Issuu on Google+

QUINTA-FEIRA 06 DE MARÇO DE 2014

R$ 1,00

O PIONEIRO LINHARES-ES | ANO XLVI | Nº 18 | Desde 1967 | Edição de 10 páginas

| DENI

| PANORAMA

| INFORME

Quem precisou fazer serviço de banco sexta-feira passada em Linhares enfrentou longa espera. Pág. 10

O terceiro domingo do mês de outubro poderá ser o Dia Estadual da Concertina e do Tocador de Concertina. Pág. 02

Passado o período de carnaval, o país vai despertar para o trabalho mas, como estamos em ano político. Pág. 07

Período carnavalesco em Pontal teve pelo menos 30 mil pessoas

Está comprovado que o linharense aderiu de fato e de direito o balneário Pontal do Ipiranga,

mesmo com algumas restrições, a principal delas as for tes ondas que amedontram os ba-

nhistas e provocam preocupação, notadamente com crianças. Neste carnaval acredita-

Manabi obtém autorização para construção do Porto Norte Capixaba A Manabi protocolou dia 28 de fevereiro, na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Fato Relevante informando ao mercado a celebração de contrato de adesão por sua subsidiária Manabi Logística S.A. (Manabi Log) com a Secretaria de Portos da Presidência da República – SEP/PR, formalizando a autorização para a construção e exploração do Porto Norte Capixaba em Linhares/ES. Pág. 03

Políticas públicas contribuem para emancipação de mulheres no meio rural Pág. 08

-se que pelo menos 30 mil turistas e veranistas tenham pisado aquele solo solidificando o espaço.

Começa em maio a formação continuada para conselheiros escolares Pág. 05

+ colunas

jornalopioneiro.com.br

Pagamento de IPVA relativo a ônibus e caminhões começa hoje Os proprietários de ônibus, microônibus e caminhões começam a pagar o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) referente a 2014 neste mês. O calendário tem início hoje, 06, com o vencimento da primeira cota (ou cota única) para veículos com placa de final 01 ou 02, e se estende até o final de agosto. Pág. 04

Programa Mesa Brasil recebe caminhão para atuar no Estado O Programa Mesa Brasil recebeu um caminhão do Instituto Sincades, que vai atuar em todo o Estado na distribuição de alimentos às entidades cadastradas. O termo de doação do caminhão foi assinado no último dia 21, na Sede da Federação, em Vitória. Pág. 03

| Enfoque pag. 05 | Sagração pag. 06 | Aguinaldo pag. 06


O PIONEIRO O

2 | OPINIÃO QUINTA-FEIRA, 06 DE MARÇO DE 2014

| PANORAMA

POLÍTICO

Paulo Cesar Dutra paulodutra2002@yahoo.com.br

Essa coluna é publicada todas as quintas e domingos

Alta tecnologia

Tradição da concertina

Você sabia...

A unidade da Fibria em Três Lagoas (MS) renovará parte de sua frota de máquinas florestais ainda no primeiro semestre. Entre os equipamentos estão colheitadeiras (harvesters) e garras traçadoras que contarão com alta tecnologia e melhora na ergonomia para garantir conforto e segurança aos empregados. Os profissionais receberão treinamento especial para operar os novos equipamentos. Fibria apoia capacitação de alunos de Engenharia Florestal.

O terceiro domingo do mês de outubro passará a ser considerado o Dia Estadual da Concertina e do Tocador de Concertina, caso o Projeto

...que 54% da celulose da Fibria exportada para outros países é utilizada para produzir papéis sanitários (tissue)? Por ter maciez e volume específico, a celulose produzida pela empresa possui características mais adequadas para fabricação de artigos como papel higiênico, papel-toalha, lenços e guardanapos.

Parceria Este ano, o projeto que incentiva a melhoria no ensino será realizado em quatro municípios de atuação da Fibria: Aracruz (ES), Capão Bonito (SP), Conceição da Barra (ES) e Selvíria (MS), além de outras 11 cidades. Na metodologia do Parceria Votorantim pela Educação, cada ano é dividido em quatro ciclos, e o primeiro deles é o Concurso Tempos de Escola. As inscrições serão abertas em breve, saiba mais em www.blogeducacao.org.br.

de Lei 44/2014, do deputado Atayde Armani (DEM), seja aprovado. O projeto entrou em tramitação esta semana, na Assembleia Legislativa.

Tradição da concertina II Segundo o autor da matéria, o objetivo do projeto é promover a cultura capixaba, mantendo a tradição viva por meio da valorização do tocador de concertina e de sua música. O projeto também estabelece que o dia passe a fazer parte do calendário oficial de eventos do Estado

e, sempre que possível, seja realizado o festival estadual de concertina, evento que comemorará a nova data oficial. Outras atividades, como palestras e cursos, ainda poderão ser promovidas pelo público, como o intuito de “incentivar ainda mais a arte de tocar concertina”.

Tradição da concertina III Além da importância, cultural, o deputado destacou que “instituir o Dia Estadual da Concertina desenvolve habilidades artísticas e promove a integração familiar, contribuindo para o convívio social, dando ainda maior visibilidade turística ao Espírito Santo”.

Há vários anos, municípios como Santa Teresa, Colatina, Laranja da Terra e Linhares vêm realizando, individualmente, eventos que promovem a tradição da concertina, trazida ao Estado por imigrantes no início do século passado.

Ex-prefeito é condenado Contrato de risco O governador Renato Casagrande (PSB) assumiu o risco, e o preço, como já dito aqui, pode ser alto. Os casos que revelam o esquema montado na Secretaria de Estado de Justiça durante o longo período comandado por Ângelo Roncalli, começam a pipocar. A hora não poderia ser pior, ano eleitoral. Em um pulo, surgiram decisões judiciais sobre os contratos suspeitos das quentinhas e a renovação de medidas provisórias na OEA. Todas, obviamente, reforçando as denúncias de corrupção e violações aos direitos humanos da pasta. Isso é só o começo, pois a herança de Roncalli, como se sabe, é uma verdadeira bomba-relógio prestes a explodir.

REDAÇÃO Av. Governador Lindenberg, 609, Linhares - Centro - CEP:29.900-020 Telefone: (27) 3200-6767 redacao@jornalopioneiro.com.br opioneiro@jornalopioneiro.com.br www.facebook.com/opioneiro

A Justiça Federal condenou o ex-prefeito de Conceição da Barra, Nélio Ribeiro Nogueira, e mais dois empresários por irregularidades na aplicação de recursos públicos destinados à construção de uma barragem no município. Na decisão do final de novembro,

O senador Magno Malta (PR) vai começar pelo Espírito Santo a sua campanha de candidato a presidente da República. Cachoeiro de Itapemirim vai assistir o primeiro discurso do magno. O segundo será em Itapetinga, no sul da Bahia, terra da Dona Dadá, saudosa mãe do senador.

Segundo a sentença, Nélio Nogueira foi condenado por crime de responsabilidade e teve as penas unificadas em seis anos de reclusão, em regime semiaberto, além de três anos de detenção, em regime aberto. A juíza também determinou a perda de eventual função públi-

ca, assim como da habilitação para o exercício de cargo ou função pública (efetivo ou nomeado) pelo prazo de cinco anos. No entanto, o Ministério Público Federal no Estado (MPF-ES) defende que as penas sejam somadas, o que poderia significar a prisão em regime fechado.

