Page 1

Jornal Nikkei - MS - Edição 07 - Junho de 2010

TERENOS JÁ PREPARA A a 3 FESTA DO OVO O município de Terenos, localizado a 30 quilômetros de Campo Grande, já está nos preparativos finais para terceira edição da Festa do Ovo. O evento foi criado para homenagear a colônia japonesa instalada no município e que é a responsável pela maior produção de ovos do Mato Grosso do Sul e divulgar o potencial econômico da cidade. PÁGINA 03

CONVITES DELIVErY 8418-3332

Nayara Guenka, de 15 anos é eleita Miss Nikkey em noite de festa e gala na Semana da Cultura Japonesa PÁGINA 08

Assembléia homenageia japoneses e descendentes que ajudaram a construir o Mato Grosso do Sul PÁGINA 09


2

Junho / 2010

Editorial

Simples e sofisticado, como o som da Shakuhachi A flauta japonesa Shakuhachi, feita da base do caule de bambu, simboliza a simplicidade mas, ao mesmo tempo, produz um som forte, sofisticado. Assim foi a primeira Semana da Cultura Japonesa. A simplicidade que marca a primeira edição de qualquer evento, aliada às presenças ilustres, culminando com a presença do Cônsul Kazuaki Obe e de sua simpática esposa, a consulesa Eiko Obe. Nesta edição, queremos cumprimentar a todos os que tornaram o mês de junho de 2010 uma época especial e inesquecível para a colônia japonesa e para todos os que apreciam e respeitam a cultura nipo-brasileira. Sabemos que, a partir de agora, teremos mais e mais participação de toda a colônia nos eventos, fazendo com que tenhamos cada vez mais orgulho de tudo o que una duas nações: Brasil e Japão!

Expediente CNPJ: 11.595.610/0001-00 Edição: Número 07 - Julho 2010 Tiragem: 3.000 exemplares com 16 páginas Distribuição: Gratuíta e Dirigida Diretora: Patrícia Morita (9917-9981) Redação: MARTAN Assessoria & Marketing / Colaboradores Comercial: Rosane Soares (8421-2263) e Carlos Kayoda (8418-3332) Direção Gráfica e Arte: A3 Digital.com.br Impressão: Folha de Londrina - 43 3329-5407 Endereço: Rua 13 de Junho, 2505 - São Francisco Tel.: (67) 3356-0238 / 3027-2223

“Os textos e artigos assinados ou de origem definida assim como de anúncios não expressam de forma nenhuma a opinião deste veículo, sendo estes de responsabilidade única de seus autores.”

Crescimento da inovação na região Centro-Oeste brasileira Campo Grande sedia seminário de parques tecnológicos e incubadora de empresas Com seis incubadoras de empresas e após ter recebido dois Prêmios Prefeito Empreendedor do Sebrae Nacional, Campo Grande é escolhida para sediar XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas, organizado pela Anprotec De 20 a 24 de setembro de 2010, a cidade de Campo Grande será palco da 20ª edição do Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas e do XVIII Workshop Anprotec. Os eventos são uma parceria entre a Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e contam com a organização local da Prefeitura Municipal de Campo Grande apoiada pela Rede Sul-Matogrossense de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (RedeMS). A programação deste ano será dividida em mini-cursos, palestras, workshops e sessões plenárias norteados pela questão do uso sustentável da biodiversidade para a inovação. As discussões também estarão permeadas por sugestões de como o empreendedorismo inovador pode estimular o desenvolvimento econômico e social do Brasil, ajudando inclusive a corrigir desigualdades sociais e a movimentar a economia de todas as regiões. A escolha da cidade de Campo Grande levou em conta o crescimento das atividades de inovação na região Centro-Oeste brasileira. O prefeito da cidade, Nelson Trad Filho, acredita que debater o tema sustentabilidade tem muito a ver com a vocação local para discutir meio ambiente, uma vez que o município representa o “portal de entrada do Pantanal”. “Os administradores da nova geração têm certamente uma preocupação maior com o tema e sabemos que nessas discussões podem es-

PONTOS DE DISTRIBUIÇÃO Associação Nippo-Brasileira de Campo Grande Associação Okinawa de Campo Grande ACB - Associação Campograndense de Beisebol Sebrae Domingo, na Afonso Pena com a 13 de maio Assinantes Cadastrados Informações: nikkeims@hotmail.com QUER RECEBER O SEU JORNAL NIKKEI EM SUA CASA OU ESCRITÓRIO. SAIBA COMO MANDANDO UM E-MAIL PARA nikkeims@hotmail.com E COLOQUE NA LINHA DE ASSUNTO “QUERO RECEBER” QUE ENTRAREMOS EM CONTATO.

tão soluções para problema futuros que podem ser combatidos por meio da inovação”, conclui. Para Emerson Corazza, coordenador da RedeMS, a presença de um Seminário desde porte será uma excelente oportunidade para estimular a inovação localmente, pois permite que a região mostre os seus potenciais. “Aqui, o movimento nasceu em 2000 e ainda está se estruturando. Neste contexto, acreditamos que o Seminário Nacional vai aproximar a classe política e as lideranças locais das incubadoras e parques para o desenvolvimento regional”, completa. As inscrições para as chamadas de trabalho já estão abertas. Para os demais eventos, as inscrições devem ser iniciadas em breve. Lembrando que os profissionais que garantirem suas vagas até o dia 15 de agosto ganham descontos. Mais informações podem ser obtidas pelo site: www.seminarionacional.com.br

Serviço:

“Desbravando Campos Inovadores, Desenvolvendo Empreendimentos Sustentáveis” Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas e XVIII Workshop Anprotec Data: 20 a 24 de setembro de 2010 Local: Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo Parque dos Poderes – Campo Grande Inscrições: http://www.seminarionacional.com.br/seminario2010/inscricao.html

Sobre a Anprotec

Criada em outubro de 1987, a Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), com sede em Brasília (DF), é a única organização brasileira representativa das entidades gestoras de incubadoras de empresas, pólos, parques tecnológicos e tecnópoles. Tem como missão representar e defender os interesses destas instituições para promover o desenvolvimento socioeconômico do País por meio da criação e fortalecimento de empresas que possuem como base o conhecimento e a inovação.


