Programa - SEMANA dos PARCEIROS 2022 do Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico

Page 1


ÍNDICE

Notas gerais

Distrito de Lisboa

Distrito de Aveiro

Distrito de Porto

Distrito de Beja

Distrito de Santarém

Distrito de Bragança

Distrito de Setúbal

Distrito de Castelo Branco

Distrito de Viana do Castelo

Distrito de Évora

Distrito de Vila Real

Distrito de Faro

Distrito de Viseu

Distrito da Guarda

Parceiros Aderentes

Distrito de Leiria

Apoio Institucional

roteirodeminas@edm.pt www.roteirodeminas.pt


04 - 10 ABRIL 2022 ROTEIRO DAS MINAS E PONTOS DE INTERESSE MINEIRO E GEOLÓGICO DE PORTUGAL A divulgação científica associada à geologia e minas e o aproveitamento do potencial de desenvolvimento dos territórios associados às atividades extrativas contam-se entre os objetivos do Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal, promovido pela Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG), EDM - Empresa de Desenvolvimento Mineiro SA, e mais de quatro dezenas de outras entidades que se associaram para o efeito. Entre 04 e 10 de Abril de 2022, decorrerá mais uma “Semana dos Parceiros do Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico

de Portugal” onde as diversas atividades programadas pelos Parceiros ao longo de todo o território do continente irão proporcionar experiências variadas e inéditas a todos os interessados. Nas atividades previstas, destacam-se: - visitas especiais e únicas aos diferentes locais de interesse geológico ou mineiro; - visitas a pontos de interesse geológico e mineiro não abertos regularmente ao público; - visitas guiadas e acesso a reservas de museus; - visitas a galerias mineiras – desde minas em laboração a antigas minas romanas; - laboratórios pedagógicos e outras atividades experimentais para os mais novos.


04 - 10 ABRIL 2022 ROTEIRO DAS MINAS E PONTOS DE INTERESSE MINEIRO E GEOLÓGICO DE PORTUGAL

Muitas das atividades requerem inscrição prévia. Algumas não são acessíveis a todos e podem requerer alguma condição física. Recomenda-se o contacto prévio junto das entidades organizadoras.

Este ano, e pela primeira vez, a Semana dos Parceiros decorrerá em coordenação com a iniciativa «À Descoberta do Turismo Industrial», promovida pelo Grupo Dinamizador da Rede Portuguesa de Turismo Industrial, Entidades Regionais de Turismo e Turismo de Portugal. Os Parceiros do Roteiro, enquadráveis no conceito de turismo industrial, estão igualmente aí representados.

Votos de boas experiências geológicas e mineiras.

Votos de uma boa SEMANA dos Parceiros do Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal.


Arouca Geopark Distrito de AVEIRO

AGA—Associação Geoparque Arouca Morada: Telefone: E-mail: Website:

Rua Alfredo Vaz Pinto, Arouca 256 940 254 geral@aroucageopark.pt http://www.aroucageopark.pt

O Arouca Geopark abrange a área administrativa do concelho de Arouca que, desde 2009, se tem afirmado pelo seu excecional património geológico de relevância internacional. De um total de 41 geossítios inventariados, 31 integram a «Rota dos geossítios do Arouca Geopark», composta por três itinerários que o convidam a conhecer as afamadas Pedras Parideiras e a queda de água da Frecha da Mizarela, situadas na Serra da Freita; os fósseis de Trilobites Gigantes e os Icnofósseis de Cabanas Longas, localizados nas proximidades dos Passadiços do Paiva e, ainda, as Minas de Regoufe e Rio de Frades, na outrora designada Região Mineira de Arouca. Bem-vindos ao Arouca Geopark, um Geoparque Mundial da UNESCO!


Arouca Geopark Distrito de AVEIRO

Local

Arouca Geopark

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

«Ouro Negro» o objetivo comum de alemães e ingleses que se confrontavam na Europa e conviviam, pacificamente entre Rio de Frades e RegouInscrições limitadas e fe, localizadas nas serranias do Arouobrigatórias até ca Geoparque Mundial da UNESCO. 25/03/2022 através de Histórias para desvendar numa visita geral@aroucageopark.pt interpretada, de jipe, com partida do Mínimo de 6 participan- centro de Arouca até ao Complexo Mineiro e aldeia de Regoufe, passanDas Minas de Regoufe Visita de tes e máximo de 25. 09 de abril Freguesia de do pela aldeia mágica de Drave e à Aldeia Mágica de campo guiaCôvelo de Paivo 09:15—13:00 Custo: 50€/pax, incluin- Portal do Inferno. Drave da do visita interpretada por guia, em veículo 4x4, O ponto de encontro da atividade será no centro de Arouca, no Jardim picnic com produtos locais, reportagem foto- Municipal de Arouca, pelas 09h15. gráfica a seguro de aci- A atividade insere-se nas comemoradentes pessoais ções da Semana Nacional TI “À descoberta do Turismo Industrial”. OUTROS ORGANIZADORES

Just Come


Arouca Geopark Distrito de AVEIRO

Local

Iniciativa

Guias Intérpretes do Arouca Geopark Arouca Geopark 2022

Tipo

Evento

Onde

Dia Horário

Arouca08 de abril Biblioteca Muni17:30h cipal de Arouca

Outros organizadores Acesso

e Observações

Para um guia intérprete, o conhecimento da geodiversidade e do património geológico é fundamental para a interpretação do território, muito especialmente num território Geoparque Mundial da UNESCO. A este alia-se também o conhecimento da fauna, da flora e do património histórico-cultural, mas também das Os interessados em participar no parcerias encetadas por estes territórios classificados, quer de âmbito evento devem contactar alexandra.paz@aroucageopark.pt nacional, como o Roteiro das Minas, quer internacionais como a Rede de até 06/04/2022 Geoparques Mundiais da UNESCO. Uma ação de formação que culmina com a entrega de diplomas a 08/04/2022.

OUTROS ORGANIZADORES ADRIMAG Câmara Municipal de Arouca


Minas do Braçal / Malhada Distrito de AVEIRO

Câmara Municipal de Sever do Vouga Morada: Telefone: E-mail: Website:

Largo do Município , Sever do Vouga 234 555 566 cm.sever@cm-sever.pt http://www.museudeseverdovouga.pt

Exploradas no período romano para extração de chumbo e prata. Em 1836 reiniciava a exploração no Braçal, seguida da exploração na Malhada, mantendo-se até 1958. O Museu Municipal dedica um dos seus núcleos a estas minas, com destaque para as memórias dos antigos mineiros.


Minas do Braçal / Malhada Distrito de AVEIRO

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

Limite de 50 participantes Minas do Braçal: Minas do Braçal / Malhada

Onde o Bom se torna Percurso pedestre Mau!

Minas do Braçal / Malhada

10 de abril 09:30h

Dificuldade moderada

Possibilidade de uso de Joelette por pessoas de mobilidade reduzida OUTROS ORGANIZADORES ViverSever – Associação de Promoção de Sever do Vouga


Mina de São Domingos Distrito de BEJA

Fundação Serrão Martins Morada: Telefone: E-mail:

Edifício da Escola Primária - S. Domingos 286 647 534 fserraomartins@gmail.com

Complexo mineiro instalado no século XIX para a exploração de uma mina de pirite cuprífera cujo depósito havia sido explorado já em época romana e pré romana. Os principais elementos extraídos durante a exploração moderna, entre 1854 e 1966, foram o cobre e o enxofre. Inclui as zonas urbanas da Mina de S. Domingos, Moitinha, Achada do Gamo e Pomarão, a zona de extração na Mina de S. Domingos, zonas industriais na Mina de S. Domingos, Moitinha e Achada do Gamo, o caminho de ferro Mina-Pomarão com as estações e as obras de arte (túneis e pontes), o porto fluvial do Pomarão e a Palanqueira (margem direita do Guadiana), duas albufeiras de água doce na Mina de S. Domingos, projetadas para permitir a metalurgia pela via húmida e um conjunto de canais e albufeiras de água ácida para permitir a gestão dos efluentes da metalurgia. Depois do encerramento da mina o equipamento foi desmantelado e vendido, restando hoje a paisagem marcada pela atividade mineira e pela drenagem ácida.


