. Os Conteúdos Digitais sugerem a utilização de recursos que permitem a interação com as novas tecnologias, a atualidade de suas informações e a dinâmica em suas propostas de estudos e trabalhos em grupo. Tudo isso alinhado à proposta curricular do Ministério da Educação para cada etapa do ensino. A variedade de sugestões para a prática docente motiva e estimula alunos e professores a aprender cada vez mais, dentro de possibilidades que ultrapassam as barreiras da sala de aula.


O desafio da classe digital “(...)Mesmo em São Paulo, a maior cidade da América do Sul, são poucos os colégios que aplicam – com planejamento, seleção adequada de materiais e formação de professores – recursos digitais além do uso simples de computador e tablets. Fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,o-desafio-da-classe-digital,1075427,0.htm

ESTRUTURA • • • • • • • • • •

Tecnologia digital 3.0. Guias digitalizados e interativos de orientação a professores e alunos. Conteúdos atualizados para todas as áreas do conhecimento e níveis de ensino. Consultoria personalizada. Cursos adequados às necessidades da escola em todas as áreas de ensino. Suporte diferenciado. Materiais de apoio. Formações e orientações quanto à utilização dos conteúdos digitais fornecidos. Disponibilidade de conteúdos de apoio específicos para pessoas com deficiência. Acompanhamento e avaliação quanto ao uso e aplicação dos materiais oferecidos.

BENEFÍCIOS • • • • • •

Aula mais dinâmica e envolvente. Aluno mais interessado no aprender. Menos tempo dedicado à preparação da aula. Possibilidade de personalização do ensino. Viabilidade de atingir diferentes estilos de aprendizagem. Possibilidade de apresentar de forma diferente um mesmo conteúdo para aumentar a chance de compreensão por parte do aluno.

DEPOIMENTO “Os elementos do processo de ensino e aprendizagem são o reconhecimento do conhecimento prévio, colaboração, reforço, avaliação. O que estamos tentando fazer para produzir um conteúdo de qualidade é dar um passo para trás, olhar para os elementos do processo de aprendizagem e descobrir qual tecnologia melhorará ou aumentará a eficácia e eficiência do nosso material.” Mary Cullinane Gerente de Conteúdo da HMH - Houghton Mifflin Harcourt.

19


Parceria

ALUNO 3.0

ENSINO MÉDIO INOVADOR Ações de formação profissional para a inserção dos jovens no mundo do trabalho Os jovens apresentam taxas de desemprego substancialmente maiores que as dos adultos: em 2007, segundo a PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), o desemprego juvenil era 2,9 vezes maior que o dos adultos – a taxa de desemprego juvenil era de 14%, enquanto a taxa de desemprego adulto era de 4,8%. Para a maioria dos jovens brasileiros, é seu próprio trabalho que os possibilita arcar com os custos vinculados à educação. Para muitos também, especialmente os integrantes das camadas populares, os baixos níveis de renda e capacidade de consumo da família redundam na necessidade do seu trabalho como condição de sobrevivência familiar. O programa pretende integrar ao Ensino Médio uma ação formativa para que os jovens possam se qualificar para o seu desenvolvimento profissional, com a aquisição de conhecimentos técnicos, habilidades sociais e vivências práticas.


Piauí inovando A Secretaria Estadual de Educação do Piauí aderiu ao programa Ensino Médio Inovador. Foram beneficiadas 74 escolas em 40 municípios do Estado. O projeto gerou excelentes resultados e consolidou-se como uma tecnologia viável para reprodução em larga escala em todas as escolas do Estado.

ESTRUTURA • • • • •

Avaliação de Potencial Humano. Desenvolvimento de currículo personalizado. Identificação de oportunidades no mercado de trabalho. Formações técnicas de acordo com as demandas identificadas. Desenvolvimento de Orientação Profissional.

BENEFÍCIOS • • • • • • • •

Melhoria da qualidade de vida dos jovens. Acesso a atividades profissionalizantes. Alternativas de geração de renda e autogestão. Autonomia no desenvolvimento de atividades produtivas. Diminuição do índice de violência. Valorização do processo de formação e qualificação. Promoção do diálogo intergeracional. Desenvolvimento do protagonismo juvenil.

CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO

Índice de jovens de 18 a 24 anos que completaram o Ensino Médio.

89% Estados Unidos

79% União Europeia (1)

37%

(1) Gabinete de Estatísticas da União Europeia (Eurostat). (2) Síntese dos Indicadores Sociais (IBGE, 2010).

Brasil (2)

Fonte: http://revistaeducacao.uol.com.br/textos/169/o-ensino-medio-e-seus-caminhos-234935-1.asp

DEPOIMENTO “Eu estou amando, nunca pensei que seria tão bom. Sei que tudo o que estou aprendendo vai refletir no meu futuro. O conhecimento é a única coisa que ninguém nos tira. Agradeço pela oportunidade que estou tendo nesta escola, onde os profissionais são comprometidos.” Antônio Carlos Silva Aluno da Escola de Educação Básica Prefeito Carlos Zipperer Sobrinho, São Bento do Sul (SC).

21


Parceria

ALUNO 3.0

IT ACADEMY Desenvolvimento profissional com foco no mercado de trabalho do século XXI O Brasil apresenta um grande déficit de profissionais qualificados na área de Tecnologia da Informação, uma das áreas que mais crescem e oferecem oportunidades de trabalho. Os estudantes de hoje têm novos desafios ao sair da escola, pois as habilidades tecnológicas passaram a ser fundamentais para atuar no mercado de trabalho. O programa IT Academy é uma parceria entre a Planeta Educação e a Microsoft, que oferece aos alunos e professores um ambiente virtual para o aprendizado dessas habilidades tecnológicas avançadas, fornecendo recursos para o desenvolvimento profissional com foco no mercado de trabalho do século XXI.


Critérios de contratação 91% dos Gerentes de TI consideram a certificação do funcionário como um critério para a contratação. Fonte: MCP Program Satisfaction Study 2010.

ESTRUTURA • Conteúdos relevantes para o mundo corporativo. • Acesso ao Sistema de Gerenciamento de Aprendizagem (LMS - Learning Management System) que possibilita a utilização de softwares online mais atualizados. • Avaliação e Certificação Microsoft.

BENEFÍCIOS • • • • • • •

Estudantes mais qualificados profissionalmente. Alunos e professores preparados para os desafios do século XXI. Preparação para a Certificação Microsoft. Colaboração e conexão com outros professores e alunos em qualquer tempo. Desenvolvimento das habilidades tecnológicas para o mercado de trabalho. Possibilidade de inserção profissional qualificada no século XXI. Aproximação do currículo acadêmico ao currículo de habilidades tecnológicas.

EMPREGO EM TI - 2016 Os empregos na área de TI irão aumentar para 5,8 milhões em 4 anos; 51% do total dos empregos de TI estarão relacionados a software, criando 75.000 novos negócios.

Todos os empregados de TI. Empregados relacionados ao software.

Fonte: US Bureau of Labor Statistics.

DEPOIMENTO “O programa IT Academy continua comprometido em promover estudantes e professores que possam realizar seu potencial pleno. Ao combinar educação e tecnologia de ponta de uma maneira efetiva, o IT Academy vem possibilitando sucesso em várias áreas e países na América Latina.” Luciane Galuppo Gerente de Vendas América Latina, Microsoft Learning.

23


Parceria

ALUNO 3.0

LÍNGUAS ESTRANGEIRAS Desenvolvendo habilidades fundamentais para a comunicação em uma língua estrangeira O ensino de idiomas nas escolas regulares é calçado em material didático que privilegia a gramática e, consequentemente, tem como foco a escrita. Os professores dominam a gramática e procuram ensiná-la aos alunos que, por não vivenciarem situações práticas em que possam utilizá-la, não assimilam tais conceitos e, mesmo que aprendam parte do que foi ensinado, sentem dificuldades no desenvolvimento de um diálogo. O principal objetivo do programa Línguas Estrangeiras é proporcionar um ensino de qualidade às crianças e, com isso, promover a interação entre os alunos. Dessa forma, eles aprendem efetivamente o idioma por meio de um processo de conscientização de professores, alunos, pais e comunidade, desenvolvendo, assim, essas novas habilidades. Oferecemos um ensino personalizado a partir de material próprio e técnicas de ensino exclusivas, além de contarmos com a utilização de softwares para a interação. Os alunos podem trabalhar com a utilização de estruturas e dinâmicas, desenvolvendo, assim, a aquisição do idioma por meio das quatro habilidades fundamentais: compreensão, fala, leitura e escrita.


Idioma da web De todas as línguas estrangeiras, a língua inglesa é a mais utilizada na Internet: 80% do conteúdo disponível na rede encontra-se nesse idioma. Fonte: http://news.bbc.co.uk/2/hi/uk_news/1235945.stm

ESTRUTURA • • • • • • • • • •

Técnicas de ensino personalizado. Softwares que interagem com o aluno. Metodologia inovadora e envolvente. Prática de atividades em grupos. Uso de atividades lúdicas e jogos interativos. Parcerias exclusivas. Sistema online de Avaliação Diagnóstica e Contínua. Formação inicial e continuada de professores. Acompanhamento a distância e in loco. Banco de projetos e atividades online.

BENEFÍCIOS • Comunicar-se corretamente na língua estrangeira utilizando os diferentes elementos da língua. • Prática e desenvolvimento de estratégias de aprendizagem, para que os alunos possam aprender uma língua estrangeira com mais facilidade e de maneira mais eficaz. • Facilidade na construção de novas habilidades, pois o cérebro da criança está em pleno desenvolvimento.

IMPORTÂNCIA DO SEGUNDO IDIOMA Pesquisa mostra que segundo idioma tem impacto direto na conquista de melhores cargos e salários. 130

ORGANIZAÇÕES PESQUISADAS

70%

REQUER PROFISSIONAIS PARA O CARGO DE ANALISTA COM FLUÊNCIA EM INGLÊS.

10%

REQUER PROFISSIONAIS COM FLUÊNCIA EM ESPANHOL.

Pesquisa realizada em 2009 - parceria H2R e revista Você S/A Fonte: http://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2011/07/11/844865/importancia-falar-ingles-e-espanhol-voce-ainda-no-e-bilingue.html

DEPOIMENTO “Já se sabe que quanto mais cedo for introduzida uma segunda língua, no nosso caso o inglês, maior facilidade a criança terá de absorver outros conteúdos e aprender. As aulas de inglês têm melhorado cada vez mais a participação dos alunos e têm sido cada vez mais estimulantes, criando-se sempre novas oportunidades e contextos de aprendizagem, obtendo-se literalmente uma interdisciplinaridade com as outras matérias. Os alunos se sentem envolvidos ao aprenderem uma segunda língua de uma forma tão elaborada e lúdica. A prática em grupos é de suma importância para o desenvolvimento interpessoal dos alunos e, durante as aulas de inglês, eles participam ativamente, o que garante ainda mais o aprendizado.” Patrícia Carvalho Professora de Caçapava (SP).

25


= 3,14...

ALUNO 3.0

MATEMÁTICA DESCOMPLICADA Estratégias diferenciadas para desenvolvimento competências e habilidades do século XXI

de

Algumas pesquisas mostram o insucesso do ensino e aprendizagem da Matemática, e o que está evidente é o mau desempenho dos estudantes brasileiros nas diferentes avaliações realizadas em âmbito nacional e internacional, particularmente o SAEB (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica) e o PISA (Programa Internacional de Avaliação do Estudante). Para diversos autores, dentre eles D`Amoré (2005) e Lorenzato (2006), a ideia, a crença ou a imagem que se tem da Matemática pode causar sérios entraves à aprendizagem e prejudicar toda a ação pedagógica realizada. A metodologia do programa prioriza a utilização de jogos e atividades lúdicas que auxiliam no desenvolvimento de diversas habilidades, entre elas: tomada de decisão, argumentação, observação, levantamento de hipóteses, com o intuito de estabelecer relações com os jogos e conceitos matemáticos.


Nível de conhecimento (SAEB / INEP 2011) Segundo dados do SAEB/INEP 2011, apenas 36,3% dos alunos do Ensino Fundamental (5º ano) possuem nível de conhecimento considerado adequado à sua série.

ESTRUTURA • • • • • • • • •

Equipe local especializada. Atividades personalizadas. Diagnóstico contínuo da evolução dos alunos. Materiais e recursos variados. Formação continuada dos educadores e recursos tecnológicos. Registro e documentação do processo de evolução do aluno. Desenvolvimento de trabalho colaborativo. Metodologia apoiada na utilização da Tecnologia da Informação e Comunicação. Realização de Olimpíadas de Matemática a partir dos anos iniciais como estímulo aos alunos e educadores.

BENEFÍCIOS • Melhoria consistente no desempenho dos alunos. • Contribuição para melhoria nas avaliações de larga escala nos âmbitos nacional e internacional (Prova Brasil e Programa Internacional de Avaliação do Estudante). • Profissionais qualificados em metodologia diferenciada para o ensino da Matemática. • Aplicabilidade de uma metodologia lúdica e sistematizada na prática pedagógica. • Educadores mais qualificados para o desenvolvimento de competências e habilidades matemáticas.

IDEB

6 5

Veja ao lado a evolução do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) em cidades onde o Programa Matemática Descomplicada é realizado.

4 3

4,9

5,3

3,6

6 5 4

5,2

5,5

3

2

2

1

1

0

0

2007

4,9

2009

2011

2007

2009

2011

Caçapava. Taboão da Serra.

DEPOIMENTO “A implantação do programa de Matemática vem não só atender a expectativa dos educadores quanto à abordagem da Matemática, mas também trazer inovações quanto à relação dos educadores e alunos com a disciplina, possibilitando, assim, aprendizagens reais e significativas para ambos.” Priscila Pereira Coordenadora Pedagógica de Taboão da Serra (SP).

27


ALUNO 3.0

MATERIAL DIDÁTICO Fornecimento de materiais inovadores e diferenciados que possibilitam a interação entre os alunos O cenário atual requer a necessidade de materiais didáticos que estimulem a interação entre os alunos, bem como a integração com os benefícios das Tecnologias de Informação e Comunicação. Qualquer proposta de informar e oferecer as tradicionais listas de atividades - sem estimular trabalhos em grupo ou promover pesquisas, atualização e revisão permanentes - não terá mais espaço, alcance ou repercussão. Nossos materiais didáticos são desenvolvidos por profissionais altamente especializados, que aliam qualidade, conhecimento, competência, tecnologia e garantia de resultados, respeitando as prerrogativas e diretrizes das equipes gestoras. Contamos ainda com a expertise de parceiros como Kagan, HMH (Houghton Mifflin Harcourt), Harvard, Microsoft, Intel e Cisco para a produção de conteúdo de alguns materiais. A solução Material Didático oferece vários recursos de apoio ao trabalho do professor como: flashcards, projetos interdisciplinares, estratégias lúdicas de ensino e aprendizagem, jogos, fantoches, aplicativos, entre outros.


Material didático na produção das aulas Os materiais didáticos contribuem para estabelecer algumas das condições em que o ensino e a aprendizagem se realizam e, nesse sentido, eles têm uma grande importância e podem cumprir funções específicas, dependendo de suas características e das formas pelas quais eles participam da produção das aulas.

ESTRUTURA • Fornecimento de material didático de apoio ao trabalho de professores e alunos. • Disposição de material de qualidade e diversificado aos programas e projetos desenvolvidos nas localidades atendidas. • Formação e orientação quanto à utilização dos materiais didáticos. • Disponibilidade de material de apoio específico para pessoas com deficiência. • Acompanhamento e avaliação quanto ao uso e aplicação dos materiais oferecidos.

BENEFÍCIOS • • • • • •

Interação com as novas tecnologias. Conteúdos acadêmicos constantemente atualizados. Dinâmica em propostas de estudos e trabalhos grupais. Utilização de outros espaços escolares para a prática lúdica e interativa. Grande variedade de atividades para a prática docente. Motivação de alunos e professores.

FREQUÊNCIA DE USO DO LIVRO DIDÁTICO E PROFICIÊNCIA Classificação da Escola pela mediana da Unidade Federada (SAEB/2003)

Com que frequência você pede para seus alunos fazerem atividades do livro didático na escola? (%) 1 vez por semana

2 ou 3 vezes por semana

A cada 15 dias

Não uso livro didático

Todo dia (1)

Total

43,7 40,9 15,4 100

41,0 41,3 17,7 100

52,6 32,1 15,3 100

46,9 37,7 15,4 100

37,5 49,6 12,9 100

43,1 40,7 16,2 100

Escolas>Mediana Escolas<Mediana Escolas=Mediana Total

Nota: (1) O total dessa coluna perfaz 100 por arredondamento. Tabela: % Coluna. Qui-quadrado=12,7 Graus de liberdade=9 p-valor=0,123 (Pouco significativo).

Fonte: UNESCO-MEC/INEP, Pesquisa: Sucesso e Fracasso no Ensino Fundamental (http://unesdoc.unesco.org/images/0015/001512/151253por.pdf).

DEPOIMENTO “Como artefatos incorporados ao trabalho escolar, os materiais didáticos contribuem para estabelecer algumas das condições em que o ensino e a aprendizagem se realizam e, nesse sentido, eles têm uma grande importância e podem cumprir funções específicas. Pode-se dizer, de forma geral, que eles se constituem em uma das mediações entre professor, alunos e o conhecimento a ser ensinado e aprendido.” Tânia Garcia Graduada em Filosofia e em Pedagogia pela UFPR.

29


ALUNO 3.0

OBJETOS DE APRENDIZAGEM Sistemas e ambientes que auxiliam a aprendizagem e o acesso ao conhecimento Os Objetos de Aprendizagem são sistemas e ambientes que podem transformar para melhor a forma de aprendizagem em sala de aula, beneficiando educadores e alunos. Para os alunos, esses objetos permitem a construção de contextos digitais para os conteúdos que serão explorados. Utilizando-se de ferramentas midiáticas como desenhos, músicas, jogos, etc., a contextualização permite aos alunos uma melhor compreensão e relação entre conteúdos e aplicações práticas. Já o professor passa a ter, à sua disposição, uma grande quantidade de objetos para utilização em seu planejamento de aulas, conseguindo maior flexibilidade para se adaptar ao ritmo e ao interesse dos alunos. Com os Objetos de Aprendizagem, os professores passam a ter uma ferramenta poderosa para transformar o aprendizado em algo mais significativo.


