Issuu on Google+

Saúde

câncer de mama

Decoração

Cantinho de leitura

Turismo

Os hotéis mais caros do mundo


21

MÓVEIS, CEREAIS E LATICÍNIO LTDA

Tel.: 7758-6125 3036-6438

Condições de pagamento: cheque pré-datado, cartão de crédito e boleto bancario 2


Editorial A revista Residencial Iguassú é uma publicação da Barbosa e Silva Publicidade LTDA-ME com tiragem bimestral e distribuição gratuita, voltada para os condomínios residenciais e prediais de Nova Iguaçu abrangendo também bairros como: Centro, K11, Jardim Esplanada, Moquetá, Posse, Jardim Alvorada entre outros. Tem como objetivo trazer ao leitor um conteúdo interessante e atualizado que o entretenha e informe sobre assuntos como: Automóvel, Gastronomia, Educação e cultura, lazer, estética e beleza, moda, odontologia, saúde, serviços e turismo. E muito mais. Viemos com a finalidade de mudar o conceito de boa leitura, informação, serviços e publicidade. Agradecemos aqueles que terão em mãos a nossa 1ª edição e a todos os nossos futuros leitores. Atenciosamente; eu Antonio Barbosa - Diretor Comercial.


Distribuição A revista é de distribuição gratuita em condomínios de padrão classe A de Nova Iguaçu - RJ. Abrangendo também bairros como: K11, Jardim Esplanada, Moquetá, Posse, Jardim Alvorada entre outros. Peridiocidade: Bimestral | 1º edição: | Tiragem: + de 5.000 exemplares

CONDOMINIO SPRINGER RESORT | + DE 250 APTS RUA: IVAN VIGNE Nº264 CENTRO - NI. CONDOMINIO PRIME RESIDENCIAS CRYSTAL | + DE 280 APTS RUA: IVAN VIGNE 400 CENTRO - NI EDIFICIO RESIDENCIAL ATLANTIS | 20 APTS RUA: IVAN VIGNE Nº430 CENTRO - NI CONDOMINIO RESIDENCIAS LA RESERVE | + DE 65 CASAS EST. DO IGUAÇU Nº200 RANCHO NOVO CONDOMINIO MEO NOVA IGUAÇU | + DE 160 APTS AV. DRº BARROS JUNIOR Nº1913 RANCHO NOVO - NI CONDOMINIO VITÓRIA | + DE 365 APTS AV. DRº BARROS JUNIOR Nº1911 RANCHO NOVO- NI CONDOMINIO CHERNICHARO | + DE 180 CASAS RUA: GERSON CHERNICHARO Nº400 BAIRRO DA LUZ - NI

4


A revista Residencial Iguassú é uma publicação:

Diretor-Executivo Sergio Lucio M. Baptista

Gerente-Administrativo Silvéria Barboza da S. e Silva

Diretora Adiministrativa Rosana Barbosa da Silva

Comercial (021) 3844-2266 \ 3844-7858 contato@residencialiguacu.com.br

Diretor Comercial Antonio J. Barbosa da Silva

Fotografia Luana Baptista Barbosa Design Philadélfia Design Luana Baptista Barbosa

www.residencialiguacu.com.br Tels.: (21) 3844-7858 \ 3844-2266 Rua: Louzada Nº70 Nova Iguaçu - RJ

A Residencial Iguassú é uma publicação bimestral com tiragem de 5.000 exemplares por edição distribuídos gratuitamente nos condomínios residenciais e prediais e bairros citados conforme listagem da pagina 4. As opiniões expressas nos artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente as da editora.


ÍNDICE Automóvel 8 | OS 10 PECADOS DE MANUTENÇÃO QUE FAZEM O CARRO GASTAR MAIS

Decoração 10 | REVESTIMENTOS ECOLÓGICOS EXPLORAM TEXTURAS E MATERIAIS RECICLADOS E RENOVÁVEIS

12 | IDEIAS PARA DECORAR

APARTAMENTOS PEQUENOS

14 | CANTINHO DA LEITURA 16 | TENDÊNCIAS DE DECORAÇÃO PARA 2014

Educação & Cultura 18 | CASA DE CULTURA DE NOVA IGUAÇU 20 | SECRETÁRIA DESTACA EVOLUÇÃO NA EDUCAÇÃO DE NOVA IGUAÇU

Estética & Beleza 22 | ALISAMENTO IDEAL PARA O VERÃO 24 | CUIDADOS COM O COURO

CABELUDO PARA EVITAR PROBLEMAS.

26 | ZUMBA FITNESS

6


Gastronomia 28 | PRINCIPAIS TIPOS DE VINHO 30 | COMBINAÇÃO: VINHOS E ALIMENTOS

Lazer 34 | BOLICHE 36 | CINEMA 38 | QUATRO LIVROS DE AMOR PARA PROVOCAR SUSPIROS

Moda 40 | COMO FAZER UMA COROA DE FLORES PARA O CABELO

Odontologia 42 | O QUE É ORTODONTIA? 46 | PERGUNTAS FREQUENTES EM IMPLANTODONTIA

Serviços 59 | EXECUTAR OBRAS EM SUA RESIDÊNCIA

Turismo

60 | HISTÓRIA DE VISCONDE DE MAUÁ

Saúde

62 | A REGIÃO DE VISCONDE

50 | CÂNCER DE PRÓSTATA É O

64 | CONSERVATÓRIA- RJ

SEGUNDO MAIS COMUM ENTRE OS HOMENS

52 | ÁLCOOL É DROGA 56 | CÂNCER DE MAMA 58 | VACINAS EM TESTES NO BRASIL

DE MAUÁ

66 | PARQUE MUNICIPAL DE NOVA IGUAÇU

67 | TINGUÁ 68 | OS HOTÉIS MAIS CAROS DO MUNDO


Automóvel OS 10 PECADOS DE MANUTENÇÃO QUE FAZEM O CARRO GASTAR MAIS. Nada adianta ficar procurando posto com combustível mais barato e economizar nas aceleradas se itens simples da manutenção do carro são esquecidos. A troca das peças nos prazos recomendados pelas montadoras interfere diretamente no consumo. Veja, abaixo, 10 pecados cometidos pelos motoristas que pesam no 1 - Velas - Responsável por introduzir a energia de ignição na câmara de combustão para iniciar a queima da mistura ar/ combustível, as velas devem ser trocadas rigorosamente nos prazos que manda a montadora. Elas nem precisam estar falhando para comprometer o rendimento do carro e aumentar o consumo de combustível. O prazo varia de um modelo para outro, que pode ser de 15 mil a 100 mil quilômetros. E quando uma estragar, é preciso trocar o jogo (geralmente quatro). 2 - Filtros - Os filtros de ar, óleo e combustíveis são fundamentais para o funcionamento correto do motor. Eles também devem ser trocados rigorosamente nos prazos recomendados pela fabricante do veículo. Filtros de ar e combustível vencidos interferem diretamente na mistura de ar e combustível do carro, o que faz você ir mais rapidamente ao posto abastecer.

8

Foto: Divulgação

3 - Combustível batizado - Não é um item de manutenção, mas deve ser trata como uma medida preventiva. Esse é o grande vilão dos carros atualmente. Com o avanço da tecnologia, o sistema dos carros é bastante sensível para ler o combustível usado. Gasolina com querosene ou álcool com água vão interferir diretamente na média de combustível, além de comprometer outras peças do sistema de injeção. Abasteça

sempre em locais com selo da ANP. 4 - Pneus Pneus com pouco ar interferem diretamente no desempenho e, consequentemente, no gasto de combustível. A calibragem deve ser feita a cada 15 dias, obedecendo exatamente às recomendações da montadora


para os pneus dianteiros e traseiros, conforme a lotação do veículo. Além de perigosos, pneus gastos também interferem na aerodinâmica dos automóveis. 5 - Alinhamento - O alinhamento das rodas (ou geometria) é fundamental para o desempenho dos veículos. Além de ter menos estabilidade e provocar desgaste nas peças, carros desalinhados exigem maior esforço do motor e, consequentemente, mais combustível é puxado do tanque. O alinhamento deve ser feito em todas as revisões ou, no máximo, a cada 10 mil quilômetros. 6 – Adaptações - Engenheiros gastam anos projetando um carro para que ele tenha o melhor desempenho possível e menor consumo com as peças originais. Por isso, não invente adaptações não-recomendadas. Pneus fora da medida, por exemplo, aumentam o gasto de combustível. Colocação de aerofólios e suportes que interferem na aerodinâmica do carro também vão fazer você gastar mais. 7 - Escapamento - Além de mais barulho, rodar com escapamento furado no carro pode provocar falhas e aumento do consumo. Isso acontece porque o funcionamento dos motores são influenciados pela chamada taxa de contra-pressão dos gases. Se alguma

peça do escapamento está danificada, sejam os canos ou os silenciadores, há uma mudança nessa taxa, o que pode provocar falhas na marcha lenta, resultando em maior consumo de combustível. 8 - Embreagem - Se você tem hábito de andar com o pé na embreagem, esqueça. Isso irá desgastar o sistema. Quando a embreagem patina, ocorre perda na transmissão de potência entre o motor e as rodas. Isso, claro, faz aumentar o consumo. 9 - Freios - Parece óbvio, mas vale lembrar. Rodas travadas ou com algum tipo de atrito errado no freio interferem no rendimento do carro. A lógica é simples: o motor precisa fazer mais força para rodar e, claro, vai necessitar de mais álcool ou gasolina. Os freios dos carros devem ser revisados a cada 10 mil quilômetros. 10 - Arrefecimento - Todos os motores têm uma temperatura ideal de funcionamento. Se trabalham superaquecidos, perdem potência, o que gera aumento no consumo. É fundamental sempre trocar o aditivo do radiador no prazo recomendado pelas montadoras e revisar todo o sistema de arrefecimento, como mangueiras, válvula termostática e interruptores.

Canarinho Press | Terra Fotos: Divulgação


Decoração REVESTIMENTOS ECOLÓGICOS EXPLORAM TEXTURAS E MATERIAIS RECICLADOS E RENOVÁVEIS Está cada vez mais fácil aderir a um estilo de vida ecológico. Para montar a casa, por exemplo, as opções crescem não apenas em número, mas também em qualidade e belos acabamentos. Vide os revestimentos sustentáveis que apareceram com destaque na 1ª RevestRio — Feira de Arquitetura, Design, Acabamentos e Revestimentos, que aconteceu na cidade no início do mês. As novidades revelam produtos do estilo “parece mas não é”, feitos com aproveitamento de materiais e pensados para não agredir o meio ambiente. O bambu saiu consagrado como a matéria-prima versátil, festejado por ser uma árvore que cresce rapidamente: amadurece em apenas quatro anos.

10

Um dos revestimentos mais originais da feira é feito a partir de extratos de bambu e outras fibras vegetais, processadas mecanicamente. Com aparência de gesso, o produto é vendido em placas que podem ser pintadas com tinta à base de água ou acrílica, e formar, por exemplo, painéis para a televisão ou cobrir uma das paredes de um quarto. O nome, 3D Board, faz uma referência ao design em alto relevo, com desenhos tridimensionais. O que tem chamado a atenção da arquiteta Alessandra de Crignis são as novas texturas de bambu.