FUNDADOR E DIRETOR RESPONSÁVEL Deni Almeida da Conceição

DIAGRAMAÇÃO Diego Pandolfi A. da Conceição GRÁFICO Renaldo dos Santos Alves

DIRETOR COMERCIAL Diego Pandolfi A. da Conceição

ASSINATURAS assinatura@jornalopioneiro.com.br

COLABORADORES Antônio Bezerra Neto, Alexandre Araujo, Lissu Madeira Abad, Norma Astréa, Dr. Felício, Luciano Pires, Arlene Campos, Monsenhor Jonas Abid, Paulo Cesar Dutra.

Agora é lei. Organizadores de grandes eventos deverão instalar banheiros químicos adaptados para atender a pessoas com mobilidade reduzida, como é o caso dos cadeirantes. De autoria do deputado Dary Pagung, a Lei 10.172/2014 estabelece que, no mínimo, 10% dos banheiros químicos instalados deverão ser destinados a esse público. A norma está publicada no Diário Oficial do último dia 27.

Mulherada O PRP garante que reunirá 600 mulheres em encontro estadual do partido marcado para o próximo domingo, na Assembleia Legislativa, com o tema violência. Casagrande foi convidado – vai? Além dele, a juíza Ermínia Azoury e a comediante Concenssa (A Praça é Nossa).

Ex-prefeito é condenado II

EDITADO POR Editora O PIONEIRO Ltda ME CIRCULAÇÃO O PIONEIRO circula todas as quintas-feiras e aos domingos

a juíza Marianna Carvalho Bellotti, da 1ª Vara Federal de São Mateus, considerou que o ex-prefeito teria ordenado a modificação do projeto das obras sem a devida licença ambiental, além de ter embolsado uma parte dos valores repassados pela União.

Magno Presidente

Banheiro adaptado

Mulherada II O partido enche o peito para informar que tem, pelo menos, 22 candidatas à Assembleia Legislativa e nove à Câmara dos Deputados. Mas com chances, até agora, só aparece uma: a ex-vereadora da Serra Sandra Gomes.

O PIONEIRO é o jornal mais lido do Norte do Estado www.facebook.com/opioneiro www.twitter.com/jornalopioneiro Os colaboradores de O PIONEIRO não têm vínculo empregatício O PIONEIRO não se responsabiliza por conceitos emitidos em matérias assinadas.

Banheiro adaptado II Segundo a lei, os banheiros deverão ser instalados em módulos individuais e por gênero em eventos que, pela natureza e abrangência do público, “exijam infraestrutura própria, como é o caso de serviços especiais de transporte, segurança, trânsito, serviços médicos e sanitários”.

FILIADO À

ABRAJORI Associação Brasileira dos Jornais do Interior

CNJI Cadastro Nacional de Jornais do Interior Periodicidade verificada em Brasília


O PIONEIRO O

GERAL |

3

QUINTA-FEIRA, 06 DE MARÇO DE 2014

Manabi obtém autorização para construção do Porto Norte Capixaba A Manabi, empresa brasileira de mineração e logística, protocolou dia 28 de fevereiro, na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Fato Relevante informando ao mercado a celebração de contrato de adesão por sua subsidiária Manabi Logística S.A. (Manabi Log) com a Secretaria de Portos da Presidência da República – SEP/PR, formalizando a autorização para a construção e exploração do Porto Norte Capixaba em Linhares/ES, na modalidade de terminal portuário de uso privado, para fins de movimentação e armazenagem de cargas, vigente por prazo de 25 anos prorrogável por períodos sucessivos. A assinatura do contrato de adesão ocorreu no gabinete do Ministro de Estado Chefe da SEP/PR, Antônio Henrique Pinheiro Silveira, em Brasília. Na ocasião, o diretor presidente da Ma-

nabi, Ricardo Antunes, afirmou que “assegurar a autorização do Porto Norte Capixaba é um marco significativo na consolidação da Manabi Log como novo player de logística e serviços portuários no Brasil e um passo importante para permitir que a companhia contribua para o desenvolvimento socioeconômico de Linhares, do Estado do Espírito Santo e do País”. Essa autorização resulta de um processo de análise conduzido pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários – ANTAQ, com base na nova Lei dos Portos (Lei n. 12.815/2013) e regulamentação aplicável, a partir de requerimento apresentado pela Manabi Log em janeiro de 2013. O início da construção do Porto Norte Capixaba está condicionado à emissão das licenças ambientais e conclusão do plano financeiro do projeto.

| Manabi Criada em março de 2011, a Manabi possui direitos minerários na região do quadrilátero ferrífero de Minas Gerais, especialmente nos arredores da cidade de Morro do Pilar. Estudos apontam a existência de 1,3 bilhão de toneladas de recursos no local onde a empresa planeja montar suas plantas de extração. As reservas de minério de ferro possuem capacidade para produzir até 25 milhões de toneladas por

ano, de produto premium, com teor de 68,0 a 68,5% de ferro, com nível baixo de impurezas. A produção será escoada via mineroduto e exportada pelo Porto Norte Capixaba, que terá um fluxo de embarcações previsto de 150 navios/ano, impulsionando a economia regional. Será implantado em uma área antropizada de titularidade da Manabi Log, com aproximadamente 1.140 hectares.

Programa Mesa Brasil recebe caminhão para atuar no Estado O Programa Mesa Brasil recebeu um caminhão do Instituto Sincades, que vai atuar em todo o Estado na distribuição de alimentos às entidades cadastradas. O termo de doação do caminhão foi assinado pelo presidente do Sistema Fecomércio, José Lino Sepulcri, o Diretor Regional do Sesc, Gutman Uchoa de Mendonça, e o presidente do Instituto Sincades, Idalberto Moro, no último dia 21, na Sede da Federação, em Vitória. O caminhão beneficiará ainda mais o programa, que redistribui alimentos excedentes próprios para o consumo, com ou sem valor comercial, desenvolvendo ações educativas permanentes em nutrição e assistência social, por meio de cursos, oficinas, palestras, entre outros. A meta é fortalecer as entidades sociais e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos em situação de vulnerabilidade alimentar e social. “Quero agradecer ao Instituto Sincades por essa doação que beneficiará em mui-

| Programa O Mesa Brasil Espírito Santo é um programa de Segurança Alimentar e Nutricional, mantido pelo Serviço Social do Comércio (Sesc) em parceria com o Banco Ceasa-ES de Alimentos, que compõe uma Rede Nacional de Solidariedade Contra a Fome e o Desperdício de Alimentos. O programa atua há 10 anos e consiste na captação de alimentos excedentes, próprios para o consumo, e distribuição às instituições sociais cadastradas.

Simone Sandre

Diretor Regional do Sesc, Gutman Uchoa de Mendonça; o presidente do Sistema Fecomércio, José Lino Sepulcri e o presidente do Instituto Sincades, Idalberto Moro na assinatura do termo de doação do caminhão

to as ações do Mesa Brasil, fortalecendo as entidades sociais a minimizar o desperdício de alimentos e a fome, problemas sociais que ainda assolam a população brasileira”, destaca o presidente do Sistema Fecomércio, José Lino Sepulcri. Diariamente, as doações são encaminhadas às instituições cadastradas, que hoje, são aproximadamente 147 entidades, e cerca de

19 mil pessoas beneficiadas com as doações que do Programa mensalmente. “A parceria com o Instituto Sincades é muito significativa para o Mesa Brasil, pois com a doação do caminhão, poderemos ampliar a capacidade de arrecadação de alimentos e consequentemente o número de pessoas beneficiadas”, enfatiza a coordenadora do Mesa Brasil-ES, Maria Geralda Meroto Lamas.


