Page 1

PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

PLANO UNIFICADO

A ORDEM DO FUTURO

R E L AT O

D E :

E S C R I T O R :

T ô m i R i c k

B r a u y m

N a s c i m

L O C A L D O S R E L AT O S : I T A N H A É M L I T O R A L S U L D E S Ã O PA U L O A N O D E 1 9 6 3

L O C A L – P R A I A P R E D R A S D O C O S T Ã O - C P R O X I M O A G R U T A D E C O N C E I Ç

1

D O S O N H O A M A D E A N C H I E T A N O S S A S E N H O R A Ã O


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

fotos de Ric k Nascim

2


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

PAGINA DE AUTÓGRAFO

Fico Imensamente feliz por você fazer parte deste clube que é um dos maiores clubes do mundo... O clube de leitores.

Autografo com carinho...

Rick Nascim

3


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

AGRADECIMENTOS

Agradeço a todos que incentivaram a publicação deste primeiro livro da série Agradeço a brilhante idéia do SITE CLUBE DE AUTORES por pensarem nos autores menos favorecidos que não possuem condições de publicar um livro por questões financeiras... Todos sabem que os valores para lançar um livro são demasiadamente longe da realidade do cidadão trabalhador Brasileiro. Gostaria de agradecer também a mídia televisiva que me incentivou a fazer uma pesquisa na internet e encontrar o Site do Clube de Autores – quem quiser publicar um livro sem gastar absolutamente nada acesse o site no seguinte endereço: www.clubedeautores.com.br - cadastra-se para lançar seu livro. Toda pessoa que gosta de qualquer tipo de cultura, sempre está mais aberta ao diálogo mais brando, doce e sincero, sendo

4


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

assim espero que comentem muito esse meu primeiro livro da Série Plano Unificado – A Ordem do Futuro. Trata-se de uma obra de ficção onde o escritor transpassa uma grande sinceridade, mas sabemos que mesmo sendo uma ficção, muitas verdades são tiradas dos relatos do dia-a-dia.

INTRODUÇÃO Nos dias de hoje as pessoas estão mais ocupadas que há quarenta anos atrás. Quando os colonizadores do Oriente e da África estavam ocupados em uma guerra fria e sangrenta por posse de terras, do outro lado do mundo, na Europa Ocidental e na América do Norte as buscas eram outras. Traçavam em seus tabuleiros do poder os objetivos para terem um jogo vencedor... Quem mexer as peças mais rápido e com mais eficiência, com certeza, será o senhor do mundo, será o número 1. O homem por natureza adora a tragédia e não vive sem ela. Presenciamos estes fatos e comprovamos nos dias de hoje que as noticias mais desumanas são as que mais dão audiência nos meios de comunicação. Esses fatores demonstram sem dúvida que o ser humano é por natureza um ser Animal mais predador que já existiu na face deste Planeta.

5


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

Se por acaso há quarenta anos atrás existisse dinossauros... Com certeza eles já estariam extintos... Porque o homem teria caçado um a um até a sua extinção. Para o humano que hoje vive dentro de sua casa cheio de frescuras e regalias que não pararam para pensar como será no futuro viver sem água, luz, televisão, celular e internet. Pois bem, parece mentira, mas esse dia está chegando. E apenas uma pequena parte vai continuar tendo estas regalias que temos hoje, o resto da população, vai voltar a ser escravo das próprias tecnologias e vão se submeter ao mando e desmandos dos Reis do Mundo.

EIS AQUI, UMA PEQUENA IDÉIA SOBRE O QUE VAI SER RELATADO. As denominações: Células - Pequenos Grupos Treinados e Seguidores de Ordens diretas enviadas pelos ChPus. Os Participantes das Células não tem acesso aos Comandantes das ChPus Viss. ChPus Orgão Gestor e Segundo (Organiza e Manipula as Pequenas Células)

Maior

Comando

ChPus Viss - Órgão Supremo – São separados por regiões e conglomerados divididos e atuantes em todos os continentes. (Todos os Órgãos prestam contas e são sujeitos a mando e desmandos de seus Países e Continentes). (Promotores dos Direitos e Deveres da Humanidade).

6


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

Este livro foi Publicado em memória de Tômi Brauym. Um ex-agente secreto das Forças Unificadas criadas em meados dos anos 50. Esta força tarefa entre as grandes nações, tinha como objetivo, fortificarem seus planos de domínios territoriais e impedir que seus países fossem aniquilados por invasões de imigrantes oriundos de países pobres. Os estudos mais abrangentes na época foram feitos com a certeza de no futuro alcançar auto-suficiência em especulação financeira, deixando a mão de obra pesada para os países mais pobres. O grande plano começou a ser elaborado pela cúpula da Igreja Católica, a maçonaria anglo européia e os altos comandos das igrejas cristãs e protestantes. Já sabiam que em um futuro próximo, a religião seria colocada de lado pela maioria dos habitantes do hemisfério Sul e quanto ao lado asiático, outras designações de religiosidade iriam predominar. As Comunidades Religiosas, Grupos de Elites, Grupos Maçônicos, Grupos de Empresários Milionários e Figurões da Sociedade de entretenimentos, são os grupos denominados (Células). Os Governantes, Chefes de Comunidades políticas municipais, estaduais, federais, são os grupos denominados (ChPus). E os ChPus Viss Tômi Brauym não teve tempo hábil para descobrir, e mesmo que estivesse vivo com certeza não teria como continuar procurando respostas por conta do peso da velhice. Ele sabia que o Plano Unificado ia levar muito tempo para tomar a sua forma definitiva e fatal.

7


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

Contudo, por mais que esse Plano fosse bem arquitetado, deveria levar décadas para ser aperfeiçoado e Tômi Brauym não teve tempo para descobrir os Reis dos Chefes. E nesse aperfeiçoamento do Plano Unificado, qualquer tipo de barreira ou impedimento secundário, seriam eliminados, aniquilados e predominantemente feitos e denominados sem efeitos. Jesus já não era o salvador como se via em um passado remoto. Jesus só era mais um nome que os povos deixavam de lado, quando se atiravam em caravanas a procura de melhores condições de vida. A maioria dos seguidores de Cristo, não viam no Cristo uma religiosidade e sim uma grande perspectiva de ter uma vida mais branda e mais afortunada. O que eles buscavam naquele época é a mesma coisa que fiéis de todas as religiões querem... apenas terem uma vida financeira estável. Os países Africanos foram os primeiros a terem invasores de outros países do mundo com a noticia que aquele continente era rico em pedras preciosas. Um continente que daria a muitas nações sem solos cultiváveis e sem riquezas naturais para aqueles paises que iriam invadir o Novo Continente. Hoje aos olhos do Mundo... a Amazônia é a bola da vez. O mundo inteiro está olhando para a Amazônia como a galinha dos ovos de ouro e viraram seus holofotes para as terras tupiniquins. A invasão só não é maior na Amazônia, por que as doenças desconhecidas e insetos mortais fazem sua parte em afugentar as grandes massas. Mas mesmo assim... Pequenos grupos se amontoam e se matam por pedaços de terra. As queimadas são apenas pretextos para controlarem aquele Novo Território... 90% das queimadas são de natureza do próprio tempo, o humana não tem tanta culpa assim. Mas se eles não cortarem as madeiras e desmatarem... Como é que os ricos e poderosos vão poder comprar mobília de primeira, como vão fazer

8


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

seus chalés milionários, como vão expor seus pisos em carpetes de madeira a seus visitantes. Então o que vemos no Brasil de Hoje, é uma pequena parte do que teremos de ver no futuro, e o pior de tudo, é você que acha que está com uma vida tranqüila, tendo seu imóvel totalmente quitado, seu veículo na garagem e uma reversa bancária está livre de problemas futuros, está enganado. Tudo que é seu hoje pertencerá a eles no futuro. Os ingleses entre tantas outras nações imigrantes que invadiram a áfrica, pensavam da mesma forma... E hoje em dia... Tem inglês passando fome. O jornal não mostra estas coisas... Mas elas existem e você não sabe por que não interessa a você, alias, não interessa a ninguém diretamente. Na África foi assim um dia, e agora está pior, vão tentar salvar parte da África fazendo projetos esportivos... Mas não tem mais jeito... Por mais que se invista naquele continente... Em pouco mais de 200 anos estará deserto e todos terão procurado novos centros para sobreviverem. Como a miséria sempre assolou o território Africano, era de se esperar que o único meio de religiosidade que teriam era o santo dólar. Assim, foram feitos vários escalões de emissários e porta vozes com certo grau de influencia delimitada por seus superiores que na maioria eram desconhecidos. Fizeram uma cópia mais abrangente, mais elaborada, mais complexa e moldadas da maçonaria. Uma fórmula mais capacitada e mais completa e com chances mínimas de haver erros. Pois o erro em qualquer aspecto, seria o maior inimigo, seria o rival mais perigoso e mais aniquilador que eles poderiam se deparar.

9


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

Aos poucos, foram criando míni exércitos bem treinados para trabalharem ao lado da cúpula de cada País participante do Plano Unificado. No começo faziam parte desse conglomerado apenas quatro países: Estados Unidos, Inglaterra, Afeganistão e Iraque. Depois o leque foi se abrindo e outros países começaram a verem vantagens desse novo pacto e novo modo de adquirirem maior poder em todas as plataformas governamentais. Os paises asiáticos são os maiores detentores de direitos e domínios territoriais. Nesses aspectos fica difícil de entender o que realmente se trata esse Plano Unificado, mas com o passar do tempo após os fatos começarem a serem revelados com a descoberta feita por acaso por um soldado graduado chamado Tômi Brauym. Você assim como ele, vai começar a entender e vai começar a desenhar a sinceridade do que realmente esta acontecendo em nossas vidas no dia de hoje. Tudo que sofremos hoje, já é um reflexo do Plano que teve seu início no ano 113 depois da era cristã. Pode até parecer mentira, loucura, mas tudo é sincero, tudo é real. Eu mesmo ao ter contato com o Sr. Tômi Brauym nos primeiros dias, pensei que se tratava de um ex-combatente meio neurótico, mas com o passar do tempo e com os documentos que ele me mostrou, deixavam esclarecimentos e realmente provavam o que ele estava relatando. Minha intenção no Começo, era apenas de pura participação amiga, não tinha intenção alguma de revelar esse segredo que me foi confidenciado. Mas perante a afirmação do Sr. Tômi Brauym, eu poderia tornar público este documento, quanto em um futuro próximo, eu presenciasse a destruição de grandes pontos estratégicos em algum dos países participantes do Plano Unificado.

10


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

Mas ele já tinha alertado que esses ataques seriam ataques forjados para iniciarem uma outra face do Plano Unificado. E a conseqüência desse ataque, teria uma iniciação rápida da fase subseqüente. O que ele sabia é que iriam culpar participantes de outras células do oriente para forças uma invasão com seus exércitos e terem apoio de outras células ocidentais para poderem dominar em sua totalidade o território invadido. As desculpas para invasão de outros paises orientais se dariam por ataques forjados do próprio pessoal do serviço secreto contrato para fazê-los assim como é feito hoje. Quando eles querem ter um motivo para invadir um território... eles apenas inventam uma questão que eles mesmo irão criar... e assim fica fácil criar guerras em nome da dor de seu povo. Lógico que qualquer povo achando que foi atacado por outro vai querer o direito e contra atacar e fazer justiça com as próprias mãos e fazerem os “inimigos” chorarem as mortes de seus entes queridos, assim como eles choraram a morte dos entes queridos deles. Tômi Brauym me adiantou que eu entenderia de imediato quando a fase primária estaria se encerrando e iniciando-se a fase secundária do Plano Unificado. O Plano Unificado terá exatamente cinco etapas, a primeira e a segunda seriam as mais demoradas, pois dependeriam da adaptação do trabalho integrado de vários paises em acostumarem-se as necessidades de outros. Talvez uns 200 anos fosse o necessário para iniciar a terceira fase do Plano Unificado, não querem correr riscos e demonstrarem para as grandes massas que o plano deles vai de bom a melhor.

11


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

Todos os paises integrantes teriam que primeiramente unificar e fundir suas moedas, estabilizarem o sistema financeiro e renda média de cada nação, e deveriam criar fórmulas para coibir a invasão de imigrantes dentro de seus territórios. Fazia parte do plano também, a criação de grandes centros financeiros e paises emergentes que de uma hora para outra se tornariam uma grande nação de exportadores de tecnologias e mercadorias. Após essa fase, teriam de tentar refazer e a revalidar a força da fé entre os seus herdeiros e sucessores. O Plano Unificado depende da transferência e da hierarquia certeira para as suas proles. Nesses entrelaçados de planos estava até a criação de um novo idioma. Esse idioma seria o designado para a distribuição de ordens e senhas para a execução dos planos para as micro células de cada sistema ativo dentro de cada ramificação organizadora dependente de cada órgão gestor operante e de primeira hierarquia, denominados de ChPus. ChPus é a denominação do órgão mais capacitado e são apenas subalternos de uma hierarquia e acima deles só estão os ChPlus Viss que são os comandantes de total controle de todas as células. Os Participantes dentro desse grupo são intocáveis. Eles possuem a autoridade suprema acima de qualquer tipo de autoridade, de justiça, de ética e de qualquer outro tipo de grupo, raça, credo, nação ou Ordem. Esses homens no nosso meio das classes mais baixas são conhecidos como Deuses Senhores da Nova Ordem Mundial. Foram eles que encontraram no Deserto do Afeganistão uma ata do ano de 530 antes do cristo criado e profecia cumprida. Seguidores da Nova Ordem Afegã possuem esse documento e para nós ocidentais, isso é apenas algo imaginativo. Seria o fundo do poço para todos os seguidores de Jesus saberem que foram enganados... Que Jesus nunca passou de um ser humano normal, com

12


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

vícios, desejos carnais e sociais e que buscava apenas seguir algo que achava de direito. Jesus queria ser livre de impostos... Queria morar em um mundo mais justo... E que ele usou o nome de algo que nem conhecia para se aproveitar da ingenuidade da maioria do povo ignorante daquela época. A nova Ordem descobriu o documento onde mostrava exatamente o que deveria ser feito para que se arrumar inúmeros seguidores. E o único jeito que encontraram na época... Foi o jeito de mostrar aos ignorantes que realmente estavam ali para lhe mostrar um mundo melhor... Um mundo sem fome, sem trabalho escravo e sem obediências a um Rei. Esse documento está de posse dos afegãos e guardado a sete chaves para que apenas seja usado a hora correta, no momento crucial de mudar a ordem do mundo e fazer a nova ordem planetária. E existem muitos outros documentos escritos (atas) em vários dialetos, onde tudo e como foi elaborado durante 530 anos o que se originaria de Bíblia com o passar de alguns documentos achados no deserto. O documento era uma espécie mandos e desmandos que os povoados deveriam obedecer, naquele livro na época, foi algo que eles mostravam como um troféu. Diziam que estava dentro daquele livro, era a chave para o salvamento da alma após a morte dos humanos da época. A maioria era obrigados a aceitar tal denominação e seguiam a risca mais por medo, do que por respeito e assim aquele livro de tornou a máquina de fazer vitimas fatais. A maioria dos antigos não sabia ler, e na época e isso realmente não era importante para o padrão de vida de eles tinham. E foi exatamente por este motivo que os estrategistas se encantaram e descobriram ali o poder das palavras diante de pobres ignorantes de cultura.

