Page 1

» CLUBE DO ASSINANTE MOSTRA HOJE OPÇÕES PARA A 3ª IDADE • PÁGINAS 1 A 8 FUNDADOR:ALUÍZIO ALVES - 1921 - 2006

Ano 62 • Número 193 • Domingo,04 de novembro de 2012

CHEIA DE GLÓRIA

HOMENS DE FERRO REMODELAM O CONCEITO DE PREPARO FÍSICO DOS JOGADORES

No ar em ‘Louco por elas’e em cartaz no teatro com ‘Ensina-me a viver’, atriz diz que não olha para o passado e que o seu tempo é hoje. [ REVISTA DA TV 7 E 8 ]

[ ESPORTES 6 ]

ENTREVISTA

ALBERTO LEANDRO

TN FAMÍLIA

RODRIGO SENA

A CORRIDA CONTRA O TEMPO PARA CONSTRUIR E COMO ESTÃO AS ARENAS DA COPA [ ESPORTES 2 E 3 ]

[ HOSPITAL DA MULHER ] Relatório de auditores da Sesap revelam diversas irregularidades no contrato do Governo com a Marca

Auditoria aponta fraudes de R$ 3,1 milhões em contrato Olivier Roger e o fim das ferrovias no RN

Tecnologia para ajudar a morar bem

Consultor da CNI considera que trens de carga são economicamente inviáveis para o RN. [ ECONOMIA 7 ]

Tendência arquitetônica inclui automação do imóvel e uso sustentável de recursos. [ TN FAMÍLIA 1 ]

Disparidades nos valores repassados pelo Governo do Estado e as despesas reais das empresas que administravam o Hospital da Mulher, em Mossoró, apontam para uma suposta fraude de R$ 3 milhões e 160 mil contra o erário. Os indícios de irregularidades estão registrados em cálculos e na conclusão de um

relatório preliminar produzido pela comissão interna de auditoria da Secretaria Estadual de Saúde, ao qual a TRIBUNA DO NORTE teve acesso. A administração do Hospital da Mulher foi terceirizada pela Sesap à Associação Marca, em março deste ano. O processo de contratação chamou a atenção, na

época, pela rapidez e inclusão de antecipações de repasses. A Marca é a mesma organização social alvo da Operação Assepsia que apontou fraudes em contratos similares em unidades de saúde da Prefeitura do Natal. Uma nova organização social foi contratada pela Sesap, este mês, para gerir o Hospital da Mulher. [ NATAL 1 E 2 ]

©ISTOCKPHOTO.COM/STEFAN SCHUR

ALDAIR DANTAS

INTERNACIONAL

EUA está dividido na reta final da eleição presidencial O pragmatismo do presidente democrata Barac Obama, candidato à reeleição, e as promessas de mudança do republicano Mitt Romney dividem mentes e corações dos delegados norte-americanos que vão às urnas dia 06. [ PÁGINAS 8 E 9 ]

MEIA MARATONA DE NATAL: A CINCO DIAS DA LARGADA [ ESPECIAL 1 A 16 ]

MOBILIDADE

Crise e falta de tempo eliminam obras da Copa As principais obras anunciadas para Natal na área da mobilidade urbana, como legado da Copa de 2014, não vão sair do papel. Faltam tempo hábil e a crise financeira no Estado e na Prefeitura inviabilizou recursos das contrapartidas. [ NATAL 7 A 8 ]

Economista Virgínia Ferreira coordena equipe de transição do prefeito eleito

NA TRANSIÇÃO

Virgínia propõe adiantar medidas da nova gestão

JORNAL DE WM Uma carta de Veríssimo de Melo sobre histórias da segunda guerra.

Prorrogar convênios, repactuar dívidas com fornecedores e revisar os problemas que levaram ao bloqueio das contas estão entre questões que a economista Virgínia Ferreira, coordenadora de equipe de transição na Prefeitura, pretende viabilizar antes da nova gestão começar. [ PÁGINAS 3 E 4 ]

[ PÁGINA 2 ]

96

TOTAL DE PÁGINAS DESTA EDIÇÃO: páginas

REDAÇÃO: PAUTA

pauta@tribunadonorte.com.br

FALE CONOSCO: PABX: 4006-6100 Redação: 4006-6113

Assinaturas: 4006-6111 Venda avulsa: 4006-6103 Comercial: 4006-6173

Classificados: 4006-6161 Circulação: 4006-6103 Reclamações:4006-6111

ALIMENTOS

ENEM

Seca e falta de apoio à agricultura encarecem preços

Alunos enfrentam longas filas nos locais das provas

A estiagem afeta a produção agropecuária e, sem uma política de apoio à agricultura familiar, é o consumidor que acaba pagando a alta conta dos alimentos. [ECONOMIA 1 E 3 ]

Os estudantes enfrentaram longas filas nos locais das provas do Enem. Neste domingo, serão aplicados os testes de linguagens, códigos, redação e matemática. [ PÁGINA 5 ]

HOME PAGE:

www.tribunadonorte.com.br

PREÇO DESTA EDIÇÃO:

R$ 2,50


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

opinião

Domingo | 04 de novembro de 2012

NEY FIGUEIREDO [ Consultor político ]

Jornal de WM WODEN MADRUGA - woden@terra.com.br

Os aviões de Vivi

V

eríssimo de Melo não foi apenas o folclorista, discípulo de Cascudo, o etnógrafo, o professor de antropologia, o jornalista, o excepcional causeur, dos maiores papos que eu conheci, mormente em torno de algumas cervejas geladíssimas. A História também estava na agenda do pesquisador incansável. E aqui, nessa curva do conhecimento, Veríssimo se interessava pelo o que aconteceu na Segunda Grande Guerra que teve Natal, como todos sabem, como um dos palcos importantes. Remexendo nas velhas gavetas desarrumadas me dei de cara, esta semana, com mais uma carta sua. Exatamente tratando dessas histórias de Parnamirim. É datada de 30 de janeiro de 1996. Confira o nosso Vivi soprando a poeira que a Guerra deixou: “Woden: meu abraço: Faça a você mesmo a pergunta de conotação histórica: - Para que ponto da África rumavam os aviões norte-americanos, durante a guerra, que saiam de Parnamirim? Verá que você – como todo mundo de Natal, praticamente – indicará o rumo errado. Todos dizem: - Claro, os aviões saiam daqui para Dakar, o aeroporto de Senegal. Errado: Os aviões quando saiam de Natal em direção à África jamais informaram o exato ponto para onde se dirigiam. Se você se recorda do noticiário antigo dos norte-americanos – os jornais informavam: “De um ponto da África” ou coisa semelhante. Jamais indicaram o ponto exato – naturalmente por uma questão de segurança. A história é longa e só o “expert” Lenine Pinto pode dar informações mais detalhadas. A “coisa” me chamou a atenção após a leitura do livro do brasilianista Frank D. McCann Jr, “ALIANÇA BRASIL-ESTADOS UNIDOS – 1937-1945”, que acaba de sair pela Biblioteca do Exército. Lá está dito, com todas as letras, que Hitler, logo depois da tomada da França, exigiu do governo fantoche de Vichy a cessão do aeroporto de Dakar para a aviação militar alemã. Ele sonhava manter em Dakar o ponto fundamental para o salto sobre o Brasil e América do Sul, consequentemente. Mas – aqui é que está algo que pouca gente sabe – e antes da queda da França? Os aviões que saiam de Natal iam mesmo ou não para Dakar? Lenine me informou que poderiam ir, pois os norteamericanos tinham problema sério contra os franceses, apesar de serem aliados. E para onde iam os aviões norte-americanos? Iam para um aeroporto em Gâmbia, faixa estreita de terra que fica abaixo um pouco de Dakar. Veja no mapa. De lá – após abastecimento –ele se dirigiam aos aeroportos do norte da África: em Marrocos, Tunísia, Argélia, arrendados aos norte-americanos. Ali eles aguardavam o grande momento para o salto

decisivo da invasão da Europa – via Itália. Além daqueles pontos onde tinham aeroportos, os americanos também construíram um outro aeroporto na Ilha de Ascenção, que fica próxima à Africa. E tinham aeroportos na Libéria. Estas informações – já hoje de importância histórica – precisam ser retificadas. Os norteamericanos, durante a guerra, jamais foram para Dakar. Antes da queda da França porque já havia problemas deles contra os franceses. Depois – impossível – pois os alemães já dispunham do aeroporto de Dakar, cedido pelo governo fantoche de Vichy. Veja você como são as coisas. Todo mundo em Natal pensava errado sobre esse detalhe da guerra. Mas, creio que ninguém perguntou seriamente aos norteamericanos para que ponto eles de dirigiam ao sair de Natal. E, se perguntassem – claro – eles também não diziam por questões de segurança. No meu artigo de domingo, na TRIBUNA, faço ligeira referência ao assunto. Mas, seria bom que você se adiantasse sobre o tema para que o povo de Natal saiba, inclusive os militares brasileiros que nada sabiam sobre o rumo dos aviões de guerra norte-americanos que se dirigiam em direção à África. Elmo Pignataro – grande filatelista – sabia desse detalhe. Ele informou agora a Protásio Melo, que também nada sabia a respeito. Não é incrível? É mexendo nas coisas da história que a gente vai descobrindo que nada sabe ao certo das mesmas coisas. Alguém informou errado – a primeira vez – e toda a população acreditou! Dê notícia sobre o assunto. A função da imprensa é esclarecer ao público sobre a verdade dos fatos. Agradece a atenção seu amigo e fan Veríssimo de Melo Em tempo: Gâmbia fazia parte da Comunidade Britânica, na época. Hoje é um país independente. Veja que mais um mito da história da 2ª Grande Guerra está sendo destruído por esta minha colocação.”

Pesquisas de Lenine No ano anterior, outubro de 1995, Lenine Pinto me mandava uma cartão postal de Orlando, Flórida (EUA), onde pesquisava sobre a Aviação e os Descobrimentos: “Meu caro Woden, Ando por aqui trabalhando arduamente na história da navegação das descobertas e da aviação. Acredito que Natal esteja no

foco da questão do descobrimento do Brasil, e quanto aos “aeroplanos”, é surpreendente como os raides dos anos 20/30 colocaram a cidade em evidência. Resta agora disciplinar o “barril” de informações (Barril era uma medida usada por Colombo). Grande abraço do seu velho Lenine. P.S. - Abraço em Ticiano”.

FLIPIPA Coloque na sua agenda: dia 22 começa a Festa Literária da Praia de Pipa, o mais glamoroso encontro cultural das aldeias potiguares.

Empresa Jornalística Tribuna do Norte Av.Tavares de Lira,101 - Ribeira - Natal/RN CEP:59010200 Fone: (PABX) 4006-6100 Fax: (0xx84) 4006-6124 Endereço eletrônico: www.tribunadonorte.com.br

Diretor Presidente: Henrique Eduardo Alves Superintendente: José Roberto Cavalcanti Diretor Adm.e Operações: Ricardo Luiz de V.Alves Diretor Financeiro: Agnelo Alves Filho Diretor de Redação:Carlos Peixoto cpeditor@tribunadonorte.com.br Gerente Comercial: Eliane Rocha Gerente de Marketing: Andréia Barandas Gerente de Circulação: Thales Vilar

O povo votou. E agora?

F

oi amplamente confirmada nas ultimas eleições que, em se tratando de eleição municipal,a política nacional tem muito pouca influência.Mas ficou demonstrado,também,que projetos nacionais podem surgir ou naufragar em tais disputas. Vejam o caso de São Paulo.José Serra,depois de ter sido governador,prefeito,ministro,senador,candidato a presidência da República,saiu da refrega sem nenhuma perspectiva política.Tudo parece indicar um fim de carreira melancólico. No próprio âmbito do PT ,a vitória de Fernando Hadad,projeto político genial do expresidente Lula,deu um recado para antigos membros do partido,como os ministros Martha Suplicy e Aloisio Mercadante,que a renovação veio para ficar e que as chances de disputarem o governo de São Paulo pelo partido em 2014 são mínimas.A renovação de quadros é irreversível. Eduardo Campos era uma promessa que se tornou realidade.O seu pequeno partido PSB agigantou-se e abocanhou o maior número de capitais importantes como Recife,Belo Horizonte,Fortaleza,além de levar Campinas,o maior eleitorado do interior de São Paulo. Não vai dar para se falar em sucessão presidencial em 2014 sem combinar com ele ,que já afirmou não ser satélite ou coadjuvante do PT.Campos deu dimensão nacional ao partido,que pode passar a se sentir incomodado dentro do pouco espaço que tem dentro do modelo de coalizão governista. Aécio Neves,talvez,tenha causado a derrota mais dolorosa à presidente Dilma ,que inven-

tou a candidatura de Patrus Ananias em Belo Horizonte.Foi lá.Subiu em palanques.Prometeu o que um presidente da República não deveria prometer.Tudo em vão.Ela e Lula perderam no primeiro turno. Sem o Serra para criar dificuldades em seu caminho,Aécio Neves tem ,agora,o campo livre para conduzir a bandeira do PSDB e tratar urgentemente da renovação dos seus quadros.O eixo da política oposicionista migrou de São paulo para Minas Gerais. O DEM,que estava agonizante,recebeu respiração boca a boca com a vitória de ACM Neto em Salvador.Logo ele,representante maior do Carlismo,que Lula havia resolvido exterminar da face da terra.Aliás,um outro ameaçado de exterminio,Arthur Virgilio,humilhou com uma montanha de votos a concorrente, que lhe havia tirado com a ajuda de Lula a vaga no senado em 2010.A vingança,como dizia o personagem criado pelo imortal Chico Anisio,foi maligna. Gilberto Kassab é curiosamente um derrotado e vitorioso ao mesmo tempo.Apontado como um dos principais responsáveis pelo mal desempneho de Serra, o partido inventado por ele,PDS,que não do é do centro, nem de esquerda ou direita,elegeu quase 500 prefeitos e já tem a quarta maior bancada no Congresso Nacional.Tirando São Paulo,fez o que Dilma pediu,inclusive a desastrada intervenção no diretório de Belo Horizonte.Vai,agora, querer cobrar a fatura. O PMDB ,embora tenha decrescido em numero de prefeituras e número de vótos,continua sendo o partido que tem maior número

de muncipios sob o seu comando e a maior bancada na Camara e Senado,cujas presidências deverá passar a ocupar no ano que vem.Sem o apoio do seu candidato derrotado no primeiro turno em São Paulo,Chalita, talvez a vitória de Hadad não tivesse ocorrido.O PMDB tem sido o fiel da balança.Para o bem ou para o mal. Lula provou que tem raro intuição política,mas que não é Deus.Vence eleições possiveis,com candidatos viaveis,mas não é dono do povo. Dilma,no momento é imbátivel,mas depende muito de como vai estar a economia em 2014.E, como vimos, vai ter uma imensa dificuldade de acomodar em seu governo os inúmeros partidos vitoriosos nas eleições muncipais,que fazem parte do incrível e imenso arco de apoio genialmente tecido por Lula. A função do analista político é distinguir as alternativas,tarefa que exige, além do conhecimento, muita imaginação.O futuro está sendo escrito.O jogo está sendo jogado.Vamos ter oportunidades perdidas, intenções que não vão se materializar e as circunstância de cada momento.Ainda não se sabe quais vão ser os reflexos reais do julgamento do Mensalão na política brasileira.Os jornais estão noticiando que Marcos Valério,já condenado a 40 anos de prisão, estaria correndo risco de morte e propôs ao STF delação premiada.Dependendo dos elementos novos que trouxer,muita agua ainda pode rolar debaixo da ponte. Já se disse que politica é como uma nuvem.Dependendo do momento e ângulo que se olhe ela toma uma forma.

Brum - www.rabiscosdobrum.zip.net

Cartas Defesa Micarla como cidadã brasileira tem todo direito de se defender plenamente como diz a Constituição. O que aconteceu com ela foi algo que eu nunca presenciei em toda a minha vida. Só vi coisa parecida estudando sobre o período da ditadura militar em nosso país e nas ações tiranas de Hitler contra o partido comunista alemão, onde não era dado nenhum direito de defesa antes de qualquer julgamento ou punição. nelsonrb68@yahoo.com.br

Afastamento JOSÉ ARNO GALVÃO [ Advogado ]

Rótulos e propaganda

O

invólucro do cigarro Minister tinha, além do nome, um grande “M” encimado por uma coroa, ao fundo. Segundo a estória do bilhete deixado pelo namorado, ao se despedir, teria dito ele: “Nesta carteira de cigarros está tudo que eu queria dizer a você.” A namorada olhou de um lado, do outro e continuou sem entender. E começou a perguntar às amigas, depois aos amigos, até que alguém encontrou a solução de mensagem oculta: “Minha Inesquecível Namorada, Isto Será Tua Eterna Recordação. Morou, Coroa?” E tinha a brincadeira com o rótulo da cerveja Brahma, contendo a relação das fábricas espalhadas por diversas cidades brasileiras. Não dá para lembrar a ordem exata de sua enumeração, nem quais e quantas eram. A brincadeira consistia, não sem malícia, em acordar a distribuição das fábricas entre o leitor e o ouvinte, de forma a que ficassem apenas duas, assim distribuídas: “Agudos pra você, Passo Fundo pra mim.” O colírio Moura Brasil divulgava uma propaganda fundada no seguinte argumento: duas gotas, dois minutos, dois olhos claros e brilhantes. Pois bem, às vezes, já no Centro Cearense ou em outro dos bares que frequentávamos, vinha a lembrança de algum compromisso, em lugar a que não poderíamos chegar com aparência de vir de uma farra. O problema do bafo de cana era facilmente resolvido mediante a mastigação de um ou dois cravos da índia, pois a velha desculpa do caju não funcionava. Ficava o dos olhos injetados, vermelhos. E não é que o colírio funcionava mesmo. No porta-luvas do meu carro, que chamávamos de cofre, já tinha permanentemente um tubo do colírio milagroso. O Repórter Esso, patrocinado pela Standard Oil que usava a denominação comercial Esso no Brasil, é uma outra história de sucesso, não só de propaganda, como também de noticioso, com uma

Classificados: Redação Fax Venda Avulsa Assinatura Natal Reclamações Natal ASSINATURA Mensal (à vista) Semestral (à vista) Anual (à vista)

4006-6161 4006-6113 4006-6124 4006-6100 4006-6111 4006-6111 R$ 43,00 R$ 258,00 R$ 516,00

PREÇO DO EXEMPLAR Rio Grande do Norte 3ª a Sábado Domingo Outro Estado 3ª a Sábado Domingo

grande credibilidade, embora traduzisse o pensamento de seus patrocinadores. Tinha por lemas mais divulgados Primeiro a Dar as Últimas e Testemunha Ocular da História; Era divulgado no radio, sendo levado à televisão quando esse sistema foi implantado por aqui. Para as pessoas da minha geração, quando se queria comprar uma lâmina de barba, preguntavase por uma gilete, do mesmo jeito que se pedia um poli para designar o picolé, denominação que só desapareceu quando lançaram por aqui uma marca concorrente, que usava carrinhos padronizados. Fato semelhante ao que ocorreu quando a Xerox lançou seu sistema de cópias, que veio a substituir o sistema anterior que usava um sistema molhado, com um papel especial, sistema que apresentava um defeito nunca corrigido, pois as cópias tinham pouca duração. Na época, meu Pai, tendo visto um anúncio de jornal sobre as copiadoras da Xerox, esbarrou no preço proibitivo cobrado pela empresa, que não tinha interesse em vender. O sabonete Lever, cujo nome foi depois mudado para Lux, que era a denominação internacional dada a ela pelo fabricante norte-americano, exibia retratos de estrelas de cinema. Mas, história de sucesso é a do sabonete Eucalol, empresa nacional que desapareceu.pois naõ teve como fazer frente à concorrência das grandes multinacionais do setor; fazia por séries. As séries eram diversificadas com cenas de história do Brasil e da vida de seu povo e suas lendas e tradições, além de animais de nossa fauna, índios que habitaram o país, sem esquecer a estampas de propaganda dos efeitos do uso sobre a pele. Como disse em outra ocasião, tenho um livro em que se reproduzem essas estampas, tema até de uma página da Internet. Nos sítios de compra em linha, encontram-se, ainda hoje, colecionadores dessas estampas.

Logo depois do resultado das eleições, veio a surpreendente decisão de um desembargador para afastar a prefeita. Sim, surpreendente, porque em Natal, desde a redemocratização não se testemunhada a saída de um prefeito antes do termino regular do mandato, a não ser naqueles casos nos quais o próprio eleito se afastou o prazo de desincompatibilização para concorrer a outro mandato. É cedo para se ter as reais dimensões, políticas e administrativas, deste episódios. Os prefeitos dos diversos municípios do Rio Grande do Norte, uma vez que a decisão do magistrado foi exemplar, vão ser rigorosos em uma firme determinação de não se corromper nem permitir corrupção nas administrações municipais. Por outro lado, há o risco de “insegurança jurídica”, uma vez que uma decisão “monocrática” retirou do cargo um prefeito que, independente do desempenho no exercício de suas funções, estava no cargo em virtude de uma eleição a respeito da qual não há questionamentos. Então, é preciso todo cuidado na análise da dimensão do que aconteceu no município de Natal. Mesmo que do ponto de vista processual a decisão seja adequada, é necessário considerar se, em um caso que tem tantas implicações, não seria mais conveniente uma decisão colegiada para evitar tantos congestionamentos. renata@freitas

FILIADO AO

R$ 1,50 R$ 2,50

FILIADO AO INSTITUTO VERIFICADOR DE CIRCULAÇÃO

R$ 2,00 R$ 3,20

REPRESENTANTE NACIONAL – Pereira de Souza & Cia Ltda: Rio de Janeiro :(O21)2544-3070 – São Paulo:(011) 3259-6111

FILIADO À ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS

REDE CABUGI DE COMUNICAÇÃO TRIBUNA DO NORTE 4006-6100 Rádio Globo/Cabugi (AM) Natal 4006-6180 104 (FM) Parnamirim 3272-3737 Rádio Difusora de Mossoró (AM) 3316-3181/2181/3317-6167 Rádio Cabugi do Seridó (AM) J.do Seridó 3472-2759 Rádio Baixa Verde (AM)J.Câmara 3262-2498 Pereira de Souza(SP) 11/3259-6111 Pereira de Souza(RJ) 21/2544-3070


Domingo | 04 de novembro de 2012

política

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

3

ENTREVISTA/VIRGÍNIA FERREIRA / COORDENADORA DA EQUIPE DE TRANSIÇÃO ALDAIR DANTAS

Notas & Comentários colunanotas@tribunadonorte.com.br

PMDB e PT presidenta Dilma Rousseff, o vice-presidente Michel Temer e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vão se reunir, na próxima terça-feira, com as demais mais lideranças e dirigentes nacionais do PMDB e do PT. O líder da bancada do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves, recebeu o convite para participar desse encontro, que será em um jantar no Palácio do Alvorada.

A

Articulações no Legislativo A dois meses do fim da atual legislatura, os vereadores reeleitos, que são 12, já começam a discutir as possibilidades de apoios para a sucessão da presidência na Câmara Municipal de Natal. O novo presidente vai assumir em janeiro para o biênio 2013/2014. Dos 29 vereadores que assumirão o mandato, no início do próximo ano, 17 são novos parla-

mentares. O vereador eleito, Paulinho Freire, agora prefeito de Natal, afirma, publicamente, que não pretende entrar na disputa. “Vou participar das discussões porque faço parte de um colegiado, mas não pretendo ser candidato a presidente da Câmara”, afirmou Paulinho Freire, durante entrevista coletiva logo após ser empossado como prefeito.

Verbas milionárias As articulações na Câmara, com vistas à nova presidência, são confirmadas por diversos vereadores. Segundo o vereador Maurício Gurgel (PHS), blocos políticos já estão se formando e iniciando as negociações. “Alguns já estão discutindo essa su-

cessão, mas ainda é muito prematuro fazer alguma análise”, disse o vereador. De acordo com projeto de orçamento do município para 2013, o próximo presidente da Câmara vai administrar um orçamento de R$ 56,1 milhões.

Emendas ao orçamento A bancada federal do Rio Grande do Norte terá uma reunião nesta terça-feira, em Brasília, para uma discussão sobre as emendas que serão apresentadas ao Orçamento Geral da União. Os deputados e senadores vão definir as prioridades para as emendas coletivas. Essas mudanças no

projeto do orçamento são importantes, porque definem as obras públicas que poderão ser executadas com recursos do Governo Federal. A emenda ao orçamento não garante a obra, mas a ausência significa que as chances de execução ficam praticamente nulas.

AE

Afinidades de pré-candidatos

O governador de Pernambuco,Eduardo Campos (PSB),e o senador Aécio Neves (PSDB-MG),dois nomes cotados para a eleição presidencial de 2014,já estão afinados no discurso da necessidade de um novo pacto federativo no País.A desconcentração das receitas que estão com a União e o fortalecimento dos Estados e municípios são uma bandeira antiga do senador tucano - herdada de Itamar Franco -,que foi adotada mais recentemente por Campos,na esteira das eleições municipais.Campos inseriu as expressões “novo federalismo”e “pacto federativo”no seu repertório logo após o resultado do primeiro turno.Aécio afirma que esse assunto se trata de “uma questão central”.

Quer dizer, não é assim de estalo que se removem raízes há muito tempo plantadas para renovação dos partidos. Inclusive porque novo não significa necessariamente bom, muito menos é prudente menosprezar o valor da experiência”

Dora Kramer, Colunista do jornal O Estado de São Paulo

INDIVIDUAIS O relator do projeto do orçamento da União no Congresso Nacional, senador Romero Jucá, manteve em R$ 15 milhões a cota de emendas individuais para cada parlamentar e determinou que R$ 2 milhões devem ser destinados por cada um à área da saúde. No total, as emendas individuais chegam a R$ 8,9 bilhões. O relator anunciou que destinará R$ 3,9 bilhões para compensar estados por perdas com incentivos à exportação, a chamada lei Kandir. AUMENTO DO MÍNIMO A Comissão de Orçamento do Congresso aprovou uma ampliação de R$ 23,8 bilhões da expectativa de receita líquida para o próximo ano. Responsável pelo parecer sobre as receitas, o deputado Cláudio Puty (PT-PA) sustenta que o aumento da massa salarial permitirá ampliação da arrecadação da Previdência Social. Foi mantida a previsão de crescimento em 4,5 % para o ano de 2013 e em R$ 670,95 o valor do salário mínimo para o próximo ano.

Nesse primeiro momento,qual sua preocupação enquanto coordenadora da equipe de transição? É com a questão financeira da Prefeitura de Natal. Essa é a maior preocupação, como os bloqueios que estão acontecendo, pelo que a gente vai encontrar a partir do dia primeiro de janeiro. Falo isso porque é a posse do futuro prefeito. Estamos tentando levantar todas as questões de dívidas. Vamos ao Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual. Vamos fazer todo um levantamento do que há de futuras dívidas que poderão gerar bloqueios futuros. A senhora atuou na equipe que fez o plano de governo do prefeito eleito Carlos Eduardo. Qual o dado de realidade financeira que se tem sobre a Prefeitura do Natal? O acesso que a gente tinha era sobre o não repasse dos 25% para a educação, isso tínhamos conhecimento. Também sabíamos de alguns problemas na saúde. Sabíamos de problemas da Urbana, há problemas históricos, aquelas dívidas, mas tem também os problemas atuais da Urbana, como doze meses sem pagamento. Veja que são problemas históricos e recentes. Mas há também os problemas que estão acontecendo agora, que são os elementos surpresa. Quais são esses elementos surpresa aos quais a senhora se refere? Os elementos surpresa são os que estão ocorrendo na conta da Prefeitura, com os bloqueios judiciais. Com relação aos projetos da Prefeitura, estamos com acompanhamento porque temos acesso através do site da Caixa Econômica Federal. Quando a gente acessa ver todos os projetos que estão sendo desenvolvidos. Pelo Portal da Transparência vemos todos os repasses que estão sendo feitos, vemos as receitas. Aí tem os balancetes. Com isso, temos mais ou menos um acompanhamento. Mas o que estamos buscando agora... Inclusive tivemos ontem (quarta-feira) uma reunião com o superintendente da Caixa Econômica e a equipe técnica. Hoje (quinta-feira) teremos com o superintendente do Banco do Brasil, com o pessoal da área de Governo do banco. Segunda-feira estaremos viajando para Brasília e vamos ter uma reunião em vários ministérios. Estamos tentando organizar para tentar chegar no dia da posse já com o programa dos 200 dias aplicável e tornar real o programa de governo. O servidor público está com o salário atrasado, são 864 pessoas sem receber salário.O procurador geral do Município, Francisco Wilkie,já admitiu que poderá atrasar o pagamento do décimo terceiro salário.Isso é fator surpresa para equipe de transição? É. Inclusive vamos priorizar o pagamento do servidor. É prioridade no Governo de Carlos Eduardo o pagamento do servi-

RISCO DA CIDADE PERDER VERBAS PREOCUPA A EQUIPE DE TRANSIÇÃO ANNA RUTH DANTAS Repórter

E

nquanto trabalha na transição, com as informações da Prefeitura do Natal, a equipe do prefeito eleito Carlos Eduardo já viabiliza a retomada de obras que foram paradas na gestão atual. A coordenadora da equipe de transição, economista Virgínia Ferreira, confirmou que irá a Brasília para pedir a prorrogação do prazo para conclusão da obra de saneamento do bairro de Nossa Senhora da Apresentação, empreendimento que está no Programa de Aceleração do Crescimento. A preocupação em retomar as obras de convênios e financiamentos do Governo Federal é tanta, que a equipe de transição do prefeito eleito optou por instalar o escritório na própria Caixa Econômica, banco responsável pela liberação de verba. Embora pondere o poder de decisão do prefeito Paulinho Freire, Virgínia confirmou que fará sugestões de medidas a serem feitas ainda na gestão atual para não perder recursos de convênios. A coordenadora da equipe de transição anunciou que todos os grandes fornecedores da Prefeitura de Natal serão procurados para fazer a repactuação das dívidas. Quanto aos servidores, Virgínia Ferreira garantiu que a prioridade é o pagamento do funcionalismo. “É prioridade no Governo de Carlos Eduardo o pagamento do servidor. Estamos tomando as providências com relação a isso”, comentou. A grande preocupação do grupo de transição do prefeito eleito é com as finanças do Executivo. Inclusive porque, além das contas já em aberto, surgiram os “elementos surpresa”, como define Virgínia Ferreira sobre os recentes bloqueios judicias. Sobre isso, a equipe buscará a Justiça para fazer uma espécie de previsão dos próximos bloqueios e, a partir dessa informação, fazer um estudo. Questionada se não seria muito otimismo o projeto de recuperar a cidade em 200 dias, Virgínia Ferreira se mostrou determinada e para justificar o exíguo prazo citou os contatos já feitos e as negociações abertas para liberação de recursos por parte do Governo Federal. Sobre o trabalho da equipe de transição, as prioridades e os projetos, a economista Virgínia Ferreira concedeu a seguinte entrevista:

VAMOS TER REUNIÃO COM OS GRANDES FORNECEDORES DA PREFEITURA PARA REPACTUAR TODAS AS DÍVIDAS QUE ESTÃO ATRASADAS” dor. Estamos tomando as providências com relação a isso. Essas reuniões que estamos tendo e essas viagens que estamos tendo, é tudo para tentar normalizar o máximo possível toda essa situação. Além do que a gente vai ter reuniões com todos os fornecedores da Prefeitura. Vamos ter reunião com os grandes fornecedores da Prefeitura para repactuar todas as dívidas. Os grandes fornecedores estão atrasados. Com essa nova fase, a posse do prefeito Paulinho Freire, isso pode ser fator complicador para transição? Acho que não. A gente espera

que possa haver o diálogo. Ele (Paulinho Freire) tem experiência administrativa, já foi presidente da Câmara. A gente espera que ele mantenha um comportamento democrático e espera que tenha transição tranquila. Tive o primeiro contato com Rivaldo Fernandes (coordenador da equipe de transição de Micarla de Sousa). Percebi que havia uma preocupação dele da gente chegar na Prefeitura como se fosse um processo tumultuado, como se estivéssemos em campanha. Mas eu disse a ele que a campanha tinha acabado e agora é o processo de transição de governo. Não vamos olhar para o passado. Agora vamos tentar reconstruir a cidade. Nesse primeiro contato que a senhora teve com o coordenador da equipe de transição de Micarla de Sousa,como ficou estabelecido o repasse de informação? O que ele (Rivaldo Fernandes) disse é que está pedindo um relatório para todas as secretarias. Ele deu prazo de dez dias úteis para todas as secretarias fazerem um relatório. Mas eu disse a ele que o procurador do Município Carlos Castim (que integra a equipe de transição de Carlos Eduardo) estará fazendo uma correspondência e que além do relatório que

tínhamos solicitado, pediremos todas as informações que estamos precisando. Pode ser que dentro desse relatório (que será emitido pelas secretarias municipais) não tenha os dados necessários que precisamos para fazer o relatório e o trabalho que estamos programando para os 200 dias. Como será a metodologia da equipe de transição? A gente fez uma definição e organização da equipe de trabalho. Tem a coleta de dados, com as informações. Vamos fazer a realização do diagnóstico. Tem a entrega do relatório técnico com a sugestão gerencial e tem ainda as visitas a instituições, como Ministério Público, Tribunal de Contas e sociedade civil. Vamos visitar e ter contato com o Marcco (Movimento Articulado de Combate a Corrupção). Enfim são algumas etapas que vamos construir ao longo desse período. Enquanto isso, o pessoal vai elaborando o diagnóstico. A gente já tem o local de trabalho. A Caixa Econômica disponibilizou o local para gente ficar.

LEIA MAIS sobre a entrevista da coordenadora da equipe de transição na página 4


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

política

Domingo | 04 de novembro de 2012

ENTREVISTA/VIRGÍNIA FERREIRA / COORDENADORA DA EQUIPE DE TRANSIÇÃO

“NÃO ESTAMOS COM O ESPÍRITO DE REVANCHISMO” FOTOS:ALDAIR DANTAS

Por que a opção por instalar o escritório da equipe de transição na Caixa? A gente prefere ficar na Caixa até porque todos os projetos da Prefeitura são conveniados com a Caixa Econômica através de contratos. A gente espera não perder nenhum prazo para recurso. Há muitos desses projetos sobre os quais a Caixa já me enviou vários contratos que precisam ser tomadas providências. A gente já vai, junto com a equipe de transição da Prefeitura solicitar que as providências sejam tomadas. Não vamos interferir, porque o prefeito é até o dia 31, mas vamos solicitar que providências sejam tomadas.

O QUE FOI PROMETIDO NA CAMPANHA SERÁ CUMPRIDO. INCLUSIVE PARA A MALHA JÁ ESTAMOS TENDO AS PROVIDÊNCIAS”

Os projetos que a gestão de Carlos Eduardo deixou incompletos,há como eles serem retomados, como o saneamento do bairro Nossa Senhora da Apresentação,a urbanização da África,o esgotamento de Capim Macio? Eles serão retomados. Por exemplo, Nossa Senhora da Apresentação o prazo de vigência era até 2012. Uma das reuniões que teremos em Brasília é com a coordenação do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Vamos ter que pedir para ampliar o prazo de vigência. Esses prazos vão ter terminado agora e vamos pedir prorrogação. São várias providências que vamos tomar nessas reuniões que teremos em Brasília. O que Natal não pode é devolver recursos como estava sendo feito. A gente tem que tomar providências urgentes. Eu vou com Carlos Eduardo na próxima semana a Brasília. Ele voltará a Natal, mas eu ainda vou ao Ministério das Cidades e outros ministérios para aumentar o prazo de vigência. O projeto de Capim Macio poderá ser retomado? Pode sim. Na realidade, Capim Macio já era para ter sido concluído. Ali é uma obra de financiamento. A população está pagando juros. De certa forma é uma irresponsabilidade na medida que toma um empréstimo e pára uma obra. Ali são R$ 43 milhões. Os recursos não foram liberados porque não houve contrapartida. O dinheiro está na conta e a contrapartida não foi dada, por isso não foi dada continuidade a obra. É só a Prefeitura depositar a contrapartida e o dinheiro é liberado. Na hora que você pára, você paga juros, o contribuinte está pagando por isso, e o dinheiro parado. É a mesma coisa do Nossa Senhora da Apresentação, porque tem uma parte que é Orçamento Geral da União, mas há outra que é financiamento também. A mesma coisa do Pró-transporte. Ele (o PróTransporte) também é financiamento, mas não é no nome da Prefeitura é no nome do Governo do Estado. A Prefeitura não deu contrapartida e passou tudo para o Governo. A equipe da nova gestão planeja fazer auditoria na Prefeitura? A auditoria acho que já está sendo feita automaticamente pelo Ministério Público. O Tribunal de Contas também vem sendo feito. Ele está fazendo periodicamente, esse é o papel do TCE. Veja algumas licitações que a Justiça e o TCE suspendeu. E os contratos de AME (Assis-

O QUE NATAL NÃO PODE É DEVOLVER RECURSOS COMO ESTAVA SENDO FEITO”

VOCÊ SABE QUE QUANDO O BARCO COMEÇA A AFUNDAR SURGEM MUITAS DENÚNCIAS. MAS A GENTE SÓ VAI SABER O CONCRETO MESMO QUANDO CHEGARMOS NO GOVERNO ”

NINGUÉM VAI COLOCAR NO RELATÓRIO QUE TEM DESVIO.COLOCA O LADO BOM” tência Médico Especializada) e UPA (Unidade de Pronto Atendimento)? O que a gente tem é que, neste momento, são muitas denúncias. Você sabe que quando o barco começa a afundar surgem muitas denúncias. Mas a gente só vai saber o concreto mesmo quando chegarmos no Governo [municipal]. Por enquanto, temos as denúncias. Mas nesse momento não estamos com espírito de revanchismo. Eu não fui criada com esse espírito de vingança, chegar e fazer algo. É tanto que quando cheguei na Secretaria de Planejamento (na gestão anterior de Carlos Eduardo) os bons quadros técnicos que tinham continuaram. Não é chegar e desmanchar. Até porque se chegar assim a máquina para. Não é com esse espírito que você tem que chegar em qualquer situação que for exercer. Mas é aproveitar os bons quadros,

principalmente o setor técnico. Mas veja que só vamos apurar isso, na realidade, quando a gente chegar. Ninguém vai colocar no relatório que tem desvio nisso e naquilo. Coloca o lado bom. Mas a gente tem que ver os dois lados. Então a senhora também teme que o relatório produzido pelas secretarias municipais tragam apenas o “lado bom”? É, exatamente. Você tem o lado bom, mas também precisamos ver o outro lado. O ideal é que eles mostrassem os dois lados. Foi isso que tentamos mostrar (quando fez a transição de Carlos Eduardo para Micarla). As denúncias chegavam para eles como chegam agora para gente. A humanidade funciona desse jeito. Do trabalho da equipe de transição surgirá o plano dos 200 dias?

A gente espera que sim. E a gente está com essas cinco pessoas, mas há uma equipe de colaboradores por trás. São quantos colaboradores? Estamos agregando. A equipe da saúde é mais consolidada, da educação também. E estamos também começando a fazer as visitas dos setores organizados da sociedade para que eles venham a agregar a essa equipe de colaboradores. A equipe são cinco pessoas (Virgínia Ferreira, Justina Iva, Elequicina Santos,Alexandre Halles e Carlos Castim). Como está a divisão de tarefas? Duas pessoas que vão fazer as visitas aos setores. A gente está tentando agregar mais pessoas ainda. Mas esperamos que as pessoas que são servidores públicos que fiquem mais para apanhar os documentos da prefeitura. Eu vou ficar mais indo nas instituições, nas visitas ex-

ternas. Vou viajar para Brasília, estou indo para os contatos mais externos. Carlos Castim vai para o Ministério Público Estadual e Federal, cuidar da legislação em si. Estamos fazendo um pouco de divisão de tarefa. Na época da eleição,quando foram feitas pesquisas,a limpeza urbana foi citada entre os principais problemas. O que se pode fazer de imediato? O prefeito vai ter uma reunião com as empresas para fazer a limpeza. A gente já vai garantir isso de imediato ao natalense. O que foi prometido na campanha será cumprido. Inclusive a malha viária também já estamos tendo as providências, da recuperação dessa malha. Estamos providenciado isso, com alguns contratos e recursos para que cheguem e a gente comece a trabalhar. A equipe foi muito pragmática em prometer a recuperação em

200 dias? Fomos mesmo. E estamos trabalhando para isso. Sempre fui persistente. A gente idealiza e sabe onde vamos buscar os recursos. É trabalho. Quando você quer vai, buscar e consegue. A obra de Nossa Senhora da Apresentação e Capim Macio as pessoas do ministério já me conheciam. A gente ia pedir financiamento do BID. E quando abriu o PAC nosso projeto já estava pronto e foi o primeiro do Brasil. Ganhamos R$ 60 milhões a fundo perdido. Percebo que a próxima gestão está se confiando muito em recursos que virão do Governo Federal.É isso mesmo? Acho que há uma credibilidade também até porque Carlos Eduardo foi um prefeito que, quando estava diante do PAC, em Natal era o melhor do Brasil. Isso nos credencia para tocar as obras novamente.


Domingo | 04 de novembro de 2012

geral

[ MUNICÍPIO ] Bosco Afonso e Jean Valério

estão oficialmente fora da administração EMANUEL AMARAL

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5

[ ENEM ] Algumas das principais vias de acesso aos locais do Exame Nacional de Ensino Médio ficaram congestionadas momentos antes dos portões serem abertos para os estudantes

Alunos enfrentam longas filas nos locais das provas EMANUEL AMARAL

s engarrafamentos pegaram muitos candidatos de surpresa no primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Muitos ficaram presos no trânsito e chegaram após o fechamento dos portões. Congestionamentos foram registrados ontem em vários pontos da cidade. Na avenida Roberto Freire, em Ponta Negra, uma colisão deixou o trânsito ainda mais lento. Além dos congestionamentos, os candidatos precisam ficar atentos ao horário de aplicação das provas. Como o Rio Grande do Norte não aderiu ao horário de verão, os portões estão sendo abertos as 11h e fechados as 12h. Neste domingo, serão aplicadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, a redação e matemática e suas tecnologias. No sábado, foram aplicadas as provas de ciências humanas e suas tecnologias. Ao todo são quatro provas objetivas, com 45 questões cada. Os candidatos tem 10 horas para responder todas as questões, nos dois dias. No Rio Grande do Norte, 131.395 se inscreveram no Enem. Para não perder a chance de concorrer a uma das vagas, a estudante universitária Fabrícia Lira, 24 anos, chegou ao local de de prova as 7h30 - quase cinco horas antes do fechamento dos portões. Moradora do bairro de Capim Macio, a menos de 30 minutos de distância da unidade da Universidade Potiguar, na Floriano Peixoto, onde faria a prova,

O Paulinho Freire, durante a primeira reunião com o secretariado

Dois secretários são exonerados do cargo

O

prefeito Paulinho Freire, que assumiu o cargo na última quinta-feira após o afastamento da ex-prefeita Micarla de Sousa, passará o final de semana em reuniões com os secretários. A assessoria de comunicação da Prefeitura não revelou o local nem o horário das reuniões, mas assegurou que as primeiras medidas serão apresentadas em entrevista coletiva já na segundafeira. O prefeito, empossado por determinação do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, anunciou, na última semana, que cortará despesas do Município e fará mudanças no secretariado. O objetivo das medidas é enxugar a máquina administrativa para tentar entregar a Prefeitura ao menos com os salários dos servidores em dia. As medidas não foram detalhadas. Os 24 secretários municipais colocaram os cargos à disposição. A exoneração dos secretários Jean Valério, titular da Secretaria Municipal de Juventude, Espor-

te, Lazer e Copa do Mundo, e Bosco Afonso, titular da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo, foi publicada no sábado no Diário Oficial do Município. Os dois são acusados pelo Ministério Público de suposto envolvimento na Operação Assepsia - esquema que revelou fraudes licitatórias na Secretaria Municipal de Saúde (SMS). OAB A seccional potiguar da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) considerou o afastamento da prefeita Micarla de Sousa uma medida extrema e pediu que fosse assegurado o direito de defesa. Paulo Teixeira, presidente da OAB no RN, preferiu não comentar se a medida é ou não constitucional e afirmou que “a concessão de liminar (que resultou no afastamento da prefeita) é um ato de legalidade” e que não tem elementos suficientes para dizer se a medida tomada pela Justiça foi a mais adequada.

Alunos do ensino médio esperaram a abertura dos portões nos locais das provas de Exame Nacional

Fabrícia preferiu não arriscar. “Ando de ônibus e sei que eles costumam atrasar. Também poderia ficar presa em algum congestionamento”, afirmou. A fila na unidade começou a se formar ainda nas primeiras horas da manhã e dava voltas no quarteirão quando a equipe de reportagem chegou. Outro que preferiu chegar mais cedo foi o estudante Tiago Ademerson Dantas, 23 anos. Morador do município de São Tomé, no interior do RN, ele chegou a Escola Estadual Ateneu às 9h - 3

horas antes do fechamento dos portões. Era o primeiro da fila. “Saí de São Tomé antes das 7h. Vim com outros 110 candidatos”. Tiago fez o Enem no ano passado e conseguiu uma bolsa parcial para o curso de Medicina. Sem recursos para pagar o restante da mensalidade, preferiu estudar mais e concorrer a uma bolsa integral este ano. O Enem também é uma das portas de entrada na UFRN este ano. A universidade vai disponibilizar metade das vagas para a seleção através da nota do Enem.

BOATO Mais cedo, um boato de que a prova teria sido cancelada circulou pelas redes sociais e preocupou os candidatos. Segundo a assessoria do Inep (órgão ligado ao Ministério da Educação e responsável pelo Enem), a origem do boato já foi identificada e a Polícia Federal informada. Ao todo, 5,8 milhões pessoas se inscreveram no Enem neste ano. A previsão é de que os gabaritos do exame sejam divulgados na próxima quarta-feira (7). Os resultados gerais da prova devem sair no dia 28 de dezembro.


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 04 de novembro de 2012

[ FAMÍLIA ] Decisão é a primeira em que oTribunal Superior de Justiça altera registro de

nascimento entre pessoas não casadas, firmando tendência para instâncias inferiores

Cláudio Humberto E-mail: ch@claudiohumberto.com.br - www.claudiohumberto.com.br

PT se divide sobre acordo com PMDB pesar do discurso unívoco da bancada petista sobre manter o acordo de revezamento com o PMDB na presidência da Câmara, ala da sigla já reclama, nos bastidores, do “desconforto” em entregar o cargo ao líder peemedebista, Henrique Alves (RN). O grupo alega que o PT compõe a maior bancada e que será difícil aprovar projeto de interesse do governo com o PMDB no poder, a exemplo do Código Florestal.

A

Já pagamos nossos pecados”

Líder do PT, Jilmar Tatto, sobre suposto depoimento de Marcos Valério citando Lula

Decisão isolada

Vontade de trair

Os petistas reclamam também que o acordo foi feito por Cândido Vaccarezza (SP), à época em campanha pela presidência da Casa.

Dentro do PT, já se levanta a hipótese de traições, caso o partido insista em manter o acordo: o voto para o comando da Casa é secreto.

TERTIUS O líder do governo, Arlindo Chinaglia (PT-SP), confidenciou a roda de políticos interesse em voltar à Presidência. Nem que seja como tertius.

BOQUINHAS O deputado Wellington Luiz (PPL) estimula a greve dos policiais civis contra o governo do DF, mas não abre mão dos cargos que ocupa.

Juiz em tempo integral Apesar do apoio dos desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado, dos membros do Ministério Público e da OAB, a Associação dos Magistrados da Paraíba se recusa a apoiar a campanha “Presença do juiz na

comarca”, de segunda a sextafeira, liderada pelo corregedor nacional de justiça, ministro Francisco Falcão. A atitude dá força à acusação de que juízes somente ficam na comarca até quinta-feira.

EM PAZ O líder do PSB na Câmara, Givaldo Carimbão (AL), nega que o PT tente cortar as asas do partido: “É intriga da oposição. Estamos juntos”.

PSB COM DILMA Givaldo Carimbão descarta a candidatura presidencial de Eduardo Campos, em 2014. “Daremos apoio ao projeto de Dilma”, garante.

EM ALTA NO SENADO O senador Vital do Rêgo (PMDBPB) é o mais cotado para Líder do Governo. Ou para presidir a Comissão de Constituição e Justiça.

Zzzzzz Concluso para decisão, dorme há dois meses na Justiça Federal o processo de improbidade administrativa, obrigando Lula e o ex-min-

istro Almir Lando (Previdência) a devolver R$ 9,5 milhões dos empréstimos consignados do INSS no BMG, banco citado no mensalão.

ESTAMOS AÍ A CUT se articula para mais uma “defesa da sociedade”: implantar conselheiros nas novas prefeituras de médio e pequeno portes para “acompanhar os mandatos”. Basta não exigir carteirinha do PT...

Dupla chance Defensores da candidatura do senador Lindbergh Faria (PT) ao governo do Rio alegam que ele tem dupla chance em 2014: em even-

tual segundo turno contra Anthony Garotinho (PR), ele teria apoio de Sérgio Cabral. Já contra Luiz Pezão, lucraria a ajuda do Garotinho.

EXAME DA ORDEM O presidente da OAB, Ophir Cavalcante, acha que o Exame de Ordem livra o País de advogados desqualificados: “A profissão não se mede pelo número, exame de ordem não é jabuticaba brasileira”.

ÁGUA E ÓLEO O ex-governador do DF Joaquim Roriz disse a interlocutores que tem recusado encontros com assessores do governador Agnelo Queiroz (PT), que buscariam uma aproximação entre os dois grupos políticos. TREINAR VIROU ‘ESCRAVIDÃO’ O sindicato dos atletas gaúchos denunciou o time do Juventude, de Caxias do Sul, por “trabalho escravo”: os jogadores treinam 8 horas ao dia sem receber horas extras e não podem reclamar. Nem Romário, que sempre detestou os treinos, classificava-os de “trabalho escravo”. CARTOLAGEM O senador Mário Couto (PSDB-PA) diz ter documentos provando que a Federação Paraense de Futebol é dominada há doze anos por um esquema corrupto liderado por seu presidente, Coronel Nunes. “Um ditador que não mostra a arrecadação da entidade”, afirma.

MINERAÇÃO SE EXPANDE Parlamentares acompanharão de perto o 3º Congresso Brasileiro da Amazônia, a partir desta segunda, em Belém, em que mineradores e poder público debaterão a expansão da indústria mineral na região. PENSANDO BEM... ... é mais fácil Lula acertar todos os plurais que José Dirceu se matar na cadeia.

STJ autoriza sobrenome de parceiro em união estável JOSÉ CRUZ/ABR

ão Paulo (AE) - O Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou uma mulher que vivia em união estável a ter o sobrenome do seu companheiro. A decisão é a primeira na qual o tribunal altera o registro de nascimento entre pessoas não casadas. Agora, A.S.M., de 62 anos, que mantinha um relacionamento com B.S. Caldas, de 82 anos, há mais de três décadas, deverá se chamar A.S.M. Caldas. O casal, com um filho, desejou continuar a viver em união estável porque Caldas tinha mais de 60 anos e, por isso, o casamento só era possível com separação total de bens. “O sobrenome apenas ratifica o que somos há mais de 30 anos: uma família. Nós nos sentimos assim desde o início. Ter o sobrenome comum reforça esse sentimento”, diz A.S.M. A Justiça de Goiás não havia aceitado a mudança no nome, levando em conta uma regra que só permite a troca de sobrenomes entre companheiros em um caso específico: se um deles tivesse um impedimento para casar. Isso ocorreria caso um dos dois já tivesse casado antes e se separado sem desfazer a relação no papel. Além disso, a lei de 1975 exige o mínimo de cinco anos de convivência ou um filho em comum. Também esse companheiro não poderia ter o sobrenome de outro casamento. Segundo o Tribunal de Justiça de Goiás, ambos não possuíam qualquer impedimento para o matrimônio. Portanto, só haveria a saída de se casar para transferir o sobrenome. “Ficou uma situação um pouco esdrúxula. Se eles fossem casados, mas sepa-

S

Ministro Luis Felipe Salomão fala sobre divórcio e influência do regime de bens no casamento

Muita gente quer mudar de sobrenome, mas não sabe que tem direito” MARIA BERENICE DIAS Advogada

rados de fato (sem formalizar o rompimento), poderiam mudar o nome. Eles solteiros, não” afirma o advogado do casal, Rodrigo de Oliveira Caldas. O presidente da Associação Nacional dos Registradores Civis (Anoreg), Rogério Bacellar, diz que se esse procedimento já fosse feito no cartório seria mais fácil. “Hoje não existe nenhuma lei autorizando os cartorários, mas muitos juízes já permitem.” Para Bacellar, os registros só poderão sofrer alterações sem necessidade de ir à Justiça após o Supremo Tribunal Federal (STF) julgar essa questão, a exemplo das uniões entre pessoas do mesmo sexo. Hoje, homos-

sexuais que declaram judicialmente uma união estável acabam pedindo também a troca de seus sobrenomes. “Muita gente quer mudar de sobrenome, mas não sabe que tem direito. Há companheiros que passam uma vida toda com filhos, que até têm o sobrenome de ambos os pais, mas o do casal não muda”, diz a advogada Maria Berenice Dias, do Instituto Brasileiro de Direito de Família (Ibdfam). A Constituição de 1988, segundo a advogada, não faz diferença entre união estável e casamento. No entanto, o Código Civil dá tratamento distinto para alguns direitos, como no caso de herança.

Dúvidas jurídicas no fim do casamento Brasília - Antes da celebração do casamento, os noivos têm a possibilidade de escolher o regime de bens a ser adotado, que determinará se haverá ou não a comunicação (compartilhamento) do patrimônio de ambos durante a vigência do matrimônio. Além disso, o regime escolhido servirá para administrar a partilha de bens quando da dissolução do vínculo conjugal, tanto pela morte de um dos cônjuges, como pela separação. O instituto, previsto nos artigos 1.639 a 1.688 do Código Civil de 2002 (CC/02), integra o direito de família, que regula a celebração do casamento e os efeitos que dele resultam, inclusive o direito

de meação (metade dos bens comuns) – reconhecido ao cônjuge ou companheiro, mas condicionado ao regime de bens estipulado. A legislação brasileira prevê quatro possibilidades de regime matrimonial: comunhão universal de bens (artigo 1.667 do CC), comunhão parcial (artigo 1.658), separação de bens – voluntária (artigo 1.687) ou obrigatória (artigo 1.641, inciso II) – e participação final nos bens (artigo 1.672). A escolha feita pelo casal também exerce influência no momento da sucessão (transmissão da herança), prevista nos artigos 1.784 a 1.856 do CC/02, que somente ocorre com a morte de um dos cônjuges.

Segundo o ministro Luis Felipe Salomão, da Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), “existe, no plano sucessório, influência inegável do regime de bens no casamento, não se podendo afirmar que são absolutamente independentes e sem relacionamento, no tocante às causas e aos efeitos, esses institutos que a lei particulariza nos direitos de família e das sucessões”. Antes da Lei 6.515/77 (Lei do Divórcio), caso não houvesse manifestação de vontade contrária, o regime legal de bens era o da comunhão universal – o cônjuge não concorre à herança, pois já detém a meação de todo o patrimônio

do casal. A partir da vigência dessa lei, o regime legal passou a ser o da comunhão parcial, inclusive para os casos em que for reconhecida união estável (artigos 1.640 e 1.725 do CC). Em relação à união estável, o artigo 1.790 do CC/02 estabelece que, além da meação, o companheiro participa da herança do outro, em relação aos bens adquiridos na vigência do relacionamento. Nessa hipótese, o companheiro pode concorrer com filhos comuns, na mesma proporção; com descendentes somente do autor da herança, tendo direito à metade do que couber ao filho; e com outros parentes, tendo direito a um terço da herança.


Domingo | 04 de novembro de 2012

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

7

[ EDUCAÇÃO ] Estudo apresentado em audiência pública promovida pelo Senado indica que o desempenho dos sistemas municipais de educação é muito mais desigual que os da saúde

Gaudêncio Torquato gaudenciotorquato@tribunadonorte.com.br

Recados com puxão de orelha natural que os competidores partidários procurem exibir seus troféus após a contenda eleitoral. Mesmo quem obteve vitórias em isoladas arenas do nosso vasto território. Afinal, a competitividade interpartidária, em expansão na esteira de um país que se projeta como potente economia planetária, confere à política alto grau de importância na escala dos interesses nacionais. Compreende-se, pois, que o PT se arvore como o maior vencedor, sob o argumento de que governará 27 milhões de votos, a partir de 2013, aumentando em 15% a quantidade de prefeituras; que o PSB proclame ser o partido que mais cresceu percentualmente, por ter pulado de 308 para 443 municípios e passar a governar o maior número de capitais (5); ou, ainda, que o PMDB desfralde a bandeira do maior número de cidades sob sua administração (1031) e a segunda posição na soma eleitoral (23,1 milhões), mesmo sofrendo queda de 13,5% em relação a 2008. É até razoável a tese de que as oposições ganharam fôlego ante as expressivas vitórias do DEM, em Salvador, e do PSDB, em Maceió, Manaus, Belém e Teresina, além de ficar com a terceira posição no ranking de eleitores (16,5 milhões). Da leitura mais atenta do quadro eleitoral, pinça-se, porém, um conjunto de recados que partidos e líderes precisam ouvir e ponderar, sob pena de verem fechadas as portas de seu futuro político.

É

A cada pleito, o voto abandona o espaço emotivo para se refugiar no terreno da razão”

O pleito deste ano, para começo de conversa, se despiu de arabescos que adornavam a liturgia no passado, particularmente os mantos festivos e os salamaleques de militantes dispostos a fazer vigílias cívicas por seus candidatos. Há uma explicação para o fato, a começar pelo redesenho das ruas. As multidões que acorriam aos eventos eleitorais, obedecendo ao sinal dos comandantes, refluíram, passando a se abrigar em grupos reunindo categorias profissionais. Sua participação no cenário político perdeu intensidade. Não se vêem mais densos contingentes mobilizados para ouvir a peroração mofada de candidatos e cabos eleitorais. Ante um cenário social menos barulhento e conflituoso, os antigos trombeteiros das massas passaram a ter menos ouvidos para fazer ecoar seus surrados refrãos. A subtração das multidões tem, ainda, conexão com dois fenômenos pouco sensíveis ao faro dos nossos atores políticos: a autonomia decisória dos cidadãos e a emergência da micropolítica. O primeiro se ancora na expansão da racionalidade eleitoral e o segundo se amarra na árvore da pragmática política. A cada pleito, o voto abandona o espaço emotivo para se refugiar no terreno da razão. Sai do coração e sobe à cabeça. O processo, lento e gradual, acompanha a dinâmica social, cujas alavancas apontam para a expansão educacional e a ascensão das categorias sociais nos andares da pirâmide e, noutra ponta, a cadeia de casos negativos – escândalos, denúncias, tramóias, corrupção – , que propicia atitudes de desencanto dos eleitores com a velha política. Partidos passam a ser substituídos por novos polos de referência, como a constelação de entidades organizadas. Os aglomerados populacionais, dispersos e anônimos, cedem lugar às comunidades regionais. O todo se divide em partes. Forma-se, assim, uma base sobre a qual se assenta a autonomia cidadã e esta é a alavanca que abre as opções eleitorais. Tem diminuído, sensivelmente, a fila de eleitores que ainda obedecem aos comandos de caciques políticos. (É patente que Lula pinçou Fernando Haddad do bolso do colete e o elegeu. Ponto para ele. Mas não se pode negar que perdeu em Salvador, Manaus, Belo Horizonte e Fortaleza, onde abriu o verbo (e promessas de verbas) para seus candidatos). A organicidade social volta-se para a defesa do habitat, o bairro,

os distritos, as regiões, onde micropolítica estabelece um apreciável conjunto de demandas, principalmente as que afetam diretamente a vida comunitária, como saúde, educação, transportes e segurança. Abre-se o tempo do cidadão pragmático. Exemplos de racionalidade e autonomia ocorreram em muitas frentes no pleito deste ano. Encaixam-se, por exemplo, nesses compartimentos as eleições de Clécio Luis, no Amapá, e Edivaldo Holanda Junior, em São Luiz, integrantes do PSOL e do PTC, respectivamente. Os dois são partidos nanicos e, pasmem, encravados em Estados dominados por um pesado caciquismo político: Amapá e Maranhão. Trata-se de um bem aplicado puxão de orelhas que eleitor dá na política embolorada. Outra sinalização da racionalidade é dada na área dos gêneros. As mulheres avançam no campo da administração municipal, conquistando 664 prefeituras ou 12.03% do total. Em 2008, esse número era de 9,12%. No rol de recados, há também o que sinaliza o desejo de renovação. Perfis que encarnam mudança de página, estética e semântica diferentes das que se conhecem no mercado da política passam, agora, a povoar o mapa municipal. Por último, distingue-se o eleitor racional. Descontente e indignado, abstém-se, vota em branco ou anula o voto. E que sabe separar alhos de bugalhos, eleição de mensalão ou de kit gay. Ocorre que a descrença social na política nivela todos os atores. O eleitorado não enxerga um partido mais ético ou menos moral que outro. A corrupção na esfera da representação bate em todos os entes partidários. Campanhas de desconstrução de adversários, portanto, não angariaram a simpatia dos cidadãos. Em São Paulo, por exemplo, há anos o revezamento se dá em torno de Serra e Alckmin. Como se sabe, a ordenação dos ciclos eleitorais, que exige permanente troca de perfis, é pedra fundamental no jogo de poder. Ou, no dizer de Elias Canetti, é um atributo eminente da dominação política. Eis a analogia que o autor de Massa e Poder faz com a figura do rei: “Se o rei começa a envelhecer, sua força mágica está ameaçada. Pode diminuir ou enfraquecer, transformar-se em seu contrário; por isso, tira-se a vida do rei que envelhece para transferir sua força mágica ao sucessor”. Qualquer semelhança com nossos “velhos reis” não é mera coincidência.

GAUDÊNCIO TORQUATO jornalista, é professor titular da USP e consultor político e de comunicação.Twitter: @GaudTorquato

Educadores defendem descentralização de verbas MÁRCIA KALUME / AG SENADO

rasília - Opiniões diferentes sobre como padronizar com qualidade o ensino básico no Brasil em busca de uma educação melhor para todos marcaram a audiência pública realizada no final da semana na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE). A audiência, quinta de um ciclo sobre Educação e Federalismo, buscou discutir se a educação básica deve se tornar responsabilidade do governo federal. Presidida pelo senador Cristovam Buarque (PDT-DF), a audiência contou com a presença da professora da Faculdade de Ciências Políticas da Universidade de São Paulo (USP) Marta Teresa da Silva Arretche e da consultora em educação da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) Mariza Abreu. A senadora Ana Amélia (PP-RS) também participou do debate. Marta Arretche apresentou um estudo realizado pelo Centro de Estudos da Metrópole (CEM) em municípios de todo o país, buscando relações entre federalismo, saúde e educação. De acordo com a professora, o desempenho dos sistemas municipais de educação no Brasil é muito mais desigual do que o desempenho dos sistemas municipais de saúde. Segundo a professora, a colaboração do governo federal nos municípios, com políticas de premiação pelo melhor desempenho, funcionou como um incentivo poderoso para a melhora do desempenho da educação. “Se os municípios brasileiros vivessem das suas próprias receitas, a desigualdade de receita entre eles seria muito próxima à desigualdade de renda da população brasileira. As transferências federais têm um impacto importante na redução das desigualdades de receita dos municípios, o que tem efeito na sua capacidade de pagar professores e escolas’, afirmou. Para Mariza Abreu o problema da federação brasileira é a concentração tributária, pela criação de receitas não partilhadas, o que leva a uma dependência financeira dos entes federados em relação à União. Ela ressaltou que os municípios e estados devem ter a responsabilidade pela educação básica, mas com mais recursos e com padrões de qualidade pactuados. “A educação básica deve ser cada vez mais oferecida e de responsabilidade dos estados e municípios, desde que eles tenham recurso pra isso, para pagar o piso (dos professores), inclusive, e que eles estejam subordinados à garantia de padrões de qualidade para o Brasil inteiro”, lembrou ela. Para o senador Cristovam Buarque o fato de os municípios não terem dinheiro não deve ser

B

Marta Arretche, Cristovam Buarque e Mariza Abreu participam de audiência sobre educação básica

motivo para se diminuir o valor do piso salarial. Em sua avaliação, porém, os recursos devem provir da União, o que não afetaria a cláusula pétrea da Constituição que impede medidas contrárias à forma federativa de estado. “Se for cláusula pétrea, eu vou sair do Senado e vou lutar para fazer uma revolução. Porque eu acho que, sem essa revolução, que permita à nação brasileira cuidar das crianças brasileiras, não vamos dar o salto para uma sociedade que salta além desse muro do atraso e nem derrubar o muro da desigualdade. Mas eu não vou precisar ir para a revolução, porque essa cláusula pétrea da forma federativa não diz que as escolas têm que ser municipais”, defendeu Cristovam. A senadora Ana Amélia, por sua vez, defendeu a descentralização, o que ela chama de municipalização. Para ela, o governo central não tem solidariedade com os municípios. “O trato e a atenção do governo central com o município, não há nenhuma solidariedade e esse é o grande problema da federação brasileira”, disse a senadora. O senador Cristovam Buarque concluiu a audiência dizendo que a simples transferência de renda não é suficiente para equalizar a educação nos municípios. Ele disse defender uma descentralização mais radical, em que cada escola pode ser autogerenciada com autonomia, mas com o salário garantido para os professores. Após a audiência, a comissão aprovou cinco requerimentos, entre eles o da realização de dois seminários sobre o Sistema Nacional do Conhecimento Inovação e outro para a gestão de educação. Os dois eventos ocorrerão no dia 9 de novembro.

