Page 1

sonoramababy.com.br Número 01 • 2014 Distribuição gratuita

QUARTINHO DOS SONHOS

Dicas para decorar e compor o quartinho do bebê que você sempre sonhou

SAÚDE INFANTIL

A importância dos exames realizados pelo pediatra nos primeiros momentos de vida do bebê

ALEITAMENTO MATERNO

Descubra os benefícios da forma mais completa e segura de alimentação

ALFABETIZAÇÃO

Dicas para apresentar o universo encantador das letras e suas combinações para as crianças


Editorial

EXPEDIENTE EDITORA

Camila Louzada CRIAÇÃO, PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO

Daniel Manarelli REDAÇÃO E EDIÇÃO

Ana Paula Popolin FOTOGRAFIA

Rodrigo Martins Shutterstock ANUNCIE NA REVISTA SONORAMA BABY

camilalouzada@sonorama.com.br Telefone: (16) 3961-1477

Clima de festa no ar... 20 anos de história! Avenida Saudade, 1147 Campos Elíseos - Ribeirão Preto, SP Telefone: (16) 3961-1477 sonoramababy.com.br sonoramababy@sonorama.com.br

UNIDADE PRESIDENTE VARGAS

Avenida Presidente Vargas, 741 Jardim América - Ribeirão Preto, SP Telefone: (16) 3234-5035 UNIDADE SAUDADE

Avenida Saudade, 1000 Campos Elísios - Ribeirão Preto, SP Telefone: (16) 3961-1356 UNIDADE SERTÃOZINHO

Rua Barão do Rio Branco, 1538 Centro - Sertãozinho, SP Telefone: (16) 3491-1383 sonoramacolchoes.com.br contato@sonorama.com.br A REVISTA SONORAMA BABY É UMA PUBLICAÇÃO DO GRUPO SONORAMA. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL SEM AUTORIZAÇÃO DA EDITORA. O GRUPO SONORAMA NÃO SE RESPONSABILIZA PELOS CONTEÚDOS EM REPORTAGENS ASSINADAS, INFORMAÇÕES PROVENIENTES DE ASSESSORIAS DE COMUNICAÇÃO E IMPRENSA, ASSIM COMO, CRÉDITOS DAS FOTOS UTILIZADAS PARA A DIVULGAÇÃO DOS PRODUTOS, DOS ANÚNCIOS E MENSAGENS PUBLICITÁRIAS QUE ESTÃO INCLUÍDOS NESTA EDIÇÃO.

A Sonorama Baby completa 20 anos em 2014 e o clima é de festa! Somos gratos por todos os clientes, fornecedores, colaboradores e amigos que somaram forças nessa caminhada de sucesso empresarial. Mais do que um costume, a comemoração de uma data especial é um momento para relembrar o que passou e refletir sobre o que o futuro nos reserva. Portanto, pra nós da equipe da Sonorama Baby, é um momento de perceber como devemos ser agradecidos por tudo e todos que passaram ou que estão em nossas vidas. E para comemorar, é com muita alegria que lançamos a primeira edição da revista Sonorama Baby. Nessa publicação a mamãe, o papai e todos aqueles que se interessam pelo universo infantil encontrarão um conteúdo com informações relevantes e divertidas, contando com entrevistas de profissionais renomados das mais diversas áreas. Esperamos que gostem! Com carinho, Equipe Sonorama Baby


6 ONLINE Conheça a vitrine virtual da Sonorama Baby

8 Dicas, sugestões e artigos DROPS

12

8

18

44

para as mamães

12

EDUCAÇÃO

14

EDUCAÇÃO ALIMENTAR

16

BEM-ESTAR

18

HISTÓRIA

20

DECORAÇÃO

28

DEPOIMENTOS

O ato de educar uma criança

Os pais são exemplos para alimentação dos filhos

Os cuidados necessários com a postura durante a gravidez

Conheça a trajetória dos 20 anos da Sonorama Baby

O momento de pensar em cada detalhe do quartinho do bebê

A opinião dos clientes da Sonorama Baby

BEBÊ QUER! 30 MEU Os produtos mais desejados pelas mamães e papais

Carolina Guimarães

Cláudia Lelis

Daniela Tardivo

Elaine Guerreiro

MUSICOTERAPEUTA

EDUCADORA FÍSICA

PEDAGOGA

ENFERMEIRA OBSTETRA

Enfermeira Obstetra, atua na área há 10 anos. Capacitada em Aleitamento Materno, Mestranda em Saúde da Mulher. Educadora Perigestacional.

4

Érica Donato de Barros

Estefânia Piza

Fabíola Masson

ENFERMEIRA OBSTETRA

FOTÓGRAFA

Enfermeira Obstetra, atua na área há 8 anos. Capacitada em Aleitamento Materno. Ministra aulas em cursos para gestantes.

Fotógrafa e professora de fotografia. Especializada em fotografia newborn e de gestantes. Atua na área há 5 anos.

Fernando Tonele HAIR STYLIST

ARQUITETA

Musicoterapeuta (FAAP-PR), Mestre em Psicologia (USP), Psicoterapeuta e Analista em Bioenergética, Biossíntese e Biossistêmica (Instituto Lumen Centro de Estudos Neo-Reichianos)

sonorama baby

Atua na área há 15 anos. Personal Trainer particular e Instrutora de Pilates no Studio Cadan.

Pedagoga, especialista em educação e alfabetização, psicopedagogia e terapia corporal em andamento.

Arquiteta e urbanista, formada pela UniSEB, atua em projetos de arquitetura e design de interiores. Cursa Pós-Graduação em Design de Interiores no Senac.

Hair Stylist, especialista em corte e química para cabelos. Atua na área há 28 anos.


sonoramababy.com.br

14 20

32

PSICOLOGIA

34

COMPORTAMENTO

36

MEXA-SE!

38

ENTREVISTA

Atenção redobrada com o emocional durante a gestação

Musicoterapia: as vibrações e as sensações dizem mais que as palavras

Ter uma vida ativa é muito saudável para a mãe e o bebê

A importância do Pediatra na vida da criança

42 APRENDIZADO Estimular os pequenos para o mundo das letras

44 SAÚDE A importância da amamentação exclusiva e em livre demanda

48 REFLEXÃO O amor dos pais com seus filhos especiais

50 PERFIL As crianças e o mundinho delas, em que todos os sonhos são possíveis

34 Flávia Andréia Rodrigues

Laura Silveira

Lúcia Sant’Ana

ARQUITETA

ESTETICISTA CORPORAL

FISIOTERAPEUTA

Fisioterapeuta, especialista em acupuntura e RPG. Atua na área há 15 anos. Analista em bioenergética.

Arquiteta e urbanista, formada pela UniSEB, atua em projetos de arquitetura e design de interiores. Cursa Pós-Graduação em Design de Interiores no Senac.

Esteticista corporal, atua na área há 10 anos com especialidade em drenagem e massagem relaxante. Atendimento personalizado a gestantes.

Mariana Marques Messias

Marcela Calil Cayres PSICÓLOGA

NUTRICIONISTA

Nutricionista, formada pela Unip Universidade Paulista e trabalha na área de alimentação coletiva.

Patricia Lombardi Tavares

Rita Márcia Pinelli

Fonoaudióloga Clínica e Educacional, Psicopedagoga, Psicoterapeuta Corporal Neo-Reichiana e Analista Bioenergética.

PSICÓLOGA

MÉDICA PEDIATRA

FONOAUDIÓLOGA

Psicóloga graduada pela UFSCar. Cursando especialização em Psicanálise Clinica e MBA em Gestão de Pessoas.

Suely Freitas

Pediatra intensivista, médica responsável pela UTI Neonatal e pediátrica do Hospital Materno Infantil Sinha Junqueira.

sonorama baby

Psicóloga, Psicoterapeuta Corporal e Presidente Fundadora e Supervisora do Instituto Lumen Centro de Estudos Neo-Reichianos.

5


Sonorama Baby On-line

Mundo infantil on-line Basta um clique para acessar o mundo Sonorama Baby

O

site da Sonorama Baby é uma vitrine virtual da loja com um design moderno e elegante, facilitando a vida de quem procura móveis, roupinhas, calçados, acessórios, enxoval completo e muito mais que a mamãe, o papai, a titia e a vovó procuram. Após a pesquisa no site, com a ideia feita, é só vir até nossa loja e realizar seu sonho! Está procurando móveis para decorar o quarto do bebê? É só ir até o ícone “móveis”, clicar no objeto que está procurando - como berços, roupeiros, poltronas, cômodas - e conferir o modelo, cor e tamanho desejados. Está pensando no colchão e travesseiro ideal? É só dar uma olhada no ícone “berço e cama” e, com certeza, encontrará um de seu estilo.

6

sonorama baby

Você ainda encontra no site peças para decoração, artigos de confecção, higiene e banho, alimentação, uma grande variedade de carrinhos e bebê conforto, além de peças para descanso e diversão, de segurança e para amamentação. Para as mamães de primeira viagem, no site da Sonorama Baby é disponibilizada ainda uma lista completa do enxoval do bebê com as quantidades de cada item que o pequeno usará. Sem esquecer, é claro, da futura mamãe, com sugestões de produtos para desfrutar com tranquilidade nesta nova etapa. Se você mora na região e deseja comprar um “quartinho dos sonhos”, fique tranquila! Basta conferir no site a lista de cidades atendidas pela Sonorama Baby.

CURTA A SONORAMA BABY NO FACEBOOK E SIGA NO INSTAGRAM A Sonorama Baby também está presente nas redes sociais. Curta a página da loja no Facebook e fique por dentro das promoções, novidades e dicas da loja. Siga também, o perfil da Sonorama Baby no Instagram.

sonoramababy.com.br sonoramababy sonoramababy


DeBRITO

Quando você se cuida, também cuida do seu bebê.

Questão de detalhe. É aí que a Lillo faz toda a diferença. Nova linha de lingerie.