Ampla inclusão digital “Com certeza é uma ferramenta importante para diminuir a diferença entre algumas escolas públicas e escolas particulares, promovendo a inclusão digital mais ampla.” Alexandre Gallotta, gerente de Programas Educacionais da Microsoft.

ESTRUTURA • • • • •

Flexibilidade na construção de Objetos de Aprendizagem sob demanda. Recursos facilitadores para educadores. Conteúdo estruturado e criado de maneira compreensível. Elo entre o conhecimento preexistente do aluno e o conhecimento a ser adquirido. Construção de Objetos de Aprendizagem de acordo com normas e padrões específicos.

BENEFÍCIOS • • • • • •

Envolvimento do aluno no processo de aprendizado. Motivação e contextualização na aprendizagem de novos assuntos. Diminuição de custos na elaboração de conteúdos didáticos. Aplicação em qualquer faixa etária e em qualquer disciplina. Estimulo à interdisciplinaridade. Aumento do poder de integração entre professores na utilização dos mesmos objetos em disciplinas diferentes.

NÍVEL DE CONHECIMENTO SOBRE OBJETOS DE APRENDIZAGEM 11%

4% 57%

28%

Domínio sobre o assunto. Bons conhecimentos sobre o assunto. Pouco conhecimento sobre o assunto. Nenhum conhecimento sobre o assunto.

DEPOIMENTO “As aulas de informática auxiliam no ensino da Matemática porque por meio delas os alunos desenvolvem habilidades de leitura e interpretação de situações-problemas desenvolvidas em suas atividades, por meio de programas educativos com o uso de ferramenta tecnológica. Fato que já vem apresentando resultado em minhas aulas.” Sávio Fonseca Professor de Matemática de Lorena (SP).

31


ALUNO 3.0

PROJOVEM URBANO Reinserção escolar e profissional para jovens entre 18 e 29 anos O ProJovem Urbano é uma parceria com a Secretaria Nacional da Juventude que visa atender jovens de 18 a 29 anos, os quais tenham interrompido precocemente sua trajetória escolar e não concluíram o Ensino Fundamental, assegurando o acesso ao direito universal à Educação e reforçando o caráter do programa como instrumento fundamental de consolidação da Política Nacional de Juventude. O programa se dá por meio da modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) integrada à qualificação profissional e ao desenvolvimento de ações comunitárias com exercício da cidadania, visando garantir a elevação da escolaridade, a reinserção no mercado de trabalho e a inclusão cidadã. O ProJovem Urbano, por meio do município conveniado, presta auxílio financeiro mensal aos jovens atendidos, condicionado a determinada porcentagem de presença nas atividades presenciais e à entrega de trabalhos pedagógicos. Este programa conta também com as parcerias da Fundação Darcy Ribeiro – FUNDAR, da Coordenação Nacional do ProJovem Urbano e do COPPE/UFRJ.


110 mil jovens contemplados “Em 2012, 158 entes federados ofereceram o programa, sendo 138 municípios. Desses, 18 capitais, 19 estados e o Distrito Federal, contemplando 110 mil jovens de todas as regiões do País.” Fonte: www.brasil.gov.br/sobre/educacao/mercado-de-trabalho/projovem

ESTRUTURA • • • • • •

Apoio técnico e pedagógico. Identificação de oportunidades potenciais de trabalho e capacitação profissional. Profissionais para atuar na formação dos educadores. Materiais de apoio e estudo. Acompanhamento e avaliação das ações formativas. Registro e documentação das ações do programa.

BENEFÍCIOS • • • • • • • •

Reinserção dos jovens no processo de escolarização. Combate à dupla exclusão: escolar e social. Jovens qualificados para o mundo do trabalho. Perspectiva do diálogo intergeracional - protagonismo juvenil. Participação em ações coletivas de interesse público. Inclusão digital como instrumento de inserção produtiva e para comunicação. Ampliação do acesso à cultura. Maior interesse das empresas e aquecimento do mercado local.

AS QUATRO MODALIDADES DO PROJOVEM INTEGRADO Destina-se a jovens de 18 a 29 anos que sabem ler e escrever.

Campo

Urbano

Destina-se a jovens de 15 a 17 anos em situação de risco social. Capacitação profissional de jovens de 18 a 29 anos que atuam na agricultura familiar.

Adolescente

Trabalhador

Objetivo: preparar o jovem de 18 a 29 anos para o mercado de trabalho.

Fonte: http://www.projovemurbano.gov.br/pjurevista/balanco.html

DEPOIMENTO “Sou Pedro, tenho 25 anos e parei de estudar na 3ª série do Ensino Fundamental porque tinha que trabalhar para ajudar a sustentar meus irmãos mais novos. Agora, tenho esta oportunidade de voltar a estudar no programa ProJovem Urbano. Este programa é diferenciado da escola tradicional, além de poder concluir o Ensino Fundamental, tenho aulas de informática, participação cidadã, inglês, qualificação profissional e ainda recebo uma bolsa de estudo mensal. O ProJovem para mim é uma luz no fim do túnel. Agradeço a oportunidade de voltar a estudar nesse programa e até consegui um trabalho melhor.” Pedro Betim Sobrinho Aluno do ProJovem Urbano - Florianópolis (SC).

33


ALUNO 3.0

RECUPERAÇÃO DE CONTEÚDO Aquisição dos conteúdos acadêmicos não aprendidos, respeitando a individualidade dos alunos Por meio de uma metodologia inovadora, a qual trata as dificuldades de cada aluno para o aprendizado efetivo, este programa visa promover a recuperação dos conteúdos não aprendidos e o sucesso escolar. O programa faz uso de recursos tecnológicos e atividades significativas e diversificadas para incentivar a aprendizagem, além de criar condições favoráveis para que os alunos tenham um melhor aproveitamento escolar e momentos ricos de interação e cooperação.


Aprendizado efetivo Quando um aluno não compreendeu um conteúdo, é preciso retomar os conceitos com novas atividades e estratégias, considerando os saberes adquiridos e motivando a interação entre todos.

ESTRUTURA • • • • • • • •

Equipe especializada em estratégias didáticas. Planejamento semanal das atividades. Aplicabilidade de atividades direcionadas às dificuldades dos alunos. Sistema de avaliação (diagnóstica inicial e processual) que permitirá a interpretação dos resultados e a identificação da evolução dos alunos. Utilização de mídias digitais, materiais didáticos, recursos tecnológicos e equipamentos que garantam a logística de funcionamento do programa. Pesquisa de satisfação permanente para monitoramento das metas e validação das ações. Registro e documentação das ações do programa. Seminários, fóruns, debates, oficinas e encontros para socialização de experiências e práticas bemsucedidas.

BENEFÍCIOS • • • • • • •

Aumento do desempenho do aluno. Melhoria dos indicadores de Educação. Melhoria do ensino e aprendizagem em sala de aula. Aumento do interesse, da motivação e da participação dos alunos. Melhoria dos índices de avaliação da qualidade da educação. Redução da evasão escolar. Redução do desperdício em virtude da diminuição da repetência.

DEPOIMENTO “Se, ao verificar quem aprendeu o quê, você percebe que um ou mais estão com dificuldade, é preciso repensar as estratégias e materiais para eles. Ou seja, para quem acredita que ninguém vai ficar para trás, a única saída é fazer a tal recuperação sempre.” Cipriano Luckesi Universidade Federal da Bahia.

35


ALUNO 3.0

SAÚDE NA ESCOLA Difusão de hábitos saudáveis que reflitam em melhorias no desempenho escolar dos alunos As condições de saúde dos alunos influenciam diretamente no aprendizado e, por isso, merecem toda a atenção por parte da escola. Sendo assim, os professores devem estar preparados para dialogar sobre hábitos de boa higiene e alimentação de forma crítica e contextualizada. A abordagem pode ser feita diretamente por meio dos professores com os alunos, com os pais e, indiretamente, dos próprios alunos sobre os pais, difundindo o conhecimento e atingindo a população como um todo, a partir de ações que se iniciam na escola e permeiam toda a comunidade. Os serviços de consultoria acompanham um sistema que registra as ações voltadas à prevenção e promoção da saúde. Neste programa, informações como peso e altura dos alunos são cruzadas com outras como idade e ano escolar, fornecendo valiosos indicadores que refletem na melhoria da sua qualidade de vida e, como consequência, do seu aproveitamento em sala de aula.


Reprovação e evasão escolar De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 30% das crianças em idade escolar apresentam problema de refração, o que vem contribuindo diretamente para reprovações e evasão escolar. Fonte: http://www.brasilescola.com/saude-na-escola

ESTRUTURA • • • • • •

Avaliação das condições de saúde dos alunos. Elaboração de um plano de promoção e educação permanente. Capacitação dos profissionais da educação para a aplicação constante do plano de ações de saúde. Monitoramento da saúde dos alunos do sistema de educação. Implantação de ações preventivas e corretivas quanto à saúde na escola. Acompanhamento dos resultados atingidos de forma a permitir a melhoria constante das ações implantadas.

BENEFÍCIOS • • • • • • • •

Fortalecimento das condições de saúde nas escolas. Melhoria da saúde dos alunos e, consequentemente, das famílias. Aumento do resultado do aprendizado dos alunos. Níveis mais elevados de saúde pública e educação com aplicação de menos recursos. Diminuição da repetência, evasão escolar e absenteísmo decorrentes de falta de condições de saúde. Diminuição do gasto com a saúde pública por meio de ações preventivas. Aumento do resultado da aplicação das verbas públicas. Atração de novos investimentos em função da existência de melhores condições de saúde da comunidade.

DEPOIMENTO “A escola precisa planejar de maneira ampla a discussão a respeito do que é qualidade de vida e o que tem de ser feito para alcançá-la. As questões ligadas à saúde não fazem muito sentido se forem tratadas esporadicamente. A prevenção a doenças pode ser o ponto de partida da conversa, mas a escola tem de ser um espaço para discutir aspectos mais ampliados, como a existência de espaços públicos para praticar esportes, a alimentação, a higiene, o tempo que as pessoas dedicam ao corpo e o que é um corpo saudável.” Douglas Andrade Pesquisador do Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física (Celafics) em São Caetano do Sul (SP).

37


ALUNO 3.0

TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS Integração efetiva das tecnologias como recurso no contexto educacional As tecnologias fazem cada vez mais parte do nosso cotidiano e adaptá-las ao ambiente da sala de aula é, atualmente, um dos maiores desafios para gestores e educadores. Com isso, a integração efetiva das tecnologias como recurso no contexto educacional passa a ser fundamental para promover o interesse do aluno do século XXI, potencializando o uso dessas tecnologias dentro e fora da sala de aula. O programa de Tecnologias Educacionais promove novas práticas aos gestores e educadores para que possam utilizá-las no ambiente escolar, proporcionando maior estímulo aos alunos no desenvolvimento das habilidades de comunicação, socialização, criatividade e colaboração e reduzindo, ainda, o absenteísmo.


Incentivo à interdisciplinaridade A utilização de recursos tecnológicos como estímulo à criatividade e ao desenvolvimento das habilidades e competências do século XXI.

ESTRUTURA • • • • • • • •

Profissionais qualificados para integração efetiva das tecnologias. Suporte técnico especializado. Utilização dos mais modernos recursos tecnológicos no processo de ensino e aprendizagem. Integração efetiva das tecnologias como recurso no contexto educacional. Formação continuada aos educadores. Desenvolvimento da autonomia do educador para o uso das tecnologias. Desenvolvimento da comunicação, socialização, criatividade e colaboração. Atendimento a todos os níveis educacionais.

BENEFÍCIOS • • • • • •

Alunos motivados. Desenvolvimento das habilidades do século XXI. Aumento dos indicadores educacionais. Melhores resultados na aprendizagem dos alunos. Utilização das TICs no contexto escolar. Uso das tecnologias dentro e fora da sala de aula.

PESQUISA TIC EDUCAÇÃO 2012 - PRINCIPAIS DESTAQUES INFRAESTRUTURA DE TICs NAS ESCOLAS

Cresce a presença de computadores portáteis nas escolas públicas.

PERFIL DO PROFESSOR

Velocidade de conexão limita o uso das TICs nas escolas públicas.

O professor também adere à tendência de mobilidade. A formação inicial docente ainda não integra as novas tecnologias.*

USO DO COMPUTADOR E INTERNET NAS ESCOLAS BRASILEIRAS

A sala de aula como local mais frequente de uso se sobressai. Uso das TICs em atividades pedagógicas ainda é instrumental.

* Destaque para a iniciativa do professor. Fonte: http://atletanaescola.mec.gov.br/programa.html

DEPOIMENTO “Contar com uma escola com ambientes de aprendizagens que permitem aulas dinâmicas e interativas, como é o caso do Laboratório Itinerante, é um ganho muito grande para a nossa educação. Com certeza o interesse dos alunos aumenta e o nível de aprendizado também.” Régia Maria Gouveia Sarmento Secretária de Educação de Osasco (SP).

39


ALUNO 3.0

UCA Desenvolvendo habilidades tecnológicas, de interação e colaboração com o mundo Respeitar o ritmo de cada aluno em seu processo de aprendizagem, possibilitando que ele desenvolva seu potencial por meio da personalização do ensino. Esse é o objetivo do UCA – Um Computador por Aluno, uma iniciativa do Governo Federal que integra um conjunto de ações para promoção de uma revolução na educação brasileira. A proposta é a utilização de um dispositivo móvel por aluno como importante ferramenta no auxílio da aquisição dos conteúdos acadêmicos, como também na criação e compartilhamento dos conhecimentos por meio da interação virtual. Os equipamentos móveis oferecem uma forma inovadora de despertar no aluno o interesse pelo aprendizado. Os conteúdos podem ser personalizados, respeitando o desenvolvimento de cada aluno e promovendo a melhoria no seu desempenho escolar.


Autoestima e desejo de aprender “O programa UCA possibilita aos alunos o acesso aos bens culturais de diversas origens, além de estimulá-los na apropriação de outros/novos conhecimentos, elevando a autoestima e o desejo de aprender mais e melhor.” U.M.E. Padre Antônio Olivieri – Cubatão (SP).

ESTRUTURA • Formações para uso personalizado da tecnologia. • Mobilidade do equipamento, para que o aluno realize também atividades fora da sala de aula. • Possibilidade de o aluno levar o equipamento para casa.

BENEFÍCIOS • • • • • •

Desenvolvimento de habilidades tecnológicas, de colaboração e interação. Integração da tecnologia no contexto escolar. Aulas personalizadas e atrativas. Desenvolvimento da autonomia do educador no uso das tecnologias. Práticas para que os alunos aprendam e compreendam os conteúdos pedagógicos. Oportunidade de realizar atividades em qualquer ambiente, seja dentro ou fora da escola.

PRESENÇA DAS TECNOLOGIAS NA ESCOLA

Resultados do levantamento feito em 856 escolas públicas e privadas (BR) mostram como educadores e alunos têm se relacionado com a tecnologia.

99%

das escolas públicas incluídas possuem computador.

7%

dessas instituições têm computadores na sala de aula.

49%

67%

dos professores utilizam o computador para aulas expositivas.

utilizam para praticar conteúdos expostos em sala de aula.

Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/blogs/tecnologia-educacao/2013/05/24/um-balanco-sobre-a-presenca-da-tecnologia-nas-escolas/

DEPOIMENTO “O programa UCA é um diferencial para nossas aulas, pois os alunos aprendem a ter domínio de ferramentas do computador que antes não conheciam como: formatar, inserir imagem, recortar, colar, etc. Percebo a melhora na produção de texto produzido com o uso do computador. Com o acesso à Internet, a criança tem a possibilidade de aprender ainda mais.” Leni de Fátima Maximiano Henrique Professora de Lorena (SP).

41


Parceria

ALUNO 3.0

ZICO 10 Democratizar o acesso ao esporte, identificar e orientar jovens talentos escolares O projeto “Zico 10” é uma ferramenta pedagógica que estimula a prática esportiva do futebol de campo para meninos e meninas e que pode ser disponibilizada pelas Secretarias de Esportes e de Educação dos municípios interessados. Pode estar incluído nas atividades do Programa de Educação em Tempo Integral, com o objetivo de democratizar o acesso ao esporte, identificar e orientar jovens talentos escolares, transformando crianças e jovens em verdadeiros cidadãos, por meio da vivência do esporte e da formação educacional. Dentre as propostas incentivadas pelo MEC, está a difusão da prática esportiva entre os estudantes brasileiros, como é o caso do Programa Atleta na Escola, recentemente lançado em parceria com os Ministérios da Educação, da Defesa e dos Esportes. A meta do Governo é favorecer 5 milhões de estudantes entre 12 e 17 anos de 20 mil escolas, investindo R$ 1 bilhão em ações e recursos para a realização de competições pelas escolas, municípios e estados, estimulando o país a ficar entre os dez maiores colocados nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos do Rio de Janeiro em 2016. (Fonte: Site FNDE, 08/05/2013)


Jogos Olímpicos 2016 A meta do Governo é favorecer 5 milhões de estudantes entre 12 e 17 anos de 20 mil escolas, investindo R$ 1 bilhão em ações e recursos para a realização de competições pelas escolas, municípios e estados. Fonte: Site FNDE, 08/05/2013.

ESTRUTURA • • • • •

Utilização da metodologia Zico 10. Profissionais credenciados no CREFI. Equipe local especializada. Atendimento para os diferentes níveis escolares: Fundamental, Médio e Profissionalizante. Kits com uniformes e chuteiras.

BENEFÍCIOS • • • • • •

Democratização do acesso às atividades esportivas. Identificação de jovens talentos. Prática de cidadania. Acompanhamento da frequência e desempenho do aluno. Formação humana do aluno por meio da prática saudável do esporte. Desenvolvimento do espírito de equipe e de liderança nos alunos.

