Page 1


FAAL – FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E ARTES DE LIMEIRA CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN DE INTERIORES

Subsistemas

ALUNA: Nicoli Kelli Teixeira Piovezanni ORIENTADOR: Prof. João Paulo Marquesini Soares

Blog: www.tumblr.com/blog/nicpiovezanni LIMEIRA Dezembro de 2012


FAAL – FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E ARTES DE LIMEIRA CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN DE INTERIORES

Subsistemas

ALUNA: Nicoli Kelli Teixeira Piovezanni ORIENTADOR: Prof. João Paulo Marquesini Soares

Trabalho apresentado para a Avaliação Integrada, como exigência para aprovação nas disciplinas do 4º semestre do Curso de Graduação Tecnológica em Design de Interiores, da Faculdade de Administração e Artes de Limeira, sob a orientação da Profº João Paulo Marquesini Soares

LIMEIRA Dezembro de 2012


FOLHA DE JULGAMENTO

Candidato (a) : Trabalho defendido e julgado em : ___/___/______

__________________________________________

perante a Comiss達o Julgadora:

_______________

Prof. Jo達o Paulo Soares (orientador)

__________________________________________

_______________

(membro interno)

__________________________________________

_______________

(membro externo)

__________________________________________ Profa. MSc. Clarissa Ribeiro (coordenador do curso)

__________________________________________ Profa. MSc. Renata La Rocca (coordenador do curso)

__________________________________________ Profa. Silvia H. Orlandelli da Silva (diretor da Faculdade)


DEDICATĂ“RIA Dedico este trabalho ao meu namorado, que sempre me apoiou, e nunca me deixou desistir.


AGRADECIMENTOS Quero agradecer a todos meus familiares e amigos que me auxiliaram e apoiaram no decorrer deste curso. A todos meus companheiros de sala, que com idéias e sugestões contribuíram para o final deste, e me proporcionarão muitas alegrias no decorrer do curso.


RESUMO O objetivo do projeto é transformar um quarto esquecido e obscuro, em um quarto aconchegante, moderno, que transmita a personalidade do cliente. Suas exigências foram ser um local aconchegante e privado. De cara, foram encontrados vários desafios, o que seriam “problemas” no quarto, se tornarão o seu conceito. Subsistemas evidenciados, um local com medidas pequenas. O projeto foca em evidenciar os subsistemas que já se encontravam no local, ligando de maneira criativa ao quarto, como também, todo seu mobiliário. Suas cores foram influenciadas em gostos do cliente, o layout pensado com praticidade e conforto. Uma nova visão para objetos que são normalmente escondidos, evidenciados, trazem modernidade ao quarto.


SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO.......................................................................................................... 8 2. OBJETIVOS............................................................................................................ 10 2.1. OBJETIVO GERAL ....................................................................................... 11 2.2 - OBJETIVOS ESPECÍFICOS ........................................................................ 11 3. ESTUDOS DE CASO ............................................................................................. 12 3.1. Estudo de Caso 1: Conjunto de mobiliário compacto tudo em um para os espaços urbanos ...................................................................................................... 13 3.2. Estudo de Caso 2: Moderno Sistema de Organização de Closet .............. 16 3.3. Estudo de Caso 3: Apartamento social revamp ................................... 18 3.4. Estudo de Caso 4: Hotel que não parece hotel ............................. 19 3.5. Estudo de Caso 5: Interruptores divertidos ................................................ 22 3.6. Estudo de Caso 6: Como Decorar Quartos Pequenos ............................... 23 4. O CLIENTE ............................................................................................................. 24 4.1. Painel Semântico do Cliente ......................................................................... 26 4.2. Briefing.......................................................................................................... 27 5. CONCEITO ............................................................................................................. 31 5.1. Painel Semântico do Conceito ...................................................................... 32 6. PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO PROJETO ........................................ 33 6.1. Levantamento ............................................................................................... 34 6.2. Estudos Preliminares .................................................................................... 37 6.3. Anteprojeto.................................................................................................... 39 6.4. Projetos executivos ....................................................................................... 41 6.4.1. Localização da área de intervenção ...................................................... 42 6.4.2. Layout, cortes, vistas e fachada ............................................................ 42 6.4.3. Projeto Luminotécnico .......................................................................... 42 6.4.4. Paginação de Piso ................................................................................. 42 6.4.5. Projeto de Mobiliário .............................................................................. 42 6.4.6. Estudos Cromáticos............................................................................... 42 6.4.7. Especificação de Materiais .................................................................... 47 6.4.8. Planilha de Planejamento de Execução e Orçamento da Obra .............. 47 6.4.9. Maquete eletrônica ............................................................................... 47 6.4.10. Maquete física ..................................................................................... 48 7. REFERÊNCIAS ...................................................................................................... 52 8. LISTA DE FIGURAS ............................................................................................... 54 9. A AUTORA ............................................................................................................. 61


Subsistemas Introdução FAAL- Design de Interiores


1. INTRODUÇÃO

O projeto á ser desenvolvido é sobre um cômodo comum, o quarto. Porém, este traz características especiais que não podem ser deixadas de lado. O quarto sempre foi o local mais privativo da casa, onde oferece um porto seguro, com conforto e características pessoais do cliente. Sendo assim quase um diário. Logo ao entrar pode-se fazer uma leitura de como a pessoa é, como gostos, afazeres, sonhos, defeitos, qualidades. De fato, alguns são mais influenciados pelos proprietários da casa, do que o quem utiliza. Este projeto remete exclusivamente a esta questão, a liberdade de escolha. Assim como qualquer liberdade traz responsabilidade, este quarto também trouxe. Questões que deviam ser pensadas calmamente, pela forma que o local se encontra. Localizado abaixo da casa, como um porão, ele estava sendo usado como depósito, e traz subsistemas da casa em evidência, como por exemplo, muretas que fazem parte da fundação da casa, rede de esgoto, rede elétrica, e também pé direito muito baixo. A solução para tais problemas, talvez seja escondê-los, mas por que não evidenciá-los mais ainda? O projeto segue com idéias motivadas pelo próprio entusiasmo do cliente, de frente a liberdade da escolha. Traz assim, um layout específico para resolver a questão dos subsistemas e também do espaço pequeno. Com o uso de um adesivo, incorporei o cano a figura, fazendo-a parecer parcialmente real. Com o jogo de luzes diretas e indiretas, trouxe importância para objetos de afeição não fugindo da iluminação serena para um local de descanso. O quarto ganhou outra visão, assim como a do cliente, que acabou se conhecendo melhor.

9


Subsistemas Objetivos FAAL- Design de Interiores


2. OBJETIVOS

2.1. Objetivo Geral Diante de tantos desafios encontrados em um pequeno cômodo o objetivo do projeto é desenvolver um quarto aconchegante e reservado para um estudante de 19 anos, simples, residente em São Pedro, interior de São Paulo.

2.2. Objetivos Específicos - Evidenciar subsistemas de funções da casa, presente no local; - Desenvolver projeto de iluminação; - Projetar mobiliário; - Solução para circulação de ar, esquadrias; - Realizar estudo de cores; - Desenvolver paginação de piso.

