Issuu on Google+


Releitura Social através da sétima arte

O cinema como agente transformador Mais uma edição do projeto Cinematic’s – Releitura Social através da sétima arte, que é apoiado pelo PACE (Programa de Atividade Curricular de Extensão) e faz parte do PET Comunicação da Ufam foi posta em prática na Escola Estadual Djalma Batista, Bairro de Educandos com participantes da 9ª série II. Para isso a Revista Cinematic’s, em sua segunda edição, mostrará as opiniões e visões dos estudantes sobre temas como política, meio ambiente, comunicação, tecnologia, todos abordados pelo projeto de forma diferenciada, mesclando cinema e tecnologias de informação e comunicação. Parabéns a toda a equipe do Projeto Cinematic’s!

Grande abraço e boa leitura! Equipe Cinematic’s

EDITORIAL

Bem-vindo caro leitor


Jornalista Responsável: Luíza Elayne Azevedo - DRT/AM 352 Equipe Cinematic’s: Alber Pascoal • Amanda Fadul Giuliana Neves • Hannah Veras Jessica Vicentini • Luciana Travassos Mariana Dinelly • Marion Litaiff Rafaela Freire • Rafael Kaxianaua Colaboradores: Diego Bauer • Ives Montefusco. Alunos da Escola Djalma Batista participantes: Keila Rodrigues • Paloma de Arruda Yane Moraes • Henrique Barbosa Juliane Pessoa • Beatriz da Silva Pedro Paulo Lima • Jair Oliveira Andrew do Nascimento • Alef Braga Gabrielle Romano • Matheus Ayden Jéssica Ellen Correa • Luciana Heloan Vitória Stefanny Pinheiro • Lisa Leal Juliana Araújo • Sergio Matheus Souza Matheus Henrique • Fernanda Charbel Bárbara Leal • Maria Thais Pinheiro

E-mail: cinematics2010@hotmail.com Blog: cinematics-petcom.blogspot.com

EXPEDIENTE

Releitura Social através da sétima arte


SUMÁRIO

12

Educação e Tecnologia A matéria de capa traz as questões que envolvem o bullying e como os estudantes da rede pública de ensino de Manaus analisam esse tema

06

“O Terminal” de Spielberg, um exemplo perfeito da interdependência da comunicação e da cultura

Comunicação e Cultura

08

O aclamado filme alemão “A Onda” provoca a Política e Sociedadde reflexão da sociedade atual, seria possível a volta de uma ditadura facista na Alemanha?


10

SUMÁRIO

Confira o quê nossos estudantes seriam capazes de fazer para ajudar na preservação de nosso planeta

Meio Ambiente

14 Arte em Cena

16

A combinação do tradicional cinema com o teatro, a música, o vídeo, a fotografia digital e elementos da publicidade proporcionando dinâmica no aprendizado

Curiosidades

Escolha das curiosidades feita pelos próprios estudantes da Escola Djalma Batista

17

No Momento Repórter uma entrevista Entrevista realizada entre os alunos acerca do tema bullying nas escolas

18

A importância de se conhecer o passado do cinema, essa arte centenária Clássicos do cinema


O Terminal e a importância da cultura transmitida através da comunicação Bárbara Gutierrez e Keila Rodrigues

O

filme se trata de um problema que Viktor Narvorsk vive ao chegar ao aeroporto de Nova York, seu país de origem é tomado num golpe de estado, e assim não pode retornar e nem entrar nos Estados Unidos por não possuir origem reconhecida legalmente tendo que permanecer no terminal onde começa a viver e conhecer muitas pessoas. Para conseguir se comunicar melhor com as pessoas Viktor aprende o inglês e depois de um tempo começa a trabalhar no próprio aeroporto e finalmente ganha dinheiro para se alimentar. Esse filme tem uma temática bastante interessante, como a mensagem de que não saber se comuni-

car afeta a vida de uma pessoa, ir para um país sem saber a língua local, a pessoa pode torna-se só pois não será compreendida como ocorreu com o protagonista do filme; a falta de comunicação o deixou isolado , mas, no seu caso com seu esforço conseguiu superar as dificuldade e se adaptar a nova língua. O Terminal mostra que a comunicação é muito importante para que as pessoas se entendam, mostra que tudo está relacionado à comunicação e em qualquer lugar que seja; em todos os pontos como televisão, rádio e outros mais o idioma é um dos principais meios de comunicação.

