Issuu on Google+

Gazeta

DIVINÓPOLIS•MG | terça-feira, 18 de fevereiro de 2014 | ANO XX | N.º 2263 | R$ 2,50

Pollyanna Martins

DO OESTE

Andar de táxi em Divinópolis fica mais caro a partir de hoje Página 06

Onde o poder público não vai...

“Os políticos fazem promessa em época de campanha e depois esquecem de nós”. Página 05

Exame de DNA pode comprovar se ossada encontrada é de jovem desaparecido há cinco meses Página 11

Demora em cirurgia pode fazer jovem perder a sensibilidade da mão Bruno Santos sofreu um acidente no último dia 05. Como se não bastasse a omissão do resgate do Corpo de Bombeiros que não tinha viatura disponível, o jovem aguarda desde então por uma cirurgia ortopédica. A fratura no ombro afetadou uma de suas mãos, e a demora na realização do procedimento pode fazer com que ele perca a sensibilidade dos dedos.

Página 07

Cátia Vaz


02 opinião

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - TERÇA-FEIRA, 18/02/14

editorial

O poder público não chega...

E nem ninguém! É bem assim por quilômetros e quilômetros de ruas não pavimentadas em Divinópolis. A população não consegue ter acesso digno a própria casa devido a ruas esburacadas e outras que parecem mais terem sido atingidas por dinamites. Há muitas pessoas que podem dizer que estes locais não são prioritários em obras de infraestrutura porque não há grande demanda de moradores. Mas engana-se quem acha que estas ruas precárias possuem apenas uma ou duas casas em cada quarteirão. Em alguns lugares, como o bairro Santa Lúcia, a desigualdade é tamanha que um grande loteamento (somente o loteamento, ainda não há casas construídas) já tem toda a infraestrutura pronta, inclusive com asfalto novinho e um quarteirão depois da delimitação rentável, ruas que nem com carro com tração quatro por quatro consegue passar. Estamos falando de milhares de pessoas que enfrentam dificuldades diárias por causa do descaso do poder público. Milhares de pessoas que não conseguem chegar em casa com sacolas ou crianças no colo por exemplo, sem a ajuda de terceiros. Milhares de pessoas que, quando há sol enfrentam poeira e quando chove enfrentam o barro e as erosões. Mas não pense que, quem hoje está no comando não conhece estas ruas. Conhecem sim, mas elas só acham o caminho da periferia em período eleitoral. O candidato coloca o sapato mais fuleiro do closet, aquele sem engraxar e sem o “bico fino”. Encarna o Hobin Hood e vai até esse povo que acredita que “dessa vez vai ser diferente”. Tudo bem que o problema não é atual, toda essa “avalanche” de ruas precárias é uma herança maldita de governos anteriores que liberavam loteamento sem exigir infraestrutura básica, mas 20 anos é muito tempo para a não solução do problema. Os governos de Divinópolis foram relapsos, nas últimas décadas, com uma lição básica oferecida pelas nações que chegaram aos mais avançados estágios de desenvolvimento. Os governos descuidaram dos investimentos em infraestrutura, e os efeitos desse desprezo se manifestam agora de forma implacável, quando a cidade não consegue tirar proveito integralmente das oportunidades criadas por um persistente ciclo de instabilidade interna. Tivemos um investimento altíssimo na reforma do Aeroporto Brigadeiro Cabral e sabemos muito bem que meia dúzia de divinopolitanos possuem avião, mas todos nós nos deslocamos de uma forma ou de outra pela cidade. Seria mais interessante, para a grande maioria da população e até mesmo para os políticos que querem continuar no poder, buscar recursos do governo estadual para investir na infraestrutura de ruas do que em pista de aeroporto que só beneficia uma minoria de gente rica. Divinópolis é retardatária em praticamente todas as áreas que propiciam condições para avanços econômicos. Perdemos as oportunidades para conciliar o crescimento com a reavaliação e a modernização de setores decisivos, como transporte. Nossa economia ainda se movimenta sobre o asfalto, não se esqueçam jamais disso futuros candidatos. Se o poder público ainda ouve alguém, sem ser o próprio bolso, vai uma dica preciosa: o passo a seguir é o da execução de ações, para que a Cidade do Divino se mantenha na “privilegiada lista” (segundo algumas publicações em revistas) de cidades onde, apesar dos estorvos, vale a pena nascer, viver e envelhecer! Jornal

“Tudo bem que o problema não é atual, toda essa “avalanche” de ruas precárias é uma herança maldita de governos anteriores que liberavam loteamento sem exigir infraestrutura básica, mas 20 anos é muito tempo para a não solução do problema”.

ÓRGÃO Do grupo Gazeta do Oeste de comunicação ltda FUNDADOR: Antônio Eustáquio Rodrigues Cassimiro (1947 2004)

Diretor PRESIDENTE Fernando Marcos Rodrigues

EDITORA CHEFE Carina Lelles

Assessores Jurídicos Dr. Márcio F. Vaz • Dr. Mauro M. Nogueira • Dr. Flávio Vaz Administração, Redação E GRÁFICA: Rua Rio Branco, 948 - Porto Velho • Divinópolis (MG) • CEP 35.500-430 TELEFONE: (37) 3222-6322 • www.g37.com.br • gazeta@gazetaoeste.com.br O jornal não é solidário com conceitos emitidos em colunas e matérias assinadas.

Roberto Clementino bobclementinoo@gmail.com

Delfim Neto é que diz “O Plano Real é uma jóia do ponto de vista da teoria econômica” Quando perguntaram ao guru de Dilma se ele estava preocupado com a economia e por que achava que a perspectiva para o Brasil é ruim, Delfim Neto explicou : “Porque nunca decidimos fazer de verdade a coisa certa. Nós fizemos um plano de estabilização brilhante, que é o Real. O Plano Real é uma jóia do ponto de vista da teoria econômica aplicada no combate à inflação. Mas nunca o governo terminou o Plano Real. Nunca ousou pôr o equilíbrio fiscal que ele exigia. Nunca se fez isso, sempre se tergiversou, sempre se procurou a reeleição. O Real nunca terminou”. Para Delfim “O Plano Real é uma obra inacabada. Isso ajuda a explicar por que o Brasil enfrenta o risco de rebaixamento pelas agências de classificação de risco em 2014. A situação seria diferente se os governos das últimas duas décadas tivessem perseguido o equilíbrio fiscal previsto no Plano Real” diz Delfim. Embora Lula e Dilma, admitam a importância que representa o Plano Real para a governabilidade, em 1994 o PT votou contra o Plano Real sob o argumento de que a medida era eleitoreira. Mas em 2011, Dilma que não é petista, reconheceu o papel importante do Governo FHC, quando chamou o ex-presidente de acadêmico inovador, político habilidoso e ministro-arquiteto de um plano duradouro de saída da hiperinflação e o presidente que contribuiu decisivamente para a consolidação da estabilidade econômica. Se correr o bicho pega Se ficar o bicho come O ministro Gilberto Carvalho: em 9 de dezembro último, prometeu processar o delegado Romeu Tuma Jr. pelo livro “Assassinato de Reputações”. Tuma Jr. prometeu provar as acusações. E até hoje o processo não saiu. Médicos cubanos, mais do que dinheiro querem é liberdade Diante da crescente baixa de cubanos no Programa Mais Médicos – 24 até agora –, o que se afirma em Brasília é que o Ministério da Saúde pressiona a Organização Pan-Americana da Saúde para negociar com o governo Raúl Castro um aumento no valor repassado aos profissionais vindos de Havana. Na Venezuela, onde o Programa Bairro Adentro (2003) reuniu 20 mil médicos cubanos, a insatisfação levou mil contratados a pedirem asilo aos EUA Vigiem 2014!!! Para o sociólogo catalão Manuel Castells as pessoas que saíram às ruas em junho de 2013 não vão se cansar. No máximo, vão mudar a forma de protestar. Campos confirma apoio a Aécio no segundo turno O governador Eduardo Campos (PSB-PE) afirmou na sexta dia 14/02/14 a dirigentes do PPS que ele e o senador Aécio Neves (PSDB-MG) vão se unir no segundo turno da disputa à Presidência da República. A afirmação foi feita a portas fechadas antes da abertura da reunião do diretório nacional do PPS, em Brasília, e confirmada à Folha por participantes. Principais nomes na corrida contra a reeleição de Dilma Rousseff (PT), Campos e Aécio já haviam acertado nos bastidores um pacto de não agressão. Agora, de acordo com os relatos, Campos disse haver dois motivos para que os dois se unam no segundo turno. O primeiro diz respeito às questões estaduais -- PSDB e PSB que devem se aliar contra o PT na maioria dos Estados. O segundo é o acirramento da troca de ataques entre PT e PSB. O partido de Campos foi aliado do PT no governo federal por quase 11 anos. Lula diz que Dilma deve arrumar um namorado Habituado à rotina de receber políticos, empresários e banqueiros, que o procuram para se queixar de “maus tratos” de Dilma Rousseff, o ex-presidente Lula tem uma resposta na ponta da língua, que apresenta como “solução” para o jeito búlgaro de ser da presidenta, arrancando gargalhadas. “Dilma precisa arrumar um namorado…”

Observatório de Mídia

www.observatoriodemidia.blogspot.com | observatoriodemidia@pitagoras.com.br

O futuro do jornalismo – parte 2 Em continuidade ao artigo da última semana, hoje propomos o debate em torno das competências e habilidades que se esperam do graduado em Jornalismo, a partir das novas Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação, publicada em Resolução no último ano. Tais fatores, em sintonia com as transformações pelas quais a área de Comunicação vem passando nos últimos anos, em decorrência do rápido desenvolvimento das Tecnologias da Informação, pretendem fornecer ao profissional do futuro – e do presente – melhores condições de enfrentar o que se espera dele em termos de produtividade e função social. Desde que começou a ser feito, o jornalismo tem como principal função social o dever de informar as pessoas. Isso, por mais que possa parecer banal para algumas pessoas, é uma das principais ferramentas para que a democracia possa existir. Afinal, como pensar uma sociedade em que as pessoas possam exercer seus direitos e deveres sem ter acesso ao que acontece? Como decidir cada uma das pequenas (e grandes) escolhas que cada um de nós tem que fazer cotidianamente sem saber o que se passa, o contexto em que os fatos se apresentam? É por esses e outros motivos que o jornalismo é necessário em uma democracia, pois sem informação não há liberdade. As novas Diretrizes Curriculares Nacionais mantém esse “apelo” por um jornalismo com função social bem estabelecida, mas, ao mesmo tempo, discute, questiona e aponta caminhos para que esse profissional possa se situar em meio a um universo sem fim de informações instantâneas. Com as novas configurações de emissão e recepção de mensagens, em que todos passam a ter acesso aos meios de produção e difusão do que quer que seja, paira a dúvida sobre o papel do jornalista nesse cenário. Muitas vezes, hoje, as pessoas buscam as primeiras informações sobre um fato (mesmo que elas estejam disponíveis sem o cuidado necessário da apuração) nas redes sociais virtuais, e somente depois buscam a sua confirmação ou a sua “validade” nos veículos jornalísticos. Percebe-se aí, claramente, uma inversão de papeis no modelo de mídia tradicional. Ao invés de esperar as mídias difundirem uma informação para depois discuti-la socialmente, hoje as pessoas informam antes dos “veículos oficiais” e aguardam a difusão por parte desses somente para “validar” um discurso. Passa a ser um jogo especulativo, em que todo e qualquer sujeito com acesso a alguma mídia digital tem o “direito” de “jogar” com informações para “ver se cola”. É por isso que importantes parâmetros de competências, habilidades, atitudes e valores foram estabelecidos pela Comissão de Especialistas que propôs a matéria, a fim de que o jornalista tenha a exata noção do seu papel e função nessa sociedade totalmente interligada virtualmente. Pontos relevantes, como a compreensão e valorização das conquistas históricas da cidadania; o conhecimento da realidade social, econômica e política; a capacidade de identificação e reconhecimento do interesse público; e a distinção entre o verdadeiro e o falso a partir de um sistema de referências éticas e profissionais, são algumas das competências gerais que se espera desse profissional. E mesmo essas, de âmbito mais geral, convivem harmonicamente com diretrizes mais específicas para o jornalista, como o domínio da expressão oral e escrita em língua portuguesa e o domínio instrumental de pelo menos dois outros idiomas; capacidade de trabalho em equipes multifacetadas; utilização das tecnologias de informação e comunicação, produzindo inovação em métodos, técnicas e procedimentos; além da ênfase no espírito empreendedor e na possibilidade do exercício da atividade como autônomo, em total coerência com a realidade de mercado. Entre as várias recomendações e justificativas das novas Diretrizes Curriculares, fica a sensação de esperança e justiça. Afinal, se a Academia e a sociedade se unem para almejar uma melhoria no ofício jornalístico, significa que a profissão continua valorizada, respeitada e, principalmente, aguardada com anseio pelo conjunto social. Ricardo Nogueira Jornalista, Especialista em Docência do Ensino Superior, MBA em Gestão da Comunicação Integrada, Mestre em Educação, Cultura e Organizações Sociais. Consultor em Comunicação Integrada. Coordenador do MBA em Marketing e Comunicação Integrada. Professor da Faculdade Pitágoras nos cursos de Graduação e Pós-Graduação.