11


Subsistemas Estudos de Caso FAAL- Design de Interiores


3. ESTUDOS DE CASO

3.1. Estudo de Caso 1 - Conjunto de mobiliário compacto tudo em um para os espaços urbanos Um mobiliário compacto em um espaço pequeno, que se reinventa á partir dos desejos e necessidades do cliente. Com simples materiais, traz a praticidade e leveza de trocar peças de lugar, com imaginação se cria diversos tipos de ambiente, tanto para recepcionar os amigos, como para rapidamente se formar em um local privativo de conforto e descanso. Nos dias de hoje, para quem não tem muito espaço e dinheiro, esta é uma grande idéia para as necessidades do cliente.

Figura 1. O mobiliário se transforma em sofá para sala de estar.

Figura 2. Um sofá de sala de estar apresentando uma mesinha e dois puffs. 13


Figura3. O mobili谩rio ganha uma mesa de centro, que se esconde em sua pr贸pria estrutura.

Figura 4. Um ambiente de descanso ganha puffs e se transforma em um recanto acolhedor para receber amigos e familiares.

14


Figura 5. O que era sala de estar agora é uma sala de jantar, com disposição de puffs e uma mesa com altura regulável.

Figura 6. Com pequenos ajustes o mobiliário se torna um sofá grande e confortável.

Figura 7. Agora com os puffs lado a lado, o mobiliário se transforma em uma cama de casal. 15


Figura 8. Com aberturas escondidas, garante mais organização em seu espaço.

Figura 9. Um mobiliário que em disposição diferente de lugares, oferece vários ambientes.

3.2. Estudo de Caso 2 - Moderno Sistema de Organização de Closet Em um ambiente pequeno uma das técnicas para dar ilusão de um espaço maior é a organização. Neste ambiente escolhi utiliza o armário em zig-zag, que traz seu visual próprio e moderno, além das cores chamativa que dão mais enfoque em seu formato. Com caraterísticas simples um armário comum vira um closet, as roupas e sapatos expostos, são características de um tempo mais moderno sem a idéia de que organização é “esconder”. Neste caso, as roupas são todas organizadas em seus devidos ligares, e à mostra deixam a idéia de forma diferenciada de organização.

16


Figura 10. Armário sem portas, que garante modernidade e organização.

Figura 11. Um closet prático e inovador, com formas inusitadas, traz grandeza e belesa ao espaço.

Figura 12. Prateleiras que podem ser usadas para guardar roupas ou até para sapateiras. 17


3.3. Estudo de Caso 3 - Apartamento social revamp

Com uma idéia um pouco forçada do estilo kichtie, o projeto expõe diversas formas de mobiliários, entre tamanhos, cores e formatos, utensílios e objetos mais usados. Traz também a idéia do material em sua forma pura sem arranjos, como pode ser usado sem causar desconforto visual, exemplo, a parede de tijolinhos, que se une em um local que geralmente traria um layout de sala de estar moderno, pelo contrário, foi projetada uma cozinha que

ousou em imaginação, mostrando diversas formas para uma simples

cadeira, usando-a também como artifício decorativo. Trabalha o uso de objetos para desenvolver o local, de maneira exagerada, mas transmite a idéia de um arranjo para reunir pessoas, algo que seja receptivo, onde também crie uma certa curiosidade de explorar o local e conhecer cada objeto.

Figura 13. Cabeceira horizontal traz a ilusão de alongar uma parede.

18


Figura 14. Tijolo a vista, cimento de construção, materiais que dão idéia de inacabados, mas que complementam o local com sua decoração.

3.4. Estudo de Caso 4 - Hotel que não parece hotel. Este projeto contemporâneo é de um hotel, onde sua marca é a multiplicidade de peças e o caráter único de cada ambiente. Ele utiliza diversas formas, tamanhos, modelos, estampas, cores, objetos, que talvez não se encaixem, mas em sua disposição traz a sensação de não terem outro lugar melhor para poder estar. Com o uso de cores escuras e adesivos em escrito no teto, traz a sensação de algo contínuo, o que o ambiente em si precisava para tirar o peso de tantos móveis em diferentes tamanho que compõe quase todo espaço. Traz a ousadia de misturar piso com paredes, móveis diversos, questiona a idéia de ocupação do local e utilização. Transformando o local em uma junção de todas as atividades, como de lazer, comunicação, interação, descanso, estudo, alimentação, interagindo todos os hóspedes do hotel a se comunicarem, se conhecerem.

19


Figura 15. Refeitório que oferece designers moderno em seus móveis, como também o teto inovador.

Figura 16. Diferentes móveis que compõe espaço para comer.

20


Figura 17. Próximo ao refeitório, também se encontra a área de lazer,com uma mesa de bilhar.

Figura 18. No mesmo ambiente, também está localizado o bar, que aparenta uma decoração inusitada.

21


Figura 19. Ambiente propício para reuniões, estudo e também para alimentação.

3.5. Estudo de Caso 5 - Interruptores divertidos

O uso de adesivos é muito usado como decoração, ou até correção de imperfeições, escondendo-as. No projeto a ser desenvolvido, vou utilizar o adesivo com o mesmo uso de um quadro, expondo a paisagem, figura em escala maior. Como também trazer a reposta criativa do funcionamento dos sistemas elétricos do local, como os interruptores, tomadas.

Figura 20. Adesivos para interruptores, que trazem imaginação quanto a sua função.

22


3.6. Estudo de Caso 6 - Como Decorar Quartos Pequenos

Neste estudo de caso, visa aumentar um quarto pequeno, dando ilusões, e sensação de espaço. Com maneiras simples e comuns os quartos ganham a personalidade do cliente em pequenos detalhes. A estratégia em cores claras, espelhos, rodapés maiores, iluminação direta e indireta, o uso de tranparência, trazem a sensação e ilusão em dimensão. Armários e estantes suspensas, portas de correr, móveis multifuncionais, ajudam a economizar o espaço. Dicas importantes, mas comuns. Mesmo o quarto sendo pequeno em dimensões, poderia utilizar algumas estratégias como solução de espaço, mas usar mais imaginação.

Figura 21. Quartos pequenos com disposição de móveis que garantem mais espaço e conforto ao ambiente.

Figura 22. Iluminação localizada na cabeceira, garante destaque ao local. 23


Figura 23. A escolha de cores fortes combinadas com tons mais claros, trås a sensação de profundidade, continuidade.

Figura 24. O uso de uma parede mais escura que as demais, proporciona um diferencial ao quarto, combinando com uma textura ou adesivo traz personalidade ao ambiente.

24


Subsistemas O Cliente FAAL- Design de Interiores


4. O CLIENTE

Figura 25. Felipe Falone

Jovem de 20 anos, estudante, gosta de jogar futebol. Mora com a mãe, e recebe a oportunidade de ter um quarto para si isolado da casa,onde busca ser um local mais privativo aos gostos e interesses dele. Um rapaz cheio de sonhos, simples, pretende buscar reconhecimento profissional por meio da empresa da família no ramo de brinquedos. Não deixando de lado o interesse de se tornar um jogador de futebol. Comunicativo, decidido e competente nas suas atividades, recebe muitas propostas de trabalhos no ramo futebolístico, mas preso no aconchego e atenção que recebe de sua família, espera uma proposta melhor, para poder partir. Em seu quarto ele deseja que traga suas características, como a simplicidade, mas também toques modernos e arrojado, para que possa receber amigos e principalmente descansar do dia puxado de trabalho.