CINEMA7IC’S

COMUNICAÇÃO E CULTURA

A comunicação como um dos pilares da cultura de um país

06


“O importante é que no final tudo dá certo e a mensagem de superação é bem repassada.” —Lisa Gutierrez

“Um ótimo filme que narra uma história real de superação.” —Yane Moraes

Opinião dos alunos

Filme “O Terminal” The Terminal Terminal de aeroporto (PT) O Terminal (BR) Estados Unidos: 2004 • cor • 128 min Direção: Steven Spielberg Roteiro: Sacha Gervasi e Jeff Nathanson Género: Drama

COMUNICAÇÃO E CULTURA

“O terminal é uma meditação cômica sobre a espera.”

The Terminal (br: O terminal / pt: Terminal de aeroporto) é um filme americano de 2004, dirigido por Steven Spielberg. Tom Hanks interpreta o papel principal. O roteiro foi escrito por Sacha Gervasi e Jeff Nathanson, baseado numa história de Andrew Niccol e Gervasi. O filme parece ter sido inspirado na história de Merhan Karimi Nasseri, que tem o apelido de ‘Sir, Alfred’, um refugiado iraniano que vive no Terminal Um do Aeroporto Charles de Gaulle, perto de Paris, França, desde 1988, quando seus documentos de refugiado foram roubados.

Elenco original: Tom Hanks, Catherine Zeta-Jones, Stanley Tucci, Chi McBride CINEMA7IC’S

07


Gabrielle Romano, Jéssica Ellen e Yane Moraes

O

filme mostra a influencia da política na mente das pessoas, um professor monta um tipo de movimento que os alunos nomeiam de “A Onda”, eles eram contra o preconceito, contra tudo que se apresentasse como um mal a sociedade, mas começaram a perder o controle, querendo mudar a sociedade ao modo deles e quem não quisesse entrar nesse dito movimento iria sofrer as conseqüências da rejeição. Os integrantes da “Onda” começaram a cometer atos de vandalismo com pichações pela cidade, marcando o símbolo do movimento nos prédios, vidraças e até mesmo na prefeitura. Com isso tornou-se perceptível que isso estava ultrapassando limites, terminando

com a morte de um dos alunos mais envolvidos com a ideologia, outro ferido e a prisão do professor de autocracia, responsável pelo movimento. Os alunos por fim perceberam que estavam fora de controle e sendo manipulados. O filme “A Onda” é muito interessante e relata em seu contexto como a política influencia as pessoas. Geralmente pensamos que a política é só aquela do deputado e cidadão, mas mesmo sem saber ela está entre todos nós, em nosso meio. Podemos dizer que a política é da sociedade, uma política social.

POLÍTICA E SOCIEDADE

Quando a política controla uma socidade

gras são excluídas e assim nascem conflitos, guerras. O filme mostra um pouco sobre a política, um exemplo disto é o movimento nazista, que impõe o poder sobre as pessoas. Então o professor de autocracia idealizou um movimento chamado “A onda”, que tinha o intuito de unir os alunos e mostrá-los realmente o que era uma ditadura. Este movimento começou a ultrapassar os seus limites e os alunos começam a agir bruscamente com as pessoas e começaram a ter a idéia de que todas as pessoas deveriam participar do movimento.

Neste filme pode-se entender como que a política social nos influencia sim! E as pessoas que não concordam com as re-

“A Onda” mostra que é possível o retorno de uma ditadura na Alemanha atual

CINEMA7IC’S

08


“O filme “A onda” mostra que a influencia política é super importante para que os seguidores mudem sua rotina.” —Alef Braga “Resumindo, esse movimento tinha o objetivo de unir as pessoas e acabava excluindo aqueles que não queriam participar.”

“O filme é muito bom, fala sobre a realidade... mostrava como a ditadura que o professor criou dominava, envolvia.” —Maria Thais

—Henrique Barbosa “A meu ver a juventude tem grande tendência a se aliar a movimentos inovadores e são manipuladas com extrema facilidade e isso é perigoso.”

“O objetivo de criar um lugar melhor para todos conviverem em paz só estava piorando as coisas.” —Matheus Ayden

Título no Brasil: A Onda Título Original: Die Welle País de Origem: Alemanha Gênero: Drama Tempo de Duração: 107 minutos Ano de Lançamento: 2008 Estúdio/Distrib.: Moviemobz Direção: Dennis Gansel A Onda foi baseado no romance de Todd Strasser, de 1981. O livro que inspirou o filme é baseado no que teria sido uma experiência real, que teve lugar em Palo Alto, Califórnia, em 1967, numa escola secundária.