Mina de São Domingos Distrito de BEJA

Local

Iniciativa

Tipo

Mala do Mineiro Maleta Pedagógica da Mina de São Domingos

Fundação Serrão Martins / Mina de São Domingos

Sessão em escola básica

Onde

Escola Básica Mina de São Domingos

Mina de São Domingos

Conversa sobre outros tempos

Dia Horário

Documentário de Filipe Carvalho “O Presente das Memórias”

Acesso

e Observações

04 de abril Organização: Fundação Serrão Martins 10:00h

07 de abril Oficina da Memória

“São Domingos Futebol Clube - 100 Anos”

Outros organizadores

14:30h

Organização: Fundação Serrão Martins / Câmara Municipal de Mértola

Musical Mina de São Domingos Apresentação de filme

08 de abril Organização: Fundação Serrão Martins 16:00h


Trilho Geológico de Beja Distrito de BEJA

Trilho Geológico de Beja Morada: Telefone: E-mail: Website:

R. Frei Amador Arrais 3, r/c. Beja 284 311 310 joao.matos@lneg.pt http://www.lneg.pt

O Trilho Geológico, do Jardim Público de Beja é um projeto de divulgação das geociências junto do grande público e das escolas, contemplando fragmentos da história geológica do sul de Portugal, nos últimos 1000 milhões de anos, desde o Neoproterozóico até à atualidade. Ao longo de 200 metros. Utilizando uma escala onde cada metro percorrido equivale a 5 milhões de anos, observam-se amostras representativas das principais formações rochosas do Alentejo.


Trilho Geológico de Beja Distrito de BEJA

Local

Trilho Geológico de Beja

Iniciativa

Tipo

Etapas da evolução Visita guiada das espécies na História Geológica do Alen- museu/exposição tejo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

LNEG – contacto via email para Jardim Público de Beja

04 e 05 de abril

sara.santos@lneg.pt Acesso gratuito

10:00h-11:00h

OUTROS ORGANIZADORES CM Beja


Geopark Terras de Cavaleiros Distrito de BRAGANÇA

Associação Geoparque Terras de Cavaleiros Morada: Telefone: E-mail:

Centro Cultural Rua Eng. Moura Pegado, Macedo de Cavaleiros 912 956 197 geral@geoparkterrasdecavaleiros.com

O Geoparque Terras de Cavaleiros é uma área geográfica bem definida, coincidente com os limites administrativos do Concelho de Macedo de Cavaleiros, com um importante património geológico ao qual se soma um grande património de biodiversidade, um notável património histórico-cultural, os produtos locais, a rica gastronomia e a arte de bem receber das suas gentes. O singular Património Geológico dá a oportunidade de percorrer milhões de anos na história da Terra, despertando o interesse de geólogos de todo o mundo. O Património Natural é diferenciador, com paisagens deslumbrantes e preservadas, mantendo viva a identidade do povo, que conserva o segredo de tratar a terra, a mestria com que confeciona os seus pratos e o carinho com que acolhe aqueles que o visitam.


Geopark Terras de Cavaleiros Distrito de BRAGANÇA

Local

Iniciativa

Programa Educativo: “Uma viagem ao interior da Terra”

Geopark Terras de Cavaleiros

“A riqueza dos nossos Museus”

Tipo

Onde

Visita de campo

Dia Horário

04 de abril Morais/Lagoa

guiada

10:00h

Museu Martin Gonçalves de Macedo Visita guiada museu/ exposição Museu de Arqueologia

06 de abril 10:00h

Coronel Albino Lopo

Caminhada interpretada

Murçós

09 de abril

(Minas de Murçós)

10:00h

Percurso pedestre

Outros organizadores Acesso

e Observações

Condições especiais COVID19 (máscara e desinfetante)

É aconselhável trazer calçado e roupa apropriada, assim como chapéu, água e protetor solar. OUTROS ORGANIZADORES Junta de Freguesia de Morais

Junta de Freguesia de Lagoa

É aconselhável trazer calçado e roupa Condições apropriada, assim como chapéu, água e especiais protetor solar. COVID19 OUTROS ORGANIZADORES (máscara e desinfe- Rede de Museus de Macedo de Cavaleiros tante) Universidade Sénior Condições especiais COVID19 (máscara e desinfetante)

É aconselhável trazer calçado e roupa apropriada, assim como chapéu, água e protetor solar. OUTROS ORGANIZADORES

Junta de Freguesia de Murçós


Minas de Argozelo Distrito de BRAGANÇA Câmara Municipal de Vimioso Morada: Telefone: E-mail:

Praça Eduardo Coelho, Vimioso 273 518 120 jfidalgo@cm-vimioso.pt

As Minas de Argozelo foram sempre conhecidas como minas de estanho e volfrâmio e, ao que tudo indica, foram pela primeira vez objeto de concessão mineira em 1898, e começaram a sua atividade mineira antes de 1913, ano em que esta Mina recebeu a primeira visita do responsável do Fomento Mineiro. Presentemente encerradas, as Minas de Argozelo contam com o Centro Interpretativo das Minas de Argozelo, localizado na Cortinha do Calvário em Argozelo. O Centro está dotado de uma sala de exposições e de um auditório. Na sala de exposições encontra-se patente, desde a sua inauguração, uma exposição referente à história da exploração de estanho e volfrâmio, que decorreu nas minas de Argozelo no século XX. A exposição é composta por uma coleção de fotografias, documentos e peças. O auditório, capacitado para 60 lugares sentados, está equipado para projeção de filmes e pode servir também a palestras e reuniões.


Minas de Argozelo Distrito de BRAGANÇA

Local

Iniciativa

“Histórias contadas na 1a pessoa" - Os participantes são primeiro convidados a Centro Interpretati- assistir ao filme que mostra relatos dos vo das Minas de mineiros de Argozelo. De seguida, são Argozelo convidados a visitarem o Museu e a identificarem o que ouviram com o que estão a observar

Tipo

Apresentação de filme

Onde

Dia Horário

Argozelo,

10 de abril

Vimioso

14:30h

Outros organizadores Acesso

e Observações

Reserva obrigatória


Museu do Ferro e da Região de Moncorvo Distrito de BRAGANÇA

C M T. Moncorvo e Projeto Arqueológico R Moncorvo Morada: Telefone: E-mail: Website:

Largo Balbino Rego, nº 9—Torre de Moncorvo 279 252 724 Museu-ferro@hotmail.com http://www.mfrm-cdoc.blogspot.com

Na região de Moncorvo localiza-se um dos maiores depósitos minerais de ferro da Europa (magnetite e hematite, sendo este predominante). Esta riqueza mineral foi explorada desde a época romana, e talvez com intermitências, até ao final do séc. XVIII em associação com a atividade metalúrgica e o trabalho das forjas. Procurando dar testemunho desta longa história foi constituído o Museu do Ferro & da Região de Moncorvo.


Museu do Ferro e da Região de Moncorvo Distrito de BRAGANÇA

Local

Iniciativa

“Origem e evolução da metalurgia do Ferro até à revolução industrial” – palestra com PPS

Museu do Ferro e da Região de Moncorvo Visita guiada ao Museu + espaço anexo e ao Centro de Estudos Arqueológicos do Baixo Sabor (projeto PARM)

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

08 de abril Conferência 11:00h

Torre de Moncorvo

Visita guiada museu/exposição

09 de abril

11:00h

Razoável, com dificuldade de acesso para deficientes, devido às escadas de acesso ao Museu

PARM/CMTM


Geopark Naturtejo Mundial da UNESCO Distrito de CASTELO BRANCO

Naturtejo, Empresa de Turismo Morada: Telefone: E-mail:

Av. Nuno Álvares, 30, Castelo Branco 272 320 137 geral@geonaturescola.com

Uma imensidão de tempo revelada no espaço… 600 milhões de anos preservados em rochas e paisagens que se estendem por mais de 4600 Km 2… Lugares fantásticos, onde a Natureza avassaladora é celebrada num encontro de culturas perpetuado por milhares de anos… Uma região onde a Mãe Terra foi particularmente generosa. O Geopark Naturtejo integra-se no Programa Geoparques Globais da UNESCO.


