Page 1

Interior de Pernambuco Edição 52 - Abril de 2013 www.jornalcrer.com

R$ 2.00

Conselho Tutelar de Garanhuns pede reforço Cidades / Garanhuns. Pag. 05

Carro novo com descontos

Empréstimo consignado

Você possui Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica? Então, aproveite para desfrutar das vantagens.

Modalidade vantajosa de empréstimo e de muita popularidade.

Sobre Rodas. Pág. 10

Economia. Pág. 09

VEGETAÇÃO SECA CAUSA INCÊNDIOS

Conheça caso de incêndios florestais, em Garanhuns, e como o Corpo de Bombeiros atuou. Cidades / Garanhuns. Pag. 04

VOCÊ PERDE TEMPO EM FILA DE BANCO? Saiba que existe uma lei que exige que o tempo máximo de espera seja de 15 minutos. O que pouca gente sabe é que existe uma lei vigente em todo o estado de Pernambuco, desde 2002, para regularizar o tempo de permanência em filas de bancos. A lei estadual nº 12.264 diz que o tempo máximo o qual o cidadão deve gastar em uma fila de banco é de 15 minutos, em dias normais e, 30 minutos em véspera ou em dia imediatamente seguinte a feriados, data de vencimento de tributos, data de pagamento de vencimentos a servidores públicos. Conheça seus direitos e saiba o que dizem os bancos, Ministério Público e o PROCON sobre este assunto.

Cidades / Garanhuns. Pag. 05

SÉRIE Garanhuns não governamental – ONGS Elas se propõem a realizar tarefas de responsabilidades da gestão pública, pelo desejo de fazer o bem sem finalidade lucrativa. Para que a sociedade entenda como essas entidades funcionam e, como suas ações são monitoradas e fiscalizadas, o Jornal Crer em Pernambuco traz a primeira reportagem da série: “Garanhuns não Governamental”, que se propõe a fazer um Raio-X das instituições filantrópicas da cidade.

Cidades / Garanhuns. Pag. 05

PEC DAS DOMÉSTICAS: Saiba o que muda!

Indústrias para Garanhuns

“A PEC diz que vai ter um tratamento simplificado, com relação ao FGTS do empregado doméstico, se for nas vias normais, uma vez que o empregado doméstico é considerado como um outro qualquer e, se partir do princípio das regras atuais do FGTS, o empregador doméstico vai precisar de uma assessoria contábil, porque ele não vai conseguir preparar a documentação do FGTS.” Afirma José Paulo contador da JP Contábil.

Seguindo uma tendência estadual, Garanhuns vem buscando fortalecer e expandir o quadro industrial do município, com isso, novos empregos serão gerados e a cidade se tornará destino certo de compradores e fornecedores do meio industrial. Atualmente, Garanhuns possui um portfólio industrial que embora diversificado, ainda é pequeno, comparado a outras cidades do mesmo porte. Mas, mesmo assim, conta com alguns exemplos de empresas de grande porte como a Unilever, Bom Gosto e Natto Alimentos. Além das tradicionais indústrias locais como a Pinga Nordestina, Café Ouro Verde e Condimentos Confiança e, está em processo de expansão da Popular Alimentos já instalada na cidade.

Economia. Pág. 08

Garanhuns receberá coberta nos pontos de ônibus Quem usa transporte coletivo, em Garanhuns, tem um problema incômodo para driblar no dia-a-dia, a fim de esperar o ônibus desejado; fica mais demorada a espera sob o forte calor e com a falta de assentos à disposição. Fique informado do que está sendo feito.

Sobre Rodas. Pág. 10

Educação, Arte e Lazer

Pag. 14 e15

Educação e esporte - a combinação perfeita Lei Carolina Dieckmann Garanhuns Futebol Clube Cresce a oferta de cursos técnicos Brincadeira de criança

Economia. Pág. 09

Governo garante R$ 100 milhões para alimentação de rebanhos Mundo Rural. Pág. 11


2

Jornal CRER em Pernambuco

Jornal CRER em Pernambuco

EDITORIAL

Opinião

O nosso Jornal Crer em Pernambuco nunca publicou uma edição como esta. A grande diferença está na quantidade de matérias próprias, produzidas por nosso jornalismo e focadas no ponto que faz do Jornal Crer em Pernambuco um veículo de comunicação impresso único em seu jeito de fazer jornalismo; Não publicamos notícias, publicamos informação. E, nisto existe uma diferença. Nas nossas páginas, as matérias são informativas, profundas e do interesse do leitor. De alguma forma, o que é publicado no Jornal Crer em Pernambuco faz o leitor pensar e se posicionar diante do que passou a conhecer melhor. Este é o nosso objetivo. Nesta edição de número 52, estamos levantando vários temas, porém, dois merecem destaque: Incêndios florestais- Como acontecem, o que fazer, e como o Corpo de Bombeiros está preparado para enfrentá-los? Incêndios urbanos – O que diz o código de Segurança Contra Incêndio e Pânico em Pernambuco – COSCIP? Além deste tema com duas abordagens, estamos divulgando um direito de todo o cidadão em relação ao tempo de espera nas filas dos bancos. Existe uma lei estadual que determina o tempo e, os bancos que descumprirem esta lei podem ser punidos. Como disse no inicio, esta edição está repleta com mais de quarenta matérias do seu interesse. Mais uma vez obrigado por escolher o Jornal Crer em Pernambuco como o seu jornal. Hildeberto Pimentel Diretor de jornalismo do jornal Crer em Pernambuco

Câmara aprova Projeto de Lei que reestrutura gratificações de servidores municipais Aconteceu no último dia 16, mais uma reunião ordinária da Câmara Municipal de Garanhuns, com a presença de todos os vereadores, que apresentaram diversos projetos e requerimentos que visam o desenvolvimento municipal: Calçamentos, saneamentos, construções de barragens, implantações de novos serviços de saúde, entre outros. Presidida pelo vereador Audálio Ramos Filho, a reunião aprovou, por unanimidade, dois Projetos de Lei advindos do chefe do Poder Executivo municipal. O primeiro cria o Fundo Municipal de Emergência da Defesa Civil de Garanhuns (FUMDEG), além da Comissão de Defesa Civil Municipal (COMDEC). Em segunda votação, com inclusões de emendas, os vereadores aprovaram o Projeto de Lei Nº 016/2013, que reestrutura as Tabelas de Vencimentos de Servidores Efetivos, Inativos e Pensionistas. O Projeto também cria gratificações que poderão ser concedidas aos servidores efetivos, contratados e comissionados do Poder Executivo Municipal de Garanhuns. Este projeto suscitou

Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

debates devido às críticas de que teria tido pouco tempo para avaliação dos vereadores, e, que por isto trazia incorreções nas tabelas de gratificações, contendo equívocos quanto a percentuais e acúmulo de gratificações. O argumento do executivo para agilizar a votação era a possibilidade de ser incluído, já no salário do mês de abril, beneficiando os servidores municipais. Verificados e corrigidos os artigos nas comissões de Legislação, Justiça e Redação de Leis, e Finanças e Orçamento, os vereadores aprovaram e, agora, o projeto segue para sanção do prefeito Izaías Régis. “Estamos certos de que cumprimos nossa função de verificar, legislar e, em tempo hábil, as correções foram feitas, beneficiando o conjunto de servidores que têm suas gratificações no município” - afirmou o líder do governo, Sílvio Sabino Filho. Devido às críticas, parte dos vereadores, principalmente, os que participam das comissões resolveram oferecer mais tempo para apreciação dos projetos vindos do Poder Executivo.

Ninguém fez uma festa quando eu nasci! Aproxima-se o Dia das Mães e, eu estava pensando num tema para minha coluna de opinião; quereria algo que se reportasse a essa data e, fosse ao mesmo tempo, atual, que levasse o leitor a uma reflexão. Foi quando, eu recebi em minha caixa de e-mails, um link de um vídeo no You Tube, com a gravação da canção “Mesmo assim Te louvarei”, do cantor e Pastor Lázaro; na música, ele recebe o jovem Jonatas Souza para fazer a participação, emocionante e, foi ela que me inspirou. Independente da religião, uma história de superação humana nos enche de vigor e vontade de vencer; também nos leva a admirar os envolvidos na vitória e a questionar por que outras pessoas não fazem o mesmo... Jonatas é um jovem que vive com todas as limitações de um ser, com deficiência motoras e intelectuais e, na música ele canta a seguinte frase: “Ninguém fez uma festa, quando eu nasci. Mas quem daria uma festa por nascer alguém assim?”, Quem se alegraria em ver chegar ao mundo alguém como Jonatas, alguém que tem dificuldade em realizar as mais simples tarefas do dia-a-dia, alguém que passará por constrangimentos ao longo da vida, alguém que a medicina nem sabe se vai “vingar” por muito tempo!!! (essas e tantas outras são justificativas dos ativistas, para a legalização do aborto no território brasileiro). Todos esses questionamentos vêm como uma bomba na cabeça de uma mãe que descobre que terá um filho “diferente” como Jonatas; só que, segundo o depoimento do jovem, ele achou quem o amasse mesmo assim, ele achou na figura de sua mãe um amor desregrado e sem limites, um amor que deu festa, sim, quando ele nasceu, quase morto e com a promessa de uma grande luta pela sobrevivência ao longo da vida. Quantos de nós seríamos capazes de desenvolver esse amor? A música continua dizendo: “Tentaram me parar, porque nasci assim, Existem algumas coisas tão difíceis para mim...” e, mesmo diante de todas essas dificuldades, Jonatas cresceu, desenvolveu-se, venceu e continua vencendo, diariamente. Então, qual seria o motivo para parar essa vida? Uma mãe que não faz festa, quando descobre que está grávida, quer o direito de “desengravidar”. Há alguns anos, a sociedade brasileira divide opinião sobre a legalização do aborto: de um lado, grupos que apóiam a vontade e a decisão da mulher de escolher o que fazer com o seu corpo, grupo esse representado pelo movimento feminista; De outro lado, grupos religiosos que condenam a prática abortiva, garantindo o DIREITO à vida para os nascituros. Sabemos que, no Brasil, o aborto é crime e só tem exceções para os casos de estupro e risco de morte/ saúde da mulher. Em 2004, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello, liminarmente, criou mais uma exceção no caso dos fetos anencéfalos. Tal decisão foi revogada pelo plenário da Suprema Corte pressionado pelos grupos religiosos de maneira geral. Aliás, a Suprema Corte brasileira não poderia tomar decisão diferente, visto que uma decisão de tamanha importância não poderia ter sido tomada sem consulta popular, como defendem alguns ou por quem não tem o múnus de legislar como é o caso. Justificar com o argumento de que os nascituros viverão apenas algumas horas cria uma procedência perigosa para os casos de demência como o de Jonatas. A sociedade brasileira vive uma grande crise de moral e as mulheres, com raríssimas exceções, entregam-se cada vez mais cedo ao sexo irresponsável e desenfreado, mas não podemos por isso, impor aos seres humanos que são fruto dessa irresponsabilidade, uma pena de morte sem direito a julgamento. A vida é dada por Deus e somente Ele deve tirá-la. Sem entrar no mérito político e religioso, faz-se necessário, realmente, uma discussão ampla e irrestrita sobre os malefícios do aborto para a mulher e a crueldade para com os nascituros. Uma discussão sobre o hilomorfismo, pouco acrescentará ao conhecimento e discernimento da população. Não interessa se

o feto tem alma aos quarenta ou oitenta dias, até porque a ciência já se pronunciou sobre isso. Segundo a Drª. Lílian Piñero, especialista em biologia molecular, duas ou três horas depois da fecundação, o feto já se comunica com a mãe, mostrando claramente que, logo após a fecundação, o feto já começa a ter contato com o mundo externo por meio de sua mãe. Os métodos abortivos, mesmo em fetos anencéfalos, que teoricamente viverão somente algumas horas após o nascimento, são muito cruéis. No caso dos anencéfalos, em “abortários” americanos, como no resto do mundo, o feto com mais de 1 kg é retirado em uma cesariana, depois, ainda vivo, é jogado em uma lata de lixo, onde agoniza por horas; raramente, o feto é queimado. Quando o aborto é realizado de forma clandestina, a crueldade é ainda maior, levando-nos a repudiar essa forma de homicídio que muitos defendem em nome de uma falsa liberdade feminista, que só traz prejuízos à sociedade brasileira. É fato também, que a legalização do aborto não diminuirá nem os índices de criminalidade, nem os riscos para as mulheres. Outras mães até fizeram festa, quando os seus filhos nasceram, mas com o dia-a-dia e a rotina de cuidados, arrependeram-se e tornaram-se protagonistas dos mais perversos casos de maustratos contra seus filhos. De acordo com a coluna, o serviço social do Hospital das Clínicas, de São Paulo, que fez o levantamento, atendeu a 60 casos de maus-tratos a crianças só este ano, incluindo uma tentativa de suicídio de uma menina de 13 anos, vítima de agressões psicológicas dos pais. O estudo também leva em consideração dados levantados pelo Pediatra Antônio Carlos Alves Cardoso, que atua no Instituto da Criança do HC e, que fez tese de doutorado sobre o tema. Segundo Dr. Cardoso, 75% das agressões são contra crianças de até dois anos, e a violência dos pais é a causa de 60% das ocorrências. O abuso sexual corresponde, em média, a 10% dos casos. Recentemente, Garanhuns vivenciou o caso de Zuleide da Conceição que tentou vender seu filho por 4mil reais. Nas redes sociais e nos telejornais, maus tratos de mães para filhos são frenéticos, como a grande reincidência de bebês que são jogados no lixo, ao nascer; esta triste realidade pode ser exemplificada com o caso da francesa que matou um filho e congelou outros dois e, com o caso de Dominique Cotrez que confessou, em 2010, ter matado oito filhos recém-nascidos. Especialistas afirmam que os crimes de infanticídio (quando a mãe mata o filho), normalmente, não são atos premeditados e estão ligados a problemas psicológicos da mãe. No Brasil, os maus-tratos a crianças aumentaram 36% em 2013. Na maior parte dos atendimentos, a mãe era a responsável pela agressão. E, isso me faz pensar em qual é o diferencial de mãe de Jonatas? Porque ela não foi atriz de um filme de terror como esses citados? Porque ela não permitiu que parassem a vida do seu filho? Porque ela fez festa quando seu filho tão limitado nasceu? Ai, eu percebi que estava sendo equivocada em fazer estas perguntas, quando na verdade as perguntas deveriam se resumir na seguinte: “Por que essas outras mães não seguiram o exemplo de mãe de Jonatas?” A rotina das más notícias nos condiciona a tornar normal os casos brutais e anormais os exemplos de prova de amor materno. No dicionário, a definição da palavra mãe é bem fria e seca, “Mulher, que tem um ou mais filhos; relação de parentesco de uma mulher para com seus filhos; qualquer fêmea, que teve filho ou filhos.” Mas para nós, mulheres, que já passamos pelo sublime momento de dar à luz uma vida, sabemos que, naquele momento, não éramos apenas uma “...qualquer fêmea que teve um filho” e, sim, uma mãe que fez festa quando seu filho nasceu! Por Juliana Dias

Um jovem médico a serviço de Garanhuns

Neste mês, o Jornal Crer em Pernambuco entrevistou o jovem médico, Dr. Pedro Rodrigues, de Garanhuns. Aos 21 anos, ele ingressou na Faculdade de Ciências Médicas e, hoje, aos 29 anos de idade, desenvolve a atividade médica nas áreas de Clínica Geral, Geriatria e Cardiologia. Sem dúvida, um exemplo de jovem dedicado ao seu ofício, com o propósito de oferecer o melhor para o seu paciente. Conheça um pouco desse profissional e o que ele pensa do exercício da Medici-

na como forma de promover qualidade de vida humana. JORNAL CRER EM PERNAMBUCO: Dr. Pedro, o senhor, que é Cardiologista, Clínico Geral e Geriatra, como destaca a importância de um profissional de Medicina multifuncional para melhor assistir seus pacientes? DR. PEDRO RODRIGUES: Não só na profissão médica, mas como em toda profissão é essencial que o profissional busque uma informação ampla e evite fechar-se em uma úni-

CNPJ 14.756.186/0001-18

ca especialidade, pois, desta forma, todos saem ganhando paciente e médico. Para o profissional médico, a vantagem é a autonomia que se conquista e a visão que passa de um olhar focal ou superficial para um olhar multiespecializado e amplo. Para o paciente, a vantagem está em ter como médico/ cuidador um profissional mais habilitado e capacitado. JCP: O Profissional de Medicina deve estar em constante atualização com o que surge de novo junto às pesquisas. Como fica a rotinha entre estudo, trabalho e conferências? DPR: A rotina do médico é bastante intensa e desgastante, porém, diante de tantas tecnologias e novidades no mundo da Medicina, há uma necessidade constante de atualizações e estudos. Portanto, apesar de complicado e cansativo é importante que haja um tempo dedicado a essas atividades. De modo particular, tenho conseguido administrar de forma satisfatória estas atribuições.

JCP: Como o Dr. destaca a responsabilidade da profissão? DPR: Para o bom exercício de qualquer profissão é fundamental a responsabilidade, no entanto, para o médico, essa responsabilidade é ainda maior, visto que, é o profissional que lida diretamente com a vida e com a dor do ser humano. É o “guardião da saúde e da vida” do próximo e, por isso, é exigido do mesmo, além de muita responsabilidade, muita cautela, muito conhecimento e muito respeito. JCP: Como o senhor dá relevo à importância do prazer em desempenhar uma profissão tão importante e de tamanha responsabilidade? DPR: O médico que exerce sua atividade sem prazer é um mau profissional. A Medicina é uma área de atuação que exige muito tempo, muita paciência, muita dedicação e, envolve muitos conflitos, muitas perdas e muitas responsabilidades. Portanto, para o bom desempenho desta profissão é

essencial o prazer e o amor ao próximo. JCP: Como esse prazer reflete no desempenho de suas atribuições como médico? DPR: Quando uma atividade é exercida com prazer, o reflexo surge, principalmente, nas pessoas que se beneficiam dessa atividade, que no caso, são os pacientes, através da satisfação, do bem-estar e do controle/cura de seus problemas. JCP: Garanhuns é um polo médico a que convergem pacientes de cidades circunvizinhas; como o senhor analisa a expansão do serviço médico na cidade? DPR: Garanhuns tem apresentado um crescimento importante em relação aos serviços médicos/hospitalares e, esse crescimento não é apenas em quantidade, mas, principalmente, em qualidade. A cada dia, novos profissionais e novos serviços surgem em a nossa cidade e, isso beneficia não só a população do município, como também de cidades vizi-

Direção de Jornalismo: Hildeberto Pimentel – DRT 2255 – PE. Redação e Reportagens: Juliana Dias Correção: Almira Vilela Todos os textos produzidos são Direção administrativa: Rejane Cavalcanti. de inteira responsabilidade dos Impressão: Gráfica Jornal do Commercio. seus autores. Diagramação: Douglas Passos - (87) 9937-7604 Diagramação de anúncios: Ademar Gama Colaboradores: Vanailson Rodrigues, Jan Mark, Jean Charles, Milton César.

nhas, que ganham em serviços de saúde e em qualidade de vida. JCP: O curso de Medicina, sem dúvida, foi um grande passo para essa expansão; como o senhor analisa a qualidade do curso e a importância de sua existência para o cenário médico de Garanhuns? DPR: O curso médico, em Garanhuns, ainda é muito recente, então, com certeza, ainda conta com muitas dificuldades e desafios, no entanto, foi muito importante para a cidade e para os municípios vizinhos o surgimento desse curso, visto que proporcionará mais profissionais, mais qualidade nos serviços de saúde e mais progresso para a região. JCP: Qual o conselho que o senhor deixa para os estudantes de Medicina? DPR: Façam Medicina por amor, porque só assim exercerá a profissão com o prazer, o respeito e a dedicação, que os pacientes merecem!

Praça João Pessoa, 33 – Sala 104 Centro - Garanhuns/PE Fones: (87) 3761.7936 / (87) 8812.8043 / 9920.0255 comercial@jornalcrer.com financeiro@jornalcrer.com redacao@jornalcrer.com www.jornalcrer.com.br


Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

REGIONAL

FÁBRICA INVESTE R$ 3,6 MILHÕES EM ARCOVERDE

O

mercado de móveis vai ficar mais aquecido em Pernambuco. Em Arcoverde, no sertão do estado, a Serraria Rocha, especializada no segmento de portas prontas, investiu R$ 3,6 milhões em um projeto de expansão que vai ampliar a capacidade produtiva em 500%. A iniciativa incluiu a re-localização do parque fabril, com a construção de galpão, área de estocagem e centro administrativo, além da aquisição de máquinas e equipamentos capazes de informatizar todo o processo e melhorar a produtividade. Do investimento total para a ampliação, R$ 2,6 milhões foram financiados pelo Banco do Nordeste, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Com a expansão e modernização, a empresa vai aumentar a produção de portas prontas de 600 peças para 8000 peças por mês. Segundo a gerente do BNB, em Pesqueira, Elizabeth Araújo, o mérito do projeto será a geração de 100 novos empregos diretos e 300 indiretos. “Além da geração de empregos, rendas e tributos para o município, a atividade fabril também funciona como atração

Marco Calado pode assumir em Angelim Marco Calado tem tudo para voltar a comandar os destinos de Angelim. No TSE, em Brasília, a ministra que tinha votado contra o representante do PSD, repensou e, agora, o então candidato à reeleição voltou a ser “ficha limpa”. Os advogados da oposição recorreram e a decisão vai ao plenário, mas dificilmente os outros ministros vão mudar alguma coisa. Caso Marco seja absolvido de vez, irá cumprir o seu quarto mandato de prefeito. Atualmente, Angelim está sendo administrado, interinamente, pela presidente da Câmara, vereadora Vanda Cordeiro, também do PSD. Fonte: Roberto Almeida

de novos empreendimentos, contribuin- obra, bem como, resíduos e desperdícios do para a descentralização dos investi- no canteiro de obras. “Iniciamos as ativimentos que giram em torno dos grandes dades há 50 anos no centro de Arcoverde, centros do estado”, destaca. mas os galpões eram pequenos e fracioDe acordo com a Serralharia Rocha, a nados. Agora, estamos numa área de 25 fabricação de porta pronta é responsável mil metros quadrados na BR-232, com por 76% da produção e 83% do fatura- mais de sete mil metros quadrados de mento da empresa. Construtoras de todo área construída e um novo layout adequaa Região Nordeste estão entre a cartela de do e funcional.” clientes. A empresa também se destaca na Rocha explicou que o kit porta pronta é produção de móveis escolares, vendidos um produto com grande potencial comao setor público estadual e municipal, por petitivo e valor agregado, considerando meio de licitações e, esquadrias de madei- todas as vantagens da industrialização, ra, direcionadas à demanda de imóveis de como maior controle tecnológico, alto alto padrão. A empresa desenvolve um índice de industrialização e padronização. projeto sustentável e não desperdiça so- “Em o nosso caso, ainda temos outros dibras de materiais, já que os restos de ma- ferenciais como o uso de madeira maciça deira são vendidos para as padarias locais de alta qualidade e resistência, oriunda de reflorestamento e o serviço de instalação. que abastecem seus fornos. Um dos sócios da empresa, Wellington Além disso, somos a única empresa norRocha, disse que o segmento de portas destina a produzir esse tipo de peça revesprontas surgiu nos anos 90, para abaste- tida com lâmina de madeira, usando uma cer uma importante etapa de acabamento tecnologia exclusiva.” de obras. Os kits substituem cerca de dez Com informações do BNB. componentes e eliminam várias etapas da instalação, permitindo maior rapidez Fonte: Diário de Pernambuco e reduzindo a necessidade de mão de

Bom Bonselho é destaque do Alagoano de Jiu-jitsu O atleta bom-conselhense, das do Estado de Alagoas. o torneio contou com a Gileno da Silva, sagrou-se Esta foi a segunda vez que participação de equipes campeão na sua categoria Gileno participou do Ala- de Palmeira dos Índios, do Campeonato Alagoano goano de Jiu-jitsu. A ou- Arapiraca, Paulo Jacinto, de Jiu-jitsu 2013, dispu- tra participação aconteceu Anadia, Maceió, Major Isidoro, Penedo e São José tado no início do mês na em 2010. Futsal Feminino: da Tapera. cidade de Maceió. Na classificação geral, Gi- A equipe de futsal femini- Na final, o time comanleno ficou entre os três no de Bom Conselho foi a dado pelo professor Franmais bem colocados da grande campeã do primei- cisco de Assis (Chicão) competição. O jiu jitsudo- ro Torneio Intermunicipal encarou a equipe do CSE ca, bom-conselhense trei- de Futsal disputado do- de Palmeira dos Índios e na na academia da Kimu- mingo (14) no município venceu pelo placar de 1 a 0. ra em Palmeira dos Índios, de Palmeira dos Índios. uma das mais conceitua- Além de Bom Conselho, Fonte: Tiago Padilha

Jornal CRER em Pernambuco

3

Festival Pernambuco Nação Cultural O festival leva cinema, teatro, oficinas e shows ao Sertão do Moxotó. Arcoverde, Sertânia, Betânia, Custódia, Ibimirim e Manari, no Sertão do estado, receberam, a partir do dia 16 de abril, o Festival Pernambuco Nação Cultural. A programação contou com shows, apresentações teatrais, mostra de cinema, encontros de cultura popular e oficinas culturais gratuitas. Entre as atrações musicais, nomes como Móveis Coloniais de Acaju e Academia da Berlinda, que se apresentaram em Arcoverde na quinta-feira (18). Também na cidade, apresentaram-se Mombojó na sexta (19), e Otto no sábado (28); todos no palco montado na Praça Virgínia Guerra. A cena musical alternativa da região também ganhou espaço em Arcoverde, com apresentação na quinta-feira (18), das bandas Nacauã, O Cafofo e Shadow Valley. Quem encerrou a noite foi uma das finalistas do Festival Pré AMP 2013, a olindense A Cria. Além do palco, a cidade de Arcoverde contou com apresentações no bairro de São Miguel e no distrito de Caraíbas. Na Praça da Bandeira, atrações circenses se apresentaram entre os dias 18 a 20 de abril. Bodega da Poesia faz parte da programação de São João de Arcoverde, A Bodega da Poesia, em Arcoverde, recebeu na quinta-feira (18) o ‘Encontro da Poesia Oral’ e, na sexta-feira (19), aconteceu o ‘Encontro dos Escritores e Leitores’. O projeto ‘A Gente da Palavra’ passou por Sertânia, na quinta-feira (18), recitando poesia de porta em porta. Para os admiradores da cultura popular, o Encontro de Bois aconteceu em Arcoverde, no sábado (30), e toma conta das ruas do centro. Na Praça da Boa Vista, o maracatu Batuque do Sertão e a banda de pífano Santa Luzia animam a festa, que conta também com reisado, urso e até atrações de pernas de pau na programação do polo Caraíbas, também no sábado. A mostra ‘Cinema na Estrada’ levou filmes pernambucanos às comunidades quilombolas e povoados indígenas das cidades de Betânia(16), Custódia(17), Ibimirim (18), Sertânia (19) e Manari (21). No sábado (20), a Associação Urucungo, em Arcoverde, recebeu os cineclubes da região para discutir a importância e os desafios atuais da atividade, buscando encontrar formas de fortalecer a atividade. Em Manari, a Associação Oásis e a Praça Nossa Senhora da Conceição contam com uma intensa programação de teatro, circo, além de uma mostra coreográfica de dança. Em Arcoverde, além dos espetáculos de circo no Polo Coreto, também teve teatro e dança no Geraldo Barros, o teatro do SESC na cidade. Fonte: G1


4

CIDADES / GARANHUNS

Jornal CRER em Pernambuco

Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

Acesse www.jornalcrer.com/cidades

VEGETAÇÃO SECA CAUSA INCÊNDIOS Conheça caso de incêndios florestais, em Garanhuns, e como o Corpo de Bombeiros atuou.

