Issuu on Google+

E D I Ç Ã O

III TWEETfor

Fique por dentro do evento que embalou Fortaleza

TWITTER vs. FACEBOOK

Saiba mais sobre o crescimento das redes sociais no Brasil e no Mundo

GERAÇÃO Twitter Uma revolução social em 140 caracteres

O Twitter INVADE FORTALEZA

E S P E C I A L Revista de informação ANO XIX — Novembro 2010 OMNI EDITORA

www.revistafale.com.br


OS 30 CEARENSES MAIS INFLUENTES PRÊMIO LUBBAD 2011


Para indicar um nome para a lista dos 30 Cearenses Mais Influentes, entre no site www.revistafale.com.br

1. Objetivos Premiar anualmente 30 Cearenses utilizando o critério de influência. No famoso Dicionário Aurélio o adjetivo influente é definido como “quem influi ou exerce influência”. Trata-se de um fato ou ação que afeta pessoas, coisas ou o curso de um evento, especialmente quando funciona sem qualquer esforço aparente direto. Influência também se traduz no poder de influenciar ou afetar, sustentado no prestígio, riqueza, habilidade ou posição. Em qualquer situação, traduz reconheci­mento e credibilidade. 2. Categorias São cinco categorias: 1. Politicos 2. Empresários&Empreendedores 3. Artistas&Intelectuais 4. Profissionais Liberais 5. Esportes. Você pode indicar um nome pela internet. É só entrar no site da revista Fale!.


ISSN 1519-9533

R E V I S TA D E I N FOR M A Ç Ã O EDITOR&PUBLISHER Luís-Sérgio Santos EDITOR SENIOR Isabela Martin Editor Associado Luís Carlos Martins EDITOR DE ARTE Jon Romano DESIGNER GRÁFICO Breno Aôr EDITOR DE ARTE ASSISTENTe Eduardo Vasconcelos REDAÇÃO Camila Torres, Carlos Mazza e Liana Costa COLABORADORES Fernando Maia, Roberto Martins Rodrigues e Roberto Costa IMAGEM Agência Brasil, AE, Reuters, stock.xchng REDAÇÃO E PUBLICIDADE Omni Editora Associados Ltda. Rua Joaquim Sá, 746 n Fones: (85) 3247.6101 e 3023.5879 n CEP 60.130-050, Aldeota, Fortaleza, Ceará l e-mail: fale@revistafale.com.br home-page: www.revistafale.com.br n Fale! é publicada pela Omni Editora Associados Ltda. Preço da assinatura anual no Brasil (12 edições): R$ 86,00 ou o preço com desconto anunciado em promoção. Exemplar em venda avulsa: R$ 9,00, exceto em promoção com preço menor. Números anteriores podem ser solicitados pelo correio ou fax. Reprintes podem ser adquiridos pelo telefone (85) 3247.6101. Os artigos assinados não refletem necessariamente o pensamento da revista. Fale! não se responsabiliza pela devolução de matérias editoriais não solicitadas. Sugestões e comentários sobre o conteúdo editorial de Fale! podem ser feitos por fax, telefone ou e-mail. Cartas e mensagens devem trazer o nome e endereço do autor. Fale! é marca registrada da Omni Editora Associados Ltda. Fale! é marca registrada no Instituto Nacional de Propriedade Industrial. Copyright © 2010 Omni Editora Associados Ltda. Todos os direitos reservados. Impressão Gráfica Cearense n Impresso no Brasil/Printed in Brazil. Fale! is published monthly by Omni Editora Associados Ltda. A yearly subscription abroad costs US$ 99,00. To subscribe call (55+85) 3247.6101 or by e-mail: df@fortalnet.com.br

edição em DIGITAL PAPER

Vem aí O Livro do Ano 2010-2011. A história é de quem faz. O mais completo documento de 2010 e os cenários para 2011. Mais um lançamento da Omni Editora.

www.omnieditora.com.br


T al k in g H eads , 6 O n line , 7

i m a g e m t w eetfo r

14 TWEETFOR, UM SUCESSO Em uma festa regada a muita feijoada e shows musicais, a terceira edição do pioneiro TweetFor — encontro de tuiteiros de Fortaleza — reuniu mais de 600 pessoas no Marina Park Hotel, fortalecendo relações sociais iniciadas no Twitter e se estabelecendo como o maior evento de mídias sociais do país.

8 O PODER DO TWITTER

Será mesmo que o Twitter poderá mudar a maneira como nós vivemos? A fantástica rede social, com limite de 140 caracteres para cada mensagem, está revolucionando a Internet.

O Twitter nasceu há aproximadamente 4 anos, quando Jack Dorsey e os outros fundadores trabalhavam em uma empresa chamada Odeo Inc, localizada em São Francisco, Estados Unidos.

22 PERSONA

A cobertura fotográfica do III TweetFor em Fortaleza

capa eduardo vasconcelos

FOTO PAULO FIGUEIREDO

11 COMO COMEÇOU

twitando no tweetfor

O III TweetFor aconteceu em Fortaleza no dia 20 de novembro no Marina Park. Reuniu mais de 600 twiteiros de Fortaleza e até de outros Estados. Mesmo no ambiente de festa os twiteiros não deixaram de twitar e elevaram o TweetFor a condição de primeiro lugar em #hastag global.

Tudo o que nos irrita nos outros pode nos levar a uma compreensão sobre nós mesmos.”