Abertura para amamentação. Bojo que não marca ao ser dobrado.

om u m

h in

aL

illo Mamy

Ca lci

aC nh

Ca lc

Ao dobrar, torna-se uma calcinha cintura baixa.

Base mais larga Acompanha as mudanças da pelve da gestante.

0800.025.4415 • www.lillo.com.br • facebook/lillodobrasil


Drops

SAÚDE DA MULHER E DO BEBÊ

Corpo mais leve Drenagem linfática pode amenizar o desconforto do inchaço na gravidez

O

corpo da mulher durante a gravidez se transforma radicalmente, podendo acarretar dores e mal estar. Durante esse período, ocorre o aumento na produção hormonal que leva, entre outras coisas, a uma tendência maior na reabsorção do sódio e uma consequente retenção de líquidos, que se traduz em inchaço. E para amenizar este desconforto, a massagem é uma ótima opção, além de proporcionar à mãe ajuda física e psicológica para o momento do parto. Segundo a profissional de estética corporal, Lúcia Sant’ana, a combinação entre drenagem linfática e gestação não poderia ser mais perfeita: “Essa técnica além de ajudar a relaxar, aliviar os inchaços típicos da gravidez e reduzir o acúmulo de retenção líquida, também estimula a lactação e prepara as mamas para a amamentação, bem como prevenindo varizes e celulites. A drenagem faz com que a circulação do corpo todo melhore, produzindo benefícios emocionais,

8

sonorama baby

acalmando a mãe e, consequentemente, o bebê”. É fundamental que a gestante passe por uma avaliação médica antes de iniciar o tratamento. As sessões podem ser iniciadas a partir do terceiro mês, cerca de duas vezes por semana. Em casos de edemas exacerbados, a gestante poderá fazer até três sessões semanais, desde que tenha autorização do médico responsável. “Grávidas com hipertensão não controlada, insuficiência renal, trombose venosa profunda, infecções de pele e erupções cutâneas não são aconselhadas a realizar este procedimento. Porém, sempre seguimos a autorização médica. Dessa forma, é possível realizar um tratamento seguro e eficaz, sem provocar nenhum tipo de dano às mamães”, explica Lúcia. É importante ressaltar que com a drenagem o bebê não corre qualquer perigo, já que os profissionais não mexem diretamente em regiões próximas a ele.

Em 2013, o Conselho Federal de Medicina (CFM) aprovou a recomendação de ácido fólico para mulheres antes da concepção e nos três primeiros meses da gravidez. A medida atende solicitação da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo). A ingestão dessa vitamina pode reduzir em até 75% o risco de má formação no tubo neural do feto, o que previne casos de anencefalia, paralisia de membros inferiores, incontinência urinária e intestinal nos bebês, além de diferentes graus de retardo mental e de dificuldades de aprendizagem escolar.

COLORAÇÃO DOS CABELOS DURANTE A GRAVIDEZ Há divergências entre profissionais quanto ao uso de produtos químicos durante a gestação. O hair stylist, Fernando Tonele, conta que a maioria dos profissionais recomenda o uso de coloração somente após o primeiro trimestre da gestação, mas por ser uma questão com muitas opiniões contraditórias, o ideal é que a mamãe consulte um médico de confiança antes de realizar qualquer procedimento. Porém, mais que ficar bonita, é importante que a mamãe se cuide para que o bebê se desenvolva com muita saúde!


Drops

Beber álcool na gestação faz mal Bebida alcoólica na gravidez prejudica desenvolvimento cognitivo, indica pesquisa da FMRP/USP POR MARIANA MELO / AGÊNCIA USP DE NOTÍCIAS

O

consumo de álcool por mulheres durante a gravidez pode trazer implicações ao desenvolvimento cognitivo das crianças em idade escolar. De acordo com uma pesquisa realizada na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, crianças cujas mães admitiram ingerir álcool em uma quantidade de três ou mais doses por ocasião por mais de nove dias durante toda a gestação tiveram pontuação média menor no teste de avaliação cognitiva a que foram submetidas. O trabalho da psicóloga Luciana Inácia de Alcântara aponta ainda que os meninos, filhos destas mães, apresentaram problemas comportamentais. O desenvolvimento cognitivo está relacionado à abstração, atenção, linguagem receptiva, função executiva, concentração, memorização e ao julgamento crítico. “Mesmo em uma amostra relativamente restrita de mães e crianças e, com dados por vezes conflitantes em relação ao consumo de álcool durante a gestação referido pelas mães, associações significativas, mesmo com uso leve e moderado de álcool, foram observadas” conta a pesquisadora. O trabalho foi orientado pelo professor Erikson Felipe Furtado. Para a pesquisa, Luciana entrevistou pais e cuidadores de 86 crianças entre 8 e 9 anos, cujas mães, em 2001, no terceiro trimestre de gestação, foram questionadas sobre o consumo que faziam de álcool. Essas mulheres frequentavam, na época, um serviço obstétrico da rede pública no município de Ribeirão Preto.

Segundo dados do Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas (Cebrid) de 2005, levantados pela pesquisadora para o doutorado Consumo de álcool na gestação e sua relação com o desenvolvimento cognitivo dos filhos em idade escolar, 5,7% das mulheres consomem bebida alcóolica, e um estudo publicado em 2007 pelo grupo da pesquisa em Ribeirão Preto, chamado Programa de Ações Integradas para Prevenção e Atenção ao Uso de Álcool e Drogas na Comunidade (PAI-PAD), aponta que 22% das mulheres fazem uso de álcool durante a gravidez. Esse grupo desenvolve um projeto iniciado em 2001, o Gesta-Álcool e Infanto-Álcool, sobre exposição fetal às bebidas alcoólicas. As entrevistas iniciais que Luciana utilizou para o trabalho são provenientes dos primeiros levantamentos deste grupo. A avaliação cognitiva das crianças, iniciada em agosto de 2009 e finalizada em outubro de 2010, visava estimar a capacidade de raciocínio geral delas e foi feita por um teste individual e não-verbal, comumente aplicado entre os 3 anos e 6 meses e 9 anos e 11 meses de idade. Este teste utiliza a Escala de Maturidade Mental Columbia (EMMC). No levantamento de 2001, mães e cuidadoras responderam um questionário sobre questões sociodemográficas e sobre seu estado de saúde geral. Neste formulário, também relatavam se faziam uso de álcool durante a gravidez. Mais recentemente, já com esses filhos frequentando o ensino fundamental, os pais ou cuidadores foram submetidos ao teste chamado

Child Behavior Checklist (CBCL 6-18 anos), que permite que se avalie saúde mental de crianças por intermédio de perguntas feitas aos pais. SÍNDROME FETAL DO ÁLCOOL O efeito mais severo da exposição pré-natal ao álcool já identificado corresponde a Síndrome Fetal do Álcool, descrita inicialmente em 1973. A síndrome consiste em anomalias no desenvolvimento físico, comportamental e cognitivo de pessoas expostas à bebida desde sua gestação. “Achados clínicos incluem retardo de crescimento pré e pós-natal, disfunção do sistema nervoso central e dismorfias faciais” conta a pesquisadora. Entretanto nenhum caso desta síndrome foi observado na amostra analisada. Luciana atenta para a importância de mais estudos na área, com mais casos de exposição e com a utilização de marcadores biológicos, para possibilitar uma detecção precoce dos efeitos adversos do uso do álcool na gravidez e extensão dos danos no desenvolvimento cognitivo. Isso possibilitaria a criação de possíveis intervenções para redução dos danos causados aos bebês e futuro adultos. “Nossos resultados podem ser úteis na realização de outros estudos na área de álcool e drogas, assim como na formulação de políticas públicas de prevenção e tratamento dos distúrbios do espectro alcoólico fetal” finaliza. Matéria publicada no site da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP.

sonorama baby

9


Drops

CHÁ DE BEBÊ

Sensibilidade no olhar A fotografia Newborn revela com delicadeza os primeiros dias do recém-nascido POR ANA PAULA POPOLIN FOTO FABÍOLA MASSON

V

ocê sonhou com ele toda a sua vida e esperou ansiosamente por nove meses, e agora é o momento de celebrar a inocência e a beleza dos primeiros dias de seu filho. Nada é mais gostoso do que registrar esses momentos e guardar para sempre essas recordações. Uma das técnicas de fotografia que vem conquistando papais e mamães é a Newborn (recém nascido), que envolve sensibilidade, amor, conhecimento e muita paciência. Com origem nos Estados unidos, esta modalidade chegou ao Brasil em meados de 2010. Segundo a fotógrafa Fabíola Masson, existem técnicas de segurança que foram desenvolvidas baseadas em estudos sobre o comportamento e anatomia dos bebês, por isso é tão importante procurar profissionais especializados na área. “A sessão de fotos deve ser realizada nos primeiros 15 dias de vida, com o bebê dormindo, em poses montadas com referências à vida dentro do útero. A intenção é eternizar todos os detalhes e expressões, do jeitinho que era no dia de seu nascimento, de forma doce e delicada”, explica a fotógrafa Fabíola Masson.

10

sonorama baby

Ao completar 7 meses é chegado o momento de pensar no chá de bebê. É um período de grande expectativa, a reta final da gravidez se aproxima e a ansiedade começa a tomar conta para conhecer o mais novo membro da família. A futura mamãe pode contar com ajuda de uma amiga ou parente para que não fique tão sobrecarregada. Definir, primeiramente, um tema é muito importante, pois é a partir dele que outros detalhes como a decoração serão decididos. Opte por um cardápio simples com quitutes saborosos, como mini sanduíches, salgadinhos e petiscos, além de bebidas variadas. Escolha o local e o horário dando preferência ao fim de semana, normalmente, mais tranquilo para a maioria dos convidados. Você precisará de calma para elaborar a lista de convidados para que nenhum amigo e parente seja esquecido. Organize a lista de presentes. Na Sonorama Baby a mamãe faz a lista do chá de bebê e ganha os convites, adicionando praticidade nesse período. Agora com essas dicas em mãos é só preparar a festa e aproveitar!


