Issuu on Google+


2


Editorial

Com as atenções voltadas para 2011

  A pouco mais de um mês para terminarmos o ano, o mercado prepara-se para 2011e retratamos nesta edição as expectativas em torno do período de volta às aulas. Para a grande maioria da indústria, as projeções de vendas em média de 20% a 25% a mais do que em relação a 2009 estão sendo confirmadas. Para o varejo, as vendas começam a ser impulsionadas agora e a expectativa também é positiva. Mas, nem só de artigos escolares vivem as papelarias e disso já estamos convencidos. Então, fomos atrás das últimas tendências em acessórios de informática, que estão cada vez mais estilosos. Aproveite também para incrementar os negócios na sua loja com as embalagens e papéis de presente com motivos natalinos. Têm muitas novidades por aí. Você já prestou atenção como está a comunicação visual da sua papelaria? Fundamental nas lojas, ela acaba atuando de maneira decisiva na atratividade das vendas. Em uma interessante entrevista, o arquiteto e especialista no assunto, Cláudio Yoshimura, traz dicas e sugestões. Confira! E, no Raio X deste mês o destaque é para a papelaria brasiliense Dot Paper, que voltada para um público de alto poder aquisitivo, tem nos produtos personalizados o seu carro-chefe. Aproveitamos para desejar a todos um excelente final de ano, com muita alegria, paz, saúde e sucesso nos negócios! Boa Leitura!

DIREÇÃO Paschoal Sabatine paschoal@papelariaenegocios.com.br William Gimenes william@papelariaenegocios.com.br PUBLICIDADE Marco Aurélio Sabatine marco@papelariaenegocios.com.br JORNALISTA RESPONSÁVEL Lia Freire (MtB 30.222) redacao@papelariaenegocios.com.br PROJETO GRÁFICO, DIAGRAMAÇÃO Cristiana Lacutissa/Vitor Lacutissa CL Studio (11) 2749-0738 clstudio@terra.com.br CAPA Patricia Chammas ADMINISTRAÇÃO E PUBLICIDADE Rua Senador Carlos Teixeira de Carvalho, 64 - CEP 01535-010 São Paulo - SP Fones (11) 3207-3896 / 3271-5867 pn@papelariaenegocios.com.br www.papelariaenegocios.com.br

A Revista Papelaria e Negócios é uma publicação mensal da Top Brasil Editora dirigida a lojistas e fornecedores de artigos para papelaria e informática. Circulação nacional.

O conteúdo dos artigos e as declarações textuais contidas nas reportagens da Revista Papelaria & Negócios são de responsabilidade dos articulistas e entrevistados.


Sumário

6

Marketing & Negócios As notícias que movimentam o setor.

12 20

Entrevista O arquiteto Cludio Yoshimura fala sobre a comunicação visual no PDV. Mercado Os acessórios de informática tornaram-se objetos de desejo.

 

32

Empresa A atuação da DAC, que em 2011 completa 40 anos.

38 42 50

Raio X dos Negócios A papelaria Dot Paper se destaca por seus produtos customizados e exclusivos.

Categoria de Produto As embalagens e os papéis de presente para o Natal. Negócios Como o mercado se preparou para o volta às aulas 2011.

64 68 72

Licenças As marcas e personagens que estão em evidência.

Prateleira Um mix diversificado.

Brinquedos O que está chegando nas lojas.

 

4


Marketing & Negócios

VSP inaugura mais um showroom A VSP Papéis Especiais tem uma nova unidade na cidade de São Paulo. Agora é a Zona Leste que ganhou um espaço para a empresa apresentar os seus papéis nacionais e importados. São mais de 700 opções de produtos com variedade de cores, texturas, toques diferenciados e acabamentos com efeitos especiais. O showroom visa facilitar a logística dos clientes da região. Além do amplo portfólio da VSP foram expostos na loja diversos trabalhos gráficos e artesanais, que inspiram à criação e ampliam a visão dos profissionais em relação à aplicação dos papéis. A nova unidade, assim como as demais, conta A VSP Papéis com atendimento personalizado e a vantagem de um estoque totalmente reforçado para atender a Especiais inaugura região, que vive em constante expansão e reúne muitas empresas com alto potencial de consumo showroom na e profissionais ávidos por diferenciais. Zona Leste de São A loja está localizada na Av. Alcântara Machado, 2800 – São Paulo. Paulo. Tel.: 11 3524-4040

Norma desenvolve projeto com internas da Penitenciária Feminina de São Paulo A fabricante de cadernos Norma vem desenvolvendo desde julho de 2010 um inédito trabalho social com as internas da Penitenciária Feminina de Santana, em São Paulo. Incentivadas pelo projeto, mulheres com pouca ou nenhuma noção de costura aprenderam a alinhavar, cortar e criar layouts utilizando a técnica de Patchwork, que se destaca pela sensibilidade e criatividade. Parte destes trabalhos embeleza agora a coleção de cadernos Kiut Patchwork Edição Limitada, que está na linha 2011 da Norma. “O projeto é um incentivo à criatividade e ao apuro da noção de estética, fatores raramente trabalhados no recinto de uma penitenciária”, destaca Jean Carlos Maria, do departamento de marketing da Norma. “Agora, estes símbolos de liberdade e de valorização humana estão prontos para encantar corações pelo Brasil afora.” A coleção Kiut Patchwork Edição Limitada é composta por cadernos de 01 matéria e está disponível em 15 opções de capas. O preço médio de cada unidade é de R$ 95,00. www.produtosnorma.com.br

6

Edição Limitada de Cadernos Kiut Patchwork, da Norma, desenvolvida por meio do trabalho social com as internas da Penitenciária Feminina de Santana, em São Paulo.


Elgin contrata novo gerente de vendas A divisão de produtos de informática da Elgin tem novo gerente de vendas para a área de Informática/Tecnologia e Cine & Foto. Rodrigo Inocêncio, graduado em administração em marketing, possui ampla experiência em grandes empresas como Natura, Avon e SBT. O gerente assume a função com os objetivos de alavancar as vendas de produtos da marca própria Elgin; colaborar para a abertura de novos canais, além de fidelizar os canais já existentes; e utilizar toda a solidez que o Grupo oferece para realizar um trabalho de excelência. O executivo também deve formar parcerias e auxiliar a Elgin no processo de consolidação da marca neste segmento, oferecendo aos clientes produtos de qualidade.  www.elgin.com.br

Leadership comprometida com o meio ambiente                                                                                      O parque industrial do Grupo Leadership, em Quatro Barras, Paraná, recebeu a Certificação Internacional ISO 14000, confirmando o compromisso da organização em relação à responsabilidade e gestão ambiental, valorizando assim os seus produtos e marca. O ISO 14000 é um conjunto de normas que definem parâmetros e diretrizes para a gestão ambiental das empresas. Para conseguir e manter o certificado é preciso seguir a legislação ambiental do país, treinar e qualificar os funcionários para seguirem as normas, diagnosticar os impactos ambientais que está causando e aplicar procedimentos para diminuir os danos ao meio ambiente. A Leadership trata todos os resíduos gerados nos seus processos de produção, uma prova da seriedade do trabalho que vem sendo realizado e mostra a preocupação cada vez maior da empresa com questões referentes à ecologia e à sustentabilidade. www.leadership.com.br


Marketing & Negócios Foto: Personal Press

Marici Foroni recebe cerca de 800 convidados em jantar comemorativo aos 85 anos da empresa.

Cadersil investe em novo site A empresa acabou de publicar o seu novo site. Ainda mais interativo e dinâmico, nele além de encontrar toda a nova coleção da empresa, o internauta poderá se divertir com os jogos online. A interatividade com o twitter também é destaque no novo site. www.cadersil.com.br

8

Foroni comemora 85 anos Recentemente a Foroni, uma das maiores fabricantes de cadernos e agendas do país, recebeu cerca de 800 convidados em jantar comemorativo por seus 85 anos de existência. Marici Foroni, diretora de marketing da empresa, e seu pai Alberto Foroni, CEO da companhia, falaram sobre a trajetória da família e a evolução da produção até os dias de hoje. Executivos de grandes marcas como o diretor da Redibra, David Diesendruck e o presidente da Mattel Brasil, Ricardo Ibarra, marcaram presença no evento, que aconteceu no HSBC Brasil, em São Paulo e contou ainda com a apresentação de Toquinho e Orquestra Arte Viva, com regência de Amilson Godoy. www.foroni.com.br


Simpa e associados visitam fábrica da Tilibra   A direção do SIMPA-SP (Sindicato do Comércio Varejista de Material de Escritório, Escolar e Papelaria de São Paulo e Região) e 35 associados visitaram as instalações da Tilibra, em Bauru (SP) a convite da diretoria da empresa. O grupo foi recebido pelo diretor comercial da Tilibra, Wagner Jacob, pelo gerente de Vendas, Guilherme Zaniolo, e pelo analista de Vendas, Gustavo Carrijo, para um almoço em uma churrascaria da cidade. Depois todos foram à sede da empresa, onde os aguardava o presidente da companhia, Rubens Passos, assistiram a um vídeo com os lançamentos da Tilibra e passaram pelo showroom. Os visitantes ainda foram surpreendidos com uma promoção diferenciada e à noite foram comemorar em uma pizzaria. No dia seguinte o grupo acompanhou a produção dos cadernos e ficou por dentro dos novos investimentos do fabricante. Na ocasião também puderam conhecer as novidades em cartões de expressão social, entre outros itens da Grafon’s, empresa adquirida pela Tilibra. Os visitantes ainda tiveram a oportunidade de conhecer o Centro de Distribuição e ficaram impressionados com o tamanho e capacidade de armazenamento. “Este trabalho da Tilibra comprova que não é à toa que trata-se de uma empresa líder de mercado. É gratificante estar numa empresa “nossa”, administrada por brasileiros. Agradecemos o apoio que vocês nos dão. E lembro, mídia é importante, mas esse contato é primordial”, ressaltou o presidente do SIMPA, Antônio Martins Nogueira. www.tilibra.com.br www.simpasp.com.br

A direção do SIMPASP e associados visitaram as instalações da Tilibra, em Bauru (SP), a convite da diretoria da empresa.


Marketing & Negócios

Grafon’s atenta à comunicação digital A empresa está com novo site que faz parte de um projeto de comunicação digital, que envolve também a sua presença em redes sociais como o twitter (@ grafonsonline) e em sites como youtube (http://www. youtube.com/user/grafonsnet). Com isso, a Grafon’s pretende não só divulgar sua marca, mas estreitar o relacionamento com o consumidor final, que em sua maioria possui o perfil teen, sendo um público muito ligado às novas tecnologias e que usa a web como meio de informação, passatempo, diversão e interação social. Dentre as novidades do site estão áreas destinadas a downloads, games e concursos culturais, sem deixar de lado informações institucionais da empresa. Os lojistas também contarão com uma área criada especialmente para eles. O site foi desenvolvido com visual moderno, colorido e divertido. A Grafon’s já se prepara para os próximos passos do projeto, que envolverão blogs e mais redes sociais. www.grafons.com.br

10


Entrevista

Comunicação visual

Importante aliada no ponto-de-venda O cuidado com a comunicação visual no varejo não requer grandes investimentos, mas a estratégia deve transmitir a mensagem e informação pelas quais o lojista deseja ser identificado

O

consumidor está em uma papelaria e tem dificuldades de encontrar um determinado produto comum nestes estabelecimentos, como por exemplo, pastas. Isso pode ser um alerta de que a comunicação visual da loja esteja com problemas. Também é frequente acontecer do cliente ser chamado atenção pela vitrine, porém ao entrar na loja depara-se com outra realidade. Se você lojista tem dúvidas sobre a comunicação visual para a sua loja, primeiramente saiba que muita informação, vira informação nenhuma. Priorize o que é importante ser visto. A comunicação visual acaba atuando de maneira decisiva na atratividade das vendas.

“O método mais simples para verificar se a comunicação visual está correta é observar se a loja consegue explicar o seu mix e a sua proposta competitiva sem precisar expor as mercadorias”, Cláudio C. Yoshimura.

12

Nesta entrevista com Cláudio Calou Yoshimura, arquiteto especialista em varejo e diretor da Yoshimura Arquitetura de Varejo, você entenderá melhor o que é, a importância e como trabalhar adequadamente a comunicação visual. “Vale a pena investir em um ambiente que traduza a possibilidade de diversão, que é mais ou menos o patamar de consumo que se vivencia, em que as pessoas acabam olhando os produtos não apenas com o intuito de imediatamente comprá-los, mas também como uma maneira de curtirem um momento de prazer.”


