Page 1

OS SIMPSONS 22 TEMPORADAS DE CURIOSIDADES M A R Ç O 2 0 1 1 | S É R I E S

A REVISTA DO NET 00096

P O L I C I A I S

9 77 16 7 8 4 99 00 7 MARÇO 2011 I Nº96 I R$ 10,90

| O S S I M P S O N S | T I N A F E Y E S T E V E C A R E L L |

R É S

S I A I C I L O P S IE

w w w . r e v i s t a m o n e t . c o m . b r

CSI MIAMI • NOVA YORK

LIE TO ME NCIS CRIMINAL MINDS DETROIT 1-8-7 CASTLE THE MENTALIST

INTERROGAMOS OS ASTROS E VISITAMOS AS CENAS DE CRIME MAIS QUENTES DA TV

96CapaMonet.indd 1

15/2/2011 14:00:44


séries policiais

CSI: MIAMI por bruno segadilha, de los angeles foto adam olszewski/corbis outline

HORATIO PRECISA ENFRENTAR UM INIMIGO MORTAL E SE VÊ ÀS VOLTAS COM MAIS DRAMAS PESSOAISNO SÉTIMOANODA SÉRIE.PELOMENOS, ERIC ESTÁ DE VOLTA

22+monet+março

96CSIMiamiNY.indd 22

15/2/2011 16:05:21


marรงo+monet+23

96CSIMiamiNY.indd 23

15/2/2011 16:05:34


É séries policiais

É uma cena dantesca. CSI: Miami começa sua nona temporada com boa parte de seu elenco desmaiado no laboratório por conta de um gás venenoso que sobe pelo ralo. Horatio Caine (David Caruso) corre para ajudar seus companheiros e resolve a situação com um simples tiro na janela: o ar circula e todos começam a respirar. Como ninguém pensou nisso antes? Coisas que só a ficção explica. o fato é que esta sequência, iniciada no último episódio do oitavo ano, serve de gancho para dois eventos importantes desta nova temporada: a saída de Jesse e a volta de Eric. Simples assim: sorte do astro adam rodriguez e azar de Eddie Cibrian. Com o retorno de Eric, os produtores não viram necessidade em ter duas figuras viris despertando a atenção do elenco feminino da série e limaram o personagem bonitão transferido de Los angeles no ano passado. Ele é o único que não sobrevive à tentativa coletiva de homicídio no laboratório. “Quem acompanha essa história de contratos sabe exatamente o que está acontecendo nos bastidores”, admite o produtor Barry o’Brien. Ele se refere à novela que acontece longe das câmeras de toda a franquia CSI por conta das negociações com seus astros. Devido ao sucesso dos programas, já se tornou uma espécie de protocolo um eventual pedido de aumento. Normalmente, as redes de TV negam. E na sequência os atores rompem seus contratos. Quase sempre eles voltam. Foi mais ou menos o que aconteceu com adam rodriguez. Ele, de fato, nunca chegou a deixar o programa de vez. ao anunciar sua saída do elenco fixo de CSI: Miami, o ator afirmou que ainda voltaria em alguns episódios para dar um final digno ao seu personagem. apesar das visitas frequentes, os produtores avaliaram que ele ainda seria essencial à história e voltaram a negociar com rodriguez sua permanência em CSI. “Tentei conversar, na época, mas a CBS [que produz e veicula o programa nos EUA] foi muito rápida em 24+monet+março

96CSIMiamiNY.indd 24

15/2/2011 16:05:37


fotos: DivulgAção

Sol e mar – Alguns momentos importantes da nova temporada de CSI: miami, em sentido horário: à esquerda, Horatio socorre Calleigh, depois de um atentado ao laboratório. Ao lado e abaixo, os detetives investigam o assassinato de uma patinadora. Horatio e Ryan querem esclarecer a morte de um milionário que procurava sua alma gêmea em um serviço de encontros

