Page 1

www.revistastamppa.com.br

Ano 6 | nº 24 - R$ 9,80

Bloggers

os mais famosos da região

Mimis

Uma história de superação e sucesso

Especial

edUCAÇÃO


2


3


4


5


Editorial

“Se, pela ofensa de um e por meio de um só, reinou a morte, muito mais os que recebem a abundância da graça e o dom da justiça reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo”. Romanos 5:16

Mais um ano chega ao fim... Voou, ontem mesmo estávamos comemorando a chegada de 2013 e hoje já estamos nos despedindo dele. A vida é um ciclo contínuo, onde dia após dia, vivemos as lutas e as ansiedades que a vida moderna nos traz, e envelhecemos! Sim! A cada dia estamos um pouco mais velhos, e mais sábios (pelo menos é assim que deveria ser!). É hora de rever o que se fez e o que deixou de fazer e planejar 2014, colocar no papel sonhos e vontades e lutar para alcançar todas... Mas, às vezes não é assim... “O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do Senhor”. (Provérbios 16:1). Nem sempre o que desejamos é o que Deus tem para nós, e Ele sempre sabe o que é melhor para cada um de seus filhos, não é? Mas, mesmo assim, a gente continua sonhando e tentando realizar estes sonhos, alguns vão até o limite de suas forças, só para então perceber que a vontade do Senhor prevalece em nossas vidas! As tribulações fazem parte do aprendizado, como na escola, só somos aprovados se formos bem nas provas! E na vida é a mesma coisa! Eu espero, desejo, torço que 2014 seja um ano de vitórias, de bênçãos e também de muito amor, pois só o amor vence a violência e a destruição! Desejo que em 2014 o povo brasileiro eleja sabiamente seus governantes, que lute bravamente por seus direitos, mas também cumpra seus deveres (me incluo nisso, of course!!). Desejo ainda, que as pessoas se encontrem mais, se emocionem mais, que riam mais, que se encontrem mais. Desejo que tenhamos mais amigos reais que virtuais... Desejo imensamente que sejamos o mais felizes que pudermos ser, porque a verdadeira felicidade está no SER e não no ter! Um Feliz Natal e um 2014 cheio de alegria, paz e prosperidade. Beijo, abraço, aperto de mão!

é uma publicação bimestral de Editora Stamppa CNPJ 16.733.334/0001-04 Rua Sebastião Toledo, 166 | Limeira – SP | Cep 13484-070

www.revistastamppa.com.br Jornalista Responsável Rosiane Tank - MTB 21.965 Filiada a APACOS e FEBRACOS Departamento Comercial stamppaeditora@gmail.com 19 9746-1455 Projeto Gráfico André Cintra Diagramação Fernando Gomes

6

Revisão Cristina B. Machado Dúvidas e sugestões stamppaeditora@gmail.com Fotos Inez Miranda Colaboração Bianca Fernandes formanda em jornalismo

Os anúncios e informes publicitários são es­paços adquiridos, e seu conteúdo é de inteira responsabilidade de seus anunciantes, cabendo a Revista Stamppa apenas reproduzi-los nos espaços comercializados. Matérias assinadas são de total responsabilidade de seus autores e não expressam necessa­riamente a opinião da Revista Stamppa. Os colaboradores não possuem nenhum vínculos empregatício com a Revista Stamppa.


índice CAPA

Lais Rasera veste Patricia Bonaldi by Apparence (Piracicaba) Mariana Dalla veste Martha Medeiros by Farfalla per Antonella Massari (Limerira) Rê Negrão veste Martha Medeiros by Farfalla per Antonella Massari (Limeira) Pedro Peugeot veste Ricardo Almeida by Apparence (Piracicaba) joias L Degan foto Inez Miranda hair e make-up Equipe Espaço Jô Nascimento produção Rosiane Tank

10

18

28

34

60

14 . 3x4

46 . Moda

22 . Blogs

63 . Rio Verde e Farfalla

36 . Terceiro Setor

67 . Wedding

41 . Compras

68 . Jangada

42 . Grupo Amor e Equilíbrio

74 . Sicomércio

44 . Relax

79 . Especial Educação

Os blogueiros de nossa capa

Look do dia

Desenvolvimento econômico e social

Mulheres passam anos da vida fazendo compras

1 ano de sucesso

SPA Recanto Cabreúva

O que usar nas festas de final de ano e férias

Evento nota mil com Fernando Torquatto

Murilo Zaccaria e Taís Scavone

Opening em Limeira city

Recebe homenagem da Câmara Municipal de Limeira

Da alfabetização à pós-gradução

7


Restaurando o Dominus Iesus Jonas Zulske

Jesus de Nazaré é a pessoa mais fascinante que já pisou o chão do planeta Terra. Sua vida é um milagre dinâmico, com voz, suor, altura e cor. Sua vida é ir repetível. Sim! Jesus é o filho de Deus, é a flor que brotou entre os espinhos da civilização humana. É o sol, que nunca se põe, é a lua que jamais míngua, é a primavera eterna da esperança, é o pão da vida, é a luz do mundo, é Deus com cara e carne de homem, é homem com natureza e coração de Deus. Na expressão de um escritor, “Seguir a Jesus é o maior fascinante projeto de vida”. E para alegria de muitos, estaremos de novo às vésperas das comemorações do Natal de nosso Senhor Jesus. Vemos a correria por todos os lados, cidade movimentada, lojas cheias e quando vejo tudo isso, começo a fazer muitas interrogações. Por que tudo isso? Quais os benefícios que recebemos? O que realmente precisamos fazer neste tempo tão...? ? ? Creio que precisamos estar realmente restaurando dia a dia, o verdadeiro sentido do nascimento de Jesus cm nosso meio. Natal não pode ser um tempo onde tapamos o sol, para algumas questões e valores. Precisa ser um tempo para repensar. Tempo de saber que nem tudo é festa. É tempo de enxergar também as cores das tribulações que constantemente nos assolam. Vivemos hoje num mundo pós-moderno, onde a realidade das coisas e fatos se torna relativa, onde a razão não é a última palavra e nem o conhecimento, a base maior da vida. Hoje de uma forma geral, “o sentir-se bem”, “o fazer bem” domina. Se faz bem é certo; se não faz é errado. Dentro desse quadro, quer queiramos ou não começamos a viver como num palco, nos preparando para entrar em cena. ou sermos usados neste teatro do mundo. Experimentamos hoje a ausência de grandes ideologias. Como Orguiness afirma, “vivemos hoje o mundo das opções e não comprometimento”. A

8

aldeia global se tomou um grande supermercado, um mundo de opções e marcas onde nos tomamos muitas vezes, quer no mundo social ou religioso, o produto a ser consumido ou disputado, em que a verdade, a lógica, o discernimento, o comprometimento, são questões relativizadas e discutidas. Precisamos de fato restaurar o domínio de Cristo sobre a sua própria festa de existência entre nós. Temos que viver uma fé sem feriados. É tempo de negar-nos a nós mesmos e dar verdadeiramente glórias ao Senhor da Festa. E tempo de tomar a cruz, não como uma desventura, mas como um privilegio de viver neste chão de Deus sarando esta terra ferida. Ser de fato cidadãos do Reino, comprometidos e com motivações para investir a vida, nessa terra cheia de gente explorada, gente desnorteada, gente enganada, gente arrasada, lares embaraçados, gente injustiçada, gente vazia buscando em tudo satisfação. Terra socialmente ferida, com quase 30 milhões de abandonados, de crianças barrigudas e maltratadas; terra ferida por uma política mercantilista e empresarial para os grandes afins. Não podemos ser avestruzes na tempestade, escondendo a visão enquanto o mundo desaba. Sim, vamos comemorar o Natal, desse Jesus querido que realmente dá sentido à vida escrevendo uma história de sonhos c realizações, presenteando e sendo presenteado, com os verdadeiros presentes que jamais envelhecem e não saem da moda. Presentear com valores e virtudes recebidas do dono da festa. Jesus, em que o maior presente é Ele mesmo, num grande banquete onde tudo está preparado para uma celebração tremenda que jamais acaba, onde a festa continua sempre dentro da minha própria vida: na expressão do escritor, “Filho meu, dá-me o teu coração”. Dominus Iesus. Rev. Jonas Zulske é Ministro Presbiteriano e Teólogo


9


Curta seu Natal sem correria Se o Natal é comemorado em sua casa, não se estresse, curta a festa como se fosse uma convidada é só se programar com antecedência! Para que não escape nenhum detalhe, a melhor coisa é elaborar um roteiro detalhado. Organize-se! Assim você consegue ter ideia do tamanho da festa e tudo que vai precisar para recepcionar a família e amigos impecavelmente. Vamos lá!

ponto importantíssimo, já que é a decoração que faz a festa. Cuidado para não exagerar nos penduricalhos e nos papais noéis. Dê preferência a árvore, que merece lugar de destaque na sala. Utilize outros elementos como sinos, renas, pinheiros, laços, bolas, guirlandas, entre outros, para ambientar os espaços.

3 – Defina o cardápio do jantar. É importante já selecionar os alimentos que vai precisar comprar e definir se você mesma vai cozinhar, se vai precisar de ajuda 1 – Feche a sua lista de convidados e prepare os convi- de alguém ou se vai contratar o serviço de um banquetes – impresso, e-mail ou pelo telefone. Convide todos teiro, por exemplo. Para qualquer uma das opções, é oficialmente e confirme a presença para saber quantas preciso programação e muito cuidado para não perder pessoas virão. Cheque quantos acompanhantes serão o time quando estiver mais próximo do evento. Caso e feche o número exato de convidados. Caso queiram escolha o banqueteiro, já faça os orçamentos e feche fazer a brincadeira de amigo secreto, chegou a hora de o quanto antes para garantir sua tranquilidade. Caso realizar o sorteio. Utilize sites de sorteio automático decida cozinhar, já programe o dia 24/12 inteiro para como o http://www.amigosecreto.com.br/ . Esses si- esta preparação e solicite a ajuda de amigas, parentes tes são super interativos e promovem a diversão entre ou uma auxiliar. os participantes, além de oferecer opções de lista de sugestões de presentes. São mais práticos e as pessoas 4 - Já defina qual será a lembrancinha de Natal para os seus convidados. Compre o quanto antes e deixe-os que moram longe também podem participar. guardados em casa para evitar tumultos mais próxi2 – Se você não tiver o horário livre durante a semana, mos da data. Nesta semana compre também os preaproveite o sábado para comprar os enfeites e todos os sentes de Natal para os integrantes da família e amigos itens para a decoração da casa. Lembre-se, este é um mais próximos.

10


5 – Caso ainda não tenha escolhido a sua roupa, chegou a hora. Se resolver comprar novas, apresse-se. Os shoppings ficam uma loucura no final do ano e você pode se irritar ou até não encontrar a peça que deseja. Se tiver filhos, também organize o guarda roupa dos pequenos e experimente as peças, para não ter surpresas no dia da recepção. Nesta semana faça uma arrumação na casa, aproveite a oportunidade para jogar coisas que não usa mais fora e doar roupas que estão paradas há mais de um ano no armário. Fazer esta arrumação libera energias e espaço para coisas novas no ano que está por vir.

11


6 – Contrate uma faxineira para fazer uma boa limpeza na sua casa no dia 23/12. Assim você garante que seus convidados serão recebidos no seu lar com todo o conforto e limpeza. Nesta semana agende os cuidados com você: cabeleireiro, manicure, podólogo, etc. Nesta época é preciso agendar com antecedência já que todo mundo passa por eles nas vésperas do Natal. Confira todos os itens da ceia – decoração, alimentos e lista de convidados para garantir que tudo esteja encaminhado nesta semana. Se tiver algum sacolão ou mercado que frequente e conheça as pessoas, é legal já deixar encomendado todos os produtos e alimentos que precisará ara a ceia, evitando o risco de não encontrar tudo que deseja. Inove e prepare um cartão “Save the Date” com um mimo natalino, uma lembrancinha temática que para todos os convidados da ceia. É uma forma delicada e gostosa de lembrá-los da festa e mostrar o quanto é importante a presença deles! 7 – Escolha as toalhas, tapetes e objetos de decoração que vão compor o visual de todos os ambientes – cozinha, sala, banheiros, porta de entrada, etc – e já as coloque no sol ou lave-as para evitar qualquer cheiro de guardado. 8 – Comece a decoração da casa, escolhendo o lugar onde vai colocar a árvore e os enfeites. Faça com calma e cuidado para que tudo fique harmonioso e bem decorado.

12

9 – Hora da faxina! Acompanhe a limpeza da casa e aproveite para lavar todos os utensílios que serão usados durante a ceia. Pratos, talheres, copos, taças, petisqueiras, jarras, decanters…tudo deve estar impecável! 10 – Logo cedo, compre os alimentos frescos que serão usados para o jantar. Frutas, legumes, folhas, tudo deve estar bem fresquinho. Prepare todos os alimentos e deixe-os semi prontos para o consumo. O ideal é servi-los quentes e frescos. Decore a mesa com flores e inclua alguns itens como castanhas para aperitivo, se quiser. Agora é hora de colocar toda a programação na prática. Quando há programação, tudo fica perfeito! Tome um bom banho e relaxe… Receba todos os convidados e faça com que fiquem a vontade na sua casa!


13


3X4 Pedro Peugeot Nome João Pedro Antunes Barbosa Blog www.popvizu.com Instagram @pedropeugeot Idade 26 anos Profissão Publicitário e Empresário Onde mora? Americana-SP Adoraria morar em... Itália! Forever, risos. Viagem inesquecível... Ainda não realizei. Na sua playlist tem... Sempre DJ’s, Rafa Lima, Lus.Tre, Dot Larissa, Gutto Maia, Daft Punk, Raphael Ladour e algumas do meio POP também. Melhor filme... Sex and the City. Carrie Bradshaw é incrível. Melhor look... Dockside, Bermuda marinheiro e Polo. E óculos, é claro! Não usaria jamais... Meias coloridas. Nada contra, mas comigo não combina. Fraqueza fashion... Jeans, Pulseiras e INSTAGRAM, risos, @pedropeugeot. Não sai de casa sem... iPhone, é claro! Produtos indispensáveis ao homem... Protetor solar, perfume e hálito fresco. Saudade... Família, por morar longe eles me fazem muita falta. Sorvete ou açaí? Com Vodka tudo é lindo! Risos Dia ou noite? Os dois, mas nunca perco um para curtir o outro. Surf ou SUP? SUP, of course! Tênis ou chinelos? Tênis sempre! Quando e porque começou o blog? Como um bom virginiano sou muito determinado e idealista. Saí da casa de meus pais em 2007 quando transferi a faculdade de Publicidade de Araçatuba-SP para Campinas-SP, onde me estabeleci. Depois de passar por várias experiências profissionais consegui trabalhar com o que realmente amo, a fotografia. Hoje sou sócio da empresa Casa Middas Entretenimento, onde cuido de todo o Marketing & CEO, monitorando desde as fotografias até as mínimas artes, detalhes e marcas que são exibidas online. Criei o Blog PopVizu como uma forma de extravasar meu lado criativo e apaixonado por moda. Procuro seguir e ser orientado por tendências, mas não sigo a risca, uso da minha maneira e compro o que gosto. O caro me atrai, mas o acessível me leva a criação!

14


3X4 Mari Dalla Nome Mariana Dalla Costa Franco Possignollo Blog www.maridalla.com.br Instagram @maridalla Idade 29 anos Profissão Jornalista, empresária e blogueira Onde mora? Americana/SP Adoraria morar em... San Diego ou Honolulu Viagem inesquecível... Ilha de Oahu no Hawaii! Na sua playlist tem... The Beautiful Girls, John Butler Trio, Jon Foreman, Caetano Veloso, Céu... Melhor filme... Kill Bill 1 e 2 do Tarantino Melhor look... Qualquer um com aquela pegada boho que eu AMO! Não usaria jamais... Não gosto de dizer um “não” absoluto pra nada, mas acredito que nunca vou usar pochete, bota branca ou sneakers. Fraqueza Fashion... Vivo na praia e sou super verão, mas por incrível que pareça, minha fraqueza fashion são as jaquetas de couro. Não sai de casa sem... Mil camadas de rímel! Produto de beleza indispensável... Creme autobronzeador e iluminador para o corpo. Uma saudade... Minha avó! Sorvete ou açaí? Açaí, SEMPRE! Dia ou noite? Dia! Surf ou SUP? Surf! Salto ou Flat? Salto! Quando e porque começou o blog? Em 2011, após terminar os cursos de Produção de Moda e Consultoria de Moda. Sou apaixonada por essa nova plataforma e queria participar desse universo de forma mais ativa, então decidi criar um espaço só meu com muitos looks inspiradores, ideias criativas e um jeito de “pensar moda” de forma superleve e divertida.


3X4 Lais Rasera Nome Laís Rasera Blog www.blogmustsee.com.br Instagram @laisrasera Idade 24 anos Profissão Estudante de Arquitetura e Urbanismo e Blogueira. Onde Mora? Piracicaba – SP Adoraria morar em... Voltaria para São Paulo hoje mesmo! Viagem inesquecível... Meu mochilão pela Europa com as minhas amigas. Verão Inesquecível! Na sua playlist tem... Muito MPB, Maria Gadú, Caetano, Chico... Mas não nego as minhas raízes amando um sertanejo! Melhor filme... Perfume de Mulher, meu preferido da vida! Melhor look... Tee + shorts e rasteira... Não usaria jamais... BOTA BRANCA! Fraqueza fashion... Shorts molinho, não me canso! Não sei sair de casa sem... Blush Produto de beleza indispensável... Cremes para o corpo. Uma saudade... Minha infância. Sorvete ou açaí? AÇAÍ !!!!!!! Dia ou noite? DIA DIA DIA DIA E DIA!!!!! Salto ou Flat? FLAT! Quando e porque começou o Blog? Eu e a Rafa (Rafa Barthomeu) somos amigas desde pequenas, e sempre nos inspiramos uma na outra. Morávamos em São Paulo e sempre íamos juntas, e em uma de nossas viagens surgiu a ideia. No começo era só para falarmos do que gostávamos de usar e também dar dicas de onde comprávamos, hoje, ele é nosso trabalho e nos orgulhamos muito dele.

16


3X4 Renata Negrão Nome Renata Mazzolini Negrão Blog www.blogdare.com.br Instagram @renegrao Idade 25 anos Profissão Formada em Negócios da Moda e Designer de Calçados Onde mora? Campinas/SP Adoraria morar... Qualquer lugar bem perto do mato! Viagem inesquecível... Maldivas, fui na minha lua de mel! E amei!!! Na minha playlist tem... Bruno Mars, Ivete Sangalo - Completo, Anitta - quem não esta escutando né? Adoro, David Guetta Melhor filme... Memórias de uma gueixa Melhor look... Aquele que fala pela alma, e te veste tão bem no dia que você não tirar Não usaria jamais... Acho que nunca mais falo isso, porque a gente se adapta a tudo né? Já mordi minha língua muitas vezes. Fraqueza fashion... Bolsas e sapatos Não sem sair de casa sem... Blush Produto de beleza indispensável... Um bom adstringente para o rosto Uma saudade... Meu intercâmbio para a Nova Zelandia, morro de saudades de morar na praia... de tudo na verdade! Sorvete ou açai? Sorvete Dia ou noite? Dia Surf ou SUP? SUP! Queria aprender a surfar mas... ainda não deu! E Sub já pratico a 2 anos!!! Salto ou Flat? Salto! Quando e por quê começou o blog? Tudo começou quando estava terminando a faculdade de Negócios da Moda, tinha acabado de fazer um curso de Fashion Design no Instituto Marangoni de Milão e estava retornando para minha cidade natal, Campinas-SP. Quando voltei, tive a ideia de começar um blog que tivesse a minha cara, como se fosse um jornalzinho online e que transmitisse tudo aquilo que acho bacana e que vale a pena repassar adiante. Um pouco de moda e assuntos em geral. Pois sabia que voltando para Campinas, não conseguiria trabalhar na minha área rapidamente. E eu sou simplesmente fascinada com esse mundo! E assim o blog foi criado e hoje adoro compartilhar com as leitoras novidade que variam de moda a política, de receitas a celebridades, enfim, tudo que eu acho que é bacana compartilhar!! Hoje o blog é um jornalzinho online que não tem regras!


