Page 1

Mostra de fotografia Comunidade em Foco II

Bruno Andrey Moraes Felisberto

Alteração do Fundo de Habitação deverá ser discutida na Justiça página 03

O Projeto Comunidade em Foco – Fotografias Digitais, viabilizado pelo Programa de Ação Cultura do Estado de São Paulo (PROAC), e organizado pelo CDI Campinas, está em sua 2ª Edição. Página 02 - 2º Caderno

Edição 010 - Campinas/SP, 11 de maio de 2013

Diminui o número de cheques sem fundos no comércio de Campinas e região Em abril vendas no comércio varejista crescem 5% em relação a março, mas apontam redução de 2,59% em relação ao mesmo período de 2012 página 05

Maio no Espaço das Artes Senac recebeu a 6ª do CIESP é o período de etapa do Festival Sabor óleos e aquarelas página 02 - Cad. 2 de São Paulo pág. 03 - 2º Caderno

A apresentadora de TV Palmirinha e a gerente do SENAC de Campinas Irecê Nabuco de Araújo

5º Grupo Escolar da Vila Industrial - nasce uma escola estatal para o filho do trabalhador página 04

Vida nova Câmara aprova “célula de segurança” para motoristas e cobradorespág. 3 ACIC abre inscrições para o Programa de Trainees 2013 página 05 Instalada Vara da Infância e Juventude

página 04

Especial Dia das Mãespág. 06

Toyota aproveita a renovação do RAV4 para entrar de vez na briga no segmento de SUVs médios página 07


Página 2 Edição 010 - Sábado, 11 de maio de 2013

Editorial No conflito de poderes, precisa prevalecer a soberania popular A Constituição de 1988 diz, no parágrafo único de seu artigo 1º: “Todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição”. Este princípio constitucional que fundamenta a democracia na soberania popular precisa ser lembrado em momentos como o atual em que decisões tomadas em alguns dos três poderes da República - o Legislativo, o Executivo e o Judiciário - geram conflitos inflados pela mídia conservadora, que os apresenta como ameaças à democracia. A forte tendência de judicialização da política cresceu na última década. Tendência que, apresentando-se como neutra e técnica, ela própria é, vista mais a fundo, instrumento da luta política no quadro de anseio geral pela democratização efetiva do Estado brasileiro. Os fatos mais recentes estão no noticiário. De um lado, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou a proposta de uma emenda constitucional polêmica que cria regras para a declaração, pelo Judiciário - no caso, pelo Supremo Tribunal Federal - da constitucionalidade das leis. É uma mudança de tamanha envergadura que pressupõe um amplo debate com a sociedade, envolvendo as forças políticas e o fundamento da soberania, que é o povo. Não foi isso que ocorreu, e a reação prudente do presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), foi suspender seus efeitos até que seja feito um levantamento “sobre o aspecto jurídico da questão”. A proposta de emenda pretendia submeter as decisões do STF sobre questões constitucionais à aprovação pelo Congresso Nacional; em caso de desaprovação pelos parlamentares, que fossem submetidas a plebiscito popular. Do outro lado, numa interferência direta, e abrupta, no funcionamento do poder Legislativo, um ministro do STF determinou a suspensão da tramitação de um projeto de lei que fere interesses da oposição por alterar as regras para a criação de um partido político. A proposta de mudança constitucional que envolve o STF pretende levar este poder ao mesmo nível de controle que existe em relação aos demais (Legislativo e Executivo). E remete, em caso de impasse, a decisão àquele que é, de acordo com a Constituição, a fonte original do poder: o eleitor, o povo brasileiro. Este é o ponto em questão. Numa democracia a decisão cabe à maioria, cabe ao povo, que a Constituição reconhece como a fonte originária do poder. A Direita e os conservadores não gostam disso e sua pretensão em sacralizar a “lei” obedece à pretensão de congelar a política e dar um aspecto “técnico” a relações conflitivas cuja resolução se dá justamente no campo da política. A hipertrofia do judiciário, diz o jurista Luiz Moreira, doutor em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais, gera o “esvaziamento” da atividade política e a transforma “em uma atividade menor”, fortalecendo a interpretação burocrática do Direito cuja consequência é “a relativização do voto”. Numa democracia é o Legislativo que representa diretamente o povo, do qual recebe delegação expressa. Cabe ao Judiciário zelar pelo cumprimento da Constituição, mas é o Legislativo que tem competência para fazer alterações no texto constitucional, e a própria Constituição firmou regras rígidas para isso, exigindo que as emendas alcancem três quintos dos votos em dois turnos de votação no Congresso Nacional. Na Constituinte de 1946 a bancada comunista defendeu a tese democrática de que o centro do poder político era a Câmara dos Deputados, a quem caberia entre outras coisas aprovar a nomeação dos ministros da República e dos chefes militares. Defendeu também que os juízes fossem eleitos. Suas propostas não foram sequer levadas em consideração - era democracia demais para uma classe dominante conservadora que sempre considerou este regime de maneira formal, rejeitando e enquadrando em regras rígidas o exercício da soberania popular. Hoje, mais de seis décadas depois, é o mesmo princípio que, pelas vias transversas da política, se recoloca no debate: o respeito à soberania popular, fonte dos poderes da república, ou seu enquadramento num ordenamento jurídico que, resultante de equilíbrios de força passageiros, é ele próprio também passageiro e contingente.

Fotografe e mande aquela placa engraçada que você viu. Nós publicaremos em seu nome. Mande um e-mail para contato@ometropolitanocampinas.com.br com a palavra PLACA no assunto.

EXPEDIENTE Gazeta do Vale Registrado no CRCPJCL CNPJ: 04.319.396/0001-95 Diretor e Jornalista Responsável Luciano Meira - MTB/SP: 34.952 Avenida Guarani, 341 Campinas - SP - CEP 13100-211 Telefone: 19 3395 7531 // 8141 7490 contato@ometropolitanocampinas.com.br www.ometropolitanocampinas.com.br

o metropolitano

tendências e debates

Amor de mãe

Um computador. Uma folha em branco à frente. Um dilema. O que escrever sobre o dia das mães. As ideias embaralharam-se e o ponteiro do teclado pisca como se dissesse “e aí tá ficando velho? Esqueceu como se escreve?” Nesse momento uma revolta sobe e desce entre os nervos e lá se vai o pobre notebook para o meio do jardim, lançado pela janela. Virtualmente, claro. Na verdade, ao invés de jogá-lo pela janela que tal se eu o lambuzasse de sorvete? Ou de chocolate? Mas, ele não tem culpa. Que ideia ridícula! Culpar o computador pela minha falta de ideias! Coisa de criança! Preciso me concentrar. As palavras virão. Já sei! Escreverei...mãe, rainha do lar, guerreira que me deu a vida a qual sou agradecido. Pronto, não rimou. Se eu fosse mulher rimaria. E, ainda bem que não sou. Nada contra as mulheres, apenas gosto e estou acostumado a ser o que sou. Mas o que sou? Neste momento sou um menino confuso em busca das palavras. Como se fizesse a minha primeira redação escolar. Procurando rimas, buscando as melhores palavras para descrever algo indescritível. Só agora percebo que quando a gente tenta refletir sobre as mães voltamos a ser crianças, quase que imediatamente. Como raciocinar em meio a tantas emoções. Como ordenar as palavras? Afinal mãe só tem uma. E tem filhos que dizem ainda bem, duas seria difícil aguentar. Mas todos são unânimes em reafirmar que sem nenhuma, nem existiríamos. Precisamos de uma mãe para nascer e continuamos precisando dela pra crescer. Na juventude acreditamos que já sabemos tudo e queremos “sair de baixo das asas da mamãe”. Às vezes, sem nenhum reconhecimento os filhos batem suas asas e voam do ninho em busca de novos caminhos. Quando, enfim, bate a insegurança ou a revolta sentem saudades da bondosa senhora que, aos prantos, permitiu a partida do filho amado, não aceitando mas entendendo que a vida segue em frente. Quando somos arremessados de volta à infância por conta de reflexões como esta nem sempre podemos evitar o mix de recordações do passado que vem recheado de fortes emoções. E pensamos. Como sobrevivemos a tudo isso? A resposta está no amor de mãe. Se ela foi presente em sua vida e se é até hoje, agradeça. Agradeça muito esse privilégio. Se ela foi ausente não a culpe. Perdoe! Com certeza motivos ela teve que fugiram de seu controle. Se sua mãe já se foi para o andar de cima, não se lamente! Ore por ela que ela ouvirá. Na verdade, ore sempre por ela, presente ou ausente. Deixe de ser uma criança rebelde e volte-se para seus melhores sentimentos. Saiba que nenhuma mãe quer o mal para seus filhos. Elas são anjos enviados por Deus para dar prosseguimento à sua obra. Desça dos tamancos e nesse dia das mães dê um respeitoso beijo em sua mamãe como se estivesse beijando Deus. Afinal Deus é fonte de vida e as mães são as escolhidas para que sua manifestação de amor povoe a terra. Jamais duvide da sagrada missão de uma mãe. Respeite e ame com todas as suas emoções essa senhora que sempre esteve a seu lado, mesmo quando você seguiu caminhos tortuosos e dela se esqueceu. A 93 milhões de milhas do Sol, pessoas se preparam, se preparam Porque lá vem, é uma luz, uma linda luz, além do horizonte Para dentro de nossos olhos. Oh, minha nossa, que linda. Oh minha bela mãe! Ela me disse, filho, você irá longe na vida. Se você fizer tudo direito, amará onde estiver Apenas saiba, onde quer que você vá. Você sempre poderá voltar para casa. (Jason Mraz / http://letras.mus.br/jason-mraz/1998108/traducao.html) Donizete Romon - Jornalista e Palestrante www.romon.petecaeventos.com.br

O leitor é o repórter

Envie sua matéria para leitor@ometropolitanocampinas.com.br

Locação de Imóvel : cautela É comum pessoas buscarem um imóvel para locar com o objetivo de instalar lá seu comércio seja ele objeto de transferência ou início de uma nova atividade na vida. Deve-se ter cautela em primeiro lugar em relação ao profissional que está intermediando essa locação. Esse precisa estar capacitado a prestar toda assessoria possível, pois nem sempre aquele imóvel está situado em um local onde se pode ter o ramo de atividade escolhida por exemplo :nem todos os endereços são permitidos a oficina mecânica ou padaria.Pode ocorrer da pessoa assinar um contrato de locação e depois descobrir que não será possível obter o alvará de funcionamento junto PREFEITURA, ANVISA, bombeiros ou outros e pior: as vezes o imóvel não nem habite-se. Por outro lado, cabe aos senhores proprietários, buscar um profissional da área com registro no CRECI pra fazer essa intermediação e mais que isso: deve verificar junto ao CONSELHO através do site www.crecisp.gov. br, se de fato aquele corretor ou imobiliária está em dia com as obrigações e livre para o exercício da função. Não bastasse tantos crimes, tantos sequestros e roubos, ainda há quem não quer pagar os honorários de um profissional e, acaba preferindo optar pela transação direta, abrindo as portas de suas casas para pessoas que nunca viram e até conduzindo a imóveis vazios para fazer apresentações. Esse é o tipo de risco que deve ser evitado e não vale a pena expor a vida e o patrimônio com tanta facilidade. É prudente não assinar nenhum contrato de locação sem que seja feito por especialista no assunto e sem a chancela de um advogado.Em relação aos imóveis residências não é muito diferente e tanto quem está alugando quanto proprietários, devem sempre usar de franqueza e em hipótese alguma desprezar o laudo de vistoria, já que quando bem feito, certamente evitará uma boa parte dos aborrecimentos comuns no momento da desocupação do imóvel. Marino

Você é cidadão?

Nos dias atuais muitas pessoas optam por terem como companhia animais de estimação(que alguns cismam em chamar de pets - do inglês animal de estimação). Divulgam suas fotos nos sites de relacionamento e por vezes se referem à eles como membros de sua família, têm despesas mensais com a manutenção de banho, tosa, alimentação, veterinário, roupinhas e participam da organização de desfiles de moda pra que seus donos escolham novos modelos de acessórios para o seu pet. E não para por ai! Existem cadeirinhas para passeio de carro, coleiras com jóias e vários outros apetrechos que chegam a espantar os menos avisados. Os donos se realizam com os passeios, e logo surgem encontros de novas amizades e relacionamentos entre donos de animais de estimação. É só começar a caminhar com seu animalzinho e sempre encontra outra pessoa também caminhando e surge assim o primeiro assunto... Melhor que namoro na TV! Mas nem tudo são flores. Uma grande parte dos donos de animais de estimação desconhece a importância da manutenção da higiene dos locais de passeio coletivo. Então pergunto à você proprietário de animais de estimação: você é um cidadão? Quantas vezes você já não pisou em fezes de cães abandonadas nas calçadas de seu bairro? Quantas vezes você já teve de desviar dessas mesmas fezes espalhadas pelo caminho? Existem placas espalhadas pela cidade pedindo para que os donos de animais recolham as fezes de seus animaizinhos queridos. Inúmeras vezes verificamos que abaixo da placa são encontradas fezes ali depositadas. Vergonhoso! Além da falta de educação, alguns realizam as coletas em sacolas de plástico e abandonam-nas pelo meio ambiente sem nenhuma preocupação. As fezes dos cães e gatos podem conter ovos de parasitas intestinais que se transformam em larvas e podem penetrar através da pele causando a doença Larva migrans. Esses fatos geraram a lei municipal número 13.822 sancionada em 14 de abril de 2010, para exigir que as pessoas atuem como cidadãos em sua comunidade. O que deveria ser um hábito para as pessoas - manterem limpos os lugares onde vivem, andam, e socializam-se. Recolher as fezes de seu animal de estimação em saquinhos biodegradáveis ou direcionar suas fezes em locais adequados de descarte de lixo, deveria ser óbvio e não objeto de uma lei que garantisse essa ação, pois as pessoas se esqueceram que hábitos de higiene são uma questão de educação. Ter animais de estimação é maravilhoso, mas se comportar como cidadão é necessário. Educação ambiental ainda é a melhor solução senhores governantes. Roselângela Claudina Thomaz Bióloga - especialista em Educação Ambiental


política

o metropolitano

Contraponto

por Luciano Meira

Língua não tem osso Em mais uma crise de verborragia, o tucano Artur Orsi não poupou críticas à política de habitação dos governos PDT/PT da cidade. Como todo tucano que se preza, com bico longo e vôo curto, o vereador se viu numa saia justa quando foi lembrado que o vereador André Von Zuben (MD), hoje, seu colega de bancada governista, que o antecedeu na tribuna foi o Secretário de Habitação no período em que ele criticou. Eclético

Cid Ferreira (PMDB) Dicá e Orley Senna

Na semana em que o vereador e bugrino fanático Cid Ferreira (PMDB), comemorou 75 anos, até os ídolos da Macaca vieram prestar homenagem. Ninguém menos que o craque Dicá esteve no gabinete do vereador para dar os parabéns.

