Issuu on Google+

13 de julho de 2012 Edição 1096 • ANO XXXII www.operumo­lha­do.com.br

O MAIOR JOR­NAL

BÚZIOS

Plano Diretor em braile

r o t e r i D o n a l P

s o i z ú B e d e l i a r b em e d a d i c a d s o g e c s i a c s i f s o a r a p ú r e P o d o ã Uma doaç Um jornal cego, surdo e mudo


DIREITO DE RESPOSTA A edição 1095 de 06/07/2012, do O Peru Molhado, na página 29, aborda supostas ilegalidades existentes na aprovação e renovação da Licença de Construção do empreendimento imobiliário conhecido como “Búzios Lodging”, cabendo-nos exercer o nosso DIREITO DE RESPOSTA, como assegurado pelo artigo 5., inciso V, da Constituição Federal, para esclarecer o seguinte: 1. O empreendimento foi aprovado e iniciado sob a vigência da Lei Complementar n. 20/08, tendo sido renovada a licença de obra após o pagamento das taxas e o cumprimento de todas as exigências formuladas pela Prefeitura de Armação dos Búzios;

INVASÃO DE PRIVACIDADE Apesar de ser apenas uma estudante do 4º período de jornalismo, começo a aprender e a sentir literalmente na pele, o lado pequeno, mesquinho e desequilibrado socialmente de quem se propõe a fazer um jornalismo de baixa qualidade, refém do poder e submisso ao vai e vem da política local. O jornalismo feito pelo Perù Molhado trabalha com o escracho, como forma de subverter a mediocridade e a hipocrisia latente na vaidade do ser humano, numa sociedade em que o falso, o fútil e a manutenção das aparências tanto freqüentam a pompa das recepções sociais nas mansões, quanto a sala de estar do proletariado. Somos assim mesmo, o patinho feio, sujo, cego, surdo e mudo que caga literalmente na cabeça dos idiotas, dos falsos moralistas, dos sociopatas e de todos aqueles que acham que possuem o rei na bunda. Mas, uma coisa é certa, jamais saímos de nossa redação imunda para ameaçar ou agredir qualquer pessoa que toque um veiculo de comunicação nesta cidade. Já tivemos nossa redação invadida, nossos computadores destruídos, tomamos muita porrada na cara, fomos chamados publicamente de traficantes, cheiradores, maconheiros e o caralho à quatro. Nada disso nos atingiu, ainda que passageiramente, tivéssemos sentido a dor de um soco no rosto. O que não vamos permitir porém, é a invasão do sossego de nossas casas, como foi feito no sábado dia 7, pelo senhor Eduardo Borgerth Teixeira, Diretor Editor Chefe do jornal Primeira Hora, que num verdadeiro ataque de perereca, socou meu portão aos berros chamando pelo Marcelo Lartigue e com monte de jornal rasgado na mão, acompanhado do fotógrafo do jornal, alegando que tínhamos contratado um motoqueiro para distribuir o Perú Molhado que trazia em sua edição uma matéria a respeito de sua condenação, a todos os seus vizinhos no Condomínio Jardim do Lago, onde ele reside. Depois de ser extremamente agredida verbalmente na frente de meus filhos menores, consegui convencê-lo que não tínhamos sido nós, no que ele se acalmou, pediu para o fotografo recolher os jornais rasgados no chão e foi embora. Como mulher, mãe, cidadã e trabalhadora que encharca a camisa de suor todos os dias para pagar seus estudos e colocar comida dentro de casa, espero sinceramente senhor Borgerth, que esta tenha sido a primeira e ultima vez que o senhor invada minha privacidade para descarregar seu ódio, seus recalques, seu desequilíbrio e sua falta de respeito com o próximo. Não ouse nem por sonho repetir novamente este espetáculo sinistro, desvairado e tresloucado, com certeza, estarei aguardando sua visita com um balde de água com creolina. Quem sabe assim consiga faxinar sua cabeça e seu espírito e retirar toda a crosta de intolerância, arrogância, soberba e falta de humildade. Alessandra Cruz

2. O empreendimento possui licença ambiental e com o sistema de esgoto em processo de ligação com a rede separativa da Prolagos, existente próxima ao local; 3. O empreendimento possui natureza de serviços, permitindo o número e a metragem das unidades exclusivas projetadas, estritamente de acordo com a referida legislação; 4. Qualquer eventual informação divulgada por terceiros, mesmo que de boa fé, em diferente regime de uso, será resolvida entre as partes interessadas, de acordo com os preceitos do Código de Defesa do Consumidor; 5. O empreendimento aprovado contempla 18 unidades e indica, no interior da sua área, as 18 vagas de veículos exigidas pela Lei Complemen-

RECORDAR É VIVER!

Normalista: o desejo sexual de muito adolescente da mão peluda. Na foto, nossa sensual colunista campista, Ângela Barroso e amigas no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora

Con­se­lho edi­to­rial

CAROS PERÚS, Estou lhes enviando este, pois no 1º fim de semana de agosto próximo (2, 3 e 4), irá se realizar aí em Buzios, o Congresso Carioca de Otorrino - CARIOCÃO - Ver detalhes no Google. Se possivel, peço a gentileza de divulgar no seu conceituado JORNAL. Obrigado pela atenção. Aproveito p/ agradecer a remessa frequente do PERU MOLHADO p/ minha residencia. Abraços e um beijo paternal a Eva. Alencar Polimeni - (Otorrinolaringologista)

 

Bri­git­te Bar­dot, Clau­dio Kuck, Ivald Gra­na­to, Jo­ mar Pe­rei­ra da Sil­va, Fi­no Quin­ta­ni­lha, Re­na­ta Des­ champs, Ota­vi­nho, Umberto e Clau­dio Mo­dia­no, Er­nes­to Za­bo­tinsky, Tra­ja­no Ri­bei­ro, Re­na­to Pa­co­ te, Jor­ge Te­des­co, Clau­dio Co­hen, Lau­ritz Lach­man, Gui­lher­me Araú­jo, Pe­dro Pau­lo Bul­cão, Pau­lo Ma­ ria­ni, Al­ber­to Fan­ti­ni, Ma­rie Anick e Jac­ques Mer­ cier, Ara­guacy da Sil­va Mel­lo, Luis Ed­mun­do Cos­ta Lei­te, Mar­cos Pau­lo, Elie Sha­ye­vitz, Jo­nas Suas­su­ na, Gló­ria Ma­ria, Ruy Castro, Heloisa Seixas, Márcio Fortes, Luiz Fernando Pedroso, Lula Vieira, Antônio Pedro Figueira de Melo, Eduardo Modiano, Ancel­ mo Góis, Etevaldo Dias, Joaquim Ferreira, Thomas Sastre, Adriana Salituro e Armando Ehrenfreund.

Di­re­tor Mar­ce­lo Lar­ti­gue Editor Adjunto Janir Hollanda Jor­na­lis­ta res­pon­sá­vel Hamber R. de Carvalho (reg. prof. 13.501 DRT/RJ) Editor de fotografia Taxista João de Nair Re­pór­ter Sandro Peixoto Mônica Casarin Alessandra Cruz Denis Kuck Diagramação Caroline Moreira Marcela Silva

Fun­da­do­res Ma­rio Hen­ri­ques e Pe­dro Luis Lar­ti­gue Ge­rên­cia de Ven­das Tráfego Publicidade & Marketing Ltda. (21) 2532-1329 (21) 9100-7612 Me­ce­nas Umberto Mo­dia­no Im­pres­são Ediouro Diretor de Distribuição Muchacho Bicho Doido Depto. Jurídico Dr. Ulisses Tito da Costa

Diretora Comercial Alessandra Cruz

O Pe­rú Mo­lha­do / Edi­to­ra Mi­ramar CNPJ: 02.886.214/0001-32

  2

tar n. 20/08; 6. A metragem e o afastamento atuais da testada do terreno são rigorosamente os mesmos da edificação que lá existia, fruto de loteamento aprovado há mais de 20 anos, não havendo qualquer ilegalidade em tal fato. A Buziosland atua e tem sua sede em Búzios há 17 anos, gerando renda e empregos, reconhecida por sua idoneidade, ética e transparência nas relações com as autoridades e imprensa, fornecedores e clientes. Em respeito a estes e aos leitores, vem expor publicamente sua posição, limitando-se às questões técnicas dos fatos narrados na referida reportagem. BUZIOSLAND INCORPORAÇÕES IMOBILIÁRIAS E CONSTRUÇÃO CIVIL LTDA.

Rua Alfredo Silva, 226, casa 4 Cep 28 950-000 – Brava - Ar­ma­ção de Bú­zios –  RJ Celular/redação: (22) 8128-3781 / 9216-3361 / 2623-1422 Comercial: (22) 7814-2441 E-mail: operu­mo­lha­do@globo.com operumolhado@gmail.com Si­te: www.operu­mo­lha­do.com.br

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado


Dia 31/7 (terça), o Perú fará um coquetel para os empresários macaenses e região no Boom Macaé para apresentar o Perú Molhado. Participe. Liga para o Perú e procure Alessandra ou Lena

Senhoras e Senhores, o espetáculo já começou...

F

Por Hamber Carvalho oi dada a partida para a grande corrida por 4 anos de emprego público. E o enredo começa assim: no ano anterior às eleições os pré-candidatos amarram seus eleitores nos grupos familiares, fazendo reuniões casa a casa, principalmente com os “daterra” que mais tarde saem num porradeiro geral, para ver quem oferece mais vantagem para garantir a fidelização dos votos. Nesta etapa, os pré-candidatos já possuem apelido, codinome e em alguns casos até alcunha, tascam adesivos disfarçados que nem avestruz quando enfia a cabeça no buraco para se esconder, em tudo que é automóvel, assumem ares de excelência, fazem questão de cumprimentar as criancinhas e estão em tudo que é mídia a dar entrevistas. Pagam pesquisas sem registro toda semana, enchem a paciência da população com telemarketing todo dia e criam seus próprios adversários. Acabam por responder na justiça eleitoral por propaganda antecipada, pagam multa, mas não estão nem ai, pois a grana da pré campanha e farta e todo mundo finge que não sabe de onde vem. Montam suas nominatas sabendo quem vai ganhar e catam na cidade os candidatos “buchas”, que possuem 100, 200 votos para ajudar a empurrar os vereadores de

preferência do candidato a prefeito. Apenas para ilustrar, nesta eleição de 2012, são 154 candidatos a vereador para disputar 9 vagas na câmara e 5 candidatos à Prefeito para sair no tapa por uma única vaga, num universo de 21.955 eleitores cadastrados pela cartório eleitoral de Búzios. O cenário tá pior que carro alegórico no sambódromo, com um porrilhão de pessoas empurrando a alegoria para os destaques desfilarem. Para fazer o primeiro vereador, a coligação precisa hoje, nada mais, nada menos que porrar 2.439 votos na largada. Continuando o enredo, mal começa a campanha e a fofocalhada rola solto. Um candidato fala mal do outro, que o outro fala do outro, que acaba falando mal de si mesmo. E os traíras?, aqueles que pedem o voto para se eleger como vereador e mandam os eleitores votarem no prefeito de sua preferência. Como ninguém acredita mais em político, tem ate aquele candidato, que por não acreditar nele mesmo, inventa ferramentas jurídicas trazidas da terra do faz de conta, de que seus compromissos só serão validos se forem chancelados em cartório com firma reconhecida e tudo. Quanta asneira. E os gastos de campanha? Essa é outra comedia nesta grande encenação que mata a gente de tanto rir. Os candidatos declaram uma coisa e a campanha nas ruas mostra outra. A riqueza de material, os gastos com

cabos eleitorais e eventos não batem aos olhos até dos menos atentos. A distancia entre o que é declarado e o que é gasto, é da água para o vinho, da terra para o céu, de Madureira para a Iugoslávia. Uma pergunta bem simplória: onde é que neguin, consegue tanto dinheiro? Será das obras superfaturadas?, será das igrejas?, será do trafico de drogas, será do dinheiro de moscou, ou será das moedas guardadas no porquinho de barro de 4 em 4 anos? Quanta indecência. Mas é assim mesmo, estamos no Brasil, onde a tecnologia avançada do voto biométrico, não consegue vencer a rapinagem e a esperteza de nossos políticos. Estamos mal, não pela qualidade dos candidatos, afinal eles são o reflexo da consciência e da vontade popular. Estamos mal, mas muito mal, por nossa total incapacidade de assistir passivos uma “oposição” abestalhada ir para o suicídio eleitoral, por pura ignorância. Não que a oposição unida irá fazer um governo de excelência, isso não, pois falta o capital político para isso, no máximo, se chegasse a prefeitura, iriam fazer igual ou um pouquinho melhor. De repente, não conseguimos enxergar que é isso mesmo que merecemos, 4 candidatos a prefeito que nos viram as costas, não conseguem sair de seu mundinho e mentem descaradamente quando afirmam que amam a cidade. Boa sorte companheiros, a historia se encarregará de sepultar politicamente um a um. Como se diz na estréia das peças teatrais, merda para todos.

