Revista be private 4, set 2015

Page 1

be 4

P r i va t e www.privateimoveis.com

Fenômeno

imobiliário em Balneário Camboriú Aos 36 anos, Tatiana Cequinel comanda a Embraed Empreendimentos, construtora que revolucionou o conceito de luxo em Santa Catarina

Listamos as personalidades com maior destaque abaixo dos 40 anos no Estado


be Cool

Artsy

Arquitetura

como abordagem transdisciplinar

Artsy, conectado com o parque Farroupilha, conectado com a Cidade Baixa

12

be private


Mathews Pozzolo

Smart! Os novos desafios do mercado imobiliário abrem portas para soluções inovadoras integrando arquitetura, design, estilo de vida, tecnologia e arte. Assim é a metodologia lifestyle + design desenvolvida pela Smart! que está levando Porto Alegre para manchetes nacionais e internacionais de arquitetura. Integrar estilo de vida e arte na hora de criar projetos arquitetônicos é o carro chefe da Smart!, dos arquitetos Márcio Carvalho e Ricardo Ruschel. Os profissionais são defensores de uma arquitetura contemporânea, autoral e engajada, onde a cidade é extensão natural do espaço privado e deve ser considerada com respeito e integração no momento de criação e realização de seus projetos.

NEORAMA

Ricardo Ruschel, Márcio Carvalho e Rodrigo Rimolo Salomão

Há seis anos a dupla resolveu fundar a empresa para poder conceituar e desenvolver o tipo de arquitetura que desejavam ver pelas ruas da cidade, mas que só encontravam fora do Brasil. “Foi para explorar esse nicho não atendido que decidimos inserir nossas ideias de estilo de vida em um empreendimento”, conta Ricardo. Após desenvolver e incorporar empreendimentos próprios de pequena escala, surgiu em 2013 o convite e o desafio para uma intervenção de maior porte, assinando o lifestyle design do Artsy, empreendimento da incorporadora Maiojama. “Um terreno de grande porte em plena Rua Lima e Silva e no coração do bairro Cidade Baixa. Esta combinação só aumentou a nossa responsabilidade em buscar um projeto completamente inovador para os padrões de Porto Alegre, pensado para os seus futuros usuários, mas respeitando e valorizando o bairro onde está inserido. Convidamos a Smart! para o desafio e fomos surpreendidos com o conceito inusitado do projeto, batizado de Artsy pela agência Morya”, explica Rodrigo Rimolo Salomão, gestor comercial e novos negócios da Maiojama. O desafio era manter a linguagem arquitetônica e o estilo de vida defendido pela dupla de arquitetos em um projeto multiuso de maior escala, reunindo residências, escritórios e mall de comércio e serviços conectado à Cidade Baixa. “A conexão é tanto física quanto simbólica, através de uma arquitetura que respeite cultura, história e raízes locais e ao mesmo tempo esteja conectada com a rua e o olhar vanguardista do bairro” esclarece Márcio. Buscando uma abordagem transdisciplinar, a dupla trouxe para a equipe os escritórios Ideia 1 Arquitetura e Maena Arquitetura e Design, integrando assim expertises que vão desde pesquisa de mercado, incorporação, conceituação imobiliária, desenvolvimento de projeto utilizando a tecnologia Building Information Modeling (BIM), arquitetura comercial, design de interiores, sinalização e gestão do processo criativo através da metodologia design thinking.

be private

13


Smart!

be Cool A vantagem, segundo os arquitetos, foi implementar um processo de gestão sinérgico, onde várias disciplinas criativas andaram em paralelo a partir de uma curadoria central de estilo de vida e arquitetura. “Somos muito gratos à Maiojama pelo convite e confiança depositados e à Maena e Ideia 1 pela forma como abraçaram conosco o desafio. Foi a experiência e a integração dessa grande equipe que viabilizou resultados tão expressivos em criatividade, mas também em gestão: um dia antes do lançamento tínhamos o projeto executivo compatibilizado e liberado para obra”, revela Ricardo. Segundo o arquiteto Tiago Holzmann da Silva, presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil - RS, “esse projeto pode ser considerado um dos bons exemplos recentes da reaproximação do mercado imobiliário com projetos de arquitetura de alta qualidade e específicos para o lugar e público onde serão construídos. Essa aproximação já ocorreu nas décadas de 1950 e 1960, com excelentes resultados para nossa cidade, envolvendo grandes arquitetos gaúchos como Emil Bered, Ari Canarin, Fernando Corona e outros. Tomara que se transforme em tendência de mercado”. Referência enquanto processo de gestão inovadora e case para a crítica especializada de arquitetura, o empreendimento também está se demonstrando sucesso de público, mesmo em um ano especialmente desafiador para o mercado imobiliário.

O conceito multiuso de morar, trabalhar e usufruir em um mesmo local se revela um incentivador da vida peatonal – onde o carro é deixado na garagem e o morador realiza tarefas do dia a dia caminhando pelo quarteirão –, um estilo de vida aspiracional em qualquer grande cidade. A grande experiência da Maiojama neste tema e seu alto padrão de qualidade construtiva transforma o Artsy em objeto de desejo não só para quem busca um imóvel na Cidade Baixa, mas também para quem até então não vislumbrava esta hipótese. Sobre o respeito à cidade e a cultura, o projeto foi pensado para interferir positivamente na paisagem local. Além da integração no térreo, aberto para a Rua Lima e Silva, o setor residencial mais alto, por exemplo, foi projetado mais para o fundo do terreno, evitando verticalizar a paisagem da rua e abrindo os visuais dos apartamentos para o Parque Farroupilha. “É nossa maneira de dizer que cada construção pode ser um resultado positivo para toda a cidade, além de seus futuros moradores”, destaca o arquiteto Márcio. Desta forma o Artsy não somente resume todo o significado e personalidade da Cidade Baixa, como torna-se uma demonstração de que há espaço para inovação e transformação no mercado. Novas abordagens e novos processos abrem lugar para novas arquiteturas, mas também para uma renovação na maneira de pensar o mercado imobiliário nesse momento. “Novas abordagens criativas são a solução para um novo momento de mercado”, defendem os sócios.

NEORAMA

“O impacto no mercado foi imediato. Os offices e lojas do mall esgotaram em duas semanas após a convenção de vendas. Em 30 dias após o lançamento, o empreendimento estava 80% comercializado. Uma performance muito superior ao que

o mercado local está vivenciando neste momento de mercado competitivo”, declara Rodrigo.

Studio Residencial: Morar cosmopolita na Cidade Baixa com o alto padrão de qualidade Maiojama

14

be private


Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.