Carl Jung


T al k in g H eads

Mais uma vez… os caras vieram… e levaram!! Mereceram!! kkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk”

Léo Moura, lateral direito do Flamengo, após a derrota do Fluminense para o LDU, no Maracanã, na final da copa sul-americana @leomoura2

Como é ruim sentar na primeira cadeira do avião… Todo mundo fica te olhando como se fosse um paraplégico! Thaila Ayala, atriz

Essa história de crucificação é bobagem. Pra mim Jesus era masoquista. Oscar Filho, suposto humorista do programa CQC

6

Danilo Gentili vs Fernanda Young

A nudez de Fernanda Young é como ela disse: intelectual. É quase um teste de QI. Vc é inteligente? Então não compre a revista.

Danilo Gentili, nada “gentile” sobre o ensaio nu da Fernanda Young, na revista Playboy

Piadinhas sobre revista? Gente, falando sério e sendo fútil: com 39 e com esse corpo saudável, eu vou me irritar com o que? Fernanda Young, retrucando Danilo Gentili

Fale!

| novembro de 2010

www.revistafale.com.br

Para meus seguidores brasileiros: só vocês tem o poder para depor seu senador. É o SEU país. Vocês que tem de lutar pelo que acreditam. Eu não tenho voto” Épico. E ele tem total razão. Ashton Kutcher, ator norte-americano, quando se recusou a fazer parte de um protesto virtual contra o senador José Sarney


O n line

Menos consumo, mais sustentabilidade

Quem nunca deixa seu gadget carregando e o esquece ali por tempos? Ele termina de carregar, mas continua ligado à tomada - o que é insustentável do ponto de vista ambiental. Para combater esse mau hábito, o Outlet Regulator atua para economizar energia de uma forma bem simples. Fazendo a ponte entre o carregador e tomada, o equipamento detecta quando o gadget está totalmente carregado e desconecta sozinho da tomada, soltando-se sutilmente. Uma ideia bem interessante em tempos de (in) sustentabilidade.

Basta agitar que a pilha se autocarrega

Japoneses também contribuem para amenizar os impactos ambientais. A empresa Brother Industries lançou em Tóquio, durante um evento de tecnologias, um produto que gera energia a partir da vibração. É um modelo de gerador em formato de baterias AA ou AAA, que pode substituir pilhas e que, através de mecanismos internos, para ser recarregado basta ser chacoalhado. Poderá ser usado em aparelhos que consumam cerca de 100mW, como uma lanterna pequena ou um controle remoto. Ao evitar a troca de baterias, reduz a quantidade desse tipo de lixo. O

Q U E

Hacker vai para a cadeia, na Escócia

O

hacker britânico Matthew Anderson foi condenado a um ano e meio de prisão por invadir os computadores de outras pessoas, roubando dados pessoais e até controlando remotamente as suas webcams. Anderson, 33 anos, foi preso em junho de 2006 em Drummuir, na Escócia por fazer parte de uma rede de “piratas” que roubavam dados de usuários. Mais duas pessoas foram presas na operação — uma em Suffolk, na Inglaterra, e outra na Finlândia. Ele teria sido o responsável por enviar milhões de mensagens de spams que instalavam um vírus nos computadores das pessoas que abrissem as mensagens. A ação afetou usuários na Grã-Bretanha e na Finlândia. Com o vírus instalado, Anderson não só era capaz de acessar dados pessoais das vítimas, mas também de controlar as câmeras dos computadores infectados, efetivamente espionando as casas das pessoas sem ser reconhecido. A investigação da polícia descobriu que Anderson tinha guardadas imagens das casas das pessoas afetadas, assim como cópias de documentos particulares, como contas, relatórios médicos, currículos, listas de senhas e fotografias. Segundo a polícia, o hacker britânico operava na sala da casa de sua mãe.

Google Docs, uploads arrastando arquivos O Google estreou uma nova funcionalidade para o Google Docs, sistema de criação e edição de documentos baseado na Computação por Nuvem. Agora, para fazer uploads de documentos não é preciso mais utilizar um campo específico, basta arrastá-los para o navegador. A única exigência para realizar o processo é utilizar programas compatíveis com a tecnologia HTML 5, como o Firefox, Google Chrome e Safari. Além disso, é preciso estar na página específica para upload de documentos para o Google Docs para que o procedimento funcione corretamente. Não há limites para o número de arquivos enviados, porém aqueles que não possuem compatibilidade com o site serão ignorados. Outra novidade fica pela inclusão da possibilidade de exibir controles de forma compacta, expandindo o espaço destinado à edição e criação de documentos.

É

N O V O Navegue pela Amazônia. Uma página na Internet promete ajudar pesquisadores, estudantes e curiosos sobre a biodiversidade da Amazônia. A página, lançada pelo Google em parceria com a Petrobras, é um amostra do ecossistema da floresta. Com uma navegação fácil, o internauta pode conhecer em detalhes cerca de 100 espécies amazônicas.

Links de fotos e vídeos das expedições de pesquisadores também são disponibilizados. O mapa é georreferenciado pelo Google Maps e pelo Google Earth. Para conhecer a página, acesse www.petrobras.com.br/biomapas.

www.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!

