Issuu on Google+

entrevista com

Balieiro novo presidente da fpt


Sete8P&D

AONDE VOCEQUER CHEGAR? + de

Seja onde for, a B.Sports te leva lá!

títulos 80 em2012

Só quem tem mais de 20 anos de experiência pode oferecer o treinamento ideal para que você atinja suas metas. Afinal de contas, são mais de 1500 títulos estaduais, 100 nacionais, 2 internacionais e 4 profissionais, número 1 do ranking paulista em 8 categorias, além de 25 bolsas de estudos no exterior, duas somente em 2012! Chegue onde você sonhou com a B.Sports.

Acesse e conheça mais a B.Sports

www.bsports.com.br

certificado

PTR Profesional Tennis Registry USA

Ligue e agende uma visita

3871.9555

INVESTINDO EM PESSOAS,FORMANDO CAMPEÕES


EDIção 140

índice

Novo ano, novos tempos... 2013 está apenas começando, mas com certeza marcará o início de um novo tempo para a Federação Paulista de Tênis. A nova diretoria assume com o compromisso de desenvolver, profissionalizar e modernizar o tênis paulista. Sabemos que o caminho é árduo, com seriedade vamos atingir nossos objetivos. Algumas ações já começamos a colocar em prática, sempre pensando

04 em privilegiar o tenista. A revista é uma delas. Desmembramos a revista do calendário, com um layout mais moderno e dinâmico. Esperamos que apreciem!

ITF Pro Circuit – Futures SP

Aproveitamos também para desejar a todos um Ano Novo repleto de realizações, dentro e fora das quadras.

14

Contem conosco!

08 Capa - Novo estilo de jogo

Beach Tennis, a nova praia da FPT

16 Tríplice coroa para o Corinthians

18 Damas caem na festa de encerramento

20 Paulistano, do tradicional à modernidade

24 Saúde - A educação como prevenção

26 FPT presente nos grandes eventos

30 Principais novidades para 2013

Milton Barbosa Jr., Luiz Fernando Balieiro, Jorge Lacerda e Aimar Matarazzo Ribeiro

DIRETORIA DA FEDERAÇÃO PAULISTA DE TÊNIS Quadriênio 2013/2016 PRESIDENTE Luiz Fernando Balieiro VICE-PRESIDENTES Aimar Matarazzo Ribeiro Milton Barbosa Júnior Renato Bernasconi Zuccari CONSELHO FISCAL Membros Efetivos Ricardo Julio de Souza Amaro Michel Bandeira de Souza Márcio Bernasconi Zuccari Membros Suplentes Samir El Assal

Josué Rosa de lima Levi Fernandes Alves DIRETOR FINANCEIRO E DE Patrimônio Renato Bernasconi Zuccari DIRETOR ADMINISTRATIVO Adriano Augusto da Costa Filho DIRETOR TÉCNICO Milton Barbosa Jr. DIRETORA DO DEPTO. DE DAMAS Neddy Poltronieri DIRETORA DO DEPTO. DE BEACH TENNIS Sueli Maluza ASSESSORIA DE IMPRENSA Luiz Noriega Daniela Giuntini

32 Deixadinhas

EXPEDIENTE Jornalista Responsável Luiz Noriega - Mtb 6906 Colaboradores Técnicos Kátia Vieira, Alexandre Arantes e Marcelo Tavares Produção e Edição Daniela Giuntini Editoração de arte Leoart Design & Comunicação Fotos Wander Roberto, Marcelo Ferreli e Marcello Zambrana (Inovafoto)/ Luiz Cândido (Alpha Imagem)/ Ingimage/Fábio Silva de Figueiredo

Publicação da FEDERAÇÃO PAULISTA DE TÊNIS DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Redação e Publicidade: Rua Uruana, 139 - Vila Mariana 04019-070 - São Paulo - SP Tel. 11 3051.6688 / Fax. 3051.6684 www.tenispaulista.com.br sptenis@tenispaulista.com.br CTP e impressão Gráfica ESKENAZI * Toda matéria assinada é de responsabilidade do autor.

3


ITF

ITF Pro Circuit – Futures SP: Chances a jovens talentos do tênis brasileiro A Federação Paulista de Tênis e a AES Tietê, uma das mais eficientes geradoras de energia elétrica do país, se juntaram em 2012 para, através da Lei de Incentivo ao Esporte, criar o ITF Pro Circuit – Futures SP, série de quatro torneios futures da ITF (Federação Internacional de Tênis), com premiação de US$ 10 mil e valiosos pontos no ranking mundial da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais). Bauru, Lins, Lorena e São Paulo receberam com sucesso as etapas do ITF Pro Circuit – Futures SP, de maio a novembro.

No Bauru Tênis Clube, a disputa entre a juventude e a experiência, venceu a nova geração. O juvenil cearense Thiago Monteiro, de 17 anos, surpreendeu o paulista Leonardo Kirche, 27, de virada, parciais de 2/6 6/2 7/6(6), após mais de três horas de partida.

Bauru, Lins, Lorena e São Paulo receberam 4 etapas ao longo do ano

Em Lins, o carioca Fernando Romboli ratificou a condição de principal favorito ao tiutlo e conquistou o título da segunda etapa ao derrotar o paulista Bruno Semenzato, por 6/2 6/4, no Lins Country Club. O pernambucano José Pereira sagrouse campeão da etapa de Lorena,

André Miele

Daniel Dutra da Silva

4

Thiago Monteiro


As melhores opções para você curtir o Grand Slam do saibro com toda a classe e segurança de ingressos VIP fornecidos pelo agente oficial do torneio no brasil.

