Issuu on Google+

O RAPOSINHO ESCOLA BÁSICA DOS 1º, 2º e 3º CICLOS/PE PROFESSOR FRANCISCO MANUEL SANTANA BARRETO - Fajã da Ovelha

Telefone: 291870040 email: eb23pfmsbarreto@madeira-edu.pt Site: escolas.madeira.edu.pt/eb123pepfmsbarreto

11ª Edição

12 de Dezembro de 2008

NESTA EDIÇÃO Escola@Notícias

2

YouClube ArteCool

7 10

Gráphos (Γράφος)

18

LudoTime

20

COLABORADORES Professores: Alexandra Ribeiro Cláudia Magalhães Eduardo Oliveira, Élia Rodrigues, Elisabete Perdigão João Geraldes, Jorge Brandão, José Carvalho, Judite Perestrelo Lurdes Ferro Nélia Sousa Raquel Reis, Renato Azevedo, Ricardo Padrão Teresa Chá-Chá Vânia Moita Alunos: Alexandra Silva, Ana Filipa Alegria, Cláudia Patrícia Daniela Atouguia Filipe Rodrigues, Francisco Ornelas Hugo Figueira Ivone Gouveia Jéssica Calaça, Jéssica Garcês Leandro Luíz Michelle Gouveia Nídia Andrade Rafaela Sá, Ricardo Nóbrega Sofia Francisco Tatiana Correia Tina Jardim Vanda Sardinha, Vanessa Dantas Alunos do 1º, 2º e 3º Ciclo Técnica Profissional de Biblioteca e Documentação: Zélia Gonçalves Clubes: Eco, Europeu, Pequenos Cientistas, Baú de Leitura e Raposinho

EDITORIAL Pois é! O Raposinho volta à nossa comunidade educativa pela décima primeira vez e cheio de novidades! Além de um novo visual e lançamentos mais frequentes, o jornal tem novas secções, como Escola@notícias, YouClube, ArteCool, Γράφος e Ludotime. Depois de um longo primeiro período, teremos o merecido descanso natalício! Será sempre um bom momento para nos lembrarmos da origem etimológica da palavra Natal... Vem de uma língua antiga, o Latim, de natale e significa nascimento. Seria bom que renascêssemos, estudando mais, optimizando-nos. Um bem haja a todos os elementos desta comunidade escolar e votos de sucesso para o que resta do ano lectivo! Professor Eduardo Oliveira


Escolas@Notícias Página 2

O RAPOSINHO

DIA MUNDIAL DA ÁGUA E DIA INTERNACIONAL DAS PESSOAS IDOSAS A turma do Pré-Escolar vem

com água, promovendo, desta forma,

dos

com muito gosto partilhar com toda

o convívio entre diferentes gerações

presentes

a

a

e procurando sensibilizar as crianças

experiências com a água e houve um

comemoração do Dia Mundial da

para a importância da preservação da

grande momento de partilha e

Comunidade

Escolar

Água e o Dia Internacional das

convidados

que

realizaram

estiveram diferentes

também convívio muito salutar para

Pessoas Idosas. Para assinalar

esta

data, convidamos os Avós

para

virem

fazer

água.

experiências

As crianças com o auxílio

as gerações presentes.

DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO A turma do Pré-Escolar vem

Educadora, de uma funcionária do

com muito gosto partilhar com toda

bar dos alunos e do Professor do

a

Ensino

Comunidade

Escolar

a

Especial,

prepararam

as

comemoração do Dia Mundial da

sandes para o lanche da tarde e um batido de banana. Alimentação.

Todas

as

crianças

Para assinalar esta data, as

participaram entusiasticamente nas

crianças de cinco anos realizaram

actividades referidas, que correram

uma

bem. O impacto da surpresa para o

Professora Alexandra Ribeiro

surpresa

culinária

para

o

restante grupo. Com o auxílio da

restante grupo foi grande.

Professora Raquel Reis


Escolas@Notícias 11ªEdição

Página 3

O HASTEAR DA SEGUNDA BANDEIRA VERDE A

Escola

Professor

Vice-presidente

da

Câmara

reporta a bandeira hoje hasteada

Francisco Manuel Santana Barreto –

Municipal da Calheta, o Presidente

(2007/2008), a Escola Professor

Fajã da Ovelha hasteou na manhã de

da Junta de Freguesia da Fajã da

Francisco Barreto foi uma das vinte

31 de Outubro, a sua segunda

Ovelha, o Comandante da Esquadra

do país distinguidas no âmbito do

Bandeira Verde, galardão atribuído

da

concurso Rock in Rio Escola Solar –

pela Associação Bandeira Azul da

personalidades que ao longo do ano

a

Europa (ABAE), no âmbito do

prestaram

nossa

classificada a nível europeu – entre

programa Eco-Escolas.

escola

do

trinta e quatro países – e primeira a

Calheta,

entre

colaboração na

outras

à

implementação

projecto.

única

da

Região;

terceira

nível nacional no concurso "Energia é

Pela

primeira

o

nosso

futuro",

concurso

vez promovido pela associação europeia

implementado neste estabelecimento de no

ano

lectivo

2006/2007,

fabricantes

de

plástico,

a

o PlasticsEurope;

entre

outras

programa Eco-Escolas tem vindo a participações de reconhecido mérito. granjear

popularidade

crescente

entre a comunidade educativa e local, abrangendo alunos, docentes, A cerimónia do hastear da

funcionários,

encarregados

de

Bandeira Verde, galardão atribuído

educação e outros elementos da

pela Associação Bandeira Azul da

comunidade, o que se tem traduzido

Europa (ABAE), contou com a

na

presença

projectos com reconhecimento a

regionais,

de

diversas

entidades

designadamente

o

Director Regional do Ambiente, o

nível

concretização

nacional

e

de

diversos

internacional.