DE OLHO NA COPA DO MUNDO, OLIMPÍADAS E PARAOLIMPÍADAS

Ações do Governo buscam incentivar a prática esportiva nas escolas, democratizar o acesso ao esporte, desenvolver e difundir valores olímpicos e paraolímpicos entre estudantes de educação básica, estimular a formação do atleta escolar, bem como identificar e orientar jovens talentos.

AÇÕES DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO ESPORTIVA ESCOLAR

1) Jogos Escolares: competições que identificarão talentos na modalidade de atletismo.

Fase Escolar

Fase Municipal Regional

Fase Estadual

Fase Nacional

2) Núcleo de Esporte Escolar (NEE): acolhimento dos talentos identificados nos jogos escolares.

Fonte: http://atletanaescola.mec.gov.br/programa.html

DEPOIMENTO “Acho este projeto genial, pois tira as crianças da rotina de vídeo game e televisão, proporcionando a elas uma maior interação com a comunidade e ajudando a desenvolver os valores sociais.” Adriana Dutra Rolim Mãe de Gabriel Henrique Rolim, aluno da EMEF Profa. Maria Luiza Jacowicz.

43


AF B DKE P

G

T

PROFESSOR 3.0

ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO Eleva os índices de alfabetização nos primeiros anos de escolaridade É consenso nacional que o maior nó que precisamos desatar na educação é a dificuldade que temos para alfabetizar as crianças nos primeiros anos de escolaridade. Os números nos mostram que um elevado índice de estudantes não tem sucesso no primeiro ano de trabalho e que outra porcentagem de alunos que concluem o ciclo inicial do Ensino Fundamental não dominam os princípios básicos da escrita e da leitura. A solução eficiente é alfabetizar na idade certa. Daí a importância de os gestores públicos investirem vigorosamente na qualidade do ensino nos primeiros anos de escolarização, de modo que, aos 8 anos, todas as crianças estejam alfabetizadas. O programa vem fortalecer o processo de Alfabetização e Letramento, utilizando um Portal Colaborativo e Personalizado, veiculado pela Tecnologia da Informação, por meio dos mais avançados recursos digitais. O Portal Colaborativo é composto de atividades interativas, com intervenções adequadas para cada situação de aprendizagem, além de jogos concretos, material didático-pedagógico e formação de educadores. São recursos considerados essenciais para desenvolver nos alunos uma aprendizagem significativa, prazerosa e autônoma.


Alfabetização 100% até 2022 Até 2022, 100% das crianças deverão apresentar habilidades básicas de leitura e escrita até o final da 2ª série ou 3º ano do Ensino Fundamental.

ESTRUTURA • • • • • • • • • •

Portal colaborativo. Sistema de indicadores de sondagem para cada aluno. Kits de jogos concretos. Kits de livros paradidáticos. Formação de educadores. Material didático-pedagógico. Equipe local especializada. Tablets. Lousa digital. Acompanhamento pedagógico e apoio à aprendizagem.

BENEFÍCIOS • • • • • • • •

Ampliação da jornada dos alunos. Formação integral do aluno. Cumprimento da meta 5 do PNE. Situações didáticas motivadoras, significativas e prazerosas. Redução do fracasso e da evasão escolar. Habilidade para codificação e decodificação da língua escrita. Experiências variadas de leitura e escrita. Conhecimento e interação com diferentes tipos e gêneros textuais.

DEPOIMENTO “Ao trabalharmos com recursos digitais possibilitamos que os alunos tenham acesso à linguagem oral e escrita ampliando-a e refletindo sobre o seu processo de composição e organização da linguagem.” Isangela Nicoli Vezzaro Professora de Lorena (SP).

45


Parceria

PROFESSOR 3.0

APRENDIZAGEM SISTÊMICA Maior aprendizado dos conteúdos acadêmicos por meio da prática de estruturas A velocidade com que as mudanças ocorrem no mundo reflete na maneira como as pessoas vivem, na estrutura familiar e até mesmo no perfil dos alunos. E com essas transformações, surgem demandas em relação à educação dos indivíduos, novas expressões de comportamento e possibilidades de desenvolvimento. A Aprendizagem Sistêmica tem como objetivo proporcionar um maior aprendizado dos conteúdos acadêmicos a partir da prática de estruturas, que promovem o desenvolvimento de relações sociais positivas e transformam a escola num espaço de cooperação. A eficácia do programa é resultado de um amplo trabalho que envolve a formação contínua e a orientação dos professores ao longo de um ano. Por meio de um novo conceito de aula, a Aprendizagem Sistêmica apresenta estratégias instrucionais de fácil implantação em qualquer disciplina, que comprovadamente melhoram o resultado no desempenho e nas relações entre os alunos, promovendo uma educação verdadeiramente de qualidade. A Aprendizagem Sistêmica oferece material didático com conteúdo atualizado, que permite ao profissional da educação assumir novas posturas e ações, modernizando sua prática pedagógica e inserindo-o cada vez mais no contexto dos alunos do século XXI, ensino construtivo em que os alunos utilizarão em situações de trabalho da vida cotidiana.


Estruturas Kagan As estruturas Kagan se apresentam como simples estratégias instrucionais que são usadas como parte de qualquer aula para aumentar o envolvimento dos alunos, o desempenho e o desenvolvimento de habilidades sociais.

ESTRUTURA • • • •

Equipe local especializada. Recursos didáticos-pedagógicos. Formação dos professores da rede com técnicas propostas pelo programa. Utilização e adaptação às disciplinas da grade curricular.

BENEFÍCIOS • Melhora na autoestima dos alunos, valorização, respeito e controle das emoções. • Melhora no desempenho acadêmico e aprendizagem dos alunos, impulsionando os indicadores de qualidade de ensino. • Aumento de inclusão dos alunos, proporcionando um ambiente com boas relações interpessoais, convívio social saudável e comunicação efetiva, além do respeito às diferenças. • Melhor preparo dos alunos para exposição devido à maior integração em equipes e à prática de desenvolvimento das habilidades sociais. • Diminuição dos índices de violência, repetência e evasão. • Desenvolvimento de habilidades socioemocionais, eliminando a indisciplina e gerando o gosto pelo estudo.

AS QUATRO CRISES

O fracasso escolar está em raízes econômicas e políticas constituídas ao longo da história de cada aluno e suas razões precisam ser explícitas. Fracasso Escolar O desempenho dos alunos brasileiros está decrescente comparado ao de outros países.

Racismo A discriminação cria uma barreira impedindo a harmonia e a justiça.

Desigualdade Social Desequilíbrio do desenvolvimento acadêmico entre alunos de diferentes raças e classes socioeconômicas.

Habilidades Sociais Os alunos estão carentes das virtudes essenciais do caráter e de habilidades socioemocionais.

Fonte: http://www.aprendizagemsistemica.com.br/artigo.asp?artigo=659

DEPOIMENTO “Os aspectos positivos das formações da Aprendizagem Sistêmica são a didática e as estratégias de gerenciamento novas que eu aprendo.” Rita de Cássia Professora de Pindamonhangaba (SP).

47


Parceria

PROFESSOR 3.0

CINEMA E EDUCAÇÃO Aprendizagem das disciplinas com apoio das produções cinematográficas O programa “Cinema e Educação”, considerando o caráter extremamente educativo do cinema, visa trabalhar o papel desempenhado pelos filmes e documentários como recurso na formação das pessoas em sociedades audiovisuais. Estabelece conexões entre o currículo nas salas de aula e o currículo no cinema, partindo do entendimento de que a educação e o cinema são formas de socialização dos indivíduos e instâncias culturais que produzem saberes, identidades e visões de mundo. Os filmes utilizados como elementos lúdicos são culturalmente enriquecedores e capazes de incitar e promover reflexões, debates e produções das mais variadas naturezas na escola, na família e na sociedade. Constitui um excelente recurso para reforçar as possibilidades de aprendizagem, democratizar o acesso dos alunos ao mágico mundo do cinema, desenvolvendo diversas linguagens e o espírito crítico e criativo.


Ganhos para a vida A utilização de filmes produz ganhos para a vida do aluno por meio de recursos que aumentam as possibilidades de compreensão, discussão, apreensão de diferentes referências, ampliação dos horizontes culturais e apreciação de outras estéticas e discursos, entre outros tantos.

ESTRUTURA • Kit multimídia: datashow, tela para projeção, equipamento de home theater, notebooks ou tablets. • Equipe especializada. • Material didático-pedagógico para a Educação Infantil, Ensinos Fundamental e Médio, Profissionalizante e Educação de Jovens e Adultos (EJA). • Ambiente Virtual de Aprendizagem. • Blog para a atualização e troca de ideias entre professores e profissionais especializados. • Formação continuada presencial e a distância. • Palestras e workshops.

BENEFÍCIOS • • • • •

Ampliação da jornada escolar. Maior desenvolvimento das competências de leitura e escrita. Ampliação das habilidades de criação prática de estratégias. Compreensão da linguagem corporal. Desenvolvimento de roteiros literários e técnicos.

DEPOIMENTO “Como amante de arte, eu fiquei muito empolgada e satisfeita com as oficinas de Cinema na Escola. É fantástico perceber como professores crescem e aprendem novas linguagens, usando filmes e discutindo abordagens características dos gêneros textuais.” Dulce Regina de Carvalho Ceneviva Secretária de Educação e Desenvolvimento Cultural de Bertioga (SP).

49


PROFESSOR 3.0

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - AVA Formação para Educadores por meio de Ambiente Virtual de Aprendizagem A Educação a Distância (EAD) tornou-se acessível para a formação continuada de profissionais de diversas áreas e setores da sociedade, apoiada pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, a qual, desde 1996 contempla uma série de artigos de valorização dessa modalidade. O ensino a distância proporciona atingir um maior número de educadores para a formação em diversas áreas, com as facilidades de otimização de tempo e flexibilidade de horário, por permitir o acesso aos conteúdos a partir de qualquer lugar e em qualquer hora. O objetivo é proporcionar qualificação profissional, utilizando as possibilidades da EAD num ambiente em que recursos de comunicação, interação e colaboração favoreçam o desencadeamento do processo reflexivo do participante, integrando os conhecimentos práticos e teóricos, relacionando-os ao contexto de atuação e promovendo o desenvolvimento das habilidades do século XXI.


Tecnologia aplicada à educação A EAD deve estar apoiada em uma filosofia de aprendizagem que proporcione aos estudantes a oportunidade de interagir, de desenvolver projetos compartilhados, de reconhecer e respeitar diferentes culturas e de construir o conhecimento. Referenciais de qualidade para EAD - MEC

ESTRUTURA • • • • • • • • • •

Ambiente Virtual de Aprendizagem personalizado. Temas diversificados. Ambiente com recursos de comunicação, interação e colaboração. Tutoria especializada e personalizada. Suporte técnico capacitado. Gerenciamento do Ambiente Virtual de Aprendizagem. Ambiente intuitivo. Conteúdo desenvolvido de acordo com a necessidade e realidade do cliente. Relatório de acompanhamento. Formação continuada.

BENEFÍCIOS • Otimização do tempo nos cursos oferecidos com a flexibilidade de horários. • Uso de recursos tecnológicos diversificados. • Desenvolvimento de habilidades tecnológicas e melhoria dos resultados e da produtividade.

ENSINO A DISTÂNCIA CRESCE MAIS QUE PRESENCIAL Entre 2011 e 2012, a educação a distância cresceu mais que a educação presencial. 14 12 10 8 6 4 2 0

Educação presencial. Ensino a distância.

Presencial

EAD

Os dados são do Censo da Educação Superior de 2012, divulgado pelo Ministério da Educação (MEC). Fonte: http://portal.aprendiz.uol.com.br/2013/09/18/

DEPOIMENTO “Gostei muito de participar desse curso a distância. As atividades sugeridas, relacionando teorias e práticas, foi ótima. Estou satisfeita com a proposta da aprendizagem de LIBRAS I e II. Fico muito agradecida pela oportunidade e todo conhecimento transmitido por meio do curso e pela oportunidade de compreender um pouquinho sobre como trabalhar com os alunos.” Rubia Carla Ribeiro da Silva Dias Professora de Taboão da Serra (SP).

51


Parceria

PROFESSOR 3.0

EDUCAÇÃO INCLUSIVA Acesso, permanência e possibilidades de desenvolvimento dos alunos com deficiência no contexto escolar A escola pública enfrenta muitas dificuldades para atender aos alunos com deficiência, seja por falta de profissionais qualificados ou por falta de recursos físicos. O respeito à diversidade, efetivado no respeito às diferenças, deve impulsionar ações de cidadania voltadas ao reconhecimento de sujeitos de direitos, simplesmente por serem seres humanos. A ideia de uma sociedade inclusiva se fundamenta numa filosofia que reconhece e valoriza a diversidade, como característica inerente à constituição de qualquer sociedade Cresce no Brasil o número de matrículas de alunos com deficiência nas escolas e é urgente pensar em programas que possam oferecer subsídios para o devido atendimento a esses alunos. O programa Educação Inclusiva oferece todos os recursos necessários para que as escolas possam implementá-lo em suas localidades, de maneira que os alunos com deficiência sejam efetivamente incluídos no ambiente escolar.


Ações em prol da inclusão Formação de educadores e gestores, criação de fluxograma de atendimento aos alunos com deficiência, aquisi��ão de tecnologias assistivas. Por meio dessas e outras ações, o município de Cubatão beneficiou e atendeu 25 escolas e aproximadamente 600 alunos com deficiência e suas famílias.

ESTRUTURA • • • • • • • • • • •

Equipe de profissionais qualificados. Formação e consultoria especializada quanto à legislação e inclusão. Orientação e auxílio no desenvolvimento de documentos e legislação específica. Acompanhamento dos trabalhos e avaliação da evolução das ações relativas à inclusão. Conexões entre a legislação específica e os Projetos Político-Pedagógicos. Desenvolvimento de recursos pedagógicos e estratégias de ensino em parceria com os educadores. Consolidação da inclusão digital do aluno com deficiência por meio das Tecnologias Assistivas. Conteúdos básicos sobre a concepção de educação inclusiva. Identificação dos pontos críticos relacionados a cada escola da rede. Orientação na elaboração de projetos voltados ao aprimoramento da educação inclusiva. Aprofundamento na prática da educação inclusiva por meio de estudos de casos nacionais e internacionais.

BENEFÍCIOS • • • • •

Inclusão efetiva dos alunos com deficiência na escola. Nova percepção com relação à deficiência. Relacionamentos mais cooperativos e solidários. Eliminação das barreiras e das desigualdades relativas às deficiências. Os professores, trabalhando de forma integrada com outros profissionais, atuam no papel de facilitadores da aprendizagem dos alunos, permitindo a inclusão de todos.

DEPOIMENTO “Em Osasco, nos empenhamos para que a deficiência não seja vista como um fator impeditivo e de alienação da criança no meio educativo onde ela está inserida. Deve, sim, ser um ponto de partida para uma junção de forças e apoios educativos que a orientem e a integrem como futuro cidadão pleno. Isso é o que tem acontecido com o Mateus, que independentemente de suas limitações, tem conseguido receber uma educação de qualidade.” Marinalva de Oliveira Secretária de Educação de Osasco (SP).

53


Educação

3.0

Habilidades do Século XXI

PROFESSOR 3.0

ESCOLA DE FORMAÇÃO Excelência na formação de educadores de acordo com as demandas dos alunos do século XXI Compreender a docência, bem como os processos de construção da identidade e da profissionalização do educador, tem sido objeto de muitos estudos, nos quais essas nomenclaturas nos trazem a questão da formação. Uma educação de qualidade depende muito da ação pedagógica desenvolvida em sala de aula. Essa ação, por sua vez, está diretamente ligada à formação do educador. Por esse motivo, as mudanças nas reformas educacionais incidem na Formação do Educador. A Formação de Educadores, objeto do programa da Escola de Formação, enfatizará momentos para discutir, refletir, argumentar, conjecturar e fazer sínteses sobre os conteúdos abordados de uma maneira desafiadora e voltadas à realidade local, possibilitando o desenvolvimento dos educadores de modo que (re)signifiquem os conteúdos e (re)construam uma compreensão mais profunda e rica, acompanhando os avanços da sociedade e, consequentemente, as mudanças no ensino de modo geral.


Formação de 270 mil funcionários Criada em 2009, a Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Professores “Paulo Renato Costa Souza” integra o programa Mais Qualidade na Escola e oferece cursos de formação continuada aos 270 mil funcionários da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo.

ESTRUTURA • Identificar a concepção de formação continuada proposta pela escola e quais as teorias que a fundamentam, analisando a ideologia subjacente na proposta. • Abordar a inter-relação entre escola e contexto sociopolítico e econômico dominante. • Verificar como são criados os espaços formais e sistematizados de formação continuada e a prática da participação do professor nas atividades. • Desenvolvimento das competências previstas no Currículo Acadêmico e no Currículo de Habilidades Socioemocionais.

BENEFÍCIOS • Garantir aos profissionais dos sistemas educativos o acesso a ações formativas, fazendo desse direito um instrumento de valorização. • Investigar como a escola utiliza os espaços de autonomia e viabiliza seu projeto de formação continuada em consonância com o seu Projeto Pedagógico e as razões que motivam a escola e seus professores para a formação continuada. • Promover processo contínuo respeitando os pilares essenciais da formação: a pessoa, como agente, e a escola, como lugar de crescimento profissional permanente. • Promover aplicação de projetos didáticos e pedagógicos, fomentando intercâmbio de práticas entre diferentes profissionais e redes de ensino. • Estimular o surgimento de projetos de pesquisa-ação. • Melhorar o desempenho profissional docente e, consequentemente, elevar os índices de aproveitamento escolar dos alunos.