Geopark Naturtejo Mundial da UNESCO Distrito de CASTELO BRANCO

Local

Iniciativa

Os recursos geológicos no tempo dos Geopark Naturtejo Romanos: o Cobre e Mundial da UNESCO o Ouro na região das Portas de Ródão

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

Observações

09 de abril

Requer material adequado para

16:00h-19:00h Visita de campo guiada

Vila Velha de Ródão e Monte do Arneiro

e

caminhada em piso difícil Fácil a moderado

OUTROS ORGANIZADORES

10 de abril

Associação de Estudos do Alto Tejo

10:00h-12:00h

Monte do Pego—Casa de Campo


Centro Ciência Viva de Estremoz Distrito de ÉVORA

Centro Ciência Viva de Estremoz Morada: Telefone: E-mail: Website:

Convento das Maltezas, Estremoz 268 334 285 imachado@uevora.pt http://www.estremoz.cienciaviva.pt

Um Centro Ciência Viva é um local onde a Ciência e a Tecnologia rompem as paredes dos laboratórios que normalmente os confinam, indo ao encontro dos seus visitantes. Um local onde é possível interagir com o que está exposto; tocar, experimentar, descobrir, são uma necessidade ao longo de toda a visita. No Centro Ciência Viva de Estremoz descobres como funciona o local onde todos nós habitamos… a Terra; um planeta maravilhoso onde todos os fenómenos aparecem interligados. A colaboração com a Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Évora, em especial através do Laboratório de Investigação de Rochas Industriais e Ornamentais e do Centro de Geofísica de Évora, é o garante da qualidade científica de todas as nossas atividades.


Centro Ciência Viva de Estremoz Distrito de ÉVORA

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

As iniciativas necessitam de inscrição prévia, através dos seguintes contactos:

Centro Ciência Viva Saída de Campo à PeVisita de de Estremoz / Es- dreira de Sto. António, campo guiatremoz/ Distrito de em Estremoz, de extrada Évora ção de mármores

Espaço Ciência, Convento das Maltezas, 7100513 Estremoz

268 334 285 / 968 312 768 / 912 165 111 / ccvestremoz@uevora.pt 6 de abril 9:00h–10:30h

Condicionada pelas condições meteorológicas

Mais informações em: www.ccvestremoz.uevora.pt Colaboração: Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Évora (ECTUE) e Instituto de Ciências da Terra (ICT)


Centro Ciência Viva de Estremoz Distrito de ÉVORA

Local

Iniciativa

Tipo

Módulo didático constituído por 5 bicicletas, cada qual associada a Centro Ciência Viva uma forma de de Estremoz / Esenergia renová“Energia a Pedalar” tremoz/ Distrito de vel; um projeto Évora concebido pela Quercus ao qual se juntou o Centro Ciência Viva de Estremoz

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

As iniciativas necessitam de inscrição prévia, através dos seguintes contactos:

Espaço Ciência, N/A (exceto para pes9 de abril Convento das soas com dificuldades Maltezas, 7100- 16:00h-17:00h motoras) 513 Estremoz

268 334 285 / 968 312 768 / 912 165 111 /ccvestremoz@uevora.pt Mais informações em: www.ccvestremoz.uevora.pt Colaboração: Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Évora (ECTUE) e Instituto de Ciências da Terra (ICT)


Centro Ciência Viva de Estremoz Distrito de ÉVORA

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

As iniciativas necessitam de inscrição prévia, através dos seguintes contactos:

Centro Ciência Viva de Estremoz / Es- “Encontro de jogos de tremoz/ Distrito de tabuleiro” Évora

Encontro de jogos de tabuleiro, incluindo um jogo sobre geologia geral

Espaço Ciência, Convento das Maltezas, 7100513 Estremoz

268 334 285 / 968 312 768 / 912 165 111 /ccvestremoz@uevora.pt

10 de abril 15:00h–18:00h (entrada e saída flexível)

N/A

Mais informações em www.ccvestremoz.uevora.pt Colaboração: Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Évora (ECTUE) e Instituto de Ciências da Terra (ICT)


Rota do Mármore AE Distrito de ÉVORA

CECHAP - Centro de Estudos de Cultura, História, Artes e Património Morada: Avenida Duques de Bragança, nº 4, Vila Viçosa Telefone: 965 087 618 Email: geral@cechap.com Website: http://www.cechap.com

A Rota do Mármore é um produto com o objetivo de prestar uma oferta de animação turística no âmbito do Património e da História da Indústria dos mármores. Sediada em Vila Viçosa, procura através da divulgação e promoção do património industrial, paisagístico, arquitetónico, urbano, gastronómico e de outras realidades da região, sensibilizar para a importância de salvaguardar as genuínas potencialidades culturais enraizadas nas comunidades.


Rota do Mármore AE Distrito de ÉVORA

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

A Rota do Mármore AE no âmbito das atividades da semana dos parceiros do Roteiro das Minas, está a preparar um conjunto de iniciativas culturais.

Rota do Mármore AE

Mármores no Património Religioso de Vila Viçosa

Percurso pedestre

Vila Viçosa

No próximo dia 09 de abril, numa visita que consiste num passeio pelas ruas de Vila Viçosa, com passagens por alguns dos monumentos de maior interesse pela sua aplicação dos mármores. Procuramos dessa forma dar a conhecer ao público em geral, lugares que representam de forma inequívoca a riqueza artística do patrimóPasseio pedestre nio arquitetónico religioso no centro de 09 de abril em meio urbano Vila Viçosa. 09:30h-12:30h Dificuldade: fácil Marcações: geral@rotadomarmoreae.com

0351 965 087 618 Informações (+) www.rotadomarmoreae.com OUTROS ORGANIZADORES CECHAP – Centro de Estudos IPPEM Confraria da Santíssima Trindade e Igreja de Nossa Senhora da Lapa


Rota do Mármore AE Distrito de ÉVORA

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

A Rota do Mármore AE no âmbito das atividades da semana dos parceiros do Roteiro das Minas, está a preparar uma atividade lúdica para público escolar. Nesta atividade que conta com a participação de um geólogo, o professor Noel Moreira da Universidade de Évora, procura dar a conhecer o mármore e as suas características e propriedades geofísicas nas suas múltiplas aplicações.

Mármore, Rota do Mármore AE What else?

Atividade teóricoexperimental

Vila

09 de abril

Viçosa

15:00h-16:30h

Palestra introdutó- A atividade realiza-se no próximo dia 9 de abril ria de cerca de 30 e consiste numa breve palestra introdutória, minutos, seguido seguido de atividades de cariz experimental de atividades de com a participação dos jovens inscritos, sobre cariz experimental a natureza e propriedades dos mármores. sobre a natureza e Marcações: propriedades dos geral@rotadomarmoreae.com mármores. 0351 965 087 618 Informações (+) www.rotadomarmoreae.com OUTROS ORGANIZADORES CECHAP – Centro de Estudos Universidade de Évora – Instituto de Investigação e Formação Avançada Instituto de Ciências da Terra – Polo de Évora


Mina de Sal-Gema Distrito de FARO

TechSalt, S.A. Morada: Telefone: E-mail: Website:

Rua Betunes, 27 R/C, 8100-616, Loulé 925 969 369 turismo@TechSalt.pt http://www.techsalt.pt

Conheça a história da mina de Sal-Gema de Loulé, localizada a 230 m de profundidade e admire formações geológicas com 230 milhões de anos. Realize um percurso de interpretação a pé, com cerca de 1,3 Km dentro da mina e conheça os processos de mineração antigos e atuais. Descubra a importância geológica desta mina no contexto da região e aplicações do sal-gema para os humanos, ao longo da história até à atualidade.