Nosso foco está mudando. No começo, queríamos mostrar quão maravilhosa é a ciência e a análise de DNA. Agora, estamos investindo em histórias mais ousadas”, diz David Caruso

dizer não, e eu acabei saindo. Não era exatamente o que eu queria. Depois de uma temporada, fico feliz que eles tenham visto que Eric faria falta e que tenham repensado a questão”, disse o ator à revista Entertainment Weekly. o CSI volta para fazer par novamente com Calleigh (Emily Procter) e retomar uma relação que tinha ficado mal resolvida com a sua saída. a catástrofe serve também para voltar a um vilão que deve atormentar a vida de Horatio por uns bons episódios: Bob Starling (roger Bart). Professor universitário, ele é um psicopata apaixonado por Shakespeare, apesar de seus crimes normalmente lembrarem o inferno de Dante em A Divina Comédia. manipulador, ele consegue angariar ex-alunos para ajudá-lo em seus crimes, mesmo de dentro da prisão, o que normalmente torna as investigações ainda mais difíceis. “Vem mais por aí”, ele avisa. Já no episódio de estreia, o criminoso mostra seu potencial. amarrado em uma camisa de força, consegue provocar um tiroteio e foge. as armas, todas controladas a distância, usando uma tecnologia que ainda vamos descobrir qual é. Ele é capturado depois, mas, com todas as armadilhas que montou, voltará a atormentar a equipe de Horatio Caine mais para a frente. “Nosso foco está mudando. No começo, queríamos mostrar quão maravilhosa é a ciência e a análise de DNa. agora, estamos investindo em histórias mais ousadas”, diz David Caruso. ao falar sobre os novos rumos de CSI: Miami, Caruso explica que os dramas pessoais devem ser esmiuçados nessa nova temporada. Nada de novo para quem acompanha o gênero. Entrar na vida de seus personagens já se tornou obrigação no mundo das séries de investigação. o que, de fato, o programa traz de novo nesse novo ano? “Isso já não é o bastante? Não acho que estamos investindo em um clichê. além disso, acredito que a relação que estamos construindo com o público via internet é muito importante. ali, os fãs podem opinar, sentimos o feedback, positivo ou negativo. acho que as duas opiniões são importantes. acredito que, no dia em que isso for um lugar-comum na nossa série, é hora de parar”, diz. mas essa não é, nem de longe, a vontade dos fãs, sr. Caruso. n CSI: MIAMI,

dia 16, quarta, 21h, AXN, 34

março+monet+25

96CSIMiamiNY.indd 25

15/2/2011 16:05:40


SÉRIES POLICIAIS

D

CSI: NY SELA WARD CHEGA PARA AGITAR A EQUIPE DE INVESTIGAÇÕES DA BIG APPLE E DAR UM NOVO RUMO PARA A SÉTIMA TEMPORADA

por bruno segadilha, de los angeles

96CSIMiamiNY.indd 26

15/2/2011 19:07:02


D

Sangue novo – Sela Ward e Gary Sinise no novo ano da série: depois de uma temporada em House, a atriz leva seu sarcasmo aos laboratórios de Mac Taylor. Já no primeiro dia de trabalho, ela encontra um corpo nos corredores (no destaque)

fotos: DivulgAção

Desde 2004 no ar, CSI: NY já estava dando sinais de fadiga. Crime após crime, os roteiros não traziam grandes novidades e os dramas pessoais da equipe do detetive mac Taylor se esvaziavam a cada bloco de episódio. À época, o protagonista Gary Sinise chegou a declarar seu cansaço. “Não há nada de novo, vamos seguindo”, disse em entrevista para divulgar a série, em 2009. Definitivamente, era preciso mudar. mas de que forma? “Vamos tentar desenvolver melhor os personagens. amo meu trabalho, mas cheguei em um ponto em que domino minha personagem”, chegou a dizer a intérprete da detetive Stella, melina Kanakaredes, na mesma ocasião. E partiu da atriz a grande virada do programa. algum tempo depois da desanimada entrevista, melina anunciaria sua saída. oficialmente, ela se justificou com o tradicional “estou em busca de outros desafios”. Nos bastidores, comenta-se que ela e a CBS, que produz e veicula o programa nos EUa, não chegaram a um acordo sobre o seu salário. Boatos à parte, o fato é que, com a saída de melina, CSI: NY ganhou, no sétimo ano que estreia este mês na TV por assinatura, um dos personagens mais interessantes de todas as temporadas. Perita em psicologia, Jo Danville é capaz de arrancar dos suspeitos as confissões de que mac Taylor precisa. mas não espere violência, nem física, muito