Projeto prevê investimentos no ensino de idiomas Brasília - Em reunião na próxima terça-feira (6), a Comissão de Educação, Cultura e Esporte aprecia, em caráter terminativo, projeto de lei que estabelece a fluência oral como um dos objetivos do ensino de línguas estrangeiras na educação básica (PLS 71/2012). Para o senador Cícero Lucena (PSDB-PB), autor do projeto, o investimento no ensino de idiomas na rede pública tem sido alto, mas os resultados, modestos. “O que os alunos aprendem nesses sete anos? Da língua em si, muito pouco. Rudimentos de conversação, algumas regras de gramática e iniciação à leitura e entendimento de textos. Mas quase todos assimilam um recado muito forte: ‘aprender língua é muito importante, mas bastante difícil e para isso é preciso cursar uma escola de idiomas’”, diz a justificação do projeto. Cícero Lucena propõe modificação na Lei de Diretrizes Básicas da Educação (LDB) de modo a deslocar o ensino de línguas estrangeiras da “parte diversificada” para o centro do currículo, além de antecipar o início de sua obrigatoriedade para o quinto ano do ensino fundamental. Em sua avaliação, a medida abrirá milhares de novos postos de trabalho para estudantes de letras, e os concursos públicos para admissão de professores de idiomas passarão a incluir pro-

vas orais – o que, para ele, aumentará a exigência de competência profissional e conduzirá a reformas curriculares na formação de docentes. O senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), relator, recomenda a aprovação do projeto. Segundo ele, a oralidade no estudo de línguas estrangeiras tem sido posta em segundo plano, situação que estimula a demanda por cursos privados que estão fora do alcance da população mais pobre. Outro projeto na pauta da CE determina que as atividades de educação física nas escolas somente sejam ministradas por profissionais formados na área. O PLS 103/2012, do senador Ivo Cassol (PP-RO), também tramita em caráter terminativo. Atualmente, de acordo com a LDB, o professor de educação física deve ter nível superior para dar aula a alunos dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio. Mas, para alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, aceita-se que as aulas sejam dadas pelo professor titular da turma, formado em pedagogia, mas sem formação específica em educação física. Relator da proposta na comissão, o senador alagoano Benedito de Lira, do Partido Popular, deu parecer favorável à matéria, concordando que, para o bem da saúde dos alunos, é necessário um professor devidamente qualificado em educação física. O senador acrescenta que os cursos de pedagogia não abordam o ensino da educação física com a mesma profundidade de outras disciplinas.

Grupo inglês entra no mercado brasileiro São Paulo (AE) - O grupo inglês Cognita, ligado à rede C&A, entra no mercado educacional brasileiro ao comprar a escola Cidade Jardim/PlayPen, na zona oeste de São Paulo. Os planos do novo dono é manter diretriz pedagógica, coordenadores e professores da escola, que existe há 31 anos. Segundo a empresa, é o primeiro passo no mercado brasileiro e da América Latina. A Cognita tem 58 escolas pelo mundo. “Nossos planos são que mais escolas se unam ao grupo e sigamos crescendo na América Latina e no Brasil, em particular”, explica Adriano Figueiredo, um dos diretores da Cognita. Já há estudo para aquisições em São Paulo e em outras cidades. Segundo Figueiredo, a política do grupo é não interferir no currículo e na filosofia das escolas. No caso da PlayPen, até a

diretora e antiga dona, Guida Machado, vai continuar na escola. Guida conta que decidiu vender quando percebeu que a escola precisava crescer. “Eu me preocupava com a perenidade e a escola foi ficando pequena. Foi decisivo saber que o grupo não mudaria nossa filosofia”, diz ela. Os valores do negócio não foram divulgados. Mesmo não revelando o preço, Guida afirma que tudo “foi muito bem avaliado”. A escola funciona em um prédio assinado pelo arquiteto Isay Weinfeld, localizado entre o Jockey Club e o Parque Alfredo Volpi. A escola foi pioneira em ensino bilíngue - com currículo 50% em inglês e 50% em português. São 500 alunos, da educação infantil ao 9.º ano, período semiintegral no ensino fundamental.

As mensalidades variam de R$ 2,8 mil a R$ 3,2 mil. Há cerca de 15 dias, os pais foram avisados da negociação pela diretoria. A reação foi positiva, segundo a escola. O casal Fabiana e Alberto Menache gostou da notícia. “O espaço físico é um pouco limitado para as crianças mais velhas. Agora, com a entrada do investidor, espero que melhore”, disse Alberto, de 39 anos. Eles já tinham uma filha de 7 anos na escola e, segundo Fabiana, a notícia foi essencial para matricularem o menino de 1 ano e 2 meses. “Achei que era a hora certa, porque depois vai ser difícil matricular.” O plano é oferecer o ensino médio o mais breve possível. “No ensino fundamental, a escola não vai crescer mais e continuará com três turmas por série, com o máximo de 25 alunos por classe”, disse Guida.

Nossos planos são que mais escolas se unam ao grupo e sigamos crescendo na América Latina e no Brasil, em particular” ADRIANO FIGUEIREDO Diretor


8 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 04 de novembro de 2012

CORPO A CORPO DA ESPERANÇA INCIAL AO PRAGMATISMO • Primeiro político norteamericano de ascendência africana a ocupar o Salão Oval da Casa Branca,Barack Obama alçou-se ao cenário político nacional no momento em que os EUA encontravam-se afundados em guerras no Iraque e no Afeganistão e numa grave crise financeira que mergulhou o país numa recessão. • Em sua primeira campanha à presidência,Obama chamou a atenção do público e da mídia, tanto dentro quanto fora do país, por destoar do discurso beligerante em voga em Washington na época. • Dono de uma oratória e carisma invejáveis,Obama teve ascensão meteórica na política norteamericana.Ele tornou-se presidente dos Estados Unidos pouco mais de dez anos depois de ter assumido pela primeira vez um cargo eletivo. • Eleito presidente em novembro de 2008,o democrata Barack Obama derrotou nas urnas o republicano John McCain empunhando a bandeira da esperança após dois mandatos de George W.Bush,marcados pelos atentados do 11 de setembro e pela grave crise financeira de 2008.O democrata venceu em 28 dos 50 Estados, inclusive em quatro dos cinco mais populosos - com mais votos no Colégio Eleitoral. . Antes mesmo de completar um ano no posto,o líder norteamericano recebeu o Prêmio Nobel da Paz.Críticos qualificaram a escolha como “precoce”, algo que o próprio Obama admitiu. “Não vejo isso como um reconhecimento de meus feitos, mas como uma afirmação da liderança norte-americana em favor das aspirações dos povos de todas as nações.” • Foi durante o governo Obama, mais precisamente em 1º de maio de 2011,que tropas de elite americanas executaram Osama bin Laden,considerado o mentor dos atentados de 11 de setembro de 2001 contra os EUA,em uma ação no Paquistão. •Os planos foram cumpridos parcialmente:as tropas americanas saíram do Iraque e têm um cronograma para saída do Afeganistão até o fim de 2014, mas ainda estão lá 68 mil soldados dos Estados Unidos. • A reforma da saúde passou no Congresso,mas saiu parcialmente vitoriosa do crivo da Suprema Corte;os impostos para a classe média caíram,mas Obama não derrubou as isenções para os americanos mais ricos. • Quanto a Guantánamo,a base naval que abriga prisioneiros suspeitos de terrorismo por tempo indeterminado e julgados lentamente por tribunais militares,não há qualquer previsão de extinção. •Carismático,capitalizou o clima de esperança entre os norteamericanos por novos rumos políticos no ocaso do governo Bush.Agora,com a economia ainda fraca e uma elevada taxa de desemprego (7,8%),Obama tem pela frente o desafio de convencer os eleitores norteamericanos a lhe confiarem um segundo mandato num momento em que o país ainda enfrenta dificuldade para se recuperar da pior crise econômica desde a Grande Depressão.

MAPA DOS VOTOS NOS ESTA

Vitorioso tem de obter ao menos 270 dos 5

Barack

Milhões de reais foi o orçamento executado

OBAMA

Havaí

Democrata

4

Pesquisas mostraram preferência instável e disputa apertada ao longo da campanha presidencial. Os norte-americanos estão divididos entre o pragmatismo de Obama e as propostas de Romney

Alasc

3 ALTAMIRO SILVA JÚNIOR Agência Estado

ova York - Em uma das eleições mais disputadas da história dos Estados Unidos, os dois candidatos a presidente, o democrata Barack Obama e o republicano Mitt Romney, chegam à reta final da disputa empatados nas pesquisas eleitorais e com o furacão Sandy podendo mudar o rumos da corrida presidencial. Com arrecadação recorde de US$ 2 bilhões na campanha, a estratégia agora é percorrer as áreas afetadas pela tempestade que já matou mais de 60 pessoas no país e deve causar prejuízos bilionários. O presidente Obama se apressou em mostrar apoio às vitimas do furacão e foi conferir pessoalmente a devastação causada em alguns estados, como New Jersey. Nessa iniciativa, passou o dia com um grande crítico republicano de sua administração, o governador Christie. Mitt Romney iniciou uma campanha para arrecadar fundos para as vítimas da tempestade, não só nos EUA, mas também no Caribe, onde Sandy matou mais de 60 pessoas. “O resultado da eleição se torna ainda mais complicado", avalia o estrategista-chefe do HSBC, Lawrence Dyer, sobre os efeitos do furacão na campanha. Obama, como presidente dos EUA, pode se beneficiar e ganhar votos dos indecisos na medida em que souber usar a situação a seu favor. De acordo com uma pesquisa encomendada pelo jornal Washington Post e pela emissora de televisão ABC, os eleitores norteamericanos aprovaram a atuação de Obama durante a crise humanitária causada pela passagem da supertempestade Sandy. Oito entre cada dez prováveis eleitores afirmaram que o trabalho do presidente foi “bom" ou “excelente". Até mesmo dois terços dos simpatizantes do republicano Mitt Romney afirmaram que o democrata saiu-se bem.

N

A corrida presidencial também divide a imprensa norte-americana. O diário The New York Times publicou editorial no último domingo apoiando Obama. Já o The New York Post, que pertence ao magnata Rupert Murdoch, anunciou apoio a Romney em sua capa. O Washington Post apoia o democrata, enquanto o Detroit News prefere o republicano. No mundo das celebridades, Obama tem apoio de estrelas como Madonna, Bruce Springsteen e o ator George Clooney. Romney conseguiu conquistar o ator Clint Eastwood e o milionário Donald Trump, apresentador nos EUA do programa O Aprendiz. Em meio à disputa acirrada, alguns eleitores ganharam peso extra nessa campanha. Entre eles estão mulheres e latinos. As eleitoras norte-americanas se tornaram um dos temas principais a partir do segundo debate, assistido por 60 milhões de americanos no dia 16 de outubro. Obama acusou Romney de ser contra interesses femininos, como equiparação salarial e o acesso gratuito a anticoncepcionais. O republicano se apressou em desmentir e afirmou que quando foi governador do Estado de Massachusetts, defendeu as mulheres e seus interesses. Já a comunidade hispânica, cerca de 20% do total de eleitores, virou nos últimos dias o maior alvo da campanha em três Estados com grande número de indecisos - Flórida, Colorado e Nevada. Obama foi mais radical que seu rival e fez até uma propaganda falando inteiramente em espanhol. O democrata gastou US$ 8,9 milhões em anúncios em espanhol na TV, quase o dobro dos US$ 4,6 milhões de Romney, segundo levantamento da Kantar Media. Se os eleitores latinos que moram nos EUA viraram alvo preferencial da campanha, o mesmo não se pode dizer da América Latina. A região mal foi citada na campanha, dominada por questões internas da economia norte-americana e, no caso da política exter-

na, pelo Oriente Médio. Nos três debates entre Obama e Romney, apenas este último citou a América Latina, defendendo o aumento do comércio exterior dos EUA com os países da região. Obama não mencionou o continente. O Brasil não foi citado nenhuma vez. O grande assunto da campanha foi - e ainda é nesta reta final - a economia norte-americana. Com recuperação lenta desde a crise financeira mundial em 2008 e altas taxas de desemprego, o tema dominou os dois primeiros debates e apareceu mesmo no terceiro encontro entre Obama e Romney, dedicado à política externa. Como fazer a economia crescer mais, gerar mais empregos e reduzir o endividamento do Estado foram os dois tópicos mais discutidos e que mais preocupam os eleitores americanos. Romney promete gerar 12 milhões de empregos em quatro anos, principalmente com investimentos em infraestrutura e em pequenas empresas. Em artigo no New York Times, o Nobel de economia Paul Krugman afirmou nesta semana que esse plano não é factível e alertou que a recuperação da economia americana será lenta. Obama, que promete investir em pequenas empresas e reformar o sistema de saúde, passou a campanha lembrando que herdou uma crise econômica de grandes proporções de seu antecessor, o republicano George W. Bush. Outro recorde que as eleições de 2012 prometem quebrar é o de votos antecipados. A expectativa é que entre 35% e 40% dos americanos votem antes do dia 6, acima dos 30% da última corrida presidencial, em 2008. O voto antes da data oficial é possível em cerca de 40 Estados e é permitido votar pelo correio ou comparecendo pessoalmente em uma seção eleitoral. Os democratas estão encorajando o voto antecipado, que favoreceu Barack Obama na eleição de 2008. Entre os eleitores que votaram antes da data oficial, cerca

de 60% optaram pelo democrata naquele ano. A própria primeiradama Michelle Obama votou antecipadamente pelo correio e, na semana passada, Obama votou em Chicago e se tornou o primeiro presidente norte-americano a não ir às urnas no dia da eleição. PESQUISAS Faltando menos de uma semana para o pleito, Mitt Romney, eliminou a vantagem do presidente Barack Obama nas pesquisas de intenção de voto a partir do primeiro debate entre ambos, num ambiente de fragilidade da economia americana. "Foi o ponto de inflexão", avalia Michael Shifter, presidente do centro de estudos Diálogo Interamericano, sediado em Washington. Até então, os dois candidatos vinham em empate técnico desde o levantamento feito pelo Instituto Gallup entre 25 de junho e 1º, em que Obama liderava por 48% a 43%. A margem do erro do instituto é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos. Logo após ser oficializado como o candidato republicano à presidência dos EUA, na convenção nacional do partido, realizada de 27 a 30 de agosto, Romney viu Obama abrir vantagem nas pesquisas. No levantamento realizado de 5 a 11 de setembro pelo Gallup, o ex-governador tinha 43% das intenções de voto, ante 50% do presidente. No dia 11, no entanto, um atentado contra o consulado dos EUA em Benghazi, na Líbia, matou quatro americanos, entre eles o embaixador Christopher Stevens. A campanha republicana aproveitou o momento para levantar dúvidas sobre a liderança de Obama na política externa, que vinha sendo bastante elogiada após a operação que resultou na morte do terrorista Osama bin Laden. Na pesquisa do Gallup de 12 a 18 de setembro, Obama já caía para 47% e Romney avançava para 46%, com os republicanos atacando a avaliação da Casa Branca.

O burro é o símbolo não oficial dos democratas,desde o século 19.O partido fez 15,dos 44 presidentes dos EUA.

Romney quer importar a política externa dos anos 80, a política social dos anos 50 e a economia dos anos 20" Nós somos aqueles por quem estávamos esperando. Nós somos a mudança que procuramos”

Deus não escolhe os preparados. Ele prepara os escolhidos”


geral

Domingo | 04 de novembro de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

ADOS

538 votos do Colégio Eleitoral

NÚMERO DE VOTOS NO COLÉGIO ELEITORAL VOTOS SEGUROS PRÓ-OBAMA

TENDÊNCIA DEMOCRATA

196 votos

ESTADOSPÊNDULO

41 votos

101 votos

32 votos

159 votos Mitt

3

3

12

VOTOS SEGUROS PRÓ-ROMNEY

Dakota do Norte

Montana

Washington

TENDÊNCIA REPUBLICANA

Minnesota

10

Oregon

Idaho

7

Wyoming

4

Wisconsin

3

10

Nevada

6

Utah

6

Colorado

9

Califórnia

55

Arizona

Novo México

11

5

Michigan

Nova York

16

29

6

5 Kansas

Illinois

Indiana

Ohio

20

11

18

10

Kentucky 8

Oklahoma

Arkansas

7

6

Tennessee 11

6

38

8

Republicano

20 5

9

Rhode Island Connecticut Nova Jersey

4

7

14

Delaware 3

Virgínia 13

Carolina do Sul Alabama

Massachusetts 11

4

Distrito de Colúmbia

3

Carolina do Norte

Mississippi Texas

3

Pensilvânia

Virgínia Oc.

Missouri

6

4 Maine*

Iowa

Nebraska*

ca

Vermont

Dakota do Sul

3

ROMNEY

New Hampshire

16

15

9

Geórgia

Louisianna

- Número de delegados por Estado

29 Flórida O elefante é o mascote dos republicanos, desde o século 19. Dos 44 presidentes dos EUA, 18 saíram do partido.

*Maine e Nebraska distribuem os votos dos delegados proporcionalmente ao que cada chapa recebe; nos outros Estados, o candidato vencedor leva todos os delegados.

MICHAEL REYNOLDS/AP/AE

A América precisa ser forte. A América precisa liderar. Você não pode ter 20 milhões sofrendo para encontrar um emprego”

Na reta final da campanha, Mitt Romney consegue tirar vantagem e se aproxima de Obama na disputa pela presidência dos Estados Unidos.

A América Latina tem uma economia quase tão grande quanto a da China, e só olhamos para a China"

ROMNEY TEM SEMELHANÇAS COM BUSH • A vida e a carreira de Mitt Romney,candidato à presidência dos EUA pelo Partido Republicano,têm vários paralelos com as de George W. Bush,último presidente que o partido conseguiu eleger (2001-2009).Ambos nasceram em famílias ricas e com tradição política (o pai de Bush,George H.W.Bush,foi presidente entre 1989 e 1993,e George W. Romney,pai do atual candidato, foi governador de Michigan de 1963 a 1969). • Eles são tidos como profundamente religiosos, Bush como membro da Igreja Metodista Unificada e Romney da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (também conhecida como igreja mórmon);entre o fim dos anos 1960 e o começo dos anos 1970,ambos conseguiram evitar ser enviados para a Guerra do Vietnã,num momento em que o serviço militar era obrigatório nos EUA. • Os dois têm títulos de Mestre em Administração de Negócios (MBA) pela Universidade Harvard;ambos tiveram sucesso como empresários, Bush na área de petróleo e Romney com uma empresa de private equity (especializada em comprar companhias em dificuldades,saneá-las e vendêlas com lucro);nos dois casos, suas atuações foram cercadas de controvérsia.Ambos foram governadores,Bush do Texas entre 1995 e 2000 e Romney de Massachusetts entre 2003 e 2007. • Em 1977,depois de obter os títulos de MBA e de doutor em Direito pela Universidade Harvard,Romney passou a trabalhar na consultoria Bain & Company e sua atuação como chairman teria sido o principal fator para a empresa ter superado as dificuldades financeiras que enfrentava.Em 1984,Romney fundou a companhia de private equity Bain Capital,que com o tempo se tornaria a maior do setor nos EUA. • O sucesso da Bain Capital sob o comando de Romney foi controvertido;seus adversários políticos exploram o fato de a empresa ser responsável pela eliminação de empregos nas companhias que adquire,e pela transferência de postos de trabalho dos EUA para outros países onde os salários são menores Com a elevação das taxas de desemprego nos EUA após a crise financeira de 2008, essa prática da Bain Capital tornou-se tema de debate na campanha eleitoral. • A campanha de Obama tem explorado o fato de Romney,cujo patrimônio foi estimado em US$ 190 milhões a US$ 250 milhões no começo deste ano,ter presidido uma empresa que eliminava empregos. • Em 1994,Romney afastou-se da Bain Capital e concorreu a uma vaga no Senado por Massachusetts,mas foi derrotado por Ted Kennedy,do partido Democrata.Em 1999,tornou-se presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2002 em Salt Lake City (Utah),cercados de controvérsia por causa da escolha da sede coincidentemente,a cidade é a principal sede da igreja mórmon.

9


10

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

quadrantes

Domingo | 04 de novembro de 2012

ULISSES CÉSAR MARTINS DE SOUSA [ Advogado,conselheiro federal da OAB ]

Reflexões sobre o direito de recorrer direito da parte vencida em um processo judicial postular o reexame das questões levadas à análise do Judiciário. Os recursos são os instrumentos colocados à disposição do cidadão para provocar esse reexame do julgamento. A Constituição Federal, embora não faça menção expressa à garantia do duplo grau de jurisdição, é clara ao assegurar aos litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral, o direito ao contraditório e à ampla defesa, com os meios e recursos a ela inerentes. O duplo grau de jurisdição é consequência desse princípio. Várias são as razões que motivam a existência dos recursos. Desde a insatisfação natural do homem com a derrota, a falibilidade dos juízes, até a necessidade de redução dos erros judiciais e de uniformização da jurisprudência. Na doutrina chegou-se a afirmar que “a ideia de recurso deve ter nascido com o pró-

É

prio homem, quando, pela primeira vez, alguém se sentiu vítima de alguma injustiça” (Alcides de Mendonça Lima, in Introdução aos recursos cíveis. 2ª ed. rev. e atual. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1976, p. 1). São os recursos que permitem que sejam afastados os abusos, as ilegalidades e os desmandos cometidos no exercício da função jurisdicional. Lembrando que, como manifestações do poder estatal, as decisões judiciais necessariamente devem estar sujeitas a controles. Contudo, ultimamente, estamos assistindo a uma verdadeira cruzada contra os recursos. De uma hora para a outra são os recursos - e os advogados que os utilizam - os culpados pela morosidade da Justiça. Expressões como “enxurrada de recursos”, “recursos protelatórios” se transformaram em chavões nos discursos e debates sobre o Judiciário. Infelizmente, a realidade se mostra bem distante dos discursos. Nos discursos se fala na

necessidade de valorizar as sentenças de primeiro grau. A realidade (Justiça em Números 2010) revela que na Justiça Estadual 37,7% das decisões proferidas em primeiro grau, quando submetidas a recurso, são reformadas, no todo ou em parte. Na Justiça Federal a taxa é um pouco menor, mas, ainda assim, 24,7% dos recursos dos recursos são conhecidos e providos. O mesmo ocorre no STJ, que dá provimento a aproximadamente 20% dos recursos que julga. Inobstante o quadro acima apontado, assistimos, recentemente, estarrecidos, à divulgação de declarações de representantes do Judiciário e do CNJ que, no debate de um anteprojeto para uniformizar a cobrança das custas processuais, defenderam que é preciso “encarecer” o custo para interposição da apelação, como forma de valorizar a sentença de primeiro grau e “impedir, em parte, a enxurrada de recursos protelatórios e temerários”. Elevar o valor das custas processuais como

Elevar o valor das custas processuais como forma de inibir a utilização de recursos é um absurdo. Ainda mais quando se constata que boa parte desses recursos merece provimento. Permitir o avanço de propostas desse tipo pode dar ensejo, no futuro, a projetos que passem a exigir do réu, para evitar que este “protele o processo”, que pague custas até para se defender"

forma de inibir a utilização de recursos é um absurdo. Ainda mais quando se constata que boa parte desses recursos merece provimento. Permitir o avanço de propostas desse tipo pode dar ensejo, no futuro, a projetos que passem a exigir do réu, para evitar que este “protele o processo”, que pague custas até para se defender. O correto seria não se exigir o pagamento de qualquer valor para que a parte pudesse exercitar o seu direito ao recurso. As custas processuais deveriam ser exigidas apenas no começo do processo, quando seriam pagas pelo autor, e ao final, quando seriam pagas pelo vencido, que, em razão da sucumbência, também reembolsaria o vencedor das despesas que adiantou. Esse sistema, muito mais racional, eliminaria o preparo como pressuposto de admissibilidade dos recursos e as infinitas discussões existentes sobre deserção ou sobre o correto preenchimento das guias de recolhimento das guias do preparo. Vale lembrar que a lei já prevê remédios para a utilização de recursos protelatórios e que outras medidas podem - e devem - ser pensadas para combater o abuso do direito de recorrer. Contudo, a utilização dos recursos não pode ser demonizada e as custas processuais não podem ser utilizadas como obstáculo ao direito de recorrer.

NELSON PATRIOTA [ Escritor ]

DÁRIO BOSSI [ Missionáriol

À margem de dois livros de Walflam de Queiroz

Um Deus falso, mudo, sem coração ncontrei o presidente da segunda maior mineradora do mundo. 16º andar de um prédio que cresce tão alto quanto profundos são os buracos que a empresa cava nos territórios e os impactos que deixa na vida das populações. Lembrei-me de Moisés quando encontrou Faraó. Tremia a voz, mas a fala era firme, porque apresentava o sofrimento de um povo inteiro, escravizado, seduzido, enganado. Faraó significa ‘Casa Grande’, centro do poder e do controle da economia e dos territórios. Não há Casa Grande sem Senzalas. Não há riqueza acumulada sem consequências escondidas, ‘zonas de sacrifício’, impactos ‘inevitáveis e necessários’, que alguém deve sofrer para que muitos, supostamente, possam crescer. O Deus de Moisés habita nesses retalhos de mundo sacrificados para a vida dos senhores da economia. Impulsiona, lá em baixo, a revolta organizada dos pobres. O Deus de Faraó, que é um ídolo, para se manter em pé precisa da mentira. Não é uma mentira deslavada, nua, evidente. É a sedutora e disfarçada distância entre a propaganda, os ‘valores corporativos’, os ‘mantra da empresa’... e a prática real. O Deus de Faraó, que é mudo, para se fazer escutar precisa de arrogância. O Deus de Não é arrogância Faraó, explícita, direta. É a que não tem violência simbólica coração, para se de quem impõe seu fazer amar poder em cima de precisa de comunidades que sedução. não têm elementos Sedução feita ou força para se de promessas contrapor. O Deus de raramente Faraó, que não tem cumpridas, de coração, para se fa- milhões de zer amar precisa de dólares de sedução. Sedução marketing, de feita de promessas muita raramente cumpri- maquiagem que das, de milhões de torna a dólares de marke- empresa e o ting, de muita ma- progresso quiagem que torna a bonitos de empresa e o progres- longe so bonitos de longe e fedidos de e fedidos de perto. perto" Como foi que Moisés e seu povo conseguiram afastar-se de Faraó e pôr-se a caminho em busca de uma nova terra, em construção permanente de novas relações e de uma nova sociedade? Acho que a chave da libertação está nessa visita de Moisés à casa de Faraó: o israelita, mesmo gaguejando, não se deixou seduzir pela lábia de Faraó, não introjetou a fala do senhor do Egito e não desistiu do Deus frágil e pequeno que estava se manifestando aos escravos. De alguma forma, intuiu e acreditou que havia mais verdade na voz daquelas vítimas e que a vida fazia mais sentido se vivida ao lado de seu próprio povo, e não na mansão de Faraó. Moisés é cada um/a de nós que vivemos nas comunidades atingidas por esse modelo de desenvolvimento. Todo dia sofremos a tentação que a lógica de Faraó conquiste nosso coração, ou um amigo nosso, uma liderança que de repente abandona o trabalho coletivo, a resistência, o povoado... Libertação, ainda antes de sairmos da dominação, é não deixar entrar o dominador dentro de nós.

m aforismo de Walflam de Queiroz me ajudou a entender, ainda jovem, as dimensões do feminino. Ei-lo: “Uma mulher pode ser um abismo, como também uma flor na montanha”. A frase continua: “No meu caso, encontrei um abismo. Mas somente no abismo encontrase a verdade”. E, à maneira nietzschiana, conclui: “Os deuses amam a profundidade, não o tumulto, dentro da gente”. Quem trazia sempre à lembrança esse verso, a pretexto de tudo e de nada, era o meu amigo Djason Cunha (hoje Della Cunha e, como Walflam, também poeta, afora atributos de formação técnica em psicanálise), leitor antenado, à época, no “Livro de Tânia” (onde se acha o citado aforismo). De fato, essa obra vale como um repositório das tribulações sofridas pelo poeta em busca de amadas vaporosas e arredias, ainda distantes, em termos provincianos, das conquistas libertárias do feminismo. Cheguei a conhecer Walflam e aprendi a discernir sua voz tonitruante, a que uma enfermidade do espírito elevou a imprecações impublicáveis, em fins de manhãs ou de tardes distantes, delimitadas no espaço estreito do festivo Café São Luiz, à época. Em momentos de calma lucidez, ele chegou a me distinguir com sua palavra em torno de um interesse comum, a língua inglesa, e de seus “divines”, como gostava de se referir aos líderes espirituais ingleses, em sentido largo. Graças à reedição de seus dois primeiros livros – “O Tempo da Solidão” (1960), e “O Livro de Tânia” (1963), reunidos em volume lançado este ano pela Editora Sol Negro, sob a chancela do poeta Márcio Simões, a poesia de Walflam de Queiroz volta a fluir em toda a sua placidez e tormenta em nossos dias, com os quais mantém uma forte e surpreendente afinidade. De fato, a leitura quer de um, quer de outro livro, se prova necessária à nossa literatura, em primeiro lugar, pelos méritos próprios e indiscutíveis do autor, leitor culto e refinado de poesia, em que dialoga com poetas da estirpe de um Poe, de um Rilke, de um Rimbaud e de um Crane. Em segundo, porque é indispensável reabilitar essa poesia que transborda hipérboles e elipses, rodopios à beira do abismo e convicções cambiantes. Mais tarde, a poesia encaminharia Walflam de Queiroz a planos espirituais irrespiráveis, onde só os místicos estão à vontade, razão por que os poetas contemporâneos aí não se aventuram. Os primeiros versos de “Poema” (em “O Tempo da Solidão”), dizem-no de modo incontroverso: “Procuro um alquimista que transforme meu tempo em eternidade e meu silêncio em diálogo”. Num simulacro de prefácio que escreveu ao seu “Livro de Tânia”, Walflam faz uma profissão de fé na beleza, escolha que o aproxima sintomaticamente de Edgar Allen Poe e de sua definição de poesia como “criação rítmica da beleza”. Essa busca, o levaria, em seguida, a John Keats, que estabeleceu como princípio que “uma coisa bela é uma alegria infindável” (“A thing of beauty is a joy forever”). Walflam o repetirá, no poema “Para Keats” (“O Tempo da Solidão”): “[...] Quero que todos saibam que, como Keats, a quem amo, / Verei para sempre, em todas as coisas, o princípio da Beleza”. Isso não impediu que Walflam percebesse que algo daquela ideia de poesia como criação estética, com que comungava, estava em mutação, e que ao poeta não cabia mais decidir-se entre ser romântico ou simbolista. Nem mesmo ser modernista, mas simplesmente moderno, ou seja, aberto às demandas de seu tempo e “valorizando a tradição, porém não esquecendo a experiência do momento, a emoção que vem do contato permanente e constante com a vida”. É possível que Walflam tenha sobrevalorizado a parte final dessa sentença tão elucidativa de suas realizações poéticas: “o contato permanente e constante com a vida”, pois, afinal, confessaria: “Sou como Heráclito. Todo fim representa um princípio. Tudo flui num ritmo eterno”.

U

E

CLÁUDIO EMERENCIANO [ Professor da UFRN ]

A alma da cidade ivemos momentos e circunstâncias impactantes, imprevisíveis, inesperados, angustiantes e enigmáticos. Eis um fenômeno planetário. É uma vertente que convulsiona concepções, valores, princípios e ideais. Sistemas desmoronam ou se fragilizam sob impacto da “globalização”, que, através da internet, adultera, subverte ou esmaga culturas em todo o mundo. Mas a fé em Deus, a espiritualidade, a visão e a percepção do transcendental, a consciência do significado infinito da vida, a identificação do amor como elo divino entre o Criador e a humanidade, fulminam esses antagonismos; revigoram a esperança e o sentimento de paz em cada pessoa. As civilizações sobrevivem quando preservam a dimensão moral do homem. Nesse homem se alojam e se expandem sentimentos, percepções, espiritualidade, valores, maneira de ser, agir, pensar e querer. Tipifica-se, assim, uma cultura, que identifica a alma coletiva. Os desvios e as contradições individuais não maculam as características de uma cultura. Essa é, por exemplo, a síntese de André Bonnard em “A civilização grega”, um estudo magnífico e monumental. Impérios, no passado e no presente, são submetidos à erosão e à ruína por não terem compromisso real, efetivo, amplo e irrestrito com a dimensão moral e a dignidade de cada homem. Há um humanismo integral, universal, verdadeiro, legítimo, que fundamenta o mundo e a vida. É agregador. Consagra a interdependência de uns com os outros. Elos, vínculos e laços de várias naturezas integram o âmago das pessoas, do mundo e da vida. Os homens os reconhecem e os exercitam desde o nascimento. No regaço da mãe, cada um já identifica pelo olfato os que lhes são mais próximos. A vida é um interminável aprendizado de interações entre pessoas e delas com o meio ambiente. No lugar de origem, grande ou pequeno, sedimentam-se afetividades, relações e sentimentos, que dão substância à existência individual e coletiva. A condição humana é surpreendente: tudo assimila, percebe, detecta, compreende, estreita, incorpora. Tradições, hábitos e costumes revelam a essência do homem atemporal, imodificável em suas opções existenciais, dizia Levy Brhull em “A alma primitiva”. A pluralidade dos sentimentos humanos foi descortinada por Shakespeare e Cervantes. Tudo quanto dignifica ou avilta o ser humano. Nada lhes escapou. O que é intuído depois é racionalizado. Em todos os tempos e culturas... Para onde vamos, ao longo da vida, carregamos, no recôndito da alma, dos sentimentos e da maneira de ser, ligações, condicionamentos e percepções originais da cidade natal. Especialmente referentes à infância e à adolescência. De certo modo, esse universo define se a pessoa é provinciana ou cosmopolita. Foi esse o dilema, o conflito e a dúvida de natureza espiritual, vivencial e sentimental de Eça de Queiroz, expostos magistralmente em “A ilustre casa de Ramires” e “A cidade e as serras”. Mas João do Rio e Machado de Assis, inquestionavelmente, revelaram-se chantados na rea-

V

lidade urbana do Rio de Janeiro, no século XIX e começo do século XX. João do Rio, em “A alma encantadora das ruas” (coletânea de crônicas sobre o Rio), rivalizou-se, em forma e conteúdo, com Guy de Maupassant e Collette, que imergiram, em seus contos, na vida “V ivemos momenparisiense da mesma época. tos e circunstâncias Suas evocações comprovaram impactantes, impreo fenômeno da universalidavisíveis, inesperade de sonhos, fantasias, busdos, angustiantes e cas, questionamentos e aspienigmáticos. Eis um rações. Submetendo circunsfenômeno planetátâncias. Eis por que a condição rio. É uma vertente humana é imprevisível. que convulsiona A alma da cidade de oriconcepções, valores, gem acompanha cada homem. princípios e ideais. Inspira-lhe o ver o mundo e a Sistemas desmorovida. Juscelino Kubitschek, nam ou se fragilizam exilado em Lisboa, Paris e Nosob impacto da “glova York, a cada instante se balização”, que, atralembrava de Diamantina e de vés da internet, suas serestas. Mas José Lins do adultera, subverte Rêgo, o notável romancista de ou esmaga culturas “Menino de Engenho”, “Banem todo o mundo. güê” e “Fogo Morto”, foi o croMas a fé em Deus, a nista que, em 1942, proclamou espiritualidade, a viseu amor ao Rio, na crônica são e a percepção do “Música carioca”: “A música transcendental, a carioca é assim como esta imaconsciência do signigem de Noel Rosa. É música ficado infinito da vicálida, de penetração, de forda, a identificação ça viva. Faz a gente viver em do amor como elo intimidade com a terra e a gendivino entre o Criate... Schubert não foi mais do dor e a humanidade, que um Noel Rosa da Áustria. fulminam esses anAs doces melodias do infeliz tagonismos; revigoariano são da mesma marca ram a esperança e o das do pobre mestiço de Vila sentimento de paz Isabel. Ambos viviam e conem cada pessoa. As densavam o que andava na alcivilizações sobrevima de sua cidade e seu povo: vem quando preservozes de namorados sem sorvam a dimensão mote, cantos de corações feridos, ral do homem” de almas ardendo de paixão. O Rio tem a sua música”. Nelson Rodrigues, Rubem Braga, Antônio Maria e Fernando Sabino, entre muitos outros, misturaram o seu ser com a alma do Rio, conferindo a cada carioca a condição de personagem natural, autêntico e original de uma forma de vida singular e inimitável. Em “O coração do rei”, a escritora Iza Salles resgata D. Pedro I, captando sua real dimensão humana. Morreu na mesma cama em que nasceu com saudade do Rio de Janeiro e do seu povo. Rubem Braga em “A menina Silvana” e “Cristo Morto” evoca sua “Cachoeiro de Itapemírim”. Era a alma da cidade a falar...


geral

Domingo | 04 de novembro de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 11

ENTREVISTA \ JOSÉ EUSTÁQUIO DINIZ ALVES E SUZANA CAVENAGHI

‘UMA FAMÍLIA PLURAL, COMPLEXA E DIVERSA’ Quais foram as principais mudanças ocorridas na sociedade brasileira nas últimas décadas? O Brasil passou por grandes transformações econômicas e sociais no século XX, deixando de ser uma sociedade predominantemente rural e agrária, para se tornar uma sociedade urbana com predominância econômica da indústria e do setor de serviços. Nas últimas décadas, houve mobilidade ocupacional, espacial e social, assim como a construção de uma sociedade de consumo de massa. As relações entre as classes mudaram e o Brasil se tornou uma democracia política e cultural (mesmo com as diversas limitações). A transição demográfica reduziu as taxas de mortalidade infantil, aumentou a esperança de vida e reduziu as taxas de fecundidade. Isso provocou uma mudança da estrutura etária e o Brasil está deixando de ser um país com alta predominância de jovens para se tornar um país com elevada proporção de idosos. Houve também uma mudança das relações de gênero com maior empoderamento das mulheres e um lento, mas contínuo, processo de despatriarcalização da sociedade. Tais transformações tiveram um grande impacto sobre a forma de estruturação das famílias e sobre a dinâmica dos arranjos domiciliares. Como essas transformações econômicas,sociais e demográficas afetaram a organização das famílias brasileiras? O primeiro e maior impacto foi sobre o tamanho dos arranjos familiares. A família numerosa, que era muito adaptada às condições da sociedade rural, quando havia ampla disponibilidade de terras, deixou de ser funcional na sociedade urbana, onde a inserção dos filhos na produção econômica passa pela intermediação do mercado de trabalho e pelos filtros das exigências educacionais e dos padrões de produtividade da economia urbano-industrial. A formalização do emprego ocorreu juntamente com a ampliação da cobertura da previdência social. Neste processo de mudança do modelo centrado na família ao sistema de inserção produtiva e proteção social público e institucional, há uma tendência de aumento do custo dos filhos e de redução dos seus benefícios. Como teoriza o demógrafo australiano John Caldwell, estas transformações provocam uma reversão do “fluxo intergeracional de riqueza”. Os filhos deixam de ser “a galinha dos ovos de ouro” dos pais e passam a acumular maiores custos econômicos e a reduzir os benefícios. Isso modifica o regime de fecundidade e a dinâmica entre as velhas e as jovens gerações. Também abre espaço para novas formas de organização dos arranjos domiciliares, ao mesmo tempo em que diminui o peso social das famílias tradicionais. Quais as principais conclusões a que vocês chegaram em relação à família brasileira no estudo recentequerealizaramcombaseno censo de 2010? A primeira grande mudança foi a redução do arranjo majoritário formado por casais (núcleo duplo) com filhos. Em números aproximados, esse tipo de família estava presente em cerca de dois terços (66%) dos domicílios, em 1980, mas caiu para algo próximo de 50% em 2010. Isso aconteceu porque os pais, tendo menor número de filhos e maior esperança de vida, vivem mais tempo na fase do “ninho vazio”, pois os filhos tendem a sair da casa de seus progenitores para formar uma nova família, para morar sozinhos ou para formar arranjos domiciliares com pessoas não parentes. E as demais mudanças? A segunda mudança – de ma-

ALDAIR DANTAS

zeres da reprodução aumentam muito o custo recai sobre as esposas. Isso indica que o maior número de filhos reforça a tradicional divisão sexual do trabalho, com o homem se concentrando na luta pelo “ganha pão” e a mulher assumindo os encargos da casa, da cozinha e dos cuidados dos filhos. O casamento ainda pode ser considerado um anseio universal e um evento para toda a vida? O casamento é praticamente um evento universal no Brasil, mas somente se considerarmos todos os tipos de matrimônio. Em 1970, 65% dos casamentos aconteciam no civil e no religioso, 14% somente no civil, 14% só no religioso e 7% eram uniões consensuais. Em 2010, o casamento no civil e religioso caiu para 43%, só no civil aumentou para 17%, só no religioso caiu para 3% e as uniões consensuais subiram para 37%.

ndagados a respeito das principais conclusões a que chegaram em relação à família brasileira no estudo recente que realizaram com base no censo de 2010, José Eustáquio Diniz Alves e Suzana Cavenaghi, em entrevista concedida por e-mail à IHU On-Line, dizem que a primeira grande mudança foi a redução do arranjo majoritário formado por casais (núcleo duplo) com filhos. “Em números aproximados, este tipo de família estava presente em cerca de dois terços (66%) dos domicílios, em 1980, mas caiu para algo próximo de 50% em 2010. Isso aconteceu porque os pais, tendo menor número de filhos e maior esperança de vida, vivem mais tempo na fase do ‘ninho vazio’, pois os filhos tendem a sair da casa de seus progenitores para formar uma nova família, para morar sozinhos ou para formar arranjos domiciliares com pessoas não parentes”, frisam. Para eles, o casamento é praticamente um evento universal no Brasil, mas somente se considerarmos todos os tipos de matrimônio. “Em 1970, 65% dos casamentos aconteciam no civil e no religioso, 14% somente no civil, 14% só no religioso e 7% eram uniões consensuais. Em 2010, o casamento no civil e religioso caiu para 43%, só no civil aumentou para 17%, só no religioso caiu para 3% e as uniões consensuais subiram para 37%”. José Eustáquio Diniz Alves é doutor em Demografia e professor da Escola Nacional de Ciências Estatísticas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (BGE). Suzana Cavenaghi é doutora em Demografia e professora da Escola Nacional de Ciências Estatísticas do IBGE. Os entrevistados esclarecem que nesta entrevista apresentam seus pontos de vista em caráter pessoal.

neira complementar à primeira – foi o aumento do arranjo formado apenas pelos casais sem filhos e sem outros parentes, que passou de 12% em 1980 para 15% em 2010. A terceira alteração foi o aumento do arranjo monoparental feminino (núcleo simples, formado por mães com filhos), que passou de 11,5% em 1980 para 15,3% em 2010. A quarta modificação foi também o aumento – ainda que de uma base menor – do arranjo monoparental masculino (núcleo simples, formado por homens com filhos), que passou de 0,8% em 1980 para 2,2% em 2010. A quinta transformação foi o crescimento do número de mulheres morando sozinhas, que passou de 2,8% em 1980 para 6,2% em 2010. A sexta foi o crescimento do número de homens morando sozinhos, que passou de 3% em 1980 para 6,5% em 2010. E, finalmente, a sétima mudança aconteceu com a redução do percentual de famílias compostas e extensas (casais, filhos, parentes e agregados) que caiu de 4,8% para 2,2% no mesmo período.

significa: Duplo Ingresso Nenhuma Criança. O número de famílias Dinc estava em torno de um milhão de casais em 2000 e chegou a 2,8 milhões de casais. Portanto, em 2011 os Dincs somavam 5 milhões e 600 mil pessoas no Brasil. Eles possuem maior poder de consumo e, proporcionalmente, optam por morar em apartamentos nas grandes metrópoles. Praticamente não existem casais Dinc entre os beneficiários do Bolsa Família, pois duas pessoas com renda de um salário mínimo cada um, morando juntas, são classificadas como membros da “nova classe média”. Em geral, o casal Dinc apresenta alta mobilidade social, mas é um tipo de família não procriativa, que reforça a tendência nacional para uma taxa de fecundidade média abaixo do nível de reposição.

I

As famílias unipessoais são as que mais crescem? Sim. Mas não é correto usar o termo “famílias unipessoais”, pois, de acordo com a definição das Organizações das Nações Unidas – ONU, uma família é formada por pelo menos duas pessoas e seus membros devem estar relacionados por meio de relações de consanguinidade (parentesco), adoção ou casamento. Dessa forma, pessoas morando sozinhas podem ser definidas como “arranjo unipessoal”, “domicílio unipessoal” ou simplesmente “pessoas morando sozinhas”. De fato, o número de pessoas morando sozinhas tem crescido e deve aumentar ainda mais com o processo de envelhecimento da população. Houve também certa mudança de perfil. No passado, havia

uma clara diferenciação geracional e de gênero entre as pessoas morando sozinhas no Brasil, pois entre os homens predominavam aqueles com idade entre 30 e 59 anos, enquanto entre as mulheres em domicílios unipessoais predominavam aquelas acima de 60 anos. Atualmente tem crescido o número de mulheres entre 30 e 59 anos morando sozinhas. Geralmente são as que optam por uma carreira profissional e declinam ou retardam a “carreira” da maternidade. Famíliasedomicíliossãoconceitos equivalentes? Não. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE define o domicílio como o local estruturalmente separado e independente que serve de habitação a uma ou mais pessoas. Existem vários tipos de habitação, como os domicílios particulares e coletivos, domicílios permanentes e improvisados, etc. A maior parte dos dados coletados do censo se refere aos domicílios particulares permanentes ocupados. Nestes domicílios pode haver famílias nucleares (com núcleo duplo ou núcleo simples), famílias estendidas (com um ou mais de um núcleo familiar e outros parentes) ou famílias compostas (núcleo familiar com parentes e outras pessoas não aparentadas). Pessoas sem laços de parentesco e sem relacionamento afetivo, mas morando juntas (tipo uma república de estudantes), são classificadas como arranjo não familiar pela metodologia da ONU. O número de arranjos não familiares é pequeno, mas cresceu na última década no Brasil. Deve-se ressaltar que até o censo 2000 era possível identificar diretamente as chamadas famílias conviventes, por meio das perguntas sobre as relações de parentesco dos moradores com os responsáveis do domicílio e da família. Mas, no censo 2010, a con-

vivência só pode ser obtida de forma indireta e aproximada. Qual é o tipo de família que mais sofrecomassituaçõesdepobreza? Sem dúvida são as famílias monoparentais femininas, especialmente aquelas com filhos pequenos. Por exemplo, a maioria dos beneficiados do programa Bolsa Família é constituída por este tipo de arranjo. Isso acontece porque é muito difícil para uma mãe combinar, ao mesmo tempo, as funções de provedora e cuidadora. As mães com filhos menores de 15 anos e sem cônjuge não conseguem ter uma inserção integral e permanente no mercado de trabalho, pois precisam dedicar muito tempo às questões de alimentação, saúde, educação e cuidados dos filhos e da moradia. Como resultado, recebem salários mais baixos e precisam dividir uma renda baixa com seus dependentes. Acabam caindo na “armadilha da pobreza” e não conseguem romper com o ciclo intergeracional da pobreza. Nesses casos, além dos direitos básicos de cidadania, o governo deveria promover políticas de conciliação entre trabalho e família, intermediando condições de emprego mais favoráveis e equipamentos públicos para o cuidado dos filhos, como creches, restaurantes e lavanderias coletivos, escola em tempo integral etc. Que tipo de realidade social se reflete diante do crescimento de casos em que os membros do casal trabalham e decidem não ter filhos? De regra, são os casais sem filhos que apresentam renda média domiciliar per capita mais elevada. Um caso particular são os casais sem filhos com marido e esposa participando do mercado de trabalho. Nos Estados Unidos, esses tipos de casais são chamados de Dinc (sigla para Double Income No Children); no Brasil esse acrônimo

Os diferenciais de gênero e de geração são fundamentais para se compreender a complexidade e a diversidade das relações familiares do Brasil contemporâneo”

Como entender que quanto maior o número de filhos,menor o tempo que os maridos dedicam aos afazeres domésticos? Os dados mostram que existe um forte descompromisso dos homens com o trabalho doméstico. Isso vem desde a época em que Paulo Prado definiu a família patriarcal brasileira como “Pai soturno, mulher submissa, filhos aterrados”. Na divisão do uso do tempo entre os cônjuges, em geral os homens se dedicam mais às atividades produtivas (e remuneradas) e as mulheres se dedicam mais às atividades reprodutivas (e não remuneradas). Isso acontece mesmo nas famílias em que as mulheres trabalham fora e são penalizadas com a dupla jornada. A alocação desigual do tempo é mais acentuada nas famílias tradicionais onde existe uma rígida divisão sexual do trabalho, onde os homens fazem o papel de provedores e as mulheres o papel de cuidadoras. Paradoxalmente, quando o trabalho doméstico diminui a contribuição relativa do esposo aumenta, mas quando os afa-

E as separações? Mas os casamentos ficaram mais instáveis. Nos últimos 40 anos cresceu o número de separações e divórcios. Consequentemente, cresceu o número de recasamentos, especialmente para o caso dos homens. Na pirâmide brasileira existe um superávit de mulheres acima dos 25 anos, pois há uma sobremortalidade masculina por causas externas entre os jovens (especialmente homicídios e acidentes de trânsito). No total, há um excedente de mais de 5 milhões de mulheres na população brasileira e a proporção daquelas sem um companheiro aumenta com a idade, pois, para agravar o desequilíbrio, os homens se casam com mulheres mais jovens. Existe, portanto, um diferencial de gênero e de idade no chamado “mercado matrimonial” brasileiro e um número muito grande de mulheres não encontra companheiro de outro sexo para casamento. Emquemedidaoaumentodasseparações e dos divórcios interfere nas mudanças das estruturas familiares? Interfere, por exemplo, na formação das chamadas famílias reconstituídas, que são cada vez mais frequentes no cenário nacional. Crescem as famílias em que tanto o marido como a esposa trazem para a nova união os filhos de casamentos anteriores, vindo a se somar com novos filhos que surgem do novo enlace. De repente se juntam filhos, enteados, irmãos, madrasta, padrasto, ex-esposo, ex-esposa e diversos avós. Costuma-se dar o nome de “família mosaico” ao arranjo familiar em que os filhos do casal compõem um quadro formado por irmãos, meio-irmãos e não irmãos, pois os filhos de união (ou uniões) anteriores do marido e da esposa não são irmãos, mas ambos são meio-irmãos dos novos filhos do casal. Dessa forma, nem todos os membros da “família mosaico” são parentes entre si, mas todos têm um grau de parentesco com a prole resultante da união do casal reconstituído. A “família mosaico” é apenas mais um tipo de arranjo familiar dentre o leque de arranjos possíveis, em uma sociedade cada vez mais marcada pela pluralidade e por dinâmicas inovadores, que vão além do modelo padrão. E os novos arranjos,tais como famíliashomoafetivasefamíliaspoliafetivas? O Brasil ainda não possui dados suficientes para traçar a evolução destes arranjos. O censo demográfico de 2010, conduzido pelo IBGE, abriu, pela primeira vez, a possibilidade dos casais do mesmo sexo, que moram no mesmo domicilio, serem considerados um núcleo familiar. Os dados indicaram a presença de cerca de 60 mil casais formados por pessoas do mesmo sexo e um deles se declarou como chefe.


12

geral

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 04 de novembro de 2012

[ CIÊNCIA ] Pessoas que nasceram e cresceram em centros urbanos são mais propensas a transtornos mentais. Nova área do conhecimento pode ajudar planejamento de metrópoles

[ MEDICINA ] Estudo sobre genoma mostra

diferenças entre povos dos quatro continentes

Médicos veem relação entre vida urbana e esquizofrenia S

Genes raros variam de acordo com a localidade

LYDIA HELLER Deutsche Welle

erlim - Barulho, trânsito, lixo, pessoas apressadas e se empurrando por todos os lados – a vida nas grandes cidades é estressante. Mas as perspectivas de um emprego melhor, um salário mais alto e de um estilo de vida urbano atraem cada vez mais pessoas às cidades. Se há 60 anos menos de um terço da população mundial vivia em cidades, hoje mais da metade mora em centros urbanos. Até 2050, a estimativa é que essa cota atinja 70%. “Com o aumento das populações urbanas, o número de distúrbios psíquicos também tem aumentado em todo o mundo”,

B

alerta Andreas Meyer-Lindenberg, diretor do Instituto Central de Saúde Mental de Mannheim. “Somente a depressão custa aos cidadãos europeus 120 bilhões de euros por ano. O custo de todas as doenças psíquicas juntas – incluindo demência, ansiedade e psicose – ultrapassa o orçamento do fundo de resgate do euro. A frequência e a gravidade dessas doenças costumam ser subestimadas”, afirma. Em 2003, psiquiatras britânicos publicaram um estudo sobre o estado psicológico dos moradores do bairro londrino de Camberwell, uma área que teve um grande crescimento desde meados da década de 1960. Entre 1965 e 1997, o número de pacientes com

esquizofrenia quase dobrou – um aumento acima do crescimento da população. Na Alemanha, o número de dias de licença médica no trabalho relacionada a distúrbios mentais dobrou entre 2000 e 2010. Na América do Norte, recentes estimativas apontam que 40% dos casos de licença estão ligados à depressão. “Nas cidades pode acontecer de as pessoas não conhecerem seus vizinhos, não conseguirem construir uma rede de apoio social como nas vilas e pequenas cidades. Elas se sentem sozinhas e socialmente excluídas, sem uma espécie de rede social de segurança”, observa Andreas Heinz, diretor da Clínica de Psiquiatria e Psicoterapia no hos-

pital Charité, em Berlim. Quase não existem estudos consistentes sobre a influência do meio urbano no cérebro humano. Mas pesquisas com animais mostram que o isolamento social altera o sistema neurotransmissor do cérebro. “Acredita-se que a serotonina é um neurotransmissor importante para amortecer situações de risco. Quando animais são isolados socialmente desde cedo, o nível de serotonina diminui drasticamente. Isso significa que as regiões que respondem a estímulos ameaçadores são desinibidas e reagem de maneira mais forte, o que pode contribuir para que o indivíduo desenvolva mais facilmente distúrbios de ansiedade ou depressões”, diz Heinz. RODRIGO SENA

Planejamento de grandes cidades deve levar em conta a influência do estresse urbano no cérebro,sugerem especialistas em neurourbanismo

ão Paulo (AE) - Variações genéticas raras encontradas em chineses não são as mesmas identificadas em italianos ou porto-riquenhos, por exemplo. A conclusão de que essas variantes tendem a estar restritas a determinadas regiões geográficas é de um estudo que analisou o genoma de 1.092 pessoas, representantes de 14 grupos populacionais vindos da Europa, África, Ásia e Américas. Os resultados, que fazem parte da primeira fase do Projeto dos 1 000 Genomas, foram publicados na última edição da revista Nature. Segundo os autores, enquanto a maioria dos polimorfismos de nucleotídeo único (quando a diferenciação ocorre em apenas um par de “letrinhas” do DNA) já foi identificada em estudos anteriores, aquelas que aparecem em menor frequência permanecem desconhecidas. São justamente essas variantes genéticas raras - que atingem menos de 1% da população mundial - que têm maior potencial de estar relacionadas a doenças. Resultado de uma colaboração internacional de centenas de pesquisadores, o estudo permitiu identificar 98% dessas mutações raras. Agora, falta descobrir quais delas estão realmente associadas a problemas de saúde. “Nossa pesquisa encontrou que cada pessoa aparentemente saudável carrega centenas de variantes genéticas raras que têm um impacto significante em como os genes funcionam e de duas a cinco alterações raras que comprovadamente contribuem com a ocorrência de doenças”, diz o principal autor do estudo, o professor da Universidade de Oxford Gil McVean. Para a geneticista Mayana Zatz, coordenadora do Centro de Estudos do Genoma Humano (CEGH) da Universidade de São Paulo (USP), a importância de sa-

ber que as especificidades genéticas variam geograficamente pode levar a estratégias de prevenção e de tratamento voltadas exclusivamente para determinada população. Mayana dá um exemplo da utilização desse conhecimento: existe um gene relacionado ao transporte da molécula serotonina. Na população brasileira, grande parte desses genes tem alelo longo, o que determina uma rapidez maior no transporte da serotonina. Já no Japão, ocorre o contrário: a maioria da população tem alelo curto. “Portanto, uma droga que atua no transporte de serotonina que for eficaz para brasileiros pode não ser tão boa para os japoneses”, conclui a geneticista. O geneticista Décio Brunoni, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), observa que os resultados ainda não têm aplicação imediata. Ele lembra que, atualmente, a realização de testes genéticos só é indicada em casos clínicos específicos, em que a identificação de determinada mutação pode ajudar na indicação de uma conduta médica ou de uma estratégia de prevenção. “Caso contrário, é um dilúvio de informações que vai levar o paciente a se preocupar mais do que deveria. Recrimino a realização aleatória desses exames.” Atualmente, o Brasil realiza uma pesquisa semelhante. O Projeto 80 Mais, do CEGH, está recrutando pessoas saudáveis com mais de 80 anos para colher amostras de DNA. O objetivo é chegar a mil idosos. Para se candidatar, é só enviar um e-mail para 80mais@gmail.com. Segundo Mayana, o projeto vai contribuir com a interpretação dessas mutações. “Se identifico que a variante está presente em pessoas com mais de 80 anos saudáveis, posso saber que não está associada a doenças.” ARQUIVO/TN

Agitação das cidades transforma o cérebro As cidades transformam o cérebro. Um dos primeiros estudos feitos com seres humanos parece confirmar essa suposição. Com ajuda de um aparelho de ressonância magnética, a equipe do psiquiatra Andreas Meyer-Lindenberg analisou o cérebro de pessoas que cresceram na cidade e de pessoas que se mudaram para a cidade já adultos. Enquanto os voluntários resolviam pequenas tarefas de cálculo, os pesquisadores os colocavam sob pressão, por exemplo criticando que eles eram muito lentos, cometiam erros ou que eram piores que seus antecessores. “Olhamos especificamente para

as áreas do cérebro que são ativadas quando se está estressado – e que também têm um desenvolvimento distinto, dependendo da experiência urbana que a pessoa teve. Especialmente as amídalas cerebelosas reagiram ao estresse social, e de maneira mais intensa quando o voluntário vinha de um ambiente urbano. Essa região do cérebro está sempre ativa quando percebemos algo como sendo uma ameaça. Elas podem desencadear reações agressivas que podem gerar transtornos de ansiedade”, explica Meyer-Lindenberg. Além disso, quem cresceu na cidade grande apresentava, sob estresse, em regiões específicas do cérebro,

Não existem dados de como uma cidade ideal deve ser, quando se leva em conta a saúde mental de seus habitantes” ANDREAS MEYER-LINDENBERG psiquiatra

uma atividade semelhante à apresentada por pessoas com predisposição genética para a esquizofrenia. Em todo o mundo, as cidades es-

tão crescendo muito e se transformando. “Mas não existem ainda dados significativos de como uma cidade ideal deve ser quando se leva em consideração a saúde mental de seus habitantes”, observa Meyer-Lindenberg. Por isso, o especialista desenvolveu, em colaboração com geólogos da Universidade de Heidelberg e físicos do Instituto de Tecnologia de Karlsruhe, um dispositivo móvel que pode testar voluntários em diversos pontos de uma cidade. Assim, os pesquisadores podem testar o funcionamento do cérebro em lugares e situações diferentes, como num cruzamento ou num parque.

Geneticista Mayana Zatz participa do “Projeto 80 Mais”


economia DÓLAR COMERCIAL Compra:R$ 2,0310 Venda:R$ 2,0320 DÓLAR PARALELO Compra:2,06 Venda: 2,18

POUPANÇA HOJE 0,5000% CDB 7,10% BOVESPA

SALÁRIO MÍNIMO

R$ 622,00 TAXA SELIC + 2,3%

7,25%

TELEFONES ÚTEIS Receita: 3232-2200 Procon Estadual: 3232-6869 Procon Municipal: 3232-9050 DRT/RN: 3220-2000

ENTREVISTA

Olivier Roger Sylvain Girard fala sobre logística e projetos para aumentar competitividade no Nordeste e no RN. PÁGINA 7 DÓLAR TURISMO Compra: R$ 1,9400 Venda:R$ 2,1230 EURO Compra:R$ 2,5280 Venda:R$ 2,7350

Editora: Renata Moura E-mail: renatamoura@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 04 de novembro de 2012

[ ALIMENTOS ] Problemas climáticos têm afetado a produção agropecuária e alavancado os custos para o consumidor. A falta

de políticas específicas para agricultores familiares também tem influenciado negativamente o cenário, segundo analistas

Safra cai, preço sobe e campo ‘grita’ SARA VASCONCELOS repórter

consumidor do Rio Grande do Norte tem sentido as oscilações nos preços de produtos agropecuários. Em alguns casos, como o feijão, milho e o mel de abelha, o valor chegou a variar 50% ou mesmo a dobrar de um ano para o outro. As causas do aumento vão além de fatores climáticos, como a seca deste ano - considerada a pior das últimas três décadas. De acordo com analistas, a falta de políticas de incentivo ao pequeno e micro produtor, o aumento da carga tributária e mesmo a importação de mercadorias de outros estados para atender o consumo interno - devido ao encolhimento da safra agrícola - tem contribuído para encarecer a mesa do potiguar. O Rio Grande do Norte desponta em último lugar entre os estados nordestinos e em 22º no país em participação agrícola, com 0,5% da produção nacional. Os dados são da Produção Agrícola Municipal de 2011 (PAM/2011), estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado na última semana. O baixo desempenho, explica o analista do IBGE Ivanilton Passos de Oliveira, está atrelado à queda histórica na produção, sobretudo de grãos, devido a falta de políticas públicas que fixem o agricultor ao campo. “Estamos em região de semiárido e não vemos incentivos, estímulo para plantar e escoar mercadoria, exceto pela fruticultura irrigada. Se houver mercado e condições para o plantio, o agricultor vai plantar”, frisa. Sem políticas públicas para o setor – além dos programas sociais – se percebe um êxodo rural, com o abandono do campo para áreas da periferia urbana, ou mesmo a substituição de culturas temporárias (milho, feijão, sorgo, algodão) pela fruticultura irrigada que, por outro lado, demandam investimentos em tecnologia. “Hoje, 80% da produção é agricultura familiar, mas para subsistência, sem excedente para venda”, acrescenta. A conjuntura “deixa o consumidor refém dos produtos trazidos de outros estados”, segundo Passos, que defende a desoneração de impostos da cesta básica e incremento em tecnologia como forma de facilitar a produção agrícola em larga escala no Estado. Quase a totalidade de grãos consumida no RN vem de outros estados, de acordo com dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em casos de produtos como o arroz. Exceto pela produção do chamado arroz vermelho, na região do Seridó, mais de 90% do consumo vem de estados, como Rio Grande do Sul. Com a estiagem, quase a totalidade do milho foi importada de Goiás, Bahia, Minas Gerais, São Paulo. De acordo com consulta feita ao analista da Conab, Luís Gonzaga, o consumo médio anual de milho no Estado é de 150 mil toneladas e a produção, que gira em torno de 40 mil toneladas/ano, ficou em apenas 3,9 mil toneladas. Em relação ao feijão, que sofreu um dos maiores reajustes de preço, o consumo médio por ano é cerca de 70 mil toneladas. O RN traz cerca de 60% de fora.

O

LEIA MAIS Agricultores,comerciantes e o consumidor sentem o efeito da redução da safra.Página 3.


2

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 04 de novembro de 2012

FRANCISCO DE SALES MATOS [ Procurador do Estado,membro da Academia de Letras Jurídicas do RN ]

Negócios &Finanças LUIZ ANTÔNIO FELIPE laf@tribunadonorte.com.br

Carências do Nordeste e a região Nordeste precisa de R$ 25,8 bilhões para garantir escoamento da produção em 2020, segundo o Estudo Nordeste Competitivo, da CNI, lançado terça-feira, então vamos esperar por mais uma década que isso aconteça.O estudo aponta os investimentos e os 83 projetos prioritários para a modernização e a ampliação de rodovias, ferrovias, portos e aeroportos na região. No momento, o Nordeste ainda não tem certeza da data da conclusão da transposição do rio São Francisco e da ferrovia Transnordestina, nem da duplicação de outras estradas federais. Ora, são obras estruturantes que se arrastam há mais de uma década. A solução para as futuras obras é envolver a iniciativa privada através de PPPs.

S

POTÊNCIA O Nordeste é responsável por 13,5% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Basta isso para merecer uma atenção especial do Governo Federal. Para aumentar a competitividade da região, é preciso investir R$ 12 bilhões nas ferrovias e R$ 11 bilhões nos portos da região.

Atração

Recuperação

Cerca de 40 redes de varejo estrangeiras pretendem desembarcar no Brasil, nos próximos meses, de olho na classe média emergente. A maior parte delas é de origem coreana, japonesa, americana, canadense e mexicana, dos mais variados para gostos e bolsos: desde jeans, roupas em geral, presentes, fast foods a especialistas em algodão doce e pipocas sofisticadas. Fornecedores também estão vindos para cá.

Segundo a Serasa Experian bateu recorde o número de brasileiros que regularizam suas pendências financeiras em 2012 e conseguiram limpar o nome. De janeiro a setembro deste ano, cerca de 15,1 milhões de consumidores renegociaram o pagamento de contas atrasadas e deixaram a base de inadimplentes. São pessoas que readquiriram fôlego no orçamento para voltar a consumir.

FERIADO O próximo feriado, do dia 15 de Novembro, caiu na quinta-feira e sugere o enforcamento do dia útil, a sexta-feira, trazendo assim turistas da região. Já o feriado municipal de 21, Padroeira de Natal, será na quarta-feira seguinte.