26


4.1. Painel Semântico do Cliente

Figura 26. Painel Semântico do Cliente.

O cliente está numa fase de escolhas decisivas que irão determinar sua vida daqui para frente. De um lado ele tem o talento para ser um grande de jogador de futebol, com muita determinação e astúcia ele consegue alcançar vários testes, mais ainda nada decisivo. Pelo outro lado, ele é preso pela sua família e amigos, que o impedem de ficar muito tempo separados devido a saudade. Ele é um rapaz muito educado, cavalheiro, romântico, nobre, trabalhador, extrovertido, companheiro, cheio de qualidades, sonhos e responsabilidades. Acima de tudo ele é muito tranqüilo, e deixa tudo acontecer naturalmente.

4.2. Briefing Cliente: Felipe Falone

1.

Fale um pouco sobre você e seus gostos. Felipe Falone, 19 anos, trabalho em uma fábrica de cama elásticas. Nas horas vagas gosto de jogar futebol, às vezes gosto de sair, gosto muito de viajar também. Porem as vezes prefiro ficar em casa tranqüilo usando o computador. Prefiro pensar no hoje do que no amanhã, apesar de imaginar e fazer planos pro futuro. Então, hoje em dia penso em seguir no ramo de cama 27


elásticas e brinquedos, seja em vendas ou apenas manutenções. Pretendo, em breve, fazer uma faculdade de Ed. Física, tanto pelo meu gosto, quanto para me ajudar profissionalmente. Também penso em estudar direito ou mecânica, que são de meu interesse. 2. Qual o objetivo e a funcionalidade para o ambiente a ser projetado? Quero um quarto que tenha mais privacidade, porém na mesma casa de minha família. Vou morar nele então deve ser meu recanto de alegria, paz e tranqüilidade. 3. Há algum item/mobiliário/objeto indispensável para este ambiente? Nada de mais, apenas o computador para usos pessoais. 4. Qual a sua preferência de cores e materiais? Gosto de cores mais fortes, mas temo que escureça muito o local. Gosto de materiais transparentes, como acrílico ou vidro. O ideal seria um quarto todo preto com alguns detalhes brancos e tudo em acrílico. 5. Que imagem deseja que o ambiente transmita? Nao será um local para muitas visitas, então quero que fique de um jeito que principalmente me faça chegar e pensar: que quarto fantástico eu tenho! 6. A iluminação no ambiente é suficiente? Do jeito que esta seria suficiente, porém como quero que mude as cores para mais fortes, talvez tenha que melhorar a iluminação. 7. Para você, qual a definição de conforto? Muita tranqüilidade e privacidade. 8. O que, de forma alguma, deve haver no ambiente? Moveis muito espaçosos, quero que os móveis tomem o mínimo de espaço. 9. Prefere um estilo mais clássico ou contemporâneo?

28


Clássico

Figura 27. Ambientes com estilo clássico.

Moderno

Figura 28. Salas de estar com estilo moderno.

Contemporâneo

Figura 29. Ambiente com decoração estilo contemporânea.

29


Resposta: Contemporâneo ou moderno. 10. Qual sua freqüência no ambiente? Noturna principalmente e fins de semana o dia inteiro.

30


Subsistemas Conceito FAAL- Design de Interiores


5. CONCEITO

Todos os dias convivemos com objetos tecnológicos ou não, que depedem de algo para poder funcionar. Cada um deles é composto por um sistema que reflete como irá funcionar. Por exemplo, as cidades tem o sistema de infra-estrutura, composto de subsistemas – Subsistema viário, Subsistema de drenagem pluvial, Subsistema de Abastecimento de Água, Subsistema de Esgotos Sanitários, Subsistema Energético, Subsistema de Comunicações, que se relacionam e formam fatores ligados, não apenas à tipologia da construção como ao meio ambiente interno e externo. Assim o projeto se desenrola à evidenciar o funcionamento de cada objeto utilizado, como por exemplo a fundação da casa. Desta forma ele cria uma característica única, combinando um olhar critico sobre o elementos essenciais das construções, ao conforto de um espaço privativo. Um quarto velho, de curvas e ângulos improváveis, características esquecidas que haviam sido ofuscadas e enterradas. De repente, ganha espaço, conforto, design moderno e arrojado.

5.1 Painel Semântico do Conceito

Figura 30. Painel Semântico do Conceito.

O conceito em si é olhar de perto os sistemas que estão o tempo todo ao nosso redor, e se questionar como funcionam, e assim evidenciá-los. 32


Subsistemas Processo de Desenvolvimento do Projeto FAAL- Design de Interiores


6. PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO PROJETO Diante de um quarto que, em questão de espaço e visualmente, trouxe muitos desafios, como o cano, as muretas de fundação da casa, trouxe o conceito de evidenciar os subsistemas que se encontravam ali, adequá-los de acordo com as exigências do cliente. Foi elaborada a idéia de evidenciar qualquer subsistema que possibilita o funcionamento dos elementos, como, o armário sem portas, a iluminação exposta, parte da mureta para estantes de objetos e o restante como um sofá de descanso. Em relação ao cano, que não poderia ser retirado, escondê-lo traria mais trabalho, optou-se por reinventá-lo de forma que traga a impressão dele fazer parte de uma figura, tornando a figura parcialmente real. Com pequenos detalhes o quarto trouxe o aconchego e modernidade que o cliente desejava.

6.1. Levantamento O quarto é localizado abaixo da casa, trazendo sistema de funcionamento da casa, como as muretas que fazem parte das fundações da casa, o encanamento à mostra e também a fiação elétrica.Um dos maiores desafios do quarto é seu pé direito baixo.

Figura 31. Espaço com prateleiras, adequado para propor um guarda roupa embutido.

34


Figura 32. Vista do interior do quarto para porta de entrada.

Figura 33. Vista para o cano e prateleiras.

35


Figura 34. Cano à mostra pertencente à fundação da casa.

Figura 35. Planta baixa de Levantamento do quarto.

36


6.2. Estudos Preliminares

Figura 36. Primeiro Layout proposto- Perspectiva 1.

Figura 37. Primeiro Layout Proposto- Perspectiva 2.

Este foi o primeiro layout sugerido no projeto. As idéias principais foram, utilizar o espaço na parede para um armário embutido, com portas de correr, e também o adesivo como forma de associar o cano, já presente no local, para a sensação de algo parcialmente real. A cabeceira da cama horizontal, para trazer a impressão de alongar a parede, agregando uma mesinha para computador.

37


Figura 38. Segundo Layout Proposto- Perspectiva 1.

Figura 39. Segundo Layout Proposto- Perspectiva 2.