menos verbal. Inteligente e charmosa, Jo confunde a cabeça dos interrogados até descobrir se eles estão mentindo. “Você está salivando demais e engolindo muito, é obviamente culpado”, diz a detetive, logo nos episódios iniciais. “É um personagem dificílimo, não só pelo texto inteligente, ágil e difícil de decorar, mas pelo fato de eu estar vindo de dramas familiares”, diz a atriz Sela Ward. Ela conta que a linguagem técnica e a estrutura lógica dos roteiros de CSI: NY foram sua grande dor de cabeça. “Eu estava acostumada a dizer: ‘Bom-dia, como você está hoje, minha filha?’, e, de repente, tenho que dizer: ‘Isso parece uma hemorragia petequial’. Foi difícil.” antes de viver um policial, Sela ficou conhecida em programas como Sisters e Once and Again. Ganhou dois prêmios Emmy, um para cada série, e um Globo de ouro pela quarentona Lily manning, mulher recém-separada que embarca em um

novo relacionamento em Once and Again. apesar dos prêmios e do reconhecimento da crítica, foi em House que ela se tornou conhecida do grande público. a série, aliás, tem sido uma das maiores referências da atriz na hora de compor a nova personagem. Ela explica que, antes de começar as filmagens, conversou com o produtor Pam Veasey e pediu que o passado e a vida pessoal de Jo não fossem apenas um detalhe em CSI. “Em House, os detalhes médicos são parte importante do roteiro, mas a alma da série é o House com seus dramas pessoais. Então, acho que CSI: NY deve investir mais nisso”, diz. E isso deve mesmo acontecer. Cinco meses se passaram depois que Lindsay (anna Belknap) atirou no maníaco que ameaçava a pequena Lucy, no último episódio da sexta temporada. resolvida a tensão que serviu de gancho entre os anos seis e sete, pulamos para a condecoração da detetive, que começa a se sentir culpada com a morte do psicopata. a partir daí, a série mergulha no seu drama: traumatizada, ela passa a frequentar sessões de terapia, que dão a impressão de não surtir muito efeito. Jo e mac Taylor também parecem ser outro ponto de tensão. Nada fica muito claro, mas percebemos que os dois poderão se envolver. Logo que chega ao laboratório de Nova York, Jo encontra um corpo ensanguentado no corredor. “Pensei que fosse um trote”, diz a macTaylor. “Brincamos com novatos de outra maneira”, diz o chefe da divisão, em tom malicioso. E é nesse clima meio sedutor que, no final do episódio de estreia, o investigador pergunta para Jo se ela se assustou com o primeiro dia de trabalho. “Foi intenso, não estou acostumada com isso, mas, ainda assim, é Nova York”, decreta, ao som de “Empire State of mind”, de alicia Keys, ao fundo. Pelo visto, os produtores estão mesmo dispostos a dar um gás em CSI: NY. n CSI: NY,

dia 17, quinta, 21h, AXN, 34

março+monet+27

96CSIMiamiNY.indd 27

15/2/2011 16:05:51


sĂŠries policiais

96CriminaleOutras.indd 28

15/2/2011 16:06:17


criminal minds OELENCO DA SÉRIE INICIA O SExtO ANO EM CLIMA tENSO COM A PRODUÇÃO DE UM SPIN-OFF, A SAÍDA DE UMA AtRIZ E A INCERtEZA DA PERMANêNCIA DE OUtRA

M

por sarah mund, de los angeles

mas é bom ter muita calma nessa hora. o início da sexta temporada de Criminal Minds, com a equipe policial em busca do asqueroso assassino vivido por Tim Curry (The Rocky Horror Picture Show), promete manter qualquer preocupação com a trama afastada por algum tempo. E tudo começou no episódio

“The Darkest Hour”, o último da quinta temporada, no qual os detetives da base de Quântico são chamados a Los angeles para ajudar os detetives matt Spicer (Eric Close) e adam Kurzbard (robert Davi) a capturar um serial killer. Conhecido por atacar no escuro, o assassino sempre deixa um parente da vítima vivo depois de testemunhar suas atrocidades. os cortes de energia programados na cidade para poupar energia durante o intenso verão californiano promovem o cenário perfeito para Billy Flynn atacar. Não demora muito para que o time perceba que o detetive Spicer tem uma relação especial com o criminoso: ele foi sua primeira vítima, a primeira testemunha a sobreviver ao “Príncipe da Escuridão”, mas seu cérebro bloqueou a experiência traumática da infância. o capítulo final termina com morgan (Shemar moore) nocauteado na casa de Spicer, onde Flynn mantém a irmã e a filha dele reféns e o detetive, morto depois de tentar salvar a família. mais do que o suficiente para fazer os fãs prenderem o fôlego até o início do sexto ano. março+monet+29

