Aethra em Conexão - fev 2016

Page 1

Para valorizar você

RH amplia programa de recrutamento interno para dar oportunidade aos colaboradores que querem consolidar carreira na empresa

páginas 4 e 5 Pintura da Flamma agrada cliente PÁG. 2

Revisão de processo na TEC gera melhorias na produção

Selo FSC – compromisso com o meio ambiente

PÁG. 3

PÁG. 8


Giro pelo grupo

Institucional

Melhoria contínua

Córdoba conquista ISO TS 16949

na prática

A unidade de Córdoba, na Argentina, recebeu, em dezembro, a certificação de Qualidade ISO TS 16949, principal requisito exigido das empresas de autopeças em todo o mundo para fornecimento às montadoras. O certificado reconhece que a empresa produz sem danos ao meio ambiente e garante qualidade aos clientes e produtos. Com o reconhecimento, a unidade se torna mais competitiva podendo atrair novos projetos.

A

Flamma surpreende em try out de pintura A Flamma Automotiva comemorou os excelentes resultados do try out do processo de pintura no modelo de cabine HSK, da Mercedes-Benz, concluído no início de fevereiro. Os testes foram acompanhados por representantes da própria montadora e pelas equipes de Engenharia e Pintura da Flamma. É a primeira vez que a Mercedes retira cabines de série de sua planta para que o trabalho seja feito por um fornecedor externo. Além de pintar, a unidade também irá montar quatro modelos de cabines, para as quais será construída uma nova linha de produção.

Criatividade premiada

Quem apostou na criatividade se deu bem. O Concurso Mensagem Premiada Família Aethra recebeu 1.028 textos escritos pelos colaboradores para desejar um feliz 2016 aos colegas de trabalho e, destes, escolheu os 360 mais criativos. O prêmio de R$ 100 foi entregue na forma de cartão vale-refeição. Cerca de 230 empregados de todas as unidades participaram, e vários faturaram mais de uma vez. O concurso serviu para aproximar ainda mais os colaboradores de todo o Grupo, uma vez que, antes de serem avaliadas, as mensagens foram trocadas entre as unidades. Parabéns aos vencedores!

2

capacidade de observação do colaborador, aliada ao conceito de melhoria contínua, tem sido fundamental para que as empresas do Grupo Aethra continuem aperfeiçoando suas metodologias de trabalho. É a junção entre esses dois fatores que assegura a entrega dos produtos dentro do cronograma e com a qualidade desejada pelo cliente. Ao tomar conhecimento dos desafiadores prazos de entrega do projeto Fiat X1H, as equipes do PCP/Logística e da Engenharia da TEC, comandadas por José Marcelo da Silva Andrade, gerente geral da unidade, perceberam que poderiam reduzir o tempo de usinagem e bancada para produção das peças se alguns componentes já chegassem do fornecedor pré-copiados. “Com isso, conseguiríamos otimizar o tempo de montagem no setor de bancada, sem a necessidade de realizar ajustes na usinagem, como fazíamos antes”, explica Gleison Helbert Macedo, gestor de PCP/Logística. Para colocar a ideia em prática, a unidade selecionou os fornecedores mais aptos a usinar as peças e realizou um workshop com os representantes das empresas e da engenharia para que as especificações necessárias fossem repassadas à produção. Agora o componente já chega pré-usinado do fornecedor, mais fácil de manusear, mais leve e com a forma aproximada da final. Resultado: a TEC conseguiu entregar as primeiras amostras para a Centauro (cliente interno) dentro dos prazos e, graças à eficiência

da metodologia utilizada no X1H, a ideia será adotada em outros projetos. “Nosso objetivo é estendê-la às demandas de todos os clientes”, comemora Gleison. Com a capacitação dos fornecedores e a melhoria do processo consolidada, a equipe espera que, no futuro, seja possível trazer do fornecedor um componente mais próximo da fase final de uso, a ponto de poder substituir uma peça danificada ou modificada na produção sem necessitar parar um ferramental por um grande período.

Migração para novo data center

Durante o ano de 2015, o Setor de Tecnologia da Informação – TI realizou o projeto de migração entre data centers do sistema SAP e sistemas satélites ao SAP do Grupo Aethra. Assim, a T-Systems, empresa de data center com atuação global, passou a ser responsável pela hospedagem e infraestrutura destes sistemas. Esta mudança teve como objetivo o alinhamento do ambiente de TI com os negócios, as políticas, a ética e a visão do Grupo Aethra. O sucesso do projeto deve-se ao comprometimento e empenho da equipe do TI e dos usuários-chave SAP.

