Page 1

Jøtul C 21 / C 22

Manual Version P01

Jøtul C 21/C 22

PT

- Instruções gerais de utilização e manutenção - Figuras

These instructions must be kept for future references.

2 9


PORTUGUÊS 1.0

Relação com as autoridades .........................2

1.0 Relação com as autoridades

2.0

Informação técnica .......................................2

A instalação de uma lareira deve-se efectuar de acordo com a normativa legal de cada país.

3.0

Medidas de segurança ..................................3

4.0

Instalação ......................................................3

5.0

Uso .................................................................5

6.0

Manutenção ..................................................7

7.0

Serviço .......................................................... 8

8.0

Solução de problemas de funcionamento .. 8

9.0

Equipamento opcional ................................. 8

Figuras .................................................................. 10

A instalação do produto deve cumprir toda a normativa local em vigor, incluindo a que se aplica a nível nacional e europeu. As instruções de montagem, instalação e do utilizador fornecemse com o produto. Antes de utilizar o produto, a instalação deve ser aprovada por uma pessoa qualificada. A placa de características do produto está na protecção térmica debaixo do produto, e está fabricada com material resistente ao calor. Nesta placa aparece a informação sobre identificação e documentação do produto.

2.0 Informação técnica Material: Ferro fundido Acabamento: Pintura preta Combustível: Madeira Comprimento máximo dos troncos: 50 cm. Área de efeito: Máx. 9,0 kW Saída de fumos: Parte superior. Dimensão do tubo de fumos: Ø 150/175mm./177/214 cm.2 secção transversal Saída de ar quente: Ø150 mm. Peso aprox.: 115 kg. Suplementos opcionais: Adaptador especial para conduto de fumos, Cesto para carvão, Painel frontal Dimensões, distâncias: Ver a figura 1

Informação técnica conforme EN 13229 Capacidade térmica nominal: 6,5 kW Fluxo de resíduos de fumo 5,8 g./s. Tiragem recomendada de chaminé: 12 Pa Eficiência: 71%@7,3 kW Emissão de CO (13% O2): 0,19% Temperatura de gases: 3500 C Modo de operação: Intermitente

2


PORTUGUÊS

3.0 Medidas de segurança 3.1 Medidas de prevenção de incêndios Cada vez que utilizar a lareira pode existir certo perigo. Portanto, deve respeitar as instruções seguintes: • Comprove que os móveis e outros materiais inflamáveis não estão demasiado perto da lareira. • Deixe que o lume se consuma. Nunca o apague com água. • A lareira aquece quando está a ser utilizada e pode provocar queimaduras se se toca. • Retire só a cinza quando a lareira estiver fria. • A cinza deve ser eliminada adequadamente ao ar livre ou ser esvaziada num lugar que não represente um perigo de incêndio.

3.2 Fornecimento de ar Aviso: Assegure-se de que a divisão em que se vai instalar a lareira tem um sistema de ventilação apropriado desde o exterior. Um fornecimento de ar inadequado pode fazer com que o gás de combustão se espalhe pela divisão. Isto é muito perigoso! Alguns dos sintomas são cheiro a fumo, tonturas, náuseas e sensação de mal-estar. Comprove que não estão entupidos os respiradouros da divisão em que está instalada a lareira. Evite o uso de ventiladores mecânicos na divisão em que estiver a lareira. Isto poderia criar uma pressão negativa e aspirar gases venenosos para a divisão.

4.0 Instalação Os Jøtul C 21/C 22 são recuperadores desenhados para serem instalados em lareiras já instaladas. Os produtos também se podem adaptar a uma moldura de lareira nova. Os Jøtul C 21/ C 22 precisam de uma abertura frontal de 500x650x400mm. (altura x largura x profundidade). Os painéis frontais do Jøtul C 21/C 22 podem-se adquirir como equipamento opcional e cobrem aberturas até 555 x 810 mm.

Se forem instalados numa moldura nova.

4.1 Chão Suportes Assegure-se que o chão é suficientemente sólido para aguentar a lareira. Consulte «2.0 Informação técnica» para consultar os dados de pesos.