O nome desse grupo é a onda e já estavam passando dos limites, pois estavam pichando os muros e até a prefeitura com o seu logotipo. Depois desse filme, acredito que a política tem muita influência na sociedade. —Paloma de Arruda Mendonça

—Fernanda Charbel

Filme “A Onda” (Die Welle)

Este filme retrata a história de um professor de autocracia que realizou um projeto bem interessante, ele criou uma ditadura que na verdade não foi planejada, pois a sua intenção era ensinar aos alunos o poder da união, mas ocorreu totalmente o contrário, eles estavam sendo manipulados pelo professor e não estavam percebendo.

POLÍTICA E SOCIEDADE

Opiniões sobre a política e sociedade

Elenco Jürgen Vogel (Rainer Wenger) Frederick Lau(Tim Stoltefuss) Max Riemelt (Marco) Jennifer Ulrich (Karo) Christiane Paul (Anke Wenger) Jacob Matschenz (Dennis) Cristina do Rego (Lisa) Elyas M’Barek (Sinan) Jürgen Vogel (Rainer Wenger) Frederick Lau(Tim Stoltefuss) Max Riemelt (Marco) Jennifer Ulrich (Karo) Christiane Paul (Anke Wenger) Jacob Matschenz (Dennis) Cristina do Rego (Lisa) Elyas M’Barek (Sinan) CINEMA7IC’S

09


MEIO AMBIENTE

O que você faria para salvar o planeta? Alunos dizem o que fariam para preservar o meio ambiente “Acredito que todos nós podemos mudar o mundo, não apenas um, mas sim todos nós, juntos vamos mudar o mundo.” —Andrew Nascimento

“Não serei hipócrita de dizer que faço alguma coisa para salvar o planeta, mas eu realmente queria ajudar, começaria com mudanças dentro da minha casa com a coleta seletiva e economizaria água e luz, as maneiras mais baratas de ajudar o planeta. Infelizmente, na maioria das vezes, “ecologicamente correto” está relacionado a ter dinheiro, mas isso não é desculpa para não fazer nada. Temos que nos mexer para ajudar e transformar o mundo em um lugar mais agradável e limpo, melhor para se viver.” —Jorge Rei

“Mostraria às pessoas as consequências de jogar lixo no chão, deixar a torneira aberta, gastar energia excessivamente talvez as sensibilizem a ponto de que vejam o que fazem com o bem natural onde elas mesmas habitam.” —Bárbara Gutierrez

“Coloque suas idéias em prática e mude o mundo, podemos fazer isso com poucas coisas, são mínimos detalhes que podem salvar o planeta, pois nossa educação vem de casa.” —Keila Rodrigues

“Para poder salvarmos o planeta precisamos cuidar bem dele, como salvar os animais, preservar as florestas, não desmatar, não poluir e várias outras coisas bem simples, mas que irão fazer uma grande diferença. Precisamos salvar o ambiente em que vivemos, caso contrário, nós não poderemos viver nesse ambiente. Várias pessoas não têm consciência do que é preciso e por isso elas ficam jogando papel na rua, lixo nos lagos e rios e pensam que música muito alta é legal, quando na realidade estão praticando poluição sonora que também agride o meio em que vivemos e do qual todos fazemos parte.” —Matheus Ayden

“Simples ações são o bastante para começar, como não jogar lixo no chão, também a reciclagem consegue ser melhor ainda. Não bastam só anúncios e propagandas se nós mesmos não agirmos.” —Gabrielle Romano

“As alternativas que gostaria que dessem certo de que não existissem mais carros, todos andassem de bicicleta, que as sacolas de plástico fossem trocadas por bolsas de juta ou de papel bem grandes e resistentes para não ter que usar mais sacolas.” —Jair Oliveira

“Devemos nos conscientizar e fazer nossa parte que é reciclar, não poluir, plantar novas árvores, porque a salvação do planeta depende realmente de nós.” —Jéssica Ellen

“Não desperdiçar água; economizar energia; Desligar a torneira quando necessário; não desperdiçar comida; não desmatar; reciclar; praticar a coleta seletiva. São essas algumas ações que podem ajudar a salvar o planeta, pois o mundo está ficando com prejuízos que poderiam e ainda podem ser evitados através da colaboração de todos e de pequenos gestos de respeito ao ambiental.” —Juliane Pessoa