Rodadas iniciais: a partir de €

1.350,00

Saída: 26 de Maio 2013

Hotel 4* com café da manhã, ingressos VIP, transfers privativos e seguro de viagem

Rodadas intermediárias: a partir de € Saída: 31 de maio 2013

2.435,00

Hotel dos jogadores 4* com café da manhã, passeios, bate bola no Tennis Club de Paris, 3 dias de torneio (ingressos não incluídos), transfers, jantar no Bateaux, excursão à Champagne, acompanhamento bilíngue integral da Biarritz Turismo

Semi finais e finais: a partir de €

Saída: 4 de Junho 2013

3.650,00

Hotel dos jogadores 4* com café da manhã, ingressos VIP, transfers privativos, seguro de viagem, apoio do guia bilíngue da Biarritz Turismo

Disponíveis também programas sob medida e ingressos avulsos. Contato: flavio@biarritz.com.br www.biarritz.com.br

(51) 3026.2233


AES ITF

Paineiras: Monteiro, Miele, Silva, Stauffenegger e Balieiro

após decisão bem equilibrada contra o paulista Nicolas Santos, por 6/3 6/7(4) 6/4. O público prestigiou e lotou o Clube Comercial de Lorena para Na quarta e última acompanhar a etapa no paineiras, grande final.

daniel dutra da

Já o Clube silva ficou com Paineiras do Morumby, na o título capital paulista, sediou a quarta e última etapa. Na decisão, o paulista Daniel Dutra da Silva, cabeça de chave 1 do torneio, conquistou seu terceiro título da temporada ao vencer o também paulista André Miele, por 6/3 3/6 6/3, sob sol forte e muito calor. A cerimônia de premiação no Paineiras contou com a participação dos vicepresidentes do clube, Luiz Fernando de Paiva Monteiro e Sérgio Stauffenegger, além do então presidente eleito da Federação Paulista de Tênis, Luiz Fernando Balieiro.

6


7


capa

Novo estilo de jogo: Balieiro prepara gestão profissional Novo presidente assume entidade ao lado de seus vices, Aimar Matarazzo Ribeiro, Milton Barbosa Jr. e Renato Bernasconi Zuccari 2013 promete ser o início de uma gestão emblemática na Federação Paulista de Tênis desde a sua fundação, em 1924. Luiz Fernando Balieiro é o novo presidente da entidade e pretende colocar em prática o “Novo Tênis Paulista”, programa que foi amplamente discutido pelo Estado de São Paulo durante a sua campanha. Ele assume a FPT juntamente com seus vices, Aimar Matarazzo Ribeiro, Milton Barbosa Júnior e Renato Bernasconi Zuccari. A eleição, realizada em 5 de julho de 2012, já foi um marco na história da FPT. Dos 91 clubes filiados à entidade, 88 estiveram representados na Assembleia e deram a vitória à Chapa “Novo Tênis Paulista”, por 46 a 41, sobre a Chapa “Paulo”, encabeçada por Paulo Campos, presidente de 2005 a 2012. Balieiro foi superintendente da FPT nas duas últimas gestões da FPT e pode identificar durantes esses oito anos as oportunidades que irá colocar em prática a partir de agora à frente da principal e maior federação de tênis do país. Antes de assumir oficialmente a FPT, em janeiro, Balieiro pode durante três meses – outubro a dezembro –, através da transição da diretoria, tomar ciência da real situação da entidade e já começar a dar os primeiros passos da sua gestão rumo à profissionalização. Quem é Luiz Fernando Balieiro? Tenista 1a classe da FPT, Balieiro, de 53 anos, é um apaixonado pelo tênis,

8

tendo dedicado toda sua vida ao esporte com vasto currículo. Treinador desde os 17 anos, coordenou as Clínicas de Tênis Kirmayr (Serra Negra), foi treinador da equipe brasileira 16 anos feminino nos campeonatos Sul-Americano e Mundial. Foi chefe de delegação brasileira em diversas Giras COSAT, treinador das equipes ITF/COSAT na Gira Europeia. Também foi responsável técnico pelas escolas de tênis da Sociedade Recreativa e de Esportes de Ribeirão Preto, Sociedade Harmonia do Tênis, Clube de Campo de Piracicaba, Harmonia Tênis Clube de São José do Rio Preto. Coordenou, promoveu e dirigiu torneios como ITF Pro Circuit, ATP

Challenger, Copa Davis, Circuito InfantoJuvenil CBT, Banana Bowl, Circuito AES Tietê de Tênis e Congresso Internacional de Tênis.


tenista 1a classe da fpT, balieiro, ĂŠ um apaixonado pelo tĂŞnis, tendo dedicado toda sua vida ao esporte

9


capa A revista Tênis Paulista conversou com o novo presidente. Confira os principais trechos da entrevista: Tênis Paulista – O que podemos esperar neste início de mandato? Luiz Fernando Balieiro - Nossos planos são muito simples neste início. Nossa principal meta é reaproximarmos a FPT dos clubes, treinadores e tenistas, nosso público-alvo. O tênis paulista perdeu um pouco do glamour, da chama de ‘eu quero ser federado’. O tenista continua jogando tênis, nós perdemos filiados, cabe a nós recuperarmos essa matéria prima. A integração clube-treinadortenista vai trazer de volta o tenista para dentro da Federação. É preciso criar uma gestão profissional. TP – Quais as primeiras ações? LFB – Readequamos os valores das taxas e promovemos algumas alterações no regulamento dos Torneios Abertos (vide o calendário do 1o. semestre) que irão chamar a atenção do filiado. Criamos 13 bases regionais dentro do estado para facilitar nossa atuação, através de gestores que vão nos ajudar a mapear os problemas e aumentar o número de filiados. Já visitamos cidades de 10 das 13 regiões e nossa proposta foi muito bem aceita.

