Page 1

EX ALLIEVI Newsfl N ewsfl aass h ANO 7 - NÚMERO 31 - 5 DE OUTUBRO DE 2018

Eventos atuais religiosas e periódica social da Confederação Mundial dos Ex-Alunos de Dom Bosco

Edição português - (traduções: Nisaury Ventura)

Don Jerónimo da Rocha Monteiro fácil de estimar mas difícil de esquecer


MENSAGEM DO REITOR-MOR Amo-Vos, Salesianos!

«Muitos de nós não imaginam uma vida sem Dom Bosco, sem Salesianos, e podemos afirmar que, sem ele, não estaríamos “loucamente” apaixonados por Deus, com um vida cheia da alegria e de grandes experiências». Queridos amigos,

com o Sínodo que se celebra em Roma, a Igreja quer auscultar os sonhos dos jovens e responder com todo o seu coração de mãe. Em perfeita sintonia com a Igreja, nós salesianos preparamo-nos para fazer a mesma coisa com a celebração do Capítulo Geral que estamos a preparar.

Queremos auscultar o coração dos jovens, todos os jovens: desde os mais próximos aos mais afastados ou àqueles dos quais estamos mais distantes. Perguntamos-lhes o que esperam de nós, de modo que podemos ajudá-los e de que modo eles mesmos podem ajudar-nos para sermos mais fiéis ao Senhor e a Dom Bosco. A sua participação na assembleia capitular será mais do que“simbólica”; mas mesmo que não possam fisicamente tomar parte em todos os momentos do CG28, tornar-se-ão presentes com a sua palavra jovem, forte, corajosa e até “audaz”, que nós acolheremos de coração aberto. O tema do Capítulo será: “Que salesianos para os jovens de hoje?”. A pergunta mais bela e coerente que se pode fazer. Também o filósofo Umberto Galimberti explica: «Os jovens querem professores motivados e carismáticos, porque se aprende por fascinação». E os adultos dizem: «Não vos levamos a mal, antes agradecemo-vos se puderdes ajudar-nos a realizar aquilo que queremos ser, porque também nós temos um sonho e não queremos vê-lo apagar-se como se apagam as estrelas cadentes». «Caríssimo padre Ángel»

A título de exemplo, desejo partilhar com todos vós dois escritos que recebi recentemente. O primeiro é uma mensagem pessoal no “Facebook”; e o outro é um testemunho de um jovem com quem me encontrei numa das minhas últimas visitas.

Reproduzo ambas as mensagens tais como foram escritas pelos jovens, incluindo os erros gramaticais. A primeira, de há duas semanas, vem de uma jovem animadora: «Caríssimo padre Ángel, Acabo de ler a tua mensagem referente ao Capítulo Geral 28 e decidi escrever-te só para te dizer alguma coisa; o tema do Capítulo pareceu-me maravilhoso. Já me tinha detido algum tempo a refletir sobre a figura salesiana, de que a nossa realidade precisa e de que precisamos nós os jovens, inspirada na experiência pessoal que vivi com os salesianos que me acompanharam ao longo de todo o meu crescimento. Parece-me que o Capítulo nos envolve diretamente a nós, jovens em formação-acompanhamento ou já jovens animadores, do momento que somos muito sensíveis aos gestos que nos são dirigidos. Com toda a sinceridade, algumas vezes senti-me um pouco triste porque, aparentemente, para alguns salesianos, parecem contar mais outras coisas como as contas, os objetos da casa, a economia, os edifícios, a gestão, etc. 2

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018


Todavia, o convite a dar o primeiro lugar às coisas do coração enche-me de alegria; enche-me mesmo de grande esperança o desafio de sair da zona de conforto, porque precisamos de Salesianos com convicção, sonho, paixão, que possam ser testemunhas vivas do amor de Cristo e possam ser para nós um exemplo de tudo aquilo que Dom Bosco professava. Acredito que assim poderemos uma vez mais apaixonar-nos por este estilo de vida e assim fazer crescer mais a nossa querida Família Salesiana, obviamente fazendo cada qual a sua parte. Tenho-te no coração. Com todo o afeto». Na minha última visita ao México, um jovem do Movimento Juvenil Salesiano entregou-me esta carta, depois de a ter lido em público. «Olá, padre Ângel. Antes de tudo, quero cumprimentar-te e agradecer-te tudo o que fazes. Tenho muito prazer em partilhar algo da experiência da minha comunidade como jovem do movimento salesiano.

Digo-te que conheço os salesianos há dez anos. Considero uma grande bênção ter assistido ao nascimento de um Oratório no local onde havia uma grande lixeira; a alegria de ver como se formou pouco a pouco uma comunidade que queria trabalhar, fazer a diferença, cultivar um espaço de alegria, convivência e paz para as nossas crianças e jovens, um lugar onde amar Cristo livremente, dedicando tempo e fadiga. Durante este tempo foi difícil manter vivo o oratório, devido ao ambiente incrível que o rodeava e onde grassava a droga, o álcool, a venda, a migração ilegal e onde os mais expostos são os rapazes e as raparigas. É difícil a luta que se trava todos os dias, uma luta de todos contra todos.

É de reconhecer o apoio da comunidade salesiana e dos voluntários que nos acompanham e procuram libertar os jovens destas situações. Mas há igualmente jovens apaixonados por Jesus e por Dom Bosco, jovens que encontraram uma segunda casa, novos amigos, um lugar onde podemos exprimir-nos e divertir-nos de modo saudável. Por isso, nós jovens de Nuevo Laredo desejamos dizer a Dom Bosco que queremos ser corajosos como ele para suportar tantas situações sem desesperar nem nos render, lutando sempre pelos nossos sonhos, mesmo que não saibamos até onde podemos chegar. Muitos de nós continuamos a perguntar-nos por que motivo fomos escolhidos para conhecer e viver num Oratório e nele aprender a partilhar o exemplo de Dom Bosco.

Encanta-nos saber como dedicou tempo e vida aos mais necessitados, dando-lhes um local onde viver, enviando pessoas que nos acompanham transmitindo-nos a mesma energia para acreditar em Jesus e viver segundo o seu exemplo. Muitos de nós não imaginam uma vida sem Dom Bosco, sem Salesianos, e podemos afirmar que, sem ele, não estaríamos “loucamente”apaixonados por Deus, cheios de alegria e de grandes experiências. Dom Bosco, tu guiaste os extraviados que, sem conhecer a direção da sua vida, encontraram a resposta dentro desta casa, escola, igreja e pátio.

Por isso, querido Dom Bosco, quero dizer-te obrigado porque continuas a impulsionar e motivar sempre os jovens, e desejo agradecer-te porque manténs viva a minha“Grande Família Salesiana”, onde vivi os melhores momentos da minha vida, onde conheci pessoas estupendas, das quais continuo ainda a aprender, sobretudo a alegria de amar a Deus de um modo que nunca teria pensado; a felicidade de ser eu mesmo, fazendo o que me agrada, sem medo nem vergonha diante dos outros, vivendo simplesmente na medida máxima o carisma salesiano e, portanto, podendo dizer que a minha escolha é Cristo, no estilo de Dom Bosco». Aqui ficam dois testemunhos que nos dizem como é importante para estes jovens o caminho de vida no ambiente salesiano em que se encontram, e como este ambiente salesiano os levou e os leva ao encontro com Jesus. Ao mesmo tempo pedem-nos que estejamos próximos deles, que caminhemos a seu lado, especialmente nas decisões importantes, as mais profundas, aquelas que afetam verdadeiramente a sua vida e o seu coração. Somos filhos de um sonhador e não deixaremos que os sonhos dos jovens se apaguem como as estrelas cadentes. Don Ángel Fernández Artime Reitor-Mor

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

3


RESUMO

MENSAGEM DO REITOR-MOR - «Amo-Vos, Salesianos!» Don Ángel Fernández Artime sdb A PALAVRA O PRESIDENTE

5

O DELEGADO MUNDIAL - «Juventude, Desperta!» Don Jayapalan Raphael sdb

6

Michal Hort

02 09

EDITORIAL - Una semente no mar de comunicação Pierluigi Lazzarini

8

PADRE MONTEIRO

12

BÉLGICA - Conselho da Confederação Mundial dos Ex-Alunos de Don Bosco

15

JAPÃO - Federação dos Ex-alunos de Dom Bosco de Japão prepara-se para o Congresso Regional de 2020 MACAU - Uma da mais vibrante presença JEX FILIPINAS - JEX está muito vivo na província de FIN

16 21 22

ESTREA 2018 -Cultivemos a arte de Escutar e de Acompanhar CONSELHO EXECUTIVO VISITA DE ANIMAÇÃO

JEX HONG KONG - 2018 Animação JEX na região da EAO começou em Hong Kong

REGIÕES

16

QUÉNIA - Encontro de Ex-Alunos Nairobi

ENTREVISTA

30

24 26

ESPANHA - Um grande Conselho Nacional ÍNDIA - Salesianos iniciam um Centro de formação para serviços civis ITÁLIA - Irmandade entre os alunos de Dom Bosco Ranmchibile de Palermo e os estudantes chineses REP. DOMINICANA - Eleito o Presidente dos Ex-Alunos e Ex-Alunas de Dom Bosco MALTA - Acampamentos de verão para 400 crianças... MALTA - Enter!

30 32

ITÁLIA - Un grupo de alunos freunidos com o Padre Rua ITÁLIA - I Congresso Internacional dos Ex-Alunos

38 38

Um livro sobre nossa história dos Ex-Alunos de Dom Bosco

39

SUDÃO DO SUL - Férias alternativas... ou melhor, missionárias! PAQUISTÃO - A comunidade cristã de Lahore celebra o aniversário de Akash Bashir ÍNDIA - Ex-alunos organizam um grande encontro “Bosconite 2018” MALTA - Três ex-alunos malteses em uma experiência missionária na Tanzânia ÍNDIA - Alunos e ex-alunos dos “Dom Bosco Matunga” são protagonistas de um filme comovente

40 42 42 43

HISTÓRIA

40

LIVROS

HONESTOS CIDADÃOS E BONS CRISTÃOS

44

4

9

TIMOR LESTE - Una Ex-aluna japonesa en missão entre os timorenses mais carentes 28

NOTÍCIA

50

2

SOLIDARIEDADE JAPÃO - A peregrinação da JMJ do Japão na Terra Santa 2018 ITÁLIA - No ‘Dom Bosco’ de Nápoles jovens cristãos e muçulmanos rezam juntos

FAMÍLIA SALESIANA

34 35 36 37

44

46 48

QUÊNIA - Os Delegados para a Família Salesiana da Regiâo áfrica-Madagascar PERU - “O que fizemos nestes 120 anos foi...”

49 50

CALENDÁRIO SALESIANO

54

ESTATUTO MUNDO

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

52


A palavra o Presidente Queridos Ex-Alunos e Amigos de Dom Bosco

É um prazer poder falar para compartilhar meus pensamentos no novo volume do Ex-Aluno Newsflash. E é novamente um grande prazer ver o seu conteúdo rico e inspirador. Muito obrigado a todos por suas atividades e por compartilhar com todos os ex-alunos.

Eu vejo um grande progresso em nosso Newsflash nos últimos dois anos e eu realmente acredito que é graças a Dom Bosco, a todos vocês e, é claro, pelo nosso editor principal, Pierluigi.

Como a qualidade e a quantidade de artigos estão crescendo continuamente, esperamos que em breve possamos mudar o período de publicação do Newsflash para uma vez a cada dois meses. É um grande desafio, mas com a ajuda de Dom Bosco e de uma grande equipe de editores e tradutores, poderemos em breve informar aos ex-alunos do mundo, mas também todo o mundo salesiano, com mais frequência e foco.

Ao mesmo tempo, gostaria de convidar todos vocês a permanecerem humildes e avançar em seus grandes projetos e iniciativas neste mundo. Encorajo-vos a compartilhar suas melhores práticas e sucessos com todos os ex-alunos através do nosso Facebook e página da web. É muito importante nos inspirar uns aos outros e mostrar em que somos bons. Sinta-se à vontade para conferir a seção de melhores práticas em nosso site - http://www.exallievi.org/best-practices/

Isso me deixa não só orgulhoso de ver todas as suas atividades e sucessos, mas eu vejo tudo publicado no Newsflash como os próximos passos no caminho de se tornar sal da terra e luz do mundo. Em Dom Bosco

Michal Hort Presidente

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

5


O DELEGADO MUNDIAL Juventude, Despertai! Meus queridos amigos Delegados, Presidentes e Ex-alunos,

Saudações de Roma. Desejo a todos um maravilhoso mês de outubro, um mês que traz à nossa vida e reflexão, o mês de Nossa Senhora do Rosário, a festa do Beato Alberto Marvelli, um jovem ex-aluno modelo, e especialmente o Sínodo dos Bispos na 15º Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, sobre o tema “Jovens, a fé e o discernimento vocacional”, que ocorre de 3 a 28 de outubro de 2018.