3

Junho / 2010 A terceira Festa do Ovo acontecerá nos dias 02 e 03 de julho na Praça Municipal de Eventos. O evento contará com apresentações artísticas e culturais, praça de alimentação, gincanas e shows musicais. A Associação Okinawa de Campo Grande participará do evento com a apresentação do Taikô. O Clube Nipo Brasileiro da Capital fará apresentações de coral e danças típicas. Entre as atrações musicais da festa estão confirmadas as apresentações de Roberto Casanova, brasileiro que ganhou no Japão o mais importante concurso de Karaokê do mundo, e da dupla sul-mato-grossense Jads e Jadson. Roberto se apresenta na sextafeira, 02/07, e Jads e Jadson no sábado, 03/07. Uma das curiosidades da Festa do Ovo de Terenos é o concurso de “maior comedor” de ovos. No ano passado o vencedor da categoria masculina conseguiu comer 29 ovos cozidos em 10 minutos. Os vencedores do primeiro ao terceiro lugar ganham prêmios em dinheiro e brindes. Homenagem – A Festa do Ovo presta uma homenagem à Comunidade Várzea Alegre, conhecida como Colônia Jamic. A comunidade Várzea Alegre foi constituída em 1957 pela estatal japonesa Jamic Management Imigration Company (companhia responsável pelo assentamento de japoneses depois da Segunda Guerra Mundial em diversas partes do mundo). Comprada do governo brasileiro pela Jamic, a Fazenda Várzea Alegre era propriedade, até a Segunda Guerra Mundial, da Companhia Herman Schotz. Por se tratar de uma empresa alemã, no final da guerra esta área foi desapropriada pelo governo federal e mais tarde vendida aos japoneses. Os primeiros imigrantes chegaram em 1959 no navio Iegervergu. Na vinda ao Brasil, os japoneses trouxeram nos navios

TERENOS JÁ PREPARA a A 3 FESTA DO OVO

maquinários agrícolas financiados pelo governo japonês. Quando as famílias chegaram ao Porto de Santos, pegaram um trem e partiram para Bauru, SP. Depois, embarcaram em mais uma outra locomotiva com destino a estação de Pedro Celestino, MS. Os japoneses chegaram a Fazenda Várzea Alegre e iniciaram no local o cultivo de arroz e algodão. Mas as chuvas na região foram ficando poucas, o que fez com que a produção de arroz e algodão não vingasse. Preocupados com a situação, começaram a estudar em outro ramo de atividade no que pudessem investir. Descobriram através de diversos levantamentos, que em Campo Grande e região eram abastecidos com ovos de galinhas vindos do Estado de São Paulo. Decidiram então mudar de atividade e começaram a investir na produção de ovos de galinhas iniciando uma cooperativa em 1962, chamada Cooperativa Mista de Várzea Alegre (CAMVA). “Nossa festa foi incluída no calendário oficial de eventos do município e este ano, além das atrações já programadas, vamos prestar uma justa homenagem aos 50 anos da Jamic”, afirma Beto Pereira. A capital do ovo de MS - A avicultura de postura é hoje uma das principais atividades econômicas do município de Terenos. Com investimentos em tecnologia e melhoramento genético do plantel de aves, o município se consagrou como o maior produtor de ovos de Mato Grosso do Sul. Quatro empresas produtoras e distribuidoras de ovos estão instaladas em Terenos e juntas elas produzem média 25 milhões de ovos por mês para abastecer os mercados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, São Paulo e Minas Gerais.


4

Junho / 2010

Pólen de Flores Pó de composição muito complexa com coloração amarelada ou cinza, o Pólen é o gameta masculino e elementos fecundantes das flores, responsável pela produção das sementes e frutos, presente nas inflorescências comumente extraídas pelas abelhas operárias nas primeiras horas da manhã e transportadas para o interior da colméia em forma de bolotas, é utilizada como fonte de proteína e vitaminas, para alimentar as crias e para a produção da geléia real. Seu uso é antiqüíssimo sendo que os médicos egípcios já conheciam as suas propriedades, ensinadas mesmo por Hipócrates. Com 35% de proteínas em 18 aminoácidos, 12 vitaminas e 14 minerais, carboidratos, lipídeos e enzimas digestivas o pólen é o mais rico e completo alimento que se conhece para alimentação humana. Além dos nutrientes ele contém componentes ativos como os flavonoides, enzimas, hormônios e ácidos nucléicos. Flavonoides: têm a função de prevenir a arterioesclerose e diminuir os níveis de colesterol. Cianidina: é um flavonóide eficaz no fortalecimento capilar, retardando a queda e o embranquecimento dos cabelos, e tem função antiinflamatória. Vitamina P mais os compostos flavonoides: tornam o pólen altamente eficaz no controle da aterosclerose, hipertensão e hemorragia cerebral. Ácidos Nucléicos tem função de estimular a reprodução das células, retardando o envelhecimento e prevenindo contra o aparecimento de varias doenças crônicas da velhice, fortalecendo o sistema imunológico do organismo. Seu consumo por seres humanos tem efeito comprovado para casos de esgotamento do nervosismo e insônia, na melhora e prevenção da impotência e astenia sexual, proteção das funções gástricas e hepáticas, para melhorar o apetite no crescimento infantil e no raquitismo. Pela sua riqueza em minerais, enzimas, vitaminas, aminoácidos e compostos vitalizantes, pólen tem ação tônica, sendo também usado como estimulante do apetite, ativador estomacal (não é contra indicado na úlcera), obesidade, prisão de ventre, diarréia (é um normalizador das funções intestinais, por isso podem ser usados em ambos os casos). O seu uso empírico contra mal estar, tensão nervosa e diabetes é tradicional. É considerado pela medicina popular como um bom recurso contra o desgaste nervoso e o estresse, usado também para fortalecer crianças pálidas e doentes. Atualmente o pólen esta sendo progressivamente utilizado pelos médicos como auxiliar terapêutico na inapetência e nos desgastes nervosos. Mais recentemente o pólen tem demonstrado utilidade na proteção da próstata, principalmente na hipertrofia do órgão (HPB), agindo como redutor do volume prostático. A dose é livre, geralmente 30 a 100 g / dia. PODEM PROVOCAR REAÇÕES ALERGICAS EM PESSOAS SENSÍVEIS. PEÇA JÁ O SEU PELO FONE: (067) 3383 - 0000

Ração Humana à 25,00 / 375g

de inverno Alimentos com Cuidados Contração vascular favorece problemas de saúde Ação Antioxidante (Reportagem: Suzana Sakai - www.nippobrasil.com.br)

Alimentos com ação antioxidante beneficiam a saúde masculina. Tomate pode prevenir câncer de próstata e ajudar a combater infecções por Patrícia Lopes e Katia Almeida, Novità Comunicação Estratégica, www.novitacom.com.br.

Manter uma alimentação saudável, consumindo produtos de hortifruti, contribui com a saúde do organismo de homens e mulheres, em todas as idades. Para a saúde e bem estar masculinos, em especial, alguns alimentos são grandes aliados, sobretudo os que possuem ação antioxidante. O tomate, por exemplo, ajuda a diminuir os índices de câncer de próstata e a combater infecções, já que é antioxidante e laxante. O vegetal contém significativa quantidade de licopeno, considerado um inibidor da proliferação de células cancerígenas, que têm como característica a divisão rápida e descontrolada. De acordo com a nutricionista do Oba Hortifruti, Débora Belo Alves, é recomendado consumir algumas fontes de tomate cerca de dez vezes na semana. Algumas opções são o tomate fresco (contém cerca de 3,1 a 7,74 mg de licopeno/100g), tomate processado (11,21 mg de licopeno/100g) e suco de tomate processado (7,83 mg de licopeno/100g). Segundo Débora, na hora de comprar o tomate é importante levar em conta o modo como será seu preparo. “Para molhos, sopas ou cremes, o vegetal deve estar bem maduro, vermelho, sem machucados ou manchas. Para saladas, o ideal é que o produto tenha cor uniforme, seja firme e liso. Os tomates com aparência irregular podem ser cozidos ou usados para o preparo de sucos”, sugere. Além do tomate, outros alimentos com funções antioxidantes são considerados importantes para a saúde masculina, pois auxiliam na prevenção de doenças cardíacas ao combater os radicais livres e evitar seus potenciais efeitos. Alguns exemplos são as vitaminas A (encontrada em vegetais verdes, amarelos e laranjas), C (brócolis e frutas cítricas), E (grãos integrais, nozes e sementes), e substâncias como carotenoides (folhas verdes), flavonoides (maçãs e vinho tinto) e selênio (carnes e peixes).

