Issuu on Google+

www.revistacalifornia.com.br dezembro 2013 | N.1

DUAS VEZES

SENNA ENTREVISTA

SOL, BALADAS E

VIDA BOA VIAJANTE GAROTA DE FINA

ESTAMPA FUNDAMENTAL

RESERVADA PARA HOMENS


ÍNDICE 6 8 12 16

Colaboradores Por que homens? Por que CALIFORNIA? Trampo. Profissão: Palhaço

58

VIAJANTE

SOL, BALADAS E VIDA BOA por Carlos Alves

Claudia Silva

BUSINESS 24 Girando pelo mundo 26 Porque e como as empresas quebram. Lucas Guimarães DIVERSÃO 48 Tudo junto e misturado 64 Bons momentos

SE CUIDA 28 Verdades 30 Tudo bem por aí?

Estante - Hebert Rodrigues

66 Poltrona à vista

Dr. Renato Pires

Na tela - Filmes e séries

MOVIMENTO 32 Esportes à parte 34 Duas vezes Senna

NO GRITO 70 Nem tudo é sinal de TPM #deumavezportodas - Patrícia Casagrande

Patrícia Casagrande

38 Graças a Deus nasci corinthiano Time do Coração - Adriano Scooby Brazolin

40 Voando pelo prazer de voar Pelo ar - Anselmo Quinelato

44 No embalo do berimbau

80 ESTILO

MENOS É MUITO MAIS

71 Síndrome do homem irritável Brucutus & Cia - Angélica Longo

LIFESTYLE 72 Agitador de culturas WISH 74 Wish list? ESTILO 78 Nos trinques LIFE 90 Viver a vida. Casa e tecnologia 92 Prazeres sensoriais Na adega - Homero Sodré

96 Chef equipado

94

NO COPO DRINKS ESTRELADOS por Eugênio Rosin


50

EDITORIAL

FUNDAMENTAL

GAROTA DE FINA ESTAMPA

O

universo masculino e todo seu conteúdo. Esta foi a opção da CALIFORNIA. Uma revista que chega para levar até você um pouco de tudo que lhe interessa. Negócios, saúde, esporte, velocidade, lazer, mulheres, leitura, gastronomia, bebida, música e diversão. Vários colaboradores, homens e mulheres, se movimentaram para rechear estas páginas de muito conteúdo. Gente que faz de verdade. A viagem foi curtida, o vinho foi provado, os livros foram lidos, os aviões foram testados. Tudo da melhor qualidade. E ainda temos Bruno Senna nas páginas e na capa. Esta é a primeira edição da CALIFORNIA. E este é nosso convite para você entrar nesta viagem e nos contar qual foi a sua sensação. Vale deixar um agradecimento muito especial àqueles que apostaram nesta ideia: nossos patrocinadores. Ousados, inovadores e grandes parceiros. Bom, chega de mimimi! CALIFORNIA está por aqui. Carla Fittipaldi

Capa Bruno Senna Foto Divulgação AMR/MF2

www.revistacalifornia.com.br

Jornalista responsável: Carla Fittipaldi MTB 70103/SP Edição e arte: FittiPost Editorial Rua 5, nº 1350, Centro, Rio Claro. contato@revistacalifornia.com.br comercial@revistacalifornia.com.br (19) 3596-2624 A opinião dos colaboradores não reflete a opinião da revista. O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade dos anunciantes.


COLABORADORES DA EDIÇÃO

ANSELMO QUINELATO

ANGÉLICA LONGO

PATRÍCIA CASAGRANDE

HEBERT RODRIGUES

HOMERO SODRÉ

Engenheiro & empresário

Profissional de Marketing

Jornalista & empresária

Gerente Comercial

Consultor & crítico de vinhos

Engenheiro mecânico apaixonado pelo tema “aviação de lazer”, dividirá com os leitores da CALIFORNIA um pouco de suas curiosidades, informações e todos os seus estudos sobre o tema. Modelos, eventos, práticas e tudo que se refere a este fascinante universo, você vai descobrir junto com ele, aqui, nas páginas de sua coluna.

Responsável pelo marketing de uma indústria cerâmica, tem aquela tripla jornada da mulher brasileira: profissional, mãe e esposa. Adora dizer que pedala e que homem é tudo igual. Para CALIFORNIA ela falará sobre assuntos curiosos que vê e lê por aí sobre o universo masculino. Com algumas gotas de ironia, é claro!

Dona de agência de comunicação. Atuais clientes a levaram até as pistas de corrida e a fizeram entender que a vida deve ser levada assim mesmo: com fé em Deus e pé na tábua! Descolada e cheia de atitude, vai dizer na sua cara o que você já deveria saber sobre as mulheres. Para não azedar o caldo, traz outro assunto que muito lhe interessa: corridas.

Formado em Administração, possui pós graduação em Marketing, MBA em Gestão Estratégica de Pessoas. Gerente comercial de uma indústria cerâmica em Santa Gertrudes tem a leitura entre suas principais atividades de informação e lazer. Na CALIFORNIA indica alguns bons títulos para enriquecer conteúdos.

Professor, palestrante, consultor, colunista, crítico de vinhos, Embaixador de Vinhos de Bordeaux, especialista em Vinhos do Porto. Há 15 anos, Homero atua no mercado nacional e internacional de vinhos, lecionando em importantes associações e enotecas do Rio e São Paulo. Também organiza visitas, estudos técnicos e roteiros enogastronômicos nas principais regiões produtoras pelo Brasil e pelo mundo. Na CALIFORNIA divide um pouco do muito que sabe.

EUGÊNIO ROSIN | Empresário

Geninho é formado em Engenharia de Produção e possui MBA em Gestão Empresarial. Fez de seu maior talento – habilidade na marcenaria – uma profissão e hoje é empresário na área de móveis planejados. Mas suas habilidades não param por ai: adora a arte de misturar bebidas e transformá-las em coquetéis bacanas. Para CALIFORNIA mostra e ensina a fazer alguns dos famosos drinques de conhecidos personagens masculinos do cinema. 6

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013


COLABORADORES

RENATO PIRES

ADRIANO ‘SCOOBY’ BRAZOLIN

CRM 104.238

Empresário

CARLOS ALVES Executivo de vendas internacional

Renato é cirurgião geral e urologista graduado pela UNESP. Chefe do departamento de Urologia da Santa Casa de Rio Claro e diretor da Masterclínica clínica com várias especialidades na cidade – vem ajudar a CALIFORNIA a informar seus leitores sobre as doenças urológicas mais frequentes, seus sintomas e alguns tratamentos para os problemas. Em era de qualidade de vida, prevenção é fundamental.

Scooby nasceu em São Paulo e tem o esporte nas veias. O mais novo jogador de basquete federado no Brasil (7 anos), jogador da seleção brasileira (bi campeão sul americano), veio para Rio Claro em 1993, contratado pela equipe profissional do esporte na cidade. Atualmente é empresário e um de seus negócios é a loja Poderoso Timão. Para CALIFORNIA ele fala sobre a paixão por um clube. Alguma dúvida sobre o time de seu coração?

Carlos trabalha no departamento de comércio internacional de uma empresa em Rio Claro. Formado em Marketing, com especialização em Relações Internacionais na França e pós graduação em Administração na Irlanda, morou durante cinco anos na Europa. Já visitou mais de 18 países, conhecendo culturas e lugares surpreendentes. Só faltava mesmo a CALIFORNIA. E aqui está ele! Dividindo destinos e experiências.

Médico urologista

LUCAS GUIMARÃES

CLAUDIA SILVA

Empresário

Jornalista & produtora cultural

Graduado em administração pela EAESPFGV, sócio fundador e diretor das empresas ACE Fitness importadora e distribuidora de equipamentos de ginástica - e FIT4 Franchising - franqueadora da rede de lojas FIT4 Fitness Store. Devorador de livros sobre política, negócios e carreira, estará na CALIFORNIA expondo seu ponto de vista e deixando algumas orelhas em pé.

Claudia também já foi livreira. Hoje, além, de escrever para diversas publicações, organiza, entre outros eventos, o Ecoh - Encontro de Contadores de Histórias de Londrina. Para a Revista CALIFORNIA vai contar histórias diferentes, de homens que tem profissões inusitadas e que você nunca pensou que fosse possível ganhar dinheiro e se divertir com elas.

PARA FALAR COM NOSSOS COLABORADORES Se você se interessar por algum tema específico, tiver críticas ou sugestões para um de nossos colaboradores poderá fazê-lo por email. Ao final de cada coluna, você encontra suas direções. Ou envie para contato@revistacalifornia.com.br REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

7


POR QUE OS

HOMENS? homens adoram cozinhar Está comprovado: cozinhar é um prazer para os homens. Uma pesquisa realizada por Anne Claypole, gerente de marketing da Ross Burgers (empresa do ramo de alimentos) concluiu que 44% dos homens consultados preparam todas as refeições familiares porque gostam. Já as mulheres... encaram o ato de cozinhar como uma tarefa e não gostam de pensar no que farão para o jantar.

Panela Villa Home

homens querem sexo de qualidade A população masculina mudou e está mais satisfeita com relação ao sexo. A pesquisa “Sexualidade e Saúde Masculina” realizada pela Bayer Schering Pharma, com mais de 3.000 homens em cinco capitais brasileiras, apontou grau de satisfação alto: 86,95% dos pesquisados afirma estar satisfeito com sua vida sexual. Eles assumem que querem qualidade e proporcionar o prazer feminino. Falar de sexo com a parceira e não atribuir sua insatisfação a ela também foram itens destacados. 8

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

Imagem: Shutterstock

a primeira edição da california entra em ação. e temos duas respostas para lhe dar. a primeira é a que você lê no título desta matéria. por que os homens? o universo masculino é absolutamente genial e milhares de pesquisas realizadas ao redor do mundo apontam que vocês são, sim, os verdadeiros caras! e estão cando cada vez melhores. conra algumas boas razões pelas quais a california escolheu os homens.


homens são ligados na família

homens praticam mais atividade física

A Universidade Rutgers, nos EUA, em parceria com o site Match.com constatou que homens querem, sim, ter filhos! Entre 5.200 norte-americanos entrevistados (de 21 a 35 anos), mais da metade quer ser pai, contra 46% das mulheres. E na faixa dos mais velhos (de 35 a 44 anos) 27% desejam um herdeiro e apenas 16% da ala feminina.

