Issuu on Google+

ERES

TURISMO

MÉXICO CULTURA

Venham conhecer as maravilhas que o México tem a lhe oferecer •Conheça a Profecia dos Maias

ESPORTE

•EDUCAÇÃO

•Celebração do dia dos Mortos

•Responsabilidade Social

EDITORA MAIA

Edição Limitada

GASTRONOMIA


3

4

A Origem

5

Pontos turísticos

7

Dicas de viagens

8 9

Lendas

Gastronomia

12

13 17 18 21

Educação

Política Dias dos Mortos

A Profecia dos Maias

19

Responsabilidade Social

Comentários pessoais


Editorial “Com este trabalho podemos observar as maravilhas do México, como a sua gastronomia, sua história, sua política, sua educação, suas tradições entre outros. Podemos observar também que em comparação com o Brasil o povo mexicano convive com suas tradições indígenas e com as trazidas pelos espanhóis (já incorporadas à cultura mexicana, mas claramente distintas) em qualquer região do país seja ela urbana ou as mais afastadas ao norte ou sul do país. Não é comum no Brasil, por exemplo, ver índios usando o telefone público em um centro urbano, mas não é fácil identificá-los em meio a população urbana como é no México. Bom, leitores, espero que se surpreendam com essa edição que preparamos para vocês.”

Editor chefe Geraldo Biagini Conselho editorial Tamiris Lotte Andrey Henrique Tatiane Veronez Laila Guarnieri Redação Elaila Joane Daiane de Moraes Criação Renata Aparecida Revisão Heloiza Pavan Estefani Fernanda Fernanda Oliveira

3


ORIGEM DO MÉXICO A origem

O México foi palco de algumas das civilizações mais antigas e desenvolvidas. Povos caçadores habitaram a área por volta de 21000 a.C. A primeira civilização meso-americana importante foi a dos olmecas. Constituíam uma sociedade muito eficiente, bem organizada e governada por uma hierarquia religiosa. Não há clareza sobre o que provocou o seu desaparecimento em aproximadamente 400 a.C, mas a influencia que este povo exerceu sobre as civilizações seguintes em questões como religião, arquitetura e arte são claramente evidentes, o que torna os Olmecas a mãe das culturas meso-americanas.

Estefani Fernanda “A origem do México é bastante interessante, alias quando se fala do México tudo se torna muito interessante, foi maravilhoso estar em contato com essa nova cultura”

No decorrer da história, sugiram diversas civilizações chamadas de pré-colombianas, das quais podemos citar: os maias, os toltecas, os teotihuan, os zapotecas e os mexicas (também conhecidos como astecas). Dentre essas, a maior e mais desenvolvida foi a civilização Asteca. Segundo a lenda, o povo Asteca, até então nômade, vagava em busca da terra ideal para erguer um grande império aguardando o sinal do deus Huitzilopochtli, deus da guerra: uma águia pousada em um cacto devorando uma serpente. O sinal foi visto no lago Texcoco, onde se situaram e fundaram em 1325 d.C. a cidade sagrada de Tenochtitlán, onde hoje é a Cidade do México.

4


ORIGEM DO MÉXICO A Nova Espanha

Em 1535, anos depois da queda da capital asteca, a forma de governo do que se chamou vice-reinado da Nova Espanha foi instituída com a designação do primeiro vice-rei espanhol, Antonio de Mendoza. Durante a vigência do vice-reinado (1535 a 1821), um total de 61 vicereis governaram a Nova Espanha. Uma série de expedições anexou a seu território os atuais estados do Texas, Novo México, Arizona e Califórnia, nos Estados Unidos. Algumas características particulares do vice-reinado foram a exploração dos indígenas, que embora legalmente fossem livres e pudessem receber salários, eram escravizados; permitir que a Igreja mexicana obtivesse grande poder e enorme riqueza; e propiciar

a existência de classes sociais marcadas por grande desigualdade, reservando para os nascidos na Espanha (chamados pejorativamente de gachupines=fedelho) os cargos coloniais importantes.Desde o começo do sistema era patente a ineficácia e a corrupção na administração colonial. No final do século XVIII, a Espanha realizou reformas administrativas que no entanto não erradicaram os problemas e, no princípio do século XIX, o ressentimento dos criollos (descendentes de espanhóis nascidos na América), as idéias políticas liberais da Revolução Francesa e a ineficácia do governo da Nova Espanha debilitaram gravemente a união entre a colônia e a metrópole .