“Qual é o seu #projeto de vida?” Bianca Fernandes

Mimis antes da dieta

Uma artista visual, escritora, graduada em fisioterapia, com mestrado em Engenharia de Produção, Doutora em Engenharia e Gestão do Conhecimento, e ex-professora universitária. Se encontrasse com Michelle Franzoni, 35 anos e ela se apresentasse assim, provavelmente desconheceria seu codinome e toda sua inspiradora história de transformação de vida. Mais de 300 mil pessoas a acompanham em seu blog e instagram e não por menos: em 2011 ela resolveu se reinventar e emagreceu 33kg em 10 meses. Logo

18

Mimis hoje

após a conquista resolveu compartilhar seus resultados, sua luta diária e inspirar ainda mais pessoas no Blog da Mimis. Outras mulheres aderiram ao estilo de vida saudável e lançaram seus #projetos a fim de compartilhar suas experiências e conhecimento. O resultado? Prospectaram legiões de fãs que hoje não somente acompanham suas redes sociais, como levantaram orgulhosas do sofá e estão na academia, nas ruas, na praia e se alimentando de uma forma muito diferente. Lalá No-


ninas que tinham emagrecido, outros de exercicios, outros de culinária. O Blog da Mimis surgiu para juntar tudo isso e ainda contar tudo isso através da minha história de vida. Com a ideia de compartilhar meus conhecimentos em culinária saudável, atividade física e qualidade de vida, vieram as outras redes sociais. Junto com o blog, veio a fanpage no facebook que hoje tem 305 mil seguidores e em seguida o canal do youtube onde posto diversos vídeos de receitas e exercícios. O instagram surgiu três meses depois do blog e já são quase 300 mil seguidores. O instantâneo que é a marca do aplicativo, fez com que eu adquirisse agilidade na criação de conteúdo, o que enriqueceu o meu trabalho. A grande novidade do aplicativo é a possibilidaDesde 2011 quando decidiu emagrecer, você elimi- de de postar mini vídeos, e indo nessa evolução, inovei com as receitas de 15 segundos da Mimis, onde ensino nou 33kg. Este era o objetivo inicial? “O objetivo era voltar ao corpo que eu tinha antes. E receitas criadas por mim e publico imediatamente na principalmente, ser saudável. Nunca imaginei que po- rede o modo de preparo. Os vídeos de treino também deria alcançar o corpo que tenho hoje e que nunca tive fazem sucesso, tendo inclusive alcançado visibilidade internacional e atraído seguidores do mundo todo. nem na adolescência”. O Blog é meu trabalho e atualmente me dedico 15 hs por dia produzindo conteúdo e administrando todas Qual foi o estopim para a decisão de emagrecer? “Quando decidi emagrecer, queria voltar a ter uma as redes sociais (instagram, facebook, youtube e o site vida normal. Sou casada, queria ter filhos e pensava www.blogdamimis.com.br). São mais de 600 mil em como iria criá-los pesando quase 100kg. Mas eu não queria mais apenas emagrecer. Queria o mais difí- seguidores nas redes sociais e quase 4 milhões de visualizações por mês no blog. Amo o que faço e hoje cil: mudar hábitos e ser saudável. Para sempre. Em agosto de 2011 eu decidi mudar. Dar um basta nes- percebo que todo meu currículo profissional, que pasa vida de altos e baixos e ter uma vida saudável. Ser recia um tanto eclético no passado, se encaixou para estável em relação à alimentação e não mais compul- eu poder desenvolver esse trabalho lindo de motivasiva. Eu realmente queria transformar a minha vida de ção e qualidade de vida”. uma vez por todas. Eu desejava outra vida, com qualidade. Para isso decidi que tinha que ser o mais natu- Como é seu cotidiano a fim de manter a forma e o ral possível, sem drogas, com exercícios e reeducação corpo saudável? alimentar. É claro que queria meu corpo de volta, mas “Na época do emagrecimento, fiz reeducação alimensabia que isso seria reflexo da minha mudança de há- tar. Nada mágico. Nunca fiz dicas malucas e restritivas. Aprendi apenas bitos. E foi como aconteceu”. a fazer boas escolhas, como trocar os carboidratos Quais foram os ganhos e aprendizados já adquiridos simples pelos complexos, utilizar proteínas magras, consumir legumes e hortaliças, frutas, sementes e ao longo desse processo? “O meu processo de transformação atingiu não apenas gorduras boas. a esfera física, mas também profissional e principal- Comer de 3 em 3 horas também é um ritual sagrado. mente emocional. O corpo é apenas o cartão de visita. Sempre tenho algum lanche na bolsa para não ficar Mas a Michelle de hoje é outra: equilibrada, paciente, sem me alimentar ou consumir bobagens por aí. Promais tranquila, e plena. E também, realizada no que gramava minhas refeições de acordo com esse lema. faz. O Blog da Mimis é a junção de todo um currículo Se ia sair, preparava os lanches e levava. Se ia almoçar eclético que desenvolvi inconscientemente durante a fora, pensava em um lugar que tinha comida saudável. minha vida, e que hoje me dão suporte e conhecimen- Até no cinema já levei meu sanduiche enquanto todos comiam pipoca. to para realizar um trabalho bem feito”. Hoje eu não faço dieta, eu tenho um estilo de vida sauHoje mais de 300 mil pessoas já “curtiram” seu blog. dável. Me alimento com equilíbrio, de 3 me 3 horas e A partir de que momento o projeto deixou de ser pratico exercícios físicos 5x na semana. apenas uma meta pessoal e passou a ser dividida e Eu vivo uma vida normal não sou radical e como alguns extras de vez em quando, em festas ou nos finais de servir de inspiração para a sociedade em geral? semana. Mas aprendi a selecionar os extras, escolhen“Passado o processo de emagrecimento e conquistado do as coisas que mais gosto, ao invés de comer tudo meu objetivo, eu percebi que a minha história não pa- que vejo pela frente como fazia no passado. Aprendi também a gostar de outros alimentos que não gostarava por ali. E aí veio a ideia do blog. Quando criei o Blog da Mimis, percebi que a internet va, como todos os legumes, frutas, grãos, sementes e estava carente desse conteúdo. Existiam blogs de me- cereais. Adaptei a minha culinária gourmet à saudável leto, Carol Buffara e Gabriela Pugliesi são alguns dos exemplos: elas modificaram o corpo, cada uma a sua maneira e suas dicas e fotos diárias servem de motivação para quem precisava do incentivo inicial. Em agosto desde ano Mimis já comemorou dois anos de sucesso, na nova carreira e com o novo corpo. “A minha vida mudou, para melhor em todos os sentidos. Eu acreditava no projeto. Sabia que podia ajudar as pessoas e fazer o que eu mais amava”, disse ela em uma carta aberta a seus seguidores do blog. Stamppa queria saber ainda mais e conhecer a mulher por trás do mito. Esteja você na esteira, comendo sua salada ou descansando (brevemente) no sofá, a leitura é imperdível!

19


e hoje sou feliz comendo bem e nutrindo meu corpo”. Atualmente, com a magnitude das redes sociais e o boom que “projetos” de exercícios e estilo de vida saudável como você classificaria seu papel para aqueles que realmente buscam um incentivo para mudar de vida? “Meu objetivo é mostrar às pessoas que ser saudável é gostoso. É abandonar o termo dieta e trocá-lo por estilo de vida saudável. A alimentação equilibrada, a prática de atividade física e a busca da qualidade de vida devem vir em primeiro lugar e serem naturais. Está na hora de mudar os conceitos do que é normal ou não em termos de alimentação. Acredito na importância da divulgação de um estilo de vida mais saudável para a mudança de conceito na industria, economia e saúde publica, que refletirão em facilidades e maior disponibilidade de recursos para a população. Atualmente me dedico exclusivamente à produção de textos, fotos, vídeos, bem como à gestão das mídias sociais em que atuo. Ainda, ministro palestras e participo de eventos nas áreas de qualidade de vida e saúde. Criar novas maneiras de propagar a vida saudável é um trabalho diário que desempenho com muita alegria. O retorno é imediato e muito gratificante. Milhares de pessoas me escrevem dizendo que estão mudando ou já mudaram seus estilos de vida, depois que começaram a acompanhar o blog da Mimis. Tem gente que não sabia andar de bicicleta e aprendeu. Tem gente que já emagreceu muitos quilos nesse pouco tempo. Tem gente que simplesmente agradece a alegria que recebe todos os dias nas redes sociais. Esses pequenos relatos, fazem com que eu trabalhe ainda mais em prol dos ideais que acredito: ser saudável física e emocionalmente”. Como é sua relação com seus leitores e admiradores? “É muito legal ser reconhecida pelo o que você faz. É muito lindo receber inúmeros comentários diários e depoimentos de pessoas de todos os cantos dizendo que por minha causa estão “acordando” para uma nova maneira de viver. Saber que estou presente na vida dos outros e que minha história e conhecimento podem ajudar os demais é o que me deixa mais feliz nisso tudo. Criar novas maneiras de propagar a vida saudável é um trabalho diário que desempenho com muita alegria. O retorno é imediato e muito gratificante. Milhares de pessoas me escrevem dizendo que estão mudando ou já mudaram seus estilos de vida, depois que começaram a acompanhar o blog da Mimis. Tem gente que não sabia andar de bicicleta e aprendeu. Tem gente que já emagreceu muitos quilos nesse pou-

co tempo. Esses pequenos relatos, fazem com que eu trabalhe ainda mais em prol dos ideais que acredito: ser saudável física e emocionalmente”. Se pudesse aconselhar a Mimis de dois anos atrás, o que diria a ela, tendo em vista tudo o que já conquistou ao longo deste tempo? “Eu diria a ela: aprenda a ter equilíbrio. Em tudo na vida. E era o que faltava naquela garota que sempre se esforçou e estudou muito para chegar até aqui e se sentir plenamente feliz. Finalmente ela aprendeu”. Para conhecer a história completa da Mimis, além compartilhar das deliciosas receitas, acesse http://blogdamimis.com.br

20


21


LOOK DO DIA Bianca Fernandes Coco Chanel já diria “vista-se mal e notarão o vestido; vista-se bem e notarão a mulher.” Essa parece ser a máxima que rege a sociedade feminina hoje em dia, sobretudo, para aquelas que fotografam seus looks e os compartilham em seus blogs. O sucesso do termo é tamanho que uma simples busca por “look do dia” já ultrapassa a marca dos 49 milhões de resultados no Google. A fórmula parece ser bastante simples: escolhe-se a roupa, o sapato e os acessórios, um cenário e a pose. Então, basta o clique e lançar a foto para o mundo virtual. Certo? Engana-se quem acredita nessa simplicidade. As mulheres que blogam seus looks vão muito além. Thássia Naves, uma das mais conhecidas neste âmbito, começou de forma modesta, mas hoje veste as melhores e mais renomadas grifes do mundo, faz cabelo e make, tem uma produção considerável por trás de cada editorial produzido e fotografa com profissionais e sob conceitos expressivos para cada post. O look do dia deixou de ser apenas um hobby para ela e se tornou trabalho muito bem-sucedido. Ela é referência fashion e tudo o que veste instantaneamente vira sucesso de procura, de inspiração e, consequentemente, de vendas. Ela foi um estopim e desencadeou uma onda fashion. Stamppa conversou com três mulheres que em comum são jornalistas, realizadas nas áreas em que atuam profissionalmente e blogueiras, nas horas vagas. Beatrice Trochmann Stopa é repórter da Glamour e Maria Fernanda Zanotin e Tábata Baccatto assessoras de imprensa. O look do dia não faz parte apenas de suas páginas pessoais, mas de seus cotidianos. Elas respiram a moda, cada uma à sua maneira e à seu estilo e mostram que vestir-se de acordo com sua personalidade, se encontrar em determinado vestido, saia ou salto e demonstrar isso nas fotos é a recompensa maior. Os milhares de “curtirs” e o desejo pelas peças que elas usam são consequências, característica inerente da sociedade atual. Chanel não poderia ter mais razão. STAMPPA – Como e quando foi o início de sua relação efetiva com a moda? Beatrice – Sempre gostei de me vestir bem e buscava usar coisas diferentes, mas nunca tive um interesse específico por moda. Quando entrei na faculdade, criei o blog para escrever sobre assuntos femininos, mas jamais pensei em escrever e falar sobre moda. Eu morria de vergonha de me “exibir” para as pessoas, mostrar minhas roupas e fazer posts. Aconteceu que as pessoas começaram a acessar e me falar. Vi que com o número

22

Beatrice Trochmann Stopa, repórter da Glamour


de acessos, feedback e até parceiros interessados, eu deveria investir nele. Maria Fernanda – Há uns 10 anos minha mãe decidiu abrir uma multimarcas e eu ajudava em tudo, desde escolher as peças para vender até montar vitrines. Quando entrei na faculdade de jornalismo, logo de cara sabia que queria algo relacionado aos dois temas: moda e jornalismo. Foi quando criei o blog para praticar a escrita, muito usada na minha futura profissão e, também falar de algo que eu gostava tanto. Tábata - Fiquei na dúvida se estudava moda ou jornalismo, mas com o jornalismo vi que poderia trabalhar também com moda. Atuei em assessorias de imprensa de moda em São Paulo, primeiro como produtora e depois na área de jornalismo mesmo. STAMPPA – O que é indispensável para montar o look do dia? B – Sempre começo montando meu look a partir de uma peça específica. Por exemplo: hoje eu quero usar a bota x ou a blusa y. A partir da peça escolhida vejo na minha cabeça quais opções ficariam legais ali até chegar a uma decisão. MF – Acho que o indispensável para compor seu look, com certeza é conhecer seu corpo e seu estilo. Acredito que cada pessoa deva filtrar as informações de moda e tendências para depois adaptar ao seu modo. Por isso, devemos nos conhecer antes!

Fernanda Zanotin, assessora de imprensa

T – Concordo. O look do dia deve ser a sua cara e não um look para aparecer em foto. Ele á expressão do que você veste, do seu estilo. Eu, por exemplo, gosto de calças jeans, de sapatilhas e peças confortáveis e invisto muito em acessórios. STAMPPA – Em quem ou como você se inspira para compô-los? B – Sempre vou nessa de partir de uma peça, mas tem vez que a gente trava e não consegue produzir nada. Pra mim, não tem outra: digito no Google images “looks calça rosa” (exemplo) e em segundos já lembro de mais coisas que tenho no armário ao ver outros looks inspiradores. Não costumo copiar looks e sim adaptá-los ao meu estilo e o que tenho disponível para vestir. MF – Todo mundo que lê o blog sabe que a minha maior inspiração é a Olívia Palermo, eu amo os looks dela e acho que não erra nunca. Olivia tem um estilo clássico que toda mulher deve ter, mas sabe misturar isso com uma pegada moderna, cool e super fashionista. Além de tudo, sabe misturar texturas, estampas e está sempre impecável nos acessórios. Aqui no Brasil, adoro o estilo da Thássia Naves e da Heleninha Bordon, acho que as duas sabem “segurar” qualquer produção e seguem basicamente a mesma linha da Olivia, clássicas com fashionismo.

23


T – Também amo a Olivia e quando posso me inspiro nela. Mas acho que meu estilo está ligado ao que vou fazer em cada dia. Gosto de me vestir com conforto, mas ás vezes quero ficar fashion. STAMPPA – O look do dia é o carro-chefe de seu blog? Como é o feedback do seu público? B – Acho que sim, pois sou dessas que gosta de comprar bem para comprar sempre - ou seja, minhas peças são totalmente acessíveis. Gosto de sempre estar com coisas novas e atuais, por isso invisto muito em fast fashion. Nessa brincadeira, os looks ficam modernos, baratos e inspiradores para as leitoras copiarem ou só se inspirarem mesmo. MF – Com certeza o look do dia é algo indispensável para qualquer blog de moda. Eu adoro fazer porque traz realidade e credibilidade, afinal você está ali também para mostrar a cara, como você é, seu estilo e etc. O feedback é ótimo, claro que tem críticas também, mas na maioria das vezes o público gosta do que eu posto e até me cobra quando deixo de postar os looks. T - Tento sempre postar outras coisas como dicas de viagens, de beleza e restaurantes, mas não tem o jeito, o pessoal gosta mesmo de look. Tenho que postar porque me cobram, mandam e-mail. Tenho muito mais acessos quando posto looks. STAMPPA - A que você atribui o interesse do público feminino em looks de outras mulheres? B – Acho que busca de inspiração. A verdade é que ninguém é 100% você o tempo todo. Tem hora que estamos meio down para montar uma produção e a saída é correr para blogs, sites, instagrans e desfiles para buscar uma inspiração. Ao ver uma pessoa com uma roupa que você talvez jamais usaria antes, você abre sua mente para usá-la ou montar algo parecido. MF – Acho que as mulheres realmente perceberam que sempre estiveram atrás de realidade e isso veio com os blogs. Afinal, a moda de passarela traz conceito, não exatamente o que sairíamos na rua. Os manequins de lojas mostram algo não verdadeiro, já que não é um ser humano (risos). Então, os blogs e os looks do dia trouxeram esse realismo para a moda, pois você pode se inspirar, usar o que ficar bom no seu corpo, ver a produção e surgir outra ideia com algo que tenha de parecido no seu armário e etc. T - Na verdade eu acho que é a curiosidade de saber o que aquela pessoa veste e também poder se inspirar. Mas claro que cada leitor vai atrás do blog que faz mais o seu estilo. Afinal, temos muitos blogs e muitos looks hoje em dia. Conheça, inspire-se, curta o look do dia de nossas convidadas: Tábata Boccatto - www.lastlook.com.br Maria Fernanda Zanotin - www.modaincloset.com Beatrice Trochmann Stopa - www.saltoaltoesaiajusta.com

24

Beatrice Trochmann Stopa, repórter da Glamour


A importância do cerimonial

Adriana Masutti Mercuri

Hoje é indispensável a contratação de uma cerimonialista para qualquer evento que você esteja planejando realizar, seja uma festa pessoal ou empresarial, esta profissional cuida de tudo para que seu evento seja um grande sucesso, então é importante criar uma relação franca e de muita confiança com a cerimonialista escolhida. Nos eventos corporativos a cerimonial cuida da lista dos convidados e entrega dos convites, da confirmação dos convidados, do contato com a imprensa, da busca pelos melhores fornecedores e dando suporte em todo o evento. Já nos casamentos o trabalho de um cerimonial começa desde o primeiro contato com os noivos, a sugestão é que este contato seja pelo menos um ano antes do evento, para ter tempo hábil de toda a organização. A profissional contratada acompanha os noivos com os fornecedores e na prática você vai economizar dinheiro contratando uma cerimonialista, não tenha dúvida disto, pois através das parcerias já estabelecidas por ela, você vai ter opções de escolher os fornecedores e acompanhar os gastos através de planilhas de custos confeccionadas por esta profissional, assim você pode decidir pela melhor opção analisando o melhor custo/beneficio. A cerimonial também cuida da lista dos convidados e da confirmação dos mesmos, verifica as provas de convites, doces, bolo, checa a floricultura, e no dia do evento, a cerimonial está lá, verificando se tudo está em ordem para o grande momento. Ela se prontifica a passar pelo salão para verificar se esta tudo de acordo com o que a noiva solicitou, leva o buque, e na hora da cerimônia, seja na igreja ou no espaço da própria festa, a sua função é arrumar a ordem da entrada dos padrinhos, pais, noivo, damas e por fim da noiva. Na festa o cerimonial recebe os convidados, orienta o lugar de todos, organiza a chegada dos noivos, providencia a entrega de presentes aos padrinhos, organiza a valsa dos noivos... ou seja, são as profissionais que estão ali para resolver qualquer problema que possa atrapalhar o bom andamento da festa e a realização de todos os sonhos do grande dia. Não adianta querer resolver tudo sozinha, mesmo que você tenha algum tipo de experiência, porque no dia do evento você tem que ser a protagonista e deixar a assessoria para alguém que resolvera qualquer problema e contribuirá para seu evento ser um sucesso. Até mais...

