Issuu on Google+

MULHERES Maio 2012 I Ano 1 I N.º 2

Distribuição gratuita

SEXO Lingeries BELEZA Batons ESPORTE Agility VIAGEM MAIS Prédio Martinelli O CARA Murilo Endres SAÚDE Infeccção urinária

Marimoon


SUMÁ 8

34 Marimoon

PAPO MULHER

8

MULHER INVESTIDORA

14

Comece agora mudar a sua atitude

DESTAQUE

16

Mãe e mulher do século XXI

SAÚDE

18

Infecção urinária em mulheres

BELEZA

22

Batons para você usar nesse inverno

CARREIRA

24

Conheça a carreira de jornalista


ÁRIO 34

34 MODA

32

Calçados para arrasar nesse outono-inverno

ESPORTE

38

Agility

VIAGEM +

40

Prédio Martinelli, São Paulo

SEXO

44

Dicas quentes de lingeries

ENTRETENIMENTO

30

Verve

O CARA

48

Murilo Endres, “muso” do vôlei


Fundada em 1985 A Revista Mulheres é produzida pela Seimi ProArt www.seimiproart.com.br

MULHERES Fundada em 2012 Idealizadores: Shodji Mizoguchi e Tito Neto Diretora Geral: Seico Mizoguchi Jornalista: Lívane Salles Livia Pacheco Shodji Mizoguchi Tito Neto Fotógrafo: Eric Seiiti Furuta Foto capa: Jorge Sato/divulgação Personal Stylist: Bruna Pepper Repórter: Caroline Souza Diagramação e Arte: SEIMI PROART www.seimiproart.com.br Web designer: Zendji Mizoguchi Marketing digital: Agência 384bits www.384bits.com.br www.revistamulheres.com.br

Fale Conosco: revista@seimiproart.com.br

A

Revista Mulheres neste mês das Mães está recheada de matérias incríveis para você, Mulher do sécu-

lo XXI. Sua mãe foi a sua primeira referência de moda. Foi com ela que experimentamos o nosso primeiro salto, nossa primeira maquiagem, descobrimos a importância dos acessórios, aprendemos como nos vestir nas diferentes ocasiões e que nos preparou para o mundo. Pensando nisso, fizemos uma matéria sobre Mãe e Mulher do século XXI. No Papo Mulher, entrevistamos Marimoon, libriana muito antenada as novas tecnologias, moda e tendências, obstinada e livre de rótulos e pré-conceitos. Pra você sempre ficar bonita e sexy nesse outono-inverno, damos dicas de lingerie, cores dos batons e a super tendência no mundo dos calçados. Na matéria de saúde o assunto é sério. Abordamos o tema infecção urinária, muito comum entre as mulheres. E para você que tem como fiel companheiro um cão, conheça o Agility, uma boa maneira de reduzir o estresse do seu cão e ao mesmo tempo entrar em forma. Por fim, para nosso delírio, “O Cara” dessa edição é o “muso” do vôlei, Murilo Endres. Um beijo e ótima leitura.

Equipe Revista Mulheres


08

Foto - Jorge Sato/Divulgação


[papo mulher]

Marimoon

S

e perguntarmos nas ruas se alguém conhece a Mariana de Souza Alves Lima talvez poucos digam que sim, mas se perguntarmos da Marimoon, a VJ da MTV com cabelos coloridos, o reconhecimento será maior.

O que poucos sabem é que essa libriana não é só uma pessoa antenada, ligada a moda e tendências, ela é persistente, obstinada e livre de rótulos e pré-conceitos. Como ela mesma diz “Eu adoro entrar nessas opções alternativas e diferentes da vida”.

09


D

epois do sucesso do fotolog em 2003, Marimoon começou a ser convidada para participar de campanhas publicitárias e participação em revistas. Depois da criação da sua loja virtual, que comercializava as roupas que ela mesma criava, o seu fotolog tinha mais visitas a cada dia. Em 28 de Janeiro de 2008 estreou na MTV apresentando o SCRAP MTV, um programa com dicas de música, filmes, internet e entrevistas e não parou mais. Hoje, além do Acesso MTV que apresenta ao lado de Titi Muller, MariMoon também está se preparando para o musical FAME, que estreia em Maio, e também para lançar sua linha de roupas. Sobre a sua trajetória Mari explica “Eu sou uma pessoa que gosta de fazer coisas novas né? Sempre que aparecem algumas coisas eu vô topando, vô fazendo. Mesmo entrar na MTV não estava nos meus planos, eu estava trabalhando como figurinista. Então eu era figurinista, depois apareceu a oportunidade de eu ter uma loja, eu comecei a fazer roupa, então eu criei uma marca, da marca apareceu a oportunidade de trabalhar na MTV, então todas as fases foram muito gostosas... eu acho que a gente tem que ter menos medo de arriscar”.

Visual

Sobre o seu visual Marimoon exlica “Eu sempre desde pequena quis ter o cabelo colorido porque eu via muito desenho dos anos 80 com cabelinhos coloridos. Tinha a Jem e os Hologramas, mesmo o Pequeno Pônei e os Ursinhos Carinhosos, tudo era muito arco-íris nos anos

10

80”. Mas se você pensa que foi fácil está enganada, antes de colorir as madeixas Mari pesquisou bastante para saber como pintar o cabelo sem danificá-lo. “Eu sempre tive medo de estragar meu cabelo na verdade. A primeira vez que pintei foi depois de uma árdua pesquisa na internet. É um processo bem forte mesmo(descolorir o cabelo). A descoloração é muito danosa pro cabelo. E foi uma vontade que eu tive e quando eu finalmente descobri como fazer eu pintei e nunca parei de pintar porque é muito gostoso ter cabelo colorido. É muito lúdico. E ao mesmo tempo toda hora você já tá meio arrumada assim”... Mas se você acha que o cabelo colorido é o que define sua personalidade, também está enganada “Eu fico imaginando o que seria de mim se eu pintasse meu cabelo de castanho. Quando eu to andando na rua alguém me vê de longe eles sabem que sou eu e começam a berrar Marimoon. Então acho que pode ser realmente uma coisa que vá chamar mais atenção mas eu não acho que se eu deixar de ter cabelo colorido, por exemplo, nossa acabou a