Pesquisa feita pelo Ministério da Saúde mostra que homens pra cam mais a vidade sica do que as mulheres. Eles usam o tempo livre para fazer caminhadas ou andar de bike. Somaram 41,5% contra 26,5 de mulheres. A pesquisa apontou também que depois dos 49 anos eles percebem que não devem parar de pra car alguma a vidade.

homens gostam de supermercado Uma rede britânica de supermercados encomendou uma pesquisa para entender o comportamento de homens e mulheres na hora das compras. Descobriu que 3/4 dos homens se divertem selecionando os produtos e sempre procuram por ofertas. Enquanto elas se atrapalham e querem se livrar da tarefa.

Fontes: IG, UOL e Site Moda para Homens

homens se preocupam com a beleza Cuidar da beleza já não está mais em segundo plano. Deixou de ser vaidade e passou a ser questão de bem estar. O homem de hoje não só corta o cabelo, como também faz relaxamento capilar, tratamento de pele, depilação (isso mesmo!) e tantos outros serviços estéticos. A Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) comprovou através de pesquisa que mais de 2 bilhões de reais são gastos por ano com produtos de beleza masculinos e o Brasil é o segundo maior mercado no mundo. REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

9


POR QUE OS

HOMENS? BARBA, CABELO E

BIGODE na era da beleza e da tecnologia, homens voltam à barbearia e o costume incrementa salões masculinos.

Barbearia 9 de julho, São Paulo.

Barbearia Santa Barba, Jundiaí, SP.

10

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

E por falar em beleza, um costume muito antigo, lá do tempo de nossos avós, tem feito a cabeça de muitos homens: a visita à barbearia. Em tempos de tecnologia, a ideia pode parecer estranha, porém, é o que anda acontecendo nas principais capitais brasileiras e em algumas cidades do interior. Nos maiores centros, empresários do setor já investem na história e deixam seus estabelecimentos cada vez mais bacanas. O objetivo é sempre o mesmo: atrair a clientela masculina que, além do tratamento diferenciado, fica longe do mimimi dos salões também frequentados por mulheres. Incrementados, estes locais investem na decoração e muitos possuem uma atmosfera vintage, que remete aos anos 40 e 50. Em São Paulo, já virou febre e alguns endereços estão na lista de preferidos de muitos homens. Por aqui, dois exemplos para você inspirar o seu barbeiro.


SUA FAMÍLIA MERECE MUITO MAIS QUE CONFORTO.

Revisões . Regulagem eletrônica de motores . Câmbio automático Freios . Pneus . Troca de óleo . Ar condicionado . Embreagem Direção hidráulica . Suspensão . Embreagem . Alinhamento Rua 29, n° 2111 (Avs. 10 e 12) | Jardim São Paulo 2 | Rio Claro | SP (19) 3534.9412 | quatro.rodas@terra.com.br | www.oficina4rodas.com.br


POR QUE

CALIFORNIA? se você já entendeu o porquê do universo masculino, continue nesta história e entenda porque california! da música ao cinema, do sol ao mar, das estrelas ao paraíso, das estradas às lindas paisagens, da realidade para muito mais do que um sonho... a california tem isso e muito mais. ou você nunca ouviu falar que a california é diferente? conra boas razões pelas quais os homens escolhem a california.

INFINITA HIGHWAY

São Francisco é uma das melhores e mais bacanas cidades dos Estados Unidos. Bonita, inteligente, inovadora, ousada, controversa... Nunca uma terra teve tantos adjetivos para descrevê-la. E o que dizer da paisagem urbana vista através de seus morros? Indescrítivel. Só mesmo vivendo...

Ela não é tão infinita assim, mas o trajeto que vai do coração de Los Angeles até São Francisco é simplesmente maravilhoso. As cidades costeiras da Highway 101, como Ventura, Santa Bárbara, Carmel, Big Sur, San Simeon – entre outras - são excelentes opções de passeio. Belas paisagens, ótimo descanso e boas refeições.

Imagens: Shutterstock

VIDA DESCOLADA

MEGAMUNDO Los Angeles é algo meio “ame-a ou deixe-a”! Populosa e megalomaníaca também é dona de diferenças culturais gritantes. A cidade que abriga o mundo perfeito de Hollywood e a sofisticada Rodeo Drive também é lar de subúrbios multi culturais. 12

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013


MINHA

CALIFORNIA

muita gente tem história ou lembrança para contar sobre a california. augusto prochnon e william périco contam suas melhores impressões.

MUSEUM USS MIDWAY, SAN DIEGO Sem dúvida um passeio imperdível. O Museum USS Midway é uma grande atração em San Diego. Sobre o gigante porta-aviões usado na segunda guerra mundial há muita história do período enfrentado por americanos e japoneses. Quem passeia pelo museu conhece aeronaves restauradas, sala de máquinas, cozinha, dormitórios e muitos outros detalhes dessa verdadeira cidade no mar. Surpreendente também é a vista panorâmica de 360° da cidade no convés de 4 hectares. Vale a pena conhecer(910 N.Harbor Drive , San Diego , Ca.).

Augusto Prochnon, empresário, esteve na California em outubro deste ano.

DE LOS ANGELES A SÃO FRANCISC0

William Périco e a esposa visitaram recentemente as cidades de Los Angeles e São Francisco. Ele já é craque de California e dá boas dicas por aqui.

Visite Los Angeles, uma das cidades mais badaladas do mundo. Depois, alugue um carro e siga ao norte, visitando todas as missões espanholas Santa Bárbara, Santa Mônica e São Fernando. Além delas, Monterrey e Carmel, até chegar a São Francisco. A distância é de 615 km. Gaste até uma semana conhecendo as pequenas cidades e praias lindíssimas do caminho. REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

13


MINHA

CALIFORNIA

siga com mais dicas de william périco, dono de agência de viagens.

tudo de bom na california

A primeira visita à Disneylandia é uma das melhores lembranças de William.

Cidade: São Francisco Restaurante: Yamashiro Hollywood (com mais de 30 anos além de excelente gastronomia, tem uma das vistas mais bonitas da cidade) – www.yamashirohollywood.com Diversão: Avalon – Los Angeles – está entre os 100 melhores clubs do mundo Parque: Disneylandia – Los Angeles Comida: Clam Chowder (sopa de caranguejo no Fisherman Wharf, em São Francisco) Loja: TUMI – Mochilas e acessórios de Viagem.

AS CIDADES MAIS BACANAS

INDICAÇÕES ESPECIAIS

São Francisco (uma das mais bonitas do mundo) e Solvang (pequena cidade colonizada por dinamarqueses, com arquitetura e gastronomia que remetem àquele país).

Não está nos guias turísticos estrelados, mas você não vai se arrepender se fizer: 1 - Tour em São Francisco com um veículo Anfíbio. Entre na Baia de São Francisco e tenha uma visão diferente da cidade. 2 – Visita a La Roya, linda praia, próxima à San Diego, com residências fantásticas. 3 – Percorrer os 28 km da 17 Miles Drive. Estrada privada e autointitulada como a “estrada mais linda do mundo”. Por US$10 é possível percorrer o caminho entre Monterrey e Carmel, conferindo lindíssimas paisagens. Curiosidade: o ator Clint Westwood foi prefeito de Carmel.

PARA SEMPRE NA MEMÓRIA

VIDA DE TURISTA Para aqueles que vão pela primeira vez, vale a pena visitar Salsalito (cidade próxima a São Francisco, do outro lado da ponte Golden Gate), Muir Woods (floresta das sequoias gigantes) e Napa Valley (excelente pelas maravilhosas vinícolas). 14

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013


Carros seminovos com segurança e garantia. compra | vende | troca | ďŹ nancia

Avenida Brasil, 459 | Vila Martins (19) 3533-2804 | 3596-0601 |CabecaBrancaVeiculos


PROFISSÃO

PALHAÇO as dores e a delícia de ser palhaço no moderno mundo em que vivemos. rir e fazer rir. dos outros e, difícil, de si mesmo. eis a solução! POR CLAUDIA SILVIA

O

circo é um espetáculo que desafia a lei da gravidade. As pessoas voam, se equilibram em um fio, tem corpos perfeitos. E por que o palhaço está ali? Porque o palhaço é aquele que cai, (...) é aquele que erra no espetáculo do circo. Ele tá ali pra dizer que é humano! Pra dizer que a lei da gravidade existe sim. (...) O erro é a nobre arte do palhaço... é a aceitação de sua inadequação”, diz Márcio Libar, no documentário Eu Maior, recém lançado. Márcio é ator e diretor teatral, e encontrou no palhaço sua fonte de inspiração e especialização.

Foto: Isabela Figueiredo

Rafael de Barros, um dos palhaços profissionais escolhidos para ilustrar a estreia da coluna TRAMPO na Revista CALIFORNIA, também fala da humanidade do palhaço em vários momentos de nossa entrevista. “O grande lance do palhaço é exaltar a humanidade, cultivar o riso para celebrar as diferenças”, diz ele. Está dando pra entender que esta profissão é séria? Pra entender um pouquinho mais, vale conhecer a “Declaração do riso na Terra”, documento gerado no Festival Mundial do Circo, realizado no ano de 2000, em João Pessoa, Paraíba (veja pág. 21). Trabalhar como palhaço exige generosidade. É preciso colocar-se no papel do ridículo para fazer o outro se identificar e rir também de suas próprias fraquezas. Implica em assumir erros, aprender a rir com eles. Implica em acolher as dores da alma.

16

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013


TRAMPO

TRAMPO

Foto: Isabela Figueiredo

Rafael gosta de falar do bobo da corte pra explicar o papel do palhaço na sociedade. “Existia o rei, o povo e o bobo. O bobo tinha o privilégio de poder falar dos problemas do povo ao rei, ele era o único que podia apontar as barbaridades que o rei fazia...”. O palhaço também tem esta capacidade. Ele mostra o ridículo dos seres humanos e ainda diz que tudo bem não ser perfeito. O palhaço tem o poder de parar o tempo e instaurar um ambiente divertido, de crítica, mas em que predomina o riso. É uma forma muito particular de subversão.