Juntamente com a sócia Patricia Góes, também arquiteta, ela tem a multimarcas de revestimentos Amalfi, na Barra, e vive garimpando novidades ecológicas pelo Brasil. Uma das mais recentes, apresentada na Revest Rio, é o bambu com uma trama geométrica, que imita com perfeição a madeira. — Além do lado ecológico, tem a vantagem de ser mais em conta do que a maior parte das madeiras — defende Alessandra. Outra aposta da dupla é o falso tijolo da marca paulista Lepri. Trata-se, na

verdade, de uma cerâmica feita da reciclagem de lâmpadas fluorescentes, com telas de computadores e aparelhos de televisão.O reaproveitamento dos vidros das lâmpadas, em especial, é uma solução para o grande problema de seu descarte na natureza: embora produzam pelo menos oito vezes menos energia do que as incandescentes, as fluorescentes contêm mercúrio, um metal tóxico que resiste por até 20 anos no ambiente. De origem vegetal, a cortiça chega para compor com estilo o time de revestimentos verdes da vez. O material é retirado da casca do tronco do sobreiro, árvore que se recompõe rapidamente, sendo considerada uma fonte de recursos renovável. Da marca 1st Floor, a linha Muratto foi desenvolvida totalmente em cortiça, de vários tons, para cobrir paredes e até o teto.

O Globo S.A.


Decoração

IDEIAS PARA DECORAR APARTAMENTOS PEQUENOS Decorar um apartamento a nosso gosto é um desafio importante, mas se o apartamento é pequeno o desafio é ainda maior, com um espaço reduzido é importante arranjar soluções para tirar melhor partido de todos os espaços sem esquecer o conforto e o estilo, o segredo para decorar espaços pequenos é planear com cuidado para aproveitar o espaço o sobrecarregar demasiado. Encontre soluções que tirem partido de um espaço pequeno, truques e cores que ajudam a dar a sensação de prolongamento do espaço.

Algumas dicas: Comece por escolher cores claras que ajudam a refletir a luz e que dão a sensação de aumentar o espaço, se tem janelas aproveite a luz natural para conseguir este efeito. Aposte no bom gosto e na simplicidade, quando mais simples mais espaçoso vai parecer o seu apartamento, evite objetos supérfluos.

Para separação de áreas use divisórias, existem modelos que dividem as áreas mas que não cortam a sua toOutra solução para quem quer dec- talidade são divisórias semi abertas que permitem ao orar um apartamento pequeno é mesmo tempo privacidade criar divisões polivalentes, ou seja mas sem perder o contato divisões com dupla funcionalidade, com a restante casa. As poum quarto de criança que funciona como sala de jogos e de estudo, um dem facilmente ser movidos para abrir o local de vez em quarto de casal que funciona como quando. escritório, é tudo uma questão de estudar o espaço e adequar às suas necessidades.

12


fotos: Divulgação

A escolha dos móveis também deve ser feita de acordo com o espaço pequeno, procure móveis que se compactem, que dobrem e com rodas para ser facilmente guardados ou movidos para um dupla função, a mesa das refeições também deve ser daquelas que fecham. Para ajudar a prolongar o espaço aposte em espelhos que criam a ilusão do espaço, para além de ter um função decorativa e de utilidade. Os candeeiros e pontos de luz também devem ser colocados em pontos estratégicos ao decorar um apartamento pequeno.


Decoração

Cantinho da leitura Um cantinho tranquilo, um assento confortável, uma iluminação generosa, um móvel que faça as vezes de apoio e uma pitada de charme. A receita é infalível para criar o espaço em casa dedicado à leitura. E, como a paixão pelos livros será brindada esta semana com o início da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), fomos atrás de projetos inspiradores que conjugaram essa fórmula básica no melhor estilo. No caso das arquitetas Adriana Sadala e Maria Eduarda Gomide, o cantinho ganhou forma dentro da sala de estar, de 45 metros quadrados, num apartamento no Jardim Botânico. A poltrona para se esparramar é a famosa Charles e Ray Eames, com direito a banqueta para esticar as pernas. A luminária de pé é articulável — ideal para deixar a luz bem focada nas páginas. A cereja do bolo fica por conta da estante em laca vermelha que abriga os livros e da parede de tijolinhos que levanta o ambiente.

14

Fotos: Divulgação

Espaços reservados para a leitura dão charme à casa;

A clássica Charles e Ray Eames também foi a eleita da arquiteta Leila Dionizios para um projeto na Barra. A leitura, ali, acontece no escritório, o lugar mais reservado da casa. Leila dá atenção especial à iluminação quando o assunto é cantinho da leitura.Ela lembra que é fundamental uma luminária que fique bem direcionada. — É preciso deixar a luz ambiente acesa e mais a da luminária, para ficar confortável para os olhos e não dar contraste. E, aí, a lâmpada da luminária não precisa ser de uma potência muito alta — aconselha. — A lâmpada de que mais gosto é a LED, que não esquenta e é muito econômica.


É um abajur pousado sobre uma pilha de livros que cumpre a função no espaço montado por Claudia Carvalho em sua loja-galpão Rug Hold, em São Cristóvão. O ambiente mescla peças da China, da Índia e do Paquistão. Para se acomodar, um recamier com futon de kilim. Uma mala de couro no chão funciona como curinga na decoração, podendo assumir funções como mesa e organizador de livros e revistas. Também uma mala, mas de ferro, dá apoio ao ambiente de leitura criado pelo arquiteto Luiz Fernando Grabowsky no Leblon. Em cima dela, uma gamela de madeira virou revisteiro e fica ao O revisteiro deixa a capa do livro à lado de uma convidativa chaise branca, mostra para que o estímulo seja tamda Artefacto. . A luminária de alumínio bém visual. foi importada da Bélgica. Logo ao lado, o painel com folhas de papel em branco pode convidar o — Este espaço fica numa varanda coberpequeno a desenhar a história lida. ta, uma área muito agradável por ser — O futon, com muitas almofadas, é voltada para dentro da casa. Não prepara a criança deitar, rolar e espalhar cisa ficar isolado quando se está lendo seus livros — complementa Leila. — Cri— defende Grabowsky. ança gosta de se mexer e, se puder, se Se o leitor for mirim, a arquiteta Leila mexer enquanto está lendo... Tudo para Bittencourt, expert em decoração para crianças, aconselha que eles não largarem a leitura. o lugar seja, acima de tudo, alegre: não falta cor no cantinho criado para a loja Oba! O Globo S.A.


Decoração Tendências de Decoração para 2014 A decoração é como a moda. Todos os anos as tendências alteramse e o que antes era “in”, logo a seguir pode passar a estar “out”. Na decoração, as tendências passam muito pelas cores que estarão na moda nesse ano. Tal como em muitas áreas onde a beleza e a harmonia são essenciais, na decoração, cor e as peças utilizadas têm de combinar. Neste artigo iremos apresentaras principais tendências decoração para 2014. O xadrez volta a estar na moda. No próximo ano, este padrão será usado nos mosaicos do chão, no forro das cadeiras, nas toalhas e cortinados, nas almofadas e até no próprio tecido de sofás. Esta tendência acompanha a tendência da moda Primavera de roupas, onde o xadrez voltará a surgir.

As cabeceiras de camas também começam a aparecer em força na decoração dos quartos. Já passou o tempo de comprar camas com cabeceiras. A nova tendência é mandar fazer uma cabeceira forrada como quiser, de maneira a combinar com as cores e o estilo usado nessa divisão. Dê preferência a tecidos laváveis,

16

e quanto aos padrões, pode optar por tecidos listrados, estampados ou simplesmente lisos. Desde que combinem com a decoração do quarto, certamente ficará fantástico. Com as cabeceiras, estará a dar um toque único ao seu quarto. E como é independente da cama, quando se cansar da cabeceira,


basta trocar por outra. A cor que marcará a tendência de 2014 na decoração é uma mistura entre verde e azul. Cores tranquilas e harmoniosas, juntas favorecem um equilíbrio na decoração. Estas cores combinam muito bem com madeira, verdementa e esmeralda. A simplicidade também está aí para ficar. Decoração baseada num design minimalista, em que se projeta beleza sem no entanto se exibir. Através da cor branca e nuances subtis de cores neutras, conseguem-se combinações bastante delicadas e que inspiram e transmitem tranquilidade e harmonia.

brilhantes. Estas tonalidades profundas e encorpadas são a alma de uma decoração simples e confortável. Por fim, outra tendência marcante para o próximo ano será uma decoração urbana, mas com padrões e cores mais tradicionais. Desta junção de estilos resulta uma decoração arrojada, mas com sensações familiares.

Fotos: Divulgação

Outra tendência para 2014 são decorações sofisticadas, onde se unem tons neutros e construções de gesso e vidro, com imagens ou conjunto de cores fortes mas pouco

Dicas de Decorações


Educação & Cultura Casa de Cultura de Nova Iguaçu

Reforma e Restauração para Implantação da Casa de Cultura de Nova Iguaçu - RJ ou Espaço Cultural Sylvio Monteiro (ator, compositor, teatrólogo e animador cultural - defensor da arte popular na Baixada Fluminense) . O espaço conta com uma galeria que abriga uma exposição permanente com a história da cidade, além de três outras galerias de arte, oficinas educativas , um cine-teatro com capacidade para 140 pessoas e a Biblioteca Municipal Central Cial de Brito, a qual disponibiliza cerca de 15 mil livros para pesquisa e empréstimo à comunidade, além de ter um acervo multimídia. No térreo do casarão, fica uma exposição permanente de esculturas, em madeira, do artista Geraldo Marçal dos Reis, o Dadinho, e a Sala de Produção Educativa, onde ocorrem diversas oficinas, como as de argila, montagem de porta-retratos, da palavra (que estimula a pesquisa em dicionários). As atividades costumam ser agendadas

e atrair, principalmente, grupos de alunos de escolas públicas e particulares, acompanhados por seus professores. No segundo andar há uma sala para exposições itinerantes - que, dependendo do número de obras à mostra, também podem ocupar o hall, o térreo e até mesmo as varandas do casarão. Também dispõe de uma sala especial para o público infantil, que foi inaugurada pelo escritor Ziraldo e recebeu o nome de “Menino Maluquinho” – todas as sextas-feiras, às 17h, o público é convidado a participar da atividade “Contação de Histórias”, com a participação de contadoras da própria biblioteca e voluntários do Espaço Municipal da Terceira Idade. A biblioteca ainda abriga uma unidade do projeto Telecentro Comunitário de Nova Iguaçu. Nos computadores ali instalados, o público tem acesso gratuito à Internet para suas pesquisas. Tensor Empreendimentos


Igreja de Santo Antônio da Prata Av. Dr. Plínio Casado, no bairro da Prata Nova Iguaçu - RJ


Educação & Cultura

Secretária destaca evolução na Educação de Nova Iguaçu No cargo há cinco meses, a Secretária de Educação de Nova Iguaçu, Aparecida Marcondes Rosestolato, faz um balanço otimista da atual situação de ensino do município. Nesta entrevista, ela fala do aumento do número de alunos e de escolas na rede; da qualidade da merenda escolar e dos bons salários pagos aos professores, entre outros assuntos.

