Page 1

ROTAS ESTRATÉGICAS PARA O FUTURO DA INDÚSTRIA PARANAENSE 2007 - 2008

2007 - 2008

PESQUISA DE MERCADO 2009 - 2011

2012 - 2015

Pesquisar o mercado externo (legislação, consumidor, concorrentes). Capacitar recursos humanos para desenvolvimento de pesquisas de mercado. Definir/identificar produtos que sejam competitivos no mercado externo. Realizar estudos prospectivos com ênfase em tecnologias-chave.

2015

Roadmap Indústria Agroalimentar

POLÍTICA EMPRESARIAL 2009 - 2011

DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Criar centro de tecnologia em alimentos no Estado. Desenvolver pesquisas que reduzam/utilizem/agreguem valor a resíduos ou subprodutos. Promover interação universidade-empresa. Utilizar a biotecnologia como ferramenta em pesquisas de reaproveitamento de resíduos.

2007 - 2008 2012 - 2015

Desenvolver o mercado de subprodutos. Realizar estudos setoriais para verificar a rentabilidade dos resíduos: recuperação e reutilização de resíduos, diagnósticos técnicos e econômicos, otimização de processos. Conscientizar os empresários sobre a importância da sustentabilidade. Estimular a análise do ciclo de vida dos produtos.

POLÍTICA SOCIAL 2009 - 2011

Criar incentivos fiscais às empresas que valorizem resíduos. Adequar a legislação ambiental brasileira em relação a rígidos padrões internacionais. Incentivar o desenvolvimento do setor de embalagens recicláveis, reutilizáveis e biodegradáveis. Incentivar a co-geração de energia utilizando resíduos.

2012 - 2015

2007 - 2008

CERTIFICAÇÃO 2009 - 2011

2012 - 2015

Criar Selo de Origem com imagem de marca do Paraná. Credenciar prestadores de serviço que auxiliem os empresários no processo de certificação.

Induzir a formação de parcerias. Propiciar acesso a tecnologias e informações para que os agentes possam agregar valor aos produtos por meio da certificação.

2012 - 2015

Criar Marco Regulatório (normas e agentes fiscalizadores).

2012 - 2015

Realizar pesquisas de mercado: identificar produtos que possam receber o Selo de Origem do Paraná. Divulgar os benefícios para prováveis clientes. Participar de workshops, feiras e exposições, no mercado interno e externo. Formular campanhas de informação para o consumidor. Construir paulatinamente uma “tradição” para os produtos parananenses. Elaborar estratégias para penetração em novos mercados.

Disseminar a cultura de certificação entre micro e pequenos empresários. Formar certificadores em instituições renomadas. Equipar e manter os laboratórios já existentes. Desenvolver infra-estrutura para controle das normas.

Formular campanhas de valorização dos produtos com selo de origem do Paraná.

Fiscalizar periodicamente as empresas associadas que tenham recebido o Selo.

Estabelecer padrões de qualidade para cada produto fabricado no Paraná.

Imagem de marca para produtos agroalimentares da indústria paranaense

Visão 3

Criar mecanismos de debate e gestão participativa para a evolução dos processos de certificação. Atualizar os padrões de qualidade dos produtos certificados. PESQUISA E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Criar Centro de Tecnologia em Alimentos no Estado. Criar plataformas e projetos para valorização e apresentação dos produtos orgânicos. Incentivar pesquisas em organizações públicas e privadas. Incentivar pesquisas para agregação de valor aos produtos orgânicos.

CERTIFICAÇÃO 2007 - 2008 2009 - 2011 Criar campanhas de valorização de produtos certificados. Tornar a certificação acessível a pequenos e médios produtores. Fortalecer a ação dos órgãos responsáveis pela orientação dos produtores.

Promover e disseminar o desenvolvimento de ferramentas e tecnologias que valorizem a produção de orgânicos. Incentivar o desenvolvimento de tecnologias e ferramentas para rastreabilidade. Incentivar pesquisas em conservantes e corantes naturais. Incentivar pesquisas para novas técnicas de envase e produção. Incentivar pesquisas de processos e matérias primas para a fabricação de embalagens biodegradáveis.