TP – O que falta hoje à FPT? LFB – Profissionalizar ainda mais a sua estrutura. Estamos revisando o organograma, redefinindo responsabilidades, trazendo novos profissionais e otimizando atribuições. O nosso estatuto também precisa ser modernizado para conseguirmos o efeito que queremos com a profissionalização. TP – Como incentivar a prática de tênis e atrair mais jogadores para a FPT? LFB - Nos últimos anos houve diminuição de tenistas filiados, mas não caiu o número de praticantes. Os técnicos e professores de clubes e academias serão nossos maiores aliados nessa empreitada. Nossa relação tem que ser estreitada para sabermos o porquê de o tenista não querer ser filiado à FPT. Temos que ajudar na capacitação de professores e técnicos para que eles consigam também fazer uma boa formação de tenista. TP – E os torneios abertos – supervisionados pela FPT – precisam ser melhorados? LFB – Com certeza! Os torneios devem ser autossuficientes. Precisamos, junto com os organizadores, definir e cobrar um padrão de qualidade para que o torneio seja um atrativo para o tenista. Temos que reavaliar os torneios atuais, hoje em dia tem muito torneio com objetivo meramente financeiro. TP – O Interclubes também é um dos carros-chefe da FPT? Vem mudanças por aí? LFB – Sempre podemos melhorar... Junto com os clubes vamos conseguir chegar à forma ideal. O Interclubes é um excelente evento, um dos nossos principais torneios do calendário e merece nossa especial atenção.

TP – O programa Novo Tênis Paulista teve uma excelente aceitação durante a sua campanha. Quais os principais objetivos? LFB – Ter transparência, publicar balanços trimestrais divulgando a situação financeira da FPT, desenvolver e implementar uma política de gestão, fomentar a implantação de políticas de incentivo para difundir e desenvolver ainda mais o tênis nas escolas, nos clubes e academias, criando assim uma base de praticantes.

10

TP – Atualmente, a base da receita da FPT é proveniente basicamente das taxas de filiados e de torneios. O que fazer para mudar esse cenário? LFB – É preciso diversificar as receitas. Nosso objetivo é implementar um plano de marketing focado em receitas através de patrocínios, leis de incentivo federais e estaduais e novos negócios. Precisamos atrair parceiros que possam também oferecer benefícios aos filiados.


11


12


13


beach tennis

Beach Tennis, a nova praia da FPT Novo departamento já conta com 5 torneios no calendário de 2012 A Federação Paulista de Tênis começa 2013 com um novo departamento. O Beach Tennis, criado em 2008 e que já ganhou o mundo, fará parte do calendário da entidade. À frente do departamento estará Sueli Maluza e Yara Ignacio, respectivamente, presidente e diretora da Associação Santista de Beach Tennis, criada em 2009 por um grupo de esportistas que jogam tênis e outros esportes nas praias de Santos, litoral sul de São Paulo. No calendário 2013 já estão previstos cinco torneios, todos válidos pelo ranking da FPT. O Beach Tennis é jogado geralmente em duplas, mas também pode ser jogado em simples em uma quadra menor. Saque por baixo também é permitido e qualquer jogador pode receber o saque. Ganha o ponto quando a bola bate na quadra adversária ou quando o adversário joga fora ou na rede. CALENDÁRIO FPT 2013

Janeiro

• 4o Torneio Santista de Beach Tennis Verão 2013 2o International Tournament Beach Tennis

Março

2o Open Master de Beach Tennis

Maio

3o Aberto de Beach Tennis Outono/Inverno 2013

Setembro

4o Open de Beach Tennis Primavera 2013

14

Duplas em ação durante torneio

CONHEÇA AS REGRAS DO BEACH TENNIS QUADRA – tamanho similar ao Vôlei de Praia, 16m de comprimento x 8m de largura. REDE – altura também próxima ao Vôlei, entre 1.70m e 1.85m. EQUIPAMENTO – raquetes de madeira especiais tipo paddle e bolas “soft” como as usadas pelas crianças do “Play and Stay”. PONTUAÇÃO – mesma contagem do Tênis, porém com regra “no ad”, apenas um serviço e sem “let” no serviço. JOGO – O objetivo do jogo é devolver a bola recebida, sem ressalto no chão, para o campo adversário. SORTEIO – A escolha de lado, servidor ou recebedor é feita por sorteio. MUDANÇA DE LADO – Quando a totalidade dos pontos for impar, os jogadores trocam de lado.

TIEBREAK – Quando existe uma igualdade de jogos 6a6 ou 9a9, realizase um tiebreak. No tiebreak, vence o jogador que primeiro chegar a 7 com diferença de 2 ou a outro número com a mesma diferença. Os jogadores mudam de lado sempre que fizerem 4 pontos. SERVIÇO – É efetuado atrás da linha de fundo. No jogo em dupla mista o jogador masculino é obrigado a servir por baixo. Existe apenas um serviço e a bola deve ser atingida antes de tocar o solo. FALTA NO SERVIÇO – É considerado falta no serviço se: a bola sair fora da área do campo, a bola atingir um objeto permanente, o jogador entrar no campo antes de bater na bola. 
 SERVIÇO TOCA NA REDE – Sempre que o serviço é tocado na rede a jogada tem que continuar. Não existe repetição. As regras apresentadas são básicas. Situações não referidas ou omissas, remetem-se para consulta de regras oficiais.