Secretária, como estava a rede municipal de ensino quando a senhora assumiu o cargo? Aparecida Rosestolato - A parte física das escolas estava muito comprometida. Já reformamos diversas unidades e hoje temos uma educação de qualidade. Logo no início do governo o prefeito Nelson Bornier inaugurou duas escolas (Cândida Sobreira Vianna, em Cabuçu, e Alfredo Pereira de Magalhães, no Km – 34), abrindo assim mais três mil vagas. Tínhamos 59 mil alunos e pulamos para 62 mil. Vamos licitar a compra de carteiras escolares e uniformes. A tendência daqui por diante é melhorarmos ainda mais. Um dado interessante é que a rede tem cinco mil professores, sendo que 508 estão de licença médica. A administração passada aprovou um aumento para os professores, que começou a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2013, cabendo assim ao prefeito Nelson Bornier pagar a conta. Qual é o salário atual do professor de Nova Iguaçu? Aparecida Rosestolato - O piso inicial de um professor P2 (de primeira a quinta série), só com o curso Normal, é R$ 1.345,00. Para os professores com faculdade este valor sobe para R$ 1.483,16; Os professores P2, com 25 a 30 anos de trabalho recebem R$ 1.716,93. O professor P1 (5º ao 9º ano) ganha inicialmente R$ 1.483,16. Os que têm mais de 25 anos de trabalho ganham um salário de R$ 1.892,91. É bom frisar que os aposentados também são beneficiados com os aumentos salariais.


Estes salários estão entre os maiores do Estado? Aparecida Rosestolato – Nova Iguaçu hoje paga ao professor um dos melhores salários da Baixada Fluminense. A nossa política é sempre valorizar o profissional e isso passa pela questão salarial. Procuramos também oferecer condições para que todos tenham condições de lecionar com tranqüilidade. Que outros tipos de vantagens os professores de Nova Iguaçu recebem? Aparecida Rosestolato – Professores de primeira à quarta série recebem uma gratificação do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) de R$ 315. Os professores com 25 a 30 anos de carreira ganham R$ 166,24. Já os que dão aula do 6º ao 9º ano recebem gratificação de R$ 296,40. Os com mais de 25 anos de magistério recebem R$ 145,00 de Fundeb. Vale destacar que foi o governo anterior que determinou a redução da gratificação para que tem mais de 25 anos de trabalho. Mas uma das nossas metas é fazer com que estas gratificações sejam incorporadas ao salário. Os professores recebem ainda R$ 400,00 de triênio. E como está a merenda escolar? Aparecida Rosestolato - Temos uma merenda de boa qualidade com frutas, leite, queijo e iogurte, entre outros itens. Fazemos questão de fiscalizar a qualidade dos produtos que são servidos. Os alunos estão muito satisfeitos com o que é servido. Como está a questão do transporte escolar? Aparecida Rosestolato - Temos o passe escolar ainda de papel. Mas este ano já estamos elaborando projeto para implantar o Riocard . Em outubro iremos cadastrar os alunos para que em 2014 todos já tenham o Riocard, que dará direito à gratuidade aos estudantes que morem a pelo menos 1 km de distância da escola. Na área rural temos seis escolas, que dá um quantitativo de cerca de três mil alunos. Eles são atendidos por seis vans e dois ônibus.


Estética & Beleza

ALISAMENTO

Escolha o alisamento ideal e saiba o que fazer para ele durar mais no verão: Não importa a época do ano, a vontade de madeixas perfeitamente lisas nunca abandona as mulheres. No entanto, com o calor e a exposição a danos como cloro, sal e altos índices UV, o alisamento pode não sair como desejado e acabar ressecando demais os fios. Se você vai apostar em alguma técnica, é preciso saber exatamente o que procurar e como cuidar para que o resultado seja incrível. Uma das principais preocupações ao recorrer a esse tipo de procedimento é precisar ficar três dias sem enxague, o que nem sempre é possível nos dias muito quentes, que fazem o couro cabeludo transpirar. No entanto, não se preocupe, pois molhar

22

não significa necessariamente perder o trabalho feito. “Nem todos precisam desse cuidado. Ficar sem lavar pelo máximo de tempo possível apenas garante uma durabilidade maior”, explica o hairstylist Guilhermo Jorge, da rede Corte & Cortes.


Os tipos de alisamento: O profissional conta que existem três maneiras mais populares de alisar os fios: com formol, amoníaco ou carbocisteína. E não se engane, toda progressiva leva formol em sua composição, por isso é necessário ficar atenta à regulamentação do produto escolhido. “A progressiva é uma verdadeira febre no verão, porque o formol não altera a cor e não judia tanto do cabelo claro”, completa. Para os cabelos crespos, ele indica o uso dos alisamentos à base de amoníaco, e para os levemente ondulados a carbocisteína, que é uma substituta do formol. Em dúvida se estão usando o produto solicitado? Fique atenta ao cheiro: “quando ele é muito forte e parece que queima tem sim formol. Já aquele cheiro incomodo, que lembra um pouco o do esgoto é o amoníaco”.

Depois do procedimento: Após alisar, alguns cuidados são essenciais para que o efeito dure mais. O primeiro deles é evitar prender até que você faça a primeira lavagem. “Depois de lavar você não altera mais a forma, mas antes disso pode acontecer e estragar o resultado”, alerta. Antes de entrar no mar ou na piscina é necessário investir em algum tipo de proteção para seus fios, o que fará com que o alisamento tenha um tempo de vida maior. Jorge aconselha sempre o uso de produtos específicos para essa finalidade, ou leave-ins com proteção solar. Se você vai muito à praia, encurte o tempo entre uma hidratação e outra, colocando algumas extras em seu cronograma capilar.

Retocando a raiz: Ao contrário do que muita gente acredita, a progressiva e outros métodos de alisamento não saem dos fios, o que acontece é uma redução do efeito liso e o crescimento da raiz. “A definitiva não deixa o cabelo voltar à antiga forma, enquanto a progressiva tem um retorno de 30% a 40%”, revela. Se os seus cabelos são curtos ou médios, o retoque deve acontecer a cada três meses. “Para os longos o tempo é maior, cerca de seis meses”, finaliza. Foto: Divulgação Naiara Taborda


Estética & Beleza

Cuidados com o couro cabeludo Quando se pensa nos cuidados com os cabelos muita gente se esquece da importância de cuidar também do couro cabeludo. Se ele não está saudável, isso reflete em todo o fio, deixando um aspecto descuidado e frágil. No verão, com o aumento do sol e do calor, ele também precisa de cuidados extras para não produzir oleosidade excessiva e nem ressecar. “Tem doenças que podem piorar muito nessa época, como a dermatite seborreica, a caspa, que pode ser desencadeada por temperaturas muito altas”, explica a dermatologista Carla Bortoloto, professora da pós-graduação em

24

Dermatologia pela Faculdade de Medicina Souza Marques. Para evitar que as incômodas casquinhas apareçam, o ideal seria evitar locais muito quentes. “Essa piora também pode ser evitada com o uso de xampus dermatológicos, que contém antifúngicos como o cetoconazol, ou que diminuem a descamação, como o ácido salicílico”, indica. Vale lembrar que os famosos anti-caspas dos supermercados não reduzem o problema, apenas ajudam a controlar a oleosidade para quem ainda não apresenta dermatite seborreica.


Queimaduras

Limpeza correta

Nessa época do ano também é comum o couro cabeludo queimar, ficando vermelho e até ardendo. Isso acontece quando as pessoas tomam muito sol, e esquecem de proteger o topo da cabeça. “Tem que evitar a exposição ao sol, já que não tem como passar protetor solar na região. Precisa recorrer a proteções mecânicas na praia ou piscina, como os chapéus e bonés”, alerta. Depois de queimado, não existe outra opção além de deixar que ele descame sozinho, o que é inevitável. “Quando a queimadura é muito severa é necessário o uso dos corticoides”, completa.

“Um couro cabeludo bem cuidado é um couro cabeludo bem higienizado, e isso reflete no brilho, viço e força dos cabelos”, conta. Portanto, fazer uma boa limpeza, da maneira correta, é essencial para manutenção, assim como os tratamentos de reposição de nutrientes e hidratação. Com o calor é normal ter vontade de lavar as madeixas diariamente, às vezes até mais de uma vez em um mesmo dia. No entanto, segure essa mania, os cabelos precisam da oleosidade natural para se protegerem dos danos externos.

Outros erros comuns nos cuidados com a cabeça são não retirar o xampu corretamente e passar menos vezes que o recomendado. “A higiene deve ser feita aplicando duas lavagens e tirando todo o excesso até que você sinta que saiu toda a espuma e que não tem mais resíduos. Evite também aplicar o condicionador no couro cabeludo, que aumenta as chances de dermatite: ele deve ser sempre do meio para baixo”, ensina. Para quem tem muita oleosidade, a dica é investir nas máscaras a base de argila, que reduzem temporariamente o excesso. “O resultado não é fixo nem muito duradouro, mas é bom usar para melhorar o aspecto por um tempo”, finaliza.

Redação: Naiara Taborda Foto: ValuaVitaly/Stock Photo


Estética & Beleza

S S E N A FI T

B M U Z

À primeira vista, pode até parecer uma festa. Algo como uma grande balada, em que muitas pessoas dançam diferentes ritmos de música. No entanto, a nova onda chamada Zumba Fitness chega ao Brasil com a promessa de eliminar até mil calorias em apenas uma hora, de uma forma simples e muito bem humorada. “Trata-se de uma modalidade de aula aeróbica que reúne ginástica e dança. O objetivo maior é a queima calórica e a tonificação muscular”, explica a professora Luciana Nogueira da academia Body Tech. Entre os ritmos que compõe uma apresentação estão o hip hop, o pop, o rap, bhangra, flamenco, dança do ventre, dança africana,

Nova febre das academias mistura dança e ginástica para eliminar calorias

Fotos: Zumba Fitness/Divulgação

além da salsa, merengue, cumbia e reggaeton. “O programa tem característica de intensidade moderada, composto por movimentos amplos feitos com o corpo todo”. Se ela dança, eu danço... Para o personal trainer Saturno de Souza, da academia Bio Ritmo, o sucesso do programa está na facilidade com

que o aluno consegue acompanhar os passos. “Diferente de muitas aulas de dança, que são extremamente complexas, a modalidade foi criada justamente para que qualquer pessoa, independente de conhecer ou não as coreografias base, consiga executar”. Já para a professora Luciana, a Zumba é um exercício “disfarçado” porque a pessoa está se divertindo.


