Arco projeto design 418, jan 2015

Page 1

ANUÁRIO DE PRODUTOS

Mestiçagens e fragilidades da arquitetura na crise: conversa com Eduardo Souto de Moura

Os lançamentos de 2015 para especificação em arquitetura e interiores

ENTREVISTA

418 ANUÁRIO DE PRODUTOS + ESPECIAL PROJETOS

418 JAN/FEV 15

jan/fev ‘15 R$ 29,00 arcoweb.com.br

ESPECIAL PROJETOS Panorama dos concursos públicos brasileiros de arquitetura em 2014 e dez projetos que deverão despontar no país, dos escritórios Piratininga/ MMBB/Metro, aflalo/gasperini, SPBR, Lelé/Haroldo Pinheiro, Fábrica, Estúdio MRGB, Francisco Spadoni, Mindlin Loeb + Dotto, Studio Prudencio/Smart! e Sérgio Sampaio. Detalhes construtivos do Cais das Artes, de Paulo Mendes da Rocha e Metro, na capital do Espírito Santo ARQUITETURA O spa urbano criado por Mario Figueroa, em São Paulo


PROJETOS FUTUROS - PROJETO DESIGN JAN/FEV ‘15

110

1

SMART! E STUDIO PRUDENCIO

Edifício residencial, Porto Alegre

Moradia coletiva com expressão individual TERCEIRO EMPREENDIMENTO DA SMART!, O LAGEADO 167 - NOME E NÚMERO DA RUA ONDE O PRÉDIO ESTÁ SENDO CONSTRUÍDO, EM PORTO ALEGRE - É O SEGUNDO EDIFÍCIO RESIDENCIAL DA INCORPORADORA GAÚCHA E ESTÁ SITUADO NO BAIRRO PETRÓPOLIS, O MESMO DO PRIMOGÊNITO AMÉLIA TELES 315. A VARIEDADE NA DIMENSÃO DAS UNIDADES QUE FORMAM O LAGEADO 167, CRIADO PELA PRÓPRIA SMART!, COM DESENVOLVIMENTO DO STUDIO PRUDENCIO, REPERCUTE NAS FACHADAS, QUE ORA SE PROJETAM, ORA SE RETRAEM, EXTERNALIZANDO A INDIVIDUALIDADE DE CADA MORADIA.

1 A arquitetura do Lageado 167 interage com o perfil cosmopolita de Petrópolis, bairro de Porto Alegre onde o edifício está sendo implantado / 2 A sobreposição irregular de caixas foi a solução encontrada pelo projeto para escapar do prisma comprido


Moradia coletiva com expressão individual 111

2

Em 2008, quando constituíram a Smart!, os arquitetos Márcio Carvalho e Ricardo Ruschel (da fundação participou também o engenheiro Carlos Eduardo Voegeli, que depois se retirou da sociedade) pretendiam atuar em um nicho do mercado que chamam de incorporadora-butique, “focada em empreendimentos de pequeno porte com arquitetura contemporânea e autoral”, conforme registra o site da empresa. “Não a idealizamos apenas para satisfazer a nossa inquietude e produzir boa arquitetura. Sabemos que existem milhares de pessoas que pensam como nós e certamente gostariam de morar ou trabalhar em um local que lhes fosse genuíno”, afirma Ruschel. Para ele, a arquitetura tem poder transformador e daí a sua preocupação (e da empresa da qual é um dos titulares) em produzi-la com qualidade. “Temos a pretensão de desenvolver edifícios responsáveis, que não queiram ser ícones ou espetáculo arquitetônico”, observa. O discurso é referendado por Carvalho: “Queremos edificações que respeitem seu entorno e colaborem com a valorização do bairro, que sirvam de exemplo de que a cidade pode evoluir e, ao mesmo tempo, se qualificar”, ele completa. Já em 2006 os sócios amadureciam a ideia de constituir a Smart!, inspirados, como mencionam,