Adivinha quem é?

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado

Foto: Ruy Castro

Foto: Heloísa Seixas

Quem descobrir quem são e onde estão, ganha uma passagem de ônibus Búzios / Cabo Frio pela Autoviação Salineira e um sanduíche chique de carne do Bar do Mangue! O primeiro que acertar leva os prêmios! Respostas para operumolhado@gmail.com

3


Superando as expectativas

O Da redação

primeiro fim de semana do 11º Festival de Gastronomia de Búzios foi um sucesso. O secretário municipal de Turismo Cristiano Marques ficou muito feliz ao ver a cidade lotada nos dois dias do evento. Neste final de semana, teremos mais e a expectativa é ainda maior. Para Cristiano, o evento foi o melhor dos últimos anos e superou todas as expectativas. Ele diz que foi isso que mostrou o feedback entre os empresários da hotelaria, dos restaurantes e dos jornalistas convidados. Por pouco, o festival não acontece. Gil Castelo Branco, organizador do evento, perdeu em cima da hora, o patrocínio esperado do BNDES e o prefeito Mirinho Braga, ao saber do fato, mandou Cristiano cancelar o evento, pois não teria tempo hábil para fazer o empenho do patrocínio. -Lamentavelmente não tivemos o patrocínio esperado, mas a união entre a prefeitura, produção e os empresários foi determinante para o sucesso do evento. Atuamos muito bem. Colocamos o coração e fizemos toda a parte de divulgação através de parceria com a iniciativa privada. Conseguimos uma parceria com os jornais da cidade, com o apoio da CCR

4

(Companhia de Concessões Rodoviárias, que administra a Via Lagos, entre outras). Essa parceria foi feita com a prefeitura, secretaria de Turismo e a CCR. Isso nos deu uma grande visibilidade, pois ganhamos publicidade até na Ponte Rio/Niterói, declarou Cristiano. Nosso secretário de Turismo lembrou ainda que o evento foi bastante divulgado nas cidades vizinhas, pois o Festival de Gastronomia de Búzios se transformou com o tempo, num evento de toda a Costa do Sol- apesar atrair gente de todo o Brasil.O Festival de Gastronomia de Búzios depois de uma década, se firmou como um dos melhores do Brasil. O estilo despojado do evento atrai pessoas de todas as classes sociais o que humaniza o evento. -Apesar de todo o trabalho da assessoria, o trabalho da mídia local foi muito importante para dar mais visibilidade ao evento e no final conseguimos nosso objetivo que é consolidar o Festival. Erros com certeza aconteceram. Sou bastante observador e vi coisas que pretendo melhorar. Precisa haver uma integração maior entre a prefeitura, organização, divulgação, etc. Precisamos melhorar muito essa integração, mas sei que errar é humano. Espero que no próximo ano, a prefeitura esteja mais próxima do organizador para a gente corrigir essas falhas. O festival é um conjunto e quem

realiza é a prefeitura de Búzios, pois foi ela quem deu as autorizações e apoiou com divulgação, faixas, banners, mídia, sonorização, segurança, etc. Isso custa muito. Ninguém fez nada sozinho. É um conjunto que inclui ainda, os donos dos restaurantes, continuou Cristiano. Além da divulgação, a prefeitura ainda bancou toda sonorização e as bandas musicais que se apresentaram nas ruas durante o evento. O coquetel de abertura do evento foi no Restaurante Kojiki, da Loja Domme do empresário Edno e foi um sucesso. O local foi cedido pelo proprietário e serviu para aproximar a organização e os jornalistas convidados. No outro dia, os jornalistas se encontraram com a organização do evento no Restaurante Salt, na Orla Bardot para um almoço de confraternização. A secretaria de Turismo ainda montou um Lounge muito simpático no Shopping Number One que atraiu muita gente. Neste final de semana, para melhorar ainda mais, teremos na Praça Santos Dumont a apresentação de bandas musicais. O projeto MPB Búzios terá no dia 13,sexta-feira, o grupo Mulheres de Chico; dia 14, sábado, MPB4 e dia 15, domingo, o grupo Arranco de Varsóvia. O evento segue na próxima semana com o grupo Casuarina no dia 20, Jards Macalé, dia 21 e banda Época de Ouro, conjunto

regional de Choro, fundado por Jacob do Bandolim em 1964. O Projeto MPB Búzios ainda terá apresentações na Praia da Armação com a seguinte programação: Dia 27/07 – Orquestra Tabajara; Dia 28/07 – Mart���nália e Dia 29/07 – Diogo Nogueira, todos os shows serão as 22:00, coincidindo com a Festa de Sant`Anna. O Projeto MPB Búzios é uma idéia de Isac Tillinger, exsecretário de Turismo e ex-presidente do Búzios Convention & Visitors Bureau de Búzios, que se uniu a secretaria de Turismo para realizar o evento. -Estou há quase dois anos à frente da secretaria de Turismo de Búzios, quando assumi, algumas pessoas duvidaram da nossa capacidade. Hoje percebo que nossa gestão deu certo. No início sofri críticas e perseguição. Sempre procurei agir da maneira mais honesta possível. Sou um técnico em turismo, mas sei que meu cargo também é político. A secretaria de Turismo representa a classe empresarial da cidade pois nossa economia é baseada no turismo.O cargo que ocupo é tão importante quanto o cargo de prefeito.Pelo fato de nossa economia ser voltada para o turismo. Sempre pensei na cidade, no empresariado e apesar de todas as complicações inerentes ao cargo, vejo minha gestão com bons olhos, finalizou Cristiano.

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado


A Paella do Pirata O

Por Sandro Peixoto

primeiro final de semana do 11º Festival Gastronômico de Búzios teve relativo sucesso. As ruas do centro da cidade ficaram bastante movimentadas e os restaurantes venderam bem. Menos que os outros anos é verdade, mas bem melhor que nos finais de semana normais dos meses de baixa. Por seu estilo despojado, com cara de quermesse, onde os convidados comem em pé em pratos de plásticos, o Festival de Gastronomia de Búzios tende a ser simpático e por isso, fica com a cara de Búzios. Afinal, nada mais “Búzios” que degustar receitas de chefs consagrados bem a vontade. Na calçada, em pé, sem seguir regras e as chatas etiquetas do livro das Boas Maneiras. No balanço das horas os turistas passeavam pelas ruas da cidade, experimentado os pratos mais apetitosos. Opções não faltaram. Ao todo, incluído os restaurantes dos Porto da Barra, os turistas tinham à disposição mais de 40 lugares para comer. Receitas a base de comida asiática, mediterrânea, pratos a base de carne, peixe, frutos do mar, etc. Receitas tradicionais de países como o Chile, Argentina, Espanha, Tailândia, França, Brasil, Itália, México, etc. E foi durante essas caminhadas, entre um e outro restaurante que os turistas descobriram a paella do Buda Beach na Orla Bardot. Na verdade, o delicioso cheiro do prato à base de arroz, típico da gastronomia espanhola chegava a Rua das Pedras e os turista foram levados, por assim dizer, por um dos 5 sentidos fundamentais do ser humano: o olfato. O principal sentido quando se fala em gastronomia. Esses turistas, inebriados com o cheiro do açafrão que lhes adentravam as narinas, ficaram ainda mais surpreendidos ao chegar em frente ao Buda Beach e dar de cara com a maior paella da história de Búzios. Entra em cena outro sentido fundamental: a visão. E que visão. O arroz envolto em pedaços de carne de frango, camarões VG, mexilhões, polvo, azeite extra-virgem, pimentões, lulas, cebolas, alho, pimenta e açafrão uma imensa paella era chamava a atenção de todos e dava água na boca. Logo uma imensa fila se formou e o Restaurante Buda Beach, que oficialmente não fazia parte do Festival Gastronômico de Búzios acabou sendo a casa de maior sucesso nas duas noites do evento. Venderam quase 800 porções de paella por noite. As pessoas comiam, saiam pelas ruas comentando e a fila só aumentava. A pergunta mais ouvida naquelas duas noites foi a seguinte: você provou a paella do Buda Beach? O Buda Beach porém, não fez parte do festival porque não teve tempo para se inscrever. Ao menos foi isso que disse o organizador do evento, Gil Castelo Branco. Jean-André Mancini, proprietário do Buda Beach declarou semana passada aqui mesmo, nas paginas do Perú Molhado que estava de fora do evento, mas como a cidade estaria cheia, ele faria um prato promocional para promover sua casa. Em nenhum momento Jean quis se aproveitar do Festival. Mesmo porque a única maneira de ficar de fora seria fechar sua casa nas duas noites. Uma coisa sem cabimento. -Eu queria participar, mas infelizmente este ano não deu. Ainda estou disposto a pagar a taxa de inscrição, se a organização assim desejar. Ano que vem quero fazer parte do Festival e oferecer aos turistas e buzianos um prato ainda mais elaborado. Uma receita que represente bem a qualidade gastronômica de nossa cidade. Para mim, O Buda Beach faz parte da paisagem de Búzios. Meu sonho é ver a cidade se desenvolvendo cada vez mais e minha casa acompanhando esse crescimento. Esses tipo de eventos são ideais para nossa cidade. Deveria ter um a cada mês. Cidade turística precisa disso. Precisamos de atrações para que os turistas tenham vontade de voltar. A repercussão do último final de semana foi muito legal. Saiu até no O Globo. Temos muito potencial. Precisamos deixar de lado as diferenças políticas e deixar os comerciantes trabalhar para leva Búzios ao lugar de destaque que merece, declarou Jean-André Mancini. O sucesso da paella do Buda Beach foi tanto que saiu no O Globo, na coluna Gente Boa, do jornalista Joaquim Ferreira dos Santos, onde o prato foi batizado de paella Pirata. De fato a paella Pirata do Buda Beach foi um enorme sucesso. Sucesso este que se repetirá neste final de semana e se você não provou semana passada, não perca essa nova oportunidade.

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado

Jean-André Mancini e os chefs do Buda Beach produzindo a super Paella Valenciana

Buda Beach Lotado

Vista do Restaurante na Orla Bardot

A Paella do Buda na Coluna Gente Boa do jornal O Globo

5


Tem culpa eu?