Como ex-alunos e como parte da grande família salesiana, também somos convidados por esses eventos - festa de Alberto Marvelli e do sínodo dos jovens - especialmente para enfocar os jovens: nossa missão para a juventude em geral e particularmente para nosso jovem exaluno neste momento desafiador, nossos jovens estão cercados por inúmeros problemas que, por sua vez, os tornam pouco desamparados e, às vezes, rebeldes. As razões podem ser o individualismo, a sensação de liberdade ou a crescente pressão dos pares. Mas o ponto de vista real é que os jovens são os pilares do desenvolvimento social, econômico e político. Além de sua contribuição intelectual e a capacidade de mobilizar apoio, os jovens trazem perspectivas únicas. Nós, como Confederação, devemos valorizar a imaginação, os ideais e as energias de homens e mulheres jovens, que também são os futuros interessados de nossa confederação e de nossa sociedade em geral. Eu gostaria de destacar alguns dos problemas que nossos jovens enfrentam: ~ Pornografia: Com o advento da televisão por satélite e da internet, os jovens são bombardeados com informações indesejadas e conteúdo relacionado a adultos, não de todo propício para suas mentes jovens.

~ Materialismo: triste, mas um fato amargo de que nossa sociedade promove o materialismo e ensina aos nossos jovens o sucesso e a felicidade na vida é medido pela quantidade de riqueza que você adquire.

~ Disparidade na educação: uma boa educação com valores adequados é um direito de nascimento e é um benefício para a vida de alguém. Mas hoje a qualidade educacional categorizada pelo status financeiro traz em disparidade. ~ Desemprego: Todos estão estudando com instalações completas. Mas mesmo os jovens com vários graus não conseguem encontrar trabalho com bons salários e viver um estilo de vida decente.

~ Pobreza: É uma vergonha ver que as seções do mundo ainda são mais pobres. Mesmo depois de ser libertado da escravidão e da colonização, muitos países estão lutando. A pobreza está realmente nos matando e os jovens também estão sendo vitimados sem boa saúde e higiene. ~ Delinquência juvenil: o comportamento adolescente é extremamente problemático e imprevisível também. Há muitos que são pegos em flagrante com pequenos crimes, como conflitos armados, casos ilícitos, abuso de substâncias, bebida e drogas.

6

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018


~ Status das mulheres: vários casos de desigualdade, opressão, chantagens, estupros, assassinatos e roubo. ~ Crise de identidade: Acima de tudo, o desafio básico que o jovem enfrenta é a necessidade de identidade.

Neste contexto e os desafios que os jovens enfrentam hoje, qual seria o nosso sonho para a juventude, como ex-alunos? Don Artime Fernandez, nosso querido Reitor-Mor, no prefácio dos Estatutos, nos orienta, convidando-nos a fortalecer o compromisso dentro da realidade em que trabalhamos. Ele diz: «Vamos voltar sendo jovens de coração, oferecer ajuda àqueles que precisam, para deixar um sinal de nossa própria existência. É a sua vez de agir de acordo com as consequências, a sua vez de salvar aqueles que precisam da sua atenção, é a sua vez de construir uma base sólida para um novo futuro». Ao celebrarmos a festa do Beato Alberto Marvelli, durante o seu ano centenário, as palavras do nosso querido Papa Francisco aos jovens de dois meses atrás ecoam em nossos ouvidos. Ele destacou duas palavras importantes, partindo do compartilhamento pelos jovens, Sonho e Espírito de equipe. ~ Sonho: os sonhos são importantes. Eles mantêm nossa visão ampla, nos ajudam a abraçar o horizonte, a cultivar a esperança em todas as ações diárias. E os sonhos dos jovens são os mais importantes de todos. Um jovem que não sonha é anestesiado; ele não consegue entender a vida, o poder da vida. Os sonhos te acordam, eles te levam adiante, são as estrelas mais brilhantes, aquelas que indicam um caminho diferente para a humanidade. Então, você tem em seu coração estas estrelas brilhantes que são seus sonhos: elas são sua responsabilidade e seu tesouro. Faça-os também ser seu futuro! E a Bíblia nos diz que os grandes sonhos são aqueles capazes de dar frutos. os grandes sonhos são aqueles que trazem fecundidade, que são capazes de semear a paz, de semear a fraternidade, de semear alegria, como hoje;

~ Andando juntos: O oposto de "eu" é "nós". Se eu disser: o oposto é você, então eu faço guerra; se digo que o oposto do egoísmo é “nós”, faço a paz, faço comunidade, levo adiante os sonhos de amizade e paz. Andar sozinhos nos permite ser libertos de tudo, e talvez mais rápido, mas andar juntos nos torna um povo, o povo de Deus. Um provérbio africano diz: «Se você quer ir rápido, corra sozinho. Se você quiser ir longe, vá com alguém». ~Coragem e Otimismo: Empreenda-a com a confiança e energia de João, o "discípulo amado". Sim, o segredo está lá - em ser e saber que você é "amado", "amado" por Ele, por Jesus, o Senhor, Ele nos ama! E cada um de nós, voltando para casa, coloca isso em seu coração e em sua mente: Jesus, o Senhor, me ama.

Empreenda com coragem e com alegria o caminho para casa, tome-o com a consciência de ser amado por Jesus. Então a vida se torna uma boa raça, sem ansiedade, sem medo, aquela palavra que nos destrói. Sem ansiedade e sem medo. Uma corrida em direção a Jesus e aos seus irmãos, com um coração cheio de amor, fé e alegria: vá assim!

Convido todos nós a seguir de perto as reflexões no Sínodo sobre a Juventude e a ver como podemos levá-las a sério e colocá-las em prática na nossa missão para a juventude em geral e particularmente para os jovens ex-alunos nos nossos contextos. Que nossa Senhora do Rosário nos inspire e fortaleça em nossa missão. Pe. Jayapalan Sdb Delegado Mundial dos Ex-Alunos de Dom Bosco Roma

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

7


EDITORIAL Uma semente no mar de comunicação Queridos amigos e amigos,

Dom Bosco dizia com frequência: «Estamos numa época em que devemos operar. O mundo se tornou material, por isso devemos trabalhar e dar a conhecer o bem que fazemos». Fomos educados em sua escola e é o valor dessa educação recebida que nos faz pertencer à Família Salesiana. Quem disse que o mundo é tão ruim, como os grandes meios de comunicação tendem a aparecer? Há alguns bons todos os dias, sob o sol. Por que nunca se fala do bem?

A educação salesiana não é uma prática ascética, mas uma escola de vida que desde Dom Bosco até hoje envolveu e convenceu milhões de pessoas em todo o mundo, por sua grande capacidade de persuasão dos jovens e pela incidência e vida social que expressa.

Aprender a esperar é decisivo, renova a nossa vida, põe em jogo tudo o que nos parecia perdido: é uma força indescritível e maravilhosa. O que a certa altura pareceu claro foi à necessidade de se equipar de forma independente ou de organizar sua própria estratégia de comunicação. Mas uma revista, para informar e oferecer notícias de forma adequada, também precisa de correspondentes e, no caso dos ExAlunos Newsflash, de tradutores.

Hoje, escrever um artigo é muito mais simples do que no passado. De casa, a qualquer momento, você prepara e envia a "peça" - talvez acompanhada de fotos - pela Internet. Isso, para aqueles como eu que escrevi primeiro a mão (na verdade eu ainda uso a caneta) e depois no teclado do computador, é inacreditável.

Ex-Alunos Newsflash e a Providência. Número após número, percebemos como os colaboradores aumentam, ampliando nosso leque de ações para todo o mundo. Mesmo lisonjeado com o último pedido de colaboração para traduções de uma ex-aluna da República Dominicana. Desta forma, a peça editorial é enriquecida com páginas, colunas, conteúdos. É como ter uma janela no mundo, mesmo a mais distante e aparentemente marginal. Graças aos artigos, podemos estar em comunhão mais próxima com todos. Um pensar, fazer juntos, um sentimento comum que cria essa harmonia de intenções e valores.

O número dos Ex-Alunos Newsflash que você tem nas mãos apresenta, como de costume, algumas novidades, para uma comunicação que pode sempre mostrar melhor o comprometimento dos ex-alunos do mundo. A beleza de um projeto está na mudança que ele traz. E então... Boa leitura!

8

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

Pierluigi Lazzarini


E STREIA 2018

“Senhor, dá-me dessa Água” (Jo 4,15)

CULTIVEMOS a arte de ESCUTAR e de ACOMPANHAR II. ENCONTRO QUE ESTIMULA A PESSOA A IR ADIANTE: “Discernir”

Continuando a leitura do texto do encontro de Jesus com a Samaritana, que nos leva pela mão no caminho de escuta, discernimento e acompanhamento, lemos:

Jesus respondeu: «Se conhecesses o dom de Deus e quem é aquele que te diz: “Dá-me de beber”, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva». A mulher disse: «Senhor, não tens sequer um balde, e o poço é fundo; de onde tens essa água viva?» [...] Jesus respondeu: «Todo o que beber desta água, terá sede de novo; mas quem beber da água que eu darei, nunca mais terá sede». [...] A mulher disse então a Jesus: «Senhor, dá-me dessa água, para que eu não tenha mais sede». (Jo 4, 10-15)

tenda que Ele compreende a sua situação mais do que ela possa imaginar, e intui a dor e o sofrimento que, de certo modo, deve ter suportado. √ Coloca a mulher diante da sua situação real e das suas respostas evasivas; até mesmo diante da verdade mais íntima, como no momento em que ela diz: «Eu não tenho marido». √ Ao mesmo tempo, experimenta uma empatia compassiva. Jesus não dá por terminado o diálogo, não se dá por vencido diante das resistências iniciais. √ O diálogo ajuda a esclarecer os equívo-

cos e a manifestar-se de modo autêntico; as respostas enigmáticas e provocadoras suscitam proximidade na mulher; ela sente-se surpreendida e tem confiança, chegando realmente a desejar o que pode tornar a sua vida melhor.

Jesus, que busca o bem do outro, estabelece uma relação pessoal, em vez de emitir um juízo moral de desaprovação ou censura: √ Em vez de acusar, dialoga e propõe. √Sua linguagem, suas palavras são diri-

Jesus, como bom conhecedor do coração humano, serve-se de todos os recursos da palavra, do colóquio e dos gestos, para encontrar as pessoas:

√ Faz perguntas, dialoga, explica, narra, presta atenção ao ponto de vista do interlocutor, sugere, afirma, provoca reações. √ Faz com que a Samaritana anônima enEX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

9


E STREIA 2018 gidas ao coração daqueles aos quais fala. √ No diálogo com a mulher da Samaria, procede com calma, sem pressa de apresentar-se como aquele que pode mudar a sua vida, despertando nela aos poucos o interesse pelo acesso à fonte que promete uma vida especial, diferente, melhor.

Jesus, especialista em humanidade, está atento e cheio de interesse pelo mundo interior dos seus interlocutores: lê nos seus corações, escuta-os e sabe decifrálos.

A fé e a vocação à alegria do amor O Senhor, também em nossos dias, como então com a Samaritana, fascina muitíssimos jovens, e essa atração está em estrita relação com a fé e o chamado que Deus dirige a cada um dos seus filhos e filhas para viverem a vida como vocação à alegria do amor. A fé faz com que os jovens se sintam conquistados pelo modo de ver, acolher, relacionar-se e viver de Jesus, e dilata a sua vida. Como diz o Papa Francisco, a fé «não é um refúgio para gente sem coragem».7 E para nós que tiramos as águas da torrente que flui do carisma salesiano suscitado pelo Espírito em Dom Bosco, a proposta de fé como ponto de partida de qualquer outro discernimento se fundamenta numa única certeza: cremos realmente que Deus nos ama e ama os jovens, cremos que Jesus, o Senhor, quer compartilhar com eles a sua vida, e cremos que o Espírito Santo se faz presente nos jovens e age em cada um deles.8 A luz da fé que, gradualmente e acompanhando os processos, amadurecerá na vida dos jovens que “se deixam tocar por Deus”, permitirá que eles tomem consciência do “projeto de amor apaixonado que Deus tem para cada um”;9 e descoLF, 53. Cf. CG 23, 95. 9 DP, p. 33.

brirão assim que “a vocação à alegria do amor é o apelo fundamental que Deus inscreve no coração de cada jovem, a fim de que a sua experiência possa dar fruto”.10

Esse caminho exige uma atitude de abertura à voz do Espírito, em diálogo com a Palavra de Deus, naquele espaço, o mais íntimo e sagrado que a pessoa humana conhece, que é a consciência. Devemos ter presente, com visão educativa e pastoral, que os jovens, ou os esposos em seu matrimônio, ou as famílias chegam a percorrer esse caminho impelidos não poucas vezes por uma série de busca originada em algumas situações vitais:

• Situações que levam a pessoa, o jovem, o casal, ou algum membro da família, a experimentar a necessidade de dar um significado profundo à vida, também na perspectiva da fé. Às vezes, isso acontece porque se atravessam situações nas quais se percebe vitalmente que algo não funciona ou não vai bem.

• Momentos nos quais não se está bem, não se vive em harmonia interior e não se encontra significado pleno no que se vive, ou no “nós” do matrimônio, ou na família. A situação pode manifestarse concretamente num “vazio existencial” que frequentemente gera desorientação pessoal, mal-estar, tristeza e falta de esperança.