5


ORIGEM DO MÉXICO A descoberta e conquista espanhola

O

primeiro espanhol a chegar ao território mexicano foi Francisco Hernández de Córdoba, que descobriu os assentamentos maias em Yucatan em 1517. Um ano mais tarde, Juan de Grijalva liderou uma expedição às costas orientais do México. Seus relatos sobre o rico império asteca levaram Diego Velázquez, governador de Cuba, a enviar, em 1519, uma grande força expedicionária sob o comando de Hernán Cortés com 11 navios de guerra, cem marinheiros, 600 soldados, dez canhões e 16 cavalos. Foram recebidos com cordialidade por Montezuma II, Imperador Asteca, pois devido a sua cultura extremamente religiosa, ao ver os espanhóis e sua tez pálida acreditou que eram seres enviados pelo deuses.

Porém, os espanhóis, com suas armas de fogo e cavalos desconhecidos dos nativos, levaram ampla vantagem. Contaram com o apoio de muitos indígenas dominados pelos astecas descontentes com os pagamentos de tributos ao imperador. Em novembro do mesmo ano, a expedição espanhola chegou à cidade de Tenochtitlán. Montezuma II foi preso pelos espanhóis, que o obrigaram a reconhecer o rei espanhol como soberano do México e a mostrar os mapas das terras e os registros dos impostos. Violentas lutas foram travadas entre os espanhóis e os astecas. Cortés ordenou que fosse envenenada a água que servia Tenochtitlán e cercou a cidade para que ninguém saísse e nenhuma ajuda entrasse. Após seis meses de batalhas, sitiada, sem água e sem alimentos, a cidade de Tenochtitlán foi completamente arrasada em 13 de agosto de 1521. 6


PONTOS TURISTICOS Teotihuacán É um sítio arqueológico localizado a 50 km da Cidade do México, e foi declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1987. Teotihuacán significa “A cidade dos Deuses”, ou “Onde os homens se tornam Deuses”.

A Pirâmide do Sol

Centro Histórico A Plaza de la Constituición, ou Zócalo, o centro histórico e marco Zero da Cidade do México, não é só uma das maiores praças do mundo, mas contém todos os símbolos históricos, políticos e sociais do país. A praça ostenta uma imponente bandeira mexicana no centro e é rodeada pela Catedral Metropolitana, pelo Palácio Nacional, além de outros prédios públicos, restaurantes, lojas e feiras. Ao lado há um templo asteca e as ruas estão repletas de ambulantes vendendo todo tipo de produto típico do folclore mexicano.

É a maior das pirâmides da cidade de Teotihuacán, a segunda maior de todo o México e a terceira maior do mundo. Construída no século II d.C., está no lado leste da Avenida dos Mortos, na metade norte da cidade, que é considerada o centro de Teotihuacán. Ela está voltada para o oeste de modo que no solstício de verão, o sol se põe exatamente na sua frente. Tem 225 metros de lado, 65 metros de altura e é a estrutura mais volumosa da cidade, com 2,5 milhões de toneladas de material.