26


27


Como anda o seu sono? O sono é um fenômeno natural, uma necessidade do organismo. Toda pessoa necessita dormir para repor as energias físicas e mentais. Um sono de boa qualidade reflete-se em todos os campos da atividade humana. Tanto a quantidade de horas dormidas quanto sua qualidade são fundamentais a uma boa saúde. O número de horas dormidas depende muito de cada tipo de pessoa, considerando um sono de boa qualidade. Alguns com quatro horas de sono sentem-se bem. Outros necessitam dormir pelo menos dez horas. A maioria das pessoas, porém, dorme em média seis a oito horas por noite. O importante é cada um conhecer seu ritmo e tentar segui-lo. Podemos dizer que o sono que se passa da forma mais contínua possível, profundo e relaxante, é que permite à pessoa “recarregar as suas baterias” e acordar bem disposta, física e mentalmente. Tá difícil emagrecer? Então avalie como andam suas noites. A privação de sono faz cair a produção de leptina, o hormônio da saciedade. Quem não dorme como

28

deveria tende a exagerar nas refeições e ainda tem pouca disposição para se exercitar. O excesso de peso, aliás, costuma ser acompanhado pela apneia, distúrbio marcado por roncos e interrupções na respiração durante a noite. Cerca de 50% dos obesos sofrem dessa doença, que contribui para perpetuar os quilos a mais. Dormir bem faz com que: - a pele descanse e as células regeneram-se com mais facilidade; - a vista descanse de forma profunda fazendo que a rodopsina, um pigmento sensível à luz, regenere-se, de maneira que os olhos se recuperam do esforço realizado durante o dia. Além disso, ajuda a eliminar as olheiras. - a respiração seja mais profunda, o que facilita a oxigenação das células. - o sistema imunológico descanse, diminuindo o risco de stress e infecções, além de controlar a hipertensão. - o sono também se retarda a frequência cardíaca para que as células coronárias e os tecidos possam se con-


sertar: é o momento em que nosso organismo libera a melatonina e o hormônio do crescimento para desenvolver estas tarefas. Dormir bem também ajuda a controlar a diabetes tipo2 já que aumenta os níveis de açúcar no sangue como consequência do mesmo cortisol. O descanso é fundamental para melhorar a atividade intelectual. O cérebro precisa destas horas de desconexão para processar toda a informação acumulada durante o dia. Também ajuda a emotividade, de maneira que liberta emoções inconscientes que de outro modo ficariam reprimidas. Uma atividade psicomotora não pode se executar convenientemente se o cérebro não está descansado. Para se ter uma boa noite de sono é preciso seguir algumas regrinhas! 1. Tenha um horário regular para dormir, pois isso faz com que o corpo “se acostume”, o que facilita o adormecer. Para alguns cientistas, só se deve deitar na hora em que realmente se resolveu dormir. 2. O local deve ser confortável, escuro, silencioso e sereno. Isso permite pegar logo no sono e permanecer nele. Algumas pessoas gostam de ouvir música (deve ser suave e só instrumental) ou ler um livro (não deve ser uma história emocionante, pois isto deixará a pessoa ligada e afastará o sono). Após fazer sexo, costuma haver um relaxamento que induz o sono. 3. O colchão deve ser firme (não necessariamente duro) não permitindo ao corpo afundar-se, dobrando-se e forçando a coluna. 4. A melhor posição para dormir é de lado, com as pernas semi-dobradas. O travesseiro deve ficar da altura do pescoço, dentro do conforto de cada um. Usar roupas leves, frouxas e de tecido macio, como o algodão. 5. Os exercícios físicos, como esportes ou caminhadas, devem ser feitos regularmente e ajudam a relaxar a musculatura, mas deve-se terminar no máximo até duas horas antes de ir para a cama, permitindo ao corpo relaxar naturalmente. 6. Evite o uso de café, chá-preto, mate forte ou bebidas como as “colas”, todos possuidores de cafeína e outros alcalóides, que podem ter efeito excitante e impedir a pessoa de entrar no sono. Quem tem muita sensibilidade à cafeína, não deve usar tais bebidas após às 14 horas. 7. Deitar com a barriga cheia ou após comer refeições de digestão lenta (carnes e gorduras, principalmente) atrapalham o sono. 8. Não execute atividades complexas antes da hora de ir deitar. Você não conseguirá dormir facilmente logo depois de executar cálculos complexos ou planejar as finanças da família. Se você conhecer técnicas de relaxamento, meditação, exercícios respiratórios, etc., pratique-os! Senão, adote atitudes que você sabe que lhe ajudam a relaxar. 9. Não assista TV na cama (especialmente antes de dormir), não leve o notebook, tablet ou celular para o quarto, evite até mesmo ler deitado nela. Se você já tem o hábito de ver TV na cama, mas ultimamente tem tido insônia, tente passar uns dias sem ligar a TV no quarto.

10. Um quarto confortável é um facilitador do sono. Vire seu colchão regularmente, elimine desníveis e rangidos, tenha lençóis e fronhas confortáveis, troque-os com regularidade suficiente, tenha um despertador que permita dormir sem a preocupação de que irá perder a hora, ajuste a temperatura como necessário para ter conforto térmico. Evite iluminação desnecessária- uma boa cortina ou blackout é um investimento na qualidade do sono – luz do ambiente externo pode ser um fator importante para atrapalhar o sono. Se você tem aparelhos eletrônicos no quarto, desligue todos. Os leds dos computadores, estabilizadores, impressoras etc, produzem luz suficiente para atrapalhar. 11. Evite soníferos e calmantes, procure primeiro outras alternativas. De modo geral, medicamentos para dormir deveriam ser usados apenas a curto prazo – o uso frequentemente geralmente acaba se tornando ineficaz após algum tempo. Nunca se automedique, e se você sentir que sua medicação está perdendo o efeito, procure o seu médico – não aumente a dose sozinho. 12. Uma sesta ou soneca de até 15 minutos após o almoço podem fazer maravilhas pela sua produtividade. Se você pode se dar este luxo, faça sempre que tiver vontade! Mas não durma por longos períodos durante o dia, isso prejudica o sono noturno e ajuda a aprofundar crises de sono continuadas.

29


30


31


Planejar é Preciso!

Sabe aquela conversa toda baseada em achismos? “Eu acho que se você for por esse caminho, chegará em três horas”. “Eu acho que ele gosta dela”. “Eu acho...”, “Eu acho...” e todos ficaram perdidos por não achar nada. Achismos aliados a tomadas de decisões precipitadas é um dos maiores fatores de desperdício financeiro dentro das empresas. Quantos grandes investimentos, muitas vezes o máximo que poderia ser disponibilizado naquele determinado período, possuem suas teses fundamentadas em vazios de estratégias mal planejadas ou inexistentes? Por isso, tenha sempre em mente, valendo para qualquer setor de nossa vida: Planejar é preciso! Logo, não seria diferente em marketing digital. Planejar é “afiar seu machado antes de sair em disparada cortando as árvores” (se não conhece essa história, basta procurar no Google, através das junções de palavras chaves, como: planejar, afiar e machado). Foque! E para isso é necessário ter em mente premissas, como: Filosofia de sua empresa, englobando todo o conceito que você deseja transmitir. Além de conhecer a fundo seu público alvo, visionando seus costumes, gostos, rotina e etc. Somente assim, você conseguirá produzir conteúdo realmente relevante e condizente com o seu cenário. Se atualmente as mídias sociais que sua empresa ingressou, possuírem postagens aleatórias (quando dá tempo), somado ao fato de você estar totalmente perdido sobre como criar o interesse do público

32

Aline Patini

é porque não houve planejamento e mais, sem ele não foi realizado um cronograma editorial. E quando falo de cronograma editorial, me refiro a especificar itens como: dia, horário, tipo de conteúdo (informar, engajar, colaborar, anunciar...) e etc. Além de nunca esquecer que o Facebook, não é o Pinterest que não é o Instagram e assim por diante. Cada mídia social possui uma maneira específica de comunicação e usabilidade, para criar interesse é necessário entender essas características particulares. Então anote: Primeiro faça uma avaliação da situação atual de sua empresa em todos os âmbitos (financeiro, atendimento e etc.), some essas percepções a uma pesquisa básica de seu mercado (analisando público alvo, mercado de atuação, fornecedores e etc.), com isso você já começa a ter um direcionamento mais qualificado, baseado em dados reais. Sem achismos, certo? Somente depois desses passos que entram as estratégias para atender suas necessidades específicas, sejam elas quais forem. Como estamos falando de estratégia no quesito marketing digital, com todas essas premissas teremos uma coesão em nosso posicionamento, qualificando nossas ações. Onde podemos identificar a necessidade da construção de um personagem para a comunicação de nossas mídias, ou quais os temas que criarão engajamento com o público, quais mídias mais atrativas para seu modelo de negócio, enfim, o céu é o limite. Mas para chegar às alturas sem despencar: PLANEJAR, PLANEJAR, PLANEJAR... e quer saber até rimou.


Projeto verão 2014 Com a chegada do verão o desejo de ter um belo corpo aumenta entre as mulheres e a radiofrequência pode ser sua aliada para conseguir esse resultado. O verão ainda não chegou, mas já tem gente correndo atrás para fazer bonito na estação mais quente do ano. Além dos famosos “Projeto Verão”, as mulheres buscam por alternativas para ficar com o corpo cada vez mais atraente. Estamos falando de técnicas como a radiofrequência corporal, uma técnica super atual, não invasiva, que permite conquistar uma silhueta de modelo, sem cirurgia, nem pós-operatório. Até bem pouco tempo, os tratamentos existentes para eliminar a gordura localizada deixavam à superfície da pele sinais claros de flacidez. Um efeito semelhante ao que ocorre após uma dieta de emagrecimento: a pele anteriormente preenchida pela gordura perde volume e torna-se flácida. Para tratar esse problema, o tratamento de radiofrequência permite modelar o corpo e melhorar a textura

Érica Bigon

da pele para um aspecto liso e tonificado. As ondas eletromagnéticas quando penetram na pele vão gerar um calor sobre a camada mais profunda da pele mantendo a superfície resfriada, resultando assim, a contração do colágeno, importante proteína que sustenta a pele. Com o aumento desse calor serão criadas reações químicas que farão com que a pele retraia e com isso haverá estimulação das fibras colágenas e o aumento do metabolismo das células gordurosas ocorrendo assim, uma retração imediata e uma estimulação mais tardia das fibras colágenas, diminuindo a flacidez, atuando na quebra da gordura e reduzindo a gordura localizada e a celulite. Por atuar nas camadas profundas da pele, este tratamento consegue atingir excelentes resultados, principalmente contra a flacidez do abdome, interno das coxas, braços, glúteos, gordura localizada, celulite e também é uma forte aliada contra a flacidez e linha de expressão.

33


personnalité

INEZ MIRANDA DE OLIVEIRA INSIDE Nasceu onde? Garça - SP Religião... Católica Filhos? Quantos? Dois, meus amores Rô e Rafa Animal de estimação? Nossa adorooooo, vamos lá: Hanna , pitbull e mais mansa impossível, Tequila, a Border Collie inteligência pura, Elvis Border Collie fanfarrão, 3 calopsitas e uma tartaruga. Ser elegante é... Tratar a todos com educação e carinho O que mais gosto em mim é... Minha alegria de viver E o que mais detesto é... Minha ansiedade Ser feliz é... Estar em paz comigo e ter Deus a me guiar. Desço do salto quando... Vejo pessoas sendo maltratadas e humilhadas. Perfume favorito... Prada Milano. Minha cor predileta é... Nossa sou toda colorida! No meu closet não pode faltar... Muitas bijoux e perfumes. E na minha geladeira não falta... Sucos de muitos sabores. Cuidar da pele é... Nunca dormir de maquiagem, fazer uma higienização com um esponja macia com sabonete líquido e passar um bom hidratante e uma vitamina C sempre ajuda. Meu segredo de beleza é... Uma alimentação saudável, hidratar sempre minha pele e utilizar um bom filtro solar. Um exemplo de caráter... Meu irmão, Luiz Ricardo que é doce, íntegro com muito amor pra dar. Defino meu estilo como... Bastante eclético! Meu exemplo de vida é... Minha Mãe, Dona Wilma que com seus 8.2 me surpreende a cada dia!

34


BUSINESS OUTSIDE Nas horas de lazer você costuma... Passear, curtir um cineminha... Meu lugar favorito é... Minha casa, meu canto! Melhor viagem... Canadá, conhecer a região dos Lagos foi fascinante. Melhor presente... Meus filhos! Melhor compra... Meu iPhone (risos). Na TV adoro ver... Séries americanas: Revenge, CSI, Criminal Minds, Brothers and Sisters e muitas outras. Meu livro é cabeceira é... A Bíblia. A melhor culinária é... Sempre aquela que é feita com amor, adoro a japonesa e a italiana! O melhor esporte é aquele que... Me faz sentir bem, adoro pedalar, na praia então é o que mais me deixa feliz. Sair com as amigas é... Tudo de bom, risadas, confidências, conselhos, dividir minhas alegrias e poucas vezes minhas tristezas. Estar na moda é... Usar o que me cai bem e o que acho legal! Gosto de presentear quem... Difícil hein, pois amo dar presentes àqueles que quero bem e sem ter data especial! Não saio de casa sem... Baton e brincos.

Profissão: Fotógrafa! Fazer o que gosta é... Fundamental pra mim e isso me deixa de muito bom astral, me faz ficar pra cima. Ser bem sucedida é... Ter preparo, dominar o assunto e colher o fruto do trabalho apreciado e bem desenvolvido. Escolhi este trabalho influenciada pela ... Minha paixão pela fotografia. Ser ativa para mim é... Dar o melhor de mim a qualquer hora e a todo vapor. Ganhar meu próprio dinheiro é... Gratificante! Ajudar ao próximo é... Fundamental e precisamos priorizar sempre. Do futuro espero... O que DEUS prepara para mim! Concorrência é... Motivação para nos atualizarmos sempre. Meu trabalho é... Minha paixão, minha rotina que amo demais!

35


Terceiro Setor

como ferramenta de desenvolvimento econômico e social

Constata-se no Terceiro Setor no Brasil uma série de ideias e informações desencontradas e equivocadas que comprometem o desenvolvimento econômico e social nacional. O Terceiro Setor é na verdade uma fantástica ferramen-

36

ta de desenvolvimento econômico e social baseado na mobilização da sociedade baseado em cidadania, democracia numa legislação que é muito avançada, mas pouco estudada. Não pode ser um tema secundário, é um tema vital.


Para citar como exemplo, o número per capita de instituições do terceiro setor nos EUA é semelhante ao do Brasil, mas representa ao redor de35% (trinta e cinco) dos empregos e do PIB americano, que é o maior país capitalista do mundo, já no Brasil 3% (três). Ainda se considerarmos o tamanho do PIB americano comparado com o do Brasil percebemos que podemos crescer muito. Uma grande causa da falta de informação sobre o terceiro setor é que culturalmente entendemos que terceiro setor se refere apenas à benemerência e à caridade feita por quem tem uma necessidade interior de “se doar” pelo próximo e não como uma poderosa ferramenta promotora de inclusão e desenvolvimento econômico e social de uma comunidade. Na grade curricular de nossas instituições de ensino, quando o tema está presente, tem um espaço mínimo e é tratado sob esta perspectiva de benemerência e caridade, reforçada pelo preconceito em relação a algo conhecido como sem fins lucrativos. Quando alguém lê “sem fins lucrativos” para a leitura e o estudo, não aproveitando o universo de oportunidades e incentivos que existem. Na realidade ninguém é obrigado a trabalhar de graça,

existe remuneração, justa e baseada no mérito e capacidade do profissional. Aqui vale comentar que 80% das empresas abertas fecham em até cinco anos exatamente porque não tem lucro e mais 80% das que permanecem fecham em mais 5 anos... A base de tudo é o artigo 5º da Constituição da República que trata da liberdade de associação e o artigo 6º que fala dos direitos sociais que são: educação, saúde, trabalho, moradia, lazer, segurança, previdência social, proteção à maternidade e à infância e assistência aos desamparados. O terceiro setor é a sociedade organizada agindo em favor do bem comum e olhando o conteúdo do artigo 6º da constituição, pode-se fazer muito no sentido do desenvolvimento econômico e social. Devemos enxergar o terceiro setor como uma interface entre as empresas (segundo setor) e o governo (primeiro setor) complementando e potencializando as atividades e ações de ambos. Existem sim soluções para desenvolver o setor produtivo, dinheiro para pesquisa e inovação, treinamento, capacitação, emprego e até lazer.

37


Mulheres passam 3 anos da vida fazendo compras, diz pesquisa Uma pesquisa realizada na internet e publicada no Daily News de Nova York constatou que as mulheres dedicam em média três anos da vida fazendo compras, o que aparentemente comprova que elas adoram ir às lojas. Comprar roupas e acessórios para si própria e para familiares e amigos, bem como suprir as necessidades

38

diárias, é algo que ocupa boa parte do tempo das mulheres em geral. Segundo esses dados, em seus primeiros 63 anos de vida elas passam um total de 25.184 horas e 53 minutos fazendo compras. “Muitos homens tendem a pensar que as mulheres só estão nas lojas para comprarem roupas apenas para elas mesmas, mas frequentemente fazem compras para toda a família, algo que pode acabar sendo uma tarefa incrivelmente difícil”, dizem os responsáveis do estudo, da companhia OnePoll.com, ao diário nova-iorquino. Segundo o estudo, baseado em pesquisas realizadas na internet com 2 mil mulheres questionadas sobre seus hábitos de consumo, elas fazem uma média de 301 idas a lojas em um ano, nas quais investem 399 horas e 46 minutos no total. Na liderança das prioridades para as mulheres está o tempo que elas investem em comprar roupa, acessórios, calçados e artigos de cuidado higiênico, tanto para elas como para os familiares. Isso no total soma 90 idas às lojas por ano. Desmembrando esses deslocamentos, a pesquisa destaca que as mulheres dedicam 30 deslocamentos anuais somente para o vestuário, os quais superam as 100 horas no total. Já para comprar calçados elas gastam 40,5 horas por ano, em apenas 15 idas às lojas. Os produtos higiênicos, nos quais se incluem perfumes e outros de cuidado pessoal, representam 27 idas e mais de 17,5 horas por ano, enquanto a aquisição de acessórios, como bolsas, joias ou lenços consiste em 18 idas às lojas e quase 30 horas por ano. O estudo também constata que as mulheres saem simplesmente a ver vitrines uma média de 51 vezes ao ano. A aquisição de comida segue de perto a roupa e complementos, já que as mulheres acabam indo aos grandes supermercados, redes de alimentação e mercearias em um total de 84 vezes por ano, gastando quase 95 horas. Por último, o estudo assegura que as mulheres dedicam mais de 36 horas anuais (19 deslocamentos) à compra do que definem como “presentes luxuosos para amigos e familiares”.


39


Como lidar com críticas que limitam seus sonhos Wagner Campos

Com certeza você tem planos para sua vida. Seja relacionado ao trabalho ou pessoal. Alguns planos são esboços de sonhos e desejos. E muitos destes sonhos são impedidos de serem realizados devido ao receio de serem criticados e incompreendidos. Existem vários motivos pelos quais nos tornamos tão suscetíveis às críticas: o medo da rejeição (e isto faz com que tentemos agradar aos outros, mesmo que não estejamos satisfeitos ou confortáveis com isso); termos durante nossa infância, adolescência e até a atualidade recebendo muito mais críticas depreciativas que elogios; o receio de que as pessoas comprovem que somos imperfeitos (como se existisse alguma pessoa perfeita ou que merecesse maior valor que nosso amor próprio); pouca auto-estima devido à falta de reconhecimento de nossos próprios talentos e habilidades e por fim o medo do desconhecimento e da eterna incerteza do certo e errado, uma vez que estes, dependem de culturas e crenças aliados aos valores pessoais de cada indivíduo. Para que você possa administrar melhor uma crítica, deve, inicialmente, identificar de quem vem a crítica. Uma crítica construtiva vem normalmente daquele que já atingiu sucesso ou de alguém que realmente deseja seu bem. Se nenhuma destas situações ocorrerem provavelmente se trate apenas de uma opinião pessoal que pode estar distorcida da realidade. É como ter sua decisão de montar um negócio próprio, criticada por alguém que a vida inteira buscou passar em concursos públicos. Entenda a analogia, você, partindo de um espírito empreendedor e ciente de que será necessário assumir riscos e a outra parte buscando apena a estabilidade e fugindo totalmente de riscos. Outra atitude importante é não deixar ceder por pessimismo alheio. A crítica não fundamentada nada mais é do que uma visão pessimista, sem fatos e dados. Desta forma, quando vir a ser criticado por alguém, além de identificar quem apresenta tal crítica, identifique se

40

tem fundamento para que você dedique seu tempo em considerar tal crítica de forma construtiva. Quando você é alguém que tem atitudes, comportamentos ou escolhas diferentes da maioria, normalmente perceberá uma resistência das pessoas a sua volta. Não necessariamente por maldade mas pelo medo de que pudessem identificar seus sonhos não realizados por falta de atitudes. Atitudes estas que você teve coragem de ter mesmo existindo uma certa rejeição alheia. É como seu insucesso fosse o conforto para os que não tentaram realizar seus próprios sonhos. Para aprender e superar com as críticas é importante além de considerar os pontos acima mencionados, ter a coragem de mudar. Ser humilde em reconhecer os erros e despertar a energia interior para sua realização pessoal. Não tenha medo de ser ousado e fazer diferente. A preocupação sobre o que pensarão sobre você deve ser menos importante que a preocupação se você está fazendo o que lhe realiza e faz feliz. Sua busca deve ser pelo seu sucesso e realização e não pelo que agradará a terceiros. O relacionamento interpessoal é importante para qualquer indivíduo, mas deve existir a harmonia entre ambas as partes. Como todo processo de aprendizado, ouça, veja, analise, interprete e decida. Mas nunca se deixe abater por críticas sem fundamentos, resistências alheias e comentários maldosos. Você é muito maior e tem muito mais valor que imagina. Aprenda constantemente, mude sempre que necessário e realize-se! Wagner Campos é Professional Coach com certificação internacional pela Abracoaching e BCI Behavioral Coaching Institute dos EUA. É palestrante motivacional, treinador e consultor de empresas, sendo um especialista em Marketing, Comunicação e Negócios, Vendas, Varejo, Liderança e Desenvolvimento Humano


41


Amor e Equilíbrio

Karina Davoli Schnoor

Após ser diagnosticada como portadora de uma doença autoimune (Lúpus Eritematoso Sistêmico), surgiu no meu coração o desejo de dividir experiências de vida com outras pessoas também portadores de doenças autoimunes. Nesse momento pensei que poderia ajudar como enfermeira, mas participar também como paciente. Foi nesse momento que resolvi criar o “Grupo Amor e Equilíbrio” em parceria com a psicóloga Solange Dantas Ferrari, que está a frente de vários grupos de apoio na nossa cidade. E assim fizemos. Meu coração sonhava em como seriam nossos encontros, que nome daríamos ao grupo e como atenderíamos quem nos procurasse. E Deus direcionou absolutamente tudo e nossa primeira reunião aconteceu dia sete de novembro de 2012. Durante todo o ano, tivemos participação de vários profissionais das mais diversas áreas, que com muito carinho aceitaram estar conosco, tirando dúvidas, dando dicas para melhorar a qualidade de vida dos portadores de tais doenças. E um ano se passou. Um ano de conquistas, de vitórias e de satisfação em ver o crescimento do grupo, a melhora daqueles que participam conosco das reuniões, as trocas de experiências que só nos fizeram crescer e ajudar o próximo. Hoje, um ano após, olho para trás e vejo o sonho realizado, crescendo a cada dia, a nossa ajuda mútua, mas acima de tudo, percebo o quanto eu cresci como pessoa e como profissional. Ver o sorriso no rosto de al- Karina Davoli Schnoor Enfermeira, portadora de doença autoimune e fundadora do guém que nas primeiras reuniões chegava triste, cho- Grupo Amor e Equilíbrio rando, desacreditado da vida e do tratamento, e com a ajuda dos outros participantes do grupo, hoje veem a vida como dom de Deus. Isso não tem preço. A satisfação de ver as pessoas voltarem a sorrir é o maior presente que podemos receber. Por isso, com grande alegria e agradecimento á Deus e aos nossos queridos participantes do grupo, comemoramos nosso primeiro ano de vida, um ano de lutas, mas de muitas vitórias, de conquistas, de realizações. E assim esperamos continuar por muitos outros anos. Comemorar um ano do Grupo Amor e Equilíbrio muito nos emociona, pois pensamos em ajudar e na verdade somos nós que saímos muito melhores. Valeu a pena os meses que ficamos programando como tudo aconteceria, o nome que daríamos para realmente demonstrar nosso objetivo, que é fazer tudo com MUITO AMOR e com isso conseguirmos EQUILÍBRIO na nossa vida, sermos felizes mesmo diante do diagnóstico de uma doença autoimune, e termos a certeza que SOMOS GUERREIROS (as) e VENCEDORES. Um ano de alegria, de satisfação, de vitórias e conquistas.

