Issuu on Google+

ORTOGRAFIA

1. Leia o

texto seguinte e responda à questão abaixo. Segundo os cientistas, os macacos pongídeos – termo usado para designar os bichos mais próximos do homem, como gorilas, orangotangos, chimpansés e bonobos – vivem em sociedades organizadas, em que as relações entre os individuos são semelhantes às humanas. Diferentemente dos animais mais primitivos, aos quais se atribuem apenas emoções simples, como medo e fome, esses macacos parecem possuir compaixão e solidariedade. Sua capacidade intelectual está muito acima de todo o restante dos bichos e a diferença entre seu código genético e o dos seres humanos é de apenas 1,6%. As pesquisas com essas espécies vem causando tanta comoção que, no final de 1997, um grupo de biólogos, assessorado por advogados ambientalistas, publicou um documento pedindo a extensão dos direitos humanos aos pongídeos! (Valéria França - Veja -28/1/98, adaptado) Há, no texto, a) três erros de ortografia b) nenhum erro de ortografia c) dois erros de ortografia d) um erro de ortografia e) quatro erros de ortografia 2. Assinale o trecho que apresenta erro na grafia de palavra. a) O filme justiça mostra situações à beira da explosão, que de alguma maneira já conhecíamos por meio de filmes como Carandiru e O Prisioneiro da Grade de Ferro. O diferencial aqui é o acesso à intimidade de cinco casos específicos, flagrados no cenário ascéptico do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. b) Por intermédio deles, o filme tenta construir uma metonímia da sociedade brasileira, na qual a Justiça funcionaria como elemento de reafirmação de uma ordem social fundamentalmente injusta. c) Antes de mais nada, Maria Augusta desvenda um pequeno mundo solenemente ignorado pela grande maioria dos espectadores. A frieza do ambiente nas salas de audiência e o caráter altamente ritualístico dos procedimentos de interrogatório favorecem o método da diretora. d) A câmera comporta-se como um olho neutro, fixo, quase ausente. Mas o uso de várias câmeras permite uma montagem que sublinha os jogos de olhares, as reações contidas, as dissimulações. E sobretudo a rigidez de um dispositivo em que o juiz todo-poderoso e o réu intimidado se confrontam sem qualquer sentido de proporção, ante o silêncio quase total dos demais circunstantes. e) O diálogo impossível – porque na verdade não é buscado – ressalta a impessoalidade dos julgamentos em ritmo industrial. Os longos corredores do tribunal, imersos em sua típica iluminação indistinta, materializam o labirinto sem saída de um sistema penal alienado das condições do país. O que o filme consegue captar desse “teatro” absurdo é simplesmente admirável. (Adaptado de Carlos Alberto Mattos, Corredores sem saída, 24/06/2004 www.nominimo.com) MORFOLOGIA Uso dos verbos

3. Assinale a opção que preenche as lacunas do texto de forma coerente e gramaticalmente correta. Boa parte do apoio à abertura econômica vinha da expectativa de que os novos capitais estrangeiros ___________ um embalo e ___________ ainda mais capitais, ___________um círculo virtuoso. Passado o momento de transferência de empresas nacionais para estrangeiros, _________ uma dinâmica que, no devido tempo, ____________ as escalas de produção e o tamanho dos mercados também para empresas nacionais, além de ____________ novas fontes de financiamento e caminhos para o crescimento econômico, a inovação tecnológica e a ocupação de mercados mundiais. Mas esse segundo momento ainda não chegou. (Editorial - Folha de S. Paulo,17/02/ 2002) a) criavam / atraiam / gerando / surgirá / aumentaria / abriria b) criariam / atrairiam / gerando/ surgiria / aumentaria / abrir c) criaram / atraíram / gerava / surgiria / aumentaria / abrindo d) criassem / atraíssem / gerando / surgisse / aumentará / abrirem e) criarão / atrairão / gerasse / surgisse / aumentará / abrirem 4. Assinale a opção que apresenta, de forma correta, o primeiro período do texto na voz passiva (“A modernização da agricultura dos últimos cinqüenta anos trouxe como salvação da lavoura os agrotóxicos e os adubos solúveis.”). a) Os agrotóxicos e os adubos solúveis é trazido pela modernização da agricultura dos últimos cinqüenta anos como salvação da lavoura. b) Os agrotóxicos e os adubos solúveis, como salvação da lavoura, eram trazidos pela modernização da agricultura dos últimos cinqüenta anos. c) Os agrotóxicos e os adubos solúveis foram trazidos como salvação da lavoura pela modernização da agricultura dos últimos cinqüenta anos. d) Os agrotóxicos e os adubos solúveis foi trazido como salvação da lavoura pela modernização da agricultura dos últimos cinqüenta anos. e) Os agrotóxicos e os adubos solúveis estão sendo trazidos como salvação da lavoura pela modernização da agricultura dos últimos cinqüenta anos. 5. Na opinião de Malthus, os habitantes da Terra multiplicar-se-iam numa taxa muito superior à disponibilidade de recursos. Seria uma catástrofe. Sua previsão falhou por não prever o espetacular desenvolvimento da ciência e o aumento da eficiência na produção de alimentos e outros bens. Mas será que essa eficiência será mantida nos próximos 50 anos? É bem provável que sim, a despeito de certos recursos que estão se esgotando, como é o caso da terra agriculturável e da água. (Antônio Ermírio de Moraes, O planeta e o desaf i o do futuro. Jornal do Brasil, 20 de março de 2005, com adaptações) A respeito do emprego dos modos e tempos verbais no texto, assinale a opção incorreta. a) O sentido do verbo e o emprego do pretérito perfeito em “falhou” (l.4) justifi ca o emprego do futuro do pretérito em “multiplicar-se-iam” (l.2) e em “Seria” (l.3). b) Embora “prever”(l.4) não tenha marca de tempo, subentende-se textualmente que indica uma ação ocorrida no passado.


c) Com o emprego do futuro do presente em “será que”(l.7), o autor anuncia um acontecimento provável em tempo posterior ao da elaboração do texto. d) Considerando a idéia de hipótese ou probabilidade da oração, o desenvolvimento da textualidade permitiria que o modo indicativo na flexão de “É” (l.8) fosse alterado para o correspondente modo subjuntivo. e) O emprego da forma composta em “estão se esgotando”(l.9 e 10) enfatiza a idéia de continuidade, duração do fato em um momento preciso do presente; ênfase que não haveria com a fl exão de presente simples do indicativo. 6. Escolha a opção que preenche com correção as lacunas do trecho abaixo. Mesmo que __1__ evitar a superprodução, não seria possível evitar que a política de defesa dos preços do café fomentasse a produção desse artigo naqueles outros países que __2__ de terras e de mão-de-obra em condições semelhantes às do Brasil, ainda que menos vantajosas. A manutenção dos preços em baixos níveis era condição indispensável para que os produtores brasileiros __3__ sua situação de semimonopólio. __4__ dessa situação semimonopolística para defenderem os preços, estavam eles destruindo as bases em que se assentara o seu privilégio. (Celso Furtado, Formação econômica do Brasil , com adaptações) a) se lograsse, dispossem, retessem, Ao se prevalecer b) se lograsse, dispusessem, retivessem, Ao se prevalecerem c) tivesse se logrado, dispunham, retessem, Ao se prevalecerem d) tivesse se logrado, dispunham, retivessem, Ao se prevalescer e) se tivesse logrado, dispusessem, retivessem, Ao se prevalescerem 7. Assinale a opção que preenche corretamente as lacunas. Se a Espanha – a segunda maior investidora na Argentina (25,7% dos investimentos estrangeiros) e no Brasil (15,6% dos investimentos) – não ______________ escorada pelo euro, a peseta e a economia espanhola ______________ rolado ladeira abaixo. No contexto pós-Guerra Fria, em que a hegemonia americana _______________ que as nações se esborrachem, a crise argentina ______________ uma dimensão muito mais ampla, atingindo o Brasil em cheio. (Luiz Felipe de Alencastro, Veja, 16/01/2002, p.22) a) está – terão – deixava – tomava b) esteve – terão – deixa – tomava c) estava – teriam – deixava – tomou d) estivesse – teriam – deixa – tomaria e) estivessem – teria – deixou – tomaria Classificação do SE 8. Assinale a opção correta em relação à função do “se”. Embora a recuperação da confi ança tenha sido modesta em setembro, é possível que a tendência positiva se(1) acentue no final do ano, se(2) a queda do juro básico se(3) transferir para o crédito ao consumo e se(4) os salários reais continuarem a se(5) recuperar devido à contenção da inflação, que eleva o poder aquisitivo. (O Estado de S. Paulo , 04/10/2005, Editorial) a) 1 – conjunção condicional

b) 2 – pronome reflexivo c) 3 – índice de indeterminação do sujeito d) 4 – conjunção condicional e) 5 – palavra expletiva ou de realce TÓPICOS DE SINTAXE Funções sintáticas Em dezembro do ano passado, milhares de pessoas tomaram as ruas de Seattle nos Estados Unidos, para protestar contra uma reunião da Organização Mundial de Comércio, que tentava aprovar mais uma rodada de liberalização comercial (a chamada Rodada do Milênio). Conseguiram barrar a negociação, que ficou para um futuro para lá de incerto, e, de quebra, ridicularizaram ninguém menos que o presidente americano Bill Clinton, o anfitrião do encontro. Há poucas semanas, o novo alvo da fúria antiglobalizante foi o Fundo Monetário Internacional, que realizava sua reunião anual em Praga, a bela capital da República Tcheca. Mais uma vez, milhares de pessoas ganharam as ruas e forçaram os organizadores do encontro a antecipar o fim da reunião. A voz rouca das ruas parece gritar em uníssono um sonoro não à globalização e ao liberalismo. (Adaptado de Exame, 1/11/2000, p.136 ) 9. Quanto às estruturas sintáticas do texto, assinale a opção incorreta. a) O sujeito de “conseguiram”(l.7) e de “ridicularizaram”(l.9 e 10) é “milhares de pessoas”(l.16). b) “a antecipar o fim da reunião” (l.18) funciona como objeto indireto. c) A expressão “a bela capital da República Tcheca” (l.15) tem a função de aposto de “Praga” (l.15). d) “os organizadores do encontro” (l.17 e 18) tem a função de objeto direto. e) “o anfitrião do encontro” (l.11) tem a função de objeto direto. Concordância 10. Assinale a opção que preenche corretamente as lacunas. Pela primeira vez na história uma dúzia de países – sem guerra nem violência, somente com negociações e entendimento democrático – _______ parte essencial de sua soberania para ______ uma moeda única ____________ ao bem-estar coletivo. _________ problemas no horizonte. Mas esse empreendimento admirável do Velho Mundo já está servindo aos interesses dos brasileiros. (Luiz Felipe de Alencastro, Veja, 16/01/2002, p.22.) a) abandonam – criarem – com o visto – A b) abandona – criar – visando – Há c) abandonaram – criarem – com vistas – A d) abandona – criarem – com vista – Haverão e) abandonam – criar – para visar – Haverão 11. Assinale a opção que apresenta erro de concordância verbal. a) A Internet não é um acontecimento sem paralelo na História da humanidade. b) O valor da tecnologia da informação e da Internet residem em sua capacidade de armazenar, analisar e transmitir informações instantaneamente, seja para onde for, a um custo ínfimo. c) Mas em hipótese alguma a Internet virou totalmente de cabeça para baixo os pressupostos econômicos


tradicionais. d) Ela tem muito em comum com o telégrafo, inventado na década de 1830, que acarretou também uma redução brutal nos custos de comunicação e aumentou o fluxo de informações na economia. e) A tecnologia da informação e a Internet amplificam o poder da mente da mesma forma que as tecnologias da Revolução Industrial amplificaram o poder dos músculos. (Adaptado de Negócios Exame, p.94) 12. Assinale o segmento que apresenta erro de concordância. a) As empresas estrangeiras registram o capital que investe no país como empréstimos feitos pela matriz para poder remeter os juros às matrizes sem pagar imposto de renda. Há muitas propostas para reduzir a evasão fiscal no país. Uma delas é a cobrança de imposto sobre o faturamento das empresas. b) No sistema financeiro, 34% dos débitos reconhecidos com a Receita estão com o pagamento suspenso por causa de liminares. As empresas deixaram de pagar cerca de 12 bilhões de reais em impostos nos últimos cinco anos, dos quais 3,5 bilhões seriam devidos pelos bancos. c) O motivo: a Lei no 8200, de 1991, permitiu a correção monetária das despesas nos balanços, mas não fez o mesmo com as receitas. Boa parte dos dólares aplicados por investidores estrangeiros no país seria de brasileiros. O dinheiro, depositado em paraísos fiscais, retorna ao país sob a forma de investimento em ações e em aplicações de renda fixa, sem identificação do titular da conta, e sai sem pagar imposto algum. d) As empresas acumulam prejuízos de 183 bilhões de reais e querem transformá-los em créditos com o Fisco. Desse total, 23 bilhões são perdas contabilizadas por instituições financeiras. Se esse volume de recursos fosse usado de uma só vez, equivaleria a mais de um ano de arrecadação. e) Das 530 maiores empresas do país, metade não pagou imposto de renda em 1997. O mesmo ocorreu com os bancos. Das 66 maiores instituições financeiras, 42% não recolheram imposto de renda. A Receita tem 115 bilhões de reais a receber em impostos devidos pelas empresas que não foram pagos por causa do que se chamou de “indústria de liminares”. (Exame, 02/06/1999, p.14 e 15, com adaptações) 13. Assinale a opção que preenche corretamente as lacunas. No primeiro mundo, as taxas de crescimento _______________ para a metade em relação ao que foram nos primeiros 20 anos após a Segunda Guerra Mundial, enquanto as taxas de desemprego ______________, principalmente na Europa, e o milagre japonês que ______________ aos anos 80, afinal ________________nos anos 90. Na América Latina e no Leste Europeu, que se recusam a realizar o ajustamento fiscal nos anos 70, a crise se desencadeia nos anos 80 com muito mais violência. a) reduzem – aumenta – sobreviveria – soçobraria b) reduzem-se – aumenta – sobrevive – soçobra c) reduziram – aumentam – sobrevivera – soçobram d) reduziam – aumentaram – sobrevivera – soçobra e) reduzem-se – aumentam – sobrevivera – soçobra 14. Assinale a opção em que o texto foi transcrito com erro de concordância verbal.

a) Um delegado mal-intencionado pode perseguir um cidadão ou uma empresa ou, da mesma forma, proteger um sonegador. Por isso, essas indicações sempre foram olimpicamente disputadas pelos partidos. b) A partir de 1994, a Receita Federal passou a nomear todos os delegados e superintendentes do órgão nos Estados, sem nenhuma interferência política. Esses cargos compõe o sistema nervoso da Receita. c) Há casos de funcionários, como os inspetores alfandegários de aeroportos e portos, que há anos eram escolhidos por políticos. O resultado é que a fiscalização ganhou mais independência. d) As mudanças surtiram, de imediato, efeitos práticos. O primeiro é que o raio de ação dos fiscais cresceu consideravelmente. e) Os auditores passaram a visitar empresas e pessoas que antes se sentiam seguras graças às amizades que tinham em determinados postos. (VEJA, Edição 1621 - 27/10/1999) Regência / Uso dos pronomes em geral CUIDADO! Não se sente o efeito dos agrotóxicos nos alimentos ao _____________, porém o envenenamento é progressivo e cumulativo ao longo dos anos. 15. Assinale a opção que completa a lacuna de forma correta. a) ingerir-lhes b) ingerir eles c) ingeri-lhes d) ingeri-los e) ingerir-los 16. Assinale a opção em que a seqüência preenche corretamente as lacunas do texto, tornando-o coeso e coerente. A literatura ____(1)____ desenvolvimento econômico do último quarto de século nos dá um exemplo meridiano desse papel diretor dos mitos nas ciências sociais: pelo menos 90% do que aí encontramos __(2)___funda na idéia que se dá por evidente, segundo ___(3)____ o desenvolvimento econômico, tal qual vem sendo praticado pelos países que lideraram a revolução industrial, pode ser universalizado. Mais precisamente: pretende-se que os padrões de consumo da minoria da humanidade, que atualmente vive nos países altamente industrializados, são acessíveis ___(4)____grandes massas de população em rápida expansão que formam o chamado Terceiro Mundo. Essa idéia constitui, seguramente, uma prolongação do mito do progresso, elemento essencial na ideologia diretora da revolução burguesa, dentro ___(5)_____se criou a atual sociedade industrial. (FURTADO, Celso. O Mito do Desenvolvimento Econômico, p.8) a) de cerca do, o, na qual, a, de que b) cerca do, lhe, em que, as, de qual c) acerca do, se, a qual, às, da qual d) a cerca de, lhes, em qual, as, em qual e) de cerca do, se, o qual, à, em que 17. Lê-se no Manual de Redação da Presidência da República: onde : Como pronome relativo significa ‘em que (lugar)’: A cidade onde nasceu.


Com base nessa definição e nas demais funções morfossintáticas que o termo onde pode desempenhar, aponte a frase na qual o emprego de tal termo está incorreto. a) (...) o método utilizado pode afastar os auditores, pela falta de estrutura, da descoberta dos grandes esquemas de corrupção. Porque ele está muito voltado a atender à grande novidade inventada por Waldir Pires, os sorteios dos municípios. Ali, faz-se uma auditoria por amostragem, onde pegar um grande esquema dependerá, como tudo num sorteio, da sorte. b) O Portal de Transparência é até onde a CGU conseguiu tornar possível a sua idéia de tornar público o Sistema Integrado de Administração Financeira (...). c) “Cultura” é um termo quase infi nitamente maleável. (...). Sua origem ou, pelo menos, até onde se possa saber, seu sentido primitivo parece se relacionar com a criação, descoberta ou invenção da agricultra (...). d) Passada a euforia da libertação, muitos ex-escravos regressaram a suas fazendas, ou a fazendas vizinhas; para retomar o trabalho por baixo salário. Dezenas de anos após a abolição, os decendentes de escravos ainda viviam, nas fazendas, uma vida pouco melhor do que a de seus antepassados escravos. Outros dirigiram-se às cidades, como o Rio de Janeiro, onde foram engrossar a grande parcela da população sem emprego fixo. e) Onde havia dinamismo econômico provocado pela expansão do café, como em São Paulo, os novos empregos, tanto na agricultura como na indústria, foram ocupados por milhares de imigrantes italianos que o governo atraía para o país. Lá, os ex-escravos foram expulsos ou relegados aos trabalhos mais brutos e mais mal pagos. (Fontes: Rudolfo Lago, Correio Braziliense , 24/10/2005; Nelson Archer, Relativismo cultural e multiculturalimo , FSP, 31/10/2005; José Murilo de Carvalho, Cidadania no Brasil : o longo caminho, pág.52) Crase 18. Assinale a opção que preenche corretamente as lacunas do texto. __1__cada dia, a população parece mais intransigente e vigilante em relação ao comportamento dos agentes públicos. Daí __2__ grande repercussão das manchetes em se tratando de desvios de conduta, sempre ganhando vulto, temerariamente, até um mero indício sobre uma mínima possibilidade de corrupção. Lenta, mas solidamente, vai-se incutindo na sociedade brasileira __3__ exata noção acerca da importância da transparência nos atos de administração pública, do combate eficaz __4__ corrupção, da cobrança diária no tocante __5__ responsabilidade dos agentes públicos. (Adaptado de Marco Aurélio de Farias Mello) a) À, a, à, na, de b) A, a, a, à, à c) À, à, à, a, na d) Em, a, a, de, a e) A, à, a, da, a 19. Assinale a opção que preenche as lacunas de forma gramaticalmente correta. No que diz respeito ____ taxa de inflação, ainda que os resultados estejam longe da meta (mais de 7% ante ____ meta de 4%), é preciso reconhecer que diante dos acontecimentos de 2001 não se trata de um mau resultado. Todos sabemos que os “choques de oferta” não se prestam ____ ser controlados facilmente pela manipulação da taxa de juros e que freqüentemente,

quando ocorre um choque é melhor encontrar um caminho mais longo para retornar ____ meta do que forçar uma volta rápida com maiores custos em matéria de crescimento. (Antonio Delfim Netto) a) à – a – a – à b) a – à – à – a c) à – a – à – a d) a – a – a – a e) a – a – à – a 20. Assinale a opção que preenche de forma correta as lacunas do texto. Está em exame na Casa Civil anteprojeto de lei que instituirá um sistema de incentivo _(1)__ redução dos acidentes e de punição das empresas que submetem seus trabalhadores _(2)__ risco. __(3)__ intenção é reduzir pela metade ou dobrar _(4)__ alíquotas de contribuição para cobertura de acidentes trabalhistas, dependendo do caso. Uma empresa que esteja abaixo da média nacional de acidentes, por exemplo, pode vir _(5)__ pagar menos. O contrário acontecerá __(6)__ empresa que tiver registrado número de acidentes muito acima da média do seu setor. Ela poderá ter _(7)__ alíquota duplicada. (O Estado de S.Paulo) a) a - à - À - às - à - a - à b) à - a - A - às - à - a - a c) a - à - A - as - a - a - à d) à - a - A - as - a - à - a e) a - à - À - às - à - à - à 21. Assinale a opção que preenche corretamente as lacunas do texto abaixo. Na próxima reunião de cúpula do Mercosul, no fim do ano, os diplomatas esperam sacramentar _1_ regulamentação para acabar com a burocracia nas aduanas, para a passagem de produtos hoje sujeitos _2_ alíquota zero na tarifa de importação comum. É o primeiro passo para estender progressivamente a liberalização do trânsito de produtos _3_ outros importados, esses sujeitos a pagamento de tarifas. A maior resistência _4_ liberalização vem do Paraguai, pela dependência do país em relação _5_ receitas das alfândegas – 40% do total arrecadado pelo Tesouro local. Os europeus já ofereceram a sua experiência aos países do Cone Sul, para tentar remover as resistências e obstáculos _6_ integração das alfândegas. (Sergio Leo, Valor Econômico ,12/09/2005) a) a, a, a, a, as, a b) à, à, a, à, às, a c) a, a, à, a, as, a d) à, à, à, a, as, a e) a, a, a, à, às, à 22. Assinale a opção que preenche corretamente as lacunas. Os defensores de sistemas de iniciativa privada apontam __ ineficiência e ___ rigidez geralmente associadas __ burocracias governamentais ( economias estatais) e sugerem que __ competição, longe de ser perdulária, age como um incentivo __ eficiência e ao espírito empreendedor, conduzindo __ queda de preços e __ produtos e serviços de melhor qualidade. (Adaptado de Enciclopédia Compacta de Conhecimentos Gerais – Isto É- p.204 e 205) a) à / a / as / a / à / à / a b) a / a / as / à / à / à / à c) a / à / as / à / a / a / à d) à / à / às / a / a / a / a e) a / a / às / a / à / à / a


23. Indique a seqüencia que preenche corretamente as lacunas. "Desde a Declaração de direitos da ONU, em 1948, ----- expressão "direitos humanos" compreende pelo menos três tipos de direitos: a) os direitos e liberdades civis; b) direito de participação política por meio da escolha de representantes; e c) direitos econômicos e sociais. Essa última categoria de direitos humanos é ------ mais recente das três citadas e tem como exemplos o direito ao trabalho, o direito -----previdência social, o direito ----- uma renda mínima e o direito ----- educação entre outros." a) à, à, a, a, à b) a, à, a, à, à c) a, a, à, à, a d) a, a, à, à, à e) a, a, à, a, à Erros Gerais e Paralelismo Sintático 24. Assinale o segmento do texto em que há erro de paralelismo sintático. a) Estão participando da operação em Barretos cerca de 18 auditores da Receita. Ainda fazem parte da equipe especialistas em programas de computadores para acessar arquivos que possam conter dados importantes nas empresas. b) Quanto aos documentos que forem recolhidos pelos agentes, todos serão analisados. Caso haja indício de sonegação, será instaurado processo no Ministério Público. c) Além da ação judicial, poderão ser feitas autuações nos estabelecimentos em que as irregularidades se comprovarem. O valor das autuações ainda não foi divulgado pelo delegado, mas ele garantiu que a cobrança pode ser retroativa. d) Disse, ainda, que o escritório que cuida da contabilidade do clube Os Independentes está acompanhando o caso ao lado da Receita Federal. Ele não acredita que a fiscalização da Receita Federal possa causar algum dano à imagem do clube. e) O presidente do clube Os Independentes afirma não ter receio quanto à arrecadação de impostos e que achando normal a atitude dos auditores da Receita Federal. "Sabemos que eles estão fazendo isso com todas as entidades sem fins lucrativos." (Rogério Pagnan, Folha de S. Paulo, 15/08/2000, p. F2, com adaptações) 25. Os enunciados seguintes constituem um texto. Assinale o que foi transcrito com erro de sintaxe. a) Nos últimos cinco anos, a arrecadação registrou um crescimento de 32% em termos reais. Deixando a inflação de lado, pulou de 63 bilhões de reais para 139 bilhões. b) Também houve aperto em instituições e pessoas que nunca se assustaram com o rugido do velho Leão. c) A notícia ganha mais visibilidade quando se sabe que o salto não se deve apenas no aumento de impostos. d) Em uma operação de fiscalização neste ano, a Receita cravou uma multa de 10 bilhões de reais em uma dezena de grandes bancos e em várias instituições financeiras que fraudaram o Fisco. e) É quase cinco vezes mais que toda a arrecadação gerada pelo setor ao longo de doze meses. (VEJA, Edição 1646 -26/4/2000) 26. Assinale a opção em que o trecho do texto foi

transcrito com erro de sintaxe. a) Não se trata de especular se teoricamente a ciência e a técnica capacitam o homem para solucionar este ou aquele problema criado por nossa civilização. b) Trata-se apenas de reconhecer que o que chamamos de criação de valor econômico tem como contrapartida processos irreversíveis no mundo físico, cujas conseqüências tratamos de ignorar. c) Convém não perder de vista que na civilização industrial o futuro está em grande parte condicionado por decisões que já foram tomadas no passado ou que estão sendo tomadas no presente em função de um curto horizonte temporal. d) À medida que avança a acumulação de capital, maior é a interdependência entre o futuro e o passado. e) Conseqüentemente, aumentam a inércia do sistema, e as correções de rumo tornam-se mais lentas ou exige maior esforço. (Adaptado de FURTADO, Celso. O Mito do Desenvolvimento Econômico, p.12) PONTUAÇÃO 27. Assinale a opção que corresponde ao emprego incorreto do sinal de pontuação. O Fisco terá acesso às informações declaradas tanto pelos contribuintes, como pelas administradoras de cartão de crédito e pelo comércio no Imposto de Renda, e, também, por meio do novo sistema eletrônico,(1) às informações da movimentação real. Um contribuinte que,(2) não tenha capacidade econômica, ou seja, (3) que tenha um salário baixo e que, em um mês,(4) gaste no cartão de crédito R$ 100 mil, por exemplo,(5) poderá ser investigado. As novas máquinas estão sendo implantadas em todos os estados. Entre os mais adiantados estão a Bahia e o Distrito Federal. (Adaptado de “Sistema eletrônico para facilitar a arrecadação”,Vivian Oswald, O Globo, 29/07/2002) a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 28. Assinale a opção em que o texto foi transcrito com erro no emprego dos sinais de pontuação. a) Em célebre artigo, Keynes ironizou a idéia de que a busca do interesse privado levaria necessariamente ao bem-estar coletivo: “Não é uma dedução correta dos princípios da teoria econômica afirmar que o egoísmo esclarecido leva sempre ao interesse público. Nem é verdade que o auto-interesse é, em geral, esclarecido.” b) O “amor ao dinheiro” é o sentimento que domina o indivíduo na economia mercantil-capitalista. Objeto do desejo, o dinheiro é também o refúgio para conter a incontornável incerteza quanto ao futuro. c) Nos momentos em que o medo do futuro é superado pelo otimismo quanto aos resultados dos novos empreendimentos, os espíritos animais atropelam qualquer cálculo racional e produzem nova riqueza e novas fontes de trabalho. d) Mas o sucesso não aplaca senão, excita o desejo suscitando a febre de investimentos excessivos e mal dirigidos – bolhas especula- tivas nos mercados de ações; tudo isso, apoiado no endividamento imprudente. e) Na reversão da exuberância irracional, o medo do futuro vai predominar. A busca obsessiva e irracional


pela riqueza concentra-se, então, na posse do dinheiro em si (ou substitutos próximos, como os títulos da dívida pública) como riqueza inerte. (Luiz Gonzaga Belluzzo, com modificações) 29. Assinale a opção em que o trecho foi transcrito com erro de pontuação. a) A Independência Brasileira não foi uma revolução: ressalvadas a mudança no relacionamento externo e a reorganização administrativa no topo, a estrutura econômico-social criada pela exploração colonial continuava intacta, agora em benefício das classes dominantes locais. b) Diante dessa persistência, era inevitável que as formas modernas de civilização, vindas na esteira da emancipação política e implicando liberdade e cidadania, parecessem estrangeiras – ou postiças, antinacionais, emprestadas, despropositadas etc., conforme as preferências dos diferentes críticos. c) A violência da adjetivação indica as contorções do amor-próprio brasileiro (de elite), obrigado a desmerecer em nome do progresso, os fundamentos de sua preeminência social, ou vice-versa, opção deprimente nos dois casos. d) De um lado, tráfico negreiro, latifúndio, escravidão e mandonismo, um complexo de relações com regra própria, firmado durante a Colônia e ao qual o universalismo da civilização burguesa não chegava. e) De outro lado, sendo posto em xeque pelo primeiro, mas pondo-o em xeque também, a Lei (igual para todos), a separação entre o público e o privado, as liberdades civis, o parlamento, o patriotismo romântico etc. (SCHWARZ, Roberto, Cultura e política, p. 127-128) 30. Em relação ao texto, assinale a opção incorreta a respeito dos sinais de pontuação. O governo, de janeiro a maio deste ano, arrecadou R$ 937 milhões adicionais por meio do Programa de Integração Social – PIS. Em dezembro do ano passado, a alíquota da contribuição subiu de 0,65% para 1,65%. O aumento foi concedido para compensar possíveis perdas de arrecadação com o fim da cumulatividade – incidência da contribuição em todas as etapas da fabricação do mesmo produto –, que foi aprovado no final do ano passado. (Sílvia Mugnatto, Folha de S.Paulo, 01/09/2003) a) As vírgulas da linha 1 se justificam por isolar um complemento circunstancial intercalado entre o sujeito e o predicado do período. b) Eliminando-se o travessão (l.3), “PIS” poderia estar entre parênteses, sem prejuízo gramatical para o período. c) Se a expressão “Em dezembro do ano passado” (l.4) estivesse no final do período (com minúscula) não haveria exigência de isolá-la antecedendo-a com uma vírgula. d) Os travessões das linhas 8 e 10 poderiam ser substituídos por parênteses e o período se manteria gramaticalmente correto. e) A vírgula após o travessão (l.10) justifica-se para isolar a subseqüente oração de caráter restritivo. 31. Identifique o item em que a pontuação está correta. a) Sobre a sociedade, acima das classes, o aparelhamento político: uma camada social, comunitária embora nem sempre articulada – impera, rege e governa, em nome próprio, num círculo impermeável, de comando. Esta camada, que não representa a nação, quando forçada pela lei do tempo,

renova-se e, substitui velhos por moços, inaptos por aptos, num processo que cunha e nobilita os recémvindos, imprimindo-lhes, os seus valores. b) Sobre a sociedade acima das classes, o aparelhamento político – uma camada social, comunitária embora nem sempre articulada; impera, rege e governa, em nome próprio, num círculo impermeável de comando. Esta camada, que não representa a nação, quando forçada pela lei do tempo, renova-se e substitui velhos por moços, inaptos por aptos, num processo que cunha, e nobilita os recémvindos, imprimindo-lhes os seus valores. c) Sobre a sociedade acima das classes o aparelhamento político. Uma camada social, comunitária embora nem sempre articulada – impera rege e governa, em nome próprio, num círculo impermeável de comando. Esta camada, que não representa, a nação quando forçada pela lei do tempo renova-se e substitui velhos por moços, inaptos por aptos, num processo que cunha, e nobilita os recémvindos, imprimindo-lhes os seus valores. d) Sobre a sociedade acima das classes, o aparelhamento político; uma camada social, comunitária embora nem sempre articulada; impera, rege e governa em nome próprio, num círculo impermeável, de comando. Esta camada, que não representa a nação, quando forçada pela lei do tempo, renova-se e substitui, velhos, por moços, inaptos por aptos num processo que cunha e nobilita, os recémvindos, imprimindo-lhes os seus valores. e) Sobre a sociedade, acima das classes, o aparelhamento político – uma camada social, comunitária embora nem sempre articulada – impera, rege e governa, em nome próprio, num círculo impermeável de comando. Esta camada, que não representa a nação, quando forçada pela lei do tempo, renova-se e substitui velhos por moços, inaptos por aptos, num processo que cunha e nobilita os recémvindos, imprimindo-lhes os seus valores. (Raymundo Faoro - Os Donos do Poder) 32. Assinale a opção em que o trecho apresenta pontuação incorreta. a) O trabalho de combate à dengue, urgente para estancar a epidemia, é dividido em três ações básicas. b) A primeira é a de rotina: o agente visita as casas, verificando a existência de criadouros, trata os focos com larvicida e orienta os moradores. c) A segunda consiste, na aplicação de inseticida líquido, para a eliminação do mosquito adulto. d) Por último é feita a aplicação de inseticida pesado, o “fumacê”, em locais de altos índices de infestação pelo mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença. e) A população deve colaborar, evitando qualquer forma de água empoçada ou reservatórios a céu aberto. 33. Assinale a opção incorreta quanto ao emprego dos sinais de pontuação. a) O governo conseguiu uma vitória importante na área dos acidentes de trabalho: o Programa Nacional de Redução dos Acidentes Fatais do Trabalho reduziu em 34,27% o número de mortes entre 1999 e 2001. b) Os ministros comemoraram a redução que só foi possível, devido à ação integrada desenvolvida pelo governo, e amparada no engajamento de toda a sociedade. c) O governo continuará agindo para reduzir ainda mais o número de acidentes e de mortes. Um decreto já encaminhado para exame do Presidente da República,