7


PONTOS TURISTICOS Catedral Metropolitana do México A Catedral Metropolitana do México está situada no centro da Cidade do México, sendo o maior templo católico da metrópole e a maior construção religiosa de toda a América Latina. Ela foi construída sobre os escombros de uma antiga igreja cuja construção havia sido solicitada pelo conquistador Hernán Cortés. A construção da catedral atual durou três séculos e agora abrangem, em um mesmo espaço, vários estilos artísticos e uma impressionante fachada neoclássica. Ao entrar na catedral, você poderá contemplar os seus belos retábulos, datados dos séculos XVI e XVII. A igreja está dedicada à Assunção da Virgem Maria e é utilizada pela Archidiócesis Primada do México. Apesar de sua fama, de seus 55 metros de largura e dos seus 110 metros de comprimento, a catedral está afundando de forma gradual no solo pouco resistente da capital mexicana. Por esse motivo, a edificação está passando por um processo de reabilitação.

Palácio Nacional A sede do governo é o símbolo da dominação do espanhol Hernán Cortés sobre a cidade asteca de Tenochtitlán e seu imperador, Montezuma. Cortés soterrou o palácio de Montezuma e construiu a sua casa em cima, em modelo renascentista. No interior do prédio que abriga o gabinete do presidente estão pintados diversos murais de Diego Rivera, que retratou entre 1929 e 1935 sua visão da história do país. As obras foram feitas após a Revolução Mexicana e os murais mostram uma visão engajada da história, ilustrando um conflito entre “heróis” (povos pré-hispânicos, líderes da independência e revolucionários) e “vilões” (colonizadores, conservadores e capitalistas). Nos fundos do palácio há mais uma representação do país. O jardim tem exemplares de todas as espécies de cacto do México. 8


DICAS DE VIAGEM

Onde e o que comer: Há excelentes restaurantes, tanto na ilha como na cidade. O forte é a excelente comida mexicana (para baiano nenhum botar defeito!) e os frutos do mar. Grande parte dos bons restaurantes está localizada nos próprios hotéis, assim, para você comer bem, não terá provavelmente que sair do hotel. Muitos hotéis servem o jantar Onde ficar Só na ilha há mais de 50 hotéis à escolha. A maioria das grandes cadeias de hotéis está aqui representada. Se você procura águas tranqüilas, os hotéis da parte superior do "7" são os mais recomendados. Se o que você pretende são preços módicos, o ideal é hospedar-se em Ciudad Cancun.

na pérgola da piscina normalmente acompanhado por conjuntos de jazz, de marimbas, de Mariachis ou de "reggae". Não deixe de experimentar guacamole, tacos, burritos, huachinango, achiote, cabrito al horno de leña e por que não, frutos do mar grelhados ou uma excelente paella. Bon apetit!

Como chegar Cancun pode ser alcançada por terra, mar e ar. Há estradas de todos os tipos que estão ligadas a Cancun com Merida, Uxmal, Campeche, Belize e outras. Pelo ar, há vôos regulares saindo de Miami, Cidade do México, Los Angeles, Nova York e outras cidades. Há também vôos saindo do Brasil com excursões. Por mar, há diversos cruzeiros que, além de Cancun, aportam em muitos outros lugares paradisíacos. 9


LENDAS MEXICANAS

A LENDA DOS TERREMOTOS Conta a lenda que há muito tempo havia uma serpente longa, de cores brilhantes. A serpente era de cascavel e tinha algo diferente das outras serpentes: uma cauda de manancial, era uma cauda de água transparente que soava muito. Quando a serpente avançava, percorria a terra e assemelhava um arco-íris brincalhão. Por onde ela passava deixava muitas coisas boas, alegria, água para as árvores, as plantas e quem tivesse sede.