POLÍTICA 03

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - TERÇA-FEIRA, 18/02/14

Bloco Parlamentar da Câmara reúne com representantes do Diviprev, do Sintram e da administração municipal

Carla Mariela

Carla Mariela

carla.mariela@gazetaoeste.com.br

O bloco parlamentar da câmara de Divinópolis composto pelos vereadores: Edimar Máximo (PHS), Edimar Félix (PROS), Marquinho Clementino (PROS), Careca da Água Mineral (PROS) e Marcos Vinícius (PSC); reuniu ontem pela manhã e a tarde com representantes do Instituto Previdenciário (Diviprev), representantes do Sindicato dos trabalhadores municipais (Sintram/ MG), com o secretário de governo Honor Caldas e a diretora do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Divinópolis (Sintemd), Maria Aparecida Oliveira. O objetivo do encontro foi sanar dúvidas quanto ao projeto de extinção de cargos de auxiliar na prefeitura que está gerando bastante discussão e dúvidas. A lei é a de número 056/2013. O líder do bloco, Edimar Máximo (PHS), afirmou que o bloco decidiu convocar esta reunião para entender melhor o projeto, ouvir a posição do Diviprev, do Sintram e do Poder Executivo, uma vez que o sindicato fala uma coisa, o Diviprev fala outra e a administração também se pontua. “Quisemos juntar todas as partes para equacionar a situação e sair daqui com a mente aberta e mais preparados para votar. Teremos outras reuniões acerca do assunto e pedimos ao prefeito que tire o regime de urgência desse projeto para não travar a pauta. Esse grupo parlamentar vai tentar entender melhor o projeto para tomar a decisão certa”, relatou. Para o representante do Sintram, Alberto Gigante, o projeto além de tornar o Diviprev inviável, é ilegal e fere a Constituição Federal. Ele explica que a terceiri-

Bloco parlamentar discutindo projeto 056/2013 no Sintram à tarde.

zação, um dos itens da proposta, é uma exceção que precisa ser sempre justificada a cada intenção do gestor público. Ele afirma que a terceirização não pode ser uma regra, como pretende o prefeito Vladimir Azevedo (PSDB). Ainda segundo Gigante efetuar a terceirização é um risco para o patrimônio público e os governos deveriam ser mais cautelosos neste sentido. Ele relembrou o caso da cidade de Uberlândia onde a prefeitura terceirizou o seu serviço de saúde e acabou condenada a pagar um passivo de R$300 milhões. Ele teme que isso ocorra em Divinópolis. A diretora financeira do Diviprev, Rejane Alves, durante sua explanação, afirmou que em termos financeiros o projeto não afeta o Instituto, porque todo ano segundo ela, o Instituto obrigatoriamente tem que passar por uma avaliação atuorial. “É feito

um cálculo e é analisada a massa de servidores contribuintes. Não analisa a massa de um cargo específico, analisa a massa num todo. Todo ano terá esta avaliação atuorial e todo ano terá a entrada de novos servidores. A administração não para, pois sai servidor, entra servidor concursado. Isso contribui para o Instituto. Temos um histórico do crescimento dos servidores. Quando entrei no serviço tínhamos 2.000 aproximadamente servidores contribuintes hoje estamos com 4.000. É uma necessidade da administração de estar colocando novos servidores concursados para contribuir para o Instituto. Com relação ao Instituto não traz nenhum prejuízo havendo reposição de novos servidores contribuintes”, explicou. Representando o Poder Executivo, Honor Caldas, disse que a reunião com os representantes

Bloco parlamentar discutindo projeto 056/2013 no Diviprev na manhã de ontem.

do Sindicato, Diviprev e Sintemd, junto com os vereadores, foi bastante produtiva, uma vez que colocou as partes envolvidas em uma conversa mais ampla. “Acho que isso só engrandece o processo. Saio daqui com uma missão de levar esse processo até o chefe do Executivo, Vladimir Azevedo. E fazer uma proposta até amanhã (18) ao meio dia. Essa proposta não afeta o Diviprev, pois o Instituto tem uma lei anterior que resguarda as variações que existe no processo, é o cálculo atuorial, independente da quantidade de pessoa que houver cadastrada no Diviprev, esse cálculo é atualizado. Portanto, todo ano tem que se fazer este cálculo, não há nenhum prejuízo ao Diviprev”, assegurou Honor Caldas. Ainda conforme Honor Caldas o cálculo atuorial atualmente já prevê todas as verbas que estão para a evolução na carreira do

servidor. “Essa alteração que se vai fazer agora, mostra que não vai sair ninguém da prefeitura. Então não vai alterar o cálculo. Como não vai sair nenhum servidor ele não vai ser afetado no cálculo atuorial”, esclareceu. Para a diretora do Simtend, Maria Aparecida Oliveira, que também participou do encontro, agora começou a negociação em relação ao projeto. Segundo ela o impacto em relação à previdência ainda não tinha sido apresentado. Foi no encontro com todas as partes que houve o primeiro encaminhamento para entender melhor o projeto. Para ela foi um avanço. Ainda conforme Maria Aparecida, outro avanço que se teve é em relação ao gabinete do prefeito, uma vez que o Procurador Rogério Farnese e o secretário de Governo Honor Caldas esteve presente no encontro. “A participação do Procurador e do secretário de Governo foi importante. Há uma proposição dita pelos dois de querer a terceirização. E há uma proposição do sindicato de ter esclarecimento sobre o projeto. Essas respostas ficaram em aberto. Acreditamos que os vereadores vão cobrar do executivo esta posição. E é necessário que o prefeito se pronuncie também”, frisou. O diretor do Sintram, João Madeira, ao final do encontro abordou que são nas discussões e no exercício da democracia que se consolidam os debates de ideias. Para ele, estar discutindo o assunto já é um avanço porque vai direcionar todos os envolvidos para um entendimento. “Eu acredito que o avanço está aí, porque reuniu todos que se tinham dúvidas na busca de uma linha de pensamento. As questões ainda não estão muito claras porque temos um ponto

de vista que defendemos, o Poder Executivo tem o ponto de vista que ele defende, o Poder legislativo a mesma coisa. Vamos buscar novas formas de estar discutindo para acharmos um ponto comum ou um ponto menos mau para a categoria”, declarou. Sobre Audiência Pública convocada por sugestão de Adair Otaviano para debater o projeto O parlamentar e membro da comissão de administração pública, infraestrutura e serviços urbanos e desenvolvimento econômico; da câmara de Divinópolis, Adair Otaviano (PMDB), durante alguns encontros legislativos na Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), solicitou a atenção do presidente da câmara Rodrigo Kaboja (PSL), para a convocação de uma audiência pública. O objetivo principal da audiência seria debater o projeto de extinção de cargo de auxiliar de serviço na prefeitura (Projeto 056/2013) que está gerando algumas dúvidas. O pedido foi aceito e amanhã, às 18h acontecerá à audiência pública na câmara do município para que o debate acerca do tema ocorra. Conforme informações da assessoria da casa, a reunião será comandada pelo vereador presidente da comissão, Eduardo Print Júnior (SDD) e para debater a proposta, foram convocados o SINTRAM (Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis), o SINTEMD (Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Município de Divinópolis), o DiviPrev (Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Divinópolis), Representantes da Prefeitura Municipal e também o Ministério Público.


04 Cidades

Silvio França

silviocor@hotmail.com

Bêbado é o outro, estamos apenas nos divertindo até que... Durante a noite de sábado para domingo vi quatro acidentes na esquina da minha casa. Toda noite de sexta-feira e sábado é comum o prédio onde moro acordar assustado com o barulho da batida. O que chama a atenção é o fato de durante o dia ou nas noites durante a semana, eu nunca ter visto acidentes assim, o que deixa claro que é a turma da “balada” do fim de semana que está se acidentando. Sempre que acontece, olho pela janela, para no caso de ter um ferido grave, descer e ajudar. . O que sempre vejo são pessoas embriagadas, sempre jovens, descendo do carro correndo para avaliar o estrago. Imediatamente começam a fazer manobra para sair rápido do local com medo da polícia chegar. Em um dos episódios, o condutor de uma moto começou a gritar para as janelas do prédio: por favor, não chamem a polícia, não tenho carteira. Em outro, o veículo parecia aqueles carros de palhaço do circo. Desceram oito de uma vez de dentro de um fiat Uno. Já vi casos em que o veículo por ter sofrido uma grande avaria, foi largado pra trás e foram embora a pé para não serem flagrados. Se a curva fosse perigosa, teríamos mais acidentes, mas estes acontecem porque estão ora embriagados, ora em alta velocidade e na maior parte das vezes, os dois. Esta reflexão me fez lembrar uma abordagem que me foi feita nesta semana. Um conhecido me pedia o telefone do grupo de wats app que conta onde a polícia está fazendo blitz. O argumento do indagador era o de que “tá difícil demais tomar uma e andar de carro”. Não vou dar uma de falso moralista porque várias vezes já andei de carro com amigos que haviam tomado uns goles a mais. Mas estou tentando mudar alguns hábitos que são nocivos, não só para mim como para os que estão em volta. O brasileiro reclama de corrupção, de impunidade, mas assim que senta na mesa do buteco se esquece do que prega nas ruas e nas redes sociais. Toma todas e depois volta de carro pra casa. O mesmo pai que dirige bêbado no fim de semana voltando do churrasco com os amigos, é o primeiro a gritar, chorar e até agredir o outro bêbado, quando chega no local onde morreu a sua filha. Racista é quem escolhe raça Vejo muita gente ansiosa por ter um cão de estimação, mas de raça. Não aparece com um filhote da cadela vira latas de perto da sua casa. Na concepção destas pessoas, ele não é uma vida. Quem escolhe cães de raça, está comprando um enfeite, mas para defender a escolha, vão dizer que os cães de raça adoecem menos. Desta forma, a eugenia canina é justificada. Estas pessoas presumem que não tem problema importar um cachorro da Europa, que existe lá justamente porque lá é seu habitat natural. Se pararmos para analisar, é uma violência com o animal. O mesmo que dizer para o esquimó que agora ele vai viver no Deserto do Saara. Tem gente produzindo cães em série para a venda enquanto a natureza já produz vários que vivem abandonados pelas ruas. Mas os defensores da ideia vão dizer que os “da rua” são burros e não servem para o lar. Até entendo no caso de se tratar de um cão guia, de um cão guarda. Alguns se adaptam melhor para algumas tarefas. Mas quando se trata de um cão de companhia, não faz nenhum sentido. É mero capricho. As pessoas precisam se sentir donas de algo, de preferência algo caro, desta forma acham que estão mostrando para os outros que são melhores ou mais bem sucedidas. São pessoas que querem ser julgadas pelas posses e não por quem são de verdade. Quem ama verdadeiramente os animais sabe que não temos o direito de ser donos deles. A ostentação canina também contribui para o aumento de animais soltos pelas ruas espalhando doenças e provocando outros incômodos. Na verdade a vida é bem simples e com pequenas mudanças no nosso jeito de pensar e agir podemos fazer uma sociedade muito melhor. Para refletir “Se recolheres um cão que ande meio morto, podes engordá-lo e não te morderá. Essa é a diferença mais notável que existe entre um cão e um homem.” Mark Twain

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - TERÇA-FEIRA, 18/02/14

Cantor gospel faz show em igreja evangélica de Divinópolis Apresentação será no próximo dia 20 em comemoração ao aniversário do grupo Incendiando a Geração da Promessa Divulgação

Simião Castro

simiaocastro@gazetaoeste.com.br

Robinson Monteiro, cantor gospel revelado pelo programa de calouros Raul Gil, faz um show especial na Igreja do Evangelho Quadrangular, em Divinópolis. A apresentação gratuita faz parte das comemorações aos dois anos do grupo de jovens Incendiando a Geração da Promessa, e será no dia 20, quinta-feira, na igreja do Porto Velho. De acordo com o pastor auxiliar da igreja, Andre de Carvalho, é a segunda vez que Robinson vem a Divinópolis. O cantor aceitou rapidamente o convite porque, segundo o pastor, sabe que é muito querido na cidade. E ficou satisfeito em participar do evento em razão das características do grupo. “O nosso foco é ação social. A gente prega muito sobre família. Leva sopa para os mendigos, trabalha com sextas básicas, ajuda muitas crianças na volta às aulas”, diz Andre. Ele avalia que atualmente mais de 200 jovens façam parte do grupo. Jovens de todas as idades, aliás. “Tem meninos de 10, 11 anos, até 40, 50 anos”, estima. O grupo se reúne duas vezes por semana, às quintas e sábados. Aos sábados, o pastor conta, a igreja abre espaço para a “Balada do Senhor”, na qual os integrantes do grupo se divertem em ambien-

Com atual álbum de trabalho, “É só crer”, Robinson Monteiro faz show na Igreja do Evangelho Quadrangular.

te adequado ao determinado pela religião. A música é gospel e comandada por um DJ. É montada também uma estrutura de som e luz para a festa, que ao invés de bebida alcoólica tem refrigerante e suco. Mesmo assim, segundo André, os mais tradicionais e conservadores da igreja não gostaram muito da ideia. A “balada” tem hora para começar, mas não para terminar, apesar de que todo mundo vai embora cedo. “Começa às 8h [da noite]. Dá 9h30 [o pesso-

al] já cansou e vai embora”, revela. Com todas essas características, o pastor espera que a noite de quinta atraia as famílias para a igreja na hora do show. A ideia de chamar Robinson veio daí. “Eu vi a minha avó, minha família toda assistindo a ele na final do Raul Gil e pensei ‘eu vou conseguir trazer as famílias para a igreja’, que é o nosso foco.” O show começa às 19h, na Igreja do Evangelho Quadrangular, que fica na rua Formiga, número 713, bairro Porto Velho.