por exemplo, reclassifica os 593 setores da economia de acordo com o grau de risco que oferecem aos trabalhadores. d) Hoje as empresas contribuem com alíquotas de 1% a 3% sobre a folha de salários para o custeio do acidente de trabalho, de acordo com a atividade que desenvolvem. e) Ao analisar os dados dos últimos quatro anos, a Previdência constatou que muitos segmentos estão classificados erradamente, ou seja, são responsáveis por um grande número de acidentes, mas estão listados, por exemplo, na área de menor risco, com alíquota mínima. (O Estado de S. Paulo) Em relação à pontuação do texto abaixo, analise as modificações propostas e assinale a opção correta. Lidar com leis, processos demorados, cartórios e tribunais talvez não seja uma atividade comumente associada à nova economia. No entanto, poucas profissões foram renovadas e se tornaram tão necessárias ao bom funcionamento das novas empresas quanto o ofício do advogado. Além disso, embora a sociedade brasileira não chegue perto da americana em termos de mentalidade litigiosa, temos bem concentrada na herança cultural uma dose gigantesca de burocracia regulamentações e cartórios. Lidar com essa herança já é o campo de trabalho para muitas gerações. (Gilson Schwartz, As profissões do futuro, São Paulo, Publifolha, 2000, p.36) Modificações propostas: I. por se tratar de aposto explicativo, suprimir as vírgulas que isolam a expressão após “processos demorados” (l.1). II. inserir vírgula antes de “talvez” (l.2) porque se inicia uma oração explicativa. III. eliminar a vírgula após “No entanto” (l.3) para não isolar circunstância. IV. inserir vírgula após “americana” ( l.8) para isolar oração explicativa subseqüente. V. inserir vírgula após “burocracia” (l.10), pois se trata de uma enumeração. 34. Para deixar o texto corretamente pontuado, a) é necessário implementar as modificações I e II. b) as modificações II e IV são necessárias. c) somente a modificação III é necessária. d) são necessárias as modificações III e IV. e) apenas a modificação V é necessária. O imposto de renda é a maior fonte de recursos do governo federal. No ano passado, pessoas e empresas contribuíram com 51 bilhões de reais para os cofres públicos. O imposto sobre produtos industrializados entrou com 16 bilhões de reais e a Cofins, uma contribuição social paga pelas empresas, com 32 bilhões. Esse dinheiro, somado à CPMF e a outros impostos, forma um total que é repartido, no Orçamento Federal, para áreas como educação, saúde, transportes e pagamento de salários e aposentadorias. (VEJA, Edição 1646 -26/4/2000) 35. Quanto ao uso da pontuação, é incorreto afirmar que a) para separar adjunto adverbial anteposto, na linha 2, após “passado”, a vírgula é opcional. b) a expressão “uma contribuição social paga pelas empresas” (l.6 e 7) está entre vírgulas por se tratar de aposto explicativo. c) logo após “como” (l.10) pode ser colocado um sinal

de dois pontos, já que se segue uma enumeração. d) a vírgula que vem ao fim da expressão “somado à CPMF e a outros impostos” (l.8) deve ser retirada, pois trata-se de um sujeito composto. e) as enumerações compostas de elementos curtos, como ocorre nas linhas 10 a 12, são marcadas por vírgulas, mas quando os elementos são longos e apresentam intercalações usa-se o ponto e vírgula. O Secretário da Receita Federal [ 1 ] afirmou [ 2 ] após receber os integrantes da subcomissão do Senado encarregada de aprofundar as investigações da CPI do Poder Judiciário [ 3 ] que qualquer CPI ''ajuda muito'' o trabalho da Receita Federal. ''As CPIs têm realizado um trabalho de parceria com a Receita. Pelo seu trabalho investigativo e seu poder de quebrar sigilos bancário e fiscal de pessoas envolvidas em investigação [ 4 ] as CPIs trazem informações valiosas [ 5 ] à Receita para fins fiscais'' [ 6 ] disse o secretário. (Folha de S. Paulo, 18/08/2000 p. A6, com adaptações) 36. Assinale a opção em que as vírgulas estão bem empregadas nas lacunas respectivas. a) vírgulas em 1, 3, 4, 5 b) vírgulas em 1, 3, 5 c) vírgulas em 2, 3, 4, 6 d) vírgulas em 3, 4, 5 e) vírgulas em 1, 2, 3, 4, 5, 6 37. No texto seguinte, marque o período transcrito sem erro de ortografia ou pontuação. a) A principal dificuldade que oferece o estudo do nosso sistema tributário no período colonial, consiste na absoluta ausência de qualquer organização sistemática, não havendo ao menos, uma legislação uniforme. Não vigorava nas colônias a legislação tributária da metrópole; e nas próprias colônias não eram cobrados os mesmos impostos. b) Conseguintemente, para conhecer o sistema tributário do período colonial, tive necessidade de recorrer aos cronistas da época, às coleções das cartas régias e alvarás, às instruções espedidas aos governadores e vice-reis e, sobretudo, ao precioso manancial da utilíssima Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. c) Predisposto o vosso espírito à benevolência, de que tenho tanta necessidade, abordaremos resolutamente, o assunto. d) Estando tão esparsos os materiais, fácil não era a tarefa de construir; e, assim, se o edifício não se recomendar pela pureza das suas linhas arquitetônicas, se for feio e forte como as antigas obras do Porto, não condeneis o arquiteto sem reconhecer circunstâncias atenuantes. e) O mais importante problema deste período da história tributária consiste em saber a quem pertencia ou, pelo menos, quem exercia habitualmente, o poder tributário. (Augusto Olympio Viveiros de Castro, com adaptações) 38. Nos textos apresentados, marque o período em que ocorre erro de pontuação. a) O Direito do Trabalho tem sua origem ligada, visceralmente, à historiografia da crise econômica. b) Nos seus períodos pré-histórico e proto-histórico, que significaram, na lapidar expressão do professor José Martins Catharino, a gestação mais longínqua e a transição para uma sistematização científica do fenômeno laboral, a influência da economia é visível, como substrato do Direito do Trabalho.


c) A denominada “Questão Social”, iniciada no século XVIII, fase proto-histórica por excelência do Direito do Trabalho, catalisou a formação do novo ramo da Ciência Jurídica. d) O liberalismo clássico discursou sobre a liberdade, mas, em verdade, usou-a para continuar a espoliação da massa anônima de trabalhadores. e) Nascia portanto, o direito laboral de uma realidade fática incontestável: a necessidade de proteção à dignidade da pessoa do trabalhador. (Weliton Sousa de Carvalho) 39. Os trechos a seguir constituem seqüencialmente um texto. Assinale o segmento que apresenta erro de pontuação. a) Aguardado com certa ansiedade por analistas do mercado fi nanceiro, mas de leitura difícil para o cidadão comum, desta vez o Relatório de Inflação, divulgado a cada três meses pelo Banco Central (BC), tem um conteúdo que interessa a todos. b) A avaliação positiva do desempenho da economia e as projeções otimistas sugeridas por ele justificam a expectativa de um cenário promissor para os próximos meses. c) É um cenário no qual parece inevitável a queda dos juros a uma velocidade maior do que a decidida pelo Comitê de Política Monetária (Copom) em sua reunião de setembro, quando reduziu a taxa Selic em 0,25 ponto percentual. d) Apesar de seu título sugerir um estudo limitado à inflação, o documento trata, também do desempenho da economia brasileira e dos impactos que fatores externos podem ter sobre a atividade doméstica. Em praticamente todos os itens analisados, as perspectivas são boas. e) Se não ficar abaixo da meta de 5,1% fixada para este ano, a inflação deve ficar muito próximo dela, não há riscos de gargalos na produção que possam pressionar os preços internos, a cotação do dólar não preocupa, não existem ameaças reais ou riscos iminentes no cenário internacional. (Itens adaptados de O Estado de S. Paulo , 01/10/2005, Editorial) 40. Assinale a opção que apresenta erro de pontuação. a) Parece bastante óbvio que vários fatores têm forçado as empresas a assumirem responsabilidades sociais, até recentemente tidas como de exclusiva competência do Estado, para com um modelo de desenvolvimento sustentável, o que vai muito além do desempenho econômico-fi nanceiro do negócio. b) Didaticamente, poderíamos organizar esses fatores em três grandes variáveis. Primeiro, a crise social aumenta a pressão por soluções para os problemas do crescente contingente de empobrecidos em todo o mundo. c) Brotam, em todos os lugares, mobilizações sociais: algumas localizadas sob a forma de ações comunitárias; outras de dimensões globais, como movimentos em defesa dos recursos naturais e movimentos em defesa da igualdade econômica e social. d) Segundo, a incapacidade do Estado de atender às crescentes demandas de contingentes sociais crescentemente numerosos. Parece que o avanço do contingente populacional, impõe demandas desproporcionalmente superiores à capacidade do Estado em atendê-las. e) Terceiro, o excesso de oferta generalizada e a crescente concentração dos meios de produção em

todos os segmentos de negócios, que colocam em cheque a criatividade e os modelos de gestão empresarial. A todo momento, a sobrevivência das empresas é desafi ada. A redução de custos tem exaurido e destruído organizações inteiras, sem distinção de tamanho e de áreas de atividade. (Itens adaptados de Carlos Eugênio Friedrich Barreto -http://www2.uerj.br/~labore/cquestoesc/sociedade_2main.htm) 41. No que se refere à pontuação do texto, assinale a opção incorreta. Numa época de crise longa e generalizada como a que estamos vivendo que desestruturou o campo das idéias e dos projetos políticos e econômicos consolidados no século XX, a discussão sobre uma alternativa histórica que contemple o interesse dos fracos e inferiorizados não pode ficar prisioneira de um debate meramente conjuntural nem muito menos das idéias e propostas dos mais fortes e ganhadores. Sua primeira providência nesse sentido é clarificar o que foi a ‘‘grande transformação’’ da ordem capitalista que se cristalizou nos últimos 25 anos do século XX. (Adaptado de José Luís Fiori , Correio Braziliense, 20/10/2000) a) Estaria correto usar vírgulas isolando a expressão “como a que estamos vivendo” (l.2). b) Se a oração “que contemple o interesse dos fracos e inferiorizados” (l.6 e 7) vier entre vírgulas será uma subordinada explicativa. c) Caso não se coloque uma vírgula após “alternativa histórica”, (l.5 e 6) seria correto colocar uma vírgula antes de “não pode ficar prisioneira”. (l.7). d) Seria correto colocar vírgulas isolando a expressão “nesse sentido” (l.11). e) A expressão “meramente conjuntural” (l.8) deve ser isolada por vírgulas para que o texto fique correto. 42. Assinale a opção em que a pontuação está correta. a) Nunca os países integraram, tão intensamente suas economias. b) O novo mundo em construção é, acima de tudo, o da economia global e dos grandes conglomerados mundiais. c) As grandes empresas mundiais, se estendem hoje pelos cinco continentes, ignorando fronteiras, e jogando por terra as antigas barreiras nacionais. d) Desde a Segunda Guerra Mundial, o comércio internacional, aumenta a uma taxa que é o dobro do crescimento do PIB global. e) Esse é um mundo em que impera a liberdade econômica, e a busca pela eficiência extrema. Tratase, sem meias palavras do triunfo do liberalismo. (Adaptado de Exame, 1/11/2000, p.135) 43. Marque o segmento do texto seguinte em que os sinais de pontuação não foram bem empregados. a) Em 1580, a colonização alcançava pouco adiante de Itamaracá; em 1586, já se afirmava na Paraíba; em 1597, começava no Rio Grande do Norte: o Ceará não podia continuar imune por muito tempo à marcha acelerada pelo rio-mar. b) Em 1603, Pero Coelho parte da Paraíba, desembarca em plagas cearenses, mas em pouco é obrigado a retirar-se, vencido e arruinado. Não são mais felizes os padres Francisco Pinto e Luís Figueira, em sua tentativa de 1607. c) Por fim, Martim Soares Moreno, companheiro de Pero Coelho, conhecedor da língua dos índios, nomeado capitão-mor do Rio Grande do Norte,


consegue as simpatias dos indígenas vizinhos e improvisa um fortim, princípio da colonização da capitania, a que seu nome se conserva indissoluvelmente associado. d) Ignora-se o ano exato do estabelecimento de Martim Soares Moreno; o de 1610, que em geral se dá, é aproximadamente certo. e) Em 1613, o fundador do Ceará, é mandado ao Maranhão, a colher informações sobre o estado da terra e os estrangeiros que a estão ocupando. (Capistrano de Abreu, adaptado) 44. Assinale a opção que contém erro de pontuação. a) O sistema capitalista sustenta-se sobre dois pilares: a propriedade privada e a livre iniciativa. b) O Estado, com a revolução burguesa, assume o papel de protetor desse sistema, que desenvolve a partir da consagração da liberdade de apropriação de bens e dos meios de produção, liberdade que se mantém intangível até o princípio deste século, quando se pôs em questionamento a necessidade do bem-estar coletivo. c) Quanto maior fosse a empresa e quanto maior o seu poder econômico, mais sucesso era a ela atribuído, pois maior a sua capacidade de gerar capital, investir em novas tecnologias e maquinário, produzindo mais e promovendo a riqueza das nações. d) Trata-se de regra econômica que, em dado momento histórico, não sofria qualquer limite nem se colocava à prova a sua legitimidade. e) O corolário da liberdade de apropriação dos bens de produção, é o atingimento da máxima eficiência, a minimização de dispêndios e maximização de lucros (Neide Terezinha Malard, com adaptações) 45. Assinale a opção que contém erro de pontuação. a) Sem que implique, desde logo, aceitar-se plenamente a idéia da aldeia global (a que se refere MacLuhan), também na área do direito observa-se que é chegda a hora e a vez do internacional. b) Afonso Arinos, em seu Curso de Direito Constitucional Brasileiro, fala em internacionalização do Direito Constitucional e em constitucionalização do Direito Internacional. c) Nos Estados Unidos e na França, para citarem-se dois significativos exemplos, foram razões de ordem interna (os Estados Unidos interessados na paz com a Inglaterra e a França envolvida em uma espécie de guerra européia) que os levaram a trazer para seus sistemas constitucionais, normas dos direitos das gentes. d) A rigor, desde que a História do Direito adota o conceito de constitucionalismo (séculos XVIII e XIX), já se podia observar esse fenômeno da internacionalização, só que por outras motivações. e) Com efeito, todas as constituições modernas consagram preceitos de Direito Internacional (vejam-se por exemplo, o art. 4. com seu parágrafo único, e o § 2. do art. 5. da Constituição Brasileira de 1988), e enquanto isso, os organismos e organizações internacionais, à guisa de tratados e fundadores, adotam verdadeiras constituições internacionais. 46. Marque o sinal de pontuação que foi mal empregado. Os episódios da crise recente na Argentina,(A) não podem ser entendidos sem uma perspectiva que abraça a noção mais ampla de tempo,(B) a envolver as duas últimas décadas. Há três dimensões – (C) uma de ordem estrutural, (D) uma de ordem institucional e

outra de caráter sociocultural – (E) que iluminam o ocaso do país vizinho. (Baseado em José Flávio Sombra Saraiva) a) A b) B c) C d) D e) E 47. Marque o sinal de pontuação que foi mal empregado. A transição para a democracia no Brasil produziu resultados diferentes daqueles obtidos nos países vizinhos. Aqui,(A) pela primeira vez na história,(B) operários e camponeses conquistaram um lugar permanente na cena política oficial. Forjaram suas organizações independentes e logo,(C) passaram a contracenar com as elites tradicionais. CUT,(D) MST e partidos de esquerda são frutos desse processo. Na Argentina,(E) a redemocratização reconduziu à cena velhos atores presentes há setenta anos. (Baseado em Walter Pinheiro) a) A b) B c) C d) D e) E QUESTÕES VALE- TUDO Percepção de (In)correções gramaticais 48. Marque a opção em que um dos períodos apresenta estrutura sintática incorreta. a) A sonegação provoca, simultaneamente, um enorme prejuízo social e uma grande concentração de renda. / É provocada pela sonegação, simultaneamente, um enorme prejuízo social e uma grande concentração de renda. b) Aquelas pessoas jurídicas definidas na lei como contribuintes são meros "repassadores" dos impostos efetivamente pagos pelos consumidores finais de produtos e serviços./ A lei define como contribuintes aquelas pessoas jurídicas que são meros "repassadores" dos impostos efetivamente pagos pelos consumidores finais de produtos e serviços. c) Há alguns economistas que afirmam que mesmo os impostos diretos, do tipo Imposto de Renda, são repassados para os preços e suportados pelos consumidores. / O que alguns economistas afirmam é que mesmo os impostos diretos, do tipo Imposto de Renda, são repassados para os preços e suportados pelos consumidores. d) Protegido o direito público, resta garantir ao contribuinte a agilidade no atendimento e o acesso a informação, a orientação e a esclarecimentos, pois o interesse coletivo deve se sobrepor aos interesses particulares./ Como o interesse coletivo deve se sobrepor aos interesses particulares, desde que o direito público esteja protegido, resta garantir ao contribuinte a agilidade no atendimento e o acesso a informação, a orientação e a esclarecimentos. e) Cabe esclarecer quem, de fato, são os contribuintes e quais os interesses devem ser protegidos em um Estado de Direito. / Cabe esclarecer quem são os contribuintes de fato e que interesses devem ser protegidos em um Estado de Direito. (Folha de S. Paulo, 19/08/2000, p. A3, com adaptações) 49. Assinale

a

opção que

apresenta

incorreção


sintática. a) Muitas das medidas de proteção ao contribuinte já estão previstas na legislação, mas talvez mereçam algum aperfeiçoamento. b) A solução para questões tributárias talvez dependa mais da modernização e da otimização do serviço público do que propriamente de novas leis. c) Por outro lado, essas aspirações de aperfeiçoamento do estado não são exclusivas dos contribuintes, mas de todos os cidadãos que tratam com o poder público. d) A verdadeira defesa do contribuinte é fazer com que o imposto pago pelo consumidor chegue aos cofres públicos e seja utilizado de forma correta. e) Algumas medidas caberiam melhor em um "Código de Defesa do Usuário do Serviço Público", a exemplo que foi instituído recen-temente no Estado de São Paulo. (Folha de S. Paulo, 19/08/2000, p. A3, com adaptações) 50. Assinale a opção em que o trecho foi transcrito de forma gramaticalmente correta. a) Além das atividades que caracterizam o estado clássico, liberal, temos uma série de outras atividades que lhes são exclusivas e que correspondem aos seus deveres como estado social. b) Em essência, são as atividades de formular políticas na área econômica e social e, em seguida, de realizar transferências para a educação, a saúde, a assistência social, a previdência social, entre outras, bem como para a defesa do meio ambiente, a proteção do patrimônio cultural e o estímulo às artes. c) Essas áreas não são intrinsecamente monopolistas ou exclusivas, mas, na prática, diante do volume das transferências de recursos orçamentários que envolve, são de fato responsabilidade exclusiva do estado. d) O principal argumento econômico que lhes justifica é o que mesmo se referindo a atividades que envolvem externalidades positivas importantes, não são devidamente remuneradas pelo mercado. e) O argumento ético para a participação do estado é o que são atividades que envolvem direitos humanos fundamentais que qualquer sociedade deve garantir à seus cidadãos. (Luiz Carlos Bresser Pereira, com modificações) 51. Assinale a opção em que o texto foi transcrito de forma gramaticalmente incorreta. a) A presença crescente de capitais estrangeiros na economia brasileira ainda não produziu muitos dos bons resultados previstos pelos defensores da abertura econômica. b) As expectativas, aliás, não eram poucas, começando pelo aumento da competitividade e chegando à melhoria na qualidade dos produtos e serviços, sem esquecer a esperança de inserção mais virtuosa do País nos mercados internacionais. c) Os indicadores de desnacionalização da indústria brasileira são inequívocos. O capital estrangeiro respondia por 36% do faturamento dos 350 maiores grupos do País em 91. No final de 99, essa participação chegava a 53,5 %. É evidente a incorporação do Brasil à globalização. d) As empresas desnacionalizadas, em muitos casos também privatizadas, ganharam eficiência e produtividade. Mas, se o resultado caso a caso foi em geral favorável aos interesses dos novos proprietários, os resultados macroeconômicos dessa transformação ainda não surgiram.

e) A principal explicação para esse descompasso dentre o “micro” e o “macro” está no fato que a entrada de capital estrangeiro significou principalmente mudança de propriedade, mas nem sempre criação de nova capacidade produtiva. (Editorial - Folha de S. Paulo,17/2/2002, com modificações) 52. Assinale a opção em que uma das duas possibilidades de redação está gramaticalmente incorreta. a) A economia americana sobreviveu a muitos percalços e, até o início da curta e moderada recessão, da qual parece começar a emergir, conheceu nove anos de uma das mais exuberantes expansões de sua história. / A economia americana sobreviveu a muitos percalços e conheceu nove anos de uma das mais exuberantes expansões de sua história até o início da curta e moderada recessão, de que parece começar a emergir. b) O professor Paul Kennedy, figura expressiva da “escola do declínio” na década de 80, confessa ter mudado de posição. Temia o pior em 1985, quando o esforço militar consumia 45% do PIB. / Figura expressiva da “escola do declínio” na década de 80, o professor Paul Kennedy confessa que mudou de posição. Temia o pior em 1985, quando o esforço militar consumia 45% do PIB. c) Pensa hoje que se tornou barato adquirir a hegemonia ao preço de 3,8% de PIB florescente e produtividade que permite encarar sem susto o momento próximo em que os EUA gastarão com a defesa US$ 1 bilhão por dia. / Seu pensamento hoje é esse: tornou-se barato adquirir a hegemonia ao preço de 3,8% de PIB florescente e produtividade que permite encarar sem susto o momento próximo em que os EUA gastarão com a defesa US$ 1 bilhão por dia. d) Não quer isso dizer que os americanos sejam onipotentes ou possam ignorar para sempre alguns ameaçadores desequilíbrios de sua economia e as reações do resto do mundo. / Não quer isso dizer que os americanos sejam onipotentes ou que alguns ameaçadores desequilíbrios de sua economia e as reações do resto do mundo possa por eles serem ignorados para sempre. e) Significa apenas reconhecer que a atual configuração do poder mundial está longe do declínio e que um país como os Estados Unidos tem uma extraordinária capacidade para recuperar-se de erros que para outros seriam provavelmente fatais. / Significa apenas o reconhecimento de que a atual configuração do poder mundial está longe do declínio e de que um país como os Estados Unidos tem uma extraordinária capacidade para recuperar-se de erros que para outros seriam provavelmente fatais. (Itens adaptados de Rubens Ricupero) 53. Em relação ao texto, assinale a opção em que a substituição sugerida exige transformações adicionais no texto para assegurar a correção gramatical. Admitir que a concentração sem precedentes de poder num só país está em vias de aumentar, não de diminuir, não pressupõe que se aprove tal tendência ou se desconheçam os riscos que encerra. Para comprovar isso, basta voltar à advertência dos próprios fundadores da república americana contra o perigo da acumulação de todos os poderes em uma só mão. Ou lembrar o aviso de Burke: “Quanto maior o poder, mais perigoso o abuso”. (Rubens Ricupero)


a) “que se aprove” (l.3) por “seja aprovada” b) “tal tendência” (l.3 e 4) por “tais tendências” c) “se desconheçam” (l.4) por “sejam desconhecidos” d) “Para comprovar isso” (l.5) por “Para a comprovação disso” e) “voltar à” (l.5) por “retomar a”. 54. Assinale a opção em que a substituição sugerida torna o texto incorreto. Keynes rejeitava Bentham e o utilitarismo. Professava a crença de que a sociedade e o indivíduo são produtos da tradição e da história. Isso não quer dizer que recusasse o projeto da modernidade, para ele indissociável da progressiva autonomia do indivíduo, entendida como a vitória da liberdade sobre a necessidade. A boa vida para todos só vai começar quando a arte e o conhecimento desinteressados expulsarem o egoísmo dos cuidados humanos. Não acreditava que essa promessa pudesse ser cumprida em uma sociedade individualista. (Luiz Gonzaga Belluzzo) a) “Isso” (l.3) por “Tal assunção” b) “para ele” (l.5) por “o qual para ele era” c) “só vai começar” (l.8) por “somente vão estar começando” d) “Professava” (l.1 e 2) por “Adotava” e) “dos cuidados humanos” (l.10) por “das” cogitações humanas 55. Indique a opção em que o trecho foi transcrito com transgressões à norma culta da modalidade escrita da língua. a) O objetivo maior com a criação do FUNDEF está na busca de soluções para um dos graves problemas que ocorre no âmbito do ensino fundamental, que é o baixo padrão salarial dos professores. b) Espera-se que a médio prazo surjam os primeiros resultados com reflexos positivos sobre a qualificação profissional do magistério e a qualidade do ensino ministrado nas escolas, como fruto da garantia de alocação de recursos para tal fim. c) Assim, esse fundo constitui um instrumento para a implementação de uma política redistributiva, que objetiva corrigir às desigualdades regionais e sociais, pois nem todos os municípios detêm capacidade financeira para investir em ensino de qualidade. d) Tal estratégia vem permitir visibilidade na questão dos recursos e auxiliar na definição de prioridades, facilitando o controle social e as ações fiscalizatórias previstas em lei, além de permitir a autonomia na aplicação dos valores. e) Esse instrumento tem natureza contábil, com conta especial, e os recursos a ele destinados devem ser utilizados, especificamente, para manutenção e desenvolvimento do ensino fundamental e valorização do magistério. (Adaptado do Relatório e Parecer Prévio sobre as contas do Governo da República. 1997, p. 207) 56. Marque o item em que os dois períodos estão gramaticalmente corretos. a) Daí a conclusão de que a Constituição deve refletir os fatores reais do poder./ Daí a conclusão que a Constituição deve refletir os fatores reais do poder. b) A Constituição deve refletir necessária e fielmente os fatores reais do poder./ A Constituição deve refletir necessariamente e fielmente os fatores reais do poder. c) Em posição distinta situa-se aqueles que entendem que as normas jurídicas possuem um razoável grau de

autonomia./ Em posição distinta situam-se aqueles que entendem que as normas jurídicas possuem um razoável grau de autonomia. d) Existe a crença de que a Lei Fundamental não é e não deve ser encarada como um subproduto mecanicamente derivado das relações de poder./ Existe a crença que a Lei Fundamental não é e não deve ser encarada como um subproduto mecanicamente derivado das relações de poder. e) Hesse nos diz que a vontade da Constituição tem origem em três vertentes ontologicamente semelhante./ Hesse nos diz que a vontade da Constituição tem origem em três vertentes ontologicamente semelhantes. 57. Marque o item em que os dois períodos estão gramaticalmente corretos. a) Torna-se evidente de que nossas reflexões estão situadas no contexto desta disputa. / Torna-se evidente que nossas reflexões estão situadas no contexto desta disputa. b) Impõe-se refletir sobre os limites e possibilidades da força normativa das regras de direito que estruturam a ordem econômica. / Impõem-se refletir sobre os limites e possibilidades da força normativa das regras de direito que estruturam a ordem econômica. c) Um eventual descompasso entre o texto escrito e a Constituição farão com que esta seja rasgada pelas forças sociais. / Um eventual descompasso entre o texto escrito e a Constituição fará com que esta seja rasgada pelas forças sociais. d) A força vital e a eficácia da Constituição assentamse em sua vinculação às tendências dominantes de seu tempo. / A força vital e a eficácia da Constituição assentam-se em sua vinculação as tendências dominantes de seu tempo. e) Admitida a existência de um direito constitucional econômico, cumpre analisar a força normativa da chamada constituição econômica. / Admitindo-se a existência de um direito constitucional econômico, cumpre analisar a força normativa da chamada constituição econômica. 58. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. Não são poucos os desafios que (A) está submetida a doutrina constitucional hodierna (B). Se, como afirma Kriele, cada geração desenvolve sua própria Teoria do Estado, é certo que (C) a moderna doutrina constitucio-nal está às (D) voltas com o problema relativo ao desenvolvimento de instituições que, de um lado, consigam impor o interesse público em face das poderosíssimas organizações privadas como sindicatos, associações e conglomerados econômicos, e, de outro, logrem assegurar um regime democrático e de liberdades na acepção mais ampla, que tenha como baldrame (E) a própria concepção de dignidade humana. (Gilmar Ferreira Mendes, com adaptações) a) A b) B c) C d) D e) E 59. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. Nos sistemas jurídicos dos países de regime capitalista, a repressão ao abuso do poder econômico faz-se, geralmente, mediante dois tipos de legislação ou se adota (A) o princípio do abuso, em que as


práticas comerciais tidas como potencialmente anticoncorrenciais são analisadas no contexto econômico que (B) se desenvolvem, aplicando-se-lhes (C) a regra da razão (rule of reason), ou se segue o princípio da proibição (per se condemnation), segundo o qual determinadas condutas são consideradas por si próprias lesivas à (D) concorrência, dispensando-se qualquer análise das condições em que ocorrem. A maioria dos sistemas jurídicos adota (E) ambos os princípios. (Neide Teresinha Malard, com adaptações) a) A b) B c) C d) D e) E 60. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. O legislador municipal é inteiramente livre para tributar, fixar as alíquotas e isentar. Com isso, mormente nas regiões metropolitanas e nas macrorregiões (A), ganha a sociedade com a "concorrência fiscal" entre os municípios. O imposto imobiliário é fiscal e extrafiscal (B), no campo e na cidade. Doravante compete aos munícipes (C) orientar a política agrária e a política urbana, como melhor lhe aprouver (D), podendo utilizar a progressividade das alíquotas no tempo para forçar o uso da propriedade em conformidade com a sua função social. Aos municípios compete definir como querem o entor-no rural, se produtivo, predatório ou inerme (E). (Sacha Calmon Navarra Coelho, com adaptações) a) A b) B c) C d) D e) E 61. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. A redistribuição de renda, sob a forma de subsídios ao consumo que servissem (A) de estímulo à (B) demanda agragada, passou a ser administrativamente realizado(C) pelos estados democráticos do Ocidente no segundo pós-guerra, mediante instrumentos de política econômica, aos quais (D) a atividade judicial permaneceu alheia. Não se tem notícia, por exemplo, de que o Plan Monet, na França, ou a Lei do Emprego de 1946, nos Estados Unidos, tenham sido com sucesso impugnados (E) judicialmente. (Marcus Faro de Castro, com adaptações) a) A b) B c) C d) D e) E 62. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. O serviço da dívida dos países latino-americanos ou a variação dos descontos praticados no mercado secundário da dívida não podem (A) ser vistos isoladamente do contexto mais amplo das possibilidades e práticas de gestão econômica em muitos países, as quais (B) traduzem o conjunto dos constrangimentos que (C) os respectivos governos estão subordinados. Esses constrangimentos refletem também o fato de que (D) os direitos tornados relativos agora dizem respeito a interesses e valores de grupos e indivíduos situados em sociedades fisicamente

distantes umas das outras, mas com diferenciais comparativos economicamente relevantes, referentes à (E) capacidade de reprodução e geração de identidades sociais, identificação de objetivos econômicos estratégicos, formulação de novos conhecimentos e tecnologias, geração de poupança e acesso ao capital financeiro. (Marcus Faro de Castro, com adaptações) a) A b) B c) C d) D e) E 63. Leia o texto abaixo e assinale a opção que corresponde a erro gramatical. “Vale ressaltar que o relacionamento do Brasil com os organismos financeiros multilaterais e agências governamentais estrangeiros(1) visa, principalmente, à(2) captação de recursos para financiar projetos de desenvolvimento de infraestrutura produtiva e social, programas de apoio a(3) ações voltadas para a modernização administrativa, fiscal e tributária, reformas setoriais mais abrangentes, e, adicionalmente, beneficiarem-se(4) da assistência técnica e do assessoramento setorial especializado oferecidos(5) por essas entidades.” (Adaptado do Relatório e Parecer Prévio sobre as contas do Governo da República. 1997 , p. 275) a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 64. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. Geograficamente, a região entre o Parnaíba, o Tocantins e o São Francisco pertencem(A), em grande parte, a (B) Pernambuco, mas a história prende-a à(C) Bahia. Foram baianos que, procurando terrenos apropriados à criação de gado, passaram à(D) Serra do Espinhaço, e favorecidos pelas catingas decíduas, chegaram ao rio de São Francisco, espontando(E) todos os rios secos que retalham Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. (Capistrano de Abreu, adaptado) a) A b) B c) C d) D e) E 65. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. É característico(A) do regime patriarcal o homem fazer da mulher uma criatura tão diferente dele quanto possível. Ele, o sexo forte, ela o fraco; ele o sexo nobre, ela o belo. Mas a beleza que se quer(B) da mulher, dentro do sistema patriarcal, é uma beleza meia(C) mórbida. A menina do tipo franzino, quase doente. Ou, então, a senhora gorda, mole, caseira, maternal, coxas e nádegas largas. Nada do tipo vigoroso e ágil de moça, aproximando-se(D) da figura do rapaz. O máximo de diferenciação de tipo e de trajo(E) entre os dois sexos. (Gilberto Freyre, adaptado) a) A b) B c) C