Neste segundo layout, a idéia foi criar um móvel multifuncional, nichos para guardar objetos de afeição, que ao serem retirados da parede, se transformam em banquinhos para recepcionar pessoas. O armário, já associado ao conceito, rejeita a idéia de esconder, em cores fortes trazem destaque para suas formas inusitadas. Ao invés do adesivo, neste a parede é parcial descascada, expondo os tijolos de sua alvenaria, que agrega a mesinha para computador, também em tijolos.

38


6.3. Anteprojeto

Figura 40. Terceiro Layout Proposto- Perspectiva 1.

Figura 41. Terceiro Layout Proposto- Perspectiva 2.

39


Figura 42. Terceiro Layout Proposto- Perspectiva 3.

Figura 43. Terceiro Layout Proposto- Perspectiva 4.

Neste layout, foi utilizado a proposta do armário com estilo de um closet, o que incentivou a criação de estantes, que lembram suas formas.

40


Subsistemas Projetos Executivos FAAL- Design de Interiores


6.4. Projetos executivos

6.4.1. Localização da área de intervenção Vide planta em anexo.

6.4.2. Layout, cortes, vistas Vide planta em anexo.

6.4.3. Projeto Luminotécnico Vide planta em anexo.

6.4.4. Paginação de Piso Vide planta em anexo.

6.4.5. Projeto de Mobiliário Vide planta em anexo.

6.4.6. Estudos Cromáticos

As cores fazem parte do nosso dia a dia impregnadas de simbologia e significados. Elas transmitem sensações, recordações e até trazem alguns tipos de ilusões. Neste projeto a cor predominante foi o branco, foi utilizada de maneira a clarear o local e trazer sensação de continuidade, utilizando em conjunto uma cor mais escura, como o cinza escuro, que traz a ilusão de profundidade. E o tom mais claro do cinza para alguns objetos. Em destaque, foi trabalhado diferentes cores para os mobiliários, como o laranja, azul e o verde. Seguindo abaixo os seguintes estudos. Estudo 1

Figura 44. Palheta de cores- Estudo 1.

42


Composição de cores 01

Composição de cores 02

Significado das cores

Laranja: Força, alegria. Branco: Paz, purificação. Cinza: Modernidade, inovação.

Aplicação do Estudo no Ambiente

Figura 45. Perspectiva do Ambiente- Estudo 1. 43


Estudo 2

Figura 46. Palheta de cores- Estudo 2.

Composição de cores 03

Composição de cores 04

Significado das cores Verde: Harmonia, esperança. Branco: Paz, purificação. Cinza: Modernidade, inovação.

44


Aplicação do Estudo no Ambiente

Figura 47. Perspectiva do Ambiente- Estudo 2.

Estudo 3

Figura 48. Palheta de cores- Estudo 3.

Composição de cores 05

Composição de cores 06

45


Significado das cores Azul: Intimidade, maturidade. Branco: Paz, purificação. Cinza: Modernidade, inovação.

Aplicação do Estudo no Ambiente

Figura 49. Perspectiva do Ambiente- Estudo 3.

Composição de cores escolhida

Figura 50. Composição de cores Escolhida- Estudo 1.

46


6.4.7. Especificação de Materiais Vide em anexo.

6.4.8. Planilha de Planejamento de Execução e Orçamento da Obra Vide em anexo.

6.4.9. Perspectiva eletrônica final

Figura 51. Perspectiva do Layout Escolhido 1.

Figura 52. Perspectiva do Layout Escolhido2.

47


Figura 53. Perspectiva do Layout Escolhido 3.

6.4.10. Fotos da maquete física

Figura 54. Maquete Física- Vista 1.

48


Figura 55. Maquete Física- Vista 2.

Figura 56. Maquete Física- Planta Baixa.

49


Figura 57. Maquete Física- Vista 3.

Figura 58. Maquete Física- Vista 4.

50


Figura 59. Maquete Física- Detalhe Móvel.

Figura 60. Maquete Física- Vista 5.

51


Subsistemas ReferĂŞncias FAAL- Design de Interiores


7. REFERÊNCIAS DECOIST. Conjunto de mobiliário compacto tudo em um para os espaços urbanos. Disponível em: < http://www.decoist.com/2011-07-11/compact-all-inone-furniture-set-for-urban-spaces/>. Acesso em: 30 out. 2012.

MENDONÇA, Carol. Moderno Sistema de Organização de Closet . Disponível em: <http://carolmendoncadesign.blogspot.com.br/2009/11/onda-um-closetmoderno-e-organizado.html>. Acesso em: 30 out. 2012.

DCORAÇÃO. Apartamento social revamp. Disponível em: <http://www.dcoracao.com/2012/05/apartamento-social-revamp.html>. Acesso em: 30 out. 2012.

DCORAÇÃO. Hotel que não parece hotel . Disponível em: <http://www.dcoracao.com/2012/05/hotel-que-nao-parece-hotel-tendencia.html>. Acesso em: 30 out. 2012.

STEFAN. Interruptores divertidos. Disponível em: < http://www.homedit.com/vinyl-decals-to-decorate-light-switches-and-outlets/>. Acesso em: 30 out. 2012.

LOPES, Juliana. Como Decorar Quartos Pequenos. Disponível em: < http://www.patricinhaesperta.com.br/decoracao/como-decorar-quartos-pequenos>. Acesso em: 30 out. 2012.

53


Subsistemas Lista de Figuras FAAL- Design de Interiores


8. LISTA DE FIGURAS Figura 1. O mobiliário se transforma em sofá para sala de estar. Fonte: DECOIST. Conjunto de mobiliário compacto tudo em um para os espaços urbanos. Disponível em: < http://www.decoist.com/2011-07-11/compact-all-inone-furniture-set-for-urban-spaces/>. Acesso em: 30 out. 2012.

Figura 2. Um sofá de sala de estar apresentando uma mesinha e dois puffs. Fonte: DECOIST. Conjunto de mobiliário compacto tudo em um para os espaços

urbanos.

Disponível

em:

<

http://www.decoist.com/2011-07-

11/compact-all-in-one-furniture-set-for-urban-spaces/>. Acesso em: 30 out. 2012.

Figura3. O mobiliário ganha uma mesa de centro, que se esconde em sua própria estrutura. Fonte: DECOIST. Conjunto de mobiliário compacto tudo em um para os espaços urbanos. Disponível em: < http://www.decoist.com/2011-0711/compact-all-in-one-furniture-set-for-urban-spaces/>. Acesso em: 30 out. 2012.

Figura 4. Um ambiente de descanso ganha puffs e se transforma em um recanto acolhedor para receber amigos e familiares. Fonte: DECOIST. Conjunto de mobiliário compacto tudo em um para os espaços urbanos. Disponível em: < http://www.decoist.com/2011-07-11/compact-all-in-one-furniture-set-for-urbanspaces/>. Acesso em: 30 out. 2012.

Figura 6. Com pequenos ajustes o mobiliário se torna um sofá grande e confortável. Fonte: DECOIST. Conjunto de mobiliário compacto tudo em um para os espaços urbanos. Disponível em: < http://www.decoist.com/2011-0711/compact-all-in-one-furniture-set-for-urban-spaces/>. Acesso em: 30 out. 2012.