Recorde-se que no ano lectivo a que

Professor Renato Azevedo


Escolas@Notícias Página 4

O RAPOSINHO

ACÇÃO DE ARBORIZAÇÃO LEVOU MAIS DE UMA CE NTENA AO PAÚL SERRA Cerca de uma centena de

principal área de implantação está

arborização não se limita à plantação

alunos e uma dezena de professores

confinada às serras da Madeira, foi

das árvores por si só já que a

da

em 1999 reconhecida pela UNESCO

monitorização do desenvolvimento

património natural da humanidade.

das plantas é outro dos aspectos a ter

Escola

Manuel

Professor Santana

Francisco Barreto

participaram, no dia 5 de Novembro, O planalto do Paúl da Serra, numa acção de arborização das mais precisamente a zona de lazer serras da Madeira promovida pelo dos

Estanquinhos,

foi

o

local

Grupo Disciplinar de Ciências em escolhido para a concretização desta parceria com a Direcção Regional de acção que consistiu da plantação de Florestas (DRF). mais

de

espécies

cinquenta indígenas

árvores da

de

Região

(loureiros, tis, vinháticos, uveiras, urzes,

etc.),

associadas

em conta neste tipo de iniciativa.

às

Deste modo, o regresso aos

explicações dos técnicos da DRF

Estanquinhos está já previsto para

acerca de todo o processo de

Março do próximo ano.

plantação, bem como da origem da Esta escola, recentemente

vegetação

local.

E

porque

a

galardoada com a Bandeira Verde,

satisfação dos alunos foi bem patente

não quis deixar de se associar ao

no decurso desta actividade consta

importante trabalho de recuperação e

que mais uma acção do género está

ordenamento florestal das nossas

já na forja para o próximo período,

serras, reconhecendo também, desta

desta feita destinada a alunos de 2.º

forma, o verdadeiro serviço público

Ciclo.

que vem sendo desenvolvido pela Convém esclarecer porém DRF neste particular. Recorde-se que a realização destas acções de que a floresta Laurissilva, cuja

Professor Renato Azevedo


Escolas@Notícias 11ªEdição

Página 5

VISITA À QUINTA PEDAGÓGICA DOS PRAZERES No dia 5 de Novembro, as

Estes alunos (cerca de 50) espaço, demonstraram um interesse

turmas dos 7º anos de escolaridade

foram

acompanhados

realizaram uma visita de estudo à

professores Alice Carvalho, Eduardo cumprindo-se

Quinta Pedagógica dos Prazeres.

Oliveira,

Élia

pelos renovado pela Quinta Pedagógica,

Rodrigues,

os

objectivos

João estipulados aquando da organização

Geraldes e Nélia Sousa. Esta visita da visita no âmbito da disciplina de pretendeu

sensibilizá-los

para

a Ciências Naturais.

importância da biodiversidade na preservação

dos

ecossistemas. Professora Élia Rodrigues

Apesar de muitos já conhecerem o

HOJE À BOLEIA No

passado

dia

de

Cerca de duas dezenas de

veículo privado, designadamente a

Novembro, decorreu na nossa escola

Eco-agentes (alunos), escalados em

prática do carpooling (partilha de

a terceira edição do dia «Hoje à

diferentes turnos, estiveram desde a

boleias), a bicicleta e as caminhadas

Boleia», uma espécie de dia sem

manhã até ao final do dia a zelar

a pé. No final do dia, um misto de

carros, iniciativa que mais uma vez

pelo cumprimento das regras de

satisfação e cansaço estava bem

pretendeu alertar e sensibilizar para a

estacionamento:

poderiam

patente nos rostos dos docentes

problemática

uso

estacionar no parque anexo à escola

organizadores. É que o número de

excessivo dos transportes e da

os veículos que se apresentassem

carros estacionados este ano foi

necessidade de adopção de hábitos

com a totalidade da sua lotação

cerca de cinquenta por cento inferior

conducentes a uma mobilidade mais

preenchida. Com a realização desta

ao verificado na edição do ano

sustentável.

actividade

passado.

decorrente

10

do

estes

alunos,

supervisionados pelos docentes do

A IV edição poderá mesmo

Grupo Disciplinar de Ciências e

acontecer já este ano, para gáudio de

auxiliados por agentes da Polícia de

todos.

Segurança

Pública,

procuraram

sensibilizar a comunidade escolar para a adopção de alternativas ao

Professor Renato Azevedo


Escolas@Notícias Página 6

O RAPOSINHO

S. MARTINHO intitulada: ―As castanhas‖; os alunos

com grande animação, e comeram

alunos exclamaram no dia 11 de

do

com gosto as castanhas assadas que

Novembro, dia de S. Martinho, na

lengalenga e os do 2º e 3º anos

estavam

nossa escola, ao ouvirem o estalar das

representaram

previamente

castanhas na fogueira do Magusto

Martinho da sua autoria, realizadas

Quentes e boas foi o que os

ano

declamaram

quadras

uma

de

S.

no âmbito da disciplina Biblioteca.

nos

seus

cartuchos,

elaborados

na

disciplina de Expressão Plástica. Em suma, foi uma tarde

No final das apresentações,

muito bem passada pelos alunos

estas crianças cantaram canções de

mais novos da escola, recolheram-

Outono em redor da fogueira, e

se de tradições e viveram-se

pintaram a cara com as farruscas

momentos de pura diversão!