PALHAÇO FORMADO

Acima, Alexandre Simioni, o palhaço Mereceu durante espetáculo ‘Qual a graça de Laurinda?’. Abaixo, Rafael de Barros no espetáculo ‘O Exército Contra Nada’.

Foto: Lis Sayuri

Rafael de Barros fez faculdade de artes cênicas na Universidade Estadual de Londrina. A ideia inicial era ser ator, o palhaço foi surgindo aos poucos... E ele garante que um palhaço está, sempre, em formação. Rafael terminou a faculdade em 2011. Quando estava no segundo ano de faculdade passou a integrar o Plantão Sorriso, projeto que leva palhaços a hospitais, inspirado no Doutores da Alegria, e que, segundo pesquisas, traz melhorias significativas para a saúde de muitos pacientes. Rafael conta que este foi um trabalho delicado e uma ótima prática. “Você precisa ter começo, meio e fim para cada paciente, é um exercício e tanto”, garante ele. Enquanto estava no terceiro ano de faculdade, fez cursos no centro de pesquisas Solar da Mímica; já participou de uma convenção de circo, palhaços e espetáculos de rua na Argentina, e depois de formado, estudou na Escola de Clows de Barcelona, na Espanha. Fez cursos com outros grandes mestres do circo. No começo de dezembro, participou do “Anjos do Picadeiro”, Encontro

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

17


Foto: Isabela Figueiredo

Internacional de Palhaços, um dos mais importantes do mundo, que acontece no Rio de Janeiro. Em todos os cursos e eventos, a grande delícia, segundo ele, é “ver e aprender com os grandes monstros do mundo” nesta arte. Mas nem tudo são flores nesta trajetória. Bancar a opção de ser artista exige coragem e determinação. Rafael conta que, dentre outras crises, logo depois de formado, passou um período na casa dos pais, em São Bernardo do Campo. Tinha pouco trabalho e a insegurança bateu forte. Será que não deveria procurar um emprego “normal”? Quietinho em seu canto pediu aos céus um sinal de que estava no caminho certo. Alguns dias depois recebeu um e-mail com uma proposta para 13 apresentações no interior do Paraná. Ufa! O mundo lhe sorriu e ele agradece levando o riso para todo lugar que pode.

18

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

UM EXÉRCITO CONTRA NADA Durante o tempo que esteve em Barcelona, Rafael apresentava nas ruas o espetáculo El General, do Exército Contra Nada, com o qual tem se apresentado também por todo o Brasil. A estrutura é muito simples, pensada justamente para que possa viajar sem muitas dificuldades. É um exército de um homem só, no caso, um palhaço, que não luta contra nada. O objetivo do Exército é divertir, entreter, fazer rir. Atualmente, o palhaço continua seus estudos e trabalhos de circulação do show. Também é articulador no Movimento dos Artistas de Rua de Londrina, o MARL, e como tal esteve em agosto no Acre, no XIII Encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua. E por falar em MARL, outro articulador do movimento é Alexandre Simioni, também


TRAMPO

Foto: Isabela Figueiredo

conhecido como o palhaço Mereceu; assistente da gerência do SESC Londrina e um dos responsáveis pela Vila Triolé Cultural, um espaço destinado a ensaios, espetáculos e oficinas artísticas. O exemplo de Alexandre é ótimo para entendermos que vida de palhaço não é nada fácil e mostra bem as contradições que os artistas enfrentam. Ele trabalha durante o dia no Sesc, depois vai para a Vila Triolé Cultural, às vezes para trabalhos burocráticos, mas também para ensaios e muitas vezes se apresenta nos finais de semana. Segundo ele, o “grande drama é encontrar uma forma de ser empreendedor sem virar um burocrata. E não perder o foco, que é o fazer artístico.” Alexandre conta que “não escolhi ser palhaço, foi o palhaço que me escolheu!”. Isso aconteceu no início da década de 1990, após uma oficina promovida pelo Plantão Sorriso com o palhaço Gabriel Guimard. “Fiquei apaixonado pela linguagem do palhaço. Depois correu atrás, fez outras oficinas e estudou. Durante oito anos Simioni coordenou o Doutor Palhaço, projeto do Sesc que desenvolve trabalho voluntário em comunidades carentes e hospitais.

Hoje Simioni participa, junto com Gerson Bernardes, o palhaço Lambreta, do espetáculo “Qual a graça de Laurinda?”. O espetáculo foi criado para espaços públicos e, sem diálogos, conta a história de dois palhaços que se apaixonam por uma palhaça famosa, Laurinda Graça. Os dois encontram a foto de Laurinda no jornal e, com forte inspiração nos desenhos animados, fazem de tudo para ficar com ela. A disputa inclui um duelo com armas de água, uma corrida em câmera lenta, um strip tease, uma luta de boxe e até uma aula de balé. O espetáculo ganhou em 2010 o Prêmio de Estímulo ao Circo, da Fundação Nacional das Artes – Funarte, o que permitiu a circulação do espetáculo por 10 cidades do interior do Paraná. Pois é... dores e delícias de ser palhaço. Muito mais que uma profissão, é um arquétipo social com uma função muito séria e delicada. Ele é a representação da falibilidade humana, do fracasso, da nossa inadequação, do ridículo que existe em cada um de nós. E não existe problema nenhum em não ser perfeito, verdade? A Revista Califórnia aplaude e agradece a todos aqueles que se dedicam a esta nobre arte! REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

19


Foto: Arquivo pessoal

O PALHAÇO

BIBI

outro lado da história, vive wilson de andrade meireles da silva, mais conhecido

na região de rio claro como palhaço bibbi xixi bum na cueca gianecchini da silva , ou palhaço bibi; um dos caras mais conhecidos deste planeta! Bibi anima muitas festas e se apresenta em escolas da região, garantindo a alegria da criançada. Ele afirma que é muito gratificante. “Fazer o que se ama é maravilhoso. Agradeço a Deus pelo dom que ele me deu. Mesmo quando não estou trabalhando, adoro fazer as crianças sorrirem”, diz o palhaço.. Ele conta que sempre foi apaixonado pelo ‘Os Trapalhões’ e foi assistindo ao programa que descobriu que fazer alguém sorrir fazia bem. Costumava dizer que queria ser igual ao Renato Aragão, o Didi. Ele já era o tipo divertido das festas entre amigos e um dia assistiu a uma entrevista com a atriz Derci Gonçalves, em que ela dizia: "faça para o público o que você faz entre amigos que terá sucesso". Era o empurrão que 20

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

faltava... E assim ele resolveu assumir a profissão de palhaço. Foi trabalhar na Chaplin Eventos, do Serginho Passafaro, que, segundo ele, foi quem lhe deu a primeira oportunidade e a quem é grato até hoje. Depois trabalhou com Eduardo, o palhaço Estrelinha, que também lhe ensinou muitas coisas. E fala novamente em gratidão. Fez também cursos com o ator Stênio Garcia, Denoy de Oliveira, que dirigiu o filme Baiano Fantasma, e Chico Botelho, que dirigiu o filme Cidade Oculta. Mais gratidão! Aliás, esta palavra apareceu nas conversas com os três palhaços que entrevistamos. Não deve ser à toa, né? CALIFORNIA registra aqui a gratidão a todos eles.


TRAMPO

DECLARAÇÃO Foto: Isabela Figueiredo

DO RISO NA

TERRA

palhaços do mundo uni-vos! Vivemos um momento em que a estupidez humana é nossa maior ameaça. Palhaços não transformam o mundo, quiçá a si mesmos. E nós, palhaços, tontos, bufões, que levamos a vida a mostrar toda essa estupidez, cansamos. O palhaço é a expressão da alegria, o palhaço é a expressão da vida no que ela tem de instigante, sensível, humana. Alegria que o palhaço realiza a cada momento de sua ação, contribuindo para estancar, por um momento que seja, a dor no planeta Terra. O palhaço é a única criatura no mundo que ri de sua própria derrota e ao agir assim estanca o curso da violência.

Os palhaços ampliam o riso da Terra. Por esse motivo, nós, palhaços do mundo, não podemos deixar de dizer aos homens e mulheres do nosso tempo, de qualquer credo, de qualquer país: Cultivemos o sorriso. Cultivemos o riso contra as armas que destroem a vida. O riso que resiste ao ódio, à fome e às injustiças do mundo. Cultivemos o riso. Mas não um riso que discrimine o outro pela sua cor, religião, etnia, gostos e costumes. Cultivemos o riso para celebrar as nossas diferenças Um riso que seja como a própria vida: múltiplo, diverso, generoso. Enquanto rirmos, estaremos em paz. REVISTA REVISTACALIFORNIA CALIFORNIA- -DEZEMBRO DEZEMBRO2013 2013

21 23


Completo centro de formação profissional de pilotos em Rio Claro Salas de aula amplas, estruturadas e equipadas.

Completa frota para atender cursos de todos os níveis.

Confortáveis alojamentos para alunos matriculados.

Simulador de última geração que recria voos de aeronaves em diversas condições.

A Escola de Aviação do Aeroclube de Rio Claro possui excelente reputação em todo território nacional. Com total estrutura para atender e formar profissionais absolutamente capacitados para ingressar nas maiores companhias aéreas do país, a Escola de Aviação do Aeroclube de Rio Claro oferece cursos em todos os níveis da profissão, desde a aviação de lazer até a profissionalização completa com cursos de pilotos comerciais.

Nacionalmente conhecida Em 2013, a Escola ganhou uma licitação nacional para a formação de pilotos do Corpo de Bombeiros, que virão de Brasília para a realização dos cursos na cidade de Rio Claro.


Invista numa carreira de grandes oportunidades Escola de Aviação do Aeroclube de Rio Claro Cursos:

Piloto Privado | Piloto Comercial Piloto Planador | Piloto Ultraleve Instrutor de Voo | Voo por instrumentos sde 1939 De

Aeroclube de Rio Claro (19) 3524.2646 | 3533.9099 | secretaria@aeroclubederioclaro.com.br | www.aeroclubederioclaro.com.br Via Presidente Kennedy, 601 | Rio Claro | SP


GIRANDO PELO MUNDO NO ANO EM QUE GRANDES EMPRESAS TIRARAM O PÉ DO ACELERADOR, NOSSA CARISMÁTICA AMIGA KOMBI APERTOU O PEDAL E DEU ADEUS AOS AMANTES DE UMA VIDA INTEIRA. EIKE FOI “O CARA” E OUTRAS ÁGUAS ROLARAM. E TEM TAMBÉM O COLUNISTA LUCAS GUIMARÃES FALANDO SOBRE QUEBRADEIRA. APERTE O PÉ!