Parabéns ao grupo amor e equilíbrio! “Comprimidos aliviam a dor, mas só o amor alivia o sofrimento.” (Patch adams)

42


43


SPA Recanto: qualidade de vida sem restrição de idade Uma alimentação balanceada, uma programação recheada de atividades físicas e de lazer e a promessa de voltar para a casa com as energias renovadas através de massagens relaxantes e banhos realizados a 15 metros de altura em bangalôs em meio da natureza. Parece um sonho, mas é isso e muito mais o que o Spa Recanto, em atividade há 21 anos em Cabreúva, proporciona aos seus hóspedes. Um dos primeiros do Brasil, o SPA, localizado entre Itu e Jundiaí, dispõe de 50 apartamentos, 12 deles com ofurô na sacada, duas piscinas, sendo uma natural e, outra, aquecida, sauna, sala de ginástica com aparelho de musculação, quadras de tênis e squash, salão de jogos, pista de boliche automatizada, cinema com capacidade para 70 pessoas, web station (computadores com conexão para a Internet), rede via wireless, espaço para prática de Arco e Flecha, campo de treinamento de golfe, além do Espaço Zen onde são feitos os procedimentos estéticos e tratamentos. Mesmo classificado na categoria Wellness (bem-estar), o SPA Recanto também se preocupa em oferecer aos seus hóspedes programas de reeducação alimen-

Karina De Nadai e o grupo de Limeira city que curtiu um delicioso final de semana no SPA Recanto

44

tar. Para tanto, criou duas opções de dieta elaboradas pela nutricionista: uma de 600 calorias para quem quer emagrecer e, outra, de 1200 para quem quer somente relaxar. Além disso, proporciona diversas atividades físicas, como caminhadas, hidroginástica, ginástica localizada e alongamento, sempre acompanhadas por profissionais altamente especializados, entre eles, professores de educação física, monitores, nutricionista, fisioterapeuta e um médico. A nutricionista Karina De Nadai comemorou no Spa Recanto um ano de sucesso do método Fast e nós da Stamppa e mais alguns de seus pacientes estiveram com ela num final de semana prá lá de agradável, relaxente e energizante!!! Serviço: Sítio do Chuca, s/n – Guaxatuba – Cabreúva – SP CEP 13315-000 Email para informações e reservas: reservas@sparecanto.com.br www.sparecanto.com.br 0xx11 4528-0200


“O conforto possui formas. O amor cores. Uma saia é feita para se cruzar as pernas e uma manga para se cruzar os braços”. Coco Chanel

modelos Thaís Makely Aline Giusti Mugnaini (The Agency One) vestem Yuzu e Flor do Campo e calçados Viest foto Inez Miranda tratamento de imagem Marcela Camargo hair e make-up Espaço Jô Nascimento

Yuzu Rua Humaitá, 531 Limeira – SP |19| 3451-1341 Flor do Campo Rua Visconde do Rio Branco, 249 Limeira – SP |19| 3453-3627 Viest Shopping Pátio Limeira |19| 3451-4400

45


Thaís e Aline vestem Yuzu e calçados Viest

46


Thaís e Aline vestem Yuzu e calçados Viest

47


Thaís e Aline vestem Yuzu e calçados Viest

48


Thaís e Aline vestem Yuzu e calçados Viest

49


Thaís e Aline vestem Flor do Campo e calçados Viest

50


Thaís e Aline vestem Flor do Campo e calçados Viest

51


Thaís e Aline vestem Flor do Campo e calçados Viest

52


Thaís e Aline vestem Flor do Campo e calçados Viest

53


54


Reinaldo Ragazzo

Cirurgia das Pálpebras Reinaldo Ragazzo

A blefaroplastia – Cirurgia das Pálpebras – corrige estas alterações ao retirar o excesso de pele e reduzir as bolsas de gordura, tornando as pálpebras mais planas e lisas, restabelecendo assim um aspecto fácil mais alegre e descansado. As dúvidas mais constantes são: Tipo de anestesia: A anestesia pode ser local, local mais sedação ou raramente geral. Tempo de internação: Até 12 horas, quando usada anestesia local. Pode ser estendido para 24 horas no caso de anestesia geral ou conforme orientação do médico. Pós-operatório: Sempre há formação de edema (inchaço) e equimose

(manchas vermelhas), que podem variar de intensidade. Geralmente desaparecem na 1ª. ou 2ª. semanas. Para que a formação destas seja minimizada utiliza-se compressas geladas de soro fisiológico ou água boricada nos dois primeiros dias pós-operatórios. Outro cuidado importante é evitar o calor, pois favor a formação do edema e das equimoses. O sol deve ser evitado por três meses (uso de óculos escuros). Complicações: São muito raras. Mas como toda cirurgia tem seus riscos, podemos citar: hematoma, infecção, deiscência (abertura da sutura), ectrópio (inversão da pálpebra inferior) e esclera aparente, problemas anestésicos. Entretanto, quando a indicação da cirurgia é precisa, a técnica cirúrgica bem executada e os cuidado pós-operatórios seguidos, é raríssimo que ocorram complicações. Resultado definitivo: Em geral toda cirurgia plástica leva seis meses para o resultado definitivo, pois é o tempo necessário para o amadurecimento da cicatriz. No caso das blefaroplastias, 80% do resultado pode ser alcançado antes de três meses.

55

Informe publicitário

Com o passar do tempo, as estruturas palpebrais vão se tornando frouxas, levando à um excesso de pele e protrusão das bolsas de gordura que ficam sob as pálpebras. Essas alterações podem ser evidenciais pelas dobras da pele e pelo abaulamento dessa região, conferindo um aspecto facial de tristeza e cansaço.


Licença maternidade mãe adotiva Renata Batistella Mesquita

A empregada que adotar ou obtiver guarda judicial para fins de adoção de criança será concedida licença-maternidade de 120 (cento e vinte) dias, sem prejuízo do emprego e do salário, mediante apresentação do termo judicial de guarda à adotante ou guardiã. Mas é melhor verificar na convenção coletiva da categoria ou no regulamento interno da empresa para saber se há normas específicas sobre o assunto, que podem ampliar esse direito concedido pela legislação. O objetivo desse benefício é possibilitar que seja dada atenção por parte da figura parental em período integral aos filhos adotivos. O direito à licença-maternidade se justifica na necessidade de convivência e adaptação inicial entre mãe e filho. A finalidade é proporcionar à figura parental a possibilidade de se dedicar exclusivamente ao filho pelo período de tempo necessário. Estudos mostram que a insuficiência e/ou ruptura dos primeiros vínculos afetivos, como os estabelecidos com a primeira figura de apego, implica dificuldade de identificação da criança com as novas figuras parentais. “Essa convivência é fundamental para a saúde mental da criança, que fora abalada em maior ou menor intensidade dependendo do grau de privação a que ela teria sido submetida. As dificuldades apresentadas nesse processo de adaptação podem ser minimizadas pela implementação de medidas como a extensão da licença-maternidade aos adotantes de crianças de qualquer idade”. Vale ressaltar que o “TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) concedeu liminar de licença-maternidade de 180 dias a uma servidora pública federal do Rio Grande do Sul que adotou uma criança. Conforme a decisão da 4ª Turma da corte, deve haver tratamento isonômico entre mães biológicas e mães adotantes,

56

independentemente da idade da criança adotada. Segundo o relator do processo, juiz federal Caio Roberto Souto de Moura, convocado para atuar na corte, “estão em jogo não só os interesses da servidora pública, mãe adotante, mas também os da criança adotanda, cuja possibilidade de convívio maior ou menor com a ‘nova’ mãe depende certamente da extensão da licença que a essa será concedida. Para o magistrado, não há fundamento que justifique o tratamento desigual entre a mãe biológica e a adotiva, assim como o tempo também não pode ser medido em função da idade do adotado. É de ser considerado que a adaptação de uma criança de mais idade a uma nova família não há de ser mais fácil nem menos importante para o bom desenvolvimento das futuras relações familiares do que o seriam no caso de uma criança de colo, ressaltou Moura. A servidora ajuizou ação questionando o período estipulado pela legislação em vigor. Conforme a Lei 8.112/90, as servidoras públicas federais têm direito à licença-maternidade no caso de adoção por um período de 135 dias para crianças de até um ano de idade e de 45 dias para crianças maiores de um ano.” A tendência é conceder e aumentar cada vez mais os benefícios aos pais adotivos para que sirva de incentivo à adoção, principalmente de crianças com mais de um ano de idade, pois a partir dessa idade diminuem o interesse pela adoção e as crianças permanecem nos abrigos até atingirem seus 18 (dezoito) anos, quando saem de lá sem qualquer perspectiva de vida. Sabemos que esse quadro é reflexo político, mas como um problema social não podemos fechar os olhos e fingir que nada acontece ao nosso redor, precisamos lutar pelos nossos direitos e dos nossos irmãos hipossuficientes que estão ao nosso redor.


Experimente alegria, experimente Cabo Frio! A convite da Prefeitura de Cabo Frio representantes de agencias de turismo e imprensa limeirense participaram de um workshop que aconteceu no Carlton Plaza, na cidade de Limeira. O prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa, apresentou todo o projeto turístico e as novidades que estão sendo implantadas na cidade, que recebe um grande número de turistas para visitar as lindas praias, como do Forte, Foguete, Conchas e Peró em um cenário de céu azul e sol brilhando na maior parte do ano. Cabo Frio também é destaque na gastronomia. Influenciada pela chegada de imigrantes europeus em séculos passados, a mistura de sabores das receitas caseiras à base de frutos do mar, aliadas ao requinte da cozinha internacional, permite ao visitante saborear pratos típicos à beira-mar ou em uma diversificada rede hoteleira. Com mais de 500 anos de descobrimento, Cabo Frio é rica em história e é considerada como um dos berços da civilização brasileira, sendo a sétima cidade mais antiga do Brasil. Dispõe de um respeitado patrimônio cultural, que pode ser comprovado pelo desenho arquitetônico dos antigos casarios e das diversas edificações tombadas como patrimônio histórico e cultural. Finalizando o workshop, o prefeito convidou todos os presentes para um almoço com música ao vivo.

Edinho Ferrô, Luiz Eduardo Mesquita, Alair Corrêa e Raphael Gullo

Comitiva presente ao evento, acompanhado do apresentador Carlinhos Moreira, Raphael Gullo e Luiz Eduardo Mequista (Agencia Álamo)

O prefeito Alair Corrêa

As colunistas presentes Ana Caruso, Denise Ragazzo, Rosiane Tank, Eliana Munhoz e Jô Barbosa com o prefeito Alair Corrêa

O prefeito Alair Corrêa, com Luiz Eduardo Mesquita da Álamo, assessores e secretários

57


NEWS i.deia

Andréa Pessatte acaba de inaugurar no Pátio Limeira Shopping a nova I.deia, uma loja de presentes bacanérrima! Sucesso!

Wedding

O designer de interiores Marco Fonseca e a médica pediatra Soraia Menconi trocaram alianças na mão esquerda em cerimônia somente para a family. Os pastores Jonas Zulske e Nilton Tomazini da Igreja Presbiteriana de Limeira oficializaram a cerimônia.

Lançamento

Sérgio Lordello lança seu primeiro livro, o “Jogando a Conversa Fora - Histórias de um engenheiro que, de repente, se tornou escritor, fotógrafo e cozinheiro.” E sua esposa Solange acaba de completar 27 anos de sucesso com sua Talismã Boutique.

Gelato Italiano

Marcelo Lordello trouxe o chef italiano Gabriele Corbare e acaba de lançar o melhor sorvete do mundo, o verdadeiro gelato italiano. Em Limeira city, só a Lordello tem!

58


Fera

O Consultor Financeiro e Estratégico Matheus Massari é Graduado em administração de empresas, possui vivência nas áreas de gerência financeira, comercial e de produção, onde aplicou e aprimorou o uso das ferramentas que utiliza há mais de uma década. Atua como consultor especializado em pequenas e médias empresas. É certificado junto a CVM – Comissão de Valores Mobiliários.

Fashion

Rachel Bérgamo Fabris recebeu amigos em clientes em sua XStore para mostrar as coleções verão das grifes que a bela representa. A blogueira Mari Dalla marcou presença!

Camila Sandolin e Ricardo Amorim

Palestra

A construtora Rio Verde trouxe para Limeira, no estande de vendas do empreendimento Storia o economista e consultor Ricardo Amorim para um bate-papo sobre o mercado imobiliário. Amorim apresentou uma leitura clara e objetiva das tendências e transformações futuras da economia brasileira e mundial. Dentre os temas discutidos na palestra, se destacam a oportunidade de crescimento no interior paulista e a valorização dos empreendimentos imobiliários nessas regiões. Muita gente marcou presença e pode degustar as delicias e o chopp do boteco Giovannetti.

Nelson Peres e Odil França

59


Ação de Graças “Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco”. (1 Tessalonicenses 5:18) Foi pensando neste versículo que nós da Revista Stamppa resolvemos agradecer a Deus pelos 5 anos de trabalho. Já me perguntaram: 5 anos? Sim! Começamos em 2008 com o nome Máxima e hoje somos Stamppa. O culto aconteceu na Igreja Presbiteriana de Limeira e foi ministrado pelo Reverendo Nilton Tomazini. O louvor ficou a cargo da dupla Giane e Renato Licioni. Agradeço à todos os amigos, familiares, parceiros e leitores da Stamppa que tiraram um pouco de seu tempo para estar conosco, e tenho certeza que cada um saiu de lá com sua porção de benção. No final, todos receberam revista e “bem-sucessido” by Felipe Oliveira Alta Confeitaria. Vamos aos takes da noite, da nossa grande parceira Rosiane Tank e Marcelo Berto Inez Miranda.

Rosiane Tank, Inez Miranda e Fernanda Tank Berto

Giane e Renato Licioni

60

Helena Rizzo Furlan, Rosiane Tank e Rosana Darossi Maillard Leopoldino

Reverendo Nilton Tomazini

Rosiane Tank e Ana Maria Maia

Rosiane Tank


Marta Roque Cruz, Rosiane Tank e Marcelo Cruz

Rosiane, Vera Tank Ragazzo e Fernando Ragazzo

Matheus Mercuri, Adriana Masutti Mercuri, Rosiane Tank e Cláudio Mercuri

Aline Patini, Rosiane Tank e Netto Cambiaghi

Rosiane Tank e Marco Fonseca

Andréa Pessatte, Rosiane Tank e Flávia Araújo

Nivaldo Zago e Rosiane Tank

Rosiane Tank, Rosana Cavalotti, Sonia Stela Basso e Zilda Tank Basso

Rosiane Tank e Júlio Cezar Ragazzo

Rosiane Tank e Eliane Cristina Basso Netto

61


Renata Bastistella Mesquita, Rosiane Tank, Adriana Zaccaria Ribeiro e Anne Moura Pompeu

Yara Denise Basso Mourão, Rosiane Tank e Amarildo Mourão

Giane Licione, Rosiane Tank e Renato Licioni

Fernanda Tank, Roberto Ragazzo Degaspari e Carolina Berto Franco

Rosiane Tank e Miriam Mendes

Andréa Pessatte, Rosiane Tank, Nivaldo Zago e Inez Miranda

62

Regina Pilon, Rosiane Tank e Pedro Pilon

Rosiane Tank e Reverendo Nilton Tomazini


Shopping Nações abre suas portas em Limeira Com investimentos na ordem de R$ 200 milhões, o empreendimento dos grupos Vértico e FBC conta com 100 lojas nesta primeira fase e irá gerar, em pleno funcionamento, 1.500 empregos diretos e 6.000 indiretos. Realizada na Praça de Eventos, a cerimônia de inauguração do Shopping Nações Limeira contou com a presença de representantes da imprensa, autoridades e empresários de toda a região. CEO do Grupo Vértico, Wavá Jezler destacou a importância de Limeira na escolha do projeto. “Escolhemos Limeira e região não só pela excelente localização geográfica, já que o shopping fica no entroncamento das rodovias dos Bandeirantes e Deputado Laércio Corte, mas também pelo potencial econômico de todo o entorno, com os novos condomínios e investimentos que vêm sendo feitos. É um shopping diferenciado, dirigido ao público das classes A e B”, disse. Um dos responsáveis pelo empreendimento, Dante Cobucci destacou o empenho de todos envolvidos, desde operários e técnicos que trabalharam na construção do shopping até os lojistas e amigos que acreditaram no projeto. Durante toda a manhã, o artista plástico Paulo Von Poser executou ao vivo a pintura das paredes da Praça de Eventos, com ilustrações que retratam os pontos turísticos de Limeira e das cidades da região.