Foto - Jorge Sato/Divulgação

Marimoon. Acho que a nossa personalidade é muito mais forte que o nosso visual. Acho que é tipo Hebe ficar de cabelo preto ia ser chocante mas ela não ia deixar de ser a Hebe”. Pois é, personalidade é o que não falta nessa garota que não é só uma VJ, ou uma cantora, ou dona de loja, nem só uma apresentadora. A Marimoon pode ser todas essas coisas e muito mais, bastou querer. M

11


[mulher investidora]

14

Ana Burnier Executiva da Investpartner Investimentos.


“Comece agora mudar a sua atitude”

N

ão podemos falar de investimentos antes de mudar a nossa atitude frente as nossas despesas! Se você está entre os milhares de brasileiros que estão no vermelho, significa que você gasta mais dinheiro do que você ganha. Esta situação pode ser facilmente mudada, mas exige muita disciplina, atenção e mudança de comportamento. Fique atento a algumas atitudes que você pode tomar de imediato para sair desta encruzilhada e ter mais saúde financeira: Você sabe realmente quanto ganha? O primeiro passo é saber exatamente o quanto está disponível de dinheiro no mês. Cartão de crédito e cheque especial cobram juros altos. Pare agora de pagar o valor parcial do seu cartão de crédito e de utilizer o limite do banco. Procure uma opção de empréstimo no próprio banco e quite as suas dívidas. Várias instituições oferecem empréstimo pessoal e a taxa de juros é menor. Pesquise e compare as taxas e a que atende melhor as suas necessidades. Defina um valor mensal máximo para os gastos com o cartão de

crédito e controle suas compras para evitar surpresas quando a fatura chegar. Cartão de crédito só é bom se for usado com controle e como meio de pagamento. Não faça compras a prazo. Você só deve comprar aquilo que cabe no seu bolso. Poupe por alguns meses e compre à vista. Assim, você pode garantir um bom desconto ao invés de uma boa dívida. Você precisa saber o tamanho da sua dívida. Anote todos os gastos do mês, inclusive o pequeninos. Você só conseguirá enxergar onde está gastando muito e onde poderá cortar se tiver feito este dever de casa. Troque o lazer pago pelo gratuito. Que tal uma sessão de cinema em casa com os amigos? Aproveite para conhecer os parques, praias , praças e eventos gratuitos da sua cidade. Envolva toda a família no seu plano de saúde financeira, inclusive as crianças. Quanto mais rápido os cortes de gastos forem feitos mais rápido os resultados começaram a aparecer. Mude a sua atitude agora e com disciplina você estará em pouco tempo livre de suas dívidas e poderá começar a planejar seus investimentos. M

15


[destaque]

Roselake Leiros Coach de carreira e de vida.

MÃE E MULHER DO SÉCULO

XXI

Mais fortes e exigentes, mulheres adotam nova postura.

A

mulher do século XXI tem conseguido adotar uma postura muito mais forte e confiante. Os velhos conflitos entre carreira e maternidade e as culpas estão gradativamente sendo substituídas por uma consciência muito mais ampliada que possibilita o seu desenvolvimento integral. Trabalham, estudam, cuidam da casa, dos

16

filhos, sem se esquecerem da própria vaidade e das contribuições sociais. É verdade que, em alguns casos, a gravidez até tem sido adiada. Mas com a maturidade, a criação dos filhos ganha com o aprimoramento. Mães mais maduras, outras nem tanto. O fato, porém, é que a nova mulher é uma mãe com olhar 360ºC, graças ao seu engajamento em várias áreas da vida.

Sabe considerar os aprendizados do passado, mas vive intensamente o presente. É forte e sabe que os filhos necessitam aprender a viver, e se empenha em lhes dar as oportunidades de desenvolver a autoconfiança com a distribuição de pequenas responsabilidades desde pequenos. Torna-se cada vez mais forte e segura para colocar os limites necessários


a nova família deste século, trocando a velha divisão de tarefas por responsabilidades integrais assumidas por pai, mãe e filhos. Ensina o filho a ser “humano” acima de tudo, com seu exemplo forte e sensível, racional e cheia de emoção. Ela erra, assume, aprende e dá a volta por cima. Se você mulher e mãe ainda não está assim, aí vão algumas dicas:

12 dicas para você “Mulher e Mãe”:

ao desenvolvimento de seus filhos. Ela aprendeu com o passado que os excessos impedem a criança de crescer e, portanto, eliminou vícios maternos rotineiros como: mimar demais, proibir demais, poupar demais, exigir demais, confiar demais, ter expectativas demais. Boa parte do tempo busca seu crescimento, orientada para o futuro, planejando e realizando metas e objetivos pessoais e familiares. Está reestruturando