Câmara aprova doação de área para programa Minha Casa Minha Vida Nesta quarta-feira (08/05), os vereadores de Campinas aprovaram o projeto de lei do Executivo para a doação de imóvel público ao Fundo de Arrendamento Residencial - FAR, administrado pela Caixa Econômica Federal. Localizado no Jardim do Lago, o imóvel possui área de

43 mil metros quadrados e, será destinado a construção de moradias voltadas para famílias de renda mensal de até três salários mínimos, incluídas no programa “Minha Casa Minha Vida”, do governo federal. Na sessão da segunda-feira (06/05) o projeto havia sido aprovado em primeira discussão.

Página 3 Edição 010 - Sábado, 11 de maio de 2013

Câmara aprova “célula de segurança” para motoristas e cobradores O projeto de lei 130/13 de autoria do vereador Cid Ferreira foi aprovado por unanimidade em sessão ordinária na Câmara de Campinas na última segunda-feira, dia 06/05/2013. A lei tem como objetivo criar no município a chamada “célula de segurança” no sistema de transporte público, que obriga as empresas concessionárias a isolar motoristas de ônibus, micro-ônibus e vans do restante do veículo. A medida de segurança teve como base um estudo norte-americano e deve evitar tragédias como a ocorrida em abril deste ano no Rio de Janeiro, onde um passageiro brigou com um motorista e o ônibus descontrolado caiu de um viaduto matando sete pessoas e ferindo dezenas de usuários do ônibus e, também o acidente que aconteceu na Via Anhanguera, em Vinhedo, quando três pessoas morreram depois de um passageiro puxar o volante de um ônibus. Durante a sessão foram propostas duas emendas re-

ferente a essa lei pelos vereadores Luiz Lauro Filho (PSB) e Luiz Carlos Rossini (PV): uma prevê a implantação das cabines também para cobradores e, a segunda, pede a instalação de um sistema de refrigeração nessas estruturas. A intenção delas é dar segurança aos trabalhadores das linhas circulares e ambas foram aprovadas. O projeto ainda volta a ser discutido na Câmara, onde o mérito vai ser analisado, e só depois disso passa para o poder Executivo, que pode ou não sancionar a nova regra. Se a lei for sancionada pelo prefeito, a empresa que desobedecer a nova ordem poderá ser punida com multa de até R$2,4 mil. Na sessão que aprovou o projeto estiveram presente várias pessoas interessadas nessa nova lei, entre elas o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Campinas e Região, Osvaldo Bernardo de Moraes, mais conhecido como Gino.

Luciano Meira

Vereador Cid Ferreira (PMDB)

Alteração do Fundo de Habitação deverá ser discutida na Justiça Líder da bancada petista, Carlão do PT, estuda mecanismos para recorrer à Justiça contra alteração do Fundo

Vereador quer paridade nos Conselhos Municipais Está tramitando na Câmara Municipal uma emenda do vereador Paulo Bufalo (PSOL) que altera artigo da Lei Orgânica do Município. Pela emenda proposta, Bufalo pretende trazer maior autonomia aos Conselhos Municipais. O texto pede que os Conselhos apresentem uma “composição paritária com metade dos membros da sociedade civil e a outra metade do poder público municipal e demais órgãos públicos”. A redação destaca ainda, que a presidência seja exercida por um membro da sociedade civil. O aumento do número de representantes da sociedade nos diversos Conselhos Municipais significa plurali-

Luciano Meira

Manifestantes acompanham votação na Câmara Municipal

Paulo Bufalo (PSOL)

dade de opiniões e de demandas. “A paridade nos Conselhos é um desejo antigo dos inúmeros conselheiros que já passaram pelas entidades nos últimos anos. Para fazer frente ao poder público é preciso que a sociedade civil sinta-se em igualdade de força política para encaminhar os problemas”, explica Bufalo.

A base governista na Câmara Municipal ignorou os apelos populares de militantes de movimentos por direito à moradia, presentes na sessão da segunda (6/5), e de vereadores da oposição e aprovou, em segunda e última discussão, Projeto de Lei nº 107/13 do Executivo que altera o Fundo de Apoio à População de Sub-habitação Urbana (FUNDAP). Embora o Fundo tenha sido criado em 1980 para dar apoio a projetos de habitação de interesse social, os movimentos sociais e populares (principais interessados) não foram consultados previamente e nem tiveram seus apelos pela retirada do PL considerados pela maioria absoluta dos 33 vereadores. Os únicos votos contrários ao PL foram da Bancada do PT (Carlão do PT, Pedro Tourinho, Angelo Barreto e Carlinhos Camelô) e dos vereadores Paulo Búfalo (PSOL), Gustavo Petta (PCdoB) e Professor Alberto (sem partido), um total de sete votos contra 25 da base governista. As propostas de retirada do projeto foram rejeitadas e as emendas da bancada petista e do PSOL nem sequer foram votadas em Plenário, pois não passaram nas Comissões

Permanentes. Nem mesmo o apelo da Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Campinas (AGB), enviada para todos os 33 vereadores, pedindo a retirada do projeto de votação, foi atendido. A tentativa de retirada do Projeto da pauta, assim como as 4 emendas do PT, tinham como objetivo garantir maior participação popular na gestão do Fundo. Entre as principais críticas a este Projeto estão a falta de consulta ao Conselho Municipal de Habitação, a desconsideração ao Plano Municipal de Habitação de Interesse Social (de agosto de 2011), a ampliação do limite de três para seis salários mínimos a renda das

famílias beneficiadas, a conferência de ainda mais poder ao secretário de Habitação e a inclusão no Conselho de representante do segmento empresarial da construção civil sem incluir também representantes de movimentos sociais de direito à moradia. As emendas petistas previam tornar o Conselho do Fundo deliberativo (com poder de decisão, atualmente é apenas consultivo); limitar os beneficiados aos com renda até 3 salários mínimos; incluir mais representantes de movimentos populares e manter a incidência do percentual repassado pela Emdec (1%) nos recursos obtidos com multas de trânsito (no novo projeto

as multas são excluídas). O líder da Bancada petista, Carlão do PT, adiantou que estuda mecanismos jurídicos para recorrer contra a alteração do Fundap sem a participação popular, prevista no Plano Municipal de Habitação e no Estatuto das Cidades (Lei Federal), segundo ele. “Nenhuma política urbana feita e aprovada sem ouvir o Conselho e sem participação popular tem validade, ainda mais quando estamos a dez dias da Conferência das Cidades, em que vamos discutir estas questões”, disse Carlão, que atua em movimentos populares por direito à moradia há mais de vinte anos.


Estudantes de Direito conhecem rotina da Câmara Municipal

Vereador Luiz Lauro Filho (PSB) fala aos estudantes no Plenário da Câmara

A convite do vereador Luiz Lauro Filho (PSB), cerca de 50 alunos do curso de Direito da METROCAMP visitaram a Câmara Municipal para conhecer a rotina da casa de leis. Após assistir um vídeo produzido pela TV Câmara que explica, entre outras coisas, os processos de tramitação dos projetos de Lei, o vereador e o chefe do Cerimonial, Marco Padilha, tiraram as dúvidas dos alunos. “Gostaria que isso acontecesse mais vezes, não só com alunos de faculdades, mas também do ensino fundamental e médio. É fun-

damental que a população conheça o trabalho da casa”, afirma o vereador. Luiz Lauro Filho falou sobre sua trajetória política e explicou as quatro principais funções do parlamentar - legislar, fiscalizar, assessoramento (por meio das indicações, que sugerem ao prefeito uma ação de interesse público) e a função administrativa, exercida pela Mesa Diretora. Para o professor de Direito Civil e Processo Civil, Valdemir Reis Júnior, ao passo que conhecem e sabem como é o trabalho do legislativo, os alunos podem exercer

cidades

o metropolitano

Página 4 Edição 010 - Sábado, 11 de maio de 2013

melhor sua função de cidadãos. “O trabalho dos vereadores é de suma importância para o município - eles criam as leis que temos que seguir no nosso dia a dia”, ensina o professor. Padilha falou sobre a importância dos símbolos presentes no plenário, como as bandeiras e o brasão municipal, e explicou como é feita a entrega de honrarias. “Uma honraria é uma maneira de incentivar um profissional a fazer um bom trabalho”, afirma. Depois, ele levou os alunos para conhecer todos os espaços da Câmara.

5º Grupo Escolar da Vila Industrial nasce uma escola estatal para o filho do trabalhador Profª Drª Rosimeri da Silva Pereira Campinas

De acordo com o Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas, a Vila Industrial constituía um bairro proletário no final do século XIX, diretamente associado à instalação das Companhias de Estrada de Ferro Paulista (1872) e Mogiana (1874). Localizada numa região ocupada, originalmente, por um conjunto de cemitérios ao lado dos trilhos da Companhia Paulista de Estrada de Ferro, o bairro marcou a gênese do primeiro lócus residencial destinado aos operários da cidade. Na origem desta ocupação, estabeleceram-se prédios da imigração (entre as atuais Ruas Sales de Oliveira e Pereira Lima) - que, posteriormente, foram utilizados pela companhia MacHardy e, mais tarde, pela Companhia Mogiana - além de terem sido construídos vários conjuntos de casas de propriedade da Companhia Paulista para uso dos seus operários. Vale lembrar que, desde o final do século XIX, a região da Vila Industrial passou também a receber outras instituições como o Matadouro Municipal, a Companhia Curtidora Campineira de Calçados (1890), o Curtume Brasil, Cantusio e Campineiro, o Lazareto dos Morféticos, o Lazareto dos Varilosos e a Indústria Fabril, de propriedade de Antônio Correa de Lemos. Já no início do século XX, abriu-se o túnel de ligação entre a Vila Industrial e o Centro (1915), e vários edifícios foram transformados em oficinas da Companhia Mogiana. Datam das duas primeiras décadas do século, ainda, a construção (pela iniciativa privada) da Travessa Manoel Dias (1908) e da Travessa Manoel Freire (1918), para a venda aos ferroviários da Companhia Mogiana. Atualmente, essas vilas estão tombadas pela Resolução Municipal nº 19 de 24/11/1994 Bittencourt (2009), ao investigar a história do desenho urbano de Campinas, declarou que, entre os anos de 1916 e 1926, a cidade mudou o padrão de urbanização, iniciando uma nova etapa do crescimento urbano, impulsionada pela demanda de espaços para a realização de novas construções, sobretudo

no que diz respeito ao franco processo de loteamentos. Em 1916, a Vila Industrial já contava com 445 edifícios, seguida pelos bairros da Ponte Preta com 204, Bonfim com 170, Guanabara com 124 e o Taquaral com 92 edifícios. Entre os anos de 1920 e 1929, o número de indústrias de transformação avançou de 58 para 93 e o número de operários ascendeu de 1.340 para 2.625 crescimento capaz de determinar o amplo processo de loteamentos nas áreas de arrabaldes. É no movimento dessas construções que se tem a notícia do funcionamento de pelo menos 5 escolas isoladas, instaladas em diversas casas do bairro Vila Industrial e que, por volta de 1922, tais escolas se reuniram num único prédio, com a denominação de “Escolas Reunidas do Hipódromo” sob a direção do Professor Luiz Galhardo. “Não tarda muito, porém, a criação de mais 3 classes, sendo nomeadas a seguir mais 3 novas professoras”. Instaladas oficialmente em 01/02/1922, na Rua 24 de maio nº 727, Vila Industrial, as escolas reunidas iniciaram suas atividades com 8 classes, totalizando de 279 matrículas – sendo 146 meninos e 133 meninas. Entre maio e junho do mesmo ano, foram criadas mais duas classes. Desse modo, em 1925, com 10 classes, tais escolas reunidas foram

elevadas à categoria de Grupo Escolar com a denominação de 5º Grupo Escolar da Vila Industrial, posteriormente transformado na Escola Estadual Antonio Vilela Junior que alias funciona atualmente na rua Conselheiro Gomide s/nº no próprio bairro da Vila Industrial. Vale destacar que a política educacional da época previa um tempo limite de 4 anos destinado ao funcionamento das 4 séries de ensino e para as demais escolas - refiro-me neste caso as escolas reunidas (urbanas ou rurais) e escolas isoladas um tempo de apenas 3 anos de atendimento escolar. Guardada as suas especificidades todas essas escolas destinavam-se a formação inicial “obrigatória e gratuita” de crianças com idade entre 7 e 12 anos. Referências: PEREIRA, R. S. A História do processo de periferização dos grupos escolares em Campinas nos primórdios da República. Tese de Doutorado. Faculdade de Educação. Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Campinas-SP.2013. BITTENCOURT. L. C. Riscando a cidade: cartografia histórica e desenho urbano de Campinas. Campinas, SP: UNICAMP/Centro de Memória Publicações, Editora Arte Escrita, 2009.