13


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

Mas partes desses documentos se perderam e foram encontrados em locais diferentes e assim o Plano Unificado da época foi desvirtuado da sua fase inicial. Somente após o ano 300 depois de cristo começaram a ser descobertos nos Desertos e nas regiões para onde familiares descendentes dos ChPus da época migraram... Sendo que cada clã derivou sua denominação religiosa através de partes dos documentos encontrados. E assim começou o primeiro confronto sobre ordens religiosas dentro da própria religião criada. E assim parte do Plano Unificado da época deu errado. As pessoas começaram a desvirtuar os planos e adapta-los as suas necessidades pessoais e a população também cresceu e já não estava tão perto assim dos seus dirigentes. Mas o importante foi feito. O Plano Unificado foi criado e eles conseguiram êxito em conseguir seguidores. Com o ser humano é besta, tudo é coisa de moda. Se for da moda todos querem usar, se for da moda, todos querem ter. Se for da moda, todos vão correr atrás do prejuízo até alcançarem o que almejam. Tentaram e Conseguiram... Conseguiram arrumar exércitos muito mais volumosos do que estavam em seus planos. Conseguiram fazer com que aquele Plano Unificado primário durasse mais de dois mil anos. Conseguiram mesmo através dos séculos encontrarem seguidores de outros Planos Unificados muitos mais elaborados e muito mais secretos. Foram eles que passaram décadas em reuniões para criarem A Palavra Deus e o que essa Palavra significaria para os habitantes locais e todos os seres humanos no futuro em todos os cantos do mundo. Ninguém pode tocá-los a não ser uma guerra de poder entre eles mesmos. Serão eternamente intocáveis por suas demandas hierárquicas já aceitas e previamente ajustadas desde os planos primários.

14


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

Esse livro, com certeza, vai lhe trazer a posse de uma única certeza... Que você terá dúvidas de tudo em sua vida. A certeza que de fomos enganados por uma vida inteira e que nós... miseráveis seres humanos somos os peões do imenso tabuleiro de xadrez onde somos massacrados para que nossos reis não sofram o cheque mate. Eles jogam a gente de todas as formas na boca dos leões, e assim eles vão se esquivando e levando seus planos adiantes. Pois o plano tem que seguir de qualquer forma, esse plano não tem mais regresso. A largada foi dada, a maquina é o poder e a lenha somos nós. Para a máquina chegar ao seu destino, terá que queimar muita lenha, ou seja, vão nos usar de qualquer forma para que alcancem o sucesso deste plano totalmente distante dos sonhos do ser humano normal, de um trabalhador normal, de um habitante normal. Deus para esses homens planejadores é essencialmente o código de ética do Plano Unificado, ou seja, quem tentar atrapalhar será eliminado pelos ChPus. Para quem quiser entender... se acaso, você leitor descubra algum integrante de uma micro célula e tente atrapalhar seus planos, eles podem com certeza, fazer de você um pedófilo do dia para noite ou encerrar sua carreira bem sucedida provando que você tem dívidas com o imposto de renda ou que você se torne um traficante de drogas, de sexo perante a lei... esses são os modos simples de destruir uma pessoa, mas muitos eficazes. No meu tempo de aluno ainda no primário, não era estranho eu ser o único na minha sala de aula a não fazer perguntas, as professoras sabiam que eu ficava centrado em suas aulas. Desde criança tinha o costume de ficar concentrado nos fatos, e ainda hoje sou assim.

15


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

Se eu estiver assistindo um filme ou um jornal, pode cair um prĂŠdio ao meu lado que eu nĂŁo percebo nada.

16


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

Não adianta conversar comigo quando estou concentrado em algo. Nada interfere a minha concentração, tanto é que já me separei de muitas mulheres por conta disso. Costumo entrar em um mundo paralelo, nada consegue me tirar a atenção do que faço. E dentro desse meu jeito existe uma grande qualidade... Sei escutar sem atrapalhar o raciocínio da pessoa que está falando. Devo ser o melhor ouvinte que uma pessoa pode ter. Minhas intenções são lógicas, gosto de ficar analisando cada palavra, cada movimento das mãos, dos olhos e principalmente do tempo que a pessoa fala uma frase. Tenho meus motivos para isto, assim consigo distinguir uma pessoa sincera de uma pessoa mentirosa e falsa. A vida me ensinou muito... e assim gosto de levar minha vida. Não tenho amigos e muito menos pessoas freqüentando minha casa. Odeio que as pessoas invadam o meu território. Só divido meus espaços e pensamentos com animais. Eles sim, merecem minha atenção, meu carinho e meu respeito. As pessoas são desprezíveis em suas atitudes. Na maioria das vezes são egoístas e só pensam em si. Tudo gira em torno do que as pessoas possuem, tudo gira em torno do valor que você tem diante da sociedade. E foi por este motivo que este Plano Unificado foi formulado. É uma pena que só eu presto atenção nos detalhes que as pessoas deixam escapar.

17


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

Os possuidores dos maiores poderes da terra também souberam interpretar as falhas dos seres humanos que estão expostos em um simples modo de olhar. Os poderosos sacaram desta arma para alimentar ainda mais a vontade dos consumistas para fazer deste pequeno fator... uma grande aliada para ter um plano à prova de falhas. A ganância é a arma fatal para que este plano seja completado em sua totalidade. Caso duvide disso basta olhar para o passado e lembrar da sua infância, principalmente se você leitor já tiver mais de 40 anos. Você sabe como eu sei... que há 40 anos atrás, as pessoas eram mais tementes a Deus do que são hoje. Antigamente até o natal tinha mais sentido e mais respeito por parte das crianças da época. Hoje em dia tudo gira em torno apenas do ganhar presentes. As crianças por estarem conectadas no dia a dia com a Internet, sabem que coelhinho da páscoa e papai Noel não existe. Antes as crianças chamavam a professora de Senhora, hoje às pessoas chama de tia e por ser algo soando familiar o desrespeito aumenta. Na minha época jamais vi um aluno agredir uma professora, jamais tinha visto tantos pedófilos nos jornais diários, sei que eles existiam, mas é a força da televisão trazendo a informação de uma forma mais rápida. É a televisão mostrando a impunidade dos que são mais abastados e endinheirados, tanto é... que até em casos de assassinato onde existem pessoas ricas e influentes envolvidas o resultado e o desfecho dos casos são diferentes... para negros e pobres a pena é severa... para os ricos e influentes... as penas são brandas e na maioria das vezes nem há condenações. É em cima disto e de tantos outros fatos que parecem insignificantes para nossos olhos, que os ChPus estão atuando desde o primórdios dos tempos.

18


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

Os planos estão dando certo e as metas estão sendo cumpridas dia a após dia e a gente está perdendo esta guerra silenciosa. Os costumes e as famílias serão colocadas de lado dentro em breve. Quando esses maus costumes prevalecerem aos bons antigos costumes, o plano estará em sua fase final. A parte mais difícil de penetração do plano, seria invadir todas as classes sociais e isso já está acontecendo e eles estão conseguido através das drogas. Se vocês acham que o grande problema das drogas são os traficantes, vocês estão enganados. O grande problema das drogas são os próprios filhos de hoje em dia. As drogas fazem parte da moda e isso não tem volta. Os próprios filmes que os adolescentes assistem na televisão ou no cinema é uma forma que eles encontraram para poder invadir sua casa sem você notar. Quanto mais passar o tempo... mais será o número de viciados. No futuro até os velhos serão drogados, porque os velhos de amanhã são os jovens drogados de hoje. Se você acha... que estão matando pessoas sem motivos hoje em dia... no futuro vocês nem terão tempo de pensar, porque terão de correr para não morrerem parados dentro de suas casas. Quem quiser viver em paz, terá de se unir com outras pessoas com o mesmo pensamento e mudarem de lugar e de sistema de vida. Nosso sistema já está contaminado e não tem mais cura porque o caos já foi estabelecido em qualquer parte do mundo.

19


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

Quem quiser fugir do caos, terá de fugir dos grandes centros urbanos e isolarem-se em locais distantes de todas as regalias que as metrópoles nos trazem hoje. As pessoas estão perdendo o senso do que é certo ou errado, talvez pela falta de tempo e com o excesso de trabalho para poderem alcançar suas metas profissionais e pessoais. O mundo está dividido dentro de sua própria casa... e hoje, isso já é fato. Certas coisas eu já sabia, pois eu via as mudanças drásticas que o mundo vinha sofrendo, mas tive a sorte de conhecer Tômi Brauym e ele me abrir os olhos para outras coisas que eu não conseguia ver por falta de conhecimento técnico. Ele foi um instrumento tipo a bússola, eu estava orientado mas não tinha certeza se o caminho a que eu rumava era o correto. Depois que conheci Tômi Brauym consegui me situar melhor e abrir meus pensamentos para outras centenas de assuntos que jamais pensaria sem esta ajuda importantíssima. Tômi Brauym, um velho guerreiro treinado para matar, seguidor fiel de suas ordens superiores, seguidor de seu governo e de seus antigos ideais. Mas em um dia como outro qualquer ele descobriu que já estava marcado para morrer juntamente com seu grupo de elite. Tudo se daria no deserto do Afeganistão. Lá eles estavam patrulhando e fazendo a escolta das instalações militares americanas e aliados asiáticos. Lá se encontrava a matéria prima das armas mais poderosas que os exércitos aliados estavam construindo. E foi dentro deste cenário que ele e seus homens descobriram o verdadeiro plano de dois ou três países integrante do Plano Unificado. Seus ChPus já haviam enviado a ordem de desocupar o território demarcado e de codinome Alpha Viss.

20


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

Nesse território havia o material mais puro encontrado na face da terra. Esse material em si, é o motivo de tantas brigas e de tantas desavenças entre Israelenses e o resto da Ásia. A maior parte desse material encontra-se justamente na região onde o novo território de Israel se estabeleceu. Não foi uma mera escolha... muito menos algo que alguém olhou e disse: faremos nossa terra e nosso País nesse pedaço de chão. Os israelenses de tempos atrás sabiam que toda a riqueza estava debaixo daquele solo... daquele deserto e de seu clima árido. Sabiam por que alguém do passado tinha dito que coisas estranhas aconteciam ali durante a noite, foi descoberto por acaso, mas foi o suficiente para gerar uma mania louca de ganância. Tudo sempre girou, gira e vai girar em torno da ganância de tirar proveito de algo que possa fazer de você uma pessoa mais poderosa que as outras. Esse é o verdadeiro motivo de tantas guerras e tantos ataques. Quem estiver de posse desse material no futuro, estará garantindo a privilegiada riqueza que será concentrada em cima desse material. Hoje o petróleo e os diamantes são as maiores riquezas, mas no futuro, o valor do material que se encontra na área Alpha, valerá cem mil vezes mais. Um único metro quadrado de solo desse material valerá mais de 100 bilhões de vezes a fortuna atual dos Estados Unidos, União Européia e Emirados Árabes Juntos. Um dos motivos é esse, pois em outras partes do mundo, existem outros tipos de materiais que juntando a eles terão em seu poder por completo, e com isto, vão ter o controle do planeta e do controle geral de qualquer sociedade.

21


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

Os escravos se farão naturalmente em busca de trabalho milionário. Assim como foi a corrida do ouro, no futuro será a corrida do material Viss. Mais isto você saberá com detalhes adiante. Talvez a idéia lhe seja extraordinária e impensável. Talvez ache o assunto mentiroso e irreal. Talvez ache tudo fantasia e vai largar a leitura pela metade. Pois se você largar a leitura antes do seu final, com certeza você é mais um que eles já venceram facilmente por você achar o que eles querem que você ache.... Tudo uma bobagem e assim perder o interesse por algo que realmente é muito mais do que sério e importante para você e sua família. Se você largar a leitura pela metade por achar que tudo é uma grande mentira... você estará assinando a sentença de morte dos seus herdeiros e sucessores. Ou melhor dizendo, se muitas pessoas deixarem de ler o que aqui está contido... logo você nem terá que pensar em herdeiros e sucessores, pois será mais um escravo da ignorância e da falsa corrida milionária do poder. Seus herdeiros e sucessores não existirão porque você não terá tempo de iniciar a sua prole. Mulheres estarão tão auto-suficientes que homens serão apenas alguns copos de cerveja após o dia fatigante de trabalho. As pessoas não mais olharão para o lado ou para trás, apenas olharão para frente das suas carreiras promissoras. Isso se seguirá por décadas, até chegar à hora certa de eles colocarem um freio diante desta sociedade viciada em dinheiro e poder. Ai será tarde... você terá de submeter-se a escravatura da futura sociedade.