•Tenha-se também presente que, em algumas sociedades, vivemos e somos obrigados a viver de tal maneira projetados para fora como se estivéssemos numa vitrine, e nas quais se vende a ideia de que não há lugar para limitações ou defeitos, e onde não se tem

7

8

10

10

Ibid.

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

o direito de envelhecer ou fazer aniversário porque “é de mau gosto”. Nessas sociedades, é preciso, mais do que nunca, de uma educação, de um caminho pessoal e comunitário, de uma escuta e de um diálogo que favoreçam o aprofundamento e a interioridade da vida.

O dom do discernimento O que dissemos até aqui, e ainda mais, justifica a intenção da Igreja de reiterar por meio do Sínodo «o seu desejo de encontrar, acompanhar e cuidar de cada jovem, sem exceção” e de não “abandoná-los às formas de solidão e de exclusão às quais o mundo os expõe».11 O que permite evidenciar o quanto é importante, com a escuta, o dom do discernimento. Isso foi aplicado na tradição da Igreja a uma pluralidade de situações: discernimento dos sinais dos tempos; discernimento do modo de agir moral; discernimento espiritual em se referindo à busca de um caminho de vida cristã plena; discernimento quando se trata da própria vocação ou opção de vida. Em todo o caso, o diálogo com o Senhor e a escuta da voz do Espírito são sempre essenciais, pois, como evidenciamos anteriormente, precisamos estar cientes de que «a pessoa de Jesus e a Boa Notícia por Ele proclamada continuam a fascinar muitos jovens»12. Por que sugerir ou promover itinerários de discernimento a quem já está na situação de deixar-se livremente interpelar ou tocar por Deus? Simplesmente porque reconhecemos que o Espírito Santo fala e age em cada pessoa por meio dos acontecimentos da existência, sua e dos outros. Fala também por muitas mediações, contudo os fatos, as experiências, os acontecimentos e a vivência podem ser, de per si, mudos ou ambíguos, pois são sempre sujeitos a interpretações 11

12

DP, p. 29. DP, p. 25.


E STREIA 2018 muito diferentes e subjetivas. Iluminá-los com o método correto será um dos frutos do itinerário de discernimento. O Papa Francisco, na Evangelii Gaudium, oferece-nos três chaves para o discernimento, incluindo o estudo dos sinais dos tempos, como indicava o Papa Paulo VI.13 As três chaves ou critérios são: reconhecer, interpretar e escolher.

contentar com o mínimo, não tender apenas ao que é fácil, estar ciente dos próprios dons e das próprias possibilidades. √ Naturalmente, a tarefa de interpretação poderá desenvolver-se num crente, num cristão, com algumas condições: • cultivando um verdadeiro diálogo com o Senhor (como o diálogo da mulher da Samaria com Jesus); • ativando todas as capacidades da

- INTERPRETAR15 √ Compreender para que o Espírito de Deus está chamando por meio do que suscita em cada um. √ Interpretar e interpretar-se é uma tarefa muito delicada, que requer paciência, vigilância e também certa aprendizagem. É preciso estar ciente da existência de condicionamentos sociais e psicológicos. √ Será necessário confrontar-se com a realidade e, ao mesmo tempo, não se

CRISTO E A MULHER SAMARITANA Lazzaro Bastiani, 1475 Galeria Accademia, Veneza

- RECONHECER14, à luz do que é inspirado pelo Espírito: √ Para ter lucidez nos momentos dos altos e baixos da vida; nos períodos de verdadeira luta interior. √ Para fazer aflorar toda a riqueza emotiva da pessoa, e dar um nome ao que se experimenta ou que existe em nós mesmos. √ Para colher o “gosto” que experimento na consonância ou dissonância entre o que experimento e o que há de mais profundo em mim. √ Tudo isso, iluminado pela palavra de Deus que se deve meditar, colocando no centro a capacidade de escuta e a própria afetividade da pessoa, sem ter medo nem mesmo do silêncio. √ Assumindo tudo como parte do caminho de amadurecimento pessoal.

PAULO VI, Carta Encíclica Ecclesiam suam (6 de agosto de 1964), 19: AAS 56 (1964), 632, apud EG, 51. 14 Cf. DP, p. 37-38. 15 Cf. DP, p. 38-40.

pessoa, fazendo com que ela não seja indiferente àquilo que acontece, com aquilo que vive (como na ressonância que o diálogo com Jesus teve no coração daquela mulher); • deixando-se ajudar por uma pessoa perita na escuta do Espírito (que, no caso do texto evangélico, era o mesmo Jesus quem orientava).

- ESCOLHER16 Chega-se, assim, ao momento em que a pessoa, o jovem, os esposos, a família – se o discernimento se dá no âmbito familiar – devem tomar decisões, fazendo um exercício de autêntica liberdade e de responsabilidade pessoal ou comunitária, segundo os casos. A Samaritana precisou escolher interiormente entre ignorar Jesus e continuar a sua vida como se nada tivesse acontecido naquele encontro, ou tomar a decisão de deixar-se surpreender por Ele e envolverse a ponto de ir chamar seus conterrâneos, comunicando-lhes a comoção que sentia, porque aquele homem chegara à profundeza do seu mundo interior. √ A escolha feita quando se discerne à luz do Espírito, com muita frequência, dá grande liberdade às pessoas e, ao mesmo tempo, exige coerência de vida. √ Por isso, pode-se afirmar que favorecer nas pessoas, e de modo todo especial nos jovens, escolhas de vida que sejam realmente livres e responsáveis, é o ponto de chegada de todo processo sério de discernimento no caminho da fé e do crescimento pessoal (e de toda pastoral vocacional que se possa pensar). O discernimento é o “o instrumento principal que permite salvaguardar o espaço inviolável da consciência, sem pretender substituí-la»,17 justamente porque – diznos o Papa Francisco – «somos chamados a formar as consciências, não a pretender substituí-las»,18 seguindo o exemplo de Jesus que no diálogo com a mulher Samaritana a acompanha na viagem para a verdade e a interioridade de sua vida. Don Ángel Fernández Artime Reitor-Mor

(Continua na próxima edição)

13

Cf. DP, p. 40-42. DP, p. 41. 18 AL, 37. 16 17

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

11


PADRE M ONTEIRO

Padre Jerónimo da Rocha Monteiro Um Salesiano fácil de estimar mas difícil de esquecer (ANS – Manique)

Faleceu no dia 31 de agosto, na cidade de Manique, em Portugal, o padre Jeronimo Rocha Monteiro, SDB. Ele tinha 80 anos, dos quais 61 passados na vida religiosa salesiana e 50 como sacerdote.

Ao longo dos anos, ele serviu a Federação Mundial de Ex-alunos de Dom Bosco e visitou muitos países da região da Ásia Leste-Oceânia.

Em nome do Reitor-Mor, padre Ángel Fernández Artime, o Vigário, padre Francesco Cereda enviou condolências à família, à inspetoria de Portugal e à Federação Mundial dos Ex-Alunos. Padre Cereda manifestou grande apreço pela força com que o padre Jeronimo Rocha Monteiro realizou o seu trabalho.

Nascido em Gens-Gondomar, o padre Monteiro fez a sua primeira profissão religiosa na Congregação Salesiana de Manique em 16 de agosto de 1957 e, em 30 de março de 1968, foi ordenado sacerdote. Ele ocupou cargos como diretor, pastor, conselheiro e vigário em diversas comunidades salesianas, foi diretor de "Edições Salesianas" de Portugal (2001-2002), Conselheiro Inspetorial (1993-1999 e 2009-2015) e era delegado Inspetorial para a família Salesiana desde 2008. De 2002 a 2008, desempenhou brilhantemente o papel de Delegado Mundial da Confederação Mundial de ExAlunos.

12

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018


PADRE M ONTEIRO Pensando nos destinatários desta recoradação/homenagem – todos os Antigos e Antigas Alunos de Dom Bosco, no Mundo – incluindo os Salesianos, sobretudo os Delegados para os Ex-Alunos e também as Ex-Alunas FMA – sinto-me na obrigação de manifestar o mais profundo reconhecimento em meu nome e no de quantos tiveram a dita de conhecer e estimar este excepcional pastor de almas, exímio comunicador, sacerdote-apostolo-educador-poeta-músico... e de gozar a sua companhia compartilhando a espiritualidade salesiana, o trabalho a amabilidade e a alegria.

Testemunho do Presidente Emérito Antonio G. Pires

Não é tarefa simples falar do Padre ROCHA. Eu tive o privilégio de lhe estar próximo desde o já distante 1957 até à última celebração litúrgica do seu adeus, dias antes da partida para o Céu. Os diferentes caminhos convergentes da vida fazem-se caminhando, ainda que nem sempre sobre os carris paralelos. Ele, fiel à vocação, com voto de pobreza, possuía grande riqueza de talentos que pôs a render como servo bom e fiel durante a vida. E estava bem onde a obediência o colocava. Foi Diretor em diversas Casas, Pároco e Delegado Nacional dos Ex-Alunos. Pregador brilhante (apóstolo da nova Evangelização, aggiornato, filósofo da pós modernidade), hábil produtor de conteúdos para projeção e comunicações nos encontros e retiros espirituais (antes com diapositivos /slides – montando maravilhosos diaporamas - e depois criando peças de arte em Power-Point), com domínio técnico do Hardware e do Software, como poucos profissionais, recorria a parábolas, imagens, testos e músicas edificantes... com que chamava a atenção, prendia o espírito e convidava à reflexão. Era dono de uma excelente voz, amante da música desde sempre e criara um Grupo Coral, tendo conseguido editar dezenas de discos, CDs e DVDs, que se difundiram pelas Casas, Paróquias e grupos de pastoral e de espiritualidade. Foi o autor de muitos cânti-

cos litúrgicos e marianos que são cantados em muitas partes do país e no estrangeiro…

Havia pouco tempo que estava nas Edições Salesianos, no Porto, onde além de outras atividades animava uma das equipas de reflexão espiritual (Comunidade de Vida) que tinha criado. E eu era o Presidente Confederal quase a meio do segundo mandato. E depois de rezar bastante ao Beato Dom F. Rinaldi, ganhei coragem e propus o nome do padre Rocha aos Superiores. Uma tarde, em fim de dia, telefonou-me de Roma o Vigário Dom Luc Van Looy: «O Reitor-Mor indicou o P. Rocha Monteiro como Delegado Mundial. Você está feliz, presidente?». Por alguns segundos, muito longos, fiz silêncio em simbiose de emoção e alegria. E agra-

deci ao Céu e a Don Van Looy a notícia, agendando a próxima reunião da Junta Confederal. Tinha sido eu o primeiro português a ser eleito presidente (2 vezes); agora teria um Salesiano português como Delegado Mundial pela primeira vez. Este ‘duo’ fazia sentido e sabia bem…

Para além do mais, era à generosidade da Inspetoria (Província Portuguesa) e à disponibilidade generosa do Padre Monteiro que devia endossar o OBRIGADO. Os nossos contactos eram frequentes antes de depois de ir para Roma, deixando de lado tantos e lindos projetos de espiritualidade vivificante. Relativamente à estrutura confederal, na Pisana, nem tudo era pacífico; mas o Padre Rocha, sim: observador, psicólogo, prudente, dialogante, compassivo, SDB, qb. E promovemos algumas reuniões durante

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

13


PADRE M ONTEIRO todo o resto do meu mandato, demonstrando ele uma abertura ponderada, propositiva e de compromisso formativo. Sobretudo em relação às motivações de atração para o associativismo dos jovens ex-alunos, os GEX. A ‘Escola de Leaders’ saíu-lhe da mente e do coração. Foi um dos seus sonhos tornado realidade: - uma ideia profética e válida para continuar...

Para tornar eficaz a sua ação, empenhou-se desde logo na prática e domínio de diferentes línguas com as quais se queria exprimir nas nações que iria visitar desempenhando as funções que o Reitor Mor lhe atribuíra a nível mundial: dinamização do nosso grupo pertencente à Família Salesiana. Todos lhe reconhecem o extraordinário dom de poliglota, sempre disponível para colaborar nos encontros e congressos como incomparável ‘tradutor simultâneo’.

escrevendo poemas e músicas para Jesus, Maria e Dom Bosco, como que a preparar o seu encontro no Céu... No mês de maio, telefonou-me combinando encontro. Já tinha dificuldade em falar. Mas falámos bastante sobre a sua viagem final. Humanamente comovido, mas sem se perturbar, cristãmente conformado, pois tinha entregue o coração nas mãos de Maria para o ajudar a fazer, de bom grado, a vontade de Deus.

Em 16 de Junho, para o Dia Nacional do Antigo Aluno realizado na Associação AAS do Estoril, embora extremamente combalido, fez questão em participar pois queria aproveitar o ensejo para se ‘despedir’ de todos em ambiente festivo. E assim foi. Rodeado de Antigos Alunos, em uníssona comunhão de reconhecimento e carinho, o Padre Rocha fez-

Regressado a Portugal, assume o cargo de Delgado Nacional para a Família Salesiana (FS). Os Antigos Alunos de Dom Bosco estão-lhe no coração, nutrindo especial afeição por todos, até adoecer gravemente. Estava conscientemente convencido de que o seu mal não tinha cura. E exemplarmente, abandonou-se à vontade de Deus. Confiante, sereno, vai fazendo o que as forças lhe permitem, sonhando, tentando esboçar projetos,

nos viver momentos inolvidáveis, com gestos mais do que com as palavras entrecortadas pela emoção, deixando profundamente marcado o ‘adeus’ com a reciprocidade do sentimento familiar: FS.