d) D e) E 66. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. Nos Estados Unidos e na França, as burocracias capturam(A) o espírito das culturas administrativas anglo-saxãs(B) e gaulesas. Na América do Norte, a burocracia pede emprestadas(C) à(D) diabólica eficiência do mundo empresarial a simplificação, a velocidade, o pragmatismo e a incorporação da tecnologia (fax, computador, telefone e cartão de crédito). Mais ainda, os burocratas são tementes a(E) um público reclamador. (Claudio de Moura Castro, adaptado - Veja, 25/2/1998) a) A b) B c) C d) D e) E 67. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. Tudo parece indicar, a essa altura, que(A) as repercussões da crise dos países asiáticos sobre a América Latina serão bem menos acentuadas do que(B) se imaginava faz(C) poucos meses. Pouco a pouco, foram-se percebendo(D) que os problemas daquela região são devidos à(E) desorganização de seus sistemas financeiros e a uma especulação imobiliária desenfreada. (Gazeta Mercantil, 21 e 22/2/1998, adaptado) a) A b) B c) C d) D e) E 68. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. Aos 26 anos, a cearense Jerusa Novais fala um inglês claudicante(A), conhece os Estados Unidos apenas pela Internet, mas acaba de conseguir uma ascensão(B) profissional de causar inveja aos 12.000 estudantes de informática que saem anualmente das faculdades brasileiras. A partir de março, trocará seu salário de 2.500 reais no Banco do Estado do Ceará por outro de 5.000 dólares na empresa IMR com sede na Flórida. Ela e outros dezenove cearenses foram contratados pela IMR por salários que variam entre(C) 4.500 e 6.000 dólares mensais. O grupo vai-se juntar (D) aos 1.000 profissionais brasileiros de informática que já encontraram colocação no mercado americano. Vivendo um período de prosperidade sem precedentes, os Estados Unidos da América não está(E) conseguindo preencher as 300.000 vagas de trabalho que são abertas a cada ano na área com os novos profissionais – cerca de 24.000 – que saem de suas universidades. (Manoel Fernandes - Veja 28/1/1998, adaptado) a) A b) B c) C d) D e) E 69. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. Não é muito difícil imaginar os motivos que teria a Argentina para entabular(A) agora uma conversa mais

séria com o Brasil a cerca(B) da criação de uma moeda única no Mercosul. Existe uma motivação não reconhecida oficialmente mas plenamente visível: o receio das desvalorizações do real – na base de(C) 0,6% ao mês – e o impacto que isso já está tendo sobre os preços das exportações argentinas ao mercado brasileiro. O tema é complexo e tem muito mais implicações(D) do que a decisão de mandar um argentino em viagem à(E) Lua. (Maria Clara R. M. Prado - Gazeta Mercantil - 21 e 22/2/1998, adaptado) a) A b) B c) C d) D e) E 70. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. No imaginário popular, o usineiro de açúcar vive como rei no nordeste do país, veste terno de linho branco e chapéu panamá, está sempre arrancando algum dinheiro aos(A) cofres públicos. O terno branco e o panamá, os coronéis já os(B) largaram há(C) muito tempo. Eles agora estão abandonando é(D) o próprio Nordeste, a terra que dominaram por 400 anos e que ajudaram a transformar no que é hoje: uma das regiões mais pobres do país. O movimento ainda não indica uma retirada em massa, mas são cada vez maiores(E) o número de usineiros nordestinos que estão lançando seus projetos novos no centro-sul do Brasil. (Marcos Gusmão - Veja - 28/1/1998, adaptado) a) A b) B c) C d) D e) E 71. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. O vencimento fixo, por padrões uniformes e organizados em carreiras, salvo o caso de cargos isolados, conjugado à(A) aposentadoria e a(B) pensões, constituem(C) o sistema generalizado no Brasil. Todavia, para certas carreiras, a lei admite, ao lado do vencimento, outros suplementos, como as quotas(D), percentagem(E) para os funcionários que exercem funções arrecadadoras, ajudas de custo, etc. (Aliomar Baleeiro, adaptado) a) A b) B c) C d) D e) E 72. Identifique o item sublinhado que contenha erro de natureza ortográfica ou gramatical, ou impropriedade vocabular. Fala-se (A) com arroubo (B) sobre os inesgotáveis recursos de novas tecnologias, como o vídeo ou a realidade virtual, mas qualquer reflexão à respeito do (C) invariavelmente orbita (D) em torno da matériaprima (E) desta página – o texto. (Paul Saffo, com adaptações) a) A b) B c) C d) D e) E 73. Assinale o trecho do texto que foi transcrito com


erro. a) Os direitos humanos, a grande conquista moderna, procedem da idéia de que o governo está a serviço dos cidadãos, e não o contrário. Cada indivíduo, antes mesmo de fazer parte do poder político, já detêm direitos que são seus, pelo simples ato de nascer. b) É esse vínculo dos direitos humanos ao nascimento que permite dizer que eles são direitos naturais. Já o Estado é um instrumento para realizar fins comuns às pessoas. c) Vários teóricos da política, ao longo dos séculos XVII e XVIII, afirmaram que o Estado nasceria de um contrato. Eles foram indevidamente contestados depois que os avanços da história mostraram que seria impossível a pessoas isoladas entre si desenvolverem a sofisticação necessária para adotar o conjunto de regras e leis que forma um Estado. d) O que os contratualistas pretendiam não era tanto afirmar uma verdade histórica, ou sequer uma hipótese, mas expressar uma idéia filosófica forte, revolucionária: o indivíduo tem prioridade sobre o Estado. e) Mesmo que cada um de nós, em sua vida, nasça dentro de um Estado — e, portanto, depois dele —, este último somente tem validade como ferramenta ou meio para promover fins que são os nossos. (Adaptado de Renato Janine Ribeiro, Fronteirasda Ética, São Paulo: Senac, 2002, p.134,135.) 74. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. O Tribunal de Contas da União, por meio do(1) Acórdão(2) no 1.137, de 13 de agosto de 2003, apresentou o resultado de trabalhos de inspeção realizados junto aos Órgãos Centrais, à(3) Delegacia da Receita Federal em Brasília e à Delegacia Especial de Instituições Financeiras em São Paulo, tendo por objeto avaliar o controle exercido pela Superintendência da Receita Federal sobre à(4) rede arrecadadora de receitas federais. Em diversos trechos de seu relatório, aquele Tribunal reconhece os benefícios advindos(5) do Projeto de Reestruturação do Controle da Rede Arrecadadora de Receitas Federais - Projeto Nova Rarf. (Adaptado de www. receita. fazenda.gov.br, 10/09/2003) a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 75. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. A sociedade humana, desde os seus primórdios, soube desenvolver as dimensões essenciais de sua atividade prática — e já por isso o homem pôde (1)ser definido como tendo sido, desde a sua origem, um animal técnico, ou seja, uma criatura afeita à fainas(2) da transformação da natureza. Foi a filosofia grega, no entanto, e apenas ela, que conseguiu estabelecer aquelas categorias fundamentais para o desdobramento da tecnologia. Não que esse desdobramento estivesse desde sempre(3) na mira daqueles primeiros pensadores gregos. Em verdade(4), a ligação entre esse pensamento das categorias de base e a sua subserviência ao desenvolvimento da tecnologia só viria a manifestar-se(5) dois milênios mais tarde. (Adaptado de Gerd Bornheim, Fronteiras da Ética, São Paulo: Senac, 2002, p.147)

a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 76. Assinale a opção em que a concordância está de acordo com a norma padrão. a) Os milhares de pessoas que cometeram delitos, após cumprirem suas penas, ficam quites com a sociedade. b) Nenhum dos colegas de seção afirmaram ter presenciado qualquer ato delituoso, apenas relataram o que ouviram do funcionário punido. c) A maioria dos casos examinados indicava ser necessário a instauração de sindicância, ainda que alguns de nós relutássemos em acatar a auditoria realizada. d) Dadas as circunstâncias em que ocorreu um grande número de exonerações, foi publicado, na mídia, uma nota que justificava tal procedimento administrativo. e) Seguia anexo ao processo administrativo a cópia dos contratos de serviços especializados que haviam sido prestados na gestão anterior. 77. Assinale a opção em que o trecho do texto foi transcrito com erro de sintaxe. a) As empresas do setor imobiliário que deixaram de prestar contas das transações realizadas em 2002 vão ser alvo de investigação da Receita Federal. Imobiliárias, construtoras e incorporadoras tinham prazo limitado para entregar a Declaração de Informação sobre Atividades Imobiliárias Dimob. b) A estimativa é de que metade das empresas não declarou, mas o coordenador-geral de Fiscalização da Receita acredita que muitas delas ainda vão cumprir a exigência. Até o prazo foram entregues 21.395 declarações, mas nos registros da Receita constam em cerca de 40 mil empresas que estariam obrigadas a declarar. c) O coordenador diz que os dados da Dimob serão confrontados com as informações da declaração das empresas e das pessoas físicas. O coordenador afirma ainda que as informações serão cruzadas com os dados da CPMF, que têm sido instrumento indispensável ao trabalho de fiscalização do órgão. d) Na declaração, as imobiliárias só devem informar as operações realizadas no ano passado. As empresas que não tiveram atividades em 2002 estão desobrigadas de prestar contas. Quem deixou de entregar a declaração no prazo pagará multa mínima de R$ 5 mil por mês-calendário. Em caso de omissão ou informação de dados incorretos ou incompletos, a multa será de 5% sobre o valor da transação. e) Essa declaração foi criada em fevereiro de 2003 para identificar as operações de venda e aluguel de imóveis. A Receita quer saber, por exemplo, a data, o valor da transação e a comissão paga ao corretor. No ano passado, foram fiscalizadas 495 empresas do setor, cujas autuações somaram R$ 1,2 bilhão. (Adaptado de www. receita. fazenda.gov.br, 5/06/2003) 78. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. a) Segundo balanço do Ministério da Indústria, Comércio e Turismo, as compras do exterior em 1997 chegaram a US$ 61,35 bilhões; há sete anos, as importações mal passaram de US$ 20 bilhões. /Segundo balanço do Ministério da Indústria, Comércio e Turismo, as compras do exterior em 1997 chegaram


a US$ 61,35 bilhões; sete anos atrás, as importações mal passaram de US$ 20 bilhões. (Correio Braziliense 21/1/98, adaptado) b) Nos tempos do Império e da República Velha, o governo já tinha certeza de que não era um bom administrador. /Desde os tempos do Império e da República Velha, o governo já estava certo de não ser um bom administrador. (Conrado de Carvalho Alves Gazeta Mercantil - 19/1/98, adaptado) c) Traçando um paralelo pela história do Brasil, verifica-se uma série de mudanças, principalmente para os empresários da engenharia e construção. /Traçando um paralelo pela história do Brasil, verificam-se mudanças, principalmente para os empresários da engenharia e construção. (Conrado de Carvalho Alves - Gazeta Mercantil - 19/1/98, adaptado) d) Uma chuva de ações judiciais, rapidamente vitoriosas, está estendendo um reajuste salarial de 11,98% a juízes e funcionários do Judiciário de todo o país. /Uma chuva de ações judiciais, rapidamente vitoriosas, estão estendendo um reajuste salarial de 11,98% a juízes e funcionários do Judiciário de todo o país. (Correio Braziliense - 21/1/98, adaptado) e) O Japão é o elo mais fraco da economia mundial: é rico além da conta, mais mal administrado que qualquer outro país, preso a uma queda de preços e afundando rapidamente. /O Japão é o elo mais fraco da economia mundial: é rico além da conta, pior administrado que qualquer outro país, preso a uma queda de preços e afundando rapidamente. (Rudi Dornbusch - Gazeta Mercantil - 19/1/98, adaptado) 79. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. a) A forma de cálculo dos juros aplicada nos títulos de captação deve ser a mesma dos empréstimos, não só para que haja equilíbrio financeiro entre as operações ativas e passivas, mas também para obter-se economia de custos administrativos e consistência contábil. /A forma de cálculo dos juros aplicada nos títulos de captação deve ser a mesma dos empréstimos, não só para que se tenha equilíbrio financeiro entre as operações ativas e passivas, mas também para obter-se economia de custos administrativos e consistência contábil. (Antônio Carlos Rocha da Silva - Gazeta Mercantil - 19/1/98, adaptado) b) Quando um conjunto de nações, tradicionalmente superavitárias em sua conta e comércio, como são os países do Sudeste Asiático e o Japão, desvalorizam a moeda absurdamente, sob pressão especulativa, os parceiros que não o fizeram têm o direito de tomar medidas defensivas. /Quando um conjunto de nações, tradicionalmente superavitárias em sua conta e comércio, como são os países do Sudeste Asiático e o Japão, desvaloriza a moeda absurdamente, sob pressão especulativa, os parceiros que não o fizeram têm o direito de tomar medidas defensivas.(Klaus Kleber - Gazeta Mercantil - 19/1/98, adaptado) c) Pode-se argumentar de que a desvalorização do câmbio é um instrumento clássico da política econômica, devendo, em tese, conduzir a um ajuste do fluxo de transações internacionais. /Pode-se argumentar que a desvalorização do câmbio é um instrumento clássico da política econômica, devendo, em tese, conduzir a um ajuste do fluxo de transações internacionais. (Klaus Kleber - Gazeta Mercantil 19/1/98, adaptado) d) O aumento do desemprego, especialmente na região metropolitana de São Paulo, tem sido um dos principais responsáveis pela tendência de queda no preço dos

aluguéis residenciais. /O aumento do desemprego, especialmente na região metropolitana de São Paulo, tem sido um dos principais responsáveis pela tendência à queda no preço dos aluguéis residenciais. (Simone B. Mateos - Gazeta Mercantil - 19/1/98, adaptado) e) Diminuíram sensivelmente as possibilidades do Brasil de ocupar uma vaga em caráter permanente no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas. /Diminuíram sensivelmente as possibilidades de o Brasil ocupar uma vaga em caráter permanente no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas. (Maurício Corrêa - Gazeta Mercantil - 19/1/98, adaptado) 80. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. a) Os produtores rurais que securitizaram suas dívidas devem verificar com cuidado as bases de cálculo, porque grandes diferenças estão sendo encontradas entre o saldo devedor apresentado pelos bancos e o valor que seria correto dentro das normas da lei 9.138, de 1995, que regulamentou a operação. /Os produtores rurais que securitizaram suas dívidas devem verificar com cuidado as bases de cálculo, porque grandes diferenças estão sendo encontradas entre o saldo devedor apresentado pelos bancos e o valor que seria correto dentro das normas da Lei 9.138, de 1995, que regulamentaram a operação. (Antônio Carlos Aidar -Gazeta Mercantil - 19/1/1998) b) Em ritmo de privatização e sob uma gestão voltada para a preparação e exploração de novos nichos de mercado, a Telecomunicações de Brasília S.A. deve anunciar em breve seu balanço patrimonial de 1997 com um lucro líquido em torno de R$ 140 milhões. /Em ritmo de privatização e sob uma gestão voltada à preparação e exploração de novos nichos de mercado, a Telecomunicações de Brasília S.A. deve anunciar em breve seu balanço patrimonial de 1997 com um lucro líquido em torno de R$ 140 milhões. (Mauro Zanatta Gazeta Mercantil - 19/1/1998, adaptado) c) Seguindo os padrões europeus, o Brasil passa a contar, a partir de agora, com um instituto que vai coordenar toda política de produção de uva, vinhos e derivados. /Seguindo os padrões europeus, o Brasil passa a contar, a partir de agora, com um instituto que vai coordenar toda a política de produção de uva, vinhos e derivados. (Guilherme Arruda - Gazeta Mercantil - 19/1/1998, com adaptações) d) Só no Distrito Federal são gerados diariamente entre 2,5 mil e 3 mil toneladas de entulho por dia. /Só no Distrito Federal são geradas diariamente cerca de 2,5 mil a 3 mil toneladas de entulho por dia. (Fernando Lambach - Gazeta Mercantil - 19/1/1998, com adaptações) e) A legislação eleitoral em vigor, Lei 9.504/97, não permite, mas incentivados pela sua abulia, já se vê nas ruas, claramente, quem são os candidatos às próximas eleições. /A legislação eleitoral em vigor, Lei 9.504/97, não permite, mas incentivados pela sua abulia, já se vêem nas ruas, claramente, os nomes dos candidatos às próximas eleições. (Albecy Martins - Gazeta Mercantil - 19/1/1998, adaptado) 81. No trecho abaixo, foram inseridos erros no que respeita ao emprego da norma gramatical padrão. Para eliminá-los do trecho, foram propostas seis alterações. Analise-as e responda ao que se pede. O ministro da Controladoria Geral da União, Waldir Pires, escreveu uma longa carta a Oded Grajew, na qual reconhece que o Brasil ainda carece de ações


preventivas no combate à corrupção. Diante de uma máquina estatal pouco transparente e que reage as tentativas de publicidade das suas ações, o País surpreende-se com os casos de corrupção, e só os descobre quando já são esquemas consolidados e milionários. Waldir Pires afirma que vem mudando essa realidade. Criou o Portal da Transparência e o sistema de auditoria por sorteio, estabeleceu convênio para troca de informações com o Ministério Público, articulou-se com a Polícia Federal em diversas operações que a PF realizou nos últimos anos. A carta do ministro para Oded, tornada pública, gerou uma segunda carta, dessa vez do presidente da União Nacional dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle (Unacon), Fernando Antunes, que reconhece o desejo real da CGU de tornar o Estado brasileiro mais transparente. Conseqüentemente admite a existência de uma queda-de-braço entre setores do governo. Nem a todos interessa a publicidade dos atos governamentais. (Adaptado de Rudolfo Lago, Correio Braziliense , 24/10/2005) Alterações propostas: I. Usar o acento grave para indicar ocorrência de crase na expressão “reage as tentativas” (l.6). II. Alterar a configuração morfossintática do final do primeiro parágrafo para: só descobrindo- os quando já são esquemas consolidados e milionários. III. Desenvolver a oração reduzida das linhas 17 e 18 na seguinte oração adverbial: quando se tornou pública. IV. Substituir “Conseqüentemente ”(l.23) por Mas . V. Reescrever a última oração do terceiro parágrafo assim: Não são todos que se interessam pela publicidade dos atos governamentais. Indique a opção que relaciona apenas as alterações necessárias para eliminar os erros gramaticais do trecho. a) I, IV e V b) I, II, III e IV c) I e IV d) II e IV e) III, IV e V 82. Os trechos abaixo compõem seqüencialmente um texto. Assinale a opção em que o segmento está de acordo com as exigências da norma escrita padrão. a) As pressões sobre o preço do petróleo se renovam. A cotação do produto voltou à subir nos últimos dias, refl etindo, sobretudo, o temor de que, prejudicada pelo impacto dos furacões Katrina e Rita, a capacidade de refino dos EUA se revele insufi ciente para atender à demanda. b) A alta do petróleo já se estende por um bom tempo. Analistas e instituições, como o FMI, manifestaram várias vezes surpresa com o fato de que, até o momento, o crescimento da economia global se viu muito pouco afetado pelo encarecimento de um produto tão estratégico. c) Alguns fatores capazes de efetivamente atenuar o impacto da alta do petróleo estão presentes. Desde fins da década de 70, quando eclodiu a chamada segunda crise do petróleo, houve esforços importantes de economia do combustível, seja por meio de uma maior eficiência no seu consumo, sejam por meio de sua substituição por outras fontes de energia. d) Com isso – e a despeito de certo relaxamento nesse

esforço de conservação de energia fóssil na década de 90, quando o preço do produto chegou à níveis bastante baixos –, o consumo de petróleo por unidade do PIB mundial caiu muito, comparativamente à década de 70. e) Ainda assim, a intensidade da alta da cotação e a duração do período de petróleo “caro” justifi ca as dúvidas em relação à permanência do dinamismo da economia mundial. Até porque essa alta pode se estancar, mas, dada a demora para a expansão da oferta, uma queda expressiva e rápida do preço do petróleo não é esperada. (Itens adaptados de Folha de S. Paulo , 02/10/2005, Editorial) 83. Os segmentos abaixo são partes seqüenciadas de um texto. Assinale o trecho incorreto quanto à organização sintática. a) O Estado, em difi culdades, já não consegue atender às demandas da sociedade, notadamente aquelas dos segmentos mais carentes. b) Esses, proporcionalmente, concentram seus maiores contingentes nos países mais pobres, reduzindo-lhes crescentemente a possibilidade de superar a discriminação de toda ordem e o resgate de seus direitos econômicos, sociais, políticos e até de sobrevivência. c) Movida pelas necessidades decorrentes da carência, a sociedade procura construir sua autonomia e sua identidade fora da tutela do Estado. d) Num processo de reivindicação e expressão de luta, ela busca uma nova maneira de encarar o Estado e de agir coletivamente, manifestando suas aspirações e necessidades. e) Nasce, então, novos atores sociais e políticos, que não só lutam por políticas públicas que os atendam, mas, principalmente, pelo reconhecimento como sujeitos legítimos na construção e efetivação de direitos e de uma cultura política de respeito às liberdades, à igualdade social, à justiça econômica e à transparência das ações do poder público. (Itens adaptados de Carlos Eugênio Friedrich Barretohttp://www2.uerj.br/~labore/cquestoesc/sociedade_2main.htm) 84. No texto abaixo, assinale o trecho gramaticalmente correto. a) Se, por um lado, o legislador se esforça para criar os mecanismos de proteção necessário para atender aos ditames da nova Sociedade da Informação, a sociedade sofre com a falta de disposição das empresas para prestar queixa ou dar andamento aos casos reais. b) A grande maioria das empresas vítimas de invasões em seus sistemas, prefere manterem-se no anonimato por temor da publicidade negativa e da perda de credibilidade nos seus negócios. c) Afinal, ninguém vai querer continuar a trabalhar com determinada empresa depois de lerem na mídia, que seu sistema foi facilmente invadido e informações foram manipuladas sem autorização. d) Os advogados vêm alertando que o ato de divulgar publicamente uma invasão ao seu sistema pode auxiliar sobremaneira na "blindagem" de posteriores ações legais contra a empresa por negligência de responsabilidade. e) Poderia sócios ou acionistas, teoricamente, ajuizar processos contra a empresa nesse sentido, ou a própria empresa poderia ter negado o acesso à Internet pelo provedor, em função dos prejuízos causados a terceiros pela invasão eletrônica.


(Adaptado de Nehemias Gueiros Júnior) 85. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. a) O trabalho da Receita será simplificado, mas o Fisco ainda não tem idéia do impacto em que a medida pode causar nas 900 mil empresas que, no ano passado, declararam imposto por meio de formulário impresso. b) Só estão livres da obrigação as microempresas que optaram pelo Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições (Simples). c) As declarações de pessoa jurídica em 1997, referentes ao ano base 1996, totalizaram três milhões. d) A partir deste ano, as empresas serão obrigadas a fazer a declaração de ajuste do Imposto de Renda (IR) por via magnética (disquete ou Internet). e) Deste total, dois milhões foram entregues à Receita em disquete e outras 100 mil, via Internet; o restante optou pelo tradicional formulário de papel. (Teresa Navarro - Gazeta Mercantil - 15/1/98, adaptado) 86. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. a) As maiores saídas concentraram-se nos Fundos de Investimento Financeiro (FIF) de 60 dias, principalmente os voltados para grandes investidores. b) De julho a dezembro, os saques superaram as aplicações em R$ 27,310 bilhões, o correspondente a cerca de 20% do patrimônio da indústria no final de junho. c) O setor de fundos de investimentos encolheram no segundo semestre de 1997. d) No total, os resgates do FIF chegaram a R$ 23,380 bilhões. e) Segundo a Associação Nacional de Bancos de Investimentos, os cotistas podem ter tirado os recursos dos fundos para colocarem em outras aplicações, como CDB. (Joana Magalhães - Gazeta Mercantil 15/1/98, adaptado) 87. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. a) Os bancos privados brasileiros já receberam R$ 21 bilhões do Programa de Estímulo à Reestrutura e ao Fortalecimento do Sistema Financeiro Nacional (Proer), desde sua criação, em novembro de 1995. b) Esses dados foram divulgados pelo Secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda. c) Embora o Brasil tenha avançado muito na criação de mecanismos de defesa do sistema financeiro, pondera ainda a equipe, está longe de responder aos desafios do futuro. d) À luz dos graves problemas bancários dos países asiáticos e da natureza das soluções propostas, a validade e a oportunidade do Proer ficam evidentes, acredita a equipe. e) Desse total, só R$ 1,2 bilhões foram recuperados até agora, mas a equipe econômica considera que fez um bom negócio. (Lu Aiko Otta - O Estado de São Paulo - 20/1/98, adaptado) 88. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. a) No campo dos encargos sociais, a contratação de trabalhadores por prazo determinado com base no projeto aprovado pelo Senado Federal possibilitará à empresa uma economia máxima de 18,5%. b) A grande questão é saber se uma redução de 18,5% será suficientemente forte para estimular as empresas a adicionar trabalhadores em seus quadros em base

legal. c) Para cada 100 postos de trabalho criados, 85 foram no mercado informal. d) No período de 1992-96, a economia brasileira cresceu de 18,3%, e, no entanto o emprego formal reduziu-se em -0,21%. e) Isso só o mercado dirá. (José Pastore - O Estado de São Paulo - 20/1/98, adaptado) 89. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. a) A cada dia que passa, uma revolução silenciosa vai tomando conta das mentalidades dos empresários e altos executivos brasileiros, cristalizando-se e arregimentando forças entre os especialistas em Recursos Humanos. b) Pouco a pouco, ela se concretiza nas necessidades específicas das indústrias de tecnologia de ponta e recolhe novos testemunhos dos líderes que lutam para fazer negócios, vencer uma concorrência encarniçada ou simplesmente manter suas corporações de pé em meio à borrasca da recessão. c) E chega à conclusão mais simples possível: que nem só de computadores, tecnologias de ponta, robôs ou telefones celulares vive uma empresa, se ela não contar com uma equipe profissional, treinada, entusiasmada, e, ainda por cima, motivada. d) A nova mentalidade começa por botar o ovo em pé e reconhecer o valor insubstituível, inigualável, da qualidade do trabalho humano. e) Esta revolução trata-se de uma mudança radical de mentalidade, que começou a tomar corpo no finalzinho dos anos 80, depois de toda aquela onda de contenção de despesas, cortes de pessoal, diminuição de "elefantes brancos" empresariais, fim de estoques inúteis, melhoria de qualidade, de competitividade e de produtividade. (Márcio Roberto Graf, com adaptações) 90. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. a) Os profissionais liberais têm-se mostrado conscientes e dispostos a participar do movimento pela reforma da sociedade. b) Para diminuir a sonegação fiscal, o governo concede anistia a quem apresentar a retificação de sua declaração de renda. c) Cidadãos e governo colocaram-se frente a frente e finalmente entraram em acordo sobre a reforma tributária. d) Devido a necessidade de tornar a tarefa política mais ética e saudável, tem havido significativa mobilização. e) O Secretário solicita a essas pessoas que recorram a profissionais credenciados para obter esclarecimentos. 91. Assinale a opção que corresponde a erro gramatical. McLuhan foi certeiro ao antever a vida globalizada de hoje, na qual a palavra, senão(1) perdeu de todo a potência, tornou-se uma espécie de valise, estrutura vazia que carrega todos os sentidos e que, por isso(2) , forma uma grande poeira de signifi cados, evocando assim as confi gurações cósmicas. McLuhan estava cheio de razão quando dizia que a tecnologia, em vez de(3) ser algo que paira acima de nós e que está sempre à(4) nossa disposição, tornou-se, ao contrário, uma extensão do corpo, seu prolongamento e por isso o afeta, moldando também as mentes que o


gerem. Com a revolução da tecnologia eletrônica, não são só(5) os meios que se transformaram, mas o próprio homem entrou em metamorfose. É o mundo em mutação constante previsto pelos escritores de fi cção científica e pelos revolucionários radicais. (Adaptado de José Castello http://nominimo.ibest.com.br/notitia) a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 92. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. a) As tentativas de fazer ajustes draconianos, durante uma crise, tende a sacrificar políticas sociais, sem resolver os problemas de desequilíbrio financeiro nas contas públicas. b) Há impostos bons e ruins. Segundo alguns especialistas, mesmo a CPMF tem várias virtudes, sobretudo a de praticamente inviabilizar a sonegação. Mas não se deveria tratar simplesmente de entrar no mérito desse imposto isoladamente, e sim de ampliar o debate sobre o contexto e o conjunto de impostos e taxas. c) A melhoria na arrecadação reflete também a recuperação da atividade econômica dos últimos meses. Esse fenômeno enquadra em nova perspectiva anos e anos de discurso sobre a necessidade de reduzir o déficit público, ou seja, de cortar despesas e aumentar receitas como condição de desenvolvimento. d) Na prática, o déficit público cai de maneira sustentada sobretudo quando há crescimento econômico também sustentado – e até alguma inflação. e) Em apenas sete meses, de janeiro a julho de 2000, a Receita Federal bateu mais um recorde histórico de arrecadação de impostos. Obteve exatos R$ 100,248 bilhões nesse período. (Folha de S. Paulo,13/08/2000, p. A2, com adaptações) 93. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. Cobrado o imposto de acordo com suas possibilidades, simples- mente não existiam, já que(B) não havia legislação coerente que garantisse a defesa desses princípios. Como o clero e os senhores rurais eram livres das obrigações fiscais, os privilégios subsistiam(C). Em face do(D) baixo grau de informação, da falta de instituições independentes e da ausência de liderança, era impossível qualquer manifestação que fosse contrária ao(E) sistema em vigor. a) A b) B c) C d) D e) E 94. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. Ao contrário das flutuações do nível de atividade, os processos de ajuste econômico tendem(A) a gerar mudanças estruturais na economia. Como esses processos requerem(B) tempo para serem(C) realizados, enquanto trabalhadores estão se movendo de um emprego para outro, a magnitude desses custos e a rapidez com que o mercado se ajusta às(D) novas

condições de funcionamento da economia depende(E), em grande medida, do grau de flexibilidade do mercado de trabalho. (Edward Amadeo et al., com adaptações) a) A b) B c) C d) D e) E 95. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. Até fins do século passado, movidos(A) a água(B) havia, nas grandes fazendas, o engenho de café, o de milho e o de farinha e, ainda, o descascador de arroz, ao lado da grande mó(C), que servia para extrair da mamona o azeite, empregados(D) para a iluminação da fazenda e outros misteres(E). (Gilberto Paim, com adaptações) a) A b) B c) C d) D e) E 96. Marque o item que erro gramatical ou impropriedade vocabular. A economia brasileira, na década de 30 até a metade da de 40, embora(A) mais pujante(B) que a de alguns países vizinhos, poderia igualmente classificar-se como débil. Aquela altura(C) a indústria nacional produzia quase que só bens de consumo. Apesar de o(D) Brasil dispor(E) das maiores reservas mundiais do melhor minério de ferro, só em virtude da Segunda Guerra Mundial, sob gigantesco esforço, foi possível construir a Companhia Siderúrgica Nacional. (Sylvio Wanick Ribeiro, com adaptações) a) A b) B c) C d) D e) E 97. Identifique o item sublinhado que contém erro de natureza ortográfica ou gramatical ou impropriedade vocabular, e marque a letra correspondente. Só uma visita à(A) Cuba, a ilha comunista encravada no calcanhar dos Estados Unidos, poderia ter levado uma viagem de João Paulo II de volta às(B) manchetes com grande destaque. Numa ressurreição do interesse despertado pelas primeiras viagens pontifícias, quando desafiou o império vermelho na Polônia e rezou missa em grotões do Terceiro Mundo, o desembarque do Papa em Havana esteve envolto na mística de ser um desses momentos históricos, carregados de promessas. A Igreja sofre restrições em Cuba, que já foi um país católico e hoje conta com um número insignificante de seguidores da palavra de Roma, mas o Papa não foi à(C) ilha para passar um sermão público em Fidel Castro. Aos 71 anos e saúde debilitada, o comandante Fidel não tem sucessor à(D) altura de seu carisma e o mundo do pós-comunismo torna impensável a manutenção do regime cubano, tal como sobrevive hoje, depois que Fidel for prestar contas a(E) Marx. (Veja - 28/1/98, adaptado) a) A b) B c) C d) D


e) E 98. Assinale a opção em que inexiste erro de natureza gramatical e/ou lingüística. a) Um dos grandes impulsionadores de mudanças são os gestores urbanos que adotam a forma incrementalista de atuação e agem, associados ou não a empresas imobiliárias, no intuito de alterar usos da terra urbana ou de ampliar fisicamente os limites da cidade. b) A cidade também apresenta fi xos com permanência, nos quais não se alteram mesmo ao longo de processos seculares, e é por isso que algumas cidades apresentam feições históricas, preservadas como testemunhas de culturas passadas, ultimamente “tombadas como patrimônios históricos da humanidade”. c) Aparentemente, as cidades parecem apresentar maior densidade de fi xos, pois o caráter de mudanças e transformações não é capturado ao longo de uma mesma geração social, ou se percebe apenas aquelas mudanças de maior impacto, como derrubada de velhas fábricas nas quais se constroem modernos centros de compras. d) A cidade, como construto socioespacial, reveste-se de caráter cambiante conforme a atuação das forças que impulsionam o processo de urbanização. Daí por que, no decurso de algumas dezenas de anos, certos “fixos urbanos” poderão não resistir à pressões da sociedade, emergindo estruturas novas a partir de intervenções nos antigos cascos da cidade. e) Nessa ação incremental de governo tem papel de destaque um amplo trabalho de marketing político sob a hégide da “ideologia da casa própria” e a partir da doação de terreno e uso constante dos meios de comunicação de massa anunciando as diferentes estratégias de acesso a lotes. (Aldo Paviani, A realidade da metrópole: mudança ou transformação na cidade? , com adaptações) 99. A seguir estão transcritos trechos de relatórios, que encerram recomendações ou exigências a serem cumpridas. Aponte o trecho inteiramente correto quanto ao emprego da modalidade padrão do idioma. a) Sejam extraídas cópias do ofício n.12 e do Relatório de Auditoria de acompanhamento de Gestão, às fls. 153/163 dos presentes autos, para inclusão no Processo X, concernente a Auditoria de Obras, realizada na Superintendência da Zona Franca de Manaus, a qual analisa inclusive as obras do Centro de Biotecnologia da Amazônia - CBA. b) Sejam determinadas à Secretaria Competente a realização de levantamento ou auditoria no Ministério do Meio Ambiente, com vistas à avaliar o Contrato de Gestão fi rmado entre esse Ministério e a Associação Brasileira para o Uso Sustentável da Biodiversidade da Amazônia, sob os primas da legalidade, dos interesses público e social e da execução do seu objeto. c) Proceda os aditamentos contratuais e a sua publicação em tempo hábil, observando o disposto nos arts. 57, § 2o, e 61, parágrafo único, da Lei n. 8.666/93, sob pena de nulidade do aditamento com vício de intempestividade na sua assinatura ou publicação. d) Faça publicar as cessões de servidores a outros órgãos e entidades públicas e suas eventuais prorrogações no Diário Oficial da União, como forma de

dar eficácia aos respectivos atos de cessão e cumprimento ao contido no art. 93, § 3o, da Lei n. 8.112/90. e) Faça constar, dos próximos certames licitatórios, inclusive nas dispensas e inexigibilidades, pesquisa prévia de preços que comprove ter sido ela realizada e ter sido cumpridas as disposições legais pertinentes relativas à seleção da proposta mais vantajosa e à sua compatibilidade com os preços de mercado (arts. 3o, caput, 26, parágrafo único, inciso III, 38, inciso XII, e 43, inciso IV, da Lei n. 8.666/93, etc). (Adaptado de https://contas.tcu.gov.br/portaltextual/PesquisaLivre, acesso em 21/10/2005) 100. Assinale a opção que corresponde a erro gramatical. Keynes imaginava que(1) o controle de capitais deveria ser(2) “uma característica permanente da nova ordem econômica mundial”. Uma instituição supranacional — um banco central dos bancos centrais — seriam encarregados(3) de executar a gestão “consciente e socialmente responsável” das necessidades de liquidez dos negócios internacionais e dos problemas de ajustamento do balanço de pagamentos entre (4) países tanto superavitários como(5) deficitários. (Luiz Gonzaga Belluzzo, com modificações) a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 101. Assinale a opção que corresponde a erro gramatical. A história política e econômica do planeta, desde meados da década de 70, vêm registrando(1) – na contramão da proposta keynesiana – uma intensificação das pressões para a liberalização das contas de capital e para a desregulamentação financeira. E ainda pior, a utopia do Estado racional transfigurou-se(2) no pesadelo do Estado plutocrático(3), arena onde as gangues privadas se engalfinham(4) para impor(5) seus interesses. (Luiz Gonzaga BeIluzzo, com modificações) a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 102. Assinale a opção que corresponde a erro gramatical. Segundo estudo da Ordem dos Advogados dos Estados Unidos, utilizarem-se(1) um computador para cometer(2) furto, fraude, extorsão ou lavagem de dinheiro não representa(3) automaticamente um cybercrime, podendo essas violações serem processadas(4) regularmente por força das leis criminais em vigor, independentemente de terem sido praticadas(5)com o concurso de computadores ou outra forma tecnológica de manipulação de informação. (Adaptado de Nehemias Gueiros Júnior) a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5


