Page 1


Editorial FEIRA CULTURAL E EMPREENDEDORISMO Educação Transformadora

Esportes e Recreação X Copa Piaget Com o tema “Cidadania e Esporte”, a X copa Piaget pôde resgatar aos cidadãos a importância do voto, além de incentivar a prática esportiva de maneira saudável. Participaram do Maior Evento Esportivo da Zona Norte 28 Co-

légios nas seguintes modalidades: futsal, basquetebol, handebol, voleibol e judô. Segue, abaixo, resultado final. Classificação Geral: 1º Col Piaget – 150 pontos; 2º Col Padre Moye - 70 pontos 3º Col Estrela Sirius - 40 pontos

Resultados dos Esportes do Colégio Piaget

N

ossa missão prevê a formação de “indivíduos responsáveis, conscientes e criativos”, mas para atingir estes objetivos é preciso vivenciar esses princípios. A introdução do Programa Jovens Empreendedores dentro do currículo escolar, a partir de 2006 - em parceria com o SEBRAE - levou os alunos a aprenderem a desenvolver competências empreendedoras, refletindo mais uma vez a nossa ação educativa transformadora. Assim, a partir de um propósito verdadeiro, acreditando e apostando em nosso objetivo, arregaçamos as mangas e saímos em busca da realização de mais um sonho. Primeiro, foi preciso aplicar uma intensa capacitação em nossos educadores, pois é um programa e um assunto ainda inédito nas escolas; depois, foi preciso reorganizar a carga horária e todas as ligações do novo programa com as atuais disciplinas. Todos os obstáculos se transformavam em desafios e a realização da primeira etapa desse sonho se concretizou com sucesso na XXIII FEIRA CULTURAL PIAGET. Inspirada no Programa Jovens Empreendedores, a Feira Cultural de 2006 abraçou a idéia transformando-se num grande palco onde cada turma apresentou suas instituições e empresas. Com o tema “Empreender para Vencer”, o evento que aconteceu em outubro surpreendeu pais e visitantes pela excelente qualidade e desempenho dos alunos. Hoje, mais uma vez nos orgulhamos de ter conquistado, com um trabalho sério, planejado e qualificado, a condição de sinônimo de vanguarda em educação que extrapola o conhecimento acadêmico, orientada para apresentar resultados na vida de nossos alunos. Além de uma sólida base educacional, o nosso propósito é permitir que o jovem desenvolva a capacidade de liderar e empreender, transformando seus sonhos em projetos de vida. Nós estamos trabalhando para isso! Parabéns alunos, professores e equipe Piaget! Um abraço, Silvana Franco Rodrigues Diretora Pedagógica

*Copa Pentágono “Futsal”: Fralda Masculino - 3º Lugar; Infanto Masc - 3º Lugar

Parabéns as equipes!!!

Viagem de Formatura

H

á alguns anos, o Colégio Piaget realiza viagens de formatura para seus alunos. Os preparativos iniciam-se sempre no ano anterior à viagem. São realizadas reuniões com pais e alunos para a escolha do local ideal. No mês de outubro, realizamos a viagem para o local escolhido. Neste ano, o local escolhido foi a Pousada do Rio Quente, em Goiás. Os alunos puderam desfrutar de momentos inesquecíveis, fortalecendo os laços de amizades, podendo, dessa forma, conhecer e fazer novos amigos. Os alunos passam o ano esperando ansiosos pela viagem, pois poderão estar ao lado de pessoas que fizeram parte de suas vidas no caminho para a sua formação.

Acantonamento

A

conteceu, em Outubro, o nosso tradicional acantonamento. Neste ano, o local escolhido foi o Sítio do Carroção, no qual os alunos puderam atrelar o lúdico com conteúdo pedagógico, foi um final de semana maravilhoso. Os alunos amaram o local e suas atividades, e se emocionaram na Lagoa Azul, na ficção e aventura com Indiana Jones, na descoberta de um fóssil de um Tiranossauro Rex, descoberta de um avião DC-3 perdido na selva, minicircuito de fórmula I entre tantas outras atividades. O local é fantástico e encantou a todos. “O maior desejo de um educador é transmitir conhecimentos através de ações encantadoras e inesquecíveis”.

Mural Mural de despedida e de homenagem aos colegas de sala - 3ªA EM

Reprodução da obra de Picasso - 5ªEF A e D

Reprodução de obras: Romero Britto Maternal D




Dica Cultural

Difícil arte de conciliar trabalho com curso de aperfeiçoamento

alguns dizem que está quase vazio; outros dizem que ele está quase cheio. A vida também é assim, principalmente quando temos que conciliar emprego e estudo. Uns dizem que é muito ruim, mas necessário para se obter progresso profissional. Eu estou no outro grupo. Prefiro ver o quão gratificante é preencher o meu tempo com coisas e pessoas de que realmente gosto e que me fazem feliz; enxergando sempre as dificuldades, claro, mas preferindo atribuir-lhes o seu devido valor: obstáculos a serem superados. Agora lhes pergunto: como vocês têm visto o copo de suas vidas?

Costumo dizer para os meus alunos que, ao olharmos para um copo de água pela metade, temos duas opções:

Carolina Riego Profª de Matemática 7ª e 8ª séries – manhã .