Educação

A educação é a base de tudo Muitas pessoas compartilham do pensamento que só pela educação é que pode-se mudar o mundo ao nosso redor FOTOS SHUTTERSTOCK

A

criança é muito semelhante a uma planta. Dentro de uma semente acha-se o código genético que determina em que a semente se transformará. Uma semente de maçã não produz uma laranjeira. Se as condições apropriadas – sol, água e nutrientes – são proporcionadas a semente e em todo o ciclo de vida da planta, há razões para esperar que o resultado seja uma planta adulta sadia. Assim acontece com as crianças. Toda criança é única e nasce com um esplêndido conjunto de potencialidades que se tornarão realidade,

12

sonorama baby

caso as condições adequadas para seu desenvolvimento estiverem presentes durante a infância. Portanto, é imprescindível contar com um educador comprometido, que em cada ano em sala de aula cria a possibilidade de melhorar sua prática, fazendo mudanças, adequando posturas e reavaliando a maneira de ser professor. Para a especialista em educação e alfabetização, Elaine Guerreiro, a docência é a arte de ensinar e a humildade de aprender sempre. “Após 20 anos de atuação fica a convicção de que a educação infantil é a base de tudo, pois a criança é sem dúvida nosso futuro e deve ser valorizada.

Para isso é importante que os educadores se aprimorem e busquem novos horizontes, assim fornecerá conhecimento necessário para formar um futuro melhor”. Quando as crianças têm o que precisam para crescer, é automático o desenvolvimento do caráter, personalidade sadia, relações humanas positivas, objetivos adequados e habilidades necessárias. Desvio do desenvolvimento apropriado (emocional e socialmente) pode estar ligado a alguma coisa que está faltando na experiência da criança. “Experiências significativas e qualidade nas relações com as pessoas,


Educação

que são importantes para a criança, influenciam bastante nos sentimentos a respeito de si mesma”, explica Elaine Guerreiro. A realidade em que vivemos traz a necessidade de preparar a criança desde pequena para a convivência num mundo globalizado. Porém, como diz Paulo Freire: “Não se pode falar em Educação sem amor”, assim se faz necessário encarar cada criança na sua inteireza e nas suas singularidades historicamente dadas. Essa observação e aproximação devem partir do adulto, através de um momento de construção e troca de visões de mundo e sensibilidades. “Várias pessoas convivendo numa mesma casa é sinal de pluralidade, paciência é muito necessária, mas também tem limites. Difícil mesmo é encontrar a dose certa entre o que deve ser tolerado, o que deve ser aceito como expressão das individualidades e o que passou para o terreno da falta de respeito”, diz Elaine. As ordens das crianças circulam pelas famílias numa relação diretamente proporcional às dúvidas que os pais tenham a respeito da questão da autoridade. Uma recusa veemente de comer ou nos horários impostos, muitas vezes paralisam os pais. O que fazer diante daqueles pequenos ditadores? Alguns reagem de forma igualmente violenta. Outros permitem que a criança regule o ritmo da casa, em favor da paz mascarada. Mas uma coisa é certa, o que dá certeza à criança de que ela não é transparente, e de que a mãe, o pai ou quem mais estiver por perto está prestando atenção nelas são as instruções que ambos dão: “Não coma de boca aberta!”: “Já

e hora de ir para cama!”, bem como quando reagem positivamente a uma gracinha feita por ela, elogiando-a. “As crianças precisam sentir que, em todos os momentos, seu comportamento vai esbarrar numa reação do outro. Desta percepção surge a noção do seu próprio tamanho e da sua existência”, ressalta a especialista. Cada criança deve ser analisada “comparando-a com ela mesma”. Nunca se deve compará-la com o irmão ou um colega, cada um desenvolve-se a seu tempo e em velocidades diferentes. Isso a ajuda inclusive a aumentar sua autoestima. Ainda que ela tenha um coeficiente de inteligência superior ao normal, se a criança não acredita em si, o mais provável é que adote posturas que lhe conduza ao fracasso, não apenas na infância, mas ao longo de toda sua vida. Segundo Elaine Guerreiro, educar não se limita em instruir, ensinar a ler, a escrever e calcular. Deve ser, antes de tudo, ensinar a pensar, a questionar. “Abrir as cabeças de nossas crianças para que eles possam enfrentar a vida, sentindo-se capazes e conscientes para fazer suas escolhas e viver suas vidas vendo o mundo: com suas belezas, suas regras, seus perigos, frustações e possibilidades. Educar não é responsabilidade somente do professor e da escola, mas também da família, dos governantes e da sociedade. Essa parceria é de extrema importância. Se cada um fizer a sua parte, agindo e não apenas criticando, conseguiremos alcançar o objetivo maior que é melhorar a educação do nosso país”, finaliza.

sonorama baby

13


Educação alimentar

Família unida, família saudável Os pais são exemplos para alimentação dos filhos, portanto ter bons hábitos fará diferença no dia a dia FOTOS SHUTTERSTOCK

O

s pais são o reflexo na vida dos filhos e na alimentação não é diferente. Os hábitos alimentares do bebê são iniciados quando ele ainda está no útero e são influenciados pela alimentação da mãe. E por toda a infância, é importante que as crianças sejam estimuladas a optar por um cardápio saudável. É importante lembrar que educar exige tempo, dedicação e principalmente paciência, mas os pais têm de ser firmes e manter o controle da situação. A alimentação de uma criança é inteiramente relacionada ao que elas observam dos pais. É preciso oferecer variedade de frutas, verduras e legumes, pois esses alimentos oferecem muitas vitaminas e minerais indispensáveis para o desenvolvimento e crescimento saudável. De acordo com a nutricionista Mariana Marques Messias, os hábitos alimentares inadequados ou deficientes acarretam problemas de saúde de imediato e em longo prazo, como obesidade, hipertensão, colesterol elevado e

resistência à insulina ainda enquanto crianças. “A melhor forma de educá-las é tomando atitudes que sirvam de exemplo, pois as crianças gostam de copiar tudo o que os pais fazem. Assim, algumas medidas simples podem fazer toda a diferença”, explica. Mariana ressalta que punir as crianças não é uma boa estratégia para incentivar a mudança de hábito; assim como a conduta de dar recompensa pelo bom comportamento com guloseimas não deve ser praticada. Outro procedimento que deve ser evitado é a troca do cardápio a cada vez que a criança disser que não gosta do que lhe é oferecido. “Quando a criança começar a comer alimentos, geralmente a partir dos 6 meses, é importante oferecer cada um deles separadamente, para identificar possíveis alergias ou intolerâncias. Vale ressaltar que os alimentos nunca devem ser batidos em mixer ou liquidificadores, pois os nutrientes são perdidos, basta cozinhar bem e amassar com o garfo”, explica a nutricionista Mariana.

MEDIDAS SIMPLES PROPOSTAS: • Evitar que a criança coma qualquer coisa duas horas antes das refeições principais, pois desta forma ela terá fome

• Fazer as refeições em local tranquilo, sem interrupções, para que as crianças prestem atenção ao que será ingerido

• Realizar as refeições em família, juntos, na mesa

• Hora da refeição não é momento para brigas, pois comer se torna frustrante

• Evitar falar mal de alguns alimentos como verduras, legumes e frutas. Se os pais não comem determinado alimento dificilmente a criança comerá

• Não ter em casa guloseimas como doces e salgadinhos é uma boa estratégia para garantir uma alimentação saudável.

• Não colocar muita quantidade de comida no prato da criança

sonorama baby

15


Bem-estar

Postura na gravidez À medida que a barriga cresce é preciso cuidar bem da postura para não prejudicar a coluna

E

m algum momento da gravidez a gestante sentirá dor nas costas - esse incômodo geralmente acostuma aparecer nos últimos meses e pode persistir por algum tempo depois do parto. Durante esse período as articulações sofrem mudanças ficando mais frouxas devido ao hormônio relaxina, principalmente a região da bacia onde o peso da barriga sobrecarrega a coluna e o útero se expande. O eixo de equilíbrio (centro de gravidade) muda para trás com o passar dos meses, alargando os pés na caminhada. A coluna em geral sofre alterações, mas a lombar tende aumentar a curvatura devido ao peso. O impacto causado entre as vértebras e nos membros inferiores pode, inclusive, causar varizes, edemas e fadiga muscular. A fisioterapeuta Flávia Andréia Rodrigues pontua alguns aspectos que podem aliviar essa dor. “Se a gestante trabalha sentada são necessários alguns cuidados com a postura, como sentar em cima dos dois ossos chamados ísquios, contando com um apoio nas costas e joelhos em 90° e com o apoio dos pés. De hora em hora levantar e caminhar para melhorar a circulação. Mas, se o trabalho exige ficar em pé, o indicado é encaixar o quadril para frente distribuindo o peso para as pernas e evitar a sobrecarga na lombar”. Chegar ao final do dia e poder relaxar após um banho quente é o que busca toda futura mamãe depois de um dia de trabalho. Colocar as pernas para cima por meia hora também auxilia para aliviar a sensação de cansaço. Vale lembrar que a postura ao dormir também merece atenção. O ideal é dormir de lado, encaixando os travesseiros nos ombros e no meio das pernas para alinhar a coluna. Outra dica é prestar atenção na alimentação, pois quanto mais peso, maior a sobrecarga na coluna. A atividade física é outro fator primordial para uma gravidez tranquila, sem mal-estar na coluna. Alongamentos, caminhadas, hidroginástica, massagem relaxante, acupuntura, terapias corporais e exercícios de respiração são opções que ajudam até mesmo no parto. “Em casos de dor deve-se procurar um especialista em fisioterapia, acupuntura e massagem para aliviar os processos inflamatórios e evitar medicações para não comprometer a evolução do bebê. O mais importante ainda é conhecer o funcionamento interno do seu corpo, as reais mudanças e seus efeitos sobre a postura”, completa Flávia Andréia Rodrigues.