Protecção de chão de madeira O chão deve ter no mínimo 100 milímetros de concreto.

4.2 O muro Requisitos de isolamento 100 mm. de lã de rocha com laminado de 120 Kg./m3 num lateral de alumínio. Distância entre a lareira e o isolante do painel posterior: 0 mm.

Requisitos da alvenaria A alvenaria da lareira deve ser realizada com material incombustível. Tenha em conta que todo o painel posterior da alvenaria deve estar coberto com isolante. Se o carapuço leva tijolo até ao tecto e este último está feito com material combustível, é necessário colocar um painel extra no tecto em cima da câmara de calor e dos respiradouros do carapuço para evitar o aquecimento do tecto. Utilize, por exemplo: Lã de rocha com uma grossura de 100 mm. em cima de uma placa de aço com um mínimo de 0,9 mm. Assegure-se de ventilar a parte superior do carapuço da lareira; por exemplo, com uma abertura para o tecto ou uma abertura de aproximadamente 5 cm.2 (fig. 2A). Os materiais inflamáveis não devem ficar destapados dentro da área circundante. Nota: Recorde deixar espaço suficiente para tirar a fuligem e inspeccionar.

3


PORTUGUÊS 4.3 Fornecimento de ar Convém que circule ar entre o recuperador e o revestimento. A câmara de convecção à volta do recuperador garante uma circulação de ar à volta do recuperador, mas de forma limitada. Seria bom ter saídas de ar na divisão adicionais para melhorar a emissão de calor na divisão. A ligação de canais flexíveis directamente das saídas superiores de ar quente para as grelhas de ventilação do exaustor é uma medida de segurança para prevenir o aquecimento excessivo do revestimento. Estes canais devem ser de material não inflamável e não devem estar em contacto com nenhum material que o seja, pois podem chegar a estar extremamente quentes. A utilização de um lareira de lenha requer um fornecimento de ar fresco suficiente na divisão em que está instalada. Se a casa estiver muito isolada, a divisão necessitará de um fornecimento adicional de ar exterior através de grelhas ou condutos independentes que comuniquem com a lareira. Estes condutos devem ser de material não inflamável e o mais rectos/directos possível. Para prevenir a condensação em condutos que atravessam espaços aquecidos, recomendamos um isolamento de 30 mm. de lã mineral revestida com um isolante de humidade (fita de alumínio…). É importante selar com cuidado à volta do conduto ao passar por paredes ou chão. Também se recomenda utilizar isolante nas juntas.

4.4 O tecto Distância entre a abertura de ar quente da parte superior do exaustor e do tecto: Mín. 500 mm. em relação ao tecto de material combustível.

Não se deve transferir o peso da lareira para a chaminé. A lareira não deve afectar a capacidade de movimento da chaminé e não se deve sujeitar à mesma. Tiragem recomendada de chaminé, «2.0 Informação técnica». Se a tiragem for demasiado forte, pode instalar e utilizar um regulador de saída de fumos para controlá-la.

Se houver um incêndio na chaminé • • • • •

Feche todas as portinholas e respiradouros. Mantenha fechada a porta da lareira. Comprove se existe fumo no sótão ou na cave. Chame os bombeiros. Depois de haver um incêndio, um técnico deve comprovar a lareira antes de ser utilizada para se assegurar que funciona correctamente.

4.6 Preparação Verifique que o recuperador que vai encastrar não tem danos antes de começar a instalação. Nota: O produto pesa muito. Vai precisar de ajuda tanto para montá-lo como para colocá-lo na sua posição. O Jøtul C 21/C 22 fornece-se numa embalagem que inclui puxador solto, tabuleiro das cinzas e um saco com acessórios, assim como adaptadores para a saída de fumos e para a distribuição de ar quente da câmara de convecção (fig. 2 e 3). • Depois de desembalar o recuperador, retire a caixa com o seu conteúdo e se for possível também a placa deflectora e bicos para que o produto seja mais leve. Também se pode retirar a moldura frontal. Ver a secção: «7.0 Serviço».