DEPOIMENTO “A nossa formadora Albanize é muito inteligente e tem umas sacadas excepcionais, nos apresenta algumas experiências do dia a dia que são muito válidas. Particularmente, serviu imensamente para a minha prática e eu pude observar algumas posturas com relação ao momento de contar histórias. Veio reforçar ainda mais a ideia de que a nossa rede municipal de Itapetininga está no caminho certo.” Elaine Cristina Moreira Queiroz de Oliveira Professora de Itapetininga (SP).

55


Parceria

PROFESSOR 3.0

INTEL LEARNING SERIES Experiência de aprendizagem colaborativa, interativa e inspiradora para alunos e educadores O mundo tecnológico entrou nas salas de aula de forma muito rápida. Hoje, não é mais possível ficar fora dessa tendência mundial. Muitas escolas brasileiras já integram as TICs (Tecnologias da Informação e Comunicação) para apoiar o desenvolvimento e aprendizado dos conteúdos pedagógicos. Os alunos chegam às escolas sabendo utilizar redes sociais, equipamentos de primeira geração, entre outros recursos tecnológicos. O programa Intel Learning Series apoia a inovação das escolas públicas brasileiras. Um equipamento desenvolvido especialmente para o cotidiano escolar, pequeno, de fácil transporte, resistente à água e quedas da carteira escolar. Além de inovador e envolvente, torna as aulas mais atrativas e ainda pode trazer em sua configuração softwares personalizados para atender diversos conteúdos pedagógicos. Por tudo isso, é um complemento no âmbito escolar, moderno e enriquecedor, para que o professor desenvolva cada vez mais a autonomia com o uso das tecnologias a favor da aprendizagem.


Intel Classmate PC - Conversível O Intel Classmate PC - conversível é projetado para crianças e leva em consideração a utilização diária do equipamento.

ESTRUTURA • • • • • •

Inovação para as escolas públicas. Aulas mais atrativas. Desenvolvimento da autonomia do Educador com a formação do programa Intel Learning Series. Mobilidade do equipamento para que o aluno realize atividades fora da sala de aula e/ou em casa. Formação para uso do dispositivo em qualquer espaço escolar ou fora dele. Apresenta dois recursos em um só equipamento: Netbook e Tablet.

BENEFÍCIOS • Novas possibilidades para que os alunos compreendam os conteúdos pedagógicos, seja qual for o nível de ensino. • Oportunidade de aprender em qualquer lugar. • Proporciona a experiência de aprendizado colaborativo, interativo e motivador.

PROGRAMA INTEL EDUCATION NA MALÁSIA

Pesquisas mostram que a aprendizagem digital um a um enriquece a educação na Malásia. RESULTADOS IMPORTANTES

A expansão do acesso Wi-Fi em áreas rurais é importante para o sucesso do programa. O governo da Malásia está trabalhando para expandir as redes Wi-Fi.

A distribuição de PCs por meio das escolas, e não diretamente aos alunos, melhora a integração na sala de aula.

A distribuição de 93.000 Intel Classmate PCs para alunos de 10 a 14 anos eliminou o abismo digital das famílias de baixa renda.

Fonte: http://www.intel.com/content/www/br/pt/education/education-transformation/intel-education-research-summary-malaysia.html

DEPOIMENTO “Os recursos apresentados são de grande importância para complementar o currículo escolar, pois a partir deles podemos pesquisar conteúdos, realizar diversos trabalhos, como releitura de obras; enfim, é indispensável para o momento em que estamos inseridos.” Cláudia Silva Professora de Guaratinguetá (SP).

57


PROFESSOR 3.0

INTERCÂMBIO EDUCACIONAL Proposta que permite experimentar uma cultura diferente e compartilhar experiências de sucesso Estudantes e professores viajam para conhecer ambientes educacionais e seus atores em outros países, com a finalidade de aprender e ensinar. As opções são diversas em termos de países e níveis de educação e muitos têm investido em viagens com esse objetivo. O programa oferece oportunidade de estudo a docentes brasileiros em universidades de excelência, bem como a possibilidade de estágio programado de pesquisa em inovação pedagógica, para posterior aplicabilidade no contexto educacional brasileiro. Para os discentes, permite a atualização de conhecimentos em matrizes curriculares diferenciadas, possibilitando o acesso de estudantes brasileiros a instituições de elevado padrão de qualidade, visando complementar sua formação técnico-científica em áreas prioritárias e estratégicas para o desenvolvimento do Brasil.


Intercâmbio nos Estados Unidos Professores de inglês da rede estadual de ensino de Alagoas participaram do Seminário de Socialização do Projeto Intercâmbio Educacional da Língua Inglesa. Durante o evento, os educadores puderam conhecer experiências de oito professores de língua inglesa que participaram do Intercâmbio Cultural nos Estados Unidos em 2012.

ESTRUTURA • • • •

Parcerias internacionais e nacionais que facilitam o intercâmbio. Oportunidade de estudo a docentes brasileiros em universidades de excelência. Possibilidade de estágio programado de pesquisa em inovação pedagógica. Atualização de conhecimentos em matrizes curriculares diferenciadas.

BENEFÍCIOS • • • • • • •

Currículo profissional diferenciado. Desenvolvimento de habilidades sociais, emocionais e multiculturais. Proatividade, flexibilidade e desenvoltura para lidar com novas situações. Vivências significativas no mundo globalizado. Estimula iniciativas de internacionalização das instituições brasileiras. Possibilita a formação com qualidade de uma força de trabalho técnico-científica especializada. Complementa a formação de estudantes brasileiros, dando-lhes a oportunidade de vivenciar experiências educacionais voltadas para a qualidade, o empreendedorismo, a criatividade e a inovação.

PROCURA POR INTERCÂMBIO Curso e atividades de maior procura por alunos estrangeiros.

80%

55%

52,5% 37,5% 27,5%

65%

7,5%

7,5%

Intercâmbio de estudantes. Intercâmbio de professores. Projetos de pesquisa. Participação em redes internacionais de ensino e pesquisa. Participação em associações e organizações internacionais. Seminários e eventos internacionais. Duplos diplomas de graduação. Duplos diplomas de pós-graduação. Cursos conjuntos com instituições internacionais. 15%

Fonte: Embratur & Belta, 2009; Publicação Turismo de Estudos e Intercâmbio - http://goo.gl/4KLJ3k

DEPOIMENTO “Para o professor de inglês Francisco Rinaldo Couto, que leciona em três escolas estaduais de Maceió, quem trabalha com ensino tem necessidade de se atualizar e aperfeiçoar o conhecimento constantemente.O educador define como formidável a possibilidade de trocar experiências com colegas da área. A língua inglesa, atualmente, é falada em mais de 70 países, por isso é tão importante promover esse tipo de socialização com professores. As práticas pedagógicas ficam muito amarradas quando não são compartilhadas, observa Francisco, que participou do Projeto Intercâmbio Educacional da Língua Inglesa.”

59


PROFESSOR 3.0

MICROSOFT NA APRENDIZAGEM Integração efetiva das tecnologias no cotidiano escolar para a melhoria dos processos de ensino e aprendizagem Microsoft na Aprendizagem é um conjunto de Programas de Formação Tecnológica fundamentados nas Habilidades do Século XXI – UNESCO, visando a integração das tecnologias no cotidiano escolar. O programa contribui para a melhoria dos processos de ensino e aprendizagem, utilizando as modernas Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs). O objetivo é integrar ações pedagógicas com tecnologias, envolvendo alunos, educadores e gestores. Fazem parte desse programa as formações Aluno Monitor, Desafio Digital, Pilares da Educação Digital, Aprender em Parceria, Office 365, Windows na Sala de Aula, Autoavaliação Parceiros na Aprendizagem, Teaching with Technology, PIL Network e IT Academy.


Tecnologia como aliada A combinação de atividades lúdicas e recursos tecnológicos torna as aulas menos rotineiras, despertando nos alunos o interesse pelo conteúdo das matérias. Mesmo as disciplinas consideradas “maçantes” têm seu aprendizado facilitado com a integração da tecnologia, despertando nos alunos o gosto pelos estudos.

ESTRUTURA • • • • • •

Formação nos programas da Microsoft Educação. Oferecer uma educação inovadora e de qualidade. Gerenciamento do ambiente de aprendizagem. Tutores capacitados e certificados diretamente pela Microsoft Brasil. Certificados em parceria com Microsoft Brasil. Fundamentação nas Habilidades do Século XXI – UNESCO.

BENEFÍCIOS • Desenvolvimento de competências – oferecendo conteúdos, currículo e aprimoramento profissional. • Valorização e reconhecimento de práticas inovadoras de ensino e aprendizagem do século XXI. • As escolas passam a fazer o uso efetivo e relevante da tecnologia.

APERFEIÇOAMENTO E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL Soluções Microsoft viabilizam curso online para professores do ensino público. 300000 250000

10 mil professores. 270 mil pessoas (estimativa).

200000 150000

A ferramenta desenvolvida foi um Ambiente Virtual de Aprendizagem - plataforma, banco de dados e servidor Microsoft.

100000 50000 0

2010

2011

Fonte: http://www.microsoft.com/brasil/Casos/interna.aspx?id=1003

DEPOIMENTO “As soluções voltadas para este segmento levam às escolas e universidades o controle necessário para o crescimento e organização, enquanto entrega aos alunos benefícios na forma de interatividade e novas aplicações pedagógicas, facilitando em muitos níveis o processo de aprendizado. A tecnologia pode impactar a educação e acelerar o crescimento potencial de cada estudante, educador e instituição acadêmica. Queremos ampliar o acesso das instituições educacionais às tecnologias de ponta, tais como Computação em Nuvem.” Milton LarsenBurgese Diretor de Educação Microsoft.

61


Parceria

PROFESSOR 3.0

PORTAL EDUCACIONAL Referência em prestação de serviços educacionais e administrativos a toda comunidade Cabe à escola, enquanto instituição responsável pela sistematização do saber, refletir sobre seu papel diante da realidade do mundo e repensar a utilização das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) no ambiente escolar. Os portais são soluções estudadas que buscam transmitir as informações necessárias por meio da Internet, avaliando seu uso no cotidiano dentro e fora desse contexto e articulando essa utilização e avaliação a decisões referentes a universos distintos, porém inter-relacionados, tais como o que conhecer, como intervir nesse processo, como participar do intercâmbio comunicativo e, ainda, como administrar as novas relações sociais e virtuais na contemporaneidade. O Planeta Educação (www.planetaeducacao.com.br) é um exemplo de Portal Educacional com a função de oferecer tanto serviços educacionais quanto administrativos a toda a comunidade educacional, estando presente no Guia de Tecnologias do MEC e servindo de referência para muitas pessoas de várias partes do Brasil e do mundo.


Planeta Educação em números Até Agosto de 2013, o número de acessos ao portal www.planetaeducacao.com.br nos últimos anos ultrapassava a casa dos 13 milhões de pessoas interessadas nos mais de 2.500 artigos e quase 4 mil notícias publicadas. Fonte: Google Analytics.

ESTRUTURA • • • • • • • • • •

Inclusão digital por padrões de acessibilidade. Projeto visual desenvolvido de acordo com a experiência dos usuários, garantindo a usabilidade total. Ampliação do conhecimento e visão dos alunos. Agilidade na comunicação e na troca de informações. Pesquisas acadêmicas avançadas. Interação dos usuários por meio das redes sociais. Conteúdos multimídia. Recursos interativos, tais como e-mails, chats, fóruns e projetos educacionais. Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA). Atualizações diárias com conteúdos e experiências em Educação ao redor do mundo.

BENEFÍCIOS • • • • • •

Diminuição de custo com materiais de apoio. Redução de evasão e fracasso escolar. Redução de custos com atividades burocráticas. Maior participação da população. Interação entre alunos e professores. Apoio nas atividades em sala de aula.

ACESSOS

Com mais de 22 milhões de páginas visualizadas, o portal Planeta Educação é referência no Brasil e no mundo. Acima de

22 milhões

de visualizações de páginas.

Acima de

15 milhões de visitas.

Fonte: Google Analytics.

DEPOIMENTO “O Planeta Educação é uma referência para educadores, profissionais e, principalmente, apaixonados pelo tema, que aí encontram opiniões, notícias, recursos pedagógicos, publicações, leis e documentos de referências nacionais e internacionais. Por tudo isso, recomendo visitas frequentes e convido-os a enviar contribuições. Essa troca enriquece a todos.” Marta Gil Socióloga, Consultora, Coordenadora Executiva do Amankay Instituto de Estudos e Pesquisas, Fellow da Ashoka Empreendedores Sociais, Colaboradora do Planeta Educação e Colunista da Revista Reação.

63


PROFESSOR 3.0

TEACHING WITH TECHNOLOGY Ambiente Virtual de Aprendizagem para educadores do século XXI Educadores do século XXI estão se deparando com a necessidade de desenvolver novas habilidades a fim de integrar as tecnologias atuais às suas práticas de ensino. Teaching with Technology oferece um Ambiente Virtual de Aprendizagem no qual os educadores encontram conteúdo rico e interativo para aprofundar seus conhecimentos. O ambiente possibilita a formação de professores para ampliar a integração da tecnologia alinhada aos Padrões Mundiais da UNESCO, de acordo com a Matriz de Competências TIC para Educadores (UNESCO ICT-CFT). O programa oferece conteúdos que auxiliam os educadores a integrar de forma inovadora as TICs na sua prática de ensino, proporcionando seu desenvolvimento profissional e oferecendo aulas mais atrativas e interativas aos alunos.


Padrões UNESCO ICT Destina-se a informar os responsáveis ​​pela Educação sobre o papel das TICs na reforma educacional, bem como para auxiliar no desenvolvimento de padrões de competência em TICs para professores.

ESTRUTURA • Formação de Educadores. • Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem. • Apoio na organização e no gerenciamento da formação.

BENEFÍCIOS • • • • • •

Desenvolvimento das habilidades tecnológicas e crescimento profissional do Educador. Ampliação do acesso aos recursos tecnológicos e incentivo à integração na sala de aula. Ambiente Virtual de Aprendizagem dinâmico. Troca de experiências pedagógicas para um aprendizado mais ativo. Acesso ilimitado a todo o material educacional. Melhores resultados na aprendizagem dos alunos.

TECNOLOGIA NA ESCOLA E NO ENSINO Interferência dos recursos tecnológicos no processo educacional.

ANTES

DEPOIS

Modelo cultural e burocrático (massificação do ensino).

Modelo de ensino baseado na construção do conhecimento e crítica.

Organização linear no processo de ensino.

Organização não linear no processo de ensino.

Postura do aluno (passivo, imaturo, consumista de informação pronta, ausência de autonomia e de organização pessoal).

Postura ativa do aluno.

Postura do professor (tradicional e resistente).

Prática e postura do professor (usuário moderado e inovador).

Aulas focadas no conteúdo e na informação.

Foco nas aulas (há equilíbrio entre conteúdo, informação, aluno e interação por eles).

Locais restritos de ensino.

Locais diversificados para o ensino (sala de aula, laboratório de informática e outros).

Fonte: http://www.infoescola.com/educacao/tecnologia-na-escola-e-no-ensino/

DEPOIMENTO “A partir dos métodos interativos sugeridos no Teaching with Technology, conseguimos organizar e utilizar as TICs de forma a desenvolver as competências e habilidades dos alunos durante as atividades propostas nas aulas.” Elena Muzlanova Professora de Inglês, Moscow.

65


GESTOR 3.0

100% AULA Desenvolvimento de atividades envolventes com os alunos em caso de ausência de professores O progresso escolar e o desempenho em avaliações dos alunos nas redes de ensino apresentam prejuízos em razão das faltas dos professores. Estudos apontam que o aluno brasileiro costuma ter de 20 a 50% a menos de aulas durante o ano em virtude desse fato. Além disso, as escolas com as menores taxas de absenteísmo dos docentes são também as que tiveram os maiores índices no IDEB. A diferença no índice entre uma instituição com muitas faltas e outra com poucas chega a 86%. O programa 100% Aula preenche com especialistas os “horários vagos” ocasionados pela ausência de professores. Para isso, são criados bancos de atividades de caráter acadêmico, cultural e lúdico, com ações que direcionam as práticas a ser desenvolvidas pela equipe de profissionais nas unidades escolares.


Falta de professores A falta de professores efetivos na rede municipal de ensino de Uberaba levou a Prefeitura a decretar situação de emergência para agilizar a contratação de profissionais. A demanda atual na área da educação é de mais de 400 profissionais. Fonte: http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro

ESTRUTURA • • • • • • •

Equipe com profissionais locais. Plano de ação adequado à demanda. Kit com recursos materiais e pedagógicos. Banco de atividades por área do conhecimento e ano escolar. Acompanhamento e avaliação do desenvolvimento das ações. Registro e documentação das ações do programa. Solução eficaz para problema recorrente de alta complexidade.

BENEFÍCIOS • • • • • •

Preenchimento imediato dos “horários vagos” devido às faltas de professores. Reforço ao aprendizado dos conteúdos acadêmicos. Evita dispensa do aluno por ausência do professor. Alunos desenvolvendo atividades mesmo com a falta do professor. Minimiza índices de evasão e absenteísmo escolar. Recursos pedagógicos e técnicos de baixo custo e alto impacto.

OCORRÊNCIAS DE SUBSTITUIÇÃO DE PROFESSORES Você acompanha esta turma desde o começo do ano?

% 17,3

Não, antes de mim, houve um professor

220

Não, antes de mim, houve dois ou mais professores

118

9,3

Sim

935

73,4

1.273

100,0

Total Fonte: UNESCO-MEC/INEP, Pesquisa: Sucesso e Fracasso no Ensino Fundamental.

DEPOIMENTO “Nossas escolas sofrem muito com a falta de professores, o que causa um grande transtorno para os pais, alunos e para a comunidade em geral. Com esse programa, podemos manter os alunos na escola desenvolvendo atividades muito interessantes com a supervisão de profissionais competentes.” Claudia Silva Camargo Gestora de Cubatão (SP).

