Page 1

JOテグ PIMENTA


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ DESIGN DE MODA CURITBA - 2014

ALUNAS: DESIGN DO VESTUÁRIO MELISSA SANGALI

PROFESSORES: GABRIELA GARCEZ DUARTE HELCIO FABRI

STHEFANY CONRADO TATIANE MIDORI THO


INTRODUÇÃO

A DISCIPLINA DE DESIGN DE VESTUÁRIO TROUXE A PROPOSTA DA CRIAÇÃO E PLANEJAMENTO DE UMA COLEÇÃO DE VESTUÁRIO, UTILIZANDO OS PÚBLICOS ALVO COM REFERÊNCIA DO LIVRO CONSUMO AUTORAL DE FRANCESCO MORACE. A MARCA SELECIONADA PARA O GRUPO FOI JOÃO PIMENTA. ESTA, CONSOLIDADA NO MERCADO DA MODA TRAZENDO TENDÊNCIAS PARA O PÚBLICO MASCULINO, TEVE COMO DESAFIO O USO DE SEU CONCEITO PARA A CRIAÇÃO DE PEÇAS PARA O PÚBLICO SENSE GIRL. PARA A REALIZAÇÃO E RESULTADOS DO PROJETO, FOI NECESSÁRIO SEGUIR DIVERSAS ETAPAS, COMO PESQUISA DO PÚBLICO, USO DE TENDÊNCIAS VERÃO 2015, GERAÇÃO DE ALTERNATIVAS, PESQUISA DE MATERIAIS E CORES E TÉCNICAS DE MOULAGE PARA AUXILIAR NA CONFECÇÃO.


JOÃO PIMENTA Desde 2003, a marca João Pimenta tem o intuito de alertar os homens de seu poder, liberdade e necessidade de inovar. Seu trabalho é conhecido por ter um traço autoral forte A princípio o estilista trouxe em suas peças um trabalho mais conceitual, aliando elementos comumente usados por mulheres, como saias e túnicas em suas criações masculinas, mas atualmente esta se remetendo a estilos usáveis, ou seja, comerciais, conseguindo se diferenciar ainda, pelo ar moderno, ousado, trazendo uma linguagem de homem com uma personalidade diferenciada e elementos da alfaiataria. A sua coleção de verão 2014 apresentada no mês de março deste ano marcou o início da renovação do seu estilo, agora focado em roupas mais casuais e contemporâneas e deixando de lado a teatralidade de suas coleções anteriores. Uma característica que permanece é a oportunidade que seu público jovem tem de se expressar de modo individual a preços acessíveis. Outro diferencial da marca e que a torna marcante, é a preocupação de João Pimenta com a qualidade e inovação dos tecidos, desde o inicio ele propôs a fazer experimentações, como nas tramas de pontos grossos feitas com tear. E principalmente nos conjuntos de peças feitas com seda rústica e ocre, superconfortáveis para o Brasil temperado. Pelo interesse no único, fechou suas lojas e hoje, trabalha apenas em seu atelier, fazendo peças sob medidas, com a intenção de atender a todos os perfis de homens. Ele visa o conforto em suas roupas. A vontade é de envolver as pessoas na história e de desenvolver uma linguagem de

moda. Acho muito frio ter uma coleção só

pelas roupas. Todos os meus temas sempre têm algum questionamento. Embora eu esteja dentro da moda, eu particularmente discordo com o elitismo dela, da lógica de quanto mais caro melhor. Quero mostrar um outro lado. Por exemplo: quando olho para a Folia de Reis, tema de uma das minhas coleções, é porque tenho um interesse nessa festa que é considerada popular. Gosto de trabalhar com temas populares para desmistificar o elitismo que a moda tenta criar. Quero falar do menino que veste a toalha de mesa e vira rei. Se você quer falar de moda brasileira, tem que olhar para dentro e não pra fora. Acho que há muitos estilistas querendo ser gringos. Eu venho de uma família pobre, da roça. Então não tem porquê eu querer vir agora tentar passar uma imagem oposta.