Mina de Sal-Gema Distrito de FARO

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

Exposição de Pintura, de Klaus Zylla, a qual numa perspetiva contemporânea, narra a vida de Santa Bárbara, padroeiExposição Mina Sal-Gema de ra dos Mineiros. A visita à exposição Exposição de Pintura 04 a 14 de abril O acesso à atividaLoulé está Integrada na Visita de Turismo Visita guiada Contemporânea de requer mobili(dias úteis) Industrial e Geológico ao interior da museu/ Rua dos CombaSanta Bárbara, padade plena para mina de sal-gema a qual fica patente exposição tentes da Grande 09:30h - 11:00h droeira dos Mineiros recorrer 1,3 Km em ao publico de 4 a 14 de abril. No dia 9 Guerra, 80 Percurso pedes1,5 horas 14:30h - 16:00h de abril, em horário a anunciar, haverá De Klaus Zylla tre 8100-545 Loulé uma conferencia dada pelo artista Kalus Zylla. OUTROS ORGANIZADORES Mina de Sal-Gema

Conferência Klaus Zylla

Conferência

Mina Sal-Gema de Loulé

08 de abril

Rua dos Combatentes da Grande Guerra, 80

A anunciar em Mina Sal Gema Loulé | Facebook

8100-545 Loulé Lançamento de Divulgação multilinsite nos idiomas Online em gue – Espanhol e Espanhol e www.TechSalt.pt Francês Francês

04 de abril

O acesso à ativida- Exposição de Pintura, de Klaus Zylla, a de requer mobili- qual numa perspetiva contemporânea, dade plena narra a vida de Santa Bárbara, padroeira dos Mineiros. Conferência sobre Inscrição obrigatória sujeita a dispo- Santa Bárbara e a abordagem do tema pelo artista. nibilidade

O website www.TechSalt.pt terá visualização em língua espanhola e francesa que acresce à oferta existente em português e inglês.


Estrela Geopark Mundial da UNESCO Distrito da GUARDA

Associação Geoparque Estrela Morada: Telefone: E-mail:

Instituto Politécnico da Guarda Av Dr. Francisco Sá Carneiro, Guarda 963 629 179 info@geoparkestrela.pt

No contexto da Região Centro de Portugal Continental, o Estrela Geopark inclui parte ou a totalidade dos nove municípios que se situam em torno da serra da Estrela, fator que lhes confere identidade e coesão territorial. Este território é caracterizado por uma paisagem diversificada, resultado de múltiplas transformações Geológicas, dos contrastes climáticos registados, bem como da antiquíssima ocupação humana. Este é um lugar onde a beleza selvagem se funde com a história milenar, sendo da Estrela o elemento aglutinador de um território que se desenvolve em torno do acidente geográfico que outrora era fator de separação e que hoje une nove municípios.


Estrela Geopark Mundial da UNESCO Distrito da GUARDA

Local

Iniciativa

Tipo

Caminhar com CiênPercurso pedestre cias

Estrela Geopark Mundial da UNESCO

Exposição fotográfica “Geossítios do Estrela Geopark”

Exposição

Onde

Dia Horário

09 de abril Covilhã

09:30h

Belmonte

Outros organizadores

Acesso

e Observações

Recomenda-se a utilização de vestuário e calçado adequado à atividade Percurso com grau de dificuldade médio

Deve ser consulta a página https://www.geoparkestrela.pt/ atividades e efetuado o registo para a atividade

OUTROS ORGANIZADORES

04 a 10 de abril

Município de Belmonte -

Conferências da Estrela

Conferência

Online

06 de abril

A conferência decorrerá através da plataforma ZOOM. Deverá efetuar registo para assistir.


Centro de Interpretação Científico-Ambiental das Grutas da Moeda Distrito de LEIRIA

Grutas da Moeda Morada: Telefone: E-mail: Website:

Largo das Grutas da Moeda—São Mamede, Fátima 244 703 838 info@grutasmoeda.com http://www.grutasmoeda.com

O Centro de Interpretação Cientifico–ambiental das Grutas da Moeda (CICa gm) foi inaugurado em Dezembro de 2009, e assume-se como um local de carácter informativo, didático e científico. Consiste num espaço onde alunos, turistas e o público em geral podem encontrar respostas às múltiplas questões relacionadas com as ciências da Terra, com acesso a equipamentos e exposições que facilitam o entendimento dos fenómenos geológicos e ambientais do Maciço Calcário Estremenho.


Centro de Interpretação Científico-Ambiental das Grutas da Moeda Distrito de LEIRIA

Local

Centro de Interpretação CientíficoAmbiental das Grutas da Moeda

Iniciativa

Tipo

Onde

Visita de campo

Visita de campo

São Mamede,

guiada

guiada

Batalha

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

Presença de barreiVisita de campo aos arredores das grutas da ras naturais Moeda com interpretação da geologia, geo07 de abril Sujeito a marcação morfologia, flora e alguns aspetos culturais 10:00h-12:30h e número mínimo do maciço calcário estremenho. Recomenda e máximo de parti- -se uso de calçado adequado de caminhada. cipantes (2—20)


Museu do Cimento da Fábrica Maceira-Liz Distrito de LEIRIA

C.M.P.—Cimentos Maceira e Patais, S.A. Morada: Telefone: E-mail: Website:

C.M.P.—Cimentos Maceira e Patais, S.A. Fábrica Maceira-Liz, Maceira 244 779 900 maceira@secil.pt http://www.secil.pt

Trata-se de uma instituição permanente, sem fins lucrativos que tem como principal missão a recolha, a conservação e a divulgação da história, cultura e património da Fábrica Maceira-Liz, valorizando-os através da investigação, interpretação, comunicação, exposição, e divulgação, com objetivos científicos, pedagógicos e de lazer.


Museu do Cimento da Fábrica Maceira-Liz Distrito de LEIRIA

Local

Museu do Cimento da Fábrica Maceira-Liz

Iniciativa

Visitas acompanhadas

Tipo

Exposição guiada

Onde

Museu do Cimento da Fábrica Maceira-Liz

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

09 e 10 de abril Entrada pela Portaria de Ligeiros 14:00h-18:00h

e Observações


Museu Nacional de História Natural e da Ciência Distrito de LISBOA

Museu Nacional de História Natural e da Ciência Morada: Telefone: E-mail:

Rua da Escola Politécnica, nº 58, Lisboa 213 921 808 geral@museus.ulisboa.pt

O Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC) da Universidade de Lisboa é um espaço de educação, ciência e cultura, no coração da cidade. O Museu tem origem no Real Museu e Jardim Botânico da Ajuda, criado no século XVIII. Os acervos do MUHNAC totalizam mais de 3 milhões de objetos, entre espécimes de história natural, fósseis, minerais, aves, mamíferos, folhas de herbário, insetos, peixes, entre outros, assim como, instrumentos científicos, desenhos, fotografias, arquivos e livros.


Museu Nacional de História Natural e da Ciência Distrito de LISBOA

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

Destinatários: Público Geral Museu Nacional de História Natural e da Ciência— Universidade de Lisboa

Bilheteira do MNHNC Jóias da Terra—O Minério da Panasqueira

Visita guiada museu/ exposição

Rua da Escola Politécnica, 58 1250-102 Lisboa

Atividade limitada a 15

participantes 07 de abril Atividade paga

Obrigatoriedade de

15:00h marcação prévia Tel: 213 921 808 geral@museus.ulisboa.pt


Museu Geológico LNEG Distrito de LISBOA

Laboratório Nacional de Energia e Geologia Morada: Telefone: E-mail: Website:

Rua Academia das Ciências, nº 19—2º Lisboa 213 463 915 museugeol@lneg.pt http://www.lneg.pt

O Museu Geológico começou a construir-se por volta de 1859, a partir dos exemplares recolhidos nos trabalhos das Comissões Geológicas e, mais tarde, dos Serviços Geológicos de Portugal e do Instituto Geológico e Mineiro. A recolha dessas amostras (fósseis, rochas, minerais e objetos arqueológicos), deve-se em boa parte, aos pioneiros da Geologia portuguesa: Carlos Ribeiro, Nery Delgado, Pereira da Costa, Paul Choffat entre outros. Essas amostras constituem, hoje, coleções de referência ao serviço da comunidade científica, sendo constantemente consultadas por investigadores nacionais e estrangeiros.