7


ensaio

geração Será mesmo que o Twitter poderá mudar a maneira como nós vivemos? A fantástica rede social, com limite de 140 caracteres para cada mensagem, está revolucionando a Internet

8

A

única coisa que você pode dizer com segurança sobre o Twitter é que ele causa uma terrível primeira impressão. Você ouve falar deste novo serviço que permite enviar atualizações de até 140 caracteres para os seus followers, e você pensa: por que o mundo precisa disso, exatamente? Não é como se estivéssemos todos sentados, quatro anos atrás, coçando nossas cabeça e dizendo: “Se pelo menos houvesse uma tecnologia que me permitisse enviar uma mensagem para os meus 50 amigos, alertando-os em tempo real sobre que cereal eu escolhi para o café-da-manhã”. O escritor Steve Johnson também era cético no início. O jornalista, que emplacou na capa da revista norte-americana Time um artigo sobre o poder do Twitter, já havia se encontrado com Evan Williams, co-criador do Twitter, algumas vezes em conferências nos anos 1990, quando Williams estava lançando o Blogger.com. Naquela época, as pessoas estavam preocupadas com a ameaça que os blogs representavam para a nossa capacidade de concentração, com sua personalidade de telégrafo e seus posts de dois parágrafos substituindo longos artigos e livros. Com o Twitter, Williams estava lançando

Fale!

| novembro de 2010

uma plataforma de comunicações que lhe limitava apenas a um par de frases, no máximo. “Qual era o próximo passo? Um software que permita que você envie um único sinal de pontuação para descrever seu humor?”, disse Johnson. Mas, como milhões de usuários descobriram, o Twitter possui uma supreendente profundidade. Isso ocorre em parte porque ouvir o que seus amigos comeram no café da manhã é realmente mais interessante do que parece. O especialista em tecnologia Clive Thompson chama isso de “conscientização do ambiente”: seguindo estes rápidos relatórios de status dos membros www.revistafale.com.br

de sua rede social, você tem uma noção de suas rotinas diárias.E isso nos dá uma estranha satisfação. Nós não consideramos idiota ligar para um amigo e iniciar a conversa perguntando como foi o seu dia. O Twitter lhe dá a mesma informação sem que você tenha que pedir. Para Steve Johnson, no entanto, ainda há algo mais profundo acontecendo com o Twitter nos últimos dois anos, algo que, segundo ele, nos diz mais sobre a cultura que abraçou e expandiu o Twitter em tamanha velocidade. “Sim, as atualizações de status acabaram sendo mais interessante do que pensávamos. Mas a chave do crescimento


ação Twitter do Twitter é como nós improvisamos o sistema para fazer coisas que seus criadores jamais sonharam”, explica Johnson. Em suma, a coisa mais fascinante sobre o Twitter não é o que ele está fazendo por nós. É o que estamos fazendo por ele.

das nessa conversa teriam sido confinadas nas mente dos participantes. Dez anos atrás, uma transcrição poderia ter sido publicada semanas ou meses mais tarde na Internet. Cinco anos atrás, um punhado de participantes poderia ter blogado sobre suas experiências depois do fato. Mas este evento aconteceu em 2009, então, paralela à conversa do mundo real, ocorria uma, também em tempo real, conversa no Twitter”. No início da conferência, os anfitriões anunciaram que quem quisesse postar comentários ao vivo sobre o evento via Twitter deveria incluir a palavra # hackedu em seus 140 caracteres. Na sala, uma grande tela de exposição mostrou um feed

Conversa Aberta

Para ilustrar a tese, Steve Johnson conta a experiência que teve durante uma conferência sobre reformas no sistema educacional americano, em Nova York, chamada de “Hacking Education”. Na conferência, estavam presentes cerca de 40 educadores, acadêmicos, filantropos e capitalistas de risco, todos envolvidos em uma conversa sobre o futuro das escolas americanas. Segundo Johnson, “vinte anos atrás, as idéias trocawww.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!

9


10

de execução de tweets. “Então, todos nós começamos a conversar, e à medida que nós o fazíamos, uma conversa sombra se desdobrava na tela: os resumos dos argumentos de alguém, uma piada ocasional, links sugeridos para uma leitura posterior”, relata Johnson. No início, todos esses tweets vinheram de dentro da sala e foram criados exclusivamente pelos participantes da conferência teclando em seus laptops ou BlackBerrys. Mas dentro de meia hora, uma notícia de que uma conversa interessante sobre o futuro das escolas estava acontecendo em #hackedu começou a vazar para “twittosfera”. Emtão alguns tweets de estranhos apareceram na tela, anunciando que eles estavam seguindo a conversa através da hashtag #hackedu. Em seguida, outros se juntaram a conversa, acrescentando suas observações ou propondo temas para estudos posteriores. Alguns especialistas reclamaram publicamente pelo Twitter sobre como eles não tinham sido convidados para a conferência. Ao final do dia, quando a conferência já havia se encerrado, houve um registro público de centenas de tweets que documentavam o evento. E a conversa continuou. Para Johnson, “injetar o Twitter naquela conversa mudou fundamentalmente as regras do jogo. Ele acrescentou uma segunda camada de discussão e trouxe um público mais amplo para o que teria sido um debate privado. E deu ao evento uma pós-vida na web. Sim, foi inteiramente construído com mensagens de 140 caracteres, mas a soma total dos tweets resultou em algo verdadeiramente substantivo, como uma ponte suspensa feita de pedras”.

Web Super-Flash

A mecânica básica do Twitter é

Fale!

| novembro de 2010

vs.