16

sonorama baby


História Durante anos, os proprietários trabalharam ao lado de amigos e parceiros para construir uma marca sólida com compromisso com seus clientes

Tudo começou em 1986 com a Sonorama Colchões, na Avenida Saudade. Endereço aonde ainda se encontra a tracional loja de colchões

20 anos Sonorama Baby De sonhos se construiu a Sonorama Baby. Sonhos de seus fundadores, de seus funcionários e de seus clientes FOTOS ARQUIVO PESSOAL

C

omo parte do mesmo grupo da Sonorama Colchões, a Sonorama Baby foi inaugurada em 1994. Os proprietários perceberam que havia uma carência no mercado de artigos infantis em Ribeirão Preto e região, e assim, foi idealizada uma loja completa para a mamãe sonhar acordada. Primeiramente, foi adquirido na Avenida Saudade um prédio para uma pequena linha de móveis e carrinhos. Com o passar do tempo, houve uma

18

sonorama baby

grande aceitação da loja por seus clientes e uma procura maior por outros produtos. Logo, o ambiente ficou pequeno. Um ano depois, a Sonorama Baby mudou para um prédio ao lado, com uma área maior, onde expôs uma linha completa de móveis, enxovais e artigos infantis em geral. A fim de garantir uma melhor experiência para seus clientes, os proprietários apostaram alto. O desejo de crescimento era maior do que o receio de enfrentar um novo desafio.

Em 2001, aproveitando um contato e trabalho com o grande ícone Samuel Klein, foi possível a compra de um grande prédio de 800m² pertencente ao Grupo Casas Bahia, no qual a Sonorama Baby está instalada até hoje. A empresa ficou conhecida devido à sua extensa linha de móveis como o maior showroom de Ribeirão Preto e região. Porém, além de proporcionar tudo para o quarto de seu bebê, a Sonorama Baby investe cada vez mais em artigos de passeio, banho, higiene, vestuário e diversão.


História

Em maio de 1994, a Sonorama Baby foi inaugurada na Avenida Saudade com muita festa e alegria. Mais uma etapa se iniciava na vida destes empreendedores

Em 2001, os empresários se arriscaram em nome de seu negócio para comprar o prédio em que estão instalados até hoje. Desde então, constantes mudanças e atualizações foram realizadas ao longo do tempo

“É um sentimento inexplicável fazer parte de uma empresa por 20 anos. Não é um sentimento qualquer, é profundo. Aqui somos uma só equipe, uma só pessoa, e por isto, trabalho com amor e alegria. Quando comecei, não sabia quase nada. Iniciei como aprendiz e ‘vesti a camisa’ da Sonorama Baby. Hoje me sinto feliz ao rever as mães que atendi há tantos anos atrás e conhecer seus filhos já crescidos. Recebi uma visita de uma de minhas primeiras clientes e sua filha tem, hoje, 19 anos. Praticamente o “primeiro bebê” da Sonorama, pois estamos completando 20 anos de história. Pra mim, a palavra chave é amor, amor pelo que se faz, amor pelas pessoas. Eu estou aqui pra somar, auxiliar quem passa por aqui. Atendo pessoas diferentes que estão com um só propósito: realizar o sonho de serem pais e fico muito feliz em participar deste momento tão especial”

Vendedora Madá sonorama baby

19


Decoração

20

sonorama baby


Decoração

Quartinho dos sonhos Montar o quartinho e pensar em cada detalhe é uma maneira de começar a dar boas-vindas para seu bebê... É dada largada para criatividade! POR CAMILA LOUZADA FOTOS RODRIGO MARTINS/DIVULGAÇÃO

O

sonho e a expectativa de ter um bebê vão crescendo junto com a barriga da mamãe. Pensar em cada detalhe para montar o quartinho dos sonhos é uma maneira de se preparar para esta tarefa tão especial. Aos poucos o sonho vai se tornando realidade. Depois de descobrir se espera um menino ou uma menina, a mamãe começa sua busca por um ambiente confortável, bonito e adequado para o bebê. São muitas decisões a serem tomadas. Para inspirar e ajudar as futuras mamães nesta tarefa deliciosa, a revista Sonorama Baby selecionou algumas dicas lindíssimas de móveis e objetos para decorar o quartinho do seu bebê. Não importa o tema escolhido, sendo um estilo clássico ou contemporâneo, o quartinho tem que ser a cara da mamãe e do papai. Não somente a estética deve ser considerada, mas também a funcionalidade do quarto. Não adianta um quarto bonito sem um espaço para trocar, amamentar ou cuidar de todas as necessidades do bebê.

DICAS E SUGESTÕES PARA NÃO ERRAR NO QUARTINHO DO SEU BEBÊ • Tire medidas! Isto mesmo. O primeiro passo é conhecer o espaço disponível para o quarto do bebê. Considere, além do tamanho das paredes, a posição e o tamanho da porta e da janela. Esta medição é decisiva para a escolha dos móveis e decorações. • Não espere até o último momento para decidir, principalmente, sobre os móveis e itens como kit de berço, cortina e poltrona de amamentação. Muitas fábricas trabalham

com encomendas com prazo de 30 a 60 dias. Programe-se até a 24ª semana de gestação equivalente a mais ou menos 6 meses - para que a entrega dos principais itens seja realizada a tempo de pensar em todos os outros detalhes e organizar o quartinho e o enxoval sem pressa. • Sugerimos como itens essenciais: guarda-roupa, berço e um espaço para trocar o bebê, que normalmente é a cômoda ou trocador. É recomendado ainda

uma poltrona de amamentação com puff e uma mesa de apoio ou criado-mudo. Os itens extras que também são muito legais: cama-babá, nichos e prateleiras e baú. • Alguns itens não são somente decorativos. Por exemplo, existem diversos modelos de “Kits de Higiene” com cesta, potes, abajur e até mesmo cesto de lixo e porta-fralda que, além de ajudarem muito com o cuidado diário do bebê, deixam o quartinho ainda mais fofo!

• Bichinhos de pelúcia, tapetes, móbiles e outros acessórios podem complementar o quartinho e deixá-lo ainda mais interessante e aconchegante para seu bebê. Utilize a sua criatividade! Estas são apenas algumas dicas e sugestões. Se por algum motivo você não consiguir organizar tudo a tempo, conte com a pronta-entrega da Sonorama Baby. Vamos fazer de tudo para ajudar neste momento tão especial.

sonorama baby

21


Decoração PLANEJAMENTO As arquitetas Érica Barros e Laura Silveira propõem quatro plantas de quartinhos de bebê e algumas dicas para ajudar o papai e a mamãe a pensarem no planejamento do quarto e na distribuição dos móveis, desde quartos pequenos a espaços maiores.

QUARTO 01 Neste quarto foi usado móveis da linha Nicole. Além do custo/benefício, são móveis com medidas ideais para espaços reduzidos. Foi escolhido o berço Pedrinho (tamanho padrão americano), a cômoda Nicole com porta (que pode ser substituída pela sua outra versão sem porta, a cômoda gaveteira, ocupando menos espaço ainda) e o roupeiro Nicole quatro portas (que também possui uma versão menor com três portas). Para finalizar, um tapete retangular que está disponível em várias cores.

QUARTO 02 Imagine que existe um guarda roupa embutido na casa. Sendo assim, não há necessidade de comprar um roupeiro e com um quarto um pouco maior que a primeira opção, foi adicionado a poltrona de amamentar Suzi com puff e uma mesinha de apoio. Se há espaço suficiente, estes são itens interessantes para a mamãe. Foi colocado também a pequena cômoda gaveteira Juliana que pode ser utilizada como um trocador para o bebê. Neste projeto foi usado o berço Júlia e para decorar o tapete bola.


Decoração

QUARTO 03 Com um pouco mais de espaço nesse projeto, foram utilizados móveis maiores e no estilo provençal, que está em alta. O roupeiro Provence de 4 portas é espaçoso e estiloso. Acompanhado com a cômoda da mesma linha e o berço Fratelli. Foi posicionado a poltrona Suzi ao lado da cômoda, pois não foi adicionado uma mesinha de apoio, já que algumas mães não gostam. O importante é ter onde apoiar itens necessários no momento da amamentação. Foi colocado também um lindo tapete com forma de flor.

QUARTO 04 Este quarto possui bastante espaço e assim, conseguimos adicionar um item extra: a cama babá Vitta, que pode ser adquirida com ou sem cama auxilar, dependendo do espaço e da necessidade da família. Foi colocado também o berço Vitta, a cômoda Letícia e o roupeiro Letícia de 4 portas. Para ficar um pouco diferente das outras opções, foi inserida a poltrona entre o berço e a cama babá. Para finalizar a decoração, um tapete retangular básico, mas existem muitas outras opções de tapetes disponíveis.


Decoração OUTRAS DICAS As plantas na página anterior são apenas inspirações para a montagem básica do quartinho, ou seja, a disposição dos móveis. Como mencionamos anteriormente, existem muitos itens que podem ser adicionados ao quarto pra decorá-lo. Use a imaginação, mamãe!

DICAS DAS PROFISSIONAIS • Deve-se evitar colocar o berço abaixo da janela, onde há exposição a sol forte ou frio. O roupeiro também não deve ser posicionado de forma a impedir a entrada de luz.

• Não adianta superlotar o quarto de itens e não ter conforto. Considere um espaço para abertura de portas e gavetas, além de um corredor de passagem entre os móveis.

• Ao lado da poltrona de amamentação é sempre bom ter por perto uma cômoda ou mesinha de apoio para colocar itens necessários no momento da amamentação.

• Se o quarto necessita de algum trabalho com tinta, gesso ou faixas decorativas, prepare-o até a 36ª semana de gravidez. Assim, há tempo para o cheiro sair por completo até o nascimento do bebê.