O inverno favorece diversos tipos de doenças, como por exemplo, as dores reumáticas. Nessa época do ano, a maioria das pessoas reduz os exercícios físicos e adota posições impróprias para se aquecer. “Ficar encolhido, na tentativa de fugir do frio, gera tensão muscular, contraturas e conseqüente mal-estar”, afirma a fisioterapeuta Fabíola Andrade, do Instituto Patrícia Lacombe. Segundo a fisioterapeuta, quando a temperatura cai, as terminações nervosas tornam-se bem mais sensíveis e a contração vascular pode aumentar a intensidade das dores no frio. “Quem tem problemas circulatórios pode se queixar de incômodo nas pernas, por exemplo”, diz Fabíola. Enfarte A incidência de enfartes aumenta até 30% durante o inverno. Um dos fatores que podem ser apontados como responsável por esse crescimento é o estreitamento dos vasos sanguíneos, que acabam por sobrecarregar o coração. Outro fator que favorece os enfartes nesse período são os problemas respiratórios. “As inflamações, resultantes desses quadros infecciosos que contribuem para o entupimento das artérias, são um prato cheio para um enfarte”, ressalta o cardiologista. Cuide-se Grande parte das queixas de dores reumáticas pode ser solucionada com o alinhamento postural, que ajuda a prevenir as dores, faz com que os músculos possam funcionar de forma adequada e previne o excesso de tensão no corpo.Como prevenção ao enfarte, os exercícios físicos também são muito importantes. Segundo o cardiologista José Roberto, atividades aeróbicas, como caminhadas, aquecem o corpo e contribuem para a dilatação das artérias. É importante também ressaltar a importância da vacina contra a gripe para os idosos. Ela pode indiretamente inibir os riscos de enfarto.


Junho / 2010

5 Fotos: João Benevenuto e Priscila Figale (Estúdio FOTOLUZ).

Música, culinária, empreendedorismo e a simpatia do casal representante do Consulado do Japão em São Paulo marcaram o evento que, com certeza, já faz parte do calendário oficial de eventos de Mato Grosso do Sul.

E

ntre os dias 16 e 19 de junho passados, a cultura japonesa marcou um passo importante na criação de um evento realmente marcante. Aconteceu a primeira edição da Semana da Cultura Japonesa, realizada na sede campo da Associação Esportiva Cultural Nipo Brasileira. O evento contou com a presente do Cônsul Japonês no Brasil, Kazuaki Obe que, com sua comitiva, esbanjou simpatia. Entidades como o Sebrae, Banco do Brasil e Sicredi apresentaram opções e negócios, principalmente para os dekassegui, descendentes de japoneses que vão trabalhar ou estão voltando de uma temporada de trabalho no Japão. Dentre as apresentações culturais, destacaram-se apresentações de corais e danças típicas, além do concerto de tradicional flauta japonesa, com o artista Danilo Tomic Baikyo, além da apresentação do Teatro Nô, com a atriz Ângela Nagi. Destaque para a nova geração que, unindo novas demonstrações culturais e respeitando as tradições, mostram que a cultura japonesa sempre terá lugar de destaque. O aniversário da Consulesa Keiko Obe foi comemorado no evento. O evento, criado a partir de Lei de autoria do deputado Akira Otsubo, tem como finalidade divulgar a cultura japonesa e a integração de seus membros, com as outras comunidades. A associação Nipo-brasileira tem 4 mil associados, e o estado conta com a terceira maior colônia japonesa do Brasil. “São mais de 15 mil famílias de descendentes, perdendo em numero apenas para os estados de São Paulo e Paraná”, destacou o deputado. Durante o período de realização do evento, o Consulado do Japão desenvolveu atividade paralela, prestando serviço à comunidade japonesa, quando oferece oportunidade de comunicar e legalizar casamentos, obter título eleitoral, legalizar óbitos, nascimentos e naturalização. Também foram desenvolvidas ativida-

Encontro de gerações marca a primeira Semana da Cultura Japonesa des, como a dança Yosakoi, apresentações de street dance, taikô, do coral da AECNB e karaokê. Foi escolhida aMiss Nikkey MS, sendo que a vencedora representará o estado na etapa nacional. Foram oferecidas gratuitamente varias oficinas aos visitantes, entre elas cursos de origami, bonsai, ikebana (arranjos florais). Mostra de arte – Também como parte da Semana da Cultura Japonesa, a Galeria Mara Dolzan apresenta a exposição “Caminhos Espirituais” , de três artistas japoneses de renome internacional: Yutaka Toyota, Kazuo Wakabayashi e Mitsue Hosoido. O evento marcou a abertura da Semana da Cultura Japonesa lançado, no último dia 15, com o vernissage que contou com a presença do Cônsul Kazuaki Obe e sua comitiva. A Exposição “Caminhos Espirituais” segue até o dia 15 de julho na Galeria Mara Dolzan, que fica na rua Teldo Kasper nº 180, no Bairro Chácara Cachoeira.

Autoridades de nível nacional, estadual, municipal e internacional, ligadas à cultura japonesa no Brasil estiveram presentes no Festival

O aniversário da Consulesa Keiko Obe foi comemorado no evento

A diretora do Jornal Nikkei-MS, Patrícia Morita entre o Cônsul Japonês no Brasil Kasuaki Obe e a Consulesa Keiko Obe

Festival união tradições e novidades da cultura japonesa. Danças, cantos, rítmos e até os mangás, tradicionais desenhos japoneses foram lembrados com a presença de Crossovers de personagens famosos


6

Junho / 2010

NIKKEI PROJETO DEKASSEGUI


Fotos: João Benevenuto e Priscila Figale (Estúdio FOTOLUZ).

Junho / 2010

7

Flagrantes da Semana Cultural

Diversas empresas e pessoas ligadas à negócios de famílias japonesas ou dekasseguis marcaram presença no envento. empresas e entidades que também prestam apoio à comunidade também puderam expor produtos e serviços que possam de alguma maneira ajudar ou que já venham ajudando no fortalecimento da comunidade em campo grande e região.


8

Junho / 2010

Miss Nikkei MS vai participar de concurso nacional

Fotos: Alcides Marques

Um dos pontos altos da Semana da Cultura Japonesa, realizada na sede campo da Associação Esportiva e Cultural Nipo-Brasileira, foi a eleição da Miss Nikkei, que vai concorrer na edição nacional do concurso, que será realizada em São Paulo, em julho. Foi eleita Miss Nikkei, Nayara Guenka, de 15 anos, sendo que Luana Koike 18, Jackeline Yamazaki 22 foram eleitas primeira e segunda princesa.