Figura 5. O que era sala de estar agora é uma sala de jantar, com disposição de puffs e uma mesa com altura regulável. Fonte: DECOIST. Conjunto de mobiliário compacto tudo em um para os espaços urbanos. Disponível em: < http://www.decoist.com/2011-07-11/compact-all-in-one-furniture-set-for-urbanspaces/>. Acesso em: 30 out. 2012. 55


Figura 6. Com pequenos ajustes o mobiliário se torna um sofá grande e confortável. Fonte: DECOIST. Conjunto de mobiliário compacto tudo em um para os espaços urbanos. Disponível em: < http://www.decoist.com/2011-0711/compact-all-in-one-furniture-set-for-urban-spaces/>. Acesso em: 30 out. 2012. Figura 7. Agora com os puffs lado a lado, o mobiliário se transforma em uma cama de casal. Fonte: DECOIST. Conjunto de mobiliário compacto tudo em um para os espaços urbanos. Disponível em: < http://www.decoist.com/201107-11/compact-all-in-one-furniture-set-for-urban-spaces/>. Acesso em: 30 out. 2012. Figura 8. Com aberturas escondidas, garante mais organização em seu espaço. Fonte: DECOIST. Conjunto de mobiliário compacto tudo em um para os espaços

urbanos.

Disponível

em:

<

http://www.decoist.com/2011-07-

11/compact-all-in-one-furniture-set-for-urban-spaces/>. Acesso em: 30 out. 2012.

Figura 9. Um mobiliário que em disposição diferente de lugares, oferece vários ambientes. Fonte: DECOIST. Conjunto de mobiliário compacto tudo em um para os espaços urbanos. Disponível em: < http://www.decoist.com/2011-0711/compact-all-in-one-furniture-set-for-urban-spaces/>. Acesso em: 30 out. 2012. Figura 10. Armário sem portas, que garante modernidade e organização. Fonte: MENDONÇA, Carol. Moderno Sistema de Organização de Closet . Disponível em:

<http://carolmendoncadesign.blogspot.com.br/2009/11/onda-um-closet-

moderno-e-organizado.html>. Acesso em: 30 out. 2012. Figura 11. Um closet prático e inovador, com formas inusitadas, traz grandeza e belesa ao espaço. Fonte: Organização

de

MENDONÇA, Closet

Carol. .

Moderno Sistema Disponível

de em:

<http://carolmendoncadesign.blogspot.com.br/2009/11/onda-um-closet-modernoe-organizado.html>. Acesso em: 30 out. 2012.

Figura 12. Prateleiras que podem ser usadas para guardar roupas ou até para sapateiras. Fonte: MENDONÇA, Carol. Moderno Sistema de Organização de 56


Closet

.

Disponível

em:

<http://carolmendoncadesign.blogspot.com.br/2009/11/onda-um-closet-modernoe-organizado.html>. Acesso em: 30 out. 2012. Figura 13. Cabeceira horizontal traz a ilusão de alongar uma parede. Fonte: DCORAÇÃO.

Apartamento

social

revamp.

Disponível

<http://www.dcoracao.com/2012/05/apartamento-social-revamp.html>.

em: Acesso

em: 30 out. 2012. Figura 14. Tijolo a vista, cimento de construção, materiais que dão idéia de inacabados, mas que complementam o local com sua decoração. Fonte: DCORAÇÃO.

Apartamento

social

revamp.

Disponível

<http://www.dcoracao.com/2012/05/apartamento-social-revamp.html>.

em: Acesso

em: 30 out. 2012. Figura 15. Refeitório que oferece designers moderno em seus móveis, como também o teto inovador. Fonte: DCORAÇÃO. Hotel que não parece hotel . Disponível em: <http://www.dcoracao.com/2012/05/hotel-que-nao-parece-hoteltendencia.html>. Acesso em: 30 out. 2012. Figura 16. Diferentes móveis que compõe espaço para comer. Fonte: DCORAÇÃO.

Hotel

que

não

parece

hotel

.

Disponível

em:

<http://www.dcoracao.com/2012/05/hotel-que-nao-parece-hotel-tendencia.html>. Acesso em: 30 out. 2012. Figura 17. Próximo ao refeitório, também se encontra a área de lazer,com uma mesa de billar. Fonte: DCORAÇÃO. Hotel que não parece hotel . Disponível em:

<http://www.dcoracao.com/2012/05/hotel-que-nao-parece-hotel-

tendencia.html>. Acesso em: 30 out. 2012. Figura 18. No mesmo ambiente, também está localizado o bar, que aparenta uma decoração inusitada. Fonte: DCORAÇÃO. Hotel que não parece hotel . Disponível em: <http://www.dcoracao.com/2012/05/hotel-que-nao-parece-hoteltendencia.html>. Acesso em: 30 out. 2012. Figura 19. Ambiente propício para reuniões, estudo e também para alimentação. Fonte:DCORAÇÃO.

Hotel

que

não

57

parece

hotel

.

Disponível

em:


<http://www.dcoracao.com/2012/05/hotel-que-nao-parece-hotel-tendencia.html>. Acesso em: 30 out. 2012. Figura 20. Adesivos para interruptores, que trazem imaginação quanto a sua função.Fonte:

STEFAN.

Interruptores

divertidos.

Disponível

em:

<

http://www.homedit.com/vinyl-decals-to-decorate-light-switches-and-outlets/>. Acesso em: 30 out. 2012. Figura 21. Quartos pequenos com disposição de móveis que garantem mais espaço e conforto ao ambiente.Fonte: LOPES, Juliana. Como Decorar Quartos Pequenos.

Disponível

em:

<

http://www.patricinhaesperta.com.br/decoracao/como-decorar-quartos-pequenos>. Acesso em: 30 out. 2012. Figura 22. Iluminação localizada na cabeceira, garante destaque ao local. Fonte: LOPES, Juliana. Como Decorar Quartos Pequenos. Disponível em: < http://www.patricinhaesperta.com.br/decoracao/como-decorar-quartos-pequenos>. Acesso em: 30 out. 2012. Figura 23. A escolha de cores fortes combinadas com tons mais claros, trás a sensação de profundidade, continuidade. Fonte: LOPES, Juliana. Como Decorar Quartos

Pequenos.

Disponível

em:

<

http://www.patricinhaesperta.com.br/decoracao/como-decorar-quartos-pequenos>. Acesso em: 30 out. 2012 Figura 24. O uso de uma parede mais escura que as demais, proporciona um diferencial ao quarto, combinando com uma textura ou adesivo traz personalidade ao ambiente. Fonte: LOPES, Juliana. Como Decorar Quartos Pequenos. Disponível em: < http://www.patricinhaesperta.com.br/decoracao/como-decorarquartos-pequenos>. Acesso em: 30 out. 2012. Figura 25. Felipe Falone. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 26. Painel Semântico do Cliente. Fonte: Fotografia da Autora. Figura

27.

Ambientes

com

estilo

clássico.

http://lecxinteriores.blogspot.com.br/2011_04_01_archive.html.

58

Fonte:


Figura

28.

Salas

de

estar

com

estilo

moderno.

Fonte:

http://www.guiadecorar.com.br/posts/visualiza/1094. Figura

29.