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

24

sonorama baby


Decoração INSPIRE-SE Selecionamos um quartinho para a mamãe que busca delicadeza e elegância. Inspirado no período clássico, a composição utiliza cores claras, rendas e algodão, elementos dignos de um quartinho de princesa!

PARA MENINAS

Coleção Levine por Brubreleu Babys

26

sonorama baby


Decoração INSPIRE-SE Para os meninos selecionamos um quartinho com muita aventura. O espaço com tema safári é inspirado em cores da natureza. O verde e o bege predominam, garantindo um ambiente que dá asas para a imaginação!

PARA MENINOS

Coleção Selva por Batistela Baby

sonorama baby

27


Depoimentos

Sonho realizado Conheça os clientes da Sonorama Baby que fizeram seu “quartinho dos sonhos” para a chegada do bebê POR CAMILA LOUZADA FOTOS RODRIGO MARTINS/DIVULGAÇÃO

“Descobri minha gravidez no dia 13 de fevereiro de 2013, desde o começo tínhamos a sensação de que era um menino, demoramos muito para confirmar a suspeita, pois o bebê só resolveu colaborar com quase cinco meses de gestação. Realmente era um menino, Emanuel. Escolhemos o nome devido a seu significado, Deus conosco. Eu tinha em mente que não seria nada fácil montar o quarto que eu idealizava, pois nunca gostei da ideia de azul para menino e rosa para menina, e para ajudar, meu marido é designer e muito exigente se tratando de decoração. Sonhava com um quarto de tons fortes e ao mesmo tempo em que transmitisse paz e tranquilidade, e é ai que entrou a Sonorama Baby. Fui visitar a loja e foi amor à primeira vista, atendimento humanizado, produtos excelentes e muito variados, a vendedora soube de cara interpretar o que eu queria e assim todos juntos fomos dando vida ao meu sonho. Eu tinha sim visitado outras lojas, mais não havia encontrado alguém que soubesse interpretar o que eu realmente queria. Cada detalhe foi muito pensado e escolhido a dedo, cada cantinho do quarto tem nossa cara, ficou tudo exatamente como pensávamos e sonhávamos.”

Daiane Sabino, esposa de Paul e mãe de Emanuel “Desde o inicio eu tinha uma intuição que seria menina, eu só olhava coisas de meninas e as ideias foram surgindo. Não havia uma ideia pronta e por isto comecei uma busca por revistas especializadas e inspirações. Quando se confirmou o sexo, foi uma festa! Tudo podia ser colocado em prática. Logo na primeira visita à Sonorama Baby fiquei apaixonada, já que encontrei muitas opções de enxovais e móveis. Durante a escolha dos móveis, recebi auxílio em todos detalhes, foi desta forma que escolhemos cada peça do quartinho, buscando peças de qualidade que trouxessem conforto e charme ao ambiente. Escolher os móveis foi uma tarefa fácil para mim, mas fiquei muito indecisa a respeito do enxoval e por isto, foi o papai (Henry Tonuci) que decidiu por nós. Assim o sonho se realizou, tudo foi encontrado na Sonorama, compramos tudo carrinho, banheira, kit higiene, móveis e peças de decoração. Foi essa praticidade que nos levou a comprar todas as peças na loja, além do preço é claro! Com tudo arrumado o sonho se completou com a chegada da Bruna, hoje ela esta com 4 meses e voltamos a Sonorama Baby sempre que ela precisa de alguma coisa, com a certeza de encontrar um bom atendimento e muito carinho.”

Marina Magalhães Tonuci, esposa de Henry e mãe de Bruna

28

sonorama baby


Meu bebê quer! Selecionamos alguns de nossos produtos favoritos. Venha até a Sonorama Baby e conheça cada um deles. A loja está repleta de novidades para seu bebê.

SAÍDA MATERNIDADE COM MACACÃO E MANTA Paraíso Moda Bebê Tamanho P e PP

CONJUNTO ONCINHA 3 PEÇAS Planet Kids Tamanho 1 ao 4

BOLSAS LINHA LUCK Hug Kit Bolsas M e G, mala maternidade e mala de rodinhas

BERÇO-CAMA PEDRINHO Reller 100% MDF, berço que se transforma mini cama com selo Immetro. Medidas: 1,34m (largura) x 1,12m (altura) x 0,78m (profundidade)

CÔMODA PROVENCE Matic 100% MDF com detalhes provençais. Medidas: 1,36m (largura) x 1,15m (altura) x 0,45m (profundidade)

30

sonorama baby


Meu bebê quer! POLTRONA SUZI COM PUFF Phoenix Baby Com revestimento em corino ou tecido. Medidas: 0,72m (largura) x 0,70m (profundidade) x 1m (altura)

CARRINHO OPTIMUS Galzerano Fácil manuseio, encosto regulável e capa dupla face. Medidas: 0,55m (largura) x 1m (altura) x 0,94m (profundidade)

COLCHÃO PARA BERÇO NATURAL BABY Ecoflex

BOLSA TÉRMICA NUK

Com tecido de bambu. Medidas: 0,70m (largura) x 0,12m (altura) x 1,30m (profundidade)

Para transportar e conservar alimentos quente ou frios. Medidas: 0,23m (largura) x 0,14m (profundidade) x 0,26m (altura)

CADEIRA PARA AUTO MATRIX EVOLUTION 0+ 1-2 Burigotto Para transportar a criança no automóvel. (0 a 25kg) Medidas: 0,50m (largura) x 0,63m (altura) x 0,66m (profundidade)

CAMA BABÁ CHERRY Reller 100% MDF, com detalhes em treliça. Medidas: 2,17m (largura) x 0,90m (altura) x 0,97m (profundidade)

VESTIDO PARA FESTA COM BOLERO Cattai Tamanhos 4 ao 12

sonorama baby

31


Psicologia

A experiência emocional durante a gravidez Os cuidados com os estados psicológicos durante a gestação

A

experiência emocional do bebê se inicia na vida intrauterina, um momento sublime, abençoado onde um novo ser esta sendo gerado. As condições físicas e psíquicas da mãe influenciam afetivamente o bebê. Condições estas que lhe chegariam por meio de uma comunicação muito específica e do tipo não verbal, que se daria através do líquido amniótico e do cordão umbilical. E para entender um pouco dessas condições emocionais existe a Psicoterapia Corporal – que teve sua origem com Willian Reich (discípulo de Freud) – que contribui para trabalhar com padrões físicos, emocionais e mentais. O útero é a primeira morada do bebê e é ele que dá o primeiro holding (continência, suporte e sustentação). Nele estão contidos os elementos fisiologicamente necessários para o acolhimento e desenvolvimento do feto. E é também no útero que a mãe, pela primeira vez, acolhe existencialmente seu bebê. O bebê necessita de uma “casinha” nutritiva, quente, aconchegante e segura, o que chamamos de “útero de veludo”. A mãe precisa sustentar o bebê e sentir-se segura na família, no relacionamento com o companheiro, na comunidade e especialmente segura em si mesma. Faz parte desse ambiente o bombardeio hormonal que a mãe sofre e as pressões sociais, desde sono, mal-estar físico, até a situação socioeconômica. A gravidez, assim como o parto e o pós-parto, mostra ser um tempo de grandes transformações psíquicas, ocorrendo importantes transições existentes, onde há muitas respostas inseridas, como ambivalência, ansiedade, medos, mudanças nos vínculos afetivos, dúvidas, rejeição, negação emocional e pressão social. “A gestante se encontra em um estado vulnerável psiquicamente, mostrando, algumas vezes, aspectos regredidos, daí a importância que o estado emocional na futura mamãe seja reconhecido e acolhido” explica a psicóloga e presidente fundadora do Instituto Neo-Reichiano Lumen, Suely Silva Freitas. Tudo começa com o “desejo”: desejo de engravidar - desejo de não engravidar, medo de não engravidar – medo de engravidar. É normal a grávida sentir-se ambivalente ao receber a notícia confirmada no consultório médico (toda gestante quer estar grávida e não estar grávida). Surgem as dúvidas quanto à sua capacidade de gerar um bebê saudável, desempenhar a função de mãe de uma forma adequada, inseguranças que podem vir também da experiência com sua própria mãe. Outros aspectos que a psicóloga Suely Freitas ressalta são os desconfortos que a gestante passa, como a imagem corporal e a sexualidade, podendo trazer ansiedade e inseguranças. “No início a barriga não aparece e pode dar uma estranheza, pode vir um mal-estar e picos de bom e mau humor, desde uma euforia a uma intensa irritação, risos e choros desproporcionais as situações.