Corpo turbinado x motivação Uma aula de Zumba promete combater o estresse, auxiliar no emagrecimento e melhorar o condicionamento físico. “Muitas vezes o aluno não percebe que está fazendo esforço e com isso trabalha de forma eficaz membros inferiores, glúteos e quadril”, diz Saturno. “Por ser uma modalidade que tem como mote vivenciar uma situação de festa, com músicas de cantores que fazem sucesso no momento, a Zumba faz com que o aluno aumente sua motivação. E essa mesma motivação é que o levará permanecer mais tempo em atividade física, queimando mais calorias”, acrescenta.

Zumba todos os dias? Para o personal, não. “A ideia é que as pessoas façam de duas a três vezes por semana, intercalando com o trabalho de musculação. Desta forma, o aluno terá um resultado mais completo porque não estará exercitando apenas a parte aeróbica”. Sem qualquer tipo de contraindicação, Saturno apenas reforça uma atenção aos cuidados necessários caso se tenha qualquer tipo de lesão no joelho, tornozelo e quadril. “Antes de tudo, consulte um profissional. Esse tipo de aula normalmente mexe muito com as articulações”.

A origem da Zumba Fitness O Programa Zumba foi criado pelo colombiano Beto Perez na década de 1990, em sua cidade natal, Cali. Em uma aula de aeróbica, Beto percebeu que estava sem os CDs que costumava usar como trilha sonora. No improviso, usou fitas que levava na mochila, com músicas de salsa e merengue. Ainda sem saber, acabaria de criar um novo tipo de dança e atividade física. Aurora Aguiar Fotos: Zumba Fitness/Divulgação


Gastronomia

Principais tipos de vinho

A fermentação alcoólica do suco extraído de uvas amassadas dá origem a vinhos para todos os gostos e bolsos. Uma maneira simples de identificar cada bebida leva em conta as características que podem ser reconhecidas por qualquer bebedor leigo: a coloração da bebida, o teor de açúcar, a quantidade de gás carbônico e a graduação alcoólica. Cruzando esses fatores, dá para obter um número enorme de tipos de vinhos, embora algumas combinações sejam menos comuns. O vinho tinto, por exemplo, costuma ser seco (com pouco açúcar), já que seu sabor encorpado não combina com a suavidade do açúcar. Mas, entre os apreciadores da bebida, a classificação mais usada relaciona o vinho ao tipo de uva. A espécie Vitis vinifera, que é a mais cultivada no mundo, tem pelo menos 5 mil variedades - as uvas francesas merlot e cabernet são algumas das mais famosas. Outro modo de carimbar as garrafas é usar o nome do lugar em que são produzidas. Isso é comum na França, que adota critérios rígidos para classificar os vinhos mais refinados. Na certidão de nascimento de uma garrafa francesa, constam pelo menos quatro informações do local de produção:

28

1- região de onde ela vem (Bordeaux, Burgundy ou Alsace, por exemplo); 2- distrito da vinícola (a região de Bordeaux, por exemplo, contém o distrito de Médoc); 3- a comunidade, que fica dentro dos distritos (como Pauillac, que faz parte de Médoc); 4- a plantação de uva ou château (castelo) que deu origem ao vinho (Latour, dentro de Pauillac, é um deles). O nome do vinho fica a critério do produtor, que batiza suas garrafas com a região, o distrito, a comunidade ou o château. Um dos vinhos mais refinados de Bordeaux, por exemplo, é o Château Latour.


Tinto É o vinho mais produzido no mundo. Sua cor vem dos pigmentos encontrados na casca das uvas escuras ou "pretas". No Brasil, foram engarrafados mais de 170 milhões de litros em 2003, só no Rio Grande do Sul, segundo dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

TIPOS DE VINHO

Branco O vinho branco é preparado geralmente a partir de uvas brancas, mas também pode ser feito com a polpa das uvas pretas. O segredo é desprezar a casca da fruta durante o processo de fabricação. Esse tipo e o segundo mais popular no Brasil. Em 2003, foram produzidos quase 55 milhões de litros.

Rosé Nem escuro nem claro, o vinho rosé e obtido com uvas pretas cujas cascas liberam pouca tinta. Para paladares menos refinados, também é possível chegar a essa coloração com a mistura de tintos e brancos de baixa qualidade. No Brasil, foram produzidos 6,3 milhões de litros em 2003.

OUTRAS CARACTERÍSTICAS DA BEBIDA: Nível de Açúcar A fermentação transforma o açúcar (até 200 gramas por litro de suco) em álcool. Dependendo da quantidade que sobra, os vinhos são classificados em doces ou suaves (mais de 50 gramas por litro), meio-doces ou meiosecos (até 50 g/l) e secos (menos de 5 g/l). Espuma Outro produto da fermentação é o gás carbônico, responsável pelas bolhas do líquido. Há três categorias: os vinhos espumantes têm mais de 2 kg de pressão por cm². Os frisantes têm até 2 kg por cm² e os tranquilos não têm gás nenhum. Teor Alcoólico A maioria dos vinhos tem entre 8,5 graus e 14 graus de álcool, o que equivale a 8,5% a 14% da substância. Esses são os vinhos de mesa. Já os vinhos de sobremesa ou licorosos, como o vinho do Porto, têm mais de 14 graus de álcool, geralmente adicionado depois da fermentação

mundoestranho.abril.com.br


Gastronomia

Combinação Vinhos e Alimentos No Aperitivo

Vinho branco seco ou vinho fortificado seco (Porto White ou Dry White, Jerez Fino, Manzanilla ou Amontillado, Madeira Sercial, Marsala seco, etc.) Espumante Brut (Champagne, Sekt, Cava, Blanquete de Limoux, Champanha, etc.) Vermute seco

Como Digestivo

Qualquer dos tipos anteriormente mencionados Destilados de uva: Cognac, Armagnac e Marc (franceses), Bagaceira (portuguesa), Grapa (italiana), etc.

Na Sobremesa

Vinho Branco Doce de Qualidade: Sauternes, Alsace (Vendange Tardive e Séletion de Grains Nobles), Tokay e os alemães com os predicados ("mit Predikat"): Auslese, Beerenauslese, Trockebeerenauslese e Eiswein Vinho Fortificado Demi-sec ou doce: Porto (Ruby, Tawny, LBV, Vintage, etc.), Jerez (Amoroso, Oloroso ou Cream); Madeira (Verdelho, Boal ou Malmsey), Moscatel de Setúbal, Banyuls, Moscato d'Asti, Banyuls, Marsala, Málaga (Lagrima Christi), etc.

30


ÀS REFEIÇÕES Carnes Brancas

Grelhadas ou em molho leve: Espumante brut ou Branco seco jovem de boa estrutura ou maduro ou Tinto jovem ou de médio corpo Grelhadas em molho forte: Tinto maduro de médio corpo a robusto Caças de penas, pato e coq au vin: Tinto maduro de médio corpo a robusto Peru: Tinto leve ou médio ou branco seco Foie gras Branco doce de alto nível (Sauternes, Tokay, etc.) ou fortificado doce (Porto Vintage, etc.) ou espumante de qualidade (Champagne Milesimé, etc.)

Peixes e Frutos do Mar

Grelhados ou em molho leve: Espumante brut ou demi-sec ou Branco seco frutado jovem ou levemente maduro Em molho forte: Branco maduro de boa estrutura ou Rosé seco de qualidade ou Tinto jovem de médio corpo Bacalhau: Tinto jovem ou de médio corpo ou Branco maduro;Anchova, atum, salmão e sardinha: Tinto jovem ou de médio corpo ou Branco maduro ou Rosado

Carnes Vermelhas

Grelhadas ou em molho leve: Espumante brut ou tinto jovem leve ou de médio corpo Em molho forte: Tinto maduro de médio corpo a robusto Massas Caças de pêlo: Em molho leve ou branco: Espumante brut ou branco jovem Tinto maduro robusto ou maduro ou tinto jovem leve ou de médio corpo Em molho condimentado ou vermelho: Espumante brut ou tinto maduro de médio corpo a robusto


Gastronomia

Queijos

Fresco de massa mole (Frescal, Ricota, Requeij達o): Branco ou tinto jovem e leve Fresco de massa filada (Mozzarela): Branco ou tinto jovem e leve Maturado de massa mole (Brie, Camambert e Coulommiers): Branco maduro ou tinto jovem a maduro encorpado Maturado de massa filada (Provolone): Branco maduro ou tinto jovem ou pouco envelhecido Maturado de massa semidura (Emmental, Gouda, Reino, Prato, Saint-Paulin, Tilsit, Port-Salut): Tinto maduro de bom corpo Maturado de massa cozida (Roquefort, Gorgonzola, Stilton, Danablue): Tinto maduro robusto ou branco doce superior ou fortificado doce Maturado de massa semidura (Emmental, Gouda, Reino, Prato, Saint-Paulin, Tilsit, Port-Salut): Tinto jovem ou pouco velho Maduro de massa dura (Parmes達o, Pecorino): Tinto maduro robusto ou fortificado. Observa巽達o: Os Espumantes de qualidade, em especial os Champagnes, combinam com todos os tipos de queijo.


Alimentos que não combinam com vinho: O assunto é extremamente polêmico e os alimentos aqui mencionados são citados em diversas fontes na literatura enogastronômica. Na opinião do autor alguns desses alimentos podem combinar com certos vinhos e estão sublinhados. Temperos acentuados: curry, dendê, shoyu, wasabi, ,etc. Alimentos ácidos: vinagre, limão, laranja, grapefruit, kiwi, etc. Certas verduras e legumes: alcachofra, aspargo, couve, etc. Outros: ovo, chocolate, sopa, feijoada, etc.

www.adegadovinho.com.br


Lazer

Boliche

Diversão para toda a família.

O boliche é um esporte praticado com uma bola pesada e tem como objetivo lançando a bola por uma pista, derrubar 10 pinos do lado oposto da pista dispostos em formação triangular. Uma partida tem geralmente 10 jogadas com 2 lances cada. Quando um jogador faz strike (derrubar todos os 10 pinos em 1 lance) por 10 vezes consecutivas, têm direito á mais 2 lances, sendo assim o máximo possível de 300 pontos, que é obtido com os 12 strike.

uma tumba nunca vista igual. Nessa tumba havia uma espécie de salão de jogos semelhante ao do boliche. O achado foi identificado como da dinastia de Ptolomeu, que durou de 332 a.C. à 30 d.C.

A história do boliche é indefinida, sendo que há várias possibilidades. Uma delas é que um arqueólogo teria encontrado, na tumba de uma criança egípcia, um jogo similar ao boliche, que tinha pinos e bolas primitivas.

No séc. XIX nos Estados Unidos, o boliche se modificou. Nessa época foi acrescentado um pino no boliche, ficando assim com os 10 pinos que são usados atualmente. Na Europa, em alguns locais, ainda se usa 9 pinos nas partidas de boliche.

Também foi encontrada por um grupo de arqueólogos, em 2007

34

No séc. XII surgiu o boliche na grama, porém o esporte ficou tão popular que a prática foi proibida pelo rei Eduardo que temeu que o arco fosse menos praticado e assim enfraquece as defesas do reino.


