Page 1


ISSN 1983760-7

PRA VOCÊ conteúdo de primeira www.felizcidade.net

Quem somos

Única revista semanal da Região Metropolitana do Vale do Paraíba. Tem como objetivo veicular matérias das mais diversas que informe, sensibilize e traga satisfação aos leitores, especialmente os de nossa região. Nossa preocupação maior é a de levar boas notícias, qualidade editorial e excelência quanto a forma, linguagem e conteúdo.

Conselho Gestor

Carlito Paes - Erich Prates - José Luiz Ovando Lázaro Carvalho – Marcos Madaleno

Editores

Erich Prates - Mariana Madaleno

Coordenação Executiva Erich Prates

Jornalista responsável

Talyta Grandchamp – MTB 57.760

SEMENTES Mariana Madaleno faz parte da equipe editorial da Revista Felizcidade, conecte-se com ela

Revisores

Aline Costa e Viviane Godoy

Direção de Arte Felipe Cavalcanti

facebook.com.br/mariceruks @mari_crks

Projeto Gráfico

Allan Marcel - Erich Prates

Designers

Lucas Anacleto - Júlio César Silva - Wagner Bonfim

Foto Capa

Carlos Sobreira

Fotos

Acervo de fotografia Felizcidade

Anuncie (12) 3911-2228

anuncie@felizcidade.net - Márcio Keske

Informações

(12) 3941-4108 contato@felizcidade.net Rua Euclides Miragaia, 548 - Centro – CEP: 12245-820 São José dos Campos - SP A Revista FelizCidade é uma publicação semanal da Editora Inspire em parceria com a PIB em São José dos Campos. As publicidades contidas nesta edição são de única e exclusiva responsabilidade dos anunciantes, não cabendo a Editora Inspire qualquer obrigação de responder sobre o conteúdo e veracidade de tais peças. Fica também a critério da Editora Inspire selecionar as propagandas que serão veiculadas. O conteúdo e informações contidos nas matérias e artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos articulistas.

Circulação

Caçapava, Caraguatatuba, Jacareí, Jambeiro, Paraibuna, São José dos Campos e Taubaté

Impressão

Allcor Gráfica

Distribuição

3.500 exemplares Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização prévia. Para solicitar autorização envie e-mail para revista@felizcidade.net

Auditagem __________________________________________________

Diretor Executivo João Carlos Púpio

Diretor Comercial Márcio Keske

Diretora de Redação

Mariana Ceruks Madaleno

Coordenação Editorial

A

nova geração de crianças e adolescentes são filhos da revolução digital. O acesso à internet, games e uma infinidade de aplicativos já faz parte de seu cotidiano, enquanto vivem em cidades cada vez mais perigosas e com pais cada vez mais atarefados. O resultado: mais horas dedicadas ao uso de computadores, smartphones e tablets. Muitos já se perguntam como esses traços comportamentais afetarão a chamada geração Z. O psicólogo Larry Rosen, renomado pesquisador no uso excessivo de tecnologia, recentemente afirmou acreditar que a sociedade futura sofrerá de “i-Doenças”, como o déficit de atenção e narcisismo exacerbado, impulsionados pelo uso massivo de computadores. Nossa matéria de capa fala dessa geração plugada à tecnologia e sugere que, apesar das vantagens desses dispositivos, é preciso encontrar o equilíbrio. Nossa editoria de Conteúdo também aborda a questão de como lidar com o futuro. Ao apresentar as vantagens da Previdência Privada, a matéria nos faz entender porque nesse ano mais de um milhão de brasileiros passarão a aplicar seus recursos nesse tipo de investimento. Entenda quais os tipos de Previdência Privada e qual a melhor opção para a sua família. Constroi-se hoje para o amanhã. Nosso entrevistado da semana, Macedo Bastos, conta sobre sua trajetória como homem público e como tem trabalhado sob esse preceito. Eleito para seu 8º mandato na Câmara Municipal de São José dos Campos, Bastos comenta também os desafios que estão por vir. Educar e investir. Atitudes semelhantes entre si, já que são atos feitos aos poucos, sem que se contemple resultados rápidos e transformações súbitas, mas que gotejam pouco a pouco sobre sementes de grandes mudanças. Que saibamos plantar no tempo certo, mesmo que sejam nossos filhos quem comerão desses frutos. Aproveite!  

Viviane Godoy

Gerente Financeiro Natália Albuquerque

Informações

(12) 3911 2228 contato@editorainspire.com.br www.editorainspire.com.br

felizcidade.net | 3


DIZ AÍ expressão e atitude

Pense bem

Reflita!

Prosperidade é muito mais do que ter, é ser em essência uma pessoa satisfeita com Deus e com a vida. O pastor mandou bem demais no texto “Como definir o caminho da prosperidade?” Mari Delgado

Gostei muito do artigo do ministro Robson Santana – Tênis Apertado. Mensagem contextualizada, simples, mas de grande profundidade. Parabéns! Moacir Giocondi

Queremos sua participação no conteúdo da revista FelizCidade. Envie suas sugestões de matérias e faça parte da revista.Você pode estar na proxima edição.

revista@felizcidade.net facebook.com/revistafelizcidade

Você também pode acessar as edições anteriores da revista FelizCidade pelo site www.felizcidade.net e conferir todo conteúdo.

NESTA EDIÇÃO

06 09 11 13 14 15 22

Quem? Macedo Bastos A política na história de vida Humm Sabores árabes Elas Mude a rotina e viva melhor Reflita Mentir para si mesmo Família A graça de ter filhos Estar bem Conheça mais a Soja Cabide Tire as manchas da sua roupa

23 24 29 32 33 35 38

Onde Paraty: patrimônio histórico Conteúdo Poupar para garantir um bom futuro Solidariedade Trilhas da profissão Etc Notícias da região Radar Notícias da Comunidade PIB Trajetória Ação e fé contra desemprego

CAPA

17 Gerações “Y” e “z” fazem parte da revolução digital

Pense Bem O poder invisível da fé felizcidade.net | 5


QUEM vida que faz a diferença

“O aspecto mais importante para o homem público é trabalhar pela qualidade de vida da população”.

• Texto Talyta Grandchamp

Na Câmara dos Vereadores por oito mandatos, Macedo Bastos comemora aos 63 anos a aprovação da população

N

ascido e criado em São José dos Campos. Desde muito jovem já atuava em atividades de liderança, tanto na área esportiva como atleta da Associação Esportiva São José, quanto como líder estudantil no Colégio João Cursino. A história política começou ainda na faculdade, no Diretório Acadêmico da Faculdade de Direito (Univap) e daí não parou mais. O vereador eleito para seu oitavo mandato, com mais de 5 mil votos, aos 63 anos é o mais antigo no Legislativo. Conheça um pouco mais do delegado Macedo Bastos.

6 | felizcidade.net


Como iniciou na profissão de delegado? Entrei na carreira política antes de ser delegado de polícia. Na época em que eu comecei na vida pública, cursava a Faculdade de Direito. Atuei como advogado criminalista, participando de muitos júris. Em 1986, ingressei através de concurso público na Polícia de São Paulo. Desde então, trabalhei em vários Distritos Policiais. Fui Diretor do antigo Cadeião do Jd. Satélite, Delegado da DISE (Investigação sobre Entorpecentes) e Delegado de Trânsito. Hoje atuo na Delegacia Seccional de Polícia de São José. Quais os cargos que exerceu na política? Como concilia ambos cargos? Em minha vida política, fui Presidente da Câmara Municipal em duas oportunidades. Tenho atuado como Presidente da Comissão de Segurança e Direitos Humanos e membro do Conselho Municipal de Segurança. Procuro conciliar as funções de vereador e delegado de polícia, sempre visando a busca de soluções para esta área tão emblemática. Como analisa sua carreira política? Parece que foi ontem que iniciei minhas atividades na vida pública. Desenvolvi um trabalho muito intenso pela comunidade, mas na verdade ainda há muito que se realizar pela cidade, neste mandato de quatro anos que se inicia em 2013. Como vai atuar na oposição? Uma das principais prerrogativas do parlamentar, esteja ele na situação ou na oposição, é de legislar para o bem comum. A fiscalização ao Poder Executivo deve ser de maneira respeitosa. Diálogo, respeito mútuo e parceria para atender as demandas da população é que irão nortear nossa atuação parlamentar. Você já pensou em encerrar a carreira política? Meu mandato pertence à população que me elegeu. Na vida passamos por ciclos: princípio, meio e fim. Vai chegar um momento em que deixarei a minha atividade parlamentar, mas mesmo sem mandato político pretendo continuar trabalhando e ajudando a cidade que tanto amo. Ao final desta eleição quero lembrar Paulo em 2 Timóteo 4.7: “Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé.” A aprovação da população é que me mantém na política. A democracia pode não ser a forma mais perfeita de governo, mas, sem dúvida, é a melhor que conhecemos. O que te mantêm firme na política por tanto tempo? As parcerias com entidades, grupos e lideranças que apoiam as lutas contra as drogas, pessoas com deficiência, moradores de rua, menores infratores e segurança, dentre tantas outras, é que me incentivaram durante todos esses anos a continuar na vida pública. Com esse apoio e essas parcerias, eu me vi impelido a continuar executando tarefas como estas a favor da sociedade, afinal, não são muitos os que querem empunhar estas bandeiras.