A entrada é gratuita. Robinson Monteiro Com mais de 10 álbuns no currículo, o cantor tornou-se nacionalmente conhecido depois de participar do concurso de calouros do Programa Raul Gil, onde recebeu o apelido de “Anjo” por causa de seus cabelos cacheados e olhos azuis. Depois de seguidas trocas de gravadoras, hoje Robinson é contratado da Sony Music Gospel, por onde promove o último álbum, “É só crer”, desde 2012.

Complexo Industrial de Calçados em Itapecerica recebe visita do governador Empresa de calçados gera mais de 1.000 empregos diretos, consequência do regime especial de tributação em vigor desde 2010. Antes a empresa contava com 400 funcionários. O governador Antonio Anastasia visitou, neste sábado (15), Itapecerica, quando participou de solenidade que deu o nome de Aniello Anastasia ao Complexo Industrial da empresa de calçados Addan. Em seu pronunciamento, Anastasia agradeceu a homenagem prestada pela empresa a seu avô, Aniello Anastasia, que ao chegar da Itália, no final do século XIX, morou em Itapecerica. “Fico muito honrado e feliz com essa iniciativa da Addan, uma das grandes empresas de nosso Estado, de dar a esse complexo o nome do meu avô, um imigrante italiano que veio muito jovem para o Brasil, para Minas Gerais. Aqui ele desenvolveu sua vida. Foi também empresário. Teve uma família numerosa. Foi um homem que se esforçou muito pelo desenvolvimento do país que ele escolheu para morar e se tornou cidadão

brasileiro”, afirmou o governador. Anastasia também falou sobre a importância dos empregos gerados pelo setor calçadista em Minas Gerais. “Dou parabéns à Addan, porque é uma das empresas modernas, competitivas que nós temos. Ela gera empregos em número muito expressivo em Itapecerica e na região e faz parte desse grande orgulho de Minas que é o polo calçadista ao redor de Nova Serrana”, destacou. Durante a solenidade, o diretor-presidente da Addan, Anísio Oliveira, agradeceu a presença do governador, reiterou a homenagem ao imigrante italiano Aniello Anastasia e falou sobre a importância que a redução de impostos para o setor de calçados e bolsas teve para o crescimento da sua empresa. “O regime especial de tributação começou a vigorar a partir de outubro de 2010, nessa data

a nossa empresa tinha menos de 400 funcionários. Transformamos o incentivo do Governo Anastasia em geração de emprego e renda em Itapecerica. Hoje, a Addan conta com mais de 1.000 empregos diretos e mais de 200 indiretos. A parceria deu certo. Nós do setor calçadista somos muito gratos ao Governo de Minas”, ressaltou o empresário. O prefeito de Itapecerica, Antônio Dianese, falou sobre a importância do empreendedorismo da Addan para o município e sobre a homenagem a Aniello Anastasia. “O empreendedorismo é sem dúvida o principal fator motivador do progresso e do desenvolvimento social e econômico de um país. Aqui, em Itapecerica, são cerca de 1.200 pessoas que trabalham diretamente para esse Complexo Industrial a que, hoje, damos o nome de Aniello Anastasia. É uma

homenagem justa, pois Aniello, como tantos outros imigrantes italianos, para Itapecerica vieram e ajudaram a construir a história da nossa cidade”, afirmou Dianese. A empresa A Addan, que está sediada no polo de Nova Serrana, comercializa para todos os Estados do país. A empresa gera cerca de 1.000 empregos diretos, sendo 943 somente em Itapecerica. O município possui cerca de 22 mil habitantes, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A empresa chegou ao município em 2008, e é hoje a maior empregadora de Itapecerica. Fundada em Nova Serrana, em 1992, 100% dos calçados fabricados pela Addan são femininos. Em 2013, a empresa fabricou 3,2 milhões de pares de calçados, atingindo o faturamento de R$ 58,5 milhões.


CIDADES 05

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - TERÇA-FEIRA, 18/02/14

Onde o poder público não vai... ...e mais ninguém Fotos: Pollyanna Martins

No bairro Chácaras BH, os moradores pagam para arrumar a rua Pollyanna Martins pollyanna.gazetaoeste.com.br

Andar pelo Centro de Divinópolis é algo rotineiro e sem muitas surpresas. Ruas asfaltadas, comércio funcionando, poucos buracos nas ruas, mas o que muita gente não conhece é a parte da cidade onde existem moradores que parecem estar esquecidos. Nossa reportagem foi aos bairros Chácaras Belo Horizonte e Vale do Sol, e encontraram moradores indignados e abandonados pelo

poder público. A primeira parada foi no bairro Chácaras Belo Horizonte. Logo na entrada uma moradora que preferiu não ser identificada reclamou do descaso que enfrentam: ruas sem calçamento, mato alto e o pior: o posto de saúde que tinha no bairro, hoje não existe mais. “Muitas vezes nós pagamos para tapar os buracos da rua. Ligamos para Prefeitura pedindo a solução do problema, e eles falam que vão vir, mas nunca vieram para nos ajudar. O médico aten-

No bairro Vale do Sol os moradores já estão cansados de promessas políticas.

dia no posto de saúde aqui, mas ele falou que a casa estava muito precária e não viria mais. Nós pedimos ajuda para a Prefeitura para não fechar o posto, mas não adiantou”, relata. Segundo a moradora, há cerca de seis meses um jovem sofreu acidente de moto no bairro, e o maior desafio que os familiares tiveram foi levá-lo para o Pronto Socorro; como a rua é cheia de buracos, o Resgate não conseguiu passar, vários homens tiveram que ajudar no socorro do rapaz. “Nós estamos abando-

nados, eles asfaltaram a estrada que liga Divinópolis a Carmo do Cajuru e acabou que ninguém fez mais nada. Com o mato alto os bichos entram todos em casa. Nós já matamos cobra jararaca na varanda de casa. Em época de eleição todos os políticos vêm aqui e prometem, depois somem”. Quem também tem várias promessas políticas para contar são os moradores do bairro Vale do Sol. O programador, Edson Nogueira, mora há dezenove anos no bairro, e já perdeu as contas

de quantos passaram por lá em época de campanha e prometeu calçamento para a rua onde ele mora. “São várias ruas que estão sem calçamento. Nós estamos vivendo um dilema, com o calor que está se a prefeitura passa a máquina para nivelar a rua, a poeira sobe e as crianças adoecem. Se chove não tem como entrar em casa”. O programador reclama da falta de retorno quanto ao pagamento do IPTU. “O meu imposto está em dia pra morar nessas condições. Entra e sai

prefeito, vem vereador na porta de casa pedir voto, deputados fazer promessas, mas a situação não muda. Tem calçamento até na esquina da minha casa, e na porta é só terra”, lamenta. A Prefeitura Municipal de Divinópolis disse por meio de sua assessoria que as ruas do bairro Vale do Sol só poderão ser verificadas após o fim das obras na av. Bom Sucesso. Uma equipe será enviada ao bairro Chácaras Belo Horizonte para verificar as condições das ruas.

Cesta básica tem maior queda registrada em doze meses Reprodução

Pollyanna Martins pollyanna.gazetaoeste.com.br

Depois de aumentos consecutivos, e ter na mesa um vilão, enfim a cesta básica teve queda. Esta é maior retração registrada nos últimos doze meses. Com a queda mensal de 5,8%, a cesta básica que custava R$ 265,49 em dezembro, passou a valer em janeiro deste ano R$ 249,90. No mesmo período do ano passado, a cesta custava R$ 245,50, com isso representa uma variação de 1,7% de um ano para o outro. Dos treze itens pesquisados, dez sofreram quedas de preços no mês, destaque para: feijão (-8,4%), batata (-18,3%) e banana (-12,5%) e o grande vilão da mesa que era o tomate. A fruta teve uma queda de 9,4%. Um dos motivos que levou a queda do preço do feijão foi o fato de a safra do grão irrigado abastecer grande parte do mercado interno e assim reduzir o preço. Em 12 meses, o valor do quilo do feijão diminuiu (42,3%) na cidade. Mas o consumidor não pode se animar muito em relação ao tomate. Existem rumores que o Brasil poderá exportar tomate

para a Argentina em 2014, caso isso se concretize teremos fortes oscilações para cima no preço da fruta. Outra fruta que ainda pode sofrer alta no preço, é a banana. Como a fruta registrou elevações expressivas durante 2013, nota-se que esta queda em janeiro pode ser um sinal de ajuste de preço no mercado interno, no entanto, o mercado prevê novos aumentos. A compra do mês vai ficar mais barata com o registro de queda de outros itens. Na comparação anual, mais quatro produtos apresentaram recuo: óleo de soja (-20,96%), açúcar (-19,57%), café em pó (-9,26%) e arroz (-3,88%). Aumento nas capitais A cesta básica registrou aumento em nove capitais do Brasil, nas dezoito que foram pesquisadas pelo - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). A pesquisa divulgada no início deste mês mostra que as maiores elevações foram apuradas em Brasília (5,49%), Manaus (5,04%) e Recife (2,21%). As retrações mais expressivas ocorreram em Campo Gran-

de (-4,19%), Porto Alegre (-2,47%) e Curitiba (-2,41%). O maior custo da cesta, em janeiro, foi apurado em Vitória (R$ 327,13), seguido de São Paulo (R$ 323,47), Manaus (R$ 323,22) e Florianópolis (R$ 322,12). Os menores valores médios foram observados em Aracaju (R$ 214,19), João Pessoa (R$ 264,17) e Salvador (R$ 265,86). O que coloca a cesta básica de Divinópolis mais cara que a da capital de Sergipe. Na capital mineira, o valor da cesta básica é de R$ 307,65. Salário mínimo x cesta básica Com a queda registrada na cesta básica de Divinópolis, e o aumento de 6,7% do salário mínimo, o trabalhador divinopolitano que ganha um salário precisou realizar, 75,9 horas de trabalho, quase 3h a menos que o mesmo período de 2013, para comprar os gêneros alimentícios essenciais. Com base no valor apurado para a cesta de Vitória (R$ 327,13), e levando em consideração a determinação constitucional que estabelece que o salário mínimo deva suprir as despesas de um

O tomate que era o grande vilão da mesa dos brasileiros, enfim registrou queda.

trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, o DIEESE estima mensalmente

o valor do salário mínimo necessário. Em janeiro de 2014, o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria equivaler

a R$ 2.748,22, 3,80 vezes maior do que o mínimo de R$ 724,00, que entrou em vigor em 1º de janeiro, conforme definição do Governo Federal.


06 CIDADES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - TERÇA-FEIRA, 18/02/14

Prefeitura autoriza reajuste nas tarifas de táxi em 6% Arquivo GO

Será publicado hoje no Diário Oficial dos Municípios, o Decreto nº 11.375, que dispõe sobre a revisão das tarifas taximétricas praticadas no município de Divinópolis. Com base na variação no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), o percentual de reajuste é de 6%, que corresponde de janeiro a dezembro de 2013. O prefeito Vladimir Azevedo aprovou a revisão considerando que a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settrans), por meio de análise tarifária, fez o acompanhamento técnico da evolução dos custos operacionais, além da análise e aprovação feita pelo Conselho Municipal de Trânsito (Comutran). A revisão foi aprovada pelo Conselho Municipal de Trânsito (Comutran), no dia 13 de fevereiro, em uma reunião extraordinária no auditório da Settrans. Com atualização das tarifas, o valor da bandeira I passa de R$ 2,70 para R$ 2,85 e o valor da bandeira II, de R$ 3,35 para R$ 3,75. Já a bandeirada, que era de R$ 4,20 passa para R$ 4,45, e o valor da chamada hora parada, que era R$17,00 vai para R$18,00. Os novos valores entram em vigor a partir de data da publicação.