Montagem da moldura frontal

4.5 Chaminé •

• •

• •

A lareira pode-se ligar a uma chaminé e a um tubo de fumos aprovadas para lareiras de combustível sólido com as temperaturas do gás de combustão indicada em «2.0 Informação técnica». A secção transversal da chaminé deve ser pelo menos igual à secção transversal do tubo de fumos. Consulte «2.0 Informação técnica» para calcular a secção transversal correcta da chaminé. Se a secção transversal da chaminé for adequada podemse ligar várias lareiras de combustível sólido à mesma chaminé. A ligação à chaminé deve ser realizada de acordo com as instruções de instalação do fornecedor da chaminé. Antes de fazer o orifício na chaminé, deve-se efectuar uma instalação de prova da lareira para marcar correctamente a posição da mesma e do orifício. Para ver as dimensões mínimas, consulte a figura 1. Comprove que o tubo de fumos está inclinado em todo o seu percurso para cima na chaminé. Utilize um cotovelo de tubo de fumos com uma portinhola para tirar a fuligem do tubo.

É bastante importante que as junções tenham certa flexibilidade para evitar que a instalação se mexa e se produzam gretas. Nota: Uma ligação correcta e hermética é muito importante para que o produto funcione correctamente.

4

• • •

Desparafuse as duas dobradiças da moldura (Ver a fig. 4). Coloque-as nas dobradiças da câmara de combustão e monte a moldura nas dobradiças. Depois monte os comandos metálicos e a molda da fechadura da porta (fig. 5 D).

Ajuste da moldura frontal Antes da instalação • •

Abra a portinhola de inspecção situada no lateral esquerdo do recuperador (fig. 8). Afrouxe os dois parafusos grandes, (8 mm.) (A), e ajuste com os três parafusos (6 mm.) (B) para colocar correctamente a moldura. Aperte de novo os parafusos.

Depois da instalação Para ajustar a moldura frontal, é preciso abri-la primeiro. Afrouxe os dois parafusos grandes (8 mm.) e ajuste com os três parafusos (6 mm.). Aperte de novo os parafusos.


PORTUGUÊS 4.7 Instalação Antes de realizar um orifício na chaminé, deve provar-se a montagem da lareira para marcar correctamente a posição da mesma e o orifício na chaminé. •

Ponha cimento à volta do rebordo da saída de fumos (fig. 4A). • Disponha o produto para uma montagem de prova. O produto pesa muito, por isso vai precisar de ajuda para levantá-lo e instalá-lo. • Comprove que a linha central da saída de fumos está alinhada com o conduto de fumos/adaptador do conduto de fumos pré-instalado. Verifique também que os painéis frontais estão alinhados com a parte frontal da armação. Se a ligação da saída de fumos e do conduto de fumos resulta difícil devido ao acesso limitado, a Jøtul tem um adaptador especial («9.0 Equipamento opcional»). Este adaptador pode-se utilizar para instalar antes o conduto de fumos dentro da chaminé, antes de inserir o recuperador. Depois de inserido, pode-se colocar o adaptador na posição correcta através da saída de fumos. • Deixe uma distância de 2-3 mm. até à armação para compensar a possível expansão pelo calor.

4.8 Controlo de funções (fig. 5) Comprove sempre as funções de conservação depois de montar o recuperador de encastre. Devem-se mexer com facilidade e funcionar correctamente. Tiragem superior (B) – Jacto de ar sob a grelha (C) Totalmente metida = fechada Puxada = totalmente aberta Puxador para a moldura frontal (A) Abra a moldura frontal puxando a maçaneta para fora. Puxador da porta (5D) Para abrir a porta, utilize o puxador solto para desmontar o puxador da porta.

5.0 Uso 5.1 Escolha do combustível Utilize sempre lenha de boa qualidade, pois dará resultados óptimos e não causará danos no produto.