Quantos projetos você desenvolveu nesse período de Câmara Municipal? Sou autor de 165 leis municipais, como a proibição de construção na Orla do Banhado, o programa de revitalização no centro da cidade, a instalação de estações de monitoramento da qualidade do ar e a criação do Conselho Municipal de Segurança, a criação de um Banco de Dados para pessoas com deficiência. Além disso, a regulamentação do transporte escolar e do motofrete, publicações gratuitas de informações de pessoas desaparecidas, leis de educação no trânsito e do apoio às comunidades terapêuticas que atuam no tratamento aos usuários de drogas. Dentre tantos projetos, qual você destaca como vereador? Considero como grandes projetos desenvolvidos àqueles que tive participação ativa, como a instalação do Presídio do Putim, Distritos Policiais, Instituto Médico Legal (IML), Casa de Internação do Adolescente Infrator, Vara da Infância e Juventude, entre outros. O que mais destaca no cargo público e como pretende atuar? O aspecto mais importante para o homem público é trabalhar pela qualidade de vida da população. Por ser delegado de polícia, gosto de atuar principalmente na área de segurança pública. Quero dar continuidade aos projetos já iniciados, pois grande parte da população também acredita e caminha conosco, na prevenção e no combate às drogas e a violência. Quero colocar minha experiência a favor da população de São José, na área hoje, com o maior clamor da sociedade atual. O que você analisa que falta ainda para cidade? A cidade necessita de aumento de vagas em escolas e creches do município, investimentos na área de segurança, com contratação de mais policiais, aumento do efetivo da guarda civil municipal e instalação de mais câmeras de segurança. Precisamos de planejamento no trânsito e melhoria do fluxo de veículos, com abertura de novas vias. Outro investimento que acredito ser importante é na área da saúde, com mais hospitais, agilidade no agendamento e atendimento de especialidades médicas, além de políticas públicas voltadas ao acolhimento e tratamento de dependentes químicos. É preciso amadurecimento e investimentos nos serviços públicos e privados, para resgatar os que tanto necessitam e pedem nosso socorro. O que a fé e a igreja representam na sua vida? Hoje é impossível desassociar a PIB da minha vida espiritual. A igreja tem um grande significado na minha aliança com Deus e tem me influenciado de forma exponencial para que, através da fé, Deus pudesse me dar direção e um novo sentido para minha existência.

#CONECTE

facebook.com/macedo.bastos.7

felizcidade.net | 7


Hummm bom apetite • Texto Chef Marco Antonio

Sabores da Culinária Árabe

Q

uando você pensa em cozinha árabe, o que vem em sua mente? Já sei: esfirras e quibes, com certeza. Afinal, é o que mais consumimos dessa culinária em nosso país. Mas nem só de esfirras e quibes se faz uma boa refeição árabe. As especiarias do Oriente, que seduziram o mundo inteiro, fazem toda a diferença. Estão sempre presentes: semente de anis, alcaravia, cravo-da-índia, cominho, gengibre, sumagre, noz-moscada, macis, semente de gergelim, alho e cebola. Além de muito saborosa e nutritiva, a cozinha árabe é própria para dias de festa, já que as receitas foram pensadas exatamente para aconchegar convidados.  Os árabes gostam de receber bem, com mesas cheias de comida e esperam que as pessoas comam bastante. E o tempo todo. Os pratos têm uma variedade enorme de sabores e podem se adaptar a diversas ocasiões. O cordeiro com gengibre, por exemplo, é um prato para ocasiões em que se recebem várias pessoas. Já a leveza e a praticidade são a marca do sanduíche no pão sírio e de uma das saladas mais populares dessa gastronomia: o tabule, que mistura tomate, cebola e pepino, com o toque charmoso do trigo. As frutas não podem faltar, como uvas, figos, romãs, ameixas, damascos, amêndoas, pistaches, avelãs, pinhões, tâmaras, azeitonas, goiabas, mangas, laranjas, bananas, abacates e melões. O delicioso homus é minha receita preferida, feito com grão de bico, limão, alho, bastante azeite e tahine, que é uma pasta feita com gergelim. Já estou ficando com fome. Que tal aprender a fazer alguns desses pratos em um workshop na ABAP? Informe-se e faça sua inscrição. Além de apreciar essa rica culinária, você ajuda o próximo a ter uma mesa farta.

#CONECTE

www.aboacozinha.com facebook.com/aboacozinha.gastronomia aboacozinha@hotmail.com

Receita de Homus Ingredientes 500g de grão de bico 2 colheres de tahine 2 dentes de alho amassado Suco de limão a gosto Azeite a gosto Modo de preparo: deixar o grão de bico de molho de um dia para outro. No dia seguinte, trocar a água e colocar para cozinhar até ficar macio. Bater no liquidificador com um pouco da água do cozimento. Deve ficar um creme espesso. Misturar o tahine com o limão, o sal e o alho amassado. Juntar com o creme de grão de bico, misturando bem. Dar o ponto com o azeite. Acertar o sal e o limão. Regar com mais um pouco de azeite e enfeitar com folhas de hortelã ou salsinha picada. Sirva com pão sírio ou torradas!


Estoure a

BOCA DO BALÃO

na Dispemec!

TODO MUNDO GANHA: Comprando acima de 400 reais, você escolhe um balão e ganha um prêmio exclusivo! Venha estourar o seu!

Estoure a

BOCA DO Promoção válida para os clientes que comprarem na Dispemec nos sábados, durante os meses de agosto e setembro. Siga a Dispemec no Facebook: www.facebook.com/Dispemec

www.dispemec.com.br

Rua Paraibuna, 640 - Tel.: (12) 2139-5822


ELAS um caminho de determinação

• Texto Paula Roscito

@paularoscito

Mude a rotina com bons passos

O

utro dia decidi fazer algo diferente, decidi olhar minha rotina com outro olhar. Não sei se você já percebeu, mas normalmente, vivemos nossos dias no automático: acordamos, tomamos banho, comemos, levamos os filhos na escola, vamos trabalhar, estudar; vamos à igreja, voltamos para casa, fazemos o jantar, arrumamos a casa... Ufa! Só de escrever já fiquei cansada. Temos uma rotina prédeterminada. Mas outro dia resolvi fazer diferente, eram 5h da manhã e já estava pronta para começar o meu dia indo na academia. Foi então que recebi um convite para ter um dia fora do comum. Peguei o meu carro e fiz um caminho que não costumo fazer e fui para um lugar que não costumo ir, um parque. Já eram 6h da manhã, o tempo estava agradável para uma caminhada, a pista de caminhada estava vazia e poucos corajosos corriam, naquela manhã ensolarada. Coloquei uma música calma para me acompanhar nessa aventura e comecei a andar. A cada volta percebia a beleza daquele lugar, as árvores centenárias, os pássaros, as sombras, as folhas. Como existem variedades de folhas, e acreditem se quiser, fiquei buscando formas

nas nuvens, como fazia quando criança. Uma sensação gostosa invadiu o meu ser, um sorriso maroto brotou no meu rosto e a vontade de cumprimentar todos a minha volta e desejar a eles o mesmo que estava sentindo invadiu o meu coração. A liberdade de experimentar algo novo, de sair da rotina, de viver o dia de forma intensa. A cada passo que eu dava descobria algo que faria a diferença naquele dia. Caminhando tive tempo para pensar na minha vida e quantas coisas maravilhosas já aconteceram até aquele dia. Quantas lutas vencidas, quantos obstáculos superados. Refleti em quem eu sou e o quanto sou amada pelo simples fato de ser essa pessoa. Às vezes somos convidadas por Deus a desligar o piloto automático do nosso dia e a termos caminhadas com Jesus, o amado da nossa alma. Ele nos convida diariamente a experimentarmos o Seu amor por nós, Ele deseja que saibamos o quanto Ele nos ama pelo simples fato de sermos quem somos. Agora, semanalmente aceito o Seu convite para caminhar, e caso você me veja em um parque, saberá que estou caminhando com o meu Amado. E você, quer caminhar com Jesus?