1 - Confie que pode dar conta de tudo isso. 2 - Utilize todas as suas qualidades naturais . 3 - Continue sendo polivalente, capaz de fazer várias coisas simultaneamente. E lembre-se: isso é uma característica da geração de seus filhos, portanto eles se identificarão com você. 4 - Use discernimento e lógica para manter-se conectada ao mundo real. 5 - Fortaleça sua garra, coragem, determinação e perseverança. Continue sempre. 6 - Perceba que sensibilidade quer dizer sentidos aguçados e não fragilidade. Utilize seus sentidos para perceber mais as coisas e as pessoas à sua volta . 7 - Seja feminina, suave, harmoniosa e bela. 8 - Confie na sua resiliência, pois ela é a capacidade que permite que você absorva impactos sem perder a sua forma, a sua natureza, as suas propriedades de mulher 9 - Viva generosamente, utilize sua capacidade de se doar incondicionalmente. 10 - Esbanje o seu poder de sedução, seu poder de persuasão e conquiste o que você acredita 11 - Agora mais do que nunca tenha a decisão de ser feliz em tudo. 12 - Honre e reconheça a importância daqueles (pais, avós, professores, empregadas, tios, padrinhos) que compartilham com você a missão de conduzir seus filhos para uma vida saudável e feliz. As mães do século XXI acima de tudo amam e aprendem da vida junto com os filhos. M

17


[saúde]

Drª Karen Abrão, ginecologista e diretora adjunta da Escola de Ciências da Saúde, da Universidade Anhembi Morumbi.

18


INFECÇÃO URINÁRIA em mulheres.

A

infecção urinária é bastante comum entre as mulheres, estima-se que 50% delas terão pelo menos um episódio de infecção urinária durante suas vidas. Desde a infância, as meninas têm mais risco de apresentarem infecção urinária do que os meninos. Isso se deve a vários fatores: uretra mais curta, proximidade da uretra e vagina da região perianal. O período da gestação também é bastante crítico e as modificações

hormonais e anatômicas do organismo materno o tornam ainda mais suscetível à infecção urinária. A infecção que pode acometer qualquer parte do sistema urinário, que compreende os rins, os ureteres, a bexiga e a uretra. É mais comum que essa infecção aconteça na porção mais baixa do sistema urinário, que corresponde à bexiga e à uretra. No caso da bexiga, damos também o nome de cistite. Nos casos mais graves, a infecção pode ascender para os rins.

19


Como é causada a infecção? Por bactérias, em geral provenientes do trato gastrointestinal. Estas bactérias ascendem pela uretra, por contaminação da região perianal e vaginal. Dentro do trato urinário, estas bactérias podem se fixar e vencer as defesas do organismo, causando infecção. Por ter a uretra mais curta, a mulher tem mais chance de infecção urinária do que o homem. O atrito com o pênis durante a relação sexual facilita a entrada de bactérias pela uretra, por isso algumas pacientes apresentam a chamada “cistite da lua-de-mel” ou cistite pós-coital, na qual a infecção acontece sempre após a atividade sexual. Quais são os sintomas? A pacientes podem apresentar dor na região abdominal inferior, ardência ao urinar, micção frequente e vontade de urinar com muita frequência, mesmo que a bexiga não esteja cheia. A urina pode ficar turva, com odor ruim e eventualmente com pequeno sangramento durante a micção. Nos casos mais graves, pode haver febre, dor na região lombar e sintomas gerais como náuseas e mal-estar, especialmente quando a infecção comprometer também os rins. Qual a gravidade dessa infecção? As infecções urinárias baixas (cistites) em geral não são graves e podem ser tratadas com antibióticos em regime domiciliar. Se a paciente estiver com seu sistema imunológico comprometido, existe maior risco da infecção se tornar grave, com comprometimento dos rins, quando pode ser necessária a internação da paciente.

20

Tipos de infecção urinária em mulheres? Podemos classificar as infecções urinárias em altas (pielonefrite) e baixas (cistite), sendo estas últimas as mais frequentes. Quando as infecções vem acompanhadas de anomalias das vias urinárias, chamamos de ITU complicadas e quando elas não estão presentes, de ITU não complicadas. Nas casos de três ou mais episódios de infecção urinária por ano, classificamos como infecção urinária de repetição, que merece uma atenção especial para tentar erradicar os fatores de risco envolvidos. Como detectar a infecção? Através de exames de urina. Há exames mais simples que identificam a presença de células inflamatórias do organismo em resposta à infecção e a presença de sangue na urina. O exame mais específico é cultura de urina, a qual identifica o tipo específico de bactéria causador do problema e também pode mostrar a quais antibióticos esta bactéria responde melhor. Como é o tratamento? O tratamento é feito com antibióticos, de acordo com o tipo de bactéria que está causando a infecção. Além do antibiótico, podem ser recomendados sintomáticos, como analgésicos e a paciente deve beber bastante líquidos e urinar com frequência, para que o antibiótico atinja boa concentração na urina. Nas pacientes com infecção urinária pós-coital pode ser recomendada a profilaxia com antibióticos após a relação sexual.


Avany Bon, coordenadora da graduação em Nutrição da Universidade Anhembi Morumbi. ... a maior recomendação para a prevenção da infecção urinária realmente é a ingestão de muita água. Durante a infecção, a mulher pode fazer sexo? Não há contraindicação específica, porém como a região está mais sensível, poderá haver dor durante a relação. Nas pacientes com cistites de repetição relacionadas à atividade sexual, o recomendável é não manter relações até o final do tratamento. Qual são as melhores maneiras de se prevenir da infecção urinária? Uma vez que as bactérias que promovem a infecção são em geral provenientes do intestino, os cuidados com a higiene da região genital e anal são especialmente importantes. Sempre que possível, após a evacuação deve-se lavar a região e quando realizar a higiene com papel, sempre fazê-lo da vulva em direção ao ânus e nunca o con-

trário. Ainda em relação à região genital, deve-se evitar o uso de absorventes internos e protetores diários, bem como utilizar roupas leves e preferencialmente de algodão. Além disso, é importante evitar o hábito de ficar muitas horas sem urinar, beber bastante líquidos, principalmente água, ao menos 2 litros por dia, pois isso faz com que as bactérias não consigam permanecer por muito tempo no trato urinário. Sempre que você urinar, beba um copo de água e mantenha esse ciclo durante o dia. Durante o banho, é aconselhável que além de usar o sabonete comum, utilizar sabonetes de limpeza íntima. O uso de preservativos e o hábito de urinar após a relação sexual também podem diminuir o risco de infecção. M

21


[beleza]

Batons

^ Veja as cores que são tendencia nesse outono-inverno.