5.2 Definição de lenha de boa qualidade da Jøtul Ao falar de lenha de boa qualidade referimo-nos a troncos de, por exemplo, bétula, faia e azinheira. A lenha de boa qualidade deve-se secar de modo que o conteúdo de água seja aproximadamente 20%. Para o mesmo, devemos cortar a madeira no final do Inverno ou no começo da Primavera, no mais tardar. Deve-se cortar e empilhar de maneira que o ar circule à sua volta. Deve-se tapar a lenha empilhada para evitar que absorva demasiada água da chuva. Os troncos devem-se guardar num lugar fechado para utilizá-los durante o Inverno. A quantidade de energia que se obtém de 1 kg. de madeira varia muito pouco, mas o peso específico dos diversos tipos de madeira sim varia consideravelmente. Por exemplo, um determinado volume de bétula proporcionará menos energia (kWh) que o mesmo volume de azinheira, que tem um peso específico mais alto. A quantidade de energia produzida por 1 Kg. de madeira de boa qualidade é aproximadamente 3,8 kWh. 1 kg. de lenha completamente seca (0% de humidade) produz cerca de 5 kWh, enquanto que a madeira com um nível de humidade de 60% produz somente cerca de 1,5 kWh/kg.. Consequências do uso de madeira húmida: • Acumula-se fuligem/alcatrão no vidro, na lareira e na chaminé. • A lareira proporcionará menos calor. • Há risco de incêndio na chaminé devido à acumulação de fuligem na lareira, no tubo de fumos e na chaminé. • O lume pode-se apagar. Preste especial atenção aos materiais que não deve usar para acender o lume: • Produtos de detrito domésticos, sacos de plástico, etc. • Madeira pintada ou impregnada (muito tóxica). • Madeira aglomerada ou contraplacada. • Restos de madeira. Os mesmos podem danificar o produto e contaminar a atmosfera. Nota: Nunca utilize líquidos combustíveis como gasolina, querosene, álcool forte ou afins para acender o lume, pois poderiam danificar o produto e provocar lesões a si.

5


PORTUGUÊS 5.3 Comprimento e quantidade dos troncos O comprimento máximo dos troncos que se devem utilizar é de 50 cm. A emissão de calor nominal é de 6,5 kWh. São necessários 2,3 kg. de lenha de boa qualidade por hora para conseguir a emissão de calor nominal. Um factor importante para o consumo adequado de combustível é o tamanho correcto dos troncos.O tamanho dos troncos deve ser: Ramos: Comprimento: 40 - 45 cm. Diâmetro: 2 - 5 cm. Quantidade por lume: 8 - 10 pedaços Lenha (troncos partidos): Comprimento recomendado: 35 cm. Diâmetro: Aprox. 8 – 12 cm. Intervalos de adição de madeira: aproximadamente 45 minutos Tamanho do lume: 1,8 kg. Quantidade por lume: 3 unidades

5.6 Adicionar lenha •

Cada lume deve-se consumir até que fique a brasa, antes de juntar mais lenha. Abra ligeiramente a porta para que a pressão negativa se equilibre antes de abri-la totalmente. Adicione a lenha e verifique que o respiradouro de ar depurado está completamente aberto durante uns minutos até que a lenha comece a arder. Pode-se reduzir a abertura do respiradouro de ar (fig. 5B) quando a lenha tenha prendido correctamente e esteja a arder bem.

Nota: perigo de excesso de aquecimento: A lareira não se deve utilizar nunca de modo a provocar um aquecimento excessivo O aquecimento excessivo sucede quando há demasiado combustível e/ou ar, de modo que se produz muito calor. Se as peças da lareira se põem incandescentes, trata-se de um sinal definitivo de aquecimento excessivo. Neste caso, deve reduzir de maneira imediata a abertura do respiradouro de ventilação. Se suspeitar que a tiragem da chaminé é excessiva ou pouca, peça ajuda profissional. Consulte também «2.0 Informação técnica» e «4.5 Chaminé» para obter mais informação.

5.4 Utilização por primeira vez • • •

Acenda o lume como se descreve na secção «5.5 Uso diário». Mantenha o lume durante um par de horas e ventile o fumo e o cheiro que possa vir do produto. Repita esta operação um par de vezes.