96CriminaleOutras.indd 29

15/2/2011 16:06:19


séries policiais

Fortes emoções – Na foto à esquerda, mesmo ferido, Morgan (Shemar Moore) decide continuar a caçada ao serial killer que matou o detetive Matt Spicer (Eric Close), no episódio final da quinta temporada. Logo abaixo, no primeiro episódio da sexta, os detetives Kurzbard (Robert Davi), Rossi (Joe Mantegna), Hotchner (Thomas Gibson) e Emily (Paget Brewster) chegam à casa onde o assassino manteve a família de Spicer refém. Este é também o adeus de JJ, já que a atriz A.J. Cook, na foto em destaque acima, deixa a série depois de cinco anos

mática Penelope Garcia, já que a personagem será recorrente nas séries irmãs. o trabalho em dobro também sobrou para a atriz que a interpreta, Kirsten Vangsness, que revelou ser “confuso ter um roteiro de cores diferentes para cada série. É preciso ficar lembrando que uma é com o assassino asqueroso e esta é com o palhaço do mal”. mesmo com uma “concorrente” de peso, segundo os dados do FBI, não há por que os atores se preocuparem: os cerca de 30 assassinos em série em atuação nos Estados Unidos atualmente devem ser suficientes para manter as duas equipes ocupadas por um bom tempo. n criminal minds,

dia 14, segunda, 22h, AXN, 34

fotos: divulgação

Infelizmente, a nova temporada não traz só sustos na ficção, tanto para quem acompanha a atração quanto para o elenco. a atriz a.J. Cook, que vive Jennifer “JJ” Jareau, não teve seu contrato renovado e sua personagem abandona a série depois de cinco anos. “Nós ainda não conseguimos entender o porquê de sua saída, mas todos sentimos muita falta dela”, confessou Thomas Gibson, que dá vida ao detetive aaron Hotchner. Possivelmente ela ainda aparecerá em alguns episódios futuros para aplacar um pouco o ânimo dos fãs, que começaram a protestar na internet devido aos desfalques de personagens do sexo feminino na produção. Isso porque a atriz Paget Brewster é outra que deve deixar a atração por conta de uma determinação em seu contrato, que diz que a rede de televisão americana CBS, que produz e veicula o programa nos EUa, pode solicitar a participação da atriz em episódios pilotos de novas atrações. a atriz admitiu que gostaria de fazer algo diferente, como uma comédia, mas que “tem gostado de correr por aí com uma arma na mão”, mesmo que Criminal Minds a tenha levado a adotar, em sua casa, medidas de segurança similares às utilizadas pelo governo. Joe mantegna é outro que foi influenciado pela trama. o intérprete de David rossi sempre diz à filha: “Não importa onde estiver, finja que está nas ruas de Nova York. Se você pode lidar com a Big apple, pode sobreviver em qualquer lugar”. Em compensação, a cadete do FBI ashley Seaver, personagem da atriz rachel Nichols, ficará na unidade depois de aparecer em três episódios, quando sua personagem foi convidada pelo agente Hotchner (Gibson) a auxiliar em uma investigação que lembrava a história vivida por sua família. Como se não bastasse toda essa movimentação no elenco, durante as rodadas de entrevistas dos atores realizadas nos estúdios da CBS, ficou clara a preocupação deles com a estreia do spin-off Criminal Minds: Suspect Behavior, estrelada por ninguém menos que o oscarizado Forest Whitaker (O Último Rei da Escócia). Whitaker já havia aparecido no episódio “The Fight” como o detetive Sam Cooper, que atua em outra unidade situada em São Francisco. a nova atração também trará jornada dupla para a técnica em infor30+monet+março

96CriminaleOutras.indd 30

15/2/2011 16:06:22


Dark Blue dia 14, segunda, 21h, Space, 53

P

assar despercebido é a base do trabalho dos agentes do Departamento de Polícia de Los Angeles na série Dark Blue. Estrelada por Omari Hardwick, no papel do policial recém-casado Ty Curtis, e Dylan McDermott, como o líder Carter Shaw, o programa mostra uma equipe especializada em se infiltrar em grupos de criminosos. Os dez episódios da primeira temporada colocaram a equipe comandada por Carter em inúmeras enrascadas. O ano terminou com a dúvida: Carter estava ou não envolvido na morte de outro policial? A segunda temporada já começa com a participação da atriz Tricia Helfer (Battlestar Galactica), como Alex Rice, uma agente do FBI que põe em risco a liderança de Carter. Será que ele vai aceitar seguir ordens? Enquanto isso, o namorado de Jaimie Allen (Nicki Aycox) sai da cidade e a deixa livre para um romance mais sério com Dean. – por Raquel Temistocles