Jean Carlos de Oliveira e Christiano Machado

Nabil Sayon - Presidente Alshop

Silvia Dimov, Christiano Machado, Nubia Silva e Tatiana Meluso

Paulo Von Poser

Walter Torre, Paulo Torre, Dante Cobucci e Bruno Setubal

Dante Cobucci, Christiano Machado, Wava Jezler e Bruno Setubal

Wava Jezler, Dante Cobucci, Bruno Setubal, Walter Torre, Paulo Torre, Christiano Machado e Carla Gottardi

Nabil Sayon, Dante Cobucci, Walter Torre, Deise Hadich, Paulo Torre, Christiano Machado, Bruno Setubal, Carla Gottardi, Wava Jezler, Antonio Carlos Lima

Flash Mob

63


Rio Verde e Farfalla realizam sofisticado evento no Storia O estande de vendas do Storia, empreendimento da Rio Verde na cidade de Limeira, recebeu Fernando Torquatto - fotógrafo, maquiador, consultor de estilo e apresentador do Super Bonita e do Desafio da Beleza da GNT, para um evento bacanérrimo. Torquatto mostrou as tendências da maquiagem para a estação mais quente do ano, explicou da importância dos produtos e como aplicá-los. Ao visitar o decorado de 255 m² do Storia, Fernando ficou impressionado com a disposição da planta, já que a área de convívio social foi bem explorada, criando ambientes fotográficos e ao mesmo

Antonella Massari, Camila Sandolin, Fernando Torquatto e Deise Dantas

Antonella Massari, Fernando Torquatto e Rosiane Tank

tempo a área intima da família está bem preservada. Após a palestra, as modelos da The Agency One, que foram produzidas pela equipe do Espaço Jô Nascimento, apresentaram looks de moda festa e casual da boutique Farfalla per Antonella Massari, com calçados e bolsas by Dazze. O coquetel foi grifado pela Confraria Della Vitoria, do chef Ungaretti. Fotos: Rosiane Tank e Inez Miranda

Fernando Torquatto

A modelo Ana Flávia Coneglian e Fernando Torquatto

Fernando Torquatto e Jô Nascimento

Paula Varga Castro, Erika Romanoff, Angelica Toledo e Ana Paula Toledo

Nina Razzo dos Santos e Bete Razzo dos Santos

Paula Varga Castro, Erika Romanoff, Angelica Toledo e Ana Paula Toledo

Simone Zaros e Alessandra Degaspari

Antonella Massari, Rosangela Salibe e Dayse Santos Zaros (Dazze)

Erika Guerreiro e Karen Tolksdorf

Roberta Batistella Leonardi, Jeanne Andrade e Fernando Torquatto


Barbara Tank Siciliano e Érika Tank

Fernando Torquatto e Edna Donadelli

Ruben Vidella, Ana Caruso, Jô Barbosa, Rosiane Tank, Eliana Munhoz, Denise Ragazzo e Amauri Honorato

Antonella e Matheus Massari

Inez Miranda e Fernando Torquatto

Ligia Jacon, Rosangela Jacon Salibe e Regina Jacon

Janaína Calsa, Cassia Candiotto, Solange Cardozo, Lili Graf, Equipe Farfalla – Luiza, Ana, Antonella, Márcia Tichauer, Adriana Ribeiro e Beatriz Borrelli Daiane, Cláudia e Edna

Antonella Massari, Fernando Torquatto e as modetes The Agency One

65


Espaço Araucária O asilo João Kühl Filho acaba de inaugurar, com projeto da arquiteta Adriana Bellão, o Espaço Araucária, um belíssimo salão de festas, que terá a renda do aluguel destinada ao atendimento dos idosos da entidade. A cerimônia de inauguração contou com a presença de autoridades, diretores do asilo e pessoas que contribuíram com a construção do prédio. O espaço climatizado tem capacidade para 360 pessoas e outras 80 na varanda. A construção que teve início há dois anos foi realizada graças a doações de empresários e pessoas físicas de Limeira. O asilo João Kühl Filho tem 96 anos de uma história dedicada ao atendimento de idosos na cidade de Limeira. Prefeito Paulo Hadich e Francisco Bellão – presidente do Asilo João Kühl Filho

Fotos: Rosiane Tank

Paulo Hadich, Francisco Bellão, Deise Hadich, Maira Hadich e Marisa Bellão

Francisco Bellão e as filhas Adriana e Catarina

Matheus Massari, Antonella Salibe Massari, Paula Varga Assumpção de Castro e Silvino de Castro

Martim Medeiros, Adriana Bellão, Paula Varga Assumpção de Castro, Marisa Bellão, Francisco Bellão, Paulo Hadich, Mário Fernando Bueno de Oliveira, Daniel Cataí e66 Sérgio Cataí

Fábio Kühl, Nelma Arcaro Kühl e Jairo Kühl Filho

Soraia e Nazareth Mercuri, Bruna Breda e Ademir Bobice

Diretores do Asilo João Kühl Filho


A chegada da noiva Taís Scavone e a cerimonialista Angela Pellegrini

Benedito e Maria de Lourdes Scavone (pais da noiva), Taís, Murilo, Márcia Bianchi Zaccaria (mãe do noivo) e Marco Antonio Bianchi Zaccaria (irmão do noivo)

Márcia Zaccaria, Murilo e Taís, Maria de Lourdes e Benedito Scavone

Mirela Zaccaria Cavicchia, Melissa Zaccaria Cavicchia, Mayra Massari Pacheco, Tatiana Pomella Zion, Soraia Cheque Brigatto, Márcia Zaccaria, a noiva Taís, Maria de Lourdes Scavone, Kátia Scavone Kühl, Cassiane Scavone Pagotto, Alessandra Scavone Ferreira, Patricia Finotti Kühl e Audria Finotti

Os noivos com as damas e pajens Lucas Scavone Kühl, Giovanna Scavone Kühl, Isabela Scavone Ferreira, Natália Zaccaria, Gustavo Scavone Pagotto, Rafaela Scavone Ferreira e Elisa Zaccaria Cavicchia

Wedding Day Marco Antonio Zaccaria, Fábio Malavazi Ferreira, Giuliano Brigatto, Felipe Lino Roland, Benedito Scavon, o noivo Murilo, Alexandre Kühl, Ricardo Zion, Agostinho Cavicchia, Rodrigo Lencioni Pagotto, Sérgio Cavicchia, Tiago Pacheco, Eduardo Komesu e Márcio Zaccaria

Os noivos Murilo Zaccaria e Taís Scavone

Foi na igreja Nossa Senhora da Boa Morte e Assumpção que Taís Scavone tornou-se senhora Murilo Zaccaria, numa elegante cerimônia que teve o grifo de Angela Pellegrini, da Pellegrini Eventos, onde tudo foi cuidadosa e minusiosamente bem elaborado. Após as bençãos nupciais o casal recebeu familiares e amigos na Maison Solano’s lindamente decorado com móveis do Mercatto Eventos e iluminação fantástica da Pró Light, e não faltou animação com a Banda Quinta Estação e a presença da escola de samba Apito de Mestre de São Paulo. O casal curtiu lua-de-mel em Cancún, Orlando e Miami. As fotos são do Riatla Studio.

67


Família Lopes: Fernando, Natália, Antonio, Maristela, Felipe, Maria Rosa e Juninho

Opening Restaurante Jangada O Jangada inaugurou sua filial na cidade de Limeira com evento que contou com a presença de formadores de opinião, imprensa e autoridades, com organização by Pool Eventos. O espaço está belíssimo com projeto de arquitetura e decoração super modernos que chamam a atenção pelo jardim vertical e um lago ornamental com carpas. Outros pontos de destaque são o mezanino, o deck externo com vista panorâmica e a elegante adega climatizada. O cardápio dispõe de pratos à la carte da cozinha internacional, com especialidade em peixes. No comando da casa os irmãos Fernando e Felipe Lopes.

Paula e Silvino de Castro

Mário Botion, Eduardo Bassinello e Nelson Petto

Bruno Bortolan, Caio Bortolan e Regina Botion

Cibele e Irineu Fortes

Chico68 e Marisa Bellão, Vera e Pasqual Satalino

Felipe e Fernando Lopes

Salete e César Cortez

Tony dos Santos, José Luiz Soares Neto, Márcio Soares e Cesar Denardi

Antonio Carlos e Denise Lima

Vilani Silva da Costa e Thiago Paggiaro

Jefferson e Juliana Panaggio, Manu Bonadiman e Weber Panaggio


Happy Birthday Fabiana Lucato Para comemorar mais um ano de vida, Fabiana Lucato reuniu um grupo de amigas no Café Conceitum para um final de tarde prá lá de agradável. Happy birthday darling! Ana Roque Girardelli, Patricia Henrique Almeida, Fabiana Lucato, Adriana Colombo e Marcela Vasques

Fabiana Lucato

Márcia Lucato, Denise Ragazzo e Fabiana Lucato

Fabiana, Carolini Girardelli e Leticia Girardello Silveira

Josiane Yared, Fabiana Lucato, Soraia Menconi e Marco Fonseca

Trade Plaza Limeira O primeiro complexo multiuso de bandeira internacional Trade Plaza já está sendo comercializado na cidade de Limeira. O complexo que terá além de hotel de categoria internacional o Ramada Encore Limeira, salas comerciais - o Trade Office e Trade Mall. O Ramada Encore Limeira terá 15 andares e 240 apartamentos, com Luís Pessoa e Gislaine Rizzo centro de convenções, restaurante panorâmico de qualidade internacional entre outros detalhes. O Trade Office contará com 12 andares e 60 salas comercias e o Trade Mall será um complexo de compras para 16 lojas com acesso ao restaurante. O empreendimento custará cerca de 45 milhões de reais e vai gerar centenas de empregos. Para mais informações visite o estande de vendas na Via Jurandyr Paixão, 100. Sebastião Sussai, Luis Pessoa e equipe Brokers

Gabriel Montran e equipe Cedros

Alexandre Rodrigues, Luís Pessoa, Gislaine69 Rizzo, Willian Marcelino, Gabriel Montran e Sebastião Sussai


Equipe Toda Casa

Toda Casa comememora 10 anos Lilian e Rogério Delmond receberam clientes, amigos e profissionais da área de arquitetura, engenharia e design para juntos celebrar os 10 anos de atividades da Toda Casa em Limeira city, além de inaugurar oficialmente o novo showroom. Com coquetel by Marina Bistrô, boa música e gente bonita, os dois dias de festas foram sucesso!!!

Marco Fonseca e Soraia Menconi

Rogério Delmond e Lilian Cintra Delmond

SidneyBardin, Cleide Mercuri Bardini, Eliane Dibbern Silva e Ricardo Silva

Ariovaldo e Orenir Zovico, Daura Pontes

70

Ana Beatriz Zolezi e Diogenes Woigt

Gustavo Martins e Fabiana Massaro

Rosiane Bacellar Neves, Franciele Rodrigues e Carla Sorg

Reginaldo Vieira, Luciane Senra e Reginaldo Biscaro

Nivaldo e Valéria Bonin,Carolini e Rafael Marchi

Marita e Fabiano Sthal

Creuza Potechi e Andreza Potechi Grigoletto


71


Sil & Co. Para comemorar mais um ano de vida, a advogada Silvana Prince Rodrigues recebeu amigas para um requintado almoço na chácara de sua irmã, a Juíza Sonia Prince Rodrigues Franzini. O tema foi todo inspirado em Tiffany & Co. e produzido pelas sobrinhas Luciana Franzini Saad e Elaine Spagnol Franzini, que realmente arrasaram. O almoço teve o grifo de Margareth Buffet de Americana e foi regado a Veuve Du Vernay, e os doces foram de Felipe Oliveira Alta Confeitaria e Walquíria Súppia. A tarde foi maravilhosa, cheia de alegria e energia boa!

Márcia Bright, Dani Almeida, Rosiane Tank, Marisa Carmona, Ana Paula Bertolini, Silvana Prince, Cláudia Ferrari, Márcia Moraes, Monica Pucci, Sonia Franzini, Noraci Moraes, Walquíria Súppia e Denise Ragazzo

Silvana Prince

Silvana e os sobrinhos, Juliana, Thomas, Luciana Franzini Saad, Silvana e Elaine Spagnol Franzini Manuela, Nicolas, Martina e Gabriela

Sonia Prince Franzini, Silvana e Walquíria Súppia Fátima Ricci, Silvana, Márcia Moraes, Nádia Al-Behy, Monica Beyrute, Cláudia Pastori e Cibeli Barcha

Rociana Guimarães, 72 Silvana, Liliane Elias, Marisa Carmona e Yadia Salum

Daniela Almeida e Silvana Prince


Vivian e Marco Antonio Prince Rodrigues, Carol e Daniel Prince Rodrigues

Silvana Prince e Rosiane Tank

Viviane Hagel, Sonia Franzini, Silvana, Ana Paula Bertolini, Daniela Cavalheiros e as crianças na hora do parabéns!

Troféu Fumagalli 2013 Foi no salão do Nosso Clube que aconteceu a elegante premiação do Troféu Fumagalli 2013. Este ano o tema foi “Época Medieval”, onde os laureados receberam suas homenagens em meio a apresentações de danças da época. Mar- Os laureados caram presença, além de alunos do Aldeia Movimento Pró-Cultura, o Grupo Dança Medieval Draumur e a banda Medieval Taverna. A agencia Sanchez comandou toda a estrutura do evento, que foi impecável, seguido de menu medieval by Solano’s Buffet.

Eduardo e Silvia Hanna, Sônia e João Carlos Rodrigues de Almeida

Andréia e Zeferino Bacchi, Nádia eSérgio Bardini, Letícia e Donald Polk, Doris eEdmilson Baraldi, Denise e José Reinaldo Pereira

73


José Francisco Faber, Martim Clementino Medeiros, Luiz Carlos Paulino, Alexandre Boteon, João Batista Torres, José Reato, Vereador José Farid Zaine, Rogério Delmond (presidente), Eduardo Hervatin, Benedito Carlos Sassi, Dirceu Antonio Fusch, Paulo Sbragi, Antonio Mauro Marquesin, João Batista Medeiros, Paulo Sbragi Junior e Carlos Roberto Barreira (diretoria Sicomércio)

Sicomércio recebe Diploma de Gratidão O Sindicato do Comércio Varejista de Limeira – Sicomércio, recebeu da Câmara Municipal de Limeira o Diploma de Gratidão e a Medalha Mérito Cívico XV de Setembro – Ordem de Tatuiby, pelos 70 anos de atividades na cidade, em solenidade que aconteceu no Complexo Zarzuela. O autor da propositura foi o vereador Farid Zaine. Estiveram presentes além dos vereadores, o prefeito Paulo Hadich e o presidente do Sincofarma Natanael Aguiar Costa, que representou o a Federação do Comércio do Estado de São Paulo.

Roney Martins, José Farid Zaine, Rogério e Lilian Delmond, Dayse e Paulo Hadich

João e Dalva Torres, Giovani Torres, Fabiano e Luciana Torres, Angelita e Rodrigo Torres

João Batista e Celi de Fátima Medeiros, Liliane e Luiz Carlos Paulino, Luiz Gustavo Paulino,74 Luciana e Ricardo Cesário

Vereador José Farid Zaine, Rogério Delmond – presidente do Sicomércio Limeira, Prefeito Paulo Junqueira Hadich e Presidente da Câmara Municipal de Limeira, vereador Roney Martins

Mauro e Patrícia Faber, Evani e José Francisco Faber, Denise Reato e José Reato

Martin e Silmara Medeiros, Marcelo e Samara Medeiros, André e Adriana Nadotti, Márcia e Marcos Monteiro, Emanuel Roldan

Carlos Lagua e Nereide lagua, Sueli e Benedito Sassi, Gabrielly Sassi, Marita Sassi e Fabiano Stahl

José Francisco Faber, Martim Clementino Medeiros, Luiz Carlos Paulino, Alexandre Boteon, João Batista Torres, José Reato, Vereador Paulo Sbragi Junior, Felipe e Juliana Sbragi, Noca e Paulo Sbragi

Vitor Fernandes – Presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Americana e Região, Carolina Fernandes, Sandra e Eduardo Hervatin, Marli e Maurício Hervatim

Flávio Giorgini, Bianca Tetzner, Lilian Cintra Delmondi, Maria do Carmo Rocha Delmondi, Rogério Delmondi, Cristiane Delmondi e Sélio Troian


Desfile Anual Farfalla Antonella, Rosangela Salibe e Martha Medeiros

Denise Campagnholo, Dayse Zaros, Bruna Campagnholo, Camila Zaros, Duna Scarlett e Vanessa Gasparelo

Priscila Pedrosa, Du Wolf (Sétima Maior) e Antonella Massari

A 3ª. Edição do Desfile Anual da Boutique Farfalla per Antonella Massari reuniu mais de 600 pessoas na Maison Solano, e teve sua renda total revertida ao Nosso Lar. Com apresentação de Raquel Vieira, as modelos da The Agency One desfilaram ao som da banda Sétima Maior, as grifes Martha Medeiros, Patricia Bonaldi, Jeanseria, Haes, ESSE, Márcia Mello e Diva, com joias da Lunare e calçados e bolsas by Dazze. A produção das modettes ficou a cargo da equipe de Jô Nascimento. O evento contou com apoio de muitas pessoas físicas e jurídicas que não mediram esforços em ajudar. A organização foi da Pool Eventos e contou com apoio da Revista Stamppa.

Antonella Salibe Massari, Martha Medeiros e Dudu Bertholini que vieram prestigiar o evento

Os modelos exibem joias Lunare

75


Viva a Vida! Para comemorar os 90 anos de Zilda Tank Basso, os filhos organizaram uma festa no Marrocos Buffet, onde reuniram familiares e amigos, afinal, uma data desta não se pode passar em branco. São 90 anos de vida, de história, de legado, de lutas, de bênçãos... Parabéns Zildinha!!!

Fotos: Rosiane Tank e Belas Fotos

Zilda Tank Basso

Zilda e os filhos Eliane Cristina Basso Netto, Sonia Stela Basso Lima, Eduardo Cesar Basso e Yara Denise Basso Mourão

Zilda e os genros e nora: Amarildo Mourão, Carlos Lima, Luiz Carlos Machado Netto e Lucia Luchetta Basso

Luísa Basso Netto, Felipe Basso Netto, Zilda Tank Basso, Eduardo Luchetta Basso e Maíza Luchetta Basso

Zilda Tank Basso, Vera Regina Tank e Vera Helena Tank Ragazzo

76 Zilda Tank Basso, com filhos, genros, netos, irmãos e sobrinhos


Jusqu’à Beautè O Jusqu’à Beautè inaugurou no Shopping Center Limeira a primeira unidade de seu Thais Vidal, Larissa Rodrigues, Gabriela Sassi, projeto de rede de fran- Carol Claudino, Monica Rossi e Débora Woit quias de salões de beleza. A proposta é, a partir de agora, levar a todo o Estado um elevado nível de excelência em serviços para cabelos, maquiagem, estética, maniRodolfo Bertolin, Cleide Rodrigues, cure e pedicure. Jusqu’à Beautè chega com Tomás Bertolini toda a sua experiência de 30 anos e a fama de ser sinônimo de alto padrão de Rodolfo e Carolina Bertolini, Vivian e Roberlei Cidade qualidade em seu segmento na região de Marília. O evento foi organizado pela Pool Live Marketing e recebeu cerca de 200 formadores de opinião, profissionais de imprensa e blogueiras de moda. Equipe Jusqu’à

Tomás Bertolini, Alexandre Gabriel (Shopping Center Limeira), Juliana Hellmeister (Shopping Center Limeira) e Rodolfo Bertolini

Matheus, Adriana, Claudio e Bruno Mercuri

Denise Lima, Mariele Parronchi e João Paulo Baxega

Cristiano Barro, Rodolfo Bertolini e Tomás Bertolini

77


Ana Roque, Silvia Cardoso, Fernanda Varga, Luiza Cardoso, Beatriz Cardoso, Manoela Varga e Julia Varga

Julia Varga e Manoela Varga

Amiki

Rafaela Bartolomeu, Maria Fernanda Soares, Manoela Varga, Julia Varga e Lais Rasera

78

Cassiana Fagoti e Julia Varga

As irmãs Manoela e Julia Varga acabam de inaugurar a nova loja Amiki, agora instalada no centro acima na cidade de Limeira. O dia de festa com a presença de amigas e das blogueiras Lais Rasera e Rafa Bartholomeu.

Julia Varga, Marcia Giusti, Manoela Varga, Milena Giusti e Fernanda Varga

Nicole Lopes, Maira Melo e Maiara Melo


ESPECIAL

EDUCAÇÃO


Aprender a ler o mundo?