Um colapso na demografia social mundial em 2010 Gênero

88% das pessoas conhecem ou

já ouviram falar do Facebook

Homens 46% Mulheres 54%

500 milhões total de usuários

Renda

41% entram todos os dias

150k ou + 4% 100k - 150k 7% 76k - 100k 12% 51k - 75k 30% 26k - 50k 34% 0 - 25k 13%

30% conectam

através de aparelhos móveis

40%

seguem uma marca

Idade

55 ou + 7% 45 - 54 12% 35 - 44 18% 26 - 34 23% 18 - 25 29% 13 - 17 11%

51% dos seguidores de

marca irão consumir aquela marca

Educação

Outros 29% Graduados 22% Graduandos 28% Ensino Médio 21%

Gênero

12% atualizam seus

status todo dia

70% são de fora dos

Estados Unidos

87% das pessoas conhecem ou já

Mulheres 52% Homens 48%

ouviram falar do Facebook

106 milhões total de usuários

Renda

27% entram todos os dias

150k ou + 4% 100k - 150k 7% 76k - 100k 15% 51k - 75k 23% 26k - 50k 33% 0 - 25k 17%

37% conectam

através de aparelhos móveis

25%

seguem uma marca

Idade

55 ou + 9% 45 - 54 17% 35 - 44 27% 26 - 34 30% 18 - 25 13% 13 - 17 4%

67% dos seguidores

Educação

de marca irão consumir aquela marca

Outros 17% Graduados 28% Graduandos 78% Ensino Médio 7%

52% atualizam seus

status todo dia

60% são de fora dos

Estados Unidos

Fontes: http://money.cnn.com/2010/03/10/technology/Twitter_users_active/ http://www.slideshare.net/EmergenceMedia/facebook-demographics-users-statistics-emergence-media http://cheatedbylife.com/2010/05/08/Twitter-facts-figures-infographic/ http://www.readwriteweb.com/archives/survey_brands_making_big_impact_on_facebook_Twitter.php http://www.google.com/adplanner/planning/site_profile#siteDetalils?identifier=facebook.com&geo=001&trait_type=1&lp=true

www.revistafale.com.br


Em geral, sentimos que conseguimos apenas cerca de um por cento do que o Twitter pode crescer. Temos muito o que crescer. Nós gastamos quase todo 2008, tentando chegar à frente tecnicamente e a popularidade foi inesperada. Agora nosso desafio é somar mais valor aos usuários. Biz Stone, co-fundador do Twitter 11

Os primeiros passos do Twitter O Twitter nasceu há aproximadamente 4 anos, quando Jack Dorsey e os outros fundadores trabalhavam em uma empresa chamada Odeo Inc, localizada em São Francisco, Estados Unidos. A empresa estava passando por maus bocados devido à brutal concorrência com a Apple e outros pesados da informática. Por isso, a diretoria adotou a estratégia de dividir seus funcionários em grupos, para que fossem apresentadas ideias que pudessem “reinventar a empresa”. O grupo de Dorsey descreveu

um serviço que utilizava SMS (mensagens curtas por celular) para pequenos grupos avisando-os sempre sobre “o que você estava fazendo”. “Eu quero ter um serviço de envio que nos ligue aos nossos telefones usando texto”, disse Dorsey. A ideia se sobressaiu e tornou-se o principal projeto da empresa. O nome original do produto foi “twttr” inspirado pelo Flickr e pelo fato de que a SMS americanas tinham como padronização de códigos cinco dígitos. Poucos meses depois, Twttr.

com foi lançado ao público. Ainda assim, poucas pessoas compreenderam o seu valor: para que usar SMS no Twttr? Quem iria querer saber o que você fazia? Cada programador então tornou-se uma espécie de envangelizador para conseguir usuários para o Twttr, incentivando seus colegas e amigos a usá-lo. O serviço tinha apenas alguns meses de vida quando o domínio Twitter.com foi adquirido e o serviço relançado com o nome que conhecemos até hoje. Naquele tempo, não havia limite de

www.revistafale.com.br

caracteres no sistema. Mensagens com mais de 160 caracteres – o limite de tamanho padrão de SMS – foram divididas em vários textos e entregues sequencialmente. Houve outros bugs, na montagem da SMS. A equipe decidiu colocar um limite no número de caracteres que iria sair através de SMS para cada post. Estabeleceram em 140 caracteres, a fim de deixar espaço para o usuário e os dois pontos na frente da mensagem. “Podemos mudar o mundo com cento e quarenta caracteres”, escreveu Jack Dorsey em fevereiro de 2007. n

novembro de 2010 |

Fale!


A maioria das pessoas bem sucedidas são aquelas que são realmente eles. Como Napoleon Dynamite. Olhando para trás, um monte de coisas me parecem estratégicas. Mas nós não planejamos esse nicho de celebridades no Twitter. Evan Williams, CEO do Twitter 12

extremamente simples. Usuários publicam tweets — as mensagens de 140 caracteres — a partir de um computador ou dispositivo móvel. Como uma rede social, o Twitter gira em torno do princípio dos followers, ou seguidores. Quando você opta por seguir outro usuário do Twitter, tweets dele aparecem, em ordem cronológica inversa na sua página página principal. Se você segue 20 pessoas, você verá uma mistura de tweets ao rolar a página: atualizações sobre café-da-manhã, novos links interessantes, recomendações de músicas ou mesmo as reflexões sobre o futuro da educação. Algumas celebridades usuárias do Twitter — o mais famoso é o Fale!

