Issuu on Google+

Glamour e Competência

Foto: Betânia Araújo

Mais Mais Perfil Mulher

Valéria esteves e Valewska Esteves

Nº 17 Dezembro/2009 Proibida a venda

1

DEZEMbro / 2009


Arezzo Rua Peçanha, 410 Tel. 3271-6699

Anuncio_45X30_GOVVALADARES_ALTOVERAO2010.indd 1

estrelando KATIUSCIA CANORO, MARIA PAULA E MARISA ORTH, ANDRÉA BELTRÃO, REGINA CASÉ E FERNANDA TORRES | foto GUI PAGANINI | arte GIOVANNI BIANCO | WWW.AREZZO.COM.BR


11/18/09 10:11:15 AM


Sumário

Perfil Mulher CAPA

Valéria Esteves Valewska Esteves

28 &

34 Pendure-se nessa moda Estilo Pin-up de ser

6 Aline Brasileiro Gama 10 Beatriz Byrro Monte Alto 12 Berenice Magalhães 22 Maria Aparecida Leal Chaves 24 Raquel Coelho Abrantes

36

Homem

Escolha pelo gênero

44

Edvaldo Soares

Empresário do Ano e Mérito Empresarial

40 Mais Mais Gente 42 Mais Mais Gente

44

Isso é Quente

A espera de Holmes, Sherlock Holmes

16 Política

Pontos corridos e os mais votados Crisolino Filho

50 Ponto de Vista

48 Comportamento

Diego Trindade d´Ávila Magalhães

Nilo Trindade d´Ávila Magalhães

A Sul-americanização do Brasil

4

DEZEMbro / 2009

Dinheiro é bom e traz felicidade!


Editorial

Quando a coqueluche turística do século 21 é noticiada como falida, fiquei pensando sobre quais valores vale a pena se construir algo. Dubai, nos Emirados Árabes foi criada para transformar o nada em atração, em desenvolvimento, tal como Las Vegas no estado de Nevada nos Estados Unidos e Brasília no Planalto Central do Brasil. Mas diante das três é impossível evitar a palavra ostentação que fere nossa sensibilidade diante de outras realidades tão brutais. É neste momento que a 5ª edição da Mais Mais Perfil Mulher se prepara para o forno para chegar a vocês, meus fieis leitores, quentíssima. Tradicionalmente marcada para dezembro, um mês lindo, pleno de boa vontade, de carinho e amor, ela incorpora este clima com seis mulheres maravilhosas. Bem diferentes das divas de concreto elas são puro glamour natural, na carne e no osso, na alma, na força e na coragem de ser mulher do século vinte um, exercendo suas profissões, conquistando mercados com graça, leveza, inteligência, elegância e sensibilidade. A advogada Valéria Esteves e sua irmã Valewska, nossa Capa, são exemplos assim como a pediatra Maria Aparecida Leal Chaves, a gestora em administração Beatriz Cabral Byrro Monte Alto, as empresárias do mundo fashion Raquel Coelho Abrantes e Berenice Magalhães, (Beré) e a nutricionista Aline Gama. Esta edição está recheada com pontos de vistas de Crisolino Filho, Diego Trindade, e ainda dicas de como ser milionário por Nilo Trindade, direto do Banco do Brasil da Capital Federal. Artigos culturais de Paula Greco enriquecem e as fotos de Betânia Araújo, um chamariz. Coberturas de eventos e as colunas Mais Mais Gente fazem dessa Perfil Mulher 2009 um mix de informações hiper agradáveis. Afinal, o Natal se aproxima e nós da revista Mais Mais Perfil desejamos a você tudo de bom. Que a Luz que nos ilumina resplandeça em cada um de nossos leitores e apoiadores. Que 2010, um novo ano de eleições, abra novas chances de igualdade, fraternidade, felicidade e paz. Até março, com a Mais Mais Perfil Jovem, se Deus quiser, sempre. Wilma Trindade

Expediente Editoria Geral: Textos Perfil: Designer Gráfico: Fotos Perfil: Fotos Sociais: Colaboradores:

Wilma Trindade Paula Greco Genidar Riani Betânia Araújo Ramalho Dias e Wilma Trindade Crisolino Filho Diego Trindade D´Avila Magalhães Nilo Trindade D´Avila Magalhães Paula Greco

Impressão: Lastro Editora Tiragem: 5.000 exemplares Esta revista é uma produção da WTF Ltda. É proibida a reprodução total ou parcial sem autorização. Governador Valadares - MG - Outubro / 2009 Contato: (33) 3271-1865 / (33) 9989-7497 / 8843-5522

e-mail: wilmaperfil@hotmail.com

5

DEZEMbro / 2009


6

DEZEMbro / 2009

Com pouco menos de um ano de formada, a nutricionista Aline Brasileiro Gama vive um momento marcado por muitas expectativas diante dos projetos para o futuro e as escolhas profissionais. Além de atender – ao lado de uma colega – na clínica de nutrição Nutrilife e fazer uma pós graduação em nutrição clínica, ela planeja dedicar-se à nutrição de pacientes oncológicos e ainda desenvolver um grande projeto de educação alimentar nas escolas para formar os bons hábitos ainda na infância. Esta multiplicidade de interesses reflete bem a personalidade de Aline: elétrica, agitada, sempre em movimento. Mesmo quando está conversando, ela não para, e muito mais que em palavras, costuma expressar suas idéias e sentimentos com gestos e olhares intensos, e um sorriso brejeiro que lhe confere uma jovialidade toda especial. Por sua delicadeza, à primeira vista Aline parece uma garota. Mas que ninguém duvide que ali existe uma mulher de personalidade forte, que depois de mais de uma década vivendo para o casamento e a filha Letícia (hoje com 12 anos), resolveu virar o jogo de sua vida e buscar o complemento de sua realização pessoal em uma profissão. O maridão, acostumado com a esposa em tempo integral, no começo estranhou um pouco, mas desde sempre lhe prestou apoio incondicional, como aliás, ele sempre faz, independente da situação. O curso de Processamento de Dados, interrompido antes de se casar, bem nova, com o empresário Celso Gama, foi trocado pelo de Nutrição. E a paixão pela profissão foi imediata, e fica explícita pela forma entusiasta com a qual ela fala sobre as muitas áreas possíveis de atuação para os nutricionistas, em especial sobre as mais desafiadoras. Nutricionista em tempo integral, Aline levou a paixão pela profissão também para dentro de casa, onde mantém a alimentação da família “na linha”, porém sem estresses. Ainda que o trabalho lhe ocupe boa parte do tempo e dos interesses, ele ainda é pouco para drenar a energia “220 volts” de Aline. Solar, ela costuma acordar cedo, bem humorada, e é muito mais do dia que da noite. Como não costuma ficar quieta, a telinha não costuma atraí-la muito. Já um bom livro, especialmente os relacionados a Nutrição, tem o poder de deixá-la concentrada. O tempo para acompanhar a filha Letícia também é imprescindível. Brava quando necessário, ela prefere conquistar pela amizade, sem deixar de ser uma mãe vigilante. Quando a palavra de ordem é relaxar, nada melhor para Aline que a turma do vôlei, praticado duas vezes por semana, nas quadras do Filadélfia. Para sair da rotina, bom mesmo é fazer as malas e viajar com a família, de preferência para onde tenha sol e uma boa praia. Mas igualmente saboroso é curtir bons momentos no aconchego de casa, ladeada por pessoas queridas, o que para ela é a prova de que a realização pessoal requer pouco mais que objetivos a cumprir em boa e afetuosa companhia.

RESSONÂNCIA

Aline Brasileiro Gama

Mais Mais Perfil Mulher


Foto: Betânia Araújo

O QUE TE MOVE? A minha família. O QUE TE COMOVE? A desigualdade e o desrespeito entre as pessoas. PARA TE TIRAR DO SÉRIO... muito difícil de acontecer, e depende muito da ocasião. PARA TE DEIXAR APAIXONADA... não tem nada específico. UM MEDO: nenhum medo, alguns receios. UMA GRANDE ALEGRIA: minha

formatura. UMA SAUDADE: meu pai. UM SONHO: um Brasil mais saudável e mais bem alimentado. UM CLIMA: sol, praia, calor... O MELHOR DOS SENTIMENTOS: o respeito. CHEIRO DE... chuva. SABOR DE... uma comida saudável. A BELEZA... é um estado de espírito. A SUA OPINIÃO... merece ser ouvida e

refletida. 3 PERSONALIDADES QUE TE INSPIRAM: minhas maiores admirações são a minha mãe (uma guerreira) e meu marido Celso (por sua história de vida). VOCÊ EM POUCAS PALAVRAS: uma pessoa às vezes indecisa, que sempre pensa muito antes de agir, mas que, uma vez determinada, age com persistência e muita fé nos seus objetivos. 7

DEZEMbro / 2009


Mais Mais Perfil Mulher

Casa& Corpo como manifestação

A

Lúcia

Bastos

Uma referência em arquitetura de interiores e decoração

Designer de interiores, formada pelo Instituto de Arte e Projeto (INAP) - BH, Desenho, pintura, modelagem e escultura pela Escola Guignard – BH. Graduada em comunicação social – Habilitação em Jornalismo e publicidade e Pós - graduada em Comunicação Empresarial e Institucional. Lúcia Lanes Bastos é sensibilidade pura na arte de captar tendências, personalidades e estilo. Por isso ama viajar, ler, escrever e estar sempre em movimento. Um estado de espírito dinâmico e criativo que a leva em ritmo acelerado aos quatro cantos da cidade acompanhando a execução de seus projetos. Sua afetividade destaca seu trabalho tornando seus clientes, seus amigos. Casada com o médico cardiologista Leonardo Bastos, Lúcia é super mãe de dois garotões Thiago Lanes Bastos e João Paulo Lanes Bastos, aos quais leva e traz da escola e das muitas atividades que fazem parte, hoje em dia, da vida de adolescentes bem nascidos. Carinhosa, longe de tirarlhe a calma, o corre-corre lhe dá prazer o que realça em toda mulher da vida moderna, aquela sensação gratificante de ser uma Super Mulher. 8

DEZEMbro / 2009

globalização confere aos designers uma nova linguagem. A influência dos países europeus e a globalização da economia vêm derrubando fronteiras estéticas e culturais que se refletem na decoração e na maneira de vida das pessoas. As raízes que inspiram essas tendências vindas de todas as partes do mundo encorajam os designers que ousam, estendendo elementos como cores, formas, estampas e referencias do universo da moda vestuário à decoração da casa. A Textura, o brilho, as cores, as estampas, um pouco do que a moda corpo sugere a cada estação é seguido também pelo designer de interiores na produção de ambientes. E sempre marcado por um visual inconfundivelmente atual. Cada vez mais as tendências das passarelas aparecem também nos tecidos de decoração que revestem cadeiras, poltronas, sofás, cortinas e paredes. As sedas presentes em quase todas as coleções é a novidade em lojas especializadas em tecidos para a decoração. Florais estão em alta nas roupas e nos revestimentos dos moveis. Os tons são os mesmos ditados pela moda corpo, tons verdes, beges, cru e marrom. Esse novo modelo de viver vai além de um conceito, vem da necessidade de criar um refugio com identidade própria. “Estamos em um momento democrático não só na decoração como também na definição dos espaços e de suas funções”, analisa Blanca Liane, do Instituto Francês Carlin. Se forem as preferências que determinam o estilo de cada um, a casa é hoje o maior território de expressão pessoal. “Ela funciona como um laboratório para narrar historias e emoções”, resume Sabina Deweik, do Futurr Concept Lab, Instituto de tendências com sede em Milão, Itália. Saber interpretar e definir ambientes

Por

Lúcia Bastos

cultural

com equilíbrio e referência de atualidade, para atender às necessidades de refúgios de bem-estar e beleza em meio ao caos urbano é tarefa ousada. Os modelos atuais representam toda a transformação e exteriorização de uma mentalidade contemporânea. Pode-se dizer que é através da moda e da decoração que a pessoa realiza sua inserção num universo realmente moderno, flexível e aberto à convivência. Simplicidade, equilíbrio, modernidade, parece fácil, mas não é. Não nos vestimos apenas para cobrir o corpo, ou decoramos nossa casa para preencher espaços vazios. “Estamos sempre fazendo uso de meios – sinais, signos e símbolos – para atingir certos fins” afirma o sociólogo e professor Gilles Lipovetsky. A nova cultura se inscreve no complexo sociológico constituído pela economia capitalista, a democratização do consumo, e a progressão de determinados valores. Os valores hoje passam pela TV, pela musica, pela moda e também pelo ambiente doméstico. Com a correria do dia-a-dia em um mundo cada vez mais competitivo, o estresse, a irritabilidade e a ansiedade é uma constante no comportamento humano. E a casa hoje, volta a ser aconchego e refugio. Dentro dessa nova realidade, muda o foco dos grandes designers que fizeram a historia e entram em cena os costumes da vida real e seus efeitos para a pessoa comum no seu dia-a-dia. E é aí que a atuação do designer de interiores tornase mais necessária e presente no sentido de proporcionar a melhoria da qualidade de vida. Entretanto, é fundamental ter sensibilidade para perceber não só o espaço em si, mas as pessoas que dele farão uso. Devem ser observadas atitudes, valores, personalidade, estilo de vida e gostos pessoais, agregando a tudo isso desejos e necessidades.