103. Assinale a opção que corresponde a erro gramatical. O mundo inteiro migrou(1) para a tecnologia digital de administração de negócios, e isso(2) resultou na(3) grande vulnerabilidade(4) dos sistemas de computadores surgidos no final dos anos 90, quando existiam(5) pouca ou nenhuma preocupação com as questões legais relativas à segurança. (Adaptado de Nehemias Gueiros Júnior) a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 104. Assinale a opção que corresponde a erro gramatical. O significado analítico(1) e normativo da idéia de governabilidade variam(2) de acordo com o tempo e o(3) espaço. Através do tempo as definições ora apontaram para "condições sistêmicas de exercício eficiente do poder", tão gerais quanto(4) infinitas, ora(5) desceram à discussão da "boa maneira de gerir os recursos públicos", tão detalhada que praticamente torna impossível qualquer aspiração de validez universal. (José Luís de Fiori) a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 105. Assinale a opção em que o trecho está redigido e pontuado de forma gramaticalmente incorreta. a) As questões de meio ambiente são, com muita facilidade, enquadradas no conjunto de passivos empresariais, contanto que não é com a mesma facilidade que se identifica, numa firma adequadamente estabelecida do ponto de vista ambiental um ativo econômico, que deve ser considerado como parte do valor da companhia. b) Se, com muita facilidade, as questões de meio ambiente são enquadradas no conjunto de passivos empresariais, não é com a mesma facilidade que se identifica, numa firma adequadamente estabelecida do ponto de vista ambiental, um ativo econômico que deve ser considerado como parte do valor da companhia. c) Se as questões de meio ambiente são enquadradas, com muita facilidade, no conjunto de passivos empresariais, não é com a mesma facilidade que se identifica um ativo econômico que deve ser considerado como parte do valor da companhia, numa firma adequadamente estabelecida do ponto de vista ambiental. d) Não é com a mesma facilidade com que as questões de meio ambiente são enquadradas no conjunto de passivos empresariais que se identifica um ativo econômico, que deve ser considerado como parte do valor da companhia, numa firma adequadamente estabelecida do ponto de vista ambiental. e) As questões de meio ambiente são, com muita facilidade, enquadradas no conjunto de passivos empresariais, mas não é com a mesma facilidade que se identifica, numa firma adequadamente estabelecida do ponto de vista ambiental, um ativo econômico que deve ser considerado como parte do valor da companhia. (Adaptado de Paulo Bessa Antunes)

106. Marque o segmento do texto que foi transcrito com erro gramatical. a) Finalmente, após cinco anos de debate, a Lei Brasileira de Arbitragem (Lei Marco Maciel), de iniciativa do Congresso Nacional, sancionada pelo Executivo, recebeu o “nada obsta” do Supremo Tribunal, em uma de suas últimas reuniões plenárias de 2001. b) Apesar de analisada e selada pelos três poderes da República, o fato mais marcante onde caracteriza a Lei de Arbitragem é a simpatia com que foi recebida por grande parcela da sociedade. c) Tal aspecto, em termos brasileiros, é emblemático, pois expressa, talvez, a chancela mas importante: a do cidadão, a confirmar que a lei pegou. d) De fato, a longa discussão quanto à constitucionalidade da Lei de Arbitragem manteve-se ao largo da atividade da sociedade civil, tendo em vista a implementação desse meio extrajudicial de solução de conflito. e) Foram intensos, nesses cinco anos de existência da Lei Marco Maciel, os cursos, as conferências, a publicação de estudos e livros, enfim, os debates travados ao redor do tema. (Baseado em Pedro Batista Martins) 107. Marque o segmento do texto que foi transcrito com erro gramatical. a) O que dizer de uma sociedade em que o padrão perverso passa a ser a regra do jogo chancelada socialmente? À nossa volta, o fantasma da fome suplicia diariamente milhões de corpos. b) O sistema de saúde pública está falido. São cada vez maiores os contingentes humanos que se amontoam nas ruas e praças. A desnutrição compromete definitivamente o desenvolvimento afetivo e intelectual (para não dizer físico) das pessoas. c) A violência, sobretudo a do Estado, se dirige prioritariamente contra as camadas mais pobres e desprotegidas da sociedade. A prostituição infantil se alastra, assim como o consumo da droga entre as crianças. d) Tudo isso enquanto a cada dia se ergue mais lojas de luxo, a corrupção e a impunidade proliferam-se como ideologia – e pior, de multidão de adeptos – e os meios de comunicação incentivam o hedonismo desenfreado. e) Quando se chega a um estado de coisas como esse, quando a desgraça humana é encarada apenas como um aspecto repulsivo do espetáculo do mundo, quando os valores perdem consistência e credibilidade, é hora de convocar a ética para o centro dos debates. (Ari Roitman, O desafio ético, com adaptações) 108. Marque o segmento do texto que foi transcrito com erro gramatical. a) A Convenção de Varsóvia para unificação de certas regras relativas ao transporte aéreo internacional, concluída aos 12 de outubro de 1929, já não é um instrumento seguro para a defesa dos transportadores aéreos, no concernente a hipóteses que envolvam a responsabilidade por danos de modo limitado. b) O direito contemporâneo, não só já não reconhece a responsabilidade limitada para certos casos, como também tem ampliado a responsabilidade civil das empresas aéreas, como a referente a indenização por dano moral decorrente de extravio e por atraso em vôo. c) Além disso, há expressivas reações contra a Convenção, que comprometem sua universalidade,


sendo a mais importante a capitaneada pelos Estados Unidos da América. d) Em 15 de novembro de 1965, os Estados Unidos, atendendo a pressões de juristas, da própria opinião pública americana e de decisões judiciais, resolveram manifestar denúncia da Convenção, pelo meio formal da notificação. e) Na motivação do Tio Sam estavam os baixos limites da responsabilidade por morte ou dano pessoal, previstos na Convenção. (Baseado em Carlos Fernando Mathias de Souza) 109. Marque o segmento do texto que foi transcrito com erro gramatical. a) A arborização urbana caracteriza-se pela plantação de árvores de porte em praças, parques e nas calçadas de vias públicas, como avenidas e alamedas, e constitui uma das mais relevantes atividades da gestão urbana, devendo fazer parte dos planos, programas e projetos urbanísticos das cidades. b) Todo o complexo arbóreo de uma cidade, quer seja plantada ou natural, compõem, em termos globais, a sua área verde. c) Todavia, costuma-se excluir a arborização ao longo das vias públicas como integrante de sua área verde, por ser considerada acessória e ter objetivos distintos, já que as áreas verdes são destinadas, principalmente, à recreação e ao lazer, e aquela tem finalidade estética, de ornamentação e sombreamento. d) Deve-se isso também ao fato de que a legislação de uso e parcelamento do solo obriga os loteamentos a destinarem apenas uma área verde para praças, silenciando-se sobre a arborização das ruas. e) Outros ainda afirmam que a falta de permeabilidade em vista das calçadas descaracteriza essa forma de arborização como área verde. (Baseado em Antônio Silveira Ribeiro dos Santos) 110. Marque o segmento do texto que foi transcrito com erro gramatical. Metade dos miseráveis brasileiros vive(A) no Nordeste, geralmente na zona rural de cidades muito pequenas. Nesses(B)bolsões(C) de pobreza, assolados pela seca, falta comida e não há trabalho para todo mundo(D). Em muitos casos, a única fonte de rendimentos das famílias provêm(E) da venda de ossos aos comerciantes, que usam o “produto” como matériaprima de ração de animais. a) A b) B c) C d) D e) E 111. Marque o segmento do texto que foi transcrito com erro gramatical. O Brasil gasta 21% do produto interno bruto(A) na área social, mas os pobres ficam com a menor fatiadesse(B) dinheiro. Os 10% mais ricos recebem(C) quase a metade dos recursos distribuídos entre os aposentados. Cerca de 60% do gasto com educação financia(D) as universidades do governo, onde estudam os integrantes do topo da pirâmide. Só 2% das despesas sociais é destinado(E) a investimentos em saneamento básico. a) A b) B c) C d) D e) E

112. Marque o segmento do texto que foi transcrito com erro gramatical. Ser miserável significa viver de forma absolutamentesalubre(A). No Recife(B), favelas enormes são erguidas em cima de mangues ou rios sem qualquer(C) condição de segurança ou higiene. Quando a maré sobe, o lixo invade os barracos, espalhando dejetos(D) por toda a(E) vizinhança. A falta de saneamento é responsável pela proliferação de doenças. a) A b) B c) C d) D e) E 113. Marque o segmento do texto que foi transcrito com erro gramatical. As bolhas(A) de miseráveis parecem ter paredes de aço no país. Parecem inexpugnáveis(B). Sobrevivem intactas, indiferentes aos(C) progressos que o país experimenta à(D) sua volta. Não regridem se quer(E) diante de fenômenos sociais que em outros países e situações históricas foram decisivos para derrotar a pobreza. a) A b) B c) C d) D e) E 114. Marque o item em que um dos dois períodos está gramaticalmente incorreto. a) Nas declarações aos jornais, o governo se comporta como se a venda das estatais pudesse se dar de modo independente do cenário econômico. / Nas declarações aos jornais, o governo comporta-se como se a venda das estatais pudesse se dar de modo independente do cenário econômico. b) Do cronograma de vendas de estatais do BNDS consta a Telebrás, as Centrais Elétricas de Alagoas, Furnas e ações da Petrobrás excedentes ao percentual necessário ao controle da União. / Do cronograma de vendas de estatais do BNDS constam a Telebrás, as Centrais Elétricas de Alagoas, Furnas e ações da Petrobrás excedentes ao percentual necessário ao controle da União. c) Os bancos trabalham com um cronograma de privatizações mais conservador do que o do governo. / Os bancos trabalham com um cronograma de privatizações mais conservador do que o governo. d) No caso da Telebrás, se houverem processos judiciais contra uma das 13 empresas à venda, o leilão fica em suspenso. / No caso da Telebrás, se houver processo judicial contra uma das 13 empresas à venda, o leilão fica suspenso. e) No caso da Banda B da telefonia celular, a venda seqüencial possibilitou que envelopes de algumas áreas fossem abertos antes da disputa pelo interior de São Paulo parar nos tribunais. / No caso da Banda B da telefonia celular, a venda seqüencial possibilitou que envelopes de algumas áreas fossem abertos antes de a disputa pelo interior de São Paulo parar nos tribunais. (Baseado em texto de Daniel Japiassu - Carta Capital, 18/2/1998) 115. Os trechos abaixo compõem um texto. Assinale o fragmento que apresenta incorreção gramatical. a) Um filme não é apenas um filme, mas também a


maneira como ele se comunica com o público. O título do novo documentário de Maria Augusta Ramos vem todo escrito em letras minúsculas: justiça. b) A primeira informação que recebemos é a de que o filme talvez não se refira ao sistema judiciário, comumente grafado como Justiça, mas a uma acepção mais genérica da palavra. c) O filme parece ver a justiça como categoria abstrata, ou então como substantivo que designa não só a justiça criminal, mas também a justiça social. A grafia pode sugerir, ainda, uma crítica ao sistema judiciário. d) Como se o título afirmasse: “do jeito que é feita no Brasil, a chamada justiça não merece uma maiúscula.” De fato, não é alheia às intenções da realizadora o desejo de que o filme contribua para as discussões em torno da reforma judiciária brasileira. e) O filme, vencedor do Festival Vision du Réel (Nyon, Suíça, 2004), mostra o horror das cadeias apinhadas de homens, o drama das visitas familiares sem o menor espaço para privacidade, o coro assustador dos simpatizantes do Comando Vermelho. (Adaptado de Carlos Alberto Mattos, Corredores sem saída, 24/06/2004 www.nominimo.com) 116. Indique a opção em que o trecho está gramaticalmente correto. a) Na economia do conhecimento, ganham evidência, questões cada vez mais complexas relativas à propriedade intelectual, direitos autorais, patentes sobre produtos e processos, agências de regulação de padrões tecnológicos, regulamentação de setores privatizados e uma tendência de crescente democratização da sociedade brasileira. b) Ganha evidência na economia do conhecimento questões cada vez mais complexas relativas a propriedade intelectual, direitos autorais, patentes sobre produtos e processos, agências de regulação de padrões tecnológicos, regulamentação de setores privatizados e uma tendência de crescente democratização da sociedade brasileira. c) Na economia do conhecimento, ganham evidência questões cada vez mais complexas relativas a propriedade intelectual, direitos autorais, patentes sobre produtos e processos, agências de regulação de padrões tecnológicos, regulamentação de setores privatizados e uma tendência de crescente democratização da sociedade brasileira. d) Na economia do conhecimento, questões cada vez mais complexas relativas a propriedade intelectual, aos direitos autorais, às patentes sobre produtos e processos, agências de regulação de padrões tecnológicos, regulamentação de setores privatizados e uma tendência de crescente democratização da sociedade brasileira ganham evidência. e) Questões cada vez mais complexas relativas a propriedade intelectual, direitos autorais, patentes sobre produtos e processos, agências de regulação de padrões tecnológicos, regulamentação de setores privatizados e uma tendência de crescente democratização da sociedade brasileira ganha evidências. (Adaptado de Gilson Schwartz, As profissões do futuro, São Paulo, Publifolha, 2000, p.36.) 117. Indique a opção em que o trecho está incorreto gramaticalmente. a) As transformações tecnológicas, já que não existe sociedade civilizada sem lei, apenas tornam mais complexas as regras que, muitas vezes, incomodam e

atrapalham, mas que continuarão sendo uma garantia fundamental de desenvolvimento com justiça. b) Não existe sociedade civilizada sem lei e as transformações tecnológicas apenas tornam mais complexas as regras que, muitas vezes, incomodam e atrapalham, mas que continuarão sendo uma garantia fundamental de desenvolvimento com justiça. c) Não existe sociedade civilizada sem lei, por isso as transformações tecnológicas apenas tornam mais complexas as regras que, muitas vezes, incomodam e atrapalham, mas que, no entanto, continuarão sendo uma garantia fundamental de desenvolvimento com justiça. d) Não existe sociedade civilizada sem lei. As transformações tecnológicas apenas tornam mais complexas as regras que, muitas vezes incomodam e atrapalham, mas que, continuarão sendo garantias fundamentais de desenvolvimento com justiça. e) As transformações tecnológicas apenas tornam mais complexas as regras que, muitas vezes, incomodam e atrapalham, mas que continuarão sendo uma garantia fundamental de desenvolvimento com justiça. Não existe sociedade civilizada sem lei. (Adaptado de Gilson Schwartz, As profissões do futuro, São Paulo, Publifolha, 2000, p.37.) 118. Assinale o trecho do texto abaixo que se apresenta gramaticalmente correto. a) A sociedade sem exploração é, antes de tudo, uma sociedade do trabalho, uma sociedade que todos tenham garantidos o direito ao trabalho, vivam do seu trabalho. Isto significa que, de alguma forma, todos se tornem trabalhadores e ninguém viva da exploração do trabalho alheio. b) Uma sociedade desse tipo elimina a exploração, fazendo com que ninguém possa viver do trabalho dos outros. Significa que ninguém dispõem do privilégio de possuir capital, negado a grande maioria. c) Assim, as máquinas, instalações, matérias-primas – isto é, os meios de produção – não poderia ser propriedade privada mas, propriedade democrática do conjunto da sociedade. d) Uma sociedade desse tipo choca-se frontalmente com o capitalismo, que se apóia estruturalmente na propriedade privada dos meios de produção, o que significa a separação entre capital e trabalho. e) Esta separação implica que a minoria tenha acesso a capital – sob qualquer forma de dinheiro ou de empresas, industriais, agrárias, comerciais ou de outro tipo –, e a grande maioria, dispondo apenas de seus braços para sobreviver, sejam obrigados a submeterse à exploração do capital. (Adaptado de Emir Sader. A Exploração. In: 7 pecados do capital. Rio de Janeiro, Record, 1999) 119. Assinale a opção em que foram plenamente respeitadas as prescrições gramaticais. a) Em certo sentido, a cultura capitalista reduziu na prática, os princípios do liberalismo, do utilitarismo, ou do pragmatismo político-filosófico, a defesa da ganância de uns poucos, em prejuízo à justiça humanitária, defendida pelos ideais republicanos e democráticos. Nada disso porém, autoriza à depreciação mental do sujeito comprista dos séculos XIX e XX. b) Do ponto de vista marxista, pode-se falar, se for o caso, de uma amoralidade na produção e da venda dos objetos, mas não no ato da compra. O próprio produtor/vendedor, ao se tornar comprador muda de posição intencional em relação à mercadoria. Ao


produzir/vender, quer apenas lucrar; ao comprar, pode querer atingir objetivos outros, que não o lucro. c) A imagem do burguês, indiferente ao bem comum e obcecado pelo consumo de objetos, é uma idéia feita, que não sobrevive ao testemunho da história. Nem o hábito de comprar mercadorias, nem a ambição da felicidade interior revelou-se contrário à experiência de realização emocional e a de propósitos éticos. d) Em algumas análises, o que se critica é a utilização dos objetos para os propósitos de auto-realização emocional. Os objetos, em virtude da sedução do consumo, usurpam a função dos bens simbólicos ou se prestam apenas à celebração do narcisismo. Todavia verifica-se que essa não foi a prática histórica dos compradores. Os objetos foram usados para fins de desenvolvimento emocional e também para se atingirem outros objetivos. e) Os compradores setecentistas adquiriram avidamente livros, telas de pintar, entre outros. Esses objetos foram usados de forma, digamos, egoísta, mas serviram, igualmente, à expressão de pretensões éticas e estéticas válidas para todos. Falamos, hoje, em paroxismo consumista, considerando-o causa de desorientação pessoal e violência social. Entretanto, se for verdade que tal exarcerbação existe, sugiro, que sua origem não esteja na natureza alienante das mercadorias, mas na redefinição de nossos ideais de felicidade. (Itens adaptados de Jurandir Freire Costa) 120. Assinale a opção em que a transformação das orações em um único período sintático mantém a correção gramatical e respeita seus sentidos originais. a) Na nossa rotina diária, cada vez mais a informação digitalizada é predominante. Ela se apresenta durante o lazer ou durante o trabalho. / Na nossa rotina diária, a informação digitalizada, se apresenta durante o lazer ou o trabalho, é cada vez mais predominante. b) Vivemos a era da Tecnologia da Informação e da Comunicação (TIC). O setor de TIC avança rapidamente todos os dias. / Vivemos a era da Tecnologia da Informação (TIC), cujo setor avança rapidamente todos os dias. c) Ficamos horas frente à tela do computador. Ora digitamos textos, ora pesquisamos informações nos milhares de sítios cada vez mais especializados e completos. / Diante dos milhares de sítios cada vez mais especializados e completos, ficamos horas em frente da tela do computador ora digitando textos, ora pesquisando informações. d) São prontamente obtidas informações on line das mais importantes revistas científicas especializadas. Também o são informações dos principais jornais e revistas. / Obtém-se informações on line das mais importantes revistas científicas especializadas, além de prontamente dos principais jornais e revistas. e) Começa a fazer parte da nossa vida o chamado comércio eletrônico. Ele nos permite adquirir os mais variados produtos com o mínimo esforço. / O chamado comércio eletrônico começa a fazer parte da nossa vida, do qual nos permite adquirir os mais variados produtos com o mínimo esforço. (Trechos adaptados de Wanderley de Souza. Tecnologia da Informação e Comunicação. Jornal do Brasil, 2 de abril, 2005) 121. Assinale a única frase que contém erro de pontuação, ortografia ou concordância. a) Toda a discussão gira em torno de se saber se o senhor Fulano ou Beltrano, eleito, pode ou não colocar

em risco esses bens supremos. Na primeira hipótese, ele é um perigoso comunista; na segunda, um admirável democrata. b) Claro: não importando quanto de dinheiro você tenha no bolso, a superioridade intelectual, mesmo pequena, tem sobre você uma força e uma autoridade intrínsicas. c) Hegemonia é pautar o discurso dos adversários, induzindo-os a formular seus pensamentos e seus desejos, segundo um quadro de categorias mentais pré-calculado, para amarrá-los com a própria corda. d) Que é que pode o pragmatismo grosso de quem mede o mundo pelo saldo de caixa, comparado ao complexo maquiavelismo da “revolução cultural?” e) “O senhor pretende usar de discursos contra o “poder unipolar” para alinhar o Brasil com o pólo oriental e comunista cuja existência e crescimento essa retórica se destina a encobrir?” (Excertos da revista Época, 26/8/2002, p. 22, com alterações) 122. Assinale a opção em que o trecho foi transcrito com erro gramatical. a) Os clientes do Banco do Brasil já começaram a receber o Declarafácil, CD-ROM produzido pelo banco em parceria com a Receita Federal. b) Nele estão os programas geradores de declarações para o governo federal, como Imposto de Renda, carnê-leão e outros aplicativos úteis à atividade das empresas. c) Além de contribuir na campanha de revitalização da arrecadação de tributos e contribuições federais, o programa facilita os contribuintes o cumprimento de suas obrigações. d) A liquidação das guias também poderá ser feita sem burocracia, via computador. e) Com o CD-ROM, o cliente poderá atualizar seus impostos e declarações de 1995 até hoje. (Adaptado de O Estado de S. Paulo, 26/09/2000) 123. Assinale a opção gramaticalmente incorreta. a) Durante anos, as pessoas simplesmente não conseguiam entender porque os computadores, aparentemente, não eram capazes de elevar a produtividade. b) O rápido crescimento da produtividade é a chave para a elevação do padrão de vida. c) O teste decisivo para saber qual a importância das novas tecnologias é o seu impacto sobre a produtividade da economia como um todo. d) Hoje, porém, já existem sinais de que o crescimento da produtividade vem-se acelerando. e) Resta saber se esse crescimento mais acelerado é sustentável. (Adaptado de Negócios Exame, p.94) 124. Marque o texto que contém erro de morfossintaxe ou de ortografia: a) A situação do magistério no Brasil é preocupante. Temos, hoje, cerca de 1,3 milhões de professores no Ensino Fundamental, dos quais, aproximadamente, 41% com formação em nível de 2. grau e 39% em nível de Licenciatura. Os demais não têm a habilitação necessária para o desempenho da função educativa. b) As estatísticas demonstram que, do ponto de vista da titulação formal, temos obtido progressos. No entanto, questionam-se aspectos relativos ao desempenho dos professores e à qualidade da formação por eles obtida c) Estudos demonstram que não temos história de uma política educacional voltada para a formação de


professores do Ensino fundamental. Muito pelo contrário, tivemos sempre um divórcio entre as demandas do ensino e as instituições encarregadas da formação e a prática curricular do ensino de 1. Grau. d) A este cenário, acrescentam-se, por último, as condições de gestão de recursos humanos dos Sistemas Educacionais, sobretudo no que tange a critérios de recrutamento e seleção. Sabemos que as práticas adotadas nem sempre se pautaram pelo mérito e, em muitos casos, desenvolveram-se sob formas clientelísticas. e) Dentro do Plano Decenal de Educação para Todos, a formação de professores é uma questão da mais alta relevância e prioridade, que exige esforços das agências de formação, sistemas de ensino, associações de profissionais, conselhos de educação, sindicatos, enfim, de todos os segmentos interessados na construção de uma escola pública de qualidade. (baseado em Maria Aglaê de Medeiros Machado) 125. Assinale a opção que corresponde a erro gramatical. A desvalorização do câmbio que(1) o mercado impôs(2) ao governo e a(3) posterior escolha do sistema de metas inflacionárias e do sistema de câmbio flexível (essas feitas pelo governo por sugestão do FMI), mostraram(4) muito úteis e resistiram ao duro teste de 2001. Quando há(5) equilíbrio fiscal (ainda que precário) e meta inflacionária seriamente perseguida pelo Banco Central, o câmbio só pode flutuar dentro de certos limites. A grande lição é precisamente esta: em condições adequadas (fiscais e monetárias) o câmbio flutuante flutua... (Antonio Delfim Netto) a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5

d) A derrubada de uma floresta espanta os pássaros e roedores, que são caça das cobras. Na falta de alimentos, as cobras se aproximarão das comunidades humanas, procurando os ratos. e) A extinção de algumas espécies leva à explosão populacional de outras, e suas conseqüências são desastrosas. 128. Assinale a opção em que o trecho foi transcrito com erro de sintaxe. a) Com a aceleração do desenvolvimento tecnológico ocorrida na segunda metade deste século, o sistema econômico mundial passou por uma profunda transformação. b) Com a redução brutal dos custos de transporte e de comunicação, a economia mundial globalizou, ou seja, tornou muito mais integrada e competitiva. c) Em conseqüência, os estados nacionais perderam autonomia, e as políticas econômicas desenvolvimentistas, que pressupunham países relativamente fechados e autárquicos, não mais se revelaram efetivas. d) Aos poucos foi se tornando claro que o objetivo da intervenção deixara de ser a proteção contra a concorrência, para se transformar na política deliberada de estimular e preparar as empresas e o país para a competição generalizada. e) Estado e mercado não mais podiam ser vistos como alternativas polares para se transformarem em fatores complementares de coordenação econômica. (Luiz Carlos Bresser Pereira)

126. Assinale a opção que corresponde a erro gramatical. Mesmo em circunstâncias externas adversas(1) (crise argentina, recessão nos EUA, redução de crescimento na Eurolândia e Japão, ataque terrorista em setembro), o equilíbrio fiscal, ainda que(2) precário, a “meta inflacionária” e o câmbio flexível foram capaz(3) de isolar, relativamente, a economia brasileira. Ficou claro, por outro lado, que a imensa dependência externa só pode ser(4) reduzida com um substancial aumento do saldo comercial. Mas isso exige muito mais do que(5) câmbio. Exige disposição de correr algum risco, de ampliar o crédito ao setor e uma política inteligente de substituição de importações. (Antonio Delfim Netto) a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5

129. Marque o trecho inteiramente correto quanto à morfossintaxe e à grafia. a) Os defensores do controle externo da Magistratura e seus acolitos, num trabalho de marketing poucas vezes visto, passaram à sociedade brasileira a cativante idéia de que um controle heterogêneo irá, num passe de mágica, resolver todos os males que aflige o Poder Judiciário brasileiro. b) Verdade seja dita: afirmar que inexiste máculas no Poder Judiciário menos não seria do que querer “tapar o sol com a peneira”. c) Há problemas que – sabemos todos muito bem – precisam ser debelados, entre os quais avulta a morosidade da prestação jurisdicional e o emaranhado das normas processuais civis e penais. d) Mas é preciso que a sociedade brasileira e notadamente os formadores de opinião saibam que nada adiantará esse controle externo com o atual cipozal de nossas leis processuais civis e penais. e) Quanto às primeiras, estão enfexadas em um código que, do ponto de vista doutrinário, é digno dos maiores elogios, porém deixa muito a desejar no que se refere à sua efetividade, a mercê da enorme gama de recursos que trás em seu bojo. (Adaptado de Domingos Franciulli Netto, “O Controle do Judiciário”, CartaCapital, 07/04/2004, p. 47, com modificações)

127. Assinale a opção gramaticalmente incorreta. a) Desenvolvimento sustentável é a busca de fórmulas que combinam progresso, tecnologia, conforto e equilíbrio do meio ambiente. b) Faz parte dessas formulas a reciclagem, o uso de combustíveis limpos e os esquemas de produções mais eficiente que gasta menos energia. c) O desequilíbrio ecológico é a presença desordenada de elementos físicos e de comunidades vivas que se inter-relacionam em um ecossistema.

130. A oscilação entre entusiasmos revoltados e inércia conformista é uma herança de nossa adolescência. Tivemos que decidir (e talvez estejamos eternamente decidindo) se, para nos tornar-mos adultos, seria melhor imitar os genitores, sacrificando nossa individualidade, ou contrariá-los, encontrando a prova de nossa autonomia na decepção e no desespero dos pais. A solução mais popular sempre consistiu em tomar o caminho de uma "normalidade" que nos garantia


algum confôrto. (Adaptado de Contardo Calligaris) A quantidade de palavras com erro de morfologia ou de grafia é: a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 131. Assinale a opção gramaticalmente correta. a) O Ministério Público encontra-se atento aos menores deslises no que se refere a observância das leis ambientais. b) Os próprios organismos financeiros, cada vez mais, exigem padrões ambientais adequados para à concessão de empréstimos. c) O licenciamento ambiental é a exigência mínima estabelecida como requisito prévio para liberação de empréstimos. d) No caso de sociedades anônimas, a existência de licenças ambientais constituem fato relevante na vida das empresas, visto que poderá ter repercussão no preço das ações da companhia. e) Valorizar uma licença ambiental é extremamente importante para as empresas que prezam o seu bom nome e que buscam dar cumprimento as normas legais em suas atividades. (Adaptado de Paulo Bessa Antunes) 132. Assinale a opção em que as duas versões do trecho estão corretas. a) Outro mundo que sempre esteve imune à fiscalização tributária: o político - também está, sentindo o “bafo quente do Leão”. / Outro mundo que sempre esteve imune a fiscalização tributária – o político também estão sentindo o “bafo quente do Leão”. b) Pessoas conhecidas no mundo do futebol também receberam multas por ter esquecido de recolher impostos em cima do que ganharam, principalmente quando se transferiam de um clube para o outro. / Pessoas conhecidas no mundo do futebol também receberam multas por terem esquecido de recolherem impostos em cima do qual ganharam, principalmente quando se transferiam de um clube para o outro. c) A ação da Secretaria da Receita não seguiu nenhum planejamento olhando apenas para as pesquisas de opinião. É fruto de mudanças ocorridas na administração do Fisco nos últimos anos. / A ação da Secretaria da Receita não seguiu nenhum planejamento que olhasse apenas para as pesquisas de opinião, pois é fruto de mudanças ocorridas na administração do Fisco nos últimos anos. d) Dezenas de deputados foram surpreendidos pela convocação para comparecer à Receita. Acabaram autuados depois de uma análise rigorosa em suas declarações. / Foram surpreendidos pela convocação para comparecer à Receita, dezenas de deputados, e acabaram altuados depois de uma análise rigorosa em suas declarações. e) A fiscalização dos bancos, por exemplo, surgiu da criação de uma delegacia para cuidar exclusivamente do setor financeiro. Auditores foram treinados para entender a mecânica bancária e mergulharam nos livros contábeis de uma centena de instituições. / A fiscalização dos bancos, por exemplo, surgiu da criação de uma delegacia para cuidar exclusivamente do setor financeiro, nos quais auditores foram treinados para entender a mecânica bancária e mergulharam nos livros contábeis de uma centena de instituições.