Fonte de investimento O fundo de previdência complementar dos futuros servidores federais, o Funpresp, a partir de 2013, será lançado em janeiro com a meta de reduzir, a longo prazo, o prejuízo anual de R$ 61 bilhões do orçamento da previdência. O Funpresp, dentro das mesmas regras que regem os at-

uais fundos de pensão deverá ser, em 20 anos, maior que um dos principais do mercado nacional, o Previ, dos funcionários do Banco do Brasil, criado há 108 anos e que hoje administra R$ 160 bilhões. O Funpresp será uma nova fonte de recursos para investimentos.

Vidas secas essoalmente vivi a tragédia de duas grandes secas: a de 1958 e a de 1970. Da primeira, praticamente não tenho lembrança, posto que ainda de tenra idade. Da segunda, esta sim, não só vi, como vivi. Vi dizimação de rebanhos, vi gente esquálida em decorrência da fome, vi meu pai lutando tenazmente para salvar um pequeno rebanho e o vi triste, apreensivo e quiçá temeroso de que a tragédia nos alcançasse. Porém, algo me chamava à atenção e me deixava perplexo, levandome a questionar por que acabávamos de ter vivido dez anos de bons invernos e no primeiro ano que se seguia àquele decênio uma estiagem arrasava tudo? As próprias vítimas respondiam: foi porque Deus quis! Confesso que ficava estupefato com tal explicação. Mas, sem o suficiente espírito crítico para rebatê-la só me restava o inconformismo e a revolta de ver atribuída ao nosso bondoso Pai tal iniquidade. Mas, o tempo foi passando e aquela incógnita foi se dissipando na medida em que obras literárias, musicais e poéticas alimentavam-me o espírito e elevavam-me à compreensão de que o centro da culpa não estava em Deus. Dentre estas obras constam clássicos como Coronelismo, Enxada e Voto, de Victor Nunes Leal, Vidas Secas, romance de Graciliano Ramos, escrito por volta dos anos de 1937/1938, e “O Quinze” da cearense Raquel de Queiroz, publicado no ano de 1930. De grande envergadura também se vinculam ao tema “Os Sertões”, de Euclides da Cunha, “Geografia da Fome” e “Homens e Caranguejos”, de Josué de Castro (grande escritor, sociólogo e médico pernambucano), além dos versos de Patativa do Assaré, “Triste Partida”, de Zé Dantas, “Vozes da Seca” e de Humberto Teixeira “Asa Branca”, todos de grande apelo histórico, sociológico e antropológico, repercutindo fortemente na alma e nos corações dos brasileiros, máxime na voz do “Rei do Baião” Luiz Gonzaga. Mas, o fenômeno da seca não é privilégio do Nordeste brasileiro. Ele é mundial e retratado até biblicamente. No semiárido Brasileiro, porém, se pode constatar registro de secas desde 1580. Consoante apontamentos de Laurentino Gomes, autor da obra “1808”, os efeitos da seca de 1816 ajudaram a fortalecer o debate em torno da luta libertária que veio a culminar com a Independência do Brasil em 1822, além de ensejar o debate no Parlamento do novel País, que culminou com o agasalho na Carta Magna de 1824 do preceito garantindo “recursos para socorros públicos” (art. 179, inciso XXXI). Vieram, depois, como sói acontecer, as secas de 1845 e décadas mais tarde “A Grande Seca” (1887/1888),

P

que consoante registros da imprensa cearense foi a mais A tragédia que drástica. Estima-se vivemos na que foram dizimaatualidade não dos em torno de se justifica quatrocentos mil porque em se cearenses de uma tratando de um população de oitofenômeno centas mil pessoas. natural e Não deve essa intenrecorrente, sidade ter sido difedesde que o rente ao atingir a pomundo é mundo, pulação do Rio alternativas Grande do Norte, estruturantes de Paraíba, Piauí e Maconvivência com ranhão. o fenômeno bem Tamanha catásque poderiam ter trofe não foi sufisido adotadas ciente para sensibidesde muito lizar as elites e fazêtempo. las enxergar que o Conhecimento fenômeno é cíclico e científico e catastrófico. De tecnológico não qualquer forma serfaltam para isto” viu para sensibilizar a pessoa do Imperador Pedro II, levando-o a pronunciar a frase de efeito que passou para a História com o teor seguinte: Não restará uma única joia na Coroa, mas nenhum nordestino morrerá de fome. Registra-se, então, como consequência desse arroubo imperial a criação de uma comissão para estudar medidas para enfrentamento das futuras secas, dentre estas sobressaíram a adaptação de camelos, a construção de ferrovias, açudes e a abertura de um canal para levar água do Rio São Francisco, para o Rio Jaguaribe, no Ceará. Dessas medidas, na prática, quase nada. A partir daí sucederam-se as secas de 1915, 1932, 1958 e 1970, além de outras menos drásticas. Registros históricos atestam que na conhecida “Seca do Quinze” o governo do Ceará confinava os chamados flagelados numa espécie de “Campo de Concentração”, nas margens das grandes cidades para impedir a imigração. A fome e a desnutrição e a falta de higiene levaram milhares de retirantes a morrer de fome e de doença. A partir de 1932 foram inauguradas as chamadas “frentes de trabalho”. Mesmo assim, se constatam relatos de morte por fome e desnutrição. Em 1958, já não se ouviu relatos de morte humana, mas muito sofrimento dos chamados “flagelados” porque as “frentes de trabalho” eram gerenciadas pelos políticos locais e se constatavam grandes desvios de víveres e mesmo dos recursos destinados às estruturas emergenciais.

Em 1970 as “frentes de trabalho” foram organizadas pelo Exército, abstraindo-se a intermediação dos chefetes políticos locais, o que animou muito ao conjunto da sociedade. No plano político o ponto marcante foi o discurso emocionado do então todo poderoso Presidente Médici: “Vim ver e vi. Vi o Nordeste de dentro, dos sertões secos de Cratéus e dos Currais Novos. Vi a paisagem árida, as plantações perdidas, os lugares mortos. Vi a poeira, o sol, o calor, a inclemência dos homens e do tempo, a desolação. (...) Vi tudo isso com os meus próprios olhos e concluí o que não cheguei a ver. Nada, em toda a minha vida, me chocou assim e tanto me fez emocionar e desafiar minha vontade Por fim, neste ano de 2012 estamos vivenciando uma grande seca. Das maiores nos últimos 80 anos, dizem. No nosso Estado seus efeitos drásticos são amainados por algumas obras estruturantes realizadas a partir de 1978, iniciando-se com a barragem “Armando Ribeiro Gonçalves”, no Açu, seguindo-se outras de menor potencial hídrico como as de “Boqueirão de Parelhas”, “Passagem das Traíras” e “Esguicho”, no Seridó; as de “Umari” e “Santa Cruz”, no Oeste. Podemos destacar ainda como fundamentais as adutoras que têm levado as águas dessas barragens a praticamente todas as cidades do Estado. Mesmo assim a imprensa local vem registrando os trágicos efeitos dessa seca. As manchetes do Jornal Tribuna do Norte testemunham essa gravidade: “Seca destrói bases da agropecuária no RN; “1609 vagas (de emprego) fechadas no campo”; “Carros-pipa abastecem 94 municípios”; “Rebanho potiguar está comprometido”. Tudo isto atesta que as medidas adotadas são tímidas e insuficientes. Mensagem da Governadora do Estado atesta tal assertiva: Queremos estruturar nosso Estado para que ele possa conviver com esse clima. Nosso objetivo é aposentar o carro-pipa. Que Deus a ilumine e que suas palavras não se percam, como se perderam as dos Chefes de Estado destacados anteriormente, e que a vida possa proliferar, exuberante e bela como dádiva divina que é, e não mais seca e amarga como lhe impõe historicamente a ação nefasta dos maus gestores públicos. Enfim, a tragédia que vivemos na atualidade não se justifica porque em se tratando de um fenômeno natural e recorrente, desde que o mundo é mundo, alternativas estruturantes de convivência com o fenômeno bem que poderiam ter sido adotadas desde muito tempo. Conhecimento científico e tecnológico não faltam para isto. BRUM

BALANÇO O grupo Guararapes/Riachuelo marcou para o dia 13 próximo a divulgação do seu balanço do terceiro trimestre (julho/setembro),de 2012. No segmento varejista, o lucro da Marisa cresceu 95% no terceiro trimestre e o da Renner passou dos 80%.

1

A Phillips executará o projeto de iluminação do novo estádio Castelão, em Fortaleza,com 332 refletores de 2 mil watts,cada um. As obras do Castelão terminarão no dia 15 de dezembro, quando o estádio será aberto,pela manhã,à Imprensa e,à tarde,à visitação pública, com um show do cantor Fagner.As 66.600 cadeiras começarão a ser instaladas na próxima semana.

2

Ainda em novembro, início do segundo semestre, o Campus Angicos da Ufersa vai oferecer o curso de Engenharia Civil para os alunos do bacharelado em Ciência e Tecnologia. A criação do primeiro curso de Engenharia vai acontecer independente da resposta do MEC. O curso de Engenharia Civil será no turno diurno com 20 vagas. O RN necessita de mais cursos de Engenharia e de Medicina, no interior.

3

O Plano Funerário Sempre,do Grupo Vila,lançou a campanha Ganhe Sempre,que sorteará entre os clientes do plano,prêmios semanais e uma grande premiação no final do ano.Os sorteios serão realizados pela loteria federal.Para participar basta ser cliente do Plano Sempre e estar adimplente com as mensalidades.Os clientes de Natal concorrerão a R$ 500 por semana e um Gol Geração IV 0 km no final do ano.

DUPLICAÇÃO O trecho da BR-304, entre Macaíba e o trevo para o Seridó e o Oeste, poderá ter a sua duplicação executada já em 2013. Próximo ao posto atual da Polícia Rodoviária Federal, sairá outra rodovia de acesso até o futuro Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante. Concluído esse trecho ficará mais previsível o restante da duplicação da 304 até Fortaleza. AVIAÇÃO A partir desse mês, a empresa alemã Condor duplicará a frequência semanal entre Recife e Frankfurt, voando às terças e sextas. Pernambuco concentra novamente voos internacionais, depois de perder rotas para o exterior nos primeiros impactos da crise mundial, em 2009, como aconteceu com Natal. O voo parte do Recife às 17h30, em Boeing 767-300. A passagem, por trecho, custa a partir de 299,99 euros.

HOTELARIA Será inaugurado nos próximos dias o hotel Ibis, de Mossoró, com cerca de 100 apartamentos. Esse número representa 20% da oferta atual de leitos na cidade. Já era pra algum empresário e até a própria CVC implantar um serviço de receptivo, para levar os turistas às praias, fazendas de melão, salinas e o parque de Furna Feia. Sem um aumento no número de turistas, o novo hotel da cidade poderá provocar uma divisão de hospedagens, com a demanda atual.

SEMIO TIMENI SEGUNDO [ Mestre em Administração,Consultor Empresarial e Coach ]

Acabe com a Procrastinação ma das maiores causas de stress na vida cotidiana é a procrastinação! É levar a vida invocando o lema “deixar para amanhã o que se pode fazer hoje”!! O procrastinador empurra com a barriga as tarefas que precisam ser feitas, trazendo desconforto, culpa, remorso, além dos desdobramentos no mundo profissional, como baixa produtividade pela demora em realizar tarefas muitas vezes simples e cotidianas. A tendência comportamental de adiar e postergar as ações pode ainda se tornar crônica, atrapalhando a vida e causando desdobramentos de ordem psicológica ou fisiológica. Do latim procrastinatus (pro – para – crastinus – amanhã), a procrastinação pode ser combatida pela consciência da necessidade da geração de resultados na vida. Com ações simples – mas nem sempre fáceis de serem incorporadas à vida – o procrastinador pode melhorar sua performance, aumentando sua autoestima e diminuindo a ansiedade. São dicas que praticadas conscientemente podem causar um grande impacto na sua vida ou daquele amigo ou parente procrastinador.

U

Vamos a elas: 1) Tenha Metas! Saber o que se quer é o maior motivador na vida de qualquer pessoa! Motivação, motivos para ação! Contudo, não são metas vagas ou abstratas. Escreva sua meta com detalhes, com números e coloque uma

data final para alcançá-la. Metas claras e específicas ajudam a sair da zona de conforto, fazendo com que você não protele as ações que o ajudarão a atingir seus objetivos. 2) Foco na meta! Tão importante quanto ter meta é ter foco nela para que as questões da vida cotidiana não desviem você do seu caminho. Se a meta é o alvo a ser atingido, o foco ajuda a não afastar seu olhar daquilo que lhe motiva. Você conhece o ditado popular que diz “um homem com um relógio sabe que horas são; um homem com dois relógios não tem tanta certeza”? É por aí... 3) Priorize suas atividades! Pare e reflita o que você faz na sua vida que nunca tem tempo para nada. Você vai encontrar atividades que são sim urgentes, mas verá que tem diversas outras que podem ser delegadas ou mesmo canceladas. Estudos demonstram que o brasileiro gasta 2/3 de seu dia em atividades banais, sem importância ou impacto positivo em sua vida. 4) Do it now! Este termo em inglês significa “faça agora”. Muitas atividades são adiadas para outra hora ou por medo ou porque algo mais fácil ou divertido apareceu para ser feito. Definido que o serviço tem que ser feito, faça-o agora. Estipule um prazo, desligue o celular e feche o email e concentre-se totalmente na atividade até que ela seja fei-

ta. Se a atividade for grande, divida-a em partes, em atividades menores. E nada de bancar o herói: precisando, peça ajuda! Dialogue com sua equipe ou com seu chefe mostrando seu planejamento para executar a atividade, negociando etapas sempre com prazos definidos. Você vai ver que sua disposição em fazer vai contagiar não só você mas àqueles ao seu redor! 5) Recompense-se com tempo livre para você!! Que tal dar-se prêmios para cada etapa conquistada? Separe um tempo para atividades sociais, em família, esportivas e também só pra você. Tendo clara a missão cumprida os momentos de ócio ganharão uma nova dimensão na sua vida! E nada de perfeccionismo! Lembre-se que não existe perfeição absoluta e por mais que cada um de nós queiramos fazer o melhor, o que importa na vida são as metas alcançadas! Atenha-se aos prazos definidos e a um padrão de qualidade onde você possa dizer para você mesmo que fez o seu melhor com os recursos que você dispunha. De nada adianta uma elevada exigência de qualidade sem eficácia! Fuja da procrastinação! Como já dizia humorista americano Henry Shaw “o maior ladrão que este mundo jamais produziu é a procrastinação, e ainda vencendo com folga”. Pense nisso! Bom trabalho! Sucesso!


Domingo | 04 de novembro de 2012

economia

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

Redução da safra agrícola, necessidade de importação de produtos e aumento da carga tributária têm feito pesar o bolso dos comerciantes e o aumento de custos tem sido repassado com a mesma intensidade ao consumidor [ ALIMENTOS ]

Custos elevados atingem comércio MAGNUS NASCIMENTO

aumento dos preços em boa parte dos produtos da agropecuária é motivo de reclamação não apenas de consumidores, que estão tendo mais dificuldades na hora de encher o carrinho. Na Ceasa, agricultores e comerciantes do atacado e varejo também sentem o efeito da redução da safra agrícola nos últimos anos. Na banca de frutas e verduras de Vera Barbosa, a dificuldade de encontrar produto de qualidade e com bom preço é a maior nos 27 anos de atividade no local, segundo a comerciante. E a tendência é aumentar. Entre os mais de 20 itens expostos, quase nada é comprado em solo potiguar. “Até mamão, melão, abacaxi que são da terra e conhecidos pela exportação temos que buscar fora, porque está faltando”, observa. A batatinha e a cenoura vêm de Minas Gerais e da Bahia. O frete e impostos encarecem o custo que sofreu um salto nos últimos meses. Até março, o saco de 30 quilos da batatinha era comprado por R$ 48 e hoje sai por R$ 90. A tendência é que chegue até R$ 120 no final do ano. “Tudo fica mais caro no fim do ano, faça seca ou enchente, porque tem incremento de 13º salário, gratificações, a ceia”, comenta a comerciante. A cota mensal de milho para a revenda em atacado, segundo o gerente da Aliança Atacadista, Silvio Ricardo Câmara, foi reduzida de 200 fardos para 100. O produto vem de Minas. O feijão carioca saiu de R$ 48 para R$ 109, o fardo de 30 quilos comprado para a revenda. “Está tudo mais caro e não há como não repassar para o consumidor final. A produção local seria uma alternativa, mas se torna inviável devido ao clima e ao custo de produção”, avalia o gerente. Para garantir a saída da farinha de mandioca, o estabelecimento passou a usar fardos de 10 quilos, em vez de 30 quilos.

O

CARNE

Estênio Nunes de Melo: com o preço mais alto, as vendas de feijão e farinha nas cinco feiras semanais em que trabalha caíram pela metade

A dificuldade também é sentida nas feiras livres. Com o preço mais alto, as vendas de feijão e farinha de mandioca nas cinco feiras semanais em que trabalha o feirante Estênio Nunes de Melo caíram pela metade. “Antes eu vendia 2,5 toneladas hoje comemoro se chego a 1,5 mil quilos”, disse. No segmento de carnes, frango e frios, os atacadistas lamentam, além da seca que reduziu o boi gordo no pasto, o aumento de tributação. Uma nova política de cobrança do ICMS sobre a carne trazida de fora do estado tem elevado o preço em até 30%, segundo os comerciantes. “Não tem como a gente não repassar ao consumidor”, disse Eduardo Araújo. Se o aumento no preço ao consumidor é inevitável, a possibili-

Está tudo mais caro e não há como não repassar para o consumidor final. A produção local seria uma alternativa, mas se torna inviável devido ao clima e ao custo de produção” SILVIO RICARDO CÂMARA Gerente da Aliança Atacadista

dade de falta de produtos na prateleira está descartada, segundo o vice-presidente da Associação dos Supermercados do RN (Assurn) e economista Eugênio Medeiros. Para ele, o fato de o Estado precisar

de R$ 985,2 milhões, superior 25% em relação a de 2010. Além da cana de açúcar, os produtos com maior representatividade (70,1%) do valor da produção para economia potiguar foram melão, abacaxi, banana, castanha de caju e mandioca. “O ambiente semiárido e as técnicas de irrigação garantem ciclos sucessivos e colheitas em qualquer época do ano, para os demais produtos, como falta tecnologia e políticas de incentivo não há o mesmo bom desempenho”, analisa Ivanilton Passos.

trazer de outros estados cerca de 98% da mercadoria em hortifruti, cereais e carne disposta nas gôndolas de supermercados não é o principal problema. A variação de preço obedece a sazonalidade de produtos – como o açúcar que com a safra começa a cair o preço de R$ 2,29 para até R$ 1,50, nos últimos dias - e a dinâmica de mercado, pontua Medeiros. A cana de açúcar passou a ser o principal produto em relação ao valor de produção do Estado (valor em reais do total da produção) em 2011, de acordo com o estudo da Produção Agrícola Municipal do IBGE. Foram produzidas 3.581.848 toneladas. O valor de produção foi de R$ 238 milhões em 2011, o que equivale a 24,2% da produção agrícola total do RN naquele ano, que foi

LEIA MAIS Consumidores mudam hábitos na hora de ir ao supermercado. Página 4.

O coordenador de fiscalização da Secretaria Estadual de Tributação Francisco Hermeneluce,explica que houve um realinhamento da carga tributária para a carne bovina,como medida para estimular a cadeia produtiva local.“É uma realinhamento de proteção para regular o mercado e criar condições de geração de emprego”, explicou o coordenador.Contudo, Hermeneluce é enfático ao afirmar que “a elevação dos preços não se deu em função carga tributária,mas da sazonalidade do setor”. A TRIBUNA DO NORTE mostrou à época do lançamento do decreto,em maio passado,o receio de produtores e revendedores de que a suspensão do incentivo financeiro para a compra de carne bovina de outros estados causasse a elevação dos preços. A medida está em vigor há um mês.Na prática,o decreto altera os efeitos do programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial do Rio Grande do Norte (Proadi),para as empresas importadoras do produto de outros estados,que terão que pagar o ICMS antecipado.Dessa forma,o frigorífico que comprar carne resfriada ou congelada de fora será tributado na entrada da mercadoria no Estado. Atualmente,as empresas recebem financiamento de até 75% sobre o valor do imposto a ser pago,no prazo de 30 a 90 dias,após o ingresso no Estado. O Rio Grande do Norte produz apenas 30% da carne consumida no Estado,de acordo com dados da Faern,e importa o restante,sobretudo de estados da região Centro Oeste.

ALIMENTOS - EM NÚMEROS

BATE-PAPO

Números de produção e oscilação de preços no mercado.

JÚNIOR SANTOS

José Simplício » Secretário-adjunto de agricultura

Veja de onde vem alguns alimentos que compõe a cesta básica do potiguar

Milho Goiás,Bahia, Minas Gerais,São Paulo

Feijão Bahia,São Paulo, Goiás e RN

Consumo médio anual no Rio Grande do Norte - Grãos Milho 150 mil toneladas/ano Feijão 70 mil toneladas/ano Arroz 60 mil toneladas/ano

“Mais que políticas agrícolas,o fator climático é condicionante” Uma das causas apontadas para a redução da safra agrícola do estado,que contribui para oscilação do preço,é a falta de polítocas públicas. O que o Estado tem feito nessa área? Além de programas sociais, já em curso, o Estado está formatando o RN Sustentável que deve entrar em vigor já em 2013. É um programa feito em parceria com sugestão de diversos segmentos e busca fortalecer a agropecuária em geral, com políticas de apoio ao pequeno produtor, em crédito, consultoria técnica, inserção do produto no mercado. Além disso, temos alguns projetos como o Biodiesel familiar que estimula a exploração de mamona, oleaginosa de alto valor do mercado, em consonância com outras culturas, com a do feijão. A destinação de volumoso, com quase 8 mil toneladas em 90 dias e a criação de barragens subterrâneas. Acreditamos que com o acesso a água poderemos mudar esta trajetória e garantir melhor condição para o agricultor familiar.

Estudos do IBGE mostram uma redução histórica da safra, sobretudo de grãos,o que obriga a importar de outros estados a mercadoria e causaria o aumento dos preços. Políticas agrícolas não poderia mudar esta realidade? O Estado nunca foi e nem será autossuficiente, devido o índice pluviométrico. Mais que políticas agrícolas, o fator climático é condicionante. Estamos em área de semiárido, mais de 70% do Nordeste enfrenta esta realidade. Qual a avaliação da safra para este ano? Acompanhamos os estudos da Conab e com a forte estiagem a previsão é de uma queda de mais de 70%. Nas culturas temporárias, ou seja, milho, feijão, sorgo, tivemos uma frustração de mais de 90% e nas perenes, como a castanha de caju. Estamos com programas para dar apoio aos agricultores que tiveram prejuízos.

Feijão macaçar Rio Grande do Norte

Batata Bahia e Minas Gerais

Carne Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás

Evolução da Produção de Grãos do RN – 2006-2012 2006 122,3

2008 114,3

Farinha Rio Grande do Norte

Uva,maçã e abacaxi Paraíba, Pernambuco,Rio Grande do Norte

Média de importação de produto de outros estados para atender demanda local

Safra (em mil toneladas)

Grãos produzidos no RN – 2012 (toneladas) Algodão 363 Arroz 2.341 Feijão macaçar 2.305 Milho 3.324 Produtos com maior representatividade no valor de produção – 2011 RN

Arroz Rio Grande do Sul

2011 109

2009 96,1

Milho Feijão Feijão Arroz

2007 75,1

70% 96% 60% 98%

Valor de Produção* 2012 9,4 2010 26,4

R$ 782 milhões R$ 985 milhões

(*) valor da produção em R$

Ranking Nordeste – Participação no Valor de produção – 2011 (%)

6,6

2010 2011

Evolução da área colhida no RN por hectare

O RN está na

22ª

Produto

1991

2001

2011

Algodão herbáceo

19.704 10.951

3.669

4.994

1.003

Produto Cana de açúcar

R$ 238 milhões

Melão

159 milhões

Arroz

Abacaxi

115 milhões

Feijão

191.300 33.796 68.560

Banana

64 milhões

Milho

132.088 36.999 72.553

Castanha de caju

63 milhões

Mandioca

49 milhões

colocação do país

1,6 BA

PE

1,5 MA

1,2 CE

1,0

0,9

AL

PI

0,6

0,5

0,5

Outros números:

PB

SE

RN

109 mil toneladas de grãos foram produzidas em 2011 no Estado

Variação de preços de alguns produtos – 2011/2012 (%) Frutas Maiores elevações Umbu Jaca Caju Maiores quedas Abacate Mangaba Coco verde

1.883

76,23% 69,49% 55,30%

Hortaliças Maiores elevações Milho verde Batata Feijão verde

54,43% 34,70% 12,96%

-28% -21,81% -14,06%

Maiores quedas Cebolinha Inhame Tomate

-29% -23,70% -18,45%

Outros produtos Maiores elevações Mel de abelha Ovo de granja

93,5% 42,06%

Maiores quedas Farinha de mandioca -1178% Ovo caipira -11% Fontes:Conab/IBGE/Ceasa

9.430 é a produção obtida na safra deste ano

91,35% é a queda na produção de grãos do Estado,em 2012,em comparação com a safra do ano anterior


4

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 04 de novembro de 2012

Em meio à onda de aumento de preços que invade as gôndolas, os potiguares traçam estratégias como ir várias vezes ao supermecado em busca de promoções e também substituem marcas e produtos, como forma de economizar [ ALIMENTOS ]

Consumidores mudam hábitos FOTOS:MAGNUS NASCIMENTO

Lindomar de Souza: dependendo das promoções, chega a ir ao supermercado três vezes por semana

ara fugir do preço alto dos alimentos, consumidores têm mudado hábitos na hora de ir às compras. Muita pesquisa, compras segmentadas e busca por promoções tem ditado a forma de fazer a feira dos potiguares. A dona de casa Lindomar de Souza, abandonou as antigas feiras de mês por inúmeras idas ao mercado durante a semana. “Chego a vir no mínimo três vezes, dependendo das promoções. Não vale a pena comprar tudo de uma vez”, disse. Para garantir a mesa farta, a dona de casa Lindacy Câmara tem substituído marcas e até impro-

P

Não se justifica em um mês o feijão saltar de R$ 3,50 o quilo, para mais de R$ 5,00. Feijão verde a R$ 8,00, quem pode comprar?” LINDACY CÂMARA Dona de casa

visado com alguns produtos. “Tenho comprado carne verde e salgado em casa, ao invés de levar a de sol que está mais cara”, afir-

ma. Outros produtos como queijo, feijão e verduras tem sido as campeãs de preço alto. “Não se justifica em um mês o feijão saltar de 3,50 o quilo, para mais de R$ 5,00. Feijão verde a R$ 8,00, quem pode comprar?”, lamenta. O militar da reserva Antônio Oliveira, 58 anos, faz pesquisa de preço em vários locais e não se incomoda de migrar de um loja para outra para concluir as compras. “Estabelecemos dias para alguns produtos de acordo com promoções e, se o preço estiver muito alto, como a carne ultimamente, se substitui por frango, frios”, conta ele.

Antônio Oliveira,militar: pesquisa entre estabelecimentos e substituição de produtos quando necessário


Domingo | 04 de novembro de 2012

economia

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

5

[ ENERGIA ] Com a escassez de chuvas caiu o nível dos reservatórios que alimentam as usinas hidrelétricas no país.

Especialistas temem agora os efeitos desse cenário no preço da energia consumida pelas indústrias e residências DIVULGAÇÃO

Indústrias como as de aço e alumínio estão entre as que já pagam mais pela energia, em razão da seca: custo para os grandes consumidores industriais é estimado em R$ 500 milhões, só em novembro

Seca não afeta só os alimentos CAROLINA GONÇALVES Repórter da Agência Brasil

rasília - Os efeitos da seca prolongada que castiga várias regiões do país, principalmente nos extremos do Brasil, como o Semiárido nordestino e a Região Sul, ainda pode chegar ao bolso do consumidor. O alerta não recai apenas sobre os preços de produtos afetados pela perda de culturas, como a de grãos, ou os impactos na produção animal. Especialistas temem agora os efeitos desse cenário no preço da energia consumida pelas indústrias e residências. A estiagem deste ano levou autoridades a decretar situação de emergência em mais de

B

mil cidades brasileiras. A explicação está nos atuais níveis dos reservatórios em todo o país, que alimentam as usinas hidrelétricas, geradoras das energias mais baratas. De acordo com dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), os reservatórios no Sudeste estão com apenas 37% da capacidade, enquanto no Nordeste, essa porcentagem chega a 34% e no Norte e Sul, 41%. “Está chovendo pouco, as hidrelétricas estão com os reservatórios baixos e estamos sendo obrigados a gerar energia com térmicas caras”, explicou Paulo Pedrosa, presidente executivo da Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e

de Consumidores Livres (Abrace). Como o volume não é suficiente para atender à demanda do mercado, o sistema busca energia oferecida por outras usinas, como as térmicas a gás, óleo e diesel, que podem custar mais de dez vezes o valor da energia gerada a partir dos reservatórios. O resultado, segundo Pedrosa, já é sentido pelas indústrias que compram direto do mercado livre de energia, como as de aço, alumínio, cimento e produtos químicos. Pelas contas da Abrace, a fatura de novembro para o setor pode chegar a R$ 500 milhões. “O último leilão de hidrelétrica, o de Teles-Pires, ofertou energia de R$ 58 o megawatt-hora. Hoje estamos gerando até com tér-

micas que custam R$ 1.060”, exemplificou. Segundo ele, quando o reajuste chegar nas distribuidoras de energia, como a Light e a Eletropaulo, o preço será cobrado dos consumidores. Pedrosa destaca que o Brasil tem uma condição especial para produzir energia barata a partir de reservatórios, mas, segundo ele, a situação atual, somada à estiagem prolongada mostra que esse potencial não tem sido aproveitado. “Infelizmente temos usado menos do que poderíamos dessa vocação e temos diminuído a capacidade de reservatórios das hidrelétricas. As últimas [hidrelétricas] construídas têm menos reservatórios. Estamos perdendo a capacidade de armaze-

nar energia quando tinha muita chuva e usar essa energia no período da seca”, afirmou. O presidente da Abrace lembra que a situação deste ano se aproxima da do cenário de 2008 e de 2001, quando ocorreu o racionamento de energia que ficou conhecido como “apagão”. Com a seca atípica deste ano, o volume de chuva, apenas no mês de outubro, no Nordeste atingiu 42% da média, no Norte e Sudeste do país, o nível de chuva não ultrapassou os 65% da média dos meses de outubro. Apesar do cenário ainda pessimista, Pedrosa acredita que a forte chuva que caiu nesta madrugada (1º), em Brasília, pode ser um bom sinal para

os próximos dias. “Mas tem que chover um pouco abaixo de Brasília, na área de Minas Gerais. É aquela água que enche os principais reservatórios do Brasil inclusive do Nordeste”, disse. Apesar das perspectivas de reajustes nos preços de energia, Pedrosa afasta qualquer possibilidade de um novo racionamento. “Temos mais recursos hoje. O problema não é um problema de apagão, mas de pagão”, garantiu. “Há problema de preço que afeta a competitividade muito em função desta baixa chuva. Mas não há problema estrutural e o sistema não está em risco nem por falha de razão elétrica nem por falhas de razões energéticas”, acrescentou.


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 04 de novembro de 2012

[ PECUÁRIA ] Estados do Nordeste tiveram calendário flexibilizado pelo Mapa para evitar maiores comprometimentos na vacinação dos rebanhos afetados pela seca deste ano

Abrindo a porteira LUIZ ANTÔNIO FELIPE laf@tribunadonorte.com.br

Conhecimento é a base conhecimento será a base para as próximas políticas agrícolas. Para isso, o Ministério da Agricultura e Pecuária lança o Núcleo de Inteligência Territorial que permitirá uma abordagem regionalizada e estratégica da produção brasileira. O objetivo é avaliar políticas para o agronegócio brasileiro a partir do levantamento de dados do território nacional. A iniciativa é uma parceria entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e a Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Os primeiros resultados devem ser entregues no primeiro semestre de 2013 e devem ser utilizados para a elaboração do próximo Plano Agrícola e Pecuário. O Programa Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC) será uma dos contemplados com a utilização de informações. As ações da iniciativa devem se basear em investimentos que contemplem ações mais efetivas às realidades locais.

O

RECUPERAÇÃO

O Dnocs publica uma série de “Aviso de Licitação” para diversas obras de recuperação de áreas de perímetros irrigados no Rio Grande do Norte. Uma das obras é a da recuperação da infraestrutura da primeira etapa do Projeto Baixo Assu, entre Ipanguaçu e Afonso Bezerra.

Orientação

Sementes

Um novo zoneamento agrícola orienta o plantio de gergelim, girassol, mamona e milheto. O estudo identifica municípios aptos e períodos de plantio com menor risco climático, levando em consideração as características de cada região. Com semente que contêm cerca de 50% de óleo de qualidade, o gergelim é uma oleaginosa utilizada tanto no segmento agroindustrial quanto no de alimentos in natura.

Está aberta a consulta pública para sementes e mudas de grandes culturas. As propostas para a produção e comercialização e quantos às sementes nocivas podem ser enviadas. A norma vale para as culturas de algodão, amendoim, arroz em geral, canola, centeio, cevada, ervilha, feijão, feijão caupi, gergelim, girassol variedades, girassol (híbridos), juta, linho, mamona variedades, mamonas (híbridas), milho variedades, milhos híbridos, soja, sorgo variedades e sorgo (híbridos).

BOI GORDO

O mercado do boi gordo está em alta, segundo a Scot Consultoria. As escalas mais enxutas fazem com que as indústrias ofertem preços de balcão maiores. Em São Paulo, a referência para o animal terminado subiu pela segunda vez nesta semana e fechou em R$97,00/@, à vista, e R$99,00/@, a prazo.

nica. Inicialmente, as ajustes ocorrerão nas seguintes coordenações: Sistema de Rastreabilidade Bovina e Bubalina, Proteção de Plantas, Apoio Laboratorial, Resíduos e Contaminantes, Vigilância Agropecuária Internacional, Trânsito e Quarentena Vegetal, de Vinhos e Bebidas.

AGROENERGIA Para incentivar o agricultor na produção de sorgo sacarino, o Governo Federal disponibiliza uma linha de crédito de R$ 1,6 milhão de financiamento por produtor para o cultivo do produto em rotação com a cana-de-açúcar. A medida pretende aumentar o cultivo para 100 mil hectares a partir da safra 2012/2013, com a aplicação de R$ 270 milhões.

1

Os

financiamentos da agricultura empresarial somam R$ 26,5 bilhões.O desembolso representa 23% do montante de R$ 115,2 bilhões programados para o ano-safra 2012/2013.Os números mostram que os financiamentos do Plano Agrícola e Pecuário 2012/2013 superaram em 14,7% o volume contratado em igual período no ano passado,que foi de R$ 23,1 bilhões.

2

O Banco do Nordeste já destinou mais de R$ 1 bilhão aos atingidos pela seca.Ao todo,foram contratadas 133 mil operações com empreendedores rurais e urbanos.Somente no Rio Grande do Norte,foram contratadas mais de 10 mil operações,que representam R$ 78 milhões liberados. Os recursos do FNE destinam-se à recuperação ou preservação de atividades em municípios em situação de emergência ou estado de calamidade pública.

JÚNIOR SANTOS

rasília - A segunda etapa da vacinação dos bovinos e bubalinos contra a febre aftosa começou na última quinta-feira, 1º de novembro, em 22 estados e no Distrito Federal. Com duração média de 30 dias, o segundo ciclo da campanha nacional de vacinação faz parte das estratégicas nacional de prevenção da febre aftosa, contribuindo inclusive com a implantação e manutenção de zonas livres da doença. O calendário nacional estabelece algumas diferenças no período de vacinação. Em Roraima, a vacinação foi realizada durante o mês de outubro. Rondônia e Amapá iniciaram a imunização de todos os animais no dia 15 de outubro, sendo que o primeiro terminará sua vacinação no dia 15 deste mês e o segundo apenas no dia 30. O Estado de Santa Catarina não realiza vacinação por constituir uma zona livre da febre aftosa sem vacinação.

B

FLEXIBILIZAÇÃO Devido à seca que assola grande parte do Nordeste do Brasil, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) flexibilizou o calendário de vacinação nas áreas em situação de emergência. A medida visa a evitar maiores comprometimentos na cobertura vacinal dos rebanhos da região. Por isso, os Serviços Veterinários Oficiais (SVOs) foram autorizados a ampliar por até 30 dias o período de vacinação nessas áreas, de acordo com

Falta d’água provocou migração de rebanhos no RN: seca pode até suspender vacinação temporariamente

SAIBA MAIS Os cuidados necessários para uma adequada imunização do gado são: vacinar dentro do período estabelecido;adquirir vacinas em revendas autorizadas;conservar em temperatura correta (de 2 a 8°C) até o momento da aplicação;aplicar a dose certa (5 ml) na região da tábua do pescoço;usar agulhas e seringas em bom estado e limpas;manejar os animais com o mínimo de estresse e nos horários mais frescos do dia.Após o término da vacinação,os pecuaristas devem entregar a declaração nas Unidades Veterinárias Locais (UVLs) ou nos Escritórios de Atendimento à Comunidade (EACs) dos seus estados,dentro do prazo estabelecido por cada estado.Os produtores que não cumprirem com as suas obrigações serão impedidos de movimentar seus animais até regularizar a situação,terão a vacinação acompanhada após o calendário regular e serão autuados.

a necessidade, ou suspender temporariamente a imunização e enviar relatório de situação ao De-

partamento de Defesa Animal (DSA) até 15 de janeiro de 2013 para novas análises e decisões. O

serviço veterinário oficial de cada unidade da Federação deverá regulamentar a medida escolhida, comunicar ao Mapa e dar ampla divulgação. Em entrevista coletiva à imprensa na última terça-feira, 30 de outubro, o diretor do DSA, Guilherme Marques, disse que essa medida, adotada de forma excepcional para o Nordeste, não afetará o processo de reconhecimento da região como zona livre da febre aftosa com vacinação em andamento e previsto para finalizar em 2013. O Rio Grande do Norte, que é considerado área de risco médio da doença, é um dos estados que buscam se tornar área livre, com vacinação.

[ EMPARN ] Pesquisa realizada no RN visa estudar o efeito de extratos vegetais (óleos) no controle do ácaro rajado Tetranychus urticae, que provoca perdas consideráveis em mamoeiros

Defesa agropecuária Com a finalidade de fortalecer o Sistema Nacional de Defesa Sanitária – um dos eixos da Regionalização – será iniciado o processo de reestruturação da Secretaria de Defesa Agropecuária. As medidas acarretam no estabelecimento de novas metas, estrutura organizacional e equipe téc-

Com calendário flexível, país vacina contra a aftosa

3

Os financiamentos de maquinário e infraestrutura têm alta de 17,9%,entre julho e setembro.Os empréstimos para aquisição de máquinas agrícolas,equipamentos de irrigação e estruturas de armazenagem alcançaram R$ 1,8 bilhão por meio do Programa de Sustentação do Investimento (PSI-BK).A expectativa do Governo Federal é que haja aumento ainda mais expressivo a partir de 1º de novembro, quando a taxa de juros dessa linha de crédito relativa ao agronegócio reduzirá de 5,5% para 2,5% até 31 de dezembro de 2012.

SECA Os reservatórios da Região Nordeste estão em estado de alerta. Segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), apresentados durante reunião do Programa Mensal de Operação, o volume de chuva que tem caído nas principais bacias da região é o pior dos últimos 83 anos - o que tem dificultado a recuperação dos reservatórios. Para complicar a situação, nem todas as termoelétricas definidas pelo ONS conseguiram entrar em operação. GUZERÁ O Canal do Boi transmitirá terça-feira (6), às 20h30 (horário de Brasília), mais um leilão do criatório Guzerá Villefort, de Minas Gerais. O Leilão Virtual Guzerá Villefort terá 56 bezerras e novilhotas Guzerá PO, 28 novilhas e vacas prenhas, 16 reprodutores, com e sem chifres, além de doses de sêmen. Pagamento em até 24 parcelas para os animais (desconto de 5% em 14 parcelas ou 10% à vista) e até 40 parcelas para doses de sêmen, com prestações fixas mínimas de R$ 300,00. Informações: (31)3627-1145.

Estudo foca praga do mamão Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) está realizando estudos sobre controle biológico de uma praga na cultura do mamão. O experimento de campo relativo ao projeto de pesquisa intitulado “Utilização de Extratos Vegetais no Controle de Pragas Associadas à Espécies Frutíferas Cultivadas no RN” foi instalado na Estação Experimental do Jiqui, onde está localizada a sede da instituição. O projeto tem o suporte financeiro do BNB/Fundeci e já contem-

A

plou o manejo de pragas associadas às culturas da goiaba, maracujá e manga, cultivadas em diferentes regiões do Estado. Desde o ano passado, a pesquisa tem sido conduzida visando estudar o efeito de extratos vegetais (óleos) no controle do ácaro rajado Tetranychus urticae, uma das principais pragas do mamoeiro, cujos danos resultam em perdas consideráveis à cultura. “Quando nenhuma medida de controle é adotada, este ácaro desponta como uma praga limitante à exploração tanto do mamão papaya

como do formosa, em todas as áreas de cultivo”, diz a Emparn, em nota. Desenvolvido sob a coordenação Marcone César Mendonça das Chagas, Doutor em Entomologia e pesquisador da Emparn/Embrapa, o estudo tem por objetivo avaliar a eficiência biológica e econômica dos óleos de algodão, de neem e de mamona, além do óleo mineral, no manejo dessa praga, atentando, sobretudo, para o aspecto ambiental e a saúde humana por tratar-se de produtos naturais que não oferecem qualquer

risco aos animais, seja por ocasião do uso em campo ou quando do consumo dos frutos. Além do experimento implantado na área da Emparn, mais dois experimentos estão em andamento em outras regiões produtoras do estado, mais precisamente nos municípios de Jandaíra e Baraúna, atendendo uma demanda dos produtores por tecnologias compatíveis com o sistema de produção local e que agreguem valor à produção, notadamente, no aspecto relativo à segurança alimentar.


economia

Domingo | 04 de novembro de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

7

ENTREVISTA/OLIVIER ROGER SYLVAIN GIRARD / COORDENADOR DO ESTUDO “NORDESTE COMPETITIVO”, DA CNI, E SÓCIO DA MACROLOGÍSTICA O estudo Nordeste Competitivo,encomendado pela CNI,propôs 83 projetos estruturantes para melhorar a infraestrutura do Nordeste. Juntos eles somam R$ 25,8 bilhões.O valor ser investido é maior que o proposto para as outras regiões (Norte e Sul),cujos estudos também já foram divulgados? Sim, é maior tanto em número de projetos quanto em valor de investimento. No Sul Competitivo, foram 51 projetos num valor de R$ 15,2 bilhões. No Norte Competitivo, foram 71 projetos ao custo de R$ 14,1 bilhões.

ALBERTO LEANDRO

“NÃO HÁ VIABILIDADE PARA FERROVIAS NO RN”

O senhor já esperava que o Nordeste necessitasse de mais projetos e de mais recursos? Sim. Este dado não me espantou. O Nordeste tem uma matriz muito voltada para o modal rodoviário. A região investiu pouco no modal ferroviário, que é um setor chave. Também é carente de investimentos no setor portuário. Os modais ferroviário e portuário são os mais caros para se investir. A quantidade de portos também é muito grande, o que justifica o grande número de projetos. Como o senhor avalia o nível atual de competitividade do Nordeste? A matriz do Nordeste é muito orientada para o modal rodoviário, que é um modal mais caro. Enquanto que a matriz do Sul é voltada para o modal ferroviário, que é um modal mais barato. Isso interfere nos números. O volume movimentado pelo Sul é maior que o movimentado pelo Nordeste. Isso mostra que a região Nordeste está menos competitiva que a região Sul neste aspecto porque movimenta um volume menor a um custo maior. O senhor se refere ao custo de logística de transporte,correto? Correto. A definição de logística inclui dois outros aspectos que não estamos considerando no estudo, que é a armazenagem e o estoque. Isso não entrou no estudo, porque não fazia parte da metodologia nem era nosso objetivo. O fato da CNI,via Macrologística, propor mais projetos para o Nordeste do que para o Norte e para o Sul tem haver com o fato da região estar crescendo mais do que todas as outras? Sim. A gente analisou tudo o que foi movimentado pela região Nordeste no ano de 2010 e chegou ao custo de R$ 30,2 bilhões. A produção do Nordeste continuará subindo. Por outro lado, se nada for feito a tendência é que os custos também aumentem. Competitividade passa apenas por questões de infraestrutura ou contempla outras questões também? Vamos por partes. O estudo apresentado se refere à competitividade em termos de custo de logística de transporte. Quando falamos de competitividade, num sentido mais amplo, nos referimos a quatro pilares importantes: energia, transportes, telecomunicações e informática e mão de obra qualificada. Antes de instalar uma fábrica no Nordeste, todo investidor faz quatro perguntas-chave a autoridade daquele estado. “Existe energia suficiente para eu ligar minhas máquinas e colocar minha empresa para funcionar?”. “Há uma infraestrutura de transporte que permita que eu traga meus insumos e leve minha mercadoria até o consumidor final?’. “Tenho telecomunicações e informática para me comunicar com meu cliente e meu fornecedor?”. “Tenho mão de obra qualificada que permita que minha fábrica funcione?”. Se eu não tiver nenhum desses quatro pilares não vou conseguir ser competitivo. Neste projeto estamos analisando um dos pilares: o transporte. Claro que há necessidade de fazer um trabalho mais amplo para se analisar os outros três pilares. Há alguma proposta neste sentido? Temos sim algumas propostas. Olhamos inclusive o pilar dos transportes de forma macrorre-

ANDRIELLE MENDES Repórter

O

Rio Grande do Norte bem que tentou, mas não conseguiu convencer a Confederação Nacional da Indústria (CNI) a incluir obras consideradas prioritárias para o Estado no estudo Nordeste Competitivo. O levantamento foi divulgado esta semana e apontou 83 obras consideradas fundamentais para melhorar a infraestrutura da região e facilitar o escoamento das mercadorias. Dos 83 projetos propostos para os nove estados, só quatro contemplam o Rio Grande do Norte. Sem falar que dois – a ampliação do calado do rio Potengi e a ampliação do porto – já estão sendo executados. Os produtores também tentaram incluir o estado na rota da ferrovia Transnordestina, que interliga o Nordeste e isola o RN, mas também não conseguiram. Em entrevista à TRIBUNA DO NORTE, Olivier Girard, sócio da Macrologística e coordenador do estudo encomendado pela CNI, explica porque essa e outras obras ficaram de fora do planejamento, que prevê o investimento de R$ 25,8 bilhões na região. Ele também ressalta a importância de a região ser pensada de foram “integrada”, opina que o aeroporto de São Gonçalo do Amarante não será um grande centro de movimentação de cargas e ressalta que economicamente não vale a pena investir em ferrovias, para o transporte de mercadorias, no Estado. Confira a entrevista:

SE NÃO TEM VOCAÇÃO NATURAL PARA SER UM ESTADO PORTUÁRIO OU FERROVIÁRIO, TEM QUE INVESTIR ONDE TEM VOCAÇÃO E AUMENTAR A PRODUÇÃO”

Experiência: Olivier Roger Sylvain Girard tem 15 anos de experiência em consultoria de gestão com foco nas indústrias de infraestrutura e logística,e interesse nas áreas de mídia e produtos de consumo, tendo realizado diversos projetos para empresas desses setores.Ele iniciou sua carreira de consultoria na Booz.Allen & Hamilton,tendo trabalhado posteriormente na McKinsey & Co.,Trevisan e Macrologistica. Também trabalhou na Citröen, na Colgate-Palmolive e no Banco Francês e Brasileiro.Olivier é administrador de empresas formado pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Biólogo formado na USP. Possui MBA pela Haas School of Business at University of California at Berkeley,com concentração em Marketing e Estratégia.

gional. É necessário agora analisar os micro-eixos de transporte.

Nordeste, não analisam os estados, mas a região como um todo.

A CNI,com ajuda da Macrologística,olhou para o Nordeste inteiro e propôs uma série de soluções. Qual a vantagem de pensar a região de forma integrada? É muito simples. Muitas vezes você não consegue ser competitivo saindo com as mercadorias do seu estado. As distâncias podem ser maiores. Seu estado pode não contar com porto com uma profundidade boa. Então você acaba tendo que pensar isso de uma forma regional, sem pensar em barreiras geopolíticas, pensando apenas nas barreiras geoeconômicas. Vou dar um exemplo prático. A forma mais competitiva para escoar a produção de minério de ferro de Carajás, no Pará, é através do porto de São Luiz, no outro estado. Se fosse escoar só pelo porto do Conde, lá no Pará, o produtor perderia competitividade, porque o porto é menor e não tem uma ferrovia que chegue até lá. O de São Luiz é o porto que tem o maior calado do Brasil e um dos maiores do mundo, que permite que navios capazes de transportar até 350 mil toneladas atraquem e conta com uma ferrovia de última geração. É preciso pensar de forma macrorregional. Se você não pensar dessa forma, vai ficar limitado ao que tem de bom, mas ao que tem de ruim no seu estado. Um exemplo disso é o porto de Natal, que não tem um calado que permita escoar produção de grande porte. Muito provavelmente se quiser explorar as jazidas de ferro em Jucurutu e Cruzeta terá que procurar um outro porto. Provavelmente, o porto de Suape, que tem um calado maior. Se olhar só para o seu estado, você não vai conseguir ter a competitividade necessária para escoar a sua produção.

Qual a vantagem prática disso? Pode viabilizar a produção. Se você insistir que a produção mineral, por exemplo, saia pelo seu estado, o custo da logística pode fica tão alto, que acabará inviabilizando a exploração de uma jazida de minério. Por insistir numa coisa, acaba não tendo a produção e não tendo a produção acaba perdendo um monte de emprego.

Isso me parece difícil.Os estados querem que o que seja produzido nele seja escoado por ele.. Aí já não é meu problema (risos). Não estamos preocupados com barreiras geopolíticas, mas com geoeconômicas. Inclusive, os próprios secretários de planejamento dos estados do Nordeste estão trabalhando num plano logístico e também pensam da mesma forma. Quando analisam o

O RN produz muita fruta e os exportadores escoam até 70% de sua produção por outros estados.Se eles conseguirem exportar, mesmo por outros estados, a um custo menor, essa economia se refletiria numa produção maior no RN? Seria perder em movimentação de cargas para ganhar em produção,correto? Correto. Isso faz toda a diferença. Me parece que o senhor conhece bem a realidade do Rio Grande do Norte... Sem dúvida. Já fui muitas vezes a Natal. Como enxerga a infraestrutura do Estado? No que diz respeito às condições das rodovias federais, estão até certo ponto boas. A BR 101 está em excelente condição. A BR 304 já não é tão boa, mas está suprimindo a necessidade. Seria necessário investir na BR 110 como um todo. Não necessariamente só no RN, mas em outras regiões importantes do Nordeste. Este é um dos eixos prioritários apontados pelo estudo. De resto, estudamos a possibilidade de trazer uma ferrovia para o RN e vimos que não há viabilidade econômica que permita isso, porque a distância entre os centros de produção do RN e potenciais portos na região é muito curta e a gente sabe que abaixo de 500 quilômetros de distância o caminhão é imbatível. Você não consegue fazer uma ferrovia para movimentar cargas em menos de 500 km. É muito difícil sustentar economicamente uma ferrovia deste porte. Isso acaba limitando o RN neste aspecto. Fica muito mais prático movimentar carga de caminhão até um porto em outro esta-

do do que fazer uma ferrovia. Porque é caro? É muito caro investir em ferrovia. As frutas produzidas no RN seguem num caminhão refrigerado até o ponto de embarque. Ou ele segue direto para o porto e é colocado diretamente no navio ou segue até um terminal rodoviário. O caminhão chega, deixa o contêiner lá, o contêiner fica esperando a formação de um trem, que pode demorar três ou quatro dias, sobe no trem, faz 400 ou 500 km, chega ao porto, é retirado do trem, colocado no terminal, vem outro caminhão e coloca-o no navio. Que difícil... Não é só difícil. É caro. Porque eu vou ter vários transbordos no processo e como a distância é muito curta vale mais a pena vir direto de caminhão. É mais rápido e mais barato. Por isso que este projeto foi descartado... Isso. Por isso acabou não vingando nenhum dos trechos ferroviários que estudamos para o Rio Grande do Norte. E a Transnordestina? Lembro que na reunião de apresentação do estudo ainda em março os produtores pediram a inclusão do RN na rota da Transnordestina.Ela não veio... É o mesmo problema. Iria exigir um investimento muito grande. Mossoró (que é um dos principais centros produtores do RN) está tão perto de porto de Pecém, em Fortaleza, que não vale a pena construir um novo trecho de ferrovia. Já sai de caminhão por lá. Para quê uma ferrovia para isso? Natal, capital do RN, é uma das cidades-sede da Copa e deverá receber investimentos em infraestrutura. Como maximizar os investimentos? Um ponto importante é sempre olhar de forma sistêmica. Não adianta resolver o problema do porto, se não se resolve o problema da estrada que leva até ao porto, e não adianta resolver o problema da estrada que leva até ao porto, se não resolver o problema do porto.

Os Estados estão acostumados a enxergar as questões de forma sistêmica e pensar os problemas de forma integrada? Não. O próprio governo federal não está. Ele divide. Tem o Ministério dos Transportes e o dos Portos. Tem a ANTT e a Antaq. Até em relação ao transporte terrestre, se tem o Dnit, que cuida das rodovias e hidrovias, e a Valeq, cuidando das ferrovias. Não há uma forma integrada de pensar. Isso se reflete em obras paliativas... Isso gera obras que são muito mais voltadas a necessidades políticas do que a necessidades econômicas. Isso é fato. A construção do aeroporto de São Gonçalo do Amarante pode facilitar o escoamento de cargas no Estado,na sua avaliação? A carga área é uma carga muito cara. Às vezes, é mais rentável ir de caminhão do que ir de avião. Não estou dizendo que o aeroporto de São Gonçalo não vai movimentar cargas. Vai movimentar, mas não num volume significativo. E não sendo num volume significativo, o investimento a ser feito versus o que você pode potencialmente transportar talvez não valha a pena. Os produtores reclamam muito da infraestrutura potiguar. Estados com carências nesta área ficarão sempre para trás ou podem mudar esse quadro? Podem mudar isso com planejamento. Acho que você tem que se especializar no que é forte. Não adianta querer insistir em se especializar onde você não vai conseguir ser forte. Se não tem vocação natural para ser um estado portuário ou ferroviário tem que investir onde tem vocação e aproveitar o fato de ter portos de boa qualidade em outros estados para aumentar a produção do seu estado. Muitas vezes se preocupa tanto com o escoamento que se deixa de se preocupar com a produção... Exatamente. As carências na infraestrutura podem acarretar fuga de produtores? Com toda certeza. Se você encontra dificuldades para escoar sua produção, tende a não conseguir produzir como poderia. Um caso típico é a produção de ferro na região de Jucurutu. Vi que o investimento privado nas obras estruturantes propostas pela CNI pode ser ampliado. Como transformar essas obras em projetos mais atrativos aos olhos da iniciativa privada? Depende do projeto. É preciso analisar vários aspectos, desde a infraestrutura até os incentivos fiscais oferecidos.


economia 8

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo, 04 de novembro de 2012

Publicitária Denise Lins, parceira do Top Natal, produz no Rio Grande do Norte convites que já foram exportados para os Estados Unidos e a Europa. Negócio se prepara agora para alçar voos em outros mercados dentro do Brasil [ TOP NATAL ]

Convites do RN ganham o mundo ALEX FERNANDES

premiação do Top Natal é só na próxima quinta-feira (08), mas os convites começaram a ser confeccionados já em agosto. Denise Lins, publicitária, é a responsável pelos convites há sete anos. Ela abriu a gráfica Diplomata, na Cidade Alta, em 1985, e decidiu, em 1997, se especializar na área. Hoje, tem representantes em várias cidades, dentro e fora do Rio Grande do Norte. Vende em Mossoró (RN), Salvador (Bahia), Vitória (Espírito Santo), Fortaleza (Ceará), Campina Grande e João Pessoa (Paraíba). Também já vendeu convites na Holanda, Noruega, Itália, Portugal e nos Estados Unidos. A empresária já trabalha num novo plano de expansão. Quer entrar na ‘praça’ de São Paulo em 2013. Antes de escolher um representante comercial, entretanto, quer apresentar seus convites em feiras especializadas no principal centro de negócios do país. A escolha das ‘praças’ é criteriosa, avisa. “Recebo propostas todos os dias, mas preciso analisá-las bem. Afinal, é o meu nome que está em jogo”, justifica. Hoje, o trabalho de Denise é reconhecido em todo o país. “Há convites que não são confeccionados em nenhum outro lugar”. Mais recentemente a publicitária desenvolveu uma linha de convites com detalhes em ouro e prata. “Disseram: ‘você está louca?’ Vai colocar ouro num convite’? Pensei: ‘porque não’?”. Denise não só provou que não estava louca como tirou a ideia do papel. “Quer um convite todo de ouro? Eu faço. Tudo vai depender do que você quiser”. O preço dos convites varia de acordo com o material utilizado. Há convites de R$ 80, mas também há de R$ 3,80, por exemplo. “Muitas pessoas acham que só vendemos convites caros. Mas não é bem assim”, esclarece Denise. A dedicação da equipe é a mesma, não importa se o convite vale R$ 3,80 ou R$ 80 - quase 21 vezes mais. Para atender bem a todos os clientes, não importa a que classe econômica pertençam, a gráfica investe pesado. No mês passado, gastou R$ 21 mil só com matéria-prima. O retorno é garantido. O segmento de festas deve faturar R$ 14,8 bilhões no Brasil este ano, segundo estimativa da Associação dos Profissionais, Serviços para Casamentos e Eventos Sociais (Abrafesta). O valor é 16% maior que o registrado no ano passado. Só na cidade de São Paulo, onde Denise quer vender seus convites, são mais de mil empresas atuantes - um mercado que cresceu cerca de 400%

A

A publicitária Denise Lins, que vem investindo pesado na produção de convites no RN: segmento de festas deve faturar R$ 14,8 bilhões no Brasil somente este ano

DESAFIO Engana-se quem pensa que o maior desafio enfrentado por Denise no início da carreira foi conquistar o respeito em outras praças. O maior desafio foi vencer o preconceito dentro do próprio estado.“As pessoas compravam convites finos fora. Diziam que nunca produziríamos algo parecido. Hoje é o contrário. Mostramos que essa visão era equivocada. Construímos um nome, na marra”. A competência não tem fronteiras, afirma a empresária, que já se imagina vendendo convites em Paris (França).“O mundo é muito pequeno. Você é quem diz aonde quer chegar e não os outros”, completa.

É o convite que diz o tipo da festa, do traje e até do presente”. Isso, claro, quando ele é elaborado sob medida. Por isso, antes de pensar no convite, pensamos no cliente” DENISE LINS Publicitária e empresária

nos últimos cinco anos. O mercado de casamentos, um dos mais promissores, movimentou no Brasil cerca de 12 bilhões no passado. Nem a desaceleração da economia, mencionada por Denise Lins, parece abalar o otimismo do setor. “O casamento – assim como outros eventos sociais - é projetado com antecedência”, justifica José Luiz de Carvalho, que há 18 anos organiza a Expo Noivas e Festas – maior feira brasileira do setor, em entrevista ao portal Panorama Brasil. Tudo bem, os brasileiros continuarão gastando com casamentos, aniversários, formaturas. Mas por que gastar tanto com o convite? Porque não se concentrar na deco-

ração, no bolo, no buffet, na banda? Para Denise Lins, que se especializou na área e hoje emprega 28 pessoas, a resposta é óbvia. O convite é uma espécie de ‘janela da festa’. “É o convite que diz o tipo da festa, do traje e até do presente”. Isso, claro, quando ele é elaborado sob medida. “Por isso, antes de pensar no convite, pensamos no cliente”. Os materiais usados na gráfica são os mais variados. Segundo a publicitária, dá para fazer todo tipo de convite. “Dá até para fazer convite que não seja de papel. Tudo depende do cliente”, afirma, imersa em pensamentos, como quem acaba de ter uma ideia. A força da marca Denise Lins, segundo ela, é fruto de sua inquietação. “Costumo dizer que sou minha própria concorrente. Não posso me acomodar”. A razão para isso é simples. O mercado está cada vez mais exigente. A opinião é compartilhada por empresários de outros ramos. “A produção em série, pelo menos no nosso caso, não funciona”. Serviço: Gráfica Diplomata Endereço:Praça André de Albuquerque, 16,Cidade Alta Telefone:84 3221-4823

Premiação realizada pela TN vai reunir marcas mais lembradas A premiação do Top Natal será realizada no próximo dia 8, no Olimpo Recepções, em Candelária. O prêmio, uma realização da TRIBUNA DO NORTE e da Consult Pesquisa, é patrocinado pela Federação das Indústrias do RN (Fiern), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN (Fecomércio/RN), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do RN (Sebrae/RN) e Assembleia Legislativa. Inspirado em iniciativa da Folha de São Paulo – pioneira no Brasil - o Top revela, há 11 anos, as marcas mais lembradas pelos natalenses. A pesquisa orienta os empresários na elaboração de estratégias e, ao mesmo tempo, auxilia o consumidor na tomada de decisões. “Embora meu segmento não seja pesquisado, me sinto no Top. Sei da importância do prêmio e do jornal para o estado”, afirma Denise Lins, parceira há sete anos. PESQUISA Para realizar a pesquisa e sa-

ber que marca vem a mente do consumidor quando o assunto é loja de artigos de informática, de departamento, de eletrodomésticos e outros 32 segmentos, uma equipe de pesquisadores da Consult Pesquisa foi às ruas de Natal em julho. Os 600 natalenses entrevistados tiveram cinco segundos para responder cada uma das questões. A margem de erro máximo varia de 3,3 a 3,8 percentuais, dependendo do segmento pesquisado. A confiabilidade é de 95%. Para os especialistas, a lembrança imediata está associada geralmente à qualidade, eficiência e atendimento. Além do percentual de lembrança, a Top Natal revela também a colocação dos concorrentes traz uma pequena trajetória da empresa vencedora. As dicas dos empresários por trás das marcas eleitas neste ano poderão ser conferidas na revista Top Natal, que será encartada (sem nenhum custo extra para os leitores) na edição do dia 9 de novembro.


natal

VIAGEM

As peripécias do escritor Marcus Cortez na Transilvânia asiática. NATAL 3

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS LIVRES

Nublado com pancadas de chuvas Máx.: 30ºC Mín.: 25ºC

Preamar 07h23-1.9 - 19h36 -1.9 Baixa-mar 00h58-0.6 - 13h00-0.7

Cidade da Esperança: hoje 406 bancas/386 feirantes Nova Natal 550 bancas/283 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias Rio Pium - Balneário

FASES DA LUA Cheia: hoje Minguante: 06/11 Nascer do sol: 4h54 Pôr do sol: 17h14

Editora: Cledivânia Pereira e-mail: cledivania@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 04 de novembro de 2012 RODRIGO SENA

“BURACO” DE R$ 3 MILHÕES Disparidades nos valores repassados pelo Governo do Estado e as despesas reais das empresas que administravam o Hospital da Mulher, em Mossoró, apontam para a possibilidade do erário ter sido fraudado em mais de R$ 3 milhões nos quatro primeiros meses deste ano. Os indícios de irregularidades estão apontados em um relatório preliminar produzido por técnicos da Secretaria Estadual de Saúde, ao qual a TRIBUNA DO NORTE teve acesso. A administração do Hospital da Mulher foi terceirizada pelo Governo do Estado à Associação Marca, a mesma organização social alvo da Operação Assepsia que apontou fraudes em contratos similares com a Prefeitura do Natal. [ LEIA MAIS NA PÁGINA 2 ]


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 04 de novembro de 2012

Associação Marca e empresas contratadas para gerir unidade hospitalar em Mossoró maquiaram contas e despesas apresentadas e pagas pelo Governo do Estado, segundo comissão que auditou o contrato

[ HOSPITAL DA MULHER ]

Auditoria da Sesap aponta fraudes ISAAC LIRA repórter

contrato do Governo do Estado com a Associação Marca para gerir o Hospital da Mulher foi encerrado na última segunda-feira, mas a auditoria na prestação de serviço realizada pela Organização Social não acabou. No último semana de outubro, o secretário estadual de Saúde, Isaú Gerino, recebeu um relatório produzido pelos próprios técnicos da secretaria de saúde onde se aponta gastos indevidos de R$ 3,160 milhões nos quatro primeiros meses do contrato (março a junho). A auditoria preliminar tomou como base as prestações de contas enviadas pela Marca ao Governo do Estado. Por conta das supostas irregularidades, os técnicos da Sesap recomendaram a suspensão do último pagamento restante para a Organização Social, referente ao último mês de prestação de serviço. Esse pagamento é da ordem de R$ 2,59 milhões. Segundo o relatório, o pagamento deve ser suspenso “diante das graves irregularidades detectadas preliminarmente, bem como diante da relação custo-benefício dos serviços prestados pela Entidade Social, que fere frontalmente o princípio da economicidade que deve ser perseguido pela Administração Pública, e que a nosso ver em caráter preliminar está causando fortes prejuízos ao Erário Estadual”. Os gastos “indevidos” têm relação com três situações consideradas irregulares pelos técnicos da Secretaria de Saúde. A primeira delas diz respeito às despesas contraídas de forma antecipada pela Associação Marca, antes da

O

formalização do contrato. A TRIBUNA DO NORTE noticiou há três meses a existência dessas despesas. O relatório coloca a existência de R$ 758 mil de gastos antes de haver contrato com a Associação. Outro ponto citado pela auditoria foi a inclusão de guias de depósitos judiciais de processos trabalhistas do Rio de Janeiro. Foram quatro pagamentos, que totalizaram R$ 280 mil. Os técnicos estranharam a existência de pagamentos referentes a processos judiciais de fora do Rio Grande do Norte. O último ponto apontado pela auditoria é relativo ao pagamento do fundo de garantia dos funcionários da empresa Salute Sociale, que era “quarteirizada” pela Marca para fornecer mão de obra para o Hospital da Mulher. Na prestação de contas, segundo o relatório preliminar da auditoria, foi incluído o pagamento de todos os funcionários da empresa, que tem contrato em várias cidades do Brasil. Por conta dessa inclusão, o valor incluído na prestação de contas é significativamente superior ao devido pelo Estado. O repasse “devido” seria de pouco mais de R$ 95 mil. Contudo, nas prestações de contas, segundo o relatório, estão guias de recolhimento do FGTS no valor de R$ 2,2 milhões. No mês de março, por exemplo, o repasse que seria de R$ 17 mil teve na prestação de contas GRF de R$ 561 mil. A inclusão desses documentos na prestação de contas inflou o número de “pagamentos indevidos” identificados na auditoria para R$ 3,160 milhões. A Associação Marca recebeu do Governo do Estado até agora R$ 18,396 milhões pelos oito meses de gestão

à frente do Hospital da Mulher. O relatório preliminar dos técnicos da Sesap foi um dos documentos pedidos pela promotoria do Patrimônio Público no investigação aberta para apurar a contratação da Inase, substituta da Marca à frente do Hospital da Mulher. Na próxima terça-feira, os responsáveis pelo Inase prestam depoimento no MPE.