Museu Geológico LNEG Distrito de LISBOA

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

Ponto de encontro: Museu Geológico Visita guiada ao Museu Geológico

Museu Geológico— Visita guiada muRua da Academia das seu/exposição Ciências 19—2º

Rua da Academia das Ciências 19 - 2º 06 de abril 15:00h Informações e inscrições: jorge.sequeira@lneg.pt Não acessível a 213 463 915 pessoas em Ponto de encontro: cadeira de rodas Largo da Ajuda, junto à entrada principal do Palácio Nacional da Ajuda. Grau de dificuldade: fácil Fim:

Museu Geológico LNEG Passeio geológico aos Geomonumentos do Rio Seco e Rua da Aliança Operária (Bairro da AjudaLisboa)

Visita de campo guiada

Bairro da AjudaLisboa

09 de abril 15:00h

Calçada de Santo Amaro, junto à Capela de Santo Amaro Percurso de aproximadamente 2 Km Informações e inscrições: jorge.sequeira@lneg.pt 213 463 915


Museus Geociências do Instituto Superior Técnico Distrito de LISBOA

Instituto Superior Técnico—Museus de Geociências do IST Morada: Telefone:

E-mail:

IST, Pavilhão de Minas, Av. Rovisco Pais, Lisboa 218 419 342 (Natália Rocha) 917 785 552 (Manuel Francisco) servicoeducativomuseus@tecnico.ulisboa.pt geomuseus@ist.utl.pt

Os Museus de Geociências do Instituto Superior Técnico-Universidade de Lisboa, tutelados pela Área Curricular de Geociências, localizam-se nos pisos 2 e 3 do Pavilhão de Minas (campus Alameda). O seu acervo destes museus universitários inclui, para além dos diversos tipos de materiais geológicos, instrumentos e materiais didáticos, livros, mapas e fotos históricos, e espólios científicos pessoais de antigos professores do Departamento de Minas.


Museus Geociências do Instituto Superior Técnico Distrito de LISBOA

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

Micromundos LAIST

• Natureza

04 a 08 de abril Visita guiada museu/ exposição

Museus Geociências do IST

14:00h-18:00h

Micromundos

Museus Geociências IST

• Plásticos

Lítio—da lepidolite ao carbonato de lítio

10:00h-13:00h

Visita guiada museu/ exposição e Conferência

Gratuito

CERIS

Acesso fácil

LAIST

07 de abril CERENA 16:00h-18:00h


Minas de Castromil Distrito do PORTO

Município de Paredes Morada:

Parque José Guilherme - Paredes

Telefone:

255 788 973/4

E-mail: Website:

arqueologia@cm-paredes.pt http://www.cm-paredes.pt

Nas Minas de Castromil, freguesia da Sobreira, concelho de Paredes, encontra-se um jazigo de ouro cujas evidências arqueológicas testemunham que, pelo menos, há cerca de 2000 anos o povo romano desenvolveu, neste local, atividades de extração aurífera. Aqui observam-se desmontes a céuaberto, numerosos trabalhos subterrâneos antigos e ainda concavidades nas paredes laterais para colocar as lucernas de iluminação. Em Castromil, existem também variados aspetos geológicos, alguns de relevância evidente, entre eles a ocorrência de aspetos estruturais, mineralógicos e litológicos, paleontológicos e geomorfológicos.


Minas de Castromil Distrito do PORTO

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

» Destinatários: Público Geral » Atividade limitada a 20 participantes e só se realizará com um número mínimo de 10. 30 de março a Minas de Castromil

Batear, batear… para o ouro encontrar

Visita museu/ exposição guiada

Castromil – Sobreira 05 de abril Paredes 09h30 – 12h00

» A atividade tem o custo de 1€ por participante » Obrigatoriedade de marcação prévia: T: 255 788 973 / 255 788 974 arqueologia@cm-paredes.pt


Museu da Pedra de Marco de Canaveses Distrito do PORTO

Município do Marco de Canaveses Morada: Telefone: E-mail: Website:

Av. De S. João, 900—Alpendorada e Matos 255 616 150 museudapedra@cm-marco-canaveses.pt http://www.cm-marco-canaveses.pt

O Museu da Pedra de Marco de Canaveses é muito mais do que se vê. A Exposição permanente corresponde à primeira fase de um projeto que visa estender o Museu para muitos lugares. Será no futuro um museu polinucleado. Maior, dinâmico e inovador. Daqui do centro do Museu da Pedra, situado em Alpendorada e Matos, irradiará para outras zonas do Marco de Canaveses, mostrando como a relação com a pedra constitui uma matriz ancestral do concelho.


Museu da Pedra de Marco de Canaveses Distrito do PORTO

Local

Iniciativa

Tipo

Hora do Conto

Visita guiada museu/ exposição e Leitura de um conto

Ateliers Criativos

Visita guiada museu/ exposição

Minas da Pedra de Marco de Canaveses Filme

Visita guiada museu/ exposição e Apresentação de filme

Caça ao Tesouro

Jogo Interativo

Onde

Alpendorada, Várzea e Torrão—Marco de Canaveses

Dia Horário

Marcação prévia

Outros organizadores Acesso

e

Observações

Colaboração: Câmara Municipal do Marco de Canaveses


Museu Mineiro de São Pedro da Cova Distrito do PORTO União das Freguesias Fânzeres e São Pedro da Cova Morada: Telefone: E-mail: Website:

Rua de Santiago, s/n, Fânzeres 935 663 998 museu.mineiro@fanzeres-saopedrocova.pt http://www.fanzeres-saopedrocova.pt

O Museu criado em 1989, numa das antigas Casas da Malta, tem como missão a valorização, divulgação e dinamização do património geológico e mineiro de São Pedro da Cova. Após o encerramento da Companhia das Minas de Carvão de São Pedro da Cova, a população orquestrou ações que proporcionavam a recolha de objetos e documentação industrial mineira. É com esta recolha que a Junta de Freguesia de São Pedro da Cova, depois de adquirir uma das antigas Casas de Malta, inaugura o Museu Mineiro dedicado às questões industrial, mineira e geológica. Um dos objetivos do Museu Mineiro é continuar a aumentar qualitativamente a sua coleção, quer através da aquisição, quer da cedência de objetos. Com a contribuição individual de cada um, é possível perpetuar a história junto das gerações futuras, para que conheçam melhor os seus antepassados.


Museu Mineiro de São Pedro da Cova Distrito do PORTO

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

Oradores convidados:

Museu Mineiro de São Pedro da Cova

Exposição e Carvão, Doença e Pó Conferência

Museu Mineiro de São Pedro da Cova

09 de abril 16:00h

Não acessível a pessoas em cadeira de rodas Grau de dificuldade: fácil

Dr. Alcino Campos Fundação Portuguesa do Pulmão (a confirmar) Moderador: Dr. Romero Gandra


Parque Paleozóico de Valongo e Museu da Lousa Distrito do PORTO

Município de Valongo Morada: Telefone: Email: Website:

Av. 5 de Outubro, 160—Valongo 224 227 900 dota@cm-valongo.pt http://www.cm-valongo.pt

O Parque Paleozóico de Valongo abrange uma área privilegiada do ponto de vista geológico, apresentando uma grande geodiversidade, da qual se destacam as importantes jazidas fossilíferas do Paleozóico, conhecidas internacionalmente, e as mineralizações de antimónio e ouro que foram exploradas desde os tempos da atividade mineira romana em Portugal.


Parque Paleozóico de Valongo e Museu da Lousa Distrito do PORTO

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

Câmara Municipal de Valongo Colaboração: 05 de abril Lançamento de Rotas de Geologia

Sara Leal - geóloga Evento

Online

14:30h

Online Tiago Koch – biólogo

(1h de duração) Convidado Prof. Guerner Dias – FCUP Parque Paleozóico de Valongo e Museu da Lousa

Cidade de Valongo

Visita guiada e interpretativa ao Trilho Rasgando a Cidade

Percurso pedestre

Ponto de encontro:

07 de abril

Igreja Matriz de Valongo

14:30h

Rua Sousa Paupério, 213 4440-697 Valongo

09 de abril

41011.283’N

(2h de duração)

8030.086’O

10:00h

Atividade gratuita, mas de Inscrição obrigatória para o n.º 911 101 630 ou ambiente@cmvalongo.pt Condições: A atividade realiza-se com 10-30 pax

Câmara Municipal de Valongo

Colaboração: Sara Leal - geóloga Tiago Koch – biólogo


Grutas de Lapas Distrito de SANTARÉM

Câmara Municipal de Torres Novas Morada: Telefone: E-mail:

Rua General António César de Vasconcelos Correia, nº25 , Torres Novas 249 839 430 geral@cm-torresnovas.pt

As Grutas de Lapas são uma rede de galerias artificiais que se encontram sob o casario mais antigo da aldeia com o mesmo nome. O Aglomerado está implantado numa elevação correspondente a um terraço fluvial do rio Almonda, de idade quaternária, composto por uma formação rochosa específica, o tufo calcário. Dada a facilidade com que era cortado, este material foi amplamente utilizado na construção civil, durante vários séculos, em toda a região. A origem das grutas permanece envolta em mistério. Uma das explicações é que tenham sido uma pedreira subterrânea de tufo, mas não é certa a cronologia associada. Deixe-se envolver por este ambiente único e formule a sua própria versão do que aqui terá acontecido.