22


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

Seus planos de carreira, seus planos de sucesso, seus planos de aposentadoria, seus planos de viagens, tudo será trocado pelos planos de sobreviver perante a chance de receber um pedaço de pão e um copo de água. As pessoas que acharem que estarão construindo algo para si, na realidade estarão construindo algo muito maior para os ChPus. E quando eles alcançarem sua totalidade do Plano Unificado, você será o peão da peça de xadrez e será descartado para evitar confrontos em ataques desnecessários de suas peças mais valiosas, as torres, os bispos e dos cavalos... porque nessa luta nem a rainha e o rei irão entrar em confronto com os reis e rainhas de outros tabuleiros. Você será a peça queimada, você e todos aqueles que acharam e o mundo estava evoluindo naturalmente e que as coisas estavam melhorando pelo fruto do seu trabalho e pelo esforço comunitário de um mundo moderno. Ai cabe aquela velha pergunta que eu sempre fazia desde pequeno dentro das discussões escolares. Se o problema é o dinheiro e ele é apenas um papel desenhado, porque não fazem dinheiro para os necessitados para que eles tenham uma vida sem tantas misérias? Ai vem à resposta que faz parte do Plano Unificado. Porque se distribuir o dinheiro para todas as pessoas, ninguém mais vai querer trabalhar. Ai vinha a minha segunda pergunta. Mas quem eu conheço que trabalho de verdade é só o pessoal do campo que planta, que colhe e que leva o mundo inteiro nas costas com arroz, feijão, trigo, carne, frango e etc... O pessoal da cidade só entra com o pedaço de papel desenhado e mesmo assim o pessoal do campo não deixa de trabalhar.

23


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

E quando esse pessoal do campo não quiser mais trocar papel desenhado por alimentos? Como que o pessoal da cidade vai viver com tanto papel desenhado sem o alimento para comprar. Como realmente sobreviverão. Se o fator maior é a palavra que se derem dinheiro para aqueles que não trabalham... então teriam de dar dinheiro apenas para os agricultores... Eles sim trabalham, eles tiram à vida da terra. Os outros vivem as sombras desses maiores responsáveis por você está atrás do computador ou do livro lendo esta merda de livro de vez estar plantando e colhendo juntamente com eles. Então quem é o mais importante... Você que não faz merda nenhuma achando que faz ou os familiares que plantam e colhem o seu sustento seu merda hipócrita. Assim é humanidade, assim é a família de hoje, assim serão eternamente. É por estes e outras infinidades de assuntos que o mundo vai realmente cair nas mãos dos ChPus. Você que se diz intelectual mas não sabe nem plantar bananeira dentro de sua própria sala de jantar com obras de artes caríssimas, você que sai de casa de manhã e volta só à noite e disse que trabalhou e está cansado e esquece que quem trabalhou na verdade foi sua mulher. Quem trabalhou de verdade foram seus empregados que colocaram a comida na mesa pra você. Se você é o fodão mesmo, faria tudo isso sem precisar de ninguém. Você não daria conta de pegar nem por 10 minutos em uma inchada para destocar uma floresta para poder plantar. Apenas alguns grande produtores tem maquinas e tratores para fazerem este serviço. Noventa por cento dos produtores rurais fazem o trabalho todo no braço. E fazem esses trabalhos em baixo de chuva e de sol.

24


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

Ai chega um porra de um engravatadinho pra dizer que tudo isto é besteira. Besteira você vai ver no futuro... besteira você vai ver quando não tiver o que comer... besteira você vai ver quando terá medo de andar nas ruas de sua cidade mesmo durante as horas do dia. Besteira você vai ver quando sua família não existir e você não tiver empregados mesmo pagando bem. Seu dinheiro meu jovem, só vai servir para você limpar seu cú fedorento. Quero ver sua intelectualidade na hora de sair às ruas e não ter nenhum alimento nas gôndolas dos mercados. Ai quero ver você entrar no shopping e comprar um sapato, uma gravata, um relógio caríssimo para comer. Quero ver você entrar no posto de gasolina e não ter ninguém para abastecer seu carro, pois todos estarão nos campos trabalhando para tirarem seus alimentos da terra, pois quem não tiver o que colher estará morto. E com certeza meu jovem... você será um dos primeiros a morrer de fome. Sua carteira lotada de dinheiro não terá serventia de nada. Assim é fácil de você entender o que será o caos quando o estágio final do Plano Unificado for alcançado. Qualquer dia desse, entre na Internet e de vez ficar procurando sites de sacanagem, procure por grandes aquisições feitas em grandes áreas rurais espalhadas pelo mundo inteiro. A terceira parte do plano já foi iniciada... eles irão precisar de todas as terras disponíveis para suas futuras ganâncias.

25


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

Por isto os governantes brasileiros que fazem parte de alguma das grandes células de cada ChPus, estão colocando algumas regras para aquisição de terras dentro do nosso território. Tudo que for cedido terá que ter participação para os maiorias das terras tupiniquins. Isso é só uma pequena amostra de que este assunto é real e não uma mentira ou uma pobre idéia de alguém querer ficar rico com um livro ou uma nova idéia transformada em Best Seller. Só estou repassando o que me foi passado porque prometi a um velho amigo e parceiro que o destino o colocou em meu caminho. Minha promessa vale mais que qualquer coisa que você possa sonhar, e foi por esta razão que Tômi Brauym confiou em mim. Se sua ganância fala mais alto que sua reputação, você é apenas um miserável lixo humano... que nem merece viver. Bandidos, traficantes, assaltantes, trombadinhas, e tudo que é raça ruim que você conhece, tem o mesmo tipo de pensamento. E os pensamentos deles são os mesmos... DINHEIRO... trás o poder e respeito diante dos outros ao seu redor. PODER trás a fama e admiração dos fracos ao seus redor, conseqüentemente... traz-lhe benefícios como festas, mulheres e vida social mais gratificante. TEMOR... sensação de acompanhantes e admiradores.

vitória

diante

de

seus

fracos

rivais,

Só que tudo isso um dia acaba.... pois sempre terá um mais ganancioso que você e vai estar disposto a tomar seu lugar por qualquer preço. Não existe ninguém com peito de aço, não existe ninguém a prova de balas... só existem humanos canastrões e famigerados por glória pessoal e você que está lendo este livro está no meio desse exército de idiotas que lutam por migalhas e acha que isso é riqueza.

26


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

Não adianta você se considerar uma pessoa a parte do que estamos falando agora... De uma forma você se enquadra dentro deste conceito. Ou você sempre diz que é um trabalhador honesto, que paga os impostos em dia, que estudou a vida inteira, que não tem vícios, que teve uma boa criação, tudo isso é papo furado e você sabe disso. Eu sei que você jamais colocaria uma pessoa desconhecida para viver dentro do seio da sua linda família. É disso que eu falo... você olha... comenta... chora... lastima-se... mas não faz nada para mudar. Os elaboradores desse Plano Unificado... amam você de paixão... e o apóiam no seu modo de vida... afinal é de pessoas como você que a vitória deles é 99.99% garantida. Se você está querendo ter uma vida melhor e crescer dentro dos seus padrões sociais, você já se enquadra dentro de uma pessoa olho gordo. Se você já tem o suficiente e está querendo mais... e um sinal de que você é ambiciosa... e todo olho gordo é ambicioso. Não existe ambição no bom sentido. Se é ambição... seja lá qual for que seja... é imoral... é perigosa e com certeza está matando alguém. Sua ambição por mais inocente que seja, está tirando o lugar de alguém em algum setor dentro da sociedade que precisa muito mais que você. Quando as mulheres saíram de casa para trabalhar... disseram que elas ganharam a guerra contra a sociedade machista. Mas quando isto aconteceu... com certeza se ampliou o quadro de desempregados. Antes das mulheres se lançarem ao trabalho... apenas uma pessoa dentro da casa trabalhava.

27


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

Parece algo estranho de se dizer... Mas faça uma pequena conta.... Falando-se em 10 milhões de casas... Eram 10 milhões de homens trabalhando. Se todas as mulheres desses homens foram trabalhar fora de casa às contas são outras. São 20 milhões de pessoas para 10 milhões de empregos. Parece uma conta absurda de fazer... mas não é. Em tempos estão desempregados cinco milhões de homens e cinco milhões de mulheres, ou empregados três milhões de homens e sete milhões de mulheres ou qualquer outro tipo de combinação que se possa fazer dentro desses 10 milhões de vagas de trabalho. Os outros 10 milhões... estão nas ruas... vendendo carros, vendendo CDS piratas... vendendo qualquer tipo de porcaria para poderem tirar pelo menos o dinheiro do arroz e feijão. Agora imaginem que um uma casa todo mundo trabalha... e na outra casa todo mundo está desempregado... aposto que você vai dizer que eu estou louco fazendo essas comparações... afinal sua família estudou muito para todos estarem empregados... mas e a outra família... se não estudou tem o direito de passar fome? Assim está a humanidade. Muitos têm a chance de entrar no conglomerado dos estudiosos... pois seus educadores são abastados e possuem poderes para colocar seus filhos em escolas pagas desde o pré-primário, desde o maternal ou algo assim. A faculdade pública deveria por lei ser para quem estudou somente em escolas públicas... se acha que estou errado é porque você tirou a vez de uma pessoa na faculdade pública.

28


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

É como competir uma equipe profissional contra uma equipe de iniciantes... os iniciantes não terão a menor chance de ganhar em qualquer competição que seja. Esses têm a chance de ocuparem as poucas vagas reais de trabalho almofadinha... trabalho almofadinha é aquele que o cidadão trabalha pouco ganhando muito. E assim são as eternas contas e arranjos que a sociedade faz para estrepar o vizinho que mora ao lado. Você nem quer saber se na casa do seu vizinho o filho dele tem ou não tem um leite para a mamadeira da noite. Você simplesmente diz... se ele não tem dinheiro para o leite não deveria ter filhos. Assim é a humanidade e é assim que os ChPus se aproveitam dentro de cada sociedade. Eles vão engajando seus fatores dentro de suas estruturas... mas para formar um soldado fiel ao seus mandos e desmandos leva muito tempo. Nem todos são aprovados dentro de seus estabelecimentos de ensino. A escolha de seus discípulos é rigorosa... a cada dia que passa eles sabem que alem de ensinarem tudo a seus comandados, eles ensinam também partes frágeis de seus planos. E quando se deparam com algum desertor... é claro que tenham a intenção de eliminar aquele que se desvie das suas trajetórias impostas e escapem levando consigo todos os conhecimentos que tiveram durante anos de treinamento a prováveis confrontantes rivais. Até mesmo dentro dos ChPus existe confronto por mais poder. Pois a regra maior é fazer a cada dia o maior número de seguidores dependentes de seus poderes e suas fortunas.

29


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

Não achem que o processo prejudicial do mercado financeiro recente se trata apenas de um acaso ou um deslize de alguma empresa desavisada a cometer algum negocio mal sucedido. Tudo aconteceu por perícia dos lideres ChPus de uma certa facção, conseguirem ter mais poder sobre os de outras facções de ChPus com menos experiência ou menos fortuna e bala na agulha para encarar um duelo de gigantes. Assim o mundo vai caminhar e assim as ChPus se confrontarão até chegar o dia, em que uma dessas ChPus, se autodenomine ou e seja eleita pelas outras ChPus menores e menos afortunadas a declararem uma maior ChPus como a ChPus Viss – Ou seja.... a mãe de todas as ChPus. E é lógico que qualquer uma dessas ChPus vão querer ter o poder maior. Isso trará o poder mundial diante de todas as ChPus. Isso significa... que nós só temos mais tempo para sobrevivermos, porque a guerra entre as ChPus, é muito mais importante para chegarem ao poder total do que tentarem escravizar a gente hoje em dia. Outra coisa para se pensar... Porque você acha que você não será escravo? Você só não será escravizado se possuir alguma propriedade rural que esteja ativa e produzindo alimentos básicos da nossa alimentação. Básico que eu digo... é básico mesmo... É arroz, feijão, farinha, carne de frango, galinha, peixe de tanque, carne bovina, suína e etc. Você terá que ter essas coisas dentro de sua própria propriedade e voltar ao passado remoto para poder sobreviver. Não haverá moeda de troca. A moeda de troca será apenas o seu trabalho por um pedaço de pão ou um copo de água. Você já teve a uma amostra dessa guerra de poder.

30


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

Hitler foi apenas um nome de bode expiatório que tiveram de colocar a frente de suas verdadeiras mentes assassinas. Depois dele nos tempos modernos veio o Fernando Collor de Melo... outro pau mandado e fase de um experimento para ver como a sociedade se comportaria... quando as facções menores se deram conta que estavam sendo ludibriadas... deram jeito de jogarem seus cães estudantes nas ruas e diante das câmeras de televisão bradarem pela tal Abdicação Presidencial. Isso você deve se lembrar... caso não se lembre melhor ainda para os clãs do Plano Unificado terem mais êxito. Quem acredita que Hitler... aquele homem franzino e viado poderia ser um assassino tão sangrento... quanto denominavam e o quanto o acusaram durante décadas estão duvidando da minha inteligência... todos sabemos que ele foi apenas uma peça de peão no tabuleiro dos verdadeiros mandantes do holocausto. Não existe em lugar nenhum do mundo um exército ou uma nação regida por apenas uma mente. Para se fazer remédios e se obter técnicas de cirurgia seria preciso ter cobaias humanas... nada melhor que a guerra para poderem fazer atrocidades com seus inimigos “em nome guerra”. Quem me provar que um país ou um exército é governado por uma só pessoa... está me chamando de idiota. É como dizer que Napoleão foi um ótimo estrategista e levou seu exercito a tantas vitórias. Tudo é irreal, tudo é criado... se coisas boas fossem feitas para acontecer ao povo miserável... Jesus Cristo não teria sido assassinado e coisas assim não teriam acontecido. Porque mataram Jesus Cristo?