2012 - 2015

PRODUTORES AGRÍCOLAS 2007 - 2008 2009 - 2011 Criar formações específicas para necessidades de produtores de orgânicos. Promover a agricultura orgânica de novos produtos agrícolas. Fortalecer associações de produtores. Incentivar o uso de boas práticas rurais.

2007 - 2008 2012 - 2015

2007 - 2008

Apoio

POLÍTICA ALIMENTAR 2007 - 2008 2009 - 2011 Elaborar política de reeducação alimentar. Incentivar a adoção de alimentos funcionais na merenda escolar. Utilizar a mídia para a reeducação alimentar em massa. Estimular projetos entre indústrias e universidades. Criar ações de esclarecimento sobre benefícios à saúde.

2012 - 2015

Elaborar estratégia conjunta entre atores para o desenvolvimento de produtos funcionais no Paraná. Agilizar o processo de aprovação dos produtos funcionais. Otimizar o prazo de registro de produtos funcionais. Capacitar profissionais da área de alimentos com conhecimentos da área legal. Rever e atualizar a legislação referente a produtos funcionais. Institucionalizar comissão permanente para avaliação de pedidos de registro para produtos funcionais.

Criar política de saúde preventiva baseada na alimentação saudável. Criar linhas de financiamento para formar profissionais da área. Incrementar política de saúde preventiva baseada na alimentação saudável.

OBSERVATÓRIO DE PROSPECÇÃO E DIFUSÃO DE TECNOLOGIA

2012 - 2015

Criar incentivos fiscais para produtos orgânicos com valor agregado. Elaborar estratégias para desenvolvimento e comercialização de produtos orgânicos. Induzir ações de atualização para produtores na área de alimentos orgânicos.

2007 - 2008

Criar Centro de Tecnologia em Alimentos no Estado. Criar acordos de uso de infra-estrutura entre universidades e indústrias. Pesquisar e difundir informações sobre tecnologias-chave. Induzir a inovação tecnológica (difusão, consultoria, equipamentos, transferência). Utilizar a biotecnologia como uma ferramenta no desenvolvimento de alimentos funcionais. Criar ambiente favorável à inovação. Estimular a qualificação de RH nas empresas e governo. Estimular criação de plantas-piloto. Induzir a criação de departamento de P&D nas indústrias.

2012 - 2015

Fortalecer e divulgar linhas de financiamento para pequenos e médios produtores. Estimular a educação e o treinamento dos produtores na área de alimentos orgânicos.

Estimular o intercâmbio/estágio internacional entre produtores.

Introduzir tecnologias apropriadas para aumentar a produtividade em plantações orgânicas.

LEGISLAÇÃO 2009 - 2011

POLÍTICAS DE DESENVOLVIMENTO 2009 - 2011

Estimular a cooperação entre produtores e centros de pesquisa. Participar de feiras e eventos internacionais.

PESQUISA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015

Cooperação Técnica

MARKETING E INFORMAÇÃO 2009 - 2011

Promover ações para a incrementar a rede de atores.

Aumentar a capilaridade dos órgãos responsáveis pela orientação dos produtores. Estimular a interação com institutos internacionais de certificação “orgânica”.

Realização

Indústria Agroalimentar Sustentável – Valorização dos Resíduos

Elaborar e implementar políticas de desenvolvimento social mediante a valorização de resíduos.

2007 - 2008

COOPERAÇÃO ENTRE ATORES 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Formar uma rede com os atores interessados em participar do processo de certificação dos produtos agroalimentares. Promover ações para a manutenção da rede de atores.

Visão 2

Desenvolver e transferir tecnologia em gestão e valorização de resíduos e subprodutos.

Criar condições econômicas e sociais para incentivar os produtores agrícolas a buscarem a valorização de resíduos.

Desenvolver e implementar produtos e processos em absoluta conformidade com as premissas da sustentabilidade.

Elaborar políticas antecipando tendências internacionais.