Nota: cheiros quando se utiliza a lareira por primeira vez Produtos pintados: A primeira vez que se acende a lareira, pode emitir um gás irritante e cheirar ligeiramente. Este gás não é tóxico, mas deve arejar bem a divisão. Deixe arder o lume com uma tiragem alta hasta que todos os vestígios de gás tenham desaparecido e não se detecte nem fumo nem cheiros. Produtos esmaltados: As primeiras vezes que se utiliza a lareira, é possível que se forme condensação de água sobre a superfície. Deve-se secar para evitar que, com o calor, se formem manchas permanentes.

5.5 Uso diário Este produto está previsto para a combustão intermitente. Por combustão intermitente entende-se o uso normal da lareira, entendendo que cada lume se deve reduzir a brasas antes de juntar mais lenha. • Abra os respiradouros totalmente (fig. 5B-C). (Utilize uma luva, por exemplo, quando a asa estiver quente). • Coloque dois troncos médios na lareira, um a cada lado da base. • Coloque entre eles papel de jornal machucado (ou cascas de bétula), junte alguns ramos entrecruzados em cima e prenda fogo ao papel. Aumente o tamanho do lume gradualmente. • Deixe a porta ligeiramente aberta até que a lenha prenda. Quando a lenha tenha prendido e arda um lume vivo, feche a porta e o respiradouro de acender. • Seguidamente, regule a velocidade de combustão no nível que quiser ajustando o respiradouro de ventilação. • As emissões de calor nominal obtêm-se através da abertura do respiradouro de ar depurado cerca de 70%.

6

5.7 Uso da lareira durante a transição do Inverno para a Primavera Durante os períodos de transição com flutuações repentinas da temperatura, com sucção negativa do fumo ou em condições de vento desfavoráveis, é possível que se produzam alterações da tiragem da chaminé que dificultem a expulsão dos gases. Nestas condições, deve-se usar menos lenha e abrir mais os respiradouros para que a lenha arda mais depressa. Assim, conseguiremos manter a tiragem da chaminé. Para evitar a excessiva acumulação de cinza, elimine-a com mais frequência do que é habitual. Ver «6.2 Eliminação da cinza».


PORTUGUÊS

6.0 Manutenção 6.1 Limpeza do vidro A Jøtul C 21/22 está equipada com tiragem superior (depuração de ar). Através do respiradouro de tiragem, o ar é aspirado por cima da chaminé e depura-se ao longo do interior do vidro. Embora sempre se adira um pouco de fuligem no vidro, a quantidade dependerá das condições de tiragem locais e do ajuste do respiradouro de tiragem. A maior parte da camada de fuligem costuma-se queimar quando se abre completamente o respiradouro de tiragem e arde um lume vivo na lareira.

6.6 Manutenção exterior Produtos pintados: Após alguns anos de utilização é possível que a cor dos produtos pintados se altere. Deve-se escovar a superfície para eliminar as partículas soltas antes de aplicar a nova pintura. Produtos esmaltados: Devem-se limpar somente com um pano limpo e seco. Não utilize água nem detergente. As manchas podem-se eliminar com um líquido de limpeza (um produto para limpar fornos, etc.).

Um bom conselho: Para a limpeza normal humedeça uma toalha de papel em água quente e junte-lhe cinzas da câmara de combustão. Esfregue o vidro com a toalha de papel e, depois, enxágue com água limpa. Seque-o bem. Se for necessário limpar o vidro mais a fundo, recomendamos utilizar um limpa-vidros (siga as instruções de uso da embalagem).

6.2 Eliminação da cinza • • •

Se a lareira não tem tabuleiro das cinzas Faça-o somente quando a lareira estiver fria. Utilize uma pá (ou algo parecido) para tirar as cinzas, mas deixe sempre um pouco de cinza como camada protectora na base da lareira. Veja também seguidamente a descrição de como tratar as cinzas «3.0 Medidas de segurança».

6.3 Limpeza e eliminação da fuligem Podem-se acumular depósitos de fuligem nas superfícies internas da lareira durante a sua utilização. A fuligem é um bom isolante e, portanto, reduz a produção de calor da lareira. Se esses depósitos de fuligem se acumulam durante o uso do produto, podem-se eliminar facilmente com o limpador de fuligem. Para obter a máxima produção calorífica do produto, é necessário limpar o interior do produto uma vez ao ano. É uma boa ideia fazer o mesmo quando se limpar a fuligem da chaminé e dos tubos de fumos.