ADEUS AMIGA KOMBI Ação inédita, bacana e um tanto sentimental. A Volkswagen se despediu de um de seus veículos mais antigo: a Kombi. Sim, ela subiu no telhado e está deixando o mercado. Tudo porque não pode cumprir as normas de segurança que passam a valer a partir de janeiro: airbag e freios ABS. A montadora resolveu, então, fazer uma grande campanha de “deslançamento”. Lançou em setembro 1,2 mil unidades do modelo “saia e blusa” - uma versão especial na cor azul e

branco, “Last Edition” é o nome do modelo. Entregou presentes para 15 proprietários que enviaram histórias de vivência com o carro. E também publicou anúncio-testamento como parte da despedida do veículo, verdadeiro ícone da industrial mundial, líder de vendas. Seguindo a mesma linha a Fiat também lançou campanha de despedida para o modelo Mille. O compacto há trinta anos no mercado deixará de ser produzido pelos mesmos motivos da Kombi. Foto: divulgação

Foto: Shutterstock

A REGRA É ECONOMIZAR Várias companhias brasileiras demonstram preocupação com a desaceleração da economia no país, um cenário que já é realidade no exterior há 4 anos. A expectativa de crescimento é menor em vários setores como alimentos, vestuários, celulose, telefonia e alguns outros. Grandes empresas, como Vale, Petrobrás, Souza Cruz, Gol e Oi, passaram o ano tentando reduzir despesas administrativas, de fornecimento, diminuindo investimentos e fazendo demissões. E o futuro parece negro: muitas já projetaram metas de reduções até 2016. 24

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013


BUSINESS

UM BILIONÁRIO NO NEGATIVO Sem dúvida o assunto do ano no mundo dos negócios. Quem poderia imaginar que o oitavo homem mais rico do mundo, há pouco mais de um ano, enfrentaria a situação em que está agora? Confira alguns números do empresário mais falado nas rodas do país no ano de 2013, Eike Batista:

US$ 34,5 bi

OS MAIS PODEROSOS A Bloomberg, um dos principais provedores mundiais de informação para o mercado financeiro, divulgou no começo do mês, o ranking das cem pessoas mais ricas do mundo. Os donos da grana são mesmo os homens! Ao todo são 89 nomes, com maior concentração na América. O Brasil está representado por dois empresários: Jorge Lemann, na 28ª posição, e Joseph Safra, na 80ª. Confira a lista dos cinco primeiros homens do dinheiro:

1º Bill Gates Americano, 57 anos Microso (Tecnologia)

era a fortuna estimada do empresário um ano e meio atrás

U$ 72.9 bilhões

US$ 2,4 bi

2º Carlos Slim

é a soma dos ativos de Eike, ou seja, quanto ele tem de participação nas empresas do grupo e bens como casas

Mexicano, 73 anos América Movil (Telecomunicações)

U$ 65.6 bilhões

US$ 3,5 bi

3º Amancio Ortega

é a dívida aproximada de Eike Batista atualmente, a maioria para credores internacionais, segundo a agência Bloomberg

Espanhol, 73 anos Inditex (Varejo)

U$ 61.9 bilhões

-US$ 1,1 bi

4º Warren Buffet

é o patrimônio de Eike, segundo a Bloomberg

Americano, 83 anos Berkshire Hathaway (Finanças)

R$ 0,16 é o valor da ação da petroleira OGX no começo de dezembro. Há dois anos, os papéis da empresa que está em recuperação judicial valiam R$ 23,27, queda de 99,3% Fonte: Folha de São Paulo.

U$ 58.2 bilhões 5º Ingvar Kamprad Idade: Sueco, 87 anos Ikea (Varejo)

U$ 50.3 bilhões Fonte: Revista Exame

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

25


BUSINESS

LUCAS GUIMARÃES

PORQUE E COMO AS

EMPRESAS QUEBRAM o consultor jim collins - um dos maiores expoentes globais de estratégia empresarial desaa a velha lógica de que, para uma empresa sobreviver neste mundo globalizado, é preciso apostar constantemente em transformação, inovação e metas ousadas.

A

vida das empresas, de um modo geral, está cada dia mais difícil. Vivemos em mundo globalizado, com concorrentes aparecendo de todos os lados. Um mundo em constante transformação, com a internet oferecendo informações em tempo real a todos os participantes desse mercado cada vez mais competitivo. A única saída para qualquer empresa sobreviver, crescer e se tornar perene nos dias de hoje é estar em constante transformação, inovando, estabelecendo metas ousadas e abrindo novas frentes de negócio para ganhar escala e diversificar seus riscos. Certo? ERRADO! Todo esse discurso acima parece fazer muito sentido, tem glamour, enfim é parte do senso comum de nove entre dez empresários, executivos e principalmente consultores de negócio mundo afora. Mas, nos últimos anos, uma série de livros de autoria de Jim Collins, renomado consultor norte-americano que vem se firmando como um dos maiores expoentes globais de estratégia empresarial, desafia essa lógica. A partir do estudo sistemático de centenas de corporações e os resultados auferidos pelas mesmas ao longo de décadas, Jim Collins constata evidências empíricas sobre os reais fatores de sucesso e fracasso das empresas. Nesse artigo vamos nos ater ao tema do 26

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

FRACASSO, pois ao estudar os erros e falhas cometidos por outras empresas podemos aprender mais e estarmos mais preparados para alcançarmos o SUCESSO. No livro Como as Gigantes Caem e Porque Algumas Empresas Jamais Desistem (Jim Collins, 2010, Editora Campus), o autor descreve cinco etapas consecutivas pelas quais passam as empresas em processo de decadência. Importante notar que, na maioria dos casos, enquanto estão passando pelas etapas 1, 2 e 3, as empresas ainda se encontram em fase de crescimento, com sinais aparentes de sucesso, mas por dentro já começaram a cometer erros que as levarão lentamente em direção ao fracasso. A primeira etapa da decadência começa quando os líderes de uma organização tornam-se arrogantes, passam a acreditar que o sucesso do passado se perpetuará por anos a fio como algo garantido e perdem a noção dos verdadeiros motivos que deram origem aos bons resultados do presente. Os bons líderes entendem e aceitam que parte do sucesso pode ser decorrente de sorte ou fatores fortuitos fora de seu de controle, e por isso continuam buscando o aperfeiçoamento contínuo e disciplinado. Assim, no dia em que a sorte não estiver mais ao seu lado, estarão fortes e preparados para enfrentar as intempéries.


BUSINESS A arrogância da primeira etapa leva diretamente ao segundo estágio. A busca indisciplinada por “mais”. Mais crescimento, mais escala, mais produtos, tudo aquilo considerado sinais inequívocos de sucesso. Nesse momento as empresas se aventuram em mercados distantes de suas competências centrais, em que não podem ser melhores que seus concorrentes, e crescem além de sua capacidade de colocar boas pessoas nas posições estratégicas do negócio. Em suma, perdem completamente a disciplina de gestão e, mais importante de tudo, perdem o foco. Ao entrar no estágio 3, começam a aparecer os primeiros sinais internos de dificuldades, mas os resultados positivos ainda podem servir de camuflagem. Nesse momento, os gestores costumam enfatizar os dados favoráveis e minimizar os problemas, alegando causas externas e nunca assumindo suas responsabilidades. E quando se deparam com dados difíceis de interpretar ou duvidosos, apressam-se para classificá-los como positivos, negligenciando uma análise mais profunda e detalhada da situação. Trata-se da negação do risco e do perigo iminentes. O acúmulo dos problemas oriundos da terceira etapa finalmente inicia um processo de decadência visível para todos dentro e fora da empresa. A grande questão: como os líderes reagem nessa hora? Buscam um “milagre” ou retomam uma metodologia disciplinada de gestão? Aqueles que correm atrás da solução rápida entraram na fase 4. Troca de executivos importantes, mudança radical de estratégia, revolução na cultura da empresa, lançamento de um produto campeão de vendas são exemplos clássicos das soluções mágicas que geralmente aparecem nessa fase. Às vezes, os resultados iniciais são positivos, mas na

grande maioria dos casos não duram muito tempo. Na verdade, a maneira comprovadamente eficaz para reverter o processo de declínio nesse ponto é uma abordagem fria, disciplinada, focada e muito rigorosa em relação ao que não deve ser feito. Os resultados podem não ser imediatos, mas serão duradouros. Quanto mais tempo uma empresa permanece no estágio 4, debatendo-se em busca da solução mágica, maiores as chances de finalmente alcançar a quinta e última etapa, em que pode ser vendida por um valor irrisório, ou continuar operando numa condição de insignificância, ou simplesmente morrer. Ao chegar nesse ponto, a situação financeira normalmente já está bastante deteriorada, o que reduz muito as alternativas disponíveis para reação. Porém, caso os donos e executivos entendam que a empresa ainda oferece um produto ou serviço relevante para seus clientes e, principalmente, ainda tenham a paixão e disposição necessárias para fazer sacrifícios, até mesmo pessoais, em prol da instituição, ainda haverá uma esperança consistente para salvação. Para tanto, mais do que nunca, será preciso voltar às origens, entender e ater-se aos valores e princípios que fizeram a empresa grande e bem sucedida num primeiro momento. Aceitar perdas, estar disposto a aliar-se a antigos concorrentes, fazer concessões, mas nunca abrir mão dos valores e princípios que o levaram ao sucesso no passado. Retomar práticas disciplinadas de gestão, que miram resultados consistentes no longo prazo com a sustentação de bases sólidas, e não se perder na busca desenfreada e inconsequente de enormes ganhos financeiros de curto prazo. Finalmente, entender que sucesso é cair e levantar-se, uma vez mais, sem nunca chegar ao fim.