cidades

o metropolitano

Página 5 Edição 010 - Sábado, 11 de maio de 2013

Pesquisa revela Diminui o número de cheques que brasileiro sem fundos no comércio de não costuma Campinas e região investir na Bolsa Em abril vendas no comércio varejista crescem 5% em relação Diferente da prática de países vizinhos, motivo é a falta de informação Pesquisa realizada em abril pela Ágora, corretora do Banco Bradesco, revela que o Brasil ainda é um país onde as pessoas não têm o costume de investir na Bolsa de Valores. O levantamento contabilizou 570mil CPFs (Cadastros de Pessoas Física) registrados no mercado de ações, o que representa um total de apenas 03,3% de brasileiros investidores. Em compensação, no Chile, o índice atinge 4,9% da população que tem práticas constantes em renda variável; enquanto que no desenvolvido Estados Unidos, alcança uma das máximas já vista: 48,2%. Os motivos para tal defasagem perante o mercado econômico internacional incluem três fatores: baixos rendimentos com renda fixa em países internacionais, ausência de cultura de investimento e pouco conhecimento financeiro. “Em países como o Chile e os EUA, as aplicações em renda fixa (poupança e títulos públicos) não tem bons rendimentos e os investidores tendem a buscar maior rentabilidade no mercado de ações. Além disso, lá existe a cultura de investir na Bolsa, que nada mais é se tornar sócio de uma empresa e ganhar com ela”, comenta Diego Ramiro, economista e proprietário da Miura Investimentos. Uma prática cultural diferente da qual é vista por aqui. A falta de disseminação dessa cultura comumente exercida nos países estrangeiros garante o desconhecimento por parte dos brasileiros. “A população brasileira não tem o hábito de buscar informações e, por isso, acaba

investindo no que é o consenso do mercado, a famosa caderneta de poupança”, completa Ramiro. Preferência por baixo risco

De acordo com a Quorum Brasil, uma empresa especializada em pesquisa de mercado, a poupança aparece no topo da lista quando o assunto é a preferência de investimentos entre os brasileiros. Em seguida, é a vez dos fundos de investimentos, acompanhados, por ordem decrescente, pela previdência privada, imóveis e ações. “O brasileiro opta por aplicações que considera de menor risco por não ter conhecimento de renda variável, na qual os investidores possuem um tabu sobre o assunto”, diz Ramiro. Para ter uma ideia, atualmente é possível encontrar ações da Petrobrás a R$ 18,50. “No entanto, o comum do mercado é comprar em lote de 100 ações; por isso, o mínimo que recomendamos é um investimento de R$ 2.000”, finaliza. Sobre a Miura Investimentos A Miura Investimentos é uma empresa que atua na captação de novos investidores e envio de ordens no mercado de ações. Credenciada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), opera por meio do Ágora CTVM, intermediando as operações de seus clientes nas mais variadas modalidades de renda variável da BM&F Bovespa e de renda fixa através de fundos de investimentos. Os sócios são economistas com sólida formação na área financeira e contam com uma equipe de profissionais altamente qualificados.

Instalada Vara da Infância e Juventude

O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Ivan Sartori, participou nesta sexta-feira (10), da solenidade de instalação da Vara da Infância e da Juventude - Atos Infracionais e Medidas Socioeducativas -; do Anexo do Juizado Especial Criminal e do Núcleo Especial Criminal (Necrim). O juiz que assume a Vara da Infância e da Juventude - Atos Infracionais e Medidas Socioeducativas é Marco Antonio Martin Vargas. Para o juiz diretor do fórum é Luiz Antonio Alves Torrano, também responsável pela 1ª Vara da Família e das Sucessões e diretor da 4ª Região Administrativa Judiciária (RAJ), “a instalação da vara é de suma importância, pois irá dividir o número de processos em tramitação atu-

Desembargador Ivan Sartori almente na 1ª, que ficará com os processos cíveis, enquanto que os feitos que envolvem atos infracionais e exigem a adoção de medidas socioeducativas passarão a ser analisados pela vara que será instalada”. Quanto ao Anexo do Juizado Especial Criminal, o magistrado ressaltou os benefícios que trará para o jurisdicionado campineiro. “Muitos

a março, mas apontam redução de 2,59% em relação ao mesmo período de 2012 Os dados do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) de abril de 2013 mostram que as vendas do varejo cresceram 5,0% em relação ao mês anterior (março), apesar de ficarem menores em 2,59% que no mesmo mês de 2012. A diminuição do consumo em relação ao ano passado, segundo o economista da ACIC - Associação Comercial e Industrial de Campinas, Laerte Martins, seria reflexo do crescimento da inflação, que já ultrapassou a meta dos 6,5%, estabelecida pelo Banco Central. “A queda no consumo á causada pelo crescimento da inflação, que provoca o aumento de preços reduzindo o desejo de comprar do consumidor”, disse o economista. Perguntado sobre o crescimento de abril em relação a março deste ano o economista disse que alguns fatores devem ser levados em consideração, um deles seria o fato de no mês de abril não ter havido feriados permitindo mais dias de trabalho no comércio.

As vendas a prazo cresceram 3,06%, enquanto as à vista, foram reduzidas em 2,13%. Na Região Metropolitana de Campinas (RMC), os números mostram as mesmas tendências dos números do SCPC de Campinas, com as vendas no varejo 2,60% menores em relação a abril de 2012. No quadrimestre, janeiro a abril, nota-se um modesto crescimento de 0,78%, número que demonstra de fato haver retração do consumo no período. A inadimplência, quando avaliada em números de carnês em atraso, cresceu em 35,74%, no quadrimestre, com um total de 52.924 carnês não pagos em 2013, contra os 38.989 carnês não pagos em 2012. Ao reajustar esses números em relação às compras a prazo, o indexador é de 7,48%, ou seja, para cada 100 compras a prazo, 7,48 estão deixando de serem pagas pelos consumidores. Os 52.924 carnês não pagos em 2013 em Campinas representam cerca de R$ 50,3 milhões que deixaram de circular no comércio varejista, assim como, os 124.527

A ACIC - Associação Comercial e Industrial de Campinas abriu inscrições para o Programa de Trainees 2013. Com duração de dois anos, o programa tem treinamento de 80 horas no primeiro turno, e de 60 horas no segundo, com oportunidade de gerenciamento de projetos de inovação. As premiações por resultado são em viagens e cursos no exterior. O superintendente da ACIC, Luiz Eduardo Drouet, define o programa como “uma proposta diferenciada, alinhada

às expectativas e anseios dos jovens profissionais”. Para preencher as seis vagas na área de Aquisição de Novos Sócios serão selecionados jovens recém-formados e formandos em áreas relacionadas à gestão, com perfil empreendedor, orientados para o mercado e comprometidos com resultados. As inscrições vão até o dia 17 de maio pelo site www. acic.bz/trainees2013. O processo seletivo ocorrerá de 20 a 24 de maio e os selecionados começarão suas atividades em Campinas (SP) no dia 10 de junho.

Luciano Meira Campinas

Luciano Meira

O economista da ACIC Laerte Martins

carnês não pagos em 2013 na RMC, representam cerca de R$ 112,5 milhões que deixaram de circular no comércio varejista da região. Na contra mão deste movimento o número de cheques sem fundos diminuiu no comércio de Campinas, no primeiro trimestre de 2012 foram emitidos 102.100 cheques sem fundos contra

ACIC abre inscrições para o Programa de Trainees 2013

daqueles processos que tramitam atualmente pelas seis varas criminais existentes em Campinas serão, a partir de agora, encaminhados para uma vara especializada.” Campinas conta com dez varas cíveis, seis criminais, duas de execuções criminais, quatro de família e de sucessões, duas da fazenda pública, duas da infância e da juventude, duas do júri e duas varas do Juizado Especial Cível. Atualmente existem 675.980 processos em andamento no Judiciário local, dos quais 4.317 deram entrada em março passado.

91.100 no mesmo período de 2013, que correspondem a emissão de 1.595 cheques sem fundos em 2012 e 1.423 cheques em 2013 diariamente. Para Laerte Martins a diminuição do número de cheques sem fundos está diretamente relacionada ao uso do “dinheiro de plástico”, os cartões de débito e crédito.

Trainees em atividade da sede da ACIC


Página 6 Edição 010 - Sábado, 11 de maio de 2013

o metropolitano

classificados

Feliz Dia das Mães

Ainda dá tempo de comprar o presente da mamãe Mall é alternativa segura e confortável aos shopping centers Com a correria das compras para o Dia das Mães, uma ótima opção em Campinas são os Mall´s. Sempre de fácil acesso e com arquitetura que facilita o fluxo de pessoas, ao mesmo tempo em que oferecem variadas opções de compras para os diferentes estilos de mães, os Mall´s vem se tornando a opção ideal para quem quer fugir dos corredores lotados dos shoppings e das intempéries que as compras nas ruas movimentadas do Centro de Campinas podem estar sujeitas. Além disso, os Mall´s acrescentam cada vez mais opções de lazer e de gastronomia em seu rol de atendimento, proporcionando aos clientes um clima agradável para realizar suas compras. Um exemplo de um Mall que vem agregando cada vez mais ofertas em seu rol de atendimento, em um clima agradável para as compras e com um endereço de fácil

acesso é o Jaguara Mall, no térreo do Centro Empresarial de Campinas, localizado no coração da cidade, na Rua Barão de Jaguara, 707, entre as Avenidas Aquidabã e Dr. Moraes Salles. Cercado de estacionamentos que trazem aos clientes comodidade e segurança, o Jaguara Mall oferece diversas opções com comércio e serviços variados, com muita qualidade e bom gosto: restaurante, roupas e acessórios, semi-jóias e acessórios, calçados femininos, salão de beleza, agência de turismo, ateliê de costura e venda de produtos, revendedora de cosméticos, entre outros. Um lugar onde com certeza encontram-se opções para agradar mães de todos os estilos. O horário de atendimento é de 2ª a 6ª feira das 7h às 19h e aos sábados das 8h às 13h. Algumas lojas mantém convênio com os estacionamentos da região.

O Metropolitano deseja um Feliz Dias das Mães à todas as mamães campineiras.


moto mundo

o metropolitano

Ponto a ponto

Vida nova Toyota aproveita a renovação do RAV4 para entrar de vez na briga no segmento de SUVs médios

O sistema de cotas criado pelo governo “aguou” o negócio de várias marcas no Brasil. Algumas até estouraram o volume de importação permitido antes mesmo do início do quarto trimestre. Para a Toyota, ao contrário, os limites do Inovar-Auto viraram uma vantagem. Graças à cota, o RAV4 pôde se tornar um real concorrente no segmento de utilitários esportivos médios – aproveitando a renovação do modelo, importado do Japão. A montadora tem o direito de trazer 10 mil unidades do exterior sem pagar o super-IPI, de 30% adicionais, e decidiu que estas unidades virão para encarar de frente os rivais. Como a Honda com seu CR-V, produzido no México. E também outros orientais que vêm dominando o segmento, como Huyndai iX-35, Kia Sportage e Mitsubishi ASX. O novo

RAV4 chega com novo visual, melhor equipado e, mais importante, preço equiparado ao dos concorrentes. Esta atitude criou um fato pouquíssimo usual no mercado brasileiro: o novo RAV4, tratado como nova geração pela Toyota, chega mais barato do que o modelo que acaba de sair de cena. O modelo básico, 4X2 e com motor 2.0 com câmbio continuamente variável, CVT, fica por R$ 96.900. A versão intermediária utiliza o mesmo trem de força, mas tem tração integral e vários equipamentos a mais, está tabelada a R$ 109.900. O configuração de topo vem com um propulsor 2.5 – evolução do 2.4 utilizado no antigo RAV4 –, câmbio automático de seis marchas e custa R$ 119.900. O desemprendimento da marca não foi pequeno. O modelo 2.4 4X4 antigo vinha bem menos

Página 7 Edição 010 - Sábado, 11 de maio de 2013

equipado, tinha um câmbio automático antiguinho, de quatro velocidades, e custava R$ 125 mil. E a versão 4X2 saía a R$ 110 mil. A estratégia da Toyota é claramente ganhar no volume. Antes o RAV respondia a uma escala dentro da própria concessionária da marca. O preço do RAV era relacionado ao da SW4. Com a mudança, a expectativa em relação ao modelo é simplesmente dobrar as vendas, de 400 para 800 unidades mensais – a sobra seria usada para importar Camry e Prius, dois modelos de imagem. Não parece nada improvável que esta meta seja alcançada. Para começar, esta média está até abaixo da obtida pelos SUVs médios que lideram o segmento no mercado. Depois, o RAV4 ganhou apelo estético e de conteúdo nessa nova fase – principalmente

termediária ostenta recursos bem mais interessantes. Vem com seis airbags, câmara de ré, botão de ignição e chave com destravamanto por aproximação, além da tração integral. A versão topo, que deve responder por apenas 10% das vendas totais, tem rigorosamente os mesmos recursos da intermediária, a não ser pelo acréscimo do trem de força mais poderoso e do teto solar. Na parte visual, o avanço do crossover da Toyota foi também notável. A começar pelo espete, que foi para um lugar mais apropriado, no assoalho do compartimento de bagagens – o que provocou um “encolhimento” de 3 cm, para 4,57 metros. A plataforma do RAV4 manteve a arquitetura do modelo antigo. Por isso, tem a mesma angulação nas colunas e também o entre-eixos de 2,66 metros. Já altura é igual, mas ficou 4

nas versões intermediária e de topo. Não é caso da básica, que de fato faz jus a esta definição. Desde o acabamento até a chave de ignição – igual à do Etios, por exemplo –, tudo ali foi pensado para reduzir o custo e valorizar ainda mais os apetrechos das versões mais completas. De mais sofisticado, ela tem sensor de obstáculo traseiro, rodas de liga leve e conexão Bluetooth – além dos “obrigatórios” ar, direção, trio, ABS e airbags frontais. Já a versão in-

cm mais largo. O ganho nas linhas da traseira, porém, extrapola a simples retirada do pneu sobressalente. Os traços mais marcantes das linhas do modelo ficam ali, no recorte de tampa, vidro traseiro e aerofólio. Já a frente ostenta o mesmo sorriso presente no Etios e que representa a nova identidade da marca. E, de alguma forma, espelha o otimismo com que a Toyota vem encarando o mercado brasileiro e a retomada da liderança do mercado mundial.