Localização México no Brasil

Cônsul José Gerardo Traslosheros Hernández Rua Holanda, 274, Jardim Europa São Paulo – SP, Brasil CEP 01446-030

Um dia quando os homens batalharam pela primeira vez, a serpente desapareceu e a terra secou-se. E ai quando os homens deixaram de lutar, a serpente apareceu e acabou a estiagem. Tudo foi verde, as árvores tinham flores e frutos e os homens cantavam desde o coração. Mas eles batalharam outra vez e a luta durou muitos anos, então a serpente desapareceu para sempre. Segundo a lenda ela não sumiu, sinão foi morar no fundo da terra e fica lá. Às vezes ela sai, assoma-se e ao mover o corpo trema a terra abre gretas e aparece a cabeça. Mas ela repara que a luta dos homens está a continuar e volta ao fundo, ocasiona terramotos e desaparece . 10


GASTRONOMIA Pimentas Conhecida por muitos condimentos e apimentada a culinária mexicana, também é famosa pela riqueza de sabores e texturas. Uma gastronomia simples e barata faz da comida mexicana uma das mais populares da América do Norte, muito bem aceita pelos brasileiros. O México associou-se a pimenta, sendo a principal característica de sua comida. Até bala e pirulitos pode ser de pimenta. As pimentas mexicanas são intituladas as mais potentes do mundo, por causa de temperatura e solos ideais.

A pimenta poblano vem da cidade de Puebla, no México e é a que mais parece com o tamanho e formatos de um pimentão verde, desidratadas as pimentas poblanos ganham o nome de ancho. A pimenta jalapeño é original da cidade de Xalapas, no México e é a pimenta mexicana mais usada nos Estados Unidos inteiro. E os jalapeños são utilizados em diversas formas: na massa de pães, em molhos & salsas, carnes, recheados com cream cheese e bacon, à milanesa, no pico de gallo, grelhados, além de cortados em rodelas que muita gente gosta de jogar por cima da comida. Ela também é da cidade de Puebla, no México, mas vem da região serrana (por isso o nome), sendo dentre as três a mais ardida. 11


GASTRONOMIA Pimentas

Você já reparou que os pratos mais apimentados são servidos nos lugares mais quentes? No México não poderia ser diferente. Com a possibilidade de

Originária do Mexico, é também conhecida como pimenta-verde, pois geralmente é consumida antes de seus frutos atingirem a maturidade. Sua cor varia do verde-claro ao verdeescuro, mas, depois de maduros, os frutos tornam-se vermelhos, marrons, alaranjados ou amarelos. Tem uma linda aparencia. Quando madura, o fruto parece que está encerado devido a intensa cor brilhante. É excelente em molhos para acompanhar frutos do mar, carnes e aves. De formato alongado, mede de 5 a 10cm de comprimento e 1cm de largura. Sua ardencia é considerada média em torno de 10.000 a 23.000 Scoville. atingir até 50ºC, os mexicanos acreditam que comer muita pimenta equilibra a temperatura do corpo, fazendo com que a pessoa não sinta o efeito das altas temperaturas.

Taco O recheio de um Taco pode ser escolhido a gosto, pode ser de frango ou carne, junto com esses elementos escolhidos também se inclui salada, como cebola e tomate bem picadinhos e alface, mas não pense que acabou, o melhor está por vir, muito queijo é colocado e claro tudo isso bem apimentado. 12


GASTRONOMIA Tortilha Elaboradas a partir do milho as tortilhas são massas preparadas basicamente com água e farinha especial de milho branco (chamada de masa harina). A tortilha também é utilizada como talher, sendo um hábito da antiguidade, pois muitos não tinham condições financeiras para comprar talheres.

Guacamole É uma iguaria típica da culinária mexicana, basicamente é um purê de abacate bem temperado, que funciona como um complemento da salada.

