Page 1


Seguindo o compromisso e a responsabilidade do Município na vertente ambiental, este documento apresenta-se como um instrumento de inventariação e registo do vasto e importante património ecológico do concelho de Ourém, com relevância ao nível das áreas naturais classificadas e de lazer. Nele constam uma série de locais pontuais ou áreas que, de uma forma ou outra, segundo critérios ecológicos, possuem características que as identificam e individualizam como relevantes e que, por isso, importa valorizar. Resta ainda referir que o Concelho de Ourém possui, para além dos locais aqui identificados, uma rede de três dezenas de Parques de Merendas, quatro Circuitos de Manutenção e um vasto conjunto de pequenas Zonas de Lazer, distribuídas por todo o concelho. Esperamos, desta forma, e com esta publicação contribuir para a visitação do nosso concelho, ao longo do seu vasto legado comum, que a todos deve orgulhar e que se revela essencial divulgar e preservar.

Agroal, 3 de agosto de 2013


1. Praia Fluvial do Agroal

10

2. Parque Natureza do Agroal 3. Parque da Cidade António Teixeira

9

4. Mata Municipal de Ourém 5. Monte dos Valinhos e Aljustrel

13

6. Espaço verde envolvente ao Santuário de Fátima 7. Parque de Lazer de Fontaínhas da Serra 8. Parque de Lazer do Zambujal

12

9. Parque de Merendas de Casal dos Bernardos

2 1

11

3 8

6 5

11. Parque de Merendas de Gondemaria 12. Parque de Diversões do Olival

4

7

10. Parque de Merendas de Espite

13. Parque de Merendas da Amieira


Índice

Áreas Naturais e Classificadas

Zonas de Lazer

Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros - PNSAC

Praia Fluvial do Agroal

Sítio Rede Natura Sicó | Alvaiázere

Parque Natureza do Agroal

Pegadas de dinossáurios

Parque da Cidade António Teixeira

Arvoredo de Interesse Público

Mata Municipal de Ourém

Corredores ecológicos | Manchas Florestais Autóctones

Monte dos Valinhos e Aljustrel

Ribeiras e Galerias Ripícolas

Espaço verde envolvente ao Santuário de Fátima Parque de Lazer de Fontaínhas da Serra Parque de Lazer do Zambujal Parque de Merendas de Casal dos Bernardos Parque de Merendas de Espite Parque de Merendas de Gondemaria Parque de Diversões do Olival Parque de Merendas da Amieira


ÁREAS NATURAIS CLASSIFICADAS

O Concelho de Ourém possui no seu território algumas áreas classificadas, o Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros (classificado em parte como Sitio de Interesse Comunitário) que faz parte da Rede Nacional das Áreas Protegidas e integra parte das freguesias de Fátima e da Nossa Senhora das Misericórdias, o Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios (localizado dentro dos limites do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros) e o Sitio de Interesse Comunitário Sicó | Alvaiázere da Rede Natura 2000, que inclui parte das freguesias de Seiça, Nossa Senhora da Piedade, Caxarias, Formigais, Rio de Couros e de Freixianda.


Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros - PNSAC Rede Nacional de Áreas Protegidas; Rede Natura 2000/Directiva Habitats

O Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros encontra-se distribuído pelos concelhos de Ourém, Alcanena, Alcobaça, Batalha, Porto de Mós, Rio Maior, Santarém e Torres Novas possuindo um total 38392,9 de hectares, dos quais 1197 hectares no Concelho de Ourém, mais precisamente nas freguesias de Fátima e de Nossa Senhora das Misericórdias. Parte deste Parque natural encontra-se classificado como Sítio de Importância Comunitária. Dentro dos limites do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, encontramos o mais importante repositório nacional de formações calcárias. Entre as principais particularidades deste parque temos as redes de cursos de água subterrâneos, a morfologia cársica e a fauna cavernicola. Podemos encontrar dentro dos limites do parque as unidades geomorfológicas cársicas como são os poljes, lapas, uvalas, dolinas e algares. As grutas e os algares constituem micro-habitat únicos em termos floristicos. Como parte do património do parque natural da Serra de Aire e dos Candeeiros presente no concelho de Ourém temos a Cavidade Cársica do Algar da Malhada de Dentro, onde já foram encontrados sub-fósseis de Gralha-de-bico-vermelho (Pyrrhocorax pyrrhocorax), espécie ameaçada que nidifica no parque e o Geosítio das Pegadas de dinossaurio, com trilhos de relevância mundial.