Comentários, críticas e sugestões: lucas@revistacalifornia.com.br REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

27


VERDADES histórico ou cultural, a verdade é que você nunca esteve muito aí com sua saúde. e que sempre deixa para amanhã o que deveria ter visto hoje, quando o assunto é a visita ao médico ou exames de rotina. saiba que nem só toques e retoques (ops!) entram na pauta. sexo e diversão também estão por aqui. dicas e dr. renato pires, médico urologista, falando sobre as principais doenças que acometem a população masculina.

SEXO, DIVERSÃO E VIDA LOOOOOOOONGA Notícia boa! Segundo estudos realizados na área e recomendações do próprio Ministério da Saúde, todas as pessoas deveriam fazer sexo com frequência. Considerado tão importante quanto controlar a pressão arterial e manter o peso adequado, um estudo inglês ainda aponta que o sexo possui a capacidade de aumentar a expectativa de vida em cerca de 1 ano e meio quando feito pelo menos duas vezes por semana. Durante o ato sexual, o corpo inteiro se beneficia com a liberação de endorfina e da dopamina – neurotransmissores responsáveis por sensações de satisfação, prazer e bem estar. Apenas um lembrete: não esquece da camisinha, tá? 28

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

O acompanhamento da saúde envolve alguns exames regulares que verificam os principais fatores de risco na saúde masculina. Aquilo que chamamos de check-up, com investigações básicas porém eficientes – é composto por exames como: sangue (níveis de colesterol, triglicérides, glicemia e insulina), avaliação de calcificação coronária, função hepática, ácido úrico, câncer de próstata, câncer de cólon (colonoscopia), função pulmonar e raio X de tórax. Além disto, vale apostar em algumas atitudes simples, mas que contribuem - e muito - para sua saúde: caminhadas diárias, refeições menores e mais frequentes (incluindo frutas e vegetais) e a realização de atividades de lazer (sozinho ou em família, o importante é se divertir).

Fotos: Shutterstock

SIMPLES E BÁSICO


Você sabe o que os maiores e melhores dentistas do Brasil têm em comum? Instrumentos Quinelato. Cirurgia Dentística Ortodontia Periodontia | Fabricados em Rio Claro |

Avenida Pennwalt, 285 Dist. Industrial | Rio Claro (19) 2112.5200 / quinelatoqualidade

www.quinelato.com.br


SE CUIDA

DR. RENATO PIRES Dr. Renato Pires | Médico urologista | CRM 104.238

TUDO BEM POR AÍ? cuidar da saúde, essa é a nova ordem! para isso, a revista california consultou o dr. renato pires, médico urologista da masterclínica, e fez algumas perguntas básicas e rápidas para

PRÓSTATA Hiperplasia prostática benigna (HPB) Trata-se de uma proliferação exagerada nas células da próstata, causando aumento da glândula e compressão de estruturas adjacentes (bexiga e intestino) e internas (uretra ou canal urinário). Atinge cerca de 60% dos homens acima de 50 anos. Provoca diminuição da força do jato, demora para o início da micção, aumento da vontade de urinar (devido à compressão da bexiga e esvaziamento incompleto durante o ato), predispondo também a infecções e incontinência urinária. O ultrassom consegue mensurar o volume da próstata que, se ultrapassado os 30 cm³, acusa o diagnostico.

Câncer de próstata Atinge 1 em cada 6 pacientes acima de 50 anos. A cada 3 minutos um novo caso é diagnosticado no mundo. Normalmente, os homens devem iniciar seus exames a partir dos 45 anos. Porém, como o risco da

30

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

doença é de 20% maior na população com hereditariedade (pai ou parente de 1º grau) e na população negra, os homens que pertencem a estes grupos devem iniciar a prevenção a partir dos 40 anos de idade. A doença é assintomática e de crescimento lento. Detectada pelo toque retal em 50% dos exames - e complementado com o exame PSA total (exame de sangue). Quando há suspeita da doença, o diagnóstico de certeza é realizado pela biópsia prostática guiada por ultrasom transretal.

RIM Litíase Renal Mais conhecida como pedra ou cálculo renal, a doença acomete 12% da população masculina, sendo que 15% dos casos desenvolve pelo menos um episódio de cólica renal durante a vida, com recorrência de 50% em cinco anos. Mais frequente no sexo masculino (três homens para cada mulher) é uma doença que também sugere hereditariedade (entre 40

Fotos: Shutterstock

que você se situe e entenda algumas das doenças e disfunções urológicas mais frequentes.


e 60% dos casos). O tratamento vai depender do tipo e tamanho do cálculo, de sua localização, composição, química e repercussão clínica, podendo abranger medicamentos, litotripsia e cirurgia. Além de estudos bioquímicos e metabólicos, a restrição de sódio e de proteínas também é recomendada durante o tratamento.

SEXO

BEXIGA Infecção urinária Doença que acomete uma parcela significativa das consultas urológicas. As maiores queixas estão entre os homens com mais de 70 anos, sendo as bactérias a causa mais comum (Enterobacter, em idosos). Entre os principais sintomas estão febre, as dores e o aumento da frequência urinária. O diagnóstico é feito do exame de urina.

Incontinência urinária A bexiga é um órgão muscular que normalmente apresenta a musculatura da parede relaxada para o armazenamento da urina e contração na musculatura esfincteriana para manter a continência. Quando percebemos que está cheia, o cérebro coordena contração da parede e relaxamento do esfincter. Quando este sistema está comprometido, a incontinência urinária pode acontecer. Geralmente, o tratamento é baseado na intensidade dos sintomas e nos resultados dos exames, podendo envolver medicamentos, fisioterapia e cirurgia.

EJACULAÇÃO RÁPIDA Ou ejaculação precoce. É responsável por 33% das consultas em consultórios urológicos. Acontece quando não há tempo suficiente para se concluir o ato sexual devido à ejaculação. Geralmente seguida da falta da rigidez (ereção) do pênis e consequente insatisfação após o ato sexual. A causa é desconhecida, porém existem medicamentos para o tratamento, além da recomendação de terapia sexual.

DISFUNÇÃO ERÉTIL Consiste na dificuldade progressiva em manter a ereção peniana, comprometendo o tempo e a qualidade da mesma (pode partir da diminuição do tempo, passando pela ereção incompleta, chegando à inexistência do endurecimento do pênis). As causas mais comuns estão relacionadas ao envelhecimento e ao Diabetes. Tabagismo e efeitos colaterais de medicamentos também estão relacionados à disfunção. O tratamento pode envolver medicamentos e cirurgia. REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

31


ESPORTES

À PARTE

falando do que você mais gosta, 2014 chega cheio de novidades. tudo novo, de novo! campeonatos de tênis, futebol, fórmula 1 e adrenalina a mil. que ligado porque california traz pingos e frases inteiras com gente bem interessante. serve bruno senna? siga as cenas dos próximos capítulos.

TÊNIS NA GRADE Preparem as raquetes (ops)! Em fevereiro de 2014, de 15 à 23, acontece o Rio Open. A cidade do Rio de Janeiro receberá o único torneio da América do Sul que reúne, simultaneamente, uma etapa do ATP World Tour 500 e do WTA International,

com a presença de tenistas de destaque no circuito mundial. O evento entra para a lista de acontecimentos globais que movimentam a cidade, como Rock in Rio, Reveillon de Copacabana, Carnaval, Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016.

A PÁTRIA DE CHUTEIRAS

Fotos: Shutterstock

Doze cidades das cinco regiões do Brasil serão sede da Copa do Mundo de 2014. Brasileiros fanáticos por futebol já contam os dias, as horas, os minutos para o pontapé inicial que será no dia 12 de junho, às 17 h, em São Paulo (Brasil x Croácia). Essa copa já deu o que falar. Obras atrasadas e super faturadas, aeroportos com problemas, escalação da seleção. Xiii... Pano pra manga! Mas, brasileiro não desiste nunca, quer mesmo é ver a bola rolar pelos campos e, se possível, ficar com a taça aqui no país. Será?

INCÓGNITA Assim é o cenário da próxima temporada da Fórmula 1. Um novo sistema de recuperação de energia, mudanças de motor, pneus e aerodinâmica estão no pacote de novidades e têm como objetivo proporcionar maior equilíbrio entre as equipes. Porém, entre os pilotos essa fase de teorias e testes causa muita incerteza. 32

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

Muitos ajustes e adaptações serão necessários e nessa maratona, com certeza, grande desgaste dos envolvidos.


Livros didáticos do Colégio Puríssimo 2014 Melhores preços e formas de pagamento | Pronta entrega |

Enriqueça seu estilo. Acrescente mais informação

à sua vida.

BANCA DA MATRIZ jornais | revistas | livros Avenida 3 | Esquina c/ Rua 6 | (19) 3534.8130


DUAS VEZES

SENNA POR PATRICIA CASAGRANDE

bruno senna, sua paixão pela velocidade e o balanço positivo de uma temporada em que ganhou três corridas, dois segundos

Foto: Divulgação AMR/MF2

lugares e cravou 4 poles em oito etapas.

Os olhos de Bruno dentro do capacete: mostram a incrível semelhança entre tio e sobrinho.

E

xatamente na hora marcada, surge num café da sofisticada região paulistana dos Jardins um Senna jovem, dinâmico e com olhos que lembram muito os do tio Ayrton. O sorriso visto várias vezes nas colunas de automobilismo faz a conversa fluir e, aos poucos, Bruno Senna mostra como conseguiu superar a perda do tio famoso e conquistar com seu próprio talento e suor um esporte que se confunde com o sobrenome ilustre. “Meu tio sempre foi uma referência na minha 34

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

vida, como também para outros pilotos. Já vi e revi as corridas dele dezenas de vezes, mas cada um tem seu estilo e tenho buscado ser eu mesmo desde o início. Acho que as pessoas viram verdade nisso”, diz ele. As semelhanças físicas, porém, já criaram situações embaraçosas. “Durante um evento promocional, fui ao caminhão da McLaren guardar minhas coisas e um mecânico que havia trabalhado com o Ayrton ficou me olhando de uma forma estranha. De repente, saiu assustado.


