Page 1




Henry Mintzberg Nasceu em 1939 no Canadá e estudou Engenharia na McGill University de Montreal e na Sloan School of Management do MIT.



Hoje é Professor de Gestão na própria McGill, sendo considerado um dos maiores especialistas mundiais em estratégia. By Marlon Gomes de Carvalho

2




Mintzberg

escreveu

sobre

estratégia

de

Gerência e de Negócios, com mais de 140 artigos publicados e treze livros no seu nome.



Suas obras criticam algumas das práticas de hoje do Planejamento Estratégico. By Marlon Gomes de Carvalho

3




É um verdadeiro guia que conduz a um passeio na selva do Planejamento Estratégico.



Desta forma Mintzberg abre uma trilha que nos permite transitar pelas dez Escolas do Pensamento para

conectá-las

em

uma

síntese

chamada

Estratégia.

By Marlon Gomes de Carvalho

4


Escolas Prescritivas - preocupam-se quanto ao modo como as Estratégias devem ser formuladas, descrevendo fórmulas gerais para a criação das Estratégias Empresariais.

Escolas Descritivas - direcionam sua análise para o modo como

as

Estratégias

são

formuladas,

centrando

suas

observações e explicações nos diversos fenômenos que podem criar as Estratégias Empresariais. By Marlon Gomes de Carvalho

5


“Somos os cegos e a formulação de Estratégia é o nosso elefante” By Marlon Gomes de Carvalho

6




A grande Estratégia é um conceito global do negócio,

de

respaldada

modo em

que

uma

sua

visão

construção Bíblica

e

é

não

Darwiniana na formação de Estratégia.



Na Escola do Design a Estratégia é comparada com a grande concepção, a escolha suprema. By Marlon Gomes de Carvalho

7




Para escola do design existe apenas um Estrategista e este é um executivo que senta no cume da pirâmide Organizacional;



As Estratégias devem ser únicas;



Separação clara entre pensamento e ação;



A estrutura Organizacional deve seguir a Estratégia. By Marlon Gomes de Carvalho

8




Formulação da Estratégia como um processo de concepção e não aprendizado;



A Estrutura segue a Estratégia;



Promoção da inflexibilidade;

By Marlon Gomes de Carvalho

9




Reflete a maior parte das idéias da escola de design, acrescentando a concepção de que o processo estratégico não é apenas cerebral, mas também formal.

By Marlon Gomes de Carvalho

10


Prever e Preparar A Escola do Planejamento tem a formulação da estratégia como um processo analítico, Matemático e conceitual.

By Marlon Gomes de Carvalho

11




As estratégias devem resultar de um processo controlado e consciente de planejamento formal, decomposto em etapas distintas delineada por listas de verificação e apoiada em técnicas.



A responsabilidade de todo o processo é do executivo principal mas a de execução está com os planejadores.

By Marlon Gomes de Carvalho

12




Planejamento de cenários como uma ferramenta do arsenal do estrategista.



Controle Estratégico para manter a Organização nos trilhos Estratégicos pretendidos, o que na prática, poucas Empresas conseguem. By Marlon Gomes de Carvalho

13




Desencorajamento do aprendizado mediante acontecimentos casuais e irregulares;



O fracasso do P.E é o fracasso da formalização;



Direcionamento das estratégias através da análise e não da síntese.

By Marlon Gomes de Carvalho

14


As Estratégias devem ser únicas e sob medida para cada organização Henry Mintzberg By Marlon Gomes de Carvalho

15




As

Estratégias

especificamente

são comuns

posições e

Genéricas,

identificáveis

no

mercado.



O

processo

de

formação

de

Estratégia,

é

portanto de seleções dessas posições Genéricas

By Marlon Gomes de Carvalho

16


By Marlon Gomes de Carvalho

17




O

processo

excessivamente

de

criação deliberado

de

Estratégia

prejudica

o

aprendizado Estratégico;



O processo altamente analítico e calculista inibe a criatividade de estratégias inovadoras;



O foco é orientado para o econômico ao invés do político e social. By Marlon Gomes de Carvalho

18


Se o conceito da Escola Empreendedora é a visão... Seus Estrategistas são os condutores do Elefante By Marlon Gomes de Carvalho

19




A

Estratégia

surge

na

mente

do

líder

como

perspectiva;



A estratégia é um processo semiconsciente enraizado na experiência e na intuição do líder;



A visão estratégica é maleável, assim, a estratégia empreendedora tende a ser deliberada e emergente.

By Marlon Gomes de Carvalho

20


“O espírito Empreendedor requer que as poucas pessoas boas disponíveis sejam alocadas a oportunidades e não desperdiçadas na solução de problemas.”