A natureza inventou as curvas

A Todeschini reinventou.

Rua Belo Horizonte, 717 - Centro - (33) 3276.4949 - Governador Valadares - MG www.todeschinisa.com.br | todeschinigv@uai.com.br 9

DEZEMbro / 2009


Beatriz Byrro Monte Alto

Mais Mais Perfil Mulher

10

DEZEMbro / 2009

Tem gente que chega e faz a festa. Mas existem pessoas – e são muito poucas – como Beatriz Byrro Monte Alto, que é a festa em si. Onde ela chega, o clima muda, o tempo abre e a alegria toma conta do ambiente. Cara lavada, alma leve e uma coragem absurda de ser como é: barulhenta, bem humorada, transparente, sem papas na língua e cheia de personalidade. Bia é dessas pessoas cuja gargalhada faz a gente parar pra ver de onde vem tanta alegria. E ela não nega: adora uma festa, adora estar entre os amigos, adora dançar, adora celebrar. O motivo? A vida. E precisa mais? Não para ela, que cresceu em meio à animação típica de uma família grande, de sete irmãos. Ainda muito jovem, casou-se com o empresário Alberto Monte Alto, uma parceria de quase 30 anos, pautada pela cumplicidade, apoio mútuo e respeito às diferenças de personalidade; embalada pela música, uma paixão comum da família que contagiou completamente os filhos Dudu, Lucas e Thaís. Por isso, diversão em família é sinônimo de música boa, seja no potente equipamento de som da casa ou tocada pela quase banda onde todo mundo toca um instrumento ou canta. Quem vê o jeito festeiro e a disposição para se divertir de Bia não imagina que ela também tem seu lado sério, e ele se chama trabalho. Ao lado do marido, Beto, ela administra a Correta Imóveis, uma empresa familiar com mais de 50 anos de mercado, e que, sob a batuta do casal, ganhou ares renovados e modernos. Fica fácil compreender a importância de Bia nesse processo quando ela demonstra o mesmo entusiasmo e empolgação para falar sobre as mudanças que foram implementadas, os projetos para os próximos anos, e a paixão pelo curso que está fazendo no IDE – Instituto de Desenvolvimento Empresarial. E em meio a toda essa paixão, revelar uma inteligência extremamente racional. Multifacetada, ela ainda mostra um outro lado, mais meigo e amoroso, na hora de falar na família. Para eles vão os seus melhores sentimentos, os sorrisos mais ternos, o orgulho pelo progresso dos filhos, a admiração pelo marido, o afeto desmedido e gratuito; e o típico bom humor ao dizer que não ensina a neta, filha do Lucas a chamá-la de vovó. Para a pequenina Sophia, ela é a Dindinha, conta às gargalhadas. E é também em família que Bia gosta de passar seus momentos de lazer. Nos finais de semana, a chácara é o destino mais provável. Um roteiro que, no entanto pode ser mudado se houver o chamado de um dos muitos e bons amigos. Reunir família e amigos, por sinal, é o sinônimo de um momento perfeito para Bia. São eles a sua grande riqueza. E é entre essas pessoas queridas que ela se sente mais à vontade para extrapolar toda a alegria de quem sabe carregar uma personalidade ímpar, capaz de equilibrar a razão e a emoção.

RESSONÂNCIA O QUE TE MOVE? A alegria que eu tenho sempre, em tudo na vida. O QUE TE COMOVE? O amor em todas as suas manifestações. PARA TE TIRAR DO SÉRIO... o falso moralismo. PARA TE DEIXAR APAIXONADA... um carinho sincero, olho no olho, bem transparente. UM MEDO: da maldade. UMA GRANDE ALEGRIA: minha família. UMA SAUDADE: o meu sogro e minha vovozinha, pessoas que eu amava e já partiram. UM SONHO: morar numa praia tranquila, de preferência Trancoso, e administrar a empresa de lá, por um lap top. UM CLIMA: frio. Adoro outono e inverno. O MELHOR DOS SENTIMENTOS: aquele que é sincero. CHEIRO DE... homem. Do meu homem! SABOR DE... da amizade e da família A BELEZA... que eu vejo e que me importa é a que vem de dentro. A SUA OPINIÃO... é minha, e não tem a pretensão de convencer ninguém. 3 PERSONALIDADES QUE TE INSPIRAM: admiro pessoas que buscam e emanam paz, bondade, grandeza espiritual. Pessoas como Gandhi, minha mãe e meu marido. VOCÊ EM POUCAS PALAVRAS: Autenticidade, alegria profunda de viver e gratidão.


Foto: Betânia Araújo


Berenice Magalhães

Mais Mais Perfil Mulher

12

DEZEMbro / 2009

Não é preciso mais que um olhar para decifrar o cerne da personalidade da empresária de moda Berenice Magalhães. Beré da Holly Place, como lhe chamam, é a guerreira de todas as batalhas, uma mulher em cujo dicionário não existe a palavra desistir, e para quem os obstáculos existem para serem superados com a garra e a graça que lhe são inerentes. Uma mulher de amigos verdadeiros, afetos intensos e que se doa completamente à vida. Ela é a “tia Beré” querida dos sobrinhos. É a mãe dedicada que hoje se alegra em ver crescidos e bem encaminhados os filhos Gustavo e Thiago. É a irmã apaixonada de suas queridas Áurea e Dudé. A amiga de incontáveis momentos, que é para todas as horas e tanto oferece quanto busca o ombro, o carinho, o abraço. Uma sensibilidade à flor da pele; chorona, dengosa, bem-humorada, estilosa, determinada. Uma mulher plural. Não é por acaso, e sim por todos estes atributos de sua personalidade que ela está há 26 anos no mesmo endereço, trabalhando em um ramo complicado, sazonal, onde o carisma e o jogo de cintura para agradar clientes de diferentes preferências é tão essencial quanto o feeling de antecipar tendências de mercado, um talento natural. Porque se tem uma coisa sobre a qual Beré entende é do seu trabalho. O gosto pelo comércio foi herdado do pai, comerciante de tecidos e confecções cujos passos ela sonha seguir desde pequena. Nascida em Mantena, veio para Valadares em função do casamento, e imediatamente se apaixonou pela cidade. A Hollyplace, que começou como uma atividade para ocupar o tempo de quem não conseguia mesmo ficar parada, acabou se tornando sua viga mestra de sustentação. Ao longo de quase três décadas, já passou por diferentes fases, sempre se mantendo contemporânea, atual e ao mesmo tempo clássica, apostando na diversidade para atender a todos os (bons) gostos. Franca e sem meias palavras, Beré sabe que a vida é feita de erros e acertos, e tem a humildade de ver e admitir os próprios erros, e se possível, consertá-los, sem deixar no entanto que isso abale permanentemente seu bom humor, que como ela costuma dizer, vem de Deus. Se tanto tempo de trabalho não fez dela uma mulher rica, por outro lado permitiu que ela proporcionasse aos filhos boa educação, intercâmbio, carro e todas as condições para que eles se tornassem homens bons, e como a mãe, determinados e trabalhadores. E bem casados, faz questão de acrescentar. Exímia cozinheira, Beré costuma ir para o fogão mimar os amigos com suas delícias, mas da mesma forma adora um bom prato de arroz com ovo. Esse paladar eclético reflete bem seu jeito de ser, transitando entre a elegância e a simplicidade com a postura digna de quem sabe que ascensão e queda andam lado a lado e que respeito é fundamental em qualquer posição. E que hoje, se dá ao luxo de viver um momento de plenitude e felicidade.

RESSONÂNCIA

O QUE TE MOVE? Deus. Sem ele a gente não consegue vencer. O QUE TE COMOVE? Tudo. Sou emotiva ao extremo. Mas acho que a tristeza e o sofrimento das pessoas me comove mais. PARA TE TIRAR DO SÉRIO... falta de caráter. PARA TE DEIXAR APAIXONADA... me fazer mimos, carinhos. UM MEDO: de ficar presa a uma cama, dependendo dos outros. UMA GRANDE ALEGRIA: hoje, ver meus filhos encaminhados. UMA SAUDADE: muita saudade do meu pai e da minha mãe. UM SONHO: viajar muito ainda UM CLIMA: todo clima tem seu charme. O MELHOR DOS SENTIMENTOS: o amor, com certeza. CHEIRO DE... perfume. Amo! SABOR DE... quero mais! A BELEZA... eu não acho que seja fundamental. Quem ama o feio, bonito lhe parece. A SUA OPINIÃO... é muito relativa. Certa, eu vou até o fim. Se erro, volto atrás e gosto de ouvir a opinião dos outros. 3 PERSONALIDADES QUE TE INSPIRAM: são tantas que eu não poderia citar apenas 3 sm cometer injustiça. Mas posso dizer que me inspiram as pessoas que têm garra, caráter, determinação e comprometimento com a vida. VOCÊ EM POUCAS PALAVRAS: costumo dizer que o livro da minha vida seria o livro da determinação e do humor. E que estou de pé graças á minha fé, que não me permite desistir nunca de conquistar o que eu quero.


Foto: Betânia Araújo


Fernanda e Zecão Ferreira Matos

Casal José Geraldo Sales

Sônia Miranda e Tânia Peloso

Foto: KK Gontijo

Francisca e Jayro Lessa

Gravidésima Suzeli Pontes

Elaine e Felipe Hatem

Foto: KK Gontijo

Cláudia e Augusto Barbosa

André Diniz e Érika

A

Antônio João e Tessa Damasceno

Aniversariante Lu Pontes

Lucianni 3.9

niversário de Lucianni Pontes no dia de Halloween foi puro rock com a revelação de Gui Filho e Fabiano da Banda Era. Alto astral, personalíssima, Perfil Mais Mais 2007, Lu fez sua noite Lu com todos levando seu nome no peito, no coração. E não faltou plumas e muito brilho de jóias e bijous extra grandes, maquiagem e tudo que representa o glamour que a aniversariante é fonte inspiradora. Regados a espumante Chandon, alimentados pelo finíssimo buffet de Célia Bittencourt os convidados fizeram rolar a festa em pique ascendente, até altas horas, como não poderia deixar de ser em se tratando da sofisticação de uma e única Lucianni Pontes.