6.4 Tirar a fuligem dos tubos de fumos na chaminé O conduto de fumos deve-se limpar através da porta do produto, depois de retirar a placa deflectora. Ver a secção correspondente em: «7.0 Conservação».

6.5 Controlo da lareira A Jøtul aconselha que inspeccione pessoalmente a lareira de forma minuciosa depois de tirar a fuligem ou limpar. Comprove se existem fissuras nas superfícies visíveis. Comprove também que todas as uniões estão seladas e que as juntas estão bem colocadas. As juntas que tenham sinais de desgaste ou deformação devem ser substituídas. Limpe a fundo as ranhuras da junta, aplique cola cerâmica (disponível no seu fornecedor Jøtul local) e carregue sobre a junta para que encaixe na posição. A união secará em pouco tempo. 7


PORTUGUÊS

7.0 Serviço

9.0 Equipamento opcional

Aviso: É ilegal realizar alterações não autorizadas no produto! . Utilize sempre peças de reposição originais!

Adaptador especial para conduto de fumos – nº. cat. 340856 (fig. 6)

7.1 Mudança da placa deflectora (fig. 7)

Instalação

Levante um pouco a placa deflectora (A) e puxe a mesma para a frente. Retire-a através da porta. Tenha cuidado porque esta peça pesa muito.

• •

7.2 Mudança dos bicos (fig. 7) Retire os bicos laterais (C) levantando-os um pouco e puxandoos. Utilize uma chave de fendas para levantá-los se estiverem bloqueados. Depois, retire o bico posterior (D).

7.3 Retirada e instalação da porta O mais conveniente é abrir a moldura frontal para tirar a porta. Isto pode-se fazer puxando para fora a maçaneta situada no lado direito (fig. 5A). Tire as espigas das dobradiças e levante a porta para tirá-la das dobradiças. Aviso: a porta pesa muito.

Monte o conduto de fumos ao adaptador especial. Corte uma estaca de madeira (145 mm.) e fixe-a nas duas ranhuras da parte inferior dentro do adaptador (fig. 6- A). • Determine onde se devem colocar o conduto de fumos e o adaptador dentro da chaminé. • Fixe o adaptador a aproximadamente 5-10 mm. sobre a chaminé. Nota: Comprove que o centro está alinhado com o centro da saída de fumos. • Depois de inserir o recuperador, enfie uma mão através da saída de fumos, rode e puxe para baixo o adaptador através da abertura utilizando a estaca de madeira. • Rode-o de novo para bloquear a ligação. Nota: É importante que as uniões estejam bem seladas. As fugas de ar, por exemplo, podem ser causa de um funcionamento defeituoso.

Painel frontal para Jøtul C 21/C 22 nº. cat. 340895 (fig. 9)

8.0 Solução de problemas de funcionamento Pouca tiragem •

Comprove o comprimento da chaminé e que cumpre os requisitos e normativas nacionais. Assegure-se de que a secção transversal mínima da chaminé é suficientemente grande. Consulte também «2.0 Informação técnica» e «4.5 Chaminé» para obter mais informação. Verifique que não há nenhum obstáculo que impeça o escape dos gases: ramos, árvores, etc.

A chama apaga-se passado pouco tempo • •

• •

Comprove que a lenha está suficientemente seca. Verifique se existe pressão negativa na casa, apague os sistemas de ventilação mecânicos e abra uma janela perto da lareira. Comprove que o respiradouro está aberto. Comprove que a saída de fumos não está entupida com fuligem.

Acumula-se uma quantidade anormal de fuligem no vidro Sempre se pega um pouco de fuligem no vidro, mas a quantidade depende de: • Grau de humidade do combustível. • Condições de tiragem locais. • Regulação do respiradouro. A maior parte da fuligem costuma-se queimar quando se abre completamente o respiradouro de ventilação e arde um lume vivo na lareira. «6.1 Limpeza do vidro - um bom conselho». 8

Inclui: 2 painéis laterais e 1 painel superior em esmalte preto azulado. Os painéis frontais permitem instalar um recuperador numa lareira de maior tamanho, até 555 mm. de altura e 810 mm. de largura.


