Page 1

CAPA


MISSÃO Fortalecer o segmento de autogestão, promover a excelência em gestão e contribuir com a melhoria do sistema de saúde do País.

VISÃO Ser referência no segmento de saúde suplementar, integrar e representar todas as instituições de autogestão.

QUEM SOMOS A União das Instituições de Autogestão em Saúde – UNIDAS é uma entidade associativa sem fins lucrativos, representante do segmento da autogestão no Brasil, que compreende cerca de 5,5 milhões de beneficiários atendidos por programas de assistência à saúde, administrados pelas instituições filiadas. Atua por meio de 27 Superintendências Estaduais e congrega cerca de 140 instituições.

4

NOSSOS PRINCÍPIOS

NOSSOS VALORES

Ética nas relações Solidariedade e cooperação mútua Compromisso Excelência

Ética Unidade Profissionalismo Responsabilidade social Efetividade

PESQUISA UNIDAS


Mapa Estratégico da UNIDAS 2010 - 2015

Mercado

Financeira Mercado-alvo

Processos Internos

Foco de atuação Estratégica

Comunicação e Relacionamento

Governança

Organizacional

PESQUISA UNIDAS

5


Apresentação

Mensurar e monitorar indicadores proporcionando um modelo assistencial de qualidade a

milhares de brasileiros, equalizando custo x benefício.

Este tem sido o objetivo da Pesquisa UNIDAS, que tradicionalmente reúne dados que refletem

a evolução do setor de saúde suplementar. Trata-se de informações de expressivo valor em nível nacional, não apenas para operadoras de planos de saúde e prestadores de serviços, mas para órgãos governamentais, imprensa e coadjuvantes no dinâmico cenário em que vivemos.

Este ano, a Pesquisa é ainda mais especial, pois conta com uma retrospectiva dos últimos 10

anos, trazendo uma evolução de indicadores importantes para o mercado de saúde.

Muito já se sabe que o setor tem vivido uma era em que a análise das informações é fundamental

para sua manutenção e a busca de novos caminhos que garantam sua sustentabilidade.

Ao aferir dados e informações como os presentes nesta Pesquisa, buscamos compartilhar, de

maneira eficiente, subsídios que podem transformar-se em conhecimento, traçar novos caminhos no aprimoramento da gestão e dos programas e de promoção da saúde e prevenção de doenças.

Para a 13ª edição da Pesquisa Nacional Unidas, que consolida informações referentes a 2011,

novamente contamos com o reconhecido Centro Paulista de Economia da Saúde (CPES), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), entidade que agrupou dados de peso, os quais contribuem para o processo de tomada de decisão nas empresas.

Participaram 74 entidades, que contemplam um universo de 340 planos. Juntas, somam 3,9

milhões de vidas, representando mais de 74% dos beneficiários da autogestão no Brasil, segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

O sucesso deste trabalho contou com a indispensável participação das instituições filiadas, as

quais estiveram engajadas em coletar subsídios para a conclusão da Pesquisa.

Nosso muito obrigado às instituições de todas as regiões do País, que permitiram a produção

desse trabalho. Seguimos norteados pelo aprimoramento da autogestão e do mercado de saúde suplementar brasileiro.

UNIDAS Diretoria Nacional

6

PESQUISA UNIDAS


Índice Metodologia da pesquisa............................................ 08

Cesáreas e partos normais........................................ 32

Amostragem................................................................. 09

Sessões de tratamentos............................................. 33

Empresas participantes............................................... 10

Internações...................................................................... 34

Principais indicadores..................................... 11

Concentração de gastos............................................. 36

Utilização...........................................................................

11

Custos médios................................................................ 39

Custos................................................................................. 12

Permanência hospitalar.............................................. 41

Porte da operadora....................................................... 13

Custo por tipo de internação................................... 41

Cobertura médico-hospitalar.......................... 14

Custos médios por região e categoria................. 42

Distribuição de empresas e beneficiários............ 14

Custos médios por faixa etária................................ 43

Cobertura assistencial.................................................. 15

Índice de sinistralidade............................................... 44

Tipos de acomodação.................................................. 16

Custos / Despesas........................................................ 45

Adaptação à lei 9.656/98........................................... 17

Cobertura odontológica................................. 48

Distribuição dos beneficiários................................... 18

População atendida..................................................... 48

População com mais de 60 anos............................. 20

Distribuição por faixa etária e sexo........................ 48

Rede credenciada........................................................... 22

Mecanismos de regulação......................................... 50

Utilização do plano........................................................ 23

Participação das empresas....................................... 50

Mecanismos de regulação........................................... 23

Incidência de eventos / Custos................................ 51

Profissionais e estabelecimentos de saúde........ 24

Retrospectiva....................................................................53

Despesas administrativas........................................... 24

Assistência médica....................................................... 54

Participação no custeio do plano............................. 25

Assistência odontológica........................................... 55

Consultas por beneficiário........................................ 25

Instituições filiadas....................................................... 56

Exames e tratamentos.................................................. 27

Superintendências estaduais................................... 58

Empresas participantes............................................... 30

Estrutura organizacional .......................................... 59

Exames preventivos por sexo................................... 32

PESQUISA UNIDAS

7


METODOLOGIA DA PESQUISA

Objetivo

Conhecer o perfil das instituições de autogestão

em saúde.

Técnica

Pesquisa quantitativa com abordagem via web,

mediante autopreenchimento de questionário estruturado com 42

Público-alvo

perguntas.

Instituições de autogestão em saúde.

74 empresas, que respondem por mais de 3,9 milhões de vidas. Amostra

8

Data de campo

O questionário ficou disponível entre os dias 18

de junho e 3 de agosto de 2012, nos servidores

de internet do Centro Paulista de Economia da Saúde (CPES).

PESQUISA UNIDAS


AMOSTRAGEM

Participaram 74 empresas que ofertam, em conjunto, 340 planos. A média de planos por empresa respondente é de 4,59 para as seguintes categorias de beneficiários:

- ativos e seus dependentes; - aposentados e seus dependentes;

Nordeste

42,4

Norte

45,6

Sudeste

5,50

Sul

3,06

4,90

22,4

55,4

55,4

6,72

5,55

6,78

18,7

2,2

2,2

6,77

6,12

6,32

3,99

5,78

4,75

5,85

4,40

5,28

0,05 0,08 0

Agregados 0

As empresas respondentes totalizam e

58,9

Região 2

- agregados.

dos quais

Centro-Oeste

Região 1

3.957.649 beneficiários,

Ativos

18,7%

58,9%

58,9% ativos, 22,4% aposentados

18,7% agregados.

A amostra representa

74,4% da população

Aposentados

22,4%

do segmento de autogestão no Brasil, segundo dados da ANS, com base em dezembro/2011.

A quantidade de empresas que responderam à pesquisa cresceu 54%, em relação à Pesquisa UNIDAS 2010,

passando de 48 para 74. Essa participação também reflete o aumento do número de planos em 22%, de 278 para 340, e em número de beneficiários, que passou de 3.200.000 para 3.957.649, com crescimento de 24%. Ainda de acordo com a ANS, o total dos beneficiários de planos de saúde é 48.656.405, distribuídos em:

Medicina de Grupo Cooperativa Medica Seguradora Saúde Autogestão Filantropia

37,45% 35,98% 12,55% 10,94% 3,08%

PESQUISA UNIDAS

9


Empresas participantes da Pesquisa

10

ABEB - ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DOS EMPREGADOS DAS EMPRESAS ARCELORMITTAL BRASIL

CORREIOS

ABET - ASSOC.BENEF.DOS EMP. EM TELECOMUNICAÇÕES

DESBAN - FUND. BDMG DE SEGURIDADE SOCIAL

AFFEAM - ASSOC. DOS FUNC. FISCAIS DO ESTADO DA AM

ECONOMUS - INSTITUTO DE SEGURIDADE SOCIAL

AFFEGO - ASSOC. DOS FUNC. DO FISCO DO ESTADO DE GO

ELETROS - FUNDAÇÃO ELETROBRÁS DE SEGURIDADE SOCIAL

AFFEMAT - ASSOC. DOS FUNC. DA FAZENDA DO ESTADO DE MT

EMBRATEL - EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S/A

AFISVEC - ASSOCIAÇÃO DOS FISCAIS DE TRIBUTOS ESTADUAIS DO RIO GRANDE DO SUL

FACEB - FUNDAÇÃO DE PREVIDENCIA DOS EMPREGADOS DA CEB

AFRAFEP - ASSOC.DOS FISCAIS DE RENDAS, AGENTES FISCAIS DA PB

FACHESF - FUND. CHESF DE ASSIST. E SEGURIDADE SOCIAL

AFRERJ - ASSOC. DOS FISCAIS DE RENDAS DO ESTADO DO RJ

FAMED - FUNDO DE ASSIST. À SAÚDE DOS FUNC. DO BEC

AFRESP - ASSOC.DOS AGENTES FISCAIS DE RENDA DO ESTADO DE SP

FAPES - FUND. DE ASSIST. E PREV. SOCIAL DO BNDS

AMAGIS SAÚDE - ASSOCIAÇÃO DE ASSISTENCIA À SAÚDE DA AMAGIS

FISCO SAUDE - CAIXA DE ASSISTENCIA DO ESTADO DE PERNAMBUCO

AMMP SAÚDE - ASSOC. MINEIRA DE ASSIST.A SAÚDE DOS M DO MP

FUNASA SAÚDE - CAIXA DE ASSIST. DOS EMPREG. DA SAELPA

APUB - ASSOC. DOS PROF. UNIVERSITÁRIOS DA BAHIA-APUB SAUDE

FUNDAÇÃO CESP - FUNDAÇÃO CESP

ASFEB - ASSOC. DOS SERV. FISCAIS DO ESTADO BA

FUNDAÇÃO COPEL - PREVIDENCIA E ASSISTENCIA SOCIAL

ASFEPA - ASSOC.DOS SERV. DO FISCO ESTADUAL DO PA

FUNDAÇÃO LIBERTAS - FUND. DE SEGURIDADE SOCIAL DE MG

ASSED - ASSOC. DOS SERV. DO DEHOP

FUNDAÇÃO SANEPAR - FUNDAÇÃO SANEPAR DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

ASSEFAZ - FUND. ASSIST.DOS SERV.DO MINISTÉRIO DA FAZENDA

FUNDAFFEMG - FUND. AFFEMG DE ASSIST. À SAÚDE

BACEN - BANCO CENTRAL DO BRASIL

FUPS - ASSOCIAÇÃO FUNDO DE PROTEÇÃO À SAÚDE

BHTRANS - EMPRESA DE TRANSP.E TRANSITO DE BELO HORIZONTE S.A

GEAP - FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL

BRB SAÚDE - CAIXA DE ASSISTÊNCIA

INFRAERO - EMPRESA BRASILEIRA DE INFRA-ESTRUTURA AEROPORTUÁRI

BRF - BRASIL FOODS - BRF - BRASIL FOODS S/A

ITAIPU BINACIONAL - ITAIPU BINACIONAL

CABERGS - CAIXA DE ASSIST. DOS EMPREG. DO BANCO DO ESTADO RS

METRUS - INSTITUTO DE SEGURIDADE SOCIAL

CABESP - CAIXA BENEFICENTE DOS FUNC. DO BANCO DO ESTADO SP

PASA - PLANO DE ASSIST.À SAÚDE DOS APOSENTADO VALE

CAFAZ - CAIXA ASSISTENCIA DOS SERVIDORES FAZENDÁRIOS ESTADUIAS

PETROBRAS - PETRÓLEO BRASILEIRO S/A

CAGIPE - CAIXA ASSISTENCIA DOS FUNCUNCIONARIOS DA ENERGISA SERGIPE

REAL GRANDEZA - FUNDAÇÃO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL

BANESCAIXA - CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS EMPREGADOS DO SFB

SABESPREV - FUND. SABESP DE SEGURIDADE SOCIAL

CAIXA ECONOMICA FEDERAL

SAM-BEMAT - CAIXA ASSIST. MÉDICA DOS EMPREG. DO BEMA

CAMED - CAIXA DE ASSIST. DOS FUNC. DO BANCO DO NORDESTE BR

SAMEISA - SOCIEDADE DE ASSIST.MÉDICA EX-EMPREG. DA IPIRANGA

CAPESESP - CAIXA PREV.ASSIST.DOS SERV. FUND.NACIONAL DE SAÚDE

SEPACO AUTOGESTÃO

CASEC - CAIXA ASSIST.À SAÚDE DOS EMPREG.DA CODEVEASF

SENERGISUL

CASSE - CAIXA ASSIST. EMPREG. DO BANESE

SERPRO - SERVIÇO FEDERAL DE PROCESSAMENTO DE DADOS

CASSI - CAIXA ASSIST. DOS FUNC. BANCO DO BRASIL

SPA SAÚDE - SISTEMA DE PROMOÇÃO ASSISTENCIAL

CASSIND - CAIXA DE ASSISTENCIA DO SINDIFISCO

SPTRANS - SÃO PAULO TRANSPORTE S/A

CAURJ - CAIXA ASSISTENCIAL UNIVERSITÁRIA DO RJ

UNAFISCO SAÚDE - SINDICATO NACIONAL DOS AUDITORES FISCAIS DA RF

CELGMED - CAIXA DE ASSIST.À SAÚDE DOS EMPREG.CELG

VALE - VALE S/A

CEMIG SAÚDE - CEMIG SAÚDE

VALEC - ENGENHARIA, CONSTRUÇÕES E FERROVIAS S.A

CESAN - CIA ESPÍRITO SANTENSE DE SANEAMENTO

VITASERV - ASSOC. DE ASSIST. A SAÚDE DOS SERV. PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE JOINVILE

COPASS SAÚDE - ASSOC.ASSIT. À SAÚDE DOS EMPREG. DA COPASA

VOLKSWAGEN DO BRASIL LTDA

PESQUISA UNIDAS


Principais indicadores

Utilização (média)

Consulta por Beneficiário/ano

Exames por Beneficiário/ano

2011

2010

2009

4,66 4,82

4,76

18,34 17,88 17,94

Exames por Consulta 3,93

3,71

3,76

Tempo médio de Permanência hospitalar em dias

5,28 5,92 5,84

Taxa de internação

15%

14%

14%

PESQUISA UNIDAS

11


Custos (média em R$) Consulta

2011 2010

48,09

2009

43,54

39,10

2011 2010

2009

Exames

29,15 26,93

26,69

Internação hospitalar

2011 2010

8.516,44 8.402,95

2009

7.221,53

Internação hospitalar paciente/dia

2011 2010

1.576,92

1.590,25

2009

1.532,30

Internação domiciliar paciente/dia

2011

908,81

2010

761,63

2009

777,94

Internação hospital/ dia

2011

1.775,60

2010

1.200,94

Cobertura médico-hospitalar (per capita/ano)

2011

2.578,91 12

PESQUISA UNIDAS

2010

2.408,79

2009

1.167,57 2009

2.359,72


Custos (média em R$) Cobertura médico-hospitalar (per capita/mês)

2011

214,91

2010

200,73

2009

196,64

Cobertura odontológica (per capita/ano)

2011

119,15

2010

2009

97,98

91,84

Cobertura odontológica (per capita/mês)

2011

9,93

2010

2009

8,17

7,65

*A variação observada na cobertura odontológica, em 2011, ocorreu em função de maior amostragem, contemplando autogestões com planos contratados de operadoras do mercado

Principais indicadores por porte da operadora (número de beneficiários) > 100 mil

de 20 a 100 mil

< 20 mil

GERAL

4,46

4,82

6,15

4,66

Exames

18,7

16,72

18,02

18,34

Exames/Consulta

4,19

3,47

2,93

3,93

Internações

14%

18%

17%

15%

Per capita/ano

2.348,05

2.810,54

2.433,68

2.578,91

Per capita/mês

195,67

234,21

202,81

214,91

INDICADORES Consultas

PESQUISA UNIDAS

13


Cobertura Médico-Hospitalar

Comparativo da distribuição das empresas respondentes e de beneficiários, por região geográfica

46,3%

28,5% 27,5%

26,5%

19,9% 14,8%

13,2%

11,9% 9,2%

2,2% Centro-Oeste

Nordeste

Norte

População

Sudeste

Sul

Empresas

Distribuição dos beneficiários no sistema de saúde suplementar, por região geográfica:

Centro-Oeste Nordeste Norte Sudeste Sul

14

5,20% 13,15% 3,65% 64,55% 13,39%

PESQUISA UNIDAS

Como as autogestões atuam em todas as localidades onde há necessidade de assistência à saúde dos trabalhadores e seus familiares, observa-se uma distribuição da população com maior capilaridade


Cobertura Médico-Hospitalar

Empresas que oferecem planos para ativos, aposentados e agregados 97,3% 90,4% 80,8%

2,7% não oferecem plano para ativos, 9,6% não oferecem plano para aposentados e 19,2% não oferecem plano para agregados

A maioria dos planos oferecidos pelas autogestões acolhe aposentados, o que resulta em maior custo assistencial

Agregados Ativos Aposentados

PESQUISA UNIDAS

15


Cobertura Médico-Hospitalar

Cobertura oferecida pelas empresas respondentes, por categoria de beneficiários 67,9% 60,0% 51,4%

48,6% 40,0% 32,1%

Agregados

Aposentados

Ativos Médico Hospitalar

Médico Hospitalar e Odontológico

Tipo de acomodação oferecida, por categoria de beneficiários 62,2%

60,0% 56,2%

Como os gestores dos planos oferecidos pelas autogestões se preocupam com a qualidade da assistência oferecida aos beneficiários, predomina a acomodação em apartamento. Esse é um dos fatores que elevam o custo assistencial

19,8%

18,0%

17,9%

Apartamento

PESQUISA UNIDAS

Quarto coletivo

21,3%

Agregados

Aposentados

Ativos

16

22,5%

22,1%

Ambos


Cobertura Médico-Hospitalar

Região 1 Região 2

Empresas respondentes em relação à adaptação do plano à Lei 9.656/98, segundo categoria de beneficiários

Centro-Oeste 81,7 18,3 0

Nordeste 75,8 24,2 0

Norte

78 22 0

Sudeste

0 0

Sul

0 0

81,7% 78,0%

75,8%

24,2%

22,0%

18,3%

Ativos

Estão adaptados

Agregados

Aposentados Não adaptados

Nas informações disponibilizadas pela ANS, observa-se redução de beneficiários

em planos antigos, em todas as modalidades de operadora

Nas autogestões, essa redução ainda é menos expressiva, por causa do modelo

assistencial que tem coberturas mais amplas que as previstas no rol da ANS

PESQUISA UNIDAS

17


Cobertura Médico-Hospitalar

Distribuição dos beneficiários por faixa etária, segundo a Lei 9.656/98 – 7 faixas etárias Região 1

2007

15,8

2008

15,2

2009

14,5

2010

15,3

2011

18,9

2012

11,1

2013

9,2

De 0 a 17 anos

15,8%

70 anos ou mais

9,2%

No gráfico é possível notar que a população com

20,3%

De 60 a 69 anos

De 18 a 29 anos

60 anos ou mais é de

11,1%

15,2%

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), entre 2000 e 2050, a população idosa brasileira passará de

De 50 a 59 anos

7,8% para 23,6%

Em contra partida, a população jovem se reduzirá

18,9%

28,6% para 17,2%, e a população adulta, de 66 % para 64,4%

de De 30 a 39 anos

14,5% De 40 a 49 anos

População abrangida

15,3%

1.007.435

Distribuição dos beneficiários por faixa etária, segundo a RN nº 63/2003 – 10 faixas etárias Região 1

2007

20,4

2008

2009

7,0

8,2

2010

8,4

2011

5,9

2012

5,3

2013

6,5

2014

7,2

2015

7,6

23,5

De 0 a 18 anos

20,4%

59 anos ou mais

23,5%

De 19 a 23 anos

7,0% De 24 a 28 anos

De 54 a 58 anos

8,2%

7,6% De 49 a 53 anos

7,2%

De 29 a 33 anos

8,4%

De 44 a 48 anos

6,5% 2007 2013

18

PESQUISA UNIDAS

De 34 a 38 anos

De 39 a 43 anos 2008 2014

5,3% 2009 2015

2010

5,9% 2011

2012

População abrangida

2.950.214


Cobertura Médico-Hospitalar

Distribuição da população beneficiária por decanato 20,00% 18,00% 16,00% 14,00% 12,00% 10,00% 8,00% 6,00% 4,00% 2,00% 0,00%

0 a 9 anos

20 a 29 anos

10 a 19 anos

40 a 49 anos

30 a 39 anos

Unidas

50 a 59 anos

60 a 69 anos

ANS

População abrangida Na ANS, os beneficiários com 80 anos ou mais representam índice é de

70 a 79 anos

80 anos e mais

3.957.649

1,91% nos planos de assistência médico-hospitalar. Na autogestão esse

4,5%. A partir da faixa etária 50 anos ou mais observa-se que a UNIDAS tem maior representatividade no mercado.

Distribuição da população beneficiária por sexo e região geográfica

52,1%

55,8%

55,2%

53,3%

53,1%

53,4%

47,9%

44,2%

44,8%

46,7%

46,9%

46,6%

Nordeste

Norte

Sudeste

Sul

Total

Centro Oeste

Masculino

Feminino

PESQUISA UNIDAS

19


Cobertura Médico-Hospitalar

Distribuição da população beneficiária com mais de 60 anos por sexo 22,9%

20,9%

18,8%

Masculino

Em

Feminino

Total

2011, a população de beneficiários com idade acima de 60 anos era de 823.769

Distribuição da população beneficiária com idade acima de 60 anos, por decanato e sexo O último Censo divulgado pelo IBGE, em 2010, indicou a expectativa de vida, por sexo, para as diferentes faixas etárias. Em todas elas, a feminina supera a masculina. Ao nascer, a

10,6% 9,9%

mulher apresenta uma esperança de vida de

7,6 anos maior

do que a do homem 7,2%

2011, havia 897.809 vidas com idade acima de 60 anos, das quais 1.356 acima de 100 anos Em

5,8% 4,2% 2,7%

0,4%

De 60 a 70 anos

De 71 a 80 anos

Masculino

20

PESQUISA UNIDAS

De 81 a 90 anos

Feminino

0,8%

De 91 a 100 anos

0,03% 0,04% Mais de 100 anos


Cobertura Médico-Hospitalar

Distribuição da população beneficiária com idade acima de 60 anos, por decanato e sexo UNIDAS X ANS* *ANS: Caderno de Informação da Saúde Suplementar de março de 2012, com base em dezembro de 2011 1,8%

> 80 anos

Geral

4,2% 3,3%

De 70 a 79 anos

6,5% 5,8%

De 60 a 69 anos

10,3% 1,2%

Feminino

> 80 anos

2,7% 2,0%

De 70 a 79 anos

3,8% 3,3%

De 60 a 69 anos

5,6% 0,6%

Masculino

> 80 anos

1,5% 1,3%

De 70 a 79 anos

2,7% 2,5%

De 60 a 69 anos

4,6%

0,0%

2,0%

4,0% ANS

6,0%

8,0%

10,0%

12,0%

Unidas

PESQUISA UNIDAS

21


Cobertura Médico-Hospitalar

Segundo o Censo 2010 do IBGE, a expectativa de vida do brasileiro passou para

73,4 anos. A Pesquisa UNIDAS mostra que 22,7% dos beneficiários das empresas participantes estão na faixa etária de 60 anos ou mais. Na população geral coberta pela saúde

11%. As autogestões que participaram da pesquisa possuem 897.809 idosos, sendo 1.356 com mais de 100 anos. Ainda de acordo com o IBGE, 23.760 brasileiros têm mais de 100 anos. Portanto, mais de 5,7% dos centenários recesuplementar esse índice é de

bem assistência médica e/ou odontológica dos planos de autogestão. O levantamento demonstra que o segmento de autogestão é o que possui maior proporção de idosos, o que não só eleva o custo assistencial, mas reforça o compromisso das autogestões em mantê-los nos programas assistenciais voltados à promoção da saúde e prevenção de doenças.