(Adaptado de VEJA, Edição 1646 -26/4/2000) 133. Assinale a opção em que o fragmento do texto foi transcrito com erro gramatical. a) A receita federal australiana anunciou que os atletas que ganharem bônus de suas respectivas confederações ou comitês nacionais por conquistarem medalhas nos Jogos de Sydney serão obrigados a pagar imposto calculado sobre o valor da premiação. b) Segundo as autoridades locais, o pagamento da taxa será obrigatório mesmo que o dinheiro seja entregue ao atleta quando este já tiver retornado a seu país. c) Em diversos países, os bônus são considerados uma forma de reembolso por gastos ocorridos durante os treinamentos. d) Autoridades afirmam que esta será a primeira vez na história que atletas terão de pagar taxa referente à ganhos financeiros derivados sobre sua participação em Jogos. e) Os EUA oferecem US$ 15 mil por medalha de ouro, US$ 10 mil pela prata, e US$ 7,5 mil pelo bronze. A Rússia oferece US$ 100 mil por medalha de ouro. O Comitê Olímpico Brasileiro não oferece premiações em dinheiro. (Folha de S. Paulo, 18/08/2000, p. D5, com adaptações) 134. Assinale a opção em que o texto foi transcrito com erro de estrutura sintática. a) A corrida privada para as formas imaginárias e socialmente perversas do valor e da riqueza vai afetar negativamente a valorização e a reprodução da verdadeira riqueza social, ou seja, a demanda de ativos reprodutivos e de trabalho. b) Os preços inflados dos direitos sobre a riqueza real fazem com que as ações e dívidas privadas despencam, revelando a insuperável mesmice das “novas economias”. c) Por isso, Keynes insistia “na direção inteligente pela sociedade dos mecanismos profundos que movem os negócios privados”, particularmente os processos que envolvem as decisões de investimento, ou seja, a criação de riqueza nova. d) Os efeitos negativos do “amor ao dinheiro” só podem ser neutralizados mediante a ação do Estado racional e pela atuação de “corpos coletivos intermediários”, como um Banco Central dedicado à gestão consciente e socialmente responsável da moeda e do crédito. e) Não é surpreendente que Keynes tenha tomado posições radicais em favor da “administração” centralizada e pública do sistema internacional de pagamentos e de criação de liquidez. (Itens adaptados de Luiz Gonzaga Belluzzo) 135. Considerando que os trechos abaixo constituem um texto retirado – com adaptações – de ÉPOCA, 17/12/2001, assinale o item que foi transcrito com erro de natureza gramatical. a) Nesta quarta-feira, o Presidente Fernando Henrique Cardoso anuncia um pacote com a política federal de cotas para negros. O pacote é composto de três medidas: b) empresas que prestam serviço ao Ministério da Justiça ficam obrigados a manter 20% de funcionários negros; para os outros ministérios, a medida é estimulada, mas não obrigatória. c) cria-se um programa especial para auxiliar os negros a seguir carreira diplomática;


d) 20% dos cargos sem concurso da Administração Federal ficam reservados para negros; e) Há razões para que as medidas sejam bem recebidas. Elas certamente abrirão espaço para que o Brasil debata uma questão necessária. Propostas textuais / Preenchimento de lacunas Boa parte de nossa infelicidade ou aflição nasce do fato de vivermos rodeados (por vezes esmagados ou algemados) por mitos. Nem falo dos belos, grandiosos ou enigmáticos mitos da Antigüidade Grega. Falo, sim, dos mitinhos bobos que inventou nosso inconsciente medroso, sempre beirando precipícios com olhos míopes e passo temeroso. Inventam-se os mitos, ou deixamos que aflorem, e construímos em cima deles a nossa desgraça. (Lya Luft, Faxina nos mitos. Veja, 20 de abril, 2005, com adaptações) 136. Julgue os seguintes itens a respeito das estruturas lingüísticas do texto: I. De acordo com as regras gramaticais, o verbo da primeira oração do texto poderia ser empregado tanto no singular quanto no plural. II. É pela flexão de número no verbo da oração subordinada, “que inventou nosso inconsciente medroso”(l.6), que são identifi cados o sujeito e o objeto dessa oração. III. A idéia de “sempre beirando precipícios com olhos míopes e passo temeroso”(l.7 e 8) constitui uma forma figurativa para explicar “mitinhos”(l.5). IV. O desenvolvimento do texto mostra que inventar e deixar aflorar são empregados para indicar a passividade dos mitos na sua criação. Estão corretos apenas a) I e II b) I e III c) II e III d) III e IV e) II e IV O papel do Estado tem sido fundamental no terreno da assistência social. As três esferas do governo são responsáveis por 10 mil programas sociais. Calcula-se que ONGs melhorem a vida de 9 milhões de pessoas. Os números ligados ao governo são incomparavelmente maiores. A aposentadoria do INSS beneficia 20 milhões de cidadãos. As escolas públicas educam 50 milhões de crianças e o sistema de saúde do governo está aberto para 100 milhões de pessoas. A filantropia e o assistencialismo jamais vão resolver os problemas da pobreza e da má distribuição de renda. Mas o trabalho voluntário e a vigilância da sociedade sobre a ação o governo nesse campo podem diminuir a dor dos menos favorecidos. (Veja Especial, maio de 2002, p. 59, com adaptações) 137. Escolha a opção abaixo que, tendo sofrido alterações de ordem sintático-semântica, não representa mais o conteúdo do texto ou contém erro gramatical. a) O papel do governo, cujas três esferas de atuação são responsáveis por 10.000 programas sociais, tem sido fundamental no terreno da assistência social. b) Embora se calcule que as ONGs estejam melhorando a vida de 9 milhões de pessoas, os números ligados ao governo são incomparavelmente maiores.

c) Se apenas a aposentadoria do INSS já beneficia 20 milhões de cidadãos, então conclui-se que os números do governo são muito maiores que os das ONGs. d) Aos 20 milhões de cidadãos beneficiados pela aposentadoria do INSS, some-se os 50 milhões de crianças das escolas públicas e os 100 milhões de pessoas sob a proteção do sistema de saúde do governo. e) Mesmo que filantropia e assistencialismo jamais possam resolver os problemas de pobreza e má distribuição de renda, trabalho voluntário e vigilância do governo pelos cidadãos podem minimizar as mazelas sociais. 138. Analise as paráfrases propostas para o período abaixo e assinale a opção em que se preservam as relações semânticas e a correção gramatical. Não denunciamos com eficácia o desemprego e o desleixo com que tratamos metade da população urbana brasileira que vive em condições subumanas. (João Sayad, Crime e Castigo, Revista Classe, no 87, 2002, com adaptações) a) Não denunciamos com eficácia o desemprego e o desleixo que metade da população urbana é, por nós, tratada e que vive em condições subumanas. b) Tratamos com o desemprego e o desleixo metade da população urbana brasileira vivendo em condições subumanas; não a denunciamos com eficácia. c) Não somos eficazes ao denunciar nem o desemprego nem o desleixo com que tratamos metade da população urbana brasileira que vive em condições subumanas. d) Metade da população urbana brasileira que vive em condições subumanas não é denunciada com eficácia quanto ao desemprego e o desleixo em que a tratamos. e) Não denunciamos metade da população urbana brasileira – que vive em condições subumanas – devido à nossa ineficácia e o desleixo que tratamos o desemprego. 139. Em relação às lacunas do texto, assinale a opção correta. A questão da Previdência Social deve ser recolocada na sucessão presidencial. Não é possível que uma questão dessa magnitude - o pacto entre gerações, que interessa às passadas, presentes e futuras - continue, como sempre aconteceu, fora da pauta da sucessão presidencial. Uma questão que diz respeito ______ 20 milhões de beneficiários - aposentados e pensionistas; _____ 26,7 milhões de contribuintes ativos, só no Sistema Geral de Previdência Social - o INSS; ____ 60,0 milhões de brasileiros que estão na População Economicamente Ativa - PEA, mas excluídos do INSS, entre os quais os 40 milhões da economia informal; ____ 4 milhões da Previdência Complementar aberta; ______ 6,6 milhões da Previdência Complementar fechada - 1,7 milhões de participantes ativos, 4,4 milhões de participantes dependentes e 558 mil participantes assistidos; ______ 10 milhões de servidores públicos civis e militares, da União (1,8 milhão), de estados (4,0 milhões, em 97) e municípios (4,0 milhões, em 97), aproximadamente. (Adaptado de Paulo César de Sousa –www.anasps) a) Como são informações de natureza numérica, o artigo masculino é obrigatório. b) Já que todas as informações têm a mesma função sintática, basta preencher as lacunas com o artigo


feminino singular. c) Devido à regência da forma verbal “diz”( .7) todas as lacunas devem ser preenchidas com a preposição de. d) A regência da palavra “respeito”( .8) exige que as duas primeiras lacunas sejam preenchidas com em e as seguintes com de. e) Todas as lacunas podem ser preenchidas com preposição e artigo masculino plural: aos. A entrada dos anos 2000 têm trazido a reversão das expectativas de que haveria a inauguração de tempos de fraternidade, harmonia e entendimento da humanidade. Os resultados das cúpulas mundiais alimentaram esperanças que novos tempos trariam novas perspectivas referentes a qualidade de vida e relacionamento humano em todos os níveis. Contudo, o movimento que se observa em nível mundial sinaliza perdas que ainda não podemos avaliar. O recrudescimento do conservadorismo e de práticas autoritárias, efetivadas à sombra do medo, tem representado fonte de frustração dos ideais historicamente buscados. (Roseli Fischmann, Correio Braziliense. 26/08/2002, com adaptações) 140. Para que o texto fique gramaticalmente correto, é obrigatória I. a retirada do acento de “têm”( .1). II. a retirada da preposição antes de “que haveria”( .2). III. a inserção da preposição de diante de “que novos tempos”( .6). IV. a inserção do sinal indicativo de crase em “a qualidade”( .7). V. a substituição da expressão “em nível mundial”( .9 e 10) por mundialmente. VI. a substituição de “efetivadas”( .12 e 13) por efetivados. VII. a inserção do acento circunflexo em “tem”( .13).

explícito na primeira oração do texto: “Quem”. O CPF é hoje um dos documentos mais utilizados no Brasil. Foi criado em 1965, com o objetivo de identificar o contribuinte – pessoa física – perante a Secretaria da Receita Federal e para que ela tivesse um maior controle dos contribuintes brasileiros. Com o passar do tempo, instituições financeiras e o comércio passaram a exigir o número do documento para fazer várias operações, como financiamentos, por exemplo. Enquanto o CPF é uma forma de identificação do contribuinte, a carteira de identidade tem a finalidade de identificar o cidadão por meio da Secretaria de Segurança Pública. (Correio Braziliense, 16/2/2002, com adaptações) 142. Assinale a opção correta a respeito do emprego das palavras e expressões no texto. a) A preposição “com” (l.3) agrega ao substantivo “objetivo” uma idéia de modo, como na expressão com vagar. b) A preposição “para” (l.5), na sentença em que ocorre, introduz um julgamento, uma opinião. c) O emprego do infinitivo flexionado, fazerem, no lugar de “fazer” (l.9) mantém a coerência textual e a correção gramatical. d) A preposição “de”, em “controle dos contribuintes” (l.6), estabelece entre os nomes que liga uma relação semântica correspondente a os contribuintes que controlam. e) O valor semântico do conectivo “Enquanto” (l.11) corresponde ao de uma conjunção alternativa.

Quem não declarou no ano passado está classificado pela Receita como “pendente”. Embora não tenha o CPF cancelado agora, sua situação será considerada irregular perante a Receita. O cancelamento do documento pode significar muitos problemas, pois o CPF passou a ser mais solicitado do que a carteira de identidade. Sem ele, é impossível abrir uma conta bancária, comprar a prazo, prestar concurso público. Caso ganhe em uma loteria, também será impedido de retirar o prêmio. (Correio Braziliense, 16/2/2002, com adaptações)

143. Assinale a opção em que não se desrespeitam as regras da norma culta, ao se efetuarem as alterações propostas. Maior é a exigência de uma ação transparente naqueles domínios em(a) que a atividade estatal gera encargos financeiros para a cidadania. É o caso da imposição de tributos. Se os indivíduos devem concorrer(b) para a manutenção dos serviços públicos, hão(c) de ter a garantia de não ser surpreendidos. É por isso que a constituição estabelece como princípio que os tributos sejam instituídos num(d) exercício e cobrados noutro, e sempre criados por lei. Assim se assegura o benefício ao Estado(e), e ao indivíduo a garantia do conhecimento prévio e certo de suas responsabilidades. (Josaphat Marinho, Surpresas Tributárias, com adaptações) a) retirar em diante de “que” (l.2). b) substituir “concorrer” (l.5) por “concorrerem”. c) substituir “hão” (l.6) por “há”. d) substituir “num” (l.10) por “em um”. e) inverter a ordem entre “Estado” e “benefício” (l.11 e 12).

141. Assinale a opção correta a respeito das estruturas lingüísticas do texto. a) Mantêm-se as relações semânticas e a correção gramatical ao substituir “Embora” (l.3) porApesar de. b) De acordo com as regras de regência da norma culta, poderia ser empregado o sinal indicativo de crase em “perante a Receita” (l.4 e 5). c) O infinitivo é não flexionado na locução verbal “passou a ser” (l.7) porque complementa um verbo causativo. d) O emprego das duas formas verbais no subjuntivo, “tenha” (l.3) e “ganhe” (l.11) justifica-se por exigência da estrutura sintática em que ocorrem. e) O sujeito subentendido das duas últimas orações está

144. Assinale a opção incorreta a respeito do emprego das estruturas lingüísticas do texto abaixo. O mundo de hoje, especialmente nos países que adotam o sistema capitalista, apresenta acentuados desníveis econômicos, sociais e políticos. Pequenos grupos conseguiram influir de tal modo sobre a organização da sociedade que impuseram o estabelecimento de regras de convivência inteiramente favoráveis aos economicamente fortes e aos que se põem a seu serviço. (Dalmo de Abreu Dallari, O que é participação política, com adaptações) a) Mantém-se a característica modificadora, restritiva de mundo, na expressão “mundo de hoje” (l.1) mesmo se dela for retirada a preposição.

a) apenas I e III estão corretos. b) apenas I, IV e V estão corretos. c) apenas II, III, IV e V estão corretos. d) apenas III, IV, V, VI e VII estão corretos. e) todos os itens estão corretos.


b) As relações sintático-semânticas entre o primeiro e o segundo períodos sintáticos do texto permitem identificar subentendida entre ambos uma conjunção de natureza explicativa. c) Como a expressão “de tal modo” (l.5) tem função apenas de realce, sua supressão do texto não altera as relações semânticas nem a correção sintática. d) Respeitam-se as regras de regência da norma culta também ao empregar a preposição “em” na regência do verbo “influir” (l.5). e) O emprego do pronome pessoal em “se põem” (l.9), marca o verbo pôr como reflexivo, complementado por um objeto direto e um indireto. 145. Indique a seqüência que preenche corretamente as lacunas. Os governos são, em regra, os maiores empregadores e ___ eles só se _________ os concessionários de serviços de utilidade pública, _____ atividades, aliás, resultam de uma delegação do próprio Estado. A expansão dos serviços públicos e a intervenção crescente do Estado em todos os campos da atividade humana, por um lado, e os abusos dos governantes, por outro lado, fazendo dos empregos recompensa _____ dedicações ou contemporizações pessoais ou partidárias, _________ o vulto enorme do funcionalismo e, conseqüentemente, das despesas para mantê-lo. (Aliomar Baleeiro) a) a, comparam, cujas, às, explicam b) a, compara, cujas, das, explica c) à, igualam, cujas, a, analisam d) a , iguala, cujas as, às, explicam e) à, comparam, cujas, as, analisa 146. Indique a seqüência que preenche corretamente as lacunas. O nepotismo, o filhotismo, a lisonja, a corrupção e outros vícios foram sempre inseparáveis ________ critério de nomeação e promoções, em maior ou menor escala, nos diversos países. Quem ler a "Arte de Furtar", escrita no século XVII, poderá colher impressões melancólicas sobre os costumes administrativos de Portugal, inevitavelmente transmitidos ao Brasil nos tempos coloniais. Em ______ período monárquico, ___________ despeito do esforço moralizador de Pedro II e de alguns estadistas da época, os cargos públicos, ainda __________ de natureza estranha _____ política ou _______ imediata confiança dos governantes, eram, de modo geral, a paga __________dedicações partidárias ou pessoais. (Aliomar Baleeiro) a) do, todo, à, que, à, a, pelas b) do, todo o, a, quando, à, à, das c) ao, cada, à, se, à, à, pelas d) ao, todo o, à, que, à, à, às e) do, qualquer, à, quando, a, a, a O setor público não é feito apenas de filas, atrasos, burocracia, ineficiência e reclamações. A sétima edição do Prêmio de Gestão Pública, coordenado pelo Ministério do Planejamento, mostra que o serviço público federal também é capaz de oferecer serviços com qualidade de primeiro mundo. De 74 instituições públicas inscritas, 13 foram selecionadas por ter conseguido, ao longo dos anos, implantar e manter práticas e rotinas de gestão capazes de melhorar de forma crescente seus resultados, tornando-os referências nacionais. O perfil dos premiados mostra que o que está em questão não é tamanho, visibilidade ou importância estratégica, mas, sim, a capacidade de

fazer com que as engrenagens da máquina funcionem de forma eficiente, constante e muito bem controlada. (Ilhas de Excelência. ISTOÉ, 2/3/2005, com adaptações) 147. Assinale a opção incorreta a respeito das estruturas lingüísticas do texto. a) A retirada do advérbio “apenas” (l.1) preserva a correção gramatical do texto, mas altera as relações significativas entre os argumentos. b) A supressão do advérbio “também” (l.5) preserva a correção gramatical, mas retira do texto a idéia pressuposta de que o serviço público oferece serviços que não são de qualidade. c) A substituição da forma não flexionada de “ter” (l.7) pelo infinitivo flexionado correspondente, terem, respeita as regras gramaticais e preserva a coerência textual. d) A retirada do pronome do termo “tornando-os” (l.10) preserva a correção gramatical e a coerência textual, deixando subentendido o objeto de “referências nacionais” (l.10 e 11). e) Na linha 11, a substituição do primeiro “que” pelo sinal de dois pontos preserva a correção gramatical e a coerência argumentativa do texto, com a vantagem de evitar uma repetição de palavra. Santo Agostinho (354-430), um dos grandes formuladores do catolicismo, uniu a teologia à filosofia. Sua contribuição para o estudo das taxas de juros, ainda que involuntária, foi tremenda. Em suas Confissões, o bispo de Hipona, filho de Santa Mônica, conta que, ainda adolescente, clamou a Deus que lhe concedesse a castidade e a continência e fez uma ressalva – ansiava por essa graça, mas não de imediato. Ele admitiu que receava perder a concupiscência natural da puberdade. A atitude de Santo Agostinho traduz impecavelmente a urgência do ser humano em viver o aqui e agora. Essa atitude aliase ao desejo de adiar quanto puder a dor e arcar com as conseqüências do desfrute presente – sejam elas de ordem financeira ou de saúde. É justamente essa urgência que explica a predisposição das pessoas, empresas e países a pagar altas taxas de juros para usufruir o mais rápido possível seu objeto de desejo. (Viver agora, pagar depois, (Fragmento). In: Economia e Negócios, Revista Veja, 30/03/2005, p.90) 148. Julgue as afirmações a respeito do texto como verdadeiras (V) ou falsas (F), para marcar, a seguir, a opção correta. ( ) Em virtude do paralelismo sintático, o acento grave, em “à filosofia” (l.2), poderia ser eliminado. ( ) Estaria garantida a correção gramatical do texto se o pronome possessivo que inicia um período, na linha 2, fosse substituído, nessa mesma posição, pelo pronome "cujo", flexionado no feminino (cuja), e o ponto fosse substituído por uma vírgula. ( ) Haveria alteração do sentido original do texto se a expressão “ainda adolescente” (l.6) fosse deslocada para a posição imediatamente posterior à forma verbal “conta” (l.5). ( ) Dada a relação de sentido que se estabelece no período, a conjunção “e” (l.7) poderia ser substituída, mantendo-se a coerência textual, pela conjunção ”mas”precedida de vírgula. ( ) O complemento verbal “seu objeto de desejo” (l.18) poderia vir precedido da preposição “de”, atendendo-se à regência do verbo “usufruir”. A seqüência correta obtida é:


a) V, F, F, V, V b) F, V, V, V, F c) V, V, F, F, V d) V, F, V, F, F e) F, F, V, V, V 149. Assinale a opção correta em relação ao texto abaixo. É comum entender-se responsabilidade social empresarial como apoio ou investimento que a empresa faz na comunidade. É até muito freqüente ouvirmos de uma organização: "Somos uma empresa socialmente responsável porque apoiamos determinado projeto ou fazemos doações para tal comunidade". Isso é altamente louvável e importante. Mas o conceito de responsabilidade social das empresas, enquanto relacionamento das organizações com a comunidade e com a sociedade, é muito mais amplo. O compromisso socialmente responsável da empresa em todas as suas ações, em todas as suas políticas, em todas as suas práticas, em todas as suas relações significa responsabilidade social da empresa em relação à comunidade, aos seus empregados, aos componentes da cadeia produtiva com os quais tenha relações diretas e indiretas, ao meio ambiente, ao Estado, aos consumidores, ao mercado e aos acionistas. Esse compromisso, capaz de promover um modelo de desenvolvimento sustentável, compreende as dimensões econômica, social e ambiental, dimensões que passam a ser muito importantes na composição de toda a estrutura empresarial e de Estado. (Carlos Eugênio Friedrich Barreto - http://www2.uerj.br/~labore/ cquestoesc/sociedade_2-main.htm) a) A substituição de “entender-se responsabilidade social empresarial” (l.1 e 2) por a responsabilidade social empresarial ser entendida prejudica a correção gramatical do período. b) Depreende-se do texto que o conceito de responsabilidade social das empresas defendido pelo autor coincide com o entendimento freqüentemente adotado pelas organizações. c) Haverá prejuízo para a correção gramatical e alteração no sentido do período, caso a conjunção “Mas” (l.7) seja substituída por qualquer uma das seguintes: Contudo, No entanto, Todavia . d) A repetição da expressão “em todas” (l.12 e 13) provoca o efeito de sentido de ênfase. e) O emprego da preposição “a” em todas as ocorrências das linhas 15 a 18 justifi ca-se pela regência da expressão “responsabilidade social” (l.14). 150. Em relação ao texto abaixo, assinale a opção incorreta. Está infringindo a legislação de propriedade industrial quem fabrica, exporta, vende, expõe ou oferece à venda, tem em estoque, oculta ou recebe, para utilização com fi ns econômicos, um produto que seja objeto de patente de invenção ou de modelo de utilidade, segundo os artigos 183 e 184 da Lei n. 9.279, de 14 de maio de 1996, uma das mais modernas e avançadas leis de propriedade industrial do mundo. Se houver comprovação de delito, a penalidade poderá variar de um mês a um ano de detenção ou multa, conforme o caso específico. Também incorre em ilícito penal aquele que fabrica, sem autorização do titular, exporta, vende, tem em estoque, oculta ou recebe, para utilização com fins econômicos, objeto que incorpore ilicitamente um desenho industrial registrado, ou imitação substancial que possa induzir a erro ou confusão. É um crime

contra o registro de desenho industrial. É um desrespeito ao consumidor que, muitas vezes, pela aparência, não consegue distinguir o produto original do copiado, mas tem de arcar com o prejuízo de adquirir um artigo de má qualidade. (Cláudio França Loureiro, Valor Econômico , 28/09/2005) a) A expressão “Está infringindo” (l.1) está no singular para concordar com “quem” (l.2). b) As quatro primeiras vírgulas das linhas 2 e 3 justificam-se porque separam elementos de uma enumeração. c) Mantém-se a correção gramatical e o significado da informação do período ao se substituir “Se houver” (l.8 e 9) por Caso haja . d) O emprego do modo subjuntivo em “incorpore” (l.15) e em “possa” (l.17) justifi ca-se por se tratar de um fato certo, confirmado, assegurado. e) Subentende-se após “induzir”(l.17) qualquer uma das expressões a seguir: os consumidores, alguém, as pessoas, os compradores . O cérebro humano é um órgão que absorve quase 25% da glicose que consumimos e 20% do oxigênio que respiramos. Carregar neurônios ou sinapses que interligam os neurônios em demasia é uma desvantagem evolutiva, e não uma vantagem, como se costuma afirmar. Todos nós nascemos com muito mais sinapses do que precisamos. Aqueles que nascem em ambientes seguros e tranqüilos vão perdendo essas sinapses, fenômeno chamado de regressão sináptica. Portanto, toda criança nasce com inteligência, mas aquelas que não a usam vão perdendo-a com o tempo. Estimular o cérebro da criança desde cedo é uma das tarefas mais importantes de toda mãe e de todo pai modernos. (Stephen Kanitz, A favor dos videogames , Veja, 12 de outubro, 2005, com adaptações) 151. Julgue as seguintes afirmações a respeito do emprego das estruturas lingüísticas do texto: I. A expressão adverbial “em demasia” (l.4) refere-se a “neurônios” (l.4). II. O conjunto de pessoas expresso por “Todos nós” (l.7) inclui o conjunto de pessoas expresso por “Aqueles” (l.8). III. O substantivo “fenômeno” (l.10) inicia um aposto que nomeia a ação expressa por “vão perdendo essas sinapses” (l.9 e 10). IV. A expressão verbal “vão perdendo-a” (l.13) corresponde gramaticalmente a vão-a perdendo . V. A flexão de singular da expressão “o cérebro da criança” (l.14) é responsável pelo emprego do infinitivo singular de “Estimular” (l.14); se a preferência do autor fosse por usar o plural, os cérebros das crianças , o texto manteria a coerência, mas o verbo deveria ser usado no plural: Estimularem. A quantidade de itens certos é a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 Acho que a globalização tem graves problemas. Nós estamos percebendo que é hora de fazer ajustes, de garantir acesso dos países pobres aos mercados do Primeiro Mundo. É hora de os países ricos fazerem algumas concessões. Culturalmente falando, a


globalização é um sucesso espetacular, mas do ponto de vista econômico é um fracasso. Precisamos entender que a globalização não é uma força indomável da natureza. Ela é criação humana, produto de instituições e governos, de regras, e pode ser alterada. (Michel Bailey, VEJA, 22/05/2002, com adaptações) 152. Julgue os itens a respeito do emprego das estruturas lingüísticas do texto e marque, a seguir, a opção correta. I. Preservam-se as relações semânticas entre as orações e a correção gramatical, simplificando o período, ao substituir “que é hora”(l.2) por a hora. II. De acordo com a norma culta, não é recomendada a contração entre “de” e “os”(l.5) porque a preposição e o artigo pertencem a orações diferentes. III. A substituição da preposição “de”( .5) por “que”, antes de “os países ricos”(l.5), e a conseqüente substituição de “fazerem”( .5) por fizessem, mantém as relações semânticas e a correção gramatical. IV. As regras da norma culta permitem que a forma de infinitivo verbal “fazerem”( .5) seja também empregada sem flexão: fazer. a) Apenas I e III estão corretos. b) Apenas II está correto. c) Apenas II e IV estão corretos. d) Apenas III e IV estão corretos. e) Apenas IV está correto. A incorporação dos direitos humanos como eixo sustentador e medida de progresso no campo do desenvolvimento permitiu a construção do conceito de desenvolvimento sustentável como um processo capaz de integrar dimensões como produtividade, eqüidade, sustentabilidade, participação nas decisões, segurança e cooperação. O grande desafio do Brasil é assegurar a estabilização econômica conquistada na segunda metade dos anos 90 e, a partir dela, instalar uma tendência irreversível em direção à elevação do nosso Índice de Desenvolvimento Humano. Diante desse quadro, impõe-se, de forma inarredável e urgente, a adoção de uma ética de coresponsabilidade entre os três grandes setores da vida nacional. Cumpre ao Estado não abrir mão de seus fins universais e se empenhar na construção de políticas públicas efetivamente redistributivas e autopromotoras. Ao mundo empresarial cabe identificar aspectos relevantes do desenvolvimento social brasileiro e atuar de forma complementar ao poder público, no sentido do aumento e da melhoria das ações no foco eleito. Por fim, às organizações sem fins lucrativos, com sua sensibilidade, espírito de luta e criatividade pessoal, institucional e comunitária, contribuir para a expansão dos limites do possível, através da produção de idéias e iniciativas que se mostrem capazes de promover a alteração das ações do governo e das empresas, no que diz respeito ao bem comum. (Viviane Senna, Desenvolvimento Humano, Folha de São Paulo, 25/08/2002, com adaptações) 153. Marque a opção correta a respeito do emprego das palavras e expressões do texto. a) De acordo com a norma culta, o sujeito da oração em que ocorre a forma verbal “permitiu”(l.3) admite também o emprego no plural: permitiram. b) Os substantivos “produtividade”(l.6), “eqüidade”(l.6) e “sustentabilidade”(l.7) e os adjetivos “redistributivas”(l.20) e “autopromotoras”(l.20 e 21)

correspondem, respectivamente, aos verbos: produzir, eqüidar, sustentar, redistribuir e autopromover. c) O emprego do pronome “se” em “impõe-se”(l.14) indica que esse verbo está sendo empregado de forma reflexiva; não como se emprega no seguinte exemplo: A situação impõe novas regras. d) Embora se subentenda a idéia de Estado como agente de “não abrir mão”(l.18), a palavra “Estado”(l.17) aí explicitada tem a função de completar sintática e semanticamente “Cumpre”(l.17). e) Subentendem-se as expressões o mundo empresarial cabe diante de “atuar”(l.23), no sentido diante de “melhoria”(l.25) e cabem diante de “contribuir”(l.29). 154. Depois de quase 1.400 turnos de votação ________praticamente todas as palavras do documento, a Assembléia Geral da ONU aprovou, no dia 10 de dezembro de 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Passados 53 anos, o desrespeito e o desprezo _______vida ainda continuam mundo______ , nos massacres de periferia, nas lutas do campo ou no trabalho infantil. Os abusos estão estampados ________ dias nos jornais. Esse fluxo de relatos é em si um tributo à Declaração, _________ possibilitou discussão séria sobre o tema e incentivou forte movimento internacional pelos direitos humanos. (Almanaque Brasil, dezembro de 2001, com adaptações) Para completar corretamente o trecho acima é necessário inserir, pela ordem, os seguintes termos: a) de - à - afora - todos - em que b) sobre - por a - afora - todos os - com que c) de - pela - a fora - todos - por que d) sobre - pela - afora - todos os - que e) em - à - a fora - todos - com que O sistema de Seguridade Social, misturando previdência, saúde e assistência social, foi criado na Constituição de 1988. As ambições eram escandinavas e os recursos, moçambicanos. Nossa Previdência, que é pública e compulsória, não satisfaz nenhum dos objetivos de um bom sistema: assegurar aposentadorias decentes, transferir recursos para os mais pobres e acumular poupanças para alavancagem do desenvolvimento. As aposentadorias são miseráveis para a vasta maioria. E excessivas, mesmo pelos padrões de países ricos, para um grupelho privilegiado. Há uma “solidariedade invertida”, pois que a poupança dos pobres, vertida numa vala comum, é saqueada para financiar aposentadorias precoces e especiais de grupos politicamente mobilizados. Não há acumulação de poupança investível, pois que tudo é consumido em gastos correntes com os aposentados. É um sistema de repartição simples, sem reservas e sem capitalização. São freqüentes no Brasil as brigas com a lógica econômica, de que foram exemplos os monopólios e a pretensão de autonomia tecnológica na informática. No caso do INSS, a briga é com o cálculo atuarial. Fatores vários – como o envelhecimento rápido da população, a proliferação de aposentadorias precoces especiais e múltiplas, o crescimento da economia informal, a redução do número de contribuintes por beneficiário – prenunciam um desastre atuarial com data marcada. Em seu formato atual, o sistema é antidemocrático, anti-social e antidesenvolvimentista. Antidemocrático,


porque priva o cidadão do direito de escolher o administrador de sua poupança, pois as contribuições são compulsoriamente entregues ao INSS. A contribuição vira imposto. É também anti-social, porque afluindo para a vala comum do INSS as contribuições ficam sujeitas à predação de grupos politicamente mobilizados, que auferem benefícios desproporcionais. Na moderna literatura previdenciária, já se começa a reconhecer que o clássico welfare state das democracias ocidentais se torna cada vez mais uma conspiração da classe média e das burocracias estatais contra os estratos mais pobres da população, menos vocais e politicamente desorganizados. Nosso sistema é também antidesenvolvimentista, porque as contribuições dos ativos são gastas para financiar gastos correntes de aposentadorias, sem alavancagem de investimentos, através de cadernetas. A única solução para evitar os predadores políticos é o abandono do sistema de repartição em favor do sistema de capitalização individual previdenciária. Nesse sistema, o benefício é sempre o valor capitalizado das contribuições, eliminando-se o incentivo à busca de aposentadorias precoces e especiais. (Roberto Campos - Veja - 18/2/1998, adaptado) 155. ( ) Se a intenção do texto não fosse a de uma crítica contundente, o autor poderia ter usado a palavra “conjugando” em vez de “misturando” na linha 1. ( ) A oração reduzida “misturando previdência, saúde e assistência social” (l.1 e 2) tem função restritiva. ( ) Em “As ambições eram escandinavas e os recursos, moçambicanos” (l.3 a 5), o autor faz uso de metonímias. ( ) No excerto mencionado no item acima, a vírgula indica supressão do verbo. ( ) Podem-se suprimir as duas vírgulas em "Previdência, que é pública e compulsória," (l.5 e 6) sem alterar o sentido do enunciado. a) F, F, V, V, F b) V, F, V, V, F c) F, V, V, V, F d) V, V, F, F, V e) F, V, F, V, V 156. ( ) Uma análise quantitativa do léxico que expressa a avaliação crítica do autor indica que seu principal alvo são os grupos politicamente mobilizados. ( ) Infere-se do texto que a população brasileira envelhece precocemente em função de falta de recursos. ( ) O conectivo “pois que” (l.14/15 e 19) pode ser substituído simplesmente por “pois”. ( ) Entende-se por “solidariedade invertida” (l.14) os pobres financiando a aposentadoria da classe média. ( ) “Estratos” (l.48) pode ser também grafado “extratos” e se mantém o mesmo sentido. a) F, V, V, F, V b) V, F, F, F, V c) V, V, F, F, F d) F, F, V, F, V e) V, F, V, V, F 157. ( ) “vertida” (l.15) pode ser substituída por “entornada”, sem prejuízo da semântica do enunciado. ( ) Em “vasta maioria” (l.12) o adjetivo confere ênfase ao sintagma.