31


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

Eu sei por que mataram Jesus Cristo? Mataram porque o povo escolheu por um Bandido que quando roubava os ricos da época, promovia enormes festas, distribuía dinheiro às centenas de prostitutas que o seguiam onde quer que ele fosse. Mesmo que Jesus Cristo voltasse a terra milhares de vezes, milhares de vezes seria assassinado... porque nenhum rico quer ver um pobre se dar bem... mas nenhum pobre quer ver um outro pobre melhor que ele. A KKK só deixa um negro ter poder, quando este negro vier trazer algo de bom para suas intenções. A KKK está presente no mundo inteiro e não só em solo americano. A KKK é mais uma das grandes ChPus espalhadas pelo mundo. Como não temos acesso a tais informações e convivência, não temos idéia do que acontece por detrás das cortinas. Tômi Brauym me ensinou parte de tudo que eu nem imaginava em minha vida. As coisas que acontecem e você nem se dá conta. Agora sei por que pais assassinam seus filhos, filhos assassinam seus pais e a humanidade se mata a troco de nada. Este ridículo costume está presente em nosso ser... faz parte no nosso instinto primitivo. O homem no passado era somente um animal predador como outro qualquer que conhecemos, mas continua sendo, nosso instinto assassino ainda continua presente em nosso D.N.A... que com o passar do tempo foi ganhando certa vantagem mediante aos outros animais. Hoje nos intitulamos racionais... não sei por que essa denominação, afinal somos os únicos animais na fase da terra que mata por prazer e não por necessidade da alimentação e sobrevivência da espécime. Dependemos de tudo e de todos para sobrevivermos, não sabemos mais sobreviver com as nossas próprias forças e agilidades naturais que tínhamos no passado remoto.

32


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

O homem se acha intelectual... mas ao mesmo tempo esse mesmo intelectualismo se volta contra si. Dependemos de uma infinidade de fatores para não nos encontrarmos doente ou estressados. Tudo tende piorar... os nossos herdeiros e sucessores não pensam muito em querer voltar ao passado e largar um computador e voltar a usar a inchada. Tudo é moda e qualquer um... vira da noite para dia a chamada celebridade instantânea. O ser humano é tão idiota que precisa de uma outra pessoa para se espelhar e sentir algo de bom em sua alma. O que realmente importa hoje é ser notado por milhões de pessoas. As verdadeiras razões da vida só aparecem raramente em alguns programas de televisão onde em pequenos espaços cedidos durante milhões de horas exibindo filmes, novelas e tudo mais que não traz nenhum beneficio ou nada acrescenta em nossas vidas, exibem algo que mostra uma pessoa ou grupo delas, fazendo o bem ou fazendo algo para ajudar o próximo. Mas esses poucos momentos bons de exibição da mídia, logo são esquecidos ou a maioria nem está sintonizado no canal que mostra o que realmente temos de fazer um para outro. As pessoas estão fazendo exatamente o que as ChPus querem... estão distanciando-se umas das outras. Isso é bom para os grandes grupos capitalistas e armamentistas. Sociedades secretas estão se formando em torno do mundo e as pessoas não notam que isto esta acontecendo a milhares de anos. Grupos brigam entrem si para terem mais poderes ou simplesmente acabar com outros grupos.

33


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

A guerra foi declarada entre os humanos antes mesmo dos homens saberem o porquê dessa guerra diária dentro de suas próprias famílias, países ou religiões. Tudo foi feito em torno do poder, até mesmo a relação do homem que no passado chamaram de o Filho de Deus... Jesus Cristo ou Jesus de Nazaré. Antes mesmo desse tempo e nesse tempo tudo que foi feito, foi feito em nome de algo ou uma idéia grandiosa de poderem tirar vantagens. Olhe a sua volta e pense em todas as pessoas que conhece e ao ter contatos físicos com elas... pergunte quem teve um milagre real em sua vida. Sei que pareço incrédulo ou descrente de fé. Eu tenho muita fé... mas tenho a minha fé redirecionada a três fatores somente: A Sorte... A saúde... e a Alegria. Outros fatores simplesmente não existem. Eu tenho uma certeza... que vivemos apenas de teorias e experimentos do dia a dia. Teorias e mais teorias... é somente isso que vemos o tempo todo. Aqui a idéia é abrir os olhos das nossas sociedades e assim termos uma segunda chance para recomeçar ou mesmo uma segunda chance para repensarmos nas nossas metas. Mas sei que essa segunda chance nunca irá existir porque o ser humano é mesquinho e egoísta e o nosso mundo está condenado. Daqui para frente fique com os relatos do homem que descobriu que era apenas parte de um imenso e imaginável Plano. O que você leu acima nada mais é que um pequeno teste para saber se você está realmente apto para captar o que será descrito daqui por diante. Tômi Brauym - O soldado que descobriu sem querer o que realmente está reservado para humanidade.

34


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

(CAPÍTULO 1 – PARTE 1) 3 ANOS ANTES DE ENTRAR PARA O EXÉRCITO. Tômi Brauym nasceu em uma pequena cidade do estado de Indiana, filho de pais agricultores e de família promissora para os requisitos financeiros da época. Adorava escutar estórias de batalhas e guerras e ficava horas e horas escutando seus familiares sentados a beira de fogueiras contar os fatos que tinham presenciado e saíram vivos para contar. Gostava muito de andar de cavalo com os pais no fim de semana e era relativamente cumpridor dos deveres religiosos. Todos os finais de semana seguiam em caravana de sua fazenda para os cultos na igreja que seu pai ajudou a construir.

35


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

O pastor era um homem muito engraçado no seu modo de pregar a religião e ele sempre dava boas risadas com as narrativas de fé e de evangelização. O pastor de sua igreja fazia o culto misto, ora falava para os adultos e na maioria do tempo restante pregava exclusivamente para os mais jovens. Todos os jovens da região iam aos cultos nos fins de semana com a certeza que iriam ter uma evangelização agradável e o pastor nunca repetia o sermão. Sempre contava ao seu modo as passagens da bíblia como se estivessem vendo um filme no dias de hoje. Naquele tempo não existia televisão, telefone e regalias que temos hoje em qualquer lar. À noite faziam fogueiras e ficavam assando batatas, toucinhos e conversando e improvisando uma cantoria. Tômi Brauym cresceu de uma forma saudável e seus pais eram pessoas agradáveis e de fácil convívio. Aos 17 anos, em uma manhã fria... recebeu a visita de um amigo que morava mais próximo do centro da cidade. Este amigo lhe trouxe um carta do correio com o selo do exercito. Naquela carta continha o documento que o convocava para o serviço militar. Ele sentiu que estava virando homem naquele instante. Sentiu uma tristeza impar ao saber que iria viver longe de sua família por um bom tempo. Era plano do seu pai que ele seguisse carreira militar e fosse o primeiro militar da família. Com um sorriso amarelo agradeceu ao amigo e correu para mostrar a carta aos seus familiares. - Eu lembro que meu pai ficou muito contente, mas minha mãe, foi para o canto da cozinha e deu para ver claramente que estava chorando.

36


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Ela sabia que tinha chegado a ora de me perder para a vida e que eu já não era o menino que ela tanto sentia prazer em ver todos os dias indo trabalhar com o pai e chegar todo sujo na ora do almoço. - Ela sabia que nunca mais me veria, pude sentir no modo em que ela me olhava. Deu para notar que algo estranho se passava no meu e no coração dela. Coisas de mãe e filho. - Nós éramos muitos ligados um ao outro, era um amor incondicional e verdadeiro, não existiam palavras ríspidas dentro de nossa família. Meus pais eram bons educadores e não me lembro de ser surrado algum dia por algo errado que eu fizesse. - Meu pai gostava do dialogo, gostava de explicar as coisas da maneira certa, nunca judiou de ninguém da minha família e amava muito a minha mãe... e minha mãe amava muito meu pai, dava para perceber na forma que os dois se olhavam. - Eu passava oras sentado na cadeira de balanço olhando e escutando os dois conversar... dava gosto de olhar para meus pais e às vezes meu coração sentia grandes dores de tanto amor pelos dois. - Meus irmãos mais novos eram educados e não eram de ficar gritando e correndo feitos bezerros pela casa. - Raras as vezes que eu vi minha mãe jangada com alguma coisa ou brava por algum motivo, era uma mulher que estava satisfeita com tudo que tinha e com tudo que vivia. - No dia que recebi a convocação militar, ficava o tempo todo imaginando como seria o dia que eu tivesse que ir para o exército. - Às vezes me dava vontade de ir até o correio e pedir para que me liberassem do serviço militar. Mas não podia nem pensar em ter tal atitude, acho que meu morreria de desgosto.

37


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- Eu via a forma que meu pai me olhava sabendo que eu já era um soldado americano, os olhos dele brilhavam muito mais do que normalmente. - A minha convocação para o serviço militar foi muito mais comemorada do que quando ela fazia boas colheitas de milho. - Ele ficou até mais contente com a convocação do que numa noite onde ganhou um cavalo de raça pura em um torneio de tiro ao alvo. - Eu me sentia bem quando ele me olhava, mas ao mesmo tempo me sentia triste... talvez nunca mais eu fosse ver meu pai novamente. E foi o que aconteceu. - depois que entrei para o exercito foi à penúltima vez que estive com minha família. Nunca mais poderia ficar ao lado deles como planejava fazer nas férias de fim de ano enquanto fosse militar. - Eu só pressentia essa dor que iria se prolongar pelo resto da minha vida. A ultima vez que os veria, seria com certeza em situação adversa para quem quer curtir seus familiares. Mas isso eu conto com mais detalhe depois essa passagem da minha vida. - E assim os dias foram se passando e o dia da despedida chegou.

(CAPÍTULO 1 – PARTE 2 ) O DIA DA DESPEDIDA E A VIAGEM ATÉ O EXÉRCITO

Lembro que acordei ainda de madrugada, bem mais cedo que o de costume. Meu pai foi até a minha cama e me sacudindo com alegria mas uma certa amargura no olhar me dizia: Filho acorda, chegou o grande dia... estou ansioso para você entrar no ônibus e ir direto para a colégio militar.

38


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

Mas senti uma certa amargura em sua voz, sabia que ele assim como todos os outros da família estavam tristes com a minha partida. Eu também estava ansioso e cheio de receio com o que aconteceria daquele dia em diante. Tomamos o ultimo café com toda família sentada a mesa, brindamos a ida para o exército e lembro que apenas olhava o rosto de cada um, parece que eu sabia que iria vê-los pela ultima vez com toda a família reunida. Algo no fundo do meu peito me dizia que minha vida seria turbulenta e perigosa. E para minha angústia, eu estava correto. Minha vida nunca mais seria a mesma. O tempo passou rápido naquele dia, logo eu já estava indo a caminho da centro do condado e já tinham se passados os momentos tristes das despedidas. Minha mãe e meus irmãos choraram muito e quase desisti de partir. Mas a vida é assim... um dia feliz e o outro triste... e aquele dia era de tristeza para todos. Tinha certa alegria no ar, mas era somente pela parte do meu pai. Sorria sozinho o tempo todo até chegarmos ao centro do condado. Ficamos aguardando o trem que ia levar os futuros soldados até uma cidade mais próxima e posteriormente o resto do trajeto seria feito de ônibus. Na estação estavam poucos garotos do meu condado, era uma cidade rural muito pequena com cerca de 3 mil habitantes.

39


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

Ficamos ali um olhando para cara do outro e se via o sorriso nervoso dos futuros soldados. Os mais velhos conversavam entre si sobre as experiências que tiveram na passagem do exército e sobre cavalos e resultado da colheita do ultimo ano. O dia estava realmente frio e ao longe escutamos o primeiro som da locomotiva. Ao parar notei que todos deviam estar sentindo aquele frio na boca do estomago. Era um sentimento engraçado mas nada que nos fizesse sofrer tanto assim. Despedi do meu pai com uma certa rapidez porque o bilheteiro gritava para todos entrarem rápido com um certo deboche. - Entrem logo mocinhas... o capitão está aguardando essas belas moças e ainda temos muito linha para andar. Todos riram com aquela piada improvisada e corri em direção a janela para ficar olhando meu pai até o perder de vista. Depois da primeira curva já me senti aliviado e começamos a nos cumprimentar e desejar sorte um ao outro. Dias depois já estávamos no colégio militar. Lá tivemos as primeiras aulas sobre comportamento, armamentos, primeiros socorros, retirada estratégica, ataques surpresas e etc. Para nossa surpresa cada um dos garotos do meu condado foi para um grupamento diferente. Foi melhor assim, em caso de guerra... não queria ver um visinho meu morto por inimigos. Fiquei mais aliviado e prosseguimos para o segundo estágio. Exames orais e escritos, fizeram vários testes e nesses exames eu me saí muito bem.

40


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

Dali fui enviado para um prédio grande próximo do centro de Chicago. Lá percebi que o pessoal não usava roupas de militares. O meu encarregado me apresentou ao comandante do local e fui encaminhado para um alojamento com mais de 10 mil homens. Tudo muito improvisado e, a gente sofria nos dias quentes e nas noites frias. O inicio da temporada de inverno ia começar e logo estaríamos ainda mais encrencados. Os dias, os meses foram passando e todos estavam já acostumados com a rotina dos treinos puxados. Ai em uma certa manhã... entrou um oficial mais graduado no nosso setor e pediu a atenção de todos. E disse em voz alta: - Atenção ao que irei dizer porque vou falar uma única vez. - Ao terminar de falar, vocês terão de tomar a decisão rapidamente porque vou percorrer todos os setores deste pelotão. - Ao escutarem o comando de se apresentar, levantem a mão um de cada vez e digam seus nomes em voz alta. - Senhores, eu estou aqui em nome do presidente dos Estados Unidos, em Nome de seus familiares que vocês tem o papel importante de proteger como também proteger os interesses desta nação. - Portanto, o que tenho a dizer é que estamos recrutando jovens soldados para atuarem em uma frente de inteligência do Sul ao Leste da Ásia e vamos precisar de quinhentos soldados voluntários.