Árvore no IBN não resiste ao fogo e cai.

E

stamos no mês de abril e, segundo a Agência Pernambucana de Águas e Climas (APAC), o índice pluviométrico não será suficiente para encher satisfatoriamente os mananciais da região. Essa informação tem preocupado bastante a população pernambucana, e muito tem-se questionado sobre a seca que atinge o nordeste. Diversos estudos estão sendo feitos quanto à vegetação, alternativas de alimentação do gado, manutenção do rebanho, bacia leiteira e até alta de preços nos vegetais, frutas e laticínios do estado decorrente da estiagem. O que ninguém ainda atentou foi para os riscos de incêndios florestais nessa época de falta de chuva. Onde a vegetação seca fica mais suscetível a incêndios, que podem ser causados por fatores naturais, como reações fermentativas exotérmicas e concentração de raios solares por pedaços de cacos de vidros ou por ação irresponsável do homem. Pensando em bem informar aos nossos leitores, o Jornal Crer em Pernambuco mais uma vez tem uma visão bem ampla das consequências dos fatos. Para discutir sobre esse assunto de utilidade pública, ouvimos o Comandante do Corpo de Bombeiros de Garanhuns e diretores de grandes instituições da cidade, que já vivenciaram casos de incêndios florestais em suas propriedades; eles nos falaram como agiram na emergência das chamas. Incêndio Florestal no Colégio XV: Em março de 2010, o Colégio Presbiteriano XV de Novembro vivenciou uma experiência bastante desafiadora, quando o diretor Pr. Eudes Ferreira foi notificado de um princípio de incêndio que ocorreu na grande área de campo aberto, que existe até hoje anexada ao prédio da instituição. O

incêndio florestal tem por sua maior característica a rápida evolução do fogo, principalmente, em vegetações castigadas pela seca. Para conter a agressividade do fogo, a direção do colégio solicitou a ação dos Bombeiros e foi prontamente atendido. “Quando nós precisamos dos Bombeiros de Garanhuns para o combate ao incêndio de 2010, eles foram muito eficientes; atenderam-nos com as limitações de equipamentos que eles têm e, nos ajudaram bastante, juntamente, com a equipe do XV sob a coordenação deles.” Afirma o diretor. Em decorrência desse incêndio, 90% de toda vegetação da propriedade do colégio foi queimada, (não houve vítimas, pois a direção do colégio juntamente com o Corpo de Bombeiros conseguiu evacuar todo o prédio e conter o fogo antes que atingisse as estruturas físicas da propriedade). Em decorrência ao susto, o colégio intensificou as ações preventivas com capacitação de corpo funcional, na capinação do terreno livre e reflorestamento planejado da área atingida. O grande susto motivou melhor planejamento e maiores investimentos na segurança do colégio. Incêndio Florestal no IBN:

Pr. Milton César mostra a vegetação queimada.

Em meio à grande seca de 2012-2013, no dia 19 de dezembro de 2012, a notícia não foi tão positiva e encorajadora; na data, ocorreu um incêndio no Instituto Bíblico do Norte - IBN,

localizado na Avenida Rubem Van Der Linden. Na manhã de uma quarta-feira, em pleno funcionamento da instituição de ensino, o diretor, Pr. Milton Cesar Oliveira foi avisado de que alguém havia ateado fogo na vegetação próxima ao Instituto e que as chamas estavam invadindo a propriedade. Segundo o Pr. Milton, ele se dirigiu ao foco do incêndio e, após ter testificado a agressividade do fogo, acionou imediatamente os Bombeiros, que informaram que não poderiam atender ao chamado, porque a equipe estava em outra diligência. O fogo tomou maiores proporções, o que motivou o diretor a tentar um novo contato com o Corpo de Bombeiro; dessa vez, a resposta foi positiva. “Eles não vieram até o prédio; foram até à avenida fazendo rescaldo, jogando água onde o fogo já tinha queimado. Tinha apenas dois bombeiros: um dirigindo a viatura e outro direcionando o jato de água. Falei com o que estava direcionando o jato de água, que o ideal seria levar o jato para frente do prédio, a fim de conter o fogo, mis ele me disse que não podia vir, porque tinha apenas dois bombeiros e que não dava para entrar no prédio com o caminhão, a fim de fazer o serviço.” O diretor do IBN explica como foi a atuação dos Bombeiros no incêndio, que só foi controlado depois que a direção do estabelecimento comprou um caminhão pipa de água e molhou a vegetação próxima ao prédio, onde o fogo ainda não tinha chegado, com o propósito de limitar a expansão do mesmo. Com a vegetação molhada, o incêndio não seguiu para as instalações físicas. “Comprei o caminhão de água, convenci o rapaz a entrar no prédio e, ele, mesmo com medo do fogo, me atendeu. Fomos ao outro lado, onde o fogo não tinha pegado e molhamos a vegetação para conter o avanço da chama.” Relembra o diretor. A brigada paralela à ação dos Bombeiros contou ainda com a ajuda de um funcionário e de dois alunos do IBN; o prejuízo foi de R$ 2.000,00 para reparação parcial da rede elétrica atingida pelo incêndio. Mas a perda maior, segundo a direção, foi a decorrente da grande agressão natural, onde foi queimada 100% da área de preservação ambiental, que pertence ao instituto. Essa é outra característica dos incêndios florestais - a devastação ambiental. Segundo a normatização do Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico, o êxito do combate aos incêndios em vegetação depende tanto das

técnicas quanto das fases indispensáveis ao atendimento em casos de incêndio florestais, semelhantes aos ocorridos no colégio XV e no IBN. Atuação do Corpo de Bombeiro: O código coloca o tempo gasto para a chegada dos bombeiros no local atingido como fator primordial para melhor efetivação da contenção do fogo, tendo em vista a grande agressividade das chamas em vegetação. Em seguida, vem o salvamento de vidas em riscos, seguido do combate inicial, que é a fase que visa deter a frente principal do incêndio ou aquela que represente o maior risco. Depois dessas primeiras providências, o código pernambucano indica que deve ser feito o combate intermediário com o objetivo de minimizar a progressão do incêndio e danos produzidos e só depois do controle do incêndio é feito o rescaldo que é a ação final preventiva para não permitir o surgimento de novos focos de incêndio na área sinistrada. A normatização é bem clara e diz que a ação do Corpo de Bombeiros deve priorizar o pronto atendimento à urgência e à limitação da propagação do fogo. O Corpo de Bombeiros de Garanhuns tem uma área de cobertura de 22 municípios e conta com um efetivo de 35 militares, que trabalham em sistema de plantões de 24h de trabalho para 72h de folga. O resultado dessa conta é que em cada plantão, o Batalhão conta com um Sargento Comandante, um telefonista e oito militares na operação de condução de viaturas e salvamentos; isso ainda para cobrir os 22 municípios.

Capitão Ramodrigo Peruniz, comandante do Corpo de Bombeiros de Garanhuns.

Ao ser questionado quanto à atuação da equipe de bombeiros no incêndio do IBN, o capitão Ramodrigo Peruniz, comandante do Corpo de Bombeiros de Garanhuns, falou que vai abrir um processo de investigação administrativa para apurar o caso. “É a primeira vez que eu estou tomando ciência dessa queixa; não existe nenhuma determinação para que o bombeiro não entre em lugar algum para atender uma ocorrência, inclusive o Corpo de Bombeiro é a única

instituição que pode entrar em uma propriedade a qualquer hora para realizar o salvamento. Quanto ao incêndio do IBN, o bombeiro não atuou por outro setor por escolha técnica dele; de repente, eles estavam usando uma técnica e o diretor da instituição por desconhecimento tenha- se equivocado. Eu não posso dize,r no momento, que ouve falha, pois até então não ouve uma denúncia. Agora, eu irei abrir investigação e um processo administrativo para verificar o que ouve.” Posiciona-se o Comandante, que tomou nota da data específica do incêndio e da denúncia do Jornal Crer, mediante declarações da direção do IBN. O Capitão Peruniz destaca ainda a importância da participação da sociedade no melhoramento do trabalho desenvolvido pelo Corpo de Bombeiros. Para ele, é necessário que a população ao tomar conhecimento de irregularidades no serviço da equipe, faça denúncia, e questione se a atitude do militar foi correta ou não, para que assim a sociedade ajude no melhoramento do serviço prestado à população; “seria interessante que as pessoas, quando ocorrer algum fato que esteja supostamente na visão errada do civil , que nos informe, solicite informação, pois estamos abertos a isso. O Corpo de Bombeiros existe para servir à população. Tudo o que nós fazemos aqui é de acordo com a norma operacional dos bombeiros; a denúncia da população é importante, para que nós retroalimentemos o sistema e, cada vez mais, haja melhora em nossa atuação.” Salienta o Capitão Peruniz. O Jornal Crer em Pernambuco voltará a falar com o comandante do Corpo de Bombeiros de Garanhuns, para obter maiores informações sobre a investigação administrativa da ação da equipe da corporação durante o incêndio no IBN. Incêndios florestais como os relatados, nessa reportagem, são muito frequentes nessa época do ano e, sua incidência tem crescido muito com essa rigorosa seca que atravessa o estado pernambucano. Medidas preventivas devem ser tomadas para evitá-los. Não jogar bitucas de cigarros acesas e não realizar queima de lixo próximo à vegetação é um bom começo. Ações preventivas ajudam a minimizar os casos de incêndios e assim desafogar o Corpo de Bombeiros, para que as ações de salvamento sejam mais efetivas, mesmo com um quadro de militares limitado. É a sociedade de mãos dadas com as autoridades, visando um bem maior para todos.

Incêndio urbano A preocupação contra incêndios, claro, não se limita às áreas verdes, grandes prédios e instituições que, em geral, detém um grande fluxo diário de gente; também é uma zona preocupante. A prevenção é na verdade a maior arma contra o fogo, para isso foi criada uma lei estadual que define a normatização de segurança contra incêndio, o Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico em Pernambuco – COSCIP. Nessa lei, constam as determinações específicas de prevenção contra incêndio e pânico, para cada tipo de estabelecimento, uma forma de dividir responsabilidades entre o corpo de bombeiros e os donos dos estabelecimentos. As exigências dessa lei devem ser seguidas pelo proprietário do estabelecimento e vistoriadas, anualmente, pelo Corpo de Bombeiros da cidade, para emissão do atestado de Regularidade-AR. Segundo o Capitão Peruniz, comandante do Corpo de Bombeiros de Garanhuns, a solicitação e renovação do AR são de responsabilidade do gestor do estabelecimento. “É determinado por lei que esse documento seja renovado, anualmente. Quando o Corpo de Bombeiros emite o atestado, ele vale só por um ano; a partir do momento em que ele começa a se vencer, o gestor do estabelecimento tem que nos procurar para renovar. Fica impossível para o Corpo de Bombeiros sair fiscalizando todos esses ARs. A responsabilidade

pela segurança do estabelecimento é do proprietário.” Esclarece o comandante. O primeiro passo para o estabelecimento buscar a sua regularização contra incêndio é procurar um engenheiro ou uma empresa especializada em segurança contra incêndio e pânico. Em seguida, esses técnicos contratados devem traçar alternativas e projeções para instalação do sistema de segurança contra incêndios, que se enquadrem em a normatização para o serviço prestado pelo estabelecimento contratante. A Ferreira Costa de Garanhuns é a maior loja de departamento da cidade e contratou uma empresa especializada, que montou um sistema de segurança contra incêndios, dispondo de 35 caixas de hidrante; cada caixa, com quatro lances de mangueira de 15 metros, instalada por toda a loja, 100 extintores de pó, água e CO2, além de um sistema de evacuação de pessoas, através de escadas de emergência, que saem de cada andar da loja direto para a rua, garantindo assim a saída segura das pessoas, em caso de incêndio em qualquer andar da loja. Além de toda essa estrutura, o Home Center, ainda dispõe de uma equipe de brigada contra incêndios, formada por 40 funcionários, com representação em todos os setores da loja. Outro bom exemplo de estabelecimento que se preocupa com a segurança contra

incêndios é o Colégio Presbiteriano XV de Novembro, um dos maiores colégios da cidade, que oferece desde a educação infantil até educação superior, através de parcerias com instituição de educação a distancia. O resultado disso é: centenas de pessoas circulando diariamente pelas dependências do colégio. Em 2010, o Colégio XV passou por um grande incêndio em sua área de campo aberto, o que segundo o Diretor da instituição motivou que o sistema de segurança contra incêndio e pânico de colégio fosse inteiramente repensado. “O Ultimo incêndio que aconteceu no Colégio XV foi em março de 2010; um incêndio muito grande onde cerca de 90% do campo foi totalmente queimado;, de 2010 pra cá, nós temos tido algumas ações preventivas: nós mantemos uma faixa de cerca de dois metros de capinada ao redor de todo o colégio, caso alguém jogue alguma bituca de cigarro; temos essa margem de segurança”, afirma o diretor, Pr. Eudes Oliveira. Além da limpeza do terreno nas extremidades do prédio, a direção do colégio projetou contra incêndio toda a construção do novo prédio anexo ao prédio antigo, além de munir toda a antiga construção com extintores. Uma capacitação dos funcionários do colégio, quanto à evacuação rápida do prédio e a realização de primeiros socorros também

foram feitas em parceria com os bombeiros e a direção da instituição está organizando um cronograma de simulado de incêndio para treinar seus alunos em situações de emergência. O Colégio Santa Sofia também é uma grande instituição de ensino de Garanhuns. É um colégio centenário e nunca sofreu um incêndio, mas segundo a coordenadora do CIPA (Comissão Interna de prevenção de acidentes), a segurança contra incêndio e pânico é uma presente preocupação da direção do estabelecimento, que realiza a adequada vistoria e manutenção de extintores. A IV Igreja Presbiteriana de Garanhuns também se pronunciou quanto a sua adequação às normativas do Código de segurança contra incêndio e pânico. Segundo a liderança, a igreja dispõe de três largas saídas, que são suficientes para a evacuação rápida do todo o público, além de dispor de extintores com manutenção e prazo de validade em dia. Segundo o Capitão Ramodrigo Peruniz, o Corpo de Bombeiros de Garanhuns está à disposição de todos os estabelecimentos da cidade, seja eles de qualquer natureza de serviço, para realização de palestra e mini-cursos, de prevenção de incêndio e realização de primeiro socorros para capacitação dos seus funcionários.


Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

CIDADES / GARANHUNS Acesse www.jornalcrer.com/cidades

VOCÊ PERDE TEMPO EM FILA DE BANCO?

Saiba que existe uma lei que exige que o tempo máximo de espera seja de 15 minutos.

E

m sua última edição, o Jornal Crer em Pernambuco noticiou o acontecimento de uma audiência pública em Garanhuns, que reuniu os principais lojistas da Avenida Santo Antônio, assim como representantes do Governo Municipal e da Autarquia de Trânsito e Transporte, para que fosse discutida a reorganização do trânsito da cidade. O ponto chave da reunião foi a falta de estacionamento na Avenida Santo Antonio e o grande tempo de permanência de um veículo, em uma mesma vaga, atitude que muitos dos presentes justificaram pelo grande tempo gasto nas filas dos estabelecimentos bancários. “Perder tempo” em filas de bancos parece que já virou senso comum em nossa região; existem pessoas que, inclusive, pagam a outras pessoas para realizarem seus pagamentos, só para fugir das filas. “Eu estou aqui pra pagar um monte de contas que não são minhas. Desempregado e sem nada pra fazer, então, consigo uma graninha para enfrentar essa “filona” neste local.” Afirma Paulo André, um jovem que encontramos na fila do Banco Bradesco da Avenida Santo Antônio. O que pouca gente sabe é que existe uma lei vigente em todo o estado de Pernambuco, desde 2002, para regularizar o tempo de permanência em filas de bancos. A lei estadual nº 12.264 diz que o tempo máximo o qual o cidadão deve gastar em uma fila de banco é de 15 minutos, em dias normais e, 30 minutos em véspera ou em dia imediatamente seguinte a feriados, data de vencimento de tributos, data de pagamento de vencimentos a servidores públicos. “Existe uma lei estadual, homologada no governo Jarbas Vasconcelos, onde os bancos têm que obedecer; as pessoas não sabem que têm o direito de ir à justiça e processar o banco. O povo brasileiro ainda não tem esse costume de procurar o que lhe é de direito. Os bancos deveriam ter mais funcionários e melhorar a qualidade do serviço, respeitando a lei.” Esclarece o prefeito Izaías durante a Audiência Pública. A lei também exige que seja instalada uma cancela eletrônica, para emissão de senhas de atendimento com registro

SÉRIE

de dia e hora da emissão e, que essas senhas sejam autenticadas nos caixas mediante o atendimento, para comprovação de que o tempo gasto entre a emissão da senha e o atendimento do cidadão esteja conforme a exigência da lei. A fiscalização do cumprimento dessa lei e de outras que resguardam o direito do consumidor mediante o atendimento bancário fica a cargo do PROCON estadual e do Ministério Público, que segundo o promotor de cidadania, Alexandre Bezerra, ambos os órgão estão à disposição do cidadão para receber denúncias do não cumprimento da lei 12-246. “O Ministério Público atua na defesa dos direitos de interesse coletivo, de maneira que medidas judiciais podem ser propostas, para que o cumprimento da lei e o do tempo estabelecido sejam, efetivamente, cumpridos. Todo e qualquer cidadão que se sinta prejudicado pelo descumprimento dessa lei pode trazer essa notícia à instituição ministerial, para que seja instalado um procedimento administrativo de natureza investigativa, em vista de apurar ocorrência e de propor ao judiciário alguma medida que venha a penalizar a instituição financeira que descumpra a normativa.” Afirma o Promotor. O MP pode acionar outros órgãos de defesa do consumidor como o próprio PROCON ou mesmo o Banco Central, para que esses órgãos no universo de suas atribuições possam também adotar providências; O PROCON Regional é o órgão fiscalizador dos Bancos de Garanhuns que desempenha um cronograma de fiscalização das instituições bancárias, enviando um agente à cidade que percorre os estabelecimentos bancários e vistoria o atendimento. Ele disponibiliza o número 0800 2821 512, que o cidadão pode ligar e realizar sua denúncia sem custo algum, quando se sentir lesado. “Mediante a acusação, o PROCON faz uma fiscalização prioritária. O interessante é que o consumidor faça sua delação, ligando diretamente com o PROCON regional através do 0800, pra que assim seja aberto um processo de investigação e, os direitos do consumidor sejam restabelecidos de imediato. Ele pode man-

dar, inclusive, o comprovante (senha de atendimento que mostre o estouro de tempo do atendimento) por fax ou por e-mail, assim o PROCON atua o banco. É muito importante que o consumidor faça sua denúncia, pois fica muito difícil efetivar a fiscalização sem essa acusação, até porque a fila de banco sempre está na pauta, porque compreendemos que esse ainda é um grande problema em Pernambuco.” Informa a Gerente de fiscalização do PROCON regional, Solange Sampaio. Ao serem procurados por nossa equipe os principais bancos da cidade se pronunciaram da seguinte forma: Banco do Brasil: “A assessoria de imprensa da Superintendência Estadual do Banco do Brasil, em Pernambuco, informou que a Instituição vem adotando diversas medidas para cumprimento da legislação. Entre elas estão: a ampliação da rede de correspondentes bancários e dos Terminais de Autoatendimento, os constantes investimentos em tecnologia, para a diversificação das transações bancárias - via internet e os ajustes no quadro de funcionários das agências. Destaca ainda a parceria com os Correios por meio do Banco Postal.” Banco Santander: O Banco Santander, aqui, em Garanhuns, constantemente, vem sofrendo fiscalização do PROCON regional e, sempre, vem cumprindo às solicitações da lei 12.246, que fala que deve haver um gerenciador de senhas. A gente o tem e, é muito difícil, aqui, estourar o tempo. Temos cinco caixas atendendo e, graças a Deus, toda a fiscalização do PROCON, nesses últimos dois anos, não detectou irregularidades. O PROCON vem, pega a senha, que sai com a hora e, quando chega ao caixa, é autenticada com a hora do atendimento e, quando se faz o mais e menos, fica-se enquadrado. Banco Bradesco: Não se pronunciou até o fechamento desta edição. Caixa Econômica: Não se pronunciou até o fechamento desta edição.

Jornal CRER em Pernambuco

5

Conselho Tutelar de Garanhuns pede reforço. A criação do Conselho Tutelar de uma cidade é uma exigência do Estatuto da Criança e do Adolescente, com o objetivo de garantir os direitos infanto-juvenis. Segundo a pesquisa “Conhecendo a Realidade”, realizada pelo Centro de Empreendedorismo Social e Administração em Terceiro Setor (CEATS), quase 90% dos municípios brasileiro contêm um Conselho Tutelar, porém, os órgãos ainda enfrentam dificuldades para funcionar adequadamente. Garanhuns dispõe de um Conselho Tutelar com um colegiado de cinco conselheiros que, segundo Fernando Luna, um dos integrantes do CT Garanhuns, é um número insuficiente para que o trabalho da instituição aconselhadora seja feito conforme a necessidade do município. “Estamos, praticamente, ingressando com o quadro de conselheiros que temos hoje.” Afirma o conselheiro Fernando Luna. O Conselho Tutelar é um órgão público autônomo, de responsabilidade do Poder Executivo municipal, o que não significa que seja subordinado à prefeitura, mas sim, administrativamente vinculados. Seus membros são escolhidos pela própria sociedade, através de eleição, onde os eleitos têm a função de zelar pelo cumprimento dos direitos da população infanto-juvenil: recebendo denúncias de violações dos direitos, atuando nessa fiscalização, promovendo orientações, além de aplicar medidas de proteção. Alguns parâmetros e orientações básicas do funcionamento dos CTs foram definidos no ECA, tais como a composição do Conselho – com cinco membros para um mandato de três anos. Em vista dessa resolução, o que os conselheiros tutelares de Garanhuns solicitam é que seja criado um novo colegiado, com mais cinco conselheiros, para que a vigilância possa ser mapeada por zona, com uma unidade de abrangência urbana e uma unidade de abrangência rural. “A gente precisa, realmente, de dar suporte às escolas e às comunidades, num trabalho preventivo; trabalhamos em plantão de 24 horas, funcionando os cinco pela manhã e à tarde, e à noite, todos ficam com um celular da mesma operadora, para ser acionado a qualquer momento. Porém, precisamos de uma ação mais efetiva. Temos bairro, aqui, extremamente vulnerável, como o da Maçaranduba e o da Várzea. Trabalhar com cinco conselheiros na cobertura total de um município, com 120 mil habitantes, é extremamente precário; precisamos, não só aumentar o quadro de conselheiros, mas também, a estrutura física e de profissionais multidisciplinares.” Desabafa Fernando.

GARANHUNS NÃO GOVERNAMENTAL

ONGS

No Brasil, várias medidas estão sendo tomadas pelo governo federal, para minimizar os danos à pobreza do país, mesmo assim, os problemas de vulnerabilidade social continuam sendo um fator predominante no dia-a-dia de muitos brasileiros. Segundo o IBGE, um terço da população passa fome “às vezes” ou “normalmente”; a pesquisa ainda indica que no Norte e no Nordeste do Brasil, cerca de 50% das famílias se referiram à insuficiência na quantidade de alimentos consumidos. Esse triste “quadro verde e amarelo” motiva as constantes implantações das ONGs, organizações não governamentais que dão as mãos ao governo, para a melhoria social. Elas se propõem a realizar tarefas de responsabilidades da gestão pública, pelo desejo de fazer o bem sem finalidade lucrativa. Para que a sociedade entenda como essas entidades funcionam e, como suas ações são monitoradas e fiscalizadas, o Jornal Crer em Pernambuco traz a primeira reportagem da série: “Garanhuns não Governamental”, que se propõe a fazer um Raio-X das instituições filantrópicas da cidade.

O que são ONGS?

O termo ONG – Organização Não Governamental refere-se, de modo genérico, a toda organização NÃO pertencente ou vinculada a nenhuma instância de governo em qualquer nível. Também chamado de Terceiro Setor. Em âmbito mundial, a expressão surgiu pela primeira vez na Organização das Nações Unidas (ONU), após a Segunda Guerra Mundial, com o uso da denominação em inglês “Non-Governmental Organizations (NGOs)” para designar organizações supranacionais e internacionais que não foram estabelecidas por acordos governamentais. De acordo com o estudo solicitado pelo Senador Mozarildo Cavalcanti, a Consultoria Legislativa

do Senado, através da STC nº19993616, “ONG seria um grupo social organizado sem fins lucrativos, constituído formal e autônomo, caracterizado por ações de solidariedade no campo das políticas públicas e pelo legítimo exercício de pressões políticas em proveito de populações excluídas das condições da cidadania”. Segundo o saudoso humanista Herbert de Souza: “uma ONG define-se por sua vocação política, por sua positividade política: uma entidade sem fins de lucro, cujo objetivo fundamental é desenvolver uma sociedade democrática, isto é, uma sociedade fundada nos valores da democracia: liberdade, igualdade, diversidade, participação e solidariedade. (...) As ONGs são comitês da cidadania e surgiram para ajudar a construir a sociedade democrática com que todos sonham”. Podemos dizer que as ONGs são grupos sociais organizados, que possuem uma função social e política em sua comunidade ou sociedade; possuem uma estrutura formal e legal; estão relacionadas e ligadas à sociedade ou comunidade, através de atos de solidariedade; não perseguem lucros financeiros (sem fins lucrativos); possuem considerável autonomia. O administrador Edgar Clebs Prado define o terceiro setor em seu artigo científico: ONGs – administração e funcionamento. “outras palavras, ONGs são grupos de pressão que buscam, por um lado, influenciar e democratizar políticas públicas governamentais para que essas supram da maneira mais extensa possível às necessidades da sociedade e as condições de vidas iguais e justas no mundo todo e, por outro lado, movimentar a sociedade em que estão inseridas, utilizando-se de suas relações de solidariedade, na busca dessa democratização e influência política” explica Edgar Prado. Para constituir uma associação ou uma fundação são necessários quatro registros obrigatórios, nos três níveis de governo: federal, estadual

e municipal, que exigem inúmeros requisitos e procedimentos legais que são sistematicamente verificados pelas instâncias administrativas responsáveis. Essa regulamentação burocrática resguarda a entidade de problemas que afetem a sua credibilidade pública. Garanhuns tem um total de 22 instituições do terceiro setor, destinadas aos mais diversos serviços de utilidade pública, com um único objetivo que é o de minimizar a diferença social e garantir os direitos do cidadão. São elas: Abrigo São Vicente de Paulo, Associação Clube da Vivência, Associação Comunitária Amigos de Nova Heliópolis, Associação Comunitária Santa Clara, Associação das Mulheres Unidas de Garanhuns – AMUG, Associação de Assistência ao Adolescente e à Criança de Rua – AAACR, Associação dos Deficientes Visuais do Agreste Meridional de PE – ADVAMPE, Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE, Casa de Recuperação Desafio Jovem Trindade, Centro de Integração Empresa Escola – CIEE, Creche Bethesda, Creche Eterna Aliança, Lar da Criança Santa Maria, Creche Maçônica Beneficente Marta de Abreu Cavalcante, Escola de Educação Básica e Profissional - Fundação Bradesco, Hospital Infantil Palmira Sales, Instituto Cuidar, Instituto das Missionárias de Nossa Srª de Fátima, Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento Social de Garanhuns, Obra Social Nossa Senhora da Glória - Fazenda da Esperança, Projeto Barnabé - Garanhuns-PE, Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar - SINTRAF. Todas elas sobrevivem de doação popular e convênio com o estado, município ou instituições privadas, mediante projeto social aprovado. Conforme o Promotor de Cidadania de Garanhuns, Dr. Alexandre Bezerra, as entidades que têm convênio com as instâncias governamentais passam por constante fiscalização do ministério público, que verifica se a verba repassada

está sendo aplicada conforme especificação do projeto social apresentado previamente pela instituição ao órgão financiador. Além do ministério público, existe outro órgão fiscalizador e aconselhador, o Conselho Municipal de Assistência Social- CMAS, formado por um grupo de oito conselheiros, sendo eles: quatro representantes do terceiro setor e quatro representantes do governo municipal. Esses conselheiros trabalham voluntariamente na promoção da cidadania, realizando visitas técnicas em todas as entidades de assistência social de Garanhuns. “Só neste ano, já visitamos nove entidades cadastradas; na visita, verificamos irregularidades no funcionamento e, traçamos medidas de melhoramento do serviço” afirma o Senhor Orlando, presidente do CMAS. Esse acompanhamento de perto é bastante importante para o bom funcionamento do terceiro setor; são iniciativas dignas de admiração, afinal, por trás de cada entidade estão homens e mulheres que sacrificam sua vida para o bem comum. Constantemente, tornam-se públicas as instituições fraudulentas, que terminam por arrastar sua “má fama” para toda filantropia. “È necessário a não generalização do setor, porque do mesmo jeito que existe na sociedade pessoas boas e ruins, no movimento não governamental também.” Afirma Rosa Calado, presidente do Lar da Criança Santa Maria, uma ONG de Garanhuns, que há 25 anos trabalha em sistema de Creche e Pré-escola em regime integral. Respirando esse contexto, a Série “Garanhuns não Governamental” vai trazer em suas próximas edições um raio-x individual de cada entidade filantrópica da cidade, com informações de condições de funcionamento e ações desenvolvidas, uma verdadeira prestação de contas à sociedade, objetivando um estreitamento de vínculos entre o cidadão e as ONGs.