( ) Seria mais apropriado empregar-se a locução “e nem” onde ocorre “e sem” (l.22). ( ) Se escrevermos “cujos exemplos foram os monopólios e a pretensão de autonomia tecnológica na informática” no lugar de “de que foram exemplos os monopólios e a pretensão de autonomia tecnológica na informática” (l.24 a 26), preservaremos a correção sintática, mas alteraremos o conteúdo semântico da sentença. ( ) “priva ao cidadão o direito de escolher o administrador de sua poupança” é uma alternativa correta para a construção usada às linhas 36 e 37. a) F, V, V, F, F b) V, V, V, F, F c) V, V, F, V, F d) F, V, F, V, V e) V, F, F, F, V 158. ( ) “investível” (l.19) é um adjetivo equivalente a “que é investida”. ( ) “atuarial” (l.27 e 33) refere-se à teoria e cálculo de seguros. ( ) Pode-se também pontuar o período que tem início à linha 39 assim: "É também anti-social porque, afluindo para a vala comum do INSS, as contribuições ficam sujeitas à predação de grupos politicamente mobilizados /.../" ( ) “vocais” (l.49) relaciona-se morfologicamente à palavra “voz”. ( ) Na relação de causa e efeito expressa às linhas 51 a 53 “as contribuições dos ativos são gastas para financiar gastos correntes de aposentadorias” representam este último. a) F, V, V, V, F b) V, F, F, V, V c) F, V, V, F, F d) V, V, F, F, V e) F, F, F, V, F Na última terça-feira, fiscais da Receita Federal fizeram uma blitz no Porto de Santos com resultados surpreendentes. Eles apreenderam 122 contêineres com uma carga de 1500 toneladas de mercadoria importada de maneira fraudulenta. Num deles, mochilas chinesas, dessas que a criançada usa na escola, por um preço declarado de 70 centavos de dólar a dúzia – ou 5 centavos a unidade, o que é um valor impraticável mesmo na China. Em outro, que deveria carregar "peças diversas" segundo o documento de importação, acharam uma perua van. No total, os produtos confiscados valem 41 milhões de reais. Essa foi a maior apreensão feita pela Receita Federal em sua história e aponta para um problema que está crescendo à sombra da abertura comercial. Na gíria dos fiscais, ele se chama "importabando". Nessa operação, o importador malandro declara à Receita um valor muito menor do que realmente pagou por aquilo que está trazendo. O objetivo é recolher menos impostos e concorrer em posição de vantagem com o comerciante que importou de maneira legal. Não há um cálculo oficial sobre o volume de contrabando, ou de importações com documentação fraudada, que está ingressando no país, mas apenas uma estimativa feita pela Confederação Nacional de Comércio. Ela calcula que, no ano passado, produtos no valor de 15 bilhões de dólares foram importados irregularmente, causando uma perda fiscal de 4 bilhões. (Roger Ferreira e Leonel Rocha - Veja - 21/1/98,


adaptado) 159. Marque a afirmativa que não é verdadeira. a) Os empréstimos lingüísticos "contêineres" e "dólar" já tiveram sua grafia aportuguesada, o que não ocorreu ainda com "blitz". b) "criançada" (l.7) é uma expressão freqüente na linguagem coloquial. c) "fraudulenta" (l.6) e "fraudada" (l.27) podem-se substituir mutuamente, sem prejuízo do sentido dos enunciados onde aparecem. d) A expressão "mesmo na China" foi usada no texto de modo pejorativo, já que se origina no dito popular "nem aqui, nem na China". e) O acento indicador de crase à linha 19 é obrigatório. 160. Marque a afirmativa que não é verdadeira. a) Em "valor impraticável" (l.9 e 10) o adjetivo derivase do verbo "praticar" no seu emprego próprio do jargão da Economia: "praticar preços". b) A expressão "à sombra" (l.16 e 17) foi empregada com sentido conotativo, como no conhecido verso de Casimiro de Abreu "à sombra das bananeiras, debaixo dos laranjais." c) A primeira vírgula do texto pode ser dispensada. d) Em "Num deles, mochilas chinesas ..." (l.6) há um verbo elíptico. e) Na formação da gíria "importabando" foi usado o processo morfológico de aglutinação. 161. Marque a afirmativa que não é verdadeira. a) Em "Em outro, que deveria carregar peças diversas segundo o documento de importação, ..." (l.10 a 12) as vírgulas isolam oração explicativa. b) Em "Na gíria dos fiscais ele se chama 'importabando' " (l.17 e 18) o pronome átono também poderia vir enclítico ao verbo. c) O excerto da opção "a" acima pode também ser escrito, com correção, da seguinte forma: "Em outro, que deveria carregar peças diversas, segundo documento de importação, ..." d) O pronome "Essa" (l.14) pode ser substituído pelo pronome "Esta". e) O sujeito de "acharam" (l.12) é indeterminado. 162. Marque a afirmativa que não é verdadeira. a) Em "com o comerciante que importou de maneira legal" (l.23 e 24), se a oração relativa for separada por vírgula, altera-se o sentido do enunciado. b) A oração "que está ingressando no país" (l.27 e 28) pode ser empregada na voz passiva sem prejuízo do sentido no texto. c) "impostos" (l.22) pode ser usado no singular. d) A conjunção "mas" (l.28) pode ser suprimida, sem alterar a correção do período. e) "país", na oração da opção "b" acima pode ser grafado com letra maiúscula. 163. Indique a afirmação verdadeira. a) Pode-se escrever, com correção, "Não se tem um cálculo oficial sobre o volume de contrabando..." às linhas 25 e 26. b) Seria correto escrever-se às linhas 30/32 "... importou-se irregularmente produtos no valor de 15 bilhões de dólares..." c) Pode-se também escrever "por um preço declarado de 70 centavos de dólares à dúzia" (l.7 e 8), pois, neste caso, o uso do acento indicador de crase é facultativo. d) "perca" é uma variante da palavra "perda" (l.32) na

norma culta. e) O sintagma circunstancial "de maneira fraudulenta" (l.5 e 6) modifica o verbo (sublinhado) da oração principal: "Eles apreenderam 122 contêineres..." Não é preciso ser adepto da tradição intelectual para reconhecer os inconvenientes da praxe de preterição do influxo interno, a que falta a convicção não só das teorias, mas também das suas implicações menos próximas, de sua relação com o movimento social conjunto, e da relevância do próprio trabalho e dos assuntos estudados. Percepções e teses notáveis a respeito da cultura do país são decapitadas periodicamente, e problemas a muito custo identificados e assumidos ficam sem o desdobramento que lhes poderia corresponder. O prejuízo acarretado pode se comprovar pela via contrária, lembrando a estatura isolada de uns poucos escritores como Machado de Assis, Mário de Andrade e hoje, Antônio Cândido, cuja qualidade se prende a este ponto. (SCHWARZ, Roberto, Cultura e política, p.110) 164. Em relação às estruturas do texto, assinale a opção incorreta. a) A substituição de “a que” (l.3) por à qual não acarreta prejuízo à correção gramatical do período. b) O emprego de “mas também” (l.4 e 5) é exigência decorrente do emprego de “não só”(l.4). c) A estrutura sintática do período em que ocorrem estabelece as seguintes relações de dependência entre os termos: falta a convicção das teorias, (l.4) das suas implicações menos próximas (l.5 e 6) de sua relação com o movimento social conjunto (l.6 e 7) da relevância (l.7) do próprio trabalho e (l.7 e 8) dos assuntos estudados (l.8). d) Em “a muito custo”( .11) o “a” funciona como uma preposição. e) O emprego do pronome “lhes”, em “lhes poderia” (l.12), está empregado de forma proclítica em virtude da presença do “que” (l.12). 165. Em relação ao texto, julgue os itens a seguir: A crítica de Sílvio Romero, contemporânea do declínio do Segundo Reinado , usa argumentos conservadores dentro de ânimo progressista: salienta o país “real”, fruto e continuação do autoritarismo da Colônia , mas para combatê-lo; e menospreza o país “ilusório”, das leis, dos bacharéis, da cultura importada, depreciado por inoperante. Daí a sua observação: “não há povo que tenha melhor constituição no papel (...). A realidade é horrível!”. I. Os termos grifados exercem função sintática semelhante: aposto explicativo. II. As formas verbais “usa” (l.2) e “salienta” (l.3) têm como sujeito “A crítica” (l.1). III. Em “para combatê-lo” (l.5) o “para” corresponde a com o objetivo de. IV. O pronome enclítico “-lo” (l.5) refere-se a “autoritarismo” (l.4). V. À linha 7, “por inoperante” é agente da voz passiva. VI. Entre “mas” e “para” (l.5) subentende-se a idéia faz isso, e entre “por” e “inoperante” (l.7) subentende-se o verbo ser. Estão certos os itens a) I, II e IV b) I, II, III e VI c) II, III e IV d) III, IV, V e VI


e) IV, V e VI 166. Assinale a opção correta em relação ao texto abaixo. Manifestações públicas em defesa do poder do Ministério Público (MP) para desenvolver atividades de investigação criminal aconteceram nas principais capitais do País. A questão deve ser decidida pelo Supremo Tribunal Federal, no julgamento do Inquérito no 1968. Argumenta-se que somente a polícia tem atribuições para praticar atos de investigação na apuração criminal e que provas obtidas pelo MP devem ser invalidadas. A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) organizou, em conjunto com outras entidades de membros do Ministério Público, um Dia Nacional de Mobilização com o objetivo de alertar a sociedade para as conseqüências de uma eventual restrição da atribuição investigatória do MP. O presidente da ANPR destacou que o papel investigatório do Ministério Público é fundamental no combate eficaz à criminalidade. (Adaptado de www.mpu.gov.br/noticias - 22/06/2004) a) Para que o período obedeça às exigências da norma escrita culta, é necessário inserir uma vírgula antes de “aconteceram” (l.3). b) A eliminação da vírgula após “Federal” (l.5) torna o texto incorreto e causa ambigüidade. c) Em “Argumenta-se” (l.6) o “se” indica reflexividade. d) A conjunção “e” (l.8) está sendo empregada com o valor semântico de mas. e) O emprego do sinal indicativo de crase em “combate eficaz à criminalidade” (l.16) justifica-se pela regência de “combate”. 167. Em relação aos elementos do texto, assinale a opção correta. O mais completo retrato do Brasil já realizado por um artista está na obra oceânica do pintor Candido Portinari. Os mais importantes países do mundo gostariam de ter um artista como este, que tivesse fixado a sua alma. Nenhum outro pintor pintou mais um país do que Portinari pintou o seu. A sua obra enfrentou os assuntos mais significativos do país, da infância à vida rural, das mazelas sociais manifestadas nos retirantes nordestinos à saga histórica da formação da nacionalidade. Em cada um desses assuntos, a contribuição do artista tornou-se referência obrigatória. O mais conhecido pintor da história do país tornou-se para o público sinônimo de arte. Esta identificação de um artista com a própria essência de sua atividade é o maior reconhecimento público imaginável. (Adaptado de Jacob Klintowitz, O pintor da alma brasileira, Revista Sras e Srs, ano 2, no 7, março/abril 2004, p. 87) a) Depreende-se das informações do texto que a palavra qualificativa “oceânica” (l.2) é adequada à obra de Portinari porque ele tinha o mar como tema principal. b) Infere-se do texto que Portinari, ao pintar os temas brasileiros, tanto registrou como estabeleceu contornos para a identidade nacional. c) A substituição da palavra “enfrentou” (l.6) por “focalizou” deixaria o período incoerente. d) Se a vírgula após “país” (l.7) for substituída por sinal de dois pontos haverá transgressão das exigências da norma culta escrita. e) O emprego de “à” antes de “vida” (l.8) e de “saga” (l.9) justifica-se pela regência do verbo “enfrentou” (l.6). 168. Assinale o trecho que dá continuidade ao texto,

respeitando as relações de coerência, coesão e correção gramatical. Estudos e o senso comum mostram que a carga genética exerce uma forte influência nas características pessoais a que damos o nome de talento. Traços de personalidade como temperamento afável ou agressivo, senso de organização e facilidade para lidar com questões abstratas – só para citar alguns – vêm, por assim dizer, impressos no DNA de cada um. (Adaptado de Ariel Kostman, Revista VEJA, 30/06/2004, p. 98) a) Entretanto, é um erro tomar a herança genética como destino inflexível – tanto para o bem como para o mal. b) Assim, o talento embutido no código genético de cada indivíduo só emerge em condições favoráveis. c) Embora o talento genético é um componente da personalidade individual – mas não é o único e, nem sempre, o maior. d) Por essa razão resta sempre um enorme espaço para quem o talento seja desenvolvido por circunstâncias externas – uma educação escolar de qualidade, por exemplo. e) Conseqüentemente, na maioria dos casos, não é esse único gene que define determinado comportamento, mas diversos. 169. No Estatuto Social de uma determinada Cooperativa, figura o seguinte artigo: Artigo XX. O mandato da Diretoria será de 4 (quatro) anos, contados da data da Assembléia que os elegeu . Analise o segmento sublinhado e marque com V para assertiva verdadeira e com F para falsa. Assinale, a seguir, a seqüência correta. ( ) As normas gramaticais de concordância do padrão culto da língua portuguesa permitem que se empregue o pronome pessoal no feminino singular. ( ) A concordância do pronome pessoal, no caso, é dita ideológica, isto é, faz-se com a idéia de “diretoria” e não com a forma da palavra, que está no singular. ( ) Ficam mantidas as mesmas relações de referência do texto original se o pronome pessoal for flexionado no masculino singular. a) V, F, V b) V, V, F c) F, F, V d) F, V, F e) V, V, V 170. Assinale a opção que não completa a lacuna do texto com coesão, coerência e correção gramatical. Tem sido intenso o debate envolvendo as questões jurídicas resultantes da utilização da Internet, as possíveis salvaguardas e formas de proteger os bens, negócios, informações e a propriedade intelectual na grande rede de computadores. [............................................................................] A chamada cyberlaw, ou lei cibernética, não é exatamente um conjunto de novas leis criadas em função de violações ou prática de crimes nãoconvencionais na era digital, mas, antes, uma nova abordagem das ciências jurídicas à vertiginosa evolução da tecnologia dos nossos tempos. (Adaptado de Nehemias Gueiros Júnior) a) Advogados, juristas e estudiosos do assunto não hesitam em afirmar que é certamente o mais promissor campo do Direito contemporâneo. b) A invasão do sistema de uma empresa mina


totalmente a credibilidade da companhia frente aos seus clientes e ao mercado, passando a clara imagem de falta de segurança no arquivamento de informações e bases de dados envolvendo transações comerciais e pessoais de milhares de pessoas. c) Uma invasão de sistema numa empresa não pode ser simplesmente tratada como uma brincadeira de um adolescente ou hacker, pois as conseqüências podem ser muito mais danosas para o negócio. d) Desde então, esse diploma legal vem sendo aperfeiçoado para acompanhar a vertiginosa evolução tecnológica do setor digital. e) Ataques ao sistema de uma empresa não são apenas questões ligadas ao departamento de tecnologia da empresa, como tende a concluir a maioria, mas, sim, uma questão jurídica muito séria. 171. Em relação ao texto, assinale a opção incorreta. O conceito de governabilidade, na sua acepção mais ampla ou mais específica, é rigorosamente indeterminado e indeterminável do ponto de vista teórico.___1____ Trata-se de uma categoria estratégica, cujosobjetivos imediatos podem variar segundo o tempo e o lugar, mas que será sempre e irremediavelmente situacionista. Assim, nos anos 60 e 70 a idéia proposta de governabilidade apontou para a eliminação de demandas e de atores sociais e políticos. _____2______ Mesmo variando os seus objetivos ao longo do tempo, entretanto, não é difícil decifrar, a partir do dicionário, qual é o denominador comum às diferentes acepções de governabilidade: “Que pode ser governado, porque é dócil e obediente.” (Adaptado de José Luís de Fiori) a) Na lacuna 1, estaria coesa e coerente a inserção do período: Na verdade, não se trata de um conceito teórico. b) Na lacuna 2, estaria gramaticalmente correta, coesa e coerente a inserção do período: Já nos anos 80, apontou para a necessidade de privatizar os estados e desregular as economias. c) Na formação da palavra “governabilidade”, assim como em acessibilidade e de afabilidade, o sufixo confere ao termo a idéia de qualidade do que é..., característica do que ... d) Pelos sentidos do texto, a expressão “Mesmo variando seus objetivos ao longo do tempo” (l.10 e 11) apresenta uma das explicações para o que se deve entender de “situacionista” (l.7). e) Se a palavra “denominador” (l.13) for substituída pela expressão “núcleo de significado”, as informações originais e a coerência do período ficam prejudicadas. 172. Em relação ao texto, assinale a opção incorreta. Para explicar a dissonância entre os nossos anseios e a nossa realidade, acusamos a dureza impiedosa do mundo: gostaríamos de ser generosos e revolucionários, mas, se assim fôssemos, a realidade nos atropelaria. A desculpa não é maquiavélica. De fato, o mundo não é mole: ele nos força a desistir do que nos parece certo e racional em favor do que é apenas razoável. Em geral, agüentamos os compromissos aos quais nos resignamos graças a um reforço retórico, a uma dose extra de declarações de intenções e de princípios. (Contardo Calligaris) a) O emprego de verbos na primeira pessoa do plural confere ao texto maior interação com o leitor. b) A utilização da expressão “não é mole” (l.6) confere um certo grau de informalidade ao texto. c) Em “desistir do que ”(l.7) e em “do que é apenas” (l.8) o “do” é combinação de preposição e pronome e

pode ser substituído por daquilo sem prejuízo para a correção do texto. d) O emprego de “apenas” (l.8) intensifica a idéia de que “razoável” (l.8) é noção qualitativamente inferior a “certo e racional” (l.7e 8). e) Pelos sentidos do texto, “reforço retórico” (l.10 e 11) é o oposto de “dose extra de declarações de intenções e de princípios” (l.11 e 12). 173. Assinale a opção que, ao preencher a lacuna correspondente, provoca erro gramatical ou de coerência. Desde 1981, com a implantação da Lei no 6.938/81 (Política Nacional do Meio Ambiente), o licenciamento ambiental passou a ser exigido das empresas que, potencial ou efetivamente, são ______1______ do meio ambiente, ______2______alto risco de acumularem passivos ambientais. As licenças ambientais,_____3_______ a dedicação dos servidores dos órgãos ambientais, são documentos cuja expedição é extremamente complexa e demorada. Vários fatores concorrem para que assim seja. O mais importante é a contradição vivida pelos órgãos ambientais, que _________4_________ cada vez mais pela sociedade e, paradoxalmente, ________5__________ seus orçamentos reduzidos pelos diferentes governos, independentemente da coloração partidária. (Adaptação de Paulo Bessa Antunes) a) 1 - degradadoras b) 2 - e que por isso apresentam c) 3 - não obstante d) 4 - são solicitados e) 5 - vêm 174. Assinale a substituição proposta para o termo correspondente sublinhado que provoca erro gramatical no texto. As empresas têm se preocupado(1) cada vez mais com os chamados passivos ambientais, que são caracterizados(2) pelo conjunto de obrigações assumidas devido aos danos causados ao meio ambiente em função de atividades por elas desenvolvidas. Em geral, o passivo ambiental é composto por(3) obrigações resultantes da contaminação do solo, disposição inadequada de rejeitos industriais, incômodos de vizinhança e outros, repercutindo(4) negativamente na vida das empresas, seja nos aspectos econômicos, seja na própria imagem pública ostentada(5). (Paulo Bessa Antunes) a) 1 - estão se preocupando b) 2 - se caracterizam c) 3 - compõem-se de d) 4 - que repercutem e) 5 - que ostentam O setor comercial “online” cresce mais de 30% ao ano. À primeira vista, parece que o consumidor é beneficiado por produtos mais baratos. O problema é que o preço baixo é conseguido à custa de concorrentes, que são obrigados a pagar impostos, e de governos, que perdem receita fiscal. Apesar de estar crescendo muito, o comércio eletrônico ainda é pequeno em relação ao comércio total, o que faz as distorções econômicas e fiscais serem menores. (Robert J. Samuelson, Exame, 22/03/2000, com adaptações) 175. O texto permanece correto se forem feitas as seguintes substituições, exceto:


a) o que faz / os quais fazem (l. 9 e 10) b) à custa de / tendo como base o prejuízo de (l.5) c) Apesar de estar / Embora esteja (l.7) d) em relação ao / em comparação com (l.9) e) ao ano / por ano (l.2) A defesa do contribuinte no Brasil é mais ampla do que em muitos países mais desenvolvidos, onde a democracia já está consolidada. Antes de recorrer à Justiça comum, o contribuinte pode-se defender em duas instâncias da esfera administrativa. São tantos expedientes protelatórios que, muitas vezes, os impostos devidos tornam-se incobráveis pela morte ou pelo desaparecimento do devedor. O resultado são dezenas de bilhões de reais inscritos na dívida ativa que ficam definitivamente nas mãos dos sonegadores. Essa tolerância com a sonegação, que não é vista como crime, faz parte da nossa cultura, do nosso processo histórico. (Folha de S. Paulo, 19/08/2000, p. A3, com adaptações) 176. É incorreto afirmar que, no texto, a) pode-se eliminar o “do” da expressão “mais ampla do que” (l.1 e 2) sem prejuízo gramatical para o período, b) o pronome relativo “onde” (l.3) equivale a “nos quais”. c) a expressão “pode-se defender” (l.5) admite a colocação “pode defender-se”. d) a expressão “que não é vista como crime” (l.13) está entre vírgulas por tratar-se de uma explicação. e) o “–se” em “tornam-se” (l.8) indica a indeterminação do sujeito. Um dos motivos principais pelos quais a temática das identidades é tão freqüentemente focalizada tanto na mídia assim como na universidade são as mudanças culturais, sociais, econômicas, políticas e tecnológicas que estão atravessando o mundo e que são experienciadas, em maior ou menor escala, em comunidades locais específicas. Como indica Fridman (2000, p. 11), “se a modernidade alterou a face do mundo com suas conquistas materiais, tecnológicas, científicas e culturais, algo de abrangência semelhante ocorreu nas últimas décadas, fazendo surgir novos estilos, costumes de vida e formas de organização social”. Há nas práticas sociais cotidianas que vivemos um questionamento constante de modos de viver a vida social que têm afetado a compreensão da classe social, do gênero, da sexualidade, da idade, da raça, da nacionalidade etc., em resumo, de quem somos na vida social contemporânea. É inegável que a possibilidade de vermos a multiplicidade da vida humana em um mundo globalizado, que as telas do computador e de outros meios de comunicação possibilitam, tem colaborado em tal questionamento ao vermos de perto como vivemos em um mundo multicultural e que essa multiculturalidade, para qual muitas vezes torcíamos/torcemos os narizes, está em nossa própria vida local, atravessando os limites nacionais: os grupos gays, feministas, de rastafaris, de hip-hop, de trabalhadores rurais sem-terra etc. (Luiz Paulo da Moita Lopes, Discursos de identidades, p. 15) 177. Assinale a opção correta a respeito do emprego dos verbos no texto. a) As regras gramaticais da norma culta exigem o emprego de plural em “são” (l.4) para respeitar a concordância com “tanto na mídia assim como na universidade” (l.3 e 4).

b) A alternativa textual de se empregar o verbo existir no lugar do impessoal “Há” (l.15), e preservar a correção gramatical, exige que seja usada a forma de plural: existem. c) O emprego do acento em “têm” (l.18), tornando o vocábulo tônico, indica que o verbo está aí concordando com “práticas sociais cotidianas” (l.15 e 16). d) A complementação do verbo viver preenche funções sintáticas diferentes nas ocorrências das linhas 16 e 27. e) A dupla possibilidade verbal que o texto oferece, “torcíamos/torcemos” (l.29 e 30) envolve variação no tempo e modo verbais, mas preserva a pessoa gramatical. 178. Analise as seguintes alterações propostas para as estruturas lingüísticas do texto e assinale a opção correta. a) Preserva-se a correção gramatical e a coerência textual ao usar o pronome relativo que em lugar de “quais” (l.1), desde que precedido da preposição por. b) Preserva-se a correção gramatical e os sentidos do texto ao retirar “de abrangência” (l.12). c) Preserva-se a correção gramatical mas altera-se a coerência textual ao usar a forma verbal flexionada faz no lugar da forma nominal “fazendo” (l.13), desde que se insira antes dela a conjunção e. d) Preservam-se a correção gramatical e os sentidos do texto ao inserir o diante de “que” (l.24), desde que seja retirada a vírgula após “possibilitam” (l.26). e) Preserva-se a correção gramatical, mas prejudica-se a coerência textual ao substituir a forma nominal “atravessando” (l.31) por e atravessa. O panorama da sociedade contemporânea sugere-nos incontáveis abordagens da ética. À medida que a modernidade — ou a pós-modernidade — avança, novas facetas surgem com a metamorfose do espírito humano e sua variedade quase infinita de ações. Mas, falar sobre ética é como tratar da epopéia humana. Na verdade, está mais para odisséia, gênero que descreve navegações acidentadas, lutas e contratempos incessantes, embates de vida e morte, ilusões de falsos valores como cantos de sereias, assédios a pessoas e a propriedades, interesses contraditórios de classes dominantes figuradas pelos deuses, ora hostis ora favoráveis. As aventuras de Ulisses sintetizam e representam o confronto de ideais nobres e de paixões mesquinhas. Não obstante narramse também feitos de abnegação, laços de fidelidade entre as pessoas e suas terras, lances de racionalidade e emoção, a perseverança na reconquista de valores essenciais. Os mitos clássicos são representações de vicissitudes humanas e situações éticas reais. (Adaptado de José de Ávila Aguiar Coimbra, Fronteiras da Ética, São Paulo: Senac, 2002, págs.17 e 18) 179. Em relação ao texto, assinale a opção correta. a) Em “sugere-nos” (l.2) o pronome enclítico exerce a mesma função sintática do “se” em “narram-se” (l.17 e 18). b) Ao se substituir “À medida que” (l.2 e 3) por “À medida em que”, preservam-se as relações semânticas originais do período. c) A preposição “com” (l.5) está sendo empregada para conferir a idéia de comparação entre “novas facetas” (l.4) e “metamorfose do espírito humano” (l.5). d) A expressão “Na verdade, está mais para odisséia” (l.8) e as informações que se sucedem permitem a


inferência de que “epopéia” (l.7) não traria a noção de dificuldades, fracassos. e) O período permaneceria correto se a preposição na expressão “confronto de ideais” (l.16) fosse, sem outras alterações no período, substituída por entre. Seja nos mitos de criação seja na cosmologia de hoje, há uma busca do sentido do mundo, um esforço de compreensão da natureza e do universo. As representações do espírito humano, num caso e noutro, constituem variações sobre o mesmo tema: penetrar no âmago da realidade. Não é segredo algum descobrir que a busca de sentido para o cosmos se engata com a procura de sentido para a existência da família humana. Para além das concepções científicas e das diversidades culturais, o porquê da nossa vida, de sua origem e do seu destino, acompanha passo a passo nossa evolução histórica. A ocupação do planeta, a organização da convivialidade, a compatibilização dos contrários, presentes em toda parte, e a eterna busca de valores transcendentes estão no mesmo séquito que acompanha a observação do mundo natural, nas descobertas de nexo entre causa e efeito, nos postulados científicos e nas aplicações técnicas. (José de Ávila Aguiar Coimbra, Fronteiras da Ética, São Paulo: Senac, 2002, p.20) 180. Assinale a substituição ou adaptação sugerida que prejudicaria os sentidos originais ou a correção gramatical do texto. a) “Seja...seja” (l.1) > Quer ...quer b) “num caso e noutro” (l.5) > em um caso e em outro c) “tema:” (l.6) > tema, que é d) “com a” (l.10) > na e) “Para além das” (l.11) > Por meio das 181. Em relação ao texto, assinale a opção incorreta. A ciência moderna desestruturou saberes tradicionais, e seu paradigma mecanicista, que encara o mundo natural como máquina desmontável, levou a razão humana aos limites da perplexidade, porquanto a fragmentação do conhecimento em pequenos redutos fechados se afasta progressivamente da visão do conjunto. A excessiva especialização das partes subtrai o conhecimento do todo. Daí resulta a dificuldade teórica e prática para que o espírito humano se situe no tempo e no espaço da sua existência concreta. (José de Ávila Aguiar Coimbra, Fronteiras da Ética, São Paulo: Senac, 2002, p. 27) a) O sentido da palavra “paradigma” (l.2) está associado à idéia de modelo, ponto de vista teórico. b) As vírgulas após “mecanicista” (l.2) e após “desmontável” (l.3 e 4) isolam uma expressão de caráter explicativo. c) Pelos sentidos do texto, o sujeito sintático de “levou” (l.4) é “seu paradigma mecanicista” (l.2). d) Ao se substituir a conjunção “porquanto” (l.5) pela conjunção porque, as relações sintáticas e semânticas do período são mantidas. e) Em “se situe” (l.11) o pronome “se” indica indeterminação do sujeito e contribui para conferir impessoalidade ao texto. 182. Assinale a opção que preenche corretamente as lacunas do texto. Todo e qualquer processo de reforma ___1___ realiza pela necessidade de modificar procedimentos___2___ encontrem inadequados ou ultrapassados diante das finalidades para ____3____foram instituídos. O modelo

tributário brasileiro foi redesenhado na Assembléia Nacional Constituinte de 1988, dentro de uma visão federativa ___4____ buscava o fortalecimento dos Estados e municípios. Essa afirmação é comprovada ____5_____observamos o espaço tributário pertencente à União que foi cedido aos Estados, como a tributação da energia elétrica, do petróleo e seus derivados, da comunicação e da prestação do serviço de transporte. (Adaptado de Lúcio Alcântara, Folha de S.Paulo,01/09/2003) a) as, se, que, e, sempre que b) lhe, caso, quem, mas, se c) se, que se, as quais, que, quando d) a, os quais, cujas, quem, caso e) os, que, quando, a qual, ao 183. Assinale o trecho que, ao preencher a lacuna correspondente, provoca erro gramatical, de pontuação ou de coesão textual. ___________(1)_______________ com predominância de fusões e aquisições de empresas, a mudança de natureza das inversões diretas iniciou-se nos Estados Unidos na década de 80. ________(2)__________ acompanhada de uma grande expansão do investimento de portfólio e da formação de megacorporações, estendeu-se aos demais países nos anos 90. ______________(3) __________ apoiada na valorização global das Bolsas, ocorreu com maior intensidade na segunda metade dos anos 90. _________(4) ___________ de movimento de natureza patrimonial que deu lugar a dois processos simultâneos: a fusão de empresas, com fechamento de plantas no centro industrializado, e o concomitante deslocamento para a periferia dinâmica.__________________(5)__________ da concorrência mundial ensejou a criação concentrada de capacidade produtiva nos setores de nova tecnologia e nas regiões capazes de promover uma integração virtuosa ao processo de internacionalização capitalista. a) 1- É necessário esclarecer que, b) 2 - Tal transformação na economia, c) 3 - Essa aceleração da centralização de capital, d) 4 - Tratavam-se, essencialmente, e) 5 - Esse último estágio da evolução da estrutura 184. Em relação ao texto, assinale a opção correta. A reforma do Estado é vista freqüentemente como um processo de redução do tamanho do Estado, que envolve a delimitação de sua abrangência institucional e a redefinição de seu papel. Diante do seu crescimento excessivo no século XX, das esperanças demasiadamente grandes que foram nele depositadas pelos socialistas e das distorções de que o Estado afinal foi vítima, essa perspectiva é absolutamente correta. (Luiz Carlos Bresser Pereira, com adaptações) a) O uso da voz passiva em “é vista” (l.1) é um recurso que torna o agente da ação mais evidente. b) A expressão “do tamanho” (l.2) funciona como complemento nominal de “processo” (l.2). c) O pronome relativo em “que envolve” (l.3) representa, na oração que inicia, seu antecedente imediato “Estado”. d) A expressão “pelos socialistas” (l.7) exerce a função de complemento nominal de “nele” (l.7). e) O emprego da preposição “de” em “de que o Estado afinal foi vítima” (l.8) é uma necessidade ditada pela regência nominal de “vítima”. 185. Em relação ao texto, assinale a opção correta.