Acima, (E/D) Jackeline Yamazaki, primeira princesa, a Miss Nikkei, Nayara Guenka e Luana Koike segunda princesa

Melissa Tamaciro da Arena Modas e JACKELINE YAMAZAKI

Wilson Yukishigue da Ótica Inami e NAYARA GUENKA

Tenente Coronel Nelson Araciro da Polícia Militar e LUANA KOIKE

NAYARA GUENKA e Jorge Tadeu (SEBRAE)

AGRADECEMOS AOS NOSSOS PATROCINADORES: SICRED – UNIDADE FEDERAL CENTRO, RÁDIO BLINK 102 VC SENTE A DIFERENÇA, ÓTICA INAMI ÓCULOS, JÓIAS, RELÓGIOS E ALIANÇAS, GRAFIQX - GRÁFICA RÁPIDA E COMUNICAÇÃO VISUAL, FABIANA MINEI, GLÓRIA BORDADOS, TRAVEL WAY TURISMO E EVENTOS. REALIZAÇÃO: ASSOCIAÇÃO ESPORTIVA E CULTURAL NIPO BRASILEIRA DE CAMPO GRANDE APOIO E PRODUÇÃO: TRAVEL WAY TURISMO E EVENTOS


9

Junho / 2010

Assembléia homenageia japoneses e descendentes que ajudaram a construir o Mato Grosso do Sul Vale ressaltar que a Semana da Cultura Japonesa surgiu de projeto do Deputado Akira Otsubo No último dia 17 de junho, o sol brilhou sobre Campo Grande e, na Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul, os deputados homenagearam os filhos da terra do sol nascente e seus descendentes nascidos no Brasil que ajudaram a construir nosso estado de Mato Grosso do Sul. O deputado Akira Otsubo falou, em seu dircurso, sobre a importância do trabalho e do legado de cada um dos que receberam o título de Cidadão Sul-mato-grossense ou as comendas do Mérito Legislativo. Vale ressaltar que a Semana da Cultura Japonesa nasceu de projeto do deputado Akira Otsubo que acontecerá, a partir de agora, todos os anos, sempre de 12 a 18 de junho. “Entregarmos hoje, o título de Cidadão Sul-mato-grossense e a comenda do Mérito Legislativo a pessoas que se destacam por seus relevantes serviços prestados à comunidade, não mais fazemos a não ser honrar esta própria comunidade, reconhecendo e afirmando o seu papel na construção de uma sociedade sã, progressista e fraterna; estimulando-a no cumprimento dos seus

ideais de elevação humana com prosperidade e espiritualidade”, disse o Deputado Akira. Para receber os títulos de Cidadão Sul-Mato-Grossense cônsul-geral do Japão em São Paulo, Kazuaki Obe; e o renomado médico Marcos Paulo Tiguman, integrante da Associação Esportiva e Cultural Nipobrasileira de Campo Grande. “A honraria maior do Estado, título de Cidadania, é conferida ao cônsul Kazuaki Obe visando registrar para sempre o nosso reconhecimento e a nossa gratidão por tudo que representa em defesa dos interesses dos cidadãos vinculados aos dois países – Brasil e Japão, no cenário diplomático internacional”, disse Akira, referindo-se ao Cônsul do Japão no Brasil Já sobre o outro homenageado, o médico Marcos Paulo Tiguman, Akira refere-se como um “ médico respeitado, com imenso potencial humano, expresso num grande número de habilidades que o tornam bemsucedido em qualquer empreendimento a que se lance.Com satisfação temos nele um símbolo de excelência na prestação de serviços à sociedade, seja no apoio voluntário a eventos socioculturais e esportivos, seja na ação espontânea benemerente”, disse o deputado.

Fotos: Chileno

Consul Kazuaki Obe também visitou comunidade japonesa em Aquidauana

No dia 16 de junho, a cidade de Aquidauana viveu uma manhã histórica, com a visita do cônsul geral do Japão em São Paulo, Kazuabi Obe. A recepção aconteceu na sede da Acenba (Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de Aquidauana). Dentre as outras autoridades, estiveram presentes o prefeito de Aquidauana, Fauzi Suleiman; o presidente da Câmara Municipal de Aquidauana, Antônio da Coeso; Laércio Valério, que representou o prefeito de Anastácio, Cláudio Valério; o secretário de Ação Social de Anastácio, Honorato Gaúcho; o prefeito de Bodoquena, Jun Hiti Hada; e o presidente da Acenba, José Hiro Higashi. O encontro foi prestigiado por descendentes japoneses dos municípios de Anastácio, Dois Irmãos do Buriti, Jardim, Miranda, Bodoquena e Anastácio. Para receber o cônsul, a Acenba preparou um presente de boas-vindas, confeccionado pelo artista Carlos Yiu. Trata-se de uma obra bem moderna, que representa, ao mesmo tempo, um monumento japonês e a natureza pantaneira. Segundo Carlos, que mora em Aquidauana há sete anos, o objetivo foi ressaltar a união das duas culturas. O cônsul Kazuabi Obe teve a oportunidade de conversar com representantes da colônia japonesa local, além de ver vários cartazes informativos, com a história de famílias nipônicas tradicionais na Princesa do Sul. Outro destaque do evento ficou por conta da presença do vice-cônsul cultural em São Paulo, Yusuke Takahashi, que fala português de maneira bem fluente. “Estou gostando muito de Aquidauana, as pessoas daqui são bastante calorosas. Senti muita grandeza na cidade, que é o Portal do Pantanal”, lembrou ele. Segundo o prefeito Fauzi Suleiman, a visita do cônsul geral e dos demais representantes é motivo de grande satisfação para Aquidauana. “Em 2008, comemoramos uma data histórica, que foi o centenário da vinda dos imigrantes japoneses para o Brasil. É um povo que tem muito a contribuir conosco”, destacou Fauzi. Já o secretário de Ação Social de Anastácio, Honorato Gaúcho, acredita que a visita do cônsul geral reforça a importância da colônia para a região pantaneira. Gaúcho afirmou que os imigrantes japoneses contribuíram muito para o Brasil, ensinando, por exemplo, a trabalhar com produtos hortifrutigranjeiros.

Homenageado agradece respeito do Brasil pela comunidade japonesa O cônsul Kasuaki Obe foi homenageado pelo deputado Akira Otsubo (PMDB), com o Título de Cidadão Sul-mato-grossense em sessão solene na Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira, dia 17. Kasuaki falou da grande honra de receber o título, e agradeceu a comunidade japonesa do estado de Mato Grosso do Sul. “Eu dedico o título aos imigrantes japoneses que contribuiram para o desevolvimento do Brasil”, frisou o cônsul. O cônsul ainda agradeceu o Brasil e o povo brasileiro pelo respeito que recebeu os japoneses e prometeu trabalhar para estreitar ainda mais a amizade entre o Brasil e o Japão. Bernardo Yukishige Tibana, falou pelos japoneses que receberam Comenda do Mérito Legislativo e destacou a importância de um evento como esse, que preserva e promove a cultura japonesa. “Eu me sinto honrado por estar aqui representando essa seleta turma de homenageados”, ressaltou Bernardo.