Grutas de Lapas Distrito de SANTARÉM

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

Público em geral

Grutas de Lapas

As Lapas e a extração e o uso do tufo calcário na região

Grátis, com inscrição obrigatória Visita de campo

guiada

Ribeira Branca e Lapas

09 de abril Fácil

16:00h Inscrições e outras informações: turismo@cm-torresnovas.pt


Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios na Serra de Aire Distrito de SANTARÉM

Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios na Serra de Aire Morada: Telefone: E-mail:

Estrada de Fátima , Bairro 249 530 160 / 937 064 740 dinossaurios@hotmail.com

O sítio paleontológico dos dinossauros da Pedreira do Galinha, descoberto em julho de 1994 pelos membros da STEA (Sociedade Torrejana de Espeleologia e Arqueologia), situa-se na vertente oriental da Serra d’Aire, na localidade do Bairro, em Ourém. Situada a cerca de 10 Km de Fátima e a 16 Km de Torres Novas, esta localidade está situada em pleno Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros. Este importante sítio do Jurássico Médio com 175 milhões de anos não é apenas o testemunho mais antigo e extenso de pegadas de saurópodes do mundo, mas também um testemunho excecionalmente preservado da existência de alguns dos maiores animais terrestres que já existiram no planeta.


Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios na Serra de Aire Distrito de SANTARÉM

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

Observações

Boas condições físicas

Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios na Serra de Aire

Biodiversidade e Geodiversidade na Serra de Aire

Visita de campo guiada e Percurso pedestre

Igreja do Vale da Serra – Freg. Pedrogão - Torres Novas (ponto encontro) Bairro – Freg. Nossa Srª Misericórdias - Ourém

Roupa / calçado apropriado 10 de abril 09:30h - 16:00h

e

Necessário garantir almoço volante 15€ por pessoa (> 12 anos) 13€ por pessoa (<= 12 anos)

Percurso pedestre do Vale da Serra – Bairro (10 Km para subir a Serra de Aire) Visita Interpretativa no Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios com observação da flora Degustação de produtos regionais Mín. 5pax Máx. 30pax OUTROS ORGANIZADORES

ADSAICA – Associação de Desenvolvimento das Serras de Aire e Candeeiros Patrícia Silva -BioTurismo, Património & Educação Ambiental


Ecomuseu Salinas de Rio Maior Distrito de SANTARÉM

Município de Rio Maior Morada: Telefone: E-mail: Website:

Praça da República—Rio Maior 243 999 300 cmriomaior@mail.telepac.pt http://www.cm-riomaior.pt

A Serra dos Candeeiros é, dada a sua natureza calcária, possuidora de inúmeras falhas na rocha o que faz com que as águas da chuva não fiquem à superfície, formando cursos de água subterrâneos. Uma dessas correntes atravessa uma extensa e profunda jazida de sal-gema que alimenta o poço que se encontra no centro das Salinas, e de onde se extrai água sete vezes mais salgada que a do mar. Esta Jazida de sal-gema ocupa aproximadamente a área da Estremadura Portuguesa, entre Leiria e Torres Vedras.


Ecomuseu Salinas de Rio Maior Distrito de SANTARÉM

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Peddy Paper fotográfico destinado Pelas Salinas afora … a jovens do 3º ciclo e secundário

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

Observações

04, 07 e 08 de abril Acesso fácil 10:00h

e

A atividade é gratuita mas requer inscrição prévia

1) Passeio Gourmet com prova de vinhos ou prova de azeites: 22€/pax adulto; gratuito para crianças até aos 6 anos; 50% dos 6 aos 18 anos. Ecomuseu Salinas de Rio Maior

Marinhas do Sal

Passeio Gourmet

Percurso pedestre

08 a 10 de abril

2) Passeio Gourmet com degustação de produtos regionais: 28€/pax adulto; gratuito para crianças até aos 6 anos; 50% dos 6 aos 12 anos. 3) Passeio Gourmet com refeição tradicional: 40€/pax adulto; gratuito para crianças até aos 6 anos; 50% dos 6 aos 12 anos. - Nº pax: 4-15 pax/grupo - Reservas: até 48 horas de antecedência para contacto@fabricadalegria.pt


Centro Ciência Viva do Lousal Distrito de SETÚBAL

Centro Ciência Viva do Lousal Morada: Telefone: E-mail: Website:

Avenida Frédéric Velge - Lousal 269 750 250 info@lousal.cienciaviva.pt http://www.lousal.cienciaviva.pt

A Mina do Lousal integra-se na Faixa Piritosa Ibérica. A Mina do Lousal, situada na freguesia de Azinheira dos Barros, concelho de Grândola, distrito de Setúbal, foi explorada entre 1900 e 1988, data em que foi dada como encerrada a sua atividade extrativa. Atualmente a Mina do Lousal é um espaço requalificado e valorizado onde as infraestruturas físicas, os equipamentos e o acervo associados ao passado mineiro do Lousal foram ou estão a ser intervencionadas numa perspetiva que valoriza e engrandece a memória do seu passado e a projeta para o futuro.


Centro Ciência Viva do Lousal Distrito de SETÚBAL

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores

Acesso

e Observações

Valor associado: 5€/pessoa

Pernas pr’andar

Visita de campo guiada

9 de abril Lousal 09:30h

Atividade de dificuldade média Idade mínima: 6 anos

Centro Ciência Viva do Lousal

Limite mínimo: 10 pax Limite máximo: 30 pax Duração: 3:00h Ponto de encontro: Centro Ciência Viva do Lousal Valor associado: 6€/pessoa Limite mínimo: 4 pax

Visita à Galeria Mineira Waldemar

Visita guiada museu/exposição

10 de abril Lousal 15:00h

Atividade de dificuldade baixa

Limite máximo: 20 pax Duração: 2:00h Ponto de encontro: Centro Ciência Viva do Lousal


Aspirante UNESCO Geoparque Viana do Castelo Distrito de VIANA DO CASTELO

Geoparque Litoral de Viana do Castelo | CM Viana do Castelo Morada: Telefone: E-mail: Website:

Rua Sá de Miranda, nº 81, Viana do Castelo 258 821 091 reservas@geoparquelitoralviana.pt http://www.geoparquelitoralviana.pt

Uma viagem no Tempo que percorre cada metro dos 320 Km2 de Viana do Castelo e mostra os registos do que se passou no nosso planeta desde há mais de 500 milhões de anos. Cada minuto da passagem do Tempo está bem gravado em cada metro quadrado deste lugar. E cada episódio dessa história pode ser contado de diversas formas…

Aspirante à rede mundial de geoparques da UNESCO, o Geoparque Viana do Castelo preserva a herança geológica que comprova que um dia Portugal já fez parte do Hemisfério Sul e foi banhado por um oceano que já não existe. As marcas da história da Terra patentes neste território são evidenciadas pela Rede Escolar de Ciência e de Apoio à Investigação Científica, pela da Rede Natura 2000 e pelos 13 Monumentos Naturais Locais.