Numb3rs dia 20, domingo, 20h, A&E, 83

M

atemática é mais do que somar números. Na série produzida pelos irmãos ridley e Tony Scott, essa ciência é fundamental para resolver crimes que parecem impossíveis. as quatro primeiras temporadas de Numb3rs seguiram o agente do FBI Don Epper (rob morrow) e seu irmão, o gênio da matemática Charlie (David Krumholtz), na busca por criminosos através de equações. mas a ciência exata não funciona na vida amorosa. Charlie perde a namorada, megan, envia informações confidenciais a cientistas no Paquistão, é preso e agora precisa descobrir o que fazer para sair dessa. o quinto ano começa com a chegada de uma nova agente do FBI, Nikki Betancourt (Sophina Brown), e a volta do romance de amita (Navi rawat) e Charlie. (RT)

Leverage dia 15, terça, 21h, Space, 53

N

ada mais motivador que a perda de um filho para fazer a Justiça valer. a série que traz Timothy Hutton conta como o ex-investigador de seguros Nate Ford (Hutton) reuniu uma equipe composta de hackers, entre eles o nerd alec Hardison (aldis Hodge), e ladrões para ajudar pessoas que, assim como ele, sofreram injustiças de poderosos empresários. Depois de problemas com bebida na primeira temporada, Nate termina o segundo ano se entregando à Interpol para proteger a equipe. Enquanto ele começa a terceira temporada tentando escapar, Elizabetta Canalis faz uma participação no papel de uma misteriosa italiana que chantageia o grupo e coloca suas vidas em risco. (RT) março+monet+31

96CriminaleOutras.indd 31

15/2/2011 16:06:27


séries policiais

the mentalist Mais Mistério e Muito draMa para o vidente patrick Jane. é isso que o criador da série proMete para a terceira teMporada

O

por raquel temistocles

O charme de galã de simon Baker no papel do detetive Patrick Jane pode ter distraído muitas telespectadoras nas primeiras temporadas de The Mentalist. agora, o seu rostinho bonito deixa de ter qualquer importância com a trama ficando mais intrigante na busca pelo assassino red John. Depois de fingir por anos que era vidente, Jane provocou a ira do serial killer ao falar dele em um programa de TV e, por isso, perdeu filha e esposa.

Já são dois anos procurando red John em cada caso feito em parceria com a equipe da California Bureau of Investigation (CBI). E ele chegou bem perto. a últimatemporadaterminoucomumencontro inesperado entre red John e Patrick. Eles estiveram bem próximos quando estudantes psicóticos quiseram se passar pelo grande vilão e sequestraram o detetive. Era de se esperar que a polícia fosse salvá-lo, mas a surpresa foi justamente quando red John atirou nos estudantes e livrou o seu perseguidor da morte. Estranho demais até para o próprio protagonista, que, nesta terceira temporada, continua pensando nas palavras ditas pelo vilão e no que fazer para encontrá-lo. Segundo o criador da série, Bruno Heller, o mistério está longe de ser solucionado: “Vai demorar um pouco para Patrick pôr as mãos em red John. o vilão é a base do programa, porque mesmo quando ele não está envolvido nos casos, saber que ele está por aí interfere no jeito como Patrick se comporta”, comenta o autor, em entrevista à moNET. Com tantos mistérios, fica difícil para o detetive ter um

romance. mas isso não quer dizer que ele não vá se envolver com alguém. “Ele desesperadamente quer um amor em sua vida. mas acho que deve ser alguém muito especial e forte para conseguir lidar com ele e sua história. Sempre haverá essa luta para encontrar um amor”, afirma Heller, que logo descarta a possibilidade de essa pessoa ser a agente Teresa Lisbon (robin Tunney). o que espera Patrick Jane na terceira temporada são casos mais obscuros e uma resposta para o mistério da sensitiva Kristina Frye (Leslie Hope), desaparecida no episódio final do segundo ano. De acordo com Heller, ela vai voltar e será muito dramático, além de um grande choque para Patrick. ao contrário de dramas policiais como os da franquia CSI, a equipe que conta com Teresa, Kimball Cho (Tim Kang) e Wayne rigsby (owain Yeoman) vai continuar com a fórmula que cativou o público: pouca tecnologia e muito quebra-cabeça. Para Heller, a série é mais acolhedora e permite que o telespectador tente resolver os casos ao assistir. É que The Mentalist quer se parecer mais com a “vida real” e também por isso não existem artistas convidados. afinal, o criador afirma que seria um desperdício contratar um ator e não usá-lo como vilão. E as pessoas sabem disso: “assim que você vê o nome do artista na tela, você consegue desvendar o mistério da história”, diz. Com um detetive carismático (e bonito) como Patrick Jane, alguém sentiu falta de Brad Pitt ou George Clooney? Suspeitamos que não. n the mentalist,