Repasses maiores que gastos reais com pessoal

RELATÓRIO PRELIMINAR Trechos do documento que apontam indícios de fraudes:

SEDE ADMINISTRATIVA Ao instalar em Mossoró a máquina necessária para gerir o Hospital da Mulher, a Associação Marca precisou alugar um local para utilizar como sede administrativa. Localizada a apenas dois quarteirões do Hospital, a casa escolhida é de propriedade do ex-secretário do Gabinete Civil do Governo do Estado, e atual controlador-geral, Anselmo Carvalho. Confrontado com a informação, Anselmo disse que o contrato de aluguel não se repetirá durante a gestão do Inase, que desde a última segunda-feira administra a unidade. A casa em questão, localizada na rua Raimundo Leão de Moura, número 21, tem 115 metros quadrados de área construída e 360 metros quadrados. De acordo com o que o próprio Anselmo Carvalho declarou à reportagem, o valor do aluguel era de R$ 2,5 mil mensais. A propriedade está em nome do controlador-geral do Estado e da sua esposa, Jailma Gomes de Souza Carvalho. Anselmo disse também que as tratativas para fechar o contrato de aluguel foram feitas pelo seu irmão e por uma imobiliária. O controlador disse que, à época do aluguel, não tinha conhecimento que seria a sede administrativa da Associação Marca em Mossoró. RODRIGO SENA

Administração do Hospital da Mulher teve a terceirização renovada pela Secretaria Estadual de Saúde, com uma nova organização social, na última semana

Controladoria mantém relatório em segredo Em paralelo ao relatório da Secretaria Estadual de Saúde, um outro documento acerca do contrato do Governo do Estado com o Hospital da Mulher ainda não veio a público. A governadora Rosalba Ciarlini determinou no dia 28 de junho, logo após a Operação

Assepsia, que colocou suspeitas sobre a atuação da Associação Marca no Estado, a realização de uma auditoria extraordinária. A Controladoria Geral do Estado ficou a cargo de concluir a apuração em 30 dias. Desde então, o assunto foi esquecido e o relató-

rio não foi publicizado. Segundo o atual controlador do Estado, Anselmo Carvalho, o relatório deve ser enviado para o Tribunal de Contas do Estado. Mas não há prazo. “Cheguei agora à Controladoria e não me inteirei do caso. Mas sei que será enviado ao Tribunal de Contas do Estado”, apontou Anselmo Carvalho. Segundo o relatório de auditoria, o controlador-geral adjunto, Alexandre Pinto Varella, pre-

sidente da Comissão designada pela governadora Rosalba Ciarlini, se negou a fornecer uma cópia do Relatório da Controladoria. Há dois meses a reportagem da TRIBUNA DO NORTE também procurou a Controladoria, mas a resposta foi a seguinte: “Não podemos divulgar o conteúdo do relatório. A governadora terá acesso ao documento e só após a aprovação dela é que podemos comentar algo”.

A governadora terá acesso ao documento e só após a aprovação dela é que podemos comentar algo ALEXANDRE PINTO da CGE, em 15 de setembro

Além das suspeitas de irregularidades, a auditoria identificou situações que chamam a atenção. Há uma contradição entre o custo da folha de pessoal do Hospital da Mulher e os repasses para a empresa Salute Sociale, que era responsável pelo fornecimento e gestão de recursos humanos da unidade de saúde. Enquanto a folha custava em torno de R$ 325 mil por mês, os repasses para a Salute Sociale nos quatro meses de contrato sob análise da auditoria foram de R$ 2,4 milhões, todos eles em abril deste ano. Uma operação matemática simples demonstra que a folha de pessoal custou de fato nesse período R$ 1,3 milhão, o que significa R$ 1,1 milhão a mais de repasse nos quatro primeiros meses de contrato. “Concluímos a existência de uma disparidade entre os valores transferidos para custeio da folha de pagamento”, diz o relatório preliminar de auditoria. Esse dado tem como complemento uma análise acerca da projeção feita da demanda de pessoal e de atendimentos. O orçamento de gasto com pessoal presente no estudo para implantação do Hospital da Mulher é de R$ 890 mil para 363 funcionários. Como já foi demonstrado, o gasto mensal de fato é menor que a metade do orçado, em torno de R$ 325 mil. Fontes da Secretaria Estadual de Saúde informam que o número de funcionários do Hospital da Mulher nunca chegou aos 363 presentes no planejamento. Além disso, a demanda da unidade de saúde não acompanhou o planejamento do Governo do Estado. A previsão mensal presente em documento assinado pelo secretário de saúde à época, Domício Arruda, era de 370 partos por mês. Contudo, em março e abril foram realizados 91 e 130 partos respectivamente. O QUE É A SALUTE SOCIALE A empresa Salute Sociale é colocada na Operação Assepsia, que investiga a atuação da Associação Marca no município de Natal, como sendo o braço de uma organização criminosa. Entenda o caso: a Associação Marca é investigada por contratos no Município de Natal – o que resultou na Operação Assepsia – mas ao mesmo tempo presta serviços também ao Governo do Estado. Na investigação do Ministério Público Estadual, a Salute é colocada da seguinte maneira: “Trata-se de um grupo criminoso, que através da Marca e da entidade Salute Sociale e de outras empresas satélites, desviam dinheiro público, mediante a inserção de despesas fictícias nas prestações de contas”. A Salute é de propriedade de Tufi Soares Meres, denunciado por corrupção pelo MPE. A ação corre sob segredo de justiça. ALDAIR DANTAS

RODRIGO SENA

Pagamento que resta fazer à Marca foi suspenso pela Sesap

Secretário Isaú Gerino: pagamento está sendo analisado

O secretário estadual de Saúde, Isaú Gerino, confirmou que existem suspeitas sobre a execução do contrato da Marca para gerir o Hospital da Mulher. De acordo com o secretário, a comissão apontada para produzir o relatório preliminar foi designada pela própria Secretaria e nenhum pagamento será realizado antes de confirmar se houve ou não irregularidades na execução do contrato. “Os pagamentos só serão feitos após a auditoria”, disse Isau Gerino. Uma comissão do Governo do

Estado será enviada na próxima semana para averiguar in loco a situação do Hospital da Mulher. “Eu como ordenador de despesas não posso autorizar nenhum pagamento enquanto houver dúvida. Se houver despesas a mais, não iremos pagar”, disse o secretário de Saúde. Como o restante do pagamento para a Marca é uma parcela de R4 2,59 milhões, e os gastos indevidos já identificados são de R$ 3,16 milhões, o simples bloqueio não seria suficiente para ressarcir o suposto pagamento irregular.

Anselmo Carvalho: relatório da CGE vai ser reaberto para análise


Domingo | 04 de novembro de 2012

natal

EU,

MARCIUS CORTEZ

o lugar onde moro em São Paulo até lá são 22 horas de avião. Cingapura ou Singapore é uma vingança do capitalismo, uma metrópole proveta de altíssima qualidade de vida nas barbas da China comunista. As viagens se arrumam em nossas mentes como se fossem flashes. Ao fim e ao cabo, os flashes se mostram imparciais quando se trata de formar uma opinião sobre um país que acabamos de conhecer. Então, ao invés de tecer comparações e julgamentos, vou deixar correr ao sabor da pena os fragmentos visuais que colecionei nessa minha estadia de 30 dias na terra onde Stanley Kubrick bem que poderia ter erguido, em suas verdejantes esquinas, um monólito ao conhecimento, como fizera em seu filme 2001. Quando vi o mais famoso cartão postal da cidade, o Marina Bay, do alto daquele espigão onde navega em seu topo uma enorme embarcação, tive a impressão que Cingapura clicara o futuro. Aquilo não era uma visão, era uma sensação do mundo de amanhã. Nem sei se o impacto que senti foi de ordem estética, acho que foi mais um êxtase por estar participando da superação da tecnologia sobre a paisagem e a natureza. Abracei os amigos brasileiros que me acompanhavam, emocionado. Já passava da meia noite e as luzes anunciavam uma aurora iluminada. Eis um endereço que você deve anotar: 226 South British Road Singapore. Nessa rua tem uma mesquita onde a fé ferve no coração dos homens. Saindo da mesquita, você vê uma loja de tecidos e vê um sujeito de mais ou menos quarenta anos, trabalhando em uma máquina de costura. Seu nome é Muhammet Uruc, ele é turco e fala português. Muhammet nunca veio ao Brasil, tampouco conhece Portugal, Macau, Goa, Angola ou Timor Leste. O alfaiate aprendeu a nossa língua porque se apaixonara pela poesia de Pablo Neruda e como pensa que poesia não se traduz, tratou de ler Neruda em espanhol. Sentei para conversamos, aquele jovem homem me serviu um chá de ervas de sua terra. Perguntei “você vai nessa mesquita?” Muhammet me disse que era muçulmano mas acreditava que quem tem poesia no coração não precisa ir a igreja nenhuma. Nosso diálogo prosseguia animadamente e quando eu pontificava sobre o multiculturalismo da nossa brasileiríssima Rua 25 de Março, fomos interrompidos por uma amiga dele. Era uma chinesa de cerca de cinquenta anos, usando tênis, jeans e camiseta branca. Eles conversaram em mandarim e se dirigiram para as prateleiras dos produtos femininos. Após breve diálogo, se despediram, entre sorrisos. O dono da loja voltou para sua máquina de costura. Belíssima, disse eu. O turco retrucou, “Xiang foi há 20 anos atrás, a modelo mais formosa de Singapore.” Apertamos as mãos, ele disse que era para eu voltar, que havia sempre um chá para os amigos. No dia seguinte, naquela terra que chamo de Transilvânia por ser completamente diferente de qualquer outro país onde já estive, fui agraciado pela honra de conhecer o chinês que galgou o arco-íris e extraiu da ponta dele todo o diamante do mundo. Vi com esses dois olhos que um dia a terra há de comer, as quatro Ferraris que o Midas do Oriente abriga na garagem de sua mansão. Perdão, as Ferraris e mais o Bentley, a limusine. Três Ferraris são vermelhas e a quarta é parda. A limusine é preta. O jovem executivo brasileiro que me apresentou

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

NA TRANSILVÂNIA

D

BRUM

a essa desconcertante demonstração de poder disse-me que a residência e os respectivos automóveis pertenciam a um dos 500 bilionários da China. Despedi-me daquelas joias da engenharia e do design pelo retrovisor. Guardo a visão de um raio de sol incidindo sobre elas e do esforço que fiz para flagrar em cada uma, a bandeira do Partido Comunista Chinês. Claro não havia nenhuma bandeira, mas conto para todo mundo que ela estava lá. PRAZER Peguei o metrô com destino a Bugis. Chegara a hora de conhecer a Biblioteca Nacional de Singapore, um prédio moderno de 12 andares em uma rua de nome apropriado para uma biblioteca, Santa Vitória. Por diversas vezes visitei a casa dos livros e uma impressão me marcou, a de que aquele povo pretende interferir no comando do mundo e que para isso, todos os dias, eles regam o conhecimento, de preferência, em sua língua. No acervo da biblioteca, atualmente, o inglês deve ser a o idioma preponderante, mas pela quantidade de títulos que estão sendo editados em mandarim, julgo que logo essa situação se inverterá. Em Cingapura, as portas da cultura ficam abertas ao público. Você não precisa apresentar documento nenhum, entra e pronto. Logo você estará na Biblioteca Central – uma montanha incalculável de livros arrumados nas estantes, por assunto. Fui em busca de uma publicação sobre cinema, eu mesmo me dirigi a estante 791, após consultar o computador. E não é que lá estava a obra que eu não encontrara à venda nem em Paris nem em Nova York. Que alegria, aquele ensaio esgotado, em bom estado, à minha disposição no horário inteligente das 10 da manhã às 9h da noite de segunda a domingo, inclusive nos feriados. Óbvio, virei habitué da casa.

Jogava o corpão na confortável poltrona, iluminação adequada, ar condicionado bem regulado, a sala cheia e um silêncio profundo. Queria arrumar um emprego ali, podia ser em qualquer função, queria participar junto com eles da aventura pelos extremos do saber. Eu me sentia orgulhoso de estar entre eles e de poder ouvir o som de seus cérebros gestando o sonho de fazer o conhecimento trabalhar a favor e não contra o ser humano, como vem ocorrendo. Saindo da biblioteca, encontro um lugar interessante. Um espaço público que agrupava um grande número de pequenos restaurantes. Muitos desses restaurantes eram portinholas, guichês onde você pedia a comida à mesma pessoa que cozinhava, servia e te cobrava a conta. Você dividia a mesa com os demais frequentadores do local enquanto se deliciava com os pratos típicos da culinária chinesa, a baixíssimo custo. Aprendi ali que os chineses são muito inteligentes e unidos. O custo da energia dos freezers era rateado entre os donos dos estabelecimentos comerciais e havia uma central onde se lavavam pratos, talheres, utensílios, panelas e panelões. O movimento daquele centro de comedores lembra a dinâmica do trânsito das cidades orientais. De fora parece reinar o mais completo caos, mas quando você está lá dentro, você descobre que aquilo tem uma ordem e que tudo funciona. Certo dia, comi em companhia de mais de dez chineses. Perto da mesa que a gente ocupava, havia um viveiro onde eles mantem caranguejos vivos antes de prepará-los para os clientes. De repente, uma espécie de gerente do local, um sujeito alto e magro abre a porta do viveiro e começa a derramar água nos caranguejos. Mas os crustáceos nem se mexeram, um deles limitou-se a movimentar uma das patas. Foi quando quebrando a minha habitual timidez, sapequei lá do fundo, em inglês: “ei, cara, os ca-

ranguejos não querem água. Eles querem é cerveja”. Os chineses se entreolharam e caíram na gargalhada. Entrei no coro dos risos e fui saindo, me despedindo com um aceno de mão. Um dos chineses que sentara perto de mim, estendeu-me um pacote contendo guardanapos de papel. Tirei dois para mim e fui devolvendo o resto. Mas ele, com camaradagem, gesticulou que era para eu ficar com tudo. Agradeci com a cabeça antes de deixar o ambiente. Ainda vi o tal sujeito proferir comentários, o que resultou em outra gargalhada coletiva. Fui embora orgulhoso, parece que eu houvera conquistado um certo cartaz entre os frequentadores do Albert Center da Transilvânia. DIFICULDADES Talvez à sua revelia, Singapore se revele nas faces de seus habitantes. Li com a minha imaginação o que aqueles rostos transmitiam entre as idas e vindas de seu dia a dia. Como toda metrópole moderna, Singapore se configura real no distanciamento que nos torna tão parecidos. Então adotei um procedimento: escolhia uma pessoa na multidão e ficava a encará-la e quando essa pessoa me olhava de volta, eu sorria para ela. As reações apresentaram uma coerência intrigante. Os chineses devolviam o olhar, porém, logo tratavam de fazer alguma coisa, abriam um jornal ou acionavam o iphone. Os muçulmanos reagiam com desconfiança, te encarando firmes, te fitando de cima para baixo. Já os indianos, a reação era bastante diferente porque eles também te sorriam como que te dizendo “vem cá, vamos bater um papo.” Talvez eu esteja fazendo um juízo de valor apressado, mas os chineses prezam um tipo de fechamento, apesar de serem extremamente educados e prestativos. A verdade é que eles nunca te abordam. Entre tantos lugares onde fui, só houve uma solitária vez que uma família

chinesa se aproximou de nós, entabulando uma conversação. Eu estava com um grupo de pessoas e uma das mulheres era a Vivi, nissei, nascida em São Paulo e mãe de Gabi, uma linda bonequinha japonesa, de dez meses de idade. Entramos na loja, eu e Jô, que naquele momento, carregava a Gabi no colo. Foi quando observei duas jovens senhoras orientais vindo em nossa direção. Elas cumprimentaram minha amiga, fizeram um carinho na Gabi e sem rodeios, perguntaram se o marido da Jô era chinês. Se não fosse Gabi, se fosse Bu, o filho da Jô, certamente, esse contato não teria acontecido. As senhoras nos brindaram com suas palavras porque acharam que podíamos ser como elas. ASTRAL Se você está pretendendo viajar para Cingapura é obrigatório conhecer a Little India. Procure ir nesse bairro no domingo. Nunca estive em Bombaim, mas deve ser igual. Praticamente somente os homens ocupam as ruas se agrupando para papear quando passeiam ou quando estão parados em frente dos templos que são muitos ou quando se reúnem nos espaços públicos. Não vi o carinho que os indianos trocam entre si como viadagem. Ou se for viadagem, que viadagem bonita era aquela. A roda de machos, a maioria de mãos dadas, emociona até os corações mais secos. Passei perto da galera e retomei meu procedimento de sorrir para eles. No ato, aqueles sujeitos me dirigiram a palavra como se estivessem orando e fiquei a pensar que eles se juntam para conversar com Deus. Modestamente eu penso como eles: Deus é tudo de bom, um apoio, uma força para a gente suportar as dores, as mentiras e a opressão, um bálsamo que nos põe a cantar, a fazer música e a amar em nome do prazer e da esperança. Lembrei-me do alfaiate

A roda de machos, a maioria de mãos dadas, emociona até os corações mais secos. Passei perto da galera e retomei meu procedimento de sorrir para eles”.

Muhammet, da poesia de Neruda e de Adonis e de outras almas extraordinárias. Foi impossível conter a emoção, era tanta a alegria que ensaiei alguns passos de samba de roda em plena Little India na Transilvânia. Aquela maratona sentimental me dera uma fome de leão. Coincidência ou não, eu me encontrava parado em frente ao Ananda Bhavan, li na placa deles, o mais antigo restaurante vegetariano de Cingapura, since 1924. O salão do restaurante abrigava cerca de 70 mesas de tamanhos diferentes. Quando cheio deve ter a capacidade de atender perto de 350 pessoas. Luz clara, com a cor branca predominando, esmero, higiene. O menu abrange comida de várias regiões da Índia. Gostei do toque apimentado de suas porções. Porém o que mais gostei foi do astral do lugar. Meu procedimento de sorrir parecia ter sido inventado para reinar naquele território. Troquei palavras com uma família de indianos vestidos a caráter, com uma velha norte-americana que queria saber o que tinha no meu prato e com um jovem gay indiano que foi logo me dizendo que o sonho dele era conhecer o Rio de Janeiro. Na segunda vez que voltei ao Ananda já eram 8 horas da noite. Sentei-me à mesa do canto. Casa cheia. O garçom me reconhecera. É hábito do restaurante oferecer de graça, após as refeições, uma xícara de café com leite e pão folha. Suponho que naquele momento, o único estrangeiro era eu. Todos eram indianos e todos comiam com a mão direita. Velhos, adultos, mulheres e crianças. Admirei o respeito e a fidelidade que esse povo tem por suas raízes e por suas antigas tradições culturais. Prometi um dia comer naquele lugar também com a mão direita. Para mim isso faria o maior sentido. É com essa mão que escrevo, que comando o computador, que ganho o meu pão.

ÓDIO Fui assaltado por um ato de extrema violência enquanto tomava café em um shopping perto da Biblioteca Nacional de Singapore. Nunca me havia acontecido nada parecido em qualquer outra cidade do mundo. Olho para minha frente e me deparo com dois jovens chineses vestidos de preto sendo que na camiseta de cada um estava estampado o símbolo do nazismo, a suástica, em fundo vermelho, de cima abaixo. Entrei em pânico, porém, levado pelo mais puro instinto fui em direção dos nazis, já bufando de raiva. Fiquei mais furioso porque as pessoas olhavam para aquele atentado e não faziam nada. Cheguei perto dos rapazes e vi que se tratava de dois almofadinhas, filhotes de papai, idiotizados. Tentei agarrá-los para tirar as suas camisetas. Eles não entenderam nada, ficaram paralisados. Perguntei se eles eram loucos. Minha indignação foi tanta que, assustados, os neófitos desceram uma rampa que vai dar na rua e desapareceram. No caminho para a biblioteca, já recomposto, lembrei-me de uma história que Stanley Kubrick contara a um grupo de jornalistas. Kubrick referiase ao incidente criado em torno de um jogador judeu do time de futebol Ajax, da Holanda. Toda vez que o atleta pegava na bola, a torcida em coro entoava um zumbido, um silvo que era a imitação do som que as chaminés dos campos de concentração faziam quando os nazistas estavam cremando os corpos dos judeus, depois de assassiná-los covardemente. Dizem que o autor de Laranja Mecânica, após o seu relato, manteve-se reflexivo enquanto sussurrava “... e ainda tem gente que diz que a Holanda é um país civilizado.” Penso da mesma forma que o gigante Stanley. Esse episódio foi a nota triste da minha maravilhosa viagem ao reino da Transilvânia onde os vampiros tem olhos puxadinhos e as vamps, de belas pernas, ignoram o pescoço que você oferece a elas.


natal

4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 04 de novembro de 2012

ARTIGO

Poder Judiciário

A distinção

Péssima hora divulgação feita pelo Conselho Nacional de Justiça dos dados apresentados pelo“Justiça em Números” chegou numa péssima hora para o Poder Judiciário do Rio Grande do Norte. As recentes críticas do Governo do Estado se potencializaram com essa divulgação. A presidente Judite Nunes se apressou em explicar que os dados são referentes à 2010/2011 e que “os números apresentados devem ser bem avaliados, de forma completa e não parcial, para que se possa fazer uma leitura adequada”.

A

ALBERTO LEANDRO

PÉSSIMA HORA II Para a desembargadora Judite, esse aumento de 26% nas despesas com pessoal se deu nos dois primeiros meses de 2011, quando à presidência foi obrigada a implantar as decisões judiciais, inclusive dos Tribunais Superiores, que concederam aos servidores a chamada GTNS. De acordo com o Portal da Transparência do TJRN, a despesa de pessoal desde março de 2011 se mantém sem alterações. De toda forma, essa discussão sobre os gastos com pessoal faz voltar à pauta o projeto de lei que a presidente, há mais de um ano, tenta colocar em votação no Plenário, extinguindo a GTNS, e que tem encontrado resistências.

Números não batem R$ 60 milhões, se desde o início do ano as despesas do Judiciário são exatamente as mesmas? Pergunta-se também porque ele alega uma arrecadação de R$ 100 milhões abaixo da expectativa (valor contestado pelos outros Poderes) e deixou de repassar para o Judiciário e o Ministério Público mais de R$ 120 milhões? Nas palavras de um magistrado; “os números de OberY nunca batem”.

MARCELO ALVES DIAS DE SOUZA Procurador Regional da República Mestre em Direito pela PUC/SP Doutorando em Direito pelo King’s College London – KCL

ANELLY MEDEIROS

Também no TJ tem sido feito vários levantamentos e todas conduzem a algumas indagações acerca dos números divulgados pelo secretário Obery Rodrigues e de sua posição de atribuir culpa ao Judiciário pelas dificuldades financeiras do Estado. Alguns indagam o que teria ocasionado a mudança da situação que chegou a ter superávit de R$ 100 milhões em um mês e agora teria déficit de creca de

ou aproveitar a deixa do artigo da semana passada (“Para a revogação de um precedente”) para tratar de um outro mecanismo que o Direito nos apresenta para se evitar um precedente indesejado: a “distinção”, conhecida, no idioma de Shakespeare e Dickens, como “distinguishing”. E, para falar a verdade, das técnicas utilizadas para a não aplicação de um precedente, a da distinção entre os casos envolvidos é a principal ou, ao menos, a mais comum. É pressuposto, para que o julgamento de um caso esteja obrigado (ou mesmo seja persuadido) pela decisão de um precedente, que haja uma identidade entre os fatos (ou, de modo mais amplo, entre as questões) dos dois casos. Em linhas gerais, se os fatos (ou as questões) fundamentais de um precedente não coincidem com os fatos fundamentais do caso posterior em julgamento, os casos devem ser considerados, pelo tribunal ou juiz do caso posterior, como distintos. Consequentemente, o precedente não será seguido. Mas que identidade é essa? Deve ser absoluta? Parece óbvio que não, sob pena de invalidarmos a própria possibilidade de aplicação da doutrina do stare decisis, já que o caso subsequente nunca (ou muito raramente) coincide com o precedente a respeito de todos os fatos fundamentais. Na verdade, há que se atribuir um nível correto ou apropriado de generalidade ao(s) fato(s) constante(s) do precedente. Ele há de ser considerado, baseado em critérios de generalidade apropriados, como representativo de uma categoria abstrata de fatos. Ao fato é atribuída significância não por si só, mas co-

V

mo membro de uma categoria. Alguns exemplos famosos, extraídos do direito inglês, nos ajudarão a entender melhor a questão. Tomemos, primeiramente, o caso Donoghue v. Stevenson [1932] AC 562, no qual a House of Lords considerou que Levando em uma produtora consideração de cerveja de qualquer grau de gengibre era res- sensibilidade, seria ponsável para completamente com o consumidesarrazoado dor final dessa cerveja pois ela (a procurar qualquer cerveja) foi con- diferença taminada duran- juridicamente te o processo de relevante entre as engarrafamen- bebidas. Em outras to/produção, e palavras, o um consumidor adoeceu ao beber princípio do caso a cerveja. To- Donoghue v. mando por base Stevenson deve ser esse precedente, aplicado a todos os diz-se não haver itens de comida e distinção entre bebida. ele e um caso tratando, por exemplo, de uma limonada em uma situação similar de contaminação/dano à saúde. Levando em consideração qualquer grau de sensibilidade, seria completamente desarrazoado procurar qualquer diferença juridicamente relevante entre as bebidas. Em outras palavras, o princípio do caso Donoghue v. Stevenson deve ser aplicado a todos os itens de comida e bebida. Já um exemplo de distinção (“distin-

guishing”) apropriada nos é fornecido por Thomas Ian Mcleod em “Legal Method” (Editora Macmillan, 1996): “Em Bridges v. Hawkesworth [1985] LJ 21 QB 75, a um consumidor foi reconhecido o direito de guardar o dinheiro que ele encontrou no chão de uma loja. Diferentemente, em South Staffordshire Water Company v. Sharwood [1896] 2 QB 44, a uma pessoa que encontrou dois anéis de ouro na lama do fundo de um reservatório de água não foi reconhecido o direito de retê-los, porque o lugar em que os achou não estava aberto ao público”. No mais, se o que é razoável distinguir depende da correta análise dos casos envolvidos, não se pode negar que alguns juízes ou tribunais têm, mais do que outros, a inclinação para “distinguir” os fatos do caso em julgamento dos fatos do precedente. Ou seja, às vezes (não é a regra, pois os tribunais tendem a seguir os precedentes, mesmo os apenas persuasivos), um tribunal se empenha em distinguir os fatos do precedente e os do caso em julgamento, como única forma de afastar esse precedente, que considera injusto e incorreto, e que, de outra forma, estaria obrigado a aplicar. Evidentemente, o poder de distinguir é importante – não se nega – como meio de dar flexibilidade ao sistema e de fazer justiça no caso concreto. Entretanto, não pode ser levado ao extremo, sobretudo por assim ferir, com uma injustiça gritante, o princípio da isonomia. Sem falar que o uso indiscriminado do poder de distinguir pode levar a se duvidar, de modo geral, da real vinculação/persuasão dos precedentes e, consequentemente, levar à falência do sistema, o que, com certeza, não é o desejado. Por fim, ainda sobre a temática, recomendo ler a minha “peleja” com “O juiz do contra”, com quem, por sinal, dei de cara hoje, exatamente meia hora antes de me sentar para escrever esta outra crônica.

Eleição OAB esquenta

O desabafo do advogado André Saraiva colocou fogo na Eleição da OAB/RN. André, que era fiel escudeiro da advogada Lúcia Jales, foi o principal articulador da união entre a candidata e o então candidato Aldo Medeiros. A colaboração terminou em forma de carta enviada à imprensa. André Saraiva disse se sentir “traído” por Aldo e Lúcia. A vaga dele para Conselheiro Federal teria sido “negociada” para beneficiar outro colega advogado com melhor estrutura econômica. “Fiquei decepcionado pela traição e indignado com esse fato, pois, certamente, foi de encontro àquela semente plantada que falei no início desta missiva e como não aceitei as imposições espúrias que me propuseram, resolvi preservar os ensinamentos que meu Pai Paulo Lopo Saraiva, sempre me ensinou, de pautar-me na vida sempre com honestidade, ética, honradez e ser solidário, tendo então decidido romper politicamente, preservando, assim, os meus princípios e a minha dignidade de cidadão e de Advogado”, afirmou.

Resposta

TJRN

“Foi um surto de vaidade…todas as pessoas envolvidas acabam cedendo espaço pela união, o que não aconteceu com André. Ele foi intransigente”, disse o candidato da Chapa 2 Aldo Medeiros, por telefone, em resposta à carta de André Saraiva. O candidato disparou: “Não sou homem de negociatas, não sou homem de traição e muito menos homem de aceitar imposições. Como homem de decisão, que acredita nas pessoas e nas instituições, quero uma nova OAB, quero ver os jovens advogados participando da Ordem com força e prestigio, quero defender de forma radical as prerrogativas e quero ver a OAB democratizada, a OAB pra frente”. Aldo Medeiros termina a carta fazendo indagações: Por que esse desrespeito? A quem serve o advogado que se manifesta de forma tão destemperada?

Pela primeira vez, o Tribunal de Justiça do RN cria uma comissão de transição para a mudança da presidência da Casa, em janeiro. O próximo presidente do tribunal, o desembargador Aderson Silvino, indicou três magistrados e três servidores para a equipe de transição. A presidente Judite Nunes nomeou os juízes Fábio Filgueira, Raimundo Carlyle e Sulamita Pacheco e os servidores Dário Maciel, Roxana Aglaê e André para a comissão que já está trabalhando no levantamento dos dados em todos os setores do tribunal. O maior desafio do novo presidente será o de administrar a falta de recursos pessoais. O déficit é de aproximadamente mil servidores e cerca de 100 juízes no Rio Grande do Norte.

JFRN OFERECE TREINAMENTO A Justiça Federal do RN abriu inscrições para um curso voltado para advogados sobre Processo Judicial Eletrônico. O PJE será obrigatório nas Subseções da Seção Judiciária a partir do dia 12 de novembro. Na sede da JFRN, em Natal, o Processo Judicial Eletrônico é obrigatório desde a semana passada. O curso será ministrado nas cidades de Mossoró, Pau dos Ferros, Caicó e Assu. Inscrições: www.jfrn.jus.br

classificados

O seu mercado de serviços todos os dias na TRIBUNA DO NORTE


Domingo | 04 de novembro de 2012

natal

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5

[ SERVIÇO ] Uma novidade para esta 7ª edição da Semana de Conciliação será um mutirão para processos judiciais de medicamentos e procedimentos hospitalares

Justiças Estadual, Federal e do Trabalho fazem mutirão ALDAIR DANTAS

Poder Judiciário Potiguar vai realizar, no período de 07 a 14 de novembro, a Semana Nacional de Conciliação. Pela primeira vez, a Justiça Estadual, o Tribunal Regional do Trabalho e a Justiça Federal se unem para realizar mutirões de audiências de conciliação de processos que tramitam nas Justiça Estadual, Federal e do Trabalho. Cada uma das instituições ficou responsável para definir a pauta de audiências. O Tribunal de Justiça, por exemplo, agendou 1.400 só em Natal. Além dos processos das comarcas do interior. Também estão previstas, no âmbito da Justiça Estadual, 150 casamentos comunitários e realização de exames de DNA para reconhecimento de paternidade, plantão jurídico, advocacia gratuita. Uma novidade para esta 7ª edição da Semana de Conciliação será um mutirão para processos judiciais de medicamento e procedimentos hospitalares. Essa é uma iniciativa do Juizado Especial da Fazenda Pública junto com o Comitê Estadual de Saúde. Serão pautados, nos dias 12 e 13 de novembro, 150 processos que têm como réus o município de Natal e o Estado. “Em média, damos entrada em 100 processos por mês com esse tipo de pedido. É uma demanda alta e, geralmente, urgente. A nossa ideia com esse mutirão é dar mais celeridade a esses processos e, consequentemente, aos pedidos da população”, explicou a juíza do Juizado Especial da Fazenda Pública, Valéria Maria Lacerda Rocha. Já o Tribunal Regional do Trabalho programou mais de 2.500 audiências de conciliação para o período. “Essa é uma forma de desafogar o Judiciário e atender a população que quer ter o seu problema resolvido o mais rápido possível”, disse o coordenador da Semana de Conciliação do TRT, juiz Alexandre Érico. A assessoria de comunicação da Justiça Federal do Rio Grande do Norte informou que as audiências de conciliação ficarão a critério de cada Vara. Ainda segundo a nota, normalmente, as conciliações são feitas no âmbito do Juizado Especial Federal. As pessoas com audiências pautadas para a Semana de Conciliação poderão ir gratuitamente à Escola de Magistratura do RN - onde acontecerão as audiências da Justiça Estadual – poderão utilizar ônibus uma linha circular criada especialmente para o evento. Os ônibus partirão de dois pon-

O

Justiça Estadual,Tribunal Regional do Trabalho e Justiça Federal se unem para mutirões de audiência

SEMANA NACIONAL DE CONCILIAÇÃO Veja como o atendimento ocorrerá no Rio Grande do Norte: Alguns dos serviços oferecidos na 7ª Semana Nacional de Conciliação do RN - 1.400 audiências agendadas na Esmarn - 2.500 agendadas no TRT - 150 casamentos comunitários - Plantão Jurídico - Advocacia gratuita - Defensoria Pública - Reconhecimento de Paternidade - Exposição dos Programas e Projetos do TJRN - Palestras - Atividades do Proerd - Programação Cultural

Ônibus circular: - Saindo da Rodoviária (Cidade da Esperança) e do Via Direta fazendo o trajeto: Rua Lauro Pinto (Fórum Miguel Seabra Fagundes/TRT e Justiça Federal) até a Esmarn. Locais das audiências - As audiências do TJ serão na Esmarn que fica na rua Promotor Manoel Alves Pessoa Neto,1000 – Candelária - As audiências da Justiça Federal do RN acontecerão na sede da instituição, na rua Dr.Lauro Pinto,245,Lagoa Nova. - As audiências do TRT ocorrerão na avenida Capitão-Mor Gouveia,1738, Lagoa Nova.

Em média, damos entrada em 100 processos por mês com esse tipo de pedido. É uma demanda alta e, geralmente, urgente. A nossa ideia com esse mutirão é dar mais celeridade a esses processos e, consequentemente, aos pedidos da população” VALÉRIA MARIA LACERDA Juizado Especial da Fazenda Pública

tos fixos: a Rodoviária (Cidade da Esperança) e o Shopping Via Direta – das 8h às 18h - em direção à Esmarn. BOICOTE Os juízes do Trabalho divulgaram nota informando que não vão participar da Semana Nacional de Conciliação, promovida pelo CNJ de 7 a 14 de novembro. A medida, segundo eles, é resultado da insatisfação com a proposta de 15,8% em três anos, incluída no orçamento pelo Governo Federal. “Nossa decisão de não participar da Semana da Conciliação tem co-

mo objetivo mostrar que os juízes do Trabalho estão muito insatisfeitos com a situação de absoluto desrespeito ao Poder Judiciário. Os juízes também têm direitos e precisam ser ouvidos, como todo cidadão brasileiro”, disse a presidente da Associação dos Magistrados do Trabalho da 21ª Região (Amatra 21), juíza Maria Rita Manzarra. O juiz Alexandre Érico disse que a Semana de Conciliação do TRT 21ª Região está mantida. “Verificamos que não houve uma grande adesão dos juízes do trabalho. Mas cada colega tem o livre arbítrio de participar ou nã”, disse o juiz.

NÚMEROS

1.400 é o número de audiências agendadas pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

150

casamentos comunitários ocorrerão durante o período de conciliação.


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 04 de novembro de 2012


natal

POLÍTICA

Em visita ao RN,presidente nacional do PSD e prefeito São Paulo (SP), Gilberto Kassab,concede entrevista. PÁGINA 9

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS LIVRES

Nublado com pancadas de chuvas Máx.: 30ºC Mín.: 25ºC

Preamar 07h23-1.9 - 19h36 -1.9 Baixa-mar 00h58-0.6 - 13h00-0.7

Cidade da Esperança: hoje 406 bancas/386 feirantes Nova Natal 550 bancas/283 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias Rio Pium - Balneário

FASES DA LUA Cheia: hoje Minguante: 06/11 Nascer do sol: 4h54 Pôr do sol: 17h14

Editora: Cledivânia Pereira e-mail: cledivania@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 04 de novembro de 2012 ALEX RÉGIS

[ OBRAS ] Viaduto da Urbana, duplicação da Mor Gouveia, pró-transporte,

reurbanização da Roberto Freire: obras que não conseguem sair do papel

Mobilidade: legado da Copa 2014 deve ficar na promessa YUNO SILVA repórter

assunto “mobilidade urbana” está, certamente, entre os principais temas discutidos neste período pré-Copa do Mundo 2014, e figura em posição de destaque na lista de expectativas da população quanto ao legado que o campeonato mundial de futebol poderá deixar para Natal e região metropolitana. Mas três anos após a inclusão de várias obras de mobilidade no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), e há pouco mais de um ano e meio para o início do evento esportivo, pouca coisa saiu efetivamente do papel. O Programa do governo federal contemplou Governo do RN e Prefeitura em várias linhas de financiamento, e os investimentos nessa área ultrapassam a casa dos R$ 600 milhões. Estado e Município dividiram a responsabilidade para tocar as obras, porém, na medida que

O

o cronograma de execução dos projetos atrasa, diminuem os benefícios em virtude da simplificação das propostas e a cidade perde oportunidades de melhorar sua sua infraestrutura urbana. Um dos exemplos dessa perda é o adiamento para instalação do Veículo Leve sobre Trilhos, que chegou a ser anunciado pelo Governo do RN logo que Natal foi confirmada como uma das subsedes da Copa – o VLT será implantado parcialmente até 2014. Outro projeto que acabou prejudicado pelos constantes atrasos foi o Pró-Transporte zona Norte, também anterior ao PAC. Iniciada em 2005, a construção previa pistas duplas na Av. Moema Tinoco; mas seis anos depois a Prefeitura devolveu a responsabilidade pela execução para o Governo, que, ao analisar a viabilidade, verificou a necessidade de reduzir o projeto para que pudesse ser adequado à nova realidade da área.

Também vale destacar que, apesar da duplicação da BR-101 e construção das marginais, mais o prolongamento da Av. Omar O’Grady não estarem inseridas no panteão das intervenções planejadas especificamente para o período, as duas obras também são cruciais para se buscar soluções viárias capazes de destravar o complicado trânsito na capital potiguar. Duas outras orbras importantes para a mobilidade em Natal são as da Mor Gouveia/Viaduto da Urbana e a da avenida Roberto Freire. Grande projetos apresentados, modificados e adiados pelas administrações estadual e municipal. A TRIBUNA DO NORTE visitou alguns pontos e constatou que pouco ou quase nada avançou.

LEIA MAIS Radiografia de quatro projetos que podem mudar o cotidiano de Natal e Parnamirim - Página 8

Engarrafamentos, como os que ocorreram semana passada na BR 101, são cada vez mais frequentes


8 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 04 de novembro de 2012

Prefeitura estaria com dificuldades para pagar contrapartida do viaduto da Urbana. O promotor do Meio Ambiente, Márcio Diógenes, informou que as obras do Complexo Viário da Urbana já estão com início autorizado há mais de quatro meses

[ MOBILIDADE ]

Licença foi concedida há quatro meses O

promotor do Meio Ambiente, Márcio Diógenes, informou que as obras do Complexo Viário da Urbana já estão com início autorizado há mais de quatro meses. “O Município está apto a iniciar as obras naquele ponto. Se ainda não começaram, não compete ao Ministério Público agilizar as obras; nossa função é assegurar que a legislação urbanística, ambien-

tal e social esteja sendo respeitada”, afirmou. Segundo o promotor, as informações mais recentes que chegaram ao MP foi de que a Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura estaria com dificuldades para apresentar a contrapartida que compete ao município empenhar. “Não sei se é exatamente este o único motivo para justificar os atrasos, mas creio que es-

te seja o principal entrave para o início do processo das obras de mobilidade urbana. Como o município não explica com clareza o que está acontecendo, ficamos sem ter certeza”, disse Diógenes. Ainda segundo ele, os únicos trechos em estudo de impacto ambiental para liberação de obras é a região de mangue na avenida Felizardo Moura (acesso à ponte de Igapó) e o entrocamento das ave-

nidas Capitão-mor Gouveia com a avenida Prudente de Morais. “Outras obras como o pontilhão da BR-226 com o início da Mor Gouveia, o viaduto próximo à rodoviária em Cidade da Esperança e o pontilhão da rótula do Arena das Dunas na altura da Av. Romualdo Galvão, permanecem com dificuldades para o andamento dos estudos de impacto ambiental e urbanístico”, informou o promotor.

ADRIANO ABREU

COMITÊ POPULAR Marcos Dionísio, membro do Comitê Popular da Copa, foram realizadas três audiências públicas para debater a questão das desapropriações nas regiões que vão sofrer alterações na malha viária, em virtude das obras de mobilidade urbana. Porém, nada ficou definido, até agora. “Eles ficaram de nos dar uma luz, mas até agora não sabemos muito. O que eles ADRIANO ABREU

PRÓ-TRANSPORTE ZONA NORTE

MOBILIDADE COPA 2014

PRAZO DE CONCLUSÃO Novembro de 2013. Este é o último prazo anunciado para conclusão do projeto. A data foi divulgada em março deste ano pela SIN. PROJETO O projeto sofreu alterações no traçado e no porte das vias devido o atraso das obras, pois, nos últimos sete anos, alguns trechos da Moema Tinoco foram ocupados por imóveis. Foi descartada a proposta inicial que previa construção de pista dupla e a via será simples. O projeto completo inclui instalação de passarelas e terminal metropolitano de transporte coletivo.

Lote 1 - Complexo viário da Urbana e corredor viário entre a Av. Capitão-mor Gouveia e o Km-6, na zona Oeste de Natal; Lote 2 - Intervenções viárias em seis pontos entre os bairros de Lagoa Nova e Candelária, no entorno do estádio Arena das Dunas.

Obras de prolongamentos da Omar O’Grady se arrastam desde 2007

PROLONGAMENTO OMAR O’GRADY

DATA INÍCIO - 2005 VALOR O orçamento original era de R$ 72 milhões. Novo valor deve girar em torno de R$ 100 milhões. ANDAMENTO Até novembro de 2008 o Município havia executado apenas R$ 13 milhões (ou 18% da obra), valor referente à construção do viaduto que liga a Av. das Fronteiras. O equipamento ficou três anos interditado e só foi liberado para o tráfego de veículos em novembro de 2011. Apesar de não fazer parte do projeto original do Pró-Transporte, mesmo estando dentro do contexto viário, o viaduto e demais acessos da Ponte Newton Navarro - para o lado da praia da Redinha - também serão incluídos no edital de licitação.

disseram, através da imprensa, foi que fariam mudanças no projeto, diminuindo em 70% as desapropriações. Ainda não sabemos como será”, informou. Segundo Dionísio, a única informação repassada pela Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura é que a Prefeitura irá realizar foi de que seria realizada uma nova audiência pública em novembro.

PRAZO DE CONCLUSÃO Em julho, segundo o DER-RN, órgão responsável pela obra, a previsão era concluir o viaduto que interliga a via à BR-101 em maio de 2013. PROJETO O prolongamento da Omar O’Grady tem cerca de 3km, e quando estiver concluído será uma alternativa para o trânsito entre a zona Sul de Natal e o Parque Industrial, em Parnamirim. A via segue até a BR-101, altura do Aeroporto Internacional Augusto Severo. DATA INÍCIO - A obra começou em 2007. VALOR A primeira licitação foi de R$

classificados

27 milhões, no entando o valor não contemplava a contrução de duas passagens de nível (sobre as avenidas dos Caiapós e Tamanduateí, em Cidade Satélite). Com a inserção desses dois equipamentos, somada às correções anuais do orçamento original, o custo passou para cerca de R$ 59 milhões (recursos próprios). ANDAMENTO De todas as obras de mobilidade previstas para a Região Metropolitana de Natal, é a única em execução. Na manhã desta segunda-feira, apenas três operários trabalhavam na construção, que passou um tempo interditada devido problemas com órgãos ambientais. O tráfego está parcialmente liberado, mas, apesar dos trechos ainda inacabados, é possível transitar por toda a extensão da nova via driblando as barreiras instaladas. As passagens de nível que cruzam a avenida estão liberadas.

O seu mercado de serviços todos os dias na TRIBUNA DO NORTE

Viaduto da avenida das Fronteiras faz parte do Pró-Transporte

MARGINAIS DA BR-101 PRAZO DE CONCLUSÃO

No final de 2009, o DNIT-RN chegou a anunciar que as obras na BR101 seriam concluídas até abril de 2010. Atualmente não há nenhum novo prazo estipulado para a conclusão. PROJETO Quando forem concluídas, todo o tráfego local entre Natal e Parnamirim deverá ser deslocado para as marginais, deixando as pistas principais da BR-101 livres para o tráfego de quem irá viajar para cidades do interior ou mesmo sair do Estado. Com a adequação das marginais, os gargalos do trânsito entre essas duas cidades poderá ser resolvido de acordo com a PRF, circulam diáriamente por esse trecho cerca de 100 mil veículos.

DATA INÍCIO - 2006 VALOR O orçamento para as obras das marginais está inserido no projeto de duplicação da BR-101. O valor inicial do primeiro lote de duplicação da rodovia, que vai de Natal até Goianinha, foi de R$ 108 milhões e hoje está orçado em R$ 172 milhões (valor de agosto de 2012). ANDAMENTO Inicialmente encarregado das obras na rodovia de Natal até Goianinha, o Exército Brasileiro justificou os atrasos devido impedimentos de ordem técnica como como a remoção de postes e o desvio de estruturas subterrâneas mantidas pelas concessionárias de água, luz, telefonia e gás ao longo da BR-101. Diante das dificuldades, o EB irá devolver a responsabilidade ao DNITRN até próximo dia 31 de dezembro. Até lá, a meta é concluir o acesso a Brejinho; o entroncamento na entrada de São José de Mipibu.

PRAZO DE CONCLUSÃO A meta divulgada pela Prefeitura para concluir o primeiro lote era dezembro de 2011. As obras do lote 1 foram licitadas e o licenciamento ambiental foi concedido a partir de estudos simplificados. Não um novo prazo oficial estipulado pelo Município para nenhum dos dois lotes. PROJETO As obras do lote 1 compreendem melhorias em 8km de vias, e liga a zona Norte de Natal ao estádio Arena das Dunas, em Lagoa Nova. O corredor viário corta a zona Oeste da capital potiguar. DATA INÍCIO - As obras ainda não começaram. VALOR O valor licitado para obras do lote 1 é de R$ 140 milhões; enquanto as intervenções do lote 2 estão orçadas em R$ 167,7 milhões (valores atualizados até dezembro de 2011). ANDAMENTO Até o momento, apenas o capeamento asfáltico de vias secundárias nos bairros das Quintas e Nordeste, próximo ao viaduto da Urbana, foi realizado.


natal

Domingo | 04 de novembro de 2012

3porquatro

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

9

POR ANNA RUTH DANTAS

GILBERTO KASSAB

O ATUAL PREFEITO DA MAIOR CIDADE DO PAÍS, GILBERTO KASSAB, NÃO ESTÁ COM SUA LIDERANÇA EM XEQUE.UM GESTOR QUE, OFICIALMENTE, PLANEJA A PARTIR DO PRÓXIMO ANO SE DEDICAR AO ENSINO.MAS NA PRÁTICA, O ADMINISTRADOR DE SÃO PAULO (SP) ESTÁ FOCANDO NO PLEITO DE 2014.

“Tenho simpatia pelo governo Dilma” ADRIANO ABREU

Como o PSD se prepara para 2014? O PSD vive uma situação muito peculiar. É um partido recémcriado com a grande maioria dos seus quadros vinda, oriunda de dois projetos. Um projeto da candidatura da presidenta Dilma e um projeto da candidatura do Serra para presidente em 2010. Portanto, em respeito a essas posições o partido adotou uma posição de independência, fazendo com que todos os seus membros tenham liberdade de se comportar em relação ao governo da presidenta Dilma. A partir do ano que vem vamos construir nosso projeto para 2014 com tudo isso. E vamos ter, evidentemente, um projeto de unidade. Um projeto onde todos estarão juntos, no que for definido pelo partido. O senhor defenderia o que para o partido? Alinhado e aliado com o Governo Federal? A presidenta vem fazendo um extraordinário trabalho, um grande governo, com grandes resultados, com medidas importantes para o país, que tem sido adotadas. Mas a posição será do partido. Sou presidente do partido, vou ter a enorme responsabilidade de presidir as ações, reuniões, debates que vão resultar no nosso posicionamento. Mas do ponto de vista pessoal não nego que tenho uma enorme simpatia pelo Governo da presidenta Dilma, por seus resultados. Não a apoiei, todos sabem. Fui um dos principais apoiadores da candidatura de José Serra,d e quem sou admirador, mas ele não será candidato em 2014. Não vejo nenhum problema de, se as coisas continuarem como estão, de ver com simpatia essa aproximação do PSD com a presidenta Dilma. Mas ainda é muito cedo para falar de qualquer posição. Qual o sentimento do senhor que está prestes a encerrar o mandato frente a maior cidade do país? Estou muito feliz com uma gestão que fez muito. A cidade tem muitos problemas, evidente que uma única gestão naõ consegue solucionar todos os problemas. Mas avançamos em todos os setores. E caberá ao sucessor continuar avançando, mantendo o mesmo ritmo na saúde, educação, habitação, no combate a poluição, na melhoria da qualidade de vida. O que posso afirmar é que existiram avanços, foram investimentos expressivos e importantes que permitiram ao paulistano obter uma melhoria na qualidade de vida. É mais fácil presidir um partido nacionalmente ou governar a maior cidade do país? São coisas distintas. Até complementares de quem está na vida pública, é importante que tenha uma filiação partidária, se apresente com propostas para que a sociedade e as pessoas entendam quais são suas ideias, quem está ao seu lado, para que elas (as pessoas) possam saber em quem está votando. Tenho muito receio de candidatos que não têm partido estruturado, não tem equipe conhecida, porque sempre pode ser um tiro no escuro. O senhor vislumbra que projeto em 2014? O senhor preside o partido que tem a terceira maior bancada na Câmara dos Deputados?

tearam uma tentativa de José Serra de se desvincular da imagem do senhor na campanha. Primeiro isso não ocorreu. Serra tem sido muito solidário a nossa gestão. Quem acompanhou a campanha percebeu. Tenho muita confiança na administração, os resultados, tudo que foi feito e o grande resultado que ficará para São Paulo.

O

Presidente nacional do Partido Social Democrático, prefeito da maior cidade brasileira, Gilberto Kassab é um político comedido nas declarações quando se trata de seus próprios projetos. Fala empolgado com o PSD, admite que defenderá, junto ao diretório nacional da legenda, a aliança com a presidente Dilma Rousseff, mostra-se otimista com a projeção do PSD em 2014. Na passagem pelo Rio Grande do Norte, no percurso entre Jardim do Seridó e Parelhas, o prefeito paulista concedeu esta entrevista. Uma conversa que teve como testemunha o deputado federal Fábio Faria, seu anfitrião na ocasião. Ao observar o cenário do PSD no Rio Grande do Norte, Gilberto Kassab rende elogios ao crescimento do partido promovido pela atuação do vice-governador Robinson Faria. Já quando fala sobre a sua atuação como prefeito da cidade de São Paulo, Kassab cita como os momentos mais delicados o acidente com o avião da TAM e o do metrô. “Com certeza os dois momentos mais delicados foi o acidente da TAM e o acidente do metrô. Indiscutivelmente foram os dois momentos mais tristes e mais difíceis da gestão”, analisa. O presidente nacional do PSD afirma que o projeto político de 2014 será construído a partir do próximo ano. “E vamos ter, evidentemente, um projeto de unidade. Um projeto onde todos estarão juntos, no que for definido pelo partido”, destaca. Questionado sobre qual o sentimento neste momento que se prepara para deixar o Executivo, ele afirma que é de satisfação, mas pondera que não há como resolver todos os problemas de São Paulo em uma única gestão. O convidado do 3 por 4 de hoje é um político que, embora tenha apoiado um candidato derrotado na sucessão de São Paulo, não está com sua liderança em xeque. Um gestor que, oficialmente, planeja a partir do próximo ano se dedicar ao ensino. Mas na prática, o político Gilberto Kassab está focando no pleito de 2014. Com vocês um pouco do que pensa e planeja o prefeito da maior cidade do país:

Não vejo nenhum problema de ver com simpatia essa aproximação do PSD com a presidenta Dilma”

Por enquanto nenhum. Vou continuar na vida pública. No ano que vem estou me preparando para dar aulas. Já recebi diversos convites e muito possivelmente estarei ministrando aula de Desenvolvimento Urbano e associado a isso algumas missões na vida pública, seja junto ao Serra como voluntário onde ele entender que eu posso ter contribuição e algumas missões que possa desempenhar (a entrevista ocorreu antes do resultado do segundo turno). Nesses anos todos que o senhor

administrou São Paulo, qual foi o momento mais delicado? Tivemos situações muito difíceis. Com certeza os dois momentos mais delicados foi o acidente da TAM e o acidente do metrô. Indiscutivelmente foram os dois momentos mais tristes e mais difíceis da gestão. Qual foi o grande momento da gestão? Foi o reconhecimento da cidade, quando nos reelegeu com 62% dos votos, tendo adversários valorosos, com experiência, como a ex-prefeito Marta, o governador Geraldo Alckmin. Foram momentos muito gratificantes e que nos permitiram dar sequência e concluir uma série de ações e deixar uma série de projetos que serão o grande legado para cidade de São Paulo, no campo de projetos como a Nova Luz, forma do Parque dom Pedro, operações urbanas, cujo sucessor nosso terá a missão de dar

Foram investimentos expressivos e importantes que permitiram ao paulistano obter uma melhoria na qualidade de vida”

sequência. Quem administra a maior cidade do país se habilita a presidir o país? Olha, administrar um país, administrar um Estado não é questão de vontade pessoal. É uma questão de circunstâncias, não apenas vontade pessoal, motivação, quero continuar na vida pública em qualquer que seja a posição. O índice de rejeição apontado pelos institutos de pesquisa nor-

Quais as linhas de atuação traçadas pelo prefeito de São Paulo Gilberto Kassab para 2014 e 2016? Aí sim serão as nossas primeiras eleições totalmente habilitados e na plenitude das nossas prerrogativas, o que não ocorreu nessas eleições porque chegaram muito em cima da hora. Isso é próprio de um partido que nasce.

Perfil Gilberto Kassab,52 anos,é empresários,economista, engenheiro civil e político.É o quinto de sete filhos do médico Pedro Salomão José Kassab e da professora Yacy Palermo.Kassab iniciou sua vida política aos 25 anos participando do Fórum de Jovens Empreendedores da Associação Comercial de São Paulo (FJE-ACSP), criado em 1984 pelo empresário e presidente da Associação Comercial de São Paulo Guilherme Afif Domingos.Participou também da Federação das Associações Comerciais de São Paulo,do Sindicato da Habitação (Secovi) e do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci).Foi secretário de Planejamento do então prefeito de São Paulo Celso Pitta.Em 2004 foi eleito viceprefeito de São Paulo na chapa de José Serra.Começava aí seu grande momento na política.Com a renúncia de Serra para o Governo, assumiu a Prefeitura e logo em seguida conseguiu a reeleição.Ano passado,Gilberto Kassab fundou o Partido Social Democrático (PSD).

Qual o seu projeto para 2014? Eu continuo na vida pública. Mas depois de ter sido prefeito de São Paulo qualquer cargo é circunstância. Vamos aguardar que circunstância existe para que possamos exercer nossa vocação e vontade de continuar exercendo a vida pública. Mas sem nenhuma ansiedade. O senhor tira férias a partir de 2013? Vou descansar um pouco. Mas vou, com certeza, encontrar uma ocupação. Já tenho algumas bem encaminhadas, principalmente no campo acadêmico. A ideia é que seja na Unidade de São Paulo e FAAP administrar aula de desenvolvimento humano. O enraizamento do PSD no Rio Grande do Norte se deve a uma pré-candidatura do vice-governador Robinson Faria para disputar o Executivo estadual em 2014? Não. Se deve a sua liderança, ao seu trabalho, a sua credibilidade, que soube conquistar líderes para o projeto do partido no Estado, soube estruturar o partido em todo estado, com participação nas eleições porque tudo foi feito em cima da hora. Ele soube fazer com competência. A questão da sua candidatura ela é apenas decorrência dos seus mais de 20 anos na vida pública.


10

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 04 de novembro de 2012

Eliana Lima elianalima@tribunadonorte.com.br

ABELHINHA POR UM DIA com Ruy Gaspar FOTOS:CAMILLA PIMENTEL

Já no hotel, preparando-se para a reunião do dia

Café básico no seu big apartamento

jornalista Camilla Pimentel volta à colmeia para entrevistar, durante um dia inteiro, o empresário Ruy Gaspar, diretor Comercial do hotel cinco estrelas Ocean Palace, na Via Costeira. Quem a coluna chama de partidónall. Ou seja: partidón-tudo. Texto e mais fotos no blog tribunadonorte.com.br/abelhinha.

A

Na sala, porta-retratos com fotos da família, como do filho-lindo Pedro

Adega caprichada, no apartamento

HOLOFOTES O filho de Denise Arnaldo Gaspar acorda às 9h e, ainda na cama, lê os e-mails que chegam destinados ao hotel da família, o Ocean Palace, do qual é diretor. Depois, encaminha para o setor responsável. Hora do café da manhã. Light. Suco de maçã, frutas e clara de dois ovos fritos. A bordo do seu possante, ouve Gotye. Aprecia também Coldplay e U2. “Só gosto de poprock e MPB”, revela. DIVERSÃO Quando não está viajando ou no hotel, circula pelos bares de Petrópolis e Ponta Negra. Mas, no momento, está mais para jantar e vinho. Huuummm...por que será que será? DEDICAÇÃO Durante a conversa, Ruy se mostrou um paizão. Ao falar do filho Pedro, os olhos brilham. Lamentou não poder acompanhar de perto o crescimento do filho, oito anos de idade, que mora em São Paulo com a mãe. “Semana que vem viajarei com meu filho e ele escolheu o destino. Disse que prefere Paris e Londres, pois à Disney toda criança vai”. EMPRESÁRIO Ruy foi três vezes eleito pela ABAV nacional a Personalidade do Turismo Norte/Nordeste. Orgulha-se, sobre o Ocean: “Estamos crescendo 25% em relação ao ano passado e a minha meta é chegar a ser o maior pagador de ISS do setor”. Às 10h, chega ao hotel. Tour pelo belo hotel, levou a Abelhinha para conhe-

No apartamento,banheiro de luxo pronto para um futuro de casado

Todo dia é dia de tênis

cer as duas suítes top: a presidencial, preferida do Rei Roberto Carlos; e a Taj Mahal, que já hospedou estrelas como Pelé e Julio Iglesias, poderosos tipo Michel Temer, José Dirceu e Jerôme Valcke, o secretáriogeral da Fifa que em março último arrancou a ira das autoridades brasileiras, entre elas a presidente Dilma Rousseff, ao declarar, sobre a Copa do Mundo de 2014, que no Brasil “não há muita coisa se mexendo” e que os organizadores precisavam levar “um chute no traseiro”. Teve que pedir desculpas.

RADOR? “Quando estou solteiro é uma história, mas quando estou namorando sou correto e fiel. Nunca traí. E quando não estou satisfeito acabo o relacionamento”, taxativo. Sobre ser um partidón: “Não me considero um partidón. Não sou bem o que as pessoas propagam com essa fama de namorador, tanto que acho que isso às vezes afugenta as mulheres”. Sobre os seus namoros relâmpagos, diz que não insiste no que pode dar errado no futuro. Ah! Há coisa de 15 anos ficou com a socialite-carioca Narcisa Tamborindeguy.

AMANDO? “Estou iniciando um relacionamento”. Maaasss...não revelou o nome, por estar muito recente. Ao longo do dia, as tentativas da Abelhinha foram várias para saber quem, sem sucesso. Ruy se policiou o tempo todo para não deixar pistas. Ou. Contudo, todavia, a ‘investigação’ re-

sultou na descoberta que a dona do coração do filho da chíquima Denise Gaspar é alta, loira e advogada. Abriu o corazón: “Hoje estou bem profissionalmente, bem com meu filho, mas falta uma mulher. Tenho uma família maravilhosa, pais, irmãos, cunhadas e primos. Todos são harmônicos, no entanto falta uma mulher ao meu lado para preencher uma lacuna”. CASAR? “Nunca estive tão preparado para casar”, afirmou. Com a atual namorada? Responde: “Quem sabe?! Tem tudo para ser. Faz meu estilo”. Vontade de ser pai novamente? “Tenho vontade de ser pai de uma menina, e condição sine qua non que o nome seja Denise, em homenagem à minha mãe. Ainda quero ter pelo menos mais dois filhos”. RUY É SINÔNIMO DE NAMO-

CARDÁPIO Pausa para o almoço. No restaurante do Ocean Palace. De entrada, salada de alface, tomate, palmito e cenoura. Prato: suculenta picanha. De sobremesa, um pedaço de abacaxi. Apreciador de vinhos, desta-

ca grandes da região Bordeaux: Premier Grand Cru Classé classe A e Premier Grand Cru Classé classe B. VAIDADE Suas roupas têm etiquetas de marcas que poucos conhecem: Ângelo Galasso e Zilli. Como hobby, coleciona relógios. O PROFISSIONAL Quando Ruy entrou para o turismo muitos o rotulavam de playboy. Mas depois viram que era um playboy trabalhador. “Hoje não carrego mais esse rótulo”, orgulha-se. Sua praia é a iniciativa privada. Sobre a possibilidade de assumir a Secretária Municipal de Turismo, assegurou: “Não gosto de me envolver com política. Não concordo com algumas práticas”. Para ele, funcionário público deve ser tratado como na iniciativa privada, com dedicação e compe-

tência. Se por acaso fosse secretário, enxugaria a máquina para investir na divulgação de Natal como destino turístico. Conta que em dezembro de 2005 foi convidado pela então governadora Wilma de Faria para assumir o Turismo do Estado. “Não aceitei porque era ano eleitoral e sabia que não ia conseguir fazer um bom trabalho. Em julho tudo ia parar devido ao processo eleitoral. O sonho de Wilma na época era interiorizar o turismo e dei algumas ideias”, diz. Mas, no Carnatal de 2006, ao se encontrar com Wilma pediu para assumir a Secretaria, já que a eleição tinha passado e ele teria tempo hábil para realizar um bom trabalho em prol do turismo potiguar. “Mas dessa vez foi ela que não me convidou”, confessa. ADMINISTRAÇÃO CARLOS EDUARDO “Vai ser uma gestão difícil, com uma prefeitura cheia de dívidas, diferente como ele deixou. Carlos Eduardo precisará muito da ajuda de Fátima (Bezerra) e (Fernando) Mineiro para recuperar Natal”, acredita. Sobre a eleição de 2008: “Torci para Fátima ganhar. Se tivesse sido prefeita de Natal, a história da nossa cidade seria outra, as obras de mobilidade urbana estavam acontecendo”. Soma ao sentimento de muitos potiguares: “Acho que deveria ser proibido o prefeito ou governador fazer autopromoção, isso não traz recurso, só despesa. A publicidade deveria ser de campanhas educativas e de divulgação do estado”. IDEIA E no bate-papo, Ruy sugeriu: “Por que não se fecha a Via Costeira no domingo para o natalense usufruir e vir caminhar e pedalar?”. EXERCÍCIO No fim do dia, Ruy Gaspar tem como prática jogar tênis. Sai da sua sala de trabalho, coloca as vestimentas e segue para a quadra. Após, compromisso com a namorada – ainda - misteriosa. Levoua para jantar no bom restaurante japonês Temaki, no Plano Palumbo. Maaasss...a Abelhinha não foi convidada. Que pena!


Domingo |

04 de novembro de 2012

natal

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

George Azevedo georgeazevedo@digizap.com.br

Lan amento da GLAM em Mossor Ø sempre maior festªo!!! E desta vez nªo foi diferente... A noite de 30 de outubro foi mais do que especial. AlØm de lan ar a 12“ edi ªo, fui pego de surpresa com uma festa pra lÆ de bacana no Requinte Buffet com direito ao agito de AndrØ Luv e DJ Balinha. Festa linda com assinatura da Master Produ ıes e Eventos. Na ocasiªo, rolou super desfiles com as cole ıes: Lor por Lorena Ciarlini com culos Optica Impacto, Maison TrÆfego com Victor Dzenk e Estrela Viva, e Carmen Steffens. Veja o nosso resumo em fotos de Marcelo Bento e Irlanda Carlos.