Nicole e Athié Limeres

Poliana Soares e Marcelo Barroso

Isabel e Márcio Pereira

Ilma Barbosa e Gerson

Marcos, Cláudia, Giselle e Gilberto

Brinde com futuros perfis Mais Mais Penha Lucca e Beré

Solteiríssimo, Ricardinho Pereira Júnia e Marcelo Barros

Foto: KK Gontijo

Cláudia e Bebel Menezes

Sayonara Calhau, Nancy, Heloísa Mata Rodrigues

Bia Coelho

Lucianni em família, com o pai Leovegildo, o filho Léo e Regino Cruz Lina e João Batista Resende

14

DEZEMbro / 2009

Mércia Barroso, Maria Inês Pereira e Neyla Vargas

Tatiana e Fernando Cabral


15

DEZEMbro / 2009


Mais Mais

Ponto de Vista Crisolino Filho

Advogado, militante na Comarca, pós graduado em direito empresarial e bacharel em biblioteconomia pela UFMG. E-mai: crisffiadv@ig.com.br | Alô: (33) 8807.1877 / 3271.7009

política em Cena

Pontos corridos e os mais votados FALA SÉRIO! A política brasileira é pontuada de bordões e de algumas situações já conhecidas do eleitor, todas elas ligadas ao nosso conhecido folclore, que invariavelmente, traz um lado que é uma comédia. Mas ao lado do mundo real, é cruel. Podem agendar, no ano que vem, ano de eleições para presidente da República, governadores, senadores, deputados estaduais e federais, todos vão continuar prometendo o paraíso, que tudo será resolvido, e que o povo brasileiro, enfim, vai se encontrar no NIRVANA, teremos uma vida zen, aquela vida de novela da zona sul do Rio de Janeiro, cheia de glamour. A matemática da eleição não é difícil de entender. Basta um pouco de raciocínio lógico. A construção de toda promessa de mudança, como as veiculadas na TV, e que diz, “venha para o nosso partido, e vamos mudar o Brasil”, parece propaganda enganosa. O parlamentar e o partido, por si só, não têm e nem querem modificar o status quo político do sistema vigente, já que os beneficia. Somente uma aliança partidária nacional, que coloque os interesses da nação acima dessa engrenagem perversa, poderá construir alguma coisa. O verdadeiro instrumento capaz de mudar o país, colocando-o na rota do progresso e do desenvolvimento social pleno, com distribuição de renda, sem paternalismo e assistencialismo, são as reformas de base, como a previdenciária, a sindical, a tributária, a fiscal, a trabalhista e a política. Quaisquer promessas aquém disso, serão promessas vazias. Vamos continuar assistindo a mesmice do teatro político do poder pelo poder. Vamos comparar o nosso momento político atual com o futebol, o esporte das mas-

16

DEZEMbro / 2009

sas. Até pouco tempo atrás (acredito que já são passados uns seis anos), o campeonato brasileiro não era disputado por pontos corridos, mas através de fórmulas mirabolantes. Todo ano, os cartolas inventavam receitas novas para os quadrangulares finais. Era assim: os times disputavam o campeonato em turno e returno, no final, os oito mais bem colocados, cruzavam entre si numa mata-mata, onde, o que terminasse essa fase em primeiro lugar, disputava a vaga com o ficou no oitavo, o que ficou em segundo, com aquele que ficou no sétimo, o terceiro com o sexto, e o quarto com o quinto. Os quatro vencedores dessa segunda fase, disputavam novamente entre si, onde os dois melhores disputavam a final. Essa era apenas uma das fórmulas, existiram várias outras, cada uma mais cabeluda do que a outra. No início do brasileirão por pontos corridos, houve bastante controvérsia, o que é natural, já que toda mudança implica em resistência. Esse modelo copiado dos campeonatos europeus, como lá, aqui vem dando certo, e neste ano de 2009, a disputa foi emocionante, o que prova que, para um time ser campeão, tem de ganhar mais partidas, somar mais pontos, e sem armação, “Véi”. Do jeito que era, um time que terminasse a competi-

ção em 8º lugar na primeira fase, poderia até se sagrar campeão, já que futebol não tem muita lógica. Era coisa de maluco O mesmo se dá na política. Por mais que tentem explicar, o atual sistema eleitoral brasileiro é exótico. Pela lógica, deveriam ser eleitos nas eleições proporcionais (vereadores de deputados), os candidatos mais votados, e pronto. Mas como no passado recente do futebol, desenvolveram uma fórmula pra lá de complicada. Defendem que em nome da representatividade partidária, num país de partidos fracos e políticos infiéis, que candidatos menos votados assumam vagas dos mais votados, onde, um candidato que obtever 1.500 votos numa eleição, pode perder o pleito para aquele que recebeu 700 votos, já que o quociente eleitoral é quem determina quem vai assumir o cargo. Essa regra é uma herança pós 64. Na nossa modesta opinião, é um sistema antidemocrático e de validade vencida. Numa possível reforma eleitoral, se ficar estabelecido que os eleitos sejam os que obtiverem mais votos, como no campeonato por pontos corridos, estará sendo feita justiça e democracia real. Todos vão perceber que, assim como no campeonato por pontos corridos, assim é melhor.


Foto: Ramalho Dias

Décio, Rômulo Viana Bossi e Ana Bossi, Pe. Anderson, Vinícius e Luciana Libório Bossi

Ortec CONTABILIDADE Uma tradição de 40 anos em nova e moderna sede

Alex Diniz, Paulo Cunha e Vinícius Bossi

João Márcio, delegado do CRC, Bianor, presidente do Sindicato, Décio da Ortec, Rômulo Siqueira e Simone da Remac

Rodrigo Abreu, Rômulo Bossi e Janel Abreu

Wagner, Francisco Silvestre, Vinicius Bossi e Paulo Cunha

Rômulo e Bossi e Mário Júnior

Sandro e Carlão do Sicoob Crediriodoce

Uma construção de três andares se destaca na Rua Ribeiro Junqueira. Elegante e imponente ela representa a mais nova conquista de quatro décadas de credibilidade. Tudo começou com Rômulo Viana Bossi, na legitimidade de sua profissão das Ciências Contábeis, que chegou a Governador Valadares, em 1968. Em 1969 casou-se em Belo Horizonte com Ana Maria da Silveira e transferiu-se de vez para GV. Aqui nasceram seus cinco filhos. Quatro se tornaram médicos e apenas um deles, Vinícius, cursou Direito e Ciências Contábeis, manifestada vocação de substituir o pai, desde criança. Hoje, 40 anos depois, Rômulo vê o sucesso e a continuidade de seu trabalho se concretizar. A nova sede da ORTEC, abençoada pelo Padre Anderson, foi inaugurada no dia 9 de novembro, na presença de clientes, amigos e mais de 30 funcionários. Os sócios, Romulo, Vinícius e Décio, acompanhados de suas respectivas esposas, Ana, Luciana e Karina, receberam com café da manhã nos dias 9, 10 e 11, para apresentar as novas instalações. A ORTEC Contabilidade reflete o zelo, a seriedade, o respeito e a competência. Representa uma vida de trabalho e fidelidade, garantindo a permanência da confiança de seus clientes. Vizinha convidada, a revista Mais Mais Perfil registrou.

17

DEZEMbro / 2009


Fotos: Ramalho Dias

Mais Mais

Acontecimentos

Os anfitriões Adair Barbosa, Paulo Cunha e Francisco Sérgio Silvestre ladeados pelo prestígio da preifeita Elisa Costa e o deputado federal Leonardo Monteiro

O presidente da FIEMG - Regional Rio Doce, Luiz Alberto Jardim e os anfitriões Adair Barbosa, Francisco Sérgio e Paulo Cunha

A presidente da Câmara Dilene Dileu com os anfitriões Ladeados por elas, sócia Miriléia Scherrer, esposas Lorena Cunha e Tânia Mara

Simeval, Sindal e Sinduscon Confraternização Exemplar Francisco Sérgio, Lincoln Byrro, Paulo Cunha e Adair Barbosa

Da Caixa, Aldenir Barbosa e Rosamélia, com Jupiaci e anfitriões

Os sindicatos Simeval, Sindal e Sinduscon de Governador Valadares, presididos respectivamente por Paulo Cunha, Francisco Sérgio Silvestre e Adair Pereira Barbosa promoveram, no dia 20 de novembro uma noite de confraternização com muito requinte, alegre e prestigiada. Evento desse nível se promovido pelo todo, fortalece relacionamentos e engrandecem a Federação das Indústrias de Minas Gerais – FIEMG. De parabéns a iniciativa dos três. Unir é sempre um bom princípio para o desenvolvimento.

Francisco, João Carlos e Maria Domiciana, Rute e Lourival Carlos

Em momento de confraternização total, o presidente Adair Barbosa reuniu diretoria e associados do Sinduscon, para nosso registro

18

DEZEMbro / 2009

Marcos Lopes Faria e Fabiana prestigiaram a noite de confraternização

Paulo Cunha, Roberto Wencioneck, Francisco Sérgio, Adair Barbosa com Guilherme Olinto, presidente da Coaperiodoce

Os anfitriões com os presidentes Marcos Almada, do Fórum de Desenvolvimento e Edmilson Soares, da Associação Comercial

Mônia Alves, Gilberto, Juliana Haroldo


Heládio Martins Esteves e Jeanne, Luciano Machado e Melissa, Isaura e Roger De´Marco

Adolpho Campos e Paulinho Cunha

Mônia Alves, Paulinho, Laura e Adair

Romildo Borborema, Luiz Argolo e Marco Antônio

Gabriel e Eusana Milbratz

Rosalvo, Paulo Guimarães e Gilmar, da Solo Forte

Edvaldo Soares e Inez Soares

Viaviane Sze e Rubinho Zambon

Silvana e João Marques

Cel. Albino e Dirce

Marieta Byrro e Sônia Miranda

Construtores Luiz Alberto Jardim, Paulo Guimarães, Adair Barbosa e José Márcio

19

DEZEMbro / 2009


Fotos: Ramalho Dias

Homenagem Promotor Rosangelo de Rodrigues Miranda com Juliana e o homenageado promotor Ulisses e Kátia

Prestigiando o homenageado os promotores Lourdes e Fábio

Beth Ramalho, Maria do Carmo, Ulisses e Kátia, Pe. Paulo

O

promotor Ulisses Lemgruber França viveu uma noite emocionante no dia 20 de novembro. O juiz Amaury Silva, diretor do Foro promoveu no Salão do Júri do Forum de Governador Valadares uma sessão nobre para homenageá-lo com a medalha “Desembargador Hélio Costa”. Prestigiado por colegas promotores, juízes, advogados, amigos e parentes, foram momentos que enalteceram a capacidade profissional, a sensibilidade e a fidelidade do Dr. Ulisses. Naturalmente coroados com placas, medalhas e flores. Para retribuir, o homenageado recebeu ao lado da mulher Kátia e filhos Vanessa e Henrique no salão La Maison. Grata pelo convite, a revista Mais Mais Perfil registrou com todo carinho.