67


GESTOR 3.0

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM Indicadores para orientar e subsidiar a tomada de decisão dos educadores com relação ao processo ensino e aprendizagem Durante muito tempo, a avaliação foi usada como instrumento para classificar e rotular os alunos entre os bons, os que dão trabalho e os que não têm jeito. A prova bimestral, por exemplo, servia como uma ameaça à turma. Felizmente, esse modelo ficou ultrapassado e, atualmente, a avaliação é vista como uma das mais importantes ferramentas à disposição dos professores para alcançar o principal objetivo da escola: fazer todos os estudantes avançarem. Ou seja, o importante hoje é encontrar caminhos para medir a qualidade do aprendizado dos alunos e oferecer alternativas para uma evolução mais segura. Este programa oferece um Sistema de Gestão de Aprendizagem com mecanismos e instrumentos avaliativos para acompanhar, avaliar e medir a aprendizagem dos alunos por meio de conteúdos digitais, propostos ao final de cada situação de aprendizagem. As informações disponibilizadas pelo sistema são de fácil entendimento e a linguagem pedagógica permite ao professor desenvolver um trabalho personalizado e focado em cada aluno.


Garantindo o desenvolvimento dos alunos As escolas estaduais de São Paulo iniciam a aplicação da Avaliação de Aprendizagem em Processo. O exame é utilizado pelos educadores para analisar o nível de aprendizado e, com isso, traçar estratégias e metas para garantir o desenvolvimento dos alunos.

ESTRUTURA • Ampla variedade de opções de atividades de aprendizagem, modalidades, caminhos e avaliações. • Sistema de Gestão de Aprendizagem com mecanismos e instrumentos avaliativos para acompanhamento, avaliação e medição da aprendizagem dos alunos. • Sistema de fácil entendimento e linguagem pedagógica, proporcionando o desenvolvimento de trabalhos personalizados e focados nas necessidades de cada aluno.

BENEFÍCIOS • Analisar continuamente as conquistas do aluno, por meio da correlação de seus resultados com referências estabelecidas e com modelos de competências definidas no currículo. • Motivar o aluno, ajudando-o a construir experiências de aprendizagem. • Melhorar o desempenho escolar do aluno com intervenções pontuais e rápidas. • Proporcionar aos agentes educacionais e à sociedade a visão concreta dos resultados do processo de ensino e aprendizagem. • Colher dados e identificar indicadores que possibilitem maior compreensão dos fatores que influenciam o desempenho dos alunos nos diversos ciclos. • Implantar e consolidar uma cultura de avaliação e de diagnóstico nas redes de ensino, objetivando o estímulo e a adoção de projetos voltados à melhoria constante do desempenho escolar. • Sistematizar dados para subsidiar políticas e diretrizes públicas no âmbito das escolas.

DEPOIMENTO “Em qualquer processo de avaliação da aprendizagem, há um foco no individual e no coletivo. Mas é preciso levar em consideração que os dois protagonistas são o professor e o aluno - o primeiro tem de identificar exatamente o que quer, enquanto o segundo tem de se colocar como parceiro. É por isso que a negociação adquire importância ainda maior. Em outras palavras, discutir os critérios de avaliação de forma coletiva sempre ajuda a obter resultados melhores para todos.” Mere Abramowicz Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

69


GESTOR 3.0

CONSULTORIA ESPECIALIZADA Inovação na gestão de acordo com as tendências locais e globais A solução Consultoria Especializada tem o objetivo de prestar serviços de consultoria para enfrentamento de problemas ou necessidades específicas vivenciadas pelas Secretarias de Educação e outras Secretarias de Governo. Visa o desenvolvimento de planos específicos de ação, elaborados conjuntamente entre consultores altamente especializados e gabaritados e os profissionais que compõem as equipes das Secretarias para conceber, desenvolver, executar, acompanhar e avaliar as ações definidas, dando rumos inovadores para a gestão de acordo com as tendências locais e globais. Os conteúdos oferecidos pela Consultoria Especializada são personalizados de acordo com a realidade local e desenvolvidos em parceria com empresas como Instituto Rodrigo Mendes, Rede SACI, CECIP, Singapura, Harvard, Kagan e FGV.


A importância da consultoria Na indústria, agricultura, pecuária, comércio, educação e serviços em geral, proliferam a utilização de consultores especializados, visto que oferecem conhecimentos, habilidades e competências para atender as necessidades elencadas.

ESTRUTURA • • • • • • • • •

Consultoria em gestão da qualidade. Equipe multidisciplinar. Indicadores de desempenho. Gestão por competências. Pesquisa, investigação e mapeamento. Gestão pedagógica e administrativa. Estratégias e técnicas para inovação dos processos de gestão. Consultoria para creches, pré-escolas e demais níveis de ensino. Registro e documentação das ações do programa.

BENEFÍCIOS • • • • • • •

Atendimento personalizado. Avaliação e monitoramento das ações implantadas. Construção de diretrizes, procedimentos, políticas e ações. Avaliação por competências. Inovação na gestão. Soluções de forma rápida, inteligente e eficiente. Eficácia no processo de gestão.

DEPOIMENTO “Essa parceria foi um ganho muito grande porque nos deu a oportunidade de abertura e, até mesmo, da escolha do profissional. A rede municipal exige que o profissional esteja seguindo toda uma linha e tomando os devidos cuidados. O curso tratou de assuntos que o professor está fazendo uso na sua sala de aula e eu penso que é algo que será bastante positivo.” Maria de Lourdes Gonçalves Bonow Assessora Técnica Pedagógica de Itapetininga (SP).

71


GESTOR 3.0

CONVÊNIOS Serviços de consultoria na elaboração, solicitação e acompanhamento de convênios educacionais Muitos gestores da Educação desconhecem os caminhos para a obtenção de recursos para a implantação de novos projetos educacionais ou, até mesmo, para a manutenção dos projetos do sistema educacional do seu município. Com isso, benefícios e inovações não chegam aos alunos, comprometendo o desempenho e o sucesso escolar e, consequentemente, as avaliações das escolas - IDEB. A partir da ação de consultores especializados, são identificadas as necessidades passíveis de captação de recursos oriundos de convênios, a elaboração de planos adequados à demanda, possibilitando mais qualidade na educação, decorrente da implantação de programas especializados.


Programas educacionais de qualidade Atualmente, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE/MEC oferece inúmeros programas educacionais de qualidade que estão à disposição dos municípios brasileiros. Basta se cadastrar para receber os recursos em função da assinatura de convênios com a autarquia.

ESTRUTURA • • • • • • • •

Plano de consultoria adequado à demanda. Assessoria na elaboração de projetos. Orientações técnicas para captação de recursos. Solicitação e acompanhamento de projetos. Acompanhamento das solicitações realizadas. Avaliação dos resultados das ações. Apoio ao encaminhamento das solicitações aos órgãos competentes. Registro e documentação das ações do programa.

BENEFÍCIOS • • • • • • •

Mais qualidade na Educação decorrente da implantação de novos programas. Melhor utilização dos recursos obtidos por meio dos convênios. Resultados de excelência nas avaliações – IDEB. Qualidade do atendimento nos espaços educacionais. Satisfação dos pais pelo sucesso escolar dos filhos. Diminuição da necessidade de aplicação de verbas próprias. Otimização dos gastos públicos.

SICONV EM NÚMEROS - 2009 A 2011 13 14 27

12 36 11

17 27

12 34 11

36

15 26

11

2010 2009 2011 Fonte: http://www.governoeletronico.gov.br/acoes-e-projetos/convenios

Repasses do Governo Federal Valor global por região geográfica (%) CENTRO-OESTE NORDESTE NORTE SUDESTE SUL

DEPOIMENTO “Ao estabelecer convênio com o MEC, por meio do PAR, conseguimos a instalação de salas multifuncionais para realizar o Atendimento Educacional Especializado aos alunos com deficiência. Os professores ficaram satisfeitos com a estrutura oferecida, os alunos recebem o atendimento que têm direito e os pais agradecem felizes.” Maria Antônia dos Santos Gestora de escola em Cubatão (SP).

73


12 9

3 6

GESTOR 3.0

EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL Atividades diversificadas que ampliam as oportunidades e situações de aprendizagem O programa prevê o desenvolvimento de atividades de criação e curriculares no contraturno, as quais são direcionadas para os campos social, cognitivo, cultural, esportivo, artístico e tecnológico, criando, por meio de oficinas, oportunidades de socialização e construção da cidadania para todos os alunos. O objetivo é apoiar os Sistemas Educacionais na implantação da Educação em Tempo Integral aos estudantes do Ensino Infantil, Ensino Fundamental e Técnico, prolongando o tempo de exposição do aluno às situações de aprendizagem, por meio de atividades educativas, culturais, esportivas e lúdicas, promovendo a qualidade da educação e a formação integral dos alunos.


Meta 6 do PNE A meta 6 do PNE também prevê o estímulo à oferta de atividades voltadas à ampliação da jornada escolar de estudantes matriculados nas escolas da rede pública de Educação Básica, o que se dá por parte das entidades privadas de serviço social vinculadas ao sistema sindical, de forma concomitante e em articulação com a rede pública de ensino.

ESTRUTURA • • • • • • •

Equipe especializada. Portal colaborativo. Material pedagógico e didático para realização das oficinas. Formação continuada de educadores. Avaliação permanente do programa. Rigoroso acompanhamento de frequência e desempenho dos alunos nas atividades do currículo formal. Utilização de espaços adaptados (contêineres, tendas, salões) para ampliação dos espaços e número de alunos.

BENEFÍCIOS • • • • •

Jornada escolar dos alunos ampliada. Atingimento da meta 6 do PNE. Formação integral do aluno. Formação para educadores. Ações curriculares direcionadas para os campos social, cultural, esportivo, artístico e tecnológico.

MATRÍCULAS EM TEMPO INTEGRAL EM PALMAS (TO) Ano 2005 2006 2007 2008 2009 2010

Creche 822 910 907 1.278 1.977 2.029

Fundamental 0 0 1.150 5.282 5.877 13.362

Total 822 910 2.057 6.560 7.854 15.391

Fonte: SIA/SEMED - http://www.unicef.org/brazil/pt/br_tend_educ_integ.pdf

DEPOIMENTO “O programa Educação em Tempo Integral é uma iniciativa que permite que o aluno passe mais tempo na escola e, consequentemente, mais tempo aprendendo e se desenvolvendo como aluno e cidadão. São oficinas criativas, práticas, lúdicas e envolventes. Com certeza um grande ganho para a nossa rede municipal de ensino.” Isabel Cristina Dias de Moraes Cardoso Secretária de Educação de Votorantim (SP).

75


GESTOR 3.0

EDUCAÇÃO NA INFÂNCIA Estabelecimento de Centros para o Desenvolvimento Integral na Primeira Infância - CEDEIPIs O Brasil apresenta um elevado número de crianças fora da escola. A falta de vagas nas pré-escolas brasileiras é reflexo dos limites à capacidade dos municípios e da falta de recursos humanos e financeiros necessários para mudar esse cenário. Para que o país venha a consolidar o discurso da democratização e, ainda, para que venha a atingir as metas do Plano Nacional de Educação, o programa Educação na Infância tem como fim apoiar os Sistemas Educacionais Municipais e as Unidades Escolares no estabelecimento de Centros para o Desenvolvimento Integral na Primeira Infância, com o objetivo de qualificar significativamente os serviços prestados e elevar a capacidade de atendimento à demanda. Tudo isso se dá por meio da ampliação personalizada e inteligente dos espaços físicos e pelo desenvolvimento de projetos didáticos especiais para alunos de creches e préescolas em período integral.


1,157 milhão 1,157 milhão é o número de vagas que faltam nas pré-escolas brasileiras de acordo com a edição de Abril / Maio 2013 da Revista Escola Pública.

ESTRUTURA • • • • • • •

Realização de diagnóstico da realidade da unidade escolar e da rede física do município. Proposta pedagógica e desenvolvimento de projetos didáticos em formato de miniateliês. Uso dos espaços e reorganização do tempo. Equipe local especializada. Formação de educadores. Uso da tecnologia da informação. Assessoria técnica e jurídica.

BENEFÍCIOS • • • • • • •

Formação integral do aluno. Formação continuada de educadores. Jornada escolar do aluno ampliada. Atingimento da meta 1 do PNE. Remodelação dos espaços de aprendizagem existentes na escola, no entorno e na cidade. Construção de currículo/planejamento pautado nas múltiplas linguagens. Acesso a subsídios teóricos a partir de recursos tecnológicos auditivos e visuais, tidos como desencadeadores de reflexões sobre a concepção de criança e de infância.

DEPOIMENTO “Sem pessoas capacitadas é difícil dar conta dos pré-requisitos para participar de programas como o PROINFÂNCIA e o município perde o acesso a um recurso importante.” Figueiredo Secretário Municipal de Educação de Cuiabá (MT). Fonte: Revista Escola Pública número 32 - Abril / Maio 2013, pág. 33.

77


Formação Continuada

GESTOR 3.0

FORMAÇÃO CONTINUADA Aprendizado e desenvolvimento competências para o século XXI

das

habilidades

e

Apesar da constante atualização dos profissionais que atuam nas redes de ensino e do surgimento de equipes cada vez mais especializadas, há inúmeras circunstâncias e situações que demandam a ação de algum especialista, ou seja, de consultoria adequada a tal necessidade. Em educação, as demandas especializadas somente vieram a aumentar nos últimos anos. Questões como o uso de tecnologias em educação, a gestão escolar, avaliação, relação entre professor e aluno, novas metodologias de ensino, maior estímulo à participação das famílias na educação dos filhos e tantos outros tornaram essas questões ainda maiores no âmbito escolar. A Formação Continuada destina-se à formação dos profissionais da educação e visa o aperfeiçoamento dos saberes, das técnicas e das atitudes necessárias ao exercício profissional. Atualmente, esse aperfeiçoamento deve ser permanente e acontecer com vistas a uma educação que atenda as demandas do novo século. Harvard, Singapura, Microsoft, Intel, Cisco e Kagan fazem parte das empresas parceiras no desenvolvimento dos conteúdos da Formação Continuada.


“Compromisso de todos pela Educação” O Plano de Metas “Compromisso de todos pela Educação” coloca a formação inicial, continuada e a valorização dos professores como prioridade para a superação do fracasso escolar.

ESTRUTURA • • • • • • • • • • •

Competente equipe de profissionais especializados. Produção de materiais e conteúdos específicos. Sistemas de avaliação e monitoramento das formações. Construção de indicadores para mensurar os resultados esperados. Planos de ação adequados à demanda. Cursos, palestras, seminários, congressos, workshops e oficinas. Formação presencial e a distância. Ambiente Virtual de Aprendizagem com mediadores de discussão e debates. Intercâmbio pedagógico. Recursos e equipamentos para o funcionamento do programa. Registro e documentação das ações do programa.

BENEFÍCIOS • • • • • • •

Atendimento personalizado. Inovação nas ações formativas. Eficácia e eficiência no processo de formação. Banco de especialistas renomados. Mais qualidade na educação decorrente da formação dos educadores. Resultados de excelência nas avaliações – IDEB. Qualidade do atendimento na escola.

DEPOIMENTO “Os conteúdos desenvolvidos no curso vêm ao encontro do organograma que nós temos na rede municipal e às necessidades dos educadores. Superaram nossas expectativas. O curso trouxe bons esclarecimentos de como melhorar a nossa prática em sala de aula. Mudou totalmente o aspecto de contar histórias. Eu percebi na sala de aula que o interesse dos alunos aumentou, está mais latente nas crianças.” Marcio Aparecido de Freitas Professor da SME de Itapetininga (SP).

79


GESTOR 3.0

GESTÃO DE CRECHES Consultoria e apoio operacional para Creches e Pré-Escolas O Brasil tem uma crescente necessidade de investir na primeira infância para consolidar o discurso de democratização e para que venha a atingir as metas do Plano Nacional de Educação (PNE). A faixa etária de 0 a 3 anos merece atenção, pois atualmente apenas 28% desse segmento é atendido pelo sistema educacional. A consultoria em Gestão de Creches busca apoiar os Sistemas Educacionais municipais e as Unidades Escolares na elaboração de legislação específica para o desenvolvimento de projetos especiais, bem como propostas operacionais adequadas e necessárias para o funcionamento de Creches e Pré-Escolas em período integral, visando a ampliação de vagas nesse nível de ensino, resultados que se dão por meio de convênios e parcerias com sistemas privados e entidades filantrópicas.


Universalização do atendimento escolar A meta 1 do PNE estipula a universalização do atendimento escolar às crianças de 4 e 5 anos e 50% de atendimento das crianças de 0 a 3 anos até o final da vigência do Plano (entre 2016 e 2020).

ESTRUTURA • Consultoria técnica especializada na execução das ações de atendimento à demanda das creches e pré-escolas. • Sistema de solicitação de vagas. • Monitoramento eletrônico dos espaços de aprendizagem. • Material didático-pedagógico e mobiliário. • Adequação de espaços físicos. • Mobiliário adequado para a faixa etária dos alunos. • Formação continuada dos educadores presencial e a distância.

BENEFÍCIOS • Construção conjunta de estratégias políticas e criação de fundamentos legais para solução dos problemas relativos à educação na infância. • Elaboração de diagnóstico da rede escolar. • Plano de carreira para o magistério. • Elaboração e controle de metas no sistema educacional. • Plano para aceleração de vagas. • Estabelecimento de indicadores de qualidade. • Assessoria técnica e jurídica. • Cumprimento da meta 1 do PNE.

DEPOIMENTO “Acho que essa será a organização do futuro. É bom para as crianças e para os pais. Neste ano, o plano é adotar o sistema híbrido da CEMEI em 13 escolas - uma por diretoria de ensino na cidade. Vamos começar devagar para ver como funciona. Será ainda uma experiência pequena e a ampliação vai depender da avaliação dos resultados.” Alexandre Schneider Secretário de Educação em São Paulo (SP). Relato de experiência sobre o modelo de ampliação de creches na Capital Paulista.