Entrevista Na comunicação visual deve ser priorizado o que é importante ser visto. Loja Guido, projetada e executada pela Yoshimura, no Shopping Iguatemi Maceió.

do negócio. E o mais desafiador, o consumidor muitas vezes não está apenas atrás da mercadoria, mas sim da especialidade deste artigo, de um ambiente agradável, de conforto, da experiência de compra, de status, da autoafirmação e de uma infinidade de necessidades abstratas que devemos compreender e, que a comunicação visual deverá suprir.            Revista Papelaria & Negócios - Qual a definição de comunicação visual? O que a compõe e qual a sua finalidade no varejo? Cláudio Yoshimura - Comunicação visual é o conjunto de signos ou elementos visualizados (por exemplo, os produtos, as cores dos acabamentos, o uniforme dos vendedores, a fachada, banners, cartazes, etiquetas de preços etc) que produzirá mensagens com significados ou impressões emocionais, sejam estas mensagens cônicas ou icônicas, verbais ou não verbais, tangíveis ou intangíveis, intencionais ou não. A comunicação visual deve ser usada com um fim específico, claro e planejado. No varejo em sua versão mais antiga e, até secular, sempre existiu a utilização dos próprios produtos como elemento principal da comunicação visual em quantidade suficiente para chamar a atenção e informar apenas o que está sendo vendido, como ocorre, por exemplo, na maioria das pequenas papelarias. Trata-se apenas de comunicar o que está à venda. Porém, no varejo moderno precisamos encarar a enorme competição e as necessidades dos consumidores. Apenas informar qual o produto não é mais suficiente para a sobrevivência

14

Revista P&N - Em que sentido a comunicação visual pode ser uma aliada no relacionamento da loja com o cliente? Cláudio - Entre os clientes varejistas da nossa empresa, há diversos casos em que a simples implementação de uma comunicação visual voltada para reforçar os diferenciais competitivos trouxe imediato resultado de vendas. Trata-se de uma ferramenta que poderá ser aliada ou inimiga do varejista e quando eficiente, consegue caracterizar o ponto-de-venda para atender os desejos de um certo público. O resultado positivo dependerá se for acertado o código de valores culturais do cliente e se, ao mesmo tempo, o empreendimento realmente corresponder àquela imagem, ou seja, é preciso tomar cuidado, pois um determinado público pode se identificar com a comunicação visual e a loja deverá atender as suas expectativas.    Revista P&N – No que consiste um bom projeto? Cláudio - Um bom projeto de comunicação


Entrevista visual é aquele que reforça a proposta da loja ao perfil do público escolhido. Por exemplo, se tem como foco acessibilidade e preço baixo, a comunicação visual deve representar o seu aspecto promocional com uma mensagem vibrante. Se o ponto-de-venda propõe boa qualidade em relação ao seu custo, deve ter uma comunicação visual organizada que informe e valorize os produtos, sem torná-los exclusivos ou pobres.       Revista P&N – Quando o estabelecimento está visualmente adequado? Cláudio - O método mais simples para verificar se o visual está correto é observar se a loja consegue explicar o seu mix e a sua proposta competitiva sem precisar expor as mercadorias. Há lojas que sem os produtos nada seriam e outras que a própria fachada é capaz de sugerir tudo o que está sendo vendido e qual o argumento para atrair o cliente consumidor, mesmo que os itens não sejam vistos. E, uma vez sem olhar os itens, verificar se o perfil visual da loja combina com a proposta do negócio, com a qualidade, variedade, especialização, praticidade, simplicidade ou luxo que o negócio se propõe.

No passado, o consumidor era muito mais atento porque o ritmo de vida era mais lento e a competição era menor, então, uma vez que a loja tivesse um bom produto e atendimento, o cliente tornava-se fiel; mas, hoje as escolhas são tão variadas que o consumidor fica indeciso e tem muito pouco tempo para “entender” o ponto-de-venda, sendo que os compradores mais jovens estão voltados para o autosserviço. Comprar por impulso deixou de ser algo eventual para se tornar cotidiano, então, o atendimento não deve ser mais dado só pelo vendedor, mas também pela comunicação visual.   Revista P&N – Qual é a tendência quando falamos em comunicação visual? Cláudio - Sem dúvida, a tendência é a especialização. O fim das grandes lojas de departamento foi um prenúncio desta tendência. Não se faz comunicação visual para todos, mas sim para um perfil específico de consumidor. Porém, é fundamental que se trabalhe visando o bom senso para não afugentar clientes. Cada tipo de consumidor pode ser classificado por classe social, mas em nossa empresa preferimos defini-los de acordo com o momento de compra, pois um público de alto poder aquisitivo pode desejar realizar uma compra econômica dependendo do produto procurado ou ocasião, portanto, uma loja promocional não deve ser projetada exclusivamente para pessoas de menor poder aquisitivo. Ao mesmo tempo, uma loja que comercializa produtos de maior valor agregado não pode tratar cada item como uma joia, pois o deixará supostamente inacessível a alguns consumidores. Também haverá “A comunicação visual deve ser usada com um fim específico, claro e planejado”, Cláudio C. Yoshimura.

16


Entrevista o cliente que quer exclusividade e status. Neste caso, a comunicação visual estará voltada para mostrar estilo de vida e prazer, ocultando os grandes estoques. Em termos de materiais utilizados, nas últimas décadas se propagou a produção de grandes fotos e grafismos em adesivos e lonas. Mais recentemente, os elementos dinâmicos se incorporaram ao sistema de comunicação visual, como terminais interativos de computador; porta-preço em tela de cristal líquido, de LCD, led ou plasma; luzes que mudam de cor com o uso de led, entre outros.    Revista P&N – Quais os principais erros cometidos pelos lojistas? Cláudio - O maior problema, considerando a tendência de ter uma comunicação mais específica, é desrespeitar a individualidade dos consumidores. Cada um tem um estilo de vida, os estudantes pertencem a tribos urbanas distintas, os consumidores da melhor idade valorizam conforto e credibilidade, e assim por diante. Deve-se apostar em uma linha estética e segui-la em todos os detalhes, sem medo de impor seu padrão visual e não copiar as grandes redes de varejo.   Revista P&N – É necessário realizar grandes investimentos? Cláudio - Isso é um engano. Muito pelo contrário, a comunicação visual eficiente não tem qualquer relação com o valor do seu investimento. Em um ponto-de-venda popular muitas vezes são gastas altas somas em sinalização préfabricada e impessoal, esquecendo de detalhes ainda mais visíveis como pintar as paredes com cores estimulantes. Se lembrarmos que faz parte da comunicação visual todos os elementos visíveis e até mesmo os produtos, então, o resultado pode ser excelente e gastando pouco, por exemplo, uniformizando os funcionários com camisetas coloridas, aplicando textos em pequenos cartazes

18

explicativos ao lado dos produtos, combinando as cores das paredes com o efeito emocional desejado, enfeitando a loja com fitas brilhantes e bolas, ou mesmo empilhando os produtos de forma criativa, colando nas paredes textos recortados em adesivo vinil com mensagens positivas ou sinalizando os produtos. Se a loja é especializada, por exemplo, em informática, sinalize de forma delicada as prateleiras com informações sobre os produtos. Caso tenha como proposta os insumos para escritório deixe o ponto-de-venda subdividido e organizado em departamentos e coloque cartazes sóbrios para identificar cada um deles. Se está voltado para enfeites procure preencher de forma harmoniosa todos os ângulos de visão com os próprios produtos, sem concentrar ou espalhar demais, equilibrando o seu valor estético com variedade. Há infinitas formas de fazer comunicação visual a um baixo custo. Pode-se ainda conseguir com os fornecedores, materiais como painéis, adesivos, banners, displays etc, criando empatia com o público-alvo. Revista P&N – Quanto custa em média um projeto? Cláudio – O adequado é investir em uma comunicação visual interna que dure ao menos quatro anos e que seja por volta de 10% do faturamento mensal ou algo em torno de R$ 100,00 por metro quadrado. O valor investido na fachada deve ser suficiente para colocar o negócio em condições de igualdade ou superioridade aos concorrentes diretos, por isso, não pode ser estimado. Quanto ao investimento no serviço de projeto da comunicação visual a nossa recomendação é incorporar este custo ao projeto da implementação ou reforma do ponto-de-venda, pois a solução em projeto deve ser integrada à arquitetura e ao mobiliário. Neste caso, o valor global de um projeto de varejo varia de 2% a 10% do valor do investimento.


Mercado

Acessórios de

Para chamar a atenç Com novos acabamentos, cores, estampas e divertidos formatos, os acessórios viraram objetos de desejo

O colorido pen drive distribuído pela AnovaTI mede apenas 2,8 cm.

20

L

inhas femininas, para homens, adolescentes, crianças... A tendência no segmento de acessórios de informática é a personificação ao estilo dos usuários. “Nos dias de hoje, os produtos de informática são itens essenciais no cotidiano das pessoas. Como parte integrante da rotina de homens e mulheres, a tendência certamente é a personificação dos acessórios, segundo o estilo de vida de cada um, gerando maior apego emocional ao produto”, afirma Everton Macedo Correa, diretor comercial do grupo AnovaTI, que distribui marcas como Targus e tem as suas próprias como a X-Sound. O executivo destaca o

crescimento das linhas voltadas ao público feminino, evidenciando a crescente demanda que existe entre as mulheres e o seu poder de compra, que ganha cada vez mais força. “A procura por artigos direcionados às mulheres apenas acompanha esta mudança no comportamento da sociedade. O público feminino é seletivo, porém bastante consumista. Quando há oferta de itens específicos para este público, a loja não somente ganha uma atenção especial delas, como obtém uma parcela importante de clientes que tendem a se tornar fiéis.” O gerente de marketing da Clone, Diego Viriato, acrescenta que desenvolver um produto para o público feminino não é apenas modificar sua cor. “Obviamente oferecemos itens também com esta característica, mas buscamos agregar muitos outros diferenciais para satisfazer este público, que é ainda mais exigente.Temos para elas, fones, teclados, caixas de som, malas para note e webcam com design diferenciado. Observamos que tanto o público feminino, quanto o masculino buscam produtos de qualidade, agregado a funcionalidade e design diferenciado. Para tanto, procuramos desenvolver características específicas para impactar de maneira eficaz os dois públicos.” Além das linhas focadas no público feminino e masculino, a Clone fez recentemente lançamentos como na linha de games com a guitarra 4x1 e a bateria sem fio e com microfone. “Atualmente,


informática

ção deles e delas!

Para a linha de games, a Clone apresenta a Guitarra sem fio, compatível com Playstation 2 e 3, Nintendo Wii, Pcs e Notebooks.

a grande procura é por produtos desenvolvidos com acabamentos especiais, design diferenciado e funcionalidades para facilitar e dar maior conforto ao usuário de informática e, no caso dos acessórios para games proporcionar maior realismo”, destaca Diego. Tendo em sua linha de produtos, itens como teclado e mouse de silicone, scanner de mão, suportes e capas para notebook, acessórios para iPod, iPad e iPhone e vários outros, a Mobimax trabalha para atender tanto as necessidades do público masculino quanto do feminino, apresentando variações de modelos em versões para cada um. “Cada vez mais, homens e mulheres se interessam por personalizar os seus produtos. Sejam eles computadores, notebooks, iPhone, iPad, iPod entre outros, por isso, disponibilizar itens que os diferenciem é essencial para atender as suas necessidades”, destaca Edward Blinke Jr., coordenador de marketing da Mobimax. O executivo enfatiza que o comprador de

acessórios de informática ainda é predominantemente masculino, mas vem aumentando a quantidade de mulheres consumidoras neste segmento de mercado. “Mesmo produtos que ainda não foram lançados no Brasil, como é o caso do iPad, já possuem forte demanda. Capas, protetores de tela e carregadores já estão entre os mais requisitados”, comenta Edward. Capa para proteger iPad. Novidade da Mobimax.


Mercado Formatos diferenciados nos produtos e nas embalagens

A Hyfen destaca o potencial do mercado de pen drive com design diferenciado.

22

Há 22 anos atuando na área de marketing corporativo, a Hyfen apresenta ao varejo, pen drives em formatos diferenciados como carrinhos, garrafas, guitarras, entre outros. Disponíveis nas capacidades 2, 4 e 8 GB, têm as memórias flash importadas, blindadas e à prova d’água, enquanto que o design do pen drive é produzido no Brasil. “Em função de ofertarmos vários modelos, estes produtos atendem aos mais distintos públicos, como o feminino, masculino e infanto-juvenil”, explica Kitty Carracedo, executiva da Hyfen, destacando o potencial do mercado de pen drive com design diferenciado. “Acreditamos que o segmento de pen drive com formatos especiais ainda não foi explorado no varejo brasileiro. Algumas poucas lojas oferecem estes produtos. As peças são úteis, bonitas e divertidas, com certeza serão objetos de desejo de muitos consumidores.” A AF International, fabricante de itens para limpeza de computadores, equipamentos de escritório, estações de trabalho e multimídia, inova quando o assunto é embalagem, trazendo opções que atendem às diferentes necessidades. “O cliente tem à disposição a embalagem que achar mais conveniente”, afirma Carolina C. Kina, gerente geral da AF. O fabricante desenvolve para os seus produtos, embalagens do tipo spray, em tubos econômicos, em sachês unitários, entre outras versões. “As embalagens em lenços umedecidos, por exemplo, ainda estão sendo descobertas pelo público brasileiro. A tendência mundial é a

preocupação ambiental Novos conceitos e o não desperdício, de embalagens são exatamente o conceito apresentados na linha deste tipo de embalagem de limpeza da AF que lançamos, além da International. praticidade. Trabalhamos com produtos que trazem um novo conceito, sendo uma novidade bastante atraente para o mercado comercializar.”

Com muito estilo Com um amplo portfólio para atender desde os consumidores mais conservadores até aqueles que procuram por itens coloridos e com design diferente, a Integris possui em seu mix produtos que incluem: mouses, teclados, caixas de som, webcam, fones de ouvido, headset, suportes e cases para netbook e notebook, conectores, carregadores de pilhas, acessórios para games, além de contar com uma linha completa de limpeza de telas LCD e computadores. “A tendência é a de que os produtos se tornem cada vez mais a “cara” dos seus consumidores, fugindo do padrão e inovando. Acreditamos muito em inovação, tanto que acabamos de lançar a linha Style, a única com design exclusivo e inovador, que acompanha as tendências do mercado sem deixar a desejar no quesito qualidade”, afirma Tatiana Mancini,


diretora comercial da Integris. A linha Style contém mouse, mouse pad e sleve case com temas variados: onça, zebra, pop e caveira. Outra novidade que pontua de maneira muito expressiva essa relação de inovação e design está na linha exclusiva para iPhone e iPod, que são as caixas de som inéditas e licenciadas pela Apple. “Inovar se tornou regra na maioria dos mercados, o consumidor anseia por produtos inovadores, ele precisa sentir a diferença, seja pelo design avançado de cada produto, durabilidade, portabilidade, garantia, preço, valor agregado ou a alta qualidade tecnológica”, comenta Tatiana.