Adriano Santos Vesta Engenharia

Wilton Cardoso TEC

Economia

Os colaboradores que lidam no dia a dia com o componente modificado comemoraram a otimização no tempo de trabalho. “Estamos diminuindo o tempo de máquina e ferramentaria. Algumas ferramentas de usinagem também estão sendo poupadas e, por esse motivo, terão sua vida útil alongada”, explica Adriano Santos, da Vesta Engenharia, que executa a gestão de usinagem da TEC. Wilton Cardoso, coordenador da ferramentaria da TEC, também elogia a mudança. “Tenho uma área menor de ajuste, pois o componente já chega desbastado, com a superfície mais próxima do ideal. Além disso, a mobilidade melhorou, uma vez que a forma e o peso da peça são menores, o que dá mais agilidade ao manuseio.”

3


Destaque

O talento está aqui

Q

uando Lúcio Cláudio de Oliveira pisou pela primeira vez na Aethra, seus sonhos não eram tão ambiciosos. Em 1999, a meta era trabalhar como office-boy do setor Administrativo, mas a sorte fez com que ele fosse contratado como ajudante de prensista, o que fez sua renda melhorar. De lá pra cá, a carreira do colaborador decolou. Atuou como prensista, inspetor e planejador de qualidade, auditor de fornecedores e, no ano passado, foi promovido a gestor da Qualidade da Thera. “Tudo o que tenho e a família que construí saíram da Aethra”, afirma Lúcio. Isso se deve ao fato de o gestor, em 15 anos de empresa, ter aproveitado as oportunidades que apareceram. Para estar apto a concorrer às vagas, é necessário, contudo, ter muita dedicação e interesse em se especializar na área em que atua. “Me capacitei com cursos externos, mas é fundamental que a pessoa entregue bons resultados para a empresa no dia a dia do trabalho”, aconselha o gestor. Ciente do potencial de desenvolvimento profissional de seus colaboradores, o departamento de RH reestruturou a política de seleção interna para valorizar as pessoas que desejam um futuro promissor no Grupo Aethra. Wagner da Silva Santos, analista de RH, conta que foi desenvolvida a ferramenta digital GED (Gestão Eletrônica de Documentos) que foi integrada ao sistema SAP HR da empresa. Isso permite que os currículos e perfis de todos os colaboradores fiquem registrados em um banco de dados. Ao surgir uma vaga, o sistema cruza as informações e aponta possíveis profissionais que possam ocupar o cargo e que tenham feito inscrição para a vaga. “Por isso, é muito importante que o colaborador que fez algum curso novo vá ao RH e atualize suas informações e suas competências”, alerta Wagner. Eros Kênio Rodrigues Silva, que entrou na Aethra há três anos e meio como operador de produção, passou por esse processo. Os dois cursos realizados no SENAI – Mecânico em Usinagem e Ferramentaria – o colocaram na disputa por uma vaga de ferramenteiro aprendiz, cargo que ocupa há seis meses. Segundo ele, a vontade de crescer não parou por aí. “Quero fazer história na empresa”, avisa. 4

Destaque

Eros se especializou e aproveitou a oportunidade que apareceu na TEC

O que fazer para aproveitar as oportunidades internas?

Como funciona o recrutamento interno

Especialize-se Faça cursos que ajudem a aprimorar o conhecimento na área em que atua

1

Desempenhe bem o seu papel Os líderes estão sempre atentos a quem se destaca no dia a dia

As vagas disponibilizadas são divulgadas nas unidades pertinentes

2

Os candidatos que se interessarem e preencherem os requisitos divulgados fazem a sua inscrição

3

RH analisa os currículos dos candidatos inscritos

4

São realizadas provas teóricas para cargos que exigem determinada especialidade

Fique atento às vagas abertas O setor de comunicação sempre as divulga nos murais Fez um novo curso? Atualize as informações no RH de sua unidade. Essas informações são preciosas para que você se credencie a uma nova oportunidade

Para estimular o colaborador a estar sempre se especializando, a Aethra tem uma série de convênios com escolas. O Centro Universitário UNA, por exemplo, oferece 8% de desconto para colaboradores e familiares. A empresa ainda mantém convênios com escolas de idiomas. Vá até o RH de sua unidade e confira a listagem de instituições conveniadas.