Pesquisar e difundir as melhores técnicas e alternativas disponíveis, em relação à transformação e gestão de resíduos e valorização de subprodutos. Desenvolver embalagens recicláveis, reutilizáveis e biodegradáveis. Desenvolver tecnologias para valorizar resíduos.

Difundir cultura de valores éticos que favoreçam a produção eficiente. Conscientizar a população sobre a importância da sustentabilidade: criar campanhas informativas sobre o tema Sustentabilidade.

Promover capacitação empresarial contínua. Desenvolver produtos novos de alto valor agregado. Criar, ou adequar, o departamento de Meio Ambiente nas empresas (educação ambiental, reciclagem). Incorporar tecnologias limpas aos processos.

2012 - 2015

Criar linhas de financiamento para utilização de tecnologias limpas. Manter uma ação permanente de fiscalização ambiental. Realizar estudos de tendências tecnológicas para reutilização, reciclagem e produção eficiente.

2007 - 2008

Incentivar ações comuns de promoção de produtos.

Antecipar exigências de qualidade e segurança alimentar

Participar de merchandising em programas no exterior.

2007 - 2008

REGULAMENTAÇÃO 2009 - 2011

Visão 1

Incentivar a cooperação interempresas na cadeia produtiva. Incentivar a cooperação regional. Favorecer a formação de tradings. Formar equipes com qualificação em comércio exterior.

Criar centro de tecnologia, qualidade e segurança em alimentos para atendimento a todo o Estado. Garantir padrões de qualidade por meio de órgãos credenciados. Valorizar propriedades nutricionais e funcionais dos produtos a serem vendidos.

Pesquisar e antecipar mudanças de estilo de vida dos consumidores dos mercados-alvo.

2007 - 2008

Internacionalização das indústrias agroalimentares

Implantar escritórios de representação em mercados internacionais.

Criar centro de estudos em mercados internacionais. Identificar novos nichos de mercado no exterior. Promover a formação de consultores especializados. Antecipar-se às exigências do mercado.

POLÍTICA PÚBLICA 2009 - 2011

2012 - 2015

Preparar empresas para atender exatamente o que o mercado busca. Buscar ou preparar profissionais de diversas áreas correlatas para trabalhar com modelos internacionais de gestão. Pesquisar e disseminar informações sobre modelos internacionais de gestão.

QUALIDADE E SEGURANÇA 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Pesquisar e aplicar tecnologias que permitam atender às exigências do mercado externo. Promover a constante atualização sobre os padrões internacionais de qualidade. Fortalecer e credenciar órgãos certificadores. MARKETING EXTERNO 2007 - 2008 2009 - 2011 2012 - 2015 Participar de eventos internacionais relacionados ao setor alimentar. Divulgar os produtos paranaenses por meio das missões internacionais da FIEP. Capacitar profissionais em marketing. Divulgar produtos em exposições, feiras, workshops.

MODELO DE GESTÃO 2009 - 2011

MARKETING E INFORMAÇÃO 2009 - 2011

Visão 4

Referência em produtos orgânicos

2012 - 2015

Realizar Pesquisas de Mercado. Segmentar nichos de atuação. Realizar pesquisa de tendências internacionais. Fomentar a difusão de informações sobre produtos funcionais nas escolas. Realizar campanhas específicas para os nichos selecionados. Criar campanhas em parceria com o governo sobre os benefícios dos produtos funcionais na mídia, hospitais, academias de ginástica, entre outros. Elaborar estratégias e campanhas de informação antecipando tendências de comportamento dos consumidores.

Referência no desenvolvimento de Produtos Funcionais

Criar mestrados profissionais.

Fortalecer a inserção de pesquisadores e especialistas nas empresas.

Indústria Agroalimentar Forte e Inovadora

Visão 5

Profile for Observatórios Sistema Fiep

Roadmap Agroalimentar  

Estes estudos prospectivos resultam do projeto Setores Portadores de Futuro para o Estado do Paraná, que evidenciou a necessidade de concebe...

Roadmap Agroalimentar  

Estes estudos prospectivos resultam do projeto Setores Portadores de Futuro para o Estado do Paraná, que evidenciou a necessidade de concebe...