MOSSORÓ FASHION

Sânzia Fernandes encerrando o show Carmen Steffens ao lado da miss Kelly Fonseca

Hora de apagar a velinha com miss Kelly e mamãe Zoraide Azevedo

Jean Carlo e Sânzia Fernandes com Fernanda Carina

Selma Carneiro com a filha Andreia e a neta Bianca

Zélia Macedo, sempre chique, num look Victor Dzenk

Thays Viana barbarizando com a moda Victor Dzenk para Maison Tráfego

Conceição Souza e a filha Camila

A prefeita Fafá Rosado circulou por lá

Zilene Marques e a filha Taliana Medeiros. Dá-lhe TCM!!!

Carol Fernandes com o casal Edmur Filho e Singride

Tairrane Sena com look Estrela Viva para Maison Tráfego

Luara Rosado e a mãe Andreia. Lindas!!!

Rafaela Paula e Pollyana Simas

Jyokonda Rocha em momento Carmen Steffens

Jully Marques e a moda Lor’por Lorena Ciarlini

Esdras Henrique e Danielle Fernandes. Só love!!

Nilo Amâncio num close GLAM com Mário Filho

Mima Adour e o filho Flavinho,os poderosos da Academia Atividade Fitness

André Luví soltando o som. O cara arrasa!!!

11


natal 12

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 04 de novembro de 2012

scutei um amigo dizer que não sabe quem inventou essa história de que velejar é bom. Para ele isso é coisa de louco e de quem gosta de sofrimento. Pois é, cada louco com sua loucura! Depois de quase uma semana se deliciando com o sol de rachar moleira e com os banhos de mar, em águas de cor indecifráveis, da ilha de Fernando de Noronha, estamos de volta ao continente. Com certeza já falei aqui nesse cantinho de página que nunca gostei da velejada Fernando de Noronha/Natal. É uma navegada desconfortável, provocada por ondas que quebram insistentemente no costado do barco e se espatifam milimetricamente em cima de nossa cabeça. Mas nesse ano de 2012 a coisa foi muito pior. A começar pelo vento, que soprou por um quadrante totalmente oposto aquele tradicionalmente soprado nos meses de Outubro. Suspendemos o ferro numa manhã bonita de Sábado, 20/10, e pela previsão, o vento e o mar não seriam dos melhores. Estávamos fazendo parte da flotilha da regata Fernando de Noronha/Natal – Fenat, promovida pelo Iate Clube do Natal, mas na largada tudo parecia crer que as previsões meteorológicas estavam equivocadas. Apenas parecia! Como o Avoante não é um barco regateiro e participamos dessas festas apenas com intuito da confraternização, optamos por um conjunto de vela de tamanho reduzido, já esperando pela pau-

E

DIVULGAÇÃO

A VIDA TEM DESSAS COISAS

leira anunciada. Mas assim que soou o tiro de largada, como de costume, fomos ficando para trás, velejando em um ventinho muito brando e sobre um mar muito liso. Até ai estávamos cobertos pela sombra da Ilha, mas mesmo assim Lucia ainda comentou que poderíamos trocar a genoa, vela de proa, por outra maior. Ainda fiquei naquela dúvida cruel entre o fazer e o não fazer, mas alguns barcos ao nosso lado, bem maiores, estavam com velas bem pequenas e isso fez com que

deixássemos tudo como estava. Foi a sorte! O Avoante velejava entre 3 e 4 nós de velocidade e a gente ali, de camarote, assistindo a flotilha se distanciar rápido. O mar liso e o vento brando, de través, era tudo o que precisávamos para fazer uma boa velejada até Natal, mesmo com aquelas velinhas de nada, o que seria uma raridade na história do Avoante nesse trecho de mar. A bordo tudo funcionava as mil maravilhas, mas alguma coisa no ar não estava combinando.

Há pouco mais de 25 milhas da ilha uma nuvem mais escura anunciou o primeiro pirajá. Pirajá é uma nuvem carregada de chuva e vento, mas de passagem rápida, e que acende o sinal de alerta a bordo de um barco a vela. Aquele acendeu mesmo, pois a partir dele nada mais funcionou tão bem na engrenagem dos elementos da natureza. O segundo Pirajá ainda pegou a gente tentando se recuperar do primeiro e antes que retomássemos o fôlego entrou o terceiro, e

daí a coisa funcionou bem próximo do anunciado pelas previsões, mas com uns pontinhos acima, e não abandonou o posto durante o restante do trajeto. Naquele marzão de ondas cruzadas e ventos fortes, e contra, o Avoante, que já vinha lento, navegou mais lento ainda. Fiquei feliz em estar com aquelas velinhas diminutas e pensando o que seria da gente se tivéssemos feito a troca. O vento batia fácil a casa dos 28 nós nas rajadas e as ondas não paravam de molhar o cockpit mi-

nuto a minuto. Pelo rádio escutávamos as notícias da flotilha que navegava bem a nossa frente e os problemas que enfrentavam. Houve velas rasgadas e descosturadas. Houve leme quebrado, que ocasionou um preocupante reboque da embarcação. Houve estaiamentos, cabos de aço que sustentam o mastro, partidos e mais um monte de reclamações no fim da velejada. Foi uma velejada para nunca ser esquecida e a mais demorada do Avoante nesse percurso. Quarenta e uma horas, que poderia ter sido muito mais, e para não ficarmos atrás de ninguém no quesito quebras, o nosso piloto automático achou de pifar nas últimas 50 milhas. Sem ter muito que fazer, assumi o comando, debaixo de uma saraivada de banhos de mar, para largá-lo somente em Natal. Relembrando hoje a nossa participação na Refeno e Fenat 2012, velejando nas 660 milhas do triangulo Natal/Recife/Fernando de Noronha/Natal, sou até tentado a concordar com aquele amigo que falei no começo texto, mas não posso, pois a vida tem dessas coisas e cada louco com sua loucura. Teve compensação? Teve! Ganhamos mais uma vez o troféu Tartaruga Marinha, aquele que premia o penúltimo barco a cruzar a linha de chegada. Valeu! Nelson Mattos Filho Velejador: avoante1@gmail.com


Mais de cinco mil atletas, amadores e profissionais, estão inscritos para a prova potiguar. A competição de 5km, 10km e 21km já é considerada a mais importante do Estado. NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

©ISTOCKPHOTO.COM/STEFAN SCHUR

CORRENDO NO PARAÍSO Via Costeira recebe a Meia Maratona de Natal no próximo sábado, dia 10. Largada está marcada para as 16h com a presença de atletas de todo País num desafio entre o mar e as dunas da capital


2

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

MEIA MARATONA DE NATAL

7

í nd i c e RODRIGO SENA

Parceiros e patrocinadores da Meia Maratona de Natal renovam apoio e explicam os motivos para participarem do projeto da corrida de rua mais importante do Rio Grande do Norte

12 O maratonista P. Silva fala sobre a expectativa de disputar, mais uma vez, a prova e também sobre seu objetivo de conquistar o primeiro lugar nos 21km pela primeira vez em sua carreira JUNIOR SANTOS

3 Karlley Pondofe, diretor da Únika Eventos e organizador da Meia Maratona de Natal afirma que está tudo pronto para o maior evento esportivo do Estado

ALDAIR DANTAS

6 Com a mudança no local do percurso da prova, que sai da Rota do Sol para a Via Costeira, os corredores precisam ficar atentos com o novo roteiro da disputa

14 O trânsito na Via Costeira vai sofrer algumas alterações no dia da prova. Os participantes devem ficar atentos para evitar congestionamentos

EXPEDIENTE Meia Maratona de Natal é um caderno encartado na edição da TRIBUNA DO NORTE do dia 05 de setembro de 2010,produzido em parceria com a Unika Eventos,e não pode ser vendido separadamente. Edição Itamar Ciríaco

Textos Felipe Gurgel

Fotos Alex Fernandes

Infografia Bob Calazans

Gerente Comercial Eliana Rocha

Gerente de Marketing Andréia Barandas

Revisão Cássia Maria


NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

MEIA MARATONA DE NATAL

O mar é testemunha

BATE-PAPO Karlley Pondofe »organizador da prova

Com algumas mudanças em relação ao ano passado, a Meia Maratona muda de local e abraça a Via Costeira como o seu novo percurso. Projetos paralelos, como a campanha “Adote um Atleta”, é uma das novidades para esse ano ALDAIR DANTAS

onsolidada como a maior prova de corrida de rua do Rio Grande do Norte, a Meia Maratona de Natal chega a sua 4ª edição com algumas novidades e inovações. A principal delas é a mudança no local da disputa. Sai a Rota do Sol e entra a Via Costeira de Natal. “Poucas provas de corrida de rua são realizadas 100% na faixa litorânea das cidades. Acho que só no Rio de Janeiro e em Fortaleza isso acontece. Natal, com toda beleza da Via Costeira, estava sendo pouco utilizada para a prática de esportes e decidimos mudar o local da prova. Vamos ter uma disputa praticamente a beira mar e não vamos atrapalhar o trânsito da cidade, já que uma faixa da Via Costeira vai ficar livre para o tráfego de carros”, revela Karlley Pondofe, organizador da Meia Maratona de Natal. Outras duas novidades são ações sociais e ambientais que serão realizadas antes e depois da prova. A primeira, social, é a campanha “Adote um Atleta”. Todo participante da Meia Maratona, que puder doar um par de tênis que não use mais, pode fazêlo, no posto de arrecadação que fica na loja Centauro do Midway Mall. “Existem tantas crianças e adolescentes que desistem dos seus sonhos de se transformar em atletas, mas não alcançam seus objetivos por não ter material para correr, não ter dinheiro para comprar um tênis e isso é muito triste. Por isso, decidimos lançar essa campanha para arrecadar o máximo de pares de tênis, para doarmos após a prova”, disse. O cuidado com o meio ambiente também foi levado em consideração pela organização da prova. A praia e o Parque das Dunas,

3

C

“Vai ser sucesso de animação e organização” Quantas pessoas estão envolvidas na Meia Maratona?

Cerca de 300 pessoas, entre policiamento, staffs, coordenadores, delegados técnicos, agentes de trânsito e colaboradores em geral, ainda este ano, teremos entre músicos e apresentações culturais, cerca de 60 envolvidos, como também nossos parceiros da PRAIA DA COSTEIRA, estão com apoiando nos postos de torcida com pessoal próprio, para atender a população. Ou seja, é um evento que detém uma grande quantidade de envolvidos diretamente, para que tenhamos um sucesso garantido de animação e organização. Quantos inscritos?

Até o final desta semana, finalizamos com 5.350 inscritos. Esperamos que, até amanhã, último dia de inscrições, a marca de seis mil participantes seja alcançada. Quantas categorias?

Além das categorias masculino e feminino, das provas de 5k, 10k e 21k, teremos premiações para faixa etária masculina e feminina na prova dos 21k. Karlley Pondofe,organizador da Meia Maratona,está confiante na realização de um grande evento

Quantos copos de água?

fazem parte de todo o percurso e, ao longo dele, os competidores vão fazer uso dos quase 60 mil copos descartáveis, para se hidratarem durante a corrida. Para evitar que esses copos sujem o oceano e também as dunas, Karlley Pondofe, em parceira com a Caixa Econômica Federal, desenvolveram a ideia de, após a prova, recolherem todos os copos descartáveis e doá-los para instituições que trabalham com reciclagem de material. “Hoje em dia a preocupação com o meio ambiente é fundamental. Por isso decidimos lançar essa ação de conscientização”, afirma o organizador da prova. Uma parceria com os hotéis da Via Costeira, permitiu a realiza-

ção da prova no local, já que a Meia Maratona não vai atrapalhar o fluxo dos hóspedes. Pelo contrário: pontos de torcida serão instalados em frente aos hotéis, para proporcionar aos torcedores, acompanhar, com conforto, toda a prova. “Aqui em Natal não se tem o costume de ir para a rua torcer pelos corredores, como notamos em outras cidades. Pensando nisso, vamos colocar pontos de torcida em frente aos hotéis, com toda da infra-estrutura necessária, para que os natalenses e turistas, possam torcer pelos seus familiares ou apenas acompanhar o andamento da prova”, disse Pondofe.

“A Meia Maratona já nasceu grande. Natal não tinha uma prova desse nível. As corridas que existiam, eram para poucas pessoas, no máximo 400. Na nossa primeira edição, em 2009, já conseguimos contar com dois mil participantes. Isso mostra a importância da prova. Os natalenses, que antes tinham que viajar para competir, agora podem correr na sua cidade. Além disso, vários corredores de fora do estado marcam presença na prova. Só no ano passado, dos seis mil inscritos, 2.500 eram de fora do Rio Grande do Norte. Alguns até mesmo de fora do Brasil. A prova já virou internacional e é reconhecida por todos”, finalizou.

Cerca de 60.000 unidades de copos de água, para atender todos os nossos participantes. Quantos homens e mulheres?

Nossa proporção está em 60% - 40%, com maioria masculina. Cerca de 2.100 mulheres irão participar do evento. Isso nos dá um crescimento de 20% no aumento do público feminino. Prova mais procurada?

A prova mais procurada é a de 5k, pois alem de ser mais pratico o treino, é procurado pelas pessoas que desejam iniciar a pratica da corrida de rua. E anualmente, escolhem a MEIA MARATONA DE NATAL para ser o seu batismo.


4

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

MEIA MARATONA DE NATAL


MEIA MARATONA DE NATAL

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

5


6

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

MEIA MARATONA DE NATAL

no caminho certo O novo percurso também demandou mudanças na prova no que diz respeito a infraestrutura, sendo criados vários pontos de apoio e locais das “viradas” para os 5km, 10km e 21km

avenida Senador Dinarte Mariz, mais conhecida entre os natalenses e turistas como Via Costeira, é o pólo dos hotéis luxuoso de Natal. E, vai ser lá que será dada a largada da Meia Maratona de Natal. Os seus quase 12 quilômet-

A

ros de extensão, são propícios para a uma prova desse porte, já que, por ser toda realizada na faixa litorânea da cidade, propicia uma melhor corrida para os participantes. Mas, nem só eles vão poder desfrutar das belezas do local. Os familiares, torce-

dores, admiradores de corridas de rua e os turistas que estiverem por aqui no dia da prova, vão receber uma atenção especial da organização da Meia Maratona, tudo graças a uma parceria com o Pólo Praia da Costeira, órgão que reúne os 11

hotéis da Via. “Precisamos valorizar a Via Costeira, que atualmente, anda meio esquecida pelos natalenses. Vimos nessa parceria com a organização da Meia Maratona, um oportunidade única de dar uma maior visi-

bilidade a essa parte da nossa cidade. Por isso, decidimos abrir os nossos hotéis não só para os participantes, como também para seus familiares e os torcedores”, disse Luiz Sérgio Barreto, presidente do Pólo Praia da Costeira.


NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

MEIA MARATONA DE NATAL

RODRIGO SENA

7

RODRIGO SENA

Parceria pela qualidade de vida no Estado Empresas com os nomes consolidados no Rio Grande do Norte apoiam o maior evento esportivo potiguar e elogiam a organização da Meia Maratona de Natal

Manoel Etelvino,do Nordestão, acredita no potencial da prova

ANA SILVA

realização da Meia Maratona só é possível graças as parcerias construídas ao longo desses quatro anos de existência da prova. A TRIBUNA DO NORTE entrou como parceira, em 2010 e hoje já é co-realizadora da maior competição de corrida de rua do Estado. “Esse tipo de esporte, a corrida de rua, vem tendo um crescimento mundial e a TRIBUNA viu uma grande oportunidade nesse projeto iniciado por Karlley (organizador da prova) e decidimos investir na Meia Maratona, que vem crescendo a cada edição e hoje em dia já é conhecida em todo o Brasil. De acordo com o próprio organizador, a prova cresceu muito depois da parceria com a nossa empresa”, revela a gerente comercial da TRIBUNA, Eliana Rocha. Outras empresas, de diversos segmentos do comércio, com suas marcas consolidadas, decidiram apoiar a Meia Maratona de Natal. A Caixa Econômica Federal é uma delas. Patrocinadora oficial do atletismo brasileiro, o banco também é parceiro da competição. Mesmo realizando suas próprias provas, a instituição sempre seleciona grandes eventos no Brasil para entrar como parceira, mostrando o prestígio da prova que acontece no próximo sábado. “A Meia Maratona de Natal é um evento que já vem dando certo e a CEF teve o interesse em patrocinar a competição, que é uma prova de grande porte e das principais do Nordeste”, justificou a consultora regional de marketing da CEF, Ana Cláudia Albuquerque.

O presidente do Sistema Fecomércio,Marcelo Queiroz JUNIOR SANTOS

A

Eliana Rocha,gerente comercial da TRIBUNA DO NORTE,se mostra satisfeita com o retorno que a empresa vem tendo com a Maratona

Roberto Serquiz, diretor da Santa Maria, revela que a Meia Maratona tem o mesmo princípio que a sua empresa,que é qualidade de vida

A Água Mineral Santa Maria também decidiu participar da prova. “É um evento que a Santa Maria sempre está junto porque está ligado ao nosso segmento, que é saúde e fazer com que as pessoas entrem nessa realidade. Então, uno a importância do evento, em termos econômicos, com a questão da qualidade de vida”, afirma Roberto Serquiz, diretor da Água Santa Maria. O Midway Mall também é um dos parceiros mais antigos da organização da prova e continuam patrocinando a realização da da Meia Maratona de Natal, que vai para a sua 4ª edução. “A idéia é que o Midway esteja junto aos nossos clientes, corredores ou espectadores, promovendo o esporte, a saúde e a qualidade de vida em

está a Cosern. Para a empresa, o evento está ligado às diretrizes do grupo. “Desde 2011 a Cosern patrocina a Meia Maratona de Natal por se tratar de uma iniciativa que proporciona saúde e bem estar aos seus participantes estando, portanto, alinhada com as diretrizes estabelecidas pelo Grupo Neoenegia, que priorizam a gestão socialmente responsável, através do programa corporativo Energia para Crescer”, explicou a gerente do departamento de comunicação institucional da Cosern, Karine Severo. Além de patrocinadora, a rede de supermercados Nordestão, desde o ano passado, participa ativamente da disputa. “A Meia Maratona foi inspiração até para a gente realizar o Circuito Qualidade de Vi-

nossa cidade, neste grande evento que é a Meia Maratona Natal”, disse o supervisor de marketing do Midway Mall, Diego Fernandes. Um dos grandes nomes do Estado no que diz respeito ao apoio aos grandes eventos esportivos no Rio Grande do Norte, o Sistema Fecomercio tem entre suas prioridades o estímulo a esse tipo de evento, através do Sesc. “Fazemos isso por entender que esporte é vida e saúde e a estimulando a sua prática, estamos cuidando da parcela mais importante de toda e qualquer empresa que são as pessoas que a fazem. Não há empresa que seja forte sem este cuidado”, disse o presidente do sistema Fecomércio, Marcelo Queiroz. Pelo terceiro ano consecutivo apoiando a competição também

da. É uma filosofia de trabalho que já tínhamos a intenção de fazer, que é estimular a prática de esportes na cidade, e por isso que continuamos apoiando a Meia Maratona de Natal”, disse Manoel Etelvino, diretor superintendente da rede de supermercados Nordestão. De acordo com a gerente comercial da TRIBUNA DO NORTE, Eliana Rocha, a Meia Maratona de Natal dá retorno para todos os seus parceiros e patrocinadores. “O retorno é muito bom. Somos elogiados por todo mundo, por esse trabalho que fazemos. Não só no dia da prova e sim com tudo que é feito antes, de matéria, divulgação. Só vislumbro um futuro ainda melhor para a Meia Maratona de Natal”, finalizou Rocha.


8

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

MEIA MARATONA DE NATAL


MEIA MARATONA DE NATAL

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

9


NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

O portal TN Online irá transmitir ao vivo todos os detalhes da Meia Maratona de Natal, com matérias, fotos, vídeos e entrevistas numa cobertura jornalística especial

prova em tempo real

MEIA MARATONA DE NATAL Meia Maratona de Natal contará com milhares de participantes, entre corredores e os expectadores da maior competição de corrida de rua do Rio Grande do Norte. Porém, as pessoas que não tiverem como participar ou não tenham a disponibilidade para acompanhar de perto o desempenho dos amigos e os bastidores da prova, terão outra alternativa: acompanhar a cobertura em tempo real do portal TN Online. Através do www.tribunadonorte.com.br, os internautas terão informações instantâneas sobre tudo o que ocorrer antes, durante e depois das provas dos 5km, 10km e 21km. Para isso, a equipe da TRIBUNA DO NORTE preparou cobertura especial. Assim como ocorreu nas edições anteriores da prova, repórteres e fotógrafos da TN estarão espalhados por pontos estratégicos do percurso e no local onde há a concentração de corredores, autoridades e familiares dos competidores. Informações sobre trânsito, estrutura, horários das provas, opiniões dos presentes e os resultados serão veiculadas em tempo real no site, utilizando a página da TN Online. Na cobertura virtual, haverá entrevistas com os favoritos de cada prova e, após o término de cada uma das três provas, serão ouvidos os vencedores das provas de 5km, 10km e 21km. Além deles, também serão ouvidas as pessoas que compõem grupos de corrida, idosos que disputam a prova anualmente e corredores que vêm de várias parte do Brasil para disputar a prova. “Sem-

A

pre há histórias interessantes por trás de cada corredor inspirando outras pessoas a começarem também uma vida mais saudável”, explicou o editor do TN Online, Júlio Pinheiro. Além das informações e dos textos, os leitores do portal da Tribuna do Norte também observarão durante a prova vídeos produzidos no local e galerias de fotos, seja de anônimos ou dos corredores de ponta. Para isso, haverá uma equipe de fotógrafos espalhada por todo o trajeto da prova e no local onde haverá a largada e

a chegada das provas. As imagens, inclusive, continuarão à disposição dos internautas também após as provas. “Teremos galerias de fotos e os atletas poderão ver as imagens no portal”, finalizou Júlio Pinheiro. A Meia Maratona terá início às 16h do sábado (10), mas a cobertura começará já às 14h, trazendo informações sobre o trânsito e concentração dos corredores. O editor do Portal TN Online explica que todos poderão acompanhar de qualquer lugar os detalhes da competição

JUNIOR SANTOS

10


NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

MEIA MARATONA DE NATAL

11

JUNIOR SANTOS

CONSELHOS PARA UMA BOA PROVA Especialistas em preparação física e nutrição, revelam o que os corredores precisam fazer nessa semana que antecede a Meia Maratona, para evitar surpresas desagradáveis durante o percurso. Atenção redobrada na reta final de treinamento

Walter Molina,preparador físico,aconselha que os corredores não façam muito esforço físico nesse período que antecede a competição ALEX FERNANDES

ara quem vai participar da Meia Maratona de Natal, que acontece no próximo sábado, é importante ficar atento a três fatores primordiais para realizar uma boa prova: alimentação, preparação física e o calçado apropriado. Tudo isso para evitar surpresas desagradáveis durante o percurso. Primeiro, o corredor tem que ir manter sua rotina, normalmente, no dia da prova. Não é aconselhável mudar suas táticas no dia da disputa. Realize o alongamento do mesmo modo que nos dias de treino e também a mesma hidratação e a mesma suplementação, para não precisar se adaptar a novidades durante o evento. Simule nos treinos a freqüência e o volume de hidratação e suplementação que vai utilizar durante a prova. Beba de 150ml a 250ml de água a cada 15 minutos depois da primeira hora de prova. “É importante para os corredores que eles tenham uma boa alimentação nesse período que antecede a prova e também durante a Meia Maratona e depois. Carboidratos são extremamente úteis para os treinos e também na prova, assim como os líquidos. A disputa vai ser muito difícil, principalmente na volta, já que os competidores vão ter que subir ladeiras. Então, sempre é bom estar bem alimentado e, principalmente, hidratado”, afirma Walter Molina, um dos mais experientes preparadores físicos de

P

Os suplementos são fundamentais para que o participante da Meia Maratona possa realizar uma boa prova.Mas,os especialistas alertam para o uso das substâncias,que devem ter acompanhamento ADRIANO ABREU

Natal, com larga experiência em corridas de rua. É importante também que o atleta chegue no dia da prova com sua tática definida, principalmente já conhecendo o percurso, para evitar surpresas. A alimentação, hidratação e suplementação também é importante, principalmente no dia da prova. “A participação das proteínas na dieta cotidiana do corredor tem de ser entre 15% e 20% do total do volume calórico, ou de 1,3g a 1,7g por quilo de massa corporal. As proteínas servem para manter a produção dos tecidos e auxiliar no

A nutricionista Karla Silveira aconselha uma dieta rica em carboidratos

processo de recuperação do organismo”, afirma a nutricionista Karla Silveira, A gordura deve compor entre 10% e 15% do volume calórico e, ingerida nas quantidades corretas, é uma importante fonte de energia e também participa da regeneração do tecido muscular. As roupas e o calçado necessitam de uma atenção especial dos corredores. Use camisetas de nylon, dryfit ou de coolmax, que possibilitam secar o suor mais rapidamente e são leves. Evite as de algodão e as apertadas. As de algodão são mais pesadas e demoram a secar. As apertadas podem lhe causar irritações e assaduras. O protetor solar, mesmo a prova acontecendo no final da tarde, vai servir para proteger os corredores no início da Meia Maratona. Os tênis são um caso a parte. De acordo com a professora de educação física e especialista em avaliação e prescrição de exercício, Danielle Mafra, a qualidade de um calçado não pode e nem deve ser avaliada pelo seu valor em dinheiro ou pela sua marca. “As pessoas se enganam achando que o tênis mais caro é o melhor. Isso não é verdade. O melhor calçado é aquela que ajuda na sua pisada e é confortável. O participante não deve usar um tênis novo em uma corrida. Pode causar vários problemas, como bolhas nos pés, que incomodam”, finaliza Danielle.


12

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

MEIA MARATONA DE NATAL JUNIOR SANTOS

Experiência para conquistar o ouro aior nome potiguar na Meia Maratona de Natal, José Pereira da Silva, mais conhecido como P. Silva, entra na disputa, esse ano, para quebrar um tabu das duas últimas edições da prova: chegar em primeiro lugar no pódio e deixar para trás os corredores de Garanhuns/PE, adversários mais fortes do corredor potiguar. “Fui vice campeão nas duas últimas edições da Meia Maratona, nos 21k

M

e fiquei sempre atrás dos pernambucanos. Agora, vou tentar subir no lugar mais alto do pódio”, revelou P. Silva. Mas, o objetivo vai ser complicado de ser alcançado, já que o atleta se recuperou, há pouco tempo, de uma lesão muscular na panturrilha direita, o que atrapalhou um pouco o seu treinamento. “ Tive que dar uma parada nos treinos, porque estava a sentindo muitas dores quando corria. Lesão

muscular é sempre complicado. Me afastei dos treinos e também de algumas competições. Mas, estou 100% recuperado e vou tentar entrar forte na disputa. Se eu não tivesse sofrido essa contusão, com certeza entraria na prova como o grande favorito. Infelizmente isso aconteceu, mas vou querer chegar em primeiro, de qualquer jeito”, afirma o maratonista potiguar. Experiente, com 39 anos de idade, sendo 22 deles dedicados aos atletismo, P. Silva revela que o percurso desse ano vai ser difícil para os competidores, principalmente porque, segundo ele, está ventando muito em Natal nessa época, o que pode dificultar a prova para alguns. “Se estiver ventando assim no dia da prova, com certeza vai ser um fator a mais de dificuldade. Por isso, é bom o corredor economizar energia na primeira parte da prova, para poder ter forças no retorno, já que, além do vento, também vão ter as subidas”, aconselha Silva.

P.Silva é o grande nome do atletismo potiguar para conquistar a medalha de ouro na prova dos 21km na Meia Maratona de Natal


MEIA MARATONA DE NATAL

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

13

Juventude para ser campeã JUNIOR SANTOS

s mulheres são uma atração à parte na Meia Maratona. A beleza e o charme chamam atenção do público. Mas, nem todas estão preocupadas apenas com a aparência e sim com os resultados finais da disputa. É o caso de Gerlane Iara, uma das favoritas para a medalha de ouro na disputa dos 5k. Na prova do ano passado, ela chegou em segundo lugar, ficando atrás das atletas de Garanhuns/PE. Agora, esse ano, Iara pretende ultrapassar suas marcas e seus tempos e conseguir a medalha de ouro na sua categoria. “Venho treinando forte para poder alcançar esse objetivo, que é o primeiro lugar. Vinha participando de outras provas aqui em Natal, como forma de treinar para a Meia Maratona e estou me sentindo bem. Quero superar as minhas marcas”, afirma Gerlane. O novo percurso da prova é um

A

aliado para a atleta potiguar. E ela explica o motivo. “Mesmo fazendo esse calor que está em Natal, amo correr na Via Costeira. Gosto do sol, daquele vento e faço alguns dos meus treinos lá. Então, conheço bem o percurso e isso pode me ajudar na hora da corrida”, revela. Caso não consiga atingir seu objetivo, de chegar em primeiro, Gerlane Iara não desanima. De acordo com ela, o tempo final da prova pode ser mais importante do que a conquista da medalha de ouro. “Às vezes, chego em primeiro na prova, mas não consigo melhorar meu tempo e isso me deixa com raiva. Também tem vezes que chego em quarto, quinto lugar, mas melhoro meu tempo. Então, vou correr para alcançar os dois: primeiro lugar e um tempo melhor. Espero conseguir, o que seria perfeito para mim”, encerra Iara.

Gerlane Iara vem treinando forte para conseguir subir mais um degrau no pódio e chegar em primeiro


14

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

MEIA MARATONA DE NATAL JUNIOR SANTOS

O estacionamento do Centro de Convenções estará liberado para os corredores e para o público em geral,evitando assim um número maior de veículos em circulação na região

om a proximidade da Meia Maratona de Natal, que acontece no próximo sábado, dia 10 de novembro, na Via Costeira, a organização da prova vai se desdobrando para deixar tudo organizado para receber os participantes, como também os torcedores que irão prestigiar o evento. E, o trânsito naquela região vai ter uma atenção redobrada, para evitar transtornos para a população de Natal. A primeira decisão a ser tomada foi que, em todo o percurso, uma faixa de trânsito vai ficar livre para os automóveis. Primeiro, para que os natalenses possam utilizar a Via Costeira. Segundo, para evitar que os turistas que estão hospedados nos hotéis ali instalados, fiquem impossibilitados de trafegarem. “O nosso principal objetivo é minimizar, ao máximo, o impacto no trânsito de Natal. Por isso decidimos fazer a prova inteiramente na Via Costeira, para evitar problemas com o restante da cidade. Além disso, vamos ter a colaboração do Centro de Convenções, que vai ceder seu esta-

C

trânsito liberado Aproximadamente 50 agentes da Semob e do Departamento de Polícia Rodoviária Estadual estarão de plantão para garantir a segurança dos corredores e a fluidez do tráfego na área da corrida cionamento para os participantes possam colocar seus carros lá. Naquela região ali, também existem várias ruas que podem servir de estacionamentos. Já tivemos uma conversa com a Secretaria de Mobilidade Urbana e com o pessoal do Distrito de Polícia Rodoviária Estadual e estamos definindo os últimos pontos para que tudo saia da melhor forma possível”, revelou Karlley Pondofe, diretor da Unika Eventos, empresa que organiza a Meia Maratona. Como a prova já aconteceu na Via Costeira, em 2010, o diretor de fiscalização e intervenção viária

da Semob, Kennedy Diniz, revela que não deve acontecer nenhum transtorno para a população que não participar da Meia Maratona de Natal. “ Por a prova já ter acontecido naquele local, vai facilitar para elaborarmos o nosso plano para o dia. Já tivemos uma reunião com a organização da Maratona e ainda vamos marcar outra, para essa semana, para definirmos tudo, para que ninguém seja penalizado”, informou Diniz. O pensamento da Semob é de interditar alguns trechos do percurso, para evitar algum aciden-

te. “A expectativa é de interditarmos o trânsito já na parte da manhã, para que a organização da prova possa acertar os últimos detalhes. Mas, esses pequenos detalhes que faltam, iremos acertar nessa semana, para que tudo corra na maior normalidade possível”, disse Diniz. A princípio, o trânsito na Via Costeira vai fluir apenas no sentido Ponta Negra-Centro e deve ficar liberado até as imediações da praia de Areia Preta. O trecho que compreende a Praia dos Artistas e do Meio, deve ficar interditado para os veículos, deixando o es-

paço apenas para os corredores. “O processo todo está sendo muito tranquilo. Tenho certeza de que a Meia Maratona não vai atrapalhar o trânsito de Natal. Estamos fazendo os estudos necessários para que ninguém seja penalizado”, adiantou o secretário da Semob, Márcio Sá. Cerca de 20 agentes de trânsito da secretaria municipal de mobilidade urbana e mais o contingente do Distrito de Polícia Rodoviária Estadual (DPRE), vão ficar responsáveis por toda logística do trânsito na região, no dia da prova.


NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

MEIA MARATONA DE NATAL

15

OS MANDAMENTOS PARA A CORRIDA DE RUA Além das dicas de alimentação,hidratação e concentração vale a pena conferir os detalhes para um bom treino preparatório e para o dia da prova

RESPEITE OS PERÍODOS DE DESCANSO

CALCULE A DISTÂNCIA PERCORRIDA

A RECUPERAÇÃO COMEÇA LOGO APÓS O TREINO

ENCONTRE A PROPORÇÃO PERFEITA

Entre os treinos é necessário um período de descanso para seu corpo se recuperar dos desgastes, realizar a supercompensação e também evitar lesões e fraturas. Treinar antes de o corpo completar esse processo prejudica sua performance.O período de descanso é maior quanto maior o volume ou intensidade do treino.

Se onde você corre não há marcadores de distância,utilize métodos alternativos.Muitas cidades adotam a numeração métrica,que dá aos imóveis os números aproximados em metros da distância do início da rua.Para lugares onde não há nenhuma forma de medir,faça o trajeto do treino de carro,de bicicleta com marcadores,pedômetro ou monitor cardíaco com GPS,ou ainda,calcule o número de quarteirões -em média seis quadras completam um quilômetro.

Alimente-se e hidrate-se logo que acabar um treino de alta intensidade ou volume,pois a primeira hora após o exercício é a mais importante do processo de recuperação,que,no entanto,é contínuo e depende também da qualidade do sono e do descanso.

Adapte a distribuição dos treinos aos seus objetivos.Maratonistas têm de ter um volume maior nos longos,com cerca de 60% do volume em treinos de intensidade leve e apenas 10% de alta.Já corredores de 10km precisam de 40% do volume de carga leve e de 20% em intensidade alta.

TREINE LADEIRA ACIMA É um treino excelente para o trabalho específico de força.Para vencer mais facilmente as subidas nas provas e nos treinos,incline levemente o corpo à frente. A PASSADA É SUA ASSINATURA Não há uma medida exata do número de passadas por minuto. Cada atleta imprime um ritmo e um comprimento à passada. Quanto mais flexível,maior a passada,e,quanto mais preparado o atleta,mais constante o ritmo e maior o número de passadas por minuto,mas mesmo entre atletas de mesmo nível,as passadas variam de tamanho e ritmo. NÃO ALTERE SUA ROTINA NO DIA DA PROVA Não faça nada diferente no dia da prova.Realize o alongamento do mesmo modo que nos dias de treino e também a mesma hidratação e a mesma suplementação,para não precisar se adaptar a novidades durante o evento.Simule nos treinos a freqüência e o volume de hidratação e suplementaçã que vai utilizar durante a prova.Beba de 150ml a 250ml de água a cada 15 minutos depois da primeira hora de prova. NÃO APERTE MUITO O CADARÇO Cadarços muito apertados podem irritar a pele,comprimir os tendões ou até mesmo prejudicar a circulação,causando inchaços. Mas cuidado para não deixar frouxo e ter que parar para amarrá-los.Para resolver isso, passe o cadarço na última casela do tênis e volte para a penúltima, onde poderá amarrar forte sem apertar o pé.

EVITE LADEIRA ABAIXO Descidas castigam as articulações, pois aumentam o impacto e forçam a abertura das passadas. Nas provas,quando não pode fugir delas,mantenha o equilíbrio e não aumente o tamanho da passada nem a velocidade. A MAIOR PARTE DA DIETA DEVE SER COMPOSTA DE CARBOIDRATOS A dieta cotidiana dos corredores tem de ter entre 60% e 65% do volume calórico concentrado em carboidratos.Se for disputar provas longas,tem de fazer um estoque extra de glicogênio aumentando esta participação para 70% a 75% da dieta. PARA DEPOIS DA PROVA Aplique uma sessão de massagem e uma de gelo nos principais músculos,para recuperar do desgaste e prevenir inflamações.O gelo age como um antiinflamatório natural NÃO UTILIZE SUPLEMENTOS SEM ORIENTAÇÃO Se tiver interesse em utilizar suplementos mais complexos, como BCAA ou creatina,consulte o nutricionista,que poderá prescrever uma dieta adequada às suas necessidades e sem riscos. Evite também as dietas da moda. Elas não levam em consideração o equilíbrio entre os grupos de alimentos e podem prejudicar sua saúde.

MANTENHA A MÃO FECHADA Você deve correr com a mão fechada,mas não apertada.A medida é como se segurasse um canudo de papel sem amassar. SIMULE AS CONDIÇÕES DA PROVA Para quem está se preparando para uma prova específica,vale a pena simular as condições da prova,como o horário de acordar e de correr,o relevo do percurso,a hidratação e a suplementação,no caso de provas mais longas.Este treino,no entanto,deve ser realizado pelo menos um mês antes da prova,para dar tempo de o corpo se recuperar. VÁ PARA A PROVA COM SUA TÁTICA DEFINIDA Conheça o percurso e seus limites e vá para a prova com uma meta definida.Mentalize quais podem ser os problemas a serem enfrentados e as possíveis reações.Nas provas longas, controle a ansiedade e comece devagar,até encaixar o ritmo.

MOVIMENTE OS BRAÇOS JUNTO AO CORPO Os braços devem se mover junto ao corpo,formando um ângulo de 90º no cotovelo.Os ombros devem ficar relaxados. DIMINUA O VOLUME ANTES DAS PROVAS Descanse antes das provas e isto não vale apenas para os iniciantes. Quanto maior a prova e o desgaste dos treinos correspondentes,mais tempo de descanso para chegar à prova em boas condições.Para a maratona,é aconselhável fazer o último treino longo três semanas antes da prova;para provas mais curtas, como a de 10km,o descanso é de quatro a sete dias. AQUEÇA ATÉ 30 MINUTOS ANTES Não aqueça muito antes da prova, pois,dependendo do tempo,corre o risco de iniciar a corrida já desaquecido.

CUIDADO COM O VOLUME DO SOM

NÃO “BATIZE”UM TÊNIS NOVO NA CORRIDA Compre o par de tênis que vai utilizar em uma prova pelo menos três semanas antes do evento, para poder se acostumar ao calçado e não ter problemas de aperto,desconforto ou lasseamento excessivo durante a corrida.Ande alguns dias com ele, depois faça algumas sessões de treinamento para,só então, colocá-lo para ser usado nas provas.

Além de prejudicar a audição, ouvir música muito alta nos treinos coloca em risco sua segurança,pois lhe impede de escutar sons que podem indicar perigo.É melhor não escutar música nas corridas na rua,mas,se não conseguir correr sem os fones, corra na esteira.

PROTEJA-SE DO SOL Não corra em horários em que o sol esteja a pino,prefira correr no começo da manhã ou no final da tarde.Se o dia estiver muito quente,mesmo nestes horários, utilize boné ou viseira e protetor solar nos braços.

DESCANSE TRÊS DIAS APÓS A PROVA Não se deve treinar nos três dias posteriores a uma prova longa como a maratona.Apenas caminhe ou trote de leve neste período.

CONHEÇA SEU RITMO A cada treino,preste atenção no ritmo em que está correndo e na sua percepção de esforço,para reconhecer o que é fraco, moderado,um pouco forte,forte,e muito forte.Acompanhe sua freqüência cardíaca e sua evolução em cada treino para avaliar se está se desenvolvendo no ritmo certo,dar feedback para seu treinador e correr suas provas. OLHAR NO HORIZONTE E PASSADAS HOMOGÊNEAS Mantenha o olhar no horizonte e as passadas homogêneas.Isso ajuda a manter o movimento e o corpo equilibrados, economizando energia durante os treinos e as provas RESPEITE SEUS LIMITES DURANTE A PROVA Não hesite em diminuir o ritmo ou até andar,se estiver apresentando sinais de fadiga.Não é demérito e se trata de uma questão de segurança e preservação:você poderá correr a próxima prova em boas condições.Verifique a temperatura média e o relevo do percurso para poder ter controle da situação quando for correr. NÃO ADOTE METAS RÍGIDAS Para não avaliar negativamente sua participação nas provas e não enfrentar frustrações à toa,não estabeleça metas rígidas,como um tempo específico.Estabeleça metas alternativas ou abrangentes,como completar a prova ou terminá-la em certo intervalo. LARGUE ATRÁS Na largada,não fique próximo ao pelotão de elite,a menos que esteja nele.Procure um local atrás, onde possa desenvolver seu ritmo sem atropelos e sem ser atropelado USE ROUPAS LEVES E CONFORTÁVEIS Use camisetas de nylon,dryfit ou de coolmax,que possibilitam secar o suor mais rapidamente e são leves.Evite as de algodão e as apertadas.As de algodão são mais pesadas e demoram a secar.As apertadas podem lhe causar irritações e assaduras. FONTE:COOPJUD


16

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE DOMINGO • 04 DE NOVEMBRO DE 2012

MEIA MARATONA DE NATAL


esportes

HOJE NA TV

16h00 -São Paulo x Fluminense - TV Globo 17h30 - Coritiba x Atlético/MG; SporTV

RÁDIO GLOBO NATAL

7h - Esportes em Debate Especial 16h00 -São Paulo x Fluminense

O Brasil tem condições de fazer bonito dentro e fora de campo em 2014? Acredito que sim. Vai ser uma Copa bem interessante para o Brasil, em todos os aspectos. Vai acontecer, vai sair, será uma Copa muito boa. Estou bem positivo e otimista. Claro que em termos de infraestrutura não vai ser tudo aquilo que todo mundo gostaria que fosse, mas em termos de evento será muito bom. Como você vê a nova safra de jogadores da seleção? O Neymar vive um momento fantástico. Ele é um jogador mui-

Bileu é um dos “homens de ferro” do futebol potiguar. PÁGINA 6

CURIOSIDADES

DICAS

NÚMEROS

A Meia Maratona de Natal passa a ser disputada este ano na Via Costeira com percursos de 5km,10km e 21 km.

Os interessados em se inscrever na Meia Maratona podem acessar o Portal da Tribuna do Norte.

6MIL Corredores de Rua irão invadir a Via Costeira no próximo sábado para a Meia Maratona.

Como você vê a possibilidade de disputar o Mundial de 2014 no seu próprio País? Jogar a Copa já é uma responsabilidade muito grande, pois o Brasil sempre entra como favorito em qualquer competição e com a obrigação de ganhar. E em casa isso é maior ainda, vai ter uma cobrança, mas temos uma geração muito boa. No meu caso, pessoalmente, faltam dois anos e estou voltando agora para a seleção. Preciso buscar meu espaço, me reafirmar e aí vamos ver o que acontece. Como foi esse seu retorno à seleção brasileira (passou dois anos sem ser convocado até disputar os amistosos de outubro com Iraque e Japão)? Eu me senti muito bem, me acolheram super bem, tanto a comissão técnica quanto os jogadores. Foi gostoso, pois o ambiente da seleção brasileira é muito positivo.

SÉRIE B

Editor: Itamar Ciríaco e-mail: esporte@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 04 de novembro de 2012 RAFAEL RIBEIRO

“HOJE ESTOU FISICAMENTE BEM PARA JOGAR E CONFIANTE”

ENTREVISTA/KAKÁ/MEIA DA SELEÇÃO BRASILEIRA

P

aris (AE) - Se a temporada passada foi para esquecer, Kaká já colocou na cabeça que na temporada atual será o momento de mostrar ao mundo que ainda pode apresentar um ótimo futebol. Chamado novamente pelo técnico Mano Menezes para defender a seleção brasileira, o meia do Real Madrid garante em entrevista exclusiva que não pensa em voltar para um clube do Brasil tão cedo e lembra que será uma responsabilidade muito grande disputar a Copa de 2014 em casa.

to talentoso e tive a oportunidade de conviver com ele por duas semanas nesse período na seleção. Gosto muito também do Oscar e tem ainda o Lucas. Eles têm demonstrado um talento muito grande. Tem o Thiago Silva, o David Luiz e o Marcelo, que é meu companheiro de clube. Infelizmente ele teve uma contusão agora, mas é um jogador fantástico. Essa gera-

ção é muito talentosa. Muito se fala na saída do Neymar do Brasil. Cabe ele no Real Madrid? A primeira coisa que tem de ver é que ele precisa querer sair. Cito meu exemplo: eu tinha o sonho de jogar em um grande clube europeu e quando apareceu a oportunidade no Milan, eu fui. Isso é mui-

to dele e, no momento que quiser, as portas dos grandes clubes europeus estarão abertas, até pelo talento que ele tem. Está nas mãos dele. Enquanto achar que deve ficar no Brasil, tem de ficar, pois para ele está sendo bom, fazendo as coisas dele e até entrando na lista dos melhores do mundo. O torcedor do São Paulo sempre

sonha com sua volta. É possível que isso aconteça na próxima temporada? Não é um plano a curto prazo, não é minha ideia voltar para o Brasil. Claro que, se voltasse, a prioridade seria o São Paulo, mas espero ficar na Europa por mais alguns anos e depois, sim, pensar em um possível retorno.

Qual é a diferença desta temporada para a anterior? Eu acho que esses jogos que eu fiz com a seleção foram muito bons para mim. Deu para ver que estou em boas condições, consigo jogar bem e pessoalmente foi importante. No Real eu venho jogando, não com certa continuidade, mas esses dois jogos me deram confiança para saber que estou bem. Essa temporada está sendo de reafirmação, até mais para mim mesmo, porque antes sabia que não estava bem. Vinha sempre lutando, fazendo os exercícios e treinando para ter a forma que eu gostaria, mas não dava certo. Hoje estou fisicamente bem para jogar e confiante. Cogitou em algum momento sair do Real Madrid? Em nenhum momento pensei nessa hipótese. Até mesmo quando surgiram muitas vozes no mercado de verão não cogitei essa saída, porque acreditava que poderia acrescentar muito ao Real Madrid. Essa foi minha ideia e meu planejamento de continuar no clube. Você acredita que tenha condições de acrescentar algo à equipe? Eu tenho mais três anos de contrato e acho que ainda posso acrescentar e dar muito para o clube. Para finalizar,quais são seus sonhos para os próximos anos? A princípio, quero continuar no Real, buscar meu espaço e ter uma vaga na seleção. Mais para frente é disputa a Copa e conquistar os títulos com o clube.


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esporte

Domingo | 04 de novembro de 2012

BELO HORIZONTE: MINEIRÃO

FOTOS:CBF/DIVULGAÇÃO

FORTALEZA: ESTÁDIO CASTELÃO

2011

Outubro de 2012

2011

Até o ano passado o estádio de Fortaleza ainda iniciava a obra de adequação de uma parte do Castelão que foi implodido para abrir espaço aos novos camarotes, área VIP e também para todo o setor de imprensa.Os trabalhos iniciados em ritmo acelerado garantiram o adiantamento dos serviços.

As obras na Arena Castelão,em Fortaleza,atingiram 91,06% .O percentual foi divulgado pelo Consórcio Construtor,formado pelas empresas Galvão Engenharia e Andrade Mendonça.O estádio vai ser sede de três partidas da Copa das Confederações,em 2013,e de outras seis da Copa do Mundo da FIFA.

Além da reforma completa da parte interna do estádio,o ano também marcou uma remodelação total na área que cerca todo complexo esportivo,com destaque para a obra do estacionamento coberto,uma exigência feita pela Fifa para jogos da Copa do Mundo.

MANAUS: ARENA AMAZÔNIA

CONTRA O TEMPO

2011 A obra teve problemas de repasse dos recursos logo de início,mas parte da arquibancada inferior e todas as bases da construção foram antecipadas,o que garantiu um bom avanço nos trabalhos,evitando que as desconfianças tirassem Manaus da Copa do Mundo.

Outubro de 2012 O atraso em seis meses na entrega da obra (a estimativa inicial de entrega era em junho de 2013) é resultado do bloqueio temporário de recursos.A obra está 45% construída.As primeiras vigas que vão sustentar a arquibancada superior da Arena da Amazônia começaram a ser instaladas,no setor leste.

Alguns estádios brasileiros terão que estar prontos já em 2013 para a disputa da Copa das Confederações. Outros, como a Arena das Dunas, em Natal, tem um prazo maior, mas todos encaram um calendário de entrega bastante apertado Apesar das recorrentes críticas feitas à Copa no Brasil, O excraque da Seleção Brasileira, Ronaldo defende o evento, que pode trazer muitos benefícios para o País. “Temos que estar orgulhosos de que vamos receber o maior evento do mundo. Os investimentos que estão sendo feitos hoje, não seriam feitos se não houvesse a Copa do Mundo”, disse o jogador, que também vê avanços para o futebol brasileiro. “Ficaríamos jogando nesses estádios velhos até cair um. É um grande legado que a Copa do Mundo vai deixar. Precisamos pegar esse legado e fazer com que o futebol brasileiro seja jogado como o futebol europeu, com aquela velocidade”, projetou ele. Garoto-propaganda da Copa do Mundo de 2014 e integrante

do Comitê Organizador Local (COL), o ex-jogador Ronaldo teme possíveis problemas que o evento, a ser realizado no Brasil em dois anos, pode ter. “Transporte até o estádio, até o aeroporto. Vai ter muita gente vindo para cá. A gente se preocupa diariamente com todos esses aspectos. A preocupação é mais generalizada em receber os turistas e que a Copa do Mundo seja um evento como sempre foi: bem organizado”, disse Ronaldo. Atacante com passagens por clubes como Real Madrid, Barcelona, Internazionale, Milan e Corinthians, Ronaldo se tornou empresário do mundo do esporte depois de se aposentar. Além de uma agência de marketing esportivo, o ‘Fenômeno’ se envolveu com a organização da Co-

RECIFE: ARENA PERNAMBUCO

pa a pedido de Ricardo Teixeira, ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do COL. “Eu sempre quis me envolver. Eu queria ser um ‘político do futebol’. Não quero ser dirigente de clube. O convite caiu do céu. Eu vi que poderia fazer alguma coisa pelo meu país e tem funcionado muito bem. A gente tem confiança que vai conseguir entregar (tudo) a tempo. Eu já faço parte da família FIFA. Gostaria de ficar com eles para sempre. Eu vejo a organização e os projetos deles pra futebol. Eu quero seguir nisso que estou fazendo: Política do futebol”, disse ele. Mas Ronaldo parece que terá boas surpresas ao menos no que diz respeito aos estádios. O balanço das obras aponta para que todos estejam prontos nas datas

corretas em tempo para testes e para o início das competições. A Arena das Dunas, em Natal segue como a mais atrasada em relação aos outros estádios no País. No entanto, o atraso está dentro do cronograma e a obra, segundo o governo do estado e a construtora OAS será entregue inclusive com antecipação. Fortaleza segue como a grande líder e já será inaugurado o novo Castelão em dezembro. Em segundo lugar vem a obra de Minas Gerais, no estádio Mineirão, seguida por Brasília (Mané Garrincha) e Salvador (Fonte Nova), além do Maracanã (Rio de Janeiro). Por fim, o Beira Rio, em Porto Alegre, Cuiabá com a Arena Pantanal, Manaus e a Arena Amazônia, além de Recife com a Arena Pernambuco, seguem no cronograma.

SÃO PAULO: ESTÁDIO ITAQUERÂO

2011

Outubro de 2012

2011

As obras da Arena Pernambuco,que ficam fora da cidade de Recife,tiveram atraso por conta de problemas no licenciamento ambiental e também no processo de licitação,lançando dúvidas sobre a capacidade do Estado de ser sede da Copa das Confederações.

A Arena Pernambuco,que está sendo erguida em São Lourenço da Mata,na Região Metropolitana do Recife,receberá o seu jogo inaugural no dia 14 de abril de 2013,um domingo.As equipes que se enfrentarão ainda vão ser definidas.O estádio pernambucano alcançou 64% de avanço físico.

Com o apoio do ex-presidente Lula e da Prefeitura e do Governo de São Paulo,a Arena Corinthians - Itaquerão - foi uma das que teve avanço mais rápido dentre as que começaram sua obra do “zero”. As fundações foram construídas em tempo recorde.

PORTO ALEGRE: BEIRA-RIO

BRASÍLIA: ESTÁDIO MANÉ GARRINCHA

2011

Outubro de 2012

2011

O Estádio Beira-Rio teve problemas com a empresa vencedora da licitação para a obra que exigia uma garantia maior que a concedida pelo Internacional,dono da arena.Graças à intervenção do Governo do Estado,o impasse foi resolvido e a obra teve continuidade.

Pelo cronograma apresentado,a entrega do Beira-Rio está mantida para dezembro de 2013.Atualmente,a reforma do estádio que receberá cinco jogos da Copa está com 38,6% de conclusão e há quase 800 funcionários.As primeiras estruturas da nova cobertura começarão a ser erguidas nos próximos dias.

Bastante questionado pelas enormes dimensões para Brasília,o Estádio Mané Garrincha foi um dos primeiros a ser iniciados e,embora tenha sido preciso duas implosões para derrubar a estrutura antiga,avançou com tranquilidade. Acidentes também marcaram o início dos trabalhos.


Domingo | 04 de novembro de 2012

esporte

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

3

BIA ALVES

FOTOS:CBF/DIVULGAÇÃO

RIO DE JANEIRO: ESTÁDIO MARACANÃ

Outubro de 2012

2011

Outubro de 2012

O plantio de mudas de grama teve início e foi escolhida a espécie “bermuda celebration”, indicada para gramados esportivos de clima tropical.No Mineirão, serão usadas 60 mudas por metro quadrado,totalizando cerca de 540 mil mudas em toda a área gramada.Cadeiras já foram instaladas.

A obra passou por vários problemas no que diz respeito a greves e também mudanças no projeto que foram questionadas,inclusive na justiça.A mudança na arquitetura original do estádio também gerou protestoss pelo fato de o Maracanã ser um local tombado pelo patrimônio histórico.

O sistema de drenagem,que começou a ser implantado,tem capacidade de vazão de água da chuva de 230 milímetros,por hora,o dobro da média de precipitação pluviométrica registrada nos meses de dezembro e janeiro,época em que mais chove na região,considerando os índices dos últimos dez anos.

NATAL: ARENA DAS DUNAS

CUIABÁ: ARENA PANTANAL

2011 e outubro de 2012 As vigas de sustentação do setor oeste do anel superior da arquibancada da Arena das Dunas – as vigas-jacaré – começaram a ser instaladas.O estádio está com 38,57% do trabalho concluído.No anel inferior,já estão terminados os setores oeste e sul.O setor leste está em fase de finalização.A Arena das Dunas vai receber quatro partidas da fase de grupos da Copa do Mundo da FIFA 2014.O estádio terá capacidade para 43 mil torcedores,com 10 mil assentos removíveis. A previsão de entrega é para dezembro de 2013.O investimento na construção da nova arena será de R$ 417 milhões,sendo R$ 396,5 milhões de financiamento federal.De acordo com informações do Governo do Estado,a intenção do consórcio que está tocando a obra é que em dezembro a marca de 50% seja ultrapassada para,no primeiro semestre de 2013,concluir a cobertura e em seguida iniciar a finalização do estádio com as partes de acabamento e também da drenagem do gramado e o plantio da própria grama.O estádio potiguar foi o último a ser iniciado e por isso sempre tem figurado como um dos mais “atrasados”na execução.Apesar disso,o Governo sempre garantiu que a obra cumpre o cronograma,estando,inclusive,em alguns pontos,com os serviços adiantados.

2011 A Arena Pantanal sofreu forte oposição de início,mas depois foi abraçada pelo Governo como prioridade,tendo avançado muito em seus trabalhos.A expectativa criada em torno dessa obra seria de que ela estaria entre as mais ecológicas da Copa.

Outubro de 2012 As obras da Arena Pantanal,sede de quatro partidas da Copa do Mundo da FIFA 2014,atingiram 47% de conclusão.A montagem das arquibancadas inferior e superior do lado oeste do estádio foi concluída.Já é possível ver todos os degraus colocados.O mesmo processo avança nos setores norte,sul e leste.

CURITIBA: ARENA DA BAIXADA

Outubro de 2012

2011

Outubro de 2012

A Arena do Corinthians está com 51,38% de conclusão das obras.No início do mês foi colocado o primeiro módulo da estrutura metálica da cobertura do prédio leste do estádio de São Paulo.A peça mede 75 m de comprimento,pesa 150 toneladas e faz parte da estrutura que sustentará o “teto”da arena.

Sem poder contar,em princípio,com a ajuda do Governo,por ser um estádio particular,de posse do Atlético/PR,a Arena da Baixada foi um dos últimos a iniciar o processo de reforma.A obra teve início praticamente no final de 2011,depois de fechada para os jogos do Rubro-Negro.

A Arena da Baixada,em Curitiba,está com 45,74% do projeto finalizado,entre intervenções de reforma e novas construções no estádio.No momento,são sete frentes de trabalho,como demolições,obras civis,estacas e terraplanagem.Palco de quatro partidas,a arena terá capacidade para 41 mil espectadores.

SALVADOR: ESTÀDIO DA FONTE NOVA

Outubro de 2012

2011

Outubro de 2012

A construção do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha está com 81% de sua execução finalizada.O próximo passo é a montagem da cobertura. Fabricados na Inglaterra e na China,os 48 macacos hidráulicos,que irão içar os cabos que sustentarão a cobertura,estão sendo calibrados e inspecionados.

A obra da Fonte Nova avançou muito no ano de 2011.Após a implosão,uma das primeiras entre os estádios que estão sendo construídos,a remoção dos escombros e construção das bases foram feitas em alta velocidade.Com apoio popular e dos governos,a obra teve problemas apenas com greves.

Palco de Salvador para três partidas da Copa das Confederações de 2013 e outras seis da Copa do Mundo de 2014,a Arena Fonte Nova tem74% de conclusão das obras.A superestrutura do estádio,com a construção das arquibancadas,vigas, lajes e pilares,foi finalizada,assim como o anel de compressão da cobertura.


4

esportes

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 04 de novembro de 2012

Jogando fora de casa contra o São Paulo que está em uma fase de crescimento no torneio, o Tricolor carioca aposta num resultado positivo para tornar a vantagem que tem ainda mais folgada [ BRASILEIRO SÉRIE A ]

Flu tenta se aproximar do título FICHA TÉCNICA

ara tornar ainda mais especial o 150º jogo com a camisa do Fluminense, o artilheiro Fred só pensa em vencer o São Paulo, hoje, às 16h (no RN), no estádio do Morumbi, para deixar o tricolor carioca mais próximo de levantar o troféu do Campeonato Brasileiro. “São muitos jogos, muitas lembranças boas, mas neste momento até deixo um pouco de lado, já que estamos muito focados na luta por mais um título nacional. Espero que possa comemorar essa façanha com mais uma vitória”, projetou o atacante. Fred coloca 2012 como um bom ano na carreira, com títulos e outras marcas pessoais importantes. Contra o Atlético-MG, na 32ª rodada, o centroavante chegou a 100 gols pelo Flu, além de ser um dos artilheiros do campeonato. “Fico muito feliz por atingir mais essa marca. Este ano tem sido muito especial, principalmente pelo fato de o time ter alcançado muitas coisas bacanas, por ter vencido o Carioca depois de tanto tempo e por estar bem no Brasileiro”, comentou. O jogo contra o São Paulo fi-

P

SÃO PAULO FLUMINENSE Rogério Ceni; Douglas,Rafael Toloi,Rhodolfo e Cortez ;Wellington, Denilson e Jadson; Lucas,Osvaldo e Luís Fabiano Técnico:Ney Franco

Diego Cavalieri; Bruno,Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos;Edinho, Jean e Thiago Neves;Rafael Sobis, Wellington Nem e Fred. Técnico: Abel Braga.

Estádio: Morumbi,São Paulo/SP Horário:16h (no RN) Árbitro: Heber Roberto Lopes Assistentes: Roberto Braatz e Guilherme Dias Camilo

cará marcado por um duelo particular de Fred. Na corrida pela artilharia da Série A, o atacante das Laranjeiras encontrará Luis Fabiano, seu principal concorrente. Fred elogiou todo o setor ofensivo do tricolor paulista. “É um time muito equilibrado, que tem um ataque que impõe respeito. Além do Lucas e do Osvaldo, que vivem grande fase, ainda contam com o Luis Fabiano, que é um perigo constante para os adversários

e também está nessa luta pela artilharia. É um grande jogador, de Copa do Mundo”, destacou. Neste Brasileiro, Fred já deixou a marca nas redes do São Paulo. Na partida do primeiro turno, o atacante fez o gol da vitória por 2 a 1, em São Januário. Na visão do volante Jean, o Fluminense ainda não deve pensar na conquista do título do Campeonato Brasileiro. O atleta entende que o clube precisa pensar justamente nas partidas que irão anteceder o duelo com o Palmeiras. Hoje o clube visita o São Paulo no Morumbi e terá que focar neste duelo para manter a tranquilidade na ponta. “O jogo contra o São Paulo vai ser chave na nossa busca para tentar acabar logo com o Campeonato Brasileiro e garantir o título, que é o desejo de todos nós e da torcida. Falo isso porque o São Paulo é um adversário que está brigando na parte de cima da tabela de classificação, luta por uma vaga na Copa Libertadores e não vai facilitar em nada para a nossa equipe. Portanto, temos que pensar que será o jogo mais difícil desta reta final”, comentou Jean.

pedron@natal.digi.com.br

Todos os caminhos nos levam ao Frasqueirão

N

para se garantir na série B de 2013. E justamente por isso a torcida alvinegra precisa comparecer em grande número para incentivar a sua equipe. Com 42 pontos dentro da tabela de classificação o alvinegro até pode conquistar a classificação sem marcar mais nenhum ponto, porém, precisará torcer contra seus concorrentes que

Já planejando 2013 Faltando quatro rodadas para o término da série B os clubes do RN já trabalham o ano de 2013. É hora de planejar. E, parece que o América saiu na frente. O clube rubro já anunciou que renovou o contrato de mais de doze (12) jogadores do atual elenco para o ano de 2013. O ABC ainda luta para permanecer na série B em 2013 e só deverá começar as contratações e dispensas na próxima semana, entretanto, sua diretoria já está com o planejamento pronto para o próximo ano. O Alecrim está prometendo muitas novidades, inclusive uma grande equipe para brigar pelo título. Já o Baraúnas vem de um acesso para série C, muito embora tenha perdido o principal responsável pelo acesso que foi Wassil Mendes. Os demais clubes ainda não divulgaram o planejamento, pois entre outras coisas eles ainda buscam patrocinadores.

JOBSON Nesta última semana o meia Jobson do Botafogo deixou o hotel onde morava no Rio de janeiro e foi morar na concentração do clube. Muito bem! Jobson disse que foi morar na concentração porque o clube não lhe paga salários a mais de dois meses. Agora, vem cá! E, há quanto tempo Jobson não joga bola? Será que ele esqueceu que este ano jogou apenas algumas partidas pelo Atlético MG e outras duas ou três pelo Barueri? É uma pena que um talento como Jobson esteja perdendo a guerra contra as drogas. Contra o vício. Que o jogador ainda tenha tempo de se recuperar, pois futebol ele tem de sobra.

ERANDIR PEREIRA MONTENEGRO A direção do ABC acertou em cheio ao contratar Erandir Pereira Montenegro como novo superintendente das Categorias de Base. Ex-jogador e ex-técnico vitorioso, Erandir Pereira Montenegro é um homem de bem. Pelas informações que chegaram à mídia nos últimos dias a situação nas Categorias de Base no alvinegro não era das melhores, principalmente no tocante a saída de jogadores. Empresários visitando diariamente o clube e levando os garotos na calada da noite. Então, que Erandir Pereira Montenegro possa realizar um grande trabalho, até porque a direção alvinegra está apostando alto de que o novo superintendente tem muito a contribuir para o crescimento das Bases do clube.

O atacante Fred ainda não sabe se terá Wellington Nem ao lado

Botafogo enfrenta o desesperado Palmeiras

Pedro Neto ão vejo um único motivo para a torcida do ABC não se fazer presente no Frasqueirão na próxima terça-feira. Agora, vejo um milhão de motivos para que compareça. Isso porque, mais do que nunca, este é o jogo que podemos chamar de “jogo do fico”. O ABC ainda precisará de no mínimo mais 3 pontos

DHAVID NORMANDO

estão na parte de baixo da tabela. Em vencendo na terça-feira a equipe alvinegra não precisará torcer contra nenhum outro clube, pois chegará aos 45 pontos e estará matematicamente classificado para a série b de 2013. Que o Frasqueirão receba um grande público e de que o ABC conquiste uma grande vitória.