6

Jornal CRER em Pernambuco

PUBLICIDADE

Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013


CLASSIFICADOS

Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

IMÓVEIS Vértice Imóveis-CRECI 9334-J Vende - Aluga - Administra Tel. 87 3761-4739 www.verticeimoveis.net Vértice Imóveis-CRECI 9334-J Vende: Lotes excelentes Privê Portal do Agreste Tel. 3761-4739 www.verticeimoveis.net Vértice Imóveis-CRECI 9334-J Vende:Aptº 02qts, Prédio novo. R$ 130 mil - próximo UPE Tel. 3761-4739 www.verticeimoveis.net Vértice Imóveis-CRECI 9334-J Vende: Casa - 3qt’s - Centro próx. Cartório - R$ 300 mil Tel. 3761-4739 www.verticeimoveis.net Vértice Imóveis-CRECI 9334-J Vende: Lotes Valle da Serra Finc. 60 meses Tel. 3761-4739 www.verticeimoveis.net Vértice Imóveis-CRECI 9334-J Vende: Edf. Plantinium. Aptº c/ elevador - Tel. 3761-4739 www.verticeimoveis.net Vértice Imóveis-CRECI 9334-J Vende: Lote Morado do Sol 10x30m - Tel. 3761-4739 www.verticeimoveis.net Vértice Imóveis-CRECI 9334-J Vende: Casa - J. da Matta R$ 600 mil - Tel. 3761-4739 www.verticeimoveis.net Vértice Imóveis-CRECI 9334-J Vende: Casa - V. do Quartel R$ 125 mil - Tel. 3761-4739 www.verticeimoveis.net Vértice Imóveis-CRECI 9334-J Vende: Chácara - Caetés R$ 250 mil - Tel. 3761-4739 www.verticeimoveis.net Vértice Imóveis-CRECI 9334-J Aluga: Sala -Av Rui Barbosa Emp. Luze’s - Tel. 3761-4739 www.verticeimoveis.net

Vértice Imóveis-CRECI 9334-J Aluga: Ponto Comercial - Bairro São José - Tel. 3761-4739 www.verticeimoveis.net Vértice Imóveis-CRECI 9334-J Aluga: Aptº 03 qts. Boa Vista Prédio novo: Tel. 3761-4739 www.verticeimoveis.net Vértice Imóveis-CRECI 9334-J Aluga: Aptº 02 qts. Boa Vista Valor: R$450,00 - Tel. 3761-4739 www.verticeimoveis.net VENDE-SE TERRENO COND. MORADA NOBRE, 420,00 M², CONTENDO: campo de futebol, quadra poliesportiva, piscina adulto e infantil com deck, playground, mini praça, salão para jogos, salão de festa com sanitários, pista de cooper, portaria de acesso com guarita e vigilância permanente, pomar e bosque. R$ 80.000,00. (87) 37622403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J

VENDE-SE Casa, Heliópolis, 4 vagas de garagem, dormitório e banheiro para empregada, área de serviço, copa, cozinha, quintal, 2 salas, 4 dormitórios, sendo 1 suíte, 3 banheiros. 162,00 m² de área total. R$ 220.000,00. (87) 37622403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J VENDE-SE Casa, Santo Antônio, 1 vaga de garagem descoberta, área de serviço, copa, cozinha, 1 sala, 3 dormitórios, sendo 1 suíte, 2 banheiros. 105,50 m² de área total. R$ 250.000,00. (87) 37622403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J VENDE-SE Apto. novo, Heliópolis, 1 vaga coberta, condomínio fechado, copa, cozinha, área de serviço, 2 salas, 3 dormitórios, sendo 1 suíte, 2 banheiros. 90,00 m² de área total. R$ 260.000,00. (87) 3762-2403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J

VENDE-SE Apto novo em Heliópolis, 1 Vaga descoberta, copa, cozinha, área de serviço, 1 sala, sacada, três dormitórios, sendo um suíte, 2 banheiros, 76m² de área total. R$ 150.000,00. (87) 3762-2403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J

VENDE-SE Casa, Heliópolis, 4 vagas de garagem, copa, cozinha, área de serviço, quintal, 2 salas, 3 dormitórios, sendo 1 suíte, 2 banheiros. 400,00 m² de área total. R$ 260.000,00. (87) 37622403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J

VENDE-SE Apto. Boa Vista, 1 Vaga descoberta, copa, cozinha, área de serviço, 2 salas, 2 dormitórios, 1 banheiro. R$ 150.000,00. (87) 3762-2403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J

ALUGA-SE Apto. Heliópolis, condomínio fechado, 1 vaga coberta, copa, cozinha, área de serviço, 2 salas, sacada, 3 dormitórios, sendo um suíte, 3 banheiros, lavabo. 80,00 m² de área útil. R$ 700,00. (87) 37622403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J

VENDE-SE Casa, bairro Severiano Moraes filho, 2 vagas descobertas, copa, cozinha, área de serviço, quintal, 2 salas, 3 dormitórios, 1 banheiro. 200 m² de área total. R$ 150.000,00. (87) 3762-2403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J VENDE-SE Casa, Boa Vista, 2 vagas de garagem, copa, cozinha, lavanderia, área de serviço, quintal, 2 salas, 3 dormitórios, sendo 1 suíte, 2 banheiros. 216,00 m² de área total. R$ 70.000,00. (87) 3762-2403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI

9094-J

ALUGA-SE Apto. Magano, copa, cozinha, área de serviço, 2 salas, sacada, 3 dormitórios, sendo um suíte, 2 banheiros, lavabo. 110,00 m² de área total. R$ 650,00. (87) 3762-2403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J ALUGA-SE Apto. Heliópolis, 1 vaga descoberta, copa, cozinha, área de serviço, 1 sala, 3 dormitórios, sendo um suíte, 2 banheiros. 76,00 m² de área total. R$ 700,00. (87) 3762-2403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J

ALUGA-SE Apto. Santo Antônio, 2 vagas cobertas, copa, cozinha, área de serviço, 2 salas, sacada, escritório, 2 dormitórios, sendo 1 suíte, 2 banheiros, lavabo. 65,00 m² de área total. R$ 750,00. (87) 3762-2403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J ALUGA-SE Casa, Boa Vista, 2 vagas de garagem, copa, cozinha, área de serviço, despensa, 3 salas, 3 dormitórios, sendo 1 suíte, 2 banheiros. 320,00 m² de área total. R$ 1.000,00. (87) 3762-2403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J ALUGA-SE Casa, Heliópolis, 1 vaga de garagem coberta, copa, cozinha, área de serviço, quintal, 1 sala, 3 dormitórios, 1 banheiro. 337,50 m² de área total. R$ 2.000,00. (87) 3762-2403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J VENDE-SE Chácara, localizada próximo ao aeroporto de Garanhuns, dormitório e banheiro para empregada, cozinha, 2 salas, 4 dormitórios, sendo 2 suítes. 364,40 m² de área construída, extensão de 1 hectare. R$ 198.000,00. (87) 3762-2403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J VENDE-SE TERRENO COND. MORADA NOBRE, 420,00 M², CONTENDO: campo de futebol, quadra poliesportiva, piscina adulto e infantil com deck, playground, mini praça, salão para jogos, salão de festa com sanitários, pista de cooper, portaria de acesso com guarita e vigilância permanente, pomar e bosque. R$ 80.000,00. (87) 37622403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J

VENDE-SE TERRENO COND. RESIDENCIAL TRÊS LAGOAS, 360,00 M², O mesmo possuirá: Piscina, Salão de festa, Guarita de segurança, Quadra poliesportiva, Quadra de tênis, Quadra de vôlei de areia, Campo de futebol gramado, Academia, Playground , 2 Pistas de cooper, 3 lagoas com ilhas. R$ 40.000,00. (87) 37622403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J

Bruno Inocêncio

Vereador

Engenheiro Civil

O VEREADOR DA GENTE É POLÍTICO COMPETENTE!

Jornal CRER em Pernambuco

PROJETOS DE ENGENHARIA

ASSESSORIA TÉCNICA

I

CREA: 34.935-D/PE

EXECUÇÃO DE OBRAS

grupoinocencio@hotmail.com BR 423, Km 99,9 - São José, Garanhuns - PE I Tel/Fax.: (87) 3761.1744 I Cel.: (87) 9926.1940

7

VENDE-SE TERRENO COND. VALLE VERDE, 345,00 M², campo gramado, quadra poliesportiva, piscina adulto e infantil com deck, salão de festa, praças, área verde e guarita de segurança. R$ 45.000,00. (87) 3762-2403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J VENDE-SE Terreno em Heliópolis, 281,00 m². R$ 70.000,00. (87) 3762-2403 (87) 9952-1762. Monte Sinai Imóveis CRECI 9094-J

EMPREGO Os interessados nas vagas a seguir devem procurar a Agência do Trabalho em Garanhuns, na Rua Amaurí de Medeiros, 20 – Heliópolis. Fone: (87) 3761.8331. MOTORISTA DE CAMINHÃO Habilitação D com experiência comprovada em carteira, Segundo grau completo. RECEPCIONISTA DE HOTEL Com experiência comprovada em carteira, Sexo feminino, Segundo grau completo, salário a combinar. ANALISTA DE SISTEMAS Com experiência em programação de web designer e técnico em informática com comprovação em carteira, Segundo grau completo, Remuneração de um salário mínimo.

Jornal


8

N

Jornal CRER em Pernambuco

ECONOMIA Acesse www.jornalcrer.com/economia

PEC DAS DOMÉSTICAS: Saiba o que muda!

o último dia 26 de março, o Senado aprovou, em segundo turno, a proposta de emenda à Constituição (PEC), que estende aos empregados domésticos todos os direitos dos demais trabalhadores regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Foram 66 votos favoráveis e nenhum contrário. A PEC das Domésticas, como ficou conhecida a proposta, garante a essa classe trabalhadora o direito, entre outras coisas, a ser recolhido o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e a receber a indenização em caso de demissão sem justa causa. A indenização, no entanto, deverá ser regulamentada, posteriormente, por projeto de lei complementar assim como o pagamento de um auxílio creche e a simplificação da documentação para o pagamento do FGTS, para que o empregador doméstico possa realizar o processo sem precisar de auxlio contábil, o que iria onerar ainda mais para o contratante. “A PEC diz que vai ter um tratamento simplificado, com relação ao FGTS do empregado doméstico, se for nas vias normais, uma vez que o empregado doméstico é considerado como um outro qualquer e, se partir do princípio das regras atuais do FGTS, o empregador doméstico vai precisar de uma assessoria contábil, porque ele não vai conseguir preparar a documentação do FGTS.” Afirma José Paulo - contador da JP Contábil. Os empregados que trabalham em domicílios, caso de faxi-

neiras, jardineiros, cozinheiras e babás, por exemplo, também passam a ter a jornada máxima de trabalho estabelecida em oito horas diárias e 44 horas semanais – onde no sábado, eles só poderão cumprir 4 horas de trabalho. Em caso de o serviço se prolongar para além desse período, eles também passam a ter direito ao recebimento de horas extras de 50% a mais que o valor da hora normal e adicional noturno de 20%, no caso de o trabalho ocorrer após às 22h. “No recolhimento previdenciário não vai aumentar nada nas despesas pagas pelo empregador; os valores permanecem de 12 % do empregador e de 8% do empregado - isso não vai sofrer nenhuma alteração. Mas vai acrescentar 8% do Fundo de Garantia mais um auxílio creche, horas extras e adicional noturno se for o caso.” Ressalta José Paulo. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) aponta que existem atualmente cerca de 6,6 milhões de trabalhadores domésticos no Brasil, sendo 92,6% de mulheres. Apesar de mostrar o receio de que as empregadas domésticas caiam ainda mais na informalidade com o aumento dos custos da contratação para os patrões, os senadores oposicionistas também apoiaram a aprovação da PEC. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse, em entrevista para a Agência Brasil que a nova fase de transição vai “demandar cuidado e atenção”, mas que o Brasil está fazendo um avanço. “Hoje, de fato, e não apenas na retórica,

nós damos um passo para nos aproximarmos dos países desenvolvidos”, disse Aécio. A empregada doméstica Maria Beneilda, que trabalha regulamentada, há quatro anos na residência do aposentado José Rodrigues, em Garanhuns, disse não acreditar em aumento do desemprego ou da informalidade. “Não acredito que as pessoas vão perder o emprego por conta da nova lei; acho que os patrões vão cumprir direitinho”, disse. Para o aposentado José Rodrigues, a nova PEC vai dificultar a formalização dos empregados que ainda trabalham clandestinamente. “Para quem já tem uma funcionária doméstica formalizada, o ajuste é mais fácil; difícil mesmo fica para os empregadores, que ainda não conseguem pagar todos os diretos de seu empregado doméstico. Há pessoas que querem formalizar a contratação, mas não fazem porque não têm condições mesmo e, agora, ficou ainda mais distante dessa realidade” afirma. Nos últimos dias a nova PEC tem sido assunto corriqueiro nos meios de comunicação em todo o país; há quem diga que vai gerar desemprego; outros, que é um grande avanço do direito à cidadania; ainda outros, que vai aumentar a informalidade e, ainda, tem quem afirme que vai diminuir. O fato é que ela foi promulgada e sua resolução inserida na Constituição Federal. Então, confira o que muda, com os direitos garantidos pela PEC nº 66/2012.

Antes • Salário mínimo • Irredutibilidade do salário • Décimo terceiro salário • Repouso semanal remunerado • Férias anuais de 30 dias • Licença gestante- 120 dias • Licença paternidade - 5 dias • Aviso prévio proporcional • Aposentadoria e integração à previdência social

Depois • Garantia do salário, nunca inferior ao mínimo. • Proteção do salário na forma da lei, constituindo crime sua retenção. • Jornada de trabalho não superior a 8 horas diária e 44 semanais. • Hora extra, de no mínimo, 50% • Redução dos riscos inerentes ao trabalho, por meio de normas de saúde, higiene e segurança. • Reconhecimento dos acordos coletivos. • Proibição de diferença de salário de exercício de funções e de critério de admissão por motivo de sexo, idade, cor ou estado civil. • Proibição de qualquer discriminação do trabalhador deficiente • Proibição do trabalho noturno, perigoso ou insalubre • A menor de 18 anos a qualquer trabalho • FGTS • Adicional noturno • Auxilio creche

Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

Você já declarou o seu Imposto de Renda? O imposto sobre a renda ou imposto sobre o rendimento é um tributo existente em vários países, em que cada contribuinte, seja ele pessoa física ou pessoa jurídica é obrigado a deduzir um certo percentual de sua renda média anual para o governo federal; esse dinheiro arrecadado é distribuído entre os ministérios federais, que o convertem em ações de melhoria da qualidade de vida dos brasileiros como nos investimentos na saúde e na educação. A dedução é realizada com base nas informações financeiras de cada contribuinte, obedecendo à tabela do organismo fiscalizador de cada país. O imposto de renda é cobrado, mensalmente, e no ano seguinte, o contribuinte prepara uma declaração de ajuste anual de quanto deve do imposto (ou tem restituição de valores pagos a mais), sendo que esses valores deverão ser homologados pelas autoridades tributárias. A declaração referente ao exercício de 2012, da pessoa jurídica da empresa simples (a mais comum em Garanhuns, segundo o contador José Paulo da JP Contábil), teve prazo vencido em 31 de março de 2013, e para quem perdeu o prazo será aplicado uma multa de R$200,00 com desconto de 50%. Já, a declaração de pessoa física, para quem teve renda mensal superior a R$1.566,00, durante o ano de 2012, tem até o dia 30 de abril de 2013 para apresentar a sua documentação à Receita Federal, e caso perca esse prazo pagará uma multa de R$165,00. A entrega pode ser feita gratuitamente, pela internet e pelas agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, a um custo de R$ 3,50 em formulário nas agências dos Correios. Fazendo com calma e estudando a declaração, o cidadão pode conseguir economias importantes. Para fazer uma declaração com mais segurança, o indicado é buscar auxilio de um assessor contábil. Com uma declaração bem feita, pode-se ficar livre da malha fina e receber a sua restituição mais rapidamente. “Eu diria que há alguns casos em que o cidadão tem vantagem em declarar o IR, como a exemplo da pessoa física, que no ano passado teve rendimento mensal maior que R$ 1.566,00 e, que teve retenção do imposto de renda na fonte; ele é obrigado a fazer a declaração e dependendo dos ajustes de seu rendimento com suas despesas declaradas, ele recebe a restituição do IR.” Explica o contador José Paulo, lembrando que há três anos foi extinta a declaração do isento. Confira algumas despesas declaradas, que contam para restituição: • Instrução própria do contribuinte • Instrução de dependentes • Despesas com médicos • Despesas com dentistas • Despesas com psicólogos • Despesas com fisioterapias • Despesas com terapias ocupacionais • Despesas com hospitais • Despesas com clínicas • Despesas com laboratórios • Despesas com Planos de saúde apenas no Brasil.


Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

ECONOMIA

Jornal CRER em Pernambuco

Acesse www.jornalcrer.com/economia

9

INDÚSTRIAS PARA GARANHUNS

S

eguindo uma tendência estadual, Garanhuns vem buscando fortalecer e expandir o quadro industrial do município, com isso, novos empregos serão gerados e a cidade se tornará destino certo de compradores e fornecedores do meio industrial. Ganha a economia da cidade, ganham os pequenos, médios e grandes produtores da região, que terão sua produção adsorvida pelas novas indústrias e, ganha também o cidadão que terá uma maior oferta de emprego e melhores condições de trabalho e salário. Para que essa realidade seja possível, faz-se necessária a implantação de um distrito industrial, semelhante ao

que existe em Caruaru, um espaço territorial destinado à implantação de indústria, uma espécie de “vila” afastada da área residencial, com transporte urbano destinado a locomover os trabalhadores de sua casa ao seu trabalho. Trabalhos estão sendo criados pela gestão municipal. Para a implantação desse distrito em Garanhuns, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico da cidade está articulando ações de infraestrutura com AD Diper, empresa responsável pela implantação do distrito industrial de Arcoverde. “Em Fevereiro, estivemos em uma reunião na AD Diper junto ao Diretor Roberto de Abreu e Lima demonstrando nos-

sos esforços no sentido de desenvolver ainda mais a indústria do nosso município. Solicitamos ao mesmo uma intervenção no atual distrito Industrial de nossa cidade. Nessa visita, analisaram-se maneiras de melhorar o atual Distrito Industrial de Garanhuns, bem como foi apresentado um relatório sobre a implantação de um novo Distrito Industrial. O presidente da AD Diper ficou entusiasmado e informando que Garanhuns está no rumo certo, comprometeu-se a enviar uma equipe técnica de engenharia para analisar os possíveis locais de instalação.” Afirma Geandré Nogueira - Secretário de Desenvolvimento Econômi-

co de Garanhuns, que além dessa reunião, afirma que só este ano, já foram realizadas visitas técnicas ao distrito industrial de Arcoverde, Limoeiro de Anadia, em Alagoas, e às principais indústrias de Arapiraca. Atualmente, Garanhuns possui um portfólio industrial que embora diversificado, ainda é pequeno, comparado a outras cidades do mesmo porte. Mas, mesmo assim, conta com alguns exemplos de empresas de grande porte como a Unilever, Bom Gosto e Natto Alimentos. A cidade ainda conta com tradicionais indústrias locais como a Pinga Nordestina, Café Ouro Verde e Condimentos Confiança e, está em processo de expansão da Popular Alimentos já instalada na cidade. Segundo as informações colhidas pelo portal do governo de Pernambuco, Garanhuns possui uma média de 130 indústrias de pequeno, médio e grande porte. O que gera, segundo o IBGE, mais de mil e quinhentos empregos diretos e movimentam mais de R$200 milhões de reais. Esses dados estão desatualizados e, a Secretária de Desenvolvimento Econômico do município está realizando

um levantamento atual dos rendimentos industriais da cidade. “Estamos em fase de contratação de uma empresa especializada em estudos econômicos, para que seja feita uma ampla e aprofundada pesquisa sobre o município de Garanhuns e, assim teremos um real perfil socioeconômico bem estruturado, que seja posteriormente formulado em um documento que possa ser oferecido às empresas que queiram se instalar em Garanhuns.” Afirma Geandré. Segundo o secretário, existe uma necessidade de o estado de Pernambuco realizar uma interiorização da indústria, visto que a área metropolitana encontra-se exaurida. “O futuro local destinado às indústrias, em nossa cidade, será semelhante aos existentes em Caruaru, que são gerenciados pela municipalidade. Apenas por uma questão estratégica, não podemos ainda divulgar o local de implantação do Distrito Industrial.” Explica o secretário. Ainda segundo Geandré, Garanhuns disponibiliza de pontos negativos e positivos de atração industrial. “Quanto às dificuldades, podemos citar a área do município que é pequena, se comparada a de

outros municípios, tornando a disponibilidade de terreno um pouco escassa. Outro fator é o da valorização imobiliária, que é muito alta em Garanhuns. Mas, em compensação, Garanhuns tem atrativos que a tornam competitiva, como a localização estratégica, a disponibilidade de água e uma ampla rede de capacitação profissional como: SESI, SENAI, SENAC, SENAR e SEBRAE.” Afirma. “O atual distrito encontra-se descaracterizado de suas funções, com a maioria das áreas destinadas para indústrias, sendo utilizadas de forma inadequada, além de muitos problemas de ordem judicial, o que torna quase impossível levar uma indústria para aquela área. Por isso, o Governo Municipal, através da equipe da Secretaria de Planejamento, recentemente, elaborou um completo projeto de uma futura área industrial, que realmente venha oferecer uma condição de atrair indústrias para a cidade. O próprio Prefeito, Izaías Régis, entregou pessoalmente esse projeto ao Governador Eduardo Campos, que se comprometeu no sentido de viabilizar a execução do mesmo”. Completa Geandré Nogueira.

Empréstimo consignado Modalidade vantajosa de empréstimo e de muita popularidade. O Empréstimo Consignado é aquele cujo pagamento das parcelas mensais é descontado diretamente em folha de pagamento de quem contrata. Isso significa que os bancos ou instituições financeiras têm um risco igual a zero quando realizam a operação. Entretanto, o valor do empréstimo oferecido pelas instituições é menor do que o das demais modalidades, em que os riscos de inadimplência são maiores. O Empréstimo consignado é o que tem as taxas de juros mais atraentes no atual mercado financeiro brasileiro. Somente em janeiro de 2013, foram contratados R$ 6,8 bilhões nessa modalidade, segundo informações do Banco Central. Esse valor significou uma alta de 46,2% em relação a janeiro de 2012. Os créditos consignados vinculados ao Ministério da Previdência Social, ou seja, concedidos a aposentados e pensionistas, beneficiários da Previdência corresponderam a R$ 2,9 bilhões no primeiro mês do ano, com um aumento anual de 26%. Essas altas desmentem a tendência de diminuição do crescimento da demanda pelo empréstimo consignado ocorrida em 2012. Anteriormente, desde 2004, essa modalidade vinha crescendo anualmente com taxas superiores a 20%. Entretanto, com medidas mais restritivas aplicadas em 2011, ao crédito em geral, a expansão havia se reduzido a 14% no ano passado. Essa modalidade de empréstimo havia conquistado grande popularidade e seu ritmo de expansão declinou em virtude de aposentados e pensionistas, além de trabalhadores em geral, já estarem endividados com o consignado até o seu limite. A consequência natural é de que haja uma diminuição do crescimento. Entretanto, no início de 2013, o que ocorreu é que muitas pessoas recorreram ao crédito consignado para pagar as dívidas que se acumulam no início do ano. O consignado é uma opção interessante porque possibilita pagar um outro financiamento com juros menores. Segundo Jacson Melo, diretor da Sol Assessoria Financeira, com matriz em Garanhuns e filiais no Recife, em Salgueiro, em Caruaru, em Lajedo, em Maceió e em Arapiraca, que oferecem empréstimo consignado para funcionário público, aposentado e pensionista pelo INSS, A modalidade de Consignados é a que oferece juros mais acessíveis. “O crédito consignado veio incluir aquelas pessoas que não tinham condição de ter empréstimo normalmente. Eu destaco o empréstimo consignado como uma das opções que o cidadão, que mesmo estando negativado no comércio, consegue inclusão financeira com taxas bastantes competitivas. Hoje, no mercado, para um tomador de empréstimo pegar um empréstimo convencional, ele paga em torno de 4,5% e 5,0 %; se for pegar na conta corrente, já para o tomador do empréstimo consignado, a taxa de juros varia entre 1% e 2,3%, ao mês, que dá um número de diferença muito grande.” Explica Jacson.