Búzios em destaque no jornal O Globo. Pena que mal na fita. Assim como o Perú havia denunciado semana retrasada, o jornal da família Marinho informou a seus leitores que as praias de Búzios estão quase todas poluídas com esgoto doméstico. O governo de Búzios como sempre negou tudo mas não apresentou provas contrárias

olhado, do dia último Perú M do de. ia ér at m e int lindo da cida po m Adorei a capa co s, io úz atendi uda de B a decoracao, o a, 6 de julho. O B id m co a , do s. orei tu digna de Buzio Ja estive lá e ad to de categoria eiros en il im as st br ve as in st ri m mento. U pessoas, tu as se e qu tr e te en egue fica luido, totalmen A dúvida que po s io úz B ão ir curt bo do último e estrangeiros matéria do Glo to. io nv E . as ai pr ise e pensamen uzios... ao esgoto nas julho para anál de 8 a di , ecido em B go in dom Minc tem apar o tr is as pain M e o arecido nas prai ap Nosso querid m te to ei ef ias e o pr não tenho notíc m... lho no meio da politicos e gu er m tes, hoteleiros, ra dar um an ci er m co s lo s, pe Oremos por nó ! os at candid Gloria Seidl

A

Por Sandro Peixoto administração Mirinho Braga se transformou no governo das desculpas. Nem o prefeito nem seus secretários, todos eles funcionários públicos, empregados do povo buziano, tem a hombridade de vir a público dar uma explicação plausível para tanto desgoverno. A cidade está um lixo (mesmo tendo Búzios, um dos maiores gastos com o serviço no Brasil) as ruas esburacadas, as praças destruídas, a saúde em estado de coma, a educação reprovada, o turismo em baixa e para piorar, nossas praias, nosso maior ativo, estão quase todas - todas em dias de chuva- impróprias para o banho. Quem afirma isso é o INEA (Instituto Estadual do Meio Ambiente), órgão que monitora a balneabilidade de todas as praias do Estado. Semana retrasada o Perú publicou o gráfico mensal do INEA com a situação das praias de Búzios. A secretária municipal de Meio Ambiente Adriana Saad desmentiu tudo no jornal oficial Primeira Hora. Como sempre, nada explicou. Nem se justificou. Ficou apenas na desculpas ralas. Típicas de um governo que se encontra perdido. Um governo que a cada dia afunda a cidade e que por incrível que pareça, quer mais 4 anos para quem sabe, completar o ciclo destrutivo. Para matar Búzios de vez. Destruir o que a natureza caprichosamente nos deu e que deveríamos cuidar como quem cuida de quem se ama. Porém, como miséria pouca é bobagem, o jornal O Glo-

6

bo do último domingo deu matéria idêntica. Enquanto o jornal mostrava a cidade de Paraty bem na fita, lotada por causa da FLIP, informava aos seus leitores que as principais praias de Búzios estavam com problemas de poluição por esgoto doméstico. Já a Rádio Tupy destacou a matéria ainda no domingo pela manhã, no programa do Haroldo de Andrade, justamente o de maior ibope da emissora. Pegou feio para Búzios. Certamente o governo virá novamente com desculpas e o secretário/ prefeito Rui Borba dirá que é tudo mentira do jornal O Globo. Que o jornal da família Marinho é pautado pelo Perú. Que nos dera... O Prefeito Mirinho sem ter o que dizer, chamou os técnicos do INEA de loucos. Loucos serão os buzianos se o reelegerem. Outros puxa-sacos afirmam que isso de praia suja é coisa do Mauro Acerola (funcionário do INEA) como se Acerola fosse dono do órgão estadual e pudesse determinar ao eu bel prazer, que praia está limpa ou suja. O turismo de Búzios, calcado na dupla sol & mar só sobreviverá com o meio ambiente saudável. Ele só é possível, só se torna rentável nessa situação. Não existe lógica que possa explicar a atitude do governo municipal em autorizar a emissão de esgoto domésticos em nossas praias nos dias de chuva. Não existe coerência que possa explicar essa falta de fiscalização nas casas e comércios que ainda mantém seus esgotos ligados diretamente na rede de água pluvial. Nas ruas do centro da cidade isso ainda é uma regra para muitos. Em alguns pontos, o cheiro de esgoto e o barulho de água corren-

do é uma constante. Moradores e governo não resolvem porque não querem. Sem praias limpas não teremos hotéis, restaurantes, bares, taxis, boates, festival gastronômico, lojas, pescadores, guias turísticos, escunas, etc. Veja se isso existe em Cubatão? Ou na Praia de Ramos! Ou na Praia de Botafogo( dá- lhe Fogão), no Rio de Janeiro, campeã em quantidade de coliformes fecais na zona sul da capital. A saúde de nossa economia se baseia na saúde de nossas praias. É o meio ambiente nosso maior ativo. O governo Mirinho está matando a nossa galinha dos ovos de ouro, afinal foi ele quem assinou com a Prolagos o contrato de coleta de esgoto em tempo seco. Aquele que permite a empresa jogar diretamente no mar, todo o esgoto da cidade – junto com a água das chuvas - sem tratamento algum. Os defensores desse crime dizem em sua defesa que a merda alheia misturada com água faz menos mal. Como se beber um copo de água com fezes humanas fosse melhor que comer uma colher da mesma. Segundo critérios estabelecidos pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), uma praia é considerada imprópria quando apresentar pelo menos 2 500 coliformes fecais ou 2 mil Escherichia coli (um tipo de bactéria) ou 400 enterococos (outra bactéria) em cada 100 ml de água. Alguns estados se guiam apenas pelo número de coliformes, outros pela quantidade de E. coli ou mesmo por uma mistura de todos eles. Aqui em Búzios a prefeitura nem se dá ao luxo de escolher uma ‘mistura’ diferente. O governo apenas nega tudo. Numa total falta de respeito com seu povo.

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado


s e r o i a As m

s a t u l ida

v a u s e d m a r e c e t n o c nAo a

o n o g O no oct Um dos lutadores mais queridos e conhecidos do Brasil, Vitor Belfort reflete sobre a sua história, sobre os obstáculos que se impuseram em seu caminho, vitórias e derrotas dentro e fora do octógono, e mostra como a fé se tornou um combustível para seguir sempre adiante. Vitor Belfort é repleto de passagens inspiradoras e um instrumento de motivação e louvor baseado na vida de um campeão.

JÁ À VENDA

®

Acesse: ediouro.com.br/vitorbelfort/

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado

7


O chef Fabiano do Kojiki, o proprietário Edno Galindo, Gil Castelo Branco, o secretário Cristiano Marque e o chef Marcos Sodré

a n o i c p e c e r i k i j Restaurante Ko o c i m ô n o r t s a G l a v i t s e F o n a s n impre coalhada seca e harumaki , bruschetta de salmão com iro gem che de a ent pim e o presentes, uma grande via ou melaç no Galindo, se encarreg profissionais de imprensa Pa. Ed os o tes igo nd ien am gu red Se sso ing a. no s ver do de ma i, e na combinação stival Gas- pri restaurante Kojik Fe ma º for 11 na do , ma ura e aro ert qu ab no es , na no Chav apurado presente Galindo e seu chef Fabia e, onde não no paladar de oferecer a imprensa no dad Ed ali i, qu a jik alt Ko e is s do ma lpa rio da scu etá el coquet ao propri Nossas de tronômico de Búzios um por inverter as funções. sso Gran Chef, rabéns s no mo de ba io aca dáp rú, car Pe o e do es o içã umant e queijo na última ed a novidade gastronômica. faltaram os melhores esp os Sanosas de Damasco s presentear com mais est vid no r ser po ram ado Fo rig ob es. av m Ch co o Fabiano xilhão, camarão no pank rdes na casquinha de me brie, ceviche de uvas ve

O

8

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado


13 de julho de 2012 – O Perú Molhado

9


Nelson Xavier , com o amigo Toti e uma amiga no Primitivo

Celso Terra com Regina do Restaurante Família Pizzi

Juan, do Restaurante Juanito e Frederico

Juca, Marcelo e Claudinho Segtovich, no Tartaruginha Cadu Bulhões saboreando um Perú no Bar do Mangue

Cabelada, antes de viajar para Londres, e Érica, no Bar do Mangue Claudinho recepcionado os clientes no Tartaruguinha

O chef Francisco Neves do Restaurante Mare

Francisco Neves e Edno Galindo, proprietário da loja Domme e dos restaurantes Mare e Kojiki

Sandra do Restaurante Sawasdee

Baixinha no Zuza

Ricardo do Salt

O ex-prefeito Toninho Branco e sua esposa Shirley

A Parvati

A turma da Trattoria Primitivo

10

O chef Marcos Sodré do Sawasdee

Flávia e amiga

Claudinha do Satyricon

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado


A deliciosa mesa do Baroque

Ângela Barroso e seus filhos da APAE

Soninha do Cigalon cercada de amigos

Luiz Romano, Genilson Drummond e o casal Viana do jornal A Rasa Alessandro da Pizzaria Quadrada

O vereador Evandro fez questão de prestigiar o evento Vitor Peçanha e sua linda esposa

Cristiano Marques entre sua esposa Luciana e a amiga Manu

A família Delicafé

A turma do Barceloneta

Paolo Mariani gastando um pouco

A turma boa do Don Juan

Primo, do Buzin

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado

11


Notas • Notas • Notas • Notas • Notas • Notas • Notas • Notas • Notas

Luis Caldeira, assessor da Adjori/Rio e amigo do Perú

Frutos de una Pasión. Uma cidade onde o primeiro comício político pela reeleição de Franciane Mota que contou com a presença do Sérgio Cabral, do Pezão e até do Paulo Mello, só poderia ter a apresentação da exposição da artista Maria Del Valle, de 14 de julho a 30 de julho no Espaço Cultural CACS (Círculo Artístico Cultural de Saquarema), com sede e espaço cultural localizado na Av. Saquarema 567, Loja 51 Lake’s Shopping Centro. Direção: Telma Cavalcanti. Compareçam! Freud explica I. Ao que parece, o marqueteiro contratado para trabalhar na reeleição do prefeito Mirinho conhece como poucos a administração de seu contratante. Conhece muito bem o “trabalho”, por assim dizer, do atual prefeito. Tanto é verdade que o slogan escolhido para a coligação de partidos que apóiam o prefeito foi, vamos concordar, perfeito. Um libelo do marketing. Mirinho vai concor-

12

rer a eleição com o slogan “ Reconstruído Búzios”, isso na coligação Majoritária. Pois na coligação proporcional com outros partidos o slogan é: “Ajudando a Reconstruir Búzios”. Freud explica II. Mirinho e seus colegas de trabalho não querem apenas mais 4 anos para “reconstruir”. Querem ainda do povo de Búzios , cerca de hum bilhão de reais – arrecadação prevista para os próximo mandato - para reconstruir a cidade que eles mesmo destruíram. Querem enganar o povo se mostrando como salvadores da pátria. É como dissessem: nós destruímos, e portanto, somente nós temos condições de reconstruir. Freud explica III. O governo Mirinho Braga deve ser seguidor da tese inventada pelo senador Demóstenes Torres que afirmou em seu último discurso que: a mentira é uma interpretação de quem ouve e não um ato da pessoa que a diz.

Esse trio provou todos as delícias do festival gastronômico. Essa fim de semana prometem repetir a dose

Mudança. A partir da última semana, quem recebeu seguro desemprego duas vezes nos últimos dez anos, e voltou a fazer o mesmo, vai ter que fazer cursos de capacitação. O governo vai oferecer gratuitamente mais de 300 curso em diversas áreas e inclusive, bancar todos os custos. Vai doar material didático e pagar passagem e alimentação. Na região sudeste 30% estão dentro deste perfil. Legal. Dois moradores de rua de São Paulo encontraram no lixo 20 mil reais em notas e moedas. Os dois entregaram a grana a polícia alegando que foram educados a não pegar dinheiro dos outros. Deve ser por isso que são pobres. Fica no ar uma pergunta: Você, caro leitor, acredita que algum político buziano seria capaz de nobre ato?

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado


Notas • Notas • Notas • Notas • Notas • Notas • Notas • Notas • Notas

O técnico Mano Menezes veio a Búzios atrás de craque, mas Izaias disse não sabia onde encontar

Os chefs Ricardo Ferreira, Marcos Sodré e Danio Braga no Salt, no almoço dos jornalistas

Txipirones en su Tinta (Lula servido na sua tinta)

prato típico do norte da Espanha preparado pelo chef Ricardo Dotta para o festival gastronômico Rua César Augusto São Luiz, 177 - Centro

a domme sempre deu um show na sala, agora está dando um show na cozinha. O Restaurante com gostinho de Búzios.

rua

Tel.: 2623-0035

Reservas: 22 2623 0447

De segunda a se xta, almoço e xecutivo. De quinta a sábado aberto para Jantar.

Nova Domme Búzios. Sua casa merece. O Japonês com gostinho de Búzios.

Decoração | Móveis | Paisagismo | Gastronomia

Frutos do mar com gostinho de Búzios.