32

sonorama baby


Psicologia Grávidas fiquem tranquilas, tudo isso é porque vocês estão grávidas”. Quanto mais conectada a mãe estiver com o bebê, mais harmônico ficará seu corpo dando uma aparência vital e sensual. Porém, algumas gestantes poderão sentir-se inseguras quanto ao afeto e atração do parceiro e para o parceiro. Para Suely Freitas ambos precisam ser cuidados. “É uma situação delicada que vista e olhada com carinho e cumplicidade só ira fortalecer o vínculo do casal e beneficia o bebê. É importante nesse momento haver um diálogo entre o casal. O desejo sexual necessariamente não diminuirá pelo contrário, poderá aumentar”. Quanto a gravidez de um pai, não se dá nas entranhas, mas fora delas. Desde o início a figura materna está presente e o pai é importante para estabilidade do meio ambiente. A “gravidez” de um pai se dá primeiro no coração, onde o sentimento de paternidade é gerado, trazendo um desejo de se ver prolongado em outra vida. “Desta forma, se neste casal grávido, um olhar para o outro e ambos se olharem, o bebê não poderia ser mais bem olhado e cuidado. O casal precisa de cuidado, atenção e carinho, e um dando isto ao outro haverá união”, diz a psicóloga. O mais importante é a mãe estar conectada com o bebê e as experiências positivas serem maiores que as negativas. Precisa-se encontrar um equilíbrio, uma harmonia e, assim, poder viver este momento sublime e sagrado. “Querida gestante, dizem que os pais também engravidam e tem um tempo para que isso aconteça. Com você é muito mais rápido. Viva a sua sexualidade, o seu dia a dia e quando seu bebê mexer em sua barriga, dialogue com ele em pensamento, com sua voz, sua respiração ou tocando sua barriga. Medos, inseguranças, ansiedades, entre outros sentimentos fazem parte, mas não deixe que nada disso roube ou contamine os momentos de alegria, felicidade e êxtase”, aconselha Suely. E complementa: “Papai e mamãe, nove meses passam muito rápido, aproveitem! Vivam toda e qualquer experiência deste período como única! Tudo poderá vir com maior ou menor intensidade, aceitem e acolham: vocês estão grávidos! A mulher esta gerando um ser em seu próprio corpo, literalmente darão a luz e isto é maravilhoso! Uma benção! É mágico!”.

sonorama baby

33


Comportamento

Os corpos vibrantes dos pais Quando as vibrações e as sensações dizem muito mais que as palavras

O

primeiro contato do feto com a mãe é rítmico, desde a fecundação até a pulsação do corpo. O batimento cardíaco da mãe, as sensações vibratórias, os ruídos das paredes intrauterinas, os ruídos intestinais e a respiração. Todos estes elementos sonoro-musicais são, durante a gestação, percebidos pelo feto como vibrações e não são só ouvidos pelo sistema auditivo. Toda esta “dança” entre mãe e bebê que começa na gestação vai desaguar na pulsação da criança em seu ritmo interno e na sua relação com a música e com a natureza. “O registro emocional ou todas as mensagens afetivas que a criança recebe dos pais são primeiramente ‘sonoras’, vibracionais e energéticas. O bebê ou a criança, ainda, não entendem o significado das palavras, mas sentem e registram as vibrações e as sensações da voz (e do corpo) da mãe/pai como mensagens carregadas de emoção e vibração. As crianças brincam com os sons e sentem a voz da mãe e do pai como um ‘banho melódico de amor”, explica Cláudia Lelis musicoterapeuta e psicoterapeuta corporal. As crianças naturalmente gostam e se entregam à música a desde pequeninos. Elas são musicais espontaneamente e precisam ser acolhidas, educadas e criadas com música. É natural uma criança pequena ouvir uma música e em seguida começar a dançar e se mostrar alegre e surpresa. “O velho costume de cantar e contar histórias para as crianças é excelente, pois desperta o interesse, a curiosidade, a alegria e o entusiasmo dos pequenos por tudo aquilo que é fantasioso e criativo, acionando as sensações puras pelos sons e timbres, criando descobertas do mundo interno e externo”. Ao sentirem e expressarem seus medos, sentimentos, fantasias e ao cantarem e tocarem instrumentos musicais, as crianças descobrem diferentes esquemas motores, sen-

34

sonorama baby

soriais, emocionais. A criança pequena fica fascinada pela própria voz e começa a reconhecer melodias, exibindo movimentos associados a elas, entrando em ressonância com ela mesma, com a mãe e com o ambiente através do som e da música. “Toda a identificação e preferências musicais na idade adulta estão ligadas a estas experiências afetivo-sonoros musicais da infância, refletindo o prazer e as sensações vividas na relação com a mãe, com o pai, com a natureza e com o ambiente”, explica Cláudia. A música e o canto são fontes de cura para crianças e adultos porque refletem nosso self, nosso interior. A nossa voz é a fonte mais pura que conservamos intacta e cheia de amor. É como uma fonte que jorra água limpa, expressando desejo mais puro de amor, desejo de dar e receber amor. Como diz o ditado popular, “os olhos são o espelho da alma”, podemos dizer que “a voz é o espelho do coração”. Segundo Ken Bruscia, musicoterapeuta inglês, fazer e criar música possibilita oportunidades de autoexpressão em diversos níveis. No nível mais primitivo, ela permite expressar os nossos corpos através do som – vibrar e ressoar suas várias partes de forma a poderem ser ouvidas. Quando se pratica o canto ou toca-se instrumentos musicais, liberase uma energia interna para o mundo externo, fazendo o corpo soar, dando forma aos impulsos, vocalizando o não dizível ou as ideias não pronunciáveis e destila as emoções em formas sonoras descritivas. “Hoje em dia é comum os pais introduzirem iPhones e iPpads para as crianças pequenas, contendo vídeos e historinhas, acreditando que este estímulo é positivo. Mas, posso lhes afirmar que não há estímulo maior para uma criança que o contato do calor da voz, dos olhos amorosos, do corpo vivo e vibrante de amor dos pais por seus filhos”, ressalta Cláudia Lelis.


Mexa-se!

Exercício na gravidez Com cautela e orientação profissional, a atividade física pode ser uma grande aliada durante a gestação

D

urante a gestação as alterações hormonais podem ter um impacto profundo sobre o emocional da mulher, levando muitas delas a quadros depressivos profundos - processo que não se inicia ao final da gestação, como muitos pensam, e sim desde as primeiras semanas. E foi-se o tempo em que a mulher grávida precisava ficar quase em repouso. Hoje, a medicina comprova que manter uma vida ativa é muito saudável, faz bem para o feto e ajuda o corpo da mãe a voltar à forma mais rapidamente depois da gestação. A atividade física não precisa ser restringida, mas adequada para cada momento da gestação. Se você está grávida e anda reclamando de dores na lombar e falta de disposição, inclua na sua rotina uma atividade física. A educadora física, Daniela Tardivo, ressalta que os benefícios de praticar exercícios durante a gestação vão muito além do controle de peso, chegando à melhora da postura e das condições cardiocirculatórias, à prevenção de diabetes gestacional e ao alívio do estresse e tensões. “Colocar o corpo em movimento libera mais endorfina e traz sensação de bem-estar para a futura mamãe. Mas, pequenas adaptações são necessárias para que a gestante não sofra complicações provocadas pelo esforço”. Durante a gestação, o organismo da mulher produz uma alta dose de relaxina, hormônio que alarga as articulações e aumenta a flexibilidade, proporcionando mais mobilidade à bacia e facilitando a passagem do bebê na hora do parto. Daniela explica que por essa razão, torna-se necessário cuidado redobrado na hora de praticar

36

sonorama baby

exercícios físicos: “A questão é que o corpo inteiro - todos os ligamentos de todas as articulações - também se afrouxa. Aí mora o perigo. Tornozelos, joelhos, ombros e coluna ficam muito suscetíveis a lesões. O equilíbrio também fica prejudicado, já que o centro de gravidade muda”, explica Daniela. O indicado é que cada gestante procure o exercício que mais se adéqua ao seu gosto, ressaltando que algumas atividades não podem ser praticadas por todas elas e que um médico deverá ser sempre consultado. A seguir, algumas dicas de exercícios para esta fase: MUSCULAÇÃO O treinamento adequado proporciona a gestante uma condição muscular ideal a fim de compensar as alterações posturais decorrentes do processo gestacional, que geralmente estão associados a lombalgias, melhor sensibilidade à insulina e melhor controle da gordura corporal, entre outros benefícios. Contudo, mulheres que nunca fizeram musculação não devem inicia-la durante a gestação. PILATES O Pilates é uma das modalidades mais praticadas pelas mulheres grávidas. É uma modalidade que pode trazer conforto durante a gravidez e ao parto, proporcionando força à musculatura abdominal, maior apoio das vísceras abdominais, melhorando a estabilidade da coluna vertebral e a resistência dos músculos da pelve - o que o torna extremamente benéfico a quem realizará parto normal. O resultado na melhora da postura gera mais espaço para o bebê.

HIDROGINÁSTICA A hidroginástica ainda é a atividade mais indicada pelos médicos. Seus benefícios para as gestantes, principalmente no último trimestre, são diversos, pois é nesta fase que muitas sofrem com o inchaço nas pernas. No entanto, há de se tomar cuidado com o local escolhido para a prática, pois as aulas devem ser específicas para grávidas. CAMINHADA Caminhar em esteira ou ao ar livre é um exercício sem impacto e sem acidose metabólica (sem queima). É uma das modalidades, também, mais recomendadas pelos médicos, sendo - inclusive - liberada para gestantes que não faziam exercícios, justamente por ser uma atividade simples que não requer um nível de aptidão elevado. ALONGAMENTO As alterações dos hormônios reduzem a tonicidade muscular e da pele. Assim sendo, os alongamentos devem ser específicos aos músculos ainda encurtados. Nenhuma articulação deverá ser além de seu limite, pois, articulações e tendões estão mais sensíveis nesse período. A prática também proporciona maior agilidade e elasticidade do corpo, ajudando a prevenir lesões. TREINAMENTO FUNCIONAL Combinados de diversos exercícios, com vários equipamentos diferentes proporcionando maior equilíbrio, força, resistência, flexibilidade e coordenação, esse tipo de modalidade deve ser feito com um programa de treinamento específico e adaptado à situação da gestante.


Entrevista

Cuidados essenciais Antes, durante ou depois da gravidez há inúmeras dúvidas que surgem entre as mamães, deste modo a orientação profissional nesse período se torna essencial FOTO RODRIGO MARTINS

D

urante toda a gestação a futura mamãe cria uma rotina de cuidados especiais. Vai às consultas periódicas para realizar o pré-natal, pratica exercícios, a alimentação ganha uma maior atenção. Mas, é chegada a hora do nascimento e neste momento é de extrema importância contar com o auxílio de profissionais que continuarão a cuidar com todo o carinho do pequeno bebê que vem ao mundo. Por ser um momento envolto de emoções é imprescindível ter a sensibilidade aliada aos cuidados profissionais

que o bebê e a mamãe necessitam. O pediatra é um desses profissionais de extrema importância no momento do parto, pois os exames realizados por ele nos primeiros momentos de vida do bebê garantem uma vida saudável. A pediatra com especialização em Terapia Intensiva Pediátrica, Dra. Rita Marcia Pinelli, que há 28 anos trabalha nessa área, concedeu uma entrevista falando sobre os procedimentos nos primeiros minutos do nascimento, da importância do aleitamento materno e das consultas ao pediatra no primeiro ano de vida.