15


Torneios

Tríplice Coroa para o Corinthians “Timão” conquistou o título de campeão do Interclubes, do Supervisionados e do Troféu Paulistão Não é só no futebol que o Sport Club Corinthians Paulista tem motivos para comemorar. Após uma campanha irretocável no Tênis ao longo de 2012, o Corinthians encerrou o ano com uma tripla conquista: campeão do Interclubes, dos Supervisionados e do Troféu Paulistão, garantindo assim a “tríplice coroa” paulista. A conquista inédita foi muito comemorada em todos os departamentos do clube corintiano. “O planejamento começou há dois anos e meio quando iniciamos um trabalho com uma equipe de treinamento competitivo - CFT centro de formação de tenistas -coordenados pelos treinadores Ailton Claudino e Giovanne Ballarin com uma equipe de treinamento de aproximadamente 30 tenistas infanto-juvenis e profissionais. 16

Esta é a base de várias das nossas equipes. Outra importante cooperação foi o patrocínio de duas empresas de apaixonados empresários corintianos, a Triplice Cor e a CCI Química”, conta Mauro Rosa, coordenador do Tênis.

conquista. O Corinthians foi o único clube que não perdeu nenhum jogo por WO durante todo o ano. O torneio aberto do clube também é recordista em inscrições por cinco semestres consecutivos.

Rosa também destaca o crescimento do tênis feminino e das escolinhas. “Nosso tênis feminino teve um crescimento decisivo este ano, principalmente pela atuação do nosso coordenador Adriano Bruno. A escolinha de tênis tem cada vez mais um número maior de crianças. Mas a imensa maioria de nossos tenistas jogam pelo simples prazer de jogar tênis e pelo clube do coração. Sócios, militantes, professores e profissionais. São o bando de loukos do tênis.”

Mas os números não param por aí. Veja alguns dados interessantes do Corinthians no Interclubes:

Os números registram essa importante

- foram 99 categorias disputadas: 54 idade e 45 classe; - o Corinthians jogou 88 categorias com 95 equipes envolvidas; - participação de quase 200 tenistas; - foram 18 títulos, 16 vice, 25 semi, 26 quartas, 12 oitavas.


Confira os cinco primeiros colocados de cada competição: INTERCLUBES POSIÇÃO

SIGLA

NOME DO CLUBE

GERAL

1

CORIN

SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

551.20

2

ECP

ESPORTE CLUBE PINHEIROS

481.40

3

CAP

CLUB ATHLETICO PAULISTANO

349.20

4

CPM

CLUBE PAINEIRAS DO MORUMBY

277.20

5

SHC

SOCIEDADE HIPICA DE CAMPINAS

234.60

após campanha irretocável, corinthians é o grande campeão da FPT em 2012

SUPERVISIONADOS POSIÇÃO

SIGLA

NOME DO CLUBE

GERAL

1

CORIN

SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

808.62

2

CPM

CLUBE PAINEIRAS DO MORUMBY

465.44

3

ECP

ESPORTE CLUBE PINHEIROS

430.11

4

NCC

NIPPON COUNTRY CLUB

421.63

5

CAP

CLUB ATHLETICO PAULISTANO

400.31

POSIÇÃO

SIGLA

NOME DO CLUBE

SUPERVISIONADOS

INTERCLUBES

GERAL

1

CORIN

SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

808.62

551.20

1359.82

2

ECP

ESPORTE CLUBE PINHEIROS

430.11

481.40

911.51

3

CAP

CLUB ATHLETICO PAULISTANO

400.31

349.20

749.51

4

CPM

CLUBE PAINEIRAS DO MORUMBY

465.44

277.20

742.64

5

SHC

SOCIEDADE HIPICA DE CAMPINAS

304.61

234.60

539.21

TROFÉU PAULISTÃO

Corintianos em destaque nos torneios da FPT:

17


DAMAS

Damas caem na festa no encerramento da temporada 2012 Festa de confraternização e entrega de troféus aos destaques de 2012 foi realizada no São Paulo Atlético Clube Mais uma inequívoca demonstração de excelente qualidade de vida, proporcionada em grande parte pela convivência com nosso Tênis, foi o que pudemos constatar em mais uma Festa de Confraternização e entrega de troféus aos destaques da temporada 2012 do Departamento de Damas da Federação Paulista de Tênis, dirigido por Neddy Poltronieri. A festa foi realizada no último dia 8 de novembro, no São Paulo Atlético Clube (SPAC), e teve um caráter todo

especial com a presença do então presidente eleito Luiz Fernando Balieiro, que fez a entrega de prêmios e teve oportunidade de falar sobre seus projetos do Novo Tênis Paulista. O novo presidente foi muito aplaudido e logo entrou no clima descontraído e festivo de sempre “jovens senhoras de 40 até mais de 80 anos de idade em excelente forma”. O São Paulo Atlético Clube – Clube

Neddy Poltronieri está à frente das damas há mais de 30 anos dos Ingleses – que faz parte da história do Tênis Paulista e do Futebol Nacional, introduzido por Charles Miller, engenheiro ferroviário que trouxe bolas, raquetes e bolinhas, foi novamente um excelente anfitrião, com abertura de seus salões, bufê de ótima qualidade e atenções de José Roberto Araújo. O Masters 2012, disputado no Clube Esperia em 17 de outubro passado, contou com participação de 31 tenistas.