Tequila É uma bebida alcoólica destilada, feita através da destilação e fermentação do sumo de uma planta da América Central, a “Agave Tequilana”. Fortemente aromática, a bebida apresenta diferentes graus de cor, sabor e aroma conforme o tempo de envelhecimento. 13


EDUCAÇÃO Taxa de alfabetização da população total do México (2005 Censos

A educação primária e secundária é gratuita e compulsória, durando 09 anos. Mesmo que diferentes programas de educação bilíngue existam desde a década de 1960 para as comunidades indígenas, depois da reforma constitucional no final da década de 1990 esses programas receberam um novo incentivo, e textos e livros gratuitos são produzidos em mais de uma dúzia de línguas indígenas. Na década de 1970, O México estabeleceu um sistema de ensino a distância através de comunicações de satélite para atingir

pequenas comunidades rurais e indígenas inacessíveis por outros meios. Escolas que usam esse sistema são conhecidas no México como tele secundárias. O ensino a distância da educação secundária no México também é transmitido para alguns países da América Central e para a Colômbia, e é usado em algumas regiões do sul dos Estados Unidos como um método de educação bilíngue. Há aproximadamente 30000 tele secundária e aproximadamente um milhão de estudantes de tele secundária no país.

População total: México: 86,1% Brasil: 88,6% Definição: Este gráfico define a taxa de alfabetização população total do México com relação ao Brasil. Todas as taxas são baseadas na definição mais comum - a capacidade de ler e escrever em uma determinada idade. Baixos níveis de alfabetização e educação em geral, pode impedir o desenvolvimento econômico de um país, especialmente em um mundo em rápida transformação impulsionada pela tecnologia. 14


POLÍTICA As Eleições no México ocorrem a cada três anos. O mandato dos governadores, senadores e do Presidente dura seis anos, o chamado "sexênio"; já o cargo de deputado, três anos. Sistema eleitoral Executivo O Presidente é eleito para exercer um mandato de seis anos, sem uma reeleição consecutiva. Cada um dos 31 estados do México elegem um governador que, assim como o Presidente, exercem mandato de seis anos. O Distrito Federal elege um representante, o "Chefe de Governo", cuja autoridade se estende sobre as delegações do Distrito Federal - como um prefeito. Legislativo O Congresso da União é composto pelo Senado e Câmara de Deputados, respectivamente as câmaras alta e baixa do sistema bicameral. A Câmara possui 500 membros: 300 são eleitos por voto distrital e os 200 restantes, por representação proporcional em 5 estados da União. Em 1996, ficou estabelecido que um partido não pode ter mais de 8% de seus parlamentares eleitos por representação proporcional. O Senado possui 128 membros, eleitos para exercer o "sexênio", dos quais 96 são eleitos em voto distrital, correspondente aos 31 estados e ao Distrito Federal. Os 32 restantes são eleitos por representação proporcional a nível nacional.

Poder Executivo do México O Presidente da República Federal é eleito por sufrágio universal, directo, para um mandato de seis anos. A Constituição proíbe a reeleição do mesmo. O Presidente é o Chefe Supremo das Forças Armadas. Este pode declarar guerra a outros países, mas para faze-lo necessita da autorização do Congresso da União. O Presidente dirige as relações com os outros países. O Presidente nomeia os seus colaboradores mais directos, que respondem pelo nome de Secretários de Estado. Cada um tem a seu cargo uma Secretaria que se encarrega de uma área de Governação. 15


POLÍTICA Independência: Desde o dia 16 de Setembro de 1810, libertando-se da conquista, ocupação e colonização de Espanha. (CIA Fackbook de 2001). Nome oficial: Estados Unidos Mexicanos (CIA Fackbook de 2001). Capital: Cidade do México. Constituição: De 5 de Fevereiro de 1917.(CIA Fackbook de 2001). Caracterização generalista do sistema legal: É uma mescla da teoria constitucional americana e do sistema do direito civil; aceita a jurisdição do ICJ com reservas. Divisões administrativas: 31 Estados e 1 Distrito Federal; Aguascalientes, Baja California, Baja

California Sur, Campeche, Chiapas, Chihuahua, Coahuila de Zaragoza, Colima, Distrito Federal*, Durango, Guanajuato, Guerrero, Hidalgo, Jalisco, Mexico, Michoacan de Ocampo, Morelos, Nayarit, Nuevo Leon, Oaxaca, Puebla, Queretaro de Arteaga, Quintana Roo, San Luis Potosi, Sinaloa, Sonora, Tabasco, Tamaulipas, Tlaxcala, Veracruz-Llave, Yucatan, Zacatecas. Feriado nacional: 16 de Setembro Dia da Independência. Tipo de governo: República Federal. Sufrágio: A partir dos 18 anos, universal e obrigatório.