“Eu faço a minha parte não jogando lixo no chão, pois lixo é no lixo, não agrido os animais, nem a floresta e assim ajudo de todas as formas possíveis, apoio todos os projetos sobre o meio ambiente, pois, se o ser humano não parar de destruir, a cada dia que passa o mundo ficará pior. Então é importante que todos ajudem e que façam a sua parte porque um Deus vai voltar e o ser humano deve pensar que tudo que Ele criou foi com amor e não pode ser destruído com a realidade de hoje.” —Matheus Henrique “Para salvar o planeta as pessoas tem que parar de desmatar a nossa floresta e praticar o reflorestamento, plantando outras plantas no lugar quando for necessário fazer extração de madeira. As pessoas tem que parar de poluir os lagos e rios, reciclar o lixo, desligar a torneira para economizar água para que num futuro bem próximo ela não falte.” —Vitória Stefanny CINEMA7IC’S

10


MEIO AMBIENTE

“Devemos parar de poluir rios e lagos; construiríamos carros lindos e modernos movidos a energia para evitar a queima de óleos combustíveis e utilizaríamos corretamente a água, evitando desperdícios.” —Henrique Barbosa

“Para salvar o planeta primeiro passo é se conscientizar, pois precisamos pensar não só em nós mesmo, mas no futuro de toda a humanidade. Há meios muito simples de começar a fazer a diferença; já existe a coleta seletiva, meios úteis de reciclagem e pelo menos uma vez na semana ir trabalhar de bicicleta, que faz bem para a nossa saúde e a do planeta. O índice elevado de gás carbônico fragiliza todo o nosso ecossistema causando sérios problemas em todos os hemisférios, como o derretimento das geleiras, causando a elevação das águas do mar fazendo com que futuramente cidades e países inteiros fiquem submersos. Logo em breve, se não tomarmos cuidado, o mundo se tornará um imenso caldeirão borbulhante e quente.” —Luciana Heloan

“Ajudaria na coleta seletiva; Construiria uma máquina que fizesse sumir todo o lixo do mundo; Viajaria para outros lugares para ajudar as pessoas a juntar o lixo do mundo; Eu voaria com um aspirador de gigante juntando o lixo do mundo; Construiria um robô gigante para destruir as fábricas que poluem o meio ambiente...!” —Lisa Gutierrez

“Soluções para não poluir o meio ambiente: Não desmatar; Não poluir rios e lagos; Reciclar; Jogar lixo no lixo; Não desperdiçar água.

“Hoje em dia o desmatamento, as queimadas entre outros, estão acabando com o meio ambiente, mas as pessoas tem que ter consciência e acabar com isso, ajudar a salvar o meio ambiente, não praticar queimadas, não jogar lixo nas ruas e igarapés, principalmente porque quando chove a água leva o lixo para o rio ou entope os bueiros causando alagações.” —Pedro Paulo

Filme “A era da estupidez” The Age of Stupid A Era da Estupidez (BR) Reino Unido 2009 / 89 min Direção: Franny Armstrong Produção: Lizzie Gillett Roteiro Franny Armstrong

The Age of Stupid (“A Era da Estupidez”, no Brasil) é um filme de 2009 dirigido por Franny Armstrong e produzido por Lizzie Gillett.

Elenco original: Pete Postlethwaite, Jehangir Wadia, Layefa Malin, Al Duvernay, Fernand Pareau

O filme é um híbrido de dramadocumentário-animação estrelando Pete Postlethwaite como um homem que vive sozinho no mundo devastado de 2055, vendo imagens de arquivo a partir de 2008 e perguntando: Por que não nos salvamos quando tivemos chance?

Género documentário, ficção científica

A produção executiva é de John Battsek, produtor de One Day in September.

CINEMA7IC’S

11


Fernanda Melo e Matheus Ayden

Em ���Bang Bang você morreu” o teatro é utilizado como coincientizador contra o bullying

N

o filme Bang bang, you’re dead, podemos observar o comportamento de jovens que praticam e sofrem bullying. O protagonista, Travor, retorna a escola após uma ameaça feita por ele que é considerada terrorismo pela maioria do corpo docente e discente do colégio. Poucos, porém, se interessam em saber o motivo de tal atitude. A verdade, todavia, era que Travor era um bom aluno que sofreu um drama muito comum entre os adolescentes: violências verbais e físicas, praticadas por outros alunos que participavam do time de futebol da escola. A ocasião para ele foi extremamente traumatizante, portanto, o mesmo decidiu não deixa passar e ameaçou explodir o time de futebol inteiro.