81


GESTOR 3.0

GESTÃO DO TRANSPORTE ESCOLAR Condução de qualidade com conforto e segurança nos deslocamentos de casa para a escola e vice-versa Segundo o Censo Escolar da Educação Básica 2012, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC), 8,68 milhões de alunos fazem uso do transporte público escolar para ter acesso aos estudos, sendo que a grande maioria é transportada de ônibus. No entanto, em alguns casos, a má qualidade do serviço pode comprometer o deslocamento das crianças até a unidade escolar, prejudicando o processo de ensino e aprendizagem. Entre os entraves, podemos citar a falta de manutenção da frota, que interfere também na segurança; a distância entre a moradia e a escola, especialmente para os alunos que residem na zona rural; e a falta de tempo dos pais para encaminhar e/ou buscar os filhos. O Gestão do Transporte Escolar conta com um processo de rastreamento que permite aos pais acompanhar a locomoção dos veículos em tempo real a partir dos mais diversos tipos de mídias, como celulares e smartphones. Para os gestores, o programa representa uma importante ferramenta de acompanhamento da usabilidade do veículo e controle da frota, otimizando seu uso e melhorando os processos de manutenção.


Segurança no trajeto escolar Oferecer um transporte público de qualidade e com eficiência é fundamental para que os alunos cheguem mais tranquilos e motivados na escola e em casa, levando mais segurança e tranquilidade aos pais.

ESTRUTURA • Elaboração do diagnóstico do sistema de transporte escolar. • Mapeamento e descrição do roteiro dos veículos, sendo possível a utilização de sistema de georreferenciamento. • Manutenção da frota objetivando seu perfeito estado de conservação. • Rastreamento da frota em tempo real, inclusive com a possibilidade de criação de cercas virtuais.

BENEFÍCIOS • • • • • •

Possibilidade dos pais e do gestor acompanharem em tempo real o trajeto do ônibus escolar. Aviso aos pais e/ou alunos que o ônibus escolar está próximo. Mais segurança, bem-estar e conforto dos alunos. Simplificação e otimização da gestão do transporte escolar. Pontualidade e presença dos alunos com redução do absenteísmo e evasão. Melhoria da qualidade do serviço ofertado aos alunos com menores custos.

USO DO TRANSPORTE ESCOLAR NA ZONA RURAL Alunos do Ensino Fundamental residentes na área rural que utilizaram o Transporte Escolar. Ano

Alunos da área rural que utilizaram o transporte escolar

% população rural

% alunos matriculados

2003

4.313.551

14,53%

24,15%

2004

4.534.472

15,64%

25,25%

Fonte: INEP (2006) / http://geperuaz.belemvirtual.com.br/arquivos/File/nucleacao/panorama_do_transporte_escolar.pdf

DEPOIMENTO “A melhoria do transporte escolar projeta impactos diretos na qualidade do ensino ofertado pelas escolas. (...) A curto e a médio prazo, terá impacto significativo não apenas na melhoria da qualidade do ensino em sala de aula na rede pública estadual, mas também na redução dos desequilíbrios regionais que, infelizmente, ainda marcam a nossa geografia socioeconômica.” Flávio Arns Vice-governador do Paraná e Secretário de Educação Fonte: http://www.bemparana.com.br/noticia/269276/transporte-escolar-prioridade-na-melhoria-da-qualidade-do-ensino

83


GESTOR 3.0

GESTÃO ESCOLAR Plataforma tecnológica de gestão integral da vida escolar do aluno e da rede de ensino Quantos alunos frequentam a 2ª série de uma escola? E de toda a rede? Em qual escola os alunos têm melhor desempenho em Matemática? E em Português? Quantos alunos estão com rendimento abaixo do esperado e em quais escolas? Perguntas aparentemente simples, mas que infelizmente não têm uma resposta imediata, pois as informações estão dispersas e não organizadas adequadamente. O Gestão Fácil é uma plataforma tecnológica de apoio ao Gestor Educacional, seja ele Gestor de uma escola, de uma rede ou de um grupo de escolas. O sistema foi desenvolvido com o que há de mais moderno relacionado às Tecnologias da Informação e Comunicação e permite acesso imediato a informações relevantes da rede. O Gestão Fácil tem como foco o desenvolvimento integral do aluno, o qual é a figura central no sistema. A partir da coleta de informações, o sistema ainda gerencia o acompanhamento da vida escolar e permite a gestão integral das informações sobre o aluno.


Parceiro do Ano - Microsoft O programa Gestão Fácil, da Planeta Educação, foi o vencedor do prêmio Parceiro do Ano – Região da América Latina e Caribe (Latin America and Caribbean Regional Partner of the Year) na categoria Setor Público.

ESTRUTURA • • • •

Plataforma tecnológica de apoio ao Gestor Educacional. Informações sobre toda a Rede de Ensino em tempo real. Gestão integral das informações dos alunos, professores e funcionários. Módulo Inteligência Acadêmica.

BENEFÍCIOS • Acesso a informações da rede em qualquer hora e lugar, por meio de qualquer dispositivo móvel ou fixo com acesso à Internet. • Possibilidade de controle do rendimento dos alunos em tempo real. • Agilidade no fornecimento de informações relevantes da rede, visando à tomada de decisão. • Módulo “Inteligência Acadêmica”, no qual os dados são mapeados, permitindo que o gestor extraia dados conforme sua necessidade e gere relatórios, planilhas, apresentações, PDFs, fazendo ou não o compartilhamento.

Prêmio “Partner of The Year” Latin America and The Caribbean Award.

Acesso às informações da escola em tempo real.

Informações de inteligência acadêmica.

DEPOIMENTO “Educação precisa de agilidade. E ferramentas administrativas que representem isso são muito importantes na sociedade atual. Em Porto Feliz, a implantação do Projeto Gestão Fácil representa agilidade e um importante canal de comunicação entre os agentes envolvidos neste processo.” Carlos Alberto Pereira de Campos Diretor de Educação de Porto Feliz (SP).

85


Semana de Educação

GESTOR 3.0

ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS Planejamento e organização de eventos A realização de eventos que visam à formação continuada dos profissionais da educação faz parte do planejamento estratégico da maioria das Secretarias de Educação. Apesar de extremamente importantes, tais iniciativas exigem grande esforço e consomem o tempo dos gestores, impedindo-os de dedicar atenção às questões administrativas e pedagógicas do cotidiano. A solução visa planejar e realizar eventos educacionais diferenciados, estrategicamente organizados para atender as necessidades dos sistemas de ensino, alcançando a participação significativa do público desejado e atingindo os melhores resultados esperados. Definir programação e local, convidar e contratar palestrantes, confeccionar convites e divulgar o evento, entre outras são algumas das soluções disponíveis.


Do planejamento ao pós-evento Nós pensamos e cuidamos de cada detalhe como se fosse único. Uma proposta diferenciada, aliando concepção e execução a um plano integrado de comunicação.

ESTRUTURA • • • • • • •

Apoio logístico, operacional e pessoal. Roteiro de trabalho, briefing e check-list. Definições preliminares como programação, local, convite e horário. Formação e treinamento de comissões organizadoras. Segurança aos participantes. Controle das ações. Pós-evento e relatórios.

BENEFÍCIOS • • • • • •

Eventos com alto padrão de qualidade e bem estruturados. Participação de especialistas de renome nacional e internacional. Satisfação dos participantes. Agilidade na execução das ações. Inovação e sofisticação. Produção elaborada.

EVENTOS EM NÚMEROS Estima-se que sejam realizados cerca de

70 mil eventos do tipo congresso com crescimento de 12% ao ano (ICCA – 2006).

Fonte: http://www.sistemaeventos.com/o-profissional-de-eventos-e-suas-perspectivas-de-trabalho/

DEPOIMENTO “Parabéns mais uma vez a toda a equipe organizadora. Vocês acertaram em trazer toda a equipe da escola para este evento. Foram dias muito produtivos e que irão acrescentar muito no nosso dia a dia. Tudo preparado com muito carinho. Foi excelente.” Tatiana D. R. Moraes Diretora de Escola do Guarujá (SP).

87


GESTOR 3.0

QUALIFICAÇÃO EM GESTÃO Formação e aperfeiçoamento de lideranças que atuam nas escolas e Secretarias de Educação Os gestores que atuam nas escolas públicas e nas Secretarias de Educação no Brasil apresentam um nível de escolaridade em que a maioria (59,4%) declara ter, pelo menos, curso de especialização. Mas observa-se que as formações são tradicionalmente relacionadas à área educacional, como Pedagogia e Letras, e são expressivos os percentuais de gestores com graduação em Pedagogia (44,9%) e especialização na área de Educação (27,9%). Ou seja, poucos frequentaram formações com conteúdos administrativos e gerenciais. Diante desse cenário, constatamos que grande parte dos gestores não foi preparada para ocupar um cargo de liderança, visto que sempre estiveram exercendo a função docente ou estudando conteúdos ligados à docência. O objetivo deste programa é promover a formação e o aperfeiçoamento das lideranças que atuam nas escolas e nas Secretarias de Educação, por meio de um programa de qualificação composto por diversos temas relacionados às práticas da Educação 3.0. As temáticas são discutidas e exercitadas tendo como diretrizes os referenciais teóricos e tecnológicos mais recentes, tornando maior a competência profissional.


50.000 alunos beneficiados O programa foi implantado em muitos municípios com a participação de mais de 500 gestores, beneficiando, aproximadamente, 200 escolas públicas, 1.000 professores e mais de 50.000 alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio e EJA.

ESTRUTURA • Profissionais altamente especializados e que possuem larga experiência nos conteúdos técnicos definidos para a formação. • Formação continuada: articulação e planejamento, não se restringindo a intervenções pontuais. • Formação em serviço: estratégias de formação para solucionar o problema da falta de disponibilidade do gestor. • Autoformação: instrumentos de desenvolvimento profissional e avaliação de desempenho. • Coaching: acompanhamento do gestor com ações propositivas de mudanças.

BENEFÍCIOS • Mudança significativa na forma como o gestor desenvolve suas funções no dia a dia. • Alunos, educadores e pais motivados com as mudanças na gestão. • Valorização e estímulo ao aprendizado.

NOTAS ATRIBUÍDAS PELOS GESTORES AO PROGRAMA 9,8 9,6 Média geral do programa. 9,4

Aplicabilidade dos conteúdos. Organização do programa.

9,2 BERTIOGA

TABOÃO DA SERRA

PORTO FELIZ

LORENA

DEPOIMENTO “Os aprendizados que obtive foram levados para minha área de trabalho na Secretaria de Educação. Aprendi a delegar tarefas, a dividir atribuições, a ouvir mais o outro. E continuo aprendendo e colocando em prática o aprendizado adquirido no curso. Estou tentando vencer alguns paradigmas, mas a luta é constante e diária. O aprendizado é realizado muitas vezes na hora que aparecem os problemas e, assim, vamos crescendo e amadurecendo tanto no lado profissional quanto no lado pessoal.” Priscilla Kelly dos Santos Professora de Lorena (SP).

89


COMUNIDADE 3.0

CARTEIRINHA INTELIGENTE Informações atualizadas da rede de ensino em tempo real e em qualquer lugar A vida agitada do cotidiano faz com que os pais nem sempre tenham tempo de se informar sobre as atividades acadêmicas de seus filhos. Por outro lado, os sistemas de identificação impressos das carteirinhas ficam obsoletos rapidamente, tornando-os deficientes. A Carteirinha Inteligente permite controlar o acesso do aluno à escola com a utilização de leitores especialmente desenvolvidos para esse fim, possibilitando que os pais acessem, a partir de qualquer dispositivo conectado à Internet, diversas informações do aluno, tais como notas, informações disciplinares e de saúde. Ao acompanhar a vida escolar dos filhos, mesmo que distantes fisicamente, os pais contribuem para a diminuição da evasão escolar, aumentam o interesse de seus filhos pelo estudo e evitam que eles sejam expostos à violência e ao uso de drogas, entre outros problemas da sociedade atual.


30 mil carteirinhas entregues Este é o número aproximado de carteirinhas distribuídas aos alunos da rede municipal de ensino em Taboão da Serra, no estado de São Paulo.

ESTRUTURA • Identificação do aluno com foto e QRcode. • Facilidade na identificação dos alunos por terceiros, em caso de acidente, por exemplo. • Facilidade dos pais na visualização das informações dos alunos atualizadas em tempo real.

BENEFÍCIOS • • • • •

Informações de toda a rede de ensino em tempo real. Possibilidade de acesso às informações de qualquer dispositivo com acesso à Internet. Acompanhamento da vida escolar do aluno por seus pais. Controle efetivo da presença do aluno no ambiente escolar. Informações quantitativas e qualitativas para o aprimoramento das ações.

DEPOIMENTO “Estou muito satisfeita com os serviços prestados pela empresa Planeta Educação. Nós utilizamos o Portal do Aluno e todos os acessos foram de uso facilitado e muito útil. Fiquei muito feliz de saber que as crianças da escola pública também podem ter direito à modernidade e informatização. Com a Carteirinha Inteligente, posso acessar as informações do meu celular e inclusive do meu trabalho.” Priscila Limonta Leite Mãe dos alunos João Pedro e Vitória, de Taboão da Serra (SP).

91


COMUNIDADE 3.0

EJA VIRTUAL PROFISSIONALIZANTE Ambiente virtual personalizado para o aprendizado de jovens e adultos De acordo com pesquisas do Ministério da Educação, no Brasil são 16 milhões de analfabetos, pessoas que não conseguem sequer escrever um bilhete. Já os que não chegaram a concluir a 4ª série do Ensino Fundamental I somam 33 milhões. A Educação de Jovens e Adultos - EJA - dispõe de um Ambiente Virtual de Aprendizagem com recursos interativos e objetos de aprendizagem, que foram desenvolvidos dentro de um padrão de design instrucional para atender, especificamente, os alunos e professores da EJA, respeitando as necessidades e expectativas desse segmento e, consequentemente, aumentando a retenção dos alunos na escola. O programa estimula o aprendizado e promove a inclusão digital e social por meio da integração dos conteúdos acadêmicos com a tecnologia.


Abandono no ambiente rural Na edição de 2012 do relatório “Educação para Todos”, a UNESCO afirmou que o Brasil reduzirá sua taxa de analfabetismo em adultos para 5% em 2015 se continuar com a projeção atual. No entanto, é lembrado que restam desafios, como a redução do abandono escolar no ambiente rural, que atinge 45% dos jovens antes de acabar o Ensino Médio.

ESTRUTURA • • • •

Gerenciamento do Ambiente Virtual de Aprendizagem. Personalização do Ambiente Virtual de Aprendizagem. Personalização dos conteúdos. Formação de Educadores específica para o uso da tecnologia, tendo o objetivo de integrar os conteúdos aos recursos.

BENEFÍCIOS • • • • •

Redução dos índices de evasão. Elevação do índice de inclusão digital da EJA. Melhoria no desempenho escolar. Desenvolvimento de habilidades tecnológicas do século XXI. Melhores oportunidades no mercado de trabalho.

DADOS ESTATÍSTICOS 120% 100% 80% 60% 40% 20% 0%

100% 80%

70%

Sim 30% Teve alguma disciplina que abordasse a EJA na sua formação?

20% Fez algum curso de especialização em EJA?

Não Se tivesse oportunidade, faria?

Fonte: Instituto Federal de Educação e Tecnologias Fluminense.

DEPOIMENTO “O importante é que (re)pensemos nosso conceito de educação para jovens e adultos; fome de ler e vontade de aprender eles têm, só que de uma maneira mais ampla, característica de quem já tem experiência de vida, que necessita bem mais que a própria escrita e leitura convencional. Necessita, acima de tudo, ler as entrelinhas impostas pela problemática de ser e estar plenamente exercendo a cidadania.” Giuliano Freitas Graduado em Pedagogia, Equipe Brasil Escola.

93


r

te

En

COMUNIDADE 3.0

INCLUSÃO DIGITAL Uso e apropriação social das tecnologias para atender as necessidades das comunidades A Inclusão Digital tem como objetivo proporcionar a transformação pessoal e social. Atualmente o mundo é essencialmente tecnológico. Qualquer pessoa que possua acesso limitado ou não saiba utilizar as tecnologias disponíveis está, de alguma forma, excluída. Portanto, para exercer a cidadania e participar efetivamente do âmbito sociocultural, profissional e educacional, é imprescindível o acesso às tecnologias presentes na sociedade contemporânea.


O sentido da inclusão digital “O acesso às tecnologias adquire sentido quando se consegue atribuir significado às informações e expressar-se por meio dessa tecnologia, utilizando-a para resolver problemas da própria vida.” Professora Maria Elizabeth Bianconcini de Almeida.

ESTRUTURA • Hardware e software apropriados. • Conteúdos digitais em conformidade com as necessidades específicas. • Formação continuada com foco na integração entre habilidades tecnológicas e contexto social.

BENEFÍCIOS • • • •

Proporcionar novas oportunidades de emprego e aumento de renda. Realizar a inclusão digital da comunidade atendida. Estimular a maior participação da família na vida escolar dos filhos. Estimular o exercício da cidadania por meio do acesso a informações de interesse público nos sites dos governos e em outros com conteúdo pertinente a direitos e deveres. • Contribuir para o fortalecimento de atitudes de autoestima, convivência social e estímulo à aprendizagem.

INCLUSÃO DIGITAL 40%

25%

das crianças de 10 a 15 anos acessam a Internet diariamente.

dos domicílios brasileiros dispõem de computador.

COMPUTADOR

53%

dos brasileiros acessam a Internet diariamente.

46%

recorrem à “lan house”.

CRIANÇAS E JOVENS

ESCOLAS COM LABORATÓRIOS DE dos jovens de 16 a 24 anos INFORMÁTICA 54%

acessam a Internet diariamente.

17%

acessam a Internet na escola.

63%

do Ensino Médio.

19%

do Ensino Fundamental.

10%

dos professores da Educação Básica estão aprendendo a usar computadores como ferramenta pedagógica.

Fonte: Proinfo e TIC Domicílios 2008.