O decreto prevê ainda permanência do uso regular da “Bandeira II”, para os sábados, domingos e feriados a partir das 12 (doze) horas. Fica proibida a cobrança de qualquer valor a título de “retorno”. Para a cobrança de tarifa reajustada, até que o taxímetro seja aferido, o taxista deve apresentar a tabela oficial ao passageiro. Os permissionários deverão afixar no lado de dentro dos veículos, no vidro traseiro esquerdo, uma tabela adesiva com os valores revisados mesmo após a aferição dos taxímetros. A tabela deverá conter marca d’água, bem como o carimbo e assinatura da gerência de Transportes da Settrans. De acordo com o presidente do Conselho Municipal de Trânsito, Simonides Quadros, durante a reunião, foram apontadas questões referentes à segurança dos prestadores de serviço e usuários. “Membros do conselho sugeriram, durante a reunião, uma modernização do sistema de táxi na cidade, como a instalação de radiotáxi e rastreadores”, explica. Simonides informa que, além da modernização, também foi sugerido um estudo de criação

de uma planilha própria para os próximos reajustes, assim como acontece em outras cidades. “Iremos realizar um estudo para que o próximo reajuste seja referente a uma planilha própria do serviço, pela qual são analisados os insumos utilizados, como pneu, combustível, desgaste do veículo, entre outros itens. Essa planilha irá garantir a igualdade no reajuste para os prestadores de serviço e usuários”, destaca o presidente. Atualmente, o município possui 88 veículos cadastrados como serviço de transporte individual de passageiros (táxi). De acordo com a Constituição Federal, a prestação de serviço por meio da concessão do táxi só pode ser oferecida por profissionais que estejam cadastrados na cidade, ou seja, podem rodar na cidade apenas os veículos identificados pela prefeitura, pois, além de serem habilitados para este serviço, seguem a tabela de preços oficial do Conselho Municipal de Trânsito. Orientações aos usuários A Settrans orienta os usuários quanto ao sistema de cobrança do taxímetro. A bandeirada é o valor

mínimo percorrido, ou seja, qualquer distância que o passageiro for percorrer, ele sai do ponto de origem com a tarifa inicial pré-definida (valor atual de R$4,45). A bandeira I é o valor cobrado por quilômetro percorrido em dias úteis, de 6h às 22h e sábado,

domingo e feriado de 6h às 12h. Bandeira II também representa os valores cobrados por quilômetros percorridos em dias úteis a partir das 22h até às 6h e sábado, domingo e feriado à partir de 12 (doze) horas. A hora parada é caracterizada

quando o prestador de serviço é solicitado pelo passageiro que aguarde em um local determinado. A Settrans reforça que os passageiros ao utilizarem serviço de táxi no município devem exigir que toda cobrança seja realizada pelo taxímetro.

Como devolver ou trocar produto comprado na internet Consumidor tem direito a desistir da compra em até sete dias corridos após recebimento da mercadoria Simião Castro

simiaocastro@gazetaoeste.com.br

O comércio online, ou e-commerce, vem crescendo vertiginosamente no Brasil. Só nos últimos três anos o número de pessoas que compra pela internet mais que duplicou. Mas como ficam os direitos desses consumidores em caso de arrependimento pela compra ou entregas indevidas? No caso de devolução simples, por desistência, por exem-

plo, o consumidor tem até sete dias corridos, a partir do recebimento do produto, para abrir mão da compra. “O código de defesa do consumidor, fala que a empresa tem que devolver imediatamente a quantia paga pelo produto, devidamente atualizada, se for o caso, ou cancelar imediatamente a cobrança no cartão de crédito, se ainda não foi feito o pagamento” explica a coordenadora do Procon de Divinópolis, Tereza Lada. Simião Castro

Faturamento de e-commerce cresceu quase R$ 27 bi em dez anos.

Essa modalidade existe porque nas compras feitas pela internet o consumidor não tem contato com a mercadoria antes do recebimento, nem com um mostruário. Por esse motivo, a conferência só pode ser feita no ato da entrega, e ela deve ser feita assim. “[O produto] chegou em casa, seja pelos correios, seja por uma transportadora, verifique se o que você comprou é aquele que está sendo entregue”, orienta Tereza. Ela completa dizendo para não deixar o entregador ir embora antes de abrir o pacote. “Não assine recebendo sem antes conferir”. E se, ao abrir a embalagem, perceber que o produto não é aquele, não receba. Devolva ao entregador escrevendo na nota fiscal a razão da recusa e assine, pedindo a ele, inclusive, que assine junto à declaração na nota como testemunha. Não chegou Se mais de uma mercadoria for comprada de uma vez e, no recebimento, notar que há algum produto faltando, o procedimento é semelhante, diz a coordenadora do Procon. O consumidor pode receber um dos produtos, fazer a anotação da ausência do

outro na nota fiscal, tirar uma cópia do documento – pode ser uma foto ou xerox – e entrar imediatamente em contato com a empresa. O mesmo vale se o pacote estiver vazio. A propósito, esse contato, orienta Tereza, deve ser feito preferencialmente por escrito – por e-mail ou chat virtual. Na eventualidade do contato ser feito por telefone, anotar o número do protocolo de atendimento. Tereza diz ainda que, se o consumidor não tiver acesso à internet com facilidade, pode procurar o Procon dentro do prazo que a equipe vai auxiliar nos procedimentos. Números De acordo com o dados do eCommerceOrg, em 2010, 23 milhões de pessoas fizeram compras online, enquanto em 2013 esse número saltou para 51 milhões. Em dez anos o faturamento desse tipo de comércio cresceu R$ 26,82 bilhões. Mas nem sempre o aumento nas vendas reflete no conhecimento geral dos consumidores sobre seus direitos, o que facilita a perda dos prazos. Por exemplo, se o consumidor quiser a troca ou reparo do produto, dentro da garantia ou no ato do recebimento o procedi-

mento é outro. “A empresa vai ter 30 dias para resolver o problema. Se não resolver, vai abrir para o consumidor a opção: ou o dinheiro de volta, ou outro produto igual, em perfeitas condições – no caso o defeito –, ou então um abatimento no preço”, garante Tereza. Revistinha Isso tudo vale também para compras por catálogo – como revistas de cosméticos –, mesmo que seja dentro de uma loja física. Se, por exemplo, a loja não tiver o produto em estoque e o funcio-

nário da loja levar o consumidor a fazer a compra pelo site, ainda que dentro do estabelecimento, o direito ao cancelamento após sete dias do recebimento continua valendo. E aí a empresa tem que devolver o dinheiro imediatamente depois que o produto voltou. “Recebeu hoje? Amanhã, no máximo depois de amanhã, já está devolvendo o dinheiro, ou ter feito o requerimento [de estorno] para a empresa [de cartão de crédito]”, diz Tereza.

COMARCA DE DIVINÓPOLIS/MG. SECRETARIA DA 20 VARA CÍVEL EDITAL DE CITAÇÃO DE TERCEIROS INTERESSADOS PRAZO DE 30 (TRINTA) DIAS. Ação de Usucapião n1 223.13.014092-2, movida por Wanderlei Gonçalves Maia, CPF 257.814.216-53 e sua esposa Rosangela de Freitas Tavares, CPF 482.237.436-04. Objetivo: CITAR TERCEIROS INTERESSADOS, incertos ou ignorados, para contestar, querendo, o pedido, no prazo de 15 (quinze) dias, contados do término do prazo deste edital, sob pena de não o fazendo, presumirem-se verdadeiros os fatos alegados pelo autor. Pretende o autor que se declare em favor dele a ocorrência da prescrição aquisitiva, relativamente ao imóvel constituído pela chácara de nº 02, atual chácara de nº 700, quadra 005, zona 50, sub lote 000, com área de 5.000,00 m², situada na rua E, bairro Chácaras Novo Horizonte, nesta cidade, com as seguintes confrontações: 50,00 m pela frente com a rua E, 100,00 m pelo lado direito com o lote 750, 100,00 m pelo lado esquerdo, com o lote 650, e 50,00 m pelos fundos com o lote 50; tudo conforme matrícula nº 5009, L 02, do CRI local. Divinópolis/MG, aos 24 de janeiro de 2014. Eu, Maria Aparecida Santana, Escrivã Judicial, o digitei e assino. Dr. Ather Aguiar - Juiz de Direito em substituição da 20 Vara Cível. Adv. Dr. Múcio Francisco Fagundes, OAB/MG 109443.


CIDADES 07

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - TERÇA-FEIRA, 18/02/14

Demora em atendimento prejudica divinopolitano acidentado Cátia Vaz Mariana Gonçalves

Mariana Gonçalves

mariana.goncalves@gazetaoeste.com.br

No início desse mês precisamente no último dia 05, Bruno Augusto dos Santos, operador de máquina de uma empresa têxtil de Divinópolis, sofreu um acidente na rua em frente ao seu local de trabalho. “Estava descendo a rua da Fitedi e a pessoa que me atropelou estava parada com o carro para fazer o retorno na via, porém, essa pessoa manobrou de jeito que o carro veio em minha direção e aí nós batemos” conta. Santos, estava de moto e por causa do impacto da batida chegou a cair no chão com algumas fraturas. Na ocasião a condutora do veículo chegou a prestar uma primeira assistência, o Corpo de Bombeiros e a Policia foram acionados para as devidas providências. Mas, a situação não se resolveu da maneira como gostaria a principal parte afetada, ou seja, o Bruno. Conforme Santos, a polícia esteve no local e registrou o episódio. Já o socorro por parte dos bombeiros não ocorreu, embora o contato tenha sido feito. “Me falaram que estava sendo realizado um atendimento de um menino que se machucou com arma de fogo, depois que fosse feito esse atendimento então os bombeiros iriam me buscar, mas isso ia demorar quase uma hora e meia. Estava caído no asfalto, quente por causa do sol e ainda machucado então não dava para esperar, a equipe da Fitedi me colocou em uma Fiorino e me levou para o Pronto Socorro. Quando cheguei lá, confirmei que havia uma pessoa acidentada com arma de fogo, mas não tinha como esperar para que me trouxessem “diz. Ao chegar ao pronto atendi-

“O meu caso foi considerado de urgência, mas o pessoal disse que não havia médico” afirma Bruno Santos.

mento, o operador de máquina teve o diagnóstico. “Quebrei o ombro e a mão, e tenho que operar. Fui informado que a cirurgia ia ser feita em um prazo de 3 a 5 dias, já estou esperando há quase 14. Com essa demora, estou correndo risco de perder a sensibilidade dos dedos e ainda tem a possibilidade dos ossos que quebraram se posicionar de forma errada, assim no dia da cirurgia vai ser preciso quebrá-los novamente para arrumar. O meu caso foi considerado de urgência, mas o pessoal disse que não tem médico” afirma Bruno. Devido a demora Santos já pensa até em tomar medidas rígidas como, por exemplo, acionar a justiça. CONVÊNIO Conforme a assessoria de comunicação da prefeitura, desde

o dia 10 foi firmado um acordo com o Hospital São João de Deus (HSJD) para que 3 atendimentos ortopédicos sejam feitos por dia. Ainda conforme a assessoria as pessoas que dão entrada no pronto atendimento com fraturas ortopédicas passam por uma avaliação e entram para uma fila de espera. Os casos mais urgentes são encaminhados para o hospital e lá se verifica a real necessidade do procedimento cirúrgico, caso o paciente não faça a operação no mesmo dia, este, sai do hospital já com uma data pré- marcada para que a cirurgia ocorra. A reportagem tentou contato com a assessoria do HSJD, pois o serviço ortopédico da unidade tem sido alvo de constantes reclamações, mesmo, o hospital tendo reativado os procedimentos há poucos meses. O atual assessor

de comunicação do HSJD se encontra de férias, a reportagem tentou por diversas vezes durante o dia de ontem, outra pessoa que pudesse se pronunciar, mas as ligações não foram atendidas. ANÁLISE DE CASO Em nota, a assessoria de comunicação do 10° Batalhão de Bombeiros Militar, diz que: “O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais é órgão da Administração Pública Direta do Estado, responsável por prestar atendimentos de urgência e emergência à população mineira. Para que haja tais empenhos, são fatores precípuos: O enquadramento nas Diretrizes Integradas de Ações e Operações de Defesa Social – DIAO e; A existência de recursos disponíveis. Neste sentido, para o atendimento de ocorrências, se fazem necessários não apenas

o recurso logístico, na forma de viaturas e equipamentos apropriados, mas também o recurso humano, na forma de militares treinados e capacitados na utilização de tais equipamentos, e em número suficiente. Fato é que tais recursos são limitados. O Comando do 10° Batalhão de Bombeiros Militar, sediado em Divinópolis, se empenha incessantemente para suprir suas deficiências em recursos, de forma a prestar o melhor atendimento à população em sua área de articulação, dentro das condições existentes. Não obstante, surgirá casos em que haverá militares disponíveis sem que haja viaturas e equipamentos para estes fins, e também o contrário. Tal situação, por mais que combatida, é e tende a continuar sendo uma real possibilidade, pois mesmo com o empenho de todos os recursos disponíveis,

em determinado momento a capacidade de atendimento pode se encontrar saturada, principalmente quando várias ocorrências acontecem ao mesmo tempo”. Sobre o atendimento a Bruno, a assessoria conta que “por se tratar de caso específico, carece também de uma análise específica, a fim de se apurar se o eventual não atendimento realmente se deu e, se for o caso, se houve motivo justificado. Tal apuração deriva de um processo meticuloso, e em observância aos princípios do contraditório e ampla defesa, não cabendo qualquer manifestação prévia sobre o assunto, que só chegou ao conhecimento deste Comando há poucas horas. Fato é que o caso será devidamente apurado e, constatada qualquer falha, os responsáveis responderão de acordo com a legislação em vigor.