10

Junho / 2010

Exposição: Caminhos Espirituais Yutaka Toyota, Kazuo Wakabayashi e Mitsue Hosoido Durante as comemorações dos 80 anos de imigração japonesa, a Art Galeria Mara Dolzan homenageou os descendentes que vivem no Estado com uma grande festa. Na ocasião, Yutaka Toyota, artista plástico, doou dois monumentos: um localizado no Paço Municipal e outro na Praça do Rádio Clube. Agora, para renovar o seu reconhecimento a essa parcela da população, que é a terceira maior colônia japonesa do país, a marchand Mara Dolzan realizou novo evento. A Exposição Caminhos Espirituais teve abertura no dia 15 de junho, no endereço da galeria de arte. Estiveram presentes o Sr. Kazuaki Obe (Cônsul-Geral do Japão no Brasil), a Consulesa Eiko Obe, além de várias personalidades locais. Com duração até o próximo dia 15 (julho), o evento apresenta obras de três artistas nipônicos, com fortes vínculos com a cultura brasileira. São eles: Yutaka Toyota, escultor/pintor, com trabalhos tridimensionais desafiadores, feitos na maioria das vezes com aço e alumínio. Eles refletem e proporcionam visões diferentes e retorcidas das pessoas, objetos e entorno, pelo uso do positivo-negativo, ou In-Yo; Kazuo Wakabayashi, pintor, reconhecido como o “metafísico dos valores espaciais”, por suas obras que sempre buscam a transcendência e a superação de jogos de texturas, formas e cores; Mitsue Hosoido produz, principalmente, macramês coloridos e ricos em sensibilidade e cores, que formam uma expressão densa e bela de sua interpretação de mundo. A Exposição Caminhos Espirituais acontece no endereço na Art Galeria Mara Dolzan: R. Teldo Kasper, 180, Bairro Chácara Cachoeira. A visitação pode ser feita até o dia 15 de julho, de segunda a sexta, no horário comercial e aos sábados, das 08h às 12h. Maiores informações pelo fone da galeria: 67 3326.8679.

João Ari, Marcia Pires (Kendo), Mitsue e Wakabayashi

Kazuaki e Eiko Obe, Kátia e João Charro e Mitsue Hosoido

Kazuaki e Eiko Obe(Consulesa e Consul do Japão no Brasil), Yutaka Toyota,Wakabayashi,Mitsue

Marcos Lima e Ada e Kazuaki e Eiko Obe

Dr. Jorge Hirokawa e Kazuo Wakabayashi

Mara Dolzan acompanha Yutaka Toyota recebendo homenagem na Câmara, Paulo Siufi


Junho / 2010

11

1ª Semana da Cultura Japonesa, um marco para o Sicredi A comunidade Japonesa pode contar com o Sicredi, com muito respeito a cultura e aos costumes a Sicredi Federal MS teve a honra de participar da 1ª Semana da Cultura Japonesa em Campo Grande. Valorizar o relacionamento está em nossos objetivos, com 107 anos de tradição em Cooperativismo, o Sicredi tem os mesmos serviços de uma instituição convencional (0 banco) mas com uma diferença ímpar: na Cooperativa SICREDI você participa das decisões, tem direitos e obrigações de Dono. No Sicredi os resultados são dos associados conforme suas movimentações. O Sicredi foi um dos expositores do evento e se apresentoui como uma alternativa as outras instituições financeiras, além de promover palestra ministrada pelo Assessor de Crédito Luiz Carlos da Silva para o público da feira. “A integração é o que nos traz aqui. O Sicredi é uma alternativa financeira para todas as culturas. Agregar renda e apoiar iniciativas da sociedade é nosso papel”, declarou o presidente da Sicredi Federal MS Celso Ramos Régis. Para o gerente de unidade de atendimento Dimas Paglione a a participação do Sicredi no evento foi de fundamental importância para a fixação da marca e aproximação desta comunidade. E para melhor atender a comunidade a Sicredi Federal MS tem um legítimo representante, o sr. Vagner Keith, gerente de negócios da Cooperativa, Para Vagner “o apoio a iniciativas da cultura é nossameta”. O gerente Vagner será exclusivo para a comunidade japonesa atendendo os anseios e necessidades financeiras destes, para saber mais de Sicredi ou tirar alguma dúvida entre em contato com Vagner pelo telefone direto 3312-8254 ou celular 9981-0737. A Sicredi Federal MS Unidade Centro fica na Rua 13 de maio, 843 - Vila Liberdade em Campo Grande. Faça-nos uma visita e conheça nossa moderna estrutura.


12

ESPORTE

Junho / 2010

Palestra sobre mangá aproximou os mais jovens da cultura japonesa

Não é de hoje que a cultura japonesa tem forte apelo sobre os mais jovens. Afinal, que criança ou adolescente não gosta dos desenhos japoneses? O mangá também encanta aos jovens de todas as idades (inclusive da terceira idade). Foi o que pode ser comprovado na palestra de Alexandre Nagado, durante a Semana da Cultura Japonesa, realizada neste mês em Campo Grande. Na palestra, ele falou sobre as origens do mangá (história em quadrinhos), animê (desenhos animados) e tokusatsu (filmes e seriados com efeitos especiais), que fazem parte da chamada cultura pop japonesa. Essas formas de entretenimento ganharam impulso no Japão pós-guerra como formas de lazer barato para uma população que vivia as dificuldades da época. O item principal é o mangá, um tipo de quadrinho diversificado que preza a expressividade, emotividade e envolvimento do

leitor na narrativa. Há mangás para ambos os sexos, em todas as faixas etárias e interesses. Em quase tudo, o tema principal é a perseverança, servindo como um apoio moral às pessoas. Até hoje, o mangá inspira animações, filmes, novelas, games e até o mundo da moda, sendo um dos principais itens de exportação do Japão, inclusive com forte influência sobre várias gerações de brasileiros, desde o “Nacional Kid”, do final dos anos 60, até o desenhos modernos, como “Pokemón” e “Naruto”. O palestrante - Alexandre Nagado tem 39 anos, nasceu em São Paulo (capital) e reside atualmente em Ilha Solteira (SP). Trabalha com quadrinhos e ilustrações para empresas e estúdios. Como palestrante especializado em quadrinhos e cultura pop japonesa, já ministrou palestras também em São Paulo, Osasco, Sorocaba, Santos (SP), Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR), Fortaleza (CE) e Recife (PE), entre outras cidades.


Junho / 2010

13

Programa de segurança comunitária japonês será adotado pela polícia brasileira A Secretaria de Segurança Pública de 11 estados brasileiros, dentre eles o Mato Grosso do Sul, adotará o sistema Koban japonês, baseado em bases comunitárias da polícia. Para isso, autoridades locais visitam as cidades de Tokyo, Shizuoka e Nagano. O objetivo é implantar, no Brasil, o tradicional sistema Koban japonês. Para isso, o Governo sul-matogrossense vem formando policiais comunitários, sendo que uma formatura aconteceu na última semana. O que é sistema Koban? Koban que dizer polícia em japonês, sendo que é o modelo policial japones, que remonta ao século XIX. É a base física da estrutura de polícia comunitária no Japão, adotado por diversos países, entre eles: Estados Unidos, Taiwan, Brasil e Coréia do Sul Nestes pequenos postos urbanos, trabalham entre três a quatro oficiais de polícia, que agem preventivamente aconselhando a comunidade local sobre criminalidade, visitando domicílios habitados por pessoas que carecem de atenção especial e fomentando reuniões com os mais velhos e as lideranças da comunidade.