QUADRO DE HONRA

GRUPO A Campeã – Marcia Suehiro Vice – Luiza Lazoti

GRUPO B Campeã – Mariza de Almeida Vice – Maria Ishikawa

GRUPO C Campeã – Selma Siviero Vice – Marcia Gomes

GRUPO D Luiz Fernando Balieiro, Neddy Poltronieri e Luiz Antonio Mendes

18

Campeã – Maria de Lourdes Akel Vice – Syrleia Brito


TENNIS TEAM BY MICHEL BANDEIRA

CEL.: 55 11.99573.0677 mychelbandeira@hotmail.com

Encordoamento DELIVERY:

11.4329.2220 - Nextel: ID: 968*18544 - 11.7848.5695 Rua Jo達o Ramalho, 1251 A - Perdizes - S達o Paulo -SP - 05008-002


CLUBE

Paulistano, Com 112 anos de história, o Club Athletico Paulistano é um dos clubes mais tradicionais do País. Não perde, no entanto, seu contato com a modernidade para oferecer as melhores opções nas áreas esportiva, cultural, social e gastronômica para seus quase 25 mil sócios. O sócio do CAP pode escolher cursos de 30 modalidades esportivas, por exemplo. O clube disponibiliza 14 quadras de tênis, dois ginásios cobertos, uma piscina olímpica, duas semiolímpicas e uma social, um campo de futebol, um campo de futebol society e uma quadra poliesportiva, além de uma quadra de ringtennis e um frontão para a prática da pelota basca, espaços únicos no País. O tênis sempre foi um dos esportes mais populares no Paulistano. Há cursos para todas as idades e níveis. A partir dos três anos, o sócio pode começar a ter as primeiras noções do esporte. Hoje, as turmas do competitivo estão repletas de adolescentes que se desenvolvem para as disputas dos torneios. A categoria de base do Paulistano está entre as mais premiadas da atualidade. A paixão dos sócios pelo tênis é responsável pela prática constante e pelo surgimento e manutenção de tenistas de qualidade. O resultado pode ser conferido nas edições do Interclubes, por exemplo, do qual o CAP foi campeão do ranking em 2000 e pentacampeão de 2007 a 2011 graças a atletas que se esforçam e têm orgulho em vestir a camisa vermelha e branca. 20

do tradicional à modernidade

História

Futebol

O Paulistano surgiu em 30 de novembro de 1900, fundado no salão da Rotisserie Sportsman. Foi criado por paulistanos que queriam um clube que incentivasse a prática de esportes e que pudesse ser frequentado por suas famílias. Na virada para o século XX, as agremiações da cidade eram redutos quase que exclusivos de imigrantes e seus filhos.

No futebol, o Paulistano foi dono do maior time paulista e um dos melhores da América do Sul nas primeiras três décadas do século XX. O CAP foi campeão estadual 11 vezes e é, até hoje, o único tetracampeão paulista consecutivo. Liderada pelo craque Arthur Friedenreich, a equipe fez a primeira excursão de um clube brasileiro à Europa. Após dez jogos disputados, voltaram com nove vitórias, 30 gols, oito sofridos e um apelido, criado pela imprensa francesa: os reis do futebol. Quando os atletas do Paulistano chegaram ao Brasil, foram aclamados como verdadeiros campeões mundiais.

Sua primeira sede foi no Velódromo que existia na Consolação. Em 1915, porém, o espaço foi demolido para a construção da rua Nestor Pestana. Sem sede, o Paulistano quase acabou por falta de sócios. Um grupo de apenas 30 permaneceu, entretanto, e se encontraram no então recém-inaugurado bairro do Jardim América. A nova sede do Paulistano foi inaugurada em 29 de dezembro de 1917. Na ocasião, muitas personalidades compareceram, como o então prefeito e futuro presidente Washington Luís, o presidente do Estado, Altino Arantes, que enalteceu os esforços da Diretoria em discurso, e o poeta Olavo Bilac, responsável por hastear a bandeira do Clube. Desde então, o CAP não parou de se desenvolver, com sucessivos melhoramentos que vão até os dias atuais. Destaque, por exemplo, pelo pioneirismo na construção da primeira piscina brasileira de excelência para a prática da natação, inaugurada em 1926, e ao Ginásio Antônio Prado Júnior, projeto premiado de Paulo Mendes da Rocha.

Por não concordar com o profissionalismo que ganhava espaço no futebol, a Diretoria decidiu dissolver o time em 1929.


21


set

O que esperar do tênis em 2013

Será meu último ano como juvenil e um dos meus principais objetivos será buscar o primeiro ponto na ATP. Espero que a FPT continue propiciando a oportunidade de poder participar dos torneios Challenger, onde em 2012 joguei contra Rogério Dutra Silva, Guido Andreozzi e Alex Bogomolov Jr. Foi uma experiência inesquecível e uma oportunidade única.

Enrique Bogo

“Que o tênis em 2013 cresça em todos os aspectos: número de participantes, torneios, incentivos... Isso seria importante para mim tanto como professora como jogadora, já que o tênis é minha profissão e minha paixão. Que venha 2013. Abraços tenísticos!” Sumara Passos

Marcelle Cirino

22

O tênis é um esporte onde se faz muitas amizades em todos os cantos do estado, do país e do mundo, além de ser uma terapia para muitos, inclusive, para mim. Para 2013, espero que a FPT e a CBT trabalhem juntas para o desenvolvimento do esporte. Espero continuar jogando como nos últimos anos, almejando melhorar e ficar entre os melhores do ano. Estou muito feliz em ter saúde e disposição para treinar e participar de torneios.