COPA DO NORDESTE ALDAIR DANTAS

A CBF divulgou na última quinta-feira a tabela da Copa do Nordeste.O América estreia contra o Vitória.Já o ABC enfrentará o Itabaiana.Agora,o que não podemos esquecer é o grande trabalho que vem sendo foi realizado por Eduardo Rocha que é o presidente da Liga do Nordeste.Eduardo Rocha por muito tempo lutou sozinho,pois nem as federações nem muito menos os presidentes que tem clubes envolvidos na competição acreditavam que a Copa do Nordeste pudesse vir a ser ressuscitada. Entretanto,logo depois o presidente da FNF, José Vanildo,também passou a lutar junto com Eduardo Rocha para que a Copa do Nordeste pudesse finalmente sair do papel. Eduardo Rocha e José Vanildo com persistência e credibilidade conseguiram trazer grandes parceiros para o projeto.A Copa do Nordeste terá início em 19.01.2013 terminando no início de maio do mesmo ano. Então,só nos resta torcer para que nossos dois representantes,ABC e América,possam realizar uma grande campanha e quem sabe chegando até mesmo a conquista do título.

A defesa do Botafogo mantém o estado de atenção ligado para encarar o Palmeiras, hoje, às 16h (no RN), na Fonte Luminosa, em Araraquara/SP, que tem o perigoso atacante Hernán Barcos como referência. Um dos responsáveis por marcar o argentino, Dória garantiu que já estudou o ataque alviverde. ‘A gente vem observando vídeos deles, da movimentação”, contou o jovem, que ganhou a posição na defesa com a lesão de Fábio Ferreira. “Caso jogue o Barcos, devemos pará-lo, marcá-lo ao máximo, porque é perigoso. O trabalho da defesa é complicado. Não podemos deixar eles fazerem gols”. Autor de 25 gols no ano, Barcos marcou quatro gols contra o Botafogo em 2012. Dória, porém, reconhece que o Palmeiras terá outras armas para o duelo, principalmente por jogar em casa. “O Barcos é bom jogador, mas não é só ele, é todo o time. O Palmeiras tem bons atacantes. Jogar na ca-

sa deles é difícil pela torcida, que vai pressionar”, disse. Na antepenúltima colocação do Brasileiro, a cinco pontos do Bahia, primeiro clube fora da zona de rebaixamento, o Palmeiras, nas contas da comissão técnica, escapará da segunda divisão se ganhar quatro das cinco partidas que faltam na liga nacional – isso sem contar um possível novo duelo contra o Colorado caso o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) opte por anular a derrota de sábado em julgamento no dia 8. “Sabemos que, na reta final do segundo turno, cada clube busca seus interesses. O nosso é sair dessa situação e isso passa pelo jogo do Botafogo. Pelo resultado do Flamengo (1 a 1 com o vice-lídder Atlético-MG nessa quartafeira), o Fluminense faz suas contas, mas temos que ter força em casa, Araraquara ou Presidente Prudente, e fazer valer os seis pontos”, reforçou.

Técnico escala o Vasco com três atacantes O técnico do Vasco, Marcelo Oliveira, deve escalar uma equipe ofensiva para entrar em campo hoje, às 16h (no RN), para medir forças com o Sport, em São Januário, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com 50 pontos conquistados e na sétima posição do torneio, o Cruz-maltino vem de cinco derrotas consecutivas e precisa quase de um milagre para conquistar a classificação para a próxima Copa Libertadores, uma prioridade na Colina. Por isso, disposto a ser ofensivo e melhorar o desempenho do Vasco, o técnico Marcelo Oliveira decidiu armar a equipe com três atacantes. O treinador vascaíno deve escalar o ataque com Eder Luis, Tenorio e Alecsandro. Os dois últimos, antes com lesão no joelho esquerdo, reaparecem em um momento muito importante, pois Carlos Alberto, que estava jogando ao lado de Eder Luis no ataque, dificilmente vai ter condições de atuar, pois mais uma vez ficou sem treinar por conta de dores na região pubiana. Marlone foi o outro a deixar a equipe por conta da mudança tática. Marcelo Oliveira demonstrou muita preocupação com o ataque, uma vez que ele teme uma forte retranca do Sport, envolvido na luta contra o rebaixamento. “Vamos nos movimentar mais! É preciso ter pelo menos dois homens na grande área. Temos que fazer a bola girar e chegar com qualidade”, disse o técnico da equipe carioca. Apesar da preocupação com o ataque, o treinador também deve mexer em outros setores da equipe. Os laterais Jonas e Thiago Feltri perderam a posição e estão barrados. Assim, o volante Auremir vai atuar improvisado na lateral direita, enquanto Willian Matheus atuou na lateral esquerda. Quem deve ser barrado do time titular é volante Fellipe Bastos, que vai acompanhar do banco de reservas o time ter Nilton e Wendel na proteção aos zagueiros. Já o meia Felipe, que chegou a ser cotado para assumir um lugar no time, trabalhou no time B.


Domingo | 04 de novembro de 2012

esportes

Apito Final EVERALDO LOPES - elopes@tribunadonorte.com.br

Mutirão contra o cai-cai ogador que vive simulando cai-cai pode estar com os dias contados. A Fifa resolveu abrir baterias contra jogadores (a maioria, atacantes) que se especializaram em simular agressões. A palavra chave é “fair play”, usada para identificar o jogo limpo. O santista Neymar, apesar de ainda bem jovem, precisa lutar contra seu hábito de jogar-se ao gramado mal é assediado. Como os jogos do Santos são mostrados para vários países, a revelação santista pode prejudicar até o cartaz que tem de grande promessa do futebol mundial. De sua parte, a Fifa começa a treinar seus árbitros contra a simulação, especificamente os que vão trabalhar na Copa de 2014. É propósito da “madrasta” que os árbitros se preparem para punir esses jogadores matreiros com cartões amarelo e vermelho, sem condescendência.

J

Mutirão (2) “O jogo limpo é fundamental para o futebol. O árbitro tem que saber identificar as jogadas que não são feitas dessa forma”, disse Massimo Busacca, chefe do departamento de arbitragem da Fifa. Bussaca orientava o treinamento anti-simulação, na Suíça.

Na Copa das Confederações, competição que vai anteceder à Copa 2014, a simulação será duramente combatida. Na Europa, clubes que utilizam sul-americanos são os que têm mais jogadores punidos, com protestos de jornalistas e treinadores.

GRANA ALTA Só pra descontrair: a CBF está muito mais mão aberta do que no tempo do Ricardão. Nos amistosos da seleção, em caso de vitória o prêmio para cada jogador tem sido R$ 6 mil. Mas, num doloroso contraste, os funcionários mais humildes (roupeiros, massagistas) recebem apenas R$ 200,00 por jogo.

Árbitro sofredor Aparentemente, a função do 4º árbitro parece ser das mais tranquilas numa partida. Até pelo próprio título da atividade: árbitro reserva. Ele é o que ganha menos no quarteto, e também em contrapartida é o que enfrenta todos os problemas com a bola rolando. O 4º árbitro é quem vai aos vestiários pegar a assinatura dos jogadores e treinadores. É ele quem confere a parte ad-

ministrativa, é o reserva não só do árbitro, como também de um dos bandeiras, caso haja algum problema de não comparecimento ou contusão. No final, a grana que recebe é a metade da metade, isto é, a metade do que recebem os dois bandeiras. Pra completar, vê se algum jogador não está usando anel, pois é perigoso em caso de agressão a um adversário.

Árbitro sofredor (2) É ele quem vai verificar se os maqueiros já estão a postos, se há as duas ambulâncias obrigatórias, a garotada que atua como gandulas. Durante os dois 45 minutos, é quem, pega assinatura na hora das substituições. Para completar o sufoco, quando o jogo está se desenrolando, sem querer ouve a cada instante as reclamações dos dois treinadores,

sendo obrigado a dedurar quando um treinador se excede nas reclamações. O presidente da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF) diz que a função do 4º árbitro é a mais trabalhosa e complicada no universo de uma partida. Por último, tem ainda a missão de fazer comunicação aos dois clubes. Sem ele, não há jogo”, frisa.

ABC EM CASA,AMÉRICA FORA Depois de muitas idas e vindas, eis que a Copa do Nordeste dá a sua largada, é uma realidade. Faltava a tabela, e agora não falta mais. A abertura será em janeiro, dia 20, 17h, um domingo. O “Frasqueirão” engalanado, provavelmente estreia auspiciosa porque o adversário não é dos que metem medo. É o Itabaiana.

ABC EM CASA (2) O outro time do RN é o América, que joga fora enfrentando o Vitória, no “Barradão”, provavelmente com o rubronegro baiano já de volta à série “A”, América e ABC garantidos na “B”. É a luta de Eduardo Rocha consolidada, a dupla do RN faturando uma boa grana logo em janeiro, quando os cofres estão ainda vazios. Enquanto isso, os demais times do RN estarão participando do Estadual.

Os seis campeões/2012 Está encerrada a temporada oficial patrocinada pela FNF, sendo concluída com a decisão da categoria sub 20. Os números foram coletados junto ao blog do Trindade, assim distribuídos. Campeão da Primeira Divisão o

América, vice o ABC, 2ª Divisão, campeão o Potyguar de Currais Novos, vice o Currais Novos FC. Novidade em 2013 é a volta do Potyguar. Cabe à FNF insistir para recuperação do Marizão, atualmente abandonado.

Os seis (2) Campeão Estadual feminino o América, vice o Clube Monamy, categoria Sub 20, campeão o América, vice o ABC FC, categorias sub18 e Sub 16, ABC FC campeão, vice o América FC. A Federação Norte-rio-grandense de

Futebol teve uma temporada excepcional, todas as disputas chegando a seu término sem desistência ou decisões indo parar nos tapetões. Mérito da FNF, especialmente o trabalho sério do presidente José Vanildo.

ERANDY DE VOLTA Sem dúvida, um ótima aquisição do ABC FC, essa de chamar de volta ao futebol o talentoso Erandy Montenegro. Esse mesmo Erandy, anos passados treinando os profissionais, foi campeão pelo ABC e pelo América. Esteve no Santa Cruz/PE, jogou no Fortaleza, no Vasco da Gama. Tem uma história no futebol. ERANDY (2) Mesmo defendendo o Vasco, atuando em muitos clubes nordestinos como jogador e treinador, Erandy não conseguiu sucesso também nas finanças. O futebol pagava mal. Vai administrar as divisões de base do ABC.

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5

[ BRASILEIRO - SÉRIE A ] Time paulista só tem interesse na competição

CANINDÉ

do Japão, enquanto que o Atlético/GO corre risco de cair já hoje

PORTUGUESA RECEBE O BAHIA

Corinthians segue preparação para o Mundial de Clubes

Há cinco jogos sem vencer e ainda com riscos de rebaixamento, a Portuguesa volta a jogar no Canindé depois de enfrentar Náutico e Figueirense longe de seus domínios e quer usar o fator casa para conseguir os três pontos diante do Bahia, às 18h30 (no RN) de hoje. Com 40 pontos no Brasileirão, o time paulista é o 15º e está sete pontos à frente do Sport, primeiro time da zona de rebaixamento. A esperança rubro-verde baseia-se na última vitória de 5 a 1 diante do Sport.

oje, a partir das 16h (no RN), em Taguatinga-DF, o Corinthians entra em campo pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2012. O Timão enfrenta o Atlético-GO. Além de somar o maior número de pontos e conseguir fechar a competição nacional na melhor colocação possível, o Alvinegro segue em preparação para lutar pelo segundo Mundial de Clubes da FIFA de sua história. Por isso, o técnico Tite confirma que ninguém será poupado. “Poupar nada, vamos com tudo. Não sei como estará o gramado, vou procurar me informar agora pra ver. Tomara que esteja em condições boas para um bom espetáculo”, comentou Tite. “Não como ideia de futebol, de preparação. Falo isso em treinamento. O Guerrero machucou em treinamento acidentalmente. Numa batida de tornozelo, acabou ficando fora. Pontualmente, alguém pode ficar de fora. Mas não como ideia de preparação”, continuou o treinador. Outro assunto vem movimentando equipe corinthiana, além do Mundial da Clubes: a convocação da Seleção Brasileira para o amistoso contra a Colômbia, no dia 14 de novembro, em Nova Jersey, nos Estados Unidos. Entre os atletas chamados, estão Fábio Santos e Paulinho. “É a valorização do trabalho dos dois atletas, refletindo o trabalho de toda uma equipe que tem tido jogadores convocados com frequência recentemente”, falou Tite. “E torço para que não dê nenhum problema com os dois atletas”, completou o técnico corinthiano. Praticamente rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro, o ti-

PAULO FISCHER/FUTURA PRESS

H

INTERNACIONAL

FERNANDÃO PROJETA TIME CAUTELOSO Sem Fred, D’Alessandro e Dátolo, o Internacional deve entrar com apenas um meia criativo na partida diante do Náutico, hoje, às 18h30 (no RN), nos Aflitos. O único articulador que deve viajar a Recife é Lucas Lima. O técnico Fernandão montou um esquema cauteloso, com três volantes. Com isso, devem formar o meio-campo, ao lado de Lucas Lima, os volantes Ygor, Guiñazu e Josimar. No ataque, Leandro Damião foi confirmado ao lado de Cassiano, que teve contrato renovado com o clube recentemente. O atacante Martinez reclamou por não jogar e hoje está no time

COUTO PEREIRA

me do Atlético-GO precisa ter “dignidade” nesta últimas rodadas da competição. Pelo menos é o que os jogadores do Dragão afirmam. De acordo com eles, a honra na reta final será uma forma de retribuir a estrutura que o clube goiano oferece. “Nós não podemos entrar nos próximos jogos da mesma forma que entramos nos últimos”, afirmou o lateral Rafael Cruz. Ocupando a última colocação do Nacional, com 23 pontos, 14 a menos do que o Bahia, o primeiro time fora da zona de rebaixamento, o Atlético-GO já pode ser matematicamente rebaixado contra o Corinthians.

ESPORTES NA TV TV GLOBO 9H -Esporte Espetacular 10h – Fórmula 1:GP da Índia 16h – São Paulo x Fluminense SPORTV 7h – Futsal - COPA DO MUNDO DE FUTSAL PARAGUAI X COSTA RICA. 9h – Futsal - COPA DO MUNDO DE FUTSAL PORTUGAL X JAPÃO 11h - COPA DO MUNDO DE FUTSAL BRASIL X LÍBIA 13h - LYON X BASTIA 18h30 – Coritiba x Atlético/MG 20h30 – Troca de Passes 23h00 - Spotrv Notícias * Programação fornecida pelas TVs e sujeita a alteração

FICHA TÉCNICA ATLÉTICO/GO CORINTHIANS Márcio,Rafael Cruz, Diego Giaretta, Reniê e Eron; Pituca,Dodó, Mahatma Gandhi e Joilson;Ricardo Bueno e Diogo Campos Técnico:Jairo Araújo

Cássio;Alessandro, Chicão,Paulo André e Fábio Santos;Ralf, Paulinho e Douglas;Jorge Henrique, Romarinho e Martínez. Técnico:Tite

Estádio: Elmo Serejo de Freiras Horário:16h (no RN) Árbitro:Dewson F.Freitas da Silva Assistentes:Márcia Bezerra Lopes Caetano e Wagner de Almeida Santos

CORITIBA QUER SURPREENDER O Coritiba aproveitou bem a semana sem jogo na tabela para focar seus treinamentos pensando na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, quando encara o Atlético Mineiro, no Couto Pereira, às 18h30 (no RN). O zagueiro Escudero prevê um jogo bom, entre equipes de qualidade, cada um apresentado suas credenciais, seja na luta pelo G4, no caso do Galo, seja por atuar em casa, como acontecerá com o Coxa.


esportes 6 | Natal Rio Grande do Norte |DOMINGO | 04 DE NOVEMBRO DE 2012

omo um esporte coletivo e que exige cada vez mais atletas bem preparados, o futebol começou a produzir os seus “homens de ferro”. O futebol técnico praticado pelas equipes até meados dos anos 80, foi modificado e hoje aquele que não consegue aliar habilidade ao bom preparado físico é facilmente dominado em campo. Isso foi o que confessou Souza, ex-jogador do América, salientando ter sentido muita dificuldade na adaptação quando chegou ao Corinthians justamente por priorizar mais a parte técnica. A qualidade técnica ainda continua sendo fundamental nas equipes, mas para que os camisas 10 possam se sobressair um time necessita ter equilíbrio entre habilidade e força. É por isso que jogadores como Bileu e Michel Schmöller continuam sendo valorizados pelos treinadores e pelos preparadores físicos, sendo considerados como peças importantes do esquema tático. “Trabalhamos em grupo e por isso um tem que complementar o

C

HOMENS

DE FERRO Além dos fundamentos, o futebol hoje abre cada vez mais espaços para os jogadores bem preparados fisicamente, que mantém um bom nível de aproveitamento nos trabalhos de força e velocidade. Bileu e Michel Schmöller são os atletas que vão bem em todos os tipos de testes

outro a fim de termos um grupo forte. Assim cada atleta tem suas características, sendo muito bom numa valência e nem tanto em outra. Temos por exemplo, Márcio como o mais rápido ao lado de Pingo. Cléber é o mais forte e Michel é o que consegue ter níveis muito bons em todas valências. E o grande detalhe da preparação é otimizar o que se tem de melhor e ten-

tar melhor a deficiência de cada um sem se modificar as características individuais dos jogadores”, explicou Alexandre Irineu, preparador físico do América. No lado do ABC também não existe um jogador especifico que se destaque em todos os quesitos, mas fisiologista Marcelo Henrique, aponta que o melhor índice nas capacidades físicas específicas foi

atingido por Bileu. “O atleta com o melhor índice nas capacidades especificas do futebol é Bileu. Em destaque ainda temos o Adriano (Pardal) e o lateral Edson. Estes atletas citados conseguem ter bons níveis em varias capacidades físicas como, velocidade, agilidade, resistência de velocidade, força e resistência intermitente”, ressaltou Marcelo, frisando ainda que “o comum

são atletas que apresentam, por exemplo, bons níveis de força e não tão bons níveis de resistência”. Além da juventude Michel Schmöller, 24 anos, e Bileu, 23, têm em comum cuidar bem da alimentação e evitar noitadas. Os jogadores fazem parte daquela ala que não gostam de misturar vida social ao trabalho e evitam as baladas. “Minha maior preocupação é

ter uma boa noite de sono, por isso evito sair a noite. Sou um jogador que procuro me preparar bem fisicamente para sempre contribuir de forma positiva para equipe”, afirmou o volante americano, que luta por uma vaga de titular no América e disse que está conversando para renovar o seu vínculo com o clube. Bileu disse que jogador de meio-campo, atuando como homem de marcação, não pode se dar ao luxo de se descuidar do preparo físico. Geralmente sua função é tentar anular o jogador que arma as jogadas do adversário, além da dar cobertura para as subidas dos laterais. “Nossa responsabilidade em campo é muito grande, Agora mesmo o futebol está passando por uma alteração tática e estamos tendo de desempenhar uma nova função. Os treinadores além do papel de destruição e ajudar na armação, agora estão cobrando nossa presença perto da área, com a finalidade de aparecer como homem surpresa e tentar marcar os gols”, acrescenta o volante abecedista.

RODRIGO SENA

ALEX FERNANDES

BATE-PAPO

BATE-PAPO » Alexandre Irineu

» Marcelo Henrique

Velocidade e força são o que definem as partidas hoje

Calendário precisa respeitar tempo de prepação física

Como são realizados os testes físicos? Em períodos regulares entre 2 a no máximo 3 meses entre um e outro. São realizados vários testes, afim de se realizar as principais valências físicas exigidas no futebol.

Como são realizados os testes físicos? Os testes físicos são realizados no próprio Centro de Treinamento Físico (CTFIS) do clube. Alguns testes são realizados com a utilização de instrumentos como, frequencímetro, gps, fotocélulas, plataforma de saltos, maquinário da academia, para o diagnóstico especifico das capacidades físicas relevantes a modalidade. Tais testes são realizados a cada 8 ou 10 semanas. Além disso, anualmente, os atletas são submetidos ao teste em laboratório.

Fisicultor do ABC

Preparador Físico do América

Como se chega a essa conclusão? Baseado em um campo de dados do grupo de fisiologistas que trabalho a mais de 15 anos , que tem mais de 10 mil atletas de futebol catalogados da serie A e B do brasil e exterior, e ainda podemos nos basear em literatura.

Que métodos são utilizados? Para o diagnostico das capacidades neuromusculares utilizamos o teste de velocidade de 30m; teste de agilidade; teste de potencia impulsão horizontal e vertical; teste de carga máxima. Para o diagnostico das capacidades metabólicas, utilizamos o teste de resistência de força; RAST TEST; e o Soccer Test. Medidas antropométricas também são realizadas periodicamente para o diagnostico da composição corporal dos atletas.

A que se atribui esse desempenho? Genética, treinamento e dedicação individual. Existe alguma comparação com alguma outra modalidade? Tipo, esse jogador teria um excelente desempenho caso competisse no atletismo,por exemplo? Podemos sim comparar, porem não fazemos já que não é esse nosso objetivo. Mas vele dizer que o futebol é um dos poucos esportes onde quase todas valências físicas estão envolvidas, mas que porém o atleta não precisa ter níveis de tao altos quanto nos esportes que se exige uma única valência, exemplo, eles não tem e nem treinam pra ter resistência aeróbica iguala a de um maratonista e nem velocidade igual de um velocista. Quais as dicas para uma boa preparação física na atualidade? Não trabalhar de forma empírica, se embasar teoricamente e direcionar os treinos de acordo com as necessidades físicas de seus atletas, além de contar com um bom empenho do grupo, suplementação e dieta compatível e profissionalismo de ambas as partes preparador físico e atletas. O que é mais exigido de um jogador de futebol? Além da parte mental, todas as valências são importantes, porem no futebol atual as principais e que normalmente decidem as partidas são: velocidade e força.

Lutando por uma vaga na equipe, Michel se destaca no América

Bileu ressalta que além de marcar,volantes devem ajudar no ataque

Distância percorrida dobra em 20 anos A responsabilidade Um atleta profissional corre entre 9 e 11 quilômetros durante os 90 minutos de uma partida de futebol. Esses números, publicados em estudos científicos pelo fisiologista Turíbio Leite de Barros, da Unifesp e do São Paulo Futebol Clube, batem com as distâncias percorridas pelos jogadores dos grandes clubes europeus, que, nas partidas da Liga dos Campeões, têm a quilometragem medida em tempo real. Em 1970, essa marca variava de 5 a 7 quilômetros . Isso permite aos torcedores me-

dir quem gasta a sola da chuteira e quem faz corpo mole e também a evolução do futebol ao longo dos anos. E foi justamente para coroar os “maratonistas” que em março de 2008 a liga inglesa organizou uma rodada beneficente em que cada quilômetro percorrido pelos jogadores valia o equivalente a 60 reais, doados para uma instituição de caridade. O meio-campista francês Mathieu Flamini, do Arsenal, foi o que mais se doou, correndo cerca de 13 quilômetros e gerando, sozinho, 800 reais para

a campanha. Em geral, os meias são mesmo os maiores corredores. Laterais e alas são os que mais correm com a bola nos pés e atacantes correm as menores distâncias, mas chegam a dar 50 piques de até 15 metros em altíssima velocidade - o atacante Wayne Rooney, por exemplo, atinge quase 35 km/h. Mas o mais curioso é que em muitas partidas quem mais corre é o árbitro: no campeonato italiano, a movimentação deles foi medida e se chegou a até 14 quilômetros em uma partida.

em campo é muito grande.O futebol está passando por uma alteração tática e estamos tendo de desempenhar uma nova função. Os treinadores nos querem como homem surpresa” BILEU Meio-campista do ABC

Quais as dicas para uma boa preparação física na atualidade? Primeiramente, precisa-se ter um tempo hábil (calendário) para submeter o atletas a uma sobrecarga, para se ter uma resposta adequada (adaptação). Infelizmente, o que percebemos é que não existe nenhum respeito a ciência e aos princípios do treinamento. Muitas vezes pelo fato do desconhecimento cientifico do treinamento daqueles que organizam as competições, e devido a outros interesses, não respeitando o ser humano atleta. Quais os riscos de um atleta entrar em campo hoje em situação ruim fisicamente? O não repeito ao período de preparação faz com que o atleta inicie a competição com deficit em algumas ou em varias capacidades físicas. Por essa limitação devido ao tempo, organicamente o atleta inicia a competição ainda desadaptado. Diante disso, este corre risco de lesões articulares e musculares.


20121104_RTV01.qxd

1/11/2012

21:24

Page 1

intriga Estrela de “Last resort”, estreia do AXN, Autumn Reeser diz que não vê nada de mais em gravar cenas sensuais: “Meu corpo é apenas mais uma ferramenta” [ PÁGINAS 10 E 11 ]

revista da tv

A REVISTA DA TV É UM SUPLEMENTO DA TRIBUNA DO NORTE. NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE.

Um dos técnicos do “The voice Brasil’, Carlinhos Brown comenta a reta final do programa: hoje é o último dia de duelos entre cantores. [ PÁGINA 3 ]

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 04 de novembro de 2012

música

SÉRGIO GUIZÉ E BIANCA MULLER: REVELAÇÕES DE “SESSÃO DE TERAPIA” [ PÁGINA 4 ]

PRODUTOR QUER FAZER MAIS UM FILME DERIVADO DA SÉRIE [ PÁGINA 9 ]

Cheia de Glória No ar em ‘Louco por elas’e em cartaz no teatro com ‘Ensina-me a viver’, atriz diz que não olha para o passado. Seu tempo é hoje [ PÁGINAS 6,7 E 8 ]


20121104_RTV02.qxd

21:20

Page 1

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 04 de novembro de 2012

TERÇA

QUARTA

QUINTA

SEXTA

Gil avisa a Marcela que viu Lia e Dinho fugindo e pede que ela fale com Lorenzo. Mathias pede para conversar com Ju e ela se revolta ao saber que Dinho e Lia fugiram juntos. Ju e Gil se sentem enganados por Dinho e Lia e se aproximam. Dinho e Lia dormem juntos pela primeira vez.

Lia e Dinho namoram, apaixonados, na barraca. Lia resolve ligar para casa, mas se recusa a falar com Raquel. Todos no colégio elogiam o blog de Ju. Vaguinho e Valdete encontram Lia e a mantêm como refém. Ju fala para Gil que quer se unir a ele para separar Dinho e Lia.

Dinho e Lia pegam carona com Aurélio na estrada. Morgana comenta com Ju que Tizinha quer que ela faça a divulgação de suas roupas em um blog. Mário anuncia o aluguel de seu apartamento no Misturama. Dinho e Lia se apavoram com a ameaça de Vaguinho.

Dinho e Lia são salvos pela polícia. Lorenzo sai para buscar Lia e não permite que Raquel vá junto. Ju pede para Gil fotografar a produção de moda que fará para Tizinha. Mário e Alice proíbem Dinho de ver Lia. Fatinha entrega um bilhete de Dinho para Tatá. De sua casa, Dinho pede Lia em namoro.

Constância não aceita o divórcio de Laura. Dorleac avisa a Isabel que elas viajarão juntas. Umberto não consegue beijar Dorleac vestida de homem. Edgar não consegue se entender com a esposa. Edgar diz a Guerra que não vai se afastar de Melissa. Afonso não aceita a viagem de Isabel.

Edgar é obrigado a aceitar as exigências de Laura. Isabel visita o cemitério antes de viajar. Passamse seis anos. Mário teme que o espetáculo seja um novo fracasso. Guerra tenta convencer Edgar a ficar com Catarina. Zé Maria não concorda que Chico desista de lutar por seus direitos.

O capitão do navio repreende Zé Maria e Chico. Constância se vangloria por manter a mentira sobre o paradeiro de Laura. Constância diz que responde as correspondências de Laura. Albertinho atropela Afonso. Praxedes invade a festa de Assunção para prender Albertinho.

Constância fica furiosa por Assunção deixar Albertinho ser preso. Fernando desacata Praxedes e acaba preso. Neusinha avisa a Mário que quer o lugar de Diva na peça. Zé Maria pensa em Isabel. Fernando enfrenta Bonifácio. Constância diz que encontrará uma noiva para Edgar.

Assunção tenta se desculpar com Afonso e leva um fora. Constância se preocupa por não encontrar alguém para se casar com o filho. Jurema se anima ao receber uma carta de Isabel. Guerra provoca Edgar ao lembrar-se de Laura. Carlota se incomoda com os marinheiros negros na cidade.

Felipe diz a Vânia que vai resolver o problema com Carolina. Analú cisma que Nando e Juliana têm um caso. Carolina chora com Felipe e ele fica com pena. Otávio chama Nando para voltar ao trabalho. Veruska entrega a joia que ganhou de Vitório a Dino. Felipe decide promover Carolina.

Fábio desliga o computador sem que Manoela veja a foto. Vânia termina com Felipe. Fábio promete a Manoela que vai salvar o casamento. Roberta se reúne com os diretores da Positano. Nando vê Juliana com Ronaldo. Roberta flagra Veruska com os moldes em sua mesa.

Veruska engana Roberta. Nando fica com ciúmes de Juliana com Ronaldo. Analú diz a Charlô que acha que Nando gosta de uma mulher mais velha. Veruska coloca o molde adulterado no meio dos perfeitos. Fábio vê Juliana e Ronaldo. Vânia expulsa Felipe de sua casa e Roberta o vê.

Vânia fica nervosa ao ver Roberta na frente de Felipe. Fábio se envergonha de Manoela. Charlô diz a Nando que pode ajudá-lo a conquistar a mulher por quem está apaixonado. Nando vê Juliana e Ronaldo se beijando. Charlô afirma a Roberta que Nando está apaixonado por ela.

Charlô incentiva Roberta a se declarar a Nando. Analú pede para Juliana namorar Ronaldo. Carolina destrata Ulisses e Nando o consola. Veruska avisa Otávio que sabotou a produção da Positano. Nieta dá ultimato em Veruska. Ulisses ouve Carolina dizer que é apaixonada por Zenon.

Haroldo fala para Lívia que seu cliente da Polícia Federal está vindo para Madri. Lívia sugere ir com Haroldo até a boate. Russo desconfia de Lívia. Lívia manda Russo tirar Irina da boate. Thompson descobre que a casa que ele herdou é de Morena.

Lívia ordena que Irina saia da boate. Thompson fica horrorizado com a localização da casa e decide vender o imóvel. Haroldo chega com Lívia à boate. Rosângela e Jéssica veem Lívia na boate. Theo diz a Áurea que registrará Júnior como seu filho.

Lívia socorre Haroldo, que foi atingido por Russo. Antônia flagra Celso e Deborah almoçando juntos. Lívia chega ao hotel e vê os porteiros acompanhados por dois policiais. Stênio vai à casa de Helô, e os dois descobrem que Haroldo foi atingido.

Lívia manda Wanda pegar uma caixa escondida e guardar com ela. Carol vê Aída esconder documentos embaixo do colchão. Carol pega os documentos de Aída e os entrega para Leonor. Theo termina o noivado com Morena.

Morena e Theo discutem. Áurea diz para Érica que seu filho terminou o noivado. Lívia chega ao Brasil e manda Wanda levar a caixa que pediu para esconder. Lívia desconfia de que Wanda tenha aberto sua caixa. Érica encontra a aliança que Morena descartou.

Todos na escola estão muito tristes. Chega o último dia de aula da professora Helena. Suzana se oferece para ficar no lugar de Helena após as férias. Helena chama os alunos um por um e se despede. Valéria tem uma ideia para fazer a professora desistir. Ela diz que Morales conseguirá ajudar.

Valéria entra escondida na sala da diretora para pegar o endereço de Morales. A menina vai à casa de Jaime pedir sua companhia. Ela conta o plano para ele, que aceita ir junto. Os dois planejam como farão para ir até o escritório. Eloisa fica curiosa para saber o que eles conversam.

Valéria e Jaime chegam ao escritório, mas não conseguem falar com Morales. Quando a secretária vê que eram alunos da Helena, chama-os de volta e diz que Morales tem uma queda pela professora, mas ele lamenta não poder fazer nada. Morales vai à casa de Helena e diz ter um projeto para ela.

Morales diz que quer abrir uma escola para seus funcionários não alfabetizados e gostaria que Helena fosse a coordenadora. Ela se anima mas quando descobre que os alunos foram pedir ajuda, fica em dúvida. Jorge, novo vizinho de Maria Joaquina, surge num carro e ela fica encantada.

Garotas de programa contratadas por Norberto dopam Eduardo e fazem fotos sensuais com ele. Após o pedido de Norberto, Magno liberta Vitória. Norberto convida Danilo para jantar e consegue fazer com que Isabel também apareça.

Eduardo fica indignado ao ver as fotos forjadas por Norberto e acredita ter caído em uma armadilha. Norberto finge estar preocupado com o irmão e deixa Isabel comovida. Zé Maria, Dóris e Vinagre viajam para as gravações de “Socorro Paquetá”.

Mirela incentiva Isabel a sair com Norberto. Zé Maria se empolga ao gravar suas criações cinematográficas. Eduardo sofre com as novas acusações e Fabiana o apoia. Diva vai ao apartamento de Norberto e descobre que ele vai sair com outra.

Eduardo se preocupa com as denúncias de pedofilia após as fotos forjadas por Norberto circularem na internet. Isabel se arruma para o encontro com Norberto e Diva se prepara para pegar o namorado no flagra. Cremilda se irrita com Osório.

SEGUNDA

SÁBADO

Inter TV/Cabugi – Canal 11

MALHAÇÃO Dinho pede para ficar com Lia e ela pede para ficar sozinha. Gil se irrita por Orelha divulgar uma foto de Lia de biquíni e exibir fotos de Marcela na TV Orelha. Dinho volta e beija Lia, e os dois combinam uma fuga. Dinho e Lia se surpreendem com Gil em meio a sua fuga.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

Inter TV/Cabugi – Canal 11

LADO A LADO Catarina faz Laura acreditar que Edgar se envolveu com ela. Neusinha deixa o jornal aberto com a foto de Diva no teatro. Laura pede o divórcio a Edgar. Constância dá dinheiro para Dorleac levar Isabel para Paris. Fernando conta para Bonifácio que Edgar teve uma filha fora do casamento.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

GUERRA DOS SEXOS Vânia tem medo das ameaças de Carolina. Dino desiste de falar com Veruska sobre o colar. Nando sente saudades de Juliana. Dino não conta o que descobriu sobre Vitório. Fábio pergunta a Carolina sobre ela e Manoela. Roberta diz a Charlô que está apaixonada por Nando.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

SALVE JORGE Jéssica tenta fugir. Lívia ordena a Irina que não a procurem no hotel. Clovis aceita a sociedade com Miro. Jéssica entra na boate com Waleska e Rosângela. Theo dá uma aliança para Morena. Russo finge ser o motorista de Lívia para Haroldo.

TV Tropical – Canal 8

CARROSSEL Matilde vê Olívia desesperada com a saída de Helena da escola. A professora conversa com Valéria e explica que não tomou a decisão por vontade, mas necessidade. Jaime dá a ideia de fazer um cartaz com mensagens para Helena. Ele e Davi chamam as meninas para ajudar.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

BALACOBACO TV ponta Negra– Canal 13

2

1/11/2012

Isabel escuta o desabafo de Taís e diz que vai conversar com Abigail. Seguindo o plano para derrubar Eduardo, Magno chega ao cativeiro e amarra Vitória. Eduardo se surpreende ao saber que Vitória foi sequestrada e vai atrás de Magno.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO


20121104_RTV03.qxd

1/11/2012

21:21

Page 1

revista da tv

Domingo | 04 de novembro de 2012

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 3 FOTOS DE DIVULGAÇÃO TV GLOBO/JOÃO COTTA

MÚSICA

Rumo à batalha final ‘The voice Brasil’tem seu último dia de duelos: programa entra na fase semifinal, no próximo domingo, com 24 cantores TATIANA CONTREIRAS

esde sua estreia, em setembro, tornou-se comum o mesmo comentário, sempre às segundas-feiras: “E o ‘The voice’ ontem, hein?”. Na boca do povo, a atração - que dará um contrato com a Universal Music e R$ 500 mil a um felizardo com uma bela voz - encerra hoje, às 15h25, a fase das batalhas. A partir do próximo domingo, o programa entra em nova etapa: as semifinais. Na próxima semana, cada um dos técnicos - Carlinhos Brown, Cláudia Leitte, Daniel e Lulu Santos - entra na competição com seis candidatos, que se apresentam em domingos diferentes. Boninho, diretor do programa, conta que está satisfeito com o andamento da disputa e com a recepção do público ao “The voice Brasil”: Nós nos empenhamos na pesquisa de talentos, os arranjos são de primeira linha, os técnicos dão um show à parte, sem contar a presença do Tiago (Leifert, apresentador) e Dani (Suzuki, repórter do programa). Fizemos com muito carinho, e a resposta nos emociona também. Entre as duplas que se apresentam neste domingo, fechando as batalhas, estão Karol Cândido e Ludmillah Anjos, do time de Brown; além de Patricia Rezende e Diego Azevedo, da equipe de Lulu, que diz estar “adorando cada segundo da empreitada do ‘The voice’”. - Uma das melhores coisas é o encontro com os outros artistas, os números em conjunto e duetos, sempre uma surpresa. A pior parte mesmo é lidar com a frustração e a tristeza dos candidatos eliminados, corta o coração - conta o cantor e compositor. Até o momento, já foram eliminados sete cantores: cada técnico começou a fase das batalhas com 12 candidatos. Adaptado do formato americano, que tem à frente nomes como Christina Aguilera e Adam Levine (da banda Maroon 5), a versão bra-

D

sileira do “The voice” trouxe também a proposta dos assistentes dos técnicos. Nesta etapa que termina hoje, Luiza Possi, Preta Gil, Rogério Flausino e Ed Motta assumiram esses papéis na competição. - Tentei passar para eles que se conectem com a sua própria essência, e que não fiquem procurando se conectar com as suas referências apenas; que eles busquem um caminho único de identidade e personalidade forte - explica Luiza, anjo da guarda do grupo de Daniel, para quem não poupa elogios: - Ele é generoso e cuidadoso. É um colega de trabalho que vem se mostrando um grande amigo. Amiga de Lulu, Preta conta que foi chamada para o cargo antes mesmo de a função oficialmente existir: Ele já havia me pedido que o ajudasse! Quando recebi o convite oficial, amei. Tento passar para os candidatos autoconfiança: peço que sejam eles mesmo, sem querer copiar ninguém. São todos profissionais de alto nível! Como as próximas apresentações serão ao vivo, os candidatos que ficarem na briga terão que mostrar um algo mais. Para Carlinhos Brown, os critérios de avaliação mudam ao longo das semanas: Minha equipe tem grandes vozes, o público já sabe disso. Mas nesta etapa temos mais elementos envolvidos: a performance, o trabalho em grupo, a interação com o outro cantor. A voz é sempre o mais importante, mas nas batalhas temos mais para avaliar, Nesse momento, pesa a força do intérprete. Cláudia Leitte conta que, conforme as turmas vão sendo reduzidas, os laços entre mentor e pupilo se estreitam. - O contato não é tão intenso na fase inicial. Com a triagem, acho que vamos nos apegando ainda mais (risos). Sempre que tenho oportunidade, mesmo que seja longe das câmeras, peço para estar com eles. Falar das minhas experiências é algo positivo. Para a primeira batalha, eu e meu ti-

AÇÃO. No alto,Tiago Leifert ao lado de Karol e Ludmillah, no programa que vai ao ar hoje.Ao lado, Daniel e Cláudia Leitte soltam a voz DUELO. Patricia Rezende e Diego Azevedo (abaixo) se enfrentam hoje: cada técnico segue com 6 candidatos

últimos momentos

Como vai funcionar

me fizemos aquecimento vocal juntos e ficamos um tempo concentrados no camarim - diz a cantora. Para Daniel, o desafio maior de muitos dos aspirantes ao estrelato é o próprio medo. - O programa tem muitas feras e, às vezes, lidar com a insegurança na hora de cantar é o primeiro desafio do candidato. Eles precisam chegar e fazer aquilo que sabem, que é cantar - acredita o sertanejo.

Com o fim das batalhas neste domingo,as semifinais vão de 11 de novembro a 9 de dezembro.e serão exibidas ao vivo.- Os técnicos vão apresentar de 3 a 4 talentos.Com produções exclusivas,cada apresentação será um show único, criado por eles (técnico,produtor musical e artista).Através do voto o público salva um,e o técnico,outro adianta Boninho,diretor da atração. Os candidatos que forem sobrando são eliminados.Da última semifinal,no dia 9/12,quatro cantores seguem para a grande final,já marcada para o dia 16/12.Cada técnico entra na briga com um calouro,e o público é quem escolhe o vencedor. Uma segunda temporada já está garantida por Boninho,que,no entanto,ainda não tem as datas.A permanência dos técnicos desta edição também será definida posteriormente: - O projeto toma muito tempo da carreira artística deles,limita shows,a gravação de um novo disco.Vai depender de muitos fatores.


20121104_RTV04.qxd

4

1/11/2012

21:21

Page 1

revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

MANOEL MARQUES

Domingo | 04 de novembro de 2012 AGÊNCIA O GLOBO

MARCIA ABOS

om personalidades e histórias de vida quase opostas, os atores Bianca Muller, de 22 anos, e Sérgio Guizé, de 32 anos, têm muito mais em comum do que revela uma primeira impressão. Pouco vistos na TV, os dois chamam a atenção do público e da crítica na primeira temporada de “Sessão de terapia”, em exibição no GNT até dia 30. Intérpretes de Nina (uma ginasta adolescente vítima de um estranho acidente quase fatal) e de Breno (um atirador de elite que em ação mata sem querer uma criança), eles se reencontraram terçafeira passada, três meses depois do fim das gravações da série, no Bixiga, bairro boêmio da região central de São Paulo, onde Guizé mora há 12 anos, quando começou a atuar nos teatros paulistanos. Enquanto fazem as fotos para esta reportagem, Bianca pergunta se ele é reconhecido nas ruas. - Sou. Já me falaram que sou mais grosso do que o Breno - responde o ator, arrancando risos da colega, antes de contar a ela que tem como regra jamais sorrir ao posar para fotos. Ele devolve a pergunta, e Bianca diz que não é reconhecida. - Você está muito menina na série ele justifica. Enquanto a sessão de fotos continua numa escadaria, eles compartilham lembranças do set de filmagens e a opinião de que Selton Mello é o diretor dos sonhos de qualquer ator. Guizé, apesar de confessar que sente saudades, conta que se sentiu aliviado com o fim de Breno. Teve de repetir duas vezes a última cena do atirador de elite porque o foco ficou ruim. Seria preciso fazer uma terceira tomada, mas o ator pediu socorro ao diretor. Não tinha condições emocionais para continuar. Já Bianca lembra que não conseguia parar de chorar ao gravar as últimas cenas de Nina, enquanto Selton a incentivava a se despedir da personagem. - Considero “Sessão de terapia” minha estreia na TV - diz Bianca, que vive com os pais em Caieiras, cidade da grande São Paulo. Formada em Rádio e TV, a pedido dos pais que queriam que ela tivesse um ganha-pão depois de fazer um curso profissionalizante de teatro, Bianca conta que sua carreira começou a decolar ano passado, quando fez uma partici-

C

REBELDE. Sérgio Guizé conta que sofreu muito para interpretar o atirador de elite Breno

PERFIL

A vida longe do divã Revelados em ‘Sessão de terapia”, Bianca Muller e Sérgio Guizé falam das dores de atuar e da importância da série para suas carreiras pação na série “Julie e os fantasmas”, da Band. Antes, trabalhava com publicidade para pagar cursos complementares de interpretação para cinema e TV. Já Guizé vive há uma década de teatro. Fez mais de 25 peças em grupos de vanguarda como Teatro da Vertigem, Os Satyros, Parlapatões e Cemitério dos Automóveis, além de cinema (é o irmão da protagonista em “Bruna Surfistinha”), e participações na TV (poucos o reconhecem, mas interpretou a travesti Lorraine em “Tapas e beijos”). Começou uma faculdade de Artes Plásticas, mas abandonou o curso

antes de se formar. Preferiu se dedicar durante cinco anos à Escola Livre de Teatro em Santo André, sua cidade natal, e à banda de punk rock Tio Che, fundada com amigos em 1999. - Fui criado para ser metalúrgico. Ser ator é uma merda. Para mim, um personagem é um problema a ser resolvido e quase sempre sofro demais interpretando - confessa o ator, fiel à sua rebeldia adolescente: - Queimei a mão na chapa quando trabalhava numa rede americana de lanchonetes. As franquias ocupavam casas históricas de Santo André. Para protestar, criamos o dia McBom-

COMEÇO. Bianca conta que sua carreira começou a decolar ano passado, quando fez uma participação na série “Julie e os fantasmas”, da Band

baFeliz. Ligávamos para todas as lojas dizendo que havia bombas nos banheiros. Era mentira, claro. Só queríamos que as lanchonetes fechassem por algum tempo. Os dois fizeram testes para entrar no elenco da série. Guizé foi testado para fazer o João, personagem interpretado por André Frateschi. Selton ligou para o ator oferecendo o Breno. Ele quase recusou o papel que hoje considera o mais difícil de sua vida. - Sou amigo do Danton Mello, mas não conhecia seu irmão. Achava que Selton não ia com a minha cara. Daí ele me ligou, ofereceu o papel de Breno e falou que era meu fã. Até liguei para o meu irmão para contar que o maior ator do Brasil tinha me dito isso. Selton é um grande homem. Às vezes, interpretando, entro em desespero e não consigo sair. Ele conseguia me tirar desse sofrimento. Tinha o set na mão. Já fui dirigido por outros grandes atores, mas nenhum com a mesma sensibilidade. Selton é um diretor que dá linha para pipa voar. Assim como o colega de elenco, Bianca admira e foi influenciada por Selton. Como Guizé, ela credita o sucesso de “Sessão de terapia” ao diretor: Ele valoriza todos

os profissionais. Faz uma direção muito precisa, temperando os episódios com pequenos detalhes que fazem grande diferença. O sonho da minha vida era contracenar com Selton. Nunca imaginei que estrearia com ele me dirigindo. Foi melhor do que esperava. Confiei nele e me entreguei totalmente. Para a atriz, estar na TV num projeto de dramaturgia ousado e de formato inovador como a série é um cartão de visitas, mas também representa um risco. Guarda com apreço os conselhos que recebeu de Selton, incentivos para continuar a fazer TV, dados quando contou para o diretor que preferiria trabalhar só com cinema. Diz que tem feito muitos testes, sem revelar quais. - As expectativas agora são grandes e não quero decepcionar - pondera. Guizé, que conta não sorrir quando posa para fotos, diz viver bem de teatro. Lembra que já escolheu trabalhos que o decepcionaram e planeja nunca mais fazer o mesmo. - Não vou fazer o que não acredito. Prefiro voltar a ser garçom. Nada contra, mas não faço publicidade. Se for para fazer, seria para ganhar bem como os outros. Não vou vender minha imagem por tão pouco - declara, completando que ainda fará um personagem marcante numa novela. É quando Bianca decide discordar do colega, que no começo da entrevista havia dito que “ser ator é uma merda”. - Sou apaixonada pela profissão. O ator tem a alma insaciável. Não satisfeito com sua própria vidinha, quer viver várias vidas numa só - diz sonhadora, fazendo contraponto à rebeldia de Guizé e o levando a repensar sua declaração. - Concordo, mas é muito sofrimento quando você vai para o lado emburacado da profissão. Fiz anos de terapia - confessa, antes de se desarmar e revelar que, assim como Bianca, é um sonhador: - A arte está para a vida como a uva está para o vinho. É preciso que seja sempre verdadeiro, senão vira trabalho de modelo. Depois da entrevista, numa cantina, Bianca oferece a Guizé uma carona até o Teatro Estação Caneca, onde ele tinha ensaio da peça “Hotel Lancaster”, texto de Mário Bortolotto. Voltam a falar animadamente sobre “Sessão de terapia” - os dois costumam assistir à série sempre que podem.


20121104_RTV05.qxd

1/11/2012

21:26

Page 1

revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Inseparáveis mãe e filha

COM FLORENÇA MAZZA E ANA LUIZA SANTIAGO KOGUT@GLOBO.COM.BR

PAT R Í C I A KOGUT

Domingo | 04 de novembro de 2012

C.FRIDMAN MANTÉM TEMA Cristianne Fridman,que escreve uma novela para a Record, esclarece que a emissora não lhe pediu para mudar o tema de sua trama.Ela que desistiu de fazer uma comédia romântica,mas o assunto central será o mesmo.

LEO MARTINS

É para o apartamento da mãe,Nádia Lippi,que Thalita Lippi corre quando precisa dividir expectativas e dúvidas sobre sua primeira grande conquista como atriz:Lucilene, personagem de “Guerra dos sexos”, novela de Silvio de Abreu no ar na Globo às 19h.Com mais de dez folhetins no currículo e uma carreira que começou na infância,Nádia,de 56 anos,tranquiliza a filha. - Ficava triste ao ver que ela não conseguia papéis por ser minha filha e neta do Nelson (Pereira dos Santos, cineasta).Ela tem talento.Sempre dizia: “Sua hora vai chegar”- conta Nádia. Desde os 19 anos,quando fez a Oficina de Atores na Globo,Thalita tenta um lugar ao sol.Mas só agora, aos 34,conquistou um papel fixo. - Achei que seria fácil por conhecer o meio artístico.Foi o oposto.Seguir a profissão dos pais pode ser um fardo. Foi por causa dessa dificuldade que ela resolveu participar da oitava edição do “Big Brother Brasil”,em 2008 Na época,usava franjinha e cabelos ruivos - hoje está mais magra.No ano seguinte,fez uma participação em “Caminho das Índias”. Determinada a seguir a carreira,

ENQUETE

TEATRO EM JANEIRO No ar como Neusinha na novela “Lado a lado”, Maria Clara Gueiros já tem planos para o ano que vem. Convidada para o espetáculo “A garota do adeus”, a atriz vai estrear em janeiro no Teatro Fashion Mall.

DO NE PARA A ZONA NORTE

Thalita pede conselhos à mãe. - Pergunto sempre com receio, porque ela fala a verdade mesmo. Fiquei traumatizada quando ela me disse que eu era péssima na ginástica olímpica - diverte-se Thalita,que gosta de assistir a filmes antigos da mãe no You Tube.- Já brigamos muito, mas hoje somos unidas. A parceria se estendeu para o cinema

Longe da TV desde o fim de “Cordel encantado”, Flávia Rubim fará uma participação em “A grande família”. Ela será uma professora de balé por quem Florianinho (Vinícius Moreno) nutre uma paixão platônica.

em“Histórias íntimas”,filme de Julio Lellis em que elas contracenam.A produção tem lançamento previsto para o ano que vem.- Foi emocionante.Espero que tenhamos novas oportunidades de trabalhar juntas,quem sabe no teatro. Na TV não corro atrás de nada,embora sinta saudades - admite Nádia,longe das novelas desde 2006,quando atuou em “Prova de amor”,na Record.

M.MÉDICI AGORA GRISALHO Marcelo Médici está há dois meses tomando sol diariamente para viver o publicitário baiano Tuta Tavares na microssérie “O canto da sereia”. O ator,que engordou 5kg para o personagem,também surgirá em cena grisalho.

ATOR RENOVA COM A GLOBO

RANKING DA PATRÍCIA

10

Para “Medida certa - O Fenômeno”, estrelado por Ronaldo,no “Fantástico”. Ao carisma natural do ex-jogador,que abriu sua intimidade para os telespectadores,somamse as boas participações do preparador físico Marcio Atalla - mais seguro nesta edição do quadro - e de grandes ídolos do esporte (como o lutador Anderson Silva,Pelé e Zinedine Zidane,que atuava na seleção francesa).

35,92%

...NA VIDA REAL,ATOR É CASADO COM EX-ROUGE Igor foi convidado para a novela por Jayme Monjardim, que o dirigiu no filme “O tempo e o vento”. Nascido no Paraná,o ator está no Rio há sete anos e é casado com Aline Wirley,uma das integrantes do grupo Rouge, formado em 2002 no reality show “Popstars”.

“Cambalacho”

16,67% “Explode Coração”

5,75%

Lavinia Vlasak,longe da TV desde uma participação em “As brasileiras”, aproveitou as férias para fazer uma viagem romântica com o marido,Celso Colombo. Sem os filhos,Felipe e Estella,ela foi a Praga (foto),Munique e Viena.

Pouco conhecido naTV - ele participou de“A vida alheia”,em 2010 - Igor Rickli terá papel de destaque em“O Caribe é aqui”,que sucederá a“Lado a lado”às 18h.Ele será um vilão apaixonado pela personagem de Grazi Massafera na novela deWalther Negrão.

25,86%

“Pecado Capital”

LAVINIA VLASAK NA EUROPA

IGOR RICKLI SERÁ VILÃO

“Escrava Isaura”

15,80%

0

Para o “Pânico na TV”, que voltou a perder a mão ao enterrar viva uma de suas panicats num matagal,à noite.Com a desculpa de gravar uma paródia do clipe de “Thriller”, de Michael Jackson,Bola e Bolinha trancaram Carol Belli dentro de um caixão e entregaram a ela um celular - com pouca bateria - para que pedisse ajuda às colegas de palco. O desespero da dançarina não teve nada de engraçado.

ATRIZ DIVIDE-SE ENTRE HUMOR,SEXO E TEATRO

PARA REMONTAR A REVOLTA DA CHIBATA

Integrante do “Zorra total”, Mariana Santos já tem projetos até 2014,quando fará uma peça de Miguel Falabella.Antes disso,porém,a atriz - que participou como jurada em “Amor & sexo”segue em cartaz com “Atreva-se”.

A equipe de cenografia de “Lado a lado”mandou confeccionar,no Projac,canhões,amarradores de cordas, sustentação de mastros,escotilhas,um bote e lustres do início do século XX.As peças vão decorar um navio que será usado nas cenas da Revolta da Chibata.

ARQUIVO PESSOAL

“Tieta”

CARLOS IVAN

QUAL DESTAS NOVELAS VOCÊ GOSTARIA DE REVER NO CANAL VIVA?

Aramis Trindade,que interpretou o vilão Walmir em “Cheias de charme” e também é do elenco do “Zorra total”,renovou seu contrato com a Globo até dezembro de 2013.Além de novos personagens para o humorístico,quer fazer novelas.

5


20121104_RTV06.qxd

6

1/11/2012

21:21

Page 1

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 04 de novembro de 2012

ANA BRANCO

ZEAN BRAVO

CAPA

‘EU VIVO O PRESENTE’ Parte da história da TV, Glória Menezes, no ar em ‘Louco por elas’, fala sobre a passagem do tempo, cirurgias plásticas e de sua relação com tecnologia, aos 78 anos

lória Menezes desliza os dedos pela tela do iPhone à procura das fotos dos seus dois bisnetos, Rocco, de 4 anos, e Dante, de 3. Mostra imagens das crianças concentradas diante de jogos eletrônicos para comentar a precocidade da dupla. Coruja, chama os dois de fofos e diz que o mais velho “será um intelectual”. Aos 78 anos recém-completados, ela também é usuária de acessórios tecnológicos, como iPad. Atriz com 53 anos de televisão, Glória assinou contrato com a Tupi em 1959 e estrelou a primeira novela diária da TV brasileira, “25499 ocupado”, exibida em 1963 pela TV Excelsior, ao lado do marido, Tarcísio Meira, com quem está há 50 anos. Assim como o companheiro, é parte da história das telenovelas, mas afirma “não olhar para trás e viver o presente”. Fala com orgulho da sua idade e do fato de ser bisavó. Sem nem pensar em aposentadoria, concilia agora as gravações da série “Louco por elas”, exibida nas noites de terça pela Globo, com as apresentações da peça “Ensina-me a viver”, que comemora cinco anos em cartaz, com uma nova temporada carioca, no Imperator. Os dois trabalhos são parcerias com o diretor e roteirista João Falcão, que escreveu Violeta, a avó maluquinha do protagonista da série, Léo (Eduardo Moscovis), pensando na atriz. Mãe de Maria Amélia e João Paulo, de um primeiro casamento com um primo distante, e de Tarcísio Filho, Glória fala, abaixo, sobre as mudanças impostas pela passagem do tempo, de vaidade, do trabalho e da morte.

G

Você parece gostar de tirar fotos com o celular.É ligada em tecnologia e internet?

Tiro muita foto com o celular. Nisso, eu sei mexer. Gosto de fotografar os meus bisnetos, as flores do meu sítio (mostra imagens dela ao lado de orquídeas e girassóis)... Depois, passo tudo para o meu iPad. Eu também leio e respondo os e-mails que recebo. Mas não sou ligada em Facebook.

e de ter 78 falar que te soas dizerem acabadinha ra a minha i hoje em dia é mais lent movimenta eu preciso “Calma, esto gaste existe acompanha É muito vai rurgia plás

Plástica a to tempo, at tica não reju de uma idad do uma mu tica. Eu m adianta que tos do temp Com o tem pensar mai

Não tenh tenho medo que amo. Eu da Hebe (lev café). A gen timidade, m zes. Ela me c cer sua casa perdi uma o uma pessoa enorme. Fic fazendo qui sempre lind via ter seus m não se most Você atua e 5499 ocupa fazer parte sileira?

Não pen soa importa na cabeça. S tenho 53 an dou entrevi 1959 e assin pi depois q de atriz reve de teatro dir lho. Eu não penso no qu vivo o prese

Como lida com a passagem do tempo?

Depois de t muitas dela las,é liberta tes como a V elas”?

Tenho orgulho de ter bisnetos

Se me de


20121104_RTV07.qxd

1/11/2012

21:22

Page 2

Domingo | 04 de novembro de 2012

ter 78 anos. Não adianta eu r que tenho 60 para as pesdizerem: “Nossa, mas está tão badinha”. Melhor estar bem paminha idade. Mas é claro que e em dia a minha recuperação ais lenta. O meu jeito de me vimentar também. No estúdio, preciso lembrar as pessoas: ma, estou com 78 anos”. O dese existe, mas a cabeça está lá, mpanhando tudo. uito vaidosa? É adepta da cigia plástica?

lástica a gente faz até um cerempo, até os 50 anos. A plásnão rejuvenesce mais depois ma idade. Você acaba ficanuma mulher de 60 com plás. Eu me cuido, mas mão anta querer esconder os efeido tempo. m o tempo, você passou a sar mais na morte?

Não tenho medo de morrer, mas ho medo de perder as pessoas amo. Eu senti muito a morte Hebe (levanta para pegar um ). A gente não tinha muita indade, mas se encontrava às veEla me chamava para conheua casa e nunca fui. Pensei que di uma oportunidade. Hebe era a pessoa com uma vitalidade rme. Ficava admirada. Mesmo ndo quimioterapia ela estava pre linda e maravilhosa. Deter seus momentos de tristeza, se mostrou doente. ê atua em novelas desde “29 ocupado”.Qual o peso por er parte da história da TV brara?

Não penso que sou uma pesimportante e nem tenho isso abeça. Só me dou conta de que ho 53 anos de carreira quando entrevista. Estreei na TV em 9 e assinei contrato com a Tuepois que ganhei um troféu triz revelação em um festival eatro dirigido pelo Antunes FiEu não olho para trás, nem so no que vem pela frente. Eu o o presente. pois de tantas protagonistas, tas delas mocinhas de noveé libertador fazer coadjuvancomo a Violeta,de“Louco por ”?

e me derem um bom perso-

PLÁSTICA A GENTE FAZ ATÉ OS 50 ANOS. A PLÁSTICA NÃO REJUVENESCE MAIS DEPOIS DE UMA CERTA IDADE. EU ME CUIDO, MAS NÃO ADIANTA ESCONDER OS EFEITOS

NÃO TENHO MEDO DE MORRER, MAS TENHO MEDO DE PERDER AS PESSOAS QUE AMO. SENTI MUITO A MORTE DA HEBE”

revista da tv nagem eu tô lá. Sou uma atriz em busca de bons trabalhos. Eu não me importo se não fizer a protagonista. Não quero quantidade, prefiro qualidade. De que adianta ficar meses no ar num blá-blá-blá com texto ruim? Em “Senhora do destino” (2004) minha personagem (a Baronesa de Bonsucesso, que sofria do Mal de Alzheimer) não era a principal, mas foi maravilhosa e fez muito sucesso. O que mais a interessou em “Louco por elas”?

O João escreveu esse personagem para mim. Quando ele me convidou para fazer a Violeta, peguei uma peruca, um lenço e me produzi como achei que a personagem deveria ser. Tirei essa foto (mostra a imagem no iPhone) e mandei para ele. Gosto de contribuir com o personagem, até na composição. Além disso, o programa é uma comédia moderna. Não tem piada jogada, você ri das situações. É um humor fino, tem uma direção com um ritmo diferente. E nesta segunda temporada a Violeta realmente está mais maluquinha. Na série, você contracena com uma criança (Laura Barreto) e uma adolescente (Luisa Arraes). Como é esse convívio?

SÓ ME DOU CONTA DE QUE TENHO 53 ANOS DE CARREIRA QUANDO DOU ENTREVISTA. EU NÃO OLHO PARA TRÁS, NEM PENSO NO QUE VEM PELA FRENTE”

NESTA PROFISSÃO, SE VOCÊ NÃO TIVER UMA DOSE DE LOUCURA, NÃO FAZ”

As crianças hoje em dia assustam a gente. Eu fico boba com a facilidade que a Laura (a Theodora da série) tem de entender o que o diretor pede. Parece que ela tem anos de profissão. Não é criança chata. E a Luisa (a Bárbara) também é escritora e muito inteligente. Tenho longos papos com as duas. Mas já faz um tempo que estou no meio de jovens, até no teatro. Eu fico aberta para tudo. Não é cansativo conciliar a TV com o teatro?

Nesta profissão, se você não tiver uma dose de loucura, não faz nada. Mas é uma loucura controlada. Faço a peça e gravo a série. Na época de “A favorita” (2008) eu já estava com o espetáculo e saía como uma louca do estúdio para pegar o avião e me apresentar em São Paulo. Esse espetáculo é ovacionado toda noite. Aplauso é uma coisa, ovação é outra. Digo para os jovens do elenco que isso não é o normal. Eu passei a bater pa-

po com o público no final. Não dava para ir embora. Já havia experimentado esse retorno no teatro?

Eu emendei três trabalhos sérios e compensadores no teatro. Em “Jornada de um poema” (peça de 2001, em que vivia uma personagem com câncer) eu também conversava com a plateia no final. Inclusive tenho vários depoimentos do público gravados. Naquela época, fiquei sabendo de muita gente que teve câncer e foi curada. Eu terminava a peça nua e morta. Raspei a cabeça por dois anos. Estava no palco com a cabeça raspada e nua. Poderiam ter metido o pau em mim, pela minha audácia. Cheguei a pensar que, se não desse certo, a minha carreira estaria acabada. Depois, ainda fiz “Ricardo III” (2006) e agora estou completando cinco anos com “Ensina-me a viver”.

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

depoimentos

Loucos por ela EDUARDO MOSCOVIS “A peça ‘Jornada de um poema’, onde ela apareceu seminua com a cabaça raspada, desprovida de vaidade, me marcou demais.E agora,em ‘Louco por Elas’, ela é a alma do programa”.

DEBORAH SECCO “Agradeço por compartilhar a cena com ela e com a sua generosidade tamanha.Aprendo diariamente com a luz que ela tem e com seu talento.Ter isso na vida e na carreira é uma bênção”.

O seu dia a dia de gravação agora é menos puxado?

Numa novela você grava 20 e tantas cenas em apenas um dia. Mas aqui eu também entro às 11h e saio às 21h do mesmo jeito. A diferença é que na série mexo com comédia e não é tão pesado como um drama de novela. Até em cima do telhado eu já andei para fazer a Violeta.

LAURA BARRETO “Chego para gravar e digo ‘Bom dia,Dona Glória’. Ela responde: ‘Não precisa me chamar de dona porque sou sua avó’. É uma relação de neta e avó mesmo.Ela é incrível,antenada”.

Fora a sua profissão,o que mais a atrai?

Adoro ir à minha fazenda e mexer nas minhas plantas, mas estou sem tempo por causa do trabalho. Aprendi a gostar da natureza com o Tarcísio. Você foi casada duas vezes,mas está há 50 anos com o Tarcísio. As pessoas se impressionam com a duração da sua relação?

Eu me casei pela primeira vez aos 18 anos. Tenho três filhos, quatro netos e dois bisnetos. Mas não tenho explicação nem receita para estar há 50 anos com o Tarcísio. Pensa em parar?

Aposentadoria? Deus me livre ficar em casa sem fazer nada! Ainda tenho utilidade.

LEIA MAIS Sobre o assunto na página 8

LUISA ARRAES “Ela é a pessoa mais hipnotizante que eu já conheci.Um brilho no olho,um vigor...Várias vezes eu me atrapalho de tão encantada que fico olhando ela fazer. Somos todos palhaços, mas ela é sem dúvida a dona do circo”.

JOÃO FALCÃO “Glória é uma memória viva da minha infância. Sou fã desde “Irmãos coragem”(1970).Mas parece que ela está começando agora. Ela é muito espirituosa e bem-humorado. Conta piadas ótimas sobre tudo”.

7


20121104_RTV08.qxd

1/11/2012

21:22

Page 1

8 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 04 de novembro de 2012

Em cartaz no Rio,a peça “Ensina-me a viver”encerra agora uma bemsucedida temporada depois de cinco anos nos palcos.No spetáculo,dirigido por João Falcão, Glória interpreta a octogenária Maude,uma mulher cheia de vida.E contracena com o ator Arlindo Lopes.

2008

2012 Na série “Louco por elas”, agora em sua segunda temporada,Glória Menezes interpreta Violeta.A avó do protagonista,o treinador de futebol Léo (Eduardo Moscovis),é uma mulher experiente e sábia que sofre algumas falhas de memória.O papel foi escrito especialmente para a atriz por João Falcão,que também assina a direção-geral do programa com Flávia Lacerda.

1990

2001 2004 Laura,a mulher do Barão de Bonsucesso (Raul Cortez),sofria do mal de Alzheimer na trama e,apesar de ser um papel pequeno, roubou a cena em “Senhora do destino”. A novela de Aguinaldo Silva marcou o último trabalho de Raul na TV.

Em “Rainha da sucatal”, trama escrita por Silvio de Abreu,Glória interpretou sua primeira vilã. Laurinha Figueroa,uma socialite falida,era secretamente apaixonada pelo enteado Eduardo (Tony Ramos).