Planetário do Ibirapuera Av. Pedro Álvares Cabral, s/ nº, Ibirapuera, tel. 5575-5206. Qui.: 19h30. Sáb. e Dom.: 15h e 17h. Retirar ingresso com uma hora de antecedência.

go! E levaria como prêmio uma cartela cheia de adesivos. Os outros participantes ganhariam uma bala. O jogo começou, a professora ia “cantando” os números e as crianças marcando os números que tinham em suas cartelas com grãos de milho. Os rostinhos ansiosos apareciam a cada número chamado e a ansiedade foi tomando conta da garotada. Finalmente, apareceu o vencedor e o

Exposição Deuses Gregos na FAAP

Palavra do Mestre

Entretenimento O Pré III consegue aliar diversão e aprendizado em suas atividades: O bingo foi um sucesso! Identificação do número, seqüência numérica, sucessor e antecessor.

Passeio

por Prof. Danielle N. Tavares - Ed Infantil Um passeio imperdível para toda a família é o Planetário do Ibirapuera, onde são projetadas simulações dos movimentos dos corpos celestes, sendo que todas as estrelas são reproduzidas em cor e brilho reais. Além da atração principal, o local ainda abriga um minimuseu de astronomia e naves espaciais. O espaço tem acesso para deficientes e a sessão dura aproximadamente 30 minutos. A diversão é garantida. Aproveitem!

por Gabriel Borri de Azevedo - 5ªD EF

Na semana do dia 30/10, fui à exposição de Deuses Gregos na FAAP. Havia quase 200 peças em bronze, barro queimado, gesso e mármore. Pude conferir a genealogia dos deuses e também a estátua de Posêidon, que tem mais de 2000 anos. Vi vasos mostrando as gravuras de Hércules, elmos de guerreiros, maquete do santuário de Olímpia, máscaras de teatro, pratos, espelhos, jóias, fotos, pinturas e muito mais. A exposição fica na rua Alagoas, 903 – FAAP. Aberto de segunda a sexta-feira, das 10h às 20h e aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 17h. A entrada é gratuita. Vale a pena conferir!

O Caçador de Pipas

por Sofia Souto Alves - 1ªA EM

Alunas do Pré III jogando bingo

Para trabalhar esses conteúdos de maneira significativa, os alunos do Pré III brincaram de bingo. Esse jogo existe há quase duzentos anos e ainda é sucesso entre crianças e adultos. Para iniciar a brincadeira, foram criadas as regras pelo grupo, tendo a mediação da professora. Foi decidido que quem preenchesse toda cartela primeiro falaria em voz alta: bin-

prêmio foi entregue! As crianças gostaram muito de estudar Matemática dessa forma tão divertida. Os vencedores foram: • Pré III A: Bruno Gabriel • Pré III D: Maria Izabella Parabéns a todos os participantes!!! Professora Carla Alessandra Gallo



Um romance emocionante de Khaled Hosseini, que trata de diferentes assuntos, relação entre pais e filhos, entre os seres humanos e seus deuses, entre os homens e sua pátria. Passa-se na época da monarquia Afegã, uma história que envolve dois garotos, Amir e Hassan, que, apesar de serem muito diferentes, passaram pelas mesmas experiências e viveram as mesmas coisas. “O Caçador de Pipas” é um dos romances mais vendidos dos últimos tempos, considerado atual sucesso da literatura mundial.


Espaço Integral Educação Física, Matemática e diversão

O

s alunos do Ensino Fundamental I, além de fazerem suas tarefas, estudarem para as provas e participarem das aulas de dança, judô, música e informática, realizaram diversas atividades recreativas no pátio e na quadra durante o ano letivo. No mês de outubro, uma das propostas foi ensinar-lhes sobre o Tangram, um antigo “quebra-cabeça” chinês, capaz

vados durante essas atividades; - cognitivo: no campo da Matemática, com as figuras geométricas; “Gostei de jogar com o Tangram gigante, formei várias figuras e meus colegas também acharam muito divertido.” (Vinicius Figueiredo) Foi muito interessante ouvir a apreciação dos alunos, pois eles estavam aprendendo enquanto se divertiam com os colegas. Após a participação da turma nas atividades com o Tangram, os alunos criaram suas próprias peças, e em grupo montavam diversas figuras diferentes. Parabéns pelo desempenho, alunos do Integral!

Caio Augusto Guadagnin Monitor

Integral, mais um pouquinho Aluno em atividade com o tangram

de formar milhares de desenhos com apenas sete figuras geométricas, sendo cinco triângulos, um quadrado e um paralelogramo. A partir desse jogo, buscamos atividades que trabalhassem estes aspectos: - motor: nos movimentos dos jogos e brincadeiras; - social: através da cooperação, do respeito e do espírito de equipe obser-

A importância das histórias na Educação Infantil proporciona a imaginação dos pequenos, o poder de criar, o vocabulário e a noção de seqüência. Além de estimular as crianças, as histórias proporcionam ensinamentos importantes. É fundamental que essas fábulas sejam compreensíveis, tenham linguagem clara e simples e estejam de acordo com os interesses dos alunos.

Grupo de Alunos em atividade

As fábulas são bastante exploradas pelos alunos da Educação Infantil, e eles gostam muito. “Prô, conta outra vez?”. (Tauí Nascimento) “Dessa história eu gostei, vamos usar o fantoche?”. (Ana Carolina Arantes) Depois de ouvir algumas vezes uma história, os alunos desenham os personagens e as cenas mais apreciadas, de acordo com a interpretação de cada um. Ao ouvir um conto com contexto moral, os alunos são estimulados a desenvolver atitudes e qualidades desejáveis, tais como a bondade, a solidariedade, a delicadeza, a compreensão, o respeito e a prática do bem. São essas noções que procuramos trabalhar com nossos alunos desde o Maternal para que sejam cidadãos conscientes e responsáveis. Profª. Sabrina Bonilha.