Em 1926 países como a Dinamarca, Finlândia, Alemanha, Holanda, Noruega e EUA formaram a Associação Internacional de Boliche, e estabeleceram como regra as seguintes medidas: Pista: tem o comprimento de 18m e largura de 3m. Bola: tem de ser de material não metálico e circunferência de 68cm ou mais. Pino: feito de material resistente e coberto de plástico. O peso deve variar entre 1531g à 1645g. Alguns jogadores de boliche podem dizer que jogam “por instinto”, porém, normalmente os jogadores utilizam algum sistema, como:

Pin Bowler ou Head Pin Bowler – eficiente para aqueles que jogam a bola reta, não reativa, e que usam bolas de velocidade. Miram os pinos em algum momento do saque. Spot Bowling – nunca olha para os pinos. Mira em algum ponto da pista e tem como objetivo passar a bola por cima desse ponto. Line Bowling – olha para os pinos e visualiza um ponto da pista por onde a bola deve passar. É a união dos sistemas anteriores. O boliche é um esporte de estratégia e técnica. Para se tornar um profissional, são necessários treino e experiência. Tereza Mendes


Lazer Cinema Em cartaz - Janeiro

AS AVENTURAS DE PEABODY E SHERMAN Lançamento: 28/02/14 Direção: Rob Minkoff Gênero: Animação

UM CONTO DO DESTINO Lançamento: 21/02/14 Direção: Akiva Goldsman Gênero: Drama

ROBOCOP Lançamento: 21/02/14 Direção: José Padilha Gênero: Ação

MANDELA Lançamento: 28/02/2014 Direção:Justin Chadwick Gênero: Drama


Desenvolvimento gráfico para: Cartão de visita - Panfleto - Folder - Banner - Camisa Diagramação - Redes Sociais - WebSite - Bottons e Etc.

contato@philadelfiadesign.com 9 6827-1108 / ID: 10*133946

21

3241-7645

WWW.PHILADELFIADESIGN.COM facebook.com/producoesph


Lazer Quatro livros de amor para provocar suspiros Há quem diga que não há melhor companhia do que um livro. Mais gostoso ainda se o tema da história for o amor e seus desdobramentos, não é? As dificuldades do coração voltaram à moda com a chegada às prateleiras do terceiro e mais novo volume das aventuras da personagem Bridget Jones.

Bridget Jones - Louca pelo Garoto

Na nova obra de Helen Fielding, Bridget está com 50 anos e cria sozinha os dois filhos depois da morte de Mark Darcy. A personagem continua insegura e contando os quilos extras da balança, calorias ingeridas e quanto álcool consome, e se vê pronta para o desafio de voltar à ativa após o luto. Em uma nova realidade, ela precisa se atualizar e aprender a usar novas tecnologias, como as redes sociais, em situações cômicas.

Ame e Dê Vexame

Nesse livro, Roberto Freire trata dos medos, prazeres e pequenos ridículos que existem no aprendizado do amor. Afinal, quem nunca se sentiu boba de paixão? Fundamentado na liberdade, o autor defende a necessidade de amar de maneira lúdica, criativa e muito prazerosa e vencer o medo do ridículo, que se confunde com o medo de se enamorar e ser livre. Ele ensina como assumir as surpresas do coração e mergulhar de cabeça no sentimento que, com o tempo, se revela a única grande motivação de viver.


O Sorriso das Mulheres

Nicolas Barreau conta a história de Aurélie Bredin, uma romântica, sensível e atraente jovem que acredita que coincidências não existem. Dona de um pequeno restaurante no coração de Paris, ela está triste e tentando se recuperar do término do seu ultimo relacionamento, quando entra em uma livraria e descobre um título chamado “O Sorriso das Mulheres”. Ao ler, Aurélie percebe que a história é sobre ela e seu bistrô, e parte em uma busca sem sucesso pelo autor, Robert Miller, para tentar agradecer. Um encontro inesperado começa quando, tempos depois, ele envia uma carta para sua casa.

E Se Fosse Verdade

O livro de Marc Levy já foi adaptado para o cinema, e tem um “mix” de comédia, drama e muito amor. Lauren é uma jovem médica com muito potencial, no entanto, sua carreira promissora é interrompida quando ela é vítima de um grave acidente de carro, que a deixa em coma. Com morte cerebral confirmada, ela acorda e descobre que virou um tipo de fantasma, que é vista apenas por Arthur, o novo inquilino do seu apartamento. Os dois terão que se unir na missão de juntar mais uma vez corpo e alma, antes que a vida da protagonista acabe para sempre.


Moda

Como fazer uma coroa de flores para o cabelo

Veja o passo a passo e aprenda a montar esse acessório lindo! Acessórios com flores para os cabelos, como as coroas usadas pela cantora Lana Del Rey, estão com tudo e podem compor looks românticos e femininos, inclusive no inverno. Se você quiser apostar nessa tendência é só seguir o passo a passo e fazer você mesma uma linda coroa de flores.

Fotos: Divulgação

O que você vai precisar? 1. Alicate 2. Tesoura 3. Arame plastificado verde 4. Fita adesiva verde 5. Arame fio 20 (encontrado em lojas de materiais para construção) 6. Muitas flores e folhas. Aqui eu usei flores naturais, mas você também pode usar flores artificiais de plástico ou tecido.

Passo 1 - A coroa Com o alicate, corte um pedaço de arame fio 20 e faça um aro do tamanho da sua cabeça. Para ficar bem resistente, faça o aro com duas voltas. Prenda a ponta torcendo a pontinha do arame com o alicate e encape a volta toda com fita adesiva verde.

40


Passo 2 - As flores Corte as flores e folhas deixando um pedacinho do caule e junte-as em pequenos grupinhos. Enrole bem firme com um pedaço de arame plastificado verde. (Esse arame se parece muito com aqueles que encontramos em embalagens de pães, bem flexível. Para prender as flores é só torcer bem apertadinho, ok?)

Passo 3 - Colocando as flores na coroa Agora é só prender os grupinhos de flores bem perto um do outro no aro que você preparou no passo 1, sempre dando várias voltas bem apertadinhas do arame plastificado verde, até dar a volta na coroa toda.

Agora, se você quiser um acessório mais discreto, aposte nos grampos!

Prenda um dos grupinhos de flores do passo 2 em um grampo de cabelo. Fica simples e fofo!


Odontologia O QUE É A ORTODONTIA? Ortodontia é uma especialidade odontológica que corrige a posição dos dentes e dos ossos maxilares posicionados de forma inadequada. Dentes tortos ou dentes que não se encaixam corretamente são difíceis de serem mantidos limpos, podendo ser perdidos precocemente, devido à deterioração e à doença periodontal. Também causam um estresse adicional aos músculos de mastigação que pode levar a dores de cabeça, síndrome da ATM e dores na região do pescoço, dos ombros e das costas. Os dentes tortos ou mal posicionados também prejudicam a sua aparência. O tratamento ortodôntico torna a boca mais saudável, proporciona uma aparência mais agradável e dentes com possibilidade de durar a vida toda. O especialista neste campo é chamado de ortodontista. Os ortodontistas precisam fazer um curso de especialização, além dos cinco anos do curso regular.

42

Como saber se preciso de um ortodontista?

Apenas seu dentista ou ortodontista poderá determinar se você poderá se beneficiar de um tratamento ortodôntico. Com base em alguns instrumentos de diagnóstico que incluem um histórico médico e dentário completo, um exame clínico, moldes de gesso de seus dentes e fotografias e radiografias especiais, o ortodontista ou dentista poderá decidir se a ortodontia é recomendável e desenvolver um plano de tratamento adequado para você. Se você apresenta algum dos problemas abaixo, pode ser um candidato para o tratamento ortodôntico:


Sobremordida: algumas vezes chamada de “dentes salientes” — este problema é caracterizado por um excesso vertical da região anterior da maxila e/ou uma sobre-erupção dos dentes dessa região. Nos casos de sobremordida, os dentes anteriores superiores recobrem quase 100% dos dentes inferiores, conferindo um sorriso desagradável e problemas mastigatórios. Os dentes inferiores podem, inclusive, estar tocando no palato e na gengiva do arco superior. Mordida cruzada anterior: uma aparência de “bulldog”, quando a arcada inferior está projetada muito à frente ou a arcada superior se posiciona muito atrás. Mordida cruzada: ocorre quando a arcada superior não fica ligeiramente à frente da arcada inferior ao morder normalmente. Mordida aberta: espaço entre as superfícies de mordida dos dentes anteriores e/ou laterais quando os dentes posteriores se juntam. Desvio de linha mediana: ocorre quando o centro da arcada superior não está alinhado com o centro da arcada inferior. Diastema: falhas, ou espaços, entre os dentes como resultado de dentes ausentes ou dentes que não preenchem a boca. Apinhamento: ocorre quando existem dentes demais para se acomodarem na arcada dentária pequena.

Mordida cruzada anterior

Mordida aberta

Crossbite

Apinhamento

Overbite


Odontologia Aparelhos fixos podem ser: Aparelho fixo: este é o tipo mais comum de aparelho; consiste de bandas, fios e/ou braquetes. As bandas são fixadas em volta de vários dentes ou um só dente, e utilizadas como âncoras para o aparelho, enquanto que os braquetes são presos na parte externa do dente. Os fios em forma de arco passam através dos braquetes e são ligados às bandas. Apertando-se o arco, os dentes são tracionados, movendose gradualmente em direção à posição correta. Os aparelhos fixos são geralmente apertados a cada mês para se obter os resultados desejados, que podem ocorrer no prazo de alguns meses até alguns anos. Atualmente eles são menores, mais leves e exibem bem menos metal que no passado. Podem apresentar cores vivas para as crianças, bem como estilos mais claros, preferidos por muitos adultos. Aparelho fixo especial: utilizados para controlar o hábito de chupar o dedo ou a língua “presa”, estes aparelhos são fixados aos dentes através de bandas. Por serem muito desconfortáveis durante as refeições, devem ser utilizados apenas como um último recurso.

Mantenedor de espaço fixo: se o dente de leite é perdido precocemente, um protetor de espaço é utilizado para manter este espaço aberto até que o dente permanente nasça. Uma banda é cimentada ao dente próximo ao espaço vazio e um fio é estendido até o dente do outro lado do espaço. Niveladores: uma alternativa para os aparelhos convencionais para adultos, niveladores em série estão sendo utilizados por um número crescente de ortodontistas para mover os dentes da mesma forma que os aparelhos fixos, mas sem os fios de aço e os braquetes. Os niveladores são virtualmente invisíveis e removíveis para que o usuário possa se alimentar, escovar os dentes e passar o fio dental.