MOVIMENTO característica da família”, diz. Seu batismo nas pistas foi em 2004, em algumas provas exploratórias pela Fórmula BMW na Inglaterra. Em 2005 migrou para competitiva Fórmula 3 pela equipe Raikkonen Robertson Racing. Logo em seu primeiro ano, Bruno justificou a profecia de Ayrton. Competitivo, revelou de cara a velocidade e o talento que resultaram em três pódios e uma pole position, terminando o campeonato em décimo lugar. “Foi um começo difícil, mas estava focado no meu objetivo. Essa disposição para aprender em tão pouco tempo foi um grande diferencial na minha carreira. Como não tive a formação clássica de quase todos os meus adversários, fui obrigado a descontar a diferença de horas de pista o mais rápido possível." Depois, em 2007, veio o desafio na Fórmula GP2, uma ante-sala da Fórmula 1. O cenário era hostil, pois a maioria dos pilotos tinha experiência muito superior ao do estreante Bruno Senna, além de títulos internacionais. Mas deu nova pista do enorme potencial ao vencer logo na terceira corrida do campeonato (Barcelona), tornando-se o brasileiro a

Foto: GP2 MediaMF2

Depois eu soube que ele pensou que tinha visto o fantasma do meu tio”. Bruno tinha apenas 10 anos quando Ayrton Senna sofreu o acidente trágico em Imola em 1994. Criança ainda, conta que assistia à corrida com a dispersão típica da idade e demorou um pouco para entender o que de fato estava acontecendo. “Houve uma movimentação em casa e só por isso pensei que algo estava errado”. O fascínio entre tio e sobrinho era recíproco. Certa vez, Ayrton disse a um jornalista “Se vocês acham que eu sou bom, esperem até ver meu sobrinho.” Mas, após aquele encontro fatal contra o muro da curva Tamburello, não havia mais clima para se falar em automobilismo na família até Bruno Senna completar 20 anos. “Um dia minha mãe me perguntou o que eu gostaria de fazer. Foi quando falei pela primeira vez que queria ser piloto”. E assim foi. Hoje, 10 anos depois daquele diálogo surpreendente para a mãe Viviane, que nunca imaginou que a paixão pelas corridas não havia desaparecido do sangue do filho, Bruno Senna é um dos mais talentosos pilotos da sua geração. Ainda que não tenha passado pela trajetória natural do kart, mostrou que a obstinação pela vitória é a principal marca dos Senna e, à exceção da Fórmula 1, o mais bemacabado exemplo de uma categoria em que as diferenças entre os carros promovem uma seleção natural entre os campeões e os figurantes, Bruno ganhou em todas as séries por onde passou. “Meu tio era competitivo até nas brincadeiras. Não gostava de perder para mim nem nos pegas de jet ski em Angra dos Reis, onde passávamos os verões. Acho que é uma

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

35


Foto: Miguel Costa Junior

ganhar mais rapidamente na categoria, marca que persiste até hoje. No final da temporada, mesmo correndo pela Arden, apenas uma equipe intermediária da GP2, acumulou uma vitória, três pódios e o oitavo lugar no campeonato. No segundo ano, agora na iSport, na época uma das forças da divisão de acesso à F1, coroou a carreira meteórica com duas vitórias nos templos sagrados de Mônaco e Silverstone, seis pódios, três pole positions e o título de vice-campeão. O primeiro teste na F-1 veio no fim de 2008 pela equipe Honda. Ao lado de Jenson Button – que no ano seguinte seria campeão mundial -, Bruno terminou a sessão única de testes a apenas 2 décimos do inglês, então já com mais de 140 GPs no currículo. O desempenho surpreendente 36

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

chamou a atenção de Ross Brawn, chefe da equipe, e as negociações para sua entrada na principal categoria do automobilismo mundial viraram realidade. No entanto, a montadora japonesa decidiu abandonar as pistas, Brawn adquiriu o espólio e montou seu próprio time, apostando na longa bagagem de Rubens Barrichello contra a juventude de Bruno. Sem alternativas já às portas de uma nova temporada, acabou aceitando o convite da Oreca para disputar provas de longa duração com um protótipo em 2009, inclusive nas lendárias 24 Horas de Le Mans. Por isso, a estreia na F1 só aconteceria em 2010, com a novata Hispania F1 Team. “Apesar das dificuldades, foi um ano de aprendizado e desenvolvimento”, avaliou, depois de penar o campeonato inteiro com um carro lento e que, na prática, se constituía numa subcategoria da Fórmula 1. Em 2011, foi piloto reserva da Lotus, onde assumiu a posição de titular na vaga aberta com a demissão do alemão Nick Heidfeld em meio às férias regulares de agosto. Durante as últimas oito etapas, defendeu as mesmas cores preta e dourada da escuderia com a qual o tio conquistou seu primeiro título mundial. E surpreendeu ao estrear com um 7º lugar no grid do GP da Bélgica, à frente do bicampeão Fernando Alonso e do hepta Michael Schumacher. Em 2012 se transferiu para a Williams e pôde então disputar a primeira temporada completa na F-1. Conquistou o sexto lugar no GP da Malásia e ainda cravou a volta mais rápida da Bélgica no veloz e seletivo circuito de SpaFrancorchamps. Cansado de disputar vagas em times menores na F-1, Bruno Senna decidiu investir em categorias que trouxessem


MOVIMENTO chances reais de vitória. Aceitou o convite para participar do Mundial de Endurance da FIA na classe GTE pela Aston Martin. De novo, fez uma boa escolha. “Estou satisfeito em poder competir numa categoria onde estamos brigando de igual em tecnologia, equipe e equipamento. Acho que agora posso realmente mostrar meu potencial”, justificou, satisfeito com o balanço de uma temporada em que ganhou três corridas, fez dois segundos lugares e cravou quatro poles em oito etapas. No intervalo de suas atividades na Europa, Bruno Senna acertou uma participação especial na cobiçada Corrida do Milhão da Stock Car, prova de encerramento da temporada e da definição do campeão,

além de ser a primeira do nome famoso em campeonatos nacionais. "Embora tenha corrido pelo Mundial de Endurance aqui em Interlagos este ano, sinto que essa é uma situação diferente porque estou entre amigos, correndo no meu país em uma categoria que hoje possibilita aos pilotos profissionais viver do automobilismo no Brasil”. A premiação milionária era ainda uma possibilidade quase desconsiderada. “Nunca pensei no dinheiro, mas na alegria de poder fazer essa prova. A ideia da vitória sempre esteve em primeiro lugar, é claro". Nem poderia seria diferente em se tratando de um piloto com o sangue e sobrenome Senna.

Foto: Divulgação AMR/MF2

O Vantage V8 da Aston Martin nas 6 Horas de São Paulo.

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

37


TIME DO CORAÇÃO

ADRIANO “SCOOBY” BRAZOLIN

GRAÇAS A DEUS, NASCI

o time que desperta paixões, também é dono de uma das maiores torcidas do planeta. ame-o ou ame-o, esta é a máxima de seus seguidores. ENTENDA O AMOR E AS RAZÕES DE SCOOBY.

‘‘

O

título desta coluna é a frase de um isso, sua torcida só aumentou? quadro que meus pais colocaram - Quem, em 1976, invadiu o Maracanã em cima do meu berço e que, fazendo uma fila de ônibus de São Paulo desde pequeno, olhava com admiração. ao Rio de Janeiro? Óbvio que não entendia o significado deste - Qual é a torcida que, quando o time toma quadro; um garoto saindo de um ovo um gol, grita e o incentiva ainda mais? gigantesco, com o uniforme completo do - Qual é a torcida que não para de cantar timão, uma bandeira na mão e a bola na durante uma partida inteira, mesmo na outra. Com o passar do tempo fui derrota? entendendo direitinho o que - Qual é a torcida que é meus pais queriam passar pra considerada o décimo segundo “O Corinthians mim. Falar do Corinthians é jogador? muito fácil e ao mesmo tempo - Qual foi a maior locomoção não é um time inexplicável. Vou tentar passar a de pessoas de um continente com uma torcida, emoção do que é ser corintiano. para o outro após 2ª guerra Um sentimento único que quem mundial? Quem não se lembra é uma torcida é sente, quem não é nunca dos torcedores corinthianos com um time” sentirá. Existe uma frase que indo para o Japão no ano explica um pouco disso: “O passado? Corinthians não é um time com uma Amo ir aos jogos com minha família, ficar torcida, é uma torcida com um time”. na frente do estádio antes e depois do Um repórter perguntou ao técnico Tite se o jogo, comendo lanche de pernil e, claro, Corinthians era o Brasil na Libertadores. Ele falando do Timão. Abraçar e sofrer com respondeu: “O Corinthians é o pessoas que você nunca viu na vida e dividir Corinthians”. Ou seja, somos únicos. Os esses sentimentos na arquibancada, sem se torcedores de outros times são contra, preocupar com classe social, cor e crença. porque a história é simples: ou você ama o Esse é um ritual que se passa de pai pra Corinthians ou o odeia. Mas isso é fácil de filho. No meu caso, foi passado pelos meus entender. Vamos aos fatos: irmãos André e Carlinhos, que sempre me - Qual é o único time que ficou 23 anos sem levaram aos treinos, jogos e concentrações ganhar um único título e que, enquanto em São Paulo e outras cidades.

38

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013


Foto: arquivo pessoal

TIME DO CORAÇÃO

Scooby e a esposa, também corinthiana, graças a Deus!

Posso falar de vários jogos que estive presente, mas tenho alguns que guardo lembranças especiais: - Corinthians 10 x Tiradentes 1. Canindé, quarta-feira fria. Wladimir fez um gol de bicicleta; - Corinthians 1 X São Paulo 0. Morumbi, domingo à tarde. Nosso primeiro título brasileiro em 1990, com gol do nosso talismã Tupãzinho; - Corinthians 2 x Real Madrid 2. Morumbi, sexta-feira à tarde. Com golaço do Edilson dando um drible desconcertante e passando a bola no meio da perna do Karembeu. No final da partida, nosso goleiro Dida ainda defendeu um pênalti que a torcida comemorou como se fosse um gol; - Corinthians 0 x Vasco 0. Sexta-feira, final do Mundial Interclubes de 2000.