Destaque para a segmentação Embora todos os consumidores de acessórios de informática busquem praticidade, ergonomia, estética, design e preços acessíveis, há necessidades específicas, que homens, mulheres, adolescentes e demais usuários procuram. Foi para

atender estas necessidades que a Leadership criou, por exemplo, a linha feminina. “Fomos os primeiros a lançar uma linha exclusivamente para as mulheres. Os produtos apresentam um design moderno e criativo. Tem acessórios decorados com estampas florais ou strass e geralmente vêm na cor rosa, que é uma das preferidas entre esse público”, destaca José Vianna, gerente de compras do grupo Leadership. Outra segmentação criada no portfólio da empresa foi para os usuários de notebook, por meio da coleção Noteship. Tem também a Goldship, que embora não seja específica para o público masculino, apresenta um design diferenciado, top de linha, que atrai, principalmente os executivos. Os produtos possuem cores sóbrias e as tecnologias são mais modernas. Para elas, o universo cor-de-rosa. Sempre com novidades, a Multilaser traz para as consumidoras, além de peças com design delicado o tom rosa. “Hoje temos mouses mini com cabo normal, retrátil ou sem fio, kit de teclado com mouse e até caixa de som para compor o conjunto, tudo na cor rosa”, explica Danilo Angi Luiz, gerente de O mouse slim white, da Leadership, tem formato fino e cabo USB em forma de trena, que permite desenrolar somente o necessário para uso.

As caixas de som para iPhone e iPod, da Integris, têm a licença da Apple.


Mercado

A Multilaser aposta na cor rosa para atrair o público feminino.

produtos da Multilaser. Tem as linhas licenciadas das personagens Moranguinho e Betty Boop, enquanto que na linha infantil / juvenil masculina destacam-se as coleções do Batman e Hot Wheels. No mix desenvolvido pela Multilaser não há nada exclusivo para o público adulto masculino, pois para a empresa os produtos neutros já atendem as expectativas dos homens. “Na verdade eles têm uma tendência a procurar por produtos de ponta e com apelo tecnológico. São mais conservadores e normalmente optam por itens nas cores prata e preto”, afirma Danilo. E os lançamentos não param. A Multilaser vem desenvolvendo uma linha com acabamento especial em várias cores. Já foi lançada a linha de mouse steel, que tem como apelo a pintura tipo piano. Agora, a empresa pretende expandir esse conceito para as linhas de mouse e tecla-

do. “O consumidor brasileiro aceita muito bem as novidades desde que o preço seja acessível, portanto, os lojistas devem apostar em produtos diferenciados como um complemento de linha, principalmente para alavancar a venda por impulso”, opina Danilo. Cores diferenciadas de mouses, que garantem beleza e elegância às estações de trabalho, são oferecidas pela NewLink, para agradar as mulheres, enquanto que para eles, cores neutras e design arrojado. “A tendência é ter no portfólio, produtos cada vez mais diferenciados e específicos para cada perfil de consumidor. Itens com formas orgânicas, design inovador, cores diferenciadas e personalizáveis são os aspectos buscados pelo mercado atualmente”, afirma Ligia Pretel Eimantas, gerente de marketing da empresa. Para a executiva, o consumidor brasileiro está cada vez mais exigente e quer produtos que atendam de forma específica a sua necessidade. Além disso, exibe sua “essência” através dos itens que utiliza. “No passado essa preocupação estava relacionada a itens da moda, como roupas e acessórios. Mas, hoje em dia tal conceito se expandiu para diversos outros segmentos, por exemplo, a mulher gosta também de mostrar sua feminilidade através de um acessório de informática que utiliza, agregando elegância e delicadeza à sua essência.”

Cores diferenciadas de mouses, que garantem beleza e elegância às estações de trabalho, são oferecidas pela NewLink.

24


AF International Os produtos para limpeza de computadores, equipamentos de escritório e multimídias vêm em embalagens diferenciadas como abre-fecha, tubos com lenços umedecidos, spray e sachês.

AnovaTI Linha Feminina Targus Distribuidor da marca Targus, o Grupo AnovaTI destaca a linha feminina de maletas e mochilas para notebook. A coleção mistura design e inovação, traços elegantes em materiais resistentes como o nylon e microfibra, com interior em camurça rosa suave remetendo à feminilidade.

Fones de ouvido X-Sound! Marca própria do Grupo AnovaTI, possui dois modelos de fones de ouvido com diversas opções de cores. O modelo EP1700 está disponível nas cores azul, preto e rosa; e o EP1800 nas cores branco, preto e rosa. MP3 X-Sound! O MP3 Sport Clip da X-Sound! é leve, compacto e prende à roupa, voltado principalmente ao público que realiza atividades físicas. O aparelho está disponível nas cores preta, prata e rosa. Pen drives Super Talent As cores azul, rosa, verde e preto chamam atenção deste pequeno pen drive, que tem apenas 2,8 cm e é à prova d’ água.

Brodes Divertidos formatos em aparelhos como Ipod, caixas de som, MP3 e outros. A importadora apresenta itens como o equipamento que toca Ipod/MP3, rádio FM e também é relógio e alarme, no formato de ferro; ou então, o liquidificador, que é um relógio e despertador, com quatro músicas diferentes; a caixa de som para Ipod e MP3 no formato de lego; ou o


Mercado fogão, que funciona como relógio e despertador, tem data e LED para chamadas recebidas no celular, alarme sonoro e vibratório. Clone Bateria sem fio com microfone Compatível com Playstation 2 e 3, Nintendo Wii e Pcs, tem painel de controle (8 botões), microfone, tecnologia sem fio de alta frequência, acompanha pedal, baquetas e microfone, sensibilidade na detecção de voz e cabo de microfone flexível com trava de segurança.

Guitarra sem fio Compatível com Playstation 2 e 3, Nintendo Wii, Pcs e Notebooks, acompanha alça de ombro e cartela de adesivos personalizados, tem baixo consumo de pilhas, botões para solos de guitarra, função Star Power,indicador de carga das pilhas e modo de economia de energia.

Elgin HD’s externos Safe Info Nas cores cinza e vermelho, com capacidade de 250GB, 320GB e 500GB, apresentam alta performance com USB 2.0 e tecnologia Plug and Play alimentada via USB, que dispensa instalação de drivers.  Possuem memória buffer de 8MB e são compatíveis com sistemas Windows 98, ME, 2000, XP, Vista, Windows 7, MAC 10X ou superior.        Mochila Tamrac Aero 80 Possui três compartimentos (câmera, laptop e objetos), além de oito bolsos para auxiliar a pessoa na hora de organizar os acessórios. Encontrada nas cores preta e rusty. Conta com 5 anos de garantia. Express Case 2 Os estojos são feitos de camurça e revestimento almofadado, ideais para proteger as câmeras contra quedas e outros choques. Estão disponíveis nas cores preta, vermelha e deserto dourado. Possuem alça removível e passante de cinto para facilitar o transporte.

26


Mercado Integris Linha Style A linha vem com uma coleção de mouses ópticos, mouse pads e sleeve cases, atendendo tanto usuários  de desktops, quanto de notebooks e netbooks. O destaque fica por conta do design e desenhos exclusivos com temas que trazem animais, grafismos pops e caveiras.

Leadership Mouse Slim White Leadership Mouse de formato fino com cabo USB em forma de trena, que permite desenrolar de forma simples somente o necessário para uso, possui sensor ótico com alta resolução e botão Wheel para rolamento de telas e páginas. Compatível com MAC OS 9 ou superior.   Speaker White Ball Leadership Caixa de som com formato inovador, possui tamanho compacto e encaixe entre as caixas que facilita o transporte. Conta com altofalantes projetados de forma inclinada na direção dos ouvidos. Funciona via portas USB. Compatível com PC, notebook e portáteis. Mouse BlueTrace Goldship Design futurista tem tecnologia BlueTrace que permite utilizar o mouse sobre as mais variadas superfícies (vidro, carpete, madeira, piso cerâmico e pele) sem a necessidade de mouse pad. O botão Wheel de metal possui rolamento suave. Compatível com Windows 2000, XP, Vista e 7.   Mouse Touch White Wireless Goldship Com formato slim e design inovador, possui sistema de rolagem de tela touch screen. Conta com gerenciamento de energia, que coloca o mouse na função sleep, economizando pilhas. Compatível com Windows 2000, XP, Vista e 7.

Mobimax Capas de neoprene para netbook/notebook Fabricadas em neoprene em diversos tamanhos e modelos. Há opções com grafismos de flores e detalhes coloridos que chamam a atenção das mulheres. Capa bubble Shell para Macbook 13’ da Apple Design inovador com bolhas de espuma em EVA dão um toque elegante ao mesmo tempo em que oferece total proteção ao Macbook. A cor rosa e seu design sofisticado servem de

28


chamariz para as mulheres. Capa Clear Case e Flex Case para iPad Clear Case: Capa de acrílico para iPad. Design exclusivo com encaixe perfeito, mantém totalmente transparente e acessível todas as funções. Junto acompanha um protetor de tela para proteção contra riscos e manchas. Flex Case: Capa de resina, mantém o acesso à todas as conexões e funções do iPad. Além da capa, vem um protetor para manter a tela livre de riscos e sempre bem protegida. As versões rosa das duas capas são os principais destaques para o público feminino. MobiMouse O mouse de silicone óptico brilha no escuro graças à luz interna e ao material de silicone que confere transparência suficiente para dar o efeito. O silicone também mantém o mouse protegido de sujeiras, além de ser altamente resistente e durável.

Multilaser Mouse Steel Com acabamento piano e detalhe em aço escovado, o mouse tem laterais emborrachadas e iluminação em vermelho. O produto tem resolução de 800 dpi, 3 botões e  conexão USB. É indicado para uso com os sistemas Windows, MAC ou Linux. São cinco cores: preto, vermelho, gelo, prata e rosa.

NewLink Mini Mouse Sem Fio Style O mouse é disponibilizado nas cores preto, prata e rosa. Tem bateria de lítio interna de alta capacidade que é recarregável por USB, resolução de 1000 dpi e o funcionamento a até 10 m de distância do nano receptor em 360º. Mouse Shiny O mouse com acabamento brilhante está disponível nas cores preto, prata, branco, vermelho, roxo e rosa. Oferece resolução de 1000 dpi, sensor óptico, botão scroll e conexão USB. O formato ergonômico e compacto é outro diferencial do modelo. Mini Mouse Retrátil Shiny Este pequeno mouse é encontrado nas cores preto, prata, branco, vermelho, roxo e rosa, tem cabo retrátil, acabamento brilhante, resolução de 1000 dpi, conexão USB, sensor óptico e botão scroll.


Empresa

Uma empresa moderna e criativa A busca contínua pela inovação, o foco na qualidade dos produtos e na satisfação dos clientes estão entre os principais atributos que conduzem a história da DAC, que em 2011 completa 4 décadas

I

nicialmente os negócios da DAC eram restritos à fabricação de pastas catálogo e envelopes de polietileno, até que em 1988 o fabricante ampliou a sua atuação para o segmento escolar. Hoje, os seus negócios divi-

“A nossa missão é prezar pela qualidade dos produtos, oferecer uma distribuição eficiente, atendimento diferenciado, além da satisfação dos consumidores”, José Carlos Monteleone.

30

dem-se em 40% para pastas catálogo e envelopes de polietileno e 60% das vendas vêm dos produtos escolares e dos artigos para escritório. “A nossa missão é prezar pela qualidade dos produtos, oferecer uma distribuição eficiente, atendimento diferenciado, além da satisfação dos consumidores, tendo como base a ética e o comprometimento com todo o mercado”, ressalta José Carlos Monteleone, diretor da DAC. Dinâmica nas inovações e atenta à excelência na qualidade, para continuar sendo reconhecida como uma empresa honesta, pontual, moderna e criativa, a DAC mantém a tradição de realizar investimentos, seja no espaço físico, em sua área industrial ou demais setores que necessitem. Recentemente, adquiriu um terreno de 5 mil metros quadrados, ampliou a área entre as fábricas em mais de 1.900 metros quadrados e aumentou os refeitórios e vestiários. Na área industrial, a DAC apresenta novidades como a aquisição de duas máquinas de corte


Empresa

Novas instalações da DAC, que ampliou a área entre as fábricas em mais de 1.900 metros quadrados e aumentou os refeitórios e vestiários.

computadorizadas; realizou a importação de duas outras automatizadas de solda eletrônica, visando uma produção mais acelerada; foram ainda adquiridas esteiras automáticas, proporcionando maior rapidez na embalagem das pastas catálogo; novo equipamento para fechamento automático de embalagens, agilizando os processos de acabamento e feita a importação de um conjunto de máquinas para a produção de uma nova linha de pastas AZ. “Os investimentos foram feitos para ampliar a linha de produção já existente, acelerar os nossos processos e inserirmos a nova linha de produtos de pastas AZ”, afirma José Carlos. Uma particularidade da DAC, que demonstra o seu posicionamento empresarial e o quanto está envolvida com as questões sociais, é o fato de empregar filhos e parentes diretos de funcionários com mais de 25 anos de empresa, transformando o grupo de trabalho em uma grande família.