Embaixada brasileira em Tokyo lança site com programação das comemorações dos 20 anos de dekasseguis no Japão Em junho de 1990, entrou em vigor a lei de imigração que permitiu a abertura do mercado de trabalho japonês aos descendentes de japoneses morando no Brasil. Surgiram, então, os dekasseguis. Para comemorar a data, a embaixada do Brasil em Tokyo lançou um site com informações sobre os eventos que acontecem em comemoração aos 20 anos dos brasileiros no Japão. O site traz com detalhes a agenda de comemorações e atividades. Vinte anos depois o governo quer comemorar com a comunidade essa conquista que mudou o rumo das relações entre o Brasil e o Japão. O nome do evento mudou de “Celebração dos 20 Anos da Emigração Brasileira para o Japão” para “Celebração dos 20 Anos dos Brasileiros no Japão”, mas a programação permanece como o planejado. No dia 30 de julho haverá o “Seminário sobre os 20 Anos de Emigração Brasileira no Japão”, no auditório da Universidade das Nações Unidas, em Tokyo. No dia 31 de julho, inaugura-se a Casa Experimental do Trabalhador Brasileiro, em Hamamatsu (Shizuoka), cujo o edital para a contratação de funcionários temporários já foi divulgado. Já no dia 1 de agosto, em Nagoya (Aichi), acontece o “Dia dos Brasileiros no Japão”. E de 2 a 8 de agosto, ocorre a “Semana do Trabalhador”, com mesas redondas e consultas sobre problemas trabalhistas em várias províncias. Dois ministros de estado, dois deputados federais e autoridades da comunidade nikkei no Brasil devem ir ao Japão para as comemorações. O presidente do Conselho Nacional de Imigração -

CNIg - Paulo Sergio de Almeida deve chegar ao país nesta semana para ajudar na organização dos eventos. A primeira-secretária Patricia Barbosa Lima Côrtes, responsável pelo setor de Comunidades, está a frente do projeto. Diante da importância desse singular fenômeno migratório, os Ministérios das Relações Exteriores e do Trabalho e Emprego do Brasil decidiram celebrar os 20 anos da presença brasileira no Japão com quatro eventos: • “Seminário

sobre os 20 anos da Emigração Brasileira no Japão”, a realizar-se em Tóquio, no dia 30 de julho de 2010. • Inauguração do projeto-piloto da “Casa do Trabalhador Brasileiro” em Hamamatsu, no dia 31 de julho de 2010 • “Dia dos Brasileiros no Japão”, no dia 1º de agosto, em Nagóia, que compreenderá festa popular com várias atrações e serviços de informação voltados ao público brasileiro. Nessa data será lançada a “Semana do Trabalhador Brasileiro no Japão”, que constituirá a quarta iniciativa conjunta MRE-MTE. • “Semana do Trabalhador Brasileiro no Japão”, de 2 a 8 de agosto, com o objetivo de valorizar a história dos trabalhadores brasileiros no Japão e de debater aspectos de grande importância das relações de trabalho no Japão, além de oferecer serviços de informação individualizada aos trabalhadores e às trabalhadoras brasileiras neste país.

Pedagoga lança livro com sua experiência como desassegui A Pedagoga Andry Suzuki Yamasaki viveu como dekassegui - pessoas que vão ao Japão em busca de trabalho - e resolver contar a sua experiência no livro “A Internacionalização no Japão e seus Descendentes”. Nele, a autora conta as dificuldades que os descendentes têm ao chegar ao Japão e dá dicas para quem chega agora ao país do sol nascente. “Muitos não sabem falar a língua japonesa, o que dificulta sua convivência no dia-a-dia, prejudicando-os até mesmo na procura por um emprego”, enfatizou Aldry. Telefones úteis, endereços indispensáveis e vocabulário de palavras básicas são capítulos que constam na obra, que contém 65 páginas. Aldry conta parte de suas descobertas e trabalho no Japão desde quando chegou pela primeira vez em 1991 até sua partida em 2002, no entanto,

neste intervalo voltou ao Brasil, onde ficava por pelo menos seis meses em anos alternados. “A saudade da família e a pressão que os dekasseguis sofrem lá no Japão era muita, o que me fazia sempre querer voltar. Mas meu objetivo, que era ganhar dinheiro e investir aqui no Brasil, sempre me fazia voltar”, contou. Ao retornar para o Brasil, Aldry investiu no seu doutorado em Educação e o marido, Carlos Seiji Yamasaki, com quem casou-se após conhecê-lo no Japão, enquanto ainda trabalhava com transportadora de cana em Nova Alvorada do Sul, em Mato Grosso do Sul. “Cheguei a registrar meu livro, mas não sobrou dinheiro para publicá-lo e estou à procura de uma editora que se interesse, porque é muito importante que esta obra chegue às mãos de pessoas que pretendem ir para o Japão como dekasseguis”, disse ela, que hoje conseguiu lançar o livro.

Projeto que muda a constituição prevê a eleição de deputados vivendo fora do Brasil Se for aprovado, brasileiros morando no Japão poderão se candidatar ao cargo e defender os direitos da comunidade. Dois Projetos de Emenda à Constituição (PECs) propõe que se permita a eleição de deputados federais vivendo fora do Brasil. Com isso, brasileiros que moram em países como o Japão, por exemplo, poderiam eleger-se e, com isso, lutar pelos direitos dos migrantes. Os projetos adendam mais um parágrafo ao Artigo 45 da Constituição dando direito aos brasileiros no exterior de votarem e serem votados para deputado federal, mesmo que não estejam vivendo no Brasil. Isso significa que os brasileiros vivendo no Japão poderiam votar e se candidatar ao cargo na Câmara para defender os interesses da comunidade. Mas essa não é a primeira vez que o Congresso recebe matéria desse tipo. Um projeto parecido foi arquivado em 2005. Proposta semelhante já existe e funciona em Portugal, Espanha, Itália e EUA.

Entidade japonesa doa livros para escolas brasileiras no Japão e no brasil Cerca de sete mil livros foram enviados pelo Ministério da Educação (MEC) para a Associação das Escolas Brasileiras no Japão (AEBJ) e serão distribuídos entre as 39 escolas associadas. Além disso, a entidade sem fins lucrativos NPO Koryu Net vai repassar para as escolas do Brasil cerca de 200 quilos de livros usados, que foram arrecadados no Brasil , sendo que o total distribuído poderá passar de cinco toneladas em seis meses. Os livros que vieram do MEC foram solicitados pela AEBJ e serão distribuídos apenas aos 39 associados, mas a doação da Koryu Net contemplará todas as escolas brasileiras existentes no Japão, que são cerca de 90. O MEC enviou pouco mais de sete mil livros, entre eles muitos clássicos de literatura, de autores consagrados - como Graciliano Ramos, Jorge Amado, João Cabral de Melo Neto, Rachel de Queiroz e Cecília Meirelles, entre muitos outros. Ao todo, são mais de 150 títulos diferentes, incluindo literatura infantil e infanto-juvenil. “Primeiro, vamos catalogar quantos exemplares vieram de cada título e, depois, fazer uma divisão justa entre as escolas associadas, considerando o nível de ensino de cada uma e também a quantidade de alunos de cada instituição”, informou Julieta. KORYU NET - A NPO Koryu Net já arrecadou cerca de 200 quilos de livros usados no Brasil e ofereceu-os a todas as escolas brasileiras - o repasse será feito pela AEBJ. “É um gesto muito elogiável desta associação, que continua recolhendo doações no Brasil”, acrescentou a professora Julieta Yoshimura , presidente da AEBJ - Associação das Associação das Escolas Brasileiras no Japão. “Eles pretendem nos encaminhar mais cinco toneladas de livros em um prazo de seis meses. Estimamos que esta quantidade chegue a mais de 30 mil livros, um volume considerável e que será de grande préstimo para as escolas brasileiras”, disse ela.