Rede Credenciada: concentração por tipo de atividade

10% Serviços Diagnósticos

11% 17% 13%

8% 8% Hospitais

8% 8% 82% 81%

Médicos

75% 80%

2008

22

PESQUISA UNIDAS

2009

2010

2011


Cobertura Médico-Hospitalar

% de beneficiários que utilizaram o plano

94,5%

92,9%

79,5%

Ativos

Aposentados

Agregados

Adoção de mecanismos de regulação pelas empresas respondentes, segundo tipo e categoria de beneficiários

79,7%

88,7%

83,3%

84,5%

74,6%

75,8%

32,4% 8,5%

14,1%

Ativos

28,8%

22,0%

18,2% 13,6%

Aposentados

28,8% 20,3%

6,8%

22,7%

19,7%

7,6%

22,5%

10,2%

Agregados

Co-participação em eventos

Porta de entrada ambulatório próprio

Porta de entrada na rede credenciada

Autorização prévia

Franquia

Segunda opinião

Outros

PESQUISA UNIDAS

23


Cobertura Médico-Hospitalar

Profissionais e estabelecimentos de saúde credenciados por 1.000 beneficiários

Serviços Diagnósticos 7,77

Hospitais

4,65

Clínicas Médicas

22,39

Médicos

26,82

Despesas administrativas gerais, com impostos, tributos e taxas R$ 1.038.118.748,87

Do total das despesas administrativas,

80,0%

23,8%

70,0%

são gastos com impostos,

tributos e taxas* A taxa de eficiência administrativa (total

60,0%

da despesa administrativa/total da receita) 50,0%

na autogestão é de 72,2%

40,0%

R$ 400.004.656,98

*O percentual decorre da concentração

30,0%

do número de operadoras de pequeno porte. As autogestões de grande porte

20,0% 23,8%

10,0% 0,0%

Custo Administrativo Impostos, tributos e taxas pagas

24

16,3%

PESQUISA UNIDAS

apresentam taxa de eficiência em torno de

10%


Cobertura Médico-Hospitalar

Participação da empresa patrocinadora no custeio do plano por categoria de beneficiários (em %)

45%

60% 68%

55% 40%

Ativos

32%

Agregados

Aposentados Beneficiários

Empresas

Consultas por beneficiário/ano, por região geográfica 5,13 4,66 4,75

Centro-Oeste

3,90

4,11

4,02

Nordeste

Norte

Sudeste

Sul

Brasil

PESQUISA UNIDAS

25


Cobertura Médico-Hospitalar

Consultas por beneficiário/ano

6,03

5,84

5,93 4,91

4,86

4,51

4,66

4,06

Agregados

Aposentados

Ativos

Titular

Dependente

Titular + Dependente

Consultas por beneficiário/ano, segundo o sexo 5,59

4,28

Masculino Feminino

26

PESQUISA UNIDAS

Todas as Categorias


Cobertura Médico-Hospitalar

Exames por beneficiário/ano, por região geográfica 20,97 18,59

18,34

18,34

15,60

12,00

Centro-Oeste

Nordeste

Norte

Sudeste

Sul

Brasil

Exames por beneficiário/ano 27,98 26,12

27,14

21,63

13,65

18,34 15,60

14,44

Agregados

Aposentados

Ativos Titular

Dependente

Todas as Categorias

Titular + Dependente

PESQUISA UNIDAS

27


Cobertura Médico-Hospitalar

Exames por beneficiário/ano, segundo o sexo 21,49

16,76

Masculino

Feminino

Exames por consulta, por região geográfica 4,56

4,42 3,93 3,79

3,63 3,07

Centro-Oeste

28

Nordeste

PESQUISA UNIDAS

Norte

Sudeste

Sul

Brasil


Cobertura Médico-Hospitalar

Exames por tipo e por beneficiário/ano

Outros Exames

Anatomia Patológica

3,84

0,30

Hemodinâmica

0,02

Ressonância

0,12

Tomografia

0,13

Ultrassonografia

0,82

Radiologia

0,82

Patologia

12,67

% de exames realizados em regime ambulatorial e hospitalar 7,6%

7,4% 18,1%

17,4%

81,9%

82,6%

Patologia Clínica

Radiologia

20,1%

92,6%

79,9%

Ultrassonografia

Tomografia

Ambulatorial

92,4%

Ressonância

14,0%

86,0%

Outros Exames

Hospitalar

PESQUISA UNIDAS

29


Empresas participantes

30

PESQUISA UNIDAS


Empresas participantes Empresas participantes

PESQUISA UNIDAS

31


Cobertura Médico-Hospitalar

% de homens e mulheres que realizaram exames preventivos 68,9%

67,2%

50,3%

9,0% 4,9%

Papanicolau

Mamografia

( M 19 a 59 anos)

(M 30 a 59 anos)

PSA

Ultrassom Próstata

Sangue Oculto nas fezes

(H 40 anos ou mais)

(H e M, 18 anos ou mais)

Incidência de cesáreas e partos normais, por região geográfica e no Brasil Fonte: MS/SIH

7%

10%

11%

13%

13%

19%

No SUS, conforme divulgado em estatística do Ministério da Saúde, a cesárea representa

62,86% do total de partos 93% 81%

Centro-Oeste

Nordeste

de 2011 90%

89%

87%

87%

Norte

Sudeste

Sul

Brasil

Cesárea

32

PESQUISA UNIDAS

Normal


Cobertura Médico-Hospitalar

Comparativo da incidência de Cesáreas e Partos Normais

87%

92%

83%

13%

17%

2011

2010

87%

13%

8% 2009 Normal

2008

Cesárea

Mesmo com todas as iniciativas das autogestões para estimular o parto normal, a realidade é preocupante. O segmento segue a tendência brasileira e mundial: a alta incidência de cesáreas

Sessões de tratamentos seriados por beneficiário/ano 1,99

0,60

0,19

Psicologia

Fisioterapia

Fonoaudiologia

0,11

Quimioterapia

0,08

0,05

Diálise

Radioterapia

PESQUISA UNIDAS

33


Cobertura Médico-Hospitalar

Centro-Oeste

Norte

Ativos

Aposentados

15% 10%

12%

13%

Sudeste

10%

11%

10%

10%

Nordeste

12%

12%

13%

15%

16% 13%

10%

11%

12%

14%

16%

17%

19%

20%

22%

25%

Taxa de internação por beneficiário/ano, por categoria de beneficiários, por região geográfica e no Brasil

Sul

Agregados

Brasil

Total

Centro-Oeste

PESQUISA UNIDAS

5,28%

6,32%

6,78%

3,06%

4,90%

4,40%

6,12%

5,55%

5,85%

5,50%

4,75%

4,85%

6,77%

6,72%

6,94%

Nordeste

Ativos

34

5,78% 3,91%

3,99%

4,05%

5,16%

5,76%

6,47%

7,61%

7,80%

Tempo médio de permanência hospitalar (em dias), por categoria de beneficiários, por região geográfica e no Brasil

Norte

Aposentados

Sudeste

Agregados

Sul

Total

Brasil


Cobertura Médico-Hospitalar

Cobertura Médico-Hospitalar

Taxa de internação por beneficiário/ano, por categoria de beneficiários

24% 22%

21%

15% 12% 10%

10%

Ativos

10%

Aposentados Titulares

Agregados Dependentes

Totas as categorias

Titulares Dependentes

PESQUISA UNIDAS

35


Cobertura Médico-Hospitalar

Taxa de internação e média de permanência por beneficiário/ano, segundo o sexo

17% 14%

6,32%

Taxa de Internação

5,48%

Média de Permanência Masculino

Feminino

Concentração de gastos por regime de assistência, segundo categoria de beneficiários

45,6%

44,4%

42,4%

2,2%

1,1% Ativos

Aposentados Gasto Ambulatorial

36

51,9%

55,4%

54,5%

PESQUISA UNIDAS

Gasto Hospitalar

2,5%

Agregados Gasto Internação Domiciliar


Cobertura Médico-Hospitalar

Cobertura Médico-Hospitalar

Concentração de gastos por regime de assistência Região 1 Região 2

Centro-Oeste

48,8

Nordeste

49,6

42,4

Norte

55,4

45,6

Sudeste

5,50

Sul

3,06

4,90

55,4

6,72

5,55

6,78

1,6

2,2

2,2

6,77

6,12

3,99

5,78

4,75

5,85

4,40

0,05

6,32 5,28

Gasto Internação Domiciliar

0,08 0

1,6%

0

Gasto Hospitalar

Gasto Ambulatorial

49,6%

48,8%

De acordo com os dados disponibilizados pela ANS, o sistema de saúde suplementar concentra em âmbito ambulatorial. Os outros

59,58% são destinados a serviços hospitalares.