Marcos Morias e Rita, Ulisses, promotor Gustavo Leite e Juliana

Zizinha, Dorvina, Kátia, Maria e Venina

Márcia, Herman, Kátia, Ulisses, Valéria e Leandro

Kátia e Ulisses recebendo Mírian e Célio Cardoso Juiz Arnóbio Amaris com a belíssima Magali

Foto especial com Sônia Miranda e Wilma Trindade

Vanessa Lemgruber, Virgínia Miranda, casal de promotores Marco Antônio e Daniela, promotor Ulisses e o juiz Sebastião e esposa

Promotor Ulisses, sua esposa Kátia e os filhos Vanessa e Henrique em sua noite de homenageado

Com as belas Carla e Flávia Lamounier

Kátia, Gabriela, Olavo, Henrique, João Pedro, Ulisses, Vanessa e Aldir Neto

Juiz Marcelo Cândido e o juiz Thomaz

20

DEZEMbro / 2009

Aldo, Kissylla, Solange, José, Ulisses, Kátia, Lívia, Pollyana, Leandro e Kelly

Fernando, Arliana, Andressa e Neuza, juíza Dilma e Ernany, Ulisses e Kátia, Mariana e Thiago Machado com Helena Godoy

Presidente da Câmara, Dilene Dileu

Vanessa, Ulisses, Kátia, Gabriela e Kênia


O homem fala tanto da paz e faz a guerra, fala tanto do amor e pratica o ódio, a inveja. Fala tanto de Deus que é Luz e vive na escuridão. Neste Natal olhe em seu espelho e pergunte o que tem feito de bom para si e para sua comunidade!

Clínica para a Beleza Humana Wander de Araújo Pinto Cirurgião Plástico – CRM 17157

Rua Samuel Gamon, 100 – Esplanada - Cep 35020-530 – Gov. Valadares – MG Telefone (33)~32716211 / 91028010 | e-mail: clinicabelezahumana@yahoo.com.br


Maria Aparecida Leal Chaves 22

DEZEMbro / 2009

Mais Mais Perfil Mulher

Uma beleza serena. Uma encantadora simpatia emoldurada por um sorriso quase serelepe. Educada, delicada, doce. Todas estas primeiras impressões causadas pela médica pediatra Dra. Aparecida Leal Chaves não apenas se confirmam, como se ampliam à medida que ela vai, discretamente, se deixando conhecer. E junto com estas, salta aos olhos uma outra característica: a tenacidade. Toda a sua suavidade não esconde a mulher obstinada, que traça e cumpre seus objetivos com afinco. A opção pela medicina enquanto carreira profissional veio desde sempre. E a especialidade não poderia ser outra que não a pediatria, escolha que exige do profissional um tato especial para conquistar a confiança e o afeto de seus pequenos pacientes. Uma confiança que começa no nascimento e vai até a adolescência, já que a Dra. Aparecida tem, dentro da pediatria, as especializações em neonatologia (que cuida de recém nascidos) e ebiatria (que trata os adolescentes). Nascida em berço cultural, filha do escritor Turíbio Coelho e crescendo em uma grande família de 11 irmãos, Aparecida sempre gostou de boa literatura, música, cinema, tendo um interesse especial por História, a ponto de dizer que se não fosse médica, seria historiadora. E levando ao pé da letra a expressão “mens sana in corpore sano”, desenvolveu seu lado desportista através da natação, do basquete e do tênis, esporte que pratica até hoje. Mas foi na medicina que Aparecida encontrou o caminho que escolheu para trilhar. Foi meio médico, aliás no bloco cirúrgico do hospital, quando ainda estava no terceiro ano de faculdade, que conheceu o marido, Dr. Charles França. O casamento, que este mês completa 25 anos de cumplicidade, foi entre um ano e outro de residência. E foi também a medicina que a levou, acompanhando o marido para uma temporada de nove meses de estudos na Alemanha. Além de vivenciar práticas de neonatologia que só chegariam ao Brasil anos mais tarde, a empreitada lhe valeu uma rica experiência histórico-cultural: conferir, de perto, a efervescência do período da queda do muro de Berlim. Sua dedicação profissional revela uma outra característica da Dra. Aparecida: uma certa capacidade de multiplicar o tempo para dar conta do consultório, dos plantões, do programa Viva Vida, do Posto de Saúde e da Casai (saúde indígena), além de participações em diretorias da Unimed e Associação Médica. Fora do trabalho, ela ainda encontra tempo para participar ativamente do seu grupo de oração e ainda corujar os filhos Maria Clara, Maria Luísa e Pedro. Com tudo isso, Aparecida se considera privilegiada por ter realizado tudo o que sempre imaginou para sua profissão e para sua família, fonte de todo amor e inspiração para a plenitude conquistada. Uma felicidade que ela faz questão de compartilhar e agradecer.

RESSONÂNCIA O QUE TE MOVE? Minha família. O QUE TE COMOVE? O sofrimento dos meus semelhantes. PARA TE TIRAR DO SÉRIO... falta de educação. PARA TE DEIXAR APAIXONADA... gentileza. UM MEDO: do desconhecido. UMA GRANDE ALEGRIA: o nascimento dos meus filhos. UMA SAUDADE: dos bons papos com a minha mãe. UM SONHO: criar bem meus filhos e vê-los realizados. UM CLIMA: romântico O MELHOR DOS SENTIMENTOS: a sinceridade. CHEIRO DE... terra molhada. SABOR DE... chocolate com menta. A BELEZA... do olhar! A SUA OPINIÃO... é que temos que educar a nós e nossos filhos para salvarmos o planeta. 3 PERSONALIDADES QUE TE INSPIRAM: meu pai Turíbio Coelho, Madre Tereza de Calcutá e Gandhi. VOCÊ EM POUCAS PALAVRAS: um olhar generoso, um gostar infantil, brincalhão, moleque. Amor pelo ser humano, e pelo seu crescimento, principalmente na 1ª infância.


Foto: Betânia Araújo


Raquel Coelho Abrantes

Mais Mais Perfil Mulher

24

DEZEMbro / 2009

Lidando no ambiente de moda, não seria de estranhar se a empresária do ramo de confecções Raquel Coelho gostasse dos holofotes. Mas ao contrário, logo ao primeiro contato, ela se revela uma pessoa totalmente “dos bastidores”. Sua postura discreta, no entanto, vem combinada com um jeitinho que poderia ser descrito como o das mineiras típicas: calma, bem humorada, de fala mansa e sem pressa, apesar do cotidiano atarefado. Bastante direta, e de uma simpática franqueza, Raquel é uma pessoa extremamente agradável de se conviver. Essa forma de ser de Raquel se reflete no seu trabalho. No comando da Zatz, empresa que reúne fábrica e loja própria, ela prefere lidar diretamente com a produção, o controle de facção, o trabalho no escritório, que no contato direto com o público. Na criação, conta com o suporte das companheiras Bila Pinheiro e Raquel. Mas na parte administrativa, chama para si uma gama enorme de responsabilidade e de decisões. O gosto pela moda veio da infância, e do hábito de observar sua mãe enquanto ela costurava. Além disso, Raquel sempre gostou de criar e fazer suas próprias roupas, que no dia a dia refletem uma perfeita – e discreta – combinação entre a praticidade e a elegância. Longe de ser adepta das super produções, ela também não tem grandes vaidades, com exceção do hábito de malhar, o que lhe garante a excelente forma física. Raquel sabe, no entanto, que gerir uma confecção exige, além de bom gosto, uma veia empreendedora que não lhe falta e também grande dose de dedicação para encarar as muitas viagens e horas de trabalho. Uma entrega que só é possível graças ao apoio incondicional que recebe do marido, Evandro, o maior incentivador do seu trabalho. Com a ida da empresa para um espaço maior, que acomoda administrativo e facção, Raquel vive um período de muitas mudanças, inclusive no nome da marca, que ano que vem passa a se chamar Da Izadora, uma homenagem à filha caçula, de cinco anos, única menininha depois dos garotões Vítor (17), Caio (15), ambos do primeiro casamento, e Enzo (7). Para conseguir conciliar a rotina de trabalho com sua grande família, ela conta com a parceria da “anja da guarda” Luciana, sua colaboradora há quase duas décadas. Em casa, a palavra de ordem é respeito. É no respeito que se pautam as relações familiares, entre os irmãos, entre pais e filhos, e entre o marido e os filhos do primeiro casamento. Com muitos planos e perspectivas para o trabalho, na vida pessoal, Raquel vive aquilo que sempre almejou: uma família bacana, de convivência harmoniosa, um marido maravilhoso, filhos ótimos, carinhosos uns com os outros. Tudo pelo qual ela só tem a agradecer. Sonhar com algo mais seria, como ela diz, apenas por “gula”. A pedir, nada além de saúde para usufruir de todas as realizações que a vida vem lhe concedendo.

RESSONÂNCIA O QUE TE MOVE? A confiança, a certeza, o pensamento positivo e a fé. O QUE TE COMOVE? A miséria. PARA TE TIRAR DO SÉRIO... a falta de educação. PARA TE DEIXAR APAIXONADA... gentileza e bom humor. UM MEDO: da violência. UMA GRANDE ALEGRIA: férias em família. UMA SAUDADE: das brincadeiras e do convívio diário com meus pais e irmãos. UM SONHO: ver meus filhos criados e bem resolvidos na vida. UM CLIMA: verão na praia, inverno na montanha. As duas situações são maravilhosas. O MELHOR DOS SENTIMENTOS: o amor materno. CHEIRO DE... meu marido SABOR DE.... pratos gostosos preparados pela Luciana A BELEZA... de gestos, palavras e atitudes sobrepõem a beleza exterior A SUA OPINIÃO... ouvir mais e falar menos 3 PERSONALIDADES QUE TE INSPIRAM: Madre Tereza de Calcutá, Adélia Prado e Coco Channel VOCÊ EM POUCAS PALAVRAS: simples, corajosa, positiva e fiel aos que me cercam.


25

DEZEMbro / 2009


26

DEZEMbro / 2009


27

DEZEMbro / 2009


Perfil CAPA

ValériaEsteves e Valewska Esteves 28

DEZEMbro / 2009

Mais Mais Perfil Mulher

As irmãs Valéria Ramos Esteves de Oliveira e Valewska Ramos Esteves Duarte possuem mais em comum que a beleza morena, os sorrisos amplos e o mesmo DNA: a paixão pela advocacia. E foi Valéria quem primeiro despertou para sua vocação, dando início, há 23 anos, a uma história de conquistas e sucesso profissional. Em 1986, recém formada pela Fadivale, ela abriu seu primeiro escritório, contando com nada mais que sua coragem e talento. Guerreira, dinâmica e muito dedicada, foi conquistando seu espaço de destaque dentro de um mercado bastante competitivo. Uma posição hoje absolutamente consolidada na credibilidade da empresa Valéria Esteves Advogados Associados. Já Valewska percorreu um caminho um pouco mais longo. Sua primeira graduação, em 1987, foi em Administração de Empresas, pela FAGV. Mas inspirada pelo trabalho da irmã, ela resolveu mudar o curso de sua trajetória profissional, e em 1999, graduou-se também em Direito pela Fadivale. Durante o tempo de faculdade, estagiou ao lado de Valéria, o que só serviu para aumentar a afinidade pessoal e profissional com a irmã, além de lhe dar a certeza de ter, enfim, encontrado sua vocação. Assim que se formou, recebeu (e aceitou prontamente) o convite para integrar a empresa como sócia. Hoje, à frente da empresa, Valéria e Valewska influenciam toda a equipe com seu dinamismo, responsabilidade, dedicação, enfim, com todas as características essenciais a um bom advogado. A trajetória das duas em muitos momentos se confunde com a da própria empresa, afinal, são mais de 20 anos de trabalho dedicado e uma história de crescimento impressionante, que coloca a empresa entre as maiores de Minas Gerais na prestação de serviços jurídicos. Com unidades em Governador Valadares e – desde 2000 – em Belo Horizonte, a estrutura por elas comandada permite atendimento a seus clientes em todo o Estado de Minas Gerais com presteza e qualidade. Para isso, Valéria e Valewska contam com uma competente equipe de advogados correspondentes em diversas comarcas do Estado. Afinadas na vida e na filosofia de trabalho, as irmãs Esteves se pautam pelos mesmos rígidos valores éticos, priorizando acima de tudo a valorização do ser humano, seja no atendimento aos seus clientes, seja na relação com os mais de 80 colaboradores (entre advogados associados, estagiários, pessoal administrativo e operacional) que formam sua equipe de trabalho. Com o crescimento da empresa, elas buscaram na família, através da experiência e da competência do irmão Vivaldo Ramos, a criação de uma diretoria executiva, que permite a Valéria e Valewska, mais tempo e concentração dos seus esforços no objetivo principal da empresa, que é a prestação de serviços advocatícios com excelência. E quando o assunto é trabalho, a família Esteves gosta e quer mais. E assim, mesmo sabedoras de que estão plenamente realizadas no campo profissional (e também no pessoal, o que vale para as duas), elas esperam 2010 com projetos ainda mais arrojados. Crescimento – sem parar é a palavra de ordem, já que, quando o assunto é o Direito, para Valéria e Valewska Esteves, não há limites para o sucesso.