41


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- A noticia boa, é que cada soldado escolhido para se juntar ao pelotão especial receberá um bônus de mil e duzentos dólares por dia de permanência em solo Afegão. - A noticia ruim, é que aqueles que forem voluntários e forem aceitos para esta missão, ficaram em solo asiático e desértico no mínimo 3 anos, sem contado direto ou indireto com seus amigos e familiares. - Todos entenderam o que eu estou propondo? - Então podem levantar a mão e gritem seus nomes e número de registro para que eu possa fazer a lista deste destacamento. - Mais que depressa aceitei aquela oferta de ganhar bem mais que os outros que iriam ficar em solo americano. - Aqueles tantos dólares por dia, com certeza teríamos uma fortuna no final de três anos de missão especial. - Dois dias depois fomos chamados para um destacamento novo. Foram aplicados vários testes. Fizemos testes físicos, de escrita, oral e resistência e agilidade mental. - Depois de 8 semanas fui escolhido juntamente com outros 499 soldados e nosso destino era o deserto do Afeganistão, Irã e Iraque. - Em solo afegão, seriamos realmente treinados e receberíamos informações das nossas verdadeiras missões. - Enviei uma carta aos meus familiares contando da decisão que tomei e que teria de viajar para outro continente. Meses depois recebi carta dos meus pais dizendo que ficaram felizes com minha decisão em tentar algo novo e melhor para a minha vida profissional. Só fiquei triste porque não ter autorização para responder a carta recebida. - Estavam apreensivos com essa nova fase da minha vida, mas não me desanimaram em nada, pelo contrario, eles me incentivaram bastante.

42


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Minha primeira impressão do deserto foi algo desanimador. Não só pra mim quanto para quase todos que desceram dos caminhões. - Apenas se avistava areia e nada mais. - Desolador a visão do deserto aberto em seu pleno vigor. - Montamos acampamento para passar o resto dia e ao amanhecer a gente seguiria viagem para um rumo desconhecido. - Para quem não sabe... Os soldados são proibidos de fazer perguntas, apenas cumprem ordens e prestam atenção a tudo que acontece ao seu redor. - Como nos disseram nas aulas... os inimigos são cheios de estratégias e nós estaríamos atuando no quintal da casa deles. - Nossa desvantagem era grande, e um ataque surpresa com certeza, muitas baixas seriam lógicas. - Na manhã seguinte depois de uma noite quase que acordado, seguimos em direção as montanhas. - Um território hostil e com inúmeras armadilhas fatais, nossa anciedade aumentava a cada instante. - Para passar o tempo a gente ficava revisando as armas e relembrava as estratégias de ataque e defesa de cada pelotão. - Eu gostava muito de ficar estudando os mapas, aprendi a ter uma intimidade com mapas e bússolas e sabia que minha vida dependia desses dois instrumentos, e não havia nada mais que importante que mapas e bússolas naquele imenso deserto. - Chegamos na região montanhosa e o primeiro grupo foi fazer a varredura do local para saber se havia a presença de pessoas hostis.

43


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- Depois de averiguado por horas seguimos em direção a uma grande caverna onde alem de abrigar todo o pelotão, serviu como garagem dos caminhões. - Colocaram uma rede na entrada da caverna para que não fossemos avistados por artilharia aérea inimiga. Caso fossemos atacados, seria provável que todos seriam soterrados. - Vários soldados ficaram de guarda em muitos pontos espalhados pela montanha. Dei azar e peguei o pior turno naquela semana que ficamos ali. Eu ficava na vigia no turno da madrugada. - O frio com o vento forte... Soprava aquela areia gelada em nossos corpos e aquilo dava tanta aflição que se eu pudesse dormiria dentro de uma banheira. - Depois de vários dias sem tomar banho o corpo já parecendo podre, todos cheiravam mal. E dentro daquelas roupas pesadas e coturnos que ficavam em nossos pés quase a todo tempo, você pode imaginar o odor que a gente convivia. - O cheiro dentro da caverna depois de 3 dias era insuportável, mas com o passar do tempo a gente se acostumou com o cheiro da nossa própria podridão. - Depois de algumas semanas fomos destacados para outro setor. Nesta parte que ficamos era um pequeno vilarejo próximo das montanhas. Lá já era um paraíso comparado ao local anterior. - Dava para tomar banho todos os dias, e o nosso cheiro já não era tão desagradável. - Foi no deserto que aprendi a afiar a faca para fazer a barba. - E assim o tempo rastejava para passar todos os dias e noites que vivemos no deserto. - O calendário parecia ter 120 dias no mês. - Nossa vontade de voltar pra casa era visível nos olhos de todos os soldados.

44


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Mas... Muitos e muitos dias; Teríamos que passar naquele deserto insuportável. - Com o tempo a gente foi se acostumando com o deserto que já nem nos importava tanto. - Em uma manhã, recebemos ordens de seguir para um local de conflito armado. - Nesse dia eu teria os piores momentos da minha vida. - Ao chegarmos ao local determinado, fomos recebidos à bala. - A tropa que se encontrava no local estava quase sendo trucidada pelos inimigos. - O pior de tudo é que a gente não conseguia ver ninguém. - Só se escutava gritos de dor, barulho das balas acertando os corpos dos soldados, o barulho da bala acertando a areia próximo da gente, e foi a primeira vez que me deparei com um corpo mutilado. - Por um segundo tive vontade de correr e sumir dali. Quase vomitei no soldado ao lado. Senti um medo terrível que nunca tinha sentido antes. - Mas de acordo com as aulas... Eu e todos que estavam naquele pelotão,... Estavam preparados para morrer por algo que nem nós sabíamos direito o que era. - Até aquele momento eu não tinha me perguntado por que tinha que morrer por algo que eu nem sabia e tinha que matar um outro humano a troco de alguns dólares. - Fiquei confuso em ter que matar alguém que nem fez mal, matar alguém que possui família, matar alguém que determinaram que era nosso inimigo. Inimigo a troco de que?

45


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- Eu não aceitava aquelas ordens idiotas, mas era obrigado a cumprir... Se eu não matasse com certeza ia morrer. - Meus tiros eram direcionados para cima, longe do alvo. - Não queria ter em meus pesadelos diários a tristeza de saber que tirei a vida de outro ser humano. - Mas essa idéia mudou repentinamente, logo os inimigos já estavam mais próximos e alguns companheiros já tinham sido atingidos e fui obrigado a defender meus companheiros de farda. - Depois de horas de tiroteio e bombardeio o silêncio reinou, e assim fomos obrigados a ver aquelas cenas tristes. Vários corpos sem braços, sem as pernas, companheiros que a poucas horas estavam conversando e rindo das piadas feitas, todos agora estavam mortos. - E assim se foi o meu primeiro dia de guerra. Se foi o meu primeiro dia de incertezas, sofrimento, medo e revolta. - Pelo menos passei por este teste. Dias depois de tanto andar no meio de mortos e ver corpos mutilados, acabei me acostumando. - Do meu pelotão perdemos apenas 5 soldados. Foi triste ver nossos companheiros sem vida, sem braços, sem rostos e sem pernas. - Foi a primeira vez que vi o interior do corpo humano. O visual era nojento e repugnante. Não tem o que descreva essa sensação ao ver um cadáver todo aberto e com as tripas e órgãos expostos. - Só posso resumir que é tudo muito terrível, é amedrontador e muito nojento. - E dizer que depois de um tempo, a gente se acostumou com tudo isso. - Jamais se passou na minha mente viver experiências tão desanimadoras e horripilantes e depois me acostumar com o panorama da guerra.

46


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Dois anos se passaram e já estavam mais que amadurecidos. - Nesses dois anos, todo o grupo estava presente contando os cinco que tinham morrido na primeira semana de guerra no deserto. - Nosso grupo era o único que não tinha perdido mais nenhum soldado. Em certa noite a gente já estava se preparando para dormir quando recebemos a visita de um oficial executivo. - Veio nos trazer uma nova chance de subir dentro do grupamento e daquele dia em diante todos que fossem escolhidos para acompanhá-lo seriam promovidos a capitão. - Novamente fiz a minha escolha e por mais uma vez levantei a mão e fui escolhido. No dia seguinte meu uniforme já era outro, mais leve, mais escuro e nosso alojamento tinha mais regalias. - Gostamos do que vimos no começo. - Ficamos quase qautro meses sem ação, só na vida boa. Jogava cartas quase que o dia todo. - Esse novo grupo era bem mais reduzido... Apenas 20 soldados e um novo comandante. - Recebemos novas armas, mais poderosas e com mais recursos, com lançadores de granadas de longa distância. - O nosso comandante tinha o habito de abrir, ler e guardar muitos documentos. Em um dia, ele revirava um baú com muitos documentos, fiquei intrigado e assim que ele saiu fomos dar uma olhada para ver se eram mapas ou anotações das nossas missões. - Eu e meu grupo estávamos curiosos para saber que tipo de missão era aquela que estávamos enfrentando e qual seria o objeto do nosso comando.

47


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- Ficamos surpresos ao achar quase todos os documentos em dialeto hebraico. Por questões de formação na escola militar, alguns soldados foram treinados em dialetos árabes, hebraico e africâner. - No nosso grupo havia 3 soldados que falavam mais de 8 idiomas e 15 dialetos. - Estávamos tão preocupados com os documentos que nem notamos o comandante entrar na barraca. - O comandante foi enfático. Afirmou que depois da nossa missão, todos seriam presos por espionagem interna. - Um de nossos amigos de grupo não gostou de saber da tal punição e ele sabia que isso seria ruim para todos. Poderíamos perder o direito até de receber o que tinham prometido pra gente. - Pegou o Baú e se retirou para junto do caminhão onde estavam todos os comandantes e seguiram em direção as montanhas. - Na Manhã seguinte notei que nosso superior carregava algo diferente a tira colo. Parecia um pequeno lançador de granadas, mas o cano era mais estreito. - Então curiosamente perguntei ao superior que tipo de arma era aquela. - Ele me respondeu... soldado... por favor siga as ordens sem perguntas, um dia você estará de posse de um desses também. - Isso aqui vai salvar nossa vida em um momento adequado quando as outras armas não derem conta de exterminar nossos inimigos. - Os outros soldados riram de mim por receber uma resposta ríspida do superior - Fiquei intrigado, afinal conhecia todas as armas. Estudamos até as armas dos inimigos. Conhecia todos os tipos de rifles, espingardas, metralhadoras, fuzis, pistolas, lança morteiros, minas e etc.

48


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Naquela altura eu já era um especialista em armas. - Aquela arma não me saia do pensamento. Queria saber qual era o poder de fogo dela. - Minha curiosidade só acabaria depois de cinco semanas onde presenciei o poder daquela arma de fogo. - Fomos surpreendidos por caravanas gigantescas de nômades armados até os dentes. Cercaram o local onde estávamos. Naquele setor tinham famílias inteiras. Desde crianças até velhos. Todos eram pacíficos. - Ficamos quase 5 horas trocando tiros sem parar, a gente já estava ficando sem munição. Foi ai que o comandante superior mandou que todos se abaixassem de cara para o chão e não levantasse a cabeça sem a ordem dele. - Mandou que todos os habitantes da aldeia ficassem dentro de suas casas e só saíssem com a ordem dele. - Então obedecemos as ordens e em alguns segundos posterior, senti meu corpo esquentar e quase fui arrancado do chão. Parecia que meu corpo queria voar de tanto deslocamento de ar. - Não resisti a ordem do comandante, coloquei os óculos escuros e para o meu espanto vi uma fumaça em forma de cogumelo se levantar. - Jamais vi uma arma pequena tão poderosa como aquela. - Depois do comando de voltar para prontidão, todos ficaram calados vendo o cenário surreal que se formou a nossa frente. - Nunca tinha visto tanta gente morta por uma única arma.

49


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- Não sobraram nem os cavalos, e ao checar para ver se havia sobreviventes fiquei surpreso em ver todos os corpos queimados com a aparência de corpos dissecados. - Todos que viram aqueles corpos ficaram chocados com o cenário das queimaduras. Pareciam que foram incinerados. Algo estranho para uma arma tão pequena. - Novamente fiz a mesma pergunta ao comandante e novamente ele respondeu que eu apenas seguisse as ordens sem perguntas. - Passados alguns dias recebemos novas armas e fomos enviados em direção das montanhas do lado sul. - Nesse dia ao chegarmos notamos que algo estava errado. - Recebi a ordem para escolher 10 homens para formar meu grupo de reconhecimento da área. - Fiquei surpreso porque sempre que se fazia um reconhecimento de área eram destacados no mínimo 50 soldados e não aquela pequena quantia de soldados. - Quando meu grupo se afastou dos demais, reuni o grupo e dei a seguinte ordem: Ao notarem qualquer barulho diferente aos que estávamos acostumados no deserto, todos sem exceção devem me seguir. Houve um pequeno tumulto de perguntas... Mas logo se acertaram e se calaram para escutar as minhas ordens. - Eu sabia que algo estava errado, eu já tinha virado uma raposa do deserto e sabia me virar bem para escapar das armadilhas que os inimigos sempre preparavam em suas emboscadas. - Caminhamos por cerca de 2 horas e não se ouvia nem o som de vento. - Naquele dia o deserto estava mais silencioso que nos demais dias, parecia que a gente caminhava sobre um cemitério.