40,42% de seus gastos

Concentração de gastos no regime ambulatorial

Consultas

18,7% Outros Procedimentos

36,4%

Exames

44,9% PESQUISA UNIDAS

37


Cobertura Médico-Hospitalar

Concentração de gastos no regime ambulatorial por exame Consultas

18,7% Exames de Radiologia

Outros Procedimentos

2,2%

36,4%

Exames de Patologia Clínica

10,5% Exames de Tomografia Computadorizada

2,6%

Exames de Ultrassonografia

6,0% Exames de Ressonância magnética

4,5% Outros Exames Complementares

19,2%

Concentração de gastos no regime hospitalar Taxas

4,9% Diárias

13,0%

Material e Medicamento

38,5%

Exames

4,0% Honorários

11,3%

Outros Custos

16,2%

OPME

12,0% 38

PESQUISA UNIDAS


Cobertura Médico-Hospitalar

Cobertura Médico-Hospitalar

Comparativo da concentração de gastos por regime de assistência, segundo categoria de beneficiários

Ativos

Aposentados

Agregados

Internação Domiciliar

2,5%

2,6%

3,1%

51,9%

52,3%

50,2%

Gasto Ambulatorial

45,6%

45,1%

46,7%

Internação Domiciliar

2,2%

2,7%

55,4%

55,6%

53,0%

Gasto Ambulatorial

42,4%

41,8%

44,2%

Internação Domiciliar

1,1%

1,8%

1,1%

44,4%

50,9%

44,3 %

54,5%

47,3%

54,6 %

Gasto Hospitalar

Gasto Hospitalar

Gasto Hospitalar

Gasto Ambulatorial

2011

2010

2,8%

2009

Custo médio por tipo de exame 498,93

259,87

98,13 10,93

Patologia Clínica

35,15

Radiologia

Ultrassonografia

Tomografia

Ressonância

PESQUISA UNIDAS

39


Cobertura Médico-Hospitalar

Centro-Oeste

Nordeste

Norte Ativos

11.137,68

7.801,26

6.965,32

7.509,94

10.965,70

13.069,14

11.017,61

3.723,63

4.712,28

6.073,38

8.674,51

9.913,18

10.575,62

8.499,26

9.115,15

8.831,69

11.674,27

14.780,81

Custo médio da internação, segundo categoria de beneficiários, por região geográfica e no Brasil

Sudeste

Aposentados

Sul

Brasil

Agregados

Centro-Oeste

Nordeste

Norte Ativos

40

PESQUISA UNIDAS

Sudeste Aposentados

Agregados

Sul

Brasil

1.912,14

1.734,42

1.356,55

1.137,73

1.460,12

1.323,50

2.093,10

1.728,08

1.643,11

1.253,02

1.427,94

1.205,01

1.837,63

705,89

1.534,60

1.805,42

2.722,60

2.423,09

Custo médio internação hospitalar paciente/dia, segundo categoria de beneficiários, por região geográfica e no Brasil


Cobertura Médico-Hospitalar

Cobertura Médico-Hospitalar

Tempo médio de permanência hospitalar, por tipo de internação

26,96

9,61 6,56 4,29

3,16

Clínicas

Cirúrgicas

Obstétricas

Psiquiátricas

3,24

Pediátricas

Outros Tipos

Custo médio da internação hospitalar e do paciente/dia por tipo de internação

9,212,69 8,407,75

4.912,81

4.595,14

4,201,32

3.851,77

1.262,62

948,24

1.295,32

1.179,59

1.070,58 179,00

Clínicas

Cirúrgicas

Obstétricas Custo Médio

Psiquiátricas

Pediátricas

Outros Tipos

Custo Médio Paciente/Dia

PESQUISA UNIDAS

41


Cobertura Médico-Hospitalar

Centro-Oeste

Norte

Ativos

4.358,57

Sudeste

Aposentados

1.587,79

1.756,74

2.705,79

3.069,02 1.304,65

1.751,91

1.638,24

1.312,04 Nordeste

3.018,85

3.203,91

2.520,54

1.902,90

2..140,88

2.856,94

3.872,12

4.623,63

5.405,47

Custo médio anual por beneficiário da assistência médico-hospitalar, por região geográfica e no Brasil e por categoria de beneficiários

Sul

Brasil

Agregados

Centro-Oeste

Norte

PESQUISA UNIDAS

Aposentados

Agregados

225,48

363,21

Sudeste

Sul

146,39

132,32

255,75 108,72

145,99

136,52

109,34 Nordeste Ativos

42

251,57

266,99 210,04

158,58

178,41

238,08

322,68

385,30

450,46

Custo médio mensal por beneficiário da assistência médico-hospitalar, por região geográfica e por categoria de beneficiários

Brasil


Cobertura Médico-Hospitalar

Cobertura Médico-Hospitalar

Custo médio mensal e anual por beneficiário da assistência médico-hospitalar, por sexo 2.580,78

2.463,40

205,28

215,06

Ano Masculino

Feminino

Mês

Custo médio assistencial/beneficiário/ano por faixa etária – Lei 9.656/98 – 7 faixas etárias

11.334,01

5.312,35 3.231,78

821,35

De 0 a 17

1.300,70

De 18 a 29

1.839,88

De 30 a 39

2.161,26

De 40 a 49

De 50 a 59

De 60 a 69

70 anos ou mais

PESQUISA UNIDAS

43


Cobertura Médico-Hospitalar

Custo médio assistencial/beneficiário/ano, por faixa etária (RN nº 63/2003) – 10 faixas etárias 5.460,25

2.743,44 2,375,69

723,88

De 0 a 18

961,75

De 19 a 23

1.618,79

1.671,96

1.745,02

De 29 a 33

De 34 a 38

De 39 a 43

2.058,56

1.185,14

De 24 a 28

De 44 a 48

De 49 a 53

De 54 a 58

Índice de sinistralidade – Lei 9656/98 – 7 faixas etárias

0,93

0,92

0,91

0,82

Ativos

Aposentados

Agregados

Todas as Categorias

As autogestões destinam suas receitas para uma cobertura assistencial mais ampla, incluindo programas de promoção à saúde e prevenção de doenças

44

PESQUISA UNIDAS

59 anos ou mais


Cobertura Médico-Hospitalar

Cobertura Médico-Hospitalar

Índice de sinistralidade – RN nº 63/2003 – 10 faixas etárias 1,33

0,84

0,82

0,58

Ativos

Aposentados

Agregados

Todas as Categorias

O segmento de autogestão não possui despesas com comercialização de produtos e provisão de lucros. Esse fato viabiliza melhor custo x benefício

De 0 a 17

De 18 a 29

De 30a 39

De 40 a 49 Masculino

De 50 a 59

De 60 a 69

70 anos ou mais

3.008,14

2.754,11

4.517,27

3.304,19

2.998,50

2.388,92

2.122,44

2.298,49

1.697,52

1.894,21

1.581,90

1.446,60

1.430,76

5.360,10

9.001,26

11.278,57

Custo médio assistencial/beneficiário/ano por faixa etária – Lei 9656/98 – 7 faixas etárias, distribuído por sexo

Todas as faixas

Feminino

PESQUISA UNIDAS

45


Cobertura Médico-Hospitalar

De 0 a 18

De 19 a 23

De 24 a 28

De 29 a 33 De 34 a 38

PESQUISA UNIDAS

De 44 a 48 De 49 a 53

Feminino

2.074,35

2.493,93

2.866,20

2.239,98

1.995,30

2.349,62

1.716,43

1.942,54

De 39 a 43

Masculino

46

1.468,63

1.546,72

1.582,71

1.321,53

1.500,40

1.468,90

1.113,67

1.111,09

866,53

879,73

549,09

770,87

4.286,33

6.363,76

Custo médio assistencial/beneficiário/ano por faixa etária (RN nº 63/2003) – 10 faixas etárias distribuído, por sexo

De 54 a 58 59 anos ou mais Todas as faixas


Cobertura Médico-Hospitalar

Cobertura Médico-Hospitalar

Relação entre total das despesas dos 10 beneficiários com maiores gastos com as despesas assistenciais das operadoras de autogestão 13%

4% 3% 1%

Até 20 mil vidas Centro-Oeste

Nordeste

Entre 20 e 100mil vidas Norte

Sudeste

Acima de 100mil vidas

Média Geral

Sul

Região 1 32 879,73 1.111,09 1.500,40 1.321,53 2.866,20 6.363,76 Observa-se que os gastos dos 10 beneficiários mais onerosos dentro1.546,72 de uma 1.942,54 operadora 2.349,62 de pequeno porte têm maior Região 2