Na paisagem já muito moldada pelo homem subsistem alguns vestígios de Carvalhal e de Azinhal. O Olival domina a vegetação não espontânea, estando por vezes associada a cultura de sequeiro e a arrelvados xerófilos dominados por gramíneas. Podemos identificar vários tipos de habitats, como são as lajes calcárias, dispostas em plataforma praticamente horizontal percorrida por um reticulado de fendas, prados com comunidades de plantas suculentas, arrelvados ricos em orquídeas, afloramentos rochosos colonizados por comunidades casmofiticas, matagais altos e matos baixos calcícolas, cascalheiras calcárias, juncais não nitrófilos e charcos mediterrâneos temporários. A sua vegetação e flora são características da morfologia cársica possuindo uma vegetação esclerófita e xerofilica com a presença de algumas plantas autóctones nomeadamente aromáticas, medicinais e melíferas, como é o caso da Arabis sadina, Narcissus calcicola, Iberis procumbens ssp. Microcarpa e Siliene longicilia. Entre as espécies presentes encontramos o carvalho-cerquinho (Quercus faginea subs. Broteroi), Louriçais (Laurus nobilis), medronheiro (Arbutus unedo), o laurotino (Viburnum tinus), a Molinia caerulea, a orquídea (Ophrys dyris) e o carrasco (Quercus coccifera). Quanto à fauna devemos realçar a presença de várias colónias de morcegos, a única colónia de criação existente no pais de morcego-lanudo (Myotis emarginatus), as colónia de criação e de hibernação de morcego-de-peluche (Miniopterus schreibersi), de morcego-rato-grande (Myotis Myotis) de morcego-de-ferradura-mediterrânico (Rhinolophus euryale).


Sítio Rede Natura Sicó | Alvaiázere Rede Natura 2000/Directiva Habitats

O Sítio Sicó | Alvaiázere abrange uma área total de 31 678 hectares, distribuída pelos concelhos de Ourém, Alvaiázere, Ansião, Ferreira do Zêzere, Penela, Pombal, Soure e Tomar. No concelho de Ourém percorre cerca de 1777 hectares, integrando parte das freguesias de Seiça, Formigais, Rio de Couros, Freixianda, Nossa Senhora das Misericórdias e de Caxarias. O Sítio Sicó | Alvaiázere é muito rico em diversidade florística e de habitats associados ao substrato calcário. Na sua extensão podemos observar das mais bem conservadas áreas do país de carvalho-cerquinho (Quercus faginea subs. Broteroi) e manchas notáveis de azinhais, sob calcários em bom estado de conservação. É possível identificar vários habitats rupícolas e calcícolas, como é o caso das vertentes rochosas com vegetação casmofitica onde nasce Narcissus calcicola, das lajes calcárias com disposição quase horizontal percorrida por uma rede da fendas, dos prados com plantas suculentas onde podemos encontrar a Arabis sadina, dos prados secos seminaturais que são importantes habitats de orquídeas (Ophrys dyris) e das cascalheiras calcárias. O Sitio é uma das áreas com maior importância para a conservação da flora calcicola em particular a espécie endémica lusitana do Juncus valvatus. No caso particular do concelho de Ourém deve-se destacar as galerias ripícolas, sendo de realçar as existentes ao longo do Rio Nabão e das suas afluentes ribeiras de Olival e de Caxarias, em bom estado de conservação, dominadas por choupo-negro (Populus nigra) e salgueiro-branco (Salix alba) e por bosques rípicolas e paludosos de amieiro-branco (Alnus glutinosa). O Rio Nabão e a sua afluente Ribeira de Seiça são dos pouco locais onde foi confirmada a existência da lampreia-do-nabão (Lampetra auremensis), tendo sido em parte por este fator classificadas como rede natura 2000. A colónia de criação e de hibernação do morcego-de-peluche (Miniopterus schreibersi) presentes neste Sitio é das maiores a nível nacional, existindo outras colónias de igual importância, como é o caso da colónia de hibernação de morcego-de-ferradura-grande (Rhinolophus ferrumequinum) e da colónia de criação de morcego-rato-grande (Myotis myotis).