dia 14, segunda, 22h, Warner, 47

32+monet+março

96MentalisteLie.indd 32

15/2/2011 19:50:12


Lie to Me dia 15, terça, 22h, FOX, 50

O

Uma relação muito especial – As farpas entre Patrick Jane (Simon Baker) e Teresa Lisbon (Robin Tunney) continuam, mas não deve rolar romance para os dois em The mentalist

lhar para os lados, passar as mãos pelos cabelos ou gaguejar. Qualquer um desses gestos pode significar que a pessoa está mentindo. Há três anos, os especialistas de Lie To Me prestam atenção a cada detalhe dos envolvidos para auxiliar empresas e órgãos policiais em investigações. o elenco inclui o ator Tim roth no papel do psicólogo Cal Lightman, um perito em linguagem corporal. Junto com a sócia, Gillian Foster (Kelli Williams), ele comanda o “The Lightman Group”, auxiliado pelos especialistas Eli Loker (Brendan Hines) e ria Torres (monica raymund). o segundo ano terminou com o agente do FBI Ben reynolds (mekhi Phifer) gravemente ferido e a confirmação de sua saída da série. o terceiro começa com a equipe se infiltrando em uma quadrilha para impedir o roubo de um banco. Enquanto nas últimas duas temporadas os relacionamentos não foram o foco da série, podemos esperar agora uma atenção especial a um possível romance entre Cal e Gillian. março+monet+33

96MentalisteLie.indd 33

15/2/2011 19:50:14


séries policiais

detroit 1-8-7

N

por sarah mund, de los angeles

CONHECIDO POR SEU PAPEL COMO UM DOS MAFIOSOS NA PREMIADA FAMÍLIA SOPRANO, MICHAEL IMPERIOLI MUDA PARA O LADO DA LEI AO ESTRELAR NOVO DRAMA POLICIAL

Nos estados Unidos, o número 187 é praticamente um sinônimo para homicídio graças à seção de mesmo número do Código Penal do Estado da Califórnia. o que torna bastante adequada a escolha do nome da nova série policial que estreia no aXN. ConsideradaumadascidadesmaisviolentasdosEUa, não é à toa que Detroit, localizada no estado do michigan, foi apelidada como “murder City”. No dia em que michael Imperioli recebeu a imprensaemLos angelesparafalarsobreanovaatração, um homem armado abriu fogo contra cinco policiais em uma delegacia de Detroit, ferindo quatro deles antes de ser morto. mas, mesmo sob esse estigma, o ator afirma considerar viável mudar-se com a família de Nova York para a cidade: “Eles passaram o verão comigo lá, mas tiveram que voltar para casa por causa da volta às aulas. mas se a série ganhar mais uma temporada, aí sim nos mudaremos para Detroit”. Isso porque, para manter o roteiro próximo à realidade, a produção optou por filmar todos os episódios na cidade, em vez de usar os estúdios da rede aBC em Los angeles, o que acabou se revelando um problema no início das filmagens. a princípio, a proposta era mostrar o dia a dia dos policiais sob uma perspectiva documental, que foi inclusive o que atraiu o principal nome do elenco para o programa. “Eu achei uma coisa única, ainda mais para uma série policial”, diz o ator.

Embora os produtores afirmem que a escolha de abandonar a abordagem realista tenha sido para permitir que os policiais agissem com mais naturalidade em frente às câmeras, na internet especula-se que a decisão foi tomada para evitar atritos com o prefeito da cidade, que proibiu que as equipes de filmagem acompanhassem o trabalho da polícia. Ele tomou a decisão depois que uma menina de 7 anos morreu durante uma perseguição acompanhada por uma equipe do reality show The First 48. apesar de mostrar casos que deixarão o público perplexo, a série é mais focada nos profissionais que trabalham para solucionar os crimes. Das três duplas de detetives comandadas pela tenente e mãe solteira em tempo integral, mareen mason (aisha Hinds), quem se destaca é o personagem de Imperioli, Louis Fitch. Com sérias dificuldades para se relacionar com os colegas, ele é a estrela da equipe por conta de sua experiência e instinto certeiro na hora de resolver os casos. mesmo deixando claro que não é um grande fã dos dramas policiais, Imperioli aposta que o programa tem a fórmula do sucesso, ao mostrar a vida pessoal dos personagens, os crimes e principalmente a cidade. Nesse ponto, os moradores de Detroit agradecem. n detroit 1-8-7,