Segundo o Banco Central, os juros do empréstimo consignado costumam ser, em média, de 2,04% ao mês, o que é bem inferior às demais alternativas de crédito pessoal, que estão em torno de 4,53% ao mês. Esse é o principal fator que atrai os consumidores. Até mesmo cresceram os casos de quem faz esse tipo de empréstimo para aproveitar a redução do valor do dólar e poder comprar produtos importados. O empréstimo consignado (ou crédito consignado) é, portanto, um empréstimo com pagamento indireto e é muito utilizado por servidores públicos, funcionários de empresas privadas, militares, além dos aposentados e pensionistas. O crédito pode ser concedido por uma instituição que tenha firmado um convênio com a empresa em que o empregado trabalha, com a entidade sindical ou qualquer instituição financeira de sua escolha. O empregador ou a Previdência Social devem fazer o controle desse empréstimo. O limite é até 30% do salário ou benefício. Este tipo de empréstimo é considerado um dos mais vantajosos do mercado, por proporcionar crédito com rapidez e não é preciso aguardar muito tempo pela aprovação. O prazo de pagamento pode ser em até 60 meses, sem necessidade de consulta ao SPC e Serasa. A burocracia é menor, além de dispensar a necessidade de um avalista. Alguns empréstimos consignados trabalham com taxas a partir de 1,5% ao mês, garantindo empréstimos com um valor mínimo de R$ 300,00. Com prazos maiores e parcelas pré-fixadas, representam uma opção atraente, desde que o valor a ser obtido não ultrapasse a 30% ou 40% dos vencimentos mensais. Para contratar o empréstimo consignado, é preciso procurar o departamento de Recursos Humanos da empresa ou as agências bancárias que oferecem o crédito a aposentados e pensionistas. A maioria dos bancos oferece esse tipo de serviço. É preciso pesquisar as vantagens oferecidas e taxas de juros cobradas, de acordo com a renda de cada cliente. Assim que o crédito é liberado, o pagamento começa a ser cobrado através das parcelas mensais debitadas automaticamente do contracheque ou benefício, de acordo com os prazos contratados. O empréstimo consignado é uma boa opção para as pessoas que utilizaram os limites do cheque especial, onde os juros cobrados são bem maiores. Mais ainda se estão devendo para um cartão de crédito, com juros de 10% a 12% ao mês. No entanto, como o pagamento das mensalidades passa a ser descontado do salário, é preciso calcular se ele não comprometerá futuramente os compromissos com outras despesas essenciais, a não ser que se tenha outras fontes de renda, o crédito consignado fará com que o seu salário ou aposentadoria seja reduzido, o que exige um bom planejamento do orçamento para verificar se existe folga para cobrir o empréstimo. Agindo, com cautela, é possível utilizar o empréstimo consignado com segurança.


10

SOBRE RODAS

Jornal CRER em Pernambuco

Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

Acesse www.jornalcrer.com/sobrerodas

CARRO NOVO COM DESCONTOS

Quanto custa um carro

Você possui Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica? Então, aproveite para desfrutar das vantagens.

O

sonho de todo brasileiro apaixonado por carros é conseguir um bom desconto na hora de adquirir um zero-quilômetro. Hoje, existem pessoas que desfrutam de vantagens no preço sem a necessidade de ficar pechinchando com o vendedor. Estamos falando de clientes que possuem Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). Essas pessoas fazem parte de setores específicos, beneficiados pela venda corporativa, modalidade na qual a concessionária conduz o negócio, todavia, a compra é realizada por meio da fábrica, o que pode resultar em descontos, na maioria das vezes, superiores aos oferecidos pela loja autorizada. Beneficiados: Dentre os agraciados com esse bom desconto estão os empresários, donos de empreendimentos em geral (inclusive pequenos e microempresários), autoescolas, produtores rurais, entidades assistenciais, prestadores de serviço, taxistas, defi-

cientes físicos, entre outros. Com a finalidade de facilitar as vendas para esse público alvo, as concessionárias de Garanhuns mantêm uma estrutura voltada exclusivamente para o mercado corporativo, com atendimento diferenciado e equipe própria especializada no assunto. O desconto dado pelo fabricante pode oscilar conforme a faixa de cadastro, o modelo do automóvel e o tipo de segmento. Existem descontos em alguns modelos para o segmento de táxi, que já possui isenção de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). A Pessoa Jurídica, ou seja, portador de CNPJ possui descontos garantidos, independente de comprovação de frota. O prazo de entrega do veículo está condicionado à demanda da fábrica ou à disponibilidade do modelo pretendido. Mercado promissor: O mercado de compras corpo-

rativas no Brasil tende a crescer mais e, se, ainda, não emplacou de verdade é pelo fato de ser pequeno o número de pessoas que conhecem esse benefício. As documentações exigidas pelas concessionárias no ato da compra variam de acordo com os beneficiados. A documentação pedida para um produtor rural é diferente da do taxista, por exemplo, ou de um deficiente físico. Fica a dica para quem está precisando de um veículo para dinamizar seus negócios. Pensando nesse novo seguimento de compra facilitada de automóvel, o Jornal Crer em Pernambuco percorreu as três Concessionárias de Garanhuns, revendedoras da Fiat, Chevrolet e Volkswagen e preparou um demonstrativo de descontos nos carros mais vendidos das três marcas, através de vendas corporativas. Lembrando que os preços podem sofrer alterações conforme a escolha da potencia do motor e itens de serie. Confira os descontos:

MONTE SINAI VEÍCULOS REVENDA CHEVROLET CATEGORIA

CNPJ

PRODUTOR RURAL

TAXISTA

CELTA

MONTANA

COBALT

PREÇO NORMAL

R$ 30.000,00

R$ 38.000,00

R$ 45.000,00

VENDA CORPORATIVA

R$ 27.000,00

R$ 33.500,00

R$ 33.500,00

CARRO

COLINAS MOTOR REVENDA VOLKSWAGEN CATEGORIA

CNPJ

PRODUTOR RURAL

TAXISTA

GOL - G4

SAVEIRO

VOYAGE

PREÇO NORMAL

R$ 27.010,00

R$ 33.340,00

R$ 36.490,00

VENDA CORPORATIVA

R$ 23.633,75

R$ 28.138,96

R$ 24.670,92

CARRO

GVEL REVENDA FIAT Procurada por nossa reportagem, a gerente Eliane Lopes não informou os valores.

- Joaquim, meu caro amigo, estou pensando seriamente em comprar um veículo, o que você acha? - Chico, é uma boa! Você, realmente, está precisando. - Eu encontrei uma ótima oferta: tem redução de IPI, além do mais, taxa zero de financiamento; sai por uma pechincha, apenas 40% de entrada e o restante em 24x sem juros nenhum; é só montar e sair acelerando! Existem muitos, Chico, por aí... Comprar um carro não é só isso, tem muito mais. Não basta dar entrada, financiar o saldo, abastecer e sair guiando. Antes de comprar, pesquise bastante e, não se esqueça de calcular os gastos que você terá após a compra. Eis aqui alguns dos custos que você vai ter: 1- Revisões periódicas: não basta calcular somente o valor do automóvel, existem os custos com revisão. Além de necessário, a revisão mantém a garantia do veículo; 2- Custos com conservação: a limpeza e higienização do carro são fundamentais para que ele se mantenha novo e conservado. Isso também gera custos e, não adianta realizar qualquer tipo de lavagem, sempre é bom polir o veículo, realizar uma limpeza mais intensa nas partes internas; manter o seu carro sempre limpo e bem cuidado vai-lhe trazer um pouco menos de perda na hora de vendê-lo;

3- Pneus: lembre-se de que é um item de desgaste rápido e que precisa sempre estar em perfeito estado de uso e conservação; é um item de segurança. Leva em torno de 40 mil km para seu desgaste, isso quando usado de forma correta, realizando seu rodízio no tempo certo e mantendo o cuidado de preservar em quanto você o utiliza; Pois é, caro leitor, citamos apenas três dos muitos itens que se fazem necessários calcular antes de comprar seu carro novo; a conta não se restringe apenas no valor do veículo, acrescente os custos que você vai ter ao longo do uso de sua nova aquisição, pois a conta tem que caber no seu bolso, pesquise e analise antes de comprar. - É, Joaquim, você tem razão, vou ter que pensar nisso também; pensava eu que era só abastecer e pronto, mas agradeço pelas dicas. Vou colocar nos custos tudo isso que você me falou. Imagina só comprar um belo carro e ficar chorando na hora de gastar com o que é de suma importância, para que meu carro fique sempre em perfeito estado, ou ter que vender o carro pra poder mantê-lo? Valeu mesmo pelas dicas! Por Charles Vasconcelos Carwash

Coberta nos pontos de ônibus Quem usa transporte coletivo, em Garanhuns, tem um problema incômodo para driblar no dia-a-dia, a fim de esperar o ônibus desejado; fica mais demorada a espera sob o forte calor e com a falta de assentos à disposição. Ao percorrer a cidade, fica evidente a ausência de acomodações e cobertas nas paradas de ônibus. Maria aparecida é empregada doméstica e usa o transporte público para ir ao trabalho. “Fica muito ruim esperar a condução, aqui, debaixo desse calor; a pessoa passa o dia trabalhando e ainda tem mais essa...” Reclama a doméstica. Para Ricardo, estudante da rede pública, a situação é ainda mais incômoda, pois, é jovem de apenas 14 anos e faz uso do transporte público para ir estudar, pela manhã, e voltar para casa depois das 12 horas, quando o sol está ainda mais forte. “A gente sai de casa, já pensando nesse problema de esperar no ponto de ônibus, de manhã e, em pé; quando chega à escola, já está muito cansado, mas o difícil mesmo é a volta, porque estou com fome e tenho que esperar o ônibus aqui debaixo desse sol forte.” Reclama o estudante. O governo municipal está trabalhando para sanar esse problema, que vem tendo visibilidade nas mídias locais e até estaduais. Em uma coletiva para imprensa, o prefeito Izaías Régis informou que o documento de autorização para a instalação da co-

bertura da Praça Irmãos Miranda foi assinado. O serviço irá beneficiar a população, em geral, que passa, diariamente, pelo Terminal Integrado de Ônibus. O engenheiro de tráfico da Autarquia de Trânsito e Transporte de Garanhuns (AMTT), Denílson Souza, informou, em entrevista para o Jornal Crer em Pernambuco, que as demais cobertas dos pontos de ônibus da cidade estão em processo de implantação. “A ideia é fazermos parceria, para que a gente tenha aquelas paradas com propagandas, que sejam mantidas pela empresa que for usá-las, como acontece no Brasil inteiro. A parada é algo que pode ter uma renda, que ela mesma se sustente.” Afirma o engenheiro. Ainda, segundo o engenheiro de tráfico, as paradas que serão implantadas na cidade disponibilizarão de bancas, para oferecer maior conforto ao usuário de transporte público. O primeiro contato, para solicitação de projeto de parada de ônibus com propaganda já foi feito com uma série de empresas de Garanhuns, de Caruaru e do Recife. O próximo passo é analisar o modelo que mais se adéqua às necessidades do município e, em seguida, firmar contrato entre a empresa e o governo municipal, para demarcar áreas de instalação e garantir que todas elas sejam contempladas. O prazo para o início das obras é junho de 2013.


Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

MUNDO RURAL Acesse www.jornalcrer.com/mundorural

PROGRAMAS DE CONVIVÊNCIA COM A SECA NÃO SAEM DO PAPEL ARCOVERDE - Nos anos em que estouram grandes estiagens, reaparecem os discursos, bradando a necessidade de ter uma política de convivência com a seca em o Nordeste. Governos lançam ações de emergência, políticos “mostram solidariedade” e a população pede socorro. Depois, a chuva chega, todos se calam e os grandes projetos empoeiram-se nas gavetas. Desde 2011, o semiárido nordestino depara-se com a maior seca dos últimos 40 anos (há quem fale dos últimos 50 ou até mesmo dos 60 anos). As previsões meteorológicas e as chuvas muito abaixo da média histórica sinalizaram para uma estiagem severa e prolongada. As ações chegaram atrasadas e se mostraram insuficientes para conter a calamidade instauradora. Em Pernambuco, 132 dos 185 municípios decretaram estado de emergência e 122 tiveram a situação reconhecida pelo governo federal. Onze cidades do Agreste e Sertão estão em colapso no abastecimento, sem uma gota d’água nas torneiras e dependendo exclusivamente dos carros-pipa, que não dão conta da demanda. Em maio de 2012 (quando a seca já avançava há um ano), foi criado o Comitê Integrado de Enfrentamento à Estiagem, reunindo o governo federal e o estadual. Responsável pela coordenação das ações, o Ministério da Integração Nacional (MI) afirma que já foram destinados R$ 7,2 bilhões em obras contra a estiagem. No último dia 02, em Fortaleza, diante dos governadores nordestinos, a presidenta Dilma Rousseff anunciou outros R$ 9 bilhões... Os recursos são para ações emergenciais e

obras de segurança hídrica. O governo federal gaba-se de protagonizar a maior operação de carros-pipa realizada em o Nordeste. Mas na ponta, quem espera pela água, desconhece a grandiosidade. “Vi na televisão que Dilma mandou dinheiro para ajudar na seca, mas parece que ele passa por muitas mãos antes de aparecer por aqui”, diz a pecuarista Maria Tito Luz, moradora do Sítio Boa Sorte, em Bom Conselho (Agreste). “Por aqui, nunca chegaram os carros-pipa do Exército, do Estado, nem da Prefeitura. Reclamamos e o município disse que vai nos incluir”, afirma, destacando que paga R$ 120, por semana, a um carro-pipa, para matar a sede dos 20 bovinos da propriedade. Hoje, a zona rural dos municípios do Agreste e Sertão é abastecida por 1.470 carros-pipa (838 do Exército e 632 do Estado). Dilma anunciou um acréscimo de 30%, que vai fazer o número subir para 1.721. O prefeito das Águas Belas (Agreste), Genivaldo Menezes (PT), diz que a cidade convive com o colapso no abastecimento. “A população não tem água sequer para cozinhar e vive de comer pão e bolacha. Temos 52 carros-pipa, para abastecer a uma população de 41 mil habitantes. Isso é impossível”, desespera-se, lembrando que a água vem de Inajá, a uma distância de 100 quilômetros. Na área urbana das Águas Belas, o comércio de água se impôs. A população disputa o líquido com os vendedores carroceiros. A chegada de um carro-pipa transforma-se em guerra de baldes. “Há dois meses não passava um carro-pipa nessa rua (Leão Coroado, centro do município)”, reclama a aposentada

Severina Xavier, de 77 anos, que enfrenta a fila para encher uma caixa de água de balde em balde. Sem o carro-pipa, o jeito é submeter-se ao comércio e pagar R$ 30 por uma pequena caixa de mil litros. “Sabemos que o número de carros-pipa é insuficiente e que não vai chegar para todo mundo, mas essa não é a única ação. Estamos investindo R$ 60 milhões na perfuração de 3 mil poços na zona rural para atender às populações difusas”, adianta o secretário estadual de Agricultura, Ranilson Ramos. As perfurações de emergência começaram em outubro de 2012 e a previsão é concluir em agosto deste ano. A meta é audaciosa, sabendo que durante todo o governo, Eduardo Campos (entre 2007 e 2012) foram perfurados 2.080 poços (uma média de 346 por ano). O programa Água para Todos, lançado em 2011 pelo governo federal para acelerar a construção de cisternas anda devagar. Dos R$ 2,9 bilhões projetados até 2014, apenas 28% foram aplicados. Pernambuco deverá receber R$ 220 milhões da União, além de R$ 30 milhões de contrapartida do Estado para levar cisternas a 47 mil famílias. “O objetivo é universalizar o abastecimento por cisternas até 2014”, diz Ramos. Uma polêmica a mais é a rejeição dos equipamentos de polietileno que, segundo a população, deforma no sol e é de difícil manejo. Lançado há 10 anos e com previsão de ser concluído em 2008, o Programa 1 Milhão de Cisternas não entregou sequer metade do prometido. O projeto, numa parceria entre a Articulação do Semiárido (ASA) e o governo federal, instalou cerca de

420 mil unidades. O secretário estadual de Recursos Hídricos, Almir Cirilo, diz que Pernambuco tem R$ 220 milhões garantidos no PAC Estiagem para aplicar num conjunto de 30 obras. “Mas vamos precisar de outros R$ 240 milhões para dar conta da necessidade”, calcula. O presidente da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), Marcelo Asfora, mostra-se preocupado com a redução dos níveis dos reservatórios do Estado e as previsões meteorológicas para os próximos meses. “Durante todo o ano de 2012, choveu apenas um quarto do esperado e nos três primeiros meses de 2013, a situação é semelhante, tendo chovido 30% do aguardado”, observa. O período chuvoso no Sertão encerra-se neste mês e, no Agreste vai até agosto. Isso significa que, pelo menos para o Sertão, já é certo mais um ano de estiagem. “A seca é reflexo de uma vontade política ausente, tanto quanto a chuva que não cai”, sentencia o padre Airton Freire, idealizador da Fundação Terra, que transformou a vida de populações excluídas em Arcoverde (Sertão). “Seca não é a carência de chuvas, mas a má administração das bacias hídricas e falta de investimento em obras de segurança hídrica”, continua. O padre conta a experiência que viu em Israel, onde o regime de chuvas é mais escasso que no semiárido nordestino. “Lá, chove 100 milímetros e, mesmo assim, eles plantam até tâmaras”, conta. No Agreste pernambucano, a média anual de chuvas é de 800 milímetros e no Sertão, de 600 milímetros. Fonte: JC online

Produtores rurais pedem socorro Governo e instituições dão-se as mãos para que animais não morram de fome e sede. O sol que resseca o chão e castiga o gado, brilha impiedoso há quase três anos. Sem chuva, sem água, sem criação animal, sem plantação, nem produção leiteira, pequenos e médios produtores viram neste ano se reduzir a zero o número de sacas produzidas em culturas como a de milho, de mandioca, de feijão, de hortaliças, de fruticultura e de cafeicultura. Sem pastagem, morreram os porcos, as cabras, as aves, o gado, ficando sem leite as vacas. Ficou impossível manter os trabalhadores no campo e na lida com o gado. Para quem vivia da agricultura familiar, em roças de subsistência, o feijão que vai ao prato, não vem mais do quintal; é pago com o dinheiro de programas sociais como o Bolsa Família e o Auxílio Estiagem; isso, quando não se tornou possível manter-se da roça. Buscar emprego na cidade grande tornou-se a única opção para muitos. Para o criador de vacas leiteiras, Luiz Amaro, a seca que Pernambuco atravessa foi a mais severa que já presenciou. “Crio bicho há mais de 20 anos e, agora, vejo tudo se acabando; com falta de água, tenho que gastar muito com a compra de ração para tentar não acabar de vez com o rebanho.” Afirma o produtor que registra mais de 70% na redução de produção de leite. A peleja dos produtores rurais, diante da seca, tem sido uma grande preo-

cupação do Governo estadual e, Pernambuco se destaca como governo parceiro dos atingidos pela estiagem. Segundo o Manual de Orientação, a Operação Seca do Governo de Pernambuco, o estado vem desenvolvendo ações estruturadoras e emergenciais em comunidades rurais, visando ao fortalecimento da infraestrutura hídrica em todo o Estado. Entre essas ações, destacam-se a instalação e a recuperação de poços, implantação de cisternas, calçadão, irrigação, distribuição de caixas d´água, recuperação e implantação de dessalinizadores. Além desses benefícios, os atingidos pela seca ainda podem contar com o crédito especial de até R$ 2.500,00, para agricultores do Pronaf B. O Garantia Safra que oferece uma renda mínima no valor de R$ 680,00 por tempo determinado, para quem perdeu 50% ou mais da lavoura e o Bolsa Estiagem, que é um auxílio financeiro emergencial aos agricultores familiares prejudicados pela seca e que não têm o seguro-safra. Em nota oficial, o secretário de Agricultura e Reforma Agrária do Estado, Ranilson Ramos, afirma que é preciso resolver a situação financeira do segmento, assim como oferecer infraestrutura hídrica aos produtores, reconstituir a pastagem para os animais e recuperar o rebanho dizimado pela

falta d’água. O secretário também destacou a importância da Política Estadual de Convivência com o Semiárido, legislação discutida e aprovada na Assembleia. Os produtores rurais da região do agreste ainda podem contar com o Comitê Estratégico de Pecuária Leiteira de Pernambuco- CEPLEITE, que tem como missão promover e articular ações integradoras de caráter consultivo e deliberativo para o desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva do leite. “A CEPLEITE, constantemente, vem realizando audiências públicas e reuniões com os associados, a fim de articular os produtores da bacia leiteira da região, para elaboração de projetos e aplicação de medidas que venham minimizar os danos da seca para com a produção leiteira.” Afirma, por telefone, o coordenador da CEPLEITE, Benoit Paquereau. A gerente geral da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária (Adagro), Erivânia Camelo, falou que visitas técnicas estão sendo feitas para intensificar as ações com intuito de minimizar a estiagem que castiga a região nordeste. “Estamos nos dedicando a tratar das questões da seca, atendendo às carências dos produtores. Sabemos da realidade por que estamos passando. Mas, tentamos fazer o possível, a fim de melhorar a situação”, afirmou.

Jornal CRER em Pernambuco

11

Governo garante R$ 100 milhões para alimentação de rebanhos

O Ministério da Integração Nacional, em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), está desenvolvendo programas de fomento à produção de palma forrageira e de mudas de mandioca, para garantir o alimento aos rebanhos do semiárido, mesmo nos períodos da estiagem. O investimento total previsto é de R$ 100 milhões até 2014, desses, R$ 30 milhões serão aplicados ainda este ano. O ministro Fernando Bezerra Coelho explicou que essa é mais uma fonte de trabalho do Governo Federal no enfrentamento à estiagem. De acordo com ele, todo o esforço do governo é feito para garantir que a maior estiagem dos últimos 50 anos não comprometa o desenvolvimento da região. “Por isso, não bastam ações emergenciais. Estamos trabalhando para assegurar uma nova perspectiva em relação ao futuro”, disse o ministro. Segundo sua assessoria, o trabalho da Integração Nacional tem o objetivo de estabelecer uma rede de multiplicação e distribuição de mudas de mandioca e de palma forrageira com qualidade genética e fitossanitária para agricultores familiares do Nordeste. O programa será executado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), vinculada ao Ministério da Integração Nacional e também pelos Estados. A partir daí, segundo Bezerra Coelho, a ideia é criar uma reserva estratégica do alimento para assegurar o aumento da produção e a sobrevivência do rebanho. Fonte: Itapuama FM

Alimentação de bovinos na seca Há várias alternativas prática e economicamente viáveis que podem contribuir para a saúde do gado. Independente da intensidade e da duração da época de seca nos campos, o fornecimento de alimentação suplementar para o gado é sempre importante. Por isso, o produtor deve estar constantemente preparado e munido de um planejamento alimentar, para que o seu rebanho tenha condições de enfrentar os períodos sem chuva. Em tempos de seca, o capim não cresce com o mesmo vigor que apresenta em condições climáticas mais adequadas e, tem seu valor nutricional reduzido, prejudicando a quantidade e a qualidade da forragem das pastagens, que servem de alimento aos animais. Se depender apenas do pasto, para fazer as refeições durante o período de seca, o gado terá perda de peso, queda na produção de leite e na taxa de fertilidade, além de maior pré-disposição a contrair doenças e correr risco de morte. Assim, em época de chuva escassa, o uso de suplementação alimentar é essencial para manter o gado saudável. Cana-de-açúcar e ureia, capim-elefante, leguminosas forrageiras, diferimento de pastagens e silagem são algumas alternativas prática e economicamente viáveis para nutrir os animais, enquanto o tempo seco permanecer. O produtor também pode fazer uso racional de alimentos regionais, como subprodutos agroindustriais. Em geral, eles são de baixo custo e de fácil aquisição e transporte. Contudo, têm como limitações o desconhecimento de sua composição química e valor nutritivo, além de problemas de armazenamento, de conservação e de disponibilidade ao longo do ano. Alternativas nutritivas: Entre as opções que podem contribuir para atender às necessidades dos rebanhos no período de seca estão: Cana-de-açúcar e ureia – destinada ao gado bovino; a mistura serve como fonte de energia e proteína. Para corrigir o baixo teor de proteína da cana é indicada a adição de ureia, cujo uso na suplementação deve ocorrer somente nos níveis recomendados e com a adaptação dos animais. Capim-elefante – de fácil cultivo, elevada produção, bom valor nutritivo e resistente a pragas, o capim-elefante é a forrageira mais usada na formação de capineiras, que devem ser manejadas durante todo o ano, inclusive, durante o período chuvoso. Caso contrário, o capim-elefante perde seu valor nutritivo tornando-se muito fibroso e com pouca proteína. Leguminosas – são forrageiras que asseguram um bom padrão alimentar aos animais, sobretudo, em época de seca. Contêm muita proteína e são fáceis de ser digeridas, inclusive, têm alta capacidade de fixação de nitrogênio da atmosfera, contribuindo para a melhoria da fertilidade do solo. Podem ser estabelecidas em consórcio com gramíneas ou formando “banco de proteína”, que será utilizado estrategicamente durante a estação de seca. Diferimento de pastagens – trata-se de alternativa para corrigir a defasagem da produção de forragem durante o ano. A utilização da pastagem é suspensa entre o meado e o fim do período chuvoso, para favorecer o acúmulo de forragem e criar uma reserva a ser utilizada durante a época de seca, como “feno em pé”. Silagem – opção de armazenagem de forragem no período das águas, para os animais enfrentarem os meses de estiagem. Como o processo envolve mecanização total, é mais caro do que as demais alternativas citadas acima. O milho e o sorgo são indicados como melhores sugestões, devido a facilidade de cultivo, elevados rendimentos e qualidade da silagem produzida.