Aspirante UNESCO Geoparque Viana do Castelo Distrito de VIANA DO CASTELO

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e

Observações

Limite de 10 pessoas Destinatários: Público em geral Porta do Neiva

Porta do Neiva—Rua da Chasqueira 74, 4905 07 de abril -642 Vila de Punhe, 10:00h-12:00h Viana do Castelo

Do Mel ao Caulino

Visita guiada museu/ exposição

Gratuito, mas sujeito a marcação prévia até 25 de março, através do e-mail geral@geoparquelitoralviana.pt

Acessibilidade para todos

Colaboração da Junta de Freguesia de Vila de Punhe Limite de 10 pessoas Destinatários: Público em geral

Porta de Arga

Os Mineiros e os Minérios

Porta de Arga - Alame07 de abril da 25 de Abril 70, 4925 -404 Lanheses, Viana 14:30h-16:30h do Castelo

Gratuito, mas sujeito a marcação prévia até 25 de março, através do e-mail geral@geoparquelitoralviana.pt Colaboração do Agrupamento de Escolas de Arga e Lima


Aspirante UNESCO Geoparque Viana do Castelo Distrito de VIANA DO CASTELO

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

Geoparque Viana do Castelo : (1) Monumento Natural das Relíquias do Rheic das Pedras Ruivas; (2) Monumento Natural das Gotas Magmáticas do Canto Marinho; (3) Monumento Natural do Cemitério de Praias Antigas do Alcantilado de Mon-

Sinta presente o passado

Visita de campo guiada e Percurso pedestre

Início: Praia Norte, Viana do Castelo Término: Praia de Fornelos, Carreço, Viana do Castelo

Percurso pedestre como cerca de 7 Km. Aconselha-se a utilização de roupa e calçado confortável. 08 de abril

Limite de 25 pessoas Médio

09:00h-13:00h

Destinatários: Público em geral Gratuito mas sujeito a marcação prévia até 25 de março, através do e-mail geral@geoparquelitoralviana.pt


Ecomuseu de Barroso—Centro Interpretativo das Minas da Borralha Distrito de VILA REAL

Ecomuseu de Barroso - Espaço Padre Fontes (sede) Morada: Telefone: E-mail:

Terreiro do Açougue nº 11 5470-251 Montalegre 276 009 141 / 276 510 203 minasborralha@ecomuseu.org

Barroso distingue-se por um património riquíssimo e um imaginário coletivo diferenciador. A necessidade de salvaguardar estes elementos únicos levou as autarquias de Montalegre e Boticas a delinear um projeto capaz de assumir a responsabilidade de uma estratégia de desenvolvimento. Nasceu, assim, o Ecomuseu de Barroso, reconhecido agregador e potenciador da identidade, museu de território em constante relação com a população local e portador da memória coletiva. Situada no planalto barrosão, a região e as suas gentes souberam preservar rituais únicos, produtos ímpares pela qualidade e autenticidade, associados a um saber receber sem igual. Estas características assumem-se como uma mais-valia na promoção turística, fruto da tenacidade de um povo forte, já com reconhecimento além-fronteiras.


Ecomuseu de Barroso—Centro Interpretativo das Minas da Borralha Distrito de VILA REAL

Local

Iniciativa

Exibição do Documentário “Histórias de Vida” de Leonel Brito

Tipo

Onde

Horário

Outros organizadores

Acesso

Sem dificuldade 17:00h Ecomuseu de Barroso - Centro Interpretativo das Minas da Borralha 05 de abril

Caminhada Interpretada

e Observações

4 de abril

Apresentação de filme

Ecomuseu de Barroso – Centro Interpretativo das Minas da Borralha

Dia

Percurso pedestre 10:30h

Percurso de baixa/média dificuldade

OUTROS ORGANIZADORES


Ecomuseu de Barroso—Centro Interpretativo das Minas da Borralha Distrito de VILA REAL

Local

Iniciativa

Visita Guiada aos Edifícios dos Compressores e da Fundição

Tipo

Horário

06 de abril

Visita de campo guiada

10:30h

Outros organizadores

Acesso

Visita guiada museu/exposição

Percurso de baixa/ média dificuldade

06 de abril Sem dificuldade 17:00h

e Observações

Ecomuseu de Barroso - Centro Interpretativo das Minas da Borralha

Ecomuseu de Barroso – Centro Interpretativo das Minas da Borralha Visita Guiada ao Ecomuseu de Barroso Centro Interpretativo das Minas da Borralha por um antigo trabalhador das minas

Onde

Dia


Ecomuseu de Barroso—Centro Interpretativo das Minas da Borralha Distrito de VILA REAL

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Visita Guiada ao Stockwerk – antiga zona de exploração a céu aberto Ecomuseu de Barroso – Centro Interpretativo das Minas da Borralha

Horário

07 de abril 11:00h

Visita de campo guiada

Visita Guiada à zona da Lavaria Velha e ao Edifício da Pensão

Dia

Outros organizadores

Acesso

Percurso de baixa/ média dificuldade

Ecomuseu de Barroso - Centro Interpretativo das Minas da Borralha 08 de abril 11:00h

e Observações

Percurso de baixa/ média dificuldade


Ecomuseu de Barroso—Centro Interpretativo das Minas da Borralha Distrito de VILA REAL

Local

Iniciativa

Visita Guiada à zona da Lavaria Velha e ao Edifício da Pensão

Tipo

Onde

Horário

08 de abril

Visita de campo guiada

Ecomuseu de Barroso – Centro Interpretativo das Minas da Borralha

Dia

11:00h

Outros organizadores

Acesso

Percurso de baixa/ média dificuldade

Ecomuseu de Barroso - Centro Interpretativo das Minas da Borralha

Abertura da Exposição “Rochas e Minerais de Christian Sèvegrand”

08 de abril Exposição

Sem dificuldade 17:00h

e Observações


Ecomuseu de Barroso—Centro Interpretativo das Minas da Borralha Distrito de VILA REAL

Local

Iniciativa

Exibição do Documentário “Amigos da Borralha” de Luís Pedreira

Tipo

Onde

Horário

10:00h—13:00h 14:00h - 18:00h

e Observações

Sem dificuldade

04 a 10 de abril Visita guiada museu/exposição

Acesso

17:00h

Ecomuseu de Barroso - Centro Interpretativo das Minas da Borralha Visita Guiada ao Ecomuseu de Barroso Centro Interpretativo das Minas da Borralha

Outros organizadores

09 de abril

Apresentação de filme

Ecomuseu de Barroso – Centro Interpretativo das Minas da Borralha

Dia


Museu do Volfrâmio de Cerva Distrito de VILA REAL

Câmara Municipal de Ribeira de Pena Morada: Telefone: E-mail:

Praça do Município, Ribeira de Pena 259 490 500 ecomuseu@cm-rpena.pt

A exploração mineira foi, ao longo de séculos, uma atividade importante no seio do território que hoje compõe o concelho de Ribeira de Pena. Várias minas de estanho evidenciam a extração deste metal desde os povos da Antiguidade. Mas é a extração de volfrâmio que, no início do século XX, conhece aqui especial incremento com a instalação das sociedades de exploração em Padroselos, na freguesia de Santa Marinha, e principalmente no Couto Mineiro de Adoria, na freguesia de Cerva e Limões. Com elas veio a transformação da paisagem, da economia, dos hábitos de consumo, que hoje encontram eco nas memórias da comunidade e nas ruínas das estruturas mineiras. O Museu do Volfrâmio está instalado no antigo edifício da Casa do Povo de Cerva e apresenta-se como um polo de interpretação da história associada à época áurea do volfrâmio, cuja memória se encontra profundamente enraizada na memória local. Reúne uma coleção de património material e imaterial que permite ao visitante percorrer evolução da terra e a relação do homem com os minerais, para depois conhecer em particular o volfrâmio, compreender as mudanças que trouxe para a sociedade e conhecer a história e as memórias que lhe estão associadas, estabelecendo-se como ponto de ligação ao Couto Mineiro de Adoria.


Museu do Volfrâmio de Cerva Distrito de VILA REAL

Local

Iniciativa

Tipo

Visita guiada museu/ Percurso Pedestre pelo exposição e Percurso Couto Mineiro de Adoria pedestre

Onde

Dia Horário

05 e 07 de abril

Visita guiada museu/ exposição

Acesso

e Observações

Adoria - Cerva

Museu do Volfrâmio de Cerva

Visita Guiada ao Museu do Volfrâmio

Outros organizadores

Cerva

Fácil acesso

Ecomuseu Ribeira de Pena


Museu de Geologia Fernando Real Distrito de VILA REAL

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Morada: Telefone: E-mail: Website:

Quinta de Prados—Vila Real 259 350 207 mgomes@utad.pt http://www.museugeologia.utad.pt/

O Museu de Geologia da UTAD, foi fundado em 1985 pelo Prof. Doutor Fernando Real, notável geólogo e Magnífico Reitor do Instituto Universitário de Trás-os-Montes que no ano seguinte viria a ser a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Este museu, de carácter científico, tem uma área aproximada de 250 m2. Alberga coleções de minerais, rochas e fósseis, maioritariamente do nosso país cuja qualidade e beleza muito dignificam este espaço. Iniciado praticamente com as coleções pessoais de minerais, rochas e fósseis do seu fundador e de outros simpatizantes, hoje, o Museu de Geologia é possuidor de um valioso espólio de vários milhares de amostras de todo o mundo, onde as principais minas portuguesas estão representadas através de maravilhosos exemplares de minerais e minérios.