Domme Búzios: Av. José Bento Ribeiro Dantas, 2700 - Manguinhos - Búzios. Tel.: 22 2623 4775 | Domme Rio: CasaShopping - Barra da Tijuca. Tel.: 21 3325 0094 | www.dommerio.com.br

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado

13


A Perua

O repórter e jornalista Sidney Rezende da GloboNews parabenizando a equipe da APAE presente no festival

Por Ângela Barroso

angelabarroso743@hotmail.com

Carlos Eugênio (Anexo), Marcos Sodré (Sawasdee) e o secretário de Turismo Cristiano Marques foram dar as boas vindas ao Edno Galindo, novo proprietário de restaurante em Búzios

O casal Sandra e Marcos Sodré parabenizando o chef Fabiano Chaves pelo seu novo trabalho no Kojiki

Miltom Brasil foi grande atração musical

Fernandinha e Nenéu documentando todo o evento

Ricardo, o dj iluminado que agrada a todos nas suas apresentações Ricardo Ferreira e isabela Reis ,proprietários do Salt, foram os anfitriões do almoço para os jornalistas do festival gastronômico

O empresário Edno Galindo, o chef Danio Braga do conceituado Restaurante Sollar na Orla Bardot e Armando Ehrenfreund As novas proprietárias da Yogolove

KOJIKI

Ferveu o coquetel oferecido pelo KOJIKI para os jornalistas presentes na 11ª Edição do Festival Gastronômico no novo espaço gastronômico de Búzios. O KOJIKI é a mais nova opção dos amantes da comida japonesa com opções mais elaboradas. Preservar a harmonia da culinária japonesa, esse é o conceito do KOJIKI, onde o clássico e o moderno estarão presentes nas criações assinadas pelo chef Fabiano Chaves.

SHOW DOS ARTISTAS BUZIANOS

Os artistas plásticos buzianos,Ana Souza, Argina Seixas, Fernando Naxcimento, Gerson Portella,Ivone R.,Lula

14

de Moraes, Phillipe Shroeder, Ricardo Campos, Sergio Soares e Vilmar Madruga deram show de arte e cultura no último final de semana, no Porto da Barra. As obras esculpidas ou pintadas pelos artistas,tiveram lances dos turistas presentes ao Festival e nesse sábado(14) as peças estarão sendo entregues pelos Chefs Especiais da APAE.

REVISTA DO FESTIVAL

A APAE sugere ao produtor Gil Castelo Branco que para o próximo Festival Gastronômico, seja colocada a foto do prato que os Chefs Especiais irão servir. A participação dos Chefs Especiais com Síndrome de Douw se tornou uma grande atração na Rua das Pedras, pois é um

exemplo de inclusão, um movimento mundial de luta das pessoas com deficiência e seus familiares na busca dos seus direitos e lugar na sociedade.

barraquinhas e forró. O Arraiá da Coeduc vai acontecer nesse sábado (14) na Rua 22, nº 85 Alto da Rasa à partir das 18:00hs. Entrada: R$20.00.

COZINHA PROVENÇAL

ELA É BI “BIBITA”

Criador da “Cuisinévolution” o chef Marc Bayon organiza festivais provençais no mundo inteiro e nesse sábado, 14 de julho, prepara jantar especial em comemoração a data festiva da França no Restaurante do Hotel La Borie em Geribá.

ARRAIÁ DA COEDUC

A mió festa caipira da cidade e ocê num pode perder! Muita cumida, fuguera, quadria, currida de saco, pau de sebo,

A equipe de Búzios fez bonito e sagrouse campeã no 6º Festival de Golf que aconteceu no Hotel 500 em Guaratinguetá-SP no último final de semana. Além de vencedores no torneio Interclubes, também tivemos resultados individuais como: Campeã Sênior, Ana Maria Faria; Campeã Categoria HC-21 - Ana Maria Faria;Campeão Sênior categoria HC-1620, Steve Vacula; Vice -Campeão categoria HC10-15, Nadimo Nakle.

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado


Para quem não sabe, o piloto do carro, não estava doidão, apenas subiu a pista na contramão, no sentido manguinhos centro e entrou na loja com carro e tudo pois estava apertado para fazer xixi, pois no centro da cidade não existem sanitários suficientes para atender todos os mijões.

FLAGRA

Orla Bardot, 468 :: restaurantesalt.com.br :: 22 2623-6769

RECEPTIVO

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado

(22) 2623-2100 15


Aline Tercete é tao jovem, bonita e

Cinema

colorida quanto sua obra

Cine Bardot - FLORES DO ORIENTE (China 2012) Drama e Guerra 2h 26min. De: (China 2012) Drama e Guerra 2h 26. Com: Christian Bale, Paul Schneider. Dias: Sexta 21:00, Sábado 21:00 e Domingo 21:00. SETE DIAS COM MERILYN (EUA, Reino Unido 2012) 1h 40. De: Simon Curtis. Com: Michelle Williams, Eddie Redmayne. Dias: Sábado 19:00 e Domingo 19:00. RAUL (Brasil 2012) Documentário. De: Walter Carvalho. Com: Caetano Veloso, Nelson Motta, Tom Zé. Dia: Sexta 19:00. Ingresso: Inteira R$ 20,00 Meia R$ 10,00. Tel: 22 26231298 / www.viladomar.com/cinebardot

Estudou Belas Artes na UFRJ e Design de Moda no Senai CETIQT e com certeza essa mistura pode ser observada em suas realizaçoes, onde usa técnicas de pintura acrílica com bordado e aplicações de tecidos. Aline diz nao acreditar no minimalismo ¨para mim mais é mais! Sempre experimentando novos materias e superficies, sempre carregados de informação visual, algo assim como uma “bagunça bonita”. Acredita que tem a ver com a sociedade atual: informações de todo tipo por todos os lados que ela aproveita um pouquinho de tudo, do jeito mais colorido possível. Sua inspiração vem de acontecimentos do dia-a-dia, frases que escuta,, uma musica, um gato, um rabisco... Nada muito sério. Suas obras tem sempre um toque de humor, e claro se guia muito pelo estético. ¨Quero que as pessoas sintam alegria quando vejam minha obra, porque é assim que eu me sinto quando estou pintando. Preocupo-me em desenvolver obras que representem meu estilo como artista mas que ao mesmo tempo mostrem uma diversidade de dimensões e materiais que eu gosto de “brincar” quando faço meus trabalhos uso muitas cores, muitas pinceladas e muitos elementos ao mesmo tempo, como tinta acrilica, decoupage, madeira, lãs, tecidos, cola colorida, etc. Costumo pintar muito rápido e solto. Gosto que se note a pincelada e que minha pintura não seja perfeita, seja fluida. Por outro lado, levo bastante tempo fazendo um acabamento manual e artesanal, como o bordado por exemplo. Vejo que minha forma de trabalhar também é uma conseqüência do tal avanço tecnológico. Tento fazer algo genuíno, que não possa ser reproduzido em um programa de computador¨ O vernissaje com cocktail , musica e muita cor , acontece nesse sábado 14 /07 as 20hs . Toda essa alegria representada em quadros , pinturas objetos estará por primeira vez em Búzios, na galeria de arte Numero 1 , do shopping N 1 da rua das pedras N 1 . uma redundância que leva a crer que si Aline Tercete não é a primeira , seguramente é diferente no que se refere a sua técnica de felicidade contagiante .IMPERDIVEL!

Artes Plásticas Abigail V. Schlemm – Pinturas. Rua das Pedras 151. Vilmar Madruga – Atelier com exposição permanente da obra do artista. Porto da Barra. Tel.: 2623-7452 Anauê Mosaicos e Esculturas – Rua das Pedras, 266 – loja 04. Telefone: 2623-2225 Atelier Decor-Resina – Peças exclusivas em materiais nobres misturados com resina cristal. Rua Vila das Aroeiras, no 180. Tel.: (21) 9729-3795 Lula Moraes – Loteamento Pórtico de Búzios- lote 23, quadra 05. Atrás do Hospital Municipal. Bairro São José. 2623-5744. Atelier Flory Menezes - Rua das Pedras 168 lj 8 Búzios (2623-0264 - 9994-7831). www.florymenezesescultura.com Eduardo Sardi - Retratos artísticos, pinturas a óleo e pátinas - Vila Caranga, 32 - Telefone: 2623-4072 9223-0457 Julián Juaréz - artista plástico - Tel: 2633-7037 / 92096364. julian23artistaplastico@hotmail.com. Rua Nicolau Antônio Estevão, 68 • Alto da Boa Vista • Rasa. Sérgio Joppert - Pinturas e Desenhos. Rua Zaíras Street. Nº. 09 Baia Formosa - Lote 09. Quadra 05. sergiojoppert@hotmail.com. (21) 9559-0014 Eduardo Pieretti Atelier - Rua da creche Barbara Writh, Parque das Acácias. Tel: (22) 2623-6179 Atelier Maremato do André Cira - Tel 22 26291351 acira@wanadoo.fr Artista plástica Argina Seixas. Endereço: Centro Hípico de Búzios - Marina Porto. Horário de funcionamento: 10:00 às 18:00. Telefone contato: (22) 8843-6604 Ana Colombo - Na Galerida da Vimolagos

Festa na Roça Não Percam, Dias 21 e 22 de Julho a Festa no Arraiá da Nice. Traga sua família e seus amigos para compartilhar dessa alegria junto a uma bela foqueira de São João. Muita música, comidinhas típicas, quentão, vinho e aquela cervejinha gelada! Venha vestido à caráter e concorra ao caipira mais charmoso da Festa. Estrada Baía Formosa, Armazem da Nice, Rasa (Próximo ao Colégio Ligia Sherman)

Comidas & Shows Sushi Jardin. Aberto de terça a domingo a partir das 18h La Spaghetteria da Mimi - Almoço executivo de quarta à segunda, das 12h ás 17h. O melhor lugar para sua festa. Praça Santos Dumont, 255. Tels: 2623-4764 / 2623-3000 / 2623-4439. Barceloneta - Todas as quartas feiras e sábados, a partir das 20,30h, presença do casal Kalu e Rodrigo, professores de música do Instituto Vila Lobos de Cabo Frio, tocando e cantando música popular brasileira ao som de guitarra classica e cavaquinho. Tel.: 2623-0035

“SEGUNDAS PROJEÇõES” 16/07 no GRAN CINE BARDOT

Galeria Abigail Vasthi Rua das Pedras, 151 Tel.: 2623-2261 16

Olá Amigos, continuando com este espaço para curtir mais um poco de cinema dentro do cinema, venho lhes convidar para a segunda projeção de grandes filmes inesquecíveis. Esta próximas semana vem chegando: “ZORBA, O GREGO” (Alexis Zorbas) de Michael Cacoyannis. Realizado em 1964, foi indicado para 7 Oscar´s, dos quais levou 3 (Filme, Direção e Melhor Ator Principal). Anthony Quinn encarna na pele de um grego rude e exuberante, que convence ao tímido escritor londinense Basil (Alan Bates) para ajudar ele na posse das minas herdadas por ele em terras gregas. O encontro espiritual de ambos construí uma historia cheia de nuanças em esta celebração da vida, fazendo do filme um bom momento para levar no coração. Alguém já me falou em algum lugar que nós como seres planetários deveríamos orientar nossos passos com a consciência de Jesus, a filosofia de Buda e alegria do Zorba ! rsrsrsrss!

Esperamos vocês com muito carinho. Estarão presentes para amenizar os amigos da Cerveja LaVecchia, a melhor cerveja feita em Búzios (R$5,00 chopp) ; e para quem quiser ficar na casa, as mãos uruguaias na cozinha do VILA DO MAR BISTRÔ esperam vocês no primeiro andar, entrando pela Pousada Vila do Mar (10% de desconto com o ingresso).