5 6 7

RH entrevista os candidatos É realizada uma avaliação de competência para medir o desempenho do colaborador no atual cargo Concluído o processo seletivo, caso o candidato não seja aprovado, o RH explica as razões e dá dicas de como ele deve se aprimorar 5


Família Aethra

Bem-estar

Foco

Edvaldo comanda remotamente o fechamento da cabine. Qualquer desatenção e a produção é interrompida

Willer é um dos responsáveis por tornar a Saideira uma referência no Carnaval

Rio de Janeiro e Carnaval: as paixões de Warley de Oliveira

Amantes da folia

Conheça dois colaboradores que se entregam ao Carnaval omeça o ano, e os amantes do Carnaval iniciam os preparativos para encarar a maratona de eventos que a data reserva aos foliões. Mas, para quem vive intensamente os dias de festa, já em meados de junho os tamborins começam a esquentar, literalmente. É assim para Warley de Oliveira, analista de Administração de Pessoal, que tem verdadeira paixão pelas escolas de samba do Rio de Janeiro, principalmente pela União da Ilha do Governador. Seu vínculo com a escola começou em 1989, quando escreveu uma carta para a direção da agremiação pedindo permissão para desfilar na Sapucaí. “Em 1990 participei do meu primeiro Carnaval no Rio de Janeiro e, de lá pra cá, não falhei em nenhum ano”, conta o colaborador. Hoje, sua relação com a escola vai além do desfile. No meio do ano, ele faz questão de participar também das eliminatórias para a escolha do samba-enredo e dos eventos organizados pela direção. “É como se eu fizesse parte da comunidade. Vou às feijoadas na quadra, a alguns ensaios e tenho uma relação muito próxima com os demais integrantes.” A fama de amante do Carnaval carioca se tornou conhecida na empresa, e alguns colegas decidiram acompanhá-lo. Vários colaboradores já sentiram ao lado de Warley a emoção de pisar na avenida mais animada do país. Neste ano, a colega do departamento de Compras, Lígia Miranda, foi sua companheira. “O samba e o Rio de Janeiro são minhas grandes paixões. A sensação de estar na avenida junto com as pessoas que trabalharam o ano inteiro para que aquilo acontecesse é indescritível”, explica Warley. 6

Ditando o ritmo Outro colaborador que tem o Carnaval no sangue é Willer Augusto Palhares de Faria, advogado. Ele é um dos responsáveis pelo crescimento da tradicional Bartucada, fundada em 1972, em Diamantina. Apaixonado por instrumentos de percussão desde criança, ele visitou algumas escolas do Rio de Janeiro para ver de perto como funcionava a gestão da bateria. Com a experiência adquirida, entre o final da década de 90 e início dos anos 2000, capacitou e trouxe novos integrantes para o tamborim da banda, ajudando a tornar o grupo conhecido nacionalmente. Com isso, o número de shows realizados também cresceu. “O Carnaval, para mim, é sinônimo de alegria. É gratificante você ter a possibilidade de levar diversão e alegria para as pessoas de forma tão intensa, é maravilhoso”, diz Willer. Atualmente, o advogado está focado em outro projeto musical que se evidencia ainda mais nos dias de folia: a Banda Saideira, que reúne músicos de alta qualidade técnica e tem contribuído para engrandecer as festas e o Carnaval de várias cidades mineiras. Como se tornou pai há poucos meses, neste ano Willer reduziu o ritmo. Ainda assim, encontrou tempo para acompanhar alguns blocos que desfilaram por BH e não deixou de assistir aos desfiles das escolas cariocas pela TV. “Tive que colocar o pé no freio, afinal não dá para levar minha filha para a folia ainda. Mas, no ano que vem, quem sabe?”, brinca.

A

s lembranças da ida a Poços de Caldas com a família, em dezembro, ficarão para sempre na memória do operador automotivo III, da linha DAF XF, Edvaldo da Silva Vieira. No entanto, ao retornar às suas funções na Flamma, ele estava consciente de que sua segurança dependia da atenção no trabalho. “Agora é foco total para não me distrair e machucar.” Não é todo mundo que volta das férias com a concentração em nível máximo. É importante estar atento, contudo, para o fato de que uma pequena distração pode colocar em risco a nossa integridade física. Não à toa, segundo a área de Segurança do Trabalho da empresa, 27% dos acidentes registrados em 2015, ocorreram no mês de janeiro, o que comprova certa desatenção do colaborador na volta do período de descanso. Para evitar que isso ocorra, a unidade possui um programa específico para alertar a equipe sobre a importância de se manter seguro. Com o nome Segurança não tira férias, a iniciativa divulga entre os colaboradores cuidados que devem ser observados no ambiente familiar, no trânsito e nas festas de confraternização, além de orientações sobre como cuidar da saúde para estar bem ao retornar à empresa. “Quando o colaborador volta, revisamos as normas e os procedimentos previstos na política de segurança da empresa e nas instruções de trabalho. Entre o final do ano passado e o início deste ano, fizemos um grande treinamento, com quase 500 trabalhadores, para relembrar os principais temas, estudamos os acidentes ocorridos na empresa e orientamos sobre o uso correto dos EPIs”, frisa Vítor Brant Drummond, engenheiro de Segurança do Trabalho da Flamma.