Museu de Geologia Fernando Real Distrito de VILA REAL

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

De Vila Real a Bragança do Autóctone ao Alóctone Superior

Museu de Geologia Fernando Real

Visita de estudo na região de MoncorvoGeomorfologia e Recursos geológicos

Oceano—Motor do Clima e Berço da Vida

Visita de campo guiada

Dia Horário

e Observações

08 de abril

Inscrição obrigatória

OUTROS ORGANIZADORES

08:00h-18:00h

museugeo@utad.pt

Centro Ciência Viva de Bragança

09 de abril

Inscrição obrigatória

OUTROS ORGANIZADORES

Campo

09:00h-17:00h

Visita guiada museu/ exposição

Outros organizadores Acesso

Sala de exposi- 04 a 08 de abril ções temporárias do Museu 09:00h-17:00h

museugeo@utad.pt Museu do Ferro de Torre de Moncorvo

Visita livre


Parque Arqueológico do Vale do Terva Distrito de VILA REAL

Município de Boticas Morada: Telefone: Email: Website:

Praça Município—Boticas 276 410 200 crisbarros@cm-boticas.pt http://www.cm-boticas.pt

O Parque Arqueológico do Vale do Terva / PAVT é um projeto conjunto do Município de Boticas e da Universidade do Minho, iniciado em 2006 com o programa de "Conservação, Estudo, Valorização e Divulgação do Complexo Mineiro Antigo do Vale Superior do Rio Terva, Boticas". O território do PAVT é uma área geográfica contínua com cerca de 60 Km2, demarcada no concelho de Boticas, norte de Portugal e caracteriza-se por uma elevada taxa de biodiversidade, potenciada pelo sapiente equilíbrio que as populações do vale têm conseguido manter na articulação com o ecossistema. O território do PAVT possui ainda um vasto e rico património arqueológico, de que se destacam 9 povoados fortificados da Idade do Ferro, 12 sítios romanos e 7 sítios medievais, que testemunham uma intensa mas diversa ocupação do vale, incluindo a atividade mineira com vestígios ao longo do vale. Nestes destacam -se as Minas do Brejo, as Minas do Limarinho e as Minas do Poço das Freitas.


Parque Arqueológico do Vale do Terva Distrito de VILA REAL

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

05 a 08 de abril 10:00h-12:30h PAVT-Parque Mineração no Vale do Arqueológico do Terva—Povoados e Vale do Terva Espólio Arqueológico

Exposição

CI PAVT – Centro de Interpretação do PAVT

14:00h-17:30h

e Observações

Sem dificuldade

Pequena mostra de espólio arqueológico saído do Povoado Romano das Batocas e Castro de Sapelos, no âmbito de sucessivas campanhas de escavação efetuadas pela Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho

09 de abril 10:00h-13:00h

OUTROS ORGANIZADORES

Município de Boticas


Complexo Mineiro Romano de Tresminas Distrito de VILA REAL

Município de Vila Pouca de Aguiar Morada: Telefone: Email: Website:

Rua Dr. Henrique Botelho, s/n—Vila Pouca de Aguiar 259 419 100 cultura@cm-vpaguiar.pt http://www.cm-vpaguiar.pt

Dos miradouros do Parque Arqueológico de TresMinas, o visitante usufrui de uma vista panorâmica sobre as cortas de exploração romanas, que pode ser complementada pelos painéis interpretativos e pelos caminhos pedestres sinalizados. A visita ao interior das galerias só pode ser realizada com acompanhamento de guia. No Centro Interpretativo de Tresminas e no Museu Municipal de Vila Pouca de Aguiar, poderá encontrar os materiais provenientes das escavações no Complexo Mineiro Romano e aprofundar os conhecimentos sobre o Império Romano e a importância da mineração no Noroeste Peninsular.


Complexo Mineiro Romano de Tresminas Distrito de VILA REAL

Local

Iniciativa

Tresminas— Exposição Itinerante

Tipo

Exposição

Onde

Centro Interpretativo Mineiro de Jales (Campo de Jales)

Dia Horário

06 de julho (terça a domingo)

e

Observações

06 de abril a

Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar Equipamento acessível

AOURO - Associação de Desenvolvimento Integrado das Terras de Jales Projeto M3M (Las Médulas – Tresminas)

10:00h-18:00h

Complexo Mineiro Romano de Tresminas Tresminas em contínua investigação—as descobertas mais recentes

Outros organizadores Acesso

Mediante marcação prévia Visita de campo guiada

Complexo Mineiro Romano de Tresminas

08 a 10 de abril

10:00h

Preço: 3€/adulto; 2€/< 12 anos e > 65 anos Dificuldade: média

Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar AOURO - Associação de Desenvolvimento Integrado das Terras de Jales


Mina da Urgeiriça Distrito de VISEU

Empresa de Desenvolvimento Mineiro, S.A. Morada: Telefone: E-mail: Website:

R. Sampaio e Pina, 1—8º Lisboa 213 849 150 daniela.lobarinhas@edm.pt https://www.edm.pt

A Mina da Urgeiriça, localizada no concelho de Nelas, foi considerada uma das mais importantes da Europa no que concerne à exploração de minerais estratégicos de urânio. Iniciou atividade em 1913 com a exploração de rádio, que se prolongou até 1944. Após esta data, e com o fim da II Guerra Mundial, iniciou-se uma nova fase de exploração com a mudança do tipo de tratamento químico para a produção exclusiva de urânio. O jazigo da Urgeiriça correspondia a veios de quartzo com minerais de urânio e sulfuretos, hospedados em rochas graníticas. A mina desenvolveu-se ao longo de 19 níveis de exploração que atingiram os 550 metros de profundidade e cerca de 1600 metros de comprimento. A atividade mineira cessou em definitivo em 1991. Em 2001, inicia-se o processo de reabilitação ambiental da área mineira, através da recuperação e selagem das barragens de rejeitados e das escombreiras, construção de sistemas de tratamento passivo e ativo de exsurgências da mina e caudais afluentes e descontaminação química e radiológica e requalificação ambiental de edifícios do perímetro mineiro, designadamente na antiga zona industrial.


Mina da Urgeiriça Distrito de VISEU

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores

Acesso

e Observações

Gratuito

Mina da Urgeiriça

Urânio: da mina à Visita guiada museu/ Urgeiriça, Canas recuperação ambi- exposição e Percurso de Senhorim ental pedestre

10 de abril 10:00h

Fácil acesso

Contactos para inscrição:

Atividade sujeita a inscrição prévia e limitada a 20 participantes (por ordem de inscrição)

Daniela Lobarinhas daniela.lobarinhas@edm.pt


Museu do Quartzo—Centro de Interpretação Galopim de Carvalho Distrito de VISEU

Município de Viseu Morada: Telefone: E-mail: Website:

Monte de Santa Luzia—Viseu 232 450 163 museudoquartzo@cmviseu.pt http://www.cm-viseu.pt

O Museu do Quartzo integra a requalificação do Monte de Santa Luzia, que durante alguns anos, foi alvo de exploração desse mineral. O aproveitamento deste recurso deixou uma cratera, como que uma janela aberta na crosta terrestre que vale a pena observar. Deste modo pretendesse suscitar interesse pelo património geológico, dar a conhecer a geologia regional e o quartzo no contexto geológico e mineralógico, e constituir-se como mais-valia pedagógico-didática para os vários níveis de escolaridade.


Museu do Quartzo—Centro de Interpretação Prof. Galopim de Carvalho Distrito de VISEU

Local

Iniciativa

Tipo

Onde

Dia Horário

Outros organizadores Acesso

e Observações

Contactos para informações e reservas: Museu do Quartzo—Centro de Interpretação Prof. Galopim de Carvalho

“Vem identificar o teu Quartzo”

Esta oficina é realiza07 e 09 de abril Serviço educativo da no exterior/ (Workshop) interior do Museu do 10:30h-12:30h Quartzo

museudoquartzo@cmviseu.pt Custo: 1€ por participante

232 450 163

Observações: Nesta oficina, os participantes devem utilizar calçado adequado.


PARCEIROS ADERENTES


APOIOS

roteirodeminas@edm.pt www.roteirodeminas.pt


Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.