O Timão ganhou nos pênaltis. Saí de manhãzinha de Rio Claro, peguei meu irmão em São Paulo e fomos direto para o Maracanã no Rio. Quando o jogo acabou, voltamos direto comemorando nosso primeiro Mundial. Detalhe: não tínhamos ingressos para o jogo. Fomos, assim mesmo, na loucura e conseguimos comprar de cambistas na porta do Maracanã. Bom, a verdade é que estamos ficando mal acostumados! Nos últimos anos, ganhamos quase tudo: Paulista, Brasileiro, Libertadores e novamente um Mundial. Está perdendo a graça, pois vamos perder o apelido de sofredor. Não temos mais rivais, mesmo sabendo que somos rivais de todos. Ninguém vira corintiano, nasce Corintiano! Por isso que, graças a Deus, nasci Corintiano!

A cada edição da CALIFORNIA um louco pelo seu time estará por aqui falando sobre a paixão de estar na torcida. Scooby foi o primeiro. Se você não faz parte da onda corinthiana, fique calmo! Há espaço para revanche! Não perca as próximas edições. Sugestões e críticas: contato@revistacalifornia.com.br REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

39


PELO AR

ANSELMO QUINELATO

VOANDO PELO

PRAZER DE VOAR a paixão pela aviação de lazer faz anselmo quinelato dividir experiências, informações e curiosidades sobre o assunto. sim, este é um sonho possível e acessível a muitos. entre nesta onda! ou melhor, voe por estes ares.

‘‘

O

lá! Estamos começando esta coluna junto com a revista, e desde o início irei convidá-los a apertar o cinto e embarcar comigo em uma viagem. Então nada mais natural que eu me apresente primeiro: sou engenheiro mecânico, administrador e empresário. Casado e pai de duas filhas, tenho 51 anos e desde sempre um apaixonado por aviação, embora nunca tenha sido o meu objetivo fazer disso uma profissão. Sempre considerei a possibilidade de voar apenas pelo prazer de voar. Tenho habilitação de Piloto Privado. Me brevetei aos 18 anos, antes de ter habilitação para dirigir um carro. Minha licença, no entanto está vencida por falta de uso.

40

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

Minha proposta nesta coluna será falar de um assunto que eu acho fascinante e acredito muitos leitores também acharão: a aviação de lazer. Uma atividade que eu considero pouco divulgada e que pode ser extremamente prazerosa. E o mais importante, acessível aos bolsos de muitas pessoas. Embora conheça um pouco, não sou um grande especialista no assunto. Tenho dedicado parte do meu tempo livre para conhecer mais e gostaria de compartilhar isso. E foi assim que nasceu esta coluna. Estou usando este espaço para dividir e aprender junto com o leitor todos os aspectos desta atividade. Agora estou renovando a minha licença para poder


PELO AR

Foto Shutterstock

Super Petrel

voltar a voar. E nesta coluna, irei dividir com vocês todos os passos. O espírito será escrever sobre o assunto para pessoas leigas, que estão tendo o primeiro contato com o assunto, diferente das revistas especializadas, onde os temas são tratados como se os leitores fossem (como via de regra são) especialistas. Tenho certeza de que muita gente já sonhou em ter um helicóptero quando está preso no trânsito caótico ou numa daquelas intermináveis filas de carros nas estradas durante o feriado prolongado. O que eu pretendo mostrar nestas páginas é que isto é realmente possível. Mais do que possível, pode ser uma fonte de diversão e prazer, uma oportunidade de aumentar o conhecimento sobre temas de interesse geral como meteorologia, aerodinâmica, etc. e também uma oportunidade de viajar de maneira diferente, conhecer lugares que não se conheceria de outra maneira e, certamente, fazer novos amigos. Com a evolução da tecnologia de TI, de materiais e outras, a aviação de lazer tem evoluído muito. Os aviônicos (os

equipamentos de navegação do avião) ficaram muito baratos. Também ficou mais fácil navegar, afinal de contas hoje temos GPS e navegadores de alta precisão e os aviões são construídos com materiais cada dia mais leves e resistentes. Em resumo os aviões e outros “bichos” que voam estão cada dia mais baratos e mais seguros. Esse é um mundo imenso, onde se incluem girocópteros, planadores, ultraleves, aviões monomotores, balões, helicópteros de pequeno porte e outros. Dentro de cada um destes grupos há um leque de opções de modelos, preços e desempenho muito variado e interessante. Para começar vamos falar de todas as aeronaves que se enquadram naquela categoria conhecida como experimental (ultraleves), que internacionalmente é chamada de LSA (Light Sport Aircra), cujas regras de uso variam de país para país, mas são muito parecidas entre si. Um bom exemplo é o do Super Petrel, um dos modelos que ilustra a nossa coluna. Fabricado em Ipeúna pela Edra Aeronáutica. É um dos aviões anfíbios no mercado (pousa tanto em terra quanto na

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

41


PELO AR

A600 Talon Rotorway USA água) que certamente veremos em uma próxima oportunidade. Outro exemplo interessante que iremos conhecer em mais detalhes é o H-1 Ranger, um girocóptero fabricado pela Hummingbird em Jaraguá do Sul. O Girocóptero, como os helicópteros, voam usando suas “asas rotativas”. É assim que são corretamente chamadas as hélices destes aparelhos, pois é isso que elas realmente são. No modelo da foto, por exemplo, caso o motor seja desligado, o aparelho continuará flutuando e poderá pousar tranquilamente devido as asas rotativas, da mesma maneira que um avião com asas fixas. Para pilotar este tipo de aeronave a habilitação necessária é relativamente simples e barata. São exigidas duas licenças: a CPD (Carteira de Piloto Desportivo) e a CPR (Carteira de Piloto Recreativo), as mais básicas da aviação. Além disso, é necessário estar com a saúde em dia, o que é

H-1 Ranger controlado com muita seriedade através de exames periódicos em entidades devidamente autorizadas e controladas pela ANAC. Mas há outras habilitações específicas para planadores, helicópteros, etc. Também iremos nos aprofundar neste assunto em outras oportunidades. A idéia é que a coluna tenha um aspecto interativo, onde os leitores possam fazer perguntas, sugestões, trocar ideias, fazer críticas, etc. Para isso basta escrever para o e-mail anselmo@revistacalifornia.com.br. Pessoalmente lerei todas as mensagens e usarei as informações para orientar as matérias da coluna. Na medida do possível iremos fazer “test drives”, visitar feiras aeronáuticas pelo Brasil, conversar com pilotos, fabricantes e autoridades do setor, trazendo o que há de novidades interessantes. O convite está feito! Quem quiser, seja bem-vindo a bordo e boa viagem.

Comentários, críticas e sugestões: anselmo@revistacalifornia.com.br

42

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013


VIAJANTE

CARLOS ALVES

SOL, BALADAS E

VIDA BOA

no gancho da copa 2014, em que brasil enfrenta a croácia no jogo de abertura, nosso colunista viajante traz as belezas do país que encanta pelo alto grau de diversão que oferece. siga com ele por essa viagem...

P

‘‘

ara iniciarmos bem e com estilo escolhi Croácia, um dos países mais surpreendentes que já conheci. Confesso que sabia muito pouco sobre o país e que talvez esteja exatamente aí a chave para o meu encantamento com a Croácia. Minha expectativa era qualquer coisa perto de zero, mas pude encontrar cultura e turismo de diferentes gêneros (montanhas, lagos e mares). O verão croata está em alta, muitos europeus estão escolhendo Croácia para passar suas férias mais quentes. Justamente por causa da hospitalidade do povo, da riqueza da cultura e também pelo custo - que é bem inferior se comparado a outros países da

58

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

comunidade europeia. Então, seguem aqui minhas dicas de como gastar pouco, comer bem e barato. Além disso, coloco alguns bares e baladas interessantes de algumas cidades que conheci. Caso lhe interesse, o país encontra-se à disposição com muito sol, lindas paisagens e um jeito bem particular de viver a vida.

Dubrovnik é uma maravilhosa cidade costeira. Está cercada pelos muros da fortaleza e ostenta lindas ruas de mármores, infinitas variedades de cafés e lojas. Saindo da cidade você encontrará um maravilhoso paraíso à beira-mar, uma das sete praias mais belas do planeta. Um

Fotos: arquivo pessoal

Nosso primeiro adversário na Copa 2014 é um país de grandes aventuras. Prepare-se!


VIAJANTE refúgio acessível e econômico para muitos viajantes europeus que querem fugir da cidade grande. O centro histórico, só para pedestres, é especialmente charmoso. Para um retiro paradisíaco próximo, siga para a Ilha Mljet, onde ficam o parque nacional dos lagos de água salgada, as vinhas, as florestas exuberantes e o Mosteiro de São Bento, do século 12. A área de Dubrovnik não está ligada ao sistema ferroviário. Você pode viajar de trem para Split e tomar um ônibus para Dubrovnik. Fiquei hospedado em uma casa de família - o que é muito normal na Croácia -, uma ótima maneira de se integrar ainda mais com a cultura e sentir a hospitalidade do povo croata.

SOB O SOL DA CROÁCIA História, diversão e natureza exuberante. Vamos combinar, não precisa de muita coisa para ser feliz na Croácia!

Zadar é uma cidade vibrante, jovem, dinâmica e não excessivamente turística. Durante o verão podemos contar com o charmoso evento Zadar Classic Open Air, com uma extensa programação de músicos tocando em espaços abertos, como praças e recantos da cidade. Zadar tem um centro histórico muito semelhante ao de Dubrovnik; é uma ilha murada de frente para o mar. À tarde, o ideal é ver o pôr do sol junto ao Órgão do Mar, uma instalação genial do arquiteto/artista local Nikola Basic. O Órgão do Mar é feito de um sistema de tubos e apitos que assobiam e exalam suspiros melancólicos conforme o mar empurra o ar e através de uns buracos feitos em uma escadaria de pedra que desce para o mar. A melodia é surpreendente, aumentando de intensidade quando passa algum barco ou ferry.

novalja é considerada a nova Ibiza para os europeus. Foi meu destino inicial na Croácia por indicação de um amigo. Desembarquei em Zadar e lá peguei um ônibus que vai para Novalja (os ônibus funcionam até às 20h, depois só de taxi, que não é muito caro. Mas aqui vale uma

‘‘

Passeio de barco por Novalja: paradas estratégicas com direito a mergulho em águas cristalinas. REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

59


em que a galera fica dançando - dentro e fora da água (Dica: entrada grátis à tarde).

como chegar

Não há voos diretos entre Brasil e Croácia. No entanto, cidades como Dubrovnik, Zagreb, Zadar e Split são acessíveis através de conexões feitas em boa parte das grandes capitais europeias que tem voos para o Brasil. Dica: Ryanair é a companhia aérea mais barata da Europa (www.ryanair.com/pt). É possível encontrar voos de até 8 euros. Chegar de carro pode ser uma excelente opção, principalmente para aqueles que planejam conhecer lugares mais isolados, incluindo a Eslovênia ou Bósnia. Gente bonita O aluguel de carro dentro e fora da e pronta para Croácia é muito simples e as muita festa. É o que estradas são, no geral, bem você vai encontrar mantidas e sinalizadas. Para em Novalja, que hoje é considerada a cruzar a fronteira, há conferência nova Ibiza pelos de passaporte e aduana. europeus. Também é necessário pagar taxa de pedágio, que pode ser feita em euros, kuna (moeda croata) ou mesmo com cartão de crédito internacional.