Let’s speak English - Find the Words

Guess who

Story Telling

1. Can you identify the 5 characters in Little Red Riding Hood?

mundo encantado do faz de conta é parte da cultura infantil. Histórias, lendas, contos e parlendas levam a imaginação das crianças às mais diversas aventuras e descobertas. Neste ano, trouxemos mais uma vez a professora de Inglês e contadora de histórias Lilian Fraga para homenagear nossas crianças da Eduacação Infantil e Ensino Fundamental I com um clássico da literatura dos Irmãos Green: Little Red Riding Hood, isso mesmo, Chapeuzinho Vermelho. Vestida a caráter, nossa contadora de histórias encantou nossos pequenos e suas professoras contando a conhecida história em Inglês. Os alunos puderam participar dos diálogos e alguns até se caracterizaram de Big, Bad Woof, o Lobo Mal e também de Little Red Riding Hood, a Chapeuzinho, de capinha e tudo mais! Com certeza, esse dia encantado ficará gravado na memória de nossos pequenos para sempre. Foi um dia de magia, cultura e muita diversão! Simone Oliveira - Coordenação – Centro Britânico

2. Read and draw lines from the bubbles to the pictures

Hello! I’m Grandma! Hello! I’m the woodcutter! Can I help you? Hello! My name’s Little Red Riding Hood! What’s your name?

O

Hello! I’m the Big Bad Wolf! Good morning! I’m Mum! Lilian Fraga como Chapeuzinho vermelho e alunos do Colégio.




Pai, é a sua vez

Luiz Claudio Mendes Marin Pai da aluna Samara das Neves Marin 2ªD EFI

Casado sem estar casado, cuidar sem ser obrigado, ler, aproximar-se,

estar junto sem ser uma família, mas com muito cuidado, vivendo em cada tempo, aproximando-se, cuidando dos funcionários e de seus alunos como se fossem seus filhos. É assim que eu vejo o Piaget. Funcionários experientes, atentos e eficientes. Bons livros, ótima didática e uma busca de superar os desafios que o ato de educar exige diante de tantas mudanças, porém sem esquecer da vida, da poesia, da criancinha, da tiazinha, que faz a vida ser realmen-

FEIRA CULTURAL COM O TEMA “EMPREENDER PARA VENCER”, ALUNOS SURPREENDEM PAIS E VISITANTES COM SEU ESPÍRITO EMPREENDEDOR

U

ma das primeiras escolas de São Paulo a incluir esse tema no currículo, o Piaget oferece aos estudantes o PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE JOVENS EMPREENDEDORES, em parceria com o SEBRAE. Nesse programa crianças e jovens aprendem a pensar de forma criativa e inovadora, a tomar decisões, ter iniciativa e ousadia para empreender o novo e construir oportunidades. Isso tudo foi vivenciado quando os alunos gerenciaram uma locadora de gibis, produziram brinquedos reciclados ou, até mesmo, quando montaram um negócio passo a passo, desenvolvendo um plano de negócios.

Depoimento Samara das N. Marin - 2ªD EFII A escola é muito legal. Têm as professoras, os alunos e tudo mais. A matéria que eu mais gosto é Ciências, mas minha mãe diz que as outras matérias que eu não gosto são as que tenho que me dedicar mais. Eu não posso esquecer de falar da Silvana e da Elaine, elas são muito legais. Eu já emprestei um livro para a Silvana. Minha professora se chama Lígia e eu contribuo nas aulas me comportando bem e ajudando no que for preciso. Eu adoro a minha escola porque sou bem tratada e amada por todos!

Durante todas as etapas da Feira Cultural, desde o planejamento até a apresentação, nossos alunos vivenciaram seu espírito empreendedor respondendo aos desafios com inteligência e sabedoria, afinal, eles estão aprendendo desde cedo que é desse tipo de pessoa que o mundo cada vez mais precisa. E não foi só na feira. No dia 11 de novembro, na Mostra de Arte e Ciência, os alunos fizeram uma exposição dos produtos elaborados de acordo com a pesquisa do projeto, com o objetivo de vendê-los aos visitantes. O valor arrecadado foi revertido para os empreendedores – alunos – que definiram em que seria empregado. Essa é uma das ações que refletem a missão do Piaget: educar crianças e jovens para que aprendam a construir seus próprios caminhos, agora e no futuro.

Inspirada nesse programa, a XXIII FEIRA CULTURAL PIAGET teve como tema “Empreender para Vencer”, e no dia 21/10/2006, os alunos demonstraram que, para ser empreendedor, não é necessário ter seu próprio negócio, ser empreendedor significa mais do que isso: é ser capaz de pensar de forma criativa e inovadora, de tomar decisões, ter iniciativa e ousadia para empreender o novo. Alunos do 2º médio em experiência na Mostra de Arte e Ciências

Enquete Você acredita que o aquecimento global pode acarretar no desaparecimento do litoral brasileiro? Sim Não Alunas do terceiro médio e eleitores

te vivida como uma família, cheia de alegria e poesia.

81% 19%




Cá entre nós

nação motora, por exemplo, com os alunos do Maternal e Pré I, que abusam das atividades com bolas de guizo, chocalhos e molas malucas. Pré II e Pré III exploram os diversos instrumentos musicais de nossa bandinha, tais como tambores e clavas, abordando mais o ritmo e as percepções. Para todas as turmas, existem também as atividades artísticas durante as aulas de música, em que os alunos desenvolvem teatro e dança. Acredita-se, assim, que as crianças estão expostas às atividades que estimulam o trabalho em conjunto, valorizando a participação do outro para o crescimento de ambos e atingindo o desenvolvimento social. As aulas de música desencadeiam os reflexos, batimentos livres regulares e irregulares, desenvolvem a audição relacionando os sons do cotidiano, trabalham canções folclóricas, populares e eruditas (clássicas). Para finalizar, as crianças trabalham as propriedades do som, que são a altura (grave e agudo), a duração (curto e longo), a intensidade (forte e fraco) e o timbre (caracterização do som).