50


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Percebi que na nossa frente tinha uma galeria com uma pequena entrada. Ordenei que entrássemos e fomos caminhando por dentro dos corredores. - Caminhamos por cerca de 5 km e mais a frente escutei barulho de pessoas conversando. - Pedi para os outros ficarem ali aguardando até a minha chegada. - Ordenei para ficarem atentos à qualquer movimento na nossa reta guarda. - Me aproximei e escutei parte de uma conversa nada produtiva e animadora. - O nosso comandante estava acompanhado dos outros comandantes de tropas dizendo o seguinte: Quantos do seu grupo ficaram sabendo a respeito dessa arma? - acho que todos. - A resposta foi a mesma de todos os outros comandantes. - Então o superior do meu comandante disse uma frase que nunca mais vou me esquecer. - Então elimine todos, eles por ora são descartáveis. Teremos que dizer aos seus familiares que foram verdadeiros heróis no campo de guerra. - Eles devem ser eliminados para não terem a chance de dizer algo sobre esses documentos ao retornarem para suas casas. Se algum deles for até a corte marcial e nos denunciar tudo estará perdido.

51


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- Retorne a base principal e enterre esses documentos em algum lugar seguro para depois do nosso trabalho terminado voltemos aqui e resgatemos o que nos percente por direito. - Senhores... a partir de hoje considerem-se milionários e senhores do mundo. - Todos sorriram e seguiram em direção a saída da Caverna. - Por ultimo o superior falou ao meu comandante... Senhor, você já possui a ordem, agora vá e cumpra ou se não concordar vai se juntar à eles. - Depois disso... Todos saíram calados. - Esperei que todos saíssem e retornei ao local onde estava meu grupo. - Contei o que acabara de escutar e todos ficaram sem saber o que fazer. Mas eu tinha meu plano. Sabia que dentro daquele labirinto de túneis a gente teria mais chance de escapar e sair daquele local. - Nós deveríamos esperar até o anoitecer para ir até um outro destacamento que tivesse condução para poder fugir. - Até o anoitecer ficamos horas discutindo o que deveríamos fazer e chegamos a conclusão de que para escapar da morte todos teriam que fugir, essa era a única saída da gente com vida daquele deserto maldito. - E assim fizemos. A noite chegou e fomos ao destacamento mais próximo. - Num lance de sorte não precisei matar o soldado que fazia a ronda noturna. Era um dos meus amigos que estava tomando conta dos veículos.

52


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Cheguei bem próximo e sussurrando chamei por seu nome e ele se aproximou. Ele também notou que algo estava errado. Eu então contei a ele o que tinha escutado na reunião dos comandantes dentro dos túneis da montanha. - Ele ficou surpreso... Mas acreditou no que relatei. Então pegamos o veículo mais veloz e o empurramos até uma distancia segura para que não fosse notada nossa fuga com o barulho do motor. - Empurramos o veículo mais de 1 km e então tivemos êxito na nossa fuga. - dirigimos a noite toda seguindo para o norte. Seguimos em direção a Síria. Com certeza seria a ultima rota para saírem a nossa caça. - Foram 2 dias de deserto até encontrarmos uma base de soldados ingleses. Fizemos amizade e ainda conseguimos transporte para chegar a Síria sem sermos incomodados. - O melhor de tudo é que os rádios usados pelos ingleses tinham pouco alcance. Assim não teria a chance de receberem ordens para prenderem o nosso grupo pelo fato de naquele dia todos nós serem declarados desertores. - Eles iriam alegar notoriamente esse recurso perante a qualquer sistema do nosso ou de outros Países para obterem nossa captura. - Desertor é mal visto em qualquer local do mundo, ainda mais desertores de exércitos e soldados de altas patentes. - Ao chegarmos ao território da Síria fomos informados que o exercito americano estava a procura de alguns desertores.

53


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- Novamente a sorte nos ajudou. O governo da Síria não via com bons olhos militares americanos em solo sírio e com isto foram obrigados a se retirar e ficar pouco tempo em sua procura pela cidade pequena da fronteira. - Durante dias ficamos caminhando com roupas civis e separadamente. Cada um de nós caminhava cerca de 2 quilômetros a frente do outro. Geralmente só fazíamos isso quando estávamos em estradas. - Foram horas e horas de solidão e dúvidas. Mas eu era o único que sabia o que realmente deveríamos fazer. Afinal o treinamento que me deram, foi para sobreviver em qualquer situação. - Depois de muitos dias de caminhada e passar por vários vilarejos, chegamos em uma cidade maior. Lá existia um aeroporto de pequenas aeronaves. - Por sorte alguns de nós sempre andava com dinheiro. - Por trezentos e cinqüenta dólares conseguimos uma passagem em um avião que tinha Israel como destino. - chegando a Israel conseguimos abrigo na casa de uma família de americanos que eram negociantes de tecidos. - A partir dessa data esperamos por noticia do grupo para saber se tinham ou não voltado para os Estados Unidos. - Em uma tarde vimos em um jornal local que vários militares americanos foram feitos reféns por rebeldes afegãos. Justamente foi na região que nosso grupo estava. - Pegamos a estrada rumo ao nosso antigo ponto de partida, o deserto que vivemos por quase 3 anos. - Ao chegarmos ao local, fomos direto as cavernas onde nos primeiros dias ficamos escondidos. - Revistamos a caverna e achamos diversos documentos enterrados debaixo de uma grande pedra.

54


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Só achamos esses documentos porque um dos soldados lembrou-se da posição antiga que se encontrava a pedra. - Arrastamos a pedra e cavamos... E ali estava o tesouro maior. - Caixas de documentos. Relíquias de guerras. Pergaminhos antiguíssimos. Sorte que no nosso grupo havia dois soldados que falavam vários dialetos, inclusive os árabes e afegãos. - A arma que o nosso comandante usava não estava dentro do baú. Mas em compensação, alem de todos os documentos, haviam milhares de dólares. Tudo largado para trás como eles tinham combinado. - As armas certeza deveriam estar enterradas em algum outro local, mas a arma não nos interessava tanto. Gostaria de ver a cara dos oficiais quando voltaram ao local e não acharam nada. - A arma não era tão importante porque afinal onde a gente poderia arrumar aquele tipo de munição, com certeza não se vende nada parecido nas lojas de armas nos Estados Unidos. - De posse dos documentos e com muito tempo de sobra, pudemos fazer uma leitura mais detalhada, naquele momento o deserto era todo nosso. Só existia a gente naquela redondeza e mais ninguém. - Após ler o documento o soldado ficou surpreso. - Sentamos ao redor dele para escutar o que estava lendo. - Alguns documentos eram comuns, mas a maioria deles estavam pedindo para virar noticias das capas de manchetes dos maiores jornais do mundo. - Ali encontramos endereços e telefones de pessoas que poderiam ajudar para quem tivesse de posse desses documentos.

55


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- O soldado disse que aqueles documentos pertenciam a uma Ordem Antiga denominada ChPus Viss. - E que atualmente os documentos pertenciam a colecionadores da grande elite Suíça. Os documentos foram roubados de famílias afegãs e outras famílias daquela região e seriam levadas para cofres de um Banco Suíço. - Constava junto com os documentos até o mapa e as condições dos projetos para o assalto ao banco Suíço depois que os documentos fossem guardados juntamente com aquela enorme quantidade de dólares e libras inglesas. - Vários nomes constavam na lista de proprietários daqueles documentos. - Bolamos um novo plano entre nós. Cada um ficaria com parte dos documentos e parte daquela fortuna, sendo que os documentos de nada iria nos servir se não fosse para fazer troca por liberdade e uma nova identidade para podermos viver em qualquer lugar do mundo. - Todos nós sabíamos que não poderíamos mais viver em solo americano. Lá com certeza todos seriam assassinados de posse daqueles documentos e daquele grande fortuna. - Fizemos a divisão dos documentos por ordem alfabética dos nomes dos colecionadores que iriam comprar aqueles documentos e repartimos a fortuna em dinheiro em partes iguais. - Esse dinheiro era maldito, mas era a única forma de podermos comprar novas identidades em outras partes do mundo. - Depois de sermos declarados desertores dentro do exercito e heróis mortos em combate para nossos familiares, nossa caça seria por pura vingança e prazer daquele grupo de poderosos. - Assim quando cada um de nós fosse à procura de cada colecionador... Com certeza todos nós seríamos bem atendidos por guardar e entregar os documentos aos seus legítimos donos.

56


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Qualquer um notava que aqueles documentos eram extremamente valiosos. Esses documentos foram roubados na segunda guerra mundial. A maioria dos documentos pertenciam a colecionadores Europeus e alguns deles que estavam residindo nos Estados Unidos, mas todos esses colecionadores eram provenientes de famílias árabes, afegãs e mulçumanas. - Era somente por este motivo que esses colecionadores estavam de posse desses documentos de valores incalculáveis para a humanidade. - E além desses documentos, achamos outros livros e atas onde estavam escritos acompanhados de muitos códigos. - Constavam até anotações do perímetro do deserto justamente onde nosso grupo foi condenado a morte. - As anotações estavam acompanhadas apenas de códigos e siglas de elementos químicos e essas coisas que só os cientistas poderiam entender o seu significado. - Em resumo dava para saber que era apenas algo valioso, pois se tratava em frase que eu grifei onde estava escrito. Solo 1 abrange 100% nv descoberta. - Então por anos li e reli esses documentos... e a cada nova leitura... ficava ainda mais impressionado e extasiado com tantos fatos reveladores. - Mas depois de tantas descobertas... o que realmente me preocupava é de como iríamos fugir com tantos documentos. - Repentinamente me ocorreu uma idéia para que todos nós fossemos retirados daquele local com tantos documentos sem levantar suspeitas.

57


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- E nós tínhamos a faca e o queijo na mão... só faltava os convidados para degustar o queijo. - Então alguém teria que ir até um desses colecionadores e dizer que estaria de posse dos documentos e assim nossa passagem para outros paises estaria garantida. - Fizemos uma Reunião para saber onde todos poderiam ir ou não e como seria o nosso código e local para entrarmos em contato um com os outros. - Pelo menos um de nós deveria ficar em algum grande centro longe do alcance dos nossos caçadores. - Seria preciso que todos nós fixássemos um ponto de apoio para receber correspondência com mudança constante de endereço para evitar possível rastreamento da inteligência do exército. - Mas era preciso fazer um rodízio de coletor principal temporário. Assim um de nós ficaria recebendo as cartas de todos os outros até cada um estar com novo endereço. - Sabíamos que não poderíamos residir em um local por mais de 3 meses, caso passasse desse limite de tempo era quase 100% de chance de sermos capturados. - Então criamos o jogo de cartas e uma criptografia para as mensagens mais importantes. - Era apenas o que tínhamos chance de fazer. Os documentos seriam nossos passaportes para a fuga rápida e intercalada. - Cada pagina daqueles documentos valiosos custavam mais de US$ 200.000,00 (duzentos mil dólares). Com certeza os colecionadores fariam qualquer coisa para recuperar suas preciosidades. - Fizemos todas as anotações do nosso plano para que não fossemos capturados pelos militares e os serviços de inteligência das forças armadas e estudamos os planos por cinco dias exaustivamente.

58


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Nada poderia dar errado com o parceiro que tivesse recebendo a carta de todos os outros do grupo. - Assim que cada parceiro conseguisse arrumar um local seguro para ficar pelo menos 6 meses no local de residência, esse parceiro seria escolhido para centralizar todas as correspondência dos outros parceiros. Todos os centralizadores de correspondência tinham que realmente estar em um local seguro. - A centralização das cartas era o ponto chave para a gente ter noticias de cada ponto e cada País que nos traria mais segurança. - Primeiro escolhi ir para a América Central, mas com o crescimento dos conflitos de rebeldes dos Paises por onde passei tinha chegado ao seu ponto crucial. - O povo americano já não era mais bem visto andando livremente pelos paises da América Central. - Foram mais de 20 anos de incertezas e trocas de endereços constantes, em certos locais eu não consegui passar mais de 15 dias para ser notado. - Foi então que um dia passei pela porta de uma igreja no Nicarágua e vi que alguns mendigos estavam sentados na porta. - As pessoas passavam na frente dos mendigos e não se davam ao trabalho de pelo menos olhar para os rostos deles. Então me veio a idéia de me fantasiar de mendigo. - Assumi o papel de mendigo e assim circulei livremente pelas ruas e jamais fui notado. - Cheguei em um dos mendigos e perguntei se ele gostaria de ganhar um dinheiro fazendo uma compra pra mim. Fiz a lista pra ele e disse que ficaria esperando ele me trazer do outro lado da rua.

59


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- Fiquei sentado atrás de uma árvore, assim se ele caísse na besteira de me mostrar para as pessoas que eu era a pessoa que tinha feito o pedido pra ele, ninguém me reconheceria de longe. - Ele entrou na loja de conveniências e comprou sacos de estopas, alguns tubos de tinta guaxe e também produtos químicos para jogar em algumas roupas e dar aparência de sujas. - Comprou uma bota usada de um sapateiro que depois cortei as pontas dela para que meus dedos ficassem de fora. - O mendigo fez as compras sem problemas. Tudo saiu corretamente e não teve dificuldades em cumprir a parte do acordo dele e ganhar 30 dólares. Um dinheirão na Nicarágua naquela época. - Então preparei todas as roupas para ficarem com aparência de farrapos e assim a primeira parte do meu plano estava pronta. - Consegui ficar por até 2 anos em determinados locais, mas a minha idéia principal seria voltar ao Estados Unidos para ver minha família. Aquela condição de estar fantasiado de mendigo me proporcionava essa chance de ir até minha cidade e não ser notado. - Meu ultimo passo foi comprar uma peruca com cabelos negros e um chapéu que não deixasse meu rosto tão amostra. - Assim chegando ao quarto do pequeno pensionato, verifiquei como ficaria minha aparência com a peruca e o chapéu. Realmente não dava para distinguir minhas feições. E depois com a aplicação da maquilagem, com certeza ficaria irreconhecível. - Desta forma consegui ficar o tempo que precisava nos lugares por onde passava. - Enviei o sucesso da minha idéia ao concentrador de cartas. Não sei se ele repassou aos outros amigos. Ele disse que sim, mas não posso afirmar que repassou.