O PIONEIRO O

4 | GERAL QUINTA-FEIRA, 06 DE MARÇO DE 2014

Programa supera meta e garante atendimento a mais de 51 milhões de brasileiros Quarto ciclo do programa contará com a participação de mais 5.479 médicos, totalizando cerca de 14.900 profissionais em atuação até abril O Mais Médicos encerra seu quarto ciclo de seleção com a participação de mais 5.479 profissionais e previsão de chegar ao mês de abril com mais de 14,9 mil médicos atuando nas regiões carentes por estes profissionais nos municípios do interior e na periferia das grandes cidades. Com isso, o governo federal passará a garantir assistência em atenção básica para mais de 51 milhões de brasileiros, ultrapassando a meta estabelecida para o programa no primeiro trimestre deste ano - de 13 mil médicos atendendo a 44,8 milhões de pessoas.

Entre os 5.479 médicos da quarta etapa estão 1.078 profissionais brasileiros que optaram por migrar do Programa de Valorização da Atenção Básica (Provab) para o Mais Médicos e 4.000 cubanos que, assim como nos outros ciclos, vão ocupar as vagas não preenchidas pelos demais candidatos. Também integram o grupo os 401 candidatos selecionados em primeira chamada pelo edital, sendo 197 com diplomas do Brasil e 204 formados no exterior. Atualmente, os 9.425 médicos que integram o programa estão distribuídos em 3.241 cidades e

| Novo termo de ajuste Os 4.000 profissionais cubanos do quarto ciclo chegarão, a partir desta quarta-feira (5), a seis cidades brasileiras – Gravatá (PE), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Guarapari (ES), Fortaleza (CE) e São Paulo (SP), onde vão cursar o módulo de acolhimento e avaliação do programa junto com os demais estrangeiros. A chegada deste novo grupo e a manutenção dos demais médicos que vieram ao Brasil por meio de cooperação entre o Ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) será viabilizada por um novo termo de ajuste deste acordo. O documento prevê investimento de R$ 973,94 milhões nos próximos seis meses, sendo 86% do valor previsto para os gastos diretos com o profissional, como o pagamento da bolsa-formação e da ajuda de custo de instalação. O aumento no valor se deve à presença de 11.400 médicos. O novo termo, cujo extrato foi publicado no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (5), segue o mesmo padrão do anterior, cujo cálculo de recursos considerou o pagamento de passagens, ajuda de custo e bolsa de formação mensal com base nos mesmos valores estipulados para os demais participantes do programa, sejam eles brasileiros ou estrangeiros. Além disso, o valor repassado à OPAS cobre os gastos como curso de acolhimento e avaliação de três semanas obrigatório a todos os participantes com diplomas do exterior, como hospedagem, alimentação, estrutura física e equipamentos. Na última semana, o Ministério da Saúde anunciou aumento do valor da bolsa recebido no Brasil pelos médicos cubanos, que passou para U$ 1.245, o equivalente a R$ 3 mil por mês. Este reajuste é resultado de articulação do governo federal brasileiro ao longo dos últimos meses junto à OPAS e ao governo de Cuba. O valor toma como parâmetro a bolsa para aos médicos residentes no Brasil, de R$ 2.976 brutos. O reajuste da bolsa repassado diretamente pelo governo de Cuba para os médicos será realizado sem qualquer custo adicional para o Brasil, mantendo o valor de referência de R$ 10,4 mil mensais por profissional. As regras gerais adotadas entre o Brasil, a OPAS e o governo de Cuba para a realização do Mais Médicos seguem o mesmo padrão das demais cooperações realizadas por Cuba em 63 países para o provimento de profissionais de saúde.

32 distritos indígenas. Parte desse grupo, pouco mais de 2.000, ainda está finalizando o processo de avaliação e deve iniciar o atendimento nos municípios em março. O programa, com esse total, atinge quase 33 milhões de brasileiros e contempla mais de 70% da demanda por médicos apontada pelos municípios.

Pagamento de IPVA relativo a ônibus e caminhões começa hoje Os proprietários de ônibus, microônibus e caminhões começam a pagar o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) referente a 2014 neste mês. O calendário tem início hoje, 06, com o vencimento da primeira cota (ou cota única) para veículos com placa de final 01 ou 02, e se estende até o final de agosto

| Quarto ciclo A novidade desta quarta fase de seleção foi a possibilidade de médicos do Provab, iniciativa do Ministério que também está voltado à formação e assistência em atenção básica, poderem migrar para o Mais Médicos. Os 1.078 profissionais que fizeram essa opção permanecem atuando nos municípios que já estavam alocados, garantindo a continuidade da formação dos profissionais e da assistência da população. A maioria deles, mais de 64%, está no Nordeste. Os brasileiros devem iniciar as atividades nas cidades no início de março e os estrangeiros chegam ao país entre 11 e 17 do mesmo mês para a participação no módulo de avaliação de acolhimento, cuja aprovação é condição para receber o registro provisório que permite a atuação em Medicina no Brasil exclusivamente no âmbito do programa. Lançado em julho de 2013 pela presidenta Dilma Rousseff, o Mais Médicos faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do SUS, com o objetivo de aperfeiçoar a formação de médicos na Atenção Básica, ampliar o número de médicos nas regiões carentes do país e acelerar os investimentos em infraestrutura nos hospitais e unidades de saúde. Os profissionais do programa recebem bolsa formação de R$ 10,4 mil por mês e ajuda de custo pagos pelo Ministério da Saúde. Em contrapartida, os municípios ficam responsáveis por garantir alimentação e moradia aos participantes.

O recolhimento do IPVA tem calendário especial para essas categorias, com o objetivo de diluir as despesas em caso de grandes frotas. Já o prazo relativo a automóveis, caminhonetas, utilitários e motocicletas vai de abril a junho. Em todos os casos, o pagamento deve ser feito em cota única, quando há o desconto de 5%, ou em duas vezes, com a segunda cota vencendo no mês seguinte ao vencimento da primeira. De acordo com o gerente de Arrecadação e Cadastro da Sefaz, Sergio Pereira Ricardo, os valores cobrados em 2014 ficarão em média 4,64% menores do que no ano anterior. O imposto é calculado sobre valor de mercado dos veículos usados, apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE). A alíquota é de 1% para ônibus, microônibus, caminhões, motocicletas e ciclomotores, e de 2% para carros de passeio e cami-

nhonetes e utilitários. No caso de veículos zero quilômetro, a alíquota incidirá sobre o valor da nota fiscal de venda. O gerente de arrecadação destaca que o imposto deve ser pago dentro do prazo mesmo se o contribuinte não tiver recebido o boleto, que é enviado pelos Correios para o endereço que consta no cadastro do Departamento Estadual de Trânsito. Caso o boleto não seja entregue ou ocorra a perda do mesmo, uma segunda via pode ser retirada no site do Detran (www. detran.es.gov.br), em uma das Agências da Receita Estadual ou ainda nas Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans). Metade da arrecadação do IPVA fica com o Estado, enquanto a outra metade é destinada ao município onde o veículo foi emplacado. Em todos os casos, os recursos são aplicados principalmente em Saúde e Educação.