Peter Drucker

By Marlon Gomes de Carvalho

21




As Estratégias são calcadas em uma só pessoa, no comportamento de um só indivíduo;



Insistência de que todos os Executivos devem ter uma visão comum do futuro;



A incessante busca por visão coloca uma carga tremenda e irrealista sobre o líder. By Marlon Gomes de Carvalho

22


Para compreender a visão estratégica e como elas são construídas, sondemos a mente do estrategista.

By Marlon Gomes de Carvalho

23




A cognição caracteriza-se mais por seu potencial do que por sua contribuição ao P.E;



As estratégias emergem como perspectivas que dão forma à maneira pela qual as pessoas lidam com informações vindas do ambiente;

By Marlon Gomes de Carvalho

24


Enquanto as demais Escolas do Pensamento EstratĂŠgico olham o processo, a Escola Cognitiva olha pra dentro do processo.

By Marlon Gomes de Carvalho

25




Formação de Estratégia mais como um processo individual do que coletivo;



Pouca atenção às imprevisibilidades Ambientais;

By Marlon Gomes de Carvalho

26


Se o mundo da Estratégia é realmente tão complexo como diz a Escola do Design, como então devem proceder os Estrategistas?

Eles devem prenderem ao longo do tempo... By Marlon Gomes de Carvalho

27




Vital para a Escola do Aprendizado é o fato de ela se basear em descrição em vez da prescrição.

By Marlon Gomes de Carvalho

28




Nas Organizações há muitos Estrategistas com potencial, para descobri-los basta que o sistema coletivo aprenda.



Este aprendizado só é possível, através do comportamento que estimula o pensamento estratégico. By Marlon Gomes de Carvalho

29




A Estratégia depende de aprendizado e este depende das capacidades.



Aprender está atualmente em voga, contudo, pode conduzir a desintegração da Estratégia.



Deste modo a ênfase na aprendizagem pode afastar a Organização da disciplina, e não ter disciplina equivale a não ter Organização.

By Marlon Gomes de Carvalho

30


A palavra poder nesta escola é utilizada para descrever o exercício da influência, enfatizando o

uso

do

poder

e

política para negociar estratégias favoráveis a determinados interesses. By Marlon Gomes de Carvalho

31




Poder micro - lida com o jogo de política dentro da organização, os indivíduos e grupos.



Poder macro – diz respeito ao uso de poder pela

organização,

a

interdependência

da

própria organização com o seu ambiente.

By Marlon Gomes de Carvalho

32




A formação de estratégia é moldada por poder e política.



As

estratégias

resultantes

desse

processo

tendem a ser emergentes e assumem mais a forma de posições e meios de iludir de que de perspectivas. By Marlon Gomes de Carvalho

33




O papel das forças integradoras, como liderança e cultura, tende a ser desprezado por esta escola.



Nem sempre o jogo de influência é exercida de forma honesta.

By Marlon Gomes de Carvalho

34


A escola cultural é imagem invertida da escola do poder.

A cultura junta uma coleção de indivíduos em uma entidade integrada chamada organização. By Marlon Gomes de Carvalho

35


A cultura Organizacional pode ser estudada sob dois pontos de vista



Pessoas de fora da Organização;



Pessoas de dentro da organização.

By Marlon Gomes de Carvalho

36




A estratégia é um processo de integração social, baseado em crenças;



Um indivíduo adquire essas crenças através de

um

processo

de

aculturação

ou

socialização, o qual é em grande parte tático e não verbal. By Marlon Gomes de Carvalho

37




Desencorajamento das mudanças necessárias;



A em geral, explica com muita facilidade aquilo que já existe, ao invés de cuidar das questões difíceis do que pode vir a existir.

By Marlon Gomes de Carvalho

38


A Escola Ambiental está intimamente ligada a Teoria da Contingência.

Ações Administrativas

São contingentes das

Características Situacionais

Para obter

By Marlon Gomes de Carvalho

Resultados Organizacionais

39




O Ambiente é o agente central no processo de geração de estratégia;



A Organização deve responder a essas forças, ou será "eliminada";



A liderança torna-se um elemento passivo. By Marlon Gomes de Carvalho

40




A teoria Contingencial tende a transformar os elementos

ambientais

de

uma

maneira

abstrata, vaga e agregada.



Nenhuma Organização enfrenta um “Ambiente" generoso, complexo, hostil ou dinâmico. Ela enfrenta um mix de todos. By Marlon Gomes de Carvalho

41


"A Estratégia não se planeja, constrói-se“ Henry Mintzberg



Agradeço a presença de todos os Alunos e professores presentes e uma boa noite a todos.

Dúvidas ou sugestões Marlongcsm@hotmail.com

By Marlon Gomes de Carvalho

42

Safari de Estratégica  

Apresentação utilizada na palestra do Marlon Gomes sobre o livro Safari de Estratégia do autor Henry Mintzberg, no dia 25 de maio de 2010.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you