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado


Anjo pornográfico, 100 anos O texto literário continuará existindo daqui a 1200 anos. Ele não morre, porque se ele morrer o mundo começará a morrer junto. (Nelson Rodrigues) Por Janir Hollanda “BURROS! BURRROS.” Era o ano de 1954 e a encenação de “Senhora dos Afogados”, de Nélson Rodrigues, dirigida por Bibi Ferreira, dividiu a platéia. A gritaria do público era marcada por dois adjetivos radicais: gênio e tarado. Indignado, o autor irrompeu dos bastidores, enfrentou a platéia e proferiu um adjetivo ainda mais contundente – burros! – sem distinguir os que o vaiavam dos que o aplaudiam. Este ano, quando Nélson Rodrigues completaria 100 anos, o episódico de sua vida e uma revisão do melhor de sua obra se unem para homenageá-lo. Diversas atividades estão programadas, entre elas reencenação de peças teatrais, exposições, relançamento de obras e uma nova versão de “Bonitinha, mas ordinária”, filme dirigido por Moacyr Goes, Nélson Rodrigues nasceu em agosto de 1912. Sua obra é uma recriação do que ele viu e viveu: “Todo autor é autobiográfico e eu sou também. O que acontece na minha obra são variações infinitas do que aconteceu na minha vida”, disse ele. O episódico sempre foi fonte de inspiração para o escritor. Ele ia com frequência, de ônibus, almoçar com sua mãe, que morava no Parque Guinle, no Rio. Não raro encontrava com o mesmo motorista, que gostava de exibir seus vinte e sete dentes de ouro. Este personagem mais o submundo do jogo do bicho deram origem à peça “Boca de Ouro”. Certo dia, numa rua próxima de onde Nelson morava, uma cena virou atração. Um marido banana que era chutado como um cão pela esposa e ainda a bajulava, cansou-se disso e partiu para a ignorância: deu uma surra de cinto nela. A rua parou para ver. As mulheres gritavam: “Bate mais, bate mais”. Ele bateu até se cansar, mas a mulher reagiu de forma inesperada. Atirou-se aos seus pés, aos beijos. A partir de então, passou a desfilar de braço dado com o ex-banana, exibindo seu orgulho e levando Nélson Rodrigues a concluir uma de suas máximas: “Toda mulher gosta de apanhar”. Nélson Rodrigues, o quinto de quatorze irmãos, nasceu em Recife e mudou-se para o Rio de Janeiro ainda criança. Desde cedo mostrou-se um leitor compulsivo de romances do século XIX. No jornalismo a convivência com o relato de crimes passionais e tragédias vividas por casais apaixonados serviu de inspiração para a criação de seus polêmicos personagens. Nélson Rodrigues também se notabilizaria como cronista esportivo e seus textos sobre o Fluminense, seu time do coração, são hoje antológicos. Nélson morreu numa manhã de domingo, 21 de dezembro 1980, aos 68 anos de idade, de complicações cardíacas e respiratórias. No fim daquele mesmo dia, o resultado dos jogos o tornaria um dos ganhadores da Loteria Esportiva, num “bolão” que fizera com o irmão Augusto e amigos de “O Globo.”

O PERÚ TAMBÉM É CULTURA Uma viagem ao mundo de Nélson Rodrigues Frases que se eternizaram “Nem todas as mulheres gostam de apanhar, só as normais.” “Só o inimigo não trai nunca.” “Invejo a burrice, porque é eterna.” “Se todos conhecessem a intimidade sexual uns dos outros, ninguém cumprimentaria ninguém.” “Muitas vezes é a falta de caráter que decide uma partida. Não se faz literatura, política e futebol com bons sentimentos.” “O pudor é a mais afrodisíaca das virtudes.” “Só o cinismo redime um casamento. É preciso muito cinismo para que um casal chegue às bodas de prata.” “O dinheiro compra até o amor verdadeiro.” “O jovem tem todos os defeitos do adulto e mais um: o da inexperiência.” “O brasileiro não está preparado para ser o maior do mundo em coisa nenhuma. Ser o maior do mundo em qualquer coisa, mesmo em cuspe a distância, implica uma grave, pesada e sufocante responsabilidade.” “A liberdade é mais importante do que o pão.”

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado

O imortal Nelson Rodrigues e sua máquina de fazer história

“A grande vaia é mil vezes mais forte, mais poderosa, mais nobre do que a grande apoteose. Os admiradores corrompem.” “Em nosso século, o “grande homem” pode ser, ao mesmo tempo, uma boa besta.” Teatro A mulher sem pecado Vestido de noiva Valsa nº 6 Viúva, porém honesta Anti-Nélson Rodrigues Álbum de família Anjo negro Senhora dos Afogados Dorotéia´ A falecida Perdoa-me por me traíres Os sete gatinhos Boca de ouro O beijo no asfalto Bonitinha, mas ordinária ou Otto Lara Rezende Toda Nudez Será Castigada A serpente Livros Meu destino é pecar - 1944 Escravas do amor - 1944 Minha vida - 1944 Núpcias de fogo - 1948 A mulher que amou demais - 1949 O homem proibido - 1959 A mentira - 1953 Asfalto selvagem - 1959 (também conhecido como En-

graçadinha) O casamento – 1966 Coletânea de contos Cem contos escolhidos - A vida como ela é... - 1972 Elas gostam de apanhar - 1974 A vida como ela é — O homem fiel e outros contos 1992 A dama do lotação e outros contos e crônicas - 1992 A coroa de orquídeas - 1992 Nélson Rodrigues no cinema Somos dois - 1950 - Direção: Milton Rodrigues Meu destino é pecar - 1952 - Direção: Manuel Pelufo Mulheres e milhões - 1961 - Direção: Jorge Ileli Boca de ouro - 1963 - Direção: Nelson Pereira dos Santos Meu nome é Pelé - 1963 - Direção: Carlos Hugo Christensen Bonitinha, mas ordinária - 1963 - Direção: J.P. de Carvalho Asfalto selvagem - 1964 - Direção: J.B. Tanko A falecida - 1965 - Direção: Leon Hirzman O beijo - 1966 - Direção: Flávio Tambellini Engraçadinha depois dos trinta - 1966 - Direção: J. B. Tanko Toda nudez será castigada - 1973 - Direção: Arnaldo Jabor O casamento - 1975 - Direção: Arnaldo Jabor A dama do lotação - 1978 - Direção: Neville d’Almeida Os sete gatinhos - 1980 - Direção: Neville d’Almeida O beijo no asfalto - 1980 - Direção: Bruno Barreto Bonitinha, mas ordinária - 1980 - Direção: Braz Chediak Álbum de família - 1981 - Direção: Braz Chediak Engraçadinha - 1981 - Direção: Haroldo Marinho Barbosa Perdoa-me por me traíres - 1983 - Direção: Braz Chediak Boca de ouro - 1990 - Direção: Walter Avancini Vestido de noiva - 2006 - Direção de Jofre Rodrigues

17


Não dá para ti, Búzios N

Por Sandro Peixoto ão dá para comparar. Nem adianta. Impossível cotejar inteligência apenas com vontade de fazer. Impensável medir com os mesmos parâmetros os dois eventos. Enquanto um recebe patrocínio de grandes empresas (até de multinacionais), do Governo Federal e da prefeitura da cidade; o outro, conta apenas com a minguada quantia do nosso prefeito Mirinho. São coisas tão díspares quanto Best Sellers e um prato de plástico. Enquanto um distribui saber, outro distribui sabor. Um te faz crescer, o outro, engordar. Enquanto a FLIP (Festival Literário Internacional de Paraty) atraiu 25 mil turistas que ocuparam toda a rede hoteleira da cidade, o Festival Gastronômico de Búzios se contentou em ver as ruas cheias de pessoas comendo em pé em pratos de plásticos. Deve ser porque o evento de Paraty é Internacional enquanto o nosso é... sei lá. Em Búzios, o prato mais caro custava R$15,00. Em Paraty, uma camisa oficial do evento vendida na loja oficial do evento custava R$ 35,00. O Perú esteve no último domingo na Festa Literária Internacional de Paraty. Saímos de Búzios as 6 da manhã e levamos 500 exemplares da última edição do jornal, que foram distribuídos em vários pontos da cidade e aos turistas nas ruas e travessas. A impressão final, depois de horas circulando pela cidade e pelas tendas do evento, que o que realmente nos falta não é apenas recursos para criar um evento tão grandioso - no sentido charmoso a palavra. Nos falta principalmente inteligência. Capacidade de organização. Visão empreendedora. Ou seja: nos falta tudo.

Uma cidade exemplar Chegando em Paraty, logo percebemos enormes diferenças com a nossa querida Armação dos Búzios. Sem cheiro de esgoto, com ruas bem pavimentadas, boas calçadas, praças bem cuidadas, ruas limpas, no nomes e com placas de indicação, ou seja, uma cidade com comando. Bem administrada. A Guarda Municipal estava para ajudar e não apenas para multar e não apareceu nenhum guardador de carro chato cobrando pelo estacionamento. Diferente de Búzios, em Paraty os turistas são bem vindos. Outra diferença é a falta de fios soltos nas cabeças dos turistas. No centro da cidade de Paraty, a fiação elétrica é toda subterrânea. E olha que durante a maré alta, as principais ruas do Centro ficam alagadas. E ninguém reclama. Faz parte do charme da cidade. Deve ser porque a água que sobe é limpa. Aqui seria esgoto, com certeza. Leandro, jovem morador da cidade de Paraty, ganha a vida com uma charrete, puxada por seu fiel cavalo Triunfo.Ele nos contou que sua cidade mudou muitos nos últimos anos. Que a cada ano que passa recebe ais turistas graças aos eventos promovidos pela prefeitura. A cidade de Paraty tem um dos melhores calendários de eventos do Brasil. E são eventos de alto gabarito, todos com a chancela internacional como a FLIP, o Bourbon Festival, a Virada Digital, o Festival de Dança, o Festival do Samba e do Choro, o Paraty Eco Fashion, o Festival da Cachaça, Cultura e Sabores e o Festival Internacional de Artes Visuais que acontecerá entre os dias 20 e 29 deste mês. Ao todo, a cidade organiza por ano entre festas e eventos, 42 motivos para os turistas visitarem a cidade.

18

Nosso secretário Muchacho Bicho Doido, distribuindo o Perú Molhado nas ruas de Paraty numa charrete alugada

Farta distribuição de Perús no FLIP

Os patrocinadores do evento. Tinha até multinacional

Cidade lotada mesmo domingo à tarde

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado


FLIP 10 anos: a vez de Drummond

E

Por Janir Hollanda

m sua décima edição a Flip, encerrada na semana passada em Paraty, se redimiu e levou à cena a sempre cobrada homenagem ao poeta Carlos Drummond de Andrade, cuja morte completa 25 anos em agosto. Ele foi tema da mesa de abertura do evento, na qual os escritores Silviano Santiago e Antônio Cícero comentaram a obra do homenageado. “Sua poesia é tanto amorosa quanto política. Trata tanto de grandes acontecimentos como do cotidiano”, disse Silviano Santiago, que acrescentou. “No início de seu trabalho, um individualismo ferrenho e rebelde. Depois, a aceitação dos valores patriarcais da sociedade mineira.”

A mesa mais concorrida da Flip 2012 – Pelos olhos do outro - reuniu os romancistas Ian McEwan e Jennifer Egan, os mais celebrados autores ingleses da atualidade. Ele, autor de “Serena”, e ela, de “A visita cruel do tempo”. Uma hora antes do evento, a fila em frente a Tenda dos Autores já era interminável. Ambos discorreram sobre a empatia que procuram estabelecer entre seus personagens e os leitores. “Entro como sonâmbulo no processo da escrita. Pinto o rosto dos personagens com palavras, traço a tração, como se fosse pintura. É mesmo como se o personagem é que escolhesse o autor”, disse Ian McEwan. “Preciso dessa empatia com o personagem, até porque não me dou bem escrevendo sobre pessoas conhecidas. Sinto o personagem consistente quanto mais real e afastado de mim ele for”, acrescentou Jennifer. Ian McEwan também fez uma comparação do trabalho

de escritor com o de compositores. “Todo romancista tem inveja de compositor. É como a inveja do pênis. Já tive paixão por Bach, mas não conseguia competir com isso. Talvez por isso o evoque com sua música para dentro dos romances”, afirmou ele, sempre sorrindo. Um momento polêmico da Flip 2012 foi protagonizado pelo poeta gaúcho Fabrício Carpinejar, cuja récita de “Confidência do Itabirano”, feita enquanto ele caminhava entre as filas de cadeiras do auditório da Tenda dos Autores, foi marcada por seus gritos e gargalhadas. Um duvidosa performance que, em vez de homenagem a Drummond, sou um desrespeito a sua memória. De qualquer forma, a Flip começa a se tornar proibitiva para nós, simples mortais leitores de O Peru. Os preços da pousadas são dignos de magnatas árabes do petróleo.