Desempenho – Apesar da diferença de tamanho e potência, os motores do RAV4 respondem de maneira bastante semelhante. O propulsor 2.5 tem bons 179 cv e 23,8 kfgm de torque, mas é ligeiramente anestesiado pelo câmbio automático de seis marchas. Ainda assim, tem agilidade nas acelerações e retomadas. Já o motor 2.0 é semelhante ao do Corolla, embora não seja flex, e fornece 145 cv e 19,1 kgfm. Este tem a vantagem de contar com um câmbio CVT, que mantém a relação mais apropriada para responder prontamente à pressão do acelerador. No final das contas, os motores conversam bem com os câmbios mas nenhum dos dois emociona ou enerva quem está ao volante. Nota 7. Estabilidade – A Toyota manteve o acerto “europeu” que o antigo RAV4 tinha. A suspensão é rígida o suficiente para impedir as rolagens laterais e a absorção das irregularidades ficam a cargo dos pneus de perfil bem avantajado, 225/65 R17. Esta lógica resulta numa melhor dirigibilidade em pisos mais regulares, em ruas pavimentadas ou rodovias, e exalta mais o lado “crossover” do modelo da Toyota, como aliás ocorre com praticamente toda a concorrência. Nota 8 Interatividade – O RAV se mostra bem menos parcimonioso no número de equipamentos que o modelo anterior. O modelo básico 2.0 4X2, que deve responder por 70% das vendas, tem sistema de som com Bluetooth, sensor de ré, computador de bordo e retorvisores externos rebatíveis eletricamente, mas a ausência de controle de cruzeiro para um modelo com câmbio CVT não tem lógica. A situação melhora nas outras versões, bem mais caras, com câmara de ré, bancos elétricos e retrovisor interno eletrocrômico. A direção é bastante comunicativa e tem boa pegada. Nota 8. Consumo – Segundo o InMetro, o novo RAV4 não faz feio. O motor 2.0, 4X2 ou 4X4, conseguiu classificação A no segmento e C no geral ao fazer médias de 9,5 km/l na cidade e 10,9 km/l na estrada. O motor 2.5 4X4 ficou com B no segmento e C no geral, com 8,7 km/l na cidade e os mesmos 10,9 km/l na estrada do motor menor. São bons números para um modelo com mais de uma tonelada e meia de peso. Nota 8. Tecnologia – Em vez de criar um novo RAV4, a Toyota preferiu promover uma forte renovação no antigo. Ele manteve a mesma arquitetura do modelo lançado em 2005, com alteração na qualidade dos aços estruturais para aumentar a rigidez torcional. Os motores também são evoluções de propulsores já conhecidos. O 2.0 é o mesmo aplicado ao Corolla e o 2.5 é um aprimoramento do 2.4 do antigo RAV. O sistema de tração também não mudou: é on-demand com transferência de, no máximo, 50% da tração para o eixo traseiro. Mas agora ganhou um gerenciamento eletrônico mais moderno. Em relação à segurança, nada de muito impressionante. Airbag e seis airbags apenas nas versões caras. Falta controle de estabilidade, recurso desejável em um modelo com 1,70 metro de altura, e GPS, presente até no defasado Corolla. Nota 7. Conforto – O RAV4 oferece uma boa área para até cinco ocupantes. Há bom espaço lateral e para as pernas dos passageiros que vão atrás, que ainda contam com encosto reclinável. Os bancos não são muito macios, mas sustentam bem o corpo. A suspensão firme e os pneus de perfil alto formam um bom conjunto, principalmente em pavimentos de melhor qualidade. Em pisos menos nivelados, esta equação não funciona tão bem. As vibrações chegam aos ocupantes com pouca filtragem. Nota 8. Habitabilidade – Estranhamente, a boa altura do modelo externa do RAV4 não se reflete internamente numa posição mais ereta para os ocupantes. O assento fica próximo ao assoalho e faz com que o joelho fique muito dobrado. Por outro lado, as portas são amplas e a altura do modelo facilita o entre-e-sai. A Toyota não revela a capacidade de carga até a altura do vidro, que fica em torno de 500 litros. Ocupado até o teto, cabem 1.087 litros. Se for tratado como uma Kombi qualquer, com carga até o teto e com os bancos rebatidos, passa de 2 mil litros. O melhor é que a tampa do porta-malas agora articula para cima e não para o lado, como antigamente, já que não carrega mais o espete. Nota 9. Acabamento – A versão de entrada, que vai responder por 70% das vendas, tem um acabamento sofrível, apesar de custar quase R$ 100 mil. No tablier, o painel imita a forração em couro que realmente existe nas versões superiores. Há plásticos em excesso, alguns com pintura metalizada, todos rígidos e desagradáveis ao toque e ao olhar. O revestimento dos bancos e do painel das portas também não transmitem qualquer requinte. Nas configurações 4X4, revestidas em couro, o ambiente melhora um pouco. Há muitas rebarbas nas placas de plástico, mas nenhuma imprime tanta falta de qualidade quanto a que cobre o fundo da mala. Nota 6. Design – Foi o ponto em que o RAV4 verdadeiramente evoluiu. O desenho da frente é uma versão mais aprimorada e requintada da utilizada pelo compacto Etios, em que parece que o carro está com um sorriso estampado. O perfil ficou aprisionado nas dimensões e nos ângulos das colunas da geração anterior, mas a solução para a tampa do porta-malas, agora sem o estepe, foi original e interessante. A lataria abaixo do vidro é ressaltada e forma uma espécie de minivolume. A lanterna foi horizontalizada e dá um aspecto bem agressivo. Internamente, o design é bem conservador, com intrumentos concentrados em um cluster quadrangular. Nota 8. Custo/benefício – O modelo mais barato regula com os rivais diretos, como Honda CR-V, Hyundai iX-35, Kia Sportage e Mitsubishi ASX. As versões com tração integral são bem-equipadas, mas têm valores mais salgados. De qualquer forma, o RAV4 evoluiu neste aspecto e ganhou melhores condições de brigar entre os SUVs médios. Nota 8. Total – O Toyota RAV4 somou 77 em um máximo de 100 pontos.


Página 8 Edição 010 - Sábado, 11 de maio de 2013

auto mundo

o metropolitano

Novata na vitrine

Naked Street Triple chega ao Brasil no início de junho para reforçar plano de expansão da Triumph A Triumph voltou a operar no Brasil em outubro do ano passado. Desde então, já oferece uma gama de seis modelos. A próxima motocicleta a chegar à única loja brasileira da marca, em São Paulo, é a Street Tripple, apresentada em 2007 e que foi atualizada pela marca inglesa no ano passado. A moto é uma espécie de “versão reduzida” da Speed Triple, de 1050 cc, já disponível para vendas por aqui. A nova naked, de 675 cc, será lançada na segunda quinzena de maio e começa a ser vendida no início de junho. O preço ainda não foi confirmado oficialmente. Mas, segundo um representante da concessionária, deverá ficar em cerca de R$ 34 mil. Quando a Triumph decidiu lançar a Street Triple, a primeira impressão era de apenas uma releitura menos potente da Speed Triple. No

entanto, as alterações da marca na ciclística deixaram a nova naked com personalidade própria. Da versão anterior para a moto renovada, apresentada no Salão de Colônia do ano passado, a principal diferença está no novo chassi, concebido para baixar o centro de gravidade. A peça tem novos componentes, como um sub-chassi, que aumenta a rigidez e a agilidade. O motor, de três cilindros, 12 válvulas e refrigeração líquida, gera 105 cv de potência na faixa das 11.850 rpm e torque máximo de 6,9 kgfm, presentes aos 9.750 giros. A substituição de alguns materiais, incluindo partes do motor, deixou a Street Triple 2013 6 kg mais leve – agora, com 183 kg em ordem de marcha e 167 kg de peso seco. Para frear a Street Triple, a Triumph empregou discos duplos flutuantes de 310 mm nas rodas dianteiras e um

disco de 220 mm atrás, além de ABS. A renovada Street Triple tem no escapamento a principal mudança estética. A atualização levou o cano triplo para baixo, o que influencia ainda no comportamento da moto, já que também reduz o centro de gravidade. Na frente, apenas pequenos detalhes, como as novas caixas dos retrovisores e uma nova carenagem nas laterais. O desenho do assento também foi renovado, o que dá à moto um perfil mais robusto. A Street Tripple, logicamente, tem papel estratégico no plano de expansão da Triumph no Brasil. Desde o lançamento, em 2007, a naked assumiu o posto de modelo mais vendido da marca em todo o mundo. O plano da fabricante é de expandir a rede de concessionárias para mais 11 lojas até dezembro deste ano – antes, a meta era ter 12 lojas apenas no final de 2014. A Triumph também vai ampliar a linha de montagem das motos “brasileiras”, em Manaus, e aumentou a expectativa de vendas para este ano. Antes eram previstas 2.000, agora a marca já fala em 2.500 unidades.

Sedutora leveza

A Street Triple conquistou já nos primeiros metros. A moto fica extremamente à vontade nas ruas e a altura de 0,80 metro do assento não é problema. Embora haja espaço para um passageiro, ele não é bem tratado pela moto. Porém, a posição de pilotagem, com o tronco levemente inclinado para a frente, agrada e ajuda a lidar com os 105 cv da naked. A sensação de controle da Street Triple é reconfortante. Desde o início, a condução é simples e o motor de três cilindros acaba rapidamente com as dúvidas. Depois de alguns quilômetros na cidade, onde a moto se sai muito bem, ao ganhar a estrada, a progressão empolga. A transmissão não deixa “buracos” em qualquer situação. O principal aspecto negativo, comum à maioria das motos do segmento, é a exposição ao calor do motor, o que incomoda bastante após algum tempo de pilotagem. O trabalho realizado no chassi deu resultados e a estabilidade, de fato, melhorou. Ao frear, a moto para rapidamente e praticamente sem transferência de carga. Esteticamente, a Street Triple não chama muita atenção. Porém, a naked não é para ser olhada, mas guiada. E esse papel ela cumpre muito bem.


NESTA EDIÇÃO

Arte e Cultura 2 Gastronomia e Turismo 3 Entretenimento e Agenda Kids 4 Social e Agenda 5 Entretenimento TV 6 Entretenimento TV 7 Saúde e Bem Estar 8 Edição 010 - Campinas/SP, 11 de maio de 2013

Grupos de peso (e fôlego) no festival Grandes Bandas Grandes no Almanaque Café

Lucas Bonetti Octeto, Fernando Corrêa, Kamba Combo e Big Band Jovem do Conservatório de Tatuí mostram sua versatilidade sempre as terças deste mês; de quebra, homenagem ao grande compositor e maestro Moacir Santos, o chamado “Ouro Negro” do Brasil Grupos de peso (e fôlego) irão mostrar sua sonoridade criativa no palco do bar Almanaque Café toda terça-feira de maio. Trata-se da segunda edição do Festival Grandes Bandas Grandes, idealizado e produzido pelos músicos Tiago Gomes (produtor) e Caco Piccoli (empresário), já considerada uma vi-

trine de difusão cultural das big bands. Neste mês, o público poderá conferir Lucas Bonetti Octeto e Fernando Correa, Kamba Combo e Big Band Jovem do Conservatório de Tatuí. O repertório, um caldeirão do fino da produção brasileira com variações rítmicas. “Grandes Bandas Grandes trabalha para que o público tenha a oportunidade de ouvir e vivenciar uma sonoridade única. Por isso, nosso festival trabalha para que essa cultura ganhe cada vez mais visibilidade”, afirma Tiago Gomes, também integrante do Kamba Combo.