Ambiente

com

decoração

estilo

contemporânea.

Fonte:

http://coentrosrabanetes.blogspot.com.br/2011_12_01_archive.html. Figura 30. Painel Semântico do Conceito. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 31. Espaço com prateleiras, adequado para propor um guarda roupa embutido. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 32. Vista do interior do quarto para porta de entrada. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 33. Vista para o cano e prateleiras. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 34. Cano à mostra pertencente à fundação da casa. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 35. Planta Baixa de Levantamento do Quarto. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 36. Primeiro Layout proposto- Perspectiva 1. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 37. Primeiro Layout Proposto- Perspectiva 2. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 38. Segundo Layout Proposto- Perspectiva 1. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 39. Segundo Layout Proposto- Perspectiva 2. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 40. Terceiro Layout Proposto- Perspectiva 1. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 41. Terceiro Layout Proposto- Perspectiva 2. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 42. Terceiro Layout Proposto- Perspectiva 3. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 43. Terceiro Layout Proposto- Perspectiva 4. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 44. Palheta de cores- Estudo 1. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 45. Perspectiva do Ambiente- Estudo 1. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 46. Palheta de cores- Estudo 2. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 47. Perspectiva do Ambiente- Estudo 2. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 48. Palheta de cores- Estudo 3. Fonte: Fotografia da Autora. 59


Figura 49. Perspectiva do Ambiente- Estudo 3. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 50. Composição de cores Escolhida- Estudo 1. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 51. Perspectiva do Layout Escolhido 1. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 52. Perspectiva do Layout Escolhido2. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 53. Perspectiva do Layout Escolhido 3. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 54. Maquete Física- Vista 1. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 55. Maquete Física- Vista 2. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 56. Maquete Física- Planta Baixa. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 57. Maquete Física- Vista 3. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 58. Maquete Física- Vista 4. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 59. Maquete Física- Detalhe Móvel. Fonte: Fotografia da Autora. Figura 60. Maquete Física- Vista 5. Fonte: Fotografia da Autora.

60


Subsistemas A Autora FAAL- Design de Interiores


9. A AUTORA

Nicoli Piovezanni é secretária em uma fábrica de brinquedos. Pensando em autoconhecimento buscou teste vocacional, onde apontou a profissão de designer de interiores. Hoje certa de suas escolhas, pretende continuar no ramo, trazendo novas idéias ao mercado.

62


6.4.8. Especificação de Materiais Revestimentos Tinta Suvinil Acrílico Fosco AntibactériaCINZA ESPACIAL - D370 Àrea: 7m² Quantidade: 1 lata 16,2L Preço: R$23,00 Total: R$23,00 Acrílico Fosco Antibactéria Suvinil-Branco Neve Àrea: 19 m² Quantidade: Galão (3,24 L) Preço: R$70,00 Total: R$70,00 Cimento queimado - FENDI F15CPV Àrea: 15m² Fornecedor: Bricolagem Preço: R$ 996,81 Total: R$996,81 Subtotal Revestimentos Mobiliário

R$1.089,81 Puff Baú em Corino com Rodízios Branco Dimensões (LxAxP): 37x42x37 cm Fornecedor: Extra. Preço: R$ 69,90 Total: R$69,90 Almofada Lisa Branca-Almofada em tafetá Informações técnicas: Fabricação: própria Dimensões: 50 x 50cm Quantidade: 06 Fornecedor: Idecorações. Preço:R$60,00 Total: R$360,00 Almofada Lisa Branca-Almofada em tafetá Informações técnicas: Fabricação: própria Dimensões: 25 x 25cm Quantidade: 02 Fornecedor: Idecorações. Preço: R$30,00 Total: R$60,00 Cadeira Office Detroit em Nylon c/ Apoio para Cabeça e Função Relax - Preta – Importado Informações técnicas: Dimensões: (LxAxP): 62 x 123 x 62 cm Fornecedor: Pontofrio. Preço: R$249,90 Total: R$249,90 Estante para livros– Laranja Informações técnicas: Características: Mdf laqueado 15mm Fabricação: própria Dimensões (LxAxP): 1,20 m x 1,29 m x 30 cm Fornecedor:Marcenaria Estância. Preço: R$250,00 Total: R$250,00 Estante prática – Laranja Informações técnicas: Características: Mdf laqueado 15mm Fabricação: própria Dimensões: (LxAxP): 0,52 x 0,28 x 32 cm Fornecedor:Marcenaria Estância. Preço: R$70,00 Total: R$70,00 Estante prática 2– Laranja Informações técnicas: Características: Mdf laqueado 15mm Fabricação: própria Dimensões: (LxAxP): 1,00 m x 0,28 cm x 0,32 cm Fornecedor:Marcenaria Estância. Preço: R$120,00 Total: R$120,00


Subtotal Mobiliário Esquadrias

Subtotal Esquadrias Eletrônicos

Armário sem portas com prateleiras– Laranja Informações técnicas: Características: Mdf laqueado 15mm Fabricação: própria Dimensões: (LxAxP): 2,04 m x 1,11 m x 0,57 cm Fornecedor:Marcenaria Estância. Preço: R$550,00 Total: R$550,00 Apoio para sofá – Laranja Informações técnicas: Características: Mdf laqueado 15mm Fabricação: própria Dimensões: (LxAxP): 1,95 m x 0,43 cm x 0,10 cm Fornecedor:Marcenaria Estância. Preço: R$150,00 Total: R$150,00 Mesa para computador – Laranja Informações técnicas: Características: Mdf laqueado 15mm Fabricação: própria Dimensões: (LxAxP): 1,00 m x 0,65 cm x 0,89 cm Fornecedor:Marcenaria Estância. Preço: R$250,00 Total: R$250,00 Box para cama – Cinza Informações técnicas: Características: Mdf laqueado 15mm Fabricação: própria Dimensões: (LxAxP): 1,68 m x 0,39 cm x 1,68 cm Fornecedor:Marcenaria Estância. Preço: R$350,00 Total: R$350,00 R$2.479,80 Janela 02 folhas (2T2el)-J260120 Informações técnicas: Fabricação: própria Dimensões: 0,60 cm x 1,20 m Fornecedor: Big Box. Preço: R$450,00 Total: R$450,00 Kit porta Pivotante Paris FL2577 –UL3000 Informações técnicas: Fabricação: própria Dimensões: 0,77 cm x 1,73 m Fornecedor: Marcenaria Estância. Preço: R$350,00 Total: R$350,00 R$800,00 TV LED 24” Philips 22PFL3017 Full HD – 3 HDMI 1 USB DTV 120Hz Informações técnicas: Dimensões: Medida diagonal da tela (mm): 61cm Fornecedor: Lojas Cem. Preço: R$780,00 Total: R$780,00 ARANDELA/PLAFON CO-80 TUALUX Características: Arandela/Plafon Cordoba para 4 lampadas eletrônicas até 20W. Produzido em aluminio, pintura eletrostática, difusor em acrílico. Dimensões: (A x C x L): 0,8 x 80x 1.3cm Fornecedor: Lustres Yamamura. Preço: R$139,90 Total: R$139,90