12

ESPECIAL

Jornal CRER em Pernambuco

A

Dia das Mães

O Dia das Mães é comemorado, aqui no Brasil, no segundo domingo de maio.

data surgiu em virtude do sofrimento de uma americana que, após perder a mãe, passou por um processo depressivo. As amigas mais próximas de Anna M. Jarvis, para livrá-la de tal sofrimento fizeram uma homenagem para sua mãe, que havia trabalhado na guerra civil do país. A festa fez tanto sucesso que em 1914, o presidente Thomas Woodrow Wilson oficializou a data e a comemoração se

difundiu pelo mundo afora. As mães são homenageadas desde os tempos mais antigos. Os povos gregos faziam uma comemoração à mãe dos deuses, Reia. Na Idade Média, os trabalhadores que moravam longe de suas famílias ganhavam um dia para visitar suas mães, que os ingleses chamavam de “mothering day”. Mãe é a mulher que gera e dá à luz um filho, mas também pode ser aquela que cria um

Dicas de presentes para o Dia das Mães Perfumes: Se sua mãe for uma mulher vaidosa que adora se perfumar, um bom perfume é o presente ideal para o Dia das Mães. Como a data é importante, dessa vez, você pode investir em uma marca famosa, automaticamente, numa boa fragrância. Estojos ou kits também são bastante benquistos. Bolsas: Agora, se ela faz parte do grupo de mulheres apaixonadas por acessórios, bolsas é uma boa sugestão de presente. E, volto a dizer: como a data é especial, este é o momento ideal para você desembolsar um pouco mais e demonstrar todo o seu carinho e toda a sua gratidão por ela, dando-lhe um presente de qualidade. Cesta de café da manhã: Quem não adoraria acordar e, logo de cara, receber uma deliciosa cesta de café da manhã? Cheia de frutas, pães, biscoitos, sucos, achocolatados, queijos e muito mais. As cestas são presentes moderníssimos e muito versáteis e práticos. Você mesmo pode preparar uma cesta para o Dia das Mães, acrescentando somente coisas, que sua mãe adora. Um presente e tanto! Flores: Presente clássico, porém, poucas mulheres resistem. Neste caso, as melhores opções para o Dia das Mães são: buquê de rosas, planta florida em vaso, cesta de rosas, buquê campestre, buquê de flores mistas, cesta de flores do campo e arranjo de rosas no vaso de vidro, etc. Para deixar o presente ainda mais especial, compre um mimo, como, por exemplo, chocolate, livro ou DVD. Almoçar fora: Não é muito justo, sua mãe cozinhar para a família, justamente no dia destinado a ela, não acha? Que tal levá-la, com toda a família para um

Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

restaurante ao que ela nunca foi, mas do estilo dela; Se sua mãe for alguém mais simples, o mais indicado é levá-la a um restaurante mais rústico, no entanto, com boa comida; se for uma pessoa mais requintada, um restaurante mais sofisticado que ofereça os pratos de que ela mais goste; é o ideal! Sapatos: Outra paixão feminina. Nesta época do ano, as lojas estão abarrotadas de sapatos, os mais belos e variados possíveis. Assim, um calçado de boa marca, do estilo de sua mãe é outra dica de presente bastante interessante. Não se esqueça de se certificar do número que ela calça. Celular: Um dos melhores presentes para o Dia das Mães. Ideal para aquela, que possui um celular muito velho ou para aquela que vive precisando de um, mas que até hoje não comprou, ou então, para aquela, que é louca por celulares e, que não pode ver um novo modelo, porque quer logo comprar. Computador: Este outro eletrônico é um dos presentes mais cobiçados por elas. Além de deixá-las atualizadas com o mundo, dependendo da carreira que elas possuem, pode ser de grande utilidade. Viagem de fim de semana: Viajar é sempre muito bom. No caso das mães, é excelente; é quando elas têm a oportunidade de respirar novos ares, saírem da rotina e conhecerem lugares e pessoas novas ou reverem pessoas queridas. Se estiver em cima da hora, converse com ela sobre o lugar para onde mais gostaria de viajar e, depois, compre as passagens. Dar um dinheiro a mais para as despesas não custa nada!

ente querido como se fosse sua geradora, dando-lhe carinho e proteção. As mães merecem respeito e muito amor de seus filhos, pois fazem tudo para agradá-los, sofrem com seus sofrimentos e querem que eles estejam sempre bem. Com o passar dos anos, o Dia das Mães aqueceu o comércio de todo o mundo, pois os filhos sempre compram presentes para agradá-las e para lhes agradecer toda forma de

carinho e dedicação que recebem ao longo da vida. Nas diferentes localidades do mundo, a comemoração é feita em dias diferentes. Na Noruega, é comemorado no segundo domingo de fevereiro; na África do Sul e Portugal, no primeiro domingo de maio; na Suécia, no quarto domingo de maio; no México, é uma data fixa, dia 10 de maio. Na Tailândia, no dia 12 de agosto, em comemoração ao aniversário da rainha

Mom Rajawongse Sirikit. Em Israel, não existe um dia próprio para as mães, mas sim um dia para a família. No Brasil, assim como nos Estados Unidos, Japão, Turquia e Itália, a data é comemorada no segundo domingo de maio. Aqui, a data foi instituída pela associação cristã de moços, em maio de 1918, sendo oficializada pelo presidente Getúlio Vargas no ano de 1932.

Campanha: você e sua mãe no Jornal Crer. Com a proximidade dessa data tão especial, o Jornal Crer em Pernambuco lançou uma campanha nas redes sociais e no site jornalcrer.com, solicitando que os filhos nos enviassem uma foto sua, ao lado de sua genitora para ilustrar nosso especial Dia das Mães. Foram dezenas de fotos enviadas, que vieram através de postagem em nossa página no Face book, e através do e-mail da redação. Selecionamos algumas dessas lindas homenagens. Confira:

CENTRO AUTOMOTIVO


Jornal CRER em Pernambuco Garanhuns/PE - Edição 52 Abril de 2013

CUIDADOS NO USO DE MEDICAMENTO PARA IDOSOS

13

Pai na sala de parto!

O aumento do consumo de medicamentos é comum, nesta população, sendo um dos motivos para tal o surgimento de doenças crônicodegenerativas nesta faixa etária. Vida & Saúde. Pág. 17

Pesquisa denuncia restrições impostas por maternidades brasileiras aos acompanhantes das grávidas

Vida & Saúde. Pág. 16

O RISCO DA REPOSIÇÃO HORMONAL Novas evidências confirmam que a terapia de reposição hormonal, na menopausa, pode aumentar o risco de câncer de mama.

Vida & Saúde. Pág. 19

ALCOOLISMO Conheça seus efeitos físicos, efeitos emocionais, como a pessoa desenvolve alcoolismo, efeitos do álcool, intoxicação por álcool, intoxicação patológica, síndrome de abstinência ao álcool, delirium tremens, como o médico faz o diagnóstico e como se trata.

Vida & Saúde. Pág. 18

EDUCAÇÃO E ESPORTE A combinação perfeita Sabemos que a prática de esporte é um método educacional que propicia o desenvolvimento tanto individual quanto social da criança. O esporte, infelizmente, não é utilizado pelas instituições educacionais na proporção que deveria.

Educação, arte e lazer. Pág. 14

Mulher jovem e mulher de meia idade

Aprenda como cuidar da pele e das rugas em cada idade de vida: 20 ANOS: Oleosidade é o foco. Mulher. Pág. 20 30 ANOS: Olá, gravidade! 40 ANOS: Guerra contra o tempo.

LEI CAROLINA DIECKMANN A lei 12.737 de 2012, a chamada lei “Carolina Dieckmann”, que, entre outras coisas, torna crime a invasão de aparelhos eletrônicos para obtenção de dados particulares, entrou em vigor no último dia 02 de abril.

Educação, arte e lazer. Pág. 14

Se o garçom é bom, o sucesso é garantido! Eles são o contato direto do seu estabelecimento com o cliente, ou seja, é através desses profissionais que a sua marca flui ao público.

Gastronomia. Pág. 24


14

EDUCAÇÃO, ARTE E LAZER

Jornal CRER em Pernambuco

EDUCAÇÃO E ESPORTE A combinação perfeita

Equipe de voleibol feminino do Colégio XV.

S

abemos que a prática de esporte é um método educacional que propicia o desenvolvimento tanto individual quanto social da criança. O esporte, infelizmente, não é utilizado pelas instituições educacionais na proporção que deveria. Através da prática esportiva, promovemos a socialização, a rotina, o cumprimento de regras, o respeito, a persistência, o saber competir, o aguardar a sua vez, o romper limites, o saber ganhar, o saber perder, etc. É uma fonte inesgotável de conceitos éticos e morais muito importantes para a formação do indivíduo. Quando falamos em esporte, não estamos nos referindo à Educação Física e, sim, a uma opção esportiva. O esporte é uma ramificação da Educação Física, porém, deve existir independente dela. O professor de Educação Física deve proporcionar o conhecimento de cada esporte para que a pessoa possa optar, com competência, qual o esporte que gostaria de praticar. A Educação Física faz parte do currículo escolar e é aplicada no período em que o indivíduo frequenta as aulas. O esporte deve ser proporcionado pela escola em horário oposto às aulas, a fim de que o participante possa frequentar e se dedicar. Segundo Rafael André, atleta de voleibol do Colégio Santa Sofia, a atividade esportiva tem a magia de

integrar o indivíduo, independente da classe social, da raça ou da religião; ele desenvolve na pessoa a capacidade de trabalhar em grupo, de cumprir horário, de saber ouvir, de conhecer o próprio limite, de conhecer o próprio corpo, de admitir que precisa melhorar, de respeitar as diferenças e tantos outros aspectos tão difíceis de serem conscientizados, além de evitar o sedentarismo tão comum nos dias de hoje, onde o indivíduo passa horas sentado em frente a um computador ou a uma televisão seja assistindo ou jogando videogame. Em Garanhuns, o Colégio Presbiteriano XV de Novembro tem-se destacado na contramão dessa forte tendência do comodismo e, procura unir esporte à aprendizagem e desenvolvimento humano dos seus alunos. Desde a educação infantil até o ensino médio, todos os alunos têm contato direto com práticas esportivas. Para os pequenos, o Colégio está realizando o Projeto Macroginástica para Pais e Filhos, onde a criança e o pai ou a mãe participam de atividades lúdicas que inserem de forma natural e leve a atividade física na rotina da família. O Colégio ainda realiza edições de “Jogos Molhados”, onde a coordenação de esportes, propõe aos alunos um jeito diferente de fazer esporte, substituindo a competição pela cooperação; nessa gincana, destaca-se o “vôlei

com bexiga cheia d’água”, onde o espírito da coisa é não deixar a bexiga estourar e não apenas vencer o adversário. Na noite do ultimo dia 10 de abril, o Colégio XV realizou a abertura de jogos internos, organizada pelos alunos do terceiro ano. A noite contou com apresentações artísticas numa disputa por uma tarde de lazer disponibilizada pela direção do Colégio. Durante a semana seguinte, aconteceram competições das mais diversas modalidades esportivas, onde os alunos eram divididos em grupos conforme sua classe colegial. Segundo Jeferson Oliveira, Coordenador de esportes, o Colégio XV visa uma forte valorização do esporte em parceria com a educação, que contribui para o desenvolvimento social, emocional, profissional e humano dos alunos. “A educação, hoje, prima por uma questão mais global; nós dizemos, aqui, em o nosso Colégio, que nós educamos de corpo inteiro! A questão emocional, a questão cognitiva e o esporte vão ajudar às pessoas em toda essa caminhada, e mais algumas atitudes como superação, trabalho em grupo, força de vontade, reconhecimento do seu corpo e toda a questão de cultura corporal. Aqui, nós não só valorizamos a competição por competição; nós trabalhamos, realmente, os valores morais de que tanto a nossa sociedade precisa, incutidos no esporte.” Afirma o coordenador. Exemplo como esse deve ser reproduzido, uma vez que o esporte deve ser o maior aliado da educação, pois, ele atrai a atenção das crianças e jovens e abre uma janela de penetração para outros ensinamentos mais didáticos - juntos promovem o desenvolvimento integral do indivíduo de forma harmoniosa e sadia, despertando para a cidadania e, assim formando pessoas de bem.

Aluna de Quixaba ganha Prêmio Estadual Mairla diz que participa do concurso para se exercitar. Boa em letras, sonha com graduação em Medicina ou Engenharia. Diretamente de Quixaba, no Sertão, Mairla Marina Dias, 14 anos, ganhou a etapa estadual do 42º Concurso Internacional de Redação de Cartas, promovido pela União Postal Universal (UPU) e, concorre com 28 estudantes do País na etapa nacional. Repetindo a marca de 2011, quando chegou em 2º lugar nacional, a adolescente é exemplo da qualidade de ensino da Escola Estadual Tomé Francisco da Silva, onde cursa o 2º ano do ensino médio. Após receber o Prêmio Gestão Escolar do Conselho Nacional de Secretários da Educação (Consed), em 2012, a instituição garantiu representação majoritária no pódio pernambucano do campeonato de cartas em 2013. Júlia da Silva Pereira, 15 anos, também do 2º ano, ficou em terceiro lugar. Agora, Mairla espera para saber, dia 22, se a carta será vencedora brasileira e concorrente à medalha de ouro internacional. O Concurso Internacional de Redação de Cartas para Jovens está alinhado a um dos

objetivos do milênio da Organização das Nações Unidas (ONU), que é Educação Básica de Qualidade para Todos. Em 2013, foram enviadas 126 cartas aos Correios, entidade responsável pela organização do evento no Brasil. “Nossos objetivos são estimular o exercício da leitura e da redação, aprimorar a escrita dos estudantes de 05 a 15 anos das redes públicas e privadas de ensino e, possibilitar o estreitamento das relações internacionais”, explicou o coordenador estadual do concurso, José do Carmo Marinho. Como prêmio pela redação, que explica aos jovens por que a água é recurso precioso, Mairla receberá um ”tablet” e a Escola Estadual Tomé Francisco da Silva, um computador. A premiação estadual será em maio a critério das instituições vencedoras. Se vencer a etapa nacional, ganhará TV, troféu e certificado. A Escola acima mencionada receberá televisor e oficina de tênis, patrocinada pelos Correios, a ser realizada no local. Fonte: Itapuama FM

Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

Lei Carolina Dieckmann A lei que pune invasão de PCs, entra em vigor. A lei 12.737 de 2012, a chamada lei “Carolina Dieckmann”, que, entre outras coisas, torna crime a invasão de aparelhos eletrônicos para obtenção de dados particulares, entrou em vigor no último dia 02 de abril. Sancionada em dezembro de 2012, a alteração do Código Penal foi apelidada com o nome da atriz, após fotos em que Carolina Dieckmann aparecia nua, terem sido divulgadas na internet. Ao todo, 36 imagens da atriz foram publicadas na web em maio de 2012. Ela recebeu ameaças de extorsão para que pagasse R$ 10.000,00, a fim de não ter as fotos publicadas. Após a queixa, a Polícia descartou a hipótese de as imagens terem sido copiadas de uma máquina fotográfica que havia sido levada para o conserto. Constataram que a caixa de e-mails da atriz havia sido violada por “hackers”.

Com a nova lei, crimes desse tipo serão punidos com multa e detenção de seis meses a dois anos. Se houver divulgação, comercialização ou envio das informações sensíveis obtidas na invasão, como comunicações privadas, segredos industriais e dados sigilosos, a pena pode ser elevada de um a dois terços. Se o crime for cometido contra o presidente da República, do Supremo Tribunal Federal (STF), governadores, prefeitos, entre outros, a pena será aumentada de um terço à metade. Também passa a ser crime interromper serviço telemático ou de informática de utilidade pública. Além disso, dados do cartão de crédito passam a equivaler aos dados do documento particular para atribuir punição à falsificação de identidade.

Garanhuns Futebol Clube Sete e AGA se unem para o fortalecimento do futebol de campo de Garanhuns. Recentemente, foi divulgada a criação de um novo clube de futebol em Garanhuns; a cidade amarga o declínio do futebol de campo, que há anos não tem tido bons resultados nos campeonatos estaduais. O novo clube se chamará Garanhuns Futebol Club (GFC) e será formado através de uma parceria entre o Sete de Setembro e a Associação Garanhunense de Atletismo (AGA) - ambos os clubes já participaram das séries B e A do campeonato do estado, mas, atualmente, sofrem com falta de apoio financeiro. Atualmente, o Sete de Setembro disputa o Pernambucano da segunda divisão e a AGA tem investido no futebol de salão, através da premiada equipe do TIGRE . O desportista Sinval, em entre-

vista para a Rádio 87 FM, contou que os dois clubes estão unindo forças para que o futebol de campo de Garanhuns esteja novamente em local de destaque nas competições do estado. A proposta é que o Garanhuns Futebol Club seja fundado em junho deste ano, a fim de que a equipe possa competir no Campeonato Pernambucano da série B2 e, quem sabe, chegar a série A1 em 2014. Os treinos do novo clube acontecerão no campo da AGA e os jogos, no Gigante do Agreste; a iniciativa conta com o apoio e articulação dos principais desportistas de Garanhuns, Edval (diretor da EPE), Zé Leite (Academia Corpus), Sinval (AMF), Vagner (presidente da AGA) e Dr Ailton (ORTOTRAUMA).

Cresce a oferta de cursos técnicos A presença de profissionais capacitados nas principais áreas de produção do país, como construção civil, automação, alimentos e bebidas, eletroeletrônica, energia e têxtil, é fundamental para que o país cresça economicamente. Trabalhadores qualificados para exercerem suas atividades implicam em melhores resultados. Por isso, para que o país possa atingir as metas econômicas estabelecidas pelo governo, deve-se investir na educação profissional. Garanhuns está em processo de expansão industrial, e com isso a oferta de empregos para níveis técnicos tende a crescer nos próximos anos. A demanda por profissionais técnicos, ou seja, especializados em uma determinada área, tem sido cada vez maior, o que implica diretamente no crescimento da oferta de cursos técnicos. Garanhuns dispõe de diversas instituições de ensino técnico, como o SENAI, SENAC, Escola Técnica Municipal, SEBRAE e IFPE, entre outras novas empresas que chegaram à cidade, antenadas a essa nova onda do mercado de Garanhuns, a exemplo da Escola Técnica Santa Juliana especializada em formação técnica no campo da saúde. Além da possibilidade de contratação imediata, alunos de cursos técnicos possuem vantagens relevantes, comparados aos cursos de graduação, como mensalidades mais acessíveis, conclusão do curso em menor espaço de tempo (geralmente dois anos), rápido retorno do investimento e salários atrativos. Segundo uma pesquisa realizada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem (SENAI) entre março de 2012 e fevereiro deste ano, foram gerados no Brasil, 1,04 milhão de postos de trabalhos para profissionais técnicos. O levantamento, feito em 17 estados e no Distrito Federal, também apontou que a remuneração média de admissão dos

trabalhadores técnicos das atividades mais demandadas pela indústria é R$ 2.085,57, valor superior aos salários de muitos trabalhadores com ensino superior completo. Os profissionais técnicos mais buscados em Garanhuns ainda são os especializados em áreas como enfermagem, laboratório químico, auxiliar de consultório dentário e radiologia, tendo em vista que a cidade é um polo médico. Porém essa procura tende a se estender aos campos industriais e de comércio, mediante os investimentos que estão sendo feitos para o fortalecimento do setor. Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Educação (MEC), de 2009 a 2011, apontou que as matrículas em cursos técnicos cresceram mais de 12%, pulando de 537,6 mil para 669,7 mil estudantes. A pesquisa do MEC apontou, ainda, que no mesmo período as matrículas nos cursos online cresceram 162,19%, registrando 75.364 mil alunos em 2011, enquanto em 2009, eram apenas pouco mais de 19 mil estudantes na modalidade. A expectativa é que o Brasil precise de 7,2 milhões de trabalhadores técnicos até 2015. A crescente demanda por cursos técnicos implica diretamente na necessidade de profissionais especializados para atuar na área, como professores, gestores, orientadores, coordenadores, assessores, secretários escolares e laboratoristas. Esses profissionais precisam estar preparados para participar de forma efetiva dos novos caminhos a serem trilhados com capacidade técnica e com compromisso social. Por isso, cursos de especialização em docência na educação profissional de nível técnico são fundamentais para a compreensão dos fundamentos e das especificidades dessa modalidade de ensino.


Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

EDUCAÇÃO, ARTE E LAZER

Jornal CRER em Pernambuco

15

BRINCADEIRA DE CRIANÇA Criança na rua é sinônimo de diversão e socialização.

A turma da brincadeira de rua da Boa Vista.

E

stá no dicionário: Um dos significados do verbo brincar é divertir-se infantilmente, entreter-se em jogos de criança. Pelas calçadas, alguns passatempos dos pequenos ainda são os mesmos dos pais e avós. Já outros vivem os melhores anos da infância diante da tevê ou do computador, desafiados a vencer jogos eletrônicos ou divertirem-se com eles. A brincadeira é algo tão importante na vida da criançada que existe, inclusive, o Dia Mundial do Brincar, comemorado no dia 28 de maio, data em que se faz um apelo para esta necessidade infantil. Brincar de peteca e pião é uma atividade que se torna cada vez mais rara numa sociedade em que a tecnologia cria novos jogos eletrônicos. Em uma tarde de domingo, era comum a criançada correr descalça pela rua em busca de alegria e diversão. Queimada, pega-pega, esconde-esconde, cinco marias, passa anel, cobra-cega, peteca e telefone sem fio são brincadeiras que fazem parte do passado, mas estão presentes na memória de muitas pessoas. Brincar de rodar o pião e soltar pipa em um belo dia

ensolarado faziam parte do cotidiano dos meninos. Já as meninas costumavam soltar a criatividade brincando de boneca, casinha, bambolê, elástico, corda, mamãe da rua e amarelinha. A única preocupação era ser feliz. As mudanças na sociedade, principalmente, com as novas tecnologias também transformaram o dia-a-dia das brincadeiras infantis. Computador, internet, vídeo-game e brinquedos eletrônicos substituem as brincadeiras antigas de alguns anos atrás. As praças, os sítios, as calçadas e as ruas perderam espaço para o ambiente interno da casa. “O mundo sempre está em transformação e a sociedade tem que acompanhar esse processo, por isso que as brincadeiras antigas foram deixadas de lado”, explica Cristiane do Lar da Criança Santa Maria. Para a pedagoga, outro fator que impulsionou a troca das brincadeiras antigas pelos eletrônicos foi o aumento da violência. “Isso impede que as crianças brinquem na rua, fazendo com que os pais prefiram que elas arrumem brincadeiras dentro de casa”, afirma. A peteca, um artefato forma-

do com penas e borracha, de origem indígena-brasileira, era a brincadeira predileta de Elane Silva. A manicure de 38 anos lembra de suas brincadeiras na infância. “Era tão boas essas brincadeiras inofensivas, passava a maior parte do dia brincando na rua com minhas amiguinhas... era uma alegria só”, diz a manicure. O aposentado Severino Amaro, 75 anos, sente saudades do seu tempo de infância. “Antigamente, não tinha tanta violência; a gente podia brincar na rua sem preocupação. Hoje, eu vejo meus netos, brincando com o vídeo game e, dentro de casa”, reclama. Na Rua das Tabocas na Boa Vista, em Garanhuns, um grupo de amigos se reúne diariamente e se diverte à moda antiga; correm pelas calçadas da rua estreita em busca de diversão, sem limites para imaginação, um verdadeiro resgate da arte de brincar. Segundo Ademir Vanderlei, de 09 anos e, integrante da turminha, as brincadeiras prediletas são: Milu - uma versão atualizada do pega-pega, futebol de rua, onde cada barra é feita com um par de chinelos e, guerra, onde os garotos e garotas confeccionam um atirador de feijões crus, com um pedaço de cano e uma bexiga; um brinquedo barato, reciclado e que garante uma diversão saudável por horas. As 10 brincadeiras de rua quase extintas: As brincadeiras de rua mais populares pela geração dos anos 80 e 90 estão quase extintas. Hoje, com os jogos

eletrônicos e a insegurança das grandes cidades, elas estão esquecidas. Por isso, vamos relembrá-las, para quem quiser organizar um grupo, a exemplo dos “meninos da Boa Vista”, a fim de jogar taco ou stop com os amigos na rua. Jogo da verdade ou conseqüência: Bastava surgir alguma fofoca para esta brincadeira entrar em evidência. Era polêmica pura na rua. São poucos os que admitem, mas o interesse maior era na consequência que quase sempre era um selinho no menino (ou menina) mais bonito (a) da turma, não é? Stop: O jogo era o favorito nas tardes ociosas, lembra? Bastavam duas pessoas, uma folha de caderno, lápis e pronto, estava “armada” a pequena competição. A brincadeira também conhecida como “uestópe” ou “adedanha”, é um jogo onde se desenha uma tabela em um papel para cada jogador. Cada coluna recebe o nome de uma categoria de palavras como animais, automóveis, nomes, cores, minha sogra é, etc. Cada linha representa uma rodada, onde é feito um sorteio para decidir qual letra do abecedário irá valer para preencher as categorias. Polícia e Ladrão: Corrida frenética, bandidos na prisão e não vale guardar caixão. Essa era a evolução do pega-pega. Pega-Pega: Esta brincadeira consiste em uma das crianças ser o “pegador”. A pessoa em quem ela

tocar primeiro e pegar será a próxima a ser o “Pegador”. Há também o “pique”, onde quem está fugindo pode tocar e ficar protegido de ser pego. A brincadeira só termina, quando todas as crianças forem pegas. Cabra-cega: Forma-se uma roda e uma criança é escolhida para ficar de olhos vendados no centro de todos. Ela gira três vezes e tenta pegar alguém que está na roda. Quando a criança que estiver de olhos vendados descobrir quem é aquela que ela pegou e disser seu nome, essa passa a ser a próxima a receber a venda nos olhos. Esconde-esconde: Uma criança é escolhida por sorteio; ela se vira para uma parede, conta até trinta e as outras vão se escondendo. Ela tem que encontrar as crianças e correr até a parede e bater nela, dizendo o nome daquela que encontrou. A primeira que ela encontrar será a próxima que vai procurar as outras. Nessa mesma parede é o pique, o local onde crianças que não foram encontradas podem bater um, dois, três e ficar livre de ser a próxima a ter que procurar quem se esconde. Queimada: Divididos em dois times, grandes grupos de crianças suam a camisa (correndo o tempo todo) com o objetivo de eliminar os adversários com boladas e fugir das tentativas deles para eliminá-los. Taco: Vamos ver se consigo explicar a brincadeira; é assim: no jogo, as equipes são formadas por 02 integrantes cada,

ficando um de cada equipe junto à “cela”. Enquanto uma equipe está com o taco, a outra fica com a bola. O objetivo do jogo é cruzar (ou bater) os tacos; a equipe que bater os tacos na quantidade pré-estabelecida, ganha o jogo, mas para isso tem que rebater a bola arremessada pela equipe adversária, que tem o objetivo de derrubar a cela. Quando a cela é derrubada, a equipe que está com a bola passa a ficar com o taco. Lembrou? Rouba Bandeira: O jogo funciona assim: cada equipe coloca a sua bandeira no centro da linha de fundo do campo adversário. O objetivo é recuperar a bandeira sem ser tocado. Quem for pego, fica parado no lugar até que um colega de equipe se arrisque a salvá-lo. Para isso, basta tocá-lo. Assim, ele fica livre para voltar ao jogo. Amarelinha: A amarelinha é uma das brincadeiras de rua mais tradicionais do Brasil. Talvez, seja pelo fato de a brincadeira ser tão fácil (e divertida). Não são precisos aparelhos ou acessórios caros. Dá para pular dentro de casa, no quintal, na rua, na escola… Basta usar o chão, ter algo para desenhar o riscado e um objeto pequeno para marcar as “casas”. A pedra é lançada na primeira casa e o jogador deve percorrer o trajeto do traçado pulando, evitando o quadrado onde a pedra caiu. A sequência se repete enquanto a pedra avança de casa em casa e o grau de dificuldade aumenta.


16

Jornal CRER em Pernambuco

VIDA & SAÚDE

Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

Acesse www.jornalcrer.com/vidaesaude

PAI NA SALA DE PARTO! Pesquisa denuncia restrições impostas por maternidades brasileiras aos acompanhantes das grávidas.