“Espero que seja um ano cheio de aprendizagem, grandes jogos e muitas vitórias e troféus. Também espero que o tênis feminino evolua, ganhando ainda mais praticantes e continue recebendo o devido apoio e reconhecimento não só no Estado de São Paulo como em todo Brasil. Mas, o mais importante é continuar fazendo o que eu mais amo, jogar tênis...”

Helio Zanoni


MÊtodo de treinamento individualizado Focado em resultados Faça uma aula experimental e conheça! E-mail: lesobral@hotmail.com Te l . : 1 1 8 2 2 9 . 9 9 0 3

23


SAúde

A educação como prevenção Por Dr. Gilbert Bang

O avanço da medicina com o auxílio tecnológico é imenso. Tornam-se cada vez mais comuns temas como cirurgia robótica, transplante de cartilagem, estudos genéticos para diagnóstico e tratamento dentre outros assuntos que despertam esperança em relação a cura que nos tornam míopes para assuntos mais simples e básicos. Opostamente à cura, no outro extremo da linha da história natural de doença (ou lesão) está a prevenção de lesões e doenças. No Tênis, apesar deste assunto ter sido mais divulgado nos últimos dois anos, ela é estudada há mais de uma década. Felizmente, cada vez mais encontramos jogadores fazendo algum trabalho preventivo. Apesar dos avanços em todas estas áreas, a prevalência de lesões parece continuar estável, ou seja, o número de tenistas lesionados é o mesmo a cada ano. Um dos pontos críticos é a educação tantos dos tenistas quantos dos profissionais que atuam no esporte. Entrar em quadra e ficar golpeando por horas sem o mínimo conhecimento da estrutura e do funcionamento de seu corpo é uma atitude que favorece a ocorrência de lesões. Isto serve para todos os tenistas, do “tennis 10s” ao “tennis xpress”, passando pelos infanto-juvenis e profissionais. Os treinadores e demais integrantes de uma comissão técnica e médica não devem apenas mandar o tenista fazer isso ou aquilo. Primeiramente, devem ter pleno conhecimento do que estão passando aos seus tenistas e ensiná-los na prática e na teoria. Por que fazer o aquecimento, exercícios com elástico, alongar, comer antes e depois dos treinos? Por que descansar? Por que fazer de uma forma e não de outra? Por que o tratamento é demorado? Por que usar esta técnica e não outra? 24

Ter o tenista como aliado no planejamento é básico. Questionar é necessário para o desenvolvimento de todos. Integrar ações é fundamental para alcançar os objetivos traçados. A partir do momento em que o tenista compreende o que está fazendo, sua motivação será maior e o tornará um sujeito proativo. Como diz um professor, “apesar dos avanços tecnológicos e científicos, o ser humano ainda leva nove meses para nascer”. Ou seja, é preciso respeitar a natureza do corpo humano e para que isso seja feito de forma efetiva é preciso conhecer sua estrutura e funcionamento. Não fique na zona de conforto. Estude sempre, aplique e compartilhe seus conhecimentos! A educação é o primeiro passo para uma prevenção eficiente!

Dr. Gilbert Bang é médico da Confederação Brasileira de Tênis


25


Eventos

FPT presente nos grandes torneios de São Paulo

Entidade apoiou o ATP Challenger Tour Finals e o Federer Tour O final de 2012 foi, literalmente, um presente para os aficionados pelo tênis. O Rio de Janeiro, por exemplo, assistiu de perto ao tenista número 1 do mundo, Novak Djokovic. Já São Paulo foi além. Foram duas semanas de muito tênis no Ginásio do Ibirapuera. Primeiro, com o ATP Challenger Tour Finals, torneio que encerrou a temporada da série Challenger da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais). Depois, com o Gillette Federer Tour, um megaevento que trouxe pela primeira vez ao Brasil uma constelação do tênis mundial encabeçada por nada menos que Roger Federer, o maior tenista de todos os tempos.

A Federação Paulista de Tênis foi apoiadora dos dois eventos e pode assim prestigiar seus filiados com convites para assistir aos dois torneios. “A FPT não poderia ficar de fora dos dois grandes eventos tenísticos da cidade de São Paulo no final do ano. E conseguimos presentear nossos filiados com ingressos. O mesmo pretendemos fazer durante o Aberto de São Paulo e o Brasil Open 2013”, destacou o presidente Luiz Fernando Balieiro. O argentino Guido Pella, de 22 anos, conquistou o título da segunda edição do ATP Challenger Tour Finals ao derrotar o romeno Adrian Ungur por 2 sets a 1, parciais de 6/3 6/7(4) 7/6(4), numa partida equilibrada que

arrancou aplausos do público presente no Ginásio do Ibirapuera. Já o Gillette Federer Tour reuniu, além de Federer, o anfitrião da grande festa do tênis, o alemão Tommy Haas, o francês Jo-Wilfried Tsonga, o espanhol Tommy Robredo, os norte-americanos Bob e Mike Bryan, a bielorrussa Victoria Azarenka, a russa Maria Sharapova, a norte-americana Serena Williams, a dinamarquesa Caroline Wozniacki, além dos brasileiros Thomaz Bellucci, Marcelo Melo e Bruno Soares. Foram quatro dias do mais alto nível de tênis. Federer, principalmente, esbanjou simpatia dentro e fora da quadra, provando para nós brasileiros porque ele está entre os melhores.