Fotos: Betânia Araújo

Jéssica Oliveira é exemplo de estagiária que vem se dedicando com afinco na prática do que vivencia no ambiente acadêmico.

Valewska Esteves

Falando em talento, merece destaque na equipe, a advogada Claudete Andrade, egressa da UNIVALE. Na empresa desde julho de 1997, pode-se afirmar que Claudete “cresceu” com a empresa e além de competente, soma à equipe simpatia e beleza.

Valéria Esteves 29

DEZEMbro / 2009


Mais Mais

Acontecimentos

30

DEZEMbro / 2009


Foto: Betânia Araújo

Mariana e o pai Alberto Valério, o apoio afetivo de Conceição Araújo

Conceição Araújo

Sensibilidade

Social

Conceição Araújo, discreta, dinâmica e conservadora se revela moderna, exemplo de gestão à frente de uma das atividades mais antigas do mundo: a panificação. Seu dia começa às 5 da manhã, de segunda a segunda, mas nem a infinidade de itens que dependem de sua decisão tiram dela a calma, a firmeza e sua sensibilidade social. Para dar vazão a esse desejo de que o mundo fosse mais igual ela escolheu um dia de outubro para fazer do dia das crianças uma tradição Pão Total, uma empresa que há 30 anos é a porta de entrada da Ilha dos Araújos e considerada um de seus Cartões Postais. Com toda a excitação de um grande empreendimento, balões colorem a rua fechada para viver uma manhã encantada, com carrinhos de pipoca e algodão doce, palhaços, fadas e super heróis entre outros personagens do mundo infantil. Eles animam as brincadeiras ao som de músicas e danças, jogos de corda e pula pula. Uma festa onde pais encontram em si a criança adormecida e se divertem com os filhos em perfeita sincronia. Mas, sem se darem conta, que por traz, está uma maneira de ser, de administrar, uma sensibilidade especial de uma mulher. A revista Mais Mais Perfil Mulher não poderia deixar de registrar.

31

DEZEMbro / 2009


Acontecimentos

Soares Edvaldo

Fotos: Leonardo Morais

Mais Mais

Na ACGV, a homenagem em nome da reitoria da Univale

Empresário do Ano &Mérito Empresarial

Pela Fundação Percival Farquhar, a homenagem de Mauro Cruz

Na ACGV com o irmão Edmilson Soares, presidente da Associação Comercial, prestigiado pela prefeita Elisa Costa e pelo secretário da fazenda Edson Brandão

Edvaldo Filho também homenageou o pai

Em Belo Horizonte, ladeado por Rafael Guimarães, Secretário Adj. de Desenvolvimento Econômico, pelo irmão Edmílson Soares, presidente da Associação Comercial de Governador Valadares e pelo presidente da Federalminas, Wander Luiz

“O legado de Edvaldo Soares é de trabalho e desprendimento, o que possibilita que a Univale avance cada vez mais.” Nas palavras da Reitora da Univale, Profa. Ana Angélica Gonçalves Leão Coelho, um pouco do que define o empresário Edvaldo Soares dos Santos, Presidente da Fundação Percival Farquhar, mantenedora da Univale. Por estes e outros atributos, como dinamismo, coragem, ousadia e habilidade para conduzir, ele recebeu em 2009, os prêmios Mérito Empresarial e Empresário do Ano, concedidos pela Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais (Federaminas) e Associação Comercial de Governador Valadares (ACGV). O Presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, ressalta que a FPF mantém um lugar de destaque em Governador Valadares por seus trabalhos e resultados. “Os homenageados com o Mérito Empresarial 32

DEZEMbro / 2009

são autênticos agentes do desenvolvimento e promotores do progresso que, ao gerar empregos e produzir riquezas, contribuem para a construção de um país economicamente sustentável e socialmente justo”. Durante a homenagem recebida por Edvaldo Soares em Belo Horizonte, o Secretário Adjunto de Desenvolvimento Econômico, Rafael Guimarães Andrade, também ressaltou a importância da FPF. Segundo ele, a modernidade ostentada pela Univale é fruto de uma gestão atenta para as necessidades de todo o Vale do Rio Doce. Para o Presidente da Associação Comercial de Valadares, Edmilson Soares, a escolha do empresário e as homenagens recebidas, refletem mais que a trajetória de sucessos do homenageado, escolhido por unanimidade pela classe empresarial. Refletem também o reconhecimento do papel estratégico de Governador Valadares na região.

A homenagem do diretor de Jornalismo, Dileymárcio

E pelos netos, Caio e Anne


Presidente do CDL J. Geraldo Prata e Augusto Barbosa, associado da ACGV, propositor do nome Edvaldo Soares

Na solenidade em Belo Horizonte, recebendo do presidente da Federaminas Wander Luiz a medalha do Mérito Empresarial

Ladeado pelos amigos Paulo Lobato e José Miguel Merlo

Acompanhado por Inez Soares e magnífica Reitora da Univale Ana Angélica mais Alexandre Leão Coelho

Edvaldo Soares, o grande homenageado de 2009

N

Marcou, o prestígio de Luiz Alberto Jardim, presidente da Fiemg Regional Rio Doce, de Lincoln Byrro, presidente do Conselho da Fundação Persival Farquhar e Hercilinho Diniz do Grupo Coelho Diniz

a solenidade da Federaminas em Belo Horizonte ou na Associação Comercial de Governador Valadares, Edvaldo Soares dos Santos, presidente da Fundação Percival Farquhar, mantenedora da Univale, recebeu o apoio dos amigos conquistados por seu destemor de se colocar sempre à frente de causas nobres para o desenvolvimento de governador Valadares.

Subsecretário Estadual de Obras, Mourão, Cláudia e Marcos Sampaio Tânia Mara Silvestre, Priscila Almada, Inez Soares e Lorena Cunha

Prestigiado por Mauro Cruz e Luzia Cruz com a filha Andressa

Edmílson Soares e Telma Soares, com Inez e o homenageado

Marcos Lopes Faria e Guilherme Olinto Resende Priscilla Graciolli, Edmílson e Telma com Márcio Rodrigues Pereira Samara Barra, George Wady com Maria e Oswaldo Barra

O vice presidente da ACGV Celso Gama e o homenageado Elegância do Jornalismo da Univale

Francisco Teixeira, Gabriel Milbratz e Eusana, Paulinho Cunha e Lorena

33

DEZEMbro / 2009


Mais Mais

Comportamento Por

Paula Greco

O

termo vem do inglês, “pin up”, que significa “ser pendurado” e remete às garotas dos calendários e posters que eram pregados nas paredes de soldados, marinheiros e povoavam o imaginário masculino. Surgidas por volta de 1890, foi na década de 40 que essas garotas explodiram em sucesso, saindo das ilustrações (como a clássica Bety Boop, ainda hoje uma febre até entre as adolescentes) para ganhar versões em carne e osso personificadas por divas do cinema como Rita Hayworth (Gilda), Ava Gardner (Mogambo) e Marilyn Monroe (O pecado mora ao lado), que foi a grande representante do estilo. Sexys e voluptuosas, mas com muito charme e nenhuma vulgaridade, as pinups conferem uma aura de inocência ao provocativo figurino composto de saltos altíssimos, espartilhos com cinta-liga, cabelos com cachos glamurosos e a maquiagem marcada pelo batom vermelho e os olhos de “gatinha”. Na década de 70, com o avanço do sexo explícito, elas foram consideradas obsoletas e old fashion, exatamente por não se mostrarem em excesso. Mas com a moda trazendo de volta ícones como cintura alta e marcada, lenços, laços, sapatos boneca e saias rodadas, e padronagens como poás (de todos os tamanhos), xadrez e floral liberty (de flores pequenas), essa estética romântica, este “sexy retrô” está de volta com força total, conquistando sobretudo as mulheres que se contrapõem à ditadura da magreza. E assim como nos anos 40 e 50, as pin-ups contemporâneas têm seus ícones entre as artistas e celebridades. As cantoras blondies Cristina Aguilera e Gwen Sthefany sempre se vestem tendo como referência a estética Pin-Up. Mas as duas representantes mais cultuadas do momento são a cantora Katy Perry – rainha dos shortinhos e sainhas curtas de cintura e alta e marcada, estampas fofas e maquiagem retrô – e a stripper Dita Von Teese, considerada pelas adeptas como a grande Pin-Up moderna, praticamente a “reinventora” do estilo. Classe é o que não falta a Dita, que prefere ser chamada de artista burlesca (vide Box) e chega a cobrar R$75 mil por performances de 15 minutos. E que performances. A mais famosa delas, na qual ela se banha em uma taça de Martini gigante, já conquistou grandes nomes de alta moda internacional, como Luis Vuitton, que a consagrou como principal atração de um evento de sua marca, além de elegê-la musa de um calendário feito pela grife exatamente para promover as coleções inspiradas no estilo. A Playboy alemã de novembro traz Dita na capa, numa imagem romântica, quase cândida, mas muito sexy, sem no entanto, mostrar nada mais que o colo. Um luxo. A recente passagem de Dita pelo Brasil também deixou rastros. Inspiradas pela Diva – que adorou a comida e as frutas do Brasil – as coleções de verão estão cheias de peças que compõem looks Pin-ups. Com isso, fica fácil sair por aí coquete e glamourosa. Complicado mesmo é manter intacta a maquiagem marcada e forte em pleno calor tropical. Haja batom vermelho e delineador!