Eleições no México 16


ESPORTES Copa do mundo de Futebol Os jogos na Cidade do México foram alvos de muita controvérsia e dizeres ate os tempos atuais. Neste evento ocorreram mais de 60 recordes mundiais e mais de 300 recordes olímpicos numa única edição o feito mais notório e do americano Bob Beamon atleta do salto em distancia ele conseguiu o feito de saltar na marca de 8,90 metros de distancia foi um feito notório para a época porque os atleta evoluíam de 6 em 6 centímetros por evento ele saltou mais 55 centímetros do antigo recorde, este só foi quebrado em 1995. O Brasil teve o gosto de subir três vezes ao pódio com uma medalha de prata e duas de bronze.

O futebol no México começou a ser profissional em 1900, o primeiro time profissional mexicano foi o Pachuca CF e hoje o mais popular time mexicano é o Chivas de Guadalaraja segundo pesquisa realizada com torcedores o Chivas é o segundo time com maior numero de torcedores no Mundo só atrás do Flamengo e na frente do Corinthians. O sistema de torneio no México é de pontos corridos mas diferente do Brasil o torneio é dividido em Abertura no segundo Semestre do Ano e Clausura no Primeiro Semestre do ano seguinte O México sediou dois mundiais de futebol e com Duas equipes Sulamericanas conquistando as taças, o Brasil de 1970 (Brasil de Pele e companhia levando a taça Julis remit) e a Argentina de 1986 (A Argentina de Maradona Levando o seu segundo titulo da FIFA). 17


ESPORTES Jogos pana-mericanos. O México começou a receber grandes evento quando sediou os segundo jogos desportivos pan-americanos em 1955 na cidade do México nesta edição o México ficou em quinto lugar no quadro de medalhas e a partir também desta edição os Estados Unidos começaram a supremacia nas Américas, e mais recente evento foram os jogos em 2011 na cidade de Guadalaraja onde o México ficou com o quarto lugar no quadro de medalha e o Brasil assumiu como terceira potência nas Américas.

Esporte tradicional no México No México também ocorrem muitos esporte tradicionais como a mais conhecida a lucha Libre (Luta Livre em Português) é um termo usado no México e em outras áreas em que a língua espanhola a onde é falada, para se referir a uma forma de wrestling profissional, envolvendo várias técnicas e movimentos, Um ponto de destaque da lucha libre são as máscaras, em geral coloridas.

“O esporte no México não poderia faltar nesta revista, é realmente uma peça fundamental que faz parte desta historia.”

Andrey Henrique

18


Dia dos Mortos No México, o Dia dos Mortos é uma celebração de origem indígena, que honra os defuntos no dia 2 de novembro. Começa no dia 31 de outubro e coincide com as tradições católicas do Dia dos Fiéis Defuntos e o Dia de Todos os Santos. Além do México, também é celebrada em outros países da América Central e em algumas regiões dos Estados Unidos, onde a população mexicana é grande. A UNESCO declarou-a como Patrimônio da Humanidade. As origens da celebração no México são anteriores à chegada dos espanhóis. Há relatos que os astecas, maias, purépechas, náu atles e totonacas praticavam este culto. Os rituais que celebram a vida dos ancestrais se realizavam nestas civilizações pelo menos há três mil anos. Na era pré-hispânica era comum a prática de conservar os crânios como troféus, e mostrálos durante os rituais que celebravam a morte e o renascimento. O festival que se tornou o Dia dos Mortos era comemorado no nono mês do calendário solar asteca, por volta do início de agosto, e era celebrado por um mês completo. As festividades eram presididas pela deusa Mictecacíhuatl, conhecida como a "Dama da Morte" (do espanhol: Dama de la Muerte) -