O PIONEIRO O

GERAL |

5

QUINTA-FEIRA, 06 DE MARÇO DE 2014

| ENFOQUE enfoque@jornalopioneiro.com.br

Esta coluna é publicada todas as quintas Divulgação

Selfie do Oscar 2014

O perfil oficial do programa “Os Simpsons” no Twitter divulgou nesta terça-feira (4) uma imagem que parodia a “selfie” feita por atores durante a cerimônia do Oscar 2014. Na imagem, a apresentadora da cerimônia no domingo, 2, Ellen DeDeneres, e os atores que apareceram na foto são mostrados ao estilo da animação de Matt Groening. O

Oscar 2014

personagem Homer Simpson aparece abaixo da figura, como se tivesse sido pisado pelo ator Bradley Cooper para não aparecer na “selfie”, que reuniu Jared Leto, Jennifer Lawrence, Meryl Streep, Ellen DeGeneres, Bradley Cooper, Peter Nyong’o Jr., Channing Tatum, Julia Roberts, Kevin Spacey, Brad Pitt, Lupita Nyong’o e Angelina Jolie.

Melhor filme O longa “12 anos de escravidão” ganhou o Oscar de melhor filme neste domingo (2) e fez do britânico Steve McQueen, de 44 anos, o primeiro cineasta negro a dirigir uma produção que venceu o principal prêmio de Hollywood. Este é apenas seu terceiro longa-metragem. Antes, fez “Fome” (2008) e “Shame” (2011). A história de “12 anos de es-

cravidão” é real. O drama histórico tem como protagonista Solomon Northup, negro e livre que em 1841 é sequestrado e transformado em escravo. Cópias do longa vão ser distribuídas em escolas públicas dos Estados Unidos a partir de setembro, juntamente com o livro que inspirou o filme, escrito pelo próprio Northup.

Melhor ator Matthew McConaughey (foto), de 44 anos, ganhou domingo, 02, o Oscar de melhor ator por “Clube de compras Dallas”. A vitória veio já em sua primeira indicação e por um papel nada habitual na filmografia de um intérprete quase especialista em comédias românticas. Acostumado a tipos fortes, bronzeados e que não perdem chance de tirar a camisa, o galã aparece desta vez mais magro – alegados 17 kg –, na pele de Ron Woodrof.

Trata-se de um eletricista homofóbico que, depois de ser diagnosticado com HIV, vira dono de um clube que vende remédios a soropositivos. O filme é baseado em fatos reais.

Melhor ator coadjuvante nte Vencedor do Oscar de Melhor Ator Coadjuvante pelo seu papel em Clube de Compras Dallas, Jared Leto (foto) esteve no programa The Ellen DeGeneres Show, apresentado pela humorista que comandou a cerimônia de entrega das estatuetas na noite do dia 02. Ao lado de seu prêmio, o ator confessou que ainda não assistiu ao filme que lhe ren-

deu o Oscar. “Um dia eu assistirei. Ficarei curioso. Foi um papel muito intenso. É melhor para mim deixá-lo em paz por enquanto”, explicou.

A 86ª edição da cerimônia de entrega dos prêmios Oscar foi, como já era previsto, o programa mais visto neste domingo nos Estados Unidos, com 41% de audiência, segundo os resultados preliminares. As primeiras estimativas indicaram que o evento apresentado por Ellen Degeneres melhorou ligeiramente o resultado obtido em 2013 por Seth Macfarlane, com 9% a mais de espectadores. Os primeiros cálculos de audiência realizados na cerimônia do ano passado estimaram o público em 37 milhões de pessoas, e este ano em 40,2 milhões. Em 2013, os dados finais registraram que o Oscar foi assistido por 40,3 milhões de espectadores, por isso o número total de espectadores deste ano pode variar substancialmente assim que forem divulgados os dados definitivos.

Gorjeta gorda O entregador de pizza que ganhou fama no domingo, 02, ao participar da cerimônia do Oscar e entregar pizzas para a apresentadora Ellen Degeneres e outras estrelas de Hollywood recebeu uma gorjeta de US$ 1 mil (cerca de R$ 2,3 mil). Edgar Martirosyan é funcionário da cadeia de pizzarias de Los Angeles Big Mama’s & Papa’s e foi o responsável por entregar as pizzas pedidas por Ellen durante a premiação. Após distribuir as fatias de pizza, Ellen passou entre os convidados com um chapéu do cantor Pharrell Williams pedindo dinheiro para pagar o pedido. Ela arrecadou US$ 600, e deu mais US$ 400, que foram dados ao entregador. Um funcionário disse que a pizzaria recebeu um pedido de 20 pizzas de queijo, peperoni, cogumelos e azeitonas. “Nós sabíamos que elas iriam para o Oscar, mas não sabíamos que era para as estrelas”, afirmou.

Começa em maio a formação continuada para conselheiros escolares A Secretaria de Estado da Educação (Sedu), em parceria com o Ministério da Educação (MEC), vai promover entre os meses de maio e outubro o “Curso de Formação Continuada para Conselheiros Escolares”. As inscrições poderão ser feitas a partir da segunda quinzena de abril e serão ofertadas duas mil vagas para os conselheiros de escolas estaduais e municipais do Espírito Santo A iniciativa tem por objetivo o fortalecimento dos conselhos nas unidades de ensino da rede, de acordo com as necessidades dos sistemas de ensino, das políticas educacionais e dos profissionais de educação envolvidos com gestão escolar. Os conselhos escolares são formados por pais, diretores, professores, funcionários das escolas, alunos e membros das comunidades, que podem opinar, direcionar e ajudar na construção de um Projeto Pedagógico que resulte em uma educação de qualidade. José de Amorim Theodorio, assessor especial de Gestão Escolar da Sedu, explica que “o curso tem o objetivo de estimular e fortalecer a participação dos conselheiros escolares na gestão da escola, contribuindo na construção de uma educação de qualidade para todos os usuários do sistema público de educação”, frisou. Os encontros serão feitos de maneira presencial e a distância, entre os meses de maio e outubro. A meta é formar dois mil conselhei-

ros, divididos em 50 turmas. Cada turma terá no máximo 40 alunos, que farão a formação num período de dois meses. Durante os momentos de interação serão realizadas palestras e oficinas, onde será trabalhado o material didático pedagógico elaborado especificamente para a formação, com conteúdos que envolvem a história, a função, atuação dos conselheiros nas unidades escolares, entre outros assuntos. A coordenação estadual do Espírito Santo é formada por representantes da Sedu, tendo como representantes o assessor especial de Gestão Escolar, José de Amorim Theodorio, e a técnica de Gestão Escolar, Sidinei Castro Junqueira; da Ufes, representada pela professora Eliza Bartolozzi Ferreira; do Grupo Articulador de Fortalecimento do Conselho Escolar (GAFCE), com a presidente Ana Mara Rosa Chagas; e da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), com a secretária de educação de Viana, Luzian Belisário dos Santos.