14

Junho / 2010

Pesk & lazer Recanto Nippon

Fotos: João Benevenuto e Priscila Figale (Estúdio FOTOLUZ).

Muito mais que um Pesk-Pague, um lugar para passar agradáveis momentos com a família

Você procura um lugar aconchegante, com um ambiente familiar onde possa se divertir, saborear um delicioso almoço, praticar o hobby da pescaria ou simplesmente dar um tempo no corre-corre frenético da cidade grande? No Pesk & Lazer Recanto Nippon você vai encontrar tudo isso e muito mais. Localizado próximo ao bairro José Abrão, na antiga saída para Rochedo, o Recanto Nippon, como é mais conhecido, é um lugar para quem sabe curtir a vida de forma saudável e gostosa. Se você é fã de pescaria, você pode praticar algumas modalidades disponíveis no local como pesque e solte, pesca esportiva, pesque e pague. Essa última o Recanto oferece opção para você levar seu peixe, já limpo, e preparar em casa ou pedir para preparar e saboreá-lo no próprio local. O Recanto conta com uma equipe de profissionais em pesca para atender desde o iniciante amador, até os profissionais. O pesqueiro conta com quatro tanques de pesca com espécimes como Pacu, Tambaqui, Pintado entre outros nos mais variados pesos e medidas. Para quem não conseguir pescar nada, não precisa ficar decepcionado. Basta comprar um peixe de tanque e ainda fazer o maior cartaz com amigos e familiares. Agora, para aqueles que não curtem muito a pesca, ou apenas acompa-

nham o pescadores, o pesqueiro ainda oferece várias outras opções. Piscinas, playground infantil, brinquedos nas bordas das piscinas, o tradicional karaokê, DVD e, é claro, televisão para os aficcionados pelos jogos de fim de semana. Na hora do almoço a coisa fica melhor ainda. Uma bela e farta mesa repleta de peixes como costelinhas de pacu frita, filé de tilápia com molho de alcaparras, salmão alecrim, filé de tainhas, camarão e pratos como moqueca de peixe, peixes fritos, ensopados, refogados, assado, grelhado, recheado, bolinho de peixe entre outros. E para os paladares que não gostam muito de peixe ou não abrem mão da carne vermelha, também é servido picanha, costela, linguiça, coração de frango, entre outros e finalizando com uma grande variedade de saladas. Realmente é uma opção encantadoramente criada e cuidada pelo proprietário Clayton Yamazato e que fica bem perto do centro de Campo Grande. Então, no próximo fim de semana, ao invéz de ficar cozinhando em uma sala quente assistindo televisão, vá para o Pesk & Lazer Recanto Nippon! Boa diversão!


Junho / 2010 Gastronomia por Fábio Koyama*

15 Fotos: João Benevenuto e Priscila Figale (Estúdio FOTOLUZ).

Lanchonete ou Hamburgueria? Como paulistano da gema, cresci comendo nas tradicionais Hamburguerias de São Paulo. Esse sucesso que conheço aproximadamente desde de 1982, é uma tradição tão forte que entre os colegas, a gente combinava de cabular aula para conhecer os novos pontos de venda dessa beldade chamada Hamburger. Seria impossível comentar qual é o melhor Hambúrguer do Brasil, e o melhor do mundo, por exemplo nos Estados Unidos existe a famosa faculdade do Hamburger, porém na minha opinião eles não tem a criatividade de alguns brasileiros quando se trata de um hambúrguer que não contém Barbecue (agridoce com aroma de fumaça). Quando cheguei em Campo Grande, aproximadamente em 2004 através da gastronomia, no primeiro dia tudo estava muito corrido então pensei, assim que acabar vou procurar a melhor Hamburgueria da capital e vou me acabar no bom sentido. Perguntando a colegas do ramo, eles indicaram uma casa, chegando lá reparei que não era uma hamburgueria e sim uma boa lanchonete, ao chegar meu lanche a minha primeira impressão foi de susto, pois os adicionais eram de abundância muito maior do que a própria carne. Durante muito tempo então passei comendo lanches na capital, que no conceito de lanche estão todos de parabéns. Um belo dia trabalhando como executivo 1 da Coca-Cola Femsa, conheci a família Longobardi que começava a acreditar no conceito Hamburgueria, e me perguntei será? Tomara ! Fazendo amizade com a família comecei a tirar o chapéu para tudo aquilo que via, ou seja, a família toda dedicada àquilo que acontecia, uma filha cuidava da arquitetura, outra do marketing, outra da parte nutricional e os pais acompanhando tudo com muita seriedade e amor. O proprietário Luizão, como o chamo hoje em dia, acorda de manhã vai pessoalmente comprar todos os ingredientes para manter a qualidade e acompanhar o procedimento dos produtos em relação a validade, agrotóxicos, fusões.... o que todo grande

chef e proprietário deveria fazer. Assim que os produtos chegam, Maiza (esposa do Luizão) começa a manipular o famoso hamburguer, em companhia da filha “brava” Isabela (excepcional nutricionista) que não deixa nada passar de forma incorreta conforme as normas da vigilância sanitária. O Burguer & Co me impressionou a um nível que não consigo explicar com palavras, pois temos a melhor carne aqui no Estado, a sua fusão de carne com gordura é perfeita. O pão, a maionese com ovos pasteurizados, enfim o hambúrguer é hambúrguer com pesos acima de 100g, nada contra ervilha, milho... viva a agricultura, mas no meu hambúrguer, o ator principal é a carne. Aprecie o Burger & Co. e delicie-se


16

Junho / 2010

Japão investe no desenvolvimento mundial e preservação do meio ambiente através do JICA