PÚBLICO

O público alvo definido através de sorteio para este trabalho foi sense girl. transmitir isto como uma forma de vida. São mulheres na faixa etária de aproximadamente 30 anos, independentes, que trabalham e se envolvem na área artística, como pintura, cinema, desenho ou fotografia. Possuem automóvel próprio, onde gostam de passear em cafeterias, antiquários e viajar. São a favor da relação amigável entre natureza e tecnologia, aliando técnicas de reciclagem e reutilização em decorações. Gostam de se cuidar, podendo gastar com diversos cremes, maquiagens, entre outros e se interam com frequência nas tendências de moda através de desfiles, revistas, blogs e redes sociais. Um ponto marcante deste público é sua forma de expressão para o mundo. Elas se vestem com o que sentem e querem

“Refinadas, sensíveis e exóticas”


TENDÊNCIAS VERÃO 2015

Através dos desfiles do Hemisfério Norte apresentando as tendências do verão 2014-2015, percebemos a presença do uso de transparências, tecidos vazados em formatos geométricos ou florais, cores fortes, como o azul, vermelho, laranja e o verde, peças fluídas com tecidos leves e estampas florais.

Para a criação da coleção da marca João Pimenta, foi utilizados estampas florais, formas geométricas, fluidez em looks hippies e transparência.


SIMILARES

Escolhemos as marcas J. W. Anderson, John Galliano, Alexander McQueen, Dries Van Notten e Yohji Yamamoto, pois se familiarizam com o estilo que a marca João Pimenta atua no mercado. Estas, são caracterizadas por seus desfiles conceituais, trazendo conceitos diferentes para o homem moderno, seja através de cortes inusitados, cores fora dos padrões e também pela utilização, de algumas delas no campo da alfaiataria. Percebemos que as marcas voltadas ao público masculino, tem a preocupação de mostrar e vender outros interpretações do novo homem, que gosta de usar estampas, como florais, geométricas, azulejadas e étnicas e que se preocupa em estar moderno, elegante, até mesmo

em situações utilizando cortes do vestuário feminino. As cores também complementam essa interpretação, fugindo do clássico, preto com branco ou cinza, podendo ousar com tons vibrantes e quentes nos ternos e roupas clássicas. Outra característica é o uso de acessórios como cachecóis, golas, chapéus, lenços e bolsas. Através desses estudos com base em desfiles e história das marcas, entendemos que a moda masculina hoje, está muita ampla, fugindo do comum e do padrão. Pouco a pouco, o público masculino entende que suas vestimentas também demonstram sua maneira de pensar e agir, fixando a inovação e mudança, seja no estilo, cores ou tecidos.


MIX DE COLEÇÃO Para elaborar o mix de coleção levamos em conta o público alvo sense girl, o conceito da marca João Pimenta e o tema Tropicalismo, mesclando várias peças para possibilitar o uso em diversas situações. Focando em peças fluídas, com estilos militares e masculinos, em alguns colocando cintura marcada, transparências ou estampas florais para mostrar o lado feminino.


O tema escolhido como inspiração para a coleção da marca João Pimenta foi o Tropicalismo. O Tropicalismo foi um movimento da música popular entre os anos de 1967 e 1968. Entre seus participantes estavam Caetano Veloso e Gilberto Gil, além de participantes como Gal Costa, Tom Zé, Nara Leão, entre outros. As músicas passaram a ter posições tradicionais e nacionalistas após o período da Bossa Nova. Introduzindo a MPB, elementos do rock e psicodelia, mas ao mesmo tempo havia uma mistura com a vanguarda erudita. Neste período o Brasil enfrentava conflitos por influências da Guerra Fria. O presidente João Goulart, propõe diversas reformas para atenuar o problema de desigualdade social e pressões políticas de esquerda. Com o Golpe Militar em 31 de março, o presidente Jango é deposto. Castelo Branco se torna o primeiro general-presidente, ditando uma série de reformas para o país.


EXPERIMENTAÇÕES COM MOULAGE Os elementos estilísticos que foram usados foram os drapeados, caracterizados por camadas de bolsos em formatos militares, a faixa do decote, estudando técnicas de blazers e camisas sociais e detalhes vistos nos ombros em roupas militares.


GERAÇÃO DE ALTERNATIVAS

Dentre as alternativas, utilizamos para a criação da coleção o caimento das roupas, mesclando as com cortes retos e fluídos, caracterizando a passagem do militarismo para a questão hippie. Símbolos militares, como: suspensórios, recortes de bolsos nas jaquetas e nas laterais das calças, além de detalhes presentes na alfaiataria como por exemplo, a maioria dos fechamentos das peças. Elementos das tendências do verão 2015, são os fluídos e transparência.