Educação Infantil Aula de música desde o Maternal favorece o aprendizado das crianças.

“O piano é bem legal, prô!”. - Júlia Pagani – Pré I A

A

s aulas de música, assim como todo processo de aprendizado, busca desenvolver habilidades relacionadas à concentração, atenção, coordenação motora, memorização, sensibilidade, criatividade, improvisação, percepções, expressão e linguagem. Tudo isso foi trabalhado, desde o início do ano letivo, com os alunos de Maternal a Pré III, respeitando a faixa etária de cada grupo. Acontece a ênfase do desenvolvimento da coorde-

“Gosto muito do tambor que bato com um pauzinho”.- Vitor Nascimento – Pré I A “A gente brinca com a mola quando senta no tapete”.- Isabela Nakazawa – Pré I A O desenvolvimento musical da Educação Infantil foi bastante satisfatório devido ao evidente interesse da turma. Professora Juliana Tiete Lira.

Ao analisar e reinventar histórias conhecidas, as crianças aguçam a percepção de que existem diferentes pontos de vista, além de ampliar suas estratégias de criação, apontando novos caminhos de produção escrita. Foi um trabalho criativo e divertido. O resultado foi a elaboração de um livro coletivo: Tantas histórias no escurinho da 3ª série, que está disponível na biblioteca do Colégio Piaget para que todos possam apreciar as novas histórias antigas.

Ensino Fundamental I e II A criatividade na reescrita dos contos de fadas

Prof. Etienne Martins - 3ª série

Proprietária da Loja KFK vem ao Colégio trocar experiências com nossas crianças empreendedoras

O

Nesse bimestre, a 1ª Série encerrou o projeto SEBRAE. Foi um trabalho muito significativo para os alunos e para nós, professores, também. Foram muitas etapas e uma das mais significativas foi a entrevista com a dona da loja KFK, Karyn. Veja o depoimento de algumas alunas:

s alunos das 3ªs séries A e B trabalharam a produção de narrativas, em particular dos contos de fada. Assim como mitos, fábulas e lendas, esses textos devem ser valorizados, pois retratam diferenças culturais, transmitem valores morais e vêm se perpetuando, há séculos, na imaginação das crianças e adultos. Por serem narrativas da tradição oral, os contos foram sofrendo alterações e hoje encontramos inúmeras versões. O trabalho proposto pretendeu colocar o aluno em contato com uma atividade mais inovadora: operar recriações, transgredindo histórias e personagens muito conhecidas.



Karyn e alunos da primeira série.


No início do ano, em parceria com o Grupo SOMMA, os alunos do 3ª EM realizaram um trabalho desenvolvendo habilidades e competências importantíssimas para a vida acadêmica e profissional: liderança, integração e comprometimento. Em novembro, foi a vez das 8as séries trabalharem as suas habilidades. Foram dois dias de muitas emoções, com atividades voltadas para o autoconhecimento e detalhando-se as competências, cada etapa. Alguns alunos, após o encerramento da atividade deixaram suas impressões sobre essa mescla, de emoções afloradas numa amanhã ensolarada no Horto Florestal. Confiram!

Ensino Médio O chão que nos alimenta

F

inal do bimestre, fomos apresentados a um novo tipo de trabalho interdisciplinar, mais complexo e arrojado do que estamos acostumados a fazer. A proposta foi montar um álbum com o tema: O chão que nos alimenta. Deveríamos comentar sobre as riquezas de nossas terras e como melhorá-las para nosso aproveitamento. Depois de dois meses de muita pesquisa e criatividade, reentregamos nosso álbum para avaliação final. Esperamos, agora, pelas notas dadas ao nosso trabalho, mas o que, com certeza, sempre lembraremos, será sobre a nossa pesquisa que também englobou os problemas com a fome e a reforma agrária; a tecnologia e benefícios para o nosso País. E aprendemos que vivemos em um lugar com infinitos recursos naturais que estão bem próximos da nossa população, é só aprendermos a usá- los. Victor C. Costa, Bruna Almeida e Amanda Nayara 1ªB EM

“ Com a atividade realizada no Horto florestal, percebemos a importância do trabalho em equipe e principalmente saber valorizar a amizade de uma pessoa.” Victor Romão, Danielle Gaspariam e Bárbara Maria – 8ªA EFII e Nathalia Picollo –8ªB EFII

Alunos da 8ª série em atividade

“Para sermos um bom dono de loja, nós entrevistamos a dona da loja KFK, que fica perto da escola. Ela já foi aluna do nosso Colégio. Fomos até lá para conhecer a loja. “ (Millena, Marcella e Catherine 1a. D).

Veja algumas perguntas:

1a série: Como é ter uma loja? Karyn: Não é fácil...temos que nos organizar para tudo dar certo. 1a série: Você é feliz em seu trabalho? Karyn: Sou bastante, mas precisa estudar muito e gostar do que faz para ser um bom empreendedor. 1a série: Como a loja começou? Karyn: Começou bem pequenininha e foi crescendo, meu pai nem pensava em ter uma loja tão grande como é hoje. Ela já tem 15 anos!

Alunas da 6ª série apresentam os Biomas Brasileiros

Os Biomas Brasileiros explicados pelas alunas da 6ª série

Curiosidade: “Fui aluna da 1a. turma do Colégio Piaget. Na época, a escola se chamava Babalu.” Professoras Mônica e Tayz – alunos das 1as séries.