Regina Schinor

Há diversas e diferentes concepções do que seja aprender a ler e a escrever. Modernamente, os termos Letramento e Alfabetização são os focos do assunto entre os Educadores. Aquele, referindo-se às práticas sociais onde leituras e escritas envolvem compreensão e expressão lógica e verbal enquanto consideram os diferentes contextos, tratando assim da função social da escrita; este, que diz respeito ao desenvolvimento de habilidades de leitura e escrita, que se afirmam a medida que a criança as pratiquem compreendendo seu significado. Gosto mais e fico com a riqueza da palavra do grande Educador Paulo Freire, que sempre apto e conciso ao tratar tal tema, expressava de maneira impecável o que significa adentrar ao mundo das letras. Definia como ninguém quando afirmava que “Alfabetizar-se é, antes de mais nada, aprender a ler o mundo... entendê-lo e ser capaz de escrevê-lo ou reescrevê-lo, de forma a transformá-lo, através de uma prática de vida consciente”. A alfabetização é um processo dinâmico, no qual a criança, frente a situações reais de leitura e escrita, com a intervenção do adulto preparado, e nos momentos certos, deve pensar sobre a escrita, no que ela representa e no como se a representa. Ao procurar responder perguntas sobre o que a escrita representa, para que servem as letras e quais letras usar para escrever esta o aquela palavra, as crianças veem-se pensando no funcionamento da escrita. Entendem, após elaborar num crescente, suas próprias hipóteses, de que a escrita representa a fala, os sons dos fonemas. As crianças que vêm com bom repertório, de um ambiente familiar que favorece seu encantamento pelas palavras (participando e observando bons momentos de leitura de jornais, revistas, listas, receitas, folhetos, catá-

80

logos, cartas, e-mails, livros de literatura infantil, etc), onde também são observados e estimulados, naturalmente vão descobrindo o mundo maravilhoso da leitura e da escrita, podendo construir com muito mais


facilidade e em melhores condições de elaborar e reelaborar suas ideias, adquirindo então a base alfabética da escrita. Grande momento, que deve ser festejado por todos que a rodeiam. Esta conquista tão importante não deve ser vista apenas como gracioso, “bonitinho”. Longe de significar apenas decodificar símbolos gráficos, ler é um processo de interação entre leitor e escritor, e escrever não é apenas transcrever o pensamento, é antes refletir, organizar ideias. Saber ler e escrever, podemos ver, vai muito além do domínio da tecnologia da escrita, diz respeito à interação entre leitores e escritores tanto para atribuir sentido aquilo que se lê quanto para antecipar o que se escrever a partir do que se conhece ou se presume dos leitores potenciais de sua produção textual. É o caminho de inserção no meio social que se abre, à medida que domine e pratique, apropriando-se de argumentos para falar com propriedade e conhecimento de causa sobre assuntos que possam ser abordados nos ambientes que frequente. Boa reflexão é lembrar a já celebre afirmativa de Bill Gates: “Meus filhos terão computadores sim, mas antes lerão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever-inclusive sua própria história”. Pais conscientes procuram sempre oportunizar a seus filhos encantarem-se pelos livros, que são canais indispensáveis de conquista do saber para transformar criticamente, o que os tornarão, certamente, capazes de enfrentarem os desafios que a vida lhes apresenta. Vera Regina Rodrigues Schinor é professora e escritora

81


82


83


A importância do inglês para as crianças O aprendizado do idioma inglês estava antigamente associado a status, à cultura ou significava apenas uma disciplina a mais no currículo escolar do antigo 2º grau. Atualmente, aprender uma segunda língua é uma necessidade premente para ampliar o conhecimento sobre os fatos que acontecem no mundo, formular pesquisas acadêmicas e conhecer pessoas através das novas tecnologias. As crianças de hoje são “nativas digitais”, pois nasceram num mundo globalizado e informatizado, no qual o acesso à informação está disponível por meio dos diversos veículos de comunicação, em várias línguas. Mesmo muitas delas não tendo a oportunidade de estudar de maneira aprofundada o idioma, as crianças têm acesso ao inglês passivo presente nas teclas dos computadores e controles remotos, em músicas, fil-

84

mes, musicais, propagandas e jogos de videogame. Não podemos negar que hoje vivemos envoltos por vários idiomas. O aprendizado de uma segunda língua é, assim, fundamental. Afinal, quando uma criança precisa fazer uma pesquisa na escola, não recorre mais às enormes enciclopédias. Elas “google it”, ou seja, fazem pesquisa na internet, em inúmeros sites. O “Google” é tão usado que sua marca virou verbo: “to google”. Existem vários mitos a respeito de qual a melhor idade para se aprender um segundo idioma. Acredito que o período de máximo aprendizado se dá na infância, quando as crianças não têm vergonha de se expor e de experimentar o novo. Segundo pesquisa da University College, de Londres, a melhor idade é entre os 5 e 10 anos. Ao avaliar os cérebros de 105 pessoas, os pesquisadores constataram


que àquelas que cursaram inglês nessa fase da vida fizeram mais conexões cerebrais, registraram aumento da massa encefálica e, portanto, adquiriram mais chances de serem fluentes na língua. Então, quanto mais cedo a criança tiver contato com outra língua, mais fácil será o aprendizado. Como o aparelho fonético-fonológico das crianças ainda não está totalmente formado, outro benefício de se aprender um segundo idioma desde cedo é a facilidade em pronunciar palavras que se utilizam de diferentes movimentos de articulação oral. Palavras em inglês que possuem o fonema “th” e as que começam com “r” em espanhol, por exemplo, geram muita dificuldade de pronúncia entre adultos brasileiros. Já entre as crianças, essa dificuldade é menor. Para que as crianças se sintam motivadas a aprender Inglês, é fundamental agregar o ensino a atividades lúdicas e dinâmicas. Não dá mais para ensinar simplesmente com livro, caderno, lápis, borracha e lousa. No caso do ensino de línguas, muitas vezes a escola faz o processo inverso. Ensina-se a ler, a escrever e a traduzir palavras e textos fora da realidade do aluno. Para quê isso? O que o meu aluno vai fazer com estas informações? Vale lembrar outro aspecto: os “nativos digitais” possuem um excesso de estímulo, recebido principalmente da televisão. Com isso, a qualidade e a velocidade do pensamento mudam, causando a SPA* (Síndrome do Pensamento Acelerado), ou seja, a cada hora o cérebro recebe mais

de sessenta personagens diferentes, que ficam registradas na memória. Então, como um professor pode competir com esta quantidade de informação que é processada na cabeça do aluno? É aí que entra a utilização de recursos tecnológicos em sala de aula. As escolas devem perceber que as crianças e jovens precisam ser conquistados para um bom ensino de línguas através da utilização dos mais avançados recursos multimídia e dentro uma estratégia de aprendizagem focada na comunicação oral. Com isso, desde pequenos, podem aprendem a cantar, a reconhecer palavras através da compreensão oral e a elaborar diálogos em situações reais de comunicação. A necessidade de se aprender um segundo idioma atualmente é, sem dúvida, inquestionável, principalmente para países que promovem eventos internacionais e que oferecem através de suas belezas históricas e naturais, demandas turísticas grandes, como é o caso do Brasil. Está mais do que na hora de, assim como países como a Estônia, Chile e China, de o Brasil priorizar um ensino de línguas com qualidade na escola pública. Não é possível um aluno passar 4 anos “aprendendo” inglês na escola e sair procurando o “Tóbe”. Quem sabe se, com a Copa do Mundo (2014) e os Jogos Olímpicos (2016) no Brasil, o ensino de línguas estrangeiras não veja a necessidade de repensar as estratégias de ensino-aprendizagem e o uso de tecnologia dentro de sala de aula, desde a infância. *Fonte: Planeta Educação

85


86


87


Universidades paulistas resistem ao Enem Apesar de o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ganhar novos adeptos ano após ano - em 2013 todas as federais do País vão usá-lo em seu processo seletivo, além das centenas de instituições particulares - as três instituições estaduais paulistas continuam mostrando resistência ao exame. Desde 2009, a Universidade São Paulo (USP) não usa mais a nota do Enem. A decisão naquele ano ocorreu depois que a prova vazou, o que inviabilizou a utilização dos resultados no vestibular. Após esse ano, o Enem nunca mais voltou a ser usada na nota da primeira fase do vestibular. A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) também chegou a rejeitar o Enem em 2009 e 2010, alegando que as datas do exame impediam o aproveitamento da nota. Em 2011, porém, a universidade voltou a aceitar a avaliação. Atualmente, as questões do Enem (menos a redação) compõem a 1ª fase do vestibular da instituição. Os acertos no Enem podem contribuir com

88

Kelly Camargo

20% da nota e só são considerados quando melhora essa pontuação. Já a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) usa a pontuação para composição da nota final dos candidatos. Para aqueles que, no Enem, conseguiram melhor rendimento do que obtiveram na 1.ª fase do vestibular, a nota do exame é que é considerada no resultado final.


89


O INEP/MEC avaliou e a Unip Limeira se destacou! Nota máxima de Excelência no Enade 2012

Segundo Prof. Engº. Walter Guedes, Diretor do Campus Limeira afirma que a Universidade Paulista - UNIP - tem como missão constituir-se num centro de geração e difusão do saber, articulando as atividades de ensino, de pesquisa e de extensão, em consonância com as demandas da sociedade contemporânea e do mundo do trabalho, respeitando a diversidade e cultivando a solidariedade, a inclusão, os valores humanos e a ética. Visa à formação de cidadãos qualificados e potencialmente aptos a contribuírem para o desenvolvimento socioeconômico da sua região de influência, ou seja capacitar alunos com uma formação de competência alinhada com os as necessidades regionais, alinhadas com o mercado de trabalho; prova disso que os resultados de liderança consecutiva do Ranking Universitário Folha – RUF também elevam os cursos de Administração, Direito e Psicologia como os mais recomendados pelos profissionais no mercado de trabalho. Segundo Prof. Coord. Administração Wagner Fróes os cursos de Administração Empresa, Direito e Psicologia apresentaram um resultado de excelência no processo de análise do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas - INEP e em razão do processo de evolução, a UNIP Limeira, por meio de uma proposta acadêmica moderna, vem expandindo suas atividades no Campus, visando à preparação de recursos humanos altamente qualificados demandados pela política de desenvolvimento nacional. A UNIP promove a formação atualizada dos alunos e sua capacitação para uma sociedade em mudança, por meio de um ensino de qualidade, tecnologicamente avançado e dirigido para o futuro. Sua finalidade maior é promover o desenvolvimento do potencial dos alunos, estabelecendo condições que possibilitem uma inserção ativa no mercado de trabalho e a solução criativa de problemas que a sociedade propõe. Reafirma o Prof. Wagner Fróes que a formação de competências compõem-se de Conhecimento (saber), Habilidades (saber fazer) e Atitudes (querer fazer). De acordo com a Profª. Coord. Alessandra Marquez e Prof. Coord. Helder Soldatti a formação de competências dos alunos é o motivo pelo qual a UNIP alcançou o maior número de notas máximas e citam a importância da proximidade que a IES precisa estabelecer com a comunidade local. A cidade de Limeira e região é quem recebe os méritos e benefícios de ter cursos com excelência em atividade, além de Plantão Psicológico, Plantão Jurídico e Plantão Administrativo Empresarial com a Empresa Junior - JUNIP. Em análises mais detalhadas nas informações disponibilizadas pelo INEP encontram-se muitos indicadores que trazem para a socie-

90

dade Limeirense através dos cursos de Administração, Direito e Psicologia - Unip motivos de satisfação pelos bons resultados, pois o curso de Psicologia é mantenedor do conceito de excelência a vários anos e um ponto em comum aos três é que, num raio de 70 Km de Limeira os três cursos são os únicos com notas máximas, ou seja são os melhores pontuados da cidade de Limeira entre as IES Públicas e Privadas e de toda a região. Dados gerais locais: a) Administração de Empresa - Unip Limeira, 9º Melhor conceito de curso - Administração Empresas do Estado São Paulo entre as IES Privadas e 11 º Melhor entre as Públicas e Privadas. b) Direito - Unip Limeira, 3º Melhor conceito de curso - Direito do Estado São Paulo entre as IES Privadas e 11 º Melhor entre as Públicas e Privadas. c) Psicologia - Unip Limeira, 1º Melhor conceito curso de Psicologia do Estado São Paulo entre as IES Privadas e 6º Melhor entre as Públicas e Privadas do Brasil. Assim, o atendimento da demanda existente não necessita buscar em outros grandes centros ou mesorregiões a busca de ensino de qualidade, podendo sim, usufruir aqui mesmo em Limeira! Dados adicionais: • Mais de 200 mil alunos matriculados em 2009. • 27 Campi que englobam 65 unidades, pois alguns Campi possuem mais de uma unidade. • Utiliza modernas instalações com o total de 741 mil metros quadrados de área construída. • Mais de 547 mil atendimentos à comunidade em 2011. • A UNIP gerencia uma rede educacional de 9.249 computadores com 254 pontos fixos de conexão. • A rede satelital da UNIP utiliza o satélite Pansat 9 e possui 112 antenas instaladas e 80 já contratadas, o que permite a transmissão de aulas ao vivo e teleconferências utilizando a tecnologia de TV sobre IP, formando paralelamente uma intranet de dados, vídeo por demanda e um sistema interno de comunicação utilizando a tecnologia de voz sobre IP- (VOIP). • Intercâmbios internacionais ativos em todos os continentes. Unip “Campus Limeira com mais de 10 anos na cidade e região, apresentou um excelente desempenho no Enade 2012” “Nota máxima”. E trouxe um avanço para cidade e toda região com os cursos de Administração, Direito e Psicologia entre outros. Viva isso conosco! Afirma o Coord. de Administração e de Pós Graduação MBA em Gestão Empresarial e Supply Chain - Prof. Wagner Fróes.


91


Trabalho doméstico rouba tempo de brincar e estudar de meninas Kelly Camargo

Enquanto o menino brinca na rua ou estuda em casa, é provável que sua irmã esteja ocupada em arrumar a cama ou lavar a louça. É o que mostra o levantamento realizado pela ONG Plan International Brasil, que promove a campanha Por Ser Menina, que visa promover uma educação igualitária e de qualidade no Brasil. A pesquisa, que entrevistou duas mil meninas com idades entre seis e 14 anos, constatou que 81,4% das meninas são responsáveis por arrumar sua cama; 76,8% por lavar a louça e 65,6 por limpar a casa, enquanto 4,6% saem de casa para trabalhar, contra 12,5% dos meninos. A contrapartida entre os irmãos é de respectivamente, 11,6%, 12,5%, 11,4%. O resultado dessa divisão sexual precoce do trabalho é que 31,7% das meninas acha que não tem tempo suficiente para brincar durante a semana. De acordo com especialistas na área, o estudo comprova que simplesmente pelo fato de serem meninas elas continuam sendo tratadas como a pessoa responsável pelas tarefas domésticas, o que tira delas parte importante de sua infância quanto ao direito de brincar, estudar e de não assumir tarefas em substituição

92

de adultos. O padrão também é reproduzido na hora do cuidado com as crianças. Em 76,3% dos casos, são as mães as responsáveis pelo cuidado das meninas contra 26,8% de pais. As avós cuidam de seus netos duas vezes mais que os avôs, 15,6% contra 7%. ESCOLA Os reflexos dessa disparidade incidem na autoimagem das meninas. Das pesquisadas, 60% acredita que é tão inteligentes quanto os meninos e 72,4% discorda que meninos têm mais poder que as meninas. “Ser menina para mim, é ter os mesmos direitos que os meninos na sociedade”, afirmou uma das entrevistadas pela pesquisa. O estudo também aponta dados importantes na questão escolar. A grande maioria das meninas afirma gostar da escola em que estuda (81,5%) e 71,8% crê que há igualdade no tratamento étnico-racial dentro do ambiente educativo. No entanto, 39,3% das meninas não se sentem seguras no caminho entre a casa e a escola, reforçando a imagem do espaço público como um ambiente hostil para meninas e mulheres.


Aulas em período integral podem completar educação fora da sala

Kelly Camargo

Países como Coréia do Sul, Finlândia, Irlanda e Chile considerados modelo em educação de qualidade - tem em comum o sistema de turno integral. Os estudantes passam o dia na escola, aproximadamente 9 horas. Já no Brasil, a maior parte dos alunos não permanece mais de 5 horas por dia em ambiente escolar. O fato interfere não apenas não qualidade da educação recebida por crianças e jovens, mas também no desenvolvimento do país. A realidade do ensino no Brasil passou por mudanças e escolas particulares contam com a opção de turno integral, em que a criança ou adolescente além de estudar pode participar de atividades extras, esportes, danças e aulas de idiomas, que completam a educação fora da sala de aula. A matrícula em turnos integrais surge como um suporte para a família e a certeza de que os filhos receberão boa orientação nos estudos e nas atividades desenvolvidas. Em outros casos, o turno integral é procurado não por falta de tempo para cuidar dos filhos, em virtude do trabalho, ou pelos benefícios oferecidos - em um só lugar os alunos encontram todas as atividades necessárias para o desenvolvimento social e educacional. Além disso, a pouca disposição para os estudos, a timidez e o sedentarismo são barreiras que podem ser vencidas ao ingressar no período integral.

lá para cá, levando as crianças em casa compromisso. Concentrar as atividades no colégio ajuda a poupar tempo e disposição dos pais, e integrar alunos. A família e a criança saem ganhando! 4. Proporciona melhor aproveitamento do tempo ocioso A criança que fica sozinha todas as tarde em casa, quase nunca tem a disciplina de estudar na hora certa e aproveitar o resto do dia com atividades educativas, esporte ou leituras. No período integral, todos os horários são aproveitados. 5. Afasta o risco social Os jovens ou crianças que estudam em tempo integral dificilmente se envolvem com drogas, por não terem tempo ocioso e, muitas vezes, por se dedicarem com afinco a esportes coletivos. 6. Possibilita a orientação de estudos e tarefas Os alunos passam, com o tempo, a administrarem sozinhos o tempo e organizam a agenda para dar conta de todas as atividades, sabendo o que é ou não prioridade. No período do pré-vestibular, esses ensinamentos serão muito úteis.

7. Oferece orientação nutricional Em praticamente todas as escolas o cardápio é feito Confira 10 motivos para você colocar seus filhos em por uma nutricionista e leva frutas, verduras, legumes e todos os outros alimentos necessários para a manuperíodo integral! tenção da saúde dos pequenos. 1. Melhora o rendimento do aluno O horário para estudar e realizar as tarefas é mais rigo- 8. Melhora a convivência em família roso e o aluno ainda conta com a orientação de profis- Quando todos chegam em casa à noite, as tarefas das sionais durante o período. Com o tempo, estudar não crianças já estão feitas, corrigidas e os livros separados para o dia seguinte. Não há o stress de ensinar os exercíé mais uma obrigação e sim um hábito. cios a noite, quando os pais já estão esgotados do trabalho e as crianças cansadas e com sono. 2. Libera os pais para os trabalhos Os pais que trabalham fora de casa não precisam ficar culpar por não te tempo o suficiente para dar atenção 9. Supre carências de cultura, lazer e esporte aos pequenos. No colégio, em turno integral, eles re- Atividades de cultura, lazer e informações tecnológicas cebem supervisão e orientação para realizar as ativi- são oferecidas as crianças e adolescentes no colégio. O dades semanais. As atividades extracurriculares são que ele geralmente procuraria fora de casa, caso não diferenciais do sistema integral e as crianças adoram! estudasse em período integral, já encontra no colégio. Assim, fica mais fácil para os pais trabalhar o dia inteiro sem tanta preocupação com a segurança e a educação 10. A educação dos pequenos é uma das prioridades na vida de todos os pais. dos filhos. Aliar o esporte, cultura e lazer ao ambiente escolar é uma situação onde tanto os pais quantos os filhos saem ga3. Supre a necessidade de praticar esportes Natação, balé, futebol, xadrez… são tantas as ativida- nhando. Afinal, conhecimento ainda é o melhor investides! E nem todo pai ou mãe tem tempo para correr de mento que os pais podem proporcionar aos filhos!

93


Tendências na educação superior

Maria Celia Pressinatto

Escrever sobre o ensino superior é sempre um desafio até para profissionais mais experientes em função das grandes modificações que têm ocorrido no mundo moderno. As sociedades modernas têm passado nos últimos tempos, por mudanças que produziram impactos significativos e estruturais em dimensões tanto econômicas quanto sociais e culturais. Analisando especificamente um dos principais vetores dessas transformações – o aumento vertiginoso do acesso à informação – podemos ter uma ideia de suas causas e das repercussões desse movimento no setor de educação. Ao analisarmos as repercussões dessas mudanças para o ensino superior e as formas como elas têm reagido e se posicionado, gerando com isso tendências, pode-se destacar, para efeito de análise alguns movimentos críticos: o perfil e as expectativas dos alunos têm mudado nos últimos anos; as Instituições de ensino particular ganham espaço no ambiente da educação; essas Instituições de Ensino Superior adotam soluções inovadoras de gestão; a tecnologia da informação se tornou uma importante ferramenta de transformação e a avaliação da excelência acadêmica ganha cada vez mais importância no processo de escolha por parte dos alunos. Com aumento, em escala mundial, da demanda para o ensino superior, o perfil dos alunos vem mudando de forma significativa. Num esforço de competir efetivamente na economia global, estudantes em todo mundo buscam o ensino superior. A população universitária hoje inclui proporções significativas de alunos mais velhos, que retornam à escola devido as mudanças da economia, no ambiente de trabalho e ao papel da mulher na sociedade. As universidades públicas eram tradicionalmente a principal fonte de ensino superior; agora muitos países, inclusive o Brasil, incentivam a expansão do ensino superior particular como meio de expandir o acesso e a qualidade do ensino superior. Mas, apesar do crescimento dessas Instituições em todo o mundo, elas enfrentam desafios. A questão do controle de qualidade aparece como uma preocupação. Assim, países com demanda contida de ensino superior passam por problemas com o nível de qualidade acadêmica de algumas faculdades novas. E as pressões financeiras exigirão que as escolas particulares permaneçam voltadas à missão acadêmica, porém atentas às mudanças no perfil de demanda do mercado de educação. Apesar de que na maioria das salas de aulas de hoje ainda se use o método tradicional de palestras/debates, as inovações tecnológicas ganham cada vez mais espaço. Os professores confiam na tecnologia para

94


preparar suas aulas, colocam “papers” e pesquisas à disposição em páginas da web e utiliza salas de batepapo para discutir assuntos específicos. Professores e alunos utilizam cada vez mais o e-mail para fazer perguntas, apresentar trabalhos e receber “feedbak”. Os alunos usam a tecnologia para enriquecer suas experiências fora da sala de aula – desde os laboratórios de computadores a redes de telecomunicação sem fio no “campus”- sem contar com o uso do próprio computador, celular e tablete. A tecnologia também oferece uma oportunidade para transpor barreiras interinstitucionais e aperfeiçoar parcerias. Permite, por meio da internet, tanto um debate de classe aberta com alunos até com outros alunos ou de outros países. As faculdades substituíram antigos sistemas não integrados por aplicativos que melhoram a capacidade de tomar decisões. Em função dessa expansão os critérios da qualidade dos cursos se sofisticaram, as instituições de ensino mais populares unem qualidade com excelência acadêmica, competindo com o que era antes privilégio das Instituições públicas. A excelência acadêmica é critério – chave para comparações de acordo com diversas variáveis que vão desde o tamanho da sala às taxas de aceitação e retenção de alunos Os critérios de avaliação procuram analisar e ponderar a excelência de uma instituição sob diversas dimensões. Os indicadores de qualidade acadêmica refletem o corpo de alunos da Instituição, seu corpo docente, seus recursos financeiros e como ela faz seu trabalho

de educar os alunos. Outros critérios são considerados: liderança, planejamento estratégico, foco no mercado, no aluno, nas informações e análise, foco nos professores e na equipe, administração do processo e resultados do desempenho organizacional que como foi dito eram itens considerados apenas para as Universidades públicas. O importante é que esses sistemas de avaliação, criados pelo próprio mercado, influem positivamente na escolha dos alunos. Como se vê, a era da informação definitivamente vem alterando as estruturas do setor da educação. Os elementos apresentados aqui ajudam a entender um pouco mais essa transformação. Existem outros elementos relevantes: não é possível subestimar os impactos de soluções como o “e- learning”, que em 2002 apontava 9% de matrículas no ensino superior e que hoje temos um impacto com o aumento das instituições privadas elevando para 12% o número de alunos no ensino superior. O diferencial residirá na maneira como as escolas se apropriarão do seu conceito de excelência e isso requer uma mudança não só de concepção, mas também uma mudança de postura político-pedagógica, onde a ponte entre o discurso e a prática estará constantemente em avaliação. Profª Maria Celia Pressinatto Especialista em Ensino Superior/Avaliadora de Instituição pelo Ministério da Educação/Diretora do ISCA

95


Conselho pode definir diretrizes para o ensino religioso no Brasil Kelly Camargo

Ao contrário de outras disciplinas, não há diretrizes nacionais ou parâmetros curriculares que definam o conteúdo a ser abordado nas aulas de ensino religioso das escolas públicas do país. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), de 1996, definiu que cada estado deve criar normas para a oferta disciplina, o que abriu espaço para uma variedade de modelos adotados em cada rede de ensino. Para educadores e especialistas que estudam o tema, esse vácuo normativo impede a garantia de espaço igualitário para todos os credos. O problema começou a ser discutido este mês pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), que espera definir algumas orientações mínimas para o ensino de religião. O órgão, inclusive, elaborou um documento que servirá de base para as discussões. O texto aponta “uma clara e profunda ausência de regras jurídica na oferta do ensino religioso”. Há previsão de que o colegiado promova audiências públicas para ouvir os atores envolvidos no problema – representantes das religiões, secretários de Educação, pesquisadores e professores.