D

epois de nove longos meses de espera, a mulher de Gabriel, finalmente, entrou em trabalho de parto – deixando os dois igualmente animados e ansiosos. Eles arrumaram as malas e correram para o hospital. Quando chegaram ali, porém, ele recebeu uma notícia desanimadora: o plano de saúde não permitia sua presença durante o procedimento. Para que Gabriel pudesse ver o filho nascer, teria que pagar uma taxa extra. A história foi registrada pela jornalista Ana Carolina Franzon, responsável por uma pesquisa realizada pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo sobre a perspectiva dos homens, em relação à assistência obstétrica no país. Unindo diversas declarações como esta, o trabalho retratou as dificuldades que os pais enfrentam ao tentar ficar ao lado de suas companheiras nas maternidades brasileiras. Ao todo, foram entrevistados 23 homens de diferentes regiões do país, incluindo associados de planos de saúde e usuários da rede pública e da rede particular, que responderam a questionários sobre o tratamento que receberam dos hospitais, antes, durante e depois do parto de suas parceiras. O resultado não foi nada animador: todos os usuários de planos de saúde e da rede pública disseram ter sofrido restrições em pelo menos um desses três momentos. Entre os usuários da rede particular, não houve reclama-

ções. “É importante mostrarmos que é sempre o mais frágil, sem dinheiro para pagar atendimentos particulares, que acaba prejudicado em situações como essa”, disse a pesquisadora. “Os hospitais usam diversos argumentos para tentarem se defender, mas a verdade é que a taxa de cumprimento da lei é muito baixa nesse quesito”, completou. A partir de uma lei criada em 1999, São Paulo foi o primeiro estado brasileiro a garantir o direito à mulher grávida de ter um acompanhante (não necessariamente o marido, mas qualquer pessoa de sua escolha) antes, durante e depois do parto. Esse cenário estendeu-se, nacionalmente em 2005, quando uma lei federal garantiu o mesmo direito às mulheres de todo o país. Na prática, no entanto, não é bem assim que acontece. Gabriel, o pai citado anteriormente, por exemplo, foi proibido de dormir no quarto de sua companheira após o parto – mesmo sabendo que ali havia duas camas vagas. “O acompanhante deve ser mais valorizado. Ele é a estratégia mais eficiente para garantir a segurança da paciente. Sozinha, a mulher fica mais vulnerável a erros médicos e até mesmo a abusos, maus tratos e violência verbal”, afirmou Ana. E na sala de parto? Mas será que a presença do homem na sala de parto é tão benéfica assim para a mulher? De acordo com Eduardo Zlotnik, obstetra do Hospital Israelita Albert Einstein (SP), o acompanhante é, sim, importante para a gestante – mas ele não precisa ser necessariamente o pai da criança. “Teoricamente, quanto menos pessoas houver em uma sala de cirurgia, melhor. Mas, quando se trata do parto, nós entendemos que é diferente, é um momento feliz em que poucas mulheres querem ficar sozinhas. A maioria

das minhas pacientes, pelo menos 90%, escolhe ter o companheiro ao lado. Isso é uma tendência dos homens também; cada vez mais, eles mostram o desejo de participar. Mas não existe regra; quando o pai da criança não pode ou não quer estar ali, a mulher tem a opção de chamar qualquer outra pessoa que a deixe tranquila”, disse. Para ajudar os futuros acompanhantes, preparamos um “guia de etiqueta” com dicas sobre como se comportar dentro da sala de parto. Confira: • Permaneça no ambiente, apenas, se sua condição emocional permitir. Lembre-se de que a paciente deve ficar o mais tranquila possível e, se você estiver à beira de um ataque, pode não ser a melhor companhia para ela; • O ambiente hospitalar possui uma série de regras que visam garantir a segurança do paciente. Ouça as instruções dos médicos e enfermeiros, atentamente, para saber em quais materiais é permitido ou não mexer, dentro da sala; • Se você tem muito medo de sangue, mas faz questão de estar presente, permaneça próximo à cabeça da paciente durante o parto, evitando olhar diretamente para o procedimento; • Se os médicos perceberem em você alguma alteração, como palidez e suor excessivo, podem te pedir para sair da sala, acalmar-se e voltar depois. Não se esqueça de que eles têm experiência no assunto, portanto, siga as devidas orientações; • Por se tratar de uma situação de muita emoção, é normal que você fique nervoso e apreensivo. Mas lembre-se da principal regra: esse pode ser um dos momentos mais felizes de sua vida, então, aproveite o máximo! Por Elisa Feres

Atendimento ao recém-nascido na sala de parto Os primeiros minutos de vida do recém-nascido são decisivos e de vital importância para o seu desenvolvimento pleno e sem sequelas neurológicas. Busca-se, através de ações rápidas, cuidadosas e delicadas, facilitarem o rito de passagem e favorecer. Portanto, condições que permitam ao RN refazer um novo equilíbrio com a vida, quando seu frágil e vulnerável corpo assume os riscos da independência fisiológica e a liberdade de suas funções vitais no limite de sua potencialidade. Todo recém-nascido merece cuidado especial logo que sucede o nascimento. Entretanto, alguns necessitam atenção redobrada, pelo maior risco a que estão expostos, estes recém-nascido geralmente apresentam fatores de risco perinatais e/ou pré-natais e nestes casos, deve-se estar preparado para possibilidade de utilizar reanimação neonatal.

TEGO 011/88 - CREMEPE 7293

A seguir são identificados os passos que devem ser realizados na sala de parto. Verificar a presença de fatores de risco: Líquido amniótico meconial, polidrâmnio, oligodrâmnio. Prematuros, pós-maturos e os de baixo peso. Nascidos de cesárea, fórceps, partos pélvicos, gemelares, distócicos e traumáticos. Descolamento prematuro de placenta, placentaprévia, prolapso de cordão, toxemia gravídica, bolsa rota há mais de 24 horas, infecção no pré-parto ou durante o período de parto, diabetes, doença virótica ou parasitária na gestação, hipertireoidismo, dependência de drogas, trabalho de parto prolongado. Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO

Doenças da tireóide - Punções de tireóide - Câncer de pele Doenças da laringe - Doenças da boca e glândulas salivares

Curso para cuidar de recém nascidos

Ministrado pela O cuidar de Criança, empresa já no mercado de profissionalização de cuidadoras de criança, tem se constituído como um dos principais centros de referência de capacitação em Minas Gerais e Brasil em razão de sua capacidade para atender as necessidades daqueles que procuram uma formação profissional continuada de qualidade e, até mesmo, pela sua sensibilidade em antecipar tendências, preparando babás competentes e profissionais para os campos de trabalho. Este curso de treinamento visa capacitar babás, técnicos de enfermagem, oferecendo informações necessárias para as gestantes, mães, avós e outras cuidadoras de crianças, utilizando métodos e técnicas efetivas nos primeiros cuidados com o recém nascido. Com carga horária de 10 horas (oferecendo na parte prática do curso o treinamento em bonecos da técnica do banho, cuidados com o coto umbilical, troca de roupa, troca de fraldas, amamentação, técnica do arroto e posição para dormir). No momento prático do curso será observado no berçário do Hospital de Belo Horizonte os primeiros cuidados com o recém nascido. Conteúdo do curso: - Principais doenças do RN - Prevenção de acidentes - Técnica do banho - Os cuidados com o umbigo - Cólicas - Organização de roupas e rotinas do bebê - Prevenção de assaduras - Medicação: organização, administração e segurança - Higiene do bebê - A hora de dormir - Vacinação - Cuidados com o RN Prematuro - Cuidados com o refluxo-gastroesofágico - Auxílio no aleitamento materno - Aleitamento artificial Professoras: Thatiely Ferreira Marques Guimarães – Enfermeira professora de Materno Infantil da Escola Técnica e Auxiliar de Enfermagem Ideal, Enfermeira da PUCMinas, supervisora da Clínica Frederick Pinel COREN 199248 MG Fica aqui a sugestão de ser criado um curso assim em nossa cidade. Tenho certeza que será um sucesso. Serviço: Inscrições: (31) 3449.7980 Hospital Belo Horizonte – Fonohosp – Clínica de Fonoaudiologia, Subsolo I, Cachoeirinha. Investimento: R$ 420,00, 1º parcela de R$200,00 e o restante no término do curso.


VIDA & SAÚDE

Garanhuns/PE - Edição 52- Abril de 2013

Jornal CRER em Pernambuco

Acesse www.jornalcrer.com/vidaesaude

17

CUIDADOS NO USO DE MEDICAMENTO PARA IDOSOS

S

egundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a população de idosos nos últimos anos, vem crescendo quase

oito vezes mais que a de jovens e quase duas, que a população em geral. O aumento do consumo de medicamentos é comum, nesta população, sendo

um dos motivos para tal o surgimento de doenças crônico-degenerativas nesta faixa etária. O uso simultâneo de múltiplos fármacos, conhecido como

polifarmácia, predispõe a ocorrência de interações medicamentosas, que associada às alterações fisiológicas ocorridas no processo de envelhecimento, aumenta a probabilidade de aparecimento de reações adversas aos medicamentos. É imprescindível que ao paciente idoso, seus cuidadores e familiares estejam atentos ao surgimento de qualquer reação adversa, seja quando um tratamento medicamentoso é iniciado ou quando a dose de um medicamento de uso habitual é modificada. Para a maior segurança no uso de medicamentos para idosos, algumas recomendações importantes devem ser seguidas:

Idosos têm 12 vezes mais risco de morrer por dengue

Dados divulgados do dia 10 de abril, pelo Ministério da Saúde, indicam que os idosos apresentam 12 vezes mais risco de morrer por dengue do que os brasileiros das demais faixas etárias. De acordo com o levantamento, pessoas com mais de 60 anos representam 42% do total de óbitos em decorrência da doença registrada nos primeiros três meses deste ano (132). Segundo a pasta, a maior vulnerabilidade entre idosos pode estar relacionada à prevalência de doenças crônicas como diabetes e cardiopatias. Por causa desses fatores de vulnerabilidade, o ministério orienta os idosos a procurar uma unidade de saúde assim que surgirem os primeiros sinais da

doença. Os sintomas mais comuns da dengue são: febre, dor na cabeça (algumas vezes mais localizada no fundo dos olhos) e nas articulações. Dores abdominais e vômitos persistentes podem ser sinais de agravamento do quadro. A orientação é que, nesses casos, a pessoa busque imediatamente um serviço de saúde. O ministério destacou, ainda, que o paciente com suspeita de dengue não deve tomar remédios que tenham em sua composição o ácido acetilsalicílico, como a Aspirina. A recomendação é que a pessoa se hidrate com água, sucos e água de coco. As recomendações foram reforçadas no dia 09, pelo secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, durante vídeo-conferência com representantes das secretarias estaduais das regiões Nordeste e Sudeste, além do Paraná e Distrito Federal. Também participaram representantes das secretarias municipais de Saúde de Maceió, de São Luís, de João Pessoa e de Sergipe. Fonte: Agencia Brasil

• Mantenha um registro do uso de medicamentos através de uma lista que contenha todos os utilizados, mesmo aqueles não usados, rotineiramente, como os fitoterápicos, homeopáticos, ervas medicinais, etc; • Mantenha a lista sempre atualizada com o nome da medicação: dose, via de administração e posologia; • Leve o registro das medicações, principalmente, quando for a uma consulta médica, durante uma internação hospitalar ou procedimento; • Converse com o seu médico sobre qualquer alergia ou reação ao tomar um medicamento, mesmo que não pareça importante para você; • Saiba para que serve cada

uma das medicações prescritas; • Tome seu medicamento conforme orientação médica. Em caso de dúvida, pergunte sempre ao seu médico ou farmacêutico; • Nunca tome qualquer medicamento sem consentimento do seu médico; • Siga as instruções para armazenar os medicamentos. Não guarde os que não foram usados ou após a data de vencimento. • Lembre-se, sempre: todo o cuidado e a atenção no uso de medicamentos para idosos é de extrema importância e contribu,i significativamente, com a segurança e sucesso do tratamento. Por: Giovana R. Zelezoglo farmacêutica

Quedas na terceira idade Um tipo de acidente muito frequente e que recebe pouca atenção para ser prevenido são as quedas de pessoas da terceira idade. Todos temos um familiar ou conhecido idoso que já ficou acamado ou hospitalizado por conta de um tombo. Consequências típicas destes acidentes são as escoriações, entorses e fraturas, ocasionadas, muitas vezes, por conta da perda natural das funções cognitivas – audição, visão e “propriocepção”, que também corroboram para que a locomoção do idoso, amparado ou não, mesmo em um ambiente seguro, seja por si só um ato de risco. Em função de doenças preexistentes que estes pacientes muitas vezes têm, como osteoporose, diabetes e pressão alta, as complicações das quedas também são muito mais comuns. A recuperação é mais longa, mais desgastante e mais dispendiosa do que nos casos de pacientes mais jovens e pode gerar um custo elevado com internação, medicamentos e procedimentos médicos para a família e governo. Além disso, a morbidade e mortalidade de indivíduos acima de 65 anos estão ligadas a complicações posteriores a quedas. Por isso, mais do que um infeliz evento privado, a queda de um idoso é um desafio para a saúde pública. Instituições, parques e espaços públicos e

Cirurgia Geral Gastroenterologia Vídeo-Endoscopia Digestiva Alta

Dr. Heraldo Cordeiro

Memorial Clinic Rua Ernesto Dourado, 654 - Sala 6 - Heliópolis - Garanhuns/PE 87 3761.4834 / 9604.6097

mesmo, nossos lares, precisam ser repensados em seus projetos.A ergonomia deve ser requisito básico para que segurança e conforto estejam unidos para promover saúde e bem estar. E, isso não é algo difícil de se fazer: • Retirar obstáculos dos caminhos e desobstruir passagens; • Evitar a colocação de tapetes; • Substituir degraus e desníveis por rampas; • Verificar o piso sistematicamente; • Não encerar o chão; • Iluminar adequadamente os ambientes; • Colocar corrimão nas escadas; • Colocar alças para apoio nos boxes do chuveiro e ao lado do vaso sanitário. Com estas práticas e pequenas alterações no ambiente, eles adquirem mais autoconfiança para se locomoverem, e se tornam mais autônomos, o que é um importante fator para a autoestima do idoso. Proporcionar um ambiente seguro ao idoso é promover sua inclusão social e isso contribui, não apenas, para a economia de muitos gastos e dores de cabeça para a família e para o governo, como também para aumentar a qualidade de vida de toda a população. Por: Mário Lenza, ortopedista.


Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013 Acesse www.jornalcrer.com/vidaesaude

ALCOOLISMO Sinônimos: Abuso e dependência química do álcool O uso de substâncias que modificam o estado psicológico tem ocorrido em todas as culturas conhecidas desde a Antigüidade mais remota. Costumavam ser associadas a rituais tradicionais nas várias culturas. Um remanescente desse aspecto ritualístico do uso de substâncias mantém-se na igreja católica que segue usando vinho durante sua celebração. O alcoolismo é uma doença que afeta a saúde física, o bem estar emocional e o comportamento do indivíduo. Segundo estatísticas americanas, atinge 14% de sua população e no Brasil estima-se que entre 10 a 20% da população sofra deste mal. O álcool é classificado como um depressor do sistema nervoso central. EFEITOS FÍSICOS Os efeitos físicos ocasionados pelo álcool são muito amplos no ser humano. Diminuição dos reflexos e sedação são comuns. O uso a longo prazo aumenta o risco de doenças como o câncer na língua, boca, esôfago, laringe, fígado e vesícula biliar. Pode ocasionar hepatite, cirrose, gastrite e úlcera. Quando usado em grande quantidade pode ocasionar danos cerebrais irreversíveis. Pode levar à desnutrição. Pode causar problemas cardíacos e de pressão arterial. É uma causa conhecida de malformação congênita quando usado durante a gestação. EFEITOS EMOCIONAIS Os efeitos emocionais e comportamentais são muito frequentes e variáveis conforme a tolerância do indivíduo e a dose ingerida. Perda da inibição, sendo que pessoa intoxicada com álcool pode fazer coisas que normalmente não faria, como, por exemplo, dirigir um carro em alta velocidade. Alteração do humor, ocasionando raiva, comportamento violento, depressão e até mesmo suicídio. Pode resultar em perda de memó-

ria. Prejuízo na vida familiar do alcoolista, ocasionando desentendimento entre o casal, e problemas emocionais a longo prazo nas crianças. Diminuição da produtividade no trabalho. COMO A PESSOA DESENVOLVE ALCOOLISMO Um indivíduo pode tornar-se alcoolista devido a um conjunto de fatores, incluindo predisposição genética, estrutura psíquica, influências familiares e culturais. Sabe-se que homens e mulheres têm 4 vezes mais probabilidade de ter problemas com álcool se seus pais foram alcoolistas. EFEITOS DO ÁLCOOL Geralmente está associado a outras condições psiquiátricas como transtornos de personalidade, depressão, transtorno afetivo bipolar (ou psicose maníaco depressiva), transtornos de ansiedade e suicídio. INTOXICAÇÃO POR ÁLCOOL Os sintomas dependem da concentração de álcool no sangue. No início do quadro a pessoa pode tornar-se séria e retraída, ou falante e alegre. Podem ocorrer crises de riso ou choro. Em geral ocorre sonolência. Gradativamente o indivíduo começa a perder a coordenação motora, apresentando dificuldade para falar e caminhar. Os reflexos tornam-se mais lentos. Intoxicações graves com concentrações maiores de álcool no sangue podem levar ao coma, depressão respiratória e morte. INTOXICAÇÃO PATOLÓGICA Caracteriza-se por intensas mudanças de comportamento e agressividade após a ingestão de uma pequena quantidade de álcool. A duração é limitada, sendo comum o black out (amnésia). Pela violência das manifestações pode ser necessário até internar o paciente além de medicá-lo. SÍNDROME DE ABSTINÊNCIA AO ÁLCOOL Ocorre em pacientes que fazem uso de álcool em gran-

Fones: (87) 3762.2247 / 9621.2287 / 9906.7886 Av. Frei Caneca, 22 - Sala 03 - Heliópolis - Garanhuns/PE

de quantidade e por tempo prolongado, e que param de consumir a bebida. Os primeiros sintomas de abstinência iniciam 12 horas após parar de beber. Os sintomas mais comum são os tremores, acompanhados de irritabilidade, náuseas, vômitos, ansiedade, sudorese, pupilas dilatadas e taquicardia. Pode evoluir para uma condição clínica mais grave chamada Delirium por abstinência de álcool (Delirium Tremens) DELIRIUM TREMENS É uma emergência médica e, quando não tratado adequadamente, pode levar o paciente a convulsões e morte em até 20% dos casos. Inicia geralmente na semana em que o paciente para de beber. O paciente apresenta taquicardia, sudorese, febre, ansiedade, insônia. Pode apresentar alucinações, como, por exemplo, enxergar insetos ou outros pequenos bichos na parede. O nível de consciência do paciente “flutua” desde um estado de hiperatividade até um de letargia. COMO O MÉDICO FAZ O DIAGNÓSTICO O diagnóstico é feito através de uma anamnese (entrevista) com o paciente e sua família e exame físico. Os exames de laboratório não servem para diagnosticar alcoolismo, porém podem dar “pistas” se o paciente faz uso crônico de álcool, e conseguem dar uma idéia aproximada do grau de lesão de alguns órgãos ocasionado pelos efeitos tóxicos do álcool, como por exemplo no fígado. COMO SE TRATA Em primeiro lugar é preciso esclarecer que não existe um tratamento ideal para o alcoolismo. Por isso, os casos devem ser considerados individualmente, e a partir de um bom exame clínico, deve-se indicar o tratamento mais apropriado para cada paciente de acordo com o grau de dependência e do ponto de desenvolvimento da doença em que se encontra a pessoa. É preciso lembrar

que as recaídas são comuns nos pacientes alcoolistas. Na grande maioria dos casos, o próprio paciente não consegue perceber o quanto está envolvido com a bebida, tendendo a negar o uso ou mesmo a sua dependência dela. Nestes casos, pode-se começar o tratamento ajudando o paciente a reconhecer seu problema e a necessidade de tratar-se e de tentar abster-se do álcool. A indicação de internação, pelo menos como fase inicial de desintoxicação, costuma ser a regra. Em ambulatório, os tratamentos disponíveis são a psicoterapia cognitivo comportamental e a psicoterapia de orientação analítica, realizadas individualmente ou em grupo. Os grupos de auto-ajuda, como os Alcoólicos Anônimos, têm-se mostrado uma das alternativas mais eficazes no tratamento do paciente alcoolista e no acompanhamento de sua família, o que costuma ser indispensável para o bom andamento do tratamento. Algumas medicações podem ser utilizadas para causar uma reação física violenta se a pessoa ingere álcool ou ainda bloquear a vontade e o prazer de beber. Fontes de informação sobre álcool, tabaco e outras drogas ou substâncias psicoativas: 1. ABEAD - http://www.abead.com.br/ Associação Brasileira de Estudos do Álcool e Outras Drogas A ABEAD mantém um boletim de acesso livre com destaques das notícias mais relevantes relativas a drogas de abuso. Apresenta também material de consulta restrita para associados. 2. CEBRID - Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas www. cebrid.epm.br O site do CEBRID oferece informações em vários níveis de complexidade, incluindo levantamentos epidemiológicos nacionais entre escolares e na população geral.

3. CREMESP – O conselho Regional de Medicina de São Paulo oferece uma boa introdução ao tema dos problemas decorrentes do uso de álcool, tabaco e outras drogas, intitulada “USUÁRIOS DE SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS - Abordagem, diagnóstico e tratamento”. http:// www.cremesp.org.br/?siteAc ao=Publicacoes&acao=detal hes&cod_publicacao=23 4. NIAAA - NIAAA National Institute on Alcohol Abuse and Alcoholism. www.niaaa. nih.gov/ O NIAAA oferece atualização focada no alcoolismo. 5. NIDA - National Institute on Drug Abuse www.nida. nih.gov/ Este site apresenta informação sobre álcool, tabaco e outras drogas em vários níveis de complexidade e para públicos variados, desde adolescentes escolares até profissionais da saúde em busca de atualização. 6. SENAD - Secretaria Nacional www.senad.gov.br A SENAD mantém disponíveis

informações sobre todas as substâncias com potencial de abuso e levantamentos epidemiológicos relativos ao uso de drogas no Brasil. Apresenta, ademais, informações relevantes para organizadores de serviços para atenção a usuários de álcool, tabaco e outras drogas. 7. VIVAVOZ - VIVA VOZ 0800 510 0015 www.psicoativas.ufcspa.edu.br/vivavoz O VIVAVOZ é um serviços modelo para informação sobre drogas de abuso. Oferece também informações via telefone, tanto para quem busca conhecimento quanto assistência clínica. 8. UNIAD - Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas http://www.uniad.org.br/ A UNIAD mantém um site com farta informação de acesso livre organizada em largo espectro de complexidade. Mantém também esforços em Pesquisa e Assistência. Fonte: abcdasaude.com.br


VIDA & SAÚDE

Garanhuns/PE - Edição 52- Abril de 2013

Acesse www.jornalcrer.com/vidaesaude

D

DIA DO ENFERMEIRO

ia 12 de maio, comemora-se, mundialmente, o Dia do Enfermeiro, em referência a Florence Nightingale, um marco da enfermagem moderna no mundo e que nasceu em 12 de maio de 1820. Já no Brasil, além do Dia do Enfermeiro, entre os dias 12 e 20 de maio, comemora-se a Semana da Enfermagem, data instituída em meados dos anos 40, em homenagem a dois grandes personagens da Enfermagem mundial: Florence Nigthingale e Ana Néri, enfermeira brasileira e a primeira a se alistar, voluntariamente, em combates militares. A profissão tem sua origem milenar e data da época em que ser enfermeiro era uma referência a quem cuidava, protegia e nutria pessoas convalescentes, idosos e deficientes. Durante séculos, a Enfermagem vem formando profissionais em todo o mundo,

comprometidos com a saúde e o bem-estar do ser humano. Só no Brasil, são mais de 100 mil enfermeiros, além de técnicos e auxiliares de enfermagem, que somam cerca de 900 mil profissionais em todo o país. Essas variações de cargos fazem com que mais profissionais se juntem ao setor e a novas possibilidades de trabalho nesta área. Origem da Profissão: Desde os tempos do Velho Testamento, a profissão de enfermeiro já era reconhecida por aqueles que cuidavam e protegiam as pessoas doentes, em especial, idosos e deficientes, pois nessa época, tais atitudes garantiam ao homem a manutenção da sua sobrevivência. Nessa época e, durante muitos séculos, a enfermagem estava associada ao trabalho feminino, caracterizado pela prática de cuidar de grupos nômades primitivos. Com o passar dos tempos, as

práticas de saúde evoluíram e, entre os séculos V e VIII, a Enfermagem surge como uma prática leiga, desenvolvida por religiosos como se fosse mais um sacerdócio. Sendo assim, tornou-se uma prática indigna e sem atrativos para as mulheres da época, pois consideravam o trabalho como um serviço doméstico, o que atestava queda dos padrões morais que sustentavam, até então, o trabalho da enfermagem. Mesmo com essa crise da profissão, a evolução do trabalho associado ao reconhecimento da prática, em meados do século XVI, a Enfermagem já começa a ser vista como uma atividade profissional institucionalizada e, no século XIX, vista como Enfermagem moderna na Inglaterra. A partir daí, foram catalogadas definições e padrões para a profissão e a ANA (American Nurses Association) define a Enfermagem

como “uma ciência e uma arte, levando em consideração que o objetivo principal do trabalho é o de cuidar dos problemas reais de saúde, por meio de ações interdependentes com suporte técnico-científico, bem como reconhecer o papel significativo do enfermeiro de educar para saúde, ter habilidades em prever doenças e o cuidado individual e único do paciente”. De onde vem o nome Enfermeiro: A palavra Enfermeiro/a compõe-se de duas palavras do latim: “nutrix”, que significa Mãe, e do verbo “nutrire”, que tem como significados criar e nutrir. Estas duas palavras, adaptadas ao inglês do século XIX, acabaram se transformando na palavra NURSE que, traduzida para o português, significa Enfermeiro. Fonte: Velhosamigos

PIB para saúde Movimento reúne mais de 1,2 milhão de assinaturas em defesa dos 0% do PIB para saúde: O Movimento Nacional em Defesa da Saúde Pública, o Saúde+10, em parceria com mais de 70 entidades conseguiram reunir 1 milhão 250 mil assinaturas em defesa do projeto de elevar o investimento em saúde pública a 10% do Produto Interno Bruto (PIB). Espera-se que 1,5 milhão de assinaturas deem apoio à proposta. A informação foi dada hoje (10), dia em que o movimento promoveu uma manifestação na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, para chamar a atenção para a causa. Segundo o coordenador do Movimento Saúde+10, Ronald Ferreira dos Santos, o objetivo da marcha é “defender o Sistema Único de Saúde [SUS], por meio de projeto de lei de iniciativa popular, para garantir 10% das receitas correntes brutas para a saúde”. De acordo com Santos, cerca de mil e quinhentas pessoas participaram da manifestação. Já a Polícia Militar estimou que perto de 500 pessoas estiveram na esplanada em prol da causa. “Aqui, tem atores com os mais diferentes interesses. Essa proposta conseguiu unificar diversas entidades em uma única: os 10%”, disse o coordenador. Ivone Evangelista Cabral, presidente da Associação Brasileira de Enfermagem (Aben), que esteve ontem (9), na esplanada,

As temíveis ‘trans’, tão faladas na mídia, nada mais são do que um tipo de gordura utilizada para melhorar a consistência e aumentar a validade de alimentos industrializados, como sorvetes, batatas fritas, salgadinhos de pacote, bolos, biscoitos, margarinas, pratos congelados, empanados, dentre outros. Quando o processo de hidrogenação industrial (transformação de óleos vegetais líquidos em gordura que permanece sólida à temperatura ambiente) foi criado, acreditava-se que as gorduras trans fabricadas por esse processo seriam uma alternativa mais saudável que a saturada, presente nos

para lutar pela aprovação do projeto que estipula a jornada da categoria em 30 horas semanais, voltou nesta quarta, para, em frente ao Congresso Nacional, “reforçar a tese de que o Brasil precisa de 10% do PIB aplicado à saúde, porque isso é um direito que assiste ao cidadão”. Para a integrante da diretoria do Conselho Federal de Psicologia (CFP), Monalisa Barros, o conselho, junto com outras entidades nacionais, reivindicam verbas suficientes para atender à sociedade brasileira. “O SUS já realizou uma grande modificação na saúde brasileira, mas está sempre pela metade”. Quanto à psicologia, Monalisa Barros disse que “a gente defende para que a saúde mental seja ofertada de forma integral, no âmbito da assistência e no âmbito da saúde e não no âmbito judicial”. Segundo o vice-presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Aloísio Tibiriçá, as entidades terão mais 30 dias para recolher o restante das assinaturas. “Acreditamos que, em breve, viremos ao Congresso trazer mais de 2 milhões de assinaturas do povo brasileiro para melhor financiamento da saúde”.