O site e o twitter são usados como canais de comunicação para aproximar-se ainda mais dos consumidores finais.

32


60% das vendas da DAC vêm dos produtos escolares e dos artigos para escritório.

Atenta às tendências da moda e às necessidades dos consumidores É com um olho nas passarelas mundiais e em suas tendências e outro nas necessidades e desejos dos consumidores brasileiros que a DAC cria as suas coleções. “Desenvolvemos nossos produtos a partir de pesquisas de mercado, com o objetivo de analisar as tendências da moda, bem como prospectar as necessidades e desejos do nosso público-alvo”, destaca José Carlos. A DAC transforma em produto, mensalmente, uma média de 300 toneladas de matériaprima e 90% das linhas são desenvolvidas pelos seus próprios designers. Atualmente o mix é formado por mais de 650 produtos, dentre eles, há pastas catálogo, sanfonadas, em “L”, canaleta, grampo trilho, AZ, crachás, protetores, envelopes plásticos, porta-cartões, cardápios, comandas, risque-rabisque, índices telefônicos, fichários office e escolares, agendas, cadernos, estojos, bolsas, aventais infantis e muito mais itens.

Máquinas para a produção de uma nova linha de pastas AZ.


Empresa Novo equipamento no setor de montagem

A parceria com o varejo

visa otimizar os

A proximidade que mantém com o varejo faz a diferença nos negócios da DAC. “Procuramos manter realmente uma parceria com os nossos clientes lojistas. Desenvolvemos ações nos pontos-de-venda, como divulgações, promoções e acompanhamento com as promotoras. O objetivo é criar as melhores condições para que os produtos DAC tenham excelente visibilidade e giro de vendas”, explica José Carlos. Para atender prontamente o mercado, a DAC possui um elevado estoque e uma logística dinâmica, permitindo despachos em 24 horas. Por meio de um programa totalmente integrado, os pedidos são cadastrados via web, passam automaticamente pela análise de crédito e, não havendo restrições, chegam à expedição, sem nenhum contato manual, a partir de então, os itens são separados e despachados. Há cinco caminhões próprios, dois veículos leves e transportadoras conveniadas para agilizar as entregas em todo o país.

procedimentos.

CRESCIMENTO E EVOLUÇÃO AO LONGO

1971 – Tinha início as atividades da DAC, em São Paulo, no bairro da Lapa. Em um espaço de 320 metros quadrados e com pouco mais de 20 funcionários, a empresa desenvolvia diferentes tipos de pastas para organização e porta-documentos, além de produzir linhas personalizadas para hospitais, bancos e demais empresas.

34

1980 - A evolução nos negócios levou a DAC a mudar-se para uma área industrial de 1.320 metros quadrados, no bairro do Jaguaré (SP), passando inclusive a produzir envelopes e bobinas de polietileno, hoje um dos seus principais produtos.

1980 1971

1988 – Adquiriu um galpão em Guarulhos, na Grande São Paulo, com aproximadamente 3.600 mil metros quadrados, ocupando uma área de 5 mil metros quadrados, permitindo aumentar a sua capacidade industrial, diversificar as linhas (ampliou o mix com itens para escritório e produtos de polietileno, além de entrar no segmento de artigos escolares) e otimizar, devido a localização, a logística, propiciando rapidez na distribuição nacional, passando a atender, além do comércio varejista, o atacado, mercado corporativo, supermercados, grandes redes etc.

1988


A DAC também investe em publicidade, visando estreitar o seu relacionamento com o canal varejista. Frequentemente desenvolve anúncios nas revistas especializadas no ramo papeleiro e para atingir os consumidores finais realiza diferentes campanhas, propagando-as através de novas ferramentas de divulgação como as redes sociais, dentre elas, o twitter. Desenvolver novas linhas de produto e construir uma unidade de 4 mil metros quadrados são os próximos projetos da DAC, que prestes a completar 40 anos está ainda mais moderna e em contínuo processo de inovação e renovação.

A máquina de corte é mais uma das recentes aquisições da DAC.

DOS ANOS 2004 - Com a expansão dos negócios e a necessidade em aumentar os estoques foi construída uma área de 4 mil metros quadrados na mesma rua em Guarulhos, onde já existia o galpão da DAC. Ali foram instalados o Centro de Distribuição e a Administração da empresa.

2004

2006 – Novas aquisições, agora de um prédio de mais de 4 mil metros quadrados para o setor de costura e acabamento, além da ampliação do almoxarifado.

2010 – A expansão da DAC continua. Agora faz parte do seu complexo industrial um terreno de 5 mil metros quadrados para futuras ampliações. Atualmente, a DAC tem 380 funcionários, 80 representantes e está instalada em uma área construída de 12 mil metros quadrados, ocupando uma área total de 20 mil metros quadrados.

2010 2006


Raio X dos Negócios

Dot Paper: A especialidade é fabricar

“emoções”

Voltada para um público de alto poder aquisitivo, a papelaria tem nos produtos personalizados o seu carro-chefe

Q A Dot Paper foi criada em 2003, em Brasília.

36

uando era criança a diversão de Fabiani Barbosa era fazer recortes de revistas e criar lembrancinhas com cartões. Estava sempre em uma papelaria procurando novidades e cadernos estilizados, mas encontrava pouca coisa neste sentido. Passaram-se os anos e quando se formou em Marketing e Administração de Empresas decidiu explorar profissionalmente este fascínio pela papelaria. “Percebi que havia um nicho de consumidores que demandava produ-

tos de bom gosto, customizados e exclusivos”, explica. Em 2003 montou a primeira loja voltada para este segmento, em Brasília, Distrito Federal. No início eram vendidos apenas cartões, caixas, pelúcias, além dos itens personalizados. Era a própria Fabiani quem criava e produzia os pedidos com a ajuda de três funcionários. Hoje, sete anos depois, a empresa mudou para um local maior, está no Shopping Gilberto Salomão, Lago Sul, e tem 30 pessoas na equipe que ajudam desde o desenvolvimento da arte até a entrega das mercadorias. A linha atual de produtos é bastante variada, há cartões de fornecedores como Hallmark, Teca, Cartões Gigantes, Grafon’s, Papel Design, Fina Idéia, Feeling Cards, Papel e Tudo e Jubilee; caixas da Paper Box, Paloni e Boxgraphia; lápis e canetas da Bensia, Molin, Summit/TRIS, FaberCastell e Bic; a linha de importados Ad Libitum, Lady Jayne, Fred and Friends e muitos outros. Há também objetos de design, toy art, porta-retrato, álbuns, pelúcias, produtos para scrapbooking e os personalizados, como convites para todas as ocasiões, lembranças e vários tipos de presentes customizados. Para a criação dos convites e dos itens personalizados, Fabiani visita as feiras de papelaria no Brasil, Europa e EUA, e garimpa os livros de design gráfico, estando sempre atenta às novi-


dades. Além disso, realiza com cada cliente uma “entrevista” a fim de obter informações sobre o que ele está procurando e o que deseja. “A partir daí, transformamos o sonho em realidade. Escolho o papel que melhor atende o design do produto, a fonte das letras que serão impressas, os tons que serão utilizados e as peças que irão compor a arte. Os mimos e lembrancinhas também seguem a padronização criada para que tudo fique absolutamente perfeito. Na Dot Paper o que é vendido vai além de um simples produto. A atitude e a mensagem que cada item transmite são fundamentais para nós.”

Foco no público “A+” A Dot Paper foi aberta para atingir o público de alto poder aquisitivo, após uma pesquisa de mercado em que se constatou tratar-se de um nicho que até então não havia sido explorado, porém de grande demanda. “Optamos por trabalhar com

produtos e serviços de altíssima qualidade e com atendimento diferenciado para suplantar a expectativa destes consumidores”, destaca Fabiani. De acordo com a executiva, a vantagem em trabalhar com uma papelaria personalizada no mercado de luxo é que atender um público bem informado e exigente faz com que haja uma busca constante pelo aprimoramento nos serviços prestados. “Lidamos com um grupo que busca e valoriza o vínculo, que inicia suas relações comerciais pelo coração e não pelo bolso. O principal motivo de comprar está na qualidade. Por isso, o maior desafio é identificar e entender

“Criamos diferentes ações de marketing direcionadas para os clientes. Produzimos malas diretas, e-mails marketing e atuamos no twitter e facebook, inclusive com campanhas específicas para os nossos seguidores”, Fabiani Barbosa.


Raio X dos Negócios suas aspirações. A partir do momento que se traça este perfil e consegue-se realizar seus desejos, ele se torna um cliente fiel, que é a meta de qualquer empresa.” Quando questionada sobre as dificuldades em atuar no segmento de papelaria, Fabiani destaca problemas como obter matéria-prima e fornecedores qualificados, além dos altos impostos cobrados pelos fabricantes. “Quanto mais impostos forem taxados sobre os produtos, mais isso prejudica as vendas já que para compensar o empresário sobretaxa a mercadoria, o que muitas vezes torna o preço final bem acima do ideal, desestimulando a compra pelo consumidor.”

Ações nas redes sociais e equipe treinada Muita pesquisa e “entrevistas” com os clientes antes de desenvolver as linhas.

38

A Dot Paper desenvolve diferentes ações de marketing direcionadas aos seus clientes. Além das malas diretas e e-mails marketing, vem atuando no twitter e facebook. “Hoje quem não participa das redes sociais está desperdiçando um potencial de comunicação impressionante. Temos campanhas específicas para estes meios e desenvolvemos, inclusive, promoções focadas para os nossos seguidores. Com essas novas ferramentas criamos uma interatividade enorme com os clientes”, afirma. O atendimento pela equipe da Dot Paper também é destacado pela empresária. “Uma equipe bem treinada é muito importante na hora de atender o público, ainda mais quando falamos do mercado de luxo.  Os funcionários devem transmitir o conceito e a identidade da marca. Procuramos discutir os principais pontos do mercado atual, o que está na moda, as novas ferramentas de marketing, os principais problemas enfrentados pelas empresas do segmento, entre outros aspectos. Este diálogo é importante para a equipe adquirir uma visão ampla do papel da empresa no mercado.”


Para auxiliar no treinamento, empresas especializadas em vendas e visual merchandising são contratadas pela Dot Paper. Além disso, como o público da papelaria é bastante exigente, todos os funcionários recebem cursos de etiqueta, boas maneiras e postura. “É muito importante os funcionários se sentirem seguros durante o atendimento e saber a maneira correta de abordar o consumidor. Afinal, o encantamento acontece de pessoa para pessoa. Nosso objetivo é fazer com que o cliente entre na loja, se sinta à vontade e tenha uma boa experiência para que volte sempre.”

Sem fronteiras O e-commerce é o próximo passo a ser dado pela papelaria que se estruturou para atender a demanda de outros estados. De acordo com Fabiani, o objetivo é tornar-se sinônimo de serviços de excelência e a melhor papelaria personalizada do Brasil, transformando sonhos em realidade

e papel em emoção. “Estamos conquistando as principais capitais do Brasil, como Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador. Agora a nossa meta é produzir também para o exterior, já que todo o conceito da nossa marca tem dado certo.”

Produtos customizados e exclusivos destacam-se nas prateleiras da Dot Paper.


Categoria de Produto

É Natal! Coleção Linda, da Paloni. As caixas rígidas decoradas têm elástico e aplique de biscuit no formato de Papai Noel.

40


As novas coleções de embalagens e papéis de presente para a mais importante data do calendário comercial

I

nspirações e tendências que vêm das passarelas, ícones natalinos, brilho, acabamento sofisticado, novos formatos, versatilidade e muita criatividade nas novas linhas de papéis e embalagens para presente. Uma das principais empresas brasileiras do ramo, a Paloni Embalagens apresenta em sua linha uma grande variedade de caixas rígidas, caixas para montar, sacos, sacolas, papéis para presente, além de fitas  e etiquetas decorativas. As coleções para este final de ano vêm com imagens que remetem à data como Papai Noel, bolas, árvores, pinheiros e demais ícones, além de opções neutras, porém com cores alusivas ao Natal, como o vermelho, prata e dourado. “As embalagens com o tema de Natal têm muita procura, mas as outras versões também têm excelente giro nesta época do ano, por ser um período de grande demanda. Nossas embalagens com as estampas em poá, por exemplo, estão vendendo muito bem”, destaca Maria do Socorro, gerente geral da Paloni Embalagens. A empresa está bastante otimista em relação aos negócios gerados neste final de ano (quando o fabricante triplica as suas vendas),

inclusive a projeção é de que seja melhor do que 2009. A cada seis meses, a Paloni renova a sua linha e a última coleção acaba de ser apresentada ao mercado. No segmento de caixas rígidas há kits em vários formatos e tamanhos, com estampas que trazem Papai Noel, bolas e árvores, além das versões lisas, com cores tradicio-

Os sacos metalizados da Paloni têm estampas de Papai Noel, mensagens de Boas Festas e flores natalinas. Além dos tons vermelho, ouro fosco e prata fosco.

As etiquetas e as fitas decorativas são boas sugestões para serem trabalhadas pelos lojistas. Produtos Paloni.