60


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Eu e meus parceiros não podíamos ficar em qualquer lugar. A gente só poderia ficar em cidades próximas do local de residência dos colecionadores. Afinal seriam eles que bancariam o tempo todo a nossa fuga e também nos dariam dinheiro para a nossa sobrevivência. - Muitos dos colecionadores que me relacionei acabaram ficando mais que amigos, posso até dizer que poderia chamá-los de irmãos. - Os colecionadores que hoje são meus irmãos de coração, sentiam em minhas palavras e atitudes que eu não queria negociar pelos documentos que eram deles de fato. - Eu deixava bem claro que só queria uma ajuda pra mim e meus parceiros que precisassem de abrigo e completo anonimato caso as autoridades os procurassem, jamais quis dinheiro em troca, pois eu já tinha bastante e o suficiente para viver o resto da minha vida em com uma aposentadoria de estilo. - Mas os colecionadores sempre eram bons comigo e sempre acabavam me dando boas quantias em dinheiro. Eles sabiam que a nossa decisão de devolver os documentos aos verdadeiros donos, não teria dinheiro que pagaria. - Cada parceiro até aquele momento estava se esquivando da perseguição do jeito que podia. Então mandei uma carta ao parceiro receptor informando sobre o meu modo mais tranqüilo de sobreviver nos locais que seria preciso permanecer mais tempo. - A fantasia que criei... Eu usava nos países onde eram perigosos para estrangeiros, principalmente onde americanos não eram bem vistos.

61


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- Na maioria dos paises das Américas, os americanos são pessoas mal vistas e sempre são miras de ladrões. Os nativos odeiam a presença de gringos e perseguição aos estrangeiros era absolutamente violenta nas décadas de 50 a 70. - Consegui ficar até em Cuba com o meu disfarce de mendigo, coisa que eu não acreditava que daria certo, mas deu. E cuba era o local que estavam a maioria dos colecionadores e também era o local mais próximo para minha entrada nos Estados Unidos para rever minha família. - Eu sabia que seria perigoso, pois todos me conheciam na pequena cidade de onde vim e por isto eu já tinha um plano traçado para poder rever meus parentes sem preocupação de ser preso. - Os milionários cubanos tinham muitas residências de veraneio na Costa Rica e Colômbia. E foi através de um desses colecionadores que consegui passagem grátis para a América do Sul. - E foi através de um desses colecionadores que consegui carona até o solo americano. E ainda de brinde ele me deu 20 dias em solo americano com o ponto de encontro para podermos voltar a Cuba e depois eu poder entrar na América do Sul sem ser molestado pelas autoridades. - Com dinheiro meu amigo, você faz qualquer coisa nesse planeta. As coisas andam mais rápidas e tudo tem uma forma diferente para quem é milionário. Entrar e sair de um País, é muito fácil na companhia de um milionário. E com a sorte que tive... Isso era o meu melhor passaporte e o meu melhor trunfo para poder sempre estar em liberdade. - Minha visita aos meus familiares deu tudo certo. Só não vou contar como eu fiz, porque até hoje essa é uma das poucas maneiras de podermos entrar em contato com nossos familiares que as autoridades não possuem conhecimento. - Depois do presente de estar junto dos meus familiares, estava preparado para ir viver na América do Sul.

62


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Já no continente sul americano, vim contornando os paises até chegar ao Uruguai e depois passar pela fronteira com o Brasil com muita facilidade. - Vim subindo os estados até encontrar essa região sul de São Paulo. E nessa região já estou a mais de 10 anos sem ser incomodado. - Aqui encontrei um povo amigável e solidário. Fiz algumas amizades. Mas minhas amizades sempre foram feitas com cautela e sempre mantive certa distância para que não tivesse chance de haver confusões. - E confusão é algo que não pode acontecer na minha vida, pois a minha segurança depende exclusivamente do anonimato, da vida pacata e de cuidados constantes. - E assim estou vivendo aqui no Brasil até hoje. Mas está chegando a hora de ir para o México. Tenho uma ultima missão para o herdeiro de um dos colecionadores que já faleceu. - Consegui manter contato com este senhor no começo do ano e acertamos os detalhes para minha ida até o México. - Devo partir no final do ano, talvez próximo aos meses de festas natalinas. O povo mexicano promove muitas celebrações no fim de ano e isso será uma grande chance de tudo dar certo pela ultima vez... e assim minha tarefa estará completa e posso morrer em paz. - Já estou velho e não preciso mais de me esconder e assim que eu entregar esses últimos documentos... Seguirei na direção de Indiana para morrer na terra onde nasci. Talvez encontre algum dos meus irmãos vivos.

63


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- Agora não estou mais preocupado em ser preso ou receber punições dos meus perseguidores. Acho que até já me esqueceram, mas se por ventura ainda não me esqueceram, está na hora de pagar assim mesmo por algo que eu nunca fiz. - Meu corpo velho não agüenta mais ficar mudando de cidade em cidade e chegou a hora de voltar ao meu povo e morrer junto deles. - O que mais fere o coração da gente... é saber que o próprio povo da sua nação criaram fatos adversos para o seu caráter. - Eu e meus parceiros não cometemos nenhum erro ou falta grave, apenas queríamos viver nossas vidas em paz depois que voltássemos para nossos lares. - Mesmo assim... Fomos vitimas da ganância de nossos superiores que queriam algo que não lhes pertenciam e por nós estarmos em local e hora errada, fomos condenados a morte.

PARTE 3 -

(PARTE 3 – CAPÍTULO 1) O DIA QUE CONHECI TÔMI BRAUYM .

Conheci Tômi Brauym de uma forma engraçada.

64


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

Todas as manhãs eu tinha o habito de ir pescar nas pedras do costão, próximo a gruta e a cama de Anchieta, são pontos turísticos de Itanhaém, uma cidade pequena do litoral Sul de São Paulo. Naquele mês de novembro, as semanas estavam quentes e chovia pouco. Todas as manhãs eram quentes, e o único local mais fresco era apenas a beira mar. Pescar sempre foi meu passatempo favorito e com o calor em demasia, nada mais prático do que pescar nas pedras tendo a sombra das grandes rochas e a brisa fresca do mar para me dar uma tranqüilidade e paz. Mas naquela semana em especial, notei sempre a presença de um homem idoso que insistentemente se sentava sempre de frente para o local que eu pescava. Assim foram vários dias. Por ser astuto eu fiquei meio intrigado com a presença daquele senhor. Mas sempre fiquei na minha e não fui tirar satisfação, mesmo a presença dele me incomodando e me sentindo vigiado, me controlei e me mantive distante. Mas certo dia ele se aproximou e veio puxar assunto. Fui meio frio com o cidadão, ainda mais que se tratava de um homem com trajes bem sofisticado para a nossa região que era freqüentada apenas por pessoas simples. Em meu pensamento achei que se tratava de um gay querendo ter uma aventura. Mas muitos outros pensamentos se passaram em minha mente. Então começou a conversa. - Olá senhor. O senhor mora aqui mesmo na cidade? - Sim. Respondi eu. - O senhor pesca todo dia, mas notei que o mar não está para peixe.

65


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- Tem razão, ainda não estamos na época certa e a água está fria e enquanto não esquentar os peixes não se aproximam muito das pedras. - Sim, exatamente. - Mas o senhor não fica irritado de vir pescar e não levar nem um peixinho para sua casa? - Pra dizer a verdade, mesmo se eu pegasse vários peixes com certeza soltaria todos. Pesco mais por esporte e lazer. - E também não gosto muito de peixe, e prefiro mais carnes bovina e suína. - Eu já adoro peixe, mas mesmo que eu pescasse não tenho lugar para fazer. Eu resido em um hotel e eles não aprovariam a minha idéia de bancar o cozinheiro. - O senhor mora no hotel Miami? - Não em moro em um hotel próximo a praia em Praia Grande, mas venho todos os dias para Itanhaém que conheci anos atrás e adorei esta cidade. Ela tem um ar de colônia imperial e me sinto como se estivesse no passado. - É... Itanhaém realmente é uma cidade formosa e acolhedora e este ar de antiguidade eu também sinto todos os dias quando caminho por essas ruas. - Bom meu jovem, vou deixar você pescar em paz e vou indo para casa, melhor dizendo, voltar ao meu hotel. - Ok. Tenha um bom dia. - Ok. É capaz de voltar amanhã e se você estiver aqui, a gente pode ter uma nova conversa. É bom fazer amizade, mas hoje em dia está difícil encontrar bons amigos. - Concordo com o senhor, tenha um bom dia e até amanhã. O homem se mostrou ser uma pessoa normal e não se mostrou interessado em sexo. Conheço os olhares de homossexuais e esse com certeza não era o jogo dele.

66


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

Mas fiquei ressabiado até dias depois. No dia seguinte o velho estava lá, e no outro também e assim ele apareceu por 15 dias consecutivos. A amizade foi aumentando e a intimidade também. Naquela altura a gente já sentava lado a lado, falava de mulheres, contávamos piadas e já poderia afirmar que éramos amigos. Mas como ele tinha um sotaque estranho me senti obrigado a perguntar se ele era gringo. A resposta foi afirmativa e disse que era americano de Indiana. Assim nossa amizade se tornou sólida a ponto dele conhecer os meus sonhos e minhas ambições. Mas ele aprendeu que minhas ambições eram apenas três. Ter muita paz, muita saúde e muita alegria em minha vida. Sempre fui uma pessoa que gosta e admira tudo que é simples, não sou o tipo de pessoa que gosta de luxo. Ele então viu em mim alguém que ele poderia confiar. Sabia que eu não tinha a intenção de ser rico e muito menos ter e sonhar o que maioria das pessoas sonham para suas vidas. Desde que Tômi Brauym me viu como alguém que confiava, ele foi elaborando meios para aos poucos me contar tudo o que sabia sobre o Plano Unificado. Tômi Brauym estava aguardando o momento certo para me contar tudo que ele sabia e tudo que ele presenciou com o passar dos anos. Aquele corpo velho e cansado, um dia tinha sido um forte e corajoso militar que alem de tudo, escapou de todas as denominações de inteligências espalhadas pelos quatro cantos do mundo.

67


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

Quem o visse na rua, jamais pensaria o quanto aquele homem representava para a nossa humanidade. Ele era a prova viva que o mundo não era o que estávamos acostumados a ver. Aquele homem velho sabia que o mundo e a sociedade em que vivemos estão prestes a mudar, e os padrões desta mudança está mais próximo do que podemos imaginar nos dias de hoje. E com a nossa aproximação de amizade ele resolveu então me contar tudo em um dia especial. Naquela manhã próxima da sua partida para o México, ele nos convidou minha mulher e eu para um jantar em um restaurante a beira mar. Disse que tinha um assunto importante para falar para e que nos colocar a par das coisas que iriam acontecer no novo mundo. Eu na hora não entendi absolutamente nada do que ele falou. Mas eu aguardei e segurei minha curiosidade até o horário do jantar. Por volta das 20:00hs, eu e minha mulher nos dirigimos até o local marcado e ao chegar notamos que Tômi Brauym já nos esperava do lado de fora do restaurante. Estava sentado em uma mesa de canto onde pela porta de vidro dava para ver quem se aproximava da nossa mesa. Percebi que ele tinha escolhido aquela mesa por questão de estratégia, e senti que realmente o assunto seria sério. Ao chegarmos, Tômi Brauym se levantou para cumprimentar minha mulher que ainda não conhecia e nos sentamos e logo já foi nos oferecendo vinho gelado e uma boa e deliciosa cerveja. A noite estava quente e a cerveja desceu redondinha. - Bom Rick. Vamos ao que interessa. - Acho que é para isso que estamos aqui. Ou não? - Ele sorriu e logo puxou uma pasta grande e larga. - Tudo que eu vou falar posso provar com o que tenho aqui.

68


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Mas esses documentos eu vou apenas lhe mostrar, não posso deixar em suas mãos porque eles possuem um dono e é isso que vou fazer. - Será minha ultima viagem de entrega e depois disso posso morrer com minha consciência tranqüila que cumpri com todos os meus compromissos. - Fique a vontade em falar Sr. Tômi Brauym, somos todos ouvidos. - Ok. Obrigado pela compreensão de vocês e espero que se tiverem alguma duvida não exitem em perguntar. - Tudo bem Sr Tômi Brauym, estamos prontos. Pode começar quando achar necessário. - Ok. Isso aqui são documentos que resgatamos na década de 50 quando servi ao meu exercito americano em terras afegãs. - São documentos verdadeiros e que foram roubados de seus colecionadores e verdadeiros donos na época da segunda guerra mundial. - Na maioria deles, os próprios soldados nazistas se encarregaram de roubar os documentos desses descendentes de árabes, afegãos e outros grupos mulçumanos. - Esses documentos mostram a verdadeira história religiosa e a verdadeira intenção de povos antigos onde quiseram dominar toda a terra com suas doutrinas religiosas e escravizarem toda humanidade. - Ao encontrarem documentos que provam que tudo que aprenderemos até os dias de hoje é uma mentira e nada disso existiu. Foram fatos e assuntos que inventaram para poder de uma forma ou de outra, dominarem as grandes massas de ignorantes. - Aquele ditado que acho mais sábio, “Em terra de cegos quem tem um olho é Rei”, é o ditado mais correto para tudo que esses documentos mostram e provam.