CIS-Guanabara inaugura duas novas exposições A partir de 09 de maio o CIS-Guanabara apresenta duas novas exposições em suas galerias. A exposição “Entretantos” do grupo Antropoantro e a exposição “Herculano Bernardes Fotografias 2013” do fotógrafo Herculano Bernardes. O Antropoantro, formado em 1999, conta hoje com um grupo de sete artistas residentes em Campinas, que se reúnem semanalmente no Sílvia Matos Ateliê de Criatividade para discutir as práticas artísticas contemporâneas e se aprofundar nos estudos sobre arte. Além do trabalho coletivo do grupo que já participou de várias exposições em museus, bienais, intervenções urbanas, performances, tanto no Brasil como no exterior, cada uma das artistas desenvolve seu trabalho individual. Nessa trajetória, pela primeira vez, o Antropoantro faz uma exposição coletiva de fotografias. Esta tem sido a técnica usada preferencialmente por alguns membros do grupo e, certamente, todas as ântropas recorrem a ela de vez em quando. Desta vez, todos os trabalhos apresentados são de fotografia, modificada ou não com recursos que a tecnologia oferece. Assim, entre os vários trabalhos do Antropoantro, a fotografia é privilegiada em ENTRETANTOS. A exposição “Herculano Bernardes fotografias 2013” é composta de cerca de 20 fotografias de Herculano Bernardes sobre a Ilha dos Len-

çóis, localizada no Maranhão – Piauí. Ilha dos Lençóis está situada nas reentrâncias do Maranhão, no município de Cururupu - Arquipélago de Maiaú. Os moradores da Ilha a consideram encantada. Diz a lenda que Dom Sebastião rei de Portugal, que desapareceu em 1.578 aos 24 anos de idade na famosa

batalha de Alcácer Quibir no Marrocos,habita a Ilha e que em noite de lua cheia costuma aparecer em forma de um Touro Encantado com uma estrela dourada na testa; se alguém conseguir atingi-la, ferindo o animal, o reino será desencantado e a cidade de São Luís irá submergir e em seu lugar surgirá a cidade en-

cantada que guarda os tesouros do rei. Habitada por aproximadamente 450 pessoas que vivem da pesca, tem seu território praticamente coberto por areia branca e muito fina, alguns poucos coqueiros,cabras desnutridas e cães magros fazem parte do cenário árido do lugar. Serviço Exposições:”Entretantos” do grupo Antropoantro e a exposição “Herculano Bernardes Fotografias 2013” do fotógrafo Herculano Bernardes. Período da mostra: até 27 de maio de 2013. Local: CIS-Guanabara - UNICAMP (Rua Mário Siqueira 829, Botafogo) Horário de visitação: de segunda à sexta - feira, das 09h às 17h (Entrada gratuita).

Serviço Festival Grandes Bandas Grandes - Terças de maio, às 21h 14/05 – Lucas Bonetti Octeto convida Fernando Correa 21/05 – Projeto Kamba Combo – Tributo Moacir Santos 28/05 – Big Band Jovem do Conservatório de Tatuí – Tributo Michel Camilo - Local: Almanaque Café (Avenida Albino José Barbosa de Oliveira, 1240. Barão Geraldo. Campinas. SP). Couvert: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Estacionamento no local -Serviço de manobrista - Valet - R$ 8,00. Informações:3249 0014 www.almanaquecafe.com.br

As Polacas é destaque do SESI Amoreiras

Bonecas Quebradas Produções Artísticas traz para o SESI Campinas o Espetáculo As Polacas - Flores do Lodo. Quase esquecida nos porões da memória, entra em cena a vida das jovens judias prostitutas do Leste Europeu que imigraram no século XIX para as Américas. Boa parte delas foi aliciada pela rede Zwi Migdal, de tráfico de mulheres. Drama, samba e música judaica, dor e humor numa narrativa original, que alinha mulheres de vida nada fácil judias e negras - numa história surpreendente, tendo os fatos reais como elo na tessitura da ficção. Do roteiro musical, fazem parte canções originais, especialmente compostas para essa peça, além de samba, polca, maxixe, milonga e canções do repertório

ídiche e do folclore judaico. O espetáculo é vencedor do prêmio Miriam Muniz 2012, da Funarte. A Bonecas Quebradas Produções Artísticas constitui-se de atrizes e pesquisadoras das artes cênicas, cujo interesse comum é criar espetáculos com temas do universo feminino em variados contextos. Serviço: Espetáculo “As Polacas – Flores do Lodo” Local: Teatro do Sesi Campinas (Av. das Amoreiras, 450, Parque Itália. Tel:3772-4100) Data: 11 e 12 de maio. Horário: sábado, às 20h; domingo, às 16h e 19h Entrada: gratuita. Os ingressos serão distribuídos com 1 hora de antecedência do início da apresentação


Palhaçada na Praça A Cia Tomara Que Não Chova apresenta esse sábado, 11/05, na Praça Centro de Convivência - Cambuí - (Feira Hippie) o espetáculo Caravana Roliday. Estrelado por Camila Cardinali e Rodrigo Senden, o Caravana Roliday apresenta o encontro inusitado da delicada palhaça Petúnia com o explosivo palhaço Espuleta. Os dois se unem trazendo a pureza e a alegria do palhaço para a rua, homenageando o picadeiro do circo. Nessa união entre dois paspalhos tudo pode acontecer! Serviço: Espetáculo: Caravana Roliday, com Camila Cardinali e Rodrigo Senden Direção: Rodrigo Senden Duração: 45 min. Dia: 11/05/2013 Horario: 11:30h Local: Praça Centro de Convivência - Cambuí - (Feira Hippie) “Ingressos no Chapéu”

arte e cultura

o metropolitano

Rock todas as vertentes

Nesse 2º domingo do evento mais 6 bandas se apresentam na Estação Cultura. As banda de rock autoral ( composição própria) foram classificadas por meio de Edital da Secretaria de Cultura.

Ao todo foram selecionadas 18 bandas divididas em 3 domingos de apresentações. As Bandas deste domingo são: Onzevolutie, Cavaleiro Dragão, Bob do Rock, Controversus,Amazon, Kuav.

Serviço: ROCK TODAS AS VERTENTES II - 2ª edição 12 de maio (domingo). Das 14h às 20h. Entrada Gratuita Estação Cultura (Praça Floriano Peixoto s /nº - Centro)

canda e educando participantes das oficinas realizadas durante 04 meses de atividades. Os participantes são moradores de comunidades populares das cidades de Campinas, Sumaré e Paulínia. O CDI Campinas é uma ONG sem fins lucrativos, que atua na formação de rede de inclusão digital, implementando e acompanhando CDIs

Comunidade, em parceria com outras ONGs e espaços públicos que atendem comunidades em risco social. A Rede CDI Campinas tem hoje 28 CDIs Comunidades que formam 3,5 mil educandas e educandos por ano. Além disso, desenvolve Cultura Digital através projetos pontuais e específicos por intermédio de Editais diversos.

Mostra de fotografia Comunidade em Foco II Suelen Maiara de Oliveira

Página 2 Edição 010 - Sábado, 11 de maio de 2013

O Projeto Comunidade em Foco – Fotografias Digitais, viabilizado pelo Programa de Ação Cultura do Estado de São Paulo (PROAC), e organizado pelo CDI Campinas, está em sua 2ª Edição e traz uma Exposição, no Museu da Imagem e do Som - MIS, com as 140 melhores fotos captadas e um livro com uma fotografia de cada edu-

Maio no Espaço das Artes do CIESP é o período de óleos e aquarelas

O Espaço das Artes do Ciesp-Campinas apresenta em maio as divagações de temas da artista Eufrázia Fregonezi. São amplas paisagens, detalhes arquitetônicos, natureza morta, flores e pessoas, entre outros.Com o nome artístico de Eufrázia, forma simplificada como assina seus trabalhos, a artista participa regularmente de exposições coletivas e várias individuais, como essa. Eufrázia é natural da cidade de Fartura, interior de São Paulo, mas reside atualmente em Campinas, onde se dedica ao aprimoramento da arte. A ar-

tista é integrante do anuário Art Gallery in Brasil, edição 2010 e utiliza várias técnicas de pintura em suas telas, destacando-se os óleos e acrílicos e as aquarelas. Serviço: A exposição da artista Eufrázia Fregonezi, fica aberta ao público, no Espaço das Artes do Ciesp-Campinas de 2 à 31 de maio de 2013, das 8h30 às 17h30, de segunda a sexta. O Espaço das Artes fica na sede da entidade à Rua Padre Camargo Lacerda, 37 - bairro Bonfim, em Campinas. Fone (19) 37432200.


arte e gastronomia

o metropolitano

Feira Cultura e Arte de Barão Geraldo na Praça do Coco

Fabiana Ribeiro

A Praça do Coco de Barão Geraldo nasceu de um projeto realizado a partir de 1999, na Praça Irmã Carmela Stecchi. Iniciado a partir de um pequeno comércio de água de coco e caldo de cana, em uma velha perua Kombi, hoje o local conta com uma agradável Feira de 25 barracas dos mais variados tipos de trabalhos de arte e artesanato. Além do famoso quiosque do coco, possui também uma área de alimentação e um espaço para as crianças. Toda semana há a apresentação de artistas das mais variadas atividades, desde circense, cantores, danças do ventre, tango, capoeira, malabares, comediantes, etc. Esta semana quem se apresenta é Francisco Cardoso e Banda, tocando Rock e MPB. Praça do Coco – Barão Geraldo (R. José Martins, 738). Data: 11 de maio (sábado), das 10h às 15h

Feijoada do Bem no Giovannetti

Creche promove feijoada para angariar fundos

As camisetas-convite para a Feijoada do Bem da creche Bento Quirino, marcada para o dia 18 de maio, das 12h às 17h, no Giovannetti do Cambuí, já estão à venda na unidade I da entidade, à Rua Cônego Cipião, 802, no Centro, em Campinas, ao preço

de R$ 75,00 por pessoa. No valor, além do bufê do tradicional prato brasileiro e das sobremesas, estão inclusos dois chopes, água e refrigerante à vontade. Fundada em 1964, a Bento Quirino conta com duas unidades em Campinas

(Centro e Jardim Itatinga) e atende mais de 500 crianças e adolescentes. O Giovannetti Cambuí está localizado à Rua Padre Vieira, 1.277, Cambuí. Mais informações pelo telefone 19.3231-2831, das 8h às 17h, de segunda a sexta.

Novas formas de viver no Cine Doc CPFL Cultura O mundo virtual e as novas formas de viver estão entre os temas tratados em linguagem documental no Cine Doc CPFL Cultura deste mês. Todas as quartas-feiras de maio, o público pode conferir o filme em duas sessões, às 19h e às 20h. Os docs integram a coleção de 30 títulos produzidos pelo Instituto CPFL Cultura.

Pode-se dizer que a invenção do rock’n roll deu-se paralelamente à construção da juventude enquanto categoria social. Fenômeno cultural intimamente ligado à rebeldia, o rock se insere em um movimento estético mais amplo, transformador dos costumes e da moda. Apesar do rock ser uma manifestação frequentemente incorporada ao mains-

tream, ele também possibilita o surgimento de algo que escapa a esse “adestramento”, abrindo uma brecha para a transgressão. Apropriando-se de toda a história da música norte-americana para criar sua própria trajetória, Bob Dylan se insere nesse movimento como um guru da poesia e um símbolo do pensamento nômade e rebelde.

Cine Doc: Instituto CPFL Cultura (Rua Jorge Figueiredo Corrêa, 1632. Chácara da Primavera. Campinas. SP). A entrada é franca. 15/05, às 19h e 20h - Sociologia da crise. Jorge Bodanzky, Brasil, 2009, documentário, 24 min,. 22/05, às 19h e 20h - Sustentabilidade e novos modos de viver. Ricardo Carvalho, Brasil, 2009 documentário, 27 min. 29/05, às 19h e 20h - Juventude e rock n´roll. Flora Lahuerta e Luanda Baldijão, brasil, 2010, documentário, 25 min.

Página 3 Edição 010 - Sábado, 11 de maio de 2013

Senac recebeu a 6ª etapa do Festival Sabor de São Paulo

Aconteceu quarta (08/05) em Campinas, a sexta etapa do Festival Sabor de SP. O festival Sabor de São Paulo, uma parceria entre Prazeres da Mesa e a Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, com o apoio do Senac, tem o objetivo de mapear os pratos típicos, produtos e matérias-primas que caracterizam a identidade gastronômica paulista Este mapeamento dará suporte para a produção do Guia de Turismo Gastronômico oficial da Secretaria de Turismo “no qual São Paulo vai desfilar a sua gastronomia, com a atuação de todos esses empreendedores e onde vai mostrar para todo o Brasil e para o mundo a riqueza do interior do Estado”, argumentou o Secretário de Turismo do Estado Cláudio Valverde Segundo o Secretário, o apoio do Senac, referência nacional e internacional em turismo e gastronomia, foi fundamental para o sucesso do programa, devido a excelência de suas escolas, o comprometimento de suas equipes e por ser a única instituição capaz de dar a infraestrutura que um evento gastronômico desse porte requeria. Para Irecê Nabuco de Araújo, gerente da instituição, esse evento casou-se perfeitamente com a ideologia do Senac, que “olha a gastronomia com o dna da comunidade, da região, dos costumes e do povo que constrói essa região”. Segundo Irecê, o Senac tem o objetivo de desenvolver a comunidade na qual está inserido por meio da capacitação de seus cidadãos visando à sustenta-

bilidade e a observância da economia local. As seis primeiras seleções do festival acontecem, desde janeiro, em cada Macrorregião do Estado, onde são definidos os 30 pratos que estarão na última etapa do Festival Gastronômico Sabor de São Paulo, em junho, na capital paulista. Depois da etapa de Águas de São Pedro/ Campinas, apadrinhada pelo chef Jefferson Rueda, do res-

gança, do Restaurante Linguiçaria Real Bragança, de Bragança Paulista; Imbruio caipira, do recém-inaugurado Restaurante Coisas di Buteco, de Piracicaba; Bocado com sete recheios, um sabor em cada mordida, do Restaurante Adega e cachaçaria Therense, do Pirassununga. Segundo o chef Rueda, no entanto, todas são vitoriosas por terem chegado até essa etapa e irão fazer parte do Guia de Turismo

taurante paulistano Attimo, conhecido por praticar uma cozinha que classifica como “ítalo-caipira”, a caravana segue para a cidade de São Paulo, onde o evento ocorrerá nos dias 28, 29 e 30 de junho, no Parque da Água Branca. Na final, serão eleitos os grandes vencedores de todo o festival. Dez receitas da região foram degustadas pelo público e júri especializado e cinco foram as selecionadas para a etapa final: Forrobodó no Farnel, do Restaurante Estação Marupiara, de Campinas; Panino de Porchetta, do Restaurante Cantina Biagio, de São Paulo; Baronesa de Bra-

Gastronômico. Além das receitas selecionadas para degustação, figuras ilustres, como a apresentadora Palmirinha, prestigiaram o evento, houve a apresentação do Projeto Padaria Artesanal e outras empresas demostravam seus produtos, como a Família Ferragut, de Vinhedo, com o suco de uva que adoçou os paladares de todos e o pessoal da Rota Gastronômica do Cambuci, que apresentou à Campinas esse fruto próprio da Mata Atlântica do qual é possível preparar mais de 300 pratos além de suco, molhos, cachaça e licor.

composto por madeiras nobres brasileiras, granito, lounges ambientados com mesas, cadeiras e pergolado, iluminação intimista e uma grande varanda com deck

e a vista do belo lago ornamental. No comando da cozinha estão os chefs Leandro Silvano e Eduardo Ramos.