COLEÇÃO JOÃO PIMENTA


CARTELA DE CORES

PRETO PANTONE P1001

BRANCO PANTONE BC1013

VERMELHO PANTONE V1003

VERDE OLIVA PANTONE VM1005

VERDE PANTONE 438C

ROSA PANTONE 219C

MARROM TERRA PANTONE 174C

LARANJA PANTONE LJ1021

AMARELO OCRE PANTONE PMS1235

AMARELO FLUOR PANTONEAMF1039

AZUL ROYAL PANTONE R1004

CINZA PANTONE CZP1026

CREME PANTONE 120U


CARTELA DE MATERIAIS OS MATERIAIS UTILIZADOS PARA A CONFECÇÃO DAS PEÇAS DA COLEÇÃO FORAM:

TECIDOS:

AVIAMENTOS:

- BRIM - CAMBERRA - MUSSELINE - BRIM ACETINADO - TULE COM ELASTANO - PIQUET - COURO SINTÉTICO - VISCOSE

- LINHAS - BOTÕES DE PLÁSTICOS - ZÍPER INVISÍVEL.

CARTELA EM ANEXO


LOOKS CONFECCIONADOS LOOK 1 - MILITAR

O look militar dá início a proposta do tema Tropicalismo, causando primeiramente na coleção uma sensação de frieza pela ditadura militar. Utilizando em suas peças tecidos rígidos de alfaiataria como o Brim e em seus detalhes, o uso do couro. Seus detalhes marcantes desse período, são os recortes nas laterais da calça e ombros, fechamentos e detalhes na barra da peça inferior.


LOOK 2 - PASSAGEM DO MILITAR PARA O HIPPIE

O segundo look apresenta uma proposta mesclando as duas passagens do Tropicalismo, a saída do militarismo para o Universo hippie. Os detalhes do militarismo esta presente na parte superior da peça, o blazer, contendo recortes de bolso formando camadas, o corte reto e modelo de alfaiataria e sua cor com o verde militar contraposto com o azul royal. A quebra da rigidez se dá pelo short, na cor amarelo flúor com detalhes em marrom terra. Primeiramente, foi necessário a colocação de cada camada de bolso para depois fazer o fechamento do ombros, colocação da gola e união das laterais. No short foi necessário fechar as fendas, colocação do gancho, cós e fechamento nas laterais. Ambas as peças foi acabadas com overloque.


LOOK 3 - HIPPIE

O look Hippie traz uma sensação de leveza, contraste de cores e fluidez. Este, já mostra o final da trajetória do tema, em que as peças se caracterizam pelo conforto, vibração e movimento do corpo, através do caimento dos tecidos mais leves e frescos.


FICHA TÉCNICA


FICHA DE CUSTO


EDITORIAL DE MODA LOOK MILITAR


LOOK TRANSIÇÃO MILITAR - HIPPIE


LOOK HIPPIE


CONSIDERAÇÕES FINAIS EM UM PROJETO DE MODA, OS PROCESSOS QUE O ENVOLVE NÃO SÃO SIMPLES, É NECESSÁRIO PLANEJAMENTO E DEDICAÇÃO TANTO NAS ETAPAS DE PESQUISA, QUANTO DE EXECUÇÃO. COM ESTE PROJETO, ENVOLVENDO A MARCA JOÃO PIMENTA QUE VISAVA RELACIONÁ-LO COM UM PÚBLICO DISTINTO DO QUE TRABALHA, PERCEBEMOS A IMPORTÂNCIA DAS PESQUISAS, ETAPAS E PROCESSOS PARA QUE ESTE FINALIZASSE COM ÊXITO E SEGUINDO O BRIEFING PROPOSTO.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS LIVROS: MORACE, Francesco. Consumo autoral: as gerações como empresas criativas. 2. ed., rev. e ampl. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2012. 147 p. SITES: FASHION FORWARD. Desfile João Pimenta. Disponível em: < http://ffw. com.br/desfiles/sao-paulo/verao-2015-rtw/joao-pimenta/839336/review>. Acesso em: 20 fev. 2014. TROPICÁLIA. Movimento. Disponível em: < http://tropicalia.com.br/identifisignificados/movimento>. Acesso em: 26 fev. 2014. NAPSE. Conheça seu público: Sense Girl. Disponível em < http://www.napse.com.br/site/TocInt.aspx?XD=29>. Acesso em: 20 fev. 2014

Coleção João Pimenta - Sense Girls  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you