Aparelhos móveis incluem: Mantenedores de espaço móveis: estes aparelhos têm a mesma função que os mantenedores fixos. São feitos com uma base acrílica que se encaixa sobre a mandíbula e têm braços de plástico ou arame entre determinados dentes que devem ser mantidos separados. Aparelhos reposicionadores de mandíbula: também chamados de talas, estes aparelhos podem ser utilizados no maxilar superior ou mandíbula, e ajudam a "treinar" a mandíbula a fechar em uma posição mais favorável. São utilizados para disfunções da articulação temporomandibular (ATM). Contentores móveis: utilizados no céu da boca, estes aparelhos de contenção previnem que os dentes voltem à posição anterior. Podem também ser modificados e utilizados para evitar que a criança chupe o dedo.

Expansor palatino: um mecanismo utilizado para alargar o arco da mandíbula superior. Consiste em uma placa de plástico que se encaixa sobre o céu da boca. A pressão externa aplicada sobre a placa por meio de parafusos força as juntas dos ossos do palato a se abrirem para os lados, alargando a área palatina. Aparelho extrabucal: com este aparelho, uma faixa é colocada em volta da parte de trás da cabeça, e ligada a um elástico na frente, ou um arco facial. Este aparelho retarda o crescimento da maxila e mantém os dentes posteriores onde estão, enquanto os dentes anteriores são empurrados para trás.

Fonte: Colgate, Centro de Informações de Saúde Bucal e Dental. Foto: Divulgação


Odontologia

Perguntas frequentes em Implantodontia: 01 – Quanto tempo preciso ficar afastado do meu trabalho para fazer os implantes? A cirurgia de implantes normalmente tem um pós-operatório muito bom, sendo que na maioria dos casos, o paciente deverá ficar afastado de suas atividades de 1 a 3 dias. A recomendação de repouso após a cirurgia, evitando esforços físicos, exposições ao sol e movimentos bruscos, além de seguir as recomendações do especialista, colabora para uma pronta recuperação. 02 – A cirurgia de implantes dói ou incha muito? A cirurgia de implantes costuma ter um pós-operatório com mínimo desconforto. Procure seguir as recomendações do especialista 03 – O tratamento com implantes é definitivo? O tratamento com implantes osseointegrados já é utilizado há mais de 45 anos e os resultados em longo prazo possuem altos índices de sucesso. Para que o resultado possa ser mantido, é fundamental a realização da higiene bucal diariamente e de maneira adequado, além de retornos periódicos ao especialista.

46


04 – Quanto tempo demora a cirurgia de implantes? O tempo gasto durante o procedimento cirúrgico de implantes varia de acordo com a complexidade do caso. Usualmente são procedimentos pouco demorados, sendo que a cirurgia para colocação de um implante demora menos de 1 hora. 05 – Meus dentes terão aparência normal? Sim. Uma das grandes vantagens do tratamento com implantes é a possibilidade de realização de próteses com alto nível estético e funcional. Um tratamento realizado com sucesso deverá devolver a aparência normal à dentição. 06 – Poderei me alimentar normalmente com os implantes? Sim. Após a conclusão do tratamento, não haverá limitações alimentares. Alimentos excessivamente duros deverão ser evitados.

07 – Existe o risco de rejeição dos implantes? Não. O titânio utilizado na produção dos implantes é biologicamente aceito pelo organismo, não havendo risco de rejeição. 08 – Até quantos anos o paciente pode fazer implantes? Não existe um limite de idade para a realização dos implantes. Desde que o paciente esteja saudável e apresente estrutura óssea adequada, poderá se submeter à cirurgia. Todos os pacientes deverão ser avaliados previamente pelo especialista e exames complementares podem ser necessários para o correto diagnóstico e plano de tratamento.


Odontologia 09 – Quanto custa o tratamento com implantes? O tratamento com implantes tem sido muito difundido atualmente por seu alto grau de sucesso, tornando-se cada vez mais acessível financeiramente. Consulte o seu dentista para um perfeito diagnóstico e planejamento financeiro de seu caso. 10 – Fumantes podem fazer implantes? Sim. Os implantes atuais apresentam inovações que permitem altos índices de sucesso clínico em pacientes fumantes. Entretanto, caso possível, sugere-se evitar ou diminuir ao máximo o consumo de cigarros no período pós-operatório.

11 – Pessoas com problemas no coração podem fazer implantes? Sim, mas as pacientes com histórico de problemas no coração precisam ser avaliados previamente pelo cardiologista que o acompanha, que deverá estar ciente e autorizar o procedimento cirúrgico, para total segurança do paciente. O especialista em implantes e o cardiologista deverão definir juntos o momento adequado para a realização da cirurgia, assim como cuidar da medicação a ser utilizada.

48


12 – A partir de que idade crianças podem fazer implantes? As crianças podem fazer implantes após terem concluído o seu ciclo de crescimento. Uma avaliação radiográfica das mãos do paciente poderá indicar com precisão a idade óssea e se o mesmo já pode realizar procedimentos cirúrgicos com implantes.

13 – Pacientes com diabetes podem fazer implantes? Sim, desde que o diabetes esteja controlado pelo endocrinologista no momento da cirurgia. O diabetes aumenta o risco de infecção pós-operatória, assim como pode retardar a cicatrização. Também neste caso, a cooperação entre o especialista em implantes e o médico que acompanha o paciente será fundamental para o sucesso do tratamento.

14 – Já vou sair da cirurgia com os meus dentes na boca? Sim. Antes da cirurgia de colocação dos implantes é feito um molde para o estudo do caso e a definição pela melhor técnica a ser empregada para cada caso. Em alguns casos é realizada a prótese sobre o implante imediatamente após a cirurgia (carga imediata) devolvendo a estética e a função. Para os casos onde não é possível utilizar este tipo de técnica, dentes provisórios fixos ou removíveis podem ser utilizados.


Saúde

Câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, segundo INCA. Por CBN Foz

Manter os exames preventivos em dia é a melhor forma de prevenção para os homens. Somente no ano de 2010 12 mil mortes foram causados por este tipo de câncer. Considerado o câncer da terceira idade leva em média 15 anos para atingir 1cm³, isso quando tem um processo lento de crescimento, o que nem sempre ocorre desta forma, conforme afirmam especialistas. Sintomas - Em sua fase inicial, o câncer da próstata tem evolução silenciosa. Muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata (dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou a noite). Na fase avançada, pode provocar dor óssea, sintomas urinários ou, quando mais grave, infecção generalizada ou insuficiência renal.

Entenda o que é A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão muito pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto. A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. A próstata produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual. No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos, é o sexto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente em homens, representando cerca de 10% do total de cânceres. Sua taxa de incidência é cerca de seis vezes maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento.Mais do que qualquer outro tipo, é considerado um câncer


da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. O aumento observado nas taxas de incidência no Brasil pode ser parcialmente justificado pela evolução dos métodos diagnósticos (exames), pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectativa de vida. Alguns desses tumores podem crescer de forma rápida, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte. A grande maioria, porém, cresce de forma tão lenta (leva cerca de 15 anos para atingir 1 cm³ ) que não chega a dar sinais durante a vida e nem a ameaçar a saúde do homem. Prevenção - Já está comprovado que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer, como também de outras doenças crônicas não-transmissíveis. Nesse sentido, outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar. A idade é um fator de risco importante para o câncer de próstata, uma vez que tanto a incidência como a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos. Pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos pode aumentar o risco de se ter a doença de 3 a 10 vezes comparado à população em geral, podendo refletir tanto fatores genéticos (hereditários) quanto hábitos alimentares ou estilo de vida de risco de algumas famílias

Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde


Cerveja, vinho, vodca, cachaça: bebidas vendidas e consumidas sem restrições, sob estímulo da mídia e com aceitação da sociedade. O que não está informado nos rótulos dessas garrafas e nas peças de publicidade com mulheres de biquíni e situações de descontração são os males associados ao seu consumo: doenças crônicas, dependência, acidentes de trânsito, violência urbana e doméstica. “O álcool não é percebido no imaginário social como droga”, alerta Edinilsa Ramos de Souza, pesquisadora do Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde Jorge Carelli (Claves/ Ensp/Fiocruz). Cerca de 4% das mortes no mundo são atribuídas a bebidas alcoólicas, superando as causadas por HIV/ aids, violência e tuberculose, de acordo com o Relatório Global sobre Álcool e Saúde da Organização

Mundial da Saúde (OM S), de 2011. A OM S avalia que “o uso do álcool continua recebendo pouca atenção em termos de políticas públicas, incluindo as políticas de saúde”, apesar de ser o terceiro maior fator de risco para doenças e invalidez do mundo — em países em desenvolvimento, é o maior risco. A bebida pode causar diretamente 60 tipos de doenças e lesões (cirrose, pancreatite, cânceres de cólon, reto, mama, laringe, fígado, esôfago, boca e faringe, transtornos mentais, epilepsia, hipertensão, diabetes, má formação de feto) e outras 200 indiretamente (é fator de risco para a transmissão de HIV/ aids e tuberculose, por exemplo), além de estar associada a problemas sociais (homicídios, agressões, negligência contra crianças, acidentes de trânsito, faltas ao trabalho).


Bebendo mais e pior Metade dos brasileiros consome bebidas alcoólicas, identificou o Levantamento Nacional de Álcool e Drogas 2012 (Lenad), realizado pelo Instituto Nacional de Políticas Públicas do Álcool e Outras Drogas (Inpad), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). “O número de abstêmios se manteve estável, comparado com o do levantamento de 2006; o que vem mudando nesse período é a forma como os brasileiros bebem”, conta Clarice Sandi Madruga, coordenadora do Lenad. A pesquisa, que ouviu 4.607 brasileiros acima de 14 anos em 149 municípios, registrou aumento de 20% na proporção de bebedores frequentes (que bebem uma vez

por semana ou mais), de 45% em 2006 para 54% em 2012. As mulheres foram as que mais contribuíram para a subida do índice: 39% das bebedoras consumiam álcool com frequência em 2012, contra 29% em 2006. Cresceu também o que os pesquisadores chamam de binge drinking, referindo-se à ingestão de grande quantidade de bebida alcoólica em curto espaço de tempo — quatro doses para mulheres e cinco doses para homens em até duas horas (uma dose é igual a uma lata de cerveja ou uma taça de vinho ou uma dose de destilado, por exemplo). Essa forma de beber foi relatada por 45% dos bebedores em 2006 e por 59% em 2012 — uma alta de 31%.