DEPOIMENTO “Nós, alunos do curso da comunidade, queremos agradecer por este ano tão importante em que pudemos conhecer um computador. Já vimos muita coisa nesta vida: enxada, vassoura, panelas, colher de pedreiro, massa, fios, agulha e linha. Hoje, também sabemos o que é mouse, teclado, monitor... Gostaríamos que este projeto continuasse: por nossos filhos, netos e pelos outros alunos que virão. Obrigado pela oportunidade!” Alunos do Curso de Inclusão Digital Bauru (SP).

95


Parceria

COMUNIDADE 3.0

INCLUSÃO LINGUÍSTICA Aprendizagem de uma língua estrangeira para comunicação em nível básico profissional Falar inglês, assim como falar espanhol ou mandarim, deixou de ser um quesito extra e tornou-se prérequisito essencial para qualquer profissional. Pode significar oportunidades em qualquer mercado de trabalho, no Brasil e no exterior. Aprender novos idiomas é também importante fator de inclusão social. Quem conhece outro idioma pode entrar em contato com o mundo ao seu redor e, certamente, acabará utilizando esse conhecimento para o seu crescimento pessoal e profissional. Esse saber o auxiliará, também, a se tornar um cidadão mais integrado e preparado para trabalhar em prol de sua comunidade. O programa de Inclusão Linguística oferece cursos com o objetivo de oportunizar a aquisição das habilidades essenciais da comunicação em línguas estrangeiras aos membros da comunidade local, possibilitando que os cidadãos sintam-se valorizados ao mesmo tempo em que aprendem e passam a ter domínio sobre um segundo idioma. Com o programa de Inclusão Linguística, oferecemos o acesso ao mundo globalizado e proporcionamos aos participantes a satisfação de que se sintam cada vez mais atualizados, úteis e socialmente incluídos.


Inglês e o mercado de trabalho “Em qualquer processo seletivo, quem fala inglês se destaca”, afirma Eduardo Oliveira, superintendente de operações do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). Apenas 20% dos candidatos a estágio cadastrados sabem inglês. “É muito pouco”, diz Oliveira.

ESTRUTURA • • • • • • • •

Softwares interativos. Plataforma de estudo com situações reais. Ensino voltado ao aprendizado online. Possibilidade de teste de nível ao início do curso. Livro do aluno com atividades relacionadas ao dia a dia. Atividades lúdicas e interativas que facilitam a prática do idioma. Suporte técnico para os recursos tecnológicos. Certificação ao término do curso.

BENEFÍCIOS • • • • • • •

Ampliar as oportunidades sociais dos membros da comunidade envolvidos. Melhorar a formação profissional dos participantes. Propiciar, em virtude da formação, novas oportunidades de emprego e aumento de renda. Utilizar recursos tecnológicos para apoio e desenvolvimento do conhecimento. Oferecer à comunidade um contingente de mão de obra mais qualificada. Aumentar o vínculo da comunidade com a escola. Estimular uma maior participação e frequência da comunidade na vida escolar dos filhos.

DEPOIMENTO “Eu sempre quis complementar os meus conhecimentos com um curso de línguas, pois, com a globalização e a exigência do mercado de trabalho, é praticamente obrigatório aprender o inglês, que é considerada a língua universal. Com o curso disponibilizado no programa Inclusão Linguística, eu aprendi muitas coisas que estão me ajudando no trabalho e na faculdade. Consegui uma oportunidade melhor no meu emprego depois que comecei o curso e isso fez até o meu salário melhorar. Esse curso será sempre um diferencial na minha vida profissional e pessoal.” Delci Santos Aluno de Taboão da Serra (SP).

97


Parceria

COMUNIDADE 3.0

PRÓ-FAMÍLIA HARVARD Visitas à casa do aluno para estreitar a relação família-escola Atualmente, a família se encontra em uma etapa de transformações e o reflexo dessas mudanças está na grande variedade de configurações familiares que podemos encontrar em nossa sociedade. Além destas mudanças, vivenciamos a globalização que indica as novas tendências mundiais, resultando nas mudanças político-econômicas e sociais, tendo, como consequências, novas necessidades e aquisição de novas habilidades para o século XXI. Em relação ao estudante deste século, a família e a escola estão defasadas, o que promove um distanciamento entre esses dois importantes setores. O programa Pró-Família parte do princípio que a convivência e a relação dos professores com a família são fatores fundamentais para o desenvolvimento individual do estudante, a inserção no universo coletivo, a mediação entre ele e o mundo, entre ele e o conhecimento, bem como sua adaptação ao ambiente escolar. O conceito orientador do programa propõe uma metodologia inovadora de visitas às famílias dos estudantes, auxiliando no desenvolvimento de novas redes de sociabilidade para a construção de canais de mediação mais constantes, pensando na comunidade como espaço educativo heterogêneo em que todos aprendem como partilhar saberes e recursos.


Envolvimento da família O aumento da participação das famílias na vida escolar é de, aproximadamente, 69% e 79% do aumento da participação dos estudantes nos programas oferecidos pela administração pública em municípios onde o programa Pró-Família Harvard acontece.

ESTRUTURA • • • • •

Formação de agentes educacionais, professores, gestores e comunidade. Cartilhas de orientação às famílias. Site personalizado de divulgação. Sistema de gerenciamento das informações. Devolutivas com as informações do estudante.

BENEFÍCIOS • • • • • • • •

Melhoria no desempenho escolar e aumento do IDEB. Ampla divulgação dos programas desenvolvidos pelo estado e município. Aproximação da realidade do estudante, família e comunidade. Políticas públicas com dados estatísticos das devolutivas e focos de melhoria, ampliando benefícios da gestão pública. Mídia positiva no quesito educação e cidadania. Aumento de oportunidades educacionais. Integração da escola com a comunidade. Ampliação da Rede de Proteção à Criança.

DADOS ESTATÍSTICOS 79% 98% 98% 100%

Aumento no número de participações nos programas oferecidos pela Administração Pública. Encaminhamentos de casos graves (abuso, violência, abandono, etc.). Dos professores que mudaram a visão em relação ao aluno. Aprovação das famílias.

Fonte: Livro “Além dos Muros da Escola”.

DEPOIMENTO “Achei muito legal a visita da agente Raquel em minha casa. Ela fez perguntas sobre o desenvolvimento das crianças na escola e em casa. É muito bom saber que a Secretaria de Educação se preocupa com o desenvolvimento das crianças e melhor ainda saber que a Escola João Euclides, onde minhas filhas estudam, faz parte disso também, pois minhas filhas sentem que a escola também se preocupa com elas.” Margareth Eliane Sena Mãe de alunas da Escola Municipal Prof. João Euclydes Pereira, Osasco (SP).

99


COMUNIDADE 3.0

REDE SOCIAL DA EDUCAÇÃO Construindo uma rede de sociabilidade em torno da escola com foco no aluno As redes sociais estão cada vez mais presentes no dia a dia das pessoas. Estudos apontam que o Brasil é o 4° país com acesso às redes sociais. A utilização das redes sociais promoveu uma mudança geral no mundo da Internet e no comportamento da sociedade. Pais, educadores e gestores estão se capacitando para acompanhar o desenvolvimento dos alunos do século XXI. A ideia da Rede Social da Educação é acompanhar essa tendência mundial, construindo uma rede social que aproxime toda a comunidade escolar em torno do aluno. Isso possibilita a construção de novas amizades e relacionamentos, facilitando a troca de informações de forma ágil e, principalmente, permitindo o acompanhamento da vida social do aluno.


Rede Social no Brasil 97% dos usuários de Internet no Brasil estão nas Redes Sociais. Fonte: ComScore 2011.

ESTRUTURA • • • • • • • • • •

Oferta de ferramentas de estudos que estimulam a interação, a aprendizagem, a navegação e a pesquisa. Acesso e permissão de download de materiais distribuídos pelos professores. Encaminhamento de exercícios ou trabalhos para o professor (e vice-versa) por e-mail e outras ferramentas. Construção de um ambiente de aprendizagem personalizado. Recursos interativos, tais como e-mails, chats, fóruns, projetos educacionais, tendo o desenvolvimento constantemente estimulado pelas instituições de ensino. Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) como apoio e reforço às atividades presenciais das escolas. Ferramentas de comunicação entre os integrantes da comunidade virtual constituída na rede de ensino. Atualização de todos os serviços disponíveis na Rede Social, tendo atualizações semanais dos conteúdos. Realização de visita técnica de prevenção e/ou solução de questões técnicas em prazo de tempo reduzido. Acessibilidade digital em todos os recursos disponíveis no portal.

BENEFÍCIOS • • • • • • •

Comunicação ágil entre a escola e os pais. Acesso em tempo real. Criação de comunidades para os alunos de diversas escolas. Canal bidirecional entre professores, gestores, pais e alunos. Aumento do interesse dos pais pelas atividades escolares dos filhos e da escola. Aumento no rendimento das aulas. Orientações aos alunos sobre o uso ético e as facilidades da Internet.

DEPOIMENTO “O uso de recursos tecnológicos e das redes sociais que estão presentes no dia a dia dos alunos pode ajudar a aproximá-los dos temas tratados em sala, além de servir como estímulo para o estudo.” Marly Navas Soriano Professora de Informática Educativa da EMEF Cleómenes Campos, em São Paulo.

101


INFRAESTRUTURA 3.0

CIDADE CONECTADA Disponibilização de Internet sem fio para viabilizar a inclusão digital da população Cada vez mais acessíveis em diversas cidades do mundo, as redes de acesso sem fio, disponibilizadas por meio de conexões Wi-Fi, têm se tornado objeto de política pública para a viabilização da inclusão digital e a democratização do acesso à Internet. Com o aumento do acesso da população a recursos como notebooks e smartphones, torna-se imprescindível a facilitação do uso dessas ferramentas como sendo essenciais para a formação do conhecimento. O Cidade Conectada tem como propósito criar e oferecer condições técnicas para que os municípios tenham a possibilidade de acesso sem fio à Internet, por meio da tecnologia Wi-Fi em toda a sua área territorial, beneficiando, dessa forma, toda a população.


Internet gratuita para todos Araraquara (SP) prevê a instalação de até 32 pontos de acesso. Atualmente, 17 estão em operação, além de 4 hotspots. Esses pontos atingem quase todos os bairros de Araraquara e, em breve, a cobertura será completa. Fonte: www.araraquara.sp.gov.br/Pagina/Default.aspx?IDPagina=3041

ESTRUTURA • • • •

Acesso à Internet por meio de quiosques, telecentros e/ou totens instalados em locais estratégicos. Instalação de equipamentos necessários para o funcionamento da tecnologia Wi-Fi [Wireless]. Equipe de suporte local para solução rápida de dificuldades. Atendimento telefônico em caso de dificuldades técnicas.

BENEFÍCIOS • • • • • •

Inclusão digital. Rapidez e agilidade no acesso à Web em qualquer parte da cidade. Possibilidade de oferecer melhores serviços públicos à população por meio da Internet. Geração de novos empregos, bem como maior qualificação profissional e melhoria do serviço e atendimento. Atração de investimentos para a economia local, em virtude de possibilidades tecnológicas. Eliminação dos custos de provedores e serviços de acesso à Internet para a população e redução para o governo.

MUNICÍPIOS COM ACESSO À REDE WI-FI OFERECIDA PELA PREFEITURA IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Pesquisas de Informações Básicas Municipais 2012

14,3%

18,7%

10,6%

15,8%

15,1%

16,7%

12,4%

8,9%

Brasil

Norte

Nordeste

Sudeste

Sul

Centro-Oeste

Até 5 mil

De 5.001 a 10 mil

12,4%

16,3%

26%

31,2%

50%

De 10.001 De 20.001 De 50.001 De 100.001 Acima de a 20 mil a 50 mil a 100 mil a 500 mil 500 mil

Fonte:http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2013/07/03/apenas-143-das-cidades-brasileiras-oferecem-acesso-a-internet-via-wi-fi.htm

DEPOIMENTO “Estudos recentes concluem que a expansão da Internet no Brasil sofre limitações de acesso, requerendo investimento público principalmente em infraestrutura. Combinada a uma política mais ampla, a instalação de redes wireless, subsidiada pelos governos locais – cuja tecnologia disponível é economicamente viável, contribuiria para criar ambientes não restritos à oferta e à competição dos prestadores privados de serviços de Internet.” Fonte: http://www.caminhosdabandalarga.org.br

103


INFRAESTRUTURA 3.0

EQUIPAMENTOS Uso e apropriação das tecnologias e recursos digitais dentro e fora da sala de aula A evolução constante da tecnologia torna os equipamentos tecnológicos obsoletos muito rapidamente, deixando a comunicação ineficiente e apresentando problemas de troca de informações, abastecimento de dados, conhecimento de resultados e outros itens relativos à rotina educacional como um todo. O programa Equipamentos fornece aparato tecnológico que concede aos gestores, professores e comunidade o pleno acesso a computadores, periféricos, sistemas operacionais, redes de dados e acesso à Internet, dando condições para uma comunicação rápida e para o intercâmbio constante de dados e informações. Há, ainda, a estruturação de ambientes educacionais e administrativos nas escolas sempre com acompanhamento constante, fornecendo a reposição de peças e renovação do parque tecnológico ao passo das evoluções tecnológicas.


Tecnologia na sala de aula “A tecnologia tem um papel importante no desenvolvimento de habilidades para atuar no mundo de hoje”, afirma Marcia Padilha Lotito, coordenadora da área de inovação educativa da Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura. Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/avulsas/223_materiacapa_abre.shtml

ESTRUTURA • Equipamentos tecnológicos licenciados e com garantia. • Equipe de suporte e assistência técnica. • Manutenção preventiva.

BENEFÍCIOS • Fornecimento e instalação de equipamentos tecnológicos atualizados e de qualidade, zelando sempre pela segurança e integridade. • Viabilização de tecnologias assistivas para a inclusão de alunos com deficiência. • Adequação de equipamentos de acordo com as necessidades e conveniências das escolas. • Monitoramento e assistência técnica contínuos.

COMPUTADORES PORTÁTEIS NAS ESCOLAS (%) Base: Escolas que possuem computador.

100 75 50 25 2010

2011

2012

Fonte: CETIC - Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação http://www.cetic.br/educacao/2012/apresentacao-tic-educacao-2012.pdf

DEPOIMENTO “É a integração de novas tecnologias com os conteúdos acadêmicos que garante aos nossos estudantes o pleno desenvolvimento das habilidades e competências tão necessárias neste século XXI.” Ana Paula Paiva Orientadora de Informática Educacional da Planeta Educação.

105


Parceria

INFRAESTRUTURA 3.0

EQUIPE LOCAL Geração de empregos e aumento da qualificação profissional dos munícipes A excelência na implantação dos serviços prestados está embasada na Abordagem Sistêmica composta pelas dimensões: Mente, Corpo e Alma. Para que as três dimensões sejam aplicadas com sucesso, todas dependem dos Recursos Humanos. Portanto, é de extrema importância que os serviços prestados sejam executados por profissionais devidamente qualificados, competentes, motivados, capacitados e continuamente supervisionados e orientados. Esses profissionais compõem o que chamamos de Equipe Local. São eles que fazem a diferença nos locais em que atuamos e prestam ao cliente um serviço de excelente qualidade. Para a formação da Equipe Local, são realizados recrutamento, seleção e contratação de profissionais e estagiários do próprio local. Em parceria com a CISCO, os técnicos são capacitados por meio da certificação “IT Essentials”, mundialmente reconhecida e aceita pelo mercado de trabalho.


Desenvolvimento de carreiras Os profissionais da Equipe Local recebem todo o suporte para o desenvolvimento de suas carreiras. A certificação CISCO IT Essentials é o primeiro passo para que cada profissional possa prosseguir com suas certificações na área de TI.

ESTRUTURA • Formação inicial e continuada. • Suporte para a certificação CISCO.

BENEFÍCIOS • • • • • •

Oportunidade de crescimento por meio de processos seletivos que buscam identificar os talentos internamente. Adequação das metodologias à realidade local. Valorização da mão de obra da região. Ampliação de ofertas de emprego no município. Oportunidade de entrada para o mercado de trabalho por meio do Programa de Estágio Vitae – PEV. Aumento da qualificação profissional dos munícipes que fazem parte da Equipe Local, a partir dos programas de formação continuada. • Certificação mundialmente reconhecida e aceita no mercado de trabalho (CISCO IT Essentials).

GESTÃO DE RH PARA RETENÇÃO DE TALENTOS atração dos talentos

eficácia no recrutamento e seleção

programas de capacitação e desenvolvimento

retenção dos talentos

DEPOIMENTO “Fiz entrevista em dezembro de 2010 para o cargo de Coordenador Geral e já no processo seletivo me foram passadas as oportunidades de treinamento e desenvolvimento profissional dentro da empresa. Ao longo de 2011, meu primeiro ano no cargo de Coordenador, a empresa me proporcionou capacitações com foco em liderança, trabalho em equipe, planejamento, dentre outros. No meu segundo ano no cargo, participei de processo seletivo interno para o cargo de Gestor de Projetos e foi um grande salto no meu desenvolvimento profissional, pois consegui esse cargo. Hoje, atuo como Gestor de Projetos em dois municípios e continuo com inúmeras oportunidades de desenvolvimento e crescimento na carreira.” Daniel Val Gestor de Projetos da Planeta Educação.

107


INFRAESTRUTURA 3.0

INSTALAÇÕES Ambientes adequados à necessidade local e melhorias no desempenho escolar Com a constante evolução, os recursos tecnológicos deixaram de ser exclusivos de “laboratórios de informática“ e passaram a ocupar novos espaços do ambiente escolar, gerando a necessidade de adaptações na infraestrutura dos edifícios em curto prazo. Rede elétrica, mobiliário, utilização do espaço, conexões à rede interna e à Internet, são exemplos de instalações que, muitas vezes, precisam de adaptações para que o acesso ao mundo digital aconteça a partir de qualquer espaço no ambiente escolar e por qualquer pessoa. O objetivo deste programa é tornar as instalações físicas adequadas aos recursos tecnológicos, adaptando, construindo e criando condições materiais e técnicas necessárias e fundamentais para que a escola possa ter, em seus domínios, ambiente tecnológico para o ensino e administração de suas necessidades operacionais.