Aprender sobre os Biomas Brasileiros ficou ainda mais fácil na explicação das alunas Ana Cláudia, Natalie, Nathallia e Thaís. Elas escolheram o Bioma “Mata dos Cocais” e conseguiram transmitir com muita eficiência tudo que aprenderam e pesquisaram. Montaram cartazes explicativos que ficaram expostos na sala de aula. “Apesar da matéria ser complexa, foi fácil aprender sobre um lugar que não tínhamos muito conhecimento.” – Ana Cláudia e Thaís “A dinâmica que a professora criou foi muito interessante, pois pudemos contribuir com o que aprendemos e também aprendemos com os outros grupos.” Natalie e Nathallia Alunas da 6ªB EFII

Karyn e alunos da primeira série.



Cá entre nós

Liderança, atitude empreendedora e responsabilidade na tomada de decisões


Acontece no Piaget

coloquial e, eventualmente, o caráter de linguagem popular ou regional de certos personagens. As Histórias em Quadrinho apresentam excelentes suportes visuais que auxiliam e motivam a imaginação das crianças sendo, portanto, facilitador nas relações de enredo e diálogos. Assim, é possível explorar com originalidade os recursos da linguagem escrita. Sendo a História em Quadrinho o tipo de leitura preferido pelas crianças do Pré III, iniciamos o projeto para que cada um construísse o seu próprio gibi, aprendendo as expressões dos personagens, tipos de balões, onomatopéias e soltando a imaginação. Para iniciar o projeto, disponibilizamos ao acesso das crianças, um grande repertório de gibis, deixando-o no expositor da sala para ser manuseado livremente. Foi observado o interesse e as preferências do grupo e, a partir daí, começamos a criar as histórias. As crianças foram separadas em grupos, respeitando o nível de escrita em que cada um se encontra. Juntos, discutimos os passatempos que iriam ser colocados em nossos gibis, e cada etapa realizada foi registrada no caderno. O produto final poderá ser apreciado em breve... aguardem! Professora Carla Alessandra Gallo

História em quadrinhos Trabalhando a linguagem escrita e a criatividade

A

História em Quadrinhos é uma narrativa apoiada em imagens. Seu discurso é apresentado de forma direta e em balões – o balão apresenta a fala ou o pensamento do personagem. Fica evidente o caráter da oralidade, de tom

nessa imaginação que reside um dos prazeres de se ler e pensar poesia. Assim, foi desenvolvido em Língua Portuguesa, o treino da audição e interpretação de poesias diversas lidas pela professora, leitura de textos poéticos feita pelos alunos e estudo da estrutura textual. O interesse por esse tipo de leitura tomou conta das crianças e a procura por livros de poesias na Ciranda de livros aumentou. Com a imaginação aguçada diante de tantos estímulos, as crianças começaram a produzir seus próprios textos com os mais variados temas.

Sarau

Professora Patrícia T. Cavallotti

Momento de aprendizado e descontração

“Nós estamos trabalhando com as poesias. Aprendemos que ela é dividida em estrofes e versos. A professora também leu várias poesias para nós em sala de aula. Toda semana escrevemos uma. Estou gostando muito, é muito divertido escrever textos em forma de versos. Nós estamos preparando uma grande surpresa para o Sarau”. Mariana Kisse - 2ª A EFI

O

Projeto Sarau tem o intuito de desenvolver a escrita de textos poéticos, obedecendo à estrutura textual correta, com versos, estrofes e rimas. Os poemas privilegiam a imaginação. É justamente

trarem e colaborarem com o treinamento básico oferecido às escolas. O programa ajuda-os a associar fatos comuns do dia-a-dia através de simulações, aprendendo a prevenir acidentes comuns e até prestar os primeiros socorros. Leiam os depoimentos dos alunos: Achei o curso dos socorristas mirins bem interessante, pois pode ser útil em alguns momentos de nossa vida. Também aprendemos muitos métodos para ajudar uma pessoa que está engasgada, tendo convulsão ou se está desmaiada. O bom do treinamento é que não tem idade para aprender, todos podem fazê-lo e se caso, algum dia, precisar ajudar alguém na rua ou da própria família, você já sabe o que fazer. Rafael Benjamim R. Silva- 7ªB EFII

Primeiros Socorros

O

s alunos das 7as séries ABD e das 5ªD e 6ªD participaram de minicurso sobre primei-

ros socorros ministrado por equipe formada pelo Hospital Bandeirantes/Instituto Viva Melhor. Baseado em situações de ris-

O projeto dos socorristas mirins foi muito interessante, pois aprendemos os primeiros socorros, que podem ser úteis para todos e eles ensinam muito bem. O projeto ensina muitos métodos fáceis e simples que podem salvar muitas vidas. Mas o mais importante é que não podemos esquecer de chamar a emergência. Patrícia Yukari Goya – 7ªB

cos domésticos, fazendo com que o adolescente se conscientize do que deve e do que não deve fazer. A equipe consta de profissionais da área da saúde e adolescentes preparados pelo Instituto para minis-