42

866,53

1.113,67

1.468,90

1

1.582,71

1.468,63

1.716,43

representatividade. Porém, quando relacionado com %, a 132,32 representatividade é1.912,14 menor. 42 210,04 136,52 251,57 255,48

1.995,30

2.239,98

4.286,33

2.493,93 2.074,35

41 2.058,56 2.375,69

Relação entre o gasto de 1% dos beneficiários mais onerosos com o gasto assistencial total por porte da operadora 2.743,44 5.460,25

42%

42%

41%

32%

Até 20 mil vidas

Entre 20 e 100mil vidas

Acima de 100mil vidas

Média Geral

PESQUISA UNIDAS

47


COBERTURA ODONTOLÓGICA

População por categoria de beneficiários 2.375.974

1.625.701

499.182 226.886

Ativos

Aposentados

Agregados

Todas as Categorias

Distribuição dos beneficiários por faixa etária, segundo a Lei 9656/98 – 7 faixas etárias 70 anos ou mais

De 0 a 17 anos

7,3%

19,3%

De 60 a 69 anos

19,9%

De 18 a 29 anos

12,2%

De 50 a 59 anos

13,3% De 30 a 39 anos

14,0% De 40 a 49 anos

13,9% 48

PESQUISA UNIDAS

População abrangida :

546.239


COBERTURA ODONTOLÓGICA

Distribuição dos beneficiários por faixa etária, segundo a RN nº 63/2003 – 10 faixas etárias De 0 a 18 anos

14,8% De 19 a 23 anos

59 anos ou mais

8,1%

24,2%

De 24 a 28 anos

7,8% De 54 a 58 anos

10,5% De 29 a 33 anos

8,1% De 49 a 53 anos

9,2%

De 34 a 38 anos De 44 a 48 anos

7,2%

De 39 a 43 anos

5,5%

4,5%

População abrangida :

1.829.735

Distribuição da população beneficiária por sexo

57,1% dos beneficiários fizeram uso do plano odontológico no ano de 2011 Feminino

51% Masculino

49%

PESQUISA UNIDAS

49


COBERTURA ODONTOLÓGICA

Mecanismos de regulação adotados pelas empresas

Pós-avaliação

Co-participação

23,5%

27,0%

Não há perícia

3,5% Avaliação prévia

Avaliação eventual/amostral

31,3%

14,8%

Participação da empresa patrocinadora no custeio dos planos, por categoria de beneficiários (em %) 62,0%

46,1%

37,5%

Ativos

50

PESQUISA UNIDAS

Aposentados

Agregados


COBERTURA ODONTOLÓGICA

Incidência de eventos por beneficiário/ano e por tipo de tratamento 0,92 0,85

0,85

0,55

0,52

0,23

0,21 0,10

0,09

0,04

0,04

a stic ntí De

ia ica ont átr od edi d p n o E ont od o ã ç ven Pre

a s nti ico do lóg o i Exo d s ra me a x E

ia ont iod r e P

A relação de dentistas credenciados por

xia fila Pro

s s os tal ica do ent óg den t m liza i n a e d s e r do ce te so tes pro Pró gia lan os r p r u t r Im Ci Ou

1.000 usuários é de 4,3

Custo médio por tipo de tratamento (em R$) 603,65

175,70 83,93

78,62

39,25

de nt al

Im pla nt es rea liz ad os Cir ur gia so do nt óg ica s Ou tro sp ro ce dim en to s

21,29

Pr ót es e

Ex am es

27,14

Pr ofi lax ia

22,55

Pe rio do nt ia

18,97

rad iol óg ico s

39,96

Ex od on tia

En do do Pr ev nt en ia çã oo do nt op ed iát ric a

De nt íst ica

41,23

PESQUISA UNIDAS

51


COBERTURA ODONTOLÓGICA

Custo médio anual por beneficiário da assistência odontológica, por categoria 175,87

127,97

64,24

Ativos

Aposentados

Agregados

Custo médio mensal por beneficiário da assistência odontológica, por categoria 14,66

Na cobertura odontológica, a variação observada em 10,66

2011 ocorreu em função de maior amostragem, que contempla autogestões com planos contratados de operadoras do mercado

5,35

Ativos

52

PESQUISA UNIDAS

Aposentados

Agregados


PESQUISA UNIDAS

53


RETROSPECTIVA

Assistência Médica

INDICADORES

2000

2001-2002

2003-2004

2005

2006

2007

2008

2009

2010

2011

Custo médio por procedimento Empresas

57

37

20

60

75

61

60

48

74

Planos

62

227

227

261

333

265

227

278

340

1.758.724

2.458.869

2.400.000

2.700.000

4.300.000

3.700.000

3.400.000

3.200.000

3.957.649

50%

50%

50%

79%

71,50%

65,50%

62,4%

74,4%

27,09

30,61

31,87

35,16

36,67

39,10

43,54

48,09

Total de beneficiários

85

% em relação ao total de beneficiários do segmento de autogestão

Custo médio por procedimento 24,48

Consulta

21,48

18,79

19,99

18,64

20,70

23,92

26,69

26,93

29,15

1.807,07

3.173,87

3.897,82

5.863,68

6.112,45

6.929,92

7.221,53

8.402,95

8.516,44

Cobertura médico hospitalar per capita ano

1.283,69

1.302,56

1.592,49

1.677,66

2.032,36

2.359,72

2.408,79

2.578,91

Cobertura médico hospitalar per capita mês

106,97

108,55

132,71

139,80

169,36

196,64

200,73

214,91

Cobertura odontológica per capita ano

65,66

51,67

68,40

86,25

66,33

91,84

97,98

119,15

Cobertura odontológica per capita mês

5,47

4,31

5,70

7,19

5,53

7,65

8,17

9,93

Exame Internação

Indicadores de utilização Consultas por beneficiário ano

3,15

Exame por beneficiário ano

4,66

5,87

4,98

4,41

4,81

4,76

4,82

4,66

12,79

12,15

17,17

15,93

17,18

17,97

17,88

18,34

Exames por consulta ano

2,22

2,70

2,07

3,42

3,55

3,57

3,76

3,71

3,93

Tempo médio de permanência hospitalar (dias)

3,23

3,47

3,81

4,62

4,93

5,82

5,84

5,92

5,28

14%

14%

14%

14%

14%

15%

Taxa de internação

54

PESQUISA UNIDAS


RETROSPECTIVA

Assistência Odontológica

2000

Beneficiários de odontologia Ativos Aposentados Agregados

2001 - 2002

2003 - 2004

1.205.086

2005

1.082.103

71,33% 21,80% 6,86%

Utilizadores de odontologia

33,00%

2006

2007

2008

931.594

1.950.514

2.295.061

2.026.220

1.896.360

2.375.974

63,15% 24,41% 10,89%

59,45% 24,08% 16,47%

61,20% 27,46% 11,34%

55,28% 22,04% 10,44%

51,58% 23,57% 10,74%

68,42% 21,01% 9,55%

30,00%

21,00%

22,00%

22,00%

24,00%

57,10%

5,49 4,72 4,14

8,47 7,23 6,36

7,13 8,14 5,27

5,47 8,07 4,80

8,86 8,36 4,54

14,66 10,66 5,35

2009

2010

2011

Custo médio mensal por beneficiário odontologia Ativo Aposentado Agregados

5,52 3,89 4,06

PESQUISA UNIDAS

55


InstituiçÕES Filiadas

56

ABEB - SOCIEDADE BENEFICENTE DOS EMPREGADOS DAS EMPRESAS

CAFAZ - CAIXA ASSIST. DOS SERV.FAZENDÁRIOS ESTADUAIS

ABET - ASSOC. BENEF. DOS EMP. EM TELECOMUNICAÇÕES

CAFBEP - CAIXA DE PREV. ASSIST. AOS FUNC.DO BANCO ESTADO PA

AFFEAM - ASSOC. DOS FUNC. FISCAIS DO ESTADO DA AM

CAGIPE - CAIXA ASSIST. DOS FUNC. DA EMPRESA ENERGÉTICA DE SE

AFFEGO - ASSOC. DOS FUNC. DO FISCO DO ESTADO DE GO

CAIXA - CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

AFFEMAT - ASSOC. DOS FUNC. DA FAZENDA DO ESTADO DE MT

CAMED - CAIXA DE ASSIST. DOS FUNC. DO BANCO DO NORDESTE BR

AFISVEC - ASSOC. DOS FISCAIS DE TRIBUTOS ESTADUAIS DO RS

CAMPE - CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS MAGISTRADOS DE PE

AFRAFEP - ASSOC. DOS FISCAIS DE RENDAS, AGENTES FISCAIS DA PB

CANOASPREV - INSTITUTO DE PREV./ASSIST.DOS SERV. MUNICIPAIS DE CANOAS

AFRERJ - ASSOCIAÇÃO DOS FISCAIS DE RENDAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

CAPESESP - CAIXA PREV. ASSIST. DOS SERV. FUND. NACIONAL DE SAÚDE

AFRESP - ASSOC. DOS AGENTES FISCAIS DE RENDA DO ESTADO DE SP

CASEC - CAIXA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS EMPREGADOS DA CODEVASP

AGROS - INSTITUTO UFV DE SEGURIDADE SOCIAL

CASEMBRAPA - CAIXA DE ASSIST. DOS EMP. DA EMP. BRAS. DE PESQ. AGR.