Travor documentou várias agressões na escola com sua inseparável câmera filmadora. Os filmes foram expostos em uma reunião de seus pais e a diretoria, requerida devido a um curtametragem em que Travor aparecia portando uma arma que provavelmente seria ilegal, além de seu uma ameaça considerando seus antecedentes. Conclui-se então que a violência desse escalão constitui grande parte dos traumas causados aos adolescentes e ainda que de nenhuma maneira sejam completamente inevitáveis, depende da pessoa, do apoio escolar e familiar para que possa ser superado. O filme se baseia num assunto muito polêmico, o bullying na escola, fala sobre Travor um rapaz

que filmava o bullying com o qual convivia há muito tempo, mas tem pessoas que não confiam nele por ele ter ameaçado o time de futebol da escola com uma bomba, assim é mal visto na escola, assim, seus vídeos são uma prova de suas motivações.

EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA

O teatro e sua função educadora

Um professor tenta abordar o assunto em uma peça conhecida e disponibilizada na internet chamada Bang bang, você morreu, que também dá nome ao filme. No inicio a peça não é bem vista, principalmente porque Travor é colocado no papel do assassino da peça, mas, no final é aceita e compreendida por todos. O filme fala do bullying como um dos atos mais agressivos e que deve ser combatido urgentemente, é constrangedor e as vítimas desses atos violentos devem comunicar esses acontecimentos o quanto antes.

CINEMA7IC’S

12


Opinião dos alunos

“O bulling nunca deve ser praticado, mas infelizmente ocorre. Ninguém tem o direito de humilhar alguém por ser diferente, calado ou esquisito; temos que aceitar a diferença de todos. E o conflito que pode ocorrer em casa não deve ser descontado em ninguém, pois os outros não tem a ver com nossos problemas.”

EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA

“Uma peça teatral de fatos reais”

Jessica Ellen “O filme fala do bulling como um dos atos mais agressivos e que deve ser combatido urgentemente, é constrangedor e as vítimas desses atos violentos devem comunicar esses acontecimentos o quanto antes.” Matheus Ayden

Filme “Bang Bang você morreu” Título Original: Bang Bang You’re Dead

Elenco:

Título no Brasil: Bang Bang você morreu

Ben Foster,

Gênero: Drama

Janel Moloney

Tom Cavanagh, Randy Harrison,

Tempo de Duração: 93 min / EUA Ano de Produção: 2002 Ano de Lançamento: 2003

CINEMA7IC’S

13


CINEMA7IC’S

ARTE EM CENA

Após todas as exibições dos filmes foram realizadas as oficinas Arte em Cena, nas quais o cinema se mesclava com o teatro, a música, a publicidade, o vídeo e a fotografia todas essas atividades sempre referentes às histórias do filmes das oficinas.

14


ARTE EM CENA CINEMA7IC’S

15


CURIOSIDADES

Saboreie algumas das curiosidades da nossa sétima arte

Leia as curiosidades escolhidas pelos alunos como as mais interessantes Hollywood, a meca do cinema, foi fundada em 1877 e teve seu nome tirado da fazenda da família Wilcox, que habitava a região. Foi transformada em cidade em 103 e em 110, com 4000 habitantes, era enexada a Los Angeles. A expressão “sétima arte”, utilizada para designar o cinema, foi criada em 1912 pelo italiano Ricciotto Canuto. Os dois primeiros cinemas do mundo foram abertos nos Estados Unidos. Em outubro de 1895 era inaugurado o Atlanta, em Atlanta, na Géorgia. E em abril de 1902, Los Angeles inaugurou o zElectric Theatre. E o Vento Levou, de Victor Fleming, de 1939, foi o filme mais visto em todo o mundo: cerca de 120 milhões de pessoas assistiram à história de amor protagonizada por Clark Gable e Vivian Leigh. O filme que usou maior número de figurantes em toda a história do cinema foi Gandhi, 1982, de Richard Attenborough: mais de 300.000. O filme que teve mais beijos na história do cinema foi Don Juan (dirigido por Alan Crosland, em 1926). Durante uma hora e cinquenta minutos de duração da história, os atores John Barrimore, Mary Astor e Estelle Taylor beijam-se 127 vezes.

CINEMA7IC’S

16


ENTREVISTA

Momento Repórter Na tarde do dia 6 de dezembro após a exibição do filme “Bang bang, você morreu”, Luciana Heloan no seu momento repórter da Revista CinemaTIC’s realizou um abreve entrevista com os estudantes Matheus Henrique, Bárbara Gutierrez e Lisa Gutierrez do 9° ano do ensino fundamental sobre bullying!