Vacinação de adultos

Os adultos são negligentes quando o assunto é o cartão de vacinação Divulgação Ministério da Saúde

Pollyanna Martins pollyanna.gazetaoeste.com.br

Quando o assunto é vacina, muita gente pensa que se trata somente de crianças e idosos, mas o que não sabem, é que os adultos também tem que estar com o cartão de vacina em dia. Quando adulto, a pessoa tem receber de dez em dez anos doses da vacina contra a febre amarela, a dupla tipo adulto contra difteria e tétano e no mínimo uma dose da vacina triviral, que é contra sarampo, caxumba e rubéola. Outra vacina que é importante na fase adulta é a vacina contra a Hepatite B, recentemente disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Algumas vacinas são exclu-

sivas para determinada idade, e precisam de reforço para obter imunidade contra agentes de doenças que o organismo não estaria preparado para combater; outras vacinas são para fazer o reforço das doses tomadas na infância. “A vacina da Hepatite B é tomada três vezes e não precisa tomar mais. As vacinas contra a febre amarela, difteria é tétano são necessárias de dez em dez anos. Estudos já mostraram que a taxa de anticorpos reduzem bastante no corpo, então o organismo precisa ser sensibilizado para aumentar essa taxa”, explica a referência técnica em imunização, Marcela Machado. Mas para tomar estas vacinas é importante que tenha o cartão de vacina em mãos para evitar

superdosagens. Para Marcela, os adultos são os mais negligentes com o documento por perderem e não seguirem o calendário. “Ainda existe uma pequena porcentagem que está com o cartão em dia. É importante ter o cartão de vacina em mãos porque a vacina é um medicamento, e pode representar riscos para a pessoa. A pessoa pode ter uma reação alérgica a algum componente da vacina, claro que o benefício dela supera qualquer risco que ela possa oferecer. Mas ela deve ser aplicada somente dentro do recomendado, que está registrado no cartão, para não receber doses desnecessárias”, orienta. Caso o adulto tenha perdido o cartão, e não tenha nenhuma outra forma de comprovar

quais doses já foram tomadas, os funcionários do posto de saúde trabalham com a hipótese de que o usuário não tenha recebido a vacina. “Nós iniciamos todo o esquema de vacinação. No caso da vacina dupla tipo adulto é feita as três doses, e então é contado o tempo de dez anos. Às vezes o adulto nem precisa receber as doses, mas nós vamos oferecer o esquema completo”. No Brasil existe uma vasta quantidade de vacinas disponibilizadas, porém estas vacinas devem ser tomadas dentro dos critérios recomendados. “Tem que aproveitar essa disponibilidade, mas olhando o tempo de intervalo de cada vacina. Se o reforço é de dez em dez anos que seja feito neste tempo. Se eu sigo o que é recomendado

Os adultos são os mais desatentos com as vacinas que devem tomar.

é mais seguro; agora se eu fujo das orientações do Ministério da Saúde e do laboratório, não vou

ter como criticar. A gente não pode deixar pessoas andando por aí sem vacina”.


08 CIDADES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - TERÇA-FEIRA, 18/02/14

Fenova antecipa novidades da coleção outono-inverno Divulgação

Consolidada entre as principais feiras calçadistas do Brasil, a Fenova chega a sua 13ª edição. A feira, idealizada e organizada pelo Sindinova é realizada pelo segundo ano consecutivo na capital mineira e apresenta aos lojistas do país, todo o potencial do polo de Nova Serrana. A Fenova é considerada a maior feira de calçados de Minas Gerais. Realizada entre os dias 18 e 20 de fevereiro de 2014, em Belo Horizonte, no Expominas, o evento segue a tendência nacional de regionalização de feiras, onde compradores e expositores têm

contato mais aproximado, o que possibilita melhores negócios e atendimento personalizado. Durante a feira, serão apresentados os lançamentos e as novidades das coleções outono/ inverno 2014 para lojistas, representantes comerciais e importadores. Produtos de qualidade e preços competitivos que estarão nas vitrines de todo o país. Os visitantes conferem durante a Fenova, calçados femininos, masculinos, infantis, além de bolsas e acessórios. Aliado ao tamanho e a modernidade do Expominas, a rea-

lização da feira na capital mineira traz inúmeras outras vantagens, como fácil acesso aos aeroportos da Pampulha e de Confins, além de ampla rede hoteleira, o que facilita o acesso do lojista ao evento. Diversas empresas participam do evento, o que representa uma infinidade de marcas de calçados reunidas em um só lugar. A expectativa é que sejam movimentados mais de R$50 milhões em negócios. Durante os três dias de evento, o Sindinova espera um público estimado de dez mil pessoas.

Faculdade Pitágoras oferece bolsas de até 50% de desconto na mensalidade para cursos matutinos Os novos cursos de graduação oferecidos no turno matutino da Faculdade Pitágoras já possuem grande índice de procura por parte dos candidatos já inscritos para os vestibulares agendados. Para o ano de 2014, além dos cursos de Psicologia e Administração, ambos com bolsas de 50% para todos os 5 anos do curso, a instituição oferece os cursos de Engenharias Civil, Elétrica, Mecânica, Ambiental, Controle e Automação e Produção também no turno da manhã. Todos os cursos de Engenharias possuem preços diferenciados para os ingressantes (20% de desconto em relação às mensalidades do curso noturno), com a mesma carga horária e corpo docente do período da noite. Segundo a diretoria da faculdade, restam pouquíssimas vagas para os cursos de Direito e de Administração, já que a quantidade de bolsas disponibilizadas pelo Instituto Educa Mais é de 60 por curso. Engenharias com algumas vagas A grande novidade deste semestre é a engenharia, oferecida em suas 6 modalidades no período da manhã (ciclo básico de dois anos), sendo complementada no período da noite (três anos de ciclo específico). De acordo com a diretoria da instituição, o modelo das Engenharias é misto

e, do quinto período em diante, o aluno é transferido automaticamente para o período noturno. Durante os dois primeiros anos, todos os alunos matriculados na modalidade mista possuem 20% de desconto na mensalidade em relação ao valor do curso noturno. Estes novos cursos no período matutino buscam atender a uma grande demanda de mercado, principalmente para alunos que trabalham no período na noite ou aqueles que procuram opções mais acessíveis no mercado. “Inovamos em ofertar para os ingressantes todas as engenharias no período matutino. Todos possuem a mesma grade de disciplinas e professores do período noturno, porém, com um preço mais acessível e interessante para quem tem disponibilidade neste período”, analisa a coordenadora do Núcleo de Engenharias, profa. Danielle Comitante. Todos os cursos elegíveis ao FIES Outra vantagem é que, mesmo com valores mais acessíveis, os ingressantes dos novos cursos matutinos da Faculdade Pitágoras também podem contratar o FIES (Programa de Financiamento para Estudantes do Ensino Superior). “O FIES é, atualmente, o maior programa de inclusão educacional do Brasil e a grande oportunidade para quem deseja ingressar em qualquer curso

superior, mas não tem condições de arcar com as despesas de mensalidade. De fato, é uma oportunidade única que não sabemos até quando perpetuará e, apesar de terem valores diferenciados, os ingressantes dos novos cursos matutinos podem contratar o FIES no ato da matrícula, inserindo inclusive, esta taxa no financiamento”, afirma o diretor da faculdade, Prof. Francisco Resende. A instituição está oferecendo os vestibulares agendados, com provas realizadas todas as quartas e sábados. São ofertadas vagas para vários ds 16 cursos oferecidos pela unidade. Segundo a supervisora de relacionamento da Faculdade Pitágoras, Danielle Gomes, a expectativa é de que a procura pelos novos cursos matutinos se intensifique ainda mais, visto que as aulas já começaram. “Temos tido enorme interesse pelos cursos matutinos, muito em função dos seus diferenciais em relação ao preço e a manutenção da qualidade. Nossa expectativa é de que, com a divulgação mais intensa que faremos a partir de agora, principalmente junto às empresas e indústrias da região, tenhamos um aumento de 50% nas inscrições para estes cursos”, afirmou. Mais informações sobre os cursos matutinos, Educa Mais e FIES podem ser obtidas no telefone (37) 2101 4877 ou no site www. vestibularja.com.br.


ESPORTE 09

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - TERÇA-FEIRA, 18/02/14

Chico Maia

chicomaiabd@gmail.com

Só faltou o gol para entrar para a história como um jogo que beirou a perfeição Clássico memorável, pela disputa tática, lances de muito perigo, grandes defesas dos dois goleiros, do primeiro ao último minuto. Só faltou mesmo o gol para que ficasse na lembrança como um jogo que beirou a perfeição. Com dois minutos de jogo o Cruzeiro teve dois escanteios a seu favor e conseguiu finalizá-los. No primeiro, Dedé obrigou Victor a fazer uma defesa espetacular, numa cabeçada para baixo, canto direito. Em seguida, Bruno Rodrigo chutou quase da marca do pênalti, para cima. Aos cinco o Atlético teve a primeira chance de marcar, quando Ronaldinho bateu falta e Jô chegou, desmarcado, mas atrasado para cabecear. Aos nove, mais um escanteio para o Cruzeiro, mas dessa vez sem conclusão que levasse perigo. Aos 10 ficou constatada, mais uma vez, a temeridade que o Atlético comete em improvisar Dátolo na lateral esquerda. Meio desengonçado em um lançamento nas costas dele, demorou perceber a presença do Ricardo Goulart, que dentro da área, desperdiçou ótima oportunidade.

Açougue do Pedrinho abre com vitória o Campeonato do CSM Luciano Eurides

Equipe do Açougue do Padrinho LUCIANO EURIDES

luciano.eurides@gazetaoeste.com.br

Aos 14 e aos 19 o árbitro Igor Benevenuto errou em apitar impedimento de Tardelli e depois de Jô, que entretanto estavam na mesma linha da zaga no momento do lançamento, no típico lance que engana árbitro e auxiliar. Aos 21 Jô tentou cavar pênalti, caindo depois de um agarra-agarra com o Dedé. Aos 22, Ricardo Goulart cabeceou sozinho na área alvinegra e errou. Aos 24, ele mesmo cabeceou novamente livre e marcou, mas estava impedido. O estreante argentino Otamendi e Leonardo Silva não conseguiam se entender pelo alto e deixavam o Cruzeiro finalizar com muita facilidade. Só acertaram no segundo tempo. Momentos antes Ronaldinho deu cotovelada no Rodrigo Souza, onde merecia cartão, mas o árbitro não viu ou fez vistas grossas. Dátolo quase surpreendeu ao Fábio num chute forte de longe, com grande perigo. Aos 39 Ronaldinho fez falta por trás e tomou o amarelo. Aos 40 o ataque do Atlético tabelou bem em contra ataque e Rodrigo Souza evitou que a bola chegasse aos pés do Tardelli, na marca do pênalti, mandando a escanteio. Na sequência da cobrança, Jô recebeu impedimento, marcado corretamente pela arbitragem. Primeiro tempo da melhor qualidade, com direito a bate-bocas e empurrões comuns a todo clássico. No segundo tempo Ronaldinho conseguiu escapar da excelente marcação do Rodrigo Souza, marcador eficiente e leal, e melhorou demais o rendimento ofensivo atleticano. Victor e Fábio fizeram defesas dificílimas, simultâneas, o que mostrou a boa condição física dos dois times, que fizeram longas viagens no meio de semana pela Libertadores da América. Otamendi fez muito boa estreia, principalmente depois que se entendeu com o Leonardo Silva nas bolas pelo alto. Até a arbitragem, sempre vilã para um dos times, quando se trata de apitador mineiro, foi bem. Os erros foram normais, principalmente em jogo difícil de ser apitado como este clássico, com lances complicados desde o início.

O Clube dos Servidores Municipais (CSM) realizou no domingo a abertura do Campeonato de Futebol Soçaite Rede Farma, mas no sábado a bola já rolou e o time do Açougue do Pedrinho teve de se superar para vence a Farmácia Divinópolis. Ainda no sábado pelo veterano Grupo MBL venceu JA Revestimentos pelo placar de 3x2 e no máster Lugo Esportes 4 X 1 Toprol/Copiadora Clara. A vitória por 3x1 do Açougue do Pedrinho sobre a Farmácia Divinópolis não foi fácil. A equipe da Farmácia abriu o placar aos sete minutos de jogo com Henrique, jogador que atuou nas categorias de base do DEC, Guarani e recentemente foi vice-campeão do Juniores com o PEC Candelária. Henrique recebeu a bola e com um chute rasteiro, no canto de

Zé Maria fez o primeiro gol do Campeonato. Aos 12 o empate, arrancada de Pablo pelo meio campo e o toque para Rafinha fazer 1x1. No segundo tempo a equipe do Açougue do Padrinho perdia gols, muitas chances jogadas para fora e a Farmácia poucas vezes chegava, mas levava perigo e acertou um bom chute no travessão de Zé Maria. Aos seis minutos Gustavo invadiu área e chutou forte para fazer 2x1 e aos 25 Fernando decretou a vitória com um chute rasteiro de fora da área, a bola ainda desviou enganando o goleiro. Rafinha, jogador do Açougue do Pedrinho comentou a primeira vitória. “Jogo difícil, o time deles tem uma marcação firme, jogam muito na retranca e tínhamos uma linha de três atacantes, eu, Pablo e Saulo, e fecharam muito, os gols saíram de fora da área, gols todo mundo erra, temos de

conversar, acalmar e melhorar a finalização. A turma esta se conhecendo e com o tempo se joga mais fácil. Estou confiante na minha equipe”, falou. Henrique Lopes da Silva, atleta da Farmácia Divinópolis, fez o primeiro gol da competição, mas lamentou a derrota. “Começamos bem, no decorrer da partida caímos de produção e erramos no posicionamento e vamos batalhar na próxima rodada melhor. Complicado, não nos conhecemos ainda, o entrosamento vem ao longo das partidas e o time tem peças boas e vamos conseguir sim”, disse. Ainda no sábado pelo veterano o Grupo MBL/Castro Imóveis venceu por 3x2 a equipe da JA Revestimento. Marcaram para a MBL Marcelo Bento, Emanuel Teodoro e Erivelton Henrique. Pela JA descontaram Ratinho e Alisson Ferreira.