O PIONEIRO O

6 | GERAL QUINTA-FEIRA, 06 DE MARÇO DE 2014

| SAGRAÇÃO LITERÁRIA

| Aguinaldo Aguinaldo L. Giuriatto

algiuriatto@yahoo.com.br

Antonio Bezerra Neto bezerrapoesia@gmail.com

Aguinaldo é Terapeuta Psicanalista e Filósofo

Esta coluna é publicada todas as quintas e domingos

Maiakovski ante a sombra tropical Fraternidade e Tráfico Humano da Igreja de N.S do Rosário A história já foi contada neste privilegiado espaço. Quando o conheci estava muito próximo dos 50 anos. Lembro-me como se fosse hoje. A tarde era de muita viração e eu procurava pela Rua do Rosário um sapateiro por conselho de uma senhora que ajudava o padre Ayrola nos muitos afazeres da Catedral Metropolitana. Em minutos ouvi uma voz suavizada: – Procurando por alguém? – Sim, eu procuro por um sapateiro de nome Salustiano que mora nesta rua. Foi o que respondi. – Venha comigo, o velho Salustiano nasceu e se criou neste alto. Ele mora logo ali. Em minutos estava diante do interessante sapateiro, homem atinado e prosador. Disse-me devoto até o tutano de Nossa Senhora do Rosário. “Mamãe deixou essa repartição de fé”. Deixei dois sapatos Samello para colocar meia-sola. Acertei o preço e desci na companhia do bom cicerone. Apresentou-se, disse-me poeta e admirador da grande poesia, em especial de Vladimir Maiakovski. Fiquei surpreso. Aqui no alto, tão tecido pelo gosto popular surge alguém que gosta da complexidade de um russo tão estranho. O que dizer da complexidade revolucionária de Maiakovski ante a sombra tropical da sedutora Igreja de Nossa Senhora do Rosário? Gosto de imaginar os tais “choques culturais” que falam os antropólogos. De imediato o poeta me alegrou descrevendo parte do templo: “O acesso é sempre feito por essa escadaria que termina naquele adro, onde há mais de 100 anos plantaram aquelas duas palmeiras imperiais” Com extrema cordialidade ainda mostrou a fachada simples, com uma celestial entrada ao centro. Completou dizendo que “o frontão é barroco-rococó”. Estava ga-

nhando um interlocutor. Sua casa era bem pertinho. Passei minutos com ele. No seu quarto – reino absoluto da poesia russa – reinava um quadro com moldura muito simples com o seguinte ditado do vaidoso Maiakovski: “Sou poeta, é justamente por isto que sou interessante”. Pensei: como a literatura pode levar um homem a insanidade. Maiakovski foi um dos principais representantes da vanguarda futurista do início do século XX. Engajou-se como poucos pelo triunfo da Revolução de 1917. Passei a ter a companhia do novo amigo pelas ruas da Cidade Alta. Ficávamos horas bebericando pela Rua Duque de Caxias, precisamente no Bar Marrocos. Tempo de boas conversas e ótimas ressacas. Não me lembro de nenhuma inquietação resultante da violência

urbana, inexistia. Vez ou outra o amigo arranhava um ou outro aforismo de Maiakovski. Lembro-me deste bocadinho: “A poesia é uma forma de produção. Dificílima, complexíssima, porém produção”. Anos mais tarde conheci em Linhares um professor radicalmente abnegado pelo poeta soviético. Na verdade, gostaria de falar das formas mais elaboradas e as cores fortes das cúpulas da Igreja de São Basílio em Moscou, que expressam um cristianismo voltado para a estética eslava. Estava um pouco cansado da poética. Vladimír Maiakovski que amou tanto a Revolução suicidou-se em Moscou, em 14 de abril de 1930. Nem a poesia, nem o estado bolchevique foram capazes de salvá-lo. As revoluções costumam matar seus filhos, já o amigo; perdeu-se por locas nunca vistas.

Estamos mais uma vez às portas de uma nova Campanha da Fraternidade que vem já desde 1.964, quando a CNBB propôs, pela primeira vez, um grande movimento global de reflexão que deveria atingir a toda a sociedade: Igreja Católica, outras denominações, pessoas de outras crenças, etc. Todos, enfim, somos chamados a esta grande reflexão e, com isso, buscar uma maior conscientização e participação solidária. Muitos e importantíssimos temas já foram abordados nas várias fases porque passaram os temas das Campanhas. No início, a busca pela renovação da Igreja (no clima do Concílio Ecumênico II). Depois, na renovação do cristão, falando da Participação, da Reconciliação; numa segunda fase, os temas voltaram-se mais para a realidade social do povo, a questão da denúncia e, a partir de 1985, numa terceira fase, temas voltados para questões mais situacionais e existenciais do povo brasileiro: por exemplo, a questão do negro, da mulher, da juventude, da moradia, etc.; e, no ano passado, 2013, a Igreja propôs o tema: ‘Fraternidade e a Saúde Pública’. Para este ano, a Campanha da Fraternidade tem como Tema: Fraternidade e Tráfico Humano e Lema: ‘É para a Liberdade que Cristo nos libertou’ (Gl 5, 1). Assim, deseja-se sensibilizar a todos para esta triste problemática, não só brasileira, mas de toda a humanidade. O tráfico está associado à destruição: dos Sonhos, da Vida...e da dignidade humana.

sas e modalidades de tráfico humano; promover ações de prevenção e resgate da cidadania; denunciar as estruturas e situações causadoras, aos poderes públicos, políticas e meios de reinserção...

Na presente Campanha, a CNBB propõe, como objetivo geral: “Identificar as práticas de tráfico humano em suas várias formas e denunciá-las como violação da dignidade e da liberdade humanas, mobilizando cristãos e pessoas de boa vontade para erradicar este mal, com vista ao resgate da vida dos filhos e filhas de Deus”. Derivam-se deste, outros objetivos mais específicos como: identificar as cau-

Que esta CF nos ajude a fortalecer o apelo à promoção da vida, o respeito à liberdade e a prática da justiça. Tudo isso como alicerce para a paz e para a dignidade do ser humano. Foi assim que Deus nos criou: para a liberdade e para a felicidade. Que cada um tenha o direito de realizar seus sonhos. Para isso, duas coisas são importantes: identificar as práticas do tráfico e denunciá-las. Isto todos nós podemos fazer!

Num breve olhar no cartaz da CF, pode-se observar: as mãos acorrentadas que refletem o tráfico humano e, a mão que sustenta a corrente, a força coercitiva do tráfico. Mas há, também, correntes rompidas, estas representam a força de esperança de libertação, a capacidade humana de romper com as estruturas causadoras e trilhar o caminho do bem. Exploração e escravização do ser humano: nelas se violam vários direitos inerentes à pessoa humana (Art. VI da Const. Federal). Gera uma ‘violência escondida’, onde as pessoas, principalmente as mais fragilizadas, são enganadas, iludidas muitas vezes até com promessa de uma vida melhor, um emprego... e a perda do vínculo da família torna a situação ainda mais humilhante e a pessoa, alvo fácil. Segundo a OMS, o comércio e tráfico de seres humanos estão em 2º lugar entre os crimes que mais ocorrem e, também, que mais geram lucro; só perdem para o tráfico de drogas. O principal destino do tráfico está vinculado à exploração sexual; trabalho forçado (escravo); comércio de órgãos (e adoções ilegais) e extermínio de jovens. Esta triste e mundial realidade não pode nos acomodar.


O PIONEIRO O

OPINIÃO |

7

QUINTA-FEIRA, 06 DE MARÇO DE 2014

| Heitor Costa

| INFORME Redação O PIONEIRO redacao@jornalopioneiro.com.br

Esta coluna é publicada todas as quintas e domingos

Heitor Scalambrini Costa é professor da Universidade Federal de Pernambuco Publicado em www.envolverde.com.br

Perda de documentos

Pontal do Ipiranga

Nos dias do feriado do Carnaval, em Pontal do Ipiranga, os banhistas ti-

veram dificuldades para estacionar seus veículos próximo a praia

Capacitação Moradores de Colatina e região que quiserem fazer uma capacitação gratuita devem ficar atentos a essa oportunidade. No dia 20 de março, às 08h30, no Sebrae do município, acontece o “Café & Gestão” do Instituto de Administração do Espírito Santo (IAES), a primeira edição realizada fora da Grande Vitória. Na ocasião, haverá a palestra gratuita “Gestão Estratégica com Pessoas nas Organizações – Transformando Energias em Resultado”, ministrada pelo espe-

cialista em Gestão Empresarial pela Fundação Getulio Vargas/ MMurad, Claudio Alexandre Tosta. O evento é promovido em parceria com o Conselho Regional de Administração do Espírito Santo (CRA-ES) e a MMurad/ FGV. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas através do e-mail instituto@craes.org. br, sendo preciso informar no assunto o nome do evento e no corpo do e-mail seu nome completo e número do registro no CRA-ES, caso possua.