Sandro, Drummond e a Skol

Entrevista com Drumonnd

C

Por Sandro Peixoto omo chegamos na FLIP apenas no domingo, não havia mais ingressos para as mesas de debates ou para as palestras. Por isso, fomos entrevistar o homenageado do ano, o poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade. O criador da famosa poesia “No Meio do Caminho” deve ter se sentido em casa, ou não, naquelas ruas cheias de pedras irregulares, as famosas pé de moleque. Em Paraty, Drummond encontrou diversas pedras no meio do caminho. Encontramos o poeta de Itabira sentando num banco de pedra, caladão como sempre, com ar de felicidade no rosto, sem se incomodar com as milhares de pessoas que se sentavam ao seu lado para tirar uma foto. Eu sabia que seria difícil entrevistar o poeta mineiro, mas foi pior que imaginei. Em Paraty, cidade onde Drummond é querido e admirado como um astro do cinema, da música ou do esporte, era procurado por fãs de todos os estilos. Em entrevista ao Perú, o poeta se disse bastante lisonjeado com a homenagem recebida pelo povo de Paraty, mas que preferia mesmo receber homenagem de Búzios ou de Cabo Frio, afinal, como bom mineiro, sempre admirou as duas cidades e suas praias. - Mas acho que à Búzios de hoje não tem nada a ver comigo. Fiquei sabendo que o povo de lá é meio fútil, que não gosta de ler, principalmente poesias e que preferem desfilar pelas ruas mostrando as roupa da estação. A verdade é que poucas cidades do Brasil podem se dar ao luxo de organizar um evento literário e conseguir sucesso. Os brasileiros não gostam de ler. Somos a terra das novelas e dos reality show. Uma pena, pois temos excelentes escritores. Queríamos continuar a conversa com o simpático mineiro, mas a fila para fotos estava dobrando a esquina e achamos melhor liberar o poeta para outros fãs.

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado

A FLIP mais uma vez foi um sucesso e lotou a cidade de Paraty

Fotos dos escritores que passaram pelo festival em seus dez anos

19


Búzios Lodging TERRENO BUZIOS LODGING

SUPERMERCADO SO OFERTAS

SHOPPING GRAVATAS (DEMOLIDO)

OBRA NOVA R.DOS PESC

AV. J

OSE

BAZAR CAJAIBA BEN

TO R

BA

IGREJA

I ER

IBEIR

O DA

S

.G

AV

Antes

E

stamos publicando nesta edição, voluntariamente, a carta intitulada “Direito de Resposta” enviada pela empresa Buziosland, construtora do empreendimento conhecido como “Búzios Lodging” e que se sentiu atingida em sua imagem por causa da segunda reportagem denúncia feita, no último Peru, sobre a sua obra em andamento. Importante citar que a reportagem não mencionou, em nenhum momento, o nome da construtora ou mesmo publicou foto da placa de obra, em que a mesma assina a responsabilidade técnica e a autoria do projeto. Até porque quando a Prefeitura aprova um projeto e emite a sua respectiva Licença de Obra, ela torna-se responsável por tudo que foi aprovado. Cabe à firma responsável pela obra, construir exatamente de acordo com as plantas aprovadas e, como autora do projeto, garantir a veracidade de todas as informações existentes no mesmo. A intenção desse tipo de reportagem é trazer a público, exemplos diversos de irregularidades urbanísticas cometidas pelo Governo, já que é ele quem carimba as plantas aprovadas e assina as licenças de obra. Essas denúncias, feitas com responsabilidade e tecnicamente embasadas, já ajudaram muito a sociedade civil, associações organizadas, Justiça e Ministério Público em sua luta incansável a favor da legalidade e do futuro sustentável de Búzios. Em sua carta a empresa, que o Peru não teve intenção de agredir, numera 06 argumentos para justificar o que esta sendo construído e se defender das ilegalidades mencionadas. Essa defesa em 06 itens acabou por nos levar a mais considerações. Considerações sobre os itens da carta “Direito de Resposta”: 1- Lei 20 – A carta diz que o empreendimento foi aprovado e iniciado sob vigência da Lei Complementar 20/08. Estão se referindo a famosa e polêmica Lei 20, aprovada em 09 de setembro de 2008, no apagar das luzes do Governo Toninho Branco, sem audiência pública, sem divulgação devida, sem conhecimento dos técnicos da secretaria de planejamento (quem a elaborou ainda é um mistério) e sem transparência. Favorecia os interesses imobiliários por ter flexibilizado diversos parâmetros da LUOS (Lei de Uso e Ocupação do Solo), contrariando os princípios do Plano Diretor. Ambos os governos Toninho e Mirinho usaram-se dela para aprovar condomínios com o dobro de casas do que a Lei anterior permitia. Foi considerada irregular pelo Ministério Público e revogada pela Câmara, com intensa mobilização popular, através da Lei Complementar n.23, em 02 de março de 2010. Como a data da aprovação do empreendimento

20

CONSTRUCO ANTIGAS

BANCA CHARUTO

NTA

POSTO CECEU

ES

ADORES

RECUO 5M OBRIGATORIO

SUPERM. PRINCESA

é de 30 de junho de 2010, conforme a placa de obra, a carta se engana em dizer que a obra foi aprovada e iniciada sob a vigência da Lei 20/08. A mesma já tinha sido revogada quase 04 meses antes da aprovação. 2- Licença Ambiental – A carta diz que o empreendimento possui licença ambiental e sistema de esgoto ligado à rede. Não entendemos essa observação, já que isso não faz parte dos problemas citados em nossa reportagem. Mas já que tocaram nesse assunto, não vimos nenhuma placa da Licença de Instalação (L.I.) ambiental na obra. 3- Número de Unidades – A carta diz que o empreendimento é de uso de Serviços (escritórios) e que o número e metragem das unidades estão de acordo com a citada Lei 20/08. Realmente, sendo aprovado pela polêmica Lei, não existe limite para o número de unidades de Serviços, já que a mesma retirou os parâmetros restritivos (fração ideal) para este uso. Estes parâmetros foram restaurados após sua revogação. Estamos claro, desconsiderando a publicidade que indicava o empreendimento ser um Condomínio e nesse caso, só poderia ser aprovada apenas uma casa, pois a fração ideal de 800m2 por unidade de Condomínio para a ZR 30 foi mantida na Lei 20/08. 4- Condomínio – A carta diz que qualquer informação sobre outro suposto regime de uso do empreendimento (por ex.: Condomínio), estará sujeito a processo. Como quer a Buziosland, continuaremos a fazer nossas considerações como sua obra sendo apenas um empreendimento de Serviços (escritórios), tal como deve ter sido aprovado e como a construtora tem a total responsabilidade de edificar. 5- Vagas de Garagem – A carta diz que o empreendimento tem 18 unidades de serviços e 18 vagas de carros no interior de seu terreno, de acordo com o exigido pela Lei 20/08. Essa observação está errada, já que essa Lei não cita nem altera o item estacionamento. Continuava valendo o Anexo III da LUOS original, que determina para o uso de “SERVIÇOS – Demais atividades”, a exigência de “1 vaga por cada 25 m2 de área útil”. Área útil é a área construída descontando as paredes. Nesse caso, como temos uma área construída de 706,86m2, segundo a placa de obra, considerando um desconto de 15% por conta das alvenarias temos aproximadamente, 600 m2 de área útil no empreendimento. Para sabermos o número de vagas obrigatórias temos que dividir essa área útil por 25 m2, que dá um resultado de 24 vagas. Seis a mais do que o aprovado

R.DOS PESCADORES

Depois pela Prefeitura, segundo o empreendedor. 6- Metragem e Afastamentos – A carta diz que a metragem e afastamentos atuais da testada do terreno são “rigorosamente” os mesmos da edificação que lá existia, fruto do loteamento existente e que não há ilegalidade no fato. Não é o que percebemos, já que a testada do lote (largura para a rua) tem bem menos que os 20m mínimos exigidos, mesmo pela Lei 20/08, para Serviços na ZR30. A mesma Lei exige também 5m de afastamento da construção para a mesma testada da rua o que também não é cumprido, nem de perto, pela construção. Quanto à edificação que lá existia e que foi demolida, sua projeção não corresponde em nada ao que está sendo construído agora, nem em afastamento nem em metragem. A mesma encontrava-se, em sua maioria, do lado oposto onde está locada a obra atual. A maior parte da fachada frontal, que se encontra claramente infringindo o afastamento mínimo obrigatório, está construída em terreno que nunca foi ocupado. Podemos confirmar isso apenas observando a planta aerofotogramétrica (ver detalhe), produzida na época da formulação do Plano Diretor e que traz a marcação das construções existentes.

O que a carta não diz: Área acima do permitido - O que não é comentado na carta, é como a prefeitura conseguiu aprovar uma construção com 706,86 m2 de área total construída, segundo a placa de obra. Pela Lei, mesmo a 20/08, em um terreno de 1.325,45 m2 com 30% de ocupação e mais 50% de sobreposição (percentual de ocupação do segundo pavimento), só conseguimos somar uma área total construída de, no máximo, 596,45 m2. São 110,41m2 a mais do que o permitido! Que saibamos, não existe nenhum subsolo no Búzios Lodging que permita um acréscimo da mesma. Para justificar isso como sendo uma reforma de uma área anterior maior que a permitida, as mesmas teriam que estar totalmente legalizadas (lançadas e averbadas), e ter sido feito um projeto de reforma. Área de Preservação - Outro problema que não foi considerado é como o empreendedor vai conseguir o milagre de colocar, no mesmo terreno, a construção acima da área permitida, as 24 vagas exigidas e mais os 30% de terreno a serem preservados (sem vagas, caminhos, decks, piscina, etc.). Como o empreendedor afirma no item 2, a obra tem licença ambiental e isso deve ter sido exigido pela Secretaria de Meio Ambiente, pois os 30% de área de preservação estava presente na Lei 20/08.

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado


Ingenuidade – Em todas as nossas contestações de agora, consideramos que o empreendimento jamais será um condomínio de 18 casas em um terreno aonde só poderia ser construída uma. Só mesmo um jornal ingênuo como o Peru poderia acreditar em tamanho absurdo! Afinal, qualquer pessoa ou governo que pensasse em permitir tamanho descalabro, estaria desrespeitando totalmente as Leis, a sociedade e a sustentabilidade de Búzios. Provavelmente o caderno publicitário a que tivemos acesso, com programação visual refinada, com várias perspectivas e plantas humanizadas, deve ter sido fruto de alguma brincadeira ou pessoa sem ter o que fazer. Conseguiram enganar até uma famosa imobiliária da Península, que manteve essa matéria em seu site até o governo embargar a obra, pressionado pela Câmara.

O monstro dos Ossos

O que o Governo já disse:

Essa e outras aprovações polêmicas levaram a um pedido de CPI (a do “Licencioduto”) pela Câmara Municipal, que também chamou para depor o Secretário de Planejamento, Sr. Ruy Borba. Quando indagado pelo vereador João Carrilho, sobre o empreendimento Búzios Lodging, o secretário declarou que o mesmo encontrava-se irregular e que já havia mandado embargá-lo. Resposta parecida deu ao Presidente do IAB RJ, o arquiteto Sergio Ferraz Magalhães, depois de sua interpelação ao prefeito Mirinho sobre as denúncias de aprovações de obras irregulares em Búzios. Incumbido de responder, o secretário enviou ao IAB RJ o Ofício POG n. 108/2011, de 21 de novembro de 2011, aonde afirmava o seguinte: “Búzios Lodging Processo Administrativo No 2764/10. O projeto relativo a esse teve sua licença cancelada, em razão de ter-se feito reanálise do projeto, face ao relatório da Fiscalização, tendo sido apresentado novo projeto.”.

Onde havia o simpático Bar da Corrente, agora será erguido este monstro. Os fiscais são cegos mesmo!

Que Lei considerar?