ALEMG - ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MG

CASF - CAIXA DE ASSIST. DOS FUNC. DO BANCO DA AM

AMAGIS SAÚDE - ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DA AMAGIS

CASSE - CAIXA ASSIST. EMPREG. DO BANESE

AMAZONAS DISTRIB. DE ENERGIA - ELETROBRÁS AMAZONAS ENERGIA S/A

CASSEB - CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS EMPREGADOS DO BANEB

AMMP SAÚDE - ASSOC. MINEIRA DE ASSIST. À SAÚDE DOS M DO MP

CASSI - CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS FUNC. BANCO DO BRASIL

APPAI - ASSOC. BENEF. DOS PROF. PÚBLICOS ATIVOS E INATIVOS RJ

CASSIND - CAIXA DE ASSISTÊNCIA DO SINDIFISCO

APUB - ASSOC. DOS PROF. UNIVERSITÁRIOS DA BA

CASU/UFMG - CAIXA DE ASSISTÊNCIA À UNIVERSIDADE

ARCELORMITTAL BRASIL - ARCELOR MITTAL BRASIL S/A

CAURJ - CAIXA ASSISTENCIAL UNIVERSITÁRIA DO RJ

ASFAL - ASSOC. DOS FISCOS DE AL

CAURN - CAIXA ASSIST. UNIVERSITÁRIA DO RIO GDE DO NORTE

ASFEB - ASSOC. DOS SERV. FISCAIS DO ESTADO BA

CELGMED - CAIXA DE ASSIST. À SAÚDE DOS EMPREG. CELG

ASFEPA - ASSOC. DOS SERV. DO FISCO ESTADUAL DO PA

CEMIG SAÚDE - CEMIG SAÚDE

ASPBMES - ASSOC. DE SAÚDE DOS PM E BOMBEIROS MILITARES ES

CEPEL - CENTRO DE PESQUISA DE ENERGIA ELÉTRICA

ASSEC - ASSOCIAÇÃO DOS EMPREGADOS DA CEHOP

CERON - ELETROBRÁS DISTRIBUIÇÃO RONDÔNIA

ASSEFAZ - FUND. ASSIST. DOS SERV. DO MINISTÉRIO DA FAZENDA

CESAN - CIA ESPÍRITO SANTENSE DE SANEAMENTO

BACEN - BANCO CENTRAL DO BRASIL

CET - COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO

BANESCAIXA - CAIXA ASSIST. DOS EMPREG.DO SIST. FINANC. BANESTES

CETESB - CIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO

BARDELLA - BARDELLA S/A INDÚSTRIAS MECÂNICAS

CNEN - COMISSÃO NACIONAL DE ENERGIA NUCLEAR

BHTRANS - EMPRESA DE TRANSP. E TRÂNSITO DE BELO HORIZONTE S.A

CODESA - CIA DOCAS DO ESPÍRITO SANTO

BOA VISTA ENERGIA - BOA VISTA ENERGIA

COMSEDER - COOPERATIVA DE ASSISTÊNCIA MÉDICA

BRB SAÚDE - CAIXA DE ASSISTÊNCIA

DOS SERVIDORES DA SUPLAN E DO DER LTDA.

BRF BRASIL FOODS - BRASIL FOODS S/A

CONAB - CIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO

CAAPSML - FUNDO DE ASSIST. À SAÚDE DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE LONDRINA

COPASS SAÚDE - ASSOC. DE ASSIST. À SAÚDE DOS EMPREGADOS DA COPASA

CABERGS - CAIXA DE ASSIST. DOS EMPREG. DO BANCO DO ESTADO RS

DESBAN - FUND. BDMG DE SEGURIDADE SOCIAL

CABERJ - CAIXA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE

ECONOMUS - INSTITUTO DE SEGURIDADE SOCIAL

CABESP - CAIXA BENEFICENTE DOS FUNC. DO BANCO DO ESTADO SP

ECT - EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS

CAEME - CAIXA ASSIST. EMPREG. SETOR PÚBLICO AGRÍCOLA GO

ELETRONUCLEAR - ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S/A

PESQUISA UNIDAS


InstituiçÕES Filiadas

ELETROS - FUNDAÇÃO ELETROBRÁS DE SEGURIDADE SOCIAL

MPU / PLAN-ASSISTE - PROG. DE SAÚDE E ASSIST. SOCIAL DO MINIST. PÚBLICO FED.

ELETROSUL - CENTRAIS ELÉTRICAS S/A

NUCLEP - NUCLEBRÁS EQUIPAMENTOS PESADOS S/A

ELOSAUDE - ASSOC. DE ASSIST. À SAÚDE

PASA - PLANO DE ASSIST. À SAÚDE DOS APOSENTADOS VALE

EMBRATEL - EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S/A

PETROBRAS - PETRÓLEO BRASILEIRO S/A

E-VIDA - CAIXA DE ASSISTÊNCIA DO SETOR ELÉTRICO

PETROBRAS DISTRIBUIDORA - PETROBRAS DISTRIBUIDORA S.A

FACEB - FUNDAÇÃO DE PREVIDÊNCIA DOS EMP DA CEB

PREVSAÚDE - ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA PRIVADA

FACHESF - FUND. CHESF DE ASSIST. E SEGURIDADE SOCIAL

PROASA - PROGRAMA ADVENTISTA DE SAÚDE

FAMED - FUNDO DE ASSIST. À SAÚDE DOS FUNC. DO BEC

PRODESP - CIA PROCESSAMENTO DE DADOS DO ESTADO SP

FAPES - FUNDAÇÃO DE ASSIST. E PREV. SOCIAL DO BNDS

PRÓ-SAÚDE - ASSOCIAÇÃO PRÓ-SAÚDE

FASCAL - FUND. ASSIST. SAÚDE DEP. DISTR. SERV. CÂMARA LEGISL. DF

REAL GRANDEZA - FUNDAÇÃO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL

FASSINCRA - FUNDAÇÃO ASSISTENCIAL DOS SERVIDORES DO INCRA

SABESPREV - FUND. SABESP DE SEGURIDADE SOCIAL

FIAT - FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM-ESTAR

SAM-BEMAT - CAIXA ASSIST. MÉDICA DOS EMPREG. DO BEMAT

FIBRIA - FIBRIA CELULOSE S/A

SAMEISA - SOCIEDADE DE ASSIST. MÉDICA DOS EMPREG. DA IPIRANGA

FIOSAÚDE - CAIXA DE ASSISTÊNCIA OSWALDO CRUZ

SENADO FEDERAL - SISTEMA INTEGRADO DE SAÚDE - SIS

FISCO SAÚDE - CAIXA DE ASSISTÊNCIA DO ESTADO DE PERNAMBUCO

SENERGISUL - SIND. ASSAL. ATIV. AP E PENS GER TRANSM DISTRI ENERG

FUNASA SAÚDE - CAIXA DE ASSIST. DOS EMPREG. DA SAELPA

SEPACO AUTOGESTÃO - SEPACO AUTOGESTÃO

FUNDABEM - FUND. DE ASSIST. DOS FUNC. DO BANCO BEM S/A

SERPRO - SERVIÇO FEDERAL DE PROCESSAMENTO DE DADOS

FUNDAÇÃO LIBERTAS - FUNDAÇÃO LIBERTAS DE SEGURIDADE SOCIAL

SESEF - SERVIÇO SOCIAL DAS ESTRADAS DE FERRO

FUNDAFFEMG - FUND. AFFEMG DE ASSIST. À SAÚDE

SESI/AC - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA - SESE/DR/AC

FUNDAÇÃO CESP - FUNDAÇÃO CESP

SPA SAÚDE - SISTEMA DE PROMOÇÃO ASSISTENCIAL

FUNDAÇÃO COPEL - PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL

SPTRANS - SÃO PAULO TRANSPORTE S/A

FUNDAÇÃO SANEPAR - FUNDAÇÃO SANEPAR DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