Todos os anos, este dia é comemorado com entusiasmo pelas crianças do 1º Ciclo e Pré – Escolar, que são brindados com o Verão de S. Martinho. Neste ano em particular, além das habituais castanhas assadas, os discentes apresentaram actividades associadas à temática. Assim, os alunos do Pré-Escolar partilharam com os restantes colegas uma canção,

Professora Cláudia Magalhães


Escolas@Notícias 11ªEdição

Página 7

REDE NATURA 2000, CONHECER PARA PROTEGER No dia 12 de Novembro,

tiveram oportunidade de conhecer o

as dezasseis zonas de protecção

decorreu uma palestra, subordinada ao

real significado da designação ―Rede

especial constam, por exemplo, as

tema ―Rede Natura 2000‖, nossa

Natura 2000‖, uma rede ecológica

reservas naturais do Garajau, da

escola, ministrada por técnicos do

cujo objectivo principal visa a

Rocha do Navio, das Ilhas Desertas

Parque Natural da Madeira.

conservação

ou das Ilhas Selvagens, todas

da

diversidade

biológica e ecológica dos Estados

autênticos

santuários

Membros da Comunidade Europeia,

biodiversidade

atendendo às exigências económicas,

florística únicos a nível mundial.

sociais e culturais das diferentes

Recorde-se que a Madeira constitui

regiões que a constituem.

a maior zona de implementação da

faunística

de e

Porque na Madeira existem

floresta laurissilva, decretada pela

dezasseis áreas pertencentes à ―Rede

UNESCO património mundial da

Natura

ocupam

humanidade. De referir que esta

responsáveis pelo Clube Eco, esta

praticamente 80% do território do

acção será complementada com

acção teve como objectivo principal

arquipélago, a nossa Região assume

uma exposição sobre o tema,

sensibilizar os participantes para o

papel relevante neste instrumento de

mostra

tema da biodiversidade, com enfoque

conservação da Natureza, razão mais

comunidade

particular na problemática da sua

do que suficiente para a existência de

próxima segunda-feira e até sexta-

conservação. Sob a égide do lema

um

feira na sala de sessões.

―Conhecer para Proteger‖, os cerca de

diferentes áreas protegidas e da sua

trinta alunos e docentes participantes

importância no todo europeu. Entre

Promovida

pelos

docentes

2000‖,

maior

que

conhecimento

das

que

estará

patente

à

escolar

desde

a

EDUCAÇÃO FÍSICA NA NOSSA ESCOLA Com o 1º período quase a chegar ao fim, o gr u p o d e Educação Física decidiu relembrar algumas das suas actividades mais apreciadas pelos alunos desta escola. Assim, no início do mês de Novembro, deu-se início ao torneio Interturmas. A final deste torneio está marcada para o dia 10 de Dezembro. O entusiasmo e a luta

pela vitória têm sido a nota dominante. Todas as equipas inscritas estão a dignificar a sua turma, demonstrando sempre uma atitude de fair play. Na última semana de aulas, o grupo irá realizar o Corta-Mato Escolar. Neste momento, as inscrições continuam abertas a todos os alunos da escola. Para este ano, o grupo promete novidades quanto ao seu percurso. Relativamente a prémios, os

alunos e as equipas que se distinguirem serão premiados. Para finalizar, no último dia de aulas, está agendado um jogo de Futebol entre Professores e Alunos. Será que este ano os alunos voltam a ganhar? Está lançado o desafio…

Professor José Carvalho


Escolas@Notícias Página 8

O RAPOSINHO

VISITA DE ESTUDO À SOCIEDADE PROTECTORA DOS ANIMAIS DOMÉSTICOS (SPAD) A turma do Pré-Escolar

proporcionar

a

vivência

de instituição nesse dia.

vem com muito gosto partilhar

experiências significativas e conhecer

com toda a Comunidade Escolar a

especificamente as características dos

sua visita de estudo à Sociedade

animais aí existentes.

Protectora

dos

Animais

A visita decorreu conforme o

Domésticos (SPAD) que decorreu

previsto, com a participação efusiva

no dia 19 de Novembro de 2008.

dos

O âmbito desta visita foi a área do Conhecimento do Mundo – procurando alargar conhecimentos relativamente

aos

animais

domésticos. Com

alunos,

e

a

simpatia

e

prestabilidade dos funcionários da instituição.

As

crianças

estiveram

à

vontade para fazer as perguntas que

As crianças, para além de quiseram ao veterinário e apreciaram conhecerem as

instalações

e

os muito o decorrer de toda a visita.

animais nelas existentes, no final da a

sua

realização

visita, tiveram a oportunidade de

procuramos sensibilizar as crianças

assistir a uma consulta de uma

para a protecção dos animais,

cadelinha que tinha sido recebida na

Professora Alexandra Ribeiro Professora Raquel Reis

PROJECTOS DO PRÉ-ESCOLAR A turma do Pré-Escolar

Lume‖, ―As Bandeiras da Europa‖.

Alguns destes projectos após

vem com muito gosto partilhar

Os dois últimos projectos estão a a sua realização foram apresentados

com toda a Comunidade Escolar a

decorrer.

realização de alguns Projectos

No seu desenvolvimento, as foi muito enriquecedora para ambos crianças dizem o que pensam saber os sectores.

realizados

no

período

e

aos alunos do 1º Ciclo. Esta partilha

sugeridos pelas próprias crianças

sobre o assunto, o que querem saber

da sala. Estes foram os seguintes:

sobre o mesmo, onde vão procurar

―Os Planetas‖; ―As Abelhas‖, ―Os

informação

Periquitos‖; ―As Castanhas‖; ―O

pretendem fazer.

e

que

produções

Professora Alexandra Ribeiro Professora Raquel Reis


Escolas@Notícias 11ªEdição

Página 9

EDUCAÇÃO FÍSICA FORA DA ESCOLA – DESPORTO ESCOLAR No dia 29 de Novembro,

acima de tudo, mostraram que têm continuam e os alunos já aguardam

teve lugar a primeira concentração

pela próxima jornada, para mostrarem

de Desporto Escolar.

que estão prontos para a luta.

fair play, travando até amizades com alunos de outras escolas. Todos os alunos e docentes envolvidos estão de parabéns pelos As modalidades envolvidas

resultados obtidos e, essencialmente,

foram o Futsal Masculino e

pelo esforço que demonstraram em

Feminino, o Andebol e o Ténis de

prestigiar a escola.