N

esse outono-inverno, o batom ganha destaque apostando em cores mais fortes e tons escuros como roxo, bordô e café, visto que a moda está super democrática, não é necessário ficar só nos tons escuros, cada mulher pode ousar e ter liberdade na hora de escolher a cor que mais gosta e combinar com o tom de pele. Os vermelhos continuam com força total, super tendência para essa

22

estação, principalmente os mais intensos e vibrantes. Mas muito cuidado ao passar o batom vermelho, principalmente às mulheres que tem os lábios menos carnudos, ele pode escorrer e penetrar entre as fissuras dos lábios e deixar o make estranho. Antes de aplicar os batons escuros passe um delineador na cor do batom preenchendo todo o lábio, assim vai fixar melhor e não vai ter esse problema de escorrer entre as fissuras dos lábios, mesmo que você passe um gloss. O que você está esperando, arrase nesse outono-inverno.


aposte nas cores mais fortes e tons escuros... 23


“O

[carreira]

JORNALISMO

jornalista é o profissional da notícia. Investiga e divulga fatos e informações de interesse público, redige e edita as reportagens, entrevistas e artigos, adaptando o tamanho, a abordagem e a linguagem dos textos ao veículo e ao público a que se destinam. Senso crítico, capacidade de expressão, domínio do

português, técnicas de redação e fluência em outro idioma são fundamentais no exercício dessa profissão. Também é preciso ter domínio nos softwares de edição de textos e de imagens.

mercado de trabalho

01

O mercado em expansão é o das mídias digitais. É fundamental que o jornalista esteja por dentro das novidades tecnológicas, pois existe um grande campo de trabalho na área de internet. O jornalista pode encontrar oportunidades em revistas on-line, blogs, portais e sites de empresas. A comunicação corporativa ou empresarial é outra área que pode ser promissora, pois costuma oferecer mais oportunidades de trabalho do que as redações de jornais e revistas e agências de notícias.

O profissional que optar por se especializar em uma área específica do jornalismo, como moda, ciência, saúde, meio ambiente e tecnologia, por exemplo, pode encontrar espaço para atuar também como redator setorizado, seja em mídia digital, seja em mídia impressa. Os maiores empregadores continuam nas capitais, principalmente em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília, mas cresce o número de oportunidades em cidades do interior, sobretudo da Região Sudeste.

salário

02

De acordo com o Sindicado dos Jornalista Profissionais no Estado de São Paulo, o salário inicial de um jornalista gira em tor-

24

no de R$ 1.833,00, trabalhando 8 horas diárias em jornais ou revistas da capital e R$ 2.075,78 em assessorias de imprensa na capital paulista.


o curso

03

O curso tem duração média de 4 anos, as disciplinas básicas são língua portuguesa, teoria da comunicação, história da arte, economia e filosofia. Matérias específicas também compõem o currículo, como jornalismo interpretativo e informativo, técnicas de redação e edição de texto, novas tecnologias de comunicação e design gráfico. Há aulas práticas de fotojornalismo, jor-

nalismo impresso, digital e rádio e TV. Na grande maioria das universidades, o curso é oferecido como habilitação do curso de Comunicação Social. Os alunos precisam apresentar um trabalho de conclusão de curso para receber o diploma. Já o estágio, embora não seja obrigatório, é recomendável, pois o formado tem mais chances no mercado de trabalho, além de experiência.

O jornalista é o profissional da notícia. Investiga e divulga fatos e informações de interesse público

O que você pode fazer: Comunicação digital multimídia

Fotojornalismo

Criar, montar, implantar e cuidar da manutenção de websites, intranets e extranets. Redigir e editar boletins e revistas eletrônicas. Administrar conteúdos na internet.

Fotografar cenas reais, pessoas e acontecimentos para reportagens em jornais, revistas ou internet.

Comunicação empresarial Promover o contato entre determinada organização com a imprensa e outros públicos-alvo, como funcionários, fornecedores, clientes, governo, entidades, a fim de divulgar o nome da empresa, seus valores e produtos.

Edição Definir o enfoque e o tamanho da reportagem e escrever o texto final. Em veículos impressos e na internet, selecionar fotos e ilustrações que serão usadas. Em rádio e TV, combinar imagens ou sons numa mesma fita para dar forma final a documentários e noticiários.

Reportagem e roteiro Coletar informações e redigir textos para divulgação em rádio, televisão, jornais, revistas ou internet.

Assessoria de imprensa Assessoria de Imprensa é um instrumento dentro do composto de Comunicação desenvolvida para as organizações, fazendo parte das atividades da área de comunicação. A Assessoria de Imprensa trata da gestão do relacionamento entre uma pessoa física, entidade, empresa, órgão público e a imprensa. A grosso modo, o assessor de imprensa é o profissional responsável por fazer a ponte entre a empresa e um veículo de comunicação.

25


sentes na minha vida. Gosto muito da área de cultura e de esportes. A cultural, por exemplo, é fascinante por ter a oportunidade de conhecer teatros, monumentos históricos, assistir a shows e viajar em uma cultura nova. Já a esportiva está presente na minha vida desde muito nova. Posso dizer que nasci ouvindo jogos e indo ao estádio de futebol, assim conheço muito bem esse esporte. Sou torcedora da Portuguesa, e minha paixão pelo time fez com que a área esportiva seja uma das minhas grandes opções para seguir dentro do Jornalismo.