Pegadas de Dinossáurios

Monumento natural/Rede nacional de áreas protegidas

Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios de Ourém | Torres Novas

As Pegadas de Dinossáurios de Ourém | Torres Novas (também conhecidas como as pegadas da pedreira do Galinha), localizadas no flanco ocidental da Serra de Aire, na localidade do Bairro, e classificadas como Monumento Natural, são um vestígio paleontológico deixado numa extensa laje de calcário, onde se encontram impressos cerca de 20 trilhos. Segundo Santos et al., 1998, foram reconhecidos cerca de 20 rastos, cujas pegadas, em geral, são profundas e apresentam um contorno bem definido, notando-se, inclusive, o rebordo formado pelo sedimento (então uma vasa fina e plástica) deslocado para a sua periferia, pela pressão que o animal exerceu sobre o solo. Muitas revelam nítidas impressões de dedos. O excecional estado de conservação das pegadas permite enriquecer o conhecimento da morfologia dos autópodes que as produziram. A morfologia das pegadas e a estrutura das pistas permitem identificar os dinossáurios responsáveis como saurópodes, de diferentes dimensões, que seguiam segundo vários rumos e, em alguns casos, é possível definir-lhes a seriação no tempo. Algumas destas pistas de saurópodes, com 142 e 147 m, são as mais longas que se conhecem (Manuppella et al., 2000). Pegadas de Dinossáurios de Pedreira-Amoreira As Pegadas de Dinossáurios de Pedreira-Amoreira, cuja jazida, mais recente (em cerca de 10 milhões de anos), se localiza na localidade de Pedreira, são um vestígio paleontológico (icnográfico) deixado numa laje de calcário, correspondente às Camadas de Cabaços e Montejunto, onde se encontram impressos dois rastos e uma pegada isolada. A morfologia geral das pegadas sugere que foram produzidas por dinossáurios terópodes. A pegada isolada terá sido deixada por um carnívoro de menor porte (Santos et al., 1998).


Arvoredo de interesse público

O concelho de Ourém possui dois exemplares classificados como arvoredo de interesse público distribuídos pelas freguesias do sul do concelho, Nossa Senhora da Piedade e Fátima. Os exemplares classificados possuem características que as distingue dos restantes. Uma azinheira (processo KNJ1/473) presente no santuário de Fátima com 100 anos de idade. Um plátano vulgar (processo KNJ1/473) possui cerca de 100 anos de idade, no local onde se encontrava a Aldeia de Cruz que mais tarde deu lugar a Vila Nova de Ourém atual sede de concelho. Espécies

Nome Comum

Idade

Descrição

Nº Processo

Classificação

Platanus x acerifolia

Plátano-vulgar

100

Árvore isolada

KNJ1/049

D.G. nº 123 II Série de 28/05/1943

Quercus ilex ssp. rotundifolia

Azinheira

100

Árvore isolada

KNJ1/473

Aviso nº 1 de 02/01/2007

Freguesia | Lugar Nossa Senhora da Piedade Largo da Cruz do Regato Fátima Cova da Iria