Na categoria master a Lugo Esportes venceu por 4x1 a Toprol/ Copiadora Clara, marcaram para Lugo Esportes Aparecido Antônio, Geraldo Magela, Marcelo José e Cleber Buglê. Descontaram para a Toprol/Copiadora Clara Ronaldo Fernandes. No domingo a categoria máster Dimecol 1x2 Topodel. Marcaram para a Topdel Jairo Camilo e Evandro Batista. Pela Dimecol descontou Rinaldo Pereira. Na categoria veterano Auto Escola Guimarães e Auto Peças Niterói empataram sem gols. Na categoria adulto Cervejaria do Teia venceu 3x1 a equipe da Expresso Fernandes. Marcaram Fernando Aparecido e João Flávio que fez dois gols. Deninho diminuiu para Expresso Fernandes. Foram escolhidos os craques da rodada sendo no adulto João Flávio, no veterano Glauber e no máster Cleber Bugle (Binha).

Valcke diz que Fifa não arcará com estruturas temporárias de estádios A Fifa não arcará com gastos de estruturas temporárias em estádios da Copa do Mundo, disse nesta segunda-feira o secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke, depois que a questão gerou polêmica envolvendo o Internacional em Porto Alegre. Dono do estádio gaúcho no Mundial, o clube afirmou na sexta-feira que não vai bancar as estruturas temporárias necessárias para as arenas durante a competição e disse que a presença do Beira-Rio no torneio estaria ameaçada. “Sobre a pergunta se a Fifa vai

pagar as estruturas temporárias, a resposta é não”, disse o dirigente durante entrevista coletiva após vistoriar o Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília. Valcke estará em Porto Alegre na terça-feira para vistoriar o Beira-Rio, um dos cinco estádios que ainda precisa ser entregue para o Mundial, que começa em 12 de junho. Questionado sobre as estruturas temporárias de acesso aos estádios e se isso poderia retirar algum deles da Copa do Mundo, o secretário-geral disse que não responderia “diretamente a

pergunta”. Mas que os “estádios não podem ficar sem essas estruturas”. “A Fifa não disse até agora se

algum estádio está fora, a decisão sobre Curitiba será tomada amanhã, trabalhamos para que todos fiquem”, afirmou.


10 ESPORTE

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - TERÇA-FEIRA, 18/02/14

Guarani sofre gol no último minuto e se complica no Campeonato Mineiro Luciano Eurides

Guarani sofreu com o time da URT de Patos de Minas. LUCIANO EURIDES

luciano.eurides@gazetaoeste.com.br

O Guarani de Divinópolis está em situação de alerta no Waldemar Teixeira de Faria. O gol sofrido aos 47 minutos do segundo tempo deixa o Bugre em situação difícil no Campeonato Estadual. Com apenas cinco pontos em seis jogos tem pela frente o Cruzeiro e Boa (fora de casa), ainda América e Atlético (no Farião) e fecha contra o Tupi em Juiz de Fora. A vitória colocou o time de Patos de Minas na sexta posição, com seis pontos ganhos. Já o Guarani caiu para sétimo. A vitória da URT complica a situação do Guarani, que terá uma sequência complicada nas próximas rodadas. O primeiro grande desafio é o Cruzeiro, no Mineirão às 22h na quarta-feira (19). Já a URT se livrou momentaneamente das últimas posições e recebe o Atlético-MG em Patos de Minas também na quarta-feira (19), às 19h30.

O Guarani começou a aparecer no ataque após os 25 minutos da primeira etapa. Aos 31 minutos comum chute de Michel Cury. Em seguida, Tardelli também tentou, mas o goleiro Giuliano estava inspirado. O lateral Alex também tentou abrir o marcador em um belo chute no canto direito, mas sem sucesso. O Bugre seguia buscando o gol com Alex e Tardelli. Para deixar a equipe um pouco mais ofensiva, o técnico Leston Júnior não esperou muito para fazer alterações na equipe. O comandante bugrino sacou o volante André Silva e colocou o meia Fernando. Aos 13 minutos, um dos melhores lances do Guarani no segundo tempo. Tito arriscou e o zagueiro da URT tirou em cima da linha. Leston Júnior queimou as duas alterações que faltavam. Ralph no lugar de Michel Eloi e Tiago Pereira entrou no lugar de Tardelli. Em seguida, o técnico Luiz Eduardo fez duas alterações,

que mudariam o rumo da partida. Eraldo e Léo Mineiro substituíram Mário Lucas e Ualisson. Aos 38 minutos do segundo tempo, o time divinopolitano perdeu sua melhor oportunidade, com Tiago Pereira, desperdiçando um gol feito e aos 47 do segundo tempo, o castigo chegou. Em um erro da zaga do Guarani, Léo Mineiro cruzou da direita e Eraldo estufou as redes, dando os três pontos ao time de Patos de Minas. O treinador Leston Júnior assumiu a responsabilidade pela derrota. “Fico chateado porque tínhamos uma expectativa grande de vencer o jogo. A equipe da URT jogou menos, não jogou domingo passado, teve uma semana de preparação, teve uma reação mais forte. Não contávamos com erros em sequência. Erramos muito defensivamente nos últimos três jogos, é de minha responsabilidade isso, não vou transferir para setor ou individualidade de um ou outro atleta, a responsabilidade é

só alegria”, falou. Infelizmente a gente não esperava tomar esse gol no finalzinho, o atacante deles teve a felicidade de girar e continuamos com a cabeça erguida e já pensando no próximo jogo. É um tipo de jogo onde não poderíamos ter perdido”, lamentou. Já Michel Elói fala

minha. Estamos desgastados, não criamos muito, mas o suficiente para fazer o gol. No futebol se erra passe e gol. Não vamos ganhar sempre que quisermos. O futebol sempre que se perde a alteração não faz efeito”, avaliou. Com relação a partida frente ao Cruzeiro o treinador tem uma expectativa positiva. “O Cruzeiro perdeu pela Libertadores, empatou o clássico, aí vamos enfrentar um grande, no Mineirão, e digamos sem vitória. É ter tranquilidade, é contra o Campeão Brasileiro”, adiantou. Giuliano goleiro do URT, já atuou pelo Guarani e tem no Formiga uma passagem excepcional. Ele garantiu o placar para a URT. “Fico feliz por mais uma vez ter ajudado minha equipe e sair com a vitória. Viemos no intuito de vencer, a sequência ficaria muito difícil, essa vitória será importante no decorrer do campeonato. Joguei aqui em 2008 e foram quatro meses de boas recordações, ficou

RESULTADOS DA RODADA

que foi aquele dia em que nada deu certo. “Infelizmente a gente não conseguiu criar e jogar como vínhamos fazendo, o campeonato é rápido e temos de trabalhar para buscar o resultado se vencer o Cruzeiro e outra equipe é fundamental, temos de ter consciência disso”, falou.

CLASSIFICAÇÃO

Caldense

3

X

0

Tupi

Poços de Caldas

Boa

1

X

0

Nacional

Varginha

Atlético

0

X

0

Cruzeiro

Belo Horizonte

Minas Boca

2

X

1

América

Sete Lagoas

Villa Nova

1

X

3

Tombense FC

Nova Lima

Guarani

0

X

1

U.R.T

Divinópolis

PROXIMA RODADA

Pos.

Equipe

PG

J

V

D

E

GP

GC

SG

%AP

1

Boa

12

4

4

0

0

9

3

6

100.00

2

Cruzeiro

11

5

3

0

2

6

1

5

73.33

3

Caldense

9

5

2

0

3

6

1

5

60.00

4

Tombense FC 9

5

2

0

3

7

3

4

60.00

5

Tupi

7

5

2

2

1

6

6

0

46.67

6

U.R.T

6

5

2

3

0

3

6

-3

40.00

1 9 / 0 2 19:30

U.R.T

X

Atlético

Patos de Minas

7

Guarani

5

6

1

3

2

6

7

-1

27.78

1 9 / 0 2 20:00

Tombense FC

X

Boa

Tombos

8

América

5

5

1

2

2

3

5

-2

33.33

1 9 / 0 2 20:00

Nacional

X

Minas Boca

Muriaé

9

Atlético

5

5

1

2

2

2

5

-3

33.33

1 9 / 0 2 20:30

Tupi

X

Villa Nova

Juiz de Fora

10

Minas Boca

4

5

1

3

1

5

9

-4

26.67

1 9 / 0 2 22:00

Cruzeiro

X

Guarani

Belo Horizonte

11

Nacional

3

4

1

3

0

4

7

-3

25.00

12

Villa Nova

3

4

1

3

0

4

8

-4

25.00


Policial 11

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - TERÇA-FEIRA, 18/02/14

Ronda Tentativa de homicídio Um homem foi vítima de uma tentativa de homicídio durante a madrugada de domingo (16), no bairro Belo Vale em Divinópolis. Segundo a Polícia Militar, Renato Teixeira, de 39 anos, foi atingido por cinco tiros. O autor já foi identificado. Os militares mostraram uma fotografia a vítima para reconhecimento, mas o mesmo não confirmou se aquele era o autor do crime. Renato foi transferido para o CTI do Hospital São João de Deus onde permanece internado. Ainda não foi confirmada a motivação do crime. Blitz Lei Seca O 23º Batalhão desencadeou uma Operação Blitz de Trânsito da Lei Seca no local Lago das Roseiras, em Divinópolis. Foram empregados oito Policiais Militares e quatro agentes da Secretaria de Trânsito e Transporte (Settrans). Ao todo 33 veículos foram abordados, sendo que 27 ficaram retidos e dois removidos. Treze Autos de Infração de Trânsito foram lavrados e um inabilitado abordado. Três motoristas abordados com sintomas de embriaguês, sendo constatado um crime de trânsito. Assalto a coletivo A Polícia Militar compareceu na rua Euclides Viriato Paulino, Conjunto Habitacional Walchir Resende, onde segundo o motorista de um ônibus coletivo, adentrou no veículo um indivíduo armado com uma cartucheira em punho e após anunciar o assalto roubou dele R$ 20. Em seguida roubou do caixa R$75 além de R$4 de uma passageira e um celular de outro passageiro. Na ação o autor ainda agrediu o motorista com uma coronhada. Durante o rastreamento o autor, D.C.S., 26 anos foi abordado e preso na MG-050. Ele foi conduzido a DEPOL, juntamente com o material recuperado, onde foi autuado.

Ossada encontrada pode ser de jovem desaparecido em Divinópolis A polícia acredita que seja de Breno Ferreira de Sousa; o documento de identidade do jovem foi localizado próximo ao corpo Reprodução

Luiz Felipe Enes

luiz.felipe@gazetaoeste.com.br

As investigações a respeito do desaparecimento de Breno Ferreira de Sousa tomaram outro rumo na última sexta-feira (14). A Polícia Civil acredita que uma ossada humana encontrada às margens da BR-494 em Divinópolis, seja do jovem. Ele foi visto pela última vez no dia 22 de setembro de 2013. Uma testemunha acionou a polícia ao passar pelo local e notar algo estranho, próximo a uma clínica de reabilitação para dependentes químicos. De acordo com a Polícia Civil, a ossada estava envolvida em um carpete. Próximo ao corpo foi encontrado a carteira de identidade de Breno, além de outros objetos pessoais, que pertenciam ao rapaz. A perícia também esteve no local e realizou as comparações iniciais. A ossada foi removida até o IML (Instituto Médico Legal) de Belo Horizonte, onde passará

pelo setor de antropologia forense, que deve analisar e descobrir a causa da morte. O delegado de Homicídios, José Luiz Quintão Tavares explica que um exame de DNA será feito, para comprovar se de fato são os restos mortais de Breno. “No exame de DNA, o parente mais próximo da vítima disponibiliza o material para análise e comparação. Esse resultado deve sair nos próximos dias, aí teremos a comprovação se é o Breno”, explica. As investigações sobre o caso continuam e ainda segundo a PC, já existem suspeitas sobre o autor do crime. O local exato onde a ossada foi encontrada será preservado para trabalhos periciais.

A família agora espera pelo resultado do exame, que sairá nos próximos dias.

DESAPARECIMENTO Breno Ferreira de Sousa, até então com 21 anos, desapareceu em um domingo, 22 de setembro de 2013. Na ocasião, rapaz estava com mais duas pessoas, que o acompanharam até sua casa.

Horas mais tarde o jovem foi visto saindo novamente de casa. Ele teria ido até o bairro Tietê, resolver o pagamento da documentação de um carro. Mais tarde, o carro do jovem foi localizado em chamas no bair-

ro Icaraí. Testemunhas contaram na época que viram um homem correndo logo depois de o veículo estar pegando fogo. Na última vez em que foi visto, Breno trajava uma bermuda jeans, boné branco e camiseta.