Thaís dos Santos Aluna do 1º semestre d e Jornalismo Thaís dos Santos, 18 anos, fala sobre a decisão de estudar jornalismo, dificuldades e expectativa.

P

or que decidiu optar pelo curso de jornalismo? Desde pequena sempre fui criativa em relação à escrita. Criava contos e escrevia muitos poemas. Percebi então, que a minha paixão pela escrita, e pela liberdade e harmonia que sinto quando começo a escrever, era gigante. Consigo me transformar em quem eu quiser através de um lápis e de um papel. Em que área do jornalismo você quer trabalhar? Bom, sempre tive certeza absoluta que faria jornalismo, mas as dúvidas sobre que área seguir sempre estiveram pre-

26

Quais são as dificuldades desse começo de faculdade? Além do trote, a faculdade lembra de que precisamos deixar de lado o jeito mais infantil que tínhamos no ensino médio, e precisamos ser adultos o suficiente para lidarmos com os nossos direitos e deveres. Essa mudança é difícil, pois não estamos mais diariamente com os mesmos professores, os mesmos colegas, as mesmas normas, enfim, mas é importante que aconteça em nossas vidas para vermos que o mundo é muito mais abrangente do que estávamos acostumados há pouco tempo atrás. Esse mundo abre as portas para novas oportunidades e novos conhecimentos para nos fortalecermos além de universitários, como grandes seres humanos. O que você espera do mercado? Espero que eu consiga um bom estágio e consequentemente, um excelente emprego. O mercado está muito concorrido, em decorrência de existir muitos jornalistas. Mas para conseguir se destacar, é preciso escrever bem e respeitar o deadline, ser objetivo e focado e acima de tudo, manter a ética e a verdade.


Thais Pinheiro Assessora de Imprensa da TV Record Thais Pinheiro, 24 anos, jornalista formada em 2008, trabalhou como repórter no jornal O Estado de S. Paulo, redatora no Portal da RedeTV, Assessora de imprensa no SESC Pinheiros e atualmente é Assessora de Imprensa na TV Record.

P

fácil conseguir uma colocação no mercado.

O estágio é importante para o curso de jornalismo? Acredito que assim como em outras áreas, o estágio é fundamental. Ele te ajuda tanto a crescer profissionalmente, como descobrir em qual segmento do jornalismo você se encaixa. Além disso, quando o estudante sai da faculdade com uma bagagem profissional, fica muito mais

Estágio e dicas A oportunidade para o meu primeiro estágio surgiu no final do meu primeiro ano de faculdade. Uma colega de classe enviou um email para várias pessoas avisando sobre um processo seletivo no Sesc. Fiz os testes e passei. Fiquei 1 ano e 8 meses trabalhando lá e foi ótimo para ter os primeiros contatos com o mundo da comunicação. De lá, fui direto para o estágio no jornal O Estado de S. Paulo. Eu soube deste por meio do site Comunique-se, que sempre anuncia boas vagas de estágio. Para quem está à procura de um estágio, é importante ficar atento aos sites direcionados ao meio de comunicação, assim como alguns perfis no Twitter que anunciam vagas. É importante tam-

or que decidiu fazer jornalismo? Costumo dizer que o jornalismo me escolheu. Eu pensava em fazer artes cênicas quando estava no 3º ano. Como surgiu a possibilidade de fazer faculdade pelo PROUNI, acabei optando por fazer jornalismo, uma vez que eu gostava muito de escrever, ouvir histórias e falar em público. Acabei entrando na faculdade de jornalismo e, vejam só, não me imagino fazendo outra coisa na vida.

27


bém manter um bom relacionamento com colegas de faculdade e professores, eles sempre ficam sabendo de vagas no mercado. Falar outra língua é importante? Hoje, falar outra língua não é uma exigência apenas para mercado de trabalho. Com as facilidades de viagens e intercâmbios, é essencial falar outra língua, até como forma de conhecer outras culturas – jornalista que é jornalista não para de querer conhecer o novo. Pensando na área de jornalismo, é extremamente importante, porque mais cedo ou mais tarde vai aparecer uma situação em que você precisa usar outra língua – inglês é o mínimo.

do seu trabalho e fiquei encantada com sua postura. Você está satisfeita com o momento atual da sua carreira? Minha carreira tem tomado rumos que eu nem mesma podia imaginar. Depois de passar alguns anos como repórter, estou assumindo o cargo de Assessora de Imprensa. Estou contente porque acredito que isso pode ampliar meus horizontes, minhas perspectivas. Não costumo fazer muitos planos, mas um deles é entrar numa pós no próximo ano.

Qual foi sua primeira matéria assinada e a sensação de ver pela primeira vez uma matéria sua assinada no jornal? A primeira vez que meu nome saiu publicado foi no Estadinho, caderno infantil d’O Estado de S. Paulo. Era uma notinha bem simples sobre filmes infantis e eu entrevistei algumas crianças. É claro que isso já foi motivo de orgulho para a família inteira.

Como está o mercado de jornalismo atualmente? O mercado de jornalismo não é fácil, mesmo. Esta é uma constatação. Muitas vezes, é preciso estar preparado para cortes de pessoal - os famosos passaralhos – nas empresas e se adaptar a uma rotina de freelancer, por exemplo. Mas algo que é muito bom é a possibilidade de ter o seu próprio trabalho, sem depender da chamada grande mídia. A internet nos proporciona isso e há ferramentas suficientes para criar blogs, sites, podcasts, etc. Basta querer.