Corredores ecológicos | Manchas florestais autóctones

O Plano Regional de Ordenamento Florestal do Ribatejo (PROF R) realça a importância dos corredores ecológicos existentes na sua área de influência, sobretudo no seu papel de manutenção da Biodiversidade existente, conectando populações núcleos ou elementos isolados. O PROF Ribatejo designa os seguintes objetivos a desempenhar pelos corredores ecológicos: •Conservação de elementos invariantes e estruturantes da paisagem; •Proteção da qualidade da água; •Manutenção de uma coesão ecológica regional; •Conservação da conetividade da paisagem, destacando as áreas protegidas; •Manutenção de espaços que funcionem como barreira à propagação de incêndios florestais; Os corredores ecológicos têm como principais funções a proteção e a conservação, destacando a sua importância na conservação das galerias ripícolas e o seu papel como filtro de sedimentos e de materiais resultantes da erosão dos solos. O único corredor ecológico proposto pelo PROF presente no concelho de Ourém teve em consideração a rede hidrológica e zonas envolventes tendo como base o vale do Rio Nabão e o Sitio de Interesse Comunitário de Sicó-Alvaiázere. Esse corredor ecológico passa pelas freguesias de Rio de Couros, Freixianda e Formigais. Povoamentos de azinheira e carvalho-cerquinho No Concelho de Ourém existem grandes manchas de povoamento de azinheira, sobretudo na área do Maciço Calcário Estremenho, nomeadamente nas freguesias de Nossa Senhora das Misericórdias e Fátima. Na bacia superior do rio Nabão, podemos observar grandes manchas contínuas de carvalho-cerquinho, que confere um aspeto singular a esta região.


Ribeiras e Galerias Ripícolas Seiça, Olival, Caxarias, Fárrio

As galerias ripícolas encontram-se um pouco por todo o norte e centro do concelho, associadas à vasta rede de ribeiras que o concelho apresenta e onde se destacam a de Seiça, Olival, Caxarias e Fárrio. Toda a vegetação a elas associada é garante de uma biodiversidade que urge preservar. Entre as espécies ai existentes podemos encontrar o salgueiro-preto (Salix nigra), o salgueiro-branco (Salix alba), o choupo-negro (Populus nigra), o amieiro (Alnus glutinosa) e o freixo (Fraxinus angustifolia). Estas densas galerias são também muito procuradas por várias espécies de aves como o rouxinol-bravo (Cettia cetti), a galinha-de-água (Gallinula-chloropus), a alvéola-amarela (Motacilla cinérea) ou o guarda-rios (Alcedo atthis). São também comuns mamíferos como o toirão (Mustela putorius), o musaranho-aquático (Neomys anomalus) e a Lontra (Lutra lutra), peixes, répteis e anfíbios. É ainda de notar que a lampreia-do-nabão (Lampetra auremensis) é uma espécie endémica da Ribeira de Seiça. A linha de festo que separa a Bacia Hidrográfica do Lis da Bacia Hidrográfica do Tejo atravessa as freguesias do Cercal e das Matas. Este local possui interesse paisagístico importante possuindo altitudes que podem ser superiores a 400 m. Dessa forma, no Cercal existem ainda duas linhas de àguas de importância concelhia com uma bacia hidrográfica superior a 3,5 km2, sendo elas a Ribeira de Sete Rios e a Ribeira dos Mosqueiros. Nas Matas existem duas linhas de água, a ribeira de Espite e a Ribeira da Achada, ambas com uma respetiva galeria ripícola, à semelhança da ribeira de Vale bicão.


ZONAS DE LAZER

As características geomorfológicas do concelho de Ourém conferem-lhe uma natural aptidão para atividades de lazer e recreio. Como tal, possui uma vasta rede de aproximadamente cinco dezenas de espaços construídos para o efeito, nomeadamente Parques de Merendas, Jardins / Zonas de Lazer e Circuitos de Manutenção. Esses espaços, para além de locais de convívio e lazer, desempenham igualmente a função de preservação e valorização do património natural comum.