Não se trata hoje de condenar, em tese, o capital estrangeiro, mas de perceber que há muitos modos de abrir a economia. A China certamente abriu seus mercados, mas o fez com base em contrapartidas políticas, industriais e tecnológicas e, também, com senso geopolítico. É algo muito diferente da abertura incondicional, unilateral, subserviente e sem projeto que caracterizou o ciclo de reformas liberais na América Latina. (Editorial - Folha de S. Paulo,17/2/ 2002, com modificações) a) A expressão “em tese” (l.1) está sendo utilizada no sentido de em princípio, antes de qualquer consideração. b) Após a conjunção “mas” (.2), ocorre elipse da expressão já utilizada anteriormente “em tese”. c) Caso o termo “o fez” (l.4) seja substituído pela repetição da forma verbal “abriu” (l.4), o período tornase incoerente. d) A palavra “algo” (l.6) retoma a idéia de “condenar, em tese, o capital estrangeiro” (l.1 e 2). e) A colocação de uma vírgula após a palavra “projeto” (l.8) transforma a oração subseqüente em restritiva. 186. Indique a opção que completa com correção gramatical e com coerência as lacunas do texto abaixo. O Estado cresceu em termos de pessoal e, principalmente, em termos de receita e despesa. Em muitos países, os servidores públicos, excluídos os trabalhadores das empresas estatais, correspondem ___________10 a 20 por cento da força de trabalho, __________no início do século XX essa proporção estava próxima de 5 por cento. As despesas do Estado, por sua vez, ___________ nesse período: nos últimos trinta anos ____________, variando entre 30 e 50 por cento do PIB. Naturalmente, esse processo de crescimento ocorria ao mesmo tempo em que _________________ as funções do Estado, principalmente na área social. (Luiz Carlos Bresser Pereira, com adaptações) a) a cerca de / enquanto / multiplicaram-se/ dobraram / se ampliavam b) acerca de / quando / multiplicara / dobraram-se/ ampliava-se c) cerca de / quanto / multiplicaram / dobravam-se/ se ampliava d) em cerca de / em quanto / se multiplicava / dobrou / ampliavam e) de cerca de / por quanto / multiplicavam / dobravamse / ampliava 187. Marque a opção que preenche, com adequação semântica e correção gramatical, as lacunas do texto. As populações sertanejas, desenvolvendo-se ____ da costa, _______ em pequenos núcleos ______ do deserto humano que é o ____________ pastoril, conservaram muitos traços arcaicos. A eles acrescentaram diversas peculiaridades adaptativas ao meio e à função produtiva que exercem, ou decorrentes dos tipos de sociedade que desenvolveram. Contrastam flagrantemente em sua postura e em sua mentalidade ______ com as populações litorâneas, que _____ de intenso convívio social e se ______ em comunicação com o mundo. (Adaptado de Darcy Ribeiro) a) isoladamente, concentradas, ao encontro, território, mística, gozam, mantém b) isolada, reunida, no meio do, espaço, fatalista, usufruem, mantém

c) insuladas, agrupada, no fim do, sertão, tradicionalista, desfrutam, preservam d) afastada, distribuídas, ao redor, mundo, religiosa, desfrutam, estruturam e) isoladas, dispersas, ao longo, mediterrâneo, fatalista, gozam, mantêm 188. Marque a opção que preenche de forma adequada as lacunas do texto. A criação cultural na América, terra para ____ ____ tradições milenares das mais diversas origens e regiões do mundo, teve uma etapa nacional que deu frutos notáveis, não ___ como negá-lo, mas hoje em dia essa etapa se encontra superada por novos critérios de classificação entre amigos e inimigos ______ que já não exigem que a criação cultural tenha a exposição de _____ históricas ou poder político nacional. (Baseado em Hernán Meira) a) onde , convergem, a, emergentes, pugnas b) aonde, reúnem, há, solidários, revoltas c) aonde, catalisam, há, fraternais, batalhas d) onde, confluem, há, potenciais, gestas e) onde, atraem, à, étnicos, cisões Mister se faz entender que o objetivo da lei, ao estabelecer a obrigatoriedade de que as instituições financeiras também prestem informações às autoridades fiscais, é(A) de lhes impor um dever de colaboração no intuito de auxiliar a atividade do Fisco. (B) Os dados e registros dos quais elas detêm a posse são indispensáveis à ação fiscal para que se conheçam as movimentações financeiras dos correntistas, sejam pessoas físicas ou jurídicas, que poderão ser relativas a operações(C) que ensejem a realização de fatos jurídicos tributários e se configurem como de interesse da Administração Tributária. Em última instância, a citada exigência encerra um interesse coletivo de ordem pública, no sentido de que todos os fatos da vida real(D) que se configurem como tributários e possam dar nascimento a obrigações tributárias(E) deverão estar sujeitos e não poderão ficar ao abrigo da verificação e apuração dos agentes fiscais. (Mary Elbe G. Q. Maia, “A inexistência de sigilo bancário frente ao poder-dever de investigação das autoridades fiscais”, Tributação em Revista, julho/setembro de 1999) 189. Assinale a substituição proposta para os segmentos sublinhados do texto (identificados com as respectivas letras das opções) que esteja construída com correção gramatical e que preserve as relações de sentido do texto. a) sujeitar-lhes a uma posição de auxiliares do Fisco, no intuito de colaborar com a atividade fiscalizatória. b) Os dados e registros de cuja posse elas detêm c) que dêem causa à concretização de fatos jurídicos tributários e se revelem significativos para a Administração Tributária. d) suspeitos de tributação e dos quais possa se originar obrigações tributárias e) deverão se sujeitar e ficar ao amparo das autoridades do Fisco, não podendo abrigar-se na investigação e no apuro fiscais. 190. Em relação aos elementos lingüísticos do texto, assinale a proposição incorreta. a) Proveniente do mesmo étimo latino de ministério, o termo “Mister” (l.1), além de significar o que é necessário e forçoso, assume também os sentidos de


ofício, profissão, incumbência, propósito, intuito. b) Uma forma de eliminar o segundo “que” (l.2) do primeiro período é transformar a oração subordinada iniciada por ele em reduzida de infinitivo. Assim: “as instituições financeiras também prestarem ...”. c) Devido à forma infinitiva do verbo impor, o pronome “lhes” (l.5) poderia também figurar em posição enclítica, sem provocar erro de colocação. d) O pronome “se” (l.1) poderia figurar em posi- ção enclítica ao infinitivo entender, e as relações sintáticas e semânticas do período permaneceriam inalteradas e corretas. e) Se trocássemos “a” por às na construção “relativas a operações” (l.11 e 12), o período permaneceria gramaticalmente correto. 191. Assinale a opção gramaticalmente correta que preenche os espaços do trecho, preservando a orientação argumentativa e respeitando a coerência e a coesão do texto. Entendimento em contrário, no sentido de ______________________________ o dever-poder do Fisco de examinar as citadas operações, resultaria em tornar ______________ a ação fiscal, pois somente _____________________ de exame os valores que os contribuintes espontaneamente quisessem informar em suas declarações, o que se constituiria em um permissivo para se encobrir valores que os contribuintes não quisessem declarar e resultaria em violação da igualdade tributária, com total ________________ daqueles contribuintes que não querem, ou não podem, esconder valores do crivo da tributação. (Mary Elbe G. Q. Maia, “A inexistência de sigilo bancário frente ao poder-dever de investigação das autoridades fiscais”, Tributação em Revista, julho/setembro de 1999) a) abster ou restringir – ineficaz–poderiam ser passíveis – desprestígio b) consagrar ou fortalecer – mais hesitosa – estariam sob o crivo – desoneração c) cercear ou limitar – inoperante – seria passível – desconsideração d) conceder foros de legitimidade – jubilosa – seriam merecedores – desrespeito e) legalizar e respaldar – mais pródiga – seria possível – penalização 192. Marque a opção correta a respeito do emprego das palavras e expressões do texto. A absorção dos jovens pelo mercado de trabalho também comporta oscilações no último decênio, em seus momentos de maior recessão. Portadora de índices de escolaridade mais altos do que seus pais, essa população, ao apresentar credenciais escolares valorizadas pelo jogo de mercado, pode estar mais protegida do desemprego no momento das crises, que atingiram, de forma mais intensa, a população adulta. Mesmo assim, torna-se importante considerar que o fantasma do desemprego não deixa de estar presente, embora suas conseqüências sejam mais atenuadas sobre a mão-de-obra juvenil. Em termos gerais, a estreiteza do mercado de trabalho – pela escassa oferta de novos postos – e a baixa remuneração, expressa na perda crescente do poder aquisitivo dos salários, afetam as expectativas e comportamentos desta faixa etária. (Marília P. Sposito, A sociabilidade juvenil e a rua: novos conflitos e ação coletiva na cidade, com adaptações) a) A oração subordinada reduzida de infinitivo iniciada por “ao apresentar...” (l.6) tem, textualmente, valor de

uma subordinada causal. b) Mantém-se a correção gramatical do período e a coerência textual ao substituir a expressão substantiva que inicia o texto pela forma oracional correspondente: O mercado de trabalho absorve os jovens... c) A negativa na expressão “não deixa de estar presente” (l.12) corresponde semanticamente adeixa de não estar ausente. d) Mantém-se a correção gramatical e as idéias do texto ao se substituir a concessiva “embora” (l.13) por apesar de ou conquanto. e) A forma verbal “afetam” (l.19) está empregada no plural por exigência das regras de concordância com “salários” (l.18 e 19). 193. O texto apresenta dois grupos de formas verbais: um expressa situações ligadas ao passado; outro, ao presente. Marque a opção em que a substituição proposta para a forma verbal provoca erro gramatical ou desrespeita as relações temporais do texto. a) “seriam” (l.4) > eram b) “teriam” (l.5) > tinham c) “funciona” (l.7) > tem funcionado d) “pretende” (l.8) > pretendia e) “terá” (l.9) > tem 194. Julgue os itens a respeito do emprego das palavras e dos sinais de pontuação do texto, para, em seguida, marcar a opção correta. A secular luta da mulher pela realização profissional enfrenta também, a negligência do registro histórico de suas conquistas, por muitos historiadores. Sob esse aspecto, não apenas as realizações das mulheres, mas também as de qualquer grupo menos privilegiado, acabem sempre sepultadas no silêncio da história ou, o que é pior, na sua má versão. Quantos de nós conhecem a história de seu próprio povo escrita sob a visão dos menos privilegiados ou mesmo dos vencidos? No particular da mulher, cuja discriminação é de âmbito quase universal, são também raras as interpretações de libertação. (Eliane Azevedo & Cristina Fortuna, Ciência e Cultura, revista da SBPC, novembro de 1989, com adaptações) Para que o texto fique gramaticalmente correto, é obrigatória a seguinte alteração: I. a vírgula após “também“ (l.2) deve ser retirada. II. a forma verbal “acabem” (l.7) deve ser substituída por acabam. III. a forma verbal “conhecem” (l.9) deve ser substituída por conhecemos. IV. o ponto de interrogação (l.11) deve ser substituído por vírgula. V. deve ser inserida a preposição de antes do pronome “cuja” (l.12). Estão corretos apenas os itens a) I e II b) I, II e III c) II e III d) II, III e V e) III, IV e V 195. Assinale a opção que, ao completar o texto abaixo, deixa-o gramaticalmente correto. ____________ nos dedos servidores públicos, _______do Executivo, do Legislativo ou do Judiciário, que______________ em exercício até os 70 anos de idade. Os que existem continuam no serviço público


_____________– e enquanto – exercem cargo comissionado, o que ___________ retribuição bem superior ______ de seu cargo efetivo. (Hugo C. Melo Filho, Correio Braziliense, 29/07/2002, com adaptações) a) Conta-se / sejam / permaneça / por que / lhe garante / à b) Contam-se / sejam / permaneçam / por que / garante-lhes / ao c) Conta-se / seja / permanecem / por que / garantelhe / a d) Contam-se / seja / permanece / porque / garantelhes / ao e) Contam-se / sejam / permanecem / porque / lhes garante / à 196. Marque a opção incorreta a respeito do emprego das palavras e expressões do texto. Esta é a história de brasileiros que enobrecem a comemoração de 1o de Maio, o dia do Trabalho. Privilégio é uma coisa da qual eles sempre foram privados. O que os moveu foi exatamente o contrário: a persistência para superar a exclusão social, maldição que se agrava com a falta de emprego no Brasil, onde uma em cada cinco pessoas em idade de trabalhar está desocupada. São brasileiros que representam o que há de melhor no país: sua brava gente trabalhadora, pessoas que trouxeram do berço a predestinação para viver sem acesso à educação, saúde, trabalho e, por que não, felicidade, se transformaram em heróis da persistência por uma vida melhor. (ISTOÉ, 1/5/2002, com adaptações) a) O emprego de “da qual” (l.3) corresponde, gramaticalmente e textualmente, a de que. b) O artigo definido masculino em “O que os moveu” (l.4) refere-se a “brasileiros” (l.1). c) O pronome relativo “que” (l.6) refere-se a “maldição” (l.6), que, por sua vez, refere-se a “exclusão social” (l.6). d) Para que o texto respeite as regras gramaticais da norma culta, é necessário substituir o pronome relativo “onde” (l.8) por “no qual”. e) O pronome “sua” (l.11) está no feminino singular porque deve concordar, em gênero e número, com “gente” (l.11). 197. Indique o segmento que, inserido nas linhas em branco, preserva a correção gramatical e as qualidades lingüísticas do trecho abaixo. Espécie de grande homem pelo avesso, Antonio Conselheiro reunia no misticismo doentio todos os erros e superstições que formam o coefi ciente de redução da nossa nacionalidade. ___________________________ ____________________________________________ ____________________________________________ Favorecia-o o meio e ele realizava, às vezes, o absurdo de ser útil. Obedecia à fi nalidade irresistível de velhos impulsos ancestrais; e jugulado por ela espelhava em todos os atos a placabilidade de um evangelista incomparável. (Euclides da Cunha, Os sertões) a) Arrastava o povo sertanejo não porque lhe dominava; mas porque o dominavam as aberrações daquele. b) Arrastava o povo sertanejo não porque o dominasse, mas porque o dominavam as suas aberrações. c) Arrastava o povo sertanejo não porque lhe dominava, mas porque lhe dominavam as aberrações deste.

d) Arrastava o povo sertanejo não porque o dominasse, mas porque o dominavam as aberrações daquele. e) Arrastava o povo sertanejo não porque o dominasse, mas porque lhe dominavam as aberrações dele. Na seção CARTAS, da revista ISTOÉ, de 12/10/2005, encontramos a seguinte carta de leitora. Emprego [...] Parabéns pelo destaque a este assunto tão importante. Pena que a matéria não tenha tratado do drama daqueles que fizeram estágio, se formaram em um curso superior e, recém-formados, saem à procura de uma oportunidade de trabalho e não encontram. As empresas não querem criar vínculo empregatício, principalmente com alguém com pouca experiência. O problema é ainda maior do que a matéria apresenta, mas pelo menos já foi dado o pontapé inicial para a discussão de um tema tão preocupante como este. MARIANA BUSANELLI Jundiaí – São Paulo 198. Assinale a proposta de inserção que torna o texto incoerente ou gramaticalmente incorreto. Desconsidere os ajustes necessários em pontuação, letras maiúsculas e minúsculas. a) Congratulo- lhes meus antes de “Parabéns” (l.1) b) Entretanto, é uma antes de “Pena” (l.2) c) a antes de “encontram” (l.6) d) Pois antes de “As empresas” (l.6) e) Destaque- se que antes de “O problema” (l. 8) 199. Assinale a opção que preenche corretamente as lacunas do texto. A idéia de responsabilidade social, __1__ não seja nova, ganhou notoriedade quando a deterioração dos ecossistemas, provocada pela poluição, estimulou o debate __2__ benefícios e malefícios da sociedade industrial. Parece evidente que as conseqüências indesejáveis da industrialização aguçaram a consciência ecológica de certos segmentos sociais e motivaram o surgimento de grupos de ativistas que se propuseram a combater o comportamento ecologicamente irresponsável de certas empresas e ramos de negócios, __3__ os madeireiros, os caçadores de baleias, a indústria de pele de animais, as empresas petrolíferas e organizações que trabalham com materiais radioativos, entre outras. O princípio da responsabilidade social se baseia na premissa de que as organizações são instituições sociais porque foram socialmente legitimadas. __4__, as empresas são depositárias dos recursos sociais e afetam a qualidade de vida da sociedade; __5__, por isso mesmo, a obrigação de agir segundo os interesses da sociedade, devendo prestar contas de suas ações a ela. (Adaptado de Carlos Eugênio Friedrich Barreto http://www2.uerj.br/~labore/cquestoesc/sociedade_2main.htm) a) talvez, a cerca dos, quais sejam, Apesar disso, assim b) embora, sobre os, como, Assim sendo, têm c) certamente, cerca dos ,tais como, Diante disso, detém d) caso, sob os, sejam, Comparativamente, tem e) como, em relação aos, seja, Em decorrência, recebem 200. Assinale a opção que preenche corretamente as lacunas do texto.


Talvez, na história da sociedade industrial, a mais antiga manifestação de cumprimento da responsabilidade social empresarial __1__ expressa pelos direitos dos trabalhadores assegurados pela legislação trabalhista e seguridade social. Em cada país, __2__ sua história de luta política das organizações trabalhistas, de participação dos partidos políticos e de interveniência do Estado – ou __3__ de ações conjugadas entre os três – essa história de conquistas, muitas vezes marcada pela violência, fruto da intransigência da classe dominante, e também, __4__ marcada por manifestações de radicalismo ideológico dos próprios trabalhadores, foi sendo construída ao longo do tempo. (Carlos Eugênio Friedrich Barreto -http://www2.uerj.br/~labore/cquestoesc/sociedade_2main.htm) a) é, de acordo com, com mesmo, ou b) seja, em relação a, mesmo com, mesmo c) tenha sido, conforme a, até mesmo, outras vezes d) será, diante de, seja, cada vez e) tendo sido, frente a, diante, certa vez 201. Indique a opção que preenche com as formas gramaticalmente corretas as lacunas do trecho. Numa economia industrial, a inversão faz crescer diretamente a renda da coletividade em quantidade idêntica __1__. A inversão feita numa economia __2__ é fenômeno inteiramente diverso. A mão-de-obra escrava pode ser comparada às instalações de uma fábrica: a inversão consiste na compra do escravo, e sua manutenção representa custos fi xos. __3__ a fábrica ou o escravo trabalhando ou não, os gastos de manutenção __4__. (Celso Furtado, Formação econômica do Brasil , com adaptações) a) a si mesma, exportadora-escravocrata, Esteja, terão de ser dispendidos b) a si própria, exportadora-escravista, Estejam, terão de ser dispendidos c) a ela mesma, exportadora-escravista, Esteja, terão de ser despendidos d) consigo mesma, exportadora-escravagista, Estejam, terão de ser despendidos e) consigo própria, exportadora-escravagista, Estando, terão de ser dispendiosos 202. Assinale a opção que preenche corretamente as lacunas do texto. É clara a relação __1__ endividamento e as expectativas __2__ futuro da economia, tendo o endividamento aumentado de 28,3% para 31,9% – ou seja, 3,6 pontos – o porcentual __3__ se declaram endividados. É o nível de endividamento mais alto desde julho de 2003 e confi rma a avaliação dos analistas __4__ o motor da recuperação é o crédito, mais __5__ renda. Daí o temor dos especialistas da FGV quanto ao risco de aumento da inadimplência. (O Estado de S. Paulo , 04/10/2005, Editorial) a) do, com o, de quem, que, que b) entre, quanto ao, dos que, de que, do que a c) com, pelo, daqueles que, qual, da d) de, relativas ao, dos quais, de, pela e) sobre, do, que, cujo, de COESÃO E COERÊNCIA TEXTUAIS Um aspecto crucial para o bom funcionamento do sistema tributário é a importância estratégica da administração tributária. A efetividade e a eficácia do sistema tributário dependem da administração tributária,

que desempenha um papel, fundamental e imprescindível, de instrumento de garantia da aplicação efetiva da legislação. Grande parte dos problemas do sistema brasileiro não poderá ser resolvida exclusivamente no plano da legislação. Há uma relação importante entre a fragilidade dos órgãos da administração e determinadas deficiências do sistema tributário nacional. Com uma administração tributária desprovida de recursos materiais e humanos, numa economia complexa e de proporções continentais como a brasileira, o sistema tributário, por mais concebido que possa ser sob o ponto de vista da legislação, deixará fatalmente a desejar em termos de qualidade, eficácia e justiça fiscal. (www.unafisco.org.br) 203. Marque como corretos os itens que constituem continuação coesa e coerente para o texto. I. Portanto, é fundamental o fortalecimento da máquina fiscal, que torna a administração tributária mais efetiva. II. Diante dessa evidência, hoje há um consenso quanto ao prescindível papel que desempenha o fortalecimento da administração tributária como efetivo instrumento de garantia da eficácia de todo o Sistema Tributário. III. Para que a administração tributária seja fortalecida e efetiva são também fundamentais o cumprimento voluntário das obrigações tributárias e a percepção do risco de sonegar por parte do contribuinte. IV. Embora a máquina fiscal não se mostre capaz de recuperar as obrigações tributárias descumpridas, então resta comprometida a eficácia de todo o sistema. V. Em última análise, é uma fiscalização fortalecida que vai definir o limite da efetividade da administração tributária, e, por conseqüência, do Sistema Tributário. A quantidade de itens corretos é a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 204. Para que o texto abaixo apresente coesão, coerência de idéias e progressão temática, é necessária a inserção de dois dos trechos nomeados a seguir como (A), (B) e (C) nos espaços [*] e [**]. Metade dos postos de trabalho com carteira assinada já é preenchida por profissionais que têm, no mínimo, o ensino médio. Para os cargos mais altos, as exigências estão aumentando. [*] Os trabalhadores permanecem em emprego menos qualificado durante o período em que estão estudando e, depois de formados, sentem-se preparados para tentar um posto mais elevado. Essa nova leva de trabalhadores já é conhecida como a “geração do canudo”. Educar a força de trabalho constitui um dos maiores desafios de qualquer país e era uma grande trava ao desenvolvimento do Brasil. [**] A compensação pode ser confirmada nos contracheques. Em valores reais, o salário dos executivos triplicou nas últimas décadas. (VEJA ESPECIAL, maio de 2002, com adaptações) A. Tanto que a qualificação para as funções de alta gerência e de diretoria requer dezessete anos de estudo, dois a mais do que era requisitado dos diretores de empresas brasileiras no passado. B. Por isso, com o desenvolvimento da economia, o que vai diferençar as pessoas, seja os operários controlando máquinas pesadas, seja os altos


executivos dirigindo multinacionais, é o investimento na prática que neutraliza as lacunas da graduação. C. Nos anos 80, a mão-de-obra tinha, em média, três anos de estudo. Atualmente os trabalhadores brasileiros estudam cerca de cinco anos. Continuam entre os menos instruídos e os menos produtivos do mundo, mas a curva de educação é ascendente. Deve-se inserir, respectivamente, em [*] e [**]: a) A e B b) A e C c) B e C d) B e A e) C e B No passado, para garantir o sucesso de um filho ou de uma filha, bastava conseguir que eles tirassem um diploma de curso superior. Uma vez formados, seriam automaticamente chamados de “doutor” e teriam um salário de classe média para o resto da vida. De uns anos para cá, essa fórmula não funciona mais. Quem pretende garantir o futuro dos filhos, além do curso superior, terá de lhes arrumar um capital inicial. Esse capital deverá ser suficiente para o investimento que gerará um emprego para seu filho. Todo emprego requer investimentos prévios, algo óbvio mas esquecido por nossos políticos e governantes. (Stephen Kanitz, VEJA, 5/6/2002, com adaptações) 205. Marque a opção que não dá continuidade coerente ao texto. a) Criar um emprego não é somente oferecer um salário e colocar o indivíduo para trabalhar. Muito antes de contratar um porteiro, é necessário construir uma guarita para alojá-lo. b) Alguns dirão chocados: a que ponto chegamos, ter de comprar o próprio emprego! Mas no fundo sempre foi assim. Todos nós precisamos de um capital inicial para começar a trabalhar. c) Se não forem os pais a investir no próprio filho, quem será? Quem comprará as máquinas, os equipamentos, o escritório, os computadores para que ele possa começar a trabalhar? d) Americanos ganham oito vezes mais que brasileiros não porque trabalham oito vezes mais, mas porque investem muito mais em estoque, máquinas e equipamentos, aumentando brutalmente a produtividade de seus filhos. e) Fica evidente que todos os investimentos prévios no combate à miséria devem propor um programa integrado de políticas sociais. Várias propostas apontam as fontes de recursos que, em geral, representam redirecionamentos de outros pagamentos. 206. Marque onde deve ser inserido o trecho abaixo para que o texto a seguir apresente coesão e coerência. Elas contêm definições sobre a dimensão estratégica do país e sua relação com os marcos internacionais. Importa-hes indicar os principais interesses nacionais e desenhar a defesa externa, sendo imprescindível o seu compromisso com os regimes democráticos dos quais decorrem. O livro de defesa nacional A As políticas de defesa nacional são políticas de Estado

que dependem da legitimidade democrática, não se limitando a um mandato nem ao estrito jogo parlamentar, não raro com o apoio das oposições. B E o Brasil, por meio da política de defesa nacional, objetiva preservar a soberania e a integridade territorial (além do patrimônio e interesses nacionais), o Estado de Direito e suas instituições, além de vislumbrar a promoção dos interesses brasileiros no exterior (inclusive a manutenção da paz e da segurança internacionais). C Por isso, o livro de defesa de que o Brasil carece deverá ir além da política de defesa nacional. Deverá dar indicações claras das unidades militares, distribuição territorial, equipamentos bélicos e estratégias de defesa que, até o momento, são conhecidos por públicos muito restritos. D Em relação aos nossos interesses nacionais, definidos na Constituição, o livro de defesa nacional, que se encontra em fase de atualização, será, ao mesmo tempo, um instrumento de poder, de diálogo e de confiança. Até porque a defesa nacional é (e deve ser cada vez mais) um tema de toda a sociedade. E (Eliézer Rizzo de Oliveira, 13/07/2002, com adaptações) a) A b) B c) C d) D e) E

correio

braziliense,

207. Assinale a opção que, ao preencher as lacunas, torna o texto sintaticamente incorreto. ___________ na execução de programas sociais no Nordeste, ______ no desenho das relações entre centros de pesquisa e empresas, um dos maiores problemas sempre foi o de garantir que os recursos cheguem ao seu destino e que sejam usados com inteligência. (Gilson Schwartz) a) Seja / seja b) Tanto / quanto c) Conquanto/ ou d) Tanto / como e) Quer/ quer 208. Assinale a opção que preenche corretamente as lacunas do texto. A internacionalização da cultura não é um fato inédito na história da humanidade. O fenômeno manifestouse no império de Alexandre Magno, ____1____ a cultura grega impôs-se; no império romano, __2__ o latim e o grego se generalizaram; no decorrer da Idade Média, unificada pelo uso do latim e __3__ uma religião comum; finalmente na época das grandes navegações ibéricas, quando o uso do português e do castelhano ligou os diversos continentes. Essa internacionalização conheceu novos impulsos, __4__ século XVII, com a entrada em cena de outros atores, tais como a Holanda, a França e a Inglaterra. Mas foi a partir do século XIX que a expansão mundial do capitalismo deu origem à consciência __5__ uma


cultura mundial estava verdadeiramente em via de surgir. (Sérgio Paulo Rouanet, Do fim da cultura ao fim do livro, in Reflexões sobre os caminhos do livro, Eduardo Portella (org.) São Paulo: UNESCO/Ed. Moderna, 2003, p. 63) a) em que, quando, de, a partir do, de b) no qual, no qual, com, com, o que c) quando, em que, por, desde o, de que d) ao qual, já que, em, no, à qual e) ao tempo em que, pois, para, pelo, em que 209. Leia o trecho abaixo e aponte a opção que lhe dá continuidade, respeitando a coesão, a coerência e a orientação argumentativa do texto. É verdade que já nos anos 50 numerosos estudos haviam demonstrado que fumar provoca câncer, enfisema, ataque cardíaco e muitas outras doenças, mas a estratégia de defesa adotada pela ind��stria do tabaco foi a do contra-ataque: de um lado contratava técnicos para criticar a metodologia empregada nessas pesquisas; de outro, pressionava os meios de comunicação para garantir que não fossem divulgadas. a) Hoje, não só se divulgam as pesquisas que atenuam o impacto do tabaco no organismo, buscando o controle da venda de cigarro a menores de idade e oferecendo tratamento gratuito aos que querem abandonar o vício de fumar. b) Qualquer jornal, emissora de rádio ou de televisão que ousasse levantar a menor suspeita de que o cigarro pudesse trazer algum malefício à saúde sofria retaliação financeira imediata. c) Naquela época, a indústria do tabaco acatava incondicionalmente ações judiciais de ressarcimentos milionários às famílias dos que morriam vitimados pelos efeitos nocivos da nicotina. d) Nos anos 50, a disseminação da epidemia de tabagismo corria velozmente de encontro à forma aliciadora e atraente com que fumavam os astros e estrelas no cinema e na tevê. e) Resultado de pesquisa conduzida pelo Ministério da Saúde em sete capitais brasileiras comprova que o número de dependentes de nicotina no país é de aproximadamente 20%. (Dráuzio Varella, A epidemia do fumo, Folha de S. Paulo, 03/04/2004) 210. Assinale a opção que preenche corretamente as lacunas do texto. A economia lida com o problema __________ usar de maneira mais eficiente possível todos os recursos disponíveis de um país, ________ alcançar o nível mais alto possível de satisfação da procura ilimitada da sociedade por bens e serviços. O objetivo máximo da economia é satisfazer as necessidades humanas de produtos. A questão é que, _________as necessidades sejam praticamente ilimitadas, os recursos (naturais, mão-de-obra, capital e tecnologia) são escassos. (Adaptado de Enciclopédia Compacta de Conhecimentos Gerais - Isto É- p.204 e 205) a) de como / de modo a / embora b) de / de qual / desta forma c) como / para / assim d) de que / em que / para que e) por que / porque / enquanto 211. Assinale a opção que completa a lacuna de forma correta e coerente. A taxa de destruição florestal no mundo equivale a 25,1 hectare por minuto. Estima-se que a cada dia desapareçam 150 espécies de plantas e animais,

_______________________________ ainda é desconhecida dos cientistas. a) se bem que dessa b) entretanto que a c) e o mais grave é que a d) cujas seja e) cujo maior problema seja

maior

parte

212. Indique o conjunto de elementos seqüencializadores que, preenchendo as lacunas, na ordem dada, confere coesão ao texto: Em menos de três décadas, o Brasil foi capaz de transformar o seu extenso contingente de mã-de-obra rural, com poucos laços de assalariamento, em um amplo mercado de trabalho urbano. Em 1940, cerca de 2/3 da população residia na zona rural e 1/3 na cidade, ------------; em 1980, essa proporção já havia se invertido. A concentração industrial nas regiões Sul e Sudeste favoreceu os movimentos migratórios, ------------------ a ausência de mecanismos de garantia de renda e a secular concentração da posse da terra estimularam ainda mais o êxodo rural. A brutal transferência inter-regional de população é o traço mais evidente da violência social ocorrida no campo. O enorme crescimento do mercado de trabalho urbano tornou-se um importante elemento de pressão para o rebaixamento dos salários e para a abertura do leque salarial. A formação de um mercado geral para trabalhadores de baixa ou nenhuma qualificação combinada à existência de indústrias com distintos níveis de produtividade e, -------------, capacidade diferenciada de pagamento de salários, levaram à constituição de uma ampla base de trabalhadores mal remunerados, o que favoreceu o aumento da disparidade entre os menores e os maiores salários. (Fonte: Correio Braziliense, 02.09.95) a) ainda que, enquanto que, portanto b) mas, ao passo que, contudo c) embora, portanto, todavia d) sendo que, enquanto, portanto e) contudo, posto que, daí A entrada dos anos 2000 têm trazido a reversão das expectativas de que haveria a inauguração de tempos de fraternidade, harmonia e entendimento da humanidade. Os resultados das cúpulas mundiais alimentaram esperanças que novos tempos trariam novas perspectivas referentes a qualidade de vida e relacionamento humano em todos os níveis. Contudo, o movimento que se observa em nível mundial sinaliza perdas que ainda não podemos avaliar. O recrudescimento do conservadorismo e de práticas autoritárias, efetivadas à sombra do medo, tem representado fonte de frustração dos ideais historicamente buscados. (Roseli Fischmann, Correio Braziliense. 26/08/2002, com adaptações) 213. Se cada período sintático do texto for representado, respectivamente, pelas letras X, Y, W e Z, as relações semânticas que se estabelecem no trecho correspondem às idéias expressas pelos seguintes conectivos: a) X e Y mas W e Z. b) X porque Y porém W logo Z. c) X mas Y e W porque Z. d) Não só X mas também Y porque W e Z. e) Tanto X como Y e W embora Z. O sistema de Seguridade Social, misturando previdência, saúde e assistência social, foi criado na


Constituição de 1988. As ambições eram escandinavas e os recursos, moçambicanos. Nossa Previdência, que é pública e compulsória, não satisfaz nenhum dos objetivos de um bom sistema: assegurar aposentadorias decentes, transferir recursos para os mais pobres e acumular poupanças para alavancagem do desenvolvimento. As aposentadorias são miseráveis para a vasta maioria. E excessivas, mesmo pelos padrões de países ricos, para um grupelho privilegiado. Há uma “solidariedade invertida”, pois que a poupança dos pobres, vertida numa vala comum, é saqueada para financiar aposentadorias precoces e especiais de grupos politicamente mobilizados. Não há acumulação de poupança investível, pois que tudo é consumido em gastos correntes com os aposentados. É um sistema de repartição simples, sem reservas e sem capitalização. São freqüentes no Brasil as brigas com a lógica econômica, de que foram exemplos os monopólios e a pretensão de autonomia tecnológica na informática. No caso do INSS, a briga é com o cálculo atuarial. Fatores vários – como o envelhecimento rápido da população, a proliferação de aposentadorias precoces especiais e múltiplas, o crescimento da economia informal, a redução do número de contribuintes por beneficiário – prenunciam um desastre atuarial com data marcada. Em seu formato atual, o sistema é antidemocrático, anti-social e antidesenvolvimentista. Antidemocrático, porque priva o cidadão do direito de escolher o administrador de sua poupança, pois as contribuições são compulsoriamente entregues ao INSS. A contribuição vira imposto. É também anti-social, porque afluindo para a vala comum do INSS as contribuições ficam sujeitas à predação de grupos politicamente mobilizados, que auferem benefícios desproporcionais. Na moderna literatura previdenciária, já se começa a reconhecer que o clássico welfare state das democracias ocidentais se torna cada vez mais uma conspiração da classe média e das burocracias estatais contra os estratos mais pobres da população, menos vocais e politicamente desorganizados. Nosso sistema é também antidesenvolvimentista, porque as contribuições dos ativos são gastas para financiar gastos correntes de aposentadorias, sem alavancagem de investimentos, através de cadernetas. A única solução para evitar os predadores políticos é o abandono do sistema de repartição em favor do sistema de capitalização individual previdenciária. Nesse sistema, o benefício é sempre o valor capitalizado das contribuições, eliminando-se o incentivo à busca de aposentadorias precoces e especiais. (Roberto Campos - Veja - 18/2/1998, adaptado) 214. Indique o segmento que representa seqüência lógica e coesa do texto. a) Cabe somente ao governo a função de supervisionar e fiscalizar os administradores privados da poupança previdenciária. b) A função da previdência não é complementar a renda daqueles que, ao fim da vida laboral, não alcançaram um mínimo vital garantido por lei. c) Estes, ou permitem opção entre previdência pública e privada, ou confinam a previdência pública a um teto modesto. d) Isso requer uma mudança fundamental da filosofia previdenciária. e) Daí se conclui que o Brasil é um país atrasado e tímido em suas reformas.