total

A que devo estar atento no retorno ao trabalho? Verifique os equipamentos antes de voltar a utilizá-los Tem dúvida sobre algum procedimento? Não faça! Chame o supervisor para ajudá-lo Faça corretamente o check-list previsto para as atividades mais específicas e que concentrem maior potencial de risco

Observe com atenção o ambiente ao seu redor e o seu posto de trabalho para verificar se houve alguma modificação Converse com o supervisor e com os colegas sobre os principais acontecimentos registrados durante o período em que esteve fora da empresa

7


Sustentabilidade

Não fica só no papel,

mas começa com ele

Golf agora é nacional

15 anos de PSA no Brasil A PSA Peugeot Citroën completa em fevereiro 15 anos de produção no Brasil. Em 1º de fevereiro de 2001, o Grupo inaugurava oficialmente o Polo Industrial Brasil (PIBR), em Porto Real (RJ), para abrigar as linhas de suas marcas Peugeot e Citroën. Nesse período, foram mais de 1,3 milhão de automóveis e 1,8 milhão de motores fabricados. Atualmente, a fábrica produz os modelos Peugeot 208 e 2008 e os Citroën C3 e Aircross. Divulgação

Divulgação

O VW Golf 2016 é agora fabricado em São José dos Pinhais (PR) e é equipado com motor 1.6 MSI flex de 120 cavalos. O propulsor já é utilizado em parte das linhas Gol, Saveiro e Fox. O 1.6 equipará a opção Comfortline, a mais acessível do Golf, com preço inicial de R$ 74.590.

você tem em mãos neste momento seguem essa diretriz. “Escolhemos os fornecedores cujos papéis possuem selo de certificação. Além da certeza de que é um material ambientalmente correto, sabemos que ele é socialmente responsável.” O gasto? Como explica o designer, o custo final é menor graças à otimização do processo e ao relacionamento de parceria estabelecido com os fornecedores. A Aethra espera que a iniciativa sirva de inspiração para todos fazerem uso racional dos recursos naturais, em casa ou no trabalho, evitando consumo desnecessário de papel, o que gera desmatamento, ou o consumo desenfreado de materiais plásticos, produzidos à base de petróleo, entre outros. É com todos juntos que iremos construir um mundo sustentável para as gerações futuras.

Ford Fusion com cara nova A Ford apresentou o novo Fusion durante a abertura oficial do Salão de Detroit, nos Estados Unidos. Além do visual renovado, o sedã terá uma inédita versão esportiva com motor biturbo. O modelo chegará ao mercado norte-americano ainda no começo de 2016. No Brasil, o lançamento deverá ficar para 2017. Divulgação

O

compromisso da Aethra com o meio ambiente é levado a sério em todas as unidades. Seja no processo produtivo, no descarte de rejeitos ou no apoio dado a projetos de preservação, tudo é estrategicamente pensado para que as ações da companhia estejam alinhadas ao respeito à natureza e ao desenvolvimento das comunidades que vivem no entorno. Enfatizando esses valores do Grupo, Edi Bianco, responsável por toda a criação dos materiais gráficos da Aethra, diz que já há dois anos a empresa utiliza papel proveniente de florestas plantadas conforme as regras do melhor manejo ambiental. Formulários, folders, envelopes, cartões de visita, portfólios de produtos e até mesmo a revista que

expediente Revista destinada aos colaboradores do Grupo Aethra Coordenação de Comunicação: Felipe Damião Equipe: Edi Bianco, Fernanda Guelber Produção: Prefácio Comunicação - (31) 3292-8660 - www.prefacio.com.br Jornalista reponsável: Celuta Utsch (4667/MG) Redação: Guilherme Barbosa (12630/MG) Fotos: Arquivo da empresa

8


Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.