Gorduras Trans

Fonte: Agencia Brasil.

produtos de origem vegetal. As trans, des- a presença de gordura vegetal ‘hidrogenade então, vêm sendo utilizadas em muitos da’ e/ou ‘parcialmente hidrogenada’, já que a indústria pode declarar que um alimento produtos. Entretanto, hoje, sabemos que é isento de gorduras trans quando a porseu consumo é extremamente maléfico ao organismo, podendo causar o aumento do ção for menor que 0,5g de trans. Ou seja, colesterol total e do colesterol ruim (LDL) mesmo um alimento com a informação E, provável redução dos níveis de coleste- ‘livre de gorduras trans’ pode conter esse rol bom (HDL), colaborando para o apare- produto em quantidades pequenas. cimento de doenças cardiovasculares. Não há recomendação para o consumo de Você já reparou que no rótulo dos alimen- gorduras trans, por isso dê preferência a tos não existe recomendação diária para a uma alimentação natural, saudável e balanceada e afaste esse perigo da sua mesa. gordura trans? Isso porque quanto mais você evitá-la, melhor! É importante também procurar na compoPor: Thais Eliana Carvalho de Lima Nutricionista clínica sição dos alimentos que você for consumir

Jornal CRER em Pernambuco

19

O risco da reposição hormonal Novas evidências confirmam que a terapia de reposição hormonal, na menopausa, pode aumentar o risco de câncer de mama. Resultado de um estudo publicado online, no dia 29 de março, na revista científica “Journal of the National Cancer Institute” reforça as preocupações sobre os riscos da reposição hormonal em mulheres menopáusicas. Esta nova análise confirma a associação entre reposição hormonal com estrógeno mais progesterona e o aumento da incidência de câncer de mama, especialmente, quando a reposição hormonal é iniciada próximo ao período da menopausa. A ligação entre reposição hormonal e câncer de mama já havia sido demonstrada em outros estudos. O fato novo exposto por esta análise, que incluiu cinco estudos com mulheres pós-menopáusicas de 50 a 79 anos é que as mulheres que iniciam a reposição poucos meses após o início da menopausa têm o seu risco de desenvolver câncer de mama muito aumentado (risco em torno de três vezes maior), quando comparado com o risco das mulheres que iniciam o tratamento dez anos após a menopausa (as quais, por sua vez, também têm um risco maior que as mulheres que não fazem reposição hormonal algum, porém não tão alto). Por contar nesta análise com um número maior de mulheres que iniciaram a reposição logo após a menopausa foi possível detectar este grande aumento de risco com a reposição precoce. Em outros estudos que igualmente apontaram para um risco na reposição hormonal, este risco maior com a reposição precoce não era possível de ser observado porque a maioria das mulheres naqueles estudos iniciava a reposição, em média, dez anos após o início da menopausa. Outro dado que esta análise adiciona à discussão é o de que não houve diferença na sobrevida após o diagnóstico entre as mulheres com câncer de mama ligados à reposição e àquelas que desenvolveram câncer não ligados à reposição, contrariando alguns estudos anteriores que sugeriam que o câncer de mama ligado à reposição hormonal era de melhor prognóstico. Estes novos resultados confirmam estudos prévios que demonstram que a reposição hormonal está associada a um aumento do risco de câncer de mama e, apresentam novas evidências de que: A) - este câncer ligado á reposição hormonal não tem melhor prognóstico dos que os outros e, principalmente os de mama; B) - quanto mais cedo é iniciada a reposição após a menopausa, maior é o risco. Este conjunto de observações insere novos argumentos no diálogo indispensável entre as mulheres e seus médicos sobre os prós e os contras da reposição hormonal durante a menopausa, avaliando-se, por um lado, as limitações produzidas pelos sintomas da menopausa, e, por outro, a ponderação das evidências de um risco aumentado para desenvolver câncer de mama; evidências estas confirmadas e ampliadas a cada nova pesquisa científica publicada. Fonte: Journal of the National Cancer Institute.


C

Jornal CRER em Pernambuco

MULHER

Garanhuns/PE - Edição 52 - 2013

Acesse www.jornalcrer.com/mulher

É HORA DE DORMIR!

omo todos os comportamentos do ser humano, o sono precisa ser ensinado ou condicionado. Criar certos hábitos pode acostumar mal à criança ou aumentar sua dependência dos pais. Listamos os principais erros que os casais cometem, quando o assunto é hora de dormir: Não ter rotina: Criança gosta e precisa de repetição para se sentir segura. O ideal é que à hora de ir para a cama seja precedida pelas mesmas ações, todos os dias. Atividades agitadas: O ideal é que essa rotina não inclua atividades que vão deixar o pequeno ainda mais desperto, como brincadeiras que envolvem movimentação física e programas de televisão que deixam a criança agitada ou com medo. Entre as atividades relaxantes estão tomar banho e ler um livro. Colo: Um dos erros mais comuns é ninar o filho e deixá-lo adormecer no colo dos pais. As crianças devem dormir diretamente onde vão acordar,

porque ao despertarem, na madrugada, há grande chance de estranharem o berço e chamarem a pessoa que as fez dormir. O mais indicado é dar um beijo de boa-noite e levá-la ainda acordada para o berço. Os pais deixam o quarto e, se ouvirem choro, voltam alguns minutos depois, para que ela perceba que ninguém a abandonou. Aos poucos, o bebê se acalma e aprende a dormir sozinho. Ninar pela casa: Nada de perambular com a criança pela casa no carrinho de bebê, colocar o bebê-conforto sobre a máquina de lavar ou passear de carro com o pretexto de fazer a criança dormir. Ela não precisa ser chacoalhada para pegar no sono. A dica é dar uma fraldinha ao seu filho, que ele se auto ninará. Levar para dormir na cama dos pais: Se a criança acorda assustada ou chama pelos pais, de madrugada, os adultos precisam dar atenção, mas no quarto dela. Isso porque ceder aos pedidos, em um dia,

transmitirá a mensagem de que a criança pode insistir sempre. Se o filho for direto para cama dos pais, até pode deixá-lo ficar um pouquinho, mas leve-o de volta para o quarto dele, quantas vezes forem necessárias. Compartilhar a cama com frequência atrapalha o sono da família, não incentiva a independência da criança e prejudica a intimidade do casal. Luz acesa: É comum, crianças terem medo do escuro, mas deixar a luz acesa altera a produção do hormônio melatonina, que induz o sono. Se seu filho estiver com medo, converse sobre os motivos da insegurança, explicando que não há razão para temer. Para acalmá-lo, deixe uma tomada de luz baixa, que ilumina o caminho, caso ele acorde de madrugada. Luz de cor azul tem efeito calmante. Para as crianças que não se importam o melhor é apagar todas as luzes. Deixar a TV ligada: Além de o som e de a luz prejudicarem a qualidade do

sono, ele precisa aprender a adormecer sozinho. Dar comida de madrugada: Os médicos dizem que a alimentação durante a noite é uma das coisas que mais atrapalham o sono. Se a criança tem fome, os pais devem verificar se a alimentação no restante do dia ou na última mamada da noite está sendo suficiente. Irritação: Nada de inventar situações negativas em relação ao sono, como a do bicho-papão. Ficar bravo ou irritado na hora de colocar os filhos para dormir também é ruim, pois, eles começarão a associar esse momento a algo negativo. Evitar as sonecas diurnas para melhorar o sono da noite: Normalmente, esse sono divide-se em duas etapas: de manhã e depois do almoço. À medida que seu filho cresce, a necessidade de dormir, enquanto o sol está no céu, diminui.

Considerado “o ouro líquido brasileiro”, o óleo de macaúba nutre e deixa o cabelo mais bonito, macio e sem friz

12 motivos para usar o óleo de macaúba! 1. Sua textura é mais leve que a de outros produtos do mercado. Isso evita que o cabelo fique pesado ou ensebado. 2. Serve para todo tipo de fio: enrolado, liso, com química...

3. Dá pra ver os efeitos na hora: o cabelo fica mais brilhante, luminoso, macio, hidratado e cheiroso desde a primeira vez que você usa! 4. Pode ser aplicado no cabelo seco ou úmido, todos os dias. Em oleosos, é melhor passar só duas vezes por semana. 5. Define os cachos mesmo que você tenha lavado os fios no dia anterior. E diminui bastante o volume na hora da aplicação. 6. Pingos do líquido na máscara de hidratação potencializam o efeito dela. 7. Seu aroma tem toques de lavanda, bergamota e hortelã-pimenta. Refrescante, né?

8. Pode ser usado antes da escova ou chapinha. Por ser termoativado, ele protege do calor e ainda deixa a escovação bem mais fácil e rápida. 9. Protege dos danos da coloração por ter antioxidantes na fórmula. Misture na tintura antes de aplicá-la na cabeça. Isso previne o desbotamento. Palha nunca mais! 10. É ótimo para amenizar os efeitos químicos da progressiva ou do alisamento. 11. A longo prazo, previne o envelhecimento do cabelo, deixando-o com aspecto mais bonito. É só ter disciplina para usar o óleo com certa frequência.

Olá, meninas! Continuando com o nosso papo sobre o que usaremos no tão esperado inverno, vamos ver mais algumas tendências:

Verde esmeralda: Eleita pela “Pantene” (autoridade mundial em cores), essa é a cor de 2013. Fácil de coordenar e cai bem em qualquer cor de pele e dá um ar elegante à produção. Aposte em peças de roupa (calças, camisas, jaquetas...) ou em acessórios (bolsas, sapatos, cintos e bijuterias).

Por Elisa Feres

Óleo de macaúba é o novo aliado do cabelo das brasileiras Desenvolvido para a mulher brasileira, ele promete hidratação intensa O novíssimo óleo de macaúba promete recuperar os fios danificados de vez, logo na primeira aplicação. Desenvolvido especialmente para o cabelo da mulher brasileira, suas propriedades dão mais brilho, maciez, leveza e prometem hidratação intensa. Quer mais? Tem!

Com Sara Tannouri

Urban Safari: Tons “nude”, terrosos, estampas de animais selvagens, maxi colares, franjas, couro e muito dourado. Todas as mulheres podem se jogar nessa tendência, sejam elas mais discretas ou mais ousadas.

12. Por ser brasileiro, seu preço é mais baixo que o de óleos importados que existem por aí. Ela é brasileira! Diferentemente dos óleos marroquinos, como o argan, o de macaúba vem de uma palmeira nativa do Brasil. Típica do cerrado mineiro, a planta chega a atingir 15 metros de altura e todas suas partes são aproveitáveis. Seu fruto produz dois tipos de óleo. Um é retirado da polpa e utilizado na produção de biodiesel (combustível). O outro é extraído de sua parte mais nobre, a amêndoa, e serve para o cabelo. Do tronco, é extraído o palmito, e a madeira também é aproveitada em construções e cercas.

Calças coloridas: pegando carona no sucesso do verão, as calças coloridas continuam com tudo, mas as cores são bem diferentes das que usamos na estação passada. Marrom, telha, mostarda, roxa, vinho, azul “Royal”, vermelho e azul marinho são as cores que mais vão aparecer.

Fotos: Site Osmoze/ Site Fore

20


Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

MULHER Acesse www.jornalcrer.com/mulher

Jornal CRER em Pernambuco

21

MULHER JOVEM E MULHER DE MEIA IDADE Aprenda como cuidar da pele e das rugas em cada idade de vida

O

medo de acrescentar anos à idade e rugas ao rosto é tão universal que duas autoras americanas, Vivian Diller e Jill Muir- Sukenick, lançaram o livro Encare o Espelho (Ed. Cultrix, 216 págs.). Ambas são ex-modelos que buscaram novas carreiras e se tornaram psicanalistas especializadas em ajudar profissionais que lutam contra a ação do tempo, como bailarinos, modelos, atores e atletas. Vivian explica que o medo de envelhecer é normal em países que exaltam a beleza juvenil. “Mas não tem sentido comparar-se a alguém mais jovem. Temos que tentar aparentar e sentir o melhor que podemos para nossa própria idade”, diz a autora. Pior é o perigo de querer ter, aos 50 anos, a mesma pele e rosto, que tinha aos 20 anos. É submete-se a um exagero de procedimentos, que vão funcionar como um tiro no pé - e deixá-la parecendo uma caricatura de si mesma. Aceitar o envelhecimento não quer dizer o fim da vaidade; é cuidar para que as mudanças sejam suaves e cheguem no tempo certo. “Eu diria que, se você cuidar de si mesma, não entrar em pânico com a passagem do tempo, mas sim redefinir o significado de beleza para sua idade, tem a chance de sentir-se ainda mais atraente do que nunca!”, finaliza Vivian; muito melhor do que arrancar cada fio branco que aparecer, não acha? Para confirmar a teoria de que é possível envelhecer bonita, esclarecemos quais são os melhores cuidados para a pele aos 20, 30 e 40 anos de idade ou mais. Leia e siga as recomendações para perder, de vez, o medo do espelho. 20 ANOS: Oleosidade é o foco. Mesmo com o fim da adolescência, as alterações hormonais que estimulam o trabalho das glândulas sebáceas podem persistir. O alarme da flacidez pode tocar, a partir dos 25 anos, quando a produção de colágeno passa a diminuir. É nessa fase em que as alterações no DNA causadas pelo sol ocorrem: as sardinhas até têm seu charme nessa época, mas são o prenúncio de que você sofrerá com manchas e rugas se não proteger sua pele daqui pra frente. Limpeza é a palavra-chave: Lave o rosto com um sabonete específico, no máximo, duas vezes por dia, para evitar o efeito rebote (excesso de produção

sebácea por causa do resseca- entra em um processo de demento causado pelo produto). gradação mais acentuado. ReEscolha um com ácido salicíli- sultado: surgem as primeiras co e aposte em um tônico ads- rugas (as mais frequentes são tringente para cuidar dos poros os pés de galinha e linhas em obstruídos. O protetor solar é regiões em que se movimenta item obrigatório. A dermato- bastante, como entre as sologista Claudia Magalhães, do brancelhas). Recife, indica os de toque seco As sardas e as manchinhas vão(encontrados em “séruns” ou -se multiplicando pelo rosto gel-creme) ou aqueles que, em- e pelo colo a qualquer hora. bora sejam cremosos, têm ati- Filtro solar todos os dias. Mas, vos que controlam a oleosidade. para cada pele há uma senÀ noite, aplique um hidratante tença. Alguns fatores podem “oil free” e com ativos antioxi- acentuar esses sinais da idade, dantes, que vão combater os como o cigarro (nem vamos radicais livres que aceleram o comentar a agressão para o efeito do envelhecimento. seu corpo todo que é fumar, Procure no rótulo ativo como certo?) e como o álcool, que vitamina C, “coffeeberry”, “fe- atrapalham a microcirculação verfew” e chá verde. A região entre as células; dormir pouco dos olhos é a primeira a entre- causa olheiras e rouba o tempo gar a sua idade, por isso, reser- hábil para a renovação celular ve uma atenção especial a ela. noturna. Não esperamos que Os cremes devem ser usados, se abandone a “happy hour”, diariamente, pela manhã e à mas está na hora de agir como noite. Para combater marcas gente grande e encarar aquele de acne e inflamações aposte prato colorido sem cara feia! em corretivos com ácido sali- Uma boa alimentação, rica em cílico ou fórmulas manipula- hortaliças e frutas, carrega andas que contenham peróxido tioxidantes que combatem os de benzoíla ou adapaleno. Os efeitos dos radicais livres. ácidos retinóicos e glicólico e a Xô, rugas e manchas! esfoliação semanal (estimulam A escolha do sabonete depende a renovação celular) são bem- do seu tipo de pele, mas, em -vindos nessa fase, mas lembre- geral, deve ser mais hidratante -se de escolher sempre produ- do que o usado aos 20 anos. Intos com textura leve. clua um tônico para equilibrar Vale experimentar: o PH da pele. Nos tratamentos “Combata a oleosidade, incluin- noturnos, saem os antioleosido em seus cuidados uma lim- dade e entram os hidratantes peza de pele combinada com mais potentes. A dermatolo‘peelings’ superficiais”, diz a der- gista Cláudia Magalhães indica matologista Ana Paula Meski, continuar com o ácido glicólide São Paulo. Os ‘peelings’ de co, que estimula a renovação ácido salicílico e de diamante celular e os antioxidantes, imsão os mais brandos. portantes em qualquer idade. Agenda: Se for necessário, invista em • Todo dia limpar, hidratar e uma máscara revitalizadora, usar protetor solar; semanal, para recuperar o viço • Toda noite limpar, aplicar da pele. produto com ativo antioxidan- Mas há novidades para as suas te e tratamento antioleosidade; compras; inclua cremes com • Toda semana esfoliar para re- ativos clareadores e uniformimover células mortas; zantes, como hidroquinona, • Todo mês fazer limpeza de ácido kójico, ácido fítico, idepele com uma dermatologista benona e arbutin. Também é ou esteticista; importante procurar tratamen• Todo trimestre ‘peeling’ su- tos específicos com substâncias perficial; que incentivem a produção de • Todo ano visitar o dermato- colágeno, tais como as vitamilogista. nas C e E, o retinol e o retinalDicas de maquiagem: deído. Fique atenta: além de • A base deve ser leve, de pre- cuidar da área dos olhos, inferência “oil free”, para unifor- clua o pescoço na sua rotina de mizar a pele sem ressaltar a cuidados. A pele dessa região é oleosidade; igualmente sensível. • Aposte em corretivos secan- Dermatologia tes com ácido salicílico para es- Nessa idade, é comum a aplicaconder e tratar as espinhas ao ção de luz intensa pulsada, um mesmo tempo; aparelho que age na melanina • Para controlar a oleosida- das células, diminuindo a inde, use pó compacto na zona cidência de sardas e melasmas, T. Truque: tenha sempre em a além de estimular o colágeno. “nécessaire”, lenços absorventes A dermatologista Cláudia Mapara controlar o brilho do ros- galhães também indica “peeto durante o dia; lings” químicos (substâncias • Abuse das sombras cremosas, que penetram na pele) para enquanto ainda não tem mar- estimular a renovação celular, quinhas nas pálpebras. sem a necessidade da abrasão. Esse tipo de “peeling” ameniza 30 ANOS: linhas finas e manchas. A corOlá, gravidade! reção das rugas iniciais pode Ana Paula Meski, dermatolo- ser feita com a aplicação de ácigista de São Paulo, conta que é do hialurônico, um agente de nessa faixa em que o colágeno hidratação da pele que, reten-

do as partículas de água, deixa compensar a perda natural. Os logista Denise Steiner diz que a pele mais firme. melanócitos, estrutura da pele talvez seja a hora de aderir à Agenda: responsável pela melanina, radiofrequência (ondas que pe• Todo dia limpar, hidratar e também estão desgastados e netram na pele e estimulam a usar protetor solar; produzem pigmentos de forma produção de colágeno). O laser • Toda noite limpar, aplicar irregular, causando manchas. de CO2 é outra boa opção. Ele produto com ativo clareador O colágeno é produzido cada aquece as células, modificando de manchas e “antiaging”; vez em menor quantidade. Por sua estrutura e estimulando • Toda semana esfoliar para re- isso, a flacidez é mais acentua- a produção de colágeno. Por mover células mortas e aplicar da. Outro alerta vermelho: a ser fracionado, deixa algumas máscara revitalizadora; perda de gordura em pontos regiões do rosto intactas e é • Todo mês “peeling” superfi- específicos da face, como nas menos invasivo. O ácido hialucial; maçãs do rosto, vai deixando- rônico para repor volume con• Todo trimestre, se necessário, -o murcho. E, se não bastasse tinua válido. uma sessão de luz intensa pul- tudo isso, o rosto também per- Agenda: sada; de o contorno e o pescoço a sua • Todo dia limpar, hidratar, • Todo semestre visitar o der- firmeza. usar “antiaging” e protetor somatologista; Armas de combate: lar; • Todo ano, se necessário, fazer A boa notícia é que, apesar de • Toda noite limpar, aplicar aplicação de ácido hialurônico. caprichada, a limpeza não pre- produto com ativo clareador Dicas de maquiagem: cisa ser pesada, uma vez que de manchas e” antiaging” e • Use “primer”, pois ele diminui a oleosidade tende a ser bem produto para a área dos olhos; os poros e deixa a pele com to- controlada. Troque o sabonete • Toda semana esfoliar para reque aveludado; por uma espuma suave e faça a mover células mortas; • Aposte na base mineral, que limpeza duas vezes ao dia. Use • Todo mês, limpeza de pele; tem boa cobertura e textura um creme hidratante diurno • Todo trimestre fazer “peeling” leve e que não se acumula nas com ácido hialurônico e esti- químico; linhas finas nem obstrui os po- mulantes de aquaporines, que • Todo semestre fazer preenchiros; vão ajudar a manter as molé- mento com ácido hialurônico; • Procure um corretivo especí- culas de água na pele. Cremes • Todo ano, luz pulsada e radiofico para a área dos olhos e ilu- e “séruns” com agentes antio- freqüência. mine a região com pó ilumina- xidantes continuam na lista de Regras para o “nécessaire”: dor para disfarçar as olheiras; itens importantes e o protetor • Prepare a pele com um “pri• Quando usar delineador e solar pode ser mais cremoso e mer” com efeito “lifting” imesombra no côncavo, suba um com FPS mais alto. diato; pouco o traço, quando chegar Alie tudo isso a tratamentos • A base deve ter ativos hidraao canto interno dos olhos. que incentivem a síntese de co- tantes e ser fluida para não se Esse truque levanta o olhar; lágeno e com alta concentração acumular nos vincos das rugui• Não saia sem “blush”! Os tons de ativos. Pode apostar em fór- nhas; de bronze e rosados trazem de mulas que contenham retinol, • Fuja das texturas em pó, que volta o viço da pele. coenzima Q10, hidroquinona, marcam as linhas na região dos DMAE, raffermine, tretinoína olhos. Isso vale também para o 40 ANOS: e isotretinoína. Reserve mais pó facial; Guerra contra o tempo. atenção ao contorno dos olhos • Aplique sombra cintilante Segundo a dermatologista De- e da boca. Se possível, tenha abaixo do arco da sobrancelha nise Steiner, de São Paulo, a um produto com” antiaging’ para levantar o olhar; pele, nessa fase, está mais fina para cada uma dessas regiões. • Use máscara apenas nos cílios e compacta, por isso, retém E não tenha medo de dar uma superiores — se aplicada abaimenos líquido. Isso diminui esticadinha de leve; arrisque xo, ela acentua as olheiras; a hidratação natural e causa em cremes diurnos de efeito • Para ganhar volume nos ládois problemas distintos: res- tensor imediato, como os com” bios, contorne com lápis “nude” secamento em algumas partes tensine” e “liftline”. e esfume o traço para dentro. da pele e acúmulo de líquidos Novas estratégias: Aplique batom cintilante ou em outras (como nas bolsinhas Continue com os “peelings” “gloss” no meio dos lábios. abaixo dos olhos). A lição mais químicos na agenda. Além da básica é beber muita água para luz intensa pulsada, a dermatoFonte: Mdemulher


22

NOTÍCIAS

Jornal CRER em Pernambuco

Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

Acesse www.jornalcrer.com/projetoalfa

ASSEMBLEIA DE DEUS NOVAS DE PAZ

Viagem Missionária O Pr. Erinaldo Silva está em viagem missionária ao estado de Santa Catarina, onde, juntamente ao cantor Cacá Mendes, estará ministrando a Palavra de Deus nas cidades de Laguna, Itajaí e Navegantes. Na programação da viagem, participará do 31º Congresso Internacional de Missões na cidade de Camboriú.

Campanha Jesus te batizará com Espírito Santo e com Fogo Aconteceu durante sete sábados com vários pastores, vindos de outras cidades e estados. Com uma média de mais de cem pessoas em cada noite; as bênçãos foram muitas.

IGREJA EVANGÉLICA SHEKINÁ

FOI UMA BENÇÃO!

Essa é uma frase que traduz os sentimentos de todos os amados irmãos e amigos que estiveram reunidos conosco nos dias 23 e 24 de Março por ocasião da celebração do 12º Aniversário da Igreja evangélica Shekiná. Estiveram em pauta nas comemorações, louvor, cânticos, danças e celebração. Ministraram a palavra o evangelista Ari da cidade e Belo Jardim e Pastor Osman da Igreja de Cristo Pentecostal

no Brasil aqui de Garanhuns. Este ano sob o tema “O mestre está aqui e chama por você...” (Jo 11:28) pudemos refletir sobre vida cristã e o compromisso com o reino de Deus. A necessidade de estarmos cada vez mais firmes diante de todo o cenário traçado no mundo que só vem confirmar o cumprimento da palavra de Deus.

Lançamento do CD do cantor Emerson Augusto No dia 28 de março, o cantor Emerson Augusto fez o lançamento do seu mais recente CD na sede da Igreja Assembleia de Deus Novas de Paz. Na ocasião, muitos irmãos prestigiaram o evento. Esteve presente o grupo de dança da Igreja Jardim das Oliveiras, convidado especialmente para esse acontecimento. Nessa mesma noite, foram ungidos a presbíteros o irmão Márcio, atual dirigente da congregação em Caetés e o irmão Eraldo, dirigente da congregação em Lagoa do Ouro, juntamente ao irmão Cícero, atual dirigente da Igreja Pentecostal Deus é Fiel em Garanhuns.

SERÁ UMA BENÇÃO!

HORÁRIOS DE CULTOS: Segundas – Circulo de oração às 19h. Quintas – Culto da Vitória às 19:30h Sábados – Campanha em busca do batismo com o Espírito Santo, Jesus lhe batizará com o Espírito e com fogo,com sete pastores vindos do Recife (Pr. Robson Moisés), Natal (Pr. Marcos Oliveira), Ipojuca (Pr. Gilvam), São Joaquim do Monte (Pr. Geriel), Garanhuns (Pr. Flávio), Campina Grande (Pr. Rogério Trigueiro) e Bom Conselho (Pr. George Gabriel). Domingos – 9:30h Escola Bíblica dominical. 19h Culto de louvor com participação especial com a mocidade. FAÇA-NOS UMA VISITA! - IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS NOVAS DE PAZ Avenida São Miguel, 1.407 – Boa Vista – Garanhuns/PE – Fone: (87) 9627.7766 / 9144.9380.

HORÁRIOS DE CULTOS

NOTÍCIAS

Atenção para a programação semanal dos cultos no templo da Quarta Igreja Presbiteriana de Garanhuns: Segunda: Oração, às 06h30m. Terça: Culto de oração, às 19h30m. Quinta: Oração, às 15h30m. Sexta: Reunião de intercessão, às 19h30m. Sábado: Quarta Jovem às 19h30m. Domingo: Culto Matutino às 09h30m, Escola Dominical às 10h20m, Culto Vespertino às 18h.

Palestra para casais No último dia 23 de março, o Ministério da família da Quarta Igreja promoveu mais uma Palestra para casais, com o tema “Tolerância Zero”, ministrada pelo Pastor Almy Alves Júnior, da Comunidade Kerigma, que com grande maestria discorreu sobre a necessidade dos casais serem mais amorosos, pacientes, longânimes, isto é, menos estressados e mais pacientes com as falhas do cônjuge, gerando assim relacionamentos interpessoais mais harmoniosos. Participaram do evento cerca de noventa casais que após a palestra, ainda, desfrutaram de um delicioso lanche.contato com a secretária da igreja.