| novembro de 2010

Twitter, o serviço de “microblogging” de 140 caracteres pode ajudá-lo a manter contato com novos clientes. Ele pode definitivamente ajudá-lo nas suas mensagens de relações públicas. Twitter é uma daquelas coisas estranhas que se torna muito mais útil se você usá-lo muitas vezes. Se a verificação de atualizações do Twitter é parte de sua rotina diária, você saberá que o serviço pode ser uma ótima fonte de informação. THE ECONOMIST, revista semanal

inglesaBrasil

www.revistafale.com.br

apresentador Luciano Huck — ultrapassaram a marca dos milhões de seguidores, efetivamente dando a eles uma vasta audiência. O perfil médio do Twitter navega na casa das dezenas de seguidores: uma colagem de amigos, colegas e um punhado de celebridades. A combinação cria uma experiência de mídia muito diferente de tudo que veio antes dele, estranhamente íntima e, ao mesmo tempo, sempre obcecada por celebridades. Você olha para o seu feed do Twitter enquanto toma um copo de café e, em poucos segundos, descobre que seu sobrinho passou no vestibular de medicina e que Ivete Sangalo está malhando em uma academia no Rio de Janeiro. n


Fonte: www.timoelliot.com

13

O que são mídias sociais? Mídias sociais são mídias feitas para a interação social, utilizando técnicas de publicação altamente acessíveis. Com base no uso de tecnologias da internet para transformar a comunicação em diálogos interativos, as mídias sociais promovem a produção de conteúdos de forma descentralizada e livre do controle editorial de grandes grupos. Significa a produção de muitos para muitos, em sistemas online projetados para permitir a interação social a partir do compartilhamento e da criação de conteúdo, nos mais diversos formatos, com ênfase na colaboração.

As mídias ou redes sociais possuem várias características que as diferem das mídias tradicionais, como jornais e revistas, livros ou televisão. Primeiramente, as mídias sociais dependem da interação entre pessoas, porque é a discussão e a integração entre os membros de uma comunidade que constroem conteúdo compartilhado, usando a tecnologia disponível como condutor. Outra diferença é que essas mídias não possuem limites físicos, não existindo um número determinado de páginas ou horas para a veiculação de conteúdo: qualquer membro da audiência pode participar de uma mídia social, comentando ou até mesmo editando as histórias. Novas ferramentas de mídia social se estabelecem com o passar do tempo, passando algumas vezes por transformações nos seus usos e finalidades. Os blogs, por exemplo, www.revistafale.com.br

nasceram como apenas diários virtuais, mas acabaram tendo sua natureza diversificada, a ponto de se tornarem, por exemplo, instrumentos de geração de negócios ou fontes de informação jornalística de credibilidade e prestígio. Isto significa uma mudança significativa na estrutura de poder social, pois o poder de disseminar informação e formar opiniões deixa de ser apenas dos grandes meios tradicionais, para se tornar acessível a qualquer pessoa. Essa democratização da comunicação, que se dá de forma inovadora e interativa, combinada à facilidade de uso das ferramentas e do caráter participativo das redes, forma a base para que as mídias sociais possam ser classificadas como uma das mais influentes formas de veiculação de informação da atualidade. No mundo interativo – sem barreiras ou altos custos – da internet, é possível que o formador de conteúdo seja visto por todos e faça muito mais, por muito menos. n novembro de 2010 |

Fale!


e V EN T O

O twitter 14

Em uma festa regada a muita feijoada e shows musicais, a terceira edição do pioneiro TweetFor — encontro de tuiteiros de Fortaleza — reuniu mais de 600 pessoas no Marina Park Hotel, fortalecendo relações sociais iniciadas no Twitter e se estabelecendo como o maior evento de mídias sociais do país Por Carlos Mazza

N

ão mais limitados pela tela do computador e pelos 140 caracteres — que já viraram rotina —, os twitteiros de Fortaleza se reuniram, durante todo o dia 20 de novembro, para a realização da 3ª edição do TweetFor. O evento, regado a muita feijoada e apresentações musicais, aconteceu no bosque do Marina Park Hotel e reuniu mais de 600 usuários do Twitter, uma das redes sociais virtuais mais influentes da atualidade. Contando com ilustres presenças, que iam de autoridades da administração civil a diversos profissionais de renome, o TweetFor lançou campanhas na web, sorteou prêmios e trouxe relações virtuais para o mundo real. O evento também é considerado pioneiro

Fale!

| novembro de 2010

www.revistafale.com.br


itter AO VIVO SĂĄvio Queiroz, Alfredo Marques e Freitas JĂşnior, criadores do TweetFor: um sucesso crescente

foto carlos mazza

15

www.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!


III T W EE T F O R

A tuiteira e dj Lilee Dias foi uma das atrações do TweetFor foto carlos mazza

e o maior evento de mídias sociais do país.

16

Organizado pelos advogados Alfredo Marques e Freitas Júnior, e pelo publicitário Sávio Queiroz, o TweetFor surgiu – segundo Alfredo – da necessidade de aproximar relações que surgiram na internet. A primeira edição do evento, um almoço no restaurante Colher-de-Pau, era para ter sido apenas uma reunião entre 20 conhecidos, mas acabou se espalhando pelo Twitter e contando com a inesperada presença de 130 pessoas. Já a segunda edição foi organizada na expectativa de 150 participantes, mas acabou contando com 300, repetindo o sucesso da primeira. Segundo Freitas Júnior, o evento vem para quebrar a ideia de que o mundo real afasta as relações do mundo virtual, incentivando o cultivo e a aproximação dessas amizades criadas na web.