Mulheres são alvo Novamente, o levantamento detectou aumento maior dessa forma de beber entre as mulheres, de 36% para 49% das bebedoras — salto de 36%. A hipótese da pesquisadora para explicar o crescimento do consumo frequente e nocivo por elas é a expansão do mercado de bebidas voltadas para o público feminino, entre elas o ice, mistura de vodca com água gaseificada sabor limão, laranja ou abacaxi. “Acredito que tenha muito a ver com as campanhas publicitárias da indústria destinadas ao sexo feminino”


Saúde Custos para o SUS O álcool bate à porta do SUS via emergência: 16,3% dos atendimentos por acidentes e violências em serviços públicos de urgência e emergência em 2011 envolviam pessoas embriagadas, segundo o Inquérito Viva (Vigilância de Violências e Acidentes), do Ministério da Saúde, que ouviu 47 mil pessoas em 71 hospitais de todas as capitais e do Distrito Federal. O estudo aponta que 49% dos pacientes atendidos por terem sofrido agressão haviam bebido — a maioria homens com idade entre 20 e 39 anos. Também estavam alcoolizados 36,5% dos atendidos por lesão autoprovocada e 21,2% dos atendidos por acidente de trânsito. “Existe um equívoco em termos de política pública, com o estabelecimento de prioridade para o combate ao crack, enquanto se permite a propaganda de outra droga”, analisa Ana Regina, para quem a política de álcool deveria seguir o bem-sucedido exemplo do tabaco, que teve como efeito a diminuição significativa de fumantes no Brasil (Radis 131), a

partir do aumento de preços e da proibição de propaganda, entre outras medidas. “Políticas de álcool são praticamente inexistentes no Brasil e as poucas leis que existem para regular a indústria não são bem aplicadas”, complementa o coordenador do Centro de Referência em Pesquisa, Intervenção e Avaliação em Álcool e Outras Drogas (Crepeia), da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Telmo Ronzani. A elaboração da política de drogas brasileira cabe à Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), ligada ao Ministério da Justiça. Uma busca no site da Senad pode indicar qual é a dimensão do álcool nessa política, o resultado chama a atenção: a palavra álcool leva a 42 textos; crack leva a 125. No Ministério da Saúde, a ação relativa ao consumo de álcool é o tratamento de dependentes, nos Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD) “Há tolerância com o consumo de álcool no país, uma postura de aceitação, uma naturalização do


beber, incorporado à nossa cultura”, observa o antropólogo Mauricio Fiore, pesquisador do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Psicoativos (Neip). “Metade da população brasileira consome bebidas alcoólicas com alguma frequência, sem que tenha percepção clara de que álcool também é droga: está no limiar entre droga, alimento e combustível da alegria”. Fiore também cita as campanhas antitabagistas como exemplo a ser seguido: “O cigarro estava igualmente incorporado à cultura

brasileira até o Estado começar a afirmar que era, sim, uma droga que provocava sérias consequências à saúde”. O antropólogo diz observar a construção de processo semelhante, de “desnaturalização do álcool”, no mundo. Mas ressalva que esse é mais lento do que o do tabaco, especialmente no Brasil. “Há alguma pressão por uma política pública mais clara, com limitação de venda e publicidade de bebidas, só que infelizmente não ganha velocidade”, diz.

Autor: Bruno Dominguez, Elisa Batalha e Liseane


Saúde Câncer de Mama Detecção precoce do câncer de mama: O Exame Clínico das Mamas (ECM)

Quando realizado por um médico ou enfermeira treinados, pode detectar tumor de até 1 (um) centímetro, se superficial. O Exame Clínico das Mamas deve ser realizado conforme as recomendações técnicas do Consenso para o Controle do Câncer de Mama. A sensibilidade do ECM varia de 57% a 83% em mulheres com idade entre 50 e 59 anos, e em torno de 71% nas que estão

A mamografia

A mamografia é a radiografia da mama que permite a detecção precoce do câncer, por ser capaz de mostrar lesões em fase inicial, muito pequenas (de milímetros). É realizada em um aparelho de raio X apropriado, chamado mamógrafo. Nele, a mama é comprimida de forma a fornecer melhores imagens, e, portanto, melhor capacidade de diagnóstico. O desconforto provocado é discreto e suportável.

56

Estudos sobre a efetividade da mamografia sempre utilizam o exame clínico como exame adicional, o que torna difícil distinguir a sensibilidade do método como estratégia isolada de rastreamento. A sensibilidade varia de 46% a 88% e depende de fatores tais como: tamanho e localização da lesão, densidade do tecido mamário (mulheres mais jovens apresentam mamas mais densas), qualidade dos recursos técnicos e habilidade de interpretação do radiologista. A especificidade varia entre 82%, e 99% e é igualmente dependente da qualidade do exame. Os resultados de ensaios clínicos randomizados que comparam a mortalidade em mulheres convidadas para rastreamento mamográfico com mulheres não submetidas a nenhuma intervenção são favoráveis ao uso da mamografia como método de detecção precoce capaz de reduzir a mortalidade por câncer de mama. As conclusões de estudos de meta-análise demonstram que os benefícios do uso da mamografia se referem, principal-


mente, a cerca de 30% de diminuição da mortalidade em mulheres acima dos 50 anos, depois de sete a nove anos de implementação de ações organizadas de rastreamento.

O autoexame das mamas

O INCA não estimula o autoexame das mamas como estratégia isolada de detecção precoce do câncer de mama. A recomendação é que o exame das mamas pela própria mulher faça parte das ações de educação para a saúde que contemplem o conhecimento do próprio corpo. As evidências científicas sugerem que o autoexame das mamas não é eficiente para o rastreamento e não contribui para a redução da mortalidade por câncer de mama. Além disso, o autoexame das mamas traz consigo conseqüências negativas, como aumento do número de biópsias de lesões benignas, falsa sensação de segurança nos exames falsamente negativos e impacto psicológico negativo nos exames falsamente positivos.

Sintomas

Os sintomas do câncer de mama palpável são o nódulo ou tumor no seio, acompanhado ou não de dor mamária. Podem surgir alterações na pele que recobre a mama, como abaulamentos ou retrações ou um aspecto semelhante a casca de uma laranja. Podem também surgir nódulos palpáveis na axila.

Fatores de Risco

História familiar é um importante fator de risco para o câncer de mama, especialmente se um ou mais parentes de primeiro grau (mãe ou irmã) foram acometidas antes dos 50 anos de idade.

Foto: Shutterstock INCA


Saúde Vacinas em testes no Brasil Uma vacina brasileira contra o HIV começará a ser testada em macacos ainda em 2013, anunciou a Agência Fapesp (05/08). Nesta fase, os pesquisadores buscam encontrar o método de imunização mais eficaz e seguro para ser usado em humanos, verificando a magnitude da resposta imune que ele é capaz de desencadear e por quanto tempo os anticorpos permanecem no organismo. A vantagem de fazer testes em primatas é a semelhança com o sistema imunológico humano e o fato de eles serem suscetíveis ao SIV, vírus que deu origem ao HIV. O imunizante, denominado HIVBr18, foi desenvolvido e patenteado pelos pesquisadores Edecio Cunha Neto, Jorge Kalil e Simone Fonseca, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). O trabalho teve início em 2001, quando se analisou o sistema imunológico de um grupo especial de pessoas soropositivas que

mantinham o HIV sob controle por mais tempo e demoravam para adoecer. No sangue dessas pessoas, a quantidade de células de defesa tipo CD4 — o principal alvo do HIV — permanecia mais elevada que o normal. Os pesquisadores então isolaram pequenos pedaços de proteínas das áreas mais preservadas do vírus HIV e, com auxílio de um programa de computador, selecionaram aqueles que tinham mais chance de serem reconhecidos pelos linfócitos TCD4 da maioria dos pacientes. Em outro experimento, estes pedaços também foram administrados a camundongos geneticamente modificados que simularam moléculas do sistema imunológico humano. A partir daí, os pesquisadores desenvolveram uma versão da vacina que, no estágio atual, não eliminaria totalmente o vírus do organismo, mas poderia manter a carga viral reduzida ao ponto de a pessoa infectada não desenvolver a aids e não transmitir o vírus. Radis Sumula


Serviços

Executar obras em sua residência Conforme a sua natureza e importância, os trabalhos efetuados em sua residência estão sujeitos a regras precisas de urbanismo, que podem ser consultadas na prefeitura. Você quer abrir em sua garagem um recinto a mais, instalar uma cobertura para jardim, abrir uma varanda? Atenção, as regras de urbanismo e de construção são muito precisas e variam de comuna para comuna, em função do Plano Local de Urbanismo. Certas obras não precisam de nenhuma autorização se a superfície habitável não aumentar e os locais em questão não mudarem de destinação. Sinal verde, portanto, para trocar a decoração interna, a instalação elétrica, o reboco da sua fachada ou reformar a cozinha. Em compensação, se você abrir uma janela ou um terraço ou se transformar a garagem num es-

critório, deve obrigatoriamente obter uma autorização de obras no âmbito de uma declaração prévia, ou até de uma permissão de construir. A passagem pelo serviço de urbanismo de sua prefeitura é, então, obrigatória. Se seu apartamento tiver um regime de copropriedade, pode estar sujeito a certas regras particulares. Em todos os casos, o certificado de urbanismo "de informação" disponível na prefeitura fornecerá de antemão todos os detalhes sobre as obras. Atenção, ele não dispensa a obtenção de um certificado de conformidade das obras, fornecido na sua conclusão. As obras executadas sem autorização ou em contradição com as regras de urbanismo expõem a uma sanção penal (é um delito), administrativa (interrupção das obras ou demolição) e cível (indenizações por perdas e danos dos vizinhos, por exemplo). Fonte: france.fr


Turismo

História de Visconde de Mauá Descrição: Suíços, alemães, austríacos, portugueses, franceses, espanhóis, poloneses, húngaros e russos. Faz tempo que a Região de Visconde de Mauá, atrai gente de todo o mundo. Na língua dos puris, índios que habitavam a região, mantiqueira significa "terra onde nascem as águas". E é na Serra da Mantiqueira, este paraíso ecológico que nasceu também o Núcleo Colonial Visconde de Mauá, para onde vieram a partir de 1908 milhares de imigrantes europeus atraídos pelo sonho de uma nova vida e pela semelhança desta serra encantada com os Alpes do Velho Continente. Algumas famílias pioneiras foram responsáveis pela criação das primeiras pousadas. Gerações de visitantes desafiaram as dificuldades de subir a serra nas décadas seguintes, muitas vezes em lombos de burros ou carros de boi, para descobrir este cenário mágico. Na década de 1970 vieram os adeptos do movimento hippie, que fizeram de Visconde de Mauá sua "comunidade alternativa". A partir dos anos de 1980, Visconde de Mauá explodiu como região turística, aprimorando sua infraestrutura e se tornando um dos polos mais visitados do Estado do Rio de Janeiro.

Mauatur

60


A Revista Residencial Iguassú recomenda o turismo na região de Visconde de Mauá.


Turismo

A Região de Visconde de Mauá

Descrição:

Composta por parte de dois estados, Rio de Janeiro e Minas GeVales e montanhas de incompa- rais, e três municípios, Resende, rável beleza. Vilas encantadoras Itatiaia e Bocaina de Minas, a região, cortada pelo Rio Preto e que parecem presépios. Quaresmeiras, ipês e araucárias forjada nas encostas e vales da contrastam com alegres tons de Serra da Mantiqueira, tem como verde. À noite, o céu é pontilha- pano de fundo por um lado a grandiosidade da Pedra Selada, do por milhões de estrelas. e pelo outro o Parque Nacional Apenas 29 km separam a rodo Itatiaia e o Pico das Agulhas dovia Presidente Dutra das Negras. belezas da Região de Visconde Para facilitar a localização, a rede Mauá pela RJ-163, toda gião foi carinhosamente dividida asfaltada, agora com nome e o status de Estrada Parque. O ca- pelos moradores em três vilas: a Vila de Visconde de Mauá, a minho, cuja altitude em alguns Vila de Maringá e a Vila de Mapontos chega a 1.400 metros, romba. faz com que os visitantes se sintam literalmente acima das nuvens.