Praia Fluvial do Agroal

freguesia Formigais coordenadas N 39 o 40’ 45,4’’ W 8 o 26’ 10,8’’ tipologia Praia Fluvial | Zona de Lazer enquadramento Rural Espécies Florísticas Freixo, Salgueiro, Amieiro

A Praia Fluvial do Agroal Integra a maior nascente do Rio Nabão, muito apreciada pelas suas águas frias, com fama de serem termais. A zona dispõe, para além da praia fluvial, de um pequeno parque de merendas com 5 mesas e lotação para 30 pessoas aproximadamente, solário e um anfiteatro ao ar livre. A envolvente é palco de biodiversidade e constitui-se como área paisagística e ecológica privilegiada, passível de ser desfrutada em passeios pedestres. A zona da praia fluvial foi alvo de obras de reabilitação nomeadamente ao nível de infa-estruturas e equipamentos em que os utentes passaram a ter acesso a balneários e cafetaria junto à piscina. Na época balnear a praia possui vigilância e é utilizada, em média por cerca de 100mil pessoas/época balnear. O acesso à praia é feito por estrada pavimentada (Rua das Taipas) e existe estacionamento, demarcado e na via pública.

Lotação 5 Mesas 30 Lugares sentados estacionamento Sim. Não demarcado ao longo da via pública


freguesia Formigais

Parque Natureza do Agroal

coordenadas N 39 o 41’ 01,6’’ W 8 o 26’ 14,5’’ tipologia Jardim | Zona de Lazer enquadramento Rural Espécies Florísticas Freixo, Salgueiro, Amieiro, Arbustos vários, matagal mediterrâneo e azinheira Lotação estacionamento Sim. demarcado (50 lugares aprox.)

O Parque Natureza do Agroal desenvolve-se em área vedada, localiza-se no Agroal, freguesia de Formigais, concelho de Ourém, integrado no Sitio Rede Natura Sicó-Alvaiázere, confinante com o Rio Nabão tem como principal objetivo sensibilizar a população para a importância da conservação da natureza, dando a conhecer, através do Centro de Interpretação Ambiental do Alto Nabão e de dois percursos pedestres, a geomorfologia e hidrologia e a flora e fauna. O Centro de Interpretação para além de atividades que desenvolve durante o ano dispõe de uma exposição permanente sobre a fauna e flora da região. Possui também uma sala polivalente para atividades e uma sala de exposições. No espaço exterior encontramos um jardim interpretativo da vegetação local, parque de merendas com grelhador, área para acampamento, casas de banho, lava-louças e tanques de lavar roupa. A utilização do Parque requer solicitação junto da empresa municipal Ourémviva, entidade responsável pela sua gestão. O acesso ao parque é feito por estrada pavimentada (Estrada principal) e existe estacionamento, demarcado para cerca de 50 viaturas.


Mata Municipal de Ourém

freguesia Nossa Senhora da Piedade coordenadas N 39 o 39’ 35,2’’ W 8 o 34’ 43,8’’ tipologia jardim | zona de lazer enquadramento urbano Espécies Florísticas Carvalhos, Cedro, Pinheiro-bravo, Oliveira, especies mediterranicas

A Mata Municipal António Pereira Afonso, situada no coração da cidade de Ourém, assume-se como um Parque Florestal urbano. Trata-se de um espaço florestal de 3,5 ha, ocupado essencialmente com carvalho e pinheiro-bravo, aparecendo na zona de lazer outras espécies como a oliveira e o cedro do buçaco entre outras. Dentro da Mata está ainda disponível para utilização do visitante um pequeno circuito de manutenção bem como um parque de merendas com 5 mesas com lotação de 30 lugares aproximadamente. Dentro da mata encontramos ainda o Centro de Educação Ambiental de Ourém / Sede da Quercus do Ribatejo e Alta Estremadura. A mata é vedada e o horário de abertura decorre entre as 8h e as 20h.

Lotação 5 Mesas 30 Lugares sentados estacionamento Sim. demarcado (30 lugares aprox.)


freguesia Nossa Senhora da Piedade

Parque da cidade antónio teixeira

coordenadas N 39 o 39’ 11,5’’ W 8 o 34’ 27,6’’ tipologia jardim | zona lazer enquadramento Urbano Espécies Florísticas Freixo, Salgueiro, Amieiro, Choupo, Pinheiro-manso Lotação 6 Mesas 36 Lugares sentados estacionamento Sim. demarcado (250 lugares aprox.)

