Issuu on Google+


O Renascimento - Os novos caminhos do conhecimento

S達o Jorge Vencedor do Drag達o Rafael 1504 - 1506


Índice: • Introdução oral •

Temas: (slide 4 a 11) - o aparecimento do renascimento (slide 4) - o começo de uma nova visão sobre o mundo (slide 5 e 6) - renascentismo e as suas consequências na ciência (slide 8) - a mentalidade renascentista (slide 9) - o alargamento do conhecimento da natureza (slide 10 e 11)

Figuras importantes: (slide 13 a 18) - Duarte Pacheco Pereira (slide 13) - Nicolau Copérnico (slide 14) - Andreas Vesalius (slide 15) - Pedro Nunes (slide 16) - Gracia de Orta (slide 17) - Leonardo Da Vinci (slide 18) •

Conclusão (slide 19 e 20)

A Batalha de Anghiari Leonardo Da Vinci - 1603


O aparecimento do renascimento: O Renascimento marca o período da História da Europa aproximadamente entre fins do século XIII e meados do século XVII. O período foi marcado por transformações em várias áreas da vida humana, que assinalam o final da Idade Média e o início da Idade Moderna. Designação de renascimento - deve-se ao renascer da cultura clássica, sobretudo nos séculos XV e XVI. Primavera Sandro Botticelli 1478


O começo de uma nova visão sobre o mundo O homem procurou ver as coisas de outra forma: Teocentrismo medieval

Visão antropocêntrica

Na Grécia e na Roma antigas, o interesse no conhecimento dos homens já estava centrado pelos artistas e pensadores, este renasceu a partir dos finais da Idade Média na Europa, ao mesmo tempo que se intensificava a atracção pela cultura clássica. Anunciação

Fra Angelico - 1437-


O começo de uma nova visão sobre o mundo Renascimento deve-se ao renascer da cultura clássica, sobretudo nos séculos XV e XVI. A expansão europeia: • abriu vários caminhos • deu origem a grandes transformações a níveis culturais e ao nível das mentalidades Estas colocaram em causa muitos dos conhecimentos que se tinham certos até então.


O começo de uma nova visão sobre o mundo (Continuação) Renascimento iniciou-se quando se inseriram novas formas de ver as coisas, e quando se passou a ter uma visão antropocentrica. O homem, ganhara uma nova visão de si e de ver o que o rodeava, passando a ter uma opinião mais formada. Este foi um período de renovação cultural e das mentalidades, que marcava o regresso ao mundo antigo e ao saber clássico, fazendo renascer os valores da Antiguidade Clássica: o pensamento dos Gregos e dos Romanos. A Última Ceia Leonardo Da Vinci - 1498


Renascentismo e as suas consequências na ciência No início do século XVI continuava a ser aceite o sistema geocêntrico, que foi exposto por Ptolomeu no século II. Em 1543, o polaco Copérnico expôs uma nova teoria, o sistema heliocêntrico. Os maiores avanços do conhecimento, deram-se na astronomia e na anatomia. Isso ficou a dever-se à prática de dissecação de cadáveres e sobretudo aos estudos do médico flamengo, André Versálio. A nova mentalidade renascentista, encontra-se na raiz da revolução científica, que se viria a desenvolver no século XVII. Putti

Rafael - 1512 - 1513


A mentalidade renascentista Os intelectuais do século XV e XVI acompanharam esta nova mentalidade moderna, renascentista. Surgiu, assim, um movimento intelectual: o Humanismo, baseado em 3 princípios fundamentais: • Classicismo • Individualismo • Espírito crítico Multiplicação dos Peixes Rafael - 1515


O Alargamento do Conhecimento da Natureza O homem do Renascimento não se limitou simplesmente a copiar os saberes dos Clássicos, como também, a analisá-los criticamente. A partir do século XV, os homens rejeitaram o saber livresco e fizeram da experiência, da observação e do uso da razão dos instrumentos para o conhecimento da realidade: • contribuiu bastante a expansão marítima portuguesa, que defendia o Naturalismo A Velha Giorgione - 1508


O Alargamento do Conhecimento da Natureza. (Continuação) Astronomia

Copérnico desenvolveu a tese do Heliocêntrico, contestando a teoria Geocêntrica, defendida até então.