num fenômeno que, segundo verificaram, vinha se tornando comum na Argentina (mais especificamente em Buenos Aires), onde vários arquitetos se lançavam no desafio de incorporar os próprios projetos, sobretudo os pequenos edifícios de desenho contemporâneo e autoral. No caso da capital gaúcha, a consolidação dessa retórica em produtos resultou, primeiro, no Amélia Telles 315, prédio de apartamentos situado no bairro Petrópolis e entregue em 2011, sucedido pelo Germano 508, conjunto comercial construído em Auxiliadora e concluído no ano passado - até agora os nomes e os números dos imóveis são os mesmos das ruas onde estão situados, o que merece elogios, dada a enxurrada de estrangeirismos que se espalham pelo mercado imobiliário. O terceiro produto - e o segundo residencial - resultante desse modelo de negócios é o Lageado 167. Petrópolis, informam os sócios da Smart!, é um bairro tipicamente residencial, de fácil acesso e que, ao longo dos anos, adquiriu um perfil cosmopolita, sendo servido por comércio e serviços que funcionam quase como extensão das residências. “No Lageado 167, restaurantes, padarias, clubes, academias, tudo está a uma curta caminhada de


PROJETOS FUTUROS - PROJETO DESIGN JAN/FEV ‘15

112

1

distância”, eles escrevem no memorial do projeto, referindo-se ao entorno do condomínio. Para a inserção nesse cenário, avaliaram que a arquitetura da edificação deveria necessariamente refletir o dinamismo do mundo atual, expressando “valores contemporâneos, mas sem romper com o passado”. Em função do terreno estreito e comprido, a forma escolhida pelos autores para individualizar as unidades foi trabalhá-las como caixas de dimensões variáveis, alternando-as tanto na conformação como na sobreposição, dinamizando as fachadas e as laterais do conjunto. Esse jogo volumétrico, acredita Ruschel, escapa do prisma estreito e alongado que o lote sugeria, distinguindo cada um dos 16 apartamentos. “De fora, cada proprietário

2

identificará facilmente o seu, inclusive os mais centrais”, ele avalia. À preocupação com questões arquitetônicas externas juntaram-se também itens que refletem na melhora da qualidade espacial interna, como a adoção de esquadrias piso-teto (que permitirão tanto a apropriação do entorno como a entrada da luz natural), apartamentos com pés-direitos mais generosos do que o mercado costuma entregar, aplicação de manta acústica no contrapiso e especificação de vidros duplos nas esquadrias. As unidades são de quatro tipos, e seu acabamento previsto é o da laje nervurada aparente. Atualmente em construção, o Lageado 167, que no total conta com sete pavimentos, deve estar concluído até meados de 2016. (A. M.)

1 Sugestão de ocupação da unidade de 90 metros 2 No hall externo já aparece a laje nervurada que também é o material de acabamento das 16 unidades


Moradia coletiva com expressão individual 113

CORTE AA

CORTE BB

2 3 4

3

1

3

2 1

4

1

3 1

2

1

2

2

3 7º PAVIMENTO

4º PAVIMENTO B 2

3 1

2

4

3 1

2 2 3

1

A 1

4 3

A

5

2

4 2º PAVIMENTO N

2º/4º/7º PAVIMENTOS 1 Estar/dormitório / 2 Cozinha / 3 Lavanderia / 4 Terraço

B

TÉRREO

0 1

10

TÉRREO 1 Acesso de pedestres / 2 Acesso de veículos / 3 Hall / 4 Bicicletário / 5 Garagem

FICHA TÉCNICA

EDIFÍCIO LAGEADO 167 LOCAL Porto Alegre, RS DATA DO INÍCIO DO PROJETO 2013 DATA PREVISTA PARA CONCLUSÃO DA OBRA 2016 ÁREA DO TERRENO 609,84 m² ÁREA CONSTRUÍDA 2.084,47 m² ARQUITETURA Smart! - Márcio Car valho e Ricardo

Ruschel; Studio Prudencio - Andreoni da Silva Prudencio e Miguel Snaola INTERIORES Maena PAISAGISMO Creare ESTRUTURA STM FUNDAÇÕES MLF ELÉTRICA E HIDRÁULICA CM AR CONDICIONADO Uranus CONSTRUÇÃO Basis

SMART! E STUDIO PRUDENCIO


Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.