O Parque da Cidade António Teixeira, situado ao longo da ribeira de Seiça, na freguesia de N. S. da Piedade é uma estrutura ecológica com cerca de 800 árvores ao longo de uma área de 90 mil m2. A zona inclui um parque infantil, ringue de futebol, skate park bem como um percurso pedonal e ciclovia. No mesmo espaço desenvolve-se a feira e mercado semanal. Ao longo do parque os seus utilizadores encontram 5 mesas com uma lotação de cerca de 36 lugares bem como inúmeros bancos. O vibrante corredor ripícola da ribeira de Seiça confere ao parque linear bastantes sombras e frescura pelo que o local é por muitos procurado como zona de manutenção física. Para tal existe um pequeno circuito de manutenção com algumas máquinas. O acesso ao parque é feito por estrada pavimentada (Rua Melvin Jones, por ex) e existe estacionamento, demarcado, para cerca de 250 viaturas. Em 2013 foi criado o Centro de Marcha e Corrida de Ourém, cujo objetivo é incentivar a prática regular de exercício físico e proporcionar apoio técnico especializado à população, que para benefíciar deste apoio apenas terá de se inscrever no Espaço Jovem. Junto ao parque encontram-se o Centro de Negócios, o mercado Municipal, as Piscinas Municipais e o Centro de Empresas. Todo o recinto do Parque da Cidade António Teixeira dispõe de rede wireless de acesso à Internet.


Monte dos Valinhos e Aljustrel

freguesia Fátima coordenadas N 39 o 37’ 57,61’’ W 8 o 40’ 14,58’’ tipologia Zona de Lazer enquadramento rural Espécies Florísticas oliveira, carrasco, pequenos arbustos Lotação

O Monte dos Valinhos e Aljustrel é um espaço muito agradável, completamente integrado na paisagem natural, vulgarmente apelidado como o “Pulmão do Santuário de Fátima”. Para além do seu caráter ecológico e ambiental, este local pretende ser um espaço repleto de simbolismo e espiritualidade. Foi este lugar que acolheu as três aparições do Anjo (duas na Loca e uma no quintal da Casa de Lúcia), a passagem dos Pastorinhos de Fátima a caminho da Cova da Iria, e atualmente peregrinos e visitantes ao longo de todo o ano. Este espaço é maioritariamente constituído por espécies autóctones, principalmente as oliveiras, os carrascos, azinheiras e pequenos arbustos, havendo para o efeito, uma equipa em permanência a zelar pelo local. A par destas atividades, o Santuário terminou recentemente a limpeza e reabilitação da calçada e dos muros de proteção dos seus terrenos em todo o percurso da Via-Sacra e, em maio de 2011 colocou ao serviço dos visitantes dois blocos de sanitários.

estacionamento Sim. Demarcado (15 lugares aprox.)

azinheira,


freguesia Fátima

Espaço verde envolvente ao Santuário de Fátima

coordenadas N 39 o 37’ 12,55’’ W 8 o 40’ 9,77’’ tipologia zona de lazer enquadramento urbano Espécies Florísticas cipreste, oliveira, azinheira Lotação 120 Mesas 500 Lugares sentados estacionamento Sim. Demarcado (825 automóveis 38 autocarros)

A zona envolvente ao Santuário de Fátima, na Cova de Iria é uma importante estrutura ecológica perfeitamente enquadrada no meio urbano. Gerida pelo Santuário, esta zona tem em permanência uma equipa que zela pela manutenção do local bem como responsáveis que asseguram que esta não é descaracterizada da paisagem autóctone onde está inserida. Predominam as azinheiras, ciprestes e oliveiras, bem como um vasto leque de espécies tipicamente mediterrâneas. O local dispõe de abundantes sombras e serve de local de descanso aos muitos peregrinos que se deslocam ao Santuário de Fátima.