Recepcionistas no balcão da FPT

Federer, Tsonga, Bellucci, Tommy Robredo, irmãos Bryan, Melo, Sharapova, Wozniacki e Azarenka

26

Bellucci e Federer


Anuncio_200x130mm.ai

1

12/12/12

13:24


INFORME PUBLICITÁRIO

28


INFORME PUBLICITÁRIO

29


DEPTO técnico

Principais novidades para

2013

A nova diretoria da Federação Paulista de Tênis promoveu algumas alterações no Regulamento de Torneios Abertos. Confira:

1 Foram incluídas as categorias de Estreantes para tenistas até 14 anos com cadastro efetuado a partir de janeiro de 2013: • Infantil - 9 a 10 anos (Masculino, Masculino E, Feminino e Feminino E); • Infantil - 11 anos (Masculino B e E); • Infantil - 11 e12 anos (Masculino A,B e E , Feminino e Feminino E); • Juvenil - 13 e 14 anos (Masculino A, B ,C e E ), Feminino e Feminino E; 2 A categoria de adultos volta a ser 19/34: • Adultos - 19 a 34 anos (Masculino A, B e C) e Feminino; 3 As classes foram divididas em três faixas etárias: de 15 a 34 anos, de 35 a 49 anos e acima de 50 anos: • 1ª Classe de 15 a 34 anos Masculina e Feminina; • 1ª Classe de 35 a 49 anos Masculina e Feminina; • 1ª Classe acima de 50 anos Masculina e Feminina • 2ª Classe de 15 a 34 anos Masculina e Feminina; • 2ª Classe de 35 a 49 anos Masculina e Feminina; • 2ª Classe acima de 50 anos Masculina e Feminina • 3ª Classe de 15 a 34 anos Masculina e Feminina; • 3ª Classe de 35 a 49 anos Masculina e Feminina; • 3ª Classe acima de 50 anos Masculina e Feminina; 30

• 4ª Classe de 15 a 34 anos Masculina e Feminina; • 4ª Classe de 35 a 49 anos Masculina e Feminina; • 4ª Classe acima de 50 anos Masculina e Feminina • 5ª Classe de 15 a 34 anos Masculina; • 5ª Classe de 35 a 49 anos Masculina; • 5ª Classe acima de 50 anos Masculina; • Principiantes de 15 até 34 anos Masculino e Feminino; • Principiantes de 35 a 49 anos Masculino e Feminino; • Principiantes acima de 50 anos Masculino e Feminino 4 Os tenistas da categoria 9/10 anos deverão participar somente da sua categoria.

categorias 1ª classe com premiação de R$ 4.000,00 e acima; GRUPO I: Campeonato Paulista Interclubes, Torneios das categorias 1ª Classe com premiação de R$ 2.500,00 a R$ 3.999,00, Circuito FPT, Circuitos Paulistas Infanto-Juvenis (janeiro e julho); GRUPO II: Torneios supervisionados,; torneios das categorias 1ª classe sem premiação; Torneios Nacionais Infantojuvenis e seniores realizados no Estado de São Paulo; GRUPO III: Torneios das ligas regionais, Inter Equipes, torneios internos de clubes e academias.

5 Não será permitida a participação em provas de CLASSES dos tenistas das categorias até 14 anos.

9 A promoção e rebaixamento de classes serão anuais. A média mínima para promoção será de 6,50 sem bônus e 15 jogos pontuados.

6 As categorias Seniores (masculino e feminino) poderão jogar categoria 19/34 anos A, B ou C, de acordo com sua classe.

10 Será realizado um Campeonato Estadual – Grupo A. Idades no primeiro semestre e classes no segundo.

7 O valor máximo da taxa de inscrição será de R$ 72,00.

11 Inclusão no calendário do CIRCUITO FPT- Circuito com 3 etapas válido pelo Grupo I.

8 Os torneios foram divididos em 4 Grupos como segue: GRUPO A: Masters, Campeonato Estadual ,Copa São Paulo InfantoJuvenil (nacional), torneios das

12 Torneios das categorias 1M1 e 1F1 poderão ser realizados sem premiação. 13 A FPT não receberá inscrições em sua sede nem por depósito bancário.


AFC ArtDesign - www.afcartdesign.com

Produtos e Infraestrutura

Fones:

www.bsacademia.com

Cel: 31


deixadinhas

Por Luiz Noriega REFERÊNCIA ENTRE OS MELHORES

e mais bem pagos futebolistas do mundo e figurando em destaque como tenista de bons predicados, Deco, atual Fluminense, ex-Seleção de Portugal, Barcelona, Chelsea, jamais esqueceu do Primavera e da cidade de Indaiatuba, sempre participando de ações sociais, culturais e de investimentos. Ele acaba de fundar, com parceiros locais, um dos melhores e mais sofisticados estabelecimentos de ensino do Brasil, abrindo chances de estudo qualificado para jovens de toda a região. Recentemente esteve participando de evento com a presença de José Roberto Guimarães (foto), do jornalista Maurício Noriega e da coordenadora Renata Noriega, com repercussão em toda mídia. Zé Roberto é bom tenista também e frequenta a Academia João Soares de Campinas, onde mora.

COORDENADOR TÉCNICO da academia

Slice Tennis, prof. dr. Ludgero Braga Neto, esteve em Miami treinando um tenista peruano. O convite foi o reconhecimento de sua especialização na área de Biomecânica, onde durante oito anos cursou Mestrado e Doutorado pela renomada Universidade de São Paulo (USP).