Momento Lírico Felipe Massa

L

As Guerras no Oriente Médio

igam-se as televisões e pode-se ver o que está acontecendo em tempo real pelo mundo, em especial pelo Oriente Médio, foco das atenções dos jornais do mundo. Matança, sangue, dores e gritos. Pode-se perceber que as pessoas estão de braços cruzados e que é realmente mais fácil dizer que se está contra todos os lados, do que tomar uma posição sobre os acontecimentos, acostumar-se com os fatos é mais cômodo, claro! Até porque a guerra é insana, e não tem justificatiO sapo va para ela, isso é o que muitas pessoO sapo estava as pensam. Não adianta dizer que teve procurando moscas. guerra sem motivo, se houve guerra, Ele achou o ralo, algum motivo teve. aí ele comeu todas as moscas. Eu finalizo dizendo que é preciso urgenMas ele comeu todas as moscas temente que parem de colocar “moldes” E, de repente, engordou e entalou! para qualquer país que seja, impor noPedro Ricardo Pré III A vas entidades para países mais fracos é inadmissível. É necessário que haja Para refletir com todos um acordo mundial sobre guerras e Com este canto te chamo, paz, veja bem, um acordo mundial, Porque dependo de ti. não um acordo entre países da EuQuero encontrar um diamante, ropa e Estados unidos, é preciso que Sei que ele existe e onde está. países do Oriente Médio participem Não me acanho de pedir também, assim como todos devem Ajuda:sei que sozinho ser conscientizados sobre esse asNunca vou poder achar. sunto, que é de extrema importânMas desde logo advirto: cia. Termino em silêncio, em respeito a para repartir com todos. milhares de pessoas que morreram em conseqüência de atos covardes. Juntos, extinguir o egoísmo Camila Carril - 2ªB EM Juntos, encontrar o NOSSO diamante. Reparti-lo de forma justa e harmoO julgamento de niosa. Encontrá-lo, cultivá-lo e fortacelê-lo, Saddam Hussein Tornando –o impermeável, inUma notícia em 05 de novembro de destrutível. 2006 mostrou que o ex-ditador iraquiaCada parte representa um sonho, no Saddam Hussein foi condenado à Que sozinhos nunca alcançaremos forca, o motivo que o governo do IraCada sonho se torna um diamante que alega é pelo “simples” fato de ter Que juntos encontraremos. Felipe é o campeão do Brasil Até o ano que vem ele ganhará todas as corridas. Campeão 2007! Nosso novo Senna. Nosso rei. Matheus Francesco Pré III D

Camila Carril e Ana Luiza alunas do 2ª EM

planejado e executado crimes de guerra. Segundo mostram reportagens, ele e seus colaboradores mais próximos foram considerados culpados pela morte de 148 Xiitas no povoado de Dujail no ano de 1982. Porém, diante de todo esse processo, os advogados de Saddam já recorreram a sentença e o novo veredicto a ser dado a Saddam e seus colaboradores pode demorar até um mês. O que acaba fazendo com que essa situação seja inaceitável diante de tamanha crueldade à qual o ex-ditador se meteu. E temos de pensar no seguinte, se esse é o processo utilizado pelos iraquianos, que ele seja seguido, sem que haja qualquer impedimento à decisão. Afinal, se pensarmos, um iraquiano, por exemplo, que não possua os mesmos recursos de Saddam, não teria oportunidade de recorrer e estaria, de qualquer forma, condenada à forca. Se lá, eles seguem leis, elas têm de ser cumpridas. Que a decisão a ser tomada definitivamente seja a correta, para que mais pessoas não sofram com a morte de seus parentes ou entes queridos, por coisas que muitas vezes são sem fundamento e acabam envolvendo pessoas inocentes. Ana Luiza – 2ªA EM

Gabriela Liie K. - 8ªB EFII

II FESTIVAL DE TALENTOS DESPERTANDO POTENCIAIS

A

música está presente em todos os ambientes, os sons são notas musicais que muitas vezes passam despercebidos por nós, embora tão presentes em nossa vida. Ao longo da história, a música sempre esteve presente e influente nas sociedades, tão antiga quanto o homem, a Música Primitiva era usada para exterioriTodo mundo? zação de alegria, prazer, amor, dor, Embora a expressão todo mundo seja religiosidade e os anseios da alma. freqüentemente usada na língua coDarwin declarou que a fala humana loquial, na variedade padrão se reconão antecedeu a música, mas derimenda o emprego de todo o mundo vou dela. quando nos referimos a muitas pesCiente de que a música é uma soas ou ao mundo inteiro. importante forma de expressão e também uma oportunidade d e Exemplos: descoberta de talentos, o Piaget criou Todo o mundo quis saber se você tem em 2005 o Festival de Talentos. A senamorada. gunda edição do evento foi um sucesTodo o mundo temia a guerra entre os so, contou com a participação de 49 Estados Unidos e o Iraque. alunos e ex-alunos do Colégio Piaget. 5ª série A - Professora Adriana Alves “Tivemos apresentações de dança, du-

Gramática



Aluna apresenta-se com sua banda

blagens, interpretações, solo e bandas, além de participações especiais dos músicos Lis Viola, Wellis Oliveira, Juliana Lira e Ricardo Marcom. Os convidados vibravam a cada chamada ao palco”, conta Silvana Bonilha, principal organizadora do evento.


Solte a voz...