Ilustres tuiteiros

O espaço proporcionou o encontro de profissionais das mais diversas áreas, todos inseridos no Fale!

| novembro de 2010

www.revistafale.com.br


4Social fez a promoção nas mídias sociais A @4Social — empresa que fornece soluções de marketing em mídias Sociais — foi a responsável por promover o Tweetfor nas mídias sociais. O trabalho começou cerca de dois meses antes do evento que aconteceu no sábado 20 de novembro. O sucesso da festa foi medido em números. A média foi mais de 500 citações por hora no hora´rio de 14 às 18 horas. Cerca de 5 milhões de Impressões digitais da palavra “Tweetfor” foram feitas. Um evento que

nasceu nas mídias sociais tinha que ter seu lastro forte nas mesmas mídias. Uma foto do Twitalyzer

mundo dos 140 caracteres. Arruda Bastos, Secretário da Saúde do Estado (Sesa), aproveitou a oportunidade para lançar a ação @TTscontradengue, uma iniciativa pioneira do estado do Ceará na campanha contra a dengue. Segundo o secretário, a Sesa irá, através do Twitter, atuar na conscientização da população para o combate ao mosquito Aedes aegypti, divulgando informes de como ela pode combater os focos do mosquito. O médico geneticista Evangelista Torquato também comentou a ligação do Twitter com a Saúde. “O Twitter é ótimo para a divulgação de propostas de saúde, além de ajudar a divulgar ideias e situações que geralmente são desconhecidas do grande público”, disse o médico. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil — Ceará, Valdetário Monteiro, comentou a eficiência do Twitter como ferramenta de comunicação, elogiando a capacidade da rede de funcionar como um link direto entre o advogado e a população. Ele declarou ter começado a usar

mostra o sucesso do TweetFor E mesmo depois do evento dia depois, o #Tweetfor continuou com números

surpreendentes. Com mais de 5,6 milhões de ID, o que se assemelha, por exemplo ao evento internacional que trouxe o Grupo Black Eyed Peas ao Ceará, como também se tornou o número 1 disparado. Algumas ações de marketing desenvolvidas no evento, tiveram um efeito emblemático e catalizador. Agora, todos os olhares estão voltados para o IV TweetFor no dia 19 de fevereiro de 2011. n

o Twitter em 2009, para facilitar a sua comunicação com advogados e divulgar encontros, além de transmitir sessões ao vivo na rede. O presidente da câmara de vereadores de Fortaleza, Salmito Filho, também comentou o poder de comunicação do Twitter, destacando a capacidade da rede para construir relações, aproximar o cidadão e permitir a prestação de contas do mandato.

Na OAB, o Twitter é utilizado para a comunicação com a advocacia, como espaço para o cidadão e para a divulgação de encontros, além de possibilitar a transmissão de sessões ao vivo. É uma boa ferramenta de comunicação direta. É um link direto entre o advogado e a população. Valdetário Monteiro,

presidente da Ordem dos Advogados do Brasil

www.revistafale.com.br

Festa

A terceira edição do TweetFor também contou, mais uma vez, com a participação das pickups de Juliana Dias @LiLeeDias – a DJ LiLee – e da banda O Verbo, que agitaram a tarde com muita música e animação. Além do som, foram sorteados diversos brindes, que iam de livros à smartphones, entre os tuiteiros presentes. Entusiasmado pelo sucesso vertiginoso das três primeiras edições do evento, o organizador Sávio Queiroz disse que a próxima edição será em fevereiro, no dia 19, data confirmada por Alfredo Marques. Até lá, vamos tuitar. n

novembro de 2010 |

Fale!

17


III T W EE T F O R

Opiniões sobre o Twitter O evento surgiu da necessidade de aproximar relações que vieram da internet. Começou menor, com um almoço, mas cresceu. Aqui hoje temos médicos, secretários de governo, jornalistas. É um evento livre, para todos. Alfredo Marques, advogado e organizador do TweetFor

O Twitter é um fenômeno, com um potencial gigantesco. Acabou pegando também no Ceará: as pessoas começam a usar e ficam viciadas. Sávio Queiroz, publicitário e organizador do TweetFor O Twitter é uma ferramenta fantástica. Se destaca pela velocidade na notícia. Os grandes veículos de imprensa, como a CNN, já foram pautados pelo Twitter. Freitas Júnior, advogado e organizador do TweetFor 18

uso ajudam na divulgação de notícias, e também no feedback. Isso além de que, hoje, o público também é fomentador de notícias. Muita coisa que sai nos jornais, sai antes nas redes sociais. Paulo César Norões, jornalista e comentarista esportivo @pcnoroes

O Twitter possui uso extenso na Medicina. É ótimo para a divulgação de propostas de saúde, além de ajudar a divulgar ideias e situações que geralmente são desconhecidas do grande público. Evangelista Torquato, médico geneticista @evangelistabios

É uma ferramenta fantástica, de uso

Foi um sucesso absoluto, a realização do III Tweetfor, ocorrido no último dia 20, no bosque do Marina Park Hotel. Cerca de 600 pessoas reuniram-se em um clima de muita harmonia e bastante alegria, possibilitando que pessoas que só se conheciam através do mundo “virtual” tivessem um encontro “real”. Faço questão de dar meus parabéns, aos amigos Freitas Jr. (@Freitas_Jr), Alfredo Marques(@ Alfredomarques) e Sávio Queiroz (@ Queirozcostaart) que foram os principais realizadores do evento. André Capiberibe, jornalista @Acapiberibe

É uma ferramenta extraordinária. Possibilita construir relações, aproxima o político da população e permite a prestação de contas. Salmito Filho, presidente da Câmara Municipal de Fortaleza Para o político, o Twitter amplia as possibilidades de diálogo, através do repasse, por causa da rapidez na informação. Ele permite o diálogo com a base, o debate político, a afirmação de propostas. Acrísio Sena, vereador em Fortaleza O Twitter é extremamente benéfico [para o jornalismo]. Como comunicação instantânea, a interação e a facilidade do