O globalismo é uma configuração histórico-social abrangente, convivendo com as mais diversas formas sociais de vida e trabalho, mas também assinalando condições e possibilidades, impasses e perspectivas, dilemas e horizontes. _________________ no âmbito do globalismo emergem ou ressurgem localismos, provincianismos, nacionalismos, regionalismos, colonialismos, imperialismos, etnicismos, racismos e fundamentalismos; __________ se reavivam os debates, as pesquisas e as aflições sobre a identidade e a diversidade, a integração e a fragmentação. Mas o que se desenvolve e predomina, recobrindo e impregnando as mais diferentes situações, é o globalismo. A despeito de tudo o que preexiste e subsiste, em todas as suas peculiaridades, generalizam-se as relações, os processos e as estruturas que constituem o globalismo. (A Era do Globalismo, Octávio Ianni) 215. Assinale a opção que preenche corretamente as lacunas, assegurando a coerência da informação. a) A fim de que / desde que b) Tanto é assim que / assim como c) Contanto que / ainda que d) Contudo / mas não e) Por pouco que / sempre que 216. Indique a opção que dá seguimento ao período abaixo, respeitados os requisitos de coesão e coerência do texto: "A estatização na economia brasileira se aprofundou em um período histórico em que a intervenção estatal nos setores de infra-estrutura, insumos básicos e serviços públicos era vista (...)". (Octávio Tourinho e Ricardo Vianna) a) não apenas como benéfica, mas como necessária para a consolidação da produção ou da prestação de serviços naqueles setores b) sob a óptica de uma política de atuação estatal privatista, alicerçada tanto em investimentos internos quanto em financiamentos estrangeiros c) pelos meios acadêmicos e intelectuais como medida necessária para implantar no País a livre concorrência cuja comercialização de bens de consumo supérfluos d) enquanto oportunidade histórica, social e econômica, cujo resgate da "dívida social" que havia se acumulado com as camadas mais carentes da população e) como a forma mais eficaz de implantar no âmbito da esfera pública, de que é tributária a parcela mais necessitada e pobre da sociedade brasileira Não é preciso ser adepto da tradição intelectual para reconhecer os inconvenientes da praxe de preterição do influxo interno, a que falta a convicção não só das teorias, mas também das suas implicações menos próximas, de sua relação com o movimento social conjunto, e da relevância do próprio trabalho e dos assuntos estudados. Percepções e teses notáveis a respeito da cultura do país são decapitadas periodicamente, e problemas a muito custo identificados e assumidos ficam sem o desdobramento que lhes poderia corresponder. O prejuízo acarretado pode se comprovar pela via contrária, lembrando a estatura isolada de uns poucos escritores como Machado de Assis, Mário de Andrade e hoje, Antônio Cândido, cuja qualidade se prende a este ponto. (SCHWARZ,


Roberto, Cultura e política, p.110) 217. Assinale a opção que continua o texto de forma coesa e coerente. a) Com aquela praxe de conciliar o estrangeiro com o autóctone, a convivência familiar e estabilizada entre concepções em princípio incompatíveis esteve no centro da inquietação ideológico-moral do Brasil desde sempre. b) A certos intelectuais tal herança colonial de preocupar-se apenas com o que vem do próprio país parecia um resíduo que logo seria superado pela marcha desse progresso. c) Outros intelectuais viam naquele movimento o país autêntico, o Brasil genuíno, original, o berço a ser protegido e preservado contra imitações absurdas. d) A nenhum deles faltou informação nem abertura para a atualidade. Entretanto, souberam retomar criticamente o trabalho dos predecessores, entendido não como peso morto, mas como elemento dinâmico, subjacente às contradições contemporâneas. e) Outros ainda desejavam harmonizar esse progresso com trabalho escravo, para não abrir mão de nenhum dos dois, e outros mais consideravam que esta conciliação já existia e era desmoralizante. (Adaptado de SCHWARZ, Roberto, Cultura e política) Já foram registradas na floresta amazônica brasileira 2.500 espécies de árvores. Em apenas um hectare são encontradas trezentas espécies de vegetais diferentes. _____________________ , o consumo e a miséria são faces da mesma moeda. Alguns recursos naturais, renováveis ou não, são explorados de forma inescrupulosa e consumidos em ritmo superior à capacidade de renovação da natureza. 218. Para unir as duas partes do texto de forma coerente, assinale a expressão correta. a) Na medida em que b) Assim que c) Por muito que d) À medida que e) No entanto Na opinião de Malthus, os habitantes da Terra multiplicar-se-iam numa taxa muito superior à disponibilidade de recursos. Seria uma catástrofe. Sua previsão falhou por não prever o espetacular desenvolvimento da ciência e o aumento da eficiência na produção de alimentos e outros bens. Mas será que essa eficiência será mantida nos próximos 50 anos? É bem provável que sim, a despeito de certos recursos que estão se esgotando, como é o caso da terra agriculturável e da água. (Antônio Ermírio de Moraes, O planeta e o desaf i o do futuro. Jornal do Brasil, 20 de março de 2005, com adaptações) 219. Assinale a opção que expressa de forma gramaticalmente correta uma relação lógica coerente com o texto. a) Se for mantida a eficiência na produção de alimentos e outros bens, a taxa de multiplicação dos habitantes da Terra será superior à disponibilidade de recursos. b) Não chegou a haver catástrofe que cause a multiplicação dos habitantes da Terra, porque Malthus não previu o espetacular desenvolvimento da ciência nem o aumento da eficiência na produção de alimentos e outros bens. c) Se não tivesse havido um desenvolvimento espetacular da ciência e o aumento da eficiência na

produção de alimentos e outros bens, a multiplicação dos habitantes da Terra poderia se tornar uma catástrofe. d) Por causa do espetacular desenvolvimento da ciência na produção de alimentos houve uma eficiência na produção de alimentos e outros bens; o que levou o fracasso a opinião de Malthus. e) Embora estarem se esgotando certos recursos, a eficiência na produção de alimentos e outros bens serão mantidos e, felizmente, a catástrofe prevista por Malthus não ocorrerá. 220. Marque o texto que não constitui seqüência lógica do texto inicial. O Brasil, no mundo globalizado, é uma das filiais preferidas da lavanderia internacional de dinheiro sujo, aquele obtido com o comércio ilegal de drogas e armamentos, corrupção, terrorismo, seqüestro e outros meios. a) Atualmente todos esses órgãos estão impedidos de trocar informações entre si devido à lei de sigilo bancário. b) Não se sabe exatamente o montante de dinheiro legalizado no país, mas é certo que não é pouco. c) O volume de dinheiro do tráfico de drogas e armas é tão grande que pode causar danos sociais e ameaçar a segurança nacional. d) Uma boa parte dos supostos US$ 500 bilhões movimentados anualmente pelo crime organizado no mundo emerge na "Lavanderia Brasil" como dinheiro limpo. e) Para o governo brasileiro, a "Lavanderia Brasil" só poderá ser atacada com eficiência, nove anos depois da adesão do país ao Tratado de Viena, que combate o tráfico de drogas. (Baseado em Isto É Dinheiro, 14/1/98) Os teóricos, ao dizerem que os indivíduos são cronicamente insatisfeitos porque são consumistas, não estão constatando um fato, mas emitindo um julgamento moral, isto é, a satisfação psicológica obtida com a compra de objetos é interpretada como insatisfação, porque seria um tipo de realização emocional espúrio. Em outras palavras, supõe-se que existe uma forma mais nobre de satisfação emocional que se perderia no contato com o mundo dos artefatos, ou então, como nos autores de orientação marxista, que a insatisfação é inevitável quando o sujeito é expropriado do que ele próprio produz e coagido a comprar os objetos produzidos pelos proprietários do capital. Em suma, pode existir satisfação com os objetos de uso, mas, não, com os de troca, ou seja, com a mercadoria. (Texto adaptado de Jurandir Freire Costa. "O vestígio e a aura: corpo e consumismo na moral do espetáculo", p.203) 221. Assinale o trecho que dá continuidade ao texto de forma coerente e que atende à prescrição gramatical. a) Não é no entanto, espúria, como julgam os teóricos, a satisfação por meio do consumo de artefatos. Tratase a questão de afastar da análise as interferências ideológicas, com vistas à retratar com exatidão a realidade psicológica sob escopo. b) Não há como negar que a sociedade de mercado exige que uma análise dessa natureza se baseie em outro paradigma da psicologia, conquanto a satisfação dos indivíduos esteja diretamente relacionada às determinações da sociedade dentro da qual ele se insere.


c) Como é visível, a hipótese da insatisfação vem a reboque da crítica ao universo da mercadoria. A intrusão de objetos de troca na esfera mental seria a responsável pelo bloqueio ou distorção do movimento natural das emoções. Não se pode, contudo, fundamentar críticas a visões do mundo com base em afirmações psicológicas inexatas. d) Ainda que a insatisfação seja inerente ao ser humano, há que se verificar porque terá ele buscado refúgio nas mercadorias para experimentar estados de plena satisfação. Enquanto que uns, preconceituosos, abominam o mercado, e nenhum deles rejeitam os prazeres e facilidades obtidos com os artefatos modernos, outros vivem insatisfeitos e excluídos do mercado. e) Conforme se observa, a moral é capaz de obscurecer a análise dos fatos e manter a sociedade sob o manto das crenças, estas, sim, possibilidade de satisfação inquestionável, onde o indivíduo dispondo do sonho, pode criar realidades utópicas e buscar alcançá-las. 222. ( ) Mas não basta que a Constituição consagre garantias essenciais para a consolidação de um sistema democrático. Faz-se mister que ela logre concretizar sua pretensão de eficácia ( ) É exatamente essa experiência que legitima o desenvolvimento e a consolidação, em diferentes sistemas jurídicos, de instituições como o direito à proteção judiciária e o controle de constitucionalidade das leis ( ) Não são poucas as ordens constitucionais que procuram gravar essas instituições com as cláusulas ou garantias de eternidade, colocando-as a salvo de eventual revisão constitucional. ( ) É por isso que, tal como apontado por Peter Schneider, o Estado de Direito caracteriza-se, ao contrário de um sistema ditatorial, pela admissão de que o Estado também pratica ilícitos ( ) A experiência histórica de diferentes países parece confirmar que os eventuais detentores do poder, inclusive o legislador, não são infalíveis e sucumbem, não raras vezes, à tentação do abuso de poder e da perversão ideológica. (Gilmar Ferreira Mendes, com adaptações) a) 1, 3, 5, 2, 4 b) 4, 2, 5, 1, 3 c) 5, 4, 2, 3, 1 d) 1, 5, 2, 4, 3 e) 3, 1, 4, 5, 2 223. ( ) Se se tratar de órgão administrativo, está ele obrigado a colmatar a lacuna dentro de um prazo de 20 dias. ( ) Assim, reconhecida a procedência da ação, deve o órgão legislativo competente ser informado da decisão, para as providências cabíveis. ( ) O art. 5. LXXI, da Constituição previu, expressamente, a concessão de mandado de injunção sempre que a falta de norma regulamentadora tornar inviável o exercício dos direitos e liberdades constitucionais e das prerrogativas inerentes à nacionalidade, à soberania e à cidadania. ( ) a Constituição de 1988 abriu a possibilidade para o desenvolvimento sistemático da declaração de inconstitucionalidade sem a pronúncia da nulidade, na medida em que atribuiu particular significado ao controle de constitucionaldade da chamada "omissão

do legislador". ( ) Ao lado desse instrumento, destinado, fundamentalmente, à defesa de direitos individuais contra a omissão do ente legiferante, introduziu o constituinte, no art. 103, § 2., um sistema de controle abstrato da omissão. (Gilmar Ferreira Mendes, com adaptações) a) 1, 2, 5, 4, 3 b) 4, 3, 5, 2, 1 c) 2, 1, 3, 5, 4 d) 5, 1, 2, 3, 4 e) 1, 4, 3, 5, 2 224. ( )Tal euforia foi alimentada pela expansão imoderada do crédito e, naturalmente, estava amparada em expectativas privadas excessivamente otimistas a respeito da evolução dos ganhos de capital e dos fluxos de rendimentos que decorreriam dos novos empreendimentos. ( )O Fundo Monetário Internacional está sob fogo cerrado. ( )Só agora os sábios entenderam que a degringolada foi resultado de sobrevalorização de ativos (incluídos os investimentos em capacidade produtiva). ( )Tais increpações são até justificadas, mas não há qualquer sinal de que os acusadores tivessem sugerido, ainda que remotamente, a possibilidade do colapso. ( )Muitos economistas de prestígio, como Jeffrey Sachs, vêm criticando duramente a incapacidade da instituição de se antecipar e prevenir o episódio asiático. (Baseado em texto de Luiz Gonzaga Beluzzo Carta Capital, 18/2/1998) a) 2, 3, 5, 4, 1 b) 3, 4, 2, 1, 5 c) 5, 1, 4, 3, 2 d) 4, 1, 3, 5, 2 e) 3, 4, 2, 5, 1 225. ( ) Não obstante, é ali que a velocidade espantosa das conquistas tecnológicas dispensa em maior grau a mobilização de novos recursos humanos para aumentar a produtividade das empresas. ( ) A causa fundamental está nas migrações de grupos étnicos em processo de dizimação em seus países e de milhões de pessoas tangidas pela fome. ( ) Nos Estados Unidos, por exemplo, a mão-de-obra fora do mercado de trabalho tem a mesma dimensão estatística dos últimos cinco anos. ( ) As elevadas estatísticas de desemprego no Brasil não podem ser justificadas com o argumento de que se trata de fenômeno mundial. ( ) Na Europa, onde há dezoito milhões de trabalhadores atirados à ociosidade forçada, o desemprego não resulta apenas da substituição do homem pela máquina. (Josemar Dantas - Direito & Justiça, 23/2/1998) a) 4, 1, 2, 5, 3 b) 5, 3, 1, 2, 4 c) 1, 2, 3, 5, 4 d) 3, 5, 2, 1, 4 e) 2, 3, 5, 4, 1 226. Os trechos abaixo constituem um texto, mas estão desordenados. Ordene-os e assinale a opção que apresenta a seqüência que organiza o texto de forma coesa e coerente.


( ) Por isso, foi apresentado à Mesa da Câmara o Projeto de Lei 6680/02, que obriga o chefe do Executivo a encaminhar anualmente ao Congresso Nacional, como parte integrante da Prestação de Contas de que trata a Constituição, o mapa da exclusão social brasileira. ( ) O projeto já está na comissão de Seguridade Social e Família, onde o relator apresentará seu parecer no retorno dos trabalhos parlamentares, após as eleições. Depois, será votado conclusivamente pela comissão de Desenvolvimento Urbano e Interior, pela comissão de Constituição, Justiça e Redação. ( ) Tal proposta é classificada pelo seu autor como Lei de Responsabilidade Social, em comparação com a Lei de Responsabilidade Fiscal - que impõe ao Governo determinadas medidas visando atingir metas financeiras. ( ) Para comprovar essa responsabilidade social, o mapa deverá fazer um diagnóstico da exclusão por região e estados, com base nos indicadores sociais referentes à expectativa de vida, renda, desemprego, educação, saúde, saneamento básico, habitação, população em situação de risco nas ruas, reforma agrária e segurança. ( ) O principal problema que o País enfrenta na hora de definir um planejamento estratégico de combate à exclusão social é a falta de divulgação de informações e estatísticas oficiais sobre a nossa realidade social. ( ) Os dados de cada item serão comparados com os do ano anterior, a fim de avaliar a ação do governo em cada área. (Adaptado de Agência Câmara) a) 1o, 3o, 5o, 2o, 4o, 6o b) 2o, 1o, 4o, 5o, 6o, 3o c) 2o, 6o, 3o, 4o, 1o, 5o d) 3o, 4o, 1o, 6o, 2o, 5o e) 6o, 3o, 4o, 5o, 1o, 2o 227. Um trecho do texto Brasil, um crescimento difícil, de Luiz Gonzaga Belluzzo, foi adaptado e fragmentado em quatro partes com duas possibilidades de redação cada uma. Julgue a correção gramatical e o emprego dos mecanismos de coesão e coerência de cada um dos seguintes pares para, a seguir, marcar a opção que torna o texto correto e coerente. (A – 1) Dada a desigualdade distributiva vigente no país, o desejo de combinar crescimento elevado e aumento do saldo comercial só pode ser satisfeito se houver: (A – 2) Considerando a desigualdade distributiva vigente no país, o desejo de combinar crescimento elevado com aumento do saldo comercial só poderá ser satisfeito se houverem três condições: (B – 1) Uma política, muito agressiva, de exportações, (B – 2) uma política muito agressiva de exportações, (C – 1) uma mudança na composição da demanda doméstica (estimulando a construção civil e a produção de bens populares com baixo conteúdo importado) e (C – 2) uma mudança, para a composição da demanda doméstica – e estímulo a construção civil e ao consumo de bens populares de baixo conteúdo importado – e (D – 1) uma política tributária e de gasto público capaz

de moderar a expansão do consumo das camadas de alta renda na mesma proporção em que permite o crescimento da renda dos mais pobres. (D – 2) uma política tributária e de gasto público capazes de moderar a expansão do consumo das camadas de alta renda em proporção ao que permite o crescimento de renda dos mais pobres. Obtém-se um texto coerente e gramaticalmente correto com a seguinte seqüência: a) (A – 1), (B – 2), (C – 2), (D – 1) b) (A – 1), (B – 1), (C – 2), (D – 1) c) (A – 2), (B – 2), (C – 1), (D – 2) d) (A – 2), (B – 1), (C – 2), (D – 2) e) (A – 1), (B – 2), (C – 1), (D – 1) 228. Numere os trechos de forma a compor um texto coeso e coerente e assinale a seqüência correta. ( ) Para manter a fidelidade a tais diretrizes, a avaliaçãoa priori dos projetos, utilizada principalmente para defender e justificar os investimentos necessários, reveste-se de capital importância. ( ) Os projetos financiados com recursos públicos surgem como resultado de um programa de desenvolvimento nacional, regional ou setorizado, cujo interesse, por vezes, é mais social e estratégico do que financeiro. ( ) No entanto, não menos importante é a avaliação a posteriori. Sua função é medir o impacto do projeto sobre o crescimento e a sua eqüidade, bem como avaliar os custos e benefícios obtidos em um determinado período de tempo após a conclusão do projeto. ( ) Portanto, é necessário detectar e avaliar os impactos diretos e indiretos de cada um desses projetos sobre o conjunto da economia, verificando o seu enquadramento nas linhas e diretrizes sociais e econômicas delineadas pelos organismos de planejamento e desenvolvimento governamentais. ( ) Esse tipo de avaliação desenvolvida em dois momentos deve incluir custos e benefícios sócioeconômicos, diretos e indiretos, e, quando bem realizada, pode contribuir substancialmente para o êxito de futuros projetos. (Adaptado do Relatório e Parecer Prévio sobre as contas do Governo da República. 1997, p. 286) a) 2, 3, 5, 1, 4 b) 5, 2, 1, 4, 3 c) 1, 4, 3, 5, 2 d) 4, 5, 2, 3, 1 e) 3, 1, 4, 2, 5 229. Numere os períodos de modo a compor um texto coeso e coerente e, depois, escolha a seqüência correta. ( ) No caso das carteiras exclusivas, hoje restritas a investidores institucionais como fundos de pensão e seguradoras, o "dono" do fundo conseguia garantir liquidez diária, sem detrimento da rentabilidade. ( ) Com essa medida, que atinge em cheio os chamados "fundos exclusivos" (ou de um único cotista), o rendimento referente aos saques feitos fora da data de aniversário vai para os cofres do governo. ( ) Segundo a Receita, o objetivo do governo com a cobrança do IOF é inibir operações realizadas por fundos exclusivos. ( ) Ainda que em menor escala, os fundos de pensão serão atingidos pela decisão do governo de cobrar, a partir de fevereiro, 0,5% ao dia de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) sobre a diferença entre o valor


da cota resgatada de um fundo de renda fixa e o valor pago ao cotista. ( ) Dos cerca de R$ 19 bilhões aplicados em fundos exclusivos, os fundos de pensão detêm aproximadamente R$ 3 bilhões. ( ) Até então, esse ganho revertia em favor do próprio fundo. (Baseado em Isto É Dinheiro, 14/1/98) a) 2, 4, 3, 6, 5, 1 b) 6, 1, 3, 5, 4, 2 c) 4, 2, 6, 1, 5, 3 d) 1, 2, 4, 5, 6, 3 e) 3, 4, 5, 2, 6, 1 230. Os trechos a seguir compõem um texto, mas estão desordenados. Ordene-os nos parênteses e assinale a opção que corresponde à ordem correta. ( ) A política não é uma exceção a essa “teoria”. Nela, os momentos dos grandes consensos têm sido também e, invariavelmente, de grande mediocridade intelectual. ( ) Nesses períodos, o debate de idéias é substituído por uma curiosa combinação de mesmice e ambigüidade. ( ) As expressões e palavras desprovidas de qualquer significado preciso, proferidas por essas pessoas, podem, portanto, ir se transformando nas pedras angulares de uma nova sabedoria convencional e dominante. ( ) Mesmo as cabeças mais lúcidas não conseguem resistir por muito tempo a essa repetição incessante dos mais irrelevantes lugares-comuns, quando não se tornam elas próprias peças decisivas da eficácia conservadora em horas de fadiga ideológica das forças políticas de esquerda. ( ) Antes de se tornar ele mesmo uma unanimidade nacional, até um tipo polêmico como Nélson Rodrigues chegou a desconfiar que "toda unanimidade é burra". (José Luís de Fiori) a) 3o, 1o, 5o, 2o, 4o b) 2o, 3o, 5o, 4o, 1o c) 4o, 2o, 1o, 3o, 5o d) 3o, 2o, 4o, 5o, 1o e) 4o, 5o, 3o, 1o, 2o 231. Os trechos abaixo constituem um texto, mas estão desordenados. Ordene-os de forma coesa e coerente e assinale a opção correspondente. ( ) Entretanto, quando, nos anos 90, se verificou a inviabilidade dessa proposta conservadora de Estado mínimo, estas reformas revelaram sua verdadeira natureza: uma condição necessária da reconstrução do Estado – para que este pudesse realizar não apenas suas tarefas clássicas de garantia da propriedade e dos contratos, mas também seu papel de garantidor dos direitos sociais. ( ) A grande tarefa política dos anos 90 é a reforma ou a reconstrução do Estado. Entre os anos 30 e os anos 60 deste século, o Estado foi um fator de desenvolvimento econômico e social. ( ) A partir dos anos 70, porém, face ao seu crescimento distorcido e ao processo de globalização, o Estado entrou em crise e se transformou na principal causa da redução das taxas de crescimento econômico, da elevação das taxas de desemprego e do aumento da taxa de inflação que, desde então, ocorreram em todo o mundo. ( ) Nesse período, e particularmente depois da Segunda Guerra Mundial, assistimos a um período de prosperidade econômica e de aumento dos padrões de

vida sem precedentes na história da humanidade. ( ) A onda neoconservadora e as reformas econômicas orientadas para o mercado foram a resposta a essa crise – reformasque os neo-liberais em umcerto momento imaginaram que teriam como resultado o Estado mínimo. (Luiz Carlos Bresser Pereira) a) 5, 1, 3, 2, 4 b) 3, 2, 4, 1, 5 c) 1, 4, 2, 3, 5 d) 2, 3, 5, 4, 1 e) 4, 5, 1, 2, 3 232. Assinale em que ordem os seguintes fragmentos, adaptados de Roberto de Aguiar, Ética e Direitos Humanos, em Desafios Éticos, p.63-64, devem ser escritos de modo a compor um texto coeso e coerente. I. Nesse quadro, alguns direitos humanos passam a ser paradigmáticos: o direito à liberdade, o direito à segurança pessoal, o direito a um julgamento justo, o direito à privacidade, à inviolabilidade do domicílio, à nacionalidade, à propriedade, à livre expressão do pensamento, entre outros. II. Sua única missão era a de transformar o mundo por seu trabalho. III. O homem do iluminismo era um desterrado. Ele já não tinha mais a segurança de um cosmos hierarquizado medieval, não possuía a segurança de Deus e era considerado como um átomo individual, que financiava a produção ou vendia sua força de trabalho. IV. É a partir disso que a ciência passa a ter importância crescente, a fim de melhorar os processos produtivos, renovar a organização dos poderes e manter os trabalhadores com um mínimo de condições para produzir. a) I, IV, II, III b) III, I, IV, II c) IV, II, I, III d) II, III, IV, I e) III, II, I, IV 233. Os trechos abaixo constituem um texto, mas estão desordenados. Ordene-os e assinale, entre as opções abaixo, a seqüência que recompõe o texto, com coesão e coerência. ( ) Por este sistema, chamado de Emissão de Cupom Fiscal (ECF), o cliente recebe a nota fiscal imediatamente e, ao mesmo tempo, o aparelho mantém em seus arquivos os valores das compras, que são informados posteriormente aos órgãos responsáveis pela arrecadação nos estados. ( ) Além disso, reduz a burocracia que existe atualmente para que os estados tenham acesso a essas informações. Os dados serão mantidos em meio eletrônico pelas administrações estaduais e compartilhados com a Receita Federal em uma rede interna. ( ) Por determinação das secretarias de Fazenda dos estados, lojas de todo o país estão instalando máquinas que já emitem o boleto do cartão em uma fatura com efeito de nota fiscal. ( ) Para a fiscalização da Receita, a vantagem será contar com mais subsídios para fazer o cruzamento de dados das empresas e dos contribuintes. O Fisco terá acesso às informações declaradas pelos contribuintes, pelas administradoras de cartão e pelo comércio no Imposto de Renda. ( ) Essa modernização do sistema de arrecadação do ICMS estadual reduz ainda a antiga preocupação com


a emissão de notas fiscais falsas por parte das empresas, porque a mesma nota que está sendo emitida para o cliente já tem valor fiscal. (Adaptado de “Sistema eletrônico para facilitar a arrecadação”,Vivian Oswald, O Globo, 29/07/2002) a) 1, 4, 5, 3, 2 b) 2, 5, 4, 3, 1 c) 2, 4, 1, 5, 3 d) 3, 5, 4, 2, 1 e) 5, 1, 4, 2, 3 234. Os fragmentos abaixo constituem um texto, mas estão desordenados. Ordene-os de forma coesa e coerente e assinale a resposta correta. A. Na sede da entidade, a Receita recolheu para análise dezenas de notas fiscais, comprovantes de pagamentos e livros contábeis. Com base nos documentos, o órgão federal espera esclarecer a questão. O movimento financeiro durante os dez dias da festa é avaliado pelo Sebrae da cidade em R$ 278 milhões. B. Segundo sua análise, o evento reúne 1 milhão de pessoas, com uma média de R$ 278 gastos por freqüentador. Desses R$ 278 milhões, a média de arrecadação é de 3%. Segundo informações obtidas pela Receita, metade desse percentual estaria sendo sonegado - ou seja, R$ 4,17 milhões. Além do clube, devem ser fiscalizados hotéis, restaurantes e a empresa que vende os anúncios da festa. C. A suspeita de sonegação surgiu porque o recolhimento dos tributos por parte de comerciantes e empresários da região, no período da festa, é o mesmo dos outros meses do ano. "Todo mundo diz que o faturamento dobra ou triplica no período da festa, mas o total arrecadado em impostos fica igual", diz o delegado da Receita. O primeiro alvo dos auditores na cidade foi o clube Os Independentes, instituição responsável pela organização da Festa do Peão de Boiadeiro. D. A Receita Federal de Franca está apurando a sonegação de impostos praticada pelas empresas e associações que atuam na Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos. (Rogério Pagnan, Folha de S. Paulo, 15/08/2000, p. F2, com adaptações) a) C, A, B, D b) D, C, A, B c) A, B, C, D d) D, B, C, A e) B, C, D, A 235. Os trechos abaixo compõem um texto, mas estão desordenados. Ordene-os nos parênteses e assinale a opção que corresponde à ordem que assegura coesão e coerência ao texto. ( ) A. Em seu Parecer, já enviado ao Tribunal Superior Eleitoral, em que responde à Consulta no 1062, está expresso o entendimento de que o Parecer da AGU viola o artigo 73, VI, “a”, da Lei 9.504/97. ( ) B. O subprocurador-geral da República, com aprovação do vice-procurador-geral eleitoral, contesta a posição da Advocacia Geral da União (AGU) que permite a liberação de recursos para obras e serviços iniciados nos três meses que antecedem as eleições municipais. ( ) C. O subprocurador-geral da República conclui, então, que “o tão-só posicionamento liberalizante de verbas em período vedado por lei está a merecer o conhecimento da presente consulta e sua resposta negativa para prevenir eventuais equívocos de

interpretação, passíveis de quebra do princípio isonômico que deve presidir o embate eleitoral”. ( ) D. Tal dispositivo legal proíbe aos agentes públicos “realizar transferência voluntária de recursos da União aos Estados e Municípios, e dos Estados aos Municípios, sob pena de nulidade de pleno direito, ressalvados os recursos destinados a cumprir obrigação formal preexistente para execução de obra ou serviço em andamento e com cronograma préfixado, e os destinados a atender situações de emergência e de calamidade pública”. (Adaptado de www.mpu.gov.br/noticias/ - 05/07/2004) a) B A D C b) C D B A c) D C A B d) A B D C e) B D C A 236. Os trechos abaixo constituem um texto, mas estão desordenados. Ordene-os nos parênteses e, em seguida, assinale a seqüência correspondente. ( ) As operações de compra de imóveis pelas off shores também estão sendo monitoradas pela Receita. Os dados serão comparados com as declarações de Imposto de Renda dos residentes no Brasil e até com o cadastro de imóveis das prefeituras. ( ) Sem identificação dos donos, cujos nomes são mantidos em sigilo pela legislação dos países onde estão registradas, muitas dessas empresas fazem negócios no Brasil, como a participação em empreendimentos comerciais ou industriais, compra e aluguel de imóveis. ( ) Além de não saber quem são os proprietários dessas off shores, pois não há mecanismos legais que permitem acesso aos verdadeiros donos, o governo também não tem conhecimento da origem desse dinheiro aplicado no País, sem o recolhimento dos impostos devidos. ( ) A Receita Federal está fechando o cerco contra as empresas estrangeiras sediadas em paraísos fiscais que atuam no Brasil, conhecidas como off shores. ( ) Para reduzir essa evasão fiscal, a Receita está identificando as pessoas físicas que alugam imóveis de luxo pertencentes a pessoas jurídicas ou mesmo físicas que atuam em paraísos fiscais. Toda remessa de aluguel é tributada. (Adaptado de Ana D'Angelo, Andrea Cordeiro e Vicente Nunes, Correio Braziliense, 08/09/2003) a) 1o, 2o, 4o, 3o, 5o b) 2o, 3o, 5o, 4o, 1o c) 5o, 2o, 3o, 1o, 4o d) 1o, 5o, 4o, 3o, 2o e) 3o, 2o, 1o, 5o, 4o 237. Os trechos abaixo constituem um texto, mas estão desordenados. Ordene-os nos parênteses e, em seguida, assinale a seqüência correspondente. ( ) Em geral, esta firma é constituída apenas para atuar como subsidiária da estrangeira, intermediando seus negócios. Caso a empresa compre imóvel no Brasil, tem que haver registro, tem que existir um responsável, com CPF, o que permite o controle. ( ) O investidor estrangeiro entra no Brasil via Bolsa de Valores, fundos de investimentos ou como sócio de uma empresa brasileira. ( ) O secretário da Receita admite, no entanto, que não há mecanismos para controlar a atuação de brasileiros que mandam dinheiro ilícito para os paraísos fiscais e o repatriam por meio de negócios realizados em nome das off shores.


( ) E também a contabilidade da empresa, em tais países, não precisa ser auditada. Os donos dos recursos podem movimentar dinheiro ou constituir empresas por vários meios que omitem seus nomes, como o sistema de ações ao portador. ( ) Esses países conhecidos como paraísos fiscais têm como principais atrativos a legislação tributária branda, com direito até a isenção de impostos, e garantia de sigilo bancário, comercial e societário. (Adaptado de Ana D'Angelo, Andrea Cordeiro e Vicente Nunes, Correio Braziliense, 08/09/2003) a) 1o, 2o, 4o, 3o, 5o b) 2o, 1o, 3o, 5o, 4o c) 3o, 2o, 1o, 5o, 4o d) 1o, 5o, 4o, 3o, 2o e) 5o, 2o, 3o, 1o, 4o


Leia o seguinte texto para responder às questões