Praça Saudável Pelo menos cinqüenta municípios capixabas já contam com a presença ativa do projeto Praça Saudável. O projeto pretende construir 45 novas praças e adequar 121 espaços para o novo modelo. No total, serão 166 praças espalhadas por 77 municípios capixabas. Essa é uma grande iniciativa da Secretaria de Estado de Esportes e Lazer (Sesport), que pretende incentivar os capixabas à prática esportiva, criar condições adequadas para lazer e proporcionar mais saúde para a população. O novo

modelo de praça inclui núcleo de orientação, quiosque, quadra de areia oficial, iluminação, equipamentos para prática de exercícios físicos ao ar livre, paisagismo, calçada com pista para caminhada, e área de convivência, recreação e lazer. O grande diferencial desse projeto é a presença constante de profissionais de Educação Física para orientar os moradores na realização das atividades físicas. Tudo isso para melhorar de maneira mais completa a qualidade de vida do cidadão capixaba.

Olimpíadas de Biologia Até o dia 14 de março estão abertas as inscrições para a 10ª Olimpíada Brasileira de Biologia (OBB). Organizado pela Associação Nacional de Biossegurança (ANBio), o evento é voltado para alunos do ensino médio da rede pública e privada de educação espalhadas por todo o País. As inscrições devem ser feitas pelos professores dos estudantes interessados por meio do endereço eletrônico: www.anbiojovem.org. br. Podem participar da OBB estudantes que tenham, até o dia 1º de julho deste ano, no máximo 19 anos de idade e que estejam com o ensino médio em curso.

Em virtude de novas regras nas olimpíadas internacionais, alunos que já tenham completado o ensino médio não poderão participar do treinamento nem das olimpíadas internacionais e ibero-americanas de biologia. A prova da primeira fase vai ser realizada no dia 06 de abril nas escolas credenciadas. A avaliação será constituída de 30 questões de múltipla escolha, com cinco opções cada. A prova é a mesma para todas as séries do ensino médio e poderá ser feita nos períodos da manhã ou tarde. A duração da prova da 1ª fase será de 4 horas.

Durante o período de carnaval é muito comum a perda de documentos pessoais. A Carteira de Identidade é um dos principais documentos de identificação e também aquele que as pessoas mais perdem. Devido a isso, a Polícia Civil explica como proceder em caso de perda desse documento, e onde e como retirar a 2ª via. O cidadão que perder a Carteira de Identidade deve primeiramente registrar a ocorrência, que pode ser feita em qualquer delegacia ou por meio da Delegacia Online, que pode ser facilmente acessada pela Internet, até mesmo do aparelho celular. Basta acessar o site da Polícia Civil, no endereço http://www.pc.es.gov.br/delegacia-online e realizar o registro.

Olimpíadas da Matemática Escolas da rede pública de educação que desejam participar da 10ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) já podem garantir suas vagas na disputa. As inscrições estão abertas e seguem até o dia 21 de março. Para isso, basta acessar o endereço www.obmep.org.br e preencher as informações necessárias. Podem participar da competição todas as unidades de ensino públicas municipais, estaduais e federais que possuam estudantes matriculados do sexto ao nono ano do ensino fundamental ou nas três séries do ensino médio. A Olimpíada é composta por duas etapas de provas. A primeira etapa acontece no dia 27 de maio e será composta por 20 questões objetivas de múltipla escolha aplicadas por professores da própria escola. Os participantes com bons resultados irão concorrer na segunda fase, em setembro, onde vão passar por uma prova discursiva dividida por níveis (1, 2 e 3) que será aplicada por fiscais selecionados.

Campanha Passado o período de carnaval, o país vai despertar para o trabalho mas, como estamos em ano político, tudo faz crer que os pretensos candidatos prossigam com mais intensidade daqui para frente os entendimentos na busca de aliados. Aqui em Linhares os três deputados – Luiz Durão (PDT), Atayde Armani (DEM) e José Carlos Elias (PTB) - deverão buscar reeleição, embora se comente que José Carlos Elias deva dar um pulo mais alto, buscando uma cadeira na Câmara Federal. Por conseguinte outros nomes estarão na disputa. São eles o ex-prefeito e ex-deputado Guerino Zanon (PMDB), a atual vice-prefeita Eliana Dadalto Melo e outros nomes de menor expressão política também buscam espaço mas sem muita chance de vitória.

Setor elétrico: o sujo falando do mal lavado Apesar de seu caráter essencial, o setor elétrico brasileiro não tem sido levado em conta com a relevância necessária para atender os interesses estratégicos da população. Ele tem tido um papel que o situa no jogo da disputa eleitoral. Ou seja, vivemos a partidarização energética, que ficou evidenciada desde o inicio do século XXI. E isso não tem contribuído para encontrar os caminhos da segurança energética, da modicidade tarifária, da qualidade dos serviços oferecidos, e ainda mais, a diminuição dos impactos sócio-ambientais na escolha das fontes energéticas. O processo de reestruturação do setor elétrico iniciado em 1995, com a “meia sola” do que ficou conhecido como o “Novo Modelo do Setor Elétrico” a partir da lei 10.848 de março de 2004, que instituiu as atuais bases do mercado de energia brasileiro, desestruturou por completo o sistema existente, principalmente com a introdução de um modelo mercantil. A partir de então a energia elétrica é tratada e sujeita as leis de mercado. Não muito diferente de um pacote de bolacha comprado no mercadinho da esquina. O que poderia parecer uma vantagem comparativa devido a ¾ da energia elétrica produzida no país ser gerada nas hidroelétricas (o restante com as termoelétricas, mais caras), acabou se tornando um grande motivo de preocupação. Em particular, devido às mudanças climáticas e seus efeitos decorrentes, que cada dia mais tem assola o planeta Terra. Por exemplo, o calor extremo no Sudeste e a seca no Nordeste brasileiro. O que está acontecendo agora, portanto, é exatamente o que os cientistas do clima prevêem que começará a ocorrer com mais frequência daqui para frente. Virou moda, ainda mais em ano eleitoral, falar mal da política energética do governo federal. Em parte com toda razão, visto as conseqüências nefastas do modelo mercantil adotado, e que resultou em tarifas escandalosamente altas, uma sofrível qualidade no abastecimento com as interrupções freqüentes no fornecimento de energia elétrica, os apagões (na geração e transmissão) e os apaguinhos (na distribuição). Além dos riscos cada vez maiores do racionamento. Todavia o que chama a atenção, e nos indigna é a critica partir de setores, de pessoas, que até “ontem” estavam à frente da gestão da política energética, e