Almoço Especial para as Mamães no Royal Palm Plaza Restaurantes La Palette e Terraço Gourmet: opções especiais e requintadas para comemorar o Dia das Mães O Royal Palm Plaza promete muito sabor e opções para comemorar o Dia das Mães. Mas em vez de oferecer uma opção, apresenta duas, uma para cada tipo de mãe. A primeira opção é o La Palette - um bistrô que une o requinte da alta gastronomia francesa ao charme da cozinha brasileira contemporânea, em um ambiente aconchegante. O menu, assinado pelo chef Daniel Valay, traz preparações deliciosas, além de uma ampla carta de vinhos. Já o Terraço Goumert exibe uma decoração elegante e contemporânea, com ambiente


Página 4 Edição 010 - Sábado, 11 de maio de 2013

o metropolitano

entretenimento e agenda kids

A Coelhinha das Orelhas Grandes Aquela coelhinha era tão branca como as outras. Mas havia nela alguma coisa que a tornava diferente das demais; o seu entusiasmo pelas próprias orelhas. Acreditava que eram as maiores e mais bonitas de toda a região. - Ah, como me sinto bem com essas belíssimas orelhas! Exclamou, um belo dia à porta de sua toca. São tão grandes e tão belas! As outras coelhas e seus respectivos maridos admitiam que eram orelhas muito bonitas; mas nada mais. Por que ela era assim tão vaidosa? - A vida não depende de nossas orelhas, mas sim de nossas patas. Quanto mais ágeis e robustas forem, melhor para nós, costumavam dizer-lhes suas companheiras. Mas a coelhinha não se convencia. Cada vez mais vaidosa, passava os dias a experimentar novos penteados que estivessem de acordo com suas esplêndidas orelhas. Não vivia para outra coisa. Um belo dia, porém, a Natureza pôs as coisas no seu devido lugar. O lobo encontrou sua despensa vazia e, como tinha fome, decidiu sair para caçar. Como os outros animais de sua espécie, sentia uma atração especial por coelhos. Assim que os coelhos daquela região viram a sombra do lobo desataram a correr. Mas a coelhinha, ignorando o perigo que se avizinhava e ensaiando penteado após penteado, quase não se deu conta da presença do lobo. Felizmente, apercebeu-se no último instante e fugiu

Teatro Espetáculo: Chapeuzinho Vermelho, com a Cia. Sotac Local: Teatro Sotac (R: Barão de Jaguara, 02, Centro – Campinas. Tel:(19)32352266). Data: 11 e 12 de maio (sábado e domingo). Horário: sábado às 17h; domingo às 11h e 16h Entrada: R$20 (inteira) e R$10 (meia e carteirinhas de “AMIGOS DO TEATRO”) O Metropolitano é parceiro do Sotac. Recorte o bônus que se encontra na página 08 deste caderno do jornal e pague apenas meia entrada. Espetáculo: Um ratinho e a Lua, com a Cia. Fios de Sombra Local: Teatro do Sesc (R: rua Dom José I, 270/333 Bonfim) Data: 11 de maio (sábado). Horário: 16h. Entrada: de R$ 1,00 à R$4,00 Espetáculo: O Pato, a Morte e a Tulipa, com a Cia. De Feitos Local: Sesi Campinas/Amoreiras (Avenida das Amoreiras, 450 13036-225 Parque Italia. Tel: 3772-4100) Data: 17 e 18 de maio. Sexta às 15h e sábado às 16h Espetáculo: Super Mamãe Água e a Gotinha Sapeca (Especial dia das Mães) Local: Praça de alimentação do Shopping Parque das Bandeiras (Av: John Boyd Dunlop, 3900. Tel:3728-4000)

a toda velocidade em direção à água do rio mais próximo. Desesperada, atirou-se para dentro dele e, milagre dos milagres, suas orelhas grandes e largas serviram-lhe para manter-se flutuando. Com elas, a coelhinha remou até estar fora do alcance do lobo. Que grande susto! Ela reconsiderou suas atitudes e prometeu que, dali em diante, prestaria menos atenção às suas orelhas e mais ao que se passasse à sua volta. Autor desconhecido

Esse espaço é destinado à publicação dos projetos infantis desenvolvidos nas escolas de Campinas Mande a foto de seus alunos (devidamente autorizada pelos pais), o nome da escola, da professora, a série/ano e o nome de seu projeto com uma descrição do mesmo. Como estamos em uma editoria infantil, por favor, escreva seu texto de uma forma que as crianças também poderão compreendê-lo. Não se esqueça de mandar seu contato, para que outras escolas possam aprender com sua experiência. A Equipe do O Metropolitano acredita que esse espaço se tornará uma ferramenta importante para as escolas campineiras dividirem entre si experiências de sucesso que irão auxiliar na qualidade da educação de nossas crianças. Além de também ser um espaço onde o aluno/criança se reconheça e comece a descobrir o prazer da leitura de um jornal. E-mail: taninho@ometropolitanocampinas.com.br

Data: 12 de maio (domingo). Horário: às 14h e às 17h. Entrada: gratuito Atividades Infantis Contação da história Uma viagem com muitas Mães, com Os Tonicos Local: Livraria Saraiva do Galleria Shopping (Rod. Dom Pedro, km 131,5. Tel:32070503) Dia: 11 de maio (sábado). Horário: 17h. Entrada: gratuita Oficina recreativa ramalhete de flores para mamãe, com grupo Arte & Manhas Local: Livraria Saraiva do Shopping Iguatemi Campinas (Av. Iguatemi, 777, Vl. Brandina. Tel:(19)32520223) Data: 11 de maio (sábado). Horário: 15h. Entrada: gratuita. Oficina: Decoração de caderno de receitas da mamãe – Feliz dia das mães Local: Hall do auditório da Livraria Cultura do Shopping Iguatemi Campinas (Av. Iguatemi, 777, Vl. Brandina. Tel:37514033) Dias: 11 e 12 de maio (sábado e domingo). Horário: 14h30. Entrada: gratuita. Oficina: Chapeuzinho Vermelho - Uma Aventura Borbulhante – Especial Dia das Mães Local: Palco central do Galleria Shopping (rod. Dom Pedro, km 131,5. Tel:3766-5300) Quando: 12 de maio (domingo). Horário: das 13h às 20h. Entrada: gratuita

Chapéuzinho Vermelho


social e agenda

o metropolitano

Página 5 Edição 010 - Sábado, 11 de maio de 2013 Reinaldo Nunes

Divulgação

07/05 à 08/06/ - das 10h às 17h - EXPOSIÇÃO - Mostra de fotografia “Comunidade em Foco II – 2012”. Exposição originada de oficinas de fotografia digital realizadas pelo CDI Campinas em comunidades populares das cidades de Campinas, Sumaré e Paulínia. 11/05 - (16:00) - Cinco Câmeras Quebradas. Direção de Emad Burnat e Guy Davidi. Oscar 2013 de Melhor Documentário. França, Israel, Holanda, Palestina, 2011. Colorido, 94 min 11/05 - (19:30) - Ex isto. Livre adaptação de Catatau de Paulo Leminski, por Cao Guimarães, 2010, 86 min. 13/05 - (19:00) - Padre Milton Santana. Direção de Juliana Siqueira. Brasil/Campinas, 2013, 28min 17/05 - (19:00) - Frida: Natureza Viva. Direção de Paul Leduc. México, 1985. 108 min

Daniela Mercury

Reinaldo Nunes

O MIS fica no Palácio dos Azulejos - Rua Regente Feijó, 859 - Centro - Campinas - Telefone: (19) 3733-8800. Acesse o site para consultar as sinopses dos filmes: http:// www.miscampinas.com.br Rui Tomás

Luzia e Volnei Serafim

Giro Cultural

José Mario Caprioli e sua Caroline

alessandrarossi@ometropolitanocampinas.com.br

MAMADEIRA Nasceu Matheus, filho do empresário Wagner Cassio de Freitas Silva e sua querida Rosemeire. Marinheiros de primeira viagem, o jovem casal esta radiante com a chegada do novo membro da família. Mas quem está com o sorriso de lado a lado é Nelson de Freitas e Willian Dimas de Freitas, respectivamente avô e tio de Matheus.

Música

Recital: Especial Dia das Mães, Coral com os Meninos Cantores de Campinas Local: Escadaria da Livraria Cultura do Shopping Center Iguatemi Campinas (Av. Iguatemi, 777 - Vila Brandina) Data: 12 de maio (domingo). Horário: às 16h 30

Renato Firmino da Silva e sua Roseli

TIO SAM Quem aporta por estas bandas dentro de alguns dias é a linda e querida Vitória Tomaz. Ela esteve morando e estudando nos USA por algum tempo e retorna definitivamente à Campinas no final deste mês. Parentes e amigos estão armando uma baita festa surpresa para recebê-la.

ENLACE Finalmente e felizmente o jovem Kellyson Gonçalves de Lima tomou coragem e pediu a mão da linda e querida Roberta Soares Terra em casamento. A celebração desta união acontecerá neste sábado, 11, na Igreja Nossa Senhora Aparecida, na cidade de Alfenas, Minas Gerais. Após a cerimônia, os noivos receberão os seletos convidados numa belissima festa no Tênis Clube. Infelizmente este escriba não poderá comparece por motivos profissionais aqui em Campinas, mas deseja ao jovem casal muitas felicidades. Rui Tomás

Arquivo pessoal

Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, com o Regente Victor Hugo Toro Local: Teatro Castro Mendes (R. Conselheiro Gomide, 62. Vila Industrial. Tel:3272-9359) Data: 11 de maio (sábado). Horário: 20h. Programa: MOZART: Sinfonia 38, Kv 504 “Praga”;VILLA-LOBOS: Sinfonietta N° 1 “Em memória de Mozart”, W115; HAYDN: Sinfonia N° 45 “ A Despedida”

Recital de Piano, com Álvaro Siviero Local: Teatro Castro Mendes (R. Conselheiro Gomide, 62. Vila Industrial. Tel:3272-9359) Data: 16 de maio (quinta-feira). Horário: 20h Entrada: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia) Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, com o Regente Aylton Escobar Local: Teatro Castro Mendes (R. Conselheiro Gomide, 62. Vila Industrial. Tel:3272-9359) Data: 17 de maio (sexta). Horário: 20h. Programação: WAGNER: Prelúdios Ato I e III de “Lohengrin”; GUARNIERI: Suite Vila Rica; NIELSEN: Sinfonia N° 1, op. 7

Karol e Josiane Menezes

Exposição Exposição: 100 anos de Arte Paulista no acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo Local: Galeria de Arte da CPFL Cultura - Rua Jorge Figueiredo Correa, 1632, Chácara Primavera. Tel:(19)3756-8000 Data: até 10 de julho. Horário: de terça a domingo, das 10h às 18h. Entrada: gratuita Exposição: Egas Francisco Local: MACC - Museu de Arte Contemporânea de Campinas “José Pancetti”- Rua Benjamin Constant, nº 1.633, Centro. Tel:(19)3236-4716 Data: até a última semana de maio. Horário: de terça a sexta: das 9h às 17h; sábado: das 9h às 16h; domingos e feriados: das 9h às 13h. Entrada: gratuita Exposição: 30ª Bienal de São Paulo – Seleção de Obras Local: Sesc Campinas (R. Dom José I, 270/333, Bonfim. Tel:3737-1500) Data: até 30 de junho. Horário: Terça a sexta, das 9h30 às 21h30. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h. Entrada: gratuita Dança Diáfano: espetáculo musical de Dança do Ventre em homenagem às mães, com Cyda Santos e Grupo Local: Espaço Cultural Maria Monteiro (Av. Cardeal Dom Agnelo Rossi, Vila Padre Anchieta. Informações: F: 19 32820024) Dia 11 de maio ( sábado). Horário: 20hs Entrada: R$15,00 Palestras, cursos e afins Café Filosófico CPFL Módulo: Como a internet está mudando nossas vidas?. Curadoria: Bernardo Sorj Tema: Internet e Economia. Palestrante: Gilson Schwartz Data: 17 de maio de 2013. Horário: 19h Local: CPFL Cultura (Rua Jorge Figueiredo Corrêa, 1632, Chácara Primavera) Entrada gratuita, por ordem de chegada, a partir das 18h. Curso de Esperanto Curso contínuo de Esperanto Local: Parque Ecológico (Rod. Heitor Penteado, km. 3,2, Vl. Brandina - Campinas/SP) Data: Sábados. Horário: das 15 às 17 h. Participação: gratuita Informações: davidesperantista@gmail.com; ismael.avila@ gmail.com Curso de Teatro Inscrições abertas para Curso Livre de Teatro. Técnicas teatrais ajudam a desenvolver um maior poder de comunicação. Local: Fundação Jurgensen (Rua Frei Antonio de Pádua, 889, Guanabara) Horário: Sábados das 10h às 12h. Informações: Fones (19) 3255 0845 / 9700 8971. Email: contato@petecaeventos.com.br