Dia da Comunidade Japonesa foi comemorado no último dia 28 de junho pela Câmara Municipal A Câmara Municipal de Campo Grande, promoveu na noite desta segunda-feira (28), uma sessão solene em comemoração aos 102 anos da imigração japonesa no Brasil. A cerimônia de abertura teve a participação do grupo de dança Sheishun, que apresentou um estilo musical de dança japonesa chamado Yosakoi Soran. O nome seishun significa juventude, sentimento que o grupo procura ascender dentro de todos que os prestigiam, através da alegria característica do Yosokoi Soran e da alegria que cada integrante sente ao dançar. A proponente desta congratulação, vereadora Magali Picarelli, em seu discurso agradeceu os presentes, dizendo ser um privilégio prestar esta singela homenagem a estas pessoas que vieram de tão longe. “São pessoas que saíram de suas terras, deixando suas famílias, cada um com suas razões, mas todos com um sonho de chegarem a uma terra abençoada que é o Brasil. Construíram suas famílias e ajudaram o Brasil a se desenvolver e prosperar, em especial o estado de Mato Grosso do Sul”, destacou a vereadora. O presidente da Câmara Municipal, vereador Paulo Siufi disse que cada vereador se sente orgulhoso por estar prestando esta homenagem, pois essas pessoas podem sair desta solenidade com a certeza do reconhecimento do trabalho prestado para Campo Grande. “Vocês são merecedores, e que esta homenagem sirva de estímulo para que continuem trabalhando em prol da nossa cidade. Um povo que sofreu com a guerra, muitos deles vieram em porões de navios, mas ainda assim, conseguiram passar laços importantes que moldam o caráter vocês. Nós campo-grandenses, devemos muito à colônia japonesa”, ressaltou o vereador. O deputado estadual Maurício Picarelli esteve presente na solenidade assim como os vereadores cabo Almi, Silveira, João Rocha, Paulo Siufi, Loester Nunes, Herculano Borges, Carlão, Alcides Bernal, Airton Saraiva, Lídio Lopes, Thaís Helena, Paulo Pedra além da proponente desta congratulação, vereadora Magali Piacarelli.

Confira a lista com os nomes dos homenageados Vereador

Homenageado

Airton Saraiva Alcides Berna Cabo Almi Carlão Cristóvão Silveira Heculano Borges Jamal Salem João Rocha Lídio Lopes Dr. Loester Magali Picarelli Marcelo Bluma Mario César Paulo Pedra Paulo Siufi Profª Rose Thais Helena Vanderlei Cabeludo

Osamu Kato Roberto Hironei Kobayashi Daise Watanabe Satiko Izeki Nelson Satio Sato Nilson Tamotsu Aguena Rosiméri Keiko Ishikawa Nakasse Itio Tigman Denise Tomiko Arakaki Takemoto Carlos Nakao Hudson Shiguer Kinashi Wilson Tadashi Hiraoka Toshiyuki Matsusita Élson Yamasato Dirce Kimie Guenka Yasuko Naka Hideo Saito César Adania Mauricio Testuro Oshiro Pedro Hiane Niria Nishihira Katsuren Alcide Shizuco Uehara Paulo Tuyosi Kinoshita Emilia Nakassako Higa Nakão Maria Leny Adania de Sylos Alice Mitsue Sakaguti Kawamoto Lauro Miyahira Dirce Etsuko Miyahara Glória Akiko Saito Okano Paulino Koiti Matsubara Jorge Tsutomu Miyoshi Marcos Takeshita Valdir Shigueiro Siroma Josué Kazuo Nishimura Edson Ishikawa Flávio Katumi Ishikawa Nivaldo Saito dos Santos

Entidade japonesa está presente em mais de 100 países e tem contribuído para o desenvolvimento de países e contribuindo com a paz Já faz algum tempo que o Japão busca, através de parcerias, fazer com que o mundo seja um lugar melhor para se viver. Poucos sabem, no entanto, que um órgão do governo japonês é dedicado exclusivamente a fomentar essa parceria. Trata-se da JICA – Japan International Cooperation Agency – ou Agência Japonesa de Cooperação Internacional, um órgão do Governo Japonês responsável pela implementação da Assistência Oficial para o Desenvolvimento (ODA) Representante da JICA presente no Festival da Cultura Japonesa que apóia o crescimento e a estabilidade em Campo Grande sócio-econômica dos países em desenvolvimento com o objetivo de contribuir para a paz e o desenvolvimento da sociedade internacional. Com uma rede de escritórios que se estende por quase 100 países, a JICA presta assistência a mais de 150 países no mundo todo. Em 1º de outubro de 2008 foi criada a Nova JICA, responsável pela implementação, de forma unificada, das três formas de assistência até então prestadas por órgãos distintos: Cooperação Técnica, Empréstimo ODA e Cooperação Financeira Não Reembolsável (nesta última, o Brasil não faz parte). Com isso, foi possível obter agilidade na prestação de assistência, ampliação dos efeitos dessa assistência e expansão mais abrangente da assistência. São quatro as missões da JICA: - Monitorar os desafios que acompanham a globalização como mudanças climáticas e questões relacionadas à água, alimentos e doenças infecciosas; - A redução da pobreza e crescimento justo ; - Melhoria da governança, como políticas e sistemas de governo de países em desenvolvimento; - Garantias da segurança humana.

A JICA e o Brasil

A JICA situa o Brasil como seu parceiro global na solução de questões mundiais e realiza cooperação que contribui não só para a solução de problemas internos do Brasil, mas também, de questões mundiais. Uma das áreas prioritárias de cooperação com o Brasil são o meio ambiente, com medidas contra as mudanças climáticas e ordenamento do meio ambiente urbano. Para o governo japonês, o Brasil vem contribuindo ativamente na questão ambiental em escala global e é uma das principais potências econômicas mundiais, sendo que o maior exemplo disso é a produção de biocombustíveis e a preservação da floresta amazônica. Outra área é o desenvolvimento social, com a redução das desigualdades. Para isso, a JICA vem desenvolvendo projetos de infra-estrutura sócio-econômica nas regiões norte, nordeste e centro-oeste, de assistência agrícola e irrigação nos cerrados e caatinga (semiárido), e de desenvolvimento da infraestrutura básica nos centros urbanos (saúde, saneamento, segurança, transporte, etc.). Um outro projeto é a promoção da cooperação tripartite, onde Brasil, Jica e outra nação em desenvolvimento. Em 2000 os dois governos celebraram um convênio chamado “Programa de Parceria Brasil-Japão (JBPP)”, para promover ainda mais a cooperação tripartite. Como parceiros nas questões de escala mundial, focados na América Latina e nos países africanos de língua portuguesa, o Brasil e o Japão vêm promovendo a cooperação em áreas como agricultura, saúde e serviço médico, meio ambiente e formação profissional. Escritórios Representação da JICA no Brasil (Brasília) - SCN Quadra 2, Bloco A, Ed. Corporate Financial Center, 4ºAndar, Sala 402 - CEP:70712-900 Brasília-DF. Tel: (61) 3321-6465 - Fax: (61) 3321-7565 Escritório Regional da JICA em São Paulo - Avenida Brigadeiro Luis Antonio - no. 2.729 -Ed. Torre Brigadeiro - 6°andar -Ciqueira César - CEP: 01401-000 São Paulo SP - Tel: (11)3251-2655 Fax: (11) 3251-1321

Flávia Augusta Chaves Corretor de Imóveis CRECI: 3992 Av. Afonso Pena, 954 - sala 01 - Centro - Campo Grande / MS

(67) 3028-1101 / 8435-6660 / 8476-6660 http//:www.flaviaimoveisms.com.br

Jornal Nikkei MS - Junho/2010  

Edição 07 - Junho 2010

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you