STF-MED - PLANO DE SAÚDE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

FUNDAÇÃO SAÚDE ITAÚ - FUNDAÇÃO SAÚDE ITAÚ

TELEFÔNICA - TELEFÔNICA DO BRASIL S/A

FUNDAÇÃO SÃO FRANCISCO XAVIER - FUNDAÇÃO SÃO FRANCISCO XAVIER

TRF 1ª REGIÃO - TRIBUNAL REGIONAL 1ª REGIÃO SCBE PRÓ-SOCIAL

FUNSERVIR - FUNDO DE ASSIST. À SAÚDE DO SERV. MUNICIPAL DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ

TRT 8ª REGIÃO - TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA OITAVA REGIÃO

FUPS - ASSOCIAÇÃO FUNDO DE PROTEÇÃO À SAÚDE

UNAFISCO SAÚDE - SINDICATO NACIONAL DOS AUDITORES FISCAIS DA RF

GEAP - FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL

UNIFENAS - PLANO DE SAÚDE UNIFENAS

GEVISA - GEVISA S/A

VALE - VALE S/A

INB - INDÚSTRIAS NUCLEARES DO BRASIL S/A

VALEC - ENGENHARIA, CONSTRUÇÕES E FERROVIAS S.A

INFRAERO - EMPRESA BRASILEIRA DE INFRA-ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA

VITASERV - ASSOC. DE ASSIST. À SAÚDE DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNIC. DE JOINVILLE

IPALERJ - INST. DE PREV. DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

VOLKSWAGEN - VOLKSWAGEN DO BRASIL IND. DE VEÍCULOS AUTOM. LTDA.

IRB - BRASIL RE

WMS - WMS SUPERMERCADOS DO BRASIL LTDA.

ITAIPU BINACIONAL - ITAIPU BINACIONAL JUDICEMED - ASSOC. ASSIST. MÉDICO-HOSPITALAR MAGISTRADO DO PR METRUS - INSTITUTO DE SEGURIDADE SOCIAL

PESQUISA UNIDAS

57


Superintendências Estaduais SUPERINTENDÊNCIAS ESTADUAIS AC - Superintendência Estadual UNIDAS Claudia Oliveira Rocha unidas.ac@unidas.org.br AL - Superintendência Estadual UNIDAS Luiz Antonio Tenório Magalhães unidas.al@unidas.org.br AM - Superintendência Estadual UNIDAS Edlene Marques Santos unidas.am@unidas.org.br AP - Superintendência Estadual UNIDAS José Augusto Domingues Mendes unidas.ap@unidas.org.br BA - Superintendência Estadual UNIDAS Adriana Franck Sarmento unidas.ba@unidas.org.br CE - Superintendência Estadual UNIDAS Carlos Eugênio Mota Barroso unidas.ce@unidas.org.br DF - Superintendência Distrital UNIDAS Henio Braga Junior unidasdf@unidasdf.org.br ES - Superintendência Estadual UNIDAS Ricardo Alexandre Ruz unidas.es@unidas.org.br GO - Superintendência Estadual UNIDAS Berto Carlos Ribeiro unidas.go@unidas.org.br MA - Superintendência Estadual UNIDAS Adriana da Silva Duarte unidas.ma@unidas.org.br MG - Superintendência Estadual UNIDAS Anderson Antônio Monteiro Mendes unidas.mg@unidas.org.br MS - Superintendência Estadual UNIDAS Celio Steves de Souza Cavalcanti unidas.ms@unidas.org.br MT - Superintendência Estadual UNIDAS Sérgio Luis Sônego unidas.mt@unidas.org.br PA - Superintendência Estadual UNIDAS Maria Aurilene Silva unidas.pa@unidas.org.br

58

PESQUISA UNIDAS

PB - Superintendência Estadual UNIDAS Angelina Maria de Melo Carvalho unidas.pb@unidas.org.br PE - Superintendência Estadual UNIDAS Aníbal de Oliveira Valença gremes.unidas@terra.com.br PI - Superintendência Estadual UNIDAS Maria Helena Andrade Boavista unidas.pi@unidas.org.br PR - Superintendência Estadual UNIDAS Mauro Pereira unidas.pr@unidas.org.br RJ - Superintendência Estadual UNIDAS Mario Kandelman unidas.rj@unidas.org.br RN - Superintendência Estadual UNIDAS Sra. Eliana Maria dos Santos unidas.rn@unidas.org.br RO – Superintendência Estadual UNIDAS Jairo Joaquim Gomes de Oliveira unidas.ro@unidas.org.br RR - Superintendência Estadual UNIDAS Jaite da Justa Bohadana unidas.rr@unidas.org.br RS - Superintendência Estadual UNIDAS Aldo Cabral Rossi Junior unidas.rs@unidas.org.br SC - Superintendência Estadual UNIDAS Joice Fabiana da Silva Stopassoli unidas.sc@unidas.org.br SE - Superintendência Estadual UNIDAS Gildélia Andrade Santana Almeida unidas.se@unidas.org.br SP - Superintendência Estadual UNIDAS Carlos Alberto da Silva unidas.sp@unidas.org.br TO - Superintendência Estadual UNIDAS Aldaciria de Sousa Coelho unidas.to@unidas.org.br


Superintendências Estaduais ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

ASSEMBLÉIA GERAL CONSELHO DELIBERATIVO

CONSELHO FISCAL

Presidente Aderval Paulo Filho

Presidente Hugo Avelino dos Anjos Lima

Membros do CD

Membros do CF

André Lourenço Corrocher

Marialva Guimarães Motta

Alexandre Jose Lima Sousa

Fábio Mazzeo

Omar de Carvalho Gomes Filho

Luiz Carlos Toloi Junior

Jose Gomes Soares

Sebastião Rabelo Generoso

Luciano Comin Nunes

Vanderley Batista Barbosa

DIRETORIA NACIONAL PRESIDENTE Denise Rodrigues Eloi de Brito VICE-PRESIDENTE Roberto Kupski

DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO Marcos Neles Anacleto

DIRETORIA DE INTEGRAÇÃO Ana Paula Barbosa Pereira

DIRETORIA ADMINISTRATIVO/FINANCEIRO Cleudes Cerqueira de Freitas DIRETORIA TÉCNICA Maria Aparecida Diogo Braga

DIRETORIA DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO Anibal de Oliveira Valença

Expediente

Realização: Centro Paulista de Economia da Saúde (CPES)

Pesquisa NACIONAL UNIDAS 2011 Alameda Santos, 1.000 – 8º andar - Cerqueira César CEP 01418-100 - São Paulo – SP CNPJ: 69.275.337/0001-08 Tel.: (11) 3289-0855 / Fax: (11) 3289-0322 Site: www.unidas.org.br / e-mail: unidas@unidas.org.br

Coordenação: Comitê Gestão: Diretoria Nacional da UNIDAS Comentários: AT Service Atuarial Comitê Técnico: Denise Rodrigues Eloi de Brito, Marcos Neles Anacleto, Cleudes Cerqueira de Freitas Supervisão: Ladjane Andrade dos Santos - UNIDAS NACIONAL, Andrea Alves Kjekshus e Michele Scarasati - S/A Comunicação Projeto Gráfico: KING Propaganda Fotolito e Impressão: Belo Visual Gráfica e Gráfica Escuer Print Tiragem: 3.500 exemplares

PESQUISA UNIDAS

59


Alameda Santos 1.000 - 8º andar - Cerqueira César São Paulo - SP - CEP: 01418-100 - Tel.: (11) 3289-0855 / Fax: (11) 3289-0322 www.unidas.org.br / E-mail: unidas@unidas.org.br

Pesquisa Nacional 2011  

Pesquisa Nacional 2011