Streeptease Chique O termo “burlesco” tem sua origem nas apresentações da Commedia Dell’arte tradicional, que encenava paródias e comédias de costumes. As apresentações misturam dança e teatro em performances sensuais executadas por mulheres vestidas com muitas plumas, paetês, corpetes e vários elementos da estética pin-up. O grande diferencial da dança burlesca para o striptease é que, diferentemente das strippers, as dançarinas não tiram toda a roupa, exibindo calcinhas rendadas e tapa seios que permanecem intocados até o final do número. As exibições são sempre extravagantes, mas de muito bom gosto, bem como o figurino que, via de regra obedece ao estilo retrô das décadas mais glamourosas do século passado. Na trilha sonora, um mix de ritmos como boleros e tangos com música eletrônica. Um verdadeiro deleite para os sentidos. 34

DEZEMbro / 2009

Pendu

ness


ure-se

sa moda! Caras & Bocas, cintura marcada, batom vermelho, cinta-liga e espartilho mostram a forรงa renovada do estilo Pin-Up de ser

35

DEZEMbro / 2009


Homens Mais Mais Perfil

Por

Paula Greco

Escolha pelo Gênero

Imagine uma grande prateleira de supermercado, ou melhor, uma prateleira de locadora de filmes. Separados por gêneros, conforme seus hábitos e comportamentos, lá estão eles. Homens lindos, nem tanto, sensíveis, durões, rústicos, educados, modernos, antiquados. E entre uma prateleira e outra, placas indicativas desses “gêneros”, para você se interessar apenas por aqueles que combinam com a sua preferência. É claro que na prática as coisas não são beeeeem assim, mas na teoria, os homens, eternos objetos do estudo e da incompreensão feminina, foram recebendo e se enquadrando dentro de determinados rótulos que exprimem não a sua opção sexual, mas sua conduta comportamental. E pasmem, quem começou com

isso foi um homem, o escritor e consultor de marketing britânico Mark Simpson. Desde que, em meados da década passada, ele soprou nos ouvidos midiáticos a palavrinha metrossexual, os termos “pós metro” não param de pipocar, todos com seus ícones devidamente eleitos, para deleite de quem sonha com a tal prateleira e a chance de escolher pelo gênero, como se pedisse um lanchinho numa cadeia de fast food. É a mulherada revelando seu lado chauvinista. Mas afinal de contas quem são estes homens da era moderna, como se comportam, o que as mulheres querem deles? Muitas perguntas, resposta nenhuma, mas algumas dicas implícitas nas descrições desses gêneros do comportamento masculino.

Metrossexual No original inglês, é a contração das palavras heterossexual e metropolitano. Na prática, descreve aquele homem, geralmente bem sucedido, que se preocupa muito com o aspecto visual, gasta muito para cuidar do corpo, da pele, do guardaroupa, e ainda encontra tempo para se interessar pelo sexo oposto, no qual ele projeta uma imagem que deve ser tão linda e cara como a sua própria. Afetados, estes homens gostam de griffes, cosméticos, carros e perfumes impor tados, consomem revistas de moda,

não raro se depilam, fazem as unhas, as sobrancelhas e não abrem mão dos cor tes de cabelo mais high do momento. Para beber, os drinks e coquetéis da moda. O grande ícone do gênero, sem dúvida, é o jogador de futebol David Beckham, que pinta as unhas e usa gloss; casado com uma ex-spice girl (Victoria Becckham, outro ícone fashion), tem 3 filhos lindos, admite que às vezes usa as calcinhas da mulher e até o mais desleixado dos seus looks é meticulosamente planejado.

Überssexual “Über” significa “acima” em alemão, e seu equivalente em inglês seria “super”, o que, na prática significa um plus sobre seu antecessor, o “metro”. O “über” é mais masculino, e por isso, menos afetado. Sua preocupação essencial é alcançar o mais alto padrão de qualidade de vida em todas as áreas de sua vida. É aquele que também gosta de estar impecável, mesmo que escolha um ar mais casual, e por isso vai ás compras sem culpa, mas sem os 36

DEZEMbro / 2009

excesso narcisistas. É muito confiante sem ser arrogante. Sabe estar sempre lindo e charmoso, sem parecer mais feminino e vaidoso que as mulheres. E sabem apreciar um legítimo champã. São os vaidosos e durões, for tes e vencedores, geralmente casados com mulheres poderosas. O ator George Clooney, famoso pelo charme avassalador, pelo bom gosto e pela preocupação com a própria imagem, é o ícone mais apontado quando se fala no gênero.


Retrossexual Na contramão dos arrumadinhos, um outro – e nem tão novo assim – gênero masculino tem ganhado destaque na preferência feminina. É o “retrossexual” é um anglicismo utilizado para definir um homem com pouco senso estético, que não gasta nem tempo nem dinheiro cuidando da aparência e do seu estilo. Sua aparência é quase rude, meio canalha, e a presença de uma eventual barriguinha não é incômodo algum. No seu banheiro, basta água e sabonete. Dispensa manicures, hidratantes e perfumes. Desodorante e lâmina de barbear bastam. Tendências da moda ele nem sabe o que. Para além dos jeans , t-shirts e tênis, seus armários comportam apenas um ou dois termos, clássico, geralmente escuros, básicos, usados apenas quando a ocasião exige. Revistas, só as de carro ou jornais de esporte. Para beber, ele vai de uísque. Duplo e sem gelo. Em suma, trata-se do velho macho. A palavra retrossexual, aliás, vem de “retrô”. Ela indica uma volta ao passado, um resgate dos valores masculinos tradicionais. Não é à toa que seu grande ícone é o veterano dos durões Clint Eastwood, que ganha a companhia de mais jovens como Russel Crowe e Benício Del Toro para ilustrar o estilo.

Neossexual Este que pode ser descrito como o “novo” tipo de homem, está mais, na verdade, para “o homem dos sonhos”. Ele foi identificado a partir de uma pesquisa sobre “o que as mulheres querem em um homem”. Ouvidas 2.800 mulheres entre os 18 a 35 anos, em 14 países, o senso comum de preferência foi por um homem masculino, mas com alguns aspectos de sensibilidade. Por “masculino” entenda-se homem que não se preocupem demais com a moda, mas também não sejam desleixados com a aparência. O “neo” é mistura perfeita de masculinidade e de sensibilidade: vamos para a cama. Um homem que não se proíbe de sentir emoções e procura agradar as mulheres do seu tempo, por isso mesmo faz questão de ter bons modos, quer ser o “homem da casa”, mas deixa a mulher escolher o filme do fim de semana e curte comédia romântica. Não se importa em ter companhia na hora do futebol, e até leva a namorada para o estádio, mas é capaz de papear com as amigas dela, acompanhá-las em uma rodada de drinks “mojito light” e ainda reparar quando a companheira corta o cabelo ou faz uma maquiagem diferente. O modelo mais recorrente deste neo é o jovem piloto de F1, Lewis Hamilton: agressivo e calculista nas pistas, é conhecido pelo arrojo e auto-controle. Mas com a namorada, a pussycat Nicole Scherzinger, é um perfeito cavalheiro.

Beefcake A tradução literal, “bolo de carne” já dá uma idéia de quem seja esse homem. Sim, ele é a personificação do lenhador. Troca a lâmpada, conserta a descarga do banheiro, corta a lenha e acende o fogo sem comprometer seus muitos atrativos físicos, que geralmente, são mesmo de babar. Não entendem de moda, não sabem a diferença entre shampoo e condicionador, tem um caso de amor e ódio com as lâminas de barbear, e via de regra, adquiriram cada gomo de seus tanquinhos em atividades ao ar livre, esportes de contato e lutas, e não em academias. Homem com “cara de homem”, sem frescura, que refrescam o calor com cerveja e só vestem o estritamente necessários. Homens que, mais que um ombro, oferecem um musculoso par de braços para cuidar de suas amadas. Braços como os de Clive Owen, ou do 007 Daniel Craig, bons exemplos de que os brutos também amam.

37

DEZEMbro / 2009


Mais Mais Perfil

Mulher

Embale seu carinho

Caixinhas customizadas e embrulhos personalizados fazem com que o presente de natal comece na embalagem Era uma vez uma caixinha simples, de MDF, dessas que a gente encontra nas lojinhas de R$1,99. Mas bastou um namorado com alguma criatividade, habilidade, e alguns materiais como papel adesivo dourado, cola, tesoura, fitas e a facilidade de uma gráfica rápida, essa caixinha virou um presente inesquecível. O que tinha dentro? Bombons. Mas podia qualquer coisa. A caixa, toda customizada com o jeitinho da namorada, já era o presente, prova concreta da dedicação em torná-lo especial. E a partir daí, instalou-se uma espécie de tradição. Aniversários, Dia dos Namorados, Natal. Qualquer que fosse o presente, a embalagem vinha sempre com um efeito especial. O ritual de preparar as caixinhas, os cartões, ou simplesmente incrementar os embrulhos passou a ser uma diversão composta de diferentes idéias e materiais, muitos deles, reutilizados. Feltro, lã, papel, cartolina, retalhos de tecido, fitas, feltro, e claro, muita cola, tesoura e estilete são os ingredientes desta alegre receita. Na papietagem, junto com cada demão da mistura de coca com água sobre retalhos de papel, uma pincelada de carinho em forma das cores preferidas, das formas que são “a cara” do outro. Recortar, dobrar, colar e decorar papel cartão até que se transforme em uma caixinha que quando abre, vira dois corações, exigiu algumas horas de

Papietagem: papel colorido para as crianças e jornal com flor para a futura comunicadora

38

DEZEMbro / 2009

delicado esforço, mas o sorriso de quem ganhou valeu à pena. Para embrulhar a caixa que veio da loja, nada de papel de presente comum. Tinta spray de duas cores e uma folha de papel aquarela bastaram para criar formas, desenhos e frases que tocam o coração, porque são tiradas da canção ou do filme preferido. Depois de seco, ele vira um papel de embrulho super personalizado. A de madeirinha que vai guardar o álbum de fotos dos momentos inesquecíveis ganha a cobertura de uma delicada trama de lã só para ficar mais bonita e quentinha como todo bom sentimento que desperta um presente, que por mais simples que seja, foi escolhido e embalado com amor. Para quem pensa que apenas as pessoas muito habilidosas são capazes de produzir esses feitos, a boa notícia é que nem tudo precisa ser muito elaborado. Com apenas alguns simples toques você pode embrulhar seus presentes especiais com estilo. Esticadas em cima da mesa, uma folha de papel celofane embaixo e uma de papel crepon por cima. Então, basta colocar o presente no centro e enrolar os dois papeis como se fosse uma bala ou um bombom. Laçarotes dos dois lados completam a obra. Qualquer embaladora de loja de presentes pode fazer isso? Sim. Mas não com bilhetinhos carinhosos, reproduções de fotos ou figuras especialmente esco-

lhidas para agradar o presenteado estrategicamente colocadas entre as folhas de papel. Para fazer sacolinhas de feltro em estilo Toy Art também não é necessária tanta habilidade. Bastam dois retângulos iguais do material, e mais linha de tricô grossa e agulha compatível, de preferência de uma cor contrastante com o feltro. Aí, é só costurar as duas partes com pontos aparentes e pronto. Para fechar a “boca” da sacolinha, fita é um incremento, que pode ser uma florzinha, pirulito, dependendo do gosto do presenteado. E mesmo aquelas pessoas que se consideram a mais pura expressão da “falta de jeito” podem personalizar seus embrulhos com um detalhe simples que transformam um presente. Etiquetas e cartões escritos à mão são um toque pessoal que demonstram a dedicação de quem presenteia. Fotos impressas em papel comum e estrategicamente dobradas podem se transformar em lindos e personalíssimos cartões. Cantoneiras de fotos coladas sobre a caixa de presente para segurar um cartão, que pode ser apenas um retângulo de papel elegante, valorizam o presente e o cartão cujo charme está na mensagem, escrita de próprio punho e no afeto. Sugestões à parte, o mais importante nessas caixinhas, embrulhos, cartões e etiquetas personalizados é a intenção do gesto: o toque amoroso de quem se dedica a preparar esses mimos e a deliciosa sensação de se sentir especial ao recebê-los. Tudo vira arte: materiais alternativos trabalhados com carinho


Caixa em MDF decorada com massa epoxi modelada e fechada com cadeado. Embalagem que vira “caixa forte”

Caixa “corações” feita à mão: fechada, é a embalagem perfeita para um CD; aberta, um mimo romântico.

Caixa de MDF coberta com fio de lã, especial para você!