9

Combustible wall

JØTUL

516

650

Y Min. mål gulvplate / measure floorplate X / Y= Acc. to national standards and regulations.

X

733

ø6" ø160 ø175 ø180

650

400

500 565 with trimpanels

Målene gjelder ubehandlede produkter. Etter lakkering eller emaljering kan målene variere noe. Dimensions refer to untreated products. After painting or enamelling dimensions may have small divergences.

Insulation

Non combustible wall

242

810 with trimpanels 733 without trimpanels

Produkt Product

without trimpanels 47 518 142

0 70

Jøtul C 21/C 22

682

3 41 293

668

334

740

0 40

Min. mål i grue. Gruen må være i henhold til forskrifter. Min. measurements for hearth. Hearth must be built according to regulations.

150

510

68

0

510

4-3404-P03

400

767


Fig.2

A

Fig. 6

Fig. 7

A

Fig. 3

B C

Fig. 8

Fig. 4

A

A

Fig. 9

Fig. 5 B

A

C D

10

B


Sluttkontroll av ildsteder

Quality control of stoves and fireplaces

Checked Utført

Kontrollpunkt

Controlled item

9

Alle deler er med i produktet (ifølge struktur).

All parts are included.

9

Alle festemidler er av korrekt type, og er korrekt

Correct fastener items have been used and

anvendt.

correctly applied.

9

Overflater er i samsvar med Jøtuls

Surfaces comply with Jøtul workmanship

kvalitetsstandarder.

standards.

9

Lukkemekanismer fungerer som de skal, og uten

Door locking mechanisms function correctly;

behov for unødig stor kraft.

excessive force is not needed.

9

Produktet/serien møter kravet for lekkasjetest.

9

Lakkerte/emaljerte overflater møter kravene i

Paint/enamel surface finish complies with Jøtul

Jøtuls kvalitetsstandarder.

workmanship standards.

9

Produktet er fritt for utvendig kitt- eller limklin.

9

Produktet har ingen sprekker i glass, støpejern

The product/lot complies with the leakage test requirement.

Surfaces are not contaminated by external stove cement or glue. There are no cracks in glass, cast iron or other parts.

eller andre deler. Pakninger er riktig lagt, og skjemmer ikke

Gaskets are correctly applied and do not degrade

produktet ved stygge ender eller ved at

product appearance (i.e. loose ends or excessive

pakningen er unødig synlig.

visible exposure).

9

Dørpakninger er godt limt.

Door gaskets are firmly glued/fixed to the door.

9

Dørpakninger har tilfredsstillende pakningstrykk.

Door gaskets provide satisfactory sealing.

9

Sjekk at det ikke "lyser gjennom" i dørpakning

Check for "light through" at door seals and other

eller andre sammenføyninger.

relevant locations.

9

Trekkhendler osv fungerer normalt.

The function of air valve handle etc is normal.

9

Jøtul bekrefter herved at dette produktet er kontrollert og

Jøtul hereby confirm that this product has been QC

funnet å være i samsvar med våre kvalitetsnormer.

inspected and found to comply with our quality standards. Lot. No. / Serie nr.

-

Checked by / kontrollert av

Dokument nr. KIS-580 02 03 11


Cat.no 222811-P00

Jøtul AS - Jan. 2008

Jøtul pursue a policy of constant product development. Products supplied may therefore differ in specification, colour and type of accessories from those illustrated and described in the brochure.

Quality Jøtul AS has a quality system that conforms to NS-EN ISO 9001 for product development, manufacturing, and distribution of stoves and fireplaces. This policy gives our customers quality and safety piece of mind as a result of Jøtul’s vast experience dating back to when the company first started in 1853.

Jøtul AS, P.o. box 1411 N-1602 Fredrikstad, Norway

Jotul Wood Stoves  

Jøtul C 21 / C 22

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you