O que leva uma pessoa há agir agressivamente? Muitas vezes as pessoas trazem isso de casa, mas pode também ter referencia com o seu cotidiano e influencia de companhias. Ou até mesmo com a exposição à violência verbal ou física do qual pode até ser a vítima ocasionando uma mudança de seu comportamento, passando a ser agressivo. Quais são conseqüências dessas agressões constantes? A vítima começa a ser rejeitada, excluída, tornandose uma pessoa perturbada e rancorosa, guardando mágoa dia após dia até o momento em que não suporta mais, explode.

Sabendo que tais agressões são conhecidas com bulling, tal palavra, não tendo tradução para o português entendendo apenas bull por “valente”. Você entende que o bullying pode ser considerado um dos maiores problemas a serem combatidos no ambiente escolar? Sim, concordo que o bullying é um dos maiores problemas vivenciados no ambiente escolar e certamente envolve tudo o que se refere à agressão, sendo ela verbal, física, psicológica e traz consequências sérias ao bom desenvolvimento social e intelectual.

Quais conselhos ou orientações que devem ser dados àqueles que são vítimas do bullying? É importante que se combata essa situação e a melhor forma é fazendo com que se torne evidente. A vítima não deve temer, deve se pronunciar o quanto antes, falando ao seu responsável ou alguém se sua escola que possa ajudálo tomando as providências corretas que cabe a situação.

CINEMA7IC’S

17


Cena de O Mágico de Oz - The Wizard of OZ (1939)

O Mágico de Oz, a tradicão cinematográfica a serviço do ensino Clássico do cinema prova que filme bom não tem idade

O

Mágico de Oz (título no Brasil) ou Feiticeiro de Oz (título em Portugal) é o nome pelo qual é conhecido o personagem fictício dos livros da série sobre a Terra de Oz, do escritor norte-americano L. Frank Baum, que assume o papel de bruxo para dominar e ser reconhecido. Mais especificamente O Mágico de Oz traz a história de Dorothy, uma jovem que entra em um tornado e acaba por viajar para um mun-

do de fantasias em que conhece novos amigos, o Espantalho, o Homem de Lata e o Leão Covarde, a continuação da história você já conhece, eles embarcam em uma aventura em busca de um cérebro para o espantalho, um coração para o homem de lata, coragem para o Leão Covarde e Dorothy busca sua volta para casa, uma lição de amizade verdadeira e companheirismo.

Por esses motivos a equipe Cinematic’s escolheu O Mágico de OZ (1939), para demonstrar para as novas gerações a evolução do Technicolor (técnica antiga de coloração dos filmes antes preto e branco, sendo esse clássico um dos precursores dessa revolução cinematográfica para a época, mais ou menos como o 3D hoje em dia, é ou não é importante conhecermos a história da sétima arte.

CLÁSSICOS DO CINEMA

É preciso ter a coinciência que para conhecer afundo arte do cinema é imprescindível assistir a filmes antigos, os chamados clássicos, pois estes nunca saem de moda, estão sempre contemporâneos mesmo dentro de suas limitações técnicas, de tecnologias e até mesmo de adaptação a cultura nacional, porém, acima de tudo estas películas trazem a história, o passado ajudam a entender como tudo começou nessa arte mais que centenária.

Clássico é Clássico!

CINEMA7IC’S

18


Agradecimentos Gostaríamos de agradecer à Direção da Escola Estadual Djalma Batista por ter acreditado no projeto e possibilitado a realização de nossas atividades em suas dependências, nos oferecendo toda sua estrutura e equipamentos, o que acrescentou muito em nossas oficinas. Ao corpo docente participante, às pegadogas da escola que sempre foram solícitas às necessidades do projeto. Ao PET Comunicação da Ufam, ao qual fazemos parte, seja como bolsistas ou voluntários, que foi o norteador do nosso projeto Cinematic’s, na pessoa da Prof.ª Dr.ª Luiza Elayne Azevedo Correa, tutora do PETCom, que nos orientou durante a realização das atividades. Agradecemos também à Ufam, por meio da Proexti, mais especificamente do Pace (Programa de Atividade Curricular de Extensão) que foi o fomentador dos recursos do projeto. Até a próxima edição.

A TODOS, NOSSO MUITO OBRIGADO ! Equipe Cinematic’s


Revista Cinematics