Spot em Vidro p/ Parede ou Teto 4 Lâmpadas Glasgow – Laranja – Philips Informações técnicas: Características: Tipo de lâmpada compatível : Halógena base GU10 50W Dimensões: (LxAxP): 13 x 81 x 10 cm Fornecedor: ShopTime. Preço: R$206,91 Total: R$206,91 Luminária 03 lâmpadas pendente Informações técnicas: Fabricação: própria Características: Fios sólidos 127v, espessura: 2,5mm Dimensões: 0,74 cm x 1,78 m Preço: R$50,00 Subtotal Eletrônicos Decoração

Subtotal Decoração Total

Total: R$50,00 R$1.074,03 Espelho de Cristal Informações técnicas: Fabricação: própria Dimensões: 0,84 x0, 78 cm Fornecedor: Vidraçaria Bomtorim. Preço: R$84,00 Total: R$84,00 Adesivo para Interruptor Informações técnicas: Dimensões: 0,33 x0, 44 cm Fornecedor: TPZ Adesivos. Preço: R$25,00 Total: R$25,00 Adesivo de Parede Informações técnicas: Dimensões: 0,75 cm x 2,00 m Fornecedor: TPZ Adesivos. Preço: R$164,90 Total: R$164,90 R$273,90 R$5.717.54


6.4.9. Planilha de Planejamento de Execução e Orçamento da Obra Item

Serviços

Unid.

1.

Regularização do Contrapiso

4 dias

1.1.

Regularização Sarrafeada de base para

Quant. Total

R$ Unit.

R$ Total

revestimento de piso com argamassa de cimento e areia-Área Interna Areia fina

1

R$80,00

R$80,00

Areia Grossa

1

R$150,00

R$150,00

Pedra

1

R$70,00

R$70,00

Argamassa Cimentolit Interna

UN

5

R$6,98

R$34,90

Cimento CPII 50kg CAUE

UN

6

R$21.99

R$131.94

Cal SC 20KG Mineral

UN

3

R$8.10

R$24.30

Valor da Etapa:

R$491,14

2.

Regularizar e subir muretas

2.1.

Demolição

do

cimento

nas

2 dias muretas,

deixando o tijolo á vista, e elevação de uma mureta. Tijolo Comum

UN

50

R$2,50

R$125,00

Cimento CPII 50KG CAUE

UN

3

R$21.99

R$65.97

Cal SC 20KG Mineral

UN

2

R$8.10

R$16.20

Valor da Etapa: 3.

Instalação de piso-cimento queimado

3.1.

Assentamento do cimento queimado. Cimento Fendi EM KG:

R$207,17 7 dias

KG

Substrato liso, acabamento fosco, protetor M²

13,5

R$6,93

R$93,56

15

R$87,90

R$879,00

interno Valor da Etapa: 4.

Instalação das esquadrias.

4.1.

Instalação da janela e porta.

R$972,56 2 dias

Janela 02 folhas 0,60 cm x 1,20 m

UN

1

R$450,00

R$450,00

Porta Pivotante 0,77 cm x 1,73 m

UN

1

R$350,00

R$350,00

Valor da Etapa:

R$800,00

5.

Pintura.

2 dias

5.1.

Tinta Suvinil Acrílico Fosco AntibactériaCINZA ESPACIAL –Parede com duas demãos

7

R$23,00

R$23,00

Acrílico Fosco Antibactéria Suvinil-Branco Neve- Parede e Teto com três demãos Valor da Etapa:

19

R$70,00

R$70,00

6.

Interruptores e Tomadas

1 dia

6.1.

Tomadas

UN

4

R$3,50

R$14,00

6.2.

Interruptores

UN

2

R$1,80

R$3,60

Valor da Etapa: 7.

Outros

R$93,00

R$17,60


7.1.

Disk Entulho

UN

7.2.

Mão de Obra Total

1

R$80,00

R$80,00

R$3.000,00

R$3.000,00

Cronograma total da obra

1 mês

Valor do Serviço:

R$5.661,47


C C

2.37

Folha 1/13

1.12

1.08

1.49

C D

C B

C B

3.51

4.18

-2.00

2 3

Vista

Vista

Vista

Vista

Nota:

1.36

3.79

4.75

Pd: 1,78 m

1

4

C A

C A

quarto do subsolo. Realiza-se, no presente trabalho, o projeto de design de interiores justamente para este ambiente da casa. Portanto, o desenho em planta da elaborado a partir do realizado em agosto de 2012 pela aluna.

Planta Baixa do Levantamento Escala; 1:25

C C

C D

Projeto: Subsistemas Cliente: Felipe Falone Aluno: Nicoli Piovezanni 2ULHQWDGRU3URI- Rm R3DXOR6 RDUHV

Projeto Completo Planta Baixa Escala: 1:100

Curso: Design de Interiores 5 HIĂ&#x2C6; UHDGH,QWHUYHQom R Esc. Indicada

Quarto


lugares em

Branca

0.47

0.17 0.39

0.16 0.65

0.28

0.16

Espelho de Cristal

0.39

Curso: Design de Interiores Ref: Corte AA e Vista 1 Esc. Indicada

Folha 2/13

Projeto: Subsistemas Cliente: Felipe Falone Aluno: Nicoli Piovezanni 2ULHQWDGRU3URI- Rm R3DXOR6 RDUHV

Spot em Vidro 4

0.25

Laranja - Philips

Vista 1

Corte AA Escala: 1:25 0.84


pela autora. Vide prancha de detalhamento

0.39

0.42

0.15

0.48

1.24

0.28

0.20

1.03

Curso: Design de Interiores Ref: Corte BB e Vista 2 Esc. Indicada

Folha 3/13

Projeto: Subsistemas Cliente: Felipe Falone Aluno: Nicoli Piovezanni 2ULHQWDGRU3URI- Rm R3DXOR6 RDUHV

Vista 2

Corte BB Escala: 1:25

0.64

Adesivo para Interruptor

0.76


1.02

0.26

0.29

0.84

1.39

0.76 0.62

autora. Vide prancha de detalhamento Vista 3 Curso: Design de Interiores Ref: Corte CC e Vista 3 Esc. Indicada

0.43

0.09

0.26

Tinta Suvinil Acrilico Fosco AntibacteriaCINZA ESPACIAL

Corte: CC Escala: 1:25

Projeto: Subsistemas Cliente: Felipe Falone Aluno: Nicoli Piovezanni 2ULHQWDGRU3URI- Rm R3DXOR6 RDUHV

0.65

0.65

0.39

0.39

Adesivo de Parede

Folha 4/13

pendente Cadeira Office Detroit em Nylon


Arandela Plafon Tualux

Cadeira Office Detroit em Nylon

1.02 0.07

0.34

0.26 0.65

0.10

Janela de

0.66

Vista 4

Corte DD Escala; 1:25

0.39

Folha 5/13

Curso: Design de Interiores Ref: Corte DD e Vista 4 Esc. Indicada

HD

Suvinil-Branco Neve

Projeto: Subsistemas Cliente: Felipe Falone Aluno: Nicoli Piovezanni 2ULHQWDGRU3URI- Rm R3DXOR6 RDUHV