39

DEZEMbro / 2009


Gente Wilma Trindade

Fellipe Martinez e Cíntia Mara com a Dra. Cláudia Sawri

Renato Kamp, Antônio Rodrigues Coelho, reitora Ana Angélica, Edvaldo Soares e José Altino Machado

Honras ao mérito Percival Farquhar, o nome da Fundação mantenedora da Univale está na berlinda com o livro de Renato Kamp. O autor revela o empreendedorismo do personagem maltratado em seriado de TV. Renato, fez na Univale a convite da Fundação, uma apresentação de sua obra para seletos convidados.

Aparecida e Manoel Arcisio sempre aplaudidos

José Roberto Gonçalves e Wife

Casal Edson Bodola

Magnífica Reitora da Univale, Ana Angélica Gonçalves Leão Coelho, uma mulher que realmente merece aplauso por seu bom senso, sua habilidade e competência para conduzir uma de nossas maiores instituições. Mas o fim de semana de 9 a 11 de dezembro foi todo de mãezona com a formatura da filha Iara em Comunicação pela PUC de Belo Horizonte.

Denise Gonçalves, Valéria Mol e Ângela Barroso

Scroogenomics

Spray moderador

T

Adriana Gonçalves e Raquel Abrantes em noite de confraternização de fim de ano

40

DEZEMbro / 2009

emperamento moderador, será que existe um spray que possamos borrifar essa preciosidade? Algumas cabeças da city andam precisando urgentemente.

Scroogenomics ou Scroogmania do economista Joel Waldfogel é o sucesso da temporada. Seu livro inspirado no personagem pão duro e insensível de Charles Dickens revela uma verdade: Quanto dinheiro gasto em inutilidades nesta época do ano.


José Ricardo Miranda e Márcia

Marcos Sampaio e Cláudia Starling com o casal Wander Luiz, ele, presidente da Federaminas Perfil 2009 Aline Gama e Telma Soares

“As imagens não falam por si mesmas” (Presidente Lula - Sobre o escândalo “Roberto Arruda”)

E

depois dessa frase já não posso ver o presidente Lula. É olhar e lembrar da piada da mulher que encontra o marido na sua cama com outra e diante do fato, ele: “Não é nada disso que você está pensando”... Ou aquela outra do ladrão de porcos “Quem pos esta porca aqui?” Assim caminha a humanidade. Sônia e Getúlio Miranda

Augusto Celso do Pitágoras prestigiou Andréia e o troféu de 10 anos da Mistica Acessórios no GV Shopping a festa de 10 anos do GV Shopping

41

DEZEMbro / 2009


Gente

Jadir Avelino, Henrique Lobo, reitora Ana Angélica e Silas Costa na manhã e comemoração de 10 anos do GV Shopping

Wilma Trindade

São Lucas Saúde, Júnior e Arilton Pereira com Guilherme Olinto, presidente da Coaperiodoce prestigiaram o GV Shopping

Sub-secretário de obras de MG, José Bonifácio Mourão pretigiou a Feijoada Solidária promovida pelo jornal Olho Mágico

Marquinhos e família no Aeté Clube com a Feijoada Solidária

Noivos de março Os belos jovens, Felipe Avelino e Danielle Trindade, muito felizes com casamento marcado para o dia seis de março de 2010 na antiga igrejinha de Lourdes. Walquíria, mãe da noiva, a mil com os preparativos. 42

DEZEMbro / 2009

Foto: Ramalho Dias

Miriléia Scherrer Miriléia é minha escolhida para ampliar nessa Mais Mais Gente Dezembro 2009. Motivos tenho de sobra. Miriléia é dessas mulheres que tem pulso, autoridade, sem macular a beleza e feminilidade. Engenheira Civil com especialização em arquitetura de estabelecimentos assistenciais de Saúde (Arquitetura Hospitalar) é perfil de mulher de agenda apertada, e que transita com o mesmo padrão de qualidade e firmeza quer nos canteiros de obra, em salas de reuniões de grandes empresas, quer em salões sociais. Diretora Técnica da Construtora Única, Miriléia não pára. Seu profissionalismo e determinação marcam e direcionam os inúmeros trabalhos até hoje realizados, e que exigem muita dedicação. Belíssima, e com esse sorriso, é mesmo preciso muita fibra e personalidade para manter a ternura que transparece e faz vibrar a beleza de Miriléia Scherrer Machado.


Elgen Machado e Ana Paula com o filhote Davi - uma família Mais Mais

Vinhos europeus Saint-Clair e Vera, dois viajadíssimos que recebem muito especialmente. Noite dessas, com o apoio da filha Candice promoveram uma descontraída degustação de vinhos para os amigos Adilson Reis, Layere Alvrenga e Socorro, Hatem Homaidan e Fátima, Agenorzinho Libório e Cristiane. Horas tão agradáveis, que registrei.

Saint-Clair e Vera Fonseca

Socorro Alvarenga, Cristiane Libório, Fátima Homaidan e Vera Fonseca Candice e pai Saint-Clair

Zulma com o presente de Cláudia Starling

Paulo Fernandes, Marcos Almada e Priscila

Estância Jalisco Zulma e Luiz Claro Pitanga, incansáveis anfitriões conservam a arte de bem receber, na sua bela e tradicionalíssima Estância Jalisco. Além das filhas genros e netos dia desses o almoço de domingo foi para Cláudia Starling e Marcos Sampaio e Adilson Reis, Priscilla e Marcos Almada. Zulma ganhou um leque e Pitanga um Logan de La Starling. Levamos um champã para brindar os velhos e atenciosos amigos.

43

DEZEMbro / 2009


Mais Mais Perfil

Isso é quente

Por

Paula Greco

À espera de Holmes....

E

squeça o bom velhinho de barbas brancas, roupa e gorro vermelho. O grande “papai Noel” deste ano – pelo menos para os fãs de cinema e apaixonados por Sherlock Holmes – usa ternos de grife, foi casado com a maior popstar do mundo, tem cara de bebê (apesar de quarentão) e atende pelo nome de Guy Ritchie. É dele a esperada adaptação para o cinema das histórias do detetive mais famoso do mundo. O longa é baseado na história em quadrinhos de Lionel Wigram e inspirado nos clássicos contos de Sir Arthur Conan Doyle, o que já proporciona uma versão do clássico personagem mais sexy e atlética que o usual na maioria dos filmes já feitos. Para encarar esta tarefa foi escalado o ator americano Robert Downey Junior, que além de talentoso e dono de um impecável sotaque inglês, está em excelente forma física, o que aliás não foi suficiente para poupá-lo de muitos hematomas e até umas costelas quebradas durante a filmagem. O cenário é a Londres vitoriana do século 19. Fã confesso do personagem, Guy Ritchie optou por um Sherlock o mais autêntico possível, bem próximo do personagem original, mostrado em sua fase mais jovem e aventureira. Para isso, o diretor usou e abusou das cenas de ação, com muitas seqüências de luta, uma boa dose de brutalidade e o humor sarcástico típico de Ritchie e das comédias inglesas. 44

DEZEMbro / 2009

Mas o lado sentimental de Holmes não fica de fora. O filme aborda tanto sua relação amorosa com Mary (vivida pela atriz Kelly Reilly) quanto sua cumplicidade “elementar” com o amigo Dr. Watson, interpretado por outro grande astro, o ator Jude Law, que colabora tanto para as boas seqüências de humor quanto para o clima sexy que pontua o filme. Os posters e traillers, bem como as entrevistas e making-offs já disponíveis na internet mostram cenários e figurinos impecáveis, muita briga, explosão, situações de bastante adrenalina e as tradicionais “tiradas” dos personagens principais. A “química” de Downey Jr. e Law funciona à perfeição e é, segundo Ritchie, um dos trunfos através do qual ele conseguiu contar uma história clássica e secular de forma visceral e contemporânea. A nós, espectadores, só resta esperar a estréia e conferir nas telonas do cinema se é realmente isso tudo o que antevem as “migalhinhas” que pudemos acompanhar nas telinhas dos computadores. O filme estreia nos EUA e na Inglaterra em 25 de dezembro. Aqui no Brasil só em 8 de janeiro. Mas se o presente for bom, não tem problema chegar depois do natal. Indícios para isso não faltam. A Warner está apostando todas as suas fichas no longa. O trio diretor + protagonista + coadjuvante de luxo vem antecipando grandes emoções e excelentes atuações. Será que veremos Guy Ritchie, Downey e Law no tapete vermelho do Oscar? Não duvidem.


Em cena, Jude Law e Robert Downey Jr são Watson e Sherlock: impressionanates pela química perfeita

45

DEZEMbro / 2009


Empresarial Arezzo by Ana Paula Machado Ana Paula Machado é o nome que faz a Arezzo-GV uma das mais poderosas do Brasil. Seu bom gosto e atualidade atraem e levam aos pés de todas as mulheres fetiche, graça e elegância, sinônimos da griffe mineira que conquista o mundo.

Todeschini Silvio Figueiredo e Sandra Carneiro Costa Bax

Andréia Lacerda, braço direito de Silvio Figueiredo

GV Shopping 10 anos

E

Yve, José Célio e Marcelo Ramos

Roberto César Almeida e Suraia Thebit

legantes e refinados Sílvio Figueiredo e Sandra Carneiro Costa Bax receberam com manhã de homenagens para comemorar os 10 anos do GV-Shopping. Prestigiados pelo presidente da Associação Comercial Edmílson Soares, Presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas, José Geraldo Prata e por empresários de todos seguimentos de nossa economia eles, agradeceram a todos que tornaram essa realidade possível e homenagearam com esculturas by Idalino Santiago, lojistas que há 10 estão no GV Shopping. Solenidade simples, mas revestida de grande significado. Parabéns GV Shopping.

Um novo coração bate na marca Todeschini de todo Brasil. Mas é na Todeschini de GV que nós temos a simpatia, o esmero e o bom atendimento imposto pelo casal Isabel e Hoberg Dutra Leocádio. A loja enobrece a rua Belo Horizonte. E pode acreditar as últimas tendências para sua casa estão lá. Vale conferir.

Cirurgia Plástica Dr. Wander Araújo, uma competência, um artista da cirurgia plástica, nesses novos tempos conquistando mais clientes com suas ponderações a respeito da beleza. “É inútil persegui-la, ela mora dentro de você”. Teria dito a uma bela que queria ficar bela.

Manteiga da Capel em 1º lugar de vendas O Latin Panel, instituto de pesquisa de renome internacional contratado pela Associação Paulista de Supermercados (Apas), situou a manteiga da Capel em 1º lugar no ranking nacional de vendas do produto em supermercados, em 2008. Em 2007, a manteiga da Capel estava em 4º lugar. A matéria foi publicada na edição do Estadão/Economia&Negócios, de 18 de outubro último, e ainda na edição da Revista SuperVarejo dez/08 da APAS. O que permitiu esse resultado, segundo o gerente comercial da 46

DEZEMbro / 2009

Capel, Arildo Larrieu, é “o valor justo e preço 20% menor do que a média do mercado associado a investimento na qualidade da manteiga”. “Faz dois anos que a Cooperativa montou uma equipe para orientar a captação de leite de boa qualidade”, explicou. A Capel está comemorando 50 anos de fundação e o anúncio do ranking foi festejado pela diretoria da Cooperativa e todos os seus 1,5 mil cooperados. Para 2010, a Cooperativa lança mais dois novos produtos - achocolatado e creme de leite.