Ora, se o projeto original, já foi aprovado quase 4 meses depois de revogada a Lei 20/08, em março de 2010, esse cancelamento da licença original e apresentação de novo projeto para análise em 2011, o joga de novo, obrigatoriamente, na vigência da LUOS com seus parâmetros originais restaurados. O novo projeto tem que ser analisado por ela. Entre esses novos parâmetros está a retomada da fração mínima de 110m2 para definir o número máximo de unidades de Serviço (escritórios) na ZR 30. Isso piora ainda mais a situação do Búzios Lodging, que só poderia ter no máximo, 12 unidades deste uso. Como temos aprovados 18, estamos com 06 unidades a mais do que a Lei permite!

O que o secretário não disse:

Procurado pelo Peru para manifestar-se a respeito dessa última reportagem, o secretário de Planejamento, Sr. Ruy Borba, disse ao telefone e diretamente ao nosso editor Marcelo Lartigue, seu velho conhecido, que estava tudo aprovado, mas não falava sobre o assunto, não falava com a imprensa, não falava com o Peru e muito menos com ele... Não satisfeito nosso magoado e insistente, editor ligou ainda para o Gabinete do Prefeito oferecendo o espaço do jornal para se explicar, mas também foi rejeitado e deixado na espera.

O que a prefeitura não mostrou:

Para saber onde está a verdade, nosso incansável Peru foi até ao Expediente da Secretaria de Planejamento, onde ficam todos os processos de construção em andamento, e pediu para olhar as plantas oficiais do empreendimento. Afinal todo projeto aprovado torna-se público e qualquer cidadão pode ter acesso ao mesmo. Até mesmo um enviado do Peru. Lá foi verificado, nos computadores da secretaria, que o processo não se encontrava nos arquivos do Expediente. Tinha saído do POG (Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão) para a PROGEM (Procuradoria Geral do Município) em 04/04/2012, mas jamais chegou lá. Estaria perdido a mais de 3 meses? Porque um processo aprovado corretamente é enviado a Procuradoria? Ninguém soube informar.

Convite Final:

Aproveitamos a ocasião, em nome da legalidade e da verdade, para convidar tanto o Governo como também o empreendedor, que não tivemos intenção de atingir, a nos enviar uma cópia das plantas aprovadas e acabar com o mistério. Teremos prazer em publicá-las e trazer a verdade à tona, acabando de vez com a polêmica em torno empreendimento Búzios Lodging.

Os Cidadãos Buzianos agradecem. 13 de julho de 2012 – O Perú Molhado

A

Por Sandro Peixoto os poucos, o estilo Búzios, o mais valioso estilo arquitetônico da região costeira brasileira, vai perdendo espaço para a especulação imobiliária e para a mal gosto. A cidade de Búzios mudou bastante, mas um bairro praticamente se manteve intacto, quase parado no tempo. No tempo em que a cidade de Búzios era apenas uma charmosa aldeia de pescadores e as casas eram todas lineares e bem cuidadas. Estamos falando do Bairro dos Ossos e de sua charmosa pracinha, a mais linda da cidade. O movimento turístico de nossa cidade começou de verdade nos Ossos, quando ricos e famosos do Rio e de São Paulo passaram a curtir Búzios nos finais de semana e no verão. Naquele tempo, os Ossos era o ponto de encontro de Carlinhos Docelar, da família Castejá, do Chef de cozinha Gatos Dumas, Zé Itajahy, Geraldo Dutra, Marinho Veiga de Almeida, Chiquinho Scarpa, o fotógrafo Antonio Guerreira, Hans Donner, David Drew Zing, Ângela Diniz e seu querido marido Doca Street entre outros. Aos poucos, o movimento migrou para o centro da cidade. Para a Rua das Pedras, e o que parecia ser uma coisa ruim, se mostrou positiva ao preservar o bairro dos Ossos da ganância imobiliária que tomou conta da cidade nos últimos trinta anos. Porém, ao que parece, o câncer se espalhou pelo corpo,virou metástase e até mesmo o bucólico bairro dos Ossos já está sob risco. Onde por anos funcionou o Bar da Corrente, os vizinhos estão vendo surgir um monstro. Um absurdo arquitetônico que nada tem a ver com o ambiente. Zé Itajahy, morador do bairro há 40 anos e defensor do estilo da cidade, está horrorizado com o que está acontecendo nos Ossos. - Lamentavelmente vejo Búzios se acabando de uma forma até mais depressa que o esperado. A construção deste monstruoso caixote de mal gosto está totalmente irregular. Como é irregular a política de Búzios, onde as pessoas de bem, que fizeram coisas boas para a cidade, são literalmente desprezadas. O setor imobiliário sempre foi cruel em respeito ao meio ambiente, a natureza. Aqui somos respeitados porque apareceu um sujeito chamado Octávio Raja Gabaglia. Que salvou nossa cidade da mesmice e que por incrível que pareça, é rejeitado pelos políticos da cidade. E ficam inventando nomes como o prefeito Mirinho.

Eu nem vou culpá-lo pois foi o povo de Búzios quem o elegeu. O povo de Búzios quem colocou essas pessoas incultas, despreparadas, desonestas no poder, declarou Zé Itajahy. O primeiro projeto da Praça dos Ossos, por exemplo, foi bancado por pessoas que gostavam de Búzios. Octávio foi um deles. Zé Itajahy, testemunha dessa linda história, agora vê com tristeza, o surgimento de um monstro bem em frente a pracinha que por anos foi a marca registrada do bairro dos Ossos. Com a chegada do monstro da esquina, a tendência é o bairro ser verticalizado e assim veremos o cantinho mais bucólico de Búzios. Logo o bairro dos Ossos, um dos poucos que se manteve original.

O pranto é livre Não somente na parte arquitetônica que Búzios está ficando pior, lembra Itajahy. Para o contestador mor, a escolha do turismo de massa, principalmente os que chegam à cidade em navios transatlânticos estão acabando com a cidade. O aumento dos camelôs nas ruas de Búzios, principalmente na Orla Bardot é a face mais visível do mal que esse tipo de turista trás para Búzios. Para Zé, esse tipo de turista favorece apenas uma minoria. -Estou seriamente pensando em ir embora de Búzios. Vou manter minha casa na cidade, mas vou começar a procurar outro destino para viver. Para terminar meus dias. Infelizmente não existe outro lugar igual a Búzios. Por isso tão difícil encontrar um lugar para morar. Falo em meu nome em nome de minha esposa, que batalha como um louca em nosso restaurante, onde temos tudo do bom e do melhor. Procuramos dar o melhor, mas a frequência, só piora. Zé ainda reclama do nosso festival gastronômico, que chama carinhosamente de festival de migalhas. O eterno lobisomem lembra que enquanto Paraty faz um festival literário, Búzios faz uma quermesse. - Não fui ao Festival. Não sou idiota. Amigos me contaram como foi, pois não saio de casa para ver merda. Nem vou nem a enterro. Acho que um enterro é mais divertido, pois você não é obrigado a comer merda. Prefiro as festas de Sant`Anna e de São Pedro. A festa de São Pedro deste ano foi linda. Fiquei com lágrimas nos olhos, finalizou Zé Itajahy.

21


1) BRAVA - TERRENO DE 1.800 M2, PRONTO PARA CONSTRUIR, BEM PERTINHO DA PRAIA. R$ 220.000,00 2)BAIA FORMOSA – CASA CONDOMÍNIO C/ 03 QTOS, SALA, COZINHA, BANHEIRO, VARANDA, PROXIMA Á PRAIA. R$ 260.000,00 3)GERIBÁ – APTO CONDOMÍNIO C/ 01 QTO, SA­ LA, COZINHA, BANHEIRO, SACADA, PRAIA DE GERIBÁ BEM PERTO. R$ 300.000,00 4)MANGUINHOS – CASA CONDOMINÍO C/ 02 QTOS,SALA, COZINHA, BANHEIRO,SACADA, PROXIMO DA PRAIA. R$ 350.000,00 5)FERRADURA – EXCELENTE CASA INDEPEN­ DENTE C/ 02 SUÍTES, + 02 QTOS AMPLOS, SALAS DE JANTAR E ESTAR, COZINHA, BANHEIROS, PISCINA, SAUNA, JARDIM, ÁRVORES FRUTIFE­ RAS. R$ 650.000,00. 6) BAIA FORMOSA – EXCELENTE CASA EM COND. C/ 04 SUÍTES, SALAS, COZINHA, LAVABO, PISCINA, JARDIM, COND. C/ AMPLA ÁREA DE LAZER. R$ 750.000,00 7) MARINA – CASA C/ 04 SUÍTES, 02 QTOS, SA­ LAS, COZINHA,VARANDA, LAVABO, ÁREA DE SERVIÇO, PISCINA, BAR, Á 30MTS DA PRAIA. R$ 640.000,00 8) BOSQUE DE GERIBÁ – CASA NOVISSIMA, COMPOSTA DE 04 SUÍTES, SALAS AMPLAS, COZINHA, LAVABO, POSCINA, CHURRASQUEI­ RA, DECK SOLAR, ACABAMENTO DE 1a. R$ 795.000,00 9)TARTARUGA – ACONCHEGANTE CASA, C/ 02 QTOS, SENDO 01 SUITE, + 01 FLAT C/ 01 QTO, SALA, COZINHA AMERICANA, VARANDA. OPORTUNIDADE ÚNICA! R$ 350.000,00 10) MANGUINHOS – TREVO DO BARBUDA. LO­ TE PLANO C/ 270M2 , PRONTO PARA CONS­ TRUIR A CASA DOS SEUS SONHOS, DOCUMEN­ TAÇÃO OK. R$ 135.000,00

Tel/fax: (22) 2623-1329/4858 /Cel: (22) 9972-4080

Travessa dos Pescadores 314 - Centro - Armação dos Búzios - RJ fernandaimoveis@globo.com / betoimoveis@globo.com www.fernandaimoveisBúzios.com

22

Av. J. B. Ribeiro Dantas, 815 - Salas 7 e 8 - Portal da Ferradura (22) 2623-6393 / (22) 9235-2464 - semis-Búzios@uol.com.br 1) Centro- Loft composto de 01 quarto, sala, cozinha americana, banheiro, varanda, frente a Rua das Pedras. Valor: R$ 350.000,00

7) Geribá -Casa c/ 03 qtos,(01 suí­ te), sala de jantar e estar,cozinha americana, banheiros, varanda, jardim, área de serviço, churras­ queira, garagem para 02 carros, 2) Ferradura- Casa c/ 04 suítes, cisterna 25.000lts, 03 canis, de­ sendo 02 externa, salão em 02 pósito.Valor: R$ 360.000,00 ambientes, cozinha equipada, varanda, área de serviço, jardim, 8) Albatroz- Casa c/ 05 suítes, (02 Piscina, vista para o mar.Valor: externas), salão em 02ambientes, R$ 1.400.000,00 cozinha equipada, lavabo, varan­ das, jardim, piscina com vista pa­ 3) Centro- Casa condomínio c/ ra o mar.Porteira fechada.Valor: 03 qtos,(01 suíte) sala, cozinha R$ 950.000,00 americana, banheiros, varandas. churrasqueira.Cond.c/sauna, pis­ 9) Ferradura- Casa vista para o cinas, salão de jogos,academia. mar, 03 suítes, sala de jantar e Valor: R$ 480.000,00 estar, cozinha ampla e equipada, lavabo, varandas, jardim, piscina. 4) Geribá- Casa c/ 04 qtos, (01 Valor: R$ 850.000,00 suíte) sala de estar, jantar, cozi­ nha, banheiros, varanda, jardim, 10) João Fernandes -Casa condo­ churrasqueira, piscina. Valor: R$ mínio, 03 qtos,(02 suítes), hidro­ 880.000,00 massagem, salão em 02 ambien­ tes, com varandas ao redor, cozi­ 5) Canto –Casa c/ 05 qtos,(03 su­ nha americana, banheiro social, ítes), sala de estar, jantar e TV, área de serviço, dependências cozinha equipada, 02 varandas, completas, churrasqueira, pisci­ sacada, piscina, sauna a vapor, na.Valor: R$ 580.000,00 churrasqueira, casa de caseiro. Valor: R$ 1.400.000,00 s/ mobília. Cláudio Rafael Imóveis.Email: contato@claudiorafaelimoveis. 6) Baia Formosa- Casa em Con­ com.br.Estrada da Usina –Nº domínio, composta de 03 quar­ 19 –Loja G –Centro –Armação tos, sendo 01 suíte, sala, cozinha dos Búzios.Tels: (22) 2623americana, 02 banheiros, área 7540/ 9223-2678/ 7836-1109externa. Condomínio com sauna, ID: 10*13911 piscina, churrasqueira, 01 vaga. Valor: R$ 260.000,00

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTADO DO RIO DE JANEIRO Dr. ALBERT DANAN – Oficial e Tabelião Titular OFÍCIO ÚNICO DA COMARCA DE ARM. DOS BÚZIOS/RJ SERVIÇO DO REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS

PROCLAMAS DE CASAMENTOS Em meu Cartório estão afixados os Editais de Proclamas de Casamento:

DANIEL GONÇALVES AZEVEDO e CRISTIANE SILVA TOMAS; Brasileiros, solteiros. Ele, Corretor, filho de: Moacyr dos Santos Azevedo e Zilma Gonçalves Azevedo. Ela, Secretaria, filha de: Ildefonso Tomas e Nelça Silva Tomas, ambos residentes neste Município/RJ.