62


Partindo do centro da Vila de Visconde de Mauá, o visitante tanto pode seguir para os encantos das Vila de Maringá e Maromba, quanto optar por conhecer as peculiaridades dos Vales do Alcantilado, Mirantão e da Prata. Passeando por simpáticas estradas e ruazinhas, o visitante encontra lojas de artesanato, ateliês de arte, espaços culturais e gastronômicos além de muito mais.Conheça um pouco mais as Vilas e Vales da Região de Visconde de Mauá:

Vila de Maringá:

Vila de Visconde de Mauá:

Vila de Maromba:

A praça, a igreja, o campo de futebol e o posto de informações turísticas dão o tom do que espera o visitante que chega no lugar. A Vila de Visconde de Mauá concentra boa parte dos serviços úteis à população e ao visitante: agência dos Correios, caixa eletrônico, farmácia, mercados, lojas de material de construção, posto da brigada contra incêndios entre outros.

Dividida entre o lado fluminense e o lado mineiro, a Vila de Maringá concentra restaurantes, pousadas e o artesanato e é passagem obrigatória para se chegar na Vila de Maromba, nas cachoeiras do Escorrega e do Vale de Santa Clara Para cruzar o Rio Preto em direção ao lado mineiro, o visitante atravessa uma estreita e pitoresca ponte que serve apenas aos pedestres e leva à Alameda Gastronômica Tia Sofia, seus restaurantes, hotéis e pousadas. Cantada em verso e prosa, Maromba é conhecida por todas as gerações de amantes de natureza e aventura. Lojinhas alegres, opções gastronômicas variadas, variedade de meios de hospedagem e a Chachoeira do Escorrega, fazem da Vila um ponto de referência. Situada aos pés do maciço de Itatiaia e perto das duas cachoeiras


Turismo

Conservatória - RJ

Conservatória nasceu há mais de um século. Seu nome primitivo era Santo Antônio do Rio Bonito. No século XIX, o desenvolvimento das terras na interlândia do Estado do Rio, teve a sua principal base no crescimento da agricultura, começando pela cultura da cana-de-açúcar e, principalmente, o plantio do café. Na aldeia de Santo Antônio do Rio Bonito, em conseqüência desse desenvolvimento agrícola, foi criado em 1824 o curato, que era chefiado por um vigário. Segundo os historiadores, a aldeia dos índios Ararís teve a sua organização oficializada em 1789, no vice-reinado de Luiz Vasconcellos. Uma sesmaria de terra, que compreendia uma légua em quadra, foi doada aos índios e assim foi criada Conservatória, que significa Registro dos Índios, tal qual um cartório, termo esse que até hoje é usado em Portugal, como sendo o registro de pessoas e fatos. Depois do declínio do café, Conservatória passou a ser procurada para tratamento de saúde, por possuir um bom clima.

Hoje sua economia baseia-se na agropecuária e no turismo. Conservatória, por ser um local de tradição de serestas, tem na maioria de suas casas, afixada na fachada principal, uma placa com o nome e autoria de uma música, escolhida pelo próprio morador. A colocação dessa placa se dá durante a noite, com uma cerimônia que começa com a saída dos seresteiros do Museu da Seresta, cantando pelas ruas a música escolhida. Enquanto a placa é colocada, canta-se novamente a música. Depois os seresteiros entram casa adentro e são recepcionados pelo dono com coquetel e festa.


A Revista Residencial Iguassú recomenda o turismo em Conservatória - Valência - RJ


Turismo Parque Natural Municipal de Nova Iguaçu A rampa voo livre de Nova_Iguaçu está a aproximadamente 780 mts, localizando-se em um dos extremos do PNMNI, próximo ao marco noroeste. O acesso se dá através da Estrada do Tatu-Gamela ou do Itamar como conhecem alguns. Após a UNIG, considere como ponto de referência um posto de_gasolina a esquerda, entre 2 quarteirões até chegar a rua que passa atrás da Fabrica Embelleze. A estrada da rampa é a esquerda, atrás da fábrica. A rampa de_Nova Iguaçu é considerada o segundo melhor ponto do país (e melhor no estado) para a prática desse esporte. Embora nă haja um trabalho consistente de promoção turística por parte do poder público e nem o Voo livre se tenha se tornado um símbolo de Nova_Iguaçu, as qualidades do vôo na Baixada são inegáveis. Para quem se aventurar ir a pé ou de bike a vista panorâmica de Nova Iguaçu, da Serra de Tinguá e da Serra_dos_Órgãos e Baia da_Guanabara (Magé e Guapimi-

rim) nos dias claros vale a pena, além é claro de assistir as decolagens de asa e paraglider da rampa. O nível da caminhada é moderado para difícil por ser muito exposto ao sol, inclinada; exigindo em média 2 horas. Cabe destacar que os roteiros vendidos como Serra do Vulcão ou Vulcão de Nova Iguaçu, por este acesso denotam uma confusão geográfica. “Serra do Vulcão” e “Vulcão de_ Nova Iguaçu”. Esses são duas localidades distintas, sendo afastados de uma distância de 3.7 km. Geralmente, a Serra do Vulcão é conhecida pela rampa de voo livre, situada na proximidade de Cabuçu. A Serra do Vulcão é um nome de fantasia, não havendo relação com as atividades vulcânicas em questão. a suposta cratera do Vulcão de Nova_Iguaçu, localiza-se ao sul, S26°46’25”, W43°28’5”, 240 m de altitude. Fonte: Guia 4 Ventos


Tinguá Tinguá é um dos bairros em que se divide o município de Nova Iguaçu (Rio de Janeiro).1 Teve grande importância durante o século XIX por causa da estação de mesmo nome do bairro fundada em 1883 e desativada em 1964.

Segundo a Lei 2.952, de 17 de dezembro de 1998, o bairro do Tinguá faz parte da Unidade Regional de Governo do Tinguá, que engloba um total de cinco bairros. O Decreto 6.083, de 12 de janeiro de 1999, define os limites de Tinguá: “começa no cruzamento do O bairro tem caráter essencial- Canal Ana Felícia com a Estrada mente rural e conta com diversas Federal de Tinguá. entidades e ONGs ligadas à ecologia e à proteção ambiental devido O limite segue pela Estrada Fedeà existência da Reserva Biológi- ral de Tinguá, avenida Pedro Álvaca Federal do Tinguá, criada pelo res Cabral, antigo leito da estrada Decreto Federal 97.780, de 23 de de ferro - sub-ramal Cava-Tinguá, maio de 1989, que mantém parte rio Iguaçu, canal Paiol, Avenida da Mata Atlântica. A Reserva Bio- Muniz Barreto, avenida Olinda, lógica Federal do Tinguá e o Par- rio Iguaçu, limite legal da Reserque Municipal de Nova Iguaçu (ao va Biológica Federal do Tinguá, sul do município) são as duas Áre- rio Boa Esperança, rio Utum, rio as de Proteção Ambiental de Nova Tinguá e canal Ana Felícia, até o Iguaçu que ocupam 35% da área ponto inicial”. total do município.

Foto: Luana Barbosa


Turismo OS HOTÉIS MAIS CAROS DO MUNDO Conheça cinco locais de beleza estonteante, serviços de luxo e preços nada amigáveis Chegada triunfal de helicóptero, jardim com animais selvagens, quarto “pé na areia” e mar com águas cristalinas. Todos esses luxos e mordomias estão disponíveis em hotéis chiquérrimos, mas, é claro, por um preço alto. O site Luxury Hotels listou os cinco mais caros do mundo. North Island Lodge, Seychelles – 12.718 reais. A pequena e paradisíaca ilha no oceano Índico é ocupada somente pelo exclusivo hotel. São apenas 11 quartos, de frente para a praia, além de área de lazer completa, com spa, piscinas e lojas. Para chegar lá, é preciso voar de helicóptero por 30 km. Um projeto de preservação levou espécies de fauna e flora em extinção para o local, onde são protegidas, em uma espécie de “Arca de Noé” isolada do resto do planeta. Entre as atividades, estão mergulho e simplesmente relaxar nas lindas praias. Há ainda uma praia deserta que pode ser reservada por casais em lua de mel. Laucala, Fiji – 10.970 reais Mais uma ilha maravilhosa, desta vez no oceano Pacífico, é o local do segundo hotel mais caro do mundo. São 25 cabanas com quartos que oferecem privacidade e vista para o mar de águas cristalinas. Cada dormitório é equipado com deque, piscina e hidromassagem. Há várias opções de restaurantes e atividades ao ar livre, inclusive campo de golfe. Os quatro spas têm terapias típicas da região, como ioga.

68


Khwai River Lodge, Botswana – 8.837 reais Leões, guepardos e hipopótamos habitam a reserva Moremi, onde fica o hotel. Perfeito para amantes da natureza, o estabelecimento propicia safáris na África sem abrir mão de conforto e luxo. O spa oferece tratamentos naturais, com vista para a savana. O restaurante, ao ar livre, fica em volta de uma fogueira. Mas para vivenciar o mundo selvagem de perto, o preço é alto. Savute Elephant Camp, Botswana – 8.750 reais Da mesma rede e na mesma região do hotel anterior, este hotel de selva é um pouco mais rústico. Em vez de quartos, ele oferece tendas, em um formato conhecido como glamping, uma mistura de acampamento de glamour. Safáris para ver animais selvagens de perto são, também, a principal atração.

Eagle Island Camp & Spa, Botswana – 8.641 reais Mais um hotel de selva que mistura luxo ao estilo rústico. Localizado em uma ilha cercada por rios, o local é habitado por vários animais selvagens em busca de água. Além dos safáris normais, é possível fazer passeios de canoa. Os quartos são espécies de casas na árvore, suspensas em palafitas. Mas todo o conforto da vida moderna está lá – inclusive ar condicionado.


Curta nossa Página no Facebook e acompanhe novidades sobre: Decorações, Educação e Cultura, Moda, Saúde e muito mais! FACEBOOK.COM/REVISTARESIDENCIALIGUASSU

www.residencialiguacu.com.br contato@residencialiguacu.com.br Tels.: (21) 3844-7858 \ 3844-2266

70


!

n

cia

iê er

s

25

o n a

de

p ex

Plenart

Construções & Reformas Residencial, predial e comercial

96407-3298 \ 96890-6501 plenartconstrucao@hotmail.com

“Um toque de arte para o projeto dos seus sonhos...”


www.residencialiguacu.com.br

facebook.com/revistaresidencialiguassu (21) 3844-2266 \ 3844-7858

72

Barbosa e Silva Publicidade Ltda-ME CNJ: 18.727.497\0001-0 Insc. Estadual 86.557.924


Residencial Iguassu