SONORAMA BABY Qual a atuação do

pediatra no momento do nascimento? DRA. RITA Aquecer o recém-nascido e avaliar sua vitalidade por meio de exames específicos. SONORAMA BABY Quais são os primei-

ros exames realizados nos bebês? Para que servem e sua importância? DRA. RITA São realizados exames de vitalidade e o exame físico geral, que servem para avaliar a saúde física e descartar malformações grosseiras,

sonorama baby

39


Entrevista

além da avaliação neurológica inicial através de reflexos primários; tem também o teste do ‘olhinho’, que avalia o reflexo vermelho; o teste do ‘coraçãozinho’, para descartar patologias cardíacas mais graves precocemente; e depois, geralmente após alta, deverá ser feita a triagem auditiva, por meio de emissões otoacústicas.

geral o prematuro pode sim ter um desenvolvimento normal, e se for pré-termo extremo (bebês que nascem com peso menor ou igual a 1500g/30 semanas de idade gestacional) existe sempre a colaboração multiprofissional, de fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, fazendo estimulação precoce para que ele alcance o mais rápido possível o desenvolvimento normal para a idade

SONORAMA BABY O que é melhor para a mãe e bebê, parto

normal ou cesárea?

SONORAMA BABY Qual a importância do contato com a

mãe logo após o nascimento? DRA. RITA Se estiver tudo bem com ambos, com todas as

condições de saúde favoráveis, o melhor será o parto normal, mas a cesárea tem suas indicações e deve ser realizada quando houver necessidade.

DRA. RITA Esse tipo de contato deve ser proporcionado quando possível, para a criação de vínculo afetivo entre mãe e filho.

SONORAMA BABY Um bebê prematuro tem o desenvolvi-

SONORAMA BABY Qual a importância do aleitamento ma-

mento igual ao de um bebê que nasceu de uma gestação completa? DRA. RITA É uma pergunta difícil de responder, porque depende não só da idade gestacional ao nascimento, mas também de vários outros fatores, como tempo de internação em UTI, complicações de prematuridade. Mas, de um modo

40

sonorama baby

terno e exclusivo até os seis meses? DRA. RITA O leite materno é o único alimento que pode ser exclusivo até seis meses de idade, porque é o mais completo em todos os sentidos. Além da qualidade nutricional, existe a proteção de doenças, como diarréias.


Entrevista SONORAMA BABY Quando é indicado o uso

de fórmulas? DRA. RITA O uso de fórmulas é indicado apenas quando há contraindicação à amamentação ou quando não há disponibilidade do leite materno. SONORAMA BABY A intenção de amamen-

tar ao seio está se perdendo? Existe uma falta de conscientização por parte dos médicos ou de interesse e de preparo das mães? DRA. RITA Na realidade eu acho que não, eu vejo na UTI, por exemplo, as mães que passam o dia todo no hospital para retirar o seu leite para os seus filhos internados, durante um mês, dois meses, às vezes mais, e a grande parte desses bebês saem sugando o seio materno. Se houver boa orientação por parte da enfermagem e dos pediatras, a amamentação dará certo, e haverá menos desistências das mães, porque amamentar tem que ser algo prazeroso e não doloroso. SONORAMA BABY Muitas mães trabalham

fora. Como ela deve execer a maternidade? DRA. RITA Devem aproveitar a sua licença gestante para amamentar exclusivamente ao seio e se organizar para levar o bebê às consultas mensais ao pediatra. Talvez após esse período a introdução de fórmulas e alimentos seja um pouco mais precoce, mas sem nenhum prejuízo para o bebê, se forem bem orientadas. E principalmente não devem sentir-se culpadas, porque não importa a quantidade de tempo que você tem com seu filho e sim a qualidade desse tempo que você dispõe. SONORAMA BABY As visitas ao pediatra no

primeiro ano de vida do bebê são essenciais? DRA. RITA O acompanhamento no primeiro ano de vida é fundamental, são nas visitas mensais ao pediatra que saberemos como está o desenvolvimento neuropsicomotor da criança, além da avaliação de peso, estatura, introdução de alimentos na hora certa - e de maneira correta - para que haja um bom desenvolvimento físico e mental do bebê.

sonorama baby

41


Aprendizado

ABC da língua Iniciar o aprendizado da leitura e da escrita requer alguns cuidados. Veja aqui algumas dicas para auxiliar as crianças

A

alfabetização é um momento especial na vida das crianças. Depois de andar e falar, este é o maravilhoso momento em que o cérebro faz uma grande aquisição. Entrar e fazer parte do mundo das letras, juntas ou misturadas as palavras podem trazer vários significados, tornando-se um universo encantador para as crianças. A fonoaudióloga clínica especializada em Neurociências, Patricia Lombardi Tavares, diz que para este momento a criança deverá ser estimulada e sua linguagem já deverá estar preparada. “A linguagem inicia-se na criança desde seu nascimento e vai se aprimorando em todas as fases de seu crescimento e desenvolvimento, através de seu uso e funcionalidade bio-psico-social”, complementa a fonoaudióloga. “As crianças já estão em um mundo essencialmente visual. Podemos vivenciar com elas um ambiente em casa “leitor e escritor”, para que ela se familiarize com este universo e possa sentir-se segura nos novos caminhos a percorrer”. Outra dica muito importante para que os pais acompanhem o desenvolvimento dos pequenos no período escolar é que estes conheçam o método, o espaço físico, material e maneiras de ensinar que são apresentados pela escola. “Mas, principalmente, deve-se observar como a escola funciona em um dia de aula e poder perceber se há uma coerência na proposta e na maneira como ela é apresentada. O essencial não é “o que” a escola oferece e sim “como” ela se propõe a trabalhar com o que é apresentado”, explica Patricia. Nas novas aquisições das crianças, dentro da alfabetização, algumas dificuldades podem surgir. Nestes momentos é melhor incentivá-los e apoiá-los, ao invés de pressionar. É preciso respeitar, compreender e acreditar que cada um tem seu ritmo de desenvolvimento e que os erros fazem parte deste processo. É necessário valorizar os acertos das crianças e mostrar seus erros, sem repreendê-los. “O essencial é acreditar que a mágica de ‘ler e escrever’ vai acontecer com seu filho e então todos poderão estar juntos dividindo as descobertas, experiências, sensações e emoções de viver o universo das palavras”, finaliza Patricia.

42

sonorama baby

ALGUMAS SUGESTÕES SIMPLES PODEM AJUDAR AS CRIANÇAS E ABRIR POSSIBILIDADES PARA ESSE UNIVERSO DAS LETRAS: • Ofereça revistas que tenham atividades como caça-palavras, adivinhas e enigmas • Tenha em casa lápis, papéis, computador para estimular os pequenos a desenharem e registrarem seus momentos • Leia com a criança cartazes, anúncios e outdoors • Faça a lista de compras junto com seus filhos • Leia pra ele desde bebê com entonação e emoção, leia as histórias mais de uma

vez, para que ele possa recontá-las com segurança • Escreva cartões de datas comemorativas junto com ele e estimule-o a desenhar e assinar • Organize um álbum de fotos e escreva as referências com ele • Monte uma agenda telefônica com números dos avós, vizinhos, primos e amigos, mostrando o que são números e nomes • Tenha uma lousa e deixe-o livre para esta experiência


Saúde

Aleitamento Materno Um gesto de amor que traz inúmeros benefícios ao bebê FOTOS RODRIGO MARTINS/SHUTTERSTOCK

O

aleitamento materno é a forma mais completa e segura de alimentação dos bebês. As crianças amamentadas têm menor risco de infecções respiratórias e intestinais, e a longo prazo, menor risco de doenças do coração e de diabetes na vida adulta. Para as mulheres a amamentação diminui o risco de desenvolver câncer de mama e ovário, protege contra hemorragia após o parto e ajuda na perda de peso após o nascimento do bebê. O Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendam que a amamentação seja exclusiva e em livre demanda até o sexto mês de vida do bebê, e complementada até 2 anos ou mais. É importante lembrar que toda mulher é capaz de amamentar, e o sucesso na amamentação depende das informa-

ções corretas, do apoio profissional adequado, do suporte e incentivo da família, em especial do marido/companheiro, proporcionando assim tranquilidade e autoconfiança da mulher no seu potencial. Mas, muitas dúvidas e mitos ainda rondam a cabeça de inúmeras mamães. Portanto, para ajudar em um assunto tão importante como este, entrevistamos as enfermeiras obstretas com capacitação em aleitamento materno, Carolina Guimarães e Estefânia Piza. SONORAMA BABY O que é amamentação exclusiva e em livre demanda? CAROLINA GUIMARÃES Amamenta-

ção exclusiva é quando a criança recebe apenas o leite materno, sem água, chá, outros leites ou outros alimentos. A amamentação deve ser exclusiva até o 6º mês porque o intestino do bebê

ainda não está pronto para receber outros alimentos, e o risco de desenvolver infecções e alergias alimentares é muito grande. ESTEFÂNIA PIZA Segundo o Ministério da Saúde, livre demanda é amamentação sem restrições de horários e de tempo de permanência na mama, ou seja, o bebê mama quantas vezes ele quiser pelo tempo que ele quiser. Só deve haver intervenções nos horários nos casos de bebês que necessitam de cuidados especiais, como os prematuros e de baixo peso. SONORAMA BABY Quanto tempo o leite demora a descer após o parto? CAROLINA GUIMARÃES Logo após a saída da placenta, os hormônios já estimulam a saída do colostro, o primeiro leite. O colostro vem em pequena

sonorama baby

45


quantidade, em gotinhas, mas é de extrema importância para o bebê, pois é rico em anticorpos e tem ação laxativa que ajuda o intestino a funcionar. É um leite mais “transparente” e um pouco amarelado ou até mesmo alaranjado, e por vir em pouca quantidade não deixa a mama cheia e pesada. ESTEFÂNIA PIZA Por volta do 3º e 5º dia após o parto, ocorre a descida do leite. Neste momento a mama fica cheia, pesada, endurecida, quente e o leite sai em maior quantidade. Este leite é chamado leite de transição, uma mistura do colostro com o leite maduro, e tem um aspecto mais esbranquiçado, podendo sair ainda um pouco amarelado.