@Freitas_Junior, @alfredomarques, @

queirozcostaart idealizaram/realizaram a maior festa de twitteiros do BR. Todos unidos em 140 caracteres. JASON STONE, publicitário

S��vio Queiroz, PC Norõres, Evangelista Torquato Andre Capiberibe e Salmito Filho  Fale!

| novembro de 2010

marcante para a militância civil. Na secretaria de meio ambiente, permite a socialização das atividades, o recebimento de sugestões, críticas e denúncias. Deodato Ramalho, secretário de Meio Ambiente e Controle Urbano

www.revistafale.com.br


Perfil do usuário do Twitter no Brasil* Profissão

Possiu Blog

Administração 2,51% Educação 3,98%

Não 41,31%

18,30% Estudante 16,68% Publicidade/

Artes/Literatura/ Entretenimento 4,07%

Relações públicas

Jornalismo 5,45% Arquitetura/ Designer 6,12%

58,69% Sim

12,76% Ciências

Marketing 8,11%

8,54% Outros

/Tecnologia/ Programação

Estado

Escolaridade Cursando o 1º grau 1,01 Cursando o 2º grau 4,96%

Paraná 5,45% Santa Catarina 4,93

45,96%

37,58%

São Paulo

Cursando Superior

2º Grau Completo 8,54%

Outros 15,57%

Pós/

Rio Grande do Sul 5,94%

especialização 16,25%

* Pesquisa feita pela Bullet em junho de 2009. Fonte: http://bullet.updateordie.com/2009/06/01/bullet-divulga-o-resultado-da-primeira-pesquisa-brasileira-realizada-no-twitter-2/

Minas Gerais 8,63% Rio de Janeiro 10,16%

31,67% Superior Completo

Idade

Sexo

até 15 anos 2,08%

Acima de 40anos 2,54% 26 a 40 anos 3,21%

21 a 25 anos

41,77%

feminino 39%

61% mascolino 31 a 35 amos 9,33% 16 a 20 anos 17,72% 26 a 30 anos 23,35%

Renda Familiar

Estado Civil Viúvo 0,15% Separado 2,17%

82,77% Solteiro

Casado 14,90%

Até 1.000 5,95% Acima de R$ 15.000 6,79%

29,17%

R$ 1.001 a R$ 5.000 50,68%

R$ 5.001 a R$ 10.000

R$ 11.001 a R$ 15.000 7,41%

www.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!

19


A revista de informação do Ceará.

CEARÁ: MODA PRAIA E SURF, UM SUCESSO Revista de informação ANO VI — Nº 69 OMNI EDITORA

www.revistafale.com.br R$ 9,00

9 771519 953002 00068>

Francisco Pinheiro, vice-governador do Ceará

O HOMEM DO PT NO GOVERNO CID

Os leitores da revista Fale! são decisores, pessoas que não abrem mão de informação de qualidade. Política e Economia são os principais temas da revista de informação. Fale! Quem decide, lê.

w w w.revistafale.com.br


© GEEK & POKE

Eu vejo terrorismo, guerra nuclear, o mundo divido em dois pedaços...

cartoons

Cartunistas vêem os internautas movidos a Tweeter, incluindo eles e a maioria dos leitores desta edição Olha! Uma celebridade.

A história do meu Blog O tweeter pode acabar?

Copyright © donnelly

Não

artes! ideias! poesia! tecnologia! arquitetura! negócios! ciência! internet!

google! yahoo! techcrunch! flickr! youtube! web 2.0! blogs!

Twitter! Twitter! Twitter! Twitter! Twitter! Twitter! Twitter! Twitter! Twitter!

SAÍDA 21

— Oi, meu nome é Susana. Hoje está completando quatro mseses que eu não tuito! www.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!


PERSONA Amanda Vasques Clรกudia Vasques

Priscila Peres

Flรกvia Benevides

22 DJ Lee Li

Roberta Philomeno Fale!

| novembro de 2010

www.revistafale.com.br


A Excelsa Costa Lima, Pompeu Vasconcelos e Inara de Alemeida

Zylton Sena e Rafaela Melo

Sonia Bayma

23

Carla Soraya e Nely de Carvalho

As meninas da Vivo

www.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!


PERSONA III T W EE T F O R

Sérgio Brasilis, Sávio Queiroz e Alfredo Marques

24

III T W EE T F O R Raoni Marques, Alfredo Marques, Felipe Bayma e Sonia Bayma

Fale!

| novembro de 2010

www.revistafale.com.br Sávio Queiroz


Freitas Júnior Olga Maria e Sérgio Brasilis

25

Ricardo Valente e Karina Bessa

Rita Feitosa e Maria Aguiar

Fatynha Holanda

O twitter é uma elegia à amizade. @ gerateixeira

Francisco Campelo www.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!


PERSONA

O twitter ĂŠ um grande agregador. @VALDETARIO

26

Fale!

| novembro de 2010

www.revistafale.com.br


27

Flรกvia Benevides, Pompeu Vasconcelos e Fernanda Luna

www.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!


PERSONA III T W EE T F O R

28

Fale!

| novembro de 2010

www.revistafale.com.br


29

Adoro o Twitter e sua silenciosa gritaria. @ FlaviaBenevides

www.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!

Freitas JĂşnior e Alfredo Marques


PERSONA

Freitas Júnior e Alfredo Marques

Erinaldo Dantas e sra.