atualmente relacionada à La Catrina, personagem de José Guadalupe Posada e esposa de Mictlantecuhtli, senhor do reino dos mortos. As festividades eram dedicadas às crianças e aos parentes falecidos. É uma das festas mexicanas mais animadas, pois, segundo dizem, os mortos vêm visitar seus parentes. Ela é festejada com comida, bolos, festa, música e doces preferidos dos mortos, os preferidos das crianças são as caveirinhas de açúcar.

É uma das figuras mais populares da Festa do dia dos mortos no México.

19


O mundo acaba em 2012 A PROFECIA DOS MAIAS

O

calendário maia acaba em 2012 e uma estranha série de eventos terríveis (colisão de meteoros e planetas com a Terra, previsões de muitos ‘paranormais’ sobre o fim do mundo em 2012 e problemas de conservação do nosso planeta como o efeito estufa) parecem estar convergindo para nos falar sobre a destruição da humanidade naquele ano. Recentemente nós reportamos que um ciclo solar que terá seu pico em 2012 trarátempestades solares que podem deixar boa parte da humanidade na escuridão por meses antes que os reparos sejam efetuados. Durante este período o caos irá se instaurar em várias partes do mundo.

Nosso planeta também parece estar sofrendo alguns os sintomas da nossa ocupação. ‘infecção’.

Meteoros gigantescos já caíram na Terra causando muita destruição e isto pode ocorrer novamente. Coincidentemente o calendário maia que era usado no topo daquela civilização também acaba em 2012. Seria esta uma profecia maia? Coincidência mesmo? A profecia maia já tomou uma grande proporção na internet pelo mundo todo com milhões de adeptos acreditando firmemente que o mundo vai acabar em 2012. A profecia maia está vendendo muitos livros e rendendo muitas palestras, documentários e DVDs pelo globo. Há uma infinidade de teorias diferentes. 20


RESPONSABILIDADE SOCIAL Ferramentas Para o Futuro. Abordaremos a área empresarial como ponto principal do nosso artigo de responsabilidade social. Podemos observar que o mundo está cada vez mais globalizado e esta é, uma realidade nas empresas que estão apostando de modo mais intenso nas ferramentas de gestão, tanto nas tecnologias de informações quanto na implantação de modernos processos administrativos, visando uma estrutura mais ampla e diversificada para enfrentar os crescentes desafios do mercado atual aliados às constantes instabilidades do mercado. As ferramentas de gestão estrategicamente elaboradas são sempre utilizadas quando as ações a respostas de concorrentes podem afetar seriamente o resultado desejado do negócio. A importância do desenvolvimento dessas ferramentas serve para aumentar a produtividade e contribui com a competitividade nas empresas. Entendemos que as ferramentas de gestão envolvem o desenvolvimento, operacionalização e implementação de planos, ações, táticas, padrões, posicionamento e perspectivas. Ou seja, caminhos seguidos pelas organizações no planejamento, criação, programação, implantação, organização, comando, coordenação e controle da empresa. Sendo que, as empresas que não utilizam essas ferramentas têm a dificuldade em desenvolverem novas estratégias, alcançar objetivos, dentre as quais há falta de