96

Também não está descartada a possibilidade de o conselho definir também diretrizes curriculares. Entretanto, o próprio colegiado tem dúvidas de quais são seus limites de atuação diante do que está previsto na legislação brasileira sobre o tema. Pela LDB, os estados são os responsáveis por organizar e normatizar a oferta – diferentemente do que ocorre com as outras disciplinas do currículo. De acordo com ele, a LDB tem uma diretriz clara sobre os limites do ensino religioso. Para o Fórum Nacional Permanente do Ensino Religioso (Fonaper), o país carece de regras mais claras sobre o que deve ser discutido em sala de aula. A entidade acredita que é possível haver uma oferta plural e que respeite as diferentes manifestações religiosas presentes na cultura brasileira. O fórum já elaborou, por conta própria, diretrizes curriculares para orientar os professores nesse trabalho. O CNE, no entanto, não reconhece a validade do material por considerar que o documento “tira proveito da ausência e da contradição de normas para difundir pelo país sua pretensão regulatória”.


97


Autismo: descoberta, diagóstico, tratamento e inclusão

Cássia Pizani Thieleke

O chamado “Transtorno do Espectro Autista” (TEA) é considerado um transtorno global do desenvolvimento, podendo ser chamado também de síndrome, porque o autista apresenta um conjunto de sintomas que afetam sua capacidade de comunicação, socialização e de comportamento. Os graus podem ser divididos em leve, médio e grave (quando a dificuldade de interação é grande e o comportamento é bastante agressivo e há retardo mental). Como e quando se manifesta? Quais os primeiros sintomas? Por que é tão importante começar o tratamento o mais cedo possível? O autismo se instala nos três primeiros anos de vida,

98

quando os neurônios que coordenam a comunicação e os relacionamentos sociais deixam de formar as conexões (sinapses) necessárias. Embora o transtorno seja incurável, ele se agrava quando há a demora para ser reconhecido e esses neurônios não são estimulados na hora certa. Assim, a criança fica com seu desenvolvimento mais comprometido. A princípio, a criança parece surda, você chama pelo nome, ela não responde, na presença de outras crianças, ela se isola, não participa de brincadeiras coletivas e evita o contato físico. Nessa fase, a criança também pode apresentar movimentos pendulares característicos: balança as mãos ou o tronco para frente e para trás.


Em crianças um pouco maiores, os sinais vão ficando mais evidentes: quadros mais graves levam à impulsividade, irritabilidade, intolerância a frustração e autoagressão. Elas também podem manifestar uma hiper-habilidade isolada, como ler precocemente, fazer cálculos em alta velocidade ou decorar dados específicos. Isso pode “ludibriar” o diagnóstico, porque os pais passam a achar que o filho é bem “avançado” em relação às crianças da mesma idade. O autista nunca aponta com o dedo para o objeto que quer alcançar, ela pega no braço de alguém e o leva até o objeto, como se usasse a mão da pessoa como ferramenta. A relação com os brinquedos também é diferente do esperado; ele usa os brinquedos de uma forma muito peculia: Pega um carrinho, vira ao contrário e é capaz de passar horas girando a rodinha. Apresentam sensibilidade alterada, podendo cair no choro por causa de um simples toque e não demonstram sentir dor. O recomendado é que uma equipe multidisciplinar formada por médico neurologista, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, pedagogo e fisioterapeuta avalie e desenvolva um programa de intervenção orientado a satisfazer as necessidades particulares de cada indivíduo, com a finalidade também de fornecer à família atendimento especializado e orientações de como agir para que o tratamento apresente resultados significativos. Estudos mostraram que, enquanto na Europa o diagnóstico é feito antes dos 3 anos de idade, no Brasil, o transtorno só é identificado quando a criança já tem de 5 a 7 anos; esse atraso agrava as deficiências do autismo e traz mais sofrimento para as famílias. Tratamento As intervenções psicoeducacionais são várias, destacando aqui a ABA “applied behavior analysis” (análise do comportamento aplicada) uma terapia bastante usada para ajudar a pessoa com autismo a contornar a dificuldade de se comunicar e a reduzir comportamentos indesejáveis. O material é baseado em ação e recompensa: A criança faz e ganha um “mimo”, que pode ser um brinquedo, assistir ao desenho animado na TV ou outro item que lhe interesse.

Para trazer bons resultados, a terapia precisa ser aplicada todos os dias, durante ao menos quatro horas, sendo o apoio da família de fundamental importância no processo de estimulação. Outro método bastante usado é o PECS “Picture Exchange Communication System “ (sistema de comunicação por figuras). Como boa parte dos autistas tem muita dificuldade em se comunicar por palavras, imagens e frases são usadas por familiares e profissionais para entender e ensinar os pacientes a expressar vontades e sentimentos. Esse sistema serve de inspiração para diversos aplicativos usados em tablets, que vem servindo como ferramenta de comunicação para os autistas. Desde o final de 2012 o Brasil passou a ter uma Política Nacional de Proteção dos Direitos das Pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) com a Lei 12.764/12. O principal avanço da lei é o parágrafo único do art. 1. que dispõe que “a pessoa com transtorno do espectro autista é considerada pessoa com deficiência, para todos os efeitos legais“. Este dispositivo põe fim a qualquer discussão se as pessoas com TEA podem ser consideradas pessoas com deficiência. Elas, para todos efeitos legais, são pessoas com deficiência e ponto. Não se precisa mais recorrer a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência para chegar a esta conclusão. A forma com que olhamos o mundo e as situações dizem tudo! A inclusão não deve ser apenas um desafio do professor e da escola, mas sim de toda a sociedade, fazendo com que se possa administrar esses fatores de maneira que assegure direitos à todos sem exceção, não só aceitando, mas buscando minimiza-la totalmente, embasada em leis de proteção, que visam assegurar seus direitos e deveres como cidadão. Fonte: Apostila Curso de Inclusão da Pessoa com deficiência Intelectual. Mód IV.APAE-SP.2012. Manual ABA- “applied behavior analysis” (análise do comportamento aplicada) Cássia Pizani Thieleke Pedagoga formada pelo Isca- Limeira, Pós-graduada em Psicomotricidade pela Universidade São Marcos de SP, especialista em Educação Especial pelo Instituto Apae de SP. Experiência Internacional, como Pedagoga assistente na Laagbergschule - Wolfsburg –Alemanha.

99


A importância do curso superior Por Max Gehringer

Hoje vou responder por atacado a várias mensagens de ouvintes entre 25 e 35 anos, que escreveram para dizer que não concluíram um curso superior e se sentem meio incomodados com isso, embora estejam trabalhando e não corram riscos imediatos de perder o emprego. O que mais me chama a atenção nas mensagens é o fato de que todos os ouvintes têm boas explicações para não ter feito uma faculdade. Ou começaram a trabalhar muito cedo e não tiveram tempo, ou não tinham recursos financeiros, ou precisam viajar bastante em seus trabalhos, ou se casaram muito jovens, ou simplesmente deixaram o tempo passar enquanto pensavam em qual seria o curso mais apropriado e ainda não se decidiram. Ah, e um dos ouvintes conta que se inspirou em Bill Gates, que se tornou o homem mais rico do planeta sem ter concluído uma faculdade. Vamos lá. Começando pelo bilionário Gates. Realmente há outras pessoas no mundo, com uma história semelhante à dele. Porém, para cada uma dessas pessoas, há dezenas de milhares de outras que poderiam ter feito um curso superior e não fizeram. E o resultado é que não conseguem bons empregos. Esse é o risco de se tomar uma exceção absoluta como parâmetro para uma decisão.

100

Para os demais ouvintes, eu não apenas entendo todas as explicações, como as considero justíssimas. Só que não serei eu a pessoa que um dia irá entrevistá-los para preencher uma vaga. Será um recrutador profissional, que dificilmente irá se compadecer, porque o seu trabalho é encontrar o candidato mais adequado e não aquele que tem a melhor história. Mesmo para os ouvintes que se sentem razoavelmente confortáveis em seus empregos, fica o aviso que nunca se sabe onde a bruxa poderá pousar a sua vassoura. E caso o emprego atual seja perdido, a possibilidade de encontrar outro igual, sem um curso superior, ficará cada vez mais remota, na medida em que o tempo passa e as faculdades despejam mais de meio milhão de jovens por ano, no mercado de trabalho. Fica a dica de que qualquer sacrifício é válido para não ficar atrás em termos de exigências curriculares. O diploma do curso superior é como um guarda-chuva. A melhor hora para nos darmos conta de que vamos precisar de um, é quando o tempo ainda está bom e firme. ** transcrito do áudio da rádio CBN Áudio disponível no site: http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/max-gehringer/MAX-GEHRINGER.htm


101


“Sem fronteiras para o intercâmbio”

Estudar uma segunda, terceira, quarta língua enquanto criança ou adolescente; fazer exames de proeficiência; sonhar alto, longe, sem fronteira alguma. Cada vez mais esse é o perfil do brasileiro. Sobretudo aquele que anseia um dia fazer um intercâmbio. Por definição o termo designa uma troca ou permuta, uma relação cultural entre nações. Na prática, uma pessoa planeja a viagem, escolhe um destino, uma escola, uma família ou alojamento, faz as malas, se despede do cotidiano que a abrigava e ruma ao novo. No país escolhido ela se depara com um choque cultural, com alimentação diferenciada, com costumes distintos do seu. Um intercâmbio transcende o aprendizado acadêmico, a mudança de ares. Ele parte de uma escolha de vida para se tornar uma mudança em sua vida. A universitária Fernanda Rodrigues, de 21 anos, cursava seu último ano de Gestão de Comércio Internacional na Unicamp quando foi aprovada para um intercâmbio de oito meses no Canadá. A surpresa e a alegria da notícia logo se transformaram em satisfa-

102

Bianca Fernandes

ção. Desde 2007, quando adentrou o ensino médio ela já planejava viver um período fora do Brasil. “Me preparei “psicologicamente” desde aquele ano indo viajar de avião sozinha dentro do Brasil, aprendi a andar em aeroportos, a ficar um período longe da minha família e até a trabalhar para ajudar meus pais com as futuras despesas. Enquanto isso eu também me concentrava nos critérios para conseguir o intercâmbio pela faculdade: estudar, conhecer as oportunidades, fazer prova de eficiência de língua estrangeira, conversar com professores sobre estudar oportunidades de estudo no exterior, conhecer as burocracias de visto e passaporte” , relata. Tamanho esforço foi recompensado. Em agosto ela embarcou para a tão sonhada experiência e já interada com a nova alimentação - ovos, bacon, linguiça, panqueca, waffle, mapple syrup, cereal e leite no café da manhã, além de um tradicional chá tomado com leite -, com a educação dos canadenses, que bem recepcionam os estrangeiros e com o novo ritmo de estudos em outra língua, ela aconselha: “Antes de


mais nada pergunte-se por que eu quero fazer um intercâmbio? Qual meu objetivo com isso? Se souber responder com segurança essas perguntas e se você se anima com as respostas, não desista. Veja quais são os meios, as oportunidades e nada de preguiça para preencher formulário e fazer cartas motivacionais e afins. Conversar com familiares e amigos, pedir conselhos e sugestões me ajudou muito a dar os próximos passos. Se dinheiro for o problema, veja opções de bolsas tanto no Brasil como do pais destino, ou mesmo de outras organizações.” Em 2011, por exemplo, o Governo Federal lançou o programa Ciências Sem Fronteiras, que tem por objetivo conceder 101 mil bolsas de estudos em países parceiros até o ano que vem. Pode se candidatar quem tenha feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) entre 2009 e 2013, obtido nota superior a 600 pontos, feito teste de proficiência no idioma aceito pela instituição de destino e cumprido no mínimo 20% e no máximo 90% de seu currículo do curso de graduação*. Este é apenas uma das opções em intercâmbio no país. Este setor está em franca expansão e em 2011, segundo dados da Belta (Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais) cresceu 5% no Brasil. No ano passado, cerca de 175 mil estudantes participaram de programas de intercâmbio e geraram US$ 2 bilhões para a economia nacional. Existem ainda as mulheres que optem pelo Au Pair, um intercâmbio em que trabalho como babá em uma casa de família e um curso custeado por esta se tornam a realidade do intercambista por seis meses, um ano ou até mais. Também, o volunturismo tem chego, mesmo que de maneira tímida, ao cotidiano dos jovens brasileiros. Ver de perto as pirâmides e o cenário faraônico ou conhecer um pouco mais das histórias da antiguidade egípcia. Estes seriam alguns dos motivos para escolher o Egito como destino de um intercâmbio. Mas a estudante de jornalismo da Unesp – Bauru, Regiane Folter, 20, foi além: ela optou pelo volunturismo. Ou seja, feitas as malas ela partiu para o país africano para uma viagem de seis semanas, em dezembro de 2011, nas quais se dedicou ao trabalho voluntário. Diferentemente do que muitos acreditam, para participar de projetos assim não é necessário ser especialista em alguma área ou já ter experiência com o voluntariado no Brasil. Regiane, por exemplo, somente ajudava em mutirões quando necessário, mas optou por viajar com este propósito porque achou que a vantagem seria dupla: tanto ela quanto os que ela ajudaria se desenvolveriam mais. Contudo, “acho que aprendi muito mais com as pessoas lá do que elas comigo”, observa. Afinal, “o meu trabalho era parte de um projeto nacional, no qual vários intercambistas, de vários países foram ao Egito para falar sobre a democracia do país e propagar ideias de igualdade; eu e outros brasileiros trabalhamos com pessoas da Grécia, Índia e África do Sul em uma universidade”, conta Regiane. Tamanho foi seu apreço pela função que exerceu por lá, que assim que voltou ela percebeu a necessidade

de continuar fazendo algo pelo próximo. Hoje, em Bauru, ela é Diretora da AIESEC- organização que desenvolve o potencial de liderança dos jovens por meio de intercâmbios. Ela e seu time são responsáveis por 20 jovens, que viajarão no final deste ano para realizar trabalho voluntário em vários países. Experiência que vale a pena Mas, esta prática ainda não faz parte da cultura e do cotidiano do brasileiro, tal qual já é bastante difundida no exterior. Mesmo que, em entrevista à revista Viajar de julho de 2012, a diretora da Experimento Intercâmbio Cultural, Patrícia Zocchio, tenha ressaltado que de 2011 para cá houve um aumento de 83% na procura por este tipo de viagem, efetivamente as pessoas não as têm realizado, como conta Júlia Carvalho, gerente de uma filial da agência, localizada no Campus I da PUC Campinas. “As pessoas estão se interessando mais por esse modo de intercâmbio, mas, na maioria das vezes, o inglês e o choque cultural são fatores limitantes da viagem”, afirma Júlia. Ela ressalta que para fazer esse programa de voluntariado é preciso ter um inglês, no mínimo, intermediário – essa exigência varia de acordo com cada país. Porém, uma saída para isso é unir o útil ao agradável: combinar o trabalho social com um curso de idioma, geralmente o inglês. Além desse pré-requisito, ter, no mínimo, 18 anos, ser flexível quanto às posições de trabalho oferecidas, ter seriedade com o projeto e condições de financiar a viagem são características indispensáveis que o voluntário deve apresentar. Júlia ainda lembra que não se paga para esse tipo de trabalho, mas sim para as necessidades básicas da pessoa que se dispõe a fazê-lo, ressaltando que “o investimento é feito, apenas, para a vivência”. Ela diz que é comum haver essa confusão e que as pessoas acabam não se interessando por falta de informação. Além disso, exalta a importância dessa experiência para a vida profissional, uma vez que as empresas brasileiras têm dado mais atenção a essa área. Essa ideia vai ao encontro do que Regiane pensa. “Acredito que o trabalho voluntário me ajude, uma vez que ele, vinculado a uma experiência internacional, mostra que eu sou uma pessoa de cabeça aberta, tolerante, pró-ativa, que encara desafios; essas são características que eu acho que interessam as empresas nas quais um dia vou pleitear uma vaga.”, salienta a estudante. Ao ser questionada se faria tudo de novo, Regiane afirma que “ama o Egito”. “Fiz vários amigos e queria muito voltar para lá! Gostaria muito de fazer o trabalho voluntário novamente” e aconselha aos que pretendem fazer esse intercâmbio com um “viva!”. Aproveitar ao máximo e experimentar tudo o que a viagem têm a lhe oferecer são as dicas dela, afinal, “num piscar de olhos, a viagem terá acabado”. *Para mais informações visite o site do programa: http://www. cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/home

103


Escola pública x Escola particular A discussão é antiga, e o cenário da educação no Brasil também. Hoje, referência de bom ensino são escolas particulares, já que caras mensalidades permitem investimentos. O Governo tenta elevar a qualidade da educação pública e atingir o nível de décadas atrás. • No ensino público, o material deve ser gratuito, o que esbarra no orçamento destinado pelo governo. Isso pode limitar a qualidade dos livros. Por outro lado, atualmente, a confecção de livros escolares demanda grande infraestrutura e um conselho de profissionais que selecionam o conteúdo e didática, elevando a qualidade do material.

do custo. Isso faz com que o material seja de melhor qualidade, além de se adaptar à didática de cada educador. • O piso salarial para profissionais da educação pública no país é de R$ 950. É antigo o debate do baixo salário para educadores. Mas de acordo com o Pnad 2006, professores da rede pública ganham, em média, mais do que da rede particular. Melhores salários atraem melhores profissionais. Apesar disso, há mais docentes com nível superior no ensino privado, de acordo com pesquisa do Inep.