Vales. Ela, Divorciada, Professora, filha de: Audarino Francisco da Conceição e Elisia Silveira da Conceição, ambos residentes neste Município/ RJ. DAVISON DE SOUZA VIDAL e THAIANARA DOS SANTOS ILARIO; Brasileiros, Solteiros. Ele, Cumin, filho de: Ananias Cardoso Vidal e Maria das Neves Ramos de Souza. Ela: Estudante, filha de: Antonio Paulo Ilario e Eliane dos Santos, ambos residentes neste Município/ RJ.

JOSE ALFREDO ARAUJO DE SOUZA JUNIOR e CLAUDIA FERNANDA DA SILVA QUEIROZ; Brasileiros, solteiros. Ele: Comerciante, filho de: Jose Alfredo Araujo de Souza e Maria Ramos de Oliveira. Ela, Autonoma, filha de: Fernando da Silva Queiroz e Eunice de Oliveira JORGE LUIZ OCTAVIO BEZERRA Queiroz, ambos residentes neste Muni- PORTO e MARIA DE JESUS ALMEIDA cípio/ RJ. GOMES; Brasileiros. Ele, Divorciado, Pescador, filho de: Octavio Bezerra PorJONES CANDAL VALES e MARIANA to e Diva Ferreira da Silva. Ela: Solteira, SILVEIRA DA CONCEIÇÃO; Brasileiros. Do lar, filha de: Antonio Vieira Gomes e Ele, Solteiro, Marinheiro, filho de: Aristi- Marinete Almeida Oliveira Gomes, amdes da Silva Vales e Maria Célia Candal bos residentes neste Município/ RJ. Armação dos Búzios, 12 de julho de 2012.

www.claudiorafaelimoveis.com.br

Quem souber de algum impedimento, acuse-me Eu, Katharine Moreira Guimarães, Escrevente, a extraí.

Nara Parada – Tabeliã Substituta

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado


Classificados d' O Perú

1 Imóveis

Compra e Venda

2 Imóveis

1 - IMÓVEIS

Compra e Venda Alto de Búzios - Casa 4 suítes, piscina – jardim – caseiro – mobiliada – vista mar – R$ 900.000 22-2623-2056 - 9986-1646 - www. banbuimoveis.com.br - CRECI J 1.753 Loja - Rua das Pedras (galeria ao lado “Dom Juan” – R$ 270.000 22-2623-2056 - 9986-1646 - www. banbuimoveis.com.br - CRECI J 1.753 Sitio do Campinho : Lote 4.050m² - vista / mar – R$ 380.000 - 222623-2056 - 9986-1646 - www. banbuimoveis.com.br - CRECI J 1.753 Ossos : casa cond. Village – reformada - 4 quartos – piscina – vista / mar – R$ 900.000 - 22-2623-2056 - 9986-1646 - www.banbuimoveis. com.br - CRECI J 1.753 Enseada do Albatroz : casa nova, 4 suítes, vista/mar, mobiliada – R$ 820.000 - Telefax. 22-2623-2056 9986-1646 - www.banbuimoveis. com.br - CRECI J 1.753 Geribá : Casa 4 quartos (3 suítes) terreno c/ 720m² - vista lagoa/ mar perto praia - R$ 510.000 - Telefax. 222623-2056 - 9986-1646 - www.banbuimoveis.com.br - CRECI J 1.753 Baia Formosa : casa cond. 3 suítes - terraço - área de lazer - R$ 330.000 - Telefax. 22-2623-2056 - 9986-1646 - www.banbuimoveis. com.br - CRECI J 1.753 Morro do Humaitá : Casa cond. 5 quartos - esplendida vista “Orla” – R$ 530.000 - Telefax. 22-26232056 – 9986-1646 - www.banbuimoveis.com.br – CRECI J 1.753 Parque das Acácias : casa 4 suítes – jardim – terreno de 450m² - R$ 460.000 - Telefax. 22-2623-2056 – 9986-1646 - www.banbuimoveis. com.br – CRECI J 1.753 Geribá : Casa cond. perto/ praia - 5 suítes – decorada – completa - R$ 900.000 - Telefax. 22-2623-2056 9986-1646 - www.banbuimoveis. com.br – CRECI J 1.753 Sitio do Campinho : área 16.500m² - (8 lotes) - vista / mar – vende-se parcial ou no todo - 22-2623-2056 - 9986-1646 - www.banbuimoveis. com.br - CRECI J 1.753 Geribá : Lote 4.000m² no Cond. mais exclusivo da praia – vista deslumbrante c/ projeto casa – R$ 650.000 - Telefax. 22-2623-2056 – 9986-1646 - www.banbuimoveis. com.br – CRECI J 1.753 Para Locação Resi-dencial:Residência em condomínio, composta por 4 suítes, sala de estar e jantar,cozinha

Aluguel

& 3 Negócios Empregos

americana. Condomínio com piscina, quadra de esportes e salão. (22)26232467. www.celsoterra.com.br, cterra@ celsoterra.com.br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485. Manguinhos: Espetacular residência.Amplo jardim, piscina, churrasqueira, vagas para muitos carros, sala de estar,sala de jantar, ampla cozinha, despensas, jardins internos, 6 suítes,escritório, varandas, dependências para caseiro e motorista. (22) 2623-2467. www.celsoterra.com.br, cterra@celsoterra.com. br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485. Geribá: Casa emcondomínio. 3 dormitórios, sala de estar e jantar, varanda, cozinha americana. Condomínioco piscina e sauna. Pertinho da famosa praia de Geribá! (22) 26232467. www.celsoterra.com.br, cterra@celsoterra.com.br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485. Ferradura: Para viver debem com a vida! Linda residência composta por 3 suítes, ampla sala, varanda,piscina, sauna, churrasqueira, dependências de empregada. Suíte independentepara hóspedes. Grande jardim. (22) 2623-2467. www.celsoterra.com.br,cterra@ celsoterra.com.br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485. Praia Baia Formosa: Muitocharme nesta residência. Um único pavimento. 4 dormitórios sendo 1 suíte. Salade estar e jantar, cozinha, copa, varandão. Piscina, dependências paracaseiros, atelier, depósito. Garagem coberta. Pertinho da praia. (22)2623-2467. www.celsoterra.com.br, cterra@celsoterra. com.br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485. Condomínio na Ferradura: Lindoprojeto. 4 dormitórios sendo 3 suítes. Sala de estar e jantar, cozinha, dependênciaspara empregada, área de serviço. Condomínio com piscinas, saunas, sala dejogos, churrasqueira, quadra de tênis. Pagamento financiado pelo incorporador! (22)2623-2467. www.celsoterra.com.br, cterra@celsoterra.com. br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485. Marina: Casa em condomínio.Frente para o mar! Sala, dois dormitórios sendo 1 suíte. (22) 2623-2467. www.celsoterra.com.br, cterra@ celsoterra.com.br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485. Porto da Barra! As melhoresofertas em lojas para o seu comércio! Venha fazer parte deste empreendimento,bonito, sofisticado

4 Veículos

5 Casa & Bazar

Anuncie:

(22) 2623-1422

e único! Junte-se aos campeões! Lojas para locação, para osmais variados tipos de comércio, a partir de 30m2. (22) 2623-2467. www.celsoterra.com.br, cterra@celsoterra. com.br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485.

Associação dos Quiosqueiros da Praia da Ferradura Edital de Convocação O presidente da Associação dos Quiosqueiros da Praia da Ferradura, den­ tro de suas atribuições legais, convida to­ dos associados quites com suas obrigações estatutárias a reunirem-se em Assembléia Geral no próximo dia 17 de julho de 2012, terça-feira, as 10:00 da manhã em primei­ ra convocação e ás 10:30h em segunda e ultima convocação, com qualquer número de presentes, no quiosque Nº 3, no canto esquerdo da Praia da Ferradura para deli­ berarem sobre a seguinte ordem do dia:

Vendo. Casa em Itacaré (Bahia). Situada no nobre bairro da Cocha, a 100 metros da Praia da Concha e a 5 minutos do Centro e da Pituba. Casa com 2 suítes, 1 quarto, salão e deck. Cozinha ampla, área de serviço, garage, depósito e jardim. Dois lotes com 970M² cada. Contatos através do e-mail riccidw@hotmail.com ou Eloisa_urrutia@hotmail.com Manguinhos casa yucas quadra perto da praia 200m porto da barra ,casa. 3 quartos 2 suites casa de caseiro,canil quintal .garagem 4 carros. quem vir compra otimo para transformar em hostel prec odireto com proprietario 450,000 tel 21 9697-1593 email nellyfer@globo.com aceito carta de credito Vendo casa super charmosa 1ª locação, em Saõ José. Com escritura e registro de imóveis. Direto com proprietário. Tel: 9998-9927 Alugo casa anual Condomínio das Garças, 3 quartos (suíte),R$ 2.000,00 + taxas. Tr a t a r : 2 6 2 3 - 7 3 3 4 / ( 2 2 ) 9916-2390

Vendo ou alugo casa em José Gonçalves. 2 suites, sala/cozinha - área de serviço - piscina - linda vista - R$ 130.000,00 ou R$ 600,00 mensais. Tels: 73 8863 7020/73 91164422 Vendo barraca na Praia de José Gonçalves - R$ 30.000. Tels: 73 8863 7020/73 91164422

4 - NEGÓCIOS E EMPREGOS

a) Eleições da Diretoria da Entidade, para administrá-la no Triênio 2012/2013/2014; b) Posse da Diretoria. c) Assuntos Gerais. Armação dos Búzios, 12 de julho de 2012. Silvio César Gomes da Silva Presidente

ANUNCIE NO PERÚ

AGORA TAMBÉM EM MACAÉ

2623-1422

Procuro casal de caseiros com experiência mínima de 5 anos comprovados em carteira e referências para trabalho na Região dos Lagos. Entrar em contato pelo tel (22) 92854505 para agendar entrevista.”

2 - VEÍCULOS Troco Doblo 1.8,ano 2008 completo, por terreno em São José em Búzios, os interessados entrar em contato: Tel: (22) 7814-2441

POUSADA PRECISA-SE *RECEPCIONISTA Sexo: Fem. 2º Grau, Inglês ou Espanhol, ótima informática, experiência em Vendas, Receptivo e Net Hotel. Tel: 22-2623-6501 pousadabzrj@hotmail.com

DR. ROBERTO CAVALCANTE

OAB/RJ 165.690

DR. JOSÉ VIEIRA SANTOS

OAB/RJ 75.490

www.advogadosbuzios.jur.adv.br

2623-0321

13 de julho de 2012 – O Perú Molhado

23


A turma toda está em Búzios! o ã n s le e , s ê c o v ir t r e Pra div . s ia r é f m e m a r t n e

www.luluteen.com.br www.revistaluluzinha.com.br

www.revistabolinha.com.br


O Perú Molhado