recursos humanos capacitados, há a falta de métodos a serem utilizados e há um alto índice de complexidade das relações em manter-se no mercado. A importância da utilização das ferramentas de gestão nas empresas é desencadear melhorias que busquem a competitividade nas empresas que utilizem as ferramentas e as que atuam sem a utilização adequada e sem planejamento das mesmas. Para estas, a falta de competitividade está relacionada, entre outras causas, à não utilização de ferramentas gerenciais que possibilitem às organizações praticá-las adequadamente no gerenciamento de tecnologias necessárias à atividade fim. E para as que praticam mostrar os benefícios com o uso dessas ferramentas, que fazem com que essas empresas se tornem cada vez mais competitivas no mercado. Como as ferramentas de gestão são inúmeras na área empresarial e também existem várias formas de se administrar citados para melhor entendimento do nosso assunto em foco a Administração Japonesa e algumas de suas ferramentas de gestão utilizadas em indústrias japonesas e até algumas que são utilizadas no Brasil. A pesquisa se justifica pela importância atual das ferramentas de gestão como fator essencial para a sobrevivência e competitividade das empresas, quanto ao mercador competitivo sendo assim um diferencial para as empresas que se utilizam dessas ferramentas.

21


COMENTÁRIOS PESSOAIS. “Em relação ao PROPCCI do segundo semestre achei interessante à proposta passada para nós,pelo fato de ser uma revista eletrônica onde encontramos um novo desafio a frente no trabalho em grupo, sendo um fato relevante o tema ser idêntico ao do primeiro semestre no nosso caso a Cultura do México onde facilitou a direção, organização e pesquisa da equipe já que se baseamos no primeiro trabalho e apenas aprofundamos e expandimos nossas pesquisas para a confecção da revista.

Tamiris Lotte “A proposta do trabalho foi interessante porque nos vemos diante de um desafio, o que nos motivou ainda mais a realizar o trabalho.”

Tatiane Veronez

Heloiza Pavan

“México é um excelente destino turístico, possui uma rica história, ideal para quem tem interesse em tradições, cultura e gastronomia. Existem lugares incríveis como os sítios arqueológicos, museus, teatros, além das belíssimas praias de Cancun”

Fernanda Oliveira

“Foi de uma grande satisfação para nós, adaptar e lapidar mais sobre os nossos conhecimentos e adquirindo novas experiências, para que possamos passar uma ótima mensagem para os leitores, cada pessoa pode argumentar e dar a opinião, mostrando os valores dos temas abordados da revista. Espero que todos os leitores fiquem satisfeitos, assim como foi satisfeito a participação nela e os conhecimentos adquiridos.” 22


Elaila Joane

Daiane Morais

COMENTÁRIOS PESSOAIS

“É sempre gratificante quando chegamos ao final da realização demais um trabalho, aprendemos muito sobre a cultura do México, e o melhor de tudo aprendemos a lidar com o trabalho em grupo. Isso é mais que um experiência, mais sim um grande ensinamento. A aprender é sempre algo a mais para a nossa vida pessoal.”

“ Com essa pesquisa podemos nos interagir muito mais com a cultura e os costumes do México. Aprendemos que tanto o Brasil como o México tem muitas semelhanças, mas também, muitas diferenças. As semelhanças podem ser relacionadas pelos colonizadores europeus . As diferenças ocorrem principalmente na cultura que são bem distintas. Enfim o trabalho foi muito gratificante, pois aprendemos a respeitar as diferenças de outros países e a olhar para o mundo de uma forma diferente.”

Laila Guarnieri

Renata Apª

“Foi gratificante realizar este trabalho, visto que o mesmo contribui muito para a nossa formação acadêmica. Através dele compartilhamos ideias, discutimos conceitos, e ainda estamos em uma caminhada para aprender a trabalhar em grupo. Mesmo com muitas outras atividades, realizamos o nosso trabalho dentro do possível. E no final podemos ver o grande resultado que nos levará, a uma experiência maior para realizar novos outros trabalhos.”

“O projeto de elaborar uma revista eletrônica foi bem interessante e ao mesmo tempo desafiador, pesquisar os assuntos que poderíamos adequar a esse projeto e que fosse interessante ao público foi à parte mais fácil, porém tornar esse projeto realidade e fazer com que a revista fosse criando forma até ser finalizada foi bem difícil e trabalhoso, mas foi mais um desafio ultrapassado.” 23


24


Revista Mexico