Parque de Lazer de Fontaínhas da Serra

freguesia Atouguia coordenadas N 39 o 39’ 24,5’’ W 8 o 38’ 52,7’’ tipologia Parque de Merendas enquadramento Rural Espécies Florísticas Oliveira essencialmente

O Parque de Lazer de Fontaínhas da Serra está situado num imponente vale verdejante de vegetação tipicamente mediterrânica aliado a um impar olival milenar. O parque estende-se ao longo de uma grande extensão, sempre acompanhado pela frescura da vegetação e da água proveniente das fontes ali presentes. Está dotado de forno a lenha, churrasqueira, lava-louças e casa de banho. O acesso ao parque pode ser feito por estrada pavimentada (Rua das fontes) e existe estacionamento, não demarcado, para cerca de 10/15 viaturas. Existe também a possibilidade de usar um gerador para fornecer eletricidade se necessário. Sofreu recentemente obras de renovação nomeadamente ao nível do pavimento, drenagem de águas e outros acabamentos.

Lotação 10 Mesas 60 Lugares sentados estacionamento Sim. Não demarcado (10/15 lugares aprox)


freguesia ATOUGUIA

Parque de Lazer do Zambujal

coordenadas N 39 o 38’ 12’’ W 8 o 36’ 55’’ tipologia Parque de Merendas enquadramento Urbano Espécies Florísticas Oliveiras, plantas mediterrâneas Lotação 5 Mesas 30 Lugares sentados estacionamento Sim. demarcado (5 lugares aprox.)

O Parque de Lazer do Zambujal apresenta-se como um agradável espaço, enquadrado no lugar do Zambujal, com uma vista privilegiada sobre o castelo de Ourém. Construído de raiz em 2013, o parque estende-se numa faixa contínua, ao longo de vários patamares, onde no mais elevado é possível desfrutar de uma vista panorâmica. O parque dispõe de uma churrasqueira, água da rede e iluminação pública. Dispõe de 5 mesas em madeira tratada que perfazem uma lotação aproximada de 30 lugares sentados e 5 bancos com igual lotação. O acesso ao parque faz-se por estrada pavimentada (Rua Principal) e existe estacionamento, demarcado, para 5 viaturas.


PARQUE DE MERENDAS DE CASAL DOS BERNARDOS

freguesia Casal dos Bernardos coordenadas N 39 o 45’ 31,1’’ W 8 o 31’ 07,0’’ tipologia Parque de Merendas enquadramento Rural Espécies Florísticas Amieiros, Salgueiros, Freixos

O Parque de Merendas de Casal dos Bernardos está inserido numa zona florestada, repleta de sombras e frescura proveniente da presença de água abundante durante todo o ano e da imponente galeria de amieiros, salgueiros e freixos. Dispõe ainda de excelentes condições logísticas, nomeadamente casas de banho com diferenciação por sexo e preparadas para pessoas com deficiência motora, 2 fornos a lenha e 10 churrasqueiras individuais, assim como água canalizada e iluminação pública. O parque possui uma lotação de cerca de 264 lugares sentados distribuídos por 44 mesas. O acesso ao parque faz-se por estrada não pavimentada e existe estacionamento, não demarcado, para cerca de 100 viaturas. O parque dispõe ainda de um parque infantil devidamente identificado e delimitado.

Lotação 19 Mesas 264 Lugares sentados estacionamento Sim. Não demarcado (100 lugares aprox.)


freguesia Espite

Parque de Merendas de Espite | Lago dos Patos

coordenadas N 39 o 46’ 43,9’’ W 8 o 38’ 41,3’’ tipologia Parque de Merendas enquadramento Rural Espécies Florísticas Eucalipto, tília, freixo, cortadeira , Phragmites communis Lotação 4 Mesas 24 Lugares sentados estacionamento Sim. Não demarcado (30 lugares aprox.)

O Parque de Merendas de Espite está enquadrado em meio rural, no sopé de um extenso vale conhecido como Vale Figueira. A zona, confluência de várias nascentes dispõe de grande disponibilidade de água, assim como de um lago artificial, de dimensões consideráveis, nas imediações. O parque está integrado numa área florestal constituida predominantemente por eucalipto tendo sido instaladas outras espécies como tilias e freixos na zona de parque bem como tifas e ervas das pampas. O parque dispõe de duas churrasqueiras e 4 mesas, perfazendo uma lotação de cerca de 24 pessoas sentadas. O acesso faz-se por estrada não pavimentada (sem nome) e existe estacionamento, não demarcado, para aproximadamente 30 viaturas.