1983

Glória rompeu com a imagem construída por ela durante anos na TV ao raspar o cabelo e surgir nua no palco para viver uma mulher diante da morte em “Jornada de um poema”. No espetáculo,dirigido por Diogo Vilela,ela interpretava Vivian Bearing,uma professora que tem todas as suas convicções abaladas após descobrir um câncer.

A atriz viveu Roberta Leone na primeira versão de “Guerra dos sexos”, novela de Silvio de Abreu que atualmente tem uma nova versão no ar com Glória Pires no mesmo papel.Na foto ao lado,Glória contracena com Mário Gomes,intérprete do motorista Nando.Os dois terminam a história juntos. Ainda na trama,a atriz teve a chance de atuar ao lado do marido,Tarcísio Meira,que fazia Felipe.

2008 Em“A favorita”,de João Emanuel Carneiro,era tão ingênua quanto Tufão,de“Avenida Brasil”. Passa boa parte da trama acreditando que Flora (Patrícia Pillar) é uma santinha e implicando com Donatella (Claudia Raia). Termina feliz com Copola (Tarcísio Meira).

1963

1970 A mocinha com dupla personalidade de “Irmãos coragem”, escrita por Janete Clair,é um dos pontos altos da carreira:a romântica Lara às vezes se transforma na sedutora Diana.Ambas conquistam João Coragem (sempre ele,Tarcísio).

Na primeira telenovela diária,exibida pela TV Excelsior,“2-5499”, Glória é Emily,uma presidiária com função de telefonista da penitenciária.Larry (Tarcísio) se apaixona ao ouvir a voz dela,numa ligação.Mas nem desconfia que ela é uma interna.


20121104_RTV09.qxd

1/11/2012

21:22

Page 1

revista da tv

Domingo | 04 de novembro de 2012

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

9

FOTOS DE DIVULGAÇÃO

LÁ FORA

A verdade está com ele Produtor executivo de ‘Arquivo X’, Frank Spotnitz fala sobre a lendária série e conta sua experiência fazendo TV na Inglaterra THAÍS BRITTO

rank Spotnitz era um adolescente um tanto nerd que cresceu assistindo a séries de ficção científica na TV. Já adulto, decidiu ser roteirista e, assim que saiu da universidade, arranjou seu primeiro trabalho no mercado: na equipe de escritores de “Arquivo X”, nada mais nada menos que um dos maiores objetos de adoração da trupe louca por sci fi. Atualmente, Frank é showrunner de “Hunted”, série que estreou nos EUA e na Inglaterra no início de outubro e ainda não tem previsão de chegar aqui. Mas, em entrevista por telefone de sua casa, em Londres, mostra que “Arquivo X” nunca saiu de sua cabeça. Segundo ele, há planos de tirar do papel um terceiro filme protagonizado por Mulder e Scully. - Todo mundo ficou desapon-

F

PROGRAMAÇÃO TV Brasil 06:30-Sustentáculos 07:00-Palavras de vida 08:00-Santa Missa 09:00-Viola, minha viola 10:15-O Brasil tem disso 11:15-Senha verde 11:30-A turma do Pererê 12:00-ABZ do Ziraldo 12:30-Um menino muito maluquinho 13:00-Castelo Rá Tim Bum 13:30-TV Piá 14:00-Anabel 14:15-Carrapatos e catapultas 14:30-Meu amigãozão 14:45-Cocoricó na cidade 15:00-Escola pra cachorro 15:15-Tromba trem 15:30-Senha verde 15:45-Curta criança 16:00-Papo de mãe 17:00-O Planeta Azul II O abismo 18:00-Samba na Gamboa 19:00-América Latina tal como somos - Os latino americanos, os cubanos 20:00-Conexão Roberto D’Ávila

Arquivo X. Se depender de atores e produtores, os personagens Mulder e Scully voltam para um terceiro filme

tado com a performance do segundo longa, e nós também. Mas continuo achando que há público para um terceiro. Eu, David Duchovny, Gillian Anderson e Chris Carter (o criador de “Arquivo X”) queremos fazer. O que falta é encontrar um estúdio - deseja. Frank tinha 29 anos e trabalhava há sete como repórter quando percebeu que o jornalismo não era vida para ele. Largou o emprego, entrou numa escola de cinema em Los Angeles e, pouco depois, estava integrado à equipe de roteiristas de “Arquivo X”, no início do segundo ano da série. O começo foi duro, mas ele se deu tão bem que foi promovido até chegar a produtor executivo da atração, onde ficou até a derradeira temporada, em 2002, tornando-se um dos principais nomes do comando da série, ao lado de Chris Carter. De lá para cá, Frank produziu sé-

21:00-Esportvisão 22:00-Revista do cinema 22:30-Soy louco por ti cinema “El cielo, la tierra y la lluva” 00:30-Curta TV 01:00-DOC TV Latino América 02:00-Esportvisão 03:00-DOC TV Arte e Cultura 04:00-Telecurso tecendo o saber 04:30-Telecurso ensino médio 04:45-Telecurso ensino fundamental 05:00-Telecurso TEC 05:15-Telecurso profissionalizante 05:30-Salto para o futuro

Globo 05:50-Santa Missa 06:50-Sagrado 07:00-Globo comunidade 07:30-Pequenas empresas 08:00-Globo rural 08:55-Auto esporte 09:30-Esporte espetacular 10:35-Fórmula 1 -GP de Abu Dhabi 12:50-Os caras de pau 13:40-Temperatura Máxima “Astro Boy”

ESPIÃ. A atriz australiana Melissa George é a protagonista de “Hunted”

SHOWRUNNER. Frank Spotnitz hoje mora na Inglaterra, onde produz a série “Hunted”, que estreou no mês passado

15:20-The voice Brasil 16:45-Campeonato Brasileiro: São Paulo x Fluminense 19:00-Domingão do Faustão 21:00-Fantástico 23:25-Domingo maior:“Caçada explosiva” 01:10-Sessão de Gala:“Correndo com tesouras” 03:10-Corujão

22:00-Cine Total 23:30-Dr. Hollywood 00:15-É notícia 01:15-Bola na rede 01:45-Super papo 03:00-Igreja da graça 04:40-Igreja da graça - local

Band

RedeTV! 06:00-Programa Ultrafarma 08:00-Igreja mundial 10:00-Médico de alma e corpos 11:00-Campeonato paulista sub 20 13:00-Copa Fiat 14:00-Pé na estrada 14:30-Henkel 15:00-Parceria 15:15-A hora e a vez da pequena empresa 15:30-Super papo 15:45-Olhar digital 16:15-Transição 16:45-Água, um bem precioso 17:00-Parceria 17:15-Pague menos 17:45-Ritmo Brasil 18:15-O úlitmoúltimo passageiro 19:30-Super bull Brasil 20:30-Tá gravando 21:00-Star trek

06:00-Igreja mundial 07:00-Gerando vencedores 07:30-Exerça sua fé 08:00-Igreja batista da Barra 09:00-Multirio 10:00-Comunidade na TV 10:30-Auto+ 11:00-Informercial 12:00-Fala Malafaia 13:00-Copa do Mundo de Futsal Fifa - Brasil x Libia 14:45-Band Esporte Clube 16:00-Gol, o grande momento do futebol 16:30-Campeonato Brasileiro: São Paulo x Fluminense 18:50-Terceiro tempo 21:00-Pânico na Band 00:00-Canal livre 01:00-Projeto nova vida 02:00-Show mix 02:15-L.O.L. — Loucos ou loucuras 03:00-Igreja Mundial

ries não tão bem sucedidas como “Night stalker” e “Robbery homicide division”. Mas foi há cerca de três anos que resolveu dar uma guinada completamente diferente. Depois de morar em Paris aos 20 anos, quando trabalhava como jornalista, sentiu falta de fixar suas bases na Europa. O aquecimento do mercado de TV inglês dos últimos anos o levou a Londres, onde pretendia começar a produção de “Hunted”, em 2009. Mas a série, que teria Gillian “Scully” Anderson como protagonista, acabou sendo adiada e ele ficou por lá sem ter o que fazer. Neste momento, surgiu o convite para “Strike back”, série na qual trabalhou como coprodutor executivo. A indústria de séries de TV está crescendo muito aqui e é legal fazer parte disso. Acho que é bom para o mundo ter mais vozes sendo ouvidas. Agora, finalmente Spotnitz conseguiu levar ao ar a série de espiões que planeja há anos. O papel da protagonista, no entanto, ficou com a australiana Melissa George (de “In treatment” e “The slap”), uma “Jason Bourne de saias”, nas palavras do criador da atração. Na trama, ela é uma espiã que trabalha para uma empresa de segurança privada, sem saber quais são as motivações de seus patrões ou até mesmo quem são. Depois que sofre uma tentativa de assassinato, passa a investigar em que tipo de tramoia está envolvida. Apesar de ser uma história de ação bem parecida com suas correspondentes americanas, o processo de produção na Inglaterra não é o mesmo.

SBT 06:00-Aventura selvagem 06:30-Pesca alternativa 07:30-Brasil caminhoneiro 08:00-A grande ideia 08:30-Vrum 09:00-Chaves 11:00-Domingo legal 15:00-Eliana 19:00-Vamos brincar de forca 19:45-Sorteio da Tele Sena 20:00-Programa Silvio Santos 00:00-De frente com Gabi 01:00-O mentalista 02:00-Arquivo morto 03:00-Chase 04:00-Jornal do SBT

Record 06:30-Desenhos bíblicos 08:00-Domingo de prêmios 08:30-Record kids 12:15-Tudo é possível 15:00-Top model 16:00-Programa do Gugu 20:30-Domingo espetacular 23:15-Repórter Record 00:15-Boletim Fazenda de verão 00:30-Todo mundo odeia o Chris


20121104_RTV10.qxd

1/11/2012

21:22

Page 1

10 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte COLUNA DO

Clube do Assinante

revista da tv

Domingo | 04 de novembro de 2012

SERIAIS LIV BRANDÃO E TATIANA CONTREIRAS seriaais@oglobo.com.br

Promoções e descontos renovados a cada domingo

AGÊNCIA O GLOBO

DIVULGAÇÃO

Promoções válidas de domingo (04/11/12) a sábado (10/11/12), limitadas às quantidades em estoque, somente para assinantes da TRIBUNA.

Dueto Moda Feminina A Dueto Moda Feminina possui belíssimas peças para você arrasar e deixar seu guarda-roupa em sintonia com a moda. Lá, você encontra vestidos, blusas, sais, shortes, calças, tudo com muito bom gosto. Esta semana, a Dueto Moda Feminina oferecerá um desconto, em toda a loja , exceto os acessórios. Av. Jaguarari, 1875, Shopping Jaguarari Center, loja 13, Lagoa Nova Tel.: 3213.2306

DIVULGAÇÃO

50% à vista (dinheiro) em toda a loja , exceto os acessórios.

“LAST RESORT”,AXN 21:00

Sensualidade para desvendar conspiração THAÍS BRITTO ast resort”chegou à TV americana ,sem fazer muito alarde,no fim de setembro. Capitaneada por dois atores conhecidos do mundo das séries,Andre Braugher (de “Men of a certain age”e “House”) e Scott Speedman (da saudosa “Felicity”),logo foi abraçada pela crítica,que a considerou uma das melhores estreias da chamada fall season.Por aqui,o AXN mostra,a partir de terça,às 21h,os dilemas dos militares chefiados pelo capitão Chaplin (Braugher).A bordo de um submarino,a trupe rejeita um estranho comando recebido da equipe em terra:bombardear um país aparentemente inocente. Sob ataque,acabam indo parar numa ilha, considerados inimigos do próprio país.A ação se desenvolve,a partir daí,de diversos pontos de vista: sejam os oficiais lutando para sobreviver numa ilha habitada por gente estranha,seja o governo americano tentando entender o que houve.Neste último núcleo está outra carinha conhecida dos fãs de séries,Kylie Sinclair (Autumn Reeser,a Taylor de “The O.C.).Lobista da empresa de armas de sua família,ela será uma das principais responsáveis por investigar a trama de conspiração da série. - Ela é ambiciosa e egoísta,mas não é vilã ou mocinha,o que acho incrível.É uma personagem divertida.Dá para perceber que os roteiristas gostam

“L

Frank Centro de Beleza Frank é um moderno Centro de Beleza, com equipe de profissionais qualificada, produtos e serviços oferecidos com excelência. São tratamentos capilares, cortes, hidratação, coloração, manicure, tudo para os públicos masculino e feminino. Esta semana, Frank Centro de Beleza oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, no tratamento capilar com óleo de Argan “Moroccanoil”. Aproveite! Av. Romualdo Galvão, 779, Tirol Tel.:3211.1134

50% vista (dinheiro) no tratamento capilar com óleo de Argan “Moroccanoil”. ■As promoções publicadas na Coluna do Clube do Assinante são exclusivas para assinantes da TRIBUNA DO NORTE, PESSOAS FÍSICAS. ■Desconto não acumulativo. ■ Para ter direito à promoção,o assinante deverá apresentar a carteira do Clube e a Identidade no ato da compra. ■Contatos para credenciamento: Depto.de Marketing.Tel.4006-6100,R.6262. ■e- mail.mkttn@tribunadonorte.com.br; clube@tribunadonorte.com.br

de escrever para ela.Tenho falas impagáveis - conta Autumn,durante uma teleconferência com jornalistas. Outra característica marcante de Kylie é a sensualidade.Disposta a usar o corpo para conseguir o que quer,passa boa parte do tempo vestindo lingerie.Sem problemas para a atriz: - Em geral somos puritanos demais em relação ao corpo.Não vejo nada demais em gravar essas cenas. Meu corpo é apenas mais uma das ferramentas que tenho para contar uma história. Mãe de um bebê de 1 ano,Autumn precisou se mudar para o Havaí,onde a trama é gravada: - Meu marido vive entre Havaí e Los Angeles,minha mãe deixou o trabalho para me ajudar a cuidar do Finn e meu pai ficou lá sem ela.Todas as pessoas da minha vida estão se sacrificando para que eu possa fazer este trabalho. Ambientada numa ilha,gravada no Havaí,teorias da conspiração...Na imprensa americana,muita gente comparou “Last resort”a “Lost”. Mas a pressão de ser um novo fenômeno não existe,na opinião da atriz. - Claro que haverá comparações,mas acho que há similaridades e diferenças.Nossa série é mais política,tem o núcleo de Washington.Uma ótima semelhança,porém,são as paisagens [A COLUNA SERIAIS CONTINUA NÁ PÁGINA 11]


20121104_RTV11.qxd

1/11/2012

21:22

Page 1

revista da tv

Domingo | 04 de novembro de 2012

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 11

MAIS - MAIS LIV BRANDÃO E TATIANA CONTREIRAS seriaais@oglobo.com.br

SERIAIS

REPRODUÇÃO DE INTERNET

Definitivamente,a arte imita a vida.E para provar esta teoria digna de balcão de botequim,a lista da semana traz os atores que interpretam a si mesmos nas séries de TV.

FESTA. O atual elenco de “Law & order:SVU”e o produtor Dick Wolf,em frente ao bolo

Trezentos episódios servindo à lei

SOBE E DESCE

É bem verdade que a vida real costuma servir de inspiração para “Law & order: Special Victims Unit”, carinhosamente conhecida apenas como “SVU”. No entanto, em seus 300 episódios, comemorados no fim de outubro, crimes inimagináveis já fizeram parte da trama. Na série, cuja 14ª temporada estreia nesta terça, às 21h, no Universal Channel (com dois capítulos seguidos, oba!), delitos e flagrantes dos mais

VOLTOU! TEM COMO PARAR DE VER “ONCE UPON A TIME”? RESPOSTA:NÃO. TEM GANCHO,TEM TRAMA,TEM TUDO. SENSACIONAL.

inacreditáveis prendem o público. E assim tem sido desde 1999, quando a atração, concebida como um spinoff de “Law & order”, começou a ser exibida. Nestes 14 anos, apenas três atores estão no elenco desde o começo: Mariska Hargitay, Richard Belzer e Dann Florek - respectivamente os detetives Olivia Benson e John Munch e o capitão Donald Cragen. Com a marca dos 300 episódios,

“SVU” já se tornou a série dramática, ainda no ar, com mais temporadas na TV americana (não incluir no pacote os novelões americanos como “Days of our lives”, por favor!). Produtor executivo do seriado, Dick Wolf diz que a meta, agora, é alcançar 21 temporadas e bater o recorde de “Law & order”, que durou 20 anos até ser cancelada. Fôlego não falta - nem crimes a serem mostrados.

DIVULGAÇÃO

Jim Caviezel e Michael Emerson, para nossa alegria,estão de volta na segunda temporada de “Person of interest”, que estreia na quarta-feira, às 22h,na Warner.A série,que cativou um bocado de gente,volta quente:neste primeiro episódio, Reese (Caviezel) segue na procura pelo desaparecido Finch (Emerson). Ken Leung,de “Lost”, faz uma participação especial.

Para os órfãos da família Walker (e eles são muitos!):a partir de amanhã,o GNT reprisa a segunda temporada de “Brothers & sisters”. A série vai ao ar de segunda a sexta-feira,às 23h.

ESTREIAS DIVULGAÇÃO

CHIQUES E FAMOSOS A ESTREIA DO NOVO ANO ERA EM OUTUBRO.AGORA PASSOU PARA FEVEREIRO.MAIS RESPEITO COM “COMMUNITY”!

Ryan Murphy,o homem por trás de “Glee”e “American horror story”, abriu as portas de sua mansão (que já recebeu até o presidente americano Barack Obama) para a revista “Hollywood reporter”. Ao lado do marido David Miller (de pé,na foto) e de seus cachorros,Sara e Owen,o todo-poderoso conta que quer ter filhos.Fofo!

TUDO EM FAMÍLIA

No Sony Spin,a quinta temporada de “90210” estreia na quarta,às 21h.No AXN,a lista é grande: amanhã tem o oitavo ano de “Criminal minds”às 22h; na quarta,às 21h,vem a inédita “Perception”, com Eric McCormack (de “Will & Grace”) na pele de um professor esquizofrênico que ajuda a solucionar crimes; e,na quinta,às 21h,chega o oitavo ano de “CSI:NY”.

1.James Van Der Beek. Esqueçam a meiguice do personagem-título de“Dawson’s creek”.Em“Don’t trust the b—— in apartment 23”,James faz piada de seu passado como galã de série teen e aparece como um ator doido para reencontrar o sucesso,participando até de“Dancing with the stars”. 2.Matt LeBlanc. Para se livrar do estigma de Joey, seu personagem em “Friends”, Matt LeBlanc precisou apelar para seu próprio eu.Em “Episodes”, Matt se mostra mais malicioso e esperto, mas tão divertido quanto o personagem que o consagrou. 3.Larry David. Conhecido por criar“Seinfeld”,Larry David resolveu dar a cara a tapa em “Curb your enthusiasm”, como um roteirista e produtor de TV,também em um programa sobre o nada. 4.Louis C.K.. O comediante inglês interpreta uma versão ficcional de si mesmo em “Louie”:um comediante recémdivorciado,lutando para criar duas filhas em NY. 5.Sarah Silverman. Outra comediante a mostrar um pouco mais de seu“verdadeiro eu” nas telas,ela protagonizou“The Sarah Silverman program”,como uma mulher desempregada que leva uma vida totalmente irresponsável.


20121104_RTV12.qxd

1/11/2012

21:23

Page 1

Revista da tv Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 04 de novembro de 2012

IGOR FIDALGO igor.fidalgo@oglobo.com.br

O QUE VEM POR AÍ

12

De Londres à Mongólia

CENA VIRTUAL DEU NA TV E FEZ SUCESSO NA INTERNET VEJA OS VÍDEOS EM oglobo.com.br/revistadatv

EU NASCI ASSIM A novela,no horário das 23h, sempre teve cenas ousadas. Mas no último capítulo de “Gabriela”,Juliana Paes foi corajosa em mostrar realmente como veio a este mundo.

TEMPESTADE 1

FOTOS:DIVULGAÇÃO

ual tal encarar 16 mil quilômetros de carro da Europa até a Ásia? Celina Arslanian,Daniel Tumati, Pedro Pezinho e Raphael Kinda toparam o desafio e o resultado é “Rally mongol”, que o Multishow estreia sexta, às 22h.A viagem começa em Londres e,ao lado de outros 300 grupos,eles passam por lugares como França,Bulgária e Cazaquistão até chegar ao destino final,a Mongólia.No caminho, mostram as pessoas que conheceram e,claro,os perrengues.

Q

MAMA ÁFRICA Na segunda temporada do “Entre fronteiras”(sexta,Futura,19h30m),Luís Nachbin pega sua câmera e cruza o oceano para retratar a diversidade da África.Em 20 episódios,ele transita pelas complicadas fronteiras geográficas do continente e vai a lugares como Egito,Sudão do Sul, Tanzânia,Suazilândia e Libéria.

ZAPEANDO TV BRASIL. SEGUNDA TEMPORADA DO “CURTA TV”, COM APRESENTAÇÃO DE RENATA BOLDRINI (HOJE,0H30M).

FALA TU No novo “O bagulho é doido”(sexta,Canal Brasil,23h30m),MV Bill faz entrevistas sobre os mais diferentes temas.Na estreia, o papo é com o secretário de Segurança Pública do Rio José Maria Beltrame.Ele contou que quer se aposentar em breve.

HISTORY. NA NOVA SÉRIE “HISTORY TRAVEL”, MARK POWELL PERCORRE A

AMÉRICA LATINA RETRATANDO A CULTURA DE CADA LUGAR ( TERÇA,19H).

Em meio à tempestade Sandy, Jimmy Fallon foi até a rua onde fica o estúdio de seu “Late night”para fazer a abertura do programa.Pegou muita chuva na calçada deserta.

GLOBO.NOVA SÉRIE SOBRE EDUCAÇÃO DO “FANTÁSTICO” MOSTRA COMO OS PAIS TÊM SE ENVOLVIDO MAIS NA ESCOLA DOS FILHOS (HOJE,21H). GLOBOSAT HD. “MARTIN CLUNES:MAN TO MANTA” MOSTRA O MERGULHADOR NA BUSCA POR ARRAIAS GIGANTES DAS ILHAS MALDIVAS ( TERÇA,23H).

BIO. O “BIOGRAPHY” REPASSA A VIDA DA ATRIZ SARAH JESSICA PARKER ( TERÇA,20H).

CHEFS EM GUERRA TEMPESTADE 2 Em nota relacionada, um homem usando uma cabeça de cavalo foi hit na cobertura.A repórter da NBC interrompeu o que dizia só para mostrá-lo.

O chef Rocco DiSpirito é bonitão e sabe cozinhar.Quer mais? Também é apresentador de TV.Em “Rocco’s dinner party”(amanhã,Fox Life,22h), ele comanda a competição entre três chefs,que devem preparar um jantar para o apresentador e seus convidados famosos.

LUXO E RIQUEZA O“Mundo S/A” (amanhã,Globo News,23h) revela os bastidores da grife italiana Gucci.A repórter Bianca Rothier visitou ateliês da maison em Florença,na Itália,e conversou com o diretor-geral da empresa,Patrizio Di Marco,que falou sobre os consumidores brasileiros.


tn família

E-mail: tnfamilia@tribunadonorte.com.br Editor: Isaac Ribeiro

ASTROLOGIA

CINEMA

LETRAS & PRATOS

GLAM

ARTIGO

PAULO COELHO

Transformar o que não presta é o tema de hoje.Lua minguante em Leão:6/11.

Animação de Tim Burton, “Frankenweenie”,está em cartaz no Moviecom e no Cinemark.

Evento“Equilíbrio Perfeito” estimula o pensar sobre o ato culinário e a discussão.

Mister Brasil 2011,o mineiro Lucas Malvacini,é a bola da vez na moda masculina.

Jorge Boucinhas conclui série de textos sobre o desafio de parar de fumar.

Coluna faz transcrições de histórias da tradição sufi, islâmica e hassídica.

PÁGINA 6

PÁGINAS 6 e 7

PÁGINA 4

PÁGINA 8

PÁGINA 2

PÁGINA 2

NATAL | RIO GRANDE DO NORTE Domingo | 04 de novembro de 2012 FOTOS:RODRIGO SENA

CASA COR:

Tecnologia e sustentabilidade Mostra de arquitetura aponta as tendências de automação e do uso sustentável de recursos naturais e reciclagem de materiais, tudo em nome do conforto e da praticidade. Iluminação, som, vídeo e cortinas, podem ser controlados através de iPads, iPods e iPhones

LEIA MAIS Conceito de sustentabilidade está em vários ambientes.Página 3

ISAAC RIBEIRO Repórter

necessidade cada vez maior de preservação de recursos naturais bem como a redução do consumo de energia, entre outros recursos, tem aberto novas frentes no setor de arquitetura e design de interiores. E a tecnologia é um importante aliado nesse processo, criando novas possibilidades e soluções para compor os lares contemporâneos. Essa tendência pode ser observada em vários espaços da Casa Cor Rio Grande do Norte, que segue até o dia 30 de novembro, das 16h às 22h, na antiga fábrica da Sam’s, na avenida Salgado Filho, 2809, esquina com a Amintas Barros, no bairro de Lagoa Nova. A automação dos ambientes se dá, principalmente, pelo controle de iluminação, cortinas, ar-condicionado, abajures, som, vídeo, a partir de programas e aplicativos instalados em equipamentos eletrônicos como iPhones, iPads, iPods, fixos ou móveis. É possível controlar nuances de iluminação de cada ambiente, de acordo com a intensidade, além de programar o horário de apagar todas as luzes da casa ou de determinado cômodo. “Pode-se fazer economia de energia pelo fato de controlar, não digo cem por cento, mas cinquenta por cento. E eu posso controlar tudo isso com o iPhone, com a automação”, comenta o arquiteto Gledson Cavalcanti, que junto com Petrônio Costa assina o ambiente Living do Casal Jovem, com intervenções tecnológicas em luzes, decoração e detalhes de material reciclado. A automação, as inovações tecnológi-

A

cas nessa área, podem ser uma importante ferramenta para sustentabilidade por contribuir para o controle do gasto energético, promovendo a redução do consumo. Isso sem citar o conforto, pois, sem levantar da cama, pode-se acionar sistema de iluminação, aparelhos de som e vídeo, aquecimento e refrigeração. Como no ambiente Loft da Modelo, assinado pela arquiteta Gladys Fernandes, onde as cortinas deslizam a partir de um simples toque no iPad, e a imagem da televisão é projetada em lâminas de vidro munida com uma película dual screen. As propostas tecnológicas também estão no Cyber Room, de Ana Luíze Lamas Gurgel, com vários computadores e monitores de vídeo. No banheiro projetado pelo arquiteto Renato Teles, um iPad afixado na parede, e que pode ser retirado de acordo com as necessidades do morador, aciona luz, som e vídeo. Porém, deve-se lembrar sempre que boas soluções para a eficiência energética e o conforto ambiental têm início em um projeto arquitetônico bem executado. Com relação à sustentabilidade, a Casa Cor Rio Grande do Norte também oferece provas do que é possível realizar atualmente, o que há de novidade, as principais tendências. Materiais reciclados dão formas a objetos decorativos e funcionais, com soluções simples e criativas, sem deixar de lado a estética e o bom gosto. SERVIÇO: Casa Cor RN .Até o dia 30/11,das 16h às 22h,na antiga fábrica da SAM’s (av.Salgado Filho,2809,Lagoa Nova,em frente à Casa da Indústria).Ingressos:R$20 e R$10 (meia). Passaporte:R$60 (acesso durante toda a mostra).


tn família

2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 04 de novembro de 2012

Paulo Coelho [ escritor ]

Ele só escutasse as preces das crianças, não haveria uma só escola no país; não há nada que elas detestem tanto quanto um professor.

Da complicada relação com o próximo O centésimo nome (tradição sufi)

U

m estudante pediu a um mestre sufi que lhe revelasse o quinto nome de Deus.

- Quem conhece este nome, é capaz de mudar a História - comentou. O mestre pediu que ele passasse um dia inteiro na porta da cidade. O rapaz voltou no dia seguinte. - O que você viu? - perguntou o mestre. - Um velho tentou entrar na cidade com um carneiro para vender. O guarda cobrou o imposto, mas o homem não tinha dinheiro. Então o guarda roubou-lhe o carneiro e expulsou-o. Eu pensava: se soubesse o nome oculto de Deus, seria capaz de modificar esta situação. - Você podia ter impedido esta injustiça mas preferiu ficar sonhando com uma revelação. Que tolice! Pois bem, vou revelar-lhe

o quinto nome de Deus: ação em favor dos outros. Só assim podemos mudar a História.

Não quero ofendê-Lo (tradição islâmica) Durante sua peregrinação a Meca, um homem santo começou a sentir a presença de Deus. No meio de um transe, ajoelhou-se, escondeu o rosto, e rezou: - Senhor, quero pedir apenas uma coisa na minha vida: que eu tenha a graça de jamais ofendê-Lo. - Não posso conceder esta graça - respondeu o Todo-Poderoso. Se você não me ofender, não terei motivos para perdoá-lo. Se eu não preciso perdoá-lo, você em breve esquecerá também a importância da misericórdia para com os outros. Por isso, continue o seu

Encontrei um violinista (tradição hassídica)

caminho com Amor, e deixe-me praticar o perdão de vez em quando, para que você também não se esqueça desta virtude.

Alunos e professores (tradição sufi) Nasrudin - o eterno personagem das lendas sufi - estava na soleira de sua porta, quando viu passar um professor com seus alunos. - Aonde vão? - perguntou. - Rezar para que Deus acabe com a corrupção, já que ele sempre escuta a prece das crianças - respondeu o professor. - “Uma boa educação já teria acabado com isso. Ensine os meninos a serem mais responsáveis do que seus pais e tios”. O professor ofendeu-se: - Eis um exemplo de falta de fé! A prece das crianças pode mudar tudo! - Deus escuta qualquer um que reza. Se

Na coluna deste domingo,são transcritas interessantes histórias de tradição sufi,islâmica e hassídica.Elas mostram como ideia central a difículdade de se relacionar com as outras pessoas

Dr. Jorge Boucinhas [ médico e professor da UFRN ]

Libertas libertas@libertas.com.br

Natureza screvo, neste momento em que a tempestade Sandy inicia seus efeitos sobre a cidade de Nova York, onde estou de passagem para Montauk a fim de participar de um encontro na área da Análise Bioenergética. Neste domingo, a cidade parou às 16hs. Trens, metrôs, ônibus e transportes públicos, que levam milhões de turistas e residentes, de um lado para outro, desta fabulosa cidade, pararam. A cidade começou a ficar deserta por volta das 17hs. Os taxis não atendem mais, as pessoas ansiosas, andando rapidamente, tentam chegar em casa em meio a um trânsito engarrafado, com buzinas entrecortadas das sirenes de carros de bombeiros e ambulâncias. As filas, nos supermercados, imensas e as pessoas comprando estoques de gêneros de primeira necessidade e artigos que ajudem na sobrevivência como água, velas e fósforos. O presidente Obama, nas TVs e rádios, recomenda que todos tenham absoluto cuidado porque o impacto pode ser grave. Deseja que os habitantes das regiões atingidas possam estar a salvo e protegidos. O prefeito de New York, Michel Bloomber também está, a todo momento, se comunicando com a população. Vários prédios colocaram sacos de areia na porta para evitar a entrada de água, porque a previsão é de inundação. Os voos estão suspensos e todas as atividades da cidade aguardam o desfecho desta situação. Neste momento, a reflexão é sobre a força da natureza. O quanto nos afastamos desta força que está além de toda tecnologia e conhecimentos do homem. E o quanto podemos retornar a nossa essência e, sendo parte da natureza, também temos que respeitála. Reverenciá-la e pedir suas bênçãos para podermos seguir sua ordem com calma e paz.

E

Jayme Panerai Alves – jayme@libertas.com.br

Sobrevivência Na África todas as manhãs, a mais lenta das gazelas acorda sabendo que deve conseguir correr mais depressa do que o mais rápido dos leões se quiser se manter viva. E todas as manhãs o mais lento dos leões acorda sabendo que deve correr mais depressa do que a mais rápida das gazelas, se ele não quiser morrer de fome. A vida não faz diferença se você é a gazela ou o leão, explica o mestre. Seminário O Seminário “Atuação no Sistema Prisional Brasileiro: Desafios e Perspectivas” ocorrerá em Brasília, dia 9 de novembro de 2012, das 9h às 16h30 e terá transmissão online aberta aos interessados. O objetivo do Seminário é debater a política penal brasileira e refletir sobre os desafios para a atuação interdisciplinar nesse contexto. Informações: crprn.org.br Quero saber Tenho um filho de 17 anos que vai participar do vestibular ainda este ano. Percebo que ele está muito nervoso e dorme pouco, pois fica estudando até tarde. Como posso ajudá-lo? Rosalba

Resposta Cara Rosalba, Procure estimulá-lo a estudar com disciplina, mas sem pressão. Ao dialogar com ele, considere esse desafio como sendo algo importante, porém, como todo concurso, oferece chances de sucesso. Ou seja, não há certezaseo vestibular é, apenas,um dos caminhos para trilhar a realização profissional. Promovaum espaço para que eleexpresse aansiedade e o medo diante dessa etapa da vida. Esta coluna é de responsabilidade da Libertas Comunidade www.libertas.com.br libertas@libertas.com.br

Um discípulo se aproximou do rabino Moshé Haim: - Hoje encontrei um homem que riu e desprezou meus esforços na busca espiritual. - Hoje encontrei um violinista - respondeu o rabino. - Ele tocava tão inspirado por Deus, que todos os que se aproximavam dele terminavam por cantar e dançar. Eu fiz o mesmo, e estava louvando a Criação com minha alegria, quando vi que se aproximava um surdo. Ele ficou olhando o violinista e o público que dançava. No final, comentou em voz alta: “como é indecente e grotesca a agitação deste bando de loucos!” E concluiu Moshé Haim: - Quem não sabe escutar a música de Deus, só tem como saída considerá-la inútil.

boucinhas_jc@hotmail.com

E para tratar o tabagismo? (4) este artigo conclui-se a revisão sobre o Tabagismo, agora com alguns comentários finais e terminando-se ao tratar das possibilidades terapêuticas oferecidas pela Medicina Complementar, com suas técnicas ditas naturais. Um dos maiores temores das pessoas que pensam em parar de fumar é o ganho de peso que normalmente se segue. Em média, os homens ganham cerca de cinco quilos nos primeiros seis meses depois de largar o cigarro e as mulheres, quatro. No entanto, tal deveria ser a última das preocupações. Os riscos gerados pelo fumo são muito maiores do que o risco de aumentar peso, especialmente se, após um tempo razoável, tal peso for devidamente combatido. Mas, atenção! Quando se fala em “tempo razoável”, isto é deveras importante e, não, mera retórica. Há uma estatística francesa, hoje tida por clássica, mostrando que tentar simultaneamente abster-se de fumar e reduzir o peso corporal, em 94,7% dos casos leva a fracasso em ambos misteres simultaneamente. Por vezes há melhoria gradual com o passar do tempo e, exemplificando isto, um estudo da Universidade de Colúmbia, nos EUA, mostrou que nos dois anos seguintes as mulheres normalmente perdem, espontaneamente, três dos quilos que ganharam no primeiro semestre. De qualquer forma, é bom ter sempre à mão vegetais picados e petiscos de baixas calorias. Frutas, em especial as pequenas, como uvas, constituem-se em outros excelentes petis-

N

cos, bem como são utilíssimos os chicletes sem açúcar. Se possível, que não se tente parar de fumar durante as férias. A maior exposição à comida durante tal fase só fará aumentar a tentação de comer mais. Por outro lado, como os ex-fumantes dizem que a melhor época para largar é a hora em que se está mais motivado, por vezes há que se fechar os olhos a datas e períodos. Quanto às terapias ditas naturais, quiçá a Acupuntura Chinesa Clássica tenha sido a mais empregada, com um sucesso muito relativo. Os resultados podem ser tidos por razoáveis, nem muito vantajosos nem nulos, podendo ser tidos por procedimento de utilidade razoável mas não muito significativo. Já a Auriculoterapia, verdadeiramente sua derivada, embora de codificação especificamente gaulesa, tem apresentado resultados mais consistentes. A maior revisão de casos até hoje feita foi executada na Universidade de Istambul, na Turquia, e abrangeu um número de casos bem consistente, mais de dezesseis mil (número bem significativo, e que provavelmente se deve ao fato de, tradicionalmente sempre terem sido os turcos grandes fumadores). Os melhores resultados foram obtidos pela aplicação das chamadas agulhas semi-permanentes, as que ficam colocadas nas orelhas e são várias vezes ao dia apertadas, dando um estímulo curativo quase contínuo aos pacientes. A Homeopatia tem sido algo emprega-

Um dos maiores temores de quem pensa em parar de fumar é o ganho de peso. Em média, os homens ganham cerca de cinco quilos nos primeiros seis meses depois de largar o cigarro e as mulheres, quatro. No entanto, tal deveria ser a última das preocupações. Os riscos gerados pelo fumo são muito maiores do que o risco de aumentar peso, especialmente se, após um tempo razoável, tal peso for devidamente combatido

Dra.Rita de C.M.Medeiros Homet Mir [ psicodermatologista ]

da, rincipalmente os medicamentos Plantago, Lobelia e os constitucionais. Uma sua derivada, a Isopatia, foi usada com sucesso relativo, sendo empregados os próprios cigarros usados pelo adicto ao vício, em forma de dinamização homeopática, durante todo o dia, às vezes até a cada 2 horas. Não deixaria de ser uma forma terapêutica similar ao uso de adesivos de nicotina, embora em dosagens muitíssimo mais baixa. A hipnose, no passado tão empregada em inúmeras aplicações clínicas, tem tido uso em número grande de pacientes e sido razoavelmente bem sucedida. Uma sua variante é a aplicação dos modernos aparelhos de ressincronização cerebral, os quais, através do emprego de luzes coloridas e de sons, empregados em frequências cerebrais bem indicadas, conseguem que seu usuário alcance níveis de relaxamento nos quais ficam abertos a sugestões curativas bem efetivas nos estados alterados de consciência. A França, já que os franceses têm-se caracterizados já de há séculos como grandes fumantes e tem, também, um grande interesse em técnicas alternativas, tem abundado em estatísticas sobre o assunto. A mais chocante, oriunda do Groupe Lyonnais d’Études Médicales, mostrou que a associação de pelo menos três das técnicas ditas naturais chega a dar resultados tão bons ou melhores que a associação de técnicas da Medicina Oficial. Melhor ainda a associação das duas vertentes terapêuticas. Quiçá aí venha a residir, no futuro, a solução final para os que padecem deste vício!

ritaursula@ig.com.br

TRANSTORNO PARANOICO DE PERSONALIDADE “El mundo es más fuerte que el hombre, pero la interpretación del mundo es más fuerte que el mundo”, de A. Malraux, citado no prefácio de Carlos Ayala em 100 Anos de Solidão de G.G.Marquez transtorno paranóico da personalidade se caracteriza principalmente pela presença, de um modo generalizado e permanente, de uma desconfiança excessiva e injustificada dos demais. É mais frequente nos homens do que nas mulheres. São pessoas que sempre foram desconfiadas, mal pensadas, receosas, que sempre pensam que os demais querem enganálo ou prejudicá-lo de algum modo. Por isto, sempre estão alertas sobre o que os outros fazem ou dizem, interpretando, muitas vezes sem motivo, que estão tramando algo contra eles. Sempre encontram algum motivo de suspeita, algum sinal oculto, que ao seu ver, desvela os maus propósitos que os demais tem para eles. Não acreditam na lealdade dos outros e sempre pensam mal dos desconhecidos e, inclusive, das pessoas mais próximas. Por isto são tão reservadas, não confiam em ninguém. Se se deixar conhecer melhor, os outros saberiam como prejudicar-lhe. Não são capazes de estar relaxados na presença de outras pessoas, estão sempre tensos, dentro de um mundo perpetuamente ameaçador. Por isso, muitos tendem à solidão. Esta falta de confiança a transmitem aos demais, de tal modo que se cria uma mútua sensação de desconfiança, gerada por eles, o que reforça sua atitude inicial. Seu trato, sua afetividade, é extremamente fria e distante, com atitudes dema-

O

siadamente racionais e calculistas, das quais se sentem orgulhosos. Não permitem que os demais descubram seus sentimentos e se envergonhariam profundamente se alguem pudesse vê-los emocionados ou com comportamentos que impliquem certa ternura. Difìcilmente são capazes de lograr laços verdadeiramente saudáveis, simples, abertos, naturais, espontâneos e sinceros. Pelo contrário, os laços são frios, rígidos, tensos, reservados, interessados e artificiais. Sua escassa emotividade e a natureza das relações que estabelece com os demais fazem que resulte difícil ter carinho por eles, o que, para eles, confirma a interpretação hostil do mundo exterior. Não suportam que ninguém os enganem e se consomem se alguem pode rir-se deles. Tem pouco sentido de humor. Não brincam com os demais e não suportam brincadeiras. Se em alguma ocasião excepcional exteriorizam seu sentido de humor, este costuma ser mordaz, áspero, satírico. Geralmente são muito críticos e intolerantes na hora de julgar os demais, aos quais sempre descobrem falhas e más intenções. Entretanto, não suportam objeções a eles mesmos, interpretadas como ataques diretos, consequência da inveja e do ódio. Ademais, raramente as esquecem, permanecendo anos depois, um sentimento de rancor pela presunta ofensa sofrida. Com os fortes e superiores costumam ser cautos e invejosos e mostram desprezo pelos que consideram frágeis. São muito ambiciosos e se dão uma importância exagerada. São exigentes com os que dependem deles e intolerantes com seus defeitos e erros, que os recordam frequentemente, exagerando sua dimensão.

São pessoas que sempre encontram algum motivo de suspeita,algum sinal oculto,que ao seu ver,desvela os maus propósitos que os demais têm para eles.Não acreditam na lealdade dos outros e sempre pensam mal dos desconhecidos e, inclusive,das pessoas mais próximas.Por isto são tão reservadas, não confiam em ninguém.Se se deixar conhecer melhor,os outros saberiam como prejudicar-lhe

Costumam ter um conceito demasiado prático e funcional das coisas. São interessados nos progressos da técnica, novos aparelhos, o que são capazes de fazer, sua eficacia e comodidade. E, ao contrário, desprezam os aspectos estéticos, não interessando-se pela arte em si mesma, a não ser, com alguma intenção prática de outra índole. Nesse tipo de personalidade, os cíumes são extraordinariamente frequentes. Costumam ter sempre na cabeça a possibilidade de que sua companheira/o o possa enganar em todos os níveis, não somente no afetivo ou sexual, mas também no econômico, com os filhos, etc. Esta situação pode ocasionar problemas importantes nas relações afetivas destas pessoas, já que a confiança é o pilar da convivência, particularmente na conjugal. A desconfiança conduz a um distanciamento afetivo, e muitas vezes, sendo inicialmente injustificada, acaba provocando motivos que a justificam, já que a médio e longo prazo, pode incitar ao outro a não dizer a verdade ou à infidelidade. Apesar de que é muito menos frequente, este transtorno de personalidade pode facilitar a aparição de outros transtornos psicopatológicos, como a esquizofrenia paranóide. Nestes casos, as ideias delirantes tem um caráter muito mais absurdo e se associam com alucinações, geralmente auditivas ou visuais, com pensamento desorganizado e incoerente e com outros sintomas mais graves. Esta “incoerência” levaria nosso paciente à uma “INTERPRETAÇÃO DO MUNDO MUITO MAIS FORTE QUE O MUNDO” e,com certeza não teria a beleza do REALISMO FANTÁSTICO do grande Gabriel García Marquez Um bom domingo a todos e até o próximo artigo se o nosso querido Deus assim o permitir.


Domingo | 04 de novembro de 2012

tn família

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3 FOTOS:RODRIGO SENA

BATE-PAPO

CONCEITO DE SUSTENTABILIDADE ESTÁ EM VÁRIOS AMBIENTES

Gledson Cavalcanti »arquiteto

Piso feito a partir de pneu triturado, escadas feitas de pallet, tapetes de resto de tecidos, fios plásticos de enrolar cadeira decorando teto e luminária de refugo de revestimento de PVC. Na Casa Cor RN 2012, essa tendência está presente em vários ambientes, na forma dos mais variados materiais sar refugo como insumo básico em nome da funcionalidade, da praticidade e do conforto é uma das principais características dos nossos tempos, onde o conceito de reciclagem e reaproveitamento é amplamente difundido. Na Casa Cor RN 2012, essa tendência está presente em vários ambientes, na forma dos mais variados materiais e elementos. Na academia, por exemplo, os arquitetos Ana Roberta e Henrique Xavier optaram por um piso feito de pneu triturado. Além de conferir uma aparência elegante e arrojada, em diversas cores inclusive, também se mostra confortável devido à sua grande flexibilidade. Ele é feito em pequenos módulos encaixados, podendo ser retirados facilmente. O ambiente também conta com uma escada de dois pavimentos feita a partir de módulos de pallet — espécie de esquadria de madeiras que serve de suporte e base, bastante usado em armazéns e estoques. Sobrepostos e pintados, eles servem de acesso ao piso superior.

U

O aproveitamento de materiais também está na decoração, onde um tapete feito inteiramente com restos de tecidos complementa a disposição de bonitas cadeiras iluminadas. A arquiteta Vera Lúcia encontrou uma solução bastante criativa para ornar a Área de Serviço. Ela aproveitou restos de revestimento de PVC, usados em pisos e paredes, para criar um lustre moderno, em textura de madeira. No teto, fios de plástico usados para encapar antigas cadeiras de balanço e de varanda formam uma espécie de varal estilizado, compondo um bonito visual entrelaçado. O conceito de sustentabilidade e reaproveitamento de material também é utilizado no Living do Jovem Casal, de Gledson Cavalcanti e Petrônio Costa. Em uma das paredes do ambiente é inteiramente dedicada ao tema. A dica já está no letreiro “Recicle” afixado sobre o mesmo material de pneu triturado, usado na academia — o que mostra a versatilidade do produto. Lixeiras de coleta seletiva — me-

Maioria dos ambientes da Casa Cor RN apostam em tecnologia

É interessante com certeza. Quanto mais puder implantar, o planeta gradece. VIVIANE LEONE admistradora/visitante

tal, vidro, papel, plástico — foram transformadas em vaso de plantas. Os banquinhos foram feitos a partir de madeira de demolição e garrafas vazias de espumante se transformaram em luminárias pendentes e automatizadas. A administradora de empresas Viviane Leone, 37 anos, passeava com a família pela mostra e elogiou a criatividade e a riqueza

de detalhes dos ambientes. Preste a iniciar uma reforma, ela aproveitava para conhecer as novidades na área de ambientação de interiores e coletar ideias. “Muita coisa pode ser feita com um pouco de criatividade”, disse. Ela também aprovou o uso de materiais reciclados. “A sustentabilidade é interessante com certeza. Quanto mais puder implantar, o planeta gradece. Fiquei também bastante interessada nos detalhes tecnológicos.” TECNOLOGIA É certo que os sistemas de automação e os equipamentos eletrônicos usados nos ambientes necessitam de energia para funcionar. Mas a economia proporcionada por eles geram ganhos energéticos bastante satisfatórios. A automação tem seu preço, mas também aponta suas vantagens. Para o arquiteto Gledson Cavalcanti, uma das principais vantagens da automação de ambientes é o conforto. “Cada dia que passa, o pessoal é mais antenado na moda, na tecnologia, na sustentabilidade e na economia de

Living do Jovem Casal une elementos de tecnologia e sustentabilidade

energia também.” Operar os equipamentos de controladores do ambiente é relativamente fácil. O técnico de automação Tiago Lima esclarece que todo o sistema é inteligente. “Você pode agenciar horários e cenas, independente do que o cliente seja e queira. Eu tenho um controle bem intuitivo, todo em português, controlando iluminação, áudio e vídeo. Tem também controles individuais”, diz ele. Não há nada muito diferente das operações realizadas no nosso cotidiano. No iPhone, é baixado um aplicativo; no computador, instalase um programa específico; e no tablet, o sistema Android. “Nós podemos dar um feedback da iluminação, quantos por cento a iluminação está ligada. Podemos adicionar cenas de iluminação, além de agenciar o horário de desligar todas as luzes e toda a parte de áudio e vídeo, programando todos os dias”, esclarece Tiago.

Como o conceito de sustentabilidade é aplicado em seu ambiente? O revestimento da parede é de reciclado de pneu, as garrafas nos pendentes são de espumante, amadeira de demolição nos bancos, as lixeiras de coleta seletiva serviram como vasos de plantas. Toda essa parede, a gente quis passa a imagem e a mensagem para que a gente hoje tenha a consciência da reciclagem. Unir conforto com praticidade e sustentabilidade é uma tendência na arquitetura? Hoje isso está na moda e que essa moda dure para sempre. Por exemplo, todas as almofadas são de camisetas recicladas dos próprios arquitetos que assinaram o ambiente, Gledson Cavalcanti e Petrônio Costa. E como tem sido a aceitação? Os clientes têm procurado essa ideias novas? A gente tenta colocar conforme o perfil do cliente. Se for um mais conservador, a gente tenta transformar tudo isso direcionado para ele. Como o meu ambiente é um ‘living para um jovem casal’, que é antenado na moda, na tecnologia e na sustentabilidade, então ele queria uma coisa mais descontraída, mais jovem mesmo.

Piso feito a partir de borracha de pneu triturado é bonito e flexível


tn família

4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 04 de novembro de 2012

MINICURSO

Jota Oliveira

Dia 10 de novembro, a Clínica Corpomente vai promover um minicurso com técnicas orientais para administração do estresse, das 8h30 às 12h30, com Seve Cunha, mestre em Yôga e Shiatsu.

jotaoliveira@tribunadonorte.com.br

CARPE DIEM! Felicidade Já!

Então tá! Vamos vivendo como se houvesse amanhã. Deixando para trás preciosos momentos de vida. Fazemos de conta que vamos viver eternamente e não pedimos o perdão que deveria ser pedido;

DESCOBERTA Mascar chiclete agora é sinônimo de cuidados com a pele! Como assim? O doce tornou-se a recente arma contra as rugas, a desidratação e a perda de força de unhas e cabelos. Mas não é qualquer chiclete, a goma é responsável por tudo isso, é a de silício, que pode ser comprada em farmácias de manipulação.

não declaramos o amor que deveríamos ter declarado; não protegemos a natureza que implora nossa atenção; deixamos de lado os livros que deveríamos ler; e as músicas que gostamos estão lá, no “stop” do nosso mp3, esperando por um tempo qualquer... As orações que deveríamos fazer se perderam na pressa do dia de hoje, com tantos

compromissos, vivemos como se fôssemos viver eternamente, e aquela “visita fraterna” ao asilo ou ao hospital ficou para o mês seguinte, depois de ser adiada por vários meses. E a boa e velha felicidade está cada vez mais distante, onde colocamos, esperando a aquisição do carro, do apartamento, da casa de campo,

do amor, do filho que ainda vai nascer, da faculdade que espera cursar, do amigo que disse que iria chegar, das previsões da astrologia para o ano seguinte. Vivemos como se a eternidade fosse a nossa marca, como se nossos dias não fossem contados e o amanhã fosse uma certeza, deixamos tudo que é importante para depois, nos perdendo em

fantasias, em desejos que nem sempre levam a elevação, como se Deus fosse um segundo plano, que pudesse sempre esperar que a dor nos visite e nos leve até Ele... “Deus deixa de ser um caminho, para ser um meio...” Felicidade já, com o que temos a mão, realizando o que é possível realizar, preocupando-se com o que realmente importa: você!

CHUVA DE ARROZ CLICS EXCLUSIVOS DE WANDERLEY ADAMS DO NUPCIAL DE ROGÉRIA E RENIER

INOVAÇÃO Para as noivas, da vez é o novo site, Paper Out, criado para facilitar os preparativos das festas de casamento. O site cria/personaliza e envia o convite direto para o e-mail dos convidados. A invenção é das fashionistas, Bruna e Renata Paraíso.

INUSITADO

2

Para o vinho Merlot 2007,linha Queulat,vinícola Ventisquero,o restaurante Buongustaio propôs como entrada Ragù de vitelo:carne nobre de vitelo marinado com especiarias,servido sobre massa folhada. Para o Syrah 2009 apresentou Pesce ao pepe:darne de peixe servido com galete de aspargo verde ao creme triplo.Para o Sauvignon Blanc 2001 a proposta foi Conceito Silvestre: creme mascarpone, biscoito savoyard e coulis de frutas silvestres.

3

Para o Chardonnay 2011 o restaurante Lotus serviu um Mix de frutos do mar em soup de poisson (caldo feito com peixes de pedras, bouquet garni,vinho branco e manteiga); para o Carmenere 2010 um Salmão Missoyaki (marinado em sakê ) em cama de fettuccine com molho de shimeji e crocante de furikake e para o Cabernet Sauvignon um Crepe suflê de chocolate amargo recheado com calda de mix de berries (amoras,framboesas, mirtillo,morango ) ao perfume de especiarias.

MICHELE MAISTO - madrelingua@supercabo.com.br

1

Esse assunto é aprofundado pelo sociólogo,autor de livros sobre gastronomia e crítico Carlos Alberto Dória,em seu blog E-BOCA LIVRE: http://ebocalivre.blogsp ot.com.br/2012/10/conf ie-no-seu-taco-voce-eo-melhor-juiz.html

Letras & pratos

De tanto se falar no fim do mundo, um chinês criou uma “Arca de Noé” em formato de bola, para o fim do mundo. A invenção abriga três pessoas e armazena comida por dez meses. A “Arca” custa R$ 1,6 milhão e o inventor afirmou que já recebeu 20 pedidos.

Crítica

O ingrediente da coragem ✃ ltamente dramatizada ou completamente insignificante. As formas da crítica no Brasil oscilam entre os programas de TV, onde aspirantes chefs e o júri encenam o julgamento, e a busca do “consenso”, isto é, a renúncia ao rompimento de barreiras. Assim temos a proliferação de “guia dos melhores”, onde na composição do júri podemos encontrar um skatista, um tatuador, repórteres, midiartista, ginecologista, apresentador de Tv e, claro, críticos (1) de gastronomia, editores especializados no tema. Desde logo fica claro que se busca o “consenso” capaz de representar um juízo “médio”. E que ao se elevar o comum dos comedores à condição de crítico, lado a lado com críticos profissionais, esses é que são destituídos de um saber técnico

A

específico e tomados como “qualquer um”. É o compromisso entre a especialização e o senso comum como a quintessência da crítica. O Brasil é um país onde a crítica é incompreendida, isto é, ainda não conseguiu legitimar-se como espaço de elaboração cultural que, em geral, vai contra a corrente, contra o estabelecido. Tanto é que se julga o que um crítico escreve segundo duas categorias estranhas à própria noção de crítica: “crítica construtiva” e “crítica destrutiva”. Como alguém pode construir algo num terreno ocupado sem antes “destruir”? Entretanto, no meio dessa indefinição de atitudes, a capital potiguar assistiu na semana que passou a um ato de coragem: o desafio Equilíbrio Perfeito (2). Corajosos foram todos os protagonistas desse evento: a importado-

O Brasil é um país onde a crítica é incompreendida, isto é,ainda não conseguiu legitimar-se como espaço de elaboração cultural que,em geral,vai contra a corrente,contra o estabelecido. Tanto é que se julga o que um crítico escreve segundo duas categorias estranhas à própria noção de crítica:“crítica construtiva”e “crítica destrutiva”

ra de vinhos que, ao propor a pergunta “Quais são seus melhores pratos para nossos vinhos?”, estimulou o panorama dos restaurantes da cidade; os três restaurantes (3) participantes, que tiveram que “pensar” como alcançar a melhor combinação para os vinhos; e o júri que, acatando a proposta dos organizadores, se prestou a um ato crítico, seguindo parâmetros concordados entre os membros. Independentemente de quem ganhará o prêmio, para o panorama natalense eventos desse tipo estimulam a pesquisa, o pensar sobre o ato culinário e a discussão. Onde abunda o “consenso” e falta o espírito crítico provavelmente se come mal; onde utilizamos nosso próprio juízo como ingrediente com certeza se come melhor.

RECEITA Creme de alho e lulas Calorias:kcal 303 por pessoa Rendimento:2 pessoas INGREDIENTES: 1/2l de leite desnatado 150g lulas 100g de alho 60g de vagem manteiga Azeite extra virgem Sal Pimenta do reino MODO DE PREPARO Adicione ao leite a mesma quantidade de água e leve à fervura.Retire dos dentes de alho o “coração”(aquela parte verde) e coloque no leite fervente durante dois minutos. Retire o alho e repita a operação com 100g de leite e 100g de água.Deixe cozinhar 10 minutos,adicione o alho já fervido,sal,uma colher de sopa de azeite,passe no liquidificador e reserve. Cozinhe no vapor a vagem e depois corte-a em pedaços.Numa frigideira salteie a lula cortada em pedaços com uma colher de sopa de azeite.Coloque o creme numa tigela, adicione a lula com seu fundo e a vagem,tempere com um pouco de azeite e a pimenta moída na hora. Receita de Mediterrâneo Buffet – Telefones: 41416437 / 9991-0876


Domingo | 04 de novembro de 2012

tn família

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5

EXCÊNTRICO! Com as férias chegando, o portal G1 elaborou um material com opções de hotéis inusitados, espalhados pelo mundo. Opções que permitem ao viajante, a dormir em quarto de gelo, debaixo d’água. Mais detalhes em nosso blog.

Jota Oliveira jotaoliveira@tribunadonorte.com.br CEDIDA

PARABÉNS! Esta coluna abraça e canta parabéns para Helder Tinoco de Andrade, Egidio Dantas, Mário Barreto, Núbia Fernandes, designer de jóias Luanda Galvão de Araújo Nunes e o estagiário desta coluna Makcion Müller. Nesta segunda, dia 5, vivas antecipados para Lorenda Morais, Silvinho Procópio, Sônia Severo Maria Izabel (Bebel) Tinoco Barreto, Bárbara Galindo, os trigêmeos Guilherme/Eduarda e Luiza Flor Santos crias de Beto Santos/Thaysa, Cristina Pinto, Jack Costa Segundo, Jihane Chalita Abou Chakra.

Vivas para espertos trigêmeos Eduarda, Guilherme e Luiza Flor Santos aniversariando amanhã

JOÃO NETO

CEDIDA

Helder Tinoco de Andrade trocando de idade com os vivas de Estefânia Viveiros

PARA AGENDAR! O largo do Atheneu, no bairro Petrópolis, será palco da 2ª edição do Samba no Largo, organizado pela blogueira e colunista/TN Hilneth Correia. Atendendo aos pedidos, bis com o sambista Neguinho da Beija-Flor, que agitará novamente os melhores grupos de casados e solteiros da cidade, que celebrarão a noite do samba. A festa rola no dia 24 de novembro. SUSTO AMIGO! Uma pesquisa da universidade de Westminster/Inglaterra comprovou que assistir filme de terror ajuda a emagrecer. O Iluminado (1980) foi eleito o top, entre os filmes de terror, que ajudar no emagrecimento. ARQUIVO

JOÃO NETO

Vivas para o estagiário desta coluna, Makcion Müller, rasgando folinha hoje JOÃO NETO

JOÃO NETO

TAKE A NOTE BRONZEAMENTO SAUDÁVEL By Dra. Graça Silveira Aproveitar o verão sem agredir a pele, é algo que ensino aos meus pacientes e que vou dividir com vocês hoje. O protetor solar: aplicar antes de sair de casa, sem economizar na quantidade, preferindo os que conferem proteção para UVA e UVB. Reaplicar a cada 2 horas ou menos. Ficar embaixo da barraca, fazer uso de chapéu/ boné, além de óculos escuros, também faz parte da proteção solar! Recomendo cápsulas de Heliocare, que protegem a pele de dentro para fora. Para ficar com o tom da pele mais dourado, porém sem tanto sol, incluir na alimentação cenoura, beterraba, mamão e caqui, ricos em caroteno. Esse pigmento se deposita na pele, tornando-a naturalmente mais bronzeada e saudável! O uso diário de um produto antioxidante tópico como a vitamina C, e E dará um plus de proteção contra os radicais livres, que tanto envelhecem a pele!

O charme e a simpatia de Bebel Tinoco Barreto em nova primavera amanhã

Abraços de felicidades para Mário Barreto trocando de idade nova em andanças pela Europa

Vivas de parabéns para a designer de joias Luanda, dividindo felicidade com o amado Israel Nunes

Anchieta Pinto em mimos e vivas para a musa Cristina, rasgando folhinha nesta segunda

DE DEZ!

HOMENAGEM

CURIOSO

INESPERADO

Com a chegada do verão se aproximando, o estilista japonês Issey Miyake, lançou uma nova versão Sport para o clássico L’Eau D’Issey, com toda intensidade e a emoção do esporte. Ai que tudo!

O cantor Herbert Vianna vai lançar novo álbum, Victoria, em homenagem a sua esposa, Victoria Lucy, vítima de um acidente de ultraleve. A capa do disco foi confeccionada pelo artista plástico Barão.

No projeto chamado “Homens Casados”, uma fotógrafa saiu, apenas uma vez, com 80 homens casados durante um ano, por meio de sites de infidelidade. Todos registrados em imagens e conversas.

Segundo reportagem da CNN, a aplicação de botox pode afetar a comunicação entre filhos e pais, pois eles parecem emocionalmente ‘apáticos’, resultando em filhos confusos.


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

tn família

Domingo | 04 de novembro de 2012

NA TELINHA Para falar sobre a festa comemorativa aos 25 anos de colunismo social e da 25ª edição da noite “The Best”, esta colunista foi entrevistada pelo jornalista Toinho Silveira no seu programa Versátil.A entrevista irá ao ar amanhã às 14h,horário local,na tela da TV Ponta Negra.

Liege Barbalho liegebarbalho@tribunadonorte.com.br

FOTOS LIEGEBARBALHO.COM

THE BEST Esta colunista reunirá amigos nesta sexta-feira a partir da 22h30, em ocasião de dupla comemoração, os 25 anos de “Colunismo Social”, e a 25ª edição da noite “The Best Of The Year”. O evento terá realização no Hotel Pirâmide e promete reunir expressivos nomes da sociedade potiguar, além de jornalistas e convidados de outros estados. Primando pelo refinamento, sofisticação e elegância, a festa será regada a scotch 12 anos, espumante e coquetéis. As confirmações de presenças estão de vento em polpa, o que assinala o sucesso da nossa promoção.

»» A noite terá como ponto alto

a entrega do troféu “The Best”, uma peça confeccionada em cristal na cidade de Blumenau SC. O evento também contará com homenagens especiais, que terá troféu assinado pelo artista plástico potiguar, Demétrius Coelho. Durante a comemoração será apresentado o novo layout do nosso site liegebarbalho.com. Lembrando que o evento contará com serviço de manobristas para o melhor conforto dos nossos convidados.

Os gaúchos, Samuel de Almeida, Carmen Geraldes e Herton Rico são presenças confirmadas na noite The Best

O magistrado pernambucano José Renato e Denise Lins dirão sim em cerimônia no Olimpo Recepções de Candelária

Romildo Júnior e a bela Anna Cláudia de Souza subirão o altar da igreja Nossa Senhora de Santana

PIONEIRISMO

VERSÁTIL

MATRIMÔNIO Com cerimônia na Igreja Senhora Sant’Ana em Capim Macio, o médico alergista Roberto Pacheco subirá o altar com Érica Maia nesta sexta-feira às 19h. Os noivos são filhos de Rivaldo Pacheco (in memoriam), Francisca da Penha Pacheco, Edson Monteiro Maia Pinto e Marinalva Xavier Lima Pinto. Após a celebração, Roberto e Érica receberão os cumprimentos no Olimpo Recepções de Candelária.

MATRIMÔNIO II Um majestoso convite confeccionado por quem entende do assunto anuncia a união matrimonial de Denise Lins e José Renato. Filhos de Maria da Conceição Peixoto Lins, Emmanuel Peixoto Lins (sempre presente) e Adelaide de Queiroz Silva e Raimundo Bezerra Silva (sempre presente ), os noivos dirão “Sim”, no dia 22 de novembro, às 20h, no Olimpo Recepções. Após a celebração, Denise e Renato receberão os cumprimentos no mesmo local.

DESTAQUE Professora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, a médica dermatologista Regina Jales concluiu, recentemente, o mestrado sobre tratamento de Psoríase. Agora ela já planeja o doutorado. Enquanto isso, no consultório está com agenda lotada com os modernos tratamentos de laser.

Toinho Silveira exibe amanhã, às 14h, horário local entrevista com esta colunista na TV Ponta Negra

ANA CLÁUDIA E ROMILDO As famílias de Aderson Silvino de Souza, Zélia Lima de Souza, Romildo Amaral de Araújo e Liduína Helena Rebouças de Araújo estarão unidas com o matrimônio dos filhos, Anna Cláudia e Romildo. Os noivos subirão o altar da Igreja Senhora Santana em Capim Macio, às 19h, do dia 30 de novembro. Após a cerimônia Anna Cláudia e Romildo recepcionarão os convidados no Versailles Recepções em Cidade Jardim.

Os cumprimentos da coluna para o prefeito eleito de Natal, Carlos Eduardo

Roberto Pacheco e Érica Maia juram amor eterno sexta-feira

A QUATRO MÃOS Com a correria dos preparativos para festa comemorativa aos 25 anos de colunismo social da Blonde, a coluna hoje foi feita a quatro mãos. A colunista contou com a colaboração da jornalista Anna Ruth Dantas, que estará como interina na próxima semana.