Medicina

Desenvolvimento das técnicas de dissecação de cadáveres; Vesálio desenvolveu importantes estudos sobre a circulação do sangue.

Matemática

Pedro Nunes, em Portugal, desenvolveu importantes conhecimentos de Cosmografia e inventou importantes instrumentos nesta área, como o Nónio

Geografia

Duarte Pacheco Pereira, descreveu, na sua obra “ Esmeraldo de Situ Orbis”, com enorme rigor e precisão, contactos com outros povos e culturas, animais e plantas.

Botânica

Garcia de Orta estudou a aplicação medicinal nas plantas, difundida na sua obra “Colóquios dos Simples e Drogas das Cousas Medicinais da Índia”

O Nascimento de Vénus, Sandro Botticelli - 1485


Figuras Importantes

Maria com Criança e São João António di Massaro - 1510


Duarte Pacheco Pereira 1460-1533 • Militar e cosmógrafo português. • Pertenceu à delegação portuguesa encarregada de estabelecer, as condições do Tratado de Tordesilhas, em 1494. •  Na sua obra  (Esmeraldo de Situ Orbis) , revela-se um dos melhores representantes da escola náutica portuguesa. • Tinha uma mentalidade renascentista em que defendia que o saber se adquiria através da prática e não do saber livresco. Sibila Líbia Michelangelo – Séc XVI


Nicolau Copérnico 1473-1543 • Destacou-se como um importante astrónomo desenvolvendo a teoria heliocêntrica que constituíu o ponto de partida da astronomia moderna.


Andreas Vesalius 1514-1564 •

Médico belga, considerado o “pai da anatomia moderna”.

Realizou a prática de dissecação de cadáveres, desenvolvendo bastante o conhecimento da anatomia humana.

Versalius, assim como muitos outros, frequentou cemitérios à procura de ossos de criminosos executados e vítimas de praga, devido à falta de aulas praticas.

Lição de Anatomia Rembrandt -1632


Pedro Nunes 1502-1578 •

Considerado um dos mais importantes nomes da ciência náutica do século XVI.

D.João I nomeou-o cosmógrafo oficial, em 1529, anos mais tarde passando a ser cosmógrafo-mor do Reino.

Inventou um aparelho de medição riorosa que, em sua homenagem se chama nónio.

Cristo Ressuscitado Giovanni Santi - 1490


Garcia de Orta 1500-1568 • Médico e nauralista português • A obra de Garcia de Orta, foi o livro Colóquio dos simples e drogas e coisas medicinais da Índia, editado em Goa em 1563 .

Multiplicação dos Peixes Rafael - 1515


Leonardo da Vinci: 1452-1519 •

Uma das figuras mais importantes do Alto Renascimento,.

Destacou-se como cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, pintor, escultor, arquitecto, botânico, poeta e músico.

Considerado um dos maiores pintores de todos os tempos

Passou a maior parte do início de sua vida profissional a serviço de Ludovico Sforza (Ludovico il Moro), em Milão;

Concebeu ideias muito avançadas para a época.


Conclusão • Com este trabalho Soubemos que o Renascimento marca o período da História da Europa aproximadamente entre finais do século XIII e meados do século XVII. • Este período foi marcado por transformações em várias áreas da vida humana, que assinalam o final da Idade Média e o início da Idade Moderna. • A designação de renascimento deve-se ao renascer da cultura clássica, sobretudo nos séculos XV e XVI.


Conclusão • O homem procurou ver as coisas de outra forma, ao teocentrismo medieval, ou seja ver Deus como centro das preocupações do homem, seguiu-se uma nova visão, antropocêntrica, vendo o homem como centro das preocupações humanas. • Várias áreas se desenvolveram na altura, principalmente a astronomia e a anatomia.


Fontes utilizadas: • Wikipédia • Manual de História • Livro: “Preparar os testes 8ºano” • Infopédia


O Renascimento: Os novos caminhos para o conhecimento