que foram e são os responsáveis, coadjuvantes diretos juntamente com os gestores atuais, dos descaminhos e descalabros, que tem levado a tanta insegurança e problemas para o presente e futuro do Brasil. Nas criticas atuais que partem de candidatos presidenciais (ora aliados, ora opositores), políticos oportunistas, “especialistas” de plantão (cada partido político tem o seu), de jornalistas setoriais, de consultoras, lemos, vemos e ouvimos uma ladainha que se repete insistentemente, não importa que o que se defende hoje, se ataque amanhã. São visões de curto prazo, imediatistas, cujo objetivo é o desgaste político. Não existe compromisso com as idéias, com a coerência, enfim com o país. É um vale-tudo onde a busca pelo poder político é o que interessa, mesmo que para isso o país afunde. O que importante é minar quem esta no poder. E ai, se incluem os “lobistas”, fabricantes de equipamentos que querem “vender” sua tecnologia, as grandes construtoras que querem construir mais e mais usinas, escritórios de engenharia. Aqui é o interesse econômico que prevalece ao interesse nacional. O que é comum na política energética do governo anterior e do vigente é a falta de planejamento (em uns mais e outros menos), de investimentos necessários à modernização do sistema de transmissão e distribuição, a valorização dos técnicos e funcionários do setor, a falta de apoio na diversificação da matriz elétrica incorporando novas fontes renováveis de energia (sol, vento), uma política agressiva de conservação e uso eficiente de energia em conjunto com uma política industrial destinada a equipamentos mais eficientes, e uma falta de transparência crônica aliada a decisões antidemocráticas do Conselho Nacional de Política Energética. Que dê Conselho não tem nada, simplesmente aprova as propostas do poder executivo. E sem dúvida urge desbancar grupos políticos conservadores, retrógrados e com uma ética questionável no manejo da coisa pública instalados há décadas no Ministério de Minas e Energia. A receita para sair do “buraco negro” em que se meteu o setor elétrico brasileiro requer vontade política. Mas que lamentavelmente nem o atual governo tem, e nem os anteriores tiveram. Portanto cabe a nós, o povo, decidir o que realmente queremos para nosso país. O resto são churumelas.


O PIONEIRO O

8 | GERAL QUINTA-FEIRA, 06 DE MARÇO DE 2014

Políticas públicas contribuem para emancipação de mulheres no meio rural A busca pela igualdade de oportunidades entre mulheres e homens tem se intensificado bastante no meio rural. Essa iniciativa parte das próprias mulheres, que, organizadas em grupos, associações, cooperativas e movimentos sociais, lutam por seus direitos. Dessa forma, ao longo dos últimos anos, diversas políticas públicas de equidade de gênero foram implementadas no meio rural com o objetivo de ampliar a inclusão socioprodutiva das mulheres. O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) fez parte desse processo e continua contribuindo para melhorar a

vida das mulheres no campo. De acordo com o chefe da área de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) do Incaper, Maxwel Assis de Souza, a Política Nacional de Ater (Pnater), implantada em 2003, prevê a equidade nas relações de gênero, raça e etnia no campo. “Essas diretrizes são um marco importante na questão de gênero porque se desdobram em ações que valorizam a participação da mulher no processo produtivo”, afirma Maxwel. Ele disse que, ao longo dos últimos anos, diversas políticas públicas têm fortalecido a inclusão socioprodutiva das mulheres no meio rural.

| Incentivo à comercialização Outras políticas públicas que contribuíram muito para o avanço na equidade de gênero no meio rural foram os novos canais de comercialização de produtos da agricultura familiar, o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e o PAA. “Esses programas possibilitam a comercialização de alimentos agroindustrializados com garantia de mercado, como geleias, polpas de fruta e panificados, que, em sua grande maioria, são produzidos por mulheres”, explica a coordenadora de comercialização de agricultura familiar do Incaper, Pierângeli Aoki. Ela também disse que essas políticas mudaram o cenário rural capixaba. “Com a operacionalização desses programas, as mulheres passaram a participar formalmente da comercialização dos produtos agrícolas. Abriram-se oportunidades de mercado para gêneros alimentícios que estavam enfraquecidos nas propriedades rurais, como ovos e hortaliças. Essas políticas incentivaram a diversificação das culturas agrícolas e a permanência das famílias no campo, pois jovens e mulheres passaram a ter mais acesso à renda alternativa”, afirmou Pierângeli. Esse é o caso do grupo de mulheres da comunidade de Meia Légua, município de Santa Leopoldina. Há cinco anos, agricultoras dessa localidade reúnem-se para buscar alternativas de renda. No início, produziam pães e biscoitos, mas tinham muitas dificuldades para comercializar seus produtos. Essa realidade mudou após a participação do grupo no PAA. “No início, não havia quem comprasse nossos produtos. Depois do surgimento do PAA, passamos a ter mercado fixo. Atualmente, produzimos 384 pães por semana, além de 40 quilos de doce de banana, que são distribuídos para quatro entidades filantrópicas, entre elas, o Hospital e a APAE de Santa Leopoldina”, afirmou uma das fundadoras do grupo de mulheres, Elizabete Ferreira Muller, mais conhecida como Bil. Além de ampliar a renda das mulheres de Meia Légua, a participação no grupo contribuiu para aumentar a autoestima das integrantes. “Eu trabalhava na roça e tinha os afazeres de casa. Era tímida e saía pouco. Com a participação no grupo, além de melhorar minha renda, passei a interagir mais com as colegas e ser menos insegura. Antes me questionava se esse trabalho daria certo e se eu seria capaz de executá-lo. Percebi que o aprendizado veio da convivência umas com as outras e passei a ter mais confiança no que eu fazia”, relata Zilda Siller Lepaus, a Zildinha. O grupo de mulheres da comunidade de Meia Légua recebe assistência técnica do Incaper. “O Instituto, em parceria com a Prefeitura Municipal, contribuiu para inserir as mulheres nesse mercado oportunizado pelas políticas públicas. Também elaborou o projeto para a aquisição de equipamentos e maquinários e tem trabalhado para que o grupo, composto por 14 mulheres, constitua uma agroindústria”, informa o extensionista do Incaper, Ederaldo Panceri Flegler. É interessante destacar que, desde 2013, o PAA exige que 40% dos associados ou cooperados das entidades que comercializam para esse programa sejam de mulheres. A partir dessa proposta, as agricultoras passaram a ter seus nomes incluídos no bloco de notas, ou seja, poderão emitir documentos fiscais. “É uma ação que o governo tem feito para trabalhar a equidade de gênero”, disse Pierângeli. É interessante destacar que, também em 2013, o Governo do Espírito Santo publicou o Decreto nº 3353-R, intitulado “Mulher Agricultora”, por meio do qual a mulher produtora e trabalhadora rural que divide o trabalho com o companheiro poderá ter seu nome incluso no bloco de notas. A partir desta publicação, ela poderá comercializar, expandir sua produção agrícola, melhorar seus empreendimentos e renda e ainda emitir o documento fiscal.