CORRIDA Você gosta de correr? Então não pode perder a II Edição do Runners Follia 2012, a confraternização dos grupos de corrida de rua de Natal, marcada para o dia 24 de novembro, com saída prevista para o cruzamento da av. Campos Sales com a Trairi, nas proximidades do largo do Atheneu, em Petropólis. As inscrições para o evento já estão abertas no Magazzino Vinhos&cozinha, na rua Potengi, Petrópolis, Natal. O valor da inscrição é de RS 60,00. O Runners Follia vai reunir corredores de rua de todos os 12 grupos de Natal em clima de festa e muita alegria.

Ainda no Espaço Renata Motta, os advogados Sérgio Freire e Adilson Gurgel são saudados por amigos

A médica dermatologista Regina Jales apresenta modernos tratamentos a laser

A cidade de Natal se tornou uma das pioneiras no Nordeste no mais moderno tratamento para problemas de retina, mácula e estruturas posteriores do olho. Já está sendo usado o aparelho Constellation Vision System. Ele será usado também para combater doenças de fundo do olho e outras provocadas por hipertensão arterial, doenças autoimunes, como lupus, artrite reumatóide, insuficiência renal, entre outros problemas que podem afetar a visão. O Constellation Vision System foi adquirido pelo Hospital da Visão e tem por objetivo realizar as cirurgias com maior grau de precisão.

LANÇAMENTO Um dos bairros mais valorizados de Natal ganhará um novo empreendimento. As construtoras Metro Quadrado e Mar Aberto lançarão o Personale Petrópolis. No próximo dia 8, a partir das 20h, no Solar Bela Vista, será apresentado um residencial com arquitetura moderna, área de lazer completa e a garantia de uma vista privilegiada da capital potiguar. O Personale terá 102 apartamentos de 55 metros quadrados cada um. Para animar a festa de lançamento estará no palco a banda Uskaravelho. O empreendimento marca a estreia da linha Personale que está sendo lançada pela Metro Quadrado e Mar Aberto. As duas construtoras lançarão residencial semelhante a esse no Barro Vermelho e em Lagoa Nova.

TEATRO

Na festa em homenagem ao Outubro Rosa, o advogado Sérgio Freire e a esposa Quérzia

A turma do A&A Runners, um dos primeiros grupos de corrida de rua de Natal, que criou o evento Runners Folia

Bárbara Abramo

Cinema

Horóscopo

Confirmado para os dias 30 de novembro e primeiro de dezembro, no Teatro Riachuelo, a Cia. de Comédia Os Melhores do Mundo que apresentará o espetáculo Dingou Béus. Os ingressos estão sendo vendidos na bilheteria do teatro.

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE ESTREIA

Transformar o que não presta é o tema de hoje.Lua minguante em Leão:6/11

Áries 21/03 a 20/04 Ir fundo num assunto difícil de entender,ou que tem sido um tabu em família, pode ser abordado de um jeito mais fácil e caloroso hoje.Com cuidado e atenção,você irá mais longe do que pensa com quem ama. Desvelamento.

Touro 21/04 a 20/05

Conexão forte com seu parceiro ou com as pessoas que você ama —isto é muito bom! Uma pequena viagem —ou um passeio diferente— vai fazer a alegria dos seus olhos e de seu amor.Os astros protegem seus afetos e amores.

Gêmeos 21/05 a 20/06

Hoje sim,você já pode planejar as devidas alterações em sua vida financeira! Arrume tempo para isso,mas lembre-se: deve ser algo planejado e não improvisado! Assuntos ligados a pessoas que já se foram estão em destaque.

Câncer 21/06 a 21/07

A Lua continua em seu signo,mas ao contrário de ontem,encontra guarida e entendimento com o Sol,também no emotivo e transformador Escorpião. Assim é que pode esperar um domingo estupendo.Sensibilidade ajustada.

Leão 22/07 a 22/08

Sem dúvida,um dia de grande movimento interno,emocional,melhor para sentir do que agir,e também renovar as condições familiares e domésticas que não andam agradando seu jeito justo de ser.Memórias e revelações.

Virgem 23/08 a 22/09

Boa energia no astral de hoje para você,que recebe em cheio as vibrações positivas do Sol e da Lua.Ambos favorecem o diálogo,a mudança mental e o cuidado com os amigos queridos.Um dia perfeito para se reunir com eles!

Libra 23/09 a 22/10

Parece que as chuvas e trovoadas que ameaçavam seu céu estão se dissipando! Você já pode respirar aliviado e contente.Será mais fácil resolver problemas com seu amor neste clima favorável.Depois é só se divertir!

Escorpião 23/10 21/11

Fotografias do passado podem evocar valores e pequenas joias que você esqueceu! Aproveite o tempo para rever bons momentos.Astral favorece encontros familiares,regados a alta culinária. Inspiração e intuição fortes.

Sagitário 22/11 a 21/12

Fique de plantão com assuntos de dinheiro e família —possível que ocorra um pedido inesperado! No amor,os astros enviam sinal verde,tanto para as paixões quanto para as relações firmes.Uma novidade boa a caminho.

Capricórnio 22/12 a 20/01

Mantenha a política de boa vizinhança com parentes,amigos próximos e amores.Mesmo que você não fale tudo o que acha e sente,ao menos a convivência será mais alegre! Pequena viagem ou conversa esclarecedora com amigo.

Aquário 21/01 a 19/02

Clima astral bom para você rever guardados, ou visitar de novo um lugar que adora, ou estar com um parente muito amado, por exemplo.A ideia é estar pronto a rever o que se passou,para reequacionar o presente.

Peixes 20/02 a 20/03

Astral perfeito para você curtir os amores,os filhos e ainda sobra energia para extravasar nas artes e nas suas habilidades criativas! Bom entrosamento e entendimento com todos.Um dia de inspiração e de convergências espirituais.

★ ★ ★ 007: OPERAÇÃO SKYFALL (16 anos, dublado e legendado) Moviecom 1. Sessões (leg) 15h20, 18h15 e 21h10 / Moviecom 3. Sessões (dub) 14h35 e 20h10 / Cinemark 2. Sessões (leg) 14h, 17h10, 20h20 e 23h40 (sáb) / Cinemark 7. Sessões (dub) 15h20, 18h25 e 21h40 ((exceto sáb e ter) A lealdade de James Bond (Daniel Craig) à M (Judi Dench) é testada quando seu passado volta a atormentá-la. Com a MI6 sendo atacada, o agente 007 precisa rastrear e destruir a ameaça, sem se importar o quão pessoal será o custo disto. Direção: Sam Mendes ★ ★ ★ ATIVIDADE PARANORMAL 4 (14 anos, legendado) Moviecom 2. Sessões 17h15 e 21h35 / Cinemark 3. Sessões 14h50, 16h50, 18h50, 20h50 (exceto ter e qui) e 23h10 (sáb) Cinco anos depois de Katie matar seu namorado Micah, sua irmã Kristi e seu marido Daniel e levar seu bebê, Hunter; a história se centra em Alice e sua mãe, experimentando atividades estranhas quando os novos vizinhos mudam-se para a casa ao lado. Direção: Henry Joost e Ariel Schulman ★ ★ ATÉ QUE A SORTE NOS SEPARE (12 anos, nacional)

Moviecom 2. Sessões 15h05 (sex, sáb e dom) e 19h25 / Cinemark 4. Sessões 12h40, 15h, 17h30, 19h50 e 22h10 Tino (Leandro Hassum) é um pai de família de classe média que vê sua vida e seu casamento com Jane (Danielle Winits), completamente transformados após ganhar na loteria. O problema é que ele acaba perdendo tudo em dez anos de uma vida de ostentação, e cria uma série de situações hilárias para que sua esposa não perceba que está falido. Direção: Roberto Santucci ★ ★ ★ ★ GONZAGA – DE PAI PARA FILHO (12 anos, nacional) Moviecom 3. Sessão 17h30 / Moviecom 7. Sessões 15h50, 18h35 e 21h20 / Cinemark 1. Sessões 11h05 (sex, sáb e dom), 13h45, 16h30, 19h30 e 22h15 / Cinemark 6. Sessões 13h, 15h45, 18h40, 21h30 e 0h15 (sáb) Um pai e um filho, dois artistas, dois sucessos. Um do sertão nordestino, o outro carioca do Morro de São Carlos. Encontros, desencontros e uma trilha sonora que emocionou o Brasil. Esta é a história de Luiz Gonzaga e Gonzaguinha, e de um amor que venceu o medo e o preconceito e resistiu à distância e ao esquecimento. Direção: Breno Silveira


Domingo |

04 de novembro de 2012

tn família

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 7

Hilneth Correia hilnethcorreia@tribunadonorte.com.br

ALGUNS CLICS... VOU POSTAR UM ÁLBUM NO WWW.NAHORAH.NET NOS SALÕES DO RIO ... Que continua lindo! ... Isso todos vocês sabem, mas eu gosto de conferir vez ou outra. Sempre que posso e sou convocada, dou uma fugidinha... E lá desembarquei na última quinta-feira para o aniversário do amigo NESTOR ROCHA, Conselheiro do Tribunal de Conta do RJ, fazendeiro de café e marido da minha amiga escritora e apresentadora de TV e FM, Liliana Rodrigues. Era naquela quinta-feira, mas seria comemorado com um festão na tarde do sábado. Naquela mesma noite o casal reunia os filhos, a sogra/mãe D. Alice Tamborindeguy, poucos amigos num jantar, pilotado pelo Chef Cozin Olivier, com mesa de dezoito lugares. Comemoração íntima...O apartamento no Chopim já começava a tomar ares de festa. Naquela noite brindamos e cantamos parabéns para Nestor que já estava a “lá Onassis” de óculos escuros para aliviar de uma conjuntivite. E o FESTÃO de sábado? Não aconteceu... Convites cancelados de última hora por ordem médica, assim como a viagem que o casal faria para Lisboa, nesta segundafeira. Foi um Deus nos acuda! No Rio, os 250 convidados lamentaram, afinal as festas do casal são sempre maravilhosas. Estava tudo pronto: Buffet de Madeleine Saade, bebidas estocadas, a banda de jazz e MPB de Paulo Midosi e o DJ Capelli, quando Liliana Rodrigues teve que cancelar tudo de repente. Motivo: Nestor está com conjuntivite aguda e o médico recomendou repousar e evitar contato e aglomerações!!!!... No sábado, Nestor estava bem melhor , não para o festão, mas carinhosamente eles receberam em casa numa big table de 23 lugares, os amigos que haviam desembarcado para festejar os seus 60 aninhos. De S. Paulo Helena Motim e Edinho, Leninha Pinto de BH e Hilneth Correia de Natal. Do Rio: os filhos (que já enchem uma mesa) com as namoradas, a Chef Madeleine Saade (assinou o jantar divino) e três casais amigos. Agora é esperar o Réveillon! ...E confiram por onde andei...

NAT DA NARCISA – Após o

2Chopim fui na companhia de

1

Hilneth Correia com os amigos Nestor Rocha-Liliana Rodriguez

Matriarca Alice Tamborindeguy com os netos Nicole,Victor, Antônio e Francisco

Nós, as amigas Leninha Pinto, Helena Motim, Madeleine Saade e HC

NESTOR com os amigos Thies, Bruno e Antenor

NAT DE NARCISA - O anfitrião Ricardo Rique,HC,Antônio Rocha e Ni Guimarães

NARCISA TAMBORINDEGUY com os sobrinhos Nicole e Nestorzinho Rocha

MÁRCIA NO LEBLON - La Carrilho com os amigos Aloísio, Helena Penido, César e Marco Antunes

BODAS DE CORAL - Carlos Alberto Serpa-Beth na descontração com Leleco Barbosa-Maninha

BODAS DOS SERPA - Francis Bogossian e Nilton Cabral

RENIER & ROGÉRIA ESTAVA AUSENTE NO CASAMENTO DE RENIER ROCHA NUNES E ROGÉRIA DE FRANÇA MEDEIROS.UMA NOITE QUE MOVIMENTOU O VERSAILLES,NA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA...COMENTÁRIOS DE AMIGOS DA FESTA PRIMOROSA PELA EQUIPE DO VERSAILLES;CERIMÔNIA PONTUAL OFICIADA PELO MONSENHOR LUCAS E A DESCONTRAÇÃO NOS SALÕES DO VERSAILLES.NOITE RECEPCIONADA PELOS NOIVOS E SUAS FAMÍLIAS FRANCISCO NUNES-MARIA ROCHA NUNES;NELSON ARNALDO DE MEDEIROS-ELBA NÔGA DE MEDEIROS.ERAM MUITO OS CONVIDADOS DO EIXO S.PAULO/RIO/BRASÍLIA.AS FOTOS SÃO DE WANDERLEY ADMS.TAMBÉM COM ÁLBUM NO WWW.NAHORAH.NET

Antônio, filho do casal Lili-Nestor Rocha e sua namoradinha Nívea Guimarães, para o aniversário da NARCISA TAMBORINDEGUY . No Leblon no apartamento de Ricardo Rique ao lado Hotel Fasano Uma festa com famosos como descreveu a coleguinha Hildegard Angel “Barões e baronesas, reis da noite, herdeiros famosos, pop stars, mulheres lindas, celebridades várias, o bundalelê chiquérrimo da Narcisa estava de matar o Latino de inveeeeja. Os amigos recebidos pelo poderoso clã feminino das Tamborindeguy.. Os barões Edouard e Manuela de Waldner, duas baronesas belgas, Helcius Pitanguy, Joaquim Álvaro Monteiro de Carvalho, o cantor Paulo Ricardo e sua mulher Gabriela Verdeja, a princesa dos shopping centers Luciana Rique em noite maravilhosa, Ricardo Amaral e Mario Priolli, todos para brindar Narcisa T., com suas filhas, Mariana de Oliveira, neta do Boni, e Catarina Johannpeter Gerdau, neta do Jorge Gerdau”…Uma festa show com muita champagne rosé, uísque oito anos e um buffet de Cecília Borges…E Narcisa circulava ao lado do seu namorado, Guilherme Fiúza. Adorei encontrar amigos e o especial Ricardo Rique um grande anfitrião das noites cariocas. NO DOMINGO - Na companhia de Ricardo Amaral e Gisella fui as BODAS DE CORAL de Beth e Carlos Alberto Serpa. A festa começou com celebração com Missa em Ação de Graças, na Igreja do Outeiro da Glória, seguida de coquetel na Casa Julieta de Serpa…. A cerimônia foi celebrada por três padres: Omar, Edivino e o pároco do Outeiro da Glória, Sérgio Costa Couto… Beth usava um modelo Guilherme Guimarães, um palazzo pijama, em tons de coral, assim como a camisa de Carlos Alberto. Depois da missa, todos foram para o coquetel na Casa de Cultura Julieta de Serpa, também decorada em tons vários de coral. Música ao vivo com Felipe Smith no teclado, bolo de parabéns, champagne e muitas delícias na noite… Uma noite com a nata do jet carioca. Adorei encontrar alguns bons amigos e conhecer outros ...

3

PARABÉNS PRA VOCÊS Abraçar e festejar Jorge Galvão,Maria Eduarda Carvalho Silva,Edson Gutemberg,Luanda Galvão de Araújo,Núbia Fernandes de Oliveira,Norberto Batista de Faria,Leísia Galvão Araújo,Cristina Pinto,Helder Tinoco Andrade,Clóvis Araújo de Oliveira,Marília Sosigenes,Helinho Segundo,Lorena Morais, Bárbara Galindo,Bebel Tinoco Barreto,Adenilson Araújo da Costa,Sebastião Nepomuceno,Luís Eduardo Barbosa Gadelha Simas,Verônica Coelho, Terezita Câmara,Wilson Regalado,Múcio Varela Neto,Sônia Severo e Camila Lima

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE lESTREIA

Cinema l MAGIC MIKE (16 anos,legendado) Moviecom 4.Sessões 14h25,16h45,19h05 e 21h25 Mike (Channing Tatum) é um operário charmoso e com muitos talentos.Durante o dia ele trabalha construindo casas,à noite em um clube para mulheres.Vendo potencial em um colega da construção que ele chama de Garoto, Mike resolve ensinar tudo o que aprendeu sobre a arte de dançar e das mulheres.Mike então conhece Brooke (Cody Hom),irmã do Garoto,e passa a querer ter algo mais sério.Direção: Steven Soderbergh l POSSESSÃO (14 anos,legendado) Moviecom 5.Sessões 15h35,17h40,19h45 e 21h50 Uma jovem compra uma velha caixa em um brechó,sem saber que na verdade se esconde dentro dela um antigo espírito malicioso cheio de vingança.Direção:Ole Bornedal l FRANKENWEENIE (10 anos,dublado) Moviecom 6.15h,17h,19h e 21h / Cinemark 3. Sessão 12h45 / Cinemark 5.Sessões 17h15 e 21h25 Depois de perder,inesperadamente,seu adorado cão Sparky,o jovem Victor usa o poder da ciência para trazer de volta à vida seu melhor amigo – com apenas alguns pequenos ajustes.

Ele tenta esconder sua criação feita à mão,mas quando Sparky sai,os colegas de sala de Victor, seus professores e toda a cidade aprendem que tentar“dominar a vida”pode ser algo monstruoso.Direção:Tim Burton ★★★★ A GUERRA DOS BOTÕES (10 anos,legendado) Cinemark 3.Sessão 20h50 (ter e qui) Em 1960,em uma aldeia no sul da França,um bando de meninos com idades entre sete e 14 anos,liderados pelo audacioso Lebrac (Vincent Bres),está em guerra com as crianças da aldeia vizinha.Para vencer seus inimigos vale tudo,até aceitar a ajuda de uma garota.Mas não é fácil ser um pequeno exército de homens sem ser pego pelos pais.Ao voltar para casa,após um dia de batalha com as roupas rasgadas e botões a menos,o maior desafio é ser discreto para fugir do castigo.Direção:Yann Samuell l DIÁRIO DE UM BANANA 3 – DIAS DE CÃO (Livre,dublado) Cinemark 5.Sessões 12h50,15h05 e 19h20 Greg Heffley (Zachary Gordon),mesmo em férias,consegue aprontar muita confusão com suas ideias mirabolantes.Tudo por que seu pai decidiu que esta é uma boa hora para passar aqueles momentos de pai e filho.Para que nada estrague seus planos,Greg finge que trabalha em um luxuoso clube de campo,mas nem tudo sai como ele imaginou.Direção:David Bowers

“Frankenweenie”é mais uma animação do diretor Tim Burton que chega às telas natalenses.Em cartaz no Moviecom e no Cinemark

★★★★ HOTEL TRANSILVÂNIA 3D(Livre, dublado) Cinemark 7.Sessões 11h (sex,sáb e dom) e 13h10 Mostros famosos como Frankenstein,Múmia, Drácula e Lobisomem vivem juntos no hotel Transilvânia.Na verdade eles estão escondidos, já que em pleno século 21 eles mesmos se consideram irrelevantes diante de tanta tecnologia.Comandado pelo Conde Drácula, um pai super-protetor que inventa contos de perigo para dissuadir o espírito aventureiro da filha,o hotel funciona como um refúgio para os monstros relaxarem com segurança.Tudo corre bem até um ser humano comum ir parar no hotel e se encantar pela filha do dono.Direção: Genndy Tartakovsky LED ZEPPELIN (12 anos,legendado) Cinemark 7.Sessão 23h55 (sáb) O filme traz detalhes dos bastidores e a performance da banda no show“Celebration Day”,ocorrido em 2007 em Londres.Direção:Dick Carruthers l QUEEN – HUNGARIAN RHAPSODY(12 anos,legendado) Cinemark 7.Sessão 21h (ter) Exibição do show realizado pela banda Queen na Hungria em 1986,seguido de documentário com 25 minutos de duração.


FICHA TECNICA Fotos:Léo Castro Produção e styling:Weuquens Queiroz Modelo:Lucas Malvacini

tn família 8 | Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 04 de novembro de 2012

| georgeazevedo@tribunadonorte.com.br

O MAR ESTÁ PRA PEIXE...

T-shirt Sant´ Apollinare, bermuda Mr. Joker, sapatênis Overend e colar Whippet

Destaque da Glam Homem desta edição,o mineiro Lucas Malvacini,é a bola da vez. Eleito Mister Brasil 2011,o rapaz está se preparando para estrear na telinha.Mas,por enquanto não podemos dizer o que o fofo vai fazer.E como escreveu a nossa editora chefe Cinthia Lopes:“Não é exagero dizer que o tipo macho do corpo sarado já faz parte da lista dos sonhos de qualquer homem.As mulheres não estão mais sozinhas nessa busca pela forma perfeita.Se dizem que não nos livramos da herança grego-romana,nada mais em alta do que um Russel Crowe praiano,um gladiador com tanquinhos,bíceps e músculos à mostra em vez de malhas e camisas.”E como o assunto aqui é moda,a gente veste o nosso “Mister”com camisas leves e confortáveis, shorts larguinhos e claro,muitas sungas.Como sugere a canção de Caetano,“Calção corpo aberto no espaço...”

NEWSNEWSNEWSNEWSNEWS

Começa a temporada de lançamentos para o inverno 2013. E no Rio de Janeiro, Eloysa Simão comanda a 21ª edição do Fashion Business, que acontece de 6 a 9 de novembro, em São Conrado, será a primeira dentro do novo calendário dos eventos de moda do país. De acordo com a diretora geral do evento, a reorganização do calendário vai otimizar a produção, criando mais espaço entre a venda das coleções e a respectiva entrega. A empresária já fala nessa reformulação há três anos, mostrando a necessidade do mercado nacional em aumentar a competitividade, especialmente em relação às marcas internacionais.

Com o hotel Royal Tulip Inn e o São Conrado Fashion Mall de cenário, o Fashion Business traz nesta edição pela primeira vez, as marcas Richards, CCM, Fruta Cor, Olli, Oma Tees, One Up, Uqbar, Keds, My Shoes e We Wood. A programação do fórum de lojistas terá uma palestra por dia, voltada para as questões de mercado. Os debates contarão com a presença de diretores de marketing, consultores e empresários da área, sob mediação de Eloysa Simão.

Camisa e cinto Adji, Bermuda Mr. Joker e colar Whippet

Camisa Mandi, cinto Calvin Klein, bermuda Sant´Apollinare e pulseira Carlos Rodeiro

T-shirt Sant´Apollinare, bermuda Overend e sapatênis WM Collection

Look total Mr. Joker

Já o Fashion Rio, que retorna ao Pier Mauá, e acontece nos dias 7, 8 e 9 de novembro, assim como o Rio-à-Porter, salão de negócios do evento, que acontece de 6 a 9. Esta edição marca um ajuste no Calendário Oficial da Moda Brasileira que, a partir desta temporada, passa a apresentar as coleções de inverno entre outubro e novembro e as de verão entre março e abril. A mudança atende a uma demanda direta do mercado. Com o novo calendário de lançamentos, marcas e confecções terão um intervalo maior entre produção e entrega das coleções aos compradores.

Na passarela do Fashion Rio, desfilam: Na quarta feira, 07 Rio Moda Hype, Acquastudio, Herchcovitch, Oh Boy, Àgatha, Alessa e TNG, na quinta feira, 08 é a vez de Bianca Marques, Oestudio, Sacada, Filhas de Gaia, 2nd Floor e Espaço Fashion, na sexta feira, 09 R. Groove, Nica Kessler, Andrea Marques, Patachou, Coca Cola Clothing e Aüslander.

Sunga ES Colletion e pulseiras Carlos Rodeiro

Já pegaram a GLAM de verão? Distribuição gratuita na banca Cidade do Sol em Natal e Bagdá Café em Mossoró. Nossa edição online também pode ser vista no www.maisglam.com.br


clube do assinante Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 04 de novembro de 2012

JÚNIOR SANTOS

PARTE INTEGRANTE DO JORNAL TRIBUNA DO NORTE - NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE - LINHA DIRETA DO ASSINANTE NATAL: 4006-6100 - R - 6261

ALDAIR DANTAS

Pesquisas da Solui são a garantia de qualidade no aviamento de receitas para remédios PÁGINA 6 ADRIANO ABREU

A TERCEIRA

IDADE

Nutre Saúde Center faz a combinação que você precisa entre a dieta e o bom paladar PÁGINA 7

VALORIZADA OFERTAS VÁLIDAS EXCLUSIVAMENTE AOS ASSINANTES DA TRIBUNA DO NORTE DE 04 A 30 DE NOVEMBRO DE 2012


2

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

clube do assinante

Domingo | 04 de novembro de 2012 DIVULGAÇÃO

Palavra do editor xiste uma instituição em Natal que trata o idoso com o devido respeito. A ARPI – Associação Riograndense Pró-Idosos, dirigida pela geróntologa Nazilda Dutra, promove diversas atividades durante o ano inteiro visando a socialização dessas pessoas que muitas vezes são incompreendidas dentro de sua própria casa. Nesta edição do Clube do Assinante, aproveitamos o tema ‘terceira idade’ e elaboramos um roteiro com serviços especiais voltados para essa faixa etária que está cada vez mais crescente enquanto sociedade de consumo. Clínicas de cuidados aos pés, estética corporal e facial, farmácia de manipulação, academia, moda e gastronomia para dietas de reeducação alimentar são algumas das sugestões elaboradas por nossa equipe. Como sempre, apresentamos um roteiro de empresas conveniadas bem variado, que atende a todas às necessidades dos assinantes da TRIBUNA DO NORTE.

E

NOTAS EXPLICATIVAS »Este é um serviço gratuito,oferecido aos assinantes da TRIBUNA DO NORTE pelo Depto.de Marketing com o objetivo de orientá-los na hora de escolher sua opção de compras.As informações contidas no CLUBE DO ASSINANTE foram fornecidas pelas empresas conveniadas.Não nos responsabilizamos pelas mudanças de preços e descontos.

»Os descontos oferecidos pelas empresas associadas e anunciadas são válidos durante o mês de novembro de 2012.A cada mês ocorrem alterações na listagem.

»No caso de assinaturas feitas por empresas,uma pessoa deverá ser nomeada como titular do cartão.Os descontos oferecidos não serão cumulativos.

Nazilda Dutra, a frente da ARPI, vem realizando encontros com idosos, como este na praça Gentil Ferreira, no Alecrim

Alegria de viver não tem idade É muito comum na sociedade ocidental o desrespeito às pessoas mais velhas. Quem supervaloriza os jovens se esquece que um dia também “chegará lá”. A Associação Riograndense Pró-Idoso (ARPI) surgiu exatamente para evidenciar a beleza da viver pós 60 anos. Para a gerontóloga Nazilda Dutra, fundadora e coordenadora da organização não governamental de atendimento ao idoso, as atividades desenvolvidas nos grupos da chamada terceira idade são salutares para melhorar a vida dos associados. A missão da ARPI é sensibilizar a sociedade para as questões da velhice e do envelhecimento, trabalhando questões de cons-

ciência crítica e preconceito sócio-cultural do processo de envelhecer. “Eu me sinto comprometida a trabalhar em prol da qualidade de vida da pessoa idosa”, afirma Nazilda. Ela conta que a instituição luta pela efetivação dos direitos dos idosos, incentivando a prática de esportes, atividades educativas, culturais e turísticas. “Nós oferecemos o que consideramos importante para que o idoso não se sinta solitário, ou depressivo, o que é muito comum nessa idade”. A Ong se mantém através de convênios com diversas esferas do governo, além de recursos próprios advindos da contribuição dos sócios. “Aqui ninguém é obrigado a pagar mensalidade, a taxa de cin-

Gerente de Marketing :Andreia Barandas Editor : Carlos Peixoto Repórter:Eliade Pimentel Atendimento aos assinantes: Halicene Dantas,Alexsandra Borges e Cibelle Ribeiro

co reias é opcional”, afirma Nazilda, deixando bem claro que todos os idosos são bem-vindos à casa, que tem mil pessoas cadastradas. A programação de atividades é intensa e oferece desde aulas de hidroginástica e ginástica para terceira idade, alfabetização, informática, teatro, coral e muito mais. “Nós temos dez grupos de dança. Também temos arte culinária e artesanato.”, destaca. SERVIÇO ARPI – ASSOCIAÇÃO RIOGRANDENSE PRÓIDOSO R. Estácio de Sá, 1810. Lagoa Nova. Próximo à loja O Borrachão.Tel.:(84) 3213-3999.

End.:Av.Duque de Caxias,106,Ribeira CEP:59010-200. Fone:4006-6100 R-6261-6262 E-mail:clube@tribunadonorte.com.br Fax:4006-6121 www.tribunadonorte.com.br/clubeassinante.php


clube do assinante

Domingo | 04 de novembro de 2012

Diversão Lazer

» BIG BLUE PARQUE AQUÁTICO Av.Brigadeiro Paulo Salema s/n,Praia de Búzios Tel.(84) 3239-2118 Desc.: 20% à vista na entrada do parque,limite de até 05 pessoas por assinante.

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

3

Pés tratados com carinho ALDAIR DANTAS

» DANNY'S PARK Av.Senador Salgado Filho,2233 Lagoa Nova Shopping Via Direta Tel.:3206-1000 Promoção:Compre R$20,00 em créditos e ganhe mais R$25,00 em bônus para brincar a vontade de domingo a domingo. Bônus válido para máquinas de vídeo game simuladores, brinquedos coletivos e Kid Raidem (para participar o assinanteterá que adquirir o cartão do Park no valor de R$1,00). www.dannyspark.com.br » MA-NOA PARK Av.Ponta dos Anéis,s/n Praia de Maracajaú Município de Maxaranguape/RN Tel.:(84) 32112140 Desc.: 20% à vista ou a prazo na entrada do parque,na aquisição do passaporte Classic Ma-Noa Park e passeio nos parrachos. Respectivamente no máximo de 5 (cinco) pessoas,(titular + 4 dependentes). » MARINA BADAUÊ Av.Deputado Márcio Marinho,s/n Praia de Pirangi do Norte/RN Tel.:(84) 3238-2066 Desc.: 50% à vista na entrada inteira para os passeios de barco (Assinante + 4 pessoas). Crianças até 5 anos não pagam e de 6 a 11 anos pagam meia entrada.Reservas antecipadas. » SILVIA'S BOLICHE (Antigo Dunnas Boliche) Av.Interventor Mário Câmara,2101,Dix Sept Rosado Tel.:3207-6924 Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo nos jogos de boliche (não inclui alimentação e jogos eletrônicos). » TROPICAL ECO RESORT Rua:Da Floresta,078,Taborda/ São José de Mipibu-RN Tel.(84) 3645-6660 Desc.: 20% (dinheiro/ cartão) nas hospedagens.(Identificar que é Assinante TN no ato da reserva e fazer a apresentação do CARTÃO DO CLUBE no check-in).

Educação

Clinopé oferece serviços completos de podologia,solucionando problemas de unhas encravadas e calosidade,entre outros

pé é uma parte do corpo humano tão importante e muitas vezes desprezado. Segundo informou o podólogo Henrique da Silva, da Clinopé, normalmente nós andamos em média entre cinco a dez mil passos por dia. Somando todos os passos durante a vida, seria o suficiente para dar a volta ao mundo várias vezes. “Por isso devemos cuidar dos pés diariamente, para prolongar a sua saúde”, sugere. O ideal é fazer as unhas regularmente, em casa ou em clínicas especializadas, para manter os pés livres de doenças oportunistas. Em todas as fases da vida, os cuidados aos “pisantes” são essenciais, e com o passar dos anos, torna-se cada vez mais necessário atentar para o risco de males que podem encontrar em pés maltratados uma porta de entrada. Na Clinopé, os clientes dispõem de serviço completo de podologia, solucionando problemas como unha encravada, ca-

O

“O ideal é fazer as unhas regularmente para manter os pés livres de doenças oportunistas.” losidade, bicho de pé, rachaduras, tratamentos de micoses nas unhas, ortoplastia e massagem reflexologia, que ativa todos os outros órgãos do corpo através do estímulos em pontos específicos nos pés. “ O ditado é certo: Pessoa ativa, viva e em forma, tem ‘olho vivo e pés ligeiros ”. Realmente é preciso ter olho vivo para estar a alerta, mas também pé ligeiro, porque o pé é o principal órgão do corpo que produz movimento e o meio mais habitual para uma fácil deslocação”, explica Henrique. O podólogo ensina que para a boa saúde dos pés, devemos lavá-los corretamente todos os dias, para evitar o acúmulo de

Berçário,Creches e Educação Infantil

» CRECHE E BERÇÁRIO ESPAÇO DA CRIANÇA Rua:Dr° Lauro Pinto,124,Lagoa Nova Tel.:32310325 Desc.: 20% Na anuidade escolar de 2012. (Pagamento através do boleto bancário da creche). Cursos de Idiomas

Unidade II:R.Leôncio Etelvino de Medeiros,2835 Mirassol Tel.:3207-8468 Unidade III:Av.Senador João Câmara,134 CentroParnamirim/RN Tel.:3645-5062 Desc.: 20% à vista ou 15% a prazo nas mensalidades dos cursos de espanhol ou inglês. www.cna.com.br/parnamirim

» CNA INGLÊS DEFINITIVO

» ESCOLAS FISK

Unidade I:Av.Hermes da Fonseca,1168 Tirol Tel.: 3222.4395

Unidade I:Rua Mipibu,365 Petrópolis Tel.: 3222.7114

Unidade II:Shopping Via Direta,Mirassol Tel.: 3206-2711 Desc.: 25% à vista ou 20% a prazo nas parcelas dos cursos de inglês e espanhol e promoções para os cursos de informática.Informamos que estamos com novas turmas.

» WORD STATION Av.Deodoro da Fonseca,444 Cidade Alta Tel.: 3222.7923 Desc.: 45% à vista ou 45% a prazo nas mensalidades dos cursos de Inglês e Espanhol.

bactérias, secando bem para evitar o famoso “chulé”. “Esfolie sempre que puder, de preferência após o banho quando sua pele estiver amaciada, esse processo vai ajudar na remoção de células mortas e ainda ajudam prevenir contra os terríveis calos”. Logo após a esfoliação, é imprescindível que seja aplicado um hidratante específico, de preferência que contenha lanolina e ureia em sua formulação. “Se você não tem tempo ou não quer ir ao salão todas as semanas, faça as unhas você mesmo: corte, lixe, aplique creme para amolecer e tire as cutículas, e se puder passe esmalte básico para manter a unha sempre forte”. Clinopé R.Romualdo Galvão,2189.Lagoa Nova. Tel.:(84) 3234-1703

20%

à vista (dinheiro) nos serviços de podologia.

Cursos Profissionalizantes

» IT CURSOS Unidade 01:Rua:Joaquim Holanda,1825 (Acesso Av.Miguel Castro),Lagoa Nova, Tel.:3222-4866 Unidade 02:Av.Ayrton Senna,1501- Fm Empresarial,Nova Parnamirim, Tel.:3208-0111 Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo nos cursos das academias da IT Cursos.


4

clube do assinante

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Domingo | 04 de novembro de 2012

» MICROLINS

DIVULGAÇÃO

Av.Ayrton Senna,1970 Neópolis Tel.:3207-3727 Desc.:35% à vistaou a prazo em todos os cursos, exceto nos cursos Vip.

Gastronomia Alimentos Dietéticos

» NUTRE SAÚDE CENTER Rua Ataúlfo Alves,1889 Candelária Tel.:3231.5429 Desc.:10% à vista nos produtos e pratos do dia (alimentação light e diet). Bares,Docerias e Restaurantes

» CAFÉ BRIGADEIRO Rua:Olinto Meira,1109 A,Barro Vermelho,(Por trás do Neves) Tel.:3642-1181 - Desc.:10% à vista(dinheiro) em todos os serviços ( exceto nos bolos artísticos). O desconto não inclui entrega em domicilio.

» CONFRARIA DAS MASSAS Rua:Valter Fernandes,1846,Loja 1,Capim Macio (Ao lado do estacionamento do Favorito) Tel.:3642-1538 Desc.:20% à vista(dinheiro) ou 10% (cartão) em todos os itens do cardápio.

Preços acessíveis, em um ambiente aconchegante e relaxante, com assistência de uma equipe de profissionais qualificados

» FACEBURG Av.Afonso Pena,487,Petrópolis Tel.:3223-2874 Desc.:10% (dinheiro) em todos os produtos,exceto sobremesas e bebidas alcoólicas (Assinante + 3 dependentes).

Beleza e saúde em sintonia

» MERCEARIA SANDUÍCHES

aber viver é se olhar no espelho e conseguir enxergar uma pessoa bonita e de bem com a vida, que dá risadas diante dos problemas porque tem a certeza de que tudo tem seu momento para ser solucionado. Nada de desespero. A ordem é arranjar tempo para cuidar do corpo e da mente, valorizando a auto-estima. Recém-inaugurada no bairro de Lagoa Nova, a clínica E2 Corpo e Mente tem como missão o bem- estar dos seus clientes, oferecendo um atendimento personalizado e os melhores serviços na área de estética do mercado. A clínica trabalha com excelente corpo clínico incluindo médicos, nutricionistas e fisioterapeutas. A esteticista Erivaneide Silva explica que o diferencial do seu espaço é o foco na saúde mental e fí-

Rua:Lima e Silva,1549,Lagoa Nova Tel.:3615-6200 Desc.:10% (dinheiro e cartão débito ou crédito) em todo o cardápio,exceto promoções.

» MISS BROWNIE Rua:Potengi,716 - B,Petrópolis Tel.:2010.3234 Desc.:10% (dinheiro) em todo o cardápio.

» Ó PAI Ó - CULINÁRIA BAIANA Rua:Fernando Barreto,1443,Lagoa Nova Tel.:3234-4250 Desc.:10% à vista(dinheiro) em todo o cardápio, exceto bebidas.

» RESTAURANTE BARRA MARES Av.Cotovelo s/n,Praia de Cotovelo Parnamirim/RN Tel.: 3237-2164 - Av.Litorânea,S/N,Redinha Nova (Logo depois do Aquário Natal). Desc.:10% à vistaem todo o cardápio.(O desconto é válido havendo consumação de no mínimo uma refeição).

S

Serviços e atendimento,em um só local,para programas de pilates,RPG,fisioterapia, nutrição,acupultura e estética facial e corporal,com qualidade e descontos sica dos clientes. “Trabalhamos sempre com esse objetivo. Oferecemos serviços de qualidade, prezamos pelo ambiente bem relaxante e aconchegante. Também nos preocupamos com a comodidade, oferecendo vários serviços complementares que a maioria das clientes buscavam”, afirma. A E2 Corpo e Mente oferece – num só lugar - atendimento em Pilates, RPG, fisioterapia,

acupuntura, nutrição, estética facial e corporal, cuidados pré e pós-operatórios e salão de beleza (com manicure e pedicure). Para quem não abre do conforto, disponibiliza serviço de transfer grátis para diversos tratamentos, como banho da lua, dia da noiva, bronzeamento a jato, tratamento especial para gestantes, spa day e muito mais. “Contamos também com assessoria esportiva e avaliação grátis em todos os tratamentos, amplo estacionamento, ambiente climatizado e serviços gourmet e muito mais”. E2 CORPO E MENTE R.Raimundo Juvino de Oliveira,2400 (em frente a Academia Matrix).Lagoa Nova.Tel.:(84) 3322-2070.

20%

à vista (dinheiro),nos serviços de Pilates,RPG,Acupuntura, Massagens,Estética Corporal e Facial,Salão de Beleza,Depilação e Manicure.

» RESTAURANTE MANARY Rua:Francisco Gurgel,9067,Ponta Negra Tel.:32042900 - Desc.:10% (dinheiro ou cartão de crédito) Em todos os itens do Restaurante do Hotel (Exceto Prato da Boa Lembrança).(Horários:Diariamente das 12h às 16h e das 19h às 23h Somente com Reserva).

» SHOWCOFRUTAS Av .Engenheiro Roberto Freire,8790 Praia ShoppingPonta Negra Tel.:9481-6183/ 8893.1366 Desc.:10% à vista(dinheiro) em todo o cardápio.

Óticas » ÓTICA MÁSTER Av.Cel.Joaquim Manoel,615 Loja 02 B-Ed.Harmony

Medical Center - Petrópolis Tel.:3202-1084 Desc.:20% à vista(dinheiro) ou 15% a prazo em toda a loja.Parcelamento no cartão em até 10x sem juros. Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

Presentes e decoração » ARTE FINAL Av.Afonso Pena,703 Tirol Tel.:3211-5661 Desc.:20% à vistaou 10% a prazo em todos os produtos.

» MOEDA DE OURO

» SONHO MEU PRESENTES

Loja 01:Rua Leonel Leite,1429 Alecrim Tel.:3344.3194 Loja;02 Av.Presidente Bandeira,576,Alecrim Tel.: 3613.2744 - Desc.:20% à vista(dinheiro) ou 10% a prazo em toda a loja,exceto produtos em promoção.

Av.Hermes da Fonseca,620 Tirol Tel.3201.1933 Desc.:20% à vista (dinheiro,cheque ou cartão) na confecção de colchas de cama e cortinas (mão-de-obra).

» MOLDURA MINUTO Av. Engenheiro Roberto Freire, 2920 Shopping Cidade Jardim - Loja 49 Capim Macio Tel.:3207-2235 - Desc.:20% à vista (dinheiro) em quadros da vitrine, 15% à vista (dinheiro) em serviços de emolduramento e 10% a prazo em até 6x no cartão,parcela mínima de R$50,00.Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

Produtos e serviços Cestas,Presentes e Homenagens ao Vivo

» BREAKFAST SABOR DE CARINHO Av.Paulistana,2113 Panatis 1 Tel.:3214-3521/9987-4450 Desc.:20% à vista(dinheiro) nas cestas de café da


clube do assinante

Domingo | 04 de novembro de 2012

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Elegância discreta ‘for men’ mbiente ideal para homens e mulheres – principalmente eles – se sentirem à vontade. Com espaço amplo e prateleiras repletas de novidades, a loja Tissage oferece orientação de estilo para que os clientes se sintam seguros ao encarar uma produção para o dia a dia ou ocasião especial. “Nossa equipe é treinada para auxiliar na composição do visual, principalmente dos homens, que são o público-alvo da loja”, afirma o proprietário Francisco Lacerda. Entre calças e camisas de padronagens e modelos variados, os homens de bom gosto encontram as atualizadas pólos que misturam malhas de algodão com detalhes em tecido contrastantes, conferindo um estilo bem contemporâneo. A Tissage por mais de 10 anos foi um território exclusivamente masculino, mas ampliou um pouco mais suas sugestões de ves-

A

Além de atender às necessidades de um guarda roupa masculino,Tissage oferece opções para presentes de esposas e namoradas. tuário. A loja já conta com boas opções também para as mulheres. A linha de vestidos e camisetas femininas vem atender aos gosto das mulheres que preferem a moda atemporal. “Foi uma forma de oferecer ao nossos clientes uma opção de presente para namoradas, esposas, amigas”, sugere Lacerda. Com o mesmo bom gosto para ambos os sexos, está mais fácil vestir bem e presentear a pessoa amada com um presente da loja.

Para eles, há camisetas pólo, calças jeans e em alfaiataria; para elas, opções em vestidos e blusas pólo, além de calças sociais. As pólos femininas seguem a mesma linha das masculinas: lisas ou com “fio tinto” (as listras estampadas e coloridas). Para complementar, calças jeans ou sociais (de microfibra). Eles são bem servidos na Tissage com camisetas esporte ou social; calças jeans, esporte ou em sarja canelada (com listras). Entre os acessórios, cintos de couro ou lona, meias, cuecas, e gravatas - desde as clássicas até as finas, atual modismo entre a rapaziada mais jovem. TISSAGE Av. Senador Salgado Filho, 2190, Portugal Center, loja 11. Lagoa Nova.Tel.:3234-5017.

20%

à vista (dinheiro ou cartão de débito) em toda a loja.

5

» CEIÇA FLORES Av.Eng.Roberto Freire,2895 Nordestão Cidade Jardim Tel.:3217-2755 - Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda loja (não inclui entrega em domicílio).

» ESTÂNCIA FLORICULTURA Av.Campos Sales,465 Petrópolis Tel.:3201-1705/ 9987-8706 - Desc.:20% à vistaem toda loja (não inclui entrega em domicílio).

» FLOR & ARTE Av.Eng° Roberto Freire,2824,(Estacionamento do Hiper Bom Preço) Tel.:3217-4809 Desc.:20% à vista(dinheiro ou vencimento do cartão) nas flores de corte.Exceto plantas envasadas como (Orquídeas e bonsais) e taxas de entrega.

» FLORICULTURA QUATRO ESTAÇÕES Av.Afonso,691A,Tirol Tel.:3221-0711/ 9126-2203 Desc.:20% à vista (dinheiro ou cartão para o vencimento) em toda loja.(o desconto não inclui entrega em domicílio).

» GIRASSOL FLORES E JARDINS Av Eng Roberto Freire,3039 Capim Macio Tel.:32176278 - Desc.:20% à vistanas flores naturais. Fotografia,Filmagem e Acessórios

ALDAIR DANTAS

» FAFÁ NOBRE STUDIO R.Inconfidentes,4778 Conjunto Pirangi II etapa Tel.: 3217-3804/9981-5640 - Desc.:20% à vista no pôster (fotos 50x75),e book para grávidas,20 fotos (foto 20x30).Exceto produção de cabelo, maquiagem e álbum. www.fafanobre.com.br

» ITALY COLOR

Tissage oferece opções modernas e variadas para roupas básicas e aquelas mais sofisticadas, atendendo ao bom gosto masculino.

R.Cel.Milton Freire,2865,Lj.06,Cidade Jardim,Por trás do Nordestão do Cidade Jardim Tel.:3217-9098 Desc.:15% à vistanos serviços fotográficos e 10% à vista nos produtos. Lavanderias

» LAVANDERIA PRIMAVERA Av.Rui Barbosa,28 Morro Branco Tel.:3222-9697 R.Princesa Isabel,821 Centro Tel.:3222-6513 Av.Jaguarari,5085 Lagoa Nova Tel.:3606-0827 Desc.:20% à vista na lavagem a seco e lavagens especiais (cortinas,estofados,tapetes) e revitalização de artigos em couro.Delivery grátis a partir de R$80,00.Desconto válido em todos os pontos de atendimento. Papelaria e Livrarias

» RELLICARIUM - PAPELARIA E PRESENTES manhã.

www.ideartern.com.br

» GM SOM E HOMENAGENS

Locação de Brinquedos Infantil para Eventos

Rua Jandira,809 Bairro Nordeste Tel.:3654-1088/30820029 - Desc.:20% à vista (dinheiro) em todos os produtos e serviços.

» ESPAÇO BABY PEQUENINOS

Decoração de Festas

Alameda das Mansões,3693, Candelária Tel.: 94068128/ 9800-7067 Desc.:20% à vista (dinheiro) Nos pacotes " Na Medida " (Com 16 brinquedos),e o " VIP " (Com 20 brinquedos).

» IDEARTE FESTAS E EVENTOS Av.Prudente de Moraes,1836 Tirol Tel.:3201-3678/ 3213-8245/ 3201-8560 Desc.:20% à vistaem todos os serviços.

Loja I:Av.Senador Salgado Filho,2190 Loja 01 Portugal Center Tel.:3234-1995 Loja II:Shopping Cidade Jardim,Loja 20 Tel.:3217-7527 Desc.:20% à vistaem todos os produtos e serviços (Limpeza e consertos de sapatos,tênis,bolsas,cintos, ajustes em roupas, bainhas,etc.)

» SAPATARIA DO FUTURO

Roupas, bolsas & acessórios Bijuterias e Acessórios

Floriculturas e Paisagismo

» ITALY PRATA » ART PLANTAS

Consertos e Ajustes

Av.Afonso Pena,628 Loja 5 Petrópolis Tel.:3211-2300 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja.

Av.Ayrton Senna,s/n Nova Parnamirim (Próximo ao Colégio Salesiano Dom Bosco) Tel.:3608-4736 Desc.:20% à vistaou 10% a prazo em toda a loja.

Av.Eng° Roberto Freire,8790,Praia Shopping,Loja C-06,Ponta NegraTel.:3219-2180 Desc.:20% à vista (dinheiro) ou 10% à Prazo em toda a loja (exceto promoções).


6

clube do assinante

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

»TIÊ BIJUTERIAS E PRESENTES Shopping Via Direta,Loja 892,Mirassol Tel.:3206-3850 Norte Shopping,Loja 220,Potengi Tel.:3674-8450 Shopping Cidade Jardim - Tel:3217.9850 Desc.:20% à vista(dinheiro ou vencimento cartão) em toda a loja.

Domingo | 04 de novembro de 2012

Soluções para a saúde

ALDAIR DANTAS

Bolsas,Calçados e Acessórios

»BAGAGERIE - BOLSAS,MALAS E ACESSÓRIOS Midway Mall loja 144 A 1º piso,Tirol Tel.:3646-3515 Natal Shopping loja 113,Candelária Tel.:3206-8109 Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja.(exceto produtos em promoção).

»LE POSTICHE Midway Mall lojas 272/272 A 1º piso,Tirol Tel.:36463240 -Desc.:20% à vista(dinheiro) nas linhas escolares infantis (exceto produtos em promoção). Moda Feminina

»BÁSICA MODA FEMININA R.Anibal Brandão,Galeria Tânia Pereira,Loja 361D, Nova Parnamirim (Na lateral do Salesiano Dom Bosco) Tel.:3208-4091 Desc.:20% à vista(dinheiro) em toda a loja,exceto promoções.

»CONSUMISS STORE Av.Prudente de Morais,3857,Shopping Natal Sul,Loja 022,Lagoa Nova - Tel.:3234-1996 Desc.:20% à vistaou 10% a prazo em toda a loja.

»DUETO MODA FEMININA Av.Jaguarari 1875,Jaguarari Center Loja 13 Lagoa Nova Tel.:3213-2306 Desc.:20% à vistaou 10% a prazo em toda a loja.

»MALUG ROUPAS E ACESSÓRIOS Av Romualdo Galvão,2100 Loja 06 Lagoa Nova Tel.: 3206-4804 - Desc.:20% à vista(dinheiro) ou 10% a prazo em toda a loja.

»ZULLYS Av.Amintas Barros,2909 Loja 02 Lagoa Nova Tel.:36060343 - Desc.:20% à vista(dinheiro) ou 10% a prazo a toda a loja. Moda Infantil

»VIA BABY Av.Bernardo Vieira,3775,Tirol,Midway Mall,Loja 366A,3° Piso Tel.:3206-6345 Desc.:20% à vista(dinheiro) em toda a loja, exceto produtos em promoção. Moda Masculina

»O GORDO - TAMANHOS ESPECIAIS

Produtos da Solui Farmácia são manipulados por profissionais competentes, seguindo rigorosamente as prescrições

necessidade de fórmulas específicas gera um cuidado a mais no momento de escolher a farmácia de manipulação, porque este é um serviço que exige o máximo de comprometimento. Sempre procurando inovar no tipo de atendimento e serviços prestados pela Solui, a farmacêutica Luciana Zaranza destaca que cada prescrição é única, portanto cada cliente é tratado de forma diferenciada. “Pesquisamos constantemente as mais novas soluções em medicamentos manipulados, para oferecer sempre produtos de excelente qualidade”, reforça. Ela explica que ao fazer a encomenda de sua fórmula, o cliente informa algumas particularidades, como preferência de cor para as cápsulas, ou de tamanho, para que a pessoa se sinta à vontade ao ingerir o medicamento. A data da entrega depende da necessidade de cada pessoa. A Solui atende o mais rápido possível para quem tem pressa, ou programa

A

“Pesquisamos constantemente as mais novas soluções em medicamentos manipulados, para oferecer produtos de excelente qualidade.” para quem gosta de fazer tudo com calma. A farmácia manipula fórmulas diversas nos segmentos alopáticos, homeopáticos, fitoterápicos, florais de Bach, ortomolecular, nutracêuticos, cosméticos, odontológicos e até veterinários. Tudo produzido com a melhor tecnologia da área. A fitoterapia, ou seja, o tratamento através de medicamentos feitos à base de plantas, é um dos segmentos mais procurados. Desde o aumento da imunidade até a perda de peso podem ser benefícios fitoterápicos. Os produtos podem ser desde hidratantes, xampus e sabonetes até suplementos

ortomoleculares, sachês, shakes e balas. Em todos os casos, a atenção farmacêutica é garantia da casa. “Muitos não conhecem o farmacêutico que manipulou seu medicamento. A gente mantém esse contato, sempre. Ligamos quando o medicamento está perto de acabar. Conhecemos mais as necessidades do cliente e acompanhamos sua evolução”, explica. A produção é rigorosa no controle das formulações, com supervisão permanente. Há laboratórios de sólidos, líquidos e semi-sólidos, tudo nas normas de Boas Práticas de Manipulação em Farmácias (BPMF). Solui Farmácia de Manipulação R.Apodi,559.Titol.Tel.:(84) 3222-1900/1901

20%

às vista (dinheiro) ou 10% (Venc. do cartão) na manipulação de fórmulas (ou produtos manipulados).

Shopping Via Direta,loja 217 Mirassol Tel.:3234-3547 Desc.:20% à vista(dinheiro) em toda a loja.

»ON-LINE FOR MEN Shopping Via Direta,loja 429 Mirassol Tel.:3234-0564 Desc.:20% à vista (dinheiro ou vencimento do cartão) em toda a loja,exceto promoções.

»PIRINEUS Shopping Via Direta,loja 209 Mirassol Tel.:3206-2303 Desc.:20% à vista(dinheiro) em toda a loja.

»SCHALK Av.Eng° Roberto Freire,2920,Shopping Cidade Jardim,Loja 31,Capim Macio - Tel.:3217-3521 Av.Eng° Roberto Freire,8790,Praia Shopping,Loja 018, Ponta Negra - Tel.:3219-2432 Av.Dr° João Medeiros Filho,2395,Norte Shopping,Loja 214,Potengi - Tel.:3214-5358 Av.Piloto Pereira Tim,2756,Loja 03,Monte Castelo/ Parnamirim - Tel.:3272-0087

Desc.:20% à vista(dinheiro) em toda a loja.

Moda Unissex

»GARAGEM 303 Av.Deodoro,303 Petrópolis Tel.:8821-1322 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja, exceto produtos em promoção.

»TISSAGE - MODA MASCULINA E FEMININA Av.Sen.Salgado Filho,2190 Portugal Center Loja 11, Lagoa Nova.Tel.:3234-5017 Desc.:20% à vista(dinheiro ou débito) em toda a loja. »VESTALE COLECTION Av.Prudente de Morais,2936 Loja 07 Shopping Unicenter - Lagoa Seca Tel.:3223-5002 Desc.:20% à vista ou 5% a prazo em toda a loja.


clube do assinante

Domingo | 04 de novembro de 2012

Saúde Academias e Clubes

»AGEM ACADEMIA R.Conselheiro Lafayete ,2837 Conj.Pirangi 1ª Etapa Neópolis - Tel.:3217.5586 Desc.:20% à vista (dinheiro) em uma das modalidades - ginástica aéro-local, Musculação,jump e spinning »ACADEMIA DE KUNG FU SHAO LIN R.Luzia Bezerra,244 Rosa dos Ventos Parnamirim Tel.:9153-5515/ 8809-5296 Desc.:20% à vistanas três primeiras mensalidades e isenção da taxa de matrícula (kung fu tradicional, boxe chinês e Shuai Shiao). »AERO FOOTBALL CENTER Av.Hermes da Fonseca,1400 Tirol Tel.:3221.1408 Desc.:25% à vistana escolinha de futebol e 10% à vista na locação de quadras e no futebol para executivos. »SPK - OFICINA DO MOVIMENTO E ESTÚDIO R.Raimundo Chaves,1912,Candelária Tel.: 3234.0581 Desc.:20% à vista (dinheiro) na 1ª mensalidade da oficina para crianças de 03 à 13 anos de idade.

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

7

Nutrição saudável todo dia E specializada em alimentação saudável, a Nutre Saúde é uma empresa que combina restaurante e clínica nutricional. Enquanto apreciam os deliciosos pratos no buffet light, com opções de integrais, grelhados, soja e grande variedade de saladas, os clientes aprendem que o alimento deve ser tratado como fonte de saúde. “Finalmente perceberam que a saúde passa pela alimentação antes da medicação”, analisa a proprietária Margareth Araújo. A Nutre se encaixa no perfil de quem deseja manter o peso, emagrecer ou aprender a comer de maneira funcional, mantendo e cuidando da saúde a partir do que consome. Atualmente, há um bom número de pessoas que precisam fazer dietas restritivas e esse público específico também encontra o que consumir, sem afetar seu bem-estar. “Oferecemos kits para dietas de baixa caloria e pratos perso-

Você não precisa mais se preocupar com a “falta de tempo”para cozinhar os alimentos da sua dieta.A Nutre faz isso por você.

nalizados para diversas patologias como diabetes e hipertensão ou intolerâncias a glúten e lactose”, diz. A falta de tempo é uma “velha” conhecida de quem tenta manter a linha na alimentação. Para suprir essa lacuna, a Nutre funciona de maneira bem flexível, além de oferecer serviço de entrega. O cliente pode experimentar o buffet farto e variado, ou optar pelos kits congelados para levar pra casa ou comer no local. Há kits semanais e mensais de almoço e jantar, que podem ser ou não prescritos pelos nutricionistas da

casa. A equipe de nutricionistas atende à parte, com hora marcada, em diversas especialidades (dieta, gestantes, crianças). Com a orientação em mãos, o cliente/paciente já pode elaborar seu cardápio. O ambiente é climatizado e aconchegante, para até 60 pessoas. O self-service funciona só para almoço. Em todos os seus 15 anos de atuação, a Nutre sempre se preocupou com o sabor dos pratos elaborados. E para quem faz questão de saber todos os detalhes sobre o que está comendo, os pratos do almoço vêm com seus ingredientes e calorias bem especificados para o cliente. NUTRE SAÚDE CENTER R. Ataulfo Alves, 1889. Candelária. Tel.: (84) 3231-5429.

10%

à vista nos produtos e pratos do dia) alimentação light e diet.

»TUAREG - KASA DO ORIENTE (DANÇA DO VENTRE) R.Praia de Alagamar,2170 Ponta Negra Tel.: 32190029 Desc.:20% à vistanas aulas da dança do ventre.

ADRIANO ABREU

»TUTUBARÃO Av.Nascimento de Castro,954,Dix-Sept Rosado Tel.: 3223-5599 Desc.:20% à vista (dinheiro).Com 1 mensalidade o cliente pode fazer as 4 (quatro) modalidades: natação,hidroginástica,musculação e ginástica. Exceto fisioterapia e hidroterapia. Artigos Terapêuticos

»MAKTUB Shopping Via Direta,Loja 824 Mirassol Tel.3234-1897 Desc.: 20% à vistaou 10% a prazo em toda a loja. Cabeleireiros

»FRANK CENTRO DE BELEZA Av.Romualdo Galvão 779,Tirol Tel.:3211-1134 Desc.:20% à vistana cauterização,manicure, pedicure,depilação e escova. »SHOP HAIR Av.Senador Salgado Filho,3684 Candelária (ao lado do Natal Shopping) Tel.:3231-1701 Av.Engº Roberto Freire,2920,Shopping Cidade Jardim,Lj.054,Ponta Negra Tel.3207-1754 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo na hidratação comum,coloração Matrix e mechas.Nos demais serviços 10% à vista (exceto estética). CLÍNICAS DE FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA

»FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA PEDIÁTRICA Rua Tomaz Matias II,156 Nova Parnamirim

Profissionais da cozinha e nutricionistas cuidam de dietas personalizadas e do serviço de restaurante aberto ao público

Parnamirim/ RN - Tel.:3608.0596 / 8816.2989 Desc.:20% à vista(dinheiro) nas sessões realizadas. Atendimento 24H de domingo a domingo e por hora marcada.

reabilitação e fitness,RPG, osteopatia,terapia manual, fisioterapia dermato-funcional,reabilitação cardíaca e pulmonar e fisioterapia para gestantes.

»CLÍNICA MÁRCIA ORTIZ (ATIVIDADES Clínicas Terapêuticas

»CIRP - CENTRO INTEGRADO DE REEDUCAÇÃO POSTURAL Rua Coronel Costa Pinheiro,1522,Tirol Tel.: 3211.6016 Desc.:20% à vistanas sessões de pilates para

AQUÁTICAS E PSICOCORPORAIS) Av.Passeio dos Girassóis,2562 Mirassol Tel.:3231.1727 /9481.2979 Desc.:20% à vistaem todos os serviços,incluindo a avaliação.Desconto válido para alunos novatos e em um contrato mínimo de 03 meses.

ww.marciaortiz.com.br

»ESPAÇO CORPOMENTE Rua Mipibu,338 Petrópolis Tel.:3221-5502 Desc.:20% à vista nas terapias.Yoga,massoterapia oriental (shiatsu,ayurvedica,etc),psicoterapia corporal em biossíntese,terapias da respiração,hidroterapia, relaxamento e meditação,drenagem linfática manual, fisioterapia,bamboterapia,programa de combate a celulite e aumento do tonos musculares e pilatos (com e sem aparelhos).


clube do assinante 8 Domingo | 04 de novembro de 2012 Natal • Rio Grande do Norte

Hidroginástica aquece o coração

MAGNUS NASCIMENTO

Academia Tutubarão, em atividade há 30 anos, ressalta importância de um programa de exercícios programados ovimentar o corpo é fundamental, seja qual for a idade. A academia Tutubarão oferece atividades voltadas para todas as faixas etárias e públicos com necessidades especiais. Natação, ginástica, hidro, bicicleta, spinning, dentre outras modalidades, são tratadas como formas prazerosas de manter a forma e a saúde. Pela manhã, às terças e quintas (a partir das 9h), há uma animada turma de hidroginástica específica para a terceira idade. Segundo o professor José Rosélio (Zeca), a atividade é uma excelente forma de socialização. “A evolução do quadro clínico dos nossos alunos é impressionante. Alguns não conseguiam se locomover sozinhos e agora circulam sem dificuldades. Isso é muito importante”, afirma. Segundo ele, é tão bacana o entrosamento dos alunos que já houve até dois casamentos entre eles. Desde a mais tenra infância, à terceira idade, é importante praticar exercícios. Há sempre uma atividade para cada necessidade. Seja melhorar a silhueta, cuidar de um problema de saúde ou

M

»E2 CORPO E MENTE Rua:Raimundo Juvino Oliveira,2400,Lagoa Nova Tel.: 3222-2070 Desc.:20% à vista (dinheiro),nos serviços de Pilates, RPG,Acupuntura,Massagens,Estética Corporal e Facial,Salão de Beleza,Depilação e Manicure.

»MOBILIS PILATES STUDIO Rua:Nival Câmara,1249 - B,Tirol Tel.: 3201.6483/8818.4733 Desc.:20% à vista(dinheiro) na avaliação de Pilates, Pilates,RPG e drenagem linfática.Aula experimental grátis.O desconto é válido apenas para novos alunos. Depilação,Estética e Beleza

»CLINOPÉ Rua Romualdo Galvão,2189,Lagoa Nova Tel.:32341703

Alunos da terceira idade fortalecem laços de amizade e até conquistam novos amores nas aulas de hidroginástica

apenas relaxar a mente, o importante é se mexer. A academia Tutubarão, uma das mais antigas de Natal, com 30 anos, cresceu à medida que foi se adaptando aos gostos de sua clientela. Nasceu como opção de natação para portadores de deficiência e foi se incrementando para todos os públicos. O público feminino, que ainda impera Desc.:20% à vista(dinheiro) Nos serviços de Podologia.

»ROSE ESTETICISTA Av.Prudente de Morais,3857 Loja 22 Shopping Natal Sul-Lagoa Nova Tel.:3234-1996 Desc.:20% à vistaem todos os serviços (Drenagem linfática,redução de medidas,tratamento de celulites, peeling de rejuvenescimento,clareamento de manchas, banho de lua,e depilação). »SPA PRATAGY E SALÃO FINA FLOR Av.Senador Dinarte Mariz,4077,Via Costeira-Parque das Dunas (Dentro do Hotel Imirá Plaza) Tel.:40050505 Desc.:20% à vista(dinheiro) em todos os serviços do salão e SPA (massagem - tratamento corporal e facial, manicure e pedicure,depilação,corte,escova, penteado,maquiagem e química).

nas academias, divide-se entre a ginástica na água e no salão. Para a hidroginástica, a casa conta com duas piscinas, uma semi-olímpica e outra para crianças. Elas possuem aquecimento, elevador e acesso para portadores de deficiências. “A área de atrito é menor. Malhar na água é mais suave, prazeroso, e queima as mesmas calorias dos outros exercícios “, explica Zeca.

»ESTAMPARIA E BORDADOS

TUTUBARÃO Av.Nascimento de Castro,954.Dix-Sept Rosado. Tel.:3223-5599. à vista (dinheiro). Com uma mensalidade o cliente pode fazer as quatro modalidades: natação, hidroginástica, musculação e ginástica. Exceto fisioterapia e hidroterapia.

20%

Av.Alexandrino de Alencar,1112 Lagoa Seca Tel.:3211.7501/3222.8611 Desc.:15% à vista nas peças.

»STAMP SERVICE Shopping Via Direta,loja 254 Mirassol Tel.:3231-1050 Desc.:20% à vista (dinheiro) em todos os serviços.

Troca de Óleo, Lava Jato e Revitalização de Pintura

Perfumaria,Cosméticos e Drogarias

»CAR SERVICE J.MARQUES Loja 01:Av.Presidente Bandeira,975 Lagoa Seca Tel.: 3223-6338/9980-3535 Desc.:15% à vista(dinheiro) Na troca de óleo,lava jato e polimentos,(exceto promoções). Loja 02:Estacionamento do Hiper Bompreço Cidade Jardim Tel.:3207-1305/8855-1961 Desc.:15% à vista Lavagem Ecológica (Sem água) e Polimentos.(dinheiro) em todos os produtos e serviços (exceto promoções).

»SOLUI FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO Rua Apodi,559 Tirol Tel.:3222-1900/3222-1901 Desc.:20% à vista (dinheiro ) ou 10% (venc.cartão) na manipulação de fórmulas (ou produtos manipulados)

Veículos »ACESSÓRIOS PARA CARROS Dom Car Peças & Serviços

Tribuna do Norte - 04/11/2012  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you