• Apesar de receberem salários ligeiramente inferio• No ensino particular os livros são selecionados pelo res, em média, da primeira à oitava série nas escolas, professor que ensinará a matéria, independentemente profissionais com curso superior costumam buscar es-

104


colas particulares. Educadores mais bem preparados têm relação direta com a qualidade de ensino. • A escola é gratuita, o material escolar é gratuito, e inclusive os uniformes. Não há dúvida de que esse é um aspecto em que a escola pública supera a privada. • As mensalidades a cada ano ficam mais caras. Em 2010, os valores subiram, em média, 7%. Além do gasto mensal, que pode facilmente ultrapassar R$ 1 mil, ainda há gastos com material escolar, uniforme, alimentação e transporte. • Casos de violência em escolas públicas do Brasil são mais comuns que em escolas particulares. O ensino público depende da segurança pública, enquanto o particular pode investir em seguranças, câmeras de vigilância, portões automáticos e outros materiais que garantem um ambiente mais seguro.

mais seguro. • Em 2003, apenas 22,88% das escolas públicas possuíam bibliotecas. Outros exemplos negativos não faltam: quadras esportivas (21,19%); laboratório de ciências (5,37%); laboratório de informática (8,63%). • Os altos valores das mensalidades ainda permitem o investimento em bibliotecas, laboratórios, computadores, quadras poliesportivas e manutenção do material. Assim, em escolas particulares, o aluno não convive com carteiras e quadro-negro quebrados e outros problemas.

O caminho que o Governo deve traçar para elevar a qualidade do ensino público é longo. É preciso investir em segurança, infraestrutura e qualidade dos profissionais para que as escolas públicas voltem a ser referência no país. O dinheiro investido pelos pais faz a diferença. Com o • Os altos custos da educação particular têm seus be- alto custo, a educação e o ambiente são superiores às nefícios. Entre eles, o investimento em segurança. Câ- da escola pública. Um ambiente mais favorável permimeras de vigilância, portões automáticos, seguranças te que o aluno se prepare melhor para o futuro. Vitória particulares são itens que deixam o ambiente escolar das escolas particulares.

Escola pública melhor que particular? Só para os excelentes No último Enem, escolas particulares deram um banho nas públicas. Mas existem colégios gratuitos que são melhores que a maioria das privadas.

Se algum desses alunos quiser cursar Economia na Universidade de São Paulo (USP), vai encontrar uma concorrência bem parecida - 12,8 por vaga, no último vestibular. Desde que duas escolas públicas ficaram entre as 10 Se este mesmo estudante preferir continuar em seu melhores do país no Enem 2012, muitos se animaram estado e seguir para a Universidade Federal de Minas com o fato de existirem instituições mantidas pelo Gerais (UFMG), se dará bem na maioria dos cursos: a governo com um ensino de ponta digno das melho- média geral da concorrência é de 9,04 candidatos por res privadas. Mas longe de serem sinônimo de opção vaga. Em profissões mais disputadas, como medicina, acessível para quem não pode pagar uma particular, chega quase a 50. esses colégios funcionam com ferrenhos processos de De qualquer forma, números próximos a 12 na relação de candidatos/vaga são vistos nos cursos de Administração, seleção, não muito diferente de vestibulares. A concorrência, por vezes, é ainda maior do que boa Comunicação Social e Engenharia Ambiental da UFMG. parte dos cursos das melhores instituições federais de Das 12 escolas mantidas pelo governo que estão entre as 100 de maior pontuação no último Enem, todas ensino superior. Centro de ensino público com melhor desempenho no integram um dos grupos a seguir: são ligadas a uma último Enem pelo sétimo ano consecutivo, o Colégio universidade, são colégios militares ou são centros de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa (Colu- de ensino técnico. Ou seja, uma realidade distante da maioria das escolas públicas do país, cujo desempeni), em Minas Gerais, é um exemplo. Em seu processo de seleção os alunos passam quatro nho no Enem, em todas as competências avaliadas, horas fazendo provas. Mas não é só o método de ava- é bem inferior à média das privadas ou das federais, liação que lembra um vestibular: cada uma das vagas que respondem pela maioria dos colégios públicos bem avaliados. - são 150, no total - é disputada por 12 estudantes.

105


Números do Enade mostram avanço no ensino superior no Brasil Kelly Camargo

O setor de ensino superior no Brasil passou por grandes mudanças desde o início dos anos 1990 até os primeiros anos do século 21, mais especificamente com a Lei de Diretrizes e Bases de 1996. Foi nesse período que as instituições começaram a ganhar força pelo país. Atualmente, o Brasil mantém um dos maiores polos educacionais do mundo. O mercado de trabalho brasileiro exige, cada vez mais, profissionais com mais experiência e com formação de nível superior para atender a essas exigências crescentes. As constantes transformações passam pelo crescimento das instituições, abertura de novas faculdades

106

e surgimento de novos grupos educacionais. Das instituições de ensino superior avaliados no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), sete em cada dez cursos tiveram notas superiores a três, em uma escala que vai até cinco. De acordo com o balanço apresentado recentemente pelo Ministério da Educação (MEC), o resultado indica um avanço em relação ao ano de 2009, quando esses três conceitos foram conquistados por menos de 50% desses cursos. No ano passado, foram avaliados 7.228 cursos que compõem 3.306 unidades de cálculo. São avaliadas as áreas de ciências sociais aplicadas, ciências humanas


e áreas afins. O Conceito Enade é obtido a partir dos resultados do exame aplicado aos estudantes e indica a qualidade da educação superior brasileira, que considera o corpo docente e infraestrutura da instituição. Para o Ministério da Educação, as notas a partir de 3 são consideradas satisfatórias. A nota individual do aluno não é divulgada. No ano passado, foram avaliados os cursos de administração, ciências contábeis, ciências econômicas, design, comunicação social, direito, psicologia, relações internacionais, secretariado executivo e turismo. Os cursos superiores de tecnologia das áreas de gestão comercial, gestão de recursos humanos, gestão financeira, logística, marketing e processos gerenciais também foram avaliados. Criado em 2004, o Enade substituiu o Exame Nacional de Cursos (também conhecido como Provão). Em sua sexta edição, a prova que mede as competências e habilidades dos estudantes nos respectivos cursos passou por algumas mudanças. As diretrizes principais ainda continuam as mesmas. Apenas alunos ingressantes e concluintes devem ser inscritos pelas Instituições de Ensino Superior (IES) para realizar o exame. CRESCIMENTO Ainda em 2012, o Brasil registrou 7.037.688 matrículas em cursos de graduação no Brasil, segundo o Censo da Educação Superior 2012, divulgado pelo Ministério da Educação (MEC). Em 2012 houve um aumento de 4,4% e, nos últimos 10 anos, o número de matrículas dobraram, passando de 3,5 para 7 milhões de alunos. Entre 2011 e 2012, as matrículas cresceram 4,6% nos cursos de bacharelado, 0,8% nos cursos de licenciatura e 8,5% nos cursos tecnológicos. Os cursos de bacharelado têm uma participação de 67,1% nas matrículas, enquanto os cursos de licenciatura e tecnológicos participam com 19,5% e 13,5%, respectivamente. Só as instituições de ensino superior privadas têm uma participação de 73% no total de matrículas de graduação. As matrículas cresceram 3,1% nos cursos presenciais e 12,2% nos cursos a distância. Os cursos a distância contam com uma participação superior a 15% na matrícula de graduação enquanto os presenciais, 84,2%. O Censo da Educação Superior 2012 revelou também que São Paulo é o Estado em que há mais matriculados na rede particular que na pública: são mais de 5 alunos na rede privada para cada aluno na pública. Na outra ponta está a Paraíba, com razão de matrículas em instituição privada em comparação com pública de 0,66. Das 2.416 instituições de educação superior do Brasil, apenas 8% são Universidades, mas elas detêm mais de 54% dos alunos. Por outro lado, as faculdades têm uma participação superior a 84%, mas atendem pouco menos de 29% dos alunos.

Total de bolsas concedidas pelo ProUni cresce 125% em 8 anos Em oito anos, o número de bolsas ofertadas anualmente pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) cresceu 125%. De 2005 a 2013, o total de bolsas anuais saltou de cerca de 112 mil para mais de 252 mil. Em universidades públicas criar vagas demora e é mais caro. Já a oferta de bolsas na rede privada amplia o acesso no curto prazo. Já o Ministério da Educação disse que é rígido com as instituições do ProUni, que são descadastradas após duas avaliações negativas seguidas do governo.

Raio X – os números da educação no Brasil Distorção Em todo o país, 31,1% dos alunos que estão no ensino médio têm idade acima do esperado para a série que cursam. Em Minas Gerais, o índice chega a 28,6%, segundo dados do Inep de 2012. Reprovação Em 2012, a taxa de reprovados no Ensino Médio foi de 12,2%. Em Minas, o número foi superior à média nacional: 12,4%, segundo o Inep. Índice De acordo com o Censo de 2010, realizado pelo IBGE, quase a metade dos brasileiros com até 25 anos não tem o ensino fundamental completo: 49,3% não possuem o diploma do 1º grau. Somente 11% têm o ensino superior completo. Pesquisa Para 20% dos manifestantes que saíram às ruas no Brasil nos últimos dias, as reivindicações deveriam focar a educação. Ranking O Brasil está em 56º lugar em desempenho de matemática em uma lista de 65 países.

107


108


109


“O adolescente e seus ritos de iniciação no mundo contemporâneo” Luciana Mary Zaros Razzo

A adolescência é uma fase do desenvolvimento humano que compreende mudanças bio-psico-sociais, razão pela qual tal fase deve ser compreendida dentro dessa amplitude. Sendo fundamental na estruturação da personalidade. Ou seja, tudo aquilo que fora vivido anteriormente e que não tenha sido elaborado, adquirido sentido, volta. Como uma nova possibilidade de resolver, criar sentido na história de vida de cada ser humano. E justamente nessa fase alguns imperativos da sociedade onde vivemos vem ampliar a angústia confusional inerente a essa fase da vida... Como verdadeiros ritos de iniciação ao mundo adulto, surgem as escolhas: existencial, sexual, e profissional...

110

Nesse momento vamos focar aqui a questão da escolha vocacional. O adolescente nessa fase está em pleno crescimento e se vê obrigado a se inserir, independente de seu desejo, num mundo adulto. Considerando que o adolescente carrega uma inscrição de linguagem pré-verbal muito intensa nessa fase, ou seja, uma forma de comunicação que se expressa no corpo, é possível observarmos alguns dispositivos comuns nesse momento de escolha, tais como: irritabilidade, ansiedade, angústia, confusão e em alguns momentos desânimo. Dentro desse contexto é preciso considerar que para fazer escolhas, precisamos elaborar perdas,... Perdas


necessárias, para que possamos seguir em frente. E não é fácil fazer isso... Sem falar que a fase de desenvolvimento - adolescência, por si só já envolve a elaboração de lutos: com os pais da infância, com o corpo infantil, enfim um momento de muitas elaborações para dar lugar a algo novo, uma relação diferente com os pais, de descoberta com o próprio corpo, de ideais, escolher uma profissão... E o novo dá medo! O adolescente vive um conflito real, pois já não dá para voltar para a infância, e, para seguir em frente é preciso enfrentar muitas mudanças, daí o papel importante dos pais, educadores e profissionais de saúde, a fim de compreender esse contexto como um todo para que possamos dentro do possível dar continência as angústias do adolescente, e também propiciar à ele um espaço para sonhar, e poder desejar o novo. Pois em muitos momentos fica difícil desejar e correr atrás de algo que não sabemos, não conhecemos. É preciso alicerçar as estruturas desde cedo, e pensar para que estamos preparando nossos jovens?! De repente preparamos para o vestibular ou para a vida?! Acredito que a vida vem primeiro, e a escolha vocacional é apenas uma das áreas que faz parte dela e não o contrário... Caso contrário poderemos aprisionar nossos jovens num ritual equivocado de passagem para a vida adulta e lá na frente causar um gerador de insatisfação. Pois sempre que fechamos nossos olhos e enclausuramos seres humanos em rituais, em protocolos, estamos roubando suas singularidades. E o risco é de estarmos produzindo profissionais-adultos em série, sem identidade. Escuto adolescentes, e muitas vezes tenho a impressão que eles ouvem durante o ensino médio todo falar de vestibular, mas a realização vai se dar lá na frente, o que muitas vezes faz com que alguns recuem, voltem para pensar mais um pouco, penso que cada um vai ter o seu próprio tempo para encontrar quem é, para daí poder descobrir quem quer ser! E o tempo que me refiro aqui é ‘interno’, é único e singular, e nem sempre condiz com expectativas externas. A escola, os companheiros era o mundo que o adolescente conhecia,... E estava adaptado há anos... Então de repente ele se vê obrigado a se inserir nesse mundo adulto e não quer ser igual a alguns adultos que conhece, então precisa buscar um modelo em seu mundo interno, o que pode deixá-lo mais ensimesmado em alguns momentos. Essa busca interna envolve personagens com quais se identificou ao longo da vida, tem os seus pais ‘internos’, professores, pessoas que foram de alguma forma

significativa. O que servirá de uma espécie de ‘link’ para suas escolhas inclusive a vocacional nesse mundo novo e isso já está dentro dele, basta darmos condições necessárias para que aflore. Esse conflito entre crescer e se manter onde está, entre o novo e o conhecido é humano, e a cada nova fase de nossas vidas também passamos por isso. A atualidade está marcada por uma correria e uma forma exacerbada de competitividade que vem na contra mão do que foi pensado anteriormente, o que gera uma carga de ansiedade constante, e pode potencializar um estado emocional pré-existente (natural) do adolescente. Reiterando oque foi dito, apesar do desenvolvimento tecnológico que vivemos, a condição humana não mudou, ou seja, o ser humano continua tendo necessidades básicas para se desenvolver, entre elas estaria o acolhimento afetivo dos pais, um ritmo de segurança, uma estabilidade. Portanto daí nossa responsabilidade de criar dentro do possível meios saudáveis em nossos lares, escolas, consultórios, para que nossos jovens possam se desenvolver e consequentemente suas potencialidades. E para que possam fazer escolhas numa busca de poder se tornar e se sentir uma pessoa produtiva nos âmbitos existencial, social e familiar. E não meros seres automatizados que realizam tarefas... O que pode ir esvaziando seu mundo interno. Portanto, acredita-se que a escolha vocacional seria um processo contínuo que pode ir sendo construído durante toda a vida acadêmica da criança, também podendo ser discutida com a família, a medida que a criança e à posteriori o adolescente ‘possa expressar’ suas identificações, aptidões, desejos, sonhos, e finalmente poder escolher ao chegar o momento adequado. Nesse sentido uma forma profilática de pensar essa área. Claro que caso esse momento de escolha se torne demasiado angustiante sugere-se a procura de um psicólogo especializado, para que o adolescente possa ter um espaço para se ver, perceber e pensar suas escolhas e finalmente encontrar o que é seu nessa história que está dentro dele. Caminhando para uma finalização, acredita-se que a criança brinca,... o adulto trabalha, e não precisa perder o lúdico na vida, pelo contrário, necessitamos dele para lutarmos, superarmos obstáculos na vida quando surgirem. Luciana Razzo é Psicóloga, Bacharel em Psicologia, PsicanalistaMembro filiada a Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo - SBPSP.

111


A importância da pós-graduação

Hoje, a Pós-graduação, é um dos principais itens que compõe um bom currículo para o mercado de trabalho que vem se tornando cada vez mais competitivo, dinâmico e exigente. A busca por profissionais mais qualificados, com maior conhecimento na sua área de atuação, faz da pós-graduação um diferencial devido à maioria dos profissionais que terminam a graduação não darem continuidade aos estudos. Por isso se tornou imprescindível, uma obrigação, passando a integrar um dos principais itens que compõe um currículo bem construído. A experiência e o aprendizado obtidos nos bancos das universidades já estão longe de ser suficientes para garantir o posicionamento dos profissionais no mercado de trabalho. As instituições públicas de ensino por vezes voltam os seus programas para o desenvolvimento acadêmico e produção de conhecimento científico, sem calejar os alunos para a carreira na iniciativa privada. Com isso, um curso de pós-graduação pode ser uma alternativa essencial. Nos últimos anos, têm surgido no Brasil não apenas novas – e credenciadas – escolas de MBA e especialização, mas também novas alternativas e modalidades de cursos. O objetivo é atender a uma demanda de profissionais que já atuam no mercado, e não têm tempo nem tanta disposição para enfrentar as fileiras da sala de aula. Atualmente quem faz um curso Lato Sensu – Especialização, orientados especialmente às demandas do mercado, tem mais chances de ascensão profissional. A es-

112

pecialização é bastante valorizada, além de abrir novas oportunidades para alavancar a carreira em relação à questão salarial, na troca de empregos ou conquistar uma vaga melhor. Além disso, a pós-graduação amplia a rede de contatos, proporciona o desenvolvimento profissional e a maturidade à carreira, serve de base para tomar decisões, para enfrentar novos desafios e ampliar o conhecimento. Quanto ao mercado de trabalho vale registrar algumas observações: obviamente um curso de pós-graduação enriquecerá muito o currículo de um profissional, independentemente da área que pretende atuar. Os gerentes de RH hoje em dia valorizam os currículos que apresentam continuidade dos estudos, pois demonstra o interesse no aprimoramento do conhecimento, fator fundamental para a melhoria do trabalho, visando um atendimento qualificado na prestação de serviço aos clientes. Se o empregador busca um profissional prático como um advogado militante no fórum, ele se irá se satisfazer com um especialista ou, ainda melhor, um candidato que cursou um Mestrado Profissional (ainda incipiente no Brasil). Por outro lado, se o empregador deseja ter em seus quadros um cientista como, por exemplo, um advogado parecerista ou um escritor, o título de Mestre e Doutor, farão toda a diferença. Trabalhadores com nível superior que tenham mestrado ou doutorado, por exemplo, ganham 37,72% a mais do que aqueles que só fizeram graduação.


113


Pai, um homem que faz diferença Hernandes Dias Lopes

Ser pai é um sublime privilégio, mas também uma imensa responsabilidade. Não basta gerar filhos, é preciso fazer grandes investimentos na vida deles para educá-los e prepará-los para a vida. Muitos homens tornam-se famosos e alcançam o apogeu do sucesso na carreira profissional, mas poucos têm êxito no recôndito do lar. A paternidade responsável é um grande desafio ainda hoje. Vamos observar, à luz da Palavra de Deus, alguns princípios importantes para os pais. Um pai que faz diferença é alguém que é um exemplo para os filhos. Antes de um pai ensinar os filhos, ele precisa viver o que ensina. O exemplo não é apenas uma forma de ensinar, mas a única eficaz. Antes de inculcar nos filhos a verdade, o pai precisa ter essa verdade no coração. O pai não pode apenas ensinar o caminho aos filhos, mas ensinar no caminho. O pai é um espelho. O espelho demonstra. Precisamos de pais que sejam modelo de honestidade, de piedade e vida cheia do Espírito. Também, um pai que faz diferença é alguém que encontra tempo para os filhos. Quem ama prioriza. Quem ama encontra tempo para a pessoa amada. Um pai jamais pode sacrificar o importante no altar do urgente. Tudo à nossa volta tem o apelo do urgente. Mas, nem sempre o urgente é importante. Os filhos são importantes. Eles merecem o melhor do nosso tempo, da nossa agenda, da nossa atenção. Se um pai está tão ocupado a ponto de não ter tempo para os filhos, ele está ocupado demais. Na verdade, nenhum sucesso compensa o fracasso do relacionamento com os filhos. A herança de Deus na vida dos pais não é o dinheiro, mas os filhos. Presentes jamais substituem presença. Os filhos precisam dos pais, mais do que de coisas. Ainda, um pai que faz diferença é alguém que equili-

114

bra correção e encorajamento. O rei Davi pecou contra seus filhos porque não gostava de contrariá-los. O sacerdote Eli é acusado de amar mais os filhos do que a Deus, porém, seu amor não era responsável, pois ele foi conivente com o erro de seus filhos e não teve pulso para corrigi-los. Deixar de corrigir os filhos é um grande perigo. Porém, a correção precisa ser equilibrada com o encorajamento. Os filhos precisam ser estimulados pelos pais. O elogio sincero e a apreciação são ferramentas importantes na formação emocional dos filhos. Os filhos precisam sentir-se amados, protegidos, e orientados pelos pais. Correção sem encorajamento é castigo; encorajamento sem correção é bajulação. Ambas as atitudes estão fora do propósito de Deus. Por fim, um pai que faz diferença é alguém que cuida da vida espiritual dos filhos. Não basta dar teto, comida, roupa, educação e segurança aos filhos. O pai precisa prioritariamente conduzir seus filhos pelos caminhos do Senhor. O pai deve gerar seus filhos não apenas biologicamente, mas também gerá-los espiritualmente. Um pai que faz diferença é como o patriarca Jó que intercedia todas as madrugadas pelos seus filhos e os chamava para santificá-los. Precisamos de pais que aspirem não apenas o sucesso profissional dos filhos e invistam não apenas no êxito estudantil deles, mas busquem prioritariamente a salvação de seus filhos. Não basta ter filhos brilhantes, precisamos ter filhos salvos. Não basta ter filhos bem sucedidos profissionalmente, precisamos ter filhos consagrados a Deus. Nossos filhos são mais filhos de Deus do que nossos. Eles devem ser criados para realizarem os sonhos de Deus mais do que os nossos. Eles devem viver para a glória de Deus mais do que para a nossa realização pessoal.


115


Profile for Revista Stamppa

Stamppa dezembro 2013  

Stamppa dezembro 2013  

Advertisement