ÍCONE DO TÊNIS nacional e mundial, o tricampeão de Roland Garros, mesmo fora das quadras como tenista profissional, continua dando sua contribuição ao esporte que lhe projetou através da Semana Guga Kuerten, que reuniu cerca de 900 tenistas de 18 países. Entre os campeões, os paulistas Marcelo Zormann, Sophia Chow, Felipe Alves, Thaísa Pedretti e Diego Padilha. Na foto, Rafael Westrupp (à esq.), presidente da Federação Catarinense de Tênis, Guga e Luiz Fernando Balieiro, presidente da FPT.

32

Tenista 1a classe na Federação Paulista de Tênis, Ludgero desenvolveu o trabalho denominado “Análise Biomecânica em Vídeo”, onde após filmagens em vários ângulos, realiza uma minuciosa avaliação técnica nas várias fases do saque, forehand e backhand, criando um “laudo técnico”, com os principais aspectos a serem desenvolvidos posteriormente em quadra. Este trabalho já foi desenvolvido com mais de 250 tenistas, entre profissionais (Thomaz Bellucci, Ricardo Hocevar, Jenifer Widjaja) e infanto-juvenis Top 10 no Ranking Brasileiro (Lucas Koelle, Julia Gomide, Thaisa Pedretti, Ruth Borges de Souza, Vitor Lima, Vitor Manzini, Giovana Tomita, Marina Lebrão, Isabella Iannacce, Laura Cardone, entre outros).

TORNEIO CLINICA RÍMOLI, realizado anualmente no filiado

Thermas dos Laranjais, em Olímpia, 440 km da Capital, coordenado pelo médico e tenista Luiz Fernando Rímoli e professor Divino Camilo, com o apoio da Fazenda da Nata completaria este ano sua 15a. edição, com média superior a 200 participantes de uma vasta região do estado. Os organizadores resolveram fazer uma pausa para algumas alterações, com a finalidade de atender menores carentes, com clínicas, vagas escolares e, eventualmente, aprendizado da modalidade e consequente chance de participar de torneios no país e exterior. Uma bela iniciativa da cidade que se transformou num dos maiores pontos de turismo do Brasil com suas águas quentes naturais e outras opções que atraem milhares de visitantes todos os anos.


Automóvel • Empresa • Residência Vida • Previdência Atuando no ramo de seguros desde 1.960

Tel.: (11) 2037-1300 www.matuura.com.br


TENISTA DE 1a. CLASSE, Althea

Abiko, do Nippon Country Club, é um das grandes representantes da colônia nipo-brasileira. Ela fez bonito no XXVII Torneio Seniors Internacional de Porto Alegre, ai conquistar o título de duplas ao lado de Suzana Crowder e o vicecampeonato de simples.

JÁ ESTÁ VIRANDO

tradição a realização de Torneio Imprensa de Tênis, uma parceria da ACEESP (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) e a Koch Tavares. O último deles aconteceu durante o Gillette Federer Tour e contou com a participação de 80 profissionais de imprensa, de 50 veículos diferentes, no Ginásio do Ibirapuera. Divididos em trincas, os jornalistas, fotógrafos, cinegrafistas e radialistas, disputaram jogos eliminatórios e de repescagem de um set sem vantagem. A repescagem classificava para a disputa

da categoria B do torneio. Após mais de três horas de disputa, a equipe formada por Fábio Blanco (Just TV), Pedro Vítor (Esporte Interativo) e Nelson Nunes (DGW Comunicação) venceram Leandro Mizumoto (Terra), Murilo Borges (Bradesco Esportes FM) e Thais Baffini (Band), por 7/6(2), e levaram a categoria A do Torneio Imprensa.

Na foto, um registro do também tenista Júlio Matuura com Althea Abiko.

Já o trio, formado por Nelson Blanco, (Just TV), Lucas Wilches e Wander Roberto (Inovafoto), venceu Gustavo Loio (O Globo), Isabela Arruda e Rafael Alabi, por 6/4, e faturou a categoria B do Torneio Imprensa.

A ACESC

(Associação de Clubes Esportivos e Sócios Culturais de São Paulo) promoveu jantar de encerramento e premiação do XV Torneio de Tênis Adulto, na Associação Brasileira “A Hebraica” de São Paulo. A FPT esteve presente em mais esse evento esportivo, representado por Luiz Fernando Balieiro, nosso presidente, que também premiou alguns dos campeões do tradicional torneio.

34

EM MAIS UMA INICIATIVA inédita em São

Paulo, a Koch Tavares promoveu, com apoio da FPT, a primeira edição do Caça Talentos, que reuniu na capital paulista 80 tenistas entre 12 e 16 anos. Durante todo o dia, os garotos passaram por avaliação física e tática, sendo acompanhados de perto por Eduardo Faria, preparador físico da equipe brasileira da Copa Davis; João Zwetsch, capitão da Copa Davis; Thomaz Bellucci, tenista número 1 do Brasil; Roberto

Marcher, diretor técnico da Koch Tavares; e o técnico Aldo Brandão e equipe. Quatro garotos foram selecionados: Ricardo Oliveira, Eduardo Corrêa, Felipe Castello Branco e Ishwara Pola. Como prêmio, eles receberam assessoria esportiva e bolsa de treinamento por 6 meses, kit de treinamento (2 raquetes, raqueteira e mochila), certificado de aprovação e 2 ingressos para assistir ao Gillette Federer Tour. Aguardem, a Koch Tavares promete mais edições do Caça Talentos!


35



Revista Tenis Paulista