Qual foi o que você gostou mais? Tenho duas entrevistas muito marcantes na minha carreira. A primeira foi com a socióloga Maria Victoria Benevides. Fizemos, uma amiga e eu, nosso Trabalho de Conclusão de Curso sobre Maria Victoria e, para nossa felicidade, a revista Brasileiros comprou nossa reportagem. Aprendemos muito com essa mulher, tão guerreira e engajada. Outro entrevistado que me ensinou muito em pouquíssimas horas foi o doutor Drauzio Varella, quando fiz uma matéria para o caderno de TV do Estadão. Passei uma tarde acompanhan-

O que a pessoa tem que gostar para ser um excelente jornalista? Dizem por aí que jornalista é um “bicho” que se reconhece de longe. Acho que é porque sempre estamos ligados nos mais diversos assuntos cotidianos – tentamos entender de A a Z -, somos aqueles que fazem perguntas pro garçom, pro motorista de ônibus ou para o dono do banco sem pudores. Não sei se existe uma regra para ser um excelente jornalista, mas, para começar, é preciso ter interesse pelo outro, pela vida, pela história. M

28


Verve

[entretenimento]

Energia e entusiasmo em uma expressão de ideias

A

Verve nasceu com a ideia de realizar festas com um novo conceito voltado para a colônia oriental. Com a intenção de que cada festa seja única, e para isso acontecer cada festa será temática e terá um tipo de apresentação performática relacionada ao tema e outras atrações diversas. A primeira Verve aconteceu no dia 21 de abril com o tema de estreia “Circus World”, atrações como: anões, cuspidores de fogo, saltadores, artistas

30

descendo do tecido (lira), acrobatas, gogo dancers e outros. A grande estréia contou com a presença da dupla sertaneja Léo e Matheus, da Dj Thricie, Dj Handek e dos Djs Ale Ace, Shiba e Sumide que já são conhecidos pela colônia oriental. O local escolhido foi o Via Marquês localizado na Barra Funda, na capital paulista e contou com uma mega estrutura de palco e iluminação com 3 telões ao fundo e mais 8 telões espalhados pela casa, 12 camarotes e um público de mais de 2 mil pessoas.


Os sócios na foto (esq. p/ dir.): Toshimi, Daniel, Leandro Ishibashi, Shun Morikawa e Leandro Hattori.

A próxima festa já tem data marcada, será no dia 28 de julho no Via Marquês, com o tema “7 Pecados Capitais” onde 7 personagens realizarão uma performance de cada pecado. Além disso contaremos com gogo dancers e tequileiros e a apresentação do Dj Heron Love que é especialista em Hip Hop e é muito conhecido nacional e internacionalmente. A novidades para a segunda edição

é o Camarote da Luxúria, onde será OPEN BAR de vodka Absolut, whisky Red Label, cerveja, refrigerante, água e rodadas de tequila. As atrações serão mantidas, como a dupla sertaneja Léo e Matheus do Café del la Musique, Dj Thricie e Dj Ale Ace. E para animar a galera teremos a presença vip de Juju Salimeni (ex panicat e atual legendários). M

31


[moda]

tendência

O

OUTONO

INVERNO 2012

inverno sempre pede cores mais sóbrias. Por mais que tentamos dar uma inovada, a cor que sempre predomina em todos os ambientes é o

preto. Mas, a tendência desse outono-inverno 2012 promete colorir seu guarda-roupa, as cores dominaram as passarelas junto com o pretinho básico. Neste outono-inverno aposte em looks coloridos da cabeça aos pés, sem medo de ousar. Para garantir que a produção vai dar certo, utilize uma peça de cor forte com outras peças em cores mais neutras como o preto. A combinação deburgundy, o popular cor vinho + azul marinho é uma grande aposta para essa

32

temporada, remetendo a um estilo mais clássico. Aposte também no poá, as consagradas bolinhas que fizeram sucesso nas décadas de 50 e 60. O branco segue indispensável em qualquer estação e continua em alta, assim como o marrom. Nos calçados não é diferente, estampas como animal print, principalmente as de cobra, zebra e onça, prometem dominar nesse inverno. Se você não pretende ousar tanto assim, aposte no estilo mais clássico, como azul marinho, o vermelho e não se esqueça do pretinho básico. E lembre-se, uma das grandes tendências nos calçados é o conforto. Aqui vão algumas dicas pra você:


Bota Country

Estampa animal print de cobra, estilo country chique.

R$

289,90

33


Sleepers

Super confortável e mole, tem palmilha bobble system - para maior absorção de impactos e couro invernizado.

R$

Scarpin Retro - meia pata

139,90

Estampa animal print cobra, com palmilha bubble system - para maior absorção de impactos

R$

34

189,90


Scarpin

Estampa animal print cobra, “mega tendência” e super confortável.

R$

89,90

Peep Toe

Meia pata com estampa animal print onça, sola estilo Chris Louboutin.

R$

179,90

35


[esporte]

AGILITY

O

Agility é uma competição aberta à participação de todos os cães. A idéia é fazer com que transponham diferentes obstáculos, buscando a melhoria de sua agilidade e inteligência. É uma atividade esportiva e educativa que pretende melhorar a integração dos cães dentro da sociedade. O esporte requer bom relacionamento entre o cão e o condutor, resultando em um bom entendimento entre eles. Os competidores, portanto, devem estar familiarizados com o treinamento de obediência básica.