Categoria de Produto

Embalagens diferenciadas para os panetones. Linha Cromus.

nais da época como o vermelho, verde, ouro e prata. Há coleções que vêm com aplicação de biscuit no formato de Papai Noel, outras com pelúcias de bonecos de neve, anjinho e Papai Noel sobre a tampa; no segmento de caixas para montar também não faltam novidades. São kits para embalar diferentes presentes, alguns com fechamento em elástico e cartão. Há ainda as cestas criativas, possibilitando a criação de embalagens personalizadas, além das sacolas e sacos, estes últimos em opções como juta e metalizado. Se a escolha é pelo tradicional papel de presente, a Paloni oferece mais de 200 versões de estampas, em folhas pequenas e grandes. Tem com ícones que fazem alusão à data, o papel “pedra” que é ideal para a montagem de presépios e muitas outras variantes. Outra novidade são os papéis de presente em bobinas, com aproximadamente 200 metros. Na hora de trabalhar o mix de embalagens e papéis de presente para o Natal, o lojista pode acrescentar ao seu negócio as fitas e etiquetas decorativas. “Temos uma grande variedade de fitas aramadas em rolos com 9, 10 ou 15 metros. Elas estão disponíveis em diferentes larguras, com mensagens de Feliz Natal e ilustradas com Papai Noel, pinheiros, bolas, estrelas, bota e outras opções. Enquanto que as etiquetas decorativas vêm em rolos com 100 unidades. Há modelos De/Para, com mensagens de Boas Festas e Feliz Natal, desenhos de anjos e Papai Noel”, destaca Maria do Socorro.

Para embalar e decorar A proposta da Cromus é oferecer uma linha completa de produtos com diversas utilizações, desde embalar os presentes até compor decorações de ambientes, vitrines, mesas e cenários. Baseada em pesquisas de mercado e tendências internacionais de cores e conceitos, lançou para o Natal 2010

42


A coleção de Natal, da Cromus, foi baseada em pesquisas de mercado e tendências internacionais de cores e conceitos.

44

mais de 50 produtos com cores, texturas e estampas diferenciadas. “Entre os tons inusitados para o Natal tem o pink, roxo, branco, preto e o verde cítrico. Também apostamos nas estampas como poá e listras, que chegam em versões maiores, com ar moderno e sofisticado. Ao invés do tradicional Papai Noel ou bonecos de neve, há cupcakes, cogumelos, meias natalinas, bolas estilizadas com muito brilho e árvores com traços diferenciados”, explica Fernando Hachul, diretor comercial da empresa. O executivo sugere que os lojistas se diferenciem dos seus concorrentes adquirindo variedade de produtos e soluções diferenciadas de embalagens. “Cada vez mais os consumidores desejam criar as suas próprias embalagens, estilizando-as e personalizando-as. Composês com cestas, papel seda, caixas para presente e sacos transparentes formam, por exemplo, lindas embalagens para a data. As fitas com temas natalinos também dão mais charme às produções. Toda essa versatilidade não deve ficar de fora do mix da papelaria”, observa Fernando. Além das embalagens, a Cromus possui uma coleção com mais de 4 mil produtos da linha

artesanal com árvores de natal, presépios, papais noéis decorativos, guirlandas, bolas e fitas natalinas, acessórios para pendurar e decorar, galhos, flores etc.

A praticidade das sacolas Neste ano, a Grafon’s amplia o seu mix com as sacolas de presente que juntam-se ao papéis de presente da empresa. São modelos sofisticados com acabamentos especiais como lantejoulas, glitter, apliques e relevo, desenvolvidas em quatro formatos diferentes para vários tipos de presentes. “A correria do dia a dia leva o consumidor a buscar praticidade, o que faz destas sofisticadas sacolas uma excelente opção”, observa Carlos Motta, gerente de marketing da Grafon’s. No caso dos papéis de presente, a novidade é o formato, 70 x 100 cm, que permite embalar itens maiores. A linha apresenta papéis com estampas By Grafon’s e de personagens como Ben 10, Hello Kitty, Toy Story, Tinker Bell, Marie, entre outros. “Cada vez mais a embalagem se torna parte do presente, por isso, a tendência aponta para a qualidade e a variedade”, destaca Carlos. A linha de Natal da empresa conta ainda com centenas de modelos de cartões de expressão social, além de adesivos De/Para.


Categoria de Produto Personagens em clima de Natal estão nos papéis de presente da Grafon’s.

 Diferentes opções de caixas

A Grafon’s amplia o seu mix com as sacolas de presente.

46

Com o propósito de inovar e atender o dinamismo do mercado, a cada trimestre a Rapport desenvolve lançamentos em suas linhas de caixas rígidas e flexíveis. Para a época do Natal não foi diferente. A empresa lançou quatro kits em formatos variados como o quadrado e retangular, além de três modelos de cestas. No total, foram nove estampas lançadas com a temática de Natal. “O que chama a atenção do consumidor e faz a diferença no segmento de embalagens são as estampas, por isso, investimos em design, trazendo para a data grafismos alegres com ícones e cores do Natal”, afirma Janice Schantz, gerente financeira da Rapport. A empresa constantemente realiza investimentos a fim de levar ao mercado embalagens de alta qualidade e diferenciadas. Além de usar papéis exclusivos, recentemente adquiriu uma máquina alemã que oferece alta qualidade em impressão offset, possibilitando a personalização dos seus produtos. “Nos preparamos para atender o mercado com um


ótimo estoque, pois para a nossa surpresa a demanda para a data - que é a segunda principal em faturamento para a nossa empresa - foi 50% maior do que 2009”, analisa Janice. A executiva da Rapport ressalta a importância dos lojistas programarem as suas compras para que não haja problemas com a falta de mercadoria nas prateleiras ou no estoque. “Neste período podem ocorrer atrasos nos pedidos, tanto por parte da indústria quanto das transportadoras devido a alta demanda, então, a dica para que o lojista não deixe de faturar no período é agendar com antecedência os pedidos”, reforça Janice.

 Diversificar A nova linha natalina da VMP, que desenvolve caixas, sacos e papéis de presente, tem como foco as estampas que ressaltam o vermelho e o

Estampas alegres com ícones e cores do Natal nas caixas da Rapport.

A VMP vem investindo no conceito de autosserviço com papéis em rolos dispostos em caixas display.


Categoria de Produto Na Papelaria MEC as embalagens têm destaque durante todo o ano. E no Natal, as vendas representam 5% dos negócios totais efetuados no período.

verde. “As pesquisas apontaram a preferência do consumidor em relação a essas  cores que remetem ao Natal. Dentro deste contexto lançamos oito estampas - produzidas no papel couche – e temos também três estampas natalinas em impressão offset, que leva sofisticação aos produtos”, destaca Fernanda  Coelho, analista de marketing da VMP Papéis Especiais. O fabricante vem investindo forte no conceito autosserviço, com papéis em rolos dispostos em

caixas display, uma alternativa eficaz para os pontos-de-venda. Aliás, a empresa vem desenvolvendo diferentes expositores para o varejo e atacado, a fim de propiciar melhor visualização das mercadorias e para que sejam expostas adequadamente nos espaços das lojas. A executiva da VMP, Fernanda, reforça a sugestão para os lojistas trabalharem com variedade de embalagens no período. “O mercado de caixas e sacos de presente vem em um crescimento significativo por causa da praticidade, porém os papéis ainda são os campeões de vendas, por causa da customização que está em alta e preço bem acessível, por isso, a nossa sugestão é para que o lojista trabalhe com um mix diversificado”, reafirma Fernanda.

O varejo comenta Durante todo o ano, na Papelaria MEC, localizada em Limeira (SP), há um espaço para expor as embalagens para presente. “Trabalhamos com o princípio de que mercadoria bem exposta é mercadoria vendida”, afirma Paulo Sbragi Junior, proprietário da loja. A loja comercializa caixas para presente de todos os tamanhos, sacos decorados

Um aumento de 20% nas vendas é aguardado na Livraria Concorde, para o período.

48


Na Livraria Concorde há uma área reservada para expor as embalagens.

e papéis de presente, tendo entre os seus principais fornecedores fabricantes como Paloni e Box Mania. “O critério para escolher os nossos fornecedores é sempre a qualidade dos produtos aliada a preços competitivos, juntamente com a variedade de estampas e modelos”, explica. Para a época do Natal, em que as vendas das embalagens representam 5% dos negócios totais efetuados no final do ano, a loja vende bem as caixas, principalmente para embalar bebidas, canetas e bijuterias. Além disso, os sacos decorados têm excelente procura, lembra Paulo. Nas lojas da Livraria Concorde, de Manaus (AM), o mix de embalagens é amplo. São comercializados papéis de presente, caixas de papel e papelão em vários tamanhos, sacos de polipropileno (transparentes, metalizados, estampados etc), sacolas de papel com e sem personagens, de plástico com personagens, papel de seda, saco de TNT e juta. “Para escolher os nossos fornecedores analisamos aspectos como a qualidade dos produtos, design, preço, atendimento, condições de pagamento, pontualidade na entrega e o conhecimento de vender para a Zona Franca de Manaus.

Cromus, TRIS, Grafon’s, Atelier Caixas, Cachalot, RN Embalagens, VMP e Gisele Embalagens são alguns dos nossos fornecedores atuais”, destaca Rosangela Lima Cunha, gerente administrativa da livraria Concorde. A loja capricha na exposição para impulsionar as vendas das embalagens. Há um quiosque de vidro onde trabalha a exposição, são também montadas algumas sugestões de fitas, laços etc. “Aqui no Estado do Amazonas agora é que estamos percebendo uma tendência na procura por embalagens que valorizem o presente, agregando valor. Em termos quantitativos para os nossos negócios as vendas ainda não representam um grande percentual, porém, este é o tipo de produto que cada vez mais atrai o nosso consumidor. Para este ano esperamos um crescimento nas vendas em torno de 20%”, enfatiza Rosangela.


Negócios

Volta às A Período de grande importância para a indústria e o varejo, o volta às aulas é aguardado com boas expectativas pelo setor. Como eles se prepararam, os investimentos e as campanhas você confere agora

M

uitos lançamentos, condições especiais de pagamento para o varejo, investimentos em campanhas e ações para o trade e consumidores finais. Cada empresa desenvolve a sua estratégia para impulsionar os negócios na principal data comercial do setor papeleiro. A Bic, por exemplo, quer se tornar cada vez mais uma solução completa de material escolar e lança produtos para complementar o portfólio já existente. Há dois anos ingressou nos segmentos de cadernos, réguas, esquadros, transferidores e borrachas, trazendo diferentes novidade para período, que representa para a empresa mais de 65% das vendas na categoria de papelaria. “Por meio de pesquisas identificamos os desejos dos consumidores no que diz respeito à inovação, cores, personagens e conforto, sem deixar as premissas básicas da companhia que são qualidade e preço justo”, explica Luciano Santos, gerente de desenvolvimento de canal papeleiro da Bic. A empresa manteve a sua campanha do conceito BICool que está relacionado à atitude, estilo, irreverência, autenticidade e inovação,

50

A Bic mantém em conectando o mundo jovem ao sua campanha o portfólio Bic.  Focada nos tweens, teens e jovens adultos, a ideia é conceito BICool que conecta o mundo utilizar uma linguagem moderna, jovem ao seu direta e divertida, que mostre a portfólio. autenticidade deste público, para que ele eleja o produto que tiver mais a ver com a sua personalidade. “Projetamos um Para o ponto-de-venda, a crescimento de 12%. Bic e a Pimaco, que faz parte Dentre as ações para do grupo, irão oferecer campaalcançarmos este nhas focando a compra conjunobjetivo estão os ta das categorias, denominadas vários lançamentos e a de “Compre Bic e Ganhe Bic”. manutenção das linhas Esta será a chamada para que de sucesso”, Luiz os balconistas ofereçam quaRoberto de Carvalho, tro categorias diferentes de da Art Manual. produtos e para que um quinto item seja ofertado, sem custo ao consumidor. A estratégia é “O ano de 2010 atrair os clientes para a comrepresenta um ano de pra da marca nas categorias conquistas, quando nas quais a Bic/Pimaco têm a aumentamos nossa liderança. capacidade produtiva O fabricante de estojos, e geramos mais carteiras, nécessaires e demais empregos. Esperamos artigos, Art Manual, projeta incrementar nosso para o período de volta às faturamento em aulas (que representa 70% do até 50%”, Robson seu faturamento anual) um F. Martins, da BR crescimento de 12% em relação Cadernos.


Aulas 2011

Displays da Bic s達o disponibilizados para os pontosde-venda.


Negócios “Estamos com uma política comercial agressiva e campanhas para gerar visibilidade da marca, desejo de compra e prazer na venda”, Nelson Felipe B. Carvalho, da Maped.

Em sua segunda safra de produção, a BR Cadernos está aguardado o volta às aulas com grande expectativa, depois de mais um ano de pesquisas, projetos e novos produtos. “2010, em especial, representa um ano de conquistas, quando aumentamos nossa capacidade produtiva e geramos mais empregos. Esperamos incrementar nosso faturamento em até 50%”, enfatiza Robson F. Martins, diretor geral da BR Cadernos. Para 2011 o fabricante desenvolveu cadernos com capa dura, flexível, plástica, argolados e blocados, num total de 13 coleções e se preparou para o volta às aulas produzindo antecipadamente 50%  do estimado em vendas e o restante começou a ser fabricado em setembro. Além disso, a empresa aumentou, através de novos representantes, o atendimento em todo o território nacional. Neste ano, a Plast Park e Romitec, empresas do mesmo grupo, adotaram um posicionamento diferenciado e mais audacioso, apostando em novas licenças, investindo em equipe e fortalecendo as parcerias com os clientes. “Os primeiros resultados nos fazem acreditar que o cenário está muito positivo. Observamos que os compradores sentiram um reflexo de consumo acelerado no Brasil, principalmente pela emersão de uma gran-

a 2009. Para tanto, a empresa além dos lançamentos manteve os produtos que fizeram sucesso no ano anterior, como as linhas relacionadas aos times de futebol. “Desejamos fixar cada vez mais a nossa identidade que é o de ter uma grande oferta de modelos, além da diversidade de preços”, enfatiza Luiz Roberto de Carvalho, diretor da Art Manual. Cerca de 60% da vendas de tesouras escolares da Tramontina acontecem para o período de volta às aulas. A projeção da empresa é atingir neste ano um aumento de 10% nas vendas. Para isso, se preparou com um bom estoque, estratégia comercial diferenciada e publicidade nas revistas do segmento papeleiro. “Investimos em Lançamentos de linhas, grandes estoques, pesquisas, investimentos direcionados à equipe de repreestratégias de sentantes e prazos de pagamentos mais extenmarketing, máquinas sos para os pedidos programados são algumas e equipamentos, das ações realizadas pela Waleu. A expectativa duplicamos é de que as vendas atinjam o índice de 30% a a capacidade mais do que em relação ao mesmo período do de produção, ano anterior. “Esta projeção se deve ao fato aumentamos nossa de termos lançamentos diferenciados e de frota de caminhões valor agregado. Apresentamos estas novidades e estamos com durante a Office PaperBrasil Escolar, no final vários lançamentos de agosto, e o resultado foi bastante positivo”, para a época”, Kátia enfatiza Viviane Masetto, do departamento de Constâncio, da Kajoma. marketing.   

52


de parte da população à classe C, aliada a menos endividamento. Os índices relativos às políticas públicas que fortalecem a moeda, que privilegiam a indústria nacional, que geram empregos e combatem à pirataria nos fazem acreditar que teremos um dos melhores anos de volta às aulas do país. Período este que segue importante para a empresa devido o seu “DNA” estar associado aos produtos escolares”, analisa Marcos Bordi, gerente de mercado da Plast Park/Romitec. A projeção da Foroni é de um crescimento em torno de 15% para as vendas direcionadas ao volta às aulas. Os negócios gerados na época são importantíssimos para o fabricante de cadernos, quando registra 70% do seu faturamento anual. “O início de ano é sempre um período de renovação e mudanças. No ano passado tivemos um crescimento mais ponderado, ainda por conta dos reflexos da crise econômica mundial. Para 2011 estamos bem otimistas, pois o mercado brasileiro tem reagido muito bem”, destaca Marici Foroni,

diretora de marketing da Foroni. A empresa adquiriu novos equipamentos, investiu na ampliação e reestruturação do seu centro de distribuição e  reforçou a sua equipe de vendas. Também estará com um forte plano de mídia para apresentar seus diversos lançamentos em cadernos, fichários e agendas.

Crescimento de 20% a 25% A representatividade do volta às aulas para a fabricante de cadernos, Cadersil, é de aproximadamente 85% dos negócios e neste ano um crescimento de 25% está sendo estimado. “Acreditamos que iremos atingir nossa expectativa pelas vendas e faturamentos já realizados. Investimos bastante no ano passado e agora estamos colhendo os frutos“, esclarece a diretora de marketing, Patrícia Cabral. A empresa se preparou para o período com vários lançamentos desenvolvidos após muita pesquisa e visitas às feiras nacionais e


Negócios A Delta preparou para o varejo diferentes materiais de merchandising. O foco está na fixação e no fortalecimento da marca.

“Treinamos balconistas, temos equipes de promotores e criamos várias ações. Auxiliar na modernização da papelaria tem sido a nossa missão nos últimos anos”, Elaine Mandado, da Faber-Castell.

internacionais, priorizando os preços competitivos. “Também oferecemos nesta época do ano facilidades como prazos de pagamento bastante flexíveis e o frete CIF, ou seja, pago pela própria Cadersil para todo o Brasil.”

54

Ampliação das linhas, contratação de promotoras para as ações nos pontos-de-venda, desenvolvimento de promoções para o consumidor final através do twitter e do site da empresa, que está reformulado com uma proposta mais interativa, são algumas das novidades da DAC. “Esperamos que este ano os negócios superem o ano passado, com um aumento nas vendas de 20%”, afirma Michelle David Cirera, assistente de marketing da empresa. A DAC conta ainda com uma programação especial de estoque, de produção e de entrega, além de disponibilizar ao varejo materiais como displays, testeiras e banners. Atenta à crescente demanda do volta às aulas – que corresponde a 40% do faturamento anual da empresa - a fabricante de cadernos Kajoma investiu em novas máquinas e equipamentos, duplicando a sua capacidade de produção. Também aumentou a sua frota de caminhões, visando atender melhor e com maior agilidade os clientes. “Nossa participação na Escolar já serviu de termômetro para o volta às aulas 2011. Fechamos ótimos negócios durante o evento e a


Negócios

A Sestini lança a campanha

perspectiva é elevar o lucro em 20% em relação a 2009, o que alcançaremos com facilidade se Bordo”, para o mercado continuar apresentando essa cresquem adquirir cente demanda. A Kajoma tem passado por uma um carrinho ou reestruturação, aprimorando a qualidade de mochilete da seus produtos e investindo cada vez mais em marca. São 200 pesquisas e estratégias de marketing. O saldo cruzeiros para positivo nos negócios se deve principalmente ao os consumidores, conhecimento mais aprofundado no perfil dos 10 motos para os consumidores, que possibilita a criação de provendedores e 3 dutos que proporcionem a identificação com os Fiorinos para os mesmos”, comemora Kátia Constâncio, diretora lojistas. de marketing da Kajoma. “Todos a

56

Para a ocasião, a empresa investirá em peças publicitárias e criará uma programação de mídia para que os produtos ganhem cada vez mais destaque no mercado e os lojistas elevem as suas vendas. “Em breve entrará no ar o novo site da Kajoma que tem como objetivo principal a aproximação com os clientes. Queremos interagir e entender cada vez mais os nossos consumidores.” A Maped apresenta, para período de maior volume de vendas, lançamentos e relançamentos de produtos. Compassos, tesouras, apontadores e a linha de traçados (réguas, esquadros e transferidores) vieram com novo visual, repletos de atrativos e cores. No portfólio foram acrescidos instrumentos de escritas como lápis preto, de cor, giz de cera e canetas hidrocores. Por conta destas novidades, o fabricante acredita que aumentará em 20% as vendas. “Nos preparamos para esta época com política comercial agressiva, estoque regular, diversas campanhas em andamento e outras programadas em nossos clientes, a fim de gerar maior visibilidade da marca, desejo de compra e prazer na venda. Também oferecemos aos nossos clientes, material de merchandising e prazos de pagamentos compatíveis com seus recebíveis, geramos descontos promocionais e facilitamos programações de pedidos de acordo com a necessidade de cada lojista”, informa Nelson Felipe B. Carvalho, gerente de vendas da Maped.

Aumento na capacidade produtiva e vendas programadas Com os pedidos dos principais clientes fechados, a Delta Artigos Escolares deve atingir um crescimento nas vendas de 20% em relação a 2009. Pelo menos um ano antes a empresa começa a se preparar para a época, que chega a representar até 50% do seu faturamento anual. “Para este ano investimos no aumento da capacidade produtiva, produzindo não só os nossos produtos,


Negócios Trabalhar com a programação de pedidos nesta época do ano, de acordo com a executiva da Delta, é uma importante estratégia a ser adotada. “Além de ser vantajoso para os nossos negócios, pois sabemos o quanto devemos produzir e liberamos espaço no estoque, os lojistas também são beneficiados, pois recebem as mercadorias antecipadamente e só efetuam o pagamento lá na frente, ou seja, têm a oportunidade de antes gerar a receita.”

Produtos diferenciados e ações com os formadores de opinião

A Risca está com uma campanha, em algumas lojas, em que os consumidores ao comprarem mochilas da marca levam como brinde uma latinha decorada, uma caderneta ou um estojo.

58

mas também 80% das embalagens, fazendo com que conseguíssemos gerar um estoque considerável para que não falte produto”, explica Paula Yamazaki, da diretoria comercial. Concentrando suas vendas no atacado, a Delta promove campanhas de vendas em alguns clientes-chave. “Nunca focamos exclusivamente na venda, mas na fixação da marca que no nosso caso são três: Delta Giz, Koala e Delta Office, seguindo os seus conceitos de qualidade e custo baixo”, afirma Paula. Neste ano, a empresa disponibilizará materiais e promotoras em alguns varejos de Fortaleza, no Ceará. É um projeto piloto que pretende levar para o restante do país.

Desenvolver produto conceito e efetivamente reinventar estão entre os propósitos da Ebras, que também procura realizar um forte trabalho com os formadores de opinião, especialmente na época que antecede o volta às aulas, que para a empresa representa 70% do seu faturamento anual. “Estamos com uma promoção agressiva para o principal lançamento do ano, o lápis Ecole Mais, que tem a mina até onde ela possa ser utilizável, com isso, é descartada na natureza somente a madeira do lápis, que se decompõe bem mais rápido sendo, portanto, realmente ecológico. Para este produto, além das propagandas em todas as revistas do ramo, enviamos 10 mil amostras para as principais escolas particulares do Brasil e 40 mil para o comércio, justamente para que a massa formadora de opinião e os lojistas conheçam o lápis”, explica Max Lee, diretor da Ebras, prevendo um crescimento de 30% nas vendas para o volta às aulas 2011. A Faber-Castell pretende manter seu ritmo intenso de investimentos para continuar a oferecer os melhores produtos aos consumidores. As expectativas para o próximo volta às aulas, que representa 2/3 do faturamento da empresa, são positivas. “O ano passado foi muito positivo, com um aumento na distribuição dos itens de maior valor agregado, reforçado pelos lançamentos da


linha de escrita. Acreditamos que este cenário deva se repetir”, afirma Elaine Mandado, gerente de marketing da Faber-Castell. Para os seus clientes varejistas, a empresa oferece condições comerciais especiais com planos de financiamento para auxiliar o fluxo de caixa do lojista. Além disso, preocupada com o serviço prestado ao consumidor a empresa treina os balconistas, em todas as regiões do país, com uma equipe própria e está organizando workshops em parceria com as papelarias, visando atingir os professores, para que haja qualificação no uso dos produtos. “Auxiliar na modernização da papelaria tem sido uma missão da Faber-Castell nos últimos anos”, explica Elaine. E não para por aí o suporte da Faber para o período de volta às aulas. A empresa disponibiliza ao trade, expositores e materiais para decoração; uma equipe de promotores para o canal; manuais de exposição; produtos e promoções exclusivas; treinamentos; serviço de “listas escolares” na internet; campanhas para balconistas; entre outras ações. “Seguimos a tendência de criar soluções e inovações que despertem o interesse dos consumidores e que valorizem os diferenciais dos diversos produtos da empresa”, ressalta Elaine.

Campanhas diferenciadas: uma importante ferramenta A Henkel traz muitas novidades para o período considerado o mais importante do ano em termos de vendas. A linha de colas e corretivos Pritt será divulgada como promotora e incentivadora da maior proximidade entre escola, pais e alunos. O tema “Criatividade é o que se usa para construir pessoas”, desenvolvido em 2010 continuará sendo o foco da marca. “Mais do que uma campanha de marketing, é uma convicção que nós da Henkel temos em relação à educação escolar e a relação familiar”, afirma Paula Martinez, gerente de marketing Pritt.

E novamente serão realizadas atividades culturais para alunos de escolas públicas e particulares, a exemplo do que aconteceu em 2009 em parceria com o Museu de Arte de São Paulo (Masp). Oficinas Pritt serão instaladas em shopping centers, onde escolas poderão levar seus alunos para participarem da programação cultural. As redes sociais também serão usadas pela Henkel. No facebook, orkut e twitter a importância da tríade da educação – pais, alunos e escola – será levada para discussão. O atacado, varejo e as redes contarão com a parceria da Henkel no período. Em dezembro, a equipe de merchandising estará nas redes orientando sobre os produtos da linha Pritt e seus diferenciais. Nos meses de janeiro e fevereiro haverá no atacado, troca de valor de compra por brindes e por ingressos para o Cinemark. Àqueles que forem premiados com os ingressos irão aos shopping centers onde estarão acontecendo as oficinas culturais. “O objetivo é fixar a marca na mente do varejista e demonstrar que as ações da Pritt são voltadas para o comerciante e para o consumidor final”, destaca Paula. E para o varejo, três vendedores que conquistarem maior retorno em vendas serão premiados. Com a sua tradicional linha de mochilas, a Risca tem 40% do seu faturamento no volta às aulas. E as projeções para este ano são ótimas e um dos motivos se deve a parceria comercial com a fabricante Sestini, que está importando várias outras linhas, abrangendo desde mochiletes, lancheiras, estojos, mochilas com porta laptop, pasta carteiro, entre muitos outros modelos. “A nossa estratégia com esta parceria é conquistarmos uma fatia que não atendíamos e dobrarmos a nossa produtividade. A principal aposta é conseguirmos reunir o melhor design, o melhor produto e ter diferenciais, que no nosso caso são a qualidade das mochilas e a garantia de 2 anos, o que seguramente nos destaca da concorrência”, enumera Eloisa Merofa Alves Carvalho, diretora comercial da Risca.


Negócios “Estamos com uma

praças de vendas - juntamente com algumas campanha piloto escolas. O objetivo é apresentar aos alunos, em parceria com as coordenadores pedagógicos e diretores o kit escolas. O objetivo de volta às aulas com o lápis de cor Kolores, é apresentar a cola bastão neon e o lápis grafite Grafito, aos alunos, destacando as qualidades e os diferenciais coordenadores dos produtos”, explica Philipp Walser, direpedagógicos e tor geral da empresa. diretores os nossos A Kores também estará com uma camprodutos, destacando panha de incentivo direcionada  à rede de as suas qualidades e representantes comerciais, que permitirá diferenciais”, Philipp em alguns casos um ganho extra de até Walser, da Kores. 40%; promoção para o ponto-de-venda, garantindo condições de preços e prazos de pagamentos bastante vantajosos; e ainda disponibilizará materiais como bandeirolas e uniformes para balconistas; além de reforçar investimentos em publicidade com anúncios nas A empresa está investindo em diferentes principais revistas do segmento. ações e ferramentas para divulgar a marca, bem Em perfeita sintonia com como os seus lançamentos, as suas campanhas e o varejo impulsionar as vendas. Tem catálogo, há materiais para o ponto-de-venda, promotores nas lojas Fabricante dos papéis cut size da marca Repara abastecê-las e realizar treinamentos, publicidade em outdoor, TV, rádio, busdoor, interação port®, produto que corresponde a 36% da receita e troca de informações por meio de redes sociais líquida da Unidade de Papel da Suzano, a empresa como orkut e twitter, além de premiações para segue com expectativas positivas para o período consumidores, vendedores e gerentes das lojas. de volta às aulas em função das projeções de “Estamos com uma campanha, em alguns lojis- crescimento de mercado realizadas pela sua área tas,  que premia os consumidores que compram de Inteligência Competitiva consolidando uma remochilas Risca. O brinde pode ser uma latinha cuperação frente ao primeiro semestre. Os meses decorada, uma caderneta ou um estojo. Também de volta às aulas representam aproximadamente há uma promoção com a Sestini, intitulada “Todos 40% do volume anual da empresa. Desde o meio do ano, a Suzano tem estreitado a Bordo”, para quem adquirir um carrinho ou mochilete da marca Sestini. São 200 cruzeiros para o seu relacionamento com o canal de distribuios consumidores, 10 motos para os vendedores ção por meio do Programa de Excelência do Distribuidor, uma iniciativa inovadora que visa o e 3 Fiorinos para os lojistas.” Com uma presença cada vez mais sólida no crescimento e a sustentabilidade deste canal. A mercado brasileiro, a austríaca Kores pretende partir de pesquisas de benchmarking com as meestar ainda mais próxima do consumidor. Desta lhores práticas de empresas do setor siderúrgico, forma, todas as ações de marketing realizadas ao automobilístico e bens de consumo, entre outros, longo do ano, ganham força nesse período. “Es- a Suzano passou a utilizar um modelo de gestão tamos com uma campanha piloto – nas principais baseado em conceitos bem-sucedidos como área

60


determinada de atuação e maior presença do time de vendas da empresa no canal. Além disso, terá ações de marketing  focadas no distribuidor e com propostas para ganhos também no PDV, com uma grande campanha para os lojistas neste mês de novembro. O gerente executivo de estratégia e marketing da unidade de papel da Suzano, Adriano Canela, explica sobre a campanha de volta às aulas 2011, que está centrada nos produtos da linha Report® e tem ações específicas para os distribuidores, promotores e pontos-de-venda. “Neste que é o principal período para o segmento de varejo de papelaria, planejamos várias ações para estimular os lojistas a exporem e oferecerem a linha Report® para seus clientes. Os papeleiros estarão em contato direto conosco, enviando fotos e informações referentes ao ambiente de sua loja, às suas compras de papel e às demais ações de merchandising que foram realizadas pelos promotores.  Estas comprovações possibilitarão aos pontos-de-venda concorrerem a prêmios especiais que serão entregues ao final do período. Nossa equipe de promotores também será valorizada pelo desempenho dos pontosde-venda sob sua responsabilidade, pelos novos que conseguirem integrar à nossa rede e pelos resultados apurados de suas metas individuais de trabalho, garantindo uma maior abrangência e aderência à campanha.” A rede de distribuidores também participará ativamente da campanha através de benefícios exclusivos para aqueles que cumprirem suas metas de compras, bem como ainda outros voltados para ações de venda junto à sua equipe. “Ainda para os distribuidores oferecemos ótimas condições de pagamento, incentivos financeiros crescentes sobre o volume adquirido e incentivo financeiro para a equipe de vendas sobre o volume vendido. Com isso estimulamos não somente a compra do varejo, como também a venda, para que a cadeia como um todo incremente o giro do produto”, afirma Canela.    

“Embora os nossos produtos não estejam na lista escolar, esperamos um aumento significativo nas vendas. O volta às aulas leva às pessoas às papelarias e isso as coloca em contato com as nossas linhas”, Carolina C. Kina, da AF.

Na carona do volta às aulas Alguns fabricantes embora não tenham produtos especificamente para uso escolar, pelo fato de estarem presentes nas papelarias também acabam tendo a venda impulsionada no volta às aulas e comemoram a época. “Nossos itens são limpadores para telas de computadores, de telefones de quadros brancos, entre outros. Embora não sejam produtos que componham a lista de material escolar, esperamos que haja um aumento significativo nas vendas, visto que o período de volta às aulas leva às pessoas às papelarias e isso as coloca em contato com os nossos produtos e que por serem atrativos e novos (lançados em agosto deste ano) devem chamar a atenção para a compra”, opina Carolina Cesetti Kina, gerente geral das operações no Brasil da AF. A empresa está investindo em anúncios de revistas do setor, está com displays expositores, guias rápidos dos produtos e intensificou o número de promotores para que sejam feitas as


Negócios

“Planejamos ações para os lojistas oferecerem a linha Report®. Serão enviadas fotos e informações sobre o ambiente da loja, as compras de papel e as ações de merchandising.  Estas comprovações possibilitarão a concorrerem a prêmios”, Adriano Canela, da Suzano.

corretas orientações sobre o uso dos itens. Fabricante de embalagens e papéis para presente, a Cromus também possui em seu portfólio itens que são procurados no período de retorno às aulas. A empresa tem o poli escolar, folhas para encapar, cartolina laminada e texturizada, entre outros itens. O volta às aulas já representa aproximadamente 25% das vendas da Cromus. “As expectativas para este ano são muito positivas. Esperamos incrementar nossas vendas em 16%.

62

Esta projeção se deve principalmente em virtude do crescimento do mercado, que investe cada vez mais em novidades e produtos para estimular as atividades lúdicas. Além disso, pegamos carona no aquecimento econômico do país que a cada semestre se mostra mais fortalecido e no aumento do poder aquisitivo das classes C e D”, analisa Fernando Hachul, diretor comercial da Cromus. Ao trabalhar com itens que vendem o ano todo, a Dello, especializada em soluções para organização, que incluem pastas, arquivos e muitos outros produtos, também visualiza no volta às aulas uma época para impulsionar as vendas. “Com o aumento de público nas papelarias consequentemente há um aumento de pessoas que compram os nossos produtos, Trabalhamos para conseguir bons espaços no ponto-de-venda e aumentar a divulgação de nossa linha, assim preparamos nossa equipe de promotores e também materiais específicos para levar a marca Dello a todos que se interessam por organização. Nossas expectativas são as melhores. Estamos otimistas principalmente porque o ano de 2010 está sendo ótimo e conseguimos lançar no mercado muitas novidades que tiveram excelente aceitação”, explica Cássia Vornez, supervisora de marketing da empresa. Os brinquedos educativos licenciados da Xalingo também acabam tendo as vendas impulsionadas durante o volta às aulas, já que algumas escolas solicitam estes itens em suas listas. A empresa está com diferentes lançamentos e aposta nas linhas da Turma da Mônica, Jolie, Spider Man e  Friends, Bob Esponja e Princesas do Mar. São jogos de memória, quebra-cabeça, blocos de encaixe, carimbos etc, totalizando mais de 350 produtos. “Nesta linha de educativos está inclusa também a linha Desafio Genial que são jogos de raciocínio lógico em um formato diferente e envolvente”, destaca Tamára Campos, supervisora de marketing da Xalingo, que acredita em um incremento de 15% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado.


O volta às aulas para o varejo COMERCIAL PAPELARIA E LIVRARIA

MATRIZ PAPELARIA

COLATINA - ES

São Paulo – SP.   Na Matriz Papelaria, o volta às aulas é equivalente a 40% a 45% do volume de vendas anual. No entanto, o empresário Paulo Roberto Victorino acredita que os negócios tendem a ser prejudicados com a distribuição gratuita dos materiais escolares por parte do Governo. Paulo também destaca que o suporte oferecido pelas indústrias/distribuidores durante esta época deixa a desejar, concentrando-se nas grandes lojas e redes. Mas, em busca de bons negócios, o lojista faz a sua parte, como por exemplo, uma exposição diferenciada dos materiais escolares, também investe em propagandas em jornais do bairro e alguns itens que são comuns a todas as listas escolares têm preços promocionais.

“O volta às aulas é sempre esperado com muita expectativa. O nosso foco está no cliente e, por isso, apostamos que essa dedicação traga bons resultados. Trabalhamos para ter todos os itens que o consumidor precisa, priorizando a qualidade e as novidades”, destaca Adria Serafini Barcello, sócio-gerente da papelaria. Ao longo do ano, a Comercial estabelece parcerias com diversas escolas da região, através das feiras de livros, cujo intuito é estimular o hábito de leitura nos estudantes e construir um Brasil de leitores. “Essa relação com as escolas nos traz credibilidade para atender os alunos e pais de uma maneira muito eficaz, independente da época do ano.” Para estimular as vendas e atrair os consumidores no volta às aulas, a papelaria investe em mídias como rádio, outdoor, panfletos etc; oferece brindes no ato da compra e estimula o pagamento à vista com descontos. Futuramente pretende investir no seu site para divulgar conteúdos relevantes para os pais e professores, estreitando ainda mais os laços com a clientela.

Papelaria São Francisco JANUARIA - MG “O volta às aulas é o nosso “Natal” e como não poderia deixar de ser, a expectativa é muito positiva. Esperamos sempre um aumento nas vendas e esta projeção se deve ao fato de proporcionarmos aos nossos clientes uma grande variedade de produtos e condições atraentes de pagamento”, enfatiza Jorge Luiz Pereira de Carvalho, sócio-gerente da loja. Como parte de sua estratégia para trabalhar nesta época, a papelaria patrocina as listas de materiais de algumas escolas da região. “É uma propaganda barata que surte grande efeito. Nós também fazemos propaganda nos rádios locais, em outdoor e na loja sempre temos vários materiais em promoção, além de facilidades no pagamento.”

PAPELARIA HORIZONTE JUNDIAÍ – SP. Ivan Siqueira, da Papelaria Horizonte - onde o volta às aulas representa  40% do faturamento anual -, também destaca como negativo para os negócios, a distribuição dos materiais escolares pelo Governo, fazendo com que as vendas fiquem restritas aos grandes atacados. “Os municípios estão sendo prejudicados, pois os impostos vão para outras cidades.” Em relação à distribuição dos materiais de merchandising e a criação de ações e campanhas por parte da indústria/distribuidores, Ivan destaca que são boas, porém o mesmo não acontece com os prazos de pagamentos. “Eles não atendem as necessidades das papelarias, porque somos obrigados a comprar a mercadoria antecipadamente, tê-la em estoque até dezembro e pagá-la no máximo até março e ainda alguns fornecedores exigem antes disso. Mas, as vendas no PDV se concretizam a partir de janeiro, sendo parceladas aos clientes nos meses subsequentes, ou seja, somos obrigados a ter uma reserva em caixa para pagar a mercadoria antes de vender.” Dentre as ações que a Papelaria Horizonte desenvolve estão a parceria com as escolas para o desenvolvimento das listas escolares e o investimento em publicidade nos jornais, rádio, TV e outdoor.


LICENCIAMENTO

Takô, Naja Extreme e Turma da Mel Neste volta às aulas, a PlastPark/Romitec trabalhará com três licenças: Takô, que é considerado o maior jogo online do Brasil, com mais de 700 mil usuários. O estudante que adquirir o caderno “ganha” bônus relativos ao jogo. Para a marca, serão confeccionados fichários, estojos e cadernos. Outro destaque é a Naja Extreme, de uma das mais consolidadas marcas do mundo UFC (esportes de luta). A linha também será composta por fichários, cadernos e estojos. Os produtos destas propriedades terão capa, miolo e adesivos personalizados, de acordo com a identidade de cada licença. A marca própria da PlastPark/Romitec, Turma da Mel, segue consolidada e vem totalmente redesenhada e remodelada. Além dos produtos como cadernos, fichários e estojos, também haverá pastas catálogo, malote e aba elástica, além de avental escolar, agenda e porta-retrato. www.plastpark.com.br

Emily: ícone da contracultura Criada em 1990, Emily the Strange é uma garota de 13 anos que adora matemática e ciências e tem como seus melhores amigos quatro gatos pretos. Suas frases prediletas são: “Seja você mesmo!” e “Faça você mesmo!”. Uma maneira irreverente de Emily se expressar é por meio de mensagens impressas em suas camisetas e adesivos. A personagem, que tornou-se um ícone da contracultura, chega na coleção da Foroni em cadernos nos tamanhos universitário e ¼, com quatro opções de capas e um modelo de fichário, além de bloco para fichário com cartela de adesivos. www.foroni.com.br

64


LICENCIAMENTO 66

Mais um sucesso está de volta A Warner Bros.Consumer Products (WBCP) aposta suas fichas em Thundercats - desenho de grande sucesso nos anos 80 e 90 - e traz novamente a marca ao Brasil. “Thundercats foi um dos desenhos mais votados para virar filme em uma enquete feita pelo portal UOL Crianças, confirmando a nossa percepção de que ele sobrevive a várias gerações, sendo desejo de consumo de jovens e adultos, sem deixar de conquistar novos adeptos, as crianças. Identificamos aí um forte potencial para trabalhar essa propriedade no País, já que essas são características importantes para garantir o sucesso de uma marca”, explica Marcos Bandeira de Mello, gerente-geral da WBCP Brasil. O relançamento foi idealizado pelo time local da WBCP e será conduzido em duas etapas. A primeira tem como objetivo reativar a marca junto ao público jovem adulto (maiores de 18 anos), que já são fãs do desenho animado, um ícone de suas infâncias. Para isso, foi desenvolvido um guia de estilo específico, com imagens dos personagens redesenhadas e modernizadas, voltadas para aplicação em produtos para o público adulto. “A internet será nossa principal plataforma de divulgação, já que identificamos ali a presença de vários blogs e comunidades, como no Orkut, onde Thundercats é tema de um grupo com mais de 180 mil membros. No YouTube foi divulgado um trailer – produzido por um fã do desenho – usando cenas de filmes já existentes e simulando o lançamento dos Thundercats no cinema. O vídeo virou febre e já foi visto por mais de 2 milhões de pessoas”, conta Marcos. A boa aceitação de Thundercats se confirma com o fechamento de dois contratos: Ellus 2nd Floor, responsável pelo lançamento de uma coleção de camisetas Thundercats, e a Tilibra, que traz ao mercado uma linha de materiais escolares da marca. “Tratam-se de duas parceiras estratégicas. A Ellus é uma empresa lançadora de tendências e referência para o público jovem e a Tilibra comunica-se muito bem com os adolescentes. Estamos extremamente otimistas com os resultados de Thundercats no Brasil”, complementa Marcos. A partir de 2011, já na segunda fase do relançamento, chegará às TVs brasileiras a nova série animada de Thundercats. Nessa etapa, o foco será o público infantil (meninos de 6 a 10 anos). “Vamos apresentar Thundercats à criançada, que poderá conferir o desenho na TV e passará a ter acesso a produtos e jogos dos personagens”, explica Marcos. “Esperamos com isso gerar um volume alto de negócios de licenciamento envolvendo a marca. Nossa expectativa é de que, em 3 anos, ela seja uma das 5 marcas principais da WBCP Brasil”, conclui. Warner Bros - Tel.:(11) 2133-2900 www.tilibra.com.br


Power Rangers em cadernos 3D A Credeal apresenta uma nova linha de cadernos da propriedade Power Rangers, um licenciamento Disney, que chega ao mercado com as capas que podem ser visualizadas em 3D. Cada caderno traz óculos especiais, que transmitem a imagem em duas dimensões proporcionando a ilusão de profundidade, ou seja, de três dimensões. Além disso, os novos produtos possuem embalagem individual e folha informativa sobre a capa, com o objetivo de promovê-los nos principais pontos-de-venda. A coleção traz imagens extraídas da série de televisão produzida pela Disney e é composta por oito diferentes estampas, com os Rangers em azul, vermelho e preto, que aparecem sob o slogan “Save the World”. Cada caderno é composto por folha separatória e envelope. No formato universitário, contém 96 folhas para uma matéria, 200 folhas para 10 matérias e no formato ¼, 96 folhas, todos nas versões capa dura com espiral e plastificação brilho e capa dura costurada. www.credeal.com.br

Blogs da Editora Luz e Vida concorrem a prêmio nacional Os blogs dos personagens infantis Smilinguido, Faniquita, Turminha Querubim e Primeiros Passos, este último voltado especificamente para as mamães, todos da Editora Luz e Vida, estão concorrendo ao Prêmio Top Blog 2010 na categoria “variedades”. Com a vitória de algum dos blogs, a Editora fará uma comemoração especial. Para o blog do Smilinguido serão sorteadas dez canecas exclusivas dos 30 anos do personagem, completados nesse ano, um DVD “História de Formiga” e um “História de Formiga 2”. Se o blog da Faniquita vencer serão sorteados três quebra-cabeças e duas nécessaires. Caso o blog Primeiros Passos seja o campeão serão sorteados dois livros do Bebê e se o blog da Turminha Querubim obtiver mais votos serão sorteados três musicais “A arca sonora de Noé”. Os blogs da Editora Luz e Vida têm um histórico de vitória. Na última edição, de 2009, o blog do Smilinguido ganhou o primeiro lugar como o mais popular do Brasil e o da Faniquita foi escolhido na primeira fase como um dos 100 mais populares do país. www.smilinguido.com.br/blog www.faniquita.com.br/blog www.turminhaquerubim.com.br/blog.php www.luzevida.com.br/primeirospassos

Novos cartões Mig & Meg Para este Natal, a ARCO apostou em uma proposta superinteressante para os seus cartões. Cada um resume a mensagem principal de uma cantata Mig&Meg, tornando-se ideais para serem distribuídos como lembrancinhas dos eventos. www.migmeg.com.br


PRATELEIRA

Borracha ecologicamente correta Proteger o meio ambiente, impulsionar a reciclagem e reduzir os impactos ambientais, seguindo estes princípios, a Maped criou a marca Greenlogic. A borracha que compõe esta linha é livre de tintas solventes, de PVC e ftalatos; tem formato que propicia precisão e conforto; e vem em embalagem blister que também é ecológica, já que é fabricada em papelão 95% reciclado e “bolha” em pet. www.maped.com.br

Pintar vidros e espelhos ficou muito mais divertido Os pais não precisam ficar apreensivos, pois essa brincadeira de pintar os vidros e espelhos com as novas canetinhas Pinta Vidro, da FaberCastell, não deixará vestígios, já que é fácil remover a tinta: basta limpar a superfície com um pano úmido. Atóxico, o produto vem em 06 cores para a criançada soltar a imaginação em divertidos e coloridos desenhos. www.faber-castell.com.br

Pincéis para uso escolar A Pincéis Tigre desenvolveu uma linha de pincéis anatômicos para que os estudantes aprendam com mais facilidade as atividades artísticas. Eles têm formato de triângulo, com o cabo mais grosso para facilitar a utilização e se encaixar perfeitamente às mãos. São três variáveis do produto para as técnicas de aquarela e guache. Há dois tipos de Redondo, para contornos, filetes e manchas e o Chato para cantos, cobertura de área, contornos e fundos. www.pinceistigre.com.br

68


Versáteis organizadores de mesa A YES apresenta a sua linha de Organizadores de Mesa, composta por diferentes modelos, que têm em comum o objetivo de organizar com estilo. Dois deles possuem rotação de 360º (KT1001 e KT1005) e um 96º (KT1002), fazendo com que seja mais rápido localizar os materiais. Para mesas com pouco espaço, há o modelo com gavetas (KT1003). Basta girá-lo para ter acesso ao seu interior. Esses organizadores vêm com 9 acessórios, dentre eles, régua de 15 cm, tesoura, grampeador e caixa de grampos. Um dos modelos mais procurados é o organizador com porta-retrato (KT1004), para fotos 10x15cm, que vem com 6 acessórios. www.yesbrasil.com.br


PRATELEIRA

Envelopes para expedição Packing List é o envelope adesivo e transparente para expedição, da Motivate. O produto permite enviar documentos, como por exemplo, notas fiscais, do lado de fora das caixas, com o objetivo de que haja uma rápida identificação do conteúdo que está sendo despachado, protegendo adequadamente o documento.  www.motivate.com.br

Praticidade ao organizar papéis e mídias O arquivo modular em polipropileno branco para pastas suspensas A4 é uma das novidades da Dello para a organização de documentos e CD’s /DVD’s. O Magic Clic possui botão que ao ser pressionado abre facilmente a gaveta deslizante, que vem com 15 pastas suspensas A4 - disponíveis nas cores amarelo, vermelho, azul, laranja e verde – a fim de organizar papéis e até 4 CD’s e DVD’s em cada uma. Os visores e as etiquetas auxiliam na organização dos arquivos. www.dello.com.br

70


Produtos coloridos e divertidos A linha Allegro, da marca Uffizi, comercializada pela Summit vem em uma linguagem pop, criada para alegrar o mix de produtos. O colorido ĂŠ a caracterĂ­stica principal desta linha e a proposta ĂŠ oferecer itens de qualidade, divertidos e com valores atrativos. www.summit.com.br

www.papelariaenegocios.com.br


BRINQUEDOS

À frente das panelinhas A NIG Brinquedos apresenta a sua nova coleção de panelinhas “Eu Brinco de Casinha”. O lançamento traz modelos próximos aos das mamães e peças diferenciadas como a panela de pressão, o escorredor de arroz e a luvinha de tecido. São dois modelos: Pressãozinha (6 peças) e Arroz & Feijão (10 peças). Ambos vêm em embalagens coloridas e atraentes e acompanham quatro talheres para as pequenas cozinheiras testarem seus dotes culinários. www.nigbrinquedos.com.br

Cãozinho interativo O nome dele é Spock, o cãozinho “tecnológico” da Candide, que foi desenvolvido para interagir com as crianças e adultos através do diálogo. O processo se dá quando a criança e/ou adulto falam com o brinquedo e o mesmo interage, respondendo, cantando ou contando piadas. Spock também possui o circuito de movimentos, mexendo a boca, o rabo e o corpo. Em três modelos diferentes: “Rei do Rock”, “Super Dog” e “Só Danço Funk”. Eles também interpretam músicas que vão desde clássicos de Noel Rosa, Beethoven à trava-línguas. www.candide.com.br

Direto das telas do cinema Inspirada no filme Como Treinar o seu Dragão, que no início do ano esteve nas telas do cinema e agora chegou em DVD, a Estrela lança três brinquedos que prometem muita diversão e interação. O Jogo Pega Dragão é uma disputa entre os jogadores e seus dragões para ver quem conquista mais anéis em menos tempo. Tem também a Susi Como Treinar o seu Dragão, inspirada na personagem Astrid e Cai não Cai Como Treinar o seu Dragão, neste jogo é preciso ter sabedoria e habilidade para retirar as varetas sem deixar as bolinhas caírem. www.estrela.com.br

72


Jogo com água O Hydro Strike é mais um lançamento da Long Jump.  Para jogar é simples. Cada participante – de um total de dois por partida – deve colocar a bolinha no gol adversário e não permitir que ela entre no seu gol. Cada um tem duas espécies de traves móveis, acionadas por botões, para se defender e atacar. Ao tomar um gol o jogador recebe um jato de água. www.longjump.com.br

Novo companheiro para a hora do despertar Em formato de um simpático gato, o Relógio Bom Dia, da Chicco, funciona como relógio, despertador digital e abajur. Basta  ajustar o horário através de um display LCD com led e, cinco minutos antes da hora do despertar, as luzes dos olhos se acendem gradualmente. À noite, ao cruzar suas patas, os olhos se fecham. www.chicco.com.br

Para soltar a imaginação A linha especial Maletas traz diferentes temas para a garotada aficionada pelo Playmobil, marca distribuída no Brasil pela Sunny Brinquedos. De pônei, clínica veterinária e princesa para as meninas a castelo, polícia e pirata para os meninos. A maleta além de facilitar o transporte dos brinquedos das crianças, apresenta o playset completo do tema escolhido. www.sunnybrinquedos.com.br


BRINQUEDOS

Churrasqueiro por um dia Reunir os amiguinhos para aquele churrasco animado é a proposta da Churrasqueira Grill da série Little Tikes, da Girotondo. O brinquedo tem grelha dupla, tampa e queimador lateral. Todas as peças podem ser armazenadas dentro do armário. Possui ainda botões de acendimento, barra para pendurar pano de prato e mais 8 acessórios. www.girotondo.com.br

Serviço MERCADO AF International www.af-online.br.com AnovaTI Tel.: (11) 3513 6000 Brodes www.brodes.com.br Clone www.clone.com.br Elgin Grande São Paulo (11) 3383-5555 Demais Regiões: 0800-7035446 Hyfen www.hyfen.com.br Integris www.integrisbrasil.com.br Leadership www.leadership.com.br Mobimax www.mobimax.com.br Multilaser www.multilaser.com.br NewLink www.newlink.com.br EMPRESA DAC www.dac.com.br CATEGORIA DE PRODUTO Cromus www.cromus.com.br Grafon’s www.grafons.com.br Livraria Concorde www.ecenter.com.br/concorde/

74

Paloni Embalagens www.paloniembalagens.com.br Papelaria MEC www.papelariamec.com.br Rapport Embalagens www.rapportembalagens.com.br VMP Papéis Especiais www.vmp.net.br ENTREVISTA Yoshimura Arquitetura de Varejo www.yoshimuraarquitetura.com.br Raio X dos Negócios Dot Paper – Papelaria Personalizada www.dotpaper.com.br NEGÓCIOS AF International www.af-online.br.com Art Manual www.artmanual.com.br Bic www.bicworld.com.br BR Cadernos www.brcadernos.com.br Cadersil www.cadersil.com.br Comercial Papelaria e Livraria Tel.: (27) 3722 4847 Cromus www.cromus.com.br DAC www.dac.com.br Dello www.dello.com.br

Delta Artigos Escolares www.deltagiz.com.br Ebras www.ebras.com.br Faber-Castell www.faber-castell.com.br Foroni www.foroni.com.br Henkel www.henkel.com.br Kajoma www.kajoma.com.br Kores www.kores.com.br Maped www.maped.com.br Matriz Papelaria www.papelariamatriz.com.br Papelaria Horizonte www.papelariahorizonte.com.br Papelaria São Francisco Tel.:(38) 3621 2682 Plast Park www.plastpark.com.br Risca www.risca.com.br  Sestini www.sestini.com.br Suzano www.suzano.com.br Tramontina www.tramontina.com.br Waleu www.waleu.com.br Xalingo www.xalingo.com.br


76


Papelaria e negocios edição 80