SONORAMA BABY Como saber se o bebê está mamando

de forma eficaz? CAROLINA GUIMARÃES O primeiro indício de que a mamada foi eficaz é a sensação que as mães têm de mama mais leve. O bebê fica calmo, e dorme uma média de 2 a 4h até a próxima mamada. Além disso, deve haver de 6 a 8 trocas de fralda com xixi por dia e o intestino deve funcionar diariamente. Por último, deve ser avaliado o ganho de peso. SONORAMA BABY Cerveja preta aumenta o leite? E a

canjica?

CAROLINA GUIMARÃES Não. Todo leite materno é nutricionalmente completo para o bebê, além de ser rico em água e anticorpos.

ESTEFÂNIA PIZA A cerveja e a canjica são ricos em carboidratos, que é uma das fontes nutricionais do leite materno. Porém o que faz melhorar e manter a produção é a sucção do bebê. Tomar cerveja ou outra bebida alcoólica durante o período de amamentação é muito arriscado, pois o álcool passa pelo leite, prejudicando assim a saúde do bebê.

SONORAMA BABY Em cada mamada deve-se oferecer as duas mamas? Quanto tempo o bebê deve mamar?

amamentação?

ESTEFÂNIA PIZA Não. O bebê deve mamar uma mama em cada mamada do começo ao fim, para que possa sugar o leite posterior. O leite maduro se modifica no decorrer da mamada, em leite anterior ou primeiro leite, que é mais transparente e mata a sede do bebê, e em leite posterior ou leite do fim, que é mais branquinho, mata a fome do bebê e o ajuda a ganhar peso. Não há um tempo determinado para a mamada. Nos primeiros três meses a mamada dura, em média, de 30 a 50 minutos.

CAROLINA GUIMARÃES Sim. A forma com que o bebê suga a mamadeira e a chupeta é diferente da forma com que suga o seio materno, provocando o que chamamos de “confusão de bicos”. Além disso, crianças que chupam chupetas, em geral, são amamentadas com menos frequência, o que pode comprometer a produção de leite. O uso da chupeta também está relacionado ao aparecimento de “sapinho” (candidíase), infecções de ouvido (otite média) e alteração no “céu da boca” (palato), prejudicando assim a respiração.

SONORAMA BABY Existe leite fraco?

46

sonorama baby

SONORAMA BABY Chupeta e mamadeira atrapalham a


Reflexão

Um caminho diferente A importância dos pais desfrutarem das conquistas e superações de seus filhos com necessidades especiais POR MARCELA CALIL

O

medo do desconhecido, daquilo que foge um pouco dos padrões majoritários, enfim, daquilo que nos difere dos demais, sempre foi um tabu para a grande maioria dos seres humanos. Tal fato é bastante compreensível, uma vez que em geral, é bem mais fácil andar por estradas conhecidas, do que aprender novos caminhos para chegar a destinos até então, pouco ou nem um pouco, desbravados. No entanto, vale considerar que se todo homem tivesse apenas seguido um único iniciante e corajoso semelhante,

não teríamos descoberto tantas coisas importantes, nos diversos ramos das ciências, vida, natureza; não teríamos acesso a tantos lugares incríveis de nosso planeta; nem poderíamos nos deslocar para conhecer culturas diferentes; enfim, tudo seria bem mais sem graça, precário e previsível. Para chegarmos ao mundo de hoje, foi necessário que muitos desbravadores enfrentassem seus medos e dessem chances a si próprios de experimentar, de procurar, de viver, de aprender e conhecer o novo. Assim ocorre com os pais de crianças especiais, os quais precisam dar a si mesmos a chance de experimentar, conhecer

e aprender com o diferente, com o novo, respeitando seus próprios medos, porém deixando-os em segundo plano e enfrentando as dificuldades para poderem desfrutar das conquistas e superações de seus filhos, além das lições de amor e vida que essas crianças têm para oferecer. Quando descobrimos que seremos pais de crianças com necessidades especiais é muito comum vivenciarmos uma mistura de sentimentos como negação, medo, ansiedade, raiva, frustração versus amor e conformismo. Essa explosão de sentimentos acaba gerando muita ansiedade e até culpa. Em muitos casos, os casais e familiares

Inverno 2014


Reflexão acabam culpando uns aos outros, tentando erroneamente atribuir razões para justificar a condição especial de seus filhos e isso pode levar a desentendimentos entre o casal, discussão entre os familiares e, não raramente, a destruição do núcleo familiar, o que, em geral é um fator de risco para o desenvolvimento de qualquer criança, seja ela especial ou não. Por isso, é muito importante não culpar a si nem a ninguém, ter calma e se cercar de profissionais que possam ajudar a desbravar esse novo caminho! Independentemente de se descobrir sobre a especificidade durante o pré-natal ou de se perceber alguns comportamentos atípicos durante o desenvolvimento infantil, o caminho é basicamente o mesmo. A primeira medida a ser tomada é solicitar uma avaliação do pediatra, o qual fará uma análise clínica da criança e certamente solicitará demais avaliações de multiprofissionais, como psicólogos, fonoaudiólogos, psicopedagogos, psiquiatras, terapeutas-ocupacionais, oftalmologistas, ortopedistas, dentre ou-

tros, para fechar um diagnóstico e assim dar início aos tratamentos possíveis e de maior eficiência para o bom desenvolvimento da criança. O atendimento multiprofissional é muito importante para as crianças que apresentam alguma necessidade especial, “pois propicia ganhos significativos nos diversos âmbitos do desenvolvimento, possibilitando a essa criança uma vida mais independente e autônoma, o que contribuirá para sua inclusão e participação ativa na sociedade. A inclusão social, a qual também abrange a inclusão escolar, é muito valiosa, já que é uma forma de integração com crianças da mesma idade e também uma ótima maneira de incitar alguns comportamentos desejados e assim ajudar o desenvolvimento como um todo. Faz-se muito válido lembrar que isso não descarta os benefícios das instituições especializadas em desenvolvimento atípico como APAE, Ann Sullivan, entre muitas outras públicas e privadas. Essas entidades e instituições são importantes tanto pelos serviços oferecidos, quanto

pela troca de conhecimentos que proporcionam aos pais e cuidadores. É fundamental que os pais tenham o máximo de conhecimento possível sobre a especificidade de seus filhos, porém, ficar totalmente preso ao diagnóstico pode limitar o desenvolvimento da criança especial, já que cada ser humano é único, singular e que o caminho de cada um é ilimitado, exatamente como ocorre com qualquer outra criança; com estímulos, amor e dedicação, ela pode sim, desenvolver-se muito bem em diversos aspectos. Por fim, os pais devem sempre lembrar-se de que não estão sozinhos e de que há inúmeras possibilidades e pessoas para ampará-los e ajudá-los; devem entender que cuidar dessa criança, é uma confiança que lhes foi depositada e o principal: nunca duvidar da capacidade de seus filhos, mas apenas compreender que eles necessitam de caminhos diferentes.


Perfil

Universo particular As crianças têm um mundinho que é só delas, em que todos os sonhos são possíveis e que as soluções dos maiores problemas são resolvidas com toda a simplicidade POR CAMILA LOUZADA FOTOS RODRIGO MARTINS

NOME: Ana Luiza PAPAI E MAMÃE: Luiz e Regina IDADE: 6 anos CORES FAVORITAS? Vermelho, rosa e verde-claro BRINCADEIRA FAVORITA? Maquiagem COMIDA PREFERIDA? Ovo frito (Com a gema mole) LIVRO QUE MAIS GOSTOU DE LER? Pai Nosso de Chico Xavier VOCÊ GOSTA DE SER CRIANÇA? POR QUÊ? Sim, porque não precisa

pagar conta O QUE VOCÊ ACHA QUE É MELHOR, SER CRIANÇA OU ADULTO? POR QUÊ? Criança, porque a criança brinca e não paga conta, nem

trabalha e tem pouca coisa para fazer e também pode dormir toda hora O QUE QUER SER QUANDO CRESCER? Professora SE VOCÊ PUDESSE SE TRANSFORMAR EM UM ANIMAL, QUAL SERIA?

Borboleta, porque ela voa O QUE VOCÊ FAZ PARA TORNAR O PLANETA EM UM LUGAR MELHOR? Eu não jogo lixo na rua

NOME: Pietro PAPAI E MAMÃE: Douglas e Andressa IDADE: 5 anos CORES FAVORITAS? Azul, branco, vermelho e cinza BRINCADEIRA FAVORITA? Power Ranger COMIDA PREFERIDA? Salada LIVRO QUE MAIS GOSTOU DE LER? Sportacus VOCÊ GOSTA DE SER CRIANÇA? POR QUÊ? Sim, porque eu posso

brincar, estudar e desenhar O QUE VOCÊ ACHA QUE É MELHOR, SER CRIANÇA OU ADULTO? POR QUÊ? Criança, porque eu não preciso ir trabalhar e posso

brincar no parque O QUE QUER SER QUANDO CRESCER? Quero ser super-herói igual

ao Power Ranger SE VOCÊ PUDESSE SE TRANSFORMAR EM UM ANIMAL, QUAL SERIA?

Tigre O QUE VOCÊ FAZ PARA TORNAR O PLANETA EM UM LUGAR MELHOR? Ajudo as pessoas e quero que o mundo fique sem as

pessoas más

50

sonorama baby


Revista Sonorama Baby - Número 01  

A Sonorama Baby completa 20 anos e comemoramos lançando nossa primeira revista! Aproveitem!

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you