Arildo Larrieu, gerente comercial da Capel


André Luiz, Érika e André Diniz

O

André Diniz, uma aniversário feliz no dia da inauguração da loja CD da rua Sete de Setembro

Hercílio e Luiza Diniz e o sub-secretário estadual de obras José Bonifácio Mourão

Grupo Coelho Diniz movimentou a cidade nesses últimos dois meses com a inauguração de dois hipermercados. Empreendimentos que mostram a pujança desse grupo familiar e o destaca como os maiores investidores em nossa cidade. Formada pelo exemplo de trabalho do casal Hercílio Diniz e Luzia Coelho Diniz, a grande família se perpetua no cultivo da simplicidade, e da força de empreender com dedicação máxima, o que faz deles personalidades das mais carismáticas e queridas de nossa região. Naturalmente, nem uma revista inteira daria para registrar o prestígio dos Coelho Diniz. Só posso dizer que, nenhum nome de expressão de GV deixou de cumprimentá-los. Até a prefeita Elisa Costa que, no último dia 2 estava em BH cumprindo agenda, mesmo sendo representada por Silvano Gomes, aterrissou chegando a tempo de marcar sua presença. Assim são os Coelho Diniz. Admirados conquistadores de boa vontade.

Carinho de irmãos, Betânia Diniz e Hercílio

Luiza e Hercilinho, Hercílio Neto e Lorena com o filho Guilherme na inauguração da loja Vila Isa

Elegância de Hercílio Diniz e Luzia Diniz recebendo a prefeita Elisa Costa

Prestigiando os Diniz, Edvaldo e Edmilson Soares e o vereador Regino Cruz

Matusalém da Cônsul de Ipatinga, Hercílio Diniz e Edmilson Soares, presidente ACGV

Gabriela e sua mãe Érika Diniz

Luzia Diniz e Luiza Diniz

João, Almyr Vargas e Athiê Limeres

Edilson Duarte e Valewska, Valéria e José Luiz de Oliveira, elas, advogadas Perfil Mulher 2009

Carol e Vinícius, ele, terceira geração Diniz

Adilson e Cristina, Dionílio e Marisa, Adailson Cunha e Alex Diniz

Sanches Ricardo e Gildo, Massas Periquito na inauguração da nova loja Coelho Diniz

Cristiane Libório Diniz, Sra. Alex Diniz Fábio Diniz e Roberto, o super garoto propaganda do Coelho Diniz

O vice-presidente da ACGV, Celso Gama

Hercílio Diniz e Augusto Barbosa

José Altino Machado e Soria, Silvano Gomes

47

DEZEMbro / 2009


Mais Mais

Comportamento

Planeje seu 2010

Nilo Trindade d´Ávila Magalhães Funcionário do Bando do Brasil Consultor financeiro

Passo a Passo

Dinheiro é bom e traz felicidade!

Essa história “não ligo para dinheiro, eu quero é ser feliz” é puro clichê. Quem nunca imaginou ser um milionário? E poucos sabem que se tornar um milionário é mais fácil do que se imagina – pelo menos se formos considerar as chances de ganhar na loteria ou conseguir criar uma empresa de grande sucesso. O segredo? É simples: “gaste menos do que você ganha”. Seu sucesso dependerá de três passos que devem ser incorporados em sua rotina: organização, planejamento estratégico e disciplina. A organização implica em fazer um bom levantamento de suas receitas e despesas.

PRIMEIRO PASSO Anote tudo em um papel ou em uma planilha no computador, lembrando que sua receita será toda sua renda líquida mensal, créditos regulares, como: salário, bolsa de estudo, mesada, pensão, etc. As despesas, por outro lado, deverão ser divididas em três grupos: Necessárias, complementares e suplementares. São consideradas necessárias aquelas despesas imprescindíveis, geralmente mensais: alimentação, moradia, água, luz, telefone, educação, plano de saúde, etc. As complementares são as que ocorrem ao longo do ano, por exemplo: roupas, presentes, viagens, festas, seguros e impostos, como IRPF, IPTU, IPVA etc. As suplementares são os luxos que costu48

DEZEMbro / 2009

mamos nos dar, mesmo quando não podemos, tais como: carro zero, viagem ao exterior, roupas e acessórios de grife, acima do preço-padrão – ou seja, coisas pelas quais pagamos pela marca ou pelo status e não pela sua real utilidade. O objetivo desse levantamento é identificar de onde vem seu dinheiro e como ele está sendo gasto. Caso você ainda esteja com saldo positivo, verifique onde é possível reduzir despesas para poder poupar. Agora, se o seu saldo estiver no vermelho, você tem mesmo que cortar seus gastos suplementares e reduzir os complementares.

O SEGUNDO PASSO Defina um objetivo atingível. O que é um objetivo atingível? É aquele a que se chega, ao considerar, no momento de definir sua meta, os fatores capital, rentabilidade e tempo. Ou seja, deve-se aplicar um certo capital mensalmente em um investimento financeiro que irá render juros, e deixar o capital rendendo durante um certo tempo. Ao final desse processo, você deverá atingir seu objetivo. Como exemplo, o caso de Antônio que acabou de se formar aos 23 anos de idade e já está empregado ganhando somente R$ 1.000,00 por mês. Para comemorar, seus pais resolvem presenteá-lo com R$ 20.000,00 para que possa adquirir seu primeiro veículo 0km. O que eles não imaginam é que esse bem irá custar a Antônio algo em torno de R$ 485,00/mês, entre se-

guro, IPVA, manutenção e depreciação do automóvel. Aparentemente, a maioria das pessoas acharia normal ele assumir essa despesa; afinal, ainda lhe sobrariam R$ 515,00/mês para fazer uma viagem, sair com os amigos ou ajudar nas despesas da casa. Entretanto, Antônio resolve aplicar o que ganhou e o que gastaria com o carro (R$ 485,00 ) todo mês em sua poupança, a uma taxa de 0.5% ao mês acima da inflação.

TERCEIRO PASSO DISCIPLINA, o último e importantíssimo passo. É preciso ter disciplina suficiente para seguir o que foi planejado. E diga-se, uma tarefa fácil para poucos, considerando que a maioria deixaria de lado o plano na primeira oportunidade que surgisse. Geralmente costuma-se dizer que foi algo imperdível, ou que aproveitou uma liquidação do momento. Essas pessoas têm a ilusão de estarem ganhando um belo desconto, no entanto estão pagando um preço elevado por deixar de investir no futuro. Observe que se Antônio continuar a fazer o mesmo durante 37 anos e meio, ao final ele terá alcançado, só com sua poupança, seu primeiro milhão de reais antes de completar 61 anos e de pegar sua aposentadoria pelo INSS. Nesse exemplo, ele terá poupado cerca de R$ 237 mil, mais os juros sobre sua aplicação constante lhe darão outros R$ 763 mil. Ou seja, mais de três vezes o que economizou.


D

aí a importância de aplicar bem o que se poupa, ou seja, buscar maximizar a rentabilidade. Se conseguir rendimentos de 0,6 % mensais, será milionário aos 56 anos; se conseguir 0,7 % ao mês, o milhão chega antes dos 53 anos de idade, e assim por diante. Portanto, quanto melhor se aplica o que se poupa, mais rápido se atinge o objetivo. É onde entra um bom consultor de investimento. Portanto, pegue o lápis e papel, mantenha a disciplina, e mãos a obra. Siga o passo a passo e acredite: você pode ser um milionário. 49

DEZEMbro / 2009


Mais Mais

Ponto de Vista

A sul-americanização do Brasil Diego D’Ávila Magalhães

Mestrado em Relações Internacionais – UnB trindadediego@yahoo.com.br

O Brasil já foi americano e latino-americano, mas, atualmente, é sul-americano. Lula consolidou a América do Sul como ponto e partida para um nova inserção internacional do Brasil. O projeto brasileiro para a América do Sul é pautado por interesses nacionais pragmáticos de cunho político, estratégico e econômico. Politicamente, o Brasil quer aumentar seu poder de barganha em negociações. Nenhum país da América do Sul dispõe de meios para impor sua vontade e seus interesses na política mundial. Uma região integrada tem muito mais peso na política mundial. Como plataforma política, o subcontinente é imprescindível para o fortalecimento do poder de barganha brasileiro perante grandes potências. Caso contrário, o país seria fatalmente desfavorecido em negociações. O Mercosul viabilizou a resistência ao projeto estadunidense da ALCA. Com o G-20, o Brasil e com oito Estados sul-americanos bloquearam propostas européias inaceitáveis na OMC. Estrategicamente, o Brasil deseja um entorno regional pacífico, requisito para o desenvolvimento socioeconômico. Historicamente, relações especiais com os Estados Unidos alimentavam a idéia de “subimperialismo” nos vizinhos. O presidente Médici concebeu a idéia de “Brasil Grande Potência”, autônomo diante dos Estados Unidos e de sua própria região, mas isso gerou medo de supostas pretensões brasileiras expansionistas. Hoje, o Brasil utiliza seu peso econômico, demográfico, territorial e 50

DEZEMbro / 2009

militar para manter um ambiente pacífico, favorável à integração econômica. A União de Nações Sul-Americanas e seu Conselho de Defesa são instrumentos para garantir a estabilidade regional e dirimir desconfianças entre vizinhos. Atuando como “construtor de consensos”, o Brasil teve papel decisivo para apaziguar a crise boliviana de 2008, quando a Bolívia estava à beira de guerra civil; Lula pressionou para que Morales rejeitasse a violência e aceitasse mediação da recém criada Unasul. Essa instituição foi crucial para conciliar Colômbia com Equador e Venezuela; emergia clima de pré-guerra após bombardeio colombiano contra acampamento das FARC no Equador. Economicamente, o Brasil tem interesse pragmático em segurança energética, diversificar parceiros, exportar bens de alto valor agregado e internacionalizar suas empresas. Por isso, adotou-se o regionaldesenvolvimentismo, já que o nacionaldesenvolvimentismo não é mais capaz de suprir as demandas da economia brasileira. A segurança energética do Brasil depende da região. A brasileiro-paraguaia Itaipu fornece cerca de 19% da eletricidade do Brasil. Boa Vista é iluminada por eletricidade venezuelana. O gasoduto Bolívia-Brasil permitiu aumentar a participação do gás na matriz energética brasileira. O subcontinente é um meio de diversificar parceiros econômicos, reduzindo a dependência do Brasil em relação a Estados Unidos e Europa. Países do G-7 absorve-

ram 24% das exportações brasileiras em 2009. Os Estados Unidos, 10%. A China passou a comprar 14% das exportações do Brasil. A América do Sul adquire cerca de 15%. O Brasil é a oitava economia do mundo e seu parque industrial é o maior da América Latina. Requer, portanto, mercado para bens de alto valor agregado. Os Estados Unidos bloqueiam vários produtos brasileiros, desde siderúrgicos até suco de laranja. Relações comerciais com parceiros do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China) reproduzem o esquema centro-períferia: o Brasil exporta produtos primários e importa industrializados. Enquanto isso, a vizinhança brasileira absorve exportações de turbinas para hidrelétricas, tubos de aço para gasodutos, automóveis, serviços de engenharia, etc. Os sul-americanos também ajudam a consolidar a indústria bélica brasileira: todos utilizam aeronaves militares brasileiras. A atual intenacionalização de empresas brasileiras responde a um imperativo da globalização. Entre os setores brasileiros mais proeminentes estão os do ramo de energia, mineração, siderurgia, aviação, financeiro, construção e tecnologia. A América do Sul é um destino preferencial: a construtora Odebrecht opera em oito países; a Petrobrás, a Gerdau e a Tigre Tubos e Conexos estão em pelo menos duas economias sul-americanas. Naturalmente, a integração econômica e a interação política convergem para a construção da identidade internacional do Brasil. O filósofo Ortega y Gasset percebeu que a identidade do homem não consiste apenas em sua essência, mas também inclui aquilo que está à sua volta: “eu sou eu mesmo e minha circunstância, se não salvo a ela, não salvo a mim”. Nesse sentido, a América do Sul não é mera opção política, mas a circunstância do eu diplomático do Brasil.


51

DEZEMbro / 2009


52

DEZEMbro / 2009


Perfil Mulher