Kellyson Gonçalves de Lima e Roberta Soares Terra

NOITE DE GALA O Tênis Clube de Campinas celebrou neste ultimo sábado o aniversário dos seus cem anos de existência com uma festa pra ninguém botar defeito. A decoração estava maravilhosa, o buffet divino, a banda magnifica e para fechar a noite em grande estilo, a cantora Daniela Mercury soltou sua voz e levou a galera ao delírio com suas lindas canções. O presidente Renato Maudonnet e sua diretoria estão de parabéns. TALHERES I A 7ª. Edição da feijoada beneficente da Catedral do Chopp, não só movimentou a cidade, como também contou com a presença de gente bonita, elegante e importante da sociedade campineira. Os seletos convidados dançaram ao som do samba animado do Grupo Sem Tempo, se deliciaram com o buffet completo de feijoada e se refrescaram com chope Brahma, caipinha e caipiroska de frutas diversas. Luzia e Volnei Serafim, proprietários da Catedral do Chopp, e a diretoria da Creche Menino Jesus de Praga estão radiantes com os resultados. TALHERES II Com o proposito de incrementar ainda mais o cardápio, o restaurante Applebee´s do Shopping Iguatemi acaba de acrescentar dois novos pratos em seu menu. Trata-se dos filés de salmão grelhados com opções salada ou vegetais de acompanhamento, combinação que leva o nome de Salmon Caesar Salad . Já a segunda iguaria chama-se Garlic Herb Salmon, formada por um delicioso salmão grelhado coberto com a tradicional e exclusiva manteiga de alho com ervas, servido com o diferenciado arroz pilaf e vegetais ao vapor. Vale a pena conferir !!!

NIVER O empresário do ramo de medicamentos, Renato Firmino da Silva, comemorou nesta ultima quarta feira seu aniversário. E para celebrar a data em grande estilo o aniversariante e sua linda esposa Roseli ofereceu um delicioso churrasco regado às bebidas nacionais e importadas para um seleto grupo de convidados da mais fina cepa de Indaiatuba e Campinas. A festa começou na hora do almoço e rolou até altas horas da noite.


Página 6 Edição 010 - Sábado, 11 de maio de 2013

o metropolitano

entretenimento

Resumo das Novelas Segunda (13/05) - Margarida chega na casa mal-assombrada eufórica e mostra a carta que recebeu de Daniel para Bibi. Enquanto isso, Paulo e Kokimoto colocam Daniel na parede e questionam o motivo de terem sido expulsos da Patrulha Salvadora. Daniel explica que houve uma votação entre os meninos e que todos concordaram com a saída deles. Valéria conclui que os dois estão namorando e as duas começam a espalhar a notícia para os amigos. Terça (14/05) - Ao deitar em sua cama, Cirilo encontra uma caixa, que contém um par de luvas de Maria Joaquina. Não bastasse, tem um bilhete da “patricinha” que deixa o garoto radiante. Firmino chega à diretoria e diz a Olívia que está ouvindo um leão rugir no pátio da escola. Os alunos se revoltam contra Paulo e Koki. Helena manda Paulo e Koki escreverem uma carta pedindo desculpas. Matilde diz a Olívia que descobriu que os sons da selva são terapêuticos. Matilde mostra as fotografias da África a Olívia. Quarta (15/05) - Matilde conta que teve ideias para angariar fundos às comunidades africanas e quer aplicá-las na Escola Mundial. Koki e Paulo leem a carta de desculpas à turma. Helena faz Paulo elogiar os colegas de sala, um por um. Ao fazer “cooper”, Olívia encontra jornal que traz na reportagem da capa diretora que é homenageada pela presidenta por inserir em sua escola projeto ambiental e sustentável. A diretora sonha em ter o mesmo mérito. As duas preparam uma expedição ao zoológico para conhecer os animais da África e também captar material para um documentário. Quinta (16/05) - No zoológico, Olívia grava um vídeo de Matilde. Paulo e Koki são perdoados e vão participar da reunião. Olívia entra em pânico ao ver uma cobra. Os dois se beijam. Paulo e Koki traem seus amigos da Escola Mundial e dão todas as dicas do jogo de futebol para o time dos garotos da rua de cima. Elas convencem Maria Joaquina a torcer também. Sexta (17/05) - Na diretoria, Matilde diz a Olívia que o material que captou é pouco. A partida de futebol começa. Matilde e Olívia decidem ir ao parque para captar imagens da natureza. Mário questiona Paulo e o chama de traidor. O segundo tempo começa e Paulo faz um gol. No parque, Helena se aproxima de Renê com algodão doce. Ao ver Olívia e Matilde, ela fica desconcertada. Olívia pergunta a Renê e Helena se eles estão juntos. Matilde decide colocar Helena para ler o roteiro do projeto, para fazer a abertura do DVD. Renê e Helena saem às escondidas. Quarta (15/05) - Sujo de sangue, Er tenta agarrar Tamar à força. Elisa aparece e se coloca à frente. Er está prestes a agredir a mãe quando Judá chega e o segura. Ele foge, no caminho é atingido por um raio e morre. José serve Sati e Potifar no quarto. Começa a cerimônia para tornar Azenate uma sacerdotisa. Jetur saqueia uma tumba. Ele é capturado por alguns guardas, mas consegue fugir. Durante a confusão, a liteira de Azenate é posta no chão. José se aproxima, segura a mão de sua amada e adentra a multidão. Um pouco mais afastado, José confessa seu amor e o casal se beija. Confusa, ela pede que José a esqueça. Azenate se afasta correndo, chorando bastante.

Inocência perigosa Abigail ajuda Norberto a se aproximar de Teresa, em “Balacobaco”. O vilão se finge de bom moço e diz para a mãe de Isabel que precisa passar um momento a sós com a sua filha. Então, ela dispersa os seguranças e deixa Norberto falar com Teresa. A arquiteta descobre que a mãe afastou os seguranças e as duas discutem. Triste fim Nesta quarta, em “José do Egito”, Er se descontrola e tenta agarrar Tamar à força. Mas Elisa aparece e se coloca na frente da moça para protegê-la. Prestes a agredir a própria mãe, Er é impedido por Judá e foge. Sua mãe e seus irmãos vão à sua procura. No caminho, ele é atingido por um raio e acaba morrendo. Resgate perigoso Em “Salve Jorge”, Vanúbia chega à Turquia e se enfurece ao perceber que foi traficada. Sem paciência, Russo manda a moça se arrumar para trabalhar na boate. Mas a moradora do Morro do Alemão desobedece a ordem. Enquanto isso, Morena descobre que a vizinha foi traficada e decide ajudá-la. Vanúbia é salva e faz as pazes com Morena. Primeira Ilusão Depois dos incentivos de Bibi, Margarida está disposta a começar a namorar. No capítulo desta segunda de “Carrossel”, após receber uma carta misteriosa, a menina acredita estar sendo cortejada por Daniel. No entanto, ao mostrar o bilhete à professora Helena, ela descobre que essa paixão não passa de uma armação dos garotos da escola. Vaga disputada Lara dispensa Tito, em “Sangue Bom”. Depois de voltar da licença-maternidade, a famosa apresentadora de televisão retoma seu lugar no “Luxury”. Inconformada, Amora fica mal e tem sua reação exposta por Sueli Pedrosa. Mandona, Lara Keller decide mudar a pauta de seu programa em cima da hora, o que deixa Peixinho apreensivo. Índole duvidosa Em “Flor do Caribe”, Guiomar começa a se preocupar com a obsessão que seu filho nutre por Ester. A cantora decide contar a Alberto que sua mulher pediu o divórcio. Com a chegada de Cristal na cidade, Alberto propõe a moça metade de sua fortuna caso ela consiga seduzir Cassiano e tirá-lo de Ester. Mas a caribenha não aceita a oferta.

Sem dinheiro Em “Malhação”, Raquel não paga o empréstimo que fez no banco e descobre que pode perder o seu apartamento. A médica conta para as filhas que elas correm o risco de ficar sem ter onde morar. Sem saída, ela implora para que Lorenzo a ajude a pagar sua dívida. Ele hesita, mas aceita com a condição do imóvel ser passado para o nome de Lia e Tatá.


entretenimento

o metropolitano

Resumo das Novelas

De 13/05/2013 a 18/05/2013 Os resumos dos capítulos de todas as novelas são de responsabilidade de cada emissora.

Segunda (13/05) - Vanúbia se enfurece ao perceber que foi traficada. Lívia fala para Rosângela que ela não pode deixar a organização. Russo manda Vanúbia se arrumar para trabalhar na boate. Antônia é presa. Ao descobrir que Celso não é seu filho biológico, Arturo não resiste ao impacto da notícia e morre. Carlos exige que Amanda saia da casa de Leonor. Vanúbia desobedece Russo e não aparece na boate. Almir avisa a

Segunda (13/05) - Amora discute com Bento. Maurício sugere que Malu proponha um negócio a Wilson. Bento não atende o telefonema de Amora. Giane pede para Renata ajudá-la a ser mais doce. Wilson não concorda com a proposta de Malu. Mari tira a carteira de Verônica da bolsa. Verônica volta para casa com pressa para pegar sua carteira. Malu atrapalha o clima entre Giane e Bento. Vitinho é encontrado na rua e levado para a mesma clínica onde Tina está. Bárbara marca um encontro com Natan na casa dele. Bento se enfurece com o que Malu conta sobre a conversa que teve com o dono do Kim Park. Verônica flagra Bárbara e Natan juntos. Terça (14/05) - Verônica discute com Natan. Maurício questiona Amora sobre Bento. Perácio fala para Rosemere que assumirá a paternidade de Filipinho após o exame de DNA. Natan comunica sua separação de Verônica a Maurício. Charlene não deixa Bento falar com Wilson. Fabinho leva um fora de Sílvia. Damáris fica furiosa ao ver Brunetty no Kim Park. Xande descobre que Filipinho quer ser ator de musical. Charlene enfrenta Wilson. Damáris briga com Brunetty e Sueli Pedrosa grava toda a confusão. Vinny fica com vergonha dos pais. Malu se declara para Maurício e o beija. Quarta (15/05) - Maurício fica confuso com a declaração de Malu. Rosemere busca Filipinho no hospital. Natan afirma a Bárbara que não ficará com ela. Margot implora que Santa não desmascare Fabinho. Fabinho supõe que Bárbara seja a culpada pela a separação de Natan. Bento e Giane vão com Charlene à Toca do Saci. Lara retoma seu programa e Sueli Pedrosa expõe a reação de Amora. Glória quebra o laptop de Tábata. Wilson vai à Toca do Saci. Maurício descobre que Natan tinha um caso com Bárbara e acusa Amora de mentir para ele. Quinta (16/05) - Wilson orienta Malu a levar as crianças para o Kim Park. Brenda e Tábata estranham a reação de Glória por causa de Wilson. Rosemere consegue um emprego na Para Sempre. Tina conhece Áurea na clínica de repouso. Fabinho conta para Bárbara que Natan gostaria de ser um cineasta. Amora avisa a Bárbara que Maurício descobriu seu caso com Natan. Júlia finge ser uma produtora musical e chama Filipinho para fazer um teste. Charlene flagra Wilson chorando. Amora ouve Malu se declarar para Maurício. Sexta (17/05) - Bárbara confirma sua predileção por Amora e deixa Malu arrasada. Perácio conhece Filipinho. Amora humilha Malu. Áurea convence Vitinho a ficar ao lado de Tina. Júlia explica o que Filipinho deve fazer e começa a filmar. Malu procura Maurício. Fabinho forja um encontro com Plínio e deixa o cineasta desconfiado. Brenda provoca Rosemere, que decide se vingar da rival. Tito pensa no fora que levou de Renata e Lara, e resolve investir em Sheila. Plínio dá um ultimato em Fabinho. Malu propõe transformar Bento em uma pessoa famosa para dar uma lição em Amora. Sábado (18/05) - Bento não aceita a proposta de Malu. Os cabelos de Brenda começam a cair e Rosemere é demitida. Perácio se emociona ao falar do filho para Eliseu. Lara e Amora se hostilizam na entrada do teatro. Filipinho conta para Rosemere como foi seu teste. Tito aparece na Casa Verde e Renata fica tensa. Natan ganha o prêmio de melhor publicitário e Maurício fica indignado. Verônica aconselha o filho a perdoar Malu. Plínio comenta com Malu sobre a perseguição de Fabinho. Socorro não consegue entregar seu presente a Amora e Bento fica penalizado. Bento muda de ideia e decide aceitar a proposta de Malu para se tornar uma celebridade.