Mesa. Todos os alunos e equipas

Já está marcada para o

envolvidas dignificaram a nossa

próximo dia 13 de Dezembro a

escola, vencendo alguns jogos e,

segunda concentração. Os treinos

Professor José Carvalho

Resultados da 1ª concentração no dia 29 de Novembro de 2008: Futsal Feminino

Futsal Masculino

Andebol

Ténis de Mesa

9 - F. Ovelha – Calheta - 2

3 - F. Ovelha – Imaculado Coração de Maria - 1

4 - F. Ovelha – Estreito B - 3

2 - F. Ovelha – P. Sol - 2

10 - F. Ovelha – P. Sol - 1

7 - F. Ovelha – Básica Funchal - 11

6 - F. Ovelha – Caniço - 8

1º Lugar: Daniela Atouguia, 7ºC 6º Lugar: João Fernando, 9ºB 7º Lugar: Luís Diogo, 7ºB 9º Lugar: Alberto, 9ºB 23º Lugar: João Pedro, 7ºC


Escolas@Notícias Página 10

O RAPOSINHO

PONTUAÇÃO DO TRIATLO DA MATEMÁTICA — 1ª ELIMINATÓRIA Aqui estão os resultados da

primeira etapa do Triatlo da Matemática. Nada está decidido, pois faltam duas provas (Equamat dia 04 de Março de 2009 e Moinho dia 15 de Maio de 2009), valendo cada uma vinte pontos. O grupo de Matemática está

satisfeito pela boa adesão por parte dos alunos dos segundo e terceiro ciclos neste concurso interno. Estas iniciativas bem como o Atelier de Matemática são uma forma de todos podermos fazer e gostar de Matemática e não Guerra, em Inglês (nível menos cinco): « MAKE AND LOVE MATHEMATICS NOT

Pontuação do Triatlo da Matemática

nome

turma

1ªprova

total

Magno Jéssica Daniela António Carina Andreia Mário João José P Francisco José F Alexandre

7ºA 7ºA 7ºA 7ºB 7ºB 7ºB 7ºB 7ºB 7ºB 7ºB 7ºC

2 6 9 6 8 16 8 10 8 8 8

2 6 9 6 8 16 8 10 8 8 8

6.º A

10

10

Carla

6.º A

14

14

Edgar

6.º A

8

8

Fábio

6.º A

10

10

Hugo

6.º A

2

2

Moisés

6.º A

5

5

Rodney

6.º A 9º B 9º B 9º B 9º B 9º B 9º B 9º B 9º B

8 18 12 4 12 10 18 10 10 12

Cátia

6ºB 6ºB

Cláudio

6ºB

8

Diogo

6ºB

6

José Armando

6ºB

12

Liliana

6ºB

8

Patrícia Tânia

6ºB

12 10

8 18 12 4 12 10 18 10 10 12 6 8 6 12 8 12

Ana Nunes Filipe Rodrigues Jéssica Jardim José Lourenço Miguel Leça Sílvia Páscoa Vanda Sardinha André Castro André

6ºB

6

10

WAR». O grupo de Matemática deseja a todos um feliz ano lectivo informando também que no dia 29 de Janeiro se realizará o CASINO DA MATEMÁTICA, onde todos os alunos terão oportunidade de contactar com diversos jogos.

Agostinho Alexandre Francisco Gabriel Johnny José silva Flávio Lilia Luísa Ricardo Carolina José Firmo

6ºC 6ºC 6ºC 6ºC 6ºC 6ºC 6ºC 6ºC 6ºC 6ºC 5ºA 5ºA

10 8 14 6 8 6 6 6 6 8 6.25 6.5

10 8 14 6 8 6 6 6 6 8 6.25 6.5

Laura Manuel João Pedro Édi Tatiana

5ºA 5ºA 5ºA 5ºA

8.25 8.75 4.5 2.75

8.25 8.75 4.5 2.75

Amâncio Diogo João Guilherme José Carlos Miguel Nélio Alexis Alfredo Anthony Bárbara Cláudio Duarte Fábio João Pedro José Dinarte José Renato Nelson Paula Roberto Joel da Silva Jonny Ladeira Tânia Jardim Hugo Figueira Jonas Ferreira Manuel Ribeiro Ricardo Sardinha

5ºB 5ºB 5ºB 5ºB 5ºB 5ºB 5ºC 5ºC 5ºC 5ºC 5ºC 5ºC 5ºC 5ºC 5ºC 5ºC 5ºC 5ºC 5ºC 8º A 8º A 8º A 8º B 8º B 8º B 8º B

7 7.5 3.5 3.95 5 4.75 6.25 4 5.25 8.25 2.25 7.25 7 5.25 5 6 8 6.9 4.75 16 12 14 16 6 6 14

7 7.5 3.5 3.95 5 4.75 6.25 4 5.25 8.25 2.25 7.25 7 5.25 5 6 8 6.9 4.75 16 12 14 16 6 6 14


YouClube 11ªEdição

Página 11

DIA INTERNACIONAL DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES No dia 27 de Outubro de opinião

sobre

este

espaço

marcadores de livros, com frases

2008, comemorou-se na nossa escola privilegiado e dar sugestões para

alusivas

o Dia Internacional das Bibliotecas que este se torne um local mais

permitiram

Escolares, organizado pelas docentes aprazível.

Internacional.

dinamizadoras do Baú da Leitura e

à

Biblioteca assinalar

e

que

este

Dia

No turno da tarde, para os

Este dia comemorativo teve

contando com a participação dos alunos do Pré–Escolar, 1º e 3º Ciclo

como intuito promover a Biblioteca

alunos do Pré-Escolar, 1º

como

e 3º realizou-se a Hora do Conto. Foi

Ciclos.

local

para

aceder

ao

lido o conto ―O Ratinho e a água‖,

conhecimento e

seguido de actividades inerentes a

alertando a comunidade escolar que a

esta história. Posteriormente, os

biblioteca

alunos do 4º ano procederam à

fundamentais

apresentação de uma história em

sucedidos

à informação,

proporciona para

na

ideias

sermos

sociedade

bem actual.