Encontro de Casais com Cristo – ECC No fim de semana, de o5 a 07 de abril, aconteceu o 21º ECC da Quarta Igreja, com a participação de 39 casais. O encontro – para Glória de Deus – foi um sucesso. igreja.

Há quem diga que a Igreja Evangélica Shekiná está sempre em festa. De que outra forma poderíamos viver se O Senhor dos Exércitos está conosco e o Deus todo-poderoso é o nosso Refúgio. Ele quem transformou o nosso pranto em júbilo e o nosso choro em canto e gritos de alegria. Dessa forma regozijaívos sempre outra vez digo: Regozijaí-vos! Nessa tônica convidamos você caro amigo leitor para celebrar conosco o aniversário da congregação Evangélica Shekiná na cidade de Pesqueira nos próximos dias 20 e 21 de

Abril. No dia 20 (Sábado) teremos uma caravana composta por um ônibus e carros particulares que sairá de frente do templo sede (Rua Duque de Caxias s/n – próximo a Cohab I) para a cidade de Pesqueira. Caso você deseje estar conosco nesta viagem entre em contato. (Cel 9966 – 8984 Pr. Vanailson). Desde já também parabenizamos o Presbítero Maia e sua Esposa a Missionária Marizete pela disposição e entrega no campo missionário, pois, ambos têm dedicado suas vidas a pastorear aquele rebanho.

FAÇA-NOS UMA VISITA! Igreja Evangélica Shekiná Rua Duque de Caxias – Heliópolis – Garanhuns/PE. Próxima e COHAB I.

Para Refletir - Com Pr. Wallace Rodrigues

Fé, paciência e esperança As más notícias veiculadas em grande escala pela mídia. O avanço da maldade humana, a inversão dos valores, a sensação de impunidade e a frouxidão da justiça pintam um quadro caótico que trazem angústia e medo. Quando olhamos para as circunstâncias vem o desespero, mas, quando olhamos para o Senhor somos tomados por uma viva esperança. Nesta oportunidade quero falar sobre três resoluções tomadas pelo profeta Miquéias, que podem nos ajudar a enfrentarmos as adversidades da nossa vida e do nosso tempo. O contexto em que o profeta Miquéias estava vivendo quando escreveu esse texto ( Mq 7: 1-7) é muito parecido com o contexto de nossos dias. Destaco duas situações. Em primeiro lugar a dor solitária do profeta (7.1). Miquéias escreve: “Ai de mim!” Ele se espanta com a situação caótica que sua nação se encontra. Nos versículos 2 a 6, o profeta descreve a terrível condição espiritual do povo. Em segundo lugar a degradação generalizada do povo da aliança (7:2-6). Ao analisar a situação de seus contemporâneos, Miquéias identifica seis graves problemas, que ele passa a apontar: A apostasia generalizada (7.2). Havia uma enorme escassez de homens piedosos e uma desastrada presença da impiedade naquela sociedade. Os reis, os juízes, os sacerdotes, os profetas, os ricos todos foram parceiros da corrupção que imperava naqueles dias. A deslealdade generalizada (7:2b). Os homens tornaram-se feras selvagens. Eles olhavam para os seus irmãos não como alguém a defender, mas como alguém a explorar, a devorar. A corrupção generalizada da liderança (7.3). A liderança política, o poder judiciário e os ricos, os detentores do poder econômico, uniram-se num conluio criminoso para perverter a justiça e para oprimir os pobres indefesos. A degradação generalizada da liderança (7.4). Miquéias não vê esperança na liderança política, judiciária e religiosa da sua nação. A degradação tinha chegado ao nível mais

baixo. Era o fim da linha. O colapso generalizado das relações humanas (7.5). A lealdade e a amizade eram valores perdidos naquela sociedade. O colapso generalizado das relações familiares (7.5b, 6). A família, unidade fundamental da sociedade, encontrava-se em acelerado processo de desintegração. Se pegarmos o jornal do dia de hoje veremos quantas semelhanças dos nossos dias com os dias aqui relatados pelo profeta Miquéias. Vejamos então a atitude do profeta diante do caos. Ele olhou para Deus em vez de olhar para as circunstâncias (7.7). No vale mais sombrio das circunstâncias desesperadoras, Miquéias olhou para Deus e encontrou pouso seguro para sua alma. Ele escreve: “Eu, porém, olharei para o Senhor e esperarei no Deus da minha salvação; o meu Deus me ouvirá”. Olhar apenas para as circunstâncias é encher nossa alma de medo. Enquanto Miquéias esteve concentrado nos problemas da nação ele se desesperou. Todavia, quando voltou seu olhar para Deus, compreendeu que ele era poderoso para responder ao seu clamor e restaurar sua sorte. Esse texto nos revela a tripla resolução de Miquéias diante do caos que ele enfrentava em seus dias. Ele teve uma resolução de fé: “Olharei”; uma resolução de paciência: “Esperarei”; e uma resolução de esperança: “Deus ouvirá”. A confiança de Miquéias não é um ídolo vão. Ele não confia numa divindade vaga. Ele está colocando os olhos no seu Deus, o único Deus vivo e verdadeiro. Você que tem enfrentado lutas e tribulações que de tão intensas que são, têm trazido medo e pavor ao seu coração, tire os olhos das circunstâncias e olhe para o Senhor. Ainda que os amigos ou até mesmo os familiares venham falhar, Deus nunca vai falhar, confie nele. Deus é absolutamente confiável. Não desista, espere no Senhor e ele te ajudará. Pr. Wallace Rodriigues Quarta Igreja Presbiteriana de Garanhuns


NOTÍCIAS

Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

Jornal CRER em Pernambuco

23

Acesse www.jornalcrer.com/projetoalfa

Palavra Pastoral - Com Pr. Jan Mark Av. Celso Galvão, 600 – Heliópolis – Garanhuns/PE. Fone: (87) 3762.1678

O Instituto Bíblico do Norte (IBN) é uma instituição fundada pela Missão Presbiteriana Norte-Americana. A inauguração aconteceu em 02 de abril de 1945, na Capela do Colégio Evangélico Agnes Erskine, no Recife. A Escola passou a funcionar nas dependências do próprio Agnes, com oito alunas e sob a direção do Rev. Raynard Arehart e com o nome de ETBM (Escola de Treinamento Bíblico para Moças). Em 1949, a Escola recebeu parte da oferta de aniversário das senhoras da PCUS, no valor de 45 mil dólares, destinada à compra de um terreno e à construção de uma sede própria. A missão decidiu transferir a ETBM para Garanhuns, fato motivado, em parte, pela existência do Colégio 15 de Novembro nesta cidade, o que auxiliaria na formação do corpo docente. O terreno foi adquirido em 1951, nas proximidades do referido colégio; no ano seguinte, foi adotado o nome de Instituto Bíblico do Norte (IBN). A construção deu-se em 1953-1954, sendo as novas e amplas instalações inauguradas no dia 1º de maio de 1955. Nestes 68 anos de existência, o IBN tem cumprido, cabalmente, a sua missão de formar obreiros: moças e rapazes para a causa de Cristo. Alunos do IBN estão espalhados pelo Brasil e pelo mundo, pregando o Evangelho, plantando Igrejas, trabalhando em obras sociais e ensinando nas Escolas Bíblicas Dominicais de centenas de Igrejas. Atualmente, o IBN oferece os seguintes cursos: CPI – CURSO DE PLANTAÇÃO DE IGREJAS: É um curso de nível médio, compensado com um bem ainda mais precioso: a experiência de plantar igrejas. Com a duração de 03 anos, com ênfase em missões, visa formar missionários e evangelistas plantadores de Igrejas. CMS - CURSO DE MÚSICA: Com duração 02 anos, incluindo o curso básico de música e execução de um instrumento e matérias teológicas; visa preparar musicistas para a igreja. CPO - CURSO DE PREPARAÇÃO DE OBREIROS: Com duração de 03 anos, é um curso que funciona no período de férias do mês de julho e visa o Conhecimento Bíblico, o Fortalecimento do Caráter Cristão e o Treinamento para Servir às Igrejas Locais e/ou Campo Missionário. CPL – CURSO DE PREPARAÇÃO PARA LÍDERES: O IBN oferece às igrejas de Garanhuns e região o curso que possibilita treinar seus líderes em Bíblia, teologia, liderança e pregação. Com o objetivo de alcançar aqueles que não têm chamado missionário específico, mas que sendo líderes de igreja desejam ter algum preparo teológico que os possibilite para servir melhor ao Senhor em sua igreja local (de qualquer denominação evangélica). * Este curso funciona no sistema de módulos (um sexta-feira à noite e o sábado até às 17 horas a cada mês).

Conheça mais sobre o IBN, visitando nossas instalações na Av. Dr. Celso Galvão, 600, no Bairro de Heliópolis ou visitando o nosso site: www.ibngaranhuns.com.br

Missão integral da igreja (parte 1) Do Gênesis ao Apocalipse, a Bíblia revela um Deus em missão, numa busca consciente, abnegada e determinada pela reconciliação com o homem perdido. Há uma frase que revela a missão da igreja no mundo, fruto do Congresso Internacional de Evangelização Mundial em Lausanne, na Suíça, em 1974: “O evangelho todo, para o homem todo, para todos os homens”. A igreja é o corpo espiritual de Cristo no mundo. É uma coletividade de pessoas pecadoras que estão sendo restauradas pela graça de Deus. É a comunidade de discípulos de Cristo. Como a essência do ser discípulo é seguir ao Mestre, aprendemos como exercer a missão da igreja com Cristo; Ele é o nosso modelo de missão integral, que busca atingir o homem em todas as suas dimensões. Conforme Mateus 9.3538 o cumprimento da Missão da Igreja envolve: 1. Solidariedade (v. 36). Jesus vê muitas pessoas vindo para si, esmagadas sob o fardo imposto pelos fariseus. Diante de tal quadro, Ele é movido pela compaixão ou solidariedade, e se dispõe a ajudá-las. Assim como Jesus, a igreja não pode se isolar do mundo. O Filho de Deus disse na sua oração sacerdotal: “Não peço que os tires do mundo; e, sim, que os guardes do mal. Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo” (Jo 17.15,18). Estar no mundo significa para os cristãos está em missão, e para cumprirmos a missão divina necessitamos como Jesus estar em interação com o mundo. As necessidades espirituais das pessoas são mais profundas do que suas necessidades físicas. Portanto, cabe a igreja ser instrumento de Deus para identificar tais necessidades, desenvolver misericórdia e buscar no poder do Espírito tratá-las. A igreja não pode ser um gueto, no qual os crentes se isolam dos não crentes, mas a comunidade cristã também não pode adotar a imersão no mundo de modo que perca a sua característica missionária e a sua singularidade como povo de Deus. A postura da igreja é ser peregrina, se aproximando da vida da cidade o bastante para manter relacionamentos íntegros e testemunhar a mensagem de salvação de Cristo ao passo que vive, implanta e expande os valores do Reino. A igreja se mantém afastada o suficiente para não se corromper, e próxima o suficiente para fazer diferença transformadora. 2. Oração (v. 37-38). Essas multidões carentes de amor e graça é a seara, o campo muito extenso que precisa de atenção imediata, pois as pessoas precisam ser urgentemente alcançadas pelo Evangelho. Os trabalhadores são os seguidores de Cristo que o imitam na proclamação do Reino de Deus. Jesus instrui seus

discípulos a orar para que Deus envie obreiros para a sua seara. Para várias carreiras há grande concorrência entre os homens, mas para a missão de Deus, a mais urgente de todas as vocações, poucas pessoas se oferecem. Jesus contrasta o grande número de pessoas que constitui a seara e a escassez de trabalhadores para ela. É por esse motivo que ele insiste aos seus discípulos para que supliquem a Deus, que é o Proprietário e Supremo Administrador da seara, que envie obreiros para sua seara. Estes devem ser enviados por Deus, porque devem ser homens que amem ao Senhor e as pessoas. Portanto, as orações dos cristãos são participantes do cumprimento dos propósitos gloriosos missionários de Deus. O Senhor escolheu se utilizar das nossas orações para a realização dos seus grandes feitos. A obra de Deus avança com os crentes prostrados em oração. Os períodos em que a igreja mais avançou na missão foram aqueles em que ela esteve mais de joelhos. Jonathan Edwards afirmou: Quando Deus tem algo muito grande para realizar em favor da sua igreja, a vontade dele é que isso seja precedido pelas orações extraordinárias do seu povo. MISSÃO INTEGRAL DA IGREJA (Parte 2) O Missiólogo Johannes Blauw afirmou: “Não há outra igreja, a não ser a igreja enviada ao mundo, e não há outra missão, a não ser a da igreja de Cristo.” Conforme vimos segundo Mateus 9.35-38 o cumprimento da Missão da Igreja envolve: 1. Solidariedade (v. 36); 2. Oração (v. 37-38). Agora vamos analisar o terceiro aspecto fundamental para que os discípulos de Cristo cumpram a Missão para a qual Deus os comissionou: 3. Ação (v. 35). Este versículo resume a atividade de Jesus apresentada nos capítulos 5 a 9 de Mateus: ensino, pregação e cura. Jesus olhava o homem como um ser integral, e buscava atingi-lo nas suas mais variadas dimensões. Pregar significa anunciar, proclamar. Ensinar indica a tarefa de comunicar uma informação mais detalhada a respeito da proclamação que fora feita. Jesus pregava o evangelho do Reino, ou seja, a realeza, governo e soberania de Deus. Os milagres de cura de Jesus tinham um significado triplo: confirmavam sua mensagem; revelavam que Ele era de fato o Messias das profecias; e comprovavam que em certo sentido o reino de Deus já havia chegado, porque o conceito de reino inclui bênçãos tanto para o corpo como para a alma. Jesus estava comprometido em agir em favor dos outros. Não basta ter uma boa teologia, é necessário ação. Não basta ter um bom planejamento, é

preciso agir. Não é suficiente ter boas intenções; é imperativo transformá-las em atos concretos. Franklin Jones afirma: “A menos que a boa intenção seja seguida pela ação, não tem nenhuma valia”. Vale mais uma ação do que mil discursos vazios, destituídos de aplicabilidade prática. Jesus foi um homem que cumpriu a sua missão, pois viveu em ação. Os Evangelhos nos apresentam um Jesus em atividade. Ele está constantemente em movimento: curando, expulsando demônios, confrontando adversários e instruindo os discípulos, pregando o Evangelho do Reino. Jesus afirma em João 5.17: “Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também”. Deus só teve um Filho e este foi missionário e médico. Leonard Ravenhill afirmou: “Será que um marinheiro ficaria parado se ouvisse o clamor de um náufrago? Será que um médico permaneceria sentado comodamente, deixando seus pacientes morrerem? Será que um bombeiro, ao saber que alguém está perecendo no fogo, ficaria parado e não iria prestar-lhe socorro? E você, conseguiria ficar “à vontade em Sião” vendo o mundo ao seu redor ser condenado?”. Profissionais das mais diferentes áreas podem se colocar a disposição de Deus e dizer: Usa-me Senhor no exercício da minha vocação. William Booth foi o fundador do “Exército da Salvação” em 1865, cujo lema era: pão, sabão e salvação, pois era isso que oferecia para as pessoas pobres e miseráveis da Inglaterra. O General William Booth, na sua última pregação em junho de 1912 disse: Enquanto mulheres chorarem como choram agora eu lutarei; enquanto crianças morrerem de fome como morrem agora eu lutarei; enquanto homens forem jogados em prisões como são jogados agora eu lutarei; enquanto houver bêbados nas sarjetas, enquanto houver garotinhas pobres errantes pelas ruas, enquanto houver uma alma sombria sem a luz de Deus eu lutarei, e lutarei até o fim. Para pensar e praticar: Você é um missionário ou um campo missionário? Qual o nível do seu comprometimento em levar a graça de Cristo para as pessoas? Você entende que como cristão é alguém em missão, e precisa viver coerente a essa realidade espiritual? Você está disposto a se entregar aos propósitos missionais de Deus para a sua vida? Como disse William Booth: “A grandeza do poder de um homem está na medida de sua entrega a Deus”. Pr. Jan Marke Quarta Igreja Presbiteriana de Garanhuns

Reflexão Bíblica - Com Pr. Vanailson Rodrigues Onde estás? “E ouviram a voz do Senhor Deus, que passeava no Jardim pela viração do dia; escondeu-se Adão e sua mulher da presença do Senhor Deus, entre as árvores do Jardim. Chamou o Senhor Deus a Adão e disse – lhe; Onde estás?” Gn 3.8,9 A ideia de dois seres humanos cobertos por folhas, tentando esconder-se de Deus é bem humorada. Adão e Eva pareceram tolos. Nós, muitas vezes, fazemos o mesmo, agimos como se Deus não soubesse o que estamos fazendo. Hoje, não estamos mais na dispensação da inocência, pois, o homem tomou conhecimento do bem e do mal e muitos têm escolhido o caminho errado e continuam tentando esconder-se de Deus, mas a verdade é que não podemos nos esconder d’Ele (Salmo 139). Onde as pessoas tentam esconder-se? Um dos lugares preferidos é a caverna da INCREDULIDADE. Muitas vezes, são incisivos nas suas

declarações, como: “eu não creio em Deus!” E, isto me faz lembrar a história de um barbeiro que, certa vez, enquanto atendia a um cliente, olhou pela janela do seu estabelecimento e, vendo um mendigo na rua, exclamou: “Está vendo?! Eu não creio em Deus; veja o estado daquele homem.” O Cliente olhou e a cena de um ser humano em condições tão miseráveis era realmente de causar choque: roupas em farrapos, barba e cabelos grandes, totalmente sujo, jogado na sarjeta. O barbeiro então continuou: “Veja, eu não creio em um “Deus” que permitiria que um ser humano estivesse naquele estado!” O cliente não se contendo diante da incredulidade do barbeiro retrucou: “O senhor está certo! Deus não existe, mas se Deus não existe, barbeiro também não existe! Olhe para o tamanho da barba e do cabelo daquele homem! Se barbeiro existisse, ele não estaria naquele estado.” O barbeiro arregalou os olhos e disse: “Como assim? Como barbeiro não

existe? O senhor está errado, barbeiro existe. Eu sou um barbeiro!” “O senhor me desculpe, mas está errado, porque o problema é que aquele homem não me procurou; eu não faria nenhuma objeção de uma ou duas vezes no mês cortar-lhe o cabelo e aparar-lhe a barba. Tenho outros colegas de profissão e até falaria com eles para que pudéssemos juntos dar uma assistência àquele homem o que não atrapalharia nossos negócios e ele não precisaria estar naquele estado.” O cliente ouviu a justificativa do barbeiro e então continuou: “Está vendo, o senhor, agora, disse tudo meu amigo! Deus existe. O problema é que as pessoas não o procuram!” Terminamos nossa reflexão com um texto do livro de Isaías capítulo 55 e versículo 6: “Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-O enquanto está perto.” Que Deus vos bendiga! Pastor Vanailson Rodrigues Maciel Igreja Evangélica Shekiná.


24

GASTRONOMIA

Jornal CRER em Pernambuco

Acesse www.jornalcrer.com/gastronomia

SE O GARÇOM É BOM, O SUCESSO É GARANTIDO! Você já deve ter indicado algum restaurante, bar ou café para amigos, por conta do bom atendimento, não? Pense nisso, quando for contratar um garçom para o seu negócio. Eles são o contato direto do seu estabelecimento com o cliente, ou seja, é através desses profissionais que a sua marca flui ao público. A função de um bom garçom é estar atento ao menor gesto. Ele não pode deixar uma mesa suja e, deve sempre recolher os papéis e sujeiras que aparecerem na mesma, mesmo quando o cliente ainda estiver sentado. Ruy Monteiro é Garçom em Garanhuns há 25 anos, tendo passado pelo “Chez Pascal” e pelo extinto “Comes e Bebes’, atualmente, ele trabalha no Restaurante “Varanda” e, é sinalizado como um “garçom consultor” por oferecer aos clientes uma verdadeira consultoria a respeito dos pratos oferecidos pelo restaurante. “O bom atendimento é a chave de tudo; nós, garçons, somos a vitrine do restaurante, pois, é conosco o primeiro contato e, muitas vezes, o único. Eu busco a fidelidade dos clientes, ganho como profissional, ganha o restaurante em que eu trabalho e ganha o cliente bem atendido. Tenho curso de garçom, mas considero o dia-a-dia, no restaurante, uma escola. Procuro me informar com o chefe da cozinha sobre os pratos, estando sempre bem atualizado para passar confiança aos clientes.” Afirma Ruy. Segundo a consultoria do SEBRAE, o administrador do restaurante deve procurar colo-

Garanhuns/PE - Edição 52 - Abril de 2013

car em seu time um “garçom vendedor”, aquele profissional que passa as recomendações de pratos aos clientes, sempre, de maneira divertida e empolgada. “Está certo que não sou nenhum consultor de restaurantes, bares ou botecos, nem tampouco consultor de garçons, entretanto, como frequentador assíduo de restaurantes, desde o início da adolescência, dou-me o direito de dizer que atender bem a um cliente é a principal arma do estabelecimento.” Afirma Marcos André, cliente do Varanda. Segundo Ruy, uma coisa que oferece bastante fluidez para seu negócio são as “praças”, onde cada garçom é responsável por um determinado número de mesas. É uma maneira prática de coordenar o atendimento, mas não quer dizer que se o cliente de uma praça chamar o garçom de outra, ele não deva atendê-lo. Outra dica do garçom é manter o ambiente de trabalho sempre agradável. Não é incomum ir a um restaurante e ouvir lamúrias daquele garçom falador, reclamando do chefe. Isso é extremamente desagradável para o cliente. Deixe as coisas bem claras e pergunte aos seus funcionários se eles gostam de trabalhar ali e o que pode ser mudado para melhorar a situação. O atendimento continua sendo o diferencial em todo o tipo de negócio, portanto, não pare de investir em pessoas comprometidas em fazer o melhor. E, quem faz, nunca deixe de buscar aprimoramento para ser o melhor na sua atividade.

ESPECIAIS FRUTAS

PERNAMBUCANAS Pegando um gancho no tema do Pernambuco “Restaurant Week”, o Jornal Crer preparou um especial com receitas, que levam algumas das nossas mais famosas frutas, em combinação digna da alta gastronomia.

MOUSSE DE CAJÁ Ingredientes - 10 cajás maduros - 1 lata de leite condensado - 400g de creme de leite (duas caixas, ou uma lata sem soro) - 1 pote de gelatina incolor - 200ml de água.

-

Modo de preparo - 1º Descasque os cajás e corte a fruta em pedaços; - 2º Coloque no liquidificador a água e os cajás, em pedaços, e bata até virar uma pasta. Peneire para retirar os bagaços;

3º Coloque o suco coado no liquidificador e bata por dois minutos com o leite condensado, o creme de leite e a gelatina, já, dissolvida em 5 colheres de água; - 4º Coloque no recipiente desejado e leve à geladeira até ganhar consistência.

CAMARÃO AO MOLHO DE MANGA

Pernambuco “Restaurant Week” Trinta e seis restaurantes oferecem menus exclusivos a preços fixos. “Restaurant Week” é um evento gastronômico que começou no dia 08 de abril, com casas participantes em Garanhuns, em Caruaru, em Petrolina, em Tamandaré, em Fernando de Noronha, em Olinda e no Recife. Elas ofereceram um “menu’ com entrada, prato principal e sobremesa com preço fixo. O evento seguiu até o dia 21. O tema deste ano foi ‘Frutas Pernambucanas’ e, cada restaurante teve que incluir uma fruta regional, em pelo menos, um dos pratos, com o propósito de despertar o gosto pela culinária local. Para provar, os visitantes terão que pagar R$ 34,90 + R$ 1,00, no almoço, e R$ 47,90 + R$ 1,00 no jantar. Os preços são fixos e, para cada “menu” vendido, os restaurantes se comprometeram a doar R$ 1,00 para o Instituto Ayrton Senna, que trabalha a fim de desenvolver o potencial das novas gerações. Neste ano, os clientes poderão contar com o sistema de reservas, podendo ligar para alguns dos restaurantes e garantir o prato antecipadamente. Os restaurantes “Quina do Futuro”,” Sumô”, “Ponte Nova”, “Vila”, “Chiwake”, “Azú”, “Edo”,” Wiella Bistrô”, “Cucina De’ Carli”, Tapa de Cuadril” e La Pasta Galleria” trabalharão, exclusivamente, com este procedimento.

“O Restaurant Week” surgiu há 20 anos, em Nova York e, atualmente, acontece em mais de 100 cidades em todo o mundo. Em Garanhuns, o único restaurante a participar desta edição é o “Varanda”, com um cardápio que reúne Casquinho de bacalhau com farofa crocante na entrada, Filé ao molho de cajá picante guarnecido de arroz de espinafre e batata dourada como prato principal e Abacaxi grelhado ao polvinho de canela com açúcar e sorvete de creme como sobremesa. Confira todos os restaurantes participantes em Pernambuco: “Mingus”, “It”, “Ça Va”, “Jalan Jalan”, “Bistrot Du Vin” (Boa Viagem), “Wiella Bistrô”, “Quina do Futuro”, “Chiwake”, “Azú”, “Ponte Nova”, “Villa”, “Sumô”, “Dom Ferreira”, “Canela GastrôBar”, “Pantagruel”, “Giardino Bistrô”, “Café Porteño”, “New Yorker”, “La Pasta Galleria”, “Edo”, “Tapa de Cuadril”, “Boratcho”, “Barbarico”, “Mangiare”, “Koy Sushi”, “Kisu” (RioMar), “Eki” (Rio Mar), “Eki” (Shopping Recife), “Cucina De’ Carli” e “Beijupirá” (Olinda), “Tribojú” (Fernando de Noronha), “Horácios Bistrô” e “La Forneria” (Caruaru), “Tapera do Sabor” (Carneiro), “Formidável Pasta Gourmet” (Petrolina) e “Varanda” (Garanhuns).

Ingredientes - Abóbora (ou jerimum) - 1,5 kg de jacarezinho - 250 g de camarões grandes, descascados e pré-cozidos - 2 copos de suco de manga concentrado - 2 colheres (sopa) de azeite - 2 colheres (sopa) de açúcar - 1 colher (sopa) de hortelã picada - 1 colher (sopa) de mostarda - 1 colher (sopa) de requeijão - 1 colher (chá) de erva-doce - Sal temperado com alho e pimenta a gosto. Modo de preparo O jerimum precisa ser bem lavado; Depois, retire o tampo, o miolo e as sementes. Tampe e leve para uma forma,

antes de seguir para o banho-maria; Coloque apenas um pouco de pouca água; Deixe o jerimum no forno e faça o recheio; Em fogo médio, coloque suco de manga, mostarda, azeite, erva-doce e sal na panela, depois, o açúcar. Agora, misture o camarão e deixe toda a mistura cozinhar por cerca de 15 min; Antes de tirar do fogo, adicione hortelã no conteúdo da panela; Agora, acabe o preparo do jerimum; A essa altura, ele deve estar alaranjado e mole; Misture o camarão embebido no molho de manga com o jerimum Aí, coloque o requeijão e sirva.

(87) 3763.3000

Jornal Crer em Pernambuco - Edição 52  

Edição de abril do Jornal Crer em Pernambuco

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you