felizcidade.net | 11


REFLITA valores para vida • Texto Vivian Cristina Nuñes Salas

vivian@coachingaliance.com.br

MENTIR PARA SI MESMO É A PIOR DAS MENTIRAS

O

s problemas no mundo corporativo têm diferentes origens, a mentira é uma delas. Esse cenário é muito normal nas organizações. Lembrando que uma meia verdade já é uma mentira, as pessoas que não falam a verdade nem para seus pares nem para seus chefes, acabam mentindo para si mesmas e, pior do que isso, acabam vivendo a própria mentira. Em um trabalho com executivos, ao mapear os dados e fatos, descobre-se que a empresa tem problemas ocultos, ou seja, ela esconde conflitos. Entretanto, diz que tudo está bem! Esse “estar bem” é somente um mecanismo de autossabotagem, detentor da evolução da própria empresa. Abraça várias características que geram alto impacto na organização e que se resumem em não discutir fatos reais. Muito comum encontrarmos nas reuniões, apresentações esteticamente bonitas e sem muitos agravantes, embora existam pontos críticos que apoiam a degradação lenta e quase imperceptível dessa empresa. E o sistema organizacional acaba manipulando os dados e as informações para favorecer a alguns e desfavorecer a outros. Esse sistema é impalpável, gerado na mente humana e transmitido através de uma teia de informações no inconsciente coletivo. Convites sutis, a nível inconsciente, são feitos à consciência dos homens para criar um sistema dos relacionamentos fraudulentos, deformando os mesmos. Então, discute-se isso profundamente com os executivos e eles ficam perplexos (que bom que fiquem!). É claro que essa cultura não se fomenta

sozinha, afinal, existem pilares que a sustentam: o estilo de liderança vigente e – não se espante – o amor dos liderados à empresa e aos seus líderes. Em grande parte, todo tipo de organização, na qual existe uma cultura predominantemente hierárquica, autoritária e relacional, não se permite discordar abertamente, nem confrontar as ideias daqueles que estão no comando. No entanto, conforme hesitam sair da zona de conforto, as próprias pessoas do comando impedem as mudanças. No médio ou longo prazo, essa atitude causa danos ao desempenho empresarial e, muitas vezes, eles se tornam irreparáveis a ponto de acontecerem as demissões e renúncias. Todo processo de mudança desconfortável e, muitas vezes, doloroso divide-se em quatro fases: • A primeira é a da negação, tentar justificar ou ignorar os problemas. O foco no passado não ajuda a enfrentar as realidades do presente. Porém, há uma estrutura hierárquica e relacional, na qual falar a verdade é causar um incêndio e gerar o conflito é em definitivo a última alternativa. Pouquíssimas pessoas têm a coragem de ultrapassar essa fase. • Depois vem a resistência. É o momento da raiva, de colocar a culpa nos outros, de desqualificar as informações apresentadas, distorcer e modelar a realidade da forma mais aceitável para si mesmo. Nessa fase, muitos se sentem acuados e desistem da mudança, principalmente se a empresa estiver faturando. Como

aquele ditado que diz que em time que está vencendo, a gente não mexe. Afinal, o importante são os números! Mais uma mentira! A verdade é que quem faz os números são as pessoas. Esse é o maior capital da empresa. • Os que vencem o “vale da morte” (nome dessa fase) chegam à terceira etapa, que é a da exploração. Nela, as pessoas tendem a canalizar sua energia para a busca de novos rumos, novos objetivos. • Aos poucos, começam as iniciativas e projetos na direção para chegar à quarta fase, que é a do comprometimento de criar nova vida, novos ciclos empresariais. Nessa fase, expressa-se a beleza das empresas e dos executivos que anseiam pelo desempenho sustentável de seus membros.

Atravessar por essas fases exige que as pessoas se transformem individualmente e digam a verdade. Talvez seja mais fácil recuar, negar e resistir, especialmente, quando os números atestam o sucesso da empresa, mas, apesar de difícil, não é impossível. Ao final, a empresa conquista o êxito no desafio de falar a verdade e quebra a formatação do sistema antigo, passando pelos processos de mudança. A despeito de trabalhar para empresas, posso afirmar que a medição do seu maior prestígio é perceber o orgulho, a satisfação e o alto desempenho notáveis em seus líderes.

felizcidade.net | 13


FAmÍLIA as relações que importam • Texto Erich Prates

@erichprates

A graça de ter filhos As pessoas decidem ter filhos ou não com uma lista de prós e contras e uma análise racional de questão. Só que o racional não dá conta dessa equação

N

ão adianta só se preparar financeiramente, ou se cercar de uma estrutura completa que ajude nos cuidados com o bebê. As mudanças que um filho traz são muito profundas, e a parte “prática” é só a pontinha do iceberg. Quando temos filhos, é comum colocarmos nossas energias exatamente nessa ponta. Fizemos isso.

Planejamos o quarto, o enxoval e estudamos qual seria o melhor modelo de carrinho para os passeios. É mais fácil preparar o mundo aqui fora, porque o que vai acontecer dentro de nós é desconhecido. Perdemos a liberdade, a independência, ganhamos juízes perpétuos ao nosso lado e, ainda, pensamos sobre o mundo que vai ficar depois de nós. Ter filhos é viver tudo isso com um sorriso no rosto, tendo a certeza de que nada seria tão bom quanto passar nossa existência com eles. Antes de sermos pais, somos seres humanos – cheios de limitações, com muita vontade de acertar e muitas dúvidas. Como será o futuro dos que estamos deixando depois de nós? É impossível saber, e essa é a graça da vida. Ela é incontrolável, surpreendente e está nas mãos de Deus. Às vezes esquecemos que são coisas simples que formam uma criança, como os exemplos que damos no dia a dia, nas coisas miúdas. E isso é uma grande responsabilidade para nós. Quando nos vemos no papel de ser o exemplo, de inspirar e cuidar, percebemos o quanto isso nos deixa vulneráveis. É como um grande espelho que, apesar de às vezes nos custar a encarar, faz um bem danado. E o mais incrível nessa experiência de olhar para si, ver as crianças nos mirando e aprendendo conosco é perceber que aqueles meninos e meninas à nossa frente são o futuro. São eles que ficarão, depois de nós, e vão continuar o nosso mundo. Ter filhos é uma das maiores mudanças da existência. Arranca a tranquilidade, tira a liberdade e promove as maiores alegrias que alguém pode viver. E é essa experiência irreversível que constrói o mundo que vamos deixar para o futuro.

Depósito Betânia Materiais para Construção

Tel: (12) 3907-6786 e-mail: depositobetania@gmail.com Estrada do Bairrinho, no 1.300 - Santa Hermínia - São José dos Campos-SP 14 | felizcidade.net


ESTAR BEM vida em movimento • Texto Viviane Jallais

facebook.com/viviane.jallais

SOJA: Benefícios e riscos

A

soja é considerada um alimento funcional, ou seja, apresenta características que vão além do fornecimento de nutrientes, trazendo benefícios à saúde. Essa riqueza a coloca como alimento de destaque no reino vegetal, principalmente pela composição de suas proteínas que são bastante utilizadas em substituição à proteína animal pelos vegetarianos e/ou pessoas que foram privadas do consumo de leite e seus derivados, e por ser desprovida das gorduras saturadas comuns a esses grupos de proteínas. Apresenta boa composição de minerais (ferro, potássio, zinco), vitaminas do complexo B e E, fibras (lignanas) e fitoquímicos (isoflavonóides, saponinas, fitosteróis), que lhe atribuem importante capacidade antioxidante. É exaustivamente pesquisada e ainda hoje há muita polêmica quanto às suas propriedades terapêuticas. Principalmente porque muitas pesquisas são realizadas com o uso de substâncias isoladas e não apenas o alimento em suas diversas apresentações (grãos, extrato, proteína texturizada, shoyu, tofu, missô – pasta de soja fermentada),

sem mencionar o volume de pesquisas realizadas com povos orientais, que têm na soja um alimento tradicional de sua culinária, como é o nosso feijão com arroz. Isso que nem sempre pode ser transportado para as outras populações, visto que os muitos séculos de contato com esse alimento permitirem uma melhor adaptação do organismo dos orientais. Já é bastante aceita no meio acadêmico sua efetividade na redução das taxas de colesterol (LDL) e assim também reduzindo o risco de doenças cardíacas; nos sintomas da menopausa e TPM, devido aos fitoestrógenos, assim como na osteoporose decorrente da queda de estrogênio. E também em alguns tipos de câncer. Mas outras pesquisas indicam resultados contraditórios e apontam riscos em relação ao funcionamento da tireoide, que pode ter sua ação reduzida. Além dos alimentos infantis, principalmente para o sexo masculino, visto que o estrogênio é um hormônio feminino e sua indução em meninos muito novos poderia gerar uma redução das características masculinas. Para ter efeitos terapêuticos, recomenda-se a ingestão diária de 25-60g, respectivamente, para a redução do LDL e dos sintomas da menopausa. Mas já se tem observado nos consultórios que essa é uma dosagem bastante elevada para o hábito do brasileiro, portanto podemos optar por utilizá-la apenas como alimento, fugindo dos possíveis riscos do excesso de seus componentes, mas ainda aproveitando alguns de seus benefícios. É importante lembrar que sua utilização no Brasil é destinada à indústria de alimentos na formulação de biscoitos, bolos, produtos congelados, molhos, sopas, shakes, além de ração animal (bovinos, suínos, aves). Sua produção mundial passa também pela polêmica dos alimentos transgênicos (geneticamente modificados). Enfim, é sempre bom prezar pelo equilíbrio e evitar o excesso de qualquer alimento ainda que este tenha indicações terapêuticas.