dia 17, quinta, 22h, AXN, 34

34+monet+março

96DetroiteCovert.indd 34

15/2/2011 16:07:15


Código do crime – O problemático e eficiente Louis Fitch, interpretado por Michael Imperioli, no centro da divisão em que trabalha – e muito –, num lugar que ficou conhecido, de forma infame, como “Murder City”, algo como “Cidade do Homicídio”

Covert Affairs dia 15, terça, 21h, AXN, 34

fotos: divulgação

u

ma mulher bonita, poliglota e espiã. Quando uma agente da CIa possui todas essas características, nada pode dar errado. Teoricamente, pelo menos. Já na primeira temporada, Piper Perabo foi indicada ao Globo de ouro pelo papel de annie Walker, uma agente da CIa especialista em linguística. Quando é “promovida” para trabalhar nas ruas como investigadora, não imagina que está sendo usada pela agência para encontrar seu ex-namorado, um fugitivo. Christopher Gorham (Ugly Betty) chega como auggie anderson, um agente cego que ajuda annie em suas missões. No final do dia, ela ainda precisa esconder todos os vestígios de seu trabalho para não deixar que a irmã, Danielle (anne Dudek), descubra sua verdadeira profissão. (RT) março+monet+35

96DetroiteCovert.indd 35

15/2/2011 16:07:17


séries policiais

castle O CHARMOSO ESCRITOR TRAZ MAIS UM BEST-SELLER SAINDO DO FORNO E A MESMA TENSÃO SEXUAL COM A DETETIVE QUE INSPIRA SUA ÚLTIMA OBRA

por sarah mund, de los angeles

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Ação entre amigos – O elenco se reúne no set, da esquerda para a direita, Seamus Dever (detetive Kevin Ryan), Molly Quinn (Alexis Castle), Ruben SantiagoHudson (capitão Roy Montgomery), Stana Katic (detetive Kate Beckett), Nathan Fillion (Richard Castle), Tamala Jones (Dra. Lanie Parish), Jon Huertas (detetive Javier Espósito) e Susan Sullivan (Martha Rodgers)

36+monet+março

96Castle.indd 36

15/2/2011 16:07:38


O

O clima era quase o de uma reunião familiar. Caso uma família se reunisse em uma delegacia de polícia para jogar conversa fora. Com exceção do casal protagonista, o restante de um (muito unido) elenco recebeu um grupo de jornalistas nos estúdios da rede aBC, em Los angeles, que servem de cenário para boa parte das cenas de Castle. mesmo estando juntos por apenas dois anos, percebe-se que os atores da série têm bastante sintonia. Como quando Seamus Dever e Jon Huertas, intérpretes dos hilários detetives Kevin ryan e Javier Espósito, completam as frases um do outro, deixando os repórteres um tanto quanto atrapalhados. ou quando avó e neta na trama, Susan Sullivan estende a mão para que molly Quinn cuspa seu chiclete fora, sob os protestos da adolescente, que reclama estar com hálito de alho. E a sintonia continua em frente às câmeras, como depois revela Nathan Fillion, protagonista da série: “a coitada da Stana está sempre tendo que me cobrir, porque eu fico divagando sobre como a cena está ficando boa, e quando percebo um silêncio mais longo é porque já perdi a deixa da minha fala. Então, ela acaba falando no meu lugar e me chutando por debaixo da mesa”. o bom humor não é o único diferencial desta série policial diferente. ao focar em