Tráfico de Drogas Divulgação PM

Tecnologia contra o crime

Celular levado durante roubo de veículo ajuda PM a localizar suspeitos Divulgação PM

Luiz Felipe Enes

luiz.felipe@gazetaoeste.com.br

Durante averiguação de denúncia de tráfico de entorpecentes na rua Carlos Pereira Chula, bairro Nossa Senhora das Graças, policiais militares abordaram R.G.C.J., de 22 anos. Foi procedida uma busca domiciliar onde os militares localizaram nove pedras de crack, 17 papelotes de cocaína e um revólver calibre 38 com cinco cartuchos intactos. O suspeito foi preso e conduzido a DEPOL juntamente com o material apreendido. Drogas em presídio A Polícia Militar foi acionada e compareceu no Presídio Doutor Nelson Pires, onde o diretor geral do presídio informou que um agente penitenciário ao fazer a conferência nas dependências externas do presídio encontrou dois tabletes de maconha, envoltas em meias. Há indícios de que a droga foi arremessada por indivíduos desconhecidos para o interior do presídio. A Polícia apreendeu a droga e a encaminhou para a Delegacia de Polícia. Quem tiver informações sobre a identificação das pessoas que estejam atirando objetos para o interior do presídio, denuncie. Ligue 190. Idosa é estuprada em Papagaios A Polícia Militar foi acionada na rua Estribeira, centro de Papagaios, na noite de sábado (15), onde uma idosa de 74 anos, estava sentada do lado de fora do imóvel. Ela contou aos militares que um homem invadiu a sua casa, quando ela dormia, tampou a sua boca e a estuprou. Ela saiu da residência e foi socorrida pela vizinha que chamou a polícia. O jovem de 23 anos foi encontrado caído ao chão, dormindo, de camiseta e cueca. Os órgãos genitais estavam a mostra. O acusado disse que não lembrava de nada, somente que havia saído de casa para ir a um bar. A vítima foi conduzida ao Centro de Saúde Municipal, onde foi atendida pelo médico plantonista, constatando ferimentos na e a consumação do ato sexual. O jovem foi preso em flagrante e conduzido a delegacia de Pará de Minas.

Graças ao serviço de localização de um aparelho celular, a Polícia Militar conseguiu recuperar um veículo que havia sido roubado na Vila Belo Horizonte em Divinópolis no sábado (15). Quatro suspeitos de participação no roubo também foram presos. Segundo a ocorrência, dois homens, um deles armado com revólver se aproximou das vítimas e anunciou o roubo. Além do veículo, os suspeitos levaram uma carteira contendo documentos pessoais, documentação do carro além de uma quantia em dinheiro. As vítimas contaram aos militares que o celular é rastreado por meio do sistema de GPS. Após iniciar o rastreamento, o aparelho celular emitia sinais de que estaria no bairro Anchieta, também em Divinópolis. Policiais Militares foram até a rua Maria Marlene, local em que o aparelho celular, também levado pelos suspeitos, estaria escondido. De acordo com a Polícia Militar, ao chegar à casa, várias pessoas foram vistas correndo sentido aos fundos do imóvel. LOCALIZAÇÃO DO VEÍCULO O proprietário da casa autorizou a entrada dos policiais, que durante as buscas encontraram no

O veículo modelo Gol estava abandonado próximo à Cachoeira do Caixão.

quintal uma chave de carro idêntica a do veículo roubado. Uma equipe da Polícia Militar de Meio Ambiente, que fazia patrulhamento preventivo contra a pesca predatória, na Cachoeira do Caixão avistou o veículo abandonado. A

chave localizada na casa foi testada no carro, que logo funcionou Ainda durante as buscas na residência, os objetos pessoais levados pelos criminosos foram encontrados e reconhecidos pelas vítimas. Os cinco suspeitos

que estavam na casa, com idades entre 22 e 28 anos foram presos e levados até a delegacia de Polícia, juntamente com os materiais encontrados na casa. O veículo foi apreendido e removido até um pátio de apreensões.


12 Geral gazeta.pdf

1

04/02/14

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - TERÇA-FEIRA, 18/02/14

08:53

RUA PARANÁ ESQUINA COM ALMIRANTE BARROSO

C

M

Y

CM

MY

03 quartos sendo 01 suíte

CY

CMY

K

Edifício 100% revestido Apto aprox. 95m2 02 vagas na garagem / apto tipo Cobertura Top aprox. 190m2 Elevador 08 pessoas Sacada

(37)9986-4232 / 3221-8332 / 3212-7316

OBRAS NOS SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO EM DIVINÓPOLIS.

ÁGUA DA GENTE. O MAIOR PROGRAMA DE ÁGUA E ESGOTO DA HISTÓRIA DE MINAS O Governo de Minas e a Copasa estão realizando o mais importante programa para melhorar, ainda mais, as condições de vida dos mineiros: o Água da Gente. Um programa que vai modernizar todo o sistema de abastecimento de água e tratamento de esgoto do Estado. As obras nos sistemas de água e de esgoto em Divinópolis são uma etapa importante desse projeto. Uma das ações do programa é a melhoria do serviço de abastecimento de água, incluindo a ampliação da Estação de Tratamento de Água (ETA) do rio Itapecerica e a construção de dois novos reservatórios, aumentando assim o atendimento à região Sudeste e garantindo água de qualidade para toda a população. Também, para aprimorar o sistema de esgotamento sanitário, em breve será inaugurada uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e serão construídas mais três ETEs que vão tratar todo o esgoto da cidade e ajudar na recuperação da bacia do rio Itapecerica. Além disso, foi implantado um moderno sistema de monitoramento do nível de água dos reservatórios e das unidades de bombeamento, chamado 3T, aumentando a segurança e a confiabilidade do sistema de abastecimento de Divinópolis. Serão investidos 140 milhões de reais para garantir o bom funcionamento dos sistemas de água e esgoto e para futuras obras.

BENEFÍCIOS DE UM SERVIÇO DE ÁGUA E ESGOTO DE QUALIDADE: • Atendimento e manutenção disponíveis 24 horas; • Saúde e qualidade de vida; • Redução do risco de doenças; • Diminuição do mau cheiro e seus desconfortos; • Investimentos e desenvolvimento para toda a cidade; • Preservação do meio ambiente. Para mais informações, ligue 115 ou procure a agência de atendimento da Copasa.


Clรกudio Ramalhรฃo

claudioramalhaodiv@yahoo.com.br

Lux Lounge - Hudson e Eduardo e Banda Tekillas


02 Variedades

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - TERÇA-FEIRA, 18/02/14

Marco Aurélio Braga braga.marco@gmail.com

Sempre um Papo

Projeto 100 Anos de Arte

Adélia Prado abre a programação do vigésimo oitavo ano do “Sempre Um Papo”, em Belo Horizonte, no Teatro Sesiminas, no próximo dia 27, às 19h30. A divinopolitana fará uma leitura de poemas, intercalados com perguntas do público, sob a mediação de Afonso Borges, idealizador do projeto. O encontro será exibido na TV Câmara e gravado para a série de DVDs educativos “Cultura Para a Educação”, distribuído para mais de 6.000 escolas brasileiras, gratuitamente. A entrada será gratuita. Para mais informações basta entrar em contato pelo telefone (31) 3261-1501 ou no site www.sempreumpapo.com.br

Juca Figueiredo, Daniel Penido, Adriana Gonçalves e Anthonio Gomes Marra Júnior, se unem por meio do teatro, da percussão, dança e canto, para apresentar um espetáculo sobre a arte e ícones de nossa cidade natal, a partir de um olhar contemporâneo.

Mais 4 Um dos muitos projetos dos empresários Valdemar Martins do Amaral e Walchir Amaral, proprietários dos Supermercados ABC, para 2014 é a abertura de mais quatro unidade em Minas Gerais. Atualmente com 25 supermercados em Divinópolis e em 13 municípios eles irão abrir lojas do grupo em Betim, Varginha, Piumhi e Campo Belo. A empresa tem 3.700 empregados com carteira assinada, pretende fechar o ano com 4.500 empregos e investir R$ 28 milhões na abertura dos quatro supermercados.

Juca Figueiredo, Daniel Penido, Adriana Gonçalves e Anthonio preparam o Projeto 100 Anos de arte.

Cristina Oliveira e o filho Flávio Henrique.

Rogério Hudson e Palmério Ameno.

Show Rubinho Collins movimenta a cena social deste final de semana com um super show no Divino Rancho, que fica próximo ao Aeroporto Brigadeiro Cabral de Divinópolis. A apresentação será na noite desta sexta-feira (21). Mais informações pelo telefone (37) 9903-8535.

Perguntas sem respostas

Flávia Waters e o filho Lucas no frio londrino.

Divinópolis e cidades vizinhas estão tomadas pela onda de violência. Neste último final de semana teve tiroteio no Centro, vários assaltos a mão armada por aqui. Em Itaúna o assassinato de um jovem e a Ricardo Eletro alvo, mais uma vez, de bandidos que arrombaram a lateral da loja e furtaram vários produtos. O medo está em alta. O medo da violência cresce, e não só por causa de eventos isolados. A pergunta “por que não eu?” é cada vez mais frequente na cabeça dos divinopolitanos. A sensação generalizada de insegurança é a incubadora de mil e um aproveitadores. E de onde veio esse pavor todo? Será uma ilusão coletiva? Afinal, a segurança pública sempre têm uma estatística para mostrar que a criminalidade está em queda, e as prisões, cada vez mais cheias. Será a mídia, sempre acusada de sensacionalista, a culpada? Se for, tem grande ajuda dos fatos.

R. MINAS GERAIS, 498 - CENTRO DIVINÓPOLIS/MG - 3214 0117


Variedades 03

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - TERÇA-FEIRA, 18/02/14

Café Rogério Mendes de Aquino tomou posse na CDL Divinópolis, o lema de sua gestão é “100% Associados”, e já convocou a imprensa para um “café” na sede da entidade para apresentar seus projetos. O encontro será às 07h30 desta quarta-feira (19).

Projetos

Gustavo Sousa e Luiza Gontijo ficaram noivos neste final de semana.

Alianças A administradora de empresa Luiza Gontijo foi surpreendida neste domingo (16) com o pedido de noivado do namorado, o empresário do setor têxtil Gustavo Sousa. O noivo é filho de Getúlio Sousa e de Eliza Sousa e a noiva de Dermeval Gontijo e de Margarida Gontijo.

Sol Nascente Belo Horizonte sediará a terceira edição do Festival do Japão, entre os dias 07 a 09 de março, no Expominas. Na programação deste ano estão o concurso Miss Nikkei, Concurso de Cosplay, Praça de Cerâmica, apresentações de shows musicais, de danças típicas japonesas, taikos, judô, exposições de jardins japoneses, exposição de Ikebanas, workshops de cerâmicas e bonsais, oficinas de Furoshiki (a arte do embrulho japonês), Mangá (quadrinhos japoneses) e Kirigami (a arte de cortar papel). Muito aguardada dentro do evento está a feira gastronômica com pratos típicos da culinária japonesa.

DVD Guilherme Messias, responsável pela assessoria e design gráfico da empresa Lex Luthor e produtor da banda solo de Sávio Fernatti, comemora o sucesso que o DVD da banda, lançado na semana passada, vem conquistado no mercado. Vanessa Popozuda recebeu o material de divulgação das mãos de Guilherme e já entrou em contato parabenizando a banda divinopolitana pelo excelente trabalho.

A Lacerda Fundidos, empresa dos sócios Clodoaldo Pio da Fonseca e Geovane Roberto e Silva e que atua no fornecimento de peças para vias permanentes, vagões e locomotivas, anunciou investimento de R$ 20 milhões na construção de uma nova planta para fabricar e reformar vagões em Divinópolis, neste primeiro trimestre do ano. A plataforma de aproximadamente 9 mil metros quadrados de área construída está sendo erguida em um terreno de 32 mil metros quadrados e deve receber as atividades de laminação e deve ser transferida para as novas instalações neste semestre. A partir de 2015, unidade terá capacidade para fabricar 300 vagões anualmente.

A aniversariante dona Benzinha, sentada a esquerda na foto, comemorou com as amigas, dentre elas Suely Rabelo e Iorane, seus 86 anos.

86 Foi com uma super festa, no último sábado (15), na cidade de Arcos, que Maria José Ribeiro Vaz, mais conhecida como dona Benzinha, comemorou com familiares e amigos os seus 86 anos. Esbanjando vitalidade e elegância, a aniversariante fez sua festa na Fazenda Cazanga, propriedade da família e que foi toda restaurada recentemente. Dona Benzinha é viúva do ex-prefeito de Arcos, que também foi deputado federal, João Vaz Sobrinho.

Dica Nesta terça-feira (18), às 19h, a terça Filosófica, evento com a assinatura da Agefil e da Semc, abordará o tema “Carnaval: Por ou tirar as máscaras?”, mediado pelo filósofo José Raimundo Batista Bechelaine e apresentado pela professora Helena Alvim Ameno. O debate é gratuito e será realizado na Sala Multimeios “Adélia Prado”, espaço da Biblioteca Pública “Ataliba Lago”. Mais informações pelo telefone (37)3222-7183.

Carol Morais e Dayen Belchior.


04 Variedades

Horóscopo

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - TERÇA-FEIRA, 18/02/14

Novelas jóia rara Globo - 18h

Aposte em tarefas que podem ser feitas em equipe e peça ajuda, se for preciso. Contorne os problemas no romance investindo no companheirismo e se dedicando em dobro.

No trabalho, você vai se concentrar mais nas tarefas e pode dar uma ajuda aos colegas. Seu sucesso dependerá do seu empenho. Se colocar um pouco mais de aventura na paixão, vai animar o relacionamento.

Hoje, você terá que contar com a sorte para se dar bem, mas mantenha o bom humor. A paquera vai ser mais fácil graças ao seu charme, mas não deixe um ex-amor atrapalhar os seus planos.

Se trabalha com algo ligado a produtos para a casa terá mais chance de se sair bem. Mas, se não é o seu caso, pode contar com conselhos e ajuda de familiares mais experientes.