felizcidade.net | 15


CAPA

• Texto Talyta Grandchamp

CRianças tecnológicas

o mundo na ponta dos dedinhos

Enquanto a geração “Y” aprendeu a depender dos dispositivos tecnológicos, a geração “Z” usa os aplicativos antes mesmo de falar ou andar

A

minha geração – e, provavelmente, a sua também – é aquela que passou por cursos de informática para aprender a usar o Word, Excel e a novidade da vez: a internet. Quem não se lembra da internet discada? Eram necessários alguns minutos na espera com aquele som inconfundível até sua conexão se estabelecer. Essa era a realidade da geração “Y” que segue dos 20 aos 29 anos. Mas hoje a nova geração, “Z” (dos pequenos até 19 anos) nasce com todos os aparelhos tecnológicos à mão. Esse acesso a equipamentos modernos é o grande diferencial entre as gerações. As crianças descobrem antes mesmo de andar ou falar que a diversão está na ponta dos dedinhos e com apenas um toque encontram o “paraíso” da diversão. Mas até que ponto toda essa facilidade e o acesso precoce são positivos ou negativos?

felizcidade.net | 17


CAPA

A

s brincadeiras da infância mudaram. Tablets e smartphones, são acessados com as pontas dos dedos. Enquanto muitos pais lutam para aprender e descobrir como acessar determinadas ferramentas, as crianças dão um show e, em minutos, descobrem coisas que os pais ainda não conheciam. A “geração touchscreen”, chamada geração “Z”, tem ficado cada fez mais plugada nesses aparelhos, usados o tempo todo e de diferentes formas. Na época da geração “Y”, nascida em meados da década de 80, estar em grupo era sinal de brincar de cobra-cega, pular corda, esconde-esconde, bandeirinha, taco, stop, boneca, casinha ou futebol. Agora o jeito da brincadeira é diferente: longe da correria ou de se estar em grupo, ela acontece, apenas com as pontas dos dedos e dá à criança o acesso a games e diversão. Algumas passam horas presas com o aparelho em mãos.

Matheus Noronha tem apenas um ano e cinco meses, mas já sabe bem o que quer. Na hora de brincar, os aparelhos eletrônicos chamam mais a atenção. Almoçar, só se for com um notebook, assistindo aos desenhos favoritos. “Quando começa a chorar, de manha, se você der um celular na mão dele o choro para na hora”, conta a mãe Tatiane Noronha. Helena Godoy Menecucci Insfran, de dois anos e sete meses, tem uma intimidade com os aparelhos que impressiona a mãe. Liga o DVD sozinha, gosta de controle remoto, usa o smartphone para ver fotos e vídeos. “Ela é tão ligada que se eu der um celular de modelo inferior pra ela, que não seja touchscreen, ela fica brava. É impressionante como sabe exatamente onde fica cada aplicativo e o que cada um faz”, conta a mãe. Os gêmeos Thomas e Nathan Huang, de nove anos, seguem o mesmo padrão. Assim que aprenderam a pegar algo, foi o controle remoto da TV que eles agarraram. “Eles estão sempre ligados, sabem como usar cada aplicativo do Iphone. Acho que um pouco de DNA do pai, que também gosta muito de eletrônicos. Apesar de não trabalhar na área, meu marido é formado em engenharia da informática e está sempre ligado nas novidades”, conta Márcia Huang.

Aplicativos gratuitos para celular e tablets Crianças a partir de 1 ano - SketchBook Express – programa para fazer desenhos - Talking Tom Cat – Gato fala e responde aos estímulos feitos pela criança na tela - Disneyland Explorer – tour virtual pelos parques

18 | felizcidade.net

Livre 200 milhões de pessoas jogam “Angry Birds” por mês – a tarefa é atirar para liberar os personagens do file que estão presos em gaiolas


Gerações do Brasil Dados do IBGE mostram que a chamada geração “Y”, entre 20 a 29 anos, hoje soma 15,3 milhões de pessoas. Já a “Z”, de 19 até os dias de hoje, soma 11,6 milhões. Há também a geração “X”, da turma dos 30 aos 45 anos, com 20,7 milhões de pessoas, e que geralmente mais sofrem com essas novas engenhocas todas. Uma pesquisa realizada pela revista americana Time em oito países tentou identificar o que as pessoas sentem especificamente em relação ao uso do celular. O estudo revelou que no Brasil 45% dos brasileiros acham que o celular atrapalha a relação do casal. É um número alto, principalmente se compararmos com outros locais, como os Estados Unidos, por exemplo, em que apenas 20% dos entrevistados consideram o celular prejudicial. No caso de Simoni Ramires Torres Arruda, 38 anos, (geração X) a ligação dela é com o telefone e começou bem cedo, com aqueles aparelhos antigos e celulares bem grandes. “só o fato de ter um objeto tão raro e de tão grande importância em minha bolsa já era suficiente, mesmo que não tivesse um centavo de crédito para fazer ligações (risos)”, conta ela. Hoje esse fascínio continua, para onde vai, Simoni leva seu escudeiro. “Ele é meu despertador, então ele está sempre perto da minha cama. Vou para o trabalho com ele em mãos, lendo minha Bíblia, meus posts no facebook, ouvindo música. Em média meus aparelhos duram cerca de no máximo 8 meses, pois não há bateria que aguente tanto uso. Enfim apesar de ter um dia com muitas atividades e desafios não fico sem meu aparelho de celular”, finaliza ela. A geração Y é a que aprendeu em cursos como usar um computador. E descobriu os benefícios de saber usar essa ferramenta a seu favor. Essa é a geração que sabe o que quer. Ao invés de ser escolhida para o emprego, são eles que escolhem o emprego. Decidem o que querem fazer e vão à busca do conhecimento. Muitas vezes usando as ferramentas que a nova tecnologia oferece. Samuel Azeredo faz parte da geração Z. Hoje, com 18 anos, é fera em tecnologia. E essa intimidade começou bem cedo. “Meu primeiro contato foi aos três anos, quando ganhei meu primeiro vídeo game. Minha mãe também diz que, uma vez, minha família e eu fomos comprar uma TV, meu pai procurou o botão para ligar e não achava. Com apenas dois anos, sai do colo da minha mãe e liguei a TV”, conta ele.

A facilidade foi se desenvolvendo. “Fui descobrindo os programas e aplicativos, mexendo e fuçando pela web, acessando fóruns e outros sites. Nunca fiz aula para usar o computador, sempre testando as coisas, algumas vezes estraguei de tanto mexer (risos). Gosto de descobrir coisas novas e sempre me aprofundar no assunto, passo em média 15 horas por dia com um celular, Ipad ou computador na mão. Sem dúvidas hoje, praticamente todo tipo de profissão necessita do computador. Uso tanto para lazer quanto para o trabalho”, conta Samuel. É comum que uma nova geração lide melhor com as novas tecnologias do que a outra. O diferencial dessa geração é que eles se habituam a esses aparelhos em uma velocidade especial. “A garotada de hoje parece vir com um chip diferente do nosso”, analisa Ana Hesset, pesquisadora em tecnologia da inteligência e design digital da PUC-SP. Uma nova pesquisa foi realizada pelo canal pago Nickelodeon, com 150 crianças de 8 a 14 anos, em três capitais paulistas (São Paulo, Rio de Janeiro e Recife), mostra que as paulistanas são as que passam mais tempo no computador. Em média, são três horas e meia por dia, (enquanto nas outras cidades, as crianças ficam duas horas e meia). Cerca de 33% das crianças dizem que usar o computador é mais legal do que brincar (27%) e do que assistir à TV (14%).

felizcidade.net | 19


CAPA Mudança de comportamento Esse comportamento reflete o dia a dia das famílias. Muitas crianças moram em apartamentos e passam boa parte do tempo sozinhas, sem outras da mesma faixa etária para brincar. Hoje as crianças não buscam atividades em que se movimentem, preferem sempre as brincadeiras que necessitem de pouco esforço físico. Muitos especialistas não olham com empolgação para o uso exagerado da tecnologia. Se por um lado há benefícios para o desenvolvimento mental da criança, por outro há cada vez menos o contato com a sociedade, especialmente com outras crianças, momento em que elas aprendem como dividir, ser compreensível, conhecer a vida como ela é. “Filhos demandam tempo e atenção, não se pode simplesmente entrega-los a babás digitais”, ressalta o neuropediatra Abram Topczewski, do Hospital Albert Einsten. Para a Neuropediatra Letícia Azevedo Soster, do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas, ainda não existem estudos que provem que a geração “Z” vai ser mais inteligente que a “Y”. “É provável que a geração touchscreen tenha por característica desenvolver um raciocínio mais rápido do que o de seus pais”, analisa ela. Por isso, Márcia Huang sempre prefere no momento de lazer em família, fazer programas em meio à natureza. “Sempre optamos por fazer atividades em movimento, jogamos tênis juntos, fazemos trilha para desligar um pouco dessa tecnologia toda”. O equilíbrio é sempre a melhor opção. No caso das redes sociais, a atenção dos pais deve ser redobrada.

Redes Sociais

No mês de setembro, o Facebook atingiu a marca de 1 bilhão de usuários ativos, sendo que 600 milhões são de aparelhos móveis. A idade média dos usuários é de 22 anos, e o Brasil está entre os cinco países com mais acessos. A rede social proíbe o cadastro de crianças menores de 13 anos, no entanto, dados revelam que 7,5 milhões de crianças, burlam esse acesso. Muitos pais criam a conta para os filhos, mas mantêm o acesso restrito, usado apenas quando estão em companhia dos pequenos.

Encontre o equilíbrio para a tecnologia em família

• Bebês menores de sete meses não devem ficar muito próximos às telas dos eletrônicos, pois a luz emitida por eles pode prejudicar a formação da retina. • Os eletrônicos não devem ser usados apenas para distrair as crianças. É importante participar das atividades dela. • As crianças precisam aprender a brincar. Os pais devem participar e ensinar como usar o brinquedo. • Os eletrônicos não devem substituir as brincadeiras físicas.


CABIDE do seu estilo

• Texto Paula Talmelli

Seis dicas para tirar manchas de roupas

M

ais importante do que andar de roupa nova, é andar de roupa limpa e bem cuidada. Porque roupa bem cuidada tem cara de roupa nova! Mas, às vezes, acidentes acontecem, e certamente você já deixou cair alguma comida, bebida ou manchou aquela roupa que tanto gosta. Não se preocupe, porque com estas dicas você pode deixar suas roupas com cara de nova! E acredite: todas as receitinhas usam produtos de limpeza básicos do dia a dia!

Shoyu - Para suavizar o estrago de imediato, esfregue um

pouco de nabo. Depois aplique uma colher de sabão em pó com três colheres de água sanitária (em roupas brancas) e lave em seguida.

Molho de Tomate - Dissolva uma colher de sabão em pó e uma colher de lustra-móveis em meio copo de água e duas colheres de água sanitária (em roupas brancas).

Caneta - Para qualquer cor: três colheres de lustra-móveis,

Café - Uma colher de limpeza pesada, uma colher de água sanitária (em roupas brancas) e uma colher de limpa-vidros. Lave como de costume.

Gordura - Colocar talco ou sal fino de imediato ajuda a sugar o sebo. Remova totalmente a mancha com uma colher de lustra-móveis e meia colher de detergente incolor.

Batom - Misture três colheres de limpeza pesada e uma co-

uma e meia de removedor e uma de detergente. Esfregue até a mancha desaparecer.

lher de removedor. Se o tecido for delicado, passe o líquido com um cotonete.

#CONECTE

22 | felizcidade.net

www.glammais.com.br facebook.com/paulatalmelli


ONDE roteiro de viagem • Texto Luma David

Um patrimônio histórico perto de você Paraty é uma cidade tranquila e propícia ao descanso, com forte apelo cultural

Q

#FICADICA Mergulho: www.unatouredive.com.br Passeios de escuna e aluguel de lanchas: www.escunabanzay.com.br http://escunapirata.com/escunasparaty www.coriscodomar.com.br Casa de Cultura: Horário normal: 10h às 18h30. Horário de verão: 11h às 19h30. R$ 8,00 (preço normal) R$ 4,00 (estudantes e professores) Entrada livre para paratienses, menores de seis anos e maiores de 65. Rua Dona Geralda, 177, Centro Histórico Paraty, RJ Cep: 23.970-000 - Tel/Fax: (24) 3371-2325 www.casadaculturaparaty.org.br/acasa.asp

uem anda pelas ruas de Paraty (litoral carioca) tem a sensação de estar em outra época. Com arquitetura preservada, a cidade nos faz lembrar o tempo do Brasil Colônia. O tráfego de carros proibido no centro da cidade contribui ainda mais para essa sensação. Cercada pela Mata Atlântica, Paraty tem áreas de preservação ambiental, como Cairuçu, onde está localizada a Vila da Trindade e a reserva da Joatinga. A cidade conta com 65 ilhas e mais de 100 praias. Seja de lancha ou de escuna, vale a pena se aventurar pelo mar e explorar o local. Os valores do passeio de escuna variam entre R$ 30 e R$ 40 por pessoa. Também é possível o aluguel de lancha. Os valores devem ser consultados, pois existe uma grande variação. A dica é que o turista pegue referências com a Prefeitura da cidade. Ainda no mar, mais uma opção de lazer pode ser destacada. Considerada a capital do mergulho no Brasil, as águas claras e mansas de Paraty proporcionam 10 pontos para essa prática. O local é considerado ideal para mergulhadores com pouca ou muita experiência. Outro ponto que não pode ficar de fora do roteiro de visitas é a Casa de Cultura de Paraty, que é responsável por contar a história do local. Nesse espaço, existem computadores com informações para montar cinco diferentes tipos de roteiros turísticos, para pessoas interessadas em arquitetura, religião, história, meio ambiente ou gastronomia. Vale apena visitar esse Patrimônio Cultural Histórico!

#CONECTE

paraty.com.br paraty.tur.br

felizcidade.net | 23


CONTEÚDO amplie seu conhecimento

• Texto Talyta Grandchamp

Futuro garantido com planejamento Previdência Social somada à Previdência Privada pode garantir uma boa vida no futuro

P

lanejar a aposentadoria para muitos pode parecer algo distante, mas a realidade é que esse tipo de pensamento está cada vez mais em alta. Com a Previdência Social mostrando suas fragilidades e rombos – como no mês de agosto, de R$ 4,936 bilhões – a preocupação dos brasileiros cresce. Além disso, um projeto de lei, em processo desde 2008 no senado, foi aprovado e agora passa pela Câmara dos Deputados para o fim do sistema previdenciário. O reflexo disso é visto na Previdência

Privada, que mostra o quanto pode ser positiva no planejamento do futuro. Os dados mostram que, nos próximos cinco anos, esse sistema deve alcançar a casa de R$ 1 trilhão de investimentos. As idades variam, mas os jovens e adultos com filhos têm mostrado sua preferência. Os jovens, porque querem ter uma boa vida na aposentadoria, e os adultos porque querem garantir aos filhos objetivos como o acesso à universidade. Existem vários tipos de Previdência Privada, descubra qual a melhor que se encaixa em seu orçamento.


CONTEÚDO amplie seu conhecimento

A

os 26 anos, o administrador Rafael Sales, já tem sua conta na previdência privada. E o planejamento começou cedo. “Sempre tive isso em mente, antes mesmo de começar a trabalhar. Há quatro anos, comecei a pagar a previdência privada. Pago R$ 300 todo o mês. Espero resgatar esse valor quando tiver com meus 60 anos, para ter uma aposentadoria bem tranquila e segura”, conta o jovem. Essa tem sido uma realidade no planejamento das famílias e jovens atualmente. O repórter e apresentador Márcio Correia, fez essa mesma opção. “Pago a minha desde 2010. Acho importante para ter uma garantia no futuro”. Mas, afinal, por que ter previdência social e privada? Simples: atualmente são 70 milhões de segurados no INSS. De acordo com o especialista em previdência, Renato Follador, “apenas os pagamentos para a terceira idade chegam a 28,5 milhões por mês, cerca de 80% da Seguridade Social, uma média de quase 20% da renda total dos brasileiros”. E a tendência é de crescimento desse valor, já que a previsão é o aumento de 3,3 milhões no número de idosos, de acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). No mês de agosto, o rombo da previdência social chegou a R$ 4,936 bilhões. O economista e professor da Unitau (Universidade de Taubaté), José Laureano, acredita que essa é a melhor forma de prevenir problemas no futuro. “Infelizmente, nossa Previdência Social demonstra que está com dificuldades. A taxa de aumento do salário mínimo não tem sido real para todos segurados”.

26 | felizcidade.net

Para o vice-presidente da Fenaprev, Osvaldo Nascimento, a nova realidade brasileira necessita de novos planejamentos. “A queda na taxa de desemprego e o consequente aumento na renda são fatores que têm impacto no crescimento das arrecadações da previdência. Boa parte desse aumento na carteira atual e previsto está relacionada à elevação nos aportes mensais de planos já existentes”, ressalta.

Previdência Social

A Seguridade Social existe desde o fim do Império, com a organização de organismos para proteger trabalhadores. É como um seguro social para quem contribui. A instituição é pública e tem como objetivo reconhecer e conceder direitos aos seus segurados. É a única previdência que oferece renda quando o profissional perde a capacidade de trabalho, seja por doença, invalidez, idade avançada, morte e desemprego involuntário, ou mesmo a maternidade e a reclusão. Através dela, o trabalhador e a família têm uma proteção garantida, por meio de um sistema público de política previdenciária solidária. Porém investir em previdência privada tem sido uma das alternativas e complementos para garantir uma aposentadoria financeiramente tranquila, independentemente da Previdência Social.

Futuras mudanças na Previdência Social

O senador Paulo Paim (PT-RS) quer colocar um fim no sistema previdenciário do país. A ideia é implantar uma política de valorização do aposentado e pensionista, conforme funciona em outros países, como os Estados Unidos, por exemplo. De acordo com o senador, no modelo atual, a mulher perde 51% do valor do salário e o homem, 40%. O projeto já passou por aprovação no Senado e está em análise na Câmara dos Deputados.


Previdência privada

É um tipo de contribuição complementar, uma forma de garantir um seguro de renda ao beneficiário no futuro. Por muitos, é visto como um tipo de poupança, o que não deixa de ser verdade. Afinal você aplica o dinheiro lá. O diferencial começa no rendimento. De acordo com o economista Laureano, o máximo que a poupança rende por ano chega a 5,17%, enquanto a previdência social pode chegar a 9%. “Você pode arriscar e aplicar em ações, que rendem bem mais, apesar do risco de perda ser razoável também. O ideal é sempre manter o equilíbrio. Quanto mais jovem iniciar o investimento, melhor serão os frutos na aposentadoria”, avalia Laureano. O ideal é que o investimento seja a longo prazo, ou seja, que não se faça retiradas da conta. O rendimento começa a aparecer a partir dos 10 anos de investimentos. Vale lembrar que é bom planejar para iniciar o pagamento. “Existem as parcelas mínimas, por isso é bom que a pessoa verifique todas as contas fixas antes de começar o plano. Existem muitos tipos em

Tipos de Previdência Privada

É possível optar pela Previdência do tipo aberto e fechado. A primeira é disponível para qualquer pessoa, já a segunda apenas para empresas que queiram beneficiar seus funcionários. Há algumas que pagam metade do valor para os profissionais, uma forma de valorizar e garantir um futuro tranquilo. Existe também a previdência privada de renda fixa, que não oferece riscos. Há a moderada com 20% aplicado em ações de valores, o que faz com que haja maior variação e também possibilidade de ganhos ou perdas maiores. E a agressiva, que tem 49% em ações de bolsas de valores, seguindo o mesmo critério da moderada. Aqui, o ganho pode ser bem maior, mas o “tombo” também. Os planos para menores de idade estão em alta. A arrecadação subiu 19,21% no primeiro semestre deste ano, R$ 960 milhões. De acordo com o balanço semestral divulgado recentemente pela FenaPrevi, esse tipo de plano registrou o segundo maior crescimento no primeiro semestre por categoria de plano contratado. Isso porque muitos pais resolvem garantir o

que, se você ficar um mês sem pagar, perde todo o investimento, por isso, nada de se empolgar e fazer planos que não possa cumprir. O ideal mesmo é começar devagar e aumentar o valor de acordo com a renda”, ressalta o economista. Hoje cerca de 5 milhões de brasileiros já possuem a previdência privada. E a previsão é de crescimento de 25% em 2012, de acordo com o FenaPrevi. Até junho deste ano, o rendimento foi de R$ 302 bilhões. De acordo com o vice-presidente do FenaPrevi, Osvaldo Nascimento a carteira de investimentos deve alcançar R$ 1 trilhão em 5 anos. “Com a taxa de juro real abaixo de 3%, aumenta o ingresso de investidores que pensam no longo prazo e percebem que é possível maximizar seu patrimônio por meio da previdência complementar”, ressalta Nascimento. E muito disso se deve à estabilidade econômica que o Brasil vive hoje. Já que o rendimento é variável de acordo com a economia do país.

futuro dos filhos, aplicando assim que eles nascem para que na idade de cursar o ensino superior, ao menos o valor das mensalidades esteja garantido. A liderança ficou com os planos individuais, que tiveram expansão de 36,33% no primeiro semestre em comparação ao mesmo período de 2011, R$ 28,6 bilhões. O vice-presidente observou ainda que os benefícios fiscais associados aos planos de previdência VGBL (Vida Gerador de Benefícios Livre) e PGBL (Plano Gerador de Benefícios Livre) representam uma enorme poupança; “portanto, um adicional em relação a outros tipos de investimento de longo prazo. Nos fundos de renda fixa ou multimercado a cobrança do Imposto de Renda é semestral. Já nos planos VGBL e PGBL o imposto só é pago no momento do resgate dos recursos, aumentando a proporção de recursos sobre os quais há rendimento”, conta ela. Por isso a decisão de investir deve ser feita o quanto antes, afinal, para se obter uma boa renda é preciso que haja um tempo de rentabilidade.

se você investisse hoje Investimento inicial

Idade: 25 anos Valor mensal aplicado: R$ 200 Resgate Idade: 50 anos Total: R$ 285.535,18 (rentabilidade anual de 8%) Vitalício: R$ 707,21 Mensal durante 5 anos: R$ 4.758,91 10 anos: R$ 2.416,10 | 20 anos: 1.244,35

Investimento inicial – para seu filho Idade: 0 anos (à espera do bebê) Valor mensal aplicado: R$ 100 Resgate Idade: 18 anos Total: R$ 47.264,41 (rentabilidade anual de 8%) Mensal durante 5 anos: R$ 787,74

*Simulação Previdência Privada Caixa Econômica Federal

felizcidade.net | 27


SOLIDARIEDADE o que vale é a ação • Texto Talyta Grandchamp

Trilhar sonhos e conquistar uma profissão Fique por dentro das ações da ABAP

O

projeto “Trilhas da Profissão” foi selecionado dentre 293 projetos sociais dos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Agora entra na última etapa para receber a chancela e o patrocínio da Petrobrás pelo programa Integração Petrobrás Comunidades. Os alunos serão selecionados por meio de triagem e avaliação socioeconômica para participarem do projeto. Em dois anos, serão realizados 24 cursos com a duração de quatro meses cada. As aulas são ministradas por monitores capacitados e treinados pelos coordenadores de cada área. Ao final do projeto, a expectativa é de que 30% dos participantes apresentem evolução de sua escolaridade e 20% estejam inseridos no mercado de trabalho. O projeto quer transformar o sonho de muitos jovens em realidade: o de conseguir um emprego. Para isso, oferece qualificação profissional para as pessoas das comunidades carentes de São José dos Campos em cursos de auxiliar de cozinha, auxiliar de panificação, confeitaria e auxiliar de cabeleireiro. Além de cuidados com a apresentação pessoal, higiene, manipulação de alimentos, postura profissional, habilidades para lidar com as pessoas, com ética, senso analítico e crítico. Ao final, os alunos saem preparados para o mercado de trabalho com conhecimentos específicos de cada área e, ainda, com noções de ética, direitos humanos, sociais e de cidadania. De acordo com Sérgio Luiz Ivo, coordenador de Projetos da ABAP, “incentivar evolução da escolaridade dos participantes, bem como capacitar profissionalmente 360 pessoas na faixa etária de 18 a 29 anos em um ano, é parte do objetivo deste projeto. Um jovem capacitado profissionalmente e posteriormente empregado inicia uma dinâmica profunda e sustentável melhoria na sua qualidade de vida e na de quem está ao seu redor”.

ABAP – Associação Beneficente de Ajuda ao Próximo Registro de Utilidade Pública Municipal: Lei n° 5.758 de 05 de outubro de 2000. Registro de Utilidade Pública Estadual: Lei nº 13.520 de 29 de abril de 2009. Avenida Deputado Benedito Matarazzo, 8333. Vila Betânia - São José dos Campos/SP. Contato: (12) 3923-1544

EM SÃO JOSÉ - O município teve 8.444 admissões e 8.006 desligamentos, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregador e Desempregados) do Ministério do Trabalho e Emprego. Desses, o setor de serviços foi um dos setores de atividade que mais contribuiu para isso, registrando saldo de 397 novos postos. De acordo com o coordenador, o projeto “Trilhas da Profissão” pode ser considerado um investimento significativo em uma das áreas sociais mais importantes para o país. Causando impactos positivos tanto na área educacional, quanto para a geração de renda. “Como consequência, há melhoria da qualidade de vida desse aluno, que, por sua vez, propiciará melhores condições para seus familiares e também para seus descendentes, caso tenha filhos”, pontua.

Workshop comidas Árabes

A ABAP oferece no dia 27 de outubro cursos livres, pelo custo de R$ 50. As aulas serão ministradas pelo Chef Marco Antonio. Além de ampliar seu leque na gastronomia você ajuda a ABAP nos projetos sociais. Faça parte! Inscrições na sede e pelo telefone.

Contribua para a continuidade dos projetos. Banco Bradesco: Agência: 2858-4 Conta Corrente: 19780-7 CNPJ da ABAP 01.372.496/0001-97

#CONECTE-SE

www.abapsjc.org.br facebook.com.br/abapsjc

felizcidade.net | 29


TÔ DE FOLGA cultura, lazer e afins

#LIVRARIA Arrase! Kristi Holl Desfilar por aí com um cabelão bem bonito, uma roupa nova, unhas bem cuidadas e um perfume maravilhoso é arrasar? Mas para você arrasar em todos os sentidos, nada melhor do que contar com a ajuda de quem conhece você melhor do que todo mundo: Deus. Neste livro você vai encontrar 90 dicas sobre vários assuntos: amizades, relacionamento com os pais, namoro, medos, sonhos, comportamento, sentimento e muitas outras coisas que vão fazer diferença na sua vida e das pessoas que estão à sua volta.

Incondicional? Brian Zahnd Em um mundo no qual a feiura da raiva e da retaliação conduz o enredo, Incondicional? apresenta a beleza, a reconciliação e a completa restauração proporcionadas pelo perdão que Jesus nos ensinou a viver. Mais que outra exposição bíblica, o livro começa pelo horror do Holocausto e explora o que significa perdoar. Com sinceridade, compaixão e profundidade incomuns, o escritor usa sempre o exemplo que Jesus nos deu com sua vida e morte.

#NOVIDADES

FILME

E se vivêssemos todos juntos? O filme conta a história de quatro idosos que resolveram morar juntos. Dentre os tantos acontecimentos do dia a dia, a vida comunitária mostra que pode não ser fácil, mas pode ser engraçada. É assim, entre a graça e a morte iminente, que o diretor do filme traz a possibilidade de fazer um registro real da velhice com reflexões prudentes e comoções contidas.

FILME

Alvin e os esquilos 3 Os irmãos Alvin, Simon e Theodore partem em uma viagem de cruzeiro juntamente com Dave (Jason Lee) e as esquiletes – Eleanor, Jeanette e Brittany. Durante a viagem, Alvin quer se divertir. Numa de suas brincadeiras, ele acaba em uma asa delta, que o leva, juntamente com os irmãos e as esquiletes, para uma ilha. Dave parte atrás deles, usando outra asa delta e vira uma grande aventura.

#nostALGIA O menino de ouro (2011) Depois da morte de seu filho, um casal decide adotar uma criança. Enquanto eles tentam se ajustar à nova vida, um dia o garoto com que a mulher havia se encantado no abrigo aparece inesperadamente na sua porta. A partir daí, tudo muda na vida do casal. Enfrentam desafios juntos e descobrem a força do amor. Um filme surpreendente, considerado até mesmo pela crítica como um dos melhores de 2011. Vale a pena assistir!

30 | felizcidade.net

FILME

O menino do pijama listrado (2008) Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz ideia de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a vida em Berlim. Em uma de suas andanças pela nova região, ele conhece Samuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia em que ele. Daí, surge uma amizade e uma história surpreendente.

FILME


felizcidade.net | 31


ETC notícias de bolso

Malala Yousafzai – jovem paquistanesa que luta pelos direitos HUMANOS A adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, 14 anos, tornou-se símbolo de uma revolução em prol da liberdade das mulheres e direitos humanos, no país islâmico. Baleada por extremistas do Talibã depois de “afrontá-los” em seu blog, Malala está em estado grave e chegou na Grã-Bretanha em 16 de outubro onde será operada e tratada. A campanha articulada de Malala em prol da educação lhe rendeu admiradores e reconhecimento dentro e fora do país. Ela apareceu em TVs nacionais e internacionais falando de seu sonho de um futuro em que a educação no Paquistão prevalecesse. O atentado provocou uma série de movimentos a favor do direito a educação por meninas paquistanesas, como a campanha internacional colaborativa “Encaminhe 30 garotas paquistanesas para a escola”, promovida pela Global Giving. O projeto irá financiar o transporte, uniformes e material escolar para jovens do ensino fundamental no país. Você pode participar no site: goo.gl/glHoL

Liberdade conquista espaço em Cuba O governo de Cuba anunciou nesta semana que seus cidadãos não precisam mais pedir permissão para fazer viagens ao exterior e que vai eliminar o requisito da chamada carta de convite a partir de 14 de janeiro de 2013. As medidas fazem parte de uma aguardada reforma migratória que começa a vigorar na data. A permissão para sair da ilha é exigida desde os primeiros anos do regime de Fidel Castro. Desde a década de 1960, Cuba exige de todos os cidadãos uma permissão de saída que autoridades podem aceitar ou negar, ao custo de US$ 150, um valor alto em um país no qual o salário mensal médio equivale a US$ 20. A regra também estendeu de 11 para 24 meses a estada no exterior dos moradores de Cuba que viajam a negócios, contados a partir da data de saída do país. Caso o cubano exceda esse tempo ele poderá solicitar uma prorrogação. A reforma migratória foi anunciada há dois anos pelo presidente Raúl Castro, que em 2006 substituiu o irmão enfermo, Fidel, e acontece como parte das mudanças para “atualizar” o modelo cubano.

#LIGEIRINHAS Sódio acima do indicado pela Anvisa

Um estudo divulgado recentemente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) revela que o brasileiro está consumindo muito mais sódio que o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 2 gramas por dia. O queijo parmesão ralado está no topo do ranking, com concentração média de 1.981 miligramas por 100 gramas do produto. O alimento é seguido por: macarrão instantâneo, biscoito de polvilho, queijo minas frescal e mortadela.

32 | felizcidade.net

Vagas para guarda-vidas

O corpo de Bombeiros com base em Maresias, costa sul de São Sebastião, está com inscrições abertas para a contratação de 60 guarda-vidas temporários para atuar nesse verão. A remuneração pode chegar a R$ 1.200. A contratação é uma parceria com a prefeitura. Os interessados precisam ter mais de 18 anos. Inscrições no próprio posto na Avenida Francisco Loup, 631 (ao lado da Praça Internacional do Surf), ou pelo telefone (12) 3865-6700.

Projeto aproxima idosos de crianças

O Projeto Avós do Coração acontece toda sexta-feira das 9h às 11h na sala de alfabetização na Casa do Idoso do Centro. Tem a participação de 12 usuários da unidade e crianças de 1 a 8 anos de idade, matriculadas em creches municipais, entidades sociais e escolas da rede pública ou privada. O projeto existe desde 2010 e foi idealizado pela professora aposentada Maria Guimarães dos Santos, usuária da Casa do Idoso, juntamente com a assistente social Diva Maria da Silva.


RADAR fique ligado

• Textos Luma David

Jovens do Eleve Livre recebem “Transfusão Infinita” em acampamento

F

oram quatro dias de comunhão, lazer, música e muita reflexão. O tema central foi “Transfusão Infinita”, sangue é vida, novo sangue é renovação. Os assuntos abordados durante o acampamento foram direcionados aos jovens e aos conflitos que eles enfrentam nessa fase da vida. O Eleve Livre é composto, em sua maioria, por jovens de 19 a 29 anos. “O acampamento foi algo maravilhoso. Senti Deus curando coisas e revelando outras. Tive experiências fortes e pude aprofundar amizades que antes eram superficiais. Deus mostrou que se preocupa muito comigo e com todos os detalhes da minha vida, me senti amada”, relata Johnny Anny. A alimentação foi outro ponto positivo: “a comida do acam-

pamento estava simplesmente maravilhosa, com excelente variedade no cardápio”, relatou Monique Lazarini, que é estudante de gastronomia. Devocionais, pregações e festas marcaram esse acampamento, que teve a presença do pastor Rodrigo Arrais. Ele veio de São Luis do Maranhão e é líder de jovens. Contou também com a presença do músico Salomão do Reggae que fez todo mundo dançar no luau. No domingo, o acampamento fechou com chave de ouro. Oito pessoas decidiram mudar de vida e foram batizadas. Dessas, três tinham deficiência auditiva, foi um momento de celebração, seguido de um churrasco.

Atlético Joseense em nova fase

R

ecentemente o clube Atlético Joseense conquistou o acesso à série A3 do Campeonato Paulista da primeira divisão. A conquista veio no jogo no Martins Pereira, contra Sport Club Barueri, com resultado de 4 a 1. Renato Santiago, jogador e gerente de futebol do time, foi o autor dos quatro gols. “O presidente não quer que eu saia do time, vou continuar”, comentou Santiago. A partida contou com a participação de boa parte da torcida formada pelos jovens do Eleve da PIB. O capitão do time é Ricardo Ramos, conhecido como “Vila”, que se juntou a equipe através de Santiago, que o trouxe da Águia do Vale para completar o time. Essa equipe é treinada pelo técnico Rafael Guanaes, 31 anos, que encerrou a carreira como jogador no time, e logo em seguida assumiu como técnico. Apesar de ser mais novo

que dois jogadores os resultados mostram sua competência. Os atletas estão em férias e voltam ao trabalho em 15 de novembro. A direção busca novos profissionais e patrocinadores para realizarem um grande trabalho no próximo ano. “Rumo ao acesso à série A2”, finaliza ele. felizcidade.net | 33


TRAJETÓRIA histórias de vida • Texto Luma David

Ação aliada à fé traz resultados

N

o mês de agosto as taxas de desemprego no Brasil registraram uma média de 5,3%, o que segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) representa aproximadamente 1,3 milhões de brasileiros desempregados nas seis principais regiões metropolitanas do país. O número de desemprego teve uma queda considerável e é menor do que o mesmo período em 2011, que atingia 1,45 milhões de pessoas sem emprego, porém ainda estamos distantes do ideal. O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e as pessoas precisam de mais especializações para conseguir um bom emprego, o fator idade e experiência também pode influenciar na hora de uma contratação. As empresas dão preferência para trabalhadores mais jovens, mas em alguns casos não abrem mão da experiência. Neusa Maria tem 52 anos e nunca havia trabalhado, porém quando o marido ficou desempregado ela decidiu ingressar no mercado. Durante sua trajetória por um emprego, ela escutou “muitos nãos”, mas estava determinada. “Resolvi fazer uma campanha na Alvorada da Vitória, porque muita gente me falava que era impossível conseguir um emprego na minha idade e sem experiência, na quarta semana da campanha, fui contratada em um consultório médico”. Quando queremos alguma coisa devemos aliar ação e fé, que foi o que Neusa fez. E ela conseguiu ainda mais do que havia pedido, “duas semanas depois de conseguir o meu emprego, o meu marido também foi contratado. Deus me deu mais do que eu pedi, sou imensamente grata”. Alinhe você também os seus sonhos com a sua fé e não deixe de perseguir os seus objetivos. O Culto da Vitória acontece toda quinta-feira às 19h, no Campus Centro da Primeira Igreja Batista em São José dos Campos. Participe e coloque diante de Deus a sua causa. Também é possível participar da Campanha da Alvorada da Vitória, toda terça-feira às 6h30 em todos os Campi da PIB.

#CONECTE

Informações (12) 4009 4300 www.pibnet.com.br Campus Colina – Rod. Dutra – km 145 sentido RJ Campus Betânia – Av. José Longo, 1195 – Vila Betânia Campus Centro – Rua Euclides Miragaia, 548 – Centro Campus Primavera – Av. Nelson Tavares, 1861 – Jd. Primavera

felizcidade.net | 35


ANUNCIANTES

Podostet

Zilene de Oliveira Podóloga

Clín ica d e Po d o logia

Av. Andrômeda, 693 - sala 4 1º andar - Espaço Andrômeda Jd. Satélite - SJCampos - SP

36 | felizcidade.net

Tel.:(12)3021.3050 Cel.:(12)8174.6057


Trabalhista Civel Familia Consumidor INSS Imobiliรกrio 12 3922-0456 Priscila Ferreira Reis Costa | Odete Pinto Ferreira Costa

odetepintoferreiracosta@adv.oabsp.org.br Av. Pedro Alvares Cabral 617 - Jd. Paulista - SJC

felizcidade.net | 37


Pense bem pra viver melhor

O PODER INVISÍVEL DA FÉ

S

erá mesmo que quem tem fé vive mais? Vive melhor? Cada vez mais pesquisadores chegam à conclusão que sim. Publicam suas teses e livros afirmando que a fé melhora a qualidade de vida das pessoas, a despeito de todo preconceito que o tema ainda tenha no meio intelectual e acadêmico. Em particular, acredito que a fé saudável ajuda as pessoas a viverem mais e melhor. Sinto isto em minha própria qualidade de vida e também percebo nas pessoas que encontro. Todavia eu não sou cientista ou pesquisador técnico do tema. Na revista Veja da semana passada, edição 2.290 de 10 de outubro, li com muito interesse a entrevista do Dr. Harold G. Koening. Sua tese é lúcida e brilhante. Ele foi cirúrgico em suas respostas, abordando o tema de forma muito lógica e convincente para todo tipo de leitor. O Dr. Harold já escreveu mais de 300 artigos sobre o tema e publicou mais de 40 livros a respeito. Afirma que a fé ajuda as pessoas em diversos aspectos da vida prática do cotidiano como: reduzir o estresse, gerando conforto em momentos difíceis e levando o indivíduo a assimilar hábitos saudáveis. Em síntese, suas teses afirmam que a fé nos ajuda a viver melhor porque: 1. A fé atribui significado à vida! Isto é, gera uma vida com propósitos. Entendemos que estamos aqui neste mundo não simplesmente para ter, consumir e reter, mas para viver e construir, deixar um legado para vida de outras pessoas. Ele está absolutamente certo. A fé em Deus nos leva a entender que estamos aqui não por acaso, fomos criados por Deus para servir. Em particular para a fé cristã, nosso modelo é Jesus, que mesmo sendo Deus, veio à Terra para servir e nos ensinar que devemos ser altruístas. A fé nos ajuda nas decisões e escolhas diá-

38 | felizcidade.net

rias, facilitando a vida e assim reduzindo os esforços desnecessários. 2. A fé reúne e gera relacionamento e sociabilidade! O segundo fato que o Dr. Harold defende é muito coerente também. Pessoas de fé tendem a se unir em grupos para ajudar em causas comuns, o que gera apoio social para si e para o próximo. Com isso elas acreditam nas mesmas coisas, criam apoios mútuos como espiritual e financeiro. O que gera uma vida melhor para todos que desfrutam destes relacionamentos comuns. 3. A fé proporciona em geral hábitos mais saudáveis de qualidade de vida! Como ingerir menos álcool, evitar o fumo, não realizar sexo de risco e promíscuo com múltiplos parceiros e o sedentarismo. A fé faz as pessoas se mexerem mais! É fato que os mandamentos da vida comunitária estimulam a boa saúde. Mais uma vez, faço a apologia direta à fé cristã, devido aos benefícios gerados pela vida de hábitos emocionais saudáveis como perdoar, ser uma pessoa amorosa, paciente, perseverante e equilibrada. Essas são recomendações feitas a exaustão nos escritos do Novo Testamento bíblico. Seja nos evangelhos de Jesus Cristo ou nas cartas do Apóstolo Paulo, que são elementos que contribuem diretamente para uma vida mais saudável. Outra questão apontada pelo Dr. Harold, é que não basta ter fé, necessitamos também ter um compromisso com a Igreja. Precisamos acordar cedo para ir aos cultos, fazer parte da comunidade e servir nos ministérios. A cura também vem da nossa decisão de se envolver, a passividade não é positiva. É necessário expressar a fé, fazer as orações diárias em casa, influenciar e se comprometer! Contudo, o autor também adverte que a fé religiosa precisa ser refletida e questionada.

Carlito Paes Pastor Sênior da Primeira Igreja Batista em São José dos Campos/SP facebook.com/carlitopaesoficial @carlitopaes

Deve apontar para um Deus amoroso e misericordioso. Se houver uma liderança humana que não a represente de forma verdadeira, o meio de cura pode se transformar em instrumento de culpa, medo, estresse e doenças psicossomáticas. A visão de um Deus punitivo, condenador, que apoia o uso da força, que tira a liberdade e mata em nome da fé, não ajuda e sim destrói a vida. Outra questão muito interessante é que uma pesquisa feita na Santa Casa de Porto Alegre revelou que 70% dos pacientes gostariam que o médico falasse sobre Deus com eles, mas apenas 15% dos médicos o fazem. Isso mostra que a maioria dos profissionais revela uma ignorância ou desinteresse sobre o ser humano como um todo, gerando uma lacuna entre corpo e espírito, vontade e espírito. Somos completos, temos necessidades do corpo, da alma e do espírito e precisamos conversar sobre tudo que envolve a vida. Assim, cuide do seu físico, mas não descuide do seu espírito e da sua alma. Portanto, viva mais e melhor. Viva diariamente professando uma fé verdadeira, saudável e comunitária. Ame a Deus servindo as pessoas. Doe de si e do seu em prol de uma causa verdadeira de fé, esperança e amor, onde o maior beneficiado de tudo isso é você mesmo! Pense bem nisso e viva melhor!


Revista FelizCidade 42  

Revista FelizCidade 42

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you