um autor de romances policiais não muito maduro, o programa consegue fazer com que o público se sinta próximo a ele. richard Castle (Fillion) sofria de um bloqueio criativo ao matar a personagem principal de uma série de livros de sucesso, mas ele vê sua inspiração voltar ao conhecer a detetive Kate Beckett (Stana Katic). os dois acabam trabalhando juntos pela primeira vez depois que um serial killer comete um crime seguindo os passos de um dos assassinatos dos livros de Castle. Depois de duas temporadas provocando um ao outro, ela já sabe que ele de fato é útil nas investigações e ele se apoia na amizade com o prefeito para continuar acompanhando os casos. Embora a tensão sexual seja visível até para o restante da equipe policial, o casal reluta em admitir seus sentimentos. No início da terceira temporada, Castle está sumido desde o início do verão, quando saiu da cidade para terminar seu novo livro com a personagem baseada em Kate. Por isso, quando a detetive chega à cena de um crime, a última pessoa que ela espera encontrar é o escritor, ainda mais armado. Sem opções, a policial o leva algemado para ser interrogado na delegacia. Depois de tudo esclarecido, eles precisam buscar a ligação entre três mortes que parecem não ter motivo comum, o que acaba por leválos a lugares inesperados, como um clube que, nas palavras de Castle, “parece um circo, só que com bebidas”. Não é à toa que ele fica encantado com a dona do estabelecimento, a stripper Kitty Canary (Lisa o’Hare). E Fillion parece saber exatamente como se comportar em cenas assim, já que, para conseguir o papel, afirmou aos produtores saber com certeza o que fazer e como interpretar Castle, dizendo: “Eu sou esse cara! Parem de procurar, vocês já me encontraram”. De algum jeito, ele os convenceu. n Quando a fome encontra a vontade de comer – As investigações de Kate Beckett e Richard Castle os levam a um clube pra lá de excêntrico no primeiro episódio da terceira temporada. O mulherengo e atrevido escritor de best-sellers vai se engraçar com a dona do lugar, veja só, uma stripper castle,

dia 16, quarta, 22h, AXN, 34

março+monet+37

96Castle.indd 37

15/2/2011 16:07:40


séries policiais

NCIS

N

o que esperar do oitavo ano da série mais assistida dos eua por raquel temistocles e sarah mund

Desde 2003, os agentes do Serviço Naval de Investigação Criminal (NCIS, do inglês Naval Criminal Investigative Service) mostram não só os procedimentos técnicos de investigação, mas o relacionamento entre os oficiais. Um chefe paizão, um ex-policial conquistador e uma agente israelense movimentam a série que se tornou a mais assistida dos Estados Unidos atualmente. Para Shane Brennan, roteirista e produtor-executivo, o segredo é manter em mente “que o público é muito mais inteligente do que esperamos”. Para isso, ele até criou uma rixa entre a família de Pedro Hernandez (Tommy rosales) e a de Gibbs. Vinte anos depois de acabar com a vida do traficante que ordenou a morte de sua esposa e filha, o protagonista agora precisa lidar com a sede de vingança de Paloma reynosa (Jacqueline obradors), filha de Hernandez e herdeira do cartel de drogas do méxico. a oitava temporada já começa com Jackson Gibbs (ralph Waite), pai do agente Jethro, sob a proteção do NCIS depois de quase ter sido morto por Paloma. mas ela não para por aí. a adrenalina é tanta que o ator rocky Carroll, que faz o diretor do NCIS Leon Vance, confessou que nem ele aguentaria essa vida: “Se tivesse que trabalhar em um emprego no qual soubesse que praticamente três vezes por semana eu me envolveria em um tiroteio, provavelmente iria procurar outra coisa para fazer”. ainda bem que atores só precisam levar tiros de mentira. n NCIS,

fotos: divulgação

Não importa em que ambiente tenha ocorrido o crime, se a marinha americana estiver envolvida – mesmo que seja apenas por causa do quepe de um oficial encontrado na cena –, é a equipe do agente especial Jethro Gibbs (mark Harmon) que investigará o caso.

dia 22, terça, 22h, AXN, 34

38+monet+março

96NCIS.indd 38

15/2/2011 16:08:07


Na terra, no ar e, principalmente, na água – À esquerda, a equipe comandada por Gibbs (Mark Harmon) investiga a morte de um traficante de drogas no primeiro episódio da 8ª temporada. Na foto maior, o time de NCIS (da esquerda para a direita): Jimmy Palmer (Brian Dietzen), Abby Sciuto (Pauley Perrette), Dr. Donald Mallard (David McCallum), Ziva David (Cote de Pablo), Jethro Gibbs (Harmon), Leon Vance (Rocky Carroll), Timothy McGee (Sean Murray) e Anthony DiNozzo (Michael Weatherly)

março+monet+39

96NCIS.indd 39

15/2/2011 16:08:09

Séries Policiais - Monet  

Interrogamos os astros e visitamos as cenas de crimes mais quentes da TV

Advertisement