Tudo que exige comunicação deve correr com mais tranquilidade no trabalho. Seu poder de atração vai crescer e, se apostar num bom papo, pode seduzir quem deseja.

Hoje, trabalho em parceria tem mais chances de trazer um bom resultado. Mantenha os pés no chão e desconfie de promessas que parecem fáceis demais. Valorize o romance e não fique relembrando brigas antigas.

Agir com mais diplomacia para evitar atritos no trabalho, mesmo que seja entre os colegas, será a melhor política. Na paixão, pode deixar o par aos seus pés se mostrar seu lado mais doce.

Hoje, vale a pena cuidar do seu serviço de maneira discreta e evitar chamar muita atenção. Trabalhos que podem ser feitos a sós serão os mais indicados.

Se precisar de conselho, procure um amigo mais experiente. Mesmo que as coisas demorem um pouco para engrenar, não abra mão dos seus sonhos. Reúna os amigos em casa e vai se divertir.

Hoje, você vai se preocupar mais com a sua carreira. Talvez as coisas não sejam muito fáceis, mas não desista de lutar pelo que quer alcançar.

Com otimismo, você vai encarar qualquer pepino no trabalho. Embora esteja a fim de se envolver em uma aventura na paquera, vale a pena ir com calma.

Abra espaço para coisas novas! Você recebe uma dose extra de sensualidade, portanto, aproveite para envolver quem deseja.

O delegado avisa a Amélia que Franz deverá ser transferido para o presídio. Décio tenta convencer Chico a assaltar o clube. Manfred manda que seus capangas deem uma lição em Benito e Pilar. Valter implora para Davi voltar a trabalhar no clube. Peteleco demonstra preocupação com a presença de Gaia no cortiço. Policiais encontram o corpo de Pilar. Joel combina com Cléo de colocar pó-de-mico no vestido de Aurora. Mundo e Iolanda se casam. Miquelina diz à mãe que viu Arlindo beijar Volpina. O psiquiatra avisa a Gertrude que Manfred precisa ser internado com urgência. Franz ganha a liberdade.

além do horizonte Globo - 19h

Líder Jorge foge de Hermes e Assis. Kleber conta para LC que Tapiré foi tomada. Ricardo explica por que Heloísa deve deixar que Thomaz administre seus negócios. Priscila manda Marcelo alertar Inês sobre seus gastos com Álvaro. Heloísa fica chateada por ter sido injusta com Thomaz. LC finge surpresa quando Lili o avisa sobre a presença de Kleber na Comunidade. Celina e William passam a noite juntos. Líder Jorge volta para a Comunidade. Heloísa teme uma reaproximação com Thomaz. Marcelo fala com Inês sobre Álvaro. Selma e Fátima decidem procurar Heloísa, enquanto Fátima fala com Júlia. LC tem uma ideia para manter Lili e Marlon longe do alojamento. William, André e Guto instalam um rastreador no comunicador que fica no galpão de Kleber. Celina volta a dar aulas. Selma e Rita atrapalham a gravação do programa de Heloísa. Cacá fica impressionado com Fátima e pede para fazer um teste com ela. Heloísa se desculpa com Thomaz. Cacá convida Fátima para fazer um comercial. Paulinha desafia Lili. LC acha um pendrive no alojamento de Marlon. William entra em contato com LC.

em família Globo - 21h

Laerte se assusta ao ver Luiza e tenta falar com ela fora de seu camarim. André discute com Luiza. Selma confidencia a Felipe que não consegue perdoar Helena. André chega mal humorado em casa e Dulce se desculpa com seus convidados pela atitude do filho. Luiza conta que falou com Laerte, e Helena se desespera. Branca tenta seduzir Ricardo. Clara, Cadu e Fernando encontram Marina em um restaurante. Juliana mostra a Guiomar o quarto que preparou para os filhos que perdeu. Marina confessa a Vanessa que está se apaixonando por Clara. Laerte discute com Verônica, e Selma tenta escutar os dois de seu quarto. Juliana vai ao hospital, observa os aparelhos que monitoram a respiração de Gorete e afirma que está cuidando de Bia. Os resumos dos capítulos de todas as novelas são de responsabilidade de cada emissora, estando sujeitos a eventuais alterações.

malhação Globo - 17h30

Raquel conta sua história para Guilherme e tenta se aproximar do filho. Flaviana sofre ao fazer um bazar com suas roupas chiques. Bernardete consegue convencer Anita a acompanhá-la ao bazar de Flaviana. Bárbara e Raíssa instalam uma urna no colégio para que alunos possam fazer perguntas sobre sexo. Todos no casarão ajudam a decolar o negócio de Vera e Bernardete. Vera percebe que a empresa precisará de um lugar próprio e Luciana sugere a garagem do casarão. Anita insiste em estudar sozinha e dispensa Júlia, Sofia e Antônio. Anita se atrasa para as aulas e sai sem se alimentar. Abelardo pega a caixa pessoal de Frédéric por engano e todos estranham a reação incisiva do haitiano. Sofia fica atenta às conversas de Ben pelo telefone. Anita se sente mal no colégio e Micaela a apoia. Bernardete questiona Luciana sobre seu suposto namoro com Abelardo. Raíssa encontra Anita desfalecida no banheiro da escola.

Chiquititas SBT - 20h30 Cintia coloca o quadro (com retrato de Carmen) na sala e Carmen assiste a tudo através da escuta e câmera instaladas secretamente no objeto. No porão, os pedreiros descobrem uma porta escondida atrás de uma parede. Carmen liga para Matilde, que garante não ter revelado para Cintia nada sobre a câmera no quadro, o que na verdade é mentira. A porta misteriosa no porão está trancada, mas Cintia fica feliz e dispensa os pedreiros. Ela diz para Matilde que precisa tentar abrir a porta sozinha para que ninguém descubra nada sobre o tesouro. As meninas pedem para Cintia alugar roupas de gala para irem ao baile. Cintia diz que alugará os vestidos, porém a real intenção da megera em autorizar a ida delas ao baile é poder ficar sozinha no orfanato com Matilde para tentarem arrombar a porta misteriosa no porão.

Pecado Mortal Record - 21h15

Jurandir liga para Otávio e diz que Carlão pode ter ido atrás de Picasso. Carlão e Picasso conversam em clima de tensão. Picasso ameaça pegar revólver, mas Carlão o desarma e lhe esbofeteia. Dorotéia defende Carlão e diz para Patrícia que emboscada não passou de uma armação de Picasso para separá-los. Ela diz que Carlão a ama e a aconselha a aceitá-lo de volta, deixando Patrícia surpresa. Carlão culpa Picasso por ter perdido Patrícia e os filhos. Ele faz roleta russa, mas a arma não dispara. Ele entrega revólver para Picasso e pede para que ele atire, deixando-o assustado. Catarina garante a Baldochi que Ramiro é filho de bicheiro. Picasso atira, mas desvia arma e bala não o atinge. Carlão parte para cima e lhe esmurra, dizendo que irá mata-lo.

Pânico leva sósia de Neymar até Bruna Marquezine para reconciliação Divulgação

O Pânico na Band voltou do período de férias neste domingo (16) com o que sabe fazer de melhor: ir atrás dos assuntos da semana de forma criativa. Diante da notícia de que Neymar e Bruna Marquezine terminaram o namoro, surgiu a ideia de tentar a reconciliação. Óbvio que não deu certo. Repórter Vesgo e Marcelo Ieié arranjaram um sósia do craque do Barcelona e se dirigiram a um evento no qual a atriz de Em Família estava presente. O Neymar fake tentou entregar rosas para a atriz, que se divertiu com a brincadeira, mas não quis receber o mimo.

Simpática, Bruna parou para dar entrevista, porém, caiu na risada ao ver o cover de Neymar

e não falou sobre o assunto, seguiu para o carro escoltada pelos seguranças.

Casa de Whitney Houston está à venda, mas ninguém quer comprar O atual proprietário da casa onde a cantora Whitney Houston morou está tentando vender a mansão, que foi construída há 26 anos, por R$ 5 milhões, valor considerado abaixo do mercado. Mesmo assim, a bela propriedade não está atraindo compradores. Após a morte de Whitney, em fevereiro de 2012, causada por afogamento acidental, fãs da

cantora deixaram flores na porta de sua mansão, o que deixou a frente da casa conhecida no mundo todo. A casa possui uma quadra privada de tênis, luxuosos closets, garagem para 6 carros, piscina coberta, deck. A propriedade foi inspirada no Terminal C do Aeroporto de Newark e inclui muitos quartos redondos, com uma

suíte master equipada com cama circular e uma grande banheira. Apesar de todos os luxos, o valor exigido ao futuro proprietário é considerado abaixo do mercado, mas nem por isso tem atraído compradores. Além de ter abrigado a estrela durante muitos anos, a mansão foi o palco do seu casamento com Bobby Brown, em 1992.

Logosofia

Fundação Logosófica Em Prol da Superação Humana

Você gosta de adular ou de ser adulado?

A observação da propensão a adular põe em relevo dois tipos psicológicos bem definidos: o que adula para conseguir vantagens e o que adula para ser adulado. O primeiro item dessa classificação se refere a indivíduos que, sem méritos próprios e muitas vezes com acentuada falta de escrúpulos, buscam suprir sua condição precária com uma fingida submissão aos superiores ou a outras pessoas de quem esperam algum benefício, adulando-as e procurando mostrar-se ante elas – quantas vezes mediante intrigas ou enredos – como únicos capazes de serem tidos em conta. O segundo item define os traços do ególatra, do fátuo, e nos evidencia a pobreza moral dos que necessitam da adulação e a buscam, distribuindo lisonjas e elogios em torno de si, a fim de que esse favor lhes seja retribuído. A classificação precedente revela as raízes desta propensão, ou seja, as causas de onde ela provém, o que ilustra sobre a importância de dedicar-se à tarefa de extirpar tais raízes, já que disso depende que a propensão a adular desapareça ou se robusteça com o tempo, somando-se como deficiência às demais. A propensão a adular, inofensiva quando não excede o grau de tolerância que as maneiras corteses lhe outorgam degenera – ao se tornar hábito – em hipocrisia ou falsidade, pois o adulador vê tudo através dos objetivos de um pensamento que se traduz em especulação, vantagem, conveniência. A adulação, a lisonja, a bajulação – destacamos isto –, nada têm a ver com a admiração, os gestos aprobatórios ou a emotiva gratidão que as palavras, os pensamentos e as obras de uma pessoa possam suscitar na alma dos seres. Nesse caso, a manifestação de aplauso é um dever e de modo algum afeta o conceito de quem, com desprendimento pessoal, a recebe; no outro caso, e aqui nos afastamos das manifestações que obedecem a desdenháveis motivos de interesse, o aplauso é um simples compromisso, que se cumpre para estar de bem com os convencionalismos, e prejudica unicamente a quem abusa dele, tanto ao oferecê-lo como ao desfrutá-lo. Mencionaremos de passagem, e tão-só para destacar os caprichosos contrastes que a psicologia humana oferece, o caso daqueles que, gostando de ser adulados, são incapazes de adular, pois, impedidos por pensamentos mesquinhos, nem sequer por razões de cortesia podem ponderar um mérito nem

oferecer a alguém uma palavra de aprovação. O homem íntegro, o que conquistou por seu próprio esforço um lugar de honra entre seus semelhantes, é refratário à adulação, a qual, queira-se ou não, rebaixa o valor ético das pessoas que com ela se deleitam. Quem deseje apagar de sua vida a propensão a adular, busque sempre a forma mais agradável, natural e sincera de manifestar a opinião e o sentir reclamados pelas circunstâncias. E se, além de adular, gosta de ser adulado, recorde que a consciência do próprio valor contribui com toda a eficácia para anulá-la. (Texto extraído do Livro Deficiências e Propensões do Ser Humano, pág 164 - Por Carlos Bernardo González Pecotche – Raumsol ) Para saber mais sobre este assunto, participe do concurso literário que a Fundação Logosofica está promovendo, desta vez voltado para universitários. A fonte para a produção textual será o livro “Logosofia Ciência e Método”, O período de inscrição foi aberto em 1 de outubro de 2013 e vai até o dia 24 de maio de 2014. O grande vencedor ganhará um carro 0 Km. Os prêmios para segundo e terceiro lugares são, respectivamente, um MacBook Air e uma bicicleta elétrica. Os classificados do quarto ao décimo lugares receberão um Ipad. O objetivo do concurso é divulgar a Logosofia para o público universitário e estimular a reflexão sobre importantes aspectos da vida, de forma que possa contribuir para estudante superar a si mesmo e vislumbrar novos horizontes para a sua vida. O livro “Logosofia Ciência e Método”, que pode ser baixado gratuitamente do site do concurso, foi escolhido por apresentar de forma didática a concepção logosófica sobre os sistemas mental, sensível e instintivo e sobre os pensamentos e sua importância e influência na vida de cada um de nós. Essa leitura propicia o encaminhamento da atenção para os grandes objetivos prefixados pela Logosofia: o conhecimento de si mesmo, dos semelhantes e do mundo mental. A premiação do “Concurso Literário de Logosofia – Universitários” será em 9 de agosto de 2014, no Rio de Janeiro. Maiores informações: www.logosofia.org.br/premiouniversitarios


Edição gazeta do oeste 2263