Assembléia de Classe: senso crítico e responsabilidade

U

Aluna Isadora Goulart, do Pré II fazendo pose no playground

A

aluna Isadora Goulart, do Pré II A, fez um belo depoimento à sua Professora Danielle Napolitano Tavares sobre sua vivência escolar. Minha escola ficou mais bonita com o novo parque. Lá tem uma casinha muito linda, com panelinha, vassoura, mesinha, pia, sofazinho, boneca e um monte de outras coisas. Tem até uma tartaruga! O lugar de que eu mais gosto da minha escola é a piscina de bolinhas. Lá, eu brinco com minha turma tentando achar as bolinhas prateadas. É muito engraçado! Só tem duas e é super difícil de encontrar. Na sexta-feira, que é meu dia preferido, tenho aula de judô e levo sempre um brinquedo diferente. É muito legal brincar com todos os meus amigos. Na sala, gosto de escrever. Sempre que aprendo uma letrinha nova, lembro alguém de que eu gosto e que tem aquela letra no nome. Gosto também de brincar com o alfabeto gigante. Quando sou sorteada para ser a ajudante do dia, fico muito feliz. Tomara que eu seja a próxima!

ma das principais tônicas da proposta do Piaget é oferecer aos jovens oportunidades, cada vez maiores, de atuarem como elementos ativos e participantes do processo pedagógico. Por isso, uma vez por mês, são realizadas as Assembléias de Classe, iniciativa que visa resgatar a fala dos alunos com uma postura consciente e crítica e construir um ser social tolerante, democrático e, ao mesmo tempo, construtor, parceiro do processo de aprendizagem. “Os alunos definem os temas com as Orientadoras, há uma pauta, ata do encontro e acompanhamento dos

I

niciamos, em 2005, o Projeto Orfanato, envolvendo alunos de 7ª e 8ª séries com atividades de reforço escolar e de recreação, aplicados em visitas quinzenais às crianças atendidas

assuntos tratados”, conta a Diretora Geral Clisolda V. Araújo. Esse é mais um trabalho diferenciado que o Piaget desenvolve no sentido de preparar pessoas atuantes na sociedade e no mundo, finaliza a diretora.

PESQUISA DE SATISFAÇÃO

A PALAVRA DOS PAIS SOBRE O PIAGET Há vários anos, o Colégio aplica pesquisas semestrais para acompanhar e promover melhorias no ensino e em todos os serviços prestados e, além das

críticas construtivas e sugestões, muitas vezes recebemos elogios. A seguir, alguns comentários que recebemos na última pesquisa aplicada.

Depoimentos “Espero que a escola continue na pesquisa incansável para oferecer ao aluno, não só o conteúdo didático obrigatório em todas as escolas, mas também a importância de todas as matérias no desenvolvimento intelectual da criança e sua relação com o mundo.” Márcia Garbin André Garbin, mãe do Zacarias de Almeida “Um ensino muito forte e disciplinado, gosto muito do enfoque social, solidário da escola, formando não só estudantes, mas seres humanos.” Solange Sueko, mãe da Juliane Kaori Higa “Tudo tem sido bom nestes dois anos e até agora só tenho a elogiar, quando me perguntam sobre a escola, realmente eu indico, comento sobre as atividades, o ensino e digo que até o momento tenho gostado e espero continuar assim”. Maria de Fátima S. Pereira, mãe do Victor Pereira C. Azevedo

em dois orfanatos da região, sendo eles: Casa de Amparo ao Pequeno São João Batista e Casa da Criança Irmã Ângela. Os alunos engajados ao Projeto, além das atividades de reforco e recreativas que, agora, são semanais, já promoveram campanhas, Festas Juninas e também participaram de Festas Natalinas nesses orfanatos. Neste ano, pudemos contar com a participação de um voluntário especial, que ministra aulas de Inglês na Casa da Criança Irmã Ângela, trata-se do Professor Anderson, do Centro Britânico, do qual tanto nos orgulhamos. No último dia 20 de Outubro, algumas alunas do Projeto visitaram os dois or-

Responsabilidade social Convivendo com outras Crianças

Orientadora Branca em assembléia de Classe

10

fanatos para levarem doações de alimentos e de alguns monitores de computador, além de amor e carinho, bens considerados preciosos tanto para as crianças atendidas, quanto para os nossos alunos. Agradecemos ao Colégio pela doação dos monitores, à Cantina Piaget, que também está contribuindo mensalmente com uma cesta básica e a todos os Alunos e Pais que, de alguma maneira, colaboram conosco. Aproveitamos para lembrar que o Natal está chegando, assim como as sacolinhas de presentes para as crianças carentes. Contamos com a participação de todos para, juntos, tornarmos mais feliz o Natal dessas crianças. Silvana Bonilha Assistente de Direção Pedagógica


Desenvolvendo leitores críticos e escritores competentes

L

er e escrever são atos indissociáveis e o trabalho desenvolvido no Piaget está baseado numa concepção de leitura em que o leitor tem um papel ativo no processo. É apostando que “leitores críticos e competentes” são capazes de olhar reflexivamente a realidade à sua volta, capazes de fazer a opção de mudá-la de alguma forma, que o Colégio Piaget vem implantando e desenvolvendo em sua prática pedagógica várias ações para o desenvolvimento da escrita e leitura, que têm um papel social de grande interferência na sociedade. Algumas ações dentro desse objetivo são, a Ciranda de Livros e os consagrados projetos literários que culminam em grandiosos eventos em que os alunos produzem textos que se transformam em livros de cada série como a NOITE DE AUTÓGRAFOS (1ª SÉRIE), SARAU (2ª SÉRIE), PEQUENOS

Gabriela Carolina O. Figueiredo - 2ªA EM e Ana Clara O. Figueiredo - 3ªA EM Alunos da 3ª série

REDATORES (3ª SÉRIE), HISTÓRIA LITERÁRIA (4ª SÉRIE) e o PIARTE (5ª AO ENSINO MÉDIO). Segundo a Diretora Pedagógica Silvana Franco, os alunos lêem diversos livros por ano e isso não significa que a atividade seja cansativa, pelo contrário, consultando os registros da Biblioteca, verifica-se que os alunos acabam retirando outros livros além dos que são indicados pelas professoras.