power point, intitulada “O peixe encantado‖, finalizando a mesma com uma canção sobre a história. Para concluir as actividades, os alunos do 1º ano, apresentaram lengalengas. Ao

longo

deste

dia pela

Foram

comunidade

distribuídos escolar

comemorativo, muitas foram as

Simultaneamente, tentámos promover

actividades

a biblioteca

nomeadamente

desenvolvidas, a

elaboração

de

mensagens no Livro de Honra e a

desenvolve

como um local que competências

para

a

aprendizagem ao longo da vida.

assinatura do mesmo. Desta forma, a comunidade

escolar

teve

a

oportunidade de escrever a sua

Professora Cláudia Magalhães


YouClube Página 12

O RAPOSINHO

VISITA DE ESTUDO AO MADEIRA MAGIC - EXPOSIÇÃO DE ― LEONARDO DA VINCI – O GÉNIO‖ No dia 4 de Novembro, fizemos uma visita de estudo ao Madeira Magic para visitarmos a exposição de ― Leonardo Da Vinci –

O Génio‖. Logo que chegamos, fomos divididos em dois grupos: o primeiro grupo foi ver um filme sobre a vida de Leonardo Da Vinci e outro grupo foi visitar a exposição

dos trabalhos de Leonardo da Vinci. Com o filme, ficamos a saber que Leonardo da Vinci nasceu em Itália em Abril de 1452. Leonardo da Vinci tinha muitas profissões, como por exemplo, cientista, arquitecto, engenheiro, mas a sua principal profissão foi a de pintor. Leonardo da Vinci escrevia nos ―códices‖ (cadernos), da direita para a esquerda, e alguns textos em latim.

Para pintar, Leonardo da Vinci, apreciava e observava muito os movimentos e as características humanas e ambientais. Inventou muitas armas de guerra, pontes de fácil construção e destruição, materiais que utilizamos hoje em dia, como por exemplo, o carro e a bicicleta. Por vezes, pintava quadros lindíssimos e quando alguém queria comprá-los dizia sempre que não estavam terminados. As suas duas pinturas mais famosas são o fresco ―A Última Ceia‖ e o quadro ―Mona Lisa‖. Um dos seus grandes sonhos era voar. Por isso, Leonardo da Vinci perdia muito tempo estudando e observando cada movimento das aves a fim de descobrir o seu segredo. Através deste estudo, criou e inventou muitas máquinas e muitos materiais relacionados com o voo, como por exemplo, a asa delta e o pára-quedas. À entrada para a exposição foi-nos entregue espelhos para podermos ler as frases que Leonardo da Vinci escreveu da direita para a esquerda – estavam escritas em

inglês, latim e português. Foi muito engraçado conseguirmos ler as frases …. Na exposição é possível ver: - uma flauta dupla; - um projecto de cidade, com todos os cuidados necessários em cima os ricos, em baixo as classes trabalhadoras e no fundo os esgotos; - o retroprojector que era utilizado nos teatros; - o submarino, que servia para atacar os inimigos; - o fato de mergulho; - a asa delta e outros ―instrumentos‖ construídos para voar. Alguns destes instrumentos estavam

em tamanho real e outros não, como é o caso da arma de fogo multidirectional. E por fim os seus quadros. Leonardo Da Vinci foi fundador de técnicas e teorias de valor histórico e contemporâneo. As suas obras, ainda hoje, são tão reveladoras como enigmáticas. Achamos que Leonardo Da Vinci foi importante para a História, e que, como ele não há mais. Um BEM Leonardo Da Vinci!

HAJA

para


YouClube 11ªEdição

Página 13

CLUBE DOS ―PEQUENOS CIENTISTAS‖ O Clube dos Pequenos Cientistas

apresenta -se

à

Comunidade Escolar com um grande

Assim, através da manipulação e

curioso e desperta para a área de

observação,

Físico-Química.

Procura

mais

informações

junto

dos

conseguem

obter

respostas às suas dúvidas.

número de alunos do 1º e 2º Ciclos.

O Clube funciona à terça

coordenadores do clube são os

O Clube que tem como objectivo

feira, das 16h 45m às 17h 45m na

docentes Zelinda Abreu, Teresa Chá

realizar experiências, permitindo,

sala 208.

-Chá, Jorge Brandão e Rui Amaral.

assim, a observação de fenómenos e ocorrências que são fruto da

Aparece e junta-te a nós á procura de saber sempre mais. Sê

imaginação destas faixas etárias.

Alguns dos momentos muito bem passados com os ―Pequenos Cientistas‖, na realização de Actividades Experimentais.

Professor Jorge Brandão


ArteCool Página 14

O RAPOSINHO

CENTRO DAS ARTES - CASA DAS MUDAS Agora, o Centro das Artes - Outubro, às 19 horas. A exposição vez mais o espaço de intervenção da Casa das Mudas prepara-se para constou de 25 fotografias e esteve marca ―Mudas Jazz Sessions‖, como acolher uma exposição fotográfica patente até 4 de Dezembro. "Todas esta exposição", acrescentou. da autoria do artista Renato Nunes, as fotografias foram tiradas nos

De referir que Renato Nunes

cujas obras captaram e exibem agora concertos realizados no Centro das tem estado presente, como fotógrafo, momentos ímpares dos espectáculos Artes", começou por explicar Marco em eventos, tais como a Festa do Jazz, realizados no contexto do ―Mudas Chaves, programador cultural da Xôpana Jazz, Funchal Jazz, entre Jazz Sessions‖.

área de espectáculos daquele espaço outros.