| Pronaf Mulher Uma das primeiras políticas públicas direcionadas para ampliar a inserção socioprodutiva das mulheres no campo foi a linha específica de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, o Pronaf Mulher, criado em 2004. “Essa é uma linha de crédito que proporciona um investimento para a mulher que não tem condições financeiras de desenvolver seu projeto. É uma medida afirmativa dentro do Pronaf para que mulheres possam acessar recursos”, explica o coordenador de agricultura familiar do Incaper, Braz Venturim. Por meio do Pronaf Mulher, podem ser financiadas atividades agrícolas e não-agrícolas de caráter inovador na propriedade, relacionadas à horta, manejo de pequenos animais, artesanatos, doces e produção de queijos. O caso da agricultora Marise Aparecida Azevedo Peixoto, da comunidade Feliz Lembrança, município de Alegre, ilustra bastante a importância do acesso a essa linha de crédito para a emancipação das mulheres. Ela decidiu investir na produção de hortaliças assim que adquiriu o sítio onde mora com o esposo. “Eu já trabalhava com hortaliças, mas vendia em pequena quantidade na feira. Quando surgiu a oportunidade de comercialização por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), precisei ampliar a produção. Por isso, decidi ir ao banco e fazer um empréstimo. Fui informada da existência do Pronaf Mulher. Procurei o Incaper, que me auxiliou na elaboração do projeto de crédito, e consegui o financiamento. Dessa forma, pude iniciar o negócio na minha propriedade”, conta Marise. Ela disse que, com esse recurso, pode comprar o sombrite para a horta, sementes, além de pagar a mão de obra que estruturou o local da produção. “Por meio do trabalho com a horta, obtive minha primeira renda efetiva. No começo, não tínhamos recursos para iniciar o trabalho. Porém, sentíamos muito medo de assumir um financiamento e não conseguir pagar. Mas como sempre tive vontade de trabalhar com isso, tomei coragem e fui ao banco”, relata Marise. Ela disse que, atualmente, sua família já ampliou os investimentos e também está trabalhando com lavouras de café. Além da existência dessa linha específica de crédito rural para as mulheres, houve um crescimento no percentual de acesso ao Pronaf pelo sexo feminino. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2002/2003, 10,5% dos contratos do Pronaf eram feitos por mulheres. Em 2006/2007, esse número subiu para 29,6%. “Percebe-se uma mudança, ainda que vagarosa, na ampliação do acesso ao crédito por mulheres. Isso demonstra o empoderamento feminino, pois elas estão tomando essa iniciativa e perdendo o receio de que não conseguirão pagar o empréstimo por falta de renda”, explica a economista doméstico do Incaper, Ana Paula Pereira de Castro.

|C CANTINHO DA REFLEXÃO Monsenhor Jonas Abid www.cancaonova.com.br Fundador da Comunidade Canção Nova e presidente de honra da Fundação João Paulo II

Decida-se pela santidade As pessoas hoje andam na indecisão. Mesmo os que estão na Igreja, que receberam a graça da efusão no Espírito Santo, estão como passarinhos, saltando de galho em galho, entre Deus e o pecado. O Senhor foi claro: não dá para servir a dois senhores. Ao recorrer a outros senhores que não a Deus na esperança de encontrar soluções para o casamento, as finanças, as doenças, estamos nos contaminando e aqueles com quem convivemos e amamos. Devemos renunciar a isso, confessar e ser libertados. Não deixe para depois. Se você estava nos caminhos de Deus, é hora de reforçar essa aliança: se já tinha enfraquecido, retome a fé; e se estava longe de Deus, desanimado, aproxime-se, seja bem-vindo. Aceite-o como Salvador. Imagine que você está se afogando em um rio sujo, enlameado, e o Senhor joga uma corda

para salvá-lo. O que você faz? Despreza a corda? Não, você se agarra a ela, por já não aguentar a correnteza. É hora de você se agarrar à corda que Jesus lhe joga e deixar que Ele o salve. Isso é que significa aceitar Jesus como Salvador. O Senhor está usando de misericórdia. Mas sua segunda vinda está próxima. Isso significa que se não nos apressarmos em nossa santificação, e em levar a salvação aos outros também, seremos pegos de surpresa. Suponhamos que você vá a um jardim e, entre uma porção de flores, escolha algumas para fazer um arranjo. As flores escolhidas por você são santas. “Escolhidas” e “santas” são a mesma coisa. Nós, da mesma forma, fomos escolhidos por Deus para o seu arranjo. Somos santos. Isso significa que somos bonzinhos, perfeitos? Não, mas escolhidos. E santidade, portanto, é vivermos como escolhidos, como selecionados do Senhor.


O PIONEIRO O QUINTA-FEIRA, 06 DE MARÇO DE 2014

INDICADOR PROFISSIONAL |

9


O PIONEIRO O

10 | SOCIEDADE QUINTA-FEIRA, 06 DE MARÇO DE 2014

| DENI Deni Almeida da Conceição denialmeida@jornalopioneiro.com.br Essa coluna é publicada todas as quintas e domingos Divulgação

Eu consigo calcular o movimento dos corpos celestiais, mas não a loucura das pessoas” Isaac Newton

Bom dia, Marina Favarato

Carnaval Ruth e Luiz Fantin, que residem em Vitória, foram a Guarapari na segunda-feira de carnaval especialmene para um almoço com Gorete e Clovis Dadalto.

valesco e tirou um dia para nos visitar no Edifício Linhares. Sua esposa Mariangela não foi porque ficou ao lado da filha, em Vitória, que estuda para prestar concurso.

Sempre simpáticos e atenciosos Suzane e o conceituado médico Jules White faziam caminhada pelo calçadão do centro de Guarapari na ultima terça-feira.

Marluce e João Ramos Neto com, que residem em Boston, Estados Unidos, com Vitorinha e Darly Zon também circularam pela radioativa Guarapari.

O Grão Mestre Estadual da Maçonaria do Grande Oriente do Brasil, Américo Pereira Rocha circulou por Guarapari no período carna-

Adriana e Walter Dadalto curtiram o período carnavalesco ao lado de Catarina e Valdemiro Dadalto, pais dele. Deprá

70 anos de João Angelo Jeneci e o médico João Gama Filho foram a Vitória outro dia abraçar João Angelo Baptista, que completou 70 anos ao lado da esposa e muitos amigos

Curtas O aniversariante desta quinta-feira, 6, é o Secretario Municipal de Cultura, Roberto Cordeiro da Silva. Christianne e Bruno Tomazzi (Laboratorio Tomazzi) vão morar um ano nos Estados Unidos. Por sinal eles estão por lá, alugando imóvel para

esse fim. Luzia e o médico Jhonson Gouveia estarão em Aracruz durante a Expoinel, que acontece de 12 a 15 deste mês, ao lado de Ercilia e Carlos Alberto Macedo, Lilia e Nabih El Aouar e outros amigos. Depois eu conto.

Até quando? Quem precisou fazer serviço de banco sexta-feira passada em Linhares enfrentou longa espera. A propósito:

quando esse sofrimento vai acabar para os correntistas? Com a palavra as autoridades do setor.

Mimo Claro e Evidente que eles não precisam, mas Edileuza e o médico Luciano Ribeiro Durão ganharam de presente um big apartamento, com 200 m², no Edifício Palácio do Mar, um dos mais caros de Guarapari, de frente para a sofisticada Praia da Areia Preta. O mimo foi presente de dona Dilene Ribeiro Durão, mãe dele, que também tem uma unidade naquele prédio.

No Iguazu O empresário Aylmer Chieppe, leia-se Viação Aguia Branca, aniversaria dia 16 deste mês e vai festejar a data ao lado da esposa, Luiza, e do casal Regina e o jornalista Hélio Dorea, no Iguazu Grand Hotel e Resort. Aliás, Regina e Hélio regressam de lá nesta terça-feira.

Verão Celso Pedroni Júnior e Marina Favarato, aniversariante desta quinta-feira

Pontal do Ipiranga

Festa da Mulher

Informaram-me que Pontal do Ipiranga superou a marca dos 30 mil turistas e veranistas no período de carnaval. Que bom!

Chamo atenção de vocês, mais uma vez, para a Festa da Mulher Linharense, marcada para o dia 19 próximo, no Cerimonial Le Pallace, no bairro Três Barras.


O PIONEIRO 06 DE MARÇO DE 2014