Profissionais de qualidade para um ensino de qualidade

S

e educação é a razão de ser de uma escola, os profissionais que nela atuam são o seu principal eixo, pois, além de uma sólida proposta pedagógica, a qualidade do ensino depende, principalmente, da competência e engajamento dos educadores. O Colégio Piaget sempre se destacou por sua visão de gestão moderna, mantendo-se, ao mesmo tempo, fiel à sua missão enquanto instituição de ensino. A própria certificação ISO 9002, em 1999, trouxe para a escola ferramentas de suporte na qualidade dos serviços e no planejamento estratégico que direciona a escola inteira. “Nossa equipe recebe atenção especial através de várias medidas que visam o desenvolvimento e a capacitação contínua, além de estimular e manter um ambiente altamente motivador, fator indispensável para o envolvimento efetivo das pessoas que atuam com nossos alunos, “ comenta Rayra A Del Pérsio, Gerente da Qualidade e Marketing. Capacitação Constante - a partir da efetiva interiorização das competências, da filosofia e da missão da escola, além de novas ferramentas que sejam úteis, principalmente para os professores, pois acredita-se que só é possível

formar indivíduos conscientes e responsáveis se todos os envolvidos estiverem buscando sua própria melhoria contínua. Motivação e Participação nos Resultados - há vários anos, a escola criou um sistema próprio, além do obrigatório por lei, que é inédito entre as escolas. O objetivo central é compartilhar os resultados da Instituição com todos os envolvidos em seu trabalho: professores, equipe pedagógica, administrativa e financeira. Qualidade de Vida - preocupada com a qualidade de vida da equipe, a escola oferece benefícios, entre os quais destaca-se o Programa de Alimentação, supervisionado por uma nutricionista, que possibilita aos colaboradores dispor de uma refeição balanceada em um local tranqüilo, evitando o stress dos deslocamentos no horário da refeição. Além disso, nossos colaboradores participam de jogos esportivos oferecidos pela escola e que visam à criação de um estilo de vida mais saudável. Esse elenco de medidas expressa a Filosofia e a Missão do Colégio Piaget que valoriza o indivíduo acima de tudo, e isso tudo se reflete na formação de nossos alunos.

11

Depoimento O Jardim de terras férteis!

N

o dia 9 de fevereiro de 1989, ganhei de Deus uma frágil sementinha. Dela cuidei e para ela dei todo carinho, dei toda a atenção, dei meu eu. Houve um dia em que essa sementinha precisava ser plantada, mas não em qualquer lugar, queria que fosse num jardim com a terra bem adubada. Adubo do melhor! Pesquisando, encontrei um jardim pequeno, lindo e bem cuidado. Apostei todas as minhas fichas e ali plantei minha semente, onde ficou vários anos crescendo fortemente...as folhas, embora pequeninas, estavam brilhosas. Um dia, conversei com a dona desse jardim e ela me explicou que o preparo da terra deve ser bem feito para que as pessoas plantassem suas sementes sem arrependimento. Ela também me disse que logo teria um jardim maior para acomodar as plantinhas mais crescidas e, de lá, sairiam para dar seus frutos (frutos muito bons, tenho certeza!). E a minha sementinha virou uma planta forte, florida e hoje tenho certeza de que está na hora dessa planta dar frutos e semear sementes pela terra de meu Deus (e olha que já tem outra semente que virou plantinha e vai seguindo...). É assim que vejo minhas filhas, Ana Clara (3ªA EM) que encerra este ano e Gabriela Carolina (2ªA EM) que encerra no ano que vem. A toda a equipe do Colégio, muito obrigada! Obrigada aos professores, coordenadores, inspetores, à administração, cantina, serviço de limpeza e aos pais que direta e indiretamente participaram na vida de minhas filhas; e obrigada aos amigos que elas conquistaram. Esse Jardim tem nome: COLÉGIO PIAGET! Waldirene Silva Oliveira - Mãe das alunas Gabriela Carolina O. Figueiredo - 2ªA EM e Ana Clara O. Figueiredo - 3ªA EM


DIA-A-DIA

Maternal e Pré I fazem o encerramento do Projeto Um, dois, feijão com arroz: um delicioso bolo com cenouras da nossa horta!

Pré I trabalhando os números na amarelinha, no caracol e com giz de lousa no chão.

Após pular bastante, alunos do Pré II D registram no caderno o Dia do Saci.

2ªA EFI. Trabalhando o Trânsito Consciente

3ªD EFI. Montagem de terrário no laboratório de Ciências

6ªA - XXIII Feira Cultural. Conhecendo a História das roupas desde os primórdios

8as séries. Aprendendo a vencer desafios em suas vidas e realizando sonhos.

1ª EM - união e muita dedicação para apresentar o belíssimo trabalho da Feira Cultural

Encontro da 3ªA-EM com a Direção Geral. Momento de reflexão e preparo para os desafios do amanhã

Aula de Educação Física/Salto em Altura

Aula de Dança

Intervalo Dirigido

Expediente

PLANETA PIAGET é uma publicação do Colégio Piaget Direção: Clisolda V. Araujo, Rayra A. Del Pérsio, Raoni A. Del Pérsio, Silvana A. de Franco Rodrigues. Colaboradores: Orientadores, professores e alunos do Colégio Piaget. Projeto Gráfico/Diagramação: 12 Jorge Absy / AD::agência digital - www.agenciaad.com.br.

ANUNCIE NO PLANETA PIAGET INFORMAÇÕES (11) 6238-4600


Planeta Piaget | Número 19 - Ano V - Quarto Bimestre -2006  

O Jornal Planeta Piaget é um projeto que surgiu a partir da sala de aula com intensa participação dos alunos. Com o crescimento e a maturida...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you