A mostra de Renato Nunes, cultural. "Saliento a vontade do intitulada

―Jazz

in

Black‖,

Tatiana Correia, 5ºA

foi Centro das Artes em não se restringir In: http://www.centrodasartes.com/

inaugurada oficialmente no dia 3 de aos concertos e tentar alargar cada

Galeria_-_Casa_das_Mudas

IV FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DO FUNCHAL Aí

está

o

Festival Veles"

Internacional de Cinema do Funchal! Lika" Era grande a expectativa em receber Láctea"

(Macedónia), (Croácia),

"Kino Botelho, filmada em 2008 no norte do "A

(Brasil),

Via país e na Madeira. "Die

Com o objectivo de promover se Eisbombe" (Alemanha), "Of Parents e incentivar criadores na Madeira englobava nos festejos dos 500 anos and Children" (República Checa), aconteceram duas "premiéres", uma uma

edição

de

festa

que

"Estômago" (co-produção brasileira competitiva, à qual concorreram oito Esta iniciativa, que tem e italiana), "Lonely Tunes of curta-metragens, e outra incluindo a vindo a ser um sucesso, decorreu de Tehran" (Irão) e "For My apresentação de dois documentários (Israel), que foram feitos na região. 7 a 15 de Novembro no Teatro Father" da cidade do Funchal.

Municipal Baltazar Dias, trazendo à galardoados como Melhores Filme, Madeira a actriz italiana Claudia Actor e Actriz, Realizador, prémio

com o público, aconteceu, ainda, o

Cardinale, que recebeu o "Prémio especial do público e do júri.

primeiro Festival de Microfilmes, no

Numa aposta de interacção

Carreira".

O programa de nove dias âmbito do qual a população em geral A Plano XXI, coordenada integrou conferências, apresentações pôde participar com registos de por Henrique Teixeira e que e debates, dividindo-se em várias pequenos apontamentos em telemóvel, organiza o Festival, colocou este ano secções, sendo que foi apresentada sendo que quinze trabalhos foram de "A Corte do Norte", baseada na obra projectados a 12 de Novembro. películas: "Tricks" e "Strawberry de Agustina Bessa-Luís, numa anteIn: http://www.funchal500anos.com Wine" (Polónia), "I am from Titov estreia da obra do realizador João em

concurso

uma

dezena


ArteCool 11ªEdição

Página 15

CONCURSO INTERNACIONAL DE DESENHO: ―PAINT FOR THE PLANET‖ A

United

Nations

O concurso pretende que, aguarelas, etc.), mas o formato dos

Environment Programme e a Bayer através de desenhos e pinturas, os trabalhos terá de ser ou A3 ou A4. A promovem a 18ª edição do Concurso participantes possam expressar os identificação dos dados do autor Internacional

de

Desenho

para seus receios e esperanças, sobre a (nome, idade, morada, telefone e e-

Crianças subordinado ao tema: ―Unite situação actual do nosso Planeta. mail ) devem estar associados aos to Combat Climate Change‖.

Podem

participar

neste trabalhos enviados. Data limite de

desafio todas as crianças entre os 6 e envio dos trabalhos até 15 de os 14 anos de idade, completados até Dezembro

de

2008.

5 de Maio de 2009 (Dia Mundial do informações

em

www.unep.org/

Ambiente). Podem

Mais

paint4planet/. Participa! ser

Clube Eco

utilizados

quaisquer tipos de materiais (cores,

BALALAICA A balalaica é um instrumento

cavaquinho. A caixa de ressonância

Curiosidade: balalaica em russo

de cordas do folclore russo e típico da

tem uma forma piramidal, e o braço

escreve-se balalaika.

música russa. Ela possui 3 cordas,

do instrumento situa-se no vértice

sendo duas delas com uma afinação

dessa pirâmide. É construída em 6

igual, e a terceira afinada uma quarta

tamanhos, desde o piccolo até o

acima, similar à do bandolim e a do

contrabaixo.

Francisco Ornelas, 6º C


ArteCool Página 16

O RAPOSINHO

TRABALHOS REALIZADOS PELOS ALUNOS DO 7º ANO

André Gomes, 7ºA

Jéssica Calaça, 7ºA

Leandro Luís, 7ºA

Vanessa Dantas, 7ºA

Daniela Atouguia, 7ºC


ArteCool 11ªEdição

Página 17

TRABALHOS REALIZADOS PELOS ALUNOS DO 8º ANO

Alexandra Silva, 8ºA

Nídia Andrade, 8ºA

Hugo Figueira, 8ºB

Ana Filipa Alegria, 8ºA

Tina Jardim, 8ºA

Ricardo Nóbrega, 8ºB


Γράφος Página 18

O RAPOSINHO

TOP DE LEITORES— MÊS DE OUTUBRO Utilizadores

Colecções/Livros mais requisitadas:

1º Cátia Luís – 6ºB 2º Susana Gouveia – 5ºB 3º André Cortes - 6ºB 4º Tânia Pinto – 6ºB 5º Raquel Martins – 6ºC

1º Saber Português Hoje 2º Colecção Ratolândia 3º A casa da Areia

PEQUENOS ESCRITORES Não quero sentir… Não quero sentir saudade, nem sentimento sinónimo… Sempre sonhei com realidades impossíveis de tactear… Agora choro por já não ter forças para ultrapassar as barreiras que se esgueiram no meu caminho… Sou tudo o que odeio… Faço tudo o que detesto…

Perdida na rua Perdida na rua eu estava... Seguida pela luz Pequenina seguia os teus passos.

Simplesmente não sou eu… Não sou eu quem carrega este pesado ardor de culpa, que se arrasta por entre multidões perdidas no pensamento e esquecidas por entre linhas num velho e sombrio livro…

As estrelas brilhavam mais, Quando eu Chorava...

Não me identifico… O que escrevo torna-se transparente, invisível… Sinto que perdi a inspiração… Já nada do que escrevo me fascina, me surpreende… Só desejo fluir e aquecer o meu coração… Não tenho mais coragem para aniquilar estas folhas, com tão insignificante escrita… Talvez se sonhar… Talvez se sonhar faço sorrir o pensamento de um alguém… Pois de nada me vale já ansiar por escrever linhas proseadas…

Perdida na rua Eu estava... Contemplava o luar Com as lágrimas Caídas no rosto Perdida na rua Eu estava No teu silêncio Que me fez adormecer...