‘‘

GASTRONOMIA

60

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

Com sua longa história e localização geográfica, a cultura croata é um tanto heterogênea, repleta de influência de povos que por ali passaram. Portanto, não se surpreenda ao encontrar, com bastante frequência, especialidades como goulash, apfelstrudel, baklava, nhoque e pimentões recheados nos restaurantes locais. Foto: Shutterstock

dica: pechinche! Os croatas são os reis da pechincha). A viagem de Zadar para Novalja é cercada de lindas paisagens e o pôr do sol é magnífico. Não há muitas informações na web. Acabei escolhendo às cegas um hostel muito legal, o Big Yelllow House. Bem localizado (no centro e de frente para o mar), limpo e com um atendimento fantástico. A praia mais famosa chama-se Zrce Beach e fica há 15 minutos do centro de Novalja, com ônibus a cada 20 minutos, inclusive a noite. Período que, aliás, é o melhor deste lugar com festas que entram pela madrugada e vão até a manhã seguinte. Durante o dia, Zrce também é point. Curtir a praia e, no finalzinho da tarde, ir à Aquarius e Papaya é o melhor aer beach, com balada praticamente na areia. Bem no meio do local há uma piscina com espuma,


VIAJANTE

dicas do viajante 1 A Croácia faz parte da União Europeia, mas não aderiu ao euro. 2 Um euro é o equivalente a mais ou menos 7,5 kunas.

As estradas são muito boas, extremamente bem sinalizadas e os pedágios são pagos ao sair da autoestrada, ou seja, no fim do percurso. 3

4 Muitas pessoas falam inglês, principalmente os jovens. Espanhol é bem menos frequente. 5 Para passar na fronteira da Bósnia não é preciso ter visto (nem para entrar na Croácia). 6 Em um dia dá pra ir e voltar para os Lagos Plitvice, saindo de Zagreb, Split ou Zadar.

8 É possível trocar euros e dólares por kunas nos diversos câmbios das cidades, geralmente só as lojas de souvenir aceitam euro. 9 Os meses de praia são de junho a agosto. Às vezes, setembro. O clima anda tão louco! 10 Atualmente, a alta temporada é considerada entre os meses de maio a outubro. 11 A Croácia é um grande destino turístico no mundo e, por essa razão, melhor planejar a viagem com antecedência.

Em vídeo: A Rede Globo (Globo Repórter) e a Bandeirantes (Jornal da Band) já fizeram grandes reportagens sobre os destinos. Vale a busca!

Comentários, críticas e sugestões: carlos@revistacalifornia.com.br

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

61


BONS MOMENTOS meu amigo, está decretado: não leu, perdeu! é isso mesmo, hora de enriquecer a mente, porque nem só de músculos e cerveja se vive a vida. e tem coisa boa na estante, com dicas de california e de nosso colaborador da edição, hebert rodrigues. escolha já o seu. JONY IVE A história de um dos personagens que levaram a Apple ao sucesso após um longo período de declínio. Em 1997, Jony Ive - então um jovem designer de 30 anos, alia-se à mente de Steve Jobs e, juntos, criam alguns dos produtos tecnológicos mais desejados de todos os tempos, como o iMac, o iPod, o iPhone e o iPad. Ive se tornou o maior inovador de tecnologia do mundo, ganhou incontáveis prêmios de design, conquistou um lugar na lista das 100 pessoas mais influentes da revista Time e o título de Sir pela rainha da Inglaterra. Editora: Portfolio/Penguin, 2013

SERIAL KILLERS - ANATOMIA DO MAL Atenção fãs das séries de TV, CSI, Dexter, Criminal Minds e do canal Discovery Investigation: o livro de Harold Schechter vai lhe prender do começo ao fim. Um verdadeiro dossiê que desvenda o universo sombrio, os motivos e a forma como agem estes assassinos psicopatas. Histórias reais, com estudos aprofundados e muita tensão. Editora DarkSide Books, 2013.

CORRIDA PARA A GLÓRIA Histórias de corrida, fama, dinheiro, mulheres, sexo, acidentes, falhas mecânicas e humanas, dentro e fora das pistas. Em 1976, James Hunt e Niki Lauda dividiram os holofotes e a liderança do campeonato. Foram dezesseis corridas que estiveram entre as mais épicas da história da Fórmula 1. Uma reportagem sobre a vida de contrastes destes dois grandes pilotos: um lendário conquistador dentro e fora das pistas e outro que sobreviveu a um dos mais graves acidentes da história do automobilismo. Editora Benvirá, 2013. 64

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013


ESTANTE

HEBERT RODRIGUES

As dicas da estante de Hebert Rodrigues sobre administração de tempo, pensamento e estratégias empresarias. Fique de olho! A TRÍADE DO TEMPO Título que fala sobre o gerenciamento do tempo. Muito bom! Além de ensinar algumas técnicas de administração do tempo, aborda conceitos de organização e produtividade. A partir do conceito de que o tempo se divide em três esferas: importante, urgente e circunstancial, o autor ensina como equilibrá-las para melhorar seu desempenho e como agir caso você esteja desperdiçando energia demais na esfera errada. Algumas abordagens: aprender efetivamente a equilibrar vida pessoal e profissional; identificar em que atividades esta desperdiçando seu tempo; realizar projetos baseados em seus planejamentos e definir metas e estabelecer prazos para executá-las.

O CÓDIGO DA INTELIGÊNCIA O autor descreve de maneira instigante os códigos da inteligência. Códigos estes que são capazes de estimular tanto jovens como adultos a libertar a criatividade, expandir a arte de pensar, desenvolver saúde psíquica e a excelência profissional. O autor também descreve as armadilhas da mente em que facilmente caímos e que podem bloquear a inteligência. No dia a dia, a mente pensa tolices, a emoção dá crédito a elas e o eu ingênuo, que não aprendeu a decifrar os códigos da inteligência paga a conta. Quem não souber filtrar os pensamentos, acaba tornando a vida uma fonte de angústia. Decifrar os códigos da inteligência não é um luxo intelectual, mas uma necessidade vital.

EXECUÇÃO Título muito interessante, uma vez que nos faz perceber claramente que boa parte dos problemas de estratégia das empresas está no campo da execução e não do planejamento. Com esse enorme gap, planejar acaba se tornando uma lista de desejos que, certamente não atendidos, se transformam em frustrações e descrédito. Este é um livro sobre como fechar a lacuna entre os resultados prometidos e os alcançados, realizações bem sucedidas resultam da prática voltada para a execução: unir pessoas, estratégias e operações, os três processos-chave de cada negócio. REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

65


Qualidade no tamanho do seu espaço

Rua 8, n° 379 (anexo pela Av. 15) | Centro | Rio Claro | SP (19) 3023.1438 | 98148.8356 | contato@marcenariarosin.com.br www.marcenariarosin.com.br | /rosinmarcenaria


VIVER A VIDA vida boa é o que todos querem. melhor ainda se for desfrutando tudo que a gente conseguiu depois de muita ralação. casa, cozinha, gastronomia, um bom vinho e até alguns toques na decoração estão valendo. delícias para curtir melhor cada pedaço do tempo. Quando o assunto é decoração da casa, homens dão preferência à qualidade e à praticidade. Para isso, alguns itens são fundamentais. Veja se concorda: 1. O conforto de um grande sofá com profundidade para deitar e uma TV de tela grande, muuuuito grande! 2. A cozinha com bancada para refeições, integrada com a sala de estar ou com outros ambientes. 3. Eletrodomésticos multiuso, como forno integrado ao micro-ondas ou máquina de lavar e secar com depósito para sabão e amaciante.

24 90

REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

4. Máquina de gelo, tão importante quanto uma cafeteira para expresso. 5. Adega integrada a uma sala de jogos. Peças que possuem recursos tecnológicos atraem muito mais a atenção. 6. Peças inovadoras que unam o útil ao agradável, como a mesa de jantar que vira mesa de bilhar. Já viu? Fantástica! Homem é mesmo assim, fala a verdade? Praticidade acima de tudo. Com muita diversão e tecnologia, é claro!

Mesa: Elite Game Room elitegameroom.com.br


LIFE

TECNO+++ equipamentos, games e gadgets. ou (quase) tudo que precisamos para ser feliz.

tv lg curved Com 55" de resolução, Full HD, imagens superiores aos já conhecidos modelos do mercado e poderoso ângulo de visão, a TV com cara de futuro da LG possui apenas 4,7 mm de espessura. Possui smart, wi- fie 3D integrados.

go pro hero 3+ Registar tudo que está ao seu alcance durante a prática de esportes como surfe, bike ou skate. Com bluetooth e wi- fi ultra-rápidos que controla a câmera em movimento.

samsung gear smartwatch O relógio da Samsung, quando conectado ao smartphone, pode ler SMS, consultar e-mails e dar uma sapeada no Facebook. Além disso possui câmera de 1,9 megapixels (fotos e video) e, claro, faz ligações telefônicas.

playstation 4 Sem diferenciar homens de meninos, o Ps4 é líder absoluto nas listas de presentes. Chegou com joystick Dual Shock remodelado, vários títulos traduzidos para o português e 500GB de memória. REVISTA CALIFORNIA - DEZEMBRO 2013

91



Revista CALIFORNIA - 1ª ED