Acessibilidade De acordo com o Ministério da Educação, apenas 17,5% das escolas brasileiras têm banheiros e dependências acessíveis - contando salas, corredores e auditórios - adequados a pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. http://www.prograd.uff.br/sensibiliza/

ESTRUTURA • • • • •

Montagem e instalação de ambientes tecnológicos. Fornecimento e instalação de mobiliário, estrutura elétrica e rede Wi-Fi. Instalações acessíveis para alunos com deficiência. Adequação às necessidades e conveniências de cada escola/aluno. Monitoramento e assistência técnica dos recursos oferecidos.

BENEFÍCIOS • Melhor utilização dos recursos tecnológicos. • Garantia no tempo de usabilidade dos equipamentos. • Aumento da segurança.

A INCLUSÃO EM NÚMEROS A EVOLUÇÃO DA POLÍTICA INCLUSIVA NAS CLASSES COMUNS DO ENSINO REGULAR SE MOSTRA CONSISTENTE AO LONGO DOS ANOS 87,0%

83,1%

78,6%

79,9%

75,4%

65,6%

34,4%

13,0% 1998

16,9% 1999

21,4%

20,1%

2000

2001

24,6%

2002

60,5%

Matrículas em escolas especializadas e classes especiais.

39,5%

Matrículas em escolas regulares/ classes comuns.

71,2%

68,9% 59,0% 41,0%

53,6%

53,0%

54,0%

46,4% 47,0%

28,8%

46,0% 31,1%

2003

2004

2005

2006

2007

2008

2009

2010

Fonte: FNDE/MEC.

DEPOIMENTO “A criança, quando chega à escola, tem que ter equipamentos, conforto do ambiente para se concentrar, se dedicar aos estudos e ao aprendizado. O professor precisa de equipamento para desenvolver o trabalho dele, assim como a escola.” Joaquim José Soares Neto Pesquisador da Universidade de Brasília (UnB).

109


INFRAESTRUTURA 3.0

INTERNET Internet confiável e de boa qualidade à disposição de toda a comunidade escolar Diante da vasta quantidade de informações hoje disponíveis para consulta por meio da Internet, proporcionar o acesso à rede passou a ser fundamental no ambiente escolar. Esse acesso possibilita a busca e a troca de conhecimento, além de inserir e preparar o aluno para o mercado de trabalho do século XXI. Identificada a necessidade, o grande desafio é fornecer uma Internet confiável e de boa qualidade, possibilitando que ferramentas tecnológicas fiquem à disposição dos alunos em centros urbanos ou áreas rurais. O acesso total às ferramentas que utilizam a Internet permite que a educação ultrapasse os muros da escola, impactando o dia a dia de toda a comunidade escolar.


Internet no Brasil O acesso à Internet cresceu 143,8% entre a população com 10 anos ou mais, de 2005 para 2011, enquanto o crescimento populacional foi de 9,7%. Apesar da disparada, 53,5% dos brasileiros dessa faixa etária ainda não utilizam a rede. Fonte: Site Folha de São Paulo.

ESTRUTURA • Profissionais qualificados para o suporte técnico. • Equipamentos homologados pela ANATEL.

BENEFÍCIOS • Internet de banda larga à disposição de toda a comunidade escolar. • Ações de inclusão digital em toda a rede de ensino e para toda a comunidade. • Aumento da velocidade sem os transtornos geralmente causados pelas trocas de equipamentos ou obras em andamento. • Acesso desimpedido à Internet, permitindo que o professor oriente melhor seus alunos quanto ao uso ético e responsável da Web. • Assistência total a dúvidas e suporte técnico.

BANDA LARGA - NÚMERO DE ESCOLAS CONECTADAS À INTERNET 42.677

55.000

35.712 28.861 23.992 17.483 9.552 3.291

2º trimestre 2008

3º trimestre 2008

4º trimestre 2008

1º trimestre 2009

2º trimestre 2009

3º trimestre 2009

4º trimestre 2009

2010

Fonte: http://gestao2010.mec.gov.br/indicadores/chart_38.php

DEPOIMENTO “As crianças conseguem entender melhor o conteúdo quando veem um vídeo ou uma animação do que quando ouvem falar sobre o conteúdo ou veem uma ilustração no livro. Consegui mostrar, por exemplo, a primeira vez em que um elétron foi filmado, apresentando um vídeo do YouTube.” Sílvia Regina Darromqui Professora na Escola Estadual Victor do Amaral - Curitiba (PR) Fonte: Site Gazeta do Povo.

111


INFRAESTRUTURA 3.0

MANUTENÇÃO Boas práticas na gestão da tecnologia com foco na qualidade dos serviços de TI O tempo de vida útil, o uso constante dos periféricos e os altos custos na aquisição e troca de aparelhos geram descontentamento em vários setores da comunidade escolar. O objetivo da Manutenção é reduzir o tempo de parada dos equipamentos, evitando gastos desnecessários e garantindo a disponibilidade de recursos tecnológicos em sala de aula. Este programa dispõe de equipe técnica treinada na metodologia de Boas Práticas em Processos de Gestão de TI (ITIL) e conta ainda com um acordo de nível de serviço, garantindo prazos para estabilização do recurso tecnológico. A Manutenção possibilita uma melhor utilização dos recursos públicos e economia de investimentos em equipamentos desnecessários.


Acordo de Nível de Serviço - SLA Um Acordo de Nível de Serviço (ANS ou SLA, do inglês Service Level Agreement) é um acordo firmado entre a área de TI e seu cliente interno, que descreve o serviço de TI, suas metas de nível de serviço, além dos papéis e responsabilidades das partes envolvidas no acordo.

ESTRUTURA • Equipe de suporte técnico especializada. • Boas práticas em processos de gestão de TI. • Acordo de Nível de Serviço (SLA).

BENEFÍCIOS • • • • • • •

Velocidade nas manutenções e integração dos usuários responsáveis no processo. Atendimento de chamadas no mesmo dia da ocorrência. Agilidade na manutenção com reparos efetuados no local. Minimização das paralisações. Maior disponibilidade dos equipamentos, que estarão sempre aptos para o uso. Redução de desperdícios e investimento em equipamentos desnecessários. Aumento da vida útil dos equipamentos.

O USO DO COMPUTADOR E DA INTERNET NA ESCOLA 80%

73%

70% 60% 50% 40% 30%

23%

20% 10% 0%

Há manutenção preventiva

Só há manutenção quando quebra

2%

1%

Não há manutenção / não sabe

Não possui computador / Estão todos quebrados

Fonte: Fundação Victor Civita - http://www.fvc.org.br/estudos-e-pesquisas/avulsas/estudos1-7-uso-computadores.shtml?page=3

DEPOIMENTO “O patrimônio compõe a identidade e a imagem da escola e, por isso, ele precisa estar sempre em ordem, sob pena de colocar em risco a segurança das pessoas e o projeto pedagógico.” Amaury Meller Filho Instituto Paranaense de Ensino Fonte: Site Revista Gestão Escolar.

113


INFRAESTRUTURA 3.0

MONITORAMENTO DIGITAL Segurança para os ambientes escolares com acesso e acompanhamento em tempo real A prevenção e o combate à criminalidade são assuntos recorrentes no nosso dia a dia. O aumento dos índices de criminalidade em diversas cidades tem ocasionado crescentes reclamações da população e consequente necessidade de mais investimentos em segurança. O programa Monitoramento Digital possibilita que o poder público e os pais acompanhem os alunos na escola. A integração com o programa Rede Social de Educação permite que as imagens geradas por câmeras modernas e estrategicamente localizadas sejam acessadas por pais e agentes de segurança pública em tempo real e em qualquer dispositivo com acesso à rede.


Segurança em Sete Lagoas (MG) A Prefeitura de Sete Lagoas (MG) aprovou uma Lei que determina a área escolar de segurança como área de prioridade especial. Segundo a Lei, a área corresponde ao raio de 100 metros a partir dos portões das escolas. Com a Lei, o município assume a responsabilidade de garantir a segurança das escolas e áreas vizinhas.

ESTRUTURA • Câmeras modernas. • Equipe técnica para instalação dos equipamentos.

BENEFÍCIOS • • • • • • •

Prevenção e combate à criminalidade. Acompanhamento das ações em torno da escola. Diminuição do tráfico e consumo de drogas. Agilidade de socorro em casos de acidentes, incêndios e atos de vandalismo. Tranquilidade e satisfação por parte de toda a comunidade. Melhor gestão na utilização das dependências escolares. Acompanhamento das dependências escolares em tempo real por pais, agentes de segurança pública e gestores.

VIOLÊNCIA ESCOLAR Pesquisa mostra que a maior parte das crianças do país não escapa de algum tipo de agressão nas escolas. A pesquisa foi realizada com 12 mil jovens nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Pará, Paraíba, Bahia e Distrito Federal.

84%

reportam suas escolas como violentas.

70%

afirmam ter sido vítimas de violência escolar.

1em cada 3

afirmou estar envolvida em bullying, seja como agressor ou vítima.

Fonte: Site Estudavest - http://goo.gl/jMdMul.

DEPOIMENTO “É importante que haja uma revisão da relação entre a escola e a comunidade. Garantir a segurança na escola é uma questão de conscientização de todos.” Marcos Vinícius Cruz Integrante do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e pesquisador da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

115


INFRAESTRUTURA 3.0

NIMBUS

Disponibilidade, facilidade de acesso e melhorias na gestão de capacidades A Nimbus é uma solução focada nas áreas de tecnologia e infraestrutura que possibilita a geração de soluções educacionais para o ramo escolar. Tais soluções educacionais englobam maior interatividade na sala de aula, utilização de conteúdos dinâmicos e objetos de aprendizagem, além de possibilitar ao corpo gestor um controle acadêmico sobre a rede de ensino. O programa é uma parceria com a Microsoft e oferece soluções de serviços e implantação de diversas tecnologias, destacando-se em serviços de Cloud Computing, Virtualização e Server Management. Tais tecnologias facilitam o gerenciamento nas instituições de ensino, alcançando uma melhor gestão da capacidade e, portanto, uma redução de custos de aquisição e renovação do parque tecnológico. Tudo isso se dá com a diminuição da troca de equipamentos, além de simplicidade e governança na estrutura de TI, passando a contar, assim, com disponibilidade e facilidade de acesso que vão ao encontro das expectativas da geração Y.


Redução de custos e garantias Adotando o sistema de virtualização do Hyper-V é possível reduzir espaço físico e energia, além de custos de renovação de garantia e um serviço amplo de gerenciamento.

ESTRUTURA • Interatividade, conteúdos dinâmicos, objetos educacionais e redes sociais. • Acesso a ferramentas de gestão e controle acadêmico.

BENEFÍCIOS • Total segurança sobre os dados transitados e livres de falhas. • Interatividade, conteúdos dinâmicos, objetos educacionais, redes sociais e, ao mesmo tempo, possibilidade de acesso a ferramentas de gestão e controle acadêmico por parte do corpo gestor da escola. • Redução do espaço físico e energia consumida. • Ambientes customizados para cada cliente, de forma simples, rápida e, principalmente, eficiente. • Divisão dos serviços em servidores virtuais menores, mais eficientes e compactos, utilizando instâncias do Windows Server 2008 Std.

PESQUISA ANUAL SOBRE CLOUD COMPUTING Imagem que a tecnologia de “cloud computing” possui junto aos profissionais de TI

85,6% - Modelo tecnológico. 2010

7,9% - Prefere não opinar. 6,5% - Moda passageira.

90,1% - Modelo tecnológico. 2011

4,6% - Prefere não opinar. 5,3% - Moda passageira.

Fonte: http://goo.gl/DaA42H

DEPOIMENTO “A conexão via nuvem será uma tendência. De maneira pragmática, todo conteúdo pode estar na nuvem, portanto, seguro e acessível em qualquer lugar, independentemente do dispositivo. Há alunos que querem usar o equipamento do tipo a, outros do tipo b. Usar ou não o tablet é irrelevante. O importante é o conteúdo, a colaboração em qualquer espaço.” Paulo Iudicibus Diretor de Novas Tecnologias da Microsoft.

117


INFRAESTRUTURA 3.0

SOFTWARE Ensino personalizado por meio de aulas mais dinâmicas e atrativas para os alunos Softwares educacionais aprimoram cada vez mais o processo de ensino e aprendizagem, deixando as aulas mais dinâmicas e atrativas para os alunos que já estão inseridos num mundo de tecnologias, jogos digitais e mensagens instantâneas. Os softwares educacionais fazem parte da metodologia do ensino e permitem ao educador aproveitar ao máximo suas possibilidades de integração das tecnologias aos conteúdos. Atualmente, os alunos precisam desenvolver habilidades de pensamento crítico e rápido e, por isso, aulas diferenciadas com recursos diversos podem oportunizar um aprendizado significativo, até conceitos mais complexos podem ser trabalhados de forma divertida.


Tecnologias e seus recursos O que é diferente ao se pensar em novas tecnologias é que elas são “processos a ser desenvolvidos” e não “ferramentas para ser aplicadas.” BRUNER, 2000.

ESTRUTURA • Formação para os educadores sobre o ensino personalizado. • Aprendizagem colaborativa, interativa e desenvolvimento da autonomia pela busca e tratamento da informação.

BENEFÍCIOS • • • •

Novas formas de aprendizado de um mesmo conteúdo. Ensino personalizado, no qual o professor avalia qual material irá utilizar com a turma. Promove a colaboração e interatividade na sala de aula. Auxilia na construção do conhecimento pelo próprio aluno.

SOFTWARE EDUCATIVO NA ESCOLA - AVALIAÇÃO DOS DOCENTES

Uso de tecnologia nas práticas de ensino a partir do relato de uma experiência com software educativo em escolas públicas de São Paulo. 45 35 30 25 20 15 10 5 0

Corresponderam aos objetivos propostos. Oportunizaram a interação e o avanço de sua prática educativa.

0

0

18

36

1

2

9

41

Fonte: http://goo.gl/urQoTy

DEPOIMENTO “(...) O importante é que o aluno percebe que pode fazer, que é capaz de fazer por si mesmo. Ele começa a descobrir as coisas, começa a ajudar o colega: ele sente que pode trocar ideias, perguntar e questionar. Por exemplo, se ele erra, ele não tem mais medo de chegar até o professor e dizer: ‘Eu errei! Vamos refazer’ ou ‘Como é que posso encontrar a resposta justa para isso?’. Isso é sentir que é capaz! Ele percebe que o professor não vai criticá-lo por que errou.” Professora Maysa Carlos Monteiro Escola Municipal de Ensino Fundamental Carlos Augusto.

119


INFRAESTRUTURA 3.0

SUPORTE TÉCNICO Gestão da tecnologia garantindo a utilização eficiente dos recursos digitais em salas de aula A presença cada vez mais constante dos recursos digitais nas salas de aula, como auxiliares no processo de aprendizagem, requer soluções preventivas que garantam seu pleno funcionamento. Softwares e hardwares frequentemente apresentam problemas devido ao uso contínuo dos aparelhos. O Suporte Técnico oferece solução rápida e eficaz na prevenção de ocorrências relacionadas aos recursos tecnológicos, evitando transtornos e altos custos à comunidade escolar. O programa unifica a gestão da implantação, operação, manutenção e reposição de equipamentos dentro do ambiente escolar, resultando numa redução significativa do tempo de parada de equipamentos, velocidade no atendimento e melhoria na qualidade dos retornos.


Melhores práticas - ITIL ITIL é a abordagem mais amplamente aceita para gerenciamento de serviços de TI no mundo. Fornece um conjunto coeso de melhores práticas, com base nos setores público e privado em nível internacional.

ESTRUTURA • Equipe treinada no modelo de gestão adotado por mais de 90% das empresas que utilizam tecnologia de ponta (ITIL).

BENEFÍCIOS • • • • • • • • •

Centralização do atendimento. Melhor gestão de todo o processo de suporte. Agilidade na reposição de peças e equipamentos. Histórico completo de todo o serviço. Atendimento rápido e imediato às necessidades dos usuários. Aumento do tempo de vida dos equipamentos. Diminuição dos custos com a reposição dos equipamentos. Redução da ociosidade no trabalho por questões técnicas. Continuidade dos serviços e atendimento aos clientes diretos e indiretos.

AUSÊNCIA DE SUPORTE TÉCNICO Dados sobre “Ausência de Suporte Técnico como entrave ao uso da tecnologia na Escola”. Nesta pesquisa, 49% dos professores avaliam a ausência de suporte técnico como um fator que ATRAPALHA MUITO.

49% Atrapalha muito. 19% Atrapalha. 17% Atrapalha um pouco. 11% Não atrapalha em nada. 5% Não se aplica.

Fonte: CETIC - Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação http://www.cetic.br/educacao/2012/apresentacao-tic-educacao-2012.pdf

DEPOIMENTO “É preciso despertar a consciência de que imprevistos são acontecimentos que podem significar gastos adicionais ou prejuízos incalculáveis. Por isso, saber evitar tais falhas inesperadas ou ter em mãos uma solução rápida para oferecer é essencial para evitar crises e fidelizar os clientes, que devem ter a certeza de cobertura em todas as situações, por mais complexas que sejam.” Ricardo Caldas Fonte: Jornal Baguete Diário.

121


Ecossistema Nossas parcerias visam à melhoria constante dos produtos e serviços, entendendo a importância do aperfeiçoamento profissional para oferecer inovações capazes de transformar o cotidiano escolar a todos os envolvidos no Processo Educativo.

Parceiros Técnico Acadêmicos

Parceiros Educacionais


Parceiros TĂŠcnico Educacionais

Rede Social www.facebook.com/planetaeducacao

twitter.com/planetaeducacao

www.youtube.com/vitaefk


Rua Juiz David Barrili, 304 | 10º andar Jardim Aquarius | São José dos Campos - SP 0800 - 721 9001

VITAE soluções inteligentes | www.vitaebrasil.com.br contato@vitaebrasil.com.br


Vitae Brasil - Portfólio Educacional