Michelle de Gouveia, 9ºA

―Poema inacabado‖ Gostava de soltar a minha mente. E deixa-la à deriva por um momento… Queria voar! Queria sentir A liberdade de escrever. Queria ser livre no tempo… Soltar todas as minhas palavras E Poder dar fim ao Poema inacabado. Filipe Rodrigues 9ºA

Vanda Sardinha, 9.º A

O vento que sopra Aquele vento que sopra de longe vem em minha direcção Não sei ao certo o que é que me quer. Será que me quer despentear? Será que me quer empurrar? Ou será que só quer falar? Não sei, não sei, não sei! Rafaela Sá, 9.º B


Γράφος 11ªEdição

Página 19

CONTO DE NATAL — UM NATAL ESPECIAL Era Natal na cidade do Funchal, onde morava uma menina que se chamava Ana. Ela tinha oito anos e não acreditava no Pai Natal, nem mesmo quando a sua família o dizia. Quando Ana tinha cinco anos viu o Pai Natal, toda entusiasmada foi tocar-lhe. Apercebeu-se, então, que era apenas o seu tio. Ficou tão decepcionada que nunca mais acreditou no Pai Natal e passou muito tempo sem falar com o seu tio. Ana era uma menina triste, porque seu pai havia falecido um ano atrás, não tinha muitas amigas. E vivia com a sua mãe e o seu irmão Bruno. Bruno tinha quatro anos e era muito diferente da sua irmã. Era alegre e bem disposto e na escola tinha muitos amiguinhos. Todos os dias, Ana levava o seu irmão à escola e, de seguida, ia também para as aulas. A mãe trabalhava num café e não ganhava muito para os sustentar. Viviam numa casa pequena e Ana dormia com o seu irmão. Certa noite, Ana rezou a seu pai e pediu que este velasse sempre por ela lá no céu. Ana finalmente adormeceu. No dia seguinte, 24 de Dezembro, ela, o seu irmão e a sua mãe foram fazer as últimas compras de Natal. Bruno ia aproveitar para pedir ao Pai Natal, que se encontrava no centro comercial a receber os pedidos dos meninos mais pequenos, o que queria para este ano. Quando chegaram, Ana disse à mãe: - Acho que já sei o que o Bruno pediu…. - A sério! O quê? – perguntou a mãe. - Ver o Pai Natal. Como sempre ele pede isso todos os anos. Adivinha só! Não aparece, porque ele não existe, e se aparecer é o tio outra vez. Se eu vir alguém vestido igual ao Pai Natal, atiro-lhe com os presentes todos em cima. Na noite de 24 de Dezembro, Ana foi à missa como é habitual. Quando voltou a casa, foi logo dormir. No entanto, teve sede e decidiu ir até à cozinha beber água. Entretanto reparou num vulto estranho junto à árvore de Natal e decidiu aproximar-se. Viu alguém vestido igual ao Pai Natal. Ana pensou para si ― Vou ter pena do meu tio, mas eu avisei-o que não queria mais brincadeiras à Pai Natal‖. Ana aproximou-se, agarrou no presente do Bruno e atirou-o contra o Pai natal. O que Ana não sabia, que aquele senhor gorducho a quem ela atirou o presente, era, na verdade, o Pai Natal. Ana ordena–lhe: - Tire já a máscara!!! - Que máscara? - perguntou o Pai Natal. - A máscara que está a usar para fingir ser o Pai Natal. - Mas eu sou o Pai Natal – afirmou . - Pois, pois… e eu sou a Shakira. A mãe da Ana ouviu o barulho e desceu. Olhou primeiro para ver o que se passava. E qual não foi a sua admiração, quando viu a sua filha a discutir com o n Pai Natal. A mãe grita: cheia de alegria. -Bruno!!!! Anda cá!! Vem ver o teu presente!!! O Pai Natal chegou! Cá em baixo só se ouviam os pezinhos dele a correr. Quando chegou, o seu entusiasmo foi tanto que quase não conseguia respirar. Após muita desconfiança da parte de Ana, não teve outra hipótese a não ser acreditar que era mesmo o Pai Natal. Ela já lhe tinha tentado arrancar as barbas branquinhas , mas sem efeito. Tentou ainda tirar-lhe a falsa barriga, mas em vão. Nesse momento, os seus olhinhos encheram-se de lágrimas e esta nem queria acreditar no que lhe tinha acontecido. Após tanto tempo, apercebeu-se que o Pai Natal existe. - Peço imensa desculpa. Pensava que era o meu tio disfarçado. Mas afinal, você existe mesmo? - Perguntou Ana emocionada. - Claro que aceito as tuas desculpas, minha linda menina. - Já agora, não quer comer umas bolachinhas? Não temos muitas, mas… - disse a mãe de Ana e de Bruno. O Pai Natal aceitou o convite e toda a família ficou feliz. A partir desse dia, Ana começou a acreditar no Pai Natal, mas também a acreditar em bruxas e em fantasmas… Cláudia Patrícia, Ivone Gouveia Jéssica Garcês, Sofia Francisco,7ºC


LudoTime Página 20

O RAPOSINHO

SOPA DE LETRAS Descobre na sopa de letras os termos relacionados com o estudo do Universo.

NASA VAIVÉM SONDA SATÉLITE TELESCÓPIO ESA HUBBLE ESPACIAL TECNOLOGIA

H O D R E F L I T E

I M U A G O U P O F

T A N S O N D A M E

E S P E C A I L E P

L O A S U F N I V A

E B I L R O C A I U

S I V A I V E N A H

C E U I H B R A V U

O G A C U L A S E B

P U L A B E V A N B

I E M P B U O R I L

O S U S E N I T O E

S A T E L I T E S G

A I G O L O N C E T

Professora Élia Rodrigues

CRUCIGRAMA Resolve o crucigrama.