Folha 6/13 Sistema de encaixe:

MDF 0.15 m laqueado laranja

Perspectiva Sem Escala

Perspectiva Sem Escala

0.32 0.03

VISTA FRONTAL Escala: 1:25 1.01

VISTA LATERAL Escala: 1:25

0.46

VISTA LATERAL VISTA FRONTAL Escala: 1:25 Escala: 1:25

0.32

0.32

0.52

0.03

0.46

0.03

0.46

0.03 0.03

PLANTA BAIXA Escala; 1:25

0.46

0.03

PLANTA BAIXA Escala; 1:25

Curso: Design de Interiores Ref: Estantes Esc. Indicada

1.01

Projeto: Subsistemas Cliente: Felipe Falone Aluno: Nicoli Piovezanni 2ULHQWDGRU3URI- Rm R3DXOR6 RDUHV

0.52 0.28

0.28

0.32

0.04

0.46

0.04

0.03

0.28

0.46

0.28 0.04 0.04

0.03


0.57

0.16

0.45

MDF 0.15 m laqueado laranja

1.55 2.04

1.11

PLANTA BAIXA Escala; 1:25

0.57

0.46

VISTA LATERAL DIREITA Escala: 1:25

0.49

0.03

Perspectiva Sem Escala

0.40 0.04

0.05

0.03 1.00

0.16 0.16

0.29 0.06

0.07 2.04

0.03

0.03

0.46 0.03

0.95

0.46 0.03

0.03

1.11

VISTA FRONTAL Escala: 1:25

0.57

VISTA LATERAL ESQUERDA Escala: 1:25

0.30

0.06 0.49

Curso: Design de Interiores 5 HI'HWDOKDPHQWR0RELOLiULR$UPiULR Esc. Indicada

Folha 7/13

Projeto: Subsistemas Cliente: Felipe Falone Aluno: Nicoli Piovezanni 2ULHQWDGRU3URI- Rm R3DXOR6 RDUHV

0.16 0.16

Sistema de encaixe:

0.49


Sistema de encaixe: Perspectiva Sem Escala Perspectiva Sem Escala 0.89

1.00

0.65

Cantonera com parafuso de 1cm

VISTA FRONTAL Escala: 1:25

0.04 0.10

PLANTA BAIXA Escala: 1:25

VISTA FRONTAL Escala: 1:25

0.53

0.65

0.60

VISTA LATERAL Escala: 1:25

0.04

0.92

0.04

0.80

VISTA LATERAL Escala: 1:25

0.04

1.00

0.04

0.04 0.04

0.60

0.92

0.12

0.89

0.04

0.45

PLANTA BAIXA Escala; 1:25

0.60

0.03

0.04

0.04

0.45

1.95

1.00

VISTA POSTERIOR Escala: 1:25

Projeto: Subsistemas Cliente: Felipe Falone Aluno: Nicoli Piovezanni 2ULHQWDGRU3URI- Rm R3DXOR6 RDUHV

MDF 0.15 m laqueado laranja

Curso: Design de Interiores 5 HI'HWDOKDPHQWR0RELOLiULR0HVDSDUD& RPSXWDGRUH6 XSRUWHSDUD6 RIi Esc. Indicada

Folha 8/13


Perspectiva Sem Escala 0.15

0.02 0.41 0.15 0.60

1.05 0.02

Sistema de encaixe:

0.24

0.25

0.26

0.02 0.02 0.24

1.68

VISTA FRONTAL Escala: 1:25

1.68

VISTA LATERAL Escala: 1:25

1.66

Perspectiva Sem Escala

PLANTA BAIXA Escala; 1:25

2,5cm Laqueado Cinza

MDF 0.15 m laqueado laranja

0.29

VISTA FRONTAL Escala: 1:25

0.25

PLANTA BAIXA Escala; 1:25

1.66

Sistema de encaixe: parafuso 5/16

Folha 9/13

Curso: Design de Interiores 5 HI'HWDOKDPHQWR0RELOLiULR( VWDQWHSUDWHOHLUDVH%R[SDUD& DPDGH Casal Esc. Indicada

Projeto: Subsistemas Cliente: Felipe Falone Aluno: Nicoli Piovezanni 2ULHQWDGRU3URI- Rm R3DXOR6 RDUHV

0.39

0.39

0.30

0.30

VISTA LATERAL ESQUERDA Escala: 1:25

0.30

VISTA LATERAL ESQUERDA Escala: 1:25

0.24

0.24 0.24

0.26 0.28 0.24 0.27 0.24 0.02 0.02 1.32

0.030.24 0.60 0.45

1.32 0.24 0.26 0.25 0.24 0.29


0.20

Fio de espessura 0,8

0.42 0.25

0.28

Escala: 1:25 0.72 0.12 0.08

Interruptor de 2 teclas

Interruptor paralelo

1.76

Curso: Design de Interiores 5 HI3ODQWDGH3RQWRV( OpWULFRVH/XPLQRWpFQLFD Esc. Indicada

0.80

0.78

2.03

0.06 0.06 0.06

Projeto: Subsistemas Cliente: Felipe Falone Aluno: Nicoli Piovezanni 2ULHQWDGRU3URI- Rm R3DXOR6 RDUHV

2.97

3.54

0.11

2.04

0.04

1.61

0.76

Folha 10/13

Arandela/Plafon CO-8 4

0.97 0.16


Escala: 1:25

Folha 11/13

Curso: Design de Interiores 5 HI3ODQWDGH3DJLQDom RGH3LVR Esc. Indicada

Legenda de Piso

Cimento queimado

Projeto: Subsistemas Cliente: Felipe Falone Aluno: Nicoli Piovezanni 2ULHQWDGRU3URI- Rm R3DXOR6 RDUHV


C B

C A

0.32

0.40

1.20

0.57

0.52 0.40

0.79

0.63

1.84

2.01

1.49

C C

C C 0.00

3 2

Vista

0.31

0.47

1

1.94

C D

0.55 1.00

Vista

Vista

0.54

Vista

4

0.56

0.19

C D

1.02

0.87 0.26

2.51

0.26

Planta Baixa do Layout Proposto Escala:1:30

1.66

C A C B C B

C A

C C

C C 0.00

3 2

Vista

4

Vista

Vista

1

C D C D

Planta Baixa do Layout Proposto Escala:1:30

Vista

C A C B

Curso: Design de Interiores Ref: Planta do Layout Proposto Esc. Indicada

Folha 12/13

Projeto: Subsistemas Cliente: Felipe Falone Aluno: Nicoli Piovezanni 2ULHQWDGRU3URI- Rm R3DXOR6 RDUHV


Planta Bixa Humanizada Escala: 1:25 Curso: Design de Interiores Ref: Planta Baixa Humanizada Esc. Indicada

Folha 13/13

Projeto: Subsistemas Cliente: Felipe Falone Aluno: Nicoli Piovezanni 2ULHQWDGRU3URI- Rm R3DXOR6 RDUHV

Trabalho Final de Graduação - Nicoli Piovezanni  

FAAL – FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E ARTES DE LIMEIRA CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESIGN DE INTERIORES

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you