69


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- Se eu disser para vocês que Jesus não existiu, Que Buda não existiu e que Maomé era um louco que andava falando sozinho por onde andava e que um dia encontrou um monte de idiotas que acreditaram no que ele falava, só porque no exato momento em que ele chegou no local, um raio caiu e a coincidência fez dele um profeta. - Se eu disser a você que a Bíblia é um livro que foi criado para dominar as massas de todos os paises do mundo. - Se eu dissesse a vocês que somos escravos em nosso próprio solo patriótico e que somos os peões de um imenso tabuleiro de xadrez. - Se eu dissesse a vocês que tudo foi criado por e para pequenos grupos no futuro controlarem tudo que é riqueza natural, mineral e selvagem. - Se eu dissesse a vocês que guerras são criadas para encobrirem os verdadeiros fatos. - E que eu tenho aqui em minhas mãos, todas as ordens que foram passadas para cada grupo em cada canto do mundo, provas essas aqui documentadas e desenvolvidas por pessoas populares e famosas da nossa história. - Se eu dissesse a vocês que tudo que se fala de arte antiga e outras coisas como quadros famosos são falsos e foram apenas criado para dar legitimidade a assuntos ocorridos na mesma época e assim a obra de arte ser uma testemunha de algo de um fato que nunca aconteceu? - Você acha que seu governo brasileiro é ou não é parte desse projeto de uma nova forma de União entre os Paises que se formaram nos maiores concentradores de dominância da terra. - Possa ser que vocês me achem um louco ou lunático em estar falando essas coisas. Mas para que vocês não sintam duvidas do que estou falando, olhem dentro deste saquinho e vejam o que tem dentro. - Parecem pedras preciosas, safiras e esmeraldas. - Isso mesmo meu rapaz, você só não viu as perolas e rubis que estão junto com as outras pedras.

70


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Para você ter uma idéia, alem dessas pedras preciosas, existem centenas de milhões de dólares em locais seguros que eu posso resgatar em caso de fuga. - Como assim fuga. - Vou explicar – em um desses documentos, tenho alguns outros que vou deixar com vocês. Vocês vão decidir o que fazer com eles no futuro. Pode ser que eles sejam uma forma de faturar uma graninha extra e que vocês possam ter uma velhice segura e tranqüila com um capital que vai proporcionar a vocês uma aposentadoria bem remunerada. - Sr. Tômi Brauym, o senhor sabe que não ligamos para essas coisas. - Sei sim e foi por isto que resolvi contar tudo para vocês e deixar parte desses documentos importantes. Mas o que ficará com vocês são documentos apenas do exercito onde provam que eles tinham sido roubados por mais uma vez, e da ultima vez foi roubado pelo meu governo. - Por causa desses documentos eu perdi a minha liberdade e assim como outros integrantes do meu grupo vivem escondidos até hoje e alguns deles já foram assassinados. - É por conta desses documentos que fomos sentenciados a morte a troco de nada. - Simplesmente nossa morte iria encobrir a falcatrua dos nossos comandantes e que toda a guerra que estávamos vivendo foi criada apenas para roubarem esses documentos que estavam escondidos em locais seguros e que foram descobertos a base de torturas de colecionadores e de soldados mantidos em cárcere privado desde o final da segunda guerra mundial. - Depois que você ler cada parte deste documento, vi entender que tudo que você aprendeu é uma mentira.

71


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- Depois que você ler cada documento, você vai entender que o mundo está sendo manipulado desde muito antes da tal pessoa descobrir que poderia se denominar o filho de um rei dos céus que diante dos ignorantes, seria mais forte que qualquer rei da terra. - Você vai descobrir que mesmo naquela época já existiam pessoas pensando em manipular grandes massas. Essa idéia não é da atualidade. Já são idéias milenares. - Você acha que existe extras terrestres? - Não senhor, não acredito, se existisse não fariam questão em se esconder, ainda mais sendo tão poderosos fazendo naves com tecnologias bem mais avançadas que as nossas. Se sabem fazer naves mais avançada é sinal que podem fazer armas mais poderosas e são bem mais inteligentes. - Exatamente isso meu rapaz - Até isso foi inventando para darem matéria para o povo pensarem nessas bobagens e esquecerem a crise financeira que a América se encontrava. - As mentes ocupadas em um objetivo distante e inexplicável, deixa de se concentrar nas coisas de verdadeiras importâncias para nossas vidas. - E assim foi com tudo que aprendemos de geração para geração. - Quando você ler cada parágrafo desses manuscritos, você vai entender que tudo na vida que hoje parece normal, é tudo imaginário, e só estamos vivendo a vida da maneira que eles querem. - Você sabia que existe telefone sem fio e que funciona em qualquer lugar apenas com ondas de rádios? - Sim, já andei lendo em algumas revistas, mas aqui no Brasil acho que não deve ter nenhum desses. - Você se engana. Existem muitos, mas isso só vai chegar as mãos do povo, o dia que eles quiserem manipular vocês mais de perto. - Um povo ocupado com tecnologias, será mais fácil de dominar e mais fácil de escravizar.

72


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Chegará a época que as pessoas estarão viciadas em novas drogas, novas tecnologias individuais e novas tecnologias que dependerá do uso de grande quantidade de pessoas. Eles chamaram esta nova etapa como, redes sociais. - E dentro desses espaços abertos a essas tais redes sociais, eles vão poder manipular os assuntos e os pensamentos das pessoas para esses centros de escravidão social e assim saberem quais pessoas serão ameaças aos conglomerados das novas células de um plano intitulado de Plano Unificado. - Esse plano será executado em 5 partes daqui para a frente. E pelo que pude notar, entre os anos de 2009 a 2035 entra a parte 2. Na parte dois do plano, eles vão entrar com a era dos vícios. - Vão introduzir tudo que é droga para afetar todas as classes sociais e criar um problema de ordem publica. - Também vão criar os vícios sociais, as dependências dos artigos de luxo do futuro e das condições de vidas que serão diferentes da nossa. - Irão influenciar a todas as classes pensarem em passar uma por cima das outras e assim as pessoas estarão aptas a ficarem mais próximas da realidade de que eles vivem. - Pessoas irão morrer dentro de hospitais, serão mortas no meio da rua como se fossem um simples pato abatido em uma caçada de fim de semana. - As igrejas vão perder seus poderes, mesmo aquelas que se designarem em novas ofertas de religião vão fracassar quando todos estiverem procurando a mesma coisa. E essa coisa será o poder do dinheiro. O poder de comprar os sonhos materiais desses ignorantes sociais. - A palavra de Deus será resumida a uma única dinastia, a dinastia da segurança patrimonial. Se o cidadão estiver rico, ele se fará seguidor e acreditará em Deus para forçar os outros a acreditarem também e com isto lhe trazer mais um tostão para sua renda diária.

73


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- O nome de Deus será o maior trunfo para que o plano na fase dois comece a ter êxito. Será através do nome Deus que tudo vai começar a se dividir. - Novas religiões vão surgir. Todos que um dia eram ouvintes, vão querer ser pastor. Não para pregar a palavra de Deus com deveria ser pregada se uma pessoa tivesse mesmo essa fé, mas se farão pastor apenas para terem uma vida melhor com os valores das ofertas que vão entrar em suas contas bancárias. - Isso que estou falando é só o começo. Quando você ler esses manuscritos, você vai entender que o mundo está caminhando para o seu fim total, mas não para o fim que a bíblia nos ensinou, mas para a liberdade do próprio povo que estará acostumada a viver presa as mordomias de suas épocas. - Vão existir dias, que as crianças vão ficar mais dentro de casa diante de um aparelho de televisão que vão emitir certos tipos de jogos e ali as crianças estarão no caminho do vicio que eles estão manipulando desde hoje. - Você já imaginou seu neto, grudado em frente de uma televisão por horas e horas, dias e dias, sem sair de casa e quando sair, querer voltar logo para dentro de casa por conta de um joguinho? - Não consigo imaginar essa hipótese, e nem imaginaria um filho ou neto meu, trocar a brincadeira na praia por um joguinho idiota desses. - Mas isso vai acontecer e já está aqui. Você vai ler como isso vai ocorrer. - E o mais engraçado é que depois que todos tiverem escravos da tecnologia, eles simplesmente vão arrancar tudo de uma vez. E as pessoas vão fazer o que eles querem para ter tudo de volta. E ai vai começar a parte 3 do Plano Unificado. - Aqui nesses documentos, estão todas explicações para cada parte do plano. Tudo que você possa imaginar está aqui. - Eles já elaboraram cada passo. Vão criar modas e coisas que vocês jamais pensaram para escravizarem o maior numero de pessoas.

74


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Hoje achamos que adiantados em relação a tudo. Mas as descobertas e tecnologias estão apenas no começo. Cada dia que novas tecnologias que vocês puderem presenciar, vocês terão a certeza que o plano deles está dando certo. - Eles precisam fazer isso, pois aquele temor de Deus está deixando de existir e eles serão obrigados a criarem outro temor ainda maior. Mas para isso, eles vão manipular tudo que puderem para escravizar quase todos de uma só vez. - As grandes massas das classes sociais mais baixas, serão fortes aliados ao plano deles darem certo. Todos sabemos que o pobre desde a infância tem a vontade de ser rico. - A idéia do dinheiro faz um meio de insistência e determinação para o pobre correr atrás de seus sonhos. Quando um pobre consegue juntar o bastante para realizar parte de seu sonho, ele começa a investir em um sonho maior. - Mas pode notar que tudo que eles pensam, são em coisas de tecnologia, como carros, televisores coloridos de telas grandes e etc. - Você não vê um podre querendo investir em um pé de planta que dará sementes e frutos aos seus filhos, netos e todos os sucessores de suas proles. - O homem pobre por natureza quer ter status, quer ter poder, mas isso eles não deixaram todos terem no futuro. Eles vão dar o poder até uma certa altura, e quando eles verem que os pobres já estão no patamar que eles querem!!! Arrancam tudo de uma só vez. - E será dessa maneira que o passo 2 será um sucesso. - O passo 3 será apenas um passo intermediário e decisivo para o passo 4 e 5 que escravizarão de vez a humanidade. - A cada nova descoberta no futuro você vai me dar razão.

75


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

- Mas quando chegarem em casa, leiam com atenção. - Se por acaso achar que estará tendo responsabilidades demais em sua vida lendo essas anotações. Simplesmente um dia, escreva um livro sobre o que conversamos, mas por favor, faça com que tudo se pareça uma obra de ficção cientifica. Assim os poderosos não irão te incomodar. - Mas com certeza, se algum dos ChPlus Viss ler seu livro, com certeza você receberá a visita dele para saber se você tirou esses fatos da sua cabeça ou de algum documento do passado. - Todos eles sabem que esses documentos existem, a maioria tem cópias deles, mas só eu e meus amigos tínhamos os verdadeiros documentos. É por este motivo que estamos entregando esses documentos aos verdadeiros donos. - Esses documentos em mãos erradas, seria a perdição prematura do mundo. - Se esses documentos caíssem em mãos erradas, as fases do Plano Unificado seriam aceleradas e tudo se completaria em menos de 50 anos. - Entregando esses documentos para seus verdadeiros donos, pode até acontecer por estar faltando parte dos planos aos ladrões e safados manipuladores, mas mesmo assim, tudo estará encerrado no Maximo em 200 anos. - Para eles os dominantes do Plano Unificado não importa o quanto tempo demore para acontecer. Eles já estão protegidos e resgatando a boa vida de suas famílias e de seus seguidores. - O que realmente importa aos ChPlus Viss é que o plano funcione e não venha a falhar quando a dois mil anos atrás, parte desses documentos caiu nas mãos de pessoas erradas e um homem assim como eu e você, virou o filho de Deus da noite para o dia. - Isso tudo você vai ler aqui. E com certeza vai aprender muito mais do que eu.

76


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

- Mas uma coisa é fatal. Jamais deixe que peguem você com esses manuscritos. Se preferir. Leia tudo e depois queime. Jamais deixem que tirem isso de vocês. - Isso que vou lhe dar é algo que em caso de você ser uma pessoa má intencionada, pode da noite para o dia, virar um novo tipo de Jesus. Só que de uma nova maneira e você vai saber o por que disto quando acabar de ler.

.

-

77


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

(insira aqui o texto e delete o texto ao lado também) Para criar uma lista com marcadores como esta, selecione um ou mais parágrafos e escolha o estilo 'Com marcadores' na lista suspensa 'Estilo' na barra de ferramentas 'Formatação' ou no painel de tarefas 'Estilos e formatação' no menu 'Formatar'.

(CAPÍTULO 1 – PARTE 3) (insira aqui o texto e delete o texto ao lado também) Para criar uma lista com marcadores como esta, selecione um ou mais parágrafos e escolha o estilo 'Com marcadores' na lista suspensa 'Estilo' na barra de ferramentas 'Formatação' ou no painel de tarefas 'Estilos e formatação' no menu 'Formatar'.

Rick foi o único amigo confiável, Tômi Brauym escolheu esta amizade pelo fato de Rick ser um cara que não ligava para coisas materiais e jamais teve ambições como das maiorias das pessoas.

PAREI AQUI RELATAR A IDÉIA PARA AMANHÃ PARA CRIAR UMA TABELA, escolha ‘Inserir tabela’ no menu ‘Tabela’. Para que ela se pareça com a tabela abaixo, clique em ‘Auto Formatação da tabela’ no menu ‘Tabela’ e, em seguida, escolha o formato ‘Elegante’. USE A TABELA ABAIXO PARA RELACIONAR PREÇOS E TELEFONES. Concorrente

Participaçã

78

Participação


PLANO UNIFICADO

A NVOVA ORDEM

o atual

em 3 anos

Melhor concorrente

50%

30%

Segundo melhor concorrente

25%

20%

Terceiro melhor concorrente

15%

12%

79


Escr ito por Ric k Nasc im // Ric k-net@live .c om

CORREÇÕES E FOTOS PARA O LIVRO.

CORRIGIR AS SEGUINTES PÁGINAS:

GALERIA DE FOTOS PARA O LIVRO

O estilo—'Citação em bloco'—pode ser usado para citações, notas ou parágrafos de interesse especial. Para usá-lo, realce um parágrafo e escolha 'Citação em bloco' na lista suspensa 'Estilo' na barra de ferramentas 'Formatação'.

80

Plano Unificado - Relatos Verdadeiros  

Um relato verdadeiro de um ex agente da Cia - ex combatente no deserto do Afeganistao no inicio dos anos 50

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you