1 — Processo de preservação das partes duras de um ser vivo 2 — Tipo de fossilização em que a parte mole do ser vivo desapareceu totalmente, ficando apenas as suas par tes duras. 3 — Vestígios de actividades dos seres vivos, como, por exemplo, excrementos. 4 — Material onde os organismos são enterrados, não sendo destruídos ao longo do tempo. 5 — Nome dado aos fósseis dos organismos com ampla distribuição geográfica e curto tempo de duração. 6 — Ramo da Geologia que estuda os fósseis. 7 — Grupo de seres vivos bem conservados em âmbar. Professora Élia Rodrigues

QUADRAS DE SÃO MARTINHO O S. Martinho vai no cavalo a correr,

Pelo s. Martinho

Num dia a chover.

Castanhas, nozes, uvas vou comer

O Mendigo foi ajudar

Vou provar o vinho

E um dia de Sol começou a raiar.

E as folhas que caem no chão recolher.

Pelo São Martinho, Come-se as castanhas. Prova-se o vinho E o mendigo aquece-se na capa do São Martinho. Alunos do 2º e 3º ano


LudoTime 11ªEdição

Página 21

ADIVINHAS 1 — Qual é a coisa, qual é ela, que tem uma perna mais comprida que a outra

3 — O que será, que será,

e noite e dia anda sem parar?

e quanto maior é,

que cresce na cabeça,

menos cabelos tem? 2 — Qual é a coisa, qual é ela, que põe o mundo a dançar,

4 — Como será, como será,

tem notas e não é dinheiro?

Que ~se chama a um cão com muita febre? Alunos do1º ano – 1º Ciclo

ANEDOTA DE NATAL A professora pergunta ao menino o que quer ser quando for grande. O menino responde: - Pai Natal! - Pai Natal??? Então... mas porquê? - Ora ao menos assim trabalhava uma vez por ano! Professora Cláudia Magalhães

ORIGAMI Origami é a arte japonesa de

No entanto, a cultura do

Segundo a cultura japonesa,

dobrar o papel. A origem da palavra

Origami Japonês, que se desenvolve

aquele que fizer mil origamis (tsuru

advém do japonês ori (dobrar) kami

desde o Período Edo, não é tão

= grou japonês) teria um pedido

(papel), que ao juntar as duas

restritiva acerca destas definições,

realizado.

palavras a pronúncia fica "origami".

por vezes, cortando o papel durante a

Geralmente parte-se de um pedaço

criação do modelo, ou começando

de papel quadrado, cujas faces

com outras formas de papel que não

podem ser de cores diferentes,

a quadrada (rectangular, circular,

prosseguindo-se sem cortar o papel.

entre outras).

André Cortes, 6º B


LudoTime Página 22

O RAPOSINHO

Triatlo da Matemática Escola E. B. 1, 2, 3 / PE Prof. Francisco M. S. Barreto

Nome: _______________________________________________________

1.Que figura, de entre as seis propostas, completa a série?

2. Que número falta?

3. Qual é o número da figura que completa a série?

4. Qual é o número da figura que completa a série?


LudoTime 11ªEdição

Página 23

Triatlo da Matemática 5. Que ficha de dominó completa a série?

6. Qual é o número da figura que completa a série?

7. Qual das figuras inferiores completa melhor a série?

8. Que figura de entre as marcadas com uma letra completa melhor a analogia?

9. Que palavra se deve eliminar? ÃEM

OIT

IPA

ROMAÇ

OTEN

10. Que letra completa a série?

Professor João Geraldes


S 1º, 2º e 3º CICLOS/PE ESCOLA BÁSICA DO SCO MANUEL PROFESSOR FRANCI ETO RR BA A AN NT SA ail: Telefone: 291870040/em edu.pt radei ma o@ ret eb23pfmsbar fmsbarreto pep 123 u.pt/eb Site: escolas.madeira.ed

ESCRITORA MADEIRENSE ANA TERESA PEREIRA

Ana Teresa Pereira nasceu no Funchal em 1958. Reside actualmente na ilha da Madeira. Quando era ainda estudante e guia intérprete, viu publicado em 1989 o seu primeiro livro, «Matar a Imagem», com o qual ganhou o Prémio Caminho Policial. O livro foi apresentado numa iniciativa da Associação de Escritores da Madeira em conjunto com a Editorial Caminho, em Lisboa, na Biblioteca Nacional, nos "Olhares Atlânticos, e contou com uma intervenção de Maria Aurora e fecho de José António Gonçalves. Em 1990, publicou o romance «As Personagens» através da editora Campo da Palavra. Estreou-se na literatura infantil com «A Casa da Areia» e «A Casa dos Penhascos», dando assim início a uma colectanea de livros para jovens. Desde o seu primeiro livro, já publicou mais de duas dezenas de obras. Obras: «Matar a Imagem» (Prémio Policial Caminho, 1989); «As Personagens» (1990); «A Última História» (1991), «A Casa dos Penhascos» (1991); «A Casa da Areia» (1991), «A Casa dos Pássaros» (1991); «A Casa das Sombras» (1991); «A Casa do Nevoeiro» (1992); «A Cidade Fantasma»

(1993); «Num Lugar

Solitário» (1996); «A Noite Mais Escura da Alma» (1997); «A Coisa Que Eu Sou» (1997); «As Rosas Mortas» (1998); «O Rosto de Deus» (1999); «Se Eu Morrer Antes de Acordar» (2000); «Até que a Morte Nos Separe» (2000); «A Dança dos Fantasmas» (2001), «A Linguagem dos Pássaros» (2001), «O Ponto de Vista dos Demónios» (2002); « Intimações de Morte» (2002) e «Contos de Ana Teresa Pereira» (2004). A Casa dos Penhascos

A velha casa no Porto Moniz parecia tirada de uma gravura. Uma gravura com nuvens, ondas e gaivotas. Na casa havia uma biblioteca que era como uma floresta de livros. Que mistério se esconderia atrás dos livros? E quem eram os dois ingleses, altos e enigmáticos, que pareciam rondar a casa? David, Mónica, Cristina e João queriam ter uma aventura. E ela esperava-os naquela povoação longe do mundo… Professora Vânia Moita


RAPOSINHO 11ª EDIÇÃO