Página 7 Edição 010 - Sábado, 11 de maio de 2013

Waleska que a boate será invadida. Wanda vai buscar Vanúbia, que acaba sendo salva da traficante por Morena. Russo manda sequestrarem a filha de Morena. Morena e Vanúbia fazem as pazes. Lívia autoriza que Wanda dê um fim em Morena. Terça (14/05) - Um homem suspeito vai até o bar de Diva e coloca sonífero no suco de Lucimar e Neuma. Mustafa avisa a Delzuite que Aisha ficará com ela por um tempo. Jéssica é sequestrada. Barros questiona Pescoço sobre uma ligação feita de seu telefone para Lívia. Celso diz a Isaurinha que reivindicará a paternidade de Gustavo. Lucimar se desespera ao saber que Jéssica sumiu. Érica conta para Áurea que Théo e Morena têm uma filha, e que ela foi sequestrada. Haroldo atropela Érica. Lívia manda seus capangas levarem Jéssica para a Turquia. Érica perde o bebê. Bianca revela a Zyah que contou sobre eles para Ayla. Helô avisa a Théo e Morena que Jéssica foi sequestrada. Quarta (15/05) - Morena e Théo ficam transtornados com a notícia do sequestro de Jéssica. Jô sugere colocar uma escuta no escritório da organização. Ayla começa sua dança e Zyah a retira do restaurante. Zyah e Ayla se beijam, Bianca vê e decide deixar a Turquia. Érica tem alta do hospital, e Haroldo a leva para casa. Pescoço não consegue explicar a ligação para Lívia que consta em seu telefone. Carlos estranha a forma como Celso o observa. Amanda fica furiosa ao ver que Caique retirou suas coisas da casa de Leonor. Thompson decide ir à casa de Lucimar para ajudá-la. Theo e Morena se disfarçam para ajudar na ação da polícia. Galego leva Jéssica para a boate. Quinta (16/05) - Sexta (17/05) - Sábado (18/05) Até o fechamento desta edição, a emissora não divulgou o capítulo.

Segunda (13/05) - Rafael percebe que Duque armou o sequestro para que ele reencontrasse Cristal e confessa à filha que sente sua falta. Guiomar se preocupa com a obsessão de Alberto por Ester. A pedido de Samuel, Doralice consegue pegar uma foto antiga de Dionísio, sem que o patrão perceba. Rafael demonstra a Duque estar arrependido por suas atitudes erradas. Samuel descobre que Dionísio era o amigo brasileiro de seu pai que os traiu. Guiomar avisa a Alberto que Ester deu entrada no pedido de divórcio. Duque se emociona ao ver Amaralina junto com os fãs de Cristal. Terça (14/05) - Amaralina conta para Duque que fundou o fã-clube de Cristal. Lindaura convence Samuel a não denunciar Dionísio. Dom Rafael resolve pagar o que deve a Duque pela antiga sociedade dos dois. Amaralina mostra a foto de seu avô para Amparo, que não percebe que se trata de Duque quando jovem. Samuel confirma para Cassiano que a pedra do cincerro de Ariana é a turmalina da Paraíba. Cassiano devolve o cincerro de Ariana e combina com Candinho uma ida até o local onde a pedra foi encontrada. Alberto tenta fazer a cabeça de Samuca contra Cassiano. Cristal liga para Cassiano, e Ester sente ciúmes. Quarta (15/05) - Cristal avisa a Cassiano que chegará a Vila dos Ventos no dia seguinte, mas omite que Duque está com ela. Ciro fica triste porque Mila deixará Vila dos Ventos. Duque surpreende Cassiano ao aparecer no Flor do Caribe. Ester propõe sociedade a Taís para abrirem uma empresa. Dionísio desconfia de que Doralice tenha roubado sua medalha a mando de Quirino e decide demiti-la. Natália chega em casa com Juliano e se espanta ao ver Reinaldo. Quinta (16/05) - Reinaldo trata Natália como se os dois ainda fossem casados. Dionísio fica surpreso ao ver no álbum a foto que havia sumido e se vê forçado a pedir desculpas a Doralice. Cristal beija Cassiano sem saber que ele está com Ester. Guiomar descobre que Doralice roubou a foto de Dionísio e alerta a funcionária sobre o perigo de o sogro descobrir que está sendo investigado. Reinaldo se recusa a sair da casa de Natália mesmo sabendo que a ex-mulher está em um novo relacionamento. Alberto convida Guiomar para ir à inauguração do Flor do Caribe para ver Cristal. Sexta (17/05) - Ester interrompe o assédio de Cristal a Cassiano. Juliano cobra de Natália o fato de ela não o ter apresentado para Reinaldo como seu namorado. Alberto convida Cristal para almoçar em sua casa. Cassiano avisa para Amaralina que Alberto deve estar armando contra ele. Guiomar comenta com Cristal e Amparo que Cassiano foi preso no Caribe por Dom Rafael. Alberto oferece sociedade a Cristal no Grupo Albuquerque, se ela conseguir seduzir e conquistar Cassiano. Sábado (18/05) - Cristal recusa a proposta de Alberto. Chico se emociona ao saber que a homenagem que Cassiano lhe prestou foi divulgada no jornal. Ester pergunta a Cassiano se ele confia em Cristal. Duque mostra a Cassiano o lucro do Flor do Caribe obtido com o show de Cristal. Marizé e Lipe descobrem que o pai ficou preso cumprindo pena por um crime praticado por Hélio. Cristal vai até a casa de Ester.


bem estar

o metropolitano

Página 8 Edição 010 - Sábado, 11 de maio de 2013

Senac Campinas realiza Semana 2º Amil 5 Hours Brasileira de Enfermagem com Bike Day é neste sábado atividades gratuitas Raul Gazolla confirma presença no 2º Amil 5 Hours Bike Day. Ator vai pedalar no evento de spinning deste sábado no Vitória Hotel Convention Indaiatuba

Evento discutirá temas como consciência profissional e a enfermagem no cuidado com a vida e é direcionado a estudantes, profissionais e interessados na área O Senac São Paulo realiza, de 13 a 17 de maio, a 5ª Semana Senac de Enfermagem em 27 unidades da capital, interior e litoral do Estado. O evento é parte da Semana Brasileira de Enfermagem (SBEn), coordenada pela Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn), que este ano discute o tema Consciência Profissional e a Enfermagem no Cuidado com a Vida. Com esse foco, estão programadas palestras, mesas-redondas, atividades culturais e atendimentos ao público.

No Senac Campinas, a 5ª Semana Brasileira de Enfermagem acontecerá de 13 a 16 de maio, com palestras e oficinas. No dia 13 de maio, tem a pales-

tra A importância da atuação do profissional de Enfermagem nos grandes eventos esportivos. Já no dia 14 de maio terá 2 oficinas: Anotação de Enfermagem e

A Voz é pauta na Saúde... um bate papo com a Fonoaudiologia Às vezes não damos à devida atenção para um instrumento de comunicação importante em nossos vidas: a voz.A maioria das pessoas apenas lembra de cuidar da voz quando ela apresenta algum problema e quando isso acontece a melhor atitude é procurar um fonoaudiólogo.É importante ressaltar que existem pessoas que usam a voz como meio de trabalho,nestes casos consultas com um “fono” são frequentes e recomendáveis. Segundo o fonoaudiólogo Carlos Alberto Ebert Burghi,a Fonoaudiologia desempenha diversos trabalhos como na prevenção dos distúrbios da comunicação,seja em promoção da saúde,seja em prevenção primária( que acontece nas escolas),secundária( triagem neonatal)ou terciária(serviços que oferecem reabilitação). Caso você apresente sintomas como pigarro,perda da voz,dor na garganta,rouquidão persistente,dificuldade para engolir e para respirar..podem ser sinais de um problema muito grave:câncer de laringe.O Brasil é um dos países com maior incidência da doença,que tem grande possibilidade de cura quando diagnosticada no início.Por isso,é fundamental consultar um médico e um fonoaudiólogo. Dicas para cuidar da voz: - não fumar; - não gritar e evitar falar excessivamente quando gripado ou com alguma crise alérgica; - evitar bebidas alcoólicas; - evitar ambientes com muita poeira,mofos e cheiros fortes; - manter o volume normal da voz e articular bem as palavras. Dia 31 de maio é Dia Mundial de Combate ao Fumo. Vamos Combater!!! Carlos Alberto Ebert Burghi Bacharel em Fonoaudiologia pela PUC-Campinas/Sp 1993 Pós-Graduado em Psicopedagogia pela Universidade São Francisco Itatiba/Sp 1995

Hoje – Presente Divino O Filósofo indiano Deepak Chopra fala que o presente, o hoje é um presente divino, pois como se diz o passado já foi e o futuro ainda virá. A realidade infelizmente não é assim, pois passamos boa parte do tempo remoendo coisas do passado e outra boa parte, preocupados com coisas que nem irão acontecer no futuro, ficando pouca atenção para o presente. Este comportamento nos paralisa não nos deixando avançar para uma vida com mais equilíbrio e saudável. Outro conceito interessante que gosto de compartilhar com as pessoas é que não importa o que fizeram conosco, mas sim o que fizemos com aquilo que fizeram conosco. Explicando: nossa reação frente a qualquer acontecimento vale mais do que o acontecimento em si. Um psiquiatra que admiro bastante, Dr. João Lourenço Navajas, cita que este comportamento é a causa de várias doenças emocionais, que poderiam ser evitadas se buscássemos o autoconhecimento, de maneira mais disciplinada e com verdadeira vontade, lutando com o nosso egoísmo e o nosso orgulho, que são a fonte dos grandes problemas da humanidade. Juntando tudo isso com uma data tão especial, o Dia das Mães, vamos viver o momento, não este que pede para comprar um presente caro ou da moda, mas buscar o sentimento genuíno de gratidão, por ela ter abdicado muitas vezes do seu presente para garantir o nosso futuro, esquecendo um passado de desentendimentos, broncas... Namastê Prof. Claudinei A. Machado Proprietário do Espaço Soma – para ser mais Encaminhe sua pergunta ao prof. Claudinei pelo email: espacosomamais@gmail.com

Humanização- um olhar sobre o cuidador e o cliente. No dia 15, o evento tem a palestra com o tema Solidariedade e ajuda humanitária: o trabalho das equipes de saúde no mundo e a oficina Anotação de Enfermagem. Finaliza no dia 16, com a oficina Humanização- um olhar sobre o cuidador e ainda uma mesa redonda com o tema: Educação Permanente: desafios e oportunidades com foco na qualidade. Direcionado a estudantes, profissionais, representantes de organizações de saúde e demais interessados na área, o evento aborda discussões das práticas de trabalho nas mais diversas perspectivas e sobre a formação dos técnicos em enfermagem no cenário atual do mercado. “Como uma instituição que contribui para a formação de profissionais da enfermagem brasileira e do Estado, o Senac promove esse importante encontro do setor propondo debates ligados aos rumos do segmento e trazendo a comunidade para essas conversas, além de atendimento ao público”, analisa Ana Pianucci, coordenadora da área de enfermagem do Senac São Paulo. O Senac forma Técnico de enfermagem generalista, ou seja que assiste ao paciente em todos os níveis de Atenção à Saúde, porem, o segmento hospitalar ainda é o maior empregador. Neste sentido, segundo o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) e a Associação Nacional de Hospitais Privados (ANAHP), São Paulo é o Estado com o maior complexo hospitalar do país e possui expressivos investimentos na saúde básica, além de uma grande quantidade de empresas de home care. O segmento encontra-se em franco crescimento e, com isso, é grande a demanda por profissionais cada vez mais qualificados. Diante desse cenário, o evento é também uma oportunidade para o visitante conhecer melhor esse mercado promissor. O evento é gratuito. Para participar, é preciso se inscrever no www.sp.senac.br, pelo telefone 0800 8832000 ou diretamente na unidade participante.

Raul Gazola

Além de contar com a que a agenda permite, tampresença de atletas e partici- bém faço uma aula de spinpantes de toda a região, o 2º ning!” declarou o ator. Amil 5 Hours Bike Day já Gazolla está em cartaz tem uma presença VIP con- no Teatro Amil de Campinasfirmada: o ator e autor Raul -SP com a peça “Pressão Alta Gazolla, que vai pedalar num - Crônica de um Ator”, escridos primeiros horários da ta por ele mesmo para conprova. tar um pouco sobre sua vida “Esta é a primeira vez pessoal e sua trajetória proque participo de um evento fissional. Durante o 2º Amil 5 de spinning como o 5 Hours Hours Bike Day serão sorteaBike Day. Gosto de pedalar dos cinco pares de ingressos na orla da praia, correr na para as peças do Teatro Amil, areia, pratico jiu-jitsu, kite programadas para os meses surf e ando de skate. Sempre de maio e junho. Serviço: 2º Amil 5 Hours Bike Day Data e Horário: 11 de maio, a partir das 14h. Valor: R$ 80,00 Local: Vitória Convention Indaiatuba (Av. Presidente Vargas, 3041 - Vila Vitória II - Indaiatuba) Horários para pedalar: 15h/16h/17h/18h/19h Retiradas dos kits: no local do evento a partir das 14h do dia 11/05. Inscrições: www.noblu.com.br. Informações: (19) 3295-8981

O Metropolitano  
O Metropolitano  

Jornal editado na cidade de Campinas/SP

Advertisement