Depois, no dia 14 de julho, a sua Comunidade (que tem sido considerada antecâmara do Céu), promoveu a celebração das «Bodas de Ouro Sacerdotais». Com ele estiveram dois dos seus irmãos e uma sobrinha, juntamente com os Salesianos e FMA, representantes dos Grupos da Família Salesiana (Cooperadores e sobretudo Antigos Alunos de Dom Bosco). Para o seu 80º aniversário natalício (24 agosto) a Comunidade de Manique prestou uma singela homenagem em tom de festa familiar, juntamente com alguns dos amigos mais próximos; O Padre Rocha conviveu, aceitou os ‘parabéns’ e referiu-se à chegada próxima da irmã morte. De facto, na noite de sexta-feira, 31 de agosto, partiu para a eternidade. Terá sido recebido enquanto cantava pianinho o seu «Boa noite, boa noite Maria, boa noite minha Mãe’!...», o qual se canta em todo o mundo e talvez até naquele pedacinho do Paraíso Salesiano... A. Guilhermino Pires Presidente confederal emerito

Queridos amigos,

Lembrar Dom Monteiro é como reabrir um pedaço da maravilhosa história da minha vida. Comecei minha Presidência com ele como Delegado e, imediatamente, entramos em grande harmonia. Fizemos a primeira viagem juntos em agosto de 2004 na Argentina e juntos demos um grande estímulo e impulso à atividade da Escola de Líderes na América Latina e depois na Europa. Desde 2004, muitas memórias me ligam a ele, muitos dias passados juntos na Pisana para refletir, para sempre nos confrontar em pro da nossa maravilhosa Confederação Mundial. A última lembrança é a da Assembleia Mundial de 2015 e da peregrinação a Turim, ele enfrentou algumas dificuldades pela sua saúde não ser ótima.

A notícia de sua morte me pegou em um momento maravilhoso da minha vida no nascimento do meu amado filho Giorgio. Eu peço a ele para protegê-lo. E fazê-lo por seus ex-alunos do mundo que o amavam e apreciaram muito sua salesianidade viva e seu papel como Delegado Mundial ao serviço da associação. Descanse em paz, meu amigo! Francesco Muceo Presidente Confederado Emérito

14

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018


C ONSELHO E XECUTIVO

Bélgica

Conselho da Confederação Mundial dos Ex-Alunos de Don Bosco

Bruxelas, Bélgica - setembro 2018

No primeiro fim de semana de setembro acontece, em Bruxelas, o Conselho Executivo da Confederação Mundial dos Ex-Alunos de Dom Bosco, que conta com a participação do padre Eusebio Muñoz, Delegado do Reitor-Mor para a Família Salesiana.

Além de tratar da coordenação e do governo, na ocasião foram organizadas reuniões com as duas federações belgas, os líderes de associações locais e a Família Salesiana, flamenga e da Bélgica francófona, incluindo o padre Wilfried Wambeke, Superior da Inspetoria da Bélgica do Norte e Holanda (BEN).

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

15


V ISITA DE ANIMAÇÃO

Japão

Federação dos Ex-alunos de Dom Bosco de Japão prepara-se para o Congresso Regional de 2020

Tóquio, Japão, 31 de julho de 2018 Das Filipinas (FIN e FIS), os conselheiros da Confederação Mundial, Alberto Piedade e Angel Gudiña viajaram para a Província do Japão (GIA) em 27 de julho de 2018. Os dois foram saudado pelo Secretário Geral da Federação Nacional dos Ex-Alunos do Japão, Sr. Mitsuhiro Tateishi no Aeroporto de Narita. Eles passaram a noite na Casa de Forma-

16

ção Salesiana em Chofu, onde visitam o Museu de Mons Cimatti com a ajuda do Pe. Gaetano Compri, SDB, que explicou de todo coração a graça da vida concedida ao Venerável Vicente Cimatti. Além da exposição do dom da música, muitas cartas de Don Cimatti, expõem-se também seus trabalhos científicos e estudos sobre rochas e borboletas de maneira organizada. Vamos orar para que Don Cimatti possa realizar um milagre de que ele será um

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

abençoado no futuro próximo.

De Chofu, os dois Ex-Alunos se mudaram para Shin-Yokohama para se reunir com os Presidentes das uniões locais, vicepresidentes, conselheiros e membros da equipe de trabalho JEX em 28 de julho de 2018 da Federação Nacional no Shin Yokohama Prince Hotel. Com a ajuda da Sra. Izumi Sakura, a reunião foi realizada em japonês e foi traduzida simultaneamente


V ISITA DE ANIMAÇÃO para facilitar o entendimento.

A reunião foi liderada por um dos vicepresidentes, o Sr. Tsunehisa Kurachi, já que o Sr. Hiroshi Yoshid não poderia participar devido ao tufão que estava programado para acontecer naquela noite. Na reunião, eles discutiram quatro importantes pontos da agenda: 1. Estatística de graduados e estudantes atuais nas cinco escolas de Dom Bosco, 2. Desenvolvimento de website e discussão de orçamento para 2017 e 2018, 3. Apresentação da Confederação Mundiale. 4. Conferência Ásia-Oceania 2020 em Yokohama Entre os participantes estava presente também Pe. Masao Suzuki, SDB - Delegado aos ex-alunos do DB e Pe. Shin Mishima, SDB como membro da equipe de Pastoral Juvenil e Delegado JEX. Para a Conferência de 2020, ainda precisamos discutir o número estimado de participantes e a Federação do Japão estará em diálogo com a Confederação Mundial para determinar isso no futuro próximo. Desta forma, poderíamos começar a calcular possíveis despesas para garantir uma melhor gestão e o sucesso do Congresso da EAO 2020 no Japão.

No dia 29 de julho, os conselheiros foram a uma missa dominical na paróquia Salesiana Himonya em Meguro, onde também visitaram o Jardim de Infância Salesiano Meguro e o antigo prédio da escola secundária Salesiano Gakuin, que agora é usada como escritórios e salas para atividades paroquiais e juvenis. Os conselheiros também passam um breve momento para falar com os jovens animadores que estão se preparando para o acampamento de verão na próxima semana.

A visita a duas escolas salesianas foi realizada na segunda-feira, 30 de julho - onde os conselheiros foram levados para visitar o Politécnico Salesiano (incluindo o jardim de infância Salesiano Machida) com a ajuda do Sr. Luis Marques, um dos professores que nos mostrou depois dos conselheiros foram apresentados em primeiro lugar na reunião com os professores durante a assembleia da manhã de segunda-feira. As instalações e o sistema educacional realmente mostram alta qualidade e são considerados uma das principais escolas Politécnicas de Dom Bosco na Ásia.

Então, à tarde, eles foram para a escola secundária Salesiana Gakuin em Yoko-

hama. Infelizmente, os estudantes estavam em suas férias de verão, os conselheiros se reuniram com os professores e tiveram a chance de ver as instalações da escola, salas de música, academia e o antigo Aspirantado Salesiano (que agora é utilizado como sala de estudo particular para os alunos). Terminando nas escolas, o vice-presidente dos ex-alunos de Salesio Gakuin, Keichi Kitamura forneceu um guia para os conselheiros, acompanhado pelo Sr. Tateishi e o Sr. Kenji Uta.

Antes de terminar a visita no dia 31 de julho, os conselheiros foram levados para visitar alguns dos mais antigos templos e santuários da cidade de Kamakura, por Izumi Sakura e Tateishi. Antes da partida, houve uma breve discussão sobre o projeto de agenda para o Congresso Regional da EAO 2020 entre os conselheiros e o Sr. Tateishi, o Secretário da Federação Nacional sobre o número, atividades e despesas do Congresso e as formas de manter contato durante os próximos três meses. Ore pela Federação do Japão para que toda a preparação seja guiada por São João Bosco e Maria Auxiliadora - Unidade como força e juntos podemos alcançar tantas coisas. Continuemos a ser o Sal da Terra e a Luz do Mundo. Alberto Piedade, ExDB

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

17


V ISITA DE ANIMAÇÃO 1º dia (28 de julho)

Seminário Chofu, Museu Don Cimatti, encontro com a Federação Japonesa @Shin Yokohama Prince Hotel

18

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018


V ISITA DE ANIMAÇÃO

2º dia (29 de julho)

Paróquia Himonya, Jardim de Infância de Meguro Salesio, Shibuya, Oyama Afuri Jinja (Santuário Xintoísta), jantar com os timorenses no Japão @Hashimot

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

19


V ISITA DE ANIMAÇÃO 3º dia (30 de julho)

Politécnico salesiano, jardim de infância salesiano de Machida, almoço para churrasco coreano, Salesio Gakuin, porto de Yokohama, Chinatown

4º dia (31 de julho)

Kamakura Tour; Engakuji (templo zen), almoço, Tsurugaoka Hachimangu (santuário xintoísta), paróquia de Yukinoshita, Kamakura Daibutsu, praia de Yuigahama, porto de jantar de Yakitori, Chinatown

20

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018


V ISITA DE ANIMAÇÃO

Macau

Uma da mais vibrante presença JEX

Continua em Macau a visita de animação dos dois Conselheiros Mundiais da Confederação dos Ex-alunos de Dom Bosco, Alberto Piedade, da Região Ásia – Oceania, e Ángel Gudiña, Vice-Presidente GEX. Foram recebidos à sua chegada pelo Presidente do Conselho Executivo, João Baptista Manuel Leão, e pelo Delegado nacional, P. Joseph Chow, com outros membros do conselho nacional, como o Sr. Roque, Sr. Jorge e o Sr. Nelson Wong. A federação de Macau, criada em 1983, apresentou o estado das associações ativas e dos novos projetos, com atenção especial aos jovens ex-alunos. Na reunião geral, Alberto Piedade como conselheiro Gex da Região, apresentou as motivações e as perspectivas da Confederação Mundial e as atividades definidas. Macau - 24 de julho Na sua segunda etapa da visita de animação dos Ex-Alunos de Dom Bosco, o Sr. Alberto Piedade e o Sr. Angel Gudiña foram calorosamente recebidos pelos Ex-Alunos de Macau.

Durante um almoço de trabalho a Federação de Macau apresentou o estado de arte de todas as três Associações (UnidadeCapítulo) ativas em Macau e os novos projetos, com especial ênfase nos Jovens Ex-Alunos (JEX), muito ativos no Instituto Salesiano (Escola Salesiana - desde 1906), e também as recentes mudanças em seu Estatuto.

À noite, o grande encontro aconteceu com muitos dos Presidentes das Uniões Locais, mas especialmente com um grupo muito ativo de Jovens Ex-Alunos, que já estão organizando atividades para outros jovens nas casas salesianas de Macau. Tivemos tempo para conhecer suas motivações e expectativas e para apre-

sentar o Plano Estratégico da Confederação Mundial e as atividades que estão sendo resolvidas por Alberto como Conselheiro JEX na Ásia. Um encontro muito frutífero e encorajador em que misturamos português e inglês. Alberto Piedade, ExDB

Após a reunião formal, o Secretário da Federação Sr. Jorge, levou os representantes da Confederação Mundial a uma visita a várias das Casas Salesianas de Macau (Yuet Wah Collage e Yuet Wah - Colégio Dom Bosco) e também ao centro histórico para alguns passeios turísticos.

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

21


V ISITA DE ANIMAÇÃO

Filipinas

JEX está muito vivo na província de FIN (Norte das Filipinas)

Manila, Filipinas, 24 de julho de 2018 Os dois conselheiros mundiais, Alberto Piedade e Angel Gudiña, continuaram sua animação representando a Confederação Mundial na região da EAO para a província de FIN (norte das Filipinas).

A viagem começou com um jantar de boas-vindas após a sua chegada, organizado pelos Oficiais do Capitulo de Makati com o Presidente da Federação Nacional dos Ex Alunos de Dom Bosco, Sr. Joseph Marquez e a Secretária Nacional da Federação, Sra. Juvy Montalbo. Presentes também o provincial de FIN, Pe. Anthony Paul Bicomong, os dois Delegados SDB dos Ex-Alunos do FIN (Pe. Exequiel Veloso) e do FIS 22

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

(Ir. Louie Domasian) e o Delegado da Família Salesiana em FIN, Pe. Bobby Roxas. Na quarta-feira, 25 de julho, os conselheiros visitaram o Instituto Técnico Dom Bosco e a Escola de Imprensa (Don Bosco Press) em Makati antes de visitar Dom Bosco Mandaluyong, onde o Presidente do Capítulo, Sr. Fletcher Aquino, os conduziu as oficinas do Instituto Técnico Dom Bosco, Obras de Arte do Joey Velásquez, Ex-Aluno do Mandaluyong Hall doados pelo instituto. Além disso, em Mandaluyong, há também a BICC (Câmara de Comércio Internacional da Bósnia), cujo Presidente, Sr. Arnel Dimalanta, também é o Vice-Presidente da Federação Nacional dos Ex-Alunos de Dom Bosco das Filipinas.

Instituto Técnico Dom Bosco em Tarlac, onde os conselheiros receberam uma acolhida especial do Reitor, Pe. Jerry San-


V ISITA DE ANIMAÇÃO

tos, SDB e pelos alunos (Dream @ 9 Choir and Dance Group), e almoço com os ExAlunos.

Uma apresentação do Delegado, Pe. Ike Veloso, SDB no Plano Estratégico, Análise FODA e Formas para a Federação Nacional e todos os capítulos, além de apresentações de vídeo e relatórios de cada capítulo, de suas atividades e programas para os conselheiros.

Apesar de estarem atrasados, chegaram a Pampanga (campus Bacolor) e se reuniram com os Ex-Alunos da escola que sofreu um trágico desastre natural há 27 anos devido à erupção do monte Pinatubo em 1991. Depois de 4 anos toda a área de Don Bosco Academy Pampanga foi enterrado. Essa noite, foi uma reunião especial e emotiva pelos Ex-Alunos, que depois de duas décadas foram convidados a reviver o espírito de Dom Bosco. O longo dia foi concluído com uma visita à nova escola realocada em Mabalacat (Academia Dom Bosco) após o desastre do Lahar. Alberto Piedade, ExDB EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

23


JEX

Hong Kong

2018 Animação JEX na região da EAO começou em Hong Kong Hong Kong – julho 2018 Os Conselheiros Mundiais da Confederação dos Ex-alunos de Dom Bosco, Alberto Piedade, da Região Ásia – Oceania, e Ángel Gudiña, Vice-Presidente GEX, reuniram-se nos dias 21 e 22 de julho, com a Federação Nacional dos Ex-alunos de Dom Bosco e seu Delegado SDB. Nesses dois dias, além de visitar várias escolas e a missão salesiana, houve também uma reunião com 11 membros da federação de Hong Kong, para apresentar o plano estratégico dos Ex-alunos de Dom Bosco, a plataforma de business, a base de dados mundial dos ex-alunos e outras iniciativas. Os objetivos da visita são reunir-se com os Ex-Alunos da Federação Nacional de Dom Bosco e seu Delegado SDB, também para visitar a missão dos Salesianos de Dom Bosco.

No primeiro dia, os dois conselheiros foram acompanhados pelo Presidente da Federação Nacional dos Ex-Alunos de Dom Bosco Hong Kong, Sr. John Lau, para três escolas: Escola Salesiana (Escola Primária) e Escola de Inglês, localizada perto da Casa dos Salesianos de Braga, onde visitamos os irmãos mais vel-

24

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

hos que estavam tendo uma reunião com Salesianos Cooperadores e a Escola Técnica Aberdeen (Aberdeen Technical School – ATS). Infelizmente, não conseguimos nos encontrar com os alunos devido às férias escolares de verão. Durante a visita, nós dois tivemos o prazer da companhia de Austen Wong e Joseph Shlaw - ambos são "velhos garotos" da ATS e da Sra. Lily (esposa de John Lau). Na casa salesiana fomos apresentados ao Pe. Paul Fong, que agora tem 99 anos junto com alguns SDB mais velhos, incluindo o Pe. Francisco (86 anos) e Ir. Longa (96 anos) - tal inspiração para o espírito salesiano e juvenil.

No segundo dia (22/07), o Presidente nos levou para a Escola Tang King Po para a missa dominical e depois para a Escola de


JEX

St. Louis, onde conseguimos assistir ao Oratório para as crianças pequenas na escola primária (nota 1 - 4). Não encontramos muitos salesianos porque estavam no retiro - e o Salesiano Delegado, Pe. Matthew Chan também estava fora, no Canadá.

No entanto, a Federação organizou o encontro com 11 membros (incluindo 4 jovens Ex-Alunos - JEX) que apresentou o Plano Estratégico dos Ex-Alunos de Dom Bosco, JEX, plataforma de negócios, networking (banco de dados) e outras iniciativas mundiais.

não pudemos visitá-lo devido à restrição de tempo. Nós pudemos encontrar quatro grandes JEX (Jovens Alunos, Jovens Ex-Alunos) com potencial e entusiasmo. Ansioso para apoiá-los no futuro próximo com programas JEX em Hong Kong e além. Alberto Piedade, ExDB

A Federação de Hong Kong tem 9 escolas associadas (2 delas de Ex-Alunos de Macau residentes em Hong Kong) - conseguimos visitar cinco delas. Outros dois, o Salesian College e o Tak King Po College,

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

25


R EGIÕES

Quénia

Encontro de Ex-Alunos Nairobi Introdução O encontro aconteceu em Don Bosco Boys Town em 9 de julho de 2018, das 14h30 às 17h00. Havia 8 representantes de ex-alunos de Nairóbi (Boys Town e Bosco Boys), Dom Bosco Embu e Dom Bosco Makuyu. Rev. Fr. Jayapalan SDB, o delegado mundial dos exalunos de Dom Bosco, de Roma, nos animava. Rev. Fr. Adirupen, o Delegado Nacional dos ex-alunos de Dom Bosco, também esteve presente. O objetivo era reunir os representantes de ex-alunos das uniões do Quênia como uma família para um diálogo com o delegado mundial e delegado nacional para discutir a situação atual e planejar maneiras de iniciar as unidades locais e, eventualmente, formar a Federação Nacional.

O guia da reunião foi o Pe. Jayapalan SDB, o delegado mundial. Após a oração de abertura, o delegado mundial expressou sua alegria em conhecer os vários representantes da união. Com o conhecimento de Dom Bosco desde os dez anos de idade (conhecendo e caminhando com Dom Bosco há cinquenta anos) e a experiência de Dom Bosco como salesiano durante quarenta e dois anos, ele foi uma boa inspiração para a nossa Federação. Ele adotou uma metodologia de compartilhamento, sobre certas diretrizes que ele mesmo forneceu, o que nos ajudou a nos concentrar em áreas 26

específicas. Este relatório contém o que surgiu no compartilhamento.

1. Experiências pessoais como ex-alunos e impacto da educação recebida Bom e único sistema de educação que é holístico para nutrição espiritual, formação de caráter e excelência acadêmica; Apesar dos cenários desafiadores dos quais a maioria de nós veio, um senso de respeito por si mesmo e pelos outros; Gratidão aos salesianos de Dom Bosco por sua contribuição ao crescimento e desenvolvimento pessoal; Convicção de serem modelos para os estudantes atuais e a sociedade ao nosso redor e a necessidade de retribuir às unidades locais que ajudaram a transformar nossas vidas; Ser responsável e comprometido com a autotransformação e assim transformar jovens ex-alunos e alunos atuais; Para iluminar os outros para ser luz para o mundo, bons cristãos e honestos cidadãos.

2. Importância da Organização dos Exalunos como Associação É preciso reunir-se como família de ex-alunos para reviver o espírito de Dom Bosco e as bênçãos da mãe Maria. A união motiva tanto ex-alunos como futuros ex-alunos, assegurando assim a continuidade do movimento de ex-alunos a nível local, nacional e internacional (confederação mundial). O delegado mundial enfatizou a necessidade de

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

ter cronograma fixo para reuniões / atividades para facilitar a comunicação efetiva aos membros e o tempo para a preparação.

3. Para a promoção da associação de ex-alunos Filiação: Reunir os alunos presentes para incentivá-los a ingressar na Associação de ex-alunos; Formar e fortalecer unidades locais por meio de programas de intercâmbio com outras unidades; Reuniões regulares para compartilhar novas ideias; Atividades de capacitação de representantes de unidades e ex-alunos para maior sinergia; e promoção da solidariedade entre os ex-alunos, mobilizando sua participação em eventos de associações locais e na federação nacional. Liderança: Identificar líderes que estão comprometidos e dispostos a liderar como voluntários, e fazer tudo dentro de sua capacidade de enriquecer os outros e fazer a diferença na sociedade ao seu redor, incutir senso de responsabilidade em todos os ex-alunos e estabelecer projetos / iniciativas focados nas pessoas a desenvolver pela associação de ex-alunos. Oficinas de capacitação para líderes em todos os níveis para liderar a Federação de maneira mais sustentável.

Solidariedade: Apesar das restrições financeiras para a maioria dos ex-alunos em


R EGIÕES

A partir da direita (na frente); Pe. Ben Agunga, reitor Don Bosco Boys town, pe. Reuben, Coordenador Nacional, Sr. Fredrick Oyugi, GEX Africa, pe. Jay, delegado mundial, Lucas Mwangi e James Njai de Don Bosco Makuyu Representante da Unidade / s. Da direita (atrás); O Sr. Alexander Khaemba, a unidade de Don Bosco Makuyu, o Sr. George Otieno, o Bosco Boys Kuwinda, o Sr. Lawrence Maina, o Sr. Bosco Makuyu, o Sr. Daniel Kimani e o Sr. Justo Kabole do representante da unidade de Don Bosco Boys / s.

Nairóbi / Quênia, as uniões locais devem continuar apoiando a coleta de ex-alunos para que sejam autossuficientes; Pressão por oportunidades existentes de organizações de caridade e agências governamentais relevantes para capacitar o movimento de ex-alunos em todos os níveis. O delegado mundial nos encorajou a identificar um projeto sustentável entre os ex-alunos bem colocados, criando um impacto positivo na sociedade.

4. Contribuição à Sociedade e à Igreja O plantio de árvores de forma independente ou em parceria com autoridades relevantes como contribuição para a conservação ambiental; Atividades de limpeza comunitária para um ambiente seguro para a vida comum; Estabelecer uniões de aldeias e envolver membros da comunidade na capacitação; Seminários / retiros e atividades esportivas como meio de ativar ex-alunos. O delegado mundial enfatizou que o auto empoderamento é essencial para capacitar as pessoas ao nosso redor.

dos, mensalmente; promoção da solidariedade entre os ex-alunos para com os exalunos carentes dentro de várias uniões locais; Incentivar os líderes que estão comprometidos e dispostos a assumir o papel de voluntários; Reunião de Líderes pelo menos uma vez em dois meses para sua própria formação; e fóruns de orientação de carreira e programas de colocação profissional para os ex-alunos, pelo menos duas vezes por ano.

Conclusão A reunião foi muito enriquecedora, tendo se reunido como representantes de ex-alunos representando instituições importantes. O delegado mundial inspirou-nos com clareza,

dando exemplos de organizações de ex-alunos do mundo (escola na Espanha dirigida por ex-alunos para os menos afortunados, a escola Cristal em Timor Leste, dirigida por ex-alunos, Casa para Migrantes em Malta). Ele nos desafiou em tais projetos / iniciativas para ajudar os menos afortunados em nossa sociedade africana. Spain run by past pupils for the less fortunate, Cristal School in Timor Leste, run by past pupils, Home for the Migrants in Malta). He challenged us on such projects/initiatives towards helping the less fortunate in our African society. Fredrick Oyugi Conselheiro JEX em África

5. Plano de Ação Imediata Organizar uma reunião de ex-alunos com o Delegado Nacional e o Conselheiro Mundial JEX para África, para estabelecer uniões locais de ex-alunos e facilitar programas de intercâmbio entre várias uniões; Inscrição com contribuição, acordada pelos associa-

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

27


E NTREVISTA

Timor Leste

Uma Ex-aluna japonesa em missão entre os timorenses mais carentes (ANS – Dili)

Teresa Nao Tsujimura, quando era aluna do Politécnico Salesiano de Tóquio, passou a participar de um grupo de voluntariado missionário internacional orientado pelo Salesiano P. Julien Sleuyter, tendo visitado o Timor Leste pela primeira vez.

Depois de várias viagens missionárias, reside há 15 anos naquele País, trabalhando como especialista em cooperação internacional. Sofreu algum choque cultural?

Diferente do Japão, quando cheguei não havia eletricidade, nem água corrente, contudo a minha vida era satisfatória.

28

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

No início, tinha uma vida bastante limitada em relação a espaços e pessoas frequentadas, mas com o tempo a esfera da vida cotidiana e minhas relações com as pessoas expandiram-se. O que aprendeu da Família Salesiana e dos jovens de Timor Leste?

Aprendi o seu modo de viver. Na comunidade religiosa havia religiosos de várias proveniências e todos estavam próximos da população local, trabalhavam com esse povo, comiam as mesmas coisas e não impunham o seu estilo de vida. Desejei estar com eles, seguir o seu exemplo e assim aprendi deles no que se refere à vida comunitária.


E NTREVISTA

Quando celebramos o Dia Missionários Salesiano 2018 ajudei na tradução de um vídeo sobre o P. Vicente Cimatti, fundador da missão salesiana no Japão. Senti-me encorajada a continuar nesse serviço quando ouvi um dos Salesianos em formação dizer: “Ficamos tocados ao ver como o P. Cimatti procurasse ser o ‘Dom Bosco do Japão’, esforçando-se por inculturar o Evangelho”. E outro jovem Salesiano comentou: “Gostaria de ser missionário no Japão, como o P. Cimatti”. Em que se ocupa atualmente?

Trabalho com alguns funcionários públicos para construir e manter a rede estatal de autoestradas e ocupo-me em monitorar e avaliar os projetos.

Como se tornou Salesiana Cooperadora?

Como aluna do Politécnico Salesiano encontrei muitos Salesianos que exerceram uma influência positiva sobre mim. Estava interessada no estilo de vida das Voluntárias de Dom Bosco, que vivem a vida consagrada no mundo, mas certo dia encontrei uma apresentação dos Salesianos Cooperadores escrita por Dom Francis Mizobe, SDB. Entendi que o Salesiano Cooperador é chamado a realizar a sua missão no momento em que vive, dando a sua contribuição através da sua posição na sociedade. Fonte: Bollettino Salesiano Giapponese

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

29


N OTÍCIA

Espanha

Um grande Conselho Nacional

Trabalhando no Estatuto Nacional 2018

Um momento de trabalho

Grupo geral de 48 conselheiros e um conselheiro

O Conselho Nacional começou na tarde de 1 de junho com a presença de dois inspetores da Espanha, D. Juan Carlos Pérez Godoy e D. Angelo Asurmendi, presentes no Salão Capitular da Província de Santiago; trouxeram uma saudação fraterna e amistosa, desejando um trabalho frutuoso para o bom funcionamento da Confederação Nacional, encorajando o empenho dos Ex-Alunos de Dom Bosco em colaborar na Pastoral Juvenil Salesiana. Participaram do Conselho, 48 conselheiros e vereadores das seis federações regionais da Andaluzia, Ilhas Canárias, Catalunha, Castela e Leão, País Basco, Madri e Valência Apresentação importante e oportuna do Sr. Juan Linares.

O Presidente da Regional de Sevilha

As emendas ao estatuto nacional de 2003 foram aprovadas e um regulamento sobre o regime interno foi ratificado durante o ano letivo de 2018-2019. O saldo de 2017 e os estados financeiros para o 2018 também foram aprovados.

O Presidente e o Delegado de Barcelona

Os problemas e a glória do moderador e do secretário

Relaror, Moderador e Secretário

A atmosfera predominante tem sido caracterizada por um verdadeiro espírito de família, fruto de um trabalho sério e responsável. Parabéns a todos!

O Vocal de Comunicação 30

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

Todos trabalhando


N OTÍCIA

Aparecimento da sala de diretoria

Um banco importante

O Delegado de León não perde detalhes

O Presidente de Las Palmas

Sem perder a atenção...

O Presidente Nacional fala

O vice-presidente nacional

O Presidente e o Delegado de Bilbao

Brincos de tela

O novo presidente da Córdoba

Os especialistas em economia

Uma conferência extraordinária

Todos trabalhando EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

31


N OTÍCIA

Índia

Salesianos iniciam um Centro de formação para serviços civis (ANS – Tura)

A Inspetoria Salesiana de Guwahati (ING) inaugurou em Tura, nas colinas Garo, no mês de julho, um Centro de formação para serviços dedicado a jovens instruídos pertencentes às faixas sociais mais frágeis (creamy layer, na linguagem local).

O Centro é animado pela “Don Bosco Academy” (DBA) do Instituto Salesiano de Tura, em colaboração com a principal entidade formadora nas disciplinas civis na Índia, a “Alternative Learning Systems” (ALS). O novo Centro dirige-se aos alunos das colinas Garo Hills e regiões vizinhas, e goza de total apoio da Inspetoria, da Igreja local e das autoridades governativas. A DBA visa dar acesso e formação de qualidade aos aspirantes a alunos da região,

32

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

e como muitos deles não podem permitirse ir à capital nacional para seguir os próprios sonhos, ela transmite ao vivo as aulas dadas em Nova Délhi por docentes qualificados.

Essa atividade é um novo serviço promovido pela Inspetoria ING, que se acrescenta aos 31 anos de serviço do Instituto Dom Bosco de Tura, aos 15 do Instituto de Formação para Docentes, aos dez da “Assam Don Bosco University”, e ao plurianual trabalho de muitas outras instituições educativas: só na região das colinas de Garo as instituições salesianas contam com cerca de 10 mil alunos que buscam vários níveis de instrução, da escola elementar à universidade.

Falando do novo programa de formação iniciado em Tura, o P. George Plathottam, SDB, diretor e fundador da DBA, disse que o Centro pretende dar a oportunidade de


N OTÍCIA

seguir carreiras de alto nível no serviço governativo e na liderança civil aos alunos que têm motivação, vontade e capacidade de fazê-lo.

Em relação a outros Estados do País, o Nordeste é pouco representado nos órgãos administrativos e civis mais importantes da Índia. «Isso não se deve à falta de talentos, mas à falta de acesso e oportunidades; por isso, esperamos preencher esse vazio nos próximos anos», disse o Salesiano. Em seguida, continuou: «Os planos futuros da DBA incluem a oferta de formação para preparar os alunos aos exames de admissão em nível nacional em medicina e engenharia, utilizando a mesma metodologia das aulas vídeo-transmitidas ao vivo e a colaboração oferecida pela ALS». Os Salesianos, pioneiros da educação na região, esperam formar muitos líderes locais capazes de servir o País inteiro.

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

33


N OTÍCIA

Itália

Irmandade entre os alunos de Dom Bosco Ranchibile de Palermo e os estudantes chineses

Palermo, Itália - em agosto de 2018

Uma árvore da amizade plantada no jardim de duas escolas: uma em Palermo e outra em Haimen, na China. Assim foi selada a irmandade entre os alunos do Dom Bosco Ranchibile com os jovens do Haimen High School, na província de Jangsu, na China. Quinze estudantes chineses, foram hospedados por 15 famílias de estudantes salesianos. Eles visitaram a capital siciliana dentro de um vasto e intenso programa e guiados pelos alunos do Dom Bosco Ranchibile. O prefeito de Palermo, prof. Leoluca Orlando, saudou e deu as boas-vindas destacando a importância e o valor que esta iniciativa do Dom Bosco Ranchibile tem dentro do atual panorama social. O projeto, coordenado pelo padre Arnaldo Riggi com a colaboração da prof.a Cinzia Pennino, faz parte do projeto formativo organizado pelo Instituto Dom Bosco Ranchibile, que há mais de oitenta anos oferece a todos os cidadãos de Palermo um serviço escolar e de formação. 34

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018


N OTÍCIA

Rep. Dominicana

Eleito o Presidente dos Ex-Alunos e Ex-Alunas de Dom Bosco

Santo Domingo, República Domincana - agosto 2018

Em 26 de agosto, a Federação Dominicana de Ex-Alunos e Ex-Alunas de Dom Bosco (FEDEBOSCO), elegeram o presidente para o período 2018-2022, Ray González e o Vice-Presidente Carlos Reyes.

O evento foi coordenado pelo presidente do comitê eleitoral Franklin Ortega, pelo Delegado Inspetorial, padre Pastor José Ramírez, pelo secretário Marlon Valentín e por Escolástica De León.

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

35


N OTÍCIA

Malta

Acampamentos de verão para 400 crianças...

...com o envolvimento dos Jovens Ex-alunos

Este ano, é o 50º aniversário da fundação do Savio College em Dingli, Malta.

Os acampamentos de verão salesianos anuais foram realizados novamente este ano e foi um “sucesso extraordinário”, atraindo quase 400 meninos e meninas para cinco semanas de atividade ininterrupta no Espírito Salesiano, marcado pela experiência de alegria e otimismo.

Guiados pelo promotor vocacional salesiano em Malta, Pe. Louis Grech, e pelo Ir. Clint Rizzo, mais de 60 jovens animadores salesianos, em sua maioria Jovens Ex-alunos (JEX), ofereceram generosamente cinco semanas de verão para proporcionar “uma experiência maravilhosa” para os adolescentes participantes.

36

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

«Em uma cultura contemporânea que promove principalmente o individualismo e o materialismo, é realmente surpreendente ver tantos jovens dispostos a oferecer livremente sua energia para servir aos outros jovens», Pe. Louis comentou.

O objetivo é oferecer formação holística durante os meses de verão para meninos e meninas de todas as ilhas. As atividades oferecem espaços para oração, formação e recreação em um ambiente tipicamente salesiano.

Os acampamentos continuam focados em dar aos participantes uma jornada pessoal e espiritual. Santa Missa, sessões de formação e momentos de reflexão e oração diariamente.


N OTÍCIA

Enter! The Enter! O Curso de Formação a Longo Prazo para os Trabalhadores da Juventude (Long Term Training Course for Youth Workers LTTC) foi um curso do Conselho Europeu onde participaram 28 jovens de 24 países. Como grupo, iniciámos o nosso trabalho no Centro Europeu da Juventude, Budapeste em maio de 2017 e foi concluído no Centro da Juventude Europeia de Estrasburgo, em junho de 2018. No total, The Enter! O LTTC apoiou-nos no desenvolvimento de projetos e compartilha de competências para envolver jovens de comunidades desfavorecidas em toda a Europa, para superar a discriminação, a exclusão e a violência.

Dentro do LTTC, seguimos um conjunto de critérios que asseguraram que os projetos fossem desenvolvidos, implementados e avaliados com qualidade. Os projetos foram baseados nas necessidades dos jovens e, quando for necessário, adaptamos nossas ideias iniciais para que os projetos atendam melhor às suas necessidades e ofereçam espaço para sua participação. Os projetos implementados pelo Enter! os participantes asseguraram que diferentes grupos minoritários, jovens que enfrentavam exclusão e discriminação, assim como outros, fossem incluídos nas atividades.

Malta

Durante os dez dias em Estrasburgo, cada participante teve a oportunidade de falar e compartilhar experiências sobre seus projetos. O Programa de Residência Marvelli também foi discutido tanto com os membros do curso quanto com os treinadores.

O curso também se concentrou em como avaliar os projetos de uma pessoa e como eles são eficazes, juntamente com foco no trabalho com jovens e política de juventude. Fazer parte deste LTTC não só me ajudou a adquirir mais conhecimento e experiência sobre direitos humanos e sociais, mas também apresentou-me mais jovens trabalhadores que compartilham a mesma ideia e objetivos que eu tenho. EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

37


H ISTÓRIA

Itália

Um grupo de alunos reunidos com o Padre Rua Turim, Itália – 1879

Visita de um grupo de alunos ao Padre Rua, em 1879. Pode-se notar na foto o aluno Fedele Giraudi (último em baixo à direita), que será depois Ecônomo Geral e escritor dos primeiros anos de Valdocco.

I Congresso Internacional dos Ex-Alunos Turim, Itália – Setembro de 1911

De 8 a 10 de setembro de 1911 realizou-se em Turim o I Congresso Internacional dos Ex-Alunos Salesianos dos Institutos de Dom Bosco. Participaram do encontro representantes de diversas associações procedentes da Itália, França, Espanha e América do Sul. 38

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018


LIVROS

Um livro sobre nossa história dos Ex-Alunos de Dom Bosco Em dezembro de 2016, fui convidado para cuidar do Ex Alunos Newsflash, a Revista Oficial da Confederação Mundial de ExAlunos. Antes de assumir a delicada tarefa que participei em algumas reuniões do Conselho Mundial, fiquei ainda mais consciente de quais eram as expectativas e desejos em meu respeito.

Quando tudo foi combinado, senti que estava propondo uma operação literária nunca antes enfrentada no passado. «O que você diz se publicarmos um livro sobre nossa história?» Eu li o espanto no rosto de todos. Mas o placet logo chegou. Depois disso acrescentei: «Minha intenção é levar o livro para o 150º aniversário do nosso “nascimento” como Ex-alunos, isto é, 24 de junho de 2020». Para tornar a visão geral descritiva o mais completa possível, senti que era meu dever reservar esse espaço em nossa Revista.

Plano de trabalho

2017 = Pesquisa, seleção e aquisição de material de arquivo (livros, revistas, jornais, fotos, etc.)

2018 = Catalogação ordenada em pastas

e arquivos no PC. Até o momento, em setembro, depois de ler e consultar cerca de 450 publicações, a situação é a seguinte:

• Fotos digitalizadas e divididas por tópico = 1,054.

• Pastas históricas = 14 (alegados capítulos de livros) - Catalogadas em pastas individuais sobre 900 arquivos

2019 = Escrita, composição, layout, revisão coordenada de todo o material.

2020 = (janeiro-fevereiro): impressão e instalação na tipografia

Pedido de colaboração

Cada Federação, União, mas também o exaluno, pode enviar material que inclui: • Histórico (não mais do que 40-50 linhas - no arquivo de palavras)

cores) no formato jpeg.

Os arquivos, em italiano ou inglês, devem ser categoricamente enviados dentro de (e não mais tarde) 30 de março de 2019 para o seguinte e-mail: pierluigi.2208@tiscali.it

Agradeço a todos aqueles que responderão a este convite. Dom Bosco certamente não deixará de recompensar aqueles que se sentirão envolvidos nesta iniciativa. Será um livro para um público que não tem idade. Para os jovens, que verão os nomes de "ação" de que apenas ouviram falar, e para os idosos, que reviverão com uma pitada de nostalgia os melhores anos de suas vidas. Nas próximas edições do Ex Alunos Newsflash vamos mantê-lo atualizado sobre o desenvolvimento dos trabalhos. Pierluigi Lazzarini

• Lista de Ex-Alunos mortos em Guerra (possivelmente com fotos - formato jpeg) • Fotos históricas (preto / branco ou

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

39


H ONESTOS CIDADÃOS E BONS C RISTÃOS

Sudão do Sul

Férias alternativas… ou melhor, missionárias!

(ANS – Tonj)

Pelo oitavo ano, alunos, pais e colaboradores da obra dos Salesianos de Sesto San Giovanni passaram algumas de suas semanas de repouso de verão no Sudão do Sul, na cidade de Tonj, para servir e levar ajuda à população local.

depois de meados de junho e outro grupo chegou na primeira metade de julho. Todos foram recebidos com os sorrisos e abraços de muitas crianças e jovens sudaneses do sul, todos eles agradecidos. Com os voluntários também está o P. Omar Delasa, Salesiano, responsável da associação “Tonjproject Onlus” que promove este gemellaggio.

estrutura do hospital e da pequena casa dos voluntários, sobretudo, dos seus equipamentos.

Os jovens da Formação Profissional de Sesto San Giovanni projetaram e realizaram o equipamento fotovoltaico para a produção de energia elétrica, como tam-

O objetivo da expedição missionária é levar ajuda ao hospital construído pela associação e inaugurado oficialmente em 26 de julho de 2014, graças à preciosa contribuição da Família Pesenti, de Bergamo. Aos voluntários cabe a tarefa de manutenção ordinária e extraordinária da

Da Obra salesiana partiram seis alunos do curso de termo hidráulica, eletricidade e de motor, com dois pais. O projeto envolve também outros membros da Família Salesiana, amigos e simpatizantes de Dom Bosco de diversas obras lombardas, dos ex-alunos de Treviglio aos voluntários da Vallecamonica. O primeiro grupo chegou à missão pouco 40

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

bém o equipamento que torna potável a água do poço... Em Tonj os voluntários, jovens e menos jovens, descobrem-se como pedreiros, hidráulicos, carpinteiro, eletricistas, agricultores e criadores. E passam dois meses de férias alternativas nos quais conhecer, aprender e realizar as suas competências.


H ONESTOS

CIDADÃOS E BONS

C RISTÃOS

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

41


H ONESTOS CIDADÃOS E BONS C RISTÃOS

Paquistão

A comunidade cristã de Lahore celebra o aniversário de Akash Bashir

Lahore, Paquistão – junho 2018 Em 26 de junho, a comunidade cristã reuniu-se na igreja paroquial de Youhannabad, bairro de Lahore, para celebrar com uma Missa e uma procissão o aniversário de Akash Bash, exalunos da escola “Dom Bosco” de Lahore morto num atentado no dia 15 de março de 2015. Akash, enquanto estava no serviço de segurança na entrada de uma igreja, cheia de mais de 2.500 fiéis, com grande coragem segurou um terrorista kamikaze, impedindo-o de entrar. O terrorista explodiu-se matando Akash e mais 20 pessoas e deixando mais de 80 feridas.

Índia

Ex-alunos organizam um grande encontro "Bosconite 2018"

Mannuthy, Índia - Agosto de 2018 No dia 5 de agosto, os ex-alunos do ensino médio "Dom Bosco" de Mannuthy organizaram o grande encontro "Bosconite 2018". Mais de 600 ex-alunos foram recebidos pelo padre Geo Kalladanthiyil, diretor da escola

42

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018


H ONESTOS

CIDADÃOS E BONS

C RISTÃOS

Malta

Três ex-alunos malteses em uma experiência missionária na Tanzânia No início de julho, três ex-alunos malteses da Savio College embarcaram em uma jornada no maior país da África Oriental: a Tanzânia. Luca Cacciattolo e Glen Farrugia, ambos membros do comitê da Federação Nacional dos Ex-Alunos de Malta, se uniram ao irmão. Johan Bugeja, SDB, nesta experiência missionária. A experiência começou quando eles viajaram pela primeira vez ao noviciado salesiano de Morogoro, onde foram acolhidos pela comunidade junto com 11

noviços. Durante toda a sua estadia, eles participaram plenamente do programa comunitário, enquanto também estavam presentes na Escola Primária Monte Carmel, pela manhã, e à tarde participando das atividades esportivas no Oratório Salesiano adjacente. Depois dos primeiros dias, mudaram-se para Dodoma, onde moraram outra casa salesiana que administra um seminário escola secundária e um instituto técnico. De manhã, estão dando uma ajuda na renovação do Instituto Técnico, enquanto à noite eles seguiram o programa diário dos estudantes do seminário.

Os três ex-alunos ficaram muito felizes com a oportunidade que tiveram na Tanzânia, que eles realmente estimam. Foi uma verdadeira experiência de aprendizado que os guiará ao longo de nosso trabalho salesiano futuro em Malta.

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

43


H ONESTOS CIDADÃOS E BONS C RISTÃOS

Índia

Alunos e ex-alunos dos "Dom Bosco Matunga" são protagonistas de um filme comovente (ANS – Mumbai) Os alunos e ex-alunos da Escola Dom Bosco de Matunga são reconhecidos no mundo todo por sua criatividade e competência em diversos setores. Tudo isso veio à luz no último dia 4 de agosto, quando o corpo docente e os alunos do instituto puderam assistir à extreia do longa-metragem "5 Rupya", que tem como protagonistas atuais e antigos alunos da escola salesiana.

O ator principal, Yohan B Panjuani, é um estudante do quinto ano; o diretor, Piyush C Panjuani, é um ex-aluno da turma de 1974-75; Bimal Panjuani, produtor, formou-se em 1981-1982, e Dhruv P Panjuani e Jehan B Panjuani, ambos assi-

44

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

stentes de direção, também passaram pelo Instituto Salesianoe concluiram os estudos respectivamente, em 2005-06 e 2010 -11. A equipe que produziu o filme, junto com o jovem ator Yohan, esteve presente na estreia. O filme é uma adaptação do tradicional conto indiano "Idgah" de Munshi Premchand. No centro da história estão Hamid, um menino órfão de ambos os pais, e sua avó Ameena, que se sacrifica pelo neto. Os dois, indianos muçulmanos, vivem em condições de grande pobreza, mas Hamid é sempre jovial e confiante, graças ao carinho que recebe de sua avó, que não he-


H ONESTOS

sita todos os dias em queimar os dedos para preparar a comida.

A cena trata dos preparativos para a festa de Id al-fitr, no final do mês sagrado do Ramadã. Ameena, a avó, prometeu a Hamid uma pequena quantia de 5 rúpias, para a festa, mas Hamid, em vez de esperar para recebê-las, as pega e parte com outros rapazes ricos para realizar os rituais esperados e participar de uma feira festiva. Enquanto seus colegas de classe gastam seu rico dinheiro em doces e brinquedos, Hamid compra apenas alicates para que a avó não se queime quando cozinha. O clima de religiosidade tem um papel importante na história, presente na atenção

CIDADÃOS E BONS

C RISTÃOS

de Hamid aos preceitos religiosos, bem como na cena em que a avó explica ao rapaz, ainda pequeno, que seu pai está ausente, para desempenhar uma importante missão que lhe foi confiada por Deus.

No evento de estreia, o diretor agradeceu calorosamente à escola salesiana, comentando o quanto ele deve à educação recebida. «Muitos anos atrás, eu era apenas uma criança que andava e corria aqui nos pátios, hoje assisto a meu filme projetado aqui. É um momento realmente emocionante. Vocês tornaram isto possível. Muito obrigado!». Susan Philip e Ashwini Gupte Fonte: Don Bosco India

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

45


S OLIDARIEDADE

Japão

A peregrinação da JMJ do Japão na Terra Santa 2018

Tóquio, Japão, 20 de agosto de 2018

A peregrinação da Terra Santa do Movimento Juvenil Salesiano (MJS) aconteceu de 9 a 19 de agosto. Entre os 22 participantes estavam os jovens, dois salesianos sacerdotes, as FMA e as Irmãs da Caridade, um colaborador dos ex-alunos de Dom Bosco e um operador turístico participaram.

Esta foi a segunda peregrinação ultramarina desde que o JMJ Japão foi fundado em 2015 no Bicentenário do Nascimento de Dom Bosco.

Devido à situação confusa do Oriente Médio, inicialmente muitos participantes podem ter se preocupado em visitar Israel. No entanto, esta peregrinação foi preparada há mais de um ano, principalmente pelo P. Shajiro Urata, SDB e Delegado para o JMJ Japão, o Secretariado da Juventude JMJ e a Sra. Fumiko Nakamura (católica) que serviu como operador turístico desta vez. Vários membros de várias cidades do Japão, incluindo estudantes, ex-alunos, professores de escolas salesianas, membros da igreja (inclusive não cristãos) se reuniram como participantes e tiveram quatro reuniões preparatórias antes da peregrinação. Do aeroporto de Tel Aviv, os peregrinos 46

viajaram para Belém onde Jesus nasceu, Nazaré, onde Jesus cresceu, o Lago da Galileia, onde Jesus foi missionário principalmente, e Jerusalém, onde Jesus estava sofrendo e ressuscitou, e até Cesaréia, Massada, Qumran, Jaffa, etc. onde são muito importantes para entender a história da Terra Santa e o cristianismo.

Pode não ter sido fácil para os participantes digerirem todas as informações durante a peregrinação, uma vez que visitamos os lugares importantes um após o outro. No entanto, gradualmente, muitos participantes foram capazes de tomar

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

as pegadas de Jesus, Maria e os apóstolos desenhados na Bíblia como realidade e capturar suas aparências de forma mais bela e vívida.

Além disso, rezamos o Angelus três vezes por dia, também tivemos missas diárias e oportunidades de partilha e meditação, renovamos a promessa do Batismo no rio Jordão e rezamos as estações da Cruz na Via Dolorosa e a Igreja do Santo Sepulcro. Desta forma, ao sobrepor a história da própria vida dos participantes e a de Jesus, imaginaram o significado do que Jesus fez e disse pouco a pouco, para que


S OLIDARIEDADE

pudessem aceitar como uma boa notícia para si mesmos. Graças ao apoio e às orações de todos, inclusive o generoso apoio dos salesianos da Terra Santa, todos pudemos voltar para casa com um grande sorriso e crescimento espiritual. Muito obrigado.

Estamos planejando informar sobre a peregrinação ao Reitor-Mor, Pe. Ángel Fernández Artime, SDB e os membros da Família Salesiana no Japão, na reunião da Família Salesiana, em novembro próximo, em Tóquio. Sr. Chihiro Okawa, EXDB

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

47


S OLIDARIEDADE

Itália

No ‘Dom Bosco’ de Nápoles jovens cristãos e muçulmanos rezam juntos

(ANS – Nápoles)

Pelo segundo ano consecutivo, na Casa salesiana ‘Dom Bosco’, de Nápoles, por ocasião do fim do Ramadan, rapazes cristãos e muçulmanos rezaram juntos, com orações tomadas do Corão, em árabe, e com alguns salmos da Bíblia, em italiano. O fim do dia começou com um convite à oração, com o canto típico do ‘muezzin’ e com o som dos sinos; e encerrou-se com a troca da paz entre todos os participantes.

Os jovens da comunidade “A Ponte”, que acolhe atualmente uns quinze ‘Menores Estrangeiros Não Acompanhados’ (sigla em italiano, MSNA), organizaram o encontro convidando amigos, coetâneos das outras comunidades, “ex-alunos” da residência, conhecidos: ao todo, cerca de cinquenta rapazes de diferentes nações, línguas e religiões.

Não poucos deles carregam um fardo muito pesado às costas, representado por violências, torturas, escravidão, abusos. No período em que estão na comunidade enfrentam os desafios da integração, decisivos para o seu futuro na Itália e na Europa, desafios que vão desde a aprendizagem da língua italiana até à inserção escolar e de trabalho, e à regularização da licença de permanência.

«O momento de oração e de festa foi intensamente desejado por esses rapazes, não só como momento de agregação mas, sobretudo, como um grande testemunho

A maior parte dos jovens presentes viveram a experiência difícil da viagem do próprio País à Itália, atravessando a Líbia e, sobre um barco inflável, o mar. Uma viagem que durou meses, se não anos, feita sem um adulto de referência para chegar a um futuro possível na Europa.

48

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

de unidade e de respeito recíproco» – explicou o P. João Vanni, responsável pela comunidade dos MSNA e Ecônomo.

Os jovens presentes invocaram juntos o dom da paz como bênção de Deus e manifestaram, assim, a sua solidariedade aos imigrados de hoje, os quais ainda lutam contra a violência, a pobreza e tantas situações políticas, na Itália e pelo Mundo.

A noite prosseguiu com um momento convivial, iniciado, como quer a tradição muçulmana, com a oferta de uma tâmara e findo com um expressivo momento musical.


FAMÍLIA S ALESIANA

Quênia

Os Delegados para a Família Salesiana da Região África-Madagascar

(ANS – Nairóbi)

Uma visão do presente, rico de frutos, e um olhar para o futuro, com inúmeras oportunidades: com esse espírito, realizou-se de 2 a 4 de julho, em Nairóbi, na obra “Don Bosco Youth Educational Services” (DBYES), o encontro dos Delegados para a Família Salesiana da Região África – Madagascar.

A reunião contou com a participação de 16 Delegados para a Família Salesiana representando as 13 Inspetorias e Visitadorias da vasta e rica presença salesiana na Região.

Os trabalhos foram coordenados pelo P. Eusebio Muñoz, Delegado do Reitor-Mor para a Família Salesiana, com os PP. Jayapalan Raphael, Delegado Mundial para os Ex-alunos e Ex-alunas de Dom Bosco, Joan Lluís Playá, Assistente Central das Voluntárias de Dom Bosco (VDB) e dos Voluntários com Dom Bosco (CDB), e Pierluigi Cameroni, Animador Espiritual da Associação de Maria Auxiliadora (ADMA).

de Dom Bosco têm uma responsabilidade especial. Cameroni, também na qualidade de Postulador Geral para as Causas dos Santos da Família Salesiana, apresentou a realidade da santidade na Família Salesiana, evidenciando a riqueza de patrimônio compartilhado entre os 31 grupos aderentes, e como a santidade seja um dos aspectos que mais une e fortifica a realidade da Família Salesiana.

Durante a reunião surgiram também alguns desafios a enfrentar, como o empenho para o crescimento do sentido de pertença à Família Salesiana entre os Salesianos; garantir um trabalho de maior qualidade e continuidade dos Salesianos encarregados da animação da Família Salesiana; valorizar a riqueza de cada grupo; promover o conhecimento recíproco, a comunhão fraterna e a colaboração apostólica na Família Salesiana.

A primeira parte do encontro foi dedicada à escuta da situação da Família Salesiana na Região, evidenciando os pontos fortes, algumas fragilidades e as oportunidades. Foram apresentados algumas orientações e os documentos fundamentais para a animação da Família Salesiana e a identidade dos grupos para os quais os Filhos

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

49


FAMÍLIA S ALESIANA

Peru

“O que fizemos nestes 120 anos foi...

...compartilhar o quanto é importante educar e evangelizar”

(ANS – Callao)

Numa carta enviada a Roma, o P. Tiago Costamagna, que visitara o Peru, especialmente Lima e Callao, escreveu: “Antes de qualquer outra obra no Peru, é necessário pensar em Callao... Eu me arriscaria a abrir a casa de Callao”.

Os Filhos de Dom Bosco chegaram ao Peru em 1891, e em 1898 fundaram a presença salesiana no porto de Callao, a poucos metros do mar.

Mais de 15 carros alegóricos coloriram os bairros de Callao com alegria e entusiasmo e com a participação de delegações das outras obras salesianas do Peru.

A Família Salesiana reuniu-se para alegrar o povo com diversas danças típicas das várias cidades: Arequipa, Cusco, Trujillo, Huancayo, San Martin…

A cerimônia de gala foi no teatro municipal de Callao. Nesse cenário foi reconhe-

Neste ano, a obra celebra 120 anos de serviço nos oratórios, na escola “Dom Bosco”, na paróquia e numa obra social em Puerto Nuevo.

Os 120 anos de história foram lembrados com uma rica programação: festas, momentos de partilha, um grande desfile, danças e uma caminhada pelas principais ruas de Puerto Chalaco.

50

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

cida a dedicação dos Salesianos que dirigiram esta importante obra.

P. Pablo Medina, atual diretor da comunidade, e o Dr. Silvio Aylas, diretor da escola Dom Bosco, agradeceram às delegações participantes e às pessoas que, com o seu trabalho e o seu pequeno grão de areia, contribuíram para alcançar tantos resultados. No dia 8 de agosto, na presença do P. Ma-


FAMÍLIA S ALESIANA

nolo Cayo, Inspetor, de numerosos Salesianos, Filhas de Maria Auxiliadora, Exalunos e outros membros da Família Salesiana, alunos e educadores, a semana de comemorações chegou ao seu ápice, com a celebração da Eucaristia na paróquia “São João Bosco” de Callao, encerrando as atividades pelos 120 anos de presença salesiana na cidade. «O que fizemos nestes 120 anos foi com-

partilhar o quanto é importante educar e evangelizar – disse o P. Cayo –. Celebrar um aniversário significa observar o passado com gratidão, empenhar-se no trabalho atual e olhar para o futuro. Resta ainda, muito a fazer: semear, acompanhar, desenvolver esta experiência que é de educação e evangelização.

Este grande sonho continuará por muitos anos».

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

51


E STATUTO

MUNDO

Estatutos da Confederação Mundial Præit ac tuetur / Precede e Protege Roma, 5 dezembro 2015

Capítulo VI Competências nos organismos Art. 21 - Competências

a) Assembleia Geral Mundial

~ Determina as linhas gerais de orientação da Presidência Confederal Mundial para atingir as finalidades e os objetivos da Confederação Mundial. ~ Aprova o Relatório do Presidente Mundial e do secretárioGeral. ~ Aprova os Estatutos Confederais; examina, ordena e aprova as propostas de alteração e de atualização dos Estatutos. ~ Elege os membros da Presidência Confederal Mundial. ~ Aprova o Relatório de Contas do Tesoureiro Confederal e exonera-o/a da sua responsabilidade pelo período controlado. ~ Aprecia e aprova os Relatórios das Federações Nacionais e Provinciais. ~ Aprova os projetos da Presidência Confederal Mundial que são propostos.

52

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

b) Coordenador da Assembleia Confederal Mundial 1 .É a pessoa responsável pela coordenação e bom andamento dos trabalhos na Assembleia.

2. Compete ao Coordenador da Assembleia Confederal Mundial assumir:

- a direção da Assembleia de acordo com o Presidente; - a coordenação geral dos trabalhos da Assembleia Confederal Mundial; - o funcionamento dos gabinetes e serviços técnicos; - dar a conhecer à Assembleia a ordem-do-dia; - as comunicações da Presidência e outras eventuais informações.

c) Os Moderadores da Assembleia Confederal Mundial

Os três moderadores são eleitos pela Assembleia Confederal de uma lista de cinco nomes proposta pela Presidência. Compete aos moderadores orientar, à vez, os debates em assembleia, atendo-se fielmente às respetivas prescrições regulamentares, e exigindo que às mesmas se atenham igualmente todos os membros da Assembleia.


E STATUTO MUNDO

Compete-lhes por isso dar e retirar a palavra na assembleia em conformidade com o tema tratado. Enquanto não forem eleitos os moderadores, fará de moderador o Coordenador.

d) Presidência da Assembleia Confederal Mundial Constituem a Presidência da Assembleia: o Presidente Confederal Mundial, o Coordenador da Assembleia Confederal Mundial e os três Moderadores.

e) Funções da Presidência da Assembleia Confederal Mundial: ~ deliberar sobre a abertura e o encerramento das reuniões gerais; ~ assegurar que a Assembleia siga a ordem-do-dia estabelecida pela Presidência; ~ propor a ordem-dos-trabalhos e o respetivo calendário e horário; ~ resolver qualquer dúvida “iuris et facti”29 sobre a aplicação do Regulamento, salvo apelo por escrito de pelo menos um terço dos componentes efetivos da Assembleia; em tal caso, a Assembleia deverá pronunciar-se com a maioria de 2/3 dos votos dos presentes.

f) A Presidência Confederal Mundial ~ Elabora o Plano estratégico seguindo as deliberações da Assembleia Confederal Mundial. ~ Aprova o Plano operativo anual proposto pela Junta Executiva Mundial com os contributos dos conselheiros regionais. ~ Confia os encargos específicos dos Membros da Presidência Confederal Mundial. ~ Cuida os contactos com os organismos internacionais. ~ Programa Congressos ou Encontros Internacionais e reuniões, Consultas Gerais e, onde necessário, Consultas Nacionais ou Provinciais realizando-os em base ao Plano operativo. ~ Aprova o orçamento e o relatório de contas anual do Tesoureiro Confederal Mundial. ~ Estabelece a quota anual de contributo para a Federação Mundial das Federações Nacionais ou Provinciais ou de grupos equivalentes em processo de reconhecimento por parte da Confederação Mundial. ~ Examina os relatórios apresentados pelas Federações Nacio-

_________________ 29 De direito e de facto.

nais ou Provinciais. ~ Autoriza e organiza a concessão de benemerências a Antigos Alunos e ex-Alunas ou a outras pessoas delas merecedoras segundo o regulamento estabelecido. ~ Reúne pelo menos 1 vez por ano. ~ Se necessário, chama a atenção dos membros da Presidência Confederal para os seus deveres estatutários, quando não os cumprem, e toma nota disso nas atas das reuniões. ~ Designa e constitui qualquer comissão de que haja necessidade (comissão eleitoral, comissão financeira, comissão juvenil, equipa editorial, responsável por revistas e publicações, comissão ad hoc sobre matérias específicas). ~ Coopta consultores (especialistas) por finalidades e com modalidades (de tempo e de competências) pré-definidas. ~ Sob proposta da Junta Executiva Confederal Mundial, aprova a nomeação do Coordenador da Assembleia Mundial.

g) A Junta Executiva Confederal Mundial ~ Elabora e implementa as diretivas da Presidência Confederal. ~ Apresenta propostas à Presidência Confederal. ~ Elabora o esboço do Plano anual com os contributos dos conselheiros regionais para a aprovação da Presidência. ~ Aprova os regulamentos das Federações Nacionais e comunica o seu parecer em caso de controvérsia acerca da aplicação dos Estatutos. ~ Aprova as atas das reuniões redigidas pelo Secretário-Geral e envia-as no prazo de 2 meses a todos os membros da Presidência. ~ Examina o saldo contabilístico apresentado pelo Tesoureiro Confederal Mundial. ~ Reúne, ordinariamente, uma vez por trimestre para rever o andamento e a implementação dos projetos. ~ Faz uma lista dos candidatos previstos e das qualidades que lhes são exigidas (entre as quais línguas conhecidas, formação, tempo disponível, etc.). ~ para propor às eleições. ~ Pode autorizar, por um ano e só por motivos justificados e documentados, a isenção da quota anual fixada às Federações ou a grupos reconhecidos que a peçam.

(Continue na próxima edição)

EX ALLIEVI Newsflash - 5 de outubro de 2018

53


C ALENDÁRIO S ALESIANO OUTUBRO

5 - Beato Alberto Marvelli 13 - Beata Alexandrina M. da Costa 24 - San Luigi Guanella 29 - Beato Michele Rua

NOVEMBREÙ

DEZEMBRO

13 - Beato Artemide Zatti 15 - Beata Maddalena Morano

5 - Beato Filippo Rinaldi 8 - Immacolata Concezion e 25 - Santo Natasle

EXALLIEVI Newsflash

Eventos atuais religiosas e periódica social da Confederação Mundial dos Ex-Alunos de Dom Bosco

Direção e Edição EXALLIEVI Newsflash Opera Salesiana Teresa Gerini Via Tiburtina, 994 - 00156 Roma (Italia) tel. (+39) 06.409.003 Internet: www.exallievi.org E-mail: newsflash@exallievi.org

Casa Geral Sede Centrale Salesiana Via Marsala, 42 - 00185 Roma (Itália) tel. (+39) 06.656.121 Centralino Fax (+39) 06.656.12.556 Internet: www.sdb.org

Direção e Coordenação editorial Pierluigi Lazzarini (pierluigi.2208@tiscali.it)

NÚMERO DE NOSSA CONTA

Name: Confederation of Past Pupils of Don Bosco Bank: Lombard Bank Malta p.l.c. Secretário de Editorial Address: Balzan, Malta Veronica Messano IBAN: MT 08 LBMA 0500 0000 0000 0144 0520 986 SWIFT Code: LBMAMTMT Colaboradores desta questão Don Ángel Fernández Artime sdb, Ashwini Gupte, Michal Hort, Francesco Bank Account Number: 01440520986 Muceo, Chihiro Okawa, Fredrick Oyugi, Susan Philip, Alberto Piedade, Antonio G. Pires, don Jayapalan Raphael sdb, Gian Francesco Romano

Fotos e imagens Archivio Ag. ANS, AustraLasia, Bollettino Salesiano Giapponese, Don Bosco India

Traduções

Ag. ANS - Elaboração

Ag. ANS - Veronica Messano

Ag. ANS - Angel Gudiña-Nisaury Ventura

Ag. ANS - Elaboração

Don Jerónimo da Rocha Monteiro facile da stimare difficile dimenticare

Don Jerónimo da Rocha Monteiro easy to esteem but difficult to forget

Don Jerónimo da Rocha Monteiro fácil de querer pero difícil de olvidar

Don Jerónimo Rocha Monteiro facile à estimer mais difficile à oublier

EDIÇÃO ITALIANA

EDIÇÃO EM INGLÊS

EDIÇÃO EM ESPANHOL

EDIÇÃO FRANCESA


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.