30

Deodato Ramalho, Flávia e Sérgio

O sucesso foi reunir o melhor da timeline de Fortaleza. @ queirozcostaart

Luis-Sérgio Santos e Andre Capiberibe Fale!

| novembro de 2010

www.revistafale.com.br


31

www.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!


PERSONA

32

Fale!

| novembro de 2010

www.revistafale.com.br


33 Valdetรกrio Monteiro

www.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!


PERSONA

34

Totonho Laprovitera

Fale!

| novembro de 2010

www.revistafale.com.br


35

JosĂŠ Jorge Vieira

www.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!


PERSONA

36

Adrísio Câmara

Fale!

| novembro de 2010

www.revistafale.com.br


37

www.revistafale.com.br Caroline Ribeiro, Ilo Aguiar, Claudio Reginaldo, Telma e Ives Aguiar

novembro de 2010 |

Fale!


PERSONA

38

Fale!

| novembro de 2010

www.revistafale.com.br


39

AndrĂŠ Nogueira

www.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!


PERSONA

40

Evangelista Torquato e filhas Fale!

| novembro de 2010

www.revistafale.com.br


41

Alfredo Marques e Paulo Figueiredo

Freitas JĂşnior

www.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!


PERSONA

Alfredo Marques e Valdetรกrio Monteiro

42

Fale!

| novembro de 2010

www.revistafale.com.br


Evangelista, Luís-Sérgio Santos e Jason Stone

43

Salmito Filho e Acrísio Sena

Tatiana Luna e Paulo Vale www.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!


PERSONA

44

Fale!

| novembro de 2010

www.revistafale.com.br


45

Dj Lee Li

Armando Costa www.revistafale.com.br

novembro de 2010 |

Fale!


U LT I M A PÁ G I N A

O fenômeno do Twitter e a snack culture Por Marcelo Tripoli

T

46

enho recebido muitas indagações sobre a real utilidade do Twitter, que pode ser definido, à primeira vista, como uma rede social na qual pessoas e amigos descrevem ações e acompanham detalhes do cotidiano de desconhecidos. O grande trunfo do Twitter é, aparentemente, esse: como em um verdadeiro Big Brother, os usuários matam sua curiosidade ao acompanhar a vida alheia. A tamanha popularidade deste tipo de ferramenta chamou, é claro, a atenção das empresas, especialmente das áreas de marketing, nas quais os profissionais têm muitas dúvidas sobre a amplitude do Twitter e como ele pode ser utilizado para conectar marcas e consumidores, agregando vantagens competitivas. Confesso que, em um primeiro contato, considerei o Twitter bastante inútil. Fale!

| novembro de 2010

Afinal, o que uma ferramenta em que você fica o tempo todo respondendo a uma única pergunta - o que está fazendo? - pode agregar às marcas? Enfim, qual a lógica de ler o que os outros estão fazendo e ficar o tempo todo postando o que você está fazendo? Se o Twitter tivesse apenas esta simplicidade, seria uma cópia de outras redes sociais e ficaria, com certeza, restrito a adolescentes e determinados nichos. Porém, seu potencial é muito maior. Esta ferramenta, fundada em 2006, por uma empresa de São Francisco, nos Estados Unidos, quebrou paradigmas e tem como principal característica limitar as mensagens em até 140 caracteres. Esta restrição, em pouco tempo, concretizou definitivamente o sucesso do Twitter. Ao limitar o tamanho dos posts, que inclusive podem ser enviados pelo celular, a

ferramenta sai na frente dos blogs - mais rápida e prática para postar mensagens - e se adéqua definitivamente a um fenômeno, descrito na capa da Wired de alguns meses atrás, como Snack Culture - o consumo de conteúdo cada vez mais rápido e superficial e baseado em um mundo cada vez mais digital. Isso faz total sentido: o tempo de atenção que dispensamos para um assunto é cada vez menor e a tecnologia tem que se adequar. Os vídeos no YouTube, por exemplo, são limitados a dez minutos. Ok! Mas, voltamos ao Twitter, uma alternativa interessante de mídia digital para os próximos anos. Como as empresas podem aproveitá-lo? Existem diversas formas, entre as quais vale destacar: Pesquisar o que estão falando da sua marca ou do seu produto. Para isso, basta entrar no search.twitter.com; Abrir um canal de

www.revistafale.com.br

comunicação e suporte aos seus consumidores, como fez a Comcast, maior operadora de TV da cabo dos EUA; Divulgar conteúdos e informações em primeira mão para os consumidores que optarem por te seguir, como fez o canal Telecine; Transmitir ofertas de produtos e promoções, como Amazon; Prestar serviço, informando, por exemplo, cancelamento de vôos, como fez a Delta. Estes são apenas alguns exemplos básicos de como o Twitter pode rapidamente ajudar a sua empresa a ganhar ainda mais popularidade e conquistar consumidores. Muitas já aderiram a esta tecnologia e estão, inclusive, substituindo blogs corporativos pelo Twitter. É a snack culture em ação com força total. E se você quer saber mais, não esqueça de me seguir no www.twitter. com/marcelotripoli . n


CUIDE DA SUA CASA.

FALE COM SEUS VIZINHOS.

CONVERSE COM A PREFEITURA.

O BRASIL CONTA COM VOCÊ. Se você tiver febre alta com dor de cabeça, dor atrás dos olhos, no corpo e nas juntas, vá imediatamente a uma unidade de saúde.

www.combatadengue.com.br



Revista Fale! Tweetfor