Parque de Merendas de Gondemaria

freguesia Gondemaria coordenadas N 39 o 40’ 58,58’’ W 8 o 38’ 07,29’’ tipologia Parque de Merendas enquadramento Urbano Espécies Florísticas Pinheiro

O Parque de Merendas de Gondemaria é um espaço fresco e agradável, onde é possivel fazer uma refeição. O parque de merendas dispões de boas sombras uma vez que se encontra perfeitamente integrado numa zona de fulguroso pinhal. O parque de merendas tem uma lotação de aproximadamente 54 lugares sentados ao longo de 9 mesas e 3 bancos que possuem uma lotação de aproximadamente 9 lugares. O acesso faz-se por estrada pavimentada (Rua de Fátima).

Lotação 9 Mesas 54 Lugares sentados estacionamento Não Demarcado - Na via pública


freguesia Olival

Parque de Diversões do Olival

coordenadas N 39 o 42’ 39,8’’ W 8 o 36’ 12,0’’ tipologia Jardim | Zona de Lazer enquadramento Urbano Espécies Florísticas Freixo, Salgueiro Lotação 10 Mesas 60 Lugares sentados estacionamento Sim. demarcado (30 lugares aprox.)

O Parque de Diversões do Olival proporciona aos seus utilizadores uma grande variedade de atividades. Para além de uma zona de parque de merendas dispõe ainda de um ringue desportivo e parque infantil. O parque de merendas dispõe de 2 churrasqueiras, 2 lava-louças, água, luz pública bem como casas de banho. O parque dispõe de abundantes sombras e frescura, decorrente da pequena represa ali criada mas, essencialmente pela forma como está inserido na extraordinária galeria ripícola da ribeira Olival. O acesso ao parque é feito por estrada pavimentada (Rua Poeta Acácio Paiva) e existe estacionamento, demarcado, para cerca de 30 viaturas. Junto ao parque encontram-se a Junta de Freguesia, Igrejas (nova e velha), escola primária, biblioteca, bem como a quinta das conchas (casa do poeta Acácio Paiva). Todo o recinto do Parque de Diversões do Olival dispõe de rede wireless de acesso à Internet.


Parque de Merendas da Amieira

freguesia Urqueira coordenadas N 39 o 44’ 20,3’’ W 8 o 35’ 09,2’’ tipologia Parque de Merendas enquadramento Rural Espécies Florísticas Amieiro, Salgueiro, Freixo, Pinheiro

O Parque de Merendas da Amieira é um agradável espaço repleto de água e frescura. Completamente enquadrado na vasta vegetação ripícola, este espaço dispõe de lotação para cerca de 200 pessoas ao longo de 34 mesas. Dispõe de 10 churrasqueiras, forno e lava-louças casas de banho com diferenciação por sexo, água e luz. Existe ainda um palco bem como um parque infantil devidamente demarcado. O acesso faz-se por estrada não pavimentada e existe estacionamento, não demarcado, para cerca de 50 viaturas.

Lotação 34 Mesas 198 Lugares sentados estacionamento Sim. Não demarcado (50 lugares aprox.)


Ficha Técnica Coordenação José Manuel Alho, Gisela Cid Textos David Pulquério, Luísa Marques , João Oliveira, ICNF Imagens Município de Ourém , José Manuel Alho Cartografia Divisão de Planeamento e Ordenamento do Território | Município de Ourém Produção Gráfica Ana Oliveira Este documento tem apenas o propósito de inventariação. Cabe a cada entidade gestora regular, administrar e gerir o seu espaço.


Rede de Espaços Naturais e de Lazer  

Seguindo o compromisso e a responsabilidade do Município na vertente ambiental, este documento apresenta-se como um instrumento de inventari...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you