É

preciso treinar muito, já que o circuito de obstáculos só é conhecido pelo condutor minutos antes da prova, circuito esse que será determinado pelo juiz, o condutor fará um prévio reconhecimento do percurso antes da prova

36

ser iniciada e, o mais importante, o cachorro não pode ver a pista antes, para não ter mais chances de vencer. A partir dos dois meses de idade, em sua própria casa, o cão pode e deve começar a treinar, nessa fase é preciso ensinar os comandos básicos


de obediência, – senta e fica – e esse fator traz benefícios ao comportamento e ao relacionamento entre o dono e o animal, também é necessário ensinar o cão a prestar atenção em você, ensiná-lo a brincar de cabo de guerra e a gostar de bolinhas, fazendo com que o cão tenha muita confiança nele mesmo. Após o término das vacinas, por volta dos 4 ou 5 meses, o filhote poderá começar a frequentar aulas em uma escola de Agility, com ajuda de um treinador serão apresentados todos os obstáculos e com um ano

de idade, o animal já está pronto fisicamente para realizar os exercícios do circuito, inclusive os saltos, e só passa a competir quando completa um ano e meio. Mas assim como os donos fazem avaliação física, antes de começar a treinar, é aconselhável levar o cãozinho a um veterinário. O Agility melhora o condicionamento físico dos cães contribuindo para sua longevidade, reduzindo as chances de sobrepeso e os problemas decorrentes dele. Além disso, a atividade física libera, no animal, hormônios relacionados ao bem-estar que

Centro de treinamento e hotel canino em Cotia - São Paulo.

37


Luciana e “Caco” praticando Agility.

“Agility, como esporte, além de nos deixar em forma, juntamente com nosso fiel companheiro, ajuda a fazer novos amigos e age como uma terapia anti-stress. É realmente relaxante e prazeroso praticar o Agility. Eu mesma perdi muitas calorias e ganhei condicionamento físico”, Luciana. reduzem os níveis de estresse e ansiedade muito comuns nos cães que passam muitas horas sozinhos. Luciana Spinelli Louzada é administradora de empresas, pratica o Agility desde 2004, tem quatro cães, sendo três Border Collies e um Pastor de Shetland, atualmente treina e compete com o Pastor de Shetland “Caco” de 3 anos. Já competiu várias vezes fora do Brasil, na Argentina em 2008, Chile em 2010, Colômbia em 2011 e esse ano, Luciana e Caco participaram da competição América&Caribe e ganharam o prêmio de 2º lugar das Américas

38

por equipe. Essa competição é realizada anualmente nos países das Américas. O Agility pode ser praticado por qualquer tipo de cão, não importando o tamanho, raça e se possui ou não pedigree. É um esporte para todos. O treino dura em média de 20 a 30 minutos, com intervalos para descanso. Agora que você conhece um pouco mais sobre o Agility, se achou que esta poderá ser uma atividade divertida para você e seu cão, não espere mais, procure uma escola próxima a sua casa e bom divertimento. M


Luciana Spinelli Louzada e o Pastor de Shetland “Caco” de 3 anos.

39


[viagem +]

PRÉDIO

Martinelli

O

prédio Martinelli constitui o documento arquitetônico mais importante do momento de transição da cidade baixa, edificada em tijolos para os arranha-céus, tendência que se evidenciava desde inícios da segunda década do século passado. Tornou-se marco e símbolo do crescimento vertical da metrópole São Paulo. Foi projetado e arquitetado por seu proprietário, o italiano Giuseppe Martinelli, de origem da cidade de São Donato de Lucca, na Toscana, Itália. Mestre de obras, descendia de uma família tradicional de empreiteiros, chegou ao Brasil como imigrante italiano em 1892 atraído pelas lavouras de café.

40

Com espírito empreendedor, instalou-se em Santos com uma empresa de despachante e logo em seguida com uma agência de vapores para importação e exportação. Durante a Primeira Guerra Mundial, de 1914 a 1918, Martinelli prestou relevantes serviços ao Brasil transportando café, cereais e outros gêneros de Santos e Rio de Janeiro para Europa. Em 1922 iniciou o projeto para a construção do edifício, idealizado para ser o maior da América do Sul. Sua construção ocorreu de 1924 a 1929, sendo a primeira construção em “concreto armado”, tecnologia trazida da Europa pelo próprio Martinelli. Inaugurado em 1929 com doze andares,


41


sua construção continuou até 1934, atingindo sua forma definitiva com 30 andares e 130 metros de altura, rompendo completamente com a horizontalidade da paisagem de São Paulo. Não tendo apoio governamental para terminar a obra, Martinelli foi obrigado a vender uma parte do empreendimento ao “Instituto Nacional de Crédito per il Lavora italiano a L’Estero” do governo italiano, motivo pelo qual o governo brasileiro tomou o prédio para si, após a Segunda Guerra Mundial. Nem bem concluído, o Prédio Martinelli já era o cartão de visita da cidade, atraindo muitos visitantes e turistas que ficavam boquiabertos pelo suntuosidade da obra. O mais luxuoso cinema da cidade, Cine Rosário, foi inaugurado em 1929 pelo então prefeito Pires do Rio. Com camarotes, frisos, e poltronas estofadas de couro, recebia aos fins de semana a mais

42

alta sociedade de São Paulo que passou a fazer parte do local o seu ponto de encontro. O Hotel São Bento também modificou a postura da cidade atendendo aos homens de negócios estrangeiros e viajantes que vinham do interior e até de outros paises. Nos salões Verde e Mourisco, serviam-se chás e realizam-se reuniões dançantes. Vários partidos políticos tiveram suas sedes no Edifício Martinelli: o antigo P.RP, P.C, P.I e posteriormente a U.D.N. Os Clubes da cidade também ocupavam as suas dependências como o Palestra Itália, hoje o Palmeiras, a Portuguesa de Desportos e o IT Clube, hoje desaparecido. Ao longo de sua vida, muitas Associações também ocuparam suas dependências como Ordem dos Músicos, Federação Paulista de Medicina, Sindicado dos Alfaiates e outros.


A “Casa do Comendador” foi construída como moradia da família Martinelli para “provar” ao povo que o prédio não cairia. Após um longo período de sucesso veio o declínio do edifício, nas décadas de 1960 e 1970, no qual sofreu todo tipo de problema, porém, em 1975, o então prefeito Olavo Setúbal, decide pela reforma total do Martinelli, a cargo da Emurb e do Escritório Técnico Figueiredo Ferraz. O Prédio Martinelli foi reinaugurado em 1979, onde se encontra nas atuais condições, abrigando as Secretarias Municipais de Habitação e Planejamento, as empresas Emurb e Cohab-SP, a sede do Sindicato dos Bancários de São Paulo, além de diversos estabelecimentos comerciais na parte térrea do edifício. No 26º andar exibe um belíssimo terraço do qual se tem a visão panorâmica da cidade, avistando-se o centro, as ante-

nas da Avenida Paulista e os milhares de prédios que compõe a paisagem urbana desta mega cidade. Também nesse espaço foi construída a “Casa do Comendador”, residência de Martinelli, que é uma réplica de Vila italiana, onde a elite de São Paulo se reunia em suntuosas festas. O Prédio Martinelli foi o primeiro arranha céu de São Paulo. M

COMO CHEGAR? Rua São Bento nº 405 Avenida São João nº 35 Rua Líbero Badaró nº 504 Tel: 11 3104.2477

43


[sexo]

coleção

OUTONO

INVERNO

Lingeries

A

s lingeries também acompanham as tendências de cada estação. Os lançamentos para esse outono-inverno vem com uma cartela ampla de cores e modelos que vão atender todas as mulheres. O conforto e o luxo também vão predominar entre as peças mais sensuais. As lingeries estampadas estão com tudo, aposte no animal print, principalmente as de cobra e onça; as estampas geométricas e a clássica estampa de bolinha também são indispensáveis nesse outono-inverno. O vermelho e o preto continuam sendo um ícone. As rendas estão cada vez mais bonitas, deixando as peças muito mais elegantes e confortáveis. Há algum tempo, as lin-

44

geries passaram a fazer parte do guarda roupa das mulheres como mais um acessório para deixar o visual muito mais moderno e atraente. Os sutiãs passaram a ser um grande aliado na hora de montar as produções, graças as inúmeras opções de alças como strass, rendas e miçangas deixam o visual completamente diferente. Você ainda pode comprar um corselet super luxuoso, vestir um jeans e um blazer básico aberto por cima. Dessa forma a roupa íntima passa a fazer parte do seu look. deixando você maravilhosa. E não importa sua idade ou forma física, pois existem lingeries para todos os gostos, que vão te ajudar a ficar maravilhosa na hora de sair as ruas. Então amiga, arrase nesse outono-inverno com as dicas da Revista Mulheres.


Camisola

-Camisola aberta chiffon com estampa poá com bojo bolha. -Calcinha com estampa poá.

R$

39,90

Espartilho

-Estampa animal print onça; alças removíveis - transforma em um tomara que caia sensual, rendas laterais, detalhe em strass. -Calcinha fio dental transparente com detalhes em onça e rendas. -Perneira com detalhes em onça.

R$

54,90 45


Espartilho onça -Bojo bolha, estampa animal print onça super sensual. -Calcinha fio dental onça.

R$

Camisola

-Camisola em tule de onça com bojo pré-moldado e renda. -Calcinha rendada super sexy.

R$

46

34,90

35,90


Conjunto microlight Conjunto microlight vermelho sensual com bijuteria.

R$

32,90

Conjunto renda e bijuteria -Conjunto renda roxo com bojo pré-moldado, detalhes em strass e bordados a mão. -Calcinha fio dental com laços.

R$

42,90

47


CA O RA Murilo Endres

C

onsiderado por muitas mulheres o “muso” do vôlei masculino, é jogador do Sesi-SP, campeão da SuperLiga em 2011 e da seleção brasileira, atuando como ponta. Esse gaúcho de 30 anos nasceu em Passo Fundo, cidade do interior do Rio Grande do Sul, joga vôlei desde criança, influenciado pelos pais, irmãos e tios, os principais incentivadores. Mas a paixão surgiu aos 12 anos, quando decidiu seguir e se dedicar somente ao vôlei. A motivação real foi quando o irmão mais velho, Gustavo, foi para São Paulo. Ele passou na peneira do time de vôlei Banespa e começou a jogar na seleção brasileira. No início isso era apenas um sonho, mas ao pensar em seguir uma carreira profissional, e pelo fato do irmão mais velho se tornar um jogador de vôlei profissional e atuar na seleção, Murilo sempre se espelhou em Gustavo. Quando era apenas estudante, jogava vôlei na escola, depois foi convocado para jogar na seleção gaúcha, disputou campeonatos brasileiros, até receber um convite para fazer peneira em um

48

time de São Paulo que jogava o campeonato brasileiro e a SuperLiga. Passou na peneira, foi convocado para jogar na seleção brasileira juvenil, conquistou o campeonato juvenil em 2001 e foi aí que tudo começou acontecer. Entrou para o time profissional, venceu campeonatos paulistas, participou de finais de campeonatos brasileiros e por fim foi convocado para a seleção principal. Em busca do sonho de jogar no exterior, Murilo foi para Itália, após 4 anos jogando no Pallavolo Cimone Modena, em 2008 retornou para jogar no Brasil. No dia 25 de julho de 2010, após o Brasil conquistar o eneacampeonato (9 vezes) da Liga Mundial de Vôlei, Murilo foi indicado como o melhor jogador do campeonato, sendo um jogador decisivo dentro da quadra em vários jogos. Hoje Murilo é casado com a Jaqueline, jogadora de vôlei da seleção brasileira feminina e também “musa” do esporte. Tudo no seu tempo, sempre correndo atrás dos sonhos e realizando os planos que até hoje tem dado muito certo na vida desse “colírio” para nossos olhos.


Corram atrás dos sonhos, independente das dificuldades, porque são as dificuldades que valorizam nossas conquistas

Murilo Endres Jogador do